IFAM - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - AM

IFAM - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS

EDITAL Nº 001, DE 14 DE JANEIRO DE 2010

Notícia:   145 vagas no Instituto Federal - AM com salário de até R$ 6.055,01

CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO PARA O INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS

CAMPI MANAUS- CENTRO, LÁBREA, MAUÉS, PARINTINS, PRESIDENTE FIGUEIREDO E TABATINGA/AM

O REITOR PRO TEMPORE DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - IFAM, no uso de suas atribuições estatutárias, tendo em vista o disposto no Artigo 37, inciso II, da Constituição Federal, no Decreto nº. 4.175, de 27/03/2002, na Portaria nº. 450/MP, de 06/11/2002, no Decreto n.º 6.944/08, de 21/08/2009 DOU de 24/08/2009, na Lei nº. 11.740, de 16/07/2008, DOU de 17/07/2008, na Portaria nº. 1.134, de 02/12/2009, DOU de 03/12/2009, Portaria nº. 537/MP, de 31/12/2009, DOU de 31/12/2009, Portaria nº. 11/MEC, de 08/01/2010, DOU de 11/01/2010, Resolução nº. 004/CONSUP. de 16/11/2009, Termo de Ajustamento de Conduta entre o IFAM e o Ministério Público Federal, torna público a abertura das inscrições para o Concurso Público de Provas e Títulos, destinado ao provimento de cargos de Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, nas Classes e Níveis Iniciais, para atuar nos cursos de formação inicial e continuada, técnicos de nível médio e superiores de graduação e pós-graduação, com o objetivo de preencher vagas existentes no Quadro Permanente de Pessoal desta Instituição Federal de Ensino, observados os termos da Lei nº. 8.112/90, de 11/12/1990 e do Plano de Carreira de que trata a Lei nº. 7.596/87, de 10/04/1987, reestruturado pela Lei nº. 11.784, de 22/09/2008, publicada no DOU de 23/09/08, para exercício nos Campi MANAUS-CENTRO, LÁBREA, MAUÉS, PARINTINS, PRESIDENTE FIGUEIREDO E TABATINGA/AM, mediante as normas e condições estabelecidas neste Edital.

1. DAS ÁREAS, REQUISITOS MÍNIMOS E Nº. DE VAGAS:

1.1. CAMPUS MANAUS-CENTRO/AM:

Áreas/disciplinas

Requisitos Mínimos

Nº de Vagas

FÍSICA

Licenciatura Plena em Física

01

TOTAL DE VAGAS

01

1.2. CAMPUS LÁBREA/AM:

Áreas/disciplinas

Requisitos Mínimos

Nº de Vagas

Língua Portuguesa

Licenciatura Plena em Letras, com Habilitação em Língua Portuguesa.

02

Língua Estrangeira Moderna

Licenciatura Plena em Letras, com Habilitação em Língua Inglesa.

01

Língua Estrangeira Moderna

Licenciatura em Letras com Habilitação em Língua Espanhola

01

Educação Física

Licenciatura Plena em Educação Física.

01

Química

Licenciatura Plena em Química.

01

Biologia

Licenciatura Plena em Biologia

02

Física

Licenciatura Plena em Física.

01

História

Licenciatura Plena em História.

01

Geografia

Licenciatura Plena em Geografia.

01

Matemática

Licenciatura Plena em Matemática.

02

Artes

Licenciatura Plena em Desenho ou Artes Plásticas.

01

Informática I (programação)

Graduação em Ciências da Computação e suas áreas

01

Informática II (Hardware)

Graduação em Ciências da Computação e suas áreas

01

Informática III (Software)

Graduação em Ciências da Computação e suas áreas

01

Zootecnia

Licenciatura Plena em Ciências Agrárias ou Graduação em Zootecnia ou Graduação em Medicina Veterinária.

02

Agricultura

Licenciatura Plena em Ciências Agrárias ou Graduação em Agronomia.

02

Meio Ambiente

Graduação em Engenharia Florestal ou Ambiental

01

Florestal

Graduação em Engenharia Florestal ou Ambiental.

01

Administração (Gestão)

Graduação em Administração

02

Gestão (Secretariado)

Graduação em Secretariado ou Secretariado Executivo

01

Infraestrutura Rural

Licenciatura Plena em Ciências Agrárias ou Graduação em Agronomia

01

Sociologia

Licenciatura Plena em Sociologia

01

economia (gestão)

Graduação em Economia

01

TOTAL DE VAGAS

29

1.3. CAMPUS MAUÉS/AM

Áreas/disciplinas

Requisitos Mínimos

Nº de Vagas

Língua Portuguesa

Licenciatura Plena em Letras, com habilitação em Língua Portuguesa.

02

Língua Estrangeira Moderna

Licenciatura Plena em Letras, com habilitação em Língua Inglesa.

01

Educação Física

Licenciatura Plena em Educação Física.

02

Química

Licenciatura Plena em Química.

01

Biologia

Licenciatura Plena em Biologia

02

Física

Licenciatura Plena em Física.

01

História

Licenciatura Plena em História.

01

Geografia

Licenciatura Plena em Geografia.

01

Matemática

Licenciatura Plena em Matemática.

02

Artes

Licenciatura Plena em Desenho ou Artes Plásticas.

01

Artes

Licenciatura ou Bacharelado em Música

01

Informática I (Programação)

Graduação em Ciências da Computação e suas áreas.

01

Informática II (Hardware)

Graduação em Ciências da Computação e suas áreas.

01

Informática III (Software)

Graduação em Ciências da Computação e suas áreas

01

InfraEstrutura Rural

Licenciatura Plena em Ciências Agrárias ou Agronomia

02

Zootecnia

Licenciatura Plena em Ciências Agrárias ou Graduação em Zootecnia ou Graduação em Medicina Veterinária.

02

Agricultura

Licenciatura Plena em Ciências Agrárias ou Graduação em Agronomia.

02

Recursos Pesqueiros

Graduação em Engenharia de Pesca.

01

Meio Ambiente

Graduação em Engenharia Florestal ou Ambiental

02

Administração (Gestão)

Graduação em Administração

02

TOTAL DE VAGAS

29

1.4. CAMPUS PARINTINS/AM

Áreas/disciplinas

Requisitos Mínimos

Nº de Vagas

Língua Portuguesa

Licenciatura Plena em Letras, com Habilitação em Língua Portuguesa.

02

Estrangeira Moderna

Licenciatura Plena em Letras, com Habilitação em Língua Inglesa.

01

Educação Física

Licenciatura Plena em Educação Física.

02

Química

Licenciatura Plena em Química.

01

Biologia

Licenciatura Plena em Biologia

02

Física

Licenciatura Plena em Física.

01

História

Licenciatura Plena em História.

01

Geografia

Licenciatura Plena em Geografia.

01

Matemática

Licenciatura Plena em Matemática.

02

Artes

Licenciatura Plena em Desenho ou Artes Plásticas.

01

Artes

Licenciatura ou Bacharelado em Música

01

Informática I (Programação)

Graduação em Ciências da Computação e suas áreas.

01

Informática II (Hardware)

Graduação em Ciências da Computação e suas áreas.

01

Informática III (Software)

Graduação em Ciências da Computação e suas áreas.

01

InfraEstrutura Rural

Licenciatura Plena em Ciências Agrária ou Agronomia

02

Zootecnia

Licenciatura Plena em Ciências Agrárias ou Graduação em Zootecnia ou Graduação em Medicina Veterinária.

02

Agricultura

Licenciatura Plena em Ciências Agrárias ou Graduação em Agronomia.

02

Recursos Pesqueiros

Graduação em Engenharia de Pesca.

01

Meio Ambiente

Graduação em Engenharia Florestal ou Ambiental

02

Administração (Gestão)

Graduação em Administração

02

TOTAL DE VAGAS

29

1.5. CAMPUS PRESIDENTE FIGUEIREDO/AM

Áreas/disciplinas

Requisitos Mínimos

Nº de Vagas

Língua Portuguesa

Licenciatura Plena em Letras, com Habilitação em Língua Portuguesa.

01

Língua Estrangeira Moderna

Licenciatura Plena em Letras, com Habilitação em Língua Inglesa

01

Educação Física

Licenciatura Plena em Educação Física

02

Química

Licenciatura Plena em Química

02

Biologia

Licenciatura Plena em Biologia

02

Física

Licenciatura Plena em Física

02

História

Licenciatura Plena em História

01

Geografia

Licenciatura Plena em Geografia

01

Matemática

Licenciatura Plena em Matemática

02

Artes

Licenciatura Plena em Desenho ou Artes Plásticas

01

Artes

Licenciatura Plena ou Bacharelado em Música

01

Eletrotécnica

Graduação em Engenharia Elétrica ou Tecnólogo em Eletrotécnica

03

Mecânica

Graduação em Engenharia Mecânica ou Tecnólogo em Mecânica

03

Desenho

Bacharel em Desenho Industrial com habilitação em Desenvolvimento de Produtos

01

InfraEstrutura Rural

Licenciatura Plena em Ciências Agrária ou Agronomia

01

Informática I (Programação)

Graduação em Ciências da Computação e suas áreas

01

Recursos Pesqueiros

Graduação em Engenharia de Pesca

01

Administração (Gestão)

Graduação em Administração

02

TOTAL DE VAGAS

28

1.6. CAMPUS TABATINGA/AM

Áreas/disciplinas

Requisitos Mínimos

Nº de Vagas

LÍNGUA PORTUGUESA

Licenciatura Plena em Letras, com Habilitação em Língua Portuguesa.

02

LÍNGUA INGLESA

Licenciatura Plena em Letras, com Habilitação em Língua Inglesa.

01

LÍNGUA ESPANHOLA

Licenciatura Plena em Letras, com Habilitação em Língua Espanhola.

01

LINGÜÍSTICA

Curso Superior em Antropologia ou Licenciatura em Letras com Habilitação em Lingüística ou Língua Indígena

01

EDUCAÇÃO FÍSICA

Licenciatura Plena em Educação Física.

02

QUÍMICA

Licenciatura Plena em Química.

01

BIOLOGIA

Licenciatura Plena em Biologia

02

FÍSICA

Licenciatura Plena em Física.

01

HISTÓRIA

Licenciatura Plena em História.

01

GEOGRAFIA

Licenciatura Plena em Geografia.

01

MATEMÁTICA

Licenciatura Plena em Matemática.

02

ARTES

Licenciatura Plena em Educação Artística

01

INFORMÁTICA I (PROGRAMAÇÃO)

Graduação em Informática.

01

INFORMÁTICA II (HARDWARE)

Graduação em Informática.

01

INFORMÁTICA III (SOFTWARE)

Graduação em Informática.

01

INFRAESTRUTURA RURAL

Licenciatura Plena em Ciências Agrícolas, Agronomia ou Engenharia Agrícola.

01

ZOOTECNIA

Licenciatura em Ciências Agrícolas ou Graduação em Zootecnia ou Medicina Veterinária.

02

AGRICULTURA

Licenciatura Plena em Ciências Agrícolas ou Graduação em Agronomia.

02

RECURSOS PESQUEIROS

Graduação em Engenharia de Pesca

01

Sociologia

Licenciatura Plena em Sociologia

01

economia (gestão)

Graduação em Economia

01

Administração (Gestão)

Graduação em Administração

02

TOTAL DE VAGAS

29

2. DA ORGANIZAÇÃO DO CONCURSO

2.1. O Concurso Público será regido por este Edital e executado pelo Instituto Superior de Educação, Tecnologia e Pesquisa Saber Ltda., vencedor do processo licitatório nº 23042.001329/2009-43, na modalidade pregão eletrônico nº 27/2009 e acompanhado e supervisionado pela Comissão Permanente de Concursos Públicos - CPCP do IFAM, designada pela Portaria nº. 004-GR/IFAM/2010, a qual desempenhará suas atividades na Av. Sete de Setembro, 1975 - Centro - Manaus-AM, fone: (92) 3621-6722. O Concurso será realizado de acordo com o cronograma apresentado no Anexo I.

2.2. Dos Postos de Atendimento:

2.2.1. Manaus/AM: CPCP - Comissão Permanente de Concursos Públicos

Avenida Sete de Setembro, 1975 - Centro - CEP 69.020-120

Fone: (92) 3621-6722

Horário de atendimento: dias úteis, das 09 às 12 horas e das 14 às 17 horas

2.2.2. LÁBREA/AM: CAMPUS LÁBREA

Rua 22 de Outubro, s/nº - Vila Amazonas - Lábrea

Fone: (92) 9195-7709

Horário de atendimento: dias úteis, das 09 às 12h e das 14 às 17h

2.2.3. MAUÉS/AM: CAMPUS MAUÉS

Estrada dos Moraes, 370 - Centro - Maués/AM (antigo Meninópolis)

Fone: (92) 3621-6722

Horário de atendimento: dias úteis, das 09 às 12h e das 14 às 17h

2.2.4. PARINTINS/AM: CAMPUS PARINTINS

Avenida Amazonas, 2526 - Parintins/AM

Fone: (92) 3533-3632

Horário de atendimento: dias úteis, das 09 às 12h e das 14 às 17h

2.2.5. PRESIDENTE FIGUEIREDO/AM: CAMPUS PRESIDENTE FIGUEIREDO

Avenida Onça Pintada, s/nº. - Galo da Serra - Presidente Figueiredo

Fone: (92) 3621-6722

Horário de atendimento: dias úteis, das 09 às 12h e das 14 às 17h

2.2.6. TABATINGA/AM: CAMPUS TABATINGA

Avenida da Amizade, s/nº - Altos do Banco do Brasil - Tabatinga

Fone: (97) 9151-3319

Horário de atendimento: dias úteis, das 09 às 12h e das 14 às 17h

3. DA REMUNERAÇÃO (novembro/2009) E TAXA DE INSCRIÇÃO

3.1. A remuneração, que será a constante na Tabela de Vencimentos da Carreira de Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, nas Classes e Níveis Iniciais, e, a Taxa de Inscrição, obedecerão à tabela a seguir, de acordo com o Art. 3º do Decreto nº 88.376 de 10.6.1983:

CLASSE

NÍVEL

TITULAÇÃO

40 HORAS

TAXA DE INSCRIÇÃO

DEDICAÇÃO EXCLUSIVA - DE

TAXA DE INSCRIÇÃO

D

101

Graduação

R$ 2.124,20

R$ 53,00

R$ 2.757,64

R$ 69,00

D

101

Aperfeiçoamento

R$ 2.178,45

R$ 54,00

R$ 2.847,07

R$ 71,00

D

101

Especialização

R$ 2.206,29

R$ 55,00

R$ 3.077,28

R$ 76,00

D

101

Mestrado

R$ 2.551,34

R$ 64,00

R$ 4.094,25

R$ 102,00

D

101

Doutorado

R$ 3.542,75

R$ 88,00

R$ 6.055,01

R$ 151,00

3.2. As remunerações serão acrescidas de:

3.2.1. Auxílio-alimentação, R$ 133,19 (Cento e trinta e três reais e dezenove centavos);

3.2.2. Auxílio Pré-Escolar, R$ 66,00 (Sessenta e seis reais) por dependente, até os 05 (cinco) anos de idade;

3.2.3. Auxílio transporte.

3.3. O regime de trabalho será de 40 (quarenta) horas semanais ou Dedicação Exclusiva.

3.3.1. Durante o estágio probatório (2 anos) não poderá haver remoção ou redistribuição.

3.3.2. A jornada de trabalho poderá ocorrer durante o turno diurno e/ou noturno, de acordo com as especificidades do cargo e as necessidades da Instituição, observada às 40 (quarenta) horas semanais.

3.3.3. Os candidatos aprovados serão lotados exclusivamente na Unidade de Ensino para a qual se inscreveram no Concurso, podendo haver reaproveitamento de candidato aprovado em outros Campi, observadas as necessidades da Administração.

3.4. Os Conteúdos Programáticos são os constantes do Anexo II.

3.5. As descrições sumárias dos cargos são as constantes do Anexo III;

4. DAS INSCRIÇÕES:

4.1. A inscrição do candidato no Concurso implica, desde logo, o conhecimento e aceitação tácita das condições estabelecidas neste Edital, das instruções específicas para o cargo e das demais informações que porventura venham a ser divulgadas, das quais o candidato não poderá alegar desconhecimento.

4.2. Modalidade de inscrição: O pedido de inscrição e a impressão do respectivo boleto para pagamento serão efetuados preferencialmente pela internet, nos endereços eletrônicos www.ifam.edu.br ou www.saber.srv.br

4.3. Período de inscrição: de 20 de janeiro e 04 de fevereiro de 2010.

4.4. O candidato, após realizar sua inscrição via internet, deverá gerar e imprimir seu comprovante de inscrição e boleto bancário.

4.5. As inscrições somente serão acatadas após a comprovação de pagamento da taxa de inscrição, EXCLUSIVAMENTE através do boleto bancário, não sendo aceita qualquer outra forma de pagamento.

4.6. O Boleto pode ser pago em qualquer banco, bem como nas lotéricas e Correios, obedecendo aos critérios estabelecidos nesses correspondentes bancários, até a data de vencimento.

4.7. Caso seja necessário, durante todo o período de inscrição, haverá a possibilidade de o candidato gerar um novo Boleto através do endereço eletrônico www.ifam.edu.br ou www.saber.srv.br, lado esquerdo do site, link "Imprimir novo boleto".

4.8. Não serão confirmadas as inscrições cujo pagamento tenha sido realizado após o horário limite de compensação bancária do dia 05 de fevereiro de 2010.

4.9. Antes de confirmar sua inscrição, o candidato deverá conferir cuidadosamente os dados nela registrados.

4.10. Para efetivação da inscrição via internet, o candidato poderá também utilizar nos dias úteis, de computador disponibilizado nos Postos de Atendimento, conforme item 2.2.

4.11. O IFAM e o Instituto Saber não se responsabilizarão por solicitação de inscrição não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores que impossibilitem a transferência de dados.

4.12. Ao preencher a Ficha de Inscrição, o candidato deverá indicar o cargo pretendido e o Campus onde deseja concorrer à vaga, bem como, o local onde pretende realizar a prova.

4.13. Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos para a investidura no cargo para o qual pretende concorrer, pois o valor da taxa de inscrição somente será devolvido se o concurso for cancelado e não será permitida a transferência do valor pago, para inscrição em outros cargos, outros concursos ou para terceiros.

4.14. Tendo em vista que as provas escritas serão realizadas simultaneamente em todos os Campi, o candidato somente poderá inscrever-se para uma única área/disciplina. Havendo duas ou mais inscrições pagas e confirmadas do mesmo candidato às vagas ofertadas neste Concurso Público, será considerada, para fins do certame, a última inscrição efetivamente concluída.

4.15. As informações prestadas na Ficha de Inscrição são de inteira responsabilidade do candidato, sob as penas da lei, dispondo o IFAM do direito de cancelamento da inscrição e anulação de todos os atos decorrentes dela, em qualquer época, àquele que a preencher com dados incorretos ou incompletos, bem como se constatado, posteriormente, que os dados informados são inverídicos ou, ainda, que o candidato tenha apresentado documentos falsos ou inexatos durante o processo do concurso.

4.16. Para efetuar a inscrição, é imprescindível informar na Ficha de Inscrição o nº. do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o nº. do documento oficial de identidade.

4.17. É vedada a inscrição condicional, a extemporânea, a via postal, a via fax ou a via correio eletrônico.

4.18. O documento de identidade utilizado no momento da inscrição deverá atender às exigências estabelecidas no subitem 10.8.

4.19. O candidato que precisar de tratamento diferenciado para a realização da prova, deverá indicar no campo próprio da Ficha de Inscrição, as condições diferenciadas de que necessita.

4.20. O tratamento diferenciado, referido no subitem anterior, será atendido obedecendo a critérios de viabilidade e de razoabilidade e o requerente deverá entrar em contato com os Postos de Atendimento para se informar sobre o deferimento de sua solicitação.

4.21. A não solicitação prévia de tratamento diferenciado dará ao IFAM o direito de não providenciar condições especiais no dia de aplicação das provas.

5. DA ISENÇÃO DO PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO

5.1. Não haverá isenção total ou parcial do valor da taxa de inscrição, exceto para o candidato que, cumulativamente:

5.1.1. Estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - CadÚnico, de que trata o Decreto n. 6.135, de 26/6/2007; e

5.1.2. For membro de família de baixa renda, nos termos do Decreto n. 6.135, de 2007.

5.2. Não será concedida a isenção do pagamento da taxa de inscrição a candidato que não possua o NIS já identificado e confirmado na base de dados do CadÚnico, na data da sua inscrição.

5.3. Para a realização da inscrição com isenção do pagamento da taxa de inscrição, o candidato deverá preencher o Formulário de Inscrição, via internet, no endereço www.ifam.edu.br ou www.saber.srv.br, no qual indicará o Número de Identificação Social - NIS atribuído pelo CadÚnico do Governo Federal.

5.4. Não serão analisados os pedidos de isenção sem indicação do número do NIS e, ainda, aqueles que não contenham informações suficientes para a correta identificação do candidato na base de dados do Órgão Gestor do CadÚnico.

5.5. O pedido de isenção será de 20 a 22 de janeiro de 2010.

5.6. As informações prestadas no Formulário de Inscrição, referentes à isenção do pagamento da taxa de inscrição, serão de inteira responsabilidade do candidato.

5.7. O Instituto Saber consultará o órgão gestor do CadÚnico para verificar a veracidade das informações prestadas pelo candidato.

5.8. A declaração falsa sujeitará o candidato às sanções previstas em lei, aplicando-se, ainda, o disposto no parágrafo único do art. 10 do Decreto n. 83.936, de 06/9/1979.

5.9. Serão desconsiderados os pedidos de isenção de pagamento de taxa de inscrição a candidato que omitir ou prestar informações inverídicas.

5.10. Não serão aceitos pedidos de isenção do pagamento da taxa de inscrição via fax, postal, correio eletrônico ou extemporâneo.

5.11. Será desconsiderado o pedido de isenção do pagamento da taxa de inscrição de candidato que, simultaneamente, tenha efetuado o pagamento da taxa de inscrição.

5.12. Não serão acatados pedidos de isenção do pagamento da taxa de inscrição para candidatos que não preencham as condições para sua concessão, seja qual for o motivo alegado.

5.13. A relação dos candidatos com pedidos de isenção deferidos será disponibilizada na internet, no endereço www.ifam.edu.br e www.saber.srv.br, até o dia 26 de janeiro de 2010.

5.14. A relação dos candidatos com pedidos de isenção indeferidos, contendo os respectivos motivos do indeferimento será divulgada, na internet, simultaneamente à divulgação dos pedidos de isenção deferidos.

5.15. Não haverá recurso contra o indeferimento do requerimento de isenção da taxa de inscrição.

5.16. Os candidatos cujos pedidos de isenção do pagamento da taxa de inscrição forem indeferidos deverão, para efetivar sua inscrição no concurso, acessar o endereço eletrônico www.saber.srv.br e www.ifam.edu.br, imprimir o respectivo boleto e efetuar o pagamento da taxa de inscrição dentro do prazo normal de inscrição.

6. Da Confirmação da Inscrição

6.1. No período de 08 a 11 de fevereiro de 2010 o candidato deverá acessar o site www.saber.srv.br e verificar se o seu nome consta na relação de inscritos no cargo solicitado.

6.2. O candidato que não encontrar seu nome na relação dos inscritos, deverá enviar via e-mail para institutosaber@gmail.com ou através do fax (45) 3225-3322 o comprovante de inscrição e comprovante de pagamento do boleto bancário, comprovando a sua inscrição, para as medidas cabíveis.

6.3. O Cartão de Confirmação de Inscrição, conjuntamente com o documento oficial de identidade informado na Ficha de Inscrição, deverão ser mantidos em poder do candidato e apresentados quando da realização da prova escrita objetiva.

6.4. O Instituto Saber divulgará a homologação das inscrições, nos postos de atendimento e nos endereços eletrônicos www.saber.srv.br e www.ifam.edu.br no dia 17 de fevereiro de 2010.

7. Do Indeferimento do Pedido de Inscrição

7.1. Será indeferido o pedido de Inscrição:

7.1.1. Apresentado extemporaneamente e/ou sem atendimento dos meios, procedimentos e formulários próprios, conforme determinações deste Edital;

7.1.2. Indevidamente preenchido e/ou enviado, desatendendo às instruções deste Edital;

7.1.3. Sem o correspondente pagamento do valor total de inscrição, nas condições, valores e prazos estabelecidos neste Edital;

8. Das Vagas Destinadas aos Portadores de Necessidades Especiais:

8.1. Às pessoas portadoras de necessidades especiais que pretendam fazer uso das prerrogativas que lhes são facultadas no inciso VIII do artigo 37 da Constituição Federal e nos artigos 37 a 44 do Decreto Federal 3.298/99, é assegurado o direito de inscrição para os cargos em concurso, cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadoras.

8.1.1. O candidato portador de necessidades especiais concorrerá às vagas existentes por cargo, sendo-lhe reservado o percentual de 5% (cinco por cento) em face da classificação obtida. Assim, tendo em vista o previsto no § 2°, do artigo 37, do Decreto 3.298/99 ("Caso a aplicação do percentual de que trata o parágrafo anterior resulte em número fracionado, este deverá ser levado até o primeiro número inteiro subseqüente."), e, ainda, considerando os cargos e vagas constantes do Quadro de Vagas apresentado no Item I, subitens 1.1, 1.2, 1.3, 1.4, 1.5 e 1.6 do presente Edital com quantidade a partir de 2 (duas), será reservada 1 (uma) vaga a pessoas portadoras de necessidades especiais. Com relação aos cargos para os quais só existe a previsão de uma vaga, por impossibilidade de aplicação da regra do referido § 2°, não haverá reserva de vagas para portadores de necessidades especiais.

8.1.2. Consideram-se pessoas portadoras de necessidades especiais aquelas que se enquadram nas categorias discriminadas no artigo 4° do Decreto n° 3.298/99.

8.1.3. As pessoas portadoras de necessidades especiais, resguardadas as condições especiais previstas no Decreto n° 3.298/99, particularmente em seus artigos 37 a 44, participarão do Concurso em igualdade de condições com os demais candidatos no que se refere ao conteúdo das provas, à avaliação e aos critérios de aprovação, ao horário e local de aplicação das provas e à nota mínima exigida.

8.1.4. O candidato portador de necessidades especiais deverá apresentar, nos horários e endereços constantes nos subitens 2.2.1 a 2.2.6, até o dia 04 de fevereiro de 2010, requerimento ao Instituto Saber, com os seguintes documentos.

8.1.4.1. Solicitação de enquadramento para concorrer à vaga reservada a portadores de deficiência, com declaração de conhecimento da Resolução nº 155, de 26 de fevereiro de 1996, conforme anexo IV.

8.1.4.2. Laudo Médico original, expedido no prazo máximo de 90 (noventa) dias antes do término das inscrições, atestando a espécie e o grau de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID, com indicação do nome do médico, seu registro no CRM e seu CPF/MF; e

8.1.4.3. Atestado do médico que emitiu o Laudo indicado no subitem 8.1.4.2, atestando a capacidade do candidato para o exercício do cargo/função a que concorre.

8.1.5. Os candidatos que apresentarem requerimento nos termos do subitem 8.1.4 submeter-se-ão, quando convocados, a exame médico realizado pela Junta Médica Oficial do IFAM, que terá decisão terminativa sobre:

8.1.5.1. Qualificação do candidato portador de deficiência ou não;

8.1.5.2. O grau de deficiência, capacitante ou não, para o exercício do cargo.

8.1.6. A inobservância do disposto de qualquer dos subitens acima determinará a perda do direito ao pleito da vaga reservada a portador de necessidades especiais.

8.1.7. É condição para concorrer à vaga reservada a portador de necessidades especiais, que os candidatos sejam aprovados nos termos dos itens 10, 11 e 12, que determinará a perda ou não do direito ao pleito da vaga reservada a portador de necessidades especiais.

8.1.8. Não havendo candidato aprovado e classificado para a vaga reservada ao portador de necessidades especiais a mesma será ocupada pelos demais candidatos aprovados e classificados.

8.1.9. O requerimento a que se refere o subitem 8.1.4 não se constitui no requerimento previsto para pedidos de condição especial de prova, referido no subitem 4.19, nem com ele guarda qualquer relação.

8.1.10. O candidato portador de necessidade especial que necessitar de tempo adicional para realização das provas deverá solicitar, com justificativa acompanhada de parecer emitido por especialista da área de sua necessidade especial, até o dia 04 de fevereiro de 2010, através de requerimento entregue e protocolado nos postos de atendimento.

8.1.11. A publicação do resultado final será feita em duas listas, contendo, a primeira, a pontuação de todos os candidatos, inclusive a dos portadores de deficiência, e a segunda, somente a pontuação desses últimos.

9. da estrutura do concurso

9.1. O Concurso Público abrangerá as seguintes provas:

9.1.1. Prova Escrita (eliminatória e classificatória);

9.1.1.1. A prova escrita será realizada nos Campi Manaus-Centro, Lábrea, Maués, Parintins, Presidente Figueiredo e Tabatinga, conforme opção feita pelo candidato no ato de sua inscrição.

9.1.2. Prova de Desempenho Didático (eliminatória e classificatória);

9.1.2.1. A Prova de Desempenho Didático será realizada somente em Manaus/AM no IFAM - Campus Manaus - Centro, situado na Avenida Sete de Setembro, 1975 - Centro - CEP 69.020-120 - Manaus - AM.

9.1.2.2. Somente serão convocados para a prova de Desempenho Didático os candidatos classificados na prova escrita objetiva que obtiveram nota igual ou maior que 60 (sessenta) pontos.

9.1.3. Prova de Títulos (classificatória).

9.1.3.1. Os Títulos deverão ser entregues no mesmo dia de realização da Prova de Desempenho Didático.

9.2. Em relação aos subitens 9.1.1.1 e 9.1.2.1 deste Edital, não será admitida comunicação direta ou indireta entre os candidatos durante a realização das provas.

9.3. Não haverá, sob qualquer pretexto, segunda chamada para nenhuma das provas.

9.4. Todas as convocações e publicações de resultados, parcial e final, serão divulgadas nos Postos de Atendimento e na Internet, no endereço www.saber.srv.br e www.ifam.edu.br e são de responsabilidade do candidato o seu acompanhamento.

9.5. As datas das etapas do Concurso estão discriminadas no Cronograma objeto do Anexo I deste Edital.

10. DA PROVA ESCRITA

10.1. A Prova Escrita será de caráter eliminatório e classificatório.

10.1.1. A prova será realizada no dia 28 de fevereiro de 2010, no horário de 8h às 12h (horário de Manaus/AM), devendo ser confirmado no Edital de Homologação das inscrições.

10.1.2. Constará de 50 (cinqüenta) questões objetivas, de múltipla escolha;

10.1.3. Cada questão apresentará 05 (cinco) alternativas, sendo que apenas 01 (uma) estará correta;

10.1.4. Valerá de 0 (zero) a 100 (cem) pontos, devendo o candidato obter, para se classificar, no mínimo, 60 (sessenta) pontos;

10.1.5. Terá a duração de 04 (quatro) horas, incluído o tempo para preenchimento da Folha de Respostas;

10.1.6. As questões serão distribuídas conforme o quadro a seguir:

Prova Escrita

Nº. de questões

Peso

Língua Portuguesa

13 (treze)

2,0 (dois)

Informática Básica

07 (sete)

2,0 (dois)

Conhecimentos Específicos

30 (trinta)

2,0 (dois)

10.2. Os portões serão abertos às 7h15min e fechados, impreterivelmente, às 7h55min (horário de Manaus/AM).

10.3. Os candidatos deverão comparecer ao local designado para as provas com antecedência mínima de 1 (uma) hora do horário previsto para o início dos trabalhos, munido dos originais do documento oficial de identidade, do comprovante de pagamento referente à taxa de inscrição e caneta esferográfica de tinta azul ou preta.

10.4. Não será permitido, em hipótese alguma, o ingresso de candidato no local de realização da prova, após o fechamento dos portões.

10.5. O acesso aos estabelecimentos é exclusivo para os candidatos. Eventuais acompanhantes deverão permanecer do lado de fora dos portões.

10.6. Os portões só serão reabertos depois das 9h30min e, até esse horário, ninguém poderá entrar ou sair do estabelecimento, a não ser pessoas que estejam executando ou fiscalizando os trabalhos.

10.7. O documento de identificação utilizado no ato da inscrição deverá ser o mesmo a ser apresentado quando da realização da Prova Escrita.

10.7.1. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia da realização da prova, documento de identificação original informado no ato da inscrição, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido com data posterior à sua inscrição no Concurso.

10.8. São considerados documentos oficiais de identificação: carteiras expedidas pelos comandos militares, pelas secretarias de segurança pública, pelos corpos de bombeiros militares, pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (ordens, conselhos, etc.), passaportes, carteiras funcionais do Ministério Público e Poder Judiciário, carteira nacional de habilitação com fotografia, carteiras funcionais expedidas por órgão público que valham como identidade na forma da lei, com foto e impressão digital, carteira de trabalho e certificado de reservista.

10.9. Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento/casamento, títulos eleitorais, CPF, carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade, tampouco documentos ilegíveis, não-identificáveis e/ou danificados.

10.10. Os documentos deverão estar em perfeitas condições, de forma a permitirem, com clareza, a identificação do candidato e sua assinatura.

10.11. Não serão aceitos protocolos de documentos.

10.12. O candidato que não apresentar documento de identidade original, na forma definida nos subitens 10.7, 10.8 e 10.10 deste Edital, ressalvado o disposto no subitem 10.7.1 deste Edital, não poderá realizar a Prova Escrita e será automaticamente eliminado do Concurso.

10.13. Será eliminado do Concurso o candidato que:

10.13.1. Estiver ausente do local da prova, no dia e horário determinados para comparecimento;

10.13.2. Obtiver zero ponto em qualquer prova;

10.13.3. Entregar em branco ou não adequadamente preenchida a Folha de Respostas, sendo-lhe então atribuído 0 (zero) ponto;

10.13.4. Não devolver a Folha de Respostas;

10.13.5. Tiver comportamento ímprobo ou incompatível com o decoro e a ordem dos trabalhos, conforme ocorrência registrada pelos agentes aplicadores da prova.

10.14. A correção das provas será realizada por processamento eletrônico. Portanto, serão consideradas somente as respostas das questões transferidas para a Folha de Respostas.

10.15. Em hipótese alguma o candidato poderá realizar a prova fora do local predeterminado.

10.16. Durante a realização da Prova Escrita não será permitida a comunicação entre candidatos, bem como consulta a livros, revistas, folhetos e anotações; o uso de calculadoras, telefones celulares ou outros instrumentos de cálculo, agendas eletrônicas ou similares, BIP, walkman, pager, máquina fotográfica, gravador ou qualquer outro receptor de mensagens; bem como o uso de boné, boina, chapéu, gorro, lenço ou qualquer outro acessório que impeça a visão total das orelhas do candidato; não será permitido também o uso de óculos escuros, sendo eliminado do concurso o candidato que descumprir estas determinações.

10.17. Os três últimos candidatos ao terminarem a prova deverão permanecer juntos na sala, sendo somente liberados após terem entregues as provas e assinarem a folha Ata e o lacre dos envelopes que guardarão os cartões de respostas para correção;

10.18. O candidato só poderá levar o caderno de questões a partir das 10 horas.

10.19. A divulgação do Gabarito das provas será feita às 20 (vinte) horas do dia 28 de fevereiro de 2010.

10.20. O período de recurso contra o Gabarito da Prova Escrita será nos dias 01 e 02 de março de 2010.

10.21. O resultado dos recursos contra o Gabarito da Prova Escrita será divulgado no dia 15 de março de 2010, no site www.saber.srv.br, bem como a publicação do Gabarito após recursos.

10.22. O resultado da Prova Escrita será divulgado no dia 15 de março de 2010 no endereço eletrônico www.ifam.edu.br e www.saber.srv.br.

10.23. O período de recurso contra o resultado da Prova Escrita será nos dias 16 e 17 de março de 2010.

10.24. A resposta dos recursos contra o resultado da Prova Escrita será divulgado no dia 22 de março de 2010, no site www.saber.srv.br, bem como a publicação do resultado da Prova Escrita após recursos.

11. Da Prova de Desempenho Didático

11.1. Somente serão convocados para a prova de desempenho didático os candidatos classificados na prova escrita objetiva que obtiveram nota igual ou maior a 60 (sessenta) pontos;

11.2. A Prova de Desempenho Didático destina-se a avaliar o candidato quanto ao domínio da disciplina e à adequação da sua abordagem metodológica, consistindo de aula a ser ministrada perante uma Banca Examinadora composta por 2 (dois) professores da Área/Disciplina para a qual o candidato está concorrendo e por 1 (um) professor da área de didática e metodologia do ensino.

11.3. O dia, o horário e o local das Provas de Desempenho Didático serão divulgados quando da realização do Sorteio do Tema.

11.4. O sorteio do tema para cada área/disciplina deverá ser feito pelo Instituto Saber e CPCP, na presença dos candidatos ou seu procurador no dia 25 de março de 2010, às 09h (horário Manaus).

11.5. O Cronograma da Prova de Desempenho Didático será divulgado no dia 25 de março de 2010, nos endereços eletrônicos www.saber.srv.br e www.ifam.edu.br e nas Portarias principais dos Campi.

11.6. A Prova de Desempenho Didático será realizada a partir do dia 26 de março de 2010.

11.7. Prestarão a Prova de Desempenho Didático os candidatos aprovados na Prova Escrita, em ordem decrescente de classificação (1º Colocado, 1ª aula; 2º Colocado, 2ª aula e assim sucessivamente).

11.8. A Prova de Desempenho Didático será classificatória e eliminatória, valendo de 0 (zero) a 100 (cem) pontos e consistirá de uma aula de 45 (quarenta e cinco) minutos, devendo o candidato selecionar o assunto a ser ministrado, compatível com o tempo disponibilizado.

11.9. O conteúdo e a didática metodológica a ser utilizada deverão ser compatíveis a uma aula ministrada para alunos do ensino médio, não podendo ser evidenciada ou direcionada à Banca Examinadora.

11.10. No ato do sorteio do tema, o candidato receberá, em formulário próprio, devidamente assinado e carimbado pelo responsável pelo sorteio, os dados referentes ao dia, horário, local e tema sorteado para realização da Prova de Desempenho Didático, bem como as informações sobre os recursos didáticos e audiovisuais que estarão disponíveis.

11.11. Serão disponibilizados nos sites www.saber.srv.br e www.ifam.edu.br e nos postos de atendimento, a relação nominal dos candidatos classificados, que farão a prova de desempenho didático, com os dados referentes dia, horário, local e tema sorteado para realização da Prova de Desempenho Didático, bem como as informações sobre os recursos didáticos e audiovisuais que estarão disponíveis.

11.12. O candidato deverá comparecer ao local da Prova de Desempenho Didático, no mínimo, 15 (quinze) minutos antes do horário previsto para a realização da atividade. O candidato terá uma tolerância máxima de 15 (quinze) minutos além do horário estabelecido, sendo esse tempo contabilizado no tempo total da Prova de Desempenho. Após esse tempo de tolerância, o candidato não poderá realizar a atividade e estará automaticamente desclassificado do Concurso Público.

11.13. O candidato deverá se apresentar para a Prova de Desempenho Didático, munido de comprovante de inscrição, documento oficial de Identidade, e, Plano de Aula, em 03 (três) vias, que deverá ser entregue, antes do início da prova aos membros da Banca Examinadora.

11.14. Não será permitida a presença, no recinto da prova, dos demais candidatos e de pessoas não previstas no subitem 11.2 deste Edital.

11.15. Será habilitado na Prova de Desempenho Didático o candidato que obtiver, no mínimo, 60 (sessenta) pontos.

11.16. Os critérios para avaliação da prova de desempenho didático estão descritos no anexo VI deste Edital.

11.17. A Prova de Desempenho Didático será gravada em áudio e/ou vídeo.

11.18. 24 (vinte e quatro) horas após o término das Provas de Desempenho Didático, o candidato poderá pleitear cópia da gravação de sua Prova, através de requerimento ao Instituto Saber, devidamente fundamentado.

12. Da Prova de Títulos

12.1. Para efeito deste Edital, comporão a presente prova, os títulos propriamente ditos (Lato Sensu e Stricto Sensu), a orientação de trabalhos científicos, a produção científica e a experiência profissional.

12.2. No dia da prova de Desempenho Didático, os candidatos classificados na primeira fase deverão apresentar o Curriculum Vitae acompanhado de original e cópia ou cópia autenticada dos títulos acadêmicos, de acordo com o item 12.4.

12.3. Somente serão avaliados os títulos dos candidatos classificados na prova escrita e na prova de desempenho didático, que obtiveram nota maior ou igual a 60,00 (sessenta) pontos em cada uma das provas.

12.4. A Prova de Títulos terá os pontos atribuídos de forma não cumulativa, de acordo com o quadro a seguir:

ITEM

TÍTULO/DOCUMENTO

PONTOS

PONTUAÇÃO

MÁXIMA

a)

Diploma de Graduação acompanhado do Histórico Escolar (Item 1. Requisito Mínimo)

--

--

b)

Certificado de Curso de Aperfeiçoamento (180h/a) acompanhado do Histórico Escolar

01

01

c)

Certificado de Curso de Especialização (360h/a) acompanhado do Histórico Escolar devidamente reconhecido pelo MEC

02

02

d)

Certificado de Mestrado, acompanhado do Histórico Escolar, em curso reconhecido pela CAPES, ou, quando estrangeiro, devidamente revalidado

04

04

e)

Certificado de Doutorado, acompanhado do Histórico Escolar, em curso reconhecido pela CAPES, ou, quando estrangeiro, devidamente revalidado

06

06

f)

Orientação de Trabalhos Científicos (PIBIC, TCC e Monografia) (máximo 03)

01

03

g)

Produção Científica (máximo 03 trabalhos publicados nos últimos 05 anos)

01

03

h)

Experiência profissional de efetiva atividade docente, comprovado através de carteira de trabalho, contrato de trabalho com setor público ou certidão de exercício de atividade pública. Não serão aceitas declarações. 01 (um) ponto a cada ano de efetiva atividade docente, (máximo: 08 pontos).

Tempo superior a 06 (seis) meses será considerado como 01 (um) ano.

Não serão considerados como tempo de serviço de atividade docente, os estágios obrigatórios, voluntários ou remunerados.

01

08

PONTUAÇÃO MÁXIMA DOS TÍTULOS

20

12.5. Quanto aos Títulos a que se referem aos subitens "b", "c", "d" e "e", será considerado apenas o de maior titulação, impossibilitada a pontuação cumulativa da mesma titulação ou de titulações diferentes.

12.6. Os diplomas e/ou certificados em língua estrangeira somente serão válidos se acompanhados da validação do MEC e de tradução feita por Tradutor Juramentado.

12.7. Não serão aceitos títulos entregues fora do período estabelecido neste Edital ou sem a devida autenticação.

12.8. Os títulos serão avaliados por Banca Examinadora criada para esse fim e valerão de 0 (zero) a 20 (vinte) pontos.

12.9. Em nenhuma hipótese serão aceitas DECLARAÇÕES ou outros documentos que não o constante deste item 12 e seus subitens.

12.10. As cópias dos referidos documentos descritos neste tópico só serão devolvidos aos candidatos que não obtiveram a pontuação constante no item 12.3 deste Edital.

13. Dos Recursos

13.1. É admitido pedido de recursos em todas as etapas do Concurso.

13.2. Para interposição de recursos, os candidatos terão prazo de até 48 (quarenta e oito) horas após a divulgação do gabarito da prova escrita, bem como, do resultado de cada prova.

13.3. O recurso deverá ser dirigido ao Instituto Saber, em primeira e única instância, devendo o requerimento ser protocolado nos Postos de Atendimento ou através do site www.saber.srv.br, link "Contato".

13.4. O recurso deverá ser apresentado em formulário próprio disponível no site www.saber.srv.br, para cada questão recorrida, com nome do candidato, número de inscrição, área/disciplina a que concorre, indicação do número da questão, da resposta marcada e da resposta divulgada pelo Instituto Saber, com argumentação lógica e consistente, bem como, a indicação clara das Referências Bibliográficas pesquisada referente a cada questão.

13.5. Admitir-se-á um único recurso por questão por candidato, devidamente fundamentado. Não serão aceitos recursos coletivos.

13.6. Serão rejeitados, liminarmente, os recursos que não estiverem devidamente fundamentados ou, ainda, aqueles interpostos fora do prazo.

13.7. Caso haja alteração do gabarito, após recursos, o mesmo será republicado, com as devidas correções e os cartões respostas serão corrigidos de acordo com estas alterações.

13.8. Caso a análise de recursos resultar em anulação de questões integrantes da prova o ponto a ela destinado será atribuído a todos os candidatos, independentemente de terem recorrido.

13.9. Os recursos serão analisados pelas respectivas Bancas Elaboradoras das Provas, que darão decisão terminativa, constituindo-se em única e última instância.

13.10. Após análise, o resultado dos recursos será dado a conhecer aos candidatos através do site www.saber.srv.br, por e-mail e serão arquivados no processo.

13.11. Não serão aceitos recursos via postal ou telefônica.

13.12. Em hipótese alguma será aceita revisão de recurso ou recurso de recurso.

14. DA HABILITAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO FINAL

14.1. Será habilitado o candidato que obtiver, no mínimo, 120 (cento e vinte) pontos, ou seja, 60 (sessenta) pontos na Prova Escrita e 60 (sessenta) pontos na Prova de Desempenho Didático;

14.2. Havendo empate, terá preferência, para efeito de classificação, sucessivamente, o candidato que:

14.2.1. Obtiver maior número de pontos na Prova de Desempenho Didático;

14.2.2. Obtiver maior número de pontos na Prova de Conhecimentos Específicos;

14.2.3. Obtiver maior número de pontos na Prova de Língua Portuguesa;

14.2.4. Tiver idade igual ou superior a 60 anos, até o último dia de inscrição neste Concurso, de acordo com o previsto no parágrafo único do artigo 27 da Lei nº 10.741, de 01/10/2003 (Estatuto do Idoso);

14.3. O Instituto Saber emitirá parecer final e ata contendo registro das ocorrências da Prova Escrita, da Prova de Desempenho Didático e da Prova de Títulos, relacionando expressamente os candidatos habilitados com a respectiva classificação, e os inabilitados.

14.4. O resultado final do Concurso Público será encaminhado pelo Instituto Saber ao Reitor do IFAM para conhecimento.

14.5. O Instituto Saber divulgará o resultado final do Concurso Público na internet e nos Postos de Atendimento.

14.6. O Reitor do IFAM poderá anular o resultado do Concurso Público, não cabendo aos candidatos a pertinência da invocação de direito adquirido.

14.7. A classificação do candidato não assegurará o direito ao seu ingresso automático no cargo para o qual se habilitou. O IFAM reserva-se o direito de chamar os habilitados, na rigorosa ordem de classificação, conforme as necessidades da administração.

15. DO RESULTADO FINAL

15.1. O Instituto Saber divulgará o resultado final das provas nos Postos de Atendimento e na Internet, no endereço eletrônico www.saber.srv.br e www.ifam.edu.br.

15.2. A pontuação final será a média simples da Prova Escrita e Prova de Desempenho Didático acrescida da pontuação da Prova de Títulos, conforme fórmula a seguir:

(P.E. + P.D.D) / 2 + P.T

16. DA HOMOLOGAÇÃO

16.1. O Reitor do IFAM homologará e publicará, no Diário Oficial da União - DOU, o resultado final do Concurso Público objeto deste Edital.

17. Dos Requisitos para a Investidura nos Cargos

17.1. A investidura no cargo do candidato aprovado no Concurso de que trata este Edital está condicionada ao atendimento dos seguintes requisitos:

17.1.1. Ter sido aprovado e classificado no Concurso, na forma estabelecida neste Edital;

17.1.2. Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, neste último caso, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, nos termos do §1º. do Art. 12 da Constituição Federal;

17.1.3. Ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse;

17.1.4. Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, comprovada pela Junta Médica Oficial constituída para este fim, condicionado à apresentação dos exames abaixo relacionados: a) SANGUE (necessário jejum): Hemograma completo; Tipo de sangue Fator RH; Glicemia; VDRL; Lipidograma completo; Funções hepáticas; Funções reumáticas; Uréia; Creatinina; HIV; BHCG (sexo feminino); b) URINA : E.A.S. c) FEZES : E.P.F. d) DIAGNÓSTICO POR IMAGEM: RAIO X DO TÓRAX: PA/PERFIL; RAIO X DA COLUNA CERVICAL: PA/PERFIL; RAIO X DA COLUNA TORÁCICA: PA/PERFIL; RAIO X DA COLUNA LOMBO - SACRA: PA/PERFIL; RAIO-X DA FACE; ULTRA SONOGRAFIA DO ABDOME (sexo masculino e feminino); ULTRA SONOGRAFIA PÉLVICA (sexo masculino e feminino); ULTRA SONOGRAFIA DA MAMA (sexo feminino); e) COLPOCITOLOGIA (sexo feminino); f) CARDIOLOGIA: Eletrocardiograma (E.C.G); g) FONOAUDIOLOGIA: Audiometria (para maiores de 40 anos); h) OFTALMOLOGIA: Exame de Vista (para maiores de 30 anos), com fundoscopia e informando doenças infecto-contagiosas; i) ATESTADO DE SANIDADE MENTAL: (emitido por médico psiquiatra). j) Laudo Médico emitido por Junta Médica Oficial, atestando aptidão física e mental do candidato. Os exames contidos nas alíneas de "a" a "i" são pré-requisitos para obtenção do Laudo Médico.

17.1.5. Não acumular cargos, empregos e funções públicas, exceto aqueles permitidos pela Constituição Federal, assegurada a hipótese de opção dentro do prazo para posse, previsto no §1º. do Art.13 da Lei n°. 8.112/90;

17.1.6. Estar em dia com as obrigações eleitorais;

17.1.7. Estar quite com as obrigações militares, para os candidatos do sexo masculino;

17.1.8. Estar em gozo dos direitos políticos;

17.1.9. Possuir Escolaridade/Habilitação Profissional exigida para o cargo ao qual está concorrendo, conforme descrito nos itens 1.1, 1.2, 1.3, 1.4, 1.5 e 1.6 do presente Edital. A comprovação da escolaridade se dará através de diploma/título, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

17.1.10. Não estar em débito com o erário;

17.1.11. Não ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade incompatível com a investidura em Cargo Público Federal, prevista no Art. 137 da Lei nº. 8.112/90;

17.1.12. Não receber proventos de aposentadoria que caracterizem acumulação ilícita de cargos, na forma do art. 37, Inciso XVI, da Constituição Federal.

17.1.13. Apresentar declaração de bens e valores que constituam patrimônio;

17.1.14. Apresentar outros documentos que se fizerem necessários, à época da posse;

17.2. Os diplomas e ou certificados obtidos no exterior deverão, obrigatoriamente, ser validados pelos órgãos competentes no Brasil, conforme dispuser a legislação vigente.

17.3. No ato da investidura no cargo, anular-se-ão, sumariamente, a inscrição e todos os atos dela decorrentes, se o candidato não comprovar os requisitos constantes no subitem 17.1.

18. Da Nomeação e Posse

18.1. Os candidatos aprovados serão nomeados sob o Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas Federais, previsto na Lei nº. 8112, de 11/12/90.

18.2. O provimento dos cargos dar-se-á nos Níveis e Classes Iniciais da Carreira de Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico.

18.3. O candidato classificado será nomeado através de publicação no Diário Oficial da União - DOU e convocado por telefone, e-mail ou correspondência enviada ao endereço constante na Ficha de Inscrição. O IFAM não se responsabiliza pela mudança de telefone, e-mail ou endereço sem comunicação prévia, por escrito, por parte do candidato.

18.4. O candidato, somente será nomeado para o cargo, se:

18.4.1. Atender a todos os requisitos exigidos no item 17 deste Edital;

18.4.2. For julgado física e mentalmente apto, após inspeção médica oficial, conforme Atestado Médico emitido pela Junta Médica Oficial - JMO, constituída para este fim.

18.4.3. Aceitar ministrar aulas em dois turnos.

18.5. A qualquer tempo poderão ser anuladas a inscrição, as provas, a nomeação e a posse do candidato, desde que verificada a falsidade em qualquer declaração prestada e/ou qualquer irregularidade nas provas ou em documentos apresentados.

18.6. O candidato nomeado será convocado para posse, que deverá ocorrer no prazo de 30 (trinta) dias, contados da publicação do ato de sua nomeação.

18.7. O candidato nomeado que não tomar posse no prazo estipulado terá sua nomeação tornada sem efeito.

18.8. Após a posse, o candidato que não assumir suas atividades em até 15 (quinze) dias, será exonerado ex-ofício.

18.9. Após o início do exercício, o candidato passará, obrigatoriamente, por um treinamento introdutório a ser realizado pela Unidade de Lotação, por um período de até 05 dias úteis.

19. Das Disposições Gerais

19.1. Durante o período de validade do Concurso, reserva-se ao IFAM o direito de proceder às nomeações em número que atenda ao interesse e às necessidades do serviço, de acordo com a disponibilidade orçamentária e até o número de vagas existente.

19.2. Não será permitida a remoção a pedido ou permuta de servidores antes de completado o período do Estágio Probatório.

19.3. O prazo de validade do Concurso é de 01 (um) ano, contado a partir da publicação da sua homologação no Diário Oficial da União, podendo ser prorrogado por igual período, conforme estabelece o Decreto nº. 4.175, de 27/03/2002 e a Portaria nº. 450, de 06/11/2002.

19.4. Não será fornecido ao candidato qualquer documento comprobatório de aprovação, classificação e/ou notas, valendo para tal fim a homologação do resultado final do concurso publicada no D.O.U.

19.5. A atualização do endereço indicado na Ficha de Inscrição e o atendimento às convocações feitas pela CPCP, desde o momento da inscrição até o momento da posse, são de responsabilidade exclusiva do candidato.

19.6. Não havendo candidatos aprovados em determinada área/disciplina, poderá o IFAM, obedecendo as normas legais pertinentes, nomear candidatos homologados no Concurso Público, obedecendo rigorosamente a ordem de classificação de outra área/disciplinal.

19.7. Após o preenchimento das vagas indicadas, os candidatos aprovados e habilitados poderão ser nomeados para o preenchimento das vagas que vierem a surgir, dentro do prazo de validade do Concurso, podendo também o excedente ser disponibilizado para nomeação em qualquer Instituição da Rede Federal de Ensino do país, bem como, aproveitar candidatos aprovados e habilitados em outros concursos em validade de outras Instituições Federais de Ensino do país, desde que autorizadas pelas Administrações envolvidas e anuência do candidato habilitado, observada a ordem de classificação e obedecendo às normas legais pertinentes.

19.8. Para a concretização das admissões constantes do subitem anterior, deverá a parte interessada formalizar a requisição e a parte cedente registrar documentalmente seu aceite, depois de ouvido o candidato.

19.9. Todas as informações e dúvidas relativas a este Concurso, tais como: editais de retificação, Cartão de Confirmação de Inscrição, pedidos de inscrições indeferidos, resultados, recursos, local e período para entrega dos títulos, boletim individual de desempenho, gabarito das provas, homologações e outras informações estarão disponíveis nos endereços www.saber.srv.br e www.ifam.edu.br.

19.10. Os casos omissos serão resolvidos pelo Instituto Saber em conjunto com a Comissão Permanente de Concursos Públicos - CPCP do IFAM.

Manaus-AM, 14 de janeiro de 2010

João Martins Dias
Reitor Pro Tempore do IFAM

ANEXO I - CRONOGRAMA

DOCENTES

EVENTO DATA LOCAL
Publicação do Edital no D.O.U 18-01-2010 Diário Oficial da União.
Divulgação do Edital 18-01-2010 Quadro destinado ao Concurso Público/2010 do IFAM e no site www.saber.srv.br
Período de Inscrição para os candidatos que irão requerer isenção da taxa de inscrição, conforme item 6 do Edital. 20 a 22-01-2010 www.saber.srv.br e postos de atendimento
Período de Inscrição - via internet 20-01 a 04-02-2010 www.saber.srv.br
Data final para o pagamento do boleto bancário 05-02-2010 Agências Bancárias.
Período de confirmação da inscrição 08 a 11-02-2010  
Homologação das inscrições 17-02-2010 Quadro destinado ao Concurso Público/2009 do IFAM e no site www.saber.srv.br
Recurso contra a homologação das inscrições 18 e 19-02-2010 www.saber.srv.br, link "Contato"
Data da prova escrita 28-02-2010 Respectivos campus
Divulgação do gabarito 28-02-2010, a partir das 20h Quadro destinado ao Concurso Público/2009 do IFAM e no site www.saber.srv.br.
Interposição de recursos contra questões e os gabaritos da prova escrita 1º e 02-03-2010 www.saber.srv.br, link "Contato"
Divulgação do resultado da prova escrita 15-03-2010 Quadro destinado ao Concurso Público/2009 do IFAM e site www.saber.srv.br
Recurso contra a divulgação das notas da prova escrita 16 e 17-03-2010 www.saber.srv.br, link "Contato"
Sorteio do tema da prova de desempenho didático. 25-03-2010 IFAM às 9 horas.
Prova de desempenho didático e entrega dos títulos A partir do dia 26-03-2010, conforme sorteio Campus Manaus - Centro - IFAM
Prova de títulos Os títulos deverão ser entregues no dia da prova de desempenho didático
Divulgação do resultado da prova de desempenho didático e títulos 13-04-2010 Quadros destinado ao Concurso Público/2009 do IFAM e site www.saber.srv.br
Interposição de recursos contra a prova de títulos e de Desempenho Didático 14 e 15-04-2010 www.saber.srv.br, link "Contato"
Divulgação do resultado final 27-04-2010 site www.saber.srv.br

ANEXO II

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

1. CONHECIMENTOS COMUNS A TODOS OS CARGOS

1.1. LÍNGUA PORTUGUESA

Leitura e compreensão de textos. Ortografia oficial. Divisão silábica. Acentuação gráfica e crase. Flexão do substantivo e adjetivo (gênero e número). Emprego das classes de palavras. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Significado das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos.

Obs. Não serão cobradas as alterações promovidas pelo novo Acordo Ortográfico, pois, de acordo com a resolução de 29 de setembro de 2008, a reforma entrou em vigor em janeiro de 2009, mas as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.

Sugestões Bibliográficas: Livros didáticos do Ensino Fundamental e Médio.

2. CONHECIMENTOS EM INFORMÁTICA

Sistema Operacional Windows 98, ME, 2000/XP e GNU/LINUX. Conhecimento sobre o pacote Microsoft Office 2000, XP, 2003 e 2007 (Word, Excel, PowerPoint), Internet; Anti-vírus. Sugestões Bibliográficas: Integração Microsoft Office 2003 Professional KARIM GIZELLE GONZALEZ. Quick 4 em 1 Windows XP, Word XP, Excel XP, PowerPoint XP, Editora KCM, Rommel Kunze. Guia de Consulta rápida Word XP, Excel XP, PowerPoint XP, Editora Viena, Karina de Oliveira e Elion Vargas. Windows XP: Home & Professional para Usuários e Administradores JULIO BATTISTI Microsoft Windows 2000 Professional: Passo a Passo MAKRON BOOKS (ED.). Redes de Computadores e a Internet, Uma Nova Abordagem. James F. Kurose, Keith W. Ross. Redes de Computadores. TANENBAUM, A. S. Redes de Computadores, Curso Completo. TORRES, Gabriel. Hardware Curso Completo, 2ª Edição Especial, TORRES Gabriel. Dominando o Linux, DANESH, Arman. www.clubedohardware.com.br. www.microsoft.com. www.novell.com. www.portaljava.com. www.portaldaprogramacao.com.br. Office 2003 - Mariana dos Santos Martins de Oliveira. Revista Info - 2003 a 2005. Obras literárias e sites que tratam do assunto.

3. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA TODOS OS CARGOS - LEGISLAÇÃO

1. Lei 9.394 de 20 de dezembro de 1996, suas alterações e regulamentações.

2. Lei 8.112 de 11 de dezembro de 1990 e suas alterações e regulamentações.

3. Decreto l.171/94 e suas alterações e regulamentações.

4. CF - Da administração pública (arts. 37 a 43) - Da educação e da cultura (arts. 205 a 216) - Do meio ambiente (art. 225)

Observação: Considerar-se-á a legislação vigente até a data da publicação do Edital de Abertura das Inscrições.

3.1. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA CADA CARGO.

LÍNGUA PORTUGUESA

O português como língua de cultura. Relações gramaticais e discursivas: paralelos e contrastes. Aspectos funcionais e padrões estruturais. Análise interpretativa de fenômenos relativos aos diversos níveis constitutivos do português: fonético-fonológico, prosódico, morfológico, sintático e semântico. Relação entre língua, cultura e sociedade. A heterogeneidade linguística: variantes e variáveis linguísticas; relação entre pensamento e linguagem. Análise do discurso: língua, discurso e ideologia. Da frase ao texto: significado e contexto; a noção de textualidade: coesão e coerência textuais; a linguagem em uso: enunciado e enunciação. Modos de organização do discurso e tipologia textual. Discurso direto, discurso indireto e discurso indireto livre. Os pressupostos e as inferências. Interpretação e compreensão. O texto na sala de aula: a formação do produtor/leitor. O português do Brasil: diversidade e preconceito linguístico. Língua falada e língua escrita. O signo linguístico; os elementos da comunicação; as funções da linguagem; figuras e vícios de linguagem. Sinonímia, polissemia. A gramática na escola: a articulação gramática e texto. Reconhecimento de textos escritos e orais, literários e não literários; A estruturação do sentido: palavra, frase, texto e contexto. Valor nocional das classes e categorias gramaticais; hierarquia de unidades linguísticas: estrutura e função de morfemas, palavras, sintagmas e frases - os processos de formação de palavras; a estrutura sintática da frase, gramaticalidade e inteligibilidade; os processos sintáticos, o paralelismo semântico; a organização do período; sintaxe de concordância; sintaxe de regência. Crase.

Sugestões Bibliográficas: Livros didáticos do Ensino Fundamental e Médio.

LÍNGUA ESTRANGEIRA - INGLÊS:

COMPREENSÃO DE TEXTOS: Textos verbais e não-verbais. Estratégias de leitura;

CONHECIMENTOS LINGUÍSTICOS:

Substantivos: Formação do plural (regular, irregular e casos especiais); gênero; formas possessivas dos nomes. Artigos: definidos e indefinidos. Adjetivos: graus comparativo e superlativo (regulares e irregulares). Numerais: cardinais e ordinais. Pronomes: pessoais (subjetivos e objetivos); possessivos (substantivos e adjetivos); reflexivos (uso reflexivo, enfático e idiomático); indefinidos; interrogativos; relativos; demonstrativos; determinantes. Verbos: (modos, tempos e formas); regulares e irregulares; auxiliares e impessoais; modais e anômalos. Two-word verbs. Phrasal verbs. Voz ativa e voz passiva. Gerúndio e seus usos específicos. Discurso direto e indireto. Sentenças condicionais. Advérbios e expressões adverbiais. Palavras de relação. Preposições. Conjunções. Derivação de palavras pelos processos de prefixação e sufixação. Semântica, sinonímia e antonímia.

Sugestões Bibliográficas: Livros didáticos do Ensino Fundamental e Médio.

LÍNGUA ESTRANGEIRA - ESPANHOL:

COMPREENSÃO DE TEXTOS: Textos verbais e não-verbais.

CONHECIMENTOS LINGUÍSTICOS:

Classes de palavras: Substantivos (gênero e número). Adjetivos: gênero, número e grau; apócope do adjetivo. Artigos: casos de substantivação. Pronomes: possessivos, demonstrativos, definidos e indefinidos, relativos, pronomes de tratamento, pronomes pessoais, interrogativos. Numerais cardinais e ordinais. Verbos: formas pessoais e não-pessoais; modo, tempo e aspecto; regulares e irregulares. Discurso direto e indireto. Perífrases verbais. Advérbios e locuções adverbiais. Preposições e locuções prepositivas. Conjunções e locuções conjuntivas. Interjeições. Oração: tipos, elementos constituintes. Semântica, sinonímia e antonímia. Ortografia. Acentuação gráfica. Tilde diacrítica.

Sugestões Bibliográficas: Livros didáticos do Ensino Fundamental e Médio.

EDUCAÇÃO FÍSICA

Os objetivos da Educação Física no Ensino Fundamental. O programa de Educação Física nas quatro séries iniciais do Ensino Fundamental. A Educação Física e a interdisciplinaridade no Ensino Fundamental. A intencionalidade da avaliação no processo de apropriação e produção do conhecimento. Dimensões históricas da Educação Física. Dimensões filosóficas, antropológicas e sociais aplicadas à Educação e ao Esporte e à atividade física. Educação Física escolar e cidadania. Esporte e jogos na escola: competição, cooperação e transformação didático-pedagógica. Crescimento e desenvolvimento motor. A prática da Educação Física para portadores de necessidades educacionais especiais. Educação do movimento. Estatuto da Criança e do Adolescente.

Sugestões Bibliográficas: Willian D. Mc Ardle - Ed Guanabara / Kogan. Scott K. Powers, Edward T. Howley. Ed. Manole, São Paulo, 2000. Hamill. J.; Knutzen, K.M. Ed. Manole, 1999. Hall. S. Ed Guanabara / Kogan. Rio de Janeiro, 1993. Gerry Carr. Ed. Manole. São Paulo, 1998. Tudor O. Bompa. Ed Phorte, 2002. Guia de Primeiros Socorros: Ariadene da Silva - Fonseca; Manual de Primeiros Socorros: Senador Meira Filho. Melinda J. Flagel. Ed. Manole, São Paulo, 2002.

QUÍMICA

Geral: Matéria. Classificação periódica dos elementos. Átomo: modelos; estrutura. Ligações químicas. Geometria molecular. Funções químicas. Reações químicas. Massa atômica massa molecular. Estudo dos gases. Estequiometria. Físico-química: Dissolução. Soluções. Propriedades coligativas. Termoquímica. Cinética química; pH e POH. Eletroquímica. Radioatividade. Química Orgânica: O Carbono; Hibridação; Cadeias Carbônicas; Funções orgânicas. Isomeria. Reações orgânicas. Compostos Orgânicos. Polímeros sintéticos.

Sugestões Bibliográficas: Livros didáticos do Ensino Fundamental e Médio.

BIOLOGIA

Citologia: Bioquímica celular, água, sais minerais, carboidratos, lipídios, proteínas, ácidos nucléicos e vitaminas, Origem da vida, Envoltórios celulares: estruturas e funções, Organelas citoplasmáticas: estruturas, funções e inter-relações, Metabolismo energético da célula, Núcleo celular: características gerais e funções, Material genético: estrutura, duplicação e síntese protéica, Ciclo celular; Seres Vivos: Sistemática e Taxonomia, Reino Monera: características gerais, metabolismo, importância econômica e ambiental, Protista e Fungi: características gerais, Reino Vegetal: classificação, metabolismo energético, reprodução, crescimento e desenvolvimento, Reino Animal: classificação, digestão, circulação, respiração, excreção e reprodução; Genética: Divisão celular, Conceitos fundamentais de genética, Leis de Mendel, Interação gênica, epistasia, pleiotropia, ligação gênica, genes letais, Herança ligado ao sexo, Genética quantitativa, Engenharia genética e biotecnologia, Introdução à genética na agropecuária; Ecologia: Conceitos fundamentais: população, comunidade, hábitat, nicho ecológico e ecossistema, Componentes de um ecossistema, Cadeias e teias alimentares, Transferência de matéria e energia, Ciclos biogeoquímicos, Relações ecológicas entre os seres vivos, Sucessões ecológicas, Ecologia na agropecuária.

Sugestões Bibliográficas: Livros didáticos do Ensino Fundamental e Médio.

FÍSICA

Grandezas escalares e vetoriais; Algarismos significativos e ordem de grandeza; Erros e sua propagação; Cinemática; Conceitos básicos da dinâmica e leis de Newton; Forças de atrito e força centrípeta; Centro de massa e quantidade de movimento; Trabalho e energia; Colisões; Estática e Hidrostática; Gravitação Universal; Fluidodinâmica; Dinâmica de rotação; Oscilações; Ondulatória e acústica; Termologia; Corrente elétrica e leis de Ohm; Geradores e receptores; Circuitos elétricos; medidas elétricas; Campo elétrico e leis Coloumb; Potencial elétrico; Indução eletrostática e capacitores; Eletromagnetismo; Noções de corrente alternada; Física Moderna; Física Quântica; Ótica; Ótica Clássica; Ótica Quântica; Física nuclear; Evolução histórica dos conceitos da física.

Sugestões Bibliográficas: Livros didáticos do Ensino Fundamental e Médio.

HISTÓRIA

Ensino da História; História Antiga; História Medieval; História Moderna; História Contemporânea; História do Brasil: Colônia, Império e República: Primeira República: aspectos, econômicos, políticos e sociais. As oligarquias. A crise do café. O trabalho, o Estado e a legislação social na chamada "A Era Vargas". O trabalho e o sindicalismo nos anos 50 e 60. O movimento de 1964 e o Estado de Segurança Nacional. Da distensão à "abertura" política: anistia, a campanha pelas Diretas, o fim do regime militar. Nova República. Ensino de História; Seleção e organização de conteúdo históricos. Atualidades.

Sugestões Bibliográficas: Livros didáticos do Ensino Fundamental e Médio.

GEOGRAFIA

Teoria da Geografia: Objetivos de estudo; Conceitos e categorias básicas de interpretação geográfica; A geografia e o Mundo Moderno; Ciência, tecnologia e espaço; Sociedade civil, movimentos sociais e a questão do espaço. Representação do Espaço Geográfico. Representação e documentação cartográfica. Recursos Naturais, Meio Ambiente e Sociedade. A tectônica global, suas relações com a dinâmica do relevo e com a ocorrência de recursos minerais. A atmosfera, os fenômenos meteorológicas e climáticas e as causas e consequências das mudanças climáticas globais. A cobertura vegetal primitiva, sua devastação e a questão da biodiversidade. Os oceanos e os rios, sua importância em termos de recursos naturais, de estratégia política e econômica, e os problemas da poluição. Condicionantes econômicos, sociais e culturais do crescimento, estrutura, distribuição e mobilidade das populações rural e urbana. Indicadores de desenvolvimento social. Organização do Espaço. As formas de organização do espaço geográfico. A organização do espaço geográfico. A organização do espaço rural: fatores de desenvolvimento e distribuição das atividades. A circulação, o comércio e o transporte. Organização do Espaço Brasileiro. A interação entre o clima, a vegetação, o relevo, a hidrografia e o solo no espaço natural brasileira. A organização do espaço urbano industrial no Brasil, políticas de industrialização e tendências recentes. Os recursos minerais e energéticos, produção e consumo, conservação e esgotamento. O mercado interno e as relações comerciais externas. A organização do espaço e a questão ambiental no Brasil. Organização do Espaço Mundial. A ordem econômica mundial e sua expressão política, social e demográfica. As questões demográficas, étnicas, religiosas e políticas do mundo contemporâneo. Os grandes focos de tensão no mundo atual. Os grandes conjuntos naturais do globo, sua ocupação humana e seu aproveitamento. Geopolítica. Atualidades.

Sugestões Bibliográficas: Livros didáticos do Ensino Fundamental e Médio.

MATEMÁTICA

Funções: definição, tipos de funções, propriedades, representações, aplicações, equações, inequações e sistemas. Progressões - sequências, progressões aritmética e geométrica, aplicações. Estatística - construção e interpretação de tabelas e gráficos, medidas de centralidade e de dispersão. Combinatória e probabilidade: Principio fundamental de contagem, arranjo, combinação, permutação, noções de probabilidade e aplicações. Matrizes, determinantes e sistemas lineares: operações, propriedades, sistemas de equações lineares e aplicações. Geometria Analítica - ponto, estudo da reta e da circunferência, posições relativas, perpendicularidade, tangencia, lugares geométricos, elipse, hipérbole, parábola. Geometria - conceitos primitivos, ângulos, triângulos, quadriláteros e demais polígonos, circunferências e círculos, unidades de medidas do sistema internacional, áreas e perímetros de figuras planas, aplicações de propriedades geométricas, congruência e semelhança. Geometria Espacial: Sólidos geométricos, diedros, prismas, pirâmide, cilindro, cone esfera. Trigonometria: trigonometria no triângulo retângulo e no ciclo trigonométrico, funções trigonométricas, equações e inequações.

Sugestões Bibliográficas: Livros didáticos do Ensino Fundamental e Médio.

INFORMÁTICA I (PROGRAMAÇÃO):

Algoritmos e estruturas de Dados: Fundamentos de lógica de programação: tipos de dados; operadores; expressões; estruturas de controle e repetição; fluxogramas e diagramas de bloco; Estruturas de dados homogêneas e heterogêneas: vetores e matrizes, registros, listas, filas, pilhas e árvores; métodos de busca e ordenação; recursividade; funções e procedimentos: variáveis locais e globais; utilização de parâmetros. Programação Orientada e Objetos: fundamentos; classes concretas e abstratas; interfaces; objetos; atributos; métodos; herança; polimorfismo; encapsulamento; construtores e destrutores. Linguagens de programação: Java; Object Pascal, C, C++. Programação Java em arquitetura J2EE. Desenvolvimento para web: Linguagem PHP, HTML, xHTML, XML, CSS, JAVASCRIPT. Redes de computadores: família de protocolos TCP/IP: camada de aplicação, camada de transporte, camada de rede, camada de enlace. Desenvolvimento de Sistemas. Gerência de projetos. Processo de Software. Linguagem de Modelagem Unificada (UML); Padrões de Projeto de Software (Design Patterns). Garantia de Qualidade de Software. Técnicas de Teste de Software. Banco de Dados: Conceitos e arquitetura de um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD); Modelagem de dados e projeto lógico de banco de dados relacional; a linguagem SQL; Controle de transações; Indexação e hashing; Processamento da consulta; Controle de concorrência. Segurança Computacional: criptografia simétrica e assimétrica; assinatura digital, certificado digital, características do DES, AES e RSA; funções hash (MD5 e SHA-1). Direitos de Propriedades de Software - Lei de Software. Assuntos relacionados à sua área de atuação e ética no trabalho.

Sugestões Bibliográficas: BERTRAND MEYER , Object-Oriented Software Construction, Second Edition. Prentice Hall Professional Technical Reference. 1997. Bjarne Stroustrup. The C++ Programming Language, 3rd. edition. Addison-Wesley, 1997. (A Linguagem de Programação C++, Bookman 2000) Gamma Erich, R Helm, R Johnson, V John. Design Patterns: Elements of Reusable Object-Oriented Software. Addison-Wesley 1995. KORTH, Henry F.; SILBERSCHATZ, Abraham, SUDARSHAN, S. Sistema de Banco de Dados. Editora Campus, 3ª Edição, 1999. LARMAN, C., Utilizando UML e Padrões: Uma introdução à análise e ao projeto orientado a objetos. Edição 2. Editora Bookman. Porto Alegre, 2004. ML: Guia do Usuário. RUMBAUGH, James. Rio de Janeiro. Editora Campus, 2000. Pressman, Roger. Engenharia de Software. 6ª. Edição. Editora McGraw-Hill Brasil. 2006. Willian Stallings. "Cryptography and Network Security: Principles and Practice". Pearson, 2002, 3 edição. HARVEY M. DEITEL, PAUL J. DEITEL, RAMON NIETO, ET AL . XML, como programar. Editora Bookman. 2003. JAVASCRIPT, McCOMB, Gordon. JavaScript Sourcebook. São Paulo: Makron Books, 1997. Kurose, J., Ross, K., Redes de Computadores e a Internet - Uma Nova Abordagem, 3ª Edição. Addison Wesleys, 2006. Martin Bond, Debbie Law, Dan Haywood, Andy Longshaw, Peter Roxburgh. Aprenda J2EE em 21 dias com EJB, JSP, Servlets, JNDI, JDBC e XML Editora: Makron Books Data de Publicação: 2003 Wirth, Niklaus. Algoritmos e estruturas de dados. Rio de Janeiro: Prentice-Hall, 1989. Kris Jamsa, Lars Klander. Programando em C/C++ "a Bíblia". Makron Books, 1999. Cay Horstmann. Big Java. Horstmann. Bookman. 1 edição. 2004. Marco Cantú. Dominando Delphi 7 "A Bíblia". Makron Books. 2003. Kernighan Ritchie. C Padrão Ansi. Campus. 1989. Brian Proffitt, Ann Zupan. XHTML, Desenvolvimento Web. Makron Books, 2001. Walace Soares. Programando em PHP, Conceitos e Aplicações. Érica. 1º. Edição, 2000. José Augusto N. G. Manzano. Java Escript - Estudo Dirigido. Érica, 2001. VELLOSO, Paulo. Estruturas de Dados. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 1991.

INFORMÁTICA II (HARDWARE):

Organização de computadores: Componentes de microcomputadores, dispositivos de armazenamento de dados, gerenciamento de memória, memória principal e cache, tipos de memórias, dispositivos de entrada e saída, placa mãe, interfaces, portas, cabos, configuração de microcomputadores, microprocessadores, barramentos, Plug-and-play, montagem /desmontagem; Proteção: princípios básicos, alimentação AC / DC, aterramento, proteção de equipamentos e de sistemas de informática, estabilizadores, nobreak, VA, Watts, Amperes. Sistemas operacionais: Instalação, configuração e operação de Linux Ubuntu, Windows 9x/ME, Windows XP, vista, administração de usuários e permissões via Microsoft Active Directory, impressão em rede local, gerenciamento de serviços e ativos de rede local. Software: Solução de anti-virus, anti-spam e prevenção de intrusões (IDS); automação de escritório: instalação, configuração e operação de BrOffice 3.1 e Ms Office 2003, uso de software de acesso e navegação na Internet (browsers): Internet Explorer, Mozzila Firefox. Modalidades e técnicas de acesso: FTP, Telnet, Download, Navegação e Pesquisa, WEB, noções sobre correio Eletrônico horde; Redes de computador: Arquiteturas e topologias, conceitos, redes: LAN, MAN e WAN, Modelo OSI, Protocolos: TCP/IP, Ipv4, Ipv6, IPSec, ARP, SNMP, DNS, DHCP, SMTP, HTTP, FTP. Tecnologias Ethernet, Fast Ethernet, FDDI, Gigabit Ethernet, ATM e Wireless, Equipamentos (switches, roteadores), cabeamento estruturado de acordo com NBR 14.565. Segurança Computacional: criptografia simétrica e assimétrica; assinatura digital, certificado digital, características do DES, AES e RSA; funções hash (MD5 e SHA-1). Direitos de Propriedades de Software - Lei de Software. Assuntos relacionados à sua área de atuação e ética no trabalho.

Sugestões Bibliográficas: CRAWFORD, S. Windows 98 Prático e Fácil. São Paulo: Editora Makron Books, 1999.LITE. Administração e Manutenção do Ambiente Microsoft Windows Server 2003 DAN HOLME ORIN THOMAS. Microsoft Office 97 - Passo a Passo. São Paulo: Editora Makron Books, 1998. Quick 4 em 1 Windows Xp, Word Xp, Excel Xp, Power Point Xp, Editora KCM, Rommel Kunze. Guia de Consulta rápida Word Xp, Excel Xp, Power Point Xp, Editora Viena, Karina de Oliveira e Elion Vargas. MURHAMMER, M. W. et al. Microsoft Office Word 2003: Passo a Passo DEIVIDY PINHEIRO TCP/IP Tutorial e Técnico. São Paulo: Editora Makron Books, 2000.RUSSEL, C., CRAWFORD, S. Windows NT Server 4.0 - Guia Autorizado. São Paulo: Editora Makron Books, 1999.SILVEIRA, J.L. Comunicação de dados e sistemas de teleprocessamento. São Paulo: Editora Makron Books, 1991.SOARES, L. F. Das Redes LAN, WAN, às Redes ATM Teleprocessamento. Rio de Janeiro: Editora Campus, 1995.TANENBAUM, A. S. Organização Estruturada de Computadores. Prentice Hall, 1992. Redes de Computadores. Rio de Janeiro: Editora Campus, 3ª edição 1997. Hardware: Montagem, Configuração & Manutenção de Micros SILVIO FERREIRA. Manutenção de Impressoras WAGNER CANTALICE. Redes de Computadores: Fundamentos ALEXANDRE FERNANDES DE MORAES. Redes de Computadores: das LANs, MANs e WANs às Redes ATM LUIZ FERNANDO GOMES SOARES. Comunicação Entre Computadores e Tecnologias de Rede MICHAEL A. GALLO WILLIAM M. HANCOCK. Windows XP ELAINE BELLINOMINI CASTILLO ROGÉRIO MASSARO SURIANI. Windows 2000 Server: Implementação e Administração FRANCISCO BADDINI. Redes de Computadores e a Internet, Uma Nova Abordagem. James F. Kurose, Keith W. Ross. Redes de Computadores. TANENBAUM, A. S. Redes de Computadores, Curso Completo. TORRES, Gabriel. Hardware Curso Completo, 2ª Edição Especial, TORRES Gabriel. Dominando o Linux, DANESH, Arman.

INFORMÁTICA III (SOFTWARE);

Algoritmos e estruturas de Dados: Fundamentos de lógica de programação: tipos de dados; operadores; expressões; estruturas de controle e repetição; fluxogramas e diagramas de bloco; Estruturas de dados homogêneas e heterogêneas: vetores e matrizes, registros, listas, filas, pilhas e árvores; métodos de busca e ordenação; recursividade; funções e procedimentos: variáveis locais e globais; utilização de parâmetros. Programação Orientada e Objetos: fundamentos; classes concretas e abstratas; interfaces; objetos; atributos; métodos; herança; polimorfismo; encapsulamento; construtores e destrutores. Linguagens de programação: Java; Object Pascal, C, C++. Programação Java em arquitetura J2EE. Desenvolvimento para web: Linguagem PHP, HTML, xHTML, XML, CSS, JAVASCRIPT. Redes de computadores: família de protocolos TCP/IP: camada de aplicação, camada de transporte, camada de rede, camada de enlace. Desenvolvimento de Sistemas. Gerência de projetos. Processo de Software. Linguagem de Modelagem Unificada (UML); Padrões de Projeto de Software (Design Patterns). Garantia de Qualidade de Software. Técnicas de Teste de Software. Banco de Dados: Conceitos e arquitetura de um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD); Modelagem de dados e projeto lógico de banco de dados relacional; a linguagem SQL; Controle de transações; Indexação e hashing; Processamento da consulta; Controle de concorrência. Segurança Computacional: criptografia simétrica e assimétrica; assinatura digital, certificado digital, características do DES, AES e RSA; funções hash (MD5 e SHA-1). Direitos de Propriedades de Software - Lei de Software. Assuntos relacionados à sua área de atuação e ética no trabalho.

Sugestões Bibliográficas: Sugestões Bibliográficas: BERTRAND MEYER , Object-Oriented Software Construction, Second Edition. Prentice Hall Professional Technical Reference. 1997. Bjarne Stroustrup. The C++ Programming Language, 3rd. edition. Addison-Wesley, 1997. (A Linguagem de Programação C++, Bookman 2000) Gamma Erich, R Helm, R Johnson, V John. Design Patterns: Elements of Reusable Object-Oriented Software. Addison-Wesley 1995. KORTH, Henry F.; SILBERSCHATZ, Abraham, SUDARSHAN, S. Sistema de Banco de Dados. Editora Campus, 3ª Edição, 1999. LARMAN, C., Utilizando UML e Padrões: Uma introdução à análise e ao projeto orientado a objetos. Edição 2. Editora Bookman. Porto Alegre, 2004. ML: Guia do Usuário. RUMBAUGH, James. Rio de Janeiro. Editora Campus, 2000. Pressman, Roger. Engenharia de Software. 6ª. Edição. Editora McGraw-Hill Brasil. 2006. Willian Stallings. "Cryptography and Network Security: Principles and Practice". Pearson, 2002, 3 edição. HARVEY M. DEITEL, PAUL J. DEITEL, RAMON NIETO, ET AL . XML, como programar. Editora Bookman. 2003. JAVASCRIPT, McCOMB, Gordon. JavaScript Sourcebook. São Paulo: Makron Books, 1997. Kurose, J., Ross, K., Redes de Computadores e a Internet - Uma Nova Abordagem, 3ª Edição. Addison Wesleys, 2006. Martin Bond, Debbie Law, Dan Haywood, Andy Longshaw, Peter Roxburgh. Aprenda J2EE em 21 dias com EJB, JSP, Servlets, JNDI, JDBC e XML Editora: Makron Books Data de Publicação: 2003 Wirth, Niklaus. Algoritmos e estruturas de dados. Rio de Janeiro: Prentice-Hall, 1989. Kris Jamsa, Lars Klander. Programando em C/C++ "a Bíblia". Makron Books, 1999. Cay Horstmann. Big Java. Horstmann. Bookman. 1 edição. 2004. Marco Cantú. Dominando Delphi 7 "A Bíblia". Makron Books. 2003. Kernighan Ritchie. C Padrão Ansi. Campus. 1989. Brian Proffitt, Ann Zupan. XHTML, Desenvolvimento Web. Makron Books, 2001. Walace Soares. Programando em PHP, Conceitos e Aplicações. Érica. 1º. Edição, 2000. José Augusto N. G. Manzano. Java Escript - Estudo Dirigido. Érica, 2001. VELLOSO, Paulo. Estruturas de Dados. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 1991.

ZOOTECNIA

Anatomia descritiva dos animais domésticos; ecologia; embriologia e citologia; histologia; bioquímica geral; bromatologia; estatística e técnicas experimentais; fisiologia animal; fisiologia vegetal; imunologia; higiene e profilaxia animal; mecanização agrícola; microbiologia; sociologia rural e ambiental; zoologia; agrometeorologia; alimentos e alimentação; apicultura, meliponicultura e sericultura; bioclimatologia; construções zootécnicas; genética básica; nutrição animal; parasitologia animal; reprodução animal; aquicultura; avicultura; bovinocultura de corte e bubalinocultura; bovinocultura de leite; equinocultura; forragicultura e pastagem; melhoramento genético animal; ovinocultura e caprinocultura; suinocultura; tecnologia de produtos de origem animal; administração da empresa agropecuária; análise econômica na agropecuária; animais silvestres; extensão rural; cooperativismo; cunicultura; julgamento animal.

Sugestões Bibliográficas:

AGRICULTURA

Anatomia e morfologia vegetal; fisiologia do crescimento e desenvolvimento vegetal; sistemática vegetal; biologia e manejo de plantas daninhas; propagação de plantas; produção de sementes e mudas; produção e manejo de plantas frutíferas, olerícolas, ornamentais, medicinais, condimentares e aromáticas; silvicultura; sistemas agroflorestais; fitopatologia básica; entomologia agrícola; gênese, morfologia e classificação de solos; mineralogia e petrologia; física do solo; manejo, conservação e fertilidade do solo; adubos e adubação; mecanização agrícola; meteorologia agrícola; experimentação agronômica; microbiologia agrícola; tecnologia de produtos agropecuários - processamento, padronização, classificação, conservação, armazenamento, higiene e controle de qualidade de produtos de origem animal e vegetal; forragicultura; melhoramento genético; manejo e gestão ambiental; legislação agrária; planejamento agrícola; administração da empresa agropecuária; economia rural; extensão rural e cooperativismo.

Sugestões Bibliográficas:

MEIO AMBIENTE

Legislação e normas ambientais brasileira; Biologia para Engenharia Ambiental; Química para Engenharia Ambiental; Climatologia para Engenharia Ambiental; Mecânica dos Solos para Engenharia Ambiental; Poluição ambiental; Epidemiologia e toxicologia ambiental; Gestão do ar, água, solo e resíduos sólidos; Gestão da qualidade ambiental; Planejamento, elaboração e análise de projetos ambientais; Análise e gerenciamento dos riscos ambientais; Sistemas de Gestão Ambiental; Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL); Protocolo de Kyoto; Saneamento Ambiental; Saúde ambiental; Educação ambiental: Histórico, conceito, objetivos e formas de educação ambiental; Cartografia e Sensoriamento Remoto; Degradação ambiental pelo fator antrópico; Principais fatores de desequilíbrio ambiental; Tendências atuais da recuperação de áreas degradadas; Aspectos importantes para a implantação de programas de recuperação; Atividades recomendadas para a recuperação de áreas urbanas e agropecuárias degradadas; Recuperação de Matas ciliares; Áreas degradadas por metais pesados; Princípios do desenvolvimento sustentável.

Sugestões Bibliográficas:

ENGENHARIA FLORESTAL

Silvicultura: sementes, produção de mudas, viveiros florestais. Ecologia florestal: solos, relação solo-água-planta, sítios florestais, nutrição, controle ambiental. Edafologia: processos químicos, físicos e biológicos do solo, classificação do solo. Implantação de povoamentos florestais: preparo de solo, plantio, espaçamento, tratos culturais. Proteção florestal: controle de pragas, doenças e incêndios florestais. Dendrometria: medições florestais, volumetria, crescimento florestal, métodos de análise de crescimento de árvores. Inventário florestal: método aleatório e estratificado. Exploração florestal: colheita florestal, métodos manuais e mecanizados de colheita, máquinas e equipamentos, custos, rendimentos, recuperação de áreas degradadas. Economia florestal: custos, preços, mercado, juros, avaliação de viabilidade de projetos de investimentos, amortização, depreciação, crédito florestal. Manejo de bacias hidrográficas: diagnóstico de bacias, controle de erosão e torrentes, recuperação de bacias hidrográficas. Manejo florestal: desrama desbaste, rotação, sustentabilidade de produção, taxa de corte, planejamento florestal, plano de manejo, benefícios imateriais. Tecnologia da madeira: desdobro beneficiamento, preservação da madeira. Legislação: Código Florestal Federal, Código Florestal Estadual; Legislação Ambiental, Resoluções do CONAMA. Auditoria: florestal e ambiental. Construções florestais. Dendrologia: identificação de árvores, fitosociologia, fitogeografia, índices de concorrência. Sensoriamento remoto: fotointerpretação, fotogrametria, SIG. Sistemas agrosilvipastoris: sistemas agroflorestais e sistemas silvipastoris. Paisagismo: projetos e manejo de paisagem. Administração florestal.

Sugestões Bibliográficas:

ADMINISTRAÇÃO (GESTÃO):

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO

Direito Constitucional: Noções de Direito Constitucional; Aplicabilidade das normas constitucionais; Princípios Fundamentais; Direitos e garantias fundamentais; Organização do Estado; Da Tributação e Orçamento; Da Ordem Social. Direito Administrativo: Noções de Direito Administrativo: Origem, Objeto e Conceito do Direito Administrativo. Administração Pública Direta e Indireta: Órgãos e Entidades. Autarquias. Atos e fatos administrativos. Classificação dos Atos Administrativos. Elementos do Ato Administrativo. Vinculação e Discricionariedade do Ato Administrativo. Perfeição, Validade e Eficácia dos Atos Administrativos. Atributos do Ato Administrativo. Teoria dos Motivos Determinantes. Formas de extinção dos Atos Administrativos. Atos Administrativos Inválidos. Convalidação. Contratos Administrativos. Conceitos e Caracteres Jurídicos. As Diferentes Espécies de Contratos Administrativos. Os Convênios Administrativos. Formação dos Contratos Administrativos. Licitação: conceito, princípios, fundamentos, modalidades e procedimentos. Execução dos Contratos Administrativos. Inexecução sem culpa: teoria da imprevisão, caso fortuito e força maior, fato da Administração, extinção dos contratos administrativos. Poderes Administrativos. Poder hierárquico, disciplinar e normativo. Poder de Polícia: conceito e setores de atuação; polícia administrativa e polícia judiciária; características; liberdades públicas e o poder de polícia. Do controle da Administração Pública. Da improbidade administrativa; Servidores Públicos. Teorias de Administração: Planejamento. Processo decisório. Estrutura organizacional. Visão das principais áreas funcionais de uma organização: marketing, finanças, recursos humanos e produção. As teorias administrativas. Utilização dos conceitos na prática administrativa. Organização, Sistemas e Métodos: Comparação crítica das principais abordagens aos estudos das organizações. Problemas básicos de concepção das estruturas e processos organizacionais em diferentes níveis: global, intermediário e operacional. Ligações da estrutura e do processo com a estratégia e o desempenho. Administração de Recursos Humanos: Estratégias e desafios de RH. Administração da força de trabalho. Clima organizacional. Planejamento de pessoal e sistema de informação de RH. Gerenciamento de Desempenho. Recrutamento e seleção. Desenvolvimento de RH e treinamento. Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais: Padronização, normalização, classificação e inspeção de materiais. Compras, especificações, seleção de fornecedores e análise de valor. Gestão de Estoques. Logística de suprimentos. Administração de Sistemas de Informação: Tipos e usos de informação. Tratamento das informações. Conceitos e propriedades dos sistemas de informação. Elaboração de um sistema de informação. Custos e benefícios de um sistema de informações. Matemática aplicada à Administração: Funções elementares e representação gráfica. Limite e continuidade de funções. Estatística aplicada à Administração: Análise de séries temporais. Estatísticas não paramétricas. Elementos da Análise de Decisões. Legislação Trabalhista: Princípios gerais de legislação trabalhista. O contrato trabalhista. Justiça do trabalho. Organização sindical. Inspeção do trabalho. Previdência Social. Outros assuntos relacionados diretamente com a área de atuação do cargo.

Sugestões Bibliográficas:

INFRAESTRUTURA RURAL

ADMINISTRAÇÃO RURAL: Princípios gerais da administração; Fatores que afetam a renda da empresa rural; Medidas de resultados físicos e econômicos; Custos de produção e análise econômica de sistemas de produção animal e vegetal; Contabilidade rural; Planejamento agropecuário e estratégia empresarial; Marketing no agronegócio; Gestão da qualidade.

ECONOMIA RURAL: Princípios da economia rural e suas estruturas de mercado; Políticas de crédito rural; Demanda, oferta, equilíbrio de mercado e elasticidade; Teoria da firma; Complexo agroindustrial; Comercialização e abastecimento; Planejamento do desenvolvimento rural a partir de cadeias produtivas; Economia solidária e agricultura familiar.

Sugestões Bibliográficas:

RECURSOS PESQUEIROS

Botânica Aquática. Zoologia Aquática. Biologia dos Animais Aquáticos. Geologia de Ambientes Aquáticos. Ecologia. Termodinâmica Técnica. Microbiologia Geral e do Pescado. Aspectos da Pesca Brasileira. Oceanografia. Economia Pesqueira. Engenharia para a Aquicultura. Mecânica Aplicada à Pesca. Dinâmica de Populações e Avaliação de Recursos Pesqueiros. Navegação. Manejo de Bacias Hidrográficas. Pesqueira. Fisioecologia de Animais Aquáticos. Tecnologia do Pescado. Máquinas e Motores Utilizados na Pesca. Administração e Legislação Pesqueira. Instalações Pesqueiras.

Sugestões Bibliográficas:

SOCIOLOGIA

Teorias Sociológicas Clássicas; Teorias Sociológicas Contemporâneas; Epistemologia e Teoria Social; Educação e Sociedade; Poder e Subjetividade; Psicanálise e Sociedade; Estudos Monográficos em Sociologia da Cultura; Meio Ambiente e Sociedade; Natureza e Sociedade: Uma Perspectiva Sociológica; Políticas Públicas de Caráter Social; Sociabilidade; Teoria Feminista; Gênero e Cultura; Teoria Sociológica e Trabalho; Cultura e Sociabilidade; Sujeitos e Subjetividade no Mundo do Trabalho; Pensamento Social Brasileiro; Cultura e Razão: A Escola de Frankfurt; Cultura e Política; Sociedade do Bem-Estar, Norma e Ação Política; Mídia e Poder; Cultura e Sociabilidade Juvenil; Sindicalismo e Organização dos Trabalhadores.

Sugestões Bibliográficas:

DESENHO

O que é Desenho Industrial. A Revolução Industrial. O Ecletismo. O Movimento Arts and Crafts. A Engenharia do século XIX. O Art Nouveau. O Funcionalismo. Os precurssores da Bauhaus. A Bauhaus: origem e programa. O Art Deco. Design dos Anos 60. O Kisch. O Pós-Moderno. Principais vertentes do Desenho Industrial: Funcionalismo, Formalismo, Styling. Design dos Anos 90. O Desenho Industrial no Brasil. Materiais e Instrumentos de Desenho. Mobiliário do Desenhista. Técnicas de Desenho a grafite e a nanquim. Desenho Geométrico. Projeções ortogonais (planta baixa e elevações). Aplicação de linhas. Escrita técnica. Escalas gráficas. Escalímetro. Cotagem. Secções. Desenvolvimento de sólidos geométricos. Perspectiva isométrica, dimétrica e cavaleira. Perspectiva com 1 ponto e 2 pontos de fuga. Técnica de desenho à mão livre (esboços).

Sugestões Bibliográficas:

Artes PLÁSTICAS

A ação pedagógica das atividades artísticas. Conhecimento, sensibilidade e cultura. Imaginação e linguagem. Intuição e inspiração. Experimentação e expressão nas diferentes linguagens. Arte e Educação. A arte como objeto de conhecimento; Fundamentos do ensino da arte. Semana de arte moderna (22). História do teatro brasileiro e universal. O teatro na educação através dos tempos. A representação teatral. Materialização artística. Cultura Popular. Fatos históricos nas artes; Contexto educacional de artes no Brasil; Correlação entre artes e demais disciplinas; Metodologias utilizadas pelas artes para formação do homem. Artes Cênicas: história das artes cênicas; teoria e prática; teatro e jogo. Artes Visuais. História e ensino das artes no Brasil; teoria da arte: arte como produção, conhecimento e expressão; a obra de arte e sua recepção; artes visuais: elementos de visualidade e suas relações; comunicação na contemporaneidade. Linguagens artísticas. Artes visuais: elementos básicos, história da arte universal, nacional, regional e local (artistas e movimentos) Bienais, vídeo, fotografia, cinema. - Recursos e metodologia em arte.

Sugestões Bibliográficas:

ARTES MÚSICA

A ação pedagógica das atividades artísticas. Conhecimento, sensibilidade e cultura. Imaginação e linguagem. Intuição e inspiração. Experimentação e expressão nas diferentes linguagens. Arte e Educação. A arte como objeto de conhecimento; Fundamentos do ensino da arte. Semana de arte moderna (22). História do teatro brasileiro e universal. O teatro na educação através dos tempos. A representação teatral. Materialização artística. Cultura Popular. Fatos históricos nas artes; Contexto educacional de artes no Brasil; Correlação entre artes e demais disciplinas; Metodologias utilizadas pelas artes para formação do homem. Artes Cênicas: história das artes cênicas; teoria e prática; teatro e jogo. Artes Visuais. História e ensino das artes no Brasil; teoria da arte: arte como produção, conhecimento e expressão; a obra de arte e sua recepção; artes visuais: elementos de visualidade e suas relações; comunicação na contemporaneidade. Linguagens artísticas. Artes visuais: elementos básicos, história da arte universal, nacional, regional e local (artistas e movimentos) Bienais, vídeo, fotografia, cinema. - Recursos e metodologia em arte.

Noções sobre a história da arte. Noções sobre diferentes artes como expressão. Noções sobre arte brasileira. Folclore nacional. Atualidades artísticas. Música vocal - século XVI e XVII. A ópera. A linguagem polifônica. Sistema tonal e modal. A politonalidade. Música concreta e eletrônica. A música popular brasileira. A voz humana e sua classificação. O coral. As formas vocais e os conjuntos vocais. A regência. O diapasão. A afinação. História da música brasileira. Teoria musical - de notas à harmonia.

Sugestões Bibliográficas:

Gestão (Secretariado)

Teoria geral da administração; Planejamento estratégico. Mudança e gestão contemporânea. Psicologia nas organizações. Gestão de recursos humanos. Arquivística. Noções de contabilidade. Gestão, normas e técnicas secretariais. Cerimonial e protocolo. Relações públicas. Comunicação nas organizações. Estética organizacional. Marketing. Noções de língua inglesa. Noções de língua espanhola.

Sugestões Bibliográficas:

ELETROTÉCNICA

Conceitos Básicos de Segurança e Higiene no Trabalho. Noções de Mecânica Técnica e Resistência dos Materiais. Noções de Autocad. Psicologia e Relações Humanas no trabalho. Grandezas Elétricas e Magnéticas. Sistema Internacional de Unidades. Simbologia e Diagramas Elétricos. Circuitos Elétricos de Corrente Contínua. Circuitos de Corrente Alternada: Corrente e Tensão Senoidais. Valor de Pico. Valor Eficaz. Impedância. Notação Fasorial. Diagrama de Potência: Potência Ativa, Reativa e Aparente. Correção de Fator de Potência. Circuitos Monofásicos e Trifásicos. Eletromagnetismo. Medidas Elétricas. Utilização dos Instrumentos de Medição. Noções de Eletrônica Analógica: Diodos, Transistores e Tiristores. Noções de Eletrônica Digital: Portas Lógicas e Circuitos Combinacionais. Máquinas Elétricas: Transformadores. Geradores e Motores Síncronos, Geradores e Motores de Corrente Contínua e Motores de Indução. Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica. Dispositivos de Proteção e Controle. Acionamentos e Comandos elétricos: Partida Direta, Soft Starter e Inversor de Frequência. Instalações Elétricas de Alta e Baixa Tensão. Iluminação. Aterramento.

Sugestões Bibliográficas:

MECÂNICA

Noções Básicas de Metrologia; Sistema de Arrefecimento: Retirar, inspecionar e instalar: válvula termostática; Radiador; Bomba d'água; Sistema de Alimentação: Retirar, inspecionar e instalar: Bomba de combustível; Carburador; Filtro de ar e de combustível; Sistema elétrico do motor de combustão: Retirar, inspecionar e instalar: Bateria; bobina de ignição; velas de ignição; distribuidor; motor de partida; gerador (dínamo e alternador); Distribuição motora: Substituir correia dentada; sincronizar distribuição motora; retirar e desmontar dispositivos de montagem do cabeçote; esmerilhar e montar válvulas no cabeçote; instalar cabeçote no motor; recondicionar parcialmente o conjunto móvel do motor; desmontar e montar bielas e embolo (pistão), anéis de seguimento e árvore de manivelas.Injeção eletrônica:Eletrotécnica básica; circuito elétrico automotivo; sistemas de injeção eletrônica (EFI, MPFI); instrumentos de medições elétricas; Esquema e controle do sistema de injeção/ignição; controle do circuito anti-evaporação e recuperação dos vapores de combustível; constituição do sistema; localização dos componentes no vão do motor; dispositivos para controle das emissões nocivas do escapamento; verificações, regulagens e reparações do sistema de injeção/ignição; sensores e atuadores do sistema (testes e valores nominais).

Sugestões Bibliográficas:

ANEXO III

ATRIBUIÇÕES BÁSICAS DO CARGO

DENOMINAÇÃO DO CARGO: PROFESSOR DE ENSINO MÉDIO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Planejar, organizar, controlar e assessorar as organizações; Planejar, organizar e ministrar aulas teóricas e práticas para a educação básica, média e tecnológica e graduação, em quaisquer cursos e modalidades; Elaborar e/ou participar da elaboração de currículos e da escolha de livros didáticos a serem adotados; Orientar e supervisionar discentes nas atividades acadêmicas, tais como Trabalhos de Conclusão de Curso e Estágio Curricular; Realizar segundo os meios pedagógicos mais adequados a verificação da aprendizagem; Exercer a coordenação de cursos, eventos e outras atividades de interesse institucionais ligadas ao ensino, pesquisa e extensão; Participar de bancas de examinação de discentes e docentes; Desenvolver além do Ensino, a Pesquisa e a Extensão; Executar todas as atividades compatíveis com nível e área de formação para o qual está legalmente habilitado.

ANEXO IV

REQUERIMENTO DE RESERVA DE VAGAS PARA CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

À COMISSÃO PERMANENTE DE CONCURSOS PÚBLICOS

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO
Candidato:
Inscrição: Documento:
Cargo Pretendido: Fone:

Tipo da Deficiência:

( ) Física

( ) Auditiva

( ) Visual

( ) Mental

( ) Múltipla

Solicito participar da reserva de vagas destinadas a candidatos portadores de deficiência, conforme previsto no item 8 do Edital nº. 001 de 14 de janeiro de 2010 e Decreto Federal nº. 3.298/99.

Declaro ter conhecimento da Resolução nº. 155, de 26 de fevereiro de 1996.

Necessita condições especiais para realização da(s) prova(s)?

( ) Não ( ) Sim

Em caso positivo, especificar:

__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________

______________________, _____ de ___________________ de 2010.

__________________________________________
Assinatura do candidato

ANEXO V

REQUERIMENTO PARA RECURSO

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO
Candidato:
Inscrição: Documento:
Cargo Pretendido: Fone:

À COMISSÃO PERMANENTE DE CONCURSOS PÚBLICOS

O PRESENTE RECURSO REFERE-SE A
( ) Homologação de Inscrição ( ) Outros (Especificar):
( ) Questões da Prova Escrita
( ) Resultado da Prova Escrita
( ) Resultado da prova de títulos
JUSTIFICATIVA DO CANDIDATO
 

 

 

 

 

 

______________________, _____ de ___________________ de 2010.

__________________________________________
Assinatura do candidato

- Somente serão analisados pela Comissão Permanente de Concursos Públicos os recursos protocolados dentro dos prazos previstos e formulados de acordo com as normas estabelecidas no Edital de Abertura;

- Os recursos deverão ser digitados ou datilografados.

- No caso de recurso às questões da prova escrita este deverá apresentar argumentação lógica e consistente, devendo, ainda, estar acompanhado de cópia da bibliografia pesquisada para fundamentação.

ANEXO VI

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA PROVA DE DESEMPENHO DIDÁTICO

CANDIDATO:
ÁREA/DISCIPLINA:
UNIDADE:
TEMA DA AULA:
DATA: HORÁRIO:

 

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PONTOS
1. PLANO DE AULA Elaboração e organização do Plano (apresentação, descrição, clareza), adequação dos objetivos ao conteúdo planejado, adequação dos processos de verificação de aprendizagem, referência bibliográfica citada. 0 - 20  
2. INTRODUÇÃO Clareza, aspectos motivacionais, conexão entre o tema e outros conhecimentos (contextualização), exposição clara e precisa dos objetivos da aula. 0 - 10  
3. CONTEÚDOS Domínio de conteúdo, utilização de exemplos e analogias, desenvoltura e segurança nas respostas aos questionamentos, coerência, adequação de vocabulário e termos técnicos. 0 - 20  
4. PROCEDIMENTOS Espontaneidade, movimentação, postura, dicção, tom de voz, autocontrole, manejo de classe, interatividade. 0 - 20  
5. RECURSOS Adequação dos recursos didáticos às técnicas, aos objetivos e aos conteúdos propostos; momento de utilização dos recursos e uso adequado dos mesmos. 0 - 10  
6. FINALIZAÇÃO Capacidade de síntese, cumprimento das etapas previstas no plano, dosagem do conteúdo em relação ao tempo previsto. 0 - 10  
7. AVALIAÇÃO: Utilização de procedimentos avaliativos, feedback 0 - 10  
TOTAL DE PONTOS  

117059

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231