CERON - Centrais Elétricas de Rondônia S.A. - RO

CERON - CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A

ESTADO DE RONDÔNIA

CONCURSO PÚBLICO - EDITAL - 001/2008

Notícia:   CERON - RO convoca candidatos classificados no Concurso Público 01/2008

A CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A - CERON, concessionária de serviços públicos de energia elétrica, empresa controlada da Centrais Elétricas Brasileiras S/A - ELETROBRÁS, com sede e endereço na Rua José de Alencar, 2613 - Baixa da União - Porto Velho/RO, inscrita no CNPJ sob nº 05.914.650/0001-66, por meio da IADE Concurso Público Ltda., inscrita no CNPJ nº 65.165.789/0001-86, com sede e endereço na Rua Conceição do Pará, 612 - Belo Horizonte/MG, torna pública a abertura das inscrições e estabelece normas relativas à realização de Concurso Público, destinado a selecionar candidatos para provimento nos Cargos/Função de:

· Engenheiro/Engenheiro I

· Técnico de Nível Universitário/Técnico de Nível Universitário I

· Médico/Técnico de Nível Universitário I

· Assistente/Operador de Sistemas

· Economista/Técnico de Nível Universitário I

· Especialista/Técnico em Eletrotécnica

As inscrições deverão ser realizadas no período de 18/01/2008 até 17/02/2008, por meio dos sites www.iadenet.com.br e www.ceron.com.br.

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1 Este Concurso Público será regido de acordo com a Legislação Federal que trata da matéria, e por este Edital.

1.2 Este Concurso Público será executado pela IADE Concurso Público Ltda., e destina-se a selecionar candidatos para provimento de cargos da CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A CERON, e formar cadastro reserva de aprovados para os cargos que vagarem ou para novas vagas, que forem criadas dentro do prazo de validade do concurso, obedecendo à ordem decrescente de pontuação e o cargo para o qual foi aprovado.

2. DAS VAGAS

2.1 O número de vagas disponíveis por cargo é o estabelecido no quadro a seguir:

CARGO

FUNÇÃO

FORMAÇÃO

CARGA HORÁRIA SEMANAL

VAGAS IMEDIATAS

SALÁRIO INICIAL

Engenheiro

Engenheiro I

Curso Superior, com graduação em Engenharia Elétrica, com registro no CREA, e comprovação de regularidade quanto ao pagamento da anuidade da categoria.

40

06

3.429,93

Técnico de Nível Universitário

Técnico de Nível Universitário I

Curso Superior, com a comprovação de regularidade quanto ao pagamento da anuidade da categoria de sua formação.

Curso de administração básica e avançada em S.O. Windows NT e 2000 Server, ou 2003 Server, com carga horária de, no mínimo, 80h.

Curso de segurança de rede para infra-estrutura de rede Windows 2000 ou 2003, carga horária de, no mínimo, 40h.

Curso Citrix Metaframe, carga horária de, no mínimo, 32h.

Curso de Implementação e Administração do MS Exchange 2003 carga horária de, no mínimo, 40h.

Curso de Instalação, Administração e Otimização de Banco de Dados Oracle 8i, Linguagem PL/SQL carga horária de, no mínimo, 40h.

40

01

2.164,52

Médico

Técnico de Nível Universitário I

Curso Superior, com graduação em Medicina com especialização - latu sensu - na área de Auditoria Médica. Experiência de 02 anos, com a comprovação de regularidade quanto ao pagamento da anuidade da categoria.

20

01

3.033,70

Economista

Técnico de Nível Universitário I

Curso Superior, com graduação em Ciências Econômicas, com Registro no Corecon, com a comprovação de regularidade quanto ao pagamento da anuidade da categoria.

40

01

2.164,52

Especialista

Técnico em Eletrotécnica

Curso Técnico em Eletrotécnica, com registro no CREA, e comprovação de regularidade quanto ao pagamento da anuidade da categoria.

40

07

1.800,47

Assistente

Operador de Sistemas

Nível Médio e conhecimento básico de eletricidade.

36 (Regime de Escala de Reveza-mento).

05

1.245,81

2.2 As vagas reservadas aos portadores de necessidades especiais, dentre as oferecidas, de acordo com a legislação específica, será de 5% (cinco por cento) sobre o total de vagas ofertadas.

3. DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

3.1 As atribuições dos cargos previstos neste Edital são as constantes do Anexo II.

4. DOS BENEFÍCIOS

4.1 A CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A - CERON oferece Plano de Benefícios a todos os seus empregados e dependentes, conforme Normas Internas e Acordo Coletivo de Trabalho, incluindo:

a) Plano de Auto Gestão em Saúde;

b) Tíquete Alimentação;

c) Auxílio-Creche e Pré-Escola;

d) Incentivo ao Curso Universitário;

e) Outros.

5. DAS CONDIÇÕES DE HABILITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO NO CARGO

5.1 O candidato deve comprovar que preenche as condições relacionadas a seguir, quando de sua admissão:

a) Ter sido aprovado e classificado no concurso, na forma estabelecida neste Edital;

b) ter nacionalidade brasileira ou gozar das prerrogativas dos Decretos n.º 70.391/72 e 70.436/72 e Constituição Federal, §1o do Art. 12;

c) estar quite com as obrigações eleitorais;

d) estar quite com as obrigações militares, para os candidatos do sexo masculino;

e) comprovar a conclusão da escolaridade exigida até a data da contratação e atender aos pré-requisitos constantes nos itens 2.1;

f) ter idade mínima de 18 anos comprovados até a data da contratação;

g) não estar incompatibilizado com investidura do cargo, inclusive em razão de demissão por atos de improbidade, comprovados por meio de sindicância e ou inquérito Administrativo, na forma da Lei;

h) possuir habilitação exigida para o exercício da função;

i) ser considerado apto nos exames clínicos e complementares, na forma dos itens 18.10 deste Edital;

j) se portador de necessidades especiais, atender os requisitos constantes do item 9 deste Edital;

k) apresentar certidão negativa de antecedentes criminais, expedida pela Justiça Estadual e Federal.

6. DA REALIZAçãO DA INSCRIçãO VIA INTERNET

6.1 As inscrições para o Concurso deverão ser realizadas via Internet nos sites www.iadenet.com.br e www.ceron.com.br, a partir das 08 (oito) horas do dia 18 de janeiro de 2008, e encerramento as 18 (dezoito) horas do dia 17 de fevereiro de 2008, observando o horário de Rondônia.

6.2 A CERON e a IADE Concurso Público Ltda., não se responsabilizam por inscrição via Internet não recebida por motivos de ordem técnica de computadores, falhas de comunicação, congestionamento de linhas de comunicação, bem como outros fatores que impossibilitem a transferência de dados.

6.3 O candidato, após preencher o formulário eletrônico de inscrição, deverá imprimir o boleto bancário para pagamento da taxa de inscrição até o vencimento, em qualquer agência bancária.

6.3.1 O boleto bancário estará disponível nos sites www.iadenet.com.br e www.ceron.com.br, e deve ser impresso para pagamento da taxa após a conclusão do preenchimento do formulário de inscrição on-line.

6.4 A inscrição no presente Concurso Público implica o conhecimento e expressa aceitação das condições estabelecidas neste Edital, das quais o candidato não poderá alegar desconhecimento.

6.5 Os valores da taxa de inscrição para os cargos previstos no item 2.1 deste Edital são os seguintes:

Escolaridade mínima correspondente ao cargo

Valor da Inscrição

Nível Médio/ Curso Técnico

R$ 50,00

Nível Superior

R$ 70,00

6.6 A inscrição somente será considerada válida após o pagamento do boleto, pagável na rede bancária, conforme dispõe o subitem 7.6 deste Edital.

6.7 Os pagamentos de taxa de inscrição após a data de encerramento das inscrições não serão aceitos, e a inscrição não será considerada válida.

6.8 O candidato, ao efetivar sua inscrição assume inteira responsabilidade pelas informações que fizer constar no formulário eletrônico de inscrição emitido pela Internet, sob as penas da lei.

6.8.1 A IADE Concurso Público Ltda., prestará informações relativas ao Concurso Público, objeto deste Edital, bem como disponibilizará meios para realização de inscrição no endereço Av. 7 de Setembro, 2.300 - Bairro Nossa Senhora das Graças - Porto Velho/RO, no horário das 08 (oito) horas às 12 (doze) horas e das 14 (quatorze) horas às 17 (dezessete) horas de segunda a sexta-feira.

6.9 Informações complementares acerca das inscrições, via internet, estarão disponíveis nos sites www.iadenet.com.br e www.ceron.com.br.

6.10 Os boletos bancários emitidos no último dia do período de inscrições deverão ser pagos até o dia 18 de fevereiro de 2008.

7. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SOBRE A INSCRIÇÃO NO CONCURSO PÚBLICO

7.1 É vedada a inscrição condicional ou extemporânea.

7.2 O valor relativo à inscrição não será devolvido em hipótese alguma, salvo no caso de cancelamento do Concurso Público.

7.3 Não será aceita inscrição via postal, por fac-símile, e ou outra forma que não a estabelecida no subitem 6.6 deste Edital.

7.5 Após concretizada a inscrição, em hipótese alguma haverá troca de cargo ou localidade de realização da prova.

7.6 O candidato terá sua inscrição homologada somente após o recebimento, pela IADE Concurso Público Ltda., da confirmação do pagamento da sua taxa de inscrição.

7.7 A declaração falsa ou inexata dos dados constantes do Formulário de Inscrição determinará a anulação de todos os atos decorrentes, em qualquer época, podendo o candidato responder às conseqüências legais.

7.8 O candidato somente poderá inscrever-se para um único cargo, considerando que as provas serão realizadas no mesmo dia e horário.

7.9 É vedada a efetivação de mais de uma inscrição em nome do mesmo candidato. Caso se verifique dupla inscrição, será considerada apenas a mais recente.

7.10 No caso de pagamento com cheque, este somente será aceito se do próprio candidato, sendo considerada sem efeito a inscrição se o cheque for devolvido por falta de fundos ou por quaisquer outras irregularidades.

8. Da DIVULGAÇÃO

A divulgação de todas as etapas deste Concurso se dará na forma de editais, extrato de editais e avisos através dos seguintes meios e locais:

8.1 Publicação no Diário Oficial da União, Jornal Folha de Rondônia, Jornal O Estadão do Norte e Jornal Diário da Amazônia.

8.2 Divulgação eletrônica nos sites www.iadenet.com.br e www.ceron.com.br.

9. Das vagas destinadas aos candidatos portadores de necessidades especiais

9.1 As pessoas portadoras de necessidades especiais, amparadas pelo Artigo 4º do Decreto Federal nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, alterado pelo Decreto Federal nº 5.296, de 2 de dezembro de 2004, poderão, nos termos do presente Edital, concorrer a vagas correspondentes a 5% (cinco por cento) sobre o total de vagas ofertadas, fazendo sua opção no requerimento de inscrição, disponível nos sites www.iadenet.com.br e www.ceron.com.br.

9.2 O candidato que se inscrever na vaga destinada a Portador de Necessidades Especiais deverá: a ) Enviar, via SEDEX, para IADE Concurso Público, Rua Conceição do Pará, 612 - Bairro Santa Inês - Belo Horizonte - MG, CEP 31.080-020, atestado médico dispondo sobre a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente à Classificação Internacional de Doença - CID, bem como indicar no seu pedido de inscrição, o número do código de postagem; b) enviar, caso necessário, juntamente com atestado médico referido na alínea "a", solicitação de tratamento diferenciado para o dia do concurso, indicando que condições necessita para a realização das provas.

9.3 O atendimento diferenciado, referido na alínea "b" do subitem 9.2 deste Edital, obedecerá aos critérios de viabilidade e de razoabilidade, do qual o candidato será informado quando da confirmação do seu requerimento de inscrição, na forma do item 11 deste Edital.

9.4 A NÃO solicitação de condições especiais implica a sua NÃO concessão no dia da realização das provas.

9.5 O candidato portador de deficiência visual que requerer prova em Braile deverá levar, no dia de aplicação das provas, reglete e punção.

9.6 Os portadores de necessidades especiais participarão do concurso em igualdade de condições com os demais candidatos.

9.7 O candidato que, no ato da inscrição, declarar-se portador de necessidades especiais, se classificado no concurso, além de figurar na lista geral de classificação, terá seu nome publicado em relação à parte, observada a respectiva ordem de classificação.

9.8 Os candidatos de que trata o subitem anterior que tiverem a deficiência reconhecida nos termos do subitem 18.10 deste Edital, serão submetidos, no curso do exame de saúde, à perícia específica, destinada a verificar a compatibilidade de sua deficiência com o exercício das atribuições do cargo.

9.8.1 Caso a perícia médica conclua negativamente quanto à compatibilidade, o habilitado não será considerado apto à contratação.

9.9 As vagas definidas no subitem 2.2 deste Edital, que não forem providas por falta de candidatos, por reprovação no concurso ou na perícia médica serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem geral de classificação.

10. DA HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES

10.1 As inscrições efetuadas de acordo com o disposto no subitem 6.6 deste Edital, serão homologadas pela IADE Concurso Público Ltda., significando tal ato que o candidato está habilitado para participar das demais fases do Concurso.

11. DA CONFIRMAÇÃO DA INSCRIÇÃO E DAS PROVAS

11.1 O local e horário de aplicação da prova serão comunicados ao candidato por meio do Comprovante Definitivo de Inscrição - CDI, que será enviado para o endereço do email informado pelo candidato no formulário de inscrição e também disponibilizado na Internet, nos sites www.iadenet.com.br e www.ceron.com.br, para consulta pelo próprio candidato, a partir do dia 06 de março de 2008.

11.2 Eventuais erros de digitação ocorridos nos dados cadastrais do candidato, deverão ser registrados no campo "Acerto Cadastral" do Comprovante Definitivo de Inscrição e entregue ao fiscal de sala, durante a realização da Prova Objetiva.

12. DA PROVA

12.1 A Prova Objetiva de múltipla escolha será eliminatória e classificatória, e terá 4 (quatro) opções por questão e obedecerá às características especificadas no Anexo I deste Edital.

12.2 A Prova Objetiva terá um valor máximo de 100 (cem) pontos e constará de 40 questões, sendo que cada questão será valorizada em 2,5 pontos.

12.3 As disciplinas que comporão a Prova Objetiva e o número de questões por disciplina, são os discriminados no Anexo I deste Edital.

12.4 Serão considerados aprovados na Prova Objetiva, os candidatos que obtiverem, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) do total de pontos atribuídos ao conjunto de disciplinas e o mínimo de 20% (vinte por cento) de acerto em cada disciplina.

12.5 Os conteúdos programáticos e as indicações bibliográficas para a Prova Objetiva são os constantes do Anexo III deste Edital.

13. DAS CONDIÇÕES DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS

13.1 As provas desse Concurso Público serão realizadas nas cidades de Porto Velho/RO, para todos os cargos e também nas cidades de Cuiabá/MT e Manaus/AM para os cargos de Engenheiro e Médico em locais a serem informados por meio do Comprovante Definitivo de Inscrição - CDI, nos termos do subitem 11.1 deste Edital, no dia 16/03/2008, no horário de 14 (quatorze) horas às 17 (dezessete) horas, horário de Rondônia.

13.2 O candidato deverá comparecer com antecedência mínima de trinta minutos do horário fixado para o fechamento dos portões de acesso aos locais das provas, munido de caneta esferográfica, de tinta azul ou preta, documento oficial de identificação e, preferencialmente, do Comprovante Definitivo de Inscrição - CDI.

13.3 Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Ministérios Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública e pelos Corpos de Bombeiros Militares, carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordens, Conselhos, etc.), passaporte brasileiro (ainda válido), certificado de reservista, carteiras funcionais do Ministério Público e da Magistratura, carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valem como identidade, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação (somente o modelo novo, com foto, obedecido ao período de validade).

13.4 Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento ou casamento, título de eleitor ou CPF, ou qualquer outro documento que não esteja especificado no subitem 13.3 deste Edital

13.5 Em nenhuma hipótese será permitido ao candidato:

a) prestar a prova sem que esteja portando um documento oficial de identidade que contenha, no mínimo, foto, filiação e assinatura;

b) ingressar na sala de aplicação de prova, após o seu início;

c) prestar provas fora do horário ou do local predeterminados e informados no Comprovante Definitivo de Inscrição - CDI.

13.6 Não será permitido o ingresso ou a permanência de pessoa estranha ao Concurso Público, em sala ou nas demais dependências do local indicado para a sua realização, salvo na hipótese prevista no subitem 13.21 deste Edital.

13.7 No caso de perda ou roubo do documento de identidade, o candidato deverá apresentar certidão que ateste o registro da ocorrência em órgão policial expedida há, no máximo, trinta dias da data da realização da prova e, ainda, ser submetido à identificação especial.

13.8 Não haverá segunda chamada para a prova, ficando o candidato ausente, por qualquer motivo, eliminado do Concurso Público objeto deste Edital.

13.9 Após ser identificado e instalado no local da prova, o candidato não poderá consultar ou manusear qualquer material de estudo ou leitura, enquanto aguardar o seu início.

13.10 Uma vez identificado e instalado no local da prova o candidato somente poderá ausentar-se da sala, que integra o local do Concurso Público, acompanhado de um Fiscal devidamente credenciado.

13.11 Durante a realização da prova não será permitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos, nem utilização de bonés, livros, códigos, manuais, impressos ou anotações, calculadoras, relógios digitais, agendas eletrônicas, pagers, telefones celulares, BIP, walkman, gravador ou qualquer outro equipamento eletrônico similar.

13.12 Os objetos de uso pessoal (incluindo telefones celulares que deverão estar desligados) deverão ser acondicionados em sacos plásticos, lacrados e colocados em local à vista e retirados somente após a entrega da Folha de Resposta pelo candidato.

13.13 O candidato que, durante a realização da prova for encontrado portando qualquer um dos objetos especificados no subitem 13.11 deste Edital, mesmo que desligado, será automaticamente eliminado do Concurso Público objeto deste Edital.

13.14 É vedado o ingresso de candidato portando arma no local de realização de prova.

13.15 Será, também, eliminado do Concurso Público de que trata este Edital o candidato que incorrer em qualquer das seguintes situações:

a) deixar o local de realização da prova sem a devida autorização;

b) tratar com falta de cortesia examinadores, auxiliares, fiscais ou autoridades presentes;

c) proceder de forma a tumultuar a realização da prova;

d) estabelecer comunicação com outros candidatos ou com pessoas estranhas, por qualquer meio;

e) usar de meios ilícitos para obter vantagem para si ou para outros;

f) deixar de atender ou acatar as orientações expedidas pelas autoridades responsáveis.

13.16 O candidato para utilizar os banheiros, poderá passar por uma revista pessoal por meio da utilização de detector de metais.

13.17 Na correção da Folha de Respostas será atribuída nota zero à questão com mais de uma opção, rasurada ou sem opção assinalada.

13.18 Em nenhuma hipótese haverá substituição da Folha de Respostas, por erro do candidato.

13.19 Ao terminar a prova, o candidato entregará obrigatoriamente ao Fiscal de Sala sua Folha de Respostas devidamente assinada.

13.20 O candidato somente poderá deixar o local da prova, portando o caderno de questões, 90 (noventa) minutos após o início da prova.

13.21 Na hipótese de candidata lactante, será facultada a possibilidade de amamentar o filho durante a realização da prova desde que leve um acompanhante, o qual será responsável pela criança que permanecerá em sala reservada para essa finalidade.

13.22 O candidato não poderá amassar, molhar, dobrar, rasgar ou, de qualquer modo, danificar a sua Folha de Respostas, sob pena de ser eliminado do Concurso Público.

13.23 Em hipótese alguma haverá prorrogação do tempo de duração das provas em razão de afastamento do candidato da sala de provas.

14. DO PROCESSO DE CLASSIFICAÇÃO

14.1 O Resultado Final deste concurso será aferido pelo somatório dos pontos obtidos nas disciplinas que compõem a Prova Objetiva.

14.2 Havendo empate na totalização dos pontos, para ambos os cargos, terá preferência o candidato com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, na forma do disposto no parágrafo único do art. 27 da Lei nº 10.741, de 01 de outubro de 2003 (Estatuto do Idoso).

14.3 Persistindo o empate, terá preferência o candidato que:

a) tiver obtido o maior número de pontos na disciplina Específica;

b) tiver obtido o maior número de pontos na disciplina de Língua Portuguesa;

c) tiver mais idade.

14.4 Os candidatos inscritos como portadores de necessidades especiais, classificados, além de figurarem na lista geral de classificação, terão seus nomes publicados em separado.

15. DOS RECURSOS

15.1 Caberá interposição de recurso, em instância única, fundamentado perante a Banca Examinadora de cada cargo, no prazo de 2 (dois) dias úteis, contados do primeiro dia subseqüente à data de divulgação do objeto do recurso, nas seguintes hipóteses:

a) contra o gabarito ou questão da Prova Objetiva;

b) contra o resultado da Prova Objetiva.

15.2 Admitir-se-á um único recurso por questão ou nota da Prova Objetiva para cada candidato, não sendo aceitos recursos coletivos.

15.3 Na hipótese de anulação de questão, por força de provimento de algum recurso, os pontos relativos a essa questão serão atribuídos a todos os candidatos, independentemente da formulação de recurso.

15.4 Se, por força de decisão favorável a impugnações, houver modificação do gabarito divulgado antes dos recursos, as provas serão corrigidas de acordo com o gabarito definitivo, não se admitindo recurso dessa modificação decorrente das impugnações.

15.5 O recurso deverá ser enviado à IADE com a observância do seguinte :

a) digitado, em duas vias;

b) dentro do prazo estipulado no subitem 15.1 deste Edital;

c) com indicação da questão ou gabarito, ou da nota atribuída que se quer contestar;

d) com argumentação lógica, consistente e baseada exclusivamente na bibliografia indicada no Edital, para recurso contra questão de prova ou gabarito.

e) com capa em que conste o nome, o número de inscrição, o cargo para o qual concorre, o endereço completo, inclusive e-mail e a assinatura do candidato.

f) conforme modelo constante do Anexo IV deste Edital.

15.6 O recurso deverá ser enviado, individualmente, para IADE Concurso Público, preferencialmente via SEDEX, à Rua Conceição do Pará, 612 - Bairro Santa Inês - Belo Horizonte - MG - CEP. 31.080-020, com indicação na parte da frente do envelope - RECURSO CONTRA O CONCURSO DA CERON. Para a validade do recurso, a data da postagem deverá obedecer ao prazo estabelecido no subitem 15.1 deste Edital.

15.7 Não serão considerados os recursos interpostos quando :

a) em desacordo com este Edital;

b) fora do prazo estabelecido.

15.8 O prazo para interposição de recurso é preclusivo e comum a todos os candidatos,

15.9 A Banca Examinadora constitui última instância para recurso, sendo soberana em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos adicionais.

15.10 A IADE Concurso Público Ltda., encaminhará conclusão fundamentada sobre o recurso, emitida pela Banca Examinadora, para o endereço eletrônico do candidato.

15.11 A IADE Concurso Público Ltda., não se responsabiliza por endereço eletrônico não informado ou informado com dados errôneos pelo candidato.

16. DO RESULTADO FINAL

16.1 O resultado final do Concurso Público, objeto deste Edital, será publicado no Diário Oficial da União, Jornal O Estadão do Norte, Jornal Folha de Rondônia, Jornal Diário da Amazônia, e nos sites www.iadenet.com.br e www.ceron.com.br, não se permitindo recurso deste resultado.

17. HOMOLOGAÇÃO

17.1 O resultado final do Concurso Público de que trata este Edital será homologado pela Diretoria Executiva da Centrais Elétricas de Rondônia S.A - CERON, com publicação no Diário Oficial da União - DOU.

18. DA contratação DOS CANDIDATOS HABILITADOS 18.1 O ingresso em quaisquer dos cargos, de que trata este Edital, dar-se-á na respectiva referência, nos termos do Plano de Cargos e Salários da Centrais Elétricas de Rondônia S.A - CERON e da legislação pertinente. A admissão do concursado no Quadro de Pessoal da CERON se dará no salário previsto na Tabela Salarial vigente.

18.2 O candidato aprovado e classificado até o limite das vagas especificadas no subitem 2.1 deste Edital, poderá ser admitido obedecida à ordem de classificação, até a vigência deste Concurso, sendo sua lotação em qualquer localidade dentro do Estado de Rondônia, de acordo com a necessidade da empresa no ato da convocação, não havendo vinculação com o local de realização das provas.

18.3 O candidato aprovado no Concurso Público de que trata este Edital, será admitido no cargo, se atendido os requisitos dispostos no subitem 2.1 deste Edital, e apresentar, obrigatoriamente, os seguintes documentos:

a) Carteira de Trabalho e Previdência Social (Original e Xerox do local da foto e dados cadastrais);

b) 04 Fotos 3 X 4;

c) declaração do último emprego (original);

d) exames Médicos Admissionais (original);

e) exame de tipagem sanguínea (original);

f) Certidão Criminal do Fórum ( estadual e federal);

g) carteira de Identidade (cópia e original);

h) CPF (cópia e original);

i) PIS / PASEP (cópia e original);

j) Título de Eleitor (cópia e original);

k) Certidão de Quitação Eleitoral (original)

l) comprovante de escolaridade (cópia e original);

m) Carteira de Habilitação Profissional expedida pelos órgãos de classe (CREA, CRAS, etc.) (cópia e original);

n) contribuição sindical relativo ao exercício (cópia);

o) Certificado de Reservista (cópia e original);

p) comprovante de pagamento de anuidade Conselho Regional (cópia);

q) Certidão de Nascimento ou Casamento (cópia e original);

r) comprovante de residência - conta de luz, água ou telefone (cópia e original);

s) Certidão de Nascimento dos filhos menores de 21 anos (cópia e original);

t) caderneta de vacinação dos filhos menores de 05 anos (cópia e original);

u) outros documentos que se fizerem necessários à época da contratação.

18.4 Não será admitido o candidato que deixar de apresentar qualquer um dos documentos especificados no subitem 18.3 deste Edital, exceto o mencionado na alínea "i", bem como deixar de comprovar qualquer um dos requisitos para investidura no cargo estabelecidos no subitem 2.1 deste Edital.

18.5 O candidato portador de necessidades especiais, aprovado, será admitido, observadas a sua classificação, a proporcionalidade e a alternância com os candidatos de ampla concorrência, sendo sua lotação em qualquer localidade dentro do Estado de Rondônia, de acordo com a necessidade da empresa no ato da convocação, não havendo vinculação com o local de realização das provas.

18.6 Os candidatos cumprirão período de experiência de até 90 (noventa) dias, a contar da data da admissão, na forma do artigo 443, parágrafo 2º , letra "c" da CLT - Consolidação das Leis do Trabalho.

18.7 O candidato que na data da convocação não apresentar os documentos constantes no subitem 18.3 deste Edital, será automaticamente desclassificado, não havendo a prerrogativa de ser remanejado para o final da lista.

18.8 O candidato aposentado por aposentadoria especial não poderá ingressar na Centrais Elétricas de Rondônia S.A - CERON em cargo/função cujo exercício da atividade infrinja disposição contida na Lei nº 9.035/95.

18.9 Os candidatos aprovados, excedentes às vagas oferecidas neste Edital, serão mantidos em cadastro reserva durante o prazo de validade do Concurso Público e poderão ser convocados para contratação em função de disponibilidade de vagas futuras, respeitada a ordem de classificação, sendo sua lotação em qualquer localidade dentro do Estado de Rondônia, de acordo com a necessidade da empresa no ato da convocação, não havendo vinculação com o local de realização das provas.

18.10 A contratação estará condicionada:

a) À apresentação de todos os documentos e atendimentos aos requisitos relacionados no subitem 18.3 deste Edital, e suas alíneas;

b) ao exame de sanidade física e mental, que comprovará a aptidão necessária para o exercício da categoria funcional, a ser realizado por médico oficial ou credenciado pela Centrais Elétricas de Rondônia S.A - CERON.

18.11 Os candidatos convocados deverão apresentar, também, visto/registro no Conselho Regional, da sua respectiva categoria profissional, no Estado de Rondônia no ato da contratação.

19. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

19.1 O candidato que fizer qualquer declaração falsa ou inexata ao se inscrever, ou que não possa satisfazer todas as condições enumeradas neste Edital, terá cancelada sua inscrição e serão anulados todos os atos dela decorrentes, mesmo que tenha sido aprovado nas provas e exames ou contratação.

19.2 É de responsabilidade do candidato manter seu endereço atualizado até a homologação do Concurso Público junto à IADE.

19.3 É de responsabilidade do candidato manter seu endereço atualizado após a homologação do Concurso Público junto à área de Recursos Humanos da CERON, através de carta registrada, com assinatura reconhecida em Cartório, para o endereço à Rua José de Alencar, 2613 - Baixa da União - CEP: 78916-623 - Porto Velho/RO.

19.4 Não serão fornecidos exemplares de provas relativas a Concursos Públicos anteriores.

19.5 A CERON e a IADE não se responsabilizam por quaisquer cursos, textos, apostilas e outros materiais impressos ou digitais referentes às matérias deste Concurso Público ou por quaisquer informações que estejam em desacordo com o disposto neste Edital.

19.6 Se, a qualquer tempo, for constatado, por meio eletrônico, probabilístico, estatístico, visual, grafológico ou por investigação policial, ter o candidato se utilizado de processo ilícito para obter aprovação própria ou de terceiros, suas provas serão anuladas e o candidato será, automaticamente, eliminado do concurso.

19.7 As despesas decorrentes da participação em todas as etapas e procedimentos do concurso de que trata este Edital correrão por conta do candidato.

19.8 A aprovação no concurso assegurará apenas a expectativa de direito à admissão, ficando a concretização desse ato condicionado à observância das disposições legais pertinentes, do exclusivo interesse e conveniência da CERON, da rigorosa ordem de classificação e do prazo de validade do concurso.

19.9 Este Concurso Público terá validade de 2 (dois) anos, a partir da data de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Administração.

19.10 Informações a respeito deste Concurso Público poderão ser obtidas nos sites www.iadenet.com.br e www.ceron.com.br ou pelos telefones (31) 3481-2222 e (69) 3229-5960.

19.11 Incorporar-se-ão a este Edital, para todos os efeitos, quaisquer editais complementares, avisos e convocações, relativos a este Concurso Público, que vierem a ser publicados.

19.12 Integram o presente Edital:

ANEXO I: Especificações dos cargos

ANEXO II: Atribuições dos cargos

ANEXO III: Conteúdo Programático e Indicações Bibliográficas.

ANEXO IV: Modelo de Recurso.

Porto Velho,16 de janeiro de 2008

ANEXO I

ESPECIFICAÇÕES DOS CARGOS

Cargo

Escolaridade/Pré-requisito

Vencimento R$

Carga Horária

Provas

Nº de Questões

ASSISTENTE / Operador de Sistemas

Ensino Médio e conhecimento básico em eletricidade

1.245,81

36 horas (Regime de Escala de Revezamento)

Língua Portuguesa

Conhec. Eletricid. Básica

Informática

Matemática

15

10

05

10

ECONOMISTA / Técnico de Nível Universitário I

Curso Superior em Ciências Econômicas e registro no CORECON

2.164,52

40 horas semanais

Língua Portuguesa

Legislação Setor Elétrico

Informática

Especifica

05

10

05

20

ENGENHEIRO / Engenheiro I

Curso superior de Engenharia Elétrica e registro no CREA

3.429,93

40 horas semanais

Língua Portuguesa

Legislação Setor Elétrico

Informática

Especifica

05

10

05

20

ESPECIALISTA / Técnico em Eletrotécnica

Curso Técnico em Eletrotécnica e registro no CREA

1.800,47

40 horas semanais

Língua Portuguesa

Informática

Especifica

15

05

20

MÉDICO/Técnico de Nível Universitário I

Curso superior em Medicina com especialização - latu sensu - na área de auditoria Médica. Experiência de 02 anos e registro no CRM

3.033,70

20 horas semanais

Língua Portuguesa

Específica

20

20

TÉCNICO DE NÍVEL UNIVERSITÁRIO / Técnico de Nível Universitário I

Curso Superior e registro no Conselho de sua categoria.

2. 164,52

40 horas semanais

Língua Portuguesa

Língua Inglesa

Específica

10

10

20

ANEXO II

ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

ENGENHEIRO / Engenheiro I

Executar a supervisão do sistema de transmissão; Comandar e controlar manobras no sistema de transmissão; Controle de tensão nas barras e de carregamento dos componentes do sistema elétrico de transmissão; Controle de corrente, potência ativa e reativa; Controlar e acompanhar as principais grandezas na supervisão dos sistemas tais como: Tensão de barramentos, Fluxos de Potência ou Corrente nos pontos Importantes do Sistema alimentador, Posição de Tap´s, Faturamento e Consumo; Efetuar o registro de ocorrências e anormalidades do sistema; Noções de despacho de carga; Acompanhamento dos Acordos Operacionais; Elaboração de Instruções de Operação(ITO); Elaboração do relatório de operação. inspeção e ensaios Elétricos de equipamentos; Executar manutenção preventiva e corretiva, programada e não programada em subestações, usinas termoelétricas e sistemas de transmissão; Especificação de equipamentos e materiais elétricos; Levantamentos de dados de sistemas elétricos; Manutenção, parametrização, aferição de instrumentos de medição e relés; manutenção em equipamentos elétricos, tais como: disjuntores, religadores, reguladores de tensão, chaves, seccionadores; Elaboração de relatórios técnicos. Desempenhar, além das atividades inerentes a profissão, atividades de projeto, orçamento, acompanhamento de obras, etc. Proceder a revisão das normas técnicas de comercialização e normas de procedimentos comerciais. Acompanhar faturamento dos consumidores horo-sazonais. Efetuar gestão da revisão do cadastro comercial. Padronizar os procedimentos técnicos nas Uns. Desempenhar qualquer atividade na CERON, que exija a aplicação de conhecimentos de natureza da área de engenharia, circunscritos ao âmbito de sua habilitação. Execução de trabalhos e serviços técnicos projetados por profissionais de nível superior; operação e/ou utilização de equipamentos, instalações e materiais; aplicação de normas técnicas concernentes aos respectivos processos de trabalhos; levantamento de dados de natureza técnica e gestão de contratos.

ECONOMISTA / Técnico de Nível Universitário I

Desempenhar atividades relativas à gestão do contas a receber. Elaborar estudos prospectivos do faturamento, arrecadação e contas a receber. Acompanhar débitos dos maiores devedores e órgãos públicos. Elaborar estudos de incentivo à adimplência e redução da inadimplência. Elaborar estudos de cobrança administrativa e judicial Elaboração, análise e gerenciamento de programas de contas a receber. Análise e acompanhamento do processo de faturamento. Análise e acompanhamento do processo de arrecadação. Elaboração, análise e acompanhamento de fluxograma de faturamento e arrecadação. Análise e acompanhamento dos processos de metas da Empresa. Desempenhar outra atividade designada pela Coordenação. Desempenhar atividades relativas à gestão do contas a receber: Elaborar estudos prospectivos do faturamento, arrecadação e contas a receber Acompanhar débitos dos maiores devedores e órgãos públicos Elaborar estudos de incentivo à adimplência e redução da inadimplência Elaborar estudos de cobrança administrativa e judicial.

MÉDICO / Técnico de Nível Universitário I

Auditoria analítica de contas hospitalares e faturas ambulatórias com análise técnica/médica de faturas; auditoria operacional de contas hospitalares com acesso a relatórios de centro cirúrgico prontuários e outros documentos referentes às internações previamente autorizadas ou ocorridas em caráter de emergência; realização de perícias médicas e visitas médico hospitalar; autorização e pareceres quanto às prorrogações de internamento. Disponibilidade para viagem.

ESPECIALISTA/ Técnico em Eletrotécnica

Informações técnicas aos clientes, acompanhar equipes de campo na aplicação das normas técnicas, vistoriar Redes elétricas e Subestações, auxiliar na análise de projetos, fazer cálculos elétricos, supervisionar atividades das equipes de campo, comissionar rede elétricas, orientar clientes para o uso racional de energia e outras atividades ligadas as suas atribuições técnicas.

Inspecionar equipamento em subestação, linhas de transmissão, redes de distribuição; efetuar levantamento para modificação de equipamento e projeto; auxiliar na elaboração de manuais de serviços; coordenar equipe de trabalho; acompanhar, auxiliar e ou executar manutenção preventiva e corretiva de equipamento elétricos.

Desempenhar qualquer atividade na CERON, que exija a aplicação de conhecimentos de natureza da área de engenharia, circunscritos ao âmbito de sua habilitação. Execução de trabalhos e serviços técnicos projetados por profissionais de nível superior; operação e/ou utilização de equipamentos, instalações e materiais; aplicação de normas técnicas concernentes aos respectivos processos de trabalhos levantamento de dados de natureza técnica e gestão de contratos.

Fiscalização de clientes e inspeção em SE Religação de SE Conhecimento em RD.

ASSISTENTE / Operador de Sistemas

Executar a supervisão e o controle de operação do Sistema de Transmissão; Definir a configuração a ser adotada em casos de alterações no sistema elétrico, decorrente de necessidades de intervenção de emergência ou urgência, baseando-se no Manual de Procedimentos da Operação; Comandar e controlar as manobras no sistema de transmissão; Efetuar o ajuste de horário;Controlar a tensão nas barra e carregamento dos componentes do sistema de transmissão de acordo com instruções específicas; Efetuar e controlar as restrições e os restabelecimentos de carga; Liberar a execução de trabalhos em linhas energizadas conforme normativos vigentes; Liberar a execução de serviços de manutenção e construção nas instalações do sistema elétrico; Notificar ao pessoal de manutenção os defeitos e anormalidades nos componentes do sistema elétrico; Efetuar a coleta a análise das leituras de variáveis do sistema elétrico; Elaborar o relatório diário da operação; Interagir com demais despachos de cargas da empresa/ou de empresas interligadas.

TÉCNICO DE NÍVEL UNIVERSITÁRIO / Técnico De Nível Universitário I

Profissional responsável pela instalação/configuração/administração dos softwares imprescindíveis à rede corporativa, tais como: Sistemas operacionais de rede, banco de dados, softwares de comunicação e administração da rede e principais aplicativos. Administração e gerenciamento do parque de servidores corporativos (hardware) que atendem a infra-estrutura de informática. Profissional responsável pelo senho da rede interna da empresa, suas adequações à novas tecnologias ou softwares. Condução de projetos de Informática relacionados a infra-estrutura física e lógica da rede. Administração das versões cliente do Windows 95/98/2000/2003/XP. Definição e especificação de equipamentos e softwares para aquisição e utilização na Empresa. Apoio à decisões gerenciais quando relacionadas ao ambiente tecnológico da Empresa. Administração do Sistema de Correio. Eletrônico MS Exchange 2003.

ANEXO III

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E INDICAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS

NÍVEL DE ESCOLARIDADE: ENSINO MÉDIO COMPLETO

CARGOS: Assistente/Operador de Sistemas e Especialista/Técnico em Eletrotécnica

LÍNGUA PORTUGUESA

(CARGOS: ASSISTENTE/Operador de Sistemas e ESPECIALISTA/Técnico em Eletrotécnica)

Conteúdo Programático

Interpretação de texto. Elementos da organização textual. Denotação e conotação. Funções da linguagem. Estruturas argumentativas. Variação lingüística: as diversas modalidades de registro. Aspectos lexicais: emprego e variação lexical. O nome e seu emprego. O pronome e seu emprego. Emprego de tempos e modos verbais. Regência nominal e verbal. Concordância nominal e verbal. Estrutura do período e da oração: aspectos sintáticos e semânticos. Ortografia. Acentuação. Pontuação. Tópicos de Língua Portuguesa padrão.

Indicações Bibliográficas

CUNHA, Celso, CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

SACCONI, Luiz Antônio. Nossa gramática contemporânea. São Paulo: Escala Educacional, 2004.

SAVIOLI, S.; FIORIN J. J. Lições de texto: leitura e redação. São Paulo: Ática, 1996.

INFORMÁTICA

(CARGOS: ASSISTENTE/Operador de Sistemas e ESPECIALISTA/Técnico em Eletrotécnica)

Conteúdo Programático

Internet: Entendendo a Internet; Correio Eletrônico; World Wide Web; File Transfer Protocol; Listas de discussão; Internet Explorer 6,0. Word: cabeçalhos e rodapés; Estilos; Modelos; Autocorreção e Autotexto; Menus e barras de ferramentas; Tabelas; Imagens no documento; Dicionário e corretor ortográfico; Sumário. Excel: conceitos básicos; Digitação e formatação de dados na planilha; Criação de formulas e expressões matemáticas; Impressão de planilhas; Funções: soma, média, mínimo, máximo, soma se, se, procv; Formatação condicional; Classificação de dados; Gráficos; Hiperlinks. Windows: conhecendo a área de trabalho; Barra de título; Barra de Menu/Criando uma pasta; Outros elementos da janela; Usando o menu Start; Windows Explorer; Usando os programas do Win2000. Introdução à Informática: O teclado, o monitor de vídeo, mouse, impressoras, outros dispositivos de entrada e saída, dispositivos de memória; Redes e Comunicação de dados.

Indicações Bibliográficas

DAVIS, Peter. Aprenda em 21 dias Microsoft Windows 2000 Server. Campus, Rio de Janeiro: 2000.

MS Excel 97. Passo a Passo Lite - Makron Books, São Paulo: 1997.

MS WORD 97. Passo a Passo Lite - Makron Books, São Paulo: 1997.

NORTON, Peter. Introdução à Informática. Makron Books, São Paulo: 1997.

SANTANA FILHO, Ozeas Vieira. Introdução à Internet. SENAC, São Paulo: 2005, 10º ed.

MATEMÁTICA

(CARGO: ASSISTENTE/Operador de Sistemas)

Conteúdo Programático

Conjuntos: conceitos; operações; problemas. Conjuntos numéricos fundamentais: naturais; relativos; racionais; irracionais; reais; propriedades; ordenação; operações; problemas; sistemas de numeração; divisibilidade; fatoração; múltiplos e divisores; máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum; números fracionários; números decimais; potências e raízes; expressão aritmética. Conceito de medida e sistemas de medidas: unidades de medidas: comprimento: superfície; volume; capacidade e massa; unidades usuais de tempo; medidas não decimais; problemas. Matemática comercial: razões e proporções; regra de três simples e composta; grandezas direta e inversamente proporcionais; porcentagem e juros simples (capital-juros-taxa-tempo); divisão em partes proporcionais; problemas. Cálculo algébrico: operações com expressões algébricas; identidades algébricas notáveis; fatorização; cálculo de potência e radicais; expoentes negativos e fracionários; polinômios: operações com polinômios; resolução de equações do 1º grau; estudo do trinômio do 2º grau; relação entre os coeficientes e as raízes; desigualdades do 1º grau; resolução de sistemas simples de equações e inequações do 1º grau; problemas. Geometria: elementos primitivos; semi-retas; semiplanos; segmentos e ângulos; retas perpendiculares e retas paralelas; triângulos; quadriláteros; circunferência e disco; perímetro; relações métricas no triângulo retângulo; aplicações do teorema de pitágoras; áreas de triângulos; paralelogramos; trapézios e círculos; comprimento da circunferência; sólidos geométricos: conceito; elementos; classificação; áreas e volumes. Análise Combinatória: princípio fundamental da contagem, permutações, combinações e arranjos.

Indicações Bibliográficas

GIOVANNI, José Ruy. BONJORNO, José Roberto. Matemática. Ed. FTD. IEZZI, Gerson... [et al] - MACHADO, Antônio dos Santos. Matemática na Escola do 2º grau. Atual editora.

Matemática, volume único, Ed. Atual. 1999. São Paulo.

SOUZA, Maria Helena Soares de. Spinelli, Walter. Matemática. Ed. Scipione.

CONHECIMENTOS SOBRE ELETRICIDADE BÁSICA

(CARGO: ASSISTENTE/Operador de Sistemas)

Conteúdo Programático

Carga elétrica. Lei de Coulomb. Campo elétrico. Potencial elétrico. Capacitores. Associação de Capacitores. Condutores e isolantes. Corrente elétrica. Pilhas e baterias. Resistividade. Resistência elétrica. Associação de resistores. Medidores de corrente e tensão. Potência elétrica. Energia elétrica. Materiais magnéticos. Campo magnético de condutor. Lei de Lenz. Indução eletromagnética. Geradores. Indutores. Associação de indutores.

Indicações Bibliográficas

BARTKOWIAK, R. A., Circuitos Elétricos. 2ª Ed., Makron Books, 1999

GUSSOW, MILTON, Eletricidade Básica. 2ª ed. Coleção Schaum

ESPECÍFICA

(CARGO: ESPECIALISTA/Técnico em Eletrotécnica)

Conteúdo Programático

Corrente contínua, potência e energia. Lei de Ohm.Associação série, paralela e mista de resistores. Leis de Kirchhoff para as tensões e correntes. Corrente alternada monofásica, potência e impedância. Potência Ativa, Reativa e Aparente. Fator de Potência. Sistemas polifásicos em estrela e triângulo equilibrados. Relés de sobrecorrente (51). Redutores de medidas. TC e TP. Dispositivos de Proteção. Redes de distribuição aérea. Instalações elétricas Prediais. Diodos Semicondutores. Diodo para corrente contínua. Diodo para corrente alternada : Retificadores monofásicos. Diodo como limitador. Diodo zener como regulador de tensão. Transistor de Junção Bipolar. Amplificadores de Pequenos Sinais : Cofiguração de Emissor Comum, Cofiguração de BaseComum, Cofiguração deColetor Comum. Técnicas de Polarização dos circuitos com transistores. Sistemas Digitais : Sistemas de Numeração, Portas Lógicas, Algebra de Boole, Lógica Combinacional, Lógica Seqüencial, Flip-Flops, Contadores.

Indicações Bibliográficas

Caminha, Amadeu C. Introdução à proteção de sistemas Elétricos. Ed. Edgar Blucher.

Capuano, Francisco Gabriel e Idoeta, Ivan V. Elementos de Eletrônica Digital Ed. Érica.

Capuano, Francisco Gabriel e Marino, Maria Aparecida Mendes. Laboratório de Eletricidade e Eletrônica (Teoria e Prática) - Editora Érica.

EdministeR, Joseph A. Circuitos Elétricos. Coleção Schaum. Ed. Makron Books.

Gussow, Milton. Eletricidade Básica. Coleção Schaum. Ed. Makron Books .

Macintyre, A .J e Niskier Júlio . Instalações Elétricas. Ed. Livros Técnicos e Científicos, 5ª edição.

Malvino, Albert Paul. Eletrônica Volume 1 / Edição Ravisada- Editora MC Graw Hill.

O'Malley, John. Análise de Circuitos. Ed. Mc Graw-Hill.

Tocci, Ronald J. - Sistemas Digitais Princípios e Aplicação - Editora Pearson/Prentice Hall .

Norma ND 5.1 - CEMIG - Fornecimento de Energia Elétrica em Tensão Secundária - Rede de Distribuição Aérea - Novembro/1993.

NÍVEL DE ESCOLARIDADE: ENSINO SUPERIOR

CARGOS: ECONOMISTA/Técnico de Nível Universitário I, ENGENHEIRO/Engenheiro I, MÉDICO/Técnico de Nível Universitário I, TÉCNICO DE NÍVEL UNIVERSITÁRIO/Técnico de Nível Universitário I

LÍNGUA PORTUGUESA

(CARGOS: ECONOMISTA/Técnico de Nível Universitário I, ENGENHEIRO/Engenheiro I, MÉDICO/Técnico de Nível Universitário I e TÉCNICO DE NÍVEL UNIVERSITÁRIO/ Técnico de Nível Universitário I)

Conteúdo Programático

Interpretação de texto. Elementos da organização textual. Denotação e conotação. Funções da linguagem. Estruturas argumentativas.Variação lingüística: as diversas modalidades de registro. Aspectos lexicais: emprego e variação lexical. O nome e seu emprego.O pronome e seu emprego. Emprego de tempos e modos verbais. Regência nominal e verbal. Concordância nominal e verbal. Estrutura do período e da oração: aspectos sintáticos e semânticos. Ortografia. Acentuação.Pontuação. Tópicos de Língua Portuguesa padrão.

Indicações Bibliográficas

CUNHA,Celso e CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira,1985.

ROCHA, Lima. Gramática normativa da língua portuguesa. 31 ed. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1992.

SACCONI, Luiz Antônio. Nossa gramática contemporânea. São Paulo: Escala Educacional, 2004.

SAVIOLI, S e FIORIN J. J. Lições de texto: leitura e redação.. São Paulo: Ática, 1996.

LEGISLAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO

(CARGOS: ECONOMISTA/Técnico de Nível Universitário I e ENGENHEIRO/Engenheiro I)

Conteúdo Programático

Lei federal n. 9.427, de 26 de dezembro de 1996, que institui a Agência Nacional de Energia - ANEEL e Resolução nº 456, de 29 de novembro de 2000 da ANEEL que estabelece de forma atualizada e consolidada as Condições Gerais de Fornecimento de Energia Elétrica.

INFORMÁTICA

(CARGOS: ECONOMISTA/Técnico de Nível Universitário I e ENGENHEIRO/Engenheiro I)

Conteúdo Programático

Internet: entendendo a Internet; Correio Eletrônico; World Wide Web; File Transfer Protocol; Listas de discussão; Internet Explorer 6,0. Word: cabeçalhos e rodapés; Estilos; Modelos; Autocorreção e Autotexto; Menus e barras de ferramentas; Tabelas; Imagens no documento; Dicionário e corretor ortográfico; Sumário. Excel: conceitos básicos; Digitação e formatação de dados na planilha; Criação de formulas e expressões matemáticas; Impressão de planilhas; Funções: soma, média, mínimo, máximo, soma se, se, procv; Formatação condicional; Classificação de dados; Gráficos; Hiperlinks.

Windows: conhecendo a área de trabalho; Barra de título; Barra de Menu/Criando uma pasta; Outros elementos da janela; Usando o menu Start; Windows Explorer; Usando os programas do Win2000. Introdução à Informática: O teclado, o monitor de vídeo, mouse, impressoras, outros dispositivos de entrada e saída, dispositivos de memória; Redes e Comunicação de dados.

Indicações Bibliográficas

DAVIS, Peter. Aprenda em 21 dias Microsoft Windows 2000 Server. Campus, Rio de Janeiro: 2000.

MS Excel 97. Passo a Passo Lite - Makron Books, São Paulo: 1997.

MS WORD 97. Passo a Passo Lite - Makron Books, São Paulo: 1997.

NORTON, Peter. Introdução à Informática. Makron Books, São Paulo: 1997.

SANTANA FILHO, Ozeas vieira. Introdução à Internet. SENAC, São Paulo: 2005, 10º

LÍNGUA INGLESA

(CARGO:TÉCNICO DE NÍVEL UNIVERSITÁRIO/ Técnico de Nível Universitário I)

Conteúdo Programático

Leitura e compreensão de textos em inglês. Coesão e coerência textuais. Adequação vocabular. Cognatos e falsos cognatos. Noções básicas de morfossintaxe da Língua Inglesa. Usos da Língua Inglesa em situações de comunicação escrita.

Indicações Bibliográficas

BROWN, C. Oxford English for computing student ´s book Oxford University Press. 2005.

GLENDINNING, E. Basic English for Computing. Oxford University Press. 2004.

MURPHY, R. Essential Grammar in Use: elementary to pre-intermediate. Cambridge University Press. 2007. Third Edition.

ESPECÍFICA

CARGO: ECONOMISTA/Técnico de Nível Universitário I

Conteúdo Programático

Microeconomia: Teoria do Consumo: utilidade total e utilidade marginal. Estrutura de mercado: concorrência perfeita, monopólio e oligopólio. Teoria da Produção e dos Custos: lei dos rendimentos decrescentes, custos totais, médios e marginais, custos fixos e variáveis. Macroeconomia: Medidas da Atividade Econômica: conceitos de contabilidade nacional. O Modelo Básico ISXLM. O Modelo Básico de Oferta e Demanda Agregada. Economia Aberta: balanço de pagamentos, taxa de câmbio e políticas macroeconômicas em diferentes regimes cambiais e mobilidades de capital. Inflação. O déficit público e o seu financiamento. Matemática Financeira e Análise de Investimentos: Conceitos/fórmulas de juros simples e compostos. Conceito de taxas equivalentes. Conceitos de taxa nominal e taxa efetiva. Métodos e critérios de avaliação de investimentos de capital. Análise e avaliação econômica de investimento de capital. Custo do capital.

Indicações Bibliográficas

Blanchard, Olivier. Macroeconomia: teoria e política econômica., Editora Campus, 2001. Giambiagi, Fábio e Além, Ana Cláudia. Finanças Públicas: teoria e prática no Brasil., Editora Campus, 1999.

Lacerda, A. C. e outros. Economia Brasileira., 2. ed.,Editora Saraiva,2003.

Samanez, C. P. Matemática Financeira: aplicações à análise de investimentos, 3 ed.

Pearson Education do Brasil, 2002.

Tara K. N. Baidya e outros. Introdução à Microeconomia., Editora Atlas, 1999.

CARGO: ENGENHEIRO/ Engenheiro I

Conteúdo Programático

Circuitos Elétricos: Elementos ativos e passivos em circuitos. Circuitos em CC e CA. Fontes dependentes. Métodos de análise. Teoremas de rede. Análise transitória. Análise em regime permanente. Potência e energia em circuitos. Circuitos polifásicos. Freqüência complexa. Quadripolos. Resposta em freqüência e filtros. Circuitos com acoplamento magnético. Transformada de Fourier. Transformada de Laplace. Máquinas Elétricas e Acionamentos: Transformadores: circuito equivalente, regulação, rendimento, autotransformador, transformador de três enrolamentos, ligações trifásicas. Máquinas Assíncronas: circuito equivalente, curvas de conjugado, corrente, rendimento, fator de potência e controle de velocidade. Máquinas Síncronas: circuito equivalente, curvas características, características de ângulo de carga, paralelismo. Máquinas de corrente contínua: geradores de c.c., motores de c.c., controle de velocidade de motores c.c. Conceitos de Acionamento Elétricos. Comando e controle de motores elétricos. Características de cargas mecânicas. Regimes de serviço. Especificação de motores. Conversores estáticos CA/CC e CC/CA controlados. Conversores de freqüência. Sistemas Elétricos de Potência: Componentes simétricas. Sistema por unidade. Modelos dos componentes de redes: parâmetros elétricos das linhas de transmissão, modelos de linhas de transmissão, modelos de transformadores, modelos de geradores e cargas. Modelos matriciais de redes. Fluxo de potência. Faltas simétricas e assimétricas. Transitórios em sistemas elétricos de potência. Proteção de sistemas elétricos de potência. Cálculo de curto-circuito. Distribuição de Energia Elétrica: Arranjos de redes de distribuição. Regulação de tensão. Equipamentos de proteção. Cálculo de demanda. Estudo de cargas de um sistema de distribuição. Dimensionamento elétrico e mecânico. Instalações Elétricas: Instalações elétricas em baixa e média tensão. Fator de potência. Alimentadores para motores. Dispositivos de manobra e proteção. Medição elétrica. Aterramento e sistemas de proteção contra descargas atmosféricas. Dimensionamento de circuitos. Eficiência energética. Normas técnicas. Coordenação de Isolamento: Sobretensões atmosféricas. Descargas diretas e indiretas. Risco de falha de isolação. Impulso de manobras. Espaçamento em meio ar. Isolamento auto-recuperante. Distância de segurança. Tecnologia de Materiais e Equipamentos Elétricos: Disjuntores PVO, GVO, SF6, ar comprimido e sopro magnético. Transformadores de distribuição e de potência. Arranjo de SE. Pára-raios de SE. Seqüência de manobras em SE. Características e componentes de linhas de transmissão. Manutenção de Instalações Elétricas: Manutenção preventiva, corretiva e preditiva. Indicadores de desempenho de equipamentos elétricos. DEC e FEC. Conceitos de falha e defeito. Conceito de periodicidade de manutenção. Energias alternativas: Conceitos de energia solar térmica e fotovoltaica. Características e dimensionamento de equipamentos de energia solar térmica e fotovoltaica. Conceitos sobre energia eólica. Conceituação de sítios de potenciais eólicos e solares. Segurança do Trabalho com Eletricidade: Medidas de controle. Medidas de proteção coletiva e individual. Segurança em projetos, construção, operação e manutenção. Segurança em instalações energizadas e desenergizadas. Trabalhos em alta tensão. Habilitação e capacitação para trabalhadores. Informática: Formatação de texto e tabela em word. Preparação e execução de planilhas em Excell. Qualidade dos serviços: Conceitos de qualidade de gestão. Índices de controle de qualidade. Programa 5S e 1 H. Normalização de Equipamentos: Conceitos sobre normalização. Sistema internacional de medidas. Ensaios de rotina e de tipo. Ensaios de tensão elétrica aplicada de freqüência industrial e impulso atmosférico.

Indicações Bibliográficas

ABNT, NBR 19000.

BLACKBURN, J. L., Protective Relaying: Principles and Applications. New York: Marcel Dekker, 1987.

COTRIM,Ademaro A.M.B., Instalações Elétricas. 4ª Ed. Prentice-Hall.

CREDER, H., Instalações Elétricas. 14ª ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 2002. EDMINISTER, J. A., Circuitos Elétricos. 2ª Ed. Coleção Schaum.

FITZGERALD, A. e., KINGSLEY, Charles Jr., UMANS, S. D., Máquinas Elétricas. 6ª Ed. Bookman. GLOVER, J. D., SARMA M., Power System Analysis and Design, Boston: PWS, 1993.

JOHNSON, D. E., HILBURN, J. L., JOHNSON, J. R., Fundamentos de Análise de Circuitos Elétricos. 4ª Ed. Rio de Janeiro: Ed. Prentice-Hall do Brasil, 1994.

KAGAN, N., OLIVEIRA, C. C. B., ROBBA, E. J., Introdução aos Sistemas de Distribuição de Energia Elétrica. São Paulo: Ed. Edgard Blucher, 2005.

KOSOW, I. L., Máquinas Elétricas e Transformadores. Ed. Globo

MAMEDE J., Instalações Elétricas Industriais. 5ª. Ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 2002.

MICROSOFT, Manuais de Word e Excell.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO, Norma regulamentadoras nº 10 do Ministério do Trabalho e Emprego.

NAIDU, S. R., Transitórios Eletromagnéticos em Sistemas de Potência. Campina Grande: 1985.

STEVENSON, W. D., Elementos de Análise de Sistemas de Energia. Revisão Técnica. Arlingo Rodrigues Mayer, João Paulo Minussi, Somchai Ansuj - 2ª ed. São Paulo: McGraw-Hill, 1986.

TORO, V. D., Fundamentos de Máquinas Elétricas. Rio de Janeiro: Ed. Prentice-Hall do Brasil, 1990.

UFF e FURNAS, Transitórios Elétricos e Coordenação de Isolamento - Aplicação em Sistemas de Potência de Alta Tensão.

CARGO: MÉDICO/Técnico de Nível Universitário I

A História da Auditoria Médica e sua Repercursão Atual. Hospitais: Fatos que marcaram sua História e Evolução. Operadoras de Plano de Saúde e a Lei nº 9.656/98 - Mudanças Ocorridas nos Planos Oferecidos pelas Operadoras após a sua Incorporação. O Processo de Auditoria Inserido nas Organizações Empresariais de Saúde. Auditoria Médica: O trabalho, as Atribuições, o Papel do Médico nos Hospitais e Operadoras de Plano de Saúde. O Código de Defesa do Consumidor e a Responsabilidade Civil dos Hospitais. Elaboração do Prontuário do Paciente conforme a Legislação Vigente: Irregularidades mais frequentes identificadas nos prontuários dos pacientes. Correta identificação do Paciente: Anamnese, Exame Físico, Exames Complementares Solicitados e seus Respectivos Resultados. Resolução do CREMESP. Falta de Identintificação do Médico Assistente. Considerações Gerais Sobre o Prontuário. A quem Pertence o Prontuário? Ao Paciente? Ao Médico-Assistente? Ao Hospital? Quem tem acesso ao Prontuário do Paciente. Código de Ética Médica: Art. 70, 71. Outras Entidades. Segredo Profissional Médico. Art. 105, 106, 107, 108. Dependências Hospitalares: Materiais e Medicamentos por Especialidades. Medicamentos Hospitalares; Materiais Hospitalares. Saúde Pública: Epidemiologia, Nutrição e Saúde Pública, Saúde da Família, Saúde e Trabalho, Administração, Economia e Saúde.Sistema Único de Saúde - (SUS) e Legislação Pertinente. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990; Lei nº 8.142 DE 28 DE DEZEMBRO DE 1990; Portaria nº 2616, de 12 de maio de 1998. SUS - Norma Operacional Básica - NOB - SUS - 96. Noções Básicas de: Estatística Médica, Medicina Ocupacional, Epidemiologia, Medicina Preventiva e Saúde Pública.

Alcoolismo, anemias, ansiedade, arritmias cardíacas, artrites, asma brônquica, avaliação periódica de saúde, cardiopatias isquêmicas, cefaléias, cirrose, constipação intestinal, dengue, depressão, diabetes mellitus, diarréia, dislipidemias, D.P.O.C., doenças sexualmente transmissíveis, esquistossomose, hanseníase, hepatites, hipercalcemias, hipertensão arterial sistêmica (HAS), hipocalcemias, hipoglicemia, hipotireoidismo, infecções urinárias, infecções respiratórias, insuficiência arterial periférica, insuficiência venosa, insuficiência cardíaca, insuficiência renal, leptospirose, leishmaniose, meningites, obesidade, osteoporose, pancreatites, parasitoses intestinais, perdas transitórias da consciência, refluxo gastroesofageano, S.I.D.A., síndrome do cólon irritável, síndrome do ombro doloroso, tabagismo, tireotoxicose, tonturas e vertigens, transtornos do sono, tuberculose, úlceras pépticas, urolitíase.

Indicações Bibliográficas

AREND, Carlos F. (et al.). Revisão para Concursos Médicos. Porto Alegre: Ed. Artmed, 2004.

Código Civil Brasileiro.

Código de Defesa do Consumidor.

Código de Ética Médica.

Código Penal Brasileiro.

Conselho Federal de Medicina (Brasil). Resoluções Normativas. CFM, Brasília (DF), 1994.

Editora Globo. Planos de Saúde. Série Cidadania. São Paulo: Globo.

FRANÇA, Genival Veloso. Direito Médico. Editora Gunabara - Koogan, Rio de Janeiro, RJ: 2006.

Legislação Brasileira, Código Penal. 1997, 12 ed. Saraiva - São Paulo.

MEZZEMO, Augusto Antônio. Serviço do Prontuário do Paciente: Organização e Técnica. São Paulo: Centro Camilo de Desenvolvimento em Administração da Saúde, 1982. 4 Ed. Cedas.

MOTTA, Ana Létícia Carnevalli, LEÃO, Edmilson, ZAGATTO, Zé Roberto. Auditoria Médica no Sistema Privado: Abordagem Prática Para Organizações de Saúde. 1 ed. São Paulo: Latria, 2005.

Organização Hospitalar. Siqueira, M. São Paulo: Atlas, 1985.

Perguntas e Respostas Comentadas de Saúde Pública. Copyright. 2006. Ed. Rúbio Ltda. Rio de Janeiro, RJ: 2006.

Resoluções do Conselho Federal de Medicina.

Responsabilidade Civil Médica e Hospitalar. Filho, A. C. Del Rey. Belo Horizonte. 2001.

SILVA, Marcelo Gurgel Carlos da. Saúde Pública: Auto - Avaliação e Revisão. 3 ed. São Paulo: Editora Atheneu, 2007.

LOPES, Antônio C. Tratado de Clínica Médica. 1a ed. São Paulo: Editora Roca Ltda, 2006. ISBN 85-7241-601-3

PEDROSO, Ênio RP; OLIVEIRA, Reynaldo G. Blackbook - Clínica Médica, medicamentos e rotinas médicas. 1a ed. Belo Horizonte: Blackbook Editora Ltda, 2007. ISBN 85-99130-02-1

CARGO: TÉCNICO DE NÍVEL UNIVERSITÁRIO/ Técnico de Nível Universitário I

Conteúdo Programático

a) Sistemas Operacionais

Hardware de Microcomputadores:Memória DRAM e SRAM. Memória cache. Placas de CPU Pentium. Placas de vídeo e monitores. Discos rígidos IDE e SCSI. CD ROM. Placas de fax-modem. CMOS Setup. Medida e otimização de desempenho. Sistemas Operacionais:Sistemas operacionais - estrutura em camadas. Processos. Gerência de memória. Sistemas de arquivo. Entrada/Saída. Deadlocks. Sistemas distribuídos. Comunicação, sincronização, processos, processadores e sistemas de arquivo em sistemas distribuídos. Sistemas MS-DOS, MS-windows-95, MS windows-98 e Windows XP:Características do sistema. Gerência de recursos (memória, processador, processos e arquivos). Regras de definição de nomes. Comandos mais usuais. Windows NT, Windows 2000 e Windows 2003: Instalação. Navegação. Análise do Windows NT/2000/2003. Registro. Domínios. Active Directory, Segurança. Contas. Acesso dos usuários. Arquivos e Pastas do Windows NT/2000/2003. Direitos de acesso. Servidor de arquivos. Servidor de impressão. RAS. Conceitos básicos do TCP/IP, DHCP e WINS. BackUp e recuperação de arquivos. Tolerância a falhas. RAID. Monitoração. Auditoria. NT e Back Office. NT e Internet Information Server. Otimização do Windows NT Server, Windows 2000 e Windows 2003. Otimização da rede. Migração de Windows NT para Windows 2000/2003. Exchange 2003 - administração, contas, segurança, permissão, acesso. Linux:Estrutura e características do sistema. Gerência de memória. Gerência de processos. Processos de inicialização e finalização do sistema. Conexão ao sistema. Mecanismos de criação. Sistema de Arquivos. Tipos. Hierarquia. Caminhos. Diretórios. Regras de definição de nomes. O SHELL. Funções básicas. Linguagem de programação interpretada. Sintaxe dos comandos. Comandos mais usuais. Metacaracteres. Expressões regulares. Redirecionamento de entrada e saída. Dutos. Administração do sistema. Administrando usuários e grupos. Administrando back-ups. Segurança do sistema. Sistema de contabilidade. Automatizando tarefas

Indicações Bibliográficas

BATTISTI, J - SQL Server 2000 Administração e Desenvolvimento: Curso Completo - Ed Axcel Books, 1ª Ed, 2001.

