Concurso Público é retificado pela Câmara de Matão - SP

Seleção é destinada ao preenchimento de sete vagas para profissionais com escolaridade entre níveis médio e superior; confira
Sexta-feira, 29 de julho de 2022 às 12h22
Concurso Público é retificado pela Câmara de Matão - SP

No estado de São Paulo, a Câmara de Matão, por meio da Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho (Fundação Vunesp) anuncia retificação de seu novo Concurso Público, que tem por objetivo o preenchimento de sete vagas, destinadas à contratação de profissionais.

Conforme o documento (retificação I) houve alteração no conteúdo programático para o cargo de jornalista, especificamente na disciplina de conhecimentos gerais.

Há oportunidades disponíveis para os cargos de Agente de Administração Geral (1); Tesoureiro (1); Analista de Contratação (1); Controlador Interno (1); Jornalista (1); e Procurador Jurídico (2).

Para concorrer a uma das chances é necessário que o candidato possua escolaridade entre níveis médio e superior, conforme o respectivo cargo pleiteado. Ao ser admitido, o profissional deverá cumprir jornadas de 25 a 40 horas semanais e contará com remuneração mensal de R$ 4.432,03 a R$ 6.648,04.

Procedimentos para participação

Os interessados poderão se inscrever até o dia 15 de agosto de 2022, pelo site da Fundação Vunesp, com taxa de R$ 67,90 a R$ 98,80.

A classificação dos candidatos será feita por meio de prova objetiva, prevista para o dia 25 de setembro de 2022, tendo como conteúdo programático questões de conhecimentos gerais, língua portuguesa, matemática, noções de informática, legislação e conhecimentos específicos.

Além da etapa anterior, os candidatos ao cargo de Procurador Jurídico, serão submetidos à fase de prova prático-profissional, em data, local e horário a serem informados posteriormente.

Vigência

De acordo com o edital de abertura, o certame terá validade durante dois anos, contados a partir da data da homologação, com possibilidade de ser prorrogado por igual período.

Jornalista: Leticia Ferdinando
Compartilhe: