Inep anuncia abertura de 140 vagas para Pesquisador-Tecnologista e Técnico

Quarta-feira, 10 de outubro de 2012 às 13h14
Inep anuncia abertura de 140 vagas para Pesquisador-Tecnologista e Técnico

Profissionais com formação em nível médio e superior que tenham interesse em trabalhar junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais "Anísio Teixeira" (Inep), localizado em Brasília, Distrito Federal, terão a oportunidade de participar de concurso público destinado ao provimento de 140 vagas. A responsabilidade técnico-administrativa do certame ficará por conta do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).

Conforme se verifica em edital publicado nesta quarta-feira, 10, no Diário Oficial da União, serão 100 oportunidades para o cargo de Pesquisador-Tecnologista em Informações e Avaliações Educacionais e outras 40 para Técnico em Informações Educacionais.

A informação é de que para Pesquisador-Tecnologista as vagas serão divididas em quatro áreas de especialização, sendo 32 para Legislação Educacional, Fundamentos da Educação e Pesquisa e Avaliação Educacional; 21 para Métodos Quantitativos e Pesquisa e Avaliação Educacional; 18 para Gestão de Processos de Negócio, Modelagem de Processo de Negócio, Sistemas de Informação, Sistemas de Apoio e Suporte à Decisão e Business Intelligence; e por fim, 29 para Direito Constitucional, Direito Administrativo, Administração Pública, Administração Financeira e Orçamentária e Contabilidade Governamental. Poderão concorrer profissionais com formação em qualquer área do conhecimento de nível superior relacionada ao concurso.

Já para Tecnologista a divisão será feita em apenas duas áreas de especialização, com 27 vagas para profissionais com conhecimentos de nível médio nas áreas de Direito Constitucional, Direito Administrativo e Administração e outras 13 para profissionais com conhecimentos nas áreas de Banco de Dados e Programação Básica.

De acordo com o Inep, do total de vagas oferecidas 5% será reservado às pessoas com deficiência e, em caso de valores fracionados será considerado o valor inteiro imediatamente superior.

Os admitidos para o cargo de nível médio terão direito ao vencimento básico de R$ 2.128,81, valor que poderá chegar a R$ 3.253,81 com a somatória da Gratificação de Desempenho de Atividades Especializadas e Técnicas de Informações e Avaliações Educacionais (GDIAE) e da Gratificação por Qualificação (GQ). Já para os contratados de nível superior o vencimento básico será de R$ 3.941,15, podendo chegar a R$ 6.656,15 caso o profissional possua especialização, a R$ 7.498,15 caso seja mestre e a R$ 8.128,15 em caso de possuir doutorado.

Em todos os casos as contratações serão subordinadas ao Regime Jurídico Único dos Servidores Civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas Federais, com jornadas de trabalho semanais de 40h.

Os interessados na concorrência deverão atentar ao período de inscrição, que se dará de 15 de outubro a 12 de novembro pelo endereço eletrônico www.ibfc.org.br, devendo o candidato informar o número de seu CPF e efetuar o pagamento da taxa correspondente, R$ 50,00 e/ou R$ 60,00.

Para ambos os cargos haverá na primeira fase provas de conhecimentos comuns e específicos de caráter eliminatório e classificatório. Já a segunda etapa para o cargo de nível médio será marcada pela construção de uma redação, apenas de caráter classificatório. Esta etapa para nível superior será composta de prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório. E por fim, a terceira fase, apenas para nível superior, será de avaliação de títulos e experiência profissional na área.

As provas acontecerão no dia 9 de dezembro em Brasília, no período da manhã para o cargo de Pesquisador e da tarde para Técnico. Para conhecer a forma como as provas serão divididas, número de questões e demais detalhes, confira o item 9 do certame.

A validade do concurso será de dois anos a contar da data da publicação da homologação dos resultados e poderá ser prorrogada por igual período

Atribuições

Estão entre as atividades inerentes dos cargos:

  • Nível médio

Desempenho de atividades voltadas ao suporte, produção e apoio técnico especializado às atividades de planejamento, orientação e coordenação do desenvolvimento de sistemas e projetos de avaliações educacionais, entre outras.

  • Nível superior

Desempenho de atividades especializadas de produção, análise e disseminação de dados e informações de natureza estatística, bem como planejamento, supervisão, orientação, coordenação e desenvolvimento de estudos e pesquisas educacionais em todos os níveis e modalidades de ensino e do desenvolvimento de sistemas e projetos de avaliações educacionais, entre outras.

Fonte: www.in.gov.br.

Compartilhe: