Prefeitura de Tupãssi - PR

PREFEITURA MUNICIPAL DE TUPÃSSI

ESTADO DO PARANÁ

CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2007

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2007

Dispõe sobre a abertura de cargos para o Concurso Público Municipal de nº 01/2007, edital nº 001/2007, e dá outras providências.

O Prefeito Municipal de Tupãssi, Estado do Paraná, no uso das atribuições legais, considerando o disposto no artigo 37, inciso II, da Constituição Federal, nas Leis nº 418/98, nº 252/94, nº 936/06 e nº 230/94, resolve:

TORNAR PÚBLICO

Este Edital destinado a abertura de cargos através do Concurso Público Municipal de nº 01/2007, de Provas e Provas e Títulos para o preenchimento de vagas no quadro de pessoal, de provimento efetivo da Administração Pública Municipal, como segue

1. DOS CARGOS A SEREM PROVIDOS

CARGO

VAGAS

VAGAS RESERVADAS AOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

QUALIFICAÇÃO / REQUISITOS

CARGA HORÁRIA SEMANAL

SALÁRIO INICIAL R$

TAXA DE INSCRIÇÃO R$

BIÓLOGO

01

00

Curso Superior em Ciências Biológicas, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional, quando da posse

20

673,26

80,00

FONOAUDIÓLOGO(A)

01

00

Curso Superior em Fonoaudiologia, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional, quando da posse

20

673,26

80,00

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA

04

01

Curso Superior em Educação Física, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional, quando da posse

20

673,26

80,00

PROFESSOR NÍVEL - A

17

01

Licenciatura Plena na área de Educação, com formação de Magistério em Nível Médio; ou Formação em Pedagogia ou em Normal Superior com ênfase nas séries iniciais do Ensino Fundamental ou em Educação Infantil;

20

532,99

80,00

ADVOGADO

01

00

Curso Superior em Direito, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício, quando da posse

20

1.200,00

80,00

NUTRICIONISTA

01

00

Curso Superior em Nutrição, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional, quando da posse

40

1.500,00

80,00

PSICÓLOGO

01

01

Curso Superior em Psicologia, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional, quando da posse

40

1.500,00

80,00

FARMACÊUTICO BIOQUÍMICO

01

00

Curso Superior em Farmácia/Bioquímica, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional, quando da posse

40

1.500,00

80,00

ENFERMEIRO

01

01

Curso Superior em Enfermagem, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional, quando da posse

40

1.500,00

80,00

ODONTÓLOGO

02

01

Curso Superior em Odontologia, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional, quando da posse

40

1.500,00

80,00

VETERINÁRIO

01

00

Curso Superior em Medicina Veterinária, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional, quando da posse

40

1.500,00

80,00

ENGENHEIRO CIVIL

01

00

Curso Superior em Engenharia Civil, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional, quando da posse

40

1.500,00

80,00

ASSISTENTE SOCIAL

01

01

Curso Superior em Serviço Social, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional, quando da posse

40

1.500,00

80,00

MÉDICO

02

01

Curso Superior em Medicina, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional, quando da posse

40

3.500,00

80,00

MÉDICO PLANTONISTA

02

01

Curso Superior em Medicina, e Registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional, quando da posse

Plantão de 12 x 36 horas

3.500,00

80,00

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

06

01

Ensino Médio Incompleto, quando da posse

40

395,13

40,00

TÉCNICO EM ENFERMAGEM

11

01

Ensino Médio Completo, e conclusão de Curso Técnico na área, e registro no COREN, quando da posse

40

523,64

40,00

TÉCNICO EM HIGIENE DENTAL

01

01

Ensino Médio Completo, e conclusão de Curso Técnico na área, e registro no CRO, quando da posse

40

598,46

40,00

AGENTE ADMINISTRATIVO

04

01

Ensino Médio Completo, quando da posse

40

673,26

40,00

SERVENTE

16

01

Alfabetizado, quando da posse

40

394,67

20,00

MERENDEIRA

03

01

Alfabetizado, quando da posse

40

394,67

20,00

OPERÁRIO

14

01

Alfabetizado, quando da posse

40

394,67

20,00

MARROEIRO

04

01

Alfabetizado, quando da posse

40

394,67

20,00

VIGIA

02

01

Ensino Fundamental Incompleto, quando da posse

40

394,67

20,00

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS

13

01

Ensino Fundamental Incompleto, quando da posse

40

429,43

20,00

TELEFONISTA

01

00

Ensino Fundamental Completo, quando da posse

30

429,43

20,00

MOTORISTA I

02

01

Ensino Fundamental Incompleto, e Carteira Nacional de Habilitação Categoria "B", quando da posse

40

504,95

20,00

MOTORISTA II

03

01

Ensino Fundamental Incompleto, e Carteira Nacional de Habilitação Categoria "C" ou "D", quando da posse

40

542,35

20,00

ELETRICISTA

01

00

Ensino Fundamental Completo, quando da posse

40

542,35

20,00

OPERADOR DE MÁQUINA RODOVIÁRIA

02

01

Ensino Fundamental Incompleto, e Carteira Nacional de Habilitação Categoria "C", quando da posse

40

542,35

20,00

PEDREIRO III

02

01

Ensino Fundamental Completo, quando da posse

40

649,03

20,00

2. DAS INSCRIÇÕES

2.1 DOS REQUISITOS

Para candidatar-se aos cargos públicos do quadro de servidores efetivos do Município de Tupãssi, o candidato deverá atender os requisitos abaixo, sendo que a falta de comprovação de qualquer um deles, haverá impedimento da posse:

2.1.1 Ter nacionalidade brasileira;

2.1.2 Estar quite com as obrigações eleitorais;

2.1.3 Quando do sexo masculino, haver cumprido sua obrigação para Serviço Militar;

2.1.4 Estar em gozo dos direitos políticos;

2.1.5 Ter completado 18 (dezoito) anos de idade, até a data da posse, se aprovado;

2.1.6 Possuir o nível de escolaridade exigido para o exercício do cargo e o respectivo Registro no Órgão de Classe, quando for o caso, quando da posse;

2.1.7 Possuir habilitação legal para o exercício do cargo;

2.1.8 Estar em gozo das aptidões físicas e mentais para o exercício do respectivo cargo;

2.1.9 Apresentar no ato da nomeação a certidão negativa fornecida pelo DETRAN para os cargos que necessitam da Carteira Nacional de Habilitação;

2.1.10 Apresentar outros documentos que se fizerem necessários, no decorrer do certame ou quando da admissão.

2.2 DO PERÍODO, HORÁRIO E LOCAL

As inscrições serão realizadas de 30 de outubro de 2007 a 29 de novembro de 2007, sendo que no dia 29 de novembro de 2007, as inscrições encerrar-se-ão às 15 horas, através do site www.exatuspr.com.br.

2.3 Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos para participação do certame.

2.4 Não haverá inscrição condicional, por correspondência, por fac-símile ou fora do prazo. Verificado, a qualquer tempo, o recebimento de inscrição que não atenda a todos os requisitos fixados, será a mesma cancelada.

2.5 Ao preencher o formulário de inscrição, o candidato indicará o cargo para o qual se inscreveu, sendo vedada qualquer alteração posterior.

2.6 O candidato que não apresentar os dados exigidos no ato da inscrição e não realizar o pagamento da inscrição até a data prevista no boleto bancário, será considerado inabilitado.

2.7 As inscrições serão realizadas pelo site www.exatuspr.com.br. Qualquer informação sobre a realização das inscrições será na Biblioteca Municipal Nelcir Pegoraro Santello, sito à Rua dos Estudantes, 16, Município de Tupãssi, Estado do Paraná. A inscrição também poderá ser realizada na Biblioteca Municipal Nelcir Pegoraro Santello.

2.8 O candidato somente poderá inscrever-se para concorrer a um único cargo.

2.9 Após o encerramento das inscrições haverá publicação da homologação das inscrições pela Comissão Especial do Concurso, publicando-se a lista dos nomes e números de inscrições dos candidatos aptos a realizarem as provas. Aludida publicação ocorrerá no Jornal do Oeste, e no site www.exatuspr.com.br e em Edital nas dependências da Prefeitura Municipal.

2.10 Do indeferimento do pedido de inscrição caberá recurso à Comissão Especial do Concurso, no prazo de 02 (dois) dias úteis, a contar da data da publicação que por último se realizar na forma referida no item 2.9.

2.11 Não serão aceitos para fins de inscrição no concurso, recibo ou protocolo de solicitação de documento, fornecido por qualquer órgão de qualquer natureza.

2.12 Não serão aceitas, em hipótese alguma e sob nenhum pretexto, inscrições de candidatos que se apresentarem posteriormente ao prazo de inscrição.

3. DAS PROVAS

3.1 O concurso será realizado da forma abaixo estabelecida:

3.1.1 Para os cargos de Servente, Operário, Vigia, Auxiliar de Serviços Gerais, Motorista I, Motorista II, Eletricista, Marroeiro, Operador de Máquina Rodoviária e Pedreiro III, o concurso será realizado em duas etapas, a primeira, sendo prova objetiva, será de caráter eliminatório e classificatório, e a segunda, sendo prova prática, será de caráter eliminatório e classificatório.

3.1.2 Para os cargos de Professor Nível - A e Professor de Educação Física, o concurso será realizado em duas etapas, a primeira, sendo prova objetiva, será de caráter eliminatório e classificatório, e a segunda, sendo prova de títulos, será de caráter classificatório.

3.1.3 Para os demais cargos elencados no presente Edital, o concurso será realizado em uma única etapa, sendo prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório.

3.2 A prova objetiva consistirá de 30 (trinta) questões de múltipla escolha, com quatro alternativas (a,b,c,d), sendo uma só correta, valendo cem pontos, avaliados na escala de zero a cem, com duração de três horas improrrogáveis.

3.2.1 A prova versará sobre português, matemática, conhecimentos gerais e conhecimentos específicos inerentes ao respectivo cargo, sendo trinta questões no total, distribuídas da seguinte forma:

MATÉRIA

N° QUESTÕES

PONTUAÇÃO DE CADA QUESTÃO

PONTUAÇÃO GERAL

Conhecimentos Específicos

16

4

64

Português

06

2

12

Matemática

04

2

08

Conhecimentos Gerais

04

4

16

3.2.2 Serão considerados aprovados, os candidatos que obtiverem, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) de acertos em cada matéria.

3.3 Quando da realização das provas, o candidato deverá comparecer uma hora antes do horário munido de:

3.3.1 Comprovante de inscrição, impresso no site www.exatuspr.com.br;

3.3.2 Cédula de identidade;

3.3.3 São considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pela Secretaria de Segurança Pública, pelos Ministérios Militares e pelo Corpo de Bombeiros Militar; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordens, Conselhos); passaporte, certificado de reservista, carteiras funcionais do Ministério Público e da Magistratura, carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valem como identidade; carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação (somente no caso do modelo novo, com a foto), desde que em bom estado de conservação.

3.3.4 Caneta esferográfica preta ou azul;

3.3.5 Comprovante de pagamento de inscrição;

3.4 A prova objetiva será realizada em data, local e horário a serem divulgados posteriormente no edital de homologação das inscrições, o qual será publicado no Jornal do Oeste e no site www.exatuspr.com.br. É de responsabilidade exclusiva do candidato a identificação correta de seu local de realização das provas e de comparecimento na data, local e horário determinados.

3.4.1 As portas e/ou portões do recinto de realização das provas serão fechados 30 minutos antes do início das provas. O candidato que chegar após este horário não poderá realizar as provas.

3.4.2 Não haverá provas em outros horários por conta de enfermidade do candidato.

3.5 Os candidatos somente poderão ausentar-se do recinto das provas, após decorrida uma hora do início das mesmas.

3.6 Quando da realização da prova, os três últimos candidatos deverão permanecer na sala, para assinatura da ata e lacre dos envelopes com os cartões respostas e provas, comprovando a regularidade de aplicação das provas.

3.7 Será concedida fiscalização especial aos candidatos que, a critério médico, devidamente comprovado junto a Comissão Especial até o último dia de realização da inscrição, que estiver impossibilitado por motivos de saúde, de realizar a prova em sala de aula com os demais candidatos.

3.8 Os gabaritos com as devidas respostas das provas, tornar-se-ão públicos, após a aplicação das provas, em publicação no Jornal do Oeste, em Edital nas dependências da Prefeitura Municipal e através do site www.exatuspr.com.br.

3.9 A assinatura do candidato será lançada no cartão resposta, que terá o número da inscrição repetido na prova.

3.10 Para os cargos de Professor Nível - A e Professor de Educação Física, será realizada a prova de títulos, sendo considerado além do previsto no artigo 19, Parágrafo 1º do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, da Constituição Federal - 2,00 (dois) pontos, a freqüência e conclusão em cursos relacionados diretamente com a área de atuação e experiência de trabalho, conforme segue abaixo:

I - Freqüência e conclusão em cursos relacionados diretamente com a área de atuação:

CURSOS PONTOS
De 08 a 20 horas

0,25 cada

De 21 a 40 horas

0,50 cada

De 41 a 80 horas

1,00 cada

De 81 a 160 horas

1,25 cada

Mais de 160 horas

1,50 cada

Curso de Graduação (desde que não seja pré-requisito ao cargo)

1,50 cada

Curso de Pós Graduação - Especialização

2,00 cada

Curso de Pós Graduação - Mestrado

3,00 cada

Curso de Pós Graduação - Doutorado

4,00 cada

II - Experiência de trabalho, desde que comprovado o tempo trabalhado em Carteira Profissional de Trabalho, ou xerox autenticada do comprovante da folha de pagamento, ou contrato de trabalho reconhecido firma com data da época em que foram prestados os serviços, ou declaração de serviço do tempo trabalhado (reconhecido firma), emitida pelo empregador atual, ou anterior, ou Empresas pelas quais o Candidato tenha prestado serviço na área específica.

TEMPO DE SERVIÇO

PONTUAÇÃO

12 (doze) meses

0,50

13 (treze) meses á 24 (vinte e quatro) meses

1,00

25 (vinte e cinco) meses á 36 (trinta e seis) meses

1,50

Acima de 37 (trinta e sete) meses

2,00

3.10.1 Os títulos serão devidamente comprovados e deverão guardar direta relação com as atribuições dos cargos em Concurso, e só terão validade para contagem de pontos os títulos emitidos nos últimos cinco anos, (exceto para os Diplomas de graduação e pós-graduação), ou seja, emitidos a partir de outubro de 2002.

3.10.2 A somatória da pontuação dos Títulos fica fixada no máximo de 20,00 (vinte) pontos, não podendo em hipótese alguma ser ultrapassado esse limite, mesmo que o candidato apresente títulos cuja somatória venha ultrapassar esse limite.

3.10.3 Os candidatos deverão apresentar xérox autenticado dos títulos (diplomas, certificados, cursos da área e outros documentos comprobatórios de experiência), no dia de realização da contagem de títulos, conforme previsto no Edital de Convocação para Entrega de Títulos.

3.10.4 Somente serão julgados os títulos dos candidatos aprovados na primeira etapa.

3.10.5 Os candidatos deverão apresentar juntamente com os títulos, o documento que é requisito para o exercício do cargo.

3.11 A prova prática versará sobre:

3.11.1 Para os cargos de Eletricista, Marroeiro e Pedreiro III, serão avaliados os seguintes pontos:

I - Habilidade com equipamentos

II - Eficiência/qualidade

III - Aptidão

IV - Organização na execução dos trabalhos

V - Conhecimento especifico na área

Cada critério acima mencionado terá a validade de 20,00 pontos, sendo no total 100,00 pontos.

A data, local e horário da prova prática será divulgado no Edital de Convocação para prova prática, a ser publicado no Jornal do Oeste, após a divulgação do resultado da prova objetiva.

3.11.2 Para os cargos de Motorista I, Motorista II e Operador de Máquina Rodoviária, serão avaliados os seguintes pontos:

I - Verificação dos acessórios do veículo

II - Verificação da situação mecânica do veículo

III - Habilidade na condução do veículo

IV - Cuidados básicos na condução do veículo

Cada critério acima mencionado terá a validade de 25,00 pontos, sendo no total 100,00 pontos.

A data, local e horário da prova prática será divulgado no Edital de Convocação para prova prática, a ser publicado no Jornal do Oeste, após a divulgação do resultado da prova objetiva.

3.11.3 Para os cargos Servente, Operário, Vigia e Auxiliar de Serviços Gerais, serão avaliados os seguintes pontos:

I - Corrida 12 Minutos;

II - Resistência Abdominal;

III - Agilidade.

Na aplicação dos testes acima mencionados serão utilizados os seguintes critérios:

1) CORRIDA 12 MINUTOS

Na realização do teste o candidato poderá, durante 12 minutos, deslocar-se em qualquer ritmo, correndo ou caminhando, podendo, inclusive parar e depois prosseguir.

A nota para os candidatos do sexo masculino será atribuída de acordo com a distância percorrida, segundo a seguinte pontuação:

DISTÂNCIA

NOTA

De 0 à 1.500 metros

Eliminado

De 1501 à 1699 metros

10,0

De 1700 à 1899 metros

18,00

De 1900 à 2099 metros

25,00

Acima de 2100 metros

34,00

A nota para os candidatos do sexo feminino será atribuída de acordo com a distância percorrida, segundo a seguinte pontuação:

DISTÂNCIA

NOTA

De 0 à 1.000 metros

Eliminado

De 1001 à 1199 metros

10,00

De 1200 à 1399 metros

18,00

De 1400 à 1599 metros

25,00

Acima de 1600 metros

34,00

2) RESISTÊNCIA ABDOMINAL

Na realização do teste o candidato deverá executar exercícios abdominais.

A nota para os candidatos do sexo masculino será atribuída de acordo com o número de repetições realizadas no intervalo de tempo de 1 (um) minuto, segundo a seguinte pontuação:

REPETIÇÕES

NOTA

De 0 à 29

Eliminado

De 30 à 33

10,00

De 34 à 37

18,00

De 38 à 41

25,00

Acima de 42

33,00

A nota para os candidatos do sexo feminino será atribuída de acordo com o número de repetições realizadas no intervalo de tempo de 1 (um) minuto, segundo a seguinte pontuação:

REPETIÇÕES

NOTA

De 0 à 19

Eliminado

De 20 à 23

10,00

De 24 à 27

18,00

De 28 à 31

25,00

Acima de 32

33,00

3) AGILIDADE

Na realização do teste o candidato deverá demonstrar agilidade, com a aplicação da prova prática " Shutle Run", conforme descrito abaixo:

MATERIAL UTILIZADO PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA DE AGILIDADE

Equipamento e material: fita adesiva, cronômetro e blocos de madeira medindo 5 centímetros por 5 centímetros por 10 centímetros.

DESCRIÇÃO DA REALIZAÇÃO DA PROVA DE AGILIDADE

A prova consistira em duas linhas paralelamente traçadas no solo distantes 9,14 metros, medidos a partir de seus bordos externos. Dois blocos de madeira, com dimensões de 5 cm x 5cm x 10 cm serão colocados a 10 cm da linha externa e separados entre si por um espaço de 30 cm. Estes devem ocupar uma posição simétrica em relação à margem externa.

O avaliado deverá colocar-se em afastamento Antero-posterior das pernas, com o pé anterior o mais próximo possível da linha de saída. Com voz de comando do aplicador da prova: "vai, corre em direção aos blocos, pega um bloco, retorna à linha de partida, colocando o bloco atrás desta linha e repete esta movimentação com o outro bloco." Serão dadas duas tentativas com um intervalo de descanso entre elas, a critério do avaliador.

DO RESULTADO DAS PROVAS

O resultado será o tempo de percurso na melhor das duas tentativas. Por exemplo: se um candidato consegue na sua 1º tentativa 11,56 segundos e na 2º tentativa 10,68 segundos, será considerado para a avaliação o melhor resultado, ou seja, 10,68 segundos.

A nota para os candidatos do sexo masculino será atribuída de acordo com o menor tempo que realizar a prova, segundo a seguinte pontuação:

TEMPO

NOTA

13 segundos

Eliminado

12 segundos

10,00

11 segundos

18,00

10 segundos

25,00

9 segundos

33,00

A nota para os candidatos do sexo feminino será atribuída de acordo com o menor tempo que realizar a prova, segundo a seguinte pontuação:

TEMPO

NOTA

14 segundos

Eliminado

13 segundos

10,00

12 segundos

18,00

11 segundos

25,00

10 segundos

33,00

A data, local e horário do teste físico será divulgado no Edital de Convocação para prova prática, a ser publicado no Jornal do Oeste, após a divulgação da prova objetiva.

3.12 O candidato que não atingir 50% (cinqüenta por cento) de aproveitamento na prova prática está eliminado do Concurso Público.

3.13 A ausência e a recusa do candidato em participar de qualquer das provas implicará, automaticamente, na sua exclusão do concurso, ficando impedido de participar de qualquer prova subseqüente.

4. DA CLASSIFICAÇÃO

4.1 Os candidatos aprovados serão classificados em lista nominal, na ordem decrescente de nota, da seguinte forma:

4.1.1 Para os cargos de Servente, Operário, Vigia, Auxiliar de Serviços Gerais, Motorista I, Motorista II, Eletricista, Marroeiro, Operador de Máquina Rodoviária e Pedreiro III, a classificação se dará pela nota final, sendo: NF = (NO + NP)/2, onde NF = nota final, NO = nota da prova objetiva e NP = nota da prova prática.

