Prefeitura de Ponta Grossa - PR

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA

ESTADO DO PARANÁ

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N º 003/2011-ABERTURA

Notícia:   Prefeitura de Ponta Grossa - PR prorroga as inscrições do Edital n.º 003/2011

O Secretário Municipal de Gestão de Recursos Humanos, no uso de suas atribuições legais, mediante as condições estipuladas neste Edital, em conformidade com a Constituição Federal e demais disposições atinentes à matéria, TORNA PÚBLICO a realização de CONCURSO PÚBLICO, sob o regime da Consolidação das Leis Trabalhistas, na modalidade emprego público, para provimento de vagas do seu quadro de pessoal e formação de cadastro de reserva.

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1 O Concurso Público a que se refere o presente Edital será executado pela Fundação de Apoio à FAFIPA, com sede na Av. Gabriel Esperidião, s/n, Parque Morumbi, CEP 87.703-000, Paranavaí/PR, endereço eletrônico www.fafipa.org/concurso e correio eletrônico candidato@fafipa.org.

1.2 A seleção destina-se ao provimento de vagas existentes no quadro de servidores da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, de acordo com a Tabela 2.1 e, ainda, as que surgirem no decorrer do prazo de validade do Concurso Público, que será de 02 (dois) anos, podendo ser prorrogável por igual período, a contar da data de homologação do certame, a critério da administração da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa.

1.3 A convocação dos candidatos aprovados somente será realizada após a admissão de todos os aprovados nos concursos públicos anteriores para os mesmos empregos, para não ferir a ordem de classificação publicada.

1.4 A seleção para os empregos públicos de que trata este Edital compreenderá de exames para aferir conhecimentos e habilidades, mediante aplicação de prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório, para todos os empregos, prova de aptidão física, de caráter eliminatório, para o emprego de PESSOAL DE APOIO: Trabalhador Braçal, prova prática, de caráter eliminatório, para os empregos de PESSOAL TÉCNICO DE NÍVEL PRÁTICO e prova de títulos, de caráter classificatório, para todos os empregos públicos de PESSOAL TÉCNICO DE NÍVEL SUPERIOR.

1.5 A convocação para as vagas informadas na Tabela 2.1 deste Edital será feita de acordo com as necessidades e a conveniência da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa.

1.6 Os requisitos para contratação no emprego e suas atribuições estão relacionados no Anexo I deste Edital.

1.7 O conteúdo programático da prova objetiva encontra-se no Anexo II deste Edital.

1.8 Não serão fornecidas, por telefone, informações a respeito de datas, locais e horários de realização da prova objetiva. O candidato deverá observar rigorosamente as formas de divulgação estabelecidas neste Edital.

2. DOS EMPREGOS PÚBLICOS

2.1 O código do emprego, os empregos, a carga horária diária, as vagas de ampla concorrência, vagas para portador de deficiência, vagas para afrodescendente, a remuneração inicial bruta, gratificação e o valor da taxa de inscrição são os estabelecidos a seguir:

TABELA 2.1

PESSOAL TÉCNICO DE NÍVEL PRÁTICO

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO(1)

Código do Emprego

Emprego

Carga Horária Diária

Vagas Ampla Concorrência

Vagas Portador de Deficiência

Vagas Afrodes- cendente

Remuneração Inicial Bruta

Taxa de Inscrição

101

ARMADOR - NÍVEL 08

08 H

01

-

-

R$ 631,12

R$ 45,00

102

BORRACHEIRO - NÍVEL 08

08 H

01

-

-

R$ 631,12

103

CALCETEIRO - NÍVEL 08

08 H

01

-

-

R$ 631,12

104

CARPINTEIRO - NÍVEL 08

08 H

01

-

-

R$ 631,12

105

ELETRICISTA - NÍVEL 08

08 H

01

-

-

R$ 631,12

106

ELETRICISTA MECÂNICO - NÍVEL 09

08 H

01

-

-

R$ 662,36

107

ENCANADOR - NÍVEL 08

08 H

01

-

-

R$ 631,12

108

LATOEIRO - NÍVEL 09

08 H

01

-

-

R$ 662,36

109MECÂNICO PESADO - NÍVEL 1008 H01--R$ 701,86
110MESTRE DE OBRAS - NÍVEL 0908 H01--R$ 662,36
111MOTORISTA DE CAMINHÃO - NÍVEL 0908 H01--R$ 662,36
112MOTORISTA DE ÔNIBUS - NÍVEL 0908 H01--R$ 662,36
113MOTORISTA DE TRUCADO - NÍVEL 0908 H01--R$ 662,36
114OPERADOR DE EMPILHADEIRA - NÍVEL 0808 H01--R$ 631,12
115OPERADOR DE ESPARGIDOR DE ASFALTO - NÍVEL 0808 H01--R$ 631,12
116OPERADOR DE MOTONIVELADORA - NÍVEL 1008 H01--R$ 701,86
117OPERADOR DE PÁ-CARREGADEIRA - NÍVEL 0908 H01--R$ 662,36
118OPERADOR DE RETRO-ESCAVADEIRA - NÍVEL 0908 H01--R$ 662,36
119OPERADOR DE ROLO COMPACTADOR - NÍVEL 0908 H01--R$ 662,36
120OPERADOR DE TRATOR DE ESTEIRA - NÍVEL 0908 H01--R$ 662,36
121OPERADOR DE TRATOR DE PNEUS - NÍVEL 0808 H01--R$ 631,12
122OPERADOR DE USINA DE ASFALTO - NÍVEL 0808 H01--R$ 631,12
123PEDREIRO - NÍVEL 0808 H01- -R$ 631,12
124PINTOR DE PAREDES - NÍVEL 0808 H01--R$ 631,12
125PINTOR DE VEÍCULOS - NÍVEL 0908 H01--R$ 662,36
126PINTOR LETRISTA - NÍVEL 0908 H01--R$ 662,36
127SOLDADOR - NÍVEL 0908 H01- -R$ 662,36

 

PESSOAL DE APOIO

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO(1)

Código do Emprego

Emprego

Carga Horária Diária

Vagas Ampla Concorrência

Vagas Portador de Deficiência

Vagas Afrodes- cendente

Remuneração Inicial Bruta

Taxa de Inscrição

128

ABASTECEDOR DE VEÍCULOS - NÍVEL 05

08 H

01

-

-

R$ 594,71

R$ 35,00

129

TRABALHADOR BRAÇAL - NÍVEL 05

08 H

01

-

-

R$ 594,71

 

PESSOAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO

NÍVEL MÉDIO(1)

Código do Emprego

Emprego

Carga Horária Diária

Vagas Ampla Concorrência

Vagas Portador de Deficiência

Vagas Afrodes- cendente

Remuneração Inicial Bruta

Taxa de Inscrição

201

AGENTE CULTURAL - NÍVEL 10

06 H

01

-

-

R$ 701,86

R$ 55,00

202

AGENTE DE TURISMO II - NÍVEL 10

08 H

01

-

-

R$ 701,86

203

ASSISTENTE CULTURAL - NÍVEL 11

06 H

01

-

-

R$ 774,82

204

ASSISTENTE DE ADMINISTRAÇÃO I - NÍVEL 12

06 H

01

-

-

R$ 841,82

205

AUXILIAR DE BIBLIOTECÁRIO - NÍVEL 12

08 H

01

-

-

R$ 841,82

206

AUXILIAR EM SAÚDE BUCAL - NÍVEL 12

08 H

01

-

-

R$ 841,82

207

GUIA DE TURISMO - NÍVEL 10

08 H

CR(2)

-

-

R$ 701,86

 

PESSOAL TÉCNICO DE NÍVEL SUPERIOR

NÍVEL SUPERIOR(1)

Código do Emprego

Emprego

Carga Horária Diária

Vagas Ampla Concor- rência

Vagas Portador de Deficiência

Vagas Afrodes- cendente

Remuneração Inicial Bruta

Gratificação

Taxa de Inscrição

401

ADMINISTRADOR - NÍVEL 16

06 H

CR(2)

-

-

R$ 1.822,45

R$ 590,91

R$ 75,00

402

ANALISTA DE SISTEMAS - NÍVEL 16

06 H

01

-

-

R$ 1.822,45

R$ 590,91

403ARQUITETO II - NÍVEL 1608 HCR(2)--R$ 1.822,45R$ 805,81
404BIBLIOTECÁRIO - NÍVEL 1606 H01--R$ 1.822,45R$ 590,91
405ECONOMISTA - NÍVEL 1606 HCR(2)--R$ 1.822,45R$ 590,91
406ENFERMEIRO PSF - NÍVEL 1608 H01--R$ 1.822,45R$ 805,81
407FISIOTERAPEUTA - NÍVEL 1604 H01--R$ 1.822,45-
408FONOAUDIÓLOGO - NÍVEL 1606 H01--R$ 1.822,45R$ 590,91
409JORNALISTA - NÍVEL 1606 HCR(2)--R$ 1.822,45R$ 590,91
410MÉDICO DA FAMÍLIA - NÍVEL 1608 HCR(2)--R$ 1.822,45R$ 7.235,56
411MUSICOTERAPEUTA - NÍVEL 1606 HCR(2)--R$ 1.822,45R$ 590,91
412PSICÓLOGO - NÍVEL 1606 HCR(2)--R$ 1.822,45R$ 590,91
413TERAPEUTA OCUPACIONAL - NÍVEL 1606 HCR(2)--R$ 1.822,45R$ 590,91

(1) Ver requisitos no Anexo I deste Edital.

(2) CR = Cadastro de Reserva.

3. DA SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO

3.1 Não haverá isenção total ou parcial da taxa de inscrição, exceto para o candidato que estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - CadÚnico, até a data da inscrição no Concurso Público, nos termos da Lei Municipal nº 7.938/2004, do Decreto Municipal nº 1.335/2007, Decreto Federal nº 6.135, de 26 de junho de 2007, ou comprove que tenha doado sangue nos últimos 02 (dois) anos, anteriores ao dia da publicação deste Edital, de acordo com o contido nas Lei Municipal n° 7.044/2003, Lei Municipal nº 7.208/2003 e Decreto Municipal nº 2.099/2008.

3.2 A solicitação de isenção para o Concurso Público da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa será realizada via internet e também no seguinte posto de inscrição: Agência do Trabalhador, localizada na Rua Doutor Penteado de Almeida, nº 240, Centro, Ponta Grossa-PR, exceto sábado, domingo e feriados.

3.3 Da Isenção - CadÚnico:

3.3.1 O interessado em obter a isenção da taxa de inscrição deverá:

a) solicitar no período das 08h do dia 29/08/2011 às 23h59min do dia 04/09/2011, observado o horário oficial de Brasília - DF, mediante preenchimento do Requerimento de Isenção da Taxa de Inscrição, disponível no endereço eletrônico www.fafipa.org/concurso

b) deverá indicar no Requerimento de Isenção o Número de Identificação Social - NIS, atribuído pelo CadÚnico;

c) especificamente para o candidato, portador de deficiência ou não, que necessitar de atendimento especial durante a realização da prova objetiva, deverá no ato do pedido de isenção da taxa de inscrição, indicar claramente no Requerimento de Isenção da Taxa de Inscrição quais os recursos especiais necessários. O laudo médico, original ou cópia autenticada, deverá ser enviado, via SEDEX com AR (aviso de Recebimento), em envelope fechado endereçado a Fundação de Apoio à FAFIPA, conforme o subitem 5.11.2 deste Edital.

3.4 Da Isenção - Doador de Sangue:

3.4.1 O interessado em obter a isenção da taxa de inscrição deverá:

a) solicitar no período das 08h do dia 29/08/2011 às 23h59min do dia 04/09/2011, observado o horário oficial de Brasília - DF, mediante preenchimento do Requerimento de Isenção da Taxa de Inscrição, disponível no endereço eletrônico www.fafipa.org/concurso;

b) imprimir e assinar o Requerimento de Isenção;

c) deverá entregar declaração emitida por Bancos de Sangue ou Instituições de Saúde vinculadas ao SUS que comprove que tenha doado sangue nos últimos 02 (dois) anos, anteriores ao dia da publicação deste Edital, por pelo menos 3 (três) vezes. As três doações de sangue serão válidas somente uma vez para a concessão de isenção da taxa de concurso;

d) especificamente para o candidato, portador de deficiência ou não, que necessitar de atendimento especial durante a realização da prova objetiva, deverá no ato do pedido de isenção da taxa de inscrição, indicar claramente no Requerimento de Isenção da Taxa de Inscrição quais os recursos especiais necessários. O laudo médico, original ou cópia autenticada, deverá ser enviado, via SEDEX com AR (aviso de Recebimento), em envelope fechado endereçado a Fundação de Apoio à FAFIPA, conforme o subitem 5.11.2 deste Edital.

e) entregar os documentos comprobatórios elencados nas alíneas b, e c deste subitem pessoalmente ou por procurador devidamente habilitado através de procuração simples (não há necessidade do reconhecimento de firma na procuração), no horário das 09h às 17h (horário local) no período de 29/08/2011 à 05/09/2011, na Praça de Atendimento da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, situada na Avenida Visconde de Taunay, nº 950, exceto sábado, domingo e feriados ou enviar os documentos comprobatórios elencados nas alíneas b, e c deste subitem, via SEDEX com AR (Aviso de Recebimento) até o dia 05/09/2011 em envelope fechado endereçado à Fundação de Apoio à FAFIPA com as informações abaixo:

DESTINATÁRIO: Fundação de Apoio à FAFIPA
Caixa Postal 40
Paranavaí - PR
CEP 87.701 - 970
Concurso Público da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa/PR
(ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO - DOADOR DE SANGUE)
NOME DO CANDIDATO:__________ ________________
EMPREGO: ______________________
NÚMERO DE INSCRIÇÃO: ____________________

3.5 No caso previsto no subitem 3.3 deste Edital a Fundação de Apoio à FAFIPA consultará o órgão gestor do CadÚnico para verificar a veracidade das informações prestadas pelo candidato.

3.6 No caso previsto no subitem 3.4 deste Edital a Fundação de Apoio à FAFIPA analisará e julgará os pedidos de isenção da taxa de inscrição e encaminhará os mesmos a Comissão Especial do Concurso Público para análise e posterior ratificação.

3.7 As informações prestadas no Requerimento de Isenção da Taxa de Inscrição, bem como os documentos encaminhados, serão de inteira responsabilidade do candidato, podendo responder este, a qualquer momento, por crime contra a fé pública, o que acarretará na sua eliminação do Concurso Público e exoneração do emprego.

3.7.1 Não será concedida isenção do pagamento da taxa de inscrição ao candidato que:

a) omitir informações e/ou torná-las inverídicas;

b) fraudar e/ou falsificar qualquer documentação;

c) não observar a forma, o prazo e os horários estabelecidos nos subitens 3.3 e 3.4 deste Edital;

d) não apresentar todos os documentos solicitados.

3.8 Não será aceita solicitação de isenção do pagamento da taxa de inscrição via fax ou via correio eletrônico.

3.9 A relação dos pedidos de isenção deferidos será divulgada até o dia 16/09/2011 após as 17h nos endereços eletrônicos www.pontagrossa.pr.gov.br e www.fafipa.org/concurso e será publicado no Diário Oficial do Município.

3.10 O candidato que tiver a solicitação de isenção da taxa de inscrição indeferida poderá impetrar recurso através do endereço eletrônico www.fafipa.org/concurso no período das 08h do dia 19/09/2011 às 23h59min do dia 20/09/2011 através do link - Recurso contra o Indeferimento do Requerimento de Isenção da Taxa de Inscrição.

3.11 Se após a análise do recurso, permanecer a decisão de indeferimento do requerimento de isenção da taxa, o candidato poderá acessar o endereço eletrônico www.fafipa.org/concurso até às 14h do dia 26/09/2011, realizar uma nova Inscrição, gerar o boleto bancário e efetuar o pagamento até o seu vencimento para participar do certame.

3.11.1 A inscrição só será confirmada após a quitação do boleto bancário.

3.11.2 O interessado que não tiver seu requerimento de isenção deferido e que não realizar uma nova inscrição na forma e no prazo estabelecidos neste Edital estará automaticamente excluído do certame.

3.11.3 Os candidatos que tiverem as solicitações de isenção deferidas já são considerados devidamente inscritos no Concurso Público e poderão consultar o status da sua inscrição no endereço eletrônico da Fundação de Apoio à FAFIPA a partir do dia 30/09/2011.

4. DAS INSCRIÇÕES

4.1 A inscrição no Concurso Público implica, desde logo, o conhecimento e a tácita aceitação pelo candidato das condições estabelecidas neste Edital.

4.2 As inscrições para o Concurso Público da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa serão realizadas via internet. Também será disponibilizado um posto de inscrição com computadores e atendentes para os candidatos que não tem acesso a internet.

4.3 Das inscrições via internet:

4.3.1 Período: das 08h do dia 29/08/2011 às 14h do dia 26/09/2011, observado horário oficial de Brasília - DF no endereço eletrônico www.fafipa.org/concurso.

4.3.2 O candidato deverá, primeiramente, declarar estar ciente das condições exigidas para admissão a função, preencher o Formulário de Solicitação de Inscrição e se submeter às normas expressas neste Edital.

4.3.3 Após o preenchimento do Formulário de Solicitação de Inscrição o candidato deverá imprimir o boleto bancário correspondente ao pagamento da taxa de inscrição e efetuar o pagamento.

4.4 Das inscrições presenciais:

4.4.1 No período de 29/08/2011 a 26/09/2011 das 08h às 14h, observado o horário local, no seguinte posto de inscrição: Agência do Trabalhador, localizada na Rua Doutor Penteado de Almeida, nº 240, Centro, Ponta Grossa-PR, exceto sábado, domingo e feriados.

4.4.2 No ato da inscrição presencial o candidato, ou seu procurador legal, deverá estar munido obrigatoriamente de:

a) documento de identidade RG do candidato e do procurador;

b) CPF - Cadastro de Pessoa Física do candidato;

4.4.3 Poderá ser feita inscrição por terceiros mediante procuração simples com reconhecimento de firma na procuração, acompanhada de cópia legível do documento de identidade do candidato e do mandatário. Deverá ser apresentada para cada candidato inscrito uma procuração específica, a qual ficará retida. O candidato inscrito por procuração assume total responsabilidade pelas informações prestadas na ficha de inscrição por seu procurador, arcando com as consequências de eventuais erros de preenchimento.

4.4.4 Após o preenchimento do Formulário de Solicitação de Inscrição o candidato deverá imprimir o boleto bancário correspondente ao pagamento da taxa de inscrição e efetuar o pagamento.

4.5 O pagamento da taxa de inscrição poderá ser efetuado em toda a rede bancária até a data de seu vencimento. Caso o candidato não efetue o pagamento do boleto até a data do vencimento, o mesmo deverá acessar o endereço eletrônico www.fafipa.org/concurso, imprimir a segunda via do boleto bancário e realizar o pagamento até o dia 26 de setembro de 2011.

4.6 A Fundação de Apoio à FAFIPA, em nenhuma hipótese, processará qualquer registro de pagamento com data posterior a 26 de setembro de 2011.

4.7 As solicitações de inscrições realizadas com pagamento após esta data não serão acatadas.

4.8 O candidato terá sua inscrição deferida somente após o recebimento, pela Fundação de Apoio à FAFIPA, através do banco, da confirmação do pagamento de sua taxa de inscrição, no valor estipulado na Tabela 2.1.

5. DA INSCRIÇÃO PARA O PORTADOR DE DEFICIÊNCIA E DAS CONDIÇÕES ESPECIAIS

5.1 Aos portadores de deficiências, nos termos do Artigo 1º da Lei Municipal nº 6.125/1999 e do parágrafo único, do Artigo 1º do Decreto Municipal nº 135/2000 e do Decreto Municipal nº 2.590/2009, serão reservados 10% (dez por cento) das vagas de cada emprego elencado na Tabela 2.1 deste Edital, durante o processo de validade do Concurso Público, cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência.

5.2 A pessoa portadora de deficiência, resguardadas as condições especiais previstas na Lei Municipal nº 6.125/1999, no Decreto Municipal nº 135/2000 e no Decreto Municipal nº 2.590/2009, participará do Concurso Público em igualdade de condições com os demais candidatos no que se refere ao conteúdo das provas, à avaliação e aos critérios de aprovação, ao horário e ao local de aplicação da prova objetiva e à nota mínima exigida para todos os demais candidatos.

5.3 O candidato que, no ato da inscrição, declarar-se portador de deficiência, se aprovado no Concurso Público, terá seu nome divulgado na lista geral dos aprovados e na lista dos candidatos aprovados na condição de portador de deficiência.

5.4 Não havendo candidatos aprovados para as vagas reservadas aos portadores de deficiências, estas serão preenchidas pelos demais candidatos, com estrita observância da ordem de classificação.

5.5 Para concorrer como portador de deficiência, o candidato deverá:

5.5.1 no Formulário de Solicitação de Inscrição declarar se pretende participar do concurso como portador de deficiência e preencher o tipo de deficiência;

5.5.2 enviar o laudo médico, original ou cópia autenticada, via SEDEX com AR (Aviso de Recebimento) até o dia 26/09/2011 em envelope fechado endereçado à Fundação de Apoio à FAFIPA com as informações abaixo:

DESTINATÁRIO: Fundação de Apoio à FAFIPA
Caixa Postal 40
Paranavaí - PR
CEP 87.701 - 970
Concurso Público da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa/PR
(LAUDO MÉDICO)
NOME DO CANDIDATO:__________ ________________
EMPREGO: ______________________
NÚMERO DE INSCRIÇÃO: ____________________

5.6 O candidato portador de deficiência, que no ato da inscrição não declarar essa condição e/ou não enviar o laudo médico, não poderá interpor recurso em favor de sua situação. O laudo médico deverá ser original ou cópia autenticada, estar redigido em letra legível, dispor sobre a espécie e o grau ou nível da deficiência da qual o candidato é portador, com expressa referência ao código correspondente de Classificação Internacional de Doença - CID, bem como o enquadramento previsto no Art. 4º do Decreto Federal nº 3298/99, alterado pelo Decreto Federal nº 5.296/2004. Só serão considerados os laudos médicos emitidos nos últimos 12 (doze) meses anteriores à data da realização da inscrição.

5.7 Caso a deficiência não esteja de acordo com os termos da Organização Mundial da Saúde, da Lei nº 7.853, de 24 de outubro de 1989, e do Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, a opção de concorrer às vagas destinadas aos portadores de deficiências será desconsiderada, passando, então, o candidato à ampla concorrência.

5.8 Caso não encaminhe o laudo médico no prazo estabelecido no subitem 4.5.2, o candidato será considerado como não-portador de deficiência, sem direito à reserva de vaga, passando à ampla concorrência.

5.9 Não haverá devolução do laudo médico, tanto original quanto cópia autenticada, e não serão fornecidas cópias dos mesmos.

5.10 Os candidatos não qualificados como pessoas com deficiências serão excluídos da listagem de vaga própria, permanecendo apenas na listagem de classificação geral, caso não tenham sido eliminados do Concurso Público.

5.11 Das necessidades especiais:

5.11.1 O candidato, portador de deficiência ou não, que necessitar de atendimento especial durante a realização da prova objetiva poderá solicitar este atendimento, conforme previsto no Artigo 40, parágrafos 1º e 2º do Decreto Federal nº 3.298 de 20 de dezembro de 1999, no ato da inscrição, indicando claramente no Formulário de Solicitação de Inscrição via internet quais os recursos especiais necessários. As condições específicas disponíveis para realização da prova objetiva são: prova em braile, prova ampliada (fonte 24), fiscal ledor, intérprete de libras, acesso à cadeira de rodas e/ou tempo adicional (somente para os candidatos portadores de deficiência) para realização da prova objetiva, de até 1 (uma) hora. O candidato portador de deficiência que necessitar de tempo adicional para realização da prova objetiva deverá requerê-lo, com justificativa acompanhada de parecer emitido por especialista da área de sua deficiência, no prazo estabelecido no subitem 4.5.2 deste Edital.

5.11.2 O candidato que solicitar atendimento especial, portador de deficiência ou não, deverá enviar o laudo médico, original ou cópia autenticada, via SEDEX com AR (Aviso de Recebimento) até o dia 26/09/2011 em envelope fechado endereçado à Fundação de Apoio à FAFIPA com as informações abaixo:

DESTINATÁRIO: Fundação de Apoio à FAFIPA
Caixa Postal 40
Paranavaí - PR
CEP 87.701 - 970
Concurso Público da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa/PR
(CONDIÇÃO ESPECIAL)
NOME DO CANDIDATO:__________ ________________
EMPREGO: ______________________
NÚMERO DE INSCRIÇÃO: ____________________

5.11.3 O laudo médico deverá ser original ou cópia autenticada, estar redigido em letra legível, dispor sobre a espécie e o grau ou nível da deficiência da qual o candidato é portador, se permanente ou temporária, com expressa referência ao código correspondente de Classificação Internacional de Doença - CID, e a sua provável causa ou origem, justificando o atendimento especial solicitado.

5.11.4 A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização da prova objetiva poderá solicitar este atendimento indicando claramente no Formulário de Solicitação de Inscrição via internet a opção lactante, e deverá enviar certidão de nascimento do lactente, cópia simples, via SEDEX com AR (Aviso de Recebimento) até o dia 26/09/2011 em envelope fechado endereçado à Fundação de Apoio à FAFIPA com as informações abaixo:

DESTINATÁRIO: Fundação de Apoio à FAFIPA
Caixa Postal 40
Paranavaí - PR
CEP 87.701 - 970
Concurso Público da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa/PR
(LACTANTE)
NOME DO CANDIDATO:__________ ________________
EMPREGO: ______________________
NÚMERO DE INSCRIÇÃO: ____________________

5.11.5 A candidata que necessitar amamentar deverá ainda levar um acompanhante, que ficará em sala reservada para essa finalidade e será responsável pela guarda do lactente.

5.11.6 Ao acompanhante não será permitido a utilização de agendas eletrônicas, telefones celulares, gravador ou quaisquer outros equipamentos eletrônicos ou de comunicação durante a realização do certame.

5.11.7 A candidata que necessitar amamentar, mas estiver sem acompanhante, será impedida de realizar a prova objetiva.

5.11.8 Não será concedido tempo adicional para a candidata que necessitar amamentar, a título de compensação, durante o período de realização da prova objetiva.

5.11.9 Nos horários previstos para amamentação, a candidata lactante poderá ausentar-se, temporariamente, da sala de prova, acompanhada de uma fiscal.

5.11.10 Na sala reservada para amamentação, ficarão somente a candidata lactante, o lactente e uma fiscal, sendo vedada a permanência de quaisquer outras pessoas que tenham grau de parentesco ou de amizade com a candidata.

5.11.11 O envio desta solicitação não garante ao candidato o atendimento especial. O pedido será deferido ou indeferido pela Fundação de Apoio à FAFIPA, após criteriosa análise da solicitação.

5.11.12 A solicitação de atendimento especial será atendida obedecendo a critérios de viabilidade e de razoabilidade.

5.11.13 O deferimento ou indeferimento das solicitações especiais estará disponível aos candidatos nos endereços eletrônicos www.pontagrossa.pr.gov.br e www.fafipa.org/concurso e será publicado no Diário Oficial do Município, a partir da data provável de 30/09/2011.

5.11.14 O envio da documentação incompleta, fora do prazo acima definido ou por outra via diferente do SEDEX com AR (Aviso de Recebimento), causará o indeferimento do seu pedido de atendimento especial e fará com que sua solicitação seja indeferida.

5.11.15 Não haverá devolução da cópia da certidão de nascimento ou da cópia autenticada do laudo médico ou laudo médico original, e não será fornecidos cópias dos mesmos.

5.11.16 A Fundação de Apoio à FAFIPA não se responsabiliza por qualquer tipo de extravio que impeça a chegada dessa documentação a seu destino.

5.11.17 O candidato poderá impetrar recurso contra o indeferimento de seu atendimento especial na forma do item 17.

5.11.18 A Fundação de Apoio à FAFIPA não receberá qualquer documento entregue pessoalmente em sua sede.

6. DAS VAGAS RESERVADAS PARA O CANDIDATO AFRODESCENDENTE

6.1 Aos candidatos afrodescendentes, nos termos do § 2º, do Artigo 1º da Lei Municipal nº 7.696/2004 e Artigo 1º do Decreto Municipal nº 4.688/2011, serão reservados 10% (dez por cento) das vagas de cada emprego elencado na Tabela 2.1 deste Edital, durante o processo de validade do Concurso Público.

6.2 O candidato afrodescendente participará do Concurso Público em igualdade de condições com os demais candidatos no que se refere ao conteúdo das provas, à avaliação e aos critérios de aprovação, ao horário e ao local de aplicação da prova objetiva e à nota mínima exigida para todos os demais candidatos.

6.3 O candidato que, no ato da inscrição, declarar-se afrodescendente, se aprovado no Concurso Público, terá seu nome divulgado na lista geral dos aprovados e na lista dos candidatos aprovados na condição de afrodescendente.

6.4 O percentual de vagas reservadas ao candidato afrodescendente será observado ao longo do período de validade do Concurso Público, inclusive em relação às vagas que surgirem ou que forem criadas.

6.5 Não havendo candidatos aprovados para as vagas reservadas aos afrodescendentes, estas serão preenchidas pelos demais candidatos, com estrita observância da ordem de classificação.

6.6 Para concorrer como afrodescendente, o candidato deverá, no Formulário de Solicitação de Inscrição, declarar se pretende participar do concurso como afrodescendente ou não.

6.7 Para efeitos do previsto neste Edital, considerar-se‑á afrodescendente as pessoas de raça ou cor: preta, para a pessoa que assim se identificar; parda, para a pessoa que assim se identificar ou que se declarar como cabocla, cafuza, mameluca ou qualquer outra raça mestiça de preto com pessoa de outra raça ou cor, conforme o disposto no parágrafo único, incisos I e II do Artigo 3º do Decreto Municipal nº 4.688/2011.

6.8 A comprovação da afrodescendência far-se-á quando o candidato for convocado para contratação mediante a apresentação da seguinte documentação:

6.8.1 cópia autenticada de documento oficial onde conste especificada sua raça ou cor; ou

6.8.2 cópia autenticada de documento oficial de parente ascendente por consanguinidade até o 3º grau no qual conste a indicação da raça ou cor, juntamente com um documento oficial da pessoa comprovando o parentesco.

6.9 A contratação do candidato afrodescendente será precedida de avaliação do candidato pela Comissão Especial de Acompanhamento do Ingresso dos AfroBrasileiros, instituída pela Prefeitura Municipal de Ponta Grossa.

6.10 Caso inexista a indicação da raça ou cor em documento oficial, o candidato será encaminhado a Comissão Especial de Acompanhamento do Ingresso dos Afro-Brasileiros, constituída nos termos dos Artigos 5º e 6º do Decreto Municipal nº 4.688/2011.

6.11 Para inscrição como afrodescendente, o candidato deverá observar os procedimentos previstos neste Edital, caso contrário não concorrerá às vagas reservadas, mas automaticamente às vagas gerais do Concurso Público.

7. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS DA INSCRIÇÃO

7.1 O valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma, a não ser por anulação plena deste concurso.

7.2 Declaração falsa ou inexata dos dados constantes no Formulário de Solicitação de Inscrição determinará o cancelamento da inscrição e a anulação de todos os atos dela decorrentes, em qualquer época, sem prejuízo das sanções penais cabíveis.

7.3 É de exclusiva responsabilidade do candidato a exatidão dos dados cadastrais informados no ato da inscrição.

7.4 Não será aceito, em hipótese alguma, pedido de alteração do emprego para o qual o candidato se inscreveu.

7.5 Não serão aceitas inscrições efetuadas por fax, por via postal ou pelos correios, bem como as pagas em cheque que venha a ser devolvido por qualquer motivo, nem as pagas em depósito ou transferência bancária e, nem tampouco, as de programação de pagamento.

7.6 A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa e a Fundação de Apoio à FAFIPA não se responsabilizam por solicitação de inscrição via internet não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação e congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados.

7.7 São considerados documentos de identidade as carteiras e/ou cédulas de identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores, cédulas de identidade fornecidas por ordens e conselhos de classe, que, por lei federal, valem como documento de identidade, a Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como a Carteira Nacional de Habilitação com foto, nos termos da Lei nº 9.503 art. 159, de 23/9/97.

7.8 A falsificação de declarações ou de dados e/ou outras irregularidades na documentação, verificada em qualquer etapa do presente concurso, implicará na eliminação automática do candidato sem prejuízo das cominações legais. Caso a irregularidade seja constatada após a admissão do candidato, o mesmo será exonerado do emprego pela Prefeitura Municipal de Ponta Grossa.

8. DO DEFERIMENTO DAS INSCRIÇÕES

8.1 O edital de deferimento das inscrições será divulgado nos endereços eletrônicos www.pontagrossa.pr.gov.br e www.fafipa.org/concurso e será publicado no Diário Oficial do Município, na data provável de 30/09/2011.

8.2 Quanto ao indeferimento de inscrição, caberá pedido de recurso, sem efeito suspensivo, conforme o disposto no item 18 deste Edital.

8.3 No edital de homologação das inscrições, constará a listagem dos candidatos às vagas para ampla concorrência, às vagas para portadores de deficiências e dos candidatos solicitantes de condições especiais para a realização da prova objetiva.

8.4 A Fundação de Apoio à FAFIPA, quando for o caso, submeterá os recursos à Comissão Especial do Concurso Público que decidirá sobre o pedido de reconsideração e divulgará o resultado através de edital disponibilizado nos endereços eletrônicos www.pontagrossa.pr.gov.br e www.fafipa.org/concurso e será publicado no Diário Oficial do Município.

8.5 O comprovante de inscrição ou o comprovante de pagamento da taxa de inscrição deverá ser mantido em poder do candidato e apresentado nos locais de realização da prova objetiva.

8.6 O candidato que efetivar mais de uma inscrição, terá confirmada apenas a última, sendo as demais canceladas.

9. DAS FASES DO CONCURSO

9.1 O Concurso Público constará das seguintes provas e fases:

TABELA 9.1

PESSOAL TÉCNICO DE NÍVEL PRÁTICO

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

EMPREGO

FASE

TIPO DE PROVA

ÁREA DE CONHECIMENTO

Nº DE QUESTÕES

VALOR POR QUESTÃO (PONTOS)

VALOR TOTAL (PONTOS)

CARÁTER

TODOS OS EMPREGOS PÚBLICOS DESCRITOS NA TABELA 2.1 DO GRUPO PESSOAL TÉCNICO DE NÍVEL PRÁTICO

Objetiva

Língua Portuguesa

20

0,25

5,00

Eliminatório e Classificatório

Matemática

10

0,25

2,50

Conhecimentos Gerais

10

0,25

2,50

TOTAL DE QUESTÕES E PONTOS

40

 

10,00

 

PráticaDe acordo com a Tabela 13.2--Apto ou InaptoEliminatório
TOTAL MÁXIMO DE PONTOS--10,00-

TABELA 9.2

PESSOAL DE APOIO

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

EMPREGO

FASE

TIPO DE PROVA

ÁREA DE CONHECIMENTO

Nº DE QUESTÕES

VALOR POR QUESTÃO
(PONTOS)

VALOR TOTAL
(PONTOS)

CARÁTER

ABASTECEDOR DE VEÍCULOS

ÚNICA

Objetiva

Língua Portuguesa

20

0,25

5,00

Eliminatório e Classificatório

Matemática

10

0,25

2,50

Conhecimentos Gerais

10

0,25

2,50

TOTAL DE QUESTÕES E PONTOS

40

 

10,00

-

TRABALHADOR BRAÇAL

Objetiva

Língua Portuguesa

20

0,25

5,00

Eliminatório e Classificatório

Matemática

10

0,25

2,50

Conhecimentos Gerais

10

0,25

2,50

TOTAL DE QUESTÕES E PONTOS

40

-

10,00

-

Aptidão Física

De acordo com a Tabela 12.2

-

-

Apto ou Inapto

Eliminatório

TOTAL MÁXIMO DE PONTOS

-

-

10,00

-

TABELA 9.3

PESSOAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO

NÍVEL MÉDIO

EMPREGO

FASE

TIPO DE PROVA

ÁREA DE CONHECIMENTO

Nº DE QUESTÕES

VALOR POR QUESTÃO
(PONTOS)

VALOR TOTAL
(PONTOS)

CARÁTER

TODOS OS EMPREGOS PÚBLICOS DESCRITOS NA TABELA 2.1 DO GRUPO PESSOAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO

ÚNICA

Objetiva

Língua Portuguesa

08

0,25

2,00

Eliminatório e Classificatório

Informática

04

0,25

1,00

Legislação

04

0,25

1,00

Conhecimentos Gerais

04

0,25

1,00

Conhecimentos Específicos

20

0,25

5,00

TOTAL DE QUESTÕES E PONTOS

40

-

10,00

-

TABELA 9.4

PESSOAL TÉCNICO DE NÍVEL SUPERIOR

NÍVEL SUPERIOR

EMPREGO

FASE

TIPO DE PROVA

ÁREA DE CONHECIMENTO

Nº DE QUESTÕES

VALOR POR QUESTÃO
(PONTOS)

VALOR TOTAL
(PONTOS)

CARÁTER

TODOS OS EMPREGOS PÚBLICOS DESCRITOS NA TABELA 2.1 DO GRUPO PESSOAL TÉCNICO DE NÍVEL SUPERIOR

Objetiva

Língua Portuguesa

08

0,25

2,00

Eliminatório e Classificatório

Informática

04

0,25

1,00

Legislação

04

0,25

1,00

Conhecimentos Gerais

04

0,25

1,00

Conhecimentos Específicos

20

0,25

5,00

 

TOTAL DE QUESTÕES E PONTOS

40

-

10,00

-

Títulos

De acordo com a Tabela 14.1

-

-

2,00

Classificatório

TOTAL MÁXIMO DE PONTOS

-

-

12,00

-

10. DAS CONDIÇÕES DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS

10.1 A prova objetiva será aplicada na cidade de Ponta Grossa, estado do Paraná, podendo ser aplicada também em cidades vizinhas, caso o número de inscritos exceda a capacidade de alocação do município.

10.1.1 A prova objetiva será aplicada na data provável de 16 de outubro de 2011, em horário e local a ser informado através de edital disponibilizado nos endereços eletrônicos www.pontagrossa.pr.gov.br e www.fafipa.org/concurso e será publicado no Diário Oficial do Município.

10.2 O candidato deverá comparecer com antecedência mínima de 1h (uma hora) do horário fixado para o fechamento do portão de acesso ao local da prova objetiva, considerado o horário oficial de Brasília - DF, munido de caneta esferográfica de tinta azul ou preta, seu documento oficial de identificação e o Cartão de Informação do Candidato, impresso pelo endereço eletrônico www.fafipa.org/concurso

10.3 O CARTÃO DE INFORMAÇÃO DO CANDIDATO com o local de prova deverá ser emitido no endereço eletrônico www.fafipa.org/concurso a partir de 07 de outubro de 2011.

10.4 Em hipótese alguma será permitido ao candidato:

10.4.1 prestar a prova objetiva sem que esteja portando um documento oficial de identificação original que contenha, no mínimo, foto, filiação e assinatura.

10.4.2 realizar a prova objetiva sem que sua inscrição esteja previamente confirmada.

10.4.3 ingressar no local de prova, após o fechamento do portão de acesso.

10.4.4 realizar a prova fora do horário ou espaço físico pré-determinados.

10.5 Não será permitido o ingresso ou a permanência de pessoa estranha ao certame, em qualquer local de prova, durante a realização da prova objetiva, salvo o previsto no subitem 5.11.4 deste Edital.

10.6 No caso de perda ou roubo do documento de identificação, o candidato deverá apresentar certidão que ateste o registro da ocorrência em órgão policial expedida há, no máximo, 30 (trinta) dias da data da realização da prova objetiva e, ainda, ser submetido à identificação especial, consistindo na coleta de impressão digital.

10.7 Não haverá segunda chamada para as provas, ficando o candidato ausente, por qualquer motivo, eliminado do Concurso Público.

10.8 O horário de início das provas será o mesmo, ainda que realizadas em diferentes locais.

10.9 Após a abertura do pacote de provas, o candidato não poderá consultar ou manusear qualquer material de estudo ou leitura.

10.10 Após identificado e ensalado, o candidato somente poderá ausentar-se da sala 60 (sessenta) minutos após o início das provas, acompanhado de um Fiscal.

10.11 Durante a realização das provas, não será permitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos, nem utilização de livros, códigos, manuais, impressos ou anotações, calculadoras, relógios, agendas eletrônicas, telefones celulares, gravador ou quaisquer outros equipamentos eletrônicos ou de comunicação.

10.12 A Fundação de Apoio à FAFIPA poderá, a seu critério, coletar impressões digitais dos candidatos bem como utilizar detectores de metais.

10.13 Os telefones celulares ou quaisquer outros equipamentos eletrônicos deverão permanecer desligados durante todo o tempo de realização da prova objetiva, do contrário, o candidato que infringir esta determinação será automaticamente eliminado do Concurso Público. Aconselha-se que os candidatos retirem as baterias dos celulares, caso haja algum despertador ativado.

10.14 É vedado o ingresso de candidato portando arma nos locais de realização das provas.

10.15 Será, também, eliminado e desclassificado do concurso o candidato que incorrer nas seguintes situações:

10.15.1deixar o local de realização das provas sem a devida autorização;

10.15.2tratar com falta de urbanidade examinadores, auxiliares, fiscais ou autoridades presentes;

10.15.3proceder de forma a tumultuar a realização das provas;

10.15.4estabelecer comunicação com outros candidatos ou com pessoas estranhas, por qualquer meio;

10.15.5usar de meios ilícitos para obter vantagem para si ou para outros;

10.15.6for surpreendido portando ou manuseando aparelhos eletrônicos nas demais dependências do estabelecimento, durante a realização da prova objetiva;

10.15.7caso qualquer equipamento eletrônico venha a emitir ruídos, mesmo que devidamente acondicionado no envelope de guarda de pertences, durante a realização das provas;

10.15.8deixar de atender às normas contidas no caderno de questões e às demais orientações expedidas pela Fundação de Apoio à FAFIPA.

10.16 Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas em razão do afastamento de candidato da sala de provas.

10.17 Em hipótese alguma haverá substituição da Folha de Resposta, por erro do candidato.

10.18 A prova objetiva terá a duração de 03 (três) horas, incluído o tempo de marcação na Folha de Respostas.

10.19 O candidato somente poderá deixar o local da prova objetiva após decorridos, no mínimo, 60 (sessenta) minutos do seu início, porém não poderá levar consigo o caderno de questões.

10.20 Ao terminar a prova objetiva, o candidato entregará, obrigatoriamente, ao Fiscal de Sala sua Folha de Respostas devidamente preenchida e assinada.

10.21 O candidato poderá levar consigo o caderno de questões, desde que permaneça na sala até o final do período estabelecido no subitem 10.18, devendo, obrigatoriamente, devolver ao fiscal da sala a Folha de Respostas devidamente preenchida e assinada.

10.22 Os três últimos candidatos só poderão deixar a sala juntos, após entregarem suas folhas de respostas e assinarem o termo de fechamento do envelope no qual serão acondicionadas as folhas de respostas da sala.

11. DA PROVA OBJETIVA

11.1 Para todo os empregos públicos a prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, será distribuída e avaliada conforme as Tabelas do item 9 deste Edital.

11.2 Cada questão da prova objetiva terá 05 (cinco) alternativas, sendo que cada questão terá apenas 01 (uma) alternativa correta, sendo atribuída pontuação 0 (zero) às questões objetivas com mais de uma opção assinalada, questões sem opção assinalada, com rasuras ou preenchidas a lápis.

11.3 O candidato deverá obter 5,00 (cinco) pontos ou mais para ser considerado aprovado na prova objetiva, além de não ser eliminado por outros critérios estabelecidos neste Edital.

12. DA PROVA DE APTIDÃO FÍSICA

12.1 Para o emprego de PESSOAL DE APOIO: Trabalhador Braçal, o candidato deverá obter 5,00 (cinco) pontos ou mais na prova objetiva e estar classificado até a posição estabelecida na Tabela 12.1 para ser convocado a realizar a prova de aptidão física, de caráter eliminatório, além de não ser eliminado por outros critérios estabelecidos neste Edital. Em caso de empate na última colocação, todos os candidatos serão convocados.

TABELA 12.1

EMPREGO

CLASSIFICAÇÃO PARA AVALIAÇÃO DA PROVA PRÁTICA

Trabalhador Braçal

50 (quinquagésima) posição

12.1.1 A prova de aptidão física será realizada e avaliada de acordo com o descrito na Tabela 12.2 deste Edital.

TABELA 12.2

PROVA DE APTIDÃO FÍSICA

EMPREGO

DESCRIÇÃO

AVALIAÇÃO

Trabalhador Braçal

A prova de Aptidão Física consistirá de Testes de Aptidão Física, na execução de testes de força, resistência aeróbica e resistência muscular. A prova será realizada em 3 (três) fases:

1ª FASE: FLEXÃO ABDOMINAL

Objetivo: Avaliar a resistência dos músculos do abdômen e flexores de quadril.

Material: colchonete.

Procedimentos:

1) Posição Inicial: Deitado em decúbito dorsal (de costas) com joelhos flexionados; calcanhares distantes não mais que 30 (trinta) cm das nádegas; ângulo formado entre a perna e a coxa de 90º (noventa) graus; mãos na nuca com os dedos entrecruzados; não forçar a região cervical membros superiores apoiados sobre o solo.

2) O candidato deverá iniciar e terminar cada flexão abdominal com as escápulas em contato com o solo.

3) Durante a prova de flexões abdominais, cada candidato será acompanho por um fiscal, que fará a respectiva contagem do número de abdominais.

4) Será computado o número de repetições realizadas em 2 (dois) minutos, desde que realizadas na forma descrita.

5) O candidato terá uma única oportunidade para realizar essa prova.

Tempo de execução: 2 (dois) minutos.

Sexo masculino: 30 (trinta) repetições.

Sexo feminino: 20 (vinte) repetições.

2ª FASE: FLEXÃO DE BRAÇOS

Objetivo: Avaliar a resistência dos músculos do tronco e dos braços.

Material: Colchonete.

Procedimentos:

1) Posição Inicial: deitado em decúbito ventral (barriga para baixo) com as mãos colocadas sobre o chão, braços estendidos na linha e largura dos ombros.

O peito deve tocar o solo a cada movimento e os braços devem se estender na volta. As costas devem ficar retas. Serão considerados inaptos os candidatos que não executarem o mínimo exigido no teste.

Para os de sexo feminino deverão deitar de barriga para baixo no chão, com o corpo reto e as pernas unidas. Dobrar os joelhos em ângulo reto e colocar as mãos no chão, ao nível dos ombros.

Erguer o corpo até os braços ficarem estendidos e o peso suportado, completamente, pelas mãos e pelos joelhos. O corpo deve formar uma linha reta da cabeça aos joelhos, não curvar os quadris nem as costas. A seguir dobrar os braços até que o peito toque no chão. As pernas ou a cintura não devem tocar o solo. O peso continua a ser suportado pelos braços e joelhos. O exercício deve ser feito até a exaustão. Serão considerados inaptos os candidatos que não executarem o mínimo exigido no teste. Não serão computados para fins de aptidão os exercícios executados fora das normas acima estabelecidas.

Tempo de execução: 90 (noventa) segundos ou 1 (um) min. 1/2 (um e meio). Para o sexo masculino terão que ser realizadas 10 repetições de flexão de braços, e para o sexo feminino 05 repetições.

3ª FASE: CORRIDA DE MÉDIA DISTÂNCIA

Objetivo: Verificar a capacidade aeróbica do candidato, nos seus componentes cardiorrespiratórios.

Material: Pista aferida, marcada de 50 em 50 metros.

Procedimento:

1) O início da etapa se fará sob a voz de comando " Atenção! Já!" acionando o cronômetro concomitantemente; um apito de orientação será dado no décimo minuto e, ao término do teste, mais um apito.

2) O candidato deverá correr por 12 (doze) minutos .

3) O candidato deverá interromper a progressão ao ser dado o sinal indicativo de 12 (doze) minutos transcorrido desde a largada.

4) Ao final do tempo previsto, será medida a distância percorrida.

5) Será permitido andar durante o teste. Na medida do possível, o ritmo das passadas deverá ser constante durante todo o percurso.

6) Somente será permitida 1 (uma) tentativa.

Tempo de execução: 12 (doze) minutos. Sexo Masculino: Exatos 1.500 (um mil e quinhentos) metros.

Sexo Feminino: Exatos 1.200 (um mil e duzentos) metros.

Apto ou Inapto

12.2 A prova de aptidão física, de caráter eliminatório, visa avaliar se o candidato está em condições físicas plenas para desempenhar as tarefas inerentes do emprego.

12.3 O candidato será considerado apto ou inapto na prova de aptidão física. Será eliminado o candidato considerado inapto.

12.4 O candidato deverá comparecer em data, local e horário, a serem oportunamente divulgados em edital específico, com roupa apropriada para prática de educação física, munido de atestado médico original ou cópia autenticada em cartório específico para tal fim, emitido nos últimos trinta dias da realização dos testes.

12.5 No atestado médico deverá constar, expressamente, que o candidato está apto a realizar a prova de aptidão física ou a realizar exercícios físicos.

12.6 O candidato que deixar de apresentar o atestado médico, ou que apresentar atestado médico onde não conste, expressamente, que o candidato está apto a realizar a prova de aptidão física, ou a realizar exercícios físicos, será impedido de realizar os testes, sendo, consequentemente, eliminado.

12.7 O candidato que não atingir a performance mínima em quaisquer dos testes da prova de aptidão física, ou que não apresentar-se no horário estabelecido para a sua realização, ou não comparecer na data prevista, será considerado inapto e, consequentemente, eliminado do Concurso Público, não tendo classificação alguma no certame.

12.8 O candidato que for considerado inapto em qualquer teste não poderá prosseguir nos demais.

12.9 Os casos de alteração psicológica e/ou fisiológica temporários (estados menstruais, gravidez, indisposições, cãibras, contusões, luxações, fraturas etc.) que impossibilitem a realização dos testes ou diminuam a capacidade física dos candidatos não serão levados em consideração, não sendo concedido qualquer tratamento privilegiado.

12.10 Será considerado apto na prova de aptidão física o candidato que atingir a performance mínima em todos os testes.

12.11 Demais informações a respeito da prova de aptidão física constarão de edital específico de convocação para essa fase.

13. DA PROVA PRÁTICA

13.1 Para todos os empregos de PESSOAL TÉCNICO DE NÍVEL PRÁTICO, o candidato deverá obter 5,00 (cinco) pontos ou mais na prova objetiva e estar classificado até a posição estabelecida na Tabela 13.1 para ser convocado a realizar a prova prática, de caráter eliminatório, além de não ser eliminado por outros critérios estabelecidos neste Edital. Em caso de empate na última colocação, todos os candidatos nessa situação serão convocados.

TABELA 13.1

EMPREGO

CLASSIFICAÇÃO PARA AVALIAÇÃO DA PROVA PRÁTICA

Armador

50 (quinquagésima) posição

Borracheiro

50 (quinquagésima) posição

Calceteiro

50 (quinquagésima) posição

Carpinteiro

50 (quinquagésima) posição

Eletricista

50 (quinquagésima) posição

Eletricista Mecânico

50 (quinquagésima) posição

Encanador

50 (quinquagésima) posição

Latoeiro

50 (quinquagésima) posição

Mecânico Pesado

50 (quinquagésima) posição

Mestre de Obras

50 (quinquagésima) posição

Motorista de Caminhão

50 (quinquagésima) posição

Motorista de Ônibus

50 (quinquagésima) posição

Motorista de Trucado

50 (quinquagésima) posição

Operador de Empilhadeira

50 (quinquagésima) posição

Operador de Espargidor de Asfalto

50 (quinquagésima) posição

Operador de Motoniveladora

50 (quinquagésima) posição

Operador de Pá Carregadeira

50 (quinquagésima) posição

Operador de Retroescavadeira

50 (quinquagésima) posição

Operador de Rolo Compactador

50 (quinquagésima) posição

Operador de Trator de Esteira

50 (quinquagésima) posição

Operador de Trator de Pneus

50 (quinquagésima) posição

Operador de Usina de Asfalto

50 (quinquagésima) posição

Pedreiro

50 (quinquagésima) posição

Pintor de Paredes

50 (quinquagésima) posição

Pintor de Veículos

50 (quinquagésima) posição

Pintor Letrista

50 (quinquagésima) posição

Soldador

50 (quinquagésima) posição

13.1.1 A prova prática será realizada e avaliada de acordo com o descrito na Tabela 13.2 deste Edital.

13.1.2 O local, a data e o horário da prova prática serão divulgados no Edital de convocação para realização da prova prática.

13.1.3 O candidato será considerado apto ou inapto na prova prática. Será eliminado o candidato considerado inapto.

TABELA 13.2

PROVA PRÁTICA

EMPREGO

DESCRIÇÃO

AVALIAÇÃO

Armador

Tarefa: Montar uma estrutura de armação de ferro de 15x15 (quinze por quinze) por 2 metros de comprimento, a ser usado na construção civil.
Tempo: 30 (trinta) minutos.

Apto ou Inapto

Borracheiro

Tarefa: Desmontar e examinar a câmara de ar de um pneu de caminhão ou ônibus, promover os reparos necessários, em seguida montar e inflar (encher) e calibrar o pneu.
Tempo: 30 (trinta) minutos .

Apto ou Inapto

Calceteiro

Tarefa: Realizar o calçamento de uma área de 2x2m com a utilização de piso intertravado (paver), sendo executado utilizando procedimentos adequado para assentamento.
Tempo: 40 (quarenta) minutos.

Apto ou Inapto

Carpinteiro

Tarefa: Construção de uma tesoura em madeira (viga) com as seguintes dimensões: 2 metros de cumprimento por 40 centímetros de altura.
Tempo: 70 (setenta) minutos.

Apto ou Inapto

Eletricista

Tarefa: Montar sistema Elétrico Intermediário e efetuar a instalação de uma lâmpada simples.
Tempo: 30 (quarenta) minutos.

Apto ou Inapto

Eletricista Mecânico

Tarefa: Identificar e consertar defeitos elétricos em autos, como alternador e motor de arranque.
Tempo: 30 (trinta) minutos.

Apto ou Inapto

Encanador

Tarefa: Instalação de um sistema hidráulico parcial conforme determinado em um esquema montado para realização da tarefa, e troca de reparos de uma válvula de descarga tipo hidra.
Tempo: 40 (quarenta) minutos.

Apto ou Inapto

Latoeiro

Tarefa: Executar serviços de soldas em uma peça de veículo e preparar a mesma para receber a pintura.
Tempo: 40 (quarenta) minutos.

Apto ou Inapto

Mecânico Pesado

Tarefa: Procedimento de montagem de motor, procedimento de identificação e conserto das causas de possíveis falhas mecânicas nos diversos sistema do equipamento/máquina ou caminhão.
Tempo: 60 (sessenta) minutos.

Apto ou Inapto

Mestre de Obras

Tarefa: Realizar a locação de uma obra conforme determinado em projeto, apresentado no momento da prova.
Tempo: 60 (sessenta) minutos.

Apto ou Inapto

Motorista de Caminhão

Tarefa: O exame de direção veicular será realizado em percurso, a ser determinado no momento da prova, na presença de examinadores, com duração de até 20 (vinte) minutos, onde será avaliado o comportamento do candidato em relação ao procedimento a serem observados no veículo antes de iniciar o exame de direção veicular, as regras gerais de trânsito e o desempenho na condução do veículo, tais como: rotação do motor, uso do câmbio, freios, entre outros, localização do veículo na pista, velocidade desenvolvida, obediência à sinalização de trânsito (vertical e horizontal) e semafórica, como também outras situações verificadas durante a realização do exame.

O Candidato só será avaliado se cumprir todas as etapas estabelecidas para a prova prática.

Será considerado inapto na prova prática de direção veicular o candidato que cometer as seguintes faltas eliminatórias:

a) Transitar na contramão de direção;

b) Perder o Controle da direção do veiculo com risco de causar e/ou provocar acidente;

c) Não colocar o veículo na área balizada, no tempo e número de tentativas pré estabelecido;

d)Avançar o sinal vermelho do semáforo;

As demais faltas eliminatórias contidas no inciso I do Art. 19 da Resolução nº 168 do CONTRAN serão consideradas faltas do Grupo II (grave).

Para a apuração da aptidão do candidato, a prova será constituída por três grupos de faltas que serão classificadas de acordo com sua importância e complexidade.

Formação dos grupos:

Falta do grupo II (grave) * - uma falta 3,00 pontos

Falta do grupo III (média) * - uma falta 2,00 pontos

Falta do grupo IV ( leve) * - uma falta 1,00 pontos

Serão considerados os pontos dos procedimentos não realizados e das faltas cometidas (pontuação negativa) durante o exame de direção veicular.

O candidato será considerado inapto quando a somatória das pontuações negativas apurada com base nos procedimentos não realizados e das faltas cometidas durante o exame de direção veicular ultrapassar 12,00 (doze) pontos.

Tempo determinado para execução da tarefa: 20 (vinte) minutos.

* Ver Art. 18 e 19 da Resolução nº 168 do CONTRAN.

Apto ou Inapto

Motorista de ÔnibusTarefa: O exame de direção veicular será realizado em percurso, a ser determinado no momento da prova, na presença de examinadores, com duração de até 20 (vinte) minutos, onde será avaliado o comportamento do candidato em relação ao procedimento a serem observados no veículo antes de iniciar o exame de direção veicular, as regras gerais de trânsito e o desempenho na condução do veículo, tais como: rotação do motor, uso do câmbio, freios, entre outros, localização do veículo na pista, velocidade desenvolvida, obediência à sinalização de trânsito (vertical e horizontal) e semafórica, como também outras situações verificadas durante a realização do exame.

O Candidato só será avaliado se cumprir todas as etapas estabelecidas para a prova prática.

Será considerado inapto na prova prática de direção veicular o candidato que cometer as seguintes faltas eliminatórias:

a) Transitar na contramão de direção;

b) Perder o Controle da direção do veiculo com risco de causar e/ou provocar acidente;

c) Não colocar o veículo na área balizada, no tempo e número de tentativas pré estabelecido;

d)Avançar o sinal vermelho do semáforo;

As demais faltas eliminatórias contidas no inciso I do Art. 19 da Resolução nº 168 do CONTRAN serão consideradas faltas do Grupo II (grave).

Para a apuração da aptidão do candidato, a prova será constituída por três grupos de faltas que serão classificadas de acordo com sua importância e complexidade.

Formação dos grupos:

Falta do grupo II (grave) * - uma falta 3,00 pontos

Falta do grupo III (média) * - uma falta 2,00 pontos

Falta do grupo IV ( leve) * - uma falta 1,00 pontos

Serão considerados os pontos dos procedimentos não realizados e das faltas cometidas (pontuação negativa) durante o exame de direção veicular.

O candidato será considerado inapto quando a somatoria das pontuações negativas apurada com base nos procedimentos não realizados e das faltas cometidas durante o exame de direção veicular ultrapassar 12,00 (doze) pontos.

Tempo determinado para execução da tarefa: 20 (vinte) minutos.

* Ver Art. 18 e 19 da Resolução nº 168 do CONTRAN .

Apto ou Inapto
Motorista de TrucadoTarefa: O exame de direção veicular será realizado em percurso, a ser determinado no momento da prova, na presença de examinadores, com duração de até 20 (vinte) minutos, onde será avaliado o comportamento do candidato em relação ao procedimento a serem observados no veículo antes de iniciar o exame de direção veicular, as regras gerais de trânsito e o desempenho na condução do veículo, tais como: rotação do motor, uso do câmbio, freios, entre outros, localização do veículo na pista, velocidade desenvolvida, obediência à sinalização de trânsito (vertical e horizontal) e semafórica, como também outras situações verificadas durante a realização do exame.

O Candidato só será avaliado se cumprir todas as etapas estabelecidas para a prova prática.

Será considerado inapto na prova prática de direção veicular o candidato que cometer as seguintes faltas eliminatórias:

a) Transitar na contramão de direção;

b) Perder o Controle da direção do veiculo com risco de causar e/ou provocar acidente;

c) Não colocar o veículo na área balizada, no tempo e número de tentativas pré estabelecido;

d) Avançar o sinal vermelho do semáforo;

As demais faltas eliminatórias contidas no inciso I do Art. 19 da Resolução nº 168 do CONTRAN serão consideradas faltas do Grupo II (grave).

Para a apuração da aptidão do candidato, a prova será constituída por três grupos de faltas que serão classificadas de acordo com sua importância e complexidade.

Formação dos grupos:

Falta do grupo II (grave) * - uma falta 3,00 pontos

Falta do grupo III (média) * - uma falta 2,00 pontos

Falta do grupo IV ( leve) * - uma falta 1,00 pontos

Serão considerados os pontos dos procedimentos não realizados e das faltas cometidas (pontuação negativa) durante o exame de direção veicular.

O candidato será considerado inapto quando a somatoria das pontuações negativas apurada com base nos procedimentos não realizados e das faltas cometidas durante o exame de direção veicular ultrapassar 12,00 (doze) pontos.

Tempo determinado para execução da tarefa: 20 (vinte) minutos.

* Ver Art. 18 e 19 da Resolução nº 168 do CONTRAN.

Apto ou Inapto
Operador de EmpilhadeiraTarefa: Através da máquina empilhadeira executar serviços de transportes e empilhamento de materiais.
Tempo: 30 (trinta) minutos.
Apto ou Inapto
Operador de Espargidor de AsfaltoTarefa: Executar os procedimentos de preparação do RR - Ruptura Rápida, considerando a temperatura, quantidade de produtos a ser aplicado por metros quadrados, em seguida fazer a aplicação do RR no espaço determinado.

Fazer apontamento e/ou executar no equipamento os procedimentos de preparo do SM-30, considerando a temperatura, quantidade dos produtos, etc. no ponto de aplicação.
Tempo: 30 (trinta) minutos.

Apto ou Inapto
Operador de MotoniveladoraTarefa: Executar serviços de baulação, terraplanagem, escarificação e rampeamento no solo. Tempo: 20 (vinte) minutos.Apto ou Inapto
Operador de Pá CarregadeiraTarefa: Movimentar a máquina para frente e para trás, esquerda e direita; levantar e abaixar a concha; executar serviços de terraplanagem e carregamento de materiais de um ponto para outro ou em caçamba de caminhão.
Tempo: 20 (vinte) minutos.
Apto ou Inapto
Operador de Retro EscavadeiraTarefa: Executar a abertura de vala, utilizando a concha traseira; realizar o transporte de materiais (terra, areia, pedra, etc.) de um lugar para outro, utilizando a concha dianteira.
Tempo: 20 (vinte) minutos.
Apto ou Inapto
Operador de Rolo CompactadorTarefa: Executar serviços de compactação, avançando e retrocedendo o rolo compressor sobre a superfície do solo a ser compactado. Tempo: 20 (vinte) minutos.Apto ou Inapto
Operador de Trator de EsteiraTarefa: Executar serviços de escavação, terraplenagem e nivelamento de solo.
Tempo: 20 (vinte) minutos.
Apto ou Inapto
Operador de Trator de PneusTarefa: Realizar tombamento e o gradeamento de uma área de terra e/ou realizar roçada de um terreno; além da tarefa o candidato deverá realizar os seguinte procedimentos: engatar e desengatar os equipamentos.
Tempo: 20 (vinte) minutos.
Apto ou Inapto
Operador de Usina de AsfaltoTarefa: Demonstrar os procedimento de operação em sua ordem correta na usina para a produção de CBUQ - Concreto Betuminoso Usinado a Quente, determinando as quantidades dos materiais/produtos a serem incorporados para a formação da massa asfáltica.
Tempo: 30 (trinta) minutos.
Apto ou Inapto
PedreiroTarefa: Construção de uma parede em L (dois lados) de tijolos (lajotas) de 6 (seis) furos, utilizando argamassa preparada anteriormente, de aproximadamente 1 (um) metro de comprimento por 1 (um) metro de altura, cada lado da parede.
Tempo: 90 (noventa) minutos.
Apto ou Inapto
Pintor de ParedesTarefa: Executar a aplicação de massa PVA, textura, acrílica e grafiato e serviços de pintura.
Tempo: 50 (cinquenta) minutos.
Apto ou Inapto
Pintor de VeículosTarefa: Executar os procedimentos de preparação de uma peça para receber pintura, em seguida efetuar a pintura na mencionada peça.
Tempo: 40 (quarenta) minutos.
Apto ou Inapto
Pintor LetristaTarefa: Executar pintura de letras em cartazes e/ou em paredes e/ou em fachadas, utilizando técnicas apropriadas, através do uso de letras do tipo: caixa alta, caixa baixa.
Tempo: 30 (trinta) minutos.
Apto ou Inapto
SoldadorTarefa: Cortar 2 (dois) pedaços de ferro chato 2" x 1/4 x 25cm com policorte, na seqüência soldar as duas peças unindo-as de lado, fazendo com que dobre sua medida de largura. Executar duas soldas (horizontal e vertical) utilizando máquinas de solda elétrica e Mig, e após, proceder o corte da mesma peça utilizando maçarico.
Tempo: 30 (trinta) minutos.
Apto ou Inapto

14 DA AVALIAÇÃO DOS TÍTULOS

14.1 A prova de títulos, de caráter classificatório, será realizada para todos os empregos públicos de NÍVEL SUPERIOR e somente serão avaliados os títulos dos candidatos considerados aprovados na prova objetiva.

14.2 A data para preencher o Formulário de Cadastro de Títulos e o período que os títulos deverão ser enviados serão divulgados no Edital de convocação para realização da prova de títulos.

14.3 Os candidatos aprovados, interessados e convocados para participar da prova de títulos, deverão:

a) preencher o Formulário de Cadastro de Títulos disponível no endereço eletrônico www.fafipa.org/concurso no período a ser informado no Edital de convocação para a realização da prova de títulos;

b) após completado o preenchimento, imprimir duas vias do Comprovante de Cadastro dos Títulos e reter uma para si;

c) enviar uma das vias do Comprovante de Cadastro dos Títulos, juntamente com os documentos comprobatórios cadastrados via Sedex com AR (Aviso de Recebimento) para o endereço informado nas etiquetas geradas junto com o Comprovante de Cadastro dos Títulos, no período a ser informado no Edital de convocação para a realização da prova de títulos.

DESTINATÁRIO: Fundação de Apoio à FAFIPA
Caixa Postal 40
Paranavaí - PR
CEP 87.701 - 970
Concurso Público da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa/PR
(PROVA DE TÍTULOS)
NOME DO CANDIDATO:__________ ________________
EMPREGO: ______________________
NÚMERO DE INSCRIÇÃO: ____________________

14.4 Poderão participar da prova de títulos os candidatos que possuírem especialização, mestrado ou doutorado compatíveis ao emprego que concorrem, comprovados mediante Certificado ou Diploma de Conclusão de Curso, expedido por instituição oficial e reconhecido pelo MEC. Os documentos deverão ser apresentados através de cópias autenticadas em cartório competente.

14.5 A prova de títulos será avaliada na escala de 0,00 (zero) a 2,00 (dois) pontos, de acordo com a Tabela 14.1 deste Edital.

14.6 O certificado e/ou declaração de conclusão de pós-graduação (especialização, mestrado ou doutorado) deverão estar acompanhados do respectivo histórico escolar, conforme Resolução CNE nº 01, de 03 de abril de 2001, alterado pela Resolução CNE nº 01, de 08 de junho de 2007.

TABELA 14.1

AVALIAÇÃO DE TÍTULOS
ITEMDESCRIÇÃO DO TÍTULOFORMA DE COMPROVAÇÃOMÁXIMO DE TÍTULOSVALOR UNITÁRIO
(PONTOS)
PONTUAÇÃO MÁXIMA
01Título de Doutorado em nível de pós-graduação stricto sensu, compatível ao emprego a que concorre.Diploma, devidamente registrado e Histórico Escolar, nos termos da legislação vigente no período de realização do curso.011,001,00
02Título de Mestre em nível de pós-graduação stricto sensu, compatível ao emprego a que concorre.Diploma, devidamente registrado e Histórico Escolar, nos termos da legislação vigente no período de realização do curso.010,500,50
03Título de Especialista em nível de pós-graduação lato sensu, com carga horária mínima de 360 horas/aula, compatível ao emprego a que concorre.Diploma, devidamente registrado e Histórico Escolar, nos termos da legislação vigente no período de realização do curso.020,250,50

TOTAL DA PROVA DE TÍTULOS

2,00

14.7 Os documentos pertinentes à prova de títulos deverão ser apresentados em fotocópias autenticadas.

14.8 O candidato deverá apresentar, juntamente com os documentos pertinentes a prova de títulos, cópia autenticada do certificado ou diploma de conclusão do curso de graduação.

14.9 Os documentos pertinentes à prova de títulos deverão ser organizados e encadernados na mesma ordem cadastrada pelo candidato no Formulário de Cadastro dos Títulos.

14.10 Uma via do Comprovante de Cadastro dos Títulos deverá estar na primeira página da encadernação.

14.10.1Não serão avaliados os documentos:

a) entregues após o período, nem de forma diferente do estabelecido neste Edital;

b) que não preencherem devidamente os requisitos exigidos para sua comprovação;

c) cuja fotocópia esteja ilegível;

d) cuja fotocópia não esteja autenticada;

e) sem data de expedição;

f) sem tradução juramentada, se expedido fora do país;

g) adquiridos antes da graduação;

14.10.2Somente serão aceitos documentos apresentados em papel com timbre do órgão emissor e respectivos registros, e se deles constarem todos os dados necessários à identificação das instituições e dos órgãos expedidores e à perfeita avaliação do documento.

14.10.3Na avaliação dos documentos, os títulos apresentados que excederem ao limite máximo de pontos estabelecidos na Tabela 14.1 deste item não serão considerados.

14.10.4Cada título será considerado uma única vez e para uma única situação. Dessa forma, o documento será avaliado para atender a um critério.

14.10.5Não serão aferidos quaisquer títulos diferentes dos estabelecidos na Tabela 14.1 deste item.

14.10.6Comprovada, em qualquer tempo, irregularidade ou ilegalidade na obtenção dos documentos apresentados, o candidato terá anulada a respectiva pontuação atribuída, sem prejuízo das cominações legais cabíveis.

14.10.7Os diplomas de conclusão de cursos expedidos por instituições estrangeiras somente serão considerados se devidamente revalidados por instituição competente, na forma da legislação vigente.

14.10.8Os diplomas de pós-graduação em nível de especialização deverão conter a carga horária cursada.

14.11 Não será admitida, sob hipótese alguma, o pedido de inclusão de novos documentos.

14.12 É de exclusiva responsabilidade do candidato o envio dos documentos e a comprovação dos títulos.

14.13 As cópias, declarações e documentos apresentados não serão devolvidas em hipótese alguma.

14.14 Será atribuída pontuação 0 (zero) ao candidato que não entregar os documentos no prazo estabelecido e/ou enviá-los de forma não compatível com este Edital.

14.15 Não haverá segunda chamada para entrega de documentos pertinentes à prova de títulos.

14.16 Não serão avaliados os documentos pertinentes a prova de títulos entregues ou postados fora do prazo estipulado no Edital de convocação para a realização da prova de títulos.

14.17 A relação com a nota obtida na prova de títulos será publicada em edital, através dos endereços eletrônicos www.pontagrossa.pr.gov.br e www.fafipa.org/concurso e será publicado no Diário Oficial do Município.

14.18 Quanto ao resultado da prova de títulos, será aceito recurso no prazo de 02 (dois) dias úteis, contados da data de publicação mencionada no item anterior, e na forma descrita no item 18 deste Edital.

15. DA DIVULGAÇÃO DO GABARITO PRELIMINAR

15.1 O gabarito preliminar e os cadernos de questões serão divulgados 01 (um) dia após a aplicação da prova objetiva, no endereço eletrônico www.fafipa.org/concurso e caberá recurso nos termos do item 18 deste Edital.

16. DA CLASSIFICAÇÃO DOS CANDIDATOS

16.1 Os candidatos serão classificados em ordem decrescente do total de pontos.

16.2 A Nota Final dos candidatos habilitados para o emprego de PESSOAL DE APOIO: Trabalhador Braçal será a nota obtida na prova objetiva, caso não sejam eliminados na prova de aptidão física.

16.3 A Nota Final dos candidatos habilitados para todos os empregos públicos de PESSOAL TÉCNICO DE NÍVEL PRÁTICO será a nota obtida na prova objetiva, caso não sejam eliminados na prova prática.

16.4 A Nota Final dos candidatos habilitados para o emprego de PESSOAL DE APOIO: Abastecedor de Veículos e para todos os empregos públicos de NÍVEL MÉDIO será a nota obtida na prova objetiva.

16.5 A Nota Final dos candidatos habilitados para todos empregos públicos os de NÍVEL SUPERIOR será igual a soma da nota obtida na prova objetiva com a nota obtida na prova de títulos.

16.6 Para todos os empregos públicos, na hipótese de igualdade da nota final e como critério de desempate, terá preferência, sucessivamente, o candidato que:

a) tiver maior idade, dentre os candidatos com idade superior a 60 (sessenta) anos até o último dia de inscrição, conforme artigo 27, parágrafo único, do Estatuto do Idoso (Lei n.º 10.741, de 1.º de outubro de 2003) - critério válido para todos os empregos públicos;

b) tiver a maior nota em Conhecimentos Específicos, quando houver;

c) tiver a maior nota em Língua Portuguesa, quando houver;

d) tiver a maior nota em Matemática, quando houver;

e) tiver a maior nota em Informática, quando houver;

f) tiver a maior nota em Legislação, quando houver;

g) tiver a maior nota em Conhecimentos Gerais, quando houver;

h) tiver a maior nota na prova de títulos, quando houver;

i) tiver maior idade.

16.7 O resultado final do Concurso Público será publicado por meio de quatro listagens, a saber:

a) Lista por Emprego, contendo a classificação de todos os candidatos habilitados, inclusive os inscritos como portador de deficiência e afrodescendente em ordem de classificação;

b) Lista por Emprego, contendo a classificação exclusiva dos candidatos habilitados, inscritos como portador de deficiência em ordem de classificação;

c) Lista por Emprego, contendo a classificação exclusiva dos candidatos habilitados, inscritos como afrodescendente em ordem de classificação;

d) Lista Geral dos Candidatos por ordem decrescente de classificação.

17. DA ELIMINAÇÃO

17.1 Será eliminado o candidato que

17.1.1 não estiver presente na sala ou local de provas no horário determinado para o seu início;

17.1.2 for surpreendido, durante a execução da prova objetiva, em comunicação com outro candidato, utilizando-se de material não autorizado, conforme o subitem 10.11, ou praticando qualquer modalidade de fraude;

17.1.3 for surpreendido, durante a realização da prova objetiva, portando ou usando qualquer aparelho eletrônico nas dependências do local de prova, inclusive aparelhos celulares;

17.1.4 não atingir, nas provas a pontuação miníma para ser considerado classificado/aprovado;

17.1.5 não for considerado apto na prova prática, para os empregos públicos que possuírem este tipo de prova;

17.1.6 não for considerado apto na prova de aptidão física, para os empregos públicos que possuírem este tipo de prova;

17.1.7 se inserir nos demais casos de eliminação previstos neste Edital.

18. DOS RECURSOS

18.1 Caberá interposição de recursos, devidamente fundamentados, à Fundação de Apoio à FAFIPA no prazo de 02 (dois) dias úteis da publicação das decisões objetos dos recursos, assim entendidos:

18.1.1 contra o indeferimento da inscrição nas condições: pagamento não confirmado, condição especial, inscrição como portador de deficiência, inscrição como afrodescendente;

18.1.2 contra as questões da prova objetiva e do gabarito preliminar;

18.1.3 contra o resultado da prova objetiva;

18.1.4 contra o resultado da prova de aptidão física, para os empregos públicos que possuírem este tipo de prova;

18.1.5 contra o resultado da prova prática, para os empregos públicos que possuírem este tipo de prova;

18.1.6 contra o resultado da prova de títulos, para os empregos públicos que possuírem este tipo de prova;

18.1.7 contra a classificação final.

18.2 As datas e prazos para os recursos acima serão devidamente informadas no momento da divulgação do edital que antecede o evento.

18.3 Os recursos deverão ser protocolados em requerimento próprio disponível no endereço eletrônico www.fafipa.org/concurso

18.4 Os recursos deverão ser individuais e devidamente fundamentados com citação da bibliografia.

18.5 Os recursos interpostos fora do respectivo prazo não serão aceitos.

18.6 Os recursos interpostos que não se refiram especificamente aos eventos aprazados não serão apreciados.

18.7 Admitir-se-á um único recurso por candidato, para cada evento referido no subitem 18.1.

18.8 Admitir-se-á um único recurso por questão para cada candidato, relativamente ao gabarito preliminar divulgado, não sendo aceitos recursos coletivos.

18.9 Na hipótese de alteração do gabarito preliminar, por força de provimento de algum recurso, as provas objetivas serão recorrigidas de acordo com o novo gabarito.

18.10 Se da análise do recurso resultar anulação de questão(ões) ou alteração de gabarito da prova objetiva, o resultado da mesma será recalculado de acordo com o novo gabarito, independentemente de os candidatos terem recorrido. No caso de anulação de questão(ões) integrante(s) da prova objetiva, a pontuação correspondente será atribuída a todos os candidatos, inclusive aos que não tenham interposto recurso.

18.11 Caso haja procedência de recurso interposto dentro das especificações, poderá, eventualmente, alterar-se a classificação inicial obtida pelo candidato para uma classificação superior ou inferior, ou, ainda, poderá acarretar a desclassificação do candidato que não obtiver nota mínima exigida para a aprovação.

18.12 Recurso interposto em desacordo com este Edital não será considerado.

18.13 Recurso interposto fora do prazo estabelecido neste Edital não será analisado.

18.14 O prazo para interposição de recurso é preclusivo e comum a todos os candidatos.

18.15 Os recursos serão recebidos sem efeito suspensivo, exceto no caso de ocasionar prejuízos irreparáveis ao candidato.

18.16 Em nenhuma hipótese serão aceitos pedidos de revisão de recursos ou recurso de gabarito oficial definitivo ou contra resultado final definitivo nas demais fases.

18.17 Não serão aceitos recursos via fax, via correio eletrônico ou, ainda, fora do prazo.

18.18 Os recursos serão analisados e somente serão divulgadas as respostas dos recursos DEFERIDOS no endereço eletrônico www.fafipa.org/concurso. Não serão encaminhadas respostas individuais aos candidatos.

18.19 A Banca Examinadora da Fundação de Apoio à FAFIPA, empresa responsável pela organização do certame, constitui última instância administrativa para recursos, sendo soberana em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos ou revisões adicionais.

19. DA HOMOLOGAÇÃO DO RESULTADO FINAL

19.1 O resultado final do Concurso Público, após decididos todos os recursos interpostos, será homologado pelo Prefeito Municipal e publicado na Diário Oficial do Município e nos endereços eletrônicos www.pontagrossa.pr.gov.br e www.fafipa.org/concurso em duas listas, por Emprego, em ordem classificatória, com pontuação: uma lista contendo a classificação de todos os candidatos, inclusive a de pessoas portadoras de deficiências e afrodescendentes e outra somente com a classificação dos candidatos portadores de deficiências e afrodescendentes.

20. DAS CONDIÇÕES DO CANDIDATO PARA CONTRATAÇÃO

20.1 Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos na data da contratação.

20.2 Possuir Cédula de Identidade (RG).

20.3 Possuir Cadastro de Pessoa Física na Secretaria da Receita Federal (CPF).

20.4 Possuir Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

20.5 Ser brasileiro nato, naturalizado, ou estrangeiro na forma da lei.

20.6 Estar em dia com as obrigações do Serviço Militar.

20.7 Estar em gozo dos direitos civis e políticos.

20.8 Gozar de boa saúde física e mental, comprovadas através de exame médico pré-admissional.

20.9 Será eliminado do Concurso o candidato que for considerado inapto, nos exames pré-admissionais.

20.10 Não ter sido demitido por justa causa nas esferas da administração pública direta ou indireta de qualquer unidade da federação ou de empresa privada, nos últimos 5(cinco) anos anteriores ao inicio do período de inscrições deste Concurso Público.

20.11 Não ter registro de antecedentes criminais.

20.12 Prova de quitação com a Justiça Eleitoral.

20.13 Diploma ou Certificado de Conclusão do Curso exigido no Edital.

20.14 Comprovante de Registro no órgão de classe.

20.15 Comprovante de Residência

20.16 Nº do PIS/PASEP ativo.

20.17 Não exercer Cargo, Emprego ou Função Pública remunerada em qualquer dos órgãos da Administração Direta, Indireta e Fundacional do Governo Federal, Estadual, ou Municipal, Autarquias, Empresas Públicas, Sociedades de Economia Mista, suas subsidiárias e sociedades controladas, direta ou indiretamente pelo poder público, ou qualquer um dos Poderes, exceto naqueles casos previstos nas alíneas "a", "b" e "c" do inciso XVI, do artigo 37 da Constituição Federal.

20.18 Não haver contra si condenação criminal transitada em julgado.

20.19 Apresentar declaração de bens e valores que constituam patrimônio e, se casado(a), a do cônjuge.

20.20 Apresentar declaração quanto ao exercício ou não de outro cargo, emprego ou função pública e de compatibilidade de horário para o exercício de mais um cargo, quando acumulável.

20.21 O candidato que não apresentar a referida documentação no ato da admissão será considerado desclassificado do certame.

20.22 O candidato aprovado obriga-se a manter atualizado seu telefone e endereço junto ao Departamento de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa. O órgão promotor do Concurso Público e a empresa executora não se responsabilizam por contatos não estabelecidos em decorrência de mudanças de endereço e telefone dos candidatos.

20.23 Os candidatos portadores de necessidades especiais, se aprovados e classificados, serão submetidos a perícia médica para a verificação da compatibilidade de sua deficiência com o exercício das atribuições do emprego.

20.24 Caso a perícia médica conclua negativamente quanto à compatibilidade e habilitação do candidato para o exercício do emprego, este não será considerado apto à contratação e deixará sua vaga disponível para o próximo candidato na ordem de classificação.

21. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

21.1 Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos, enquanto não consumada a providência do evento que lhes disser respeito, circunstância que será mencionada em Comunicado ou Aviso Oficial, oportunamente divulgado pela Prefeitura Municipal de Ponta Grossa nos endereços eletrônicos www.pontagrossa.pr.gov.br e www.fafipa.org/concurso

21.2 O servidor nomeado para o emprego de provimento efetivo em virtude de Concurso Público adquire estabilidade após três anos de efetivo exercício. Ao entrar em exercício, o servidor nomeado para o emprego de provimento efetivo ficará sujeito a estágio probatório por período de 36 (trinta e seis) meses, durante o qual a sua aptidão, capacidade e desempenho serão objetos de avaliação por comissão especial designada para esse fim, com vista à aquisição da estabilidade.

21.3 Os documentos emitidos no exterior deverão estar acompanhados de tradução pública juramentada.

21.4 Ao efetuar a sua inscrição, o candidato assume o compromisso tácito de aceitar as condições estabelecidas neste Edital e na Legislação pertinente.

21.5 Qualquer inexatidão e/ou irregularidade constatada nas informações e documentos do candidato, mesmo que já tenha sido divulgado o resultado deste Concurso Público e embora tenha obtido aprovação, levará a sua eliminação, sem direito a recurso, sendo considerados nulos todos os atos decorrentes da sua inscrição.

21.6 Não será fornecido ao candidato qualquer documento comprobatório de classificação no Concurso, valendo, para esse fim, a homologação publicada no Diário Oficial do Município.

21.7 A inobservância, por parte do candidato, de qualquer prazo estabelecido em convocações será considerada, em caráter irrecorrível, como desistência.

21.8 A Fundação de Apoio à FAFIPA não se responsabiliza por quaisquer cursos, textos e apostilas referentes a este Concurso Público.

21.9 O candidato que necessitar atualizar dados pessoais e/ou endereço residencial, durante a realização do certame, poderá requerer através de solicitação assinada pelo próprio candidato, via FAX (44) 3422-9352, anexando documentos que comprovem tal alteração, com expressa referência ao Concurso, Emprego e número de Inscrição.

21.10 Não serão fornecidas, por telefone, informações a respeito de datas, locais e horários de realização da prova objetiva e demais eventos. O candidato deverá observar, rigorosamente, as formas de divulgação estabelecidas neste Edital.

21.11 Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Especial do Concurso Público, ouvida a Fundação de Apoio à FAFIPA.

21.12 Este Edital entra em vigor na data de sua publicação.

Ponta Grossa/PR, 26 de agosto de 2011.

José Elizeu Chociai
Secretário Municipal de Gestão de Recursos Humanos

ANEXO I D O EDITAL D E CONCURSO PÚBLICO N º 003/2011 - DOS EMPREGOS PÚBLICOS

Emprego: 101 - ARMADOR

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao emprego: Preparar e selecionar ferragens para concretagem de vigas, pilares, lajes e outros, baseando-se nas especificações ou instruções recebidas para assegurar ao trabalho as características requeridas; Cortar, curvar montar e amarrar as ferragens; Assentar e separar as ferragens nas formas; Zelar pela conservação e guarda das ferramentas e equipamentos utilizados; Executar outras tarefas correlatas.

Emprego: 102 - BORRACHEIRO

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao emprego: Compreende as atribuições que se destinam a executar e orientar os trabalhos de borracharia, como trocar pneus e remendar câmaras de ar; recauchutar pneumáticos; vulcanizar câmaras de ar; verificar as condições de conservação dos pneus dos veículos que compõem a frota municipal; calibrar e balancear pneus; orientar os servidores que o auxiliam na execução de suas atribuições típicas; manter limpo e arrumado o local de trabalho; executar outras atribuições afins.

Emprego: 103 - CALCETEIRO

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao emprego: Executar serviços de preparação e nivelamento do solo dentro da técnica construtiva, assentamento de materiais empregados no calçamento de vias e passeios, tais como: poliedros regulares e irregulares, lajotas, blocos, pavers, concreto, guias de meio fio entre outros a serem empregados dentro da execução de pavimentação e manutenção dos pavimentos e passeios existentes. Preparar pedras destinadas a obras comuns de calçamentos, meios-fios, etc. Trabalhar nos carregamentos e descarregamentos de pedras.

Emprego: 104 - CARPINTEIRO

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao Emprego: Serviços de execução de estruturas de madeira para coberturas, formas, colocação de esquadrias, forros assoalhos, escoramentos entre outras.

Emprego: 105 - ELETRICISTA

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir curso de eletricista e instalador industrial, ou curso de eletricista e instalador predial de baixa tensão.

Atividades relacionadas ao emprego: Instalar, inspecionar e reparar linhas e cabos de transmissão, inclusive os de alta tensão; Fazer reparos em aparelhos elétricos em geral; instalar, inspecionar, regular e reparar diferentes tipos de equipamentos elétricos; Conservar e reparar instalações elétricas, internas e externas; Fazer manutenção de máquinas elétricas.

Emprego: 106 - ELETRICISTA MECÂNICO

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir curso de eletricista de automóveis.

Atividades relacionadas ao emprego: Montar e reparar as instalações e equipamentos auxiliares de veículos automotores, automóvel, caminhões, máquinas operatrizes e outros similares, podendo orientar-se por plantas, esquemas e especificações, utilizando ferramentas comuns e especiais, aparelhos de medição e outros utensílios, para atender a implantação e conservação de instalação elétrica destes equipamentos.

Emprego: 107 - ENCANADOR

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao emprego: Execução e manutenção de redes hidráulicas prediais de água e esgoto; Executar serviços de instalação e consertos em tubulações, encanamentos e aparelhos sanitários em geral e também aparelhos de distribuição e captação de água; Fazer instalações e consertos em encanamentos, caixa d'água e sépticas e aparelhos sanitários; Fazer ligações de bombas e reservatórios de água e esgotos; Localizar defeitos e fazer reparos em redes existentes.

Emprego: 108 - LATOEIRO

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao emprego: Preparar a lataria dos veículos para a pintura; Chapear veículos; Atuar com funilaria e lanternagem de automóveis; Reparar, recondicionar e soldar veículos.

Emprego: 109 - MECÂNICO PESADO

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao emprego: Consertar máquinas pesadas, assegurando seu perfeito funcionamento; Auxiliar na revisão e conserto de sistemas de máquinas pesadas, bombas e aparelhos eletromecânicos, de acordo com a orientação recebida; Substituir peças e componentes avariados de caminhões, tratores, máquinas e máquinas pesadas, segundo instruções recebidas; Auxiliar nos trabalhos de chapeação de carrocerias de máquinas.

Emprego: 110 - MESTRE DE OBRAS

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir Carteira Nacional de Habilitação - Categoria "B".

Atividades relacionadas ao emprego: Acompanhar a construção e reforma da parte estrutural e acabamento das construções de grande, médio ou pequeno porte. Controlar o fluxo de serviços, recebimento e checagem de materiais, coordenação do trabalho dos pedreiros, serralheiros e outros profissionais da construção civil; Leitura e interpretação das plantas desenhadas por engenheiros e arquitetos. Calcular a quantidade de material utilizado na construção. Manter informados engenheiros, projetistas, calculistas e arquitetos do andamento da reforma ou construção a ser executada.

Emprego: 111 - MOTORISTA DE CAMINHÃO

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir Carteira Nacional de Habilitação - Categoria "C", com tempo de habilitação no mínimo de 02 ( dois ) anos.

Atividades relacionadas ao emprego: Guiar automóveis de grande porte (caminhões), destinados ao transporte de passageiros e de cargas de acordo com as necessidades, bem como demais equipamentos, dentro das atividades da Secretaria, conduzindo dentro das normas de trânsito e segurança, bem como, verificar os itens de manutenção para possibilitar o seu adequado funcionamento e durabilidade; Poderão ser colocados para atuar na direção de quaisquer veículos, sejam estes de categorias inferiores aos de sua habilitação, devendo manter-se atualizado com as normas e legislação de trânsito; Dirigir veículos automotores de categorias B, C, D e E; Entregar correspondências e pequenos objetos; Fazer pequenos serviços no comércio; Manter o veículo asseado.

Emprego: 112 - MOTORISTA DE ÔNIBUS

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto, possuir Carteira Nacional de Habilitação - Categoria "D", com habilitação no mínimo de 02 ( dois ) anos e possuir o Curso de Condutores de Veículos de Transporte Coletivo de Passageiros.

Atividades relacionadas ao emprego: Conduzir os ônibus para o transporte de passageiros em geral, verificar diariamente as condições de funcionamento do veículo, antes de sua utilização; transportar pessoas e materiais; orientar o carregamento de cargas a fim de manter o equilíbrio do veículo e evitar danos aos materiais transportados; orientar o descarregamento de cargas; zelar pela segurança de passageiros e/ou cargas; fazer pequenos reparos de urgência; manter o veículo limpo, interna e externamente e em condições de uso, levando-o à manutenção sempre que necessário; observar os períodos de revisão e manutenção preventiva do veículo; anotar, segundo o diário de bordo, a quilometragem rodada, viagens realizadas, objetos e pessoas transportadas, itinerários e outras ocorrências; recolher o veículo após o serviço, deixando-o corretamente estacionado e fechado; executar outras tarefas afins a critério de sua chefia imediata; Poderão ser colocados para atuar na direção de quaisquer veículos, sejam estes de categorias inferiores aos de sua habilitação, devendo manter-se atualizado com as normas e legislação de trânsito; Dirigir veículos automotores de categorias B, C, D e E; Entregar correspondências e pequenos objetos; Fazer pequenos serviços no comércio; Manter o veículo asseado.

Emprego: 113 - MOTORISTA DE TRUCADO

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir Carteira Nacional de Habilitação - Categoria "D", com tempo de habilitação no mínimo de 02 ( dois ) anos.

Atividades relacionadas ao emprego: É responsável pela operação de máquina empilhadeira, dentro das especificações, a fim de executar serviços de carregamento ou transporte de materiais em unidades produtivas, respeitando as normas de segurança e mantendo o equipamento em perfeito estado de limpeza e conservação.

Emprego: 114 - OPERADOR DE EMPILHADEIRA

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir Carteira Nacional de Habilitação - Categorias "C", "D" ou "E".

Atividades relacionadas ao emprego: É responsável pela operação de máquina empilhadeira, dentro das especificações, a fim de executar serviços de carregamento ou transporte de materiais em unidades produtivas, respeitando as normas de segurança e mantendo o equipamento em perfeito estado de limpeza e conservação.

Emprego: 115 - OPERADOR DE ESPARGIDOR DE ASFALTO

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir Carteira Nacional de Habilitação - Categorias "C", "D" ou "E".

Atividades relacionadas ao emprego: Operar o espargidor realizando os serviços de espalhamento de brita, asfalto, pó de asfalto, etc; Zelar e dar manutenção nos equipamentos, como motor e bomba do espargidor; Ajudar nos serviços de tapa buraco e pavimentação; Executar outras tarefas correlatas determinadas pelo superior imediato.

Emprego: 116 - OPERADOR DE MOTONIVELADORA

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir Carteira Nacional de Habilitação - Categorias "C", "D" ou "E".

Atividades relacionadas ao emprego: Operar a motoniveladora nos serviços realizados pelo município que exijam sua utilização, examinando a condições do veículo, acionando e manobrando mecanismos, a fim de patrolar vias públicas, terraplanar, limpar e abrir ruas, espalhando saibro, seixo, nivelando terrenos e demais atividades; Realizar a manutenção básica da motoniveladora; Remover solo e material orgânico; Respeitar as normas técnicas e os regulamentos do serviço; Executar outras atribuições afins.

Emprego: 117 - OPERADOR DE PÁ-CARREGADEIRA

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir Carteira Nacional de Habilitação - Categorias "C", "D" ou "E".

Atividades relacionadas ao emprego: Operar e conduzir o equipamento nos serviços realizados pelo município que exijam sua utilização, assim como operar equipamentos de perfuração e cortes de rochas; operar equipamentos de escavação e carregamento de terra e similares; inspecionar as condições operacionais dos equipamentos; zelar pela manutenção da máquina; respeitar as normas técnicas e os regulamentos do serviço; planejar o trabalho e realizar manutenção básica da pá carregadeira; executar outras tarefas afins.

Emprego: 118 - OPERADOR DE RETRO-ESCAVADEIRA

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir Carteira Nacional de Habilitação - Categorias "C", "D" ou "E".

Atividades relacionadas ao emprego: Operar e conduzir o equipamento nos serviços realizados pelo município que exijam sua utilização, assim como remover solo e material orgânico; drenar solos, executar a construção de aterros; realizar o acabamento em pavimentos, cravar estacas, inspecionar as condições operacionais dos aterros, realizar o acabamento em pavimentos; cravar estacas; inspecionar as condições operacionais dos equipamentos; zelar pela manutenção da máquinas, respeitar as normas técnicas e os regulamentos do serviço; planejar o trabalho e realizar manutenção básica da retro escavadeira; executar outras atribuições afins.

Emprego: 119 - OPERADOR DE ROLO COMPACTADOR

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir Carteira Nacional de Habilitação - Categorias "C", "D" ou "E".

Atividades relacionadas ao emprego: Conduzir a máquina acionando o motor e manipulando os comandos de marcha e direção, para fazer avançar e retroceder o rolo compressor, ou cilindros até que a superfície fique suficientemente compactada e lisa; Efetuar a manutenção da máquina, lubrificando-a e executando pequenos reparos, para mante-la em boas condições de funcionamento.

Emprego: 120 - OPERADOR DE TRATOR DE ESTEIRA

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir Carteira Nacional de Habilitação - Categorias "C", "D" ou "E".

Atividades relacionadas ao emprego: Executar serviços de escavação, terraplenagem e nivelamento de solos; Executar serviços de construção, pavimentação e conservação de vias; Efetuar carregamento e descarregamento de materiais; Limpar e lubrificar a máquina e seus implementos; Praticar as medidas de segurança recomendadas para operação e estacionamento da máquina; Executar outras tarefas correlatas, mediante determinação superior.

Emprego: 121 - OPERADOR DE TRATOR DE PNEUS

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir Carteira Nacional de Habilitação - Categorias "C", "D" ou "E".

Atividades relacionadas ao emprego: Operar Trator de Pneus (Agrícola ou de Esteira), para execução de serviços de escavação, terraplenagem, nivelamento de solo, pavimentação, conservação de vias, carregamento e descarregamento de material, entre outros; Conduzir e manobrar a máquina, acionando o motor e manipulando os comandos de marcha e direção, para posicioná-la conforme as necessidades do serviço; Operar mecanismos de tração e movimentação dos implementos da máquina, acionando pedais e alavancas de comando, para escavar, carregar, mover e levantar ou descarregar terra, areia, cascalho, pedras e materiais análogos; Zelar pela boa qualidade do serviço, controlando o andamento das operações e efetuando os ajustes necessários, a fim de garantir sua correta execução; Observar as normas e medidas de segurança recomendadas para a operação e estacionamento da máquina, a fim de evitar possíveis acidentes; Efetuar pequenos reparos de urgência, utilizando as ferramentas apropriadas, para assegurar o bom funcionamento do equipamento; Acompanhar os serviços de manutenção preventiva e corretiva da máquina e seus implementos e, após executados, efetuar os testes necessários; Efetuar serviços de aterro, abertura de valas, bueiros, serviços de drenagens e similares; Cumprir e fazer cumprir, no âmbito de sua atividade ou função, as normas de higiene e de segurança do trabalho; Executar outras atribuições afins ou correlatas.

Emprego: 122 - OPERADOR DE USINA DE ASFALTO

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto e possuir Carteira Nacional de Habilitação - Categorias "C", "D" ou "E".

Atividades relacionadas ao emprego: Serviços relativos a operação de painel de usina de produção de massa asfáltica quente e de operação do misturador à frio.

Emprego: 123 - PEDREIRO

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao emprego: Serviços de execução de obras civis e de manutenção de prédios públicos, alvenarias, concretagem, contrapisos, pisos, revestimentos de paredes e pisos, empastilhamento entre outras.

Emprego: 124 - PINTOR DE PAREDES

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao emprego: Limpar, raspar, lixar e amassar superfícies para pintura; Preparar tintas, esmaltes e vernizes; Pintar paredes internas e externas e outras superfícies; Erguer andaimes; Resguardar convenientemente móveis e outros objetos nos trabalhos de pintura; Limpar e conservar os materiais e equipamentos utilizados no trabalho.

Emprego: 125 - PINTOR DE VEÍCULOS

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao emprego: Misturar tintas, pigmentos, diluentes; Eliminar pinturas anteriores, rugosidades, ferrugem e outros; Preparar a superfície a ser pintada, removendo ferrugem e corrigindo imperfeições.

Emprego: 126 - PINTOR LETRISTA

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao emprego: Executar serviços de pintura de letras em cartazes, faixas, paredes, paredões, fachadas e outros, utilizando técnicas apropriadas; executar outras tarefas correlatas, conforme necessidade do serviço e orientação superior.

Emprego: 127 - SOLDADOR

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao emprego: Unir e cortar peças de ligas metálicas usando processos de soldagem e corte; Preparar equipamentos, acessórios consumíveis de soldagem e corte em peças à serem soldadas; Aplicar dentro de seus afazeres estritas normas de segurança, organização do local de trabalho, respeitando o meio ambiente.

Emprego: 128 - ABASTECEDOR DE VEÍCULOS

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao emprego: Verificar se não há violação do lacre do caminhão fornecedor de combustível; Conferir se o combustível do caminhão está em nível normal; Utilizar régua especial para leitura do combustível antes e após o abastecimento do tanque, através da régua especial; Conferir e assinar nota fiscal na entrega do combustível; Verificar o equipamento do caminhão, constatando se está correto para descarga do combustível no tanque; Controlar o estoque para constatar a quantidade de combustível usado; Aferir a bomba de combustível para constatar a vazão do produto; Controlar a temperatura do termômetro; Conservar o local e equipamentos de trabalho; Abastecer os veículos devidamente autorizados pela Prefeitura Municipal de Ponta Grossa; Operar a balança de pesagem de veículos, fazendo as devidas anotações; Desempenhar outras atividades correlatas afins.

Emprego: 129 - TRABALHADOR BRAÇAL

Requisito: Ensino Fundamental Incompleto.

Atividades relacionadas ao emprego: Desenvolver atividades que exijam esforço físico; Carregar e descarregar caminhões, móveis e utensílios, equipamentos e materiais de construção; Varrer ruas, terrenos e outros logradouros públicos; roçar e capinar; cavar e limpar valas, valetas, bueiros e fossas; carregar tijolos, telhas cacos e outros; Zelar pela guarda e conservação das ferramentas e ou equipamentos de trabalho.

Emprego: 201 - AGENTE CULTURAL

Requisito: Ensino Médio.

Atividades relacionadas ao emprego: Efetuar trabalhos de difusão, produção e promoção de assuntos culturais relacionados às artes, à humanidade e à preservação da memória cultural; realizar estudos e pesquisas para análise e desenvolvimento de programas culturais, artísticos e programas relacionados com o patrimônio histórico; prestar colaboração técnica aos órgãos relacionados com a cultura, as artes e o patrimônio histórico; organizar e desenvolver programas culturais e de preservação do patrimônio histórico, compatibilizando-se às diretrizes gerais da produção e veiculação cultural; assessorar, na sua especialidade, programas relacionados a políticas públicas e de interesse social; prestar assistência técnica a autoridades em assuntos de sua competência; prestar assistência técnica, na sua especialidade, a indivíduos e grupos atuantes na área cultural; planejar, organizar, divulgar e coordenar a realização de eventos, festivais, mostras, exposições, palestras, seminários e outros destinados ao conhecimento e difusão da cultura nas suas diferentes áreas; pesquisar, coletar, interpretar, catalogar e preservar obras de arte, documentos e objetos de interesse histórico, artístico e cultural; promover e assessorar a organização de memoriais, museus, banco de dados de memória oral, visual e centros de documentação; promover a publicação e o lançamento de obras de interesse cultural, artístico e histórico para a Cidade; orientar, coordenar e supervisionar trabalhos a serem desenvolvidos por equipes auxiliares; atuar junto às comunidades em projetos e atividades culturais e de preservação do patrimônio cultural; executar tarefas afins.

Emprego: 202 - AGENTE DE TURISMO II

Requisito: Ensino Médio.

Atividades relacionadas ao emprego: Participar do planejamento turístico do município; Efetuar pesquisas de demanda nos eventos, nos Centros de Informações Turísticas (CIT), e outros; Atender e fornecer informações necessárias aos turistas que visitam o município; Elaborar documentos e relatórios da sua área quando necessários; Executar tarefas afins.

Emprego: 203 - ASSISTENTE CULTURAL

Requisito: Ensino Médio.

Atividades relacionadas ao emprego: Apresentar e organizar eventos culturais, cívicos e outros; Organizar e manter em dia o protocolo, a agenda e o arquivo cultural da Secretaria; Redigir a correspondência e demais documentos que lhe forem confiados; Manter a documentação e o arquivo organizados segundo a legislação vigente; Elaborar relatórios e processos circunscritos à sua área de competência a serem encaminhados às autoridades competentes; Coordenar e executar as atividades culturais da Secretaria; Zelar pelo uso adequado e conservação dos bens materiais distribuídos à Secretaria; Elaborar, em tempo hábil, relatórios e comunicar à chefia as irregularidades que venha a ocorrer na Secretaria; Efetuar trabalhos de difusão, produção e promoção de assuntos culturais relacionados às artes, á humanidade e à preservação da memória cultural; realizar estudos e pesquisa para análise e desenvolvimento de programas culturais, artísticos e programas relacionados com o patrimônio histórico.

Emprego: 204 - ASSISTENTE DE ADMINISTRAÇÃO I

Requisito: Ensino Médio.

Atividades relacionadas ao emprego: Realizar trabalhos administrativos; Efetuar atendimento ao público interno e externo, prestando informações, preenchendo documentos, anotando recados, para obter ou fornecer informações; Digitar ofícios, cartas, memorandos, quadros demonstrativos e outros documentos para atender a rotina administrativa; Realizar controle de protocolos e correspondências; Operar e zelar pelo uso adequado de equipamentos diversos, como máquinas calculadoras, de datilografia, microcomputadores, terminais de vídeo e outros; Manusear e manter organizado e/ou atualizar arquivos, fichários e outros; Arquivar fichas, boletins, correspondências, relatórios e outros documentos administrativos, classificando-os conforme critério pré-estabelecido; Executar cálculos simples e conferências numéricas de tabelas, quadros comparativos, fichas e outros, operando máquina de calcular, quando necessário; Atender pessoas e chamadas telefônicas, anotando ou enviando recados para obter ou fornecer informações; Outros enEmpregos administrativos à critério da chefia imediata.

Emprego: 205 - AUXILIAR DE BIBLIOTECÁRIO

Requisito: Ensino Médio.

Atividades relacionadas ao emprego: Ter conhecimento em informática; Auxiliar na classificação, catalogação, colocação de etiquetas e indexação de livros, teses, periódicos, mídias e outras publicações; Conferir os livros nas estantes para verificar se estão nos devidos lugares; Auxiliar os leitores na escolha de livros, periódicos e na utilização do sistema de automação da Biblioteca; Acompanhar e garantir acessibilidade aos usuários portadores de necessidades especiais; Realizar e controlar empréstimos de obras; Verificar e conferir obras devolvidas; Efetuar o recolhimento de multas e equivalentes; Manter o silêncio nas salas de leitura; Executar o serviço de limpeza e conservação do acervo; Acompanhar o desenvolvimento das atividades culturais desenvolvidas na/pela Biblioteca; Auxiliar na organização e atendimento de visitas monitoradas; Proporcionar o desenvolvimento da leitura, através de contação de histórias e materiais lúdicos; Promover a emissão automatizada de etiquetas e relatórios técnicos; Serviços de redação, digitação e arquivo de documentos administrativos; Desempenhar tarefas afins.

Emprego: 206 - AUXILIAR EM SAÚDE BUCAL

Requisito: Ensino Médio e inscrição no CRO.

Atividades relacionadas ao emprego: Organizar e executar as atividades de higiene bucal, processar filme radiológico, preparar o paciente para atendimento, preparar modelos em gesso e executar limpeza, assepsia, desinfecção e esterilização do instrumental, equipamentos odontológicos e do ambiente de trabalho.

Emprego: 207 - GUIA DE TURISMO

Requisito: Ensino Médio.

Atividades relacionadas ao emprego: Acompanhar grupos em excursões, teatros, exposições artísticas e áreas de lazer; Participar de reuniões de planejamento turístico do município.

Emprego: 401 - ADMINISTRADOR

Requisito: Ensino Superior e inscrição no conselho profissional quando houver.

Atividades relacionadas ao emprego: Pesquisar, analisar, planejar, dirigir, controlar, elaborar e executar projetos do campo da administração (orçamentária, financeira, custos, projetos de investimentos, gestão de recursos humanos, materiais e outros) estudando e desenvolvendo metodologias, preparando planos e projetos para orientar os superiores e demais técnicos de outros campos de conhecimento quanto à aplicação das ferramentas administrativas mais adequadas, visando atender os princípios da administração pública, e orientar para a tomada de decisão com propostas e soluções mais vantajosas.

Emprego: 402 - ANALISTA DE SISTEMAS

Requisito: Ensino Superior e inscrição no conselho profissional quando houver.

Atividades relacionadas ao emprego: Executar, sob orientação eventuais, trabalhos relacionados com as atividades de análise de sistemas de informação, nos campos de desenvolvimento e de manutenção de aplicativos, de documentação e de apoio a usuários de serviços de informática; executar o desenvolvimento e a manutenção de sistemas e programas de processamento de dados dentro dos padrões de qualidade e de prazos estabelecidos; atuar de acordo com a metodologia e com os procedimentos de análise de desenvolvimento estabelecidos no local de trabalho; conhecer a linguagem PL/SQL e as ferramentas de planejamento e de desenvolvimento; executar outras tarefas correlatas,conforme necessidade do serviço e orientação superior.

Emprego: 403 - ARQUITETO II

Requisito: Ensino Superior e inscrição no conselho profissional quando houver.

Atividades relacionadas ao emprego: Elaborar planos e projetos associados a arquitetura em todas as suas etapas, definir materiais, acabamentos, técnicas e metodologias; Analisar dados e informações; Fiscalizar e executar obras e serviços; Desenvolver estudos de viabilidade financeira econômica e ambiental.

Emprego: 404 - BIBLIOTECÁRIO

Requisito: Ensino Superior e inscrição no conselho profissional quando houver.

Atividades relacionadas ao emprego: Ter conhecimento em informática; Classificar, catalogar, etiquetar e indexar livros, teses, periódicos, mídias e outras publicações; Supervisionar a localização do material nas estantes e armários; Atender o serviço de referência e tomar ou sugerir as medidas necessárias ao seu aperfeiçoamento; Auxiliar os leitores na escolha de livros, periódicos e na utilização do sistema de automação da Biblioteca; Registrar e controlar a movimentação do acervo; Supervisionar os Auxiliares de Biblioteca, primando pela qualidade de atendimento e por um ambiente silencioso e adequado aos usuários; Orientar o serviço de limpeza e conservação de livros; Receber, selecionar e redistribuir doações recebidas pela Biblioteca; Executar seleção de obras para incorporação ao acervo de acesso restrito; Selecionar e recomendar a aquisição de material bibliográfico, iconográfico, audiovisual e outros; Fazer o planejamento da difusão cultural na parte referente a serviços de biblioteca; Organizar e atender visitas monitoradas; Elaborar estudos, análises, relatórios e inventários sobre a Biblioteca; Desempenhar tarefas afins. Emprego: 405 - ECONOMISTA

Requisito: Ensino Superior e inscrição no conselho profissional quando houver.

Atividades relacionadas ao emprego: Assessoria, consultoria e pesquisa econômico-financeira; Estudos de mercado e de viabilidade econômico-financeira; Regulação de serviços públicos e defesa da concorrência; Estudos e cálculos atuariais nos âmbitos previdenciário e de seguros; Atuar com o balanço gerencial do mercado, fluxo de caixa, gestão bancária e balanço patrimonial financeiro; Captação de recursos bancários e gerenciamento de contas a pagar e a receber; Auditoria e fiscalização de natureza econômico-financeira.

Emprego: 406 - ENFERMEIRO PSF

Requisito: Ensino Superior e inscrição no conselho profissional quando houver.

Atividades relacionadas ao emprego: Realizar assistência integral (promoção e proteção da saúde, prevenção de agravos, diagnóstico, tratamento, reabilitação e manutenção da saúde) aos indivíduos e famílias na USF e, quando indicado ou necessário, no domicílio e/ou nos demais espaços comunitários (escolas, associações etc), em todas as fases do desenvolvimento humano: infância, adolescência, idade adulta e terceira idade; durante o tempo e frequencia necessarios de acordo com as necessidades de cada paciente;conforme protocolos ou outras normativas técnicas estabelecidas pelo Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) aprova a Resolução n.º 195, de 18/02/97, observadas as disposições legais da profissão, realizar consulta de enfermagem, solicitar exames complementares, etc;planejar, gerenciar, coordenar e avaliar as ações desenvolvidas pelos ACS;supervisionar, coordenar e realizar atividades de educação permanente dos ACS e da equipe de enfermagem;contribuir e participar das atividades de Educação Permanente do Auxiliar de Enfermagem, ACD e THD; eparticipar do gerenciamento dos insumos necessários para o adequado funcionamento da USF.Planejar, gerenciar, coordenar, executar e avaliar a USF.

Emprego: 407 - FISIOTERAPEUTA

Requisito: Ensino Superior e inscrição no conselho profissional quando houver.

Atividades relacionadas ao emprego: Efetuar atendimento de consultas em nível ambulatorial; efetuar atendimentos fisioterápicos diversos, indicando as providências a serem tomadas para estabelecer a saúde do paciente; efetuar diagnósticos dentro de sua área de atuação; observar e cumprir as normas de higiene e segurança do trabalho; executar outras atribuições afins.

Emprego: 408 - FONOAUDIÓLOGO

Requisito: Ensino Superior e inscrição no conselho profissional quando houver.

Atividades relacionadas ao emprego: Avaliar deficiências dos pacientes, realizando exames fonéticos, da linguagem, audiometria, gravação e outras técnicas próprias para estabelecer o plano de treinamento ou terapêutico; realizar, programar, supervisionar e desenvolver treinamento de voz, fala, linguagem, expressão do pensamento verbalizado, compreensão do pensamento.

Emprego: 409 - JORNALISTA

Requisito: Ensino Superior e inscrição no conselho profissional quando houver.

Atividades relacionadas ao emprego: Buscar e transmitir informações atualizadas e que sejam do interesse público, utilizando os veículos de comunicação (rádio, jornais, revistas, televisão e internet). Apurar os fatos, sempre observando a autenticidade das informações; Redigir e editar reportagens; coordenar setores de comunicação; Prestar assessoria a pessoas públicas, políticos e outros.

Emprego: 410 - MÉDICO DA FAMÍLIA

Requisito: Ensino Superior e inscrição no conselho profissional quando houver.

Atividades relacionadas ao emprego: Prestar atividades de assistência integral ao cidadão, relacionadas à área de Medicina de Família e Comunidade, efetuando exames médicos, diagnóstico, prescrevendo medicamentos e aplicando recursos de medicina preventiva ou terapêutica para promover a saúde e bem estar ao paciente. Pode atuar em outros segmentos de proteção à saúde pública e dos trabalhadores.

Emprego: 411 - MUSICOTERAPEUTA

Requisito: Ensino Superior e inscrição no conselho profissional quando houver.

Atividades relacionadas ao emprego: Pesquisar a relação do ser humano com os sons para aplicar métodos terapêuticos; Prestar serviços em equipes multidisciplinares, interdisciplinares e transdisciplinares, atendendo os campos de atuação na área clínica, educacional e social; Restabelecer o equilíbrio físico, psicológico e social do indivíduo; Realizar tratamento grupal e individual utilizando-se de procedimentos musicoterapeuticos. Utilizar instrumentos musicais, cantos e ruídos para tratar de portadores de distúrbios da fala e da audição ou de deficientes físicos e mentais; Trabalhar com clientes com dificuldades de aprendizagem e com dependência química, promover a inclusão social de adolescentes em situação de risco e desenvolver potenciais criativos na área preventiva; Elaborar relatórios e laudos técnicos em sua área de especialidade; Participar de programa de treinamento, quando convocado; Participar, conforme a política interna da Instituição, de projetos, cursos, eventos, convênios e programas de ensino, pesquisa e extensão; Executar tarefas pertinentes à área de atuação, utilizando-se de equipamentos e programas de informática; Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função.

Emprego: 412 - PSICÓLOGO

Requisito: Ensino Superior e inscrição no conselho profissional quando houver.

Atividades relacionadas ao emprego: Executar atividades emitindo diagnóstico e pareceres, orientando, prescrevendo ou executando formas de trabalho, aplicando os recursos da psicologia, para promover a saúde mental e o bem estar individual ou coletivo de acordo com a função exercida ou grupo de trabalho. Prestar atendimento clínico aplicando técnicas psicológicas,avaliando o ser como um todo adotando tratamento para o equilíbrio psicológico. Participar e/ou coordenar programas específicos na comunidade (público alvo), definir resultados a serem atingidos, definir a linha de trabalho, assim como assessorar e prestar orientação aos familiares.

Emprego: 413 - TERAPEUTA OCUPACIONAL

Requisito: Ensino Superior e inscrição no conselho profissional quando houver.

Atividades relacionadas ao emprego: Prestar assistência terapeuta e recreacional, aplicando métodos e técnicas com a finalidade de restaurar, desenvolver e conservar a capacidade mental do paciente; executar atividades técnicas específicas de Terapeuta Ocupacional no sentido de tratamento, desenvolvimento e reabilitação de pacientes portadores de deficiências físicas ou psíquicas; planejar e executar trabalhos criativos, manuais, de mecanografia, horticultura e outros, individuais ou em pequenos grupos, estabelecendo as tarefas de acordo com as prescrições médicas; programar as atividades diárias do paciente- AVDs, orientando o mesmo na execução dessas atividades; elaborar e aplicar testes específicos para avaliar níveis de capacidade funcional e sua aplicação; orientar a família do paciente e a comunidade quanto ás condutas terapêuticas a serem observadas para sua aceitação no meio social; prestar orientação para fins de adaptação ao uso de órtese e prótese; responsabilizar-se por equipes auxiliares necessárias à execução das atividades próprias do cargo; executar tarefas afins, inclusive as editadas no respectivo regulamento da profissão.

ANEXO II D O EDITAL D E CONCURSO PÚBLICO N º 003/2011 - DOS

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

COMUNS AOS EMPREGOS D E NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

LÍNGUA PORTUGUESA

Compreensão e interpretação de textos; tipos de textos; ortografia oficial; classes de palavras variáveis e invariáveis e suas funções no texto; concordâncias verbal e nominal; tempos simples e tempos compostos dos verbos; conjugações verbais; colocação de pronomes nas frases; sintaxe: termos essenciais e acessórios da oração; tipos de predicado; classificação das palavras quanto ao número de sílabas; dígrafos, encontros vocálicos e consonantais; divisão silábica; processos de formação de palavras: derivação, composição e outros processos; usos de "porque", "por que", "porquê", "por quê"; usos de "mau" e "mal"; semântica: sinonímia, antonímia.

MATEMÁTICA

Números Naturais; Operações Fundamentais; Números Fracionários; Números Decimais; Multiplicação e divisão com 2 e 3 números no divisor. Resolução de situações problema.

CONHECIMENTOS GERAIS

Noções gerais sobre a vida econômica, social, política, tecnológica, relações exteriores, segurança e ecologia com as diversas áreas correlatas do conhecimento juntamente com suas vinculações histórico-geográficas em nível nacional e internacional. Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus respectivos impactos na sociedade contemporânea. Desenvolvimento urbano brasileiro. Cultura e sociedade brasileira: literatura, artes, arquitetura, cinema, jornais, revistas, televisão, música e teatro.

COMUNS AOS EMPREGOS DE NÍVEL MÉDIO

LÍNGUA PORTUGUESA

1. Análise e interpretação de texto (compreensão geral do texto; ponto de vista ou ideia central defendida pelo autor; argumentação; elementos de coesão; inferências; estrutura e organização do texto e dos parágrafos). 2. Tipologia e gêneros textuais. 3. Figuras de linguagem. 4. Emprego dos pronomes demonstrativos. 5. Relações semânticas estabelecidas entre orações, períodos ou parágrafos (oposição/contraste, conclusão, concessão, causalidade, adição, alternância etc.). 6. Relações de sinonímia e de antonímia. 7. Sintaxe da oração (período simples; termos fundamentais e acessórios da oração; tipos de predicado) e do período (período composto por coordenação e por subordinação). 8. Funções do que e do se. 9. Emprego do acento grave. 10. Emprego dos sinais de pontuação e suas funções no texto. 11. Ortografia. 12. Concordâncias verbal e nominal. 13. Regências verbal e nominal. 14. Emprego de tempos e modos verbais. 15. Formação de tempos compostos dos verbos. 16. Locuções verbais (perífrases verbais); 17. Sintaxe de colocação pronominal. 18. Paralelismo sintático e paralelismo semântico.

INFORMÁTICA

Conceitos de informática, hardware (memórias, processadores (CPU) e disco de armazenamento HDs, CDs e DVDs) e software (compactador de arquivos, chat, clientes de e-mails, gerenciador de processos). Ambientes operacionais: Windows XP Professional. Processador de texto (Word e BrOffice.org Writer). Planilhas eletrônicas (Excel e BrOffice.org Calc). Conceitos de tecnologias relacionadas à Internet e Intranet, Protocolos Web, World Wide Web, Navegador Internet (Internet Explorer e Mozilla Firefox), busca e pesquisa na Web.

LEGISLAÇÃO

Lei Complementar nº 101/2000 - Lei de Responsabilidade Fiscal; Lei nº 8.666/93 e alterações promovidas pelas Leis 8.883/94 e 9.648/98.

CONHECIMENTOS GERAIS

Noções gerais sobre a vida econômica, social, política, tecnológica, relações exteriores, segurança e ecologia com as diversas áreas correlatas do conhecimento juntamente com suas vinculações histórico-geográficas em nível nacional e internacional. Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus respectivos impactos na sociedade contemporânea. Desenvolvimento urbano brasileiro. Cultura e sociedade brasileira: literatura, artes, arquitetura, cinema, jornais, revistas, televisão, música e teatro.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

EMPREGO 201: AGENTE CULTURAL

Conhecimento dos fundamentos de arte, cultura e animação cultura, relações entre desenvolvimento humano, arte e cultura; conhecimento e procedimentos de planejamento e avaliação de atividades artísticas e culturais, mobilização comunitária atividades culturais, utilização dos recursos técnicos e materiais de cultura, orientação, execução e avaliação de espetáculos, exposições, shows, feiras, mostras, festivais, oficinas, concursos e outras apresentações artísticas.

EMPREGO 202: AGENTE DE TURISMO II

Teoria do Turismo: Definições e conceitos; Evolução histórica, Origem do turismo. Manifestações da cultura popular e Patrimônio Cultural. Políticas públicas de proteção e incentivo cultural. Planejamento Turístico. Programas e Roteiros Turísticos. Noções de roteiros turísticos. Conceitos de roteiros turísticos. Legislação Aplicada ao Turismo e Hospitalidade. Lazer e Entretenimento para Hotéis. Código de defesa do consumidor. Marketing promocional e atrativos locais. Mercado Turístico e Territórios: Comercialização do produto turístico. Impactos da exploração do espaço turístico. Paisagem: elementos básicos e propriedades.

EMPREGO 203: ASSISTENTE CULTURAL

Conhecimento dos fundamentos de arte, cultura e animação cultura, relações entre desenvolvimento humano, arte e cultura; conhecimento e procedimentos de planejamento e avaliação de atividades artísticas e culturais, mobilização comunitária atividades culturais, utilização dos recursos técnicos e materiais de cultura, orientação, execução e avaliação de espetáculos, exposições, shows, feiras, mostras, festivais, oficinas, concursos e outras apresentações artísticas.

EMPREGO 204: ASSISTENTE DE ADMINISTRAÇÃO I

Aspectos gerais da redação oficial; Gestão de Qualidade (Ferramentas e Técnicas); Administração e Organização; Serviços Públicos (Conceitos - Elementos de Definição - Princípios - Classificação); Atos e Contratos Administrativos; Empresa Moderna; Empresa Humana; Relações Humanas e Interpessoais; Lei Complementar nº 101/2000 - Lei de Responsabilidade Fiscal; Lei nº 8.666/93 e alterações promovidas pelas Leis 8.883/94 e 9.648/98.

EMPREGO 205: AUXILIAR DE BIBLIOTECÁRIO

1. Biblioteca: novo conceito, o livro, leitor/leitura. 2. Serviço de referência: princípios fundamentais, atendimento ao público, solução de problemas, orientação ao usuário, utilização e disseminação de informação. 3. Biblioteca pública: história, conceito, serviços, preservação do acervo e conservação. 4. Correspondência oficial: aspectos gerais, elaboração de documentos: ata, mensagem, memorando, ofício, requerimento, telegrama, fax. 5. Noções de Organização e Administração de Bibliotecas. 6. Documentação e Informação: conceito, desenvolvimento de coleções, estrutura da documentação. 7. Atendimento ao usuário; conhecimentos básicos de circulação e empréstimo; 8. Conhecimentos básicos de informática: Windows, Word, Internet e Correio eletrônico

EMPREGO 206: AUXILIAR EM SAÚDE BUCAL

Processo Saúde-doença. Promoção de Saúde: conceitos e estratégias. Educação para Saúde: conceitos e técnicas. Conceitos de prevenção e controle de doenças bucais para indivíduos, família e comunidade. Anatomia e fisiologia do corpo humano. Principais problemas de saúde da população e meios de intervenção. Método epidemiológico / indicadores de saúde. Doenças transmissíveis e não transmissíveis: conceitos e prevenção. Biossegurança em Odontologia. Bioética e ética profissional. Organização do ambiente de trabalho. Equipamentos e Instrumentais: nomenclatura, utilização, cuidados. Conservação e Manutenção de equipamentos odontológicos. Processos de limpeza, desinfecção e esterilização de instrumentais, equipamentos e ambientes odontológicos. Ergonomia: espaço físico, postura, posição de trabalho. Higiene Bucal: técnicas de escovação supervisionada, cuidados com aparelhos protéticos. Índices epidemiológicos utilizados em Odontologia. Preenchimento e controle de fichas clínicas, registros em Odontologia. Manejo de pacientes na clínica odontológica. Materiais odontológicos: nomenclatura, utilização, manipulação, armazenamento e controle de estoque. Utilização racional de fluoretos em Odontologia. Placa bacteriana: identificação, índices, fisiologia, patogenia, meios químicos e mecânicos utilizados para o seu controle. Principais problemas que afetam a saúde bucal: cárie, doença periodontal, má oclusão, lesões de tecidos moles - conceito, etiologia, evolução, transmissibilidade, medidas de promoção de saúde e prevenção da ocorrência das patologias. Radiologia odontológica: cuidados, técnicas de revelação. Programa Saúde da Família: atribuições específicas, filosofia, objetivos, métodos de trabalho.

EMPREGO 207: GUIA DE TURISMO

Relações Interpessoais no Trabalho; Comunicação e Expressão Oral; Animação Turística; Princípios de Ecologia e Proteção ao Meio Ambiente; Primeiros Socorros; Fundamentos do Turismo e Hospitalidade; Legislação Aplicada ao Turismo; Geografia Aplicada a Roteiros Turísticos; Manifestações Folclóricas e da Cultura Popular; História Aplicada ao Turismo.

COMUNS AOS EMPREGOS D E NÍVEL SUPERIOR

LÍNGUA PORTUGUESA

1. Análise e interpretação de texto (compreensão geral do texto; ponto de vista ou ideia central defendida pelo autor; argumentação; elementos de coesão; inferências; estrutura e organização do texto e dos parágrafos). 2. Tipologia e gêneros textuais. 3. Figuras de linguagem. 4. Emprego dos pronomes demonstrativos. 5. Relações semânticas estabelecidas entre orações, períodos ou parágrafos (oposição/contraste, conclusão, concessão, causalidade, adição, alternância etc.). 6. Relações de sinonímia e de antonímia. 7. Sintaxe da oração (período simples; termos fundamentais e acessórios da oração; tipos de predicado) e do período (período composto por coordenação e por subordinação). 8. Funções do que e do se. 9. Emprego do acento grave. 10. Emprego dos sinais de pontuação e suas funções no texto. 11. Ortografia. 12. Concordâncias verbal e nominal. 13. Regências verbal e nominal. 14. Emprego de tempos e modos verbais. 15. Formação de tempos compostos dos verbos. 16. Locuções verbais (perífrases verbais); 17. Sintaxe de colocação pronominal. 18. Paralelismo sintático e paralelismo semântico.

INFORMÁTICA

Conceitos de informática, hardware (memórias, processadores (CPU) e disco de armazenamento HDs, CDs e DVDs) e software (compactador de arquivos, chat, clientes de e-mails, gerenciador de processos). Ambientes operacionais: Windows XP Professional. Processador de texto (Word e BrOffice.org Writer). Planilhas eletrônicas (Excel e BrOffice.org Calc). Conceitos de tecnologias relacionadas à Internet e Intranet, Protocolos Web, World Wide Web, Navegador Internet (Internet Explorer e Mozilla Firefox), busca e pesquisa na Web.

LEGISLAÇÃO

Lei Complementar nº 101/2000 - Lei de Responsabilidade Fiscal; Lei nº 8.666/93 e alterações promovidas pelas Leis 8.883/94 e 9.648/98.

CONHECIMENTOS GERAIS

Noções gerais sobre a vida econômica, social, política, tecnológica, relações exteriores, segurança e ecologia com as diversas áreas correlatas do conhecimento juntamente com suas vinculações histórico-geográficas em nível nacional e internacional. Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus respectivos impactos na sociedade contemporânea. Desenvolvimento urbano brasileiro. Cultura e sociedade brasileira: literatura, artes, arquitetura, cinema, jornais, revistas, televisão, música e teatro.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

EMPREGO 401: ADMINISTRADOR

Lei n.º 8.666, de 21 de junho de 1993 - Lei das Licitações, e alterações. Lei Complementar n.º 101, de 04 de maio de 2000 - Lei de Responsabilidade Fiscal. Atos Administrativos: Características, Pressupostos do ato administrativo, Extinção dos atos administrativos, Formas de expressão dos atos administrativos. Contratos Administrativos: Plano constitucional; Características; Contratos em espécie; Forma, duração, celebração e alteração. Administração Pública: direta e indireta. Princípios Constitucionais (Inciso II do Art.5 da CF e Art. 37 da CF, Emenda Constitucional n.º 19, de 04/jun/1998). Direitos, Deveres e Poderes do Administrador Público; Uso e abuso do Poder. Gastos Públicos e Financiamento dos Gastos Públicos. Lei n.º 8.112, de 11/dez/1990 (Atualizada) - Servidores Públicos Civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas Federais; Emenda Constitucional n.º 20, de 15/dez/98. Lei n.º 8.137, de 27 de dezembro de 1990 (crimes contra a ordem tributária, econômica e contra as relações de consumo), alterações (Art. 15 da Lei n.º 9.9674, de 10/abr/2000; Art. 85 da Lei n.º 8.884, de 11/jun/1994) e Arts. 312 a 327 do Decreto-Lei n.º 2.848, de 07/dez/1940 (Código Penal - atualizado). Lei n.º 4.320, de 17/mar/1964 (atualizada). Bens Públicos: conceito, classificação e utilização. Serviços Públicos: conceito, classificação, formas de execução. Controle da Administração: Formas e meios; Processo administrativo. Gestão de Pessoal: Recrutamento, seleção, contratação; Treinamento e planejamento de pessoal; Remuneração e Benefícios; Avaliação de Desempenho. Estoques: Recepção, estocagem, armazenagem, layout, controles e expedição e distribuição. Orçamento Público. Despesa Pública: conceito, classificação da despesa orçamentária, despesa extra-orçamentária, processamento de despesas, restos a pagar, despesas de exercícios anteriores. Receita Pública: receita, classificação, processamento, receita extra-orçamentária. Matemática Financeira: Juros e desconto simples, Juros e Descontos Compostos, Taxas proporcionais e equivalentes, Taxas nominal e efetiva.

EMPREGO 402: ANALISTA DE SISTEMAS

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO: Introdução a aplicativos e a applets Java. Estruturas de Controle: if, if/else, while, for switch, do/while, break e continue. Métodos. Programação baseada em objetos. Programação orientada a objetos. Strings e Caracteres. Tratamento de exceções: blocos try/catch, finally. Multithreading: classe Thread, interface Runnable. Arquivos e Fluxos. Conectividade de banco de dados Java (JDBC). Servlets. Estrutura de dados: listas, pilhas, filas e árvores. Linguagem padrão ANSI: Estruturas de programas em C: comandos e funções-padrão utilizadas para construção de programas em C. Alocação dinâmica de memória; aritmética de ponteiros. Conhecimentos em linguagem Web (PHP, Javascript, Java, Webservices e Programa em três camadas. SISTEMAS OPERACIONAIS: Introdução ao hardware, software e sistemas operacionais: introdução aos sistemas operacionais; conceitos de hardware e software; processos e threads. Conceitos de processos: conceitos de thread; execução assíncrona concorrente; programação concorrente; deadlock e adiamento indefinido; escalonamento de processador. Memória real e virtual: organização e gerenciamento da memória virtual; organização da memória virtual; gerenciamento de memória virtual. Armazenamento secundário, arquivos e bancos de dados: otimização do desempenho do disco; sistemas de arquivos e de bancos de dados. Desempenho, processadores e gerenciamento de multiprocessador: desempenho e projeto de processador; gerenciamento de multiprocessador. Computação em rede e distribuída: introdução às redes; introdução a sistemas distribuídos; sistemas distribuídos e serviços web. Segurança. Estudos de casos de sistemas operacionais: estudo de caso Linux; 21; estudo de caso Windows XP. ENGENHARIA DE SOFTWARE: Conceitos de Engenharia de Software: processos de desenvolvimento de Software, conceitos de Gerência de Processos de Software, métricas de Processo e Projeto de Software, planejamento de Projeto de Software, análise e gestão de risco, garantia da Qualidade de Software. Engenharia de Software Orientada a Objetos: conceitos e princípios orientados a objetos. BANCO DE DADOS: Modelo Entidade-Relacionamento, Modelo Relacional. Álgebra Relacional. Linguagem SQL: Regras de Integridade, Estrutura de Arquivos e Armazenamento, Indexação, Processamento de Consultas, Transação; Visões, Controle de Concorrência; Recuperação; Banco de dados Distribuídos; Replicação, Data Warehouse. REDES DE COMPUTADORES: Conceitos básicos. Protocolos. Modelo OSI, TCP/IP: camadas, endereçamento IP. Cabeamento: meios de transmissão, tipos. A arquitetura Ethernet. Equipamentos de redes: hubs, switches, roteadores. Segurança de redes. Serviços SAMBA, NFS, PROXY, FIREWALL, DNS, SMTP, IMAP, POP, VPN, HTTP e FTP.

EMPREGO 403: ARQUITETO II

Conhecimentos gerais de Arquitetura e Urbanismo. Projeto de arquitetura: etapas de elaboração do projeto. Representação gráfica em arquitetura. Estudos de viabilidade técnico-financeiro. Acompanhamento e gerenciamento de orçamento, materiais e serviços de obras. Gestão de Projetos. Coordenação de projetos complementares de arquitetura. Técnicas construtivas tradicionais e modernas. Práticas projetuais para a preservação, conservação, restauração, reconstrução, reabilitação e reutilização de edificações, conjuntos e cidades. Legislação urbanística e ambiental. Normas técnicas. Urbanismo: origens e definição do desenho urbano. Métodos e técnicas de desenho de projeto urbano. Noções de sistemas cartográficos e de geoprocessamento. Estruturas e ordenação do espaço edificado na paisagem urbana. Planejamento Urbano. Parcelamento, uso e ocupação do solo, zoneamento. Domínio público e privado. Gestão urbana e instrumentos de gestão: plano diretor, análises de impactos ambientais urbanos, licenciamento ambiental, instrumentos econômicos e administrativos. Sustentabilidade urbana. Sítio natural. Estrutura Urbana. História da Arquitetura Geral. História da Arquitetura Brasileira. Patrimônio Cultural: noção de monumento e de patrimônio histórico na sua relação com a história, a memória e o tempo. A constituição de patrimônios históricos e artísticos nacionais. Teoria de restauro. Cartas patrimoniais.

EMPREGO 404: BIBLIOTECÁRIO

A Biblioteca pública e o Ensino Público: Relação Biblioteca e Comunidade. Biblioteca pública: Estrutura, organização, funções e objetivos. Sistemas de informação: planejamento e gestão. Administração de recursos e serviços. Marketing e relações públicas. Tecnologias da Informação e da Comunicação. ÁREA DE ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO: Representação Temática: Políticas de indexação. Classificação Decimal Universal (CDU). Análise temática. Linguagens de indexação. Controle de vocabulários. Recuperação da informação em bases de dados. Representação Descritiva: Políticas de descrição. Padrões de descrição: CCAA2 e normas técnicas brasileiras. Formato MARC 21. Catálogo de autoridade. Catalogação cooperativa. ÁREA DE SERVIÇOS DE REFERÊNCIA E INFORMAÇÃO: Fontes especializadas em C&T: obras de referência, periódicos eletrônicos, bases de dados, portais de informação; Bibliotecas digitais; Ferramentas de busca e recursos informacionais na Internet; Programas cooperativos e consórcios; Intercâmbio eletrônico de documentos; Aplicação de normas técnicas nacionais e internacionais na elaboração de documentos; Estudo e educação de usuários; Serviços de referência virtuais e presenciais.

EMPREGO 405: ECONOMISTA

1. Ética na Administração Pública. 2. Direito Administrativo: Atos Administrativos, Contratos Administrativos, Bens Públicos, Serviços Públicos, Licitação, Processo Administrativo Disciplinar e Responsabilidade do Agente Público. 3. Administração Financeira e Orçamentária. 4. Economia do Setor Público: Gastos Públicos; Financiamento dos Gastos Públicos, Indicadores de Avaliação Financeira e Política Fiscal. 5.Estatística: Métodos Estatísticos para o Controle da Qualidade, Distribuições Discretas e Contínuas de Probabilidade, Amostragens e Distribuições Amostrais, Estimativa por Intervalo. 6. Finanças Públicas: O Sistema Tributário Brasileiro; O Sistema Federativo e o Fenômeno da Descentralização; A Economia Política do Ajuste Fiscal, A Lógica da Privatização e o PND e A Parceria Público-Privada. 7. Formação e Gestão de Políticas Públicas. 8. Gestão de Organizações Públicas. 9. Orçamento Público. 10. Lei n.º 4.320, de 17 de março de 1964 (atualizada) - Lei do Orçamento. 11. Lei Complementar n.º 101, de 04 de maio de 2000 - Lei de Responsabilidade Fiscal. 12. Lei n.º 8.666, de 21 de junho de 1993 (atualizada) - Lei da Licitação e Contratos da Adm. Pública. 13. Planejamento Estratégico, Tático e Operacional. 14. Economia do Setor Público no Brasil.

EMPREGO 406: ENFERMEIRO PSF

Noções de Políticas e Sistemas de Saúde no Brasil: Sistema Único de Saúde: Lei nº 8.080 de 19/09/90, Lei nº 8.142 de 28/12/90, Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS de 1996, Conselho Regional de Enfermagem (Coren) - Código de Ética de Enfermagem - Lei nº. 7498 do Exercício Profissional: Princípios Básicos; Regulamentação do Exercício Profissional e Relações Humanas; Sistematização da Assistência de Enfermagem; Planejamento Estratégico; Atenção primária em saúde; Processo Saúde/Doença; Educação em Saúde, Promoção à saúde, Prevenção de Doenças; Vigilância Epidemiológica. Vigilância à saúde. História do PACS/ESF; Normas e Diretrizes da Estratégia Saúde da Família; Sistema de Informação da Atenção Básica (SIAB); Trabalhar em equipe; Unidade de Saúde da Família, atribuições de cada membro da Equipe de Saúde da Família e das Equipes de Saúde Bucal; Acolhimento; produção de vínculo e responsabilização, programação de ações e construção agenda compartilhada, educação permanente; Abordagem à saúde familiar; Fundamentos da assistência à família em saúde; processo saúde doença das famílias e do coletivo, a visita domiciliar no contexto da Saúde da Família; atendimento em saúde no domicílio; Epidemiologia; Doenças Infecciosas e Parasitárias; Prevenção e controle de infecções; Doenças Transmissíveis; Técnicas de Enfermagem; Enfermagem em Saúde da Mulher; Aleitamento Materno; Saúde da Criança e do Adolescente; Saúde do Adulto; Saúde do Idoso; Imunização: vacinas (rede de frio e esquema do Ministério da Saúde, Administração e Validade). CCIH. Saúde Mental; Enfermagem Médico-Cirúrgica: Assistência de Enfermagem em situações de emergência e nos distúrbios: do sangue, respiratórios, cardiovasculares, gastrointestinais, endócrinos, imunológicos, musculoesqueléticos, nas doenças infecciosas e nas doenças da pele. Atuação de enfermagem em Centro Cirúrgico e em Central de Material.

EMPREGO 407: FISIOTERAPEUTA

1. Anatomia Humana. 2. Fisiologia humana. 3. Propedêutica Fisioterapêutica. 4. Biomecânica. 5. Tratamentos Fisioterapêuticos em casos não operatórios, pré-operatórios e pós-operatórios aplicados às disfunções: traumato-ortopédicas, pneumológicas, cardiológicas, vasculares periféricas, neurológicas, reumatológicas e dermatológicas. 6. Tratamento fisioterapêutico nos pacientes críticos sob ventilação mecânica. 7. Eletrotermofototerapia. 8. Reabilitação no paciente amputado. 9. Tratamento Fisioterapêutico nas lesões desportivas. 10. Prevenção de lesões desportivas. 11. Tratamento Fisioterapêutico em Pediatria. 12. Tratamento Fisioterapêutico nas disfunções Ginecológicas. 13. Fisioterapia da Gestação. 14. Tratamento Fisioterapêutico no paciente idoso (Geriatria).

EMPREGO 408: FONOAUDIÓLOGO

1. Desenvolvimento e aquisição de linguagem. 2. Fisiologia da fonação: Processo de aquisição e produção dos sons da fala. 3. Fisiologia da audição: patologias, exames audiológicos e próteses auditivas. 4. Intervenção fonoaudiológica nos distúrbios da comunicação. 5. Noções de Saúde Pública: planejamento e programas preventivos. 6. Fonoaudiologia hospitalar. 7. Trabalho em equipe multiprofissional. 8. Programas fonoaudiológicos e triagem. 9. Motricidade Oral/Linguagem/Audição/Voz/Fonoaudiologia hospitalar. 10. O Código de Ética Profissional em Fonoaudiologia. 11. Fisiologia do sistema motor oral. Avaliação e conduta terapêutica dos distúrbios miofuncionais orais.

EMPREGO 409: JORNALISTA

Imagem corporativa, notícia institucional, Relacionamento envolvendo assessoria de imprensa, fonte, meios de comunicação de massa, Gerenciamento de crises, Redação, edição, distribuição de informativos internos e externos, como jornal, releases, matérias jornalísticas para internet, Redação Jornalística, Comunicação organizacional, Planejamento e organização de uma assessoria de imprensa, A construção do relacionamento empresa, imprensa e outros grupos de relacionamento Técnicas de Reportagem e Entrevista

EMPREGO 410: MÉDICO DA FAMÍLIA

POLÍTICA DE SAÚDE: Evolução da Política de Saúde. SUS. Legislação e financiamento. Modelo Assistencial. Programa/Estratégia de Saúde da Família. ORGANIZAÇÃO DO PROCESSO DE TRABALHO NA ATENÇÃO BÁSICA: acolhimento, produção de vínculo e responsabilização, clínica ampliada e outros princípios da política nacional de humanização, programação de ações e construção de agenda compartilhada e educação permanente. A educação em saúde na prática do PSF. Sistema de informação da atenção básica. Noções Básicas de Epidemiologia: Vigilância epidemiológica, Indicadores Básicos de Saúde. Atuação do Médico nos programas Ministeriais: Hanseníase, Tuberculose, Hipertensão, Diabetes. Atenção a Saúde da Mulher. Atenção a Saúde da Criança. Atenção a Saúde do Adolescente, Adulto e do Idoso. Exame Clínico; Considerações Biológicas em Medicina Clínica; doenças causadas por agentes biológicos e ambientais; Doenças causadas por riscos do meio ambiente e agentes físicos e químicos; Doenças dos sistemas orgânicos; DST - Doenças Sexualmente Transmissíveis: HIV e AIDS, Prevenção, Transmissão e Tratamento; Fundamentos da Psiquiatria e Doenças Psicossomáticas: Fundamentos de Geriatria, Fundamentos da Hemoterapia; Fundamentos de Epidemiologia e Doenças de Motivação Compulsória; Fundamentos de Saúde Pública; Fundamentos de Pediatria; Emergências Médicas: Cardiovasculares, Respiratórias, Neurológicas, Pneumológicas dos distúrbios metabólicos e endócrinos gastroenterológicos, das doenças infectocontagiosas, dos estados alérgicos e dermatológicos, dos politraumatizados, da Ortopedia, das feridas e queimaduras, da Ginecologia e Obstetrícia, da Urologia, da Oftalmologia e Otorrinolaringologia, intoxicações exógenas. Saúde da família na busca da humanização e da ética na atenção a saúde. Saúde mental no PSF. Tratamento de feridas no domicílio. Controle da dor no domicílio. Intervenções Médica na internação domiciliar e assistência Médica em domicílio. Visitas Domiciliares. Trabalho em equipe multiprofissional. Relacionamento Interpessoal. Propedêutica em clínica médica. Prevenção, nutrição e doenças nutricionais. Antibióticos, quimioterapicos e corticoides. Epidemiologia, etiologia clínica, laboratório, diagnostico diferencial das seguintes afecções: Aparelho digestivo: esofagite, gastrite, ulcera péptica, doença intestinal inflamatória e cirrose hepática; Aparelho cardiovascular: angina pectoris, infarto agudo do miocárdio, hipertensão arterial sistêmica; Sistema Hematopoiético: anemias, leucoses e linfomas; Sistema renal: infecções do trato urinário, GNDA e GNC; Aparelho respiratório: pneumonia, bronco pneumonia e DPOC.

EMPREGO 411: MUSICOTERAPEUTA

Ética em Saúde; Código de ética da categoria; A importância do aspecto vivencial na formação do musicoterapeuta, Áreas de Aplicação da Musicoterapia: aspectos teóricos e clínicos, Os principais Métodos de Musicoterapia e suas possíveis aplicações na clínica, Tipos de Experiências Musicais em Musicoterapia; Transferência, Contratransferência e Resistência em Musicoterapia, Teorias de Fundamentação da Musicoterapia aplicadas à clínica musicoterápica, Escuta Musicoterápica e Análise Musicoterápica na clínica, Musicoterapia e Humanização na Saúde, Musicalidade Clínica: aspectos teóricos e clínicos, Musicoterapia e Saúde Mental.

EMPREGO 412: PSICÓLOGO

Psicoterapia breve. Psicopatologias. Recrutamento e Seleção. Treinamento. Adolescência. Concepção interacionista, Piaget e Vygotsky, As etapas do desenvolvimento cognitivo e afetivo. O desenvolvimento de crianças e adolescentes. Legislação. História das Políticas de Saúde no Brasil. Sistema Único de Saúde (Legislação, Lei 8080/90, Lei 8142/90 e Normas Operacionais Básicas do SUS). Saúde Coletiva (Pública). Reforma Psiquiátrica; Saúde Mental Coletiva; Grupos (terapêuticos, operativos, de apoio); Psicologia das Instituições e Organizacional.

EMPREGO 413: TERAPEUTA OCUPACIONAL

O terapeuta ocupacional como agente de saúde e no processo de educação popular em um programa comunitário. Dinâmica de Terapia Ocupacional na Assistência Comunitária e nos grupos populares. O papel do terapeuta ocupacional na equipe interdisciplinar no processo de prevenção primária e seus programas de ação. A comunidade e a abordagem sociocultural na Terapia Ocupacional nesse processo. A criança, o adolescente e o idoso. Marginalização e a atuação do terapeuta ocupacional. Análise de atividades profissionais para detecção e encaminhamento de doenças ocupacionais. Atuação do terapeuta ocupacional nas creches e a estimulação essencial como medida preventiva. Intervenção da Terapia Ocupacional. Psiquiátrica. Papel do terapeuta ocupacional na equipe interdisciplinar em Saúde Mental. A Terapia Ocupacional em grupo: questões teóricas e técnicas. O terapeuta ocupacional na orientação familiar e como agente multiplicador frente à Comunidade. O terapeuta ocupacional e sua atuação nos programas de prevenção e assistência à excepcionalidade. Código de Ética Profissional. Fundamentos históricos e epistemológicos da Terapia Ocupacional. Prática profissional do Terapeuta Ocupacional. Relação da Terapia Ocupacional com os Sistemas de Saúde.

136258

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231