Quantidade X Qualidade de Estudo e Importância da Capacidade de Comunicação

William Douglas

Caros amigos,

Hoje falarei sobre dois assuntos importantes na vida de um concurseiro: Quantidade X Qualidade de Estudo e a Importância da Capacidade de Comunicação.

QUANTIDADE X QUALIDADE DO ESTUDO

Como tudo na vida, importa mais a qualidade do que a quantidade. Há quem estude doze horas por dia e seu resultado prático seja inferior ao de outro que estuda apenas uma hora por dia. Por quê? Por causa de inúmeros fatores, como a concentração, a metodologia e o ambiente de estudo. Mesmo assim, os estudantes e candidatos preocupam-se apenas com "quantas horas" ele ou o colega estuda por dia, e quase não se vê a preocupação com o "como" se estuda.

Quem se preocupa apenas com "quantas" horas se estuda, esquece do desperdício de tempo de estudo por causa de sua baixa qualidade.

Uma das vantagens de estudar com dedicação, é que até passar você sacrifica uma considerável parte do seu tempo, mas após sua aprovação pode refazer seu horário do jeito que preferir. Pode até voltar a fazer o que fazia, só que com sua vida mais resolvida, já curtindo o seu sucesso.

Uma hora de estudo com qualidade valem mais do que 5 horas de estudo sem qualidade.

Contudo, cinco horas de estudo com qualidade valem mais do que 1 hora de estudo com qualidade. Assim, você deve reservar o maior tempo possível para estudo, apenas com cuidado de separar tempo para descansar, relaxar, etc.

A IMPORTÂNCIA DA CAPACIDADE DE COMUNICAÇÃO

Concursos exigem um bom preparo para se comunicar por escrito e verbalmente. Uma coisa é deter o conhecimento da matéria, outra - bem diferente - é saber transportar esse conhecimento para o papel ou para o discurso. Um surdo-mudo que tenha assistido a um fato poderá lembrar-se dele perfeitamente e mesmo assim não lograr êxito em atuar como testemunha.

Imagine dois candidatos. "A" estudou muito, aprendeu e memorizou tudo, mas não sabe redigir e nem falar bem, ao passo que "B" não estudou tanto e sabe apenas medianamente a matéria. "B", contudo, tem prática de redação e domina as técnicas básicas da oratória. Por saber comunicar-se melhor, a tendência é de que a nota de "B" seja superior à de "A".

Treine sua capacidade de transmissão de idéias. Não adianta ter uma Usina de Itaipu de conhecimentos, e um fio de meio milímetro para transmitir essa energia. Saber memorizar e não saber transmitir é nadar, nadar e morrer na praia. Você precisa de ambos.

Aqui, vale a preocupação com a leitura e a redação. Quem lê melhor, melhor se comunica. O conhecimento da língua portuguesa e a capacidade de expressão escrita são indispensáveis.

Artigos, textos e dicas de William Douglas

O PCI Concursos em parceria com o site www.williamdouglas.com.br, disponibiliza aqui, vários artigos, textos e dicas de William Douglas sobre "Como Passar" em concursos públicos:

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231