4.1.2 Para os cargos de Professor Nível - A e Professor de Educação Física, a classificação se dará pela nota final, sendo: NF = NO + NT, onde NF = nota final, NO = nota da prova objetiva e NT = nota da prova de títulos, podendo haver notas superiores à 100,00 (cem) pontos.

4.1.3 Para os demais cargos elencados no presente Edital, a classificação se dará pela nota final, sendo: NF= NO, onde NF = nota final e NO = nota da prova objetiva.

4.2 Em caso de igualdade de notas na classificação, como critério de desempate, terá preferência o candidato com a maior nota:

4.2.1. Conhecimentos Específicos;

4.2.2 Prova Prática, quando houver;

4.2.3 Prova de Títulos, quando houver;

4.2.4 Língua Portuguesa;

4.2.5 Conhecimentos Gerais;

4.2.6 Matemática;

4.2.7 Mais idoso

4.2.8 Nos termos do art. 27 da Lei nº 10.741/2003, o primeiro critério de desempate entre os candidatos com mais de 60 (sessenta) anos completados até o último dia do prazo de inscrição e entre estes e os demais candidatos será o de idade mais elevada, considerando-se o ano, o mês e o dia do nascimento.

4.3 O resultado do concurso e a classificação dos candidatos aprovados serão publicados no Jornal do Oeste, em Edital nas dependências da Prefeitura Municipal e no site www.exatuspr.com.br.

4.3.1 Não serão fornecidos atestado, certificado ou certidão relativa a classificação das notas, de candidatos aprovados e reprovados, para tal finalidade, valerá para tal fim os resultados publicados no Jornal do Oeste, em Edital nas dependências da Prefeitura Municipal e no site www.exatuspr.com.br.

4.4 A nomeação respeitará a ordem de classificação final.

4.5 Para fins de comprovação de classificação no concurso, valerá a publicação da homologação do resultado final, conforme previsto no item 4.3 deste edital.

5. DAS VAGAS DESTINADAS AOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

5.1 Em cumprimento ao artigo 37, inciso VIII, da Constituição Federal, ficam reservadas aos candidatos portadores de deficiência, das vagas oferecidas no concurso, 05% (cinco por cento), conforme regulamenta a Lei Municipal nº 936/2006.

5.2 Às pessoas portadoras de deficiência é assegurado o direito de inscrever-se neste processo de seleção, desde que a deficiência de que são portadoras seja compatível com as atribuições do cargo a ser preenchido.

5.3 Os portadores de deficiência participarão em igualdades de condições com os demais candidatos.

5.4 As vagas definidas, que não forem providas por falta de candidatos, por reprovação no concurso ou na perícia médica, serão preenchidas pelos demais concursandos, observada a ordem de classificação.

5.5 Até o último dia de realização da inscrição, o candidato portador de deficiência deverá protocolar declaração, junto a Divisão de Recursos Humanos do Município de Tupãssi, concernente a condição e a deficiência da qual é portador, apresentando Laudo Médico (original) atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID, bem como a provável causa da deficiência. Este Laudo será retido e ficará anexado ao protocolo de Inscrição. O Laudo também deverá ser apresentado quando dos exames pré-admissionais, no caso do candidato ser aprovado e convocado.

5.6 A não observância do disposto no subitem anterior acarretará a perda do direito ao pleito das vagas reservadas aos candidatos em tais condições, mesmo que tenha assinalado tal opção.

5.7 Aos candidatos, é assegurado o direito de se inscreverem nessa condição, declarando serem portadores de deficiência e submeterem-se, se convocados, à perícia médica promovida pela equipe multiprofissional, composta por um médico clinico e dois profissionais integrantes da carreira almejada, que emitirá parecer observando: a) as informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição; b) a natureza das atribuições e tarefas essenciais do cargo ou da função a desempenhar; c) a viabilidade das condições de acessibilidade e as adequações do ambiente de trabalho na execução das tarefas; d) a possibilidade de uso, pelo candidato, de equipamentos ou outros meios que habitualmente utilize; e) a CID e outros padrões reconhecidos nacionalmente e internacionalmente.

5.7.1 Na hipótese da pessoa portadora de deficiência ser considerada inapta, o órgão que realizou a inspeção constituirá de oficio, no prazo de trinta dias, Junta Médica para exames, facultando ao candidato a indicação de um médico, a seu critério para integrar a Junta Médica.

5.8 Os candidatos que no ato de inscrição se declararem portadores de deficiência, se classificados nas provas, além de figurarem nas listas de classificação, terão seus nomes publicados em relação à parte, observada a respectiva ordem de classificação.

5.9 Caso haja necessidade de condições especiais para se submeter às provas e demais exames previstos neste Edital, o candidato portador de deficiência, deverá solicitá-las por escrito à Comissão Especial do Concurso, devendo ser apresentado na Divisão de Recursos Humanos, até o último dia de realização das inscrições, indicando claramente quais os recursos especiais necessários.

5.10 O candidato portador de deficiência que necessitar de tempo adicional para realização das provas deverá requere-lo, com justificativa acompanhada de parecer emitido por especialistas da área de sua deficiência, junto a Divisão de Recursos Humanos, até o último dia de realização das inscrições.

5.11 Caso haja necessidade, o candidato portador de deficiência terá adaptação das provas, do curso de formação e do estágio probatório, conforme a deficiência do candidato.

6. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

6.1 O preenchimento da inscrição é de inteira responsabilidade do candidato.

6.2 O pedido de inscrição será indeferido a qualquer tempo, se o candidato não satisfizer as exigências legais contempladas neste Edital.

6.2.1 O candidato que fizer em qualquer documento, declaração falsa ou inexata, deixar de apresentar os documentos exigidos, ou deixar de atender os requisitos exigidos por este edital, ainda que verificado posteriormente, será excluído do concurso, com a conseqüente anulação do ato de investidura no cargo, pela autoridade competente, sem prejuízo das medidas de ordem administrativa, civil e criminal, cabendo quando for o caso o recurso administrativo para o mesmo.

6.3 O simples requerimento de inscrição do candidato implicará o conhecimento do Edital, Decretos, Portaria e demais documentos relacionados ao Concurso Público e, conseqüente, aceitação.

6.4 O candidato aprovado e classificado, quando convocado para nomeação, será submetido ao regime estatutário.

6.4.1 O candidato aprovado e convocado, deverá apresentar os seguintes documentos para admissão e nomeação:

I - Cédula de Identidade (R.G.) e fotocópia autenticada.

II - Certificado de reservista e fotocópia autenticada, quando couber.

III - Título de eleitor e fotocópia autenticada.

IV ­- Comprovante de voto na última eleição ou a justificativa da ausência.

V ­- Cadastro de Pessoa Física (C.P.F.) e fotocópia autenticada.

VI - Comprovante de escolaridade e habilitação exigida.

VII - Registro no órgão de classe e fotocópia autenticada.

VIII - Certidão de nascimento ou casamento e fotocópia.

IX - Certidão de nascimento dos filhos menores de 14 anos e fotocópia, quando couber.

X - Uma fotografia 3X4 recente, tirada de frente.

XI - Atestado de sanidade física, quando solicitado.

XII - Certidões negativas de antecedentes criminais fornecidas pela Justiça Estadual e Justiça Federal, onde o candidato residiu nos 5 (cinco) últimos anos.

XIII - Declaração dos bens e valores que constituem seu patrimônio.

XIV - Declaração quanto ao exercício, ou não, de outro cargo, emprego ou função pública.

6.5 Para efeito de posse o candidato aprovado e convocado fica sujeito à aprovação em prévia inspeção médica oficial, a ser realizada pelo órgão indicado pelo Município Tupãssi.

6.6 Para o provimento do cargo concursado, o candidato deverá atender as condições necessárias, quais sejam: i) atendimento aos requisitos para inscrição de acordo com o item 2 e seus subitens constantes deste Edital; ii) apresentação da documentação exigida para nomeação conforme dispõe o subitem 6.4.1 deste Edital; e iii) aprovação nos exames de saúde de acordo com o item 6.5 do presente Edital.

6.7 O candidato aprovado e convocado deverá comparecer na Prefeitura Municipal no prazo de trinta dias, para proceder sua nomeação, no dia e horário estabelecido e será submetido a estágio probatório de 36 (trinta e seis) meses, sendo que somente terá avanço após 03 (três) anos de nomeação.

6.8 O concurso terá validade por dois anos, a contar da data da homologação, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período.

6.9 No prazo de 02 (dois) dias úteis, a contar da respectiva publicação, poderá o candidato requerer ao órgão executor do concurso, a revisão/recurso das notas atribuídas às provas escritas, às provas práticas, às provas de títulos e ao gabarito oficial.

6.9.1 O pedido de recurso/revisão deverá conter argumentação lógica e consistente, indicando, precisamente, a questão ou ponto sobre o qual versa a reclamação, contendo nome do candidato, número de inscrição e o cargo para o qual se inscreveu, e deverá ser apresentado no protocolo da Prefeitura Municipal.

6.9.2 A revisão/recurso destituída de fundamentação será liminarmente indeferida.

6.9.3 Se provida a revisão e/ou recurso, a Comissão Especial do concurso determinará as providências devidas.

6.9.4 Serão rejeitadas as revisões e/ou recursos que não estiverem redigidos em termos, bem como, os que derem entrada fora do prazo.

6.9.5 Se dos exames de recursos resultar em anulação de questão(ões), a pontuação correspondente a essa(s) questão(ões) será atribuída a todos os candidatos, independente de terem recorrido, desde que já não tenham recebido a pontuação correspondente a questão anulada quando da correção dos gabaritos.

6.9.6 Não serão examinados recursos contra os atos do concurso que não forem apresentadas em termos convenientes ou não apontarem, com absoluta clareza, fatos e circunstâncias que as justifiquem e permitam pronta apuração.

6.10 Se ficar provado o vício, irregularidade insanável ou preterição de formalidade substancial, o concurso será anulado total ou parcialmente, de acordo com a conveniência e interesse da Prefeitura Municipal.

6.11 O candidato que, visando interesses pessoais, lançar mão de falsas alegações e fatos inverídicos com o propósito de embargo do processo seletivo, após a apuração dos fatos, poderá ser processado criminalmente e impedido, definitivamente, de se inscrever em outros concursos realizados por órgãos públicos municipais.

6.12 Não haverá segunda chamada para prova, importando a ausência por qualquer motivo, inclusive moléstia ou atraso, na exclusão do candidato no concurso.

6.13 Não será permitido o uso de máquinas calculadoras, equipamentos e/ou aparelhos eletrônicos, ou outros instrumentos similares, consulta a qualquer tipo de material e, ainda, não será admitida qualquer espécie de consulta, inclusive legislação seca ou comunicação entre os candidatos.

6.14 Será atribuída nota zero, quando no cartão respostas ou prova for assinalada mais de uma resposta ou rasura, intenção de marcação, ainda que legível, bem como aquela que não for assinalada no cartão respostas, ou assinalada a lápis.

6.15 Em hipótese nenhuma haverá substituição do cartão resposta ou prova em caso de erro ou rasura do candidato.

6.15.1 Somente será permitido assinalamentos nos cartões respostas feitos pelos próprios candidatos.

6.16 É vedada a comunicação do candidato com qualquer pessoa, durante a realização da prova.

6.17 As salas de prova serão fiscalizadas por pessoas especialmente designadas pela Comissão Especial, sendo vedado o ingresso de pessoas estranhas ao concurso.

6.18 Nenhum candidato poderá ausentar-se do recinto da prova a não ser momentaneamente e acompanhado por fiscal.

6.19 Ao terminar a prova, o candidato entregará obrigatoriamente ao Fiscal de Sala o material que a Comissão Especial do Concurso solicitar.

6.20 Por razões de ordem técnica e direitos autorais, não será fornecido exemplares das provas a candidatos ou a instituições públicas ou privadas, mesmo após o encerramento do Concurso Público.

6.21 Eventuais erros de digitação de nomes e números de inscrições deverão ser corrigidos no dia das provas, em Ata, pela Comissão Especial.

6.22 Será excluído do concurso público, por ato da Comissão Especial do Concurso, o candidato que cometer as seguintes irregularidades:

I - Agir com incorreção ou descortesia, para com qualquer membro da equipe encarregada na aplicação das provas;

II - Utilizar ou tentar utilizar por meios fraudulentos para obter aprovação própria ou de terceiros, em qualquer etapa do processo seletivo;

III - Não devolver integralmente o material solicitado pela Comissão Especial no dia das provas;

IV - Comunicar-se com os demais candidatos, ou pessoas estranhas ao Concurso, bem como consultar livros ou apontamentos;

V - Ausentar-se do recinto, a não ser momentaneamente, em casos especiais e em companhia do fiscal;

VI - Efetuar o pagamento da inscrição com cheque com insuficiência de saldo bancário;

VII - Colocar no corpo da prova o seu nome ou qualquer outro sinal que possa identificá-lo.

6.23 As notas das provas, bem como a nota final, não sofrerão aproximações ou arredondamentos, considerando-se as quatro casas.

6.24 Serão publicados as notas obtidas pelos candidatos e o nome dos candidatos que não estiveram presentes no dia da prova.

6.25 A taxa de inscrição não será devolvida em hipótese alguma. Não serão aceitos pedidos de isenção de pagamento do valor da taxa de inscrição, seja qual for o motivo alegado.

6.26 A elaboração, aplicação e correção das provas será realizada por Empresa Contratada, a qual terá autonomia sobre a elaboração e julgamento das provas.

6.27 As respostas da prova objetiva deverão ser transcritas para o Cartão Resposta, que é o único documento válido para correção eletrônica. Em nenhuma hipótese haverá substituição do Cartão Reposta, sendo de responsabilidade exclusiva do candidato os prejuízos advindos de marcações feitas incorretamente, emenda ou rasura, ainda que legível.

6.27.1 O Cartão Resposta deverá ser marcado corretamente, pois sua correção será efetuada através de leitora ótica, qualquer marcação incorreta exime à Prefeitura Municipal de Tupãssi, bem como à Empresa Contratada de qualquer responsabilidade na leitura do mesmo.

6.28 Os cartões respostas e provas depois de colocados em sobrecarta fechada e rubricada, ficarão sob a guarda da Empresa Contratada.

6.29 Todas as provas objetivas e gabaritos referentes ao concurso serão confiados, após seu término, à guarda da Empresa Contratada, os quais serão mantidos pelo prazo de seis meses da homologação, findo o qual, serão incinerados, os demais documentos como: edital de abertura, homologação das inscrições, fichas de inscrições, homologação de resultado final, portaria da comissão especial entre outros, serão mantidos à guarda, por um prazo de dois anos após a homologação, findo o qual serão incinerados.

6.30 Caso haja prorrogação do concurso, os documentos acima mencionados serão guardados enquanto estiver em validade o concurso realizado.

6.31 A aprovação no concurso, ainda que no limite de vagas estimadas, assegurará apenas a expectativa do direito a nomeação, ficando a concretização desse ato condicionada à observância da conveniência e oportunidade em fazê-lo das disposições legais pertinentes, da rigorosa classificação e do prazo de validade do concurso.

6.32 A posse ocorrerá no prazo estabelecido na legislação municipal.

6.33 O candidato que, convocado, recusar a nomeação ou deixar de assumir o exercício da função no prazo estipulado, será incluso no final da lista de aprovados.

6.34 A convocação do candidato para posse será feita mediante a publicação no Jornal do Oeste.

6.35 A não observância nos itens anteriores, facultará a Prefeitura Municipal, convocar e admitir o candidato seguinte.

6.36 O ocupante de cargo, emprego ou função na Prefeitura Municipal, quando aprovado em concurso, não terá, para fins de nomeação, qualquer vantagem sobre os demais aprovados.

6.37 O candidato que já estiver investido em dois cargos públicos ativos ou em um cargo público efetivo e um aposentado, quando da sua convocação, não poderá assumir sua vaga se não renunciar o vínculo empregatício anterior.

6.38 Durante o prazo de validade do concurso, além das vagas previstas, poderão ser preenchidas, por candidatos aprovados, as vagas existentes do Plano de Cargos e Vencimentos assim como as que vierem a vagar no período, bem como as que forem criadas.

6.39 Os prazos fixados neste Edital poderão ser prorrogados a juízo do Prefeito Municipal, através de publicidade prévia e ampla.

6.40 É de inteira responsabilidade dos candidatos acompanhar os editais, portarias, decretos, comunicados e demais publicações referente a este concurso no Jornal do Oeste, em Edital nas dependências da Prefeitura Municipal e através do site www.exatuspr.com.br.

6.41 Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualização ou acréscimos, enquanto não consumada a providência ou evento que lhes disserem respeito.

6.42 O resultado oficial final das provas escritas será divulgado no Jornal do Oeste, em Edital nas dependências da Prefeitura Municipal e no site www.exatuspr.com.br.

6.43 Todos os atos do concurso público serão praticados pela Empresa Contratada.

6.44 Todas as provas ficarão, desde a elaboração, sob a guarda e responsabilidade da Empresa Contratada.

6.45 Os conteúdos básicos para as provas objetivas são os constantes do Anexo I.

6.46 As descrições e atribuições dos cargos são as constantes do Anexo II.

6.47 Nada impede que, durante o prazo de validade de um concurso, outro seja aberto, levado a efeito e classificados os aprovados, o que não se pode dentro desse prazo, é nomear os classificados de um concurso posterior, enquanto existir concursado anterior com direito à nomeação.

6.48 Os casos omissos serão resolvidos pelo Executivo Municipal de conformidade com este Edital e da legislação vigente.

PREFEITURA MUNICIPAL DE TUPÃSSI, ESTADO DO PARANÁ, AOS 29 DIAS DO MÊS DE OUTUBRO DO ANO DE 2007.

VALDECIR ACCO
Prefeito Municipal

ANEXO I

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1 - CONHECIMENTO ESPECÍFICO

CARGO: MÉDICO

1. Epidemiologia & saúde;

2. Medicina ambulatorial: condutas clínicas em atenção primária;

3. Atenção Primária, equilíbrio entre necessidades de saúde, serviços-tecnologia;

4. Controle das doenças sexualmente transmissíveis: DST/AIDS;

5. Famílias: funcionamento & tratamento;

6. Saúde da Mulher;

7. Epidemiologia e Saúde;

8. Doenças Infecto Contagiosas;

9. Hipertensão Arterial e Diabete;

10. Imunização;

11. Crescimento e Aleitamento da Criança;

12. Semiologia Pediátrica e Desenvolvimento da Criança;

13. Pediatria do desenvolvimento e preventiva: crescimento e desenvolvimento; imunizações; desordens emocionais e psicossociais;

14. Nutrição e distúrbios nutricionais: alimentação do lactente normal; desnutrição; obesidade e avitaminoses;

15. Fisiopatologia dos Líquidos corporais: terapia de reidratação oral e parenteral; equilíbrio hidro-eletrolítico e ácido-básico e suas desordens; acidentes: afogamento, queimaduras e envenenamento;

16. Erros inatos do metabolismo;

17. Doenças infecciosas na infância: prevenção; doenças bacterianas; doenças virais ou presumivelmente virais;

18. Sistema imunológico: doença reumática e do tecido conjuntivo; desordens alérgicas e doenças devidas à deficiência imunológica inclusive síndrome da imunodeficiência adquirida;

19. Sistema Único de Saúde: Lei nº 8.080 de 19/09/90, Lei nº 8.142 de 28/12/90, Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS de 1996, Norma Operacional da Assistência à Saúde/SUS - NOAS-SUS de 2002, Programa de Controle de Infecção Hospitalar;

20. Código de Ética Profissional.

CARGO: MÉDICO PLANTONISTA

1. Emergências Cardiovasculares: Insuficiência Coronariana Aguda, Crise Hipertensiva, Edema Agudo de Pulmão, Parada Cardíaca e Ressuscitação Cardiopulmonar, Choque, Arritmias;

2. Emergências Endócrinas: Crise Tireotóxica, Hipercalcemia, Insuficiência Adrenal Aguda;

3. Emergências Metabólicas: Cetoacidose Diabética, Hipoglicemia, Acidose Lática;

4. Emergências Hematológicas: Anemias, Distúrbios da Hemostasia;

5. Emergências Infecciosas: Infecção de pele e tecido celular subcutâneo, Meningites Agudas, Leptospirose, Dengue, Infecções pelo vírus da Imunodeficiência Humana, Doenças Sexualmente Transmissíveis;

6. Emergências Renais: Distúrbios de Equilíbrio Hidroeletrolítico e Ácido-Básico, insuficiência Renal Aguda;

7. Emergências Gastroenterológicas: Hemorragia Disgestiva, Diarréia Aguda, Cirrose Hepática;

8. Emergências Neurológicas: Cefaléia, Alterações da Consciência, Convulsões, Acidente Vascular Cerebral, Hemorragia Subnaracnóide, Síndrome de Guillain Barrie;

9. Emergências Oncológicas;

10. Afogamento;

11. Asma (na Emergência);

12. Emergências Cirúrgicas Não Traumáticas: Apendicite Aguda, Pancreatite Aguda, Colescistite Aguda, Úlcera Péptica Perfurada, Diverticulite, Obstrução Intestinal, Retenção Urinária aguda, Isquemia Intestinal Aguda;

13. Emergências Cirúrgicas Traumáticas: Atendimento Inicial ao Politraumatizado, Traumatismo Craneoencefálico, Traumatismo Raquimedular, Traumatismo de Tórax, Traumatismo de Abdome, Traumatismo de Extremidades, Queimaduras;

14. Primeiros Socorros;

15. Sistema Único de Saúde: Lei nº 8.080 de 19/09/90, Lei nº 8.142 de 28/12/90, Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS de 1996, Norma Operacional da Assistência à Saúde/SUS - NOAS-SUS de 2002, Programa de Controle de Infecção Hospitalar;

16. Código de Ética Profissional.

CARGO: NUTRICIONISTA

1. Administração de serviços de alimentação: planejamento, organização, execução de cardápio e procedimentos desde compras, recepção, estocagem e distribuição de gêneros, saneamento e segurança na produção de alimentos, aspectos físicos, métodos de conservação, técnica de higienização da área física, equipamentos e utensílios;

2. Técnica Dietética: conceito, classificação e composição química;

3. Características organolipticas, seleção, conservação, Pré-preparo, preparo e distribuição dos alimentos;

4. Higiene dos alimentos, parâmetros e critérios para o controle higiênico-sanitário;

5. Nutrição Normal: conceito de alimentação e nutrição, critério e avaliação de dietas normais e especiais;

6. Leis da alimentação. Nutrientes: definição, propriedades, biodisponibilidade, função, digestão, absorção, metabolismo, fontes alimentares e interação;

7. Nutrição materno-infantil; crescimento e desenvolvimento em toda faixa etária;

8. Gestação e lactação, nutrição do lactente e da criança de baixo peso. Desnutrição na infância;

9. Organização, planejamento e gerenciamento do Lactário e Banco de Leite Humano. Nutrição em Saúde Pública: noção de epidemologia das doenças nutricionais, infecciosas, má nutrição protéico-calórica, anemias e carências nutricionais;

10. Vigilância nutricional. Atividades de nutrição em programas integrados de saúde pública. Avaliação nutricional;

11. Epidemologia da desnutrição protéico-calórica. Avaliação dos estados nutricionais nas diferentes faixas etárias;

12. Dietoterapia: princípios básicos e cuidados nutricionais nas enfermidades e na 3ª idade e atividades do nutricionista na EMTN;

13. Modificação da dieta normal e padronização hospitalar;

14. Nutrição enteral: indicação, técnica de administração, preparo e distribuição;

15. Seleção e classificação das fórmulas enterais e infantis;

16. Ética profissional. Legislação do Sistema Único de Saúde -SUS;

17. Organização dos serviços de saúde no Brasil: Sistema Único de Saúde - princípios e diretrizes, controle social;

18. Indicadores de saúde;

19. Sistema de notificação e de vigilância epidemiológica e sanitária; Endemias/epidemias: situação atual, medidas e controle de tratamento;

20. Planejamento e programação local de saúde; Distritos sanitários e enfoque estratégico; 21. Conhecimentos Gerais sobre o Programa Nacional de Alimentação Escolar.

CARGO: FONOAUDIÓLOGO(A)

1. Audição: - Anatomia e fisiologia da audição; - Desenvolvimento normal da audição e da linguagem; - Avaliação auditiva no adulto e na criança; - Inspeção do meato acústico externo, audiometria, imitância acústica (fundamentos, técnicas, interpretação de resultados, patologias, conduta e discussão de casos); - Triagem auditiva em escolares; - Avaliação eletro fisiológica- EOA, BERA; - Processamento auditivo central; - Aparelhos auditivos: Princípios gerais na indicação, seleção e adaptação de aparelhos auditivos.

2. Voz: - Anatomia e fisiologia dos órgãos envolvidos na fonação; - Desenvolvimento da fonação; - Avaliação perceptual e acústica da voz; - Atuação fonoaudiológica nas disfonias funcionais; - Atuação fonoaudiológica nas disfonias presentes na infância e terceira idade; - Atuação fonoaudiológica nas disfonias neurológicas; - Atuação fonoaudiológica nas seqüelas de cirurgia de cabeça e pescoço.

3. Linguagem: - Desenvolvimento da linguagem oral na criança; - Desenvolvimento da linguagem escrita; - Percepção auditiva e de fala;

- Fundamentos da lingüística; - Atuação fonoaudiológica nos distúrbios de linguagem escrita; - Atuação fonoaudiológica nos distúrbios de fala e linguagem relacionados ao crescimento e desenvolvimento; - Atuação fonoaudiológica nos distúrbios de fala e linguagem relacionados ás lesões cerebrais.

4. Motricidade Oral: - Crescimento maxilofacial; - Amadurecimento das funções orofaciais; - Sistema estomatognático; - Aleitamento materno no desenvolvimento da motricidade oral; - Acompanhamento fonoaudiológico em pacientes portadores de fissura lábio palatal; - Disfagia- avaliação e tratamento;

CARGO: ASSISTENTE SOCIAL

1. Análise de conjuntura;

2. Serviço Social: conhecimentos gerais da profissão;

3. Serviço Social e formação profissional;

4. A dimensão política da prática profissional;

5. Pesquisa em Serviço Social. Metodologia do Serviço Social;

6. Desafios do Serviço Social na contemporaneidade;

7. Atuação do Serviço Social na administração de políticas sociais;

8. Planejamento. Estratégico. Participativo;

9. Serviço Social e interdisciplinaridade. Fenômeno grupal;

10. Ética Profissional. O projeto ético-político-profissional do Serviço Social. A Ética aplicada à ação profissional na política de Saúde;

11. Serviço Social e a política de Saúde Mental;

12. Sistema Único da Assistência Social;

13. Estatuto da Criança e do adolescente (Lei n.º 8.069/90);

14. Lei Orgânica da Assistência Social (Lei nº. 8.742/93);

15. Lei nº. 8.842/94 que fixa a Política Nacional do Idoso;

16. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988.

CARGO: ENFERMEIRO

1. Parâmetros para o funcionamento do SUS;

2. Saúde e Doença: Promoção à saúde. Prevenção e controle de infecções. Prevenção de agravos. Atuação da Enfermagem na detecção e no controle de doenças;

3. Introdução à Enfermagem: Origem e evolução da Enfermagem. Aspectos legais e éticos de exercício da Enfermagem. O ambiente de trabalho. Técnicas básicas de Enfermagem;

4. Enfermagem Médico-Cirúrgica: Assistência de Enfermagem em situações de emergência e nos distúrbios: do sangue, respiratórios, cardiovasculares, gastrointestinais, endócrinos, imunológicos, musculoesqueléticos, nas doenças infecciosas e nas doenças da pele. Atuação de enfermagem em Centro Cirúrgico e em Central de Material;

5. Enfermagem Materno-Infantil e Pediatria: Atendimento de enfermagem à saúde materno-infantil e pediatria: pré-natal, parto e puerpério e período neonatal;

6. Políticas de saúde: noções sobre o Sistema Único de Saúde - SUS;

7. Saúde da Criança e do Adolescente-Puericultura, Controle, Intervenções da Enfermagem na Assistência à Criança no aspecto preventivo e curativo: Doenças preveníveis por imunização: vacinas (rede de frio e esquema do Ministério da Saúde, Administração e Validade).

CARGO: ODONTÓLOGO

1. Anestesiologia;

2. Bio-segurança;

3. Dentística;

4. Endodontia;

5. Estomatologia;

6. Exodontia;

7. Farmacologia;

8. Odontologia preventiva;

9. Odontopediatria;

10. Ortodontia;

11. Periodontia;

12. Radiologia.

CARGO: PSICÓLOGO

1. Parâmetros para o funcionamento do SUS;

2. A psicologia como ciência. Diferentes escolas, diferentes campos de atuação e tendências teóricas;

3. Métodos e técnicas de Avaliação Psicológicas;

4. Psicopatologia e o método clínico. Modos de funcionamento normal e patológico do psiquismo humano;

5. A ética, sua relação com a cultura e sua influência na constituição do psiquismo;

6. Psicologia Social e os Fenômenos de Grupo: a comunicação, as atitudes, o processo de socialização, os grupos sociais e seus papéis;

7. Psicologia Institucional e seus métodos de trabalho;

8. Psicologia na reforma psiquiátrica, o psicólogo e a saúde pública;

9. Teorias e técnicas psicoterápicas;

10. Processo Psicodiagnóstico;

11. Terapia na Saúde mental;

12. Psicologia do Desenvolvimento;

13. Psicologia da Aprendizagem;

14. Psicologia Familiar - Criança e Adolescente;

15. Tratamento Psicoterápico de Portadores de HIV/AIDS;

16. Psicologia Institucional e processo grupal;

17. Código de Ética profissional do Psicólogo.

18. Sistema Único de Saúde: Lei nº 8.080 de 19/09/90, Lei nº 8.142 de 28/12/90, Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS de 1996, Norma Operacional da Assistência à Saúde/SUS - NOAS-SUS de 2002, Programa de Controle de Infecção Hospitalar;

19. Código de Ética Profissional.

CARGO: ENGENHEIRO CIVIL

1. Topografia. 1.1 Dados técnicos para projeto. 1.2 Levantamento planialtimétricos. 1.3 Perfis e curvas de nível.

2. Projetos (elementos necessários à execução de uma edificação). 2.1 Arquitetônico. 2.2 Estrutural. 2.3 Instalações elétricas. 2.4 Instalações hidráulicas;

3. Solos. 3.1 Tipos. 3.2 Características e classificação dos solos. 3.3 Exploração do subsolo - interpretação de sondagens;

4. Fundações e obras de terra. 4.1 Tipos e aplicação. 4.2 Obras de contenção (conhecimento). 4.3 Muros de arrimo (cálculo).

5. Planejamento e análise de custos. 5.1 Levantamentos quantitativos. Orçamento (composição de preços); Determinação de índices de consumo. Cronograma físico-financeiro. Especificações.

6. Instalações Prediais. 6.1 Hidrossanitárias. 6.2 Elétricas. 6.3 Telefônicas.

7. Estrutura. 7.1 Elementos estruturais. 7.2 Materiais e ensaios. 7.3 Tecnologia do contrato (lançamento, cura, etc.).

8. Cobertura. 8.1 Tipos. 8.2 Materiais envolvidos. 8.3 Detalhes da estrutura.

CARGO: VETERINÁRIO

1. Noções básicas de inspeção de produtos de origem animal;

2. Zoonose e Epidemiologia.

CARGO: BIÓLOGO

1. Bactérias patogênicas: Morfologia e ultra-estrutura: Dimensões, formas e agrupamentos das células; fragelos, microfibrilas, cápsulas e camadas limosas, parede celular (diferenças entre bactérias Gram positivas e Gram negativas), protoplastos e esferoplastos, espaço periplásmico, membrana plasmática, estruturas citoplasmáticas;

2. Fisiologia: Nutrientes, condições de crescimento, transportes através de membrana, crescimento populacional, reprodução, espoluração e germinação. Isolamento e identificação: Técnicas de amostragem, isolamento e cultivo; microscopia, propriedades tintoriais, identificação metabólica, pesquisas determinantes de patogeneicidade das respectivas bactérias patogênicas. Utilização dos diversos sistemas de classificação.

3. Bioquímica bacteriana: Metabolismo eterotrófico e anaeróbio para geração de energia: Glicólise; via pentosefosfato, via Entner-Doudoroff; fermentações alcoólica, lática, propiônica, butirica e butanodiol. Metabolismo heterotrófico e aeróbio para geração de energia: Ciclo do ácido tricarboxílico, rações anapleróticas, sistemas transportadores de elétrons e fosforilação oxidativa, superóxido dismutase;

4. Metabolismo lipídeos e proteínas:

5. Desassimilativo. Biossíntese: Glicogênio, Ácido poli-b-hidroxibutírico, polifosfatos, ácidos teicóicos, peptidioglucanas, lipopolissacarídeos, aminoácidos, proteínas, nucleotídeos. Integração de metabolismo;

6. Purificação de proteínas e polissarcarídeos. Processos de separação; processos de ruptura celular, técnicas de recuperação, concentração, fracionamento e purificação;

7. Processos fermentativos;

8. Tecnologia da produção de: Antibióticos por processos fermentativos e semi-sintéticos. Vacinas. Ácidos orgânicos, Vitaminas, Aminoácidos, Enzimas, Biopolímeros, Biomassa e Proteínas. Engenharia Bioquímica: Esterilização de equipamentos, meios de fermentação e ar;

9. Agitação e aeração em fermentadores;

10. Condução dos processos fermentativos (bateladas e contínuo). Cinética dos processos fermentativos. Tipos de fermentadores industriais. Operação e controles de uma indústria de fermentação. Separação e purificação de produtos de fermentação;

11. Controles da qualidade e biotecnologia: Controle genético. Controle microbiológico. Controle bioquímico. Controle farmacológico. Controle

organoléptico. Utilização da estatística no controle da qualidade.

CARGO: ADVOGADO

1. DIREITO CONSTITUCIONAL: 1.1 Constituição. Conceito. Classificação; 1.2 Normas constitucionais. Leis complementares. Emendas e revisão da constituição. Disposições transitórias; 1.3 Inconstitucionalidade e seus controles. Ação Declaratória de Constitucionalidade; 1.4 Princípios constitucionais. Os princípios constitucionais da Administração Pública; 1.5 Direitos e garantias individuais e coletivos. Direitos Sociais. Mandado de Segurança, habeas corpus, habeas data, mandado de injunção e ação popular; 1.6 Atribuições constitucionais dos Municípios; 1.7 Poder Legislativo: composição e atribuições. Processo legislativo. Orçamento e controle financeiro e orçamentário. Tribunal de Contas; 1.8 Poder Executivo. Organização. Competência; 1.9 Funções Essenciais à Justiça; 1.10 Poder Judiciário. Tribunais e Juizes Federais. Tribunais e Juizes Estaduais; 1.11 Ordem econômica e social na Constituição. Intervenção do Estado no domínio econômico. Seguridade social; 1.12 Educação e cultura; 1.13 Regime constitucional da propriedade. Meio ambiente.

2. DIREITO ADMINISTRATIVO: 2.1 Relação jurídico-administrativa. A personalidade de direito público. Pessoa Administrativa; 2.2 Órgão administrativo. Classificação dos órgãos e funções da Administração Pública; 2.3 A competência administrativa: conceito e critérios de distribuição. Avocação e delegação de competência; 2.4 Organização administrativa brasileira: princípios fundamentais. Administração direta e indireta; 2.5 Autarquia; 2.6 Sociedade de Economia Mista; 2.7 Empresa Pública; 2.8 Fundações instituídas pelo Poder Público; 2.9 Atos administrativos. Formação - elementos, procedimentos administrativo; validade; eficácia; auto-executoriedade. 2.10 Atividade discricionária da Administração Pública. Limites. Controle; 2.11 Polícia administrativa - conceito, e requisitos de seu exercício. As liberdades públicas e o poder de polícia. 2.12 Serviço público. Concessão, autorização e permissão de serviço público; 2.13 Bens públicos - disciplina legal; 2.14 Limitações do direito de propriedade: desapropriação, requisição e servidão administrativa.

3. DIREITO TRIBUTÁRIO: 3.1 Direito Tributário. Princípios. O Código Tributário Nacional. Normas Gerais de Direito Tributário; 3.2 Norma tributária. Espécies. Vigência. Interpretação e aplicação; 3.3 Obrigação tributária. Estrutura e elementos constitutivos. Espécies. Fato gerador. Sujeitos ativo e passivo; 3.4 Crédito tributário. Conceito. Natureza. Lançamento. Revisão. Suspensão, extinção e exclusão. Prescrição e decadência. Repetição do indébito; 3.5 Responsabilidade por dívida própria e por dívida de outrem. Solidariedade e sucessão. Responsabilidade pessoal e de terceiros. Responsabilidade supletiva; 3.6 Garantias e privilégios do crédito tributário; 3.7 Tributo. Conceito. Natureza jurídica. Espécies;

4. DIREITO PROCESSUAL CIVIL: 4.1 Jurisdição e competência; 4.2 Ação: conceito, natureza jurídica. Condição e classificação das ações; 4.3 Processo: conceito, natureza jurídica e pressupostos processuais. Procedimentos ordinário e sumário; 4.4 Atos processuais: regras gerais, forma, tempo, prazos e comunicação processual. Preclusão. Nulidades; 4.5 Partes. Capacidade e legitimidade. Substituição processual. Litisconsórcio. Assistência. Intervenção de terceiros. Oposição, nomeação à autoria. Denunciação da lide e chamamento ao processo. Ação regressiva; 4.6 Formação, suspensão e extinção do processo; 4.7 Petição inicial. Requisitos. Inépcia. Do pedido. Cumulação e espécies de pedido; 4.8 Resposta do réu: exceção, contestação, reconvenção. Revelia e seus efeitos; 4.9 Audiência de instrução e julgamento; 4.10 Prova. Princípios gerais. Ônus da prova; 4.11 Sentença. Coisa julgada material e formal; 4.12 Processo de execução. Título judicial e extrajudicial. Embargos à execução; 4.13 Mandado de Segurança; 4.14 Ação popular e ação civil pública.

5. DIREITO CIVIL: 5.1 Parte Geral; 5.2 Direito das coisas; 5.3 Direito das Obrigações.

6. DIREITO PENAL e PROCESSUAL PENAL: 6.1 Norma penal: interpretação e limites de vigência no tempo e no espaço; 6.2 Causas de exclusão da ilicitude e da culpabilidade. Extinção da punibilidade; 6.3 Crimes contra o patrimônio e crimes contra a fé pública; 6.4 Crimes contra a Administração Pública: crimes praticados por funcionários contra a Administração em geral; crimes praticados por particular contra a Administração em geral e crimes contra a Administração da Justiça; 6.5 Procedimento penal. Inquérito policial. Ação penal; 6.6 Jurisdição Penal; 6.7 A instrução criminal nos crimes contra a Administração Pública; 6.8 Habeas Corpus; 6.9 Processo e julgamento nos crimes de responsabilidade dos funcionários públicos; 6.10 Responsabilidade penal do Prefeito.

7. Lei Orgânica Municipal de Tupãssi/Pr;

8. Lei de Responsabilidade Fiscal;

9. Estatuto dos Servidores Públicos de Tupãssi/Pr;

10. Lei de Licitações n.º 8.666/93;

11. Lei de Improbidade Administrativa - Lei nº 8429/92;

CARGO: BIOQUÍMICO

1. Sistema Único de Saúde: Lei nº 8.080 de 19/09/90, Lei nº 8.142 de 28/12/90, Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS de 1996, Norma Operacional da Assistência à Saúde/SUS - NOAS-SUS de 2002, Programa de Controle de Infecção Hospitalar;

2. Dimensionamento e controle de estoques. 2.1 Padronização de medicamentos. 2.2 Classificação e codificação de materiais. 2.3 Boas práticas de estocagem de medicamentos: Estocagem de medicamentos Termolábeis; Estocagem de medicamentos imunosorológicos; Estocagem de medicamentos de controle especial;

3. Sistemas de distribuição de medicamentos. 3.1 Importância, Aspectos econômicos e financeiros. 3.2 Garantia da qualidade e manuais de políticas e procedimentos operacionais padrão;

4. Epidemiologia dos erros na medicação e estratégia de prevenção; 4.1 A prescrição médica; 4.2 Esquemas de manutenção de soro; 4.3 Diluição de medicamentos; 4.4 Estabilidade dos medicamentos;

5. Preparação de misturas parenterais. 5.1 Terapia Nutricional Parenteral e Enteral; 5.2 Terapia Antineoplásica-Quimioterapia;

6. Farmácias Satélites: Serviços especializados em dispensação de materiais e medicamentos;

7. Diluição de Germicidas e Correlatos 7.1 A importância do controle microbiano; 7.2 Desinfecção e esterilização; 7.3 Detergentes; 7.4 Desinfetantes;

8. Uso racional de antibióticos. 8.1 Comissão de Controle de Infecções; 8.2 A farmácia e o controle de infecções;

9. Resolução RDC n° 33 de 19 de abril de 2000. 9.1 Regulamento que institui as boas práticas de manipulação em farmácia - BPMF; 9.2 Manipulação de sólidos; 9.3 Manipulação de líquidos e semi-sólidos;

10. Portaria 344 de 12 de maio de 1990. 10.1 Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial;

11. RDC Nº 33, 19 de abril de 2000 : aprova o regulamento técnico para fixar os requisitos mínimos exigidos para manipulação de medicamentos em farmácia, estabelecendo as BPM;

12. RDC nº. 45, de 12 de março de 2003 : dispõe sobre o Regulamento Técnico de Boas Práticas de Utilização das Soluções Parenterais (SP) em Serviços de Saúde.

13. Princípios Gerais da Farmacologia. 13.1 Quimioterapia das Doenças Microbianas/ Neoplásicas e Parasitárias 13.2 Classe Terapêutica dos Medicamentos. 13.3 Vias de administração de Formas Farmacêuticas. 13.4 Farmacocinética e biodisponibilidade. 13.5 Reações Adversas a Medicamentos. 13.6 Interações e Incompatibilidades Medicamentosas;

14. Dicionário Terapêutico Guanabara - Edição 2006/07;

15. OGA's Fundamentos Toxicologia. São Paulo: Atheneu; Farmacodependência, Toxicocinética;

16. Manual de Medicina - Harrison - 15ª Edição: Intoxicação e Overdose de Medicamentos;

17. Portaria nº. 3916 de 30 de setembro de 1998;

18. Ministério da Saúde - Assistência Farmacêutica na atenção básica - 2ª. Edição/2006;

19. Código de Ética Profissional.

CARGO: PROFESSOR NÍVEL - A

1. LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO NACIONAL, Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996.

2. DIRETRIZES NACIONAIS, para a Educação Especial na Educação Básica, Parecer nº 17/01 - CNE e Resolução CNE nº 02/01.

3. DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS para a Educação Infantil, Resolução CNE/CEB nº 01, de 07 de abril de 1999 e Parecer CNE/CEB nº 22/98 aprovado em 17 de dezembro de 1998.

4. REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL, para a Educação Infantil.

5. DIRETRIZES OPERACIONAIS, para a Educação Básica nas Escolas do Campo, Parecer nº 36/2001 e Resolução nº 01/02 - CNE/CEB.

6. DIRETRIZES CURRICULARES da Educação Fundamental da Rede de Educação Básica do Estado do Paraná - todas as disciplinas do ensino fundamental.

7. ENSINO DE HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA E AFRICANA, Lei nº 10.639, de 09 de janeiro de 2003.

8. NORMAS E PRINCÍPIOS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL no Sistema de Ensino do Paraná, Deliberação nº 02/2005 - CEE , de 06 de junho de 2005.

9. ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, Lei nº 8.069/90, de 13 de julho de 1990. São Paulo.

10. ARROYO, M. Ciclos de Desenvolvimento Humano e Formação de Educadores. Educação & Sociedade, Campinas, v. 20, n. 68, p. 143-161, dez. 1999.

11. FERREIRO, E. Reflexões sobre a Alfabetização. São Paulo, Cortes: Autores Associados, 1988.

12. FREITAS, L.C. Ciclos, seriação e avaliação: confronto de lógicas. São Paulo: Cortez, 2003.

13. HOFFMANN, Jussara. Avaliação Mediadora: uma prática em construção da pré-escola à Universidade. 14ª ed. Porto Alegre, 1998.

14. PERRENOUD, Philippe. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens - entre duas lógicas. Porto Alegre: ArtMed, 1999.

15. PERRENOUD, Philippe. Os Ciclos de Aprendizagem: um caminho para combater o fracasso escolar. Porto Alegre: Artmed, 2004.

16. PIAGET, J. Psicologia da Criança. Rio de Janeiro, Dielf, 1978.

17. VYGOTSKY, Leontiv. Lúria-linguagem, Desenvolvimento e Aprendizagem, Scipione, RJ, 1988.

18. VYGOTSKY, Leontiv. Pensamentos e Linguagem;

19. VYGOTSKY, Leontiv. A Formação Social da Mente;

20. VASCONCELOS, Celso. Planejamento: Plano de Aprendizagem e Projeto Educativo.

CARGO: TÉCNICO EM ENFERMAGEM

1. Curativos - Potencial de contaminação, Técnicas de curativos;

2. Princípios da administração de medicamentos: terapêutica medicamentosa, noções de farmacoterapia;

3. Condutas do Técnico de Enfermagem na Saúde Mental -intervenções, sinais e sintomas;

4. Doenças Sexualmente Transmissíveis - AIDS/SIDA, Sífilis, Gonorréia, Uretrites, Condiloma Acuminado, Linfogranuloma venéreo, Cancro mole - Prevenção;

5. Imunização - Vacinas, acondicionamento, Cadeia de frio (conservação), dosagens, aplicação, Calendário de vacinação);

6. Conselho Regional de Enfermagem (Coren) - Código de Ética de Enfermagem - Lei nº. 7498 do exercício Profissional;

7. Esterilização de Material;

8. Saneamento Básico - Esgoto sanitário, Destino do Lixo;

9. Saúde da Mulher - Planejamento familiar, gestação(pré- natal), parto e puerpério, prevenção do câncer de colo e mamas;

10. Enfermagem Materno-Infantil: Assistência de Enfermagem no Pré-Parto, Parto e Puerpério e nas Emergências Obstétricas E Assistência de Enfermagem em Pediatria;

11. Ética: Princípios Básicos De Ética; Regulamentação do Exercício Profissional e Relações Humanas.

12. Sistema Único de Saúde: Lei nº 8.080 de 19/09/90, Lei nº 8.142 de 28/12/90, Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde - NOB-SUS de 1996, Norma Operacional da Assistência à Saúde/SUS - NOAS-SUS de 2002, Programa de Controle de Infecção Hospitalar.

CARGO: TÉCNICO EM HIGIENE DENTAL

1. Esterilização;

2. Conhecimentos básicos de funcionamento de uma clínica odontológica e dos equipamentos, instrumentais e materiais nela utilizados;

3. Contaminação bacteriológica e química;

4. Agentes causadores de doenças transmissíveis;

5. Forma de prevenção de doenças na boca;

6. Instrumentação;

7. Doenças transmissíveis;

8. Prevenção de controle de infecção em odontologia;

9. Anatomia dos dentes.

CARGO: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

1. Conceito de Agente Comunitário de Saúde;

2. Histórico;

3. Atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde:

3.1 Quem é o ACS

3.2 O Agente Comunitário de Saúde no PACS e PSF

3.3 Cadastramento e acompanhamento dos dados coletados

3.4 Diagnóstico do Meio Ambiente

3.5 Micro área e Micro área de risco

3.6 Mapeamento

3.7 Funções

CARGO: MOTORISTA NÍVEL I

1. Conhecimentos básicos inerentes ao Código de Trânsito Brasileiro;

2. Resoluções, Deliberações, Portarias e demais Leis expedidas pelos órgãos componentes do Sistema Nacional de Trânsito;

3. Direção defensiva;

4. Noções gerais de circulação e conduta;

5. Noções de mecânica de autos;

6. Noções de primeiros socorros;

7. Manutenção e Limpeza de veículos.

CARGO: MOTORISTA NÍVEL II

1. Conhecimentos básicos inerentes ao Código de Trânsito Brasileiro;

2. Resoluções, Deliberações, Portarias e demais Leis expedidas pelos órgãos componentes do Sistema Nacional de Trânsito;

3. Direção defensiva;

4. Noções gerais de circulação e conduta;

5. Noções de mecânica de autos;

6. Noções de primeiros socorros;

7. Manutenção e Limpeza de veículos.

CARGO: AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS

1. Atividades específicas teóricas inerentes ao cargo;

2. Boas Maneiras;

3. Comportamento no ambiente de trabalho;

4. Organização do local de trabalho.

5. Carregamento e descarregamento de mercadorias de veículos em geral;

6. Serviços de capina em geral;

7. Limpeza de vias públicas e praças municipais;

8. Tarefas de construção;

9. Instrumentos agrícolas; Serviços de lavoura;

10. Aplicação de inseticidas e fungicidas;

11. Lavagem de máquinas e veículos;

12. Limpeza de peças e oficinas;

13. Produtos de limpeza, sua utilidade e aplicação;

14. Instrumentos e materiais utilizados na realização de limpezas em geral;

15. Serviços de limpeza de: móveis, paredes, janelas, portas, vidros, espelhos, persianas, equipamentos, escadas, pisos, passadeiras, tapetes e utensílios;

16. Coleta de lixo e tipos de recipientes;

17. Guarda e conservação de alimentos;

18. Controle de estoque de materiais de limpeza e de cozinha;

19. Higiene pessoal e com todo o material mantido sobre a sua responsabilidade;

20. Noções de segurança no trabalho;

21. Noções de primeiros socorros.

CARGO: SERVENTE

1. Atividades específicas teóricas inerentes ao cargo;

2. Boas Maneiras;

3. Comportamento no ambiente de trabalho;

4. Organização do local de trabalho;

5. Produtos de limpeza, sua utilidade e aplicação;

6. Instrumentos e materiais utilizados na realização de limpezas em geral;

7. Serviços de limpeza de: móveis, paredes, janelas, portas, vidros, espelhos, persianas, equipamentos, escadas, pisos, passadeiras, tapetes, utensílios, banheiros e toaletes;

8. Coleta de lixo e tipos de recipientes;

9. Controle de estoque de materiais de limpeza e de cozinha;

10. Higiene pessoal e com todo o material mantido sobre a sua responsabilidade.

CARGO: MERENDEIRA

1. Atividades específicas teóricas inerentes ao cargo;

2. Boas Maneiras;

3. Comportamento no ambiente de trabalho;

4. Organização do local de trabalho;

5. Noções básicas de preparação de alimentos;

6. Coleta e armazenamento e tipos de recipientes;

7. Materiais utilizados na limpeza em geral;

8. Trabalho de Cozinha: preparo de café, lanches e refeições em geral;

9. Guarda e conservação de alimentos;

10. Controle de Estoque de Material de Limpeza e de cozinha;

11. Relatório de pedidos de materiais de consumo, limpeza e gêneros alimentícios;

12. Higiene Pessoal, ambiental e de materiais de consumo.

CARGO: OPERADOR DE MÁQUINA RODOVIÁRIA

1. Conhecimentos básicos inerentes ao Código de Trânsito Brasileiro, Resoluções, Deliberações, Portarias e demais Leis expedidas pelos órgãos componentes do Sistema Nacional de Trânsito; 2. Operar veículos motorizados especiais, tais como: guindastes, máquinas de limpeza de rede de esgoto, retroescavadeira, carro plataforma, motoniveladora, pá-carregadeira, trator de esteira e outras máquinas rodoviárias e executar outras atividades correlatas.

CARGO: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA

1. Conhecimentos Específicos: 1.1 Fundamentos da Educação Física; 1.2 Concepções da Educação Física; 1.3 Objetivos da Educação Física;

2. Aspectos técnicos, políticos e pedagógicos da educação física escolar;

3. Esportes (regras oficias);

4. Desenvolvimento Humano - aprendizagem motora;

5. Recreação Escolar;

6. Anatomia/fisiologia do exercício;

7. Qualidade de Vida;

8. Parâmetros curriculares nacionais. CARGO: PEDREIRO III

1. Equipamentos e materiais utilizados na atividade;

2. Execução de trabalhos de alvenaria e concretos;

3. Diferentes processos de execução;

4. Noções básicas de higiene: pessoal, ambiental, de utensílios e equipamentos;

5. Noções de segurança do trabalho: acidentes do trabalho, conceitos, causas e prevenção; normas de segurança, conceito de proteção e equipamentos de proteção;

6. Normas básicas de higiene, pessoal, ambiental, de utensílios e equipamentos.

CARGO: AGENTE ADMINISTRATIVO

1. Noções básicas de informática;

2. Noções de atendimento ao público com qualidade; 3. Noções em arquivos, ofício, portarias, decretos, edital, comunicação interna, protocolo, arquivos, elaborar e datilografar cartas, atas, circulares, tabelas, gráficos, memorandos;

4. Estatuto dos Servidores Públicos de Tupãssi/Pr;

CARGO: ELETRICISTA

1. Montagens elétricas, manutenção corretiva em instalação elétrica;

2. Materiais e instrumentos utilizados na atividade;

3. Confecção de instalações elétricas em prédios públicos;

4. Equipamentos e materiais: conhecimento e finalidades;

5. Leitura de desenhos e esquemas de circuitos elétricos;

6. Limpeza e lubrificação de chaves compensadoras, substituição e ajuste de peças defeituosas;

7. Noções de Segurança do trabalho: acidentes do trabalho, causas e prevenção;

8. Normas de segurança: conceito e equipamentos;

9. Normas de higiene: meio ambiente e CIPA;

10. Primeiros socorros: papel do socorrista; parada cardiorespiratória; ntorses, luxações e fraturas; vertigens, desmaios e convulsões; choques elétricos; transporte de pessoas acidentadas. CARGO: MARROEIRO

