Prefeitura de Tremembé - SP

PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE TREMEMBÉ

ESTADO DE SÃO PAULO

EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/07

A Prefeitura Municipal da Estância Turística de Tremembé, nos termos da legislação vigente, em especial as Leis Municipais 076/2002 e suas alterações, torna pública a abertura de inscrições ao Processo Seletivo para criação de cadastro reserva de professores para ministrarem aulas como substitutos, em caráter temporário – por prazo determinado.

As provas serão realizadas no dia 10 de fevereiro de 2007, em horário e local a ser definido em Edital de Convocação para provas, que será publicado no dia 03 de fevereiro de 2007 no jornal “Jornal da Cidade” e divulgado nos sites www.tremembe.sp.gov.br e www. ibamsp-concursos.org. br. A realização do Processo Seletivo foi autorizada pelo Senhor Prefeito conforme despacho exarado em Processo Interno nº 630/2006.

O Processo Seletivo será regido pelas instruções especiais a seguir descritas.

O regime ao qual estarão vinculados os candidatos habilitados é o da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT.

INSTRUÇÕES ESPECIAIS

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES:

1.1. Dos empregos (por ordem alfabética), requisitos, carga horária – até o limite máximo de 20 horas/aula mais 4 horas de h.t.p., e taxas de inscrição;

DENOMINAÇÃO
Emprego

(conforme legislação vigente)
ESCOLARIDADE/REQUISITOS/

Valor hora/aula R$

Valor Inscrição R$

Professor I – Educação Infantil e Ensino Fundamental 1ª a 4ª séries

Pedagogia (licenciatura plena, com habilitação nas disciplinas pedagógicas), curso normal em nível médio ou superior.

9,58

40,00

Professor PII – Artes

Licenciatura Plena de Artes / até o limite de 20 horas + 04 horas de h.t.p

9,58

50,00

Professor PII - Ciências

Licenciatura Plena de Ciências / até o limite de 20 horas + 04 horas de h.t.p

9,58

50,00

Professor PII - Ensino Religioso

Licenciatura Plena em Ensino Religioso / até o limite de 20 horas + 04 horas de h.t.p

9,58

50,00

Professor PII - Educação Física

Licenciatura Plena de Educação Física / até o limite de 20 horas + 04 horas de h.t.p

9,58

50,00

Professor PII - Geografia

Licenciatura Plena de Geografia / até o limite de 20 horas + 04 horas de h.t.p

9,58

50,00

Professor PII - História

Licenciatura Plena de História / até o limite de 20 horas + 04 horas de h.t.p

9,58

50,00

Professor PII - Inglês

Licenciatura Plena de Inglês / até o limite de 20 horas + 04 horas de h.t.p

9,58

50,00

Professor PII - Matemática

Licenciatura Plena de Matemática / até o limite de 20 horas + 04 horas de h.t.p

9,58

50,00

Professor PII - Português

Licenciatura Plena de Português /até o limite de 20 horas + 04 horas de h.t.p

9,58

50,00

1.2. As atribuições que caracterizam cada emprego são o estabelecido no Anexo I do presente Edital.

1.3. Os candidatos habilitados serão contratados em caráter temporário, segundo necessidade de pessoal, disponibilidade orçamentária da Prefeitura e limites legais para tais despesas, obedecendo a ordem de classificação final.

1.4. O Processo Seletivo terá as provas em caráter classificatório e eliminatório de acordo com o item 4 deste Edital.

1.5. O Processo Seletivo será realizado na cidade de Tremembé/SP.

2. DAS INSCRIÇÕES:

2.1 A inscrição implica no conhecimento e aceitação expressa de todo o disposto neste Edital.

2.1.1 As inscrições serão recebidas, no período de 09 a 26 de janeiro de 2007 das 09:00 às 16:00 horas na Rua Alberto Guisard s/n – Capela do Hospital Bom Jesus ou ainda pela internet no período de 09 a 25 de janeiro de 2007 nas formas previstas no item 2.5 deste Capítulo.

2.2 O candidato, ao se inscrever, estará declarando, sob as penas da lei, que, após a habilitação no Processo Seletivo e no ato da posse do emprego, irá satisfazer as seguintes condições:

2.2.1 Ser brasileiro nato ou naturalizado, na forma do artigo 12 da Constituição Federal;

2.2.2 Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos;

2.2.3 Estar quite com o Serviço Militar se for o caso;

2.2.4 Estar em gozo dos seus direitos civis e políticos;

2.2.5 Estar quite com a Justiça Eleitoral;

2.2.6 Preencher as exigências do emprego segundo o que determina a Lei e a tabela do item 1.1 do presente Edital.

2.2.7 Conhecer, entender, aceitar e submeter-se às condições estabelecidas neste Edital, das quais não poderá alegar desconhecimento.

2.3 A apresentação dos documentos comprobatórios das condições exigidas no item anterior será feita por ocasião da contratação.

2.3.1 A não apresentação da referida documentação é fator de cancelamento de todos os efeitos da inscrição.

2.4 Para inscrever-se, o candidato ou seu procurador deverá, no ato da inscrição: Efetuar depósito da taxa de inscrição, no valor estabelecido na tabela do item 1.1 deste Edital no Banco Bradesco, agência 3369-3, conta corrente nº 5526-3 e comparecer ao local das inscrições definido no item 2.1.1 munido do comprovante de depósito da taxa de inscrição e original do documento de identidade, para fornecer os dados para digitação de sua ficha.

2.4.1. Conferir a ficha de inscrição, assumindo total responsabilidade pelos dados informados, inclusive a data de nascimento (considerada como critério de desempate) assinando-a e receber o protocolo confirmando a efetivação da inscrição.

2.4.2. O pagamento da importância só poderá ser efetuado em dinheiro.

2.4.3. Os candidatos que desejarem se inscrever pela internet deverão proceder nas formas estabelecidas no item 2.5.2 (pagamento através de boleto bancário).

2.4.4. Não haverá devolução da taxa de inscrição, em hipótese alguma.

2.4.5. Não haverá isenção da taxa de inscrição.

2.4.6. O candidato portador de deficiência deverá, no ato da inscrição, proceder na forma estabelecida no item 3 deste Edital.

2.4.7. Não serão aceitas inscrições por via postal, fac-símile, condicional e/ou extemporânea.

2.4.8. Será permitida a inscrição por procuração simples mediante entrega do original da mesma acompanhada de cópia autenticada do documento de identidade do candidato e apresentação da cédula de identidade (RG) do procurador.

2.4.9. Deverá ser apresentada uma procuração para cada candidato, que ficará retida.

2.4.10. Na procuração particular não há necessidade de reconhecimento de firma.

2.4.11. O candidato (ou o seu procurador) é responsável pelas informações prestadas no formulário de inscrição, arcando o candidato com as eventuais conseqüências de erros de preenchimento daquele documento.

2.5. As inscrições poderão, ainda, ser efetuadas pela internet no endereço www.ibamsp­concursos.org.br, do 09 ao dia 25 de janeiro de 2007.

2.5.1. Para inscrever-se pela internet, o candidato deverá efetuar o pagamento da taxa de inscrição, acrescido de R$ 3,00 (três reais) de tarifa bancária, nas agências bancárias constantes no endereço eletrônico mencionado no item anterior.

2.5.2. Para o pagamento da taxa de inscrição realizada pela internet, somente poderá ser utilizado o boleto bancário impresso.

2.5.3. Não serão aceitos pagamentos de inscrição pela internet por meio de transferência bancária ou depósito bancário.

2.5.4. A inscrição poderá ser acompanhada e confirmada pelo candidato nos sites www.tremembe.sp.gov.br e www.ibamsp-concursos.org.br.

2.5.5. A Comissão do Processo Seletivo não se responsabiliza por solicitação de inscrição pela internet não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores que impossibilitem a transferência de dados ou a impressão do boleto.

2.5.6. O candidato que preencher incorretamente sua inscrição ou que fizer qualquer declaração falsa, inexata ou, ainda, que não possa satisfazer todas as condições estabelecidas no Edital, terá sua inscrição cancelada, tendo, em conseqüência, anulados os atos decorrentes dela, mesmo que aprovado nas provas e exames ou ainda que o fato seja constatado posteriormente.

2.5.7. A Comissão do Processo Seletivo divulgará, juntamente com o Edital de Convocação para as provas os números das inscrições indeferidas.

2.6. Verificando-se, a qualquer tempo, o recebimento de inscrição que não atenda a todos os requisitos exigidos, será ela cancelada.

2.7. O candidato responde, administrativa, civil e criminalmente, pelas informações prestadas na Ficha de Inscrição.

2.8. É permitido ao candidato inscrever-se para mais de um emprego utilizando uma Ficha de Inscrição e um depósito bancário para cada emprego pretendido, ficando ciente, entretanto que em caso de coincidência de horários e datas de realização das provas, deverá optar por um dos empregos, sendo essa opção de sua inteira responsabilidade.

3. DO CANDIDATO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA:

3.1. Às pessoas portadoras de deficiência, que pretendam fazer uso das prerrogativas que lhes são facultadas no inciso VIII do artigo 37 da Constituição Federal, é assegurado o direito de inscrição no presente Processo Seletivo desde que a deficiência de que são portadoras seja compatível com as atribuições do emprego em provimento.

3.1.1. Serão reservadas 5% (cinco por cento) das vagas oferecidas no presente Edital, por emprego, para candidatos portadores de deficiência conforme estabelece a legislação.

3.1.2. Consideram-se pessoas portadoras de deficiência aquelas que se enquadrarem nas categorias discriminadas no artigo 4º do Decreto Federal 3.298/99 e alterações.

3.1.3. As pessoas portadoras de deficiência participarão do Processo Seletivo em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere ao conteúdo das provas, à avaliação e aos critérios de aprovação, ao horário e ao local de aplicação das provas e à nota mínima exigida para todos os demais candidatos.

3.1.4. O candidato deverá declarar, quando da inscrição, ser portador de deficiência, especificando-a na ficha de inscrição/formulário de inscrição via internet e, no período das inscrições deverá entregar no local das inscrições o Laudo Médico (com especificação do CID) atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência, bem como a provável causa da deficiência, inclusive para assegurar a previsão de adaptação da sua prova (solicitação de prova especial Braile ou Ampliada).

3.1.5. Os candidatos que não atenderem os dispositivos mencionados no item 3.1.4. dentro do prazo do período das inscrições serão considerados como não portadores de deficiência e não terão a prova especial preparada, seja qual for o motivo alegado, estando impossibilitados de realizar a prova em condições especiais.

3.1.6. O candidato portador de deficiência que, no ato da inscrição, não declarar essa condição, não poderá impetrar recurso em favor de sua situação.

3.1.7. Não será contratado o candidato cuja deficiência não for configurada ou quando esta for considerada incompatível com a função a ser desempenhada.

4. DAS PROVAS E SEU JULGAMENTO:

4.1. A avaliação será realizada com base em instrumentos que mensuram as habilidades e conhecimentos exigidos pelo emprego conforme indicação do item 1.1: prova escrita objetiva de Conhecimentos Básicos, Conhecimentos Gerais de Educação e Conhecimentos Específicos da área.

4.2. O programa relativo à prova é o estabelecido no Anexo II do presente Edital.

4.2.1. A prova conterá 30 (trinta) questões, sendo atribuído 1,0 (um) ponto cada questão, considerando-se habilitados os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 15 (vinte) pontos.

4.2.2. Os pontos relativos às questões eventualmente anuladas serão atribuídos a todos os candidatos presentes à prova.

4.2.3. Na possibilidade de haver mais de uma alternativa correta por questão, serão consideradas corretas as marcações feitas pelos candidatos em qualquer uma das alternativas consideradas corretas.

5. DA EXECUÇÃO DAS PROVAS:

5.1. A convocação para a prova escrita será afixada no quadro de avisos da Prefeitura, publicada no Jornal “Jornal da Cidade”, divulgada no site www.tremembe.sp.gov.br e www.ibamsp­concursos.org.br no dia 03 de fevereiro de 2007, contendo informações quanto aos horários e local de realização das provas.

5.1.1. Não haverá convocação de candidato por outro meio, senão o especificado acima.

5.1.2. Os candidatos deverão comparecer ao local da Prova, pelo menos 30 (trinta) minutos antes da hora marcada, munidos do protocolo de inscrição, documento oficial de identidade com foto e no original, caneta esferográfica azul ou preta, lápis preto e borracha.

5.1.3. São considerados documentos de identidade: Carteiras e/ou Cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança, pelas Forças Armadas, pelo Ministério das Relações Exteriores e pela Polícia Militar; Cédula de Identidade para Estrangeiros; Cédulas de Identidade fornecidas por Órgãos ou Conselhos de Classe que, por Lei Federal, valem como documento de identidade como, por exemplo, as Carteiras do CREA, OAB, CRC, CRM etc.; Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como Carteira Nacional de Habilitação (com fotografia na forma da Lei nº 9.503/97),

5.2. Não será admitido na sala de Prova o candidato que se apresentar após o horário estabelecido para o fechamento do portão do prédio ou que não estiver de posse dos documentos hábeis previstos no item anterior.

5.3. Durante a prova não será permitida comunicação entre os candidatos ou pessoa estranha ao Processo Seletivo, bem como consulta de nenhuma espécie a livros, revistas ou folhetos, nem uso de máquina calculadora, celulares e pagers.

5.4. Os candidatos deverão manter seus celulares e pagers desligados, enquanto permanecerem no recinto onde estarão sendo realizadas as provas.

5.5. Será vedado ao candidato se ausentar do recinto desacompanhado do fiscal.

5.6. As instruções dadas pelos fiscais, assim como as contidas na prova, deverão ser respeitadas pelos candidatos.

5.7. A folha de respostas será identificada, em campo específico, pelo próprio candidato com sua assinatura e sua identificação digital.

5.8. As respostas deverão ser assinaladas pelos candidatos com caneta esferográfica azul ou preta. 5.9. Não serão computadas questões não assinaladas, questões que contenham mais de uma resposta (mesmo que uma delas esteja correta), emendas ou rasuras, ainda que legível.

5.10. Não haverá, em hipótese alguma, substituição das folhas de respostas.

5.11. O candidato ao terminar a prova entregará ao fiscal, juntamente com a folha de respostas, seu caderno de questões.

5.11.1. Por razões de segurança, de ordem técnica e de direitos autorais adquiridos, não serão fornecidos exemplares do caderno de questões a candidatos ou Instituições de Direito Público ou Privado, mesmo após o encerramento do Processo Seletivo.

5.11.1.1. Será eliminado do Processo Seletivo o candidato que não devolver integralmente o material recebido ao fiscal da sala.

5.12. Não haverá, em hipótese alguma, segunda chamada, vista, revisão de provas, seja qual for o motivo alegado.

5.13. As provas não serão aplicadas em outra data, local e/ou horário, senão aqueles previstos no Edital de Convocação.

5.14. Em casos de comportamentos inadequados, desobediência a qualquer regulamento constante deste Edital, persistência em comunicação entre os candidatos e consultas vedadas no item 5.3, o candidato será eliminado do Processo Seletivo.

6. DA CLASSIFICAÇÃO FINAL:

6.1. A Lista de Classificação Final será em ordem decrescente de acordo com a nota final.

6.2. Haverá 01 (uma) lista de classificação final para todos os candidatos aprovados, destacando-se, na mesma, os portadores de deficiência e uma lista contendo a classificação desses últimos.

6.3. Em caso de igualdade de classificação, na Lista de Classificação Final terá preferência, sucessivamente, o candidato que:

6.3.1. Tenha obtido maior nota na parte de conhecimentos específicos da prova, se for o caso. 6.3.2. Tenha a maior idade.

6.4. Caso haja candidato idoso empatado, será utilizado como primeiro critério de desempate o de maior idade, atendendo ao que dispõe o Estatuto do Idoso, Lei 1074 1/03.

6.5. A Comissão do Processo Seletivo responsável pela realização do Processo Seletivo dará publicidade ao Edital, às convocações, e resultados no Quadro de Avisos da Sede da Prefeitura, no jornal “Jornal da Cidade”, no site da Prefeitura www.tremembe.sp.gov.br e no site do IBAM www.ibamsp­concursos.org.br.

7. DOS RECURSOS:

7.1. Recursos quanto ao gabarito, notas e classificação final deverão ser feitos por escrito, dirigidos à Comissão do Processo Seletivo, devendo ser entregues e protocolizados junto ao Setor de Protocolo da Prefeitura, das 8:00 às 17:00 horas, estar devidamente fundamentados, constando o nome do candidato, a opção de emprego, o número de inscrição e telefone.

7.1.1. O modelo de formulário para recursos é o constante do Anexo III deste Edital.

7.1.2. Somente serão apreciados os recursos interpostos dentro do prazo do fato que lhe deu origem e que possuírem argumentação lógica e consistente que permita sua adequada avaliação.

7.1.3. O gabarito divulgado poderá ser alterado, em função dos recursos impetrados e as provas serão corrigidas de acordo com o gabarito oficial definitivo.

7.1.4. Na ocorrência do disposto nos itens 4.2.3, 4.2.4 e 7.1.3, poderá haver, eventualmente, alteração da nota atribuída ou classificação inicial obtida.

7.1.5. O prazo para interposição de recursos é de 01 (um) dia útil após a ocorrência do fato.

7.1.5.1. Caso a divulgação do fato ocorra de segunda a sexta-feira, será considerado o 1º dia útil o da divulgação.

7.1.6. Serão indeferidos os recursos interpostos fora dos prazos e condições estabelecidos.

7.1.7. A Comissão de Processo Seletivo constitui última instância para recurso, sendo soberana em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos adicionais.

8. DA CONTRATAÇÃO:

8.1. Os candidatos serão contratados para ministrarem aulas como substitutos e por prazo determinado.

8.1.1. Cumprido o contrato e após o seu desligamento, o candidato retorna ao final da lista de aprovados.

8.2. A contratação do candidato será feita respeitando-se a ordem da Lista de Classificação Final.

8.3. Para efeito de contratação, fica o candidato sujeito à aprovação em exame médico e psicológico pré-admissional, de caráter eliminatório, realizado pela Prefeitura ou por sua ordem, que avaliará sua aptidão física e mental para o exercício do emprego.

8.4. O candidato que não apresentar toda documentação exigida no ato de sua convocação, ou não comparecer à convocação no prazo estipulado no instrumento de convocação será excluído do Processo Seletivo.

8.5. A convocação do candidato será feita utilizando-se o mesmo endereço constante da ficha de inscrição. Por essa razão, qualquer alteração no endereço deverá ser comunicada ao Setor de Recursos Humanos da Prefeitura.

8.6. O não comparecimento ou a desistência formalizada implicará na exclusão do candidato da lista de classificação.

8.7. A contratação do candidato estará, ainda, vinculada às seguintes condições:

8.7.1. Não registrar antecedentes criminais, comprovado mediante Atestado de Antecedentes, e estar em pleno exercício de seus direitos civis e políticos.

8.7.2. No caso de servidor público, não ter sofrido, no exercício da função pública, a imposição de sansões de natureza civil, penal ou administrativa – apresentar as certidões correspondentes.

8.7.3. Não exercer qualquer cargo, emprego ou função pública de acumulação proibida com o exercício do novo emprego, conforme Emenda Constitucional 19/98, art.3º, inciso XVI e XVII .

8.8. É facultado à Prefeitura, exigir dos candidatos classificados, quando da contratação, além da documentação prevista nos itens 1.1 e 2 deste Edital, outros documentos.

9. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS:

9.1. A inscrição do candidato implicará o conhecimento das presentes instruções e a tácita aceitação das condições do Processo Seletivo, tais como se acham estabelecidas no Edital e nas normas legais pertinentes, bem como em eventuais aditamentos e instruções específicas para a realização do certame, acerca das quais não poderá alegar desconhecimento.

9.2. Caberá à Banca Examinadora a responsabilidade pela prova, pelo grau de dificuldade, abrangência e quantidade de questões dos assuntos, bem como pela extensão da mesma.

9.3. A inexatidão das afirmativas ou irregularidades de documentação, ainda que verificada posteriormente, eliminará o candidato do Processo Seletivo, cancelando-se todos os atos decorrentes da inscrição.

9.4. A Comissão de Processo Seletivo não autoriza a comercialização de apostilas e não se responsabiliza pelo teor das mesmas.

9.5. O prazo de validade do Processo Seletivo será de 02 (dois) anos, contados a partir da data de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período segundo interesse da Administração.

9.6. Qualquer regra prevista neste Edital poderá ser alterada, atualizada ou sofrer acréscimos, enquanto não consumada a providência ou evento que lhes disser respeito ou até a data de convocação dos candidatos para a correspondente prova, circunstância que será mencionada em Edital ou aviso a ser publicado.

9.7. Decorridos 120 (cento e vinte) dias da homologação do Processo Seletivo, e não havendo óbice administrativo, judicial ou legal, é facultada a incineração dos registros escritos, mantendo-se, entretanto, pelo período de validade do Processo Seletivo, os registros eletrônicos a ele referentes.

9.8. O Processo Seletivo será homologado pelo Senhor Prefeito e nos termos da Legislação vigente.

9.9. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão de Processo Seletivo.

ANEXO I – Atribuições

Professor I: Ministrar aulas aos alunos através de metodologia cientificamente aprovada e de caráter inovador, os conhecimentos relacionados com a Educação Infantil e o Ensino Fundamental (1ª a 4ª séries) aplicando mecanismos de avaliação individual e em grupo baseando-se nas atividades desenvolvidas e na capacidade de assimilação demonstrada pela classe.

Professor PII – Todas as áreas: Ministrar aulas aos alunos através de metodologia cientificamente aprovada e de caráter inovador, os conhecimentos relacionados com o Ensino Fundamental ( 5ª a 8ª séries) aplicando mecanismos de avaliação individual e em grupo baseando-se nas atividades desenvolvidas e na capacidade de assimilação demonstrada pela classe.

ANEXO II – PROGRAMA – FOLHA 1 CONHECIMENTOS BÁSICOS

Português:

Questões que possibilitem avaliar a capacidade de interpretação de texto, conhecimento da norma culta na modalidade escrita do idioma e aplicação da ortografia oficial; Acentuação gráfica; Pontuação; Classes gramaticais; Concordância verbal e nominal; Pronomes: emprego e colocação e Regência nominal e verbal.

CONHECIMENTOS GERAIS DE EDUCAÇÃO E CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROFESSOR I

CONHECIMENTOS GERAIS DE EDUCAÇÃO

O sistema escolar brasileiro segundo a legislação atual; a construção do conhecimento; orientações metodológicas para o ensino infantil e fundamental de 1ª a 4ª séries – atividades adequadas e utilização de jogos na aprendizagem; o processo de ensino e aprendizagem: a ação pedagógica; A avaliação da aprendizagem. Bibliografia:

COLL & COLS. Psicologia da Educação. Porto Alegre, Artmed, 1999.

DELORS, Jacques e outros. Educação: um tesouro a descobrir – Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. São Paulo: Cortez/UNESCO, 1998.

FERREIRO, Emília. Reflexões sobre Alfabetização. 2ª ed. – São Paulo: Cortez, 1985 (Coleção Polêmicas de Nosso Tempo: 17)

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1997.

SOUZA, Paulo N. P. – Como entender e aplicar a nova L.D.B. – São Paulo – Pioneira 1997.

VEIGA, Ilma P. A. (org). Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. Campinas, SP: Papirus, 1995.

VYGOTSKY, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2001. SAVIANI, Dermeval. Escola e Democracia. São Paulo: Cortez, Autores Associados, 1983.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação de aprendizagem Escolar. 14.ª ed. São Paulo: Cortez, 2002.

MORAN, José Manuel, MASETTO, Marcos T. e BEHRENS, Marilda A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas. Papirus, 2000.

PERRENOUD, P. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2000.

BRASIL, Ministério da Educação. Parâmetros curriculares nacionais 1ª a 4ª:

- Volume 8.1 – Temas Transversais - apresentação

- Volume 8.2 – Temas Transversais – Ética

- Volume 9.1 – Meio Ambiente

- Volume 9.2 – Saúde

- Volume 10.1 – Pluralidade Cultural

- Volume 10.2 – Orientação Sexual

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: ensino de primeira a quarta séries, Brasília : MEC/SEF, 1997. BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil, Brasília : 1998.

Lei Federal nº 9394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional)

ANEXO II – PROGRAMA – FOLHA 2 PROFESSOR II (TODAS AS ÁREAS)

CONHECIMENTOS GERAIS DE EDUCAÇÃO

O sistema escolar brasileiro segundo a legislação atual; a construção do conhecimento; orientações metodológicas próprias da área de atuação, voltadas para o ensino fundamental de 5ª a 8ª séries – atividades adequadas e utilização de jogos na aprendizagem; o processo de ensino e aprendizagem: a ação pedagógica; A avaliação da aprendizagem.

Bibliografia:

COLL & COLS. Psicologia da Educação. Porto Alegre, Artmed, 1999.

DELORS, Jacques e outros. Educação: um tesouro a descobrir – Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. São Paulo: Cortez/UNESCO, 1998. FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1997.

SOUZA, Paulo N. P. – Como entender e aplicar a nova L.D.B. – São Paulo – Pioneira 1997.

VEIGA, Ilma P. A. (org). Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. Campinas, SP: Papirus, 1995.

VYGOTSKY, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2001. SAVIANI, Dermeval. Escola e Democracia. São Paulo: Cortez, Autores Associados, 1983. LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação de aprendizagem Escolar. 14.ª ed. São Paulo: Cortez, 2002. MORAN, José Manuel, MASETTO, Marcos T. e BEHRENS, Marilda A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas. Papirus, 2000.

PERRENOUD, P. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2000. BRASIL, Ministério da Educação. Parâmetros curriculares nacionais 5ª a 8ª:

- Volume 10.1 – Temas Transversais – Introdução

- Volume 10.2 – Temas Transversais – Pluralidade Cultural

- Volume 10.3 – Temas Transversais – Meio Ambiente

- Volume 10.4 – Temas Transversais – Saúde

- Volume 10.5 – Temas Transversais – Orientação Sexual

Lei Federal nº 9394/96 (Lei de Diretrizes e Bases daEducação Nacional)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

PROFESSOR II - ARTES

BRASIL. MEC/SEF. Parâmetros Curriculares Nacionais – Arte – 5ª à 8ª série. Brasília: MEC/SEF, 1998.

PROFESSOR II – CIÊNCIAS

BRASIL. MEC/SEF. Parâmetros Curriculares Nacionais – Ciências Naturais - 5ª à 8ª série. - Brasília: MEC/SEF, 1998.

PROFESSOR II – ENSINO RELIGIOSO

Manifestações culturais. Religião e religiosidade. Igrejas. Atitudes Filosóficas. Crenças e Mitologias. Padrões da cultura religiosa. Mito e espiritualidade. Evangelização no período colonial brasileiro. Formação e prática do professor de Educação Religiosa.

PROFESSOR II - EDUCAÇÃO FÍSICA

BRASIL. MEC/SEF. Parâmetros Curriculares Nacionais – Educação Física- 1ª à 4ª série. - Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. MEC/SEF. Parâmetros Curriculares Nacionais – Educação Física- 5ª à 8ª série –. Brasília: MEC/SEF, 1998.

PROFESSOR II – GEOGRAFIA

BRASIL. MEC/SEF. Parâmetros Curriculares Nacionais – Geografia - 5ª à 8ª série. - Brasília: MEC/SEF, 1998.

PROFESSOR II – HISTÓRIA

BRASIL. MEC/SEF. Parâmetros Curriculares Nacionais – História - 5ª à 8ª série. - Brasília: MEC/SEF, 1998.

ANEXO II – PROGRAMA – FOLHA 3

PROFESSOR II - INGLÊS

BRASIL. MEC/SEF. Parâmetros Curriculares Nacionais –Língua Estrangeira - 5ª à 8ª série. - Brasília: MEC/SEF, 1998.

PROFESSOR II - MATEMÁTICA

BRASIL. MEC/SEF. Parâmetros Curriculares Nacionais – Matemática - 5ª à 8ª série. - Brasília: MEC/SEF, 1998.

PROFESSOR II - PORTUGUÊS

BRASIL. MEC/SEF. Parâmetros Curriculares Nacionais –Língua Portuguesa - 5ª à 8ª série. - Brasília: MEC/SEF, 1998.

ANEXO III

PROCESSO SELETIVO PREFEITURA DE TREMEMBÉ

FORMULÁRIO DE RECURSO - MODELO

Ilmo Sr:
______________________________
______________________________

NOME CANDIDATO:____________________________________________________________________ tel

Nº INSCRIÇÃO EMPREGO: TIPO DE RECURSO - (Assinale o tipo de Recurso)

__

__

__

__

CONTRA INDEFERIMENTO DE INSCRIÇÃO

CONTRA GABARITO DA PROVA OBJETIVA

CONTRA NOTA DA PROVA ESCRITA OBJETIVA

CONTRA A CLASSIFICAÇÃO FINAL

Justificativa do candidato – Razões do Recurso
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
______________________________________________________________________.

Obs: Reproduzir a quantidade necessária - Preencher em letra de forma ou à máquina; entregar este formulário em 02 (duas) vias, uma via será devolvida como protocolo.

Data:________ /____ /

Assinatura do candidato

Assinatura do Responsável p/ recebimento

80253

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231