PEPDDH - MT tem novo Processo Seletivo de nível superior divulgado

Oportunidades são para os cargos de psicólogo, assistente social, advogado e técnico administrativo
Quarta-feira, 25 de novembro de 2020 às 16h34
PEPDDH - MT tem novo Processo Seletivo de nível superior divulgado

Foi divulgado no dia 16 de novembro deste ano um novo edital de Chamamento Público a fim de compor a equipe técnica do Programa Estadual de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos (PEPDDH), gerido pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) do Mato Grosso, o qual objetiva articular medidas e ações junto à rede de promoção e defesa dos direitos humanos, justiça e segurança, visando superar as causas que geram as ameaças.

O edital oferta oportunidades para os cargos de psicólogo (1); assistente social (1); advogado (1) e técnico administrativo (1). Aos aprovados e contratados, a carga horária será de 30 a 40 horas semanais, com remuneração de R$ 4.000,00 a R$ 4.500,00.

Poderão se inscrever no Processo Seletivo os candidatos que atendam e preencham as seguintes habilidades: ensino superior na área pretendida, conhecimento básico em informática, desenvoltura na língua portuguesa, disponibilidade para viagens frequentes por períodos de dois a cinco dias consecutivos, flexibilidade de horário, afinidade com a temática dos direitos humanos, dentre outros.

As inscrições, que tiveram início no dia 23 de novembro deste ano, podem ser feitas até às 23h59 do dia 27 deste mesmo mês e ano, exclusivamente via e-mail, por meio do endereço ppddh@setasc.mt.gov.br, devendo constar no assunto "Seleção PEPDDH/MT - cargo pretendido", além de anexar os seguintes documentos:

  • Ficha de inscrição (anexo I);
  • Carta de intenções explicitando a motivação e seus compromissos com a temática do Programa de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos;
  • Currículo (modelo anexo II);
  • Documentos pessoais;
  • Registro profissional;
  • Certificados;
  • Experiência profissional.

A seleção dos candidatos inscritos constará de análise de currículo, em que serão analisados os seguintes aspectos: experiências de trabalho. atuação na área de direitos humanos e cursos de formação. Haverá ainda a análise das cartas de intenções e entrevista destinada a avaliar as habilidades e requisitos requeridos para o cargo.

O presente edital será válido por um prazo de 24 meses, contados a partir de sua publicação, podendo ser prorrogado por período igual ou inferior.

Para mais informações, consulte o edital de abertura disponibilizado na íntegra em nosso site.

Jornalista: Gabriela Correia
Compartilhe: