CRECI - Conselho Reg. dos Corretores de Imóveis - 3ª Região - RS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

CRECI - CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS - 3ª REGIÃO/RS

CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2008

ALTERADO PELA RERRATIFICAÇÕES I E II

O CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS - CRECI - RS 3ª REGIÃO-RS, com sede na Av. Borges de Medeiros, 308 - 15º andar na cidade de Porto Alegre-RS, inscrito no CNPJ sob nº. 92966159/0001-83, por contrato celebrado com a FUNDAÇÃO CONESUL DE DESENVOLVIMENTO, torna público a abertura das inscrições e estabelece normas relativas à realização de Concurso Público, destinado a selecionar candidatos para a contratação de vagas nos cargos conforme quadro no item 1.2.

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1 Este Concurso Público, de acordo com a Legislação Federal que trata da matéria, bem como por este Edital, será executado pela FUNDAÇÃO CONESUL DE DESENVOLVI MENTO e destina-se a selecionar candidatos para vagas do CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS, bem como, formar cadastro reserva de aprovados para os cargos que vagarem ou para novas vagas que forem criadas dentro do prazo de validade do concurso, obedecendo à ordem decrescente de pontuação e o cargo para o qual foi aprovado.

1.2 O Concurso Público destina-se ao preenchimento de vagas existentes conforme discriminado no quadro abaixo:

CÓD.

CARGO

Nº DE VAGAS

Vagas PNE

EXIGÊNCIAS MÍNIMAS

CARGA HORÁRIA

FAIXA SALARIAL

TIPO DE PROVA

101

Profissional de Suporte Administrativo (Agente Administrativo)

40

02

Diploma de conclusão de Ensino Médio devidamente registrado pelo MEC.

40h/semana

R$ 660,00 a R$ 870,86 (operacional)

R$ 888,27 a R$ 1294,05 (especializado) e

R$ 1.319,93 a R$ 1.922,88(pleno)

Objetiva

102

Profissional de Fiscalização (Agente Fiscal)

10

01

Diploma de conclusão de Ensino Médio devidamente registrado pelo MEC e Técnico em Transações Imobiliárias(TTI) em Instituição de Ensino homologada pelo COFECI e Carteira Nacional de Habilitação categoria B ou +.

40h/semana

R$ 1.319,93 a R$ 1.922,88 (pleno) e

R$ 1.961,34 a R$ 2.587,95 (sênior)

Objetiva

103

Profissional de Suporte Técnico (Arquivista)

01

-

Diploma de conclusão de Ensino Superior Completo na área devidamente registrado no MEC.

40h/semana

R$ 1.319,93 a R$ 1.922,88

Objetiva

104

Profissional de Suporte Administrativo (Serviços Gerais)

03

-

Diploma de conclusão de Ensino Fundamental devidamente registrado pelo MEC.

40h/semana

R$ 550,00 a R$ 660,00

Objetiva

105

Profissional de Suporte Técnico (Informática)

01 Pleno (Superior)

-

Diploma, devidamente registrado pelo MEC, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Análise de Sistemas, Ciência da Computação ou Administração de Empresas com ênfase em Análise de Sistemas, Sistemas de Informação e Engenharia da Computação.

40h/semana

R$ 1.319,93 a R$ 1.961,34

Objetiva

106Profissional de Suporte Técnico (Informática)01 Técnico- Diploma de conclusão de Ensino Fundamental devidamente registrado pelo MEC.40h/semanaR$ 888,27 a R$ 1.294,05Objetiva

107

Profissional de Suporte Administrativo (Contínuo)

01

-

Diploma de conclusão de Ensino Fundamental devidamente registrado pelo MEC.

40h/semana

R$ 660,00 a R$ 870,86

Objetiva

108

Profissional de Suporte Técnico (Ouvidoria)

01

-

Diploma de conclusão de Ensino Superior devidamente registrado pelo MEC. Curso de Formação Correspondente e/ou Pós Graduação.

40h/semana

R$ 1319,93 a R$ 1.922,88 (pleno) e

R$ 1.961,34 a R$ 2.587,95 (sênior)

Objetiva
De Títulos

109

Profissional de Suporte Técnico (Secretaria Executiva)

01

-

Diploma, devidamente registrado pelo MEC, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Secretariado e registro no órgão de classe correspondente.

40h/semana

R$ 1.319,93 a R$ 1.922,88 (pleno) e

R$ 1.961,34 a R$ 2.587,95 (sênior)

Objetiva

110

Profissional de Suporte Administrativo (Telefonista)

02

-

Diploma de conclusão de Ensino Fundamental devidamente registrado pelo MEC.

30h/semana

R$ 500,00 a R$ 673,20

Objetiva

2. DOS CANDIDATOS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS - PNE

2.1 Para os candidatos Portadores de Necessidades Especiais - PNE é assegurado o direito de se inscrever neste Concurso Público, desde que as atribuições do cargo pretendido sejam compatíveis com a deficiência de que são portadores. Serão reservadas vagas a serem preenchidas, de acordo com a legislação vigente. Consideram-se Portadores de Necessidades Especiais àquelas que se enquadram nas categorias discriminadas no artigo 4º do Decreto 3.298/99 e no artigo 70º do Decreto 5.296/2004.

2.2 Os candidatos Portadores de Necessidades Especiais - PNE participarão do Concurso em igualdade de condições com os demais candidatos, de acordo com a legislação e o previsto neste Edital.

2.3 O candidato Portador de Necessidades Especiais - PNE deverá declarar essa condição quando da inscrição, especificando a deficiência da qual é portador, em consonância com o item 5 deste Edital.

2.4 O candidato Portador de Necessidades Especiais - PNE deverá entregar obrigatoriamente ou postar, até o segundo dia útil após o término do período de inscrições, laudo médico original atestando o tipo e o grau ou nível de sua deficiência com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças - CI D, via SEDEX, para Setor de Protocolo da Fundação Conesul de Desenvolvimento, situada na Av. Cel. Aparício Borges, 2664 - Bairro Glória, CEP: 90680-570 - Porto Alegre/RS.

2.5 O candidato Portador de Necessidades Especiais - PNE, que necessitarem de algum atendimento especial para a realização da prova objetivas deverão declará-lo no Formulário de Inscrição, no espaço reservado para este fim, para que sejam tomadas as providencias cabíveis, com antecedência.

2.6 Se a condição específica demandada for tempo adicional para a realização da prova, o candidato, além de preencher esta condição no formulário de inscrição, deverá enviar justificativa acompanhada de parecer emitido por especialista da área de sua deficiência, em conformidade com parágrafo 2º, do artigo 40, do Decreto 3.298/99.

2.7 O candidato Portador de Necessidades Especiais - PNE se classificado no Concurso, figurará, por cargo, em duas listagens: a primeira, lista de classificação geral dos candidatos, e a segunda composta somente por candidatos com deficiência.

2.8 Se aprovado e classificado para provimento das vagas, o candidato Portador de Necessidades Especiais - PNE será submetido à avaliação a ser realizada pelo Serviço Médico do CRECI - RS ou por terceiros designados pelo mesmo, na forma da lei, a fim de ser apurada a categoria de sua deficiência e a compatibilidade da deficiência com o exercício das atribuições da vaga.

2.9 A não observância do disposto nos subitens anteriores acarretará a perda do direito ao pleito das vagas reservadas aos candidatos em tais condições.

2.10 Não ocorrendo a aprovação de candidatos PNE em número suficiente para preencher a vaga reservada, esta será preenchida pelos demais candidatos aprovados no respectivo Concurso.

2.11 Caso o candidato inscrito como PNE não se enquadre nas categorias definidas no art. 4, incisos I a V, do Decreto Federal n. 3.298, de vinte de dezembro de 1999, seu nome será excluído da Lista de Candidatos Portadores de Necessidades Especiais e passará constar apenas na Lista de Classificação Final.

3. DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

A síntese das atribuições e qualificações de cada cargo deste Concurso consta do Anexo I deste Edital.

4. DA DIVULGAÇÃO

A divulgação oficial de todas as etapas deste Concurso se dará na forma de Editais, Extratos de Editais e/ou Avisos publicados nos seguintes meios e locais:

4.1 Nos jornais: Diário Oficial da União, Correio do Povo e Zero Hora.

4.3 No quadro de publicações do CRECI - RS, situado em Porto Alegre/RS à rua Borges de Medeiros número 308/15º Andar, e nos sites do CRECI - RS/RS, www.creci-rs.org.br e da Fundação Conesul, www.conesul.org.

4.4 No Interior do Estado, nos locais onde o CRECI - RS/RS possui delegacias e suporte de atendimento ao público e através de Boletim Informativo, enviado por correio eletrônico.

4.5 É de responsabilidade exclusiva do candidato o acompanhamento das etapas deste Concurso através dos meios de divulgação acima citados.

5. DAS INSCRIÇÕES

5.1 As inscrições para o Concurso deverão ser realizadas via Internet no endereço eletrônico www.conesul.org, no período de 21/07/2008 a 07/08/2008.

5.2 A correta interpretação do atendimento aos requisitos do cargo é de inteira responsabilidade do candidato.

5.3 A FUNDAÇÃO CONESUL DE DESENVOLVI MENTO não se responsabiliza por inscrição via Internet não recebida por motivos de ordem técnica de computadores, falhas de comunicação, congestionamento de linhas de comunicação, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados.

5.4 O candidato, após preencher o formulário eletrônico de inscrição, disponível no site www.conesul.org deverá imprimir o boleto bancário para pagamento do valor referente à inscrição até o vencimento, através da rede bancária.

5.5 O sistema de inscrição via internet permite ao candidato, dentro do período de inscrição, emitir a segunda via do seu boleto bancário.

5.6 Os valores das inscrições para os cargos previstos neste Edital são os seguintes:

ESCOLARIDADE MÍNIMA CORRESPONDENTE AO CARGO

VALOR DA INSCRIÇÃO (R$)

FUNDAMENTAL COMPLETO

27,00

MÉDIO COMPLETO

37,00

SUPERIOR COMPLETO E INCOMPLETO

55,00

5.7 A inscrição somente será considerada válida após a constatação do pagamento do boleto constituído pelo código de barras, pagável na rede bancária. Qualquer outra forma de pagamento invalida a inscrição.

5.8 Não serão aceitos pagamentos do boleto após o prazo do seu vencimento.

5.9 O candidato, ao efetivar sua inscrição assume inteira responsabilidade pelas informações que fizer constar no formulário eletrônico de inscrição emitido pela Internet, sob as penas da lei.

5.10 É vedada a inscrição condicional ou extemporânea.

5.11 O valor relativo à inscrição não será devolvido em hipótese alguma, salvo no caso de cancelamento do certame por decisão da Administração ou Judicial.

5.12 O comprovante de pagamento da inscrição deverá ser mantido em poder do candidato até o final do certame.

5.13 Não será aceita inscrição via postal, por FAX, e/ou outra forma que não a estabelecida neste Edital.

5.14 Efetiva a inscrição, não serão aceitos pedidos de alteração de cargo.

5.15 Havendo inscrições múltiplas do mesmo candidato em cargos cujas provas ocorram em um único turno e em mesmo horário, ficará a critério do candidato a escolha de qual prova deverá prestar, não ficando a FUNDAÇÃO CONESUL responsável por eventuais coincidências de horário das respectivas provas.

5.16 A não-solicitação de condições especiais no ato da inscrição implica a sua não concessão no dia da realização das provas.

5.17 As inscrições efetuadas de acordo com o disposto neste item serão homologadas pelo CRECI - RS, significando tal ato que o candidato está habilitado a participar das demais etapas do Certame.

5.18 Após a divulgação dos locais de prova, os candidatos poderão imprimir o Comprovante Definitivo de Inscrição (CDI), acessando a opção Pesquisa Local de Prova no site www.conesul.org. É obrigação do candidato conferir, no CDI, todos os seus dados e caso haja divergência, deverá o candidato comunicar ao Fiscal de Sala no dia da prova, ou antes dela, à Fundação Conesul.

5.19 Será encaminhado a cada candidato, e-mail (caso fornecido pelo candidato) ou correspondência pelos correios comunicando-lhe dados de sua inscrição, o cargo para o qual se inscreveu a data de realização da prova, seu local de prova (escola/sala) com respectivo dia e horário. O envio dessa comunicação não exime o candidato da responsabilidade de estar informado de todas as fases do Concurso.

5.20 A inscrição no presente Concurso Público implica no conhecimento e na expressa aceitação das condições estabelecidas neste Edital, das quais o candidato não poderá alegar desconhecimento.

6. DA PROVA OBJETIVA - CLASSIFICATÓRIA E ELIMINATÓRIA

6.1 A prova objetiva para todos os cargos constantes do quadro do subitem 1.2, tem caráter eliminatório e classificatório.

6.2 A relação de disciplinas, a quantidade de questões por disciplina, o valor de cada questão e a pontuação necessária para a aprovação estão descritos no Anexo II.

6.3 As questões da prova objetiva são do tipo múltipla escolha em um total de 40 (quarenta) questões, cada questão terá 5 (cinco) alternativas de resposta sendo somente 1 (uma) correta.

6.4 As provas serão realizadas na cidade de Porto Alegre, dia 31/08/08 no horário das 9h00min às 12h00min.

6.4.1 Os locais serão divulgados conforme item 4 - DA DIVULGAÇÃO.

6.5 Os conteúdos programáticos dos cargos constam do Anexo III.

6.6 A duração da prova objetiva para todos os cargos será de 03 horas.

6.7 O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização das provas com antecedência mínima de uma hora do horário fixado para o seu início, munido de caneta esferográfica de tinta azul ou preta e, obrigatoriamente, do documento de identificação.

6.8 Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública, pelos Institutos de Identificação e pelos Corpos de Bombeiros Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (ordens, conselhos, etc.); passaporte; certificado de reservista; carteiras funcionais do Ministério Público; carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valham como identidade; carteira de trabalho; carteira nacional de habilitação (somente o modelo novo, com foto).

6.9 O documento de identidade deverá estar em perfeitas condições, de forma a permitir, com clareza, a identificação do candidato e sua assinatura. Não serão aceitos como documentos de identidade: CPF (CIC), certidões de nascimento, títulos eleitorais, carteiras de motorista (modelo antigo sem foto), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade nem cópias de documentos de identificação, ainda que autenticados ou protocolos de entrega de documentos.

6.10 O boletim de ocorrência (BO) só valerá para justificar a perda do documento de identidade. É necessário, da mesma forma, a apresentação de outra identidade constante do subitem 6.8.

6.11 Não será admitido ingresso de candidato no local de realização das provas após o horário fixado para o seu início.

6.12 É vedado ao candidato prestar a prova objetiva fora do local, data e horário divulgados pela organização dos Concursos Públicos.

6.13 Não haverá segunda chamada para as provas. O não-comparecimento a quaisquer das provas implicará a eliminação automática do candidato do Certame.

6.14 O Candidato somente poderá retirar-se do local de realização das provas levando o seu caderno de provas, após a 1h (uma hora) do inicio da mesma.

6.15 Ao entrar na sala o candidato recebe seu Cartão de Respostas, o qual deve ser assinado no verso e ter seus dados conferidos.

6.16 Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas em virtude de afastamento de candidato de sua sala.

6.17 Durante a realização das provas, não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação, informações referentes ao conteúdo e aos critérios de avaliação das mesmas.

6.18 Será automaticamente ELIMINADO do Certame o candidato que, durante a realização da prova:

a) usar ou tentar usar meios fraudulentos e/ou ilegais para a sua realização;

b) for surpreendido dando e/ou recebendo auxílio na resolução da prova;

c) utilizar-se de anotações, impressos ou qualquer outro material de consulta;

d) utilizar-se de quaisquer equipamentos eletrônicos que permitam armazenamento ou a comunicação de dados e informações;

e) faltar com a devida urbanidade para com qualquer membro da equipe de aplicação das provas, as autoridades presentes e/ou candidatos;

f) afastar-se da sala, a qualquer tempo, sem o acompanhamento de fiscal;

g) ausentar-se da sala, a qualquer tempo, portando a folha de respostas e/ou Caderno de Questões;

h) descumprir as instruções contidas no Caderno de Questões;

i) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos.

6.19 Será atribuída pontuação zero à questão da prova objetiva que contiver mais de uma ou nenhuma resposta assinalada, ou que contiver emenda ou rasura.

6.20 O candidato deverá transcrever as respostas da prova objetiva para o Cartão de Respostas, que será o único documento válido para a correção da prova. O preenchimento do Cartão de Respostas é de inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder de conformidade com as instruções específicas contidas na capa do Caderno de Questões. Não haverá substituição do Cartão de Respostas por erro do candidato.

6.21 Ao terminar a prova objetiva, o candidato entregará ao Fiscal de Sala, obrigatoriamente, o Cartão de Respostas devidamente assinado.

7. PROVA DE TÍTULOS PARA O CARGO DE OUVIDOR

7.1 Os Candidatos aprovados na Prova Objetiva para o cargo de Ouvidor submeter-se-ão a Prova de Títulos, cujas cópias autenticadas dos mesmos, deverão ser entregues, obrigatoriamente no Protocolo Geral da Fundação Conesul de Desenvolvimento, Av. Cel. Aparício Borges, 2664, Bairro Glória, Porto Alegre, nos dias a serem determinados através de Aviso, divulgado conforme item 4 - DA DIVULGAÇÃO deste Edital, das 9h30min às 17h 00min.

7.2 Os documentos deverão ser colocados em envelope, com as seguintes informações: NOME DO CANDIDATO, NÚMERO DA INSCRIÇÃO, CARGO A QUE CONCORRE, PROVA DE TÍTULOS DO CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2008 - CRECI - RS/RS.

7.3 Esta prova valerá até 20 (vinte) pontos, de acordo com o quadro de pontuação abaixo, sendo estes somados aos pontos obtidos na Prova Objetiva, para fins de classificação.

QUADRO DE PONTUAÇÃO

Títulos

Pontuação Atribuída

Número Máximo de Documentos

Diploma ou Certificado de conclusão de Curso de Doutorado (Direito, Pedagogia, Psicologia e Comunicação Social).

5 pontos

01

Diploma de conclusão de Curso de Mestrado (Direito, Pedagogia, Psicologia e Comunicação Social).

4 pontos

01

Diploma de conclusão de Curso de Especialização (mínimo de 360 horas), em nível de pós-graduação(Direito Público, Pedagogia, Psicologia e Comunicação Social).

3 pontos

01

Cursos Seminários, Jornadas e Treinamentos, desde que relacionados com o emprego ou cargo da inscrição e datados nos últimos cinco anos, contados da data da abertura das inscrições e de acordo com a seguinte classificação:

I - até 40 horas

0,5

02

II - de 41 a 60 horas

1

01

III - de 61 a 100 horas

1,5

01

IV - de 101 a 300 horas

2

01

V - acima de 301 horas

2,5

01

7.4 Caberá recurso contra os resultados divulgados.

7.5 Títulos sem conteúdo programático ou sem carga horária não serão válidos.

7.6 Não serão válidos os títulos vinculados à formação e considerados pré-requisito para o cargo ao qual o candidato concorre.

7.7 O título deverá ser Diploma, Certificado de conclusão ou participação, expedido pela instituição oficial de ensino devidamente reconhecida.

7.8 Os títulos com carga horária expressa em dia ou mês serão convertidos em horas seguindo-se a seguinte regra: 1 dia equivalerá a 8 horas e 1 mês equivalerá a 80 horas.

7.9 Cursos de língua estrangeira, relações humanas e informática serão considerados.

7.10 Os títulos em língua estrangeira somente poderão ser considerados quando acompanhados por tradução para a língua portuguesa e feita por tradutor juramentado e validados por instituição brasileira competente.

7.11 Quando o nome do candidato constante no título apresentado for diferente do nome declarado na inscrição, deverá ser anexado comprovante oficial de alteração do nome.

7.12 Os títulos apresentados não serão devolvidos aos candidatos.

DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA - ELIMINATÓRIA

8.1 A Avaliação Psicológica visa verificar, mediante o uso de instrumentos psicológicos específicos (testes psicológicos padronizados, validados cientificamente para a população brasileira e avaliação complementar individual), a higidez psíquica do candidato, equilíbrio emocional, potencial intelectual e aptidões específicas, relacionados ao desempenho das funções inerentes ao cargo.

8.2 Serão convocados para a Avaliação Psicológica os candidatos aprovados na prova objetiva e de títulos, no caso da Ouvidoria.

8.3 Os candidatos serão convocados por meio de Aviso, conforme o item 3 deste Edital, e por correspondência.

8.4 Na Avaliação Psicológica, o candidato receberá parecer favorável (apto) ou desfavorável (inapto).

8.5 O candidato que for considerado INAPTO na Avaliação Psicológica, será eliminado do certame.

8.6 O candidato que não comparecer, por qualquer motivo, no dia e horário aprazado para realização da Avaliação Psicológica, será considerado desistente e excluído do certame.

8.7 Esta etapa tem caráter eliminatório.

9. DOS RECURSOS

9.1 O candidato poderá interpor recurso no prazo 02 (dois) dias úteis a contar do primeiro dia útil subseqüente à publicação,conforme item 4 - DA DIVULGAÇÃO nos seguintes casos:

a) referentes às inscrições não homologadas;

b) referentes às questões das Provas Objetivas/Gabarito;

c) referente à Prova de Títulos

9.2 Os recursos deverão ser entregues diretamente na Fundação Conesul de Desenvolvimento, situada na Av. Cel. Aparício Borges, 2664 - Bairro Glória, CEP: 90680-570 - Porto Alegre/RS, no prazo e horário a serem divulgados através de Aviso, conforme item 4 - DA DIVULGAÇÃO deste Edital.

9.3 Para cada questão recorrida deverá ser utilizado um formulário denominado Recurso Administrativo (Anexo IV), onde devem ser fundamentadas as razões pela qual o recorrente discorda do gabarito ou conteúdo da questão.

9.4 O Requerimento de Recurso (Anexo V), devidamente preenchido, deverá capear o(s) recurso(s) administrativo(s) referidos no subitem 9.3.

9.5 O (s) recurso(s) administrativo(s) e o Requerimento de Recurso deverão ser digitados ou datilografados.

9.6 Não serão aceitos recursos fora de prazo. Para fins de validade, será considerada a data da postagem do recurso no Correio.

9.7 Após o julgamento dos recursos sobre gabaritos e questões objetivas, os pontos correspondentes às questões eventualmente anuladas serão atribuídos a todos os candidatos, indistintamente, do mesmo modo, quando houver alteração de gabarito, ela valerá para todos os candidatos independentemente de terem recorrido.

9.8 Eventuais alterações de gabarito após avaliação dos recursos serão dadas a conhecer, coletivamente, através do site www.conesul.org, conforme item 4 - DA DIVULGAÇÃO.

9.9 A Comissão Examinadora da FUNDAÇÃO CONESUL DE DESENVOLVI MENTO constitui última instância para Recursos Administrativos, sendo soberana em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos adicionais.

9.10 Serão indeferidos os recursos que não atenderem os dispositivos aqui estabelecidos.

10. DA APROVAÇÃO

Serão considerados APROVADOS os candidatos com pontuação igual ou superior a 50% (cinqüenta por cento) do total dos pontos obtidos nas provas objetivas.

11. DA ORDEM DE CLASSIFICAÇÃO

11.1 Para todos os cargos, a CLASSIFICAÇÃO dos candidatos será feita segundo a ordem decrescente do resultado da soma da pontuação das provas objetivas.

11.2 Em caso de igualdade na pontuação final, entre candidatos do mesmo cargo, para fins de classificação, serão adotados os seguintes critérios para desempate, nesta ordem e sucessivamente, sendo vencedor o candidato que tiver:

a) idade mais elevada, candidatos com 60(sessenta) anos ou acima, nos termos do parágrafo único do artigo 27 da Lei Federal nº 10741/2003, na data do término das inscrições;

b) obtido a maior pontuação em Conhecimentos Específicos (quando for o caso);

c) obtido a maior pontuação em Língua Portuguesa;

d) obtido a maior pontuação em Matemática;

e) obtido a maior pontuação em Informática;

f) obtido a maior pontuação em Conhecimentos Gerais.

11.3 Persistindo o empate entre os candidatos, depois de aplicados todos os critérios acima, o desempate se dará através do sistema de sorteio público como abaixo descrito:

Os candidatos empatados serão ordenados de acordo com seu número de inscrição, de forma crescente ou decrescente, conforme o resultado do primeiro prêmio da extração da Loteria Federal, do primeiro dia de extração da mesma, subseqüente ao dia do término das inscrições, segundo os critérios a seguir:

a) se a soma dos algarismos do número sorteado no primeiro prêmio da Loteria Federal for par, a ordem será a crescente;

b) se a soma dos algarismos da loteria federal for ímpar, a ordem será a decrescente.

11.4 Não havendo extração da Loteria Federal na data marcada, será considerada a data de extração imediatamente posterior.

12. DA PUBLICAÇÃO DOS RESULTADOS

12.1 O Gabarito Preliminar (antes da análise dos Recursos) será divulgado, conforme item 4 - DA DIVULGAÇÃO, no dia seguinte a realização da prova objetiva e, ao término da análise dos recursos, será divulgado o Gabarito Definitivo.

12.2 A classificação Final contendo os resultados obtidos nas Provas Objetivas será divulgada através de Avisos conforme disposto no item 4 - DA DIVULGAÇÃO, deste Edital.

12.3 Para os candidatos Portadores de Necessidades Especiais (PNE), os resultados serão apresentados em listas específicas.

13. DO PROVIMENTO DAS VAGAS

13.1 O provimento das vagas obedecerá rigorosamente à ordem de classificação dos candidatos aprovados.

13.2 Os aprovados que vierem a ingressar no Quadro de Pessoal do CRECI - RS serão regidos pelo Regime Celetista.

13.3 Os aprovados que vierem a ingressar no Quadro de Pessoal do CRECI - RS estarão sujeitos à jornada de trabalho conforme a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, bem como poderão ser convocados para laborar em regime de plantão para o bom desempenho do serviço.

13.3.1 Os aprovados para o cargo de AGENTE ADMINISTRATIVO, estarão sujeitos a lotarem vagas nas Regionais do CRECI - RS/RS, na Capital e no interior do Estado do Rio Grande do Sul.

13.4 Ficam comunicados os candidatos classificados, de que sua admissão na vaga, só lhes será dada se atenderem às exigências a seguir:

a) ter sido aprovado no presente concurso;

b) ter nacionalidade brasileira ou gozar das prerrogativas dos Decretos no 70.391/72 e 70.436/72 e Constituição Federal, §1o do Art. 12;

c) estar quite com as obrigações eleitorais;

d) estar quite com as obrigações militares, para os candidatos do sexo masculino;

e) possuir escolaridade mínima exigida em cada cargo, na data da contratação conforme subitem 1.2;

f) ter idade mínima de 18 anos comprovados até a data da admissão;

g) não estar incompatibilizado com investidura do cargo, inclusive em razão de demissão por atos de improbidade, comprovados por meio de sindicância e ou inquérito Administrativo, na forma da Lei;

h) possuir habilitação exigida para o exercício da cargo, bem como apresentar os comprovantes de conclusão de graduação e inscrição no órgão de classe, quando necessário.

i) ser considerado apto nos exames clínicos e complementares;

j) se deficiente físico, apresentar atestado medico da deficiência de que é portador;

k) apresentar certidão negativa de antecedentes criminais, expedida pela Justiça Estadual e Federal.

13.5 Os candidatos classificados serão mantidos em cadastro reserva durante o prazo de validade do Concurso Público e, poderão ser convocados para contratação em cargo da disponibilidade de vagas futuras, respeitada a ordem de classificação.

14. EXAMES CLÍNICOS E COMPLEMENTARES - ELIMINATÓRIO

14.1 Os candidatos aprovados em todas as etapas deste Edital, serão submetidos a Exames Clínico e Complementares, na sua convocação pelo CRECI - RS.

14.2 Os Exames Clínicos e Complementares, busca avaliar as condições de saúde, de acordo com as exigências do cargo/função para o qual cada candidato está inscrito em conformidade com a NR-7 e constará, além do Exame Clínico, dos seguintes Exames Complementares: hemograma completo, fator RH, colesterol total e frações, trigliceridemia, glicemia, creatinina, gama GT, parcial de urina, oftalmológico, eletrocardiograma, audiometria, eletroencefalograma e RX de tórax.

14.3 Os Exames Clínicos e Complementares serão realizados em data e horário a ser definido pelo CRECI - RS, conforme item 4 - DA DIVULGAÇÃO.

14.4 A convocação dos candidatos para esta etapa será feita pelo CRECI - RS, por meio de correspondência ou telegrama, com confirmação de recebimento.

15. DA HOMOLOGAÇÃO E DA VALIDADE

15.1 O resultado final homologado pelo CRECI - RS será divulgado por vaga e conterá os nomes dos candidatos classificados, obedecendo à estrita ordem de classificação.

15.2 A validade do Concurso Público será de 2 (dois) anos a partir da data da publicação da homologação da classificação final, podendo ser prorrogado pelo prazo máximo de 2 (dois) anos, a critério do CRECI - RS.

16. DA CONVOCAÇÃO PARA ADMISSÃO

16.1 Durante o período de validade deste Concurso Público, fica o candidato aprovado obrigado a manter atualizado junto ao CRECI - RS seus dados cadastrais e endereço, sob pena de perder a vaga que lhe corresponderia quando da convocação.

16.2 Para a admissão, o candidato deve satisfazer as condições previstas na CLT.

16.3 A convocação dos aprovados neste Concurso Público se dará através de Avisos conforme disposto no item 4 - DA DIVULGAÇÃO, deste Edital, devendo o candidato comparecer no local e horário estabelecido pelo CRECI - RS.

16.4 Por ocasião da admissão, serão exigidos dos candidatos classificados os documentos relativos à confirmação das condições estabelecidas nos subitens 1.2 e 12.4 deste Edital, sendo que a não apresentação de quaisquer deles importará na exclusão do candidato da lista de classificados.

17. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

17.1 O CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS - 3ª REGIÃO/RS e a FUNDAÇÃO CONESUL DE DESENVOLVIMENTO não assumem qualquer responsabilidade quanto ao transporte, alojamento e/ou alimentação dos candidatos, quando da realização das etapas deste Certame.

17.2 O candidato que fizer qualquer declaração falsa ou inexata ao se inscrever, ou que não possa satisfazer todas as condições enumeradas neste Edital, terá cancelada sua inscrição e serão anulados todos os atos dela decorrentes, mesmo que tenha sido aprovado nas provas e exames ou nomeado.

17.3 É obrigação do Candidato manter-se informado de todas as etapas do Concurso Público pelos meios descritos neste Edital.

17.4 Os candidatos aprovados neste Concurso serão convocados na medida das necessidades de pessoal do CRECI - RS e no prazo de validade do certame.

17.5 Por justo motivo da FUNDAÇÃO CONESUL DE DESENVOLVIMENTO a realização de 1 (uma) ou mais provas do presente Concurso poderá ser adiada, sem a necessidade de prévio aviso, devendo, no entanto, ser comunicado aos candidatos por novo Edital ou por comunicação direta, aos novas datas em que se realizarão as provas.

17.6 Todas as demais informações sobre o presente Concurso, serão divulgadas conforme o disposto no item 4 - DA DIVULGAÇÃO, cabendo, no entanto, ao candidato, a responsabilidade de manter-se informado.

17.7 Os casos omissos, pertinentes à realização deste Concurso Público serão dirimidos, pelo CRECI - RS em conjunto com a FUNDAÇÃO CONESUL DE DESENVOLVIMENTO.

18. DA DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIA

Fica delegada competência à Fundação Conesul de Desenvolvimento para: Receber os pedidos de inscrição e seus respectivos valores; processar os pedidos de inscrição para sua homologação pelo CRECI - RS; Elaborar, aplicar, julgar e avaliar as Provas Objetivas; Processar e julgar os recursos das fases previstas neste concurso. Prestar informações sobre o Concurso, sempre que solicitado.

19. ÍNDICE DE ANEXOS

ANEXO I - ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

ANEXO II - DETALHAMENTO DA PROVA OBJETIVA

ANEXO III - CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

ANEXO IV - RECURSO ADMINISTRATIVO

ANEXO V - REQUERIMENTO DE RECURSO

Porto Alegre, 21 de julho de 2008.

FLÁVIO KOCH
Presidente do CRECI - RS

Anexo I - Atribuições dos Cargos

PROFISSIONAIS DE SUPORTE ADMINISTRATIVO - PSAD

CARGO: Agente Administrativo

Nº DE VAGAS: 40 vagas

FORMAÇÃO: Ensino Médio Completo

PSAD
Nível: OPERACIONAL

DESCRIÇÃO SUMÁRIA:

Executar atividades pertinentes aos serviços de suporte administrativo, tendo em vista o funcionamento do CRECI/RS.

ATRIBUIÇÕES GERAIS

Executar serviços bancários, ordens de pagamento e/ou ordens de crédito, serviços externos de despache ou retirada de encomendas, seguindo a orientação do responsável da área;

Entregar correspondências, documentos e/ou volumes, recolhendo-os em locais preestabelecidos e distribuindo-os aos destinatários;

Auxiliar na realização de atividades de apoio administrativo, tais como fazer ligações telefônicas, enviar e receber fax, anotar recados e arquivar documentos em geral;

Realizar o controle da entrada e saída de pessoas, na recepção do CRECI/RS, registrando, quando necessário, dados pessoais, horários e outras informações sobre os visitantes;

Prestar informações solicitadas pelos visitantes, na recepção, orientando-os para acesso aos locais desejados;

Completar ligações telefônicas locais e interurbanas, atendendo e anotando pedidos de usuários, manipulando mesas de ligações e efetuando as conexões e registros necessários, a fim de estabelecer a comunicação desejada;

Controlar a realização de ligações locais e interurbanas, preparando relatórios estatísticos, a fim de subsidiar os usuários e dirigentes do CRECI/RS;

Orientar e prestar informações a empregados e ao público em geral sobre o número de telefones e/ou ramais, códigos de serviços, consultando relações, cadastros e outras fontes apropriadas;

Dirigir veículos do CRECI/RS com a finalidade de transportar documentos, materiais, equipamentos e objetos leves e/ou pesados; Preencher o relatório de utilização do veículo, anotando a quilometragem, locais percorridos, horários de saída e retorno às dependências, com a finalidade de fornecer dados para cálculos dos custos e apreciação de irregularidades;

Realizar eventual entrega de documentos e recebimentos de materiais e malotes;

Responsabilizar-se pela conservação do veículo, mantendo-o em condições de uso, substituindo pneumáticos e peças simples em caso de emergência, controlando sua manutenção;

Digitar correspondências, memorandos, ofícios, relatórios e outros documentos administrativos;

Auxiliar em levantamentos de dados referentes a assuntos administrativos;

Organizar e classificar toda documentação realizando a numeração e cadastro de ofícios, memorandos e materiais expedidos;

Arquivar documentos, obedecendo a uma ordem numérica, alfabética, por assunto ou cronológica, a fim de manter o controle e facilitar sua localização;

Realizar as atividades burocráticas de abrir e montar processos, cadastrando-os para posterior análise;

Conferir os materiais a serem transportados, verificando quantidade e espécie, para evitar erros no carregamento e descarregamento dos mesmos;

Manter ficha de controle de quilometragem e outros dados dos veículos, bem como o registro de qualquer anormalidade no funcionamento e necessidade de reparos;

Retirar mercadorias em fornecedores;

Transportar mercadorias para despacho junto a transportadoras; Informar qualquer irregularidade observada nos materiais
transportados;

Auxiliar no controle de estoque de material da unidade administrativa, anotando os dados em formulário apropriado, bem como preparar as requisições para solicitar novas remessas;

Realizar trabalhos de reprografia, tais como: operar máquinas e equipamentos reprográficos, encadernando, catalogando, alceando e grampeando material trabalhado, controlando o número de cópias solicitadas durante o mês, através de formulários próprios, prestando contas ao chefe imediato;

Prestar atendimento ao público em geral, caso seja necessário, encaminhando-os às unidades organizacionais e/ou pessoas solicitadas;

Auxiliar e/ou executar serviços de copa e cozinha, preparando e servindo café, água, chá e outros alimentos, comprando lanches quando necessário, bem como realizar a limpeza de todo o material utilizado; Executar outras atividades correlatas.

ESPECIFICAÇÃO DO CARGO/NÍVEL

Escolaridade:

Ensino fundamental completo.

Complexidade das tarefas:

Execução das tarefas exige a combinação de aptidões de baixa complexidade, geralmente simples e natural a maioria das pessoas.

Responsabilidade por contatos:

Contatos restritos à simples troca de informações, internas e externas, se mal sucedidos podem acarretar pouca repercussão.

Responsabilidade por dados confidenciais:

Acesso restrito a dados e informações, internas e externas, que se divulgados podem acarretar pouca repercussão.

PSAD
Nível: ESPECIALIZADO

DESCRIÇÃO SUMÁRIA:

Organizar a realização das atividades pertinentes aos serviços de suporte administrativo, tendo em vista o funcionamento do CRECI/RS.

ATRIBUIÇÕES GERAIS

Ao PSAD, de NÍVEL ESPECIALIZADO, compete desempenhar todas as atividades do NÍVEL OPERACIONAL e mais as seguintes atribuições peculiares:

Preparar relatórios de viagem, fazendo as anotações relativas a destino, objetivo da viagem, horário de saída e chegada, conforme procedimentos estabelecidos.

Proceder a inventários de materiais e de bens móveis permanentes;

Realizar as atividades de apoio administrativo, tais como: efetuar ligações telefônicas, enviar e receber fax, anotar recados e arquivar documentos em geral;

Realizar levantamentos de dados referentes a assuntos administrativos, a fim de serem utilizados pelos órgãos competentes;

Conferir correspondências, memorandos, ofícios, relatórios e outros trabalhos administrativos;

Organizar atividades de protocolo e despacho de documentos e volumes, a fim de garantir o controle e encaminhamento aos interessados;

Organizar o processo de arquivos de documentos de acordo com a ordem numérica, alfabética, por assunto ou cronológica, a fim de manter o controle e facilitar sua localização;

Organizar e controlar as publicações expedidas, as publicações em estoque e o arquivo inativo do CRECI/RS;

Realizar o controle de estoque de material, anotando os dados em formulário apropriado, bem como preparar requisições para solicitar novas remessas;

Pesquisar informações bibliográficas e documentais, manuseando bibliografias e índices extraindo informações que possibilitem a localização de determinado assunto, com o objetivo de fornecer referências que abordem a matéria procurada;

Redigir documentos diversos;

Organizar a execução dos serviços de copa e cozinha, bem como a limpeza de todo o material utilizado;

Executar outras atividades correlatas

ESPECIFICAÇÃO DO CARGO/NÍVEL

Escolaridade:

Ensino médio completo mais habilitação técnica específica.

Complexidade das tarefas:

Tarefas administrativas, de natureza variada em seus detalhes, que exigem conhecimentos necessários para o planejamento, organização e seqüência das operações ou dos métodos próprios estabelecidos, e cujo executor necessita receber orientação específica, em casos sem precedentes.

Responsabilidade por contatos:

Contatos restritos à simples troca de informações, internas e externas, se mal sucedidos podem acarretar reclamações ou constrangimentos simples.

Responsabilidade por dados confidenciais:

Acesso restrito a dados e informações, internas e externas, que se divulgados podem acarretar pouca repercussão.

PSAD
Nível: PLENO

DESCRIÇÃO SUMÁRIA:

Organizar a realização das atividades pertinentes aos serviços de suporte administrativo, tendo em vista o funcionamento do CRECI/RS.

ATRIBUIÇÕES GERAIS

Ao PSAD, de NÍVEL PLENO, compete desempenhar todas as atividades do NÍVEL ESPECIALIZADO e mais as seguintes atribuições peculiares:

Supervisionar e orientar os serviços de atendimento interno, como telefonia, recepção, vigilância, portaria e copa, visando assegurar a qualidade e presteza nesses serviços;

Supervisionar os serviços de copa, reprografia, limpeza, visando o adequado atendimento das necessidades das áreas usuárias desses serviços;

Controlar o processo de arquivos de documentos de acordo com a ordem numérica, alfabética, por assunto ou cronológica;

Orientar a realização do controle de estoque de material do CRECI/RS, anotando os dados em formulário apropriado, bem como preparar as requisições para solicitar novas remessas;

Coordenar a execução de tarefas relativas à anotação, redação, digitação e outros serviços administrativos, de forma a assegurar e agilizar o fluxo de trabalho do Conselho;

Atender, receber, orientar e pesquisar o usuário e os ambientes que se relacionam com o Conselho;

Controlar e supervisionar o andamento e os métodos dos serviços administrativos, bem como a qualidade e a produtividade do trabalho;

Efetuar ou solicitar a compra de materiais necessários à manutenção do Conselho.

Executar outras atividades correlatas.

ESPECIFICAÇÃO DO CARGO/NÍVEL

Escolaridade:

Curso superior completo, preferencialmente, e/ou conhecimentos especializados.

Complexidade das tarefas:

A execução das tarefas pressupõe o uso de aptidões de média complexidade, pretendidas ou desenvolvidas pelo emprego de habilidade cognitiva e/ou através da vivência no trabalho.

Responsabilidade por contatos:

Contatos internos e externos, destinados à troca de informações e esclarecimentos, se mal sucedidos podem acarretar atrasos/transtornos em tarefas de natureza técnico-administrativa.

Responsabilidade por dados confidenciais:

Acesso restrito a dados e informações, internas e externas, que se divulgados podem acarretar pouca repercussão.

 

PROFISSIONAIS DE SUPORTE ADMINISTRATIVO - PSAD

CARGO: Auxiliar de Serviços Gerais

Nº DE VAGAS: 03 vagas

FORMAÇÃO: Ensino Fundamental Completo

PSAD
Nível: OPERACIONAL

DESCRIÇÃO SUMÁRIA:

Executar atividades pertinentes aos serviços de suporte administrativo, tendo em vista o funcionamento do CRECI/RS.

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS

Auxiliar e/ou executar serviços de copa e cozinha, preparando e servindo café, água, chá e outros alimentos, comprando lanches quando necessário, bem como realizar a limpeza de todo o material utilizado;

Executar outras atividades correlatas.

ESPECIFICAÇÃO DO CARGO/NÍVEL

Escolaridade:

Ensino fundamental completo.

Complexidade das tarefas:

Execução das tarefas exige a combinação de aptidões de baixa complexidade, geralmente simples e natural a maioria das pessoas.

Responsabilidade por contatos:

Contatos restritos à simples troca de informações, internas e externas, se mal sucedidos podem acarretar pouca repercussão.

Responsabilidade por dados confidenciais:

Acesso restrito a dados e informações, internas e externas, que se divulgados podem acarretar pouca repercussão.

 

PROFISSIONAIS DE SUPORTE ADMINISTRATIVO - PSAD

CARGO: Telefonista

Nº DE VAGAS: 02 vagas

FORMAÇÃO: Ensino Fundamental Completo

PSAD
Nível: OPERACIONAL

DESCRIÇÃO SUMÁRIA:

Executar atividades pertinentes aos serviços de suporte administrativo, tendo em vista o funcionamento do CRECI/RS.

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS

Auxiliar na realização de atividades de apoio administrativo, tais como fazer ligações telefônicas, enviar e receber fax, anotar recados e arquivar documentos em geral;

Realizar o controle da entrada e saída de pessoas, na recepção do CRECI/RS, registrando, quando necessário, dados pessoais, horários e outras informações sobre os visitantes;

Prestar informações solicitadas pelos visitantes, na recepção, orientando-os para acesso aos locais desejados;

Completar ligações telefônicas locais e interurbanas, atendendo e anotando pedidos de usuários, manipulando mesas de ligações e efetuando as conexões e registros necessários, a fim de estabelecer a comunicação desejada;

Controlar a realização de ligações locais e interurbanas, preparando relatórios estatísticos, a fim de subsidiar os usuários e dirigentes do CRECI/RS;

Orientar e prestar informações a empregados e ao público em geral sobre o número de telefones e/ou ramais, códigos de serviços, consultando relações, cadastros e outras fontes apropriadas;

Executar outras atividades correlatas.

ESPECIFICAÇÃO DO CARGO/NÍVEL

Escolaridade:

Ensino fundamental completo.

Complexidade das tarefas:

Execução das tarefas exige a combinação de aptidões de baixa complexidade, geralmente simples e natural a maioria das pessoas.

Responsabilidade por contatos:

Contatos restritos à simples troca de informações, internas e externas, se mal sucedidos podem acarretar pouca repercussão.

Responsabilidade por dados confidenciais:

Acesso restrito a dados e informações, internas e externas, que se divulgados podem acarretar pouca repercussão.

 

PROFISSIONAIS DE SUPORTE ADMINISTRATIVO - PSAD

CARGO: Contínuo

Nº DE VAGAS: 01 vaga

FORMAÇÃO: Ensino Fundamental Completo

PSAD
Nível: OPERACIONAL

DESCRIÇÃO SUMÁRIA:

Executar atividades pertinentes aos serviços de suporte administrativo, tendo em vista o funcionamento do CRECI/RS.

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS

Executar serviços bancários, ordens de pagamento e/ou ordens de crédito, serviços externos de despache ou retirada de encomendas, seguindo a orientação do responsável da área;

Entregar correspondências, documentos e/ou volumes, recolhendo- os em locais preestabelecidos e distribuindo-os aos destinatários; Auxiliar na realização de atividades de apoio administrativo, tais como fazer ligações telefônicas, enviar e receber fax, anotar recados e arquivar documentos em geral;

Realizar trabalhos de reprografia, tais como: operar máquinas e equipamentos reprográficos, encadernando, catalogando, alceando e grampeando material trabalhado, controlando o número de cópias solicitadas durante o mês, através de formulários próprios, prestando contas ao chefe imediato;

Executar outras atividades correlatas.

ESPECIFICAÇÃO DO CARGO/NÍVEL

Escolaridade:

Ensino fundamental completo.

Complexidade das tarefas:

Execução das tarefas exige a combinação de aptidões de baixa complexidade, geralmente simples e natural a maioria das pessoas.

Responsabilidade por contatos:

Contatos restritos à simples troca de informações, internas e externas, se mal sucedidos podem acarretar pouca repercussão.

Responsabilidade por dados confidenciais:

Acesso restrito a dados e informações, internas e externas, que se divulgados podem acarretar pouca repercussão.

 

PROFISSIONAIS DE SUPORTE TÉCNICO - PSTE

CARGO: SECRETÁRIA EXECUTIVA

Nº DE VAGAS: 01 vaga

FORMAÇÃO: Ensino Superior Completo

PSTE
Nível: ESPECIALIZADO

DESCRIÇÃO SUMÁRIA:

Executar atividades pertinentes aos serviços técnico administrativos, tendo em vista o funcionamento do CRECI/RS

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICASAo PSTE, NÍVEL ESPECIALIZADO, compete desempenhar as seguintes atribuições: SERVIÇOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS

Organizar o arquivo de documentos, cartas, ofícios, memorandos, entre outros utilizados na área de atuação;

Coletar dados para a elaboração de documentos e relatórios das diversas atividades do CRECI/RS;

Redigir correspondências e elaborar documentos com a finalidade de obter e/ou prestar informações e subsidiar a tomada de decisões superiores;

Preparar relatórios diversos dos serviços realizados, coletando informações em arquivos e outras fontes;

Elaborar tabelas e gráficos ilustrativos;

Analisar correspondências recebidas, examinando o seu conteúdo, efetuando a triagem de acordo com as prioridades e registrando em livro apropriado, os dados necessários a sua tramitação;

Prestar informações sobre assuntos de serviços administrativos de natureza simples.

Levantar situações profissionais de qualquer natureza quando em constar de processos em trâmite no CRECI/RS;

Preparar materiais necessários às reuniões, exposições, seminários e outros eventos providenciando transporte e acomodações quando necessário, a fim de fornecer o devido apoio às referidas atividades;

Organizar processos, verificando os documentos necessários à sua composição e efetuando o registro;

Acompanhar reuniões e sessões plenárias, prestando apoio técnico-administrativo necessário à realização;

Organizar procedimentos para a realização de reuniões plenárias, audiências públicas e outras;

Requisitar serviços gerais de manutenção de móveis, equipamentos, máquinas e/ou instalações;

Providenciar, junto às agências de viagem emissão e reservas de passagens;

Atender aos fornecedores para realizar pagamentos de serviços prestados ao CRECI/RS;

Preparar pagamento de diárias e outros itens necessários ao atendimento de viagem;

Executar outras atividades correlatas.

ESPECIFICAÇÃO DO CARGO/NÍVEL

Escolaridade

Ensino Médio Completo, mais Habilitação Técnica Específica.

Complexidade das tarefas

Execução das tarefas exige a combinação de aptidões de baixa complexidade, geralmente simples e natural a maioria das pessoas.

Responsabilidade por contatos

Contatos restritos à simples troca de informações, internas e externas, se mal sucedidos podem acarretar pouca repercussão.

Responsabilidade por dados confidenciais

Acesso restrito a dados e informações, internas e externas, que se divulgados podem acarretar pouca repercussão.

PSTE
Nível: PLENO
Faixa Salarial:

DESCRIÇÃO SUMÁRIA:

Executar atividades pertinentes aos serviços técnico administrativo, tendo em vista o funcionamento do CRECI/RS.

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS

Ao PSTE, NÍVEL PLENO, compete desempenhar todas as atividades do NÍVEL ESPECIALIZADO e mais as seguintes atribuições: SERVIÇOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS

Controlar assuntos pendentes, solicitando aos setores e órgãos envolvidos, a documentação pertinente, a fim de atender ao cumprimento de prazos estabelecidos para os trabalhos;

Controlar o estoque de material de expediente da área de atuação; Controlar a formação de processos, analisando os documentos necessários;

Orientar na elaboração de documentos referentes a processos como: Atas, Propostas, Súmulas, Decisões e Informações;

Preparar material administrativo para realização de reuniões;

Conferir serviços datilografados e/ou digitados verificando sua exatidão e apontando as correções necessárias, visando assegurar a qualidade dos trabalhos;

Orientar e/ou acompanhar o protocolo e despacho de volumes e documentos, a fim de evitar o extravio e possibilitar o encaminhamento aos interessados;

Redigir correspondências, declarações, atos administrativos, contratos, convênios e outros documentos;

Controlar a documentação técnica, legal e administrativa para subsidiar decisões superiores;

Executar outras atividades correlatas.

ESPECIFICAÇÃO DO CARGO/NÍVEL

Escolaridade

Curso Superior completo e/ou conhecimentos especializados.

Complexidade das tarefas

A execução das tarefas pressupõe o uso de aptidões de média complexidade, apreendidas ou desenvolvidas pelo emprego de habilidade cognitiva e/ou através da vivência no trabalho.

Responsabilidade por contatos

Contatos restritos à simples troca de informações, internas e externas, se mal sucedidos podem acarretar reclamações ou constrangimentos simples.

Responsabilidade por dados confidenciais

Acesso restrito a dados e informações, internas e externas, que se divulgados podem acarretar reclamações ou constrangimentos.

 

PROFISSIONAIS DE SUPORTE TÉCNICO - PSTE

CARGO: Arquivista

Nº DE VAGAS: 01 vaga

FORMAÇÃO: Ensino Superior Completo

PSTE
Nível: ESPECIALIZADO

DESCRIÇÃO SUMÁRIA:

Executar atividades pertinentes aos serviços técnico administrativos, tendo em vista o funcionamento do CRECI/RS

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS

Ao PSTE, NÍVEL ESPECIALIZADO, compete desempenhar as seguintes atribuições: SERVIÇOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS

Administrar o arquivo de documentos, cartas, ofícios, memorandos, entre outros utilizados na área de atuação;

Coletar dados para a elaboração de documentos e relatórios das diversas atividades do CRECI/RS;

Preparar relatórios diversos dos serviços realizados, coletando informações em arquivos e outras fontes;

Elaborar tabelas e gráficos ilustrativos;

Requisitar serviços gerais de manutenção de móveis, equipamentos, máquinas e/ou instalações;

Executar outras atividades correlatas.

ESPECIFICAÇÃO DO CARGO/NÍVEL

Escolaridade

Curso Superior completo e/ou conhecimentos especializados.

Complexidade das tarefas

A execução das tarefas pressupõe o uso de aptidões de média complexidade, apreendidas ou desenvolvidas pelo emprego de habilidade cognitiva e/ou através da vivência no trabalho.

Responsabilidade por contatos

Contatos restritos à simples troca de informações, internas e externas, se mal sucedidos podem acarretar reclamações ou constrangimentos simples.

Responsabilidade por dados confidenciais

Acesso restrito a dados e informações, internas e externas, que se divulgados podem acarretar reclamações ou constrangimentos.

 

PROFISSIONAIS DE SUPORTE TÉCNICO - PSTE

CARGO: Técnico de Informática

Nº DE VAGAS: 01 vaga

FORMAÇÃO: Ensino Médio Completo, mais Habilitação Técnica Específica.

PSTE
Nível: ESPECIALIZADO

SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Manter atualizados conhecimentos técnicos, através de pesquisa e seminários, visando a otimização da utilização dos recursos disponíveis no CRECI/RS;

Recuperar arquivos e relatórios sempre que solicitado, para possibilitar a execução dos serviços;

Executar serviços de suporte aos usuários da rede de computadores, envolvendo a montagem, reparos e configurações de equipamentos e na utilização do hardware e software disponíveis;

Controlar o estoque de peças de reposição dos equipamentos;

Preparar inventário do hardware existente, controlando notas fiscais de aquisição, contratos de manutenção e prazos de garantia;

Registrar ocorrências de processamento e transmissão, visando subsidiar o desenvolvimento de atividades de caráter corretivo e de melhoria de serviços;

Manter todos os softwares ativos, acompanhando as mensagens da console e comunicando à chefia imediata, possíveis irregularidades de funcionamento, visando solucionar os problemas que surjam;

Executar os procedimentos de manuseio de CDs e fitas magnéticas, visando manter o desenvolvimento das atividades dentro dos padrões e normas previamente estabelecidos;

Modificar programas, alterando a codificação e demais elementos, visando corrigir falhas e/ou atender alterações de sistemas e necessidades novas;

Realizar alterações nos sistemas em função de avanços técnicos ou novas necessidades, realizando análises e estudos necessários, a fim de atualizar as informações e os processos envolvidos;

Executar outras atividades correlatas.

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS

ESPECIFICAÇÃO DO CARGO/NÍVEL

Escolaridade

Ensino Médio Completo, mais Habilitação Técnica Específica.

Complexidade das tarefas

Execução das tarefas exige a combinação de aptidões de baixa complexidade, geralmente simples e natural a maioria das pessoas.

Responsabilidade por contatos

Contatos restritos à simples troca de informações, internas e externas, se mal sucedidos podem acarretar pouca repercussão.

Responsabilidade por dados confidenciais

Acesso restrito a dados e informações, internas e externas, que se divulgados podem acarretar pouca repercussão.

 

PROFISSIONAIS DE SUPORTE TÉCNICO - PSTE

CARGO: Assistente em Tecnologia da Informação

Nº DE VAGAS: 01 vaga

FORMAÇÃO: Curso Superior completo e/ou conhecimentos especializados.

PSTE
Nível: PLENO

SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Executar serviços de suporte aos usuários da rede de computadores, envolvendo a montagem, reparos e configurações de equipamentos e na utilização do hardware e software disponíveis;

Manter-se informado sobre as normas gerais do Sistema COFECI/CRECI e as específicas de sua área;

Orientar e oferecer meios que facilitem a aplicação uniforme e eficiente das normas utilizadas na execução dos serviços relativos à sua área de atuação;

Avaliar novas técnicas e identificar a necessidade de atualização e de desenvolvimento de softwares de apoio;

Executar outras atividades correlatas.

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS

ESPECIFICAÇÃO DO CARGO/NÍVEL

Escolaridade

Curso Superior completo e/ou conhecimentos especializados.

Complexidade das tarefas

A execução das tarefas pressupõe o uso de aptidões de média complexidade, apreendidas ou desenvolvidas pelo emprego de habilidade cognitiva e/ou através da vivência no trabalho.

Responsabilidade por contatos

Contatos restritos à simples troca de informações, internas e externas, se mal sucedidos podem acarretar reclamações ou constrangimentos simples.

Responsabilidade por dados confidenciais

Acesso restrito a dados e informações, internas e externas, que se divulgados podem acarretar reclamações ou constrangimentos.

 

PROFISSIONAIS DE SUPORTE TÉCNICO - PSTE

CARGO: Ouvidoria

Nº DE VAGAS: 01 vaga

FORMAÇÃO: Curso Superior completo e/ou conhecimentos especializados.

PSTE

Nível: PLENO

Redigir correspondências e elaborar documentos com a finalidade de obter e/ou prestar informações e subsidiar a tomada de decisões;

Receber queixas e/ou reclamações, encaminhando resoluções junto aos departamentos

Prestar assessoria aos coordenadores de departamento na respostas às demandas dos usuários dos serviços prestados pelo CRECI-RS

Atender público de diversas formas(presencial, telefone, correspondência, e-mail, etc.)

Tomar providências e propor soluções em relação a situações de atendimento, acompanhando resultados e seus efeitos junto aos públicos interno e externo do CRECI-RS

Preparar relatórios diversos dos serviços realizados, coletando informações em arquivos e outras fontes

Elaborar tabelas e gráficos ilustrativos

Analisar demandas recebidas pelos canais de comunicação da entidade, examinando o seu conteúdo, efetuando a triagem de acordo com as prioridades e registrando os dados necessários a sua tramitação

Prestar informações sobre assuntos pertinentes ao CRECI, assessorando a Presidência na tomada de decisões

Levantar situações profissionais de qualquer natureza quando em constar de processos em trâmite no CRECI/RS

Acompanhar reuniões e sessões de plenário

Executar outras atividades correlatas

 

ESPECIFICAÇÃO DO CARGO/NÍVEL

Escolaridade

Curso Superior completo e/ou conhecimentos especializados.

Complexidade das tarefas

A execução das tarefas pressupõe o uso de aptidões de alta complexidade e habilidades especiais, desenvolvidas ou vivenciadas de forma cumulativa.

Responsabilidade por contatos

Contatos internos e externos, destinados à troca de informações e esclarecimentos, se mal sucedidos podem acarretar atrasos/transtornos em tarefas de natureza técnico-administrativa.

Responsabilidade por dados confidenciais

Acesso restrito a dados e informações, internas e externas, que se divulgados podem acarretar reclamações ou constrangimentos.

 

PROFISSIONAIS DE FISCALIZAÇÃO - PFIS

CARGO: Agente Fiscal

Nº DE VAGAS: 10 vagas

FORMAÇÃO: Ensino Médio Completo + Curso Técnico em Transações Imobiliárias(TTI) em Instituição de Ensino homologada pelo Conselho Federal de Corretores de Imóveis - COFECI.

PFIS
Nível: PLENO

DESCRIÇÃO SUMÁRIA:

Executar as atividades pertinentes aos serviços de fiscalização da profissão do corretor de imóveis tendo em vista o funcionamento do CRECI/RS.

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS

Ao PFIS, de NÍVEL PLENO, compete desempenhar as seguintes atribuições:

Colaborar com o aperfeiçoamento da fiscalização da profissão do corretor de imóveis;

Assistir na avaliação dos sistemas administrativos/operacionais implantados e em funcionamento, verificando as possíveis mudanças, visando alcançar maior eficácia com menores custos operacionais;

Participar ativamente de reuniões para a elaboração de resoluções reguladoras e/ou fiscalizadoras do exercício da profissão.

Preparar relatório anual das atividades relativas ao exercício de fiscalização do CRECI/RS;

Realizar atividades burocráticas de abrir e manter processos, cadastrando-os para posterior análise;

Organizar e atualizar o cadastro de registro geral dos corretores de imóveis do CRECI/RS;

Ordenar e dirigir as sindicâncias e processos éticos;

Requisitar cópias dos processos em trâmite no CRECI/RS, quando necessário;

Controlar a instrução de processos de fiscalização, analisando os documentos necessários;

Incluir processos em pauta para julgamento;

Adotar medidas e expedir instruções necessárias para a tramitação regular de sindicâncias e processos;

Verificar os comprovantes dos recebimentos, subvenções, contribuições e alienações;

Acompanhar o andamento das ações na justiça repassando a orientação para a negociação de acordos, dentro das políticas estabelecidas pelo Sistema COFECI/CRECI;

Manter contatos com órgãos públicos e entidades representativas da comunidade, visando à manutenção de uma boa imagem do CRECI/RS;

Manter contato com sindicatos de trabalhadores, para resolução de questões correlatas trabalhistas;

Supervisionar e orientar a execução das atividades do corretor de imóveis, inspecionando periodicamente a qualidade dos serviços prestados, visando detectar e corrigir anormalidades ou solucionar problemas;

Manter atualizado banco de dados dos registros realizados no CRECI/RS, visando o seu adequado controle;

Colaborar na elaboração de normas, regulamentos e procedimentos internos relacionados à fiscalização da profissão do corretor de imóveis;

Prestar assistência ao processo de implantação e manutenção do plano de fiscalização, buscando informações e feedback que possibilitem avaliação de programas e procedimentos implantados;

Controlar as ocorrências relacionadas com a fiscalização, digitando dados, para elaboração de relatórios com estatísticas de produção; Participar da elaboração e redação de procedimentos relacionados com a fiscalização;

Manter controles dos registros das fiscalizações realizadas;

Ministrar treinamentos internos relacionados com a fiscalização da profissão;

Elaborar instruções de fiscalização, quando necessário;

Participar do processo de comunicação e de divulgação do Sistema COFECI/CRECI, através da organização de material, cursos e palestras sobre o assunto;

Participar de comissões internas, visando a definir prioridades para o plano de implantação de sistema de fiscalização, bem como para encontrar soluções para aumento de produtividade, melhoria de qualidade, mudanças de processos e redução de custos;

Coordenar e promover reuniões periódicas para avaliação dos índices estatísticos e/ou registros a serem apresentados pelo setor de fiscalização, visando o acompanhamento dos procedimentos estabelecidos;

Coordenar e executar programas e procedimentos relacionados com o exercício da profissão do Corretor de Imóveis, com o objetivo de identificar deficiências em sistemas, processos, e tarefas, promovendo a conscientização das pessoas e setores diretamente envolvidos, visando o seu engajamento na busca de soluções e implementação das ações corretivas;

Desenvolver projetos de mudanças de procedimentos e formas de trabalho, com o objetivo de melhorar a qualidade do atendimento ao usuário e da prestação de serviços;

Apoiar as demais áreas do CRECI/RS na solução de problemas, identificando e removendo barreiras e obstáculos, atuando como facilitador para mudança de comportamentos e assimilação de mudanças;

Organizar e supervisionar a formação de agentes da profissão do corretor de imóveis;

Verificar a exatidão de toda a documentação relativa a pagamentos, conforme as normas e procedimentos estabelecidos no CRECI/RS; Preparar relatório sobre posição de usuários inadimplentes, contatando-os para solução de pendências;

Levantar informações cadastrais de novos usuários;

Preparar relação de mensalidades atrasadas para cobrança bancária e controlar as instruções de procedimentos aos bancos;

Orientar e oferecer meios que facilitem a aplicação uniforme e eficiente das normas utilizadas na execução dos serviços relativos às atividades de fiscalização;

Orientar a elaboração de programas de pesquisa e atualização de novos procedimentos para as atividades de fiscalização, bem como desenvolver projetos voltados para a melhoria da qualidade dos serviços;

Processar o resultado de rotinas operacionais providenciando as ações imediatas requeridas para correção de falhas encontradas e aperfeiçoamento dos serviços de fiscalização;

Analisar as diretrizes do planejamento estratégico do CRECI/RS, elaborando os planos de trabalho, bem como o sistema de avaliação e controle de resultados;

Proceder à leitura de Diários Oficiais, coletando dados em que a CRECI/RS for parte interessada, objetivando o acompanhamento das ações e cumprimento de prazos;

Participar de negociações, quando solicitado, em aspectos que envolvam os interesses do CRECI/RS, orientando quanto aos aspectos legais, a fim de possibilitar a sua concretização;

Analisar, opinar, instruir expedientes e emitir pareceres e relatórios técnicos;

Identificar a necessidade de treinamento considerando as ações realizadas e o desejável para o CRECI/RS;

Constatar o ilícito disciplinar, ainda que fora da sede do estabelecimento do infrator;

Lavrar o auto de infração;

Fiscalizar anúncios em jornais, painéis, cartazes ou stand de vendas ou construtoras, incorporadoras ou loteamentos verificando o cumprimento das formalidades inerentes ao exercício da profissão de corretores de imóveis;

Recolher informações necessárias para a lavratura da infração; Identificar e qualificar os infratores através de instrumentos públicos; Manter-se atualizado e atualizar o CRECI/RS de todas as informações relativas a profissão do Corretor de Imóveis;

Entregar intimação para audiência de conciliação;

Dirigir veículo do CRECI, sempre que necessário; e

Executar outras atividades correlatas.

 

PFIS
Nível: SÊNIOR

DESCRIÇÃO SUMÁRIA:

Coordenar a execução das atividades pertinentes aos serviços de fiscalização da profissão do corretor de imóveis tendo em vista o funcionamento do CRECI/RS.

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS

Ao PFIS, de NÍVEL SÊNIOR, compete desempenhar todas as atividades do NÍVEL PLENO mais as seguintes atribuições:

Programar e executar treinamento dos empregados nas atividades do CRECI/RS, visando a multiplicação dos conhecimentos e facilitar a implementação de programas em geral;

Assessorar os conselheiros e dirigentes na implementação de atividades relativas à fiscalização, visando garantir sua execução dentro dos padrões estabelecidos;

Desenvolver material de apoio, tais como apostilas, cartilhas, cartazes, visando otimizar os treinamentos e a divulgação de programas de fiscalização;

Cumprir as atribuições estabelecidas no Código de Processo Disciplinar;

Assessorar a Comissão de Ética e Fiscalização Profissional;

Assessorar a Comissão de Apreciação e Decisão sobre o exercício ilegal;

Determinar diligências e outras providências que julgar cabíveis, interna e externamente, no que diz respeito aos processos disciplinares, fiscais e sindicância em curso no regional, bem como orientar pessoalmente os interessados na formalização de defesa e/ou recursos voluntários nos processos disciplinares e fiscais;

Assessorar o Presidente do CRECI/RS nos assuntos relacionados à atividade institucional do Creci;

Manter intercâmbio com as delegacias sub-regionais, visando ao entrosamento com a fiscalização do exercício profissional;

Pesquisar, diariamente, coligindo dados e notícias de interesse da categoria, através do Diário Oficial da União, Diário da Justiça e outros, com vista à publicação das Notas Imobiliárias no jornal e demais órgãos de imprensa;

Cooperar ativamente em eventos do CRECI/RS;

Fiscalizar provas de proficiência;

Organizar relatórios de fiscalização;

Propor e aplicar medidas que visem ao aprimoramento das estratégias nas diligências fiscais, principalmente no que tange ao combate sistemático aos exercentes ilegais da profissão de Corretor de Imóveis;

Atender as pessoas que procurarem o CRECI/RS para formalização de denúncias, ficando sob sua responsabilidade o bom desempenho da fiscalização;

Exercer suas atribuições junto ao CRECI/RS, com total autonomia quanto ao controle dos registros, do arquivamento e boa conservação dos documentos e materiais sob sua responsabilidade;

Realizar atividades de fiscalização, na capital e no interior do Estado, sempre que se fizer necessário, a fim de dar cumprimento aos planos de ação fiscal aprovados pela direção do CRECI/RS;

Controlar e cuidar da guarda das chaves dos veículos de fiscalização, observando quanto ao racionamento de combustíveis e o estado de conservação dos veículos;

Elaborar, ao final de cada mês, o Relatório Mensal para publicidade em jornais e plenária;

Elaborar os roteiros de viagens de fiscalização ao interior do Estado, por ordem de prioridades das denúncias formalizadas, pedidos das delegacias e associações de Corretores de Imóveis que derem entrada no Setor de Fiscalização e outros, para análise e posterior aprovação da Presidência Regional;

Lavrar termo de Representação e determinar diligências;

Exercer atribuições junto ao Plantão Fiscal, com autonomia quanto ao controle dos registros, do arquivamento e conservação dos documentos e materiais sob sua responsabilidade; e

Executar outras atividades correlatas.

ESPECIFICAÇÃO DO CARGO/NÍVEL SÊNIOR

Escolaridade

Preferencialmente, Curso Superior Completo, mais conhecimentos especializados.

Complexidade das tarefas

A execução das tarefas pressupõe o uso de aptidões de média complexidade, apreendidas ou desenvolvidas pelo emprego de habilidade cognitiva e/ou através da vivência no trabalho.

Responsabilidade por contatos

Contatos internos e externos, destinados à troca de informações e esclarecimentos, se mal sucedidos podem acarretar atrasos/transtornos em tarefas de natureza técnico-administrativa.

Responsabilidade por dados confidenciais

Acesso a dados e informações confidenciais, internos e externos, que se divulgados podem afetar o prestígio e/ou as atividades do CRECI/RS.

ANEXO II

DETALHAMENTO DAS PROVAS OBJETIVAS

As Provas Objetivas abrangerão as seguintes disciplinas para os cargos constantes nos quadros abaixo:

Para os cargos de: Agente Fiscal

Disciplina

Nº de Questões

PONTUAÇÃO

Por Questão

Total

Mínimo para Aprovação

Língua Portuguesa

5

2,5

12,5

 

Matemática

5

2,5

12,5

 

Noções de Informática

5

2,5

12,5

 

Conhecimentos Gerais

10

2,5

25,0

 

Conhecimentos Específicos - Lei n.° 6.530/78, Decreto n.° 81.871/78 e Resoluções n.° 005/ 78, 146/ 82, 199/ 85, 315/91, 316/91, 326/92, 458/95, 492/ 96, 675/ 00, 695/ 01, 761/02, 1065/07 e 1066/07.

15

2,5

37,5

 

TOTAL

40

 

100

50 % da prova

Para os cargos de: Arquivista, Ouvidoria e Secretaria Executiva

Disciplina

Nº de Questões

PONTUAÇÃO

Por Questão

Total

Mínimo para Aprovação

Língua Portuguesa

5

2,5

12,5

 

Matemática

5

2,5

12,5

 

Noções de Informática

5

2,5

12,5

 

Conhecimentos Gerais

10

2,5

25,0

 

Conhecimentos Específicos e Lei n.°6.530/78, Decreto n.° 81871/78

15

2,5

37,5

 

TOTAL

40

 

100

50 % da prova

Para o cargo de: Informática (Superior e Técnico)

Disciplina

Nº de Questões

PONTUAÇÃO

Por Questão

Total

Mínimo para Aprovação

Língua Portuguesa

5

2,5

12,5

 

Matemática

5

2,5

12,5

 

Conhecimentos Gerais

10

2,5

25,0

 

Conhecimentos Específicos

20

2,5

50,0

 

TOTAL

40

 

100

50 % da prova

Para o cargo de: Agente Administrativo

Disciplina

Nº de Questões

PONTUAÇÃO

Por Questão

Total

Mínimo para Aprovação

Língua Portuguesa

5

2,5

12,5

 

Matemática

5

2,5

12,5

 

Noções de Informática

5

2,5

12,5

 

Conhecimentos Gerais

10

2,5

25,0

 

Conhecimentos Específicos e Lei n.°6.530/78, Decreto n.° 81.871/78, Resoluções n.° 005/78, 146/82, 199/85, 326/92 e 327/92

15

2,5

37,5

 

TOTAL

40

 

100

50 % da prova

Para o cargo de: Serviços Gerais

Disciplina

Nº de Questões

PONTUAÇÃO

Por Questão

Total

Mínimo para Aprovação

Língua Portuguesa

10

2,5

25,0

 

Matemática

10

2,5

25,0

 

Conhecimentos Gerais

20

2,5

50,0

 

TOTAL

40

 

100

50% da prova

Para os cargos de: Contínuo e Telefonista

Disciplina

Nº de Questões

PONTUAÇÃO

Por Questão

Total

Mínimo para Aprovação

Língua Portuguesa

10

2,5

25,0

 

Matemática

10

2,5

25,0

 

Noções de Informática

10

2,5

25,0

 

Conhecimentos Gerais

10

2,5

25,0

 

TOTAL

40

 

100

50 % da prova

ANEXO III

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS - CRECI-RS

Português (Nível Fundamental Completo): Ortografia: uso de S e Z. Emprego de SS, C, Ç, CH, EX, J e G. Divisão silábica: separação e partição de sílabas. Classificação das palavras quanto ao número de sílabas. Acentuação gráfica: princípios básicos (regras), classificação das palavras quanto à posição da sílaba tônica. Classe de palavras (classes gramaticais). Flexões: gênero, número e grau do substantivo e adjetivo. Tempos e modos do verbo. Crase. Frase e oração: termos principais e acessórios da oração. Tipos de sujeito. Sinônimos e antônimos. Interpretação de texto. Sufixos e Prefixos. Tipos de predicado. Pronomes de Tratamento. Vozes do verbo.

Português (para os cargos de nível Médio e Superior): Ortografia. Sistema oficial vigente. Relações entre fonemas e grafias. Acentuação. Morfologia: Estrutura e formação de palavras. Classes de palavras e seu emprego. Flexão nominal e verbal. Sintaxe: Processos de coordenação e subordinação. Equivalência e transformação de estruturas. Discurso direto e indireto. Concordância nominal e verbal. Regência verbal e nominal. Crase. Pontuação. Interpretação de textos: Variedade de textos e adequação de linguagem. Estruturação do texto e dos parágrafos. Informações literais e inferências. Estruturação do texto: recursos de coesão. Significação contextual de palavras e expressões. Ponto de vista do autor. Formação de Palavras: composição e derivação. Figuras de linguagem.

Matemática (para os cargos de nível Fundamental Completo): Representação, tipos, relações, operações. Conjuntos Numéricos. Naturais, inteiros, racionais (fracionários e decimais ), reais, leitura dos números.Operações matemáticas nos conjuntos dos números. Soma, subtração, multiplicação, divisão, potenciação, radiciação. Múltiplos e divisores. Máximo Divisor Comum. Mínimo Múltiplo Comum. Números primos e compostos, dízimas periódicas. Sistemas de medidas. Comprimento, superfície e volume das principais figuras e sólidos, massa. Razões e proporções, Divisão proporcional, regra de três simples e composta, percentagem, juros simples, Variáveis e constantes, expressões algébricas, monômios, polinômios, valor numérico. Operações algébricas, Produtos notáveis, fatoração algébrica, M.M.C. e M.D.C. entre expressões algébricas, frações algébricas. Equações e funções. Equações e inequações do 1º grau, sistemas de equações com duas variáveis. Equações e inequações do 2º grau, equações biquadradas. Sistema de coordenadas cartesianas, Gráficos, função linear, função quadrática. introdução à Geometria, Pontos, linhas e planos, segmentos, congruência, ângulos, paralelismo, perpendicularismo, triângulos, ângulos internos e externos, relações métricas no triângulo retângulo, polígonos. Trigonometria plana, Funções trigonométricas, valores, relações métricas em triângulos não retângulos, Lei dos senos e cossenos. Geometria Plana, Círculo e circunferência, elementos, relações métricas, polígonos inscritos e circunscritos, polígonos regulares, medidas de perímetros e áreas.

Matemática (para os cargos de nível Médio e Superior): Números relativos inteiros e fracionários: operações e suas propriedades (adição, subtração, multiplicação, divisão e potenciação). Múltiplos e divisores: máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum. Frações ordinárias e decimais. Números decimais: propriedades e operações. Expressões numéricas. Equações do 1º e 2º graus. Problemas. Sistemas de medida de tempo. Sistema métrico decimal. Sistema monetário brasileiro. Problemas, números e grandezas proporcionais: razões e proporções. Divisão em partes proporcionais. Regra de três simples e composta. Porcentagem. Juro simples: juros, capital, tempo, taxas e montantes.. Fundamentos da Teoria dos Conjuntos; Conjuntos Numéricos: Números Naturais e Inteiros (divisibilidade, números primos, fatoração, máximo divisor comum, mínimo múltiplo comum), Números Racionais e Irracionais (reta numérica, valor absoluto, representação decimal), Números Reais (relação de ordem e intervalos), Operações; Funções: Estudo das Relações, Definição da Função, Funções definidas por fórmulas: Domínio, Imagem e Contradomínio, Gráficos, Função Injetora, Sobrejetora e Bijetora, Funções par e ímpar, Funções crescentes e decrescentes, Função Inversa, Função Composta, Função Polinominal do 1º Grau, Quadrática, Modular, Exponencial e Logarítmica, Funções Trigonométricas. Resoluções de Equações, Inequações e Sistemas; Seqüência: Progressão Aritmética e Geométrica; Geometria Plana: Ângulos: Definição, Classificação, Unidades e Operações, Feixes de paralelas cortadas por transversais, Teorema de Tales e aplicações, Polígonos: Elementos e classificação, Diagonais, soma dos ângulos externos e internos, estudo dos quadriláteros e triângulos, congruências e semelhanças, relações métricas dos triângulos, Área: polígonos e suas partes; Álgebra: Matrizes, Determinantes, Análise Combinatória; Geometria Espacial: Retas e planos no espaço (paralelismo e perpendicularismo), poliedros regulares, pirâmides, prismas, cilindro, cone e esfera(elementos e equações); Geometria Analítica: Estudo Analítico do Ponto, da Reta e da Circunferência (elementos e equações). Números Complexos: Operações. Forma algébrica e trigonométrica.

Conhecimentos Gerais: Elementos de política brasileira. Cultura e sociedade brasileira: música, literatura, artes, arquitetura, rádio, cinema, teatro, jornais, revistas e televisão. Cultura internacional. História Geral e do Brasil. Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea. O desenvolvimento urbano brasileiro. Meio ambiente e sociedade: problemas, políticas públicas, organizações não governamentais, aspectos locais e aspectos globais. Elementos de economia internacional contemporânea. Panorama da economia nacional. O cotidiano brasileiro.

Noções de Informática: WINDOWS: Fundamentos do Windows: Operações com janelas,menus, barra de tarefas, área de trabalho; Trabalho com pasta e arquivos: localização de arquivos e pastas; movimentação e cópia de arquivos e pastas; criação e exclusão de arquivos e pastas; Configurações Básicas do Windows: resolução da tela, cores, fontes, impressoras, aparência, segundo plano, protetor de tela; Windows Explorer. (Será tomada como base a versão do Windows em Português, com as características a partir do Windows 95). WORD: Área de trabalho, barras de ferramentas, botões e menus do WORD; Formatação de documentos: recursos de margens, tabulação, recuo e espaçamento horizontal, espaçamento vertical, fontes, destaque (negrito, sublinhado, itálico, subscrito, sobrescrito, etc); Organização do texto em listas e colunas; Tabelas; Estilos e Modelos; Cabeçalhos e Rodapés; Configuração de Página (Será tomada como base a versão do WORD e EXCEL em Português, com características a partir do WORD 97 e EXCEL 97). EXCEL: Área de trabalho, barras de ferramentas, botões e menus do EXCEL; Deslocamento do cursor na planilha, seleção de células, linhas e colunas; Introdução de números, textos, fórmulas e datas na planilha, referência absoluta e relativa; Principais funções do Excel: matemáticas, estatísticas, datahora, financeiras e de texto; Formatação de planilhas: número, alinhamento, borda, fonte, padrões; Edição da planilha: operações de copiar, colar, recortar, limpar, marcar, etc; Classificação de dados nas planilhas; Gráficos.(Será tomada como base a versão do WORD e EXCEL em Português, com as características a partir do WORD 97 e EXCEL 97). Acesso a Redes de Computadores: Estrutura de Redes de Computadores: Redes Locais e Internet; Mecanismos de cadastramento e acesso a redes: LOGIN, Username, Senha; Protocolos e Serviços de Internet: Mail, Http, News; Correio Eletrônico: Endereços, utilização de recursos típicos; World Wide Web: Browsers e serviços típicos, mecanismos de busca (Será tomado como base os recursos mais gerais e comuns do browser Internet Explorer 5.x ou superior e para correio eletrônico recursos mais comuns do Outlook).

Agente Administrativo: Correspondência Oficial . Correspondência Comercial . Formas de Tratamento . Fechos para Correspondências . Abreviaturas . Noções de Arquivamento . Noções de Relações Humanas . Relações Interpessoais . Comunicação . Técnicas de Atendimento . Relações Públicas . Noções de Administração Financeira . Gestão Financeira . Balanço Patrimonial . Fluxo de Caixa . Rendimentos: Real e Nominal . Taxa Efetiva e Taxa Nominal . Custo Fixo e Variável . Porcentagem . Juros . Noções de Recursos Humanos e de Material . Lei n.° 6.530/78.

Conhecimentos Específicos (Agente Administrativo) - Lei n.°6.530/ 78, Decreto n.° 81.871/78, Resoluções COFECI n.° 005/78, 146/82, 199/85, 326/92 e 327/92.

Agente Fiscal: Correspondência Oficial . Formas de Tratamento. Abreviaturas . Noções de Arquivamento . Noções de Relações Humanas . Relações Interpessoais . Comunicação . Técnicas de Atendimento . Relações Públicas . Noções de Administração Financeira.Bens Públicos, Semipúblicos e Privados. Federalismo Fiscal e Descentralização Administrativa. Matemática Financeira: Porcentagem Juros Simples; Descontos Simples; Juros Compostos; Descontos Compostos; Imposto Geral e Parcial. Gráficos de Fluxo: conceito e finalidade. Simbologia Básica dos Fluxogramas. Estrutura Organizacional: linear, funcional, mista, comissional, matricial. Departamentalização: conceito e critérios. Centralização e Descentralização: conceitos, vantagens e desvantagens. Processo Organizador: conceito e fases. Análise Funcional e Estrutural: conceitos. Formulários: conceito, importância e características. Manuais: importância e finalidade. Qualidade de Vida e Trabalho. Avaliação de Novos Projetos. Contato com o Campo.

Conhecimentos Específicos (Agente Fiscal) - Lei n.° 6.530/ 78, Decreto n.° 81.871/78 e Resoluções COFECI n.° 005/78, 146/82, 199/85, 315/91, 316/91, 326/92, 458/95, 492/96, 675/00, 695/01, 761/02, 1065/07 e 1066/07).

Informática (nível Técnico e nível Superior): LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO: Introdução a aplicativos e a applets Java. Estruturas de Controle: if, if/else, while, for switch, do/while, break e continue. Métodos. Programação baseada em objetos. Programação orientada a objetos. Strings e Caracteres. Tratamento de exceções: blocos try/catch, finally. Multithreading: classe Thread, interface Runnable. Arquivos e Fluxos. Conectividade de banco de dados Java (JDBC). Servlets. Estrutura de dados: listas, pilhas, filas e árvores. Linguagem padrão ANSI: Estruturas de programas em C: comandos e funções-padrão utilizadas para construção de programas em C. Alocação dinâmica de memória; aritmética de ponteiros. 4.2 SISTEMAS OPERACIONAIS: Introdução ao hardware, software e sistemas operacionais: introdução aos sistemas Operacionais; conceitos de hardware e software; processos e threads. Conceitos de processos: conceitos de thread; execução assíncrona concorrente; programação concorrente; deadlock e adiamento indefinido; escalonamento de processador. Memória real e virtual: organização e gerenciamento da memória virtual; organização da memória virtual; gerenciamento de memória virtual. Armazenamento secundário, arquivos e bancos de dados: otimização do desempenho do disco; sistemas de arquivos e de bancos de dados. Desempenho, processadores e gerenciamento de multiprocessador: desempenho e projeto de processador; gerenciamento de multiprocessador. Computação em rede e distribuída: introdução às redes; introdução a sistemas distribuídos; sistemas distribuídos e serviços web. Segurança. Estudos de casos de sistemas operacionais: estudo de caso Linux; 21; estudo de caso Windows XP. ENGENHARIA DE SOFTWARE: Conceitos de Engenharia de Software: processos de desenvolvimento de Software, conceitos de Gerência de Processos de Software, métricas de Processo e Projeto de Software, planejamento de Projeto de Software, análise e gestão de risco, garantia da Qualidade de Software. Engenharia de Software Orientada a Objetos: conceitos e princípios orientados a objetos. BANCO DE DADOS: Modelo Entidade- Relacionamento, Modelo Relacional. Álgebra Relacional. Linguagem SQL: Regras de Integridade, Estrutura de Arquivos e Armazenamento, Indexação, Processamento de Consultas, Transação; Controle de Concorrência; Recuperação; Banco de dados Distribuídos; Data Warehouse. REDES DE COMPUTADORES: Conceitos básicos. Protocolos. Modelo OSI, TCP/IP: camadas, endereçamento IP. Cabeamento: meios de transmissão, tipos. A arquitetura Ethernet. Equipamentos de redes: hubs, switches, roteadores. Segurança de redes.

Ouvidoria: Fundamentos da Comunicação: a comunicação na cultura contemporânea; as teorias contemporâneas da comunicação; a relação entre comunicação e política; os canais (veículos) de comunicação, sua história e seu comportamento; o processo de comunicação; integração global e novos meios de comunicação; conhecimento da norma culta da Língua Portuguesa. (Editoração - Edição - copidesque); normas da ABNT; Marketing e Comunicação Organizacional; Correspondência Oficial . Correspondência Comercial . Formas de Tratamento. Fechos para Correspondências . Abreviaturas . Noções de Arquivamento . Noções de Relações Humanas . Relações Interpessoais . Comunicação . Técnicas de Atendimento. Relações Públicas . (Noções de Administração Financeira . Gestão Financeira . Balanço Patrimonial . Fluxo de Caixa . Rendimentos: Real e Nominal . Taxa Efetiva e Taxa Nominal . Custo Fixo e Variável . Porcentagem . Juros ). Noções de Recursos Humanos.

Conhecimentos Específicos (Ouvidoria) - Lei n.°6.530/78, Decreto n.° 81871/78

Secretaria Executiva: Administração. Teoria Geral da Administração (TGA).Estado atual da Teoria da Administração e novas formas de gestão nas organizações.Abordagem da Administração: Relações Humanas. Abordagem Clássica. Abordagem Comportamental. Abordagem Estruturalista. Cerimonial, Protocolo e Etiqueta: Planejamento e Organização de diversos tipos de eventos, considerando as questões que envolvam a área de cerimonial e protocolo. Cerimonial Público e Privado, Protocolo, Símbolos Nacionais, Convites, Sessões Solenes/Conferências, Recepção de Eventos, Critérios de Precedências, Organizações não Oficiais, Organização de Bandeiras, Organização de Mesas Diretivas. Correspondência: Conceitos, normas e características; abreviações, formas de tratamento, endereçamento postal, formas de apresentação, documentos comuns ao âmbito empresarial, a correção e a contemporaneidade dos documentos.Classificação e Controle de Correspondências, Tipos de Correspondências, Introduções Comuns nas Correspondências, Expressões Vazias- Prolixidade, Diversidade de Estilos, Pronomes de Tratamento, Técnicas de Elaboração e Estética da Correspondência, Correspondência Empresarial e Oficial. Relações Humanas nas Organizações. Desenvolvimento interpessoal: Fundamento para a qualificação profissional. As tendências mundiais e a demanda de um novo perfil profissional. O processo de comunicação interpessoal. Motivação. O processo grupal. A administração de conflitos. Liderança. Relações Públicas. Técnicas de Comunicação. Princípios de Comunicação. Operacionalização da escritura. Metodologia de elaboração de textos de comunicação empresarial. Técnicas de Secretariado: A profissão de secretário, perfil do profissional. Planejamento, Organização e controle das atividades diárias. Secretário: canal de comunicação. Públicos. Endomarketing. Eficiência ao telefone. Recursos e serviços para remessas de correspondências.

Conhecimentos Específicos (Secretaria Executiva) - Lei n.°6.530/78, Decreto n.° 81871/78

Arquivista: Arquivística e Documentação: Conceitos básicos, Documentação Legal da Empresa, Protocolo, Importância do Arquivo, Tipos de Arquivo, Sistemas e Métodos de Arquivos. A Conservação e o Arquivamento de Documentos. O Arquivamento e Informatização. Arquivos Especiais. Microfilmagem. Automação de Escritório: Escritório Interativo, Automação nas Grandes Empresas, Microcomputador, Agenda Eletrônica, Correio Eletrônico, Fac-símile, Teleconferência e Processador de Textos.

Conhecimentos Específicos (Arquivista) - Lei n.°6.530/78, Decreto n.° 81871/78

Anexo IV RECURSO ADMINISTRATIVO

Etapas:

[__] Inscrições [__] Gabarito [__] Provas de Títulos [__] Resultado Final

NOME DO CANDIDATO: _________________________________________________________________

Nº INSCRIÇÃO: __________________________ CARGO: _______________________________________

RECURSO IMPETRADO:__________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

Assinatura do Candidato: ____________________________ Data: ___/___ /_____

ANEXO V
REQUERIMENTO DE RECURSO

DIRIGIDO AO SENHOR(A) PRESIDENTE DA COMISSÃO DE CONCURSO DO CRECI - RS

Assinalar a Etapa

[__] Inscrições [__] Gabarito [__] Prova Objetiva [__] Prova de Títulos [__] Resultado Final

Observação: utilize 01 (um) formulário para cada questão recorrida.

NOME DO CANDIDATO: ________________________________________________________________

Nº DE INSCRIÇÃO: __________________ CARGO: ___________________________________________

RAZÕES DO RECURSO
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

Nestes termos, pede deferimento:

Assinatura do Candidato: __________________________________ Data: _____/_____/______

99070

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231