Prefeitura de Pedro Leopoldo - MG

PREFEITURA MUNICIPAL DE PEDRO LEOPOLDO

ESTADO DE MINAS GERAIS

CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2011 - RETIFICADO

Notícia:   Pedro Leopoldo - MG muda data de prova do edital 001/2011

Rua Tupis, nº 485 - sala 114 - Centro - Belo Horizonte / MG
CEP 30190-060.
Telefone: (31) 3261 1194
Site: www.seapconcursos.com.br
Horário de funcionamento: De 9 às 12 e de 13 às 17 h, de segunda a sexta-feira.

ITEM

ATIVIDADE

DATA

1

Início das Inscrições.

03/01/2012

2

Término das Inscrições.

17/01/2012

3

Divulgação das homologações das inscrições, locais e horários das Provas Objetivas na Prefeitura Municipal e nos sites www.seapconcursos.com.br e www.pedroleopoldo.mg.gov.br

23/01/2012

4

Realização das Provas Objetivas

29/01/2012

5

Divulgação dos gabaritos oficiais das Provas Objetivas na Prefeitura Municipal e no site www.seapconcursos.com.br e www.pedroleopoldo.mg.gov.br

30/01/2012

6

Prazo de Recurso referente aos Gabaritos Oficiais das Provas Objetivas.

31/01 a 01/02/2012

7

Respostas aos recursos interpostos pelos candidatos.

24/02/2012

8

Resultado das Provas Objetivas.

24/02/2012

9

Prazo de Recurso referente ao resultado das provas objetivas

27 a 28/02/2012

10

Resposta aos Recursos Interpostos pelos candidatos.

09/03/2012

11

Resultado do Concurso Público.

09/03/2012

Concurso Público para provimento de cargos efetivos do quadro de servidores do Município de Pedro Leopoldo / MG. Edital de Concurso Público nº 001/2011

O Prefeito do Município de Pedro Leopoldo, no uso de suas atribuições, torna pública a abertura das inscrições e estabelece normas para a realização do Concurso Público destinado a selecionar candidatos para provimento de cargos efetivos do quadro de servidores do município, conforme Lei Municipal nº 160, de 8 de maio de 1958 (Dispõe sobre o Estatuto dos Funcionários Públicos Municipais), Lei Municipal n.º 1.812 de 29 de abril de 1992 (Instituiu o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Municipais), com alterações posteriores, Lei Municipal nº 2.853 de 01 de janeiro de 2006 (Dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Servidores Municipais do Poder Executivo), com alterações posteriores, e demais legislações pertinentes e normas estabelecidas neste Edital.

1. DA INFORMAÇÃO PRELIMINAR

1.1. O Concurso Público será regido por este Edital e seus eventuais aditamentos, assim como pelas instruções, comunicações e convocações dele decorrentes, obedecidas às legislações pertinentes e sua execução realizar-se-á sob a responsabilidade da empresa Seap Consultoria & Concursos Ltda - Serviço Especializado em Administração e Projetos Ltda - CNPJ 08.993.055/0001-51.

1.2. O concurso público tem por objetivo dar provimento aos cargos, no nível inicial da carreira, conforme Anexo "III" deste Edital.

1.3. O prazo de validade deste Concurso Público será de 2 (dois) anos, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final do concurso, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério do Município de Pedro Leopoldo.

1.4. Toda menção a horário neste Edital terá como referência o horário oficial de Brasília-DF.

1.5. As vagas ofertadas neste Concurso Público estão distribuídas por cargos, qualificação exigida e número de vagas, constantes no Anexo "III" deste Edital.

1.6. Ao número de vagas estabelecido no Anexo "III" deste Edital poderão ser acrescidas novas vagas que surgirem, observada a disponibilidade financeira e orçamentária, e autorização pelo Município de PEDRO LEOPOLDO, dentro do prazo de validade do Concurso.

1.7. O regime jurídico dos cargos oferecidos neste Edital será o estatutário, de conformidade com as normas contidas na ), Lei Municipal n.º 1.812 de 29 de abril de 1992 (Instituiu o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Municipais), com alterações posteriores.

1.8. Será de responsabilidade da Comissão Especial de que trata a Portaria nº 7.515, de 26 de outubro de 2.011, designada pelo Prefeito Municipal, os procedimentos operacionais necessários à realização do Concurso, no que se refere às obrigações do Município.

2. ESPECIFICAÇÕES DO CARGO

2.1. As atribuições gerais constam no Anexo I, a carga horária e a remuneração inicial constam do Anexo "III" deste Edital.

2.2 O cargo, a qualificação exigida e o número de vagas, bem como as vagas destinadas a pessoas portadoras de deficiência, constam do Anexo "III" deste Edital.

3. REQUISITOS PARA INVESTIDURA NO CARGO

3.1. O candidato aprovado e classificado neste Concurso Público, na forma estabelecida neste Edital, será investido no cargo, se atendidas às seguintes exigências:

a) ser brasileiro nato ou naturalizado, ou cidadão português, a quem foi deferida a igualdade de condições previstas no parágrafo 1º do artigo 12 da Constituição Federal/88;

b) gozar dos direitos políticos;

c) ter no mínimo 18 (dezoito) anos na data da posse;

d) estar quite com as obrigações eleitorais;

e) estar quite com as obrigações do Serviço Militar, quando se tratar de candidato do sexo masculino;

f) ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, a ser aferida em perícia médica oficial, realizada pelo serviço médico oficial do Município de Pedro Leopoldo;

g) comprovar escolaridade exigida para o cargo, conforme estabelece o Anexo "III" deste Edital;

h) cumprir as determinações deste Edital e dos subseqüentes.

3.2. Os requisitos descritos no item 3.1 deste Edital deverão ser atendidos cumulativamente e a comprovação de atendimento deverá ser feita na data da posse mediante fotocópia autenticada em Cartório da documentação ou por cópia acompanhada do original para autenticação por servidor público.

3.3. A falta de comprovação de qualquer um dos requisitos especificados no item 3.1 deste Edital impedirá a posse do candidato.

4. DAS DISPOSIÇÕES RELATIVAS ÀS INSCRIÇÕES

4.1. A inscrição do candidato implicará no conhecimento e na aceitação irrestrita das instruções e das condições do Concurso, tais como se acham estabelecidas neste Edital e nas normas legais pertinentes, bem como em eventuais aditamentos, comunicações, instruções e convocações relativas ao certame, que passarão a fazer parte do instrumento convocatório como se nele estivessem transcritos e acerca dos quais não poderá o candidato alegar desconhecimento.

4.2. Os valores da taxa de inscrição são de R$ 30,00 (trinta reais) para os cargos de nível elementar, R$ 40,00 (quarenta reais) para os cargos de nível médio/técnico e R$ 70,00 (setenta reais) para os cargos de nível superior.

4.3. As inscrições serão recebidas somente via internet, no endereço eletrônico www.seapconcursos.com.br.

4.3.1. O candidato que não possui internet poderá efetuar sua inscrição no saguão da Prefeitura Municipal de PEDRO LEOPOLDO, situada na Rua Cristiano Otoni, 555 - Centro - Pedro Leopoldo / MG, de segunda a sexta- feira, das 13h às 17h, munido de CPF e RG.

4.3.2. Não serão aceitas inscrições via postal, por fac-símile (fax) ou por qualquer outra via que não a especificada neste Edital nem inscrições condicionais ou extemporâneas.

4.4. Para inscrever-se, o candidato deverá acessar o endereço eletrônico www.seapconcursos.com.br correspondente ao "Concurso Público do Município de PEDRO LEOPOLDO - Edital 01/2011" durante o período de inscrições, no horário das 9h do dia 03 de janeiro de 2012 até às 19h do dia 17 de janeiro de 2012 (horário de Brasília/DF) e cumprir os seguintes procedimentos:

4.4.1. Ler atentamente o Edital;

4.4.2. Preencher o Requerimento Eletrônico de Inscrição, que, além de outras informações, exigirá o número do CPF, o número de um documento oficial de identidade do candidato, com a respectiva indicação do órgão expedidor.

4.4.2.1. O candidato que não tiver CPF deverá solicitá-lo na Receita Federal ou nos postos credenciados em tempo hábil, de forma a obtê-lo antes do término do período de inscrições.

4.4.2.2. Excluído conforme Errata.

4.4.3. Conferir os dados digitados no Requerimento Eletrônico de Inscrição e confirmá-los.

4.4.3.1. A declaração falsa dos dados constantes no Requerimento Eletrônico de Inscrição acarretará o cancelamento da inscrição e a anulação de todos os atos dela decorrentes, em qualquer época, sem prejuízo das sanções civis e penais cabíveis.

4.4.3.2. As informações prestadas no Requerimento Eletrônico de Inscrição são de inteira responsabilidade do candidato, que poderá ser excluído do Concurso caso forneça dados incorretos.

4.4.4. Imprimir o boleto bancário para pagamento do valor da inscrição ou segunda via até o último dia de inscrição.

4.4.5. No ato da confirmação, os dados serão automaticamente transmitidos à Seap Consultoria & Concursos Públicos Ltda.

4.4.6. O Requerimento Eletrônico de Inscrição e o valor pago referente à taxa de inscrição são pessoais e intransferíveis.

4.4.7. Havendo mais de uma inscrição paga, prevalecerá a última inscrição cadastrada, ou seja, a de data e horário mais recentes. As demais inscrições realizadas não serão consideradas. Cada candidato terá a inscrição homologada em apenas um cargo.

4.4.7.1. A importância referente à taxa de inscrição será devolvida nas hipóteses de cancelamento ou suspensão do Concurso Público, ou ainda, pelo pagamento feito em duplicidade pelo candidato, mediante requerimento próprio de Formulário de Recurso deste Edital, sendo apreciado pela Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo em até 30 dias úteis.

4.5. Após a conclusão do preenchimento do Requerimento Eletrônico de Inscrição e da respectiva transmissão dos dados via internet, o boleto bancário será emitido em nome do candidato e deverá ser impresso em impressora a laser ou a jato de tinta para possibilitar a correta leitura do código de barras.

4.6. O boleto bancário somente estará disponível para impressão durante o período de inscrições determinado neste Edital.

4.7. O candidato deverá efetuar na rede bancária, o pagamento da importância correspondente à taxa de inscrição, por meio de boleto bancário - em dinheiro - de acordo com o item 4.2, até o horário limite das transações bancárias da data de vencimento constante do boleto.

4.8. Não serão aceitos pagamentos por depósito em conta corrente, via postal, por transferência, DOC, ordem de pagamento ou por qualquer outra via que não a especificada no item 4.7.

4.9. O candidato deverá antecipar o pagamento caso, na localidade em que se encontre, o último dia de inscrição seja feriado que acarrete o fechamento das agências bancárias.

4.10. Serão indeferidas as inscrições cujos pagamentos forem insuficientes ou efetuados após a data fixada em 4.4. e o horário fixado em 4.7.

4.11. A inscrição do candidato somente terá validade após a Seap receber a confirmação, pela instituição bancária, do respectivo pagamento.

4.12. O recibo de pagamento do boleto bancário será o comprovante de que o candidato requereu sua inscrição. Para esse fim, o boleto deverá ser autenticado até o horário limite das transações bancárias da data de vencimento constante do boleto. Não será considerado o simples comprovante de agendamento de pagamento.

4.13. A Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo e a Seap não se responsabilizam por inscrições não recebidas por problemas de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação ou congestionamento das linhas, falhas de impressão, bem como por outros fatores que impossibilitem à transferência dos dados e/ou a efetivação do pagamento da taxa de inscrição, ressalvado, para tanto, quando a responsabilidade for atribuível exclusivamente aos organizadores do Concurso.

4.14. O candidato cuja inscrição for validada pela Seap deverá imprimir seu Comprovante Definitivo de Inscrição (CDI) via internet, conforme data prevista para a homologação, devendo apresentá-lo no dia de realização das provas. O CDI estará disponível, no endereço eletrônico www.seapconcursos.com.br, 5 (cinco) dias úteis antes da prova objetiva de múltipla escolha. Caso o candidato não consiga obter o CDI, deverá entrar em contato com a empresa através do telefone (31) 3261 1194, com o boleto quitado, pessoalmente ou por interposta pessoa, no endereço: Rua Tupis, 485 -sala 114 - Centro - Belo Horizonte - MG, no horário das 09 às 12 e de 13 às 17 h.

4.15. No CDI estarão impressos o número de inscrição, o nome completo, a data de nascimento, o número do documento de identidade do candidato, bem como a data, o horário e o local de realização das provas, além de outras orientações úteis ao candidato.

4.16. É obrigação do candidato conferir os dados constantes no CDI, especialmente o seu nome, a data de seu nascimento, o número do documento de identidade utilizado na inscrição e a respectiva sigla do órgão expedidor.

4.17. A correção de eventuais erros de digitação ocorridos no nome, no número do documento de identidade utilizado na inscrição ou na sigla do órgão expedidor deverá ser solicitada pelo candidato ao Fiscal de sala, no dia e no local de realização das provas, e constar no Relatório de Ocorrências da Sala - Ata de Provas.

4.18. O candidato deverá apresentar na data de realização das provas o mesmo documento de identidade indicado no CDI.

4.19. O candidato poderá obter este Edital completo, por download do arquivo, no sítio eletrônico do Município de Pedro Leopoldo <www.pedroleopoldo.mg.gov.br> e no sítio eletrônico www.seapconcursos.com.br

4.20. A candidata lactante que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas deverá entregar, pessoalmente ou via Correios, em até 10 (dez) dias úteis antes da data de realização da prova, requerimento datado e assinado, em envelope tipo pardo, lacrado e identificado, na Seção de Protocolo no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura Municipal , situado na Rua Cristiano Otoni, 555 - Centro, de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h.

4.20.1. A candidata lactante poderá levar somente 1 (um) acompanhante, que será responsável pela guarda da criança e ficará em local determinado pelo Coordenador do Concurso da Seap no dia da realização da prova.

4.20.2. Durante o período de amamentação, a candidata lactante será acompanhada de fiscal da Seap, que garantirá que sua conduta esteja de acordo com os termos e condições deste Edital, não havendo compensação desse período no tempo de duração da prova.

4.20.3. Serão indeferidas as solicitações apresentadas fora do prazo estabelecido.

4.20.4. A tempestividade do requerimento será comprovada pela data de protocolo de entrega.

DOS PEDIDOS DE ISENÇÃO

4.21. Considerando os princípios fundamentais estabelecidos na Constituição Federal/88, o candidato de baixa renda ou desempregado, que comprove estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - CadÚnico, e/ou membro de família de baixa renda, nos termos do Decreto no 6.135, de 26 de junho de 2007, poderá requerer, de 03/01 a 04/01/2012, através de "Declaração de Hipossuficiência Financeira", conforme modelo, a saber:

MODELO DE DECLARAÇÃO DE HIPOSSUFICIÊNCIA FINANCEIRA

Eu _______________________________________________ , Carteira de Identidade n° __________ , inscrito no Cadastro de Pessoas Físicas sob o número ___________________________ , candidato ao cargo de ________________________________ , inscrito no Concurso Público da Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo - MG- Edital 01/2011 sob o nº _________________________ , declaro que preencho as condições trazidas no Termo do Edital, para o ato de isenção da taxa de inscrição, tendo em vista que a renda per capita de minha família, considerando-se, para tanto, os ganhos dos membros do núcleo familiar, que vivem sob o mesmo teto, é insuficiente para arcar com o pagamento da referida Taxa de Inscrição, respondendo civil e criminalmente pelo teor desta informação, conforme documentação comprobatória em anexo.

_________________________, (local)

______/______/______. (data)

__________________________ (Assinatura)

4.21.1. A comprovação no Cadastro Único para Programas Sociais será feita através da indicação do Número de Identificação Social - NIS.

4.21.1.1. A condição de baixa renda familiar será comprovada mediante a apresentação de cópia das páginas da Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS - que contenham a foto, a qualificação civil e a anotação do último contrato de trabalho de todos os membros da família, bem como comprovante de residência oficial (fatura de água, energia elétrica ou telefone fixo) dos três últimos meses, que prove o mesmo domicílio.

4.21.2. A isenção deverá ser solicitada mediante o preenchimento, assinatura exclusivamente do próprio candidato e entrega do requerimento de isenção, em que conterá a indicação do Número de Identificação Social (NIS), atribuído pelo CadÚnico;

4.21.2.1. O pedido de isenção indicado no item 4.21.2, com cópia de toda documentação comprobatória, deverá ser entregue diretamente pelo candidato ou por terceiro, na Seção de Protocolo no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura de PEDRO LEOPOLDO, situada na Rua Cristiano Otoni, 555 - Centro - Pedro Leopoldo - MG, no horário das 13h às 17h, dentro do prazo previsto no item 4.21.2 deste Edital.

4.21.2.2. por meios dos correios, utilizando-se os serviços de SEDEX, diretamente para a Prefeitura Municipal. Nesse caso, a comprovação da tempestividade da solicitação será feita pela data da postagem do documento.

4.21.3. A Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo consultará o órgão gestor do CadÚnico para verificar a veracidade das informações prestadas pelo candidato.

4.21.4. As informações prestadas no requerimento de Isenção serão de inteira responsabilidade do candidato, podendo responder este, a qualquer momento, por crime contra a fé pública, o que acarreta sua eliminação do concurso, aplicando- se, ainda, o disposto no parágrafo único do artigo 10 do Decreto nº. 83.936, de 6 de setembro de 1979.

4.21.5. Não será concedida isenção de pagamento de taxa de inscrição ao candidato que:

a) omitir informações e/ou torná-las inverídicas;

b) fraudar e/ou falsificar documentação;

c) não observar a forma, o prazo e os horários estabelecidos no item 4.21.2 e seus subitens, deste edital

4.21.6. Não será aceita solicitação de isenção de pagamento de valor de inscrição via postal, via fax ou via correio eletrônico.

4.21.7. O resultado do pedido de isenção será divulgado até o dia 09 de janeiro de 2012, no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo, no sítio eletrônico do Município <www.pedroleopoldo.mg.gov.br> e no sítio eletrônico da Seap, www.seapconcursos.com.br, em ordem alfabética, com o número de inscrição, constando apenas o deferimento ou indeferimento.

4.21.8. O candidato cujo pedido de isenção da Taxa de Inscrição for deferido estará automaticamente inscrito neste Concurso Público, desde que tenha preenchido, assinado e enviado o Requerimento e documentação comprobatória, com copai de seus dados pessoais e opção de cargo/especialidade.

4.21.9. O candidato que tiver o pedido de isenção da Taxa de Inscrição indeferido poderá efetuar sua inscrição, acessando o link de impressão da 2ª via do boleto bancário, imprimindo-a e efetuando o pagamento conforme disposto no item 4.7.

4.21.10. A fundamentação objetiva sobre o Indeferimento do Pedido de Isenção da Taxa de Inscrição estará disponível após a divulgação de que trata o item 4.21.7 deste Edital, no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo, no horário das 13 h às 17h, até a data limite de encerramento das inscrições, para ser consultada pelo próprio candidato ou por interposta pessoa.

4.21.11. Caberá recurso contra o Indeferimento do Pedido de Isenção da Taxa de Inscrição.

4.21.12. O recurso deverá ser apresentado no prazo de 2 (dois) dias úteis, contados do primeiro dia subseqüente da data de divulgação do indeferimento do Pedido de Isenção da Taxa de Inscrição, diretamente pelo candidato, por interposta pessoa ou pelos correios, utilizando-se os serviços de SEDEX, na Seção de Protocolo no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo, no horário das 13h às 17h.

4.21.12.1. A comprovação da tempestividade do recurso, encaminhado via SEDEX, será feita pela data da postagem do documento.

4.21.13. O candidato poderá, a critério da Prefeitura Municipal, ser convocado para apresentar documentação original, bem como outros documentos complementares. Caso a documentação enviada estiver incompleta, o pedido de isenção será indeferido de pronto, sem direito a recurso. Não serão aceitos após a entrega dos documentos acréscimos ou alterações das informações prestadas.

4.21.14. O resultado da análise dos recursos contra o indeferimento do pedido de isenção de taxa de inscrição será divulgado até o dia 13 de janeiro de 2012, no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura Municipal, no sítio eletrônico do Município de Pedro Leopoldo www.pedroleopoldo.mg.gov.br e no sítio eletrônico www.seapconcursos.com.br

4.21.15. O candidato que tiver sua solicitação de isenção do pagamento da taxa de inscrição indeferida poderá efetuar o pagamento, conforme disposto nos itens 4.1 a 4.13 deste Edital e seus subitens.

4.21.16. O candidato que não regularizar sua inscrição por meio do pagamento do respectivo boleto terá o pedido de inscrição invalidado.

4.21.17. O candidato cuja solicitação de isenção do pagamento da taxa de inscrição for deferida, estará automaticamente inscrito no concurso.

4.21.18. É de exclusiva responsabilidade do candidato informar-se sobre o resultado do pedido de isenção.

5. VAGAS DESTINADAS AOS CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

5.1. Considera-se deficiente o candidato que se enquadrar nas categorias discriminadas no Decreto Federal n° 3.298, de 20 de dezembro de 1999, com redação dada pelo Decreto Federal n° 5.296, de 02 de dezembro de 2004, que participará do concurso em igualdade de condições com os demais candidatos, considerando as condições especiais previstas neste Decreto, na Lei Federal n° 7.853, de 24 de outubro de 1989.

5.1.1. Aos candidatos com deficiência é garantido o direito de se inscreverem neste Concurso, desde que as atribuições e aptidões específicas estabelecidas para o cargo pretendido sejam compatíveis com a deficiência de que são portadores. 5.2. Nos termos do §2º do artigo 10 da Lei Municipal nº 1.812, de 29 de abril de 1.992, fica estabelecido o percentual de 10% das vagas para candidatos portadores de deficiência. Sempre que houver oferecimento, no certame, de pelo menos 02(duas) vagas, 01(uma) será oferecida para os candidatos portadores de deficiência e, em seguida será aplicado o percentual editalício, aqui estabelecido em 10% (dez por cento), nos termos da manifestação do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, exarada nos autos do Processo nº 787590/2009, e de acordo com o anexo III.

5.2.1. Surgindo novas vagas no decorrer do prazo de validade do concurso, 10% (dez por cento) delas serão, igualmente, reservadas para candidatos deficientes aprovados no Concurso.

5.3. Respeitada a compatibilidade entre a deficiência e as atribuições do cargo, o candidato deficiente que pretenda concorrer às vagas reservadas por força de lei deverá declarar essa condição no Requerimento Eletrônico de Inscrição.

5.4. O candidato inscrito como deficiente participará do Concurso em igualdade com os demais candidatos, no que se refere ao conteúdo das provas, à avaliação, aos critérios de aprovação, aos horários e dia de aplicação das provas, bem como à nota mínima exigida.

5.5. O candidato que necessitar de condições especiais (tempo adicional, prova ampliada, ledor, acesso privilegiado) para realização das provas deverá solicitá-las até o término do período de inscrições, imprimindo, preenchendo e encaminhando o Formulário de Recurso, até o final do período de inscrições - datado, assinado, devidamente fundamentado e acompanhado de laudo médico, especificando tipo e grau da deficiência e a condição especial necessária, em envelope tipo pardo, lacrado e identificado, para a empresa Seap Consultoria & Concursos Públicos Ltda, impreterivelmente até o dia 17 de janeiro de 2012.

5.5.1. O atendimento às condições especiais solicitadas ficará sujeito à análise de viabilidade e de razoabilidade do pedido pela Seap.

5.5.2. A comprovação da tempestividade da solicitação de condições especiais para realização das provas será feita pela data de protocolo de entrega do Requerimento de Tratamento Diferenciado e do Laudo Médico.

5.5.3. O candidato que não fizer a solicitação de condições especiais para realização das provas, nos termos do item "5" e seus subitens, terá as provas aplicadas nas mesmas condições dos demais candidatos, não cabendo questionamentos.

5.6. O candidato com deficiência que não realizar a inscrição conforme previsto no item "5" e seus subitens não poderá alegar posteriormente essa condição para reivindicar a prerrogativa legal.

5.7. As condições especiais previstas no § 1º do art. 40, do Decreto Federal nº 3.298/99 deverão ser indicadas pelo candidato no Requerimento Eletrônico de Inscrição e enviar, durante o período das inscrições, Laudo Médico original ou cópia autenticada com o CID, datado no máximo em 90 (noventa) dias antes do término das inscrições,com cópia simples dos documentos pessoais.

5.8. Na falta do laudo médico ou não contendo este as informações indicadas no item "5.5" ou for entregue fora do prazo, a solicitação do candidato para ter tratamento diferenciado para fazer a prova não será atendida.

5.9. O candidato inscrito como deficiente, se classificado, além de figurar na lista geral de classificação, terá seu nome publicado em lista à parte, observada a respectiva ordem de classificação, desde que envie o Laudo Médico com CID com cópia simples dos documentos pessoais para a Seap Consultoria & Concursos Públicos em envelope pardo através de SEDEX com AR para a Rua Tupis, 485 -sala 114 - Centro - Cep 30.190-060- Belo Horizonte - MG. Identificar no lado externo: Concurso Público Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo - Laudo Médico - Cargo, endereço e número de inscrição.

5.10. A primeira nomeação de candidato deficiente, classificado no Concurso, observada a previsão contida no Anexo "A" deste Edital, dar-se-á da seguinte forma:

a) Para os cargos com 10 ou mais vagas, a nomeação da vaga destinada ao deficiente se dará para o preenchimento da décima vaga;

b) Para os cargos com menos de 10 vagas, a nomeação da vaga destinada ao deficiente se dará para o preenchimento da última vaga.

5.10.1. Para posse, a deficiência do candidato será avaliada por médico oficial do Município de Pedro Leopoldo ou por médico indicado pela Administração, que emitirá laudo pericial fundamentado, sobre a qualificação como deficiente e sobre a compatibilidade da deficiência com o exercício das atribuições do cargo público efetivo, decidindo de forma terminativa sobre a caracterização do candidato como deficiente.

5.10.2. Concluindo a avaliação pela inexistência de deficiência ou por ser ela insuficiente para habilitar o candidato a concorrer às vagas reservadas, observados o direito do contraditório e da ampla defesa, poderá o candidato ser excluído da lista de classificação de candidatos com deficiência, mantendo a sua posição na lista geral de classificação.

5.10.3. Concluindo o laudo pela incompatibilidade da deficiência com as atribuições do cargo, observados o direito do contraditório e da ampla defesa, poderá o candidato ser excluído do Concurso.

5.10.4. As vagas destinadas aos candidatos deficientes que não forem providas por falta de candidatos, por reprovação no Concurso ou na perícia médica, serão preenchidas pelos demais candidatos, com estrita observância da ordem classificatória.

6. DO CONCURSO

6.1. Para todos os cargos o concurso será desenvolvido em uma única etapa que consistirá de prova objetiva de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório, aplicadas no município de Pedro Leopoldo.

7. DA PROVA OBJETIVA DE MÚLTIPLA ESCOLHA - Etapa Única para todos os cargos.

7.1. A prova objetiva de Múltipla Escolha será valorizada de 0 (zero) a 120 (cento e vinte) pontos, conterá 50 (cinquenta) questões objetivas, com 4 (quatro) opções de resposta, das quais apenas 1 (uma) será correta, e será elaborada conforme as disciplinas e sugestões bibliográficas no Anexo II deste Edital.

7.2. Cada questão valerá 2,4 pontos.

7.3. Será aprovado o candidato que obtiver, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) dos pontos no total da prova objetiva de Múltipla Escolha. Será reprovado o candidato que não obtiver 50% dos pontos em Conhecimentos Específicos. O candidato que zerar qualquer prova será eliminado.

7.4. O candidato que deixar de comparecer à realização desta etapa, sob qualquer motivo, será eliminado do Concurso Público.

7.5 . O programa de matérias está disponível no ANEXO II desse edital.

8. DA REALIZAÇÃO DAS PROVAS para todos os cargos.

8.1. A prova objetiva de múltipla escolha, conforme especificado no item 7 e seus subitens, terá duração máxima de 4 (quatro) horas e será realizada na cidade de Pedro Leopoldo/MG, no dia 29 de janeiro de 2012, em horário a ser divulgado conforme Cronograma.

8.1.1. Os locais de prova serão informados no CDI e divulgados no site da Prefeitura de Pedro Leopoldo www.pedroleopoldo.mg.gov.br e no endereço eletrônico www.seapconcursos.com.br em 05 (cinco) dias úteis antes da realização da Prova Objetiva, na área do Candidato. O candidato poderá imprimir o CDI na sede da Prefeitura Municipal, de 13 às 17 h, de segunda a sexta-feira, no período de 23.01.2012 a 27.01.2012.

8.1.2. Havendo alteração da data prevista, será publicada, com antecedência, nova data para a realização das provas, com divulgação no endereço eletrônico www.seapconcursos.com.br e no site da Prefeitura de Pedro Leopoldo <www.pedroleopoldo.mg.gov.br>.

8.1.3. Os candidatos deverão comparecer aos locais de prova 60 (sessenta) minutos antes do horário previsto para o início da realização das provas, munidos de documento original de identidade oficial com foto, caneta esferográfica de tinta azul ou preta, lápis, borracha e do CDI.

8.2. O ingresso do candidato à sala para a realização das provas só será permitido dentro do horário estabelecido em convocação.

8.3. Serão considerados documentos de identidade oficial: Cédula Oficial de Identidade (RG), Carteira Expedida por Órgão ou Conselho de Classe (OAB, CREA, CRA etc.); Carteira de Trabalho e Previdência Social, Certificado de Reservista, Carteira de Motorista com foto e Passaporte.

8.4. O documento deverá estar em perfeita condição, a fim de permitir, com clareza, a identificação do candidato e deverá conter, obrigatoriamente, filiação, fotografia e data de nascimento.

8.5. No caso de perda do Documento de Identificação com o qual se inscreveu no Concurso, o candidato poderá apresentar outro documento de identificação equivalente, conforme o item 8.3 e, se for o caso, ser submetido à identificação especial que compreende a coleta de assinatura e impressão digital em formulário próprio, durante a realização das provas.

8.6. Não serão aceitos documentos de identidade ilegíveis, não-identificáveis e/ou danificados.

8.7. Não haverá segunda chamada para quaisquer provas e avaliações, ficando o candidato ausente, por qualquer motivo, eliminado do concurso.

8.8. Em nenhuma hipótese haverá prorrogação do tempo de duração da prova, respeitando-se as condições previstas neste Edital.

8.9. O candidato deverá apor sua assinatura na lista de presença e no gabarito da prova objetiva de múltipla escolha de acordo com aquela constante do seu documento de identidade.

8.10. Depois de identificado e instalado, o candidato somente poderá ausentar-se da sala acompanhado de um fiscal. Após a entrega do Cartão de Respostas, não será permitido o uso dos sanitários. Será permitida a saída do candidato da sala com o caderno de provas após decorridos 60 (sessenta) minutos contados do início da prova. Os dois últimos candidatos de cada sala somente poderão sair juntos do local de realização das provas.

8.11. A inviolabilidade das provas será comprovada no momento do rompimento do lacre dos pacotes, na presença de todos os candidatos, nas salas de realização das provas.

8.12. Será eliminado deste Concurso Público o candidato que incorrer nas seguintes situações:

a) apresentar-se após o fechamento dos portões;

b) tratar com falta de urbanidade a examinadores, auxiliares, fiscais ou autoridades presentes;

c) estabelecer comunicação com outros candidatos ou com pessoas estranhas, por qualquer meio;

d) usar de meios ilícitos para obter vantagem para si ou para outros;

e) portar arma de fogo ou objetos similares de cunho cortante, perfurante ou contundente no local de realização das provas, mesmo que possua o respectivo porte;

f) portar ou fizer uso de quaisquer equipamentos eletrônicos e/ou de instrumentos de comunicação interna ou externa, não autorizados por este Edital, tais como relógio, calculadora, walkman, notebook, palm-top, agenda eletrônica, receptor, gravador, máquina fotográfica, telefone celular, bipe, pager ou outros similares, durante o período de reali zação das provas;

g) fizer uso de livros, códigos, manuais, impressos e anotações durante a realização das provas;

h) deixar de atender às normas contidas nos Cadernos de Prova, na Folha de Respostas e demais orientações expedidas pelo Município de Pedro Leopoldo ou da Seap.

8.12.1. Caso ocorra(m) alguma(s) da(s) situação(ões) prevista(s) no item 8.12, será lavrada a ocorrência em Ata de Prova na "Ata de Ocorrências do Concurso" que será enviada ao Presidente da Comissão Especial de Concursos.

8.13. Não será permitido ao candidato prestar provas fora da data, do horário estabelecido ou do espaço físico predeterminado e informados no CDI.

8.14. Não haverá guarda-volumes para objetos, documentos, equipamentos eletrônicos ou similares, não possuindo o Município de PEDRO LEOPOLDO ou a Seap qualquer responsabilidade sobre os mesmos, por eventual extravio, perda, furto, dentre outros. Os itens perdidos durante a realização das provas escritas, que porventura venham a ser encontrados pela Seap, serão guardados pelo prazo de 30 (trinta) dias, quando, então, serão encaminhados à Seção de Achados e Perdidos dos Correios.

8.15. Durante o período de realização das provas, não será permitido o uso de bonés, chapéus e similares.

8.16. Somente serão permitidos assinalamentos na folha de respostas feitas com caneta esferográfica, tinta azul ou preta, vedada qualquer colaboração ou participação de terceiros.

8.17. Será considerada NULO o Cartão Resposta a lápis ou sem assinatura.

8.18. O candidato não poderá amassar, molhar, dobrar, rasgar ou, de qualquer modo, danificar sua folha de respostas, sob pena de arcar com os prejuízos advindos da impossibilidade de realização de leitura ótica.

8.19. Não haverá substituição da folha de respostas da prova objetiva de múltipla escolha por erro do candidato.

8.20. Ao terminar as provas ou findo o horário limite para a realização das mesmas, o candidato entregará, obrigatoriamente, ao Fiscal de Sala a folha de respostas da prova objetiva de múltipla escolha e o caderno de provas devidamente assinados, nos locais apropriados.

8.20.1. O candidato que não entregar a folha de respostas da prova objetiva de múltipla escolha e o caderno de provas será automaticamente eliminado do Concurso.

8.21. As instruções constantes da folha de resposta e em todos os cadernos de prova complementam este Edital e deverão ser rigorosamente observadas pelo candidato.

8.22. Na leitura da folha de respostas da prova objetiva de múltipla escolha, será atribuída nota zero à questão com mais de uma alternativa assinalada ou sem alternativa assinalada.

8.23. A folha de respostas da prova objetiva de múltipla escolha que estiver marcada e escrita, respectivamente, a lápis, ou com qualquer forma de identificação do candidato será considerada nula.

8.24. Período de Sigilo - Por motivo de segurança, os candidatos somente poderão retirar-se do recinto de provas após decorrida 1( uma) hora do seu início.

8.25. Não será permitida, durante a realização das provas, a entrada e/ou permanência de pessoas não autorizadas pela Seap nos locais de realização das provas.

8.26. O Município de PEDRO LEOPOLDO e a Seap eximem-se de quaisquer despesas com viagens e estadia dos candidatos para prestar as provas do Concurso.

8.27. Não haverá segunda chamada para quaisquer das provas previstas no certame, ficando o candidato ausente, por qualquer motivo, eliminado do Concurso.

8.28. O candidato, após ter assinado a lista de presença, não poderá ausentar-se do local de realização da prova de Múltipla Escolha, sem acompanhamento de fiscal designado para tal fim, sob pena de sua eliminação do Concurso.

8.29. Será considerado desistente o candidato que não atender o que estabelece o item 8.13 deste Edital, deixar de assinar a lista de presença ou não comparecer a prova.

9. DO PROCESSO DE CLASSIFICAÇÃO E DESEMPATE

9.1 Será classificado o candidato que obtiver no mínimo 50% (cinqüenta por cento) dos pontos do total da prova objetiva de múltipla escolha, conforme critérios estabelecidos neste Edital.

9.1.1. A classificação do candidato na prova objetiva de múltipla escolha será feita observando - se a seguinte ordem:

a) entre os maiores de 60 (sessenta) anos, seja o mais idoso;

b) obtiver maior aproveitamento na prova de Conhecimentos Específicos;

c) obtiver maior aproveitamento na prova de Língua Portuguesa;

d) obtiver maior aproveitamento na prova de Noções de Administração Pública;

e) obtiver maior aproveitamento na prova de Conhecimentos Gerais;

f) obtiver maior aproveitamento na prova de Políticas de Saúde (este somente para os cargos da Secretaria Mun. de Saúde).

g) persistindo o empate será dada preferência ao candidato de idade mais elevada.

9.1.2. Apurado o total de pontos, na hipótese de empate, terá preferência o candidato com idade igual ou superior a 60 anos, na forma do disposto no parágrafo único do art. 27 da Lei Federal nº 10.741, de 1º de outubro de 2003 - Estatuto do Idoso.

10. DOS RECURSOS

10.1. Caberá recurso, dirigido em única e última instância ao Presidente da Comissão Especial de Concurso Público do Município de PEDRO LEOPOLDO, no prazo de 2 (dois) dias úteis, iniciado no 1º dia útil subseqüente ao dia da publicação no quadro de avisos no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura Municipal de PEDRO LEOPOLDO e do site da Seap, dos seguintes atos, na respectiva ordem:

a) gabarito e questões da prova objetiva de múltipla escolha;

b) resultado da prova objetiva de múltipla escolha;

c) contra a exclusão do candidato relativo às declarações e informações descritas nos itens 4.4.3.1 e 4.4.3.2 deste Edital, garantido o contraditório e ampla defesa, nos termos do art. 5º, inciso LV da CR/88;

d) contra o indeferimento do pedido de isenção do pagamento da taxa de inscrição;

e) erros ou omissões na classificação final.

10.2. Para interposição de recursos previstos no item 14.1. excluir-se-á o dia da publicação e incluir-se-á o dia de início do prazo recursal, desde que coincida com dia de funcionamento normal da sede administrativa da Prefeitura Municipal de PEDRO LEOPOLDO. Caso não haja expediente normal na sede administrativa da Prefeitura Municipal de PEDRO LEOPOLDO, o período previsto será prorrogado para o primeiro dia seguinte de seu funcionamento normal.

10.3. O recurso deverá ser individual, com indicação precisa do objeto em que o candidato se julgar prejudicado, e entregue na Seção de Protocolo no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo, de 13 às 17 h, ou enviado via Sedex com A.R para a Seap Consultoria & Concursos Públicos - Rua Tupis, 485 sala 114 - Centro - Belo Horizonte - MG - Cep 30190-060, em envelope tipo pardo, lacrado, conforme disposto no item 10.1 e 10.2, contendo externamente, em sua face frontal, os seguintes dados: Concurso Público da Prefeitura Municipal de PEDRO LEOPOLDO - Recurso - Nome completo, inscrição e cargo.

10.3.1. O recurso deverá ser entregue pelo próprio candidato ou por pessoa por ele designado na sede da Prefeitura Municipal.

10.3.2. O recurso também poderá ser entregue pelos correios, via SEDEX, enviado diretamente à Seap.

10.4. O recurso contra questão de prova deverá ser apresentado em obediência às seguintes especificações:

a) ser, preferencialmente, digitado ou datilografado, em duas vias (original e cópia);

b) apresentar cada questão ou item em folha separada;

c) ser elaborado com argumentação lógica, consistente e acrescido de indicação da bibliografia pesquisada pelo candidato para fundamentar seus questionamentos;

d) conter a indicação da nota atribuída que está sendo contestada;

e) não conter qualquer identificação do candidato no corpo do recurso;

f) ser identificado na capa de cada recurso/questão conforme estabelecido no item 10.3.

10.5. O(s) ponto(s) relativo(s) à(s) questão(ões) eventualmente anulada(s) será(ão) atribuído(s) a todos os candidatos presentes à prova, independentemente de interposição de recursos.

10.6. O gabarito divulgado poderá ser alterado em função dos recursos impetrados, e as provas serão corrigidas de acordo com o novo gabarito oficial definitivo.

10.7. Após análise dos recursos interpostos contra o disposto nas alíneas do item 10.1, poderá haver, eventualmente, alteração da classificação inicialmente obtida para uma classificação superior ou inferior ou, ainda, poderá ocorrer à desclassificação do candidato que não obtiver a nota mínima exigida para a prova.

10.8. Será rejeitado liminarmente o recurso que:

a) estiver incompleto;

b) descumprir prazo estipulado para apresentação;

c) for encaminhado via FAX, via Internet ou para endereço diverso do estabelecido;

d) contiver qualquer identificação do candidato no corpo do recurso;

e) desatender as normas estabelecidas neste Edital.

10.9. A vista das provas poderá ser promovida e efetivada somente pelo candidato ou por terceiro munido de procuração específica para tal finalidade, devidamente registrada em cartório, com firma reconhecida, exclusivamente, junto à Seap. O procurador deverá apresentar a sua carteira de identidade ou documento único equivalente, de valor legal.

10.10. A solução de recursos é de competência do Presidente da Comissão Especial de Concurso Público 001/2011 e será definitiva, não cabendo novos recursos, ainda que por parte de outros candidatos, contra matéria já solucionada. A decisão será publicada no quadro de avisos no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo.

11. POSSE

11.1. O candidato nomeado deverá tomar posse no prazo de 30 (trinta) dias contados da publicação do ato de provimento do cargo, prorrogável por mais 30 (trinta) dias, mediante requerimento do interessado, conforme §1º do art. 12 da Lei Municipal nº 1.812, de 29 de abril de 1.992.

11.2. O candidato que não tomar posse dentro do prazo mencionado no item 11.1 deste Edital terá seu ato de nomeação tornado sem efeito, conforme §5º do art. 12 da Lei Municipal nº 1.812, de 29 de abril de 1.992.

11.3. Para tomar posse no cargo em que foi nomeado, o candidato deverá atender aos requisitos de investidura dispostos no item 3 deste Edital e apresentar obrigatoriamente, as fotocópias autenticadas em Cartório ou acompanhadas do original dos seguintes documentos:

a) documento de identidade reconhecido legalmente em território nacional, com fotografia;

b) título de eleitor e comprovante de votação na última eleição;

c) cadastro nacional de pessoa física - antigo CPF;

d) certificado de reservista ou de dispensa de incorporação, quando for do sexo masculino;

e) comprovante de residência atualizado;

f) comprovante de conclusão da habilitação exigida para o cargo, de acordo com o Anexo "III" deste Edital, devidamente reconhecida pelo sistema federal ou pelos sistemas estaduais de ensino;

g) comprovante de registro em órgão de classe, quando se tratar de profissão regulamentada;

h) cartão de cadastramento no PIS/PASEP, se houver;

i) certidão de casamento, quando for o caso;

j) certidão de nascimento dos filhos, quando houver;

k) documento de identidade reconhecido legalmente em território nacional, com fotografia, ou certidão de nascimento dos dependentes legais, se houver, e documento que legalmente comprove a condição de dependência;

l) Atestado de que não possui registro de antecedentes criminais, emitido pela Secretaria de Segurança Pública do Estado, onde residiu nos últimos 05 (cinco) anos;

m) declaração, em formulário específico:

1. declaração de bens ou valores que integram o patrimônio até a data da posse, ou a última declaração de imposto de renda;

2. declaração, informando se exerce ou não outro cargo, emprego ou função pública no âmbito federal, estadual ou municipal;

3. declaração, informando se já é aposentado, por qual motivo e junto a qual regime de previdência social;

11.4 O candidato deverá apresentar além dos documentos relacionados no item 11.3:

a) Atestado de Saúde Ocupacional - ASO - com conclusão pela aptidão ao exercício do cargo, emitido pelo serviço médico oficial do Município de Pedro Leopoldo, em sua falta, o que for indicado;

b) uma foto 3x4 recente;

c) para os cargos de Educador e Professor PEB I, exame admissional de voz videolaringoestroboscopia e avalilação fonoaudiológica, realizadas às expensas do candidato.

11.5. Estará impedido de tomar posse o candidato que deixar de apresentar qualquer um dos documentos especificados nos itens 11.3 e 11.4 deste Edital, bem como deixar de comprovar qualquer um dos requisitos para investidura no cargo estabelecidos no item 3 deste Edital.

12. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

12.1. Todas as publicações referentes a este concurso público serão feitas no quadro de avisos no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo, e no endereço eletrônico www.seapconcursos.com.br e no site da Prefeitura <www.pedroleopoldo.mg.gov.br>.

12.1.1. A classificação final será publicada constando o somatório das notas das provas objetivas de múltipla escolha.

12.2. A análise das provas e dos recursos para subsidiar a decisão da Comissão Especial de Concurso Público será efetuada pela Seap. Durante todo o processo de realização do Concurso Público referente a este edital as informações serão prestadas pela empresa Seap Consultoria & Concursos Públicos, de segunda a sexta-feira, de 9 às 12 e de 13 às 17 h. Após homologação do resultado final deste Concurso, todas as informações serão prestadas pela Prefeitura Municipal, através do telefone (31) 3660 5154, de segunda a sexta feira, de 13 às 17 h.

12.3. A autoridade competente para decidir em única e última instância, o resultado da análise das provas, dos recursos, bem como os casos omissos é a Comissão Especial de Concurso Público 001/2011.

12.4. A homologação deste concurso se dará após a solução dos recursos contra a prova objetiva.

12.4.1. O prazo de validade deste concurso público é de 2 (dois) anos, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado uma vez por igual período a critério da Administração Municipal.

12.5. Os prazos estabelecidos neste Edital são preclusivos, contínuos e comuns a todos os candidatos, não havendo justificativa para o seu não cumprimento.

12.6. Em nenhuma hipótese serão aceitas justificativas dos candidatos pelo não cumprimento dos prazos determinados nem serão aceitos documentos após as datas estabelecidas.

12.7. Legislação com entrada em vigor após a data de publicação deste Edital, bem como as alterações em dispositivos de lei e atos normativos a ela posteriores, não serão objeto de avaliação nas provas do concurso.

12.8. Por razões de ordem técnica e de segurança, a Seap não fornecerá exemplares de provas relativas a concursos ou processos seletivos anteriores.

12.9. O Município de Pedro Leopoldo e a Seap não se responsabilizam por quaisquer cursos, textos, apostilas e outros materiais impressos ou digitais referentes às matérias deste concurso ou por quaisquer informações que estejam em desacordo com o disposto neste Edital.

12.10. Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos enquanto não consumada a providência ou evento que lhes disser respeito, até a data da convocação dos candidatos para as provas correspondentes, circunstância que será mencionada em Edital ou aviso a ser publicado no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura de Pedro Leopoldo, no endereço eletrônico www.seapconcursos.com.br e no sítio do Município, www.pedroleopoldo.mg.gov.br.

12.11. O acompanhamento das publicações de Editais, avisos e comunicados relacionados ao concurso é de responsabilidade exclusiva do candidato.

12.12. As comunicações feitas por intermédio dos Correios não eximem o candidato da responsabilidade de acompanhamento no quadro de avisos no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo e no site da organizadora de todos os atos referentes a este concurso público.

12.13. O Município de Pedro Leopoldo e a organizadora, não se responsabilizam por eventuais prejuízos ao candidato decorrentes de:

a) endereço não atualizado;

b) endereço de difícil acesso;

c) correspondência devolvida pela ECT por razões diversas de fornecimento e/ou endereço errado do candidato;

d) correspondência recebida por terceiros.

12.15. Decorridos 5 (cinco) anos da data da homologação deste concurso e não restando recurso pendente, todos os documentos pertinentes ao Certame serão incinerados.

12.16. As novas regras ortográficas serão cobradas apenas para os cargos de Professor.

12.17. A aprovação no Concurso Público regido por este Edital assegurará ao candidato o direito à nomeação, observando-se a estrita ordem de classificação e o prazo de validade do concurso. A aprovação além do número de vagas previstas assegurará apenas expectativa de direito a nomeação, ficando o ato condicionado ao surgimento de novas vagas, da disponibilidade orçamentária, da estrita ordem de classificação e ao prazo de validade do concurso.

12.18. Será anulado o resultado final do candidato que utilizou ou tentou utilizar de meios fraudulentos para obter sua aprovação ou de terceiros, mesmo que os fatos venham a ser conhecidos posteriormente à realização do concurso.

12.19. Não serão reservadas vagas para os candidatos portadores de deficiência, face a exigência estabelecida no inciso II do artigo 38 do Decreto Federal nº. 3.298, de 20 de dezembro de 1999, que determina que não se aplica a reserva de vagas para candidatos com deficiência nos casos de provimento de cargo público efetivo ou emprego público integrante de carreira que exija aptidão plena do candidato.

12.20. É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar a publicação de todos os atos, editais, avisos e comunicados referentes a este concurso público que sejam publicados no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura de Pedro Leopoldo, no endereço eletrônico www.seapconcursos.com.br e no sítio do Município de Pedro Leopoldo www.pedroleopoldo.mg.gov.br.

12.21. Incorporar-se-ão a este Edital, para todos os efeitos, quaisquer editais complementares, atos, avisos e convocações relativas a este Concurso Público que vierem a ser publicados no quadro de avisos no hall de entrada da sede administrativa da Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo, no endereço eletrônico www.seapconcursos.com.br e no sítio do Município de Pedro Leopoldo www.pedroleopoldo.mg.gov.br.

12.22. Os candidatos nomeados serão lotados de acordo com a necessidade e os critérios estabelecidos pelo Município de Pedro Leopoldo.

Pedro Leopoldo, 31 de Outubro de 2011.

Marcelo Jerônimo Gonçalves
Prefeito Municipal

ANEXO I

DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

Cargo

Atribuições Gerais

Ajudante de Veterinário

Realizar, eliminar, inspecionar, apreender e conduzir, aplicar, fazer limpar, notificar, zelar e executar outras atribuições afins.

Analista de Suporte de Sistemas e Redes

Desenvolver e implantar programas para computadores, instalar, configurar e testar equipamentos, e executar o treinamento de usuários.

Assistente Administrativo

Executar serviços administrativos nas diversas unidades organizacionais da Prefeitura Municipal, efetuando levantamentos, pesquisas, cálculos, elaborando planilhas, quadros e relatórios, redigindo ofícios, contratos e outros documentos, para atender as necessidades da área de sua atuação.

Assistente Social

Desenvolver atividades relativas ao Serviço Social no intuito de resolver ou prever problemas de indivíduos ou grupos da comunidade, participando de programas que visem desenvolver e integrar indivíduos, grupos e comunidade.

Auxliar de Cirurgião Dentista

Preparar material e instrumentos para atendimento a pacientes, instrumentalizar o odontólogo, prestando-lhe o apoio necessário.

Auxiliar de Serviços Gerais (Varrição, limpeza, conservação e de logradouros públicos e unidades administrativas)

Realizar limpeza e conservação geral dos espaços públicos municipais.

Auxiliar de Serviços Gerais (Capinadores, obras e serviços Pesados)

Realizar limpeza e conservação geral dos espaços públicos municipais.

Bombeiro Eletricista

Executar serviços de instalação e manutenção de redes hidráulicas, de esgoto e serviços de instalação e de manutenção de sistemas elétricos necessários às obras e às edificações públicas.

Cirurgião Dentista

Diagnosticar e tratar afecções da boca, dentes e região maxilofacial, utilizando processos clínicos ou cirúrgicos, para promover e recuperar a saúde bucal e geral.

Cirurgião Dentista de Estratégia

Dentre outras, realizar os procedimentos clínicos definidos na Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB/SUS 96 - e na Norma Operacional Básica da Assistência Farmacêutica (NOAS);realizar o tratamento integral, no âmbito da atenção básica para a população adstrita; realizar atendimento de primeiros cuidados nas urgências; realizar pequenas cirurgias ambulatoriais.

Contador

Responsabilizar-se pelas atividades relativas à contabilidade orçamentária, financeira e patrimonial da Prefeitura, elaborando balancetes, balanços e prestação de contas ao Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, bem como gerar outros demonstrativos e informativos correlatos.

Coveiro

Realizar sepultamentos e exumações no cemitério municipal.

Educador

Atuar em unidade municipal de educação infantil e serviço público municipal de educação infantil desenvolvendo atividades pedagógicas junto a crianças de 0 a 6 anos.

Educador em Saúde

Realizar, eliminar, inspecionar, notificar, realizar palestras, zelar e executar outras atribuições afins.

Enfermeiro de Estratégia

Dentre outras, realizar assistência integral (promoção e proteção da saúde, prevenção de agravos, diagnóstico, tratamento, reabilitação e manutenção da saúde) aos indivíduos e famílias nas unidades de saúde públicas municipais e, quando indicado ou necessário, no domicílio e/ou nos demais comunitários (escolas, associações, entre outros), em todas as fases do desenvolvimento humano: infância, adolescência, idade adulta e terceira idade.

Farmacêutico

Realizar trabalhos de manipulação de medicamentos, análise de matéria prima e produtos diversos, orientar usuários.

Fiscal de Posturas

Fazer cumprir o que ordenam as posturas municipais com relação às vias públicas, meio ambiente, comércio e assuntos correlatos, mediante fiscalização e orientação permanente.

Fiscal de Tributos

Fiscalizar e orientar contribuintes no cumprimento ao que ordena a lei, com relação à tributação bem como no cumprimento de leis e normas referentes às posturas municipais.

Fisioterapeuta

Programar e executar as atividades de fisioterapia; acompanhar o desenvolvimento físico de pacientes, exercitar a reabilitação física dos mesmos, segundo orientação médica.

Geógrafo

Estudar as características físicas e climáticas do meio ambiente, a distribuição das populações e suas atividades, realizando pesquisas sobre a estrutura da terra, regiões fisiográficas, clima, populações, culturas e divisões políticas, a fim de contribuir para a aplicação da ciência da geografia ao estudo da organização econômica, política, social e ambiental do município.

Jardineiro

Implementar conservação de espaços públicos jardinados no Município.

Médico de Estratégia

Dentre outras, realizar assistência integral (promoção e proteção da saúde, prevenção de agravos, diagnóstico, tratamento, reabilitação e manutenção da saúde) aos indivíduos e famílias em todas as fases do desenvolvimento humano: infância, adolescência, idade adulta e terceira idade.

Médico I (todas as especialidades)Prestar serviços médicos à comunidade, atendendo a pacientes, prescrevendo e acompanhando a evolução do tratamento e participando de programas de saúde pública.
Médico Horizontal em Unidade de Pronto Atendimento em Clínica MédicaPrestar serviços médicos à comunidade, atendendo a pacientes, prescrevendo e acompanhando a evolução do tratamento e participando de programas de saúde pública.
Médico Plantonista em Unidade de Pronto Atendimento em Clínica MédicaPrestar atendimento de Urgência e Emergência na área de clínica médica, a pacientes de demanda espontânea, cuja origem é variada e incerta, responsabilizando-se integralmente pelo tratamento dos mesmos.
Médico Plantonista em Unidade de Pronto Atendimento em Cirurgia- GeralPrestar serviços médicos à comunidade, atendendo a pacientes, prescrevendo e acompanhando a evolução do tratamento e participando de programas de saúde pública.
Médico Plantonista em Unidade de Pronto Atendimento em OrtopediaPrestar atendimento de Urgência e Emergência na área de ortopedia, a pacientes de demanda espontânea, cuja origem é variada e incerta, responsabilizando-se integralmente pelo tratamento dos mesmos.
Médico Plantonista em Unidade de Pronto Atendimento em PediatriaPrestar atendimento de Urgência e Emergência na área de pediatria, a pacientes de demanda espontânea, cuja origem é variada e incerta, responsabilizando-se integralmente pelo tratamento dos mesmos.
Médico Plantonista IntensivistaPrestar serviços médicos à comunidade, atendendo a pacientes, prescrevendo e acompanhando a evolução do tratamento e participando de programas de saúde pública.
MotociclistaDirigir motocicletas para realização serviços do interesse da Administração, zelando pelo perfeito estado de conservação e limpeza do mesmo.
Motorista de Veículos LevesDirigir veículos leves e furgões para transporte de passageiros, zelando pelo perfeito estado de conservação e limpeza do mesmo, conforto e segurança dos passageiros.
Motorista de Veículos PesadosDirigir veículos para transporte de cargas, ônibus e ambulâncias, zelando pelo perfeito estado de conservação e limpeza do mesmo, conforto e segurança dos passageiros e das cargas transportadas.
NutricionistaExercer atividades relativas a alimentação de pessoas sadias, subnutridas ou doentes, realizar pesquisas e trabalhos de saúde pública relacionados com alimentação humana.
Operador de Máquinas PesadasOperar tratores e demais equipamentos pesados, tais como motoniveladoras, trator de esteira, rolo compactador de grande porte e outros próprios para a construção, manutenção de vias e serviços de terraplenagem em geral.
Operador de Máquinas LevesOperar equipamentos de pequeno porte, como minicarregadeira e rolo compressor (jirico) utilizados em obras de construção, manutenção de vias e logradouros públicos em geral.
Operador de Moto-serraOperar equipamento de moto-serra nas diversas frentes de trabalho da administração municipal.
Operador de RoçadeiraOperar equipamento roçadeira nas diversas frentes de trabalho da administração municipal.
Operador de Usina de AsfaltoOperar equipamento de usina de asfalto do Município.
PedreiroExecutar serviços em obras de engenharia civil, construindo alicerces, pisos, levantando paredes, muros e revestindo-os, dando-lhes o acabamento especificado.
Professor de Educação Básica IPlanejar e ministrar aulas; desenvolver atividades e projetos pedagógicos; promover o processo de aprendizagem, participar de cursos; participar de reuniões pedagógicas; participar de atividades escolares em geral.
Procurador MunicipalRepresentar judicial ou extrajudicialmente o Município, por procuração, como seu advogado, realizar estudos, dar pareceres interpretando normas legais.
Psicólogo ClínicoDar atendimento psicológico grupal e individual em tratamento psicoterápico além de participar de programas que visem o desenvolvimento da saúde pública no Município.
SerralheiroRecortar, modelar e trabalhar barras perfiladas de materiais ferrosos e não-ferrosos, para fabricar esquadrias, portas, grades, vitrais e peças similares, segundo especificações estabelecidas, cuidando da qualidade do trabalho realizado
Técnico em EnfermagemExecutar serviços técnicos de enfermagem sob orientação superior.
Técnico em InformáticaInstalar, configurar e testar equipamentos. Desenvolver programas computacionais, testando-os, avaliando-os e implantando-os. Desenvolver atividades pertinentes a manutenção de programas, suporte e treinamento a usuários de sistemas. Elaborar projetos de sistemas de baixa complexidade. Acompanhar a instalação e manutenções de equipamentos e softwares, redes elétricas, físicas e de comunicação.
Técnico em RadiologiaExecutar trabalhos técnicos de laboratório relacionados à área de sua especialidade, realizando coleta, análise e registros de materiais e substâncias através de métodos específicos.
Técnico Superior de Informação da SaúdeCoordenar ações de vigilância epidemiológica inerentes aos sistemas SIM, SINAN e SINASC e Sistemas de geo-referenciamento que o Município venha a trabalhar.
Terapeuta OcupacionalRealizar tratamentos de terapia ocupacional, bem como participar da elaboração de programas de saúde pública, de acordo com orientação médica.
VigiaRealizar vigilância dos prédios públicos municipais.

ANEXO II

PROGRAMA DE PROVAS E SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS

I.I. LÍNGUA PORTUGUESA - ALFABETIZADO / ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO

1.Leitura, compreensão e interpretação de texto.2.Sinônimos e antônimos. 3.Alfabeto e ordem alfabética, vogais e consoantes.4.Sílaba : separação silábica e classificação das palavras quanto ao número de sílabas. 4.Acentuação : classificação das palavras quanto à posição da sílaba tônica.5.Frases: afirmativa, negativa, interrogativa e exclamativa.6.Reconhecimento dos sinais de pontuação .7.Ortografia : observar o emprego de c/ç, ch, x, r/rr, s/ss, g/j, h, z, sc, lh, nh, e /i 8.Nomes: substantivos e adjetivos - flexões ; singular /plural , masculino/ feminino

Sugestão Bibliográfica:

1.TERRA,Ernani , NICOLA, José de .Gramática de Hoje.São Paulo: Scipione. 1999.

2. TUFANO, Douglas. Gramática Fundamental - ( 4 volumes , do 2° ao 5° ano) São Paulo: Editora Moderna. 2006

3.Livros didáticos de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental do 2° ao 5° ano.

I.II LÍNGUA PORTUGUESA - NÍVEL MÉDIO

1.Leitura, compreensão e interpretação de texto 2.Vocabulário: sentido denotativo e conotativo, sinonímia, antonímia, homonímia, paronímia e polissemia .3.Variantes lingüísticas, linguagem oral e linguagem escrita, formal e informal e gíria. 4.Ortografia: emprego das letras e acentuação gráfica 5.Fonética: encontros vocálicos e consonantais, dígrafos e implicações na divisão de sílabas.6.Pontuação : emprego de todos os sinais de pontuação 7.Classes de palavras: Pronomes: classificação , emprego e colocação pronominal( próclise , ênclise e mesóclise) ; Verbos: emprego dos modos e tempos, flexões dos verbos irregulares,abundantes e defectivos e vozes verbais; Preposições:relações semânticas estabelecidas pelas preposições e locuções prepositivas,o emprego indicativo da crase; Conjunções : classificação , relações estabelecidas por conjunções e locuções conjuntivas.8.Termos da oração: identificação e classificação 9.Processos sintáticos de coordenação e subordinação; classificação dos períodos e orações.10. Concordância nominal e verbal.11.Regência nominal e verbal.12.Estrutura e formação das palavras. 13. Manual de Redação da Presidência da República: Parte I - As Comunicações Oficiais - Capítulos I e II.

Sugestão Bibliográfica:

Livros didáticos:

1.AMARAL, Emília; FERREIRA, Mauro; LEITE, Ricardo; ANTÔNIO, Severino . Novas Palavras .São Paulo:FTD ,2005 2.CEREJA, William Roberto ; MAGALHÃES,Thereza Cochar. Português : Linguagens São Paulo:Atual ,2005 ( volume1, 2, 3) 3.FARACO, Carlos Emílio ; MOURA,Francisco Marto.Português. Série Novo Ensino Médio. São Paulo:Ática ,2001( volume único) 4.Qualquer coleção de livros didáticos do Ensino Médio.

Gramáticas:

1) CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Nacional, 2008.

2) CIPRO NETO, Pasquale; INFANTE, Ulisses. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione, 2008.

3) FARACO, Carlos Emílio; MOURA, Francisco Marto de. Gramática. São Paulo: Ática, 1999.

4) MESQUITA, Roberto melo - Gramática da Língua Portuguesa .São Pauo: Saraiva ,2008

5) NICOLA, José de; INFANTE, Ulisses. Gramática Contemporânea da Língua Portuguesa.. São Paulo: Scipione, 1989.

6) Manual de Redação da Presidência da República: Parte I - As Comunicações Oficiais - Capítulos I e II. Site: www.planalto.gov.br/ccivil_03/manual/manual.htm

I.III INGUA PORTUGUESA - NÍVEL SUPERIOR

1Leitura, compreensão e interpretação de texto.2.Vocabulário: sentido denotativo e conotativo, sinonímia, antonímia, homonímia, paronímia e polissemia .3.Variantes lingüísticas, linguagem oral e linguagem escrita, formal e informal,gíria. 4.Ortografia: emprego das letras e acentuação gráfica 5.Fonética: encontros vocálicos e consonantais, dígrafos e implicações na divisão de sílabas.6.Pontuação : emprego de todos os sinais de pontuação 7.Classes de palavras: Pronomes: classificação , emprego e colocação pronominal( próclise , ênclise e mesóclise) ; Verbos: emprego dos modos e tempos, flexões dos verbos irregulares,abundantes e defectivos,vozes verbais; Preposições:relações semânticas estabelecidas pelas preposições e locuções prepositivas,o emprego indicativo da crase; Conjunções : classificação , relações estabelecidas por conjunções e locuções conjuntivas.8.Termos da oração: identificação e classificação 9.Processos sintáticos de coordenação e subordinação, classificação dos períodos e orações.10. Concordância nominal e verbal.11.Regência nominal e verbal.12.Estrutura e formação das palavras. 13. Manual de Redação da Presidência da República: Parte I - As Comunicações Oficiais - Capítulos I e II.

Sugestão Bibliográfica:

Livros didáticos:

AMARAL, Emília; FERREIRA, Mauro; LEITE, Ricardo; ANTÔNIO, Severino . Novas Palavras .São Paulo:FTD ,2005

CEREJA, William Roberto ; MAGALHÃES,Thereza Cochar. Português : Linguagens São Paulo:Atual ,2005 ( volume 1, 2, 3 )

FARACO, Carlos Emílio ; MOURA,Francisco Marto.Português. Série Novo Ensino Médio. São Paulo:Ática ,2001( volume único) Qualquer coleção de livros didáticos do Ensino Médio.

GRAMÁTICAS:

1..CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Nacional, 2008.

2.CIPRO NETO, Pasquale; INFANTE, Ulisses. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione, 2008.

3. FARACO, Carlos Emílio; MOURA, Francisco Marto de. Gramática. São Paulo: Ática, 1999. Site: www.planalto.gov.br/ccivil_03/manual/manual.htm

II - CONHECIMENTOS GERAIS

Noções básicas sobre o País, o Estado e o Município referente: a organização política, aspectos culturais, a economia, a educação, a agricultura, a pecuária, o esporte, o comércio e o turismo. Aquecimento global. Meio ambiente: preservação e destruição envolvendo questões atuais. Atualidades do cenário nacional e internacional. Regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho. Estatuto do Servidor Público Municipal: direitos e deveres.

Sugestão Bibliográfica:

Sites oficiais do Governo Federal , do Estado e do Município, jornais, telejornais, revistas, periódicos, mídias em geral e outros materiais que abrangem o programa proposto.

V - PROGRAMA DE PROVA - NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Princípios básicos da administração pública: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. 2. Improbidade Administrativa - Lei de Improbidade Administrativa - Pessoas alcançadas pela Lei da Improbidade Administrativa. 3. A responsabilidade do servidor público. 4 - Organização do Estado - Da organização política- administrativa - Dos Municípios - Da Administração Pública. 5. Licitação - Princípios - Modalidades - Procedimento - Anulação e revogação - 6. Estatuto dos Servidores do Município de Pedro Leopoldo. 7. Lei Orgânica Municipal de Pedro Leopoldo.

Sugestão Bibliográfica:

MELLO, Celso Antonio Bandeira de. Curso de Direito Administrativo, 27 ª Edição. Malheiros Editores, São Paulo, 2010. Capítulos II a V. - BRASIL, Constituição Federal de 1988 - Título III, Capitulo I - Da organização político administrativa, Capítulo IV - Dos Municípios e Capítulo VII, Seção I, II e III, Da Administração Pública. Direitos e Garantias fundamentais constitucionais. - BRASIL, Lei 8.429/1992. BRASIL, Lei 8.666/1993. BRASIL, Lei 10.520/2002. BRASIL, Lei 123/2006.

VI - PROGRAMA DE PROVA - RACIOCÍNIO LÓGICO / MATEMÁTICA

Estruturas lógicas, lógica da argumentação, Diagramas lógicos. Números relativos inteiros e fracionários, operações e suas propriedades (adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação eradiação); Múltiplos e divisores, máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum; Frações ordinárias e decimais, números decimais, propriedades e operações; Expressões numéricas; Equações do 1° e 2° graus; Sistemas de equações do 1° e 2° graus; Estudo do triângulo retângulo; relações métricas no triângulo retângulo; relações trigonométricas (seno, cosseno e tangente); Teorema de Pitágoras; Ângulos; Geometria - Área e Volume; Sistema de medidas de tempo, sistema métrico decimal; Números e grandezas proporcionais, razões e proporções; Regra de três simples e composta; Porcentagem; Juros simples - juros, capital, tempo, taxas e montante; Média Aritmética simples e ponderada; Conjunto de Números Reais e Conjunto de Números Racionais; Problemas envolvendo os itens do programa.

Sugestão Bibliográfica:

PAES, Rui Santos. Matemática e Raciocínio Lógico para Concursos e Vestibulares.

CARVALHO, Sérgio de, Weber Campos. RACIOCÍNIO LÓGICO SIMPLIFICADO, volume I e II.

Livros e apostilas inerentes ao assunto.

VII - INFORMÁTICA

Conhecimentos básicos e gerais de Sistema Operacional: Microsoft Windows, Microsoft Office 97- 2003 ou superior. Word, Excel, Internet e PowerPoint. Utilização de janelas e menus; barras de ferramentas; operações com arquivos; criação de documentos; utilização de modelos de documentos; configuração de impressora; configuração de página; impressão de documentos; formatação de textos; mala direta; cabeçalhos e rodapés; régua; zoom; criação, formatação e manipulação de planilhas; utilização de ferramentas. Ambiente Windows: uso e configuração, planilhas, tabelas; execução de aplicativos e acessórios; manipulação e gerenciamento de arquivos e pastas, uso dos recursos da rede.Conhecimento na utilização dos navegadores de Internet e leitores de e-mails, envio e recebimento de mensagens.

Sugestão Bibliográfica:

Livros didáticos e apostilas em geral.

VIII - POLÍTICAS DE SAÚDE

Organização dos Serviços de Saúde do Brasil - Sistema Único de Saúde: Princípios e diretrizes do SUS; controle social - Organização da Gestão do Sul, financiamento do SUS; Legislação do SUS; Normatização Complementar do SUS.

O Programa de Saúde da Família. Vigilância à saúde: perfil epidemiológico, vacina, endemias e epidemias. Legislação da Saúde: Constituição Federal de 1988 (Título VIII - Capítulo II - Seção II); Lei n° 8.142/1990 e Lei n° 8.080/ 1990; Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS/1996; Norma Operacional da Assistência à Saúde - NOAS - SUS/2001; Lei n° 10.507 de 10/07/2002; Lei 11.350 de 05/10/2006 -

Referências Bibliográficas:

- BRASIL, Constituição Federal de 1988 - Título VIII, Capítulo II, Seção II, Artigos 196 a 200. da Saúde.

- Estratégia do Programa Saúde da Família. - Modelos de Atenção a Saúde. - Planejamento estratégico como instrumento de gestão; Sistema de Atenção Básica - como instrumento de - Ministério da Saúde. - SUS. - Legislação e Portarias. - Prevenção e Promoção a Saúde. Brasil, Ministério da Saúde. Departamento de Atenção Básica; Guia Prática do Programa de Saúde da Família - Ministério da Saúde -Brasília 2001.

- Ministério da Saúde: Secretaria de Políticas de Saúde; Revista Brasileira de Saúde da Família Ministério da Saúde - Brasília - 2002.

- Ministério da Saúde: Secretaria de Políticas de Saúde; Revista Brasileira de Saúde da Família - Ministério da Saúde-Ano II nº 5 -Maio 2002

- Brasil, Ministério da Saúde Gestão Municipal de Saúde: Textos básicos, Rio de Janeiro: Brasil, Ministério da Saúde 2001

Legislação e Portarias - Portaria 1886/GM 1997; - Lei 8080 de 19/09/1990; - www.saude.gov.br; - www.datasus.gov.br; - www.funasa.gov.br.

Programa de Provas por Cargo - Conhecimentos específicos

Cargo: Analista de Suporte de Sistemas de Rede

Conhecimentos Específicos:

Conhecimentos de DOS, Windows e Linux; Pacotes de trabalho Microsoft Office e Star Office; Conceitos de gerencia de Banco de Dados. Conhecimentos de DOS, Windows e Linux; Pacotes de trabalho Microsoft Office e Star Office; Hardware (periféricos de entrada, saída e armazenamento, redes de computadores); Software (conceitos e utilização de softwares); Planilhas, Segurança em Informática (vírus e outros códigos maliciosos, spam, spywares, firewall pessoal, backup e recuperação de dados); Sistemas de informações (aspectos gerais e ambientes multiusuários); Utilização de serviços (e-mail e web);Placa Mãe Interfaces paralela, serial, USB, IDE e SCSI. Processamento de Dados. Treinamento de usuários.

Sugestão Bibliográfica:

Livros e apostilas inerentes a área.

Cargo: Assistente Social

Política Nacional de Assistência Social e o processo descentralizado e participativo. Sistema Nacional de Assistência Social e a inclusão social. Norma operacional básica da Assistência Social e o processo de monitoramente do financiamento e repasse fundo a fundo. Lei Orgânica da Assistência Social e a política pública. Constituição Federal de 1988 e o processo democrático e participativo. Conselho municipal de Assistência Social e o controle social. Estatuto da criança e do adolescente e a definição de políticas e prioridades de planos, programas e projetos.

Sugestões Bibliográficas:

BARROSO, M.L. O novo código da ética profissional da assistência social. In: Serviço Social e Sociedade (41). S.Paulo. Cortez.1993.

BONETHI, D. etalli. Serviço Social e ética: Convite à uma nova práxis. São Paulo.Cortez.1996.

BRASIL, M.L.Lei Orgânica da Assistência Social No. 8742 de 7-12 1993. Brasília. Senado Federal.1993.

CARVALHO. Maria do C.B.(org).3.ed.S.Paulo.Cortez.2000.

Código de Ética da Assistente Social.3.ed. Brasília.CFESS.1997.

IAMAMOTO. M.O. O serviço social na contemporaneidade:Trabalho e formação profissional. S.Paulo.Cortez.1998.

VIEIRA.Evaldo. As Políticas Sociais e os direitos sociais no Brasil: avanços e retrocessos. In: Serviço Social & Sociedade. S.Paulo. Cortez. editora.XVIII. No.53. 1997.

Cargo: Contador

Contabilidade Geral.Princípios Fundamentais de Contabilidade e Normas Brasileiras de Contabilidade. Conceitos Gerais: finalidades, objeto, campo de aplicação e áreas de especialização da contabilidade. Patrimônio: estrutura, configurações, fatos contábeis: conceitos, fatos permutativos, modificativos e mistos. A escrituração contábil: as contas, as partidas simples e as partidas dobradas. As contas patrimoniais. As contas de receitas, despesas e custos. As contas de compensação. A equação patrimonial. O regime de caixa e o de competência. Os lançamentos e suas retificações. A elaboração das demonstrações contábeis: o Balanço Patrimonial e as suas notas explicativas. A apuração do resultado e a Demonstração do Resultado do Exercício. A Demonstração de Lucros e Prejuízos Acumulados. A Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido. A Demonstração de Fluxo de Caixa. A consolidação de balanços. Contabilidade Pública. Características específicas da contabilidade pública, órgãos e entidades a que se aplica. Planos de contas dos órgãos e entidades da administração pública, o caso do Distrito Federal. Balanço e demonstrações das variações patrimoniais exigidas pela Lei nº 4.320/64. Orçamento público: elaboração, acompanhamento e fiscalização.Créditos adicionais, especiais, extraordinários, ilimitados e suplementares. Receita pública: categorias, fontes, estágios; dívida ativa. Despesa pública: categorias, estágios. Tomadas e prestações de contas. Análise Contábil e Auditoria. Análise Contábil: conceitos gerais, objetivos, limitações, clientela, cuidados prévios, preparação dos demonstrativos contábeis para fins de análise. Análise vertical estática e dinâmica. Análise horizontal, conversão de valores nominais e reais. Análise por Quocientes: liquidez, solvência, endividamento, garantia de capitais de terceiros, imobilizações, rotação de valores, rentabilidade. Relatórios de análise. Auditoria: conceitos gerais, princípios, normas, técnicas, procedimentos, controles internos. Fluxos de operações, documentos e respectivos responsáveis. Questionários, papéis de trabalho, relatórios e pareceres. Testes e verificações relativos aos principais grupos de contas patrimoniais e de resultados. Departamento Pessoal: admissão, demissão, férias,rotinas. SIAFI. Rotinas TCE - MG: prestação de contas, declarações. Auditoria: conceitos gerais, princípios, normas, técnicas, procedimentos, controles internos. Fluxos de operações, documentos e respectivos responsáveis. Questionários, papéis de trabalho, relatórios e pareceres. Testes e verificações relativos aos principais grupos de contas patrimoniais e de resultados. Departamento Pessoal: admissão, demissão, férias,rotinas.

Sugestão Bibliográfica:

ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti Almeida. Auditoria. Editora Atlas.

FIPECAFI, Editora Altas, 7ª Edição, 2007.

FEIJÓ, Paulo Henrique, Marcio Medeiros, Claudiano Albuquerque. Gestão de Finanças Públicas. Brasília, 2006.

FEIJÓ, Paulo Henrique, Liliane Ferreira Pinto, Francisco G. Mota - Curso de Siafi - Cidade Gráfica e Editora Ltda.

MOTA, Francisco Glauber Lima. Curso Básico de Contabilidade Pública. Brasília, 2006.

ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti. Auditoria. Editora Altas, 1996.

Livros relacionados a departamento pessoal.

Site Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais - www.tcemg.gov.br

Cargos: Cirurgião Dentista e Cirugião Dentista de Estratégia

Conhecimentos Específicos:

Semiologia: Processos de diagnóstico. Radiologia - Física das radiações, filmes, processamento, anatomia radiográfica e aspectos radiográficos dos cistos e tumores, técnicas radiográficas, interpretação radiográfica. Patologia oral: aspectos gerais. Cirurgias orais menores: Exodontias, dentes inclusos, apicetomias e cirurgias pré-protéticas. Prótese total e parcial removível. Noções básicas. Periodontia: Anatomia e fisiologia do periodonto. Exame, diagnóstico e prognóstico. Princípios básicos de oclusão. Dentística: Restaurações metálicas; restaurações plásticas: diretas e indiretas (inlay e onlay com resinas compostas); restaurações cerâmicas e do tipo Inlay / Onlay. Plano de tratamento e condutas terapêuticas integradas. Limite cervical das restaurações. Noções de oclusão e ajuste oclusal em dentística. Materiais dentários em dentística. Endodontia: Topografia da câmara pulpar. Alterações da polpa dental e do periápice. Tempos operatórios do tratamento dos canais radiculares. Diagnóstico e prognóstico. Diagnóstico e tratamento das emergências em odontologia. Diagnóstico e pronto atendimento das emergências médicas em consultório odontológico (ABC da ressuscitação cardiorrespiratória). Biossegurança: Aspectos de interesse em odontologia. Anestesiologia: Técnicas, soluções anestésicas (farmacologia, indicações e contra-indicações), complicações. Terapêutica e Farmacologia: Analgésicos, antiinflamatórios não esteróides, antimicrobianos; uso profilático dos antibióticos; controle da ansiedade em odontologia (ansiolíticos). Saúde Coletiva: Promoção de saúde; Epidemiologia dos problemas bucais; Índices e indicadores;Prevenção, diagnostico e tratamento das principais doenças bucais; Flúor: uso; metabolismo; mecanismo de ação; intoxicação crônica e aguda; Educação em saúde bucal; Política de saúde. Odontopediatria: Crescimento e Desenvolvimento . Noções de interesse Odontopediátrico; Diagnóstico e Plano de Tratamento em Clínica Odontopediátrica; Doença Periodontal na Criança; Cariologia; Prevenção das Doenças Cárie e Periodontal; Tratamento Restaurador das Lesões de Cárie; Terapia Endodôntica em Decíduos; Traumatismo; Cárie dentária na criança e no adolescente; Métodos mecânicos e quimioterápicos de higiene bucal. Deontologia e Ética Odontológica. Materiais Dentários: Estrutura Dental; Materiais Restauradores Plásticos Diretos; Adesivos Dentinários; Cimentos e Bases Protetoras; Materiais para Moldagem; Resinas Acrílicas; Materiais para higiene bucal e prevenção; Materiais Clareadores.

Sugestão Bibliográfica:

GUIMARÃES JR J. BIOSSEGURANÇA E CONTROLE DA INFECÇÃO CRUZADA em Consultórios Odontológicos Editora: Santos Edição: 1ª./ 2001. MARZOLA C. Técnica Exodôntica. Editora: Pancast: 3ª.edição/2000 - 326 páginas.

LOBAS C. F. S. THD e ACD - Técnico em Higiene Dental e Auxiliar de Consultório. Dentário Editora: Santos Edição: 2ª./2006 - 450 páginas.

SILVA M. - COMPÊNDIO DE ODONTOLOGIA LEGAL. Editora: Medsi-Guanabarª.edição: 1a. / 1997 - 508 páginas.

ELIAS C. N. - MATERIAIS DENTÁRIOS - Ensaios Mecânicos. Editora: Santos. Edição: 1ª/2007 - 266 páginas.

FRENCKEN JO E. - Tratamento Restaurador Atraumático para a Cárie Dentária - A.R.T. Editora: Santos Edição: 1ª./2001 - 106 páginas.

ALVARES & TAVANO - Curso de Radiologia em Odontologia, Editora: Santos. Edição: 5ª/2009 - 274 páginas.

ANDRADE ED, RANALI J. Emergências médicas em odontologia. 2ed. São Paulo: Artes Médicas; 2004.

MALAMED SF. Manual de Anestesia Local. Rio de Janeiro: Elsevier SA; 2005.

OLIVEIRA MLL Responsabilidade civil odontológica Editora Del Rey, 1999.

BRASIL Código de defesa do consumidor: Lei no 8078 de 11 de setembro de 1990. São Paulo: Saraiva, 1991. 50p.

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA Código de Ética Odontológica Resolução CFO-42 de 25 de maio de 2006. CFO, 2006. 20p.

MEDRONHO, R. A. Epidemiologia. Rio de Janeiro: Atheneu, 2002.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. Levantamentos básicos em saúde bucal. Tradução de Ana Júlia Perrotti Garcia. 4ª edição. São Paulo: Santos, 1999. 66p. Título original: Oral health surveys - basic methods.

ROUQUAYRIOL, M. Z. &ALMEIDA FilHO, N. Epidemiologia e saúde. 6ª edição. Rio de Janeiro: Medsi, 2003.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de políticas de Saúde. Departamento de Atenção Básica. Área Técnica de Saúde Bucal. Projeto SB2000: condições de saúde bucal da população brasileira no ano 2000: Manual do Anotador / Secretaria de Políticas de Saúde, Departamento de Atenção Básica, Área Técnica de Saúde Bucal. - Brasília: Ministério da Saúde, 2001.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Departamento de Atenção Básica. Área Técnica de Saúde Bucal. Projeto SB2000: condições de saúde bucal da população brasileira no ano 2000: Manual do Coordenador / Secretaria de Políticas de Saúde, Departamento de Atenção Básica, Área Técnica de Saúde Bucal. - Brasília: Ministério da Saúde, 2001. Brasil 1990. Congresso Nacional. Lei 8.080, de 19/09/1990. Diário Oficial da União, Brasília; 19 de setembro de 1990. Brasil 1990. Ministério da Saúde. Secretaria Nacional de Assistência à Saúde. ABC do SUS: doutrinas e princípios. Brasília: MS; 1990. Narvai PC. Odontologia e saúde bucal coletiva. 2ed. São Paulo: Santos; 2002.

TOLEDO O A. ODONTOPEDIATRIA - Fundamentos para a Prática Clínica. Editora: Premier Edição: 3ª./2005.

SHILLINGBURG H T. Fundamentosde Protese Fixa. Editora: Quintessence Edição: 4ª./2007.

RIBEIRO M S. MANUAL DE PRÓTESE TOTAL REMOVÍVEL. Editora:Santos Edição: 1ª / 2007. FIGUEIREDO I M B. As Bases Farmacológicas em Odontologia. Editora: Santos Edição: 1ª/2009.

OLE FEJERSKOV. Cárie Dentária - A Doença e seu tratamento clínico. Editora: Santos Edição: 1ª./2005. COHEN S. Caminhos da Polpa.Editora: Elsevier Edição: 9ª/2007.

ROMANI N F. ATLAS DE TÉCNICA E CLÍNICA ENDODÔNTICA. Editora: Rocª.edição: 2ª./1990.

Cargos: Motociclista - Motorista de Veículos Leves - Motorista de Veículos Pesados - Operador de Máquinas Leves - Operador de Máquinas Pesadas.

Conhecimentos Específicos:

Código de Trânsito Brasileiro: Regras Gerais de Circulação: Normas Gerais de Circulação e Conduta; Regra de Preferência; Conversões; Dos Pedestres e Condutores não Motorizados; Classificação das Vias. Legislação de Trânsito: Dos Veículos; Registro, Licenciamento e Dimensões; Classificação dos Veículos; Dos equipamentos obrigatórios; Da Condução de Escolares; Dos Documentos de Porte Obrigatório; Da Habilitação; Das Penalidades; Medidas e Processo Administrativo; Das Infrações. Sinalização de Trânsito: A Sinalização de Trânsito; Gestos e Sinais Sonoros; Conjunto de Sinais de Regulamentação; Conjunto de Sinais de Advertência; Placas de Indicação. Direção Defensiva: Direção Preventiva e Corretiva; Automatismos; Condição Insegura e Fundamentos da Prevenção de Acidentes; Leis da Física; Aquaplanagem; Tipos de Acidentes. Primeiros Socorros: Como socorrer; ABC da Reanimação; Hemorragias; Estado de Choque; Fraturas e Transporte de Acidentados. Noções de Mecânica: O Motor; Sistema de Transmissão e Suspensão; Sistema de Direção e Freios; Sistema Elétrico, Pneus e Chassi.

Sugestões Bibliográficas:

BRASIL, Lei 9503 de 23 de setembro de 1997

Livros e apostilas referentes à Regras Gerais de Trânsito.

Cargo: Auxiliar de Cirurgião Dentista

Conhecimentos Específicos:

Saúde Coletiva: Promoção de saúde; Epidemiologia dos problemas bucais; Flúor: uso; intoxicação crônica e aguda; Educação em saúde bucal; Políticas de saúde; SUS - Sistema Único de Saúde; Estratégia de Saúde da Família; Saúde Bucal na Estratégia de Saúde da Família. Anatomia e Morfologia dentária: Função Dentária; Componentes da coroa e raiz; Complexo dentina polpa; Nomenclatura das dentições; Nomenclatura das cavidades; Tipos de dentições e características. Cariologia : Tipos de cárie; controle da doença; Placa bacteriana, tártaro; Medidas de prevenção da cárie dental; Mecanismo de ação do flúor. Equipamentos, Materiais e Aparelhos Odontológicos utilização, manutenção e conservação; Instrumentais; Materiais Dentários; Materiais Diversos de uso em odontologia; Equipamentos Odontológicos. Controle de Infecção em Odontologia: Aspectos de interesse em odontologia. Deontologia e Ética odontológica. Ergonomia Aplicada. Doenças Infectocontagiosas.

Sugestão Bibliográfica:

BARROS. O. B. - Ergonomia 3 - Auxiliares em Odontologia. Pancast Editora 1995. 226 pgs. JR.J. G. -

Biossegurança e Controle da Infecção Cruzada. Editora Santos 536 pgs. - 1ª.edição/2001.

GUANDALINI, S.L. - Biossegurança em Odontologia, Dental Books, 1998. 150p.

RIO, L. M. S. P. ; RIO, R. P. Manual de Ergonomia Odontológica. 1ª ed. Belo Horizonte.

CROMG. SAMARANAYAKE, L. P., et al. - Controle da infecção para a equipe odontológica. 2.ed. São Paulo: Santos Editora, 1995. 146p.

JÚNIOR, J.G. - Materiais Dentários, o essencial para o estudante e o clínico geral. LOBAS, C. F. S. et. al. - THD e ACD Técnico em Higiene Dental e Auxiliar de Consultório Dentário. 1a. edição, Editora Santos, 2004.

SANTOS, W.N. - ACD-Auxiliar de Consultório Dentário. Livraria e Editora Rubio, 2004.

CARVALHO, C. L. Trabalho e profissionalização das categorias auxiliares em Odontologia. Ação Coletiva, Brasília, v.2, n.1, 1999.

COELHO, E. B. C. O trabalho com pessoal auxiliar no atendimento individual do paciente odontológico. In: BRASIL. Ministério da Saúde. Guia curricular para formação do atendente de consultório dentário atuar na rede básica do SUS. Brasília, 1998. FEJERSKOV O., KIDD E. - Cárie Dentária: Editora Santos, 2005.

ALVARES & TAVANO - Curso de Radiologia em Odontologia, 4ªed Livraria Santos, 2002. 248p.

Cargo: Educador em Saúde

Conhecimentos Específicos:

Educação em saúde preventiva ou tradicional. Potencial de expressão no uso da palavra. Aspectos motivacionais. Empatia. Comunicação eficaz. Aparência visual. Dicção e imagem pessoal. Dicção de textos e palavras isoladas. Eloquência. O significado do cuidar de si mesmo para os educadores em saúde - disponível em http://hdl.handle.net/10183/25281. Educação em saúde: conhecimentos, representações sociais e experiências da doença - disponível em www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-311X2005000100022&script=sciarttext.

Sugestões Bibliográficas:

Smeke ELM, Oliveira NLS. Educação em saúde e concepções de sujeito. In: Vasconcelos EM, organizador. A saúde nas palavras e nos gestos: reflexões da rede popular e saúde. São Paulo: Editora Hucitec; 2001.

BROW N.Charles Introdução à Eloquência.

RAMOS, Ademir. Moderno Curso de Oratória. Cia Brasil Editora.

GODOI, Wanderlei. Manual de Sucesso do Orador - (31) 3332 2852

Cargo: Enfermeiro de Estratégia

Conhecimentos Específicos:

SUS. Estratégia do PSF. Práticas de trabalho da equipe do PSF. Legislação e Portarias. Legislação em enfermagem; ética na enfermagem. Planejamento e gerência nos serviços de saúde; gestão de recursos humanos em saúde; estrutura organizacional e organização do serviço de enfermagem. O processo de assistir em enfermagem - instrumentos básicos do cuidar; comunicação e relação interpessoal; histórico de enfermagem; diagnóstico de enfermagem; plano de cuidados de enfermagem; avaliação de enfermagem; registro de enfermagem. Entrevista e exame físico, processo clínicos e cirúrgicos - intervenção de enfermagem ao cliente adulto e idoso. Assistência de enfermagem médico-cirúrgica. Procedimentos especializados de enfermagem. Procedimentos técnicos de enfermagem - enfermagem na administração de medicamentos e preparo de soluções; técnicas básicas de enfermagem. Assistência de enfermagem em situações de urgência, emergência. Classificação das feridas. Esterilização, desinfecção e anti-sepsia. Avaliação de saúde, intervenção de enfermagem à criança e ao adolescente. Princípios gerais do isolamento. Prevenção e controle de infecções hospitalares, aplicação de medida de biossegurança. Enfermagem em situações de urgência, emergência. Suporte básico de vida. Assistência domiciliar. Enfermagem em saúde coletiva. Processo saúde-doença. Atuação nos programas do Ministério da Saúde (imunização, mulher, criança, adolescente, família, doenças crônico degenerativas, saúde mental, idoso, doenças sexualmente transmissíveis, vigilância epidemiológica das infecções hospitalares e sanitárias).Administração de Enfermagem. Noções de Farmacologia.

Sugestões Bibliográficas:

BELLUSI, Silva Meirelles. Doenças Profissionais do Trabalho. Editora Senac; v. 2; São Paulo,1996.

BRASIL, Ministério da Saúde. Departamento de Atenção Básica; Guia Prática do Programa de Saúde da Família. Ministério da Saúde - Brasília, 2001.

BRASIL, Ministério da Saúde Gestão Municipal de Saúde: Textos básicos, Rio de Janeiro. Brasil, 2001

BRASIL. Fundação Nacional de Saúde. Guia de Vigilância Epidemiológica. 5. ed. Brasília, Fundação Nacional de Saúde, 2002(b), v. 1 - 2. -

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Fundação Nacional da Saúde - FUNASA. Manual de Procedimentos para Vacinação. Elaboração de Clélia Maria Sarmento de Souza Aranda et al. 4. ed. Brasília, 2001. - Brasil, Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Departamento de Atenção Básica.

Guia para o controle da hanseníase, Secretaria de Políticas de Saúde. - 1ª. edição - Brasília: Ministério da Saúde, 2002.

BRASIL,Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Departamento de Atenção Básica. Manual técnico para o controle da tuberculose. Cadernos de atenção básica, Secretaria de Políticas de Saúde Departamento de Atenção Básica.- 6. ed. rev. ampl. - Brasília, 2002.

BRASIL, Instituto para o Desenvolvimento da Saúde. Universidade de São Paulo. Ministério da Saúde. Manual de Condutas Médicas/ Ministério da Saúde. Brasília, 2002.

BRASIL, Instituto para o Desenvolvimento. Universidade de São Paulo.

Ministério da Saúde. Manual de Enfermagem/Brasília, 2001. Ministério da Saúde: Secretaria de Políticas de Saúde; Revista Brasileira de Saúde da Família - Ministério da Saúde-Ano II nº 5 - Maio, 2002.

POTTER, Patrícia A. e cols. Fundamentos de Enfermagem. Guanabara Koogan, 2004. - www.saude.gov.br - www.datasus.gov.br - www.funasa.gov.br

Cargo: Farmacêutico

Conhecimentos Específicos:

Farmácia Social e Legislação - Código de ética da profissão farmacêutica. Bioética. Política de medicamentos e de assistência farmacêutica. Atenção primária a saúde e a farmácia básica. Boas práticas de fabricação, manipulação, distribuição e dispensação de produtos farmacêuticos. Medicamentos genéricos. Medicamentos sujeitos a controle especial. Medicamentos e os programas de saúde da família. Epidemiologia e estudos de utilização de medicamentos. Aquisição de medicamentos e correlatos em instituição pública.Análise e qualidade da água para uso humano. Vacinação de crianças, adultos e idosos. Farmacotecnia, controle e gerenciamento da qualidade de matérias-primas, medicamentos, fitoterápicos e alimentos - Farmacotecnia e formas farmacêuticas sólidas, líquidas, semissólidas e injetáveis. Formas farmacêuticas com velocidade de liberação controlada e sistemas de liberação de fármacos. Análise de matérias- primas, controle de qualidade e estabilidade de medicamentos: princípios 66 gerais, métodos e interpretação.Armazenamento de medicamentos. Emissão e análise de laudos de medicamentos e matérias-primas. Controle e gerenciamento da qualidade em manipulação e fabricação de medicamentos. Bromatologia básica. Controle da qualidade em análises físico-químicas. Farmacologia e terapêutica, toxicologia e atenção farmacêutica - Conceitos em farmacocinética, bioequivalência e biodisponibilidade. Mecanismos gerais de ação e efeitos de fármacos. Reações adversas. Fatores que afetam a resposta farmacológica. Hipoglicemiantes. Anticonceptivos, Broncodilatadores. Anticoagulantes. Analgésicos e antiinflamatórios. Anti-hipertensivos. Cardiotônicos. Diuréticos. Antimicrobianos (sulfonamidas, trimetoprima, penicilinas, cefalosporinas, quinolonas, imidazólicos e nitroimidazólicos, macrolídios e tetraciclinas). Cuidados farmacêuticos na atenção primária a saúde. Uso racional de medicamentos. Problemas relacionados a medicamentos. Farmacovigilância.

Sugestões Bibliográficas:

ALLEN, J.R.; POPOVICH, N.G.; ANSEL, H.C. Formas farmacêuticas e sistemas de liberação de fármacos. 8. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.

AUTON, M.E. Delineamento de formas farmacêuticas. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2005. BOBBIO,

F.D.; BOBBIO, P.A. Introdução à química de alimentos. 3. ed. São Paulo: Varela, 2003.

BRUNTON, L.L.; LAZO, J.S.; PARKER, K.L. Goodman e Gilman. As bases farmacológicas da terapêutica. 11. ed. Rio de Janeiro: McGraw Hill, 2007.

CECCHI, H.M. Fundamentos teóricos e práticos em análise de alimentos. 2. ed. Campinas: UNICAMP, 2003.

FARMACOPÉIA Brasileira. 4. ed.. São Paulo: Atheneu, 2005. Partes I e II.

FUCHS, F.D.; WANNMACHER, L.; FERREIRA, M.B.C. Farmacologia clínica. Fundamentos da terapêutica racional. 3. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.

GIL, E.S. Controle físico-químico de qualidade de medicamentos. 2. ed. São Paulo: Farmabooks, 2007.

KOROKOLVAS, A. Análise farmacêutica. Rio de Janeiro: Guanabara. 1988.

LAPORTE, J.; TOGNONI G.; ROZENFELD, S. Epidemiologia do medicamento. Principios gerais. São Paulo: Hucitec-Abrasco, 1989.

PINTO, T.J. A.; KANEKO, T.M. Controle biológico de qualidade de produtos farmacêuticos, correlatos e cosméticos. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2003.

SIMÕES, C.M.O. et al. Farmacognosia: da planta ao medicamento. 6. ed. Porto Alegre: UFRGS, 2007.

TOZER, T.N.; ROW LAND, M. Introdução à farmacocinética e à farmacodinâmica. As bases quantitativas da terapia farmacológica. Porto Alegre: Artmed, 2009.

Sugestão para a Legislação em medicamentos e ética. Suas atualizações e outras vigentes estão disponíveis nos endereços eletrônicos do Conselho Federal de Farmácia e do MS/ ANVISA:

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde/

Cargo: Fiscal de Posturas

Conhecimentos Específicos:

Legislação Municipal Específica; Funções do Fiscal; Hierarquia; Utilização de logradouros públicos; Muros, cercas e calçadas; Queimadas; Cortes de árvores; Clubes recreativos; Código de Posturas do Município.

Sugestão Bibliográfica:

LEI MUNICIPAL nº 3.034 de 01 de julho de 2.008 ( Plano Diretor )

LEI MUNICIPAL nº 2.205 de 27 de agosto de 1.996 ( Código de Posturas )

Cargo: Fiscal de Tributos

Conhecimentos Específicos:

Impostos; Taxas; Emolumentos; Contribuição de melhoria; Lei 8.666; Código Tributário Nacional; Tributos na Constituição Federal; Legislação Tributária Municipal; Direito de Empresa - artigos 966 a 1195 do Código Civil; Poder de polícia; Procedimentos de início e término de fiscalização, auto de infração; Direito de Defesa; Lei de Execução Fiscal, Prescrição e Decadência do crédito tributário. Sugestão Bibliográfica:

LEI MUNICIPAL nº 2.909, de 29 de dezembro de 2.006 (Código Tributário Municipal )

Cargo: Fisioterapeuta

Conhecimentos Específicos:

FISIOTERAPIA EM GERIATRIA: Alterações biológicas e fisiológicas; Alterações de postura e marcha; Programas de exercícios e atividades. rogramas de promoção da saúde. FISIOTERAPIA EM CARDIOLOGIA: Anatomia e fisiologia do sistema cardiovascular; Principais afecções cardiovasculares; Avaliação e tratamento cardiovascular; Reabilitação Cardíaca Fase II, III e IV. FISIOTERAPIA EM PNEUMOLOGIA: Anatomia e fisiologia do sistema cardiopulmonar; Fisiopatologia, Avaliação e tratamento; (teste de função pulmonar, gases sanguíneos arteriais, princípios de radiografia de tórax: interpretação, mobilização e exercício,posicionamento corporal, aplicação clínica das técnicas de desobstrução das vias aéreas, fraqueza muscular respiratória e treinamento, educação do paciente). FISIOTERAPIA EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA: Adaptações fisiológicas da gestação; exercícios na gravidez; Fisioterapia no pré e pós parto. FISIOTERAPIA EM ORTOPEDIA, TRAMATOLOGIA E REMATOLOGIA: Anatomia do aparelho locomotor; Principais lesões traumato ortopédicas e seu tratamento fisioterápico; Amputações I e II; Artropatias inflamatórias; Pré e pós operatório de cirurgia ortopédica. FISIOTERAPIA EM PEDIATRIA: Desenvolvimento da motricidade e da habilidade motora; Distúrbios neurológicos; Malformações congênitas; Doença do aparelho respiratório; Tratamento fisioterápico. FISIOTERAPIA EM NEUROLOGIA: Anatomia e Fisiologia do Sistema nervoso central e periférico; Principais patologias Neurológicas; Avaliação e tratamento.LEGISLAÇÃO.

Sugestões Bibliográficas:

Fisioterapia na terceira idade; Barrie Pickles, Ann Compton, Cheryl Cott, Janet Simpson e Anthony Vandervoort. Livraria Santos Editora. 2ª edição 2002. - Reabilitação Cardiovascular - Aptidão física do adulto e teste de esforço. Paul S. Fardy, Frank G. Yanowitz, Philip K. Wilson. Livraria e editora Revinter. 1998. - Fisioterapia Cardiopulmonar - Princípios e prática. Donna Frownfelter, Elizabeth Dean. 3ª edição. Editora Revinter. 2004. - Fisioterapia Aplicada à obstetrícia - Aspectos de Ginecologia e Neonatologia. Elza Baracho. 3ª edição. Editora médica e científica Ltda MEDSI. 2002. - Fisioterapia na Ortopedia e na Medicina do Esporte. James A. Gould III. 2ª edição. Editora Manole Ltda. - Fisioterapia em traumatologia, ortopedia e reumatologia. Mª R. Serra Gabriel, J. Diaz Petit, Mª L. de Sande Carril. Editora Revinter. 2001. - Fisioterapia em Pediatria. Roberta B. Shepherd. 3ª edição. Livraria Santos Editora. - Fisioterapia neurológica. Darcy Ann Umphred. Editora Manole Ltda. 2ª edição. - Neuroanatomia Funcional. Ângelo Machado. 2ª edição. Atheneu. - Atlas de Anatomia Humana. SOBOTTA. 20ª edição.

Cargo: Geógrafo

Conhecimentos Específicos:

Regionalização do território nas diversas escalas espaciais de análise (do local ao global). Reconhecimento, análise e interpretação da organização espaço-temporal do território na escala municipal e o processamento e sensoriamento remoto, Conceitos básicos de Sistemas de Informação Geográfica (SIG). Aplicações de sensoriamento remoto no monitoramento e controle de desmatamentos e incêndios florestais,Noções de meteorologia e climatologia, Ecossistemas brasileiros, Noções de ecologia geral, Ecologia da paisagem,Geografia humana, Noções de geografia política, Noções de Planejamento territorial, Noções de sociologia, Noções de antropologia, Comunidades e meio ambiente, Desenvolvimento econômico e social, Impactos sociais e econômicos de empreendimentos, Noções de análise social e econômica , Educação ambiental, Noções gerais de economia ambiental.

Sugestões Bibliográficas:

Lei Orgânica Do Município De Pedro Leopoldo promulgada em 27 de dezembro de 2002 - consolidada (contemplando as alterações promovidas pela emenda nº 01, de 20 de setembro de 2004 e pela emenda nº 02, de 19 de setembro de 2005). Código de Posturas do Município (LEI Nº 2205/1996.Institui o novo código de Posturas do Município de Pedro Leopoldo e dá outras providências. Plano Diretor do Município ( LEI Nº 3034, DE 01 DE JULHO DE 2008 "Dispõe sobre a política de planejamento urbano do município de Pedro Leopoldo, institui o plano diretor e dá outras providências." LEI COMPLEMENTAR Nº 2684/2002 "Institui o Código de Obras do Município de Pedro Leopoldo." LEI Nº 3.208, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2011."Altera a Lei Municipal n.º 3.115, de 19 de outubro de 2009, e dá outras providências". LEI Nº 2279/1997 Dispõe sobre normas básicas para uso e ocupação do solo do Município e dá outras providências. LEI Nº 984/1981Estabelece normas para o parcelamento do solo e dá outras providências. Lei dos Crimes Ambientais: Lei nº 9.605/98. Regulamentação da Lei dos crimes ambientais: Decreto nº 6.514/2008. Código Florestal: Lei nº 4.771/65 e alterações. Política Nacional do Meio Ambiente (Lei nº 6.938/81 e alterações). Licenciamento ambiental: Resolução CONAMA 237/97. 22.5 EIA/RIMA: Resolução CONAMA 01/86 e alterações. Recursos hídricos - Lei nº 9.433/97. Resoluções CONAMA nºs 09/87, 13/90, 302/02, 303/02, 369/06, 371/06 e 387/06. As leis municipais poderão ser encontradas no site: www.camarapl.mg.gov.br/leis/legislacao-municipal/ A legislação federal pode ser encontrada no site www.mma.gov.br/port/conama/legi.cfm ou www.planalto.gov.br ABsSABER, A. N. O que é ser geógrafo: memórias profissionais de Aziz AbsSaber / em depoimento a Cgnara Menezes. Rio de Janeiro: Record, 2007.ABSi, M. C.; ASSUNÇÃO, F. N. A.; FARIA, S. C. de (coord.). Avaliação de impacto ambiental: agentes sociais procedimentos e ferramentas. Brasília: Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis / IBAMA, 1995. ARAÚJO, G. H. de S.; ALMEIDA, J. R. de; GUERRA, A. J. T. Gestão ambiental de áreas degradadas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.BURSZTiN, M. A. A. Gestão ambiental: instrumentos e práticas. Brasília: Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis / IBAMA, 1994.CHRISTOFOLETTI, A. Modelagem de sistemas ambientais. São Paulo: Edgard Blücher, 1999. DREn, D. Processos Interativos Homem-Meio Ambiente. São Paulo: DIFEL, 1986.GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S.B.da (org.). Impactos ambientais urbanos no Brasil. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 2001.IBAMA. Diretrizes de pesquisa aplicada ao planejamento ambiental. Coleção Meio Ambiente / Série Diretrizes - Gestão Ambiental. Brasília: Ministério do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, 1994.SÁNCHEZ, L.E. Avaliação de impacto ambiental: conceitos e métodos. São Paulo: Oficina de Textos, 2008. SANTOS, R. F. Planejamento ambiental: teoria e prática. São Paulo: Oficina de Textos, 2004.

Cargo: Técnico em Informática

Conhecimentos Específicos:

Microcomputador com base em Processadores Intel e AMD: Conceitos; Etapas de Processamento;Arquitetura; Componentes; Características e Funcionamento. Manutenção corretiva e preventiva de equipamentos de informática:Microcomputadores; Impressoras; Monitores e Estabilizadores. Instalação, configuração, utilização e suporte em: Windows XP; Microsoft Office XP; Microsoft Office 2007; Internet Explorer 7; Internet Explorer 8; Outlook Express; Mozilla Firefox. Instalação, customização e montagem de redes com sistemas operacionais: Windows 98/ME/2K/XP. Montagem e Configuração de redes LAN (Local Area Network) e WLAN (Wireless Local Area Network); Instalação e configuração de hardwares; Dispositivos de armazenamento. Conhecimento de operação com arquivos em ambiente Windows XP. Conhecimento de arquivo e pastas (diretórios) Windows XP. Utilização do Windows Explorer: criar, copiar, mover arquivos, criar diretórios Windows XP. Conhecimentos de editor de texto (ambiente Windows): criação de um novo documento,elaboração de tabelas, formatação geral e impressão. Microsoft Office XP. Conhecimentos de INTERNET. Correio Eletrônico: receber e enviar mensagens; anexos; catálogos de endereço; organização das mensagens. Conhecimentos do Microsoft Excel: referências a células, fórmulas de soma e de condição,gráficos, formatação condicional, importação de arquivos CSV, impressão. Noções básicas de Linux. (hierarquia de diretórios e manipulação de arquivos). Microcomputador com base em Processadores Intel e AMD: Conceitos; Etapas de Processamento;Arquitetura; Componentes; Características e Funcionamento. Manutenção corretiva e preventiva de equipamentos de informática: Microcomputadores; Impressoras; Monitores e Estabilizadores. Instalação, configuração, utilização e suporte em: Windows XP; Microsoft Office XP; Microsoft Office 2007; Internet Explorer 7; Internet Explorer 8; Outlook Express; Mozilla Firefox. Instalação, customização e montagem de redes com sistemas operacionais: Windows 98/ME/2K/XP. Montagem e Configuração de redes LAN (Local Area Network) e WLAN (Wireless Local Area Network); Instalação e configuração de hardwares; Dispositivos de armazenamento.

Sugestão Bibliográfica:

Ajuda on-line do Sistema Operacional Windows XP.Ajuda on-line do Microsoft Office XP.Ajuda on-line do Linux: utilização do Help (Man). www.microsoft.com.br; http://office.microsoft.com/pt-pt/getstarted/FX101055082070.aspx; Manuais do Windows XP, Microsoft

Cargo: Técnico em Radiologia

Conhecimentos Específicos:

A descoberta do raio X. Urografia escretora- Finalidade. Escanometria - finalidade. Ossos do crânio e da coluna vertebral - Anatomia. Efeitos danosos da radiação à saúde e dosagens máximas permitidas em 12 meses. 06 - Usos de contrastes iodados em radiologia. Incidências fronto-naso, mento-naso e perfil do crânio. Bases físicas dos Raios X e sua produção. Rotinas das principais incidências em radiodiagnóstico. Medidas de radioproteção. Qualidade de imagem (revelação, filmes, etc).

Sugestão Bibliográfica:

Apostila da Associação dos técnicos em Radiologia - ATREMG - Raio X - Belo Horizonte. Apostilas, livros técnicos, revistas e artigos pertinentes ao programa. BONTRAGER, Kenneth L. Tratado de técnica radiológica e base anatômica, 4ª Edição, Guanabara Koogan. Apostila da Associação dos técnicos em Radiologia - ATREMG - Raio X - Belo Horizonte. Apostilas, livros técnicos, revistas e artigos pertinentes ao conteúdo programático.

Cargo: Técnico em Enfermagem

Conhecimentos Específicos:

SUS. Estratégia do PSF. Atribuição do Técnico de Enfermagem. Práticas de trabalho da equipe do PSF.Legislação e Portarias. Prevenção e Promoção a Saúde. Educação para o auto cuidado. Biossegurança nas Ações de Saúde. Conceitos e princípios de assepsia, anti- sepsia, desinfecção, escontaminação e esterilização. Métodos de esterilização utilizados em estabelecimento de saúde. Norma e rotinas de trabalho. Funcionamento e utilização dos equipamentos e materiais. Preparação, acompanhamento e participação de exames diagnósticos. Saúde da Criança: Ações de enfermagem na promoção da Saúde infantil. Parâmetros de crescimento e desenvolvimento infantil nas diferentes faixas etárias. SISVAN. RN de risco e de crianças de baixo peso. Condutas de enfermagem em pediatria. Aleitamento materno. Transtornos comuns da infância. Assistência de enfermagem à criança com diarréia aguda e desidratação. Transtornos mais comuns na infância. Saúde da Mulher: Sistematização da assistência de enfermagem no pré-natal. Distúrbios ginecológicos da puberdade até o climatério. Sexualidade da mulher e autocuidado. Saúde da Mulher no curso da vida. Temas relacionados à saúde do Adulto e do Idoso Educação para o auto -cuidado. Cuidados de Enfermagem no atendimento das necessidades básicas do cliente /paciente. Ações que visam à prevenção, tratamento e controle de doenças infecto contagiosas e/ou crônicas. Necessidades nutricionais nos diferentes períodos da vida. Tratamento de feridas. O processo de envelhecimento nos aspectos fisiológicos, sociais e patológicos. Temas relacionados à Vigilância epidemiológica: A prevenção e o controle das doenças transmissíveis no PSF. Atuação da equipe na Vigilância epidemiológica. Perfil epidemiológico da comunidade. Aspectos gerais das imunizações. Técnicas de aplicação e armazenamento de imunobiológicos. Temas relacionados à Saúde Mental: Saúde Mental no PSF. Reconhecer as categorias de transtornos mentais e de comportamento.

Sugestão Bibliográfica:

BELLUSI, Silva Meirelles. Doenças Profissionais do Trabalho. Editora Senac; v. 2; São Paulo,1996.

BRASIl, Ministério da Saúde. Departamento de Atenção Básica; Guia Prática do Programa de Saúde da Família. Ministério da Saúde - Brasília, 2001.

BRASIL, Ministério da Saúde Gestão Municipal de Saúde: Textos básicos, Rio de Janeiro. Brasil, 2001

BRASIL. Fundação Nacional de Saúde. Guia de Vigilância Epidemiológica. 5. ed. Brasília, Fundação Nacional de Saúde, 2002(b), v. 1 - 2.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Fundação Nacional da Saúde - FUNASA. Manual de Procedimentos para Vacinação. Elaboraçãode Clélia Maria Sarmento de Souza Aranda et al. 4. ed. Brasília, 2001.

Brasil, Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia para o controle da hanseníase, Secretaria de Políticas de Saúde. - 1ª. edição - Brasília: Ministério da Saúde, 2002.

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Departamento de Atenção Básica. Manual técnico para o controle da tuberculose. Cadernos de atenção básica, Secretaria de Políticas de Saúde Departamento de Atenção Básica.- 6. ed. rev. ampl. - Brasília, 2002.

BRASIL, Instituto para o Desenvolvimento da Saúde. Universidade de São Paulo. Ministério da Saúde. Manual de Condutas Médicas/ Ministério da Saúde. Brasília, 2002.

BRASIL, Instituto para o Desenvolvimento. Universidade de São Paulo. Ministério da Saúde. Manual de Enfermagem/Brasília, 2001. Ministério da Saúde: Secretaria de Políticas de Saúde; Revista Brasileira de Saúde da Família - Ministério da Saúde-Ano II nº 5 - Maio, 2002.

Legislação e Portarias *Portaria 1886/GM 1997* Lei 8080 de 19/09/1990. www.saude.gov.br,www.datasus.gov.br, www.funasa.gov.br

POTTER, Patrícia A. e cols. Fundamentos de Enfermagem. Guanabara Koogan, 2004.

Cargo: Educador

Conhecimentos Específicos:

Capacidade de análise dos candidatos em relação às temáticas relevantes à prática educacional, tais como: Formação e trajetória profissional de educadores; A construção da identidade da criança, a história desse sujeito no Brasil; Educação e diversidade cultural; A criança como sujeito de direitos, Educação inclusiva; Gestão democrática em instituições de Educação infantil; A Creche e a Pré-escola no Brasil: Histórico; Objetivos e funções; Situação atual. Responsabilidades do Poder Público na Educação Infantil. A construção da qualidade no trabalho da Educação Infantil. Diretrizes Curriculares Nacionais; Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil: Introdução; Formação Pessoal e Social. Legislação pertinente ao trabalho com a criança pequena e em instituições públicas.

Sugestões Bibliográficas:

ARTHUSO, Edna Rodrigues. Sou preto da linda cor: uma proposta metodológica de combate ao racismo na Educação Infantil. Creche Comunitária Caiçaras. Julho/2001. (distribuição MLPC Belo Horizonte (031) 3312 1223).

Livros que tratem do Protocolo de Assistência a Crianças e Adolescentes em Situação de Violência Sexual.

BRASIL. Lei Federal n. 8069, de 13 de julho de 1990. ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente. Art 1º ao 59º

BRASIL, Lei de Diretrizes e Bases da Educação. LDB 9394/1996. Disponível em <http//:www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm>. BRASIL, Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, v. 1, 2 e 3. Brasília, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Conselhos Escolares: democratização da escola e construção da cidadania. Brasília: MEC, SEB, 2004. Disponível em <www.mec.gov.br/seb/conselhoescolar>.

BRASIL. Ministério da Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução n. 5, de 17 dez. 2009. Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Resolução CNE/CEB 5/2009. Diário Oficial da União, Brasília, 18 de dezembro de 2009, Seção 1, p. 18.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da educação inclusiva. Documento elaborado pelo grupo de trabalho nomeado pela Portaria Ministerial no. 555, de junho de 2007, prorrogada pela Portaria no. 948, de 09 de outubro de 2007. BRASIL. Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico raciais e para o ensino de história e cultura afro/brasileira e africana. Brasília: MEC, 2009.

CAVALLEIRO, E. Do silêncio do lar ao silêncio escolar: racismo, preconceito e discriminação na educação infantil. São Paulo: Contexto, 2003.

CAMPANHA NACIONAL DE EDUCAÇÃO, MIEIB - Consulta sobre qualidade da educação infantil: o que pensam e querem os sujeitos deste direito. São Paulo: Cortez, 2006.

CAMPOS, Maria Malta; ROSEMBERG, Fúlvia. Critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças. 6. ed. Brasília: MEC, SEB, 2009.

DEL PRIORE, M. História da criança no Brasil. São Paulo: Contexto, 1995

ZABALZA, Miguel A. Qualidade em Educação Infantil. Trad. Beatriz Affonso Neves. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Cargo: Professor de Educação Básica I

Conhecimentos Específicos:

Orientações didáticas para o ensino da Língua Portuguesa, Matemática, Ciências Naturais, História e Geografia. Princípios Metodológicos de Educação. Atendimento à diversidade no desenrolar do currículo voltado para a inclusão escolar. Parâmetros Curriculares Nacionais - Princípios e Fundamentos: Organização do conhecimento escolar; Áreas e Temas Transversais: Objetivos, conteúdos, métodos, seleção de material didático. Processos de desenvolvimento e aprendizagem da criança. Linguagem e alfabetização: a leitura e a escrita. O processo pedagógico: planejamento, desenvolvimento e avaliação.

Sugestões Bibliográficas:

BARCO, Frieda Liliana Morales. Era uma vez na escola: formando educadores para formar leitores. Belo Horizonte: Formato, 2001 (Série Educador em Formação).

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. 1ª a 4ª séries. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Ensino Fundamental de 9 anos: orientações para a inclusão da criança de seis anos de idade. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação, 2007.

BIZZO, Nélio. Ciências: fácil ou difícil? 2.ed. São Paulo: Ática, 2002.

CAGLIARI, Luis Carlos. Alfabetizando sem o ba-be-bi-bu. São Paulo: Scipione, 1998.

DEBORTOLI, José Alfredo O. Múltiplas Linguagens. In. CARVALHO, Alysson,.

SALLES, Fátima e GUIMÃRES, Marília (orgs.) Desenvolvimento e Aprendizagem. Belo Horizonte: UFMG, 2002, p. 73-88. Disponível em <http://books.google.com.br/booksacesso> Acesso em: 06 mai.2010.

D'AMBROSIO Ubiratan. Etnomatemática: elo entre as tradições e a modernidade. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

DIONÍSIO, Ângela P.,MACHADO, Ana Rachel, BEZERRA, Maria Auxiliadora (orgs.) Gêneros textuais e ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002.

FREITAS, José Luiz M. e BITTAR, Marilena. Fundamentos e Metodologias de Matemática para os ciclos iniciais do ensino fundamental. Campo Grande: Ed. UFMS, 2004.

GARCIA, Regina Leite (org.) Novos olhares sobre a alfabetização. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2008.

Cargo: Médico de Estratégia

Conhecimentos Específicos:

Saúde da mulher. Saúde da criança. Saúde do adulto. Saúde do idoso. Doenças sexualmente transmissíveis/AIDS. O Programa de Saúde da Família. Vigilância à saúde: perfil epidemiológico, vacina, endemias e epidemias. Legislação da Saúde: Constituição Federal de 1988 (Título VIII - Capítulo II - Seção II); Lei n° 11 8.142/1990 e Lei n° 8.080/1990; Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS/1996; Norma Operacional da Assistência à Saúde - NOAS - SUS/2001; Lei n° 10.507 de 10/07/2002; Lei 11.350 de 05/10/2006 . Doenças diarréicas, doenças respiratórias da infância. Hipertensão arterial.

Sugestão Bibliográfica:

ATUALIZAÇÃO TERAPÊUTICA 2005 . Prado., F.C.; Ramos J.; Valle J.R., 22ª.edição. Artes Médicas. - HARRISON: MEDICINA INTERNA. Fauci A.S.; Kasper D.L. Et al.; 16ª Edição, 2006. McGraw-Hill. - CECIL: TRATADO DE MEDICINA INTERNA. Goldman L.; Ausiello D.; 22ª Edição, 2005. Elsevier. - GUIA DE REUMATOLOGIA UNIFESP. Sato E., 1ª Edição, 2004. Manole. REUMATOLOGIA: PRINCÍPIOS E PRÁTICA. Skare T. L., 1ª Edição, 1999. Guanabara Koogan. - GUIA DE CARDIOLOGIA UNIFESP. Stefanini E.; Kasinski N.; Carvalho A. C.; 1ª Edição, 2004. Manole - TRATADO DE CARDIOLOGIA SOCESP. Nobre F.; Serran o C.V.J.; 1ª Edição, 2005. Manole. - CARDIOLOGIA NA CLÍNICA GERAL. Goldman L.; Braunwald E.; 1ª Edição, 2000. Guanabara Koogan. - TRATADO DE ENDOCRINOLOGIA CLINICA. Wajchenberg B.; L.: 1ª Edição, 1992. Roca. - ENDOCRINOLOGIA CLÍNICA. Vilar L.; 3ª Edição, 2006. Medsi. - NEUROLOGIA. Cambier J.; Masson M.; Dehen H.; 11ª Edição, 2005. Guanabara Koogan. - HEMATOLOGIA CLÍNICA DE WINTROBE.; Lee G. R.; Foerster J.; C. Thomas.; Et al; 9ª Edição, 1998. Manole. - GUIA DE NEFROLOGIA UNIFESP. Ajzen H.; Schor N.; 2ª Edição, 2004. Manole. - PRINCIPIOS DE NEFROLOGIA E DISTÚRBIOS HIDROELETROLÍTICOS. Riella M.C.; 3ª Edição, 1996. Guanabara Koogan. - GASTROENTEROLOGIA CLÍNICA. Castro L.P.; Dani R.; 3ª Edição, 1993. Guanabara Koogan. - GUIA DE GASTROENTEROLOGIA UNIFESP. Miszputen S. J.; 1ª Edição, 2002. Manole. - DINÂMICA DAS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS. Coura J.R.; 1ª Edição, 2005. Guanabara Koogan. - GUIA DE INFECTOLOGIA UNIFESP. Schor N.; Salomão R.; Pignatari A.C.C.; 1ª Edição, 2004. Manole. - NELSON: TRATADO DE PEDIATRIA. Behrman R. E.; Kliegman R.; Jenson H.B.; 17ª Edição, 2005. Elsevier. - PEDIATRIA: DIAGNÓSTICO + TRATAMENTO. Murahovschi J.; 6ª Edição, 2003. Sarvier. - GUIA DE PEDIATRIA UNIFESP. Morais M.B.; Campos S.O.; Silvestrini W.S. 1ª Edição, 2005. Manole. - PEDIATRIA BÁSICA: PEDIATRIA GERAL E NEONATAL. Marcondes E.; Costa F.A.; Vaz Et al.; 9 ª Edição, 2002. Sarvier. - NOVAK'S GYNECOLOGY. Berek,j.;13°Edição, 2002.Lippincott Willians&Wilkins - CURRENT OBSTETRIC AND GINECOLOGIC DIAGNOSIS AND TREATMENT. De Cherney,A. H. ;9° Edição,2003. Mc Graw- Hill. - MANUAL DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO JOHN HOPKINS. Lambrou, N. C.; Morse, N.A.; Walach,E.E.;2°Edição,2001.Artmed. - WILLIAMS OBSTETRICS. Cunningham, F.G.; et. Al.; 22°Edição,2005.Apllleton&Lange. - ANTICONCEPÇÃO, MANUAL DE ORIENTAÇÃO.Febrasgo,2004. - ÉTICA EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA - CADERNOS CREMESP.3°Edição,2004 - BRASIL.Ministério da Saúde.programa nacionalde DST/AIDS - EPIDEMIOLOGIA E SAÚDE. Rouquayrol M.Z.; Filho N.A.; 6ª Edição, 2003. Medsi.

Cargo: Médico I - Especialista em Angiologia

Conhecimentos Específicos:

Varizes dos membros inferiores.Escleroterapia.Insuficiência venosa crônica.Diagnóstico clínico das doenças linfáticas.Propedêutica e terapêutica das doenças linfáticas.Linfedema.Traumatismos vasculares.Lesões vasculares iatrogênicas. Fístulas arteriovenosas.Acessos vasculares para hemodiálise.Angiodisplasias. Tumores vasculares.Síndromes compressivas neurovasculares do desfiladeiro cervicotoracoaxilar e Síndrome do túnel do carpo.Pé diabético. Impotência sexual vasculogênica. Métodos não-invasios no estudo das doenças arteriais.Métodos invasivos no estudo das doenças arteriais.Oclusões arteriais agudas.Aterosclerose Obliterante periférica. Etiopatogenia, fisiopatologia, patologia e diagnóstico.Tratamento clínico e cirúrgico da aterosclerose obliterante periférica.Aneurismas da aorta abdominal. Aneurismas toracoabdominais. Aneurismas periféricos. -Diagnóstico e Tratamento. Profilaxia da trombose venosa profunda e da tromboembolia pulmonar. Tratamento endovascular dos aneurismas da aorta.Isquemia cerebral de origem extracraniana.Tumor do corpo carotídeo Estrutura da parede vascular e suas implicações na fisiopatologia das doenças vasculares periféricas.Fisiologia do sistema vascular aplicada ao estudo das doenças vasculares periféricas.Coagulação e anticoagulantes.Drogas que interferem na função plaquetária.Sistema fibrinolítico: ação das drogas fibrinolíticas.Terapêutica fibrinolítica em cirurgia vascular.Bases da reconstrução da cirurgia vascular.Próteses e enxertos vasculares.Angioplastia transluminal percutânea e Stents.Embolização transcateter no tratamento das lesões vasculares.O papel da simpatectomia nas arteriopatias isquêmicas.Tratamento compressivo.Amputações de membros inferiores.Diagnóstico clínico das doenças vasculares periféricas..Isquemia intestinal.Hipertensão renovascular.Tromboangeíte obliterante. Arterites de células gigantes.Arterite infecciosa.Vasculites nas doenças do tecido conjuntivo.Dissecção aguda de aorta.Doença cística das artérias.Síndrome do aprisionamento da artéria poplítea.Displasia fibromuscular arterial.Arteriopatias funcionais.Anatomia médico-cirúrgica do sistema venoso dos membros inferiores.Diagnóstico clínico das doenças venosas periféricas. Métodos não-invasivos no estudo das doenças venosas.Flebografias.Tromboflebite superficial.Trombose venosa profunda dos membros inferiores.Trombose venosa de membros superiores. Tromboembolia pulmonar.Procedimentos de interrupção venosa na trombose venosa profunda e embolia pulmonar.

Sugestão Bibliográfica:

CARNEVALE F. C. Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular - Primeira.edição. Editora Revinter, 2006

MAFFII F. H. A., Lastória S., Yoshida W.B., Rollo H. A. Doenças Vasculares Periféricas - 3ª Edição. Editora Medsi, 2002

HAIMOVICI H., Ascher E. Cirurgia Vascular - Quintª.edição. Editora Revinter, 2006

Cargo: Médico I - Especialista em Cardiologista

Conhecimentos Específicos:

Semiologia cardiovascular. Métodos complementares em cardiologia. Insuficiência cardíaca congestiva: fisiopatologia, clínica, tratamento. Hipertensão arterial sistêmica: fisiopatologia, diagnóstico, terapia Crise hipertensiva Hipertensão pulmonar, tromboembolismo pulmonar e cor pulmonale. Arritmias cardíacas, síncope, morte súbita: fisiopatologia, diagnóstico, tratamento, marcapassos. Cardiopatias em adultos e crianças. Valvopatias.Endocardite bacteriana. Dislipidemias. Coronariopatia: fisiopatologia, angina estável e instável, infarto agudo do miocárdio. Cardiomiopatias. Tumores cardíacos, doenças do pericárdio, doenças da aorta. Avaliação pré-operatória. Acometimento cardíaco por doenças reumatológicas, hematológicas, neurológicas. Gravidez e cardiopatia. Parada cardiorrespiratória. Febre reumática. Sugestão Bibliográfica:

HARRISON - Medicina Interna, 17ª ed., Rio de Janeiro, Mc Graw Hill, 2008.

CECIL - Tratado de Medicina Interna, 23ª ed., Guanabara Koogan, 2008.

Topol EJ. Tratado de cardiologia. 2 ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2005. Vol. 1 e 2.

Huon H. Gray, Iain A. Simpson, John M. Morgan, Keith D. Dawkins, Compêndio de Cardiologia, Instituto Piaget, 2005

BRAUNW ALD E. - Valvular heart disease in BRAUNW ALD E, ZIPPES DP, LIBBY P: Heart disease, 6ª Ed, W. B. Saunders Company, Philadelfia, 2001.

American Heart Association, Suporte Avançado de Vida em Cardiologia, 1997

VI Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 2010.

Cargo: Médico I - Especialista em Mastologia

Conhecimentos Específicos:

Atenção integral à saúde da mulher e o Sistema Único de Saúde. Diretrizes do programa de atenção integral à saúde da mulher. Organização do serviço de assistência ao pré-natal de alto e baixo risco. Ciclo menstrual. Sangramento Uteriano Anormal. Endometriose. Miomatose. Adenomiose Pólipos uterinos. Concepção e contracepção. Amenorréia. Infertilidade.Síndrome do Ovário policístico. Doenças benignas e malignas dos ovários. Doenças benignas e malignas do colo, do corpo do útero, da vulva e da vagina. Controle de Ca de colo do útero e mama - citologia oncótica. Seguimento dos casos. Colposcopia. Doenças das mamas. Incontinência urinária. Distopia genital. Assistência Ginecológica. Consulta ginecológica. DST/AIDS. Leucorréias. Exames laboratoriais específicos. Assistência ao climatério e a velhice. Educação em saúde - área da mulher. Anatomia e embriologia da mama Histologia e fisiologia da mama Anomalias do desenvolvimento mamário Anamnese e exame físico Diagnóstico clínico das alterações mamárias Métodos complementares de diagnóstico Doenças infecciosas Fisiologia da lactação Patologia da lactação Doenças cutâneas da região mamária Parasitoses da glândula mamária Alterações funcionais benignas da mama Anatomia patológica das lesões benignas da mama Dor mamária. Necrose gordurosa da mama. Fluxo papilar Neoplasias benignas. Cirurgias das alterações benignas da mama. Princípios de cirurgia estética das mamas. Patologia mamária na infância e na adolescência. Patologia mamária no homem. Prevenção primária do câncer de mama. Detecção precoce do câncer de mama.Epidemiologia e fatores de risco do câncer de mama. Carcinogênese mamária. História natural do câncer de mama.Biologia celular e molecular no câncer de mama. Sinais e sintomas do câncer de mama. Lesões não-palpáveis de mama. Follow-up pós-câncer de mama. Recidivas locais pós-cirurgia. Princípios do tratamento das metástases Carcinoma in situ de mama Genética e câncer de mama.Imunologia do câncer de mama Fatores prognósticos do câncer de mama.Cirurgia do câncer de mama.Pré e pós-operatório em mastologia.Endocrinoterapia do câncer de mama. Princípios de quimioterapia. Quimioterapia do câncer de mama. Carcinoma inflamatório Câncer de mama na gravidez e na lactação. Câncer oculto de mama. Doença de Paget . Anatomia patológica do câncer de mama. Câncer de mama em mulheres jovens e idosas .Câncer de mama bilateral. Aspectos psicossociais no câncer de mama. Tumor filodes e sarcomas Linfedema de membro superior: prevenção e mama Legislação: SUS: Lei Nº 8.080 de 19 de setembro de 1990; Lei Nº 8.142 de 28 de dezembro de 1990; Norma Operacional da Assistência à Saúde - SUS-NOAS-01/02; Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS-1996; Emenda Constitucional Nº 29 de 13 de setembro de 2000.

Sugestão Bibliográfica:

Berek J. Novak:Tratado de Ginecologia. Guanabara Koogan, 2005.

Zugaib. Obstetrícia. Manole, 2008

Aldrighi JM, PettaCA. Anticoncepção: aspectos contemporâneos. Atheneu, 2005.

Costa HLFF,Moraes-Filho OB. Ginecologia e Obstetrícia. Edupe, 2006.

www.febrasgo.com.br

Tratado de Saúde Coletiva. GastãoWagner S Campos, Maria Cecília S Minayo, Marco Akerman, Marcos Drumond Jr, YaraM Carvalho. Editora HUCITEC. Rio de Janeiro, 2006.

Epidemiologia. Roberto A. Medronho; Kátia Vergetti Bloch; Ronir Raggio Luiz& Guilherme Loureiro Werneck. - 2ª edição. Editora Atheneu. Rio de Janeiro,2008, 790 pag; ISBN - 9788573799996

Duncan, B.B; Schmidt, M.I.; Giugliani, E.R.J. Medicina Ambulatorial: condutor clínico em atenção primária. 2ª edição, Porto Alegre:Artes Médicas, 1996.

Cadernos de Atenção Básica. Departamento de Atenção Básica.Ministério da saúde.httpi/200.214.130.35/dab/

Lei Federal nº 8080 (dispõe sobre o Sistema Único de Saúde)

Lei Federal nº 8142 (complementa a Lei 8080, 1990)

www.saude.gov.br

VERONESI U. - Mastologia Oncológica,; MEDSI, 2002

COPELAND I.; EDW ARD M; - The Breast: Comprehensive Management of Benign & Malignant Diseases (2 Vol) - Edition 3; SAUNDERS WBCO, 2004.

RIETJENS M., URBAN C. - Cirurgia da mama, estética e reconstrutora. 1ª ed: Revinter, 2006.

TAVASSOLI F.A. - Pathology of the Breast; 2ª ed: McGraw-Hill, 1999.

ROBBINS & COTRAN (2005). Patologia, Elsevier.

BARROS, A. C. ; BUZAID A. C. (2007). Câncer de Mama - Tratamento Multidisciplinar. São Paulo, Dendrix.

SABISTON. Tratado de Cirurgia,16ª.edição. Guanabara Koogan

Cargo: Médico I - Especialista em Dermatologia

Conhecimentos Específicos:

Diagnóstico dermatológico - Histórico- Exame- Vocabulário- Morfologia das lesões- Distribuição das lesões - Sumário- Instrumentos da especialidade- O dermatologista e os colegas. Estrutura e função da pele normal - Epiderme- Apêndices epidérmicos- Pêlo- A unha- A derme- Vasos sanguíneos cutâneos- Nervos cutâneos- Gordura subcutânea Eczema - Eczema atópico- Eczema seborréico- Eczema discóide- Ponfolix ( eczema disidrótico)-Dermatose plantar juvenil- Líquen simples- Líquen estriado Dermatites de contato - Dermatite de contato irritativa primária- Dermatite de contato por planta-Dermatite de fotocontato Psoríase- Psoríase vulgar- Psoríase subaguda ou aguda- Psoríase eritrodérmica- Psoríase pustolosa- Psoríase gotejada- Artrite psoriásica- Localização da psoríase Pitriase Rósea, Líquen Plano e Pitriase Rubra Pilar Farmacodermias Hanseniase Nervos Tumores Benignos da Pele Lesão Solar e Câncer de Pele Micoses superficiais e cutâneas Leishimaniose Tuberculose cutânea. Infecções Bacterianas da Pele e Sífilis Ectoparasitoses Doenças Virais da Pele Infecções Tropicais da Pele Doenças Relativas da Pele e Erupções Doenças Bolhosas da Pele Acne e variantes Doenças do Desenvolvimento da Pele Doenças Colagenovasculares A Pele e as Doenças Sistêmicas Manifestações cutâneas da circulação Doenças das Glândulas Sebáceas, Sudoríparas e Apócrinas Doenças das Unhas Doenças dos Pelos e do Couro Cabeludo. Distúrbios da Pigmentação Distúrbios Psicológicos da Pele. Oncologia dermatológica.

Sugestão Bibliográfica:

Leal, Fabiano. Atlas de dermatologia da semiologia ao diagnóstico. 1ª Ed, Elsevier, 2007

Azulay, RD; Dermatologia. 4ª Ed, Guanabara, 2006

Sampaio, ASP; Castro, RM; Rivitti Evandro. Dermatologia Básica, 3ª Ed, Artes Médicas, 2007

HARRISON - Medicina Interna, 17ª ed., Rio de Janeiro, Mc Graw Hill, 2008.

CECIL - Tratado de Medicina Interna, 23ª ed., Guanabara Koogan, 2008.

Cargo: Médico I - Especialista em Endocrinologia

Conhecimentos Específicos:

Hipófise - anatomia, histologia, fisiologia Hipopituitarismo Adenomas não secretores Tumores para-selares Hiperprolactinemia Acromegalia e Gigantismo Doença de Cushing Desenvolvimento e Crescimento Crescimento Normal e Patológico Puberdade: normal, precoce e atrasada. Síndromes adreno-genitais Síndromes de excesso de mineralocorticóides Insuficiência córtico-adrenal Feocromocitoma Gônadas Síndrome de ovários policísticos Terapia de reposição hormonal climatérica Hipogonadismo masculino.Tireóide - anatomia, histologia, fisiologia, métodos de dosagem hormonal, métodos de imagem para avaliação da tireoidopatias Hipotireoidismo Hipertireiodismo Câncer da tireóide. Conduta no nódulo tireoideano Tireoidites Adrenal - anatomia, histologia, fisiologia Doenças da suprarrenal Paratireóide - anatomia, histologia, fisiologia Hiperparatireoidismo Hipoparatireoidismo Obesidade e transtornos alimentares Importância como fator de risco Diabetes Mellitus tipo 1 e tipo 2, Prevalência, Diagnóstico, Tratamento, Complicações agudas, Complicações crônica, Hiperlipidemias, Diabetes insipidu Emergências na endocrinologia.

Sugestão Bibliográfica:

HARRISON - Medicina Interna, 17ª ed., Rio de Janeiro, Mc Graw Hill, 2008.

CECIL - Tratado de Medicina Interna, 23ª ed., Guanabara Koogan, 2008.

Williams Textbook of Endocrinology, WB Saunders Company, 2008

Besser & Thorner: Comprehensive Endocrinology, 2002.

Vilar: Endocrinologia Clínica, 2006.

Pimenta & Coronho: Tratado de Endocrinologia e Cirurgia Endócrina, 2001.

Greenspan: Basic and Clinical Endocrinology, 2007.

Saad, Mendonça e Maciel: Endocrinologia, 2007.

Bandeira, Graf, Griz, Faria, Lazaretti-Castro:Endocrinologia e Diabetes (2ª. Ed), 2009

Cargo: Médico I - Especialista em Hematologia

Conhecimentos Específicos:

Grupos Sangüíneos: Definição de um sistema de grupo sangüíneo. Noções básicas em transplante de medula óssea. Interpretaçãoclínica do hemograma. Grupo Sangüíneo ABO; Sistema Sangüíneo Rh; Sistema Sangüíneo Ii, Lewis, P e MNS; Sistema Kell, Duffy, Kidd e Lutheran; Sistema de Histocompatibilidade (HLA); Sistema de Antígenos Plaquetários. Testes de Compatibilidade de Hemácias: tipagem de compatibilidade ABO e Rh; Pesquisa e identificação de anticorpos anti-eritrocitários (PAI e Painel de hemácias); Provas de Compatibilidade; Eluição. Obtenção de Sangue: Captação de candidatos à doação de sangue; Triagem clínica-laboratorial dos candidatos à doação de sangue; Coleta de Sangue; controle sorológico e imuno-hematológico do sangue coletado. Preparação de componentes Sangüíneos: Concentrado de Hemácias; Plasma; Crioprecipitado; Componentes pobres em leucócitos e componentes irradiados. Uso clínico de sangue e seus componentes: Componentes que visam transfundir hemácias; Componentes que visam transfundir plaquetas; Reposição de fatores de coagulação; Reposição de proteínas plasmáticas; Política transfusional em um hospital. Terapia transfusional em situações especiais: Em Clínica Cirúrgica; Nos distúrbios da Coagulação Sangüínea. Anemias associadas à deficiência de produção: Anemia Aplástica. Anemia de Fanconi.Aplasia Pura de Série Vermelha. Anemia das Doenças Crônicas. Anemias carenciais: Anemia Ferropriva; Anemia pordeficiência de ácido Fólico e Vitamina B12. Anemias Hemolíticas. HEREDITÁRIAS: Defeitos da membrana: Esferocitosee Eliptocitose Hereditária; Enzimopatias: Deficiencia de G6PD e Piruvato Kinase; Hemoglobinopatias: Hemoglobina A;Hemoglobina C; Talassemias. ADQUIRIDAS: Anemia Hemolítica Auto- Imune: Anemia Hemolítica MicroangiopáticaDoença Hemolítica do Recém-Nascido. Hiperesplenismo. Policitemias Relativa. Porfirias.Meta Hemaglodinemia. Hemocromatose. Doenças e situações clínicas associadas a neutropenia e neutrofilia .Histiocitoses. Mieloma múltiplo e macroglobulinemia de aldenstron. Leucemias Agudas. Leucemias Crônicas. HairyCell Leukemia. Linfoma não Hodgkin. Doença de Hodgkin. Mielofibrose e trombocitemia essencial. Púrpura trombocitopência imune idiopática. Síndrome hemolítico-uremica e púrpura trombocitopênica trombótica .Mecanismos fisiológicos da coagulação. Hemofilias e 19/26 doença de Von Willebrand . Fisiopatologia da trombose - trombofilias. Uso clínico do sangue e hemoderivados.

Sugestão Bibliográfica:

Harrison. Medicina Interna. Editora Guanabara/Coogan. 13ª edição.

Outros livros sobre o programa proposto.

Cargo: Médico I - Especialista em Geriatria

Conhecimentos Específicos:

Doenças osteomioarticulares: Osteoporose, Osteomalácia, Osteoartrite, Artrite reumatóide, Doença de Paget, Fibromialgia. Endocrinologia: Diabetes mellitus, Doenças datireóide, Síndrome metabólica, Obesidade, Climatério; Neoplasias;Doenças dermatológicas; Anemia / Mielomamúltiplo.Cuidados paliativos e ao final da vida. Mal de Alzheimer. Geriatria básica; Exames complementares e Instrumentos de avaliação. Distúrbio hidroeletrolítico; Déficit cognitivo,Demências; Delirium; Depressão e Ansiedade; Instabilidade postural e Quedas; Imobilidade e Úlceras de pressão;Incontinência urinária e fecal; Iatrogenia e Farmacologia em geriatria; Cardiologia: Hipertensão arterial sistêmica, Insuficiência Cardíaca, Doença arterial coronária, Arritmias, Doença arterial periférica, Doenças da carótida,Valvulopatias, Endocardite, Cardiomiopatias, Hipotensão arterial; Aterosclerose, Fatores de risco cardiovascular; Doenças cerebrovasculares: Acidente vascular cerebral isquêmico e hemorrágico; Síndromes parkinsonianas, Tremoressencial, Doença de Parkinson; Pneumologia: Pneumonias, Doença pulmonar obstrutiva crônica (inclui asma), Embolia pulmonar, Tuberculose. Gastroenterologia: Doenças do esôfago, Gastrites, úlceras péptica e gástrica,Doenças do fígado, Doenças dos intestinos, Doenças da vesícula e vias biliares. Urologia e Nefrologia: Hiperplasiaprostática, Prostatite, Disfunção erétil, Insuficiência renal. Cirurgia e anestesia , Risco Cirúrgico no idoso. Doenças dos órgãos dos sentidos. Sono no Idoso. Reabilitação. Equipe multidisciplinar, modalidades de atendimento. Sexualidade. Nutrição. Infecções e imunizações.

Sugestão Bibliográfica:

BRASIL, Congresso. Lei n° 8.842, de 4 de janeiro de 1994. Dispõe sobre a Política Nacional do Idoso, cria oConselho Nacional do Idoso e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, jan. 1994.

BRASIL. Portaria GM/MS Nº 1.395 de 10/12/99 - Cria a Política Nacional de Saúde do Idoso.

CARVALHO FILHO, E. T. & PAPALÉO NETTO, M. Geriatria - Fundamentos Clínica e Terapêutica . 2 ª.edição.Editora Atheneu, 2005.

FREITAS, E.V.; Py, L.; NERI, A. L.; CANÇADO, F. A. C.; GORZONI, M.L. ; ROCHA, S.M. Tratado de Geriatria e Gerontologia. Editora Guanabara Koogan, 2002.-

GUIMARÃES, R.M. & CUNHA, U.G.V.Sinais e Sintomas em Geriatria. 2 ª.edição. Editora Atheneu, 2004.-

LIBERMAN, A.; Freitas, E. V.; SAVIOLI NETO, F. & TADDEI, C.F.G. Cardiologia geriátrica. Editora Manole, 2005.

FORLENZA, O. V. & CARAMELLI, P. Neuropsiquiatria Geriátrica. Editora Atheneu, 2000.

PAPALÉO NETTO, M. & BRITO, F.C Urgências em Geriatria.. Editora Atheneu, 2001.

SILLIMAN, R.A.; GALLO J, RABINS, P. Reichel Assistência ao Idoso: aspectos clínicos do envelhecimento. et al. 5 a .Edição. Editora Guanabara Koogan, 2001.

TAVARES, A., Compêndio de neuropsiquiatria geriátrica . Editora Guanabara Koogan, 2005.-

Cargo: Médico I - Especialista em Pneumologia

Conhecimentos Específicos:

Exames clínicos e complementares de pacientes com doenças pulmonares e distúrbios respiratórios. Pneumonia adquirida na comunidade e hospitalares. Asma no adulto. Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica. Tuberculose. Bronquiectasias. Câncer de Pulmão. Abscesso Pulmonar. Manifestações pulmonares no imunocomprometido. Micoses Pulmonares.

Sugestões Bibliográficas:

BARRETO, Sérgio Saldanha Menna; FITERMAN, Jussara; LIMA, Marina Andrade. Prática Pneumológica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010.

JARDIM, J.R; NASCIMENTO, O. Guias de Medicina Ambulatorial e Hospitalar. v. 1. Barueri: Manole, 2010.

CUKIER, Alberto et al. Pneumologia - Atualização e Reciclagem. 8ed. Rio de Janeiro: Elsevier 2009.

KAW AKAMA et al. Tomografia computadorizada de alta resolução do tórax. 1st. ed. [S.l]: Revinter 2008.

BARRETO, Sérgio Saldanha Menna. Pneumologia no consultório. [S.l]: Artmed, 2008.

PEREIRA, Carlos Aberto de Castro; ZAMBONI, Mauro.Pneumologia - Diagnóstico e Tratamento. São Paulo: Atheneu, 2006.

FARESIN, Mauro Gomes. Pneumologia- Atualização e Reciclagem. v. 7. São Paulo: Roca, 2007.

Cargo: Médico I - Especialista em Neurologia

Conhecimentos Específicos:

Semiologia Neurológica e síndromes neurológicas. Acidente vascular cerebral. Doenças neuromusculares Expressão neurológica das doenças sistemáticas Cefaléias Epilepsia Doenças desmielinizantes Doenças degenerativas Distúrbios da consciência Síndrome liquóricas Tumores cerebrais Hipertensão intracraniana e Hidrocefalias Traumatismo craniano Doenças dismetabólicas Prodedêutica armada em neurologia Doenças Extrapiramidais demências parkinsonismo coréias Síndrome piramidal. Síndromes cerebelares. Síndromes medulares. Síndromes meníngeas. Síndromes talâmicas. Síndromes do tronco cerebral. Polineuropatias Miopatias hereditárias e adquiridas. Neuro SIDA. Neuropatias periféricas assimétricas.

Sugestão Bibliográfica:

NITRINI R & BACHESCHI A. A Neurologia que todo Médico Deve Saber. São Paulo, Atheneu, 2004

ROPPER, A. H., BROW N, R. H. - Adams and Victor`s Priciples of Neurology. 8 ed. McGraw-Hill, Chicago, 2005

ROW LAND LP - Merrit's Text Book of Neurology - 10th Edition.Lippinncott Williams & Wilkins, Philadelphia, 2000.

HARRISON - Medicina Interna, 17ª ed., Rio de Janeiro, Mc Graw Hill, 2008.

CECIL - Tratado de Medicina Interna, 23ª ed., Guanabara Koogan, 2008.

Cargo: Médico I - Especialista em Otorrinolaringologia

Conhecimentos Específicos:

Anatomofisiologia clínica das fossas e seios paranasais, laringe, faringe e órgão da audição. Semiologia, sintomatologia e diagnósticos das principais afecções da laringe, glândulas salivares, órgão auditivo e seios paranasais. Testes básicos da avaliação auditiva: caracterização audiológica das principais patologias do ouvido. Doenças do ouvido externo. Otite média aguda Otite média secretora Otite média crônica sem colesteatoma Otite média crônica com colesteatoma Complicações das otites médias Deficiências auditivas Otosclerose Surdez súbita Labirintopatias periféricas Doença de Ménière Neuroma do acústico Tumor glômico Paralisia facial Síndromes vestibulares periféricas Rinopatias alérgicas e não alérgicas Rinossinusites agudas e crônicas Polipose naso-sinusal Epistaxe- topodiagnóstico e tratamento Hiperplasia do anel de waldeyer Tumores malignos e benignos no nariz e cavidades paranasais Rinossinusopatias da infância Patologias congênitas da laringe Laringites agudas e crônicas Estridor laríngeo Disfonia Tumores benignos e malignos da laringe Paralisias da laringe Infecções agudas da faringe. Amigdalites agudas e crônicas. Adenoidites Tumores da rinofaringe Tumores da faringe Linfadenopatias cervicais não neoplásicas Urgências em otorrinaringologia Estudo das patologias benignas e malignas das glândulas salivares, da cavidade oral e seus anexos Afecções e síndromes otoneurológicas. Paralisia facial periférica. Afecções benignas do pescoço. Laringoscopia. Manifestações otorrinolaringológicas na Aids.

Sugestão Bibliográfica:

Tratado de Otorrinolaringologia da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial. São Paulo : Rocca, 2003. Fundamentos em Laringologia e Voz, Silvia M. Rebelo Pinho, Domingos Hiroshi Tsuji, Saramira C. Bohadana, Rio de Janeiro, Editora Revinter, 2006.

Laringologia Pediátrica, Henrique Olival Costa, André Duprat, Cláudia Alessandra Eckley, São Paulo, Editora Roca, 2004. Urgências e Emergências em Otorrinolaringologia, Ricardo Figueiredo, Rio de Janeiro, Editora Revinter, 2006.

Cargo: Médico I - Especialista em Pediatria ou Neonatologia

Conhecimentos Específicos:

Aleitamento materno.Alimentação do lactente e da criança.Desnutrição.Distúrbios carenciais Imunizações. Crescimento e Desenvolvimento. Doenças exantemáticas. Febre de origem indeterminada. Infecções respiratórias agudas. Anemias na infância. Gastroenterocolite. Desidratação e reidratação. Parasitoses intestinais. Constipação intestinal. Infecções urinárias.

Dermatoses da infância. Meningites e encefalites. Ririnte e asma. Abdome agudo. Acidentes na infância. Intoxicações na infância. Infectologia pediátrica Doença de Kawasaski Púrpura de Henoch Schonlein Cardiopatias congênitas Nefropediatria Neuropediatria Oncopediatria Cetoacidose diabética Intoxicações exógenas Segurança na infância e na adolescência Neonatologia. Legislação: SUS: Lei Nº 8.080 de 19 de setembro de 1990; Lei Nº 8.142 de 28 de dezembro de 1990; Norma Operacional da Assistência à SSUS-NOAS- 01/02; Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS-1996; Emenda Constitucional Nº 29 de 13 de setembro de 2000

Sugestão Bibliográfica:

WW Hay, Levin MJ, Sondheimer JM, Deterding RR: Current Diagnosis and Treatment in Pediatrics 19th ed.McGraw - Hill, 2009. MARCONDES, Eduardo. Pediatria Básica: Tomos I, II, III. 9ª ed. São Paulo: Sarvier, 2004.

Behrman RE, Kliegman RM, Jenson HB. Nelson: Tratado de Pediatria - 18 ed. - São Paulo: Elsevier, 2005.

Fabio Ancona Lopez e Dioclécio Campos Jr. Tratado de Pediatria - 2ª Ed. - Sociedade Brasileira de Pediatria - 2 Vols. Manole, 2009.

Cargo: Médico Horizontal

Conhecimentos Específicos:

Saúde da mulher. Saúde da criança. Saúde do adulto. Saúde do idoso. Doenças sexualmente transmissíveis/AIDS. O Programa de Saúde da Família. Vigilância à saúde: perfil epidemiológico, vacina, endemias e epidemias. Legislação da Saúde: Constituição Federal de 1988 (Título VIII - Capítulo II - Seção II); Lei n° 11 8.142/1990 e Lei n° 8.080/1990; Norma Operacional Bá sica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS/1996; Norma Operacional da Assistência à Saúde - NOAS - SUS/2001; Lei n° 10.507 de 10/07/2002; Lei 11.350 de 05/10/2006 . Doenças diarréicas, doenças respiratórias da infância. Hipertensão arterial.

Sugestão Bibliográfica:

ATUALIZAÇÃO TERAPÊUTICA 2005 . Prado., F.C.; Ramos J.; Valle J.R., 22ª.edição. Artes Médicas. - HARRISON: MEDICINA INTERNA. Fauci A.S.; Kasper D.L. Et al.; 16ª Edição, 2006. McGraw-Hill. - CECIL: TRATADO DE MEDICINA INTERNA. Goldman L.; Ausiello D.; 22ª Edição, 2005. Elsevier. - GUIA DE REUMATOLOGIA UNIFESP. Sato E., 1ª Edição, 2004. Manole. REUMATOLOGIA: PRINCÍPIOS E PRÁTICA. Skare T. L., 1ª Edição, 1999. Guanabara Koogan. - GUIA DE CARDIOLOGIA UNIFESP. Stefanini E.; Kasinski N.; Carvalho A. C.; 1ª Edição, 2004. Manole - TRATADO DE CARDIOLOGIA SOCESP. Nobre F.; Serran o C.V.J.; 1ª Edição, 2005. Manole. - CARDIOLOGIA NA CLÍNICA GERAL. Goldman L.; Braunwald E.; 1ª Edição, 2000. Guanabara Koogan. - TRATADO DE ENDOCRINOLOGIA CLINICA. Wajchenberg B.; L.: 1a Edição, 1992. Roca. - ENDOCRINOLOGIA CLÍNICA. Vilar L.; 3ª Edição, 2006. Medsi. - NEUROLOGIA. Cambier J.; Masson M.; Dehen H.; 11ª Edição, 2005. Guanabara Koogan. - HEMATOLOGIA CLÍNICA DE WINTROBE.; Lee G. R.; Foerster J.; C. Thomas.; Et al; 9ª Edição, 1998. Manole. - GUIA DE NEFROLOGIA UNIFESP. Ajzen H.; Schor N.; 2ª Edição, 2004. Manole. - PRINCIPIOS DE NEFROLOGIA E DISTÚRBIOS HIDROELETROLÍTICOS. Riella M.C.; 3ª Edição, 1996. Guanabara Koogan. - GASTROENTEROLOGIA CLÍNICA. Castro L.P.; Dani R.; 3ª Edição, 1993. Guanabara Koogan. - GUIA DE GASTROENTEROLOGIA UNIFESP. Miszputen S. J.; 1ª Edição, 2002. Manole. - DINÂMICA DAS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS. Coura J.R.; 1ª Edição, 2005. Guanabara Koogan. - GUIA DE INFECTOLOGIA UNIFESP. Schor N.; Salomão R.; Pignatari A.C.C.; 1ª Edição, 2004. Manole. - NELSON: TRATADO DE PEDIATRIA. Behrman R. E.; Kliegman R.; Jenson H.B.; 17ª Edição, 2005. Elsevier. - PEDIATRIA: DIAGNÓSTICO + TRATAMENTO. Murahovschi J.; 6ª Edição, 2003. Sarvier. - GUIA DE PEDIATRIA UNIFESP. Morais M.B.; Campos S.O.; Silvestrini W.S. 1ª Edição, 2005. Manole. - PEDIATRIA BÁSICA: PEDIATRIA GERAL E NEONATAL. Marcondes E.; Costa F.A.; Vaz Et al.; 9 ª Edição, 2002. Sarvier. - NOVAK'S GYNECOLOGY. Berek,j.;13°Edição, 2002.Lippincott Willians&Wilkins - CURRENT OBSTETRIC AND GINECOLOGIC DIAGNOSIS AND TREATMENT. De Cherney,A. H. ;9° Edição,2003. Mc Graw- Hill. - MANUAL DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO JOHN HOPKINS. Lambrou, N. C.; Morse, N.A.; Walach,E.E.;2°Edição,2001.Artmed. - WILLIAMS OBSTETRICS. Cunningham, F.G.; et. Al.; 22°Edição,2005.Apllleton&Lange. - ANTICONCEPÇÃO, MANUAL DE ORIENTAÇÃO.Febrasgo,2004. - ÉTICA EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA - CADERNOS CREMESP.3°Edição,2004 - BRASIL.Ministério da Saúde.programa nacionalde DST/AIDS - EPIDEMIOLOGIA E SAÚDE. Rouquayrol M.Z.; Filho N.A.; 6ª Edição, 2003. Medsi.

Cargo: Médico Plantonista em Unidade de Pronto Atendimento em Clínica Médica

Conhecimentos Específicos:

Saúde da mulher. Saúde da criança. Saúde do adulto. Saúde do idoso. Doenças sexualmente transmissíveis/AIDS. O Programa de Saúde da Família. Vigilância à saúde: perfil epidemiológico, vacina, endemias e epidemias. Legislação da Saúde: Constituição Federal de 1988 (Título VIII - Capítulo II - Seção II); Lei n° 11 8.142/1990 e Lei n° 8.080/1990; Norma Operacional Bá sica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS/1996; Norma Operacional da Assistência à Saúde - NOAS - SUS/2001; Lei n° 10.507 de 10/07/2002; Lei 11.350 de 05/10/2006 . Doenças diarréicas, doenças respiratórias da infância. Hipertensão arterial.

Sugestão Bibliográfica:

ATUALIZAÇÃO TERAPÊUTICA 2005 . Prado., F.C.; Ramos J.; Valle J.R., 22ª.edição. Artes Médicas. - HARRISON: MEDICINA INTERNA. Fauci A.S.; Kasper D.L. Et al.; 16ª Edição, 2006. McGraw-Hill. - CECIL: TRATADO DE MEDICINA INTERNA. Goldman L.; Ausiello D.; 22ª Edição, 2005. Elsevier. - GUIA DE REUMATOLOGIA UNIFESP. Sato E., 1ª Edição, 2004. Manole. REUMATOLOGIA: PRINCÍPIOS E PRÁTICA. Skare T. L., 1ª Edição, 1999. Guanabara Koogan. - GUIA DE CARDIOLOGIA UNIFESP. Stefanini E.; Kasinski N.; Carvalho A. C.; 1ª Edição, 2004. Manole - TRATADO DE CARDIOLOGIA SOCESP. Nobre F.; Serran o C.V.J.; 1ª Edição, 2005. Manole. - CARDIOLOGIA NA CLÍNICA GERAL. Goldman L.; Braunwald E.; 1ª Edição, 2000. Guanabara Koogan. - TRATADO DE ENDOCRINOLOGIA CLINICA. Wajchenberg B.; L.: 1ª Edição, 1992. Roca. - ENDOCRINOLOGIA CLÍNICA. Vilar L.; 3ª Edição, 2006. Medsi. - NEUROLOGIA. Cambier J.; Masson M.; Dehen H.; 11ª Edição, 2005. Guanabara Koogan. - HEMATOLOGIA CLÍNICA DE WINTROBE.; Lee G. R.; Foerster J.; C. Thomas.; Et al; 9ª Edição, 1998. Manole. - GUIA DE NEFROLOGIA UNIFESP. Ajzen H.; Schor N.; 2ª Edição, 2004. Manole. - PRINCIPIOS DE NEFROLOGIA E DISTÚRBIOS HIDROELETROLÍTICOS. Riella M.C.; 3ª Edição, 1996. Guanabara Koogan. - GASTROENTEROLOGIA CLÍNICA. Castro L.P.; Dani R.; 3ª Edição, 1993. Guanabara Koogan. - GUIA DE GASTROENTEROLOGIA UNIFESP. Miszputen S. J.; 1ª Edição, 2002. Manole. - DINÂMICA DAS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS. Coura J.R.; 1ª Edição, 2005. Guanabara Koogan. - GUIA DE INFECTOLOGIA UNIFESP. Schor N.; Salomão R.; Pignatari A.C.C.; 1ª Edição, 2004. Manole. - NELSON: TRATADO DE PEDIATRIA. Behrman R. E.; Kliegman R.; Jenson H.B.; 17ª Edição, 2005. Elsevier. - PEDIATRIA: DIAGNÓSTICO + TRATAMENTO. Murahovschi J.; 6ª Edição, 2003. Sarvier. - GUIA DE PEDIATRIA UNIFESP. Morais M.B.; Campos S.O.; Silvestrini W.S. 1ª Edição, 2005. Manole. - PEDIATRIA BÁSICA: PEDIATRIA GERAL E NEONATAL. Marcondes E.; Costa F.A.; Vaz Et al.; 9 ª Edição, 2002. Sarvier. - NOVAK'S GYNECOLOGY. Berek,j.;13°Edição, 2002.Lippincott Willians&Wilkins - CURRENT OBSTETRIC AND GINECOLOGIC DIAGNOSIS AND TREATMENT. De Cherney,A. H. ;9° Edição,2003. Mc Graw- Hill. - MANUAL DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO JOHN HOPKINS. Lambrou, N. C.; Morse, N.A.; Walach,E.E.;2°Edição,2001.Artmed. - WILLIAMS OBSTETRICS. Cunningham, F.G.; et. Al.; 22°Edição,2005.Apllleton&Lange. - ANTICONCEPÇÃO, MANUAL DE ORIENTAÇÃO.Febrasgo,2004. - ÉTICA EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA - CADERNOS CREMESP.3°Edição,2004 - BRASIL.Ministério da Saúde.programa nacionalde DST/AIDS - EPIDEMIOLOGIA E SAÚDE. Rouquayrol M.Z.; Filho N.A.; 6ª Edição, 2003. Medsi.

Cargo: Médico Plantonista em Unidade de Pronto Atendimento em Cirurgia Geral

Conhecimentos Específicos:

Código de Ética Médica - Resolução CFM N0 1.246/88. -SUS - O que você precisa saber sobre o Sistema Único de Saúde, Associação Anatomia Cirúrgica. -Peritonites. -Hérnias de parede abdominal. -Antibioticoterapia em cirurgia geral. -Infecção e cirurgia. -Tumores do aparelho digestivo. -Vias de acesso: aceso venoso central/flebotomias. -Insuficiência arterial e venosa. -Traqueostomias e drenagem de tórax. -Abscessos, fístulas, fissuras perianais e doença hemorroidária. Bases da cirurgia: respostas endócrinas e metabólicas ao trauma. Equilíbrio hidroeletrolítico e nutrição. Choque. Infecção e cirurgia. A cirurgia e a ética médica. Cirurgia plástica e reconstrutora - Tratamento inicial do grande queimado. Síndrome de Fournier: abordagem terapêutica. Cirurgia da parede abdominal - conduta nas hérnias inguinocrurais. Técnicas para correção das hérnias incisionais. Cirurgia do tórax, traquéia e tireóide. Diagnóstico e conduta em: Hemotórax, Pneumotórax, Empiema pleural. Tórax instável: conduta. Traqueostomias: indicações e técnica. Conduta no nódulo "frio" de Tireóide. Cirurgia do Aparelho Digestivo - Disfagia: Orientação propedêutica. Lesões cáusticas: atendimento inicial. Megaesôfago: Classificação e conduta. Neoplasia de esôfago: clínica e estadiamento. Doença péptica: fisiopatologia e terapêutica. Doença péptica: indicações do tratamento cirúrgico. Neoplasia gástrica: Conduta na lesão precoce. Megacólon chagásico: diagnóstico e conduta. Doença diverticular do cólon: Clínica e tratamento. Neoplasia do cólon: Manifestações clínica. Diagnóstico e conduta na colecistopatia calculosa. Conduta na coledocolitíase. Colangite aguda: Fisiopatologia e tratamento. Colecistite aguda: indicação cirúrgica. Pancreatite aguda: tratamento quadro inicial. Abdômen agudo: abordagem diagnóstica. Cirurgia dos vasos periféricos - conduta na trombose venosa profunda. Síndrome pós flebítica - fisiopatologia/ tratamento. Atendimento clínico nas urgências cirúrgicas.Interpretação dos sinais e sintomas em cirurgia de urgência. Exames complementares básicos em cirurgia. Métodos de imagem nas cirurgias abdominais.

Antibioticoterapia. Medicação sintomática em cirurgia. Risco cirúrgico.Controle per e pós-operatório. Estomias. Politraumatizado: abordagem inicial, primeiros socorros.

Sugestão Bibliográfica:

Roteiro em Cirurgia Geral - Alcino Lázaro da Silva, Editora Roca, 2º edição, 2007. -Hérnias - Alcino Lazaro da Silva, Editora Roca, 2º edição, 2006. -Aparelho Digestivo Clínica e Cirurgia - Julio Cezar U Coelho, editora Atheneu, 3ºedição, 2005.

WOLCOTT, M.W . Cirurgia ambulatorial e os elementos básicos da assistência cirúrgica de Emergência. Rio de Janeiro: Interlivros, 1989. SUS: Lei Nº 8.080 de 19 de setembro de 1990; Lei Nº 8.142 de 28 de dezembro de 1990; Norma Operacional da Assistência à Saúde - SUSNOAS- 01/02; Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS-1996; Emenda Constitucional Nº 29 de 13 de setembro de 2000.

Cargo: Médico Plantonista em Unidade de Pronto Atendimento em Ortopedia

Conhecimentos Específicos:

Artrose coxofemoral. Artrose do joelho. Cervicobraquialgias. Doença de Legg-Calvé-Perthes. Epifisiolise. Escoliose. Fraturas e luxações: cintura escapular, cintura pélvica, membros superiores e inferiores, raturas e luxações da coluna vertebral. Lesões dos nervos periféricos. Lesões vasculares associadas às fraturas e luxações. Lombalgias e Lombociatalgias. Luxação do quadril. Má formação congênita dos membros e da coluna vertebral. Osteomielite hematogênica (aguda e crônica). Osteoporose e osteomalácia. Pé torto congênito. Pseudo- artrose e retardos da consolidação. Tuberculose osteoarticular. Tumores ósseos benignos e malignos. Osteoartrose; Reumatologia - AR, Lupus, Esclerodermia, Dermatomiosite;Traumatologia.Demais conhecimentos compatíveis com as atribuições do cargo.

Sugestão Bibliográfica:

CAMPBELL- SURGICAL TECHNIQUES AND APPROACHES, NINTH EDITION 1998. - CRI SHAW , CAMPBELL A. H.. CIRURGIA ORTOPÉDICA. ED. MANOLI. - FRACTURES CHARLES ROCKW OOD J' AND DAVID P. GREEN SECOND EDITION - LEVINE, ALLAN M. E AAOS. ATUALIZAÇÃO DO CONHECIMENTO ORTOPÉDICO / TRAUMA. ATENEU. - TACHDJIAN ORTOPEDIA PEDIATRICA 2º ED 1995 - PHTLS 2006

Cargo: Médico Plantonista em Unidade de Pronto Atendimento em Pediatria

Conhecimentos Específicos:

Reanimação cardio-respiratória e cerebral. Insuficiência Respiratória.Choque. SARA. Insuficiência Renal Aguda. Estado de Mal Asmático. Estado de Mal Convulsivo.Monitorização Hemodinâmica. Cetoacidose Diabética. Insuficiência Cardíaca. Cardiopatias Congênitas Acianóticas (Persistência do Canal Arterial, Comunicação Interatrial, Comunicação Interventricular).Cardiopatias Congênitas Cianóticas (Tetralogia de Fallot, Transposição das grandes artérias, Atresia Pulmonar, Atresia Tricúspide). Morte Encefálica. Uso de Hemoderivados. Sedação e Analgesia. Distúrbio Hidreletrolítico e Ácido-básico. Pósoperatório de Cirurgia Cardíaca. Insuficiência Hepática. Oxigenoterapia. Desnutrição.Distúrbios carenciais Imunizações.Doenças exantemáticas. Febre de origem indeterminada. Infecções respiratórias agudas. Anemias na infância. Gastroenterocolite. Desidratação e reidratação. Parasitoses intestinais. Constipação intestinal. Infecções urinárias. Dermatoses da infância. Meningites e encefalites. Ririnte e asma. Abdome agudo. Acidentes na infância. Intoxicações na infância. Infectologia pediátrica Doença de Kawasaski Púrpura de Henoch Schonlein Cardiopatias congênitas Nefropediatria Neuropediatria Oncopediatria Cetoacidose diabética Intoxicações exógenas Segurança na infância e na adolescência Neonatologia. Legislação: SUS: Lei Nº 8.080 de 19 de setembro de 1990; Lei Nº 8.142 de 28 de dezembro de 1990; Norma Operacional da Assistência à SSUS-NOAS-01/02; Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS-1996; Emenda Constitucional Nº 29 de 13 de setembro de 2000. Assistência ventilatória. Demais conhecimentos compatíveis com as atribuições do cargo. Arritmias cardíacas, métodos dialíticos, nutrição enteral e parenteral. Acidentes: traumatismo cranioencefalico, traumatismo raquimedular, traumatismo abdominal fechado, traumatismo do tórax. Infecção hospitalar em terapia intensiva, meningites bacterianas e meningoencefalites virais. Neonatologia: prematuridade, nutrição, sedação, distúrbios metabólicos, distúrbios respiratórios, distúrbios neurológicos, choque, cardiopatias congênitas, patologias cirúrgicas, infecções, hipotermia, reanimação em sala de parto, ressuscitação cardíaca, pulmonar e cerebral, síndrome hipóxico isquêmica. Procedimentos: intubação traqueal, toracocentese, drenagem toraxica, paracentese abdominal, punção de líquido cefaloraquideano.

Sugestão Bibliográfica:

WW Hay, Levin MJ, Sondheimer JM, Deterding RR: Current Diagnosis and Treatment in Pediatrics 19th ed.McGraw - Hill, 2009.

MARCONDES, Eduardo. Pediatria Básica: Tomos I, II, III. 9ª ed. São Paulo: Sarvier, 2004.

Behrman RE, Kliegman RM, Jenson HB. Nelson: Tratado de Pediatria - 18 ed. - São Paulo: Elsevier, 2005.

Fabio Ancona Lopez e Dioclécio Campos Jr. Tratado de Pediatria - 2ª Ed. - Sociedade Brasileira de Pediatria - 2 Vols. Manole, 2009.

Cargo: Médico Plantonista Intesivista

Conhecimentos Específicos:

Transporte de pacientes críticos: intra-hospitalar; extrahospitalar. Ética e considerações legais: princípios éticos; doação de órgãos; morte encefálica; manutenção de suporte vital. A importância do trabalho da equipe em UTI. Demais conhecimentos compatíveis com as atribuições do cargo. Transtornos neurológicos delirium, sedação e analgesia. Transtornos hematológicos em UTI, TRALI. Pressão arterial e pressão intra abdominal.Procedimentos em terapia intensiva: intubação orotraqueal e manutenção de vias aéreas; cateterismo venoso profundo e arterial; instalação de marcapasso temporário; toracocentese; traqueostomia; cardioversão e desfibrilação. Transtornos cardiocirculatórios em UTI: arritmias cardíacas; crise hipertensiva; parada cardiorespiratória; tromboembolismo pulmonar; dissecção aórtica; infarto agudo do miocárdio; angina instável; insuficiência cardiocirculatória; choque. Transtornos respiratórios em UTI: insuficiência respiratória; síndrome de angústia respiratória do adulto; edema pulmonar agudo; cor pulmonale; pneumotórax; derrame pleural; assistência ventilatória mecânica; hemoptise. Transtornos da função renal e do equilíbrio hidroeletrolítico e ácido base: insuficiência renal aguda; métodos substitutivos da função renal; distúrbios hidroeletrolíticos; distúrbios ácido-base. Transtornos gastroenterológicos em UTI: hemorragia digestiva; insuficiência hepática; pancreatite aguda; íleo adinâmico; diarréia. Transtornos endocrinológicos em UTI: diabetes; hipoglicemia; tireotoxicose; mixedema. Transtornos neurológicos em UTI: coma; trauma cranioencefálico e raquimedular; acidente vascular cerebral; crise convulsiva; síndrome de Gullain-Barré; miastenia gravis. Transtornos hematológicos em UTI: coagulopatias; púrpura trombocitopênica trombótica; reação transfusional; tromboembolismo; hemólise. Doenças infectocontagiosas em UTI: infecção hospitalar; endocardite bacteriana; sepse e choque séptico; pneumonias; AIDS; tétano; meningites; infecções abdominais; antibioticoterapia. Problemas cirúrgicos em UTI: cirurgia cardíaca; abdome agudo; queimados. Intoxicações e envenenamentos: álcool; narcóticos; sedativos e hipnoindutores; estimulantes do SNC e alucinógenos; hidrocarbonetos; salicilatos; anticocinérgicos; plantas; animais peçonhentos. Gravidez e UTI: eclâmpsia e pré-eclâmpsia; sindrome Hellp. Nutrição em UTI: enteral; parenteral; terapia nutricional em doenças específicas. Monitoração do paciente crítico: eletrocardiografia; pressão arterial; pressão venosa central; cateterismo arterial pulmonar; débito cardíaco; oximetria de pulso; capnografia.

Sugestão Bibliográfica:

American Heart Association. Advanced Cardiac Life Support: Instructor Manual. 1th Ed. New York: American Heart Association; 2007. 141 p.

American College of Surgeons. Advanced Trauma LIfe Support manual. 7th Ed. Chicago. American College of Surgeons; 2004. 391 p.

Rasslan S, Gama-Rodrigues JJ, Machado MCC. Clínica Cirúrgica. São Paulo: Manole; 2008 (2). 2400 p.

Townsend CM. Sabiston - Tratado de Cirurgia. 17ª Ed. Elsevier; 2005. 2520p.

Knobel E, Knobel M, Souza JMA. Condutas em Terapia Intensiva Cardiológica. São Paulo: Atheneu; 2008. 899p. Knobel E. Condutas no Paciente Grave. 3ª Ed. São Paulo: Atheneu; 2006 (2). 3124 p.

Knobel E. Terapia Intensiva: Pneumologia e Fisioterapia Respiratória. São Paulo: Atheneu; 2004. 236 p. Knobel E. Terapia Intensiva: Neurologia. São Paulo: Atheneu; 2002. 346 p.

Knobel E. Terapia Intensiva: Cardiologia. São Paulo: Atheneu; 2002. 478 p.

Knobel E. Terapia Intensiva: Infectologia e Oxigenoterapia Hiperbárica. São Paulo: Atheneu; 2003. 265 p.

Knobel E. Terapia Intensiva: Nefrologia e Distúrbios do Equilíbrio Ácido-Base. São Paulo: Atheneu; 2004. 336 p.

Knobel E. Terapia Intensiva: Hemodinâmica. São Paulo: Atheneu; 2003. 261 p.

Cargo: Nutricionista

Conhecimentos Específicos:

Condições sanitárias e higiênicas do Serviço de nutrição. Planejamento da alimentação complementar. Alimentação do pré-escolar. Alimentação do escolar. Avaliação nutricional de crianças. Educação nutricional. Nutrição básica: carboidratos, proteínas e lipídeo, digestão, absorção, transporte, metabolismo e excreção, classificação, função, recomendações e fontes. Minerais e vitaminas: função, recomendação. Água, eletrólitos, fibras: conceito, classificação, função, fontes e recomendações. Terapia nutricional nas patologias cardiovasculares, do sistema digestivo, endócrinas e do metabolismo renal, nas alergias e tolerâncias alimentares, na desnutrição protéico energética. Epidemiologia nutricional, determinantes da desnutrição, obesidade,anemia, hipovitaminose. Nutrição materno infantil, leite humano, composição. Terapia nutricional na gestação e lactação, na infância e demais grupos etários. Avaliação nutricional: conceitos e métodos no primeiro ano de vida e demais grupos etários. Técnicas dietéticas: conceito, classificação e característica: pré-preparo e preparo de alimentos. Administração em serviços de alimentação: planejamento, organização, coordenação e controle de unidades de alimentação e nutrição.

Sugestão Bibliográfica:

Nutrição e Metabolismo: CAMINHOS DA NUTRICAO E TERAPIA NUTRICIONAL. Da Concepção à adolescência. Editora Guanabara Koogan Jacqueline Pontes Monteiro e José Simon Camelo Júnior.

Nutrição da gestação ao envelhecimento. Editora Rúbio. Márcia Regina Vitolo.

Epidemiologia nutricional. Editora Atheneu. Gilberto Kac. Página 113.

Nutricao clínica. Estudos de casos comentados. Sônia Tucunduva Philippi. Editora Manole

Nutrição humana. Editora Guanabara Koogan. Jim Mann e A. Stewart Truswell.

Cargo: Procurador Municipal

Conhecimentos Específicos:

Direito Constitucional: Poderes e funções do Estado, Organização constitucional do Poder Judiciário, Controle de constitucionalidade:Controle difuso - recurso extraordinário e repercussão geral. Controle concentrado - Adi, Adc e Adpf .Efeito Vinculante. Súmula Vinculante. Reclamação Constitucional. Interpretação constitucional. Coisa julgada inconstitucional.Gerações de Direitos Humanos. Implementação de políticas públicas. Direitos e Garantias. Direito de petição. Remédios Constitucionais. Habeas corpus. Habeas data .Mandado de segurança.Mandado de Injunção . Ação popular . Ação civil pública.Ministério Público: organização constitucional e poder de investigação. Poder Constituinte. Repartição constitucional de competências. Poder Legislativo: organização e tarefas. Processo legislativo. Emendas à Constituição. Lei ordinária e lei complementar.Decreto legislativo.Resolução Lei delegada. Medidas provisórias. Incorporação de tratados, convenções e acordos internacionais. Leis orçamentárias e orçamento participativo. Fiscalização orçamentária e financeira: o Tribunal de Contas. Estatuto dos parlamentares. Comissões Parlamentares. Impeachment. Estruturação do Poder Executivo. Aspectos constitucionais do Direito Eleitoral. Estado de defesa, estado de sítio e intervenção federal. Constituição Estadual de Minas Gerais. Lei Orgânica do Município de Pedro Leopoldo.

Direito Civil: 1. Fontes formais do direito positivo. 2. Vigência e eficácia. 3.Conflitos de leis no tempo e no espaço. 4.Hermenêutica e aplicação da lei. 5. Pessoa natural - começo e fim da personalidade, capacidade de fato e de direito, pessoa absoluta e relativamente incapaz. 6. Pessoa jurídica - classificação. 7. Pessoa jurídica de direito público e privado - personalidade jurídica, representação e responsabilidade. 8. Registro civil. 9. Domicílio da pessoa natural e jurídica, pluralidade e mudança de domicílio. Bens - classificação, bens fora do comércio. 10. Atos e fatos jurídicos - conceito e classificação, interpretação dos atos jurídicos, defeitos dos atos jurídicos, erro, dolo, coação, simulação e fraude. 11. Modalidades - condição suspensiva, condição resolutiva e termo, forma, nulidade absoluta e relativa, ratificação. 12. Atos ilícitos - conceito e espécies, prescrição - causas suspensivas e interruptivas. 13. Direito das coisas - posse e propriedade. 14. Direitos reais sobre coisas alheias - enfiteuse e servidões. 15. Direitos reais de garantia - penhor, anticrese e hipoteca. 16. Direito das obrigações - modalidades, cláusula penal, efeito das obrigações, pagamento por consignação, com sub-rogação, imputação, novação, transação, compromissos, confusão e remissão. 17. Perdas e danos. 18. Juros de mora. 19. Cessão de crédito. 20. Contratos - espécies, obrigação por declaração unilateral de vontade, obrigações por atos ilícitos. 21. Responsabilidade Civil. 22. Teoria da culpa e do risco. 23. Dano moral. 24. Liquidação das obrigações. 25. Concurso de credores. 26. Correção Monetária.

Direito Processual Civil: 1 Da jurisdição: conceito, modalidades, poderes, princípios, órgãos, formas e limites da jurisdição civil. 1.1 Da ação: conceito, natureza jurídica, condições, classificação. 2 Competência: conceito; competência funcional e territorial; competência internacional. 2.1 Modificações da competência e conflito; conexão e continência. 2.2 Processo e procedimento: natureza e princípios, formação, suspensão e extinção. 2.3 Pressupostos processuais; tipos de procedimentos. 2.4 Prazos: conceito, classificação, princípios, contagem.

Direito Administrativo: 1 Conceito de administração pública sob os aspectos orgânico, formal e material. Princípios Constitucionais da Administração Pública. Princípios da legalidade e da finalidade. Princípio da impessoalidade. Princípio da moralidade e da probidade administrativa. Princípio da publicidade. Princípio da eficiência. Princípio da licitação pública. Princípio da prescritibilidade dos ilícitos administrativos. Princípio da responsabilidade civil da Administração. Princípio da participação. Princípio da autonomia gerencial. 2 Fontes do direito administrativo: doutrina e jurisprudência na formação do direito administrativo. Lei formal. Regulamentos administrativos, estatutos e regimentos; instruções; princípios gerais; tratados internacionais; costume. 3 Descentralização e Desconcentração da Atividade Administrativa. Relação jurídico-administrativa. Personalidade de direito público. Conceito de pessoa administrativa. Teoria do órgão da pessoa jurídica: aplicação no campo do direito administrativo. 4 Classificação dos órgãos e funções da administração pública. 5 Competência administrativa: conceito e critérios de distribuição. Avocação e delegação de competência. 6 Ausência de competência: agente de fato. 7 Hierarquia. Poder hierárquico e suas manifestações. 8 Autarquias. Agências reguladoras e executivas. 9 Fundações públicas. 10 Empresa pública. 11 Sociedade de economia mista. 12 Entidades paraestatais, em geral. 13 Fatos da administração pública: atos da administração pública e fatos administrativos. Formação do ato administrativo: elementos; procedimento administrativo. 14 Validade, eficácia e auto-executoriedade do ato administrativo. 15 Atos administrativos simples, complexos e compostos. 16 Atos administrativos unilaterais, bilaterais e multilaterais. 17 Atos administrativos gerais e individuais. 18 Atos administrativos vinculados e discricionários. Mérito do ato administrativo, discricionariedade. 19 Controle do ato administrativo. 20 Ato administrativo inexistente. Atos administrativos nulos e anuláveis. Teoria das nulidades no direito administrativo. Vícios do ato administrativo. Teoria dos motivos determinantes. 21 Contrato administrativo: discussão sobre sua existência como categoria específica; conceito e caracteres jurídicos. 22 Formação do contrato administrativo: elementos. Licitação: conceito, modalidades e procedimentos; dispensa e inexigibilidade de licitação. 23 Execução do contrato administrativo: princípios; teorias do fato do príncipe e da imprevisão. 24 Extinção do contrato administrativo: força maior e outras causas. 25 Espécies de contratos administrativos. Convênios administrativos. 26 Poder de polícia: conceito; polícia judiciária e polícia administrativa; liberdades públicas e poder de polícia. 27 Principais setores de atuação da polícia administrativa. 28 Serviço público: conceito; caracteres jurídicos; classificação e garantias. Usuário do serviço público. 29 Concessão de serviço público: natureza jurídica e conceito; regime jurídico financeiro. 30 Extinção da concessão de serviço público; reversão dos bens. 31 Permissão e autorização. 32 Bens públicos: classificação e caracteres jurídicos. Natureza jurídica do domínio público. 33 Domínio público hídrico: composição; regime jurídico das águas públicas. 34 Domínio público aéreo. 35 Domínio público terrestre: evolução do regime jurídico das terras públicas no Brasil: terras urbanas e rurais; terras devolutas. Vias públicas; cemitérios públicos; portos. 36 Recursos minerais e potenciais de energia hidráulica: regime jurídico. 37 Utilização dos bens públicos: autorização, permissão e concessão de uso; ocupação; aforamento; concessão de domínio pleno. 38 Limitações administrativas: conceito. Zoneamento. Polícia edilícia. Zonas fortificadas e de fronteira. Florestas. Tombamento. 39 Servidões administrativas. 40 Requisição da propriedade privada. Ocupação temporária. 41 Desapropriação por utilidade pública: conceito e fundamento jurídico; procedimentos administrativo e judicial; indenização. 42 Desapropriação por zona. Direito de extensão. Retrocessão. ―Desapropriação indireta‖. 43 Desapropriação por interesse social: conceito, fundamento jurídico e espécies; função social do imóvel rural. Evolução do regime jurídico no Brasil. 44 Controle interno e externo da administração pública. 45 Sistemas de controle jurisdicional da administração pública: contencioso administrativo e sistema da jurisdição una. 46 Controle jurisdicional da administração pública no direito brasileiro. 47 Responsabilidade patrimonial do Estado por atos da administração pública: evolução histórica e fundamentos jurídicos. Teorias subjetivas e objetivas da responsabilidade patrimonial do Estado. 48 Responsabilidade patrimonial do Estado por atos da administração pública no direito brasileiro. 49 Agentes públicos: servidor público e funcionário público; natureza jurídica da relação de emprego público; preceitos constitucionais. 50 Servidores públicos. Direitos, deveres e responsabilidades dos servidores públicos civis. 51 Improbidade administrativa. 52 Formas de provimento e vacância dos cargos públicos. 53 Procedimento administrativo. Instância administrativa. Representação e reclamação administrativas. 54 Pedido de reconsideração e recurso hierárquico próprio e impróprio. Prescrição administrativa. 55 Advocacia-Geral da União. 56 Procuradoria-Geral Federal. 57 Setor energético e suas relações com a economia, o desenvolvimento social, a tecnologia e o meio ambiente. 58 Lei Geral das Agências Reguladoras.

