Prefeitura de Itaúna - MG

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAÚNA

ESTADO DE MINAS GERAIS

CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 01/2011

Notícia:   Itaúna - MG prorroga inscrições do edital 001/2011

A Comissão do Concurso Público Municipal, nomeada pela Portaria nº 5200/2011, faz saber que realizará Concurso Público de Provas Objetivas, Provas Práticas e Provas de Títulos para preenchimento de cargos do seu Quadro de Servidores, observado o disposto na Legislação Municipal e na forma determinada neste Edital.

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1. A Seleção Pública regida por este Edital, será de responsabilidade da Secretaria Municipal de Administração e fiscalizado pela Comissão nomeada pela Portaria no 5200/2011.

1.2. Os trabalhos sob a Fiscalização da Comissão terminarão com o envio da Classificação Final do certame para a homologação do Chefe do Executivo Municipal.

1.3. O concurso público será executado pela empresa Rumo Certo Serviços e Assessoria Ltda. - EPP.

1.4. Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá conhecer o edital e certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos. Uma vez efetivada a inscrição, somente será permitida a alteração nos seus dados, mediante requerimento formal do candidato, durante o período das inscrições determinado no item 5.1. deste Edital.

1.5. O concurso público será realizado no Município de ITAÚNA/MG.

1.5.1. Havendo indisponibilidade de locais suficientes ou adequados na cidade para realização das provas, estas poderão ser realizadas em outras localidades.

1.6. As bibliografias sugeridas poderão ser utilizadas pelas bancas realizadoras das questões, mas este referencial não retira o direito da banca de se embasar em atualizações, outros títulos e publicações não citadas nesta bibliografia. A Bibliografia Sugerida tem apenas o caráter orientador.

2. DAS INFORMAÇÕES GERAIS E REQUISITOS PARA PREENCHIMENTO DAS VAGAS, CARGOS E VALORES DE INSCRIÇÕES

2.1. Os cargos, vagas, vencimentos, valores de inscrição, carga horária, escolaridades, tipos de provas e o número de questões e turnos, e atribuições dos cargos e programa de provas a serem aplicadas a cada cargo, são os constantes dos Anexos I e II, deste Edital.

3. DO ATENDIMENTO ESPECIAL PARA CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

3.1. Das vagas de cada cargo e das que vierem a ser criadas durante o prazo de validade do Concurso Púbico, será reservado para os candidatos portadores de deficiência o percentual de 10%.

3.1.1. Para pleno atendimento ao subitem 3.1, no que diz respeito ao arredondamento, considerando que a Lei Municipal não vislumbra tal assunto, quando a aplicação do percentual previsto no edital resultar em número fracionado, aplica-se a regra da percentagem mínima e máxima orientada pelo Supremo Tribunal Federal por meio do Senhor Ministro Marco Aurélio no documento MS 26.310-5/DF - Relator Ministro Marco Aurélio - DJ 31.10.2007.

3.2. Para concorrer às vagas reservadas aos portadores de deficiência, o candidato deverá:

a) no ato da inscrição, declarar-se portador de deficiência;

b) encaminhar laudo médico original ou cópia autenticada, emitido nos últimos doze meses, atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), bem como à provável causa da deficiência, na forma do subitem 3.2.1.

3.2.1.O candidato deverá encaminhar a cópia simples do CPF e o laudo médico (original ou cópia autenticada) a que se refere a alínea "b" do subitem 3.2, via SEDEX ou carta registrada com aviso de recebimento, postado impreterivelmente durante o período das inscrições, para a Rumo Certo Serviços e Assessoria Ltda - EPP, no endereço da Rua Curvelo, no 32, Lj. 12 - Bairro Floresta - BH - MG - CEP: 31015-172.

3.2.2. O fornecimento do laudo médico (original ou cópia autenticada), por qualquer via, é de responsabilidade exclusiva do candidato. A Rumo Certo Serviços e Assessoria não se responsabiliza por qualquer tipo de extravio que impeça a chegada do laudo a seu destino.

3.3. O laudo médico (original ou cópia autenticada) terá validade somente para este concurso público e não será devolvido, assim como não serão fornecidas cópias desse laudo.

3.4. A inobservância do disposto no subitem 3.2 acarretará a perda do direito ao pleito das vagas reservadas aos candidatos em tal condição e o não-atendimento às condições especiais necessárias.

3.5. O candidato portador de deficiência poderá requerer, no ato da inscrição, atendimento especial para o dia de realização das provas, na forma do subitem 5.9.2 deste Edital, indicando as condições de que necessita para a realização destas, conforme previsto no artigo 40, parágrafos 10 e 20, do Decreto Federal no. 3.298, de 1999 e suas alterações.

3.5.1. A relação dos candidatos que tiveram a inscrição deferida para concorrer na condição de portadores de deficiência será divulgada pela Internet, no endereço eletrônico www.rumocertoservicos.com.br, no site da Prefeitura Municipal de ITAÚNA/MG e no mural da citada prefeitura, no dia 16/01/2012.

3.5.1.1.O candidato disporá de 03 (três) dias úteis, a partir da divulgação da relação citada no subitem anterior para contestar o indeferimento, pessoalmente ou via SEDEX, no endereço indicado no subitem 10.8 deste Edital. Após esse período, não serão aceitos pedidos de revisão.

3.5.1.2. A listagem dos candidatos que pleiteiam as vagas de deficientes será publicada nos endereços citados no item 3.5.1, no dia 24/01/2012.

3.6. Os candidatos que se declararem portadores de deficiência, se aprovados, além de figurar na lista geral terão também seus nomes publicados em lista específica de portadores de deficiência.

3.7. Os candidatos que se declararem portadores de deficiência, se aprovados, serão convocados para se submeter à perícia médica promovida por equipe multiprofissional da Secretaria de Saúde, que verificará sobre a sua caracterização como deficiente ou não, bem como, sobre a compatibilidade entre as atribuições do cargo e a deficiência apresentada, nos termos do art. 43 do Decreto no. 3.298, de 1999 e suas alterações.

3.8. A não caracterização de deficiência ou o não-comparecimento à perícia médica, observado o disposto no subitem 3.11, acarretará a exclusão do candidato da listagem relativa aos portadores de deficiência, permanecendo listado apenas na classificação da ampla concorrência.

3.9. O candidato inscrito como portador de deficiência declarado inapto em perícia médica em virtude de incompatibilidade da deficiência com as atribuições do cargo ou cuja deficiência não for configurada pela perícia médica será eliminado do concurso público.

3.10. Os candidatos aprovados e classificados como portadores de deficiência serão nomeados, deduzido o número de aprovados nessa condição do quantitativo de vagas estabelecido neste edital, observado o limite de vagas reservadas. As vagas definidas no Anexo I que não forem providas por falta de candidatos portadores de deficiência aprovados serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem geral de classificação.

3.10.1 A 1ª (primeira) nomeação de candidato classificado portador de necessidades especiais deverá ocorrer quando da nomeação da 10 (primeira) vaga do cargo contemplado neste Edital com a referida reserva. As demais nomeações ocorrerão na 11ª (décima primeira) vaga, 21ª (vigésima primeira) e assim por diante, até terminarem as vagas reservadas, durante o prazo de validade deste concurso público. Para tanto, será nomeado candidato mais bem classificado no cargo.

3.11. Os candidatos deverão comparecer à Secretaria Municipal de Saúde de ITAÚNA para submissão à perícia médica, munidos de laudo médico que ateste a espécie e o grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), conforme especificado no Decreto Federal No. 3.298, de 1999 e suas alterações, bem como a provável causa da deficiência, no prazo de 03 (três) dias a contar da data da publicação do resultado.

3.12 A não existência de candidatos portadores de deficiência ou no caso de reprovação desses, as vagas que seriam a eles destinadas serão aproveitadas pelos demais candidatos, com estrita observância da ordem classificatória.

4. DAS CONDIÇÕES PARA INVESTIDURA NO CARGO

4.1. O candidato aprovado no concurso público de que trata este Edital será investido no cargo, se atendidas, cumulativamente, as seguintes exigências:

a) ter sido aprovado e classificado na forma estabelecida neste Edital;

b) ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do artigo 12, § 10, da Constituição Federal;

c) estar em dia com as obrigações eleitorais;

d) possuir os requisitos exigidos para o exercício do cargo, conforme Anexo I deste Edital;

e) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos na data da posse;

f) gozar dos direitos políticos;

g) firmar declaração, sob as penas da lei, de não estar cumprindo sanção por inidoneidade, aplicada por qualquer órgão público ou entidade da esfera federal, estadual ou municipal;

h) apresentar declaração, em formulário específico, se exerce ou não outro cargo, emprego ou função pública federal, estadual e municipal;

i) estar em dia com as obrigações militares, se do sexo masculino;

j) conhecer e estar de acordo com as exigências contidas neste edital;

k) não ter sofrido, em caso de exercício de função pública, penalidade por prática de atos desabonadores;

l) Estar quites com a Justiça Estadual e Federal (Certidão Negativa de Antecedentes Criminais).

5. DAS INSCRIÇÕES

5.1. Período: 21/11/2011 a 08/01/2012 (exceto sábados, domingos e feriados).

5.1.1. Para efetuar a inscrição, é imprescindível o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) do candidato.

5.1.2. É permitida a inscrição para mais de um cargo, desde que haja compatibilidade de data e horário para realização da prova objetiva de múltipla escolha, devendo o candidato, neste caso, preencher uma ficha de inscrição para cada cargo pretendido, imprimir um boleto para cada cargo e realizar o pagamento da taxa de inscrição para cada cargo pretendido.

5.2. PRESENCIAL: A inscrição em sua forma presencial será feita na sede da Prefeitura de ITAÚNA, situada na Praça Dr. Augusto Gonçalves, no 538 - Centro, no horário de 09:00 às 17:00 horas.

5.2.1. O candidato receberá no ato da inscrição boleto para recolhimento da taxa de inscrição referente ao cargo escolhido.

5.2.2. As inscrições efetuadas presencialmente somente serão validadas após o recolhimento da taxa de inscrição.

5.2.3. A Rumo Certo Serviços e Assessoria não se responsabiliza pelo descumprimento, por parte do candidato, das instruções para inscrição presencial constantes deste edital.

5.2.4. Documentação exigida: O candidato que fizer inscrição presencial na sede da Prefeitura deverá apresentar no ato da solicitação da inscrição, pessoalmente, ou através de procuração específica, os seguintes documentos:

- Original e fotocópia da cédula de identidade ou de documento equivalente, de valor legal. No caso de inscrição por procuração, esta deverá ser acompanhada também de cópia autenticada de documento do procurador.

5.3. INTERNET:

5.3.1 As inscrições poderão ser realizadas pela Internet no site: www.rumocertoservicos.com.br, no período 21/11/2011 até 23:59 hora (horário de Brasília) do dia 08/01/2012, desde que efetuado seu pagamento até o dia 09/01/2012.

5.3.2. O candidato, após conclusão de sua inscrição, emitirá boleto disponibilizado no site da empresa organizadora e recolherá o valor correspondente ao cargo escolhido até a data de vencimento indicada no item 5.3.1 deste edital.

5.3.3. As inscrições efetuadas via Internet somente serão validadas após o pagamento da taxa de inscrição, através do boleto bancário.

5.3.4. A Rumo Certo Serviços e Assessoria não se responsabiliza por inscrições via Internet não recebidas por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilite a transferência dos dados, se estas falhas não forem em decorrência de culpa exclusiva da instituição organizadora.

5.3.5. A Rumo Certo Serviços e Assessoria não se responsabiliza pelo descumprimento, por parte do candidato, das instruções para inscrição via Internet constantes deste edital.

5.4. O comprovante de inscrição, após seu acatamento, será enviado para o endereço de e-mail informado pelo candidato, quando da solicitação de sua inscrição, a partir do 24/01/2012.

5.4.1. Caso o candidato não receba seu comprovante de inscrição no período informado no subitem anterior, poderá retirá-lo no endereço eletrônico www.rumocertoservicos.com.br.

5.5. São de responsabilidade única do candidato os dados cadastrais informados na solicitação de inscrição, inclusive quanto à declaração de deficiência.

5.6. Não serão acatadas inscrições cujo pagamento do valor da inscrição tenha sido efetuado em desacordo com as opções oferecidas no ato do preenchimento da inscrição via Internet, seja qual for o motivo alegado.

5.7. Às pessoas portadoras de deficiência é assegurado o direito de se inscreverem no presente concurso, desde que as deficiências de que são portadoras sejam compatíveis com as atribuições do cargo e declarado no ato da inscrição conforme item 3 deste Edital.

5.8. Das Disposições Gerais Sobre a Inscrição no Concurso Público:

5.8.1. Caso não seja atendida a determinação do subitem 1.2., não será permitida, em hipótese alguma, a alteração dos dados da inscrição.

5.8.2. É vedada a inscrição condicional, a extemporânea, a via postal, a via fax ou a via correio eletrônico.

5.8.3. É vedada a transferência do valor pago a título de taxa para terceiros ou para outros concursos.

5.9. Outras informações:

a) Só o pagamento da inscrição não significa que o candidato esteja inscrito;

b) A taxa de expediente relativa a inscrição neste concurso público para investidura em cargo público da Prefeitura Municipal de ITAÚNA, será devolvida ao candidato na hipótese de cancelamento do certame por conveniência da Administração Pública;

b.1) A devolução ocorrerá no prazo de até 60 (sessenta) dias contados da publicação, em órgão oficial de imprensa, do ato de cancelamento do concurso.

c) Não serão aceitas inscrições com documentação incompleta;

5.9.1. O Edital e o Manual do Candidato estarão disponíveis no site www.rumocertoservicos.com.br, no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de ITAÚNA/MG.

5.9.2. O candidato que necessitar de atendimento especial para a realização das provas deverá indicar, em formulário próprio, no ato da solicitação de inscrição, os recursos especiais necessários e, ainda, enviar, durante o período de inscrições, impreterivelmente, via SEDEX ou AR - Aviso de Recebimento, para a sede da Rumo Certo Serviços e Assessoria Ltda - EPP, à Rua Curvelo, no 32, Lj. 12 - Bairro Floresta - BH - MG - CEP: 31015-172 laudo médico (original ou cópia autenticada) que justifique o atendimento especial solicitado.

5.9.2.1. Após esse período, a solicitação será indeferida, salvo nos casos de força maior e nos que forem de interesse da Administração Pública.

5.9.2.2. A solicitação de condições especiais será atendida segundo os critérios de viabilidade e de razoabilidade, mediante fundamentação.

5.9.2.3. O laudo médico (original ou cópia autenticada) referido no subitem 5.9.2 deverá ser enviado via SEDEX ou Carta Registrada, postado impreterivelmente durante o período das inscrições, para a sede da Rumo Certo Serviços e Assessoria Ltda - EPP, à Rua Curvelo, no 32, Lj. 12 - Bairro Floresta - BH - MG - CEP: 31015-172.

5.9.2.4. O fornecimento do laudo médico (original ou cópia autenticada), por qualquer via, é de responsabilidade exclusiva do candidato. A Rumo Certo Serviços e Assessoria não se responsabiliza por qualquer tipo de extravio que impeça a chegada do laudo a seu destino.

5.9.2.5. A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas, além de solicitar atendimento especial para tal fim deverá levar um acompanhante, que ficará em sala reservada para essa finalidade e que será responsável pela guarda da criança. A candidata que não levar acompanhante não realizará as provas.

5.9.2.6. O laudo médico (original ou cópia autenticada) valerá somente para este concurso, não será devolvido e não serão fornecidas cópias desse laudo.

5.9.2.7. A relação dos candidatos que tiveram o seu atendimento especial deferido, será divulgada na Internet, no site www.rumocertoservicos.com.br, no site da Prefeitura Municipal de ITAÚNA/MG e no mural da citada prefeitura no dia 16/01/2012.

5.9.2.7.1. Os candidatos que solicitaram atendimento especial que não constarem da listagem do subitem acima, estarão com seu pedidos considerados indeferidos.

5.9.2.8. O candidato disporá de 03 (três) dias a partir da divulgação da relação citada no subitem anterior para contestar o indeferimento, pessoalmente ou via SEDEX no endereço citado no subitem 10.8 deste Edital. Após esse período, não serão aceitos pedidos de revisão.

5.9.2.9. A relação definitiva dos candidatos com atendimento especial deferido, após análise dos recursos, em decisão definitiva, será publicada nos endereços citados no item 5.9.2.7 no dia 24/01/2012.

5.10 Nos dias 21 e 22/11/2011, os candidatos que por razões financeiras não puderem arcar com o custo da taxa de inscrição, poderão solicitar a gratuidade da mesma, na sede da Prefeitura Municipal de ITAÚNA/MG, no local destinados às inscrições presenciais.

5.10.1 Terá direito à isenção do pagamento da inscrição o candidato que comprovar ser membro de família de baixa renda por meio de inscrição em algum programa de ajuda social dos governos Federal ou Estadual ou ainda apresentar laudo emitido pela Secretaria de Assistência Social do Município em que reside, comprovando que o mesmo pertence à família de baixa renda, nos termos das legislações vigentes ou apresentar cópia acompanhada de original da Carteira de Trabalho e Previdência Social, de forma a provar sua situação de hipossuficiência econômica e financeira, ou ser doador de sangue, conforme art. 10 da Lei Municipal 726/2007.

5.10.2 No ato da solicitação da isenção o candidato assinará declaração de que sua renda familiar o impossibilita de arcar com as despesas da inscrição sem prejuízo de seu próprio sustento e de seus familiares, observado o artigo 299 do Código Penal Brasileiro (falsidade ideológica) em formulário a ser preenchido no local da solicitação.

5.10.3 A Comissão de Concurso Público analisará os pedidos de isenção de inscrição, e fará publicar no site www.rumocertoservicos.com.br, a relação dos pedidos deferidos no dia 05/12/2011, assegurado direito de recurso junto à Prefeitura Municipal de ITAÚNA/MG, nos 03 (três) dias úteis subsequentes à divulgação de relação de deferimentos, podendo ser pessoalmente ou via Correios, com Aviso de Recebimento, com data de postagem dentro do prazo recursal, para o endereço citado no item 10.8 deste edital.

5.10.4. Os candidatos que solicitaram isenção de taxa de inscrição e que não constarem da listagem do subitem acima, estarão com seu pedidos considerados indeferidos.

5.10.5. A relação definitiva, após análise dos recursos, será publicada no site: www.rumocertoservicos.com.br, no site da Prefeitura Municipal de ITAÚNA/MG e no mural da citada prefeitura no dia 19/12/2011.

5.10.6. A inscrição dos candidatos com pedido de isenção deferidos, será feita na sede da Prefeitura Municipal de ITAÚNA/MG.

6. DAS PROVAS

6.1. O Concurso Público constará de Provas Objetivas de Múltipla Escolha, Provas Práticas e de Títulos.

6.2. As questões das provas objetivas poderão avaliar habilidades que vão além de mero conhecimento memorizado, abrangendo compreensão, aplicação, análise, síntese e avaliação, valorizando a capacidade de raciocínio.

6.3. Cada questão das provas objetivas poderá contemplar mais de uma habilidade e conhecimentos relativos a mais de uma área de conhecimento.

6.4. DAS PROVAS OBJETIVAS DE MÚLTIPLA ESCOLHA

6.4.1. De caráter eliminatório, serão aplicadas para todos os cargos e terão duração máxima de 03 (três) horas improrrogáveis.

6.4.2. Cada prova objetiva aplicada para cada cargo consistirá de 40 (quarenta) questões de múltipla escolha, com quatro alternativas (a, b, c, d), com apenas uma opção correta. Cada questão será valorada em 2,5 (dois pontos e meio) cada, totalizando 100 (cem) pontos, avaliados na escala de 0 (zero) a 100 (cem).

6.4.3 Será aprovado o candidato que totalizar o mínimo de 60% (sessenta por cento) do total de pontos do conjunto das Provas Objetivas de Múltipla Escolha aplicadas para cada cargo.

6.4.4 Os programas de provas para as questões de múltipla escolha são o constante do Anexo II deste Edital.

6.5. DA PROVA DE TÍTULOS

6.5.1. Tem caráter classificatório, e seus pontos somente serão computados para os aprovados nas provas objetivas de múltipla escolha e será valorizada em até 10 (dez) pontos.

6.5.2 Os títulos deverão entregues na sede da Prefeitura Municipal de ITAÚNA durante o período das inscrições, pelo candidato em envelope contendo externamente em sua face frontal, os seguintes dados: CONCURSO PÚBLICO - PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAÚNA - MG - Edital no 001/2011, NOME DO CANDIDATO, NÚMERO DE INSCRIÇÃO E O CARGO PLEITEADO.

6.5.3. Os títulos, na forma do subitem 6.5.1, deverão ser postados via Correios, dentro do prazo estabelecido, no subitem 5.1, por SEDEX com AR - Aviso de Recebimento para Rumo Certo Serviços e Assessoria Ltda - EPP, no endereço da Rua Curvelo, no 32, Lj. 12 - Bairro Floresta - BH - MG - CEP: 31015-172.

6.5.4 Os títulos considerados neste concurso, suas pontuações, o limite máximo por categoria e a forma de comprovação, são assim discriminados:

- Pós-Graduação (Mínimo 360 horas) -------------------------------------- 02 pontos por certificado

- Mestrado-------------------------------------------------------------------- 04 pontos por certificado

- Doutorado------------------------------------------------------------------ 06 pontos por certificado

6.5.5. Os títulos deverão ser reconhecidos pelo MEC - Ministério da Educação e Cultura - e deverão se referir à área correspondente ao cargo a que o candidato tenha se inscrito.

6.5.6. Não serão aceitos títulos entregues ou postados fora do prazo estabelecido.

6.5.7. Os títulos deverão ser apresentados em fotocópia autenticada do diploma ou certificado, expedido por instituição de ensino ou aperfeiçoamento de Recursos Humanos reconhecida oficialmente.

6.5.8. A avaliação dos títulos apresentados será feita pela comissão da banca examinadora da Rumo Certo Serviços e Assessoria.

6.6. DAS PROVAS PRÁTICAS

6.6.1. As Provas Práticas, de caráter eliminatório, serão aplicadas para os candidatos aprovados nas provas objetivas de múltipla escolha dos cargos de MOTORISTA, PEDREIRO e PINTOR, e constarão de:

6.6.2. Para o cargo de MOTORISTA, a prova será um exame de direção em veículo a ser definido pela Comissão Municipal de Concurso, avaliado por examinador habilitado da empresa Rumo Certo Serviços e Assessoria Ltda - EPP, resultando em Laudo de Avaliação Técnica, avaliando, desta forma, a capacidade prática do candidato no exercício e desempenho das tarefas do cargo.

6.6.2.1. A Prova Prática será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos e será aprovado o candidato que obtiver, no mínimo, 60% (sessenta por cento) dos pontos, conforme critérios preestabelecidos, separados por tipo de falta, a seguir:

I - FALTA GRAVE - MENOS 15 PONTOS POR FALTA:

- Não respeitar as placas de sinalização;

- Não respeitar os limites de velocidade;

- Uso incorreto do cinto de segurança;

- Provocar movimentos irregulares durante o teste, sem motivo justificado ou interromper o funcionamento do motor sem justa razão, após o início do teste.

II - FALTA MÉDIA - MENOS 7,5 PONTOS POR FALTA:

- Uso de marcha desapropriada para a velocidade;

- Apoio do pé no pedal da embreagem com o veículo engrenado e em movimento;

- Arrancar o veículo sem soltar o freio de mão;

- Controle incorreto de embreagem.

III - FALTA LEVE - MENOS 2,5 PONTOS POR FALTA:

- Regulagem incorreta dos retrovisores;

- Uso incorreto da seta;

- Mudança incorreta de marchas;

- Manobra incorreta de baliza (uma tentativa).

6.6.2.2. A não execução do teste na totalidade do percurso preestabelecido ou falha como colisão com outro veículo ou qualquer objeto presente no percurso, subir no meio-fio ou colocar em risco a vida dos passageiros que se encontrarem no veículo na hora do teste e de transeuntes, implicará na reprovação do candidato.

6.6.2.3. Os candidatos deverão apresentar sua habilitação original (CNH "D") exigida no Anexo I deste Edital ao examinador no ato da prova.

6.6.3. As provas práticas para o cargo de PEDREIRO constarão de execução de uma tarefa da profissão, a ser determinada pelo avaliador da empresa Rumo Certo Serviços e Assessoria Ltda - EPP no momento da realização das provas.

6.6.3.1. A Prova Prática será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos, com o tempo de máximo de 20 (vinte) minutos e será aprovado o candidato que obtiver, no mínimo, 60% (sessenta por cento) dos pontos, conforme critérios estabelecidos a seguir: 1 - acabamento de reboco, 2 - alinhamento dos blocos/tijolos, 3 - amarração dos blocos/tijolos, 4 - espaçamento uniforme, 5 - espalas no reboco, 6 - junta à vista nos blocos/tijolos, 7 - junta invisível nos blocos/tijolos, 8 - limpeza do local de trabalho, 9 - prumo dos blocos/tijolos e 10 - velocidade na execução da tarefa. Cada item será avaliado em até 10 pontos.

6.6.3.1.2 O candidato deverá portar colher de pedreiro, prumo, esquadro, régua, linha e desempenadeira.

6.6.4. As provas práticas para o cargo de PINTOR constarão de execução de uma tarefa da profissão, a ser determinada pelo avaliador da empresa Rumo Certo Serviços e Assessoria Ltda - EPP no momento da realização das provas.

6.6.4.1. A Prova Prática será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos, com o tempo de máximo de 20 (vinte) minutos e será aprovado o candidato que obtiver, no mínimo, 60% (sessenta por cento) dos pontos, conforme critérios estabelecidos a seguir: 1 - habilidades com ferramentas; 2 - eficiência/qualidade; 3 - produtividade; 4 - organização na execução dos trabalhos/economia do material; 5 - técnica/aptidão. Cada item será avaliado em até 20 pontos.

6.7 Serão convocados para as Provas Práticas somente os primeiros colocados de cada cargo em número equivalente a 5 (cinco) vezes o número de vagas oferecidas não podendo, em hipótese alguma, o número de candidatos ser inferior a 10 (dez), exceto quando o número total de aprovados for menor que o número máximo de candidatos estabelecido.

6.7.1 Em caso de empate com o último classificado, farão prova prática todos os candidatos que obtiverem a mesma nota do último convocado.

7. DA REALIZAÇÃO DAS PROVAS

7.1. As Provas Objetivas de Múltipla Escolha serão realizadas no dia 05/02/2012 e as Provas Práticas serão realizadas no dia 11/0 3/2012, em locais e horários a serem definidos pela empresa organizadora do concurso público.

7.1.1 As provas serão realizadas em dois turnos, sendo o turno da manhã no período de 09:00 às 12:00 horas e o turno da tarde no período de 14:00 às 17:00 horas.

7.1.2 Estarão afixadas na sede da Prefeitura Municipal de ITAÚNA - MG e disponíveis no site www.rumocertoservicos.com.br, a partir do dia 24/01/2012, planilhas contendo locais e horários de realização das provas objetivas.

7.1.2.1 Estarão disponíveis no site www.rumocertoservicos.com.br, no site da Prefeitura Municipal de ITAÚNA/MG e afixadas no mural da citada prefeitura, a partir do dia 12/0 3/2012, planilhas contendo locais e horários de realização de provas práticas.

7.1.3. É de responsabilidade exclusiva do candidato a identificação correta dos locais e horários para realização das provas concernentes ao cargo escolhido.

7.2 O ingresso do candidato na sala de provas só será permitido dentro do horário estabelecido mediante apresentação de original de documento de Identidade Oficial.

7.2.1. Serão considerados documentos de Identidade Oficial: carteiras expedidas pelos Comandos Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública, pelos Institutos de Identificação e pelos Corpos de Bombeiros Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (ordens, conselhos, etc.); passaporte brasileiro; certificado de reservista; carteiras funcionais do Ministério Público; carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valham como identidade; carteira de trabalho; carteira nacional de habilitação (somente modelo com foto).

7.2.2. Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento, CPF, títulos eleitorais, carteiras de motorista (modelo sem foto), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade, nem documentos ilegíveis, não-identificáveis e/ou danificados.

7.2.3. Não será aceita cópia do documento de identidade, ainda que autenticada, nem protocolo do documento.

7.3. Em nenhuma hipótese haverá segunda chamada ou repetição de prova, importando a ausência ou retardamento do candidato em sua exclusão do concurso, seja qual for o motivo alegado.

7.4. Em nenhuma hipótese haverá aplicação de provas fora dos locais e horários preestabelecidos.

7.5. O candidato deverá comparecer ao local designado, com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos, munido de lápis, borracha e caneta tipo esferográfica azul ou preta.

7.6. Não será permitido o uso de máquina calculadora, computador portátil, relógio digital do tipo Data Bank, aparelhos de celulares ou com quaisquer outros equipamentos eletrônicos ou capazes de transmitir dados, sob pena de exclusão do certame.

7.7. O candidato deverá transcrever suas respostas, na folha de respostas, com caneta esferográfica azul ou preta.

7.8. Não serão computadas questões não assinaladas ou que contenham mais de uma resposta, emenda ou rasura, ainda que legível.

7.9. Será excluído do concurso o candidato que:

a) Se apresentar após o horário estabelecido;

b) Não comparecer às provas, seja qual for o motivo alegado;

c) Não apresentar o documento de identidade exigido;

d) Durante a realização das provas for colhido em flagrante comunicação com outro candidato ou com pessoas estranhas, oralmente, por escrito, ou através de equipamentos eletrônicos, ou ainda que venha a tumultuar a sua realização;

e) Ausentar-se do recinto da prova, a não ser momentaneamente, em casos especiais e desde que na companhia do fiscal de prova;

f) Usar de incorreções ou descortesia para com os coordenadores ou fiscais de provas, auxiliares e autoridades presentes.

7.10. Não haverá revisão genérica de provas.

7.11. O candidato, ao terminar a prova, entregará ao fiscal somente a folha de respostas devidamente assinada.

7.11.1. O candidato é responsável pela assinatura da sua folha de respostas. Folha de respostas sem assinatura torna-se documento sem validade e não será corrigido.

8. DO PROCESSO DE CLASSIFICAÇÃO FINAL E DESEMPATE

8.1. Será eliminado o candidato que não alcançar o mínimo exigido de 60% (sessenta por cento) do total geral de pontos das provas Objetivas de Múltipla Escolha e Práticas (quando houver).

8.2. A classificação final dos candidatos aprovados na fase eliminatória será efetivada após análise dos títulos apresentados.

8.3. Em caso de empate, na nota final no concurso, como primeiro critério para desempate, nos termos da Lei Federal n°. 10.741, de 1° de outubro de 2003, será beneficiado o candidato que tiver idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos.

8.3.1. Caso entre os candidatos empatados haja mais de um candidato nessa condição, será beneficiado o mais idoso.

8.4. Não havendo candidatos na condição prevista no subitem 8.3, ou persistindo o empate, serão consideradas, sucessivamente, até obter o desempate:

a) o candidato com mais idade;

b) maior nota na Prova Específica, quando houver;

c) a maior nota na Prova de Língua Portuguesa.

9. DOS RECURSOS

9.1. Caberá recurso, em única e última instância, à banca examinadora da Rumo Certo Serviços e Assessoria.

9.1.1 Contra questão das provas Objetivas de Múltipla Escolha, nos três dias úteis após o dia da divulgação do gabarito oficial, desde que demonstrado erro material, divulgação esta que ocorrerá no 10 dia útil após a realização das provas.

9.1.2 Contra os resultados, nos três dias úteis após o dia da sua publicação, desde que demonstrado erro material.

9.2. Serão rejeitados liminarmente os recursos que não estiverem redigidos em termos próprios ou não fundamentados, os que não contiverem dados necessários à identificação do candidato ou ainda aqueles a que se der entrada fora dos prazos preestabelecidos.

9.3. Os recursos deverão ser protocolados presencialmente no setor de Protocolo do Edifício sede da Prefeitura Municipal de ITAÚNA - MG, situado na Praça Dr. Augusto Gonçalves, No 538 - Centro, ou, ainda, via Sedex, com as seguintes informações: CONCURSO PÚBLICO - PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAÚNA - MG - Edital no 001/2011, NOME DO CANDIDATO, NÚMERO DE INSCRIÇÃO E O CARGO PLEITEADO.

9.4. Após o julgamento dos recursos interpostos, os pontos correspondentes às questões, porventura anuladas, serão atribuídos a todos os candidatos, indistintamente, que não obtiveram os pontos na correção inicial.

10. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

10.1. O candidato aprovado e nomeado será regido pelo Estatuto dos Servidores Públicos do Município de ITAÚNA/MG.

10.2. Os recursos serão analisados pela banca examinadora da Rumo Certo Serviços e Assessoria, que emitirá parecer fundamentado sobre a matéria.

10.3. O prazo de validade do presente concurso é de 02 (dois) anos, contados da data da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por mais 02 (dois) anos.

10.4. A nomeação, quando ocorrer, obedecerá rigorosamente à ordem de classificação dos candidatos, número de vagas fornecido e seu prazo de validade.

10.5. A inscrição do candidato importará no conhecimento das presentes instruções e na aceitação tácita das condições do concurso, tais como se acham estabelecidas neste Edital.

10.6. A Prefeitura Municipal de ITAÚNA e a Rumo Certo Serviços e Assessoria não se responsabilizam por quaisquer cursos, textos, apostilas e outras publicações referentes a este concurso.

10.7. O candidato deverá requerer mediante protocolo, junto ao Setor de Pessoal da Prefeitura Municipal durante o prazo de validade do concurso, as mudanças de endereços para atualização, visando eventuais convocações, não lhe cabendo qualquer reclamação caso não seja possível a sua convocação, por falta da citada atualização.

10.8. O candidato poderá obter informações referentes ao concurso público na Central de Atendimento da Rumo Certo Serviços e Assessoria por meio do telefone (31) 3347-2457 ou via Internet, no site www.rumocertoservicos.com.br, ou ainda por SEDEX com AR, para o endereço: Rua Curvelo, no 32, Lj. 12 - Bairro Floresta - BH - MG - CEP: 31015-172, ressalvado o disposto no subitem 10.9 deste Edital.

10.9. Não serão dadas, por telefone, informações a respeito de datas, locais e horários de realização das provas. O candidato deverá observar rigorosamente os editais e os comunicados a serem divulgados na forma do subitem 7.1.2.

10.10. As despesas decorrentes da participação em todas as fases e em todos os procedimentos do Concurso Público correrão à conta do candidato, que não terá direito a alojamento, alimentação, transporte e/ou ressarcimento de despesas.

11. DA NOMEAÇÃO, POSSE E EXERCÍCIO

11.1. Concluído o concurso público e homologado o resultado final, serão nomeados os candidatos aprovados dentro do número de vagas ofertado neste edital obedecida a estrita ordem de classificação, o prazo de validade do concurso e o cumprimento das disposições legais pertinentes.

11.2. O candidato portador de deficiência, aprovado e classificado, será nomeado e terá lotação, observadas a estrita ordem de classificação, a proporcionalidade e a alternância com os candidatos de ampla concorrência e, ainda, verificar em sua totalidade as orientações expostas no item 3 deste edital.

11.2.1. A não observância pelo candidato inscrito como portador de deficiência, de qualquer das disposições deste edital, implicará a perda do direito de ser nomeado às vagas reservadas aos portadores de deficiência.

11.3. O candidato aprovado, quando nomeado, deverá apresentar, obrigatoriamente, os seguintes documentos, para efeito de posse no cargo:

a) Fotocópia da certidão de nascimento ou casamento;

b) Fotocópia da certidão de nascimento dos filhos (se tiver);

c) Fotocópia do CPF;

d) Fotocópia da Carteira de Identidade;

e) Cartão de Cadastramento no PIS/PASEP (se tiver);

f) Laudo médico favorável, fornecido pelo Médico da Prefeitura de ITAÚNA;

g) 02 (duas) fotografias 3x4 (recentes);

h) Fotocópia do Título de Eleitor com o comprovante de votação na última eleição;

i) Fotocópia do Certificado de Reservista, se do sexo masculino;

j) Fotocópia do comprovante de capacitação legal para o exercício do cargo, conforme previsto neste edital, bem como registro no órgão competente, quando cabível;

k) Certidão Negativa de antecedentes criminais;

l) Para o cidadão português: apresentação de documento expedido pelo Ministério da Justiça que reconhece a igualdade de direitos, obrigações civis e gozo dos direitos políticos, nos termos dos artigos 15 e 17 do Tratado de Amizade, Cooperação e Consulta entre Brasil e Portugal, celebrado em 22/04/2000 e promulgado pelo Decreto no 3.927/2001;

m) Para o cidadão português: apresentação de documento de identidade de modelo igual ao do brasileiro, com a menção da nacionalidade do portador e referência ao Tratado de Amizade, Cooperação e Consulta entre Brasil e Portugal, nos termos de seu art. 22;

n) Declaração de acúmulos de cargos;

o) Declaração de bens.

p) comprovante de endereço;

q) laudo médico favorável fornecido pela Medicina do Trabalho da Prefeitura Municipal de ITAÚNA/MG.

11.4. Estará impedido de tomar posse o candidato que deixar de apresentar qualquer um dos documentos especificados no subitem 11.3, exceto os mencionados na alínea "b" e "e", bem como deixar de comprovar qualquer um dos requisitos para investidura no cargo estabelecidas no item 4. deste Edital.

11.5. A constatação de inautenticidade do certificado de comprovação de escolaridade exigida no Anexo I deste edital, implica a eliminação do candidato deste concurso público, a qualquer tempo, sem prejuízo das sanções cabíveis.

11.6. O candidato nomeado apresentar-se-á para posse e exercício, às suas expensas.

11.7. Será tornado sem efeito o ato de nomeação do candidato que deixar de apresentar qualquer documento exigido para a posse.

11.8. Todos os candidatos nomeados serão submetidos a estágio probatório de 3 (três) anos.

11.9. Ao inscrever-se no presente Concurso, o candidato declara ter conhecimento pleno, de sua nomeação e possível transferência posterior, para qualquer unidade nos limites territoriais do município.

11.10. O horário e o local de trabalho dos candidatos nomeados serão determinados pela Prefeitura Municipal de ITAÚNA - MG, à luz dos interesses e necessidades dessa instituição.

11.11 Não haverá segunda convocação para candidato que não comparecer nos prazos estabelecidos na Lei Municipal 2.584/91 para nomeação, posse e exercício do cargo para o qual tenha sido aprovado.

12. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

12.1. Os casos omissos ou duvidosos serão resolvidos pela Comissão de Concurso, ouvida a Rumo Certo Serviços e Assessoria, empresa responsável pela execução do concurso.

12.2. Fixa-se o prazo de 03 (três) dias úteis para interposição de recurso para todas as decisões e resultados divulgados durante o certame.

12.2.1. Os recursos podem ser elaborados e entregues dentro do prazo estabelecido no item 12.2, pessoalmente ou enviados via Correios. O documento postado deve possuir AR - Aviso de Recebimento, pois a postagem deve ser dentro do prazo supracitado.

12.2.2. O endereço para envio/entrega dos recursos é: Pça Dr. Augusto Gonçalves, 538, Centro, ITAÚNA - MG, CEP. 35.680-054

12.3. Caberá ao Senhor Prefeito Municipal a homologação do resultado final do concurso.

12.4. Todas as informações referentes ao concurso serão afixadas no quadro de publicação oficial dos atos da Prefeitura Municipal de ITAÚNA - MG.

12.5. Todos os cargos oferecidos serão obrigatoriamente preenchidos dentro do prazo de validade do concurso.

12.6. A anulação de quaisquer questões do certame, seja por recurso administrativo ou por decisão judicial, resultará em beneficio de todos os candidatos, ainda que estes não tenham recorrido ou ingressado em juízo.

12.7. A posse fica condicionada à aprovação em inspeção médica a ser realizada pela Medicina do Trabalho do Município de ITAÚNA e ao atendimento das condições constitucionais e legais.

12.8. No ato da posse serão exigidos todos os documentos declarados pelo candidato no período de inscrição, bem como a inexistência de vínculo em cargo público, exceto nas hipóteses previstas no art. 37, incisos XVI e XVII, da Constituição Federal, quando a posse se der em regime de 44 horas; não ter sido demitido ou destituído de Cargo em Comissão do Serviço Público Municipal.

12.9. Legislação com entrada em vigor após a data de publicação deste Edital, bem como alterações em dispositivos legais e normativos a ele posteriores, não serão objetos de avaliação nas provas do Concurso.

12.10. Decorridos 180 (cento e oitenta) dias da homologação do Concurso Público, e não se caracterizando óbice administrativo, legal ou judicial, é facultada a empresa organizadora manter pelo período de validade do Concurso Público apenas os registros eletrônicos a ele referentes. Fica a cargo da Prefeitura Municipal de ITAÚNA a guarda dos demais materiais, tais como: edital, fichas de inscrição, provas, gabaritos, listagens diversas, publicações, pelo prazo de até 05 (cinco) anos.

ITAÚNA/MG, 22 DE SETEMBRO DE 2011.

EUGÊNIO PINTO PREFEITO MUNICIPAL

ANEXO I

DESCRIÇÃO DOS CARGOS, VAGAS, VENCIMENTOS, CARGA HORÁRIA, ESCOLARIDADE E PRÉ-REQUISITOS E TIPOS E QUANTIDADE DE QUESTÕES DAS PROVAS PARA CADA CARGO.

CARGO

V
A
G
A
S

VAGAS PARA PPD*

VENCI- MENTO MENSAL

VALOR DA INSCRI- ÇÃO

C. H.

S
E
M
A
N
A
L

ESCOLARIDADE E PRÉ‑ REQUISITOS

TIPO DE PROVA E QUANTIDADE DE QUESTÕES

T
U
R
N
O

Auxiliar de Serviços Gerais

50

05

562,65

28,00

44

1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental

Português - 20
Matemática-20

M a n h ã

Servente

10

01

562,65

28,00

44

1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental

Português - 20
Matemática-20

M
a
n
h
ã

Coveiro

02

-

632,19

31,00

44

1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental

Português - 20
Matemática-20

M
a
n
h
ã

Porteiro

C.R.

-

632,19

31,00

44

1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental

Português - 20
Matemática-20

M
a
n
h
ã

Vigilante

05

01

632,19

31,00

44

1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental

Português - 20
Matemática - 20

M a n h ã

Pedreiro

12

02

747,69

33,00

44

1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental.

Experiência mínima de 02 anos na profissão.

Português - 15
Matemática-10
Específica - 15

Prova Prática

M a n h ã

Pintor

01

-

886,28

38,00

44

1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental.

Experiência mínima de 02 anos na profissão.

Português - 15 Matemática-10 Específica - 15

Prova Prática

M a n h ã

Motorista

02

-

1.052,59

43,00

44

1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental.

Experiência mínima de 02 anos na profissão.

Português - 15
Matemática-10
Específica - 15

Prova Prática

M a n h ã

Auxiliar Administrativo05011.073,7043,0040Ensino FundamentalPortuguês - 10
Matemática-10
Conhecimentos
Gerais - 10
Informática-10
M
a
n
h
ã
Auxiliar de Saúde Bucal01-1.073,7043,0040Ensino Fundamental.

Experiência mínima de 02 anos na profissão e registro no CRO.

Português - 10
Matemática-10
Conhecimentos
Gerais - 10
Informática-10
M
a
n
h
ã
Telefonista01-1.073,7043,0030Ensino FundamentalPortuguês - 10
Matemática-10
Conhecimentos
Gerais - 10
Informática-10
M
a
n
h
ã
Contabilista01-1.410,7360,0040Ensino Médio, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Informática-05
Específica - 10
T
a
r
d
e
Fiscal de Concessão de Serviços PúblicosC.R.-1.410,7360,0040Ensino MédioPortuguês - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Informática-05
Específica - 10
T
a
r
d
e
Fiscal de Obras01-1.410,7360,0040Ensino MédioPortuguês - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Informática-05
Específica - 10
T
a
r
d
e
Fiscal de PosturasC.R.-1.410,7360,0040Ensino MédioPortuguês - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Informática-05
Específica - 10
T
a
r
d
e
Fiscal de TributosC.R.-1.410,7360,0040Ensino MédioPortuguês - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Informática-05
Específica - 10
T
a
r
d
e
Oficial Administrativo07011.410,7360,0040Ensino MédioPortuguês - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Informática-05
Específica - 10
T
a
r
d
e
Técnico de Segurança do TrabalhoC.R.-1.410,7360,0040Ensino Médio, com habilitação técnica específica.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Informática-05
Específica - 10
T
a
r
d
e
Arquiteto02-2.092,8480,0020Nível Superior em Arquitetura, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Assistente Social05012.092,8480,0020Nível Superior em Serviço Social, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Bibliotecário01-2.092,8480,0020Nível Superior em Biblioteconomia, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Informática-05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Enfermeiro03-2.092,8480,0020Nível Superior em Enfermagem, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Engenheiro CivilC.R.-2.092,8480,0020Nível Superior em Engenharia, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Farmacêutico01-2.092,8480,0020Nível Superior em Farmácia, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Fisioterapeuta03-2.092,8480,0020Nível Superior em Fisioterapia, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Fonoaudiólogo01-2.092,8480,0020Nível Superior em Fonoaudiologia, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Médico Angiologista02-2.092,8480,0020Nível Superior em Medicina, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Médico Endocrinologista01-2.092,8480,0020Nível Superior em Medicina, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Médico Ginecologista03-2.092,8480,0020Nível Superior em Medicina, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Médico Hematologista01-2.092,8480,0020Nível Superior em Medicina, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Médico Infectologista01-2.092,8480,0020Nível Superior em Medicina, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Médico Neurologista02-2.092,8480,0020Nível Superior em Medicina, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Médico Oftalmologista02-2.092,8480,0020Nível Superior em Medicina, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Médico Ortopedista01-2.092,8480,0020Nível Superior em Medicina, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Médico Psiquiatra02-2.092,8480,0020Nível Superior em Medicina, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Médico Radiologista01-2.092,8480,0020Nível Superior em Medicina, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Médico Reumatologista01-2.092,8480,0020Nível Superior em Medicina, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Odontólogo01-2.092,8480,0020Nível Superior em Odontologia, com registro no órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Procurador01-2.092,8480,0020Nível Superior em Direito, com registro no órgão competente.

Experiência mínima de 01 ano na profissão.

Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Específica - 15
M
a
n
h
ã
Psicólogo01-2.092,8480,0020Nível Superior em Psicologia, com registro no órgão competentePortuguês - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Terapeuta OcupacionalC.R.-2.092 8480,0020Nível Superior em Terapia Ocupacional com registro no Órgão competente.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 10
Saúde Pública
- 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Professor PEF - M - Anos IniciaisC.R.-1.122,6753,00***30horasHabilitação em Nível Médio na modalidade Normal ou Normal Superior.Português - 15
Conhecimentos Gerais - 05
Informática-05
Didática e Legislação - 05
Específica - 10
T
a
r
d
e
Professor Educação InfantilC.R.-1.122,6753,00***30 horasHabilitação em Nível Médio na modalidade
Normal ou Normal Superior ou Pedagogia com habilitação em Educação Infantil.
Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
T
a
r
d
e
Monitor de Creche01-1.410,7360,0040Habilitação em Nível Médio na modalidade Normal ou Normal Superior ou Pedagogia com habilitação em Educação Infantil.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
T
a
r
d
e
Arte-Terapeuta01-2.092,8480,0020Nível Superior, com Pós-graduação em Arte-terapia.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
PedagogoC.R.-2.092,8480,0024Nível Superior em Pedagogia, com Licenciatura Plena.

Experiência mínima de 02 de regência de turmas ou aulas, adquirida em qualquer nível ou sistema de ensino público ou privado

Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Psicopedagogo01-2.092,8480,0020Nível Superior com Pós graduação em Psicopedagogia.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Professor PEF ‑ M - Anos Finais - ARTESC.R.-1.122,6753,00**26 horas/aulasCurso de Licenciatura Plena em Educação Artística reconhecido pelo MEC.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Professor PEF ‑ M - Anos Finais - CIÊNCIASC.R.-1.122,6753,00**26 horas/aulasCurso de Licenciatura Plena em Ciências Biológicas reconhecido pelo MEC.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Professor PEF - M - Anos Finais - EDUCAÇÃO FÍSICAC.R.-1.122,6753,00**26 horas/aulasCurso de Licenciatura Plena em Educação Física reconhecido pelo MEC.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Professor PEF - M - Anos Finais - ENSINO RELIGIOSOC.R.-1.122,6753,00**26 horas/aulasCurso de Licenciatura Plena em Ciências da Religião reconhecido pelo MEC.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Professor PEF - M - Anos Finais - GEOGRAFIAC.R.-1.122,6753,00**26 horas/aulasCurso de Licenciatura Plena em Geografia reconhecido pelo MEC.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Professor PEF - M - Anos Finais - HISTÓRIAC.R.-1.122,6753,00**26 horas/aulasCurso de Licenciatura Plena em História reconhecido pelo MEC.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Professor PEF - M - Anos Finais - INGLÊSC.R.-1.122,6753,00**26 horas/aulasCurso de Licenciatura Plena em Letras/Inglês reconhecido pelo MEC.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Professor PEF - M - Anos Finais - MATEMÁTICAC.R.-1.122,6753,00**26 horas/aulasCurso de Licenciatura Plena em Matemática reconhecido pelo MEC.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã
Professor PEF - M - Anos Finais - PORTUGUÊSC.R.-1.122,6753,00**26 horas/aulasCurso de Licenciatura Plena em Letras reconhecido pelo MEC.Português - 15
Conhecimentos
Gerais - 05
Informática-05
Didática e
Legislação - 05
Específica - 10
M
a
n
h
ã

 

C. R. = Cadastro Reserva

* Vagas reservadas para Pessoas Portadoras de Deficiência.

** Carga Horária assim distribuída:

- 20 horas/aulas na regência de turmas.

- 06 horas/aulas em trabalhos pedagógicos e coletivos.

*** Carga Horária assim distribuída:

- 22 horas e 30 minutos na regência de turmas.

- 07 horas e 30 minutos em trabalhos pedagógicos e coletivos.

ANEXO I

DESCRIÇÃO SINTÉTICA DOS CARGOS

CARGOS

ATRIBUIÇÕES

Auxiliar de Serviços Gerais

Executar, sob supervisão imediata, serviços braçais, nas áreas de obras, limpeza, eletricidade, mecânica, instalações hidráulicas, carpintaria, marcenaria, alvenaria, pintura de menor complexidade e tarefas correlatas, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Coveiro

Executar serviços de sepultamento nos cemitérios municipais, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Motorista

Dirigir veículos automotores de transporte de passageiros e cargas e conservá-los em perfeitas condições de aparência, segurança e funcionamento, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Pintor

Executar serviços de pintura, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Porteiro

Controlar a entrada e saída de pessoas nas portarias das repartições municipais, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Servente

Realizar serviços manuais de limpeza, acondicionamento e distribuição de material, copa, carregamentos, zelar pela conservação de prédios públicos e outros serviços auxiliares, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Vigilante

Manter vigilância e guarda dos bens que constituem o patrimônio público, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Auxiliar Administrativo

Executar, sob supervisão direta, tarefas simples e rotineiras de apoio administrativo, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Telefonista

Operar mesa telefônica, manuseando chaves, interruptores e outros dispositivos, para estabelecer comunicações internas, locais, interurbanas e internacionais, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Contabilista

Coordenar, orientar, supervisionar e executar a contabilização financeira, orçamentária e patrimonial da Prefeitura, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Fiscal de Obras

Fiscalizar o cumprimento das leis, regulamentos e normas concernentes às obras públicas e particulares, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Fiscal de Posturas

Fiscalizar o cumprimento das leis, regulamentos e normas que regem as posturas municipais, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Fiscal de Concessão de Serviços Público

Fiscalizar os serviços de transporte de passageiros, no âmbito municipal, verificando o cumprimento de horários, a venda de passagens e as condições em que trafegam os veículos, para descobrir possíveis irregularidades e possibilitar o melhoramento dos serviços, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Fiscal de Tributos

Registrar dados sobre os contribuintes do imposto sobre serviços de qualquer natureza e das taxas de licença, análise de seu comportamento, verificação da correção das declarações e lançamentos por eles efetuados e outras ações de interesse do fisco, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Monitor de creche

Cuidar de crianças e orientá-las na execução de atividades lúdico-pedagógicas e lúdico-educativas, sob orientação da supervisora, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Oficial Administrativo

Executar tarefas de apoio administrativo que envolvam maior grau de complexidade e requeiram certa autonomia, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Técnico de Segurança do Trabalho

Coordenar e orientar o sistema de segurança do trabalho para assegurar a integridade dos servidores e dos bens da Prefeitura, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Arquiteto

Analisar e elaborar projetos arquitetônicos, paisagísticos e urbanísticos, bem como acompanhar e orientar a sua execução, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Arte-Terapeuta

Fazer intervenções visando à solução dos problemas de aprendizagem tendo como enfoque o aprendiz utilizando os recursos da arte-terapia; Desenvolver pesquisas e estudos relacionados com o processo de aprendizagem e seus problemas; Oferecer assessoria psicoterapêutica aos trabalhos realizados pela Secretaria Municipal de Educação; Atuar em equipes multidisciplinares na orientação, coordenação e supervisão de ações de integração e reintegração de crianças na escola, família e sociedade; Atender estudantes que apresentem dificuldades de aprendizagem, orientando-os e desenvolvendo ações psicoterapêuticas que os auxiliem. Realizar atividades técnicas, artísticas, terapêuticas, relacionadas a artes, pinturas, gravuras e afins no âmbito da Secretaria Municipal de Educação, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Assistente Social

Elaborar e executar programas de assistência e apoio à população do Município e aos servidores municipais, identificando, analisando e contribuindo para a solução de problemas de natureza social, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Bibliotecário

Organização, direção e execução dos serviços técnicos na repartição pública municipal; Administração e direção de bibliotecas; a organização e direção dos serviços de documentação; Execução dos serviços de classificação e catalogação de manuscritos e de livros raros e preciosos, de mapotecas, de publicações oficiais e seriadas, de bibliografia e referência, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Enfermeiro

Planejar, organizar, supervisionar e avaliar os serviços de enfermagem em unidades de saúde, bem como participar da elaboração, executar e avaliar planos, programas e subprogramas de saúde pública, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Engenheiro Civil

Estudar, avaliar e elaborar projetos de engenharia, bem como coordenar e fiscalizar sua execução, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Farmacêutico

Executar tarefas diversas relacionadas com a composição e fornecimento de medicamentos e outros preparados semelhantes, a análise de toxinas, de substâncias de origem animal e vegetal, de matérias-primas e de produtos acabados, valendo-se de técnicas e aparelhos especiais baseando-se em fórmulas estabelecidas, para atender a receitas médicas, odontológicas e veterinárias, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Fisioterapeuta

Aplicar métodos e técnicas fisioterápicos em pacientes para obter o máximo da recuperação funcional dos órgãos e tecidos lesados, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Fonoaudiólogo

Prestar assistência fonoaudiológica à população nas diversas unidades municipais de saúde, para restauração da capacidade de comunicação dos pacientes, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Médico Angiologista

Prestar assistência médica em unidades de saúde da Prefeitura, elaborar, executar e avaliar planos, programas e ações de saúde pública, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Médico Endocrinologista

Prestar assistência médica em unidades de saúde da Prefeitura, elaborar, executar e avaliar planos, programas e ações de saúde pública, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Médico Ginecologista

Prestar assistência médica em unidades de saúde da Prefeitura, elaborar, executar e avaliar planos, programas e ações de saúde pública, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Médico Hematologista

Prestar assistência médica em unidades de saúde da Prefeitura, elaborar, executar e avaliar planos, programas e ações de saúde pública, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Medico Infectologista

Prestar assistência médica em unidades de saúde da Prefeitura, elaborar, executar e avaliar planos, programas e ações de saúde pública, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Médico Neurologista

Prestar assistência médica em unidades de saúde da Prefeitura, elaborar, executar e avaliar planos, programas e ações de saúde pública, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Médico Oftalmologista

Prestar assistência médica em unidades de saúde da Prefeitura, elaborar, executar e avaliar planos, programas e ações de saúde pública, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Medico Ortopedista

Prestar assistência médica em unidades de saúde da Prefeitura, elaborar, executar e avaliar planos, programas e ações de saúde pública, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Médico Psiquiatra

Prestar assistência médica em unidades de saúde da Prefeitura, elaborar, executar e avaliar planos, programas e ações de saúde pública, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Médico Radiologista

Prestar assistência médica em unidades de saúde da Prefeitura, elaborar, executar e avaliar planos, programas e ações de saúde pública, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Medico Reumatologista

Prestar assistência médica em unidades de saúde da Prefeitura, elaborar, executar e avaliar planos, programas e ações de saúde pública, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Odontólogo

Executar e coordenar os trabalhos relativos a diagnóstico e tratamento de afecções da boca, dentes e região maxilofacial, utilizando processos clínicos e instrumentos adequados, para manter ou recuperar a saúde oral, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Pedagogo

Acompanhar e participar do processo educacional nos aspectos de planejamento, coordenação, orientação, supervisão, avaliação e reformulação do processo de ensino a cargo do Município, em estreita articulação com os demais componentes do sistema educacional, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Procurador

Representar e defender, em juízo, os direitos do Município nas ações em que este for autor ou interessado, acompanhando o andamento do processo, prestando assistência jurídica, apresentando recursos em qualquer instância, comparecendo a audiências e praticando outros atos que se fizerem necessários ao fiel cumprimento de seu mandato, e conforme anexo do Decreto 4147/2000 e Lei Complementar Municipal n. 39/2006.

Professor de Educação Infantil

Reger turmas de Educação Infantil desempenhando atividades que objetivem o desenvolvimento integral da criança de até 06(seis) anos de idade, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Professor PEF-M - Anos Finais - Artes

Reger aulas do 60 ao 90 ano do Ensino Fundamental e/ou médio Regular e/ou suplência, desempenhando atividades que objetivem o desenvolvimento mental, moral, cívico, artístico e cultural dos educandos, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Professor PEF-M - Anos Finais - Artes

Reger aulas do 60 ao 90 ano do Ensino Fundamental e/ou médio Regular e/ou suplência, desempenhando atividades que objetivem o desenvolvimento mental, moral, cívico, artístico e cultural dos educandos, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Professor PEF-M - Anos Finais - Ciências

Reger aulas do 60 ao 90 ano do Ensino Fundamental e/ou médio Regular e/ou suplência, desempenhando atividades que objetivem o desenvolvimento mental, moral, cívico, artístico e cultural dos educandos, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Professor PEF-M - Anos Finais - Educação Física

Reger aulas do 60 ao 90 ano do Ensino Fundamental e/ou médio Regular e/ou suplência, desempenhando atividades que objetivem o desenvolvimento mental, moral, cívico, artístico e cultural dos educandos, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Professor PEF-M - Anos Finais - Ensino Religioso

Reger aulas do 60 ao 90 ano do Ensino Fundamental e/ou médio Regular e/ou suplência, desempenhando atividades que objetivem o desenvolvimento mental, moral, cívico, artístico e cultural dos educandos, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Professor PEF-M - Anos Finais - Geografia

Reger aulas do 60 ao 90 ano do Ensino Fundamental e/ou médio Regular e/ou suplência, desempenhando atividades que objetivem o desenvolvimento mental, moral, cívico, artístico e cultural dos educandos, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Professor PEF-M - Anos Finais - Historia

Reger aulas do 60 ao 90 ano do Ensino Fundamental e/ou médio Regular e/ou suplência, desempenhando atividades que objetivem o desenvolvimento mental, moral, cívico, artístico e cultural dos educandos, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Professor PEF-M - Anos Finais - Inglês

Reger aulas do 60 ao 90 ano do Ensino Fundamental e/ou médio Regular e/ou suplência, desempenhando atividades que objetivem o desenvolvimento mental, moral, cívico, artístico e cultural dos educandos, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Professor PEF-M - Anos Finais - Matemática

Reger aulas do 60 ao 90 ano do Ensino Fundamental e/ou médio Regular e/ou suplência, desempenhando atividades que objetivem o desenvolvimento mental, moral, cívico, artístico e cultural dos educandos, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Professor PEF-M - Anos Finais - Português

Reger aulas do 60 ao 90 ano do Ensino Fundamental e/ou médio Regular e/ou suplência, desempenhando atividades que objetivem o desenvolvimento mental, moral, cívico, artístico e cultural dos educandos, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Professor PEF-M - Anos Iniciais

Reger turmas de 10 ao 50 ano do Ensino Fundamental Regular e/ou suplência, desempenhando atividades que objetivem o desenvolvimento mental, moral, cívico, artístico e cultural dos educandos, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Psicólogo

Aplicar conhecimentos no campo da psicologia para o planejamento e execução de atividades nas áreas clínica, educacional, do trabalho e social, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Psicopedagogo

Fazer intervenções visando à solução dos problemas de aprendizagem, tendo como enfoque o aprendiz ou a instituição municipal de ensino; Realizar diagnósticos e intervenções psicopedagógicas, utilizando métodos, instrumentos e técnicas próprias da psicopedagogia; Atuar na prevenção dos problemas de aprendizagem; Desenvolver pesquisas e estudos relacionados com o processo de aprendizagem e seus problemas; Oferecer assessoria psicopedagógica aos trabalhos realizados pela Secretaria Municipal de Educação; Atuar em equipes multidisciplinares na orientação, coordenação e supervisão de ações de integração e reintegração de crianças na escola, família e sociedade; Atender estudantes que apresentem dificuldade de aprendizagem, orientando-os e desenvolvendo ações psicopedagógicas que os auxiliem, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

Terapeuta Ocupacional

Aplicar os conhecimentos no campo da terapia ocupacional visando o tratamento, desenvolvimento e reabilitação de pacientes portadores de deficiências físicas e/ou psíquicas, promovendo atividades com fins específicos, para ajudá-los na sua recuperação e integração social, e conforme anexo do Decreto 4147/2000.

ANEXO II

PROGRAMAS DAS PROVAS OBJETIVAS DE MÚLTIPLA ESCOLHA

CARGOS DE NÍVEL FUNDAMENTAL I (1ª a 4° séries)

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, COVEIRO, PORTEIRO, SERVENTE e VIGILANTE.

LÍNGUA PORTUGUESA: 1. Fonologia: encontros vocálicos, encontros consonantais, dígrafos, divisão silábica, prosódia, ortografia, acentuação. 2. Morfologia: estrutura e formação das palavras, classes de palavras. 3. Sintaxe: termos da oração, período composto, conceito e classificação das orações, concordância verbal e nominal, regência verbal e nominal, pontuação. 4. Semântica: significação das palavras no texto. 5. Interpretação de texto.

Bibliografia Sugerida: Livros de Gramática da Língua Portuguesa - Nível Fundamental. Fascículos do curso de Língua Portuguesa do Telecurso 2.000 - Nível Fundamental.

MATEMÁTICA: 1. Conjunto dos números naturais: adição, subtração, multiplicação e divisão. 2. Propriedades, comparação. 3. Expressões numéricas. 4. Teoria dos números: pares, ímpares, múltiplos, divisores, primos, compostos, fatoração, divisibilidade. 5. Problemas que envolvam as quatro operações fundamentais da matemática.

Bibliografia Sugerida: Livros de Matemática - Nível Fundamental. Fascículos do curso de Matemática do Telecurso 2.000 - Nível Fundamental.

CARGOS DE NÍVEL FUNDAMENTAL II (1ª a 4° séries)

MOTORISTA, PEDREIRO e PINTOR

LÍNGUA PORTUGUESA: 1. Fonologia: encontros vocálicos, encontros consonantais, dígrafos, divisão silábica, prosódia, ortografia, acentuação. 2. Morfologia: estrutura e formação das palavras, classes de palavras. 3. Sintaxe: termos da oração, período composto, conceito e classificação das orações, concordância verbal e nominal, regência verbal e nominal, pontuação.

4. Semântica: significação das palavras no texto. 5. Interpretação de texto.

Bibliografia Sugerida: Livros de Gramática da Língua Portuguesa - Nível Fundamental. Fascículos do curso de Língua Portuguesa do Telecurso 2.000 - Nível Fundamental.

MATEMÁTICA: 1. Conjunto dos números naturais: adição, subtração, multiplicação e divisão. 2. Propriedades, comparação. 3. Expressões numéricas. 4. Teoria dos números: pares, ímpares, múltiplos, divisores, primos, compostos, fatoração, divisibilidade. 5. Problemas que envolvam as quatro operações fundamentais da matemática.

Bibliografia Sugerida: Livros de Matemática - Nível Fundamental. Fascículos do curso de Matemática do Telecurso 2.000 - Nível Fundamental.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

MOTORISTA: 1. Direção defensiva. 2. Lei n° 9.503, de 23 de setembro de 1.997 (Código de Trânsito Brasileiro). 3. Noções de mecânica leve e pesada. 4. Prevenção de acidentes no trabalho. 5. Primeiros socorros. 6 Relações humanas e profissionais.

Bibliografia Sugerida: Lei 9.503, de 23/09/1.997, que Institui o Código de Trânsito Brasileiro (todo teor). Manuais técnicos e/ou de orientação profissional sobre o assunto.

PEDREIRO: Alinhamento, esquadrejamento e nivelamento de estruturas, paredes, pisos e outros pontos necessários na construção civil. Assentamento de: aparelhos sanitários, blocos de concreto, esquadrias, manilhas, tijolos e tubulações. Baldrames, cintas de amarração, pilares, vigas e outros elementos de sustentação. Coberturas de obras: forros, lajes e telhados; impermeabilização de coberturas. Comportamento e ética no local de trabalho. Confecção de formas, medição, corte e amarração de ferragens. Conhecimento de materiais e termos técnicos utilizados na Construção Civil. Ferramentas manuais e eletro portáteis utilizadas em construção civil. Manuseio de ferramentas manuais como: esquadro, nível, prumo, trena e outras necessárias ao ofício. Montagem e desmontagem de andaimes de madeira e/ou metálico). Noções de projetos de instalação: elétrico, hidráulico, telefônico e outros. Organização e limpeza do local de trabalho. Paginação de pisos e similares; utilização de argamassa e rejunte flexível. Revestimento de paredes: chapisco, emboço e reboco; azulejos, cerâmicas e pedras decorativas. Segurança do trabalho e prevenção de acidentes. Sistema Métrico Decimal e de polegadas. Traços básicos de argamassa e concreto. Transporte e armazenamento dos materiais. Uso e conservação de Equipamentos de Proteção Individual e Coletiva.

Bibliografia Sugerida: Livros e manuais técnicos que apresentem temas relacionados aos assuntos acima. Catálogos técnicos da Tigre, disponíveis em: http://www.tigre.com.br/pt/catalogos_tecnicos.php. Catálogos técnicos da Quartzolit, disponíveis em: http://www.weber.com.br/assentar-revestimentos/o-guia-weber.html. Faz Fácil, o site que ensina a fazer! - Reformas & Construção. Disponível em: http://www.fazfacil.com.br/index.html

PINTOR: Aplicação de pátina, verniz e outros acabamentos móveis de madeira e aço. Comportamento e ética no local de trabalho. Conhecimento de materiais e termos técnicos utilizados na Construção Civil. Ferramentas manuais e eletro portáteis utilizadas em tarefas de pintura. Conhecimentos de cálculo de área. Conhecimentos sobre lixas e outros produtos abrasivos. Diluição de tintas e outros materiais de pintura. Equipamentos e materiais utilizados na atividade. Diferentes processos de execução. Manuseio de ferramentas manuais como: desempenadeiras, espátulas, pincéis, rolos, trinchas e outras. Noções de lanternagem e pintura automotiva. Organização e limpeza do local de trabalho. Preparação de superfícies: como limpeza, escovamento, lixamento e nivelamento de alvenarias, concreto, madeira, metais e outras superfícies. Revestimento de paredes: limpeza, escovamento, preparo, aplicação de massa, nivelamento, lixamento, pintura e acabamento. Segurança do trabalho e prevenção de acidentes. Tipos de acabamentos: estuque, grafiato, pátina, textura, verniz e outros. Transporte e armazenamento dos materiais. Uso e conservação de Equipamentos de Proteção Individual e Coletiva.

Bibliografia Sugerida: FAZANO Carlos Alberto T. V., Tintas - Métodos de Controle de Pintura e Superfícies, Hemus Editora Ltda. FAZENDA Jorge M. R. Coordenador, Tintas & Vernizes - Ciência e Tecnologia, Editora Edgard Bliicher, 3a edição, 2005 - Distribuição e Venda: ABRAFATI. Guia de pintura Coral, disponível em: http://www.tintascoral.com.br/guiadePintura. PIRES, Guilherme de Souza. Tintas & Vernizes - Fundamentos e Aplicativos, Gráfica Editora, 2006 - Assessoria de Distribuição: SINTIRJ. Suvinil - Renove você mesmo, dicas informações técnicas disponíveis em:

http://www.suvinil.com.br/#Renove/Default.aspx. Técnicas especiais de pintura, disponível em: http://www.tintascoral.com.br/tecnicasEspecias/.

CARGOS DE NÍVEL FUNDAMENTAL III

AUXILIAR ADMINISTRATIVO, AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL e TELEFONISTA.

LÍNGUA PORTUGUESA: Interpretação de Texto; Alfabeto; Sílaba; Grafia correta das palavras; Separação de Sílabas; Feminino; Masculino; Sílabas Tônicas, Oxítonas, Paroxítonas e Proparoxítonas; Substantivo, Coletivo, Acentuação; Sinônimos e Antônimos; Encontro Vocálico e Encontro Consonantal; Dígrafo; Pontuação; Frase, Tipos de Frase; Singular e Plural; Artigo; Substantivo Próprio e Comum; Gênero, Número e Grau do Substantivo; Adjetivo; Pronomes; Verbos, Tempos do Verbo; Frase e oração; Sujeito; Predicado; Advérbio; Interjeição; Onomatopéia; Uso do por que, por quê, porque e porquê.

Bibliografia Sugerida: Livros de Gramática da Língua Portuguesa - Nível Fundamental. Fascículos do curso de Língua Portuguesa do Telecurso 2.000 - Nível Fundamental.

MATEMÁTICA: Conjuntos; Sistema de Numeração Decimal; Sistema Romano de Numeração; Adição, Subtração, Multiplicação e Divisão de Números Naturais; Números Racionais; Operações com Frações (Adição Subtração, multiplicação e divisão); Números Decimais; Porcentagem; Sistema Monetário, Medidas de Comprimento, Massa, Capacidade e Tempo; Geometria (Ponto, Plano, Retas, Semi-retas, Segmento de Retas, Ângulos, Polígonos, Triângulo; Perímetro de um triângulo, Quadrilátero, Tipos de Paralelogramos); Cálculo de Áreas, Polígono, Metro Quadrado e Unidades maiores e menores do que o metro quadrado.

Bibliografia Sugerida: Livros de Matemática - Nível fundamental. Fascículos do curso de Matemática do Telecurso 2.000 - Nível Fundamental.

CONHECIMENTOS GERAIS: História, Geografia e Ciências do Ensino Fundamental. Assuntos ligados à atualidade nas áreas: Econômica, Científica, Tecnológica, Política, Cultural, Saúde, Ambiental, Esportiva, Artística e Social do Brasil. Tópicos atuais, relevantes e amplamente divulgados, em áreas diversificadas.

Bibliografia Sugerida: Jornais, revistas e sites de agências de notícias. Livros Ciências, Geografia e História - Nível Fundamental. Páginas eletrônicas de órgãos de imprensa nacionais.

INFORMÁTICA: 1 - Conceitos básicos de operação com arquivos em ambiente de rede Windows. 2 - Conceitos básicos de operação de microcomputadores. 3 - Conceitos básicos para utilização dos softwares do pacote Microsoft Office. 4 - Conhecimento básico de consulta pela Internet e recebimento e envio de mensagens eletrônicas. 5 - Conhecimento de interface gráfica padrão Windows. 6 - Noções básicas de operação de microcomputadores e periféricos em rede local. 7 - Utilização de comandos e teclas de atalho no Windows.

Bibliografia Sugerida: Manuais técnicos e/ou de orientação profissional sobre o assunto.

CARGOS DE NÍVEL MÉDIO I

CONTABILISTA, FISCAL DE CONCESSÃO SERVIÇOS PÚBLICOS, FISCAL DE OBRAS, FISCAL DE POSTURAS, FISCAL DE TRIBUTOS, OFICIAL ADMINISTRATIVO e TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO.

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 - Compreensão de texto literário ou informativo. 2 - Conhecimentos Lingüísticos: Fonética: fonemas, encontros vocálicos e consonantais, dígrafos, sílabas, tonicidade. Morfologia: a estrutura da palavra, formação de palavras, as classes de palavras. Ortografia: emprego das letras, acentuação gráfica. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. Sintaxe: os termos da oração, as orações no período composto, concordância verbal e nominal, regência verbal e nominal, ocorrência da crase, colocação de palavras. Semântica: sinonímia e antonímia, homografia, homofonia, paronímia, polissemia.

Bibliografia Sugerida: Livros de Gramática da Língua Portuguesa - Nível Médio. Fascículos do curso de Língua Portuguesa do Telecurso 2.000 - Nível Médio.

CONHECIMENTOS GERAIS: História, Geografia e Ciências do Ensino Médio. Assuntos ligados à atualidade nas áreas: Econômica, Científica, Tecnológica, Política, Cultural, Saúde, Ambiental, Esportiva, Artística e Social do Brasil e do Mundo. Tópicos atuais, relevantes e amplamente divulgados, em áreas diversificadas.

Bibliografia Sugerida: Jornais, revistas e sites de agências de notícias. Livros Ciências, Geografia e História - Nível Médio. Páginas eletrônicas de órgãos de imprensa nacionais.

INFORMÁTICA: 1 - Conceitos básicos de operação com arquivos em ambiente de rede Windows. 2 - Conceitos básicos de operação de microcomputadores. 3 - Conceitos básicos para utilização dos softwares do pacote Microsoft Office. 4 - Conhecimento básico de consulta pela Internet e recebimento e envio de mensagens eletrônicas. 5 - Conhecimento de interface gráfica padrão Windows. 6 - Noções básicas de operação de microcomputadores e periféricos em rede local. 7 - Utilização de comandos e teclas de atalho no Windows.

Bibliografia Sugerida: Manuais técnicos e/ou de orientação profissional sobre o assunto.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONTABILISTA: 1 - Contabilidade Geral: objetivo e finalidade. 1.1. Estrutura conceitual básica da contabilidade. Princípios fundamentais da contabilidade. Depreciação. Amortização. Apuração de resultados. Demonstrações contábeis. 2 - Contabilidade Pública: conceito, campo de aplicação. A função da contabilidade na Administração Pública. Sistemas da contabilidade pública: objetivo e classificação. 2.1. Sistemas: orçamentário, financeiro, patrimonial e de compensação. Demonstrações contábeis de entidades governamentais (Lei no 4.320/64). 2.2. Balanços: orçamentário, financeiro, patrimonial e demonstração das variações patrimoniais. Relatório resumido da execução orçamentária e relatório de gestão fiscal: regulamentação e composição segundo a Lei Complementar no 101/2.000. Exercício financeiro: definição. Regime contábil: classificação. Regime de caixa e de competência. Regime contábil brasileiro: reconhecimento das receitas e despesas públicas. Exercício financeiro das entidades governamentais. Aplicação dos princípios fundamentais de contabilidade na área pública. 2.3. Receita Pública: conceito. Controle da execução da receita orçamentária: contabilização dos estágios de realização da receita orçamentária. Receita extra-ornamentaria: definição, casos de receita extra-ornamentaria e contabilização. Dívida Ativa: conceito, classificação, apuração, inscrição e cobrança. Contabilização. 2.4. Despesa Pública: Conceito. Controle da execução da despesa orçamentária: contabilização dos estágios de realização da despesa orçamentária. Despesa extra-ornamentaria: definição, casos de despesa extra-ornamentaria e contabilização. 2.5. Dívida Pública: conceito e classificação. Dívida Flutuante: consignações, retenções, restos a pagar, serviços da dívida a pagar e débitos de tesouraria. Definições e contabilizações. Dívida Fundada: operações de crédito: definição, classificação, regulamentação e contabilização. 2.6. Formas de gestão dos recursos financeiros. Gestão por caixa único. Gestão por fundos especiais regulamentados. Adiantamentos: conceito e contabilização. 2.7. Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (SIAFI): conceito, objetivos, principais documentos. 3 - Planejamento Governamental: Conceito de Planejamento. Plano de Governo: conceito, estrutura atual do sistema orçamentário brasileiro. Base legal do planejamento governamental. 3.1. Sistema Orçamentário Brasileiro. Plano Plurianual: conceito, objetivo e conteúdo. Lei de Diretrizes Orçamentárias: conceito, objetivo e conteúdo. Metas Fiscais e Riscos Fiscais. Lei de Orçamento Anual: conceito de Orçamento Público. Princípios orçamentários. Aspectos político, jurídico, econômico e financeiro do Orçamento. Conteúdo do Orçamento programa: quadros que o integram e acompanham, conforme a Lei no 4.320/64 e a Lei Complementar no 101/2.000. 3.2. Classificações Orçamentárias. Classificação da receita por categorias econômicas. A classificação da receita de acordo com a Portaria no 163/2.001. Classificação da despesa. Classificação institucional. Classificação funcional-programática. Classificação econômica. A classificação da despesa conforme a Lei no 4.320/64, a Portaria MOG no 42/99 e a Portaria Interministerial no 163/2001. 3.3. Processo Orçamentário. Elaboração da proposta orçamentária: conteúdo, forma e competência. Discussão, votação e aprovação: encaminhamento da proposta ao Poder Legislativo. Emendas, vetos e rejeição à proposta orçamentária. Aprovação da Lei de Orçamento. Execução orçamentária da receita: programação financeira, lançamento, arrecadação e recolhimento. Conceitos. Execução orçamentária da despesa: programação financeira, licitação, empenho, liquidação e pagamento. Os créditos adicionais ao orçamento: classificação e recursos para sua abertura. 4 - Direito Administrativo. Contrato administrativo: conceito, tipos e cláusulas essenciais. 4.1. Regime Jurídico da Licitação: conceito, finalidade e modalidades de licitação. Serviços e obras públicas: conceito e formas de execução. 4.2. Bens públicos: conceito e classificação dos bens públicos. Alienação dos bens públicos. Limites Constitucionais de Despesas do Poder Legislativo Municipal. Limites percentuais dos gastos do Poder Legislativo Municipal. (Constituição Federal de 1.988, atualizada e Emenda Constitucional n. 25/2.000). 5 - LRF - Lei de Responsabilidade Fiscal: principais conceitos, pontos de controle e índices aplicáveis a esfera de governo municipal, integração entre o Planejamento e o Orçamento Público previstos da Lei Complementar no 101, de 04 de maio de 2.000. Os crimes praticados contra as finanças públicas (Lei Federal n. 10.028/00). 6 - Lei 8.666, de 21 de Junho de 1.993, que regulamenta o Artigo 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências (texto atualizado). 7 -Constituição Federal, art. 163 a 169.

Bibliografia Sugerida: Lei 4.320/64; KOHAMA Heilio, Contabilidade Pública - Teoria e Prática - Ed. Atlas - 1998; CRUZ Flávio da - Lei de Responsabilidade Fiscal comentada - Ed. Altas, 2001; CRUZ Flávio da - Controle Interno nos Municípios - Ed. Atlas - 2008; SLOMSKI Valmor - Manual de Contabilidade Pública - Ed. Atlas - 2001; KOHAMA Heilio, Balanços Públicos - Teoria e Prática - Ed. Atlas - 1999.

FISCAL DE CONCESSÃO SERVIÇOS PÚBLICOS: 1 - Código de Trânsito Brasileiro (todo teor). 2 - Decreto Municipal 3.465 de 16/10/1996.

Bibliografia Sugerida: Lei 9.503, de 23/09/1.997, que Institui o Código de Trânsito Brasileiro (todo teor). Decreto Municipal 3.465 de 16/10/1996. (Disponível no site www.itauna.mg.gov.br).

FISCAL DE OBRAS: 1 - Tecnologia das Construções - Segurança e higiene do trabalho. Equipamentos e ferramentas. Serviços iniciais. Instalações provisórias. Serviços gerais. Canteiro de obras. Locação da obra. Trabalhos em terra. Escoramentos. Fundações. Estruturas metálicas. Estruturas de Madeira. Estruturas de concreto armado. Estruturas de concreto Protendido. Alvenaria estrutural. Estruturas pré-fabricadas. Instalações elétrica e telefônica; hidráulica, sanitária e de gás; mecânica; de ar condicionado; piscina; sauna. Alvenarias. Coberturas. Tratamentos. Esquadrias. Revestimentos. Pavimentações. Rodapés, soleiras e peitoris. Vidros. Pinturas. Aparelhos. Jardins. Limpeza. 2 - Materiais de Construção - Propriedades gerais; aglomerantes (cal, gesso, especiais); agregados; agressividade das águas, dos solos e dos gases ao concreto; uso de aditivos no concreto; estudo de dosagem do concreto; preparo do concreto; transporte do concreto; lançamento, adensamento e cura do concreto; propriedades do concreto fresco; propriedades do concreto endurecido; ensaios do concreto; controle tecnológico. Madeiras. Materiais cerâmicos. Asfaltos e alcatrões. Borracha. Metais em geral. Produtos siderúrgicos. Plásticos. Vidros. 3 - Fiscalização de Instalações Prediais - Elementos das instalações elétricas, telefônicas, hidráulicas e sanitárias. 4 - Manutenção Predial - Conceitos básicos sobre manutenção predial corretiva e preventiva para instalações elétricas e de força, instalações hidráulicas e sanitárias, controle e tratamento de reservatórios de água e normas de segurança. Execução e Fiscalização de Elementos Estruturais de Concreto Armado: Execução e aplicação de fôrmas, armação e concretagem de blocos, sapatas, pilares, vigas e lajes. 5 - Lixo Urbano e Lixo Industrial - Origem e composição do lixo; acondicionamento e coleta; processamento; disposição final; legislação e licenciamento ambiental. Tratamento do lixo doméstico. Tratamento do lixo industrial. Materiais recicláveis. Usinas de reciclagem. Processos de reciclagem. Depósitos. Aterros sanitários. Tratamento de efluentes líquidos de aterros sanitários. Lixo e meio ambiente. Limpeza urbana. Aspectos Econômicos da Limpeza urbana. 6 - Seguintes Legislações: Lei 6.766, de 19 de Dezembro de 1.979, que dispõe sobre o Parcelamento do Solo Urbano e dá outras Providências, todo teor. Lei no 10.257, de 10 de Julho de 2.001 (Estatuto das Cidades), que regulamenta os artigos 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências, todo teor.

Bibliografia Sugerida: Código de Obras do Município de Itaúna. (Lei Municipal 2.197/88 e alterações posteriores) CIMINO, Remo. Planejar para construir. São Paulo: Pini. CREDER, Hélio. Instalações elétricas. Rio de Janeiro: LTC. HIRSCHFELD, Henrique. A construção civil fundamental. São Paulo: Atlas. NR-18 - Condições e meio ambiente do trabalho na indústria da construção. Yazigi, Walid. A técnica de edificar. São Paulo: Pini.

FISCAL DE POSTURAS: 1 - Direito administrativo municipal. Organização, autonomia e competência municipal. Poder de Polícia do município: conceito, razão, fundamentos, objeto, finalidade, extensão, limites, atributos, meios de atuação, sanções e condições de validade. 2 - Planejamento Urbano e Ordenamento Territorial Municipal: ordenação do uso, ocupação do solo e da paisagem urbana; instrumentos de controle urbanístico, plano diretor e zoneamento Tributos municipais: taxas do poder de polícia. 3 - Código de Posturas.

Bibliografia Sugerida: Código de Posturas do Município de Itaúna (Lei Municipal 1.821/85 e alterações posteriores).

FISCAL DE TRIBUTOS: 1 - Noções de Direito Constitucional. Direitos e Garantias Fundamentais. Organização do Estado Brasileiro. Administração Pública. Tributação e Orçamento. Sistema Tributário Nacional. Princípios constitucionais tributários. Repartição constitucional de competências tributárias. Limitações ao poder de tributar. Ordem econômica e financeira. 2 - Noções de Direito Administrativo. Princípios da Administração Pública. Teoria geral do Ato Administrativo: conceito, classificação, espécies, elementos, requisitos e atributos do ato administrativo. 3 - Direito Tributário. Conceito. Princípios. Normas gerais tributárias. Legislação Tributária: Vigência, interpretação, integração e aplicação. Conceito de tributo e espécies incluídas na competência tributária municipal. Incidência. Não Incidência. Imunidade. Isenção. Obrigação tributária: Principal e acessória. Hipótese de Incidência. Fato gerador. Sujeitos ativos e passivos. Contribuinte e Responsável. Responsabilidade Solidária e supletiva. Capacidade tributária. Domicílio tributário. Crédito tributário: natureza, conceito, constituição, suspensão, extinção e exclusão. Lançamento: conceito, espécies, requisitos, efeitos, impugnação e revisão. Administração Tributária. Fiscalização: termos e procedimentos. Sigilo Fiscal. Fiscalização das empresas optantes pelo Simples Nacional. Dívida ativa: Requisitos e efeitos da inscrição. Certidão negativa. Prescrição e decadência. Renúncia de receitas. Infração, Fraude e Crimes contra a ordem tributária (Lei Federal no 8.137/90). Lei Complementar no 116, de 31 de julho de 2003. O ISSQN - Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza: Incidência; Não Incidência; Fato Gerador; Serviços Tributáveis; Lista de serviços; Estabelecimento Prestador; Sujeito passivo; Contribuinte; Responsável; Base de cálculo; Alíquota; Preço do serviço. O ITBI - Imposto sobre a Transmissão inter vivos de Bens Imóveis: Fato gerador, Base de Cálculo, Sujeito Passivo. O IPTU - Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana: Fato gerador, Base de Cálculo, Sujeito Passivo. 4 - Seguintes Legislações: Código Tributário do Município de Itaúna, todo teor. Constituição Federal, artigos 145, 150, 156 e 158.

Bibliografia Sugerida: Código Tributário do Município de Itaúna (Lei Municipal 1.385/1977 e alterações posteriores) BECHER, AUGUSTO BECHER - Teoria Geral do Direito Tributário - São Paulo - Editora Lejus - 2.002 - 3a edição. CÓDIGO TRIBUTARIO NACIONAL - Lei no 5. 172, de 25 de Outubro de 1.966 (atualizada). COELHO, SACHA CALMON NAVARRO - Curso de Direito Tributário Brasileiro - Rio de Janeiro Editora Forense - 2.005 - 8a edição. HARADA, KIYOSHI - Direito Financeiro e Tributário - São Paulo Editora Atlas - 2.008 - 17a edição. MARTINS, SERGIO PINTO - Manual do Imposto Sobre Serviços - São Paulo Editora Malheiros Editores Ltda. - 1.995.

OFICIAL ADMINISTRATIVO: 1 - Administração Pública: 1.1. Conceito, natureza e fins; 1.2. Princípios básicos: legalidade, moralidade, finalidade e publicidade; 1.3. Poderes administrativos: vinculado, discricionário, hierárquico, disciplinar, regulamentar e de polícia; 1.4. Atos administrativos. 2 - Contabilidade Pública: conceito, campo de aplicação. A função da contabilidade na Administração Pública. Sistemas da contabilidade pública: objetivo e classificação. 3 - Direito Administrativo. Contrato administrativo: conceito, tipos e cláusulas essenciais. 3.1. Regime Jurídico da Licitação: conceito, finalidade e modalidades de licitação. Serviços e obras públicas: conceito e formas de execução. 3.2. Bens públicos: conceito e classificação dos bens públicos. Alienação dos bens públicos. 4 - Organização do Trabalho: 4.1. O ambiente e sua organização, rotinas de trabalho, organização e utilização do material de escritório, de consumo e permanente. 4.2. Arquivo: conceito, tipos de arquivo, acessórios para arquivamento de papéis e fichas, sistemas de arquivamento, técnicas de arquivamento. 4.3. Correspondência: conceito, tipos, estrutura da redação, abreviaturas mais usadas, a digitação. 4.4. O protocolo: recepção, classificação, registro e distribuição. 4.5. Documentação: conceito e importância, processos, tramitação. 5 - Relações Humanas: 5.1. Sigilo e ética profissional. 5.2. Relacionamento Interpessoal: a importância do autoconhecimento, diferenças individuais, temperamento, caráter, personalidade, superação de conflitos no relacionamento, capacidade de empatia. 5.3. Comunicação: emissor e receptor, canais de comunicação, mensagens, códigos, interpretações, ruídos na comunicação. 6 - Seguintes Legislações: Constituição Federal, em seus Artigos37 a 41. Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Itaúna, todo teor. Lei 8.666, de 21 de Junho de 1.993, que regulamenta o Artigo 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências (texto atualizado).

Bibliografia Sugerida: CHIAVENATO, I. Introdução à teoria geral da administração. 7a Ed. Revista e Atualizada. Rio de Janeiro: Campus, 2004. CURY, Antônio. Organização & métodos: uma visão holística. 7.ed. São Paulo: Atlas, 2000. Capítulos: 4: itens 4.1 a 4.7; 8: itens: 8.1 a 8.6; 11; 12; 13 e 15. MARTINS, P. G.; ALT CAMPOS, P. R. Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais. 2a. Ed. São Paulo: Saraiva, 2002. MAXIMIANO, Antônio César Amaru. Introdução à administração. 6. ed. São Paulo: Atlas. Capítulos: 1: itens 1.1 e 1.6; 4: itens 4.3 a 4.6; 5: itens 5.1 a 5.3; 7 e 14. OLIVEIRA, D. P. R. De. Sistemas, organização e Métodos - uma abordagem gerencial. 15a. Ed. Revista e ampliada. São Paulo: Atlas, 2005. SILVA, Adelphino Teixeira da. Administração básica. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2006. Capítulos: todos, exceto capítulos 10 e 11.

TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO: 1 - Acidente do Trabalho: Conceitos, causas e conseqüências do acidente do trabalho; Estatísticas de acidentes do trabalho. Ações educativas de segurança e saúde. Administração de Segurança. 2 - Ambiente: iluminação e cores, efeitos fisiológicos da iluminação. Análise preliminar de risco: Riscos químicos, físicos e Biológicos. Antecedentes históricos de seguranças do trabalho. 3 - Aplicações da antropometria: o assento de trabalho, mobiliário de trabalho, arranjo físico e postos de trabalho informatizados. Atividades Educativas de Segurança no Trabalho: Determinação de causas de acidentes. Bio-segurança: esterilização, laboratórios de contenção, gestão de resíduos e biotérios e preparação para uso de equipamentos de proteção. Conhecimento sobre a legislação de regulamenta a profissão de técnico industrial de nível médio. Doenças profissionais e doenças do trabalho. 4 - Ergonomia: Levantamento e transporte de cargas. Fatores Humanos no trabalho. Garantias do empregador e deveres do trabalhador. 5 - Higiene do Trabalho: conceitos, definições e classificação dos riscos ambientais. Implementação de ações preventivas e corretivas. Instrumentos e técnicas aplicadas na medição dos riscos ambientais. 6 - Medidas de controle: E PIs e E PCs. Metodologia para investigação de acidentes. 7 - Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho. Normas da ABNT (NBR 5410), DIN e outras voltadas para a execução de instalações elétricas. Organização do trabalho. 8 - Parâmetros e índices utilizados nas avaliações dos riscos. Política de saúde e segurança do trabalho. 9 - Prevenção de Perdas: Antecedentes históricos, Técnicas de incidentes críticos e sistemas; Avaliação de prevenção e controle de perdas; Estudo das estimativas de perdas. Procedimentos e normas de sistemas de segurança. 10 - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais: conceitos, classificação, identificação e avaliação dos agentes de risco ambientais; Medidas preventivas e de controle dos agentes de risco. 11 - Sistemas de Prevenção e Combate a Incêndios: Tecnologia e prevenção de combates a Sinistros; Química do fogo; Agentes extintores; Método de Combate a incêndios; Plano de Emergência; Equipamentos fixos e móveis de combate a incêndios: tipos, inspeção, manutenção e recarga; Sistemas e equipamentos de alarme e detecção e proteção contra incêndio; Instruções gerais em emergências e Brigadas de incêndio.

Bibliografia Sugerida: GARCIA, J.M.R. "Programas Prevencionistas: Subsídios para Análise de Riscos" Editora AB Editora. Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego - disponível em: http://portal.mte.gov.br/legislacao/normas-regulamentadoras-1.htm Saúde e Segurança Ocupacional - disponível em: http://www.mpas.gov.br/conteudoDinamico.php?id=39 Segurança e Medicina do Trabalho. 54a ed. São Paulo: Editora Atlas, S. A - 2004. Série Manual de Legislação Atlas. VIEIRA, S.I. "Manual de Saúde e Segurança do Trabalho" Editora LTR.

CARGOS DE NÍVEL MÉDIO II (Educação)

MONITOR DE CRECHE, PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL e PROFESSOR PEF - M - ANOS INICIAIS.

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 - Compreensão de texto literário ou informativo. 2 - Conhecimentos Lingüísticos: Fonética: fonemas, encontros vocálicos e consonantais, dígrafos, sílabas, tonicidade. Morfologia: a estrutura da palavra, formação de palavras, as classes de palavras. Ortografia: emprego das letras, acentuação gráfica. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. Sintaxe: os termos da oração, as orações no período composto, concordância verbal e nominal, regência verbal e nominal, ocorrência da crase, colocação de palavras. Semântica: sinonímia e antonímia, homografia, homofonia, paronímia, polissemia.

Bibliografia Sugerida: Livros de Gramática da Língua Portuguesa - Nível Médio. Fascículos do curso de Língua Portuguesa do Telecurso 2.000 - Nível Médio.

CONHECIMENTOS GERAIS: História, Geografia e Ciências do Ensino Médio. Assuntos ligados à atualidade nas áreas: Econômica, Científica, Tecnológica, Política, Cultural, Saúde, Ambiental, Esportiva, Artística e Social do Brasil e do Mundo. Tópicos atuais, relevantes e amplamente divulgados, em áreas diversificadas.

Bibliografia Sugerida: Jornais, revistas e sites de agências de notícias. Livros Ciências, Geografia e História - Nível Médio. Páginas eletrônicas de órgãos de imprensa nacionais.

INFORMÁTICA: 1 - Conceitos básicos de operação com arquivos em ambiente de rede Windows. 2 - Conceitos básicos de operação de microcomputadores. 3 - Conceitos básicos para utilização dos softwares do pacote Microsoft Office. 4 - Conhecimento básico de consulta pela Internet e recebimento e envio de mensagens eletrônicas. 5 - Conhecimento de interface gráfica padrão Windows. 6 - Noções básicas de operação de microcomputadores e periféricos em rede local. 7 - Utilização de comandos e teclas de atalho no Windows.

Bibliografia Sugerida: Manuais técnicos e/ou de orientação profissional sobre o assunto.

DIDÁTICA E LEGISLAÇÃO: Conceito de Ensino e Aprendizagem. Constituição Federal, em seus Artigos: 205, 206, 207, 208, 209, 210, 211, 212, 213 e 214. Decreto no 5.296, de 02 de Dezembro de 2.004, que regulamenta as Leis nos 10.048, de 08 de novembro de 2.000, que dá prioridade de atendimento às pessoas que especifica, e 10.098, de 19 de dezembro de 2.000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências todo o teor. Lei no 12.288, de 20 de Julho de 2.010. (Estatuto da Igualdade Racial), em seus Artigos: 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19 e 20. Lei no 8.069, de 13 de Julho de 1.990 (Estatuto da Criança e do Adolescente), em seus Artigos: 53, 54, 55, 56, 57, 58, 59, 60, 62, 63, 64, 65, 66, 67, 68 e 69. Lei no 9.394, de 20 de Dezembro de 1.996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, todo teor.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

MONITOR DE CRECHE: 1 - A criança e seu espaço. 2 - A organização do tempo e do espaço na educação infantil. Pedagogia da infância, dimensões humanas; direitos da infância e relação creche família. 3 - Alimentos: importância dos alimentos para saúde, contaminação (microorganismos, doenças e intoxicações), rotulagem de produtos nutrientes, medidas caseiras. 4 - As instituições de educação infantil como espaço de produção das culturas infantis. 5 - Cuidados essenciais. 6 - Cuidar e Educar. 7 - Família e instituição. 8 - Higiene da criança. 9 - Higiene pessoal. 10 - O cotidiano na instituição: espaço, rotina, afetividade, alimentação, higiene, cuidados essenciais. 11 - O papel social da educação infantil. 12 - Prevenção de acidentes. 13 - Processo de ensinar e aprender. 14 - Relações de afetividade da família e da escola. 15 - Rotinas de tarefas na creche.

Bibliografia Sugerida: ABRAMOWICZ, Anete; WAJSKOP, Gisela. Educação infantil: creches, atividades para crianças de zero a seis anos. 2. ed. São Paulo : Moderna, 1999. ARIES, Philippe. História social da criança e da família. 2.ed. Rio de Janeiro: LTC, 1981. BROUGÈRE, Gilles. Brinquedo e cultura. Rev. téc. E versão brasil. Adaptada por Gisela Wajskop., 5a ed.S.P.: Cortez, 2004. (Coleção Questões da Nossa Época; v. 43) 110 p. ISBN 852490560-3. CAMPOS, Maria Malta. Critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças. 6 ed. Brasília: MEC, SEB, 2009. disponível em www.mec.gov.br//publicações. CARVALHO, Alysson et al (Organizadores). Brincar(es). Belo-Horizonte: Edit. UFMG; Pró-reitoria de Extensão/UFMG, 2005. 193p. ISBN 85-7041-495-1. Educação infantil - Fundamentos e Métodos - Autora: Zilma Ramos de Oliveira - Ed. Cortez Editora. Os Fazeres na Educação infantil. Organizadores: Maria Clotilde Rossetti Ferreira/Ana Maria Mello/Telma Vitoria/Adriano Gosuen/Ana Cecília Chaguri - Cortez Editora.

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL: 1 - Objetivos e conteúdos da Educação Infantil. 2 - O processo de aprendizagem e desenvolvimento da criança. 3 - O processo de aprendizagem e autonomia da criança. 4 - A criança e o mundo: da música, do movimento, das artes visuais, da linguagem oral e escrita, da natureza e sociedade e da matemática. 5 - A relação educador-criança. 6 - A importância da integração família-escola. 7 - O que é adaptação? Como acontece na escola. 8 - O cotidiano da escola. 9 - Práticas de leitura e escrita na Educação Infantil. 10 - Organização do tempo e espaço físico na escola infantil. 11 - Currículo escolar. Projetos de Ensino. 12 - Inclusão Escolar. 13 - Direitos da criança.

Bibliografia Sugerida: ABRAMOWICZ, Anete; WASJSKOP, Gisela. Educação Infantil: Creches - atividades para crianças de zero a seis anos. São Paulo: Moderna. CAMPOS, Maria Malta; Rosemberg, Fúlvia; Ferreira, Isabel M. Creches e Pré-Escolas no Brasil. São Paulo: Cortes. CARVALHO, Alysson et al (Organizadores). Brincar(es). Belo-Horizonte: Edit. UFMG; Pró-reitoria de Extensão/UFMG, 2005. 193p. ISBN 85-7041-495-1. GOSUEN, Adriano e CHAGURI,Ana Cecília (org.). Os fazeres na Educação Infantil: Cortez. KISHIMOTO, Tisuko M. Jogos infantis: o jogo, a criança e a educação. Petrópolis: Vozes, 2003 ISBN 85 326 1076 5. KISHIMOTO, Tizuka M. Org. Jogo, Brinquedo, Brincadeira e a Educação: Cortez. LA TAILLE, Yves de, KOHL Marta de O., DANTAS, Heloysa. Piaget, Vygotskt, Wallon: teorias psicogenéticas em discussão. São Paulo: Summus, 1992 ISBN 85 323 0412 5. OLIVEIRA, Zilma de Moraes Ramos de. A criança e seu desenvolvimento. Editora Cortez. SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão/construindo uma sociedade para todos. Rio de Janeiro: WVA, 1997. ZABALZA, Miguel A. Qualidade em Educação Infantil. Editora Artmed.

PROFESSOR PEF - M - ANOS INICIAIS: - Fundamentos filosóficos, psicológicos, sociológicos e históricos da educação: Concepções filosóficas da educação; Relação entre educação, sociedade e cultura; A escola como instituição social; Teorias do desenvolvimento e da aprendizagem; Psicologia da Educação; - Fundamentos didático-metodológicos da Educação: Tendências pedagógicas na prática escolar; Planejamento, metodologia e avaliação do processo ensino/aprendizagem; Projeto Político Pedagógico; Escola Cidadã. - Ensino e aprendizagem de questões sociais; Linguagem na escola; História da Educação; Pedagogia da inclusão; A relação professor/aluno; Conhecimento sobre ciclos de formação; Estrutura e funcionamento do ensino de 10 grau; Reorganização do Ensino; Democratização do ensino; Avaliação; Planejamento Participativo. Parâmetros Curriculares Nacionais da Educação Básica; Lei 10.172/2001 - Plano Nacional de Educação. Financiamento da Educação.

Bibliografia Sugerida: BRASIL, MEC. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 2000. Língua Portuguesa, Matemática, Geografia, História e Ciências. BRASIL. MEC. Referências Curriculares Nacionais da Educação Infantil. CAGLIARI, Luiz Carlos. Alfabetização sem o bá-be-bi-bo-bu. São Paulo: Scipione, 1998. DAYRELL, Juarez. (org.) Múltiplos olhares sobre a educação e cultura. Belo Horizonte, UFMG, 1996. DEBORTOLI, José Alfredo. As crianças e a brincadeira. In: CARVALHO, A et al. Desenvolvimento e Aprendizagem. Belo Horizonte, UFMG, 2002. KAMII, C. Jogos em grupo na educação infantil: implicações da teoria de Piaget. São Paulo: Trajetória Cultural, 1991. KATO, Mary. A concepção da escrita pela criança. Campinas: São Paulo: Pontes, 1988. KISHIMOTO, Tisuko M. Jogos infantis: o jogo, a criança e a educação. Petrópolis: Vozes, 2003 ISBN 85 326 1076 5. MAGDA, Soares. Alfabetização e Letramento: um tema um três gêneros. OLIVEIRA, Martha Kohl de. Vygotsky: aprendizado e desenvolvimento: um processo sócio-histórico. 4 ed. São Paulo: Scipione, 1997. OLIVEIRA, Zilma de, ANDRADE, Cyrce M.R. Junqueira de. Educação infantil: muitos olhares. São Paulo: Cortez, 1994. 187p. ZABALA, Antoni. A Prática Educativa - Como Ensinar. Tradução Ernani F. Rosa. Porto Alegre: ArtMed, 1998. 224p. ISBN 85-7307-426-4

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR I

BIBLIOTECÁRIO

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 - Compreensão de texto literário ou informativo. 2 - Conhecimentos Lingüísticos: Fonética: fonemas, encontros vocálicos e consonantais, dígrafos, sílabas, tonicidade. Morfologia: a estrutura da palavra, formação de palavras, as classes de palavras. Ortografia: emprego das letras, acentuação gráfica. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. Sintaxe: os termos da oração, as orações no período composto, concordância verbal e nominal, regência verbal e nominal, ocorrência da crase, colocação de palavras. Semântica: sinonímia e antonímia, homografia, homofonia, paronímia, polissemia.

Bibliografia Sugerida: Livros de Gramática da Língua Portuguesa - Nível Médio. Fascículos do curso de Língua Portuguesa do Telecurso 2.000 - Nível Médio.

CONHECIMENTOS GERAIS: História, Geografia e Ciências do Ensino Médio. Assuntos ligados à atualidade nas áreas: Econômica, Científica, Tecnológica, Política, Cultural, Saúde, Ambiental, Esportiva, Artística e Social do Brasil e do Mundo. Tópicos atuais, relevantes e amplamente divulgados, em áreas diversificadas.

Bibliografia Sugerida: Jornais, revistas e sites de agências de notícias. Livros Ciências, Geografia e História - Nível Médio. Páginas eletrônicas de órgãos de imprensa nacionais.

INFORMÁTICA: Conceitos básicos de operação com arquivos em ambiente de rede Windows. Conceitos básicos de operação de microcomputadores. Conceitos básicos para utilização dos softwares do pacote Microsoft Office. Conhecimento básico de consulta pela Internet e recebimento e envio de mensagens eletrônicas. Conhecimento de interface gráfica padrão Windows. Noções básicas de operação de microcomputadores e periféricos em rede local. Utilização de comandos e teclas de atalho no Windows.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: 1 - Bibliografia: conceituação, teorias, classificação, histórico e objetivos. 2 - Catalogação (AACR-2): catalogação descritiva, entradas e cabeçalhos; catalogação de multimeios: CD-ROM, fitas de vídeos e fitas cassetes. 3 - Catálogo: tipos e funções. 4 - Documentação: conceitos básicos e finalidades da documentação geral e jurídica. Biblioteconomia e ciência da informação: conceitos básicos e finalidades. 5 - Higienização do material. 6 - Indexação: conceito, definição, linguagens, descritores, processos e tipos de indexação. Resumos e índices: tipos e funções. 7 - Noções de informática para bibliotecas: dispositivos de memória, de entrada e saída de dados. Normas técnicas para a área de documentação: referência bibliográfica (de acordo com as normas da ABNT), resumos, abreviação de títulos de periódicos e publicações seriadas, sumário, preparação de índices de publicações, preparação de guias de bibliotecas, centros de informação e de documentação. 8 - Organização e administração de bibliotecas: princípios e funções administrativas em bibliotecas. Atendimento ao usuário. 9 - Preparação de documentos para encadernação, bem como guardar documentos e atualizar inventário do acervo.

Bibliografia Sugerida: ALMEIDA, M. C. B. de. Planejamento de bibliotecas e serviços de informação. 2. ed. rev. ampl. Brasília: Briquet de Lemos, 2005. BIBLIOTECA pública: princípios e diretrizes. Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca. CAMPELLO, B; CALDEIRA, P. (orgs.). Introdução às fontes de informação. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. CARDOSO, L. R. B. Automação de bibliotecas: tendências contemporâneas. In: CASTRO, M. M. M. R. N. de; NEVES, F. C. C.; TARGINO, M. G. (orgs.). Desafiando os domínios da informação. Teresina, EDUFPI , 2002. DIAS, M. M. K.; PIRES, D. Formação e desenvolvimento de coleções de serviços de informação. São Paulo: Edufscar, 2003. DODEBEI, V. L. D. Tesauro: linguagem de representação da memória documentária. Niterói: Intertexto, 2002. FRANÇA, J. Manual para normalização de publicações técnico-científicas. 8. ed. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2007. MEY, E. S. A.; SILVEIRA, N. C. Catalogação no plural. Brasília: Briquet de Lemos, 2009. RIBEIRO, A. M. C. M. Catalogação de recursos bibliográficos: pelo AACR2R 2002: Anglo­American cataloguing rules, 2nd edition, 2002 Revision. Brasília: Ed. do Autor, 2003.

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR II

ARQUITETO e ENGENHEIRO CIVIL.

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 - Compreensão de texto literário ou informativo. 2 - Conhecimentos Lingüísticos: Fonética: fonemas, encontros vocálicos e consonantais, dígrafos, sílabas, tonicidade. Morfologia: a estrutura da palavra, formação de palavras, as classes de palavras. Ortografia: emprego das letras, acentuação gráfica. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. Sintaxe: os termos da oração, as orações no período composto, concordância verbal e nominal, regência verbal e nominal, ocorrência da crase, colocação de palavras. Semântica: sinonímia e antonímia, homografia, homofonia, paronímia, polissemia.

Bibliografia Sugerida: Livros de Gramática da Língua Portuguesa - Nível Médio. Fascículos do curso de Língua Portuguesa do Telecurso 2.000 - Nível Médio.

CONHECIMENTOS GERAIS: História, Geografia e Ciências do Ensino Médio. Assuntos ligados à atualidade nas áreas: Econômica, Científica, Tecnológica, Política, Cultural, Saúde, Ambiental, Esportiva, Artística e Social do Brasil e do Mundo. Tópicos atuais, relevantes e amplamente divulgados, em áreas diversificadas.

Bibliografia Sugerida: Jornais, revistas e sites de agências de notícias. Livros Ciências, Geografia e História - Nível Médio. Páginas eletrônicas de órgãos de imprensa nacionais.

LEGISLAÇÃO: Decreto no 5.296 de 02 de Dezembro de 2.004, que regulamenta as Leis nos 10.048, de 8 de novembro de 2000, que dá prioridade de atendimento às pessoas que especifica, e 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências. Lei 6.766, de 19 de Dezembro de 1.979, que dispõe sobre o Parcelamento do Solo Urbano e dá outras Providências, todo teor. Lei 8.666, de 21 de Junho de 1.993, que regulamenta o Artigo 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências, todo teor. Lei no 10.257, de 10 de Julho de 2.001 (Estatuto das Cidades), que regulamenta os artigos 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências, todo teor. Lei Orgânica do Município de Itaúna, todo teor. Plano Diretor do Município de Itaúna, todo teor.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

ARQUITETO: 1 - Elaboração e execução de projetos arquitetônicos e urbanísticos: Processo de projeto: características básicas e tipos de projetos; Planos e projetos urbanísticos: planos urbanísticos; projetos de desenho urbano, loteamentos, remembramentos e desmembramentos de terrenos; 2 - Projetos de arquitetura e complementares: projetos de instalações hidro-sanitárias, elétricas e telefônicas, de gás, de proteção contra incêndio, de coleta de lixo, de conforto ambiental e de luminotécnica; projetos de paisagismo; projetos de reforma; Fases do projeto, estudo preliminar, anteprojeto; projeto de aprovação; projeto de execução; Atualização da documentação técnica "conforme construído"; Coordenação e compatibilizarão de projetos; Garantia e controle da quantidade do projeto; 3 - Especificação e contratação de projetos, obras e serviços de construção e demolição: Especificação de matérias e equipamentos; Especificação do processo de execução de obras e serviços de construção e demolição; 4 - Contratação de serviços: Contrato, responsabilidade e garantia; licenças; aprovações e franquias; Planejamento, programação, orçamentação e controle de obras e serviços de construção e demolição: Planejamento e programação da construção e demolição: 5 - Plano mestre e cronograma mestre, cronograma físicos e financeiros; fluxo de caixa; programação de pessoal, materiais equipamentos; sistemática de apropriação de quantitativos físicos e de custos; controle físico e de custos; análise de resultados; garantia e controle da qualidade dos serviços; Quantificação e orçamentação de insumos de projetos, obras e serviços; 6 - Finalização da construção: recebimento dos serviços; desmobilização de pessoal, remoção e destinação das instalações transitórias; medidas de garantia da integridade da obra; Vistorias, perícias, avaliações, arbitramento, laudos e pareceres técnicos. 7 - A função do arquiteto e da arquitetura. Noções de história da arquitetura. Legislação específica de zoneamento e utilização do solo no Município.

Bibliografia Sugerida: BENEVOLO, Leonardo. A arquitetura no novo milênio. São Paulo: Estação Liberdade, 2007. CREDER, Hélio. Instalações hidráulicas e sanitárias. 6. ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 2006. FRAMPTON, Kenneth. Historia crítica da arquitetura moderna. São Paulo: Martins Fontes, 1997. MASCARO, Juan Luis. O custo das decisões arquitetônicas. São Paulo: Nobel, 1985. REBELLO, Yopanan Conrado Pereira, 1949. A concepção estrutural e a arquitetura. 3. ed. São Paulo: Zigurate, 2003.

ENGENHEIRO CIVIL: 1 - Análise estrutural: Esforços em uma seção: esforço normal, esforço cortante, torção e momento fletor. Relação entre esforços. Apoio e vínculos. Diagrama de esforços. Estudos das estruturas isostáticas (vigas simples, vigas gerber, quadros, arcos e treliças); deformações e deslocamentos em estruturas isostáticas; linhas de influência em estruturas isostáticas; esforços sob ação de carregamento, variação de temperatura e movimentos nos apoios. Estudos das estruturas hiperestáticas; métodos dos esforços; método dos deslocamentos; processo de Cross e linhas de influência em estruturas hiperestáticas. 2 - Áreas de vivência na construção civil - noções da NR 18. 3 - Canteiro de obras; proteção e segurança, depósito e armazenamento de materiais, equipamentos e ferramentas; 4 - Concreto: dosagem; tecnologia do concreto. 5 - Controle de execução de obras e serviços. Controle de materiais (cimento, agregados aditivos, concreto usinado, aço, madeira, materiais cerâmicos, vidro etc.). 6 - Dimensionamento de peças de concreto armado submetidas a torção. Dimensionamento de pilares. Detalhamento de armação em concreto armado. 7 - Dimensionamento do concreto armado: Características mecânicas e reológicas do concreto. Tipos de aço para concreto armado; fabricação do aço; características mecânicas do aço; estados limites; aderência; ancoragem e emendas em barras de armação. Dimensionamento de seções retangulares sob flexão. Dimensionamento de seções T. Cisalhamento. 8 - Documentação da obra: diários e documentos de legalização. Hidráulica aplicada e hidrologia. 9 - Ensaios de recebimento da obra. Desenho técnico. 10 - Estruturas de aço. Estruturas de madeira. 11 - Estruturas metálicas, de madeira e de concreto; formas; armação; alvenaria estrutural; estruturas pré-fabricadas; Controle tecnológico; Argamassas. Fiscalização: Acompanhamento da aplicação de recursos (medições, emissão de fatura, etc.). 12 - Fundações. Escavações. Escoramentos. 13 - Instalações prediais. Alvenarias e revestimentos. Esquadrias. Coberturas. Pisos. Impermeabilização. Segurança e higiene do trabalho. 14 - Instalações prediais. Instalações elétricas. Instalações hidráulicas. Instalações de esgoto. Instalações de telefone e instalações especiais (proteção e vigilância, gás, ar comprimido, vácuo e água quente). 15 - Materiais de construção civil: Aglomerantes, gesso, cal, cimento portland. Agregados; Argamassa. 16 - Mecânica dos solos: Origem e formação dos solos. Índices físicos. Caracterização e propriedades dos solos. Pressões nos solos. Prospecção geotécnica. Permeabilidade dos solos; percolação nos solos. Compactação dos solos; compressibilidade dos solos; adensamento nos solos; estimativa de recalques. Resistência ao cisalhamento dos solos. Empuxos de terra; estruturas de arrimo; estabilidade de taludes; estabilidade das fundações superficiais e estabilidade das fundações profundas. 17 - Programação de obras. Engenharia de custos, orçamento e composição de custos unitários, parciais e totais: levantamento de quantidades. Planejamento e cronograma físico-financeiro. Projeto e execução de obras civis. 18 - Resistência dos materiais: Deformações. Teoria da elasticidade. Análise de tensões. Tensões principais. Flexão simples; flexão composta; torção; cisalhamento e flambagem. 19

- Topografia e terraplenagem; locação de obra; sondagens; instalações provisórias.

Bibliografia Sugerida: BAUER, Luiz Alfredo Falcão. Materiais de Construção 1. 3a edição, Livros Técnicos e Científicos Editora. BEER, Ferdinand P., JOHNSTON, E.Russel Jr. Resistência dos Materiais. 3a edição, Makron Books Editora. BEER, Ferdinand. Mecânica Vetorial para Engenheiros. McGraw-Hill, R.C., 1980. BELLEI, Ildony H. Edifícios Industriais em Aço. Ed. Pini Ltda. CAPUTO, Homero Pinto. Mecânica dos Solos e suas Aplicações. LTC Editora S.A. LEITHOLD, Louis. O Cálculo com geometria analítica. Vol. 1. 2a ed. São Paulo: Harbra, 1982. SIMMONS, George F. Cálculo com geometria analítica. Vol.1. São Paulo: McGraw-Hill, 1987. SUSSEKIND, J.C. Curso de Análise Estrutural. Vols. I, II, III, 5a edição. Editora Globo.

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR III

PROCURADOR

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 - Compreensão de texto literário ou informativo. 2 - Conhecimentos Lingüísticos: Fonética: fonemas, encontros vocálicos e consonantais, dígrafos, sílabas, tonicidade. Morfologia: a estrutura da palavra, formação de palavras, as classes de palavras. Ortografia: emprego das letras, acentuação gráfica. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. Sintaxe: os termos da oração, as orações no período composto, concordância verbal e nominal, regência verbal e nominal, ocorrência da crase, colocação de palavras. Semântica: sinonímia e antonímia, homografia, homofonia, paronímia, polissemia.

Bibliografia Sugerida: Livros de Gramática da Língua Portuguesa - Nível Médio. Fascículos do curso de Língua Portuguesa do Telecurso 2.000 - Nível Médio.

CONHECIMENTOS GERAIS: História, Geografia e Ciências do Ensino Médio. Assuntos ligados à atualidade nas áreas: Econômica, Científica, Tecnológica, Política, Cultural, Saúde, Ambiental, Esportiva, Artística e Social do Brasil e do Mundo. Tópicos atuais, relevantes e amplamente divulgados, em áreas diversificadas.

Bibliografia Sugerida: Jornais, revistas e sites de agências de notícias. Livros Ciências, Geografia e História - Nível Médio. Páginas eletrônicas de órgãos de imprensa nacionais.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: 1 - DIREITO CONSTITUCIONAL: Princípios Fundamentais. Direitos e Garantias Fundamentais. Organização do Estado. Organização dos Poderes. Defesa do Estado e Instituições Democráticas. Tributação e Orçamento. Ordem Econômica e Financeira. Ordem Social. Processo Legislativo; 2 - DIREITO ADMINISTRATIVO: Conceito. Objeto. Ramo do Direito Público. Princípios Básicos da Administração. Princípios de Direito Administrativo. Estado, Governo e Administração Pública. Organização Administrativa - Órgãos, Cargos e Agentes Públicos. Poderes Administrativos. Atos Administrativos. Licitação. Contratos Administrativos. Serviços Públicos. Bens Públicos. Limitações ao Direito de Propriedade. Intervenção na Ordem Econômica. Responsabilidade Civil do Estado. Controle da Administração. Improbidade Administrativa. Processo Administrativo. Regimes Previdenciários; 3 - DIREITO TRIBUTÁRIO: Conceito. Receitas Públicas. Despesas Públicas. Os Precatórios. Orçamento: Despesas e Receitas. Impostos, Taxas, Contribuições. Tarifas. Crédito Tributário. Obrigação Tributária. Princípios Jurídicos da Tributação: Princípio da Legalidade, Princípio da Igualdade, Princípio da Progressividade, Princípio da Anterioridade. Conceito de Tributo. Execução Fiscal. 4 - DIREITO CIVIL: Conceito. Pessoas: Personalidade. Pessoa Natural e Pessoa Jurídica. Bens. Fatos Jurídicos. Ato Jurídico. Negócio Jurídico. Posse e Direitos Reais. Desapropriação; 5 - DIREITO PROCESSUAL CIVIL: Jurisdição. Ação. Processo. Procedimento. Atos Processuais. Extinção do Processo sem resolução do mérito e com resolução do mérito. Recursos em Primeira Instância; 6 - LEI DE LICITAÇÃO: Conceito. Objeto. Princípios. Limites e Dispensa. Habilitação. Crimes e Penas. Administração Pública; Patrimônio público; Direito urbanístico; Direito eleitoral.

Bibliografia Sugerida: Código de Processo Civil (texto atualizado). Código de Proteção e Defesa do Consumidor (texto atualizado). Código Penal - (Decreto-Lei n.o 2.848, de 07/12/1.940, com a redação dada pela Lei n.o 7.209, de 11/07/1.984, e com as demais alterações). Consolidação das Leis do Trabalho (texto atualizado). Constituição da República Federativa do Brasil (texto atualizado). Constituição do Estado de Minas Gerais (texto atualizado). DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito administrativo. São Paulo: Atlas. FERREIRA PINTO. Comentários à constituição brasileira. São Paulo: Saraiva. Lei Complementar no 59, de 18 de janeiro de 2.001 (Organização e Divisão Judiciárias do Estado de Minas Gerais) - (texto atualizado). Lei 8.666, de 21 de Junho de 1.993, que regulamenta o Artigo 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências (texto atualizado).

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR IV (Educação)

ARTE-TERAPEUTA, PEDAGOGO, PSICOPEDAGOGO, PROFESSOR PEF - M - ANOS FINAIS (ARTES, CIÊNCIAS, EDUCAÇÃO FÍSICA, ENSINO RELIGIOSO, GEOGRAFIA, HISTÓRIA, INGLÊS, MATEMÁTICA e PORTUGUÊS).

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 - Compreensão de texto literário ou informativo. 2 - Conhecimentos Lingüísticos: Fonética: fonemas, encontros vocálicos e consonantais, dígrafos, sílabas, tonicidade. Morfologia: a estrutura da palavra, formação de palavras, as classes de palavras. Ortografia: emprego das letras, acentuação gráfica. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. Sintaxe: os termos da oração, as orações no período composto, concordância verbal e nominal, regência verbal e nominal, ocorrência da crase, colocação de palavras. Semântica: sinonímia e antonímia, homografia, homofonia, paronímia, polissemia.

Bibliografia Sugerida: Livros de Gramática da Língua Portuguesa - Nível Médio. Fascículos do curso de Língua Portuguesa do Telecurso 2.000 - Nível Médio.

CONHECIMENTOS GERAIS: História, Geografia e Ciências do Ensino Médio. Assuntos ligados à atualidade nas áreas: Econômica, Científica, Tecnológica, Política, Cultural, Saúde, Ambiental, Esportiva, Artística e Social do Brasil e do Mundo. Tópicos atuais, relevantes e amplamente divulgados, em áreas diversificadas.

Bibliografia Sugerida: Jornais, revistas e sites de agências de notícias. Livros Ciências, Geografia e História - Nível Médio. Páginas eletrônicas de órgãos de imprensa nacionais.

INFORMÁTICA: 1 - Conceitos básicos de operação com arquivos em ambiente de rede Windows. 2 - Conceitos básicos de operação de microcomputadores. 3 - Conceitos básicos para utilização dos softwares do pacote Microsoft Office. 4 - Conhecimento básico de consulta pela Internet e recebimento e envio de mensagens eletrônicas. 5 - Conhecimento de interface gráfica padrão Windows. 6 - Noções básicas de operação de microcomputadores e periféricos em rede local. 7 - Utilização de comandos e teclas de atalho no Windows.

Bibliografia Sugerida: Manuais técnicos e/ou de orientação profissional sobre o assunto.

DIDÁTICA/LEGISLAÇAO: 1 - Conceito de Ensino e Aprendizagem. 2 - Constituição Federal, em seus Artigos: 205, 206, 207, 208, 209, 210, 211, 212, 213 e 214. 3 - Decreto no 5.296, de 02 de Dezembro de 2.004, que regulamenta as Leis nos 10.048, de 08 de novembro de 2.000, que dá prioridade de atendimento às pessoas que especifica, e 10.098, de 19 de dezembro de 2.000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências, todo o teor. 4 - Diretrizes Curriculares Nacionais, todo teor. 5 - História da Educação. 6 - Lei no 10.741, de 10 de Outubro de 2.003 (Estatuto do Idoso), em seus Artigos: 20, 21, 22, 23, 24 e 25. 7 - Lei no 12.288, de 20 de Julho de 2.010. (Estatuto da Igualdade Racial), em seus Artigos: 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19 e 20. 8 - Lei no 8.069, de 13 de Julho de 1.990 (Estatuto da Criança e do Adolescente), em seus Artigos: 53, 54, 55, 56, 57, 58, 59, 60, 62, 63, 64, 65, 66, 67, 68 e 69. 9 - Lei no 9.394, de 20 de Dezembro de 1.996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, todo teor. 10 - Noções da Proposta Construtivista. 11 - Noções de Educação, Escola, Docente e Discente. 12 - Noções de Planejamento de Ensino: Objetivos, Conteúdos, Estratégias, Recursos e Avaliação. 13 - Parâmetros Curriculares Nacionais ( PCN's), todo teor. 14 - Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, todo teor.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

ARTE-TERAPEUTA: 1. Diferentes abordagens em Arteterapia. 2. Livre Expressão: a Arte como elemento facilitador de acesso ao universo imaginário e simbólico. 3. Desenvolvimento das potencialidades latentes e autoconhecimento. 4. Interdisciplinaridade em Arteterapia. 5. Estudo dos Conteúdos Simbólicos: Linguagem e Leitura. 6. Tríade: Sensação, Sentimento, Sentido. 7. Instrumentos da Arteterapia: teoria, técnicas e vivências nas diferentes linhas de expressão a partir da Leitura Simbólica. 8. Artes Plásticas. 9. Artes Cênicas. 10. Música. 11. Expressão Corporal. 12. Literatura. 13. Artes Manuais. 14. Educação continuada dos profissionais do sistema socioeducativo. 15. Trabalho Multidisciplinar. 16. Trabalho em Rede. 17. Orientação Familiar. 18. Princípios da intersetorialidade. 19. Mediação de Conflitos. 20. Ética profissional. 21. Elaboração de Relatórios e Pareceres. 22. Estudo de caso.

Bibliografia Sugerida: ANDRADE, Liomar Quinto. Terapias Expressivas. São Paulo: Vetor, 2000. ARCKERMAN, Diane. Uma história natural dos sentidos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996. CIORNAI, Selma. Percursos em Arteterapia. São Paulo: Summus, 2004. GARDNER, Howard. Arte, mente e cérebro: uma abordagem cognitiva da criatividade.

GRINBERG, Luis. O homem criativo. São Paulo: FTD, 2000. OSTROWER, Fayga. Criatividade e processos de criação. Petrópolis: Vozes, 1987. PAÏN, Sarah e JARREAU, Glacys. Teoria e técnica da arte-terapia. Porto Alegre: Artmed, 1996. TOMMASI, Sonia M. B. Arte-terapia e loucura. São Paulo: Vetor, 2005. VALLADARES, Ana Cláudia A. Arteterapia no novo paradigma de atenção em saúde mental. São Paulo: Vetor, 2004.

PEDAGOGO: 1 - Bases filosóficas, psicológicas e sociológicas da educação. 2 - Concepções de aprendizagens e modelos de ensino. 3 - Fundamentos e diretrizes da Educação Fundamental e do Ensino Fundamental. 4 - Prática reflexiva e construção de competências para ensinar. 5 - Didática e Prática educativa. 6 - A relação professor-aluno. 7 - O reforço e a recuperação: como parte integrante do processo de ensino e aprendizagem. 8 - Os desafios e compromisso da educação escolar. 9 - Projetos de Ensino. 10 - Planejamento na Prática Educativa. 11 - Avaliação e Fracasso Escolar. 12 - A relação professor-aluno. 13 - Inclusão Escolar. 14 - Função essencial do Pedagogo na Escola. 15 - Diagnóstico Educacional. 16 - Educação Continuada. 17 - A organização da Escola. 18 - O trabalho coletivo e a proposta pedagógica. 19 - Articulação e mobilização da equipe escolar. 20 - Políticas e Programas Educacionais no Brasil. 21 - Metodologia Escola Ativa. 22 - PDE - Plano de Desenvolvimento da Escola.

Bibliografia Sugerida: BRASIL, Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais (Volumes: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 10); disponível no site MEC www.fnde.gov.br. COLL, César; MARTIN, Elena; MAURI, Teresa; MIRAS, Mariana; ONRUBIA, Javier; SOLE, Isabel; ZABALA, Antoni. O Construtivismo na Sala de Aula. São Paulo; Ática, 1996. FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. Paz e Terra. HOFFMANN, Jussara. Avaliação - Mitos e Desafios: Mediação. LERNER, Delia. Ler e escrever na escola o real, o possível e o necessário: Artmed. LIBÂNEO, José Carlos. Pedagogia e pedagogos, para quê? 2a ed. São Paulo: Cortez, 1999. 200 p. ISBN 85-249-0697-9. PARO, Vítor Henrique. Gestão democrática da escola pública. São Paulo: Ática, 2001. ISBN 85 08 06522 1. SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão/construindo uma sociedade para todos. Rio de Janeiro: WVA, 1997. WEIZ, Telma. O Diálogo entre o Ensino e a Aprendizagem: Ática. SILVA, Naura Syria F. Correa. Supervisão educacional: uma reflexão crítica.11ª ed. Petrópolis: Vozes, 2002. ZABALA, Antoni. A Prática Educativa: Como Ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.

PSICOPEDAGOGO: Teoria da aprendizagem. Epistemologia genética de Jean Piaget. Perspectiva sociointeracionista de Vigotsky. O fracasso escolar: abordagens atuais. Concepções de avaliação: Funções da avaliação diagnóstica, formativa e somativa. Alfabetização e letramento. Práticas da Língua Portuguesa: leitura, produção e escrita do texto, análise lingüística e sistematização do código. Intencionalidade da avaliação no processo de apropriação e produção do conhecimento. Educação infantil na perspectiva histórica. Papel social da educação infantil. Educar, cuidar e brincar na Educação Infantil. Fundamentos da Educação: relação educação e sociedade (dimensões filosófica, sociocultural e pedagógica). A educação na perspectiva de Paulo Freire. O Pedagogo na Escola. Liderança e relações humanas no trabalho: tipos de liderança; mecanismos de participação; formas organizativas facilitadoras da integração grupal. Atuação do pedagogo e sua articulação com os demais profissionais da escola na perspectiva da qualidade da educação. O Conselho Escolar: propósitos e funcionamento.Gestão escolar e participação da família na vida escolar. Organização do Trabalho Pedagógico na Escola Pública. O processo de planejamento: concepção, dimensões, níveis e importância. O ano letivo e o calendário escolar. O planejamento de ensino em seus elementos constitutivos: objetivos e conteúdos de ensino, métodos e técnicas; multimídia educativa e avaliação da aprendizagem. A proposta pedagógica da escola: concepção, princípios, eixos norteadores, construção, acompanhamento e avaliação. Os planos de ensino. O currículo como referência para o desenvolvimento do processo pedagógico Educação Inclusiva: fundamentos, conceito, princípios, recursos pedagógicos e a adaptação curricular.

Bibliografia Sugerida: CANDAU, Vera Maria (Org.). A didática em questão: 25. ed. Petrópolis, RJ : Vozes, 2005. FARIAS, Isabel Maria Sabino de et al. Didática e docência: aprendendo a profissão. Brasília: Líber Livro, 2009. FERREIRO, Emília. Psicogênese da língua escrita. Artes Médicas, Porto Alegre, 1999. FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 2007. FREIRE. Paulo, Medo e ousadia, 12 ed. Paz e Terra: São Paulo, 2008. LA TAILLE, Y. de. Limites: três dimensões educacionais. São Paulo: Ática, 1998. LÈVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Rio: Editora 34, 1994. LIBÂNEO. José C. Pedagogia e Pedagogos, para quê? 2 ed. São Paulo: Cortez, 1999. SACRISTÁN, J.G. O Currículo: uma Reflexão sobre a Prática. 3 ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998. VEIGA, Ilma Passos Alencastro (org.). Projeto político-pedagógico. Campinas: Papirus, 2002, 7 ed. VISCA, J. Clínica psicopedagógica: a epistemologia convergente. Porto Alegre: Artes Médicas, 1987.

PROFESSOR PEF - M - ANOS FINAIS - ARTES: 1. Objetivos gerais e específicos de Arte; 2. Critérios de Avaliação na disciplina; 3. Fundamentos das Artes Visuais e seus elementos sintáticos; 4. Fundamentos da Música; 5. Fundamentos da Dança; 6. Fundamentos do Teatro; 7. História da Arte Universal; 8. História da Arte Brasileira. 9. Histórico do ensino das artes no Brasil e suas perspectivas atuais. 10. Critérios para seleção de conteúdos no ensino das artes. 11. Organização do tempo e do espaço na prática do ensino das artes. 12. Critérios para avaliação no ensino das artes.

Bibliografia Sugerida: BARBOSA, Ana Mae T. B. A Imagem no ensino da Arte. São Paulo: Perspectiva, 2005. BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Arte. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997. CHIPP, Herchel Browning. Teorias da arte moderna. São Paulo: Martins Fontes, 1998. FERREIRA, Sueli (org.). O ensino da arte. São Paulo: Martins Fontes, 1991. GOMBRICH, E. H. A história da arte. Rio de Janeiro: Zahar, 1985. GULLAR, Ferreira. Argumentação contra a morte da arte. Rio de Janeiro: Revan, 1993. JAPIASSU, Ricardo. Metodologia do ensino de teatro. Campinas: Papirus, 2001. KOUDELA, Ingrid Dormien. Texto e Jogo. São Paulo: Perspectiva/FAPESP, 1996. OSTROWER, Fayga. Universos da arte. Rio de Janeiro: Campus, 1996. SPOLIN, Viola 1992. Improvisação para o teatro. São Paulo: Perspectiva, 1992.

PROFESSOR PEF - M - ANOS FINAIS - CIÊNCIAS: Vida e composição química dos seres vivos; Vida e energia; Ecologia: conceitos fundamentais; Fluxo da matéria e energia. Ciclos biogeoquímicos, sucessão ecológica e desequilíbrios ambientais; Ecossistemas e população; Relações entre os seres vivos; Conquistas tecnológicas e qualidade de vida; Desenvolvimento sustentável. Origem da vida e biologia Celular; Origem da vida; Citologia; Embriologia e histologia animal; Embriologia animal; Histologia animal; Os seres vivos; Sistema de classificação; Os seres vivos e os vírus: Reino Monera; Reino Protista; Reino Fungos; Reino Plantae; Reino Animália. O ser humano: Evolução; Fisiologia; Saúde. Genética: Genética e a Primeira lei de Mendel; Polialelia; A segunda lei de Mendel; Genética pós Mendel. Biologia Molecular: síntese de proteína e engenharia genética. Evolução: Conceitos e evidências; Teoria sintética da evolução e a genética de populações.

Bibliografia Sugerida: APEC. Construindo Consciências. São Paulo: Scipione, 2004. BIZZO, N. Ciências: Fácil ou Difícil? São Paulo: Ática, 2004. (Coleção Formação Permanente). BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: ciências naturais. Brasília: MEC/SEF, 1997. CANTO, Eduardo I. do. Ciências Naturais: aprendendo com o cotidiano.

2 ed. São Paulo: Moderna, 2004. DIAS, Genebaldo Freire. Educação Ambiental. Princípios e Práticas. São Paulo: Editora GAIA, 2000. HAZEN, R. M. & J. Trefil. Saber Ciências: do Big Bang à Engenharia Genética. São Paulo: Editores Associados, 1995. KRASILCHIK, M. O professor e o currículo de ciências. São Paulo, EPU/ Edusp, 1987. MORTIMER, E. F. Linguagem e formação de conceitos no ensino de ciências. Belo Horizonte: UFMG, 2000. PINTO-COELHO, Ricardo Motta. Fundamentos em ecologia. Porto Alegre: Artmed, 2000.

PROFESSOR PEF - M - ANOS FINAIS - EDUCAÇÃO FÍSICA: Educação Física no contexto da Educação; Educação Física, esporte e sociedade; História da Educação Física no Brasil; Função social da Educação Física; Papel do professor de Educação Física; Metodologia do ensino da Educação Física; Educação Física e lazer; Corporeidade; Aprendizagem motora; Fisiologia do exercício; Teoria do treinamento esportivo; Psicologia da aprendizagem; Psicologia do esporte; Avaliação em Educação Física. Critérios de seleção e organização de conteúdos. Objetivos gerais da área Educação Física. Esportes: Atletismo. Esportes coletivos: futebol de campo, futsal, basquete, vôlei, handebol. Esportes com bastões. Técnicas e táticas. Regras e penalidades. Organização de eventos esportivos. Jogos: Jogos pré-desportivos. Brincadeiras da cultura popular. Lutas: Judô, Capoeira. Atividades Rítmicas e Expressivas: Danças: danças populares brasileiras; danças populares urbanas; danças modernas, contemporâneas e jazz; danças e coreografias associadas a manifestações culturais. Percepção corporal e espaço-temporal. Ginásticas de preparação e aperfeiçoamento para a dança; de preparação e aperfeiçoamento para os esportes, jogos e lutas; ginástica olímpica e rítmica desportiva. Primeiros socorros no esporte.

Bibliografia Sugerida: ASSIS DE OLIVEIRA, S. Reinventando o esporte: possibilidade da prática pedagógica. Campinas, S P: Autores Associados, chancela editorial CBCE, 2001. BETTI, M. Educação Física e Sociedade: a educação física na escola brasileira. 2 ed, ampl. São Paulo: Hucitec, 2009. BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: educação física. Brasília: MEC/SEF, 1998. CADERNOS CEDES: Corpo e Educação, Campinas, S P: Centro de Estudos Educação e Sociedade, n.48, 1999. DAOLIO, J. Cultura: educação física e futebol. Campinas, S P: Editora da Unicamp, 2003. DARIDO, S. C.; SOUZA JUNIOR, O. M. Para ensinar educação física: possibilidades de intervenção na escola. Campinas, S P: Papirus, 2007. DARIDO, S. C. Educação Física na escola: questões e reflexões. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003. MARCELLINO, N. C. Lazer e Educação Física. In: DE MARCO, A. (Org.) Educação Física: cultura e sociedade. Campinas: Papirus, 2006. NAHAS, M. V. Atividade física, saúde e qualidade de vida: conceitos e sugestões para um estilo de vida ativo.

3 ed, Londrina: Midiograf, 2003. NEIRA, M. G.; NUNES, M. L. F. Pedagogia da cultura corporal: críticas e alternativas. São Paulo: Phorte, 2006.

PROFESSOR PEF - M - ANOS FINAIS - ENSINO RELIGIOSO: Concepções de Educação Religiosa: religiosidade e fenômeno religioso. Educação Religiosa no Brasil: Aspectos legais e históricos. As tradições religiosas e o pluralismo religioso no Brasil. Educação Religiosa e as novas exigências educacionais. Objetivos da Educação Religiosa. Os blocos de conteúdos: Ethos, Culturas e Tradições Religiosas, Ritos, Textos Sagrados e Teologias. Ensino, aprendizagem e avaliação em Educação Religiosa.

Bibliografia Sugerida: ALVES, Rubem. O que é religião. São Paulo: Loyola, 1999. CRUZ, Eduardo R. A Persistência dos Deuses: religião, cultura e natureza. São Paulo: UNESP, 2004. ELIADE, Mircea. O Xamanismo. São Paulo: Martins Fontes, 1998. FIGUEIREDO, Anísia de Paulo. O ensino religioso no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1996. FORUM NACIONAL PERMENENTE DO Ensino RELIGIOSO. Parâmetros curriculares nacionais. Ensino religioso. 3. ed. São Paulo: Ave-Maria, 1998. GAARDER, Jostein et al. O livro das religiões. São Paulo: Companhia das Letras, 2005. GUERREIRO, Silas. Novos movimentos religiosos - o quadro brasileiro. São Paulo: Paulinas, 2006. JUNQUEIRA, Sérgio et al. Ensino religioso e sua relação pedagógica. Petrópolis: Vozes, 2002. MACHADO, Maria das Dores C. Carismáticos e pentecostais. São Paulo: Autores Associados, 1996. NEGRÃO, Lísias Nogueira. Entre a cruz e a encruzilhada. São Paulo: Edusp, 1996. SILVA, Vagner G. Candomblé e umbanda - caminhos da devoção brasileira. São Paulo: Selo Negro

PROFESSOR PEF - M - ANOS FINAIS - GEOGRAFIA: Geografia Geral: Noções de cartografia; A produção do espaço geográfico e suas transformações no século XX e início do século XXI; As grandes paisagens naturais do globo terrestre; Aspectos da população mundial; Os sistemas socioeconômicos; O desenvolvimento e o subdesenvolvimento; A Globalização, a nova ordem mundial e as tendências do século XXI; O meio ambiente e o ser humano - conservação, degradação e preservação ambiental; Geografia do Brasil: A produção do espaço geográfico brasileiro e suas transformações; As características geológico-geomorfológicas, climáticas e fitogeográficas do Brasil; Os domínios morfoclimáticos do Brasil; Regiões brasileiras: da compartimentação político-administrativa às regiões geoeconômicas (macroeconômicas); População brasileira: formação, dinâmica e estruturas; A questão fundiária e agrícola no Brasil; Industrialização e urbanização no Brasil; As questões ambientais no Brasil. Ensino de geografia.

Bibliografia Sugerida: BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental, Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental; geografia. Brasília: MEC/SEF, 1998, Volume 5. CARLOS, Ana Fani Alessandri & DAMIANI, Amélia Luísa. A geografia na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2001. CORRÊA, Roberto Lobato et al (orgs). Introdução à geografia cultural. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003. CASTELLAR, Sônia (org.) Educação geográfica: teorias e práticas docentes. São Paulo: Contexto, 2005. CASTRO, Iná E. et al. Geografia. Conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996. GREGORY, Derek et all (orgs). Geografia humana - sociedade, espaço e ciência social. Rio de Janeiro: Zahar, 1996. MORAES, Antonio Carlos Robert. Geografia: pequena história crítica. São Paulo: Annablume, 2006. ROSS, Jurandyr L. Sanches (Org.). Geografia do Brasil. São Paulo: EDUSP, 1996. SANTOS, Milton. Por uma geografia nova. São Paulo: HUCITEC, 1978. SINGER, Paul. Economia política da urbanização. São Paulo: Brasiliense/CEBRAP, 1973.

PROFESSOR PEF - M - ANOS FINAIS - HISTÓRIA: 1. As origens da Humanidade. 2. A Idade Média. 3. A Idade Moderna. 4. História do Brasil. 5. Historia de Santa Catarina. 6. História de Pomerode. 7. As crises que abalaram o mundo. 8. História das Representações e das Relações de Poder. 8.1. Nações, povos, lutas, guerras e revoluções. 8.1.1. Processo de constituição do território, da nação e do Estado brasileiro, confrontos, lutas, guerras e revoluções: a) Administração política colonial, lutas pela independência política, processo político de independência do Brasil, guerras provinciais; o Estado Monárquico; as lutas políticas na implantação da República, Revolução de 1.930; o Estado Brasileiro e o populismo; governos autoritários - o Estado Novo e o regime militar pós-64; o Estado Brasileiro pós-regime militar. b) Confrontos entre europeus e populações indígenas no território brasileiro, revoltas e resistências de escravos, revoltas sociais coloniais, lutas pelo fim da escravidão; lutas sociais, rurais e urbanas, lutas operárias, lutas feministas, lutas pela reforma agrária, movimentos populares e estudantis, lutas dos povos indígenas pela preservação de seus territórios, Movimento da Consciência Negra. Bibliografia Sugerida: ABREU, M. e SOIHET, R. (org.) Ensino de História: conceitos, temáticas e metodologia. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003. BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental, Parâmetros Curriculares Nacionais: História - terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental; Brasília: MEC/SEF, 1988. BURKE, Peter. História e teoria social. São Paulo: Unesp, 2002. FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: EDUSP, 1994. FERRO, Marc. História das colonizações. Das conquistas às independências. Séculos XIII a XIX. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. FINLEY, Moses I. Aspectos da antigüidade. São Paulo: Martins Fontes, 1991. FONSECA, Thais Nívia de Lima. História e Ensino de História. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. HERNANDEZ, Leila Leite. A África na sala de aula: visita à história contemporânea. São Paulo: Selo Negro, 2005. HOBSBAWM, Eric. J. Sobre a História. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. LE GOFF, Jacques. O homem medieval. Lisboa: Presença, 1989. NASCIMENTO, Elisa L. (org.) Sankofa: matrizes africanas da cultura brasileira. Rio de Janeiro, Eduerj, 1996. v.1 REIS, José Carlos. As identidades do Brasil. De Varnhagem a FHC. 3. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2000.

PROFESSOR PEF - M - ANOS FINAIS - INGLÊS: Interpretation of test. Simple Present Tense, Present Continuous, Past Simple, Past Continuous, Present Perfect, Past Perfect, Future Tense, Modal Verbs, Passive Voice, Conditionals, Reported Speech, Gerund and Infinitive, Genitive Case, Nouns, Pronouns, Prepositions, Adjectives, Adverbs, Linking Words, Phrasal Verbs.

Bibliografia Sugerida: BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental Parâmetros Curriculares Nacionais. Língua Estrangeira. 5a a 8a séries/3° e 40 ciclos. Brasília: MEC/SEF, 1997. FOLEY, M. & HALL, D. Advanced Learner's grammar: a self-study reference & practice book. England: Oxford, 2008. http://www.edufind.com/english/grammar/

http://www.thefreelibrary.com/V/search/Search.aspx?SearchBy=0&Word=english+grammar&Search=Search&By=0 JORDÃO, C., GIMENEZ, T. & ANDREOTTI, V. Perspectivas educacionais e o ensino de inglês na escola pública. Pelotas: Educat, 2005. LIGHTBOWN, Patsy M. & S PADA, Nina. How languages are learned. Oxford: Oxford University Press, 1999. PHILPOT,S. & CURNICK, L. Topical grammar practice. Singapore: Learners Publishing, 2007. SEATON, A. Focus on grammar. Singapore:Learners Publishing, 2008. STEPHENS, N. Learn and practise English grammar. England: New Editions, 2006. VINCE, M. Macmillan English Grammar in context. China: Macmillan, 2008.

PROFESSOR PEF - M - ANOS FINAIS - MATEMÁTICA: 1. Linguagem básica dos conjuntos: Os conjuntos dos números naturais, inteiros, racionais e reais. Operações fundamentais: adição, subtração, multiplicação e divisão; Potências de expoentes racionais. Radiciação. A reta numérica. Propriedades específicas de cada um desses conjuntos: Naturais: múltiplos e divisores, fatoração, máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum. Inteiros: múltiplos e divisores. Representação decimal dos números racionais e reais. 2. Linguagem algébrica: Equações e Inequações- Equações do 10 e do 20 graus. Raízes de produtos de polinômios do 1o e do 2o graus. Sistemas de equações do 10 grau, com duas variáveis. Inequações produto e quociente, envolvendo polinômios do 10 e 20 graus. Razões e Proporções- Proporcionalidade. Grandezas diretamente proporcionais e grandezas inversamente proporcionais. Regra de três simples e composta. Porcentagem, juros e descontos simples. Taxas compostas de juros e de desconto. Cálculo Algébrico-Operações com expressões algébricas. Identidades algébricas notáveis. Polinômios. Operações. Funções: Funções do 1o e do 2o graus. Raízes. Estudo de sinais. Gráficos. Gráfico de uma função real de variável real: intervalos de crescimento e/ou decrescimento, raízes, pontos de máximo/mínimo e variação de sinais da função. Matrizes - Matriz genérica, matriz quadrada, triangular, diagonal, identidade, nula, transposta e inversa. Igualdade e operações de matrizes Sistemas lineares: Equações lineares, sistemas de equações lineares e escalonamento. 3. Linguagem Estocástica: Noções de análise combinatória e probabilidade -Problemas que podem ser resolvidos via listagens, diagrama de árvore ou pela utilização do Princípio Fundamental da Contagem. Probabilidade de um evento em um espaço amostral finito. Binômio de Newton. Triângulo de Pascal. Tratamento da Informação - Interpretação e utilização de dados apresentados em tabelas e/ou gráficos (segmentos, coluna, setores). Média aritmética e ponderada. 4. Linguagem geométrica: Geometria plana - Posição de retas no plano. Teoremas de Pitágoras e Tales. Polígonos. Polígonos regulares. Perímetro. Ângulos internos e externos. Congruência e semelhança de triângulos. Quadriláteros. Tipos, propriedades, perímetros e áreas. Circunferência e disco. Propriedades, perímetro e área. Ângulos na circunferência. Relações métricas e trigonométricas em triângulos retângulos. Áreas e perímetros de triângulos. Geometria sólida: Volumes de sólidos. Áreas total e lateral de figuras tridimensionais. Figuras tridimensionais e suas planificações. 5. Fundamentos da matemática: História e conteúdos conceituais específicos da matemática. 6. Matemática e ensino. Diferentes práticas pedagógicas no ensino da matemática.

Bibliografia Sugerida: BASSANEZI, Rodney. Ensino-aprendizagem com Modelagem Matemática. São Paulo: Contexto, 2002. BICUDO, M. A. V. Pesquisa em Educação Matemática. São Paulo: Editora da UNESP, 1999. BORBA, Marcelo C.; PENTEADO, Miriam G. Informática e Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2001. BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental Parâmetros Curriculares Nacionais. Matemática. 5a a 8a séries/30 e 40 ciclos. Brasília: MEC/SEF, 1997. DEWDNEY, A. K. 20.000 léguas matemáticas: Um passeio pelo misterioso mundo dos números. RJ: Jorge Zahar Ed., 2000. FERREIRA, Mariana Kawall Leal. (org) Idéias Matemáticas em povos culturalmente distintos. São Paulo: Global, 2002. KRULIK, S. REYS, R. A resolução de problemas na matemática escolar. São Paulo: Atual, 1998. MOYSÉS, Lúcia. Aplicações de Vygotsky à Educação Matemática. Campinas: Papirus, 1997. NUNES, Terezinha, CAMPOS, Tânia Maria Mendonça, MAGINA, Sandra & BRIAN, Peter. Educação Matemática. São Paulo: Cortez, 2005. PONTE J. P, BROCADO, J e OLIVEIRA, H. Investigações matemáticas em sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

PROFESSOR PEF - M - ANOS FINAIS - PORTUGUÊS: Gêneros textuais e domínio discursivo: 1. Contexto de produção, circulação e recepção textual. 2. Texto, textualidade e textualização. 3. Textualização dos discursos: narrativo, descritivo, de relato, expositivo, injuntivo e argumentativo (organização textual, fases ou etapas, coesão verbal e nominal, conexão textual, organização lingüística dos enunciados) 4. Língua, discurso e interação: vozes do texto, modalização e argumentatividade, marcas de subjetividade. 5. Suportes textuais (organização, público-alvo, credibilidade). 6. Perigrafia de livros literários e não-literários. 7. Variedade lingüística. 8. Língua falada e escrita. 9. Interação literária. 10. O ensino de literatura na escola. 11. Práticas de letramento escolar: leitura e de produção textual. 12. Estratégias e habilidades em leitura e escrita.

Bibliografia Sugerida: AZEREDO, José Carlos de. Língua Portuguesa em debate - conhecimento e ensino. 2.ed. Petrópolis: Vozes, 2001 BAGNO, Marcos. Português ou Brasileiro? - um convite à pesquisa. São Paulo: Parábola, 2001. BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001. DIONÍSIO, Ângela Paiva et al (org.). Gêneros textuais e ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002. DIONÍSIO, A. P.; BEZERRA, M. A. O livro didático de português - múltiplos olhares. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001. ILARI, Rodolfo. Introdução à semântica; brincando com a gramática. São Paulo: Contexto, 2001. KOCH, Ingedore Villaça, ELIAS, Vanda Maria. Ler e compreender os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2006. MARCUSCHI, Luiz Antônio, Da fala para a escrita. Atividades de retextualização. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2001. SOARES, Magda. Alfabetização e letramento. São Paulo: Contexto, 2003. TRAVAGLIA, Luiz Carlos. Gramática Ensino Plural. São Paulo: Cortez, 2003.

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR V (Saúde)

ASSISTENTE SOCIAL, ENFERMEIRO, FARMACÊUTICO, FISIOTERAPEUTA, FONOAUDIÓLOGO, MÉDICO (ANGIOLOGISTA, ENDOCRINOLOGISTA, GINECOLOGISTA, HEMATOLOGISTA, NFECTOLOGISTA, NEUROLOGISTA, OFTALMOLOGISTA, ORTOPEDISTA, PSIQUIATRA, RADIOLOGISTA e REUMATOLOGISTA), ODONTÓLOGO e TERAPEUTA OCUPACIONAL.

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 - Compreensão de texto literário ou informativo. 2 - Conhecimentos Lingüísticos: Fonética: fonemas, encontros vocálicos e consonantais, dígrafos, sílabas, tonicidade. Morfologia: a estrutura da palavra, formação de palavras, as classes de palavras. Ortografia: emprego das letras, acentuação gráfica. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. Sintaxe: os termos da oração, as orações no período composto, concordância verbal e nominal, regência verbal e nominal, ocorrência da crase, colocação de palavras. Semântica: sinonímia e antonímia, homografia, homofonia, paronímia, polissemia.

Bibliografia Sugerida: Livros de Gramática da Língua Portuguesa - Nível Médio. Fascículos do curso de Língua Portuguesa do Telecurso 2.000 - Nível Médio.

CONHECIMENTOS GERAIS: História, Geografia e Ciências do Ensino Médio. Assuntos ligados à atualidade nas áreas: Econômica, Científica, Tecnológica, Política, Cultural, Saúde, Ambiental, Esportiva, Artística e Social do Brasil e do Mundo. Tópicos atuais, relevantes e amplamente divulgados, em áreas diversificadas.

Bibliografia Sugerida: Jornais, revistas e sites de agências de notícias. Livros Ciências, Geografia e História - Nível Médio. Páginas eletrônicas de órgãos de imprensa nacionais.

SAÚDE PÚBLICA: 1 - Constituição Federal, em seus Artigos: 196, 197, 198, 199 e 200. 2 - Decreto no 5.296, de 02 de Dezembro de 2.004, que regulamenta as Leis nos 10.048, de 08 de novembro de 2.000, que dá prioridade de atendimento às pessoas que especifica, e 10.098, de 19 de dezembro de 2.000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências todo o teor. 3 - Lei no 10.741, de 10 de Outubro de 2.003 (Estatuto do Idoso), em seus Artigos: 15, 16, 17, 18 e 19. 4 - Lei no 11.350, de 05 de Outubro de 2.006, todo teor. 5 - Lei no 12.288, de 20 de Julho de 2.010. (Estatuto da Igualdade Racial), em seus Artigos: 6, 7 e 8. 6 - Lei no 8.069, de 13 de Julho de 1.990 (Estatuto da Criança e do Adolescente), em seus Artigos: 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13 e 14. 7 - Lei no 8.080, de 19 de Setembro de 1.990, que dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências, todo o teor. 8 - Portaria no 373, de 27 de Fevereiro de 2.002, (NOAS-SUS 01/2002), todo teor. 9 - Portaria no 399/GM, de 22 de Fevereiro de 2.006, todo teor. 10 - Portaria no 648/GM, de 28 de Março de 2.006, todo teor.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

ASSISTENTE SOCIAL: 1 - A Prática Institucional do Serviço Social/Análise Institucional; A Dimensão Política da Prática Profissional; 2 - A questão social no Brasil e o Serviço Social; Direitos sociais e sua construção na sociedade contemporânea; Os Conselhos Gestores e a atuação dos Assistentes Sociais; 3 - Assessoria em planejamento, pesquisa, supervisão e administração em serviço social; 4 - Atuação do Serviço Social na Administração de Políticas Sociais; 5 - Competência profissional: planejamento, pesquisa e a produção de conhecimento no Serviço Social; Trabalho com famílias: aspectos históricos, teóricos, concepções de família e políticas públicas de atenção; Violência intra-familiar: mecanismos de proteção e defesa de direitos; A mulher, o homem, a criança e o idoso nas novas relações familiares; Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Infanto-Juvenil; Plano Nacional de Convivência Familiar e Comunitária; 6 - Encaminhamento das questões sociais: desigualdade, exclusão, violência doméstica. 7 - Instrumental técnico-operativo do Serviço Social; Processos de trabalho do Serviço Social; 8 - Planejamento: Serviço Social e Interdisciplinaridade; Elaboração de Programas e Projetos. Pesquisa em Serviço Social; Atuação do Serviço Social na Administração de Políticas Sociais; Planejamento: Serviço Social e Interdisciplinaridade; Programa Social SUAS - Sistema Único da Assistência Social; 9 - Questões Sociais Decorrentes da Realidade Família, Criança, Adolescente, Idoso, Deficiente, Educação, Saúde e Previdência do Trabalho; 10 - Serviço Social e Ética; 11 - Serviço Social e Formação Profissional; Metodologia do Serviço Social; 12 - Serviço Social e recursos humanos; 13 - Serviço Social e Reforma Sanitária: processo histórico, movimento sanitário, serviço social na área da saúde. 14 - Serviço Social e Seguridade Social: saúde, previdência social, assistência social, organização dos serviços de saúde. Assistência Social e Política Social: organização e gestão das políticas sociais. 15 - Serviço Social: Conhecimentos Gerais da Profissão; História do Serviço Social.

Bibliografia Sugerida: ABREU, Marina Maciel. Serviço Social e a organização da cultura: perfis pedagógicos da prática profissional. São Paulo: Cortez, 2002. BATISTA, Myrian Veras. Planejamento Social: intencionalidade e instrumentação. São Paulo: Veras Editora; Lisboa: CPIHTS, 2000. IAMAMOTO, Marilda Vilela. O Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo: Cortez, 2005. (primeira parte). PEREIRA, Potyara A. P. Política Social Temas & Questões. São Paulo: Cortez, 2008. Revista Serviço Social & Sociedade. Ano XXVIII. Junho de 2007. Gestão Pública. São Paulo: Cortez, 2007.

ENFERMEIRO: 1 - Aspectos históricos, éticos e legais do exercício profissional: Princípios éticos e legais da prática profissional. Código de deontologia e o processo ético de transgressões e penalidades. Competência do Enfermeiro segundo a Lei de Exercício Profissional. 2 - Bioética: Conceito, finalidade e princípios. 3 - Enfermeiro: Evolução histórica da saúde pública; 4 - Níveis de Prevenção da doença; Noções de Epidemiologia; Saneamento básico; Educação em saúde; Reforma Sanitária. 5 - Planejamento em Saúde: Conceitos, métodos e técnicas; Diagnóstico de Saúde / territorialização; Informação em Saúde (conceitos, sistemas e utilização). 6 - Plano de Saúde; Programação Pactuada Integrada ( PPI); Norma Operacional da Assistência à Saúde (NOAS) - Capítulo da Atenção Básica. 7 - Políticas e Sistemas de Saúde no Brasil: Retrospectiva histórica; Reforma Sanitária. 8 - Principais Programas de Saúde: Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher; Programa Nacional de Imunização; Programa de Controle de Hipertensão e Diabetes e Programa de Pré-natal; Planejamento Familiar; Saúde da Criança e do Adolescente; Saúde do Trabalhador; Saúde do Adulto e do Idoso; DST e AIDS; Tuberculose; Hanseníase; Programa Nacional de Imunização; Saúde Mental e o CAPS. 9 - Processo de Trabalho em saúde; Planejamento Organização e Gerência de Serviços de Saúde. Supervisão e Avaliação da Qualidade da Assistência e do Serviço de Enfermagem. 10 - Promoção à Saúde: Estratégias e diretrizes políticas. Gestão dos Sistemas de Saúde: 11 - Sistema Único de Saúde (SUS): Princípios e diretrizes; Instâncias gestoras e decisórias. Atenção Primária de Saúde: Conceitos, princípios e seu papel na organização do sistema de saúde. 12 - Vigilância à Saúde: Processo saúde-doença; 13 - Vigilância Ambiental: conceitos, indicadores e medidas de controle e avaliação. Biossegurança: Medidas de biossegurança relacionadas serviços de saúde; Riscos, exposições e efeitos clínicos ocasionados pelo o ambiente de trabalho. 14 - Vigilância Epidemiológica: conceitos, indicadores e medidas de controle e avaliação; 15 - Vigilância Sanitária: conceitos, indicadores e medidas de controle e avaliação.

Bibliografia Sugerida: BRUNNER, Lílian S.; Suddarth, Doris S. Tratado de Enfermagem. 9 ed. Rio de CONSELHO Federal de Enfermagem - Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. OLIVEIRA AC; Infecções Hospitalares - Epidemiologia, Prevenção e Controle - Editora Medsi. SILVESTRE, J.A. e COSTA Neto, M.M. Abordagem do idoso em programas de Saúde da Família. In: Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 19(3); 839 - 84, Mai - Jun, 2003. 2. Atenção Primária. TANNURE, M. C; PINHEIRO, A. M. SAE - Sistematização da Assistência de Enfermagem: um guia prático. 2 ed. Guanabara Koogan. 312p. 2010.

FARMACÊUTICO: 1 - Administração e economia Farmacêutica: Controle de estoque;curva ABC. Atenção Farmacêutica: Conceito e metodologia; Política Nacional de medicamentos; Problemas relacionados a medicamentos; seguimento farmacoterapêutico;erros de medicação. 2 - Bioquímica geral: Metabolismo (carboidratos, lipídeos e proteínas). 3 - Farmacoepidemiologia: conceito; estudos de utilização de Medicamentos. 4 - Farmacologia: Noções gerais sobre a ação dos medicamentos; classe de medicamentos. 5 - Farmacologia Clínica: Drogas que atuam no coração; fármacos que agem nas sinapses e nas funções junções neuroefetoras; fármacos que agem no Sistema Nervoso Central; Fármacos que afetam a função renal e cardiovascular; fármacos que afetam a função gastrointestinal; quimioterapia das infecções parasitárias; tratamento das doenças microbianas; tratamento farmacológico da inflamação. 6 - Farmacocinética e Farmacodinâmica: Dinâmicas de absorção, distribuição, ação e eliminação dos fármacos; Transportadores de membrana e resposta aos fármacos; metabolismo dos fármacos. 7 - Legislação: Código de ética da profissão farmacêutica; Dispensação e controle de antimicrobianos; Substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial; Boas Práticas Farmacêuticas.

Bibliografia Sugerida: BRUNTON, L.PARKER,K.BLUMENTAL,D.BUXTON, I. Goodman e Gilman: manual de farmacologia e terapêutica. 1 ed. São Paulo: MCGraw-Hill, 2010. CAVALLINI, M. E; BISSON, M. P. Farmácia Hospitalar: um enfoque em sistemas de saúde. 2 ed. Barueri:Manole, 2010. GOODMAN &GILMAN. As bases Farmacológicas da Terapêutica. 11 ed. São Paulo: MCGraw-Hill, 2010. KATZUNG, B. G. Farmacologia básica e clínica. 6 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1998. Método Dáder: manual de seguimento farmacoterapêutico, 3 ed. (versão em português). Portaria 3.916, de 30/10/1.998. Portaria 344 de 12/05/1.998, da Secretaria de Vigilância Sanitária, Ministério da Saúde. RANG, H. P; DALE, M. M.; RITTER, J. M. As Bases Farmacológicas da Terapêutica. 8 ed. Rio de Janeiro: Guanabara koogan, 1991. RANG, H. P; DALE, M .M ;RITTER, J. M. Farmacologia. 4 ed. Rio de Janeiro: Guanabara koogan, 2001. RDC 44, de 17/08/2.009. Resolução 417, de 29/09/2.004. Resolução 418, de 29/09/2.004. Resolução 461, de 02/05/2.007. SILVA, P. Farmacologia. 6 ed. Rio de janeiro: Guanabara Koogan, 2002. FISIOTERAPEUTA: 1- Análise cinesiológica dos movimentos. 2 - Anatomia humana. 3 - Atenção ao Idoso. 4 - Atenção ao pé diabético. 5 - Avaliação de postura e marcha. 6 - Avaliação e prescrição de tratamento fisioterapêutico empatologias ortopédicas, neurológicas, cardiovasculares, respiratórias, reumatológicas, dermatológicas. 7 - Avaliação funcional: teste da função articular e muscular e espiometria, eletro-diagnóstico, cinesioterapia, mecanoterapia, eletroterapia, termoterapia, fitoterapia, hidroterapia. 8 - Biofísica: respostas fisiológicas do organismo aos seguintes agentes físicos: calor, água, luz, eletricidade, vibrações mecânicas. 9 - Cinesiologia: princípios básicos de biomecânica, análise dos movimentos articulares. 10 - Código de Ética dos Profissionais de Fisioterapia. 11 - Desenvolvimento neuropsicomotor da criança. 12 - Fisioterapia humana, neurofisiologia, fisiologia do exercício, fisiologia circulatória e respiratória. 13 - Fisioterapia Preventiva. 14 - Fisioterapia traumatológica, ortopédica, reumatológica, neurológica, cardíaca, respiratória, obstetrícia, pediátrica, vascular no paciente queimado, pré e pós-operatório em cirurgia geral. 15 - Fundamentos de traumatologia, ortopedia, reumatologia, neurologia, cardiologia, pneumologia e psicologia. 16 - Normas que regulamentam o exercício profissional de Fisioterapia. 17 - Órteses e Próteses. 18 - Prevenção de incapacidade em hanseníase. 19 - Provas de função muscular. 20 - Sistema esquelético, muscular, nervoso, circulatório e respiratório.

Bibliografia Sugerida: ELLIS, Elizabeth M; ALISON, Jennifer. Fisioterapia cardiorrespiratória prática. Rio de Janeiro: Revinter, 1997. GOULD, James A. Fisioterapia na ortopedia e na medicina do esporte. 2. ed. São Paulo: Manole, 1993. HALL, SUSAN. Biomecânica Básica. 4 ed. Rio de Janeiro Editora Guanabara Koogan 2005. HAMILL, Joseph; KNUTZEN, Kathleen M. Bases biomecânicas do movimento humano. São Paulo: Manole, 1999. KISNER, Carolyn; COLBY, Lynn Allen. Exercícios terapêuticos: fundamentos e técnicas. 4. ed. Barueri: Manole, 2005. KOZAK, George P. Tratamento do pé diabético. Rio de Janeiro: Interlivros, 1996. MAGEE, David J. Avaliação musculoesquelética. São Paulo: Manole, 2002. PICKLES, Barrie. Fisioterapia na terceira idade. 2. ed. São Paulo: Santos, 2000. SALTER, Robert Bruce. Distúrbios e lesões do sistema músculo-esquelético. 3. ed. Rio de Janeiro: MEDSI, 2001. UMPHRED, Darcy Ann. Fisioterapia neurológica. 4. ed. Barueri: Manole, 2004.

FONOAUDIÓLOGO: 1 - Conhecimento em Anatomia e Fisiologia (pertencentes à prática fonoaudiológica). 2 - Patologia dos Órgãos da Fala e da Audição. 3 - Patologia do Sistema Nervoso Central: Patologia do SNC e suas implicações na comunicação: Encefalopatias não progressivas. Encefalopatia Crônica Infantil Fixa (Paralisia Cerebral), Disartrias, Dispraxias, Apraxias, Dislexia. 4 - Deficiência Mental. 5 - Distúrbio Psiquiátrico. 6 - Linguística Fonética e fonologia. 7 - Desenvolvimento Humano: físico e motor, perceptual e cognitivo. 8 - Desenvolvimento do Indivíduo Excepcional: Conceitos Básicos. Aspectos psicossociais dos indivíduos considerados excepcionais. 9 - Classificação das excepcionalidades: mental, visual, auditiva e física. 10 - Audiologia: Avaliação audiológica completa. 11 - Linguagem Oral: Desenvolvimento da Linguagem Oral: Contribuições das principais teorias psicolingüísticas: Comportamental (Skiner); Construtivista (Piaget); Inatista (Chomsky) e Sociointeracionista (Vygotsky). 12 - Etapas de aquisição da linguagem: fonético fonológica; Sintática, Semântica, Pragmática. 13 - Linguagem Escrita: Desenvolvimento da linguagem escrita: Contribuições das principais teorias psicolinguísticas: Comportamental (Skiner); onstrutivista (Piaget); Inatista (Chomsky) e Sociointeracionista (Vygotsky). 14 - Etapas de aquisição da linguagem escrita. 15 - Teorias, Técnicas, Avaliação e Tratamento dos Distúrbios da Comunicação. 16 - Fonoaudiologia em Instituição Educacional: Fonoaudiologia educacional: objetivos, conceitos e papéis.

Bibliografia Sugerida: Atuação fonoaudiológica no ambiente hospitalar Org. Ana Maria Hernandez e Irene Marchesan. Revinter, Rio de Janeira, 2001. Audição na Infância - Northern J L; Downs M P Audição na Infância. 5 ed. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan S. A., 2005. Disfagia avaliação e tratamento. Org. Juliana da Silva Jacobi, Déborah Salle Levy e Luciano Müller Corrêa da Silva. Revinter, Rio de Janeiro, 2003. Fonoaudiologia: informação para a formação Procedimentos em audiologia. Carvallo, RMM, Matas, CG, Schochat, E - v. 3. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2003. Neonatologia: um convite à atuação fonoaudiológica. Org. Mônica C A Bassetto, Roger Brock e Rubens Wajnstejn. Lovise São Paulo, 1998. Perspectivas atuais em avaliação auditiva ( Org.) Frank E Musiek e William F Rintelmann, Manole, São Paulo, 2001. Capítulos 04, 05, 06, 07, 08, 10, 11. Tratado de Fonoaudiologia. (2 Ed) Org. Fernanda D M Fernandes, Beatriz C A Mendes, Ana Luiza P G P Navas. Roca. São Paulo. 2010. ISBN 978-85-7241-828-7 (836 pag.).

MÉDICO ANGIOLOGISTA: Aneurismas. Angiodisplasias. Angiografias, Tomografias e Ressonâncias. Arteriopatias vasomotoras. Compressão neurovascular da cintura escapular. Deformidades vasculares congênitas. Doença tromboembólica venosa. Hipertensão renovascular. Insuficiência arterial crônica das extremidades. Insuficiência vascular cerebral extra-craniana. Insuficiência vascular visceral. Insuficiência venosa crônica. Linfangite e erisipela. Linfedemas. Métodos não invasivos no diagnóstico das doenças vasculares. O exame clínico do paciente vascular. Oclusões arteriais agudas. Pé diabético. Complicações neurovasculares em diabetes. Prescrição, interpretação e realização do arsenal propedêutico e terapêutico na especialidade. Principais técnicas de restauração vascular. Simpatectomia. Síndromes do desfiladeiro cervical. Terapêutica anticoagulante, fibrinolítica e antiplaquetária. Trauma vascular. Trombose venosa profunda. Ulceras de perna. Varizes dos membros inferiores e complicações relacionadas. Vasculites na prática angiológica.

Bibliografia Sugerida: BRITO, Carlos José. - Cirurgia Vascular. Editora Revinter Ltda. 1°Edição, 2002. HAIMOVICI. Cirurgia Vascular - Princípios e Técnicas 4° Edição. Livros Editora Ltda. LANE, JOHN COOK. - Exame do paciente vascular. Ed. Byre. 2000. Maffei e colaboradores. - Doenças vasculares periféricas. Ed. Médica, 1997. MELO, NEY A. - Síndromes Vasculares. Ed. Byre, 2001. RUTHERFORD, H. - Vascular Surgery. Ed. 1996.

MÉDICO ENDOCRINOLOGISTA: 1 - Alterações do Metabolismo de Lípides. 2 - Biossíntese, Secreção e Metabolismo hormonal. 3 - Dislipidemia e obesidade. 4 - Distúrbios dos sistemas reprodutivos. 5 - Doenças da Tireóide. 6 - Doenças das Adrenais. 7 - Doenças do pâncreas endócrino. 8 - Doenças Endócrinas Multiglandulares. 9 - Doenças osteometabólicas. 10 - Hormônios Gastrointestinais e Tumores Carcinóides. 11 - Mecanismos moleculares de ação hormonal. 12 - Neuroendocrinologia e Doenças hipofisárias. 13 - Obesidade e Transtornos Alimentares. 14 - Pâncreas Endócrino. 15 - Produção Hormonal Ectópica.

Bibliografia Sugerida: CALLIARI, L.E. P.; LONGUI, C.A.; MONTE, O. Endocrinologia para o Pediatra. 2a Edição. Editora Atheneu, 1998. FELIG P. Endocrinology and Metabolism. 3th Edition, Editora McGraw Hill, 1995. KAHN R.C. Joslin - Diabetes Mellitus. 14th Edition, Editora Lippincott Williams & Wilkins, 2005. LEÃO E., CORREA E.J., VIANA M.R.A. Pediatria Ambulatorial. 4a Edição. Editora Coopmed, 2005. LYRA R., CAVALCANTI N. Diabetes Mellitus. 1ª Edição. Editora Diagraphic, 2006. VILAR, L. Endocrinologia Clínica. 3a. Edição. Editora Guanabara Koogan, 2006. WILLIAMS. Textbook of Endocrinology. 9th Edition, Editora Saunders, 1998.

MÉDICO GINECOLOGISTA: 1 - Abdome Agudo em Ginecologia; Diagnóstico por imagem em ginecologia. 2 - Anatomia e embriologia; Planejamento familiar; 3 - Aspectos Médico Legais em Ginecologia. 4 - Cirurgias para patologias benignas e malignas do trato genital inferior. 5 - Doença inflamatória pélvica; 6 - Doença trofoblástica gestacional; 7 - Doenças benignas e malignas da mama; Ginecologia infanto-puberal; Distopia genital; Corrimento vaginal; 8 - Doenças sexualmente transmissíveis; Doenças benignas do trato reprodutivo; 9 - Dor pélvica e dismenorreia; 10 - Endocrinologia ginecológica (amenorréia, anovulação, hirsutismo, hemorragia uterina disfuncional, tensão prémenstrual, desenvolvimento sexual normal e anormal, puberdade e climatério; Infertilidade. 11 - Endoscopia ginecológica; Endometriose; Propedêutica do colo uterino; Câncer de colo uterino; Câncer de ovário; Câncer de vulva e vagina; Câncer do corpo do útero e tubas uterinas; 12 - Gravidez ectópica; Doenças benignas do trato reprodutivo; Cirurgias para patologias benignas e malignas do trato genital inferior; 13 - Incontinência urinária de esforço, uretrocele, cistocele e distopias do útero; Infecção urinária; Doença inflamatória pélvica;

Bibliografia Sugerida: BEREK, JS. NOVAK Tratado de Ginecologia. 14a ed. Guanabara Koogan, 2008. CAMARGOS, Aroldo Fernando; MELO, Victor Hugo; REIS Fernando; CARNEIRO Márcia Mendonça. Ginecologia Ambulatorial. 2a ed. Coopmed, 2008. Levine, M.D., M.Sc. CDC, MMWR, Recommendations and Reports, May 10, 2002 / SEXUALLY Transmitted Diseases Treatment Guidelines. 2002. Prepared by Kimberly A. Workowski, M.D. William C. SOGIMIG. Ginecologia e Obstetrícia Manual para concursos. 4a ed. Medsi, 2007. SOGIMIG. Ginecologia e Obstetrícia. 3a ed. Medsi, 2003. THE LINDE. Ginecologia Operatória. 8aa ed. Guanabara Koogan, 1999.

MÉDICO HEMATOLOGISTA:1 - Adquiridas: Anemia Hemolítica Auto-Imune: Anemia Hemolítica Microangiopática. Doença Hemolítica do Recem-Nascido. Hiperesplenismo. Policitemias Relativa. 2 - Anemias associadas à deficiência de produção: Anemia Aplástica. Anemia de Fanconi. Aplasia Pura de Série Vermelha. Anemia das Doenças Crônicas. 3 - Anemias carenciais: Anemia Ferropriva; Anemia por deficiência de ácido Fólico e Vitamina B12. Anemias Hemolíticas. 4 - Doença hemolítica do feto e do recém nascido: fisiopatologia, diagnóstico e tratamento. 5 - Hemoterapia: normas gerais de banco de sangue; doação de sangue; critérios para triagem de doador de sangue; sorologia de doadores; procedimentos especiais (hemácias lavadas, deleucotizadas, aféreses); fracionamento de sangue; métodos de conservação dos hemocomponentes; anticoagulantes; sangria terapêutica; indicações e contra-indicações dos hemocomponentes e hemoderivados na prática clínica; reações transfusionais e abordagem terapêutica. 6 - Hereditárias: Defeitos da membrana: Esferocitose e Eliptocitose Hereditária; Enzimopatias: Deficiencia de G6 PD e Piruvato Kinase; Hemoglobinopatias: Hemoglobina A; Hemoglobina C; Talassemias. 7 - Interpretação clínica do hemograma. 8 - Leucemias agudas e crônicas. 9 - Mecanismos fisiológicos da coagulação. Hemofilias e 19/26 doença de Von Willebrand. Fisiopatologia da trombose - trombofilias. 10 - Noções básicas em transplante de medula óssea. 11 - Principais distúrbios da coagulação: propedêutica clínica e laboratorial das trombocitopenias, púrpuras não trombocitopênicas, trombocitoses, disfunções plaquetárias, trombastenia de Glanzmann, hemofilias A e B, doença de von Willebrand, disfibrinogenemia, e outras coagulopatias hereditárias. 12 - Propedêutica e tratamento das anemias: ferropriva, megaloblástica, aplásica, falciforme, talassemias, esferocitose e hemolítica auto-imune. 13 - Sistema hematopoiético: hematopoiese medular e extramedular, medula óssea normal, indicações de aspiração e biópsia de medula óssea. Realização, contagem e interpretação de mielograma. 14 - Uso clínico do sangue e hemoderivados.

Bibliografia Sugerida: BENETT, J.C. e PLUM, F. Cecil Textbook of Medicine. 22th Edition. Saunders, 2004. BRASIL. Ministério da Saúde - ANVISA - Resolução RDC no 153, de 14 de junho de 2004. BRASIL. Ministério da Saúde, Brasília, 03/12/93 - Portaria 163 - Diário oficial no 231, 06/12/1.993 - Sec I - 18660. BRASIL. Ministério da Saúde, Brasília, 1992. Normas para Implantação de Unidades de Hemoterapia e Hematologia: apresentação, objetivos, estruturas das unidades que compõem o sistema. BRASIL. Ministério da Saúde. Brasília. Portarias 1.376/93 e 2.135/94: Normas Técnicas para Coleta, Processamento e Transfusão de Sangue, Componentes e Derivados. Harrison. Medicina Interna. Editora Guanabara/Coogan. 13a edição. LEE, G. R. et al. Wintrobe's Clinical Hematology. Ed: Willians et Wilkin's, 11ª Edição, 2004. ZAGO, M. A. Hematologia - Fundamentos e Prática. Editora Atheneu. 2001

MÉDICO INFECTOLOGISTA: 1 - Acidentes ofídicos e aracnídios. 2 - Antibiótico terapia. 3 - Dengue e febre amarela. 4 - Diagnóstico diferencial das doenças exantemáticas. 5 - Doenças sexualmente transmissíveis, síndrome de imunodeficiência adquirida. 6 - Hepatites a vírus A, B e C. 7 - Infecções estafilocócicas. 8 - Infecções hospitalares. 9 - Leishmaniose, malária, doença de Chagas. 10 - Meningite bacteriana. 11 - Mononucleose infecciosa, doença reumática. 12 - O hospedeiro imunocomprometido, o paciente neutropênico febril, infecção, no paciente idoso. 13 - Orofanrigites infecciosas agudas. 14 - Parasitoses intestinais, esquistossomose mansoni. 15 - Pneumologia pneumocócica, pneumonia por aspiração. 16 - Síndrome febril, o paciente febril, patogenia da febre, a resposta da fase aguda. Febre de origem indeterminada. 17 - Tuberculose e Hanseníase.

Bibliografia Sugerida: GOLDMAN, L., BENNET, J. C. Cecil Tratado de Medicina Interna, 21ª Edição, 2001, Rio de Janeiro, Editora Guanabara Koogan. MANDELL, G.L., DOU JR., R. G., BENNET, J. E. Principles and Pratice of Infectious Diseases, New York: Wiley Medical Publications 5th .2000. ROCHA, M.O.C., PEDROSO, E.R. P., FONSECA, J.G.M., SILVA, O.A. Terapêutica Clínica. 2a Edição. Editora Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 1998. TONELLI, E., FREIRE, L.M.S. Doenças Infecciosas na Infância e Adolescência. 2a Edição, Rio de Janeiro, MEDSI, 2000. VERONESI, R. Tratado de Infectologia: 2a Edição, Rio de Janeiro, Atheneu, 2000.

MÉDICO NEUROLOGISTA: Aspectos básicos de neurofisiologia. Aspectos práticos da propedêutica diagnóstica em Neurologia. Cefaléias e dor. Demências e outras alterações cognitivas. Diagnóstico de traumatismo craniano-encefálico. Distúrbios do movimento. Distúrbios do sono. Doença cérebrovascular, isquemia e hemorragia. Doenças desmielinizantes. Doenças infecciosas e parasitárias do SNC. Doenças neurológicas com manifestações extrapiramidais. Doenças neuromusculares. Epilepsia: etiopatogenia, classificação internacional, tratamento medicamentoso, estado de mal convulsivo. Epilepsias e eventos paroxísticos diferenciais. Esclerose múltipla e outras doenças desmielinizantes. Fisiopatogenia do sistema nervoso central. Hipertensão intracraniana. Manifestações e complicações neurológicas das doenças sistêmicas. Miopatias: Miastemia grave e polimiosite. Neuroanatomia funcional. Neuro-infecção. Neuro-oncologia. Neuropatias periféricas. Semiologia dos estados alterados da consciência. Semiologia neurológica. Tumores do SNC.

Bibliografia Sugerida: FONSECA, F. F.; PIANETTI, G.; XAVIER, C. C. Compêndio de neurologia infantil. Rio de Janeiro: Médica e Científica, 2002. GUERREIRO, C. A. M.; GUERREIRO. M. M.; CENDES, F.; LOPES, C. I. Epilepsia. São Paulo: Lemos Editorial, 2000. HAERER, A. De Jong's the neurologic examination. 5. ed. Hargetown: Harper & Row, 1992. ROWLAND, Lewis P. Merritt Tratado de Neurologia. 10a ed. Trad. Fernando Diniz Mundim et al. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002. VICTOR, Maurice; ROPPER, Allan H. Adams and Victor's Principles of Neurology. 7th ed. New York: McGraw-Hill, 2001.

MÉDICO OFTALMOLOGISTA: Afecções das pálpebras; das vias lacrimais e doenças da órbita; Anestésico Local. Córnea e esclérea: patologia e tratamento. Coroíde, retina e vítreo: patologia e tratamento. Corticóides. Cristalino: opacidades e outras alterações. Doenças Externas Oculares. Doenças Inflamatórias. Doenças Medicamentosas. Doenças Traumáticas. Doenças Vasculares. Estrabismo: paralisias e outros distúrbios da mortalidade ocular; classificação; prevenção da ambliopia. Fisiologia do olho. Genética oftalmológica. Manifestações oculares de doenças sistêmicas. Neuro oftalmologia: campos visuais; afecções do nervo e das vias ópiticas; reflexos pupilares. Refração: óptica oftálmica; erros de refração; distúrbios da acomodação. Semiologia do olho: exame oftalmológico de rotina e exames complementares. Urgência e emergência em oftalmologia.Visão subnormal.

Bibliografia Sugerida: Banco de Olhos, Transplantes - Élcio Sato, Hamilton Moreira, Luciane Moreira - 1ª edição, Rio de Janeiro, Cultura Médica, 2008. Estrabismo - Carlos Ramos Souza Dias, Harley E.A. Bicas, Henderson Celestino de Almeida - 1ª edição, Rio de Janeiro, Cultura Médica, 2008. Glaucoma - Homero G. de Almeida, Paulo Augusto de A. Mello, Remo Susanna Jr. 1ª edição, Rio de Janeiro, Cultura Médica, 2008. Neuroftalmologia - Antonio Luiz Zangalli, Mário Luiz R. Monteiro - 1ª edição, Rio de Janeiro, Cultura Médica, 2008. Óptica, Refração e Visão Subnormal - Paulo Schor, Ricardo Uras, Silvia Veitzman - 1ª edição, Rio de Janeiro, Cultura Médica, 2008. Retina e Vítreo - Carlos Augusto Moreira Jr., Jacó Lavinsky, Marcos Ávila - 1ª edição, Rio de Janeiro, Cultura Médica, 2008.

MÉDICO ORTOPEDISTA: 1 - Aspectos Genéticos em Ortopedia, Métodos Diagnósticos em Ortopedia e Traumatologia. 2 - Deformidades Coluna, Alterações Patológicas dos Membros Superiores, Artroscopia do Ombro, Doença Displásica do Quadril, Fêmur Curto Congênito, Coxa Vara Congênita, Sinovite Transitória do Quadril, Legg-Calvè-Perthes, Patologia do Joelho Adulto e Infantil. 3 - Desigualdade e Comprimento dos Membros Inferiores. 4 - Exame Musculoesquelético, Marcha Normal e Patológica, Semiologia Ortopédica. 5 - Fixadores Externos, Atendimento ao Paciente Politraumatizado, Amputações, Infecções Osteoarticulares, Osteoporose, Tumores Ósseos e Lesões Pseudotumorais. 6 - Fraturas na Criança, Fraturas no Adulto, Traumatologia Esportiva, Maus Tratos na Criança. 7 - Lesões Tendinosas da Mão, Talagias, Halúx Valgus, Matartasalgias. 8 - Paralisia Cerebral, Mielomeningocele, Artrogripose Múltipla Congênita. 9 - Pé Torto Congênito, Pé Metatarso Varo, Pé Plano Valgo, Pé Cavo, Pé Talo Vertical, Osteocondrites, Pé Paralítico, Pé Reumatóide, Pé Diabético, Lesões Tendinosas do Pé. 10 - Quadril Adulto.

Bibliografia Sugerida: Cirurgia da mão - lesões não traumáticas. Ed. Medsi, 1990. CRENSHAW, Campbell. Cirurgia Ortopédica. Ed. Manole. HERBERT, Sizinio e XAVIER, Renato. Ortopedia e Traumatologia: princípios e práticas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998. PARDINI. Traumatismos da mão. Ed. Medsi, 2000. ROCKWOOD & FEEN. Fratures. Ed. Lippincott Raven, 1996. TACHDJIAN. Pediatric Orthopedic. Ed. WB Saunders, 1990. WEINSTEIN & TUREK. Orthopedics principles and their application. Ed. Lippincott Raven, 1994.

MÉDICO PSIQUIATRA: 1 - A história das relações entre sociedade e loucura: a loucura nas diferentes épocas; a Grande Internação; o nascimento do hospital psiquiátrico; o saber e o poder psiquiátricos na constituição do conceito de doença mental. 2 - A legislação referente à Saúde Mental. 3 - A psicanálise na criança, no adolescente e em suas famílias. 4 - As Reformas Psiquiátricas: as experiências reformistas (comunidades terapêuticas, psiquiatria de setor, psiquiatria preventiva); as experiências em ruptura com o modelo psiquiátrico tradicional (a antipsiquiatria, a psiquiatria democrática). 5 - As relações entre loucura, cidadania e direito. 6 - As urgências psiquiátricas. 7 - Clínica psiquiátrica: Nosografia, nosologia e psicopatologia. 8 - Modelos atuais de Reforma Psiquiátrica, especialmente as experiências brasileira e italiana. 9 - Noções básicas de psicanálise e suas interfaces com a psiquiatria e a saúde mental. 10 - Políticas de saúde mental no Brasil. 11 - Saberes e poderes no campo da saúde mental: impasses e confrontos. 12 - Semiologia, classificação, urgências e psicofarmacoterapia em psiquiatria infantil. 13 - Semiologia, psicopatologia e nosologia psiquiátricas. 14 - Terapêuticas: psicofarmacologia, psicoterapias, psicanálise.

Bibliografia Sugerida: ASSUMPÇÃO, F. B. Jr. Psiquiatria da Infância e Adolescência. São Paulo: Santos, 1994. CID 10, Descrições Clínicas e Diretrizes Diagnósticas - Porto Alegre: Artes Médicas, 1993. Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID - 10. Porto Alegre: Artes Médicas. PP. 220/283, 1993. DELGADO, P. G. As Razões da Tutela. Rio de Janeiro, Editora T Corá, 1992. FREUD, S. Rio de Janeiro, Imago, ESB, A Perda da Realidade na Neurose e na Psicose. Volume XIX Artigos sobre técnica, vol.: XII. GUIDELINES, APA. Compêndio 2004- Porto Alegre: Artmed, 2005. Jaspers, K. Psicopatologia Geral, Livraria Atheneu- RJ, S P, 1985. KAPLAN, Harold, Tratado de Psiquiatria - 6a ed Porto Alegre: Artes Médicas, 1999. MILLOTI, C. Freud Anti Pedagogo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1987. SCHATZBERG e COLE. Manual de Psicofarmacologia Clínica. Porto Alegre: Artes Médicas, 4a Edição, 2003. SCHWARTZMANN, J. S. E ASSUMPÇAO, F. B. Jr. Autismo Infantil. São Paulo: Mennon, 1995. VIGANÓ, C. A Construção do Caso Clínico IN: Curinga, n. 13. Belo Horizonte: EPB-MG, 1999. ZENONI, A. A Clínica da Psicose: o trabalho feito por muitos IN: Abrecampos. Ano I, n° 0. Belo Horizonte: Junho 2000.

MÉDICO RADIOLOGISTA: Princípios físicos da obtenção dos exames de: Radiografia; Ultra-sonografia; Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética. Fisiopatologia e achados de imagem das doenças em Radiologia convencional e contrastada. Ultra-sonografia, Tomografia Computadorizada, Ressonância Magnética e Mamografia nos órgãos, sistemas e aparelhos: Sistema Nervoso Central; Cabeça e Pescoço, Pediatria, Aparelho Respiratório, Abdome e Sistema Gastrintestinal; Aparelho Urinário, Sistema Músculo-esquelético; Sistema Cardiovascular; Ginecologia e Obstetrícia e Mamas; Imagenologia do S.N.C./T.C.E./°V.C./S.N.C. em pediatria e adulto. Mamografia: Técnicas de posicionamento / Tumores benignos / Tumores malignos. Radiologia intervencionista (Noções básicas, indicações e análises) / Densitometria óssea (Noções básicas, indicações e análises). Sistema cardiovascular. Bases físicas da ultrassonografia. Ultrassonografia do abdome total, do tórax, do pescoço, obstétrica e de partes moles. Doppler - Noções básicas. Ultrassonografia intervencionista. Tomografia geral, Exames contrastados (Urografia, REED, etc).

Bibliografia Sugerida: BIASOLI, Antonio Jr. Técnicas Radiográficas. Rio de Janeiro: Editora Rubio, 2006. DE GRAAFF, Kent M. Van. Anatomia Humana, 6. ed. São Paulo: Editora Manole Ltda, 2003. LEAL, Robson et AL. Posicionamentos em Exames Contrastados. Editora Corpus, 2006. NÓBREGA, Almir Inácio da. Manual de Tomografia Computadorizada. Editora Atheneu, Centro Universitário São Camilo, 2005 (Série Tecnologia em Radiologia Médica). Técnicas em Ressonância Magnética Nuclear. Editora Atheneu, Centro Universitário São Camilo, 2006 (Série Tecnologia em Radiologia Médica).

MÉDICO REUMATOLOGISTA: 1 - ARTRITES INFECCIOSAS - Etiopatogenia, Clínica, Propedêutica e Tratamento. 2 - DOENÇA MISTA DO TECIDO CONJUNTIVO - Etiopatogenia, Clínica, Propedêutica e Tratamento. 3 - ESCLEROSE SISTÊMICA - Etiopatogenia, Clínica, Propedêutica e Tratamento. 4 - ES PONDILOARTRO PATIAS - Etiopatogenia, Clínica, Propedêutica e Tratamento. 5 - FEBRE REUMÁTICA - Etiopatogenia, Clínica, Propedêutica e Tratamento. 6 - FIBROMIALGIA - Etiopatogenia, Clínica, Propedêutica e Tratamento. 7 - GENETICA BÁSICA - Causas Genéticas de Doenças Reumáticas. 8 - IMUNOLOGIA BÁSICA - Processo Inflamatório, Sistema do Complemento, Interação Antígeno-Anticorpo. 9 - LÚPUS ERITEMATOSO SISTÊMICO - Etiopatogenia, Clínica, Propedêutica e Tratamento. 10 - OSTEOARTRITE - Etiopatogenia, Clínica, Propedêutica Tratamento. 11 - SEMIOLOGIA ARTICULAR. 12 - SÍNDROME DE SJOGREN - Etiopatogenia, Clínica, Propedêutica e Tratamento. 13 - SÍNDROME DO ANTICORPO ANTIFOSFOLI PÍDEO - Etiopatogenia, Clínica, Propedêutica e Tratamento. 14 - VASCULITES - Etiopatogenia, Clínica, Propedêutica e Tratamento.

Bibliografia Sugerida: Heymann RE. Fibromialgia e Síndrome Miofascial. Legnar, 1ª ed, 2006, S P, Brasil. Sato EI. Guias de Medicina Ambulatorial e Hospitalar UNIFESP/Escola Paulista de Medicina. Manole, 1ª ed, 2004, S P, Brasil. Evans RC. Exame Físico Ortopédico Ilustrado. Manole, 2a ed, 2003, S P, Brasil. Cossermelli W. Vasculites. Livraria do Chain Editora, 1ª ed, 2002, RJ, Brasil. Brown MA, Newton JL, Wordsworth B P. Genetics for Rheumatologists. Remedica, 1th ed, 2002, London, UK. Oliveira SKF, Azevedo ECL. Reumatologia Pediátrica. Revinter, 2a ed, 2001, RJ, Brasil. Moreira C, Carvalho MAP. Reumatologia - Diagnóstico e Tratamento. Medsi, 2a ed, 2001, MG, Brasil. Yoshinari NH, Bonfá ESDO. Reumatologia para o Clínico. Roca, 1ª ed, 2000. Skare TL. Reumatologia - princípios e prática. Guanabara-Koogan, 1ª ed, 1999, RJ, Brasil.

ODONTÓLOGO: 1 - Anestesiologia: considerações anatômicas da cabeça e pescoço; técnicas e soluções anestésicas; Acidentes: risco e prevenção; indicações, contraindicações e emergências. 2 - Biossegurança em odontologia: técnicas de acondicionamento, desinfecção e esterilização do material e ambiente; doenças ocupacionais, controle de infecção, medicamentos. 3 - Cariologia: epidemiologia, diagnóstico, patologia e prevenção da cárie dentária. Cirurgia: procedimentos cirúrgicos de pequeno e médio porte; urgências e emergências. Traumatismo. 4 - Dentística: princípios gerais dos preparos de cavidade, nomenclatura e classificação das cavidades, preparo de cavidades para restaurações metálicas e estéticas, materiais restauradores, cimentos e bases protetoras, proteção do complexo dentina-polpa. 5 - Disfunção Temporomandibular: diagnóstico, classificações das DTM, plano de tratamento, hábitos bucais deletários. 6 - Endodontia: topografia da cavidade pulpar e periápice - diagnóstico e tratamento das alterações pulpares e periapicais; traumatismos e emergências, materiais utilizados. 7 - Estomatologia: patologias intra e extraósseas da cavidade bucal - características clínicas, diagnóstico e tratamento. Manifestações bucais de doenças sistêmicas. Câncer bucal: fatores de risco, prevenção e detecção precoce; lesões cancerizáveis. 8 - Doenças sexualmente transmissíveis. 9 - Ética em odontologia e trabalho em equipe. 10 - Farmacologia e terapêutica: bases farmacológicas da terapêutica medicamentosa em odontologia; prevenção e controle da dor; uso clínico de medicamentos; mecanismos de ação e efeitos tóxicos dos fármacos, receituário. 11 - Oclusão: Anatomia do sistema mastigatório e biomecânica. Desenvolvimento da oclusão, fundamentos biológicos, classificação das más-oclusões. 12 - Odontopediatria: diagnóstico e tratamento das afecções bucais em crianças e adolescentes, anomalias do desenvolvimento. Atendimento paciente com necessidades especiais. Dieta, selantes, fluoterapia, ART. 13 - Ortodontia: Crescimento. Fundamentos e aplicações clínicas. Exame ortodôntico e ortopédico facial. Condutas preventivas e interceptoras em Ortodontia e Ortopedia Facial; 14 - Periodontia: diagnóstico, plano de tratamento, doenças periodontais. Prática odontológica baseada na promoção de saúde: epidemiologia das doenças bucais, educação para a saúde e métodos preventivos. Política Nacional de Saúde e Sistema Único de Saúde. Saúde da Família. 15 - Prótese: diagnóstico, plano de tratamento, técnicas, materiais, prótese fixa e removível. 16 - Prótese: fixa, total e removível - exame, planejamento, moldagem, técnica e materiais, provisórios, núcleos metálicos e pré-fabricados, delineador e delineamento remontagem, regras para planejamento de classes I;II;III e IV de Kennedy, prova do metal, moldagem funcional, personalização da mesa do A.S.A., infra-estrutura, soldagem, cimentação, montagem de dentes, prótese total imediata, fase laboratorial, noções de prótese sobre implante, modalidades de tratamento, indicação e contraindicação, componentes da prótese sobre implante. 17 - Radiologia: Técnicas, princípios, indicações, contraindicações, vantagens e desvantagens dos diversos métodos de diagnóstico por imagem utilizada na Odontologia (radiografias convencionais intra e extrabucais, tomografia computadorizada, ressonância magnética, entre outros), equipamentos, interpretação e diagnóstico por imagem. 18 - Semiologia: Anamnese, métodos e técnicas de exame, diagnóstico, plano de tratamento.

Bibliografia Sugerida: BARATIERI, L. N. et al. Dentística. Procedimentos preventivos e restauradores. 2. ed. São Paulo: Santos, 1998. COHEN, S. P. Caminhos da Polpa - 9 ed. Ed. Elsevier. DE DEUS, Quintiliano Diniz. Endodontia. 5. ed. Rio de Janeiro: Medsi, 1992. FREITAS, A.; ROSA, J.E.; SOUZA, I.F. Radiologia odontológica. 4. ed. São Paulo: Artes Médicas, 2000. GUEDES PINTO, A. C. Odontopediatria. 5. ed. São Paulo: Santos, 1998. 79. ASH, M.M.; RAMFJORD, S. P. Oclusão. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996. GUIMARAES JR. Jayro. Biossegurança e controle de infecção cruzada em consultórios. São Paulo: Santos, 2001. LINDHE, J. Tratado de periodontia clínica e implantologia oral. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. MALAMED, Stanley F. Manual de anestesia local. 5.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. MONDELLI, J. et al. Fundamentos de dentística operatória. São Paulo: Santos, 2006. OKESON, Jeffrey P. Tratamento das desordens temporomandibulares e oclusão. 6. ed. São Paulo: Artes Médicas, 2008. SONIS, S.T.; FAZIO, R.C.; FANG, L. Princípios e prática de medicina oral. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996. PEREIRA. Odontologia em Saúde Bucal. 1ª Ed. 2003 ED.ARTES MÉDICAS. PINTO, Vitor Gomes. Saúde Bucal Coletiva. 3aed. 2008. ED. SANTOS. PETERSON, Larry J. Cirurgia oral e maxilofacial contemporânea. 4. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. PHILLIPS, R. W. Skinner materiais dentários. 9. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1993. THYLSTRUP, A. e FEJERSKOV, O. Cariologia clínica. 3. ed. São Paulo: Santos, 2001.

PSICÓLOGO: Teorias e técnicas psicoterápicas e teorias e técnicas psicoterápicas de fundamentação psicanalítica (infância, adolescência, idade adulta e velhice). O processo psicodiagnóstico e as técnicas projetivas (infância e adolescência). Modelos de psicoterapia. Aplicações clínicas das psicoterapias. Avaliação, métodos e técnicas psicoterápicas. Manejo clínico das técnicas psicoterápicas. Conhecimentos gerais e específicos dos conceitos clínicos e terapêuticos fundamentais na psiquiatria e na saúde mental. Modelos de Psicologia do Desenvolvimento, Psicanalítico, Piagetiano, Aprendizagem Social. Cidadania, classes populares e doença mental. Política de saúde mental no Brasil: visão histórica; Medicina, psiquiatria, doença mental; Epidemiologia social das desordens mentais; Considerações sobre terapêuticas ambulatoriais em saúde mental; Perspectivas da psiquiatria pós-asilar no Brasil; Saúde mental e trabalho; A história da Loucura: o modelo hospitalar e o conceito de doença mental; As Reformas Psiquiátricas; Legislação em Saúde Mental; Nosologia, Nosografia e psicopatologia: a clinica da Saúde Mental. Articulação entre clínica e reabilitação psicossocial. Projeto Terapêutico. Multidisciplinariedade. Noções básicas de psicanálise e suas interfaces com a saúde mental; Psicologia e Educação.

Bibliografia sugerida: 1. CORDIOLI, Aristides V. (org.) e colaboradores. Psicoterapias e Abordagens Atuais. 2a ed. Porto Alegre. Artes Médicas, 1998. 2. CUNHA, Jurema Alcides (org.) e colaboradores. Psicodiagnóstico-R. 4a ed. rev. Porto Alegre. Artes Médicas, 1993. 3. OCAMPO, Maria Luísa S. de. ARZENO, Maria Esther García. PICCOLO, Elza Grassano de (org.) e colaboradores. O Processo Psicodiagnóstico e as Técnicas Projetivas. 1ª ed. São Paulo, S P. Livraria Martins Fontes Editora Ltda, 1981. 4. NUNES FILHO, Eustachio Portella. BUENO, Joao Romildo. NARDI, Antonio Egidio. Psiquiatria e Saúde Mental, Conceitos Clínicos e Terapêuticos Fundamentais. 1ª ed. São Paulo, S P. Editora Atheneu, 2000. 5. RAPPAPORT, Clara Regina, FIORI, Wagner da Rocha, DAVIS, Cláudia. Psicologia do desenvolvimento. Teorias do Desenvolvimento. Conceitos Fundamentais. Volume 1, 6a reimpressão. São Paulo. EPU - Editora Pedagógica e Universitária Ltda. 1981. 6. BEZERRA JÚNIOR, Benilton. E Colaboradores. Cidadania e Loucura, Políticas de Saúde Mental no Brasil. 2a ed. Petrópolis, RJ. em co-edição com ABRASCO, 1990. Outros livros que abrangem o programa proposto.

TERAPEUTA OCUPACIONAL: Conhecimentos na área de saúde mental, geriatria, reabilitação física, reabilitação psicossocial, neurologia, saúde coletiva: 1. Fundamentos históricos, filosóficos e metodológicos de terapia ocupacional. 2. Terapia ocupacional em geriatria e gerontologia: avaliação; interdisciplinaridade na abordagem do idoso. 3. Terapia ocupacional em pediatria: desenvolvimento sensório perceptivo, cognitivo, motor normal e suas alterações; terapia ocupacional em neuropediatria. 4. Terapia ocupacional em reabilitação física: noções fundamentais de acidente vascular cerebral; traumatismo. cranoencefálico; lesões medulares; queimaduras; doenças reumáticas; doenças degenerativas. 5. Terapia ocupacional em traumato-ortopedia: utilização de órteses e adaptações. 6. Terapia ocupacional em psiquiatria; saúde mental e reforma psiquiátrica.

Bibliografia Sugerida: BUENO, Kátia Maria Penido. As habilidades humanas: formas de compreensão e processos de constituição. Belo Horizonte: Ophicina de Arte & Prosa, 2003. CAVALCANTI, Alessandra e GALVÃO, Cláudia. Terapia Ocupacional: fundamentação & prática. -Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007. DE CARLO, Marysia M.R. P. & BARTALOTTI, Celina Camargo (Orgs). Terapia Ocupacional no Brasil: fundamentos e perspectivas. São Paulo: Plexus Editora, 2001. FRANCISCO, Berenice Rosa. Terapia Ocupacional. Campinas, São Paulo: Papirus, 1988. HAGEDORN, Rosemary. Fundamentos da prática em Terapia Ocupacional. (tradução José Batista). São Paulo: Dynamis Editorial, 1999. JORGE, Rui Chamone. O Objeto e a Especificidade da Terapia Ocupacional-/Rui Chamone Jorge. Belo Horizonte, GESTO, 1990. LANCMAN, Selma. Saúde, Trabalho e Terapia Ocupacional. São Paulo: Roca, 2004. PEDRAL, Cláudia & BASTOS, Patrícia. Terapia Ocupacional-metodologia e prática. Rio de Janeiro: Editora Rubio, 2008. SOARES, Léa B. T. Terapia Ocupacional: Lógica do Capital ou do Trabalho? São Paulo: Ed. Hucitec, 1991. TROMBLY, Catherine Anne - Terapia Ocupacional para a Disfunção Física. (Tradução: eresinha Oppido).-2a ed. - São Paulo:Livraria Editora Santos,1989.

140080

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231