Prefeitura de Campo Grande - MS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE

ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL

Notícia:   Prefeitura de Campo Grande - MS oferece 170 vagas de até R$ 1.847,71

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CARGOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, no uso de suas atribuições, torna público, para conhecimento dos interessados, a abertura das inscrições do Concurso Público de Provas e Títulos para formação do cadastro reserva para provimento de cargos do Quadro Permanente de Pessoal da Prefeitura Municipal de Campo Grande, conforme normas e condições constantes deste Edital.

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1 - Este Editai tem por objeto estabelecer as regras e as condições para realização do Concurso Público de Provas e Títulos destinado a selecionar candidatos para a formação do cadastro reserva para provimento em cargos efetivos do Quadro Permanente de Pessoal da Prefeitura Municipal de Campo Grande.

1.2 - O Concurso Público terá validade de 2 (dois) anos, a contar da data da sua homologação, podendo ser prorrogado, por igual período, a critério da Prefeitura Municipal.

1.2.1 - O provimento ocorrerá durante o prazo de validade do Concurso, em atendimento ao interesse e à conveniência da Administração Municipal, de acordo com as demandas apresentadas por órgãos e entidades municipais.

1.2.2 - Durante o período de validade do Concurso, o número de vagas indicadas no Anexo I deste Edital poderá sofrer alteração, para mais ou para menos, segundo as demandas da Administração Municipal.

1.3 - O número de vagas disponibilizadas para provimento, conforme demandas apresentadas, a escolaridade, os requisitos básicos, os vencimentos iniciais, a carga horária e as atribuições básicas são os constantes no Anexo I deste Edital.

2. DOS REQUISITOS PARA INVESTIDURA NOS CARGOS

2.1 Para investidura no cargo que se classificar, o candidato deverá preencher, cumulativamente, as seguintes condições:

a) ter nacionalidade brasileira eu ser naturalizado;

b) ter idade igual ou superior a 18 (dezoito) anos, na data da posse;

c) ser eleitor o estar quite com as obrigações eleitorais;

d) estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino;

e) ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, apurada em exame médico-pericial;

f) não exercer cargo, emprego ou função pública e não acumular proventos de aposentadoria na administração pública federal, estadual ou municipal, ressalvadas as exceções previstas na Constituição Federal;

g) comprovar a escolaridade e ou habilitação profissional exigida para ocupar o cargo;

h) não possuir antecedentes criminais, nos termos de competente Certidão expedida pela Justiça Estadual, observando o domicílio do candidato nos 10 (dez) anos anteriores à realização do presente Concurso;

i) apresentar declaração de bens;

j) entregar cópias de outros documentos pessoais que se fizerem necessários para a posse.

2.2 - O candidato convocado para investidura no cargo deverão comparecer à Junta Médica - IMPCG, para avaliação da aptidão física e mental, munidos de exames médicos e laboratoriais, que serão informados na convocação para a posse.

2.2.1 - Os exames médicos e laboratoriais a serem apresentados à perícia médica, por ocasião da posse, serão de responsabilidade do candidato.

2.3 - No ato da posse, os candidatos convocados deverão apresentar os comprovantes das condições referidas nas letras do item 2.1, em original e cópia.

2.4 - A falta de comprovação de qualquer um dos requisitos especificados neste Edital impedirá a posse do candidato no cargo de sua classificação, implicando sua eliminação do Concurso.

3. DOS CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

3.1 - Os candidatos portadores de deficiência, que apontarem essa condição no ato da inscrição, participarão do Concurso em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere às provas, aos conteúdos programáticos, critérios de avaliação e à classificação nas provas, assim como quanto ao horário e loca! de realização das provas, conforme o estabelecido neste Edital.

3.2 - Do total das vagas disponibilizadas para provimento por candidatos que compõem o cadastro de reserva, 5% (cinco por cento) serão destinados aos candidatos classificados nas condições estabelecidas no item 3 e subitens deste Edital.

3.2.1 - Será exigido para a posse no cargo da classificação a comprovação da compatibilidade física com as exigências para o exercício das atribuições e tarefas do cargo, observando-se, em especial, disposições do art. 37 do Decreto Federal nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999.

3.2.2 - A fração igual ou superior a cinco décimos, resultante do percentual estabelecido no item 3.2, corresponderá a uma vaga.

3.3 - Para concorrer às vagas reservadas, conforme item 3.2, o candidato deverá, no ato de inscrição:

a) declarar-se portador de deficiência;

b) entregar laudo médico original, emitido nos últimos seis meses, atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença (CID), e a causa de deficiência.

3.3.1 - O candidato portador de deficiência deverá encaminhar o laudo médico, via SEDEX com AR, impreterivelmente até o último dia do período das inscrições, para o seguinte endereço:

Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Educação de Mato Grosso do Sul - FADEMS
Concurso Público de Provas e Títulos/2009 - PMCG
Rua Francisco Aves Castela, nº 241 - Vila Ipiranga,
CEP 79.080-770 Campo Grande/MS.

3.3.2 - O laudo médico entregue não será devolvido e dele não serão fornecidas cópias.

3.4 - O candidato portador de deficiência, desde que tenha observado o disposto no item 3.3 e subitem 3.3.1, deverá requerer na solicitação de inscrição via Intemet, tratamento diferenciado para o dia das provas escritas, indicando as condições especiais de que necessita para a realização:

a) se necessitar da confecção de prova especial em Braile ou Ampliada, especificando o tipo de deficiência. Para a prova em Brade o candidato deverá levar para esse fim, no dia da aplicação da prova, reglete e punção, podendo, ainda, utilizar-se de soroban e para a prova Ampliada serão oferecidas provas nesse sistema, com tamanho de letra correspondente a corpo 24;

b) se necessitar de tempo adicional e/ou ledor de prova e/ou intérprete de libras, com justificativa acompanhada de parecer emitido por especialista da área de sua deficiência.

3.5 - O candidato que, dentro do período das inscrições, não solicitar os atendimentos mencionados no item 3.4 e suas alíneas, não terá prova especial preparada, tempo adicional, ledor, nem intérprete de libras.

3.6 - A inobservância dos itens anteriores acarretará a perda do direito a concorrer às vagas reservadas aos candidatos portadores de deficiência e implicará no não-atendimento de condições especiais para realizar as provas.

3.7 - O candidato que concorrer às vagas destinadas aos portadores de deficiência, aprovado no Concurso, será submetido à avaliação realizada por equipe multiprofissional, para aferição de sua qualificação como portador de deficiência ou não e o grau de sua deficiência bem como seu impedimento ou não para o exercício de tarefas do cargo.

3.7.1 - O candidato, na condição referida no item 3.2, deverá comparecer à avaliação pela equipe multiprofissional munido de cópia do laudo médico apresentado por ocasião de sua inscrição no Concurso.

3.7.2 - A não-observância do disposto no item anterior ou a declaração de inaptidão pela equipe multiprofissional acarretará a perda do direito a vaga reservada aos candidatos portadores de necessidades especiais.

3.8 - Consideram-se pessoas portadoras de deficiência aquelas que se enquadram nas categorias discriminadas no artigo 4°, do Decreto Federal n° 3.298, de 20 de dezembro de 1999.

3.9 - O candidato inscrito na condição referida no item 3.2 figurará em lista à parte com a sua classificação e, tão-somente para efeito de classificação geral, na listagem dos candidatos habilitados no Concurso.

3.10 - As vagas destinadas aos candidatos classificados, conforme item 3.2, que não forem providas por falta de habilitados na condição de portador de deficiência, serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem de classificação.

4. DAS INSCRIÇÕES

4.1 - As inscrições serão realizadas, exclusivamente, no período de 30 de novembro a 11 de dezembro de 2009.

4.2 - O candidato para se inscrever no Concurso deverá recolher, conforme o caso, um dos seguintes valores:

a) R$ 70,00 (setenta reais), para inscrição em cargo que requer nível superior;

b) R$ 50,00 (cinquenta reais), para inscrição em cargo que requer nível médio;

b) R$ 40,00 (quarenta reais), para inscrição nos demais cargos;

4.3 - O valor pago pela inscrição não será devolvido em hipótese alguma, salvo em caso de cancelamento do evento por decisão da Administração Municipal.

4.4 - Não haverá isenção total ou parcial do pagamento do valor da inscrição.

4.5 - A inscrição do candidato implicará na aceitação das normas contidas neste Edital e em outros a que lhe complementem ou se refiram à realização deste certame.

4.6 - O pagamento da inscrição poderá ser efetuado em dinheiro ou cheque do próprio candidato, sendo que o pagamento efetuado em cheque somente será considerado quitado após a respectiva compensação.

4.7 - Em caso de devolução do cheque, qualquer que seja o motivo, considerar-se-á automaticamente sem efeito a inscrição.

4.8 - A inscrição será feita exclusivamente pela Internet no endereço www.fadems.org.br, onde estão disponibilizados para impressão, o boleto bancário e o Edital, contendo toda a regulamentação do Concurso, cabendo ao candidato, observar os seguintes procedimentos:

a) efetuar o pagamento do boleto em qualquer agência bancária ou correspondente;

b) no último dia do período destinado às inscrições, o candidato deverá realizar a inscrição até às 23h59m (vinte e três horas e cinqüenta e nove minutos), horário de Mato Grosso do Sul;

c) após o horário fixado na leira "b" deste item, o sistema de captação das inscrições deixará automaticamente de recebê-las;

d) a FADEMS não se responsabilizará por inscrições não recebidas por motivos de ordem técnica de computadores, falhas de comunicação e de outros fatores que impossibilitem a transferência de dados;

e) a inscrição do candidato será efetivada, somente após a confirmação na FADEMS, do pagamento do valor da inscrição, na forma da letra "a" deste item.

4.8.1 - O candidato que não observar o disposto nas letras do item 4.8 terá sua inscrição cancelada e não poderá participar do Concurso objeto deste Edital.

5. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SOBRE AS INSCRIÇÕES

5.1 - Após a realização da inscrição, não serão aceitos pedidos para qualquer alteração quanto ao cargo da inscrição.

5.2 - É vedada a inscrição condicional, extemporânea, por correspondência ou via postal, fax ou correio eletrônico.

5.3 - Cada candidato realizará as provas correspondentes a um único cargo.

5.4 - É vedada a transferência do valor pago para inscrição de um candidato para outro ou para terceiros estranhos ao Concurso.

5.5 - As informações prestadas na solicitação de inscrição pela internet serão de inteira responsabilidade do candidato, reservando-se à Comissão do Concurso Público o direito de excluir do Concurso Público o candidato que não preencher o documento oficial de forma completa e correta os campos referentes ao cargo pretendido, ao nome, CPF, endereço e CEP da sua residência.

5.6 - A relação dos candidatos inscritos e homologados para participar do Concurso será publicada no Diário Oficial de Campo Grande - DIOGRANDE, disponibilizado nos endereços eletrônicos: www.pmcg.ms.gov.br e www.fadems.org.br.

5.7 - Em hipótese alguma o candidato poderá prestar prova sem que esteja confirmada sua inscrição.

5.8 - A solicitação para realizar provas em condições especiais, em decorrência de fato imprevisto, será atendida pela Comissão do Concurso, segundo os critérios de viabilidade e de razoabilidade.

5.9 - É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar a publicação de todos os atos e editais referentes ao Concurso, como a confirmação de sua inscrição, a data, o local e o horário das provas e demais comunicados, através de Editais publicado no Diário Oficial de Campo Grande - DIOGRANDE, disponibilizado nos endereços eletrônicos: www.pmcg.ms.gov.br e www.fadems.org.br.

6. DAS PROVAS DO CONCURSO

6.1 - O Concurso constará de:

a) Prova Escrita Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos;

b) Prova de Títulos, de caráter classificatório, para os candidatos aprovados na Prova Escrita Objetiva, dos cargos que requerem nível superior.

7. DA PROVA ESCRITA

7.1 - A Prova Escrita Objetiva envolverá questões de múltipla escolha com 5 (cinco) alternativas, das quais constará uma única alternativa correta, conforme especificado nos subitens a seguir, para os seguintes grupos de cargos:

a) A Prova Escrita Objetiva para os cargos que requerem nível superior e para o cargo de Técnico de Enfermagem terá duas modalidades, uma de Língua Portuguesa e outra de Conhecimentos Específicos, de acordo com os seguintes critérios:

Modalidades Prova Objetiva

Número questões

Pontuação Máxima

Aspectos a serem observados e aferidos

P1

Língua portuguesa

20

40

Leitura e compreensão de texto e domínio de conhecimentos gramaticais

P2

Conhecimentos Gerais e Específicos

30

60

Domínio de conhecimentos específicos da área de atuação

b) A Prova Escrita Objetiva para os demais cargos terá duas modalidades, uma de Língua Portuguesa e outra de Matemática, de acordo com os seguintes critérios;

Modalidades Prova Objetiva

Número questões

' Pontuação Máxima

Aspectos a serem observados e aferidos

P1

Língua Portuguesa

30

60

Leitura e compreensão de texto e domínio de conhecimentos gramaticais

P2

Matemática

20

40

Domínio de conhecimentos matemáticos relativos ao nível de escolaridade exigida

7.2 - A Prova Escrita Objetiva será realizada em 7 de fevereiro de 2010, em horário e local que serão divulgados, por Edital, publicado no Diário Oficial de Campo Grande - DIOGRANDE, disponibilizado nos endereços eletrônicos: www.pmcg.ms.gov.br e www.fadems.org.br.

7.3 - A duração das Provas Escritas será de 4 (quatro) horas.

7.4 - O candidato deverá comparecer no local das provas com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos do horário fixado no Edital, munido do comprovante de inscrição e de documento oficial de identidade indicado na sua solicitação de inscrição no Concurso e caneta esferográfica azul ou preta.

7.4.1 - Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de realização das provas, documento de identidade original, por motivo de perda ou furto, deverá substituí-lo por documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial com, no máximo, 30 (trinta) dias da expedição, sendo que, nessa condição, poderá ser submetido a identificação especial, compreendendo coleta de dados, assinatura e de impressão digital, em formulário próprio.

7.5 - Em hipótese alguma o candidato poderá prestar provas fora da data, do horário, do local e do espaço físico pré-determinados.

7.6 - Não será admitido na sala de provas o candidato que se apresentar após o horário estabelecido para o início da realização das provas.

7.7 - A ausência do candidato implicará em sua eliminação do Concurso Público, não havendo, em hipótese alguma, outra oportunidade.

7.8 - O candidato, ao terminar as provas, entregará ao fiscal o cartão de respostas, devidamente assinado.

7.8.1 - O candidato somente poderá se retirar do local de realização das provas, decorrido 1 (uma) hora do seu início, podendo somente levar o caderno de provas após as 2 (duas) primeiras horas do seu início.

7.8.2 - Os 3 (três) últimos candidatos permanecerão em sala, retirando-se em conjunto, após assinarem a Ata de Prova.

7.9 - Não serão computadas na avaliação da Prova Escrita Objetiva as questões não assinaladas no cartão de respostas e as questões que contiverem mais de uma resposta assinalada, bem como as que contiverem emendas ou rasuras.

7.10 - Terá sua prova anulada e será eliminado, automaticamente, do Concurso, o candidato que:

a) durante a realização da prova for surpreendido em comunicação com outro candidato, verbalmente, por escrito ou por qualquer outra forma;

b) utilizar-se de livros, máquinas de calcular e/ou equipamento similar, dicionário, notas e/ou impressos que não forem expressamente permitidos;

c) for surpreendido portando telefone celular, gravador, receptor, pagers ou similares, mesmo que desligados;

d) faltar com o devido respeito para com qualquer membro da equipe de aplicação da prova, com as autoridades presentes e com os candidatos;

e) recusar-se a entregar o cartão de respostas ao término do tempo destinado para realização da prova;

f) afastar-se da sala, a qualquer tempo, sem o acompanhamento de fiscal;

g) ausentar-se da sala, a qualquer tempo, portando o cartão de respostas;

h) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido;

i) tiver, a qualquer tempo, ainda que após a prova, comprovada a utilização de meios ilícitos por meio visual, grafológico ou eletrônico.

7.10.1 - Os candidatos deverão entregar, aos fiscais de sala, seus equipamentos eletrônicos desligados, que serão devolvidos por ocasião de sua saída da saia de provas,

7.10.2 - Os candidatos poderão ser submetidos, a qualquer momento, a verificação datiloscópica.

7.11 - Serão considerados aprovados no Concurso, os candidatos que obtiverem o mínimo de 50% (cinqüenta por cento) de aproveitamento do total de pontos, e 40% (quarenta por cento) dos pontos, em qualquer uma das modalidades da Prova Escrita Objetiva.

7.12 - Os resultados das Provas Escritas Objetivas serão divulgados no Diário Oficial de Campo Grande - DIOGRANDE, disponibilizado nos endereços eletrônicos: www.pmcg.ms.gov.br e www.fadems.org.br.

7.13 - A Prova Escrita Objetiva abrangerá os conteúdos programáticos descritos no Anexo II.

8. DA PROVA DE TÍTULOS

8.1 - A Prova de Títulos, de caráter classificatório, ocorrerá somente para os candidatos aos cargos que requerem nível superior e que obtiverem aprovação na Prova Escrita Objetiva.

8.2 - Os títulos serão recebidos em local, período e horário estabelecidos em Edital específico, que será divulgado no Diário Oficial de Campo Grande - DIOGRANDE, disponibilizado nos endereços eletrônicos: www.pmcg.ms.gov.br e www.fadems.org.br.

8.3 - Os títulos deverão ser entregues em cópia autenticada em Cartório ou em cópia, acompanhada do original, para conferência por membro da Comissão de Recebimento da Prova de Títulos, bem como do documento oficial de identidade do candidato e do comprovante da inscrição.

8.4 - A entrega dos títulos poderá ser efetivada peio próprio candidato ou por representante legalmente habilitado, através de procuração específica, que no ato deverá assinar o documento da entrega dos títulos, comprovando estar de acordo com a relação dos títulos recebidos pela Comissão.

8.5 - Ao entregar os títulos, o candidato receberá comprovante do recebimento, com a assinatura do candidato e de representante da Comissão de Recebimento da Prova de Títulos.

8.6 - Os títulos serão aferidos conforme os critérios e valores seguintes:

Item

Títulos

Pontuação

Unitária

Máxima

1

Diploma, certificado ou declaração original de conclusão de curso de pós-graduação em nível de Mestrado ou Doutorado.

1

1

2

Diploma, certificado ou declaração original de conclusão de curso de pós-graduação em nível de Especialização - Jato senso, com carga horária mínima de 360 (trezentos e sessenta) horas, na área de atuarão profissional.

1

1

3Comprovante de participação em eventos de qualificação profissional, na área de atuação, realizados a partir de 2004, observando-se:  
a) com carga horária igual ou superior a 80 horas/aula ou duração mínima de 12 dias. 11
b) com carga horária igual ou superior a 40 horas/aula ou duração mínima de 6 dias.12
c) com carga horária igual ou superior a 20 horas/aula ou duração mínima de 4 dias.0,753
4Comprovante de participação em palestras, seminários, congressos ou outros eventos na área de atuação profissional. 12
TOTAL10

8.7 - Todo documento expedido em língua estrangeira será considerado, somente, se apresentado com tradução para a língua portuguesa, por tradutor juramentado, e se referentes a cursos de graduação ou de pós-graduação, com reconhecimento por órgão competente no Brasil.

8.8 - Serão desconsiderados os pontos que excederem o valor máximo em cada item do quadro de atribuição de pontos para a Avaliação de Titulas, bem como os que não corresponderem às características estabelecidas em cada item.

8.9 - É vedada a concessão de pontos na Prova de Títulos ao mesmo título por mais de um item, ou seja, cada título será computado uma única vez.

8.10 - Não serão computados documentos que não consignem, de forma expressa e precisa, as informações necessárias à sua avaliação, assim como aqueles cujas cópias estiverem ilegíveis, mesmo que parcialmente.

8.11 - Cada título será avaliado de acordo com a carga horária ou em dias expressos, não sendo permitida a soma dos dias ou de carga horária de mais de um título para o mesmo item.

8.12 - Os títulos, após sua entrega, não poderão ser substituídos ou devolvidos e não será permitido acrescentar outros títulos aos já entregues.

8.13 - O resultado do total dos pontos obtidos na Prova de Títulos será divulgado no Diário Oficial de Campo Grande - DIOGRANDE, disponibilizado nos endereços eletrônicos: www.pmcg.ms.gov.br e www.fadems.org.br.

9. DOS RECURSOS

9.1 - O candidato poderá recorrer, no prazo de até 2 (dois) dias úteis, conforme o estabelecido no Edital, da omissão do seu nome, na relação dos candidatos inscritos, ou para retificação de dados, mediante preenchimento de formulário próprio, disponível via Internet. O candidato deverá entregar o formulário e cópia do comprovante de inscrição, conforme endereço e horário abaixo:

Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Educação de Mato Grosso do Sul - FADEMS
Concurso Público de Provas e Títulos/2009-PMCG
Rua Francisco Alves, nº 241 - Vila Ipiranga - Campo Grande/MS
Horários; 7h3omin às 11h e das 13h às 17h

9.2 - O recurso contra o Gabarito Oficial Preliminar das Provas Escritas Objetivas deverá ser entregue, no prazo de até 2 (dois) dias úteis, no endereço e horário constante do item 9.1.

9.2.1 - O recurso deverá ser devidamente preenchido e, obrigatoriamente, assinado pelo próprio candidato, com as seguintes especificações:

a) um formulário, devidamente preenchido, para cada questão, com a respectiva justificativa do recurso e com a bibliografia que o fundamente;

b) em cada formulário deverá constar a indicação do número da questão, cujo Gabarito Oficial Preliminar da Prova Escrita Objetiva esteja sendo questionado, e da resposta marcada pelo candidato.

9.3 - Se da análise do recurso resultar anulação de questão integrante da prova, a pontuação correspondente a essa questão será atribuída a todos os candidatos concorrentes ao cargo, independentemente de terem recorrido.

9.4 - O Gabarito Oficial Definitivo da Prova Escrita Objetiva será publicado em Edital próprio no Diário Oficial de Campo Grande - DIOGRANDE, disponibilizado nos endereços eletrônicos: www.pmcg.ms.gov.br e www.fadems.org.br.

9.5 - Em hipótese alguma serão aceitos pedidos de reconsideração ou de revisão de recursos, ou recursos contra o Gabarito Oficial Definitivo da Prova Escrita Objetiva.

9.6 - Os recursos contra a Prova de Títulos deverão ser interpostos até 2 (dois) dias úteis da divulgação da pontuação obtida na avaliação.

9.7 - Candidatos que apresentarem recursos extemporâneos ou inconsistentes, bem como justificativa, argumentação ou redação idêntica, não terão esses recursos analisados e respondidos.

9.8 -Não serão aceitos recursos fora do prazo estabelecido, sendo considerado para tanto, o carimbo de protocolo oficial da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Educação de Mato Grosso do Sul - FADEMS.

9.9 - O parecer emitido pela Comissão do Concurso, referente ao recurso interposto, será publicado no Diário Oficial de Campo Grande - DIOGRANDE, disponibilizado nos endereços eletrônicos: www.pmcg.ms.gov.br e www.fadems.org.br.

9.10 - Não serão aceitos recursos interpostos por procuração, FAX, correio eletrônico ou via postal.

10. DAS NOTAS E DA CLASSIFICAÇÃO NO CONCURSO

10.1 - A nota da Prova Escrita corresponderá ao somatório dos pontos obtidas em cada modalidade da Prova Escrita Objetiva, segundo a seguinte fórmula:

NPE = NP1 + NP2, onde:

NPE = Nota da Prova Escrita

NP1 = Nota da primeira modalidade da Prova Escrita Objetiva

NP2 = Nota da segunda modalidade da Prova Escrita Objetiva

10 2 - Serão considerados aprovados na Prova Escrita, os candidatos que obtiverem NPE igual ou superior a 50% (cinqüenta por cento) do somatório da pontuação máxima dessas provas.

10.3 - A Nota Final dos candidatos aos cargos que requerem nível superior corresponderá ao somatório da pontuação obtida na Prova Escrita (NPE) e dos pontos obtidos na Prova de Títulos.

10.4 - A classificação dos candidatos será realizada pela ordem decrescente da Nota Final atribuída a cada um deles.

10.5 - Ocorrendo igualdade na Nota Final, será observado o disposto no art. 27, parágrafo único, da Lei Federal n° 10.741, de 1° de outubro de 2003 e, sucessivamente, conforme o caso, os seguintes critérios de desempate:

a) maior número de pontos na parte de Conhecimentos Específicos, na Prova Escrita Objetiva;

b) maior número de portos em Língua Portuguesa da Prova Escrita Objetiva;

c) maior número de pontos na Prova de Títulos, para os cargos que requerem nível superior;

d) o candidato mais idoso.

10.6 - O resultado final do concurso será homologado pelo Prefeito Municipal e publicado no Diário Oficial de Campo Grande -DIOGRANDE, disponibilizado nos endereços eletrônicos: www.pmcg.ms.gov.br e www.fadems.org.br.

11. DA NOMEAÇÃO, CONVOCAÇÃO E POSSE

11.1 - A nomeação, obedecendo rigorosamente à ardem de classificação de candidatos aprovados no Concurso Público, será efetivada observando-se os dispositivos da legislação vigente, em especial da Lei Complementar nº 7, de 30 de janeiro de 1996 (Estatuto do Servidor Público Municipal).

11.2 - O candidato nomeado para provimento de cargos do Concurso objeto deste Edital será convocado para a posse através de ato publicado no Diário Oficial de Campo Grande - DIOGRANDE, para entrega dos comprovantes de atendimento dos requisitos exigidos para provimento de cargo.

11.3 - A convocação dos candidatos aprovados processar-se-á de acordo com as necessidades da Prefeitura Municipal e com a disponibilidade orçamentária, não havendo obrigatoriedade do preenchimento de qualquer das vagas oferecidas, em virtude deste processo seletivo destinar-se à formação de cadastro reserva.

11.4 - A aprovação e a classificação do candidato, geram apenas o direito a constar do Cadastro Reserva para o Quadro de Pessoal da Prefeitura Municipal.

11.5 - Por ocasião da posse, a Administração Municipal poderá solicitar exames médicos e laboratoriais complementares e outros documentos necessários ao atendimento do disposto no item 2 deste Edital.

11.6 - Terá precedência na nomeação para vagas de cargos constantes do Anexo I deste Edital, os candidatos aprovados em concurso público anteriormente realizado, observado o respectivo prazo de validade.

11.7 - A posse dos candidatos que comprovarem o atendimento dos requisitos exigidos para investidura no cargo, será efetivada pela Secretaria Municipal de Administração.

11.8 - O candidato nomeado para provimento em cargo que exija registro em órgão de fiscalização profissional, somente será empossado se apresentar o documento comprobatório dessa condição.

11.10 - A posse ocorrerá no prazo de até 10 (dez) dias, a contar da data da nomeação, podendo, no interesse da Administração Municipal, este prazo ser prorrogado por igual período.

11.11 - A investidura no cargo do candidato será sob o regime estatutário e na classe inicial do respectivo cargo.

11.12 - O candidato investido no cargo em que se habilitou no Concurso ficará em estágio probatório durante três anos, período em que terá seu desempenho avaliado para confirmação da sua estabilidade no serviço público municipal.

11.13 - Será considerado desistente, perdendo a vaga respectiva, o candidato aprovado que:

a) não se apresentar para tomar posse no prazo fixado;

b) não comprovar os requisitos exigidos para provimento do cargo, inclusive as situações previstas nos itens 11.5 e 11.8;

c) não apresentar a documentação comprobatória necessária para provimento do cargo:

d) não ter disponibilidade para ocupar o posto de trabalho no horário correspondente à vaga oferecida.

12. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

12.1 - A Comissão de Concurso Público ficará instalada na Escola de Governo do Município de Campo Grande - EGOV-CG, situada na Av. Ernesto Geisel, nº 4009, em Campo Grande/MS, com atendimento no horário das 8h às 11h e das 13h3Omin às 17h, exceto sábados, domingos e feriados.

12.2 - Durante a vigência do Concurso, na hipótese de abertura de novas vagas, por vacância ou necessidade da Administração Municipal, serão aproveitados os candidatos aprovados, obedecida rigorosamente a ordem de classificação.

12.3 - O candidato será o único responsável por tomar conhecimento das atribuições do cargo e, também, das datas, locais, horários e procedimentos pertinentes às várias etapas do Concurso Público objeto deste Edital.

12.3.1 - Após a publicação da homologação do presente Concurso, é de total responsabilidade do candidato acompanhar os atos de nomeações e convocações, a serem regularmente publicados no Diário Oficial de Campo Grande - DIOGRANDE.

12.3.2 - A Prefeitura Municipal de Campo Grande-MS, enviará, se o endereço estiver completo, um telegrama comunicando o candidato da publicação do ato de nomeação, sendo de sua exclusiva responsabilidade manter seu endereço atualizado junto ao Setor de Concurso desta Prefeitura.

12.3.3 - A Prefeitura Municipal de Campo Grande-MS não se responsabiliza por eventuais prejuízos ao candidato decorrente de:

a) endereço não atualizado;

b) endereço incompleto;

c) correspondência devolvida pela ECT por razões diversas;

d) correspondência recebida por terceiros;

e) alegação de desconhecimento das publicações dos decretos de nomeações no Diário Oficial de Campo Grande - DIOGRANDE.

12.4 - Não será fornecido aos candidatos documento comprobatório de participação ou classificação no Concurso, valendo para esse fim a publicação no Diário Oficial de Campo Grande - DIOGRANDE.

12.5 - Os documentos referentes ao Concurso ficarão sob a guarda da Secretaria Municipal de Administração, durante a sua vigência e, após esse período, poderão ser incinerados.

12.6 - A verificação, em qualquer época, de declaração ou de apresentação de documentos falsos ou da prática de atos dolosos pelo candidato, importará na anulação de sua inscrição e de todos os atos dela decorrentes, sem prejuízo de outros procedimentos legais.

12.7 - Os candidatos poderão dirimir dúvidas relativas ao Concurso junto à FADEMS, através dos telefones (0xx67) 3346-8696 ou 3346-8177, ou ainda, pelo endereço eletrônico www.fadems.org.br.

12.8 - As disposições deste Edital poderão ser alteradas ou complementadas, enquanto não efetivado o fato respectivo, através da publicação do Edital correspondente.

12.9 - Os casos omissos e as dúvidas que surgirem no processo de execução do Concurso serão dirimidos pelo Secretário Municipal de Administração.

CAMPO GRANDE-MS, 20 DE NOVEMBRO DE 2009.

ANEXO I

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS/2009 - PMCG

QUADRO DAS VAGAS, REQUISITOS EXIGIDOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DO CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS/2009

Cargo

Especialidade

Ref.;

Vagas

Exigibilidade I Requisitos

Atividades Básicas

Carga Horária Semanal

Vencimento-Base

Médico Função Ambulatorial

- Acupuntura

15

2

- Curso de Graduação em Medicina

- Comprovante de especialização (reconhecido pelo CRM, na área de atuação)

- Registro no órgão de fiscalização profissional

- exames clínicos e diagnóstico de doenças na área de especialização;

- recuperação e preservação da saúde de pacientes;

- prescrição de tratamento para cura de enfermidades e avaliação de resultados;

- execução de microcirurgias;

- estudo e pesquisas relativas a enfermidades e avaliação de resultados;

- emissão de laudos médicos;

- atendimento emergencial e de primeiros socorros,

- alimentação do sistema de informação em saúde;

- execução das tarefas especificas às funções do cargo.

20h

R$ 1.847,71

- Cardiologia Pediátrica1
- Cirurgia Geral2
- Clinica Geral2
- Endocrinologia Adulto2
- Endocrinologia Pediátrica1
- Geriatria1
- Homeopatia2
- Neurologia Adulto1
- Neurologia Pediátrica2
- Oftalmologia Adulto2

- Oftalmologia Pediatria

2
- Pediatria6
- Psiquiatria2
- Reumatologia2
- Ultrassonografia2
- Dermatologia1

Médico PSF

 

15

9

- Curso de Graduação em Medicina

- Registro no órgão de fiscalização profissional

- atendimento de forma integral à saúde do indivíduo, da família e comunidade, no domicílio, no ambulatório e em hospitais;

- identificação das condições de risco para a saúde do indivíduo e da comunidade;

- integração com outros níveis de atenção à saúde no município de Campo Grande, buscando maior resolutividade na atenção à saúde;

- participação em atividades de educação em serviço;

- alimentação do sistema de informação em saúde,

- desenvolvimento de ações programáticas definidas pela Secretaria Municipal de Saúde e pela Coordenação do Programa de Saúde da Família;

- realização de planejamento local e execução de outras tarefas especificas às funções do cargo

40h

R$ 1.847,71

Assistente Social

 

14

4

- Curso de Graduação em Serviço Social

- Registro no órgão de fiscalização profissional

- planejamento, execução, acompanhamento e avaliação de programas e projetos sociais;

- coordenação e supervisão de trabalhos comunitários na área social;

- identificação de lideranças comunitárias;

- levantamento de recursos existentes na comunidade;

- coordenação e orientação de atividades relativas ao desenvolvimento, diagnóstico e tratamento da comunidade em seus aspectos sociais;

- elaboração de relatórios e pareceres técnicos.

40h

R$ 1.517,76

Fonoaudiólogo

14

 

1

- Curso de Graduação em Fonoaudióloga

- Registro no órgão de fiscalização profissional

- diagnóstico, tratamento, prevenção e reabilitação da comunicação oral e escrita;

- orientação técnica para o desenvolvimento da linguagem oral e escrita da criança e do jovem;

- emissão de laudos técnicos.

40h

R$ 1.517,76

Nutricionista 143- Curso de Graduação em Nutrição

- Registra órgão de fiscalização profissional

- planejamento, execução, supervisão e avaliação de serviços de nutrição e dietética;

- elaboração de dietas alimentares padronizadas;

- orientações dietéticas a pacientes,

- análises laboratoriais de alimentos;

- organização e coordenação de pesquisas sobre estado nutricional da população;

- orientações relativas a programas e projetos de nutrição;

- elaboração de documentos e relatórios.

40hR$ 1.517,76
Psicólogo 143- Curso de Graduação em Bacharelada em Psicologia

- Registro no órgão de fiscalização profissional

- aplicação de métodos e técnicas psicológicos para diagnóstico e orientação psicossocial;

- participação no processo de seleção profissional;

- elaboração, execução e avaliação de programas de treinamento;

- estabelecimento de alternativas de solução em casos de problemas de ajustamentos pessoal e familiar;

- emissão de pareceres e laudos técnicos na área;

- elaboração de documentos e relatórios.

40hR$ 1.517,76
Terapeuta Ocupacional 142- Curso de Graduação em Terapia Ocupacional

- Registro no órgão de fiscalização profissional

- execução, acompanhamento e avaliação de programas de recuperação das capacidades funcionais do indivíduo;

- elaboração e aplicação de testes para avaliar níveis de capacidade funcional;

- elaboração e execução de programas de atividades terapêuticas p para a vida diária e profissional;

- orientação de pacientes e seus familiares para adaptação funcional e comunitária;

- emissão de pareceres e laudos técnicos.

40hR$ 1.517,76
Odontólogo- Radiologista 151- Curso de Graduação em Odontologia

- Comprovante de especialização (reconhecido pelo CRO, na área de atuação)

- Registro no órgão de fiscalização profissional

- prevenção, diagnóstico e tratamento de enfermidades da boca, dentes e maxilares;

- recuperação da função dos dentes (restauração, obturação, extração, limpeza);

- perícias legais;

- realização de procedimentos conservadores da vitalidade pulpar;

- procedimentos cirúrgicos na tecido, na cavidade pulpar e paraendodônticos,

- tratamento dos traumatismos dentários;

- emissão de laudos e pareceres técnicos;

- alimentação do sistema de informação em saúde;

- execução das tarefas especificas às funções do cargo.

20hR$ 1.847,71
- Protesista1
- Pediatria1
- Clinico Geral1
- Estomatologista1
Odontólogo PSF 155- Curso de Graduação em Odontologia

- Registro no órgão de fiscalização profissional

- Diagnosticar e tratar afecções da boca, dentes e região maxilofacial e procede- ã odontologia profilática;

- Identificar as necessidades e expectativas da população em relação à saúde bucal;

- Programar e realizar vistas domiciliares de acordo com as necessidades identificadas,

- Realizar levantamento epidemiológico para traçar o perfil de saúde bucal da população adstrita;

- Desenvolver ações intersetoriais para a promoção da saúde bucal,

- Executar ações básicas de vigilância epidemiológica em sua área de abrangência;

- Estimular e executar medidas de promoção da saúde, atividades educativas e preventivas em saúde bucal;

- Participar do processo de planejamento, acompanhamento e avaliação das ações desenvolvidas no território do abrangência das unidades básicas de saúde da família;

- Realizar os procedimentos clínicos definidos na Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NGB/SUS 96 - e na Norma Operacional Básica da Assistência à Saúde (NOAS);

- Organizar o processo de trabalho de acordo com as diretrizes do PSF e do plano de saúde municipal;

- Encaminhar e orientar os usuários que apresentam problema complexos a outros níveis de assistência, assegurando seu acompanhamento;

- Realizar atendimentos de primeiros cuidados nas urgências;

- Emitir laudos, pareceres e atestados sobre assuntos de sua competência;

- Executar as ações de assistência integral, aliado a atuação clinica à saúde coletiva, assistindo as famílias, indivíduos ou grupo específicos, de acordo com planejamento local;

- Supervisionar o trabalho desenvolvido pelo THD e o ACD.

40hR$ 1.847,71
Monitor de Alunos 1210- Curso de Ensino Médio- orientar os alunos quanto às normas da Unidade Escolar;

- organizar a entrada e saída dos alunos,

- zelar pela disciplina dos alunos dentro e fora das salas de aula;

- orientar os alunos quanto à manutenção da limpeza da escola;

- monitorar o deslocamento e permanência de alunos nos corredores e banheiros da Unidade Escolar;

- realização de atividades de recepção;

- prestar informações com urbanidade e tratar com respeito os alunos e funcionários da Unidade Escolar.

40hRS 555,13
Técnico de Enfermagem 350- Curso de Ensino Médio

- Curso de Técnico de Enfermagem

- Registro no Conselho Regional de Enfermagem, na categoria de Técnico de Enfermagem

- executar atividades auxiliares de nível médio técnico, atribuídas á equipe de enfermagem;

- prestar assistência ao Enfermeiro nas atividades de:

- planejamento, programação, orientação e supervisão das ações de assistência de enfermagem;

- prestação de cuidados diretos de enfermagem a pacientes em estado grave;

- prevenção e controle das doenças transmissíveis em programas de vigilância epidemiológica;

- prevenção e controle sistemático de infecção

- prevenção e controle sistemático de danos físicos que possam ser causados a pacientes durante a assistência de saúde;

- participação dos programas e nas atividades de assistência integral à saúde individual e de grupos específicos, particularmente daqueles prioritários e de alto risco;

- participação nos programas de higiene o segurança do trabalho e de prevenção de acidente e de doenças profissionais e do trabalho;

- realização de atividades de assistência de enfermagem, exceto as privativas do Enfermeiro e do Enfermeiro Obstétrico.

40hR$ 724,90
Assistente em Biblioteca 220- Curso de Ensino Médio, acrescido de conhecimento especifico, comprovado através de cursos na área ou de experiência na execução de atividades em biblioteca- organizar e manter em ordem o acervo da biblioteca escolar;

- proceder ao tombamento do acervo bibliográfico, tecnológico e visual;

- manter o controle dos empréstimos e devoluções do acervo da biblioteca;

- zelar pela guarda e manutenção dos materiais bibliográficos e equipamentos alocados na biblioteca escola;

- realização de atividades de recepção;

- orientar a utilização de recursos tecnológicos: som, TV, vídeo e DVD, dentre outros.

40hR$ 555,13
Agente de Atividades Educacionais 1010- Curso de Ensino Médio- execução de atividades administrativas em unidades escolares e Centro de Educação Infantil,

- realização de atividades técnicas e de informática na área;

- atuação em projeto de caráter educativo e comunitário;

- realização de atividades de recepção;

- apoiar e auxiliar os trabalhos pedagógicos, visando facilitar o processo de interação com a comunidade escolar e associações a ela vinculadas e zelar pela organização e manutenção do ambiente escolar,

- apoiar nas atividades de educação inclusiva. como promotor de inclusão educacional e social de alunos com deficiência e que necessitam de atendimento especial.

40hR$ 529,27
Merendeira 0215- 5° ano do Ensino Fundamental- organização, manutenção, limpeza e conservação da copa, cozinha e outros ambientes;

- utilização de normas de higiene e conservação de alimentos;

- controle do estoque de gêneros alimentícios;

- preparo e distribuição da merenda escolar de acordo com as normas básicas de nutrição e higiene;

- recebimento, conferência e armazenamento de gêneros alimentícios;

- utilização correta de materiais e equipamentos utilizados na cozinha;

- atendimento de copa e cozinha.

40hR$ 469,83

ANEXO II AO EDITAL nº 04/01/2009.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

CARGOS COM EXIGIBILIDADE DE CURSO DE ENSINO SUPERIOR PARTE I - LÍNGUA PORTUGUESA

Leitura e entendimento de texto. Fonemas e letras. Encontros vocálicos, encontro consonantal e dígrafos. Sílaba: divisão silábica e tonicidade. Ortografia: emprego das letras, emprego do hífen, acentuação gráfica, acentuação dos verbos ter, vir, crer, dar, ler, ver e seus compostos. Formação de palavras: derivação, composição. Significado das palavras: sinonímia, antonímia, denotação e conotação. Classes de palavras: classificação e flexão. Termos da oração: essenciais, integrantes e acessórios. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. Regências verbal e nominal. Concordâncias verbal e nominal. Crase. Colocação pronominal. Problemas gerais da língua culta: por que / porque / por quê / porquê; onde / aonde; mas / mais; mau / mal; que / quê; a / há; demais / de mais. Pronomes de tratamento usados na redação oficial. Períodos compostos por coordenação e subordinação. Coerência e coesão textuais. Diversidade textual (gêneros e tipos).

PARTE II - CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CARGO: ASSISTENTE SOCIAL

1, Lei Orgânica da Assistência Social - LOAS; 2. Regulamentação da Profissão do Assistente Social; 3. Código de Ética do Assistente Social; 4. História, Fundamentos Teóricos e Éticos do Serviço Social; 5. Instrumentos e Técnicas de Serviço Social; 6. Planejamento e Pesquisa Social; 7. Políticas Públicas: 7.1 Políticas Educacionais e Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB); 7.2 Políticas e Sistema Único de Saúde (SUS); 7.3 Política Nacional e Estatuto do Idoso; 7.4 Estatuto da Criança e do Adolescente; 7.5 Política Nacional para integração da pessoa Portadora de Deficiência. Sistema Único da Assistência Social (SUAS); Redes de Atendimento; Proteção Social Básica (PSB) e Proteção Social Especial (PSE); Família: as novas modalidades de família, metodologias de abordagem familiar.

CARGO: FONOAUDIÓLOGO

Conhecimento em Anatomia e Fisiologia (pertencentes à prática fonoaudiológica). Patologia dos Órgãos da Fala e da Audição. Patologia do Sistema Nervoso Central: Patologia do SNC e suas implicações na comunicação: Encefalotopias não progressivas, Encefalopatia Crônica Infantil Fixa (Paralisia Cerebral), Disartrias, Dispraxias, Apraxias, Dislexia. Deficiência Mental. Distúrbios Psiquiátrico. Lingüística Fonética e fonologia. Desenvolvimento Humano: Físico e motor, perceptual e cognitivo. Desenvolvimento do Indivíduo Excepcional: Conceitos Básicos. Aspectos psico-sociais dos indivíduos considerados excepcionais. Classificação das excepcionalidades: mental, visual, auditiva e física. Audiologia: Avaliação audiológica completa. Linguagem Oral: Desenvolvimento da Linguagem Oral: Contribuições das principais teorias psicolingüísticas: Comportamental (Skiner); Construtivista (Piaget); Inatista (Chomsky) e Sócio Interacionista(Vigotsky). Etapas de aquisição da linguagem: fonético-fonológica; Sintática, Semântica, Pragmática. Linguagem Escrita: Desenvolvimento da linguagem escrita: Contribuições das principais teorias psicolingüísticas: Comportamental (Skiner); Construtivista (Piaget); Inatista (Chomsky) e Sócio Interacionista(Vigotsky). Etapas de aquisição da linguagem escrita. Teorias, Técnicas, Avaliação e Tratamento dos Distúrbios da Comunicação: Fonoaudiologia em Instituição Educacional: Fonoaudiologia educacional: Objetivos conceitos e papéis. A instituição e a equipe multi e interdisciplinada.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - ACUPUNTURA

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA. Teorias Básicas: Teoria Yin-Yang e sua aplicabilidade; Teoria dos Cinco Elementos e sua aplicabilidade. Teorias aplicadas à morfologia e fisiologia: Qi, Xue (Sangue) e Jin Ye (Líquidos Orgânicos); Jing (Essência), Shen (Mente); Os Zang Fu e suas funções; Classificação geral dos Jing Luo; Os doze jing (meridianos) principais e os oito jing (meridianos) extraordinários; Localização e função das zonas neurorreativas ("pontos") de acupuntura. Etiopafogenia e Fisiopatologia: Classificação dos fatores etiológicos: externos, internos e outros; Mecanismo de adoecimento. Semiologia; As quatro técnicas de exame; Interpretação dos sinais e sintomas. Diagnóstico ou Diferenciação de Sintomas: Diagnóstico por Oito Princípios; Diagnóstico por Zang Fu. Tratamento: Princípios de tratamento; Seleção de zonas neurorreativas ("pontos") de acupuntura; Técnicas de tratamento; Abordagem terapêutica das principais nosologias. NEUROFISIOLOGIA DA ACUPUNTURA. Zonas neurorreativas ("pontos") de acupuntura: Principais neuroceptores; Características neurofisiológicas; Localização anatômica; Rede neural e vias aferentes: Fibras nervosas envolvidas; Propriedades neurofisiológicas. Sistema nervoso central: Conexões, vias neurais e núcleos na medula espinhai; Conexões, vias neurais e núcleos supra-espinhais. Neuromodulação: neuromoduração da acupuntura em nível local; Neuromodulação da acupuntura em nível segmentar; Neuromodulação da acupuntura em nível supra-espinhal. Neurotransmissores: neurotransmissores envolvidos com o mecanismo de ação da acupuntura; Propriedades neuroquímicas, características e vias e núcleos envolvidos. PESQUISA CLÍNICA EM ACUPUNTURA: Epidemiologia clínica e tipos de investigações; Metodologias de pesquisa clínica em acupuntura; Dificuldades na pesquisa clínica em acupuntura; Análises sistemáticas e metanálises em acupuntura. EFEITOS ADVERSOS DA ACUPUNTURA

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL-CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA

Anatomia básica do coração normal; Classificações morfológicas utilizadas para estudo do coração e grandes vasos; Embriologia ao coração e dos grandes vasos; Fisiologia cardiovascular fetal normal e em condições patológicas; Fisiologia do coração normal e em condições patológicas; Genética das enfermidades cardiovasculares; Semiologia cardiovascular normal e em condições patológicas; Eletrocardiograma normal e em condições patológicas; Radiologia normal do coração e em condições patológicas; Ecocardiograma transtorácico e transesofágico com Doppler normal e em condições patológicas; Teste ergométrico na criança - indicações e interpretação de resultados; Hemodinâmica do coração normal e em condições patológicas; Principais projeções angiográficas utilizadas para estudo das malformações cardiovasculares; Indicações de cateterismo intervencionista em defeitos congênitos e adquiridos na criança; Ressonância Magnética do coração e grandes vasos em condições patológicas; Cardiopatias congênitas acianóticas (anatomia, fisiopatologia, história natural, indicações cirúrgicas e evolução pós-operatória, indicações de estudos invasivos ou intervencionistas); Cardiopatias congênitas cianóticas (anatomia, fisiopatologia, história natural, indicações cirúrgicas e evolução pós-operatória, indicações de estudos invasivos ou intervencionistas); Enfermidades cardiovasculares adquiridas (fisiopatologia, diagnóstico clínica e laboratorial, tratamento); febre reumática, enfermidade linfomucocutãnea, acatites, pericardites, endocardite bacteriana; Tumores cardíacos na idade pediátrica (tipos histológicos, diagnósticos, tratamento); Suporte pós-operatório imediato das principais cardiopatias; Principais drogas de uso cardiovascular na criança com cardiopatia - farmacodinãmica, ações terapêuticas, contra-indicações; Principais cirurgias utilizadas no tratamento de enfermidades cardiovasculares na criança (razões técnicas de sua aplicação); Arritmias cardíacas - diagnóstico e tratamento (farmacológico e invasivo); Cardiopatia congênita no adolescente e no adulto jovem. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.14211990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - CIRURGIA GERAL

Resposta endócrino-metabólica ao trauma. Equilíbrio hidrossalino e ácido-básico; Nutrição em Cirurgia; Cicatrização; Ferida cirúrgica; Fundamentos Técnicos dos processos de síntese cirúrgica; Infecções em cirurgia; Cuidados do pré e pós-operatório; Choque; Complicações dos pós-operatórias; Traumatismo em geral; Politraumatizado; Primeiro Socorro e transporte; Traumatismo do crânio e da face; Aspectos gerais; 16. Traumatismos cervicais; Traumatismos torácicos; Traumatismos abdominais; Traumatismos pelve-perineais: Traumatismos vasculares periféricos; Traumatismos do nevos periféricos; Queimaduras, Afecções cirúrgicas da parede torácica; Toracotomias; Afecções cirúrgicas da pleura e do pulmão; Afecções do mediastino; Afecções cirúrgicas da parede abdominal; Hérnias. Afecções cirúrgicas do peritônio e do retroperitônio; Acessos à cavidade peritoneal; Drenagens; Afecções cirúrgicas do diafragma; Abdômen agudo; Hemorragia digestiva; 34 Afecções cirúrgicas do Esôfago; Afecções cirúrgicas do fígado e vias biliares; Afecções cirúrgicas do estômago; Afecções cirúrgicas do duodeno; Afecções cirúrgicas do jejuno-íleo; Afecções cirúrgicas do colo e apêndice vermiforme; Afecções cirúrgicas do reto e ânus; Afecções cirúrgicas do pâncreas; Afecções cirúrgicas do baço. Sintomas; Hipertensão portal; Infecção; Tumores e cistos da pele e do tecido celular subcutâneo. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.14211990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - CLÍNICO GERAL

Aparelho Circulatório: Insuficiência Cardíaca Esquerda e Global, Choque -Diagnóstico Diferencial e Tratamento, Lesões Valvulares, Doenças Reumáticas, Angina Pectoris e Síndrome Intermediária, Arritmias Cardíacas, Miocardiopatias, Aneurisma de Aorta e Aneurismas Periféricos, Doença Venosa Periférica; Aparelho Respiratório: Asma e Enfisema Pulmonar, Bronquite Crónica, Bronquiectasia, Neoplasia Pulmonar, Pneumonias, Tuberculose e Paracoccidioldomicose, Derrame Pleura', Síndrome de Apnéa do Sono; Doenças Renais: Síndrome Nefrótica, Hipertensão Arterial, Obstrução do Trato Urinário, Litíase Renal, Insuficiência Renal Aguda e Crônica, Infecção do Trato Urinário; Doenças Gastrointestinais: Hemorragia Gastrointestinal, Diarréia, Gastrite e Úlcera Péptica, Doença Diverticular, Pancreatite Aguda e Crônica, Icterícia - Diagnóstico Diferencial, Hepatite Aguda e Crônica, Cirrose Hepática, Litíase Biliar, Neoplasias do Fígado, Neoplasias do Estômago, Neoplasias do Colo; Hematologia Anemias - Diagnóstico Diferencial e Tratamento, Leucemías, Linfomas, Interpretação do Hemorrama; Endocrinologia: Diabetes Mellitus, Hipotireoidismo, Hipertireoidismo, Nódulos Tireoidianos - Diagnóstico Diferencial, Câncer de Tireóide, Insuficiência Adrenal, Síndrome de Cushing, Feocromocitoma, Hiperaldosteronismo, Hirsutismo, Osteoporose, Obesidade - Diagnóstico Diferencial e Orientação Dietética, Hiperlipemias; Reumatologia: Artrite Reumatóide, Lupus Eritematoso, Polimiosites, Esclerodermia, 22índromes Musculoesquelélicas Associadas à Neoplasia, Bursites, Dor Lombar -Diagnóstico Diferencial e Tratamento; Doenças Infecciosas: Diagnóstico Diferencial da Síndrome Febril, Sinusites e Rinites, Doenças Sexualmente Transmissíveis, AIDS, Parasitoses, Doenças Bacterianas, Viroses; Imunização; Doenças Neurológicas: Síndrome da Dor, Acidentes Vasculares Cerebrais, Epilepsia, Meningites, Neoplasias Cerebrais; Dermatologia: Micoses da Pele e Fâneros, Dermatites, Neoplasias de Pele; Hanseníase; ética médica. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.14211990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - DERMATOLOGIA

Diagnóstico das doenças da pele: Principais tipos de lesão, disposição das lesões, distribuição das lesões, métodos diagnósticos. Dermatites: dermatite de contato, Dermatite atópica, Dermatite seborréica, Eczema numular, dermatites crônicas, Dermatite esfoliativa generalizada, Dermatite de estase, Líquen simples crônico. Infecções da pele: Doenças estafilocócicas, Erisipela, Foliculíte, Furúnculo, Carbúnculo, hidradenite supurativa, infecções periungueais, Eritrasma, Hanseníase, Leishmaniose, Blastomicose. Micoses superficiais: Infecções por dermatófitos, infecções por leveduras: candidíase, ptiriase versicolor. Infecções parasitárias: Escabiose, Pediculose, Larva migrans. Dermatoviroses: Verrugas, Molusco contagioso. Alterações do folículo piloso e das Glândulas sebáceas: Acne, Rosácea, Dermatite perioral, Hipertricose, Alopecia, Pseudofoliculite da barba, Cisto sebáceo.Erupções eritematoescamosas: Psoríase, Ptiríase Rósea, Líquen plano. Reações inflamatórias da pele: Erupções por drogas, Necrólise Epidérmica Tóxica, Eritema polimorfo, Eritema nodoso, Granuloma Anular, Lupus. Erupções bolhosas: Pênfigo foliáceo e vulgar. Dermatite herpetiforme. Alterações da corneificação: Ictiose, Queratose, Calosidades. Ulceras por pressão. Alterações da pigmentação: Hipopigmentação: Albinismo, Vitiligo, hipopigmentação inflamatória, Hiperpigmentação. Alterações da sudorese: Miliária, Hiperidrose. Tumores benignos: Nevus, nevus displásicos, lipomas, angiomas, Granuloma piogênico, queratose seborréica, Dermatofibroma, Queratoacantoma, Quelóide. Tumores malignos: Carcinoma Basocelular, Carcinoma Espinocelular, Melanoma, Sarcoma de Kaposi. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.14211990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - ENDOCRINOLOGIA ADULTO

Diabetes Mellitus: Diagnóstico Clinico, Diagnóstico Laboratorial, Tratamento Ambulatorial, Complicações Crônicas - Diagnóstico e Tratamento, Neuropatias, Nefropatias, Angiopatias, Hipoglicemias, Resistência Insulinica; Tireóide: Diagnóstico Diferencial dos Nódulos Tireoidianos, Câncer de Tireóide - Diagnóstico e Tratamento, Hipertireoidismo, Hipotireoidismo, Tireoidites Aguda, Subaguda e Crônica - Diagnóstico e Tratamento; Hiperprolactinemia - Diagnóstico e Tratamento, Tumores Hipofisários - Diagnóstico Clínico, Laboratorial e Radiológico, Diabetes Insipidus e SIADH, Testes Funcionais do Eixo Hipotálamo-Hipofisário; Adrenal: Síndrome de Cushing - Diagnóstico Diferencial e Tratamento, Insuficiência Adrenal - Diagnóstico e Tratamento, Defeitos de Síntese da Adrenal, Hiperaldosteronismo e Hipoaldosteronismo, Feocromocitoma; Puberdade; Puberdade Precoce - Diagnóstico e Tratamento, Retardo Puberal - Diagnóstico e Tratamento; Reprodução: Hirsutismo - Diagnóstico Diferencial e Tratamento, Síndrome de Ovários Policisticos; Alterações Metabólicas; Diagnóstico Diferencial de Obesidade, Hiperlipemias - Diagnóstico e Tratamento, Tratamento Dietético de Obesidade e Hiperlipemias; Paratireóides: Hiperparatireoldismo - Diagnóstico e Tratamento, Hipoparatireoidismo - Diagnóstico e Tratamento, Diagnóstico Diferencial das Hipercalcemias, Osteoporose - Diagnóstico e Tratamento, Diagnóstico Diferencial dos Distúrbios de Calcificação; Ética Médica. Legislações do SUS; Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.14211990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - ENDOCRINOLOGIA PEDIÁTRICA

Tumores Hipofisários. Hipopituitarismo. Hiperprolactinemia. Tratamento dos Protactinomas. Diabetes insípido. Avaliação da criança com baixa estatura. Manuseio da Puberdade Retardada. Manuseio da Puberdade Precoce. Genitália Ambígua. Hiperparatiroidismo. Doenças da tireóide. Insuficiência Adrenal Primária. Síndrome de Cushing. Hiperplasia Adrenal Congênita. Criplorquidia e Micropênis. Ginecomastia. Diabetes mellitus Dislipidemia. Obesidade. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.14211990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - GERIATRIA

Aspectos gerais do envelhecimento e gerontologia; Transição demográfica e epidemiológica; Teorias sobre o envelhecimento; Aspectos biológicos e fisiológicos do envelhecimento; Política Nacional do Idoso; Aspectos legais e éticos; 7. O idoso na sociedade; equipe multidisciplinar; Modalidades de atendimento; 9. Cuidados com o paciente terminal; Prevenção e promoção da saúde; Sexualidade no idoso; Geriatria; Psicogeriatria: demências; delirium e depressão; Instabilidade postural e quedas; Imobilidade e úlceras de pressão; Incontinência urinária e fecal; latrogenia e farmacologia no idoso; 18. Hipertensão arterial; Insuficiência cardíaca; Arritmias; Doenças coronarianas e cerebrovasculares no idoso; Parkinson; tremores; neuropatias e epilepsia; Pneumonia: doença pulmonar obstrutiva crônica, embolia pulmonar; Reabilitação; Nutrição; Visão e audição; Osteoartrite; osteoporose e paget; Diabetes e tireóide; anemia e mieloma; Imunizações e infecções; Neopiasias; Doenças dermatológicas; Aparelho gastrintestinal; Infecção urinária; Terapia de reposição hormonal. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.14211990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - HOMEOPATIA

Filosofia Homeopática: a) Histórico - Evolução do pensamento médico - correntes de pensamento - animismo, vitalismo, iatroquimica e iatromecanica; Hahnemann: vida e obra; Vitalismo de acordo com Hahnemann; A história da homeopatia após Hahnemann; b) Similitude - o princípio da similitude na história da medicina; c) Patogenesia - Experimentação no homem são - doença artificial; intoxicação, sensibilidade, suscetibilidade e idiossincrasia; d) Doses mínimas - efeitos farmacodinámicos; doses ponderais - efeitos primários, secundários e alternantes; e) Remédio único f) Doente - doença - Histórico de conceito de doença; Visão hahnemaniana sobre o homem, abordando os conceitos de saúde, doente, doença e cura; Mecanismos defensivos e curativos do organismo; g) Doença aguda - Doença aguda: conceito, caracterização, classificação segundo Hahnemann; Gênio epidémico: conceito, caracterização, pesquisa; O quadro agudo como expressão do miasma crônico; h) Doença crónica - Evolução do conceito de doença em Hahnemann: Syphilis-Sycose-Psora; O pensamento dos seguidores de Hahnemann sobre as doenças crônicas ; Influência sobre o conceito de diátese: Psora, Sycose, Syphilis, Tuberculinismo, Cancerinismo; i) Cura - Conceito e significado; Evolução do conceito; Compreensão das leis de cura ;Ideal de cura; Cura no plano dinâmico; Obstáculos à cura; Possibilidades e limitações da homeopatia; Níveis de cura; Similar e Simillimum - j) Correntes terapêuticas; Semiologia Homeopática: a) Fundamentação: conceito - Individualização do doente e do medicamento; Sintomas:- Conceito;- Caracteristicas - objetivos, subjetivos, etc;­Classificação - comuns, patognomônicos, raros, peculiares, etc; Modalidades: definição e tipos; Casualidade: Noxas-Biopatografia; b) Anamnese homeopática; c) Avaliação clínica ; d) Repertórios - Histórico, estrutura e manejo dos repertórios; Abrangência, confiabilidade, limitações e finalidades; A utilização dos repertórios como auxilio do ato semiológico; Técnicas de repertorização. Clínica e Terapêutica Homeopática: a) Diagnósticos em homeopatia - clinico, medicamentoso, miasmático, constitucional, etc ; b) Compreensão do caso - escolha e hierarquização de sintomas; sintomas guias e auxiliares, etc; c) Prescrição homeopática - correntes terapêuticas: unicismo, pluralismo, alternismo, complexismo, isopatia, etc; abordagens estratégicas na similitude com a doença, com o doente, com a constituição; elemento que fundamentam a prescrição, escala, dinamização, quantidade, doses únicas ou repetidas, etc d) Primeira prescrição; e) Prognóstico clínico-dinâmico e segunda prescrição; f) Casos Clínicos - observações prognosticas e critérios de avaliação evolutiva dos casos - doenças agudas, crônicas e incuráveis; obstáculos à cura - identificação e manejo. g) Pesquisas básicas e clínicas; Matéria Médica Homeopática: conceitos, tipos e estrutura; medicamentos policrestos e semi policrestos. Farmácia Homeopática: a) Medicamentos homeopáticos - origem; Nomenclatura; Sinonímia; Abreviatura; b) Métodos e escalas da preparação; c) Veículos homeopáticos; d) Formas farmacêuticas; e) Receituário homeopático. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.142/1990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - NEUROLOGIA PEDIÁTRICA

Exame neurológico do recém-nascido. Exame neurológico do lactante. Meningites e encefalites. Epilepsia e distúrbios paroxísticos de natureza não epiléptica na infância. Patologias neurológicas do período neonatal. Malformações do SNC. Distúrbios do desenvolvimento da linguagem. Paralisia celebrai. Deficiência mental. Cromossomopatias de interesse neurológico. Erros inatos do metabolismo dos aminoácidos. Mucopolissacaridoses. Neuroectodermoses. Erros inatos do metabolismo dos açucares de interesse neurológico. Organoacidopatias. Mitocondriopatias. Tumores do SNC na infância. Distúrbios do sono, do comportamento, do aprendizado escolar e do déficit da atenção. Hipertensão intracraniana e hidrocefalia. Cefaléias primárias. Miopatias e doenças da junção mioneural. Neuropatias periféricas. Ataxias agudas. 24 Infecções congênitas. Afecções dos gânglios da base. Peroxissomopatias. Lisossomopatias. Doenças neurológicas heredodegenerativas. Doenças desmielinizantes. Comas. Traumatismo craniencefálico. Acidentes vasculares cerebrais na infância. Comprometimento neurológico nas doenças sistêrnicas. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.14211990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - NEUROLOGIA ADULTA

Cefaléia; Epilepsia; Coma e Outras Alterações da Consciência; Meningites e Meningoencefalites; Doenças Cérebro-Vasculares; Neuropatias Periféricas; Doenças Musculares; Doenças Desmielinizantes do Sistema Nervoso Central; Doenças Degenerativas do Sistema Nervoso Central; Demências, Distúrbios do Movimento, Neoplasia do Sistema Nervoso Central; Ética Médica. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.142/1990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - OFTALMOLOGIA ADULTA

Anatomia da Órbita; Anatomia do Globo Ocular; inervação, Vascularização e Musculatura do Globo Ocular; Conteúdo do Globo Ocular; Glaucoma; Catarata; Estrabismo; Conjuntivites; Uveites; Retinopatias; alterações refrativas; fundoscopia congênita; retinopatia da pré naturidade e catarata; Ética Médica. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.14211990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - OFTALMOLOGIA PEDIÁTRICA

Baixa visão na infância. Estratégias de prevenção de cegueira infantil.. Retinopatia da prematuridade: epidemiologia, diagnóstico, métodos de triagem, intervenções e prevenção. Epidemiologia da saúde ocular na infância. Oftalmologia baseada em evidências. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.142/1990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - PEDIATRIA

Atendimento, avaliação e reanimação na sala de parto. Aleitamento e alimentação do recém-nascido, nutrição parenteral total. Asfixia perinatal. Anomalias congênitas. Distúrbios hídricos e metabólicos. Erros inatos de metabolismo. Infecções agudas, infecções congênitas, sífilis, toxoplasmose e rubéola. Profilaxia e controle da infecção hospitalar. Hiperbilirrubinemia neonatal. Distúrbios: respiratórios, cardiovasculares, digestivos, hematológicos, neurológicos e geniturinários. Patologias cirúrgicas. Indicadores de agravos perinatais. Sistema de agravos notificáveis. Metodologia cientifica, pediatria preventiva, pediatria neonatal. Crescimento e desenvolvimento psicomotor. Adolescência. Distúrbios nutricionais. Emergências pediátricas. Doenças infecciosas e parasitárias. Alergia e imunopatologia. Doenças neurológicas e musculares, Doenças do aparelho digestivo, respiratório, cardiovascular, urinário e endócrino. Doenças do sangue e órgãos hematopoiético. Doenças da pele e anexos. Doenças genéticas, afecções cirúrgicas da criança e do adolescente afecções oftalmológica da criança e do adolescente, afecções otorrinolaringológicas da criança e do adolescente, afecções psiquiátricas da infância e da adolescência, afecções rematológicas da criança e do adolescente, alterações nutricionais e metabólicas da criança e do adolescente, promoção da saúde da criança e do adolescente. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.142/1990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - PSIQUIATRIA

Semiologia Psiquiátrica: Estado da cognição; Estado da afetividade; Estado da psicomotricidade: Estado da atenção; Estado da consciência; Estado da orientação; Estado da memória. Clínica psiquiátrica: Etiologia dos transtornos mentais; Evolução dos transtornos mentais; Diagnóstico dos transtornos mentais; Normal e patológico; Esquizopatias; Timopatias; Transtornos orgânico-cerebrais; Transtornos mentais sintomáticos; Transtornos da ansiedade; Transtornos obsessivos-compulsivos; Estados deficitários; Transtornos decorrentes do uso de substâncias psicoativas. Urgências psiquiátricas. Saúde Mental: níveis de prevenção; Organização de serviços; Políticas de saúde mental. Psicoterapias. Psicofarmacologia; Ética Médica. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.14211990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - REUMATOLOGIA

Doenças Reumáticas: Introdução e Classificação. Etiopatogenia: Avaliação do Paciente Reumático: Anamnese e Exame Físico, Laboratório, Imunologia, Síndromes Dolorosas Regionais e Sistêmicas: Coluna Cervical e Lombar, Ombro, Cotovelo, Punho e Mão, Quadril, Joelho, Tornozelo e Pé, Fibromialgia; Doenças Degenerativas e Metabólicas: Osteoartrite. Artrites Microcristalinas. Doenças Osteometabólicas. Osteoporose; Doenças Inflamatórias do tecido Conjuntivo: Artrite Reumatóide, Espondiloartropatias. Lupus Eritematoso Sistêmico, Esclerose Sistêmica. Dermatopolimiosite. Vasculites. Febre Reumática. Síndrome de Sjogren. Artrite Reumatóide Juvenil; Artropatias Infeciosas: Artrites Piogênicas. Artrites Especificas. Artropatias Reacionais; Aspectos Psicossociais: Aspectos Psicossociais das Doenças Reumáticas; Tratamento das Doenças Reumáticas: Antiinflamatórios Não-Hormonais, Corticoesteróides, Drogas de Ação Lenta. Imunoterapia, Reabilitação; Ética Médica. Legislações do SUS Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.14211990.

CARGO: MÉDICO AMBULATORIAL - ULTRASSONOGRAFIA

A natureza do ultra-som. princípios básicos. Técnica e equipamentos. Indicações de ultrassonografia. Doppler. Obstetrícia e ginecologia - Anatomia ultrassonográfica do saco gestacional e do embrião. Anatomia ultrasonográfica fetal. Anatomia da idade gestacional. Anomalias fetais, propedêutica e tratamento pré-natal. Crescimento intra-uterino retardado. Gestação de alto risco. Gestação múltipla. Placenta e outros anexos do concepto. Anatomia e ultrassonografia da pélvis feminina. Doenças pélvicas inflamatórias. Contribuição do ultrasom nos dispositivos intra-uterinos. Princípios no diagnóstico diferencial das massas pélvicas pela ultrassonografia. ultrassonografia nas doenças ginecológicas malignas. Endometriose. Estudo ultrassonográfico da mama normal e patológico. Estudo ultrassonográfico do útero normal e patológico. Estudo ultrassonográfico do ovário normal e patológico. ultrassonografia e esterilidade. Estudo ultrassonográfico das patologias da primeira metade da gestação. Medicina interna. Estudo ultrassonográfico do: crânio, olho, órbita, face e pescoço, tórax, escroto e pênis, extremidades, abdómen superior (fígado, vias biliares, pâncreas e baço), retroperitôneo, Estudo ultrassonográfico da cavidade abdominal vísceras ocas, coleções e abcessos peritoneais, rins e bexigas, próstata e vesículas seminais. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.142/1990.

CARGO: MÉDICO - PSF

Níveis de atenção à saúde; atenção básica à saúde - conceito e tendências; ações de prevenção e promoção. Estrutura e dinâmica familiar; o médico e a família. Doenças de notificação compulsória - medidas de diagnóstico e tratamento; registros. Condutas clínicas na promoção da saúde das pessoas de 0 a 12 anos de idade; crescimento e desenvolvimento; aleitamento materno; desmame e alimentação na infância; programa nacional de imunização; desnutrição, diarréia e infecções respiratórias na infância; distúrbios de conduta na infância; atendimento à criança vitima de violência; prevenção de acidentes domésticos; abordagem clínica do adolescente. Atenção integral à saúde da mulher - planejamento familiar; atendimento à gestação, ao parto e ao puerpério; gestação de alto risco; prevenção do câncer de mama e de colo uterino; secreção vaginal - mucorréias, vaginites e cervicites; planejamento familiar e métodos contraceptivos; síndrome do climatério. Proteção à saúde do adulto: dietoterapia; atividade física; tabagismo; obesidade; dependência química; prevenção do câncer de próstata; saúde ocupacional; saúde mental, Atenção básica ás doenças crônico-degenerativas: hipertensão arterial sistémica; cardiopatia isquêmica; insuficiência cardíaca; arritmias cardíacas; doença pulmonar obstrutiva crônica; diabetes meilitus; neoplasias. Atenção básica à saúde do idoso: deficiências visuais, auditivas e cognitivas; incontinência esfinoteriana; dificuldades de locomoção; isolamento social; vulnerabilidade para acidentes domésticos; prevenção de doenças infecciosas - vacinação. Doenças transmissíveis de interesse local: tuberculose; hanseníase; DST/AIDS; hepatites virais; meningites; sarampo; rubéola; tétano; varicela; raiva; leishmanioses; febre amarela; dengue; Ética Médica. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.14211990.

CARGO: NUTRICIONISTA

Alimentos: características organolépticas, físico-químicas, nutricionais e higiênico-sanitárias. Grupos de alimentos, critérios e aplicabilidade. Métodos de avaliação e efeitos das diversas modalidades de armazenamento, pré-preparo, preparo e conservação da qualidade nutricional. Aquisição, seleção, armazenamento,conservação e destino final. Higiene e sanitização dos alimentos, utensílios e equipamentos. 6 Doenças veiculadas por alimentos. Tecnologia de alimentos: Transformação de alimentos. Conservação de alimentos. Noções de microbiologia de alimentos. Noções de doenças transmitidas por alimentos (DTA). Noções de Bromatologia e Química de Alimentos. Programas do SUS (Sistema único de Saúde). Dietoterapia na hipertensão, Diabelis Meliitus e na Obesidade. Administração em UANs(Unidades de Alimentação e Nutrição). Nutrição e Dietética. Técnica Dietética, Alimentação: aspectos sócio-econômicos e educacionais. Nutrição nos diferentes grupos etários; primeiro ano de vida, pré-escolar, escolar, adolescente, adulto e idoso. Nutrição da gestante e da nutriz. Nutrição e Atividade física. Necessidades e Recomendações Nutricionais. Avaliação Nutricional (individual e coletiva). Diretrizes para planejamento Dietético. Leis, Decretos e Portarias que envolvem os produtos e processos no controle higiênico-sanitário de alimentos.

CARGO: ODONTÓLOGO - PROTESISTA

Oclusão: Anatomia do sistema mastigatório e biomecãnica, relação central, guia anterior, dimensão vertical, estabilidade oclusal, oclusão funcional, determinantes da morfologia oclusa], aparelhos oclusais, terapias oclusais, parafunção. Prótese fixa: exame, planejamento, moldagem - técnica e materiais, provisórios, núcleos metálicos e pré-fabricados, remontagem, personalização da mesa do A.S.A., infraestrutura, soldagem, cimentação. Prótese total: exame do paciente, anatomia e fisiologia em relação a construção de dentadura, moldagens, relações intermaxilares, ajuste estético e funcional, articuladores e arco facial, montagem de dentes, prótese total imediata, fase laboratorial. Prótese parcial removível: indicações, elementos constituintes, classificações, delineador e delineamento, moldagem, preparo prévio, regras para planejamento de classes I; II; III e IV de Kennedy, prova do metal, moldagem funcional, instalação e controle posterior. Prótese sobre implantes: noções de prótese sobre implante, modalidades de tratamento, indicação e contraindicação, componentes da prótese sobre implante.

CARGO: ODONTÓLOGO - ODONTOPEDIATRIA

Crescimento e desenvolvimento. Patologia bucal na infância e adolescência. Ortodontia preventiva e interceptativa. Patogênese e prevenção da doença cárie e doença periodontal. Adaptação comportamental - manejo da criança. Odontologia restauradora - tratamento das lesões de cárie. Terapia pulpar em odontopediatria. Traumatismos na dentição decídua. Cirurgia bucal pediátrica. Desenvolvimento da oclusão no bebê e na infância. Odontologia para bebês. Radiologia aplicada à primeira infância. Urgências odontológicas na clínica geral odontológica. Princípios e diretrizes do sistema de saúde brasileiro. Politica Nacional de Saúde Bucal: Programa Brasil Sorridente. O Desenvolvimento Neuropsicológico da Criança; O Estudo da Infância na Prática Odontológica.

CARGO: ODONTÓLOGO - ESTOMATOLOGISTA

Diagnóstico, tratamento e epidemiologia das doenças da cavidade bucal; Bases da aplicação dos raios X em Odontologia - Métodos recentes de diagnóstico por imagem; Métodos auxiliares ao diagnóstico bucal; Normas de biossegurança, radiobiologia e radioproteção; Manifestações bucais de doenças dermatológicas e sistêmicas; Alterações/Patologias dentárias; da mucosa bucal, das glândulas salivares e dos maxilares (cistos/tumores odontogênicos e não odontogênicos e outras patologias ósseas); Como prescrever em Estomatologia/Cirurgia. Atenção odontológica a pacientes quimioterápicos e radioterápicos; Abordagem multidisciplinar e multiprofissional do Câncer Bucal. Princípios e diretrizes do sistema de saúde brasileiro. Politica Nacional de Saúde Bucal: Programa Brasil Sorridente.

CARGO: ODONTÓLOGO - RADIOLOGISTA

Técnicas e Intra-Orais. Anatomia Radiográfica Intra-oral e extra-oral. Técnicas Extra-Orais. Filmes e Processamento. Anatomia Radiográfica. Radiobiologia e radioproteção. Princípios da Interpretação Radiográfica. Alterações adquiridas e de desenvolvimento do órgão dentário. Imagem Digital. Tomografia Cone beam e Fan Beam. Ressonânica Magnética. Ultrassom e exames com contraste (Sialografia).

CARGO: ODONTÓLOGO - CLÍNICO GERAL

Semiologia e patologia bucal. Diagnóstico, planejamento integral e controle do processo saúde/doença. Promoção de saúde bucal, educação em saúde. Níveis de prevenção. Biossegurança no ambiente odontolágico. Dentística: materiais restauradores, cimentos e bases protetoras. Anestesiologia: considerações anatômicas da cabeça e pescoço; técnicas e soluções anestésicas; indicações e contra-indicações, Radiologia: técnicas, equipamentos e interpretação. Proteção do complexo dentino-pulpar. Procedimentos restauradores, endodõnticos, periodontais, protéticos, cirúrgicos e inovações tecnológicas em Odontologia. Emergências e urgências em Odontologia; Terapêuticas medicamentosas em odontologia. Atendimento a pacientes com necessidades especiais; manifestações bucais das doenças sistêmicas. Planejamento e atenção coletiva: políticas públicaslintersetoriedade. Sistema Único de Saúde (princípios e diretrizes do SUS). Política Nacional de Saúde Bucal: Programa Brasil Sorridente. Gestão e gerência da prática odontológica: organização de serviços, documentação.

CARGO: ODONTÓLOGO - PSF

Cárie dentária: patologia, diagnóstico, prevenção; fluorterapia e toxicologia. Polpa dentária: patologia, diagnóstico, conduta clínica, tratamento conservador da Polpa. Estomatologia: gengivites, estomatites, etiopatogenia, diagnóstico. Dentisteria: preparo da cavidade, materiais de proteção e de restauração. Anestesia loco-regional oral: tipos técnica, anestésicos, acidentes, medicação de emergência. Extração: dentária simples e complicações. Procedimentos cirúrgicos: pré e pósoperatório; pequena e média cirurgia, suturas, acidentes operatórios. Procedimentos endodõnticos e periodônticos. Doenças gerais com sintomatologia oral: diagnóstico, tratamento local, orientação profissional. Odontopediatria: dentes decíduos, cronologia e princípios básicos de atendimento em odontopediatria. Radiologia oral: principais técnicas, interpretação radiográfica, cuidados com filme e revelação. Terapêutica: definição, métodos, agentes medicamentosos, proscrição. Udontologia em Saude Coletiva: promoção da saúde; níveis de prevenção de Level e Clark; epidemiologia da cárie dentária, doença periodontal e do câncer bucal; fluoretação das águas de abastecimento público; biossegurança: princípios básicos, normas de controle de infecção no ambiente de trabalho, hepatite virais (A,B e C),imunizações, técnica da lavagem das mãos. uso de barreiras protetoras, conduta frente a acidente de trabalho, métodos de esterilização, destino de materiais infectantes. Saúde Pública: Políticas de Saúde Pública; SUS: princípios e diretrizes; estrutura; gestão; municipalização da Saúde. Lei 8080; Lei 8142; Pacto pela Saúde. Política Nacional de Saúde Buacal/ Brasil Sorridente. Programa de Saúde da Família: Portarias Ministeriais, princípios da atenção básica, objetivos, principais ações. Ética profissional: conceito, importância da documentação odontológica.

CARGO: PSICÓLOGO

Abordagens psicoterápicas: teorias e técnicas. Aconselhamento e orientação psicossocial. Documentos decorrentes de avaliações psicológicas. Ética profissional. Entrevista psicológica. Interdisciplinaridade e ações preventivas. Métodos e técnicas psicológicas com finalidade diagnostica e de orientação psicossocial. Prevenção e promoção de saúde. Psicopatologias: características e classificação. Qualidade de vida e saúde mental. Seleção profissional. A Análise Institucional e a Profissionalização do Psicólogo: a dimensão_institucional e suas implicações humanas. Espaço Psicossocial. Psicologia Organizacional: Liderança; Motivação no Trabalho; Relações Interpessoais e intergrupais. Comunicação e desempenho humano nas organizações. Globalização: as conseqüências humanas.

CARGO: TERAPEUTA OCUPACIONAL

- Noções de anatomia humana incluindo órgãos e sistemas. Análise cinesiológica dos movimentos. Prova de função muscular. Goniometria. Noções de física: alavancas e polias. Desenvolvimento neuro - psicomotor da criança. Uso de técnicas de enfaixamento. Fisiologia da contração muscular. Administração aplicada (A.T.0). II - Cinesioterapia aplicada (ADM, força muscular, coordenação). Terapia Ocupacional aplicada à reabilitação profissional. Atividades de vida diária (A.V.D). Análise de atividades da Terapia Ocupacional. Terapia Ocupacional residencial: métodos e técnicas. Patologias, avaliação, prevenção de incapacidades, prescrição e tratamento terapêutico ocupacional nas seguintes áreas: doenças do aparelho locomotor (ortopedia, traumatologia, reumatologia); portadores de paralisia cerebral; neurologia; deficiéncia mental: psiquiatria; geriatria; pediatria; hanseniase; Ética - código de ética profissional. Teoria ocupacional no Brasil: histórico e fundamentos. Relação ser humano x trabalho. Saúde Ocupacional: determinantes sociais da doença. Mecanismo de agressão ao organismo. Processos de orientação a pais e familiares.

CARGOS COM EXIGIBILIDADE DE CURSO DE ENSINO MÉDIO

CARGOS: MONITOR DE ALUNOS, ASSISTENTE EM BIBLIOTECA, AGENTE DE ATIVIDADES EDUCACIONAIS E TÉCNICO DE ENFERMAGEM.

PARTE 1 - LÍNGUA PORTUGUESA:

Compreensão e interpretação de textos. Encontros vocálicos: (hiato, ditongo, Tritongo). Encontros consonantais. Dígrafos. Divisão silábica. Tonicidade. Ortografia. Acentuação gráfica. Uso do acento indicador de crase.Emprego do hífen, til e do trema. Sinais de pontuação. Abreviaturas e siglas. Significação das palavras: sinônimos e antônimos, homônimos, parônimos, denotação e conotação. Estrutura e formação das palavras. Classificação e flexão das palavras. Frase, oração, período. Regências nominal e verbal. Concordâncias nominal e verbal. Colocação dos pronomes pessoais oblíquos átonos. Correspondência Oficial: pronomes e expressões de tratamento, ofício, abreviaturas, siglas, símbolos.

PARTE II - PROVA DE MATEMÁTICA:

CARGOS: MONITOR DE ALUNOS, ASSISTENTE EM BIBLIOTECA E AGENTE DE ATIVIDADES EDUCACIONAIS.

Operações básicas com números naturais, inteiros, racionais e reais. Potenciação e radiciação. Problemas. Média aritmética simples e ponderada. Divisão proporcional. Razão e Proporção. Grandezas Proporcionais. Regra de Três Simples e Composta. Porcentagem. Juros simples e composto. Descontos. Expressões literais e algébricas, valor numérico. Produtos Notáveis. Fatoração. Equações de 1° e 2° graus. Sistemas de equações do 1° e 2° graus. Funções de primeiro e segundo graus: gráfico, domínio, imagem e aplicação. Sistema métrico decimal: perímetros, área, volume. capacidade e massa, Medidas de tempo. Resolução de problemas. Formas geométricas planas e espaciais; Ângulos. Progressão Aritmética e Geométrica. Análise Combinatória. Probabilidade. Problemas.

PARTE II - PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO:

CARGO: TÉCNICO EM ENFERMAGEM:

Ética no trabalho/Bioética. Lei do Exercício Profissional. Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. Relações Humanas no Trabalho. Negociação para o Trabalho em Equipe. Psicologia aplicada à Enfermagem. Microbiologia e parasitologia aplicadas às ações de enfermagem em saúde coletiva. Epidemiologia regional. Assistência de enfermagem aplicada aos Programas Nacionais do Ministério da Saúde. Anatomia e fisiologia aplicadas aos sistemas. Métodos de esterilização e desinfecção de materiais hospitalares. Técnicas de enfermagem na assistência ao paciente clínico. Técnicas de enfermagem na assistência ao paciente cirúrgico. Técnicas de enfermagem na assistência materno-infantil. Princípios do planejamento e organização da assistência em enfermagem ambulatorial. Noções básicas de pesquisa em enfermagem. Urgência e emergência no pré e intra-hospitalar. Legislações do SUS: Lei Orgânica da Saúde e Lei n°8.14211990. Saúde Pública: conceitos, objetivos. Enfermagem: conceito, enfermagem em saúde pública.

CARGO COM EXIGIBILIDADE DO 5° ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

CARGO: MERENDEIRA

PARTE I - LÍNGUA PORTUGUESA:

Compreensão e interpretação de textos. Significação das palavras: sinônimos e antônimos. Encontros vocálicos: hiato, ditongo e tritongo. Encontros consonantais. Dígrafos. Divisão silábica. Acentuação gráfica. Palavras oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas. Sinais de pontuação: uso dos sinais de pontuação. Uso das letras 1/lh, c/ç, g/j, s/z, x/ch, h, e/i, o/u, 1/u. Classificação, flexão e emprego das palavras: artigo, substantivo, adjetivo, pronome e verbo. Tempos verbais: presente, passado e futuro.

PARTE II - PROVA DE MATEMÁTICA:

Conjunto de números inteiros e racionais. Sistema de numeração decimal. Operações: adição, subtração, divisão e multiplicação. Expressões numéricas. Múltiplos e divisores. Operações com múltiplos e divisores. Divisibilidade. Operações com frações. Numerais ordinais. Operações com decimais. Razão e Proporção. Porcentagem. Principais figuras geométricas: triângulo, quadrado, retângulo e círculo. Sistema monetário brasileiro. Sistemas de medidas de comprimento, capacidade, massa, tempo e superfície.