BATTISTI, J - Windows Server 2003: Curso Completo - Ed Axcel Books, 1ª Ed, 2003.

BATTISTI, J - Windows XP: Home & Professional para Usuários e Administradores - Ed Axcel Books, 2 ª Ed, 2006.

PRITCHARD, S e PESSANHA, B G - Certificação Linux LPI: Nível 1 Exames 101 e 102 - Ed. Alta Books, 1ª Ed, 2007. Manuais específicos dos produtos.

TANENBAUM, A S - Sistemas operacionais modernos - Ed Prentice-Hall, Rio de Janeiro, 2ª Ed, 2003.

SILBERSCHATZ, A e GAGNE, G e GALVEIN, P B - Fundamentos de Sistemas Operacionais Ed.LTC, 6ª Ed, 2006.

b) Rede

Redes de Computadores:Hardware e Software de rede. Modelos de referência: OSI e TCP/IP. Serviços de comunicação de dados ATM e ISDN. A camada física. A subcamada de acesso ao meio: padrões, FDDI e Fast Ethernet. Redes sem fio: tecnologia Wi-Fi, freqüências, segurança, características, vulnerabilidade. A camada de rede: roteamento, interligação. A camada de transporte. A camada de aplicação: DNS; SNMP; Correio eletrônico. TCP/IP:Endereçamento INTERNET. IP e nível físico. Roteamento. TCP - header; funcionamento. Conceitos de TCP e IP. ICMP. Roteamento: GGP, SPF, EGP, IGP. Subredes. IGMP. BOOTP. UDP. TELNET. RLOGIN. FTP. TFTP. SMTP. Gerenciamento de redes. Produtos para Conectividade:Conceitos. Componentes de uma rede. Repetidores, pontes e roteadores. Dimensionamento da rede. Protocolos de roteamento. Servidores de acesso. Portas seriais e modems. Meios de comunicação (transporte de dados). Conexões entre redes. Gerenciamento. Interoperabilidade. Cabeamento estruturado para redes: tipos de cabos, características e usos. Cabeamento Ethernet. Conectores. Fibra ótica. Testes e certificação. Internet:OSPF. TCP e UDP. DNS. SNMP. Correio eletrônico. WWW. Administração da rede e domínios. Formas de acesso e funcionamento. Serviços básicos: correio eletrônico, lista de discussão, Telnet, FTP, WWW, Catálogos. Ferramentas (WAIS, Whos, IRC, Finger). Protocolos HTTP e HTML. Funcionamento Provedor Internet (equipamentos, infra-estrutura, software). Intranet: Conceituação. Vantagens e desvantagens. Implantação e funcionamento - recursos necessários de hardware, software e organizacionais. Servidor Web. Navegadores. Comunicação (rede). Pessoal especializado. Gerenciamento.

Indicações Bibliográficas

BENETT, G - INTRANET - Ed. Campus, Rio de Janeiro, 1997.

DERFLER JR, F J - Tudo sobre cabeamento de redes - Ed. Campus, Rio de Janeiro, 1996.

KUROSE, J F e ROSS, K W - Redes de Computadores e a Internet - Ed Addison-Wesley, 3a Ed, 2006.

MURILO, N - Segurança em Redes Sem Fio - Ed Novatec, 2a Ed, 2007.

SOARES, L F G - Redes de Computadores: das LANs, MANs e WANs às Redes ATM - Ed Campus, 2a Ed, 1995.

TANENBAUM, A S - Redes de Computadores - Ed Campus, 4a Ed, 2003.

TORRES, G - Redes de Computadores: Curso Completo - Ed Axcel Books, 1a Ed, 2001.

Bancos de Dados

Bancos de Dados e Sgbd's:Conceitos. Arquitetura tridimensional. SGBD'S. O Nível Interno em SGBD's.Bancos de Dados Relacionais [sgbd(r)]:Princípios. Fundamentos. Elementos. Sistemas Relacionais.Projeto Lógico com Sgbd(r):Modelo Entidade-Relacionamento. Normalização. Estrutura relacional de dados. Integridade relacional. Álgebra relacional. Cálculo relacional.Operações com BD'S Relacionais:Criação (projeto físico). Dicionário de dados. Catálogo. Manipulação de dados. Consulta. Visões. Linguagens para SGBD(R). SQL. L4G (do ZIM).Manutenção em sgbd(r):Recuperação. Concorrência. Integridade. Performance. Segurança.Arquitetura Cliente-Servidor e bd's Distribuídos:Conceitos. Razões da escolha. Implantação de C/S: problemas gerenciais; problemas técnicos.Bancos de Dados distribuídos. Integridade. Segurança. Recuperação. Concorrência. ODBC. Replicação Arquitetura interna. Configuração. Recursos. Interface com o sistema operacional.Administração (Auditoria, monitoração, recuperação e segurança).Consultas com T-SQL e PL-SQL.Data Warehouse:Conceitos. Modelos de Implementação. Transformação dos dados - ETL.Administração (Gerenciamento, manutenção, monitoração, segurança).Banco de Dados "MY SQL":Definições/conceitos. Configuração. Instalação. Recursos. Manipulação, usando T-SQL.Administração (Gerenciamento, auditoria, monitoração, recuperação, performance e segurança).Banco de Dados "SQL Server":Definições/conceitos. Configuração. Instalação. Recursos. Manipulação, usando T-SQL.Administração (Gerenciamento, auditoria, monitoração, recuperação, performance e segurança).Banco de Dados "ORACLE":Definições/conceitos. Configuração. Instalação. Recursos. Manipulação, usando PL-SQL. Administração (Gerenciamento, auditoria, monitoração, recuperação, performance e segurança).

Indicações Bibliográficas

BATTISTI JULIO - SQL Server 2005 Administração & Desenvolvimento: Curso Completo, Ed Axcel Books, 1ªEd, 2005.

DATE C.J. - Introdução a Sistemas de Bancos de Dados, Ed Campus, 8ª Ed, 2004.

ELMASRI ,RAMEZ - Sistemas de Banco de Dados, Ed Addison-Wesley, 4ª Ed, 2005.

LONEY ,KEVIN - Oracle 10g: o Manual do DBA, Ed campus, 1ª Ed, 2005.

MACHADO, F N R - Tecnologia e Projeto de Data Warehouse, Ed Érica, 1ª Ed, 2004.

TEOREY TOBY - Projeto e Modelagem de Bancos de Dados, Ed Campus, 1ªEd, 2006.

Manuais dos produtos MS SQL SERVER 2000, MS SQL SERVER 2005, ORACLE 10G, MY SQL.

SILBERSCHATZ , ABRAHAM -Sistema de Banco de Dados, Ed Campus, 5ª Ed, 2006.

WATSON, JOHN - Oracle Database 10g: Certificação OCP: Guia Completo para o Exame, Ed Alta Books, 1ª Ed, 2007.

Gerenciamento de TI

Abordagem estruturada da ITIL (Information Technology Infrastructure Library). Serviços de TI às necessidades da organização. Abordagem qualitativa para o uso econômico da infra-estrutura de TI. Preparar a organização para a redução de custos. Infra-estrutura de um DataCenter. Técnicas de aquisição de matérias. Qualificar e quantificar equipamentos e serviços para um DataCenter.

Indicações Bibliográficas

Magalhães, I L e Pinhei W B - Gerenciamento de Serviços de TI na Prática, Ed Novatec, 1a Ed, 2007.

OGC - Office of Government Commerce - Introducão ao ITIL - Ed JLE, 2007.

ANEXO IV

CAPA PARA O RECURSO CONTRA A PROVA OBJETIVA

RECURSO CONTRA A(S) QUESTÃO(ÕES): __________________________________________________

1. IDENTIFICAÇÃO

Nome: _________________________________________________________________________________

Cargo: ________________________________________________________________________________

Endereço: ________________________________________________________ Telefone: ______________

Cidade: ____________________________________________________ CEP: ______________________

Endereço Eletrônico: _____________________________________________________________________

Número de inscrição: _____________________________________________________________________

______________________________,_____ de ________________de 2008.
Localidade

______________________________________
Assinatura do Candidato

2. SOLICITAÇÃO DE RECURSO CONTRA A PROVA OBJETIVA

À Banca Examinadora

Como candidato ao cargo de ____________________________________________________

solicito revisão

( ) do gabarito da questão n°_______

( ) da questão n°______

3. FUNDAMENTAÇÃO DO RECURSO
________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________.

INSTRUÇÕES:

O candidato deverá:

· Digitar o recurso, em duas vias, de acordo com as especificações estabelecidas na alínea "a" do item 15.5 deste Edital.

· Usar um formulário de Solicitação de Recurso para cada questão de prova em que solicitar revisão.

· A fundamentação deve ter argumentação lógica e ser baseada na bibliografia indicada neste Edital.

ATENÇÃO! A inobservância de qualquer uma das instruções acima e das constantes no item 15 do edital, resultará no indeferimento do recurso.

93176

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231