PGE - MT retifica Concurso para Procurador do Estado com salário de até R$ 24 mil

Diversos itens do edital de abertura foram retificados, dentre eles alguns referente a prova.
Terça-feira, 28 de junho de 2016 às 17h47
PGE - MT retifica Concurso para Procurador do Estado com salário de até R$ 24 mil

A Procuradoria Geral do Estado de Mato Grosso (PGE - MT) informa a todos que o edital do VIII Concurso Público para Procurador do Estado foi retificado.

Dentre as alterações, consta a modificação no item do Conteúdo Programático. Em nosso site você tem acesso aos editais completos e pode obter mais informações.

Este Concurso objetiva formar cadastro reserva e preferencialmente as vagas abertas deverão ser distribuídas nas Procuradorias Regionais de Rondonópolis e Alto Araguaia, Cáceres, Barra do Garças, Tangará da Serra, Região de Sinop e Região de Alta Floresta. O subsídio inicial do Procurador é R$ 24.818,92.

Dentre os requisitos exigidos para inscrição constam: Diploma de Bacharel em Direito ou certidão da colação de grau em Direito, Declaração de inexistência de antecedentes criminais, e Cópia autenticada do certificado de reservista ou documento equivalente, que comprove a quitação com o serviço militar, para os candidatos do sexo masculino.

As inscrições provisórias foram realizadas até às 14h do dia 24 de junho de 2016, no site www.concursosfcc.com.br.

O Concurso Público será composto de Provas de Conhecimentos Específicos I, Conhecimentos Específicos II, Prova Oral e Avaliação de Títulos. A previsão é que a primeira etapa aconteça no dia 24 de julho de 2016.

Aos candidatos aprovados na segunda fase (Prova de Conhecimentos Específicos II) é necessário realizar a Inscrição Definitiva que consiste no envio dos documentos mencionados no edital para a Procuradoria Geral do Estado do Mato Grosso, localizada na Rua Tenente Alcides Duarte de Souza, nº 275, Edifício Sagres, Duque de Caixas, em Cuiabá - MT.

A validade do certame é de dois anos, prorrogável uma vez, por igual período, mediante ato do Procurador Geral do Estado.

Compartilhe: