EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA

EDITAL Nº 1, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2009

CONCURSO PÚBLICO

Notícia:   EMBRAPA retifica relação de candidatos aprovados no concurso nº 01/2009

COMUNICADO

O Chefe do Departamento de Gestão de Pessoas (DGP) da EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - Embrapa, no uso de suas atribuições legais, no que se refere ao Concurso Público, Edital 01/2009 - publicado no D.O.U. de 22/12/2009, Edição 244 - Seção 3 - páginas 5 a 46, destinado ao provimento de cargos de PESQUISADOR CLASSE A, PESQUISADOR CLASSE B, ANALISTA CLASSE A, ANALISTA CLASSE B, ASSISTENTE CLASSE A, ASSISTENTE CLASSE B e ASSISTENTE CLASSE C, do Quadro de Pessoal da Embrapa, decide e COMUNICA o que segue:

1. As inscrições serão realizadas pela Internet e via presencial nas agências autorizadas dos Correios, cujas agências constantes do item 5.1. do Edital, no período de 01 a 18 de fevereiro de 2010.

1.1. Não serão aceitas inscrições recebidas por depósito em caixa eletrônico, via postal, fac-símile, correio eletrônico, transferência ou depósito em conta corrente, DOC, ordem de pagamento, condicionais e/ou extemporâneas ou fora do período estabelecido neste Capítulo ou por qualquer outra via que não as especificadas neste Edital.

1.2. O candidato que desejar efetivar sua inscrição deverá efetuar o pagamento da taxa de inscrição através de boleto bancário, pagável em toda a rede bancária, com vencimento para o dia 19 de fevereiro de 2010.

1.3. A partir do dia 22 de fevereiro de 2010 o candidato deverá conferir, no endereço eletrônico do Instituto CETRO, se os dados da inscrição efetuada via Internet foram processados e se o valor da inscrição foi pago. Em caso negativo, o candidato deverá entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Candidato - SAC, do Instituto Cetro (0xx11) 3146-2777, para verificar o ocorrido, no horário das 08h30 às 17h30 (horário de Brasília).

2. Os candidatos amparados pelo Decreto nº 6.593, de 2 de outubro de 2008, que regulamenta o artigo 11 da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, poderão realizar, no período de 01 a 04 de fevereiro de 2010, seu pedido de isenção da taxa de inscrição.

2.2. Ao término da apreciação dos requerimentos de isenção de taxa de inscrição e dos respectivos documentos, o Instituto Cetro divulgará no endereço eletrônico www.institutocetro.org.br, na data provável de 15 de fevereiro 2010, a listagem contendo o resultado da apreciação dos pedidos de isenção de taxa de inscrição.

2.3. Os candidatos que tiverem sua solicitação de isenção de taxa de inscrição indeferida poderão garantir a sua participação no Concurso Público realizando inscrição no período entre 15 e 18 de fevereiro de 2010.

3. Os documentos relativos aos Títulos deverão ser entregues no período de 01 a 18 de fevereiro, via Sedex ou Aviso de Recebimento (AR), ao Instituto Cetro, aos cuidados do Departamento de Planejamento de Concursos/REF. EMBRAPA - TÍTULOS, localizado à Av. Paulista, 2001, 13º andar - CEP 01311-300 - Cerqueira César - São Paulo - Capital.

4. A data provável da realização da Prova Oral será entre os dias 08 e/ou 09 de maio de 2010.

Brasília, 14 de janeiro de 2010.
José Faustino dos Santos Filho

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O Chefe do Departamento de Gestão de Pessoas (DGP) da EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - Embrapa, no uso de suas atribuições legais, faz saber que realizará através do Instituto Nacional de Educação CETRO - INEC em datas, locais e horários a serem oportunamente divulgados, Concurso Público destinado ao provimento de cargos de PESQUISADOR CLASSE A, PESQUISADOR CLASSE B, ANALISTA CLASSE A, ANALISTA CLASSE B, ASSISTENTE CLASSE A, ASSISTENTE CLASSE B e ASSISTENTE CLASSE C, do Quadro de Pessoal da Embrapa, mediante as condições estabelecidas neste Edital. O Concurso Público reger-se-á pelas disposições contidas nas Instruções Especiais, que ficam fazendo parte integrante deste Edital.

INSTRUÇÕES ESPECIAIS

I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1. O Concurso Público destina-se ao provimento de cargos efetivos, que compõem o plano de carreira e cargos da Embrapa, distribuídos conforme descrito na Tabela especificada no Anexo I deste edital.

1.1.1. Os cargos a que se refere o item 1.1. serão providos em regime da Consolidação das Leis de Trabalho - CLT, nos cargos atualmente vagos e dos que vagarem, bem como para formação de cadastro reserva, dentro do prazo de validade de 2 (dois) anos, podendo ser prorrogado por igual período, a contar da data da homologação do certame, a critério da Embrapa.

1.1.1.1. Por cadastro reserva, entenda-se o conjunto de candidatos aprovados e relacionados na listagem que contém o resultado final do certame. O cadastro reserva somente será aproveitado mediante a abertura de novas vagas, ou substituições, observado o prazo de validade do presente Concurso Público.

1.2. As vagas de que trata o item 1.1. correspondem às disponíveis nas regiões geográficas do país onde estão localizadas as Unidades da EMBRAPA, de acordo com o especificado no Anexo I.

1.3. A descrição sumária dos cargos em concurso são as estabelecidas no Anexo II deste edital.

1.4. A comprovação da experiência quando exigido nos requisitos mínimos da Tabela - Anexo I, dar-se-á através de registro em Carteira de Trabalho e Previdência Social em cargos cuja denominação seja compatível com o Cargo a que está concorrendo, e/ou atestados e/ou declarações de Pessoa Jurídica de Direito Público ou Privado e Atividade Profissional Autônoma.

1.5. A jornada de trabalho a ser cumprida é de 40 (quarenta) horas semanais, para todos os cargos.

1.6. A Embrapa concede atualmente, além dos benefícios legais, os seguintes benefícios:

1.6.1. Assistência Médica - consiste na assistência e preservação da saúde e tratamento médico-hospitalar do empregado e dos seus dependentes, mediante plano associativista, mantido com recursos da Embrapa e dos empregados para o custeio das despesas, cabendo à Embrapa ou a quem ela designar, a responsabilidade pela sua gestão;

1.6.2. Seguro de Vida em Grupo e Acidentes Pessoais - benefício concedido a todos os empregados nos valores estabelecidos pela Embrapa, com prêmio custeado em partes iguais pela empresa e pelos empregados;

1.6.3. Transporte - concessão de transporte ao empregado, no percurso de ida e volta ao trabalho, em veículo da Empresa ou contratado ou, ainda, por meio do fornecimento de vales-transporte nos termos da legislação específica;

1.6.4. Seguridade Social - consiste na contribuição da Embrapa à CERES - Fundação de Seguridade Social, em contrapartida à do empregado, para suplementação das prestações previdenciárias, respeitados os regulamentos e legislação aplicáveis;

1.6.5. Auxílio Alimentação/Refeição - consiste no fornecimento de refeição, com a participação do empregado no seu custeio, em restaurante próprio ou contratado pela Embrapa ou, ainda, por meio de concessão de vale-refeição/alimentação;

1.6.6. Auxílio Pré-Escola - consiste no reembolso de um valor mensal, pela Embrapa, conforme estabelecido em norma própria, para empregados com filhos em idade de 0 (zero) a 7 (sete) anos completos;

1.6.7. Auxílio para Filho Portador de Deficiência Mental - consiste no pagamento mensal de valor estabelecido em norma própria, ao empregado que possua filho com alienação mental que o incapacite para sua subsistência, sem limite de idade;

1.6.8. Adicional por Tempo de Serviço - valor mensal correspondente a 5% (cinco por cento) do salário-base, concedido aos empregados ocupantes de cargos de provimento efetivo, sob a forma de quinquênio, a partir do quinto ano completo de serviço na Embrapa, limitando a 07 (sete) quinquênios;

1.6.9. Adicional de Titularidade - valor mensal de caráter não cumulativo, correspondente a 7,5% (sete e meio por cento), 15% (quinze por cento) ou 30% (trinta por cento) do salário-base, concedidos aos detentores de pós-graduação "Lato Sensu", Mestrado e Doutorado, respectivamente, que estejam enquadrados em cargos de provimento efetivos cujo requisito de escolaridade seja o curso superior, bem como aos ocupantes de cargos em comissão, nas condições estabelecidas em norma própria.

1.7. Todas as etapas constantes neste Edital serão realizadas observando-se o horário oficial de Brasília/DF.

II - DAS CONDIÇÕES PARA INSCRIÇÃO

2.1. Para se inscrever, o candidato deverá ler o Edital em sua íntegra e preencher as condições para inscrição especificadas a seguir:

2.1.1. Ser brasileiro nato ou naturalizado ou, ainda, português com residência permanente no País, desde que atendidos os princípios de reciprocidade previstos no parágrafo 1º do art. 12 da Constituição Federal;

2.1.2. Ter, na data de convocação, idade igual ou superior a 18 (dezoito) anos;

2.1.3. No caso do sexo masculino, estar em dia com o Serviço Militar;

2.1.4. Estar quite com a Justiça Eleitoral;

2.1.5. Possuir, no ato da contratação, os REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS para o cargo conforme especificado no Anexo I deste edital e a DOCUMENTAÇÃO COMPROBATÓRIA determinada no item 18.5 do Capítulo XVIII - Da Contratação deste edital;

2.1.6. Não ter sofrido, no exercício da função pública, penalidade incompatível com nova investidura em cargo ou emprego público.

2.1.7. Não ter sido demitido por justa causa pela Embrapa;

2.1.8. Não ter respondido a processo administrativo e/ou ético com condenação e transitado em julgado;

2.1.9. Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo/área/subárea de atuação.

2.1.10. Cumprir as determinações deste Edital.

III - DOS CRITÉRIOS PARA INSCRIÇÃO

3.1. Para se inscrever o candidato deverá ler o Edital em sua íntegra.

3.1.1. Fazer a opção pela Região/ Cargo/Área de Atuação/Subárea, conforme código estabelecido na tabela constante do Anexo I, deste Edital; e

3.1.2. Fazer opção pela cidade de prova objetiva e, quando for o caso, objetiva/discursiva ou objetiva/discursiva/Inglês, ou ainda, objetiva/discursiva/Espanhol.

3.1.2.1. Ao realizar a opção à qual se destina a vaga que deseja concorrer, o candidato estará optando, automaticamente, pelo local de prova prática e/ou oral correspondente à Região de escolha, conforme estabelecido no Anexo III.

3.1.3. As inscrições serão realizadas pela Internet e via presencial nas agências autorizadas dos Correios, no período de 18 de janeiro a 05 de fevereiro de 2010, conforme especificado nos Capítulos IV e V deste Edital.

3.2. Não serão aceitas inscrições recebidas por depósito em caixa eletrônico, via postal, fac-símile, correio eletrônico, transferência ou depósito em conta corrente, DOC, ordem de pagamento, condicionais e/ou extemporâneas ou fora do período estabelecido neste Capítulo ou por qualquer outra via que não as especificadas neste Edital.

3.3. Não será concedida ISENÇÃO total ou parcial de taxa de inscrição, à exceção de candidatos amparados pelo Decreto nº 6.593, de 02 de outubro de 2008, que regulamenta o art. 11 da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990. Os pedidos de isenção serão recebidos no período de 18 de janeiro a 22 de janeiro de 2010, através de solicitação enviada pelos Correios, conforme estabelecido no Capítulo VI.

3.4. Não serão aceitos pedidos de isenção que estejam em desacordo com o procedimento e/ou prazo estabelecidos no item 3.3.

3.5. O valor referente ao pagamento da taxa de inscrição só será devolvido em caso de cancelamento do concurso.

3.6. Efetivada a inscrição, não serão aceitos pedidos de alteração de opção (Região/ Cargo/Área de Atuação/Subárea) e/ou opção de Cidade de Prova, sob hipótese alguma. Portanto, antes de efetuar o pagamento da taxa de inscrição, o candidato deverá verificar atentamente os códigos preenchidos.

3.7. Tendo em vista que as provas para os cargos no Concurso Público poderão ocorrer na mesma data e período, recomenda-se uma única inscrição neste Concurso Público.

3.7.1. Em caso de mais de uma inscrição e em havendo coincidência da data e período de realização das provas, será efetivada apenas a última inscrição realizada pelo candidato.

3.7.1.1. Para efeito de validação da inscrição de que trata o item anterior, considerar-se-á a data do último boleto bancário pago.

3.7.1.2. Ocorrendo a hipótese do item 3.7.1., não haverá restituição parcial ou integral dos valores pagos a título de taxa de inscrição.

3.8. A apresentação dos documentos e das condições exigidas para participação no referido Concurso será feita por ocasião da contratação, sendo que a não-apresentação implicará a desclassificação do candidato.

3.9. As informações prestadas na inscrição e na ficha de solicitação de isenção são de inteira responsabilidade do candidato, cabendo ao Instituto Cetro o direito de excluir do Concurso Público aquele que a preencher com dados incorretos, rasurados, bem como aquele que prestar informações inverídicas, ainda que o fato seja constatado posteriormente.

3.10. A inscrição implicará a completa ciência e tácita aceitação das normas e condições estabelecidas neste Edital, sobre as quais não se poderá alegar desconhecimento.

3.11. O candidato não portador de necessidades especiais que necessitar de qualquer tipo de condição especial para a realização das provas deverá solicitá-la por escrito e encaminhar, até o encerramento das inscrições, via Sedex ou Aviso de Recebimento (AR), ao Instituto Cetro, aos cuidados do Departamento de Planejamento de Concursos/REF. EMBRAPA - CONDIÇÃO ESPECIAL, localizado à Av. Paulista, 2001, 13º andar - CEP 01311-300 - Cerqueira César - São Paulo - Capital, informando quais os recursos especiais necessários (materiais, equipamentos etc.).

3.11.1. Após este período, a solicitação será indeferida.

3.12. A candidata que tiver a necessidade de amamentar durante a realização das provas deverá levar um acompanhante, que ficará em sala reservada para essa finalidade e que será responsável pela guarda da criança. A candidata nesta condição que não levar acompanhante não realizará as provas.

3.13. A solicitação de condições especiais será atendida obedecendo a critérios de viabilidade e de razoabilidade.

3.14. Não serão aceitas as solicitações de inscrição que não atenderem rigorosamente ao estabelecido neste Edital.

IV - DAS INSCRIÇÕES VIA INTERNET

4.1. Será admitida a inscrição via Internet, por meio do endereço eletrônico www.institutocetro.org.br, no período de 18 de janeiro a 05 de fevereiro de 2010, iniciando-se no dia 18 de janeiro às 09h00 e encerrando-se, impreterivelmente, às 23h59min do dia 05 de fevereiro, observado o horário oficial de Brasília/DF e os itens estabelecidos nos Capítulos II - Das Condições para Inscrição e III - Dos Critérios para Inscrição, deste Edital.

4.2. O candidato que desejar efetivar sua inscrição deverá efetuar o pagamento da taxa de inscrição através de boleto bancário, pagável em toda a rede bancária, com vencimento para o dia 08 de fevereiro de 2010.

4.2.1. O documento de boleto bancário estará disponível no endereço eletrônico do Instituto Cetro e deverá ser impresso para o pagamento da taxa de inscrição após a conclusão do preenchimento da ficha de solicitação de inscrição on-line.

4.3. As inscrições efetuadas somente serão acatadas após a comprovação do pagamento da taxa de inscrição, por meio de boleto bancário.

4.4. É da responsabilidade exclusiva dos candidatos os dados cadastrais informados no ato de inscrição, sob as penas da lei.

4.4.1. Os candidatos que se enquadram nas condições previstas no Capítulo VI, deste Edital, deverão encaminhar os documentos solicitados.

4.4.2. No dia de realização da prova, o candidato deverá levar o comprovante de inscrição (boleto bancário) e original de um dos documentos de identidade a seguir: Cédula Oficial de Identidade; Carteira e/ou cédula de identidade expedida pela Secretaria de Segurança, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Carteira de Trabalho e Previdência Social; Certificado de Reservista; Passaporte; Cédula de Identidade fornecida por Órgãos ou Conselhos de Classe, que, por lei federal, valem como documento de identidade (CRQ, OAB, CRC, CRA etc.) e/ou Carteira Nacional de Habilitação (com fotografia na forma da Lei nº 9.503/1997).

4.5. Informações complementares referentes à inscrição estarão disponíveis no endereço eletrônico do Instituto CETRO.

4.6. O Instituto Cetro e a Embrapa não se responsabilizam por solicitação de inscrição via Internet não recebidas por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados.

4.7. A partir do dia 17 de fevereiro de 2010 o candidato deverá conferir, no endereço eletrônico do Instituto CETRO, se os dados da inscrição efetuada via Internet foram processados e se o valor da inscrição foi pago. Em caso negativo, o candidato deverá entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Candidato - SAC, do Instituto Cetro (0xx11) 3146- 2777, para verificar o ocorrido, no horário das 08h30m às 17h30m (horário de Brasília).

V - DAS INSCRIÇÕES VIA PRESENCIAL

5.1. As inscrições serão realizadas pessoalmente ou por procuração no período de 18 de janeiro a 05 de fevereiro de 2010, exceto sábados, domingos e feriados, no horário de expediente das agências da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - CORREIOS autorizadas, nas cidades relacionadas a seguir:

UF

Cidade

Agência

Endereço

AC

RIO BRANCO

AC RIO BRANCO

RUA EPAMINONDAS JACOME, 2858 - CENTRO

AM

MANAUS

AC MONSENHOR COUTINHO

PRAÇA ANTÔNIO BITTENCOURT, 90 - CENTRO

AM

MANAUS

AC SALDANHA MARINHO

R. BARROSO, 226

AP

MACAPÁ

AC MACAPÁ

AVENIDA CORIOLANO JUCA, 125 - CENTRAL

BA

CRUZ DAS ALMAS

AC CRUZ DAS ALMAS

RUA OTENS 31 - CENTRO

CE

FORTALEZA

AC CENTRAL DE FORTALEZA

RUA SENADOR ALENCAR, 38 - CENTRO

CE

SOBRAL

AC SOBRAL

RUA TABELIÃO ILDEFONSO CAVALCANTE, 318 - CENTRO

DF

BRASÍLIA

AC PLANALTINA

SETOR SHD WL 2 CONJUNTO D / ÁREA ESPECIAL, S/N LOTE ÚNICO - CENTRO

DF

BRASÍLIA

AC CENTRAL

SETOR BANCÁRIO NORTE - QUADRA 01 - BL.A - TÉRREO

DF

BRASÍLIA

AC CENTRAL DE BRASÍLIA

SBN QUADRA 1 BLOCO A TÉRREO

DF

BRASÍLIA

AC TAGUATINGA CENTRO

QUADRA C 1 LOTES 9/10, LOJAS 2/3

DF

BRASÍLIA

AC W3 SUL 508

QUADRA CRS 508, BLOCO C, LOJA 01/07

GO

GOIÂNIA

AC CENTRAL DE GOIANIA

PRAÇA DOUTOR PEDRO LUDOVICO TEIXEIRA, Nº 11 - SETOR CENTRAL

GO

SANTO ANTÔNIO DE GOIÁS

AC SANTO ANTÔNIO DE GOIAS

RUA MODESTO VAZ MACHADO, QD.03, LT.01, S/N - CENTRO

MG

JUIZ DE FORA

AC JUIZ DE FORA

RUA MARECHAL DEODORO, 470 - CENTRO

MG

SETE LAGOAS

AC SETE LAGOAS

RUA MAJOR CAMPOS, 202 - CENTRO

MG

BELO HORIZONTE

AC PRESID. JUSCELINO KUBITSCHEK

AVENIDA AFONSO PENA, 1270

MS

CAMPO GRANDE

AC CENTRAL DE CAMPO GRANDE

AV. CALOGERAS, 2309 - CENTRO

MS

CORUMBÁ

AC CORUMBÁ

R. DELAMARE, 708 - CENTRO

MS

DOURADOS

AC DOURADOS

RUA JOÃO CÂNDIDO DA CÂMARA, 629 - JARDIM AMÉRICA

MT

SINOP

AC SINOP

AVENIDA DAS EMBAUBAS, 567 - CENTRO

PA

BELÉM

AC CENTRAL DE BELÉM

AVENIDA PRESIDENTE VARGAS, 498 - CAMPINA

PA

BELÉM

AC SÃO BRAZ

RUA FLORIANO PEIXOTO, 133

PB

CAMPINA GRANDE

AC CAMPINA GRANDE

PRAÇA DA BANDEIRA, 71, ENTRADA PRINCIPAL - CENTRO

PB

GALANTE

AC GALANTE

RUA ARTUR FREIRE DE FIGUEIREDO, 612

PE

PETROLINA

AC PETROLINA

PRAÇA DOM MALAN, 63 - CENTRO

PI

TERESINA

AC TERESINA SHOPPING

AV. RAUL LOPES, 1000 - LOJA 101/102 - NOIVOS

PI

TERESINA

AC CENTRAL DE TERESINA

AV. ANTONINO FREIRE, 1407

PI

PARNAÍBA

AC PARNAÍBA

PC. DA GRAÇA, 356

PR

CURITIBA

AC CENTRAL DE CURITIBA

RUA QUINZE DE NOVEMBRO, 700 - CENTRO

PR

LONDRINA

AC LONDRINA

RUA MAESTRO EGÍDIO CAMARGO DO AMARAL, 246 - CENTRO

PR

CURITIBA

AC BACACHERI

RUA HOLANDA, 202

PR

COLOMBO

AC COLOMBO

RUA PADRE FRANCISCO BONATO, 316

RJ

RIO DE JANEIRO

AC CENTRAL DO RIO DE JANEIRO

RUA PRIMEIRO DE MARCO, 64 - CENTRO

RJ

SEROPÉDICA

AC SEROPÉDICA

AVENIDA MINISTRO FERNANDO COSTA, 483, LOJAS 7 E 8 - CENTRO

RO

PORTO VELHO

AC CENTRAL DE PORTO VELHO

AVENIDA PRESIDENTE DUTRA, 2701 - CENTRO

RR

BOA VISTA

AC BOA VISTA

PRAÇA CENTRO CÍVICO, 176 - CENTRO

RR

BOA VISTA

ACC I JAIME BRASIL

AVENIDA JAIME BRASIL, 80

RS

BAGE

AC BAGE

AV. GENERAL OSÓRIO,1251 - CENTRO

RS

BENTO GONÇALVES

AC BENTO GONÇALVES

R. GENERAL OSÓRIO, 101 - CENTRO

RS

PASSO FUNDO

AC PASSO FUNDO

R. MORON, 1777 - CENTRO

RS

PELOTAS

AC PELOTAS

RUA TIRADENTES, 2515 - CENTRO

SC

CONCÓRDIA

AC CONCÓRDIA

RUA ADOLFO KONDER, 72 - CENTRO

SE

ARACAJU

AC CENTRAL DE SERGIPE

RUA LARANJEIRAS, 229 - CENTRO

SE

ARACAJU

AC AERTON MACEDO

AVENIDA FRANCISCO JOSÉ DA FONSECA, 1382

SP

CAMPINAS

AC CAMPINAS

AVENIDA FRANCISCO GLICERIO, 889 - CENTRO

SP

SÃO CARLOS

AC SÃO CARLOS

RUA EPISCOPAL, 1457 - CENTRO

SP

CAMPINAS

AC JOÃO JORGE

AVENIDA JOÃO JORGE, 131

TO

PALMAS

AC PALMAS

QUADRA 201 NORTE AVENIDA JOAQUIM TEOTONI - PLANO DIRETOR NORTE

5.2. Serão aceitas, também, inscrições via Internet, conforme especificado no Capítulo IV, deste edital.

5.3. No caso de inscrição por procuração pública ou particular, serão exigidas as entregues do respectivo mandato, acompanhado de cópia autenticada do documento de identidade do candidato, e a apresentação da identidade do procurador. Deverá ser entregue uma procuração para cada candidato e esta ficará retida.

5.3.1. O candidato assumirá as consequências de eventuais erros cometidos por seu procurador ao efetuar a inscrição.

5.3.2. No caso da procuração ser por instrumento particular, deverá ter a firma do outorgante reconhecida.

5.4. O candidato deverá obrigatoriamente indicar, no formulário de inscrição ou via Internet, uma única opção de Região/Cargo/Área de Atuação/Subárea e, também, uma única opção de cidade de prova.

5.4.1. O preenchimento do código da "Opção" na ficha de inscrição, com código inexistente ou campo em branco poderá cancelar a inscrição, uma vez que impossibilita o preparo do material de prova personalizado do candidato.

5.5. Nenhum documento será retido no momento da inscrição, exceto no caso de inscrição por procuração.

5.6. Não serão recebidas inscrições por fax-símile, correio eletrônico ou fora do período estabelecido neste capítulo.

5.7. No ato da inscrição, o candidato deverá:

5.7.1. Apresentar o original de um dos documentos de identidade a seguir: Cédula Oficial de Identidade; Carteira e/ou cédulas de identidades expedidas pelas Secretarias de Segurança, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Carteira de Trabalho e Previdência Social; Certificado de Reservista; Passaporte; Cédulas de Identidade fornecidas por Órgãos ou Conselhos de Classe que, por lei federal, valem como documento de identidade (OAB, CRC, CRA, CRQ etc.) e/ou Carteira Nacional de Habilitação (com fotografia na forma da Lei nº 9.503/97).

5.7.2. Preencher a Ficha de Inscrição fornecida no próprio local, optando pelo código da opção de Região/ Cargo/Área de Atuação/Subárea e, também, pela cidade de prova e assinar a declaração, segundo a qual, sob as penas da lei, assumirá conhecer e estar de acordo com as exigências contidas no presente Edital.

5.7.3. Pagar a taxa de inscrição estabelecida na Tabela - Anexo I, deste edital, a título de ressarcimento de despesas com material e serviços, em favor do Instituto Cetro.

5.7.3.1. O pagamento da importância poderá ser efetuado em dinheiro ou cheque do próprio candidato.

5.7.3.2. Ao efetuar a inscrição por meio dos Correios, o candidato receberá um protocolo de inscrição, que conterá o endereço eletrônico (www.institutocetro.org.br) para consultar o Edital.

VI - DA SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO

6.1. Os candidatos amparados pelo Decreto nº 6.593, de 2 de outubro de 2008, que regulamenta o artigo 11 da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, poderão realizar, no período de 18 de janeiro a 22 de janeiro de 2010, seu pedido de isenção da taxa de inscrição.

6.1.1. O pedido de isenção a que se refere o item 6.1, acima, será possibilitado ao candidato que:

6.1.1.1. Estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - CadÚnico; e

6.1.1.2. For membro de família de baixa renda.

6.1.2. Nesses casos, o candidato deverá imprimir o requerimento de solicitação de isenção que ficará disponível no site do Instituto Cetro - www.institutocetro.org.br, preenchê-lo corretamente e anexar os documentos solicitados conforme estabelecido abaixo:

6.1.2.1. Indicação do número de identificação social - NIS, atribuído pelo CadÚnico; e

6.1.2.2. Declaração de que atende à condição estabelecida no subitem 6.1.1.2.

6.1.3. O requerimento de Isenção e a documentação requisitada nos subitens acima deverão ser encaminhados, durante o período das isenções constante no item 6.1., via sedex ou aviso de recebimento (AR), ao Instituto CETRO, aos cuidados do Departamento de Planejamento de Concursos, identificando no envelope "Concurso EMBRAPA" - Solicitação de Isenção", localizado à Avenida Paulista, nº 2001, 13ª andar - CEP 01311-300 - Cerqueira César - São Paulo - Capital.

6.1.3.1. Para fins de isenção será considerada a data de postagem da correspondência.

6.2. Será considerada nula a isenção de pagamento de taxa de inscrição ao candidato que: a) omitir informações e/ou apresentar informações inverídicas; b) fraudar e/ou falsificar documentação; c) postar a documentação constante do item 6.1.2 e subitens 6.1.2.1 e 6.1.2.2. fora do prazo estabelecido.

6.2.1. Para os casos mencionados nos itens "a" e "b" acima, o candidato terá sua situação informada à autoridade policial competente para as providências cabíveis.

6.2.2. Não será concedida isenção de taxa de inscrição ao candidato que:

a) pleitear a isenção sem apresentar os documentos previstos nos subitens 6.1.2.1. ou 6.1.2.2, deste Edital;

b) não observar o período e a forma de envio para a solicitação de isenção.

6.3. Não será aceita solicitação de isenção de taxa de inscrição via fax e/ou via correio eletrônico ou pessoalmente ou por procuração.

6.3.1. O envio da documentação de isenção, por qualquer via, é de responsabilidade exclusiva do candidato. O Instituto Cetro não se responsabiliza por qualquer tipo de extravio que impeça a chegada ao seu destino.

6.4. Não será permitido, após o período de solicitação de isenção de taxa de inscrição, complementação da documentação, bem como revisão e/ou recurso.

6.5. Ao término da apreciação dos requerimentos de isenção de taxa de inscrição e dos respectivos documentos, o Instituto Cetro divulgará no endereço eletrônico www.institutocetro.org.br, na data provável de 03 de fevereiro 2010, a listagem contendo o resultado da apreciação dos pedidos de isenção de taxa de inscrição.

6.5.1. O requerimento de solicitação de isenção de taxa de inscrição, se deferido, firmará a formalização da inscrição do candidato no Concurso Público.

6.6. Os candidatos que tiverem sua solicitação de isenção de taxa de inscrição indeferida poderão garantir a sua participação no Concurso Público realizando inscrição no período entre 04 e 05 de fevereiro de 2010.

6.7. O interessado que não tiver seu pedido de isenção de taxa de inscrição deferido e que não efetuar a inscrição na forma estabelecida no Capítulo IV ou V deste Edital, não terá sua inscrição efetivada.

VII - DAS INSCRIÇÕES PARA CANDIDATOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS

7.1. À pessoa com necessidades especiais é assegurado o direito de se inscrever neste Concurso Público, desde que as atribuições do cargo sejam compatíveis com a sua limitação, conforme estabelecido no Decreto Federal nº 3.298, de 20/12/1999, alterado pelo Decreto Federal nº 5.296, de 02/12/2004.

7.2. Em obediência ao disposto no Decreto Federal nº 3.298, de 20/12/1999, alterado pelo Decreto Federal nº 5.296, de 02/12/2004, ao candidato com necessidades especiais habilitado, será reservado o percentual de 10% (dez por cento) das vagas existentes e das que vierem a surgir no prazo de validade do Concurso Público.

7.2.1. Caso a aplicação do percentual de que trata o parágrafo anterior resulte em número fracionado, este deverá ser elevado até o primeiro número inteiro subsequente.

7.3. Considera-se pessoa com necessidades especiais aquela que se enquadra nas categorias discriminadas no art. 4º, do Decreto Federal nº 3.298, de 20/12/1999, alterado pelo Decreto Federal nº 5.296, de 02/12/2004.

7.4. Para concorrer às vagas previstas neste edital, o candidato com necessidades especiais deverá:

a) no ato de inscrição, declarar-se portador de necessidades especiais; e

b) enviar, durante o período das inscrições, via sedex ou aviso de recebimento (AR), ao Instituto CETRO, aos cuidados do Departamento de Planejamento de Concursos, identificando no envelope "Concurso EMBRAPA - Laudo Médico", localizada na Avenida Paulista, nº 2001, 13º andar - CEP 01311-300 - Cerqueira César - São Paulo - Capital; laudo médico (envio obrigatório), atestando a espécie e o grau ou nível da necessidade especial, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), bem como a provável causa da limitação do candidato ou Certificado de Homologação de Readaptação ou Habilitação Profissional emitido pelo INSS.

7.4.1. O fornecimento do laudo médico (original ou cópia simples), por qualquer via, é de responsabilidade exclusiva do candidato. O Instituto Cetro não se responsabiliza por qualquer tipo de extravio que impeça a chegada do laudo ao seu destino.

7.4.2. O laudo médico terá validade somente para este Concurso Público e não será devolvido, assim como não serão fornecidas cópias desse laudo.

7.4.3. O candidato que não atender, dentro do prazo do período das inscrições, aos dispositivos mencionados no item

7.4. e seus subitens não terá a condição especial atendida e será considerado não-portador de necessidades especiais, seja qual for o motivo alegado.

7.5. O candidato com necessidades especiais poderá requerer, na forma descrita no item 3.11. deste Edital, atendimento especial, no ato da inscrição, para o dia de realização das provas, indicando as condições de que necessita para realização destas, conforme previsto no artigo 40, parágrafos 1º e 2º, do Decreto nº 3.298/99 e suas alterações.

7.6. Os candidatos que se declararem, no ato da inscrição, portadores de necessidades especiais deverão submeter-se, uma vez aprovados, por ocasião da contratação, à avaliação promovida por médicos especialmente designados pela Embrapa, que emitirá parecer conclusivo sobre a sua condição de portador de necessidades especiais ou não e sobre a compatibilidade das atribuições do cargo/área de atuação/subárea com a necessidade especial que alega ter, observadas:

a) as informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição;

b) a natureza das atribuições e tarefas essenciais do cargo a desempenhar;

c) a viabilidade das condições de acessibilidade e as adequações do ambiente de trabalho na execução das tarefas;

d) a possibilidade de uso, pelo candidato, de equipamentos ou outros meios que habitualmente utilize; e

e) o CID e outros padrões reconhecidos nacional e internacionalmente.

7.7. Os candidatos deverão comparecer à perícia médica, munidos de laudo médico original que ateste a espécie e o grau ou nível da necessidade especial, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), conforme especificado no Decreto nº 3.298/99 e suas alterações, bem como a provável causa da limitação do candidato.

7.8. A não observância do disposto no item 7.6, o não enquadramento como portador de necessidades especiais, na forma da legislação pertinente ou o não comparecimento à perícia acarretará a perda do direito às vagas reservadas aos candidatos em tais condições. A EMBRAPA convocará, então, o próximo da lista geral, caso a listagem de pessoas com necessidades especiais da referida região já se tenha esgotado.

7.9. Os candidatos às vagas reservadas às pessoas com necessidades especiais não enquadrados como tal, na forma da legislação pertinente, terão apenas considerada sua classificação geral por região.

7.10. O candidato com necessidades especiais reprovado na perícia médica em virtude de incompatibilidade da necessidade especial com as atribuições do cargo/área de atuação/subárea será eliminado do Concurso Público.

7.11. As pessoas com necessidades especiais participarão deste Concurso Público em igualdade de condições com os demais candidatos no que se refere ao conteúdo das provas, avaliação e critérios de aprovação, ao horário e local de aplicação das provas e à nota mínima exigida para todos os demais candidatos.

7.12. As vagas que não forem providas por falta de candidatos, por reprovação no Concurso Público ou por não enquadramento como portador de necessidade especial na perícia médica, serão preenchidas pelos demais candidatos, com estrita observância da ordem classificatória da respectiva opção (Região/ Cargo/Área de Atuação/Subárea).

7.13. Os candidatos que no ato da inscrição se declararem portadores de necessidades especiais, se aprovados no Concurso Público, terão seus nomes publicados na lista geral dos aprovados e em lista à parte.

7.14. Após a admissão do candidato, a necessidade especial existente não poderá ser arguida para justificar a readaptação funcional ou a concessão de aposentadoria, salvo se dela advierem complicações que venham a produzir incapacidade ocupacional parcial ou total. 7.15.

A compatibilidade entre as atribuições do cargo/área de atuação/subárea e a necessidade especial do candidato será avaliada durante o estágio probatório, na forma do disposto no parágrafo 2º do artigo 43 do Decreto nº 3298/99.

VIII - DAS PROVAS

8.1. O Concurso Público constará das seguintes provas e respectivos números de questões:

TABELA DE PROVAS

Cargo

Tipo de Prova

Conteúdo

Nº de Itens

PESQUISADOR CLASSE A

Objetiva

Língua Portuguesa

14

Metodologia de Pesquisa

06

Plano Diretor da Embrapa

04

Conhecimentos Específicos

26

Prova Discursiva

Conhecimentos Específicos

02

Prova de Inglês (Tradução e Versão)

Conhecimentos Específicos

02

Prova Oral

Arguição sobre conhecimentos técnicos específicos conforme especificado no Capítulo XIV

04

Avaliação de Títulos

Avaliação de documentos conforme especificado no Capítulo XV

 

PESQUISADOR CLASSE B

Objetiva

Língua Portuguesa

14

Metodologia de Pesquisa

06

Plano Diretor da Embrapa

04

Conhecimentos Específicos

26

Prova Discursiva

Conhecimentos Específicos

02

Prova de Inglês (Tradução e Versão)

Conhecimentos Específicos

02

Avaliação de Títulos

Avaliação de documentos conforme especificado no Capítulo XV

ANALISTA CLASSE A

TODAS AS ÁREAS/SUBÁREAS, EXCETO GESTÃO DA INFORMAÇÃO - EDIÇÃO ESPANHOL

Objetiva

Língua Portuguesa

12

Noções de Informática

06

Raciocínio Lógico

08

Plano Diretor da Embrapa

04

Conhecimentos Específicos

20

Prova Discursiva

Conhecimentos Específicos

02

 

Prova de Inglês (Tradução e Versão)

Conhecimentos Específicos

02

 

GESTÃO DA INFORMAÇÃO - EDIÇÃO ESPANHOL

Objetiva

Língua Portuguesa

12

Noções de Informática

06

Raciocínio Lógico

08

Plano Diretor da Embrapa

04

Conhecimentos Específicos

20

Prova Discursiva

Conhecimentos Específico

02

 

 

Prova de Espanhol (Tradução e Versão)

Conhecimentos Específicos

02

ANALISTA CLASSE B

Objetiva

Língua Portuguesa

12

Noções de Informática

06

Raciocínio Lógico

08

Plano Diretor da Embrapa

04

Conhecimentos Específicos

20

ASSISTENTE CLASSE A

Objetiva

Língua Portuguesa

12

Matemática/Raciocínio Lógico

08

Plano Diretor da Embrapa

04

Conhecimentos Específicos

16

ASSISTENTE CLASSE B

SUPORTE OPERACIONAL - APOIO ADMINISTRATIVO - SERVIÇOS DE GARÇONARIA

Objetiva

Língua Portuguesa

08

Matemática

08

Conhecimentos Específicos

14

MANUTENÇÃO E SERVIÇOS - OPERADOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS E VEÍCULOS (TRATORISTA E MOTORISTA) MANUTENÇÃO E SERVIÇOS - ELÉTRICA E HIDRÁULICA

Objetiva

Língua Portuguesa

08

Matemática

08

Conhecimentos Específicos

14

Prova Prática

Tarefas típicas do cargo

--

ASSISTENTE CLASSE C

LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - OPERÁRIO RURAL (TRATOS CULTURAIS)

Objetiva

Língua Portuguesa

10

Conhecimentos Específicos

20

MANEJO ANIMAL - VAQUEIRO

Prova Prática

Tarefas típicas do cargo

--

8.2. A Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, constará de questões objetivas de múltipla escolha, com cinco alternativas cada e uma única resposta correta e versará sobre os programas contidos no Anexo IV, deste Edital, e buscará avaliar o grau de conhecimento do candidato para o desempenho do cargo.

8.3. A Prova Discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, constará de 2 (duas) questões e versará sobre os programas de Conhecimentos Específicos contidos no Anexo IV, deste Edital.

8.4. As provas de Inglês (para os cargos de Pesquisador Classe A, Pesquisador Classe B, Analista Classe A, exceto Analista Classe A - Gestão da Informação - Edição Espanhol) e de Espanhol (para o cargo de Analista Classe A - Gestão da Informação - Edição Espanhol), de caráter eliminatório e classificatório, constarão de 1 (um) texto para tradução do inglês para o português e de 1 (um) texto para versão do português para o inglês e de 1 (um) texto para tradução do espanhol para o português e de 1 (um) texto para versão do português para o espanhol, respectivamente, e versarão sobre o programa constante no Anexo IV, conforme estabelecido no Capítulo XII.

8.5. As Provas Práticas, de caráter eliminatório, para o cargo de Assistente Classe C serão aplicadas e avaliadas conforme estabelecido no Capítulo XIII.

8.6. A Prova Oral, de caráter eliminatório, constará de uma arguição, conforme estabelecido no Capítulo XIV.

8.7. A Prova de Títulos, de caráter classificatório, será realizada e avaliada conforme estabelecido no Capítulo XV, deste Edital.

8.8. As provas Objetiva, Discursiva, de Inglês, de Espanhol, Oral e Prática valerão 100 pontos cada. A Avaliação de Títulos valerá 75 pontos.

IX - DA PRESTAÇÃO DAS PROVAS

9.1. As provas objetivas, discursivas, de inglês e de espanhol serão realizadas nas cidades de Aracaju - SE, Bagé - RS, Belém - PA, Bento Gonçalves - RS, Boa Vista - RR, Brasília - DF, Campina Grande - PB, Campinas - SP, Campo Grande - MS, Concórdia - SC, Corumbá - MS, Cruz das Almas - BA, Curitiba - PR, Dourados - MS, Fortaleza - CE, Goiânia - GO, Juiz de Fora - MG, Londrina - PR, Macapá - AP, Manaus - AM, Palmas - TO, Passo Fundo - RS, Pelotas - RS, Petrolina PE, Porto Velho - RO, Rio Branco - AC, Rio de Janeiro - RJ, São Carlos - SP, Sete Lagoas - MG, Sinop - MT, Sobral - CE e Teresina - PI, de acordo com a opção indicada pelo candidato no ato da inscrição, na data provável de 21 de março de 2010, em locais e horários a serem comunicados oportunamente através de Edital de Convocação a ser publicado no Diário Oficial da União e através da Internet, no endereço www.institutocetro.org.br, observado o horário oficial de Brasília/DF.

9.2. A Prova Oral para o cargo de Pesquisador Classe A será realizada nas cidades estabelecidas no Anexo III. 2. deste Edital.

9.3. A Prova Prática para os cargos de Assistente Classe B - Manutenção e Serviços - Operador de Máquinas Agrícolas e Veículos (Tratorista e Motorista), Assistente Classe B - Manutenção e Serviços - Elétrica e Hidráulica e Assistente Classe C - Laboratório e Campos Experimentais - Operário Rural (Tratos Culturais) e Manejo Animal - Vaqueiro será realizada nas cidades estabelecidas no Anexo III. 3. deste Edital.

9.4. Caso o número de candidatos inscritos exceda à oferta de lugares existentes nos colégios das relacionadas no item 9.1., o Instituto Cetro reserva-se do direito de alocá-los em cidades próximas da determinada para aplicação das provas, não assumindo, entretanto, qualquer responsabilidade quanto ao transporte e alojamento desses candidatos.

9.5. A prova de inglês para os cargos de Pesquisador Classe A, Pesquisador Classe B e Analista Classe A, exceto Analista Classe A - Gestão da Informação - Edição Espanhol e de Espanhol para o cargo de Analista Classe A - Gestão da Informação - Edição Espanhol serão realizadas no mesmo dia das provas objetivas e discursivas, porém em período distinto.

9.6. Ao candidato só será permitida a participação nas provas nos respectivos horário, data e local a serem divulgados de acordo com as informações constantes nos itens 9.1, 9.2. e 9.3. deste capítulo.

9.7. Não será permitida, em hipótese alguma, realização das provas em outro dia, horário, ou fora do local designado.

9.8. Os eventuais erros de digitação de nome, número de documento de identidade, sexo, data de nascimento etc., deverão ser corrigidos no dia de aplicação das respectivas provas em formulário específico.

9.9. Caso haja inexatidão em informação relativa à opção (Região/Cargo/Área de Atuação/Subárea) e/ou cidade de prova, o candidato deverá entrar em contato com o SAC - Serviço de Atendimento ao Candidato, do Instituto CETRO, antes da realização das provas, através do telefone (0xx11) 3146-2777, no horário das 08h30 às 17h30 minutos.

9.9.1. Não será aceita alteração de opção de cidade de prova para as inscrições efetuadas.

9.9.2. Só será procedida a alteração de cidade de prova, na hipótese em que o dado expresso pelo candidato em sua ficha de isenção e inscrição presencial tenha sido transcrito erroneamente para as listas.

9.9.2.1. Caso o erro constatado tenha sido motivado por preenchimento incorreto por parte do candidato, não será efetuada a correção, sob hipótese alguma.

9.10. O Candidato deverá comparecer ao local designado para a prova com antecedência mínima de 30 minutos, munido de:

a) Comprovante de inscrição;

b) Original de um dos documentos de identidade a seguir: Cédula Oficial de Identidade; Carteira e/ou cédula de identidade expedida pela Secretaria de Segurança, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Carteira de Trabalho e Previdência Social; Certificado de Reservista; Passaporte; Cédulas de Identidade fornecidas por Órgãos ou Conselhos de Classe que, por lei federal, valem como documento de identidade (OAB, CRC, CRA, CRQ etc.) e Carteira Nacional de Habilitação (com fotografia na forma da Lei nº 9.503/97);

c) caneta esferográfica de tinta preta ou azul, lápis preto nº 2 e borracha macia.

9.10.1. Os documentos apresentados deverão estar em perfeitas condições, de forma a permitir a identificação do candidato com clareza.

9.10.2. O comprovante de inscrição não terá validade como documento de identidade.

9.10.3. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de realização das provas, documento de identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, trinta dias, ocasião em que será submetido à identificação especial, compreendendo coleta de assinaturas e de impressão digital em formulário próprio.

9.10.3.1. A identificação especial também será exigida do candidato cujo documento de identificação apresente dúvidas relativas à fisionomia e/ou à assinatura do portador.

9.10.4. Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento, títulos eleitorais, carteiras de motorista (modelo antigo), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade nem documentos ilegíveis, não identificáveis e/ou danificados.

9.10.5. Não serão aceitas cópias de documentos de identidade, ainda que autenticadas.

9.11. Não haverá segunda chamada seja qual for o motivo alegado para justificar o atraso ou a ausência do candidato.

9.12. No dia da realização das provas, na hipótese de o candidato não constar das listagens oficiais relativas aos locais de prova estabelecidos no Edital de Convocação, o Instituto Cetro procederá à inclusão do referido candidato, através de preenchimento de formulário específico mediante a apresentação do comprovante de inscrição.

9.12.1. A inclusão de que trata o item 9.12. será realizada de forma condicional e será confirmada pelo Instituto CETRO, na fase de Julgamento das provas, com o intuito de se verificar a pertinência da referida inclusão.

9.12.2. Constatada a improcedência da inscrição de que trata o item 9.12., esta será automaticamente cancelada sem direito à reclamação, independentemente de qualquer formalidade, considerados nulos todos os atos dela decorrentes.

9.12.3. No dia da realização das provas, não será permitido ao candidato:

9.12.3.1. Entrar e/ou permanecer no local de exame com armas ou aparelhos eletrônicos (agenda eletrônica, bip, gravador, notebook, pager, palmtop, receptor, relógios com banco de dados, telefone celular, walkman etc.) ou semelhantes.

9.12.3.1.1. Na ocorrência do funcionamento de qualquer tipo de equipamento eletrônico durante a realização das provas, o candidato será automaticamente eliminado do Concurso Público.

9.12.3.2. Entrar ou permanecer no local de exame com vestimenta inadequada (trajando sunga, sem camisa etc.).

9.12.4. O descumprimento desta instrução implicará a eliminação do candidato, caracterizando-se tentativa de fraude.

9.13. Quanto às Provas:

9.13.1. Para a realização das provas, o candidato lerá as questões no caderno de questões e marcará suas respostas na Folha de Respostas, com caneta esferográfica de tinta azul ou preta. A Folha de Respostas é o único documento válido para correção.

9.13.1.1. Não serão computadas questões não respondidas, nem questões que contenham mais de uma resposta (mesmo que uma delas esteja correta), emendas ou rasuras, ainda que legíveis.

9.13.1.2. Não deverá ser feita nenhuma marca fora do campo reservado às respostas ou assinatura, pois qualquer marca poderá ser lida pelas leitoras óticas, prejudicando o desempenho do candidato.

9.13.2. Ao terminar a prova, o candidato entregará ao fiscal as folhas de respostas, cedidas para a execução da prova.

9.13.3. O tempo de duração da totalidade das Provas Objetiva e Discursiva, esta quando couber, para os cargos no Concurso Público são os estabelecidos a seguir: Pesquisador Classe A, Pesquisador Classe B e Analista Classe A - 4 horas; Analista Classe B e Assistente Classe A - 3 horas e 30 minutos; e Assistente Classe B e Assistente Classe C - 3 horas.

9.13.3.1. O tempo de duração da totalidade das provas já inclui o tempo para preenchimento da folha de resposta.

9.13.4. Iniciadas as provas, nenhum candidato poderá retirar-se da sala antes de decorridas 2 (duas) horas, do início da prova, para os cargos de Pesquisador Classe A, Pesquisador Classe B, Analista Classe A e 1 (uma) hora, do início da prova, para os cargos de Analista Classe B, Assistente Classe A, Assistente Classe B e Assistente Classe C.

9.13.4.1. O candidato somente poderá levar o caderno de questões no decurso dos últimos 60 (sessenta) minutos anteriores ao horário previsto para o término da prova.

9.13.4.2. Ao fim da prova o candidato deverá retirar-se imediatamente do estabelecimento de ensino, não podendo permanecer nas dependências deste, bem como não poderá utilizar os banheiros.

9.13.5. As Folhas de Respostas dos candidatos serão personalizadas, impossibilitando a substituição.

9.13.6. O tempo de duração da Prova de Inglês e da Prova de Espanhol é de 2 (duas) horas e 30 (trinta) minutos e iniciadas as provas nenhum candidato poderá retirar-se da sala antes de decorrida 1 (uma) hora do seu início.

9.14. Será automaticamente excluído do Concurso Público o candidato que

9.14.1. Se apresentar após o fechamento dos portões ou fora dos locais pré-determinados.

9.14.2. Não apresentar o documento de identidade exigido no item 9.6., alínea "b", deste Capítulo.

9.14.3. Não comparecer a qualquer das provas, seja qual for o motivo alegado.

9.14.4. Se ausentar da sala de provas sem o acompanhamento do fiscal ou antes do tempo mínimo de permanência estabelecido no subitem 9.9.4.

9.14.5. For surpreendido em comunicação com outro candidato ou terceiros, verbalmente, por escrito ou por qualquer outro meio de comunicação, sobre a prova que estiver sendo realizada, ou utilizando-se de livros, notas, impressos não permitidos ou calculadoras.

9.14.6. For surpreendido portando telefone celular, gravador, receptor, pager, bip, gravador, notebook e/ou equipamento similar.

9.14.7. Lançar mão de meios ilícitos para executar as provas.

9.14.8. Não devolver a Folha de Respostas cedida para realização das provas.

9.14.9. Perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos ou agir com descortesia em relação a qualquer dos examinadores, executores e seus auxiliares, ou autoridades presentes.

9.14.10. Fizer anotação de informações relativas às suas respostas fora dos meios permitidos.

9.14.11. Ausentar-se da sala de provas, a qualquer tempo, portando as folhas de respostas.

9.14.12. Não cumprir as instruções contidas no caderno de questões de provas e nas folhas de respostas.

9.14.13. Utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos ou ilegais para obter aprovação própria ou de terceiros, em qualquer etapa do Concurso Público.

9.15. O Instituto Cetro, objetivando garantir a lisura e a idoneidade do Concurso Público, solicitará aos referidos candidatos, quando da aplicação das provas, que registrem na folha de respostas personalizada a sua assinatura em campo específico por três vezes.

9.16. Constatado, após as provas, por meio eletrônico, estatístico, visual, grafológico ou por investigação policial, ter o candidato utilizado processos ilícitos, suas provas serão anuladas e ele será automaticamente eliminado do Concurso Público.

9.17. Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas em razão de afastamento do candidato da sala de provas.

9.18. O Instituto Cetro não se responsabilizará por perdas ou extravios de objetos ou de equipamentos eletrônicos ocorridos durante a realização das provas, nem por danos neles causados.

9.19. Os gabaritos da prova objetiva, considerados como corretos, serão divulgados no endereço eletrônico www.institutocetro.org.br, em data a ser comunicada no dia da realização das provas.

9.20. Sob nenhuma hipótese será concedida prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas para o candidato que se afastar da sala de provas, ainda que acompanhado pelo fiscal.

9.21. A condição de saúde do candidato no dia da aplicação da prova será de sua exclusiva responsabilidade.

9.21.1. Ocorrendo alguma situação de emergência, o candidato será encaminhado para atendimento médico local ou ao médico de sua confiança. A equipe de Coordenadores responsáveis pela aplicação das provas dará todo apoio que for necessário.

9.21.2. Na ocasião da realização das provas práticas será disponibilizado atendimento médico em cada local de prova.

9.21.3. Caso exista a necessidade do candidato se ausentar para atendimento médico ou hospitalar, ele não poderá retornar ao local de sua prova.

9.22. No dia da realização das provas, não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação e/ou pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo e/ou critérios de avaliação/classificação.

9.23. São de responsabilidade do candidato a identificação correta do local de realização das provas objetivas, práticas e orais e o comparecimento no horário determinado.

X - DO JULGAMENTO DAS PROVAS OBJETIVAS

10.1. A Prova Objetiva será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos.

10.1.1. Na avaliação e correção da Prova Objetiva será utilizado o Escore Bruto.

10.2. O Escore Bruto corresponde ao número de acertos que o candidato obtém na prova.

10.2.1. Para se chegar ao total de pontos o candidato deverá dividir 100 (cem) pelo número de questões da prova e multiplicar pelo número de questões acertadas.

10.2.2. O cálculo final será igual ao total de pontos do candidato na Prova Objetiva.

10.3. Para fins de cálculo da nota, considerar-se-ão duas casas decimais, arredondando-se para cima sempre que a terceira casa decimal for maior ou igual a cinco.

10.4. Será considerado habilitado na Prova Objetiva o candidato que obtiver total de pontos igual ou superior a 50% (cinquenta por cento) da pontuação máxima, estabelecida no item 10.1, e não zerar em nenhum conteúdo.

10.5. Caberá recurso em conformidade com o Capítulo XVII, deste Edital.

10.6. O candidato não habilitado na Prova Objetiva será eliminado do Concurso.

XI - DA PROVA DISCURSIVA PARA OS CARGOS DE PESQUISADOR CLASSE A, PESQUISADOR CLASSE B E ANALISTA CLASSE A

11.1. Na prova discursiva para os cargos de Pesquisador Classe A, Pesquisador Classe B e Analista Classe A, o candidato deverá produzir, com base em um tema formulado pela Banca Examinadora, que versará sobre os conhecimentos específicos de cada subárea, dois textos dissertativo-argumentativos, com, no mínimo, 10 (dez) e, no máximo, 20 (vinte) linhas, para cada texto, efetivamente escritas, sendo que linhas puladas não serão computadas.

11.2. Somente serão corrigidas as provas discursivas dos 100 (cem) primeiros candidatos classificados nas provas objetivas para cada opção (Região/ Cargo/Área de Atuação/Subárea).

11.3. Durante a realização da prova discursiva, não será permitida nenhuma espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos, nem a utilização de livros, códigos, manuais, cadernos ou quaisquer anotações. A prova discursiva terá como objetivo apurar a capacidade do candidato em produzir texto dissertativo-argumentativo, organizado de forma ordenada e coerente dentro da norma culta, com base em tema dado.

11.4. A prova discursiva será avaliada considerando:

a) Norma culta: o candidato deverá demonstrar domínio da norma culta da Língua Portuguesa.

b) Tema e texto: o texto produzido deverá obedecer à proposta quanto ao tipo dissertativo-argumentativo e quanto ao tema proposto. Qualquer dos desvios repercutirá na desconsideração do texto.

c) Coesão e coerência: o candidato deverá selecionar argumentos e organizá-los, articulando as partes do texto e utilizando os recursos coesivos adequadamente.

d) Resposta para a questão: o candidato deverá apresentar resposta coerente com o tema abordado e bem articulada à argumentação desenvolvida em seu texto.

11.5. A prova discursiva terá caráter eliminatório e classificatório e será avaliada na escala de 0 (zero) a 60 (sessenta) pontos. Será atribuída nota ZERO à prova discursiva nos seguintes casos:

11.5.1. Fuga em relação à proposta apresentada;

11.5.2. Apresentação de textos sob forma não articulada verbalmente (apenas com desenhos, números e palavras soltas ou em forma de verso);

11.5.3. Assinatura fora do local indicado;

11.5.4. Apresentação de qualquer sinal que, de alguma forma, possibilite a identificação do candidato;

11.5.5. Escrita a lápis, em parte ou na sua totalidade;

11.5.6. Entrega da prova em branco;

11.5.7. Apresentação em letra ilegível;

11.5.8. Não obedecer aos números mínimo e máximo de linhas exigidos.

11.5.9. A folha para rascunho no caderno de provas é de preenchimento facultativo. Em hipótese alguma o rascunho elaborado pelo candidato será considerado, na correção da prova discursiva, pela Banca Examinadora.

11.5.10. Serão considerados aprovados (habilitados) na prova discursiva os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 30 (trinta) pontos.

11.5.11. Caberá recurso em conformidade com o Capítulo XVII, deste Edital.

11.6. O candidato não habilitado na prova discursiva será automaticamente eliminado do Concurso Público.

XII - DA PROVA DE INGLÊS PARA OS CARGOS DE PESQUISADOR CLASSE A, PESQUISADOR CLASSE B E ANALISTA CLASSE A, EXCETO ANALISTA CLASSE A - GESTÃO DA INFORMAÇÃO - EDIÇÃO ESPANHOL E DA PROVA DE ESPANHOL PARA O CARGO DE ANALISTA CLASSE A - GESTÃO DA INFORMAÇÃO - EDIÇÃO ESPANHOL

12.1. A prova de inglês para os cargos de Pesquisador Classe A, Pesquisador Classe B e Analista Classe A, exceto Analista Classe A - Gestão da Informação - Edição Espanhol constará de uma tradução de um texto da Língua Inglesa para a Língua Portuguesa e de uma versão de um texto da Língua Portuguesa para a Língua Inglesa e a prova de espanhol para o cargo de Analista Classe A - Gestão da Informação - Edição Espanhol constará de uma tradução de um texto da Língua Espanhola para a Língua Portuguesa e de uma versão de um texto da Língua Portuguesa para a Língua Espanhola. Os textos das provas de inglês e de espanhol versarão sobre os conhecimentos específicos de cada subárea.

12.2. Somente serão corrigidas as provas de inglês e de espanhol dos 100 (cem) primeiros candidatos classificados nas provas objetivas e discursivas para cada opção (Região/ Cargo/Área de Atuação/Subárea).

12.3. Durante a realização da prova de inglês e da prova de espanhol, não será permitida nenhuma espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos, nem a utilização de livros, códigos, manuais, cadernos, dicionários, glossários ou quaisquer anotações. A prova de inglês terá como objetivo apurar a capacidade do candidato quanto à tradução de texto de Língua Inglesa para a Língua Portuguesa e à versão de texto de Língua Portuguesa para a Língua Inglesa, de forma ordenada e coerente e dentro da norma culta das duas línguas citadas, respeitando o tema formulado pela Banca Examinadora. A prova de espanhol terá como objetivo apurar a capacidade do candidato quanto à tradução de texto de Língua Espanhola para a Língua Portuguesa e à versão de texto de Língua Portuguesa para a Língua Espanhola, de forma ordenada e coerente e dentro da norma culta das duas línguas citadas, respeitando o tema formulado pela Banca Examinadora.

12.4. A prova de inglês e a de espanhol serão avaliadas considerando:

a) Norma culta: o candidato deverá demonstrar domínio da norma culta das Línguas Portuguesa e Inglesa ou das Línguas Portuguesa e Espanhola, atentando-se para expressão, adequação vocabular, ortografia, morfologia, sintaxe e pontuação.

b) Coerência e clareza: o candidato deverá organizar o texto de forma que suas partes se articulem. O texto traduzido e o texto vertido deverão ser claros e bem articulados.

c) Coesão: o candidato deverá utilizar os recursos coesivos de forma adequada. O texto traduzido e o texto vertido deverão ser coesos. Para isso, o candidato deverá fazer uso dos elementos coesivos das Línguas Portuguesa e Inglesa ou das Línguas Portuguesa e Espanhola. A estrutura, a organicidade e a unidade dos textos também serão avaliadas.

d) Conteúdo: o candidato deverá traduzir e verter os textos de forma que seus conteúdos (temas) fiquem preservados. Em caso de desvio, a tradução e/ou a versão serão desconsideradas. O texto traduzido e o texto vertido deverão se aproximar, ao máximo, da língua de chegada.

12.5. A prova de inglês e a de espanhol terão caráter eliminatório e classificatório e serão avaliadas na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos, sendo que a tradução da Língua Inglesa para a Língua Portuguesa ou da Língua Espanhola para a Língua Portuguesa valerá 50 (cinquenta) pontos e a versão da Língua Portuguesa para a Língua Inglesa ou da Língua Portuguesa para a Língua Espanhola valerá 50 (cinquenta) pontos.

12.6. Será atribuída nota ZERO à prova de inglês ou à prova de espanhol nos seguintes casos:

a) Fuga em relação à proposta apresentada;

b) Apresentação de textos sob forma não articulada verbalmente (apenas com desenhos, números e palavras soltas ou em forma de verso);

c) Assinatura fora do local indicado;

d) Apresentação de qualquer sinal que, de alguma forma, possibilite a identificação do candidato;

e) Escrita a lápis, em parte ou na sua totalidade;

f) Entrega da prova em branco;

g) Apresentação em letra ilegível;

h) Apresentação de palavras e trechos não traduzidos ou não vertidos.

12.7. A folha para rascunho no caderno de provas é de preenchimento facultativo. Em hipótese alguma o rascunho elaborado pelo candidato será considerado, na correção da prova de inglês, pela Banca Examinadora.

12.8. Serão considerados aprovados (habilitados) na prova de inglês ou de espanhol os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 100 (cem) pontos, ou seja, 50 (cinquenta) pontos na tradução e 50 (cinquenta) pontos na versão, desde que não zerem em qualquer uma das partes da prova (tradução ou versão).

12.9. Caberá recurso em conformidade com o Capítulo XVII, deste Edital.

12.10. O candidato não habilitado na prova de inglês ou de espanhol será automaticamente eliminado do Concurso Público.

XIII - DAS PROVAS PRÁTICAS PARA OS CARGOS ASSISTENTE CLASSE B - MANUTENÇÃO E SERVIÇOS - OPERADOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS E VEÍCULOS (TRATORISTA E MOTORISTA), ASSISTENTE CLASSE B - MANUTENÇÃO E SERVIÇOS - ELÉTRICA E HIDRÁULICA, ASSISTENTE CLASSE C - LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - OPERÁRIO RURAL (TRATOS CULTURAIS) E ASSISTENTE CLASSE C - MANEJO ANIMAL - VAQUEIRO

13.1. Serão submetidos às Provas Práticas, de caráter eliminatório, somente os candidatos aos cargos/áreas de atuação de Assistente Classe B - Manutenção e Serviços - Operador de Máquinas Agrícolas e Veículos (Tratorista e Motorista), Assistente Classe B - Manutenção e Serviços - Elétrica e Hidráulica, Assistente Classe C - Laboratório e Campos Experimentais - Operário Rural (Tratos Culturais) e Assistente Classe, C - Manejo Animal - Vaqueiro. As provas serão realizadas nas cidades de Jales (SP), Sete Lagoas (MG), Rio Branco e Rio de Janeiro, de acordo com a região correspondente à opção realizada pelo candidato no ato da inscrição, e estabelecido no Anexo III.3., na data prevista de 08 e/ou 09 de maio de 2010, em local e horário que serão divulgados por Edital de Convocação para a Prova Prática a ser comunicado através de publicação no Diário Oficial do Distrito Federal. Também poderá ser consultado no endereço www.institutocetro.org.br.

13.1.1. Será de responsabilidade do candidato o acompanhamento e consulta para verificar o seu local de prova.

13.1.2. Ao candidato só será permitida a participação nas provas nos respectivos horário, data e local a serem divulgados de acordo com as informações constantes no item 13.1, deste Capítulo.

13.1.3. Não será permitida, em hipótese alguma, realização das provas em outro dia, horário ou fora do local designado.

13.2. Para a realização da prova prática para o cargo de Assistente Classe B - Manutenção e Serviços - Elétrica e Hidráulica, Assistente Classe B - Manutenção e Serviços - Operador de Máquinas Agrícolas e Veículos (Tratorista e Motorista), Assistente Classe C - Manejo Animal - Vaqueiro serão convocados os 30 (trinta) primeiros candidatos aprovados e melhor classificados nas provas objetivas, obedecendo à ordem de classificação, por opção (Região/ Cargo/Área de Atuação/Subárea), atendidos os critérios de desempate definidos no item 16.7 deste Edital. Para a realização da prova prática para o cargo de Assistente Classe C - Laboratório e Campos Experimentais - Operário Rural (Tratos Culturais) serão convocados os 60 (sessenta) primeiros candidatos aprovados e melhor classificados nas provas objetivas, obedecendo à ordem de classificação, por opção (Região/Cargo/Área de Atuação/Subárea).

13.3. Os demais candidatos aprovados nas provas objetivas e não convocados para as provas práticas, ficarão em cadastro de reserva para futuras convocações, conforme a necessidade da Embrapa, observando o prazo de validade do Concurso Público.

13.4. Os candidatos inscritos como portadores de deficiência e aprovados no Concurso Público, serão convocados para realizar a prova e concorrerão em igualdade com os demais candidatos em todos os itens de avaliação da prova.

13.4.1. Não serão concedidos equipamentos adaptados para realização das provas para a situação dos candidatos com, necessidades especiais.

13.5. O candidato, no dia da realização das provas práticas, terá acesso aos critérios que serão utilizados na avaliação das referidas provas, através de sua planilha de avaliação.

13.6. PROVA PRÁTICA PARA O CARGO DE ASSISTENTE CLASSE B - MANUTENÇÃO E SERVIÇOS - ELÉTRICA E HIDRÁULICA:

13.6.1. O candidato deverá comparecer ao local designado para a prova com antecedência mínima de 30 minutos, munido de documento oficial de identidade original.

13.6.2. O candidato que não apresentar os documentos solicitados, conforme informações constantes no item 13.6.1., não poderá prestar a referida avaliação e será automaticamente eliminado do Concurso Público.

13.6.3. Não serão concedidos maquinários adaptados para a situação dos candidatos e nem posteriormente, no exercício das atividades, serão fornecidos maquinários especiais.

13.6.4. A prova prática busca aferir a capacidade de adequação funcional e situacional do candidato às exigências e ao desempenho eficiente das atividades.

13.6.5. A prova prática constará de tarefas de acordo com atribuições do cargo/área de atuação/subárea, tendo como exemplo as seguintes tarefas: examinar, modificar reparar e fazer manutenção, conservação e instalação de máquinas e redes elétricas; efetuar instalações, confecções, montagem e ligação de componentes e peças elétricas; realizar serviços de bombeiro em geral, analisando desenho e esquemas; testar as canalizações, utilizando ar comprimido ou água sob pressão; realizar manutenção em calhas de iluminação; realizar substituição de disjuntor em quadro de força e de comando; realizar manutenção em circuito trifásico; uso de equipamentos de medição; manipulação de conexões de PVC soldáveis e rígidas, realizando roscas; substituição de válvulas de descarga; entre outras tarefas correlatas ao cargo/área de atuação/subárea. O Examinador determinará quais tarefas, entre os exemplos apresentados, serão escolhidas para melhor avaliar o candidato no momento da prova prática.

13.6.6. A Prova Prática terá caráter exclusivamente eliminatório, não interferindo na classificação do candidato.

13.6.7. O candidato será considerado aprovado ou não aprovado para o desempenho eficiente das atividades do cargo.

13.6.8. O candidato considerado não aprovado na prova prática ou que não comparecer para realizar a prova será automaticamente eliminado do Concurso Público.

13.6.9. Não haverá segunda chamada ou repetição das provas seja qual for o motivo alegado, exceto nos casos em que a banca examinadora concluir pela ocorrência de fatores de ordem técnica não provocada pelo candidato e que tenha prejudicado o seu desempenho.

13.7. PROVA PRÁTICA PARA ASSISTENTE CLASSE B - MANUTENÇÃO E SERVIÇOS - OPERADOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS E VEÍCULOS (TRATORISTA E MOTORISTA):

13.7.1. O candidato deverá comparecer ao local designado para a prova com antecedência mínima de 30 minutos, munido de documento oficial de identidade original e a Carteira Nacional de Habilitação, em validade, de acordo com a categoria exigida no requisito da opção (Região/Cargo/Área de Atuação/Subárea).

13.7.2. Não será aceito para realizar a prova qualquer tipo de protocolo da habilitação.

13.7.3. Sem documento, o candidato não fará a prova, mesmo que apresente boletim de ocorrência ou equivalente.

13.7.4. Não serão concedidos maquinários adaptados para a situação dos candidatos e nem posteriormente, no exercício das atividades, serão fornecidos maquinários especiais.

13.7.5. As provas práticas buscam aferir a capacidade de adequação funcional e situacional do candidato às exigências e ao desempenho eficiente das atividades.

13.7.6. A prova prática constará de tarefas de acordo com as atribuições do cargo/área/subárea de atuação, tendo como exemplo as seguintes tarefas: condução de veículo, em vias públicas da cidade, buscando evidenciar, de forma profissional, a postura do condutor candidato; operação de máquinas agrícolas, para execução de tarefas de transporte de materiais, produtos e amostras, plantio, colheita, armazenamento, adubação, segundo orientações do Examinador e de acordo com as características técnicas do equipamento, dentre outras atividades correlatas ao cargo/área/subárea de atuação.

13.7.7. A Prova Prática terá caráter exclusivamente eliminatório, não interferindo na classificação do candidato.

13.7.8. O candidato será considerado aprovado ou não aprovado para o desempenho eficiente das atividades do cargo.

13.7.9. O candidato considerado não aprovado na prova prática ou que não comparecer para realizar a prova, será automaticamente eliminado do Concurso Público.

13.7.10. Não haverá segunda chamada ou repetição das provas seja qual for o motivo alegado, exceto nos casos em que a banca examinadora concluir pela ocorrência de fatores de ordem técnica não provocada pelo candidato e que tenha prejudicado o seu desempenho.

13.8. PROVA PRÁTICA PARA O CARGO DE ASSISTENTE C - LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - OPERÁRIO RURAL (TRATOS CULTURAIS):

13.8.1. O candidato deverá comparecer ao local designado para a prova com antecedência mínima de 30 minutos, munido de documento oficial de identidade original e de Atestado Médico, emitido com no máximo 5 (cinco) dias de antecedência à data da prova, conforme modelo abaixo. MODELO DE ATESTADO MÉDICO - ATESTO, PARA OS DEVIDOS FINS, QUE O(A) SR(A) , DOCUMENTO DE IDENTIDADE _______________________________, ENCONTRA-SE APTO(A) À PRÁTICA DE ESFORÇO FÍSICO, ESTANDO EM CONDIÇÕES SATISFATÓRIAS DE SAÚDE PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA PRÁTICA DA CONCURSO PÚBLICO DA EMBRAPA, PARA O CARGO DE ASSISTENTE C - LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - OPERÁRIO RURAL (TRATOS CULTURAIS). DATA: (máximo 5 dias de antecedência da data da prova) - ASSINATURA DO MÉDICO E CARIMBO COM O Nº CRM.

13.8.2. O candidato que não apresentar os documentos solicitados e atestado médico onde conste que está APTO PARA A PRÁTICA DE "ESFORÇO FÍSICO", conforme informações constantes no item 13.7.1., não poderá prestar a referida avaliação e será automaticamente eliminado do concurso público.

13.8.3. Não serão concedidos maquinários adaptados para a situação dos candidatos e nem posteriormente, no exercício das atividades, serão fornecidos maquinários especiais.

13.8.4. A prova prática busca aferir a capacidade de adequação funcional e situacional do candidato às exigências e ao desempenho eficiente das atividades.

13.8.5. A prova prática constará de tarefas de acordo com atribuições do cargo/área de atuação/subárea, tendo como exemplo as seguintes tarefas: realizar capina em área contaminada com ervas daninhas; realizar plantio com distribuição uniforme linear ou a lanço; realizar contagem de grãos; realizar adubação uniforme linear ou a lanço; pulverização; irrigação; realizar pesagem, com utilização de balanças; utilizar motosserra e roçadeira costal, entre outras tarefas correlatas ao cargo/área de atuação/subárea. O Examinador determinará quais tarefas, entre os exemplos apresentados, serão escolhidas para melhor avaliar o candidato no momento da prova prática.

13.8.6. A Prova Prática terá caráter exclusivamente eliminatório, não interferindo na classificação do candidato.

13.8.7. O candidato será considerado aprovado ou não aprovado para o desempenho eficiente das atividades do cargo.

13.8.8. O candidato considerado não aprovado na prova prática ou que não comparecer para realizar a prova, será automaticamente eliminado do concurso público.

13.8.9. Não haverá segunda chamada ou repetição das provas seja qual for o motivo alegado, exceto nos casos em que a banca examinadora concluir pela ocorrência de fatores de ordem técnica não provocada pelo candidato e que tenha prejudicado o seu desempenho.

13.9. PROVA PRÁTICA PARA O CARGO DE ASSISTENTE C - MANEJO ANIMAL - VAQUEIRO:

13.9.1. O candidato deverá comparecer ao local designado para a prova com antecedência mínima de 30 minutos, munido de documento oficial de identidade original e de Atestado Médico, emitido com no máximo 5 (cinco) dias de antecedência à data da prova, conforme modelo abaixo.

MODELO DE ATESTADO MÉDICO - ATESTO, PARA OS DEVIDOS FINS, QUE O(A) SR. (A) ________________________________, DOCUMENTO DE IDENTIDADE ____________________, ENCONTRA-SE APTO (A) À PRÁTICA DE ESFORÇO FÍSICO, ESTANDO EM CONDIÇÕES SATISFATÓRIAS DE SAÚDE PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA PRÁTICA DO CONCURSO PÚBLICO DA EMBRAPA, PARA O CARGO DE ASSISTENTE C - MANEJO ANIMAL - VAQUEIRO.

DATA: (máximo 5 dias de antecedência da data da prova).

ASSINATURA DO MÉDICO E CARIMBO COM O Nº CRM.

13.9.2. O candidato que não apresentar os documentos solicitados e atestado médico onde conste que está APTO PARA A PRÁTICA DE "ESFORÇO FÍSICO", conforme informações constantes no item 13.9.1., não poderá prestar a referida avaliação e será automaticamente eliminado do concurso público.

13.9.3. Não serão concedidos maquinários adaptados para a situação dos candidatos e nem posteriormente, no exercício das atividades, serão fornecidos maquinários especiais.

13.9.4. A prova prática busca aferir a capacidade de adequação funcional e situacional do candidato às exigências e ao desempenho eficiente das atividades.

13.9.5. A prova prática constará de tarefas de acordo com atribuições do cargo/área de atuação/subárea, tendo como exemplo as seguintes tarefas: apartar animais ao tronco coletivo (colocar animais no brete); manejar três membros de um bezerro; capinar e roçar pastos; fabricar cerca de arame liso e de arame farpado; controlar épocas de cio; auxiliar na realização de cobertura, castração, prevenção e controle de enfermidades infectocontagiosas e de parasitas internos e externos através de vacinação, higiene e proteção sanitária; manipular balanças; colher amostras animais; executar tarefas de manejo animal, como por exemplo: ordenha, tosquia, vacinação, higiene e proteção sanitária. Alimentar animais. Treinar animais, manter cercas e apriscos, entre outras tarefas correlatas ao cargo/área de atuação/subárea. O Examinador determinará quais tarefas, entre os exemplos apresentados, serão escolhidas para melhor avaliar o candidato no momento da prova prática.

13.9.6. A Prova Prática terá caráter exclusivamente eliminatório, não interferindo na classificação do candidato.

13.9.7. O candidato será considerado aprovado ou não aprovado para o desempenho eficiente das atividades do cargo.

13.9.8. O candidato considerado não aprovado na prova prática ou que não comparecer para realizar a prova, será automaticamente eliminado do concurso público.

13.9.9. Não haverá segunda chamada ou repetição das provas seja qual for o motivo alegado, exceto nos casos em que a banca examinadora concluir pela ocorrência de fatores de ordem técnica não provocada pelo candidato e que tenha prejudicado o seu desempenho.

XIV - DA PROVA ORAL PARA OS CARGOS DE PESQUISADOR CLASSE A

14.1. A prova oral para o cargo de Pesquisador Classe A consistirá de uma arguição sobre questões técnicas relacionadas à área/subárea a serem definidas pela Banca Examinadora.

14.2. Concorrerão à prova oral somente os 20 (vinte) primeiros candidatos melhor classificados na somatória dos pontos obtidos nas provas objetivas, discursivas e de inglês, para cada opção (Região/ Cargo/Área de Atuação/Subárea).

14.3. A prova oral terá duração de 40 (quarenta) minutos, frente à respectiva Banca Examinadora, não podendo ser assistida pelos demais candidatos ao mesmo cargo/área de atuação, os quais deverão aguardar em outro local.

14.3.1. A prova oral de cada candidato será gravada pelo Instituto CETRO, para efeito de registro e avaliação.

14.4. Na prova oral serão considerados o domínio do conhecimento (técnica), o emprego adequado da linguagem, a articulação do raciocínio, a capacidade de argumentação, o uso correto da norma culta da Língua Portuguesa e o domínio da Língua Inglesa.

14.5. Quanto ao domínio da Língua Inglesa, o candidato terá que responder a uma pergunta, em até 5 (cinco) minutos, sobre tema específico da área/subárea, a ser definido pela Banca Examinadora.

14.6. Os 5 (cinco) minutos referentes à avaliação do candidato em Língua Inglesa fazem parte dos 40 (quarenta) minutos disponibilizados para a realização da prova oral.

14.7. Durante a realização da prova oral não será permitida nenhuma espécie de consulta, utilização de livros, códigos, manuais, cadernos ou quaisquer anotações. O candidato não precisará entregar nenhum tipo de material à Banca Examinadora.

14.8. Serão arguidos os 20 (vinte) primeiros candidatos classificados na prova objetiva, discursiva e de inglês conforme opção (Região/ Cargo/Área de Atuação/Subárea).

14.9. A prova oral terá caráter eliminatório.

14.10. Não caberá recurso para esta fase.

14.11. O candidato não habilitado na prova oral será automaticamente eliminado do Concurso Público.

XV - DA PROVA DE TÍTULOS PARA OS CARGOS DE PESQUISADOR CLASSE A E PESQUISADOR CLASSE B

15.1. Concorrerão à Prova de Títulos somente os candidatos, habilitados nas provas objetivas, discursivas, inglês e oral, conforme estabelecido nos capítulos X, XI, XII e XIV, deste Edital.

15.2. Os documentos relativos aos Títulos deverão ser entregues no período de 18 de janeiro a 05 de fevereiro, via Sedex ou Aviso de Recebimento (AR), ao Instituto Cetro, aos cuidados do Departamento de Planejamento de Concursos/REF. EMBRAPA - TÍTULOS, localizado à Av. Paulista, 2001, 13º andar - CEP 01311-300 - Cerqueira César - São Paulo - Capital.

15.2.1. Após este período, a solicitação será indeferida.

15.3. A entrega dos documentos relativos à Prova de Títulos não é obrigatória. O candidato que não entregar o Título não será eliminado do Concurso.

15.3.1. O envio dos documentos referentes aos títulos não fará, necessariamente, com que a pontuação postulada seja concedida. Os documentos serão analisados pelo Instituto CETRO de acordo com as normas estabelecidas neste Edital.

15.4. Os documentos de Títulos deverão ser acondicionados em: ENVELOPE LACRADO, contendo na sua parte externa o nome do candidato, número de inscrição, o código da opção para o qual está concorrendo e o número do documento de identidade, devendo os referidos documentos ser apresentados em cópias reprográficas autenticadas. O candidato deverá numerar sequencialmente e rubricar cada documento apresentado, PREENCHENDO A RELAÇÃO DE RESUMO E CONFORMIDADE, DE ACORDO COM O MODELO DISPONÍVEL NO ANEXO V DESTE EDITAL, QUE TAMBÉM ESTARÁ DISPONÍVEL NO ENDEREÇO ELETRÔNICO www.institutocetro.org.br.

15.4.1. Os documentos de Títulos que forem representados por diplomas ou certificados/certidões de conclusão de curso deverão estar devidamente registrados, acompanhados do respectivo histórico escolar, bem como deverão ser expedidos por Instituição Oficial ou reconhecida, em papel timbrado, contendo carimbo e identificação da instituição e do responsável pela expedição do documento.

15.4.1.1. Somente serão aceitos declarações ou atestados de conclusão dos documentos solicitados como títulos, em papel timbrado, com carimbo da Instituição e do responsável pela expedição do documento, desde que acompanhados do respectivo histórico escolar.

15.4.2. Os certificados expedidos em língua estrangeira deverão vir acompanhados pela correspondente tradução para a Língua Portuguesa, efetuada por tradutor juramentado ou pela revalidação dada pelo órgão competente.

15.4.3. Os cursos deverão estar autorizados pelos órgãos competentes.

15.5. É de exclusiva responsabilidade do candidato a apresentação e comprovação dos documentos de Títulos.

15.6. Não serão aceitas entregas ou substituições posteriormente ao período determinado, bem como Títulos que não constem nas tabelas apresentadas neste Capítulo.

15.7. A pontuação da documentação de Títulos se limitará ao valor máximo de 75 (setenta e cinco) pontos.

15.8. A prova de títulos terá caráter classificatório.

15.9. A escolaridade exigida como requisito para inscrição no concurso não será considerada como Título, não havendo necessidade de ser entregue junto com os documentos de Títulos.

15.10. Serão considerados Títulos somente os constantes na tabela a seguir:

 

Título

Valor Unitário

I - Formação acadêmica e treinamento (pontuação máxima= 05 pontos)

1) Doutorado concluído na subárea do concurso. (pontuados apenas os títulos excedentes aos requisitos mínimos para investidura no cargo)

5

2) Mestrado concluído na subárea do concurso. (pontuados apenas os títulos excedentes aos requisitos mínimos para investidura no cargo)

2,5

3) Especialização latu sensu na subárea do concurso, mínimo de 360 horas.

1

4) Prêmio à atividade intelectual, técnica ou científica.

0,1

5) Curso de extensão ou treinamento, com carga horária acima de 40 horas, na subárea do concurso.

0,1

II - Produção Científica nos últimos 5 anos (pontuação máxi- ma= 30 pontos)

6) Autoria de livro com ISBN, na área ou subárea do concurso, como autor. (pontos por publicação)

1,6

7) Publicação de livro com ISBN, na área ou subárea do concurso, como co-autor. (pontos por publicação)

0,8

8) Publicação de capítulo de livro com ISBN, na área ou subárea do concurso, como autor. (pontos por capítulo)

0,8

9) Publicação de capítulo de livro com ISBN, na área ou subárea do concurso, como co-autor. (pontos por capítulo)

0,4

10) Publicação (ou aceite comprovado) de trabalho científico em periódico qualificado na CAPES como qualis A internacional, na subárea do concurso, como autor. (pontos por publicação)

1,6

11) Publicação (ou aceite comprovado) de trabalho científico em periódico qualificado na CAPES como qualis A internacional, na subárea do concurso, como co-autor. (pontos por publicação)

0,8

12) Publicação (ou aceite comprovado) de trabalho científico em periódico qualificado na CAPES como qualis A ou B nacional, na subárea do concurso, como autor. (pontos por publicação)

0,8

13) Publicação (ou aceite comprovado) de trabalho científico em periódico qualificado na CAPES como qualis A ou B nacional, na subárea do concurso, como co-autor. (pontos por publicação)

0,4

14) Trabalho completo publicado em anais de congresso, na subárea do concurso, como autor. (pontos por trabalho)

0,4

15) Trabalho completo publicado em anais de congresso, na subárea do concurso, como co-autor. (pontos por trabalho)

0,2

16) Resumo expandido publicado em anais de congresso, como autor ou co-autor, na subárea do concurso (pontos por resumo, limitado ao total de 5,0 pontos)

0,16

17) Resumo publicado em anais de congresso, como autor ou co-autor, na subárea do concurso (pontos por resumo, limitado ao total de 3,0 pontos)

0,08

18) Participação de projetos de pesquisa e desenvolvimento devidamente registrados em órgão competente, como líder.

0,8

19) Participação de projetos de pesquisa e desenvolvimento devidamente registrados em órgão competente, com responsabilidade explícita no projeto.

0,4

III - Produção Técnica nos últimos 5 anos (pontuação máxima= 30 pontos)

20) Autoria ou co-autoria de artigo de divulgação, resumos ou opinião, publicado em revistas, boletins informativos, anais ou jornais, na subárea do concurso (pontos por artigo, limitado ao total de 2,0 pontos)

0,08

21) Patente registrada, (ou depositada), como primeiro autor (pontos por patente).

1,6

22) Patente registrada, (ou depositada), como segundo ou demais autores (pontos por patente).

0,8

23) Autoria de desenvolvimento de tecnologias (produtos e processos) na forma de variedades/cultivares, híbridos, clones, raças, tipos, processos agroindustriais, práticas e processos agropecuários, softwares patenteados, insumos agropecuários, máquinas e equipamentos, metodologias científicas.

0,8

24) Co-autoria de desenvolvimento de tecnologias (produtos e processos) na forma de variedades/cultivares, híbridos, clones, raças, tipos, processos agroindustriais, práticas e processos agropecuários, softwares patenteados, insumos agropecuários, máquinas e equipamentos, metodologias científicas.

0,4

25) Autoria de publicações seriadas (circulares, boletins e comunicados técnicos, documentos, sistemas de produção, recomendações técnicas), vídeos e softwares na subárea do concurso. (pontos por publicação)

0,8

26) Co-autoria de publicações seriadas (circulares, boletins e comunicados técnicos, documentos, sistemas de produção, recomendações técnicas), vídeos e softwares na subárea do concurso. (pontos por publicação)

0,4

IV - Atividades de Ensino e Transferência de Tecnologia nos últimos 5 anos (pontuação máxima= 20 pontos)

27) Atividade docente em instituição de ensino superior, em cursos de graduação, extensão, aperfeiçoamento, especialização ou pós-graduação, na área ou subárea do concurso. (pontos por semestre letivo completo)

0,75

28) Orientação de tese de doutorado aprovada. (pontos por tese)

1,5

29) Orientação de dissertação de mestrado aprovada. (pontos por dissertação).

0,75

30) Orientação de alunos de graduação. (pontos por aluno/semestre)

0,25

31) Organização de eventos (congressos, simpósios e workshops). (pontos por evento)

0,15

V - Outras atividades nos últimos 5 anos (pontuação máxima= 10 pontos)

32) Consultoria técnica prestada a órgão público ou privado. (pontos por consultoria).

0,05

33) Atividades de direção, gerência, coordenação ou supervisão de áreas, setores ou programas. (pontos por semestre)

0,1

34) Atividade profissional de nível superior, relacionada com a subárea de conhecimento. (pontos por semestre)

0,25

35) Atividades de pesquisa em nível de Pós-doutoramento, devidamente comprovadas. (pontos por semestre)

0,5

36) Participação em comitês, comissões, bancas ou similares. (pontos por comitê)

0,05

15.11. Para os documentos do item I da Tabela (Formação acadêmica e treinamento), o candidato deverá atender às especificações abaixo:

15.11.1.Os documentos de Títulos que forem representados por diplomas ou certificados/certidões de conclusão de curso deverão estar devidamente registrados, acompanhados do respectivo histórico escolar, bem como deverão ser expedidos por Instituição Oficial ou reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), em papel timbrado, contendo carimbo e identificação da instituição e do responsável pela expedição do documento.

15.11.2. Serão aceitos somente declarações ou atestados de conclusão dos documentos solicitados como títulos, prêmio à atividade intelectual, técnica ou científica, curso de extensão ou treinamento, em papel timbrado, com carimbo da Instituição e do responsável pela expedição do documento, desde que acompanhados do respectivo histórico escolar, quando for o caso.

15.11.3. Os certificados expedidos em língua estrangeira deverão vir acompanhados pela correspondente tradução para a Língua Portuguesa, efetuada por tradutor juramentado ou pela revalidação dada pelo órgão competente.

15.11.4. Os cursos deverão estar autorizados pelos órgãos competentes.

15.12. Para os itens II (Produção Científica nos últimos 5 anos) e III (Produção Técnica nos últimos 5 anos) da Tabela, o candidato deverá apresentar documentos comprobatórios do título como: cópia da capa, contracapa com o registro do ISBN em caso de autoria ou co-autoria de livro, cópias das publicações (artigos, capítulo de livro) e demais documentos contendo o nome do candidato, cópias das declarações, certidões, projetos, patentes/pedidos relacionados com o número de produtos e processos com base em tecnologias específicas desenvolvidos pelo candidato e registros em órgãos competentes.

15.13. Para os documentos dos itens IV (Atividades de Ensino e Transferência de Tecnologia nos últimos 5 anos) e V (Outras atividades nos últimos 5 anos) da Tabela, o candidato deverá atender às condições abaixo:

a) cópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS (folha de identificação onde constam número e série, e folha de contrato de trabalho) acompanhada obrigatoriamente de declaração do empregador onde consta claramente a identificação da disciplina realizada, o período inicial e o final (ou até a data atual, quando for o caso) do mesmo e descrição das atividades executadas;

b) cópia de certidão ou declaração, no caso de órgão público, informando claramente o cargo ou emprego público, o serviço realizado, o período inicial e final (ou até a data atual, quando for o caso) do mesmo e descrição das atividades executadas;

c) cópia do contrato de prestação de serviços ou contrato social (demonstrando claramente o período inicial e final de validade no caso destes dois últimos) ou recibo de pagamento de autônomo - RPA (cópia do RPA referente ao mês de início e de término de realização do serviço) acompanhado, obrigatoriamente, de declaração do contratante ou responsável legal, onde consta claramente o local onde os serviços foram prestados, a identificação do serviço realizado, o período inicial e final (ou até a data atual, quando for o caso) do mesmo e descrição das atividades executadas;

d) cópia do contracheque referente ao mês de início e de término de realização do serviço acompanhada, obrigatoriamente, de declaração da instituição responsável pela contratação da mão-de-obra, onde conste claramente o local onde os serviços foram prestados, a identificação do serviço realizado, o período inicial e final (ou até a data atual, quando for o caso) do mesmo e descrição das atividades executadas;

e) cópia dos certificados/declarações contendo o nome do candidato;

15.13.1. Os documentos relacionados no item 15.13, opções "a", "b" e "d", deverão ser emitidos pelo setor de pessoal ou recursos humanos ou por outro setor da empresa, devendo estar devidamente datados e assinados, sendo obrigatória a identificação do cargo e da pessoa responsável pela assinatura. A declaração mencionada na opção "c" deverá ser emitida pelo contratante.

15.13.2. Os documentos relacionados no item 15.13 que fazem menção a períodos deverão permitir identificar claramente o período inicial e final da realização do serviço, não sendo assumido implicitamente que o período final seja a data atual.

15.13.3. Serão desconsiderados os documentos relacionados no item 15.13 e nos subitens 15.13.1 e 15.13.2 que não contenham todas as informações relacionadas e/ou não permitam uma análise precisa e clara da experiência profissional do candidato. Não será computada, como experiência profissional, o tempo de trabalho voluntário, de estágio, de monitoria ou de bolsa de estudo.

15.13.4 Os demais títulos não contemplados nessas especificações deverão ser comprovados por meio de declarações, certificados, atestados, outros, desde de que atendam aos critérios de clareza e legalidade definidos nas opções anteriores.

15.14. Tempo concomitante de experiência profissional será considerado, para pontuação, apenas 1 (uma) única vez na mesma alínea.

15.15. Para receber a pontuação relativa aos títulos relacionados nos itens II e III da Tabela de Títulos, o candidato deverá entregar original ou cópia legível da publicação, que deverá conter o nome do candidato.

15.16. Não será computado, como experiência profissional, o tempo de estágio, de monitoria, de bolsa de estudo, de pós-doutoramento ou de recém-doutor.

15.17. Diplomas e certificados expedidos no exterior somente serão considerados quando revalidados por instituição de ensino superior no Brasil.

15.18. Não serão aceitos comprovantes de conclusão parcial de cursos.

15.19. Será desconsiderado o título declarado no currículo, no ato da inscrição, que não for comprovado por meio de apresentação de documentação.

XVI - DA CLASSIFICAÇÃO FINAL DOS CANDIDATOS

16.1. A Nota Final de cada candidato será igual:

16.1.1. Para o cargo de Pesquisador Classe A: ao somatório dos pontos obtidos na prova objetiva acrescidos dos pontos atribuídos nas provas discursiva, de inglês, oral e títulos.

16.1.2. Para o cargo de Pesquisador Classe B: ao somatório dos pontos obtidos na prova objetiva acrescidos dos pontos atribuídos nas provas discursiva, de inglês e títulos.

16.1.3. Para o cargo de Analista Classe A: ao somatório dos pontos obtidos na prova objetiva acrescidos dos pontos atribuídos nas provas discursiva e de inglês ou de espanhol.

16.1.4. Para os cargos de Analista Classe B e Assistente Classe A: ao somatório dos pontos obtidos na prova objetiva.

16.1.5. Para os cargos de Assistente Classe B e Assistente Classe C: ao somatório dos pontos obtidos na prova objetiva e prática, quando houver.

16.2. Os candidatos serão classificados por ordem decrescente da Nota Final, em lista de classificação por opção de cargo/área/subárea de atuação.

16.2.1. Serão elaboradas duas listas de classificação, uma geral, por região (cargo/área/subárea de atuação), com a relação de todos os candidatos aprovados, incluindo os portadores de necessidades especiais e uma especial, por região, com a relação apenas dos candidatos portadores de necessidades especiais.

16.3. O resultado do Concurso estará disponível para consulta no site do Instituto Cetro (www.institutocetro.org.br) e caberá recurso nos termos do Capítulo XVII - DOS RECURSOS deste Edital.

16.4. Após o julgamento dos recursos, eventualmente interpostos, será publicada lista de Classificação Final, não cabendo mais recursos.

16.5. A lista de Classificação Final será publicada no site do Instituto Cetro (www.institutocetro.org.br) e no Diário Oficial da União.

16.6. Serão publicados no Diário Oficial da União apenas os resultados dos candidatos aprovados no Concurso.

16.6.1. O resultado geral do Concurso poderá ser consultado no site do Instituto Cetro pelo prazo de 3 (três) meses, a contar da data de publicação da Classificação Final/Homologação.

16.7. No caso de igualdade na classificação final, dar-se-á preferência sucessivamente ao candidato que:

16.7.1. Tiver idade igual ou superior a sessenta anos, até o último dia de inscrição neste Concurso, conforme artigo 27, parágrafo único, do Estatuto do Idoso;

16.7.2. Obtiver maior número de acertos em Conhecimentos Específicos;

16.7.3. Obtiver maior número de acertos em Língua Portuguesa;

16.7.4. Obtiver maior número de acertos em Metodologia da Pesquisa, quando for o caso;

16.7.5. Obtiver maior número de acertos em Plano Diretor da Embrapa;

16.7.6. Obtiver maior número de acertos em Língua Inglesa, quando for o caso;

16.7.7. Obtiver maior número de acertos em Noções de informática, quando for o caso;

16.7.8. Obtiver maior número de acerto em Raciocínio Lógico, quando for o caso;

16.7.9. Obtiver maior número de acerto em Matemática, quando for o caso;

16.7.10. Obtiver maior número de acerto em Matemática/Raciocínio Lógico, quando for o caso;

16.7.11. Tiver maior idade, para os candidatos não alcançados pelo Estatuto do Idoso.

XVII - DOS RECURSOS

17.1. Será admitido recurso quanto à aplicação e resultado preliminar das provas objetivas, discursivas, inglês ou espanhol, práticas, avaliação de títulos e divulgação dos gabaritos.

17.2. Os recursos poderão ser interpostos no prazo máximo de 2 (dois) dias úteis, contados a partir da divulgação.

17.3. Os recursos interpostos que não se refiram especificamente aos eventos aprazados não serão apreciados.

17.4. O recurso deverá ser individual, devidamente fundamentado e conter o nome no Concurso Público, nome e assinatura do candidato, número de inscrição, código de opção, endereço, telefone de contato e o seu questionamento.

17.5. Os recursos interpostos que não se refiram especificamente aos eventos aprazados não serão apreciados.

17.6. Os recursos deverão ser interpostos exclusivamente via internet, ao Instituto Cetro por meio de acesso facultado no site www.institutocetro.org.br e o candidato deverá seguir as instruções ali contidas.

17.6.1. O formulário de recursos estará disponível no site do Instituto Cetro a partir das 09h do primeiro dia útil subsequente da data do evento, permanecendo disponível até as 18h do último dia, conforme prazo estabelecido no item 17.2.

17.6.2. Admitir-se-á um único recurso por candidato, para cada evento referido no item 17.1.

17.7. A interposição dos recursos não obsta o regular andamento do cronograma do Concurso.

17.8. Não serão aceitos recursos interpostos por correspondência (Sedex, AR, Telegrama etc.), fac-símile, telex ou outro meio que não seja o estabelecido no item 17.1.

17.9. O ponto relativo a uma questão eventualmente anulada será atribuído a todos os candidatos.

17.9.1. Caso haja procedência de recurso interposto dentro das especificações, poderá, eventualmente, alterar a classificação inicial obtida pelo candidato para uma classificação superior ou inferior ou ainda poderá ocorrer a desclassificação do candidato que não obtiver nota mínima exigida para aprovação.

17.9.2. Depois de julgados todos os recursos apresentados, será publicado o resultado final do Concurso, com as alterações ocorridas em face do disposto no subitem 17.9.1, acima.

17.10. Não serão apreciados os Recursos que forem apresentados:

17.10.1. em desacordo com as especificações contidas neste Capítulo;

17.10.2. fora do prazo estabelecido;

17.10.3. sem fundamentação lógica e consistente; e

17.10.4. com argumentação idêntica a outros recursos.

17.11. Em hipótese alguma será aceito revisão de recurso, recurso do recurso ou recurso de gabarito final definitivo.

17.12. A banca examinadora constitui última instância para recurso, sendo soberana em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos adicionais.

XVIII - DA CONTRATAÇÃO

18.1. A contratação dos candidatos obedecerá rigorosamente a ordem de classificação dos candidatos aprovados, de acordo com a opção indicada no ato da inscrição, e observada a necessidade da Embrapa e o limite fixado pela Constituição e Legislação Federal com despesa de pessoal.

18.2. A aprovação e a classificação final geram, para o candidato, apenas a expectativa de direito à contratação. A Embrapa reserva-se o direito de proceder às contratações em número que atenda ao interesse e às necessidades do serviço, dentro do prazo de validade do Concurso Público.

18.3. Os candidatos que vierem a ser convocados para admissão na Embrapa assinarão contrato de trabalho que se regerá pelos preceitos da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT.

18.3.1. A contratação será de caráter experimental nos primeiros 90 (noventa) dias, ao término do qual, se o desempenho profissional for satisfatório, o contrato prorrogar-se-á por prazo indeterminado.

18.3.2. Durante a vigência do período de experiência, o candidato que não atender as expectativas da Embrapa terá rescindido o seu contrato de trabalho e receberá todas as parcelas remuneratórias devidas na forma da lei.

18.3.3. Os candidatos admitidos poderão executar outras tarefas inerentes ao conteúdo ocupacional da área/subárea de atuação, ou relativas à formação/experiência específica, conforme normativos internos.

18.4. Por ocasião da convocação que antecede a contratação, os candidatos classificados deverão apresentar documentos originais, acompanhados de uma cópia que comprovem os requisitos para provimento e que deram condições de inscrição, estabelecidas no presente Edital.

18.4.1. A convocação de que trata o item anterior será realizada através de carta via sedex e o candidato deverá apresentar-se à Embrapa na data estabelecida no mesmo.

18.5. Os candidatos terão o prazo máximo de 3 (três) dias contados da data do recebimento da correspondência (convocação/convite) para manifestar aceite ou desistência sobre a contratação.

18.5.1. O candidato terá o prazo máximo de até 30 (trinta) dias corridos, improrrogáveis, contados a partir da data do "aceite", para apresentação dos documentos discriminados a seguir: Cédula de identidade (RG) expedida por órgão competente; Carteira de Trabalho e Previdência Social; Título de eleitor (com os comprovantes de votação da última eleição); CPF - Cadastro de Pessoa Física (verificar se o cadastro não está desativado junto à Receita Federal); Comprovante de serviço militar (caso seja do sexo masculino); PIS ou PASEP (caso não seja o primeiro emprego); Comprovante de escolaridade na forma solicitada pelo Edital do Concurso Público. Diploma de conclusão do Ensino Superior, mestrado ou doutorado, devidamente registrado pelo MEC ou por outro órgão com delegação para tal. Para os diplomas obtidos fora do país nos cursos de graduação e pós-graduação stricto sensu ou lato sensu com o devido reconhecimento Federal ou de universidade brasileira; 1 (uma) foto 3/4 colorida; Comprovação de estado civil: Certidão de Nascimento ou de Casamento, Declaração de União Estável, Averbação de Divorciado ou Separação; Certidão de Nascimento dos filhos e dependentes legais; Cópia da caderneta de vacinação dos filhos com idade até 5 anos (somente para o cargo de Assistente Classe C); Para crédito do salário, informar nome do banco (CREDIEMBRAPA, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Banco Real, UNIBANCO ou Itaú), número da conta corrente, número e nome da agência bancária; Registro no Conselho de Classe e quitação com o órgão correspondente, se houver; Curriculum Vitae, para o candidato que irá ocupar cargo de nível superior; Comprovantes de experiência profissional, conforme o edital que regulamentou o concurso público.

18.5.2. Caso haja necessidade, a Embrapa poderá solicitar outros documentos complementares.

18.5.3. Não serão aceitos, no ato da convocação e/ou contratação, protocolos ou cópias dos documentos exigidos. As cópias somente serão aceitas se estiverem acompanhadas do original.

18.5.4. O candidato aprovado no Concurso Público e convocado para a contratação poderá desistir, uma única vez, mediante renúncia a sua convocação. Será posicionado em último lugar da lista dos aprovados, aguardando nova convocação, que poderá ser ou não efetivada no período de validade no Concurso Público.

18.5.5. O não comparecimento, quando convocado implicará a exclusão do candidato e desclassificação em caráter irrevogável e irretratável no Concurso Público, fato comprovado pela empresa através de Termo de Convocação e Aviso de Recebimento.

18.6. O candidato classificado no Concurso Público se obriga a manter atualizado o endereço perante a Embrapa.

18.7. Obedecida à ordem de classificação, os candidatos convocados serão submetidos a exame-médico, que avaliará sua capacidade física e mental no desempenho das tarefas pertinentes ao emprego público a que concorrem.

18.7.1. As decisões do Serviço Médico da Embrapa, de caráter eliminatório para efeito de contratação, são soberanas e delas não caberá qualquer recurso.

18.7.2. A perícia pré-admissional para pessoas com necessidades especiais deve ser promovida pela Embrapa, por ocasião da realização dos exames médicos admissionais.

18.7.3. Caso o candidato aceite a convocação/convite e após realizados os exames médicos admissionais desista da posse, arcará com as custas médicas mais os exames realizados.

18.8. Não será contratado o candidato habilitado que fizer, em qualquer documento, declaração falsa, inexata para fins de contratação e não possuir os requisitos mínimos exigidos no Edital, na data de convocação da apresentação da documentação.

18.9. Para suprir região que não obteve candidatos aprovados nas vagas disponibilizadas, a Embrapa reserva-se do direito de convidar candidato aprovado e classificado em outra opção de região, obedecendo o critério de maior pontuação no cargo/área/subárea de atuação. Não sendo de interesse do candidato, este não será excluído do Concurso Público, assinando, no entanto, o Termo de Desistência da região oferecida, permanecendo no cadastro de reserva na mesma classificação, até eventual surgimento de vaga na região em que foi classificado.

18.10. O candidato que aceitar prover vaga em região da Embrapa, diversa da região de sua opção, perderá, automaticamente, o direito de ser convocado para a região de opção em que foi classificado.

18.11. Os candidatos arcarão com todas as despesas resultantes de seus deslocamentos, bem como as despesas de transporte pessoal, de seus familiares e mobiliários, em caso de aceitação de vaga em outra região, que implique em mudança de domicílio.

18.12. A contratação não gera estabilidade ou direitos correlatos.

18.13. O candidato contratado permanecerá na Unidade em que for lotado, por um período mínimo de 5 (cinco) anos, sendo que eventuais pedidos de transferências, dentro do prazo acima estabelecido, serão sumariamente arquivados, ressalvados os casos de interesse da Embrapa. Os pedidos de transferências encaminhados, após os primeiros 5 (cinco) anos, poderão ser ou não atendidos a exclusivo critério da Embrapa.

18.14. O empregado do quadro da Embrapa que se candidatou em uma Região distinta da qual está localizada sua atual lotação e que for aprovado e classificado neste concurso público será lotado na Região de sua candidatura e, apenas a critério da Diretoria Executiva, poderá ser mantido em sua lotação atual, desde que esta não conte com cadastro reserva para o mesmo cargo, área e subárea de candidatura do empregado.

XIX - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

19.1. As convocações para prestação das provas e resultados serão publicados no Diário Oficial da União e divulgados no endereço eletrônico www.institutocetro.org.br. É de responsabilidade do candidato acompanhar estas publicações.

19.2. A Embrapa e o Instituto Cetro se eximem das despesas com viagens, estadia, transporte ou outros custos pessoais do candidato em quaisquer das fases do Concurso Público.

19.3. Todos os cálculos de notas descritos neste edital serão realizados com duas casas decimais, arredondando-se para cima sempre que a terceira casa decimal for maior ou igual a cinco.

19.4. Não será fornecido ao candidato qualquer documento comprobatório de classificação no Concurso Público, valendo para esse fim, a homologação publicada no Diário Oficial da União.

19.5. A inexatidão das afirmativas e/ou irregularidades dos documentos apresentados, mesmo que verificadas a qualquer tempo, em especial na ocasião da nomeação, acarretarão a nulidade da inscrição e desclassificação do candidato, com todas as suas decorrências, sem prejuízo de medidas de ordem administrativa, civil e criminal.

19.6. Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos enquanto não consumada a providência ou evento que lhe disser respeito, até a data da convocação dos candidatos para a prova correspondente, circunstância que será mencionada em Edital ou aviso a ser publicado no Diário Oficial da União.

19.7. O candidato se obriga a manter atualizado o endereço perante o Instituto Cetro, situado na Av. Paulista, 2001 - 13º andar - Cerqueira César - São Paulo/SP, CEP 01311-300, até a data de publicação da homologação do resultado final do Concurso e, após esta data, junto à Embrapa, situada no Parque Estação Biológica - PqEB, Final da W3 - Norte, Edifício Sede, Brasília - DF, CEP 70770- 901, devendo constar no envelope de encaminhamento a frase "atualização de endereço para o Concurso EMBRAPA/2009".

19.8. É de responsabilidade do candidato manter atualizados seu endereço e telefone, até que se expire o prazo de validade do Concurso, para viabilizar os contatos necessários, sob pena de, quando for chamado, perder o prazo para contratação, caso não seja localizado.

19.9. O Instituto Cetro e a Embrapa não se responsabilizam por eventuais prejuízos ao candidato decorrentes de:

19.9.1. Endereço não atualizado.

19.9.2. Correspondência devolvida pela ECT por razões diversas de fornecimento e/ou endereço errado do candidato.

19.9.3. Correspondência recebida por terceiros.

19.10. A Embrapa e o Instituto Cetro não se responsabilizam por quaisquer cursos, textos, apostilas e outras publicações referentes a este Concurso.

19.11. Considerar-se-á, para efeito de aplicação e correção das provas, a legislação vigente até a data de publicação deste Edital.

19.12. O provimento dos cargos ficará a critério da Administração e obedecerá, rigorosamente, à ordem de classificação, conforme a opção feita, no ato da inscrição, pelo candidato.

19.12.1. Os candidatos aprovados, conforme disponibilidade de vagas, terão sua nomeação publicada no Diário Oficial da União.

19.13. Os casos omissos serão resolvidos conjuntamente entre a Embrapa e o Instituto CETRO, no que se refere à realização deste Concurso.

19.14. Caberá à Embrapa a homologação dos resultados finais do Concurso Público.

JOSÉ FAUSTINO DOS SANTOS FILHO

ANEXO I

O código da opção, a opção (a região, o local de exercício, a área de atuação, a subárea e os requisitos), as vagas, a taxa de inscrição e a remuneração inicial são os estabelecidos a seguir:

Cargo: PESQUISADOR CLASSE A

Escolaridade: Nível Superior

TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 110,00

REMUNERAÇÃO INICIAL: R$ 7.419,96

CÓDIGO DE OPÇÃOOPÇÃOVAGAS
ÁREA DE ATUAÇÃOSUBÁREAREGIÃOREQUISITOS*
PESA010411041AGRICULTURA FAMILIARNorte DESENVOL- VIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIARDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Engenharia Agrícola e Doutorado em Desenvolvimento Rural Sustentável, principalmente em Agricultura Familiar ou Pequena Propriedade.1 + Cadastro
de Reserva
PESA010411205AGRICULTURA FAMILIARNorte DESENVOL- VIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIARDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Sociais ou Administração Rural ou Economia Rural ou Sociologia. Doutorado em Sociologia rural.1 + Cadastro
de Reserva
PESA010414083AGRICULTURA FAMILIARSudeste DESENVOL- VIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIARDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias ou Ciências Sociais ou Ciências Econômicas ou Geografia. Doutorado em Agroecologia ou Desenvolvimento Rural ou Desenvolvimento Sustentável ou Desenvolvimento Local ou Sociologia Rural ou Gestão Ambiental.1 + Cadastro
de Reserva
PESA010414324AGRICULTURA FAMILIARSudeste DESENVOL- VIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIARDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Geografia ou Economia ou Sociologia. Doutorado em Gestão Ambiental, com área de concentração em Agricultura e Avaliação de Impactos Socioambientais em Agroecossistemas.1 + Cadastro
de Reserva
PESA020165305AGROENERGIACentro-OesteAPROVEITA- MENTO DE CO-PRODUTOS E RESÍDUOS DA PRODUÇÃO DE AGROENERGIADiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia de Materiais ou Física ou Química. Doutorado em Ciências de Materiais.1 + Cadastro
de Reserva
PESA020165476AGROENERGIACentro-OesteAPROVEITA- MENTO DE CO-PRODUTOS E RESÍDUOS DA PRODUÇÃO DE AGROENERGIADiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Química ou Química ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica. Doutorado em Química ou Engenharia Química.1 + Cadastro
de Reserva
PESA021003473AGROENERGIASulPROCESSOS INDUSTRIAIS DE CONVERSÃO DE BIOMASSA EM ENERGIADiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Química ou Engenharia Florestal. Doutorado em processos termoquímicos ou química de biomassa.1 + Cadastro
de Reserva
PESA021004546AGROENERGIASudestePROCESSOS INDUSTRIAIS DE CONVERSÃO DE BIOMASSA EM ENERGIADiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Engenharia Química. Doutorado em Química ou Engenharia Química.1 + Cadastro
de Reserva
PESA021005417AGROENERGIACentro-OestePROCESSOS INDUSTRIAIS DE CONVERSÃO DE BIOMASSA EM ENERGIADiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Bioprocessos ou Engenharia Bioquímica ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Engenharia Química ou Química ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Engenharia de Alimentos. Doutorado em Engenharia de Bioprocessos ou Engenharia Bioquímica.1 + Cadastro
de Reserva
PESA021005432AGROENERGIACentro-OestePROCESSOS INDUSTRIAIS DE CONVERSÃO DE BIOMASSA EM ENERGIADiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Processos ou Engenharia Química ou Engenharia Mecânica ou Engenharia de Produção ou Química Industrial. Doutorado em Engenharia de Processos ou Engenharia Química.1 + Cadastro
de Reserva
PESA021005453AGROENERGIACentro-OestePROCESSOS INDUSTRIAIS DE CONVERSÃO DE BIOMASSA EM ENERGIADiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Agronomia ou Produção Vegetal ou Fitotecnia, com área de concentração em carbonização de biomassa.1 + Cadastro
de Reserva
PESA021005479AGROENERGIAPROCESSOS INDUSTRIAIS DE CONVERSÃO DE BIOMASSA EM ENERGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Química ou Química ou Química Industrial. Doutorado em Engenharia Química ou Química Industrial ou Tecnologia Química.1 + Cadastro de Reserva
PESA021105095AGROENERGIAQUALIDADE DE INSUMOS E PRODUTOS DE PROCESSOS DA AGROENERGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Biologia ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Química ou Física. Doutorado em Química Analítica ou Físico-Química ou Análise Química com área de concentração em Análise Instrumental / Métodos Cromatográficos.1 + Cadastro de Reserva
PESA021105098AGROENERGIAQUALIDADE DE INSUMOS E PRODUTOS DE PROCESSOS DA AGROENERGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Biologia ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Química. Doutorado em Química Analítica ou Química Orgânica ou Análise Química (área de concentração: Análise Instrumental / Métodos Cromatográficos).1 + Cadastro de Reserva
PESA021105099AGROENERGIAQUALIDADE DE INSUMOS E PRODUTOS DE PROCESSOS DA AGROENERGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Biologia ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Química. Doutorado em Química Analítica ou Química Orgânica ou Análise Química com área de concentração em Análise Instrumental / Caracterização de Biomassa.1 + Cadastro de Reserva
PESA021105100AGROENERGIAQUALIDADE DE INSUMOS E PRODUTOS DE PROCESSOS DA AGROENERGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Biologia ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Química. Doutorado em Química Analítica ou Química Orgânica ou Análise Química com área de concentração em Análise Instrumental / Espectrometria de Massas.1 + Cadastro de Reserva
PESA021105101AGROENERGIAQUALIDADE DE INSUMOS E PRODUTOS DE PROCESSOS DA AGROENERGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Biologia ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Química. Doutorado em Química Analítica ou Química Orgânica ou Análise Química ou Análise Instrumental.1 + Cadastro de Reserva
PESA021291027AGROENERGIASISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS DE BIOMASSA PARA ENERGIANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica com Doutorado em Agronomia ou Produção Vegetal ou Fitotecnia (ênfase em desenvolvimento de sistemas de produção).1 + Cadastro de Reserva
PESA021291246AGROENERGIASISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS DE BIOMASSA PARA ENERGIANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Produção Vegetal ou Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA021291462AGROENERGIASISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS DE BIOMASSA PARA ENERGIANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal. Doutorado em Ciência Florestal com ênfase em silvicultura.1 + Cadastro de Reserva
PESA021293387AGROENERGIASISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS DE BIOMASSA PARA ENERGIASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Produção Vegetal ou Fitotecnia, com área de concentração em desenvolvimento de sistemas de produção.1 + Cadastro de Reserva
PESA021295240AGROENERGIASISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS DE BIOMASSA PARA ENERGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Fitotecnia ou Produção Vegetal ou Agronomia.1 + Cadastro de Reserva
PESA021295452AGROENERGIASISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS DE BIOMASSA PARA ENERGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Produção Vegetal ou Fitotecnia (ênfase em produção de biomassa, culturas agroenergéticas e sistemas de produção).1 + Cadastro de Reserva
PESA030211028BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOINFORMÁTICANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Biologia ou Ciências Biológicas. Doutorado em Bioinformática.1 + Cadastro de Reserva
PESA030211195BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOINFORMÁTICANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Farmácia ou Química ou Física ou Físico-química ou Bioquímica. Doutorado em Bioinformática.1 + Cadastro de Reserva
PESA030214585BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOINFORMÁTICASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de matemática, ciência da computação; analista de sistemas; engenharias; física; biologia; ciências agrárias, ciências médicas ou veterinárias (ciências exatas). Doutorado em bioinformática e experiência de seis meses em análise de dados genômicos.1 + Cadastro de Reserva
PESA030215069BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOINFORMÁTICACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Biologia ou Ciências Biológicas, ou Agronomia ou Ciências Agronômicas ou Ciências da Computação. Doutorado em Bioinformática.1 + Cadastro de Reserva
PESA030225120BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA À CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS.Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Biologia Celular ou Fisiologia Celular.1 + Cadastro de Reserva
PESA030225121BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA À CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS.Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Biotecnologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA030225256BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA À CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS.Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica. Doutorado em genética molecular ou genética e melhoramento de plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA030225401BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA À CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS.Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Biologia Molecular.1 + Cadastro de Reserva
PESA030225404BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA À CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS.Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Microbiologia, Genética de Microorganismos ou Biologia Molecular.1 + Cadastro de Reserva
PESA030233389BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA A PROCESSOS PRÉ- INDUSTRIAIS E INDUSTRIAISSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em sistemas de produção de uva, vinho e fruteiras de clima temperado.1 + Cadastro de Reserva
PESA030235068BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA A PROCESSOS PRÉ-INDUSTRIAIS E INDUSTRIAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Biologia ou Agronomia. Doutorado em micropropagação em Cultura de Tecidos.1 + Cadastro de Reserva
PESA030235096BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA A PROCESSOS PRÉ-INDUSTRIAIS E INDUSTRIAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Biologia ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Química. Doutorado em Engenharia de Enzimas.1 + Cadastro de Reserva
PESA030235097BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA A PROCESSOS PRÉ- INDUSTRIAIS E INDUSTRIAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Biologia ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Química. Doutorado em Enzimologia ou Bioquímica de Enzimas.1 + Cadastro de Reserva
PESA030242512BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA AO MELHORAMENTO GENÉTICO ANIMALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia ou Engenharia Agronômica com doutorado em Melhoramento animal .1 + Cadastro de Reserva
PESA030243515BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA AO MELHORAMENTO GENÉTICO ANIMALSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em Biologia Molecular.1 + Cadastro de Reserva
PESA030251235BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA AO MELHORAMENTO GENÉTICO VEGETALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Biologia Molecular ou Genética Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA030252295BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA AO MELHORAMENTO GENÉTICO VEGETALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas. Doutorado em Melhoramento Genético Vegetal ou Genética Vegetal ou Biologia Molecular Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA030252311BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA AO MELHORAMENTO GENÉTICO VEGETALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica. Doutorado em melhoramento genético, com ênfase no desenvolvimento de biorreatores e biofábricas.1 + Cadastro de Reserva
PESA030254082BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA AO MELHORAMENTO GENÉTICO VEGETALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias ou Biologia. Doutorado em Melhoramento Vegetal, com área de concentração em Pastagens.1 + Cadastro de Reserva
PESA030255174BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA AO MELHORAMENTO GENÉTICO VEGETALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Fisiologia Vegetal ou Botânica área de concentração Cultura de Tecidos de Plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA030255188BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA AO MELHORAMENTO GENÉTICO VEGETALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Engenharia Biológica. Doutorado em Biotecnologia ou Genética Vegetal ou Melhoramento Genético Vegetal ou Microbiologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA030263400BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIORREMEDIAÇÃOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Microbiologia Ambiental com área de concentração em biorremediação ou biomagnificação ambiental ou tratamento biológico de resíduos e efluentes.1 + Cadastro de Reserva
PESA031344392BIOLOGIA AVANÇADA APLICADATECNOLOGIAS DE LARGA ESCALA - GENÔMICA, PROTEÔMICA, TRANSCRIPTÔMICA, METABOLÔMICA, ENTRE OUTRASSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado envolvendo o tema microbiologia ambiental, com ênfase em biologia molecular.1 + Cadastro de Reserva
PESA031345094BIOLOGIA AVANÇADA APLICADATECNOLOGIAS DE LARGA ESCALA - GENÔMICA, PROTEÔMICA, TRANSCRIPTÔMICA, METABOLÔMICA, ENTRE OUTRASCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Biologia ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Química ou Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Engenharia Metabólica de Plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA031345125BIOLOGIA AVANÇADA APLICADATECNOLOGIAS DE LARGA ESCALA - GENÔMICA, PROTEÔMICA, TRANSCRIPTÔMICA, METABOLÔMICA, ENTRE OUTRASCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Medicina Veterinária ou Biotecnologia ou Ciências Físicas e Ciências Biomoleculares ou Ciências Moleculares ou Zootecnia. Doutorado em ciências biológicas, ciência animal, ciências veterinárias, imunologia, biologia molecular, sanidade animal ou engenharia molecular/genética de patógenos de animais, com ênfase em Biotecnologia aplicada à saúde animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA031345406BIOLOGIA AVANÇADA APLICADATECNOLOGIAS DE LARGA ESCALA - GENÔMICA, PROTEÔMICA, TRANSCRIPTÔMICA, METABOLÔMICA, ENTRE OUTRASCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas. Doutorado em Biologia Molecular Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA050172134CO-PRODUTOS E RESÍDUOSAPROVEITAMENTO DE RESÍDUOS E CO-PRODUTOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Exatas e da Terra. Doutorado em Engenharia Química ou Engenharia de Produção, com área de concentração em Tecnologia do Couro.1 + Cadastro de Reserva
PESA050174549CO-PRODUTOS E RESÍDUOSAPROVEITAMENTO DE RESÍDUOS E CO-PRODUTOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Farmácia ou Engenharia Química ou Engenharia Agronômica ou Engenharia de Alimentos ou Engenharia de Produção. Doutorado na área de Ciência de Alimentos ou Tecnologia de Alimentos ou Engenharia de Alimentos ou Engenharia Química.1 + Cadastro de Reserva
PESA050363248CO-PRODUTOS E RESÍDUOSDESENVOLVIMENTO DE NOVOS PRODUTOS E INSUMOS AGROPECUÁRIOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Bacharelado em Química ou Química Industrial ou Engenharia Química. Doutorado em Química com área de concentração em síntese orgânica.1 + Cadastro de Reserva
PESA050364535CO-PRODUTOS E RESÍDUOSDESENVOLVIMENTO DE NOVOS PRODUTOS E INSUMOS AGROPECUÁRIOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Engenharia Química ou Engenharia de Processos ou Engenharia de Alimentos ou Ciências dos Alimentos ou Ciência e Tecnologia de Alimentos. Doutorado em Bioquímica ou Engenharia de Alimentos ou Ciências dos Alimentos ou Ciência e Tecnologia de Alimentos ou Engenharia bioquímica ou Tecnologia de Processos.1 + Cadastro de Reserva
PESA051112475CO-PRODUTOS E RESÍDUOSQUALIDADE E REUSO DA ÁGUA, EFLUENTES E RESÍDUOS DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA E AGROINDUSTRIALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Química ou Química ou Bioquímica ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental. Doutorado em química ambiental.1 + Cadastro de Reserva
PESA080102310GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Econômica ou Engenharia de Processos ou Engenharia de Serviços. Doutorado em Agronomia, Economia, Economia Rural, Sociologia ou Sociologia Rural.1 + Cadastro de Reserva
PESA080102396GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Ambiental ou Engenharia Agrícola ou Logística para o Agronegócio. Doutorado em Engenharia Econômica ou Ciências Sociais ou Ciências dos Alimentos ou Meio Ambiente ou Recursos Hídricos.1 + Cadastro de Reserva
PESA080103153GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Ecologia ou Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica ou Medicina Veterinária. Doutorado em Economia Rural.1 + Cadastro de Reserva
PESA080103395GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Ambiental ou Engenharia Agrícola ou Educador em Geociências e Meio Ambiente e Doutorado em Agronomia, Economia, Economia Rural, Sociologia ou Sociologia Rural.1 + Cadastro de Reserva
PESA080103565GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Sociologia ou Ciências Sociais ou Economia ou Administração ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Sociologia Rural ou Desenvolvimento Territorial ou Antropologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA080105150GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Agronomia ou Engenharia Florestal ou Zootecnia ou Veterinária. Doutorado em Economia ou Agronomia ou Ciências Florestais.1 + Cadastro de Reserva
PESA080105154GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Economia ou Engenharia Agronômica com área de concentração em agronegócio ou questões rurais.1 + Cadastro de Reserva
PESA080105309GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Econômica ou Engenharia Biotecnológica ou Biotecnologia ou Engenharia de Processos ou Engenharia de Serviços. Doutorado em Agronomia, Economia, Economia Rural, Sociologia ou Sociologia Rural.1 + Cadastro de Reserva
PESA080585158GESTÃO DA INOVAÇÃOESTUDOS ESTRATÉGICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Sociologia ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Socioeconomia ou Economia ou Economia Rural ou Sociologia Rural. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Inovação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
PESA080664440GESTÃO DA INOVAÇÃOGESTÃO DA INFORMAÇÃOSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Elétrica ou Engenharia de Computação ou Ciência da Computação. Doutorado em Engenharia Elétrica ou Engenharia de Computação ou Ciência da Computação.1 + Cadastro de Reserva
PESA080735270GESTÃO DA INOVAÇÃOGESTÃO DE TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Sociais ou Engenharia Biotecnológica ou Biotecnologia. Doutorado em Administração, Agronomia, Economia, Sociologia, Psicologia Social ou Direito.1 + Cadastro de Reserva
PESA080742143GESTÃO DA INOVAÇÃOGESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Administração ou Agronomia ou Engenharia Ambiental ou Ecologia. Doutorado em Economia ou Economia Aplicada ou Economia Rural ou Administração ou Administração Rural ou Engenharia Ambiental ou Ecologia, área de concentração em Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação.1 + Cadastro de Reserva
PESA080745105GESTÃO DA INOVAÇÃOGESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica ou Ciências Agrárias ou Relações Internacionais. Doutorado em Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica ou Ciências Agrárias com área de concentração em relações internacionais.1 + Cadastro de Reserva
PESA080745106GESTÃO DA INOVAÇÃOGESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica ou Ciências Exatas ou da Terra. Doutorado em política científica e tecnológica ou gestão de ciência e tecnologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA080745108GESTÃO DA INOVAÇÃOGESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica ou Ciências Agrárias com área de concentração em Sistemas de Produção Agroenergéticas.1 + Cadastro de Reserva
PESA080745564GESTÃO DA INOVAÇÃOGESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Sociologia ou Administração ou Engenharia Agronômica ou Tecnologia da Informação ou Engenharia da Informação. Doutorado em Gestão do Conhecimento ou Gestão da Tecnologia da Informação. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Inovação ou Gestão do Conhecimento, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
PESA110095001GESTÃO ESTRATÉGICAANÁLISE DE IMPACTOS SÓCIO- ECONÔMICOSCentro-Oestea)Formação superior em Agronomia, Engenharia Agronômica e Engenharia Florestal ou Ambiental com Doutorado Socioeconomia, Economia, Economia Agrícola, Economia Florestal ou Ambiental, Economia Rural e Ecologia; ou,

b)Formação superior em Economia com Doutorado em Agronomia, Economia Agrícola, Economia Florestal, Economia Rural, com tema de tese voltado a Socioeconomia, Economia Agrícola, Economia Rural, Desenvolvimento Rural/Regional ou Agronegócio. O profissional deve ter formação comprovada na área quantitativa através de cursos de estatística, métodos quantitaitvos em geral e econometria.

1 + Cadastro de Reserva
PESA110395005GESTÃO ESTRATÉGICADESENVOLVIMENTO INSTITUCIONALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia ou Engenharia de Produção ou Engenharia Agronômica ou Psicologia ou Sociologia. Doutorado em Administração ou Economia ou Psicologia Organizacional ou Sociologia. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
PESA110745147GESTÃO ESTRATÉGICAGESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Administração ou Sociologia ou Psicologia ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Gestão Estratégica, com área de concentração em P&D&I. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
PESA150351481MECANIZAÇÃO, AUTOMAÇÃO E CONTROLEDESENVOLVIMENTO DE MÉTODOS ANALÍTICOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Química, Química ou Química Industrial. Doutorado em Química Analítica.1 + Cadastro de Reserva
PESA150551206MECANIZAÇÃO, AUTOMAÇÃO E CONTROLEEQUIPAMENTOS, MÁQUINAS E IMPLEMENTOS PARA SISTEMAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Mecânica. Doutorado em Mecanização Agrícola ou Engenharia agrícola.1 + Cadastro de Reserva
PESA150552282MECANIZAÇÃO, AUTOMAÇÃO E CONTROLEEQUIPAMENTOS, MÁQUINAS E IMPLEMENTOS PARA SISTEMAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Mecânica ou Engenharia de Produção Mecânica ou Engenharia de Instrumentação, Automação e Robótica ou Engenharia de Manutenção. Doutorado em Engenharia Agrícola ou Agronomia com área de concentração em Mecanização Agrícola ou Máquinas Agrícolas1 + Cadastro de Reserva
PESA150553170MECANIZAÇÃO, AUTOMAÇÃO E CONTROLEEQUIPAMENTOS, MÁQUINAS E IMPLEMENTOS PARA SISTEMAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Mecânica ou Engenharia Biotecnológica ou Engenharia de Automação e Controle e Engenharia da Qualidade. Doutorado em Máquinas Agrícolas ou Engenharia Mecânica ou Engenharia Agrícola.1 + Cadastro de Reserva
PESA150554279MECANIZAÇÃO, AUTOMAÇÃO E CONTROLEEQUIPAMENTOS, MÁQUINAS E IMPLEMENTOS PARA SISTEMAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia de Manufatura ou Engenharia de Instrumentação ou Engenharia Mecânica ou Mecânica de Precisão - Projetos. Doutorado em Mecanização Agrícola.1 + Cadastro de Reserva
PESA150554469MECANIZAÇÃO, AUTOMAÇÃO E CONTROLEEQUIPAMENTOS, MÁQUINAS E IMPLEMENTOS PARA SISTEMAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Mecânica ou Engenharia Mecatrônica ou Engenharia Eletrônica ou Engenharia Agrícola com conhecimento e experiência em técnicas de projetos voltadas ao desenvolvimento de máquinas e equipamentos. Doutorado em Engenharia Mecânica, Mecatrônica, Eletrônica ou Agrícola. Especialista em desenvolvimento de projetos de P&D&I, de caráter interdisciplinar e interinstitucional.1 + Cadastro de Reserva
PESA160571036MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ambiental com Doutorado em Socioeconomia ou Economia ou Economia Agrícola ou Economia Florestal ou Ambiental, ou Economia Rural e Ecologia. O profissional deve ter formação comprovada na área quantitativa através de cursos de estatística, métodos quantitativos em geral e econometria.1 + Cadastro de Reserva
PESA160571152MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Agronomia ou Matemática ou Engenharia Florestal ou Engenharia Econômica ou Engenharia Rural e Urbana. Doutorado em economia rural.1 + Cadastro de Reserva
PESA160571288MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Florestal ou Estatística ou Matemática Aplicada ou Matemática ou Matemática Computacional. Doutorado em econometria.1 + Cadastro de Reserva
PESA160571313MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ciências Biológicas ou Matemática Aplicada ou Matemática ou Matemática Computacional ou Estatística. Doutorado em Estatística ou Matemática Aplicada.1 + Cadastro de Reserva
PESA160571316MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Economia ou Engenharia Econômica. Doutorado em economia florestal.1 + Cadastro de Reserva
PESA160571317MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Engenharia Agrícola. Doutorado em Socioeconomia ou Economia ou Economia Agrícola ou Economia Rural (Área de concentração: Desenvolvimento Rural/Regional ou Agronegócio).1 + Cadastro de Reserva
PESA160571323MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Florestal ou Agronomia ou Economia. Doutorado em sócio-economia.1 + Cadastro de Reserva
PESA160571437MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Econômica ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ciências dos Alimentos ou Engenharia Agrícola. Doutorado em Economia.1 + Cadastro de Reserva
PESA160572159MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia. Doutorado em Economia.1 + Cadastro de Reserva
PESA160572172MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOS.NordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica com área de concentração em modelagem e simulação de sistemas de produção animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA160572179MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ciências da Natureza ou Ciências da Terra ou Análise e Desenvolvimento de Sistemas ou Tecnologia da Informação ou Engenharia de Produção. Doutorado em Ciências Agrárias com área de concentração em Modelagem e Simulação de Sistemas de Produção Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA160572277MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental. Doutorado em Economia Agrícola.1 + Cadastro de Reserva
PESA160573280MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Geofísica ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Ambiental e Urbana ou Ciências da Terra ou Hidráulica ou Engenharia Biofísica ou Engenharia Florestal ou Engenharia Geográfica. Doutorado em Agrometeorologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA160573303MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia de Alimentos ou Engenharia de Automação e Controle ou Engenharia de Computação ou Engenharia da Qualidade ou Engenharia Econômica. Doutorado em Economia ou Economia Agrícola ou Economia Rural ou Economia Aplicada ou Agronegócio.1 + Cadastro de Reserva
PESA160573435MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Econômica ou Agronomia. Doutorado em Economia com área de concentração em macroeconomia.1 + Cadastro de Reserva
PESA160573436MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Econômica ou Economia ou Engenharia Florestal ou Engenharia Urbana e Rural ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Agronomia com doutorado em Ciências Florestais ou Economia Rural.1 + Cadastro de Reserva
PESA160574079MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciência dos Alimentos ou Engenharia de Sistemas Eletrônicos ou Engenharia de Software ou Engenharia Ambiental. Doutorado em Engenharia, Matemática, Física ou Ciência da Computação. Doutorado em desenvolvimento de projetos de P&D&I, de caráter interdisciplinar e interinstitucional.1 + Cadastro de Reserva
PESA160574156MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Engenharia Econômica ou Física ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Biotecnológica ou Engenharia Ambiental. Doutorado em Economia ou Economia Aplicada ou Economia Agrícola.1 + Cadastro de Reserva
PESA160574182MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Doutorado em Engenharia Agrícola ou Agrometeorologia ou Produção Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA160574281MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Rural e Urbana. Doutorado em Economia Agrícola ou Economia Rural ou Economia Aplicada ou Agronegócio.1 + Cadastro de Reserva
PESA160574308MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Econômica ou Engenharia Agrícola. Doutorado em Economia ou Economia Agrícola.1 + Cadastro de Reserva
PESA160574318MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Engenharia Ambiental ou Ecologia ou Biologia ou Matemática/Estatística. Doutorado em engenharia agronômica ou agrometeorologia ou ecologia com área de concentração em modelagem de sistemas naturais ou agrícolas.1 + Cadastro de Reserva
PESA160574336MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Química. Doutorado no tema de Dinâmica de solutos e de contaminantes no solo.1 + Cadastro de Reserva
PESA160574438MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Econômica ou Estatística ou Matemática ou Engenharia Florestal ou Administração ou Engenharia Agronômica. Doutorado com área de concentração em valoração de serviços ambientais ligados à agricultura1 + Cadastro de Reserva
PESA160574451MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Ambiental ou Análise de Sistemas ou Engenharia de Produção. Doutorado em Ciências Florestais ou Ambientais com área de concentração em Modelagem sistemas naturais e manejo de sistemas florestais.1 + Cadastro de Reserva
PESA160574503MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Matemática ou Ciência da Computação ou Analista de sistemas ou Engenharia de Software ou Processamento de dados ou Tecnologia da Informação ou Física ou Engenharia Física ou Física Computacional, com doutorado em que tenha utilizado técnicas de modelagem e simulação.1 + Cadastro de Reserva
PESA160575006MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia ou Engenharia Econômica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental, com Doutorado em Socioeconomia ou Economia ou Economia Agrícola ou Economia Rural.1 + Cadastro de Reserva
PESA160575022MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Economia ou Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em Ciências Agronômicas ou Agronomia ou Zootecnia ou Produção Animal ou Economia Rural ou Socioeconomia ou Economia Agrícola ou Administração Rural ou Desenvolvimento Regional ou Eficiência e Competitividade de Cadeias Produtivas.1 + Cadastro de Reserva
PESA160575156MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia de Produção ou Engenharia Econômica ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Rural e Urbana. Doutorado em Economia ou Economia Agrícola ou Economia Rural ou Economia aplicada ao Agronegócio.1 + Cadastro de Reserva
PESA160575180MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Engenharia Geográfica ou Geofísica ou Hidráulica e Saneamento Ambiental ou Engenharia de Produção ou Engenharia Industrial Madeireira ou Ciências da Natureza ou Ciências da Terra. Doutorado em Engenharia Agrícola ou Agrometeorologia ou Produção Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA160575181MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Doutorado em Engenharia Agrícola ou Agrometeorologia ou Produção Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA160575249MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciência dos Alimentos ou Engenharia da Informação ou Engenharia de Bioprocessos ou Engenharia de Agrimensura ou Engenharia de Manutenção ou Engenharia de Produção ou Engenharia de Gestão Industrial ou Engenharia de Sistemas ou Informática. Doutorado em Engenharia Agronômica ou Ciência dos Alimentos ou Engenharia da Informação ou Engenharia de Bioprocessos ou Engenharia de Agrimensura ou Engenharia de Manutenção ou Engenharia de Produção ou Engenharia de Gestão Industrial ou Engenharia de Sistemas ou Informática.1 + Cadastro de Reserva
PESA160575272MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Economia ou Engenharia Econômica ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Ambiental e Rural ou Engenharia Agrícola. Doutorado em Economia Rural.1 + Cadastro de Reserva
PESA160575285MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola. Doutorado em Economia Agrícola.1 + Cadastro de Reserva
PESA160575492MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Física ou Ciências Físicas e Moleculares ou Engenharia Biofísica ou Engenharia de Gestão Industrial ou Engenharia de Sistemas ou Engenharia de Produção ou Matemática ou Matemática Aplicada ou Estatística. Doutorado em Matemática Aplicada ou Engenharia da Produção ou Pesquisa Operacional.1 + Cadastro de Reserva
PESA160884407MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSMÉTODOS ESTATÍSTICOS ESPAÇO-TEMPORAIS, GEOESTATÍSTICA, GEOMÁTICASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Cartográfica ou Geografia ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agrícola. Doutorado em Sensoriamento Remoto ou Geomática, com ênfase na análise de impactos sociais, econômicos e ambientais das atividades agroflorestais sobre o meio ambiente. Domínio das ferramentas convencionais de geoprocessamento e processamento de dados de sensoriamento remoto.1 + Cadastro de Reserva
PESA160885319MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSMÉTODOS ESTATÍSTICOS ESPAÇO-TEMPORAIS, GEOESTATÍSTICA, GEOMÁTICACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Engenharia Ambiental. Doutorado em estatística ou geociências ou áreas afins aos métodos quantitativos avançados, em área de concentração relacionada à geoestatística.1 + Cadastro de Reserva
PESA160891109MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSMÉTODOS QUANTITATIVOS EXPERIMENTAISNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica. Doutorado na área de estatística.1 + Cadastro de Reserva
PESA160894007MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSMÉTODOS QUANTITATIVOS EXPERIMENTAISSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia ou Estatística ou Física ou Matemática ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Doutorado em Estatística ou Engenharia ou Economia ou Física ou Matemática, com ênfase em Métodos Quantitativos e Estatística Aplicada.1 + Cadastro de Reserva
PESA160894133MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSMÉTODOS QUANTITATIVOS EXPERIMENTAISSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências dos Alimentos ou Engenharia Biotecnológica ou Biotecnologia ou Estatística ou Engenharia da Qualidade ou Engenharia de Gestão; Doutorado em Estatística Experimental. Especialista para o desenvolvimento de projetos de P & D & I, de caráter interdisciplinar e interinstitucional em Estatística Experimental. Domínio das áreas de planejamento e análise de experimentos, implementação e manutenção de banco de dados da pesquisa e levantamentos amostrais.1 + Cadastro de Reserva
PESA160895231MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSMÉTODOS QUANTITATIVOS EXPERIMENTAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia, Estatística ou Matemática. Doutorado em Estatística e Experimentação Agronômica ou Biometria ou Estatística aplicada.1 + Cadastro de Reserva
PESA160895276MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSMÉTODOS QUANTITATIVOS EXPERIMENTAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Estatística. Doutorado em Estatística Experimental.1 + Cadastro de Reserva
PESA160895486MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSMÉTODOS QUANTITATIVOS EXPERIMENTAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Estatística ou Matemática ou Química. Doutorado em Estatística Experimental.1 + Cadastro de Reserva
PESA160895575MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSMÉTODOS QUANTITATIVOS EXPERIMENTAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Estatística ou Matemática ou Matemática Aplicada ou Matemática Computacional. Doutorado em Estatística e Experimentação Agronômica, Biometria ou Estatística aplicada.1 + Cadastro de Reserva
PESA170374418NANOTECNO-LOGIADESENVOLVIMENTO E CARACTERIZAÇÃO DE NANOMATERIAIS, COMPÓSITOS E SENSORESSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Materiais ou Engenharia Química ou Química ou Química industrial ou Engenharia Física ou Física ou Farmácia-Bioquímica. Doutorado na área de nanotecnologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA170925171MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAISMODELAGEM E SIMULAÇÃO DE CENÁRIOS DE MUDANÇAS CLIMÁTICASCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica, Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica. Doutorado em Ciências Florestais ou Ambientais área de concentração: modelagem de sistemas naturais e manejo de sistemas florestais.1 + Cadastro de Reserva
PESA170931214MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAISMONITORAMENTO, AVALIAÇÃO, MITIGAÇÃO E ADAPTAÇÃO DOS IMPACTOS DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS EM SISTEMAS NATURAIS E AGRÍCOLASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Florestal ou Climatologia ou Engenharia Agrícola. Doutorado em Ecofisiologia ou Fisiologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA170932283MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAISMONITORAMENTO, AVALIAÇÃO, MITIGAÇÃO E ADAPTAÇÃO DOS IMPACTOS DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS EM SISTEMAS NATURAIS E AGRÍCOLASNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Meteorologia, com doutorado em meteorologia ou agroclimatologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA170933284MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAISMONITORAMENTO, AVALIAÇÃO, MITIGAÇÃO E ADAPTAÇÃO DOS IMPACTOS DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS EM SISTEMAS NATURAIS E AGRÍCOLASSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola. Doutorado em Agronomia, Fitotecnia, Meteorologia Agrícola, Agroclimatologia ou Agrometeorologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA170933342MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAISMONITORAMENTO, AVALIAÇÃO, MITIGAÇÃO E ADAPTAÇÃO DOS IMPACTOS DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS EM SISTEMAS NATURAIS E AGRÍCOLASSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Zootecnia ou Medicina Veterinária. Doutorado em Zootecnia ou Produção Animal ou Genética e Melhoramento Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA170934397MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAISMONITORAMENTO, AVALIAÇÃO, MITIGAÇÃO E ADAPTAÇÃO DOS IMPACTOS DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS EM SISTEMAS NATURAIS E AGRÍCOLASSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola. Doutorado em Agronomia ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agrícola, com área de concentração em manejo de sistemas agropecuários.1 + Cadastro de Reserva
PESA170935114MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAISMONITORAMENTO, AVALIAÇÃO, MITIGAÇÃO E ADAPTAÇÃO DOS IMPACTOS DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS EM SISTEMAS NATURAIS E AGRÍCOLASCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Ecologia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Doutorado em Ecologia, com área de concentração em ecologia de ecossistemas.1 + Cadastro de Reserva
PESA170935399MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAISMONITORAMENTO, AVALIAÇÃO, MITIGAÇÃO E ADAPTAÇÃO DOS IMPACTOS DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS EM SISTEMAS NATURAIS E AGRÍCOLASCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Ambiental, Engenharia Agronômica, Engenharia Agrícola. Doutorado em Agronomia, Engenharia Ambiental, Engenharia Agrícola ou equivalente com ênfase em manejo de sistemas agropecuários.1 + Cadastro de Reserva
PESA170935459MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAISMONITORAMENTO, AVALIAÇÃO, MITIGAÇÃO E ADAPTAÇÃO DOS IMPACTOS DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS EM SISTEMAS NATURAIS E AGRÍCOLASCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica. Doutorado em sensoriamento remoto, geoprocessamento, sistemas de informação geográfica e modelagem espacial, aplicados a estudos de vegetação e às mudanças do uso da cobertura vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA171132258MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAISQUANTIFICAÇÃO E VALORAÇÃO DE SERVIÇOS AMBIENTAIS E MECANISMOS DE DESENVOLVIMENTO LIMPONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Florestal com doutorado em Ecologia, Agroecologia, Ciências Florestais ou Ambientais.1 + Cadastro de Reserva
PESA171134474MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAISQUANTIFICAÇÃO E VALORAÇÃO DE SERVIÇOS AMBIENTAIS E MECANISMOS DE DESENVOLVIMENTO LIMPOSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Química ou Química Ambiental. Doutorado em Química ou Engenharia Química.1 + Cadastro de Reserva
PESA180372418NANOTECNO- LOGIADESENVOLVIMENTO E CARACTERIZAÇÃO DE NANOMATERIAIS, COMPÓSITOS E SENSORESNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Materiais ou Engenharia Química ou Química ou Química industrial ou Engenharia Física ou Física ou Farmácia-Bioquímica. Doutorado na área de nanotecnologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA180941418NANOTECNO- LOGIANANOTECNOLOGIA APLICADA A SISTEMAS AGROPECUÁRIOS E NATURAISNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Materiais ou Engenharia Química ou Química ou Química industrial ou Engenharia Física ou Física ou Farmácia-Bioquímica. Doutorado na área de nanotecnologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA200301178PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOCONSERVAÇÃO E PROCESSAMENTO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia de Agrimensura. Doutorado em Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia de Agrimensura com área de concentração em fisiologia pós-colheita de produtos agrícolas.1 + Cadastro de Reserva
PESA200301460PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOCONSERVAÇÃO E PROCESSAMENTO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia da Madeira ou Engenharia Civil ou Ciência dos Alimentos ou Bioengenharia. Doutorado em Tecnologia da Madeira.1 + Cadastro de Reserva
PESA200301468PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOCONSERVAÇÃO E PROCESSAMENTO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Industrial da Madeira ou Engenharia Florestal. Doutorado em Tecnologia da Madeira.1 + Cadastro de Reserva
PESA200302302PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOCONSERVAÇÃO E PROCESSAMENTO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia de Alimentos ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Química ou Engenharia de Bioprocessos ou Engenharia de Produção. Doutorado em Ciência de Alimentos ou Fisiologia Pós-colheita ou Produção Vegetal ou Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA200303166PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOCONSERVAÇÃO E PROCESSAMENTO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Engenharia de Alimentos. Doutorado em Engenharia de Alimentos ou Tecnologia de Alimentos ou Qualidade da Carne de Aves.1 + Cadastro de Reserva
PESA200303354PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOCONSERVAÇÃO E PROCESSAMENTO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Agronomia ou Fisiologia Vegetal ou Ciência e Tecnologia de Alimentos.1 + Cadastro de Reserva
PESA200304278PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOCONSERVAÇÃO E PROCESSAMENTO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia de Automação e Controle ou Engenharia da Qualidade ou Engenharia de Gestão Industrial. Doutorado em Entomologia (área de concentração: controle de pragas durante o armazenamento).1 + Cadastro de Reserva
PESA200304472PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOCONSERVAÇÃO E PROCESSAMENTO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Química ou Engenharia Agronômica ou Engenharia de Alimentos. Doutorado nas áreas de Ciência de Alimentos ou Tecnologia de Alimentos ou Engenharia de Alimentos ou Engenharia Química.1 + Cadastro de Reserva
PESA200305274PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOCONSERVAÇÃO E PROCESSAMENTO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Biotecnológica. Doutorado na área de armazenamento de grãos.1 + Cadastro de Reserva
PESA200431304PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia de Alimentos. Doutorado em pós-colheita e industrialização de produtos agroalimentares e agroindustriais de origem vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA200431412PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Alimentos ou Ciências dos Alimentos ou Ciência e Tecnologia de Alimentos. Doutorado em Engenharia de Alimentos ou Ciências dos Alimentos ou Ciência e Tecnologia de Alimentos.1 + Cadastro de Reserva
PESA200431413PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de alimentos ou Ciências Biológicas ou Química industrial ou Engenharia Química ou Química ou Bioquímica. Doutorado na área de processos biotecnológicos industriais.1 + Cadastro de Reserva
PESA200431458PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola. Doutorado em dendrologia/anatomia e/ou estruturas/tecnologia de madeira.1 + Cadastro de Reserva
PESA200431461PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Industrial Madeireira ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agrícola ou Bioengenharia ou Ciências da Terra ou Engenharia Ambiental e Urbana. Doutorado em Engenharia Florestal ou Ciências Florestais ou Recursos Florestais ou Ciências de Florestas Tropicais (Área de concentração: Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais ou Tecnologias de exploração ou qualidade da madeira).1 + Cadastro de Reserva
PESA200432078PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciência de Alimentos ou Tecnologia de Alimentos ou Engenharia Química. Doutorado nas áreas de Ciência de Alimentos ou Tecnologia de Alimentos ou Engenharia de Alimentos ou Engenharia Química.1 + Cadastro de Reserva
PESA200432334PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Química ou Bioquímica ou Engenharia da Qualidade ou Engenharia de Gestão Industrial ou Engenharia de Automação e Controle. Doutorado em fisiologia pós-colheita ou transformação agroindustrial.1 + Cadastro de Reserva
PESA200432411PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Alimentos ou Ciência de Alimentos ou Ciência e Tecnologia ou Química ou Química Industrial. Doutorado em Tecnologia de Alimentos ou Ciência e Tecnologia de Alimentos ou Ciência e Tecnologia Agroindustrial ou Tecnologia Agroalimentar.1 + Cadastro de Reserva
PESA200432412PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Alimentos ou Ciências dos Alimentos ou Ciência e Tecnologia de Alimentos. Doutorado em Engenharia de Alimentos ou Ciências dos Alimentos ou Ciência e Tecnologia de Alimentos.1 + Cadastro de Reserva
PESA200432471PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Química ou Bioquímica ou Engenharia de Alimentos ou Ciência e Tecnologia de Alimentos. Doutorado em Tecnologia de Alimentos ou Ciência dos Alimentos ou Engenharia de Alimentos.1 + Cadastro de Reserva
PESA200433477PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Química ou Química ou Bioquímica ou Química Industrial. Doutorado em Engenharia Química ou Química Industrial.1 + Cadastro de Reserva
PESA200433539PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Engenharia Química ou Bioquímica ou Logística para o Agronegócio ou Biotecnologia ou Engenharia Biotecnológica. Doutorado em Química Analítica, com ênfase no conhecimento de metabolismo secundário de plantas e de técnicas analíticas de análise.1 + Cadastro de Reserva
PESA200434534PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Bioquímica ou Farmácia ou Engenharia de Alimentos ou Engenharia Química ou Engenharia Agronômica. Doutorado na área de Química de Proteínas, Bioquímica, Ciência de Alimentos, Tecnologia de Alimentos ou Engenharia de Alimentos ou Engenharia Bioquímica.1 + Cadastro de Reserva
PESA200434542PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Engenharia Química ou Engenharia de Materiais e Doutorado em Química ou Engenharia Química ou Engenharia de Materiais.1 + Cadastro de Reserva
PESA200435415PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Alimentos ou Engenharia Ambiental ou Ciências Biológicas ou Ciência dos Alimentos ou Engenharia Biotecnológica ou Engenharia Ambiental e Urbana. Doutorado em Engenharia de Alimentos ou Ciência dos Alimentos (área de concentração: processos agroindustriais).1 + Cadastro de Reserva
PESA201121416PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOQUALIDADE, PADRONIZAÇÃO E INOCUIDADE DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Alimentos ou Engenharia Química ou Química industrial ou Ciências Biológicas ou Engenharia Biotecnológica. Doutorado em ciência de alimentos ou em engenharia de alimentos (Área de concentração: conservação de alimentos).1 + Cadastro de Reserva
PESA201121505PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOQUALIDADE, PADRONIZAÇÃO E INOCUIDADE DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Ciências Biológicas ou Zootecnia. Doutorado em bacteriologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA201122511PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOQUALIDADE, PADRONIZAÇÃO E INOCUIDADE DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia ou Ciências Biomédicas ou Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Melhoramento Genético.1 + Cadastro de Reserva
PESA201123541PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOQUALIDADE, PADRONIZAÇÃO E INOCUIDADE DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Engenharia Química ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Engenharia de Alimentos. Doutorado em Engenharia de Alimentos ou Tecnologia de Alimentos com área de concentração em Análise de Resíduos em Alimentos.1 + Cadastro de Reserva
PESA201124538PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOQUALIDADE, PADRONIZAÇÃO E INOCUIDADE DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Engenharia Química ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Engenharia de Alimentos ou Ciências dos Alimentos ou Ciência e Tecnologia de Alimentos. Doutorado em Química Analítica ou Química de Alimentos ou Ciência de Alimentos ou Ciência e Tecnologia de Alimentos ou Engenharia de Alimentos ou Segurança Alimentar.1 + Cadastro de Reserva
PESA201124554PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALI- ZAÇÃOQUALIDADE, PADRONIZAÇÃO E INOCUIDADE DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Química Industrial ou Química Ambiental ou Engenharia Química ou Biofísica. Doutorado em química.1 + Cadastro de Reserva
PESA210593398PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE AVESSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Ambiental ou Engenharia de Alimentos ou Ecologia ou Ciência e Tecnologia ou Ciência dos Alimentos ou Ciência Fundamental da Saúde. Doutorado em Ambiência ou Construções Rurais.1 + Cadastro de Reserva
PESA210602514PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia ou Engenharia Agronômica. Doutorado em zootecnia, melhoramento animal, genética e melhoramento animal ou produção animal, com concentração em manejo reprodutivo.1 + Cadastro de Reserva
PESA210602572PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Ciências da Nutrição com doutorado em Ciências da Nutrição.1 + Cadastro de Reserva
PESA210603330PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em Zootecnia e área de concentração em sistemas de produção de ruminantes.1 + Cadastro de Reserva
PESA210603331PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em Zootecnia, com área de concentração em Sistema de Produção a Pasto para Bovinos de Leite.1 + Cadastro de Reserva
PESA210604048PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Zootecnia ou Medicina Veterinária. Doutorado em Zootecnia ou Produção Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA210604341PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Zootecnia ou Medicina Veterinária. Doutorado em Zootecnia ou Ciência Animal, com área de concentração em Nutrição Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA210604577PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em: Medicina Veterinária, doutorado em Reprodução Animal com foco de pesquisa em biotecnologias reprodutivas utilizando o modelo animal (in vivo). Profissional com domínio das ferramentas e procedimentos experimentais aplicados ao estudo, controle e manipulação da função reprodutiva em fêmeas bovinas, incluindo as diferentes técnicas de avaliação do sistema genital e coleta de gametas e embriões. Conhecimento sobre fisiopatologia da reprodução, manejo reprodutivo e sobre as relações ambiente-reprodução.1 + Cadastro de Reserva
PESA210605051PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia, Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em Ciências Biológicas ou Ciências Agronômicas ou Ciência Animal ou Ciências Veterinárias ou Zootecnia ou Nutrição Animal ou Fisiologia Nutricional ou Biotecnologia aplicada a nutrição animal (ênfase em Nutrição Animal - Eficiência Nutricional de Bovinos de Corte).1 + Cadastro de Reserva
PESA210605516PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em ciências biológicas, ciências agronômicas, ciência animal, ciências veterinárias, zootecnia, reprodução animal, fisiologia da reprodução, biotecnologia aplicada a reprodução animal, com ênfase em reprodução Animal - reprodução de bovinos.1 + Cadastro de Reserva
PESA210613522PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE SUÍNOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária, com doutorado em Reprodução de Suínos.1 + Cadastro de Reserva
PESA210804343PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Zootecnia, doutorado em Nutrição de Ruminantes / Produção Animal com ênfase em Nutrição animal a pasto. Experiência de seis meses na condução de ensaios com animais em pastejo, com capacidade de elaboração de projetos de pesquisa na área de produção animal interagindo com a área de forragicultura.1 + Cadastro de Reserva
PESA220155088PRODUÇÃO AQUÍCOLAAPROVEITAMENTO AGROINDUSTRIAL DE ESPÉCIES AQUÍCOLASCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias. Doutorado em Ciências Agrárias, com área de concentração em aproveitamento industrial de pescados.1 + Cadastro de Reserva
PESA220785115PRODUÇÃO AQUÍCOLAMANEJO E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS PESQUEIROSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Ecologia ou Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica ou Oceanografia. Doutorado em Ecologia ou Biologia, com ênfase em manejo, reprodução, alimentação de peixes, avaliação da pesca e recursos pesqueiros e a interação desses aspectos com fatores ambientais1 + Cadastro de Reserva
PESA220785569PRODUÇÃO AQUÍCOLAMANEJO E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS PESQUEIROSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Zootecnia ou Biologia ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Zootecnia ou Biologia ou Engenharia Agronômica, com área de concentração em manejo e conservação de recursos pesqueiros.1 + Cadastro de Reserva
PESA220961080PRODUÇÃO AQUÍCOLANUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO DE ESPÉCIES AQUÍCOLASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias ou Biologia. Doutorado em Nutrição de Peixes.1 + Cadastro de Reserva
PESA220961424PRODUÇÃO AQUÍCOLANUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO DE ESPÉCIES AQUÍCOLASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Pesca ou Engenharia de Aquicultura ou Zootecnia ou Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Medicina Veterinária. Doutorado em Nutrição Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA221181420PRODUÇÃO AQUÍCOLAREPRODUÇÃO E MELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPECIES AQUÍCOLASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Pesca ou Engenharia de Aquicultura ou Medicina Veterinária ou Zootecnia ou Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Biologia ou Ciência Biológicas. Doutorado em Genética e melhoramento animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA221181423PRODUÇÃO AQUÍCOLAREPRODUÇÃO E MELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPECIES AQUÍCOLASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Pesca ou Engenharia de Aquicultura ou Zootecnia ou Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Medicina Veterinária. Doutorado em Genética e Melhoramento de espécies aquícolas1 + Cadastro de Reserva
PESA221181567PRODUÇÃO AQUÍCOLAREPRODUÇÃO E MELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPECIES AQUÍCOLASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Zootecnia ou Agronomia ou Engenharia de Pesca ou Aquicultura ou Medicina Veterinária ou Biologia. Doutorado em reprodução artificial e larvicultura de peixes nativos de água doce.1 + Cadastro de Reserva
PESA221182421PRODUÇÃO AQUÍCOLAREPRODUÇÃO E MELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPECIES AQUÍCOLASNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Pesca ou Engenharia de Aquicultura ou Medicina Veterinária ou Zootecnia ou Engenharia Agronômica. Doutorado área de concentração em genética e melhoramento de espécies aquícolas.1 + Cadastro de Reserva
PESA221202426PRODUÇÃO AQUÍCOLASANIDADE DE ESPÉCIES AQUÍCOLASNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Pesca ou Engenharia de Aquicultura ou Zootecnia ou Engenharia Agronômica. Doutorado em área de concentração em sanidade de espécies aquícolas.1 + Cadastro de Reserva
PESA221272431PRODUÇÃO AQUÍCOLASISTEMAS DE CULTIVO DE ESPÉCIES AQUÍCOLASNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Pesca, Engenharia de Aquicultura, Zootecnia ou Engenharia Agronômica. Doutorado em sistemas de cultivo e manejo de espécies aquícolas1 + Cadastro de Reserva
PESA230015066RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO ANIMALACESSO, COLETA, CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO, DOCUMENTAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS ANIMAIS.Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Biologia ou Agronomia. Doutorado em caracterização e conservação ex situ de Recursos Genéticos animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA230852513RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO ANIMALMELHORAMENTO GENÉTICO ANIMALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia ou Engenharia Agronômica. Doutorado em zootecnia, melhoramento animal, genética e melhoramento animal ou produção animal, com concentração em genética de populações e quantitativa.1 + Cadastro de Reserva
PESA230853570RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO ANIMALMELHORAMENTO GENÉTICO ANIMALSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Engenharia Agronômica. Doutorado em zootecnia, melhoramento animal, genética e melhoramento animal ou produção animal (área de concentração genética de populações e quantitativa e uso de ferramentas da biologia avançada).1 + Cadastro de Reserva
PESA230854052RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO ANIMALMELHORAMENTO GENÉTICO ANIMALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia, Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em melhoramento animal ou genética e melhoramento animal, com foco em genética de populações e genética quantitativa. Conhecimentos em metodologias estatísticas para avaliação genética de animais e experiência na utilização de pacotes computacionais de análise de dados genealógicos e quantitativos.1 + Cadastro de Reserva
PESA230854342RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO ANIMALMELHORAMENTO GENÉTICO ANIMALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Zootecnia ou Medicina Veterinária. Doutorado em Zootecnia ou Produção Animal ou Genética e Melhoramento Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA230855571RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO ANIMALMELHORAMENTO GENÉTICO ANIMALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Engenharia Agronômica. Doutorado em zootecnia, melhoramento animal, genética e melhoramento animal ou produção animal (área de concentração genética de populações e quantitativa e uso de ferramentas da biologia avançada).1 + Cadastro de Reserva
PESA240025092RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO DE MICRORGA- NISMOSACESSO, COLETA, CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO, DOCUMENTAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS MICROBIANOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Biologia ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia de Alimentos. Doutorado em Microbiologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA240875093RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO DE MICRORGA- NISMOSMELHORAMENTO GENÉTICO DE MICRORGANISMOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Biologia ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Melhoramento Genético de Microrganismos.1 + Cadastro de Reserva
PESA250035067RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALACESSO, COLETA, CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO, DOCUMENTAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS VEGETAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Biologia ou Agronomia. Doutorado em Caracterização e conservação ex situ de Recursos Genéticos vegetais.1 + Cadastro de Reserva
PESA250035118RECURSOS GENÉTICOS E MELHORAMENTO VEGETALACESSO, COLETA, CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO, DOCUMENTAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS VEGETAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ecologia. Doutorado em botânica, engenharia agronômica, engenharia florestal ou ecologia vegetal com experiência comprovada em inventários florísticos ou fitossociologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA250035124RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALACESSO, COLETA, CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO, DOCUMENTAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS

VEGETAIS

Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica com Doutorado em Taxonomia Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA250035456RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALACESSO, COLETA, CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO, DOCUMENTAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS VEGETAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica. Doutorado em sementes florestais ou melhoramento florestal.1 + Cadastro de Reserva
PESA250861199RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia. Doutorado em Genética e melhoramento de plantas ou Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA250861200RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia. Doutorado em Genética e Melhoramento Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA250861217RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Florestal. Doutorado em Genética e melhoramento de plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA250861218RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Florestal. Doutorado em Genética e Melhoramento ou Agronomia ou Produção Vegetal ou Ciências Agrárias ou Ciências Florestais.1 + Cadastro de Reserva
PESA250861245RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Melhoramento Vegetal ou Fitotecnia (área de concentração Melhoramento Vegetal).1 + Cadastro de Reserva
PESA250862192RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Engenharia Biológica. Doutorado em Genética e melhoramento de plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA250862294RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas. Doutorado em Genética ou Recursos Genéticos ou Genética e Melhoramento ou Fitotecnia, na área de concentração de Melhoramento Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA250862339RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Zootecnia com doutorado em Ciências Agrárias com área de concentração em Recursos Genéticos Vegetais e Melhoramento Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA250862380RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Genética ou Recursos Genéticos ou Genética e Melhoramento ou Fitotecnia, com área de concentração em Melhoramento Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA250862383RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Melhoramento Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA250863089RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias. Doutorado em Melhoramento Vegetal, com área de concentração em pastagens.1 + Cadastro de Reserva
PESA250863251RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica. Doutorado em Agronomia ou Genética ou Recursos Genéticos ou Genética e Melhoramento ou Fitotecnia, com área de concentração em Melhoramento Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA250863294RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas. Doutorado em Genética ou Recursos Genéticos ou Genética e Melhoramento ou Fitotecnia, na área de concentração de Melhoramento Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA250863380RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Genética ou Recursos Genéticos ou Genética e Melhoramento ou Fitotecnia, com área de concentração em Melhoramento Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA250863381RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em melhoramento vegetal e concentração em área relacionada às pastagens.1 + Cadastro de Reserva
PESA250864382RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Melhoramento Vegetal ou Fitotecnia, com área de concentração de Melhoramento Genético de Espécies Vegetais.1 + Cadastro de Reserva
PESA250865244RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Genética Vegetal ou Biologia Molecular Vegetal ou Melhoramento de Plantas ou Fitotecnia (área de concentração Melhoramento Vegetal).1 + Cadastro de Reserva
PESA250865346RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Zootecnia. Doutorado em ciências agronômicas, melhoramento vegetal, genética vegetal, biotecnologia aplicada ao melhoramento vegetal ou genética quantitativa (área de concentração melhoramento genético vegetal e atributos funcionais)1 + Cadastro de Reserva
PESA250865348RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia agronômica ou Zootecnia. Doutorado em melhoramento vegetal com concentração em área relacionada às pastagens.1 + Cadastro de Reserva
PESA250865378RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas, com área de concentração em Genética e Melhoramento de Plantas Perenes, preferencialmente com a cultura do café.1 + Cadastro de Reserva
PESA250865379RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em genética e melhoramento de plantas, com ênfase em Genética quantitativa.1 + Cadastro de Reserva
PESA250865380RECURSOS GENÉTICOS E MELHORA- MENTO VEGETALMELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Genética, ou Recursos Genéticos ou Genética e Melhoramento ou Fitotecnia, com área de concentração em Melhoramento Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA260531029SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Biologia ou Ciências Biológicas. Doutorado em entomologia com ênfase em Manejo Integrado de Pragas.1 + Cadastro de Reserva
PESA260531197SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia. Doutorado em Entomologia (Área de concentração: Bioecologia de Insetos e Manejo Integrado de Pragas).1 + Cadastro de Reserva
PESA260531212SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Florestal ou Ciências Biológicas ou Biologia. Doutorado em Entomologia ou Fitossanidade ou Agronomia (Áreas de concentração: Controle de Pragas Agrícolas, Polinização, Controle Integrado ou Resistência de Plantas a Insetos).1 + Cadastro de Reserva
PESA260531236SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Entomologia (área de concentração Manejo Integrado de Pragas).1 + Cadastro de Reserva
PESA260532202SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica. Doutorado em Entomologia (área de concentração: controle biológico).1 + Cadastro de Reserva
PESA260532253SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica. Doutorado em Entomologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA260532269SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas. Doutorado em Entomologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA260532292SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas. Doutorado em Entomologia ou Controle biológico.1 + Cadastro de Reserva
PESA260532361SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Entomologia agrícola.1 + Cadastro de Reserva
PESA260532369SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitossanidade com ênfase em Entomologia Agrícola.1 + Cadastro de Reserva
PESA260533362SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Entomologia, com área de concentração em manejo integrado de pragas.1 + Cadastro de Reserva
PESA260534071SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Biologia ou Engenharia Biológica ou Engenharia Agronômica. Doutorado em entomologia/patologia de insetos em sistemas agrícolas.1 + Cadastro de Reserva
PESA260534187SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Ecologia. Doutorado em Entomologia (área de concentração: controle biológico de insetos).1 + Cadastro de Reserva
PESA260535019SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Biologia, Doutorado em Bacteriologia ou Microbiologia ou Genética de Microrganismos ou Biologia Molecular. Experiência mínima de 6 meses em bacteriologia ou biotecnologia aplicada a microrganismos entomopatogênicos.1 + Cadastro de Reserva
PESA260535021SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Ciências Biológicas, Doutorado em Ciências Biológicas ou Ciências Agronômicas ou Agronomia ou Entomologia Agrícola ou Fitossanidade, com ênfase em sanidade vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA260535122SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Entomologia ou Ecologia ou Biologia Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA260535268SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas. Doutorado em Entomologia ou Fitossanidade.1 + Cadastro de Reserva
PESA260535556SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química, Doutorado em Química Orgânica, em Síntese Orgânica.1 + Cadastro de Reserva
PESA260621030SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)NorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Biologia ou Ciências Biológicas. Doutorado em Fitopatologia, com ênfase em patologia pós-colheita de frutas e hortaliças.1 + Cadastro de Reserva
PESA260621213SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)NorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Florestal ou Ciências Biológicas ou Biologia. Doutorado em Fitopatologia ou Fitossanidade ou Agronomia.1 + Cadastro de Reserva
PESA260621216SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)NorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Florestal. Doutorado em Fitopatologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA260622056SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)NordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia. Doutorado em Fitopatologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA260622238SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)NordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Fitopatologia (área de concentração: pós- colheita de frutas e hortaliças).1 + Cadastro de Reserva
PESA260622254SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)NordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica. Doutorado em Fitopatologia com atuação em doenças fúngicas e bacterianas.1 + Cadastro de Reserva
PESA260622293SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)NordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas. Doutorado em Fitopatologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA260622374SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)NordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia ou Produção Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA260623255SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)SulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica. Doutorado em Fitossanidade ou Genética ou Fitopatologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA260623367SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)SulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitopatologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA260624360SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)SudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em doenças de plantas em agricultura de base ecológica.1 + Cadastro de Reserva
PESA260624368SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)SudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitopatologia, área de concentração pós-colheita de grãos.1 + Cadastro de Reserva
PESA260625123SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Nematologia, Fitopatologia, Zoologia ou Fitossanidade.1 + Cadastro de Reserva
PESA260625239SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Fitopatologia ou Fitotecnia ou Fitossanidade (área de concentração Fitopatologia).1 + Cadastro de Reserva
PESA260625291SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas. Doutorado em Bacteriologia. Experiência de 6 meses em análises fitossanitárias e diagnóstico de bactérias em plantas, incluindo técnicas moleculares.1 + Cadastro de Reserva
PESA260625366SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em fitopatologia (área de concentração micologia ou bacteriologia).1 + Cadastro de Reserva
PESA260625367SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitopatologia ou Fitossanidade.1 + Cadastro de Reserva
PESA260625402SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitopatologia ou Micologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA260625403SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitopatologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA270541518SAÚDE ANIMALEPIDEMIOLOGIA, PARASITOLOGIA, BACTERIOLOGIA E VIROLOGIANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em Sanidade Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA270542509SAÚDE ANIMALEPIDEMIOLOGIA, PARASITOLOGIA, BACTERIOLOGIA E VIROLOGIANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia ou Ciências Biológicas. Doutorado em Sanidade Animal ou Produção Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA270542523SAÚDE ANIMALEPIDEMIOLOGIA, PARASITOLOGIA, BACTERIOLOGIA E VIROLOGIANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária. Doutorado em Ciências Biológicas ou Medicina Veterinária.1 + Cadastro de Reserva
PESA270542524SAÚDE ANIMALEPIDEMIOLOGIA, PARASITOLOGIA, BACTERIOLOGIA E VIROLOGIANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária. Doutorado em Medicina Veterinária com área de concentração em Bacteriologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA270543506SAÚDE ANIMALEPIDEMIOLOGIA, PARASITOLOGIA, BACTERIOLOGIA E VIROLOGIASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Ciências Biológicas. Doutorado em Bacteriologia de Aves.1 + Cadastro de Reserva
PESA270543517SAÚDE ANIMALEPIDEMIOLOGIA, PARASITOLOGIA, BACTERIOLOGIA E VIROLOGIASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em Sanidade Animal, área de concentração em hemoparasitas em ruminantes.1 + Cadastro de Reserva
PESA270544507SAÚDE ANIMALEPIDEMIOLOGIA, PARASITOLOGIA, BACTERIOLOGIA E VIROLOGIASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Ciências Moleculares ou Ciências Físicas e Moleculares ou Ciências Biológicas. Doutorado em Microbiologia ou áreas correlatas, relacionadas com doenças infecciosas de animais, sendo desejáveis conhecimentos em genética molecular de microorganismos. Capacidade de executar trabalhos de isolamento e identificação dos principais grupos de bactérias e realizar análises de rotina para qualidade microbiológica do leite, tipagem biológica e molecular de bactérias, análises eletroforéticas e manusear equipamentos automatizados.1 + Cadastro de Reserva
PESA270545020SAÚDE ANIMALEPIDEMIOLOGIA, PARASITOLOGIA, BACTERIOLOGIA E VIROLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Ciências Biológicas ou Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em Ciências Veterinárias ou Ciência Animal ou Sanidade Animal ou Parasitologia ou Doenças Parasitárias (ênfase em parasitologia veterinária: ectoparasitos, hemoparasitos).1 + Cadastro de Reserva
PESA270545126SAÚDE ANIMALEPIDEMIOLOGIA, PARASITOLOGIA, BACTERIOLOGIA E VIROLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em ciências veterinárias ou ciência animal ou sanidade animal ou bacteriologia ou doenças infecciosas.1 + Cadastro de Reserva
PESA270545127SAÚDE ANIMALEPIDEMIOLOGIA, PARASITOLOGIA, BACTERIOLOGIA E VIROLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em ciências veterinárias ou ciência animal ou sanidade animal ou parasitologia ou doenças parasitárias, com ênfase em parasitologia veterinária: endoparasitos.1 + Cadastro de Reserva
PESA270545509SAÚDE ANIMALEPIDEMIOLOGIA, PARASITOLOGIA, BACTERIOLOGIA E VIROLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia ou Ciências Biológicas. Doutorado em Sanidade Animal ou Produção Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA300064054SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISAGRICULTURA COM BASE ECOLÓGICASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia. Doutorado em Agroecologia ou com o assunto de Tese na área "Ampla capacidade para desenvolvimento de trabalhos técnicos em sistemas de produção orgânica de leite e experiência em sistemas alternativos de produção de leite, agrobiodiversidade, manejo sustentável do solo e organismos e processos químicos e biológicos do solo".1 + Cadastro de Reserva
PESA300064349SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISAGRICULTURA COM BASE ECOLÓGICASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal, Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Ecologia. Doutorado no tema agroecologia. Experiência de seis meses em análise de sistemas de produção com enfoque sistêmico e desenvolvimento e uso de indicadores de sustentabilidade.1 + Cadastro de Reserva
PESA300071160SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISAGRICULTURA DE PRECISÃONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Ambiental. Doutorado em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Ambiental ou Produção Vegetal ou Fitotecnia ou Fertilidade de solo ou Nutrição de Plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA300771574SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMANEJO ANIMALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Zootecnia ou Produção Animal ou Ciência Animal ou Sistemas de Produção Animal ou Sistemas Integrados de Produção Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA300773176SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMANEJO ANIMALSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Produção Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA300773351SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMANEJO ANIMALSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica, Medicina Veterinária, Zootecnia. Doutorado em Zootecnia, com área de concentração em sistemas de produção a pasto para ruminantes.1 + Cadastro de Reserva
PESA300775208SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMANEJO ANIMALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Agrícola ou Zootecnia. Doutorado em Produção Animal (área de concentração: manejo).1 + Cadastro de Reserva
PESA300775350SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMANEJO ANIMALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica, Medicina veterinária ou Zootecnia. Doutorado em ciências agronômicas ou ciências veterinárias ou ciência animal ou zootecnia ou produção animal ou sistemas de produção animal ou produção de ruminantes, com ênfase em Sistemas de produção de ruminantes.1 + Cadastro de Reserva
PESA300791032SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMANEJO E CONSERVAÇÃO DE SOLOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola com Doutorado em Agronomia ou Ciência do Solo ou Manejo do Solo ou Ciências Agrárias.1 + Cadastro de Reserva
PESA300791207SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMANEJO E CONSERVAÇÃO DE SOLOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Agrícola ou Química ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Florestal ou Engenharia Geológica ou Geologia. Doutorado em Solos e Nutrição de Plantas ou Ciência do Solo ou Ecofisiologia ou Ecologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA300792353SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMANEJO E CONSERVAÇÃO DE SOLOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Ciência do Solo.1 + Cadastro de Reserva
PESA300795390SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMANEJO E CONSERVAÇÃO DE SOLOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Solos e Nutrição de Plantas ou Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA300802191SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMANEJO INTEGRADO DE PLANTAS ESPONTÂNEASNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Engenharia Biológica. Doutorado em Fitotecnia ou Produção Vegetal ou Agronomia.1 + Cadastro de Reserva
PESA300805190SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMANEJO INTEGRADO DE PLANTAS ESPONTÂNEASCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Engenharia Biológica. Doutorado em Fisiologia Vegetal ou Produção Vegetal ou Fitotecnia (área de concentração: Manejo de Plantas Daninhas).1 + Cadastro de Reserva
PESA300901164SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMICROBIOLOGIA DE SOLOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas. Doutorado em microbiologia do solo.1 + Cadastro de Reserva
PESA300901196SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMICROBIOLOGIA DE SOLOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia. Doutorado em Ecofisiologia ou Ecologia ou Solos e nutrição de plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA300901210SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMICROBIOLOGIA DE SOLOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Florestal ou Ciências Biológicas ou Biologia. Doutorado em Microbiologia Agrícola, Manejo do Solo, Agronomia, Produção Vegetal, Ciências Agrárias ou Sistemas de Produção Integrado.1 + Cadastro de Reserva
PESA300902290SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMICROBIOLOGIA DE SOLOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas. Doutorado em Agronomia área de concentração em Produção vegetal, Ciências do solo, Biologia Vegetal, Micologia, Microbiologia do Solo ou Microbiologia agrícola.1 + Cadastro de Reserva
PESA300903185SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMICROBIOLOGIA DE SOLOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica com doutorado em Agronomia ou Fitotecnia, com ênfase em microbiologia do solo.1 + Cadastro de Reserva
PESA300903298SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMICROBIOLOGIA DE SOLOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas. Doutorado em microbiologia agrícola com área de concentração em microbiologia do solo e controle biológico (pragas e doenças) nos sistemas de produção de uva e fruteiras de clima temperado.1 + Cadastro de Reserva
PESA300904194SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMICROBIOLOGIA DE SOLOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Engenharia Florestal. Doutorado em Microbiologia do Solo ou Fertilidade do Solo ou Nutrição de Plantas ou Produção Vegetal ou Agroecologia ou Sistemas de Produção.1 + Cadastro de Reserva
PESA300904384SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMICROBIOLOGIA DE SOLOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Microbiologia do Solo ou Biologia Vegetal (sub-área microbiologia) com ênfase em interações planta- microorganismos.1 + Cadastro de Reserva
PESA300905119SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISMICROBIOLOGIA DE SOLOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal.

Doutorado em Ciências Biológicas, Ciências Agrárias ou Sistemas de Produção Integrados ou Microbiologia.

1 + Cadastro de Reserva
PESA300951247SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISNUTRIÇÃO DE PLANTAS, FERTILIDADE E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FERTILIZANTES E CONDICIONADORES DE SOLOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Solos e nutrição de plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA300952186SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISNUTRIÇÃO DE PLANTAS, FERTILIDADE E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FERTILIZANTES E CONDICIONADORES DE SOLOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica com doutorado em Agronomia, área de concentração em Fitotecnia ou Ciência do solo.1 + Cadastro de Reserva
PESA300952220SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISNUTRIÇÃO DE PLANTAS, FERTILIDADE E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FERTILIZANTES E CONDICIONADORES DE SOLOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenheira Química. Doutorado em Ciências do Solos ou Nutrição de Plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA300952353SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISNUTRIÇÃO DE PLANTAS, FERTILIDADE E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FERTILIZANTES E CONDICIONADORES DE SOLOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Ciência do Solo.1 + Cadastro de Reserva
PESA300954391SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISNUTRIÇÃO DE PLANTAS, FERTILIDADE E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FERTILIZANTES E CONDICIONADORES DE SOLOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em solos, área de concentração, fertilidade e nutrição de plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA300954533SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISNUTRIÇÃO DE PLANTAS, FERTILIDADE E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FERTILIZANTES E CONDICIONADORES DE SOLOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química Industrial ou Engenharia Química ou Química. Doutorado em Química Industrial ou Engenharia Química ou Química.1 + Cadastro de Reserva
PESA300955193SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISNUTRIÇÃO DE PLANTAS, FERTILIDADE E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FERTILIZANTES E CONDICIONADORES DE SOLOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Engenharia Biológica. Doutorado em Solos e Nutrição de Plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA300955390SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISNUTRIÇÃO DE PLANTAS, FERTILIDADE E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FERTILIZANTES E CONDICIONADORES DE SOLOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Solos e Nutrição de Plantas ou Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA300955391SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISNUTRIÇÃO DE PLANTAS, FERTILIDADE E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FERTILIZANTES E CONDICIONADORES DE SOLOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em solos, área de concentração, fertilidade e nutrição de plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA301011044SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISPRODUÇÃO INTEGRADANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Agronomia, Produção Vegetal ou Fruticultura ou Fitotecnia e Sistema de Produção.1 + Cadastro de Reserva
PESA301012233SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISPRODUÇÃO INTEGRADANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Agronomia ou Produção Vegetal ou Ciências Agrária ou Fruticultura ou Fitotecnia (área de concentração Sistemas de Produção).1 + Cadastro de Reserva
PESA301012376SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISPRODUÇÃO INTEGRADANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301012377SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISPRODUÇÃO INTEGRADANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em fruticultura ou fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301245049SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMA DE PRODUÇÃO DE FORRAGENSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Zootecnia. Doutorado em Ciências Agronômicas ou Agronomia ou Zootecnia ou Produção Animal ou Forragicultura ou Pastagens ou Manejo de Pastagens (ênfase em manejo de pastagens e forragicultura).1 + Cadastro de Reserva
PESA301281050SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO DE FORRAGENSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Zootecnia. Doutorado em Nutrição e Metabolismo Animal (ruminantes).1 + Cadastro de Reserva
PESA301281053SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO DE FORRAGENSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia, Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em Zootecnia, Ciência Animal, Ciência Animal Tropical, Ciência Animal e Pastagens, Produção Animal ou Nutrição Animal, com tema de tese voltado a Pastagens, Pastagem e Forragicultura, Produção Animal ou Nutrição Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301281221SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO DE FORRAGENSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em Zootecnia ou Ciência Animal ou Ciência Animal Tropical ou Produção Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301282055SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO DE FORRAGENSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia. Doutorado em Ciências Agrárias, com área de concentração em Ecofisiologia Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301285344SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO DE FORRAGENSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Zootecnia. Doutorado em Ciências Agrárias ou afins (área de concentração: Pastagens e forragicultura).1 + Cadastro de Reserva
PESA301301035SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola. Doutorado em Agronomia ou Produção Vegetal ou Ciências Agrárias ou Sistemas de Produção ou Fitotecnia ou Horticultura com área de concentração em Melhoramento de Plantas Olerícolas ou Produção Vegetal de Plantas Olerícolas ou Nutrição de Plantas Olerícolas.1 + Cadastro de Reserva
PESA301301045SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Produção Vegetal ou Fitotecnia ou Fruticultura.1 + Cadastro de Reserva
PESA301301047SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenheira Agronômica. Doutorado em Fitotecnia ou Produção Vegetal ou Agronomia ou Fisiologia Vegetal, com ênfase em estresses abióticos.1 + Cadastro de Reserva
PESA301301209SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Agrícola. Doutorado em Agronomia ou Produção Vegetal ou Ciências Agrárias ou Fitotecnia ou Sistema de Produção.1 + Cadastro de Reserva
PESA301301234SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Agronomia ou Produção Vegetal ou Ciências Agrárias ou Fruticultura ou Fitotecnia ou Sistema de Produção Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301301241SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Fitotecnia (área de concentração Sistemas de Produção).1 + Cadastro de Reserva
PESA301301242SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Fitotecnia ou Genética e Melhoramento de plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA301301373SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia ou Produção Vegetal ou Agronomia ou Horticultura.1 + Cadastro de Reserva
PESA301301444SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Agronomia ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Silvicultura.1 + Cadastro de Reserva
PESA301302073SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciência Agronômica. Doutorado em Fitotecnia ou produção vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301302189SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Engenharia Biológica. Doutorado em Fisiologia de Plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA301302201SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental. Doutorado em Fitotecnia ou Fisiologia Vegetal ou Engenharia Agronômica ou Produção Vegetal ou Engenharia Agrícola ou Agroecologia ou Sistemas de Produção ou Ciências Biológicas, ou Fertilidade de solo ou Nutrição de plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA301302357SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Botânica, Fisiologia Vegetal, Produção Vegetal ou Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301302365SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fisiologia Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301302370SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em fitotecnia ou agroecologia ou solos.1 + Cadastro de Reserva
PESA301302372SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia ou Produção Vegetal de Grãos.1 + Cadastro de Reserva
PESA301302376SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301302376SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301302386SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Produção Vegetal ou Fitotecnia ou Fruticultura.1 + Cadastro de Reserva
PESA301302388SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Produção Vegetal, Fitotecnia ou Horticultura.1 + Cadastro de Reserva
PESA301303356SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Agronomia ou Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301303359SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Ciências do solo ou Solo e Nutrição de Plantas ou Manejo do Solo.1 + Cadastro de Reserva
PESA301303375SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia, área de concentração em grandes culturas.1 + Cadastro de Reserva
PESA301303465SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal. Doutorado em Silvicultura.1 + Cadastro de Reserva
PESA301304113SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Ecologia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Doutorado em ecofisiologia de plantas ligado às mudanças climáticas.1 + Cadastro de Reserva
PESA301304363SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fisiologia de Plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA301304364SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fisiologia Vegetal, área de concentração em culturas de tecidos e biologia molecular.1 + Cadastro de Reserva
PESA301304375SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia, área de concentração em grandes culturas.1 + Cadastro de Reserva
PESA301304376SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301305070SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Biologia ou Ecologia ou Agronomia. Doutorado em Fisiologia Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301305122SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Entomologia ou Ecologia ou Biologia Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301305198SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Biologia. Doutorado em Fisiologia de Plantas ou Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301305203SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica. Doutorado em Fitotecnia ou Produção Vegetal ou Agronomia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301305237SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Fisiologia Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301305243SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Fitotecnia ou Produção Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301305355SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Agronomia ou Fitotecnia ou Produção Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301305363SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fisiologia de Plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESA301305371SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em fitotecnia ou melhoramento genético.1 + Cadastro de Reserva
PESA301305372SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia ou Produção Vegetal de Grãos.1 + Cadastro de Reserva
PESA301305376SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301311211SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Florestal ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Engenharia Biológica. Doutorado em Fitotecnia ou Sistemas Agroflorestais.1 + Cadastro de Reserva
PESA301311374SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia ou Produção Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301311385SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Produção Vegetal com ênfase em Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301311449SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ecologia ou Biologia ou Ciências Biológicas. Doutorado em Sistemas Agroflorestais ou Silvicultura ou Ciências Florestais ou Fitotecnia ou Produção Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301311450SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ecologia ou Ciências Biológicas ou Biologia. Doutorado em Sistemas Agroflorestais ou Ciências Florestais ou Silvicultura ou Produção Animal ou Fitotecnia (área de concentração Sistemas de Produção).1 + Cadastro de Reserva
PESA301311457SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica. Doutorado em silvicultura.1 + Cadastro de Reserva
PESA301312347SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Zootecnia. Doutorado em Fitotecnia ou Zootecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301312376SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301312455SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Ciências Florestais.1 + Cadastro de Reserva
PESA301313356SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Genética ou Recursos Genéticos ou Genética e Melhoramento ou Fitotecnia, com área de concentração em Melhoramento Vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301313375SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Fitotecnia, área de concentração em grandes culturas.1 + Cadastro de Reserva
PESA301313464SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal. Doutorado em Ciências Florestais.1 + Cadastro de Reserva
PESA301314340SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃOSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Engenharia de Pesca ou Oceanografia. Doutorado no tema sistemas de produção integrados agricultura/aquicultura envolvendo uso e qualidade de recursos naturais.1 + Cadastro de Reserva
PESA301314448SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃOSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ecologia ou Ciências Biológicas ou Biologia. Doutorado em Ciências Florestais (área de concentração: silvicultura de espécies nativas, fitossociologia ou manejo florestal).1 + Cadastro de Reserva
PESA301314576SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃOSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Zootecnia, Ecologia, Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica, Medicina Veterinária, Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Doutorado no tema interface meio ambiente e sistemas integrados (agrossilvipastoris).1 + Cadastro de Reserva
PESA301315345SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Zootecnia. Doutorado em ciências agronômicas, agronomia, zootecnia, produção animal, solos, manejo e conservação de solos, nutrição de plantas, fisiologia vegetal, forragicultura ou pastagens (área de concentração solos e nutrição de sistemas de produção vegetal.1 + Cadastro de Reserva
PESA301321033SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE SISTEMASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Ambiental. Doutorado em Agronomia, Engenharia Agrícola, Ciência Ambiental ou Ecologia, com tese desenvolvida na área.1 + Cadastro de Reserva
PESA301322273SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE SISTEMASNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Biológica ou Ciências Biológicas. Doutorado em Agronomia ou Engenharia Agrícola ou Ambiental ou Ecologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301323335SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE SISTEMASSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Química ou Engenharia Química ou Engenharia de Produção ou Engenharia Ambiental e doutorado em Agroecossistemas ou Engenharia de Produção ou Agronomia.1 + Cadastro de Reserva
PESA301324352SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE SISTEMASSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica, Zootecnia, Engenharia Florestal ou Química ou Engenharia Química ou Física. Doutorado no tema análise ambiental de agroecossistemas.1 + Cadastro de Reserva
PESA301324544SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE SISTEMASSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Engenharia Química, Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica. Doutorado no tema reciclagem de resíduos em solos agrícolas.1 + Cadastro de Reserva
PESA301325329SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE SISTEMASCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Medicina Veterinária ou Zootecnia. Doutorado em ciências agronômicas ou ciências veterinárias ou ciência animal ou zootecnia ou produção animal ou sistemas de produção animal ou produção de ruminantes. Com ênfase em eficiência energética de sistemas de produção integrada.1 + Cadastro de Reserva
PESA310061232SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISAGRICULTURA COM BASE ECOLÓGICANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Agroecologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA360081043USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISAGROCLIMATOLOGIANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Meteorologia ou Climatologia. Doutorado na área de Agrometeorologia ou Meteorologia Agrícola.1 + Cadastro de Reserva
PESA360081139USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISAGROCLIMATOLOGIANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Climatologia, Engenharia Agrícola, Engenharia Floresta, Engenharia Agronômica ou Agronomia. Doutorado em Microclimatologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA360083184USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISAGROCLIMATOLOGIASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica com doutorado em Agroclimatologia, área de concentração Irrigação, Uso e Manejo e Conservação da Água e do Solo.1 + Cadastro de Reserva
PESA360083333USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISAGROCLIMATOLOGIASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Meteorologia. Doutorado em Climatologia Agrícola.1 + Cadastro de Reserva
PESA360084529USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISAGROCLIMATOLOGIASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Meteorologia com doutorado na área de Agrometeorologia ou Meteorologia Agrícola.1 + Cadastro de Reserva
PESA360644168USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISGÊNESE E CLASSIFICAÇÃO DE SOLOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Engenharia Geológica ou Geologia. Doutorado em Ciência do Solo.1 + Cadastro de Reserva
PESA360651445USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISGESTÃO AMBIENTAL E RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Ciência Ambiental. Doutorado em Ciências Florestais ou Ambientais. Especialidade: silvicultura de espécies nativas, fitossociologia ou manejo florestal.1 + Cadastro de Reserva
PESA360652320USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISGESTÃO AMBIENTAL E RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADASNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Engenharia Ambiental. Doutorado em gestão ambiental e recuperação de áreas degradadas.1 + Cadastro de Reserva
PESA360655446USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISGESTÃO AMBIENTAL E RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADASCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Ciências Biológica ou Engenharia Biológica ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Ciências Florestais ou Ecologia ou Sementes e mudas ou Recuperação de áreas degradadas.1 + Cadastro de Reserva
PESA360814315USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FAUNASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ecologia ou Ciências Biológicas. Doutorado no tema: biodiversidade entomológica.1 + Cadastro de Reserva
PESA360815117USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FAUNACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Engenharia Agronômica ou Ecologia. Doutorado em Biologia ou Biologia Animal ou Ecologia ou Veterinária ou Zootecnia ou Recursos Genéticos.1 + Cadastro de Reserva
PESA360821215USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Florestal ou Ecologia ou Engenharia Ambiental. Doutorado em Manejo Florestal.1 + Cadastro de Reserva
PESA360821447USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ecologia ou Ciências Biológicas ou Biologia. Doutorado em Ciências Florestais ou Ecologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA360821454USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Ciências Florestais, área de concentração em manejo florestal.1 + Cadastro de Reserva
PESA360821463USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal. Doutorado em Ciência florestal, com ênfase em manejo florestal.1 + Cadastro de Reserva
PESA360821466USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal. Doutorado em Silvicultura ou Manejo Florestal.1 + Cadastro de Reserva
PESA360821543USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Engenharia Química ou Química Industrial ou Farmácia ou Bioquímica. Doutorado em Química orgânica.1 + Cadastro de Reserva
PESA360821546USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Engenharia Química. Doutorado em Caracterização Química de Produtos Naturais ou Desenvolvimento de Produtos PRÉ-tecnológicos.1 + Cadastro de Reserva
PESA360822072USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Biologia. Doutorado em Biologia Vegetal ou Botânica ou Ecologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA360823250USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Ecologia. Doutorado em Ecologia ou Biologia Vegetal ou Botânica ou Recursos Genéticos ou Agronomia.1 + Cadastro de Reserva
PESA360823252USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica. Doutorado em Botânica ou Biologia Vegetal ou Recursos Genéticos ou Genética.1 + Cadastro de Reserva
PESA360825116USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Ecologia ou Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Ecologia, área de concentração em Populações ou Comunidades Vegetais.1 + Cadastro de Reserva
PESA360831034USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental. Doutorado em Irrigação e Drenagem.1 + Cadastro de Reserva
PESA360832165USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Civil ou Engenharia Geológica ou Geologia. Doutorado em Recursos Hídricos, com ênfase em águas subterrâneas.1 + Cadastro de Reserva
PESA360832175USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Irrigação e Drenagem.1 + Cadastro de Reserva
PESA360832275USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Civil. Doutorado em Irrigação e Drenagem.1 + Cadastro de Reserva
PESA360833358USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Doutorado em Ciência do solo, área de concentração Irrigação, Manejo e Conservação da Água e do Solo.1 + Cadastro de Reserva
PESA360833578USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação Engenharia Agronômica ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Florestal ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Sanitária. Doutorado em Recursos Hídricos ou Irrigação e drenagem ou Hidrologia ou Ciência do solo.1 + Cadastro de Reserva
PESA360834289USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Ambiental. Doutorado em Recursos Hídricos ou em Hidrologia, com ênfase em sistemas hidroagrícolas; ou doutorado em Irrigação e Drenagem com ênfase em Recursos Hídricos.1 + Cadastro de Reserva
PESA360834297USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Civil ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Florestal ou Geologia ou Engenharia Agrícola. Doutorado no tema: ciclo hidrológico em agroecossistemas.1 + Cadastro de Reserva
PESA360835135USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Exatas. Doutorado em Engenharia Ambiental ou Engenharia Hidrológica ou Hidrologia ou Hidráulica e Saneamento.1 + Cadastro de Reserva
PESA360835163USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Ambiental. Doutorado em Recursos Hídricos com área de concentração em sistemas hidroagrícolas; ou em Irrigação e Drenagem, com área de concentração em Recursos Hídricos; ou em Hidrologia com área de concentração em Sistemas Hidroagrícolas.1 + Cadastro de Reserva
PESA360835173USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Engenharia Agrícola ou Engenharia de Irrigação ou Manejo de Irrigação ou Relação solo-água-planta.1 + Cadastro de Reserva
PESA360835287USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agrícola. Doutorado em Recursos Hídricos ou Irrigação e Drenagem ou Hidrologia.1 + Cadastro de Reserva
PESA361221219USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISSENSORIAMENTO REMOTO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Engenharia Geológica ou Geologia ou Engenharia Geográfica ou Geografia ou Engenharia Cartográfica ou Cartografia ou Engenharia Agrícola ou Engenharia de Agrimensura ou Engenharia Civil ou Engenharia Florestal. Doutorado em Sensoriamento Remoto ou Cartografia ou Geoprocessamento ou Ciências Geodésicas.1 + Cadastro de Reserva
PESA361221321USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISSENSORIAMENTO REMOTO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Engenharia Geográfica ou Geografia ou Engenharia Geológica ou Geologia. Doutorado em Sensoreamento Remoto ou Geociências ou Geoprocessamento.1 + Cadastro de Reserva
PESA361223299USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISSENSORIAMENTO REMOTO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia de Agrimensura ou Engenharia Cartográfica ou Geologia ou Geografia. Doutorado em Engenharia Agronômica ou Engenharia de Agrimensura ou Engenharia Cartográfica ou Geologia ou Geografia.1 + Cadastro de Reserva
PESA361224142USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISSENSORIAMENTO REMOTO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ecologia ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Doutorado em Ecologia ou Ciência Ambiental, com ênfase em caracterização e conservação de recursos naturais.1 + Cadastro de Reserva
PESA361224146USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISSENSORIAMENTO REMOTO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia de Agrimensura ou Engenharia Cartográfica ou Engenharia Civil ou Engenharia Elétrica ou Engenharia Agrícola ou Geografia ou Geologia ou Matemática. Doutorado em Agronomia ou Engenharia de Agrimensura ou Engenharia Cartográfica ou Engenharia Civil ou Engenharia Elétrica ou Engenharia Agrícola ou Geografia ou Geologia ou Matemática.1 + Cadastro de Reserva
PESA361225325USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISSENSORIAMENTO REMOTO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Geologia ou Engenharia Geológica ou Geografia ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Florestal. Doutorado com área de concentração em geoprocessamento ou biomassa energética.1 + Cadastro de Reserva
PESA361225326USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISSENSORIAMENTO REMOTO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Geologia ou Engenharia Geológica ou Geografia ou Engenharia Cartográfica ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Florestal. Doutorado em Sensoriamento Remoto ou Cartografia ou Geoprocessamento ou Ciências Geodésicas ou Sistemas de Informações Geográficas.1 + Cadastro de Reserva
PESA380655118USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISGESTÃO AMBIENTAL E RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADASCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica ou Ecologia ou Engenharia Florestal ou Engenharia Agronômica. Doutorado em Ecologia área de concentração Populações ou Comunidades Vegetais.1 + Cadastro de Reserva

* O diploma referente à escolaridade exigida para a opção de escolha do candidato, deverá ser devidamente registrado e fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação. O candidato deverá ter, também, registro no Conselho de Classe.

Cargo: PESQUISADOR CLASSE B

Escolaridade: Nível Superior

TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 100,00

REMUNERAÇÃO INICIAL: R$ 6.383,14

CÓDIGO DE OPÇÃOOPÇÃOVAGAS
ÁREA DE ATUAÇÃOSUBÁREAREGIÃOREQUISITOS*
PESB010411042AGRICULTURA FAMILIARDESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIARNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Engenharia Agrícola e mestrado em Desenvolvimento Rural Sustentável, ênfase em Agricultura Familiar ou Pequena Propriedade.1 + Cadastro de Reserva
PESB010411204AGRICULTURA FAMILIARDESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIARNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Ciências Econômica ou Ciências Políticas. Mestrado em Desenvolvimento Rural ou Desenvolvimento Sustentável ou Desenvolvimento Territorial ou Desenvolvimento Local.1 + Cadastro de Reserva
PESB010412137AGRICULTURA FAMILIARDESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIARNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em ciências sociais ou agrárias com mestrado em Ciências Agrárias ou Ciências Sociais ou Desenvolvimento Sustentável ou Desenvolvimento territorial ou Desenvolvimento Local ou Gestão Ambiental.1 + Cadastro de Reserva
PESB010415025AGRICULTURA FAMILIARDESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIARCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agrícola ou Zootecnia ou Ciências Sociais. Mestrado em Ciências Sociais ou Economia Rural ou Agronomia ou Extensão Rural ou Desenvolvimento Sustentável.1 + Cadastro de Reserva
PESB080102024GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Economia ou Sociologia. Mestrado em Agronomia ou Economia ou Economia Rural ou Sociologia ou Sociologia Rural.1 + Cadastro de Reserva
PESB080102145GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Administração ou Engenharia Agronômica. Mestrado em Ciências Sociais, com área de concentração em Economia da Tecnologia.1 + Cadastro de Reserva
PESB080105018GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Administração ou Economia. Mestrado em Socioeconomia ou Economia ou Economia Agrícola ou Economia Rural.1 + Cadastro de Reserva
PESB080105151GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Agronomia ou Engenharia Florestal ou Zootecnia ou Veterinária. Mestrado em Economia ou Agronomia.1 + Cadastro de Reserva
PESB101035013GESTÃO DE PESSOASPROGRAMAÇÃO E COORDENAÇÃO DE CAPACITAÇÃOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Psicologia ou Pedagogia. Mestrado em Psicologia Social e do Trabalho ou Pedagogia ou Administração ou Educação com área de concentração em capacitação. Seis meses de experiência profissional na área de Programação e Coordenação de Capacitação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês e espanhol.1 + Cadastro de Reserva
PESB160571157MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Engenharia Econômica ou Sociologia ou Ciências Sociais ou Engenharia Agronômica. Mestrado em economia ou sociologia.1 + Cadastro de Reserva
PESB160572091MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias. Mestrado em Ciências Agrárias, com área de concentração em modelagem e simulação de sistemas de produção animal.1 + Cadastro de Reserva
PESB160572146MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Administração ou Engenharia ou Ciências Agrárias. Mestrado em Engenharia de Produção ou Administração Rural.1 + Cadastro de Reserva
PESB200432090PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALIZAÇÃODESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias. Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos, com área de concentração em Ciência e Tecnologia de Carnes.1 + Cadastro de Reserva
PESB210602508PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia ou Agronomia. Mestrado em Ciências Agrárias, com ênfase em Produção Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESB210602520PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia. Mestrado em Produção Animal ou Nutrição Animal, com área de concentração em nutrição e avaliação de estratégias de alimentação de pequenos ruminantes.1 + Cadastro de Reserva
PESB210602568PRODUÇÃO ANIMALETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Zootecnia ou Agronomia ou Medicina Veterinária. Mestrado em Agronomia ou Zootecnia ou Produção Animal ou Ciência Animal.1 + Cadastro de Reserva
PESB220151422PRODUÇÃO AQUÍCOLAAPROVEITAMENTO AGROINDUSTRIAL DE ESPÉCIES AQUÍCOLASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Pesca ou Engenharia de Aquicultura ou Zootecnia ou Agronomia ou Engenharia Agronômica. Mestrado em aproveitamento agroindustrial de espécies aquícolas.1 + Cadastro de Reserva
PESB220781428PRODUÇÃO AQUÍCOLAMANEJO E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS PESQUEIROSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Pesca ou Engenharia de Aquicultura ou Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Engenharia Agronômica ou Oceanografia ou Ciências Biológicas ou Ecologia. Mestrado em Ecologia ou Biologia, com área de concentração em Ciências Biológicas ou Ecologia ou Reprodução de Espécies Aquícolas ou alimentação de Espécies Aquícolas e as interações dessas temáticas com fatores ambientais.1 + Cadastro de Reserva
PESB220961425PRODUÇÃO AQUÍCOLANUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO DE ESPÉCIES AQUÍCOLASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Pesca ou Engenharia de Aquicultura ou Zootecnia ou Engenharia Agronômica ou Medicina Veterinária ou Oceanografia. Mestrado em nutrição de espécies aquícolas.1 + Cadastro de Reserva
PESB221181429PRODUÇÃO AQUÍCOLAREPRODUÇÃO E MELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPECIES AQUÍCOLASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Pesca ou Engenharia de Aquicultura ou Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Engenharia Agronômica ou Oceanografia ou Ciências Biológicas ou Ecologia. Mestrado em Melhoramento ou Produção de Espécies Aquícolas.1 + Cadastro de Reserva
PESB221201427PRODUÇÃO AQUÍCOLASANIDADE DE ESPÉCIES AQUÍCOLASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Pesca ou Engenharia de Aquicultura ou Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Oceanografia ou Ciências Biológicas ou Ecologia. Mestrado em Sanidade de Espécies Aquícolas.1 + Cadastro de Reserva
PESB221271419PRODUÇÃO AQUÍCOLASISTEMAS DE CULTIVO DE ESPÉCIES AQUÍCOLASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Pesca ou Engenharia de Aquicultura ou Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Engenharia Agronômica ou Oceanografia ou Ciências Biológicas ou Ecologia. Mestrado em aproveitamento Industrial de Espécies Aquícolas.1 + Cadastro de Reserva
PESB221271430PRODUÇÃO AQUÍCOLASISTEMAS DE CULTIVO DE ESPÉCIES AQUÍCOLASNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Pesca ou Engenharia de Aquicultura ou Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Engenharia Agronômica ou Oceanografia ou Ciências Biológicas ou Ecologia. Mestrado em Produção Aquícola.1 + Cadastro de Reserva
PESB290632081SEGURANÇA ALIMENTAR, NUTRIÇÃO E SAÚDEGARANTIA DE QUALIDADE, SEGURANÇA BIOLÓGICA, RASTREABILIDADE E CERTIFICAÇÃONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias ou Agronomia ou Engenharia Agronômica. Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos, com área de concentração em Ciência e Tecnologia de Carnes.1 + Cadastro de Reserva
PESB300131222SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISAPICULTURA SUSTENTÁVELNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Zootecnia ou Ciências Biológicas ou Biologia ou Engenharia Biológica. Mestrado em ciência animal ou zootecnia ou entomologia.1 + Cadastro de Reserva
PESB300952057SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISNUTRIÇÃO DE PLANTAS, FERTILIDADE E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FERTILIZANTES E CONDICIONADORES DE SOLOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia. Mestrado em Ciências Agrárias, área de concentração em Fertilidade do solo e nutrição de plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESB301252144SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMA DE PRODUÇÃO INTEGRADOS E MEIO AMBIENTENordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Administração ou Engenharia Agronômica ou Ciências Agrárias. Mestrado em Engenharia de Produção ou Administração Rural, com área de concentração em Gestão, Coordenação e Competitividade dos Sistemas Agroindustriais.1 + Cadastro de Reserva
PESB301311229SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEISSISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Zootecnia. Mestrado em produção animal.1 + Cadastro de Reserva
PESB350712144TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Administração ou Engenharia Agronômica ou Ciências Agrárias. Mestrado em Engenharia de Produção ou Administração Rural, com área de concentração em Gestão, Coordenação e Competitividade dos Sistemas Agroindustriais.1 + Cadastro de Reserva
PESB350714087TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias ou Engenharia ou Economia ou Administração. Mestrado em Ciências Agrárias ou Engenharia ou Economia ou Administração.1 + Cadastro de Reserva
PESB360821230USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia, Ciências Biológicas ou Biologia ou Engenharia Florestal ou Ecologia ou Engenharia Ambiental. Mestrado em Biotecnologia ou Genética e Melhoramento de plantas.1 + Cadastro de Reserva
PESB360824536USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Bioquímica ou Farmácia-Bioquímica ou Engenharia Química. Mestrado em Produtos Naturais ou Química de Produtos Naturais ou Química Analítica ou Química Orgânica ou Farmacologia.1 + Cadastro de Reserva
PESB360832026USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISMANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agrícola, Mestrado em Ciências Agrárias, área de concentração em Irrigação.1 + Cadastro de Reserva

* O diploma referente à escolaridade exigida para a opção de escolha do candidato, deverá ser devidamente registrado e fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação. O candidato deverá ter, também, registro no Conselho de Classe.

Cargo: ANALISTA CLASSE A

Escolaridade: Nível Superior

TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 100,00

REMUNERAÇÃO INICIAL: R$ 6.333,74

CÓDIGO DE OPÇÃOOPÇÃOVAGAS
ÁREA DE ATUAÇÃOSUBÁREAREGIÃOREQUISITOS*
ANAA010411084AGRICULTURA FAMILIARDESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIARNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias ou Economia. Mestrado em Desenvolvimento Rural.1 + Cadastro de Reserva
ANAA010411162AGRICULTURA FAMILIARDESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIARNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Ciências Econômicas ou Engenharia Econômica. Mestrado em Desenvolvimento Rural. Seis meses de experiência profissional na área de Agricultura Familiar, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA041175558COOPERAÇÃO INTERNACIONALRELAÇÕES INTERNACIONAIS, BILATERAIS E MULTILATERAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Relações Internacionais ou Administração Pública ou Economia ou Ciências Econômicas ou Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas. Mestrado em Relações Internacionais. Seis meses de experiência profissional na área de Cooperação Internacional, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA070043077GESTÃO DA INFORMAÇÃOADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciência da Computação ou Informática ou Sistemas de Informação ou Engenharia da Computação ou Engenharia de Sistemas e Informática ou Sistemas de Informação. Mestrado em Informática ou Sistemas de Informação ou Engenharia da Computação ou Engenharia de Sistemas e Informática ou Sistemas de Informação. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA070045060GESTÃO DA INFORMAÇÃOADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Análise de Sistemas ou Ciência da Computação ou Informática ou Engenharia da Computação. Mestrado em Análise de Sistemas ou Ciência da Computação ou Informática ou Banco de Dados ou Engenharia da Computação. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA070185076GESTÃO DA INFORMAÇÃOARQUITETURA DA INFORMAÇÃOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciência da Computação ou Informática ou Sistemas de Informação ou Biblioteconomia ou Jornalismo. Mestrado em Ciência da Informação ou Arquitetura da Informação ou Organização da Informação. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA070402566GESTÃO DA INFORMAÇÃODESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL COM ÊNFASE EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Tecnologia da Informação ou Informática. Mestrado em Gestão Estratégica da Informação ou Governança de TI. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA070422131GESTÃO DA INFORMAÇÃODESENVOLVIMENTO, MANUTENÇÃO DE SISTEMAS E GESTÃO DE PROJETOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências da Computação ou Informática ou Sistemas de Informação ou Análise de Sistemas ou Engenharia de Software. Mestrado em Ciências da Computação ou Informática ou Sistemas de Informação ou Análise de Sistemas ou Engenharia de Software. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA070424131GESTÃO DA INFORMAÇÃODESENVOLVIMENTO, MANUTENÇÃO DE SISTEMAS E GESTÃO DE PROJETOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências da Computação ou Informática ou Sistemas de Informação ou Análise de Sistemas ou Engenharia de Software. Mestrado em Ciências da Computação ou Informática ou Sistemas de Informação ou Análise de Sistemas ou Engenharia de Software. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA070425131GESTÃO DA INFORMAÇÃODESENVOLVIMENTO, MANUTENÇÃO DE SISTEMAS E GESTÃO DE PROJETOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências da Computação ou Informática ou Sistemas de Informação ou Análise de Sistemas ou Engenharia de Software. Mestrado em Ciências da Computação ou Informática ou Sistemas de Informação ou Análise de Sistemas ou Engenharia de Software. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA070442064GESTÃO DA INFORMAÇÃODOCUMENTAÇÃO BIBLIOGRÁFICA E INFORMAÇÃONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Biblioteconomia. Mestrado em Biblioteconomia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA070455496GESTÃO DA INFORMAÇÃOEDIÇÃOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Letras. Mestrado em Letras. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA070465497GESTÃO DA INFORMAÇÃOEDIÇÃO ESPANHOLCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação espanhol. Mestrado em tradução. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma espanhol.1 + Cadastro de Reserva
ANAA070475498GESTÃO DA INFORMAÇÃOEDIÇÃO INGLÊSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Letras/Tradução, com habilitação em tradução inglês. Meação em Letras/Tradução, com habilitação em traduçstrado em tradução. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA071065495GESTÃO DA INFORMAÇÃOPROGRAMAÇÃO E REVISÃO DE TEXTOS TÉCNICO-CIENTÍFICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Letras ou Relações Internacionais. Mestrado em Letras ou Relações Internacionais. Seis meses de experiência profissional na área de Programação e Revisão de Textos Técnico-Científicos, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA071164074GESTÃO DA INFORMAÇÃOREDE DE COMUNICAÇÃO E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (INFRA- ESTRUTURA)SudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciência da Computação ou Informática ou Engenharia da Computação ou Engenharia de Sistemas e Informática ou Engenharia de Informação. Mestrado em Ciência da Computação ou Informática ou Engenharia da Computação ou Engenharia de Sistemas ou Informática ou Engenharia de Informação. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA071165074GESTÃO DA INFORMAÇÃOREDE DE COMUNICAÇÃO E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (INFRA- ESTRUTURA)Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciência da Computação ou Informática ou Engenharia da Computação ou Engenharia de Sistemas e Informática ou Engenharia de Informação. Mestrado em Ciência da Computação ou Informática ou Engenharia da Computação ou Engenharia de Sistemas ou Informática ou Engenharia de Informação. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA071265060GESTÃO DA INFORMAÇÃOSISTEMAS DE APOIO A DECISÃO - BUSINESS INTELLIGENCECentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Análise de Sistemas ou Ciência da Computação ou Informática ou Engenharia da Computação. Mestrado em Análise de Sistemas ou Ciência da Computação ou Informática ou Banco de Dados ou Engenharia da Computação. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA080101039GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ambiental. Mestrado em Socioeconomia ou Economia ou Economia Agrícola ou Administração Rural ou Economia Florestal ou Ambiental ou Economia Rural e Ecologia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Inovação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA080101084GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias ou Economia. Mestrado em Sócio-economia Rural.1 + Cadastro de Reserva
ANAA080101228GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em engenharia agronômica ou agronomia ou zootecnia ou engenharia florestal ou engenharia de produção ou engenharia agrícola ou engenharia de alimentos ou economia ou administração ou marketing ou agronegócio. Mestrado em qualquer área do conhecimento. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Inovação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA080105227GESTÃO DA INOVAÇÃOANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em engenharia agronômica ou agronomia ou zootecnia ou engenharia florestal ou engenharia de produção ou engenharia agrícola ou engenharia de alimentos ou economia ou administração ou marketing ou agronegócio Mestrado em engenharia agronômica ou agronomia ou zootecnia ou engenharia florestal ou engenharia de produção ou engenharia agrícola ou engenharia de alimentos ou economia ou administração ou marketing ou agronegócio Seis meses de experiência profissional na área de Inovação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA080712306GESTÃO DA INOVAÇÃOGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Econômica ou Ciências Sociais. Mestrado em Engenharia Agronômica ou Engenharia Econômica ou Ciências Sociais.1 + Cadastro de Reserva
ANAA080715226GESTÃO DA INOVAÇÃOGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em engenharia agronômica ou agronomia ou zootecnia ou engenharia florestal ou engenharia de produção ou economia ou administração ou agronegócio ou relações internacionais ou marketing. Mestrado em ciências econômicas (economia rural, economia agrícola) ou mestrado em administração ou marketing ou agronegócio. Seis meses de experiência profissional na área de Inovação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA080732002GESTÃO DA INOVAÇÃOGESTÃO DE TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Agronomia ou Engenharia de Produção. Mestrado em Engenharia da Produção ou Administração ou Economia Rural ou Economia Aplicada, com área de concentração em gestão de negócios tecnológicos.1 + Cadastro de Reserva
ANAA080745062GESTÃO DA INOVAÇÃOGESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Análise de Sistemas ou Tecnologia da Informação ou Sistemas de Informação ou Engenharia de Informação. Mestrado em Análise de Sistemas ou Tecnologia da Informação ou Sistemas de Informação ou Engenharia de Informação. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Inovação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA080745337GESTÃO DA INOVAÇÃOGESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Sociologia ou Psicologia ou Administração ou Engenharia de Produção ou Economia. Mestrado em Engenharia Agronômica ou Sociologia ou Psicologia ou Administração ou Engenharia de Produção ou Economia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Inovação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA080745338GESTÃO DA INOVAÇÃOGESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Sociologia ou Psicologia ou Administração ou Engenharia de Produção ou Economia. Mestrado em Engenharia Agronômica ou Sociologia ou Psicologia ou Administração ou Engenharia de Produção ou Economia. Seis meses de experiência profissional na área de Inovação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA081075224GESTÃO DA INOVAÇÃOPROPRIEDADE INTELECTUALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em engenharia agronômica ou agronomia ou zootecnia ou engenharia florestal ou engenharia agrícola ou engenharia mecânica ou engenharia química ou química ou engenharia de alimentos ou física ou medicina veterinária ou biologia. Mestrado em Propriedade Intelectual ou engenharia agronômica ou agronomia ou zootecnia ou engenharia florestal ou engenharia agrícola ou engenharia mecânica ou engenharia química ou química ou engenharia de alimentos ou física ou medicina veterinária ou biologia. Seis meses de experiência profissional na área de Inovação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA091153136GESTÃO DE LABORATÓRIOQUÍMICA ANALÍTICASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Químicas e Farmacêuticas ou Química ou Engenharia Química. Mestrado em Química Analítica. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão de Laboratório, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA100385014GESTÃO DE PESSOASDESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Psicologia ou Serviço Social ou Pedagogia. Mestrado em Psicologia Organizacional. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão de Pessoas, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAA101025531GESTÃO DE PESSOASPROGRAMAÇÃO DE CAPACITAÇÃOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Psicologia ou Pedagogia ou Administração. Mestrado em Psicologia Social e do Trabalho ou Pedagogia ou Administração. Seis meses de experiência profissional na área de Programação de Capacitação. Domínio do idioma inglês e espanhol.1 + Cadastro de Reserva
ANAA110095149GESTÃO ESTRATÉGICAANÁLISE DE IMPACTOS SÓCIO-ECONÔMICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Agronomia ou Engenharia de Produção ou Ciências Sociais. Mestrado em Economia.1 + Cadastro de Reserva
ANAA110125003GESTÃO ESTRATÉGICAANÁLISE PROSPECTIVACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia ou Ciências Sociais. Mestrado em Engenharia de Produção ou Sociologia do Trabalho ou Psicologia do Trabalho ou Administração.1 + Cadastro de Reserva
ANAA110202016GESTÃO ESTRATÉGICAARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL INTERNACIONALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração. Mestrado em Administração ou Gestão Pública ou Desenvolvimento Institucional ou Relações Internacionais. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão Estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA110205559GESTÃO ESTRATÉGICAARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL INTERNACIONALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Relações Internacionais. Mestrado em Administração ou Administração Pública ou Gestão Pública ou Desenvolvimento Institucional ou Relações Internacionais. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão Estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA110395009GESTÃO ESTRATÉGICADESENVOLVIMENTO INSTITUCIONALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia. Mestrado em Administração ou Economia ou Ciências Agrárias.1 + Cadastro de Reserva
ANAA110395010GESTÃO ESTRATÉGICADESENVOLVIMENTO INSTITUCIONALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia. Mestrado em Administração ou Economia. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA110395581GESTÃO ESTRATÉGICADESENVOLVIMENTO INSTITUCIONALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ambiental. Mestrado em Socioeconomia, Economia, Economia Agrícola, Administração Rural, Economia Florestal ou Ambiental, Economia Rural e Ecologia. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA110562484GESTÃO ESTRATÉGICAESTATÍSTICANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Estatística ou Administração ou Economia ou Matemática ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Mestrado em estatística ou estatística aplicada, com área de concentração em métodos quantitativos. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA110564483GESTÃO ESTRATÉGICAESTATÍSTICASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Estatística ou Administração ou Economia ou Matemática ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Mestrado em Estatística ou Estatística Aplicada, com área de concentração em métodos quantitativos.1 + Cadastro de Reserva
ANAA110564484GESTÃO ESTRATÉGICAESTATÍSTICASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Estatística ou Administração ou Economia ou Matemática ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Mestrado em estatística ou estatística aplicada, com área de concentração em métodos quantitativos. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA110565484GESTÃO ESTRATÉGICAESTATÍSTICACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Estatística ou Administração ou Economia ou Matemática ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Mestrado em estatística ou estatística aplicada, com área de concentração em métodos quantitativos. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA110742103GESTÃO ESTRATÉGICAGESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Ciências Exatas ou Ciências da Terra. Mestrado em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA110742103GESTÃO ESTRATÉGICAGESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Ciências Exatas ou Ciências da Terra. Mestrado em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120495439LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISELABORAÇÃO DE ESTUDOS DE VIABILIDADE ECONÔMICA DE ANTEPROJETOS DE UNIDADES INDUSTRIAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Econômica, Engenharia de Produção, Engenharia Química, Engenharia Mecânica ou áreas afins. Mestrado em Engenharia Econômica ou áreas afins. Seis meses de experiência profissional na Elaboração de Estudos de Viabilidade Econômica de Anteprojetos de Unidades Industriais. Domínio de inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120685521LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS ANIMALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia. Mestrado em Zootecnia ou Produção Animal ou Ciência Animal. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após o diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120692259LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS VEGETAL E FLORESTALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Florestal ou Engenharia Ambiental ou Ecologia. Mestrado em Gestão Ambiental. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120695264LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS VEGETAL E FLORESTALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Florestal. Mestrado em Fitotecnia ou Produção Vegetal na área de olerícolas. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120701262LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Florestal. Mestrado em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Florestal. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120702263LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Florestal. Mestrado em Engenharia Agronômica ou Engenharia Química ou Química ou Engenharia Biológica. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120702433LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Produção ou Química ou Química Industrial. Mestrado em Engenharia de Alimentos ou Tecnologia de Alimentos. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120702557LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química. Mestrado em Fitoquímica ou Química Orgânica ou Química de Produtos Naturais. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120703312LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ciências Biológicas ou Engenharia Civil ou Engenharia Hidráulica ou Engenharia Sanitária. Mestrado em Engenharia Hidráulica ou Engenharia Sanitária com área de concentração em Tratamento de Efluentes. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após a Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120703314LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ciências Biológicas. Mestrado em Genética Molecular. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após o diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120703490LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Farmácia-Bioquímica ou Engenharia Biotecnológica ou Biotecnologia ou Ciências Químicas e Farmacêuticas ou Engenharia Biológica ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Química ou Química Industrial. Mestrado em Farmácia Bioquímica ou Engenharia Biotecnologia ou Biotecnologia ou Ciências Químicas e Farmacêuticas ou Engenharia Biológica ou Engenharia Química ou Química Industrial ou Engenharia Agronômica. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120703519LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia. Mestrado em Patologia com área se concentração em virologia animal. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após o diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120703521LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária ou Zootecnia. Mestrado em Zootecnia ou Produção Animal ou Ciência Animal. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após o diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120703537LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Ciências Químicas e Farmacêuticas ou Química Analítica. Mestrado em Química Analítica. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120703551LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Farmácia-Bioquímica ou Ciências Químicas e Farmacêuticas ou Engenharia Química. Mestrado em Química ou Farmácia-Bioquímica ou Ciências Químicas e Farmacêuticas ou Engenharia Química com área de concentração em Padronização de Produtos. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120704266LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Farmácia-Bioquímica. Mestrado em Engenharia Agronômica, Ciências Biológicas ou Farmácia- Bioquímica. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120704548LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Farmácia Bioquímica ou Ciências Químicas e Farmacêuticas ou Engenharia Química. Mestrado em Química ou Engenharia Química. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120704552LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Farmácia-Bioquímica ou Ciências Químicas e Farmacêuticas ou Engenharia Química. Mestrado em Química, Farmácia-Bioquímica, Ciências Químicas e Farmacêuticas ou Engenharia Química. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA120705261LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Florestal. Mestrado em Genética e Melhoramento Vegetal ou Biologia Molecular. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA160565487MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTATÍSTICACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Estatística. Mestrado em Estatística ou Socioeconomia ou Economia. Seis meses de experiência profissional na área de Estatística. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA160571038MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOSESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ambiental. Mestrado em Socioeconomia ou Economia ou Economia Agrícola ou Administração Rural ou Economia Florestal ou Ambiental, Economia Rural e Ecologia. Seis meses de experiência profissional na área de Métodos Quantitativos Avançados, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA190995148ORÇAMENTO E FINANÇASORÇAMENTO, FINANÇAS, CONVÊNIOS E EMPRÉSTIMOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Economia ou Administração. Mestrado em Administração Pública ou Orçamento e Finanças Públicas ou Relações Internacionais. Seis meses de experiência profissional na área de Orçamento e Finanças, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA230854525RECURSOS GENÉTICOS E MELHORAMENTO ANIMALMELHORAMENTO GENÉTICO ANIMALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária. Mestrado em Medicina Animal com área de concentração em Reprodução Animal. Seis meses de experiência profissional na área de Recursos Genéticos e Melhoramento Animal, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA260535110SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica. Mestrado em Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica ou Entomologia. Seis meses de experiência profissional na área de Sanidade Vegetal, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA260625111SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica. Mestrado em Fitopatologia ou Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica. Seis meses de experiência profissional na área de Sanidade Vegetal, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA320114489SUPORTE OPERACIONAL E INSTRUMENTALANÁLISE GENÔMICASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Farmácia-Bioquímica ou Ciências Biológicas ou Ciências Biomédicas ou Medicina Veterinária. Mestrado em Farmácia-Bioquímica ou Ciências Biológicas ou Ciências Biomédicas ou Medicina Veterinária. Seis meses de experiência profissional na área de Suporte Operacional e Instrumental, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350711169TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Mestrado em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350711467TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Florestal. Mestrado em ciência florestal com ênfase em silvicultura. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350712058TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia. Mestrado em Extensão Rural ou Transferência de Tecnologia. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350712393TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Mestrado em extensão rural ou fitotecnia. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do Idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350713058TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia. Mestrado em Extensão Rural ou Transferência de Tecnologia. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350713059TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia. Mestrado em Fitotecnia. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350714037TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ambiental com Especialização. Mestrado em Socioeconomia ou Economia ou Economia Agrícola ou Administração Rural ou Economia Florestal ou Ambiental ou Economia Rural ou Ecologia. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350714167TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Engenharia de Produção ou Marketing ou Economia ou Administração. Mestrado em Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Engenharia Agrícola. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350714526TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária. Mestrado na área animal. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350714584TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias ou Engenharia de Produção ou Economia Rural ou Extensão Rural. Mestrado em Ciências Agrárias ou Engenharia de Produção ou Economia Rural ou Extensão Rural. Seis meses de experiência profissional na área, após o Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350715040TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Agronomia ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Ambiental. Mestrado em Socioeconomia ou Economia ou Economia Agrícola ou Administração Rural ou Economia Florestal ou Ambiental ou Economia Rural e Ecologia. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350715393TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Mestrado em extensão rural ou fitotecnia. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350715499TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Marketing ou Economia ou Administração ou Ciências Sociais ou Ciências Agrárias. Mestrado em Negócios Tecnológicos ou Desenvolvimento Rural ou Comunicação Empresarial ou Marketing. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350715500TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em marketing ou economia ou administração ou engenharia agronômica ou engenharia florestal ou engenharia agrícola ou engenharia de produção. Mestrado em marketing ou economia ou administração. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350715501TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em marketing ou economia ou administração ou engenharia agronômica, ou engenharia florestal ou engenharia agrícola ou engenharia de produção. Mestrado em marketing ou economia ou administração ou engenharia agronômica ou engenharia florestal ou engenharia agrícola. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA350715527TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária. Mestrado na área de Extensão Rural, com ênfase em bovinocultura de corte. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do Idioma Inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA351045561TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPROGRAMAÇÃO E COORDENAÇÃO DE EVENTOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Relações Públicas. Mestrado em Relações Públicas. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA351071224TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPROPRIEDADE INTELECTUALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em engenharia agronômica ou agronomia ou zootecnia ou engenharia florestal ou engenharia agrícola ou engenharia mecânica ou engenharia química ou química ou engenharia de alimentos ou física ou medicina veterinária ou biologia. Mestrado em Propriedade Intelectual ou engenharia agronômica ou agronomia ou zootecnia ou engenharia florestal ou engenharia agrícola ou engenharia mecânica ou engenharia química ou química ou engenharia de alimentos ou física ou medicina veterinária ou biologia. Seis meses de experiência profissional na área de Inovação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA351073224TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPROPRIEDADE INTELECTUALSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em engenharia agronômica ou agronomia ou zootecnia ou engenharia florestal ou engenharia agrícola ou engenharia mecânica ou engenharia química ou química ou engenharia de alimentos ou física ou medicina veterinária ou biologia. Mestrado em Propriedade Intelectual ou engenharia agronômica ou agronomia ou zootecnia ou engenharia florestal ou engenharia agrícola ou engenharia mecânica ou engenharia química ou química ou engenharia de alimentos ou física ou medicina veterinária ou biologia. Seis meses de experiência profissional na área de Inovação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA351075223TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPROPRIEDADE INTELECTUALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Zootecnia ou Engenharia Florestal ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Mecânica ou Engenharia Química ou Engenharia de Alimentos. Mestrado em qualquer área do conhecimento. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA361221300USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISSENSORIAMENTO REMOTO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia de Agrimensura ou Engenharia Cartográfica ou Geografia ou Geologia. Mestrado em Geoprocessamento. Seis meses de experiência profissional na área de Uso sustentável de Recursos Naturais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAA361224298USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISSENSORIAMENTO REMOTO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia de Agrimensura ou Engenharia Cartográfica ou Engenharia Civil ou Geografia ou Geologia. Mestrado em Geoprocessamento. Seis meses de experiência profissional na área de Uso sustentável de Recursos Naturais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva

* O diploma referente à escolaridade exigida para a opção de escolha do candidato, deverá ser devidamente registrado e fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação. O candidato deverá ter, também, registro no Conselho de Classe.

Cargo: ANALISTA CLASSE B

Escolaridade: Nível Superior

TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 90,00

REMUNERAÇÃO INICIAL: R$ 5.440,07

CÓDIGO DE OPÇÃOOPÇÃOVAGAS
ÁREA DE ATUAÇÃOSUBÁREAREGIÃOREQUISITOS*
ANAB030223128BIOLOGIA AVANÇADA APLICADABIOLOGIA AVANÇADA APLICADA À CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS.SulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Química ou Engenharia Química ou Ciências Químicas e Farmacêuticas ou Farmácia-Bioquímica. Seis meses de experiência profissional em Biologia Avançada Aplicada, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB031345540BIOLOGIA AVANÇADA APLICADATECNOLOGIAS DE LARGA ESCALA - GENÔMICA, PROTEÔMICA, TRANCRIPTÔMICA, METABOLÔMICA, ENTRE OUTRAS.Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Engenharia Química ou Ciências Biológicas ou Ciências Agrárias ou Engenharia Agronômica. Seis meses de experiência profissional na área de Biologia Avançada Aplicada, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB041171560COOPERAÇÃO INTERNACIONALRELAÇÕES INTERNACIONAIS, BILATERAIS E MULTILATERAISNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Relações Internacionais. Seis meses de experiência profissional na área de Cooperação Internacional, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB041175560COOPERAÇÃO INTERNACIONALRELAÇÕES INTERNACIONAIS, BILATERAIS E MULTILATERAISCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Relações Internacionais. Seis meses de experiência profissional na área de Cooperação Internacional, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB070193063GESTÃO DA INFORMAÇÃOARQUIVOLOGIASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Arquivologia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB070195063GESTÃO DA INFORMAÇÃOARQUIVOLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Arquivologia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB070421132GESTÃO DA INFORMAÇÃODESENVOLVIMENTO, MANUTENÇÃO DE SISTEMAS E GESTÃO DE PROJETOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências da Computação ou Informática ou Sistemas de Informação ou Análise de Sistemas ou Engenharia de Software. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB070422132GESTÃO DA INFORMAÇÃODESENVOLVIMENTO, MANUTENÇÃO DE SISTEMAS E GESTÃO DE PROJETOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências da Computação ou Informática ou Sistemas de Informação ou Análise de Sistemas ou Engenharia de Software. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB070424132GESTÃO DA INFORMAÇÃODESENVOLVIMENTO, MANUTENÇÃO DE SISTEMAS E GESTÃO DE PROJETOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências da Computação ou Informática ou Sistemas de Informação ou Análise de Sistemas ou Engenharia de Software. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB070425132GESTÃO DA INFORMAÇÃODESENVOLVIMENTO, MANUTENÇÃO DE SISTEMAS E GESTÃO DE PROJETOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências da Computação ou Informática ou Sistemas de Informação ou Análise de Sistemas ou Engenharia de Software. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB070441065GESTÃO DA INFORMAÇÃODOCUMENTAÇÃO BIBLIOGRÁFICA E INFORMAÇÃONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Biblioteconomia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB070443065GESTÃO DA INFORMAÇÃODOCUMENTAÇÃO BIBLIOGRÁFICA E INFORMAÇÃOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Biblioteconomia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB070725061GESTÃO DA INFORMAÇÃOGESTÃO DE PORTAIS CORPORATIVOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Análise de Sistemas ou Ciência da Computação ou Informática ou Engenharia da Computação. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB071163075GESTÃO DA INFORMAÇÃOREDE DE COMUNICAÇÃO E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (INFRA- ESTRUTURA)SulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciência da Computação ou Informática ou Engenharia da Computação ou Engenharia de Sistemas e Informática ou Engenharia de Informação. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB071165075GESTÃO DA INFORMAÇÃOREDE DE COMUNICAÇÃO E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (INFRA- ESTRUTURA)Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciência da Computação ou Informática ou Engenharia da Computação ou Engenharia de Sistemas e Informática ou Engenharia de Informação. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB071191494GESTÃO DA INFORMAÇÃOREVISÃO DE TEXTOS TÉCNICO-CIENTÍFICOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Letras com habilitação nas línguas portuguesa e inglesa. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB071192494GESTÃO DA INFORMAÇÃOREVISÃO DE TEXTOS TÉCNICO-CIENTÍFICOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Letras com habilitação nas línguas portuguesa e inglesa. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão da Informação, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB100051011GESTÃO DE PESSOASADMINISTRAÇÃO DE PESSOAS E PROCESSOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão de Pessoas, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB100052011GESTÃO DE PESSOASADMINISTRAÇÃO DE PESSOAS E PROCESSOSNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão de Pessoas, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB100053011GESTÃO DE PESSOASADMINISTRAÇÃO DE PESSOAS E PROCESSOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão de Pessoas, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB100055011GESTÃO DE PESSOASADMINISTRAÇÃO DE PESSOAS E PROCESSOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão de Pessoas, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB100381015GESTÃO DE PESSOASDESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Psicologia ou Serviço Social ou Pedagogia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão de Pessoas, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB100382015GESTÃO DE PESSOASDESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Psicologia ou Serviço Social ou Pedagogia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão de Pessoas, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB100384015GESTÃO DE PESSOASDESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Psicologia ou Serviço Social ou Pedagogia. Seis meses de experiência profissional na área de Gestão de Pessoas, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB100521409GESTÃO DE PESSOASENGENHARIA DO TRABALHONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Civil. Especialização Lato sensu em Segurança do Trabalho. Seis meses de experiência profissional na área de segurança do trabalho.1 + Cadastro de Reserva
ANAB110391008GESTÃO ESTRATÉGICADESENVOLVIMENTO INSTITUCIONALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia.1 + Cadastro de Reserva
ANAB110392012GESTÃO ESTRATÉGICADESENVOLVIMENTO INSTITUCIONALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB110395008GESTÃO ESTRATÉGICADESENVOLVIMENTO INSTITUCIONALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia.1 + Cadastro de Reserva
ANAB110395012GESTÃO ESTRATÉGICADESENVOLVIMENTO INSTITUCIONALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração ou Economia. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB110562485GESTÃO ESTRATÉGICAESTATÍSTICANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Estatística ou Administração ou Economia ou Matemática ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB110563485GESTÃO ESTRATÉGICAESTATÍSTICASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Estatística ou Administração ou Economia ou Matemática ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB110564485GESTÃO ESTRATÉGICAESTATÍSTICASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Estatística ou Administração ou Economia ou Matemática ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Ambiental ou Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB110672017GESTÃO ESTRATÉGICAGESTÃO DA QUALIDADENordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Administração. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após a conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB110742104GESTÃO ESTRATÉGICAGESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Ciências Exatas ou Ciências da Terra. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB110844502GESTÃO ESTRATÉGICAMATEMÁTICA APLICADA E COMPUTACIONALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Matemática Aplicada ou Computação Científica. Seis meses de experiência profissional na área de gestão estratégica após a graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120344470LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISDESENVOLVIMENTO DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Mecânica. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120514434LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISENGENHARIA DE PRODUTOSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia de Produção. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120683573LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS ANIMALSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Engenharia Agronômica. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120685528LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS ANIMALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120691394LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS VEGETAL E FLORESTALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120692161LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS VEGETAL E FLORESTALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120694265LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS VEGETAL E FLORESTALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Florestal. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120694286LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS VEGETAL E FLORESTALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Agrícola. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120695177LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS VEGETAL E FLORESTALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agrícola ou Engenharia Agronômica. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120695394LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS VEGETAL E FLORESTALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120701322LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal ou Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Ciências Biológicas ou Engenharia Biológica. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120701480LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Química ou Química. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120701528LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120701553LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Farmácia-Bioquímica. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120702267LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Medicina Veterinária. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após o diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120702547LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIONordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Engenharia Química. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120703491LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Farmácia-Bioquímica ou Química ou Ciências Químicas e Farmacêuticas ou Engenharia Química. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120704547LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Engenharia Química. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120705442LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Elétrica. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120705478LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Química ou Química ou Farmácia-Bioquímica. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120705488LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISGESTÃO DE LABORATÓRIOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Farmácia-Bioquímica ou Ciências Biológicas ou Ciências Químicas e Farmacêuticas ou Engenharia Biológica ou Engenharia Química ou Química Industrial. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB120914102LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISMICROBIOLOGIA E TECNOLOGIA ENZIMÁTICASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Biotecnologia. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB121142547LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISQUÍMICANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Química ou Engenharia Química. Seis meses de experiência profissional na área de Laboratório e Campos Experimentais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB150551443MECANIZAÇÃO, AUTOMAÇÃO E CONTROLEEQUIPAMENTOS, MÁQUINAS E IMPLEMENTOS PARA SISTEMAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Eletrônica. Seis meses de experiência profissional na área de Mecanização, Automação e Controle, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB190331130ORÇAMENTO E FINANÇASCONTABILIDADE E CUSTOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Contábeis. Seis meses de experiência profissional na área de Orçamento e Finanças, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB190334130ORÇAMENTO E FINANÇASCONTABILIDADE E CUSTOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Contábeis. Seis meses de experiência profissional na área de Orçamento e Finanças, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB190994130ORÇAMENTO E FINANÇASORÇAMENTO, FINANÇAS, CONVÊNIOS E EMPRÉSTIMOSSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Contábeis. Seis meses de experiência profissional na área de Orçamento e Finanças, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB190995130ORÇAMENTO E FINANÇASORÇAMENTO, FINANÇAS, CONVÊNIOS E EMPRÉSTIMOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Contábeis. Seis meses de experiência profissional na área de Orçamento e Finanças, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB190995138ORÇAMENTO E FINANÇASORÇAMENTO, FINANÇAS, CONVÊNIOS E EMPRÉSTIMOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Sociais ou Economia ou Contabilidade ou Administração.1 + Cadastro de Reserva
ANAB200303301PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALIZAÇÃOCONSERVAÇÃO E PROCESSAMENTO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Engenharia de Alimentos ou Ciências Químicas e Farmacêuticas ou Engenharia Química ou Química ou Farmácia-Bioquímica. Seis meses de experiência profissional na área de Pós-colheita e Industrialização, após a graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB200303482PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALIZAÇÃOCONSERVAÇÃO E PROCESSAMENTO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Enologia ou Engenharia de Alimentos. Seis meses de experiência profissional na área de Pós-colheita e Industrialização, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB230015129RECURSOS GENÉTICOS E MELHORAMENTO ANIMALACESSO, COLETA, CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO, DOCUMENTAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS ANIMAIS.Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Zootecnia ou Medicina Veterinária ou Engenharia Agronômica. Seis meses de experiência profissional na área de Recursos Genéticos e Melhoramento Animal, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB230015260RECURSOS GENÉTICOS E MELHORAMENTO ANIMALACESSO, COLETA, CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO, DOCUMENTAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS ANIMAIS.Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Ciências Biológicas ou Engenharia Florestal ou Medicina Veterinária. Seis meses de experiência profissional na área de Recursos Genéticos e Melhoramento Animal, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB260535112SANIDADE VEGETALENTOMOLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica. Seis meses de experiência profissional na área de Sanidade Vegetal, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB260825112SANIDADE VEGETALFITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)Centro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica. Seis meses de experiência profissional na área de Sanidade Vegetal, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB281211563SECRETARIASECRETARIADO EXECUTIVONorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Secretariado Executivo. Seis meses de experiência profissional na área de Secretaria, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAB281213563SECRETARIASECRETARIADO EXECUTIVOSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Secretariado Executivo. Seis meses de experiência profissional na área de Secretaria, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAB281215563SECRETARIASECRETARIADO EXECUTIVOCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Secretariado Executivo. Seis meses de experiência profissional na área de Secretaria, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação. Domínio do idioma inglês.1 + Cadastro de Reserva
ANAB291085107SEGURANÇA ALIMENTAR, NUTRIÇÃO E SAÚDEPROPRIEDADES FUNCIONAIS EM MATÉRIAS-PRIMAS E ALIMENTOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Biológicas ou Engenharia Agronômica ou Engenharia de Alimentos. Seis meses de experiência profissional na área de Segurança Alimentar, Nutrição e Saúde, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB330311410SUPRIMENTO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOSCONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO DE INSTALAÇÕES - ENGENHARIA CIVILNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Civil. Seis meses de experiência profissional na área de Suprimento, Manutenção e Serviços, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB330313408SUPRIMENTO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOSCONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO DE INSTALAÇÕES - ENGENHARIA CIVILSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Civil.1 + Cadastro de Reserva
ANAB330325441SUPRIMENTO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOSCONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO DE INSTALAÇÕES - ENGENHARIA ELÉTRICACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Elétrica.1 + Cadastro de Reserva
ANAB331231004SUPRIMENTO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOSSERVIÇO DE APOIO PATRIMÔNIO E MATERIALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em administração ou economia ou contabilidade. Seis meses de experiência profissional na área de Suprimento, Manutenção e Serviços, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB331234004SUPRIMENTO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOSSERVIÇO DE APOIO PATRIMÔNIO E MATERIALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em administração ou economia ou contabilidade. Seis meses de experiência profissional na área de Suprimento, Manutenção e Serviços, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB331235004SUPRIMENTO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOSSERVIÇO DE APOIO PATRIMÔNIO E MATERIALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em administração ou economia ou contabilidade. Seis meses de experiência profissional na área de Suprimento, Manutenção e Serviços, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB331235138SUPRIMENTO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOSSERVIÇO DE APOIO PATRIMÔNIO E MATERIALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Sociais ou Economia ou Contabilidade ou Administração.1 + Cadastro de Reserva
ANAB350275532TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALCOMUNICAÇÃO ESTRATÉGICACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Publicidade e Propaganda. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB350285582TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALCOMUNICAÇÃO PARA TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias ou Engenharia de Produção ou Economia ou Administração ou Comunicação ou Publicidade ou Relações Públicas. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial, após o Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB350295140TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALCOMUNICAÇÃO SOCIALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Comunicação Social ou Jornalismo. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB350713332TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Medicina Veterinária. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB350715085TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias ou Engenharia de Produção ou Economia ou Administração de Empresas. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB350715086TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias ou Engenharia de Produção ou Economia ou Administração.1 + Cadastro de Reserva
ANAB350715583TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALGESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Ciências Agrárias ou Engenharia de Produção ou Economia ou Administração. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB350761493TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALJORNALISMO MÍDIA IMPRESSANorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Jornalismo. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB350762493TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALJORNALISMO MÍDIA IMPRESSANordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Jornalismo. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB350763493TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALJORNALISMO MÍDIA IMPRESSASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Jornalismo. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB350764493TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALJORNALISMO MÍDIA IMPRESSASudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Jornalismo. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB350765493TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALJORNALISMO MÍDIA IMPRESSACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Jornalismo. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB351041562TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPROGRAMAÇÃO E COORDENAÇÃO DE EVENTOSNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Relações Públicas. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB351043562TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPROGRAMAÇÃO E COORDENAÇÃO DE EVENTOSSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Relações Públicas. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB351045562TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPROGRAMAÇÃO E COORDENAÇÃO DE EVENTOSCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Relações Públicas. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB351051141TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPROGRAMAÇÃO E IDENTIDADE VISUALNorteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Design ou Desenho Industrial com habilitação em Mídia Digital ou Comunicação Visual ou Programação visual com habilitação em publicidade e propaganda .Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB351052141TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPROGRAMAÇÃO E IDENTIDADE VISUALNordesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Design ou Desenho Industrial com habilitação em Mídia Digital ou Comunicação Visual ou Programação visual com habilitação em publicidade e propaganda .Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB351053141TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPROGRAMAÇÃO E IDENTIDADE VISUALSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Design ou Desenho Industrial com habilitação em Mídia Digital ou Comunicação Visual ou Programação visual com habilitação em publicidade e propaganda .Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB351054141TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPROGRAMAÇÃO E IDENTIDADE VISUALSudesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Design ou Desenho Industrial com habilitação em Mídia Digital ou Comunicação Visual ou Programação visual com habilitação em publicidade e propaganda. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB351055141TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPROGRAMAÇÃO E IDENTIDADE VISUALCentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Design ou Desenho Industrial com habilitação em Mídia Digital ou Comunicação Visual ou Programação visual com habilitação em publicidade e propaganda. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB351073225TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL.PROPRIEDADE INTELECTUALSulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia ou Zootecnia ou Engenharia Florestal ou Engenharia Agrícola ou Engenharia Mecânica ou Engenharia Química ou Química ou Engenharia de Alimentos ou Física ou Medicina Veterinária ou Biologia. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB351095532TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPUBLICIDADE E PROPAGANDACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação em Publicidade e Propaganda. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial.1 + Cadastro de Reserva
ANAB351095580TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIALPUBLICIDADE E PROPAGANDACentro-OesteDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de Publicidade e Propaganda. Seis meses de experiência profissional na área de Transferência de Tecnologia e Comunicação Empresarial, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva
ANAB361223579USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAISSENSORIAMENTO REMOTO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICASulDiploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação Engenharia Agronômica ou Engenharia de Agrimensura ou Engenharia Cartográfica ou Geografia ou Geologia. Seis meses de experiência profissional na área de Uso sustentável de Recursos Naturais, após Diploma devidamente registrado de conclusão de curso de graduação.1 + Cadastro de Reserva

* O diploma referente à escolaridade exigida para a opção de escolha do candidato, deverá ser devidamente

registrado e fornecido por Instituição reconhecida pelo Ministério da Educação. O candidato deverá ter, também, registro no Conselho de Classe.

Cargo: ASSISTENTE CLASSE A

Escolaridade: Nível Médio Técnico

TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 60,00

REMUNERAÇÃO INICIAL: R$ 2.767,94

CÓDIGO DE OPÇÃOOPÇÃOVAGAS
ÁREA DE ATUAÇÃOSUBÁREAREGIÃOREQUISITOS*
ASSA341334590TÉCNICATÉCNICO AGRÍCOLASudesteNível médio com o curso de técnico agrícola. Carteira nacional de habilitação categoria B.1 + Cadastro de Reserva

* O diploma referente à escolaridade exigida para a opção de escolha do candidato, deverá ser devidamente registrado e fornecido por Instituição reconhecida pelo Ministério da Educação.

Cargo: ASSISTENTE CLASSE B

Escolaridade: Nível Fundamental Completo

TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 30,00

REMUNERAÇÃO INICIAL: R$ 1.747,95

CÓDIGO DE OPÇÃOOPÇÃOVAGAS
ÁREA DE ATUAÇÃOSUBÁREAREGIÃOREQUISITOS*
ASSB140504586MANUTENÇÃO E SERVIÇOSELÉTRICA E HIDRÁULICASudesteNÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO.1 + Cadastro de Reserva
ASSB140971587MANUTENÇÃO E SERVIÇOSOPERADOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS E VEÍCULOS (TRATORISTA E MOTORISTA)NorteNÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO. CARTEIRA NACIONAL DE HABILITAÇÃO CATEGORIA D.1 + Cadastro de Reserva
ASSB310145588SUPORTE OPERACIONALAPOIO ADMINISTRATIVOCentro-OesteNÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO. CERTIFICADO DE CURSO PARA GARÇOM OU SEIS MESES DE EXPERIÊNCIA COMPROVADA EM CARTEIRA NA ÁREA DE ATUAÇÃO.1 + Cadastro de Reserva

Cargo: ASSISTENTE CLASSE C

Escolaridade: Fundamental Incompleto

TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 30,00

REMUNERAÇÃO INICIAL: R$ 1.088,97

CÓDIGO DE OPÇÃOOPÇÃO 
ÁREA DE ATUAÇÃOSUBÁREAREGIÃOREQUISITOS*
ASSC120981589LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISOPERÁRIO RURAL (TRATOS CULTURAIS)NorteNÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO, COM NO MÍNIMO O 5º ANO.1 + Cadastro de Reserva
ASSC120983589LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISOPERÁRIO RURAL (TRATOS CULTURAIS)SulNÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO, COM NO MÍNIMO O 5º ANO.1 + Cadastro de Reserva
ASSC120984589LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAISOPERÁRIO RURAL (TRATOS CULTURAIS)SudesteNÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO, COM NO MÍNIMO O 5º ANO.1 + Cadastro de Reserva
ASSC131351589MANEJO ANIMALVAQUEIRONorteNÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO, COM NO MÍNIMO O 5º ANO.1 + Cadastro de Reserva

 

REGIÃOUNIDADES DA EMBRAPA POR REGIÃO
REGIÃO NORTECentro Nacional de Pesquisa em Aquicultura e Sistemas Agrícolas - CNPASA - (Palmas-TO)
Embrapa Acre - (Rio Branco-AC)
Embrapa Amapá - (Macapá - AP)
Embrapa Amazônia Ocidental - (Manaus - AM)
Embrapa Amazônia Oriental - (Belém - PA)
Embrapa Rondônia - (Porto Velho - RO)
Embrapa Roraima - (Boa Vista - RR)
REGIÃO SUDESTEEmbrapa Agrobiologia - (Seropédica - RJ)
Embrapa Agroindústria de Alimentos - (Rio de Janeiro - RJ)
Embrapa Gado de Leite - (Juiz de Fora - MG)
Embrapa Informática Agropecuária - (Campinas - SP)
Embrapa Instrumentação Agropecuária - (São Carlos - SP)
Embrapa Meio Ambiente - (Jaguariúna - SP)
Embrapa Milho e Sorgo - (Sete Lagoas - MG)
Embrapa Monitoramento por Satélite - (Campinas - SP)
Embrapa Pecuária Sudeste - (São Carlos - SP)
Embrapa Solos - (Rio de Janeiro - RJ)
REGIÃO NORDESTEEmbrapa Agroindústria Tropical -(Fortaleza - CE)
Embrapa Algodão - (Campina Grande - PB)
Embrapa Caprinos e Ovinos - (Sobral - CE)
Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical - (Cruz das Almas - BA)
Embrapa Meio-Norte -(Teresina - PI)
Embrapa Semi-Árido - (Petrolina - PE)
Embrapa Tabuleiros Costeiros - (Aracaju - SE)
REGIÃO SULEmbrapa Clima Temperado - (Pelotas - RS)
Embrapa Florestas - (Colombo - PR)
Embrapa Pecuária Sul - (Bagé - RS)
Embrapa Soja - (Londrina - PR)
Embrapa Suínos e Aves - (Concórdia - SC)
Embrapa Trigo - (Passo Fundo - RS)
Embrapa Uva e Vinho - (Bento Gonçalves - RS)
REGIÃO CENTRO-OESTEEmbrapa Arroz e Feijão - (Santo Antônio de Goiás - GO)
Embrapa Cerrados - (Planaltina - DF)
Embrapa Gado de Corte - (Campo Frande - MS)
Embrapa Hortaliças -(Gama - DF)
Embrapa Mato Grosso - (Sinop - MT)
Embrapa Pantanal - (Corumbá - MS)
Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia - (Brasília - DF)
Departamento de Tecnologia da Informação-DTI - (Brasília - DF)
Departamento de Administração de Materiais e Serviços-DRM - (Brasília - DF)
Gabinete do Diretor-Presidente e DE - GPR/DE - (Brasília - DF)
Secretaria de Gestão e Estratégia - SGE - (Brasília - DF)
Centro de Estudos Avançados e Capacitação em Agricultura Tropical - CECAT - (Brasília - DF)
Embrapa Informação Tecnológica-SCT - (Brasília - DF)
Assessoria de Inovação Tecnológica-AIT - (Brasília - DF)
Assessoria de Relações Internacionais-ARI - (Brasília - DF)
Embrapa Agroenergia - (Brasília - DF)
Assessoria de Comunicação Social-ACS - (Brasília - DF)

ANEXO II - DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES DOS CARGOS

PESQUISADOR CLASSE A

Descrição Sumária das Atividades: Elaborar, executar, coordenar e avaliar programas, projetos e subprojetos de pesquisa e desenvolvimento, relacionados a atividade fim da Empresa.

Principais Atribuições e Responsabilidades:

- Planejar e desenvolver projetos de P&D de caráter multidisciplinar e interinstitucional, visando a geração e obtenção de conhecimento informações técnico-científicas que contribuam para produtividade e sustentabilidade dos sistemas de produção agropecuária;

- Elaborar e publicar trabalhos científicos em nível nacional e internacional;

- Negociar prazos e recursos, no âmbito da organização e junto a agentes da sociedade, para o desenvolvimento de projetos que coordena;

- Responder pelo cumprimento de prazos e alcance dos objetivos dos projetos, programas e ações que coordena, avaliando tendências e monitorando fatores internos e externos;

- Planejar, controlar e administrar o desenvolvimento e implementação de programas/projetos de grande porte e ações interinstitucionais, avaliando e monitorando fatores que possam interferir nos resultados, recursos e cumprimento de prazos;

- Analisar dados, documentos e informações relacionadas às suas atividades, avaliando seus impactos e inter-relacionamentos com as demais atividades/processos de sua área;

- Conduzir tecnicamente projetos de natureza multidisciplinar que envolvam a participação de profissionais de outras áreas da organização e parceiros;

- Conduzir equipes em projetos sob sua responsabilidade, cujos impactos interferem diretamente nos resultados da organização como um todo;

- Conduzir projetos que visem o alinhamento da organização aos padrões de atuação existentes no mercado e à evolução da organização no cenário do agronegócio;

- Analisar, no âmbito da sua atuação, o cenário das tecnologias aplicáveis ao agronegócio e suas tendências, de forma a subsidiar as tomadas de decisões de sua organização;

- Mobilizar esforços, clarificar ideias e buscar a coesão e o comprometimento da equipe interinstitucional em que está envolvido, considerando as diferenças culturais e individuais, os interesses e a relação com outros trabalhos realizados pela organização;

- Compartilhar seu conhecimento e experiência na elaboração e condução de projetos multidisciplinares;

- Realizar apresentações e palestras extra-organização (clientes, fornecedores e aos diversos agentes da sociedade), sobre assuntos relacionados à sua área de atuação;

- Analisar a viabilidade e o custo-benefício de alternativas disponíveis (na empresa e no mercado) sugerindo aos gestores da organização diretrizes de encaminhamento e priorização de atividades;

- Solucionar problemas inéditos e multidisciplinares, que envolvam variáveis complexas e pouco estruturadas, aplicando criativamente seus conhecimentos e considerando seus impactos nos agentes relevantes da sociedade;

- Obter soluções para situações complexas nos projetos sob sua responsabilidade;

- Identificar e analisar problemas, propor soluções, estabelecer planos de ações e acompanhar a sua implementação em programas/projetos de grande porte interinstitucionais.

PESQUISADOR CLASSE B

Descrição Sumária das Atividades: Elaborar, executar, coordenar e avaliar programas, projetos e subprojetos de pesquisa e desenvolvimento, relacionados a atividade fim da Empresa.

Principais Atribuições e Responsabilidades:

- Planejar e desenvolver projetos de P&D de caráter multidisciplinar e interinstitucional, visando a geração e obtenção de conhecimento informações técnico-científicas que contribuam para produtividade e sustentabilidade dos sistemas de produção agropecuária;

- Elaborar e publicar trabalhos científicos em nível nacional e internacional;

- Participar da definição de prazos e recursos, junto a clientes, parceiros e fornecedores, para o desenvolvimento de projetos e programas multidisciplinares;

- Conceber e desenvolver projetos, estabelecendo planos de ação realistas e visando à consecução dos objetivos da unidade em que atua;

- Identificar necessidades e captar recursos para o desenvolvimento de projetos e programas multidisciplinares;

- Administrar a utilização dos recursos e o cumprimento de prazos dos projetos que coordena;

- Estabelecer contatos dentro e fora da organização, visando a obtenção das condições e recursos necessários ao alcance dos resultados esperados pelos processos e projetos sob sua coordenação e/ou dos quais participa;

- Contribuir na reformulação e participar da implementação de planos de ação que visem o atingimento dos resultados da sua área;

- Avaliar riscos, ameaças, oportunidades e impactos potenciais de projetos de P&D relacionados à sua área de atuação;

- Estar continuamente atualizado a respeito das tendências que possam significar ameaças ou oportunidades para a sua região / área, avaliando os impactos que possam gerar em cada uma das equipes;

- Fornecer subsídios para a análise de tendências e cenários do ambiente para a organização e para a região, no que tange a sua área de especialização;

- Coordenar tecnicamente equipes com profissionais de diversas áreas e/ou parceiros;

- Mobilizar esforços, clarificar ideias e buscar a coesão e o comprometimento de equipes multidisciplinares, que podem incluir os clientes e/ou fornecedores, considerando a diversidade do grupo e a relação com trabalhos realizados pelas demais equipes existentes na organização;

- Realizar apresentações e palestras, sobre assuntos multidisciplinares relacionados aos diversos projetos da organização;

- Solucionar problemas técnicos inéditos e multidisciplinares, que envolvam variáveis complexas e pouco estruturadas, aplicando criativamente seus conhecimentos e considerando seus impactos no restante da organização;

- Desenvolver e racionalizar projetos e/ou processos sob sua responsabilidade, pesquisando tendências de inovação na área;

- Identificar e analisar problemas, propor soluções, estabelecer planos de ação e acompanhar a sua implementação em projetos multidisciplinares, que envolvam clientes e/ou fornecedores.

ANALISTA CLASSE A

Descrição Sumária das Atividades: Profissional para gerenciar, coordenar, avaliar e participar de projetos e subprojetos de suporte à pesquisa e desenvolvimento; administrar, analisar, executar, orientar e assessorar e desenvolver estudos estratégicos em processos, projetos e subprojetos nas áreas de laboratórios e campos experimentais, suprimento, manutenção e serviços, gestão de pessoas, orçamento e finanças, gestão da informação, transferência de tecnologia e comunicação empresarial, direito e auditoria e gestão estratégica.

Principais Atribuições e Responsabilidades:

- Negociar prazos e recursos, no âmbito da organização e junto a outras instituições, para o desenvolvimento de projetos que gerencia;

- Estabelecer contatos dentro e fora da organização, visando a obtenção das condições e recursos necessários ao alcance dos resultados esperados pelos processos e projetos sob sua liderança;

- Participar da definição e estabelecimento de parâmetros e práticas de apuração e análise de resultados da região em que atua que apoiem os processos decisórios da empresa;

- Propor estratégias para a sua área de atuação frente aos cenários interno e externo;

- Fornecer subsídios para a análise de tendências e cenários do mercado para a organização e para a região, no que tange a sua área de especialização;

- Interagir com equipes internas e externas visando estabelecer parcerias;

- Desenvolver soluções tecnicamente viáveis para a organização, a partir de um conhecimento profundo de sua especialidade e geral do negócio, analisando e avaliando impactos;

- Elaborar e publicar trabalhos técnicos ou científicos em nível nacional e internacional;

- Sistematizar conhecimentos obtidos dentro e fora da organização, interagindo com profissionais mais especializados, clientes, fornecedores, parceiros ou agentes da sociedade;

- Realizar apresentações, palestras e outras atividades de socialização do conhecimento extra-organização (clientes, fornecedores, parceiros e agentes da sociedade), sobre assuntos ligados à sua especialidade e/ou aos projetos que coordena; e

- Solucionar problemas técnicos inéditos de natureza multidisciplinar, que envolvam variáveis complexas e pouco estruturadas, aplicando criativamente seus conhecimentos e considerando seus impactos no restante da organização;

- Desenvolver e racionalizar projetos e processos sob sua responsabilidade, pesquisando tendências de inovação na área.

ANALISTA CLASSE B

Descrição Sumária das Atividades: Profissional para gerenciar, coordenar, avaliar e participar de projetos e subprojetos de suporte à pesquisa e desenvolvimento; administrar, analisar, executar e orientar atividades técnicas em processos, projetos e subprojetos nas áreas de laboratórios e campos experimentais, suprimento, manutenção e serviços, gestão de pessoas, orçamento e finanças, gestão da informação, transferência de tecnologia e comunicação empresarial, direito e auditoria e gestão estratégica. Principais Atribuições e Responsabilidades:

- Implementar projetos e ações de interesse da sua área, avaliando e monitorando fatores que possam impactar nos resultados, recursos e cumprimento de prazos;

- Planejar e utilizar os recursos destinados à condução dos projetos sob sua coordenação;

- Aplicar seus conhecimentos para solucionar problemas técnicos operacionais de sua especialidade;

- Trocar informações e experiências, internamente e externamente, em assuntos relacionados à sua área de atuação, visando o aperfeiçoamento das tarefas realizadas e seu alinhamento às necessidades dos clientes e parceiros;

- Compartilhar da elaboração de planos de ação, viabilizando a obtenção dos resultados desejados pelas atividades sob sua responsabilidade;

- Analisar dados, documentos e informações relacionadas ao mercado de atuação da empresa, avaliando seus impactos e inter-relacionamentos com as atividades sob sua responsabilidade e outras correlatas;

- Interagir com equipes de outras unidades em busca de atingir resultados e metas;

- Analisar problemas, identificar soluções, estabelecer planos de ação e acompanhar a sua implementação em projetos e em assuntos de natureza multidisciplinar;

- Solucionar problemas técnicos de sua especialidade, que envolvam variáveis complexas e pouco estruturadas, aplicando criativamente seus conhecimentos;

- Interagir com os demais técnicos, clientes, parceiros ou fornecedores, buscando estar atualizado com o conhecimento disponível dentro e fora da organização;

- Elaborar e publicar trabalhos técnicos ou científicos em nível nacional e internacional;

- Realizar, eventualmente, apresentações, palestras e outras atividades de socialização do conhecimento dentro ou fora da organização, sobre assuntos restritos a sua especialidade e aos projetos de que participa;

- Participar na implementação de soluções de sua especialidade em processos que envolvam outras equipes, adaptando-as às suas necessidades de inovação da empresa;

- Propor melhorias em processos ou atividades pelas quais responde, orientado pelos seus objetivos e metas;

- Desenvolver e racionalizar projetos e processos sob sua responsabilidade, pesquisando tendências de inovação na área.

ASSISTENTE CLASSE A

Descrição Sumária das Atividades: Profissional para executar atividades semi-especializadas de suporte técnico e administrativo à pesquisa e desenvolvimento nas áreas de laboratórios e campos experimentais, suprimento, manutenção e serviços, gestão de pessoas, orçamento e finanças, gestão da informação, transferência de tecnologia e comunicação empresarial, direito e auditoria e gestão estratégica.

Principais Atribuições e Responsabilidades:

- Planejar e controlar o uso dos recursos disponibilizados para a condução dos projetos em que está envolvido;

- Auxiliar no controle da execução e cumprimento de prazos em projetos, programas e ações em que está envolvido;

- Analisar e propor implementações técnicas que visam a melhoria do produto/serviço e/ou aumento da produtividade;

- Participar na implementação de soluções de sua especialidade em processos que envolvam outras equipes, adaptando-as às necessidades de sua área;

- Trocar informações e experiências, internamente e externamente, em assuntos relacionados à sua área de atuação, visando o aperfeiçoamento das atividades realizadas e seu alinhamento às necessidades dos clientes e parceiros;

- Orientar seu trabalho a partir do planejamento definido pelos gestores da organização, subsidiando-os com informações e sugestões para sua revisão e/ou aperfeiçoamento;

- Avaliar tendências e monitorar fatores específicos internos e externos, com foco em sua especialidade, visando a obtenção das metas estabelecidas;

- Sistematizar conhecimentos obtidos dentro e fora da organização, interagindo com profissionais mais especializados, clientes, fornecedores, parceiros ou agentes da sociedade;

- Realizar, eventualmente, apresentações, palestras e outras atividades de socialização do conhecimento dentro e fora da organização, sobre assuntos relacionados à sua especialidade e aos projetos de que participa;

- Sugerir novos controles e formas de análise para melhorar o acompanhamento dos projetos e processos da área em que atua;

- Acompanhar e executar atividades de suporte técnico ou administrativo; e

- Contribuir com informações técnicas ou atividades práticas em trabalhos que resultem em publicações técnicas por parte da Embrapa.

ASSISTENTE CLASSE B

Descrição Sumária das Atividades: Profissional para executar atividades operacionais de suporte técnico ou administrativo à pesquisa e desenvolvimento nas áreas de laboratórios e campos experimentais, suprimento, manutenção e serviços, transferência de tecnologia e comunicação empresarial.

Principais Atribuições e Responsabilidades:

- Apoiar na elaboração de planos de utilização dos recursos, e no cumprimento de prazos em projetos rotineiros e atividades da equipe da qual faz parte, estruturando e sistematizando dados;

- Auxiliar no planejamento e na definição dos recursos e prazos necessários ao desenvolvimento dos projetos de que participa;

- Prestar informações em questões inerentes a sua atividade principal com base em procedimentos PRÉ-definidos;

- Identificar potenciais problemas e eventuais riscos referentes às suas atividades, sugerindo soluções;

- Solucionar problemas técnicos rotineiros, relacionados às suas atividades, seguindo padrões e rotinas previamente estabelecidas e aplicando os conhecimentos de que dispõe;

- Realizar atividades diversas em sua área de atuação, seguindo instruções técnicas gerais;

- Operar máquinas e instrumentos agrícolas;

- Executar, sob supervisão, tarefas de campo, bem como serviços braçais em tratos culturais, compreendendo plantio, colheita, secagem, pesagem, armazenamento, adubação e irrigação;

- Colher e transportar materiais, produtos e amostras;

- Executar tarefas de manejo animal, como por exemplo: ordenha, tosquia, vacinação, higiene e proteção sanitária;

- Realizar manutenção nas casas de vegetação, estufas e equipamentos.

ASSISTENTE CLASSE C

Descrição Sumária das Atividades: Profissional para executar atividades rotineiras de natureza simples de suporte à pesquisa e desenvolvimento nas áreas de laboratórios e campos experimentais, suprimento, manutenção e serviços, transferência de tecnologia e comunicação empresarial.

Principais Atribuições e Responsabilidades:

- Apoiar na elaboração de planos de utilização dos recursos, e no cumprimento de prazos em projetos rotineiros e atividades da equipe da qual faz parte, estruturando e sistematizando dados;

- Auxiliar no planejamento e na definição dos recursos e prazos necessários ao desenvolvimento dos projetos de que participa;

- Prestar informações em questões inerentes a sua atividade principal com base em procedimentos PRÉ-definidos;

- Identificar potenciais problemas e eventuais riscos referentes às suas atividades, sugerindo soluções;

- Solucionar problemas técnicos rotineiros, relacionados às suas atividades, seguindo padrões e rotinas previamente estabelecidas e aplicando os conhecimentos de que dispõe;

- Realizar atividades diversas em sua área de atuação, seguindo instruções técnicas gerais;

- Operar máquinas e instrumentos agrícolas;

- Executar, sob supervisão, tarefas de campo, bem como serviços braçais em tratos culturais, compreendendo plantio, colheita, secagem, pesagem, armazenamento, adubação e irrigação;

- Colher e transportar materiais, produtos e amostras;

- Executar tarefas de manejo animal, como por exemplo: ordenha, tosquia, vacinação, higiene e proteção sanitária;

- Realizar manutenção nas casas de vegetação, estufas e equipamentos.

ANEXO III - LOCAIS DE PROVAS OBJETIVAS, DISCURSIVA, ORAL E PROVA PRÁTICA

III. 1. LOCAIS DE PROVAS OBJETIVAS, DISCURSIVAS E INGLÊS OU ESPANHOL: As provas objetivas, discursivas e de inglês ou de espanhol serão realizadas nas cidades de Aracaju - SE, Bagé - RS, Belém - PA, Bento Gonçalves - RS, Boa Vista - RR, Brasília - DF, Campina Grande - PB , Campinas - SP, Campo Grande - MS, Concórdia - SC, Corumbá - MS, Cruz das Almas - BA, Curitiba - PR, Dourados - MS, Fortaleza - CE, Goiânia - GO, Juiz de Fora - MG, Londrina - PR, Macapá - AP, Manaus - AM, Palmas - TO, Passo Fundo - RS, Pelotas - RS, Petrolina PE, Porto Velho - RO, Rio Branco - AC, Rio de Janeiro - RJ, São Carlos - SP, Sete Lagoas - MG, Sinop - MT, Sobral - CE e Teresina - PI, de acordo com a opção indicada pelo candidato no ato da inscrição.

III. 2. LOCAIS DE PROVA ORAL PARA O CARGO DE PESQUISADOR A: conforme tabela constante, abaixo, e de acordo com a Unidade da Embrapa correspondente à região selecionada pelo candidato no ato da inscrição.

UnidadeLocal da Prova Oral (Apenas para o Cargo de Pesquisador A)
Centro de Estudos Avançados e Capacitação em Agricultura Tropical - CECAT - (Brasília - DF)Brasília - DF
Centro Nacional de Pesquisa em Aquicultura e Sistemas Agrícolas - CNPASA - (Palmas-TO)Palmas - TO
Embrapa Acre - (Rio Branco-AC)Rio Branco - AC
Embrapa Agrobiologia - (Seropédica - RJ)Rio de Janeiro - RJ
Embrapa Agroenergia - (Brasília - DF)Brasília - DF
Embrapa Agroindústria de Alimentos - (Rio de Janeiro - RJ)Rio de Janeiro - RJ
Embrapa Agroindústria Tropical - (Fortaleza - CE)Fortaleza - CE
Embrapa Agropecuária Oeste - (Dourados - MS)Dourados - MS
Embrapa Algodão - (Campina Grande - PB)Campina Grande - PB
Embrapa Amapá - (Macapá - AP)Macapá - AP
Embrapa Amazônia Ocidental - (Manaus - AM)Manaus - AM
Embrapa Amazônia Oriental - (Belém - PA)Belém - PA
Embrapa Arroz e Feijão - (Santo Antônio de Goiás - GO)Goiânia - GO
Embrapa Caprinos e Ovinos - (Sobral - CE)Sobral - CE
Embrapa Cerrados - (Planaltina - DF)Brasília - DF
Embrapa Clima Temperado - (Pelotas - RS)Pelotas - RS
Embrapa Florestas - (Colombo - PR)Colombo - PR
Embrapa Gado de Corte - (Campo Grande - MS)Campo Grande - MS
Embrapa Gado de Leite - (Juiz de Fora - MG)Juiz de Fora - MG
Embrapa Hortaliças - (Gama - DF)Brasília - DF
Embrapa Informática Agropecuária - (Campinas - SP)Campinas - SP
Embrapa Instrumentação Agropecuária - (São Carlos - SP)São Carlos - SP
Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical - (Cruz das Almas - BA)Cruz das Almas - BA
Embrapa Mato Grosso - (Sinop - MT)Sinop - MT
Embrapa Meio Ambiente - (Jaguariúna - SP)Campinas - SP
Embrapa Meio-Norte - (Teresina - PI)Teresina - PI
Embrapa Milho e Sorgo - (Sete Lagoas - MG)Sete Lagoas - MG
Embrapa Monitoramento por Satélite - (Campinas - SP)Campinas - SP
Embrapa Pantanal - (Corumbá - MS)Corumbá - MS
Embrapa Pecuária Sudeste - (São Carlos - SP)São Carlos - SP
Embrapa Pecuária Sul - (Bagé - RS)Bagé - RS
Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia - (Brasília - DF)Brasília - DF
Embrapa Rondônia - (Porto Velho - RO)Porto Velho - RO
Embrapa Roraima - (Boa Vista - RR)Boa Vista - RR
Embrapa Semi-Árido - (Petrolina - PE)Petrolina PE
Embrapa Soja - (Londrina - PR)Londrina - PR
Embrapa Solos - (Rio de Janeiro - RJ)Rio de Janeiro - RJ
Embrapa Suínos e Aves - (Concórdia - SC)Concórdia - SC
Embrapa Tabuleiros Costeiros - (Aracaju - SE)Aracaju - SE
Embrapa Trigo - (Passo Fundo - RS)Passo Fundo - RS
Embrapa Uva e Vinho - (Bento Gonçalves - RS)Bento Gonçalves - RS

III. 3. LOCAIS DE PROVA PRÁTICA PARA OS CARGOS ASSISTENTE CLASSE B MANUTENÇÃO E SERVIÇOS - OPERADOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS E VEÍCULOS (TRATORISTA E MOTORISTA), ASSISTENTE CLASSE B - MANUTENÇÃO E SERVIÇOS - ELÉTRICA E HIDRÁULICA: conforme tabela constante, abaixo, e de acordo com a Unidade da Embrapa correspondente à região selecionada pelo candidato no ato da inscrição.

UnidadeLocal da Prova Prática (Apenas para os Cargo de Assistente B e Assistente C)
Embrapa Acre - (Rio Branco-AC)Rio Branco - AC
Embrapa Agrobiologia - (Seropédica - RJ)Rio de Janeiro - RJ
Embrapa Milho e Sorgo - (Sete Lagoas - MG)Sete Lagoas - MG
Embrapa Uva e Vinho - (Estação Experimental Jales)Jales - SP Estação Experimental

ANEXO IV - PROGRAMAS

PARA O CARGO DE PESQUISADOR CLASSE A (TODAS AS ÁREAS E SUBÁREAS)

LÍNGUA PORTUGUESA

Interpretação de texto. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, sentidos próprio e figurado. Ortografia. Pontuação. Acentuação. Emprego das classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, artigo, verbo, advérbio, preposição, conjunção (classificação e sentido que imprime às relações entre as orações). Concordâncias verbal e nominal. Regências verbal e nominal. Crase. Figuras de sintaxe. Vícios de linguagem. Equivalência e transformação de estruturas. Flexão de substantivos, adjetivos e pronomes (gênero, número, grau e pessoa). Processos de coordenação e subordinação. Sintaxe. Morfologia. Estrutura e formação das palavras. Discursos direto, indireto e indireto livre. Processos de coordenação e subordinação. Colocação pronominal. Equivalência e transformação de estrutura.

METODOLOGIA DE PESQUISA

Conhecimento científico e outras classes de conhecimento. Ciências formais e factuais; ciências físicas e sociais; ciências básicas e aplicadas; abordagens mecanicistas e holísticas. Problemas de construção do conhecimento científico: teoria e empiria, lógica e evidência, razão e intuição, causalidade, objetividade, neutralidade, linearidade, observação e sentidos, especificidade e generalidade do conhecimento, falsificabilidade, predição e controle, paradigmas e mudanças, realismo e relativismo. Abrangências da explicação cientifica: descrições, correlações, teorias, modelos, sistemas, emergentismo, reducionismo, holismo. O modelo clássico da pesquisa: o problema e a sua identificação, conceitos, fundamentação teórica, indução, dedução, hipóteses e plano de prova, suporte bibliográfico, delineamento da pesquisa, princípios do planejamento de ensaios experimentais, métodos e técnicas, variáveis e constantes, evidências e interpretação, resultados e consequências, redação de relatórios. O papel dos ensaios comparativos. Tendências recentes de concepção da pesquisa: pesquisação, pesquisa participativa, pesquisa sistêmica, holismo, paradigma ecológico, feminismo, perspectivas emergentes. O projeto de pesquisa aplicada no Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária: finalidade, justificativa, objetivos, metas, procedimentos, cronograma e recursos, evidências e resultados e as conexões satisfatórias entres as partes. Lógica dos procedimentos da pesquisa: uso de dados secundários, experimentação, amostragem, observação naturalista, qualidade, quantidade, mensuração, escalas, uso de estatística. Casualização e controle de erro. Problemas especiais da pesquisa aplicada: identificação de problemas de pesquisa, escolhas de prioridades, o papel da teoria e da criatividade, fidedignidade e validez, recursos, protótipos e tecnologias, uso dos resultados. Relatório, protótipos, meios de disseminação dos resultados, usos de meios eletrônicos para coleta, documentação e difusão de informações na pesquisa cientifica.

PLANO DIRETOR DA EMBRAPA

V Plano Diretor da Embrapa (2008 - 2011 - 2023).

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Cargo: PESQUISADOR CLASSE A
ÁREA/SUBÁREACONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
1. AGRICULTURA FAMILIAR - DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIARConceito de agricultura familiar. Teorias sobre agricultura familiar. Agricultura familiar e desenvolvimento rural e sustentável. Políticas públicas para a agricultura familiar. Assistência técnica, Extensão rural e Agricultura Familiar. Estrutura fundiária e evolução da agricultura no Brasil. Diversidade social, multifuncionalidade e pluralidade da unidade familiar rural. Formação do modelo familiar e sua importância; êxodo rural; características do sistema de produção; relação da agricultura familiar com o mercado; formas de organização social da agricultura familiar; aspectos econômicos da atividade familiar; inovação tecnológica e crédito rural no contexto da agricultura familiar; relação da agricultura familiar com outros setores; política agrícola e o pequeno produtor rural; preservação da agricultura familiar. Recomendações básicas para a aplicação das Boas Práticas Agropecuárias e de Boas Práticas de Fabricação na Agricultura Familiar (www.mda.gov.br).
2. AGROENERGIA - APROVEITAMENTO DE CO-PRODUTOS E RESÍDUOS DA PRODUÇÃO DE AGROENERGIADemanda de energia. Energias renováveis. Aplicações modernas da agroenergia. Plano Nacional de Agroenergia e as plataformas de etanol, biodiesel, florestas energéticas e resíduos. Uso dos resíduos agropecuários e florestais na geração e co-geração de energia. Geração de eletricidade a partir de biomassa. Balanço energético. Tecnologias de produção de energia mediante utilização de fontes renováveis, a partir de produtos agroenergéticos (etanol, biodiesel, biomassa florestal, biogás e resíduos agropecuários e florestais). Qualidade tecnológica, características de composição química e propriedades físicas, químicas e de conteúdo energético de co-produtos e resíduos da produção de agroenergia. Desenvolvimento de processos industriais de aproveitamento de co-produtos e resíduos da produção de biocombustíveis e energia de biomassa, visando a produção de novos produtos e a realização de estudos de suas aplicações alimentares, não alimentares e como insumos agrícolas. Desenvolvimento de aplicações alimentares (uso humano e animal, suplementos e aditivos), não alimentares (alcoolquímica, oleoquímica, fibras, esteres, enzimas) e como insumos agrícolas (adubos, agroquímicos) de co-produtos e resíduos da produção de agroenergia. Desenvolvimento de aplicações de fibras vegetais e polímeros naturais (tais como a lignina) em compósitos, na síntese de plásticos e filmes de origem renovável. Balanços de carbono e energia.
3. AGROENERGIA - PROCESSOS INDUSTRIAIS DE CONVERSÃO DE BIOMASSA EM ENERGIAAvaliação da matriz energética nacional. Fundamentos de Agroenergia e biocombustíveis. O Plano Nacional de Agroenergia e as plataformas de etanol, biodiesel, florestas energéticas e resíduos. Processos industriais de transformação das matérias-primas agropecuárias em produtos energéticos, tais como a transformação de matérias-primas (sacarinas, amiláceas ou lignocelul " osicas) em álcool, a de óleos e gorduras (vegetais ou animais) em biodiesel e a de resíduos agroindustriais em produtos energéticos (calor, eletricidade ou biocombustíveis), por processos que envolvem reações químicas, hidrólise enzimática e fermentação. Processos enzimáticos de matérias-primas energéticas para produção de biocombustíveis, cinética de processos bioquímicos, especificação e projeto de biorreatores e alternativas de processos de recuperação de produtos de fermentação de reações enzimáticas ("downstream") de interesse em agroenergia. Processos químicos para síntese de biodiesel derivado de fontes renováveis por esterificação e transesterificação. Processos de PRÉ-tratamento de materiais lignocelulósicos para produção de bioetanol. Processos de conversão termoquímica de biomassa, em especial a obtenção de biocombustíveis e outros produtos químicos a partir do gás de síntese. Balanços de massa e energia. Operações unitárias aplicáveis aos processos de conversão de biomassa em biocombustíveis e outros produtos energéticos (calor, eletricidade). Aspectos socioambientais, econômicos e políticos da produção de energia de biomassa.
4. AGROENERGIA - QUALIDADE DE INSUMOS E PRODUTOS DE PROCESSOS DE AGROENERGIAVisão geral da biomassa agroenergética. A biomassa provendo combustíveis modernos. O Plano Nacional de Agroenergia e as plataformas de etanol, biodiesel, florestas energéticas e resíduos. Culturas energéticas (canavieira, amilácea, oleaginosas e florestais). Novas tecnologias para a produção de energia de biomassa. Panorama sobre a geração de resíduos agrícolas e agroindustriais e seu aproveitamento. Avaliação da qualidade tecnológica de matérias-primas e determinação de características de composição química e propriedades físicas e químicas de insumos, co-produtos, resíduos, produtos intermediários e finais dos processos industriais de conversão de biomassa em energia. Metrologia em química, quimiometria e estatística. Boas Práticas de Laboratório (BPL). Desenvolvimento, adaptação, otimização e validação de métodos analíticos de análise química e instrumental. Aplicação de ferramentas analíticas: PMN, Espectroscopia, Cromatografia Gasosa, Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE). Espectrometria de massas. Microscopia eletrônica, Análises Térmicas (TGA, DSC), Análise Elementar, entre outras.
5. AGROENERGIA - SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS DE BIOMASSA PARA ENERGIAMatérias-primas para geração de energia. O Plano Nacional de Agroenergia e as plataformas de etanol, biodiesel, florestas energéticas e resíduos. Requisitos de qualidade da biomassa para processos de geração de energia, etanol. Aspectos socioambientais, econômicos e políticos da produção de biomassa para energia. Qualidade tecnológica de biomassa, características de composição química e propriedades físicas, químicas e conteúdo energético de matérias-primas para produção de biocombustíveis e produtos energéticos (calor, eletricidade). Sistemas de produção de matéria-primas (sacarinas, amiláceas ou lignocelulosas) para etanol, de oleaginosas para biodiesel e de florestas energéticas. Fisiologia vegetal. Nutrição de plantas. Manejo de pragas e doenças. Práticas e técnicas de manejo da produção. Planejamento biológico e econômico de plantações. Balanços de carbono e de energia de sistemas de produção de biomassa.
6. BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA - BIOINFORMÁTICAAplicações de informática à biologia. Sistemas e ambientes operacionais. Redes de computadores e internet. Organização, estruturação e pesquisa em bancos de dados (bibliográficas, sequências de DNA, genótipos, expressão gênica, fenótipos, etc). Abordagens computacionais de dados biológicos. Técnicas de análise de expressão gênica em escala. Técnicas de sequenciamento de DNA em escala. Análise de dados em escala oriundos de sequenciamento e expressão gênica. Métodos de genotipagem em escala. Técnicas de construção de mapas físicos de genoma com base em dados de sequência de DNA. Análise de sequência de proteínas. Análise metabolômica. Métodos exatos e programação dinâmica. Matrizes de substituição. Métodos heurísticos. Alinhamento múltiplo de sequências. Reconhecimento de padrões em sequências de DNA e em dados de expressão gênica. Visualização e manipulação de estruturas de macromoléculas biológicas. Predição de estrutura de proteínas. Modelagem comparativa por homologia. Genômica comparativa. Predição ab initio.
7. BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA - BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA À CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOSTeoria e conceitos de genética de populações. Forças evolutivas. Tamanho efetivo populacional. Estrutura de populações naturais. Métodos estatísticos de amostragem de coleções de germoplasma. Estratégias de obtenção de coleções nucleares. Técnicas de análise de polimorfismo de DNA. Aplicação de marcadores moleculares na caracterização de recursos genéticos. Métodos de análise filogenética. Métodos de Análise Multivariada. Fenotipagem em escala de acessos de coleções de germoplasma. Manejo e conservação de recursos genéticos "ex situ" "in situ", "in vitro", "on farm". Cultura de tecidos e órgãos vegetais. Métodos de conservação a longo prazo de coleções de germoplasma. Caracterização citogenética clássica e molecular (FISH, GISH). Teoria e conceitos de Biologia da Conservação. Tecnologia da informação para a gestão de coleções de germoplasma.
8. BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA - BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA A PROCESSOS PRÉ-INDUSTRIAIS E INDUSTRIAISTaxonomia de microrganismos utilizados em processos industriais; caracterização e identificação filogenética destes microrganismos. Cinética de crescimento de microrganismos. Técnicas de crescimento de microrganismos e outras células em biorreatores. Estrutura e função de enzimas; atividade, especificidade e estabilidade enzimática. Cinética enzimática. Mecanismos de catálise enzimática. Tipos de inibição enzimática. Métodos de imobilização de enzimas. Tecnologia do DNA recombinante. Produção de enzimas em organismos heterólogos. Técnicas de purificação de proteínas. Importância da biotransformação como processo da Bioindústria. Impacto ambiental e a Biotransformação. Aplicação de enzimas de interesse industrial. Utilização de organismos e células na biotransformação. Biotransformação na produção de aditivos naturais para a indústria de alimentos. Produção biotecnológica de voláteis. Biotransformação na indústria vinícola, sucroalcooleira, indústria de citrus e laticínios. Obtenção de alimentos funcionais por Biotransformação. Biotransformação de Produtos Agroindustriais.
9. BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA - BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA AO MELHORAMENTO GENÉTICO ANIMALOrganização estrutural do genoma animal. Conceito de gene na era genômica. Regulação da expressão gênica. Processamento alternativo de RNA. Endereçamento de proteínas. Clonagem para superexpressão de genes. Cassetes de expressão. Métodos e conceitos de transformação genética. Silenciamento gênico. Biossegurança. Base genética de marcadores moleculares. Métodos de genotipagem em escala. Seleção assistida por marcadores moleculares. Construção de mapas genéticos. Mapeamento de QTLs. Genética de associação. Seleção genômica aplicada ao melhoramento genético animal. Clonagem posicional. Tecnologia de RNA interferente. Micro RNAs e controle da expressão gênica. Genômica comparativa e análise sintêmica
10. BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA - BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA AO MELHORAMENTO GENÉTICO VEGETALConceito de gene na era genômica. Regulação da expressão gênica. Organização estrutural do genoma vegetal: núcleo, mitocôndria e cloroplasto. Processamento alternativo de RNA. Endereçamento de proteínas. Clonagem para superexpressão de genes. Cassetes de expressão. Métodos e conceitos de transformação genética de plantas. Silenciamento gênico. Biossegurança. Obtenção de coleções de mutantes vegetais via biologia molecular para isolamento de genes. Base genética de marcadores moleculares. Métodos de genotipagem em escala. Seleção assistida por marcadores moleculares. Construção de mapas genéticos. Mapeamento de QTLs. Genética de associação. Seleção genômica ampla. Cruzamentos amplos e introgressão via AB-QTL. Clonagem posicional. Tecnologia de RNA interferente. Micro RNAs e controle da expressão gênica. Genômica comparativa e análise sintêmica
11. BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA - BIORREMEDIAÇÃOMetabolismo microbiano e biodegradabilidade de compostos orgânicos. Biorremediação de solos (in situ e ex situ). Biorremediação de águas (in situ e ex situ). Biossorção de poluentes orgânicos. Lixiviação microbiana. Metodologia de isolamento e caracterização de espécies microbianas biodegradadoras. Metodologia de acompanhamento de reações de biodegradação. Tecnologia enzimática aplicada à biorremediação. Característica dos resíduos sólidos. Acondicionamento e coleta. Segregação, reciclagem e disposição. Tratamento, conservação e recuperação dos resíduos. Técnicas convencionais e moleculares de prospecção, coleta, seleção e identificação de microrganismos. Tecnologia do DNA recombinante e engenharia genética. Uso de ferramentas genômicas na caracterização de recursos genéticos microbianos, princípios de bioinformática. Filogenia. Boas práticas de laboratório. Legislação sobre acesso, coleta e transporte de recursos genéticos.
12. BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA - TECNOLOGIAS DE LARGA ESCALA - GENÔMICA, PROTEÔMICA, TRANSCRIPTÔMICA, METABOLÔMICA, ENTRE OUTRASEstrutura e organização do genoma eucarioto e procarioto. O genoma e o fluxo da informação genética. O conceito de gene na era genômica. Regulação da expressão gênica. Geração de dados biológicos em escala: sequenciamento de DNA; genotipagem; expressão gênica e fenotipagem. Desenvolvimento e emprego de ferramentas de bioinformática para armazenamento, processamento, visualização e interpretação de dados genômicos. Ferramentas e métodos de prospecção de genes associados a características de interesse econômico: genes candidatos x seleção genômica ampla. Métodos de genotipagem em escala. Detecção, genotipagem e emprego de marcadores SNP em grande escala para identificação de genes. Genômica funcional: transcriptômica, proteômica e metabolômica. Expressão gênica em larga escala. Biologia de sistemas. Genômica comparativa e análise sintêmica Métodos de espectrometria de massa aplicados à identificação e quantificação de proteínas.
13. CO-PRODUTOS E RESÍDUOS - APROVEITAMENTO DE RESÍDUOS E CO-PRODUTOSDesenvolvimento de co-produtos de alto valor agregado a partir de resíduos da industrialização de produtos de origem vegetal e animal. Origem e natureza dos resíduos agroindustriais. Amostragem. Formas de tratamento de resíduos sólidos e líquidos. Caracterização. Formas de aproveitamento. Incorporação em alimentos. Produção de enzimas. Produção de aromas. Produção de reação animal. Uso como adubos.
14. CO-PRODUTOS E RESÍDUOS - DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PRODUTOS E INSUMOS AGROPECUÁRIOSEtapas do desenvolvimento do produto. Concepção e conceito do produto. Projeto de embalagem. Ensaios industriais. Custos do projeto. Esquema de monitoramento de qualidade. Desenvolvimento de aplicações alimentares (uso humano e animal) e não alimentares (adubos, agroquímicos) de co-produtos e resíduos.
15. CO-PRODUTOS E RESÍDUOS - QUALIDADE E REUSO DA ÁGUA, EFLUENTES E RESÍDUOS DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA E AGROINDUSTRIALÁgua para consumo humano e agroindustrial. Poluição hídrica. Noções de tratamento de águas. Águas residuais. Noções de tratamentos de águas residuais. Noções de tratamento de resíduos sólidos. Saneamento ambiental. Reuso da água. Técnicas de tratamento de águas e efluentes agroindustriais. Controle de poluição agroindustrial. Alternativas de aproveitamento econômico de efluentes e resíduos da produção agropecuária e agroindustrial.
16. DESENVOLVIMENTO REGIONAL - EFICIÊNCIA E COMPETITIVIDADE DE CADEIAS PRODUTIVAS DE GADO DE CORTEEconomia rural, socioeconomia, economia agrícola, administração rural, econometria, macro e microeconomia, eficiência de cadeia produtiva de bovinos de corte, eficiência da produção animal, estatística econômica, estatística aplicada a ciências sociais, planejamento agrícola, custos e síntese de produção animal, elaboração de projetos agropecuários, metodologia científica.
17. GESTÃO DA INOVAÇÃO - ANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISDesenvolvimento agrícola sustentável: introdução. Conceito. Impactos ambientais da agricultura brasileira: o conceito e a medida de desenvolvimento econômico; limites do crescimento; qualidade ambiental e crescimento econômico: relação complementar ou trade off; teoria da coevolução; tecnologias agrícolas sustentáveis; barreiras à adoção de tecnologias agrícolas sustentáveis: razões econômicas; lucratividade; características das propriedades e dos produtores; tamanho da propriedade; disponibilidade de mão-de-obra; o papel das políticas agrícolas e ambientais. Esforços governamentais e não governamentais em direção à agricultura sustentável no Brasil. A modernização da agricultura brasileira, seus principais impactos (inovação tecnológica, impactos ambientais, entre outros), as transformações mais recentes e seus efeitos. Organização agroindustrial, estudo de cadeias agroindustriais e tendências. Conceitos básicos: sistemas agroindustriais; complexos agroindustriais; cadeias de produção agroindustriais. Gestão e inovação tecnológica em sistemas agroindustriais. Ciclo de vida de tecnologias. Estratégia tecnológica. Sistemas gerenciais. Entidades tecnológicas setoriais. Tolerância tecnológica. Impactos econômicos e sociais de longo prazo da expansão agropecuária no Brasil.
18. GESTÃO DA INOVAÇÃO - ESTUDOS ESTRATÉGICOSEnfoques Estratégicos. Estratégia Integrada. Hipótese Estratégica. Balanced Scorecards. Processo Practical Strategy. Plano de Jogo. Missão, visão e temas. Fatores Relevantes. Análise Financeira. Análise de Clientes e Proposição de Valor. Análise de Stakeholders. Mapeamento dos Processos Organizacionais. Análise de Inovação e Crescimento. Determinação do BHAG. Mapeamento Estratégico. Estratégias Funcionais. Estratégias Sem-Fim-Lucrativo. Determinação de Objetivos. Medidas x Indicadores. Medidas Estratégicas e Diagnósticas. Medidas de Ocorrência e de Tendência. Projetos e Ações. Problemas com Projetos. Desejáveis em Projetos. Esquema de Gerenciamento de Projetos Estratégicos. Matriz e Registro de Projetos. Decisões de Projetos. Gerenciamento de Projetos. Comunicação Estratégica. Enterprise Management Systems. Practical Strategy e Tecnologia - Soluções Simples e Práticas. Reuniões Estratégicas. Ciclo Duplo de Aprendizado. Orçamentos e Practical Strategy. Prospecção tecnológica em bancos de patentes - metodologia de análise de tendência e valor.
19. GESTÃO DA INOVAÇÃO - GESTÃO DA INFORMAÇÃOProcessos Generativos: gerando novo conhecimento. Processos Produtivos: operacionalizando novo conhecimento. Processos Representativos: difundindo e transferindo novo conhecimento. Compartilhamento do conhecimento tácito. Criação de conceitos. Justificação de conceitos. Construção de arquétipo. Conhecimento de níveis cruzados. Solução compartilhada de problemas. Experimentação e prototipagem. Implementação e integração de novas metodologias e ferramentas. Importação de conhecimento. Dificuldades e definição da Gestão do Conhecimento. Sociedade do Conhecimento. Processo e metodologia geral de construção, planejamento e desdobramento das Estratégias. Gestão Estratégica do Conhecimento Organizacional. Inovação e Gestão de Riscos.
20. GESTÃO DA INOVAÇÃO - GESTÃO DE TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIANoções de processos de inovação tecnológica. Principais Leis e Tratados Internacionais que regem a Propriedade Intelectual: Aspectos Comerciais Relacionados a Direitos de Propriedade Intelectual (TRIPS) - Decreto nº. 1.355 de 30/12/94, artigos 27 a 31; Convenção de Paris: Princípios básicos - Direito de Prioridade, Independência das Patentes e Tratamento Nacional; Tratado de Cooperação em Matéria de Patentes - PCT: Princípios e sistemática; Tratado de Budapeste - Importância nas invenções biotecnológicas; Tratado da União Internacional para Proteção de Obtenções Vegetais - UPOV para a proteção de novas Variedades de Plantas. Principais Leis e Atos Normativos sobre Propriedade Intelectual no Brasil para o propósito específico: Patentes: Lei nº. 9.279/96 e Ato Normativo 127 - Requisitos básicos de patenteabilidade; Proteção das criações técnicas na área de biotecnologia, importância do depósito de material biológico; Documentos que compõem o pedido de patente; Tramitação do pedido de patente até a concessão do privilégio; Direitos do proprietário da patente. Proteção de Cultivares (Lei de Proteção de Cultivares nº. 9.456/97 de 25/04/97): Requisitos básicos para a concessão de proteção de nova cultivar; Direitos do proprietário da nova cultivar. Proteção de Programas de Computador (Lei de Programa de Computador nº. 9.609/98, Decreto nº. 2556, de 20/04/1998, Resolução nº. 58, de 14/07/98): requisitos básicos para a concessão da proteção, importância do registro e documentos que o compõem; Proteção de Circuitos Integrados: requisitos básicos para a concessão da proteção, importância do registro e documentos que o compõem; Proteção de marcas: requisitos básicos para a concessão da proteção, importância do registro e documentos que o compõem. Noções de gestão de negócios tecnológicos: (i) termos de sigilo; (ii) contratos de cooperação técnica, (iii) contratos de transferência de tecnologia; e (iv) gestão de contratos.
21. GESTÃO DA INOVAÇÃO - GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTOConceitos e definições. Inovação, inovação tecnológica, inovação organizacional, redes de valor, sistemas nacionais de inovação, inovação na agricultura e na indústria. Cadeias produtivas e de inovação. Noções de macro e micro-economia aplicadas à economia rural. Prospecção de oportunidades técnicas e científicas, bem como relações com aspectos sócio-econômicos e ambientais. Noções de mudanças climáticas e impactos nos sistemas produtivos, sociais e econômicos. Noções de macro e micro economia. Estudo de impactos econômicos, políticos, sociais e ambientais derivados de novas tecnologias. Gerenciamento de risco. Planejamento agrícola. Logística aplicada à agricultura.
22. GESTÃO ESTRATÉGICA - DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONALAdministração pública: reforma do Estado, novos modelos de gestão na administração pública. Planejamento estratégico: conceitos, métodos e técnicas. O processo de planejamento estratégico: acompanhamento e avaliação. Modelos de gestão e estruturas organizacionais. Administração de recursos humanos. Planejamento governamental, planos plurianuais e gestão orçamentária pública. Liderança, comunicação e negociação na gestão. Administração de recursos logísticos: abastecimento, gestão de contratos, terceirização na administração. Avaliação de desempenho institucional. Conhecimentos sobre planejamento, implantação e execução de projetos. Teoria Geral da Administração. Estrutura organizacional. Cultura organizacional. Organização, sistemas e métodos. Sociologia do trabalho. Comportamento organizacional. Gestão por processos. Gestão do conhecimento. Gestão da Qualidade.
23. MECANIZAÇÃO, AUTOMAÇÃO E CONTROLE - DESENVOLVIMENTO DE MÉTODOS ANALÍTICOSAtributos de qualidade dos produtos e matérias-primas oriundas do agronegócio: aparência dos produtos, qualidade nutricional e fitossanitária, palatabilidade, resíduos de defensivos, entre outros. Metodologias rápidas e não-invasivas de aplicação em larga escala, para avaliação de qualidade.
24. MECANIZAÇÃO, AUTOMAÇÃO E CONTROLE - EQUIPAMENTOS, MÁQUINAS E IMPLEMENTOS PARA SISTEMAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISProjeto. Desenvolvimento. Dimensionamento. Otimização. Automação de: motores, máquinas, implementos, equipamentos e sistemas agroindustriais. Mecanização. Ergonomia. Transportes agrícola e agroindustrial. Aplicação de insumos agrícolas. Máquinas para preparo do solo. Máquinas para semeadura e adubação. Máquinas para tratamentos culturais. Planejamento da mecanização agrícola: dimensionamento da frota.
25. MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOS - ESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSModelos de regressão uni e multivariados e de equilíbrio simultâneo. Estimação, diagnóstico, previsão e simulação nos modelos de equilíbrio simultâneo. Modelos de série de tempo. Processos estacionários uni e multidimensionais. Tendência, sazonalidade e ciclos. Modelagem, estimação, diagnóstico e previsão de modelos de séries de tempo estacionários. Não estacionariedade. Raízes unitárias, cointegração e modelos de correção de erro. Modelos de regressão multivariados com estrutura de erros em série de tempo. GMM (Método de Momentos Generalizados).
26. MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOS - MÉTODOS ESTATÍSTICOS ESPAÇO - TEMPORAIS, GEOESTATÍSTICA, GEOMÁTICAGeoestatística: conceitos iniciais e motivação. Análise exploratória de dados. Descrição univariada. Descrição bivariada. Descrição espacial. Análise da continuidade espacial. Procedimentos determinísticos. Polígonos de Thiessen. Geoestatística univariada. Modelos de continuidade espacial. Conceitos de estimação geoestatística. Validação e validação cruzada. Geoestatística multivariada. Descrição espacial bivariada. Modelação da corregionalização. Geomática: sistema gerenciador de banco de dados em SIG. Modelagem de dados em geoprocessamento. Mapas e suas representações computacionais. Operações de análise geográfica. Avaliação da acurácia de mapas em SIG. Aplicações do SIG na agricultura. Conceitos básicos e aplicações da geoestatística na agricultura. Uso de modelos numéricos de terreno. Fundamentos de sensoriamento remoto. Técnicas de classificação e interpretação de imagens digitais para análise da cobertura vegetal.
27. MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOS - MÉTODOS QUANTITATIVOS EXPERIMENTAISAnálise de dados avançados. Amostragem, regressão e planejamento e análise de ensaios experimentais. Estatística não-paramétrica e modelos de escalagem psicossociais: Saaty, Thurstone e resposta ao item. Análise multivariada: análise de componentes principais, componentes independentes, análise fatorial, análise discriminante e de correlação canônica.
28. MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS - MODELAGEM E SIMULAÇÃO DE CENÁRIOS DE MUDANÇAS CLIMÁTICASMudanças climáticas e sua relação com a conservação da biodiversidade. Ciclo do carbono, efeito estufa, conceitos/modalidades de mitigação e adaptação frente a mudanças climáticas. Projetos de carbono com base florestal como elemento estratégico para conservação da biodiversidade. Estudos de casos. Ciclos climáticos globais naturais e sua dimensão temporal. Influência antrópica: processos industriais e mudanças no uso do solo. Conceitos de pegada ecológica e pegada de carbono. Conceito de retroalimentação. Impactos das mudanças climáticas: biodiversidade e serviços ecossistêmicos. Gases de efeito estufa. Aquecimento global. IPCC. Convenção Quadro sobre Mudanças do Clima. MDL. Mercado de carbono. Mudanças climáticas globais: causas, previsões, cenários. Efeito das mudanças climáticas globais sobre doenças de plantas e produtividade.
29. MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS - MONITORAMENTO, AVALIAÇÃO, MITIGAÇÃO E ADAPTAÇÃO DOS IMPACTOS DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS EM SISTEMAS NATURAIS E AGRÍCOLASDefinições. O estudo de impacto ambiental e o relatório de impacto ambiental. Conceitos básicos em avaliação de impactos ambientais. Métodos de avaliação de impactos ambientais. Etapas da elaboração e aprovação de um estudo de impacto ambiental. Tipos de impactos. Dificuldades e recomendações para realização de estudos de impacto ambiental. Componentes de EIA. Descrição de alguns métodos de estudos ambientais. Monitoramento no estudo de impacto ambiental. Risco ambiental. O sistema climático: modelos climáticos, mecanismo de realimentação do clima, respostas transientes, previsão climática. Emissão de gases de efeito estufa naturais e antrópicos. Papel da superfície da Terra no sistema climático. Mudanças climáticas naturais. Clima e mudanças climáticas dirigidas pela "humanidade", através da modificação do balanço de CO2 nos ecossistemas terrestres. Mudanças globais e biodiversidade: Impactos das mudanças globais no clima brasileiro. Efeitos das mudanças climáticas globais na agricultura. Circulação atmosférica. Gases de efeito estufa. Aquecimento global. Convenção Quadro sobre Mudanças do Clima. IPCC. Iniciativas de mitigação. MDL. Mercado de Carbono. Mudanças climáticas globais: causas e cenários.
30. MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS - QUANTIFICAÇÃO E VALORAÇÃO DE SERVIÇOS AMBIENTAIS E MECANISMOS DE DESENVOLVIMENTO LIMPOO sistema climático: modelos climáticos, mecanismo de realimentação do clima, respostas transientes, previsão climática. Emissão de gases de efeito estufa naturais e antrópicos. Papel da superfície da Terra no sistema climático. Mudanças climáticas naturais. Clima e mudanças climáticas dirigidas pela "humanidade", através da modificação do balanço de CO2 nos ecossistemas terrestres. Mudanças globais e biodiversidade. Caracterização da qualidade da água: usos múltiplos e formas de poluição pontual e difusa. Princípios básicos e modelos matemáticos de simulação da qualidade da água em rios: estudo da dispersão dos poluentes, autodepuração, eutrofização. Modelos para simulação da qualidade em reservatórios. Planejamento e controle da poluição, critério da qualidade, padrões ambientais e da potabilidade. Índice da qualidade das águas. Convenção Quadro sobre Mudança do Clima. Protocolo de Kyoto. Comércio de emissões/mercado de carbono. MDL: conceitos, objetivos, certificações, critérios de elegibilidade. REDD. Aquecimento global. Ciclos biogeoquímicos: água, carbono, gases de efeito estufa. Efeitos de mudanças climáticas na agricultura. Serviços ambientais: modalidades, pagamentos, compensações. IPCC. Mudanças climáticas globais: causas e cenários.
31. NANOTECNOLOGIA - DESENVOLVIMENTO E CARACTERIZAÇÃO DE NANOMATERIAIS, COMPÓSITOS E SENSORESIntrodução aos compósitos poliméricos: tipos de matriz, de reforço, e de processamento. Teoria da viscoelasticidade. Interface matriz-reforço. Estrutura supramolecular. Comportamento físico e mecânico: deformação e fratura, fluência e relaxamento de tensão, correlações micro-estrutura-propriedades. Nanocompósitos Sistemas coloidais: sistemas de liberação controlada. Cristais líquidos. Técnicas de caracterização: microscopia eletrônica de varredura, microscopia eletrônica de transmissão, microscopia de força atômica, reologia, tensiometria e análise térmica. Introdução à Nanotecnologia (histórico, propriedades decorrentes de tamanho, aplicações). Técnicas de construção de materiais (bottom up e top down). Técnicas de preparação de nanomateriais (sol-gel, métodos coloidais, CVD, template etc.). Técnicas de caracterização de nanomateriais: Microscopia Eletrônica (MEV e MET) e Microscopia de Varredura por Sonda (STM e AFM). Estrutura, propriedades e aplicações de materiais nanoestruturados. Nanotubos e outras nanoestruturas à base de carbono - mecanismos de crescimento, técnicas de purificação. Nanofios metálicos. Nanocatalisadores. Nanocompósitos poliméricos - classificação das nanopartículas, materiais termoplásticos, elastômeros, resinas epoxídicas. Nanobiomateriais - técnicas de funcionalização química e biomolecular, reconhecimento molecular, biosensores.
32. NANOTECNOLOGIA - NANOTECNOLOGIA APLICADA A SISTEMAS AGROPECUÁRIOS E NATURAISIntrodução aos compósitos poliméricos: tipos de matriz, de reforço, e de processamento. Teoria da viscoelasticidade. Interface matriz-reforço. Estrutura supramolecular. Comportamento físico e mecânico: deformação e fratura, fluência e relaxamento de tensão, correlações micro-estrutura-propriedades. Nanocompósitos Sistemas coloidais: sistemas de liberação controlada. Cristais líquidos. Técnicas de caracterização: microscopia eletrônica de varredura, microscopia eletrônica de transmissão, microscopia de força atômica, reologia, tensiometria e análise térmica. Introdução à Nanotecnologia (histórico, propriedades decorrentes de tamanho, aplicações). Técnicas de construção de materiais (bottom up e top down). Técnicas de preparação de nanomateriais (sol-gel, métodos coloidais, CVD, template etc.). Técnicas de caracterização de nanomateriais: Microscopia Eletrônica (MEV e MET) e Microscopia de Varredura por Sonda (STM e AFM). Estrutura, propriedades e aplicações de materiais nanoestruturados. Nanotubos e outras nanoestruturas à base de carbono - mecanismos de crescimento, técnicas de purificação. Nanofios metálicos. Nanocatalisadores. Nanocompósitos poliméricos - classificação das nanopartículas, materiais termoplásticos, elastômeros, resinas epoxídicas. Nanobiomateriais - técnicas de funcionalização química e biomolecular, reconhecimento molecular. Dinâmica de nutrientes no solo e suas interações. Disponibilidade e mobilidade de nutrientes essenciais para plantas. Absorção de nutrientes pelas plantas. Fertilizantes de alta e baixa solubilidade. Funções e efeitos de condicionadores de solo. Métodos de avaliação química e agronômica de fertilizantes e condicionadores de solo.
33. PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALIZAÇÃO - CONSERVAÇÃO E PROCESSAMENTO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASProcessamento de pós-colheita. Conceitos básicos de fisiologia de pós-colheita. Manejo de amadurecimento e senescência. Tratamento, manuseio, armazenamento, transporte e distribuição. Desordens fisiológicas e doenças. Tecnologia de produtos vegetais: características das matérias-primas, padronização, classificação, beneficiamento. Tecnologia de frutos tropicais. Tecnologia de produtos animais. Tecnologia de transformação e conservação. Estudos de processos. Controle de qualidade. Embalagens e estocagem. Balanço energético. Micotoxinas. Química dos principais macronutrientes alimentares, sua importância, funções, estruturas e principais reações. Aspectos químicos e funcionais dos componentes e sua influência na qualidade de produtos agropecuários de origem animal e vegetal. Fenômenos físicos, químicos, termodinâmicos e biológicos envolvidos na transformação de produtos agropecuários de origem animal e vegetal. Propriedades e características intrínsecas das matérias-primas agropecuárias. Parâmetros de processamento e sua relação com a manutenção das qualidades nutricionais e sensoriais.
34. PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALIZAÇÃO - DESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS AGROPECUÁRIOSQuímica dos principais macronutrientes alimentares, sua importância, funções, estruturas e principais reações. Aspectos químicos e funcionais dos componentes e sua influência na qualidade dos alimentos. Princípios gerais de preservação e conservação de alimentos. Aspectos técnicos relacionados á tecnologia da produção de produtos agropecuários de origem animal e vegetal. Fenômenos físicos, químicos, termodinâmicas e biológicos envolvidos na transformação dos alimentos e nas operações industriais dos mesmos. Métodos mais importantes para determinação das propriedades físicas, químicas, termodinâmicas, microbiológicas, nutricionais e sensoriais dos alimentos. Propriedades e características intrínsecas das matérias-primas agropecuárias. Parâmetros de processamento e sua relação com a manutenção das qualidades nutricionais e sensoriais.
35. PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALIZAÇÃO - QUALIDADE, PADRONIZAÇÃO E INOCUIDADE DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASInocuidade. As exigências de inocuidade dos alimentos e as condições sanitárias animais e vegetais para produtos agropecuários em circulação no comércio nacional e internacional. Conservação e processamento de produtos agrícolas. As fases de pós-colheita: limpeza, secagem, beneficiamento, classificação e armazenamento de produtos agropecuários. Características fisiológicas e físico-mecânicas dos produtos agrícolas, dos aspectos da relação das máquinas agrícolas sobre a qualidade dos grãos e sementes e da utilização da energia solar e outras não convencionais em agricultura. Química dos principais macronutrientes de produtos agropecuários e extrativistas, sua importância, funções, estruturas e principais reações. Aspectos químicos e funcionais dos componentes e sua influência na qualidade de produtos agropecuários de origem animal e vegetal. Métodos mais importantes para determinação das propriedades físicas, químicas, microbiológicas, nutricionais e sensoriais de matérias-primas e produtos agropecuários.
36. PRODUÇÃO ANIMAL - ETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE AVESImportância econômica e estrutura da produção avícola no Brasil. Produção de frangos de corte. Produção de pintos de um dia. Incubação artificial. Abate e comercialização de produtos avícolas. Construções e equipamentos. Introdução ao estudo da avicultura. Importância da avicultura. Estrutura da produção de aves no Brasil. Evolução da avicultura. Estruturas na avicultura no mundo e no Brasil. Evolução do consumo de carne avícola. Perspectivas para avicultura no centro-oeste. Principais raças. Melhoramento genético das aves (formação de linhagens comerciais). Características selecionadas. Avicultura de postura. Poedeiras comerciais. Principais linhagens comerciais criadas no Brasil. Sistemas de produção. Sistema de integração. Sistema de cooperativa. Sistema independente. Sistema (tipos) de criação. Bateria/gaiola/piso. Sistema de criação em sexo separado. Construções e equipamentos. Galpão para frangos de corte. Detalhes de construções. Principais equipamentos. Etapas de criação. Escolha do pinto. Preparação do galpão. Manejo do 1º ao 15º dia. Manejo do 16º ao final da criação. Alimentação do frango de corte. Formas de obtenção da ração. Exigências nutricionais. Formulação de ração. Fluxograma da produção de ração. Programa alimentar. Água para frangos de corte. Saída do lote (manejo da ""apanha""). Limpeza e desinfecção do galpão. Procedimentos. Reutilização da cama. Calendário profilático. Avaliação do desempenho do lote. Planejamento da produção. Importância da avicultura de postura. Anatomia e fisiologia aplicada à produção de ovos. Anatomia e fisiologia do ap. reprodutor da galinha. Estrutura e composição do ovo. Formação do ovo. Características das aves de postura. Cor dos ovos. Curva de produção. Linhagens disponíveis no mercado. Índices zootécnicos em lotes de postura comercial. Fatores a considerar na construção da granja. Influência da luz na fisiologia das aves. Normas gerais de higiene e sanitização. Sanidade avícola e manejo sanitário na avicultura de corte e de postura. Noções de produção sustentável em avicultura de corte e de postura. Noções sobre Boas Práticas Agropecuárias em Avicultura. Rastreabilidade.
37. PRODUÇÃO ANIMAL - ETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESNutrição de Ruminantes: aspectos anatômicos e fisiológicos do rúmen de animais jovens e adultos. Microbiologia do rúmen e meio ruminal. Utilização dos nutrientes e de fontes nitrogenadas não-proteicas. Meios de aumentar a utilização dos alimentos. Água, minerais, vitaminas, hormônios e aditivos. Classificação e composição química dos alimentos. Energia e exigências energéticas. Fermentação ruminal: síntese microbiana e proteína metabolizável. Exigências proteicas. Lipídios e carboidratos na dieta. Ingestão de matéria seca. Formulação de rações. Distúrbios nutricionais. Etologia: adaptação: comportamento como forma de adaptação. Seleção natural e evolução do comportamento. Comportamento inato, ontogenia do comportamento e comportamento aprendido. Comportamento social: agrupamentos. Comunicação. Observação e medida do comportamento animal. Fatores sensoriais no comportamento. Comportamento de manutenção. Ritmos. Hormônios e feromônios. Comportamento e bem-estar animal. Fisiologia da reprodução. Parto e pós-parto. Manejo reprodutivo. Doenças infectocontagiosas da reprodução. Noções de estratégias para aumento da eficiência reprodutiva de ruminantes, inseminação artificial/convencional, inseminação artificial em tempo fixo, transferência de embriões e produção in vitro de embriões. Noções sobre raças e cruzamentos na produção industrial de ruminantes. Instalações e equipamentos. Rastreabilidade. Sanidade Animal: principais doenças que acometem os ruminantes e manejo sanitário. Noções sobre Boas Práticas Agropecuárias na produção de ruminantes. Noções sobre Produção integrada . Noções sobre produção sustentável de ruminantes.
38. PRODUÇÃO ANIMAL - ETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE SUÍNOSFisiologia de suínos. Manejo da Produção em Suinocultura. Planejamento da criação. Nutrição de suínos (Alimentação e exigências nutricionais em diferentes fases de crescimento e estados fisiológicos). Raças e cruzamentos em suinocultura industrial. Manejo reprodutivo. Manejo de suínos na fase de recria e terminação. Suinocultura industrial. Histórico e importância da suinocultura em níveis nacional e mundial. Definição e variações nos sistemas de produção de suínos. Principais doenças que acometem os suínos e manejo sanitário. Noções sobre boas práticas agropecuárias em suinocultura. Noções sobre produção sustentável em suinocultura. Índices sanitários e de produtividade em suinocultura. Métodos para melhorar a produtividade em suinocultura. Instalações e equipamentos. Rastreabilidade.
39. PRODUÇÃO AQUÍCOLA - APROVEITAMENTO AGROINDUSTRIAL DE ESPÉCIES AQUÍCOLASCadeia produtiva da aquicultura. Sistemas de produção de espécies aquícolas, incluindo manejo, instalações e equipamentos na produção aquícola. Legislação ambiental. Métodos de conservação do pescado (peixes, crustáceos e outras espécies). Métodos para determinação da qualidade sanitária dos produtos oriundos da produção aquícola. Aproveitamento dos co-produtos e resíduos da produção aquícola. Biologia, nutrição e sanidade das principais espécies utilizadas na aquicultura. Qualidade nutricional e sanitária das espécies aquícolas para a saúde humana.
40. PRODUÇÃO AQUÍCOLA - MANEJO E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS PESQUEIROSMétodos de reprodução e cultivo de espécies aquícolas. Métodos de identificação, localização e captura de recursos pesqueiros. Controle sanitário, conservação, processamento e industrialização de produtos pesqueiros. Dinâmica de populações e avaliação dos estoques pesqueiros. Parâmetros físicos, químicos e biológicos dos ecossistemas aquáticos visando a exploração sustentável e conservação desses ambientes. Efeitos da pesca sobre os estoques pesqueiros. Boas práticas de manejo em sistemas aquícolas. Legislação sobre acesso, coleta e transporte de espécies nativas. Uso sustentável de recursos pesqueiros pelas comunidades envolvidas com pesca e aquicultura.
41. PRODUÇÃO AQUÍCOLA - NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO DE ESPÉCIES AQUÍCOLASHábitos alimentares de espécies aquícolas cultivadas, nativas e exóticas. Fisiologia da digestão de peixes, crustáceos e moluscos aplicada à aquicultura. Metabolismo energético e proteico de espécies aquícolas. Digestão e absorção de carboidratos, lipídios, proteínas, minerais e vitaminas. Fatores bióticos e abióticos que influenciam na alimentação de organismos aquáticos. Estresse, estressores e respostas fisiológicas ao estresse. Doenças nutricionais. Exigências nutricionais e cálculo de rações para espécies aquícolas nas fases de reprodução, larvicultura, alevinagem, engorda e abate. Planejamento de programas de alimentação para espécies aquícolas. Métodos de produção de ração para espécies aquícolas. Uso de pró-bióticos para a melhoria de eficiência de aproveitamento nutricional.
42. PRODUÇÃO AQUÍCOLA - REPRODUÇÃO E MELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES AQUÍCOLASBiologia e reprodução de espécies de água doce e marinhas, incluindo desenvolvimento do ovo, desenvolvimento larval e larvicultura. Biodiversidade, centros de origem, centros dispersão. Variabilidade genética e constituição das populações de espécies aquícolas. Endogamia e cruzamento, androgênese e ginogênese, poliploidia, polimorfismo. Índices fisiológicos e bioquímicos do crescimento de espécies aquícolas. Índices gonadais e fator de condição, índices de fecundidade. Potencial reprodutivo relativo, manejo de reprodutores, endocruzamento em populações confinadas. Técnicas de amostragem de espécies de interesse para aquicultura. Uso de marcadores moleculares na seleção assistida de espécies aquícolas. Diversidade cromossômica e molecular em peixes. Filogenia. Detecção e mapeamento de QTL's. Legislação sobre acesso, coleta e transporte de espécies nativas.
43. PRODUÇÃO AQUÍCOLA - SANIDADE DE ESPÉCIES AQUÍCOLASPatógenos e parasitas de peixes, crustáceos e outras espécies aquícolas. Métodos de controle de patógenos e parasitas na produção aquícola. Fatores ambientais que influenciam a sanidade de espécies aquícolas. Monitoramento da qualidade da água. Identificação de enfermidades em peixes e crustáceos. Monitoramento da saúde de peixes e crustáceos cultivados. Cultivo de organismos marinhos e de água doce, abrangendo reprodução, lavicultura, alevinagem, seleção, nutrição e engorda. Estresse em organismos aquáticos, estressores, respostas fisiológicas do estresse.
44. PRODUÇÃO AQUÍCOLA - SISTEMAS DE CULTIVO DE ESPÉCIES AQUÍCOLASBiologia de espécies cultiváveis de água doce e marinha. Metabolismo energético e nutrição de espécies aquícolas. Variabilidade genética de espécies aquícolas. Técnicas de reprodução de espécies aquícolas, incluindo obtenção de ovos, fertilização, larvicultura, produção de alevinos, engorda e abate. Manejo da reprodução de peixes, crustáceos e moluscos. Tipos de sistema de cultivo e adequação às espécies nativas e exóticas. Indicadores físicos, químicos e biológicos de qualidade da água e de sedimentos para avaliação e monitoramento de impactos ambientais em sistemas de produção aquícola. Dimensionamento de instalações e equipamentos para o cultivo de espécies aquícolas. Sistemas de recirculação e tratamento da água para aquicultura. Tratamento de efluentes da produção aquícola. Fatores que limitam a capacidade de sustentação dos sistemas de criação de espécies aquícolas.
45. RECURSOS GENÉTICOS E MELHORAMENTO ANIMAL - MELHORAMENTO GENÉTICO ANIMALMecanismos de herança de alguns caracteres de interesse zootécnico. Caracteres mendelianos. Genes para pelagem. Caracteres letais e sub-letais. Caracteres quantitativos. Mutação em animais domésticos: ocorrência e importância. Bases moleculares e perspectivas biotecnológicas de melhoramento. Sistemas de acasalamento: Definição e Classificação. Acasalamento ao acaso. Acasalamento orientado. Acasalamento segundo a semelhança fenotípica. Associação somática: importância, associação somática e endogamia, consequências. Dissociação somática: importância e consequências. Acasalamento segundo a semelhança genética: Endogamia e Exogamia. Consequências gerais dos acasalamentos entre indivíduos aparentados. Consequências gerais dos acasalamentos entre indivíduos não aparentados. Princípios gerais da seleção de reprodutores. Seleção. Seleção e frequência genética. Equação geral de seleção. Eficiência de seleção. Métodos de seleção: seleção em sequência, níveis independentes de eliminação, índices de seleção, seleção pela família. Natureza e frequência dos genes. Número de genes envolvidos. Sistemas de cruzamento: heterose, cruzamento simples, cruzamento duplo, retro-cruzamento, cruzamento triplo, cruzamento rotativo, cruzamento visando a formação de novas raças. Aplicações das biotecnologias e tecnologias avançadas em melhoramento animal: Tecnologias reprodutivas; polimorfismos genéticos; clonagem; transgênero, Inseminação artificial, ovulação múltipla e transferência de embriões (MOET), Fecundação "in vitro. Uso de marcadores moleculares na seleção assistida. Identificação e mapeamento de QTL's. Seleção genômica versus seleção tradicional. Genotipagem através de chips de DNA. Legislação sobre acesso, coleta e transporte de material genético.
46. RECURSOS GENÉTICOS E MELHORAMENTO DE MICRO-ORGANISMOS - ACESSO, COLETA, CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO, DOCUMENTAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS MICROBIANOSTécnicas convencionais e moleculares de prospecção, coleta, seleção, identificação e caracterização de bactérias, leveduras, fungos e outros microrganismos. Construção de bancos de coleções de microrganismos, armazenamento e conservação. Taxonomia e classificação de microrganismos. Nutrição, crescimento e metabolismo microbiano. Genética de microrganismo; estatística básica. Mecanismos estruturais, funcionais e moleculares da expressão gênica. Tecnologia do DNA recombinante e engenharia genética. Uso de ferramentas genômicas na caracterização de recursos genéticos microbianos; princípios de bioinformática. Filogenia. Biossegurança e bioética. Boas práticas de laboratório. Legislação sobre acesso, coleta e transporte de recursos genéticos. O papel dos microrganismos na sustentabilidade da agricultura.
47. RECURSOS GENÉTICOS E MELHORAMENTO DE MICRO-ORGANISMOS - MELHORAMENTO GENÉTICO DE MICRO-ORGANISMOSClassificação dos micro-organismos de importância industrial. Nutrição, crescimento e metabolismo microbiano. Técnicas de manutenção de micro-organismos. Melhoramento genético de micro-organismos industriais. Seleção e aplicação de micro-organismos na produção de biocompostos e no tratamento e aproveitamento de resíduos. Controle de micro-organismos na indústria de alimentos. Genética Quantitativa, genética de populações, genética de micro-organismos, genética molecular. Citogenética. Evolução. Biotecnologia na agropecuária e na agroindústria. Técnicas experimentais para o melhoramento genético. Germoplasma: manutenção e uso. Eficiência dos métodos de melhoramento. Estratégias para o melhoramento conjunto de vários caracteres. Interação genótipo versus ambiente. Técnicas moleculares aplicadas ao melhoramento. Biossegurança
48. RECURSOS GENÉTICOS E MELHORAMENTO VEGETAL - ACESSO, COLETA, CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO, DOCUMENTAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS VEGETAISGenética básica e aplicada. Genética de populações. Genética quantitativa. Princípios de amostragem e coleta de dados. Estatística básica. Ecogeografia. Evolução das espécies. Taxonomia vegetal (Princípios de Botânica). Etnobotânica. Valoração da Biodiversidade. Princípios de conservação, manejo e uso de recursos genéticos. Marcadores moleculares. Princípios de melhoramento genético vegetal.
49. RECURSOS GENÉTICOS E MELHORAMENTO VEGETAL - MELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES VEGETAISGenética básica e aplicada. Genética de populações. Genética quantitativa. Princípios de amostragem e coleta de dados. Estatística básica. Delineamento experimental e análise de dados. Evolução e domesticação de espécies. Princípios de Botânica. Métodos e técnicas de melhoramento de espécies alógamas. Métodos e técnicas de melhoramento de espécies autógamas. Métodos e técnicas de melhoramento de espécies assexuadas. Uso de ferramentas de biologia molecular no melhoramento de plantas.
50. SANIDADE VEGETAL - ENTOMOLOGIAEvolução e diversidade de insetos; características gerais dos insetos; morfofisiologia; métodos de coleta e preservação dos insetos; organização de coleções; crescimento, desenvolvimento e multiplicação; taxonomia, nomenclatura e critérios de classificação em nível de ordem e gênero de insetos-praga: hemíptera, homóptera, coleóptera, lepidóptera, díptera e himenóptera; uso de chaves para classificação em nível de gênero. Principais pragas de culturas comerciais no mundo e no Brasil. Principais danos dos insetos às plantas: direto e indireto(porta de entrada a fitopatógenos e vetor de fitopatógenos). Classificação específica e sub específica utilizando ferramentas moleculares. Controle de insetos - praga: biológico, físico e químico. Efeito do ambiente sobre os insetos. Ecologia de insetos: dispersão, sobrevivência, distribuição a curta e longa-distância. Conceitos básicos de epidemiologia. Associação de sistemas de cultivo e ocorrência de pragas.
51. SANIDADE VEGETAL - FITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)História da Fitopatologia Vegetal no mundo e no Brasil: a descoberta de cada agente patogênico ( fungo, oomiceto, bactéria, vírus, fitoplasma e nematoide), o desenvolvimento e evolução da fitopatologia. O organismo patogênico: organização interna, relação entre estrutura e função; crescimento e multiplicação. Taxonomia dos agentes fitopatogênicos: classificação, nomenclatura, principais taxons e critérios e métodos de diferenciação de gêneros e espécies utilizando procedimentos tradicionais e moleculares. Sistema de infecção das plantas pelos fitopatógenos, penetração, multiplicação, translocação e dispersão Epidemiologia dos fitopatógenos: métodos de dispersão, de sobrevivência, distribuição a curta e longa distância. Sinais e sintomas das doenças mais importantes do mundo e do Brasil, com o seu agente causal. Controle de doenças causadas pelos fitopatógenos: biológicos, físicos e químicos. Genes de resistência aos fitopatógenos, mecanismos de resistência, uso de plantas transgênicas. Vetores dos fitopatógenos: principais agentes, modo de transmissão, importância e controle.
52. SAÚDE ANIMAL - EPIDEMIOLOGIA, PARASITOLOGIA, BACTERIOLOGIA E VIROLOGIAFundamentos da pesquisa epidemiológica; medidas de frequência de doenças; medidas de associação; medidas de impacto potencial. Estratégias de desenhos de estudo em epidemiologia; tipos de desenhos epidemiológicos; erro aleatório e sistemático, validade e confiabilidade; testes diagnósticos. Epidemiologia: conceitos básicos e perspectiva histórica; modelos explicativos do processo saúde/doença na população; indicadores de saúde - medidas de saúde coletiva; epidemiologia descritiva; epidemiologia das doenças transmissíveis; vigilância epidemiológica. Epidemiologia das doenças crônicas não transmissíveis; epidemiologia analítica - desenhos epidemiológicos. Conceitos básicos de parasitologia, ressaltando o panorama social do país e sua inter-relação com as doenças parasitárias. Fundamentação do fenômeno de parasitismo que acomete a saúde humana evidenciando os aspectos relevantes da relação parasito-hospedeiro que levam à síndrome anêmico-parasitária, bem como helmintoses e protozooses veiculados pela água e alimentos contaminados. Estudo das principais endemias parasitárias no Brasil abordando sua posição sistemática, morfologia, biologia, relações parasito-hospedeiro-meio ambiente, patogenia, diagnóstico e, principalmente, os aspectos epidemiológicos, profilaxia e controle. Estudos de artrópodes e moluscos que atuam como transmissores,veiculadores de parasitoses e como degradadores de alimentos. Climatologia zootécnica. Fundamentos em etologia. Fundamentos em sanidade animal. Noções sobre doenças tropicais e infecto-contagiosas de humanos e animais prevalentes no Brasil. Manejo de dejetos urbanos e rurais. Comercialização. Conceito e propriedades gerais de vírus, critérios de classificação, métodos de isolamento e identificação, além de outros métodos empregados no diagnóstico laboratorial das viroses, patogênese da infecção viral e interação vírus x hospedeiro. Viroses mais prevalentes em nosso meio: aspectos relacionados com etiologia, patogenia e patologia, manifestações clínicas, diagnóstico laboratorial, epidemiologia e controle. Métodos em virologia molecular; estrutura dos vírus; ácidos nucleicos virais; taxonomia de vírus; organização do genoma viral; replicação viral; uso de vírus na engenharia genética; origem e evolução dos vírus. Bacteriologia: citologia, fisiologia e genética bacterianas. Meios de cultivo e técnicas de coloração das bactérias. Métodos de identificação de bactérias e avaliação de resistência à antibióticos. Principais doenças causadas por bactérias em espécies de interesse zootécnico em nosso meio, incluindo zoonoses.
53. SAÚDE ANIMAL - IMUNOLOGIA E PATOLOGIAConceitos básicos e dogmas imunológicos. Teorias sobre o funcionamento do S.I. Imunidade natural e específica. Células, tecidos e órgãos do Sistema Imune - organização anatômica. Moléculas do sistema imune. Antígenos: aspectos estruturais, imunogenicidade, epítopos. Anticorpos: estrutura e funções das diferentes classes de imunoglobulinas. Sistema complemento: ativação e importância biológica. Moléculas e marcadores de superfície celular. Receptores antigênicos: TCR e BCR. Moléculas acessórias, de adesão e outros receptores. Principal Complexo de Histocompatibilidade - MHC. Genes e moléculas de classe I e II. Processamento e apresentação de antígenos para LT. Reconhecimento antigênico pelo LT. Ativação linfocitária versus apoptose. Geração de diversidade imunológica. Maturação e seleção do repertório dos linfócitos T e B. Paradigma "Self versus not self". A produção de anticorpos. Respostas a antígenos timo-dependentes. Centros germinativos, maturação da afinidade, Class Switch. Respostas a antígenos timo-independentes. Respostas mediadas por anticorpos - Reações de hipersensibilidade. Mecanismos efetores mediados por células: Mecanismos de citotoxicidade (LTC e NK). Cooperação entre LTH e macrófagos. Regulação do sistema imune I. Tolerância imunológica. Imunogenicidade versus tolerogenicidade. Deleção clonal (apoptose) versus anergia versus supressão. Citocinas. Ação de linfócitos T reguladores. Paradigma TH1 versus TH2. Células T supressoras. Regulação do Sistema Imune II. Interações neuro-imuno-endócrinas. Ação reguladora de anticorpos - rede idiotípica. autoimunidade ou autoreatividade. Imunologia clínica - aspectos básicos de imunorregulação Imunidade antimicrobiana. Patologias associadas à imunidade. Drogas associadas à imunidade. Patologia geral: patologia celular. Lesão celular. Morte celular. Acúmulos celulares. Adaptações celulares: hiperplasia, hipertrofia, atrofia e metaplasia. Perturbações circulatórias: Edema. Hiperemia e congestão. Neoplasias: benignas e malignas. Patologia especial: sistema cardiovascular. Pneumonias. Sistema ósteo-articular e muscular: patologias dos ossos e articulações. Patologias musculares. Neoplasias ósseas. Sistema Nervoso: patologias do SNC e nervos periféricos. Sistema Digestório: principais patologias do esôfago, estômago e intestinos.
54. SEGURANÇA ALIMENTAR, NUTRIÇÃO E SAÚDE - GARANTIA DE QUALIDADE, SEGURANÇA BIOLÓGICA, RASTREABILIDADE E CERTIFICAÇÃONutrição em saúde pública. Química de alimentos. Microbiologia de alimentos. Análises química, físico-química e instrumental de alimentos e produtos agropecuários. Epidemiologia nutricional. Resíduos e contaminantes em alimentos. Segurança alimentar e nutricional. Políticas públicas e programas sociais de alimentação e nutrição. Rastreabilidade e certificação de produtos.
55. SEGURANÇA ALIMENTAR, NUTRIÇÃO E SAÚDE - PROPRIEDADES FUNCIONAIS EM MATÉRIAS-PRIMAS EM ALIMENTOSGarantia de oferta de alimentos. Garantia de conservação e controle da base genética. Conceitos de pobreza, desnutrição e insegurança alimentar, subalimentação. Metodologia de cálculo de consumo energético e a subalimentação. Digestão, absorção e metabolismo de macronutrientes, vitaminas e outros nutrientes. Requerimentos e recomendações de energia, proteínas, vitaminas e outros nutrientes. Métodos utilizados na avaliação da qualidade e identidade de alimentos. Métodos de determinação de constituintes de alimentos (umidade, carboidratos, proteínas, lipídios, fibras, atividade enzimática, atividade antioxidante). Controle de qualidade de alimentos. Propriedades funcionais e nutracêuticas em alimentos.
56. SISTEMA DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - AGRICULTURA COM BASE ECOLÓGICAFundamentos e conceitos teóricos, agronômicos e socioeconômicos, da ciência da Agroecologia. Manejo ambiental. Diversidade e estabilidade do agroecossistema. Métodos de diversificação ambiental. Uso das interações de espécies para a sustentabilidade. Manejo e conservação do solo e água. Sustentabilidade do desenvolvimento e o papel da agricultura familiar na atualidade. As perspectivas do desenvolvimento em Agroecologia. O processo de transição agroecológica para sistemas agrícolas sustentáveis do ponto vista ambiental, social, cultural, econômica, político.
57. SISTEMA DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - AGRICULTURA DE PRECISÃOConceitos básicos de Agricultura de Precisão. Sistemas de posicionamento por satélites. Sistemas de Informações geográficas. Métodos de interpolação. Mapeamento/monitoramento da produtividade de culturas. Mapas de fertilidade. Métodos de amostragem e análise de solos. Sensoriamento Remoto: princípios físicos, sensores imageadores de alta resolução espacial. Aplicações de insumos/herbicidas/inseticidas a taxas variadas. Sensores para aplicação variada/localizada. Variabilidade espacial de pragas e plantas daninhas. Dimensionamento de frotas de máquinas e implementos agrícolas. Ensaios com máquinas e implementos agrícolas.
58. SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - MANEJO ANIMALNoções de Etologia. Noções de Bioclimatologia. Manejos de recuperação de áreas degradadas. Conhecimentos básicos em fisiologia, nutrição, reprodução e sanidade animal. Manejo animal em sistemas integrados sustentáveis (ex: Integração Lavoura-pecuária, Lavoura-pecuária-floresta, entre outros). Nutrição animal em sistemas rotacionados. Noções de adubação e calagem em pastagens. Recuperação de pastagens. Manejo integrado de insetos-pragas, doenças e plantas daninhas. Noções sobre manejo do solo em plantio direto. Manejo sustentável de pastagens. Estatística experimental. Noções sobre avaliação de impactos ambientais. Noções de modelagem de ecossistemas (solo/planta/animal). Noções de gestão de bancos de dados zootécnicos e agronômicos. Noções de Boas Práticas Agropecuárias. Noções de melhoramento genético animal e vegetal. Noções de avaliação técnico-econômica da produção agrícola e animal. Produção de alimentos seguros.
59. SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - MANEJO E CONSERVAÇÃO DE SOLOSPropriedades físicas, químicas e microbiológicas do solo, erosão hídrica: erodibilidade do solo e erosividade da chuva. Degradação do solo: sistema de preparo, monocultura, adubação e colagem. Práticas conservacionistas mecânicas. Manejo de matéria orgânica: adubação: verde, rotação de cultura e compostagem. Manejo de bacias hidrográficas. Indicadores de qualidade de solos. Erosão de solos. Legislação em conservação de solos e água. Principais solos brasileiros. Práticas de controle de erosão.
60. SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - MANEJO INTEGRADO DE PLANTAS ESPONTÂNEASSistema integrado de produção. Fertilidade de solo. Agroecologia: conceitos e princípios. Agricultura de subsistência, familiar, de pequeno, médio e grande porte. Importância da biodiversidade na agricultura. Desenvolvimento rural. Economia agroecológica. Controle biológico, físico, químico e natural de plantas daninhas e pragas (insetos e patógenos). Biodiversidade e manejo de pragas. Manejo integrado de plantas espontâneas, daninhas e silvestres. Taxonomia, classificação, propriedades e distribuição das principais plantas silvestres, daninhas e de interesse comercial da agricultura. Herbicidas: princípio ativo, modo de ação, especificidade, efeito residual, carência e efeitos adversos ao ambiente e a animais. Modo de aplicação de agrotóxicos. Princípios de boas práticas agrícolas. Processos ecológicos em agroecossistemas. Manejo dos solos. Sistemas tradicionais e modernos de produção em pequena, média e grande escala. Sistemas diversificados e alternativos de produção. Manejo e implantação e sistemas agrícolas. Bases ecológicas para a transição a estilos de agricultura sustentáveis. Indicadores de sustentabilidade. Uso racional da água e sistemas de irrigação.
61. SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - MICROBIOLOGIA DE SOLOSIntrodução à biologia do solo. Organismos e microrganismos do solo. Ciclo de nutrientes. Rizosfera. Fixação biológica de nitrogênio. Micorrizos. Manejo e biologia do solo. Matéria orgânica do solo. Efeito da ação dos microrganismos nas propriedades físicas e químicas do solo. Sistemas de produção agrícola: tradicional, cultivo mínimo, plantio direto, orgânico. Taxonomia e classificação de microrganismo benéficos e maléficos para o solo e plantas. Uso e manejo de microrganismos benéficos ao solo. Organismos fitopatogênicos do solo, principais espécies, seu controle e problemas que causam à agricultura. Principais organismos fitopatogênicos à agricultura. Sistemas agroecológicos. Fertilidade e física do solo. Coleta de microorganismos, isolamento, caracterização, classificação e preservação. Métodos de detecção e identificação de microrganismos. Solarização, uso, desvantagens e vantagens da técnica Cultivo em estufa e qualidade do solo dentro da estufa. Metagenoma da microbiota do solo: histórico, método e potencial uso para a agricultura e demais setores de produção.
62. SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - NUTRIÇÃO DE PLANTAS, FERTILIDADE E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FERTILIZANTES E CONDICIONADORES DE SOLOS'Avaliação da fertilidade do solo. Dinâmica dos nutrientes no solo e suas interações. Elementos essenciais: critérios de essencialidade, disponibilidade e mobilidade dos nutrientes. Elementos e substâncias tóxicas nos fertilizantes, nos solos e nas plantas. Avaliação do estado nutricional das plantas. Macro e micronutrientes nas plantas - sintomas de deficiências e de toxicidade. Funções no metabolismo e mecanismo de absorção e de translocação dos macronutrientes e dos micronutrientes. Absorção de nutrientes e elementos pelas plantas. Acidez do solo e calagem. Influência da nutrição mineral sobre a qualidade dos produtos agrícolas. Deficiências minerais encontradas em solos do Brasil. Fertilizantes de alta e baixa solubilidade: matérias primas, fontes alternativas e tecnologia de produção. Funções e efeitos de condicionadores de solo. Métodos de avaliação química e agronômica de fertilizantes e condicionadores de solo.
63. SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - PRODUÇÃO INTEGRADASistema integrado de produção: princípio e conceitos. Fertilidade de solos, nutrição de plantas e nutrição animal. Agroecologia e economia agroecológica. Agricultura e pecuária de subsistência, familiar, de pequeno, médio e grande porte. Importância da biodiversidade na agricultura. Desenvolvimento rural. Controle biológico, físico, químico e natural de plantas daninhas e pragas (insetos e patógenos). Sistemas de cultivo das principais culturas de exploração comercial. Sistemas de produção de fertilizantes químicos e adubos orgânicos. Sistemas de produção de animais. Manejo integrado de plantas daninhas e pragas. Princípios de boas práticas agrícolas. Manejo de solo. Sistemas tradicionais e modernos de produção agropecuária em pequena, média e grande escala. Sistemas diversificados e alternativos de produção. Conservação dos solos: princípios e métodos. Manejo e implantação de sistemas agropecuários. Indicadores de sustentabilidade. Uso racional da água, sistemas de captação, armazenamento e distribuição de água. As fases da evolução do sistema de produção para viabilização da produção integrada. Os objetivos e os princípios da produção integrada. Consórcio de culturas.
64. SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE FORRAGENSFisiologia vegetal. Princípios de amostragem e coleta de dados. Estatística básica. Delineamento e análise de experimentos. Nutrição de plantas forrageiras. Nutrição animal de ruminantes. Técnicas e práticas de formação e recuperação de pastagens. Técnicas e práticas de manejo de pastagens puras e consorciadas. Ecologia de pastagens. Técnicas e práticas de avaliação de pastagens. Princípios de forragicultura. Espécies forrageiras tropicais e de inverno.
65. SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - SISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETALAs plantas e os fatores ambientais. Sistemas integrados de produção. Agricultura sustentável. Fertilidade de solos e nutrição vegetal. Agroecologia e economia agroecológica. Agricultura de subsistência, familiar, de pequeno, médio e grande porte. Importância da biodiversidade na agricultura. Controle biológico, físico, químico e natural de plantas daninhas e pragas (insetos e patógenos). Sistemas de cultivo das principais culturas de exploração comercial. Consórcio de culturas. Manejo integrado de plantas daninhas e pragas. Princípios de boas práticas agrícolas. Manejo do solo. Sistemas tradicionais e modernos de produção agrícola em pequena, média e grande escala. O cultivo orgânico. Sistemas diversificados e alternativos de produção. Conservação dos solos: princípios e métodos. Manejo e implantação de sistemas de exploração agrícola. Indicadores de sustentabilidade. Uso racional da água, sistemas de captação, armazenamento e distribuição de água. Sistemas de irrigação: tipo, implantação e manejo. Melhoramento de plantas: princípios, conceitos e métodos. Métodos estatísticos de experimentação. Princípios de cultivo mínimo e plantio direto. Tipos de solos, aptidão agrícola de cada tipo de solo. Efeito do ambiente na produção vegetal. Produção de sementes: princípios e conceitos. Princípios de mecanização agrícola: preparo de solo, semeadura colheita, aplicação de agrotóxicos e outros tratos culturais. Agrotóxicos: finalidade, tipos, classes, cuidados, toxicidade e legislação.
66. SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - SISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃOFisiologia vegetal. Princípios de amostragem e coleta de dados. Estatística básica. Delineamento e análise de experimentos. Nutrição de plantas perenes. Ciclagem de nutrientes. Princípios de ecologia. Conceitos de serviços ambientais. Princípios de silvicultura. Conceitos de sistemas agroflorestais (SAF). Práticas e técnicas de manejo de produção florestal. Conceito e princípios de mecanismo de desenvolvimento limpo (MDL). Propagação de plantas perenes. Planejamento biológico e econômico de plantações florestais.
67. SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE SISTEMASConceito de energia. Fontes de energia renováveis ou não. Conversão de energia. Fenômeno de transferência. Metodologias para avaliação de impactos ambientais. Legislação ambiental. Eficiência energética de sistemas de produção. Balanço energético, ciclagem de nutrientes. Avaliação de impactos da atividade agrícola e geração de indicadores de sustentabilidade ambiental nos diferentes biomas.
68. USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAIS - AGROCLIMATOLOGIAIntrodução aos estudos agroclimatológicos. Princípios de instrumentação e observação meteorológica; radiação solar (ondas curtas); radiação térmica (ondas longas), balanço térmico; evapotranspiração e balanço hídrico; uso eficiente da água; zoneamento agroclimático; análise de parâmetros agroclimáticos. Temperatura do ar/solo. Classificações climáticas. Precipitações pluviométricas. Mudanças climáticas e agricultura. Radiação solar. Umidade do ar. Vento.
69. USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAIS - GÊNESE E CLASSIFICAÇÃO DE SOLOSIntrodução à Ciência do Solo: definições e funções de solos. Horizontes. Descrição de perfis. Materiais de origem. Componentes/propriedades químicas e físicas de solos. Fertilidade de solos. Processos e fatores de formação de solos. Intemperismo e seus produtos. Microbiologia de solos. Macro e micronutrientes. Matéria orgânica. Classificação de solos: critérios de classificação. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Principais solos brasileiros.
70. USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAIS - GESTÃO AMBIENTAL E RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADASSistema de produção: preparo de solo, rotação e sucessão de culturas. Qualidade do solo. Causas da degradação do solo agrícola, tipos de degradação, critérios para avaliação da degradação do solo. Manutenção da fertilidade do solo. Sistemas de recuperação de áreas degradadas. Planejamento do uso da terra. Resíduos agrícolas. Tecnologias agrícolas limpas. Política ambiental no Brasil. Instrumentos de gestão: zoneamento ambiental, unidades de conservação. Avaliação de impacto ambiental. Revegetação: estratégias e práticas. Manejo/avaliação de recuperação de áreas degradadas.
71. USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAIS - MANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FAUNACaracterização dos agroecossistemas. Monitoramento da fauna e microrganismos em agroecossistemas. Identificação e caracterização de bioindicadores ambientais. Corredores ecológicos. Conservação "in situ" e 'ex situ". Preservação da biodiversidade nos fragmentos de ecossistemas. Estratégias e táticas utilizadas no manejo de pragas das culturas agrícolas. Introdução ao manejo e à conservação de fauna. Ameaças à diversidade biológica. Conceitos e causas de extinção. Casos de fracassos e sucessos no manejo de fauna. Conservação e manejo de populações e espécies. Manejo de espécies criticamente ameaçadas. Medidas para a conservação da fauna e uso sustentável de seus componentes.
72. USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAIS - MANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORAPrincípios de amostragem e coleta de dados. Estatística básica. Delineamento e análise de experimentos. Conceitos de Botânica. Conceitos de Ecologia. Técnicas e práticas para conservação, manejo e uso das áreas naturais. Técnicas e ferramentas para estudos sobre a estrutura da vegetação natural. Valoração dos recursos genéticos vegetais da biodiversidade.
73. USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAIS - MANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSBacia Hidrográfica. Ciclo Hidrológico. Hidrograma. Balanço Hídrico. Erosão Hídrica. Controle de Erosão. Aporte de Sedimentos e Assoreamento. Ciclagem de Nutrientes em Bacias. Qualidade da Água em Bacias. Manejo Sustentável de Bacias. Racionalização de recursos hídricos. Aplicações de sensoriamento remoto no manejo de bacias hidrográficas. Noções de hidrologia, meteorologia e climatologia. Remediação de águas subterrâneas e superficiais. Legislação aplicada ao manejo de bacias hidrográfica. Precipitação e escoamento superficial. Otimização do uso da água na agricultura. Usos, conflitos e problemas relacionados com recursos hídricos. Modelos para estimativa de erosão em bacias hidrográficas.
74. USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAIS - SENSORIAMENTO REMOTO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICAPlataforma de coleta de dados remotos: laboratório, campo, aeronave, orbital. Princípios físicos: radiação eletromagnética, interação da radiação com a matéria, efeitos da atmosfera. Comportamento espectral de alvos. Resoluções: espacial, espectral, temporal, radiométrica. Sistemas sensores: óptico, termal, radar. PRÉ-processamento de dados: georreferenciamento, correção atmosférica. Realce de imagens: transformação espectral, filtragem espacial. Classificação digital de imagens: supervisionada, não-supervisionada, orientada-a-objetos. Segmentação de imagens. Aplicações de sensoriamento remoto em recursos naturais e meio ambiente. GPS. SIG: conceito e fundamentos. Formato de dados: vetorial/raster. Entrada de dados. Manipulação/cruzamento de dados. Saída cartográfica. Noções de cartografia: sistemas de projeção/coordenadas. Escala. Legenda. Banco de dados georreferenciados.

PESQUISADOR CLASSE B (TODAS AS ÁREAS E SUBÁREAS

LÍNGUA PORTUGUESA

Interpretação de texto. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, sentidos próprio e figurado. Ortografia. Pontuação. Acentuação. Emprego das classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, artigo, verbo, advérbio, preposição, conjunção (classificação e sentido que imprime às relações entre as orações). Concordâncias verbal e nominal. Regências verbal e nominal. Crase. Figuras de sintaxe. Vícios de linguagem. Equivalência e transformação de estruturas. Flexão de substantivos, adjetivos e pronomes (gênero, número, grau e pessoa). Processos de coordenação e subordinação. Sintaxe. Morfologia. Estrutura e formação das palavras. Discursos direto, indireto e indireto livre. Processos de coordenação e subordinação. Colocação pronominal. Equivalência e transformação de estrutura.

METODOLOGIA DE PESQUISA

Conhecimento científico e outras classes de conhecimento. Ciências formais e factuais; ciências físicas e sociais; ciências básicas e aplicadas; abordagens mecanicistas e holísticas. Problemas de construção do conhecimento científico: teoria e empiria, lógica e evidência, razão e intuição, causalidade, objetividade, neutralidade, linearidade, observação e sentidos, especificidade e generalidade do conhecimento, falsificabilidade, predição e controle, paradigmas e mudanças, realismo e relativismo. Abrangências da explicação cientifica: descrições, correlações, teorias, modelos, sistemas, emergentismo, reducionismo, holismo. O modelo clássico da pesquisa: o problema e a sua identificação, conceitos, fundamentação teórica, indução, dedução, hipóteses e plano de prova, suporte bibliográfico, delineamento da pesquisa, princípios do planejamento de ensaios experimentais, métodos e técnicas, variáveis e constantes, evidências e interpretação, resultados e consequências, redação de relatórios. O papel dos ensaios comparativos. Tendências recentes de concepção da pesquisa: pesquisação, pesquisa participativa, pesquisa sistêmica, holismo, paradigma ecológico, feminismo, perspectivas emergentes. O projeto de pesquisa aplicada no Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária: finalidade, justificativa, objetivos, metas, procedimentos, cronograma e recursos, evidências e resultados e as conexões satisfatórias entres as partes. Lógica dos procedimentos da pesquisa: uso de dados secundários, experimentação, amostragem, observação naturalista, qualidade, quantidade, mensuração, escalas, uso de estatística. Casualização e controle de erro. Problemas especiais da pesquisa aplicada: identificação de problemas de pesquisa, escolhas de prioridades, o papel da teoria e da criatividade, fidedignidade e validez, recursos, protótipos e tecnologias, uso dos resultados. Relatório, protótipos, meios de disseminação dos resultados, usos de meios eletrônicos para coleta, documentação e difusão de informações na pesquisa cientifica.

PLANO DIRETOR DA EMBRAPA

V Plano Diretor da Embrapa (2008 - 2011 - 2023).

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Cargo: PESQUISADOR CLASSE B
ÁREA/SUBÁREACONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
75. AGRICULTURA FAMILIAR - DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIARConceito de agricultura familiar. Teorias sobre agricultura familiar. Agricultura familiar e desenvolvimento rural e sustentável. Políticas públicas para a agricultura familiar. Assistência técnica, Extensão rural e Agricultura Familiar. Estrutura fundiária e evolução da agricultura no Brasil. Diversidade social, multifuncionalidade e pluralidade da unidade familiar rural. Formação do modelo familiar e sua importância; êxodo rural; características do sistema de produção; relação da agricultura familiar com o mercado; formas de organização social da agricultura familiar; aspectos econômicos da atividade familiar; inovação tecnológica e crédito rural no contexto da agricultura familiar; relação da agricultura familiar com outros setores; política agrícola e o pequeno produtor rural; preservação da agricultura familiar. Recomendações básicas para a aplicação das Boas Práticas Agropecuárias e de Boas Práticas de Fabricação na Agricultura Familiar (www.mda.gov.br).
76. GESTÃO DA INOVAÇÃO - ANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISDesenvolvimento agrícola sustentável: introdução. Conceito. Impactos ambientais da agricultura brasileira: o conceito e a medida de desenvolvimento econômico; limites do crescimento; qualidade ambiental e crescimento econômico: relação complementar ou trade off; teoria da coevolução; tecnologias agrícolas sustentáveis; barreiras à adoção de tecnologias agrícolas sustentáveis: razões econômicas; lucratividade; características das propriedades e dos produtores; tamanho da propriedade; disponibilidade de mão-de-obra; o papel das políticas agrícolas e ambientais. Esforços governamentais e não governamentais em direção à agricultura sustentável no Brasil. A modernização da agricultura brasileira, seus principais impactos (inovação tecnológica, impactos ambientais, entre outros), as transformações mais recentes e seus efeitos. Organização agroindustrial, estudo de cadeias agroindustriais e tendências. Conceitos básicos: sistemas agroindustriais; complexos agroindustriais; cadeias de produção agroindustriais. Gestão e inovação tecnológica em sistemas agroindustriais. Ciclo de vida de tecnologias. Estratégia tecnológica. Sistemas gerenciais. Entidades tecnológicas setoriais. Tolerância tecnológica. Impactos econômicos e sociais de longo prazo da expansão agropecuária no Brasil.
77. GESTÃO DE ESTUDOS AVANÇADOS - PROGRAMAÇÃO E COORDENAÇÃO DE ESTUDOS EM AGRICULTURA TROPICALCapacitação: geração, obtenção e aplicação de conhecimentos e informações técnico-científicas voltadas para o agronegócio em Agricultura Tropical. Conhecimento em ações de capacitação com vistas à transferência de tecnologia em Agricultura Tropical. Conhecimento em ambiente virtual de aprendizagem. Metodologias de capacitação presenciais e virtuais. Conhecimento em modelos de contrato de capacitação e as limitações na contratação.
78. MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOS - ESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSModelos de regressão uni e multivariados e de equilíbrio simultâneo. Estimação, diagnóstico, previsão e simulação nos modelos de equilíbrio simultâneo. Modelos de série de tempo. Processos estacionários uni e multidimensionais. Tendência, sazonalidade e ciclos. Modelagem, estimação, diagnóstico e previsão de modelos de séries de tempo estacionários. Não estacionariedade. Raízes unitárias, cointegração e modelos de correção de erro. Modelos de regressão multivariados com estrutura de erros em série de tempo. GMM (Método de Momentos Generalizados).
79. PÓS-COLHEITA E INDUSTRIALIZAÇÃO - DESENVOLVIMENTO, TRANSFORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E DE PROCESSOS AGROPECUÁRIOSQuímica dos principais macronutrientes alimentares, sua importância, funções, estruturas e principais reações. Aspectos químicos e funcionais dos componentes e sua influência na qualidade dos alimentos. Princípios gerais de preservação e conservação de alimentos. Aspectos técnicos relacionados á tecnologia da produção de produtos agropecuários de origem animal e vegetal. Fenômenos físicos, químicos, termodinâmicas e biológicos envolvidos na transformação dos alimentos e nas operações industriais dos mesmos. Métodos mais importantes para determinação das propriedades físicas, químicas, termodinâmicas, microbiológicas, nutricionais e sensoriais dos alimentos. Propriedades e características intrínsecas das matérias-primas agropecuárias. Parâmetros de processamento e sua relação com a manutenção das qualidades nutricionais e sensoriais.
80. PRODUÇÃO ANIMAL - ETOLOGIA, NUTRIÇÃO, REPRODUÇÃO E FISIOLOGIA DE RUMINANTESNutrição de Ruminantes: aspectos anatômicos e fisiológicos do rúmen de animais jovens e adultos. Microbiologia do rúmen e meio ruminal. Utilização dos nutrientes e de fontes nitrogenadas não-proteicas. Meios de aumentar a utilização dos alimentos. Água, minerais, vitaminas, hormônios e aditivos. Classificação e composição química dos alimentos. Energia e exigências energéticas. Fermentação ruminal: síntese microbiana e proteína metabolizável. Exigências proteicas. Lipídios e carboidratos na dieta. Ingestão de matéria seca. Formulação de rações. Distúrbios nutricionais. Etologia: adaptação: comportamento como forma de adaptação. Seleção natural e evolução do comportamento. Comportamento inato, ontogenia do comportamento e comportamento aprendido. Comportamento social: agrupamentos. Comunicação. Observação e medida do comportamento animal. Fatores sensoriais no comportamento. Comportamento de manutenção. Ritmos. Hormônios e feromônios. Comportamento e bem-estar animal. Fisiologia da reprodução. Parto e pós-parto. Manejo reprodutivo. Doenças infectocontagiosas da reprodução. Noções de estratégias para aumento da eficiência reprodutiva de ruminantes, inseminação artificial/convencional, inseminação artificial em tempo fixo, transferência de embriões e produção in vitro de embriões. Noções sobre raças e cruzamentos na produção industrial de ruminantes. Instalações e equipamentos. Rastreabilidade. Sanidade Animal: principais doenças que acometem os ruminantes e manejo sanitário. Noções sobre Boas Práticas Agropecuárias na produção de ruminantes. Noções sobre Produção integrada . Noções sobre produção sustentável de ruminantes.
81. PRODUÇÃO AQUÍCOLA - APROVEITAMENTO AGROINDUSTRIAL DE ESPÉCIES AQUÍCOLASCadeia produtiva da aquicultura. Sistemas de produção de espécies aquícolas, incluindo manejo, instalações e equipamentos na produção aquícola. Legislação ambiental. Métodos de conservação do pescado (peixes, crustáceos e outras espécies). Métodos para determinação da qualidade sanitária dos produtos oriundos da produção aquícola. Aproveitamento dos co-produtos e resíduos da produção aquícola. Biologia, nutrição e sanidade das principais espécies utilizadas na aquicultura. Qualidade nutricional e sanitária das espécies aquícolas para a saúde humana.
82. PRODUÇÃO AQUÍCOLA - MANEJO E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS PESQUEIROSMétodos de reprodução e cultivo de espécies aquícolas. Métodos de identificação, localização e captura de recursos pesqueiros. Controle sanitário, conservação, processamento e industrialização de produtos pesqueiros. Dinâmica de populações e avaliação dos estoques pesqueiros. Parâmetros físicos, químicos e biológicos dos ecossistemas aquáticos visando a exploração sustentável e conservação desses ambientes. Efeitos da pesca sobre os estoques pesqueiros. Boas práticas de manejo em sistemas aquícolas. Legislação sobre acesso, coleta e transporte de espécies nativas. Uso sustentável de recursos pesqueiros pelas comunidades envolvidas com pesca e aquicultura.
83. PRODUÇÃO AQUÍCOLA - NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO DE ESPÉCIES AQUÍCOLASHábitos alimentares de espécies aquícolas cultivadas, nativas e exóticas. Fisiologia da digestão de peixes, crustáceos e moluscos aplicada à aquicultura. Metabolismo energético e proteico de espécies aquícolas. Digestão e absorção de carboidratos, lipídios, proteínas, minerais e vitaminas. Fatores bióticos e abióticos que influenciam na alimentação de organismos aquáticos. Estresse, estressores e respostas fisiológicas ao estresse. Doenças nutricionais. Exigências nutricionais e cálculo de rações para espécies aquícolas nas fases de reprodução, larvicultura, alevinagem, engorda e abate. Planejamento de programas de alimentação para espécies aquícolas. Métodos de produção de ração para espécies aquícolas. Uso de pró-bióticos para a melhoria de eficiência de aproveitamento nutricional.
84. PRODUÇÃO AQUÍCOLA - REPRODUÇÃO E MELHORAMENTO GENÉTICO DE ESPÉCIES AQUÍCOLASBiologia e reprodução de espécies de água doce e marinhas, incluindo desenvolvimento do ovo, desenvolvimento larval e larvicultura. Biodiversidade, centros de origem, centros dispersão. Variabilidade genética e constituição das populações de espécies aquícolas. Endogamia e cruzamento, androgênese e ginogênese, poliploidia, polimorfismo. Índices fisiológicos e bioquímicos do crescimento de espécies aquícolas. Índices gonadais e fator de condição, índices de fecundidade. Potencial reprodutivo relativo, manejo de reprodutores, endocruzamento em populações confinadas. Técnicas de amostragem de espécies de interesse para aquicultura. Uso de marcadores moleculares na seleção assistida de espécies aquícolas. Diversidade cromossômica e molecular em peixes. Filogenia. Detecção e mapeamento de QTL's. Legislação sobre acesso, coleta e transporte de espécies nativas.
85. PRODUÇÃO AQUÍCOLA - SANIDADE DE ESPÉCIES AQUÍCOLASPatógenos e parasitas de peixes, crustáceos e outras espécies aquícolas. Métodos de controle de patógenos e parasitas na produção aquícola. Fatores ambientais que influenciam a sanidade de espécies aquícolas. Monitoramento da qualidade da água. Identificação de enfermidades em peixes e crustáceos. Monitoramento da saúde de peixes e crustáceos cultivados. Cultivo de organismos marinhos e de água doce, abrangendo reprodução, lavicultura, alevinagem, seleção, nutrição e engorda. Estresse em organismos aquáticos, estressores, respostas fisiológicas do estresse.
86. PRODUÇÃO AQUÍCOLA - SISTEMAS DE CULTIVO DE ESPÉCIES AQUÍCOLASBiologia de espécies cultiváveis de água doce e marinha. Metabolismo energético e nutrição de espécies aquícolas. Variabilidade genética de espécies aquícolas. Técnicas de reprodução de espécies aquícolas, incluindo obtenção de ovos, fertilização, larvicultura, produção de alevinos, engorda e abate. Manejo da reprodução de peixes, crustáceos e moluscos. Tipos de sistema de cultivo e adequação às espécies nativas e exóticas. Indicadores físicos, químicos e biológicos de qualidade da água e de sedimentos para avaliação e monitoramento de impactos ambientais em sistemas de produção aquícola. Dimensionamento de instalações e equipamentos para o cultivo de espécies aquícolas. Sistemas de recirculação e tratamento da água para aquicultura. Tratamento de efluentes da produção aquícola. Fatores que limitam a capacidade de sustentação dos sistemas de criação de espécies aquícolas.
87. SEGURANÇA ALIMENTAR, NUTRIÇÃO E SAÚDE - GARANTIA DE QUALIDADE, SEGURANÇA BIOLÓGICA, RASTREABILIDADE E CERTIFICAÇÃONutrição em saúde pública. Química de alimentos. Microbiologia de alimentos. Análises química, físico-química e instrumental de alimentos e produtos agropecuários. Epidemiologia nutricional. Resíduos e contaminantes em alimentos. Segurança alimentar e nutricional. Políticas públicas e programas sociais de alimentação e nutrição. Rastreabilidade e certificação de produtos.
88. SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - APICULTURA SUSTENTÁVELBiologia e evolução das abelhas. Interação abelhas e ambiente. Genética e comportamento das abelhas. Abelhas nativas sem ferrão: biologia, manejo e conservação. Obtenção de enxames. Produção de rainhas e multiplicação de enxames. Apicultura convencional e migratória. Polinização. Alimentação das abelhas. Pasto apícola. Manejo de colmeias novas e estabelecidas. Sanidade de colmeias. Qualidade de produtos apícolas. Formação e manejo de apiários para produção e extração de produtos apícolas. A polinização de culturas de interesse zootécnico. Instalações, equipamentos e indumentárias usadas na apicultura. Cuidados, higiene e profilaxia apícola.
89. SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - NUTRIÇÃO DE PLANTAS, FERTILIDADE E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FERTILIZANTES E CONDICIONADORES DE SOLOSAvaliação da fertilidade do solo. Dinâmica dos nutrientes no solo e suas interações. Elementos essenciais: critérios de essencialidade, disponibilidade e mobilidade dos nutrientes. Elementos e substâncias tóxicas nos fertilizantes, nos solos e nas plantas. Avaliação do estado nutricional das plantas. Macro e micronutrientes nas plantas - sintomas de deficiências e de toxicidade. Funções no metabolismo e mecanismo de absorção e de translocação dos macronutrientes e dos micronutrientes. Absorção de nutrientes e elementos pelas plantas. Acidez do solo e calagem. Influência da nutrição mineral sobre a qualidade dos produtos agrícolas. Deficiências minerais encontradas em solos do Brasil. Fertilizantes de alta e baixa solubilidade: matérias primas, fontes alternativas e tecnologia de produção. Funções e efeitos de condicionadores de solo. Métodos de avaliação química e agronômica de fertilizantes e condicionadores de solo.
90. SISTEMAS DE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEIS - SISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃOFisiologia vegetal. Princípios de amostragem e coleta de dados. Estatística básica. Delineamento e análise de experimentos. Nutrição de plantas perenes. Ciclagem de nutrientes. Princípios de ecologia. Conceitos de serviços ambientais. Princípios de silvicultura. Conceitos de sistemas agroflorestais (SAF). Práticas e técnicas de manejo de produção florestal. Conceito e princípios de mecanismo de desenvolvimento limpo (MDL). Propagação de plantas perenes. Planejamento biológico e econômico de plantações florestais.
91. TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - GESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSConceitos e definições (transferência de tecnologia, comunicação empresarial e negócios tecnológicos). Competitividade do agronegócio, cadeias produtivas agroindustriais, inovação, empreendedorismo e criação de capacidades tecnológicas. Elaboração de planos de negócios, planos de marketing, estudos e prospecção de demandas tecnológicas. Identificação de oportunidades. Determinação de preços de um produto baseado em modelos de custo. Planejamento e alianças estratégicas. Noções de empresas de base tecnológicas (Incubadoras). Visão da Gestão de Projetos. Projetos: atividades rotineiras x atividades inovativas. Gerenciamento de projetos (concepção, estratégia, parceiros, objetivos, metas, indicadores, acompanhamento, riscos, resultados e impactos). Fundamentos de seleção de projetos tecnológicos. Elaboração de portfólio de produtos e serviços. Planejamento e análise/ pesquisa de mercado.
92. USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAIS - MANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DA FLORAPrincípios de amostragem e coleta de dados. Estatística básica. Delineamento e análise de experimentos. Conceitos de Botânica. Conceitos de Ecologia. Técnicas e práticas para conservação, manejo e uso das áreas naturais. Técnicas e ferramentas para estudos sobre a estrutura da vegetação natural. Valoração dos recursos genéticos vegetais da biodiversidade.
93. USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAIS - MANEJO, CONSERVAÇÃO E USO DE RECURSOS HÍDRICOSBacia Hidrográfica. Ciclo Hidrológico. Hidrograma. Balanço Hídrico. Erosão Hídrica. Controle de Erosão. Aporte de Sedimentos e Assoreamento. Ciclagem de Nutrientes em Bacias. Qualidade da Água em Bacias. Manejo Sustentável de Bacias. Racionalização de recursos hídricos. Aplicações de sensoriamento remoto no manejo de bacias hidrográficas. Noções de hidrologia, meteorologia e climatologia. Remediação de águas subterrâneas e superficiais. Legislação aplicada ao manejo de bacias hidrográfica. Precipitação e escoamento superficial. Otimização do uso da água na agricultura. Usos, conflitos e problemas relacionados com recursos hídricos. Modelos para estimativa de erosão em bacias hidrográficas.

PARA O CARGO DE ANALISTA CLASSE A (TODAS AS ÁREAS E SUBÁREAS)

LÍNGUA PORTUGUESA

Interpretação de texto. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, sentidos próprio e figurado. Ortografia. Pontuação. Acentuação. Emprego das classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, artigo, verbo, advérbio, preposição, conjunção (classificação e sentido que imprime às relações entre as orações). Concordâncias verbal e nominal. Regências verbal e nominal. Crase. Figuras de sintaxe. Vícios de linguagem. Equivalência e transformação de estruturas. Flexão de substantivos, adjetivos e pronomes (gênero, número, grau e pessoa). Processos de coordenação e subordinação. Sintaxe. Morfologia. Estrutura e formação das palavras. Discursos direto, indireto e indireto livre. Processos de coordenação e subordinação. Colocação pronominal. Equivalência e transformação de estrutura.

PLANO DIRETOR DA EMBRAPA

V Plano Diretor da Embrapa (2008 - 2011 - 2023).

NOÇÕES DE INFORMÁTICA

Conhecimentos sobre princípios básicos de informática: BR-Office - última versão 3.1, Pacote Office Microsoft 2007 e Windows XP Professional.

RACIOCÍNIO LÓGICO

Raciocínio lógico: estrutura lógica de relações arbitrárias entre pessoas, lugares, objetos ou eventos fictícios. Deduzir novas informações das relações fornecidas e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. Compreensão e elaboração da lógica das situações por meio de raciocínio verbal. Raciocínio matemático (que envolva, dentre outros, conjuntos numéricos racionais e reais - operações, propriedades, problemas envolvendo as quatro operações nas formas fracionária e decimal; conjuntos numéricos complexos; números e grandezas proporcionais; razão e proporção; divisão proporcional; regra de três simples e composta; porcentagem). Raciocínio sequencial. Orientações espacial e temporal. Formação de conceitos. Discriminação de elementos. Compreensão do processo lógico que, a partir de um conjunto de hipóteses, conduz, de forma válida, a conclusões determinadas.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Cargo: ANALISTA CLASSE A
ÁREA/SUBÁREACONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
94. AGRICULTURA FAMILIAR - DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIARConceito de agricultura familiar. Teorias sobre agricultura familiar. Agricultura familiar e desenvolvimento rural e sustentável. Políticas públicas para a agricultura familiar. Assistência técnica, Extensão rural e Agricultura Familiar. Estrutura fundiária e evolução da agricultura no Brasil. Diversidade social, multifuncionalidade e pluralidade da unidade familiar rural. Formação do modelo familiar e sua importância; êxodo rural; características do sistema de produção; relação da agricultura familiar com o mercado; formas de organização social da agricultura familiar; aspectos econômicos da atividade familiar; inovação tecnológica e crédito rural no contexto da agricultura familiar; relação da agricultura familiar com outros setores; política agrícola e o pequeno produtor rural; preservação da agricultura familiar. Recomendações básicas para a aplicação das Boas Práticas Agropecuárias e de Boas Práticas de Fabricação na Agricultura Familiar (www.mda.gov.br).
95. COOPERAÇÃO INTERNACIONAL - RELAÇÕES INTERNACIONAIS, BILATERAIS E MULTILATERAISRelações Internacionais Contemporâneas. Análise de Política Internacional. Relações Internacionais do Brasil. Economia Política Internacional. Direito Internacional. Direito e Negociações Internacionais. Direito Internacional Público. Direito Internacional Privado. Direito Econômico Internacional. Negociações Internacionais. Gestão Estratégica de Negócios Internacionais. Direito Ambiental Internacional. Segurança Internacional. Poder e Conflito no Sistema Internacional. Teoria Avançada de Relações Internacionais. Sistemas de Segurança Coletivos. Globalização. Política e Cooperação Internacional. Terceiro Setor e ONGs. Cooperação Técnica Internacional. Cooperação Financeira Internacional. Elaboração, Negociação e Análise de Projetos. Relações Econômicas Internacionais. Comércio Internacional e Avançado. Sistema Financeiro Internacional. Comércio Exterior Brasileiro. Economia Internacional Avançada. História das relações internacionais: África e Tráfico Atlântico no século XIX; Brasil/Caribe/EUA e Conflitos Internacionais; Direito e História do Brasil no século XIX; Relações Internacionais Brasil/Europa.
96. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOSFundamentos, linguagem SQL (linguagem de manipulação e definição de dados), normalização de dados, sistemas gerenciadores de banco de dados, estruturas de dados e armazenamento. Administração de dados: fundamentos, modelagem de dados conceitual, entidade-relacionamento, relacional e orientada a objetos. Projeto de banco de dados. Administração de banco de dados: fundamentos, projeto e implantação de bancos de dados relacionais, administração de segurança, integridade, concorrência e bloqueio de transações, monitoração e otimização de desempenho, auditoria, métodos de acesso, backup e recovery. Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados: PostgreSQL, MySQL e Oracle. Instalação, configuração, administração e tunning. Distribuição e replicação de dados. Soluções de suporte à decisão: Fundamentos em Datawarehouse, princípios e técnicas de modelagem dimensional (Star Schema, Snowflake), Data Mining, ferramentas OLAP e Business Inteligent - BI. Linguagem de programação: conceitos, script shell (linux), programação estruturada ( C ) e programação orientada à objetos (Java, C++). Servidores de aplicação: JBoss, Tomcat e Apache. 8. Sistemas operacionais: Linux e FreeBSD, conceitos, comandos e administração. Redes de computadores: conceitos, comandos e administração. Autenticação LDAP. Gerenciamento de serviços de TI: conceitos de ITIL®: Suporte a serviços e entrega de serviço. Gerência de projetos: conceitos básicos; alocação de recursos; cronograma; estrutura analítica.
97. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - ARQUITETURA DA INFORMAÇÃOEstrutura, Navegação e Rotulação. Processo geral de AI.. Design. Validação. Arquitetura no processo de criação. Usuário, contexto e conteúdo. Pesquisa de usuários. Elementos da Experiência do Usuário: Cenário, Contexto e Conteúdo. Design centrado no usuário. Design de Interação. Arquitetura de informação na web. Encontrabilidade. Usabilidade. Acessibilidade. Amigabilidade. Sistemas de Organização (exatos / ambíguos). Sistemas de Navegação (embutidos / remotos). Sistemas de Rotulação (textuais, visuais, ícones x textos, folksonomia). Sistemas de Busca (otimização de conteúdo - SEO, vocabulário controlado).
98. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL COM ÊNFASE EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃOData Warehouse: Modelagem Multidimensional e Modelagem Analítica. OLAP: Manipulação do Modelo Multidimensional. Programação de Sistemas: algoritmos e estruturas de dados; metodologias e técnicas de programação estruturada e orientada a objetos. Linguagem de programação Java, PHP, C++ e Linguagem de programação Python. Engenharia de Software: qualidade em desenvolvimento de software (conceitos e fundamentos dos modelos CMMI e MPS.Br.). Processo de desenvolvimento de software (requisitos, análise e projeto, implementação, testes, homologação e disponibilização). Notação de modelagem UML (diagramas de caso de usos; de sequência e colaboração, de estados; de classes; de objetos). Técnicas de prototipação, de testes, métricas de estimativa de tamanho, de qualidade de processo e de software. 5. Ambiente Web: HTML, XML, CGI, JavaScript, J2EE; modelo MVC; STRUTS; JSF; HIBERNATE; VALIDATOR; TILES; JSP; SERVLETS. Servidores de aplicação (TOMCAT, ZOPE). Sistemas operacionais: conceitos e funções dos sistemas operacionais Linux e MSWINDOWS (principais comandos, gerenciamento de processos, gerenciamento de memória, sistemas de arquivos). Modelagem de dados: UML, Análise Orientada a Objetos e Análise Estruturada. Conceitos. Banco de dados: conceitos; segurança; auditoria; projeto de banco de dados; álgebra relacional; linguagem SQL. Redes de Computadores: conceitos, padrões; protocolos; arquiteturas; comunicação de dados; topologia e elementos de redes; segurança; fírewall; proxies; gerenciamento de redes; LANs, MANs e WANs; internet; intranet; extranet (conceitos e aplicações). Tecnologia da Informação (TI) na empresa: A tecnologia digital, comércio eletrônico e computação em rede, economia digital, sistemas de informação (SI) e TI, SI para trabalho na WEB, falhas dos sistemas de informação, TI - desenvolvimento e tendências. Tecnologia da Informação (TI): Conceitos e gestão, classificação dos SI, SI transacionais e de informações funcionais, sistemas operacionais, gerenciais e de suporte hierárquico, infraestrutura e arquitetura da informação, gestão dos recursos da informação. Sistemas Estratégicos para Vantagem Competitiva, SI estratégicos baseados na WEB, uma estrutura para competição global; Sistemas Integrados de Gestão (ERP). Aplicações Organizacionais: Processamento de transações, sistemas funcionais inovadores, CRM e Integração. Planejamento de TI e BPR. Gestão do Conhecimento: Introdução, processos, repositórios de conhecimento, o papel da TI na gestão do conhecimento, administração de sistemas de gestão do conhecimento. Sistemas de Apoio à Gestão e Decisão. Gestão de Dados: Data Warehousing, análise e garimpagem de dados, tecnologias de visualização de dados, sistemas de gestão de dados baseados na WEB. Sistemas Inteligentes de Apoio. Aspectos Econômicos da TI. Administração dos Recursos e a Segurança da Informação. Impactos da TI sobre as Empresas, os Indivíduos e a Sociedade. Gerência de Projetos (PMBOK): Gerência de Escopo, Aquisição, Risco, Custo, Qualidade, Tempo, Recursos Humanos, Comunicação e Integração.
99. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - DESENVOLVIMENTO, MANUTENÇÃO DE SISTEMAS E GESTÃO DE PROJETOSProgramação de Sistemas: algoritmos e estruturas de dados; metodologias e técnicas de programação estruturada e orientada a objetos. Linguagem de programação Java, PHP, C++, Linguagem de programação Python. Engenharia de Software: qualidade em desenvolvimento de software, conceitos e fundamentos dos modelos CMMI e MPS.Br. Padrões de Acessibilidade, Modelo de Acessibilidade do governo eletrônico (e-MAG). Processo de desenvolvimento de software (requisitos, análise e projeto, implementação, testes, homologação e disponibilização). Notação de modelagem UML (diagramas de caso de usos; de sequência e colaboração, de estados; de classes; de objetos). Técnicas de prototipação, de testes, métricas de estimativa de tamanho, de qualidade de processo e de software. Projeto de software: planejamento, requisitos, arquiteturas, elaboração, validação e análise de risco. Reuso; projeto de software em tempo real; sistemas críticos; gerência de projetos (PMBOK) e projeto de interfaces. Ambiente Web: HTML, XML, CGI, JavaScript, J2EE; modelo MVC; STRUTS; JSF; HIBERNATE; VALIDATOR; TILES; JSP; SERVLETS. Servidores de aplicação (TOMCAT, ZOPE, Webservices, SOA). Sistemas operacionais: conceitos e funções dos sistemas operacionais Linux e MSWINDOWS (características, estrutura do sistema, processos e threads, principais comandos, gerenciamento de processos, gerenciamento de memória, sistemas de arquivos e gerência de entrada/saída). Modelagem de dados. Conceitos. Banco de dados: conceitos; segurança; auditoria; projeto de banco de dados; álgebra relacional; linguagem SQL. Redes de Computadores: conceitos, padrões; protocolos e serviços; arquiteturas; comunicação de dados; topologia e elementos de redes; interconexão de redes; segurança; firewall; proxies; criptografia e PKI, VPN e autenticação; gerenciamento de redes; LANs, MANs e WAÍvs; internet; intranet; extranet (conceitos e aplicações).
100. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - DOCUMENTAÇÃO BIBLIOGRÁFICA E INFORMAÇÃOGerência, organização e estrutura da unidade de informação. Estrutura de redes e sistemas de informação. Planejamento e avaliação de serviços bibliotecários. Elaboração de relatórios técnicos. Desenvolvimento de coleções. Sistema de Classificação Decimal de Dewey: aplicação prática. Catalogação AACR2: aspectos teóricos e aplicação prática. Referência bibliográfica: aplicação da norma NBR 6023/2000. Busca de informação automatizada. Disseminação seletiva da informação. Uso de fontes de informação. Aspectos gerais da automação de unidades de informação. Estruturação de base de dados. Características e operacionalização de uma biblioteca digital e virtual. Periódico eletrônico: aspectos técnicos, econômicos e principais características do periódico eletrônico como veículo da comunicação científica. Seleção e aquisição de obras e de equipamentos em geral. Conservação e preservação do acervo. Estatística e relatórios. Noções de reprografia. Processamento técnico. Catalogação. Classificação. Bibliografia e referência. Obras nacionais e internacionais. Orientação ao usuário. Divulgação de serviços. Processos e técnicas. Planejamento bibliotecário, serviço de referência, centro de documentação. Documentação e Informação: conceito, desenvolvimento de coleções.
101. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - EDIÇÃONoções de Webwritting (Redação na web): conceito webwritting. Princípios: persuasão, objetividade, navegabilidade e visibilidade. Linguagem web Conceitos: Site, Portal, Minisite, Hotsite e Blog. Arquitetura de informação. Manual de Editoração da Embrapa: http://manual.sct.embrapa.br/editorial/default.jsp. Noções de Direitos Autorais: Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. Conhecimentos específicos em Edição: história da informação - da oral à escrita: transmissão, registro, armazenagem e recuperação da informação. A evolução tecnológica da produção editorial. O desenvolvimento da tipografia. Conceitos e elementos de concepções gráficas: livro, jornal, periódicos. O livro e o mercado editorial no Brasil: produção e circulação. O processo de produção gráfica: PRÉ-impressão, impressão, acabamento. A produção gráfica e o discurso tipográfico. O processo de edição: adequação e organização dos originais, marcações, revisões, supervisão da diagramação e da produção gráfica Projeto gráfico editorial para publicação impressa e eletrônica. Ética e responsabilidade na produção editorial.
102. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - EDIÇÃO ESPANHOLTeoria da Tradução: história da tradução no Brasil: tradução e formação no sistema literário nacional. A questão da autoria na tradução; Tradução do texto técnico. Particularidades da tradução poética. Crítica da tradução. Correntes contemporâneas da teoria da tradução. Tradução, revisão e preparação de texto. Tradução e terminologia. Manual de Editoração da Embrapa: http://manual.sct.embrapa.br/editorial/default.jsp. Noções de Direitos Autorais: Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. Conhecimentos específicos em Edição: história da informação - da oral à escrita: transmissão, registro, armazenagem e recuperação da informação. A evolução tecnológica da produção editorial. O desenvolvimento da tipografia. Conceitos e elementos de concepções gráficas: livro, jornal, periódicos. O livro e o mercado editorial no Brasil: produção e circulação. O processo de produção gráfica: PRÉ-impressão, impressão, acabamento. A produção gráfica e o discurso tipográfico. O processo de edição: adequação e organização dos originais, marcações, revisões, supervisão da diagramação e da produção gráfica. Projeto gráfico editorial para publicação impressa e eletrônica. Ética e responsabilidade na produção editorial.
103. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - EDIÇÃO INGLÊSTeoria da Tradução: história da tradução no Brasil: tradução e formação no sistema literário nacional. A questão da autoria na tradução. Tradução do texto técnico. Particularidades da tradução poética. Crítica da tradução. Correntes contemporâneas da teoria da tradução. Tradução, revisão e preparação de texto. Tradução e terminologia. Manual de Editoração da Embrapa: http://manual.sct.embrapa.br/editorial/default.jsp. Noções de Direitos Autorais: Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. Conhecimento específico em Edição: história da informação - da oral à escrita: transmissão, registro, armazenagem e recuperação da informação. A evolução tecnológica da produção editorial. O desenvolvimento da tipografia. Conceitos e elementos de concepções gráficas: livro, jornal, periódicos. O livro e o mercado editorial no Brasil: produção e circulação. O processo de produção gráfica: PRÉ-impressão, impressão, acabamento. A produção gráfica e o discurso tipográfico. O processo de edição: adequação e organização dos originais, marcações, revisões, supervisão da diagramação e da produção gráfica Projeto gráfico editorial para publicação impressa e eletrônica. Ética e responsabilidade na produção editorial.
104. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - PROGRAMAÇÃO E REVISÃO DE TEXTOS TÉCNICO- CIENTÍFICOSMorfossintaxe: funções sintáticas. Interpretação e análise crítica de textos. Estruturas linguísticas e elementos semânticos do texto. Texto e contexto: análise de textos comparada a elementos sócio-político-culturais do Brasil de ontem e de hoje. Semântica, estilística e conhecimentos de linguística: funções da linguagem; níveis de linguagem; análise de gêneros e estilos de textos; textos literários e não literários, textos objetivos e subjetivos; textos informativos, didáticos, argumentativos, a pessoalidade e a impessoalidade na criação de textos; linguagem poética. Produção de textos. Elementos estruturais do texto: frase, oração e período; coordenação e subordinação; parágrafo-padrão e tópico frasal. Coesão textual: anafóricos e articuladores. Coerência textual: meta-regras da repetição, progressão, não contradição e relação. Aspectos intrínsecos (conteúdo e essência) e extrínsecos (forma e estilo) do texto: qualidades de harmonia, coesão, coerência, concisão, objetividade e clareza, correção gramatical e domínio do tema; vícios de prolixidade, linguagem rebuscada, verbosidade, frases e períodos muito longos, uso exagerado de chavões ou clichês. Elaboração de resumo e resenha crítica. Manual de Editoração da Embrapa: http://manual.sct.embrapa.br/editorial/default.jsp
105. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - REDE DE COMUNICAÇÃO E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (INFRAESTRUTURA)Redes de computadores: tecnologias de WAN - comutação por circuitos, pacotes e células. Circuitos virtuais. Topologias. Dispositivos. Protocolos: ATM. Frame Relay, PPP, HDLC, tecnologia MPLS; roteamento estático e dinâmico. Determinação de rotas: métricas, distância administrativa. Tipos de protocolos: distance vector e link state (OSPF, RIPv2.), BGP: vizinhança, métricas; tecnologias de LAN e MAN: tipos de transmissão. CSMA/CD/CA. Topologias. Dispositivos. Ethermet, Fast ethernet, Gigabit Ethernet, Metro Ethernet. Endereçamento MAC, STP, PVSTP, RSTP, ARP, IEEE 802.1q., IEEE 802.1x., IEEE 802.11a/b/g; equipamentos: switches LAN, switches WAN, roteadores; gerência de rede: modelo OSI; SNMP (versão 2 e 3), RMON, NETFLOW e SFLOW; protocolos de rede: IP - formato, endereçamento, VLSM, CIDR, ARP, ICMP, TCP e UDP: formato, mecânica (funcionamento); serviços IP: SSH, DNS, DHCP, SMTP, IMAP, LDAP, NFS, HTTP, HTTPS, FTP, NAT, NTP, VRRP/HSRP, Fundamentos de IPSec. Segurança: segurança física e lógica; firewall, IPS/IDS e proxies; VPN; listas de acesso, mecanismos de autenticação (TACACS, TACACS+, RADIUS), Certificação Digital: PKI/ICP, criptografia, tratamento de incidentes de segurança, sistemas de detecção de intrusão; softwares maliciosos (vírus, Spywares, Rootkit, etc); políticas de segurança de informação; classificação de informações; Normas ISO 27001 e 27002. Sistemas operacionais: servidores: Unix e Linux - instalação e suporte a TCP/IP, DHCP, DNS, NIS, CIFS, NFS, serviços de impressão em rede; instalação e configuração do Servidor Apache; integração com ambiente Windows, linguagens de Script; estações de trabalho Linux: instalação e configuração de ambiente e dispositivos; estações de trabalho: MS-Windows XP, MS-Vista: instalação e configuração de ambiente e dispositivos; Serviços de diretório: LDAP, Open LDAP, Padrão X.500, Métodos de autenticação. Serviços de integração: fundamentos CUPS, SAMBA e virtualização. Instalação e suporte de ferramentas de escritório: ferramentas de apresentação, edição de textos, planilhas, clientes de Correio Eletrônico. Convergência de rede: voz sobre Frame Relay (VOFR); voz sobre IP (VOIP, Telefonia IP); videoconferência (SIP, H323, Multicast, IGMP); qualidade de serviços (QoS): DiffServ, Filas, DCSP, CoS (IEEE 802.1p). Gerenciamento de serviços de TI: conceitos de ITIL®: Suporte a serviços e entrega de serviço. Gerência de projetos: conceitos básicos; alocação de recursos; cronograma; estrutura analítica. Linguagens de programação: Linguagens de Script (Shell, BAT, Python); Linguagem de Programação C.
106. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO - BUSINESS INTELLIGENCEDesafios da Sociedade da Informação. As organizações e a globalização. Impactos da globalização. As pessoas, a informação e as tecnologias como recursos. Sistemas de Apoio à Decisão. Business Intelligence no Suporte à Decisão. Enquadramento da Business Intelligence (BI). Criação e uso de inteligência e governância de BI. Principais teorias e características da Business Intelligence. Implementação de Business Intelligence. Os desafios de Negócio das Empresas e o Suporte às tomadas de decisão dos gestores. Arquitetura de Sistemas de Suporte à Decisão. Arquitectura e Componentes da Business Intelligence (BI). A natureza da tomada de decisão. Decisão em grupo. Implementação de sistemas de apoio à decisão. Preparação e PRÉ-processamento de dados. Data Warehousing: definições e conceitos de Data Warehousing. O processo de Data Warehousing. Arquiteturas de Data Warehousing. Integração de dados e os processos de ETL - Extraction, Transformation and Loading. Desenvolvimento de Data Warehouses. Administração e segurança de Data Warehouses. SAS Intelligence Platform. Visão SAS de BI. Centros de Competências em Business Intelligence. Data warehouses/ETL com SAS Intelligence Platform O contexto do data mining. O processo metodológico do data mining. Clustering e Segmentação. Ferramentas de Clustering. Análise de clusters (k-means e self organizing maps). Market Basket Analysis. Ferramentas de modelação Preditiva e Scoring. Árvores de decisão. Redes neuronais.
107. GESTÃO DA INOVAÇÃO - ANÁLISE DIAGNÓSTICA E PROSPECTIVA DE SISTEMAS SOCIAIS, ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE TECNOLOGIAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISDesenvolvimento agrícola sustentável: introdução. Conceito. Impactos ambientais da agricultura brasileira: o conceito e a medida de desenvolvimento econômico; limites do crescimento; qualidade ambiental e crescimento econômico: relação complementar ou trade off; teoria da coevolução; tecnologias agrícolas sustentáveis; barreiras à adoção de tecnologias agrícolas sustentáveis: razões econômicas; lucratividade; características das propriedades e dos produtores; tamanho da propriedade; disponibilidade de mão-de-obra; o papel das políticas agrícolas e ambientais. Esforços governamentais e não governamentais em direção à agricultura sustentável no Brasil. A modernização da agricultura brasileira, seus principais impactos (inovação tecnológica, impactos ambientais, entre outros), as transformações mais recentes e seus efeitos. Organização agroindustrial, estudo de cadeias agroindustriais e tendências. Conceitos básicos: sistemas agroindustriais; complexos agroindustriais; cadeias de produção agroindustriais. Gestão e inovação tecnológica em sistemas agroindustriais. Ciclo de vida de tecnologias. Estratégia tecnológica. Sistemas gerenciais. Entidades tecnológicas setoriais. Tolerância tecnológica. Impactos econômicos e sociais de longo prazo da expansão agropecuária no Brasil.
108. GESTÃO DA INOVAÇÃO - ESTUDOS ESTRATÉGICOSEnfoques Estratégicos. Estratégia Integrada. Hipótese Estratégica. Balanced Scorecards. Processo Practical Strategy. Plano de Jogo. Missão, visão e temas. Fatores Relevantes. Análise Financeira. Análise de Clientes e Proposição de Valor. Análise de Stakeholders. Mapeamento dos Processos Organizacionais. Análise de Inovação e Crescimento. Determação do BHAG. Mapeamento Estratégico. Estratégias Funcionais. Estratégias Sem-Fim-Lucrativo. Determinação de Objetivos. Medidas x Indicadores. Medidas Estratégicas e Diagnósticas. Medidas de Ocorrência e de Tendência. Projetos e Ações. Problemas com Projetos. Desejáveis em Projetos. Esquema de Gerenciamento de Projetos Estratégicos. Matriz e Registro de Projetos. Decisões de Projetos. Gerenciamento de Projetos. Comunicação Estratégica. Enterprise Management Systems. Practical Strategy e Tecnologia - Soluções Simples e Práticas. Reuniões Estratégicas. Ciclo Duplo de Aprendizado. Orçamentos e Practical Strategy. Prospecção tecnológica em bancos de patentes - metodologia de análise de tendência e valor.
109. GESTÃO DA INOVAÇÃO - GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTOConceitos e definições. Inovação, inovação tecnológica, inovação organizacional, redes de valor, sistemas nacionais de inovação, inovação na agricultura e na indústria. Cadeias produtivas e de inovação. Noções de macro e micro-economia aplicadas à economia rural. Prospecção de oportunidades técnicas e científicas, bem como relações com aspectos sócio-econômicos e ambientais. Noções de mudanças climáticas e impactos nos sistemas produtivos, sociais e econômicos. Noções de macro e micro economia. Estudo de impactos econômicos, políticos, sociais e ambientais derivados de novas tecnologias. Gerenciamento de risco. Planejamento agrícola. Logística aplicada à agricultura.
110. GESTÃO DA INOVAÇÃO- PROPRIEDADE INTELECTUALNoções de processos de inovação tecnológica. Principais Leis e Tratados Internacionais que regem a Propriedade Intelectual: Aspectos Comerciais Relacionados a Direitos de Propriedade Intelectual (TRIPS) - Decreto nº. 1.355 de 30/12/94, artigos 27 a 31; Convenção de Paris: Princípios básicos - Direito de Prioridade, Independência das Patentes e Tratamento Nacional; Tratado de Cooperação em Matéria de Patentes - PCT: Princípios e sistemática; Tratado de Budapeste - Importância nas invenções biotecnológicas; Tratado da União Internacional para Proteção de Obtenções Vegetais - UPOV para a proteção de novas Variedades de Plantas. Principais Leis e Atos Normativos sobre Propriedade Intelectual no Brasil para o propósito específico: Patentes: Lei nº. 9.279/96 e Ato Normativo 127 - Requisitos básicos de patenteabilidade; Proteção das criações técnicas na área de biotecnologia, importância do depósito de materia l biológico; Documentos que compõem o pedido de patente; Tramitação do pedido de patente até a concessão do privilégio; Direitos do proprietário da patente. Proteção de Cultivares (Lei de Proteção de Cultivares nº. 9.456/97 de 25/04/97): Requisitos básicos para a concessão de proteção de nova cultivar; Direitos do proprietário da nova cultivar. Proteção de Programas de Computador (Lei de Programa de Computador nº. 9.609/98, Decreto nº. 2556, de 20/04/1998, Resolução nº. 58, de 14/07/98): requisitos básicos para a concessão da proteção, importância do registro e documentos que o compõem; Proteção de Circuitos Integrados: requisitos básicos para a concessão da proteção, importância do registro e documentos que o compõem; Proteção de marcas: requisitos básicos para a concessão da proteção, importância do registro e documentos que o compõem. Noções de gestão de negócios tecnológicos: (i) termos de sigilo; (ii) contratos de cooperação técnica, (iii) contratos de transferência de tecnologia; (iv) gestão de contratos.
111. GESTÃO DA INOVAÇÃO - GESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICO SConceitos e definições. Sistemas agroindustriais, agronegócios. Inovação e modernização. Competitividade na agricultura e na indústria. Logística vinculada à agricultura. Transferência de tecnologia (TT). Processo empreendedor. Processo de incubação de empresas de base tecnológica. Parques tecnológicos. Prospecção de oportunidades. Planejamento. Planos de negócios. Planos de marketing. Determinação de preços de prod utos baseado em modelos de custo. Cadeias produtivas e de inovação. Parcerias para P&D&TT. Contratos de cooperação técnica para P&D&TT, de transferência de tecnologia, de prestação de serviços e termos de sigilo.
112. GESTÃO DE LABORATÓRIO - QUÍMICA ANALÍTICADivisão, objetivos e métodos da Química analítica quantitativa. Conceitos fundamentais. Tipos de cálculos. Métodos clássicos: gravimetria e titrimetria. Métodos instrumentais: espectroanalíticos e eletroanalíticos. Gravimetria. Introdução à análise gravimétrica. Classificação dos métodos de análise gravimétrica: métodos de precipitação e volatização (diretos e indiretos). Gravimetria com reagentes inorgânicos: pesagem, solubilização, precipitação, filtragem, lavagem do precipitado, secagem, resfriamento, pesagem, cálculos. Gravimetria com reagentes orgânicos. Principais reagentes orgânicos: reagentes formadores de sais normais e reagentes formadores de complexos internos. Supersaturação e formação de precipitados. Características físicas dos precipitados. Pureza dos precipitados: coprecipitação e pós-precipitação. Condições de precipitação. Precipitação em solução homogênea. Solubilidade dos precipitados - cálculos sobre solubilidade. Influência do excesso de agente precipitante. Efeitos: salino, do pH, da temperatura, de formação de complexos (com o excesso de precipitante e com ligantes estranhos). Influência devido a adição de solventes orgânicos. Aplicação da gravimetria. Titrimetria de Neutralização. Introdução à análise titrimétrica. Fundamentos da análise titrimétrica. Expressão da concentração das soluções padrões volumétricas. Indicadores ácidos-básicos. Curvas de titulação. Ácidos fortes x bases fortes. Ácidos fracos x bases fracos. Ácidos fortes x base fraca. Ácidos fracos x base forte. Misturas de ácidos. Erro de titulação. Soluções padrões ácidas e alcalinas. Exemplos de aplicações típicas de volumetria de neutralização. Titrimetria de oxi-redução. Fundamentos teóricos da titrimetria de oxidação-redução. Comparação entre as reações redox com as reações de neutralização e precipitação. Oxidação-redução, oxidante e redutor. Conceito da Ley de Faraday. Teoria moderna da corrente elétrica. Prova direta da transferência de eletricidade em uma reação redox. Atividade química-oxidantes e redutores fortes e fracos. Previsão do sentido de uma reação. Variação das forças (atividades) em função da variação da F.E.M. Potencial do eletrodo, potencial padrão e eletrodo normal de hidrogênio. Potencial de meia cela, células galvânicas. Eletrodos de referência. Potenciais de eletrodos reversíveis - Equação de Nernst. Série eletroquímica dos metais. Células de concentração (galvânicas) e de óxido-redução. Influência do pH no processo de oxidação. Cálculo do potencial padrão ou normal. Aplicação da Lei de Nernst aos anions oxiácidos. Variação do potencial de oxidação em funcão das variações das concentrações dos constituintes. Variação do sentido de uma reação em função da variação de um determinado íon. Variação do sentido de uma reação em função do pH. Equação geral para um eletrodo de oxiredução. Constante de equilíbrio das reações redox. Constante de equilíbrio para a reação geral, redox. Curvas de titulação do método de oxidação-redução. Indicadores utilizados nos métodos de oxidação-redução. Aplicações típicas da volumetria de oxidação-redução. Permanganimetria. Características gerais do método. Vantagens e desvantagens. Meios em que a permanganimetria pode ser usada. Preparação e padronização de solução de permanganato de potássio com oxalato de sódio e trióxido de arsênio. Determinação permanganimétrica do ferro divalente em meio clorídrico. Causas de erro em ausência de sal manganoso e em presença de sal manganoso. Determinação permanganimétrica do ferro divalente em meio sulfúrico. Determinação permanganimétrica do ferro trivalente em meio clorídrico e em presença de ferro divalente. Determinação do dióxido de manganês da pirolusita. Determinação permanganimétrica do cálcio e da água oxigenada. Dicromatometria. Características gerais do método. Vantagens e desvantagens. Preparação de solução de dicromato de potássio. Padronização de solução de dicromato de potássio com ferro metálico e com sulfato ferroso. Determinação dicromatométrica do teor de ferro em um mineral de ferro. Determinação dicromatométrica do cromo em um sal de cromo e na cromita. Iodometria - Iodimetria. Características gerais do método. Vantagens e desvantagens, em meio ácido, alcalino ou neutro. Preparação de solução de Iodo e do tiossulfato de sódio. Padronização de solução de iodo com tiosulfato de sódio e padronização do tiossulfato de sódio. Cálculos na titrimetria de oxidação-redução. Titrimetria de Precipitação e Formação de Complexos. Titrimetria de precipitação. Introdução. Curvas de titulação. Titulação diferencial de mistura de íons precipitáveis pelo mesmo reagente. Indicadores de adsorção. Métodos argentimétricos. Indicadores de adsorção na argentimetria. Soluções padrões usadas na argentimetria. Aplicações argentimétricas típicas. Titrimetria de complexação. Introdução. Mercurimetria. Titulação de cianeto com nitrato de prata. COMPLEXOMETRIA. Ionização sucessiva do EDTA. Formação do complexo metal-EDTA. Indicadores metalocrômicos. Influência do pH. Titulações diretas e indiretas. Aplicação de técnicas analíticas: RMN, Espectroscopia, Cromatografia gasosa, Cromatografia líquida, Espectrometria de massas, entre outras. Gestão da qualidade, gerenciamento de risco e disposição adequada de resíduos de laboratórios. Sistemas de gestão da qualidade baseada nas normas BPL, NBR ISO/IEC 17025 e afins. Metrologia em Química, quimiometria e estatística. Validação de métodos analíticos e Boas Práticas de Laboratório (BPL).
113. GESTÃO DE PESSOAS - DESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIALPrograma: Função e área de gestão de pessoas e processos administrativos. Alinhamento estratégico: gestão de pessoas e estratégia organizacional. Gestão estratégica de pessoas. Comportamento Organizacional: Motivação, cultura e clima organizacionais. Trabalho em equipe. Liderança e a função gerencial. Aprendizagem prática: Coaching, Mentoring e Aconselhamento. Treinamento e Desenvolvimento Humano. Aprendizagem Significativa: conceito e avaliação. Aprendizagem organizacional. O papel de gestão de pessoas na Sociedade do Conhecimento. Gestão de pessoas com base no conceito de competências. Gestão do desempenho profissional: métodos e procedimentos de avaliação, distorções na avaliação de desempenho, análise de problemas de desempenho. Desenvolvimento de Carreiras: principais ferramentas. Qualidade de vida no trabalho: conceitos e modelos. Higiene e Segurança no Trabalho e Saúde Ocupacional. Recrutamento de Pessoal. Conceitos básicos: mercado de trabalho e mercado de pessoas. Remuneração: conceitos básicos; composição salarial; desenho do sistema de remuneração; e análises estatísticas de força de trabalho. Pesquisa salarial. Política salarial. Remuneração estratégica: funcional; salários indiretos (benefícios); e variável por competência. Gestão da Ética na Administração Pública. Programa de Pró-Equidade de Gênero. Responsabilidade social e corporativa.
114. GESTÃO ESTRATÉGICA - ANÁLISE DE IMPACTOS SOCIOECONÔMICOSConceitos e definições. Noções de micro e macroeconomia. Política agrícola brasileira e mercado internacional; Avaliação estratégica em PD&I; Avaliação de impactos da pesquisa agropecuária. Mecanismos de pesquisa e inovação. Dependência tecnológica. Análise de competitividade de cadeias. Gerenciamento estratégico. Mudanças sociais, tecnológicas, políticas e ambiental. Avaliação de impactos sociais e ambientais. Avaliação de impacto econômico via método excedente econômico.
115. GESTÃO ESTRATÉGICA - ANÁLISE PROSPECTIVAConceitos e definições. Noções de micro e macroeconomia. Unidades estratégicas de negócios e análise de portifólio. Cenários de negócios. Vantagem competitiva. Posicionamento competitivo, análise de custo, diferenciação, custos versus diferenciação e valor agregado. Dinâmica competitiva e cooperativa, concorrência, cooperação. Ameaças ao valor agregado, imitação e substituição. Violação e negligência. Princípios de planejamento de cenários. Avaliação estratégica em PD&I. Inovação em P&D. Processo de inovação nas empresas.
116. GESTÃO ESTRATÉGICA - ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL INTERNACIONALSoberania e política externa; Teoria das organizações internacionais; Sistema da ONU: FAO e FIDA e outros; Banco Mundial, Banco Interamericano de Desenvolvimento e FMI; OMC e política comercial: estrutura jurídico-institucional; Acordos bilaterais e multilaterais de comércio; Eliminação das barreiras ao comércio exterior; Acesso ao mercado agrícola; exceções ao livre comércio; Subvenções; Defesa comercial (salvaguardas, medidas antidumping e compensatórias); solução de controvérsias; Globalização, blocos econômicos e mercados comuns; MERCOSUL: estrutura jurídico-institucional e elementos constitutivos; UNIÃO EUROPEIA: estrutura jurídico-insituticional e políticas comuns; Contratos internacionais de comércio; Modalidades de exportação; Órgãos e programas de promoção das exportações do Brasil; Princípios básicos da Cooperação Internacional: bilateral, multilateral e tripartite e Princípios e Legislação Básica de Propriedade Intelectual e Protocolo de Cartagena.
117. GESTÃO ESTRATÉGICA - DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONALAdministração pública: reforma do Estado, novos modelos de gestão na administração pública. Planejamento estratégico: conceitos, métodos e técnicas. O processo de planejamento estratégico: acompanhamento e avaliação. Modelos de gestão e estruturas organizacionais. Administração de recursos humanos. Planejamento governamental, planos plurianuais e gestão orçamentária pública. Liderança, comunicação e negociação na gestão. Administração de recursos logísticos: abastecimento, gestão de contratos, terceirização na administração. Avaliação de desempenho institucional. Conhecimentos sobre planejamento, implantação e execução de projetos. Teoria Geral da Administração. Estrutura organizacional. Cultura organizacional. Organização, sistemas e métodos. Sociologia do trabalho. Comportamento organizacional. Gestão por processos. Gestão do conhecimento. Gestão da Qualidade.
118. GESTÃO ESTRATÉGICA - ESTATÍSTICAEstatística exploratória. Princípios do planejamento experimental. Modelos de análise de variância. Estimação e diagnóstico. Comparações múltiplas. Classificação segundo fatores múltiplos. Ensaios fatoriais. Análise em blocos e em parcelas subdivididas. Confundimento e Regressão múltipla. Estimação e diagnóstico. Análise de convariância. Modelo linear generalizado. Análise de dados categóricos. Estatística não paramétrica e Amostragem de população finitas.
119. LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - ELABORAÇÃO DE ESTUDOS DE VIABILIDADE ECONÔMICA DE ANTEPROJETOS DE UNIDADES INDUSTRIAISEstudo de mercado. Instrumentos para o estudo de mercado. Metodologia para o estudo de mercado. Mercado e a escala de produção. Estudo de localização. Estudo de Engenharia: definição da tecnologia e caracterização do processo produtivo. Estudo do Tamanho: escala e nível econômico. Estudo Econômico-Financeiro: investimentos e recursos financeiros. Estudo de PRÉ-Viabilidade. Estudo Preliminar de Engenharia. Anteprojeto. Estudo de Conceitos e importância dos estudos de viabilidade. Viabilidade Econômico-Financeira. Projeto Detalhado. Compra. Obras e Montagem. Considerações sobre logística. Análise da macro e microlocalização das operações. Localização industrial. Investimentos, custos fixos, custos variáveis, lucratividade e rentabilidade. Cálculo do retorno do investimento. Método do fluxo de caixa, método do valor presente líquido. Política industrial e incentivos fiscais. Pesquisa, elaboração de programas de necessidades e similares: levantamentos arquitetônicos, urbanísticos, topográficos e geológicos (sondagens).
120. LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - GESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS ANIMALNoções de recursos naturais. Noções de agroecologia. Agronegócio. Noções de experimentação agropecuária. Bonivicultura de leite. Caprinocultura de corte e leite. Suinocultura. Avicultura. Apicultura. Integração lavoura pecuária. Alimentação de animais (gado de leite, suinocultura, avicultura, caprinocultura e piscicultura). Alimentação: pastagem. Manejo. Genética. Balanceamento de ração. Piscicultura. Extensão rural e assistência técnica. Crédito rural (normas do Banco Central). Importância das forrageiras tropicais e características agronômicas e morfológicas (gramíneas e leguminosas). Características das pastagens: natural e artificial. Critérios na formação de pastagem e escolha da forrageira. Sistemas de pastejo: contínuo, alternado, protelado ou diferido, rotacionado e em faixas. Manejo de pastagem: formação, manutenção e adubações corretivas, repositivas e de produção. Cálculo de piquetes de acordo com o potencial de produção de matéria seca da forragem e necessidade do animal. Sistema de criação: extensivo, semi-intensivo, intensivo, agroecológico e agrosilvipastorial, integração lavoura pecuária e sua importância econômica e ambiental. Métodos de conservação de forragens: ensilagem, fenação e hidrolise. Alimentos e princípios nutritivos na pecuária. Formulação de rações: proteína e nutrientes digestíveis totais. Exploração pecuária parâmetros para investimento. Instrução Normativa 51 do MAPA. Raças e suas características produtivas e importância econômica. Bovinos. Ovinos. Caprinos. Suínos. Aves. Suplementação mineral: macro e micro elementos. Importância da gestão econômica e zootécnica da exploração pecuária. Raças leiteiras e de corte de interesse econômico e suas características competitivas. Melhoramento animal: seleção e cruzamento. Noções de biotécnicas de reprodução. Subprodutos de indústrias e sua utilização na alimentação animal: melaço; ureia; polpa cítrica; resíduo de cervejaria (cevada). Manejo de bezerros, novilhas, vacas secas e em lactação. Controle leiteiro e sua importância na renda da propriedade. Alimentos volumosos e concentrados. Importância da gestão econômica e zootécnica da exploração pecuária. Exploração pecuária parâmetros para investimento. Noções sobre produção de leite no sistema orgânico. Ambiências e climatologia animal. Gestão da qualidade, gerenciamento de risco e disposição adequada de resíduos. Boas práticas agropecuárias.
121. LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - GESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS VEGETAL E FLORESTALTécnicas de plantio, cultivo, colheita e armazenamento de grãos, cereais, frutas e sementes; Importância e formação das sementes; semente madura: estruturas e respectivas funções; composição química e a maturação das sementes; relações água/semente; germinação; dormência e os mecanismos de dormência; deterioração de sementes, sementes recalcitrantes, condicionamento fisiológico de sementes, vigor e produção de sementes; secagem de sementes; beneficiamento e controle de qualidade de sementes; pragas e métodos de controle; extração de sementes de frutos carnosos; armazenamento de sementes; conservação de Germoplasma; patologia de sementes; unidades armazenadoras: projeto, características e operações; delineamento de planos, programas, projetos e subprojetos para transferência de tecnologia restrita a atividades em investimentos agroindustriais envolvendo todas particularidades da cadeia de produção; métodos para avaliação de potencial e das restrições agrossocioeconômicas; tecnologia tradicional e moderna; processos de transferência; comunicação; difusão e inovação; metodologia de extensão; desenvolvimento de comunidades; esboce de projetos de mudanças tecnológicas econômicas e sociais. Gestão da qualidade, gerenciamento de risco e disposição adequada de resíduos. Boas práticas agropecuárias.
122. LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - GESTÃO DE LABORATÓRIONoções de Higiene e de Boas Práticas de Laboratório: Biossegurança; Riscos gerais; Estocagem de substâncias químicas e biológicas; Normas de segurança no preparo de soluções, meios de cultura e produtos biológicos ou químicos; Descarte de substâncias químicas e biológicas; Informações toxicológicas relevantes; Boas Práticas na fabricação de Indústrias Farmacêuticas e a Resolução 134 de 13 de Junho de 2001 - ANVISA - Brasil; Operações farmacêuticas; formas farmacêuticas; noções básicas de farmacotécnica; Introdução às técnicas de manipulação; Fórmulas s componentes antioxidantes, sequestrantes, conservantes e corantes; Definições de soluções extrativas; tinturas e alcoolaturas; pós simples e compostos; Registro de produtos farmacêuticos, fitoterápicos e dos isentos de registros. Legislação e procedimentos práticos para registro; Procedimentos PRÉ-analíticos: Obtenção, conservação e transporte de amostras destinadas à análise; Causas de variação na< determinações laboratoriais; Princípios de lavagem e esterilização de material; Procedimentos analíticos básicos: Vidrarias e equipamentos utilizados no laboratório para pesagem e volumetria; Conversões de unidades, abreviaturas e símbolos; Metodologias analíticas e princípios bioquímicos aplicados às principais análises e dosagens de substâncias: Colorimetria e espectrofotometria; Espectrofotometria Infravermelho; Espectrofluorimetria; Pontenciometria; Condutimetria; Cromatografia Líquida de Alta Eficiência; Cromatografia líquida em camada fina; Cromatografia gasosa; Análise titrimétrica; Turbidimetria; Nefelometria; Eletroforese; Enzimaimunoensaio (EIA); Radioimunoensaio (RIA); Quimioluminescência; Titulações neutralização; Oxi-redução e Precipitação; Princípios de Microbiologia: Meios de cultura mais utilizados; Técnicas de coloração; Isolamento e identificação de bactérias e fungos de interesse. Química de compostos heterocíclicos farmacologicamente ativos; Documentação da qualidade; Emissão, controle e distribuição; Procedimentos operacionais padrão; Teoria, documentação e prática; Especificações de trabalho com protocolos/relatórios de validação de metodologias analíticas; procedimentos de limpeza e de processos de fabricação; Sistemas de gestão da qualidade aplicáveis a laboratórios de ensaio e calibração: normas BPL e NBRISO/IEC 17025. Metrologia em química, quimiometria e estatística.
123. MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOS - ESTATÍTICAEstatística exploratória. Princípios do planejamento experimental. Modelos de análise de variância. Estimação e diagnóstico. Comparações múltiplas. Classificação segundo fatores múltiplos. Ensaios fatoriais. Análise em blocos e em parcelas subdivididas. Confundimento e Regressão múltipla. Estimação e diagnóstico. Análise de convariância. Modelo linear generalizado. Análise de dados categóricos. Estatística não paramétrica e Amostragem de população finitas.
124. MÉTODOS QUANTITATIVOS AVANÇADOS - ESTUDOS AVANÇADOS, MODELAGEM, SIMULAÇÃO, PREVISÃO E CENÁRIOSModelos de regressão uni e multivariados e de equilíbrio simultâneo. Estimação, diagnóstico, previsão e simulação nos modelos de equilíbrio simultâneo. Modelos de série de tempo. Processos estacionários uni e multidimensionais. Tendência, sazonalidade e ciclos. Modelagem, estimação, diagnóstico e previsão de modelos de séries de tempo estacionários. Não estacionariedade. Raízes unitárias, cointegração e modelos de correção de erro. Modelos de regressão multivariados com estrutura de erros em série de tempo. GMM (Método de Momentos Generalizados).
125. ORÇAMENTO E FINANÇAS - ORÇAMENTO, FINANÇAS, CONVÊNIOS E EMPRÉSTIMOSNoções de Administração Pública. Orçamento: Conceituação, Princípios, Elaboração e Aprovação Orçamentária. Orçamento-Programa. Orçamento Governamental. Orçamento Plurianual de Investimento. Créditos adicionais. Receita Pública. Despesa Pública: conceituação e classificação. Realização da Despesa: Empenho, Liquidação, Pagamento e Suprimentos. Restos a Pagar. Despesas de Exercícios Anteriores. Licitações. Ordenador de despesa. Unidade Orçamentária e Unidade Administrativa. Auditoria Financeira e Orçamentária. Tomada de Contas. Objetivos, metas, abrangência e definição de Finanças Públicas. Bens públicos, semipúblicos e privados. Instrumentos e recursos da economia pública (políticas fiscal, regulatória e monetária). O financiamento dos gastos públicos - tributação e equidade. Incidência tributária. Lei de Responsabilidade Fiscal; Ajuste Fiscal; Contas Públicas - Déficit Público; Resultado nominal e operacional; Necessidades de financiamento do setor público. Os ciclos econômicos, variáveis; planos de amortização de empréstimos e financiamentos; cálculo financeiro: custo real efetivo de operações de financiamento, empréstimo e investimento; avaliação de alternativas de investimento.
126. RECURSOS GENÉTICOS E MELHORAMENTO ANIMAL - MELHORAMENTO GENÉTICO ANIMALMecanismos de herança de alguns caracteres de interesse zootécnico. Caracteres mendelianos. Genes para pelagem. Caracteres letais e sub-letais. Caracteres quantitativos. Mutação em animais domésticos: ocorrência e importância. Bases moleculares e perspectivas biotecnológicas de melhoramento. Sistemas de acasalamento: Definição e Classificação. Acasalamento ao acaso. Acasalamento orientado. Acasalamento segundo a semelhança fenotípica. Associação somática: importância, associação somática e endogamia, consequências. Dissociação somática: importância e consequências. Acasalamento segundo a semelhança genética: Endogamia e Exogamia. Consequências gerais dos acasalamentos entre indivíduos aparentados. Consequências gerais dos acasalamentos entre indivíduos não-aparentados. Princípios gerais da seleção de reprodutores. Seleção. Seleção e frequência genética. Equação geral de seleção. Eficiência de seleção. Métodos de seleção: seleção em sequência, níveis independentes de eliminação, índices de seleção, seleção pela família. Natureza e frequência dos genes. Número de genes envolvidos. Sistemas de cruzamento: heterose, cruzamento simples, cruzamento duplo, retro-cruzamento, cruzamento triplo, cruzamento rotativo, cruzamento visando a formação de novas raças.Aplicações das biotecnologias e tecnologias avançadas em melhoramento animal: Tecnologias reprodutivas; polimorfismos genéticos; clonagem; transgénese, Inseminação artificial, ovulação múltipla e transferência de embriões (MOET), Fecundação "in vitro. Uso de marcadores moleculares na seleção assistida. Identificação e mapeamento de QTL's. Seleção genômica versus seleção tradicional. Genotipagem através de chips de DNA. Legislação sobre acesso, coleta e transporte de material genético.
127. SANIDADE VEGETAL - ENTOMOLOGIAEvolução e diversidade de insetos; características gerais dos insetos; morfofisiologia; métodos de coleta e preservação dos insetos; organização de coleções; crescimento, desenvolvimento e multiplicação; taxonomia, nomenclatura e critérios de classificação em nível de ordem e gênero de insetos-praga: hemíptera, homóptera, coleóptera, lepidóptera, díptera e himenóptera; uso de chaves para classificação em nível de gênero. Principais pragas de culturas comerciais no mundo e no Brasil. Principais danos dos insetos às plantas: direto e indireto(porta de entrada a fitopatógenos e vetor de fitopatógenos). Classificação específica e sub específica utilizando ferramentas moleculares. Controle de insetos - praga: biológico, físico e químico. Efeito do ambiente sobre os insetos. Ecologia de insetos: dispersão, sobrevivência, distribuição a curta e longa-distância. Conceitos básicos de epidemiologia. Associação de sistemas de cultivo e ocorrência de pragas.
128. SANIDADE VEGETAL - FITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)História da Fitopatologia Vegetal no mundo e no Brasil: a descoberta de cada agente patogênico ( fungo, oomiceto, bactéria, vírus, fitoplasma e nematoide), o desenvolvimento e evolução da fitopatologia. O organismo patogênico: organização interna, relação entre estrutura e função; crescimento e multiplicação. Taxonomia dos agentes fitopatogênicos: classificação, nomenclatura, principais taxons e critérios e métodos de diferenciação de gêneros e espécies utilizando procedimentos tradicionais e moleculares. Sistema de infecção das plantas pelos fitopatógenos, penetração, multiplicação, translocação e dispersão Epidemiologia dos fitopatógenos: métodos de dispersão, de sobrevivência, distribuição a curta e longa distância. Sinais e sintomas das doenças mais importantes do mundo e do Brasil, com o seu agente causal. Controle de doenças causadas pelos fitopatógenos: biológicos, físicos e químicos. Genes de resistência aos fitopatógenos, mecanismos de resistência, uso de plantas transgênicas. Vetores dos fitopatógenos: principais agentes, modo de transmissão, importância e controle.
129. SUPORTE OPERACIONAL E INSTRUMENTAL - ANÁLISE GENÔMICAEstrutura e função dos ácidos nucleicos. Isolamento, clonagem e sequenciamento de DNA. Genômica funcional. Ferramentas computacionais para análise de sequências de DNA e proteínas. Regulação da expressão gênica. Métodos para edição e análise de sequências nucleotídicas. Reação de polimerase em cadeia (PCR): tipos e aplicação. Técnicas de Análise do Genoma. Análise de polimorfismo de DNA. Estatística básica. Análise Multivariada. Análise da expressão gênica e microarranjos. Escalonamento multidimensional. Estimação de erro. Bancos de Dados Biológicos. Genômica estrutural e funcional. Genômica comparativa.
130. TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - GESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSConceitos e definições. Sistemas agroindustriais, agronegócios. Inovação e modernização. Competitividade na agricultura e na indústria. Logística vinculada à agricultura. Transferência de tecnologia (TT). Processo empreendedor. Processo de incubação de empresas de base tecnológica. Parques tecnológicos. Prospecção de oportunidades. Planejamento. Planos de negócios. Planos de marketing. Determinação de preços de produtos baseado em modelos de custo. Cadeias produtivas e de inovação. Parcerias para P&D&TT. Contratos de cooperação técnica para P&D&TT, de transferência de tecnologia, de prestação de serviços e termos de sigilo.
131. TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - PROGRAMAÇÃO E COORDENAÇÃO DE EVENTOSRelações Públicas: Conceitos básicos, natureza e funções estratégicas; Evolução histórica das relações públicas no mundo e no Brasil; Públicos em Relações Públicas; O processo de planejamento em Relações Públicas; Principais técnicas e instrumentos utilizados em Relações Públicas; Organização de Eventos e promoção institucional; Cerimonial e protocolo, Imagem empresarial e Comunicação Integrada: Identidade institucional; Questões públicas e Relações Públicas; Administração de crises; Relações com o Governo; Lobby; Relações com a Imprensa; A notícia como estratégia de promoção da imagem empresarial; O planejamento da comunicação integrada; Imprensa, Relações Públicas e Publicidade em Comunicação Empresarial, Comunicação com o Mercado: Noções de Marketing; A comunicação no composto de Marketing; Relações Públicas e Marketing; A comunicação na era do consumidor; Público-alvo; Sistemas de Atendimento ao Público; Comunicação" Pública; Ombudsman; Comunicação dirigida. Opinião Pública: Conceitos básicos e objetivos; Comunicação, democracia e desenvolvimento; Interesse público e interesse privado; Tipos e técnicas de pesquisas de opinião; Instrumentos de controle e avaliação de resultados; Amostra, questionários e tipos de entrevistas, Relações Públicas nas organizações modernas: Legislação e Ética em Relações Públicas; O papel do profissional de Comunicação; Cultura organizacional e Relações Públicas; Relações com a Comunidade; A empresa e a responsabilidade social.
132. TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - PROPRIEDADE INTELECTUALNoções de processos de inovação tecnológica. Principais Leis e Tratados Internacionais que regem a Propriedade Intelectual: Aspectos Comerciais Relacionados a Direitos de Propriedade Intelectual (TRIPS) - Decreto nº. 1.355 de 30/12/94, artigos 27 a 31; Convenção de Paris: Princípios básicos - Direito de Prioridade, Independência das Patentes e Tratamento Nacional; Tratado de Cooperação em Matéria de Patentes - PCT: Princípios e sistemática; Tratado de Budapeste - Importância nas invenções biotecnológicas; Tratado da União Internacional para Proteção de Obtenções Vegetais - UPOV para a proteção de novas Variedades de Plantas. Principais Leis e Atos Normativos sobre Propriedade Intelectual no Brasil para o propósito específico: Patentes: Lei nº. 9.279/96 e Ato Normativo 127 - Requisitos básicos de patenteabilidade; Proteção das criações técnicas na área de biotecnologia, importância do depósito de material biológico; Documentos que compõem o pedido de patente; Tramitação do pedido de patente até a concessão do privilégio; Direitos do proprietário da patente. Proteção de Cultivares (Lei de Proteção de Cultivares nº. 9.456/97 de 25/04/97): Requisitos básicos para a concessão de proteção de nova cultivar; Direitos do proprietário da nova cultivar. Proteção de Programas de Computador (Lei de Programa de Computador nº. 9.609/98, Decreto nº. 2556, de 20/04/1998, Resolução nº. 58, de 14/07/98): requisitos básicos para a concessão da proteção, importância do registro e documentos que o compõem; Proteção de Circuitos Integrados: requisitos básicos para a concessão da proteção, importância do registro e documentos que o compõem; Proteção de marcas: requisitos básicos para a concessão da proteção, importância do registro e documentos que o compõem. Noções de gestão de negócios tecnológicos: (i) termos de sigilo; (ii) contratos de cooperação técnica, (iii) contratos de transferência de tecnologia; e (iv) gestão de contratos.
133. USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAIS - SENSORIAMENT O REMOTO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICAPlataforma de coleta de dados remotos: laboratório, campo, aeronave, orbital. Princípios físicos: radiação eletromagnética, interação da radiação com a matéria, efeitos da atmosfera. Comportamento espectral de alvos. Resoluções: espacial, espectral, temporal, radiométrica. Sistemas sensores: óptico, termal, radar. PRÉ-processamento de dados: georreferenciamento, correção atmosférica. Realce de imagens: transformação espectral, filtragem espacial. Classificação digital de imagens: supervisionada, não-supervisionada, orientada-a-objetos. Segmentação de imagens. Aplicações de sensoriamento remoto em recursos naturais e meio ambiente. GPS. SIG: conceito e fundamentos. Formato de dados: vetorial/raster. Entrada de dados. Manipulação/cruzamento de dados. Saída cartográfica. Noções de cartografia: sistemas de projeção/coordenadas. Escala. Legenda. Banco de dados georreferenciados.

PARA O CARGO DE ANALISTA CLASSE B (TODAS AS ÁREAS E SUBÁREAS)

LÍNGUA PORTUGUESA

Interpretação de texto. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, sentidos próprio e figurado. Ortografia. Pontuação. Acentuação. Emprego das classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, artigo, verbo, advérbio, preposição, conjunção (classificação e sentido que imprime às relações entre as orações). Concordâncias verbal e nominal. Regências verbal e nominal. Crase. Figuras de sintaxe. Vícios de linguagem. Equivalência e transformação de estruturas. Flexão de substantivos, adjetivos e pronomes (gênero, número, grau e pessoa). Processos de coordenação e subordinação. Sintaxe. Morfologia. Estrutura e formação das palavras. Discursos direto, indireto e indireto livre. Processos de coordenação e subordinação. Colocação pronominal. Equivalência e transformação de estrutura.

PLANO DIRETOR DA EMBRAPA

V Plano Diretor da Embrapa (2008 - 2011 - 2023).

NOÇÕES DE INFORMÁTICA

Conhecimentos sobre princípios básicos de informática: BR-Office - última versão 3.1, Pacote Office Microsoft 2007 e Windows XP Professional.

RACIOCÍNIO LÓGICO

Raciocínio lógico: estrutura lógica de relações arbitrárias entre pessoas, lugares, objetos ou eventos fictícios. Deduzir novas informações das relações fornecidas e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. Compreensão e elaboração da lógica das situações por meio de raciocínio verbal. Raciocínio matemático (que envolva, dentre outros, conjuntos numéricos racionais e reais - operações, propriedades, problemas envolvendo as quatro operações nas formas fracionária e decimal; conjuntos numéricos complexos; números e grandezas proporcionais; razão e proporção; divisão proporcional; regra de três simples e composta; porcentagem). Raciocínio sequencial. Orientações espacial e temporal. Formação de conceitos. Discriminação de elementos. Compreensão do processo lógico que, a partir de um conjunto de hipóteses, conduz, de forma válida, a conclusões determinadas.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Cargo: ANALISTA CLASSE B
ÁREA/SUBÁREACONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
134. BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA - BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA À CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOSTeoria e conceitos de genética de populações. Forças evolutivas. Tamanho efetivo populacional. Estrutura de populações naturais. Métodos estatísticos de amostragem de coleções de germoplasma. Estratégias de obtenção de coleções nucleares. Técnicas de análise de polimorfismo de DNA. Aplicação de marcadores moleculares na caracterização de recursos genéticos. Métodos de análise filogenética. Métodos de Análise Multivariada. Fenotipagem em escala de acessos de coleções de germoplasma. Manejo e conservação de recursos genéticos "ex situ" "in situ", "in vitro", "on farm". Cultura de tecidos e órgãos vegetais. Métodos de conservação a longo prazo de coleções de germoplasma. Caracterização citogenética clássica e molecular (FISH, GISH). Teoria e conceitos de Biologia da Conservação. Tecnologia da informação para a gestão de coleções de germoplasma.
135. BIOLOGIA AVANÇADA APLICADA - TECNOLOGIAS DE LARGA ESCALA - GENÔMICA, PROTEÔMICA, TRANSCRIPTÔMICA, METABOLÔMICA, ENTRE OUTRASEstrutura e organização do genoma eucarioto e procarioto. O genoma e o fluxo da informação genética. O conceito de gene na era genômica. Regulação da expressão gênica. Geração de dados biológicos em escala: sequenciamento de DNA; genotipagem; expressão gênica e fenotipagem. Desenvolvimento e emprego de ferramentas de bioinformática para armazenamento, processamento, visualização e interpretação de dados genômicos. Ferramentas e métodos de prospecção de genes associados a características de interesse econômico: genes candidatos x seleção genômica ampla. Métodos de genotipagem em escala. Detecção, genotipagem e emprego de marcadores SNP em grande escala para identificação de genes. Genômica funcional: transcriptômica, proteômica e metabolômica. Expressão gênica em larga escala. Biologia de sistemas. Genômica comparativa e análise sintênica. Métodos de espectrometria de massa aplicados à identificação e quantificação de proteínas.
136. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - ARQUIVOLOGIAFundamentos de arquivologia. Terminologia arquivística. Evolução Histórica dos Arquivos.Ciclo vital dos documentos e Teoria das três idades. Natureza, espécie, tipologia e suporte físico. Arquivos públicos e privados. Arranjo e descrição de documentos. Princípios. Normas: I SAD (G) e NOBRADE. Instrumentos de pesquisas. Política e legislação de acesso aos documentos. Gestão de documentos: Protocolo; recebimento; classificação; registro; tramitação, expedição e ordenação de documentos. Produção e fluxo documental, utilização e destinação de documentos. Códigos, planos de classificação de documentos e Tabelas de temporalidade e destinação de documentos de arquivo. Sistema e métodos de arquivamento. Gerenciamento arquivístico de documentos eletrônicos. Preservação, conservação e restauração de documentos arquivísticos: política, planejamento e técnicas. Reprografia, digitalização e microfilmagem aplicada aos arquivos. Legislação arquivística federal. Resoluções do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. Diplomática e Tipologia Documental. Ambientes de Rede: compartilhamento de arquivos em rede; conexões de rede; impressão remota de arquivos.
137. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - GESTÃO DE PORTAIS CORPORATIVOSGerenciamento de Projetos. Conceito de Gerenciamento de Projetos. Metodologia PMI. Área de Conhecimento do PMI. Gerenciamento de Escopo. Gestão Comunicativa em Projetos. Intranets, portais corporativos e gestão do conhecimento nas organizações brasileiras. Portal Corporativo: conceitos e características. Diferentes tipos de portal: de informações ou de conteúdo; de negócios; de suporte à decisão; com ênfase em processamento cooperativo; de especialistas; do conhecimento; de Informações Empresariais (EIP). Portal público. Portal Corporativo. Funções mais importantes dos portais corporativos. Portais com ênfase em suporte à decisão. Portais de Informações ou Conteúdos. A participação das fontes formais na qualificação da notícia. Requisitos mínimos de um portal corporativo. Arquitetura de um portal corporativo.
138. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - REDE DE COMUNICAÇÃO E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (INFRAESTRUTURA)Redes de computadores: tecnologias de WAN - comutação por circuitos, pacotes e células. Circuitos virtuais. Topologias. Dispositivos. Protocolos: ATM. Frame Relay, PPP, HDLC, tecnologia MPLS; roteamento estático e dinâmico. Determinação de rotas: métricas, distância administrativa. Tipos de protocolos: distance vector e link state (OSPF, RIPv2.), BGP: vizinhança, métricas; tecnologias de LAN e MAN: tipos de transmissão. CSMA/CD/CA. Topologias. Dispositivos. Ethermet, Fast ethernet, Gigabit Ethernet, Metro Ethernet. Endereçamento MAC, STP, PVSTP, RSTP, ARP, IEEE 802.1q., IEEE 802.1x., IEEE 802.11a/b/g; equipamentos: switches LAN, switches WAN, roteadores; gerência de rede: modelo OSI; SNMP (versão 2 e 3), RMON, NETFLOW e SFLOW; protocolos de rede: IP - formato, endereçamento, VLSM, CIDR, ARP, ICMP, TCP e UDP: formato, mecânica (funcionamento); serviços IP: SSH, DNS, DHCP, SMTP, IMAP, LDAP, NFS, HTTP, HTTPS, FTP, NAT, NTP, VRRP/HSRP, Fundamentos de IPSec. Segurança: segurança física e lógica; firewall, IPS/IDS e proxies; VPN; listas de acesso, mecanismos de autenticação (TACACS, TACACS+, RADIUS), Certificação Digital: PKI/ICP, criptografia, tratamento de incidentes de segurança, sistemas de detecção de intrusão; softwares maliciosos (vírus, Spywares, Rootkit, etc); políticas de segurança de informação; classificação de informações; Normas ISO 27001 e 27002. Sistemas operacionais: servidores: Unix e Linux - instalação e suporte a TCP/IP, DHCP, DNS, NIS, CIFS, NFS, serviços de impressão em rede; instalação e configuração do Servidor Apache; integração com ambiente Windows, linguagens de Script; estações de trabalho Linux: instalação e configuração de ambiente e dispositivos; estações de trabalho: MS-Windows XP, MS-Vista: instalação e configuração de ambiente e dispositivos; Serviços de diretório: LDAP, Open LDAP, Padrão X.500, Métodos de autenticação. Serviços de integração: fundamentos CUPS, SAMBA e virtualização. Instalação e suporte de ferramentas de escritório: ferramentas de apresentação, edição de textos, planilhas, clientes de Correio Eletrônico. Convergência de rede: voz sobre Frame Relay (VOFR); voz sobre IP (VOIP, Telefonia IP); videoconferência (SIP, H323, Multicast, IGMP); qualidade de serviços (QoS): DiffServ, Filas, DCSP, CoS (IEEE 802.1p). Gerenciamento de serviços de TI: conceitos de ITIL®: Suporte a serviços e entrega de serviço. Gerência de projetos: conceitos básicos; alocação de recursos; cronograma; estrutura analítica. Linguagens de programação: Linguagens de Script (Shell, BAT, Python); Linguagem de Programação C.
139. GESTÃO DA INFORMAÇÃO - REVISÃO DE TEXTOS TÉCNICO- CIENTÍFICOSTexto: condições de leitura e produção textual: a enunciação. Coesão e coerência textuais. Intertextualidade. Tipologia textual; Modos de organização do discurso: narrativo, descritivo e dissertativo/argumentativo. Textos em prosa e em versos. Texto e expressividade: a linguagem figurada. Semântica: homonímia, paronímia, polissemia. Elementos da comunicação e funções da linguagem. Modalidades da língua: oral e escrita. Registros lingüísticos. Sistema fonológico do português. Morfossintaxe: morfologia nominal; morfologia verbal; morfologia pronominal. Processos sintáticos: subordinação e coordenação; Constituintes da oração e orações no período. Frase e discurso. Valores semânticos dos conectivos. Colocação dos termos na frase. Manual de Editoração da Embrapa: http://manual.sct.embrapa.br/editorial/default.jsp
140.GESTÃO DE PESSOAS - ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAS E PROCESSOSAlinhamento estratégico: gestão de pessoas e estratégia organizacional. Gestão estratégica de pessoas. Noções de Comportamento e Clima Organizacional. Trabalho em equipe. Liderança e a função gerencial. Processos administrativos em gestão de pessoas. Sujeitos da Relação de Emprego: empregado, trabalhador autônomo, avulso, eventual e temporário e trabalhador rural. O contrato de trabalho: elementos essenciais e acidentais. Contrato por tempo determinado e indeterminado. Renovação de contrato. Contrato de empregado por safra e por temporada. Alteração do contrato de trabalho. Término do contrato de trabalho. Remuneração: conceitos básicos; composição salarial; desenho do sistema de remuneração; e análises estatísticas de força de trabalho. Pesquisa salarial. Política salarial. Remuneração estratégica: funcional; salários indiretos (benefícios); e variável por competência. Jornada de trabalho: duração e horário. Trabalho extraordinário e trabalho noturno. Trabalho em regime de revezamento. Repousos (intrajornadas e interjonadas); repouso semanal e em feriados. Férias. PIS/PASEP. Salário educação. Salário família. FGTS. Seguro-desemprego. Modelagem de cargos: conceituação; novas dimensões do cargo; descrição e especificação dos cargos. Folha de pagamento e consolidação das Leis Trabalhistas - CLT.
141.GESTÃO DE PESSOAS - DESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIALPrograma: Função e área de gestão de pessoas e processos administrativos. Alinhamento estratégico: gestão de pessoas e estratégia organizacional. Gestão estratégica de pessoas. Comportamento Organizacional: Motivação, cultura e clima organizacionais. Trabalho em equipe. Liderança e a função gerencial. Aprendizagem prática: Coaching, Mentoring e Aconselhamento. Treinamento e Desenvolvimento Humano. Aprendizagem Significativa: conceito e avaliação. Aprendizagem organizacional. O papel de gestão de pessoas na Sociedade do Conhecimento. Gestão de pessoas com base no conceito de competências. Gestão do desempenho profissional: métodos e procedimentos de avaliação, distorções na avaliação de desempenho, análise de problemas de desempenho. Desenvolvimento de Carreiras: principais ferramentas. Qualidade de vida no trabalho: conceitos e modelos. Higiene e Segurança no Trabalho e Saúde Ocupacional. Recrutamento de Pessoal. Conceitos básicos: mercado de trabalho e mercado de pessoas. Remuneração: conceitos básicos; composição salarial; desenho do sistema de remuneração; e análises estatísticas de força de trabalho. Pesquisa salarial. Política salarial. Remuneração estratégica: funcional; salários indiretos (benefícios); e variável por competência. Gestão da Ética na Administração Pública. Programa de Pró-Equidade de Gênero. Responsabilidade social e corporativa.
142. GESTÃO DE PESSOAS - ENGENHEIRO DO TRABALHOHigiene do trabalho. Riscos ambientais. Avaliação e controle de agentes ambientais. Insalubridade. Ventilação industrial. Riscos químicos. Gases. Vapores orgânicos e inorgânicos. Aerodispersoides. Poeiras. Fumos metálicos. Riscos biológicos. NR-15. Riscos físicos. Radiações não ionizantes. Radiações ionizantes. Infra-som. Ultra-som. Pressões anormais. Temperaturas extremas. Ruído. Vibração. Iluminação. Técnicas de uso de equipamento de medições. Tecnologia e prevenção no combate a sinistro. Propriedade físico-química do fogo. O incêndio e suas causas. Classes de incêndio. Métodos de extinção. Agentes e aparelhos extintores. Extintores de incêndio. Sistemas de prevenção e combate a incêndios. Brigadas de incêndio. Planos de emergência e auxílio mútuo. Análise da NR-23. NR-26. Segurança do trabalho. Legislação e normatização. Acidentes de trabalho. Conceito técnico e legal. Causas dos acidentes do trabalho. Análise de acidentes. Custos dos acidentes. Cadastro de acidentes. Comunicação e registro de acidentes. Definições de atos e condições ambientes de insegurança. Investigação das causas dos acidentes. Estatísticas de acidentes. Equipamento de Proteção Individual (EPI). Equipamento de Proteção Coletiva (EPC). Inspeção de segurança. NR-5. NR-4. Medicina do trabalho. Toxicologia. Doenças profissionais. Agentes causadores de doenças: Físicos - Biológicos - Químicos. Primeiros Socorros. PCMSO - Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional - NR-7. Ergonomia. Princípios da ergonomia. A aplicabilidade da ergonomia. Influência na ergonomia da iluminação, cores, clima etc. Espaços de trabalho. Sistemas de controle. Atividades musculares. Ergonomia e prevenção de acidentes. Segurança em processamento de dados. Transporte, armazenamento, movimentação e manuseio de materiais. Estudo da NR-17 - ergonomia. Prevenção e controle de perdas. Conceitos gerais. Estudo de riscos. Mapeamento de riscos. PPRA. Planos e brigadas de emergência. Análise de riscos. Técnicas de análise. Programa de prevenção e controle de perdas em empresas. Controle de acidentes com danos à propriedade. Elementos básicos para um programa de segurança. Inspeção de segurança. Sistema de registro de acidentes. Investigação de acidentes. Controle de identificação das causas dos acidentes. Controle das causas dos acidentes. Responsabilidade civil e criminal. Controle de perdas e perícias trabalhistas. Administração e legislação aplicada. Estudos das Normas Regulamentadoras (NR). Portaria 3.214, de 8 de junho de 1978. Portaria 3.067, de 12 de abril de 1988. Legislação trabalhista específica. Consolidação das Leis do Trabalho. Lei 6.514, de 22 de dezembro de 1977. Atribuições do técnico de segurança do trabalho. Decreto 7.410 de 27 de novembro de 1985. Decreto 92.530 de 9 de abril de 1986. Portaria 3.275 de 21 de setembro de 1989. Ética profissional. Projetos de instalação de segurança. Gestão de segurança e saúde do trabalho na Empresa. BS-8800 (Norma inglesa de gerenciamento de segurança ocupacional). OHSAS 18.001 (Norma mundial que certifica empresas que investem em saúde do trabalhador). Comissão interna de prevenção de acidentes -"CIPAS".Desenvolvimento das CIPA. Estrutura. Funcionamento. Resultados. O processo de eleição. Curso Básico para membros da CIPA.
143.GESTÃO ESTRATÉGICA- DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONALAdministração pública: reforma do Estado, novos modelos de gestão na administração pública. Planejamento estratégico: conceitos, métodos e técnicas. O processo de planejamento estratégico: acompanhamento e avaliação. Modelos de gestão e estruturas organizacionais. Administração de recursos humanos. Planejamento governamental, planos plurianuais e gestão orçamentária pública. Liderança, comunicação e negociação na gestão. Administração de recursos logísticos: abastecimento, gestão de contratos, terceirização na administração. Avaliação de desempenho institucional. Conhecimentos sobre planejamento, implantação e execução de projetos. Teoria Geral da Administração. Estrutura organizacional. Cultura organizacional. Organização, sistemas e métodos. Sociologia do trabalho. Comportamento organizacional. Gestão por processos. Gestão do conhecimento. Gestão da Qualidade.
144.GESTÃO ESTRATÉGICA - ESTATÍSTICAEstatística exploratória. Princípios do planejamento experimental. Modelos de análise de variância. Estimação e diagnóstico. Comparações múltiplas. Classificação segundo fatores múltiplos. Ensaios fatoriais. Análise em blocos e em parcelas subdivididas. Confundimento e Regressão múltipla. Estimação e diagnóstico. Análise de convariância. Modelo linear generalizado. Análise de dados categóricos. Estatística não paramétrica e Amostragem de população finitas.
145.GESTÃO ESTRATÉGICA - GESTÃO DA QUALIDADETeoria das Organizações. Comunicação e Cultura Organizacional. Orientação Metodológica. Gestão Estratégica. Gestão de Equipes. Gerência de Projetos de Qualidade. Planejamento Estratégico da Qualidade. Custos da Qualidade. Técnicas Estatísticas Aplicadas à Qualidade. Gestão da Qualidade: Planejamento, Registro e Controle nos Sistemas de Qualidade. Qualidade em produtos e serviços. Os benefícios da certificação. Indicadores da qualidade. Sistemas de gestão da qualidade. Estratégias em busca da excelência empresarial. Organizações como processos. Reengenharia. Qualidade. Sistemas Gerenciais da Qualidade. 20. Círculo de Controle da Qualidade. Nova ISO 9000:2000. Housekeeping 6 S. Implantação do Programa 6 S. Kaizen. Just In Time (JIT). Kanban.
146. GESTÃO ESTRATÉGICA - GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTOConceitos e definições. Noções de macro e micro economia. Impactos econômicos, políticos, sociais e ambientais de novas tecnologias. Competitividade no agronegócio espacial e temporal. Cadeias competitivas. Logística. Sistemas industriais e agroindustriais: dimensão e conceito. A inovação tecnológica na sociedade do conhecimento. Inovação e os novos modelos de gestão. Tecnologia como instrumento de competitividade. Processo de inovação nas empresas. Inovação em P&D. Instrumentos de apoio à inovação. Política agrícola brasileira e mercado internacional.
147. GESTÃO ESTRATÉGICA - MATEMÁTICA APLICADA E COMPUTACIONALAnálise no Rn. Equações Diferenciais Ordinárias. Conceitos básicos de análise complexa. Métodos de otimização com programação linear. Conhecimento de softwares específicos para análise numérica (Maple, Mathematica e R).
148. LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - DESENVOLVIMENTO DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOSAgricultura de precisão. Ensaios de máquinas agrossilvopastoris. Estudo das perdas na colheita agrossilvopastoril. Estudo de processos que envolvam a relação máquina/solo/planta. Modelagem e simulação de aspectos inerentes a máquinas agrossilvopastoris. Planejamento da mecanização agro-silvo-pastoril. Processos de instrumentação de máquinas agrossilvopastoris. Processos e máquinas para semeadura, plantio e transplantio. Processos e máquinas para tratamentos culturais. Processos que envolvam energização de máquinas agrossilvopastoris. Processos sobre a manutenção de máquinas agrossilvopastoris. Projeto de máquinas agrossilvopastoris. Segurança e ergonomia de máquinas agrossilvopastoris.
149. LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - ENGENHARIA DE PRODUTOGestão da produção. Gestão de Sistemas de Produção. Planejamentoe Controle da Produção. Gestão de Processos Produtivo. Análise, padronização e melhoria de processos. Gestão de Processos Produtivos Discretos Gestão de Processos Produtivos Contínuos. Gestão da Automatização de Equipamentos e Processos Planejamento de Processos Produtivos. Gerência de Projetos. Gestão da qualidade. Conceitos básicos do modelo de gestão baseado na qualidade total (GQT). Controle Estatístico da Qualidade. Normalização e Certificação da Conformidade. Organização Metrológica para a Qualidade. Confiabilidade de Equipamentos, Máquinas e Produtos. Qualidade de Serviços..Gestão do produto. Pesquisa de Mercado. 4 Planejamento do Produto. Metodologia de Projeto do Produto. Engenharia de Produto. Marketing do Produto. Gestão estratégica e organizacional. Avaliação de Mercado. Planejamento Estratégico. Análise estrutural de indústrias. Estratégias genéricas. Cadeia de valor. Competências centrais. Visão baseada em recursos. Estratégias de produção. Empreendedorismo. Organização Industrial. Estratégia de Marketing. Redes de Empresas e Gestão da Cadeia Produtiva. Engenharia de processos de negócio. Sistemas integrados de gestão (ERP). Gestão de Resultados (incluindo Balanced Scorecard). Gestão do conhecimento organizacional. Gestão da Inovação. Gestão da Tecnologia. Gestão da Informação de Produção. Sistemas de Informações de Gestão. Sistemas de Apoio à Decisão. Benchmarking. Gestão ambiental. Gestão de Recursos Naturais. Gestão Energética. Gestão de Resíduos Industriais.
150. LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - GESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS ANIMALNoções de recursos naturais. Noções de agroecologia. Agronegócio. Noções de experimentação agropecuária. Bonivicultura de leite. Caprinocultura de corte e leite. Suinocultura. Avicultura. Apicultura. Integração lavoura pecuária. Alimentação de animais (gado de leite, suinocultura, avicultura, caprinocultura e piscicultura). Alimentação: pastagem. Manejo. Genética. Balanceamento de ração. Piscicultura. Extensão rural e assistência técnica. Crédito rural (normas do Banco Central). Importância das forrageiras tropicais e características agronômicas e morfológicas (gramíneas e leguminosas). Características das pastagens: natural e artificial. Critérios na formação de pastagem e escolha da forrageira. Sistemas de pastejo: contínuo, alternado, protelado ou diferido, rotacionado e em faixas. Manejo de pastagem: formação, manutenção e adubações corretivas, repositivas e de produção. Cálculo de piquetes de acordo com o potencial de produção de matéria seca da forragem e necessidade do animal. Sistema de criação: extensivo, semi-intensivo, intensivo, agroecológico e agrosilvipastorial, integração lavoura pecuária e sua importância econômica e ambiental. Métodos de conservação de forragens: ensilagem, fenação e hidrolise. Alimentos e princípios nutritivos na pecuária. Formulação de rações: proteína e nutrientes digestíveis totais. Exploração pecuária parâmetros para investimento. Instrução Normativa 51 do MAPA. Raças e suas características produtivas e importância econômica. Bovinos. Ovinos. Caprinos. Suínos. Aves. Suplementação mineral: macro e micro elementos. Importância da gestão econômica e zootécnica da exploração pecuária. Raças leiteiras e de corte de interesse econômico e suas características competitivas. Melhoramento animal: seleção e cruzamento. Noções de biotécnicas de reprodução. Subprodutos de indústrias e sua utilização na alimentação animal: melaço; ureia; polpa cítrica; resíduo de cervejaria (cevada). Manejo de bezerros, novilhas, vacas secas e em lactação. Controle leiteiro e sua importância na renda da propriedade. Alimentos volumosos e concentrados. Importância da gestão econômica e zootécnica da exploração pecuária. Exploração pecuária parâmetros para investimento. Noções sobre produção de leite no sistema orgânico. Ambiências e climatologia animal. Gestão da qualidade, gerenciamento de risco e disposição adequada de resíduos. Boas práticas agropecuárias.
151. LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - GESTÃO DE CAMPOS EXPERIMENTAIS VEGETAL E FLORESTALTécnicas de plantio, cultivo, colheita e armazenamento de grãos, cereais, frutas e sementes; Importância e formação das sementes; semente madura: estruturas e respectivas funções; composição química e a maturação das sementes; relações água/semente; germinação; dormência e os mecanismos de dormência; deterioração de sementes, sementes recalcitrantes, condicionamento fisiológico de sementes, vigor e produção de sementes; secagem de sementes; beneficiamento e controle de qualidade de sementes; pragas e métodos de controle; extração de sementes de frutos carnosos; armazenamento de sementes; conservação de Germoplasma; patologia de sementes; unidades armazenadoras: projeto, características e operações; delineamento de planos, programas, projetos e subprojetos para transferência de tecnologia restrita a atividades em investimentos agroindustriais envolvendo todas particularidades da cadeia de produção; métodos para avaliação de potencial e das restrições agrossocioeconômicas; tecnologia tradicional e moderna; processos de transferência; comunicação; difusão e inovação; metodologia de extensão; desenvolvimento de comunidades; esboce de projetos de mudanças tecnológicas econômicas e sociais. Gestão da qualidade, gerenciamento de risco e disposição adequada de resíduos. Boas práticas agropecuárias.
152. LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - GESTÃO DE LABORATÓRIONoções de Higiene e de Boas Práticas de Laboratório: Biossegurança; Riscos gerais; Estocagem de substâncias químicas e biológicas; Normas de segurança no preparo de soluções, meios de cultura e produtos biológicos ou químicos; Descarte de substâncias químicas e biológicas; Informações toxicológicas relevantes; Boas Práticas na fabricação de Indústrias Farmacêuticas e a Resolução 134 de 13 de Junho de 2001 - ANVISA - Brasil; Operações farmacêuticas; formas farmacêuticas; noções básicas de farmacotécnica; Introdução às técnicas de manipulação; Fórmulas s componentes antioxidantes, sequestrantes, conservantes e corantes; Definições de soluções extrativas; tinturas e alcoolaturas; pós simples e compostos; Registro de produtos farmacêuticos, fitoterápicos e dos isentos de registros. Legislação e procedimentos práticos para registro; Procedimentos PRÉ-analíticos: Obtenção, conservação e transporte de amostras destinadas à análise; Causas de variação na< determinações laboratoriais; Princípios de lavagem e esterilização de material; Procedimentos analíticos básicos: Vidrarias e equipamentos utilizados no laboratório para pesagem e volumetria; Conversões de unidades, abreviaturas e símbolos; Metodologias analíticas e princípios bioquímicos aplicados às principais análises e dosagens de substâncias: Colorimetria e espectrofotometria; Espectrofotometria Infravermelho; Espectrofluorimetria; Pontenciometria; Condutimetria; Cromatografia Líquida de Alta Eficiência; Cromatografia líquida em camada fina; Cromatografia gasosa; Análise titrimétrica; Turbidimetria; Nefelometria; Eletroforese; Enzimaimunoensaio (EIA); Radioimunoensaio (RIA); Quimioluminescência; Titulações neutralização; Oxi-redução e Precipitação; Princípios de Microbiologia: Meios de cultura mais utilizados; Técnicas de coloração; Isolamento e identificação de bactérias e fungos de interesse. Química de compostos heterocíclicos farmacologicamente ativos; Documentação da qualidade; Emissão, controle e distribuição; Procedimentos operacionais padrão; Teoria, documentação e prática; Especificações de trabalho com protocolos/relatórios de validação de metodologias analíticas; procedimentos de limpeza e de processos de fabricação; Sistemas de gestão da qualidade aplicáveis a laboratórios de ensaio e calibração: normas BPL e NBRISO/IEC 17025. Metrologia em química, quimiometria e estatística.
153. LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - MICROBIOLOGIA E TECNOLOGIA ENZIMÁTICANovas tendências em tecnologia enzimática, conceitos básicos sobre estrutura e propriedades das enzimas (mecanismo de indução e repressão catabólica na produção microbiana), cinética enzimática (conceito de atividade, fatores que afetam a velocidade da ação enzimática), produção microbiana (fungos filamentosos) por fermentações (submersa e semi-sólida) ou obtenção de enzimas por extração e purificação. Enzimas de interesse principalmente do setor industrial. Manutenção de bancos de microrganismos. Prospecção, seleção, identificação e caracterização de microrganismos. Produção, purificação e aplicação de enzimas de interesse industrial. Biodegradação de resíduos tóxicos por microrganismos. Desenvolvimento de processos fermentativos. Métodos e instrumentação analítica nas áreas de microbiologia e enzimas. Validação de métodos analíticos e Boas Práticas de Laboratório.
154. LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - QUÍMICAReações características de hidretos metálicos, ácidos, hidróxidos, óxidos ácidos e óxidos básicos; notação e nomenclatura de componentes pertencentes às funções hidretos, óxido, hidróxido e sal. Equações químicas: balanceamento e uso na representação de reações químicas; massa atômica, mol e massa molar; leis ponderais e volumétricas; cálculos estequiométricos. Soluções e solubilidade; concentração de soluções em g/l, em mol/l e percentuais; cálculos; propriedades coligativas. Reações exotérmicas e endotérmicas; variação de entalpia; cálculos. Velocidade de reação química; influência da natureza dos reagentes, concentração, temperatura e catalisadores na velocidade de uma reação química: equilíbrio dinâmico em sistemas químicos; princípio de Le Chatelier; constante de equilíbrio de solubilidade. Propriedades gerais de ácidos e bases. Definições do Arrhenius, Bronsted-Lowrv e Lewis; Força relativa de ácidos e base em solução aquosa; Constante de acidez; Indicadores ácidos bases; produto iônico da água. pH. Solução tampão. Eletrólise e soluções eletrolíticas; células eletroquímicas; oxidação e redução: semi-equações; potencial de redução; equações e semi-equações. Eletrólise: aplicações, leis e cálculos. Funções da química: grupos funcionais; reações de caracterização de alquenos, alquinos, álcoois, aldeídos, cetonas, ácidos carboxílicos, aminas, haletos de alquila e fenóis; ligações simples e múltiplas; isômeros funcionais de posição e de cadeia; identificação e aplicações dos prefixos orto, meta e para na nomenclatura e notação de derivados dissubstituídos do benzeno. Oxidação de álcoois, aldeídos e alquenos; combustão completa de hidrocarbonetos e álcoois; saponificação; precipitação química; extração com solventes; cromatografia; resinas de troca iônica; separação por destilação. Métodos e instrumentação analítica nas áreas de Química, Física, Físico-Química e Bioquímica, para caracterização da composição química e propriedades físicas e químicas de materiais biológicos. Validação de métodos analíticos e Boas Práticas de Laboratório.
155.MECANIZAÇÃO, AUTOMAÇÃO E CONTROLE - EQUIPAMENTOS, MÁQUINAS E IMPLEMENTOS PARA SISTEMAS AGRÍCOLAS E AGROINDUSTRIAISProjeto. Desenvolvimento. Dimensionamento. Otimização. Automação de: motores, máquinas, implementos, equipamentos e sistemas agroindustriais. Mecanização. Ergonomia. Transportes agrícola e agroindustrial. Aplicação de insumos agrícolas. Máquinas para preparo do solo. Máquinas para semeadura e adubação. Máquinas para tratamentos culturais. Planejamento da mecanização agrícola: dimensionamento da frota.
156. ORÇAMENTO E FINANÇAS - CONTABILIDADE E CUSTOSNoções Introdutórias: Campo de atuação da Contabilidade; Contabilidade Pública. Grupo de pessoas e de interesses que necessitam da informação contábil; Limitações do método contábil. Princípios e Convenções Contábeis. Procedimentos Contábeis Básicos: técnica contábil: contas, teoria, função e estrutura das contas, funcionamento. Orçamento. Mecanismo de débito, crédito e saldo. Sistemas de contas. Estática Patrimonial (contas, grupo de contas, prazos de vencimento e contas retificadoras). Plano de contas. Escrituração - diário, razão. Métodos das partidas dobradas. Lançamentos. Elementos. Fórmulas. Correção. Variações patrimoniais: Receitas, despesas, exercício social. Regime de caixa e de competência. Ajustes decorrentes. Encerramento de exercício. Relatórios contábeis: balancete de verificação. Demonstração do resultado do exercício. Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido. (Com distribuição de resultado) Balanço Patrimonial. Demonstração do Fluxo de Caixa. Demonstração de Origens e Aplicações de Recursos. Notas Explicativas. Apuração Contábil do Resultado. Operações Financeiras. Provisão para Crédito de Liquidação Duvidosa. Folha de pagamento. Ativo Permanente (compra e venda) e Depreciação, Amortização e Exaustão. Aspectos Fiscais e Legais da Contabilidade. Reavaliação. Avaliação de Investimentos - método de custo e método de equivalência patrimonial. Imposto de Renda Pessoa Jurídica. Contribuição Social sobre o Lucro Líquido. Elementos patrimoniais: critérios de classificação e avaliação. Arrendamento Mercantil e Consórcios. Retenções na fonte e Substituição tributária: empresas responsáveis, base de cálculo e tratamento contábil. Imposto de Renda Pessoa Jurídica e Contribuição Social sobre Lucro Líquido. Regime lucro real. Livro de Apuração do Lucro Real - LALUR. Compensação de Prejuízos e Base de Cálculo Negativa da CSLL. Adições e Exclusões ao Lucro/Prejuízo Líquido.
157. ORÇAMENTO E FINANÇAS - ORÇAMENTO, FINANÇAS, CONVÊNIOS E EMPRÉSTIMOSNoções de Administração Pública. Orçamento: Conceituação, Princípios, Elaboração e Aprovação Orçamentária. Orçamento-Programa. Orçamento Governamental. Orçamento Plurianual de Investimento. Créditos adicionais. Receita Pública. Despesa Pública: conceituação e classificação. Realização da Despesa: Empenho, Liquidação, Pagamento e Suprimentos. Restos a Pagar. Despesas de Exercícios Anteriores. Licitações. Ordenador de despesa. Unidade Orçamentária e Unidade Administrativa. Auditoria Financeira e Orçamentária. Tomada de Contas. Objetivos, metas, abrangência e definição de Finanças Públicas. Bens públicos, semipúblicos e privados. Instrumentos e recursos da economia pública (políticas fiscal, regulatória e monetária). O financiamento dos gastos públicos - tributação e equidade. Incidência tributária. Lei de Responsabilidade Fiscal; Ajuste Fiscal; Contas Públicas - Déficit Público; Resultado nominal e operacional; Necessidades de financiamento do setor público. Os ciclos econômicos, variáveis; planos de amortização de empréstimos e financiamentos; cálculo financeiro: custo real efetivo de operações de financiamento, empréstimo e investimento; avaliação de alternativas de investimento.
158. PÓS-COLHEITA E INDÚSTRIALIZAÇÃO - CONSERVAÇÃO E PROCESSAMENTO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS E EXTRATIVISTASInocuidade. As exigências de inocuidade dos alimentos e as condições sanitárias animais e vegetais para produtos agropecuários em circulação no comércio nacional e internacional. Conservação e processamento de produtos agrícolas. As fases de pós-colheita: limpeza, secagem, beneficiamento, classificação e armazenamento de produtos agropecuários. Características fisiológicas e físico-mecânicas dos produtos agrícolas, dos aspectos da relação das máquinas agrícolas sobre a qualidade dos grãos e sementes e da utilização da energia solar e outras não convencionais em agricultura. Química dos principais macronutrientes de produtos agropecuários e extrativistas, sua importância, funções, estruturas e principais reações. Aspectos químicos e funcionais dos componentes e sua influência na qualidade de produtos agropecuários de origem animal e vegetal. Métodos mais importantes para determinação das propriedades físicas, químicas, microbiológicas, nutricionais e sensoriais de matérias-primas e produtos agropecuários.
159. RECURSOS GENÉTICOS E MELHORAMENTO ANIMAL - ACESSO, COLETA, CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO, DOCUMENTAÇÃO E VALORAÇÃO DE RECURSOS GENÉTICOS ANIMAISManutenção, documentação (informatização), organização, enriquecimento, caracterização e gerenciamento adequado dos Núcleos de Conservação in situ de raças naturalizadas de animais domésticos de pequeno porte (ovinos, caprinos, suínos e aves) existentes no Brasil. Características genéticas de espécies/raças brasileiras a fim de auxiliar na manutenção da máxima variabilidade possível dentro de suas populações, o uso sustentável e a disponibilização destes recursos genéticos animais. Monitoramento genético dos rebanhos/Núcleos de Conservação que fazem parte da Rede Animal de Recursos Genéticos do Brasil. Alelos favoráveis relacionados às características produtivas visando à valoração e a inserção das raças naturalizadas no mercado consumidor brasileiro. Características das raças naturalizadas de ovinos brasileiras por técnicas de citogenética. Manejo genético dos Núcleos de Conservação a saber: (a) ovino Crioulo Lanado no Sul do Brasil, (b) ovino Santa Inês e (c) ovino Crioulo Lanado variedade Serrana no Estado de Santa Catarina Manejo genético do Núcleo de Conservação de caprinos e ovinos do Meio Norte. Diversidade genética em raças específicas, como o porco Monteiro o os ovinos crioulos dentro do Pantanal. Estrutura populacional em todas as espécies faunísticas estudadas a partir de marcadores moleculares microssatélites e marcadores SNP (single nucleotide polymorphism) no DNA mitocondrial (mtDNA). Manutenção dos núcleos de conservação in situ de espécies de grande porte (bovina, bubalina, equina e asinina), visando à manutenção da variabilidade genética, o intercâmbio e o uso em programas de melhoramento no futuro. A importância da necessidade de conservar recursos genéticos animais.
160. SANIDADE VEGETAL - ENTOMOLOGIAEvolução e diversidade de insetos; características gerais dos insetos; morfofisiologia; métodos de coleta e preservação dos insetos; organização de coleções; crescimento, desenvolvimento e multiplicação; taxonomia, nomenclatura e critérios de classificação em nível de ordem e gênero de insetos-praga: hemíptera, homóptera, coleóptera, lepidóptera, díptera e himenóptera; uso de chaves para classificação em nível de gênero. Principais pragas de culturas comerciais no mundo e no Brasil. Principais danos dos insetos às plantas: direto e indireto(porta de entrada a fitopatógenos e vetor de fitopatógenos). Classificação específica e sub específica utilizando ferramentas moleculares. Controle de insetos - praga: biológico, físico e químico. Efeito do ambiente sobre os insetos. Ecologia de insetos: dispersão, sobrevivência, distribuição a curta e longa-distância. Conceitos básicos de epidemiologia. Associação de sistemas de cultivo e ocorrência de pragas.
161. SANIDADE VEGETAL - FITOPATOLOGIA (FUNGO, BACTÉRIA, VÍRUS, MICOPLASMA, NEMATOIDES)História da Fitopatologia Vegetal no mundo e no Brasil: a descoberta de cada agente patogênico (fungo, oomiceto, bactéria, vírus, fitoplasma e nematoide), o desenvolvimento e evolução da fitopatologia. O organismo patogênico: organização interna, relação entre estrutura e função; crescimento e multiplicação. Taxonomia dos agentes fitopatogênicos: classificação, nomenclatura, principais taxons e critérios e métodos de diferenciação de gêneros e espécies utilizando procedimentos tradicionais e moleculares. Sistema de infecção das plantas pelos fitopatógenos, penetração, multiplicação, translocação e dispersão Epidemiologia dos fitopatógenos: métodos de dispersão, de sobrevivência, distribuição a curta e longa distância. Sinais e sintomas das doenças mais importantes do mundo e do Brasil, com o seu agente causal. Controle de doenças causadas pelos fitopatógenos: biológicos, físicos e químicos. Genes de resistência aos fitopatógenos, mecanismos de resistência, uso de plantas transgênicas. Vetores dos fitopatógenos: principais agentes, modo de transmissão, importância e controle.
162.SECRETARIA - SECRETARIADO EXECUTIVORedação Oficial (Manual de Redação da Presidência da República). Secretariado: código de ética, regulamentação, exercício da profissão, evolução e profissionalismo. Atuação do profissional de secretariado no Século XXI. Técnicas secretariais na atualidade. Planejamento e organização de tarefas e ambiência organizacional. Administração do tempo. Organização de secretaria e gestão e práticas secretariais. Gerenciamento estratégico da informação. Gerência de documentos. Organização e administração de arquivos. Tecnologia e informação. Comunicação interpessoal. Comunicações administrativas. Relacionamento com clientes e parceiros. Comportamento, postura e imagem do profissional de secretariado executivo. Etiqueta, cerimonial e protocolo. Marketing pessoal. Língua Inglesa: estratégias de leitura: compreensão geral do texto. Reconhecimento de informações específicas. Capacidade de análise e síntese. Inferência e predição. Reconhecimento do vocabulário mais frequente em textos não-literários. Palavras cognatas e falsos cognatos. Estratégias discursivas: tipo de texto, função e estrutura discursivos. Marcadores de discurso. Elementos de coesão. Aspectos gramaticais: conhecimento dos tempos e modos verbais. Uso de preposições, conjunções, pronomes e modais. Concordâncias nominal e verbal. Formação e classe de palavras. Relações de coordenação e subordinação.
163.SEGURANÇA ALIMENTAR, NUTRIÇÃO E SAÚDE - PROPRIEDADES FUNCIONAIS EM MATÉRIAS-PRIMAS EM ALIMENTOSGarantia de oferta de alimentos. Garantia de conservação e controle da base genética. Conceitos de pobreza, desnutrição e insegurança alimentar, subalimentação. Metodologia de cálculo de consumo energético e a subalimentação. Digestão, absorção e metabolismo de macronutrientes, vitaminas e outros nutrientes. Requerimentos e recomendações de energia, proteínas, vitaminas e outros nutrientes. Métodos utilizados na avaliação da qualidade e identidade de alimentos. Métodos de determinação de constituintes de alimentos (umidade, carboidratos, proteínas, lipídios, fibras, atividade enzimática, atividade antioxidante). Controle de qualidade de alimentos. Propriedades funcionais e nutracêuticas em alimentos.
164. SUPRIMENTO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOS - CONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO DE INSTALAÇÕES - ENGENHARIA CIVILEstruturas: resolução de estruturas isostáticas e hiperestáticas (reações de apoio, esforços, linhas de estado e de influência). Dimensionamento e verificação de estabilidade de peças de madeira, metálicas e de concreto armado e protendido. Pontes. Resistência dos materiais. Fundações e obras de terra: propriedades e classificação dos solos, movimentos de água no solo, distribuição de pressões no solo; empuxos de terra; exploração do subsolo; e sondagem. Barragem de terra. Fundações superficiais e profundas (estudos de viabilidade e dimensionamento). Hidráulica, hidrologia e saneamento básico: escoamento em condutos forçados e com superfície livre (canais); dimensionamento. Máquinas hidráulicas; bombas; e turbinas. Ciclo hidrológico; recursos hídricos superficiais e subterrâneos; hidrogramas; e vazões de enchente. Captação; tratamento e abastecimento de água; redes de esgotos; tratamentos de esgotos; tratamento de águas residuárias; instalações prediais; sistemas de drenagem pluvial; e limpeza urbana. Materiais de construção. Tecnologia das construções. planejamento e controle de obras: madeira, materiais cerâmicos e vidros, metais e produtos siderúrgicos, asfaltos e alcatrões; aglomerantes e cimento; agregados; tecnologia do concreto e controle tecnológico; e ensaios. Construção de edifícios; processos construtivos; preparo do terreno; instalação do canteiro de obras; locação da obra; execução de escavações e fundações; formas; concretagem; alvenaria; esquadrias; revestimentos; pavimentações; coberturas; impermeabilizações; instalações; pintura e limpeza da obra. Licitação; edital; projeto; especificações; contratos; planejamento; análise do projeto; levantamento de qualidades; plano de trabalho; levantamento de recursos; orçamento; composição de custos; cronogramas; diagramas de GANTT, PERT/COM e NEOPERT, curva S, Código de Obras. Elaboração de Projetos em Auto Cad e Conhecimento de Planilhas eletrônicas.
165. SUPRIMENTO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOS - CONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO DE INSTALAÇÕES - ENGENHARIA ELÉTRICAMáquinas elétricas - motores, geradores e transformadores de baixa, média e alta tensão. Tipos, funcionalidade, teoria, projeto, dimensionamento, instalação, testes e emissão de pareceres. Sistemas elétricos de comando, controle, proteção e de automação industrial. Funcionalidade, projeto, análise e testes. Componentes elétricos de baixa e média tensões (Condutores elétricos, disjuntores, contadores, fusíveis, relés de proteção primários e secundários, inversores de frequência, chave estática de partida suave, capacitores, multimedidores de eneergia, controladores de fator de potência, amperímetros, voltímetros e wattímetros). Tipos, funcionalidade, teoria, dimensionamento, instalação e testes. Sistemas de Instrumentação industrial e analisadores de processo. Funcionalidade, projeto, análises e testes. Sistemas elétricos de distribuição, incluindo subestação: Projeto, implantação, operação e manutenção. Sistemas de manutenção. Planejamento, análise, coordenação e controle da manutenção (planejamento anual de atividades, sistema de ordem de serviços; histórico de intervenções em equipamentos, componentes principais em instalações; custos aplicados à manutenção e coordenação de equipes). Administração de materiais e controle de custos de sistemas. Telefonia: centrais telefônicas; telefonia fixa (redes interna e externa). Equipamentos: sonorização ambiente; circuito fechado de TV; sistemas de mensagens e de sinalização. Cabeamento estruturado CAT 5 e CAT 6. NBR-5410/2004 e Norma Regulamentadora NR-10 do Ministério do Trabalho e Emprego. Segurança e utilização de EPI/EPC e dos riscos inerentes à atividade incluindo choque elétrico e arco-voltaico. Identificação de classe de isolação de ferramentas. Uso de luvas e calçados isolantes, manta isolante, cinto de segurança, capacete, óculos e protetores auriculares. Instalações prediais. Licitação; edital; projeto; especificações; contratos; planejamento; análise do projeto; levantamento de qualidades; plano de trabalho; levantamento de recursos; orçamento; composição de custos; cronogramas; diagramas de GANTT, PERT/COM e NEOPERT, curva S, Código de Obras. Elaboração de Projetos em Auto Cad e Conhecimento de Planilhas eletrônicas. Administração de contratos; Leis 8.666/93 e 8.883/94.
166. SUPRIMENTO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOS - SERVIÇO DE APOIO PATRIMÔNIO E MATERIALMáquinas elétricas - motores, geradores e transformadores de baixa, média e alta tensão. Tipos, funcionalidade, teoria, projeto, dimensionamento, instalação, testes e emissão de pareceres. Sistemas elétricos de comando, controle, proteção e de automação industrial. Funcionalidade, projeto, análise e testes. Componentes elétricos de baixa e média tensões (Condutores elétricos, disjuntores, contadores, fusíveis, relés de proteção primários e secundários, inversores de frequência, chave estática de partida suave, capacitores, multimedidores de eneergia, controladores de fator de potência, amperímetros, voltímetros e wattímetros). Tipos, funcionalidade, teoria, dimensionamento, instalação e testes. Sistemas de Instrumentação industrial e analisadores de processo. Funcionalidade, projeto, análises e testes. Sistemas elétricos de distribuição, incluindo subestação: Projeto, implantação, operação e manutenção. Sistemas de manutenção. Planejamento, análise, coordenação e controle da manutenção (planejamento anual de atividades, sistema de ordem de serviços; histórico de intervenções em equipamentos, componentes principais em instalações; custos aplicados à manutenção e coordenação de equipes). Administração de materiais e controle de custos de sistemas. Telefonia: centrais telefônicas; telefonia fixa (redes interna e externa). Equipamentos: sonorização ambiente; circuito fechado de TV; sistemas de mensagens e de sinalização. Cabeamento estruturado CAT 5 e CAT 6. NBR-5410/2004 e Norma Regulamentadora NR-10 do Ministério do Trabalho e Emprego. Segurança e utilização de EPI/EPC e dos riscos inerentes à atividade incluindo choque elétrico e arco-voltaico. Identificação de classe de isolação de ferramentas. Uso de luvas e calçados isolantes, manta isolante, cinto de segurança, capacete, óculos e protetores auriculares. Instalações prediais. Licitação; edital; projeto; especificações; contratos; planejamento; análise do projeto; levantamento de qualidades; plano de trabalho; levantamento de recursos; orçamento; composição de custos; cronogramas; diagramas de GANTT, PERT/COM e NEOPERT, curva S, Código de Obras. Elaboração de Projetos em Auto Cad e Conhecimento de Planilhas eletrônicas. Administração de contratos; Leis 8.666/93 e 8.883/94 Logística e cadeias de suprimentos. Papel e importância da logística integrada. Tendências da logística no mundo. Conceitos e objetivos da administração de materiais. Interfaces com outras funções da empresa. O produto: conceitos, características e classificação. Codificação de materiais. Aquisição de materiais. Função compras: conceitos e tendências. Compras sustentáveis. Noções sobre cadastramento de fornecedores. Licitação e contratos: pregão eletrônico e presencial; cotação eletrônica e demais modalidades de licitações. Gestão de licitações e contratos. Prazos legais nas licitações. Limites de competência por modalidade. Compras e contratações diretas - Dispensa e inexigibilidade. Lote econômico de compras. Fornecedores. Pesquisa, seleção e avaliação de fornecedores. Sistema de registro de preços. Noções sobre contabilidade pública (Siafi). Entrada e processamento de pedidos: conceitos e atividades. Tempo de ciclo de pedido. Sistemas e controle. Gestão de estoques: conceitos e importância. Políticas de níveis de estoques (níveis de estoque: mínimo, máximo e ponto de ressuprimento). Métodos de controle de níveis de estoques. Incertezas e estoque de segurança. Custos de estoques. Inventário, acurácia e giro de estoque. Previsão de demanda: fatores influenciadores; e métodos de previsão. Armazenamento e manuseio de produtos. Espaço e arranjo físico de estoque. Equipamentos e movimentação de produtos. Embalagem. Administração Patrimonial. Recursos Patrimoniais. Depreciação. Manutenção de ativos imobilizados. Orientação e capacitação de pessoas. Assegurar a melhoria dos processos logísticos e de administração patrimonial.
167.TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICAA noção de estratégia e a função estratégica da comunicação. Importância da estratégia de comunicação organizacional. Planejamento Estratégico em comunicação organizacional. Análise de ambientes e cenários. Pesquisa de Público Alvo. Definição de metodologia, de ações e cronogramas. Instrumentos de análise e avaliação dos resultados, flexibilidade e redefinição do plano. Comunicação Estratégica e seus relacionamentos (Publicidade, Assessoria de Imprensa, Relações Públicas, Relações Institucionais). Comunicação Pública. Endomarketing, Marketing Social. Gerenciamento das ações estratégicas de Comunicação. Análise de experimentos práticos em comunicação estratégica (projetos de campanha política, de comunicação governamental, de difusão cultural, de ações sociais e campanhas de produtos comerciais). Formulação de políticas e planos de comunicação estratégica. Estudo da organização e do cenário do produto ou evento. Análise da correlação de forças, concorrência de mercado. Definição de metas e meios midiáticos e não midiáticos. Orçamento e cronograma.
168.TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃOEMPRESARIAL - COMUNICAÇÃO PARA TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIACaracterização e análise do fluxo de informação entre as cooperativas e as instituições de pesquisa. Identificação e análise dos processos, instrumentos e canais de comunicação adotados pela cooperativa para a transferência de informação tecnológica aos produtores. Mapeamento preliminar das demandas por informação tecnológica. Levantamento e caracterização dos atores envolvidos no processo de transferência de informação tecnológica para a unidade de produção (produtor rural). Análise das potencialidades e fraquezas relacionadas a atuação de cada ator. Identificação das fontes de informação tecnológica e das formas de acesso a essas fontes. Descrição de como os técnicos das cooperativas processam as informações obtidas (adaptação, distribuição). Levantamento e avaliação das estratégias, dos canais e dos instrumentos de comunicação utilizados para repassar a informação tecnológica para os produtores cooperados. Relacionamento dos principais tipos de informação tecnológica demandados pelos produtores cooperados. Como se viabiliza a articulação entre a Empresa e os setores produtivos brasileiros. Linhas de atuação nas quais se organiza o trabalho de transferência de tecnologia.
169.TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - COMUNICAÇÃO SOCIALFundamentos da Comunicação - a comunicação na cultura contemporânea; as teorias contemporâneas da comunicação; a relação entre comunicação e política; os canais (veículos) de comunicação, sua história e seu comportamento; o processo de comunicação; integração global e novos meios de comunicação; conhecimento da norma culta da Língua Portuguesa. Jornalismo - a linguagem jornalística: estrutura, texto, lide, sublide, título, entretítulo; o jornalismo econômico. Assessoria de imprensa: conceito, finalidade. Meios de divulgação: entrevista coletiva, entrevista exclusiva, "press release" etc. Relacionamento e atendimento à imprensa. Os veículos: jornal, revista, televisão; agências, mídia eletrônica/Internet. Publicidade - conceitos e finalidade da publicidade; conceitos de campanha publicitária (objetivos e processo de criação); a estrutura de agências de publicidade; análise da relação da publicidade com as novas tecnologias de informação e comunicação - TICs; concorrência entre anúncio publicitário e outras formas de divulgação da imagem institucional de uma empresa. Editoração: normas da ABNT; o projeto visual e Programação Visual (noções); revisão; produção gráfica (noções); editoração eletrônica (noções) - softwares mais utilizados. Marketing - Fundamentos do Marketing; conceitos, definições, funções mercadológicas, sistemas mercadológicos; marketing para promoção institucional; marketing cultural. Comunicação organizacional: Gestão estratégica da comunicação organizacional; comunicação interna; comunicação integrada; planejamento estratégico. Relações Públicas - cerimonial e protocolo; eventos, campanhas e reuniões.
170.TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - GESTÃO DE NEGÓCIOS TECNOLÓGICOSConceitos e definições (transferência de tecnologia, comunicação empresarial e negócios tecnológicos). Competitividade do agronegócio, cadeias produtivas agroindustriais, inovação, empreendedorismo e criação de capacidades tecnológicas. Elaboração de planos de negócios, planos de marketing, estudos e prospecção de demandas tecnológicas. Identificação de oportunidades. Determinação de preços de um produto baseado em modelos de custo. Planejamento e alianças estratégicas. Noções de empresas de base tecnológicas (Incubadoras). Visão da Gestão de Projetos. Projetos: atividades rotineiras x atividades inovativas. Gerenciamento de projetos (concepção, estratégia, parceiros, objetivos, metas, indicadores, acompanhamento, riscos, resultados e impactos). Fundamentos de seleção de projetos tecnológicos. Elaboração de portfólio de produtos e serviços. Planejamento e análise/ pesquisa de mercado.
171.TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - JORNALISMO MÍDIA IMPRESSAOs veículos de comunicação de massa e suas características; Linguagem jornalística e Os veículos de comunicação de massa e suas características; Linguagem jornalística e estrutura narrativa da notícia; Elaboração de pauta, reportagem, entrevista, texto e edição nos meios impressos, audiovisuais e digitais; Fotojornalismo; Pesquisa e ordenação de textos; Edição de jornais e boletins para públicos interno e externo; Publicações segmentadas. Sistema de buscas na Internet. História dos meios de comunicação no Brasil; Assessoria de imprensa; sugestão de pauta, notas, release e clipping; cobertura e planejamento de eventos; Técnicas de marketing. Comunicação Organizacional: Conceitos; Planejamento, estratégias, sistemas e técnicas. Estrutura, atribuições e delimitação das áreas de comunicação social Canais e estratégias de comunicação interna. Publicações jornalísticas empresariais: planejamento, conceitos e técnicas; Jornalismo Científico.
172.TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - PROGRAMAÇÃO E COORDENAÇÃO DE EVENTOSRelações Públicas: Conceitos básicos, natureza e funções estratégicas; Evolução histórica das relações públicas no mundo e no Brasil; Públicos em Relações Públicas; O processo de planejamento em Relações Públicas; Principais técnicas e instrumentos utilizados em Relações Públicas; Organização de Eventos e promoção institucional; Cerimonial e protocolo, Imagem empresarial e Comunicação Integrada: Identidade institucional; Questões públicas e Relações Públicas; Administração de crises; Relações com o Governo; Lobby; Relações com a Imprensa; A notícia como estratégia de promoção da imagem empresarial; O planejamento da comunicação integrada; Imprensa, Relações Públicas e Publicidade em Comunicação Empresarial, Comunicação com o Mercado: Noções de Marketing; A comunicação no composto de Marketing; Relações Públicas e Marketing; A comunicação na era do consumidor; Público-alvo; Sistemas de Atendimento ao Público; Comunicação" Pública; Ombudsman; Comunicação dirigida. Opinião Pública: Conceitos básicos e objetivos; Comunicação, democracia e desenvolvimento; Interesse público e interesse privado; Tipos e técnicas de pesquisas de opinião; Instrumentos de controle e avaliação de resultados; Amostra, questionários e tipos de entrevistas, Relações Públicas nas organizações modernas: Legislação e Ética em Relações Públicas; O papel do profissional de Comunicação; Cultura organizacional e Relações Públicas; Relações com a Comunidade; A empresa e a responsabilidade social.
173.TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - PROGRAMAÇÃO E IDENTIDADE VISUALO valor do design: ética profissional; programação visual corno estratégia de marketing. O Processo de criação em projetos gráficos impressos (cartaz, folder, flayer, institucionais etc.). Diagramação e editoração eletrônica: conhecimentos básicos dos softwares de editoração eletrônica, de imagens vetoriais e de mapa de bits. Princípios básicos de identidade visual: logotipo, símbolo, manual de identidade, alfabeto padrão, cores padrão, arquitetura da marca. Tipografia e cor. Produção gráfica: PRÉ-impressão, planejamento gráfico e orçamentos, tipos de impressão e acabamentos, papel, formatos otimizados para impressos, cartonagem e acompanhamento gráfico. Programação visual digital: Abordagem conceitual: cor, tratamento e digitalização de imagens e fechamento de arquivos: finalização digital. A imagem digital e suas aplicações.
174.TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDAPlanejamento publicitário: análise de oportunidade; o briefing como instrumento de inteligência em publicidade, definição de públicos-alvos, formulação de objetivos de propaganda, alocação de verba (objetivos/custos/retornos previsíveis); estrutura e execução de planos de campanhas publicitárias. Mídia: conceitos e técnicas; planejamento em mídia: objetivo, estratégias e táticas; avaliação em mídia: área geográfica, circulação, alcance, cobertura, frequência, continuidade, custo GRP, custo por mil, índices de penetração e afinidade; critérios e métodos para seleção de veículos; Meios de comunicação: jornal, revista, rádio, televisão e Internet (perfil, penetração e público alvo dos meios); Ferramentas de pesquisa: IVC, MARPLAN, IBOPE; Novos caminhos de veiculação e de contato com os públicos: segmentação, promoção e não-media. Constituição da República Federativa do Brasil: artigo 37, § 1º. Lei 8.666/93: Capítulo II - Seção I. Legislação específica: Lei 4.680/1965; Decreto nº 4.563/2002; Decreto 57.690/1996; Decreto nº 4.799/2003; Código de Ética dos Profissionais da Propaganda; Código Brasileiro de Auto-Regulamentação Publicitária; Instruções Normativas da Presidência da República: Instrução Normativa nº 2, de 20 de fevereiro de 2006, Instrução Normativa nº 31, de 10 de setembro de 2003, Instrução Normativa nº 2, de 27 de abril de 1993. Posicionamento de marca e de produto. O processo de produção publicitária: análise da linguagem e do texto publicitário, design e produção gráfica, design e produção eletrônica (televisão, rádio, mídias eletrônicas), mobiliários urbanos. A agência de propaganda: interação entre os departamentos, contratação de serviços terceirizados, relação agência e cliente. Gestão de contratos. Política de Comunicação da Embrapa.
175. USO SUSTENTÁVEL DE RECURSOS NATURAIS - SENSORIAMENTO REMOTO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICAPlataforma de coleta de dados remotos: laboratório, campo, aeronave, orbital. Princípios físicos: radiação eletromagnética, interação da radiação com a matéria, efeitos da atmosfera. Comportamento espectral de alvos. Resoluções: espacial, espectral, temporal, radiométrica. Sistemas sensores: óptico, termal, radar. PRÉ-processamento de dados: georreferenciamento, correção atmosférica. Realce de imagens: transformação espectral, filtragem espacial. Classificação digital de imagens: supervisionada, não-supervisionada, orientada-a-objetos. Segmentação de imagens. Aplicações de sensoriamento remoto em recursos naturais e meio ambiente. GPS. SIG: conceito e fundamentos. Formato de dados: vetorial/raster. Entrada de dados. Manipulação/cruzamento de dados. Saída cartográfica. Noções de cartografia: sistemas de projeção/coordenadas. Escala. Legenda. Banco de dados georreferenciados.

PARA O CARGO DE ASSISTENTE CLASSE A

LÍNGUA PORTUGUESA

Interpretação de texto. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, sentidos próprio e figurado. Ortografia. Pontuação. Acentuação. Emprego das classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, artigo, verbo, advérbio, preposição, conjunção (classificação e sentido que imprime às relações entre as orações). Concordâncias verbal e nominal. Regências verbal e nominal. Crase. Figuras de sintaxe. Vícios de linguagem. Equivalência e transformação de estruturas. Flexão de substantivos, adjetivos e pronomes (gênero, número, grau e pessoa). Processos de coordenação e subordinação. Sintaxe. Morfologia. Estrutura e formação das palavras. Discursos direto, indireto e indireto livre. Processos de coordenação e subordinação. Colocação pronominal. Equivalência e transformação de estrutura.

PLANO DIRETOR DA EMBRAPA

V Plano Diretor da Embrapa (2008 - 2011 - 2023).

MATEMÁTICA/ RACIOCÍNIO LÓGICO

Funções e equações: números naturais, inteiros, racionais, irracionais e reais. Equações de 1º e 2º graus. Funções e equações lineares, quadráticas, exponenciais, logarítmicas e trigonométricas; polinômios e equações. Probabilidade e análise combinatória. Matrizes, determinantes e sistemas lineares. Números e grandezas direta e inversamente proporcionais: razões e proporções, divisão proporcional; regra de três simples e composta. Porcentagem. Juros. Geometria no plano e no espaço. Perímetro. Progressões. Probabilidade: contagem, permutações, arranjos e combinações. Probabilidade e eventos independentes. Sistema de medidas legais. Resolução de situações-problema. Sistema monetário brasileiro. Potência. Raciocínio lógico: estrutura lógica de relações arbitrárias entre pessoas, lugares, objetos ou eventos fictícios. Deduzir novas informações das relações fornecidas e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. Compreensão e elaboração da lógica das situações por meio de raciocínio verbal. Raciocínio matemático (que envolva, dentre outros, conjuntos numéricos racionais e reais - operações, propriedades, problemas envolvendo as quatro operações nas formas fracionária e decimal; conjuntos numéricos complexos; números e grandezas proporcionais; razão e proporção; divisão proporcional; regra de três simples e composta; porcentagem). Raciocínio sequencial. Orientações espacial e temporal. Formação de conceitos. Discriminação de elementos. Compreensão do processo lógico que, a partir de um conjunto de hipóteses, conduz, de forma válida, a conclusões determinadas.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Cargo: ASSISTENTE CLASSE A
ÁREA/SUBÁREACONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
176.TÉCNICA-TÉCNICO AGRÍCOLAUso e conservação dos solos. Adubação em geral. Tipos e classificação de fertilizantes e corretivos. Irrigação e drenagem. Conhecimentos gerais de fitotecnia. Grandes culturas anuais. Grandes culturas perenes. Olericultura. Fruticultura. Silvicultura. Pastagens. Mecanização agrícola. Máquinas e implementos agrícolas. Regulagem de equipamentos agrícolas. Manutenção de máquinas e implementos agrícolas. Noções de fitossanidade. Identificação das principais pragas agrícolas. Manejo de pragas. Uso correto de agrotóxicos. Conhecimentos gerais de zootecnia. Bovinocultura. Avicultura. Ovinocultura. Caprinocultura. Piscicultura. Noções de sanidade animal. Noções de higiene e de segurança individual, coletiva e de instalações. Noções de Primeiros Socorros.

PARA O CARGO DE ASSISTENTE B (TODAS AS ÁREAS E SUBÁREAS)

LÍNGUA PORTUGUESA

Compreensão e interpretação de textos. Ortografia. Acentuação. Plural de substantivos e adjetivos. Conjugação de verbos. Concordância entre adjetivo e substantivo e entre o verbo e seu sujeito. Confronto e reconhecimento de frases corretas e incorretas. Pontuação. Sinônimo e antônimo. Separação silábica. Relações entre fonemas e grafias. Processos de coordenação e subordinação. Sintaxe. Morfologia. Regências verbal e nominal.

MATEMÁTICA

Operações com números naturais e fracionários: adição, subtração, multiplicação e divisão. Problemas envolvendo as quatro operações. Noções de conjunto. Sistema métrico decimal. Sistema monetário brasileiro. Números e grandezas direta e inversamente proporcionais: razões e proporções, divisão proporcional; regra de três simples e composta. Porcentagem. Juros. Geometria no plano e no espaço. Sistema de medidas legais. Resolução de situações-problema. Raciocínio lógico. Polinômio. Perímetro. Equações de 1º e 2º graus.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Cargo: ASSISTENTE CLASSE B
ÁREA/SUBÁREACONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
177. MANUTENÇÃO E SERVIÇOS - ELÉTRICA E HIDRÁULICANoções de segurança individual, coletiva e de instalações. Noções de Primeiros Socorros. Identificação e uso de ferramentas para eletricidade e hidráulica. Eletricidade básica. Redes elétricas. Componentes. Instalação e inspeção. Manutenção e reparos. Eletrônica e equipamentos de áudio. Proteção contra choques elétricos. Redes hidráulicas. Componentes. Instalação e inspeção. Manutenção e reparos. Leitura e interpretação de projetos.
178. MANUTENÇÃO E SERVIÇOS - OPERADOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS E VEÍCULOS (TRATORISTA E MOTORISTA)Operação de tratores, colheitadeiras e máquinas agrícolas em geral na execução de operações agrícolas. Distribuição de adubos e corretivos. Plantio mecanizado em linha e a lanço. Colheita mecanizada de grãos e de forragens. Roçagem e limpeza mecanizada de pastagens. Regulagem de aradoras, niveladoras, plantadeiras de linha, distribuidores de calcário e adubos a lanço, pulverizadores de barra, colheitadeiras, dentre outros implementos agrícolas. CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO: REGRAS GERAIS DE CIRCULAÇÃO: Normas gerais de circulação e conduta; Regra de Preferência; Conversões; Classificação de Vias; LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO: Dos equipamentos obrigatórios; Dos Documentos de Porte Obrigatório; Da Habilitação; Das Infrações; SINALIZAÇÃO DE TRÂNSITO: a Sinalização de Trânsito; Gestos e Sinais Sonoros; Conjunto de Sinais de Regulamentação; Sinais de Advertência; Placas de Indicação; CONHECIMENTOS GERAIS DA MÁQUINA: Operação. Preparativos para funcionamento da Máquina; Parada do Motor; Painel de controle; Combustível, fluidos e lubrificantes; Compartimento do Operador; Principais controles de Operação; Controles da caixa de mudanças; Instruções para o manejo da máquina. Manutenção e Lubrificação: Principais pontos de lubrificação; Tabelas de manutenção periódica; Sistema de arrefecimento do motor; (radiador, correias, bomba d'água). Sistema de Combustível. Sistema Elétrico. Sistema de Frenagem. Sistema de Lubrificação do Motor. Sistema de Purificação de ar do motor. Conhecimentos Práticos de Operação e Manutenção da Máquina; Procedimentos de Segurança; Funcionamento Básico dos Motores; Direção; Freios; Pneus.
179. SUPORTE OPERACIONAL - APOIO ADMINISTRATIVO - SERVIÇOS DE GARÇONARIAApresentação pessoal do garçom. Noções gerais de higiene. Recepção de pessoas. Como servir os pratos, as bebidas, as sobremesas e cafés. Retirada de pratos e toalhas usadas. Arrumação e limpeza de mesas. Uso correto e limpeza de utensílios.

PARA O CARGO DE ASSISTENTE C (TODAS AS ÁREAS E SUBÁREAS)

LÍNGUA PORTUGUESA

Compreensão e interpretação de textos. Ortografia. Acentuação. Plural de substantivos e adjetivos. Conjugação de verbos. Concordância entre adjetivo e substantivo e entre o verbo e seu sujeito. Confronto e reconhecimento de frases corretas e incorretas. Pontuação. Sinônimo e antônimo. Separação silábica.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Cargo: ASSISTENTE CLASSE C
ÁREA/SUBÁREACONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
180. LABORATÓRIO E CAMPOS EXPERIMENTAIS - OPERÁRIO RURAL (TRATOS RURAIS)Relações humanas. Noções de higiene e de segurança individual, coletiva e de instalações. Noções de Primeiros Socorros. Identificação e uso de ferramentas agrícolas. Manejo de culturas agrícolas. Plantio e semeadura. Controle de plantas daninhas. Aplicação de agrotóxicos. Colheita. Secagem natural. Beneficiamento manual. Pesagem.
181. MANEJO ANIMAL - VAQUEIRORelações humanas. Noções de higiene e de segurança individual, coletiva e de instalações. Noções de Primeiros Socorros. Manejo de bovinos, bubalinos, equinos, asininos, ovinos, caprinos, suínos e muares. Tosquia. Vacinação. Alimentação do gado. Higiene e proteção sanitária.

ANEXO V - FORMULÁRIO PARA ENTREGA DE TÍTULOS

FORMULÁRIO PARA ENTREGA D E TÍTULOS

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - Embrapa

CONCURSO PÚBLICA EDITAL Nº 1/2009

FORMULÁRIO RESUMO DE ENTREGA DE TÍTULOS

Nome do Candidato:_______________________________________________________________________

Número de Inscrição no Concurso Público:_______________________________________________________

Nº Documento de Identidade:________________________________________ OPÇÃO:_________________

RELAÇÃO DE TÍTULOS ENTREGUES

Nº de OrdemTipo de Título EntreguePara uso do Instituto Cetro
ValidaçãoPontuaçãoAnotações
1 SimNão 
2 SimNão 
3 SimNão 
4 SimNão 
5 SimNão 
6 SimNão 
7 SimNão 
8 SimNão 
9 SimNão 
10 SimNão 
Observações Gerais:Total de Pontos: 
Revisado por: 

Declaro que os documentos apresentados para serem avaliados na prova de títulos correspondem à minha participação pessoal em eventos educacionais nos quais obtive êxito de aprovação.

Declaro, ainda, que ao encaminhar a documentação listada na relação acima para avaliação da prova de títulos, estou ciente que assumo todos os efeitos previstos no edital do Concurso Pública, quanto à plena autenticidade e validade dos mesmos, inclusive no que toca às sanções e efeitos legais.

Brasília, 22 de Dezembro de 2010.

José Faustino dos Santos Filho
Chefe do Departamento de Gestão de Pessoas - DGP

117052

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231