Prefeitura de Novo Tiradentes - RS

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO TIRADENTES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

IGRH - INSTITUTO GAÚCHO DE RECURSOS HUMANOS

Notícia:   Em Novo Tiradentes - RS, salários até R$ 9.345,00

www.igrh.com.br

CONCURSO PÚBLICO - EDITAL N° 01/2008
* EDITAL
* TABELA DE CARGOS
* PROCESSO DE INSCRIÇÃO
* CONTEÚDO (ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS)
* BIBLIOGRAFIA OU CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N° 01!2008

O Prefeito Municipal de Novo Tiradentes, no uso de suas atribuições legais e nos termos do Artigo 37 da Constituição Federal, torna público que realizará Concurso Público sob regime Estatutário, para nomeação dos cargos para o Quadro Geral dos Servidores Municipais de Novo Tiradentes, regendo-se pelas instruções especiais neste Edital contidas e pelas demais leis vigentes.

INSTRUÇÕES ESPECIAIS
CAPÍTULO I

Dos CARGOS

1 - Tabela de Cargos:

CARGOS

VAGAS

PADRÃO / NÍVEL

CARGA HORÁRIA SEMANA

ESCOLARIDADE E EXIGÊNCIA MÍNIMA

VENCIMENTOS

TAXA DE INSCRIÇÃO

Agente de Combate a Endemias

01

05

40h

Ensino Médio Completo e Curso de qualificação básica para formação de Agente de Combate a Endemias, (com aproveitamento oferecido pelo município após aprovação concurso).

R$ 587,40

R$ 62,50

Enfermeiro

01

09

40h

Superior Completo em Enfermagem e Registro no COREN/RS

R$ 2.055,90

R$ 78,15

Mecânico

01

08

40h

Ensino Fundamental Completo e comprovação de 02 anos experiência

R$ 1.174,80

R$ 62,50

Médico

01

12

20h(1)

Superior Completo em Medicina e Registro no CREMERS

R$ 2.670,00

R$ 78,15

Médico Veterinário

01

10

20h

Superior Completo em Medicina Veterinária e Registro no CRMV/RS

R$ 1.174,80

R$ 78,15

Motorista II

Banco de Vagas

06

40

Ensino Fundamental Incompleto - CNH Categoria "D"ou "E"

R$ 734,25

R$ 62,50

Odontólogo

01

11

20h(2)

Superior Completo em Odontologia e Registro no CRO/RS

R$ 1.762,20

R$ 78,15

Operador de Máquinas I

Banco de Vagas

07

40

Ensino Fundamental Incompleto CNH Categoria "D"ou "E"

R$ 881,10

R$ 62,50

Professor Área I- Educação Infantil

01

02

22h (3)

Superior em Pedagogia Habilitação para o exercício em Educação Infantil c/ Certificado de Registro no MEC em conformidade com a LDB

R$ 587,40

R$ 78,15

Professor Área II - Séries Iniciais

01

02

22h (3)

Superior em Pedagogia com habilitação para o exercício em Séries Iniciais c/ Certificado de Registro no MEC em conformidade com a LDB

R$ 587,40

R$ 78,15

Professor Área III - Séries Finais - Ciências

01

02

22h(3)

Superior com Licenciatura Plena em Biologia

R$ 587,40

R$ 78,15

Professor Área III - Séries Finais - Geografia

01

02

22h(3)

Superior com Licenciatura Plena em Geografia

R$ 587,40

R$ 78,15

Professor Área III - Séries Finais - Matemática

01

02

22h(3

Superior com Licenciatura Plena em Matemática

R$ 587,40

R$ 78,15

Professor Área III - Português

01

02

22h(3)

Superior com Licenciatura Plena em Letras (Português

R$ 587,40

R$ 78,15

Psicólogo

01

10

20h

Superior Completo em Psicologia e Registro no CRP/RS

R$ 1.174,80

R$ 78,15

Servente

02

03

40h

Ensino Fundamental Incompleto

R$ 459,24

R$ 62,50

Técnico Rural

01

07

40h

Ensino Médio Completo correspondente ao Curso Técnico em Agricultura ou em Agropecuária e Registro no CREA/RS

R$ 881,10

R$ 62,50

OBSERVAÇÃO - os documentos inerentes às habilitações específicas somente serão exigidos no momento da posse.

*Nota 1 - O CANDIDATO DEVERÁ TER DISPONIBILIDADE DE HORÁRIO PARA 40 HORAS. O Vencimento é para 20 horas. No entanto, o candidato poderá ser convocação para mais 20 horas para o atendimento do Programa P.S.F, situação em que o vencimento passa para R$ 5.340,00 e será acrescida de uma gratificação P.S.F no valor de R$ 4.005,00, totalizando o vencimento bruto de R$ 9.345,00.

*Nota 2- O CANDIDATO DEVERÁ TER DISPONIBILIDADE DE HORÁRIO PARA 40 HORAS. O Vencimento refere-se a carga horária de 20horas. No entanto, o candidato poderá ser convocado para mais 20 horas para o atendimento do Programa P.S.F, situação em que o vencimento bruto passa para R$ 3.524,40.

*Nota 3- O VENCIMENTO de R$ 587,40 é o fixado em graduação em nível superior, sendo alterado para níveis de pós-graduação e mestrado de acordo com plano de carreira do magistério.

CAPÍTULO II

Das Inscrições

1 - O período de inscrições será de 28 de janeiro a 11 de fevereiro de 2008. As inscrições deverão ser feitas na Prefeitura Municipal de Novo Tiradentes de segunda a sexta-feira das 8:00 às 11:30 e das 13:30 às 17:00 horas sito a Rua Felipe Camarão, 246, Centro, Novo Tiradentes, OU PELA INTERNET através do site do Instituto Gaúcho de Recursos Humanos - www.igrh.com.br até às 24:00 horas do dia 11/02/2008.

Nota - Os candidatos inscritos e que realizaram o concurso público aberto pelo Edital 02/2007, anulado pelo Decreto n°. 767/07, poderão aproveitar a taxa de inscrição daquele concurso, devendo, para tanto, efetuarem a sua inscrição PRESENCIAL, na Prefeitura Municipal, para validar a sua taxa. Também, lhes é facultado efetuar a sua inscrição pela INTERNET, mediante o pagamento de nova Taxa, caso em que poderão obter, a posteriori, a restituição da taxa do concurso anulado.

2 - A inscrição no Concurso implica, desde logo, o conhecimento e o compromisso tácito com a aceitação pelo candidato, das condições estabelecidas neste Edital.

3 - São condições de inscrição:

a) ser brasileiro nato ou naturalizado;

b) encontrar-se em pleno exercício dos direitos civis e políticos;

c) ter, no mínimo, 18 (dezoito) anos de idade completos quando do provimento da vaga;

d) estar quite com as obrigações militares (candidatos do sexo masculino);

e) estar quite com as obrigações eleitorais;

f) não ter contrato de trabalho anterior com o município rescindido por justa causa.

4- Para a Inscrição Presencial:

4.1 - No ato da inscrição, o candidato deverá apresentar obrigatoriamente Carteira de Identidade ou Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), ou ainda Carteira de Identidade Profissional, com fotocópia dos mesmos, não sendo aceito protocolo desse documento ou similar.

4.2 - O pagamento da Taxa de inscrição deverá ser feito em moeda corrente na Tesouraria da Prefeitura Municipal de Novo Tiradentes.

4.3- Para a inscrição por procuração, deverá ser apresentado documento de identidade do procurador não sendo este, servidor do município, e entregue o instrumento de mandato outorgado através de instrumento público ou particular com reconhecimento de firma em cartório (com poder específico para a inscrição no concurso público), e fotocópia da identidade do candidato.

4.4 - Não serão aceitas inscrições via postal, extemporâneas ou condicionais.

4.5 - As informações prestadas na ficha de inscrição, bem como o preenchimento dos requisitos determinados no item '3' deste capítulo, serão de total responsabilidade do candidato.

4.6 - E vedado anexar documentos após a inscrição.

4.7 - Aos deficientes físicos é assegurado o direito de inscrição no presente concurso para os cargos cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadores, assegurada a reserva de 5% das vagas. Deverão os mesmos, no ato da inscrição, apresentar laudo médico emitido por junta médica, atestando a espécie e o grau de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença (CID), sujeito à verificação pericial da Prefeitura Municipal de Novo Tiradentes. Deverão entregar, também, requerimento solicitando prova especial, se for o caso, constando o tipo de deficiência e a necessidade de condição da prova especial, sujeito a verificação das possibilidades de atendimento, obedecendo a critérios de viabilidade e de razoabilidade.

5- Para a inscrição pela Internet:

5.1 - Após o preenchimento do formulário eletrônico, o candidato deverá imprimir o boleto bancário para o pagamento da taxa de inscrição.

5.2 - O pagamento do boleto bancário relativo à taxa de inscrição poderá ser feito em qualquer agência bancária até no máximo o dia 12 de fevereiro de 2008.

5.3 - O boleto bancário, quitado, será o comprovante de inscrição no Concurso.

5.4 - Não serão consideradas as solicitações de inscrição via Internet que não forem recebidas por falhas de comunicação, congestionamento de linha, ou outros fatores de ordem técnica dos computadores.

5.5 - Não serão aceitas inscrições via postal.

5.6 - As informações prestadas no formulário eletrônico, bem como o preenchimento dos requisitos determinados no item 3 deste capítulo, serão de total responsabilidade do candidato.

5.7 - Para efetivar a inscrição é imprescindível o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o número de um documento de identidade válido em todo território nacional.

5.8 - Aos deficientes físicos é assegurado o direito de inscrição no presente concurso para os cargos cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadores, assegurada a reserva de 5% das vagas, devendo os mesmos, até o último dia de inscrição, enviar, via postal ou pessoalmente, à Prefeitura Municipal de Novo Tiradentes, na Rua Felipe Camarão, 246, Tiradentes, CEP 98.370-000, laudo médico emitido por junta médica atestando a espécie e o grau de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença (CID), sujeito à verificação pericial da Prefeitura Municipal de Novo Tiradentes, devendo, também, entregar requerimento solicitando prova especial, se for o caso, constando o tipo de deficiência e a necessidade de condição da prova especial, sujeito a verificação das possibilidades de atendimento, obedecendo a critérios de viabilidade e de razoabilidade.

5.9 - O candidato terá sua inscrição homologada somente após o Instituto Gaúcho de Recursos Humanos ter recebido a confirmação, pelo banco, do pagamento de sua taxa de inscrição no valor estipulado neste Edital.

6 - Não será permitida a inscrição para mais de um cargo.

7- Em nenhuma hipótese haverá devolução da Taxa de Inscrição.

CAPÍTULO III

Da Prova Escrita

1 - A prova Escrita do concurso será aplicada em local e dia a ser afixado no mural da Prefeitura Municipal de Novo Tiradentes, no Jornal O ALTO URUGUAI e no site www.igrh.com.br. Não serão realizadas provas fora dos locais, datas e/ou horários diferentes, indicados na lista publicada.

2 - Desde já os candidatos ficam convocados a comparecer com antecedência de 30 minutos ao local das provas.

3 - Para a prova Escrita, o ingresso na sala só será permitido ao candidato que apresentar documento de identidade com foto, no qual conste o número do documento que originou a inscrição (via internet ou presencial) e o documento de inscrição no concurso (boleto bancário ou recibo da Prefeitura).

4 - O candidato deverá comparecer ao local designado, no ato de realização da prova, munido de caneta esferográfica azul ou preta.

5 - Não será permitido o ingresso de candidato no local da realização da prova, após o horário limite estabelecido. Não haverá segunda chamada seja qual for o motivo alegado.

6 - Durante a prova não será permitida nenhuma consulta a qualquer tipo de material (livros, apostilas, etc.) ou uso de equipamentos eletro-eletrônicos (Calculadoras, agendas eletrônicas, computadores, etc.).

7 - Não será permitido ao candidato ingressar no local da prova portando aparelhos eletro­eletrônicos e de comunicação (telefone celular, pager, etc). O Candidato que for flagrado portando os aparelhos descritos ou similares será imediatamente excluído do concurso.

8 - Será excluído do concurso o candidato que:

I - não atender as determinações dos fiscais de provas, bem como empreender ofensas ou agressões aos mesmos, seus auxiliares ou autoridades presentes;

II - for surpreendido, durante a realização das provas, em comunicação com outro candidato ou terceiros, bem como, se utilizando de livros, notas, impressos ou equipamentos não permitidos;

III - ausentar-se do recinto da prova sem o acompanhamento do fiscal.

9-O tempo máximo para a realização da prova será de 03 (três) horas.

10 - O candidato poderá retirar-se da sala da prova, levando o caderno de questões após 1 hora e 30 minutos do início da mesma.

11 - O candidato, ao terminar a prova Escrita, devolverá ao fiscal da sala o cartão de respostas. O candidato que não observar esta exigência será automaticamente excluído do Concurso.

12 - O candidato deverá assinar o cartão de respostas somente no local indicado. O candidato que não assinar o cartão de respostas ou assinar fora do local indicado será automaticamente excluído do Concurso.

13 - O cartão de respostas é o único documento que será considerado para correção da prova. Em nenhuma hipótese o caderno de questões será considerado para pontuação.

14 - Como forma de identificação, poderá ser feita a coleta de impressão digital de todos os candidatos no dia de realização das provas.

15 - Ao final da prova Escrita, os dois últimos candidatos deverão permanecer no recinto, a fim de assinar o lacre do envelope contendo os cartões de respostas, juntamente com os fiscais, sendo seus nomes identificados na respectiva ata.

16- As provas serão corrigidas por leitura ótica.

CAPÍTULO IV

Das Pontuações da Prova Escrita

1 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Agente de Combate a Endemias de 1 (uma) etapa: Prova Escrita.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS E LEGISLAÇÃO

60

2 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Enfermeiro de 1 (uma) etapa: Prova Escrita.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS E LEGISLAÇÃO

60

3 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Mecânico de 2 (duas) etapas: Prova Escrita e Prova Prática.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

52

PROVA DE MATEMÁTICA

48

4 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Médico de 1 (uma) etapa: Prova Escrita.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS E LEGISLAÇÃO

60

5 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Médico Veterinário de 1 (uma) etapa: Prova Escrita.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS E LEGISLAÇÃO

60

6 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Motorista II de 2 (duas) etapas: Prova Escrita e Prova Prática.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE LEGISLAÇÃO

60

7 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Odontólogo de 1 (uma) etapa: Prova Escrita.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS E LEGISLAÇÃO

60

8 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Operador de Máquinas I de 2 (duas) etapas: Prova Escrita e Prova Prática.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE LEGISLAÇÃO

60

9 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Professor Área I - Educação Infantil de 2 (duas) etapas: Prova Escrita e Prova de Títulos.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS E LEGISLAÇÃO

60

10 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Professor Área II - Séries Iniciais de 2 (duas) etapas: Prova Escrita e Prova de Títulos.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS E LEGISLAÇÃO

60

11 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Professor Área III - Séries Finais - Ciências de 2 (duas) etapas: Prova Escrita e Prova de Títulos.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS, PEDAGÓGICOS E LEGISLAÇÃO

60

11 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Professor Área III - Séries Finais - Geografia de 2 (duas) etapas: Prova Escrita e Prova de Títulos.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS, PEDAGÓGICOS E LEGISLAÇÃO

60

12-O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Professor Área III - Séries Finais - Matemática de 2 (duas) etapas: Prova Escrita e Prova de Títulos.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS, PEDAGÓGICOS E LEGISLAÇÃO

60

13-O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Professor Área III - Séries Finais - Português de 2 (duas) etapas: Prova Escrita e Prova de Títulos.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

60

PROVA DE CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS E LEGISLAÇÃO

40

14 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Psicólogo de 1 (uma) etapa: Prova Escrita.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS E LEGISLAÇÃO

60

15 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Servente de 1 (uma) etapa: Prova Escrita.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

52

PROVA DE MATEMÁTICA

48

16 - O Concurso Público - Edital 01/2008 constará, para o cargo de Técnico Rural de 1 (uma) etapa: Prova Escrita.

Prova Escrita: 100 pontos, assim divididos:

CONTEÚDOS

PONTOS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

40

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

60

CAPÍTULO V

Da Prova de Títulos

1 - A Prova de Títulos será um processo exclusivo para os cargos de Professor Área I - Educação Infantil, Professor Área II - Séries Iniciais, Professor Área III - Séries Finais - Ciências, Professor Área III - Séries Finais - Geografia, Professor Área III - Séries Finais - Matemática e Professor Área III - Português, previstos neste Edital.

2 - Somente os candidatos aprovados na prova Escrita terão seus títulos avaliados.

3 - A pontuação máxima da prova de títulos será de 15 (quinze) pontos. Ultrapassada tal pontuação será aposta a sigla UCP (ultrapassou a contagem de pontos).

4- Só serão aceitos títulos emitidos a partir do ano de 2002.

5 - Os títulos deverão ser apresentados em fotocópias, acompanhados dos originais para simples conferência, devendo ser rubricados e numerados pelo candidato, na ordem cronológica que constar na Relação de Títulos Entregues (Anexo III). O Anexo III deverá ser entregue, juntamente com os títulos, em 02 (duas) vias assinadas pelo candidato, uma das quais lhes será restituída com protocolo de recebimento (data e horário), devendo ser entregue na Prefeitura Municipal de Novo Tiradentes, em data a ser publicada em edital.

6 - Os documentos comprobatórios de títulos não podem apresentar rasuras, emendas ou entrelinhas.

7 - O candidato que possuir alteração de nome (casamento, separação, etc.) deverá anexar cópia do documento comprobatório da alteração sob pena de não ter pontuado títulos com nome diferente da inscrição e/ou identidade.

8 - Comprovada em qualquer tempo, irregularidade ou ilegalidade na obtenção dos títulos do candidato, bem como o encaminhamento de um título em duplicidade, com o fim de obter dupla pontuação, o candidato será excluído do concurso.

9 - Consideram-se títulos, para fins de pontuação, aqueles de formação específica à área da Educação.

9.1. Participação em congressos, simpósios, seminário, cursos, encontros, ligados às especificidades técnicas do cargo, até o máximo de 3 (três) pontos:

a) Até 20 horas aula: 0,5 (zero vírgula cinco) pontos

b) De 21 a 50 horas aulas: 1 (um) ponto

c) Mais de 51 horas aulas: 1,5 (um vírgula cinco) pontos

Obs. Será considerado apenas um curso de cada carga horária estabelecida.

9.1.1. Cursos com carga horária definida em dias ou meses serão considerados na seguinte proporção:

a) 01 dia = 04 horas /01 mês = 80 horas

9.2. Trabalhos publicados relacionados às especificidades técnicas do cargo, como livros, teses, artigos, até o máximo de 3 (três) pontos:

a) Livros: 1,5 (um vírgula cinco) pontos

b) teses: 1 (um) ponto.

c) artigos: 0,5 (zero vírgula cinco) pontos.

Obs. Será considerado apenas um título de cada categoria acima descrita.

9.3. Cursos de Especialização e Pós Graduação ligados à área do cargo:

a) Doutorado: 5 (cinco) pontos

b) Mestrado: 4 (quatro) pontos

c) Especialização (carga horária mínima de 360 horas): 3 (três) pontos

CAPÍTULO VI

Da Prova Prática (para os cargos de Mecânico, Motorista II e Operador de Máquinas I)

1 - A Prova Prática do Concurso ocorrerá em local e dia a serem afixados no mural da Prefeitura Municipal de Novo Tiradentes e no site www.igrh.com.br. A relação dos candidatos inscritos com a designação do local desta 2° etapa do Concurso e a indicação do número de inscrição dos mesmos, devem ser anotadas pelo próprio candidato. Esta etapa do Concurso não acontecerá fora dos locais indicados na lista publicada e nem em datas e/ou horários diferentes.

2 - Desde já os candidatos ficam convocados a comparecer com antecedência de 30 minutos ao local da Prova Prática.

3 - Para a Prova Prática, o ingresso no local da mesma só será permitido ao candidato que apresentar a Carteira de Identidade ou Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), documento que originou a inscrição.

4 - Para os cargos de Motorista II e Operador de Máquinas I também será exigida a Carteira Nacional de Habilitação para Condutores (CNH) compatível com a função.

5 - Não será admitido à prova o candidato que se apresentar após o horário estabelecido; em nenhuma hipótese haverá segunda chamada seja qual for o motivo alegado.

6 - Durante a prova não será permitida nenhuma consulta.

7 - Será excluído do concurso o candidato que:

a) tornar-se culpado por incorreção ou descortesia para com quaisquer dos fiscais, executores e seus auxiliares ou autoridades presentes;

b) for surpreendido, durante a realização da Prova Prática, em comunicação com outro candidato ou terceiros.

c) ausentar-se do local sem o acompanhamento do fiscal.

8 - O candidato só será considerado apto para realizar a prova prática se obtiver a classificação mínima na Prova Escrita, 1° Etapa, que é de 60 (sessenta pontos) dos pontos totais desta fase.

9- A aprovação na prova prática (2o. etapa) somente ocorrerá se o candidato obtiver 60 (sessenta) dos pontos totais desta fase.

Capítulo VII

Dos Recursos

1 - Serão admitidos recursos pelos candidatos, de acordo com os preceitos estabelecidos neste Edital. O prazo para interposição de recurso (item 4) inicia-se no dia subseqüente à data da publicação do Edital. Os recursos deverão ser devidamente fundamentados e dirigidos ao Prefeito Municipal de Novo Tiradentes, devendo os mesmos ser protocolados, na forma de requerimento, conforme o Anexo IV, junto à Prefeitura Municipal de Novo Tiradentes.

2 - Para os recursos relativos ao resultado das provas, os candidatos poderão ingressar com pedidos a respeito das questões ou pontos, os quais devem ter circunstanciada exposição, contendo a identificação do candidato, seu número de inscrição e o cargo ao qual concorre.

OBS: Não serão conhecidos os recursos que não atendem as exigências acima.

3 - Em caso de haver questões que possam vir a serem anuladas, seja na fase de recurso ou aplicação de provas, as mesmas serão pontuadas como corretas a todos os candidatos.

4- O prazo para interposição de recursos, em qualquer fase do concurso, será de 03 (três) dias úteis imediatamente subseqüentes à data da publicação do Edital.

CAPÍTULO VII

Da Aprovação e Classificação

1 - Para os cargos de Agente de Combate a Endemias, Enfermeiro, Médico, Médico Veterinário, Odontólogo, Psicólogo, Servente e Técnico Rural a nota final, para efeito de classificação do candidato, será a nota da Prova Escrita.

2 - Para os cargos de Professor Área I - Educação Infantil, Professor Área II - Séries Inicias, Professor Área III - Séries Finais - Ciências, Professor Área III - Séries Finais - Geografia, Professor de Área III - Séries Finais - Matemática e Professor Área III - Português a nota final, para efeito de classificação, será a soma de pontos obtidos nas Provas Escritas e de Títulos.

3 - Para os cargos de Mecânico, Motorista II e Operador de Máquinas I, a nota final, para efeito de classificação do candidato, será a média das notas da Prova Escrita e Prova Prática.

4 - A prova Escrita terá o valor de 100 (cem) pontos. A nota mínima de aprovação será de 60(sessenta) pontos.

5 - Candidato que não obter aprovação na Prova Escrita estará automaticamente desclassificado do Concurso.

6 - A lista final de classificação das provas do concurso apresentará apenas os candidatos aprovados.

7 - Os candidatos aprovados serão classificados na ordem decrescente dos pontos obtidos.

8 - Caso ocorra empate será utilizado o critério de Sorteio Público, que será realizado em ato público, a ser divulgado através de Edital.

CAPÍTULO VIII

Do Provimento do Cargo

1 - A nomeação do cargo obedecerá rigorosamente à ordem de classificação dos candidatos aprovados.

2 - O candidato aprovado obriga-se a manter atualizado seu endereço junto à Prefeitura Municipal de Novo Tiradentes.

3 - A posse dar-se-á no prazo de até 10 (dez) dias contados da data de publicação do ato de nomeação, podendo, a pedido, ser prorrogado por igual período.

4 - Decorrido o prazo retro e deixando o candidato chamado de apresentar-se regularmente, o não comparecimento caracterizará renúncia, desistindo o candidato do direito da respectiva nomeação, operando-se automaticamente, a extinção plena de todos e quaisquer direitos relativos a este concurso e/ou dele decorrentes.

5 - Caso o candidato não queira assumir de imediato, e o mesmo tenha atendido os requisitos mínimos, conforme letra "a" do item 7 deste capítulo, poderá, mediante requerimento próprio, solicitar para passar para o final da lista dos aprovados, e para concorrer novamente, será observada sempre a nova ordem de classificação e a validade do concurso.

6 - O concurso terá validade por 2 (dois) anos a partir da data de homologação dos resultados, prorrogável por mais 2 (dois) anos, a critério da Administração da Prefeitura Municipal de Novo Tiradentes.

7 - Ficam advertidos os candidatos de que, no caso de nomeação, o provimento da vaga só lhes será deferida no caso de apresentarem:

a) a documentação comprobatória das condições previstas no capítulo I e II - item 3, deste Edital, juntamente com a habilitação específica para o cargo ao qual é exigível, acompanhado de fotocópia;

b) atestado de boa saúde física, mediante exame médico, que comprove aptidão necessária para o exercício do cargo.

8 - A não apresentação dos documentos acima, por ocasião da posse, implicará na impossibilidade do aproveitamento do candidato aprovado, anulando-se todos os atos ou efeitos decorrentes da inscrição no Concurso.

9 - A nomeação para os cargos de Professores obedecerá rigorosamente a Lei Federal n° 9.394/96

(LDB).

CAPÍTULO IX

Das Disposições Finais

1 - A habilitação no processo seletivo não assegura ao candidato a nomeação imediata, mas apenas a expectativa de ser admitido segundo as vagas existentes, na ordem de classificação, ficando a concretização deste ato condicionado às disposições pertinentes, sobretudo à necessidade e a possibilidade da Administração.

2 - A inexatidão das informações e/ou irregularidades e documentos, ainda que verificados posteriormente, eliminarão o candidato do concurso, anulando-se todos os atos decorrentes da inscrição.

3 - As publicações sobre o processamento deste concurso, tais como prorrogação das inscrições, mudança na data de realização, local e horário das provas, prazos para recursos e homologação de resultados serão veiculados junto ao mural da Prefeitura Municipal de Novo Tiradentes e no site do Instituto Gaúcho de Recursos Humanos - www.igrh.com.br.

4 - Casos omissos serão dirimidos pela Prefeitura Municipal de Novo Tiradentes, juntamente com a empresa executora do Concurso.

5 - Todas as informações necessárias poderão ser obtidas através do site Instituto Gaúcho de Recursos Humanos - www.igrh.com.br.

Novo Tiradentes, 23 de janeiro de 2008.

GILBERTO MORI
PREFEITO MUNICIPAL

ANEXO I

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS DOS CARGOS

1.

Agente de Combate a Endemias:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: exercer atividades de vigilância, prevenção e controle de doenças e promoção da saúde, desenvolvidas em conformidade com as diretrizes do SUS e sob supervisão do gestor de cada ente federado.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Utilizar instrumentos para diagnóstico de vetores de doenças endêmicas; promover e executar ações de educação para a saúde individual e coletiva de prevenção contra vetores de doenças endêmicas; registrar, para fins de controle das ações de saúde, os casos apurados de risco para endemias; estimular a participação da comunidade nas políticas-públicas como estratégia de combate a vetores e situações de riscos à saúde; realizar visitas domiciliares periódicas para o monitoramento de situações de riscos endêmicos; participar ou promover ações que fortaleçam os elos entre o setor de saúde e outras políticas públicas que promovam o combate a fatores de riscos; fazer coleta de água de poços artesianos para analise da sua qualidade; desenvolver outras atividades pertinentes à função do Agente de Combate a Endemias.

2.

Enfermeiro:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: Realizar atividades de nível superior de grande complexidade, envolvendo a execução de trabalhos de enfermagem relativos a observação, ao cuidado e a educação sanitária dos doentes, a aplicação de medicamentos prescritos, bem como a participação de programas voltados para a saúde pública preventiva.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA:Planejar, organizar, coordenar e avaliar os serviços de enfermagem; prestar serviços de enfermagem em postos de saúde municipal, prestar cuidados de enfermagem a pacientes, decidindo sobre a encaminhamento a hospitais, em conformidade com orientação médica; zelar pelo bem estar físico e psíquico dos pacientes; orientar o isolamento dos pacientes, quando necessário; supervisionar os serviços de higienização dos pacientes; orientar, coordenar e supervisionar a execução de tarefas relacionadas com a prescrição alimentar; planejar, executar, supervisionar e avaliar a assistência integral de enfermagem a pacientes de alto e médio risco; acompanhar o desenvolvimento de treinamento de Recursos Humanos para a área preventiva; prestar os primeiros socorros; participar dos programas de educação sanitária e de programas de saúde pública em geral; auxiliar nos serviços de atendimento médico-infantil, participar de programas de vacinação; realizar visitas domiciliares para prestar esclarecimentos sobre trabalho a ser desenvolvido por equipes auxiliares; promover e controlar o estoques de equipamentos; participar de programas de atendimento a comunidades atingidas por situações de emergência ou de calamidade pública; colher material para exames de laboratório; prestar assessoramento a autoridades em assuntos de sua competência; executar outras tarefas correlatas.

3.

Mecânico:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: reparar, substituir e ajustar peças mecânicas defeituosas ou desgastadas de veículos, máquinas, motores, sistemas hidráulicos de ar comprimido e outros; fazer vistoria mecânica em veículos automotores.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: reparar, substituir e ajustar peças mecânicas de veículos, máquinas e motores movidos a gasolina, a óleo diesel ou qualquer outro tipo de combustível; efetuar a regulagem do motor; revisar, ajustar, desmontar e montar motores; reparar, consertar e reformas sistemas de comando de freios, de transmissão, de ar comprimido, hidráulico, de refrigeração e outros; reparar os sistemas elétricos de qualquer veículo: operar equipamentos de soldagem, recondicionar, substituir e adaptar peças; vistoriar veículos; prestar socorro a veículos acidentados ou com defeito mecânico; lubrificar máquinas e motores; responsabilizar-se por equipes auxiliares necessárias á execução das atividades próprias do cargo; executar tarefas afins.

4.

Médico:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: Executar consultas médicas ambulatoriais, cirurgias, examinar laudos e diagnósticos e demais trabalhos na área médica.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Prestar assistência médica cirúrgica, fazer inspeções de saúde em candidatos a cargos públicos e em servidores municipais; atender diversas consultas médicas em ambulatório, hospitais, unidade sanitárias e efetuar exames médicos em escolares e pré-escolares; examinar servidores públicos municipais para fins de controle no ingresso, licença e aposentadoria; fazer visitas domiciliares a servidores públicos municipais para fins de controle de faltas por motivo de doença; preencher e assinar laudos de exames e verificação; fazer diagnóstico e recomendar a terapêutica indicada para cada caso; como: sangue, urina, raio - X e outros; encaminhar casos especiais a setores especializados; preencher a ficha única individual do paciente; preparar relatórios mensais relativos às atividades do emprego; executar outras tarefas correlatas a profissão.

5.

Médico Veterinário:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: prestar assistência veterinária e zootécnica aos criadores do Município;

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: prestar assistência técnica aos criadores municipais, no sentido de assegurar-lhes, em função de planejamentos simples e racionais, uma exploração zootécnica econômica; estimular o desenvolvimento das criações já existentes no município, especialmente a de animais de pequeno porte, bem como a implantação daquelas economicamente mais aconselháveis; instruir os criadores sobre problemas de técnica pastoril, especialmente o de seleção, alimentação e defesa sanitária; prestar orientação tecnológica no sentido do aproveitamento industrial dos excedentes de produção; realizar exames, diagnósticos e aplicação de terapêutica médica e cirúrgica veterinária; atestar o estado de sanidade de produtos de origem animal; fazer vacinação anti-rábica em animais e orientar a profilaxia da raiva, fazer vacinação para a prevenção de outras doenças de animais, realizar inspeções; fiscalização da qualidade da carne em abatedouros; treinar e orientar técnicos para o desenvolvimento das atividades de inspeção de produtos de origem animal e executar outras tarefas afins.

6.

Motorista II:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: Dirigir veículos automotores em geral de propriedade do município. (veículos pesados, tais como caminhões, ambulância, ônibus e demais veículos transporte escolar).

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Conduzir e zelar pela conservação de veículos automotores em geral; conduzir veículos automotores destinados ao transporte de passageiros e cargas; recolher o veículo à garagem ou local destinado quando concluída a jornada do dia, comunicando qualquer defeito porventura existente; manter os veículos em perfeitas condições de funcionamento; fazer reparos de emergência; zelar pela conservação do veículo que lhe for entregue; encarregar-se do transporte e entrega de correspondência ou de carga que lhe for confiada; providenciar no abastecimento de combustível, água e lubrificantes; verificar o funcionamento do sistema elétrico, lâmpadas, faróis, sinaleiras, buzinas e indicadores de direção, e equipamentos obrigatórios do veículo; providenciar a lubrificação quando indicada; verificar o grau de densidade e nível da água da bateria, bem como a calibração dos pneus; controlar planilha de controle de quilômetros rodados e as demais anotações na caderneta do veículo e ou equipamento; controlar planilhas de revisões periódicas; comunicar ao seu superior imediato qualquer anomalia no funcionamento do veículo; poderá também por designação através de portaria dirigir veículos leves; executar outras tarefas correlatas.

7.

Odontólogo:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: Planejar e executar as atividades de odontologia em geral.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Fazer o diagnóstico e tratamento das doenças e lesões da polpa dentária, empregando procedimentos clínicos, para proporcionar a conservação dos dentes; restaurar e obturar dentes, valendo-se de meios clínicos, para manter a vitalidade pulpar; realizar procedimentos cirúrgicos, efetuando remoção parcial ou total do tecido pulpar, para o dente; executar tratamento dos tecidos, fazendo cirurgia ou curetagem, para proteger a saúde bucal; infiltrar medicamentos antissépticos, antibióticos e detergentes no interior dos condutos infectados, utilizando instrumental próprio, para eliminar o processo infeccioso; executar outras tarefas correlatas.

8.

Operador de Máquinas I:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: Operar com máquinas agrícolas, rodoviárias e equipamentos rodoviários em geral, pá carregadeira, retroescavadeira e trator agrícola.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Operar máquinas rodoviárias, agrícolas, tratores e equipamentos móveis; operar veículos motorizados, especiais, tais como: máquinas de limpeza de rede de esgoto, retro-escavadeiras, pás carregadeiras, tratores sobre esteiras, rolos compactadores, dirigir máquinas e equipamentos rodoviários e agrícolas em geral, abrir valetas e cortar taludes; proceder escavações, transporte de terra, compactação, aterros e trabalhos semelhantes; auxiliar no conserto de máquinas; lavrar e discar terras, obedecendo as curvas de níveis, cuidar da limpeza e conservação das máquinas, zelando pelo seu bom funcionamento; ajustar as correias transportadoras a pilha-pulmão do conjunto de britagem; guinchos guindastes, realizar com zelo e perícia os trabalhos que lhe forem confiados; executar terraplanagens, nivelamentos, abaulamentos, prestar serviços de reboque; proceder no transporte de aterros; efetuar ligeiros reparos nas máquinas e equipamentos, quando necessários; providenciar o abastecimento de combustível, água e óleos lubrificantes na máquina sob sua responsabilidade; comunicar ao seu superior qualquer anomalia ao funcionamento da máquina; poderá também por designação através de portaria dirigir outras máquinas para as quais esteja habilitado,; executar outras tarefas correlatas.

9.

Professor Área I- Educação Infantil:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: participar do processo de planejamento e elaboração da proposta pedagógica da unidade de ensino; orientar a aprendizagem dos alunos; organizar as operações inerentes ao processo ensino-aprendizagem; contribuir para o aprimoramento da qualidade do ensino.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Elaborar e cumprir o plano de trabalho segundo a proposta pedagógica da unidade de ensino; levantar e interpretar dados relativos à realidade de sua classe; zelar pela aprendizagem do aluno; estabelecer os mecanismos de avaliação; implementar estratégias de recuperação para os alunos de menor rendimento; organizar registros de observação dos alunos; participar de atividades extra-classes; realizar trabalho integrado com o apoio pedagógico e administrativo à direção da unidade de ensino; participar dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; ministrar os dias letivos e horas-aula estabelecidos; colaborar com as atividades e articulação da unidade de ensino com as famílias e a comunidade; integrar órgãos complementares da unidade de ensino; cooperar com a coordenação pedagógica e orientação educacional; participar, atuar e coordenar reuniões e conselhos de classe; executar tarefas afins com a educação.

10.

Professor Área II- Séries Iniciais:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: participar do processo de planejamento e elaboração da proposta pedagógica da unidade de ensino; orientar a aprendizagem dos alunos; organizar as operações inerentes ao processo ensino-aprendizagem; contribuir para o aprimoramento da qualidade do ensino.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Elaborar e cumprir o plano de trabalho segundo a proposta pedagógica da unidade de ensino; levantar e interpretar dados relativos à realidade de sua classe; zelar pela aprendizagem do aluno; estabelecer os mecanismos de avaliação; implementar estratégias de recuperação para os alunos de menor rendimento; organizar registros de observação dos alunos; participar de atividades extra-classes; realizar trabalho integrado com o apoio pedagógico e administrativo à direção da unidade de ensino; participar dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; ministrar os dias letivos e horas-aula estabelecidos; colaborar com as atividades e articulação da unidade de ensino com as famílias e a comunidade; integrar órgãos complementares da unidade de ensino; cooperar com a coordenação pedagógica e orientação educacional; participar, atuar e coordenar reuniões e conselhos de classe; executar tarefas afins com a educação.

11.

Professor área III - Séries Finais - Ciências:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: participar do processo de planejamento e elaboração da proposta pedagógica da unidade de ensino; orientar a aprendizagem dos alunos; organizar as operações inerentes ao processo ensino-aprendizagem; contribuir para o aprimoramento da qualidade do ensino.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Elaborar e cumprir o plano de trabalho segundo a proposta pedagógica da unidade de ensino; levantar e interpretar dados relativos à realidade de sua classe; zelar pela aprendizagem do aluno; estabelecer os mecanismos de avaliação; implementar estratégias de recuperação para os alunos de menor rendimento; organizar registros de observação dos alunos; participar de atividades extra-classes; realizar trabalho integrado com o apoio pedagógico e administrativo à direção da unidade de ensino; participar dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; ministrar os dias letivos e horas-aula estabelecidos; colaborar com as atividades e articulação da unidade de ensino com as famílias e a comunidade; integrar órgãos complementares da unidade de ensino; cooperar com a coordenação pedagógica e orientação educacional; participar, atuar e coordenar reuniões e conselhos de classe; executar tarefas afins com a educação.

12.

Professor Área III - Séries Finais - Geografia:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: participar do processo de planejamento e elaboração da proposta pedagógica da unidade de ensino; orientar a aprendizagem dos alunos; organizar as operações inerentes ao processo ensino-aprendizagem; contribuir para o aprimoramento da qualidade do ensino.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Elaborar e cumprir o plano de trabalho segundo a proposta pedagógica da unidade de ensino; levantar e interpretar dados relativos à realidade de sua classe; zelar pela aprendizagem do aluno; estabelecer os mecanismos de avaliação; implementar estratégias de recuperação para os alunos de menor rendimento; organizar registros de observação dos alunos; participar de atividades extra-classes; realizar trabalho integrado com o apoio pedagógico e administrativo à direção da unidade de ensino; participar dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; ministrar os dias letivos e horas-aula estabelecidos; colaborar com as atividades e articulação da unidade de ensino com as famílias e a comunidade; integrar órgãos complementares da unidade de ensino; cooperar com a coordenação pedagógica e orientação educacional; participar, atuar e coordenar reuniões e conselhos de classe; executar tarefas afins com a educação.

 

13.

Professor Área III - Séries Finais - Matemática:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: participar do processo de planejamento e elaboração da proposta pedagógica da unidade de ensino; orientar a aprendizagem dos alunos; organizar as operações inerentes ao processo ensino-aprendizagem; contribuir para o aprimoramento da qualidade do ensino.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Elaborar e cumprir o plano de trabalho segundo a proposta pedagógica da unidade de ensino; levantar e interpretar dados relativos à realidade de sua classe; zelar pela aprendizagem do aluno; estabelecer os mecanismos de avaliação; implementar estratégias de recuperação para os alunos de menor rendimento; organizar registros de observação dos alunos; participar de atividades extra-classes; realizar trabalho integrado com o apoio pedagógico e administrativo à direção da unidade de ensino; participar dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; ministrar os dias letivos e horas-aula estabelecidos; colaborar com as atividades e articulação da unidade de ensino com as famílias e a comunidade; integrar órgãos complementares da unidade de ensino; cooperar com a coordenação pedagógica e orientação educacional; participar, atuar e coordenar reuniões e conselhos de classe; executar tarefas afins com a educação.

14.

Professor Área III - Português:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: participar do processo de planejamento e elaboração da proposta pedagógica da unidade de ensino; orientar a aprendizagem dos alunos; organizar as operações inerentes ao processo ensino-aprendizagem; contribuir para o aprimoramento da qualidade do ensino.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Elaborar e cumprir o plano de trabalho segundo a proposta pedagógica da unidade de ensino; levantar e interpretar dados relativos à realidade de sua classe; zelar pela aprendizagem do aluno; estabelecer os mecanismos de avaliação; implementar estratégias de recuperação para os alunos de menor rendimento; organizar registros de observação dos alunos; participar de atividades extra-classes; realizar trabalho integrado com o apoio pedagógico e administrativo à direção da unidade de ensino; participar dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; ministrar os dias letivos e horas-aula estabelecidos; colaborar com as atividades e articulação da unidade de ensino com as famílias e a comunidade; integrar órgãos complementares da unidade de ensino; cooperar com a coordenação pedagógica e orientação educacional; participar, atuar e coordenar reuniões e conselhos de classe; executar tarefas afins com a educação.

15.

Psicólogo:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: relacionar o comprimento, com as situações, condições e outras condutas dos indivíduos para atendimento ou orientação individual e grupal, tanto na Psicologia Clínica, Escolar, Organizacional e Comunitária.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Psicologia clínica: trabalhar com psicoterapia individual e grupal. Mais aplicada no campo médico, incluindo tanto casos normais como patológicos, baseados na análise desses casos. Psicologia Escolar: trabalhar com problemas de aprendizagem, orientação a grupos de professores e comportamentos inadequados na aula. Psicologia Organizacional: selecionar a pessoa certa para o cargo certo, sempre em função da motivação e da produtividade. Psicologia Comunitária: trabalhar com a comunidade, em termos de Dinâmica de Grupos, tanto operativos como de auto-ajuda, trabalhar com alcoolistas, queixas generalizadas, associação de bairros, etc., tudo visando uma conscientização da problemática que esses grupos estejam enfrentando. Se inclui também, nestes casos, o atendimento individual, quando se fizer necessário; trabalhar em equipe com outros profissionais. Executar tarefas afins.

16.

Servente:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: Executar trabalhos rotineiros de limpeza em geral; ajudar na remoção ou arrumação de móveis e utensílios.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Executar trabalhos rotineiros de limpeza em geral; ajudar na remoção e arrumação de móveis e utensílios; fazer o serviço de faxina em geral; remover o pó de móveis, paredes, tetos, portas, janelas e equipamentos; limpar escadas, pisos, passadeiras, tapetes e utensílios; arrumar banheiros e toaletes; auxiliar na arrumação e troca de roupa de cama; lavar e encerrar assoalhos; lavar e passar vestuários e roupa de cama e mesa; coletar lixo nos depósitos, colocando-os nos recipientes apropriados; lavar vidros, espelhos e percianas; varrer pátios, fazer café e eventualmente, servi-lo; fechar portas, janelas e vias de acesso; eventualmente, operar elevadores; realizar o preparo de alimentação para os alunos nas escolas municipais, executar tarefas afins.

17.

Técnico Rural:

DESCRIÇÃO SINTÉTICA: Executar projetos agropecuários e prestar assistência técnica aos produtores rurais, assessorar nas repartições municipais, atender aos munícipes, prestar orientações, encaminhar, conduzir e despachar expedientes e orientar o público.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA: Executar projetos agropecuários e prestar assistência técnica aos produtores rurais; elaborar projetos agropecuários tendentes a melhorar a produtividade; atuar em programas de orientação técnica; supervisionar a realização de programas de conservação do solo e combate a erosão; supervisionar a instalação de hortas comunitárias; orientar os agricultores a conservar melhor os produtos agrícolas armazenados; acompanhar os programas resultantes de convênio e/ou contratos que o município firmar com órgão federais ou estaduais, específicos da área; executar tarefas afins.

ANEXO II
CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E/OU BIBLIOGRAFIA

1.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE AGENTE DE COMBATE A ENDEMIAS:

1.1 Língua Portuguesa

· Leitura e análise de texto: compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões, vocabulário.

· Morfologia: classes de palavras, classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases.

· Ortografia: acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras.

· Princípios informativos da língua: uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal.

· Sintaxe: análise sintática.

1.2 Conhecimentos Específicos e Legislação

Princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde - SUS.

Promoção, prevenção e proteção à saúde.

Noções de Vigilância à Saúde, Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças.

Ações de Educação em Saúde na Estratégia Saúde da Família.

Participação Social.

Competências da União, Estados, Municípios e Distrito Federal na área de vigilância em saúde.

Bibliografia Indicada:

BRASIL. Câmara dos Deputados. Constituição Brasileira de 1988 - Título VIII. Capitulo II. Seção II. Da saúde.

BRASIL. Lei Federal n° 8.080, de 19/09/1 990.

BRASIL. Lei Federal n° 8.142, de 28/1 2/1 990.

BRASIL. Lei Federal n° 10.424, de 15/04/2002.

BRASIL, Lei Federal n° 11.350, de 05/10/2006.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria MS/GM n° 1172 de 17 de junho de 2004. Regulamenta a NOB/SUS 01/96 no que se refere às competências da união, estados, municípios e distrito federal, na área de vigilância em saúde, define sistemática de financiamento e dá outras providências

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria N° 399/GM de 22 de fevereiro de 2006. Divulga o Pacto pela Saúde 2006 - Consolidação do SUS e aprova as Diretrizes Operacionais do Referido Pacto. BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria MS/GM n° 91 de 16 de janeiro de 2007. Regulamenta a unificação do processo de pactuação de indicadores e estabelece os indicadores do pacto pela saúde, a serem pactuados por municípios, estados e distrito federal.

2.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE ENFERMEIRO:

2.1 Língua Portuguesa

· Leitura e análise de texto: compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões, vocabulário.

· Morfologia: classes de palavras, classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases.

· Ortografia: acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras.

· Princípios informativos da língua: uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal.

· Sintaxe: análise sintática

2.2 Conhecimentos Específicos e Legislação

· NASI, Luis Antonio. Rotinas de Pronto Socorro, Ed. Artes Médicas

· PARSON, Polly e WIERNER, Janine B. Segredos da terapia intensiva. Ed. Artes Médicas.

· KURGANT, Paulina. Administração em enfermagem. Ed. Pedagógica e Universitária LTDA.

· HERMANN, Hellma e Aildes dos Santos Pegorarfo. Enfermagem em Doenças Transmissíveis.EPU

· BRUNNER/SUDDARTH Enfermagem Médico Cirúrgica. Ed. Guanabara

· FORTES Julia Ikeda. Enfermagem em emergências. Ed. Pedagógica e Universitária LTDA.

· GOMES, Alice Martins. Enfermagem na unidade de terapia intensiva. Ed. Pedagógica e Universitária LTDA.

· GUYTON, Arhur C. Tratado de Fisiologia Médica. Ed. Interamericana.

· Calendário de Vacinas do Estado do Rio Grande do Sul atualizado.

· Norma Técnica de Acidentes com Material Biológico.

· Guias de Vigilância Epidemiológica - Ministério da Saúde.

· Manuais do Ministério da Saúde: Planejamento Familiar, Assistência a Saúde da Mulher, Assistência a Saúde da Criança, Assistência a Saúde do Adulto, Assistência ao Pré-natal e DST/AIDS.

· BOLICK, Dianna. Segurança e Controle de Infecção.Reichmann & Affonso Editores.

· CARVALHO, Geraldo Mota. Enfermagem em Obstetrícia. EPU

· Legislação do Sistema Unico de Saúde (Leis Federais n° 8080/90 e 8142/90).

· Lei Federal n° 10.424, de 15 de abril 2002. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento de serviços correspondentes e regulamentando a assistência domiciliar no Sistema Unico de Saúde.

3.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE MECÂNICO:

3.1 Língua Portuguesa

· Interpretação de texto;

· Identificar e diferenciar: Fonema; Letra.

· Encontros vocálicos: Ditongo; Tritongo; Hiato.

· Encontros consonantais: Dígrafos

· Acentuação de vocábulos

· Regras de acentuação

· Divisão silábica.

· Classificação quanto a acentuação tônica e n.° de sílabas

· Notações léxicas: Til; Trema; Apóstrofe; Cedilha.

· Empregar os principais sinais de pontuação; Sinônimos; Antônimos; Homônimos; Parônimos.

· Reconhecer e empregar as classes gramaticais: Substantivo (todos os tipos); Classificação em gênero, número e grau.

· Adjetivo; Gênero, número e grau, adjetivos pátrios e locução adjetiva.

· Pronome (todos os tipos); Colocação pronominal (próclise, mesóclise e ênclise)

· Artigo; Definido, indefinido e flexões.

· Classificação e flexão de numerais

· Interjeição.

· Preposição (essenciais, combinação e contração).

· Verbos: modos: Indicativo, subjuntivo e imperativo; Formas nominais (infinitivo, gerúndio, particípio); Regulares; Irregulares; Verbos de ligação; Verbos transitivos e intransitivos; Auxiliares; Vozes do verbo.

· Advérbios; Classificação; Locução adverbial; Concordância verbal e nominal.

· Conjunções

· Elementos essenciais da oração: Sujeito (todos os tipos); Predicado (verbal, nominal); Predicativo do objeto e do sujeito; Adjunto adnominal e adjunto adverbial; Objeto direto e objeto indireto; Aposto e vocativo; Agente da passiva; Orações coordenadas e subordinadas.

· Processo de formação de palavras: Derivação sufixal; Derivação prefixal; Parassintética; Imprópria - regressiva; Justaposição; Aglutinação.

· Figuras de linguagem (Comparação, Metáfora, Metonímia, Prosopopéia, Antítese, Pleonasmo).

· Uso dos "porquês".

· Crase.

3.2 Matemática

· Conjunto dos números naturais.

· Expressões numéricas.

· Divisibilidade.

· Números primos (até 100).

· Múltiplos e divisores de um número.

· Máximo divisor comum.

· Mínimo múltiplo comum.

· Frações: leitura, classificação, propriedades, simplificação, redução ao mesmo denominador.

· Operações com frações: adição, subtração, multiplicação e divisão.

· Números decimais.

· Sistema métrico decimal.

· Regra de três.

4.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE MEDICO:

4.1 Língua Portuguesa

· Leitura e análise de texto: compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões, vocabulário.

· Morfologia: classes de palavras, classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases.

· Ortografia: acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras.

· Princípios informativos da língua: uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal.

· Sintaxe: análise sintática

4.2 Conhecimentos Específicos e Legislação

· Métodos diagnósticos - Consulta rápida. José Luiz Mõller Soares, Alessandro Pasqualoto, Daniela Rosa, Verônica Leite. Artmed, 2000;

· Medicina Ambulatorial - Condutas de atenção primária baseadas em evidências. Bruce Duncan,

Maria Inês Schmidt, Elsa Giugliani. 3 edição. Artmed, 2004;

· Medicina Interna de Netter. Marschall Runge, M. Andrew Greganti. Artmed, 2005;

· French's - Diagnóstico diferencial em Clínica Médica. Ian Bouchier, Harold Ellis, Peter Fleming. 13 edição. MEDSI editora. 2002;

· Clínica Médica - Consulta Rápida. 3 edição. Stephen Doral Stefani, Elvino Barros. Artmed. 2008;

· Antimicrobianos - Consulta Rápida. 4 edição. Elvino Barros, Henrique Bittencourt, Maria Luiza Caramori, Adão Machado. Artmed. 2008;

· Diagnóstico e tratamento - SBCM, volumes 1, 2 e 3. Editor: Antônio Carlos Lopes. Editora Manole, 2006 e 2007;

· Tratado de Clínica Médica, volumes 1, 2 e 3. Editor: Antônio Carlos Lopes. Editora Roca, 2006;

· Tratado de Geriatria e Gerontologia. Elizabete Viana de Freitas e colaboradores. 2 edição. Editora Guanabara Koogan, 2006;

· Geriatria - Fundamentos, Clínica e terapêutica. 2 edição. Eurico Thomaz de Carvalho Filho e Matheus Papaléo Netto. Editora Atheneu, 2005;

· Blackbook - Clínica Médica. Enio Roberto Pedroso e Reynaldo Gomes de Oliveira. Blackbook Editora. 1 edição. 2007;

· Guias de Medicina Ambulatorial e Hospitalar Unifesp - Escola Paulista de Medicina - Clínica

Médica. Antônio Roberto Lopes, Fábio Freire José, Renato Delascio Lopes. Editora Manole, 2007;

· Guias de Medicina Ambulatorial e Hospitalar Unifesp - Escola Paulista de Medicina - Medicina de Urgência. Elisa Mieko Suemitsu Higa, Alvaro Nagib Atallah, et al.. Editora Manole, 2008.

· Clínica Médica - dos Sinais e Sintomas ao Diagnóstico e Tratamento. Euclides Cavalcanti e Herlon Saraiva Martins. Editora Manole, 2007;

· Sintomas e Sinais na Prática Médica - Consulta Rápida. Alberto Rosa, José Luiz Soares e Elvino Barros. Artmed Editora, 2006.

· Emergências Clínicas - Abordagem Prática. Herlon Saraiva Martins, Rodrigo Brandão Neto, Augusto Scalabrini Neto, Irineu Velasco. Editora Manole, 2007, 3 edição;

· Rotinas em Oncologia. José Luiz Miranda Guimarães e Daniela Dornelles Rosa. Artmed Editora, 2008.

· Nefrologia no Consultório. Elvino Barros, Luiz Felipe Gonçalves e colaboradores. Artmed Editora, 2007;

· Nefrologia - Rotinas, diagnóstico e tratamento. Elvino Barros, Roberto Manfro, Fernando Thomé, Luiz Felipe Gonçalves. Artmed Editora, 3 edição, 2006.

· Legislação do Sistema Único de Saúde (Leis Federais n° 8080/90 e 8142/90).

· Lei Federal n° 10.424, de 15 de abril 2002. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento de serviços correspondentes e regulamentando a assistência domiciliar no Sistema Único de Saúde.

5.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE MEDICO VETERINARIO:

5.1 Língua Portuguesa

· Leitura e análise de texto: compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões, vocabulário.

· Morfologia: classes de palavras, classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases.

· Ortografia: acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras.

· Princípios informativos da língua: uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal.

· Sintaxe: análise sintática.

5.2 Conhecimentos Específicos e Legislação

· BLOOD, D. C.; HENDERSON, J. A.; RADOSTITS, O. M. "Clínica Veterinária", Ed. Guanabara Koogan S.A- RJ.

· FIALHO, Sérgio Amaro Guimarães, "Anestesiologia Veterinária" Ed. Nobel - SP.

· MAGALHÃES, Hílton Machado; BOELTER, Ruben; SILVA, Amauri Rodrigues da. "Elementos de Farmacologia Veterinária", Ed. Sulina.

· MIES FILHO, Antônio, "Reprodução dos Animais e Inseminação Artificial", Ed. Sulina, POA, Vol. 1.

· "Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal" - Aprovado pelo

Decreto N.° 30.691 de 29 de março de 1952 e suas alterações (Decreto 1.255 de 1962, Decreto

1.236 de 1994, Decreto 1.812 de 1996 e Decreto 2.244 de 1997).

6.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE MOTORISTA II:

6.1 Língua Portuguesa

· Ortografia: emprego de maiúsculas; emprego do "m" antes de "p" e "b", "r" e "rr", "h" inicial; "ç" ou "c" antes de vogais; "l" e "u" em final de sílaba; "s" e "ss" entre vogais; acentuação gráfica; divisão silábica.

· Morfologia: flexão dos substantivos e adjetivos simples, gênero e número, emprego dos verbos regulares e irregulares (dar, ler, dizer, ir, vir) nos tempos do modo indicativo.

· Pontuação, uso do ponto final, ponto de exclamação, ponto de interrogação, vírgula (enumeração, datas e endereços).

· Leitura e compreensão de texto: significado de palavras e expressões no texto, idéias principais e secundárias, interpretação, significação contextual de palavras e expressões.

6.2 Legislação

· CÓDIGO BRASILEIRO DE TRÂNSITO - LEI FEDERAL N° 9.503 DE 23 DE SETEMBRO DE 1997

7.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE ODONTÓLOGO:

7.1 Língua Portuguesa

· Leitura e análise de texto: compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões, vocabulário.

· Morfologia: classes de palavras, classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases.

· Ortografia: acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras.

· Princípios informativos da língua: uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal.

· Sintaxe: análise sintática.

7.2 Conhecimentos Específicos e Legislação

· CERON, PREVENCION INTEGRAL EM ODONTOLOGIA. Caracas, 1981

· CHAVES, Mario M. ODONTOLOGIA SOCIAL, Porto Alegre, Artes Médicas, 1986.

· CORDON, Jorge. SAÚDE BUCAL E A MUNICIPALIZAÇÃO, Saúde em Debate n° 32 p.175-178, 1981.

· NARVAI, Paulo Capel, SAÚDE BUCAL, ASSISTÊNCIA OU ATENÇÃO, 1992.

· (Trabalho elaborado para subsidiar a Oficina GT silos da Rede Cedros)

· TOLEDO, Orlando Aírton. ODONTOPEDIATRIA: FUNDAMENTOS PARA A PRÁTICA CLÍNICA, São Paulo, Panamenrica, 1992.

· PINTO, Vitor Gomes, SAÚDE BUCAL... Santos, São Paulo, 1987.

· KRASSE, Bo. RISCO DE CARIES. São Paulo Quintessence, 1988.

· NEWBRUN, Ernest. CARIOLOGIA, São Paulo, Santos, 1988.

· REZENDE, Ana Lucia Magela. SAÚDE DIALÉTICA DO PENSAR E DO FAZER. São Paulo, Cortez, 1989, Cap. V.

· BARATIERI, Luiz Narciso e Cols. DENTÍSTICA PROCEDIMENTOS PREVENTIVOS E RESTAURA-DORES, Rio de Janeiro Santos, 1989, Cap. 1 e 2.

· THYLSTRUP, Anders, Uíl Fejerskoz: TRATADO DE CARIOLOGIA 1988, 388p.

· LINDHE, Jan. TRATADO DE PERIODONTIA CLÍNICA, Rio de Janeiro, Guanabara, 1989.

· FLÚOR, MANUAL INFORMATIVO DA SSMA / UFRGS, Porto Alegre, 1989.

· SAÚDE BUCAL - PANORAMA INTERNACIONAL, Vitor Gomes Pinto, 1990.

· POLÍTICAS DE SAÚDE PÚBLICA.

· 3 Conferência Nacional de Saúde Bucal - Brasília: Ministério da Saúde, 2005.

· LEGISLAÇÃO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (Leis Federais n° 8080/90 e 8142/90).

· LEI FEDERAL N°. 10.424, DE 15 DE ABRIL 2002. Dispõe sobre as condições para a promoção,

proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento de serviços correspondentes

e regulamentando a assistência domiciliar no Sistema Único de Saúde.

· CÓDIGO DE ÉTICA ODONTOLÓGICA, CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA, Rio de Janeiro, 1992.

· Resolução CFO 185/93, CONSOLIDAÇÃO DAS NORMAS PARA PROCEDIMENTOS NOS CONSELHOS DE ODONTOLOGIA. Conselho Federal de Odontologia, Rio de Janeiro, 1993, Título I, Capítulos II, IV e V.

· Legislação do Sistema Único de Saúde (Leis Federais n° 8080/90 e 8142/90).

· Lei Federal n° 10.424, de 15 de abril 2002. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento de serviços correspondentes e regulamentando a assistência domiciliar no Sistema Único de Saúde.

8.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE OPERADOR DE MÁQUINAS I:

8.1 Língua Portuguesa

· Ortografia: emprego de maiúsculas; emprego do "m" antes de "p" e "b", "r" e "rr", "h" inicial; "ç" ou "c" antes de vogais; "l" e "u" em final de sílaba; "s" e "ss" entre vogais; acentuação gráfica; divisão silábica.

· Morfologia: flexão dos substantivos e adjetivos simples, gênero e número, emprego dos verbos regulares e irregulares (dar, ler, dizer, ir, vir) nos tempos do modo indicativo.

· Pontuação, uso do ponto final, ponto de exclamação, ponto de interrogação, vírgula (enumeração, datas e endereços).

· Leitura e compreensão de texto: significado de palavras e expressões no texto, idéias principais e secundárias, interpretação, significação contextual de palavras e expressões.

8.2 Legislação

· CÓDIGO BRASILEIRO DE TRÂNSITO - LEI FEDERAL N° 9.503 DE 23 DE SETEMBRO DE 1997

9.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE PROFESSOR ÁREA I - EDUCAÇÃO INFANTIL:

9.1 Língua Portuguesa

· Leitura e análise de texto: compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões, vocabulário.

· Morfologia: classes de palavras, classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases.

· Ortografia: acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras.

· Princípios informativos da língua: uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal.

Sintaxe: análise sintática

9.2 Conhecimentos Pedagógicos e Legislação

BUORO, Anamelia Bueno. O olhar em construção - uma experiência de ensino e aprendizagem na ante da escola. SP: Cortez, 1998.

CAGLIARI, Luiz Carlos. Alfabetização e lingüística. 2 ed. São Paulo: Scipione, 1990.

CARRETERO, Mario. Constituir e ensinar- As Ciências Sociais e a História. POA: Artmed, 1997.

COLL, César et al. O construtivismo na sala de aula. São Paulo: Ática, 1999.

FERREIRO, Emília e Teberosky, Ana. Psicogênese da língua escrita. Porto Alegre: Artmed, 1986.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré-escola à universidade. Porto Alegre: Educação e Realidade, 1993.

KAMII, Constance. A criança e o número - implicações educacionais da teoria de Piaget para atuação junto a escolares de 4 a 6 anos. Campinas: Papirus, 1990.

LERNER, Delia. Ler e escrever na escola - o real, o possível e o necessário. POA: Artmed, 2002.

MORAIS, Arthur Gomes de. Ortografia: ensinar e aprender. SP: Ática, 1998.

PIAGET, Jean. A representação do mundo na criança. Rio de Janeiro: Record. S.d.

_______ A formação do símbolo na criança imitação, jogo e sonho, imagem e representação. Rio de Janeiro: Zahar, 1971.

_______ Ojulgamento moral da criança. São Paulo: Metrjou, 1977.

_______ O nascimento da inteligência na criança. 3 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

RANGEL, Ana Cristina, S. Educação Matemática e a Construção do Número pela criança. POA: Artmed, 1992.

TEBEROSKY, Ana. Aprendendo a escrever: perspectivas psicológicas e implicações educacionais. SP: Ática, 1995.

WEISSMANN, Hilda (org.) Didática das ciências Naturais - contribuições e reflexões. POA: Artmed, 1998.

VIGOTSKI, Liev. S. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

Lei Federal n° 9.394/96 (LDB)

Lei Federal n° 8069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente)

Plano de Carreira do Magistério Municipal.

10.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE PROFESSOR AREA II - SERIES INICIAIS:

10.1 Língua Portuguesa

· Leitura e análise de texto: compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões, vocabulário.

· Morfologia: classes de palavras, classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases.

· Ortografia: acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras.

· Princípios informativos da língua: uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal.

· Sintaxe: análise sintática

10.2 Conhecimentos Pedagógicos e Legislação

BUORO, Anamelia Bueno. O olhar em construção - uma experiência de ensino e aprendizagem na ante da escola. SP: Cortez, 1998.

CAGLIARI, Luiz Carlos. Alfabetização e lingüística. 2 ed. São Paulo: Scipione, 1990.

CARRETERO, Mario. Constituir e ensinar- As Ciências Sociais e a História. POA: Artmed, 1997.

COLL, Césaret al. O construtivismo na sala de aula. São Paulo: Ática, 1999.

FERREIRO, Emília e Teberosky, Ana. Psico gênese da língua escrita. Porto Alegre: Artmed, 1986.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré(escola à universidade. Porto Alegre: Educação e Realidade, 1993.

KAMII, Constance. A criança e o número - implicações educacionais da teoria de Pia get para atuação junto a escolares de 4 a 6 anos. Campinas: Papirus, 1990.

LERNER, Delia. Ler e escrever na escola - o real, o possível e o necessário. POA: Artmed, 2002.

MORAIS, Arthur Gomes de. Ortografia: ensinar e aprender. SP: Ática, 1998.

PIAGET, Jean. A representação do mundo na criança. Rio de Janeiro: Record. S.d.

_______ A formação do símbolo na criança imitação, jogo e sonho, imagem e

representação. Rio de Janeiro: Zahar, 1971.

_______ Ojulgamento moral da criança. São Paulo: Metrjou, 1977.

_______ O nascimento da inteligência na criança. 3a ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

RANGEL, Ana Cristina, S. Educação Matemática e a Construção do Número pela criança. POA: Artmed, 1992.

TEBEROSKY, Ana. Aprendendo a escrever: perspectivas psicológicas e implicações educacionais. SP: Atica, 1995.

WEISSMANN, Hilda (org.) Didática das ciências Naturais - contribuições e reflexões. POA: Artmed, 1998.

VIGOTSKI, Liev. S. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

Lei Federal n° 9.394/96 (LDB)

Lei Federal n° 8069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente)

Plano de Carreira do Magistério Municipal.

11.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE PROFESSOR AREA II - SERIES FINAIS - CIÊNCIAS:

11.1 Língua Portuguesa

· Leitura e análise de texto: compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões, vocabulário.

· Morfologia: classes de palavras, classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases.

· Ortografia: acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras.

· Princípios informativos da língua: uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal.

· Sintaxe: análise sintática

11.2 Conhecimentos Específicos

1. AvidanaTerra

- A Terra no Sistema Solar

- Os minerais e a formação dos diferentes tipos de solo

- A atmosfera

- Adaptação dos seres vivos

- Morfologia e fisiologia do Corpo Humano

2. Origem e Evolução da Vida

- Teorias evolutivas

- Evolução dos seres vivos

3. Relações Ecológicas e a vida no Planeta

- Relações existentes nos ecossistemas

- Cadeias alimentares

- Transformações energéticas na fotossíntese

4. Matéria

- Transformações físicas e químicas da matéria

- Estados físicos da matéria

- Propriedades da matéria

5. Energia e suas transformações

- Som

- Optica

- Eletricidade

- Magnetismo

Bibliografia Indicada:

· AMABIS, J. M. Biologia 3 - Populações - Genética, Evolução e Ecologia. São Paulo: Moderna, 2005.

· ________, J. M.; MARTHO, G. R. Fundamentos da Biologia Moderna - Vol. Único. São Paulo: Moderna; 1999.

· BURNS,G.W; ETAL. GENETICA. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1991. 381 P.

· JUNQUEIRA, Luiz C. Biologia Celular e Molecular. Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 1991.

· ________, L. C.; CARNEIRO, J. Histologia Básica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.

· LEINZ, V. Geologia Geral. São Paulo: Nacional, 1985.

· LOPES, S. BIO. Volume Único. São Paulo: Saraiva, 2004. 606 P.

· ODUM, E. P. Ecologia. São Paulo: Guanabara KooganS.A., 1988.

· PARANA, D. N. Física. 6. ed. reformulada. São Paulo: Atica. 1998.

· POPP, J. H. Geologia Geral. São Paulo: LTC, 2002.

· RICKLEFS, R. E. A Economia da Natureza. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003.

· SOARES, P. T. & FERRARO, N. G. Aulas de Física. Vol. 1, 2 e 3. São Paulo: Atual, 2003.

· USBERCO, J.& SALVADOR, E. Química. Volume Unico. São Paulo: Saraiva, 2000.

· ________, J. & SALVADOR, E. Química 2 - Físico-química. São Paulo: Saraiva, 2004.

Conhecimentos Pedagógicos e Legislação

· DEMO, Pedro. Educar pela Pesquisa. Campinas, SP: Autores Associados, 1996.

· ESTEBAN, Maria Teresa. o que sabe quem erra? Reflexões sobre avaliação e fracasso escolar. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

· FERREIRO, Emília. Reflexões sobre alfabetização. 4 Ed. São Paulo: Cortez e Autores Associados, 1986 a.

· ________ Com todas as letras. 5a Ed. São Paulo: Cortez, 1996.

· FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia - Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paze Terra, 1997.

· ________ Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

· ________ Pedagogia da Indignação - Cartas pedagógicas e outros escritos - São Paulo: Ed. UNESP, 2000.

· FREITAS, Ana Lúcia. Pedagogia da Conscientização - Um legado de Paulo Freire à formação de professores. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001.

· FREITAS, Lia. A produção de ignorância na escola. São Paulo: Cortez, 1998.

· HORTON, Myles, 1905 - O caminho se faz caminhando: conversas sobre educação e mudança social. / Myles Horton, Paulo Freire. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

· KRUG, Andréa. Ciclos de Formação: uma proposta transformadora. Porto Alegre: Mediação, 2001.

· Ler e escrever: compromisso de todas as áreas! organizado por Iara Conceição Bitencourt Neves, Jusamara Vieira Souza, Neiva Otero Schâffer, Paulo Coimbra Guedes e Renita Klüsener. 4a ed. Porto Alegre: Ed Universidade/ UFRGS, 2001.

· LIBANEO, José Carlos. Tendências pedagógicas na prática escolar. São Paulo: Loyola, 1986.

· ________. Democratização da escola pública; a pedagogia crítico - social dos conteúdos. 3hed. São Paulo: Loyola, 1986.

· LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da Aprendizagem Escolar: estudos e proposições. São Paulo: Cortez, 1996.

· ________. Otimização do autoritarismo In: Equívocos teóricos na Prática educacional. 2a ed. Rio de Janeiro: ABT, 1983.

· LUDKE, Menga; ANDRE, Marli. Pesquisa em Educação: Abordagens qualificativas. São Paulo: EPU, 1986.

· MORIN, Edgar. Saberes Globais e Saberes Locais - o olhar interdisciplinar. Rio de Janeiro: Garamond, 2000.

· OLIVEIRA, M.K. In: La Taille, Y et alli. Piaget, Vygotski, Wallon: Teorias psicogenéticas em discussão. São Paulo: Summus, 1992.

· SANTOME, J.T. Globalização e interdisciplinaridade: O currículo integrado. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

· VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Superação da Lógica classificatória e excludente da avaliação: do "é proibido reprovar" ao "é preciso garantir a aprendizagem". São Paulo: Libertad, 1998. (Coleção Cadernos Pedagógicos Libertad, V.5)

· VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto Político-Pedagógico da escola: uma construção possível. Campinas, SP: Papirus, 1995.

· VYGOTSKI, Liev Semiónovitch. A formação social da mente: O desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. São Paulo: Martins Fontes, 1994. Lei Federal n° 9.394/96 (LDB)

Lei Federal n° 8069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente) Plano de Carreira do Magistério Municipal.

12.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE PROFESSOR AREA II - SERIES FINAIS - GEOGRAFIA:

12.1 Língua Portuguesa

· Leitura e análise de texto: compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões, vocabulário.

· Morfologia: classes de palavras, classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases.

· Ortografia: acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras.

· Princípios informativos da língua: uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal.

· Sintaxe: análise sintática

12.2 Conhecimentos Específicos

1. Leitura e representação do espaço geográfico. 2. Identificação da unidade espacial: lugar, paisagem e território. 3. Fenômenos naturais: localização e freqüência. 4. A natureza e as questões sócio-ambientais. 5. O campo e a cidade como formações sócio-espaciais. 6. Revolução Industrial: o surgimento do capitalismo e seu papel na conformação das regiões do mundo contemporâneo. 7. Geopolítica mundial. Blocos internacionais de poder. 8. O espaço geográfico da Sociedade Brasileira. Condições naturais do País e as interferências da ação do homem. Repercussões da modernização da agricultura em relação ao processo de urbanização. Implicações do processo industrial na organização do espaço geográfico brasileiro. 9. A estruturação do espaço e sociedade riograndense. Posição e situação do Rio Grande do Sul. O espaço físico e recursos naturais em relação à ocupação humana do Estado do Rio Grande do Sul. O homem e o espaço social. 10. A problemática ambiental.

Bibliografia Indicada:

- ALMEIDA, Lúcia Marina Alves de e RIGOLIN, Tércio B. Geografia Geral e do Brasil. Vol. Único. São Paulo: Ed. Atica, 2003.

- COELHO, Marcos Amorim e TERRA, Lygia M. "Geografia: O espaço natural e Socioeconômico", Vol. Único. São Paulo: Editora Moderna, 2001.

- MAGNOLI, Demétrio e ARAUJO, Regina. "Geografia: a construção do mundo: geografia geral e do Brasil". Vol. Único. São Paulo: Editora Moderna, 2005.

- MOREIRA, João Carlos e SENE, José Eustáquio de. Geografia. São Paulo: Scipione, 2002.

- MOREIRA, Igor. Espaço e Sociedade no Rio Grande do Sul. POA: Mercado Aberto. 2002

Conhecimentos Pedagógicos e Legislação

· DEMO, Pedro. Educar pela Pesquisa. Campinas, SP: Autores Associados, 1996.

· ESTEBAN, Maria Teresa. o que sabe quem erra? Reflexões sobre avaliação e fracasso escolar. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

· FERREIRO, Emília. Reflexões sobre alfabetização. 4 Ed. São Paulo: Cortez e Autores Associados, 1986 a.

· _______. Com todas as letras. 5a Ed. São Paulo: Cortez, 1996.

· FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia - Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paze Terra, 1997.

· _______. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

· _______. Pedagogia da Indignação - Cartas pedagógicas e outros escritos - São Paulo: Ed. UNESP, 2000.

· FREITAS, Ana Lúcia. Pedagogia da Conscientização - Um legado de Paulo Freire à formação de professores. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001.

· FREITAS, Lia. A produção de ignorância na escola. São Paulo: Cortez, 1998.

· HORTON, Myles, 1905 - O caminho se faz caminhando: conversas sobre educação e mudança social. / Myles Horton, Paulo Freire. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

· KRUG, Andréa. Ciclos de Formação: uma proposta transformadora. Porto Alegre: Mediação,

2001.

· Ler e escrever: compromisso de todas as áreas! organizado por Iara Conceição Bitencourt Neves, Jusamara Vieira Souza, Neiva Otero Schâffer, Paulo Coimbra Guedes e Renita Klüsener. 4a ed. Porto Alegre: Ed Universidade/ UFRGS, 2001.

· LIBANEO, José Carlos. Tendências pedagógicas na prática escolar. São Paulo: Loyola, 1986.

· _______. Democratização da escola pública; a pedagogia crítico - social dos conteúdos.

3hed. São Paulo: Loyola, 1986.

· LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da Aprendizagem Escolar: estudos e proposições. São Paulo: Cortez, 1996.

· _______. Otimização do autoritarismo In: Equívocos teóricos na Prática educacional. 2a ed. Rio de Janeiro: ABT, 1983.

· LUDKE, Menga; ANDRE, Marli. Pesquisa em Educação: Abordagens qualificativas. São Paulo: EPU, 1986.

· MORIN, Edgar. Saberes Globais e Saberes Locais - o olhar interdisciplinar. Rio de Janeiro: Garamond, 2000.

· OLIVEIRA, M.K. In: La Taille, Y et alli. Piaget, Vygotski, Wallon: Teorias psicogenéticas em discussão. São Paulo: Summus, 1992.

· SANTOME, J.T. Globalização e interdisciplinaridade: O currículo integrado. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

· VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Superação da Lógica classificatória e excludente da avaliação: do "é proibido reprovar" ao "é preciso garantir a aprendizagem". São Paulo: Libertad, 1998. (Coleção Cadernos Pedagógicos Libertad, V.5)

· VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto Político-Pedagógico da escola: uma construção possível. Campinas, SP: Papirus, 1995.

· VYGOTSKI, Liev Semiónovitch. A formação social da mente: O desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. São Paulo: Martins Fontes, 1994.

Lei Federal n° 9.394/96 (LDB)

Lei Federal n° 8069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente)

Plano de Carreira do Magistério Municipal.

 

13.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O PROFESSOR ÁREA II- SERIES FINAIS

- MATEMÁTICA:

13.1 Língua Portuguesa

· Leitura e análise de texto: compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões, vocabulário.

· Morfologia: classes de palavras, classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases.

· Ortografia: acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras.

· Princípios informativos da língua: uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal.

· Sintaxe: análise sintática

13.2 Conhecimentos Específicos

1. Geometria Plana:

- Noções fundamentais

- Figuras geométricas

- Areas das principais figuras planas

- Unidades de medida

- Perímetro

- Volume dos principais sólidos

2. Problemas referentes aos números reais com as operações (adição, subtração, divisão, multiplicação, potenciação, radiciação)

3. Regra de três simples e composta

4. Porcentagem, desconto e juros

5. Razões, proporções e proporcionalidade

6. Progressões aritméticas, progressões geométricas

7. Sistemas lineares

- Matrizes

- Determinantes

8. Geometria Analítica

- Utilização de coordenadas cartesianas para resolução de problemas geométricos simples na reta e no plano.

- Representação analítica de lugares geométricos: retas, circunferências e demais cônicas, regiões simples, posições relativas

- Distância (entre dois pontos e de ponto a reta), perpendicularismo e áreas

9. Funções

- Noção de função, gráficos, funções crescentes e decrescentes, máximos e mínimos

- Funções lineares, afins e quadráticas

- Composição e inversão de funções

- Funções exponenciais e logarítmicas

10. Trigonometria

- Arcos e ângulos: medida, relações entre arcos

- Funções trigonométricas

- Resolução de triângulos

11. Geometria Espacial

- Prismas, pirâmides, cilindros, cones e respectivos troncos: cálculo de áreas e volumes.

Bibliografia Indicada:

· FERNANDEZ, Vicente Paz & YOUSSEF, Antônio Nicolau. Matemática para o 2° Grau. São Paulo: Scipione, 1998.

· GIOVANI, José Ruy. & BONJORNO, José Roberto. Matemática 2° Grau. Vol. 1, 2 e 3. FTD, 1988.

· GENTIL, MARCONDES, GRECO, BELLOTTO, SERGIO. Matemática para o 2° Grau. São Paulo: Atica, 1998.

Conhecimentos Pedagógicos e Legislação

· DEMO, Pedro. Educar pela Pesquisa. Campinas, SP: Autores Associados, 1996.

· ESTEBAN, Maria Teresa. o que sabe quem erra? Reflexões sobre avaliação e fracasso escolar. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

· FERREIRO, Emília. Reflexões sobre alfabetização. 4 Ed. São Paulo: Cortez e Autores Associados, 1986 a.

· _______. Com todas as letras. 5 Ed. São Paulo: Cortez, 1996.

· FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia - Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paze Terra, 1997.

· _______. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

· _______. Pedagogia da Indignação - Cartas pedagógicas e outros escritos - São Paulo: Ed. UNESP, 2000.

· FREITAS, Ana Lúcia. Pedagogia da Conscientização - Um legado de Paulo Freire à formação de professores. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001.

· FREITAS, Lia. A produção de ignorância na escola. São Paulo: Cortez, 1998.

· HORTON, Myles, 1905 - O caminho se faz caminhando: conversas sobre educação e mudança social. / Myles Horton, Paulo Freire. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

· KRUG, Andréa. Ciclos de Formação: uma proposta transformadora. Porto Alegre: Mediação, 2001.

· Ler e escrever: compromisso de todas as áreas! organizado por Iara Conceição Bitencourt Neves, Jusamara Vieira Souza, Neiva Otero Schâffer, Paulo Coimbra Guedes e Renita Klüsener. 4a ed. Porto Alegre: Ed Universidade/ UFRGS, 2001.

· LIBANEO, José Carlos. Tendências pedagógicas na prática escolar. São Paulo: Loyola, 1986.

· _______. Democratização da escola pública; a pedagogia crítico - social dos conteúdos. 3hed. São Paulo: Loyola, 1986.

· LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da Aprendizagem Escolar: estudos e proposições. São Paulo: Cortez, 1996.

· _______. Otimização do autoritarismo In: Equívocos teóricos na Prática educacional. 2a ed. Rio de Janeiro: ABT, 1983.

· LUDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em Educação: Abordagens qualificativas. São Paulo: EPU, 1986.

· MORIN, Edgar. Saberes Globais e Saberes Locais - o olhar interdisciplinar. Rio de Janeiro: Garamond, 2000.

· OLIVEIRA, M.K. In: La Taille, Y et alli. Piaget, Vygotski, Wallon: Teorias psicogenéticas em
discussão. São Paulo: Summus, 1992.

· SANTOMÉ, J.T. Globalização e interdisciplinaridade: O currículo integrado. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

· VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Superação da Lógica classificatória e excludente da avaliação: do "é proibido reprovar" ao "é preciso garantir a aprendizagem". São Paulo: Libertad, 1998. (Coleção Cadernos Pedagógicos Libertad, V.5)

· VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto Político-Pedagógico da escola: uma construção possível. Campinas, SP: Papirus, 1995.

· VYGOTSKI, Liev Semiónovitch. A formação social da mente: O desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. São Paulo: Martins Fontes, 1994.

Lei Federal n° 9.394/96 (LDB)

Lei Federal n° 8069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente)

Plano de Carreira do Magistério Municipal.

14.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE PROFESSOR AREA II -

SERIES FINAIS - PORTUGUÊS:

14.1 Língua Portuguesa

· Leitura e análise de texto: compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões, vocabulário.

· Morfologia: classes de palavras, classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases.

· Ortografia: acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras.

· Princípios informativos da língua: uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal.

· Sintaxe: análise sintática

14.2 Conhecimentos Pedagógicos e Legislação

· DEMO, Pedro. Educar pela Pesquisa. Campinas, SP: Autores Associados, 1996.

· ESTEBAN, Maria Teresa. o que sabe quem erra? Reflexões sobre avaliação e fracasso escolar. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

· FERREIRO, Emília. Reflexões sobre alfabetização. 4 Ed. São Paulo: Cortez e Autores Associados, 1986 a.

· ______. Com todas as letras. 5a Ed. São Paulo: Cortez, 1996.

· FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia - Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

· ______. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

· ______. Pedagogia da Indignação - Cartas pedagógicas e outros escritos - São Paulo: Ed. UNESP, 2000.

· FREITAS, Ana Lúcia. Pedagogia da Conscientização - Um legado de Paulo Freire à formação de professores. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001.

· FREITAS, Lia. A produção de ignorância na escola. São Paulo: Cortez, 1998.

· HORTON, Myles, 1905 - O caminho se faz caminhando: conversas sobre educação e mudança social. / Myles Horton, Paulo Freire. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

· KRUG, Andréa. Ciclos de Formação: uma proposta transformadora. Porto Alegre: Mediação, 2001.

· Ler e escrever: compromisso de todas as áreas! organizado por Iara Conceição Bitencourt Neves, Jusamara Vieira Souza, Neiva Otero Schâffer, Paulo Coimbra Guedes e Renita Klüsener. 4a ed. Porto Alegre: Ed Universidade/ UFRGS, 2001.

· LIBANEO, José Carlos. Tendências pedagógicas na prática escolar. São Paulo: Loyola, 1986.

· ______. Democratização da escola pública; a pedagogia crítico - social dos conteúdos. 3hed. São Paulo: Loyola, 1986.

· LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da Aprendizagem Escolar: estudos e proposições. São Paulo: Cortez, 1996.

· ______. Otimização do autoritarismo In: Equívocos teóricos na Prática educacional. 2a ed. Rio de Janeiro: ABT, 1983.

· LUDKE, Menga; ANDRE, Marli. Pesquisa em Educação: Abordagens qualificativas. São Paulo: EPU, 1986.

· MORIN, Edgar. Saberes Globais e Saberes Locais - o olhar interdisciplinar. Rio de Janeiro: Garamond, 2000.

· OLIVEIRA, M.K. In: La Taille, Y et alli. Piaget, Vygotski, Wallon: Teorias psicogenéticas em discussão. São Paulo: Summus, 1992.

· SANTOME, J.T. Globalização e interdisciplinaridade: O currículo integrado. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

· VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Superação da Lógica classificatória e excludente da avaliação: do "é proibido reprovar" ao "é preciso garantir a aprendizagem". São Paulo: Libertad, 1998. (Coleção Cadernos Pedagógicos Libertad, V.5)

· VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto Político-Pedagógico da escola: uma construção possível. Campinas, SP: Papirus, 1995.

· VYGOTSKI, Liev Semiónovitch. A formação social da mente: O desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. São Paulo: Martins Fontes, 1994.

Lei Federal n° 9.394/96 (LDB)

Lei Federal n° 8069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente)

Plano de Carreira do Magistério Municipal.

15.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE PSICÓLOGO:

15.1 Língua Portuguesa

· Leitura e análise de texto: compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões, vocabulário.

· Morfologia: classes de palavras, classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases.

· Ortografia: acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras.

· Princípios informativos da língua: uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal.

· Sintaxe: análise sintática.

15.2 Conhecimentos Específicos e Legislação

· WINNICOTT. D.W, O Brincar & a Realidade. Rio de Janeiro: Imago..

· KLEIN, Melanie; HEIMANN, Paula; ISAACS, Susan; RIVIERE, Joan, Os progressos da Psicanálise. 2 Ed., Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1982.

· KLEIN, Melanie; RIVIERE, Joan, Amor, Odio e Reparação. 2 Ed., Editora da Universidade de São Paulo, 1975.

· KLEIN, Melanie, Psicanálise da Criança. São Paulo: Mestre Jou, 1981.

· WINNICOTT. D.W, Explorações Psicanalíticas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994.

· CHEMAMA, Roland, Elementos Lacanianos para uma Psicanálise no Cotidiano. Porto Alegre: CMC, 2002.

· WINNICOTT. D.W, Da Pediatria à Psicanálise. Rio de Janeiro: Imago, 2000.

· ABRAM, Jan, A Linguagem de Winnicott. Rio de Janeiro: Revinter.

· FREUD, Sigmund, Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1990.

· ZIMERMAN, David E, Vocabulário Contemporâneo de Psicanálise. Porto Alegre: Artmed, 2001.

· LAPLANCHE, J; PONTALIS, J.-B., Vocabulário da Psicanálise. 10a Ed. São Paulo: Martins Fontes, 1988.

· HANNS, Luis Alberto. Dicionário Comentado do Alemão de Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1996.

· FENICHEL, Otto. Teoria Psicanalítica das Neuroses. São Paulo: Atheneu, 2000.

· AJURIAGUERRA, J. e MARCELLI, D. Manual de Psicopatologia Infantil. Porto Alegre: Artes

· RODULFO, Ricardo. O Brincar e o Significante. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990.

· OUTEIRAL, José. Clínica da Transicionalidade, fragmentos da análise de uma adolescente, Rio de Janeiro, Revinter, 2001.

· OUTEIRAL, José (organizador), Clínica Psicanalítica de Crianças e Adolescentes, Rio de Janeiro, Revinter, 1998.

· OUTEIRAL, José, Adolescer, 2° Edição Revisada, Revinter, 1998.

· GREEN, André, André Green e a fundação Squiggle, São Paulo, ROCA, 2003.

· GREEN, André, Narcisismo de morte, São Paulo, Editora Escuta, 1988.

· GRENN, André, Conferências Brasileiras de André Green, Metapsicologia dos limites, Rio de Janeiro, Imago, 1990.

· FEDIDA, Pierre, Depressão, São Paulo, Editora Escuta, 1999.

· LEGISLAÇAO DO SISTEMA UNICO DE SAUDE (Leis Federais n° 8080/90 e 8142/90).

16.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE SERVENTE:

16.1 Língua Portuguesa

Ortografia: emprego de maiúsculas; emprego do "m" antes de "p" e "b", "r" e "rr", "h" inicial; "ç" ou "c" antes de vogais; "l" e "u" em final de sílaba; "s" e "ss" entre vogais; acentuação gráfica; divisão silábica.

Morfologia: flexão dos substantivos e adjetivos simples, gênero e número, emprego dos verbos regulares e irregulares (dar, ler, dizer, ir, vir) nos tempos do modo indicativo.

Pontuação, uso do ponto final, ponto de exclamação, ponto de interrogação, vírgula (enumeração, datas e endereços).

Leitura e compreensão de texto: significado de palavras e expressões no texto, idéias principais e secundárias, interpretação, significação contextual de palavras e expressões.

16.2 Matemática

· Conjunto dos números naturais.

· Expressões numéricas.

· Divisibilidade.

· Números primos (até 100).

· Múltiplos e divisores de um número.

· Máximo divisor comum.

· Mínimo múltiplo comum.

· Frações: leitura, classificação, propriedades, simplificação, redução ao mesmo denominador.

· Operações com frações: adição, subtração, multiplicação e divisão.

· Números decimais.

· Sistema métrico decimal.

· Regra de três.

17.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E/OU BIBLIOGRAFIA PARA O CARGO DE TÉCNICO RURAL:

17.1 Língua Portuguesa

· Leitura e análise de texto: compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões, vocabulário.

· Morfologia: classes de palavras, classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases.

· Ortografia: acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras.

· Princípios informativos da língua: uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal.

· Sintaxe: análise sintática.

17.2 Conhecimentos Específicos

Manejo e Conservação do Solo;

Ação do Clima;

Manejo e Principais Culturas;

Benfeitorias Agrícolas;

Horta e Pomar Doméstico;

Controle de Pragas e Doenças;

Irrigação;

Pecuária Leiteira e de Corte (raças, alimentação, manejo e controle sanitário).

ANEXO III
PROVA DE TÍTULOS

(a emprego da Banca)

CARGO: __________________________________________________ N° da inscrição: _________________
Nome do candidato: ________________________________________________________________________

RELAÇÃO DE TÍTULOS ENTREGUES

Campos preenchidos pelo candidato(deixar em branco)
Nº de horasHistórico / ResumoPré - pontuação  
      
      
      
      
      
      
      
      
      
      

Observação: Preencher em letra de forma ou à máquina nos campos destinados ao candidato, entregar este formulário em 02 (duas) vias, conforme Edital.

Data: ___/ ___/ ______

Assinatura do candidato _______________________________

Assinatura do Responsável _____________________________

ANEXO IV
FORMULÁRIO DE RECURSO

PARA
PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO TIRADENTES

NOME DO CANDIDATO: _________________________________________________________________

N° DE INSCRIÇÃO: __________________________ CARGO: ___________________________________

Recurso Administrativo

Homologação das Inscrições ( )

Gabarito ( )

Notas ( )

Justificativa do Candidato
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________.

Data: ____/ ____/____

Assinatura do candidato: _______________________________

Assinatura do responsável pelo recebimento: _______________________________

93134

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231