Prefeitura de Juara - MT retifica e prorroga nova Seleção contra à Covid-19

Oportunidade disponível é ao cargo de técnico de enfermagem com salário maior que R$ 1,5 mil; confira
Sexta-feira, 31 de julho de 2020 às 13h03
Prefeitura de Juara - MT retifica e prorroga nova Seleção contra à Covid-19

Com o objetivo de preencher uma vaga de técnico de enfermagem em combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Prefeitura Municipal de Juara, do estado do Mato Grosso, retificou o edital do novo Processo Seletivo.

Em nota (retificação I) divulgada nesta sexta-feira (31), as inscrições que tiveram início no dia 28 de julho de 2020 podem ser realizadas até o dia 31 do mesmo mês. Ainda neste documento, houve alterações nos requisitos em que agora é requerido apenas a idade mínima de 18 anos.

Para obter mais informações, acesse em nosso site o documento e o edital de abertura com mais detalhes sobre a presente seleção.

Detalhes sobre o cargo

Primeiro, é necessário dizer que que os interessados tenham o curso técnico em enfermagem, registro ativo no Conselho de Classe. Logo, ao profissional que for admitido, o vencimento corresponde ao valor de R$ 1.658,60 com a carga horária de trabalho de 160 horas mensais.

Caso seja efetivado, o candidato terá que auxiliar no planejamento, executar e analisar programas de saúde pública, prestar serviços em domicílios se necessário, realizar exames, relacionar os medicamentos em falta na farmácia municipal, dentre outros citados no documento.

Fases de participação

As inscrições devem ser realizadas nos dias 28 e 31 de julho de 2020, das 7h às 11h e das 13h às 17h, na Secretaria de Saúde, localizada na rua Sorocaba, Centro.

Já como método de classificação, os concorrentes serão submetidos à análise curricular, ao qual o objetivo é realizar a somatória de pontos de experiencia e títulos, conforme os critérios estabelecidos no edital.

Prazo de vigência

De acordo com o tópico sete do documento, este processo seletivo será válido enquanto durar o estado de calamidade na saúde pública causada pela Covid-19.

Jornalista: Mayson Martins Ribeiro
Compartilhe: