Prefeitura de Cascavel - PR

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASCAVEL

ESTADO DO PARANÁ

EDITAL DE CONCURSO Nº 091/2010

Notícia:   Prefeitura de Cascavel - PR reabre as inscrições ao Concurso Público de 2010

O Prefeito Municipal de Cascavel, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, considerando o disposto no inciso ii do artigo 37 da constituição federal,

FAZ SABER

Que serão abertas inscrições para Concurso Público Municipal, objetivando prover vagas dos seguintes cargos públicos:

CARGOS DE NÍVEL BÁSICO

CARGO

Requisitos

Total de Vagas

Carga Hor. Semanal

Venc. R$

G(1)

R.D.(2)

Agente Comunitário de Saúde

Área:

Ensino Fundamental completo;
Residir na área da comunidade em que atuar, desde a data de publicação deste edital.

 

 

40 horas

765,16

Aclimação

01

-

Brasmadeira

02

01

Cancelli

cadastro reserva

-

Cascavel Velho

02

01

Cataratas

01

-

Claudete

cadastro reserva

-

Colmeia

cadastro reserva

-

Faculdade

01

-

Floresta

01

-

Guarujá

02

01

Interlagos

cadastro reserva

-

Juvinópolis

02

01

Los Angeles

cadastro reserva

-

Morumbi

01

-

Navegantes

cadastro reserva

-

Pacaembu

cadastro reserva

-

Palmeiras

01

-

Parque São Paulo

01

-

Parque Verde

cadastro reserva

-

Periollo

01

-

Rio do Salto

01

-

Santa Bárbara

cadastro reserva

-

Santa Cruz

01

-

Santa Felicidade

02

01

Santos Dumont

cadastro reserva

-

São Cristóvão

cadastro reserva

-

São Francisco

01

-

São João

01

-

São Salvador

01

-

Sede Alvorada

01

-

Vila Tolentino

cadastro reserva

-

XIV de Novembro

cadastro reserva

-

Agente de Combate às Endemias

Ensino Fundamental completo.

10

01

40 horas

765,16

Auxiliar de Serviços Gerais

6ª Série do Ens. Fundamental.

10

01

40 horas

540,60

Carpinteiro

Ensino Fundamental completo.

02

01

40 horas

540,60

Coveiro

4ª Série do Ens. Fundamental.

05

01

40 horas(3)

540,60

Marceneiro

Ensino Fundamental completo.

02

01

40 horas

540,60

Mecânico de Máquinas Agrícolas e Rodoviárias

Ensino Fundamental completo.

02

01

40 horas

1.120,25

Motorista I

Ensino Fundamental completo;

Possuir habilitação pelo DETRAN para dirigir veículos na categoria C ou superior.

10

01

40 horas

574,86

Operador de Motoniveladora

6ª Série do Ens. Fundamental;

Possuir habilitação pelo DETRAN para dirigir veículos na categoria C ou superior.

01

-

40 horas

925,84

Operador de Trator de Pneu

6ª Série do Ens. Fundamental;

Possuir habilitação pelo DETRAN para dirigir veículos na categoria C ou superior.

02

01

40 horas

632,36

Pedreiro

6ª Série do Ens. Fundamental

03

01

40 horas

540,60

Zelador

4ª Série do Ens. Fundamental

62

04

40 horas

540,60

CARGOS DE NÍVEL MÉDIO

CARGO

Requisitos

Total de Vagas

Carga Hor. Semanal

Venc. R$

G(1)

R.D.(2)

Agente Administrativo

Ensino Médio completo; Possuir conhecimentos na operação de computador, editor de textos e planilha eletrônica.

50

03

40 horas

739,64

Monitor Educacional

Ensino Médio completo, na modalidade Normal -Magistério; ou Ensino Superior em curso de Licenciatura Plena em Pedagogia - com habilitação para a Educação Infantil ou para as Séries Iniciais do Ensino Fundamental; ou Ensino Superior em curso de Licenciatura Plena em Normal Superior; ou

Programa de Capacitação em Serviço para a Docência das Séries Iniciais do Ensino Fundamental e da Educação Infantil, com Licenciatura Plena e habilitação nas Séries Iniciais, conforme legislação específica.

150

08

40 horas

1.082,90

Secretário de Escola

Ensino Médio completo;

Possuir conhecimentos na operação de computador, editos de textos e planilha eletrônica.

15

01

40 horas

739,64

Técnico em Edificações

Ensino Médio completo;

Possuir Curso Técnico em Edificações legalmente reconhecido;

Possuir conhecimentos na operação de computador, editor de textos, planilha eletrônica e sistema CAD;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

05

01

40 horas

1.191,23

Técnico em Enfermagem

Ensino Médio completo, mais Curso Técnico de Enfermagem legalmente reconhecido;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

25

01

30 horas(3)

895,01

Técnico em Laboratório de Análises Clínicas

Ensino Médio completo.

01

-

30 horas

984,45

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

CARGO

Requisitos

Total de Vagas

Carga Hor. Semanal

Venc. R$

G(1)

R.D.(2)

Administrador Hospitalar

Ensino Superior em Administração Hospitalar ou Ensino Superior em Administração/Administração de Empresas mais especialização em Administração Hospitalar;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

10

-

40 horas

2.194,96

Arquiteto

Ensino Superior em Arquitetura;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

05

01

40 horas

2.194,96

Assistente Social

Ensino Superior em Serviço Social;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

05

01

30 horas(3)

1.908,65

Dentista 40 horas

Ensino Superior em Odontologia;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

03

01

40 horas

3.792,78

Engenheiro Agrimensor

Ensino Superior em Engenharia de Agrimensura;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

01

-

40 horas

2.194,96

Engenheiro Civil

Ensino Superior em Engenharia Civil;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

05

01

40 horas

2.194,96

Engenheiro Eletricista

Ensino Superior em Engenharia Elétrica;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

01

-

40 horas

2.194,96

Fisioterapeuta

Ensino Superior em Fisioterapia;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

01

-

30 horas

1.908,65

Fonoaudiólogo

Ensino Superior em Fonoaudiologia;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

01

-

30 horas

1.908,65

Médico 40 horas:

Psiquiatra

Ensino Superior em Medicina mais especialização na área específica;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

03

-

40 horas(3)

11.074,40

Nutricionista

Ensino Superior em Nutrição;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

02

-

30 horas

1.908,65

Orientador Técnico Esportivo

Ensino Superior em Educação Física;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

05

01

20 horas

948,89

Procurador do Município

Ensino Superior em Direito;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

05

01

40 horas

2.194,96

Terapeuta Ocupacional

Ensino Superior em Terapia Ocupacional;

Possuir registro no Conselho de Classe específico.

01

-

30 horas

1.908,65

(1) Quadro geral de vagas, incluídas as vagas reservadas para candidatos portadores de necessidades especiais, as quais serão alocadas nas unidades do Município conforme demanda.

(2) Reserva de vagas para candidatos portadores de necessidades especiais.

(3) A carga horária poderá ser desempenhada em regime de escala, incluindo o período noturno, sábados, domingos e feriados.

1 DOS REQUISITOS PARA POSSE NO CARGO

1.1. O candidato deverá atender, cumulativamente, no ato da posse no cargo, aos seguintes requisitos:

1.1.1. Ser brasileiro nato, naturalizado ou gozar das prerrogativas de legislação que o habilite a participar do certame;

1.1.2. Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos;

1.1.3. Provar estar em dia com as obrigações eleitorais, comprovada mediante apresentação de certidão emitida pelo Cartório Eleitoral ou do comprovante de votação do último processo eleitoral;

1.1.4. Provar estar quite e dispensado do serviço militar obrigatório inicial, para os candidatos do sexo masculino;

1.1.5. Possuir documento oficial de identidade com fotografia;

1.1.6. Possuir comprovante da escolaridade exigida para o cargo público;

1.1.7. Não estar condenado por sentença criminal transitada em julgado e não cumprida, atestado por declaração assinada pelo candidato;

1.1.8. Não ter sido demitido do serviço público, atestado por declaração assinada pelo candidato;

1.1.9. Não estar aposentado em decorrência de cargo, função ou emprego público, de acordo com o previsto no §10 do artigo 37 da Constituição Federal, atestado por declaração assinada pelo candidato;

1.1.10. Não estar em exercício de cargo, função ou emprego público, ressalvado os casos previstos no inciso XVI do artigo 37 da Constituição Federal, atestado por declaração assinada pelo candidato;

1.1.11. Possuir habilitação legal para o exercício do cargo público pretendido;

1.1.12. Possuir registro no Conselho de Classe correspondente, quando o cargo assim o exigir;

1.1.13. Possuir comprovante de regularidade da última anuidade do Conselho de Classe correspondente, quando o cargo assim o exigir;

1.1.14. Apresentar certidão negativa de antecedentes criminais da Justiça Estadual e Federal, emitida há no máximo 90 (noventa) dias da data de publicação do edital de convocação;

1.1.15. Estar apto física e mentalmente para o exercício do cargo, comprovado mediante exame médico pré-admissional.

2 DA CONVALIDAÇÃO DAS INSCRIÇÕES

2.1. Ficam convalidadas as inscrições homologadas por meio do Edital de Concurso n.º 025/2010, de 26/02/2010, tornando automaticamente inscritos todos os candidatos inscritos e homologados no concurso público aberto pelo Edital n.º 001/2010.

2.2. Os candidatos que, em razão das novas normas estabelecidas no presente edital, desistirem de participar do concurso, deverão no período de 13 a 17/09/2010, requererem a devolução da taxa de inscrição, no Setor de Protocolo da Prefeitura Municipal de Cascavel, endereçada à Comissão Organizadora de Concursos, conforme anexo VIII - Requerimento de Devolução da Taxa de Inscrição, onde constará declaração firmada pelo interessado, solicitando sua desistência em concorrer neste concurso público.

2.2.1. O candidato deverá, obrigatoriamente, indicar no requerimento o nome do banco, agência e número da conta bancária para depósito do valor proveniente da devolução da taxa de sua inscrição, bem como, informar corretamente todos os demais dados nele solicitado.

2.2.2. O requerimento deverá, obrigatoriamente, estar acompanhado de cópia da carteira de identidade e do comprovante de inscrição do candidato.

2.2.3. O Município de Cascavel fará a devolução, preferencialmente, via depósito bancário, em conta corrente nominal do candidato solicitante, o qual será efetuado no prazo de até 30 (trinta) dias a contar da data do protocolo.

2.3. O candidato que residir fora do Município de Cascavel poderá solicitar a devolução via postal, devendo enviar o Requerimento de Devolução da Taxa de Inscrição - Anexo VIII, devidamente preenchido e assinado, observado o previsto no item 2.2. e seus subitens, devendo ser postado dentro do prazo de 13 a 17/09/2010.

3 DAS INSCRIÇÕES

3.1. As inscrições poderão ser realizadas por meio da Internet, de acordo com o subitem 3.2 deste Edital, no período de 08h30 do dia 13/09/2010 até as 23h59 do dia 17/09/2010 (horário de Brasília) ou pessoalmente, conforme subitem 3.3 deste Edital, no andar térreo da Prefeitura Municipal de Cascavel, situada na Rua Paraná, 5000, Centro, de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 17h.

3.2. INSCRIÇÕES PELA INTERNET: Para inscrever-se via internet, o candidato deverá acessar o endereço eletrônico www.saber.srv.br e efetuar sua inscrição conforme os procedimentos estabelecidos a seguir:

3.2.1. Ler atentamente este Edital de Concurso e anexos, sendo que, antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá certificar-se de que possui todos os requisitos exigidos para investidura no cargo.

3.2.2. Preencher corretamente o formulário de inscrição, conferir e transmitir os dados pela Internet.

3.2.3. Imprimir o comprovante de inscrição e o boleto bancário para pagamento da taxa de inscrição correspondente, que poderá ser efetuado em qualquer agência bancária, preferencialmente nas Casas Lotéricas.

3.2.4. Para a inscrição via internet não será exigido o envio de qualquer documentação à Prefeitura Municipal de Cascavel, salvo nos casos previstos nos subitens 3.7 e 3.14 deste Edital.

3.3. INSCRIÇÕES PRESENCIAIS: Serão disponibilizados terminais de computador com acesso à internet e pessoal capacitado para a realização das inscrições dos candidatos, sendo que, no período das inscrições, o candidato deverá:

3.3.1. Ler atentamente este Edital de Concurso e anexos, sendo que, antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá certificar-se de que possui todos os requisitos exigidos para investidura no cargo.

3.3.2. Apresentar-se no andar térreo da Prefeitura Municipal de Cascavel, situada na Rua Paraná, 5000, Centro, munido de CPF e documento oficial de identidade com foto. São considerados documentos oficiais de identidade para fins deste Edital a Carteira de Identidade, a Carteira de Identidade Profissional, a Carteira Nacional de Habilitação com foto ou a Carteira de Trabalho e Previdência Social.

3.3.3. Conferir e assinar o formulário de inscrição, o qual será emitido em 01 (uma) via e entregue ao candidato.

3.4. O candidato deverá efetuar o pagamento da importância referente à taxa de inscrição no prazo máximo de 02 (dois) dias, a contar da realização da inscrição, limitado à 20/09/2010.

3.4.1. Caso ocorra a expiração do prazo estabelecido para o pagamento, o candidato deverá acessar sua ficha de inscrição na Internet e emitir novo boleto bancário ou procurar o posto de atendimento na Prefeitura Municipal de Cascavel até o dia 20/09/2010, nos horários previstos no subitem 3.1.

3.4.2. Serão tornadas sem efeito as solicitações de inscrições cujos pagamentos forem efetuados após o prazo estabelecido no subitem 3.4.

3.5. As inscrições somente serão efetivadas após a confirmação, por meio de compensação bancária, do pagamento da taxa de inscrição.

3.6. A taxa de inscrição será de:

CARGOS

VALOR INSCRIÇÃO

Administrador Hospitalar

R$ 62,10

Agente Administrativo

R$ 20,90

Agente Comunitário de Saúde

R$ 16,20

Agente de Combate às Endemias

R$ 15,30

Arquiteto

R$ 62,10

Assistente Social

R$ 54,00

Auxiliar de Serviços Gerais

R$ 15,30

Carpinteiro

R$ 15,30

Coveiro

R$ 15,30

Dentista 40 horas

R$ 80,00

Engenheiro Agrimensor

R$ 62,10

Engenheiro Civil

R$ 62,10

Engenheiro Eletricista

R$ 62,10

Fisioterapeuta

R$ 54,00

Fonoaudiólogo

R$ 54,00

Marceneiro

R$ 15,30

Mecânico de Máquinas Agrícolas e Rodoviárias

R$ 31,00

Médico 40 horas - Psiquiatra

R$ 80,00

Monitor Educacional

R$ 30,60

Motorista I

R$ 16,20

Nutricionista

R$ 54,00

Operador de Motoniveladora

R$ 26,20

Operador de Trator de Pneu

R$ 17,80

Orientador Técnico Esportivo

R$ 26,80

Pedreiro

R$ 15,30

Procurador do Município

R$ 62,10

Secretário de Escola

R$ 20,90

Técnico em Edificações

R$ 33,70

Técnico em Enfermagem

R$ 25,30

Técnico em Laboratório de Análises Clínicas

R$ 27,80

Terapeuta Ocupacional

R$ 54,00

Zelador

R$ 15,30

3.7. Será concedida isenção da taxa de inscrição nos seguintes casos:

3.7.1. Aos candidatos doadores voluntários de sangue, que comprovarem ter doado sangue ao Banco de Sangue de Cascavel ou ao Banco de Sangue do Hospital Universitário de Cascavel, nos 06 (seis) meses antecedentes ao início das inscrições deste concurso público, isto é, no período de 13/03/2010 a 12/09/2010, conforme disposto na Lei Municipal n.º 3.809/2004.

3.7.1.1. O requerimento de isenção da taxa de inscrição, anexo V deste Edital, juntamente com o original ou a cópia autenticada do comprovante de doação de sangue deverão ser protocolados no posto de atendimento das inscrições, na Prefeitura Municipal de Cascavel, endereçado à Comissão Organizadora de Concursos, até as 17h do dia 20/09/2010.

3.7.1.2. Serão aceitos como comprovante de doação de sangue a carteira de doador, certidão, declaração ou atestado emitido pelos órgãos citados no subitem 3.7.1 devidamente assinados pelo responsável.

3.7.2. Aos candidatos desempregados, comprovado por meio da Carteira de Trabalho, cadastrados na Agência do Trabalhador do Município de Cascavel, que comprovem consumo de até 100KW/mês de energia elétrica e de até 10m3/mês de consumo de água, devendo comprovar, ainda, domicílio eleitoral no Município de Cascavel de no mínimo 90 (noventa) dias.

3.7.2.1. O candidato deverá declarar sua condição de desempregado em documento próprio, anexo V deste edital, no posto de atendimento das inscrições, na Prefeitura Municipal de Cascavel, endereçado à Comissão Organizadora de Concursos, até às 17h do dia 20/09/2010, juntamente com os seguintes documentos comprobatórios:

3.7.2.1.1. Original e cópia da Carteira de Trabalho, da página que consta o número e qualificação, da página de registro do último emprego e, ainda, da página que consta o carimbo com o cadastro na Agência do Trabalhador;

3.7.2.1.2. Original ou cópia autenticada das faturas das contas de luz e água, do mês que antecedeu a publicação do Edital de Abertura do Concurso;

3.7.2.1.2.1.Caso o candidato seja inquilino no imóvel em que reside, este deverá apresentar juntamente com as faturas supra citadas, declaração do proprietário do imóvel ou da imobiliária responsável, com assinaturas devidamente reconhecidas, informando que é morador do imóvel;

3.7.2.1.3. Quitação eleitoral emitida pelo Tribunal Superior Eleitoral - TSE, que comprove seu domicílio eleitoral há no mínimo 90 (noventa) dias a contar da data de publicação do Edital de Abertura do Concurso.

3.7.2.1.3.1.Poderá ser apresentado o documento de quitação eleitoral emitido via internet pelo site do Tribunal Superior Eleitoral - TSE, www.tse.gov.br.

3.7.3. Caso o pedido de isenção da taxa de inscrição seja indeferido pela Comissão Organizadora dos Concursos, o candidato terá o prazo de 48 (quarenta e oito) horas, contadas da publicação da decisão no Órgão Oficial de Imprensa do Município, para fazer o recolhimento da respectiva taxa de inscrição, sob pena de não ter sua inscrição homologada.

3.8. Não serão devolvidos valores referentes à taxa de inscrição, sob nenhuma hipótese, salvo o previsto no item 2 deste Edital.

3.9. Os candidatos ao cargo de Agente Comunitário de Saúde deverão inscrever-se no concurso público para a área de atuação, a qual deverá coincidir com sua área de residência, sendo observados, rigorosamente, os limites da área pretendida, conforme especificado no Anexo III - Mapas Representativos das Áreas de Atuação do Agente Comunitário de Saúde e Anexo IV - Descrições das Áreas de Atuação do Agente Comunitário de Saúde.

3.10. Os candidatos poderão se inscrever para mais de um cargo constante neste Edital, desde que não haja coincidência de data e/ou horário de realização das provas.

3.10.1. Em hipótese alguma poderá haver alteração da inscrição. O candidato que, após efetuado o pagamento, desejar alterar o cargo, poderá fazê-lo somente mediante preenchimento e pagamento de nova inscrição.

3.10.2. O candidato que inscrever-se para mais de um cargo, cujas provas sejam realizadas no mesmo turno, terá suas inscrições homologadas, devendo o candidato fazer a opção por um dos cargos no momento da realização da prova.

3.11. Depois de efetivada a inscrição, somente poderão ser alterados dados pessoais do candidato, em caso de incorreção, mediante protocolo endereçado à Comissão Organizadora de Concursos, ou no dia de realização da prova escrita, mediante registro na Ata de Sala.

3.12. Ao inscrever-se o candidato se responsabilizará pela veracidade e exatidão das informações prestadas, aceitando de forma irrestrita as condições contidas neste Edital, não podendo delas alegar desconhecimento.

3.13. O Município de Cascavel e o Instituto Superior de Educação, Tecnologia e Pesquisa não se responsabilizarão por solicitações de inscrições via Internet não recebidas em virtude de falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, falta de energia elétrica ou outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência dos dados.

3.14. Os candidatos portadores de necessidades especiais deverão protocolar até as 17h do dia 20/09/2010, na Prefeitura Municipal de Cascavel, endereçada à Comissão Organizadora de Concursos, solicitação de reserva de vagas, conforme anexo VI, acompanhada de laudo médico, original ou cópia autenticada, atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde - CID, com a provável causa da deficiência, nos termos da Lei Municipal n.º 3.728/2003 e Decreto Federal n.º 3.298/1999.

3.14.1.Caso julgue necessário, a Equipe Multiprofissional poderá solicitar exames e/ou laudos complementares, cujos custos deverão ser arcados pelos candidatos.

3.14.2.Não serão aceitos laudos médicos emitidos há mais de 90 (noventa) dias da data de publicação deste Edital.

3.14.3.Os laudos médicos protocolados não serão devolvidos aos candidatos.

3.14.4. A Comissão Organizadora de Concursos publicará aviso de homologação das inscrições no Órgão Oficial de Imprensa do Município e divulgará a relação das inscrições homologadas sites www.saber.srv.br e www.cascavel.pr.gov.br/servicos/concurso/index.php.

4 DAS VAGAS DESTINADAS A CANDIDATOS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS

4.1. É assegurado o direito de inscrição no Concurso de que trata este Edital às pessoas portadoras de necessidades especiais, em igualdade de condições com os demais candidatos, para provimento de cargos cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que sejam portadores, nos termos da Lei Municipal n.º 3.728/2003 e do Decreto Federal n.º 3.298/1999.

4.2. São reservadas 5% (cinco por cento) das vagas abertas por este Edital aos portadores de necessidades especiais, de conformidade com o inciso VIII do artigo 37 da Constituição Federal e com a Lei Municipal n.º 3.728/2003.

4.3. O direito de concorrer à reserva de vagas será definido pela Equipe Multiprofissional que, após avaliação do laudo médico, protocolado conforme previsto no subitem 3.14, deliberará se o candidato com deficiência atende aos critérios estabelecidos na Lei Municipal n.º 3.728/2003 e no Decreto Federal n.º 3.298/1999.

4.4. Caso o candidato inscrito como portador de necessidades especiais não se enquadre nas categorias definidas na Lei Municipal n.º 3.728/2003 e Decreto Federal n.º 3.298/1999, a homologação de sua inscrição se dará na listagem geral de candidatos e não na listagem específica para os portadores de necessidades especiais.

4.5. O candidato não terá direito à reserva de vagas, caso não apresente o laudo médico e/ou os exames complementares, nos termos do subitem 3.14.

4.6. O candidato portador de necessidades especiais que necessitar de adaptação e/ou condições especiais para a realização das provas escritas deverá requerê-las à Comissão Organizadora de Concursos, por meio de formulário específico, constante no Anexo VI, até o dia 20/09/2010, com justificativa acompanhada de parecer emitido por especialista da área de sua deficiência, indicando os recursos necessários para a realização das provas, nos termos da Lei Municipal n.º 3.728/2003.

4.6.1. O candidato aprovado na primeira etapa (prova escrita) e convocado para a realização da prova prática, poderá requerer adaptação e/ou condições especiais para a realização das mesmas em até 03 (três) dias úteis, a contar da data de divulgação do Edital de Convocação para a respectiva prova.

4.6.2. O atendimento às condições solicitadas ficará sujeito à análise da Equipe Multiprofissional quanto à necessidade e razoabilidade do pedido.

4.6.3. Não serão aceitos documentos enviados via postal, correio eletrônico ou via fax.

4.7. Os candidatos portadores de necessidades especiais participarão da seleção em igualdade de condições com os demais candidatos no que se refere às etapas do concurso, ao conteúdo das provas, aos critérios de aprovação, ao horário e local de aplicação das provas e à pontuação mínima exigida.

4.8. Na falta de candidatos aprovados para as vagas reservadas a portadores de necessidades especiais, estas serão preenchidas pelos demais candidatos, com estrita observância da ordem de classificação.

4.9. A não observância, pelo candidato, de quaisquer das disposições previstas no item 4 e seus subitens deste Edital, implicará na perda do direito de concorrer às vagas reservadas a portadores de necessidades especiais.

5 DAS ETAPAS DO CONCURSO

5.1. O concurso será constituído das seguintes etapas:

- PROVA ESCRITA, de caráter eliminatório e classificatório, onde será avaliado os conhecimentos gerais e específicos, devendo a prova objetiva de múltipla escolha ser aplicada para todos os candidatos e o texto dissertativo para os candidatos dos cargos de Agente Administrativo e Monitor Educacional, conforme previsto no item 5.2;

- PROVA PRÁTICA, de caráter eliminatório e classificatório, a ser aplicada aos candidatos aprovados na primeira etapa (prova escrita), para os cargos de Carpinteiro, Coveiro, Marceneiro, Mecânico de Máquinas Agrícolas e Rodoviárias, Motorista I, Operador de Motoniveladora, Operador de Trator de Pneu, Pedreiro, Técnico em Edificações e Procurador do Município;

- EXAME MÉDICO PRÉ-ADMISSIONAL, de caráter eliminatório, a ser aplicado a todos os candidatos aprovados nas etapas anteriores e convocados para posse no cargo.

5.2. DA PROVA ESCRITA

5.2.1. A prova escrita será realizada no dia 10/10/2010, sendo que os horários e locais de realização serão divulgados em edital, a ser publicado no Órgão Oficial de Imprensa do Município e disponibilizado nos sites www.saber.srv.br e www.cascavel.pr.gov.br/servicos/concurso/index.php.

5.2.2. As provas escritas para os cargos de Auxiliar de Serviços Gerais, Carpinteiro, Coveiro, Marceneiro, Mecânico de Máquinas Agrícolas e Rodoviárias, Operador de Motoniveladora, Operador de Trator de Pneu, Pedreiro e Zelador serão compostas de 30 (trinta) questões objetivas, de múltipla escolha, com 05 (cinco) alternativas diferentes, sendo apenas uma correta, com pesos iguais entre si, conforme segue:

CONTEÚDO

QDE. DE QUESTÕES

TOTAL

Língua Portuguesa

10

30

Matemática

10

Conhecimentos Específicos

10

5.2.3. As provas escritas para os cargos de Agente Comunitário de Saúde, Agente de Combate às Endemias e Motorista I, serão compostas de 40 (quarenta) questões objetivas, de múltipla escolha, com 05 (cinco) alternativas diferentes, sendo apenas uma correta, conforme segue:

CONTEÚDO

QDE. DE QUESTÕES

PESO

TOTAL

Língua Portuguesa

10

02

20

Matemática

10

02

20

Conhecimentos Específicos

20

03

60

TOTAL

40

-

100

5.2.4. A prova escrita para o cargo de Agente Administrativo será composta de 50 (cinquenta) questões objetivas, de múltipla escolha, com 05 (cinco) alternativas diferentes, sendo apenas uma correta, com pesos iguais entre si, e da redação de uma correspondência oficial, conforme segue:

CONTEÚDO

QDE. DE QUESTÕES

TOTAL

Matemática

07

11,20

Língua Portuguesa

10

16,00

Noções de Informática

13

20,80

Noções de Direito Constitucional e Administrativo

07

11,20

Conhecimentos Específicos

13

20,80

TOTAL

50

80

REDAÇÃO DE CORRESPONDÊNCIA OFICIAL

-

20

TOTAL PROVA ESCRITA

 

100

5.2.4.1. Somente será corrigida a Correspondência dos candidatos que obtiverem o mínimo de 60% (sessenta por cento) de aproveitamento dos pontos na Prova Escrita Objetiva.

5.2.4.2. A Correspondência deverá ser constituída de um texto, com no mínimo 10 (dez) e no máximo 15 (quinze) linhas, sendo considerados, na correção, a capacidade de estruturação lógica do texto, a coerência entre a fundamentação e a conclusão, a clareza e objetividade da exposição e o domínio da norma culta na modalidade escrita do idioma. Será atribuída nota 0 (zero) ao texto desenvolvido em desacordo com o modelo proposto.

5.2.5. A prova escrita para o cargo de Monitor Educacional será composta de 40 (quarenta) questões objetivas, de múltipla escolha, com 05 (cinco) alternativas diferentes, sendo apenas uma correta e da produção de um texto dissertativo (redação), conforme segue:

CARGO: MONITOR EDUCACIONAL

CONHECIMENTOS GERAIS

QDE. DE QUESTÕES

PESO

TOTAL

Ciências

05

1,8

09

Geografia

05

1,8

09

História

05

1,8

09

Língua Portuguesa

05

1,8

09

Matemática

05

1,8

09

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

 

 

 

Noções de higiene, primeiros socorros e cuidados infantis.

05

03

15

Fundamentos da Educação

10

02

20

TOTAL

40

-

80

TEXTO DISSERTATIVO (REDAÇÃO)

-

-

20

TOTAL PROVA ESCRITA

-

-

100

5.2.5.1. Somente será corrigido o Texto Dissertativo (Redação) dos candidatos que obtiverem o mínimo de 60% (sessenta por cento) de aproveitamento dos pontos na Prova Escrita Objetiva.

5.2.5.2. A Redação deverá ser constituída de texto dissertativo, com no mínimo 30 (trinta) e no máximo 40 (quarenta) linhas, versando sobre tema da atualidade, sendo considerados, na correção, a capacidade de estruturação lógica do texto, a coerência entre a fundamentação e a conclusão, a clareza da exposição e o domínio da norma culta na modalidade escrita do idioma. Será atribuída nota 0 (zero) à dissertação desenvolvida em desacordo com o tema proposto.

5.2.6. As provas escritas para os cargos de Secretário de Escola e Técnico em Laboratório de Análises Clínicas serão compostas de 50 (cinquenta) questões objetivas, de múltipla escolha, com 05 (cinco) alternativas diferentes, sendo apenas uma correta, com pesos iguais entre si, conforme segue:

CONTEÚDO

QDE. DE QUESTÕES

TOTAL

Língua Portuguesa

10

20

Matemática

10

20

Noções de Informática

10

20

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

 

 

Conhecimentos específicos do cargo

20

40

TOTAL

50

100

5.2.7. As provas escritas para os cargos de Técnico em Edificações e Técnico em Enfermagem serão compostas de 50 (cinquenta) questões objetivas, de múltipla escolha, com 05 (cinco) alternativas diferentes, sendo apenas uma correta, com pesos iguais entre si, conforme segue:

CONTEÚDO

QDE. DE QUESTÕES

TOTAL

Língua Portuguesa

10

50

Matemática

10

Conhecimentos Específicos

30

5.2.8. As provas escritas para os cargos de Administrador Hospitalar, Assistente Social, Dentista 40 horas, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Médico 40 horas - Psiquiatra, Nutricionista e Terapeuta Ocupacional serão compostas de 50 (cinquenta) questões objetivas, de múltipla escolha, com 05 (cinco) alternativas diferentes, sendo apenas uma correta, com pesos iguais entre si, conforme segue:

CONTEÚDO

QDE. DE QUESTÕES

TOTAL

Conhecimentos Gerais

15

50

Conhecimentos Específicos

35

5.2.9. As provas escritas para os cargos de Arquiteto, Engenheiro Agrimensor, Engenheiro Civil, Engenheiro Eletricista, Orientador Técnico Esportivo e Procurador do Município, serão compostas de 50 (cinquenta) questões objetivas, de conhecimentos específicos dos cargos e respectivas especialidades, de múltipla escolha, com 05 (cinco) alternativas diferentes, sendo apenas uma correta, com pesos iguais entre si.

5.2.10. A nota máxima será de 100 (cem) pontos, exigindo-se, para aprovação, no mínimo 60% (sessenta por cento) de aproveitamento, isto é, 60 (sessenta) pontos.

5.2.10.1. Para os candidatos inscritos para os cargos de Agente Administrativo e Monitor Educacional, a aprovação se dará mediante o seguinte aproveitamento:

5.2.10.1.1. No mínimo 60% (sessenta por cento) de aproveitamento na prova escrita objetiva; e

5.2.10.1.2. No mínimo 60% (sessenta por cento) de aproveitamento no texto dissertativo, para o cargo de Monitor Educacional;

5.2.10.1.3. No mínimo 60% (sessenta por cento) de aproveitamento na redação da correspondência oficial, para o cargo de Agente Administrativo.

5.2.10.2. O resultado da prova escrita será apresentado com duas casas decimais, arredondando-se o número para cima caso o algarismo da terceira casa decimal seja igual ou superior a cinco.

5.2.11. Compõem este Edital os seguintes anexos, os quais serão disponibilizados nos sites www.saber.srv.br e www.cascavel.pr.gov.br/servicos/concurso/index.php:

- Descrição das atividades dos cargos - Anexo I;

- Conteúdos programáticos das provas escritas - Anexo II;

- Mapas representativos das área de atuação do Agente Comunitário de Saúde - Anexo III;

- Descrições das áreas de atuação do Agente Comunitário de Saúde - Anexo IV;

- Requerimento de Isenção da Taxa de Inscrição - Anexo V;

- Requerimento de Reserva de Vagas para os candidatos portadores de necessidades especiais - Anexo VI;

- Formulário de Recurso - Anexo VII.

- Requerimento de Devolução da Taxa de Inscrição - Anexo VIII

5.2.12. As provas escritas dos cargos de Agente Comunitário de Saúde, Agente de Combate às Endemias, Auxiliar de Serviços Gerais, Carpinteiro, Coveiro, Marceneiro, Mecânico de Máquinas Agrícolas e Rodoviárias, Motorista I, Operador de Motoniveladora, Operador de Trator de Pneu, Pedreiro e Zelador terão a duração de 03 (três) horas e 30 (trinta) minutos, contadas a partir da autorização dada pelo fiscal de sala para início das mesmas.

5.2.13. As provas escritas dos cargos de Administrador Hospitalar, Agente Administrativo, Arquiteto, Assistente Social, Dentista 40 horas, Engenheiro Agrimensor, Engenheiro Civil, Engenheiro Eletricista, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Médico 40 horas - Psiquiatra, Monitor Educacional, Nutricionista, Orientador Técnico Esportivo, Procurador do Município, Secretário de Escola, Técnico em Enfermagem, Técnico em Edificações, Técnico em Laboratório de Análises Clínicas e Terapeuta Ocupacional, terão a duração de 04 (quatro) horas e 30 (trinta) minutos, contadas a partir da autorização dada pelo fiscal de sala para início das mesmas.

5.2.14. O candidato deverá comparecer ao local da prova escrita munido do comprovante de inscrição e caneta esferográfica azul ou preta, sendo imprescindível a apresentação de qualquer um dos documento citados no subitem 5.4.1, para ingresso à sala de provas.

5.2.15. O candidato não poderá ausentar-se da sala durante a realização da prova escrita, a não ser momentaneamente, em casos especiais e na companhia de um fiscal itinerante.

5.2.16. O candidato impossibilitado fisicamente de comparecer ao local de realização da prova escrita deverá protocolar, na Prefeitura Municipal de Cascavel, no mínimo 03 (três) dias úteis antes do horário marcado para início da prova, endereçada à Comissão Organizadora de Concursos, solicitação para constituição de banca especial, devidamente acompanhada de atestado ou laudo médico que comprove a impossibilidade de locomoção, devendo a prova ser aplicada na mesma data e horário dos demais candidatos e, em endereço conforme solicitado pelo candidato, desde que, este seja dentro dos limites do Município de Cascavel.

5.2.17. O cartão de respostas será considerado como único e definitivo documento para efeito de correção da prova escrita objetiva, devendo ser assinado e preenchido corretamente pelo candidato, de acordo com as instruções contidas na capa da prova e/ou no cartão de respostas, não podendo haver substituição em virtude de erro ou rasura do candidato.

5.2.17.1. Não serão computadas as questões não assinaladas, assim como aquelas que contenham mais de uma resposta ou, ainda, que contenham emenda, rasura ou preenchidas fora do padrão estabelecido no cartão de respostas, ainda que legíveis, sendo de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos de marcações feitas incorretamente no cartão de respostas.

5.2.18. No decorrer da prova, se o candidato observar qualquer anormalidade gráfica de alguma questão, poderá solicitar ao fiscal de sala o registro na ata de sala, a qual será encaminhada para análise da Comissão Organizadora de Concursos.

5.2.18.1. Se da análise das atas de sala resultar anulação de questões, os pontos correspondentes serão atribuídos a todos os candidatos, independentemente da formulação de recursos.

5.2.18.2. Se da análise das atas de sala resultar alteração do gabarito preliminar, essa alteração valerá para todos os candidatos, independentemente da formulação de recursos.

5.2.19. Ao término da prova, os candidatos poderão levar o caderno de prova, respeitado o previsto no subitem 5.2.20.

5.2.20. O candidato deverá permanecer obrigatoriamente na sala de prova por, no mínimo, uma hora após o início da mesma, sob pena de eliminação do concurso.

5.2.21. Durante a realização das provas não serão permitidas consultas de qualquer natureza, uso de telefone celular, óculos escuros, fones de ouvido, chapéus, bonés ou quaisquer outros aparelhos eletrônicos ou similares.

5.2.22. Ao final da prova escrita, os fiscais de sala, juntamente com os dois últimos candidatos que terminarem a prova e um membro da coordenação do concurso, deverão finalizar os trabalhos da sala, lacrando e assinando os envelopes que guardarão os cartões de resposta e as Atas de Sala.

5.3. DA PROVA PRÁTICA

5.3.1. Participarão da prova prática os candidatos inscritos para os cargos de Carpinteiro, Coveiro, Marceneiro, Mecânico de Máquinas Agrícolas e Rodoviárias, Motorista I, Operador de Motoniveladora, Operador de Trator de Pneu, Pedreiro, Técnico em Edificações e Procurador do Município, classificados na primeira etapa do concurso (prova escrita), sendo que as datas, horários e locais de realização das provas serão divulgados em edital a ser publicado no Órgão Oficial de Imprensa do Município, nos sites www.saber.srv.br e www.cascavel.pr.gov.br/servicos/concurso/index.php.

5.3.2. Será considerado aprovado na prova prática o candidato que obtiver no mínimo 60 (sessenta) pontos nesta etapa.

5.3.3. As provas práticas terão a seguinte composição:

5.3.3.1. Para o cargo de Carpinteiro, Marceneiro e Mecânico de Máquinas Agrícolas e Rodoviárias, a prova prática consistirá no desenvolvimento de atividades práticas, na presença de examinadores, abrangendo os conhecimentos necessários aos profissionais no exercício do cargo, onde serão avaliados os seguintes itens:

a) Organização do trabalho;

b) Uso correto de instrumentos e equipamentos;

c) Habilidade e destreza no desenvolvimento das tarefas;

d) Conhecimento prático sobre as atividades desenvolvidas.

5.3.3.2. Para o cargo de Coveiro e Pedreiro a prova prática consistirá no desenvolvimento de atividades práticas, na presença de examinadores, abrangendo os conhecimentos necessários aos profissionais no exercício do cargo, onde serão avaliados os seguintes itens:

a) Preparação de massa;

b) Alinhamento e levantamento de paredes de tijolos;

c) Reboco e calfinamento de paredes;

d) Assentamento de pisos e revestimentos;

e) Uso correto de instrumentos e equipamentos;

f) Outras atividades relativas à função.

5.3.3.3. Para o cargo de Motorista I a prova prática consistirá de teste de direção veicular, na presença de examinadores, em percurso a ser determinado no momento da prova, com duração máxima de trinta (30) minutos, onde serão avaliados os seguintes itens: verificação das condições do veículo, partida e parada, uso do câmbio e dos freios, localização do veículo na pista, observação de normas e das placas de sinalização, velocidade desenvolvida, obediência às situações do trajeto e colocação em vaga (baliza).

5.3.3.3.1.A prova prática será valorada da seguinte forma: o candidato inicia com 100 (cem) pontos, sendo-lhe subtraído o somatório dos pontos perdidos relativos às faltas cometidas durante a realização da prova, sendo sua pontuação final calculada de acordo com a fórmula abaixo:

Pontuação da Prova Prática = (100 pontos - Σ PP), sendo "Σ PP" = somatória dos pontos perdidos.

5.3.3.3.1.1. Os candidatos quando convocados para a realização da prova prática, deverão comparecer ao local designado munidos da Carteira Nacional de Habilitação - CNH com foto, original ou fotocópia autenticada, dentro do prazo de validade, observando, ainda, a categoria mínima exigida para o cargo, sendo que a não observância desses critérios implicará na eliminação do candidato.

5.3.3.3.1.2. Nos casos em que o candidato possuir a CNH sem foto (modelo antigo), este deverá apresentar, também, documento de identidade com foto, conforme previsto nos subitens 5.4.1, 5.4.1.1 e 5.4.1.2 deste Edital.

5.3.3.4. O candidato deverá fazer uso de óculos ou lentes de contato, quando houver tal exigência na Carteira Nacional de Habilitação, não sendo permitida a realização da prova sem tais acessórios, implicando o descumprimento desta exigência na eliminação do candidato do concurso.

5.3.3.5. Para os cargos de Operador de Motoniveladora e Operador de Trator de Pneu, a prova prática consistirá na operação da máquina específica, na presença de examinadores, em tarefa a ser determinada no momento da prova, com duração máxima de 20 (vinte) minutos, onde serão avaliados os seguintes itens:

a) Verificação das condições da máquina;

b) Verificação dos itens e procedimentos de segurança;

c) Partida, movimentação e parada;

d) Uso dos instrumentos de manuseio, e

e) Obediência às situações do trajeto.

5.3.3.5.1.Os candidatos aos cargos de Operador de Motoniveladora e Operador de Trator de Pneu, quando convocados para a realização das provas práticas deverão comparecer ao local designado munidos da Carteira Nacional de Habilitação - CNH com foto, original ou fotocópia autenticada, dentro do prazo de validade, observando, ainda, a categoria mínima exigida para os cargos, sendo que a não observância desses critérios implicará na eliminação do candidato.

5.3.3.5.2. Nos casos em que o candidato possuir a CNH sem foto (modelo antigo), este deverá apresentar, também, documento de identidade com foto, conforme previsto nos itens 5.4.1, 5.4.1.1 e 5.4.1.2 deste Edital.

5.3.3.5.3. O candidato deverá fazer uso de óculos ou lentes de contato, quando houver tal exigência na Carteira Nacional de Habilitação, não sendo permitida a realização da prova sem tais acessórios, implicando o descumprimento desta exigência na eliminação do candidato do concurso.

5.3.3.6. Para o cargo de Técnico em Edificações a prova prática consistirá na operação do sistema de CAD.

5.3.3.7. Para o cargo de Procurador do Município a prova prática será composta de 03 (três) questões dissertativas e redação de peça processual.

5.3.4. Os horários, datas e locais, bem como os demais critérios de avaliação das provas práticas serão divulgados em edital específico, por ocasião da convocação dos candidatos para realização desta etapa.

5.4. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SOBRE AS ETAPAS DO CONCURSO

5.4.1. Para fins deste Edital, considera-se documento oficial de identificação a Carteira de Identidade, a Carteira de Identidade Profissional, a Carteira Nacional de Habilitação com foto ou a Carteira de Trabalho e Previdência Social.

5.4.1.1. Os documentos deverão estar em perfeitas condições, de forma a permitir, com clareza, a identificação do candidato.

5.4.1.2. O candidato impossibilitado de apresentar, no dia da aplicação das provas, documento de identificação original, por motivo de perda, furto ou roubo, deverá apresentar documento que ateste o registro de ocorrência em órgão policial emitido há no máximo 180 (cento e oitenta) dias a contar da data de realização das provas, e cópia do documento de identificação.

5.4.2. Não haverá possibilidade de constituição de banca especial para a realização da prova prática.

5.4.3. É de inteira responsabilidade do candidato a correta identificação dos locais de aplicação das provas e o comparecimento nos dias e horários determinados.

5.4.4. Em nenhuma hipótese haverá segunda chamada para realização das provas, seja qual for o motivo alegado pelo candidato, importando a ausência na sua eliminação do concurso.

5.4.5. O candidato deverá assinar lista de presença em todas as etapas do concurso, sob pena de ser considerado ausente.

5.4.6. Não será permitida a permanência de acompanhante do candidato ou de pessoas estranhas ao concurso nas dependências do local de aplicação das provas, salvo na hipótese prevista no subitem 5.4.7.

5.4.7. A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas deverá levar um acompanhante, o qual ficará em local reservado e será responsável pela guarda da criança.

5.4.8. Não haverá compensação do tempo de amamentação no tempo de duração das provas.

5.4.9. Terá sua prova anulada e será automaticamente eliminado do Concurso o candidato que durante a realização das provas:

a) for surpreendido, em ato flagrante, comunicando-se com outro candidato ou utilizando-se de consultas a equipamentos ou aparelhos eletrônicos não permitidos, quando da realização da prova escrita;

b) comparecer ao local das provas embriagado ou praticar quaisquer atos que venham a perturbar a ordem normal dos trabalhos;

c) utilizar-se de quaisquer recursos ilícitos ou fraudulentos;

d) for descortês para com quaisquer dos examinadores, coordenadores, fiscais ou autoridades presentes;

e) for responsável por falsa identificação pessoal.

5.4.10. Ao término das provas, o candidato deverá deixar imediatamente o recinto, respeitado o previsto no subitem 5.2.20, sendo terminantemente proibido fazer contato com candidatos que ainda não tenham terminado a prova, sob pena de ser excluído do concurso.

5.4.11. Os examinadores designados terão autonomia na elaboração e julgamento das provas.

5.5. DO EXAME MÉDICO PRÉ-ADMISSIONAL

5.5.1. O exame médico pré-admissional, de caráter eliminatório, tem a finalidade de verificar as condições físicas e mentais necessárias ao desempenho das funções do cargo público postulado e será realizado pela Divisão de Medicina e Segurança do Trabalho da Prefeitura Municipal de Cascavel, consistindo em exame médico clínico e, se necessário, exames complementares.

5.5.1.1. Quando exigidos exames complementares, para melhor comprovar o estado físico e de saúde do candidato, fica este obrigado a cumprir os prazos que forem estabelecidos pelo Médico do Trabalho do Município para a entrega dos respectivos resultados, sob pena de ser eliminado do concurso público.

5.5.2. O candidato será submetido ao exame médico pré-admissional após sua convocação para a posse e comprovação dos requisitos exigidos para o cargo, sendo considerado inapto nessa etapa o candidato que tiver condição física e/ou de saúde incompatível com o cargo público, devidamente atestado pelo Médico do Trabalho.

5.5.3. Será eliminado do concurso público o candidato que não comparecer no dia, horário e local determinados para realização do exame médico pré-admissional ou que for considerado inapto nessa etapa.

5.5.3.1. Não haverá segunda chamada para realização do exame médico pré-admissional, seja qual for o motivo alegado para justificar o atraso ou ausência do candidato.

6 DA CLASSIFICAÇÃO

6.1. Serão considerados aprovados no concurso os candidatos que obtiverem no mínimo 60% (sessenta por cento) de aproveitamento na prova escrita, no mínimo 60% (sessenta por cento) de aproveitamento na prova prática, quando houver e forem considerados aptos no exame médico pré-admissional.

6.1.1. Quanto aos candidatos inscritos para o cargo de Monitor Educacional, serão considerados aprovados, em relação à prova escrita, os que obtiverem, no mínimo, 60% (sessenta por cento) de aproveitamento na prova escrita objetiva e no mínimo 60% (sessenta por cento) de aproveitamento no texto dissertativo (redação).

6.1.2. Quanto aos candidatos inscritos para o cargo de Agente Administrativo, serão considerados aprovados, em relação à prova escrita, os que obtiverem, no mínimo, 60% (sessenta por cento) de aproveitamento na prova escrita objetiva e no mínimo 60% (sessenta por cento) de aproveitamento na redação da correspondência oficial.

6.1.3. O resultado final será apresentado com duas casas decimais, arredondando-se o número para cima caso o algarismo da terceira casa decimal seja igual ou superior a cinco.

6.2. Para o cálculo da média final dos cargos para os quais serão realizadas provas práticas, será considerado peso 01 (um) para a prova escrita e peso 02 (dois) para a prova prática.

6.3. Os candidatos aprovados serão classificados por meio de listas nominais, em ordem decrescente, de acordo com a média das notas obtidas nas provas escrita e prática, quando houver.

6.3.1. Havendo igualdade de notas, os critérios de desempate serão os seguintes, por ordem de prioridade:

a) idade igual ou superior a 60 anos, até o último dia de inscrição neste Concurso, de acordo com o previsto no parágrafo único do artigo 27 da Lei nº 10.741, de 01/10/2003 (Estatuto do Idoso);

b) maior número de acertos nas questões de conhecimentos específicos do cargo;

c) o candidato mais idoso, não abrangido no item "a";

d) persistindo o empate, por sorteio.

6.3.2. O resultado final do concurso será homologado por meio de edital publicado no Órgão Oficial de Imprensa do Município, disponibilizado nos sites www.saber.srv.br e www.cascavel.pr.gov.br/servicos/concurso/index.php.

6.3.3. Os candidatos que concorrerão à reserva de vagas, nos termos do item 4 deste Edital, terão sua classificação divulgada na listagem geral de candidatos e em lista especial para esse fim.

7 DOS PRAZOS PARA RECURSOS

7.1. O candidato poderá interpor recurso nos seguintes casos e prazos:

7.1.1. Com relação à homologação das inscrições, no prazo de 03 (três) dias úteis, a contar da publicação do edital de homologação das inscrições.

7.1.2. Com relação à prova escrita, no prazo de 03 (três) dias úteis, a contar da realização da prova, desde que fundamentado e acompanhado da bibliografia pesquisada.

7.1.3. Com relação ao resultado da prova escrita, no prazo de 03 (três) dias úteis, a contar da publicação do edital de resultado da prova.

7.1.4. Com relação à prova prática, no prazo de 03 (três) dias úteis, a contar da realização da prova.

7.1.5. Com relação ao resultado da prova prática, no prazo de 03 (três) dias úteis, a contar da data de publicação do edital de resultado das provas.

7.1.6. Com relação às incorreções ou irregularidades constatadas na execução do concurso, no prazo de 03 (três) dias úteis, a contar da ocorrência ou divulgação das mesmas.

7.1.7. Com relação ao resultado do exame médico pré-admissional, no prazo de 03 (três) dias úteis, a contar da ciência do resultado, devendo o recurso ser fundamentado com laudo psicológico e/ou de Médico do Trabalho.

7.2. Os recursos deverão ser protocolados na Prefeitura Municipal de Cascavel e dirigidos à Comissão Organizadora de Concursos, devendo ser utilizado o Formulário de Recurso, anexo VII deste edital, disponibilizado nos sites www.saber.srv.br e www.cascavel.pr.gov.br/servicos/concurso/index.php.

7.2.1. O candidato deverá ser claro, objetivo e consistente na elaboração do recurso, explicitando, obrigatoriamente, qual a situação pleiteada (anulação, alteração, revisão), bem como a devida fundamentação quanto ao requerido. Recursos inconsistentes, intempestivos ou não fundamentados adequadamente serão preliminarmente indeferidos.

7.2.2. Não serão considerados os recursos manuscritos, formulados fora do prazo ou encaminhados via postal, correio eletrônico, ou via fax.

7.2.3. Se da análise dos recursos da Prova Escrita (questões objetivas) resultar em anulação de questões, os pontos correspondentes serão atribuídos a todos os candidatos.

7.2.4. Se da análise dos recursos da Prova Escrita resultar em alteração do gabarito preliminar, essa alteração valerá para todos os candidatos.

7.3. As decisões proferidas pela Comissão Organizadora de Concursos têm caráter irrecorrível na esfera administrativa, razão pela qual não caberão recursos adicionais.

8 DO APROVEITAMENTO

8.1. A convocação respeitará a ordem da homologação da classificação final e processar-se-á dentro do prazo total de validade do concurso, de acordo com a necessidade da Administração Municipal não havendo obrigatoriedade da convocação dos candidatos aprovados além da quantidade de vagas estabelecidas neste edital.

8.2. Para o cargo de Agente Comunitário de Saúde, o requisito de residir na área de atuação, deverá ser comprovado pelo candidato por ocasião da convocação para a posse no cargo, no prazo estipulado no edital de convocação, ocasião em que deverá apresentar comprovante de residência atual e comprovante de que reside na área de atuação desde a data de publicação do edital de abertura do Concurso Público.

8.3. O Município de Cascavel não se responsabilizará por eventuais prejuízos ao candidato decorrentes de:

a) telefone e endereço não atualizados;

b) endereço de difícil acesso;

c) correspondência recebida por terceiros;

d) correspondência devolvida pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - ECT.

8.4. O candidato aprovado e convocado para a posse deverá comprovar que preenche os requisitos exigidos para o cargo, previstos no item 1 deste edital, sob pena de perder os direitos advindos de sua aprovação, devendo apresentar os seguintes documentos:

a) carteira de Identidade (R.G.) original e fotocópia;

b) comprovante de vacinação das vacinas contra Tétano e Febre Amarela atualizadas;

c) certificado de reservista, original e fotocópia, para candidatos do sexo masculino;

d) título Eleitoral, original e fotocópia;

e) comprovante de estar quite com as obrigações eleitorais;

f) cadastro de Pessoa Física (CPF), original e fotocópia;

g) carteira de Trabalho e Previdência Social original e fotocópia autenticada das páginas onde conste o número da carteira e a qualificação civil;

h) carteira de Identidade Profissional, quando couber;

i) cópia autenticada em cartório do comprovante da escolaridade exigida para o cargo público;

j) registro no conselho de classe habilitando o exercício da profissão no Estado do Paraná, quando couber;

k) certidão de nascimento ou casamento, original e fotocópia;

l) certidão de nascimento dos filhos menores de 21 (vinte e um) anos, original e fotocópia, quando houver;

m) comprovante de residência atualizado, expedido há, no máximo, 30 (trinta) dias, para os candidatos ao cargo de Agente Comunitário de Saúde e 3 (três) meses para os demais candidatos, a contar da data de publicação do Edital de Convocação;

n) comprovante de residência, expedido há, no máximo, 30 (trinta) dias da data de publicação deste edital, para os candidatos ao cargo de Agente Comunitário de Saúde;

o) cartão de inscrição no PIS/PASEP, original e fotocópia;

p) 1 foto 3 x 4 recente;

q) outros documentos que se fizerem necessários à época da posse.

8.5. Em relação aos candidatos ao cargo de Agente Comunitário de Saúde, para cumprimento do disposto na alínea "m" e "n" do subitem 8.4 serão considerados como documentos comprobatórios de residência:

8.5.1. Fatura de água, luz ou telefone, em nome do candidato, expedida há, no máximo, 30 (trinta) dias, a contar da data de publicação do edital de abertura do concurso público, e a contar da data de publicação do edital de convocação, no caso do comprovante de residência atual;

8.5.2. Contrato de locação de imóvel, em nome do candidato, em vigor na data de publicação dos respectivos editais, com assinatura das partes firmada em cartório;

8.5.3. Correspondência ou documento expedido por órgãos oficiais das esferas Municipal, Estadual ou Federal, emitidos há, no máximo, 30 (trinta) dias, a contar da data de publicação do edital de abertura do concurso público e a contar da data de publicação do Edital de Convocação, no caso do comprovante de residência atual;

8.5.4. Correspondência de instituição bancária ou de administradora de cartão de crédito, em nome do candidato, expedida há, no máximo, 30 (trinta) dias, a contar da data de publicação do Edital de Abertura do Concurso Público, ou a contar da data de publicação do Edital de Convocação, no caso do comprovante de residência atual;

8.5.5. Declaração, firmada em cartório, do proprietário ou locatário do imóvel onde reside o candidato, de que o candidato reside em imóvel de sua propriedade ou por ele locado, acompanhada do respectivo comprovante de residência do locatário, quando couber, expedida há, no máximo, 30 (trinta) dias, a contar da dada de publicação dos respectivos editais.

8.5.6. Contrato de locação ou arrendamento da terra, em vigor na data de publicação deste edital, nota fiscal do produtor rural fornecida pela Prefeitura Municipal de Cascavel ou documento de assentamento fornecido pelo INCRA, expedidos há, no máximo, 30 (trinta) dias, a contar da data de publicação deste edital, para os candidatos residentes em área rural;

8.6. Também serão considerados como válidos os comprovantes de residência, relacionados nos subitens 8.5.1 a 8.5.6, que estejam em nome dos pais, filhos ou cônjuge do candidato, mediante a devida comprovação do parentesco por meio de documento de identidade reconhecido pela legislação federal e a apresentação de declaração, firmada em cartório, do respectivo familiar.

8.7. Os documentos poderão ser apresentados na forma original ou fotocópia autenticada.

8.8. A comprovação da escolaridade exigida para o cargo deverá ser feita por meio da seguinte documentação:

a) Histórico Escolar, para os cargos de nível fundamental e nível médio;

b) Diploma de Graduação, para os cargos de nível superior;

c) Diploma de Graduação mais o Certificado de Conclusão de curso de pós-graduação, para o cargo de Médico, quando couber.

8.9. Quando da convocação para a posse, o candidato poderá apresentar, para fins de comprovação de conclusão de curso de graduação ou pós-graduação, cujo respectivo diploma/certificado se encontre em tramitação para registro, documento comprobatório de conclusão de curso (certidão, certificado ou equivalente), emitido pela instituição de ensino, acompanhado, obrigatoriamente, do histórico escolar, observado o disposto nos subitens seguintes, bem como o previsto no item 8.9.3.

8.9.1. Os documentos comprobatórios de escolaridade a que se refere o item 8.9 deverão conter, obrigatoriamente, a identificação da instituição de ensino, o nome do curso, a habilitação obtida, a carga horária do curso, a data de colação de grau, quando tratar-se de curso de graduação, ou a data de conclusão do curso, quando tratar-se de pós-graduação, o número do ato de autorização e/ou reconhecimento, quando couber, devendo, ainda, ter a assinatura e identificação do responsável pela lavratura do respectivo ato.

8.9.2. Sendo a comprovação da escolaridade realizada por meio da documentação prevista no item 8.9, o candidato deverá apresentar o respectivo diploma ou certificado no prazo de 18 (dezoito) meses, a contar da data de colação de grau no curso, ou da conclusão do curso de pós-graduação, sob pena de anulação da nomeação.

8.9.2.1. Caso o candidato, quando convocado, tenha colado grau há mais de 18 (dezoito) meses, no caso de graduação ou concluído o curso há mais de 18 (dezoito) meses, no caso de pós-graduação, este deverá apresentar, obrigatoriamente, o respectivo diploma de conclusão da graduação ou o certificado de conclusão de curso de pós-graduação, sob pena de perder todos os direitos advindos do concurso.

8.9.3. Não se aplica o previsto no item 8.9 para fins de comprovação de conclusão de programas de capacitação em serviço, devendo, nesses casos, a habilitação ser comprovada por meio do diploma de graduação e demais documentos previstos no subitem 8.9.4 e 8.9.4.1.

8.9.4. Os candidatos que se utilizarem de programa de capacitação em serviço a fim de comprovar a habilitação necessária para o cargo, deverão apresentar, além do diploma de graduação, documentos que comprovem vínculo empregatício anterior à data de matrícula no referido programa, em instituição regular de ensino pública ou privada, nos quais conste o exercício de atividade docente, sendo necessária, ainda, a apresentação de comprovante de escolaridade de Ensino Médio, conforme especificado na Resolução n.º 193/2007 do Conselho Estadual de Educação.

8.9.4.1. Serão considerados como documentos comprobatórios, para fins de comprovação de vínculo empregatício:

a) Contrato de Trabalho; ou

b) Registro na Carteira de Trabalho e Previdência Social; ou

c) Ato de nomeação ou termo de posse; ou

d) Comprovante oficial de pagamento do mês da matrícula, onde conste a função exercida.

8.10. Quando convocado, o candidato terá 15 (quinze) dias para tomar posse no cargo, devendo, no entanto, comparecer para apresentação da documentação prevista no subitem 8.4 deste Edital e realização do exame médico pré-admissional, nos dias e horários estabelecidos no Edital de Convocação.

8.10.1. O candidato que for convocado e recusar a admissão ou deixar de assumir o exercício do cargo público no prazo estipulado neste subitem, perderá todos os direitos advindos de sua aprovação no concurso.

8.10.2. No caso do candidato convocado não aceitar assumir a vaga, deverá assinar o termo de desistência, sendo excluído do concurso.

8.11. É facultado ao candidato aprovado solicitar o deslocamento para o final da ordem de classificação, uma única vez, após a convocação e dentro do prazo estipulado no subitem 8.10 deste Edital.

8.11.1. O candidato declarará, em formulário próprio, estar ciente de que pode ocorrer a expiração do prazo de validade do concurso sem o seu aproveitamento.

8.11.2. Para solicitar deslocamento para o final da ordem de classificação, o candidato deverá comprovar que preenche todos os requisitos exigidos para o exercício do cargo e assinar o termo de alteração de classificação.

9 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

9.1. Os candidatos convocados, nomeados e empossados serão regidos pelo Regime Estatutário, nos termos da Lei Municipal n.º 2.215/1991, ficando sujeitos a estágio probatório, com duração de 03 (três) anos.

9.2. É de inteira responsabilidade dos candidatos a identificação correta dos locais de aplicação das provas e o comparecimento nos dias e horários determinados.

9.3. É de responsabilidade dos candidatos a conferência de seus dados pessoais, em especial seu nome, cargo, número de inscrição, data de nascimento e o número de seu documento de identidade.

9.4. É de responsabilidade do candidato o acompanhamento das publicações dos editais e demais disposições referentes ao concurso público.

9.5. Ao número de vagas abertas por este edital poderão ser acrescidas aquelas decorrentes de acréscimo do quadro de pessoal efetivo e/ou, ainda, as que vagarem durante o prazo de validade do concurso.

9.6. O concurso terá validade de 02 (dois) anos, a contar da data da publicação da homologação da classificação final, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério da Administração Municipal.

9.7. O candidato que fizer em qualquer documentação, declaração falsa ou inexata, deixar de apresentar os documentos exigidos pelo regulamento do concurso ou, ainda, deixar de atender aos requisitos exigidos por este edital, ainda que verificado posteriormente, será excluído do concurso, com a consequente anulação do ato de investidura no cargo público pela autoridade competente, sem prejuízo das medidas de ordem administrativa, cível ou criminal, quando couber.

9.8. Os cartões de respostas referentes a este concurso serão arquivados e mantidos pelo período de 06 (seis) meses após a realização da prova, findo o qual serão incinerados.

9.9. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora de Concursos, de conformidade com o que dispõe o Regulamento Geral dos Concursos Públicos Municipais e/ou legislação específica. Cascavel, 19 de agosto de 2010.

ALISSON RAMOS DA LUZ
Secretário de Administração

EDGAR BUENO
Prefeito Municipal

CRISTINA DULCE SCHMITZ LOPES DE OLIVEIRA
Presidente da Comissão Organizadora de Concursos

ANEXO I DO EDITAL N.º 091/2010

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS

ADMINISTRADOR HOSPITALAR

Descrição sumária: Reunir os conhecimentos e as técnicas necessárias para o planejamento, a organização e a gerência das instituições hospitalares. Supervisionar o dia-a-dia do hospital no desempenho das questões burocráticas e administrativas;Manter contato com médicos e enfermeiros. Controlar o quadro de servidores, além de cuidar da manutenção dos equipamentos e do estoque dos materiais. Desempenhar outras atividades correlatas.

AGENTE ADMINISTRATIVO

Descrição sumária: Executar atividades de interpretação de leis, regulamentos, decretos e normas, referentes à administração pública. Proceder à tramitação de processos, orçamentos, contratos e demais assuntos administrativos, consultando documentos em arquivos e fichários, levantando dados, efetuando cálculos e prestando informações, quando necessário. Elaborar, sob orientação, planos iniciais de organização, gráficos, fichas, roteiros, manuais de serviços, boletins, formulários e relatórios em geral, nas áreas administrativas de pessoal, material, orçamento, organização e métodos e outras áreas. Organizar, controlar e atualizar fichários, arquivos de correspondência e documentos, visando à obtenção posterior de informações e elaboração de relatórios de atividades. Receber, ordenar, protocolar e distribuir correspondências, documentos e encomendas, controlando sua movimentação e encaminhando ao setor destinado. Redigir e digitar correspondências, atas e demais documentos, conferindo os trabalhos executados quanto à ortografia e clareza do texto, bem como redigir aqueles de caráter simples e rotineiro. Recepcionar pessoas que se dirijam ao setor, prestando as informações desejadas, orientando-as sobre procedimentos para cada caso, baseando-se em normas e registros existentes ou encaminhando-as ao local adequado. Operar sistemas operacionais administrativos e técnicos em microcomputador, tais como editores de textos, planilhas eletrônicas e outros aplicativos de uso corrente de setor. Desempenhar outras atividades correlatas.

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

Descrição sumária: Fazer visitas a cada família de sua área de abrangência. Identificar indivíduos em situação de risco ou com sinais de risco e encaminhá-los às equipes de saúde, conforme suas necessidades. Pesar e medir mensalmente as crianças menores de dois anos e registrar a informação no Cartão da Criança. Acompanhar a vacinação periódica das crianças e gestantes, por meio do cartão de vacinação. Orientar as famílias sobre o uso de terapia de reidratação oral, quando necessário. Orientar sobre prevenção de DST/AIDS e outras doenças. Orientar as famílias sobre a prevenção e cuidados em situação de endemias. Monitorar dermatoses e verminoses em crianças. Realizar ações educativas na prevenção de doenças e promoção da saúde. Supervisionar eventuais componentes da família em tratamento domiciliar e pacientes com tuberculose, hanseníase, hipertensão, diabetes e outras doenças crônicas. Implementar práticas de comunicação intersubjetiva e em educação popular. Orientar indivíduos, famílias e grupos sociais para a utilização dos serviços de saúde e outros disponíveis nas localidades ou no município. Programar e executar acompanhamentos domiciliares de acordo com as prioridades definidas no planejamento local de saúde. Trabalhar junto às escolas e outros grupos organizados a estimulação de hábitos saudáveis e outras demandas requeridas pelos mesmos. Desempenhar outras atividades correlatas.

AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS

Descrição sumária: Realizar a pesquisa larvária em imóveis para levantamento de índice e descobrimento de focos nos imóveis infectados, em armadilhas e pontos estratégicos nas áreas não infestadas; Realizar a eliminação de criadouros tendo como método de primeira escolha o controle mecânico (remoção, destruição, vedação, etc.); Executar o tratamento focal e perifocal como medida complementar ao controle mecânico, aplicando larvicidas autorizados conforme orientação técnica; Orientar a população com relação aos meios de evitar a proliferação dos vetores; Utilizar corretamente os equipamentos de proteção individual indicado para cada situação; Repassar ao supervisor da área os problemas de maior grau de complexidade não solucionados; Manter atualizado o cadastro de imóveis e pontos estratégicos de sua zona; Registrar as informações referentes as atividades executadas nos formulários específicos; Deixar seu itinerário diário de trabalho no posto de saúde; Encaminhar aos serviços de saúde os casos suspeitos; Preencher as fichas de notificação, investigação e encaminhamento para coleta de material biológico de pacientes suspeitos de dengue e malária; Desempenhar outras atividades correlatas.

ARQUITETO

Descrição sumária: Desempenhar atividades de coordenação e elaboração de projetos e execução de trabalhos especializados referentes a regiões, zonas, obras, estruturas, exploração e conservação de recursos naturais, supervisão, planejamento e estudos referentes à construção, elaboração de normas e fiscalização de obras; efetuar análises, estudos e vistorias "in loco" relativas a projetos arquitetônicos de engenharia sob a ótica da legislação vigente. Desempenhar outras atividades correlatas.

ASSISTENTE SOCIAL

Descrição sumária: Elaborar, executar e avaliar projetos de natureza social, envolvendo grupos, comunidades, associações e organizações populares, estabelecendo ações integradas quanto ao atendimento da realidade social; desenvolver ações integradas com outros órgãos; o recolhimento e distribuição de doações a entidades carentes; atuar nos postos de saúde, colaborando no tratamento de doenças orgânicas e psicossomáticas, atuando na remoção dos fatores psicossociais e econômicos que interferem no tratamento, para facilitar a recuperação da saúde. Desempenhar outras atividades correlatas.

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS

Descrição sumária: Executar trabalho braçal nas áreas de manutenção, jardinagem, poda, borracharia, lubrificação e pavimentação, dentre outros. Transportar material de um local para outro, inclusive carregando e descarregando veículos. Executar serviços de limpeza e/ou manutenção em geral, providenciando produtos e materiais necessários para manter as condições conservação e higiene. Escavar valas, abrir picadas, fixar piquetes e movimentar terras. Executar serviços de auxiliar ou ajudante de pedreiro, carpinteiro etc. assentar tijolos, rebocar, revestir, ou fazer divisões em madeira e demais serviços relativos à construção, reformas e ampliações de obras e prédios públicos. Desempenhar outras atividades correlatas.

CARPINTEIRO

Descrição sumária: Planejar trabalhos de carpintaria, preparar canteiro de obras e montar fôrmas metálicas. Confeccionar fôrmas de madeira e forro de laje (painéis), construir andaimes e proteção de madeira e estruturas de madeira para telhado. Montar portas e esquadrias. Finalizar serviços tais como desmonte de andaimes, limpeza e lubrificação de fôrmas metálicas, seleção de materiais reutilizáveis, armazenamento de peças e equipamentos. Desempenhar outras atividades correlatas.

COVEIRO

Descrição sumária: Auxiliar nos serviços funerários, construir, preparar, limpar, abrir e fechar sepulturas. Realizar sepultamentos, fazer traslado de corpos e despojos. Proceder limpeza e auxiliar em todos os setores dos cemitérios municipais. Auxiliar nos serviços de construção e demolição de alvenaria, carpintaria e pintura. Executar serviços referentes à carga e descarga de veículos. Executar pequenos reparos que não exijam qualificação profissional. Efetuar a conservação de jardins, canteiros, vasos, floreiras e outros. Realizar o plantio, replantio, desbrota, poda e enxerto de diferentes plantas. Capinar, varrer e manter limpo os cemitérios. Auxiliar na colocação do caixão nos cemitérios e manipulação as cordas de sustentação. Pintar áreas gerais do cemitério, remarcar as identificações das sepulturas e reformar calçadas. Desempenhar outras atividades correlatas.

DENTISTA 40 HORAS

Descrição sumária: Realizar levantamento epidemiológico para traçar perfil de saúde bucal da população adstrita. Realizar os procedimentos clínicos definidos na Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB/SUS 96 - e na Norma Operacional Básica da Assistência à Saúde (NOAS). Realizar o tratamento integral, no âmbito da atenção básica para a população adstrita. Encaminhar e orientar os usuários que apresentarem problemas mais complexos a outros níveis de assistência, assegurando o seu acompanhamento. Realizar atendimentos de primeiros cuidados nas urgências. Realizar pequenas cirurgias ambulatoriais. Prescrever medicamentos e outras orientações na conformidade dos diagnósticos efetuados. Emitir laudos, pareceres e atestados sobre assuntos de sua competência. Executar as ações de assistência integral, aliando a atuação clínica à de saúde coletiva, assistindo as famílias, indivíduos ou grupos específicos, de acordo com planejamento local. Coordenar ações coletivas voltadas para a promoção e prevenção em saúde bucal. Programar e supervisionar o fornecimento de insumos para as ações coletivas. Capacitar as equipes de saúde da família no que se refere às ações educativas e preventivas em saúde bucal. Supervisionar o trabalho desenvolvido pelo THD e o ACD. Desempenhar outras atividades correlatas.

ENGENHEIRO AGRIMENSOR

Descrição sumária: Realizam atividades em topografia, geodésia e batimetria, levantando e calculando pontos topográficos e geodésicos. Elaboram documentos cartográficos, estabelecendo semiologia e articulação de cartas, efetuam levantamentos por meio de imagens terrestres, aéreas e orbitais. Gerenciam projetos e obras de agrimensura e cartografia. Assessoram na implantação de sistemas de informações geográficas, implementam projetos geométricos. Desempenhar outras atividades correlatas.

ENGENHEIRO CIVIL

Descrição sumária: Elaborar, coordenar, reformular, acompanhar e/ou fiscalizar projetos, preparando plantas e especificações técnicas da obra, indicando o tipo e qualidade de materiais e equipamentos, indicando a mão-de-obra necessária e efetuando cálculos dos custos, para possibilitar a construção, reforma e/ou manutenção de obras edificadas. Desempenhar outras atividades correlatas.

ENGENHEIRO ELETRICISTA

Descrição sumária: Executar serviços elétricos, eletrônicos e de telecomunicações, analisando propostas técnicas, instalando, configurando e inspecionando sistemas e equipamentos, executando testes e ensaios. Projetar, planejar e especificar sistemas e equipamentos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações e elaborar sua documentação técnica. Coordenar empreendimentos e estudar processos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações. Desempenhar outras atividades correlatas.

FISIOTERAPEUTA

Descrição sumária: Elabora o diagnóstico, o prognóstico, desenvolve projeto de intervenção com objetivos claramente definidos, descrevendo os procedimentos a serem administrados, induz a ação dos recursos terapêuticos, controla a resposta, reelabora o projeto quando indicado e decide pela alta fisioterapêutica, quando os objetivos forem atingidos ou for alcançada a máxima recuperação funcional com o paciente. Desempenhar outras atividades correlatas.

FONOAUDIÓLOGO

Descrição sumária: Programar, desenvolver e supervisionar o treinamento de voz, fala, linguagem, expressão e compreensão do pensamento verbalizado e outros, orientando e fazendo demonstrações de respiração funcional, empostação de voz, treinamento fonético, auditivo, de dicção e organização do pensamento em palavras. Desempenhar outras atividades correlatas.

MARCENEIRO

Descrição sumária: Confeccionar e restaurar produtos de madeira e derivados, embalando, transportando e montando o produto no local da instalação. Confeccionar ou reparar móveis, como escrivaninhas, mesas, cadeiras, balcões, banquetas, quadros negros e outros, cortando, pregando, parafusando ou fazendo encaixes. Realizar medições nos locais em que serão colocadas portas, janelas e paredes divisórias. Revestir peças de madeira com fórmica e/ou lâminas, para embelezamento ou proteção das mesmas. Efetuar acabamento, lixando, encerando, pintando ou envernizando, utilizando os materiais adequados, para atender às exigências estéticas do trabalho. Desempenhar outras atividades correlatas.

MECÂNICO DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS E RODOVIÁRIAS

Descrição sumária: Executar serviços de manutenção mecânica, montando e desmontando máquinas agrícolas e rodoviárias e equipamentos, reparando ou substituindo partes e peças, visando o seu perfeito funcionamento e prolongamento de sua vida útil. Desempenhar outras atividades correlatas.

MÉDICO 40 HORAS - ESPECIALIDADE: PSIQUIATRIA

Descrição sumária: Realizar consultas clínicas e procedimentos nas USF/UBS e demais Unidades de Saúde do Município e, quando necessário, no domicílio, aos usuários da sua área adstrita, examinando pacientes e executando as ações de assistência integral em todas as fases do ciclo de vida: criança, adolescente, mulher, adulto e idoso, solicitando e interpretando exames complementares, prescrevendo e orientando tratamento, acompanhando a evolução, registrando a consulta em documentos próprios. Realizar atividades clínicas correspondentes às áreas prioritárias na intervenção na Atenção Básica, definidas na Norma Operacional de Assistência à Saúde - NOAS 2001. Aliar a atuação clínica à prática da saúde coletiva. Realizar pequenas cirurgias ambulatoriais. Executar atividades médico-sanitárias exercendo atividades clínicas, desenvolvendo ações que visem a promoção, prevenção e recuperação da saúde da população. Fomentar a criação de grupos de patologias especificas, como de hipertensos, de diabéticos, de saúde mental, etc.. Participar de equipe multidisciplinar na elaboração de diagnóstico de saúde na área, analisando dados de morbidade e mortalidade, verificando os serviços e a situação de saúde da comunidade adulta e infantil, para o estabelecimento de prioridades nas atividades. Desenvolver as atividades médicas, acompanhando e avaliando as ações desenvolvidas, participando do estudo de casos, estabelecendo planos de trabalho, visando prestar atendimento integral ao indivíduo. Participar na elaboração e/ou adequação de programas, normas e rotinas visando a sistematização e melhoria da qualidade das ações de saúde prestadas. Realizar o pronto atendimento médico nas urgências e emergências. Encaminhar aos serviços de maior complexidade, quando necessário, garantindo a continuidade do tratamento na Unidade, por meio de um sistema de acompanhamento e de referência e contra referência Indicar internação hospitalar. Verificar e atestar óbito. Desempenhar outras atividades correlatas;

MONITOR EDUCACIONAL

Descrição sumária: Recepcionar as crianças e anotar as informações sobre o estado geral, fornecidas pela mãe. Cuidar da higiene e asseio da criança. Administrar a alimentação em horário estipulado. Participar no planejamento e execução de atividades de estimulação psicomotoras. Participar no planejamento diário e individual das atividades pedagógicas a serem desenvolvidas com as crianças. Preparar material didático adequado às atividades a serem desenvolvidas. Acompanhar o desenvolvimento das crianças, observando seu comportamento e reações, para encaminhá-lo à orientação e/ou tratamento adequado quando detectado a existência de problemas. Colaborar em programas educativos e de saúde bucal. Trabalhar dificuldades e potencialidades dos alunos. Utilizar diferentes áreas do conhecimento, bem como do desenvolvimento infantil e de didática específicas para criar, planejar, realizar, gerir e avaliar situações didáticas enriquecedoras para a aprendizagem e o desenvolvimento das crianças. Analisar, selecionar e utilizar diferentes materiais, livros, brinquedos, CDs, instrumentos musicais, entre outros, adequando-os e potencializando seu uso nas diversas atividades desenvolvidas. Desempenhar outras atividades correlatas.

MOTORISTA I

Descrição sumária: Dirigir automóveis, camionetas e caminhões com capacidade de carga de até 3.500 kg, e demais veículos de passageiros, transportando pessoas e materiais; promover a manutenção do veículo sob sua responsabilidade, verificando as condições de funcionamento, de combustível, água, bateria, pneus e outros. Desempenhar outras atividades correlatas

NUTRICIONISTA

Descrição sumária: Planejar, organizar e avaliar serviços e/ou programas de alimentação e nutrição. Colaborar na programação e realização do levantamento dos recursos disponíveis e respectiva qualificação, para a execução de programas de assistência e educação alimentar. Programar, desenvolver e avaliar a situação nutricional do paciente. Pesquisar informações técnicas e preparar, para divulgação, informes sobre higiene de alimentação, orientação para melhor aquisição de alimentos, qualitativa e quantitativamente e para controle sanitário dos gêneros adquiridos pela comunidade. Acompanhar o trabalho do pessoal auxiliar, supervisionando o preparo, distribuição de refeições, recebimento dos gêneros alimentícios, sua armazenagem e distribuição, para zelar pela qualidade da refeição. Propor a adoção de normas, padrões e métodos de educação e assistência alimentar, visando a proteção materno-infantil. Informar e orientar o público sobre o consumo da alimentação adequada e sua implicação na saúde humana, através de esclarecimentos individuais e/ ou coletivos, para melhorar a qualidade de vida da população. Atualizar o cardápio quanto ao consumo de produtos naturais, aproveitando integralmente os alimentos. Desempenhar outras atividades correlatas.

OPERADOR DE MOTONIVELADORA

Descrição sumária: Conduzir e operar motoniveladora, destinadas ao serviço de construção e conservação de estradas e ruas, fazer terraplanagens, aterros, compressões de solo, bem como quaisquer outros serviços que forem possíveis realizar com motoniveladora. Zelar pela conservação da máquina que lhe for entregue, mantendo-a em boas condições de funcionamento Providenciar no abastecimento de combustível, lubrificantes e água. Desempenhar outras atividades correlatas.

OPERADOR DE TRATOR DE PNEU

Descrição sumária: Operar o trator de acordo com as orientações técnicas, roçando, arando e gradeando o solo para o plantio de lavouras, bem como atividades urbanas correlatas. Zelar pela conservação da máquina que lhe for entregue, mantendo-a em boas condições de funcionamento. Providenciar no abastecimento de combustível, lubrificantes e água. Desempenhar outras atividades correlatas.

ORIENTADOR TÉCNICO ESPORTIVO

Descrição sumária: Organizar, supervisionar e coordenar jogos e eventos esportivos. Planejar, organizar e supervisionar projetos na área esportiva. Elaborar programas de treinamento das diversas modalidades desportivas. Coordenar e assessorar as atividades dos centros esportivos do Município. Participar de comissões e grupos de estudos dentro de sua área de atuação, quando solicitado. Realizar vistorias nos locais de competições, preparar os locais de jogos e competições, verificando número de árbitros necessários. Avaliar o desenvolvimento e crescimento das atividades desportivas nos centros esportivos. Formar o hábito da atividade física, educar os movimentos, desenvolver a força, aumentar a flexibilidade e prevenir atrofias musculares. Auxiliar no tratamento de indivíduos portadores de deficiência física e de necessidades especiais. Organizar grupos esportivos e recreativos. Desenvolver outras atividades correlatas

PEDREIRO

Descrição sumária: Fazer fundações de obras, observando e acertando o prumo, esquadro e níveis. Assentar azulejos, lajotas e tacos, fazer reboco e calfinagem. Construir calçadas, meios-fios, canteiros de alvenaria, caixas de escoamento e drenagens. Construir bases de concreto ou de outro material de acordo com as especificações para possibilitar a instalação de tubos para bueiros, postes, máquinas e para outros fins. Preparar massas, utilizando cimento, cal e areia. Construir paredes e componentes de construção civil, utilizando tijolos, massas, ferramentas e instrumentos próprios. Afiar e travar ferragens de trabalho, utilizando instrumentos adequados. Fazer reformas de pisos, portas e azulejos danificados. Auxiliar eventualmente na carga e descarga de materiais. Desempenhar outras atividades correlatas.

PROCURADOR DO MUNICÍPIO

Descrição sumária: Analisar e elaborar contratos, convênios, petições, contestações, replicas, memoriais e demais documentos de natureza jurídica. Examinar e revisar processos, de acordo com a área de atuação. Examinar os anteprojetos de leis, projetos, regulamentos e instruções, emitindo pareceres e elaborando minutas, quando necessário. Pesquisar a jurisprudência e doutrina, para formação do arquivo jurídico, orientando quanto a organização do mesmo. Defender o Município em juízo, ou fora dele, em qualquer matéria que lhe diga respeito. Emitir pareceres sobre assuntos de interesse do Município. Supervisionar equipes auxiliares necessárias à execução das atividades próprias do cargo. Postular em juízo. Prestar assessoria jurídica extrajudicialmente. Realizar estudos específicos sobre temas e problemas jurídicos de interesse do Governo Municipal. Formalizar parecer técnico-jurídico. Analisar, fatos, relatórios e documentos. Realizar auditorias jurídicas. Definir natureza jurídica da questão. Redigir ou formatar documentos jurídicos. Auxiliar nos trabalhos das comissões instituídas. Analisar a legislação e orientar a sua aplicação no âmbito da Instituição. Preparar relatórios, planilhas, informações para expedientes e processos sobre matéria própria do Órgão e proferir despachos interlocutórios e preparatórios de decisão superior. Participar, conforme a política interna da Instituição, de projetos, cursos, eventos, convênios e programas de ensino, pesquisa e extensão. Executar tarefas pertinentes à área de atuação, utilizando-se de equipamentos e programas de informática. Desempenhar outras atividades correlatas.

SECRETÁRIO DE ESCOLA

Descrição sumária: Executar tarefas administrativas e de secretaria, de caráter rotineiro, que envolvam: receber e expedir correspondências, datilografar e/ou digitar documentos, operar sistemas administrativos e microcomputadores. Participar de reuniões administrativas e de Conselho de Classe da escola, inteirando-se das decisões e executando as tarefas de sua competência. Desempenhar outras atividades correlatas.

TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES

Descrição sumária: Elaborar esboços e desenhos técnicos estruturais, elétricos, hidráulicos e arquitetônicos orientando-se por plantas, desenhos, croquis e especificações técnicas, utilizando instrumentos de desenho. Auxiliar na preparação de planos e programas de trabalho e na fiscalização de obras. Ir a campo para verificar as condições necessárias das edificações para sua aprovação. Operar sistemas/programas de apoio para execução de suas atribuições. Executar croqui demonstrativo para informar processos. Realizar pesquisa em mapotecas/arquivos e levantamentos topográficos a fim de buscar subsídios técnicos para a execução de projetos e croquis. Desenvolver e legalizar projetos de edificações sob supervisão de um engenheiro civil. Planejar a execução, orçar e providenciar suprimentos e supervisionar a execução de obras e serviços. Desempenhar outras atividades correlatas.

TÉCNICO EM ENFERMAGEM

Descrição sumária: Exercer atividades de saúde de nível médio-técnico, sob a supervisão de enfermeiro, que envolvam serviços de enfermagem e a participação junto com a equipe de saúde em seu nível de competência em atividades de proteção, promoção e recuperação de saúde. Executar ações assistenciais de enfermagem e quando necessário, observar e registrar sinais e sintomas apresentados pelo doente, fazendo curativos, ministrando medicamento e outros. Desempenhar outras atividades correlatas.

TÉCNICO EM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

Descrição sumária: Manipular soluções químicas, reagentes, meios de cultura e outros, selecionando aparelhagens, instrumentos e materiais, calculando concentrações e dosagens para realização dos trabalhos. Controlar e supervisionar a utilização de materiais, instrumentos e equipamentos do laboratório. Controlar o estoque de materiais do laboratório. Analisar e interpretar informações obtidas de medições, determinações, identificações, definindo procedimentos técnicos a serem adotados, sob supervisão. Proceder a realização de exames laboratoriais sob supervisão. Separar soros, plasmas, glóbulos, plaquetas e outros. Interpretar resultados dos exames, ensaios e testes, sob orientação, encaminhando-os para a elaboração de laudos, quando necessário. Elaborar e/ou auxiliar na elaboração de relatórios técnicos e estatísticos. Preparar os equipamentos e aparelhos do laboratório para adequada utilização. Coletar e/ou preparar material, matéria prima e amostras procedendo o registro, identificação, testes, análise e outros para subsidiar diagnósticos. Auxiliar na realização de exames anatomopatológicos, preparando amostras, lâminas microscópicas, meios de cultura, soluções, testes químicos e reativos. Executar tarefas pertinentes à área de atuação, utilizando-se de equipamentos e programas de informática; Desempenhar outras atividades correlatas. TERAPEUTA OCUPACIONAL

Descrição sumária: Analisar atividades sob o aspecto cinesiológico, anatomo-fisiológico, psicossocial e cultural, objetivando o uso adequado do tempo, energia, atenção e interesses do indivíduo e do grupo, auxiliando a atingir a independência no ambiente social, doméstico, do trabalho e de lazer. Participar de equipe multidisciplinar no planejamento e elaboração de pesquisas, planos e programas de saúde. Participar de comissões e grupos de estudos dentro de sua área de atuação, quando solicitado. Coordenar e desenvolver programas que visem a prevenção da deficiência física e mental. Orientar e esclarecer gestantes, mães, pais, familiares e pessoas que desenvolvem atividades e convivem com a criança, sobre o processo de desenvolvimento e estimulação essencial. Realizar visitas domiciliares, acompanhando o desenvolvimento da criança, propondo mudanças, quando necessário, da estrutura física e distribuição de equipamentos adequando o ambiente às condições necessárias para que a criança receba a estimulação essencial para seu desenvolvimento. Realizar a avaliação de educandos na sua área de atuação, emitindo parecer diagnóstico. Assessorar os programas educacionais quanto à utilização de materiais ou equipamentos que contribuam para a recuperação dos educandos portadores de necessidades especiais. Desempenhar outras atividades correlatas.

ZELADOR

Descrição sumária: Zelar pela limpeza e higiene do patrimônio público municipal. Higienizar e desinfetar as áreas e equipamentos sob sua responsabilidade. Zelar pelas condições de acondicionamento e destino do lixo, conforme normas da vigilância sanitária. Lavar, secar e passar peças de roupas. Mudar a posição dos móveis e equipamentos, colocando-os nos locais designados. Preparar e servir cafés, chá, sucos, lanches, merenda, refeições e outros. Guardar e manter o controle do gasto de materiais e produtos utilizados na desinfecção e higiene. Desempenhar outras atividades correlatas. CONCURSO PÚBLICO - MUNICÍPIO DE CASCAVEL - PR ANEXO II - DO EDITAL N.º 091/2010 ANEXO II – DO EDITAL N.º 091/2010

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PARA AS PROVAS OBJETIVAS

CARGOS DE NÍVEL BÁSICO

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica e crase. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Emprego das classes de palavras. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Sintaxe da oração e do período. Redação de correspondências oficiais.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro, área e volume das principais figuras geométricas. Regra de três simples e composta. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Equação de 1º e 2º graus. Sistema de equações. Relações métricas e trigonométricas no triângulo retângulo. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

O Sistema Único de Saúde (S.U.S.); História do PACS/ESF; O Agente Comunitário de Saúde um agente de mudanças; Trabalhar em equipe; Competências e habilidades do Agente Comunitário de Saúde: (Cadastramento as famílias); Territorialização (área e micro área) e epidemias; O diagnóstico comunitário; Planejamento; Meio Ambiente: (Água, solo e poluição); Doenças mais comuns na comunidade: Doenças Transmissíveis e Não Transmissíveis, (Tuberculose, Hanseníase, DST/AIDS, Hipertensão Arterial, Diabetes, Neoplasias, Saúde Mental); Saúde Bucal; Alimentação e Nutrição; A saúde nas diversas fases da vida: (Transformações do Corpo Humano, Planejamento Familiar, Gestação, Pré-Natal e o ACS, Riscos na Gravidez, Direito da Gestante, cuidados básicos ao recém nascido, imunização, Puerpério: Um tempo para o Resguardo, Direitos da Criança, Amamentação, Critérios de Risco Infantil, Crescimento e Desenvolvimento, Doenças mais Comuns na Infância, Acidentes e Violência à Criança, Puberdade e Adolescência, Direito e saúde do Idoso, Prevenção de Acidentes); Educação em saúde. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal

Referência Bibliográfica sugerida: FORMAÇÃO INICIAL PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE. Unidades I, II e III. Secretária de Estado de Saúde do Paraná. DENGUE - ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO, FUNASA; Acompanhamento da Saúde da Mulher. Brasília: 1995. MINISTÉRIO DA SAÚDE: Atendimento Integrado à Saúde e Desenvolvimento da Criança. Modelo III. Brasília, 1995. MINISTÉRIO DA SAÚDE: Controle das Doenças Transmissíveis - Brasília, 2001 FUNASA. Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS LÍNGUA

PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica e crase. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Emprego das classes de palavras. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Sintaxe da oração e do período. Redação de correspondências oficiais.

Referência Bibliográfica Sugerida: Livros didáticos sobre os conteúdos indicados e Apostila para Concursos. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro, área e volume das principais figuras geométricas. Regra de três simples e composta. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Equação de 1º e 2º graus. Sistema de equações. Relações métricas e trigonométricas no triângulo retângulo. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica Sugerida: Livros didáticos sobre os conteúdos indicados e Apostila para Concursos.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

Noções sobre febre amarela e dengue; Biologia do vetor; Organização das operações de campo; Pesquisa entomológica; Uso de E.P.I.; Controle biológico e manejo ambiental; Cuidado higiênico do corpo e alimentos; Cuidados com o meio ambiente e saneamento básico; Epidemias e endemias; Noções de ética; Noções de prevenções e recuperação da saúde; Função do agente de endemia; Legislação Municipal da dengue; Tratamento focal e tratamento químico; PNCD - Programa Nacional de Controle de Dengue; PECD - Programa Estadual de Controle da Dengue; PMCD - Programa Municipal de Controle da Dengue; LIRAa - Levantamento de Índice Rápido Amostral; Incorporação do levantamento de índice na rotina de trabalho dos Municípios prioritários; aplicações de inseticida a Ultra baixo volume - UBV costa e pesada; Comitê Municipal de Combate da Dengue; Estratificação; Cálculo de cubicagem . Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal.

Referência Bibliográfica Sugerida: FORMAÇÃO INICIAL PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE. Unidades I, II e III. DENGUE - ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO, FUNASA; MINISTÉRIO DA SAÚDE: Acompanhamento da Saúde da Mulher. Brasília: 1995. MINISTÉRIO DA SAÚDE: Atendimento Integrado à Saúde e Desenvolvimento da Criança. Modelo III. Brasília, 1995.MINISTÉRIO DA SAÚDE: Controle das Doenças Transmissíveis - Brasília: 2001. FUNASA. Decreto n.º 5.081/2003 - Cria o Comitê Municipal de Combate à Dengue. Lei n.º 3.379/2002 - Institui o "Programa Municipal de Combate e Prevenção à Dengue" e dá outras providências. Nota Técnica n.º 41/2006 - CGPNCD/DIGES/SUS/MS - Fornece informações sobre aplicações de inseticida a Ultra baixo volume - UBV. Nota Técnica n.º 024/2006 - CGPNCD/DIGES/SVS/MS - Incorporação do levantamento de índice de infestação por aedes aegypti. Apostila para Concursos. Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Uso de conectivos. Emprego dos pronomes. Pontuação. Conhecimentos básicos de concordância nominal e verbal.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro e área das principais figuras geométricas. Regra de três simples. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

Noções gerais sobre: Limpeza e higiene em geral. Remoção de lixos e detritos. Apoio operacional: jardinagem, cultivo de plantas, trabalho com a terra. Segurança e higiene do trabalho. Equipamentos de Segurança (E.P.I. e E.P.C.). Ferramentas e equipamentos da área. Limpeza de equipamentos e conservação de materiais. Assuntos relacionados à sua área de atuação e ética no trabalho. Organização do local de trabalho. Comportamento no local de trabalho. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referência Bibliográfica sugerida: Manuais, apostilas, revistas, sites, livros didáticos sobre os conteúdos indicados, Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

CARPINTEIRO

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica e crase. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Emprego das classes de palavras. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Sintaxe da oração e do período. Redação de correspondências oficiais.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro, área e volume das principais figuras geométricas. Regra de três simples e composta. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Equação de 1º e 2º graus. Sistema de equações. Relações métricas e trigonométricas no triângulo retângulo. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

Técnicas básicas de reformas de móveis; técnicas de envernizamentos e pinturas; técnicas de colocação de forro; uso e conhecimento de maquinários de marcenaria; uso e manuseio de serras elétricas; noções sobre medidas de madeira (cálculo cúbico e em metros quadrados); Identificação de madeira e o seu uso; Orçamentos de custo de mão-de-obra e material a ser utilizado em obras; Técnicas de caixarias para construção; Noções sobre construção e manutenção de pontes de madeiras. Primeiros socorros. Noções de combate e prevenção a incêndios. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referência Bibliográfica sugerida: Manuais, apostilas, revistas, sites, livros didáticos sobre os conteúdos indicados, Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

COVEIRO

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Uso de conectivos. Emprego dos pronomes. Pontuação. Conhecimentos básicos de concordância nominal e verbal.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

(Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro e área das principais figuras geométricas. Regra de três simples. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

Ferramentas utilizadas; Tipos de sepulturas; A exumação; O enterro; Edificações; Funções; Preparo de concretos e argamassas; Revestimento: chapisco, emboço e reboco; Uso de EPIs; Prevenção de Acidentes; Assuntos relacionados à sua área de atuação e ética no trabalho. Organização do local de trabalho. Comportamento no local de trabalho. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referência Bibliográfica sugerida: Manuais, apostilas, revistas, sites, livros didáticos sobre os conteúdos indicados, Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

MARCENEIRO

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica e crase. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Emprego das classes de palavras. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Sintaxe da oração e do período. Redação de correspondências oficiais.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental. (não será utilizado o novo tratado ortográfico)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro, área e volume das principais figuras geométricas. Regra de três simples e composta. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Equação de 1º e 2º graus. Sistema de equações. Relações métricas e trigonométricas no triângulo retângulo. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

Ferramentas de trabalho. Noções sobre Segurança do trabalho. Madeiras e seus derivados. Juntas e encaixes. Revestimento. Metrologia. Habilidades, destrezas e manuseios com máquinas operatrizes para madeiras que permitam o corte, aparelhamento, esquadrejamento e furação; Habilidades, destrezas e manuseios com ferramentas portáteis como furadeira, lixadeira entre outras; Habilidades em executar serviços de confecção ou reparação em peças ou artefatos de madeira; Domínio e conhecimento em revestimento de madeira com fórmicas e lâminas de madeira; Leitura e interpretação de desenhos. Assuntos relacionados à sua área de atuação e ética no trabalho. Organização do local de trabalho. Comportamento no local de trabalho. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referência Bibliográfica sugerida: Manuais, apostilas, revistas, sites, livros didáticos sobre os conteúdos indicados, Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

MECÂNICO DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS E RODOVIÁRIAS

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica e crase. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Emprego das classes de palavras. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Sintaxe da oração e do período. Redação de correspondências oficiais.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro, área e volume das principais figuras geométricas. Regra de três simples e composta. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Equação de 1º e 2º graus. Sistema de equações. Relações métricas e trigonométricas no triângulo retângulo. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

Conhecimentos e utilização adequada das ferramentas; Conhecimentos da norma de segurança; Explosão; Óleos e lubrificantes; Motor; Transmissão; Suspensão; Ignição; Peças de reposição; Sistemas de medidas e utilizadas para as peças, roscas e parafusos; Mecanismos Hidráulicos; Implementos; Correias e Correntes; Ferramentas de trabalho das máquinas; Conhecimentos básicos da função. Assuntos relacionados à sua área de atuação e ética no trabalho. Uso de EPIs. Prevenção de Acidentes. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referencias Bibliográficas: SENAI Departamento Nacional. Mecânico de automóveis, Equipamentos, instrumentos e ferramentas. SENAI Departamento Regional do Paraná. Mecânico de automóveis. Curitiba, 1984. Curso Prático e Profissional para Mecânicos de Automóvel: o Veículo H.M. CHOLLET. Curso Prático Profissional para Mecânicos de Automóveis: o Motor H.M. CHOLLET. Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

MOTORISTA I

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica e crase. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Emprego das classes de palavras. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Sintaxe da oração e do período. Redação de correspondências oficiais.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro, área e volume das principais figuras geométricas. Regra de três simples e composta. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Equação de 1º e 2º graus. Sistema de equações. Relações métricas e trigonométricas no triângulo retângulo. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

Conhecimentos básicos inerentes ao Código de Trânsito Brasileiro; Resoluções, Deliberações, Portarias e demais Leis expedidas pelos órgãos componentes do Sistema Nacional de Trânsito; Direção defensiva; Noções gerais de circulação e conduta; Noções de mecânica de autos; Noções de primeiros socorros; Manutenção e Limpeza de veículos. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referência Bibliográfica sugerida: Código de Trânsito Brasileiro. Resoluções, deliberações, portarias e leis expedidas pelos órgãos componentes do Sistema Nacional de Trânsito. Apostilas e livros didáticos sobre o assunto, Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

OPERADOR DE MOTONIVELADORA

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Uso de conectivos. Emprego dos pronomes. Pontuação. Conhecimentos básicos de concordância nominal e verbal.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro e área das principais figuras geométricas. Regra de três simples. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

Noções básicas e procedimentos de segurança, equipamentos de proteção Conservação e manutenção de máquinas. Novo código de trânsito brasileiro. Direção defensiva e preventiva. Assuntos relacionados à sua área de atuação. Uso de EPIs. Prevenção de Acidentes. Direitos e Deveres dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referência Bibliográfica sugerida: Manual de Habilitação - DETRAN - Ministério da Cultura. Código de trânsito Brasileiro FORTES, J.I. Enfermagem em Emergências. E.P.U. São Paulo.1986. MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES Manual de Primeiros Socorros. Promoção do DNER Diretoria de Transito, Rio de Janeiro, 1978.SOBRINHO, José Almeida e Outros, Novo Código de Trânsito Brasileiro. Editora Jurídica Mizuno, 1ªed. Campinas-SP. Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

OPERADOR DE TRATOR DE PNEU

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Uso de conectivos. Emprego dos pronomes. Pontuação. Conhecimentos básicos de concordância nominal e verbal.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro e área das principais figuras geométricas. Regra de três simples. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

Noções básicas e procedimentos de segurança, equipamentos de proteção Conservação e manutenção de máquinas. Novo código de trânsito brasileiro. Direção defensiva e preventiva. Assuntos relacionados à sua área de atuação. Uso de EPIs. Prevenção de Acidentes. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referência Bibliográfica sugerida: Manual de Habilitação - DETRAN - Ministério da Cultura. Código de trânsito Brasileiro FORTES, J.I. Enfermagem em Emergências. E.P.U. São Paulo.1986. MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES Manual de Primeiros Socorros. Promoção do DNER Diretoria de Transito, Rio de Janeiro, 1978.SOBRINHO, José Almeida e Outros, Novo Código de Trânsito Brasileiro. Editora Jurídica Mizuno, 1ªed. Campinas-SP. Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

PEDREIRO

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Uso de conectivos. Emprego dos pronomes. Pontuação. Conhecimentos básicos de concordância nominal e verbal.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro e área das principais figuras geométricas. Regra de três simples. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

Ler e interpretar projetos de construção e arquitetura. Preparo de concretos e argamassas. Construir alicerces como: baldrame, sapata isolada, radier, blocos. Levantar paredes de alvenaria: amarração e encontro. Vão de portas e janelas. Uso de nível e prumo. Cintas de amarração. Pilares, vigas e lajes. Escoramentos. Telhado. Assentar esquadrias. Revestimento: chapisco, emboço e reboco. Assentamento de: aparelhos sanitários, manilhas e tubos. Montar e desmontar andaimes. Assuntos relacionados à sua área de atuação e ética no trabalho. Uso de EPIs. Prevenção de Acidentes. Organização do local de trabalho. Comportamento no local de trabalho. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referência Bibliográfica sugerida: Manuais, apostilas, revistas, sites, livros didáticos sobre os conteúdos indicados. Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

ZELADOR

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Uso de conectivos. Emprego dos pronomes. Pontuação. Conhecimentos básicos de concordância nominal e verbal.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro e área das principais figuras geométricas. Regra de três simples. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Fundamental.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

Segurança no Trabalho; Noções Básicas de conservação de utensílios e materiais, faxinas, organização produtos de higiene e limpeza (dosagens, formas de utilização, indicações e usos). Noções de Higiene e saúde. Varrição de superfícies diversas. Equipamentos de Segurança (E.P.I. e E.P.C.). Ferramentas e equipamentos da área. Limpeza de equipamentos e conservação de materiais. Serviços Gerais de Limpeza. Conhecimento de materiais de limpeza. Princípios básicos de diluição e aplicação conforme especificação dos produtos (fabricante). Assuntos relacionados à sua área de atuação e ética no trabalho. Organização do local de trabalho. Comportamento no local de trabalho. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referência Bibliográfica sugerida: Manuais, apostilas, revistas, sites, livros didáticos sobre os conteúdos indicados. Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

CARGOS DE NÍVEL MÉDIO

AGENTE ADMINISTRATIVO

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica e crase. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Emprego das classes de palavras. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Sintaxe da oração e do período. Redação de correspondências oficiais.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Médio. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro, área e volume das principais figuras geométricas. Regra de três simples e composta. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Equação de 1º e 2º graus. Sistema de equações. Relações métricas e trigonométricas no triângulo retângulo. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Médio.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA:

Sistema Operacional Windows 2000/XP, Conhecimento sobre o pacote Microsoft Office XP, 2003 e 2007 (Word, Excel, PowerPoint e Access), Internet; Antivírus, Hardware - Componentes de microcomputadores. Nomenclatura e função dos hardwares do computador. Redes de computadores e a internet.

Referência Bibliográfica sugerida: Integração Microsoft Office 2003 Professional KARIM GIZELLE GONZALEZ. Quick 4 em 1 Windows XP, Word XP, Excel XP, Power Point XP, Editora KCM, Rommel Kunze. Guia de Consulta rápida Word XP, Excel XP, Power Point XP, Editora Viena, Karina de Oliveira e Elion Vargas. Windows XP: Home & Professional para Usuários e Administradores JULIO BATTISTI Microsoft Windows 2000 Professional: Passo a Passo MAKRON BOOKS (ED.). Redes de Computadores e a Internet, Uma Nova Abordagem. James F. Kurose, Keith W. Ross. Redes de Computadores. TANENBAUM, A. S. Redes de Computadores, Curso Completo. TORRES, Gabriel. Hardware Curso Completo, 2ª Edição Especial, TORRES Gabriel. Dominando o Linux, DANESH, Arman. www.clubedohardware.com.br. www.microsoft.com. www.novell.com. www.portaljava.com. www.portaldaprogramacao.com.br. Office 2003 - Mariana dos Santos Martins de Oliveira. Revista Info - 2003 a 2005. Obras literárias e sites que tratam do assunto.

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO:

Direito Constitucional: Noções de Direito Constitucional; Direitos e garantias fundamentais, direitos e deveres individuais e coletivos, direito social; da União, dos Estados, dos Municípios; da administração pública, dos servidores públicos civis. Do poder executivo. Princípios do Estado de direito, da legalidade, da igualdade. Da organização político administrativa. Da organização dos Poderes.

Direito Administrativo: Noções de Direito Administrativo. Administração Pública Direta e Indireta: Órgãos e Entidades. Autarquias. Atos e fatos administrativos. Classificação dos Atos Administrativos. Elementos do Ato Administrativo. Validade e Eficácia dos Atos Administrativos. Atributos do Ato Administrativo. Formas de extinção dos Atos Administrativos. Atos Administrativos Inválidos. Convalidação. Contratos Administrativos. Conceitos e Caracteres Jurídicos. As Diferentes Espécies de Contratos Administrativos. Os Convênios Administrativos. Licitação: conceito, princípios, fundamentos, modalidades e procedimentos. Execução dos Contratos Administrativos. Poderes Administrativos. Poder hierárquico, disciplinar e normativo. Do controle da Administração Pública. Da improbidade administrativa.

Referência Bibliográfica sugerida: Leis específicas: Lei 8.666/93 c/ alterações da Lei 8.883/94 e demais alterações. Lei Complementar número 101/2000 e alterações. Lei número 8.429/1992 e alterações. Emendas Constitucionais número 19; 20; 47. Lei 11079/2004. Direito Administrativo: Meireles, Hely L. (Direito Administrativo Brasileiro). Cretella Junior. (Das Licitações Públicas). Di Pietro, Maria Sylvia Zanella (Direito Administrativo). Direito Constitucional: Constituição Federal de 1988, suas emendas e alterações; Moraes, Alexandre de, (Direito Constitucional).

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

Aspectos gerais da redação oficial. Gestão de qualidade: ferramentas e técnicas. Administração e organização. Serviços públicos: conceitos, elementos de definição, princípios, classificação. Relações humanas e interpessoais. Atendimento ao público e ao telefone. Noções básicas de portaria, decreto, ofício, arquivo. Assuntos relacionados à sua área de atuação e ética no trabalho. Organização do local de trabalho. Comportamento no local de trabalho. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Estatuto do Servidor Municipal.

Referência Bibliográfica sugerida: Manuais, apostilas, revistas, sites, livros didáticos sobre os conteúdos indicados. Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

MONITOR EDUCACIONAL

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica e crase. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Emprego das classes de palavras. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Sintaxe da oração e do período. Redação de correspondências oficiais.

Referência Bibliográfica sugerida: ABAURRE, Maria Luiza. Gramática: texto: análise e construção de sentido. São Paulo: Moderna, 2006. CASCAVEL, (PR), Secretaria Municipal de Educação. Currículo para Rede Pública Municipal de Ensino de Cascavel, v.l: Educação Infantil. Cascavel, PR: Progressiva, 2008. GAGLIARI, Luiz Caros. Alfabetização & Linguística. São Paulo: Scipione, 1998. GERALDI, João Wanderley. Portos de Passagem. São Paulo: Martins Fontes, 1991. (Produção Textual). KOCK, Ingdore Villaça. Desvendando os Segredos do Texto. São Paulo: Cortez, 2002. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro, área e volume das principais figuras geométricas. Regra de três simples e composta. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Equação de 1º e 2º graus. Sistema de equações. Relações métricas e trigonométricas no triângulo retângulo. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros Didáticos; Matemática escola e matemática da vida cotidiana - José Roberto Boettger Guardinetto - Autores Associados - 1990.

CIÊNCIAS:

NOÇÕES SOBRE O UNIVERSO: História da Ciência: conhecimentos gerais acerca da evolução dos conhecimentos científicos; Galáxias; constelações; sistema solar; movimentos da terra; MATÉRIA E ENERGIA: INTERAÇÃO E TRANSFORMAÇÃO (RELAÇÕES DE INTERDEPENDÊNCIA):Biosfera - Ecossistemas: relação de interdependência entre os elementos bióticos e abióticos:água: estados físicos, composição química, propriedades;solo: formação e composição, tipos e características;ar: pressão, peso e composição; atmosfera, camadas da atmosfera; ar e seres vivos: fotossíntese e respiração; cadeia e teia alimentar; Homem: corpo humano: célula, órgãos, tecidos e sistemas; aparelhos;Origem da vida;Teoria da evolução da espécie humana;Conceitos básicos de: genoma humano, clonagem, células tronco;Animais e ecossistema: classificação geral e quanto à alimentação: dos vertebrados e dos invertebrados; Vegetais e ecossistema; MEIO AMBIENTE CORPO E SAÚDE:Doenças: infecto-contagiosas, DST e outras;Doenças relacionadas à água, solo, ar; vacinas;Radiação solar; camada de ozônio; efeito estufa; aquecimento global. Alimentação saudável; Lixo, reciclagem, poluição do ar, água e solo.

Referência Bibliográfica sugerida: ANDERY, Maria Amália, Para compreender a ciência: uma perspectiva histórica, Rio de Janeiro: Espaço e Tempo; São Paulo, educ. 1988. CASCAVEL, (PR), Secretaria Municipal de Educação. Currículo para Rede Pública Municipal de Ensino de Cascavel, v.l: Educação Infantil. Cascavel, PR: Progressiva, 2008. Livros didáticos e Revistas científicas. VIEIRA, Cláudia Silveira; OLIVEIRA, Beatriz Rosana Gonçalves de. Curso de Atualização do Conhecimento Sobre Saúde Para Monitores de Berçário dos Centros de Educação Infantil do Município De Cascavel. (apostila - SEMED): Cascavel, 2008.

GEOGRAFIA:

A natureza do espaço; Paisagens, lugares e espaços; O ensino da Geografia; O ensino da Geografia na Educação Infantil; O espaço ocupado pelo Estado do Paraná e suas relações; O espaço ocupado pelo Município de Cascavel e suas relações.

Referência Bibliográfica sugerida: CASCAVEL, (PR), Secretaria Municipal de Educação. Currículo para Rede Pública Municipal de Ensino de Cascavel, v.l: Educação Infantil. Cascavel, PR: Progressiva, 2008. SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4 edição. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006. p. 61-87 (cap.2). O espaço: sistema de objetos, sistemas de ação. PEREIRA, Diamantino. Paisagens, lugares e espaços: a geografia no ensino básico. In: Boletim Paulista de Geografia. M. 79, São Paulo - AGB. São Paulo. Jul.2003. p. 9-21. KOZEL,Salete, Filizola, Roberto. Didática da Geografia- memória da Terra; O espaço vivido. São Paulo: FTD, 1996. CURRÍCULO PARA REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE ENSINO DE CASCAVEL- VOLUME l: EDUCAÇÃO INFANTIL. Cascavel, Paraná: Editora Progressiva. 2008. WACHOWICV,Ruy,1939-2000 História do Paraná Wachowicv,Ruy.-10.ed Curitiba:Imprensa oficial do Paraná 2002. SILVA, Sergio Aguilar. O Paraná de Todas as cores: História do Estado do Paraná para o Ensino Fundamental / Sérgio Aguilar Silva, Edimeri Stadler Vasco,Aimoré Índio do Brasil Arantes,Cristina Carla Klüppel - Curitiba: Base, 2001. SPERANÇA, Alceu A.Cascavel: A História. Curitiba: Lagarto,1992.

HISTÓRIA:

O que é História; A história do ensino de História no Brasil; O Ensino de História; O ensino de História na Educação Infantil; A História do Estado do Paraná e suas relações; A História do Município de Cascavel e suas relações.

Referência Bibliográfica sugerida: BORGES, Vavi Pacheco. O que é historia / Vavi Pacheco Borges. 2ª ed. ver. São Paulo: Brasiliense, 2006. (Coleção Primeiros passos). FONSECA, Thais Nívia de Lima e. História & Ensino de História/ Thais Nivia de Lima e Fonseca- 2ª ed._ Belo Horizonte: Editora Autêntica,2004, p. 29-36. CABRINI, Conceição (et all) O ensino de História: revisão urgente. SP: Brasiliense, 1987.p 19-51. CASCAVEL, (PR), Secretaria Municipal de Educação. Currículo para Rede Pública Municipal de Ensino de Cascavel, v.l: Educação Infantil. Cascavel, PR: Progressiva, 2008. WACHOWICV,Ruy,1939-2000 História do Paraná Wachowicv,Ruy.-10.ed Curitiba:Imprensa oficial do Paraná 2002. SILVA, Sérgio Aguilar. O Paraná de Todas as cores: História do Estado do Paraná para o Ensino Fundamental/Sérgio Aguilar Silva, Edimeri Stadler Vasco,Aimoré Índio do Brasil Arantes,Cristina Carla Klüppel - Curitiba: Base, 2001. SPERANÇA, Alceu A. Cascavel: A História. Curitiba: Lagarto, 1992.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO e NOÇÕES DE HIGIENE, PRIMEIROS OCORROS E CUIDADOS INFANTIS

Concepções de sociedade, homem e educação; A função social da escola pública; O conhecimento científico e os conteúdos escolares; A história da organização da educação brasileira; O atual sistema educacional brasileiro; Os elementos do trabalho pedagógico (objetivos, conteúdos, encaminhamentos metodológicos e avaliação escolar); Concepção de desenvolvimento humano / apropriação do conhecimento na psicologia histórico-cultural; procedimentos adequados ao atendimento à criança de 0 a 6 anos, referente à saúde, alimentação e higiene; A brincadeira de papéis sociais e formação da personalidade.

Referência Bibliográfica sugerida: ALVES, Gilberto Luiz. A produção da escola pública contemporânea. Editora UFMS e Autores Associados, Campinas, SP, 2001. BRASIL. Lei 9.394 de Diretrizes e Bases para a Educação o Brasil de 20 de dezembro de 1996. CASCAVEL. Currículo Para a Rede Pública Municipal de Ensino de Cascavel: Cascavel, Pr. Ed: Progressiva, 2008. ARCE, A.; MARTINS, L. M.; Quem tem medo de ensinar na educação infantil?: em defesa do ato de ensinar. São Paulo: Alínea, 2007. ARCE, Alessandra; DUARTE, Newton. Brincadeiras de papéis sociais na Educação Infantil. São Paulo: Xamã, 2006. LEONTIEV. A. nº. O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Livros Horizontes, 1978. Capítulos: Aparecimento da consciência humana; homem e a cultura; o desenvolvimento do psiquismo na criança. LUCKESI, Cipriano Carlos, Avaliação da aprendizagem na escola. Reelaborando conceitos e recriando a prática. Salvador - BA, Ed. Malabares, 2005. NETTO, José Paulo; BRAZ, Marcelo. Trabalho, sociedade e valor. In: NETTO, José Paulo; BRAZ, Marcelo. Economia Política. Uma introdução crítica. SP: Cortez, 2006. RIBEIRO, Maria Luisa Santos. História a Educação Brasileira. A organização escolar. SP, Campinas: Autores associados, 2003. SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: Primeiras aproximações, 5ª Ed. São Paulo, autores associados, 1995, 2003. SEED/PR. Avaliação, sociedade e escola. Fundamentos para reflexão. (org. Lízia Helena Nagel) Curitiba, 1986. OLIVEIRA, B.R.G., VIEIRA, C. S., COLLET, nº. Atualização do Conhecimento Sobre Saúde para Monitores de Berçário dos Centros de Educação Infantil do Município de Cascavel, (mimeo) 2004.

Secretário de Escola

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica e crase. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Emprego das classes de palavras. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Sintaxe da oração e do período. Redação de correspondências oficiais.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Médio. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.).

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro, área e volume das principais figuras geométricas. Regra de três simples e composta. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Equação de 1º e 2º graus. Sistema de equações. Relações métricas e trigonométricas no triângulo retângulo. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Médio.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA:

Sistema Operacional Windows 2000/XP, Conhecimento sobre o pacote Microsoft Office XP, 2003 e 2007 (Word, Excel, PowerPoint e Access), Internet; Antivírus, Hardware - Componentes de microcomputadores. Nomenclatura e função dos hardwares do computador. Redes de computadores e a internet.

Referência Bibliográfica sugerida: Integração Microsoft Office 2003 Professional KARIM GIZELLE GONZALEZ. Quick 4 em 1 Windows Xp, Word Xp, Excel Xp, Power Point Xp, Editora KCM, Rommel Kunze. Guia de Consulta rápida Word Xp, Excel Xp, Power Point Xp, , Editora Viena, Karina de Oliveira e Elion Vargas. Windows XP: Home & Professional para Usuários e Administradores JULIO BATTISTI Microsoft Windows 2000 Professional: Passo a Passo MAKRON BOOKS (ED.) Dominando o Linux, DANESH, Arman. Clique Linux: Instalação e Utilização: Ubuntu: o Linux Mais Amigável! ROBSON OLIVEIRA FERNANDO MELIS NETO ROBERIO GONCALVES. Clique Linux: Instalação e Utilização: Kurumin - IMPORTADO ROBSON OLIVEIRA FERNANDO MELIS NETO ROBERIO GONCALVES. Redes de Computadores e a Internet, Uma Nova Abordagem. James F. Kurose, Keith W. Ross. Redes de Computadores. TANENBAUM, A. S. Redes de Computadores, Curso Completo. TORRES, Gabriel. Hardware Curso Completo, 2ª Edição Especial, TORRES Gabriel. Dominando o Linux, DANESH, Arman.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

Protocolo; Arquivo; Índice Onomástico; Livros de protocolo; Livros de Índice; Ordem alfabética rigorosa; Formas de organização de arquivo; Redação de correspondências oficiais; Diferenciação: portaria, decreto, resolução; Processo de autorização de funcionamento de escolas; LEGISLAÇÃO E POLÍTICAS EDUCACIONAIS - Regimento Escolar - Deliberação 16/99 - CEE/PR -Estrutura educacional brasileira: - Sistema educacional brasileiro: níveis e modalidade de ensino; - Legislação: Lei nº. 9394/96 LDBEN, Lei nº8.069/90 ECA, Lei nº10639/03 História e cultura afro-brasileira e africana. - Deliberação 09/01 - CEE/PR; - Leis, Pareceres e Diretrizes relacionados à Educação Infantil e às séries iniciais do Ensino Fundamental. As políticas de educação Especial e inclusão. A política de cotas. A educação, os portadores de necessidades especiais e a inclusão social. Leis e Pareceres sobre Educação Especial. Ensino Fundamental de Nove Anos. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referências Bibliográficas sugeridas: Secretariado Administrativo: com Exercícios ELIANA CRISTINA PACOLA. Guia de Secretariado: Técnicas e Comportamento DENIZE RACHEL VEIGA. DELIBERAÇÃO N.º 003/2006 - Ensino Fundamental de Nove Anos - CEE/PR. Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica e crase. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Emprego das classes de palavras. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Sintaxe da oração e do período. Redação de correspondências oficiais.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Médio. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Perímetro, área e volume das principais figuras geométricas. Regra de três simples e composta. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Equação de 1º e 2º graus. Sistema de equações. Relações métricas e trigonométricas no triângulo retângulo. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Médio.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

Desenhos em CAD (Autocad ou Intellicad). Topografia. Movimento de Terras. Locação de obras. Sondagens. Estradas: Projeto geométrico, drenagem, obras especiais, pontes. Princípios básicos de construção. Detalhamento, desenvolvimento e interpretação de projetos de arquitetura, estrutura, instalações elétricas, hidráulicas e de esgoto. Manutenção de via permanente. Normas de Desenho Técnico, de Arquitetura, de Instalações e de Estrutura. Escalas. Cotagem. Assuntos relacionados à sua área de atuação e ética no trabalho. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referência Bibliográfica sugerida: Amaral, Atila. Manual de Engenharia Ferroviária. Azeredo, Hélio A. Edifício até a sua Cobertura. Ed. Edgard Blücher Ltda. Brina, Helvécio I. Estrada de Ferro. Vol. 1. Caputo, Homero Pinto. Mecânica do Solo e suas Aplicações. Cardão, Celso. Topografia. Carvalho, Pacheco. Caderneta de Campo. Ed. Científica. Espartel, Lelis. Curso de Topografia. Ed. Globo. Filho, Jerônimo Monteiro. Construção das Estradas - Infraestrutura. Ed. Científica. Filho, Jerônimo Monteiro. Projeto de Estradas - Ferrovias e Rodovias. Ed. Científica. . Ferreira, Patrícia. Desenho de Arquitetura. Editora Ao Livro Técnico. . Oberg, L.. Desenho Arquitetônico. Editora Ao Livro Técnico.. Pacheco, Carvalho M. e Lélis, Espartel. Curso de Estradas. Vol. I e II. . Webb, Walter Coring. Construção de Estrada de Ferro. . Manual do Engenheiro. Ed. Globo. Normas da ABNT. UNSER`s GUIDE, Comamand Reference. Autodesk (Help do programa). Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

TÉCNICO EM ENFERMAGEM LÍNGUA

PORTUGUESA :

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica e crase. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Emprego das classes de palavras. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Sintaxe da oração e do período. Redação de correspondências oficiais.

Referência Bibliográfica Sugerida: Livros didáticos sobre os conteúdos indicados e Apostila para Concursos. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Regra de três simples e composta. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Equação de 1º e 2º graus. Sistema de equações. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica Sugerida: Livros didáticos sobre os conteúdos indicados e Apostila para Concursos.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

saúde da mulher: preventivo para câncer ginecológico; climatério, planejamento familiar, pré-natal de baixo risco. saúde da criança: crescimento e desenvolvimento da criança; desnutrição, desidratação. tro - terapia de reidratação oral. verminose. ivas - infecção das vias aéreas superiores. ira - infecção respiratória aguda. saúde do adulto: programa para hipertensão. programa para diabetes. hanseníase. tuberculose. hepatites virais. dst/aids. doenças de notificação compulsória. saúde mental: cuidados com pacientes depressivos, neuróticos. comportamento anti-social. imunizações: crianças, adultos e gestantes. saneamento básico: cuidados com o lixo, esgoto, água. atendimento em emergências. preparo, diluição e administração de medicamentos: intramuscular, intravenoso, subcutâneo, intradérmico, via oral, soroterapia. curativos. sistema saúde: políticas públicas de saúde, sus, conselhos de saúde. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal.

Referência Bibliográfica Sugerida: CABRAL, Ivone Evangelista. Administração de medicamentos/revisão técnica. (Enfermagem Prática). Reichmann Affonso Editores, 456p. Rio de Janeiro. 2002. Lei do Exercício Profissional Lei n.º 7.498, de 25 de junho de 1986. Código de Ética e Deontologia da Enfermagem. Brasil, Ministério da Saúde, Processamento de Artigos e Superfícies em Estabelecimentos de Saúde. E ed., Brasília: Coordenadoria de Controle de Infecção Hospitalar, 1994. SILVA, A A M et al. Enfermagem na Unidade de Centro Cirúrgico. 2 ed. São Paulo: EPU/EDUSP, 1997. Manual do Técnico e Auxiliar de Enfermagem, Coordenação de Idelmira Lopes de Lima. [et al.], 6 ed. rev. e ampl. Goiânia: AB, 2000. Lei 8.080 e 8.142. Norma Operacional de Assistência à Saúde - Noas-Sus 01/2002. Gestão Municipal de Saúde, (SUS), Leis, normas e portarias atuais. Rio de Janeiro, Ministério da Saúde, 2001. Guia Prático do Programa Saúde da Família, Ministério da Saúde, Brasília, 2001. Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

TÉCNICO EM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS

LÍNGUA PORTUGUESA:

Interpretação de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica e crase. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Emprego das classes de palavras. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Sintaxe da oração e do período. Redação de correspondências oficiais.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Médio. (Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.)

MATEMÁTICA:

Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de unidades de medida no Brasil. Regra de três simples e composta. Razão e Proporção. Porcentagem e juros simples. Equação de 1º e 2º graus. Sistema de equações. Análise e interpretação de gráficos e tabelas.

Referência Bibliográfica sugerida: Livros didáticos do Ensino Médio.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA:

Sistema Operacional Windows 2000/XP, Conhecimento sobre o pacote Microsoft Office XP, 2003 e 2007 (Word, Excel, PowerPoint e Access), Internet; Antivírus, Hardware - Componentes de microcomputadores. Nomenclatura e função dos hardwares do computador.

Referência Bibliográfica sugerida: Integração Microsoft Office 2003 Professional KARIM GIZELLE GONZALEZ. Quick 4 em 1 Windows Xp, Word Xp, Excel Xp, Power Point Xp, Editora KCM, Rommel Kunze. Guia de Consulta rápida Word Xp, Excel Xp, Power Point Xp, , Editora Viena, Karina de Oliveira e Elion Vargas. Windows XP: Home & Professional para Usuários e Administradores JULIO BATTISTI Microsoft Windows 2000 Professional: Passo a Passo MAKRON BOOKS (ED.) Dominando o Linux, DANESH, Arman. Clique Linux: Instalação e Utilização: Ubuntu: o Linux Mais Amigável! ROBSON OLIVEIRA FERNANDO MELIS NETO ROBERIO GONCALVES. Clique Linux: Instalação e Utilização: Kurumin - IMPORTADO ROBSON OLIVEIRA FERNANDO MELIS NETO ROBERIO GONCALVES. Redes de Computadores e a Internet, Uma Nova Abordagem. James F. Kurose, Keith W. Ross. Redes de Computadores. TANENBAUM, A. S. Redes de Computadores, Curso Completo. TORRES, Gabriel. Hardware Curso Completo, 2ª Edição Especial, TORRES Gabriel. Dominando o Linux, DANESH, Arman.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

Manuseio e conservação dos aparelhos e equipamentos de laboratório; Limpeza, desinfecção e esterilização do instrumental; Identificação, conservação e manuseio de materiais biológicos; Descarte de materiais utilizados na coleta e tratamento de amostras contaminadas. Aplicação dos conhecimentos de preparo de soluções; Técnicas de coleta; Ética no laboratório de Patologia Clínica; Controle de qualidade no laboratório de patologia Clínica; Identificar, manusear e preparar os materiais para as análises laboratoriais; Saber orientar e esclarecer o paciente; Conscientização dos cuidados necessários (pessoal e material) no laboratório de Patologia Clínica; Coleta do material para realização do exame; Noções elementares do funcionamento do laboratório. Assuntos relacionados à sua área de atuação e ética no trabalho. Princípios de Bioquímica Clínica e principais exames bioquímicos. Imunologia Clínica - Métodos de realização de exames. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal.

Referencias Bibliográficas: MARTINS, D.S. E OUTRA. Português instrumental. Ed. Saga Constituição Federal, atualizada, alterações introduzidas pelas Emendas Constitucionais. Lei 8.112/90, de 11 de dezembro de 1990, atualizada. MOURA, Roberto de Almeida. Técnicas de Laboratório, Livraria Atheneu, São Paulo, 1987. TODD, Sandord Davidsohn. Diagnósticos Clínicos e Conduta Terapêutica por Exames Laboratoriais Vol I e II, Editora Manole, 1982. Lei Municipal n.º 2.215/91 (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Cascavel).

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

ADMINISTRADOR HOSPITALAR

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

Organização e Administração Hospitalar e de Serviços de Saúde (Gestão Pública da Saúde). Fundamentos da Administração em Saúde. Ética Profissional. Gerenciamento de Resíduos em Serviços de Saúde. Lei Orgânica da Saúde. Controle Social. Instrumentos de Planejamento no SUS (plano Municipal de Saúde, Relatório de gestão, Programação Anual de Saúde). Compras na Administração Pública. Planejamento Estratégico da Gestão de Pessoas. Avaliação de Desempenho. Administração de conflitos, Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. Estrutura física de unidades básicas de saúde. Limpeza, higiene e lavanderia hospitalar. Administração de Recursos Materiais. Sistemas de Informação em Saúde. Administração de Recursos Financeiros e Orçamentários. Prontuário do Paciente. Teoria da administração. Instituição de direito público e privado. Psicologia aplicada à administração. Legislação social e do trabalho. Administração de recursos humanos. Organização de sistemas e métodos. Administração financeira e orçamentária. Administração da saúde. Administração de sistemas de informação. Administração de recursos materiais e patrimoniais. Administração de serviços assistenciais. Comportamento organizacional. Planejamento estratégico. Administração de serviços de apoio operacional. Estratégia de gestão em saúde. Arquivo médico. Noções de infecção hospitalar. Indicador Hospitalar.Noções de serviços Enfermagem, Farmácia, Nutrição e Higiene pessoal. Saúde Pública. Sistema Único de Saúde (SUS) Evolução histórica da organização do sistema de saúde no Brasil e a construção do Sistema Único de Saúde, Princípios, Diretrizes, Leis, Normas, Portarias. Norma Operacional Básica (NOB/96). Lei Orgânica. Constituição Federal 1988. Código de ética profissional do Administrador. Conselho Municipal de Saúde. . Marketing nos serviços de saúde. Gestão da Farmácia Hospitalar. Noções de Informática (Windows, Word, Excel, Power Point, e Internet). Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal.

Referencias Bibliográficas: CHIAVENATO, I. Gestão de Pessoas. O Novo Papel dos Recursos Humanos nas Organizações. BARBIERI, J. C.; MACHLINE, C. Logística Hospitalar. Teoria e Prática. TORRES, S.; LISBOA, T. C. Limpeza e Higiene, Lavanderia Hospitalar. MEZZOMO. A. A. Serviço do Prontuário do Paciente. www.saude.gov.br. JOHNSON, A.C. & SCHULZ, R. Administração Hospitalar. São Paulo: Pioneira, 1979. BORBA, R.VALDIR/LISBOA, C. TERESINHA: Teoria Geral de Administração Hospitalar. ZABOLI, PAVONE C. L. ELMA: Ética e Administração Hospitalar. MINISTÉRIO DA SAÚDE: GUIA DO CONSELHEIRO - Curso de Capacitação de Conselheiros Estaduais e Municiais de Saúde. MINISTERIO PÚBLICO. Brasília. DF. 2002. . ANDRADE S. M. SOARES, CORDONI JUNIOR. Bases de saúde Coletiva - Londrina - 2001. ABC do SUS- Doutrinas e Princípios, Secretaria Nacional de Assistência a Saúde. Brasília. DF. 1990. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Gestão Municipal de Saúde. Leis, Normas e Portarias Atuais. Ministério da Saúde Rio de Janeiro. RJ 2001. . MALAGÓN LONDOÑO, GUSTAVO - MORERA, RICARDO GALÁN - LAVERDE, GABRIEL PONTÓN. Administração Hospitalar. FRANCISCHINE, G. PAULINO, GURGEL, A. FLORIANO: Administração de materiais e do patrimônio. São Paulo. Pioneira Thomson Learning. 2004. MEZOMO, J. CATARIN: Qualidade Hospitalar: Reiventando a administração do Hospital. São Paulo. CEDAS, 1992.

CONHECIMENTOS GERAIS:

Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts. 37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal. Estatuto da Criança e do Adolescente: Das disposições preliminares, Do direito à vida e à saúde, Da política de atendimento, Das medidas de proteção, das infrações administrativas, Disposições finais e transitórias.

Direito Constitucional: Noções de Direito Constitucional; Direitos e garantias fundamentais, direitos e deveres individuais e coletivos, direito social; da União, dos Estados, dos Municípios; da administração pública, dos servidores públicos civis. Do poder executivo. Princípios do Estado de direito, da legalidade, da igualdade. Da organização político administrativa. Da organização dos Poderes.

Direito Administrativo: Noções de Direito Administrativo. Administração Pública Direta e Indireta: Órgãos e Entidades. Autarquias. Atos e fatos administrativos. Classificação dos Atos Administrativos. Elementos do Ato Administrativo. Validade e Eficácia dos Atos Administrativos. Atributos do Ato Administrativo. Formas de extinção dos Atos Administrativos. Atos Administrativos Inválidos. Convalidação. Contratos Administrativos. Conceitos e Caracteres Jurídicos. As Diferentes Espécies de Contratos Administrativos. Os Convênios Administrativos. Licitação: conceito, princípios, fundamentos, modalidades e procedimentos. Execução dos Contratos Administrativos. Poderes Administrativos. Poder hierárquico, disciplinar e normativo. Do controle da Administração Pública. Da improbidade administrativa.

Referência Bibliográfica sugerida: Leis específicas: Lei 8.666/93 c/ alterações da Lei 8.883/94 e demais alterações. Lei Complementar número 101/2000 e alterações. Lei número 8.429/1992 e alterações. Emendas Constitucionais número 19; 20; 47. Lei 11079/2004. Direito Administrativo: Meireles, Hely L. (Direito Administrativo Brasileiro). Cretella Junior. (Das Licitações Públicas). Di Pietro, Maria Sylvia Zanella (Direito Administrativo). Direito Constitucional: Constituição Federal de 1988, suas emendas e alterações; Moraes, Alexandre de, (Direito Constitucional). Lei Municipal n.º 2.215/91, Lei Federal n.º 8.069/90 e atualizações.

ARQUITETO

Projetos: arquitetura, instalações elétricas, instalações hidráulicas, instalações sanitárias, estruturas. Análise Orçamentária: orçamento de obras, reajustamentos, quantitativos, licitações e contratos administrativos, utilização de índices de custos. Topografia. Especificação Técnica de materiais e serviços. Tecnologia da Construção. - Urbanização. Conforto Ambiental: Acústica, Insolação, iluminação e ventilação. - Noções de Cálculo Estrutural. Noções de Resistência dos Materiais. Noções de Mecânica dos Solos. AutoCAD. Plano Diretor Municipal, Código de Obras e Posturas Municipal. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referencias Bibliográficas: Baud, G. Manual de Pequenas Construções. Hemus Ed. S. A., 1998. Cardão, Celso. Técnica da Construção. Vols. I e II. Edições Engenharia e Arquitetura, 1976. Ching, Francis D. K. e Adams, Cassandra. Técnicas de Construção Ilustradas. Bookman Companhia Editora, 2001. Creder, Hélio. Instalações Elétricas. Livros Técnicos e Científicos Ed., 1982. De Marco, Conrado Silva. Elementos de Acústica Arquitetônica. Nobel, 1982. Frota, Anésia Barros e Schiffer, Sueli Ramos. Manual de Conforto Térmico. Nobel, 1988. Lei Federal no 8.666/93 de 21/06/93 e suas atualizações. Lei Federal no 4.320/64 de 17/03/64 e suas atualizações. Macintyre, Archibald Joseph. Instalações Hidráulicas. Livros Técnicos e Científicos Ed., 1996. . Menegotto, José Luis e Araújo, Tereza Cristina Malveira de. O Desenho Digital Técnica & Arte. Interciência, 2000. Moliterno, Antônio. Caderno de Projetos de Telhados em Estruturas de Madeira. Ed. Edgard Blucher Ltda, 1981. Rangel, Alcyr Pinheiro. Projeções cotadas e Desenho Projetivo. Ao Livro Técnico, 1979. Rivero, Roberto de. Acondicionamento Térmico Natural da Arquitetura e Clima. D. C. Kuzzatto Ed. Ltda: Ed. da Universidade UFRGS, 1985. Lei Complementar n.º 28/2006.

ASSISTENTE SOCIAL

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

Legislação de Serviço Social. Ética profissional. Lei de Regulamentação da profissão. Possibilidades e limites de atuação do assistente social. O Serviço Social no Brasil. Políticas Sociais. Relação Estado/Sociedade. A Propriedade e a Renda no Brasil. Contexto histórico, atualidade e neoliberalismo. Desigualdade social. Políticas de Seguridade e Previdência Social. Constituição Federal de 1988. Política Nacional de Assistência Social. Lei Orgânica de Assistência Social. Sistema Único de Assistência Social (SUAS) Políticas de Saúde. Sistema Único de Saúde (SUS). Lei Orgânica da Saúde (LOS). Políticas Educacionais. Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Política Nacional do Idoso. Estatuto do Idoso. Estatuto da Criança e do Adolescente. Política da Pessoa Portadora de Deficiência. Pesquisa Social: projetos, métodos e técnicas qualitativas e quantitativas. Planejamento Social: Planejamento estratégico, Planos, Programas e Projetos. Avaliação de programas e políticas sociais. Gestão Social. Instrumentos e técnicas de intervenção: estudo social, perícia, laudo e parecer social. Trabalho com Grupos. Atuação em equipe interdisciplinar. Família em seus diversos contextos sociais: violência intrafamiliar, abandono de incapaz, rupturas conjugais, recomposição familiar. Políticas de atenção à mulher em situação de violência doméstica e suas dimensões contemporâneas ("Lei Maria da Penha"). Processo de trabalho do assistente social em suas dimensões teórico-metodologico, técnico-operativa e ético-político. Políticas de atenção ao idoso e suas dimensões contemporâneas: violência intrafamiliar, abandono e outros (Estatuto do Idoso).

Referencia Bibliográfica Sugerida: ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho? São Paulo: Cortez. BARROCO, Maria Lúcia. Ética e Serviço Social. São Paulo: Cortez. BARROCO, Maria Lúcia. "As implicações ético-políticas do agir profissional". In: Curso de Capacitação em Serviço Social e Política Social, Módulo II. Brasília: CEAD, 1999. BATTINI, Odária. Assistência Social, constitucionalização, representação e práticas. São Paulo: Veras. BATTINI, Odária. Pesquisa-ação: construindo uma metodologia de trabalho. UEL, 1994. BEHRING, Eliane. Política Social no capitalismo tardio. São Paulo: Cortez. BRAVERMAN, Harry. Trabalho e Capital Monopolista. Rio de Janeiro: Zahar. CFESS - Estudo Social em perícias, laudos e pareceres técnicos. São Paulo: Cortez. Cadernos ABESS - nº 01 ao nº 09. FALEIROS, Vicente de Paula. Saber profissional e poder institucional. São Paulo: Cortez. FALEIROS, Vicente de Paula. Estratégias em Serviço Social. São Paulo: Cortez. GIL, Antônio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. São Paulo: Atlas. GUERRA, Yolanda. A Instrumentalidade do Serviço Social. São Paulo: Cortez, 5ª edição. IAMAMOTO, Marilda Vilela e CARVALHO, Raul de. Relações Sociais e Serviço Social no Brasil. São Paulo: Cortez: CELATS. IAMAMOTO, Marilda Vilela. O Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo: Cortez. MARTINELLI, Maria Lúcia. Serviço Social: identidade e alienação. São Paulo: Cortez. MONTAÑO, Carlos. A Natureza do Serviço Social. São Paulo: Cortez. NETTO, José Paulo. Capitalismo Monopolista e Serviço Social. São Paulo: Cortez. In: Formação Profissional: um projeto de atualização. CRESS 12ª Região, Gestão 96/99 - Florianópolis. OLIVEIRA, Heloísa Maria José de. Avaliação de Políticas Sociais. In: Formação Profissional: um projeto de atualização. CRESS 12ª Região, Gestão 96/99 - Florianópolis. REVISTA SERVIÇO SOCIAL E SOCIEDADE nº 85, 86, 87, 88, 89, 90 e 91. RIOS, Terezinha Azeredo. Ética e Competência. São Paulo: Cortez. SPOSATI, A. & BONETTI, D. ; YASBECK, M. & FALCÃO, M. A Assistência na Trajetória das Políticas Sociais Brasileiras. São Paulo: Cortez. WANDERLEY, Mariângela Belfiore. Refletindo sobre a noção de exclusão. In: Revista Serviço Social e Sociedade nº 55. São Paulo: Cortez, 1999. YASBECK, Maria Carmelita. Classes Subalternas e Assistência Social. 5ª edição. São Paulo: Cortez. VASCONCELOS, Ana Maria de. A prática do Serviço Social. São Paulo: Cortez. LEGISLAÇÃO: - Constituição Federal de 1988. CF/1988 Título VIII - Da Ordem Social. - CRESS 7ª Região/RJ. Assistente Social: Ética e Direitos. Coletânea de leis e Resoluções. Editora Lidador: Rio de Janeiro. - Decreto nº 3.298 - de 20 de dezembro de 1999 e Lei nº 7.853, de 24 de outubro de 1989 - Política Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência. - Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de 1998 e Lei nº 9.720 - de 30 de novembro de 1998 - Sobre a Previdência Social. - Lei 8662/9 - Lei de regulamentação da Profissão do Assistente Social. - Lei 8662/93 - Código de Ética do Assistente Social. - Lei Orgânica da Saúde - Lei nº 8.080, de 19 de Setembro de 1990. - Lei nº 10.216, de 6 de abril de 2001 - Política Nacional de Saúde Mental. - Lei nº 8.742, de 7 de dezembro de 1993 - Loas - Lei Orgânica da Assistência Social. (NOB/SUAS - NOB/RH E TIPIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS) - Lei nº 8.842, de 4 de janeiro de 1994 e Decreto nº 1.948, de 3 de julho de 1996 - Política Nacional do Idoso. - Lei no 10.741, de 1º de outubro de 2003. - Estatuto do Idoso. ACOSTA, Ana R. VITALE M. Amália. (org). Família: Redes, Laços e Políticas Públicas. 2ª Ed. SP: IEE PucSP, Cortez, 2005. AMARO, Sarita Alves. Visita Domiciliar: guia para uma abordagem complexa. Porto Alegre: Age, 2003. BRAVO, Maria Inês de Souza (Org.). Saúde e Serviço Social. 2ª ed. SP: Cortez, 2006. BAPTISTA, Myrian Veras. Planejamento Social: intencionalidade e instrumentação. São Paulo: Veras Editora, 2000. CFESS. O Estudo Social em Perícias, Laudos e Pareceres Técnicos: uma contribuição ao debate no judiciário, no penitenciário e na previdência social. SP: Cortez, 2004. COUTO, Berenice. O Direito Social e a Assistência Social na Sociedade Brasileira: uma equação possível? SP: Cortez, 2004. Lei nº 11340 de 7 de Agosto de 2006. Institui mecanismo para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher. "Lei Maria da penha". Lei nº 11.343 de 23 de Agosto de 2006. Institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas - Sisnad. Lei nº 12.010 de 03 de agosto de 2009 que altera as leis 8.069 de 1990; revoga dispositivos da Lei 10.406 de 10 de janeiro de 2002-Código Civil e da CLT, aprovada pelo Decreto Lei 5.452, de 1º de maio de 1943 e dá outras providências. Lei nº 10.836 de 2004 que dispõe sobre a criação do Programa Bolsa Família e dá outras providências. PNAS- Política Nacional de Assistência. Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996 - Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. - CAPRA, Fritjof. A Teia da Vida. São Paulo: Cultrix, 1996.

CONHECIMENTOS GERAIS:

Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal. Estatuto da Criança e do Adolescente (arts. 7º a 14 e arts. 53 a 59 ).

Políticas de atenção à criança e ao adolescente e suas dimensões contemporâneas: violências sobre a criança e o adolescente, menor infrator, medidas de proteção e socioeducativas, redes sociais (ECA) e legislação correlata.

Referencia Bibliográfica Sugerida:

Lei Municipal n.º 2.215/91, Lei Federal n° 8.069, de 13 de julho de 1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente.

DENTISTA 40 HORAS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

Portaria n.º 648, de 28 de março de 2006 - Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica para o Programa Saúde da Família (PSF) e o Programa Agentes Comunitários de Saúde (PACS).

Odontologia Social e Preventiva: Educação em saúde bucal. Epidemiologia aplicada à odontologia. Níveis de prevenção. Métodos preventivos (Flúor, Selantes). Prevenção das doenças bucais.

Anatomia: Anatomia dental e análise funcional. Anatomia e aplicação clínica. Sistema dental.

Anestesia: Farmacologia dos anestésicos locais. Anestésicos locais e controle da dor. Complicações das anestesias locais. Técnicas anestésicas em odontologia. Substância anestésica. Toxicologia.

Cirurgia: Princípios da cirurgia. Técnica exodônticas. Acidentes e complicações exodônticas. Técnicas cirúrgicas. Instrumental. Medicação pré e pós-operatório.

Dentística restauradora: Cárie dentária. Princípios de preparo cavitário. Materiais protetores do complexo dentina polpa. Restaurações de resina em dentes anteriores e posteriores. Adesivos. Amalgáma. Cimento ionômero de vidro. Tratamento Restaurador Atraumático (ART). Tratamentos preventivos. Técnicas restauradoras minimamente invasivas. Isolamento absoluto. Radiologia oral.

Endodontia: Considerações iniciais. Topografia da cavidade pulpar. Alterações patológicas no periápice. Tratamento conservador da polpa dental. Abertura coronária. Obturação do canal radicular. Apecificação. Reabsorção dentária.

Farmacologia e Terapêutica Aplicada à Odontologia: Antibióticos. Analgésicos. Atipiréticos. Anti-inflamatórios. Hemostáticos. Drogas Ansiolíticas. Relaxantes musculares de ação central. Vitaminas. Tratamento de paciente grávidas, diabéticos. Problemas cardiovasculares, doenças gastrointestinais e doenças do sangue. Endocardite bacteriana.

Odontopediatria: Procedimentos preventivos e restauradores. Prevenção da cárie dentária na criança e no adolescente. Traumatismo na dentição decídua. Tratamento pulpar em dentes decíduos. Restaurações em dentes decíduos. Anatomia dos dentes decíduos. Fluorose dental. Selantes. Técnicas anestésicas em crianças. Técnicas de RX em crianças. Farmacologia para crianças.

Patologia Bucal: Distúrbios do desenvolvimento e do crescimento. Doenças de origem microbiana. Distúrbios do metabolismo. Doenças do sistema específico. Anomalias dentárias. Patologia das glândulas salivares. Tumores de tecidos moles.

Periodontia: Anatomia periodontal. Classificação das doenças periodontais. Placa e cálculo dental. Doença periodontal necrosante. Raspagem e alisamento radicular. Gengivite. Periodontite. Doenças infecciosas.

Materiais dentários: Materiais cavitários, ligas para amálgama, composição das resinas, ionômeros, selantes, flúor. Instrumentais, amalgamador, fotopolimerizador, LED

Ética odontológica: Código de ética odontológica.

Saúde Publica: Sistema Único de Saúde (SUS): seus princípios e diretrizes. Leis (8.080/90 e 8.142/90). Normas e portarias atuais. Constituição Federal de 1988 (seção II - Da Saúde). Norma Operacional Básica (NOB/SUS/96).

Referencias Bibliográficas: Paulo - SP. GREGORI, C. Cirurgia Buco-Dento Alveolar. Editora Sarvier. 1996. São Paulo - SP. SHAFE, W. HINE, M. LEVY, B. Tratado de Patologia Bucal 4º edição. Editora Guanabara. 1987. Rio de Janeiro - RJ. SILVA e SOUZA JUNIOR, M.H. et. al. Odontologia Estética e Aplicações Clinicas, 1º edição. Editora Santos. 2000. São Paulo - SP.CARVALHO, R. M. Adesivos Dentinários, Revista de Dentística Restauradora, V 1, nº 2. Abril 1998. Editora CEOB. Bauru - SP. FREITAS, J.R. Terapêutica Odontológica, 7º edição. Editora Pedro I Ltda. 1997. Rio de Janeiro - RJ. MALAMED, S. F. Manual de Anestesia local. 5º . Editora Elsevier Ltda. 2005. Rio de Janeiro - RJ. ARMONIA. P. L. e TORTAMANO. nº. Como Prescrever em Odontologia. 3º edição. Editora Santos. 1992. São Paulo - SP. FIGÚN, M. E. E GARINO, R. R. Anatomia Odontológica Funcional e Aplicada, 2º edição. Editora Médica Panamericana. 1989. São Paulo - SP. LINDHE, J. Tratado de Perio-dontologia Clínica, 2º edição. Editora Guanabara. 1992. Rio de Janeiro - RJ. MANSON, J. D. Manual de Periodontia, 2º edição. Editora Santos. 1989. São Paulo - SP. DE DEUS, Q. D. Endodontia, 5º edição. Editora Médica e Científica Ltda. 1992. Rio de Janeiro - RJ. TOLEDO, O A. Odontopediatria Fundamentos para Prática Clínica. 1º edição. Editora Panamericana. 1996. São Paulo - SP. GUEDES-PINTO, A. C. Manual de Odontopediatria. 8º edição. Artes Médicas Editora. 1993. São Paulo - SP. McDONALD, R. E. Odontopediatria. 5º edição. Editora Guanabara. 1987. Rio de Janeiro - RJ. PHILIPS, R. Materiais Dentários de Skinner. 9º edição. Editora Guanabara Koogan. 1993. MOYERS, R. E. Ortodontia. 4º edição. Editora Guanabara Koogan. 1988. Conselho Federal de Odontologia - Código de Ética odontológica - 2003. SICHER & DUBRUL.Anatomia Oral. 8º edição. Editora Artes Médicas. 1991.LIMA C. Estomatologia. 2º edição. Editora Santos. BARATIERI, L. nº. et. al. Dentística Procedimentos Preventivos e Restauradores. 2º edição. Editora Santos. 1992. São Paulo - SP. EWERTON NOCCHI CONCEIÇÃO et.al.. Dentística Saúde e Estética. 2ª edição. Editora Artmed.2007. CARLOS ROBERTO BERGERET. et.al. Endodontia Clinica. Editora Pancast. 2002.LOUIS R. ROSE. et.al. Periodontia, Medicina, Cirurgia e Implantes. Editora Santos. 2007.WHAITES. E. Princípios de Radiologia Odontológica. 3º edição. Editora Art Med. Norma Operacional De Assistência À Saúde - Noas-Sus 01/2002.Ministério da Saúde. Departamento de Atenção Básica.

CONHECIMENTOS GERAIS:

Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal. Estatuto da Criança e do Adolescente: Das disposições preliminares, Do direito à vida e à saúde, Da política de atendimento, Das medidas de proteção, das infrações administrativas, Disposições finais e transitórias.

Referência Bibliográfica sugerida:

Lei Municipal n.º 2.215/91, Lei Federal n.º 8.069/90 e atualizações, Lei Federal n.º 10.741/03 e atualizações.

ENGENHEIRO AGRIMENSOR

Topografia. Geodésia. Fotogrametria e foto identificação. Sensoriamento remoto. Cartografia. Cadastro técnico e planejamento urbano. Sistemas de informações georreferenciadas. Traçado de estradas e cidades. Agrimensura legal. Código de Obras e Posturas e Lei de Parcelamento de solos municipal. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referencias Bibliográficas: ANDRADE, José Bittencourt de. Navstar - GPS. Curitiba: UFP, 1988. Associação Brasileira De Normas Técnicas. NBR 13.133: execução de levantamento topográfico. 1994. CASTRO, José Flávio Morais; Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Princípios de cartografia sistemática, cartografia temática e sistema de informação geográfica (SIG). Rio Claro: UNESP, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 1996. COMASTRI, José Aníbal & TULER, José Cláudio. Topografia: altimetria. 2. ed. Viçosa: UFV , 1990. COMASTRI, José Aníbal. Topografia: planimetria. 2. ed. Viçosa : UFV , 1992. COMASTRI, José Aníbal; CARVALHO, Carlos A. B. de. Estradas: traçado geométrico. Viçosa: UFV, 1981. ERBA, Diego Alfonso. Topografia para estudantes de Arquitetura, Engenharia e Geologia. Ed. Unisinos, São Leopoldo-RS, 2003. ESPARTEL, Lelis. Curso de topografia. 7. ed. Porto Alegre: Globo, 1980. ESPARTEL, Lelis; LUDERITZ, João. Caderneta de campo. 13 ed. Porto Alegre: Globo, 1983. GEMAEL, C. Geodésia Física. Curitiba: UFPR, 1981. GEMAEL, C. Introdução à geodésia geométrica: 1ª e 2ª partes. Curitiba: UFPR, 1987. JENSEN, John. R. Sensoriamento Remoto do Ambiente: uma perspectiva em recursos terrestres, Ed. Parêntese, São José dos Campos - SP, 2009. LOCH, Carlos. A interpretação de imagens aéreas: noções básicas e algumas aplicações nos campos profissionais. 4.ed. Florianópolis: UFSC, 2001. MASCARÓ, Juan Luís. Manual de loteamentos e urbanizações. 2.ed. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, 1997. MONICO, João Francisco Galera, Posicionamento pelo NAVSTAR-GPS, São Paulo, UNESP, 2000. NOVO, Evlyn Márcia Leão de Moraes. Sensoriamento remoto: princípios e aplicações. 2.ed. São Paulo: Edgard Blücher, c. 1992. PAREDES, Evaristo Atencio. Introdução a aerofotogrametria para engenheiros. [Brasília]: CNPq; [Maringá]: CONCITEC, 1987. PINTO FERREIRA, Luis. Curso de Direito Agrário: de acordo com a Lei no 8.629/93. 2.ed. São Paulo: Saraiva, 1995. RAISZ, Erwin Josephus. Cartografia geral. Rio de Janeiro: Cientifica, 1969. ROCHA, Cézar Henrique Barra. Geoprocessamento: tecnologia transdisciplinar. 2.ed. Juiz de Fora, 2002. SEIXAS, José Jorge. Universidade Federal de Pernambuco. Geometria das fotografias: formulas fundamentais. Recife: UFP, 1978. SILVA, Ardemirio de Barros. Sistemas de informações georreferenciadas: conceitos e fundamentos. Campinas: UNICAMP, 1999.

ENGENHEIRO CIVIL

Desenhos em CAD (Autocad ou Intellicad). Projeto e Execução de Obras Civis: locação de obra; sondagens; instalações provisórias; canteiro de obras; depósito e armazenamento de materiais; fundações profundas; fundações superficiais; escavações; escoramento; elementos estruturais; estruturas especiais; estruturas em concreto armado; alvenaria estrutural; concreto - controle tecnológico; argamassas; formas; armação; instalações prediais; alvenarias; paredes; esquadrias; revestimentos; coberturas; pisos; impermeabilização; equipamentos e ferramentas; segurança e higiene no trabalho; engenharia de custos. Materiais de Construção Civil: aglomerantes: gesso, cal, cimento portland; agregados; argamassa; concreto; dosagem; tecnologia do concreto; aço; madeira; materiais cerâmicos; vidros; tintas e vernizes. Mecânica dos Solos: origem e formação dos solos; índices físicos; caracterização de solos; propriedades dos solos arenosos e argilosos; pressões nos solos; prospecção geotécnica; permeabilidade dos solos; compactação dos solos; compressibilidade dos solos; adensamento nos solos; estimativa de recalques; resistência ao cisalhamento dos solos; empuxos de terra; estrutura de arrimo; estabilidade de taludes; estabilidade das fundações superficiais e estabilidade das fundações profundas. Resistência dos Materiais: tensões normais e tangenciais: deformações; teoria da elasticidade; análise de tensões; tensões principais; equilíbrio de tensões; compatibilidade de deformações; relações tensão x deformação - Lei de Hooke; Círculo de Mohr; tração e compressão; flexão simples; flexão composta; torção; cisalhamento e flambagem. Análise Estrutural: esforços seccionais - esforço normal, esforço cortante e momento fletor; relação entre esforços; apoios e vínculos; diagramas de esforços; estudo das estruturas isostáticas (vigas simples, vigas gerber, quadros). Dimensionamento do Concreto Armado: características mecânicas e reológicas do concreto; tipos de aços para concreto armado; fabricação do aço; características mecânicas do aço; concreto armado - fundamentos; estados limites; aderência; ancoragem e emendas em barras de armação; detalhamento de armação em concreto armado. Instalações Prediais: instalações elétricas; instalações hidráulicas; instalações de esgoto; instalações de telefone e instalações especiais. Estruturas de Aço. Estruturas de Madeira. Noções da Lei 8.666/93 e suas alterações no que se refere às obras e serviços de engenharia. Levantamentos topográficos, Leitura de cartas topográficas. Plano Diretor Municipal, Código de Obras e Posturas. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referencias Bibliográficas: Bauer, Falcão. Materiais de Construção (vols. 1 e 2). Ed. LTC. Beer & Johnson. Resistência dos Materiais. Ed. Makron Books. Caputo, Homero. Mecânica dos Solos e suas Aplicações (vols. 1 a 4). Ed. LTC. Cardão, Celso. Técnicas de Construção. Ed. Engenharia e Arquitetura. Carnasciali, Carlos Celso. Estruturas Metálicas na Prática. Ed. Makron Books. Creder, Hélio. Instalações Elétricas. LTC. Creder, Hélio. Instalações Hidráulicas e Sanitárias. Ed. LTC. Espartel, Lelis. Curso de Topografia. Ed. Globo. Fabrício, Heitor. Manual do Engenheiro Civil. Hemus. Herrman, Curt. Manual de Perfuração de Rocha. Ed. Polígono. Lei 8.666/93 e suas alterações. Macintyre. Instalações Hidráulicas. Ed. Guanabara Dois. Manual do Engenheiro. Ed. Globo. Normas da ABNT. Petrucci, Eládio. Materiais de Construção. Ed. Globo. Petrucci, Eládio. Concreto de Cimento Portland. Ed. Globo. Pfeil, Walter. Estruturas de Madeira. Ed. LTC. Pfeil, Walter. Estruturas de Aço. Ed. LTC. Pinto, Carlos de S.. Curso Básico de Mecânica dos Solos. Ed. Oficina de Textos. Sampaio, Fernando M.. Orçamento e Custo da Construção. Ed. Hemus. Stabile. Custos na Construção Civil. Ed. Boletim de Custos. Sussekind, José Carlos. Curso de Concreto. Ed. Globo. Timoshenko. Resistência dos Materiais. Ed. LTC. USER`s GUIDE, Command Reference, AUTODESK (Help do programa). Lei Complementar n.º 28/2006.

ENGENHEIRO ELETRICISTA

Eletrônica Básica e Eletricidade Básica: Conceitos. Produção e densidade de cargas elétricas. Condutores e isolantes. Componentes elétricos e eletrônicos. Resistores. Corrente Elétrica. Resistência. Lei de Ohm. Diferença de Potencial. Energia Elétrica. Efeito Joule. Circuitos Série, Paralelo e Misto. Resolução de Circuitos (1a. e 2a. Leis de Kirchoff). Reguladores de Tensão. Trabalho. Energia. Fontes de Tensão e de Corrente. Capacitância. Indutância. Capacitores. Indutores. Símbolos e Convenções. Potência Elétrica. Eletromagnetismo. Grandezas Elétricas e Magnéticas. Forças de Coulomb Campo Elétrico. Lei de Gauss e Fluxo Elétrico. Energia e Potencial Elétrico de conjunto de cargas. Corrente, densidade de corrente e condutores. Materiais dielétricos e capacitância. Equação de Laplace. Lei de Ampère e o campo magnético. Equações de Maxwell. Circuitos C.C. e C.A. Fator de Potência. Filtros. Casadores de Impedância. LED. SCR. Tiristor. Diac. Triac. Optoacopladores. Fontes de Tensão e de corrente. Análise de circuitos em corrente contínua e corrente alternada. Instalações Elétricas. Interruptores. Tomadas. Lâmpadas. Fusíveis. Disjuntores. Eletrodutos. Luminárias. Leitura e interpretação de esquemas e diagramas uni e trifilares. Transientes. Transitório e Regime Permanente. Conversão Delta-Estrela e Estrela-Delta.

Medidas: Instrumentos e Medidas. Unidades usuais. Sistema Internacional de Unidades. Erro e Tolerância. Uso do decibel (dB), dBm. Aparelhos de medida. Galvanômetro. Instrumentos de bobina móvel, eletrostáticos, de ferro móvel e eletrodinâmicos. Ponte de Wheatstone. Osciloscópio. Gerador de ondas senoidais. Voltímetro. Amperímetro. Wattímetro. Frequencímetro. Multímetro. Medidores. Aparelhos de comando, de proteção e de medidas. Controle de circuitos. Medidas elétricas. Fundamentos dos instrumentos de medição. Quocientímetros, Freqüencímetros e fasímetros. Medição de resistências elétricas. Localização de defeitos nos cabos elétricos isolados. Medição de impedância, da resistência de "terra" e da resistividade do solo. Instrumentos elétricos de medida. Aparelhos auxiliares para medidas em circuitos de corrente alternada e contínua.

Eletrônica Linear: Semicondutores. Diodos. Transistores. Transformadores. Regulador de tensão. Retificadores. Fonte de Alimentação. Amplificadores a transistor. Realimentação. Circuitos RC, RL e RLC. Circuitos Integradores. Transistor de Efeito de Campo. Amplificadores de RF. Osciladores. Amplificadores de Potência. Amplificador Operacional.

Eletrônica Digital: Conceitos. Sistemas binário e hexadecimal. Álgebra de Boole. Tabelas verdade e símbolos lógicos. Famílias lógicas. Portas lógicas. Circuitos Combinacionais. Multivibradores e Flip-Flop. Componentes. Circuitos digitais. Registradores. Contadores. Conversores A/D e D/A.. Memórias. Microcontroladores e Microprocessadores. Circuitos Sequenciais.

Circuitos elétricos: Definições e parâmetros de circuitos. Valores médio e eficaz. Impedância complexa e notação de fasores. Circuitos em série e paralelo. Potência e correção do fator de potência. Ressonância série e paralelo. Análise de circuitos pelas correntes de malha e pelas tensões dos nós. Teoremas de Norton e Thevenin. Teoremas gerais de circuitos. Indutância mútua. Sistemas Polifásicos. Transitórios em circuitos.

Transmissão por Fios e Cabos: Conceitos. Características. Tipos de Fios e de Cabos. Tipos de Linhas. Práticas de Instalação. Equipamentos de Testes. Tensões de Transmissão. Isoladores. Ferragens e acessórios. Estruturas das Linhas de Transmissão.

Distribuição de Energia: Princípios básicos. Linhas de baixa, média e alta tensão. Postes. Suportes. Redes. Quadros e painéis. Transformadores.

Sistemas de Potência: Circuitos trifásicos. Valores percentuais e por unidade. Componentes simétricas e de Clarke.

Conversão Eletromecânica de Energia: Processos de conversão de energia elétrica. Análise de sistemas magnéticos. Transformação de energia elétrica. Máquinas comutadoras. Máquinas polifásicas.

Equipamentos elétricos: Normas, fontes de energia, consumos. Problemas comuns a todas as instalações, sobretensões, coordenação de isolamento, ligação à terra, condição do neutro nos sistemas trifásicos. Os aparelhos de comando. Os comandos nos circuitos elétricos e os fenômenos relativos, meios e modos de extinção do arco, características construtivas dos disjuntores, disjuntores de comando, seccionadores e outros dispositivos para baixa tensão. Os aparelhos de proteção. Relé, fusíveis, descarregadores de sobretensão, sistemas de telecomando e de telemedida.

Instalações elétricas: Instalações prediais de luz e força. Proteção e controle de circuitos. Luminotécnica. Instalações para força motriz. Circuitos de sinalização. Instalações de para-raios prediais. Melhoramento do fator de potência e instalação de capacitores. Técnica da execução das instalações elétricas. Localização dos medidores de energia.

Instalações elétricas industriais: Elementos de projeto. Dimensionamento da seção de condutores elétricos. Iluminação industrial. Fator de potência. Curto-circuito em instalações de baixa-tensão. Motores elétricos. Partida de motores elétricos de indução. Materiais e equipamentos. Proteção e coordenação. Aterramento. Projeto de Subestação de consumidor.

Eletrônica Industrial: Componentes eletrônicos. Retificadores. Conversores CC/CC, CC/CA, CA/CC e CA/CA. Circuitos de Disparo. Inversores. Proteções. Sensores e Tradutores. Elementos fotossensíveis. Controles eletrônicos de motores e geradores. Circuitos de Disparo. Proteções. Programação e Características de PLC's.

Proteção e Normas de Segurança: Normas. Princípios básicos. Sistemas de energia. Alimentação AC/DC. Aterramento e para-raios. Proteção de equipamentos e de sistemas: conceitos, características, cuidados e dispositivos. Dispositivos de proteção. Ferramentas. Prevenção de acidentes e socorros de urgência.

Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988 e suas alterações (arts 1º a 14 e arts 37 a 43). Estatuto do Servidor Municipal.

Referências Bibliográficas: BARTKOWIAK, R. A. Circuitos elétricos. [s.l.]: Makron Books, 2000.BOGART, T., F. - Dispositivos eletrônicos e teoria de circuitos. [s.l.]: Makron Books, 2001. v.1 e 2.BOYLESTAD, R. L. & NASHELSKY, L. Dispositivos eletrônicos e teoria de circuitos. [s.l.]: LTC/Prentice Hall, 1998. BOSSI, A. e SESTO, E. Instalações elétricas. [s.l.]: Hemus, 1999. CAPUANO, F. G. Elementos de eetrônica digital. [s.l.]: Érica, 1991. CIPELLI, A. M. V. Teoria e desenvolvimento de projetos de circuitos eletrônicos. [s.l.]: Érica, 2001. CLOSE, C. M. Circuitos lineares. [s.l.]: LTC, 1994. CREDER, H. Instalações elétricas. [s.l.]: LTC, 1995. FOWLER, R. J. Eletricidade: princípios e aplicações. [s.l.]: Makron Books, 1992. v. 1 e 2. FUCHS, R. D. Transmissão de energia elétrica - linhas aéreas. [s.l.]: LTC, 1977. GUSSOW, M. Eletricidade básica. [s.l.]: Schaw McGraw-Hill, 1985. HAYT, W., Eletromagnetismo. [s.l.]: LTC, 2000. IRWIN, J. D. Análise de circuitos em engenharia. [s.l.]: Makron Books, 2000. LALOND, D. E. e ROSS, J. A. Princípios de dispositivos e circuitos eletrônicos. [s.l.]: Makron Books, 2000. v.1 e 2. LANDER, C. W. Eletrônica industrial.[s.l.]: Mc Graw-Hill, 1997. MALVINO, A. P. Eletrônica. [s.l.]: Mc Graw-Hill, 1997. v. 1 e 2. MAMEDE FILHO, J. Proteção de equipamentos eletrônicos sensíveis. [s.l.]: Érica, 2000. MAMEDE FILHO, J. Instalações elétricas industriais. [s.l.]: LTC, 2000. MEDEIROS FILHO, S. Fundamentos de medidas elétricas. [s.l.]: LTC, 1998. ROBBA, E. J. Introdução a sistemas elétricos de potência. [s.l.]: Edgard Blucher, 1999. SEDRA, A. S. Microeletrônica. [s.l.]: Makron Books, 1999. SILVA JR., V. P. Aplicações práticas do microcontrolador 8051. [s.l.]: Érica, 1994. TAUB & SCHILING. Eletrônica digital. [s.l.]: McGraw-Hill, 1985. VERVLOET, W. A. Eletrônica industrial, [s.l.]: LTC, 1978. WILSON, J. A. & KAUFMAN, M. Eletricidade básica : Teoria e prática. [s.l.]: IDEEL, 1987. v. 1, 2 e 3.

FISIOTERAPEUTA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

Desenvolvimento motor normal e patológico até o 2º Ano de vida da criança; Revisão anatômica e fisiológica do Sistema Nervoso Central, Sistema respiratório, sistema ósseo e sistema muscular; Tratamento fisioterápico nas deficiências acima comentadas; Biomecânica Básica dos sistemas acima citados. Sistema Único de Saúde (SUS): Seus princípios, Suas diretrizes, Leis n.ºs 8.080/90 e 8.142/90; Normas e Portarias atuais, Constituição Federal de 1988 (seção II Da Saúde); Norma Operacional Básica (NOB/SUS/96). Fisioterapia aplicada à geriatria; Fisioterapia Traumato Ortopédica e Desportiva (lesões mais comuns nos esportes e tratamento); Fisioterapia do Exercício.

Referencias Bibliográficas: MACHADO, A. Neuroanatomia Funcional., Editora Atheneu, 2ª ed. SP, 1993. GRAY, H., Anatomia., Editora Guanabara Koogan, 29ªed., 1977. HOPPENFELD., S., Propedêutica Ortopédica., Livraria Atheneu., RJ., 1987. TUREK., S.L., Ortopedia Princípios e sua aplicação., Editora Manole., 4ªed., 1991. COSSERMELLI, W.>, Reumatologia Básica. Editora Sarvier, SP., 1972 HALL, S. Biomecânica Básica. Editora Guanabara Koogan R.J., 1993. DIAMENTE., A; CYPEL, S., Neurologia Infantil, Editora Atheneu., 3ªed., 1996. DIMEGLIO, A., Ortopedia Pediátrica., Livraria Editora Santos. SANVITO, W.L., Síndromes Neurológicas., Editora Manole., 1997. FLEMIG, I., Desenvolvimento Normal e seus desvios no Lactante., Editora Livraria Atheneu., 1987. HOLLE, B., Desenvolvimento Motor na Criança Normal e Retardada., Editora Manole., 1979. DOWNIE., P.A., Neurologia para Fisioterapeutas, 4ªed., Editora Médica Panamericana, 1987. UMPHRED, D.A., Fisioterapia Neurológica, 2ªed., Editora Manole, 1994. BOBATH, K., Uma base Fisiológica para o Tratamento da Paralisia Cerebral., Editora Manole, 1979. SHEPHERD, R.B., Fisioterapia em Pediatria., 3ªed., Santos Livraria Editora., 1996. DAVIES, P.M., Recomeçando Outra Vez, Editora Manole, 1997. BUENO., J.M., Psicomotricidade., Teoria e Prática., Editora Lovise., 1998. KUDO, A.M., et al., Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional em Pediatria. Monografias Médicas., Série Pediatria, Voluma XXXII., Editora Sarvier. CAILLET, R., Escoliose., Editora Manole, 1979. KNOPLICH, J., Enfermidades da Coluna Vertebral., 2ªed., Editora Panamed, 1986. O'SULLIVAN, S.B., CULLEN, K., SCHMTZ, T.J., Fisioterapia Tratamento, Procedimento e Avaliação., Editora Manole., 1987. AZEREDO, C.A.C. et al., Fisioterapia Respiratória Atual, Editora Edusuam., 1998. GASKELL, D.V., WEBBER, B.A. Fisioterapia Respiratória., Colina Editora., RJ., 1984. BETHEELEM, N., Pneumologia., 3ªed., RJ., Editora Atheneu., 1984. WEST, J.B., Fisiologia Respiratória., SP., Editora Manole, 1979. WEST, J.B., Fisiopatologia Respiratória Moderna, SP., Ed.Manole., 1979. BASMAJIAN., J., Terapêutica por exercícios., SP, Editora Manole., 1980. SCHWARTZMAN, José Salomão. Síndrome de Down. SP. Mackenzie. Memnon, 1999. SANVITO, Luiz Wilson. Propedêutica Neurológica Básica. SP. Atheneu. 1996. Norma Operacional De Assistência À Saúde - Noas-Sus 01/2002

CONHECIMENTOS GERAIS:

Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal. Estatuto da Criança e do Adolescente: Das disposições preliminares, Do direito à vida e à saúde, Da política de atendimento, Das medidas de proteção, das infrações administrativas, Disposições finais e transitórias. Estatuto do Idoso: Disposições preliminares, Do direito à vida, Do direito à saúde, Das medidas de proteção, Da Política de atendimento ao idoso.

Referência Bibliográfica sugerida:

Lei Municipal n.º 2.215/91, Lei Federal n.º 8.069/90 e atualizações, Lei Federal n.º 10.741/03 e atualizações.

FONOAUDIÓLOGO

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

Disartria e Dislalia - Conceito Tratamento. Fonoaudiologia Escolar - Campo de atuação, Prevenção e reabilitação. Audiologia Clínica - Determinação dos limiares tonais por via aérea e via óssea. Logoaudimetria e imitanciometria. Métodos eletrofisiológicos de avaliação da audição: BERA e Emissões Otoacústicas. Aquisição e Retardo de Linguagem. Motricidade Oral-Desenvolvimento das funções estomatognáticas. Princípios aplicados ao diagnóstico e tratamento miofuncional. Disfonia - Classificação, conceito, etiologia e reabilitação vocal. Fissuras labiopalatinas e insuficiência velofaríngea - Classificação de fissuras, Incompetência e insuficiência Velofaríngea. Distúrbios da voz e problemas associados. Leitura e Escrita e Dislexia - Definições, causas e atuação fonoaudiológica. Difluências e Gagueira. Difluência versus gagueira. Atuação interdisciplinar Fonoaudiologia e Saúde Pública - Áreas de atuação.

Referencias Bibliográficas: FERREIRA. L.P. Temas de Fonoaudiologia. São Paulo, Loyola, 1991. ISSLER, S. Articulação e linguagem. São Paulo, Ed.Lovise, 1996. :.JAKUBOVICZ, R. Avaliação, Diagnóstico e Tratamento em Fonoaudiologia: Disfonia, Disartria e Dislalia. Rio de Janeiro, Ed. Revinter, 1997. .LOPES FILHO, O.(org) Tratado de Fonoaudiologia. São Paulo, Roca,1997. MARCHESAN, I.Q. (org.). Tópicos em Fonoaudiologia. São Paulo, Lovise, 1995.Vol. II, e.III, MARCHEZAN, I.Q. Motricidade Oral. São Paulo, Pancast, 1993. SANTOS, T.M.M & RUSSO, I.P.. A Prática da Audilogia Clínica. São Paulo, Cortez, 1993. , 7TABITH JR., A. Foniatria, São Paulo, Cortez, 1989.ZORZI, J.L. Aquisição da Linguagem Infantil. São Paulo, Pancast, 1993.

LOPES FILHO, O. Tratado de Fonoaudiologia. São Paulo, Roca, 1997; GOLDFELD, M. Fundamentos em Fonoaudiologia - Linguagem. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 1998; PINHO, S. Fundamentos em Fonoaudiologia - Tratando os Distúrbios da Voz. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 1998. ZORZI, J. A Intervenção Fonoaudiológica nas Alterações da Linguagem Infantil, Rio de Janeiro, Ed. Revinter, 2002. MARCHESAN, I.Q. (org.). Tópicos em Fonoaudiologia. São Paulo, Lovise 1995 Vol II e III. SANTOS, T.M.M. & RUSSO, I.P. A Prática da Audiologia Clínica. São Paulo, Cortez, 1993. FERREIRA, L.P. Temas de Fonoaudiologia, São Paulo Loyola, 1991. JARDILINO, J.R.L. Ética subsídios para a formação de profissionais na área da saúde. São Paulo, Pancast, 1998.

CONHECIMENTOS GERAIS:

Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal. Estatuto da Criança e do Adolescente: Das disposições preliminares, Do direito à vida e à saúde, Da política de atendimento, Das medidas de proteção, das infrações administrativas, Disposições finais e transitórias. Estatuto do Idoso: Disposições preliminares, Do direito à vida, Do direito à saúde, Das medidas de proteção, Da Política de atendimento ao idoso.

Referência Bibliográfica sugerida:

Lei Municipal n.º 2.215/91, Lei Federal n.º 8.069/90 e atualizações, Lei Federal n.º 10.741/03 e atualizações.

MÉDICO 40 HORAS - PSIQUIATRA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

Clínica Cirúrgica - Assuntos: Choque. Queimaduras. Gangrenas. Fraturas em geral. Principais fraturas. Torções. Luxações. Traumatismos. Lesões traumáticas do crânio, coluna vertebral, tórax, abdome e dos membros. Apendicite e hérnias abdominais. Oclusão intestinal. Osteomielite e tumores dos ossos. Afecções cirúrgicas do aparelho genital. Abdome agudo. Feridas cirúrgicas. Pré-operatório. Pós-operatório.

Referências Bibliográficas: Schwartz - Princípios de Cirurgia. Editora Guanabara Koogan. 6ª edição Vol. I e II, Rio de Janeiro. 1996. Lawrence W. Way - Diagnóstico Tratamento em Cirurgia. Editora Internacional, 9ª edição. 1991. David C. Sabiston Jr. - Tratado de Cirurgia. Editora Manole Ltda, 15ª edição, 1999, Vol. I e II, São Paulo. Barbosa, Hélio - Controle Clínico do Paciente Cirúrgico, 6ª edição. Neto, Alípio Corrêa - Clínica Cirúrgica, 4ª edição, 1994. Freire, Evandro- Trauma- Doença dos Séculos. Evandro Freire. Editora Ateneu, 1ª edição, Vol. I e II , 2001. - Fundamentos de Cirurgia - Sabiston. Editora Guanabara Koogan, 2ª edição. 1996. Xenon J. William. Xenon 2005. O livro de concursos médicos, 13º edição. Editora Atheneu, Vol. I e II. 2004.

Higiene - Doenças Infecciosas e Parasitárias - Assuntos: Aspectos de higiene relativos a Genética humana e Saúde Pública. Higiene individual. Água de abastecimento. Saneamento básico. Ar e poluição da atmosfera. Solo e clima. Nutrição e higiene dos alimentos. Higiene do trabalho. Principais doenças profissionais. Saúde mental; Doenças infecciosas e parasitárias - etiologia, epidemiologia, diagnóstico, formas clínicas, profilaxia e tratamento das seguintes entidades nosológicas: doenças causadas por vírus, Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. Doenças respiratórias agudas. Influenza. Pneumonia primária atípica. Rubéola. Sarampo. Herpes Simples. Varicela. Herpes Zoster. Poliomielite. Echo-vírus. Coxsackie. Caxumba. Raiva. Hepatite por vírus. Arboviroses. Linfogranuloma venéreo. Doenças produzidas por bactérias: Infecções estreptocócicas. Febre Reumática. Febre Maculosa. Endocardites bacterianas. Estafilococcias. Pneumonias bacterianas. Tuberculose pulmonar. Lepra. Difteria. Shigelose. Febre Tifoide. Brucelose. Tétano. Cólera. Uretrites gonocócicas. Meningites. Cancro mole. Granuloma Inguinal. Listeriose; Doenças produzidas por Riquétsias: Riquetsioses. Febre Q; Doenças causadas por protozoários: Doença de Chagas. Amebíase. Malária. Leishmaniose tegumentar e visceral. Toxoplasmose; Doenças causadas por fungos: Micoses cutâneas. Blastomicose sul-americana; Doenças causadas por Espiroquetídeos: Leptospirose. Sífilis; Doenças causadas por vermes e outros agentes: Ancilostomíase. Ascaridíase. Oxiuríase. Giardíase. Trichuríase. Teníase. Cisticercose. Estrongiloidíase. Filariose.

Referências Bibliográficas: Cecil. Tratado de Medicina Interna, Editora Elsevier, Tradução da 22ª edição, 2005. Vicente Amato Neto - José Luís da Silveira Boldy - Doenças Transmissível. Editora Sarvier , São Paulo , 1997. Ricardo Veronesi e Col - DIP - Editora Guanabara Koogan, 9ª edição, Rio, S/D. Xenon J. William. Xenon 2005. O livro de concursos médicos, 13º edição. Editora Atheneu, Vol. I e II. 2004.

Medicina Interna - Assuntos: Doenças do Sistema Nervoso: acidentes vasculares cerebrais, comas com e sem sinais de localização, convulsões, epilepsia, infecções do sistema nervoso, distúrbios do sistema nervoso periférico, miastenia gravis, doença de Parkinson, demência e depressão. Doenças Endócrino-Metabólicas e Distúrbios Hidroeletrolíticos e Ácidos-Básicos: distúrbios ipotálamohipofisários, distúrbios da tireoide, do córtex e medula da suprarrenal, diabete melito tipo I e II, desidratação hiper e hipotônica, hiper e hipocalemia, acidose e alcalose metabólicas e respiratórias, desnutrição, hiper e hiponatremia, hiper e hipocalcemia, hiper e hipomagnesemia. Doenças do Aparelho Respiratório: doenças das vias aéreas superiores, asma, doença pulmonar obstrutiva crônica, pneumonias, tuberculose, doenças da pleura, sarcoidose, câncer de pulmão, tromboembolia pulmonar, doenças pulmonares ocupacionais. doenças do sistema cardiovascular: arritmias cardíacas, insuficiência cardíaca, corpulmonale, miocardiopatia dilatada, endocardite infecciosa e pericardites, hipertensão arterial sistêmica, dislipidemias, doença isquêmica coronariana. Doenças do Rim e Trato-urinário: insuficiência renal aguda e crônica, glomerulonefrites, nefrolitíase, infecções urinárias alta e baixa. Distúrbios Reumatológicos: artrite reumatoide, lupus eritematoso sistêmico, esclerodermia, gota, artrite séptica, dermatomiosite, osteoporose. Desordens do Sistema Gastrointestinal: esofagites e câncer do esôfago, úlcera péptica, câncer gástrico, pancreático e colônico, colite ulcerativa, doença de crohn, apendicite aguda, pancreatites, obstrução intestinal, hepatites, cirrose hepática, doença diverticular do cólon. Doenças Infecciosas e Parasitárias: febre de origem indeterminada, septicemia, infecções bacterianas e virais, doenças sexualmente transmissíveis e AIDS, tétano, botulismo, leptospirose, malária, leishmaniose, toxoplasmose, parasitoses intestinais. Doenças Hematológicas: anemias, leucemias, linfomas, discrasias sanguíneas. Emergências Médicas: parada cardiorrespiratória, insuficiência respiratória aguda, choques, hemorragia digestiva alta e baixa, queimaduras, afogamentos, intoxicações e envenenamentos, mordedura e picadas de animais peçonhentos.

Saúde Pública - Assunto: Sistema Único de Saúde (SUS): Seus princípios, Suas diretrizes, Leis (8.080/90 e 8.142/90); Normas e Portarias atuais, Constituição Federal de 1988 (seção II Da Saúde); Norma Operacional Básica (NOB/SUS/96).

Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal.

Referências Bibliográficas: Fauci - Medicina Interna - 14ª edição 1998 - Editora MC Graw Hill; William nº. Kelly - Medicina Interna - 3ª edição 1999. Andreoli; Bennett; Carpenter; Plum; Cecil - Tratado de Medicina Interna, Editora Elsevier, Tradução da 22ª edição, 2005. Filgueira, Condutas em Clínica Médica. 2ª edição, 2000. Editora Medsi; Tratado de Infectologia, 2 volumes, 2ª Reimpresão. Veronesi R, Foccacia R. Rotinas em Terapia Intensiva. Editora Atheneu, 1999. 3ª edição. Mena Barreto, Fisiopatologia Pulmonar Moderna, 4ª edição. Editora Artemed, 2001 . John B. West, Manole; Critical care, 3ª edição. Civetta, Taylor, Kirby, Editora Lippincott Raven, 1997. Xenon 2005. O livro de concursos médicos, 13º edição. Editora Atheneu, Vol. I e II. 2004. Norma Operacional De Assistência À Saúde - Noas-Sus 01/2002

Conhecimentos Específicos - Psiquiatria - Assuntos: Psicopatologia Conceito, Consciência, Orientação, Atenção, Linguagem, Memória, Sensopercepção, Inteligência, Consciência do Eu, Pensamento (forma, curso e conteúdo), Humor, Afetividade, Vontade, Pragmatismo, Psicomotilidade. - Psiquiatria Clínica Anamnese Psiquiátrica Métodos Diagnósticos, Transtornos mentais ditos orgânicos, Demências, Transtornos mentais decorrentes do uso de substâncias psicoativas, Esquizofrenias e outros Transtornos Delirantes, Transtornos do Humor, Transtornos ansiosos, relacionados ao estresse e somatoformes, índromes comportamentais associadas a perturbações fisiológicas e fatores físicos, Transtornos de personalidade e de comportamentos em adultos, Retardo Mental, Transtornos do desenvolvimento psicológico, Transtornos emocionais e de comportamento com início usualmente ocorrendo na infância e adolescência e Urgências Psiquiátricas. Psicofarmacologia Antipsicóticos, Ansiolíticos, Antidepressivos, Estabilizadores do Humor, Antiparkinsonianos, Inibidores de Colinesterases e outras drogas para tratamento das demências; e Eletroconvulsoterapia. Psicoterapia - Técnicas, Indicações e Resultados. Psiquiatria Forense.

Referências Bibliográficas:APA: DSM -IV- Manual de Diagnóstico e Estatística de Doenças Mentais da Associação Psiquiátrica Americana. Porto Alegre. Editora Artes Médicas, 1994. Bennett, J.C. & Plum, F. Cecil - Tratado de Medicina Interna. Editora Elsevier, Tradução da 22ª edição, 2005. Dalgalarrondo, Paulo: Psicopatologia e Semiologia dos Transtornos Mentais. Porto Alegre, Editora Artes Médicas, 2002. Graeeff, Frederico G., Brandão, M. L.: Neurobiologia das Doenças Mentais, São Paulo, Lemos, 1999. Isselbacher, K.J., Braunwald, E., et al. Harrison - Medicina Interna. 14ª edição, Rio de Janeiro; McGrow Hill, 1998. 2967 páginas, 2 volumes. Izquierdo, Iván: Memória. Porto Alegre. Editora Artes Médicas, 2002. KAPLAN, Harold I. SADOCK, Benjamin J. Grebb, Jack (eds): Compêndio de Psiquiatria, 6ª edição, ciências do comportamento e psiquiatria clínica. Porto Alegre: Editora Artes Médicas, 1997. OMS: CID 10 - Classificação Internacional de Doenças, 10º edição - transtornos mentais de comportamento. Porto Alegre: Editora Artes Médicas, 1993. RANGÉ, Bernard. Psicoterapias Cognitivo-Comportamentais: Um Diálogo com a Psiquiatria, Porto Alegre. Editora Artes Médicas, 2002. STAHL, Stephen M.: Psicofarmacologia, Bases Neurocientíficas e Aplicações Práticas, Rio de Janeiro, Editora Medsi, 2002. Compêndio de Psiquiatria - Kaplan, Harold I; Sadock, Benjamin; Grebb, Jack, - 7ª edição. Editora Artmed 2003. Xenon 2005. O livro de concursos médicos, 13º edição. Editora Atheneu, Vol. I e II. 2004.

CONHECIMENTOS GERAIS:

Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal. Estatuto da Criança e do Adolescente: Das disposições preliminares, Do direito à vida e à saúde, Da política de atendimento, Das medidas de proteção, das infrações administrativas, Disposições finais e transitórias. Estatuto do Idoso: Disposições preliminares, Do direito à vida, Do direito à saúde, Das medidas de proteção, Da Política de atendimento ao idoso.

Referência Bibliográfica sugerida:

Lei Municipal n.º 2.215/91, Lei Federal n.º 8.069/90 e atualizações, Lei Federal n.º 10.741/03 e atualizações.

NUTRICIONISTA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

Pirâmide alimentar: guia de alimentação equilibrada para a população. Importância da alimentação para o homem e a sociedade. Nutrientes energéticos, reguladores e construtores: Funções, necessidades diárias, fontes alimentares, fatores que modificam a absorção. Finalidades e Leis da alimentação. Alimentação do Pré-escolar, escolar, adolescente, adulto, gestante, nutriz, idoso. Cereais: tipos, princípios de cocção, massa alimentícias. Leguminosas: variedades, valor nutritivo, fatores que interferem na cocção. Hortaliças: valor nutritivo, pigmentos, cuidados no armazenamento e na cocção. Frutas: valor nutritivo, pigmentos, cuidados no armazenamento e na cocção. Carnes (bovinos, suínos, aves, pescados, vísceras): valor nutritivo, princípio de cocção. Gorduras: utilização culinária, decomposição. Leite e derivados: decomposição. Aproveitamentos de sobras e partes não convencionais dos alimentos. Gravidez na adolescência. Aleitamento materno e artificial. Alimentação da criança de 0 a 12 anos. Higiene alimentar. Controle do desenvolvimento microbiano em alimentos. Doenças transmitidas por alimentos: agente biológicos e químicos, epidemiologia, medidas preventivas. Água: cuidados Lixo: acondicionamento e destino. Educação alimentar: e nutricional: objetivos e importância. Inquéritos alimentares: tipos e importância. Saúde e segurança no trabalho. Ética profissional. Código de defesa do consumidor. Quantidades de compras: fator de correção, fator de cocção. Normas que regem a alimentação escolar (PNAE e PNAC). Política Nacional de Alimentação e Nutrição. SISVAN. Programas Públicos de Alimentação (Bolsa família, Programa Saúde da Família, Programa Leite das Crianças). Avaliação nutricional individual: criança, gestante. Avaliação nutricional de coletividades: crianças, adolescentes, gestantes, nutriz, adulto e idoso. Orientação alimentar das carências nutricionais - anemia por deficiência de ferro, bócio, cárie dentária, desnutrição. Orientação alimentar de doenças crônicas - diabetes, hipertensão, obesidade e câncer. Nutrição enteral.

Referencia Bibliográfica: BOBBIO, F. O., BOBBIO, P.A., INTRODUÇÃO À QUÍMICA DE ALIMENTOS, 2º ed. São Paulo: Varela, 1992, 223 p.Gandra, Yaro Ribeiro - Avaliação do Serviço de Nutrição e Alimentação- Editora Sarvier, SP, 1986 Krause & Mahan - ALIMENTOS, NUTRIÇÃO E DIETOTERAPIA, 7ª ed. Editora roca, SP OLIVEIRA, Dutra de, J.E., MARCHINI, J.S., CIÊNCIAS NUTRICIONAIS, São Paulo, ed. Sarvier, 1998,403p. Ornellas, Lieselotte - Técnica Dietética - Seleção e Preparo de Alimentação, 4ª ed. Júlio Reis Linaria, RJ Riedel, Guenther- CONTROLE SANITÁRIO DOS ALIMENTOS, 2ª ed., Editora Atheneu, SP Sá, Neide Gaudenci - NUTRIÇÃO E DIETÉTICA, 7ª Ed. , ed. Nóbel, SP SILVA JR., E.A. MANUAL DE CONTROLE HIGIÊNICO- SANITÁRIO EM ALIMENTOS, 5ª ed. São Paulo: Varela, 2000. VILELA, R., INTRODUÇÃO DO DIAGNÓSTICO NUTRICIONAL, São Paulo: Atheneu, 1997.

CONHECIMENTOS GERAIS:

Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal (lei 2.215/91)

Estatuto da Criança e do Adolescente: Das disposições preliminares, Do direito à vida e à saúde, Da política de atendimento, Das medidas de proteção, das infrações administrativas, Disposições finais e transitórias. Estatuto do Idoso: Disposições preliminares, Do direito à vida, Do direito à saúde, Das medidas de proteção, Da Política de atendimento ao idoso.

Referência Bibliográfica sugerida:

Lei Municipal n.º 2.215/91, Lei Federal n.º 8.069/90 e atualizações, Lei Federal n.º 10.741/03 e atualizações.

ORIENTADOR TÉCNICO ESPORTIVO

- Fundamentos de fisiologia do exercício; Fisiologia do Exercício: Teoria e Aplicação ao Condicionamento e ao Desempenho. Biomecânica Básica. Bases Biomecânicas do movimento Humano. Biomecânica dos Esportes. Periodização: Teoria e Metodologia do Treinamento. Noções Básicas de Primeiros Socorros: Primeiros Socorros no esporte. Regras Gerais de Futebol, Futsal, Natação, Basquetebol, Voleibol e do Atletismo.

Referências Bibliográficas:

Willian D. Mc Ardle - Ed Guanabara / Kogan. Scott K. Powers, Edward T. Howley. Ed. Manole, São Paulo, 2000. Hamill. J.; Knutzen, K.M. Ed. Manole, 1999. Hall. S. Ed Guanabara / Kogan. Rio de Janeiro, 1993. Gerry Carr. Ed. Manole. São Paulo, 1998. Tudor O. Bompa. Ed Phorte, 2002. Guia de Primeiros Socorros: Ariadene da Silva - Fonseca; Manual de Primeiros Socorros: Senador Meira Filho. Melinda J. Flagel. Ed. Manole, São Paulo, 2002.

PROCURADOR DO MUNICÍPIO

Direito Constitucional: Constituição Federal de 1988, alterações e complementações. Direito Administrativo: Administração Pública Direta e Indireta, Regime Jurídico Administrativo, Serviços Públicos, Poder de Polícia, Restrições do Estado Sobre a Propriedade Privada, Atos Administrativos, Contratos Administrativos, Licitação, Entidades Paraestatais e Terceiro Setor, Órgãos Públicos e Servidores Públicos, Processo Administrativo, Responsabilidade Extracontratual do Estado, Bens Públicos, Controles da Administração Pública, Improbidade Administrativa. Principais leis: 8.666/93, 10.520/02, 11.079/04, 8.429/92, Lei Complementar 101/2000, Lei 6.830/20 - Cobrança Judicial de Dívida Ativa, Lei 11.966/09 - Responsabilidade dos Prefeitos e Vereadores e Decreto-Lei 201/67, Lei 11.977/09 - Minha Casa Minha Vida, Lei 12.016/09 - Disciplina o Mando de Segurança, Lei 12.063/09 - Inconstitucionalidade por omissão e Lei 9.868/99, Lei 12.087/09 - Incentivo à exportação, Lei 12.120/09 - Lei de Improbidade Administrativa e Lei 8.429/92, Lei 12.153/09 - Dispõe sobre os Juizados Especiais, LC 108/01 - Previdência Complementar, LC 116/03 - ISSQN, LC 131/09 - Estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal. Emendas Constitucionais nº 19, 20, 25, 39, 41, 42, 47, 51, 53, 55, 57, 58, 59 e 62. Direito Civil: Código Civil - Parte Geral, Parte Especial e Livro Complementar. Lei de Introdução ao Código Civil. Direito Processual Civil: Código de Processo Civil - Do Processo de Conhecimento, Do Processo de Execução, Do Processo Cautelar, Dos Procedimentos Especiais, Das Disposições Finais e Transitórias. Direito do Trabalho e Processual do Trabalho: Consolidação das Leis do Trabalho - Introdução, Das Normas Gerais de Tutela do Trabalho, Das Normas Especiais de Tutela do Trabalho, Do Contrato Individual de Trabalho, Da Organização Sindical, Das Convenções Coletivas de Trabalho, Do Processo de Multas Administrativas, Da Justiça do Trabalho, Do Ministério Público do Trabalho, Do Processo Judiciário do Trabalho, Das Disposições Finais e Transitórias. Direito Penal: Código Penal - Parte Geral e Parte Especial. Efeitos civis e trabalhistas da sentença penal. Principais Leis: Crimes de sonegação fiscal (lei nº 4.729/65), Crimes contra a Ordem Tributária e a Ordem Econômica (lei nº 8.137/90 e lei nº 8.176/91). Crimes contra o Sistema Financeiro Nacional (Lei nº 7.492/86). Crimes falimentares (Lei nº 11.101/05). Direito Tributário: Código Tributário Nacional - Disposição Preliminar, Sistema Tributário Nacional, Normas Gerais de Direito Tributário, Disposições Finais e Transitórias. Princípios Constitucionais Gerais e Tributários. Tributos: Conceitos, espécies, classificação, função. Direito Constitucional Tributário. Direito Ambiental: Direitos Coletivos e Interesses Difusos. Competências Legislativas, Executivas, Administrativas e Judiciais para a Proteção Ambiental e Cultural. Política Nacional do Meio Ambiente (lei nº 6.938/81). Sistema Nacional do Meio Ambiente (SISNAMA). Código Florestal (lei nº 4.771/65). Código de Águas (lei nº 9.433/97). Concessão Florestal (lei nº 11.284/06). Sistema Nacional de Unidades de Conservação (Lei no 9.985/00). Ação Popular. Ação Civil Pública. Ação de Desapropriação. Ação Discriminatória. Ações Privadas auxiliares de proteção ambiental. Espaços Ambientais Protegidos e Unidades de Conservação. Tombamento e Limitações Ambientais. Bens Ambientais e Culturais. Patrimônio Ambiental, Cultural, Histórico, Artístico, Arqueológico, Genético. Proteção da Biodiversidade e da Sociodiversidade. Licenciamento Ambiental. Estudos de Impacto Ambiental (EIA). Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) e outros estudos e relatórios. Dano Público Ambiental e Cultural. Responsabilidade Civil dos particulares e do Estado. Responsabilidade objetiva. Crimes Ambientais (lei nº 9.605/98). Infrações administrativas (decreto nº 6.514/08). Responsabilidade Penal da Pessoa Jurídica. Estatuto do Servidor Municipal. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo.

Referencias Bibliográficas: Código Civil. Código Penal. Código de Processo Civil. Consolidação das Leis do Trabalho e Legislação Complementar e Súmulas do TST.. Constituição da República Federativa do Brasil, de 05/10/1988. Cretella Junior. Das Licitações Públicas. Ed. Forense. Lei 8.666/93 c/ alterações da Lei 8.883/94. Martins, Fran. Contratos e Obrigações Comerciais. Ed. Forense. Meireles, Hely L. Direito Administrativo Brasileiro. Edição atualizada pela C.F. . Mirabete, Fabbrinini Julio. Direito Penal (volumes correspondentes ao conteúdo do programa). Silva, José Afonso da. Direito Constitucional. Theodoro Júnior, Humberto. Direito Processual Civil (volumes correspondentes ao conteúdo programático indicado). Wald, Arnold. Direito Civil (volumes correspondentes ao conteúdo programático indicado).

TERAPEUTA OCUPACIONAL

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO CARGO:

Avaliação em Terapia Ocupacional nas diversas áreas de intervenção, recursos terapêuticos, modelos de atuação e fundamentação teórica da profissão. Desenvolvimento sensorial, perceptivo, cognitivo e motor: normal e seus desvios. A intervenção da Terapia Ocupacional em neurologia, traumato-ortopedia, reumatologia, pediatria, saúde mental, saúde coletiva e saúde pública. Análise de atividades: da tarefa, do indivíduo e da teoria, indicações e aplicações no tratamento ocupacional. Anatômica, fisiologia, cinesiologia e cinesioterapia aplicadas à Terapia Ocupacional. Órteses e adaptações: prescrição e aplicação. Atividades de vida diária, atividades de trabalho e produtivas, atividades de lazer e diversão teoria, análise e aplicação. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo. Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal.

Referencias Bibliográficas: ASSUMPÇÃO JUNIOR, F.B.; SPROVIERI, M.H. Introdução ao estudo da deficiência mental. São Paulo: Memnon, 2000.BEE, H.- A criança em desenvolvimento. Porto Alegre: Habras. 1997 BEE, H. O ciclo vital. Porto Alegre, Artes Médicas, 1997. BOCK, A.M.B.; FURTADO, O.; TEIXEIRA, M.L. T. Psicologias: uma introdução ao estudo de psicologia. São Paulo: Editora Saraiva, 1999. BRIGGS, A.K.; DUMCOMBE, L.W.; HOWE, M.C.; SCHWARTZ, S.L. Perguntas e respostas de terapia ocupacional psicossocial. São Paulo: Manole, 1987. DALGALARRONDO, P. Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000. DE CARLO, M.M.R.P.;,M.C.M. Terapia Ocupacional. Reabilitação física e contextos hospitalares. São Paulo: Roca, 2004. FLEHMIG, I. Desenvolvimento normal e seus desvios no lactente, Rio de Janeiro - São Paulo: Livraria Atheneu. 1987 HAGEDORN, R.. Fundamentos da Prática em Terapia Ocupacional. Tradução de José Batista. São Paulo: Dynamis Editorial, 1999. KUDO, A. M. et al. Fisioterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional em pediatria. São Paulo: Savier. 1997. LANCMAN, S. Saúde trabalho e terapia ocupacional. São Paulo: Ed. Roca, 2003. MACDONALD, E. M., Terapia Ocupacional em Reabilitação. 2. ed. São Paulo: Livraria Editora Santos, 1998 MEDEIROS, MARIA HELOÍSA DA ROCHA. Terapia Ocupacional: um enfoque epistemológico e social. São Carlos: HUCITEC/Adufscar, 2003 MINISTÉRIO DA SAÚDE (BRASIL) http://dtr2001.saude.gov.br/sas/PORTARIAS/Port2004/GM/GM-1006.htm disponível em 12/12/05. MINISTÉRIO DA SAÚDE (BRASIL)

CONHECIMENTOS GERAIS:

Constituição Federal de 1988 e suas alterações. (arts. 1º a 14, arts.37 a 43 e arts. 196 a 200). Estatuto do Servidor Municipal. Estatuto da Criança e do Adolescente: Das disposições preliminares, Do direito à vida e à saúde, Da política de atendimento, Das medidas de proteção, das infrações administrativas, Disposições finais e transitórias. Estatuto do Idoso: Disposições preliminares, Do direito à vida, Do direito à saúde, Das medidas de proteção, Da Política de atendimento ao idoso.

Referência Bibliográfica sugerida:

Lei Municipal n.º 2.215/91, Lei Federal n.º 8.069/90 e atualizações, Lei Federal n.º 10.741/03 e atualizações.

CONCURSO PÚBLICO - MUNICÍPIO DE CASCAVEL - PR

ANEXO IV - DO EDITAL N.º 091/2010

1 DESCRIÇÃO DA ÁREA DE ATUAÇÃO DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

1. Ficam definidas as seguintes delimitações para as áreas de atuação dos Agentes Comunitários de Saúde, conforme especificado nos incisos I a XXXIII do artigo 1º do Decreto Municipal n.º 7.560/2007:

1.1 ACLIMAÇÃO - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Aclimação, inicia a partir da Quadra 63, lado norte da Rua Osvaldo Aranha, seguindo por esta, no sentido leste, até a Rua Presidente Juscelino Kubitscheck. Segue pelo lado leste da Rua Presidente Juscelino Kubitscheck, no sentido sul, até a Avenida Assunção. Segue pelo lado oeste da Avenida Assunção, no sentido nordeste, contornando a rotatória da Praça da Bíblia pelo lado oeste, chegando ao encontro desta com a Avenida Toledo. Segue pelo lado oeste da Avenida Toledo, no sentido norte, até a Rua Fortaleza. Segue pelo lado sul da Rua Fortaleza, no sentido oeste, até a Rua Francisco Bartinik. Segue pelo oeste da Rua Francisco Bartinik, no sentido norte, até a Rua Álamo. Segue pelo lado sul da Rua Álamo, no sentido sudoeste, até a Rua Cipreste. Segue pelo oeste da Rua Cipreste, no sentido noroeste, até o seu encontro com o limite do perímetro urbano. Segue pelo lado sul do limite do perímetro urbano, no sentido sudoeste, até o seu encontro com o Córrego Bezerra. Segue pelo lado leste do Córrego Bezerra, no sentido sul, até seu encontro com a Rua Tamoios. Segue pelo lado norte da Rua Tamoios, no sentido leste, até a Rua Tarcilio Wagner. Segue pelo lado leste da Rua Tarcílio Wagner até a Rua Casemiro de Abreu. Segue do lado norte da Rua Casemiro de Abreu até a Rua Marcelino Meneguzzi. Segue pelo lado oeste da Rua Marcelino Meneguzzi, no sentido nordeste, até a Rua Osvaldo Aranha, na quadra 63, finalizando a delimitação do perímetro.

1.2 BRASMADEIRA - Vinculado a Unidade Básica de Saúde do Brazmadeira, iniciando a partir do encontro da BR 467 com a Rua Rio das Antas, no sentido leste até seu encontro com Lageado Clarito, segue pelo lado oeste do Lageado Clarito, no sentido nordeste até seu encontro com a Rua Sócrates, subindo sentido oeste até a Rua Galileu, seguindo sentido sudeste até a Rua Maria Tereza Figueiredo indo sentido noroeste pela Rua Poente do Sol seguindo a Rua Limoeiro (legustrum) até o Rio Melissa, seguindo sul até a Rua Ghandi, seguindo sentido oeste até a Rua Hervel no Jardim Lupatini até a BR 467, seguindo leste até o Rio das Antas, finalizando a delimitação do perímetro."

1.3 CANCELLI - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Cancelli, tem início na Quadra 351, no encontro da Avenida Brasil com a Rua Visconde do Rio Branco, seguindo pelo lado leste da Rua Visconde do Rio Branco, no sentido norte, até a Quadra 02, na Rua Carmelinda Zortea Parmigiani. Segue pelo lado sul da Rua Carmelinda Zortea Parmigiani, no sentido leste, até a Rua Carlos Bartolomeu Cancelli. Segue pelo oeste da Rua Carlos Bartolomeu Cancelli, no sentido sudeste, até a Rua Alberi Antônio Richardi. Segue pelo lado leste da Rua Alberi Antônio Richardi, até o Rio das Antas. Segue a noroeste margeando o lado norte do Rio das Antas até a divisa do loteamento Jardim Piatti. Segue pela divisa do loteamento Jardim Piatti até a divisa do loteamento Jardim Ana Paula. Segue pelo lado norte da divisa do loteamento Jardim Ana Paula, no sentido noroeste, até a Rua Lajeado. Segue pelo lado leste da Rua Lajeado, no sentido nordeste, até a BR 467. Segue pelo lado sul da BR 467, no sentido sudeste, até a Rua Erval. Segue pelo lado sul da Rua Erval, no sentido nordeste, até a BR 486. Segue pelo lado oeste da BR 486, no sentido sudeste, até a Avenida Barão do Rio Branco. Segue pelo lado oeste da Avenida Barão do Rio Branco, no sentido sudeste, até a Avenida Piquiri. Segue pelo lado oeste da Avenida Piquiri, no sentido sul, até a Avenida Brasil. Segue pelo lado norte da Avenida Brasil, no sentido sudoeste, até a Rua Olavo Bilac. Segue pelo lado oeste da Rua Olavo Bilac, no sentido sudeste, até a Rua Machado de Assis. Segue pelo lado norte da Rua Machado de Assis, no sentido sudoeste, até a Rua Afonso Pena. Segue pelo lado leste da Rua Afonso Pena, no sentido noroeste, até a Avenida Brasil. Segue pelo lado norte da Avenida Brasil, no sentido oeste, até a Rua Visconde do Rio Branco, finalizando a delimitação do perímetro.

1.4 CASCAVEL VELHO - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Cascavel Velho, inicia no encontro da BR 277 e o Rio Cascavel, seguindo pelo lado sul da BR 277, no sentido nordeste, até a Rua Júlio Boaventura Tozzo. Segue, pelo lado oeste, a Rua Júlio Boaventura Tozzo, até o seu término e, a partir desta, pela divisa do loteamento Jardim Veneza, no sentido sudeste, até o encontro com o Arroio Jabuticabeira. Segue pelo lado norte do Arroio Jabuticabeira, no sentido sudoeste, até o limite da área urbana. Segue pelo limite da área urbana, no sentido oeste, até seu encontro com o Rio Cascavel. Segue pelo lado leste do Rio Cascavel, no sentido norte, até a BR 277, finalizando a delimitação do perímetro.

1.5 CATARATAS - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Cataratas, inicia a partir do encontro da BR 277 com o limite do perímetro urbano, seguindo o perímetro urbano, no sentido sul, até seu encontro com o Arroio Jabuticabeira. Segue pelo lado oeste do Arroio Jabuticabeira, no sentido sul, até seu encontro com a Rua Julio Boaventura Tozzo. Segue pelo lado leste da Rua Júlio Boaventura Tozzo, no sentido noroeste, até seu encontro com a BR 277. Segue pelo lado sul da BR 277, no sentido leste, até seu encontro com a Avenida Brasil. Segue pelo lado norte da Avenida Brasil, no sentido noroeste, até seu encontro com a Rua União da Vitória. Segue pelo lado leste da Rua União da Vitória, no sentido nordeste, até a Rua Véu de Noiva. Segue pelo lado leste da Rua Véu de Noiva, no sentido norte, até seu encontro com Rua Prainha. Segue pelo lado sul a Rua Prainha, no sentido leste, até o limite do loteamento Recanto Azul. Contorna pelo lado leste do limite do loteamento Recanto Azul, seguindo no sentido nordeste, contornando pelo lado leste do limite do Loteamento Estrela do Mar, até seu encontro com a Sanga Amambay. Segue pelo lado sul da Sanga Amambay, no sentido leste, até o encontro com o limite dos bairros Cataratas e Morumbi, seguindo por esta divisa, no sentido leste, até a BR 369. Segue pelo lado oeste da BR 369, no sentido sul, até seu encontro com a BR 277 e com o limite do perímetro urbano, finalizando a delimitação do perímetro.

1.6 CLAUDETE - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Claudete, é composta por uma área localizada dentro do perímetro urbano e uma área localizada na zona rural do Distrito Administrativo n.º 01 - Sede Administrativa do Município, conforme descritas nas alíneas a seguir:

a) Área Urbana: Inicia a partir da Quadra 350, na esquina da Avenida Brasil com a Rua Visconde do Rio Branco, seguindo pelo lado oeste da Avenida Visconde do Rio Branco, no sentido norte, até a Rua Carmelinda Zortea Parmigiani. Segue pelo lado norte da Rua Carmelinda Zortea Parmigiani, no sentido leste, até a Rua Carlos Bartolomeu Cancelli. Segue pelo lado leste da Rua Carlos Bartolomeu Cancelli, no sentido sudeste, até a Rua Alberi Antonio Richardi. Segue pelo lado oeste da Rua Alberi Antonio Richardi, no sentido nordeste, até o Rio das Antas. Segue pelo lado sul do Rio das Antas, no sentido noroeste, até a divisa do loteamento Jardim Piatti. Segue pela divisa do loteamento Jardim Piatti até a divisa do loteamento Jardim Ana Paula. Segue pelo lado sul da divisa do loteamento Jardim Ana Paula, no sentido noroeste, até a Rua Lajeado. Segue pelo lado oeste da Rua Lajeado, no sentido nordeste, até a BR 467. Segue pelo lado sul da BR 467, no sentido oeste, até o limite do perímetro urbano. Segue pelo limite do perímetro urbano, no sentido sudoeste, até o Rio Sanga Funda. Segue pelo lado leste do Rio Sanga Funda, no sentido sul, até o seu encontro com a divisa do loteamento Recanto Tropical. Segue pelo lado sul da divisa do loteamento Recanto Tropical, no sentido nordeste, até a Rua Flamboyant. Segue pelo lado leste da Rua Flamboyant, no sentido sul, até seu encontro com a Rua Fortaleza. Segue pelo lado norte da Rua fortaleza, no sentido leste, até a Avenida Toledo. Segue pelo lado leste da Avenida Toledo, no sentido sul, passando pela rotatória da Praça da Bíblia, até chegar a Avenida Brasil. Segue pelo lado norte da Avenida Brasil, no sentido leste, até a Rua Visconde do Rio Branco, na quadra 350, finalizando a delimitação do perímetro.

b) Área Rural no Distrito Administrativo n.º 01: Inicia a partir do encontro do perímetro urbano da cidade de Cascavel com a BR 467, seguindo pelo lado sul da BR 467, no sentido noroeste, até a divisa do distrito de Sede Alvorada. Segue pela divisa do distrito de Sede Alvorada, no sentido oeste, até o encontro com o Rio das Antas. Segue pelo lado leste do Rio das Antas, no sentido sul, até seu encontro com o Córrego Bezerra. Segue pelo lado norte do Córrego Bezerra, no sentido sul, até seu encontro com o limite do perímetro urbano. Segue pelo limite do perímetro urbano até eu encontro com a BR 467, finalizando a delimitação do perímetro.

1.7 COLMEIA - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Colmeia, inicia a partir do encontro da BR 467 com a Rua Véu de Noiva, seguindo pelo lado oeste da Rua Véu de Noiva, no sentido norte, até a Rua Prainha. Segue pelo lado norte da Rua Prainha, no sentido leste, contornando o limite do loteamento Jardim Recanto Azul até o limite do loteamento Estrela do Mar. Segue pelo lado oeste do limite do loteamento Estrela do Mar até a Sanga Amambay. Segue pelo lado oeste da Sanga Amambay, no sentido norte, até seu encontro com a divisa dos bairros Cataratas e Morumbi. Segue pela divisa dos bairros Cataratas e Morumbi, no sentido noroeste, até seu encontro com a Avenida Corbélia. Segue pelo lado sul da Avenida Corbélia, no sentido sudoeste, até seu encontro com a BR 467. Segue pelo lado norte da BR 467, no sentido sudeste, até seu encontro com a Rua Véu de Noiva, finalizando a delimitação do perímetro.

1.8 FACULDADE - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Faculdade, inicia a partir do encontro do prolongamento da Rua do Sol com a BR 277, segue pelo lado sul da BR 277, no sentido nordeste, até seu encontro com o Rio Cascavel. Segue pelo lado oeste do Rio Cascavel, no sentido sul até seu encontro com o limite do perímetro urbano, no prolongamento da Rua Panorama, seguindo então a oeste, até a Rua Oliva. Segue pelo oeste da Rua Oliva, percorrendo o traçado do limite do perímetro urbano até a Rua Itajaí. Segue pelo lado oeste da Rua Itajaí, no sentido sul, até a Rua Porto União. Segue pelo lado norte da Rua Porto União, no sentido noroeste, até a divisa do loteamento Jardim Amizade, seguindo-a, pelo lado leste, no sentido noroeste, até seu encontro com o Afluente Esquerdo do Ribeirão Coati Chico. Segue pelo lado leste do Afluente Esquerdo do Ribeirão Coati Chico, no sentido noroeste, até seu encontro com a Rua do Sol. Segue pelo lado leste da Rua do Sol, no sentido norte, até a BR 277, finalizando a delimitação do perímetro.

1.9 FLORESTA - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Floresta, inicia a partir da quadra 39, no encontro da Rua Jacutinga com a Avenida das Pombas, seguindo pelo lado oeste da Avenida das Pombas, no sentido norte, acompanhando o limite do Perímetro Urbano, contornando o Parque Floresta e o Recanto Sanga Funda até seu encontro com a Sanga Funda. Segue pelo lado norte da Sanga Funda, no sentido leste, até o Lajeado Clarito. Segue pelo lado leste do Lajeado Clarito, no sentido sul, até a Rua Padre Pedro Arrute. Segue pelo lado sul da Rua Padre Pedro Arrute, no sentido noroeste, até a Rua Rachel de Queiroz. Segue pelo lado leste da Rua Rachel de Queiroz, no sentido sudoeste, até a Rua Albert Einstein, seguindo pelo lado norte desta, no sentido sudeste, até o Lajeado Clarito. Segue pelo lado leste do Lajeado Clarito, no sentido sudoeste, até a Rua São Gabriel. Segue pelo lado leste da Rua São Gabriel, no sentido sul, até a Rua Padre José Maurício. Segue pelo lado norte da Rua Padre José Maurício, no sentido leste, até a Rua Francisco Alves. Segue pelo lado leste da Rua Francisco Alves, no sentido sul, até a Rua Bruna Costa, seguindo pelo lado leste desta rua até a divisa norte do loteamento Jardim Colonial. Segue pelo lado norte da divisa do loteamento Jardim Colonial, no sentido nordeste, até a Rua Pedro Dambrós. Segue pelo lado oeste da Rua Pedro Dambrós, no sentido norte, até a Rua Jacutinga. Segue pelo lado norte da Rua Jacutinga, no sentido leste, até a Avenida das Pombas, na quadra 39, finalizando a delimitação do perímetro.

1.10 GUARUJÁ - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Guarujá, inicia a partir do encontro da BR 277 com o limite dos bairros Guarujá e Santos Dumont, seguindo pelo lado sul da BR 277, no sentido leste, até o limite entre os bairros Guarujá e 14 de Novembro. Segue o limite entre os bairros Guarujá e 14 de Novembro, no sentido sul, até a Rua dos Narcisos. Segue pelo lado oeste da Rua dos Narcisos, no sentido sul, até o afluente do Arroio Juvenal. Segue pelo lado oeste do afluente do Arroio Juvenal, no sentido sul, até o Arroio Juvenal. Segue pelo lado leste do Arroio Juvenal, no sentido noroeste, até o limite dos bairros Guarujá e Santos Dumont. Segue pelo limite dos bairros Guarujá e Santos Dumont até a BR 277, finalizando a delimitação do perímetro.

1.11 INTERLAGOS - Vinculada à Unidade Básica de Saúde do Interlagos, é composta por uma área localizada dentro do perímetro urbano e uma área localizada na zona rural do Distrito Administrativo n.º 01 - Sede Administrativa do Município, conforme descritas nas alíneas a seguir:

a) Área Urbana: Vinculado a Unidade Básica de Saúde do Interlagos iniciando a partir da Rua Raquel de Queiroz, segue pelo lado norte até a Rua Padre Pedro Roque Gonzales, segue pelo lado norte desta rua no sentido sudoeste até o Lageado Clarito, seguido pelo lado oeste do Lageado Clarito no sentido norte até seu encontro com a Sanga Funda. Segue pelo lado sul da Sanga Funda no sentido nordeste até o seu encontro com o limite do perímetro urbano. Segue no limite do perímetro urbano no sentido oeste passando pela Avenida PIQUIRI até a Rua Poente do Sol. Segue sentido leste da Rua Poente do Sol até a Rua Galileu, segue sentido noroeste pela Rua Galileu até a Rua Sócrates. Segue a Rua Sócrates sentido sudoeste até o Lageado Clarito sentido norte até a Rua Albert Einsten sentido nordeste até a Rua Raquel de Queiroz, finalizando delimitação de perímetro urbano.

b) Área Rural: Fazenda Gaúcha - Placa Lindoia - Colônia Melissa - Granja do Pinho - Fazenda Diploma - Fazenda Santa Isabel.

1.12 JUVINÓPOLIS - Vinculada à Unidade de Saúde da Família de Juvinópolis, compreende o perímetro do Distrito Administrativo n.º 03 - Juvinópolis, conforme delimitação constante no artigo 3º da Lei Municipal n.º 3.765/2003.

1.13 LOS ANGELES - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Los Angeles, inicia a partir da Quadra 06, ao norte da Rua Altemar Dutra, seguindo pelo lado oeste da Avenida das Pombas, no sentido norte, até a Rua Jacutinga. Segue pelo lado sul da Rua Jacutinga, no sentido oeste, até a divisa do loteamento Jardim Colonial. Segue pelo lado sul do loteamento Jardim Colonial, no sentido sudoeste, até a Rua Bruna Costa. Segue pelo lado sul da Rua Bruna Costa, no sentido oeste, até a Rua Francisco Alves. Segue pelo lado oeste da Rua Francisco Alves, no sentido norte, até a Rua Padre José Maurício. Segue pelo lado sul da Rua Padre José Maurício, no sentido oeste, até a Rua São Gabriel. Segue pelo lado oeste da Rua São Gabriel, no sentido norte, até seu encontro com o Lajeado Clarito. Segue pelo lado leste do Lajeado Clarito, no sentido sul, até seu encontro com a Rua Altemar Dutra. Segue pelo lado norte da Rua Altemar Dutra, no sentido leste, até a Rua São Gabriel. Segue pelo lado leste da Rua São Gabriel, no sentido sul até a Rua Arnaldo Estrela. Segue pelo lado norte da Rua Arnaldo Estrela, no sentido sudeste, até a Rua Noel Rosa. Segue pelo lado norte da Rua Noel Rosa, no sentido leste, até a Rua Castro. Segue pelo lado leste da Rua Castro, no sentido sudoeste, até a Avenida das Américas. Segue pelo lado norte da Avenida das Américas, no sentido leste, até o seu encontro com a Rua Vinicius de Moraes. Segue pelo leste da Rua Vinicius de Moraes, no sentido sul, até a Rua Europa. Segue pelo norte da Rua Europa, no sentido leste, até seu encontro com a Sanga Jaboriti. Segue pelo lado oeste da Sanga Jaboriti, no sentido norte, até o Lajeado Acero. Segue pelo lado oeste do Lajeado Acero, no sentido nordeste, até seu encontro com o limite da área urbana. Segue o limite da área urbana, no sentido norte, até seu encontro com a Rua Altemar Dutra. Segue ao sul da Rua Altemar Dutra, no sentido oeste, até seu encontro com a Avenida das Pombas, finalizando a delimitação do perímetro.

1.14 MORUMBI - Vinculada à Unidade de Saúde da Família Morumbi, é composta por uma área urbana, localizada dentro do perímetro urbano, e uma área rural, localizada no Distrito de Espigão Azul, conforme descritas nos incisos a seguir:

a) Área Urbana: Tem início a partir do encontro da Rua Luiza Padovani Fanhame com a Rua Panamá, na Quadra 01, segue pelo lado leste da Rua Panamá, no sentido norte, até a quadra 61, no limite do loteamento Parque Morumbi. Segue pelo lado sul da divisa do loteamento Parque Morumbi, no sentido leste, até seu encontro com a Sanga Amambay. Segue pelo lado oeste da Sanga Amambay, no sentido sul, até seu encontro com a Sanga Moreira. Segue pelo lado sul da Sanga Moreira, no sentido nordeste, até seu encontro com a Rua Serra da Mantiqueira. Segue pelo lado oeste da Rua Serra da Mantiqueira, no sentido sudeste, até seu encontro com a BR 369. Segue pelo lado oeste da BR 369, no sentido sul, até a divisa dos bairros Cataratas e Morumbi. Segue pela divisa dos bairros Cataratas e Morumbi, no sentido noroeste, até seu encontro com a Sanga Amambay. Segue pelo lado leste da Sanga Amambay, no sentido norte, até a Rua Luiza Padovani Fanhame. Segue pelo lado norte da Rua Luiza Padovani Fanhame, no sentido oeste, até a Rua Panamá, na quadra 01, finalizando a delimitação do perímetro.

b) Área Rural no Distrito de Espigão Azul: Tem início a partir do encontro do Córrego Acero com o limite do perímetro urbano, segue pelo lado leste do perímetro urbano até seu encontro com a BR 369. Segue pelo lado oeste da BR 369, no sentido nordeste, até a Estrada Fazenda Taquaraçu. Segue pelo lado sul da Estrada Fazenda Taquaraçu, no sentido oeste, até seu encontro com o Córrego Acero. Segue pelo lado leste do Córrego Acero, no sentido sudeste, até seu encontro com o limite do perímetro urbano, finalizando a delimitação do perímetro.

1.15 NAVEGANTES - vinculada à Unidade de Saúde da Família Navegantes, compreende o perímetro do Distrito Administrativo n.º 07 - abrangendo as localidades de Rio 47, Gramadinho, Jangada Taborda, Rio Diamante, Jangada e Nossa Senhora dos Navegantes, conforme constante no artigo 7º da Lei Municipal n.º 3.765/2003.

1.16 PACAEMBU - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Pacaembu, inicia a partir do encontro da Avenida Brasil com o Rio Cascavel, seguindo pelo lado sul da Avenida Brasil, no sentido sudeste, até a Avenida Rocha Pombo. Segue pelo lado leste da Avenida Rocha Pombo, no sentido nordeste, até seu encontro com a BR 467. Segue pelo lado sul da BR 467, no sentido sudeste, até seu encontro com a Rua União da Vitória. Segue pelo lado oeste da Rua União da Vitória, no sentido sudoeste, até seu encontro com a Avenida Brasil. Segue pelo lado sul da Avenida Brasil, no sentido sudeste, até seu encontro com a BR 277. Segue pelo lado norte da BR 277, no sentido oeste, até seu encontro com o Rio Cascavel. Segue pelo lado leste do Rio Cascavel, no sentido norte, até a barragem do Lago Municipal, contornando o Lago Municipal pela margem oeste até seu encontro com o limite do loteamento Itaipu, contornando-o a oeste, passando pela Travessa Artilharia, Travessa Cavalaria e Travessa Infantaria, até a Rua Bom Jesus. Segue pelo lado sul da Rua Bom Jesus, no sentido nordeste, até seu encontro com o Rio Cascavel. Segue pelo lado leste do Rio Cascavel, no sentido norte, até seu encontro com a Avenida Brasil, finalizando a delimitação do perímetro.

1.17 PALMEIRAS - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Palmeiras, inicia a partir da quadra 44, lado sul da Rua Osvaldo Aranha, segue por esta rua no sentido leste até a Rua Presidente Juscelino Kubitscheck e, seguindo pelo lado oeste desta, até o seu encontro com a Avenida Assunção. Segue pelo lado leste da Avenida Assunção, no sentido nordeste, até a rotatória da Praça da Bíblia, contornando-a pelo lado leste, chegando na Avenida Brasil. Segue pelo lado sul da Avenida Brasil, no sentido leste, até a Avenida Tancredo Neves. Segue pelo lado oeste da Avenida Tancredo Neves, no sentido sudoeste, até a Rua Nereu Ramos. Segue pelo lado oeste da Rua Nereu Ramos no sentido sul, até a Rua Cuiabá. Segue pelo lado norte da Rua Cuiabá, no sentido oeste, até a Avenida Tancredo Neves. Segue pelo lado oeste da Avenida Tancredo Neves, no sentido sudoeste, até seu encontro com a Sanga Bezerra. Segue pelo lado leste da Sanga Bezerra, no sentido noroeste, até o Córrego Bezerra. Segue pelo lado oeste do Córrego Bezerra, no sentido norte, até a Rua Tamoios. Segue pelo lado sul da Rua Tamoios, no sentido leste, até a Rua Tarcílio Wagner. Segue pelo lado oeste da Rua Tarcílio Wagner, no sentido sul, até a Rua Casemiro de Abreu. Segue pelo lado sul da Rua Casemiro de Abreu, no sentido leste, até Rua Marcelino Meneguzzi. Segue pelo lado leste da Rua Marcelino Meneguzzi, no sentido norte, até a Rua Osvaldo Aranha, finalizando a delimitação do perímetro.

1.18 PARQUE SÃO PAULO - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Parque São Paulo, tem início na Quadra 03, no encontro da Rua Sete de Setembro com a Avenida Brasil, segue pelo lado sul da Avenida Brasil, no sentido leste, até seu encontro com a Rua Afonso Pena. Segue pelo lado oeste da Rua Afonso Pena, no sentido sudeste, até seu encontro com a Rua Machado de Assis. Segue pelo lado sul da Rua Machado de Assis, no sentido nordeste, até a Rua Olavo Bilac. Segue pelo lado oeste da Rua Olavo Bilac, no sentido sudeste, passando pelas Travessas Infantaria, Cavalaria e Artilharia, até o término da rua, seguindo, então, no sentido nordeste, pela divisa do loteamento, até a divisa do loteamento Itaipu. Segue pela divisa do loteamento Itaipu, no sentido leste, até a margem oeste do Lago Municipal, contornando-o, no sentido sul, até o Rio Cascavel. Segue pelo lado oeste do Rio Cascavel, no sentido sul, até seu encontro com a BR 277. Segue pelo lado norte da BR 277, no sentido sudoeste, até seu encontro com Ribeirão Coati Chico. Segue pelo lado leste do Ribeirão Coati Chico, no sentido norte, até o afluente esquerdo do Ribeirão Coati Chico. Segue pelo lado leste do Afluente esquerdo do Ribeirão Coati Chico, no sentido nordeste, até a Rua Sete de Setembro. Segue pelo lado leste da Rua Sete de Setembro, no sentido norte, até a Avenida Brasil, na quadra 03, finalizando a delimitação do perímetro.

1.19 PARQUE VERDE - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Parque Verde, inicia-se no encontro do limite do perímetro urbano com a Rua Cipreste. Segue pelo lado leste da Rua Cipreste, no sentido sudeste, até seu encontro com a Rua Álamo. Segue pelo lado oeste da Rua Álamo, no sentido nordeste, até seu encontro com a Rua Francisco Bartinik. Segue pelo lado leste da Rua Francisco Bartinik, no sentido sul, até seu encontro com a Rua Fortaleza. Segue pelo lado norte da Rua Fortaleza, no sentido leste, até seu encontro com a Rua Flamboyant. Segue pelo lado oeste da Rua Flamboyant, no sentido norte, até seu final, no limite do loteamento Recanto Tropical. Segue pelo lado sul do limite do loteamento Recanto Tropical, no sentido sudoeste, até seu encontro com o Rio Sanga Funda. Segue pelo lado oeste do Rio Sanga Funda, no sentido norte, até seu encontro com o limite do Perímetro Urbano. Segue o limite do perímetro urbano, no sentido sudoeste, até seu encontro com a Rua Cipreste, finalizando a delimitação do perímetro.

1.20 PERIOLO - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Periolo, inicia a partir do encontro da Sanga Jaboriti com a BR 467, segue pelo lado norte da BR 467, no sentido sudeste, até a Avenida Corbélia. Segue pelo lado oeste da Avenida Corbélia, no sentido nordeste, até seu encontro com a Sanga Amambay. Segue pelo lado oeste da Sanga Amambay, no sentido norte, até a Rua Luiza Padovani Fanhame. Segue pelo lado sul da Rua Luiza Padovani Fanhame, no sentido oeste, até a Rua Panamá. Segue pelo lado oeste da Rua Panamá, no sentido norte, até a quadra 61, na divisa do loteamento Parque Morumbi. Segue pelo lado norte da divisa do loteamento Parque Morumbi, no sentido leste, até seu encontro com a Sanga Amambay. Segue pelo lado oeste da Sanga Amambay, no sentido norte, até seu encontro com o Lajeado Acero. Segue pelo lado leste do Lajeado Acero, no sentido sudoeste, até seu encontro com a Sanga Jaboriti. Segue pelo lado leste da Sanga Jaboriti, no sentido sul, até seu encontro com a BR 467, finalizando a delimitação do perímetro.

1.21 RIO DO SALTO - Vinculada à Unidade de Saúde da Família Rio do Salto, compreende o perímetro do Distrito Administrativo n.º 02 - Rio do Salto, conforme delimitação constante no artigo 2º da Lei Municipal n.º 3.765/2003.

1.22 SANTA BÁRBARA - Vinculada a Unidade Saúde da Família Santa Bárbara, inicia a partir da localidade de Colônia Centenário, seguindo pela divisa dos Municípios de Cascavel e Catanduvas, no sentido sul, até a divisa dos Municípios de Cascavel e Catanduvas. Segue pela divisa dos Municípios de Cascavel e Catanduvas até a BR 277. Segue pela BR 277, no sentido oeste, até a Estrada da Bandeira. Segue rumo sul, pela estrada Rio do Salto-Coluna Prestes até a Reserva Florestal. Segue pela Estrada dos Acampados, até o encontro com o limite do distrito de São Salvador, próximo a localidade de São Luis, daí segue na direção leste, pelo Rio do Salto, divisa do distrito de São Salvador, até encontrar a Estrada Colônia Prestes, seguindo por ela, no sentido norte, até a localidade de Salto Portão e BR 277, seguindo pela BR 277 rumo leste, até o encontro com a Estrada da Bandeira. Segue rumo norte, ao lado sul da Estrada da Bandeira, até o encontro com a Estrada Theobaldo Bresolim. Segue, a partir deste ponto, pelo lado sul de uma linha reta, no sentido nordeste, até a sede da localidade de Centenário. A partir da sede da localidade de Centenário, segue pelo lado sul da Estrada Slavieiro, no rumo leste, até a localidade de Colônia Centenário, finalizando a delimitação do perímetro.

1.23 SANTA CRUZ - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Santa Cruz, é composta por uma área localizada dentro do perímetro urbano e uma área localizada na zona rural do Distrito Administrativo n.º 01 - Sede Administrativa do Município, conforme descritas nas alíneas a seguir:

a) Área Urbana: Tem início no encontro do Córrego Bezerra e o limite do perímetro urbano, seguindo pelo lado oeste do Córrego Bezerra, no sentido Sul, até seu encontro com a Sanga Bezerra. Segue pelo lado oeste da Sanga Bezerra, no sentido sul, até seu encontro com a Avenida Tancredo Neves. Segue pelo lado norte da Avenida Tancredo Neves, no sentido sudoeste, até a BR 277. Segue pelo lado norte da BR 277, no sentido sudoeste, até a Rua Roberto Paiva. Segue pelo lado leste da Rua Roberto Paiva, no sentido noroeste, até seu encontro com a Rua Cumbica. Segue pelo lado norte da Rua Cumbica, no sentido sudoeste, até seu encontro com o limite do perímetro urbano. Segue o limite do perímetro urbano, no sentido norte, passando pela Sanga Caratuba, Avenida Tito Muffato, até o Córrego Bezerra, finalizando a delimitação do perímetro.

b) Área Rural no Distrito Administrativo n.º 01: Inicia a partir do encontro do limite do distrito de Sede Alvorada com o Rio das Antas, seguindo pelo limite do distrito de Sede Alvorada, no sentido sul, até seu encontro com a Estrada Paraíso. Segue pelo lado norte da Estrada Paraíso, no sentido leste, até seu encontro com a Estrada Faísa. Segue pelo lado norte da Estrada Faísa, no sentido sudeste, até seu encontro com o limite do perímetro urbano. Segue pelo limite do perímetro urbano, no sentido norte, até seu encontro com o Córrego Bezerra. Segue pelo Córrego Bezerra, no sentido norte, até seu encontro com o Rio das Antas. Segue pelo Rio das Antas, no sentido norte, até seu encontro com o limite do distrito de Sede Alvorada, finalizando a delimitação do perímetro.

1.24 SANTA FELICIDADE - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Santa Felicidade, inicia a partir do encontro da BR 277 com o Ribeirão Coati Chico, seguindo pelo lado sul da BR 277, no sentido leste, até o prolongamento da Rua do Sol. Segue pelo lado oeste da Rua do Sol, no sentido sul, até o Afluente Esquerdo do Ribeirão Coati Chico. Segue pelo lado oeste do Afluente Esquerdo do Ribeirão Coati Chico, no sentido sudeste, até a divisa do loteamento Jardim Amizade, seguindo-a, pelo lado oeste, no sentido sudeste, até seu encontro com o limite do perímetro urbano, na Rua Rio da Paz. Segue pelo lado oeste da Rua Rio da Paz, no sentido sul, até a Rua Francisco Alves da Rocha, acompanhando o limite do perímetro urbano, no sentido noroeste, até chegar ao Ribeirão Coati Chico. Segue pelo lado leste do Ribeirão Coati Chico, no sentido norte, até seu encontro com a BR 277, finalizando a delimitação do perímetro.

1.25 SANTOS DUMONT - Vinculada à Unidade Básica de Saúde Santos Dumont, é composta por uma área localizada dentro do perímetro urbano e uma área localizada na zona rural do Distrito Administrativo n.º 01 - Sede Administrativa do Município, conforme descritas nas alíneas a seguir:

a) Área Urbana: Inicia a partir do encontro da BR 277 com a Rua Roberto Paiva. Segue pelo lado oeste da Rua Roberto Paiva, no sentido noroeste, até a Rua Cumbica. Segue pelo lado sul da Rua Cumbica, no sentido sudoeste, até o limite do perímetro urbano. Segue pelo limite do perímetro urbano, no sentido sudoeste, passando pelo rio São Francisco Falso, até a BR 277. Segue pelo lado norte da BR 277, no sentido nordeste, até a Rua Roberto Paiva, finalizando a delimitação do perímetro.

b) Área Rural no Distrito Administrativo n.º 01: Inicia a partir do encontro do limite do Município de Cascavel com Santa Tereza do Oeste com a Estrada Paraíso, segue pelo lado sul da Estrada Paraíso, no sentido leste, até seu encontro com a Estrada Faísa. Segue pelo lado sul da estrada Faísa, no sentido sudeste, até seu encontro com o limite do perímetro urbano. Segue pelo limite do perímetro urbano, no sentido sul, até seu encontro com a BR 277. Segue pelo lado oeste da BR 277, no sentido sudoeste, até seu encontro com o limite do Município de Cascavel com Santa Tereza do Oeste, seguindo esta divisa, no sentido norte, até seu encontro com a Estrada Paraíso, finalizando a delimitação do perímetro.

1.26 SÃO CRISTÓVÃO - Vinculada à Unidade Básica de Saúde São Cristóvão - CSU, tem seu início no cruzamento da BR 467 com a Avenida Barão do Rio Branco. Partindo deste ponto, segue pelo lado sul da BR 467, no sentido leste, até a Rua Rio das Antas. Segue pelo lado sul da Rua Rio das Antas, no sentido leste, até o Lajeado Clarito. A partir do Lajeado Clarito, segue no sentido leste pelo lado sul da Rua Altemar Dutra até o encontro com a Rua São Gabriel. Segue pelo lado oeste da Rua São Gabriel, no sentido sul, até seu encontro com a Rua Arnaldo Estrela. Segue pelo lado sul da Rua Arnaldo Estrela, no sentido sudeste, até a Rua Noel Rosa. Segue pelo lado sul da Rua Noel Rosa, no sentido leste, até a Rua Castro. Segue pelo lado oeste da Rua Castro, no sentido sudoeste, até a Avenida das Américas. Segue pelo lado sul da Avenida das Américas, no sentido leste, até o seu encontro com a Rua Vinícius de Moraes. Segue no sentido sul, pelo lado oeste da Rua Vinícius de Mores, no sentido sul, até a Rua Europa. Segue ao sul da Rua Europa, no sentido leste, até a Sanga Jaboriti. Segue no sentido sul, pelo lado oeste da Sanga Jaboriti, até seu encontro com a BR 467. Segue ao sul da BR 467, no sentido sudeste, até seu encontro com a Avenida Rocha Pombo. Segue a oeste da Avenida Rocha Pombo, no sentido sudoeste, até seu encontro com a Avenida Brasil. Segue ao norte da Avenida Brasil, no sentido noroeste, até seu encontro com o Rio Cascavel. Segue ao oeste do Rio Cascavel, no sentido sul, até a Rua Siqueira Campos. Segue ao oeste da Rua Siqueira Campos, no sentido sul, até a Rua Bom Jesus. Segue ao norte da Rua Bom Jesus, no sentido sudoeste, até a Rua Olavo Bilac. Segue ao leste da Rua Olavo Bilac até a Avenida Brasil. Segue pelo lado sul da Avenida Brasil, no sentido nordeste, até a Avenida Piquiri. Segue ao leste da Avenida Piquiri, no sentido norte, até a Avenida Barão do Rio Branco. Segue pelo lado leste da Avenida Barão do Rio Branco, no sentido noroeste, até seu encontro com a BR 467, finalizando a delimitação do perímetro.

1.27 SÃO FRANCISCO - Vinculada à Unidade de Saúde São Francisco, inicia a partir do encontro da BR 277 com o Rio Sapucaia, seguindo pelo lado oeste do Rio Sapucaia, no sentido nordeste, até seu encontro com o limite dos Municípios de Cascavel e Corbélia. Segue pelo limite dos Municípios de Cascavel e Corbélia, no sentido norte, até seu encontro com a BR 369. Segue pelo lado leste da BR 369, no sentido sudoeste, até seu encontro com a BR 277. Segue pelo lado norte da BR 277, no sentido leste, até seu encontro com o Rio Sapucaia, finalizando a delimitação do perímetro.

1.28 SÃO JOÃO - Vinculada à Unidade Saúde da Família São João, inicia a partir do encontro da Estrada da Bandeira com a BR 277, segue pelo lado norte da BR 277, no sentido noroeste, até o Rio Sapucaia. Segue pelo lado leste do Rio Sapucaia, no sentido nordeste, até o limite entre o Município de Cascavel e Corbélia. Segue pelo limite entre os Municípios de Cascavel e Corbélia, no sentido sul, até o limite com o Município de Braganey, seguindo pelo limite dos referidos Municípios no sentido leste, passando pelo Rio da Erva, Rio Tourinho e Rio Ano Novo, até a localidade de Colônia Centenário. Segue, a partir da localidade Colônia Centenário, pelo lado norte da Estrada Slavieiro, no sentido oeste, até a sede da localidade de Centenário. A partir da sede da localidade de Centenário, segue pelo lado norte de uma linha reta, no sentido sudoeste, até o encontro da Estrada da Bandeira com a Estrada Theobaldo Bresolim. Segue pelo lado oeste da Estrada da Bandeira, no sentido sudoeste, até a BR 277, finalizando a delimitação do perímetro.

1.29 SÃO SALVADOR - Vinculada à Unidade de Saúde da Família São Salvador, compreende o perímetro do Distrito Administrativo n.º 06 - São Salvador, conforme delimitação constante no artigo 6º da Lei Municipal n.º 3.765/2003.

1.30 SEDE ALVORADA - Vinculada à Unidade de Saúde da Família Sede Alvorada, será composta por duas áreas, conforme descritas nas alíneas a seguir:

a) Distrito de Sede Alvorada: Compreende o perímetro do Distrito Administrativo n.º 05 - Sede Alvorada, conforme delimitação constante no artigo 5º da Lei Municipal n.º 3.765/2003.

b) Distrito de Espigão Azul: Abrange parcialmente o Distrito de Espigão Azul, iniciando-se a partir do encontro do Córrego Acero com o limite do perímetro urbano, segue pelo lado norte do perímetro urbano, no sentido oeste, até a BR 467. Segue pelo lado norte da BR 467, no sentido noroeste, até a Estrada Velha de Toledo. Segue pelo lado leste da Estrada Velha de Toledo, no sentido noroeste, margeando o limite com o Distrito de Sede Alvorada, até a localidade Esquina Memória. A partir da localidade Esquina Memória, segue, no sentido norte, pela divisa do Município de Cascavel e Toledo, seguindo, a partir de então, no sentido leste, pelas divisas com os Municípios de Tupãssi, Cafelândia, e Corbélia, até a BR 369. Segue pelo lado oeste da BR 369, no sentido sudoeste, até a Estrada Fazenda Taquaraçu. Segue pela Estrada Fazenda Taquaraçu, no sentido oeste, até o Córrego Acero. Segue pelo lado oeste do Córrego Acero, no sentido sul, até o seu encontro com o limite do perímetro urbano, finalizando a delimitação do perímetro.

1.31 VILA TOLENTINO - Vinculada à Unidade de Saúde Vila Tolentino, inicia a partir da Quadra 373 da Avenida Brasil, esquina com a Rua Sete de Setembro, seguindo pelo lado oeste da Rua Sete de Setembro, no sentido sul, até seu encontro com o afluente esquerdo do Ribeirão Coati Chico. Segue pelo lado oeste do afluente esquerdo do Ribeirão Coati Chico, no sentido sudoeste, até o Ribeirão Coati Chico. Segue pelo lado oeste do Ribeirão Coati Chico, no sentido sul, até a BR 277. Segue pelo norte da BR 277, no sentido oeste, até o cruzamento com a Avenida Tancredo Neves. Segue pelo lado leste da Avenida Tancredo Neves, no sentido nordeste, até o seu cruzamento com a Rua Cuiabá. Segue pelo lado sul da Rua Cuiabá, no sentido leste, até o seu cruzamento com a Rua Nereu Ramos. Segue pelo lado leste da Rua Nereu Ramos até a Avenida Tancredo Neves. Segue pelo lado leste da Avenida Tancredo Neves, no sentido norte, até a Avenida Brasil. Segue pelo lado sul da Avenida Brasil, no sentido leste, até seu cruzamento com a Rua Sete de Setembro, na quadra 373, finalizando a delimitação do perímetro.

1.32 XIV DE NOVEMBRO - Vinculada à Unidade Básica de Saúde XIV de Novembro, inicia a partir do encontro da BR 277 com o Ribeirão Coati Chico, seguindo pelo lado oeste do Ribeirão Coati Chico, no sentido sul, até o limite do perímetro urbano. Segue o limite do perímetro urbano, no sentido oeste, até o afluente do Arroio Juvenal. Segue pelo lado leste do afluente do Arroio Juvenal, no sentido norte, até a Rua dos Narcisos. Segue, pelo lado leste, até o final da Rua dos Narcisos, no sentido norte, percorrendo, a partir daí, o limite entre os bairros Guarujá e XIV de Novembro até a BR 277. Segue pelo lado sul da BR 277, no sentido leste, até seu encontro com o Ribeirão Coati Chico, finalizando a delimitação do perímetro.

2. As delimitações das áreas geográficas relacionadas no item 1.1 a 1.32 deste Anexo encontram-se representadas em mapas, constantes no Anexo III do Edital de Concurso n.º 001/2010, os quais estão disponíveis para consulta na página da internet www.saber.srv.br, e afixado em mural na Prefeitura Municipal de Cascavel.

ANEXO V DO EDITAL Nº 091/2010

1.1.1 REQUERIMENTO DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO

Nome:

Inscrição:

Documento:

Cargo Pretendido:

Fone:

E-mail:

Celular:

À Comissão Organizadora de Concursos da Prefeitura Municipal de Cascavel

Solicito isenção da taxa de inscrição pelo seguinte motivo:

[_] por ter doado sangue nos últimos 06 (seis) meses que antecederam a abertura das inscrições do concurso aberto pelo Edital n.º 091/2010, conforme Lei Municipal n.º 3.809/2004.

[_] por estar desempregado, conforme previsto na Lei Municipal n.º 4.898/2008.

Cascavel, _____ de ___________________ de 2010.

_________________
Visto de Recebimento

_________________
Assinatura do candidato

REQUERIMENTO DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO

Nome:

Inscrição:

Documento:

Cargo Pretendido:

Fone:

Cascavel, _____ de ___________________ de 2010.

_________________
Visto de Recebimento

_________________
Assinatura do candidato O requerimento deverá estar acompanhado de comprovante de doação de sangue, demonstrando a doação dentro do período de 13/03/2010 a 12/09/2010.

ANEXO VI DO EDITAL N.º 091/2010

REQUERIMENTO DE RESERVA DE VAGAS E/OU CONDIÇÕES ESPECIAIS PARA CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

À COMISSÃO ORGANIZADORA DE CONCURSOS

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO

Nome:

Inscrição:

Documento:

Cargo Pretendido:

Fone:

Deseja participar da reserva de vagas destinadas a candidatos portadores de deficiência, conforme previsto na Lei Municipal n.º 3.728/2003 e no Decreto Federal n.º 3.298/1999?

[_] Não [_] Sim

Tipo da Deficiência: [_] Física [_] Auditiva [_] Visual [_] Mental [_] Múltipla

Necessita condições especiais para realização da(s) prova(s)?

[_] Não [_] Sim

Em caso positivo, especificar: __________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________

Cascavel, _____ de ___________________ de 2010.

__________________
Assinatura do candidato

O requerimento deverá estar acompanhado de laudo médico e/ou parecer emitido por especialista da área de sua deficiência, conforme previsto nos itens 3.14 e 4.6 do Edital de Concurso n.º 091/2010.

ANEXO VII DO EDITAL Nº 091/2010

REQUERIMENTO DE RECURSO 2

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO

Nome:

Inscrição:

Documento:

Cargo Pretendido:

Fone:

À Comissão Organizadora de Concursos da Prefeitura Municipal de Cascavel

O PRESENTE RECURSO REFERE-SE A

[_] Homologação de Inscrição

[_] Resultado da Prova Prática

[_] Questões da Prova Escrita

[_] Prova de Títulos

[_] Resultado da Prova Escrita

[_] Resultado de Títulos

[_] Aplicação da Prova Prática

[_] Outros (Especificar): _____________________

JUSTIFICATIVA DO CANDIDATO:

 

Cascavel, ____ de _________ de 2010.

__________________
Assinatura do candidato INSTRUÇÕES:

- Somente serão analisados pela Comissão Organizadora de Concursos os recursos protocolados dentro dos prazos previstos e formulados de acordo com as normas estabelecidas no Edital de Abertura n.º 091/2010;

- Os recursos deverão ser digitados ou datilografados;

- No caso de recurso às questões da prova escrita este deverá apresentar argumentação lógica e consistente, devendo, ainda, estar acompanhado de cópia da bibliografia pesquisada para fundamentação.

117126

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231