IGP - RS retifica Concursos Públicos para níveis médio, técnico e superior

Modificações ocorrem em itens das referências.
Terça-feira, 9 de maio de 2017 às 09h55
IGP - RS retifica Concursos Públicos para níveis médio, técnico e superior

O Instituto-Geral de Perícias do Estado do Rio Grande do Sul (IGP-RS) anuncia que os dois editais de Concursos Públicos que somam mais de 100 vagas foram alterados.

Em ambos a modificação ocorreu em itens do conteúdo programático. Para obter todos os detalhes acesse em nosso site os editais oficiais na íntegra.

Profissionais que tenham nível médio técnico e/ou superior podem se inscrever até o dia 11 de maio de 2017, para concorrer a salários de até R$ 9.556,78, correspondente a jornada de 40h por semana.

As oportunidades disponibilizadas no edital 01, destinam-se ao cargo de Perito Criminal, especificamente nas áreas de Computação Forense (4), Engenharia Civil (9), Engenharia Mecânica (9), Engenharia Elétrica (3), Química/ Engenharia Química (3), Biomedicina/ Farmácia/ Biologia (4) e Psicologia (3).

O edital nº 02, conta com vagas para Técnico em Perícias (36), sendo que 21 são para candidatos de nível médio e 15 para quem tem curso Técnico em Radiologia. Além disto, são disponibilizadas 35 oportunidades nos cargos de Perito Médico-Legista (29), e Perito Médico-Legista, com especialização em Patologia (3) e Psiquiatria (3).

Se você tem interesse em participar, inscreva-se mediante preenchimento do formulário disponível no site da empresa organizadora Fundatec (www.fundatec.org.br), até a data já mencionada. Não se esqueça que há taxa de inscrição, com valores entre R$ 75,06 e R$ 182,41.

Todos os inscritos nestes Concursos que tem validade de dois anos, com possibilidade de serem prorrogados por igual período, vão passar por Provas Teóricas Objetivas, compostas de 80 questões sobre temas de Conhecimentos Específicos e Gerais. A previsão é que esta etapa ocorra em 09 de julho de 2017. Para auxiliar no estudo, adquira em nosso site a Apostila Digital, elaborada de acordo com o conteúdo exigido.

Jornalista: Karina Felício
Compartilhe: