Prefeitura de Laranjal - MG

PREFEITURA MUNICIPAL DE LARANJAL

ESTADO DE MINAS GERAIS

DECRETO Nº. 1158 /2007

"APROVA O EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2007”

O PREFEITO MUNICIPAL DE LARANJAL, no uso de suas atribuições legais, e, tendo em vista o disposto no artigo 37, inciso II da Constituição da República Federativa do Brasil, a Lei Orgânica Municipal e especialmente o que dispõem as Leis Municipais: LC 02/2005 26 de janeiro de 2005, LC 04/2005 de 31 de dezembro de 2005, LC 05/2005 31 de dezembro de 2005, LC 06/2006 11 de abril de 2006, LC 07/2006 de 11 de abril de 2006, LC 09/2006 de 24 de outubro de 2006 e LC 10/06 de 28 de dezembro de 2006.

DECRETA:

Art. 1º - Fica aprovado o Edital de Concurso nº 01/2007 que passa a fazer parte integrante do presente decreto.

Art. 2º - Este decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Prefeitura Municipal de Laranjal, 16 de janeiro de 2007.

Valmir Garcia Mendes
Prefeito Municipal

EDITAL DE CONCURSO N. º 01/2007

“Concurso Público de Provas para provimento de Cargos no Quadro de Pessoal da Prefeitura Municipal de Laranjal”

A Prefeitura Municipal de Laranjal, através da JCM - Consultoria Municipal Ltda., TORNA PÚBLICO que estarão abertas as inscrições ao Concurso Público para provimento de cargos vagos no seu Quadro de Pessoal, com sustentação legal no disposto do artigo 37, inciso II da Constituição da República Federativa do Brasil, na Lei Orgânica Municipal e, especialmente, no que dispõem as Leis Municipais as Leis Municipais: LC 02/2005 26 de janeiro de 2005, LC 04/2005 de 31 de dezembro de 2005, LC 05/2005 31 de dezembro de 2005, LC 06/2006 11 de abril de 2006, LC 07/2006 de 11 de abril de 2006, LC 09/2006 de 24 de outubro de 2006 e LC 10/06 de 28 de dezembro de 2006 o qual se regerá pelas normas regulamentadas neste edital.

1 – DAS INFORMAÇÕES PRELIMINARES.

Todas as datas previstas relativas aos eventos deste concurso público estão descritas no Anexo IV – Cronograma Previsto.

2 – DOS CARGOS, SUAS ESPECIFICAÇÕES, VENCIMENTOS E VAGAS.

Os cargos, seus respectivos pré-requisitos, vencimentos e número de vagas são os constantes do Anexo I.

3 – DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS.

Atribuições descritas no Anexo III.

4 – DO REGIME JURÍDICO, DO LOCAL DE TRABALHO E DA CARGA HORÁRIA.

4.1 – Regime Jurídico: estatutário.

4.2 – Carga Horária: de acordo com o especificado no Anexo I.

4.3 – O horário e o local de trabalho serão determinados pela Prefeitura Municipal de Laranjal, à luz dos interesses e necessidades da Administração.

5 – DAS CONDIÇÕES NECESSÁRIAS À INSCRIÇÃO E INVESTIDURA

5.1- Nacionalidade brasileira;

5.2 – gozo dos direitos políticos;

5.3 – regularidade com as obrigações eleitorais e, se do sexo masculino, com as militares;

5.4 – ter, no ato da posse, idade mínima de 18 (dezoito) anos completos;

5.5 – condições de saúde física e mental, compatíveis com o cargo, de acordo com prévia inspeção médica oficial;

5.6 – nível de escolaridade exigido para o desempenho do cargo;

5.7 – habilitação legal para o exercício de profissão regulamentada.

6 – DAS INSCRIÇÕES E TAXAS

6.1 – A inscrição será feita na Prefeitura Municipal de Laranjal, situada na Rua Norberto Berno, 85 - Centro – Laranjal - MG, mediante comprovação de depósito do valor equivalente à taxa de inscrição constante do Anexo I deste Edital.

6.2 – As inscrições deverão ser efetuadas no período de 22 de janeiro a 5 de fevereiro de 2007 (exceto sábado, domingo e feriado), no horário de 8h ás 11h e de 12h às 14h.

6.3 – O candidato deverá apresentar no ato da inscrição, pessoalmente ou através de procurador devidamente habilitado, os seguintes documentos:

6.3.1 – Requerimento preenchido em modelo fornecido no ato da inscrição, no qual o candidato deverá declarar seu conhecimento quanto às condições exigidas para a inscrição e que se submete às normas expressas neste Edital;

6.3.2 – Comprovante de depósito na forma dos itens 6.1 e 6.6.

6.3.3 - CPF

6.3.4 - Documento de identidade que contenha retrato, filiação e assinatura.

6.4 – A inscrição por procuração deverá ser efetuada através de instrumento específico e individual, acompanhada de cópia do documento de identidade do candidato e do procurador.

6.5 – O candidato inscrito por procuração assume total responsabilidade pelas informações prestadas por seu procurador no requerimento de inscrição, arcando com as conseqüências de eventuais erros que venham a ocorrer nos dados constantes da ficha de inscrição definitiva.

6.6 – O candidato deverá efetuar o depósito da taxa de inscrição no Bancoob – número 756, em nome de PM Laranjal Concursos, Agência 3139, Conta 3569-6, de acordo com os valores estipulados no Anexo I deste Edital.

6.7 – O candidato ao se inscrever estará concordando com as condições exigidas para sua inscrição e se submetendo às normas expressas neste edital.

6.8 – Não serão aceitas inscrições provisórias ou condicionais.

6.9 – Não será permitida inscrição por via postal, fax, condicional ou fora do prazo estabelecido, admitindo-se apenas os meios disciplinados no item 6.1 e 6.3.

6.10 – O candidato só poderá se inscrever para um único cargo.

6.10.1 – O candidato que por algum motivo venha a se inscrever mais de uma vez, estará automaticamente invalidando a inscrição anterior, prevalecendo sempre a última.

6.11 – Efetivada a inscrição, não serão aceitos pedidos para alteração de opção de cargo, bem como não haverá devolução da importância paga, em hipótese alguma.

6.12 – O candidato será responsável por qualquer erro ou omissão, bem como pelas informações prestadas no ato da inscrição. O candidato que fizer quaisquer declarações falsas, inexatas ou, ainda, que não possa satisfazer todas as condições estabelecidas neste Edital, terá sua inscrição cancelada, e como conseqüência, anulados todos os atos dela decorrentes, mesmo que aprovado nas provas e exames, ainda que o fato seja constatado posteriormente.

6.13 – A ficha de inscrição definitiva, contendo dia, horário e local de realização das provas objetivas e práticas, deverá ser retirada pelo candidato, no período de 26 de fevereiro a 09 de março de 2007, através do site www.jcmconcursos.com.br na Prefeitura Municipal de Laranjal, no horário 8h às 11 h e de 12 h às 14 h.

6.14 – A conferência dos dados da ficha de inscrição definitiva é de responsabilidade exclusiva do candidato.

7 – DO CONTEÚDO DAS PROVAS OBJETIVAS:

7.1 – As provas serão:

7.1.1 – de múltipla escolha;

7.1.2 – compostas de questões com 5 (cinco) opções cada;

7.1.3 – cada questão terá apenas 1 (uma) opção correta, e;

7.1.4 – elaboradas de acordo com os programas, descritos no Anexo II, parte integrante deste Edital.

7.2 – O conteúdo das provas objetivas, bem como o número de questões e seu respectivo peso estão descritos na tabela abaixo:

NÍVEL DE ESCOLARIDADE: ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO

 Cargo

Número de Questões e Pesos

Específica

Português

Matemática

Informática

Raciocínio Lógico

Conhecimentos Gerais

Total de Questões

Auxiliar de Serviços Educação Básica

***

***

***

***

20 (peso2)

***

20

Auxiliar Serviços

***

***

***

***

20 (peso 2)

***

20

Motorista

***

***

***

***

20 (peso 2)

***

20

Oficial de Serviços – Pedreiro

***

***

***

***

20 (peso 2)

***

20

Oficial de Serviços – Serralheiro/Eletricista

***

***

***

***

20 (peso2)

***

20

Serviçal

***

***

***

***

20 (peso 5)

***

20

NÍVEL DE ESCOLARIDADE: ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO

 Cargo

Número de Questões e Pesos

Específica

Português

Matemática

Informática

Raciocínio Lógico

Conhecimentos Gerais

Total de Questões

Auxiliar Administrativo

***

10 (peso 4)

10 (peso 2)

05 (peso 3)

10 (peso 2)

05 (peso 1)

40

Operador de Máquinas

***

10 (peso 2)

***

***

10 (peso 1)

10 (peso 1)

40

NÍVEL DE ESCOLARIDADE: ENSINO MÉDIO COMPLETO

 Cargo

Número de Questões e Pesos

Específica

Português

Matemática

Informática

Raciocínio Lógico

Conhecimentos Gerais

Total de Questões

Auxiliar Enfermagem

10 (peso 5)

10 (peso 3)

***

***

10 (peso 1)

10 (peso 1)

40

Professor Educação Básica I

10 (peso 5)

10 (peso 3)

***

***

10 (peso 1)

10 (peso 1)

40

NÍVEL DE ESCOLARIDADE: SUPERIOR COMPLETO

 Cargo

Número de Questões e Pesos

Específica

Português

Matemática

Informática

Raciocínio Lógico

Conhecimentos Gerais

Total de Questões

Especialista em Educação Básica I

10 (peso 5)

10 (peso 3)

***

***

10 (peso 1)

10 (peso 1)

40

Farmacêutico/Bioquímico

10 (peso 5)

10 (peso 3)

***

***

10 (peso 1)

10 (peso 1)

40

Médico Cardiologista

10 (peso 5)

10 (peso 3)

***

***

10 (peso 1)

10 (peso 1)

40

Professor Ensino Religioso

10 (peso 5)

10 (peso 3)

***

***

10 (peso 1)

10 (peso 1)

40

Professor História

10 (peso 5)

10 (peso 3)

***

***

10 (peso 1)

10 (peso 1)

40

Professor Matemática

10 (peso 5)

10 (peso 3)

***

***

10 (peso 1)

10 (peso 1)

40

Professor Português

10 (peso 5)

10 (peso 3)

***

***

10 (peso 1)

10 (peso 1)

40

8 – DOS PROGRAMAS DE PROVAS

8.1 – Os programas para as provas objetivas são os constantes do Anexo II, parte integrante deste edital.

8.1.1 – As sugestões de estudo, onde houver, são para simples referência, devendo o candidato observar os conteúdos programáticos.

9 – DA PRESTAÇÃO DAS PROVAS

9.1 – Todos os candidatos serão submetidos às provas objetivas que serão realizadas no dia 11 de março de 2007. O horário e local serão informados na ficha de inscrição definitiva.

9.2 – Serão submetidos à prova prática o(s) candidato(s) aos cargos de Auxiliar de Serviços, Auxiliar de Serviços de Educação Básica, Motorista, Oficial de Serviços (serralheiro/eletricista), Oficial de Serviços (pedreiro), Operador de Máquinas e Serviçal. A realização das mesmas ocorrerá nos dias 10 ou 11 de março de 2007. O dia definido, o horário e local serão informados na ficha de inscrição definitiva.

9.3 – Nenhuma prova será realizada fora do local determinado.

9.4 – Não haverá segunda chamada para quaisquer das provas.

9.5 – Para a realização da prova o candidato deverá comparecer no local indicado na ficha de inscrição até 30 (trinta) minutos antes do horário designado, munido de caneta esferográfica azul ou preta, lápis, borracha, ficha de inscrição definitiva e documento de identidade que contenha retrato, filiação e assinatura.

9.5.1 – O documento de identidade deve estar em perfeitas condições, de forma a permitir com clareza a identificação do candidato (fotografia e assinatura), não sendo aceitos protocolos, xerox ou quaisquer outros documentos que impossibilitem a identificação do candidato, bem como a verificação de sua assinatura.

9.5.2 – A não apresentação do documento de identidade pelo candidato implica na sua desclassificação.

9.5.3 – Não haverá tolerância por atraso, seja qual for o motivo alegado, ficando o candidato automaticamente desclassificado.

9.6 – A duração das provas objetivas será de 1h e 30min (uma hora e trinta minutos) para o(s) candidato(s) aos cargos de Auxiliar de Serviços, Auxiliar de Serviços de Educação Básica, Motorista, Oficial de Serviços (serralheiro/eletricista), Oficial de Serviços (pedreiro) e Serviçal, devendo o candidato permanecer em sala pelo prazo mínimo de 30 minutos. Para os demais cargos a duração das provas será de 3h (três horas), devendo o candidato permanecer em sala pelo prazo mínimo de 1h (uma hora).

9.7 – Por razões de segurança, velando desde o início pelo sigilo absoluto do certame, somente terá direito de levar consigo o caderno de questões de prova, o candidato que permanecer no local, onde as mesmas estarão sendo aplicadas, pelo prazo de:

9.7.1 – 1h (uma hora) para as provas com duração de 1h e 30min (uma hora e trinta minutos)

9.7.2 – 2h (duas horas) para as provas com duração de 3h (três horas)

9.7.3 – A partir das 8h às 15h do dia 12 de março de 2007, na Prefeitura Municipal de Laranjal, estará à disposição dos candidatos interessados, para eventuais consultas, um exemplar de cada prova.

 

9.7.4 – O candidato que resolver se retirar do local da prova antes do prazo estipulado nos item 9.7.1 e 9.7.2, deverá devolver ao monitor ou fiscal, juntamente com o cartão de respostas, o caderno de questões de prova, sendo a ele permitido a retirada da última página (Teste do Cartão de Respostas).

9.8 – O candidato deverá transcrever suas respostas para o Cartão-Resposta, assinando-o em seguida.

9.8.1 – Cada candidato receberá um único Cartão-Resposta que deverá ser marcado somente com caneta esferográfica azul ou preta.

9.8.2 – O Cartão-Resposta não pode ser rasurado, amassado, manchado ou ser feito uso de borracha e em nenhuma hipótese será substituído, e deverá ser assinado pelo candidato.

9.8.3 – A transcrição correta das alternativas para o Cartão-Resposta é de inteira responsabilidade do candidato e é obrigatória, sendo sua correção por processamento eletrônico de leitura ótica.

9.9 – Não serão computadas questões não assinaladas, questões que contenham mais de uma marcação ou que contenham emenda ou rasura, ainda que legíveis.

9.10 – Os três últimos candidatos deverão permanecer na sala, sendo somente liberados quando o último deles tiver concluído a prova.

9.11 – Será excluído do Concurso em qualquer fase o candidato que:

a) fizer, em qualquer documento, declaração falsa ou inexata;

b) for descortês com qualquer membro da equipe encarregada da inscrição, da portaria e da aplicação da prova;

c) for responsável por falsa identificação pessoal;

d) durante a realização da prova, for surpreendido em comunicação com outro candidato, bem como aquele que utilizar livros e impressos não permitidos, máquina de calcular, telefone celular, rádio, ou seja, qualquer utensílio que emita informações, ou ainda, aquele que adotar qualquer atitude buscando informações relativas a respostas da prova;

e) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos para obter aprovação;

f) não devolver o Cartão-Resposta ao término da prova, antes de sair da sala;

g) ausentar-se do recinto da prova sem permissão;

h) deixar de assinar a lista de presença;

i) não atender às determinações deste Edital.

9.12 – É de inteira responsabilidade do candidato o acompanhamento das publicações dos atos e editais pertinentes ao presente concurso.

9.13 – É expressamente proibido fumar durante a prova.

10 – DAS PROVAS PRÁTICAS

10.1 – Haverá prova prática para o(s) candidato(s) aos cargos de: Auxiliar de Serviços, Auxiliar de Serviços de Educação Básica, Motorista, Oficial de Serviços (serralheiro/eletricista), Oficial de Serviços (pedreiro), Operador de Máquinas e Serviçal.

10.2 – Serão adotados os seguintes critérios de avaliação:

10.2.1 – Cargo de Auxiliar de Serviços:

a) habilidade no manuseio de ferramentas e equipamentos próprios da atividade;

b) conhecimento de normas de segurança no trabalho;

c) predisposição para a realização de serviços braçais envolvendo capina, abertura de valas, limpeza de ruas, cargas de veículos, transporte de materiais e outros que envolvem a força física.

10.2.2 – Cargo de Motorista:

a) Apresentar no ato da prova a Carteira Nacional de Habilitação categoria “D” ou superior, em original, não sendo aceito qualquer outro documento.

b) capacidade de atenção e percepção em trânsito com fluxo de pedestres;

c) habilidade na condução do veículo;

d) obediência às regras de trânsito.

10.2.3 – Cargo de Oficial de Serviços (serralheiro/eletricista):

a) habilidade no manuseio de ferramentas e equipamentos próprios da atividade;

b) conhecimento de normas de segurança no trabalho;

c) conhecimento na leitura e interpretação de projetos;

d) habilidade na execução de serviços próprios da atividade.

10.2.4 – Cargo de Oficial de Serviços (Pedreiro):

a) habilidade no manuseio de ferramentas e equipamentos próprios da atividade;

b) conhecimento de normas de segurança no trabalho;

c) conhecimento na leitura e interpretação de projetos;

d) habilidade na execução de serviços próprios da atividade.

10.2.5 – Cargos de: Auxiliar de Serviços de Educação e Serviçal:

a) Conhecimentos práticos sobre: preparação e armazenamento dos alimentos, higienização e sanitização dos alimentos, higienização dos equipamentos e utensílios e seleção dos alimentos apropriados para o consumo.

b) Noções sobre Limpeza do local de trabalho e suas dependências.

c) Conduta em relação à higiene pessoal.

e) Conduta e postura: pessoal e profissional.

10.2.6 – Cargo de Operador de Máquinas:

a) Apresentar no ato da prova Carteira Nacional de Habilitação categoria “C” ou superior, em original, não sendo aceito qualquer outro documento;

b) capacidade de atenção e percepção no manuseio do equipamento;

c) habilidade na operação do equipamento;

d) conhecimentos de normas de segurança de trabalho.

10.3 – A não apresentação da Carteira Nacional de Habilitação (em original) como disposto no item 10.2.2 e 10.2.6, impedirá o candidato de participar da prova, não sendo aceito qualquer outro documento.

10.4 – Para a realização da prova prática, o candidato deverá comparecer ao local previsto com 30 (trinta) minutos de antecedência, munido da ficha definitiva de inscrição, documento de identidade.

10.5 – O local e o horário da realização das provas práticas serão informados na ficha definitiva de inscrição conforme item 9.2 deste edital.

10.6 – Nenhuma prova será realizada fora do local determinado.

10.7 – Não haverá segunda chamada para quaisquer das provas.

11 – DOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

11.1 – Fica assegurado ao candidato portador de deficiência o direito de se inscrever neste concurso em igualdade de condições com os demais candidatos, para provimento de cargo cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que é portador.

11.2 – Assegura-se o percentual de 5% do total de cargos vagos existentes e dos que vierem a vagar ou forem criados no decorrer do prazo de validade deste concurso, referentes a cada denominação/especialidade, calculados em face da classificação obtida.

11.2.1 – Não preenchidas as vagas de que trata o item 11.2, serão elas destinadas aos classificados no concurso.

11.2.2 – Não serão reservadas vagas para deficientes sobre as já existentes, quando o número oferecido de cargos em cada denominação/especialidade neste Edital for inferior a 10 (dez), bem como aos cargos para os quais a lei exija aptidão plena.

11.2.2.1 – Respeitado o percentual fixado no item 11.2 deste Edital, durante o prazo de validade do concurso, o candidato deficiente poderá ser convocado para preencher cargo que vier a ser criado, bem como as vagas que surgirem, utilizando para tal a lista de classificação geral.

11.3 – A partir da 1ª vaga a ser reservada para deficiente, ou seja, a 10ª vaga da classificação geral, caso a aplicação do percentual de que trata o item 11.2 resulte em número fracionado, este deverá ser elevado até o primeiro número inteiro subseqüente.

11.4 – Os candidatos portadores de deficiência concorrerão sempre à totalidade das vagas existentes para cada denominação/especialidade, não ficando restritos a disputarem somente as vagas reservadas.

11.5 – A Publicação do resultado final do concurso será feita em duas listas, contendo a primeira a pontuação de todos os candidatos, inclusive a dos portadores de deficiência, e a segunda somente a pontuação destes últimos.

11.6 – Consideram-se pessoas portadoras de deficiência aquelas que se enquadrarem nas categorias discriminadas no art. 4º do Decreto nº 3.298 de 20/12/1999.

11.7 – O candidato inscrito como deficiente deverá, obrigatoriamente, enviar , via postal, em até 07 (sete) dias úteis após o encerramento das inscrições, considerando para este fim a data da postagem, para a sede da JCM Consultoria Municipal Ltda., com endereço no Largo Marechal Deodoro, nº 06, sala 206, CEP 36.200-054, Barbacena – MG, Laudo Médico que caracterize o grau e o tipo da deficiência com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença – CID, bem como a provável causa da deficiência.

11.8 – O candidato aprovado que tenha declarado sua deficiência, bem como atendido o item 11.7 será encaminhado a uma junta multidisciplinar, composta a critério da Administração Pública Municipal, para avaliar a compatibilidade da deficiência com o cargo a que concorre.

11.8.1 – A equipe multidisciplinar emitirá parecer observando:

I – as informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição;

II – a natureza das atribuições e tarefas essenciais do cargo a desempenhar;

III – a viabilidade das condições de acessibilidade e as adequações do ambiente de trabalho na execução das tarefas;

IV – a possibilidade de uso, pelo candidato, de equipamentos ou outros meios que habitualmente utilize; e

V – a CID e outros padrões reconhecidos nacional e internacionalmente.

11.9 – Caso o candidato não observe o previsto no item 11.7, terá sua inscrição indeferida como concorrente à vaga reservada a deficientes, concorrendo o candidato às demais vagas.

11.10 – O candidato portador de deficiência que necessitar de aplicação de provas em condições especiais deverá solicitar tal providência à JCM Consultoria Municipal Ltda, através de requerimento motivado que deverá ser enviado para o endereço Largo Marechal Deodoro, nº 06, sala 206, CEP 36.200-054, Barbacena – MG em até 07 (sete) dias úteis após o encerramento das inscrições, observada para este fim a data de postagem do requerimento.

11.11 – O candidato portador de deficiência que necessitar de tempo adicional para a realização das provas deverá requerê-lo, nos termos do item anterior, com justificativa acompanhada de parecer emitido por especialista da área de sua deficiência.

12 – DO CRITÉRIO DE JULGAMENTO DAS PROVAS PRÁTICAS E OBJETIVAS

12.1 - As provas terão o valor de 100 (cem) pontos.

12.2 – Os pontos para os cargos de Auxiliar de Serviços, Auxiliar de Serviços de Educação Básica, Motorista, Oficial de Serviços (serralheiro/eletricista), Oficial de Serviços (pedreiro), Operador de Máquinas e Serviçal, serão distribuídos da seguinte forma:

a) Prova objetiva ....... 40 pontos

b) Prova prática ......... 60 pontos

12.3 – O resultado da prova objetiva será encontrado multiplicando-se o número total de acertos em cada disciplina pelo número equivalente ao peso a ela atribuído na tabela constante do item 7.2.

12.4 - Considerar-se-á eliminado do Concurso o candidato que não obtiver o mínimo de 60% (sessenta por cento) no somatório das provas objetiva e prática.

12.5 – A correção da prova objetiva (objetiva - múltipla escolha) realizar-se-á por via informatizada, sendo consideradas apenas as respostas transferidas para o cartão de respostas, para que deverão ser observadas as disposições descritas nos itens 9.9 deste Edital.

13 – DA CLASSIFICAÇÃO

13.1 – A classificação final será efetuada em ordem decrescente de pontos obtidos.

13.2 – Se computados os pontos, houver empate, dar-se-á preferência ao candidato mais idoso.

14 – DOS RESULTADOS

14.1 – Os gabaritos serão divulgados no dia 11 de março de 2007 no local de realização das provas, logo após a conclusão desta fase do Concurso, e no dia 12 de março de 2007 estarão disponíveis no site www.jcmconcursos.com.br e na sede da Prefeitura Municipal de Laranjal.

14.2 – A listagem com o resultado final estará disponível a partir do dia 19 de março de 2007 no site www.jcmconcursos.com.br e será afixada na sede da Prefeitura Municipal de Laranjal, conforme estabelecido no Anexo IV (Cronograma Previsto).

15 – DOS RECURSOS

15.1 – Caberá recurso, a ser interposto perante a JCM - Consultoria Municipal Ltda., contra o gabarito oficial ou qualquer questão da prova, através de recurso fundamentado, contendo: o nome do candidato, o número de inscrição e o cargo pretendido, no prazo máximo de dois dias úteis após a realização da respectiva prova, conforme Anexo IV.

15.2 – Caberá recurso, a ser interposto perante o Prefeito Municipal, quanto à classificação final, através de recurso fundamentado contendo o nome do candidato, número de inscrição e o cargo pretendido, no prazo máximo de dois dias úteis após a publicação da mesma.

15.3 – Os recursos previstos nos itens 15.1 e 15.2 deverão ser protocolados na Prefeitura Municipal de Laranjal no horário das 8h às 11 h e de 12 h às 14 h.

15.4 – O recurso deverá ser individual, não sendo admitido litisconsorte, devendo o mesmo conter a indicação precisa do item em que o candidato se julga prejudicado, acompanhado de comprovante que fundamente as alegações com citações de artigos de legislação, itens, páginas de livro, nome dos autores; juntando sempre cópia dos comprovantes. Cada recurso objetivará uma única questão.

15.5 – Será indeferido liminarmente o recurso que não estiver fundamentado ou for interposto fora do prazo.

15.6 – Após o julgamento dos recursos, os pontos correspondentes às questões porventura anuladas serão atribuídos a todos os candidatos.

15.7 – O gabarito divulgado poderá ser alterado em função dos recursos impetrados e as provas serão corrigidas de acordo com o gabarito oficial definitivo.

15.8 – Após a divulgação do resultado não caberá mais nenhum recurso contra o gabarito e questões de prova.

15.9 – Na ocorrência do disposto nos itens 15.6 e 15.7, poderá haver, eventualmente, alteração da classificação inicial obtida para uma classificação superior ou inferior ou, ainda, poderá ocorrer a desclassificação do candidato que não obtiver a nota mínima exigida na prova.

15.10 – Não serão aceitos recursos interpostos em prazo destinado a evento diverso do questionado.

16 – DA PUBLICAÇÃO E DIVULGAÇÃO DO CONCURSO

16.1 - Os candidatos poderão acompanhar as publicações oficiais relativas ao concurso que serão feitas da seguinte forma:

16.1.1 – EDITAL:

16.1.1.1 – De forma resumida: No Diário Oficial de Minas Gerais e no Jornal Nossa Terra Nossa Gente.

16.1.1.2– Em sua íntegra:

a) No Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de Laranjal.

b) No local das inscrições.

c) No site www.jcmconcursos.com.br

16.1.2 – OUTROS ATOS PERTINENTES AO CONCURSO: No Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal Laranjal.

17 – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

17.1 – O ingresso na sala de provas será permitido até o horário estabelecido para o início das mesmas.

17.2 – O presente concurso público destina-se à investidura em cargos de provimento efetivo, vagos, relacionados neste Edital, acrescidos de possíveis vagas no período de validade estabelecido no item 17.5, deste Edital.

17.3 – Os casos omissos, de dúvidas ou controvérsias serão resolvidos pela Comissão Fiscalizadora do Concurso.

17.4 – As disposições e instruções contidas nas capas das provas também constituem normas que complementam o presente Edital. Sempre que necessário, poderão ser divulgadas outras normas complementares ou avisos oficiais.

17.5 – O prazo de validade do presente concurso é de 02 (dois) anos, a contar da data de publicação de sua homologação, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período.

17.6 – O candidato aprovado no presente concurso e que for nomeado, tornar-se-á estável depois de cumprido o estágio probatório de 03 (três) anos, no qual deverá obter avaliação de desempenho considerada satisfatória nas funções inerentes ao cargo por ele exercidas.

17.7 – A aprovação no Concurso Público, ainda que no limite das vagas existentes, não assegurará ao candidato direito à nomeação, ficando a concretização desse ato condicionada à observância das disposições legais pertinentes e ao exclusivo interesse e conveniência da Administração Municipal, respeitada a rigorosa ordem de classificação por cargo.

17.8 – A não comprovação, pelo candidato aprovado e classificado, quanto aos pré-requisitos deste Edital e demais requisitos legais, implica na sua desclassificação e na convocação do classificado seguinte.

17.9 – O candidato aprovado ao ser convocado deverá apresentar a documentação abaixo descrita, no prazo estipulado pela Administração, a fim de tomar posse:

a) Duas fotografias 3x4 atuais.

b) Cópia da Certidão de Nascimento, se solteiro, ou de Casamento, se casado.

c) Cópia da Certidão de Nascimento dos filhos menores de 14 (quatorze) anos.

d) Cópia do Título de Eleitor e comprovante de votação ou justificativa de ausência na última eleição.

e) Cópia do Certificado de Reservista para candidato do sexo masculino.

f) Laudo médico subscrito por profissional credenciado pelo Município, atestando a capacidade física e mental para o desempenho das funções do Cargo.

g) Cópia do Diploma da habilitação específica da área para a qual se inscreveu.

h) Cópia do Cartão PIS/PASEP, caso já esteja inscrito.

i) Cópia do Cartão de CPF e da Carteira de Identidade.

j) Cópia da Carteira Nacional de Habilitação para os cargos que exijam tal qualificação.

l) Cópia de comprovante de residência.

m) Declaração de que não possui impedimento para o exercício de Cargo ou Função Pública.

n)declaração de bens e valores que constitui seu patrimônio.

17.9.1 – A Administração Municipal ficará automaticamente autorizada a convocar o candidato subseqüente constante da lista de aprovados caso o candidato convocado não apresente a documentação constante do item 17.9 no prazo estipulado.

17.10 – A Administração fixará prazo hábil a fim de que os candidatos aprovados para o cargo de motorista providenciem a regularização do Documento de Habilitação aos termos da legislação vigente, ou seja, deverá constar na CNH a aprovação em cursos especializados conforme a necessidade e determinação da Administração Municipal, bem como a habilitação na avaliação psicológica exigida pelo CONTRAN para o motorista remunerado.

17.11 – Os candidatos aos cargos para os quais a lei determine registro em Conselho de Classe ou órgão competente para o exercício profissional deverão apresentar os documentos comprobatórios de regularidade para fins de nomeação.

17.12 – Verificada inexatidão ou irregularidade de qualquer documento, serão anulados todos os atos decorrentes da inscrição.

 

17.13 – O candidato deverá manter junto à Prefeitura Municipal de Laranjal, durante o prazo de validade do concurso, seu endereço atualizado, visando eventuais convocações, não lhe cabendo qualquer reclamação caso não seja possível a sua convocação por falta do endereço atualizado.

17.14 – Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos enquanto não consumada a providência ou evento que lhe disser respeito, até a data da convocação dos candidatos para provas, circunstância que será mencionada em Edital ou aviso a ser publicado.

17.15 – Este Edital será afixado, em seu inteiro teor, no Quadro de Avisos da Prefeitura, não se responsabilizando a Prefeitura Municipal de Laranjal e/ou a JCM Consultoria Municipal Ltda, por quaisquer cursos, textos, apostilas e outras publicações alusivas ao presente concurso.

Prefeitura Municipal de Laranjal, 16 de janeiro de 2007. 

Valmir Garcia Mendes
Prefeito Municipal

ANEXO I

= QUADRO GERAL=

Denominação

Nº Total de Vagas

Vagas para ampla concorrência

Vagas Reservadas a portadores de deficiência

Escolaridade / Requisito Mínimo

Carga Horária Semanal

Vencimentos R$

Taxa de Inscrição

Auxiliar Administrativo

02

02

-

Ensino Fundamental

30

526,15

50,00

Auxiliar Enfermagem

01

01

-

Ensino Médio com Registro no COREM

40

626,93

60,00

Auxiliar Serviços

12

11

 

01

Ensino Fundamental Incompleto

44

373,34

35,00

Auxiliar Serviços Educação Básica

03

03

-

Ensino Fundamental Incompleto

40

373,34

35,00

Especialista em Educação Básica I

01

01

-

Superior com licenciatura em Pedagogia ou graduação específica em Pedagogia

40

1.098,54

100,00

Farmacêutico/Bioquímico

01

01

-

Curso Superior em Farmácia e Bioquímica com registro no CRF

20

885,73

85,00

Médico Cardiologista

01

01

-

Curso Superior em Medicina com especialização em cardiologia e registro no CRM

20

1.487,52

140,00

Motorista

02

02

-

Ensino Fundamental Incompleto e CNH categoria “D”

44

626,93

60,00

Oficial de Serviços – Pedreiro

03

03

-

Ensino Fundamental Incompleto

44

626,93

60,00

Oficial de Serviços – Serralheiro/Eletricista

01

01

-

Ensino Fundamental Incompleto

44

626,93

60,00

Operador de Máquinas

01

01

-

Ensino Fundamental e CNH categoria “C”

44

885,73

85,00

Professor Educação Básica I

02

02

-

Ensino Médio Magistério

22,5

639,46

60,00

Professor Ensino Religioso

01

01

-

Curso Superior com Licenciatura Plena em Ensino Religioso

Hora/Aula

10,54

60,00

Professor História

01

01

-

Curso Superior com Licenciatura Plena em História

Hora/Aula

10,54

60,00

Professor Matemática

01

01

-

Curso Superior com Licenciatura Plena em Matemática

Hora/Aula

10,54

60,00

Professor Português

01

01

-

Curso Superior com Licenciatura Plena em Português

Hora/Aula

10,54

60,00

Serviçal

02

02

-

Ensino Fundamental Incompleto

44

373,34

35,00

ANEXO II

= PROGRAMAS DE PROVAS =

 I – Raciocínio Lógico

Cargos:

Auxiliar Serviços

Auxiliar de Serviços Educação Básica

Motorista

Oficial de Serviços – Pedreiro

Oficial de Serviços – Serralheiro/Eletricista

Serviçal

Visa avaliar processos mentais tais como: memória, percepção, atenção e concentração, raciocínio lógico, raciocínio abstrato.

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- A critério do candidato, observando-se os conteúdos programáticos.

II – Língua Portuguesa Ensino Fundamental

Cargos:

Auxiliar Administrativo

Operador de Máquinas

01. Leitura e compreensão de texto

- Identificação de elementos do texto: tema, idéia central, idéias secundárias, relações de sentido entre palavras e frases, relações entre parágrafos.

- Estudo de palavras: sinônimos, antônimos, homônimos, parônimos, sentido literal e sentido figurado.

- Tipos de texto: narração, descrição e dissertação.

- Estilos de texto: técnico, científico e literário.

02. Conhecimentos lingüísticos

- Pontuação

- Morfologia: identificação e emprego das seguintes classes de palavras: substantivo, adjetivo, pronome e verbo.

- Sintaxe: identificação de termos da oração, orações coordenadas e orações subordinadas.

- Casos gerais de concordância verbal e concordância nominal.

 SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- ANDRÉ, Hildebrando A. de. Gramática ilustrada. Editora Moderna.

- FARACO & MOURA. Gramática. Editora Ática.

- GRANATIC, Branca. Técnicas básicas de redação. Editora Scipione.

- INFANTE, Ulisses. Curso de gramática aplicada aos textos. Editora Scipione.

III – Língua Portuguesa Ensino Médio

Cargos:

Auxiliar de Enfermagem

Especialista em Educação Básica I

Farmacêutico/Bioquímico

Médico Cardiologista

Professor de Educação Básica I

Professor de Ensino Religioso

Professor de História

Professor de Matemática

Professor de Português

01. Leitura e compreensão de texto

- Identificação de elementos do texto: tema, idéia central, idéias secundárias, relações de sentido entre palavras e frases, relações entre parágrafos.

- Estudo de palavras: sinônimos, antônimos, sentido literal e sentido figurado.

- Aspectos do texto dissertativo: ponto-de-vista, argumentos e relações de causa-conseqüência.

- Estilos de texto: técnico, científico, literário e jornalístico.

- Coesão e coerência textuais.

02. Conhecimentos lingüísticos

- Pontuação.

- Morfologia: identificação e emprego das seguintes classes de palavras: substantivo, adjetivo, pronome e verbo.

- Sintaxe: identificação de termos da oração, orações coordenadas, orações subordinadas e períodos simples, compostos e mistos.

- Ordem direta e ordem inversa de sentenças.

- Relações lógico-semânticas entre orações.

- Concordância verbal e nominal.

- Aspectos estilísticos e semânticos relacionados à estruturação de sentenças.

 SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- ANDRÉ, Hildebrando A. de. Curso de redação. Vol. 3. Editora Moderna.

- CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima gramática da língua portuguesa. Editora Nacional.

- GRANATIC, Branca. Técnicas básicas de redação. Editora Scipione.

- INFANTE, Ulisses. Curso de gramática aplicada aos textos. Editora Scipione.

- VIANA, Antônio Carlos (coord.) e outros. Roteiro de redação: lendo e argumentando. Editora Scipione.

IV – Raciocínio Lógico

Cargos:

Auxiliar Administrativo

Auxiliar de Enfermagem

Especialista em Educação Básica I

Farmacêutico/Bioquímico

Médico Cardiologista

Operador de Máquinas

Professor de Educação Básica I

Professor de Ensino Religioso

Professor de História

Professor de Matemática

Professor de Português

Visa avaliar processos intelectuais, explorando as operações de análise e integração envolvidas nos processos mentais tais como: memória, percepção, atenção e concentração, raciocínio lógico, raciocínio abstrato.

 SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- A critério do candidato, observando-se os conteúdos programáticos.

V – Conhecimentos gerais

Cargos:

Auxiliar Administrativo

Auxiliar de Enfermagem

Especialista em Educação Básica I

Farmacêutico/Bioquímico

Médico Cardiologista

Operador de Máquinas

Professor de Educação Básica I

Professor de Ensino Religioso

Professor de História

Professor de Matemática

Professor de Português

01. Constituição da República Federativa do Brasil

Título I – Dos Princípios Fundamentais – artigos 1º ao 4º.

Título II – Dos Direitos e Garantias Fundamentais – artigos 5º ao 17.

Título III – Da Organização do Estado.

Capítulo IV – Dos Municípios – artigos 29 ao 31.

Capítulo VII – Da Administração Pública.

Seção I – Disposições Gerais – artigos 37 e 38.

Seção II – Dos Servidores Públicos – artigos 39 ao 41.

02. Atualidades.

 SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- Constituição da República Federativa do Brasil (Atualizada)

VI – Matemática Ensino Fundamental

Cargos:

Auxiliar Administrativo

01. Porcentagem: fórmulas, cálculos de taxas de porcentagem e aplicações.

02. Juros simples: fórmulas e aplicações.

03. Estatística – Introdução: médias aritmética simples e ponderada; mediana e moda.

04. Equação do 1º grau: problemas redutíveis a equação do 1º grau.

05. Inequação do 1º grau.

06. Sistema legal de unidade de medida.

07. Regra de três: simples e composta.

08. Conjuntos numéricos: naturais; inteiros; racionais; irracionais e reais – operações e aplicações.

 SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- A critério do candidato, observando-se os conteúdos programáticos.

VII – Conhecimentos Básicos de Micro-Informática e Word 

Cargos:

Auxiliar Administrativo

 01. MS-Windows

- Área de Trabalho.

- Windows Explorer.

- Configuração.

02. MS-Word

- Arquivos.

- Recursos Básicos.

- Formatação da Fonte.

- Formatação de Parágrafo.

- Recursos Avançados.

- Colunas.

- Tabelas.

- Estilos.

- Impressão. SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- A critério do candidato, observando-se os conteúdos programáticos.

VII – Específicos 

Cargo:Auxiliar de Enfermagem

01. Primeiros Socorros.

02. Administração de medicamentos (Métodos, vias, responsabilidades).

03. AIDS – Vírus - Como evitar – Fatores de Risco.

04. SUS – Função do Sistema Único de Saúde; Diretrizes; Objetivos; Normas.

05. Sinais Vitais – Verificação – Termos Técnicos – Tabelas.

06. Métodos de Esterilização.

07. Isolamento – Tipos e Critérios.

08. Cuidados na manipulação, uso e guarda de materiais e medicamentos.

09. Classificação de artigos e unidades segundo o risco potencial de transmissão de infecções.

10. Sistema Nacional de Imunização – Vacinação; Conservação; Calendário de vacinação (crianças, adolescentes, adultos, idosos).

11. Técnicas básicas de enfermagem.

12. Curativos e Feridas.

13. Higiene e Profilaxia.

14. Teoria das necessidades humanas básicas.

15. Doenças transmissíveis.

16. Vigilância epidemiológica.

17. Consulta e diagnóstico de enfermagem

18. Cuidados de enfermagem com o paciente crítico e terminal.

19. EPI (equipamentos de proteção individual).

20. Técnicas de enfermagem e assistência.

21. Enfermagem na Saúde Pública.

22. Enfermagem na Saúde Coletiva.

23. Ética / Bioética.

24. Clínica médica e fisiopatologia.

25. Noções de farmacologia.

26. Anotações e relatórios de enfermagem.

27. Portarias: 72 de 23/01/1992, Ministério da saúde; Lei COREN 7496/86; Portaria 1886 de 18 de dezembro de 1997;

Normas e Diretrizes do programa de saúde da família.

28. Assistência de Enfermagem em Saúde da Criança.

29. Assistência de Enfermagem em Saúde da Mulher.

30. Assistência de Enfermagem à Saúde do Adulto e do Idoso.

31. Assistência de Enfermagem em Situações de Emergência e Trauma.

32. Atuação de Enfermagem em Saúde Mental.

33. O Programa de Saúde da Família.

34. Sistema de Informação de Atenção Básica (SIAB).

35. Programas do Ministério da Saúde na Atenção Básica.

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- Manual de Procedimentos para Vacinação - Ministério da Saúde.

- Manual de Controle de Infecção Hospitalar - Ministério da Saúde.

- Portaria nº 224 de 29 de janeiro de 1992 - Ministério da Saúde.

- VEIGA. Manual do Técnico e Auxiliar de Enfermagem 9a Edição – 2000.

- KOCH. Técnicas Básicas de Enfermagem 17a Edição – 2000.

- CASSIANI. Enfermagem Administração de Medicamentos. Editora EPU – 2000.

- AME: Administração de Medicamentos na Enfermagem, 2004/2005 – Editora Guanabara Koogan, 2005 edição 05.

- Anamnese e Exame Físico: Avaliação Diagnóstica de Enfermagem no Adulto, Editora Artmed, 2002.

- BISU. Black Book: Pediatria, – Black Book, 2005.

- O Cuidado em Enfermagem Materna, Editora Artmed, 2002.

- CARPERITO, Lynda Juall. Diagnóstico de Enfermagem, Editora Artmed, 2003.

- Enfermagem Básica, Editora Rideel, 2004.

- MOURA, Maria Lucia Pimentel de Assis. Enfermagem de Material e Esterilização, SENAC.

- ARONE, Evanisa Maria; ELISABETE, Marta. Enfermagem em Doenças Transmissíveis, SENAC.

- GONÇALVES, Helcye. Enfermagem em Oncologia, SENAC.

- REICHMANN; AFONSO. Enfermagem Materno Infantil, Editora Reichmann e Afonso, 2002.

- Ética e Bioética em Enfermagem, Editora AB, 2000.

- ASPERHEIM, Mary Kaye. Farmacologia para Enfermagem, Editora Guanabara Koogan, 1994.

- LIMA, Idelmina Lopes de. Manual do Técnico e do Auxiliar de Enfermagem, Editora AB, 2000.

- Moshy: Dicionário de Enfermagem, Editora Roca, 2001.

- NELTINA, Sandra M.. Prática de Enfermagem, Editora Guanabara, 1998.

- Urgência e Emergência para Enfermagem, Editora Iátria, 2003.

- Lei nº 8.080 de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências.

- MINISTÉRIO DA SAÚDE. Incentivo à participação popular e controle social no SUS. Brasília.

- MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Assistência à Saúde. Coordenação de Saúde da Comunidade. Saúde da família: uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial. Brasília.

- MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Assistência à Saúde. Manual do Sistema de Informação de Atenção Básica. Brasília

- Assistência em Planejamento Familiar – Manual Técnico. 4 ed. Ministério da Saúde. Brasília. 2002.

- Estatuto da Criança e do Adolescente. Lei Federal n°8069 de 13 de julho de 1990.

- Cadernos da Atenção Básica – HIV, Hepatites e outras DSTs. Cadernos da Atenção Básica nº 18. Ministério da Saúde. Brasília. 2006.

- Cadernos da Atenção Básica – Controle dos Cânceres do Colo Uterino e da Mama. Cadernos da Atenção Básica nº13. Ministério da Saúde. Brasília. 2006.

- Pré-Natal e Puerpério – Atenção Qualificada e Humanizada. Ministério da Saúde. Brasília. 2005.

- Guia de Vigilância Epidemiológica. 6ed. Ministério da Saúde. 2005.

- Saúde Brasil 2005: uma análise da situação de saúde. Ministério da Saúde. Brasília DF, 2005.

- SIAB: Manual do Sistema de Informação da Atenção Básica. Disponível em dtr2001.saude.gov.br/editora/produtos/livros/pdf/03_1543_M.pdf.

- Sistema de Informação da Atenção Básica - Indicadores 2005. Disponível em dtr2004.saude.gov.br/dab/caadab/documentos/siab2005.pdf.

- SIM e SINASC para profissionais do PSF. Disponível em dtr2004.saude.gov.br/dab/caadab/documentos/importancia_sim_sinasc.pdf.

Cargo:

Especialista em Educação Básica I

01. Escolas Pedagógicas (Tradicional, tecnicista, crítico-social dos conteúdos, liberal e libertadora).

02. Pensadores da educação: Piaget, Vygotsky, Gardner, Paulo Freire, Emília Ferreiro.

03. A proposta construtivista.

04. Alfabetização e linguagem.

05. Psicologia genética. Psicogênese e alfabetização.

06. Educação especial. Inclusão.

07. Avaliação da aprendizagem.

08. Projeto político-pedagógico.

09. Parâmetros Curriculares Nacionais.

10. Práticas docentes.

11. Metodologias e estratégias da aprendizagem.

12. Legislação Educacional e LDB 9394/96.

13. Coordenação do trabalho pedagógico.

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- AZANHA, Maria da Graça. Construtivismo - De Piaget a Emília Ferreiro. São Paulo: Ática, 1994.

- BRASIL – MEC – Parâmetros Curriculares Nacionais – Ensino Fundamental.

- Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB – nº 9394 de 20/12/96.

- CARVALHO, Marlene. Guia Prático do Alfabetizador. São Paulo: Ática: 1996.

- CÓCOO, Maria Fernandes. Didática da Alfabetização; Alfabetização e Sócioconstrutivismo. Belo Horizonte: FTB.

- GADOTTI, Moacir. Perspectivas Atuais da Atuação. Porto Alegre: Artmed.

- MARQUES, Luciana Pacheco. Professor de alunos com deficiência mental: concepções e prática pedagógica. Juiz de Fora: Editora UFJF.

- MAZZOTA, Marcos J.S, Educação Especial no Brasil: História e Políticas Públicas. São Paulo: Cortez.

- MORETTO, Vasco Pedro. Prova – Um momento privilegiado de estudo – não um acerto de contas. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

- NOGUEIRA, Nildo Ribeiro. Pedagogia doa projetos: uma jornada interdisciplinar rumo ao desenvolvimento das múltiplas inteligências. São Paulo: Ércia, 2001.

- PERRENOUD, Philippe. Dez Novas Competências para Ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2000.

- PERRENOUD, Philippe; THURLER, Mônica Gather. As competências para ensinar no século XXI: A formação dos professores e o desafio da avaliação. Porto Alegre: Artmed: 2002.

- PILETTI, Nelson. Estrutura e Funcionamento do Ensino Fundamental.

- SALVADOR, César Coll. Psicologia da Educação. Porto Alegre: Artmed.

- TEBEROSKY, Ana. Aprendendo a escrever: Perspectivas psicológicas e implicações educacionais. São Paulo: Ática.

- VASCONCELLOS, Celso dos S. Coordenação do trabalho Pedagógico. Do projeto político-pedagógico ao cotidiano da sala de aula. São Paulo: Libertad, 2002.

Cargo:

Farmacêutico-Bioquímico

01. Farmacologia clínica e terapêutica.

02. Farmacovigilância.

03. Interações medicamentosas.

04. Equilíbrio ácido-base.

05. Doenças sexualmente transmissíveis.

06. Fármacos e exames laboratoriais.

07. Analgésicos, antipiréticos, antipsicóticos, antidepressivos, antialérgicos, anti-hipertensivos, anti-ácidos, anorexígenos, antiparasitários, antibióticos, anticoagulantes, vitaminas.

08. Noções básicas hematologia, parasitologia, microbiologia.

09. Fármacos na gestação / amamentação.

10. anticoncepcionais e menopausa.

11. Intoxicações por medicamentos.

12. Microbiologia e Imunologia Clínica.

13. Hematologia.

14. Bioquímica Clínica.

15. Parasitologia Clínica.

16. Análise de Urina.

17. Doenças Sexualmente Transmissíveis.

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- LIMA, Darcy Roberto. Manual de Farmacologia Clínica, Terapêutica e Toxicologia, Ed. Medsi.

- KAROLKOVAS, Andrejus. Dicionário Terapêutico Guanabara, Ed. Guanabara Koogan.

- GODMAN e GILMAR. As Bases Farmacológicas da Terapêutica, Ed. Mc Graw Hill.

- NERES, David. Parasitologia Clínica.

- VALLADA, Edgard Pinto. Manual de Técnicas Hematológicas, Ed. Atheneu.

- TRABULSI, Luiz. Microbiologia, Ed. Atheneu.

- CANÇADO. Métodos de Laboratório Aplicados à Clínica.

- MOURA, Roberto de A.. Técnicas de Laboratório.

- GRAFF. Análise de Urina.

- KOLLEMAN. Microbiologia Clínica.

- NEVES, David. Parasitologia.

Cargo:

Médico Cardiologista

01. Semiogênese e fisiopatologia dos sintomas das doenças cardíacas.

02. Avaliação da função cardiaca.

03. Insuficiência cardiaca - conceito, etiopatogenia, classificação funcional, fisiopatologia e princípios do tratamento

04. Ressuscitação cardiopulmonar.

05. Fatores de risco coronário - identificação e abordagem terapêutica.

06. Aterosclerose - novos conceito e patogenia.

07. Insuficiência coronária aguda e crônica - conceitos, etiopatogenia, fisiopatologia, classificações, critérios diagnósticos e prognósticos, tratamento clínico e cirúrgico.

08. Infarto agudo do miocárdio - conceito, tipos e classificação, critérios diagnósticos, tratamento e complicações.

09. Doenças da aorta - fisiopatologia, diagnóstico clínico-laboratorial, prognóstico, tratamento.

Incluindo aneurismas de aorta

10. Hipertensão arterial sistêmica - conceito, fisiopatologia, classificação, critérios diagnósticos, prognósticos, tratamento farmacológico e não farmacológico.

11. Cardiomiopatias: dilatada, hipertrófica e restritiva - conceitos, classificação, diagnóstico, evolução clínica.

12. Cardiopatia chagásica - diagnóstico, evolução clínica e complicações

13. Doenças do pericárdio - etiopatogenia, fisiopatologia, diagnóstico, complicações.

14. Cor-pulmonale e tromboembolismo pulmonar - etiopatogenia, fisiopatologia, diagnóstico, prognóstico e bases do tratamento.

15. Endocardite infecciosa - conceito, etiopatogenia, fisiopatologia, critérios para diagnósticos, prognósticos, princípios, princípios do tratamento.

16. Febre reumática - conceito, etiopatogenia, fisiopatologia, critérios diagnóstcos, quadro clínico, complicações e prognósticos.

17. Valvulopatias - etiopatogenia, fisiopatologia, diagnóstico clínico laboratorial, prognóstico, tratamento clínico e cirúrgico

18. Arritimias cardíacas - critérios eletrocardiográficos e eletrofisiológicos, tratamento clínico e cirúrgico, indicações de marcapasso.

19. Cardiopatias congênitas cianóticas e acianóticas - classificação, fisiopatologia, tratamento.

20. Exames complementares em cardiologia: ECG, RX de Tórax, teste ergométrico, ecocardiografia bidimensional com Doppler, monitorização eletrocardiográfica ambulatorial, monitorização ambulatorial da pressão arterial, cintilografia miocárdica, tomografia computadorizada e cateterismo cardíaco - princípios básicos, principais indicações e análise relacionada aos resultados.

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- A critério do candidato, observando-se os conteúdos programáticos.

Cargo:Professor de Educação Básica I

01. Escolas Pedagógicas (Tradicional, tecnicista, crítico-social dos conteúdos, liberal e libertadora).

02. Pensadores da educação: Piaget, Vygotsky, Gardner, Paulo Freire, Emília Ferreiro.

03. A proposta construtivista.

04. Alfabetização e linguagem.

05. Psicologia genética. Psicogênese e alfabetização.

06. Educação especial. Inclusão.

07. Avaliação da aprendizagem.

08. Projeto político-pedagógico.

09. Parâmetros Curriculares Nacionais.

10. Práticas docentes.

11. Metodologias e estratégias da aprendizagem.

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- AZANHA, Maria da Graça. Construtivismo - De Piaget a Emília Ferreiro. São Paulo: Ática, 1994.

- BRASIL – MEC – Parâmetros Curriculares Nacionais – Ensino Fundamental.

- Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB – nº 9394 de 20/12/96.

- CARVALHO, Marlene. Guia Prático do Alfabetizador. São Paulo: Ática: 1996.

- CÓCOO, Maria Fernandes. Didática da Alfabetização; Alfabetização e Sócioconstrutivismo. Belo Horizonte: FTB.

- GADOTTI, Moacir. Perspectivas Atuais da Atuação. Porto Alegre: Artmed.

- MARQUES, Luciana Pacheco. Professor de alunos com deficiência mental: concepções e prática pedagógica. Juiz de Fora: Editora UFJF.

- MAZZOTA, Marcos J.S, Educação Especial no Brasil: História e Políticas Públicas. São Paulo: Cortez.

- PERRENOUD, Philippe. Dez Novas Competências para Ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2000.

- PERRENOUD, Philippe; THURLER, Mônica Gather. As competências para ensinar no século XXI: A formação dos professores e o desafio da avaliação. Porto Alegre: Artmed: 2002.

- PILETTI, Nelson. Estrutura e Funcionamento do Ensino Fundamental.

- SALVADOR, César Coll. Psicologia da Educação. Porto Alegre: Artmed.

- TEBEROSKY, Ana. Aprendendo a escrever: Perspectivas psicológicas e implicações educacionais. São Paulo: Ática.

Cargo:

Professor de Ensino Religioso

01. Aspectos gerais da Educação Religiosa

02. História do Cristianismo

03. A Bíblia Sagrada

04. Noções Psicopedagógicas aplicada ao Ensino Religioso

05. Noções sobre o Espiritismo, Catolicismo e Protecionismo

 SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- A critério do candidato, observando-se os conteúdos programáticos.

Cargo:

Professor de História

01. História Geral

- O Sistema Feudal:

- Origens.

- Características.

- O Poder da Igreja.

- Contribuições.

- Organização.

- O Renascimento comercial e Urbano.

- Origens.

- Crescimento demográfico.

- Surgimento da burguesia.

- As rotas comerciais.

- A crise do século XIV.

- A crise do Sistema Feudal.

- A formação dos Estados Nacionais.

- O Renascimento.

- A expansão Ultramarina.

- A questão colonial.

- A reforma.

- A Revolução Inglesa.

- A Revolução Industrial.

- O iluminismo.

- A Revolução Americana.

- A Revolução Francesa.

- O Império Napoleônico.

- O Congresso de Viena.

- A independência das colônias latino-americanas.

- A consolidação do capitalismo e os movimentos sociais do século XIX.

- O século XX: uma era de conflitos.

- O mundo de hoje.

02. História do Brasil

- Desenvolvimento da colonização.

- Apogeu e crise da colônia.

- A independência.

- Política Joanina.

- Separação definitiva.

- Brasil Império.

- Primeiro Reinado.

- A Regência.

- O Segundo Reinado.

- República.

- A República Velha.

- A Era Vargas.

- O populismo.

- O movimento militar de 1964.

- O fim do Regime Militar.

- A continuação da crise econômica.

- A Nova República.

- A nova ordem constitucional.

03. Atualidades.

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- PAZZINATO e, SENISE, Maria Helena V. História Moderna e Contemporânea.

- VICENTINO, Claúdio. História Geral.

- MELO, Leonel Itaussu A. e, COSTA, Luis César Amad. História Moderna e Contemporânea.

- CACERES, Florival. História Geral.

- COTRIM, Gilberto. História Geral.

- DANTAS, José. História do Brasil.

- KOSHIBA, Luiz e, PEREIRA, Denise Manzi F. História do Brasil.

- NADAI, Elza. História do Brasil.

- MELO, Leonel Itaussu A. e, COSTA, Luis César. História do Brasil.

- COTRIM, Gilberto. História do Brasil.

Cargo:

Professor de Matemática

01. Conjuntos

- Conjunto e elementos; relação de pertinência.

- Relação de inclusão; diagramas de Venn; subconjuntos.

- Igualdade; reunião; interseção; diferença e complementação.

02. Conjuntos Numéricos

- Números naturais; números inteiros; números racionais; números reais bem como suas respectivas representações, intervalos, propriedades etc..

03. Matemática Comercial

- Médias: aritmética simples e ponderada.

- Razões e proporções.

- Regra de três simples e composta.

- Porcentagem e juros simples.

04. Relações e Funções

- Relações e funções: estudo completo sobre funções e relações.

- Composição de funções.

- Estudo completo, incluindo equações, inequações e sistemas, das seguintes funções: do primeiro grau, quadrática, modular, exponencial e logarítmica.

05. Análise Combinatória, Binômio de Newton e Probabilidades

- Princípio Fundamental da Contagem.

- Arranjos, permutações e combinações simples; permutações com repetições.

- Binômio de Newton: desenvolvimento; termo geral; Triângulo de Pascal.

- Probabilidade: conceito; propriedades; probabilidade condicional; probabilidade de eventos independentes.

06. Matrizes, Determinantes e Sistemas de Equações Lineares

- Matrizes: definição; igualdade; tipos; operações e propriedades.

- Determinantes: definições; propriedades e cálculo.

- Sistemas de equações lineares homogêneos e não homogêneos; definição; resolução e discussão.

07. Números Complexos

- Números complexos: definição; representação algébrica; geométrica e trigonométrica.

- Operações com números complexos; fórmulas de Moivre.

08. Polinômios

- Função polinomial, operações entre polinômios.

09. Equações Algébricas

- Equações algébricas; definição; raízes; Teorema Fundamental da Álgebra.

- Relações entre coeficientes e raízes.

- Multiplicidade das raízes.

- Raízes racionais; raízes complexas.

10. Limites e Derivadas

- Noção intuitiva de limite de uma função; definição; propriedades.

- Limites das funções algébricas e transcendentes (logarítmica; exponencial e circulares diretas).

- Funções contínuas; definição e propriedades.

- Derivadas das funções algébricas e transcendentes (logarítmica, exponencial e circulares diretas); derivadas sucessivas.

11. Trigonometria

- Arcos e ângulos; redução ao primeiro quadrante.

- Funções trigonométricas diretas e inversas.

- Adição, subtração, duplicação e bisseção de arcos.

- Transformação em produto.

- Equações trigonométricas simples.

- Relações trigonométricas no triângulo retângulo.

- Resolução de triângulos: lei dos senos, lei dos cossenos, lei das áreas.

12. Geometria Analítica no R2

- Coordenadas cartesianas no plano; distância entre dois pontos.

- A reta: equações, distância de ponto á reta; posições relativas de duas retas.

- A circunferência: equação; posições relativas entre reta e circunferência e duas circunferências.

- As cônicas: elipse, hipérbole e parábola: definições e equações reduzidas.

13. Geometria Plana

- Elementos primitivos; semi-reta; semiplano; segmentos; ângulos; retas paralelas; retas perpendiculares; polígonos; circunferência e círculo.

- Congruência de figuras planas; semelhança de triângulos.

- Relação métricas nos triângulos, polígonos regulares e círculos.

- Polígonos inscritos e circunscritos.

- Áreas dos polígonos, círculos e suas partes.

14. Geometria Espacial

- Retas e planos no espaço.

- Prismas e pirâmides.

- Cilindro, cone e esfera.

- Inscrição e circunscrição de sólidos.

- Superfícies e sólidos de revolução.

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- LEITHOLD, Louis. O Cálculo com Geometria Analítica. Editora Harbra Ltda, 3 ed., 2 volumes.

- IEZZI, Gelson; Et Al. Fundamentos de Matemática Elementar. Atual Editora, São Paulo, 10 vols.

- MACHADO, Antônio dos Santos. Matemática - Temas e Metas. Atual Editora, São Paulo, 6 volumes.

- GIOVANNI, José Ruy; BONJORNO, José Roberto. Matemática. vol. 1, 2, 3. Editora FTD - São Paulo.

- DANTE e GIOVANNI. Matemática: teoria, exercícios e aplicações. vol. 1, 2, 3. Editora FTD, São Paulo.

- IEZZI, Gelson; Et Al. Tópicos de Matemática. Vol. 1, 2, 3. Editora Atual. São Paulo.

Cargo:

Professor de Português

01. Fundamentos para estudo de texto

- Identificação de elementos do texto: tema, idéia central, idéias secundárias, relações de sentido entre palavras e frases, relações entre parágrafos.

- Aspectos semânticos ligados ao texto: sinonímia, antonímia, polissemia, ambigüidade, denotação, conotação, figuras de linguagem, vícios de linguagem.

- Aspectos textuais da dissertação: ponto de vista, argumentatividade, relações de causa-conseqüência.

- Estilos de texto: técnico, científico, literário, jornalístico, didático.

- Elementos de coesão textual.

- Mecanismos de coerência textual.

02. Conhecimentos lingüísticos

- Características gerais da linguagem humana.

- Elementos de representação: ícones, índices e símbolos.

- Noção de signo: significante e significado.

- Funções da linguagem: referencial, emotiva, conativa, fática, metalingüística e poética.

- Elementos da comunicação: emissor, receptor, canal, código, referente e mensagem.

- Relações sintagmáticas e paradigmáticas.

03. Conhecimentos gramaticais

- Fonética e fonologia.

- Prosódia, ortoépia e ortografia.

- Acentuação gráfica.

- Morfologia.

- Estrutura e formação de palavras.

- Identificação, classificação e emprego das dez classes de palavras.

- Emprego das palavras denotativas.

- Sintaxe.

- Frase, oração e período.

- Identificação, classificação e emprego dos termos da oração.

- Identificação, classificação e emprego das orações coordenadas e subordinadas.

- Estudo de períodos simples, compostos e mistos.

- Concordância verbal e nominal.

- Regência verbal e nominal.

- Colocação pronominal.

- Ocorrência e não-ocorrência da crase.

- Pontuação.

04. Conhecimentos literários

- Estrutura da narrativa – elementos da prosa literária: tempo, espaço, personagem e foco narrativo.

- Aspectos da estrutura de poemas: ritmo, sonoridade, rima, metrificação.

- Aspectos gerais relacionados com o movimento Modernista na literatura brasileira.

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima gramática da língua portuguesa. Editora Nacional.

- CUNHA, Celso & CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. Editora Nova Fronteira.

- KOCH, Ingedore Villaça. A coesão textual. Editora Contexto.

- KOCH, Ingedore Villaça & TRAVAGLIA, Luiz Carlos. A coerência textual. Editora Contexto.

- LOPES, Edward. Fundamentos da lingüística contemporânea. Editora Cultrix.

- PAULINO, Graça. Literatura: participação & prazer. Editora FTD.

- PLATÃO & FIORIN. Para entender o texto: leitura e redação. Editora Ática.

- SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de lingüística geral. Editora Cultrix.

- VIANA, Antônio Carlos (coord.) e outros. Roteiro de redação: lendo e argumentando. Editora Scipione.

ANEXO III

= ATRIBUIÇÕES =

CARGO: AUXILIAR ADMINISTRATIVO

ATRIBUIÇÕES:

- Exercer as atividades operacionais de complexidade média, operação de equipamentos diversos de escritório, atendimento a convênios, serviços de informática e suporte operacional às secretarias municipais.

CARGO: AUXILIAR DE ENFERMAGEM

ATRIBUIÇÕES:

- Exercer a atividade regulamentar nos termos da legislação regulamentadora da profissão.

CARGO: AUXILIAR DE SERVIÇOS

ATRIBUIÇÕES:

- Exercer atividades de trabalho braçal, serviços de estradas, limpeza de valetas, auxiliar os profissionais definidos como Oficial de Serviços; trabalho de jardinagem, poda de árvores, cuidado com plantas em geral; vigilância de próprios municipais; atividades de sepultamento e de manutenção de cemitério; atividades de limpeza urbana na coleta de lixo – resíduos sólidos, varrição bem como atividades de menor complexidade.

CARGO: AUXILIAR DE SERVIÇOS EDUCAÇÃO BÁSICA

ATRIBUIÇÕES:

- Exerce atividade no campo da zeladoria em unidade escolar e na Secretaria Municipal de Educação e órgãos da educação do município.

- Realizar trabalhos de limpeza e conservação de locais e de utensílios sob sua guarda, zelando pela ordem e pela higiene em seu setor de trabalho.

- Realizar trabalhos de movimentação de móveis, utensílios, aparelhos, correspondência e de documentos diversos.

- Relacionar, orçar e requisitar materiais e instrumentos necessários à execução de seu trabalho.

- Preparar e distribuir alimentos, mantendo limpo e em ordem o local, zelando pela adequada utilização e guarda de utensílios e gêneros alimentícios.

- Executar outras atividades compatíveis com a natureza do cargo prevista em regulamento.

CARGO: ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO BÁSICA I

ATRIBUIÇÕES:

- Exercer em unidade escolar a supervisão do processo didático como elemento articulador no planejamento, no acompanhamento, no controle e na avaliação das atividades pedagógicas, conforme o plano de desenvolvimento pedagógico e institucional da unidade escolar.

- Atuar como elemento articulador das relações interpessoais internas e externas da escola que envolvam os profissionais, os alunos e seus pais e a comunidade.

- Planejar, executar e coordenar cursos, atividades e programas internos de capacitação profissional e treinamento em serviço.

- Participar da elaboração do calendário escolar.

- Participar das atividades do Conselho de Classe ou coordena-las.

- Exercer, em trabalho individual ou em grupo, a orientação, o aconselhamento e o encaminhamento de alunos em sua formação geral e na sondagem de suas aptidões específicas.

- Atuar como elemento articulador das relações internas na escola e externas com as famílias dos alunos, comunidade e entidades de apoio psicopedagógicos e como ordenador das influências que incidam sobre a formação do educando.

- Exercer atividades de apoio à docência.

- Exercer outras atividades integrantes do plano de desenvolvimento pedagógico e institucional da escola, prevista no regulamento desta lei e no regimento escolar.

CARGO: FARMACÊUTICO/BIOQUÍMICO

ATRIBUIÇÕES:

- Coordenar, preparar e executar análises laboratoriais físico-químico, realizar exames, coordenar a farmácia do município assumindo a responsabilidade técnica da mesma.

- Atribuições inerentes à qualificação profissional.

- Atividades de natureza especializada envolvendo a realização de exames em geral, avaliando tratamento clínico e cirúrgico da população carente em geral, alunos de rede escolar, servidores públicos e seus dependentes.

- Executar tarefas mais complexas de farmácia atendendo as necessidades dos pacientes.

- Cumprir a lei, manter a dignidade e a honra da profissão e observar o seu código de ética;

- Não dedicar-se a nenhuma atividade que venha a trazer descrédito à profissão;

- Respeitar a vida humana, não cooperando com atos que intencionalmente atentam contra ela, ou que coloque em risco sua atividade física ou psíquica;

- Respeitar o direito do usuário de conhecer o medicamento que lhe é dispensado e de decidir sobre a sua saúde e bem estar;

- Assumir com visão social, sanitária e política, seu papel na determinação de padrões desejáveis do ensino e do exercício da farmácia;

- Contribuir para a promoção da saúde individual e coletiva, principalmente no campo da prevenção, sobretudo quando, nessa área, desempenhar cargo ou função política;

- Informar e assessorar ao paciente sobre a utilização correta do medicamento;

- Aconselhar e prescrever de livre dispensação nos limites da atenção primária a saúde;

- Observar sempre, com rigor científico, qualquer tipo de medicina alternativa, procurando melhorar a assistência ao paciente;

- Atualizar e ampliar seus conhecimentos técnicos-científicos e sua cultura geral, visando ao bem público e a efetiva prestação de serviços ao ser humano, observando as normas e princípios do Sistema Nacional de Saúde, em especial quanto à atenção primária da saúde;

- Utilizar os meios de comunicação a que tenha acesso para prestar esclarecimento, conceder entrevistas ou palestras com finalidade educativa e de interesse social;

- Selecionar, com critério e escrúpulos, e nos limites da lei, os auxiliares para o exercício de sua atividade;

- Executar outras tarefas correlatas, mediante a necessidade da rede de saúde do Município.

CARGO: MÉDICO CARDIOLOGISTA

ATRIBUIÇÕES:

- Exercer serviços próprios e específicos, nos termos da legislação regulamentadora da profissão e registro no CRM.

CARGO: MOTORISTA

ATRIBUIÇÕES:

- Dirigir veículos automotores exceto máquinas, sendo responsável inclusive pelo cuidado dos veículos.

CARGO: OFICIAL DE SERVIÇOS – PEDREIRO

ATRIBUIÇÕES: Exercer atividades afins com a profissão de Pedreiro.

CARGO: OFICIAL DE SERVIÇOS – SERRALHEIRO/ELETRICISTA

ATRIBUIÇÕES: Exercer atividades afins com a profissão de Serralheiro e Eletricista.

CARGO: OPERADOR DE MÁQUINAS

ATRIBUIÇÕES:

- Operar máquinas pesadas, inclusive retroescavadeira e motoniveladores e afins, sendo responsável pelo cuidado das máquinas.

CARGO: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I

ATRIBUIÇÕES:

- Exercer a docência na educação básica, em unidade escolar, responsabilizando-se pela regência de turmas ou por aulas, pela orientação de aprendizagem na educação de jovens e adultos, pela substituição eventual de docente, pelo ensino do uso da biblioteca, para docência em laboratório de ensino, em sala de recursos didáticos e em oficina pedagógica, por atividades artísticas de conjunto e acompanhamento musical nos conservatórios estaduais de música e pala recuperação de aluno com deficiência de aprendizagem.

- Participar do processo que envolve planejamento, elaboração, execução, controle e avaliação do projeto político-pedagógica da área de desenvolvimento pedagógico e institucional da escola.

- Participar da elaboração do calendário escolar.

- Exercer atividades de coordenação pedagógica de área de conhecimento específico, nos termos do regulamento.

- Atuar na elaboração e na implementação de projetos educativos ou, como docente, em projeto de formação continuada de educadores, na forma do regulamento.

- Participar da elaboração e da implementação de projetos e atividades de articulação e integração da escola com as famílias dos educandos e com a comunidade escolar.

- Participar de cursos, atividades e programas de capacitação profissional, quando convocado ou convidado.

- Acompanhar e avaliar sistematicamente seus alunos durante o processo de ensino-aprendizagem.

- Realizar avaliações periódicas dos cursos ministrados e das atividades realizadas.

- Promover e participar de atividades complementares ao processo da sua formação profissional.

- Exercer outras atribuições integrantes do plano de desenvolvimento pedagógico e institucional da escola, prevista no regulamento desta lei e no regimento escolar.

CARGO: PROFESSOR ENSINO RELIGIOSO

ATRIBUIÇÕES:

- Exercer a docência na educação básica, em unidade escolar, responsabilizando-se pela regência de turmas ou por aulas, pela orientação de aprendizagem na educação de jovens e adultos, pela substituição eventual de docente, pelo ensino do uso da biblioteca, para docência em laboratório de ensino, em sala de recursos didáticos e em oficina pedagógica, por atividades artísticas de conjunto e acompanhamento musical nos conservatórios estaduais de música e pala recuperação de aluno com deficiência de aprendizagem.

- Participar do processo que envolve planejamento, elaboração, execução, controle e avaliação do projeto político-pedagógica da área de desenvolvimento pedagógico e institucional da escola.

- Participar da elaboração do calendário escolar.

- Exercer atividades de coordenação pedagógica de área de conhecimento específico, nos termos do regulamento.

- Atuar na elaboração e na implementação de projetos educativos ou, como docente, em projeto de formação continuada de educadores, na forma do regulamento.

- Participar da elaboração e da implementação de projetos e atividades de articulação e integração da escola com as famílias dos educandos e com a comunidade escolar.

- Participar de cursos, atividades e programas de capacitação profissional, quando convocado ou convidado.

- Acompanhar e avaliar sistematicamente seus alunos durante o processo de ensino-aprendizagem.

- Realizar avaliações periódicas dos cursos ministrados e das atividades realizadas.

- Promover e participar de atividades complementares ao processo da sua formação profissional.

- Exercer outras atribuições integrantes do plano de desenvolvimento pedagógico e institucional da escola, prevista no regulamento desta lei e no regimento escolar.

CARGO: PROFESSOR HISTÓRIA

ATRIBUIÇÕES:

- Exercer a docência na educação básica, em unidade escolar, responsabilizando-se pela regência de turmas ou por aulas, pela orientação de aprendizagem na educação de jovens e adultos, pela substituição eventual de docente, pelo ensino do uso da biblioteca, para docência em laboratório de ensino, em sala de recursos didáticos e em oficina pedagógica, por atividades artísticas de conjunto e acompanhamento musical nos conservatórios estaduais de música e pala recuperação de aluno com deficiência de aprendizagem.

- Participar do processo que envolve planejamento, elaboração, execução, controle e avaliação do projeto político-pedagógica da área de desenvolvimento pedagógico e institucional da escola.

- Participar da elaboração do calendário escolar.

- Exercer atividades de coordenação pedagógica de área de conhecimento específico, nos termos do regulamento.

- Atuar na elaboração e na implementação de projetos educativos ou, como docente, em projeto de formação continuada de educadores, na forma do regulamento.

- Participar da elaboração e da implementação de projetos e atividades de articulação e integração da escola com as famílias dos educandos e com a comunidade escolar.

- Participar de cursos, atividades e programas de capacitação profissional, quando convocado ou convidado.

- Acompanhar e avaliar sistematicamente seus alunos durante o processo de ensino-aprendizagem.

- Realizar avaliações periódicas dos cursos ministrados e das atividades realizadas.

- Promover e participar de atividades complementares ao processo da sua formação profissional.

- Exercer outras atribuições integrantes do plano de desenvolvimento pedagógico e institucional da escola, prevista no regulamento desta lei e no regimento escolar.

CARGO: PROFESSOR MATEMÁTICA

ATRIBUIÇÕES:

- Exercer a docência na educação básica, em unidade escolar, responsabilizando-se pela regência de turmas ou por aulas, pela orientação de aprendizagem na educação de jovens e adultos, pela substituição eventual de docente, pelo ensino do uso da biblioteca, para docência em laboratório de ensino, em sala de recursos didáticos e em oficina pedagógica, por atividades artísticas de conjunto e acompanhamento musical nos conservatórios estaduais de música e pala recuperação de aluno com deficiência de aprendizagem.

- Participar do processo que envolve planejamento, elaboração, execução, controle e avaliação do projeto político-pedagógica da área de desenvolvimento pedagógico e institucional da escola.

- Participar da elaboração do calendário escolar.

- Exercer atividades de coordenação pedagógica de área de conhecimento específico, nos termos do regulamento.

- Atuar na elaboração e na implementação de projetos educativos ou, como docente, em projeto de formação continuada de educadores, na forma do regulamento.

- Participar da elaboração e da implementação de projetos e atividades de articulação e integração da escola com as famílias dos educandos e com a comunidade escolar.

- Participar de cursos, atividades e programas de capacitação profissional, quando convocado ou convidado.

- Acompanhar e avaliar sistematicamente seus alunos durante o processo de ensino-aprendizagem.

- Realizar avaliações periódicas dos cursos ministrados e das atividades realizadas.

- Promover e participar de atividades complementares ao processo da sua formação profissional.

- Exercer outras atribuições integrantes do plano de desenvolvimento pedagógico e institucional da escola, prevista no regulamento desta lei e no regimento escolar.

CARGO: PROFESSOR PORTUGUÊS

ATRIBUIÇÕES:

- Exercer a docência na educação básica, em unidade escolar, responsabilizando-se pela regência de turmas ou por aulas, pela orientação de aprendizagem na educação de jovens e adultos, pela substituição eventual de docente, pelo ensino do uso da biblioteca, para docência em laboratório de ensino, em sala de recursos didáticos e em oficina pedagógica, por atividades artísticas de conjunto e acompanhamento musical nos conservatórios estaduais de música e pala recuperação de aluno com deficiência de aprendizagem.

- Participar do processo que envolve planejamento, elaboração, execução, controle e avaliação do projeto político-pedagógica da área de desenvolvimento pedagógico e institucional da escola.

- Participar da elaboração do calendário escolar.

- Exercer atividades de coordenação pedagógica de área de conhecimento específico, nos termos do regulamento.

- Atuar na elaboração e na implementação de projetos educativos ou, como docente, em projeto de formação continuada de educadores, na forma do regulamento.

- Participar da elaboração e da implementação de projetos e atividades de articulação e integração da escola com as famílias dos educandos e com a comunidade escolar.

- Participar de cursos, atividades e programas de capacitação profissional, quando convocado ou convidado.

- Acompanhar e avaliar sistematicamente seus alunos durante o processo de ensino-aprendizagem.

- Realizar avaliações periódicas dos cursos ministrados e das atividades realizadas.

- Promover e participar de atividades complementares ao processo da sua formação profissional.

- Exercer outras atribuições integrantes do plano de desenvolvimento pedagógico e institucional da escola, prevista no regulamento desta lei e no regimento escolar.

CARGO: SERVIÇAL

ATRIBUIÇÕES:

- Exercer atividades de trabalho de limpeza em geral, copa, em prédio e próprios municipais, bem como atividades de menor complexidade.

ANEXO IV

= CRONOGRAMA PREVISTO = 

Data

Ocorrência

17 de janeiro de 2007

Publicação do extrato do edital Jornal Nossa Terra Nossa Gente.

18 de janeiro de 2007

Publicação do extrato do edital no Jornal Minas Gerais

22 de janeiro a 5 de fevereiro de 2007 (exceto sábado, domingo e feriado)

Período de Inscrições
Local:
Prefeitura Municipal de Laranjal, situada na Rua Norberto Berno, 85 - Centro – Laranjal
Horário: 8h ás 11h e de 12h às 14h.

26 de fevereiro a 09 de março de 2007

Prazo para retirada das fichas definitivas
Local: www.jcmconcursos.com.br ou na Prefeitura Municipal de Laranjal, situada na Rua Norberto Berno, 85 - Centro – Laranjal Horário: 8h ás 11h e de 12h às 14h.

11 de março de 2007

Aplicação das provas objetivas.
Divulgação dos Gabaritos no local de realização das provas

10 e 11 de março de 2007

Aplicação das provas práticas para os cargos de:Auxiliar de Serviços Auxiliar de Serviços de Educação Básica Motorista Oficial de Serviços (serralheiro/eletricista) Oficial de Serviços (pedreiro) Operador de Máquinas Serviçal

12 e 13 de março de 2007

Prazo de recursos quanto ao gabarito e questões de provas.

19 de março de 2007

Divulgação do Resultado.

20 e 21 de março de 2007

Prazo de recursos quanto ao resultado das provas.

26 de março de 2007

Homologação do resultado