Direito Previdenciário: Assistência social - principais aspectos. LOAS - Lei n. 8742/93 e estatuto do idoso do idoso - Lei n. 10.741/02. Regime Geral da Previdência Social: conceitos básicos. filiação e inscrição; segurados do RGPS; manutenção e perda da qualidade de segurado; dependentes do RGPS, salário-de-contribuição e salário de benefício; fator previdenciário; renda mensal do benefício. Auxílio- doença: Características e requisitos para a obtenção do benefício; incapacidade e suas espécies; duração do benefício; habilitação e reabilitação profissional. Auxílio-acidente: características e requisitos para a obtenção do benefício; cumulação com aposentadoria. Aposentadoria por invalidez: características e requisitos para a obtenção do benefício; incapacidade total e definitiva; valor do benefício e hipóteses de "super invalidez"; Aposentadoria especial: características e requisitos para a obtenção do benefício; conceito de trabalho em condições especiais; prova de trabalho permanente em condições especiais; conversão do tempo de serviço especial em comum; PPP; Aposentadoria por idade e tempo de contribuição: características e requisitos para a obtenção do benefício. Desaposentação. Cumulação de benefícios: possibilidades e vedações.

Direito Eleitoral: Sistemas eleitorais e Processo eleitoral: Sistema majoritário, Maioria simples e maioria absoluta, Sistema proporcional, Quociente eleitoral e quociente partidário, Demais sistemas eleitorais adotado no Direito comparado, Lista aberta e lista fechada, Conceito de processo eleitoral, Anualidade da lei eleitoral, Decisão do STF no Recurso Extraordinário 630147. Quitação eleitora, Convenções partidárias. Recursos eleitorais: Dos recursos em geral. Generalidades, Prazos, Efeito devolutivo, Medidas cautelares Sustentação oral, Instância e recurso, Recurso inominado, Embargos de declaração, Agravo, Agravo regimental, Recurso ordinário, Recurso especial,Recurso extraordinário. Lei de Improbidade Administrativa (Lei n°. 8.429/92) Disposições gerais, Atos de improbidade administrativa, Penas, Procedimento administrativo, Processo judicial, Prescrição.

Direito Tributário:Direito tributário e o conceito de tributo. Código Tributário Nacional. Espécies tributárias.Fontes do direito tributário. Interpretação, validade,vigência,eficácia das normas tributárias. Segurança jurídica e processo: recursos, ação rescisória, coisa julgada e ADIN . Regra-matriz de incidência - hipótese tributária. Isenções tributárias e a regra-matriz de incidência tributária Crédito tributário, lançamento e espécies de lançamento tributário. Controle da dívida ativa: ação anulatória, embargos à execução e exceção de pré-executividade.Extinção da obrigação tributária, compensação e repetição do indébito.Imposto sobre a renda - pessoa física. ISS. Procedimento administrativo fiscal. Suspensão da exigibilidade do crédito tributário, MS e liminares. Decadência e prescrição em matéria tributária. Realização da dívida ativa: execução fiscal e medida cautelar fiscal. IPTU. ITR. Processo administrativo tributário: conceito, princípios norteadores, finalidades, limites e direitos e garantias individuais assegurados. Processo administrativo tributário: lei 10.941/01 e decreto-lei 70.235/72. Processo judicial tributário - Teoria Geral do Processo. Conceitos fundamentais: jurisdição, ação, processo e procedimento. Controle de constitucionalidade e tutelas coletivas em matéria tributária.

Sugestões Bibliográficas:

BALERA, Wagner; MUSSI, Cristiane Miziara. Direito previdenciário. São Paulo: Método, 2008.

BRASIL. Constituição Federal, de 5 de outubro de 1988. Constituição Estadual de Minas Gerais - 13ª Edição - www.tce.mg.gov.br/IMG/Legislacao/ConstituicaoEstadual_7.pdf

CARDOZO, José Eduardo Martins e Coordenadores. Direito Administrativo e Econômico. Atlas.

CARRAZA, Roque Antônio. Curso de Direito Constitucional Tributário. Malheiros Editores, 2011.

DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito administrativo. São Paulo, Atlas, 2006.

DINIZ, Maria Helena. Curso de direito civil brasileiro: teoria geral do direito civil. São Paulo: Saraiva.

______ . Curso de direito civil brasileiro: obrigações. São Paulo: Saraiva.

______ . Curso de direito civil brasileiro: teoria geral dos contratos. São Paulo: Saraiva.

______ . Curso de direito civil brasileiro: direitos reais. São Paulo: Saraiva.

______ . Curso de direito civil brasileiro: responsabilidade civil. São Paulo: Saraiva.

______ . Lei de introdução ao código civil Brasil interpretada: com referência ao novo código civil. São Paulo: Saraiva.

FERREIRA FILHO, Manoel Gonçalves. Curso de direito constitucional. São Paulo, Saraiva, 2006

GOMES, José Jairo. Direito Eleitoral. Del Rey, 2008.

GONÇALVES, Marcus Vinicius Rios. Novo curso de direito processual civil. Saraiva. 3ª edição - 2006

JARDIM, Eduardo Marcial Ferreira. Manual de direito financeiro e tributário. Saraiva. 7ª edição - 2005

GASPARINI, Diógenes. Direito administrativo. São Paulo, Saraiva, 2006.

MARTINS, Ives Gandra da Silva. Curso de direito tributário. Saraiva. 9ª edição - 2006

MEIRELLES, Hely Lopes. Direito administrativo brasileiro. São Paulo, Malheiros, 2005.

MARTINEZ, Wladimir Novaes. Curso de Direito Previdenciário. LTR, 2011.

MORAES, Alexandre de. Direito constitucional. 23ª ed., São Paulo: Atlas.

______ . Direitos humanos fundamentais. Rio de Janeiro: Atlas, 2002.

______ . Jurisdição constitucional e tribunais constitucionais. São Paulo: Atlas,2003.

MELLO, Celso Antonio Bandeira de. Curso de direito administrativo. São Paulo, Malheiros, 2010.

MACHADO, Antonio Cláudio da Costa. Código de processo civil interpretado .

SÃO PAULO, SARAIVA, 2006. MOTTA, Carlos Pinto Coelho. Eficácia nas Licitações e Contratos. Editora Del Rey, 2011.

MOREIRA, Jose Carlos Barbosa. O novo processo civil brasileiro: exposição sistemática do procedimento. Rio de Janeiro, Forense.

SANTOS, Ernane Fidélis dos. As reformas de 2005 e 2006 do Código de Processo Civil. . 2ª edição Saraiva, 2006.

SIMÃO, Calil.Improbridade Administrativa. Mizuno, 2011.

SILVA, Edson Jacinto. O vereador no Direito Municipal. Mizuno.

WAMBIER, Luiz Rodrigues. Curso avançado de processo civil. São Paulo, Revista dos Tribunais, 2005.

Cargo: Psicólogo Clínico

Conhecimentos Específicos:

Ética profissional do psicólogo / Ética como um fator de produção; A Psicologia e a Saúde: o papel do psicólogo na equipe multidisciplinar; Concepções de saúde e doença; Psicologia Hospitalar: teoria e prática; Saúde Mental: conceito de normal e patológico; Contribuições da psiquiatria, psicologia e psicanálise; Psicopatologia: produção de sintomas, aspectos estruturais e dinâmicos das neuroses e perversões na clínica com crianças, adolescentes e adultos; Teorias da personalidade; Diagnóstico psicológico: fundamentos e passos do processo psicodiagnóstico; testes psicológicos (tipos, aplicação, interpretação, análise dos testes); Entrevista psicológica: definição, tipos e finalidades; Transtornos mentais e do comportamento relacionados ao trabalho; Psicopatologia: conceituação; alterações da percepção, representação, juízo, raciocínio, memória, atenção, consciência e afetividade; doenças de natureza psíquica (alcoolismo, depressão, esquizofrenia, ansiedade); Possibilidades de atendimento institucional e terapia de apoio; Instituições, análise institucional - principais abordagens; Modalidades de tratamento com crianças, adolescentes e adultos: intervenções individuais e grupais; Psicoterapia de grupo, grupos operativos, psicoterapia individual, atendimento à família; Abordagem psicanalítica do tratamento individual e grupal; Psicologia e políticas públicas municipais.

Sugestões Bibliográficas:

ARAÚJO, Luis Cesar G. de. Gestão de pessoas: estratégias e integração organizacional. São Paulo: Atlas, 2006.

BERGAMINI, Cecília Whitaker. Psicologia aplicada à administração de empresas: psicologia do comportamento organizacional. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2005.

BITENCOURT, Claudia. Gestão contemporânea de pessoas. Porto Alegre: Bookman, 2004.

CHIAVENATO, Idalberto. Recursos humanos - 7. ed. compacta. São Paulo: Atlas, 2002

DEJOURS, Christophe. A loucura do trabalho: estudo de psicopatologia do trabalho. 5. ed. ampl. São Paulo: Cortez, 1987.

FIORELLI, José Osmir. Psicologia para administradores: integrando teoria e prática. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

FLEURY, Maria Tereza Leme; FISCHER, Rosa Maria; PETTIGREW , Andrew. Cultura e poder nas organizações. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1996.

GIL, Antônio Carlos. Gestão de pessoas: enfoque nos papéis profissionais. São Paulo: Atlas, 2001

GOULART, Iris Barbosa; SAMPAIO, Jader dos Reis (Orgs.) Psicologia do trabalho e gestão de recursos humanos: estudos contemporâneos. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1998. 82

HALL, Calvin Springer; LINDZEY, Gardner; CAMPBELL, John B. Teorias da personalidade. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

LEME, Rogério. Seleção e entrevista por competências com o inventario comportamental: guia prático do processo seletivo para redução da subjetividade e eficácia na seleção. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2007.

MOSCOVICI, Fela. Renascença organizacional: a revalorização do homem frente à tecnologia para o sucesso da nova empresa. 8. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2000.

Cargo: Técnico Superior de Informação da Saúde

Conhecimentos Específicos:

Vigilância epidemiológica inerentes aos sistemas SIM, SINAN e SINASC e Sistemas de geo-referenciamento. A assistência integral à saúde mental. Aspectos metodológicos da assistência de enfermagem e Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE). Assistência na prevenção e controle de doenças infectocontagiosas, sexualmente transmissíveis e de doenças crônicas e degenerativas. Assistência nas alterações clínicas em situações de urgência e emergência, com portadores de doenças agudas e crônicas, infecciosas. Assistência Integral à Saúde do Trabalhador. Atenção Primária em Saúde: conceitos e dimensões. Organização e assistência de enfermagem à mulher, a criança, adolescente, ao adulto e ao idoso na perspectiva da integralidade da assistência e abordagem de fenômenos/eventos individuais e coletivos nos ciclos vitais. Testes imunodiagnósticos e auxiliares de diagnósticos.

Sugestão Bibliográfica:

Livros e apostilas inerentes a área.

Cargo: Terapeuta Ocupacional

Conhecimentos Específicos:

Código de Ética Profissional. Compreensão crítica da história da terapia ocupacional no Brasil. Ergoterapia e a assistência asilar. Conceitos básicos da terapia ocupacional socioterápica. Conceitos e idéias básicas dos modelos de terapia ocupacional que se fundamentam nas linhas psicológicas, terapia ocupacional psicodinâmica e junguiana. Conceitos e idéias que fundamentam a terapia ocupacional das críticas ao sistema segregativo e asilar, isto é, das práticas de transformação institucional. A idéia do trabalho como recurso de terapia ocupacional. Conceito de reabilitação e as propostas alternativas de atenção à saúde da população assistida em terapia ocupacional. A problemática da efetivação da cidadania da população assistida em terapia ocupacional: pessoas portadoras de deficiências e doentes mentais. Políticas de Saúde Mental e referentes à saúde das pessoas portadoras de deficiência. Os modelos de terapia ocupacional referentes ao atendimento às pessoas portadoras de deficiência física e/ou sensorial (modelo neurológico e cinesiológico), bem como as abordagens corporais globalizantes (Gerda Alexander, Noshe Faldenkrais, Petho Sandor). O papel das unidades extra-hospitalares (U.B.S.), centro de convivência hospitais-dia e centros de referência diante da questão da não internação do paciente psiquiátrico e da não institucionalização da pessoa portadora de deficiência física, sensorial e/ou mental. A ação do terapeuta ocupacional na emergência psiquiátrica, enfermarias psiquiátricas em hospitais gerais, assim como no tratamento hospitalar e ambulatorial de pessoas portadoras de deficiência. A atuação do terapeuta ocupacional no atendimento a bebê de alto risco e a crianças que apresentam retardo no desenvolvimento neuropsicomotor. Análise crítica da reabilitação profissional no Brasil. Análise crítica da assistência e da atuação da terapia ocupacional no contexto da assistência às pessoas portadoras de deficiência mental em nosso país. Análise das relações entre saúde e trabalho. Sistema Único de Saúde e Municipalização. Const. Federal: Título VIII - da Ordem Social, Cap. II - da Seguridade Social, Seção II - da Saúde; Lei 8080/90 e Lei 8142/90.

Sugestão Bibliográfica:

ATWAL, A. Terapia ocupacional e terceira idade. 1. ed. São Paulo: Editora Santos (Grupo GEN), 2007.

BRASIL, Ministério da Saúde (BR). Disponível em: http://portal.saude.gov.br/saude/area.

CAVALCANTI, A.; GALVÃO, C. Terapia ocupacional: fundamentação & prática. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.

DE CARLO, M.M.R.P.; LUZO, M.C.M. (Orgs.) Terapia ocupacional: reabilitação física e contextos hospitalares. São Paulo: Roca, 2004.

DE CARLO, M.M.R.P.; QUEIROZ, M.E.G. Dor e cuidados paliativos: terapia ocupacional e interdisciplinaridade. São Paulo: Roca, 2007.

DRUMMOND, A.F.; REZENDE, M.B. (Orgs.) Intervenções da terapia ocupacional. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

HAGEDORN, R. Ferramentas para a prática em terapia ocupacional: uma abordagem estruturada aos conhecimentos e processos centrais. São Paulo: Roca, 2007.

MALFITANO, A.P.S. Atrás da porta que se abre: demandas sociais e o Programa de Saúde da Família (PSF). Holambra/São Paulo: Editora Setembro, 2007.

MARTINEZ, C.M.S.; BARBA, P.C.D. (Cols.) Desenvolvimento de bebês: atividades cotidianas e a interação com o educador. São Carlos: EdUFSCar, 2005.

MEDEIROS, M.H.R. Terapia ocupacional: um enfoque epistemológico e social. 1. ed. São Carlos: EdUFSCAR, 2003.

PEDRETTI, L.W .; EARLY, M.B. Terapia ocupacional: capacidades práticas para disfunções físicas. São Paulo: Roca, 2005.

TEIXEIRA, E.; SAURON, F.N. (Cols.) Terapia ocupacional na reabilitação física. São Paulo: Roca, 2004.

UCHÔA-FIGUEIREDO, L.R.; NEGRINI, S.F.B.M. (Orgs.) Terapia ocupacional: diferentes práticas em hospital geral. Ribeirão Preto: Legis Summa, 2009.

FORMULÁRIO PARA RECURSO

Comissão Supervisora do Concurso da Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo / MG
Concurso Público - Edital nº 01/2011

Nome completo - Candidato
Nº de Inscrição e CPF
Cargo Data de nascimento

Marque abaixo o tipo de recurso:

( )Edital
( ) Indeferimento do pedido de isenção da Taxa de inscrição
( )Inscrições (erro na grafia do nome)
( ) Inscrições (omissão do nome)
( )Inscrições (Erro no nº de inscrição)
( )Inscrições (erro no nº da identidade ou CPF)
( )Inscrições (erro na nomenclatura do cargo)
( )Inscrições (indeferimento de inscrição)
( )Local, sala, data e horário de prova (erro no local e/ou data; erro na data e/ou horário)
( )Gabarito da Prova Objetiva de Múltipla Escolha (erro na resposta divulgada)
( )Realização da Prova Prática, se houver
( )Resultado (erro na pontuação e/ou classificação)
( )Outro. Especificar ____________________________________________________________________

Digitar, datilografar ou escrever em letra de forma legível a justificativa do recurso, de forma objetiva:

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

Local e data: ____________, ____ /____/____ .

Assinatura: ____________________________________

ANEXO III

Cargos de provimento efetivo da Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo- MG

C
Ó
D
I
G
O

CARGO

REQUISITO/ ESCOLARIDADE



V
A
G
A
S

VAGAS DESTINADAS A CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA

VALOR VENCI- MENTO
(R$)

T
A
X
A

I
N
S
C
R
I
Ç
Ã
O

(R$)

C.
H.

S
E
M
A
N
A
L

PROVAS



Q
U
E
S
T
Õ
E
S

P
E
S
O
 
D
A
S

Q
U
E
S
T
Õ
E
S

01

Ajudante de Veterinário

Nível Fundamental

01

00

R$ 545,00

30,00

40

Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

25

25

2,4

2,4

02

Analista de Suporte de Sistemas e Redes

Graduação em Processamento de Dados

01

00

R$ 1.958,25

70,00

35

Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Raciocínio Lógico / Matemática

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

03

Assistente Administrativo

Ensino Médio completo

10

01

R$ 790,22

40,00

35

Língua Portuguesa

Noções de Administração Pública

Informática

Raciocínio Lógico / Matemática

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

04

Assistente Social

Graduação em Serviço Social, com registro no órgão de classe

03

01

R$ 1958,25

70,00

30

Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

05

Auxiliar de Cirurgião Dentista

Ensino Fundamental completo e registro no órgão de classe

01

00

R$ 622,38

30,00

40

Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

Conhecimentos Específicos

20

20

10

2,4

2,4

2,4

06

Auxiliar de Serviços Gerais (Varrição, limpeza e conservação de logradouros públicos e unidades administrativas)

Conforme Lei n° 3.205/2.010

20

02

R$ 545,00

30,00

44

Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

25

25

2,4

2,4

07

Auxiliar de Serviços Gerais (Capinadores, obras e serviços Pesados)

Conforme Lei n° 3.205/2.010

20

02

R$ 545,00

30,00

44

Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

25

25

2,4

2,4

08

Bombeiro Eletricista

4ª Série do Ensino Fundamental completa

02

01

R$ 553,92

30,00

44

Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

25

25

2,4

2,4

09

Cirurgião Dentista

Graduação em Odontologia, com registro no órgão de classe

02

01

R$ 1.958,25

70,00

20

Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

10

Cirurgião Dentista de Estratégia

Graduação em Odontologia, com registro no órgão de classe

01

00

R$ 3.787,87

70,00

40

Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

11ContadorGraduação em Ciências Contábeis, registro no órgão de classe0100R$ 1.958,2570,0035Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Raciocínio Lógico / Matemática

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

12CoveiroAlfabetizado0501R$ 545,0030,0044Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

25

25

2,4

2,4

13EducadorMagistério nível médio ou superior0201R$ 1.043,7870,0044Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Raciocínio Lógico / Matemática

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

14Educador em SaúdeEnsino Médio completo0100R$ 790,2240,0040Língua Portuguesa

Noções de Administração Pública

Informática

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

15Enfermeiro de EstratégiaGraduação em Enfermagem e Registro no Órgão Competente1301R$ 2.946,1270,0040Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

16FarmacêuticoCurso de Farmácia, com registro no órgão de classe.0100R$ 1.958,2570,0035Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

17Fiscal de PosturasEnsino Médio completo0201R$ 892,9540,0040Língua Portuguesa

Noções de Administração Pública

Informática

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

18Fiscal de TributosGraduação em Administração ou Ciências Contábeis ou Economia ou Direito, com registro no respectivo órgão de classe.0201R$ 1.958,2570,0040Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Raciocínio Lógico / Matemática

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

19FisioterapeutaGraduação em Fisioterapia, com registro no órgão de classe.0201R$ 1.958,2570,0035Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

20GeógrafoGraduação em Geografia,com registro no CREA-MG por parte dos profissionais ligados ao Sistema Confea/CREA0100R$ 1958,2570,0035Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Conhecimentos Específicos

20

15

15

2,4

2,4

2,4

21JardineiroAlfabetizado0501R$ 545,0030,0044Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

25

25

2,4

2,4

22Médico de EstratégiaGraduação em Medicina e

Registro no Órgão de Classe.

1201R$ 7.260,9470,0040Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

23Médico I (Especialista em Angiologia)Graduação em Medicina, com especialização em angiologia e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

24Médico I (Especialista em Cardiologia)Graduação em Medicina, com especialização em cardiologia e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

25Médico I (Especialista em Clínica Geral)Graduação em Medicina, com especialização em clínica geral e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

26Médico I (Especialista em Dermatologia)Graduação em Medicina, com especialização em dermatologia e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

27Médico I (Especialista em Endocrinologia)Graduação em Medicina, com especialização em endocrinologia e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

28Médico I (Especialista em Ginecolologia)Graduação em Medicina, com especialização em ginecologia e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

29Médico I (Especialista em Hematologia)Graduação em Medicina, com especialização em hematologia e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

30Médico I (Especialista em Geriatria)Graduação em Medicina, com especialização em geriatria e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

31Médico I (Especialista em Mastologia)Graduação em Medicina, com especialização em mastologia e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

32Médico I (Especialista em Neurologia)Graduação em Medicina, com especialização em neurologia e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

33Médico I (Especialista em Ortopedia)Graduação em Medicina, com especialização em ortopedia e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

34Médico I (Especialista em Otorrinolarin- gologia)Graduação em Medicina, com especialização em otorrinolaringologia e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

35Médico I (Especialista em Pediatria e/ou Neonatologia)Graduação em Medicina, com especialização em pediatria e/ou neonatologia e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

36Médico I (Especialista em Pneumologia)Graduação em Medicina, com especialização em pneumologia e registro no CRMCR00R$ 1.958,2570,0020Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

37Médico Horizontal em Unidade de Pronto atendimento em Clínica MédicaCurso Superior em Medicina e Registro no Órgão de Classe.CR00R$ 9.000,0070,0040Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

38Médico Plantonista em Unidade de Pronto atendimento em Clínica MédicaNível superior com residência médica na especialidade em instituição credenciada pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC).CR00R$ 1.958,2570,0012Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

39Médico Plantonista em Unidade de Pronto Atendimento em Cirurgia- GeralCurso de Medicina, com registro no órgão de classe e especialidade na área.CR00R$ 1.958,2570,0012Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

40Médico Plantonista em Unidade de Pronto Atendimento em OrtopediaNível superior com residência médica na especialidade em instituição credenciada pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC)CR00R$ 1958,2570,0012Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

41Médico Plantonista em Unidade de Pronto Atendimento em PediatriaNível superior com residência médica na especialidade em instituição credenciada pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC)CR00R$ 1.958,2570,0012Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

42Médico Plantonista IntensivistaCurso de Medicina, com registro no órgão de classe e especialidade na área.CR00R$ 1958,2570,0012Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

43MotociclistaEnsino Fundamental completo - CNH Categoria "A"0100R$ 545,0030,0044Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

Conhecimentos Específicos

20

20

10

2,4

2,4

2,4

44Motorista de Veículos LevesEnsino Fundamental completo - CNH Categoria "C"0501R$ 790,2230,0044Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

Conhecimentos Específicos

20

20

10

2,4

2,4

2,4

45Motorista de Veículos Pesados4ª Série do Ensino Fundamental completa - CNH Categoria "D"0501R$ 892,9530,0044Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

Conhecimentos Específicos

20

20

10

2,4

2,4

2,4

46NutricionistaGraduação em Nutrição.0100R$ 1.958,2570,0035Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

47Operador de Máquinas Leves4ª Série do Ensino Fundamental completa - CNH Categoria "C"0501R$ 790,2230,0044Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

Conhecimentos Específicos

20

20

10

2,4

2,4

2,4

48Operador de Máquinas Pesadas4ª Série do Ensino Fundamental completa - CNH Categoria "D"0401R$ 892,9530,0044Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

Conhecimentos Específicos

20

20

10

2,4

2,4

2,4

49Operador de Moto-serraAlfabetizado0201R$ 553,9230,0044Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

25

25

2,4

2,4

50Operador de RoçadeiraAlfabetizado0501R$ 553,9230,0044Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

25

25

2,4

2,4

51Operador de Usina de AsfaltoAlfabetizado0100R$ 553,9230,0044Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

25

25

2,4

2,4

52Pedreiro4ª Série do Ensino Fundamental completa1001R$ 553,9230,0044Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

25

25

2,4

2,4

53Professor de Educação Básica IMagistério a nível médio0501R$ 1.043,7840,0024Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Raciocínio Lógico - Matemática

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

54Procurador MunicipalGraduação em Direito, com registro no órgão de classe0100R$ 2.689,6570,0020Língua Portuguesa

Raciocínio Lógico/ Matemática

Conhecimentos Específicos

20

10

20

2,4

2,4

2,4

55Psicólogo ClínicoGraduação em Psicologia, com registro no órgão de classe0100R$ 1.958,2570,0035Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

56Serralheiro4ª Série do Ensino Fundamental completa0100R$ 553,9230,0044Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

25

25

2,4

2,4

57Técnico de EnfermagemCurso Técnico de Enfermagem, com registro no órgão de classe3003R$ 790,2240,0035Língua Portuguesa

Noções de Administração Pública

Informática

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

58Técnico em InformáticaCurso Técnico de Processamento de Dados0100R$ 790,2240,0035Língua Portuguesa

Noções de Administração Pública

Raciocínio Lógico - Matemática

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

59Técnico em RadiologiaCurso Técnico de Radiologia, com registro no órgão de classe0301R$ 790,2240,0024Língua Portuguesa

Noções de Administração Pública

Informática

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

60Técnico Superior de Informação da SaúdeGraduação, preferencialmente em Enfermagem ou Medicina ou Veterinária ou Biologia.0100R$ 1.958,2570,0035Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

61Terapia OcupacionalGraduação em Terapia Ocupacional, com registro no órgão de classe.0100R$ 1.958,2570,0035Língua Portuguesa

Noções de Adm Pública

Políticas de Saúde

Conhecimentos Específicos

20

10

10

10

2,4

2,4

2,4

2,4

62VigiaAlfabetizado0100R$ 545,0030,0044Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

25

25

2,4

2,4

Total de vagas 192

OBS.: As vagas destinadas aos deficientes estão previstas dentro do número de vagas do concurso.

140820

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231