1. Atividades específicas inerentes ao cargo, boas maneiras, comportamento no ambiente de trabalho, organização do local de trabalho;

2. Normas e equipamentos de segurança atinentes ao exercício do respectivo cargo.

CARGO: VIGIA

1. Atividades específicas inerentes ao cargo, boas maneiras, comportamento no ambiente de trabalho, organização do local de trabalho;

2. Normas e equipamentos de segurança atinentes ao exercício do respectivo cargo.

CARGO: OPERARIO

1. Atividades específicas inerentes ao cargo, boas maneiras, comportamento no ambiente de trabalho, organização do local de trabalho;

2. Normas e equipamentos de segurança atinentes ao exercício do respectivo cargo.

CARGO: TELEFONISTA

1. Atividades específicas inerentes ao cargo, boas maneiras, comportamento no ambiente de trabalho, organização do local de trabalho;

2. Normas e equipamentos de segurança atinentes ao exercício do respectivo cargo.

2 - LÍNGUA PORTUGUESA

CARGOS: BIÓLOGO, FONOAUDIOLOGO, PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FISICA, PROFESSOR NÍVEL A, ADVOGADO, NUTRICIONISTA, PSICÓLOGO, BIOQUÍMICO, ENFERMEIRO, ODONTÓLOGO, VETERINÁRIO, ENGENHEIRO CIVIL, ASSISTENTE SOCIAL, MÉDICO, MÉDICO PLANTONISTA, AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE, TÉCNICO EM ENFERMAGEM, TÉCNICO EM HIGIENE DENTAL e AGENTE ADMINISTRATIVO.

1. Interpretação de Texto;

2. Ortografia;

3. Acentuação Gráfica;

4. Flexão da palavra: gênero, número e grau;

5. Concordância Nominal e Verbal;

6. Emprego dos Pronomes;

7. Análise Sintática: termos essenciais da oração;

8. Coordenação e Subordinação;

9. Regência Nominal e Verbal.

CARGOS: SERVENTE, MERENDEIRA, OPERÁRIO, MARROEIRO, VIGIA, AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, TELEFONISTA, MOTORISTA I, MOTORISTA II, ELETRICISTA, OPERADOR DE MÁQUINA RODOVIÁRIA e PEDREIRO III.

1. Interpretação de Texto;

2. Ortografia;

3. Acentuação Gráfica;

4. Flexão da palavra: gênero, número e grau;

5. Concordância Nominal e Verbal;

6. Emprego dos Pronomes;

7. Análise Sintática: termos essenciais da oração;

3 - MATEMÁTICA

CARGOS: BIÓLOGO, FONOAUDIOLOGO, PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FISICA, PROFESSOR NÍVEL A, ADVOGADO, NUTRICIONISTA, PSICÓLOGO, BIOQUÍMICO, ENFERMEIRO, ODONTÓLOGO, VETERINÁRIO, ENGENHEIRO CIVIL, ASSISTENTE SOCIAL, MÉDICO, MÉDICO PLANTONISTA, AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE, TÉCNICO EM ENFERMAGEM, TÉCNICO EM HIGIENE DENTAL e AGENTE ADMINISTRATIVO.

1. Sistema de Numeração Decimal;

2. Problemas envolvendo as quatro operações;

3. Números Decimais e fracionários;

4. Noções básicas de geometria;

5. Juros e Porcentagens;

6. Regra de Três;

7. Sistema de Medidas;

8. Razão e Proporção; divisão proporcional;

9. Números inteiros e racionais.

CARGOS: SERVENTE, MERENDEIRA, OPERÁRIO, MARROEIRO, VIGIA, AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, TELEFONISTA, MOTORISTA I, MOTORISTA II, ELETRICISTA, OPERADOR DE MÁQUINA RODOVIÁRIA e PEDREIRO III.

1. Problemas envolvendo as quatro operações;

2. Números Decimais e fracionários;

3. Noções básicas de geometria;

4. Juros e Porcentagens;

5. Regra de Três.

4 - CONHECIMENTOS GERAIS

PARA TODOS OS CARGOS.

1. Atualidades e Aspectos Políticos: País, Estado do Paraná e Município;

2. História e Geografia do País, Estado do Paraná e Município de Tupãssi.

ANEXO II

DESCRIÇÃO E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

CARGO: PEDREIRO III Descrição Sumária

Coordenar e supervisionar equipes de trabalho, controlar padrões produtivos da obra, administrar cronograma da obra.

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Analisar e discutir com o superior detalhes e instruções técnicas do projeto a ser executado;

Orientar e acompanhar a execução do cronograma;

Interpretar projetos, relatórios, registros da construção e ordens de serviço;

Participar da instalação do canteiro de obras, definindo locais físicos conforme projeto, compor equipes, distribuir tarefas e acompanhar a realização das mesmas;

Controlar estoques de materiais, bem como resíduos e desperdícios equipamentos e instrumentos necessários à realização do trabalho;

Monitorar padrões de qualidade da construção, verificar especificações dos materiais utilizados no canteiro de obras bem como as condições de armazenagem;

Acompanhar a realização do trabalho, solucionando problemas, redistribuindo tarefas, remanejando pessoal, controlando qualidade e quantidade do trabalho realizado;

Solicitar requisições de materiais necessários à execução dos serviços;

Auxiliar na elaboração de manuais, relatórios e cronogramas durante a execução da obra;

Participar de programa de treinamento, quando convocado;

Zelar pela manutenção, limpeza, conservação, guarda e controle de todo o material, aparelhos, equipamentos e de seu local de trabalho, observando normas de segurança do trabalho;

Executar tarefas pertinentes à área de atuação, utilizando-se de equipamentos e programas de informática;

Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função.

CARGO: Nutricionista

DESCRIÇÃO SUMÁRIA

Supervisionar, controlar e fiscalizar o preparo, a distribuição e o armazenamento das merendas nas escolas, a fim de contribuir para a melhoria protéica. ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Planejar e elaborar cardápio semanalmente, baseando-se na aceitação dos alimentos para crianças de creche, escolas e outras, para oferecer refeições balanceadas e evitar desperdícios;

Orientar e supervisionar o preparo, a distribuição e o armazenamento das refeições para possibilitar um melhor rendimento do serviço;

Programar e desenvolver treinamento com os servidores, realizando reuniões e observando o nível de rendimento, de habilidade, de higiene e de aceitação dos alimentos para racionalizar e melhorar o padrão técnico dos serviços;

Atuar no setor de nutrição dos programas de saúde, de creches, escolas e outras, planejando e auxiliando sua operação;

Elaborar relatório mensal, baseando-se nas informações recebidas para estimar o custo médio da alimentação. CARGO: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FISICA DESCRIÇÃO SUMÁRIA

Planejar, dirigir e executar atividades de educação física, recreação e desportos.

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Planejar, dirigir e executar atividades de educação física, recreação e desportos;

Planejar e dirigir sessões técnicas de recreação e de prática de esportes em unidades e programas ligados à Secretaria Municipal de Esportes e Recreação;

Organizar e dirigir torneios desportivos;

Elaborar relatórios das atividades desenvolvidas;

Executar outras tarefas compatíveis com a função, determinadas pela chefia imediata CARGO: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE Descrição Sumária

Atender os moradores de cada casa em todas as questões relacionadas com a saúde, identificar problemas, orientar, encaminhar e acompanhar a realização dos procedimentos necessários a: proteção, promoção, recuperação/reabilitação da saúde das pessoas daquela comunidade.

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Registrar na ficha de cadastro do Sistema de Informação de Atenção Básica - SIAB, informações de cada membro da família a respeito de condições de saúde, situação de moradia e outras informações adicionais;

Registrar num mapa com objetivo de facilitar o planejamento e desenvolvimento do trabalho, a localização das residências das áreas de risco para a comunidade, assim como dos pontos de referência no dia a dia da comunidade;

Identificar todo lugar ou setor, no território da comunidade, onde existam micros áreas de risco: locais que apresentam algum tipo de perigo para a saúde das pessoas que ali moram, como exemplo: esgoto a céu aberto, água de poço, isolamento da comunidade;

Realizar visita domiciliar a as famílias de sua micro área no mínimo uma vez por mês;

Promover reuniões e encontros com diferentes grupos - com gestantes, mães, pais, adolescentes, idosos, com grupos em situação de risco e com pessoas;

Portadoras da mesma doença, incentivando a participação das famílias na discussão do diagnóstico comunitário de saúde, no planejamento de ações e na definição de prioridades;

Identificar crianças em idade escolar que estão fora da escola para serem encaminhadas a rede de ensino público;

Promover ações humanitárias e solidárias que interfiram, de forma positiva na melhoria da qualidade de vida da comunidade.

CARGO: FONOAUDIÓLOGO(A)

DESCRIÇÃO SUMÁRIA

Atendimento fonoaudiólogo a pessoas com distúrbios da comunicação.

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Avaliação fonoaudiológica;

Elaboração de laudo fonoaudiológico;

Atendimento fonoaudiológico de crianças, adolescentes e adultos com e distúrbios da comunicação, sejam eles referentes a linguagem oral, leitura ou escrita, fala, audição e voz;

Orientação familiar;

Reunião de pais, se necessário;

Reunião com supervisores e agentes de saúde, orientando os mesmos;

Fazer encaminhamento de pacientes para outros especialistas quando necessário;

Acompanhar pacientes quanto a adaptação do aparelho auditivo;

Discutir casos clínicos com profissionais de áreas a fins que realizem atendimento do mesmo paciente;

Executar outras tarefas compatíveis com a função determinadas pela chefia imediata.

CARGO: BIOLÓGO

DESCRIÇÃO SUMÁRIA

Formular e elaborar estudos, projetos ou pesquisas científicas, nos vários setores da biologia, ou a ela ligados, bem como os que se relacionam à preservação, saneamento e melhoramento do meio ambiente, executando direta ou indiretamente as atividades resultantes desses trabalhos.

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Realizar estudos e pesquisas relacionadas com a investigação científica ligada à Biologia Sanitária;

Saúde Pública, Epidemiologia de Doenças Transmissíveis, Vigilância Ambiental e Sanitária;

Controle de Vetores e Técnicas de Saneamento;

Promover o controle de animais peçonhentos realizando vistorias zoosanitária, incluindo pesquisa e avaliação do foco com orientações para evitar seu acesso, estabelecimento e possibilidades de contato que possam causar envenenamento;

Avaliar a situação geral e medidas a serem adotadas através de investigação dos dados dos pacientes, visita domiciliar, possível localização e combate de vetores;

Tratamento e controle da qualidade microbiológica da água envolvendo coleta de amostras de água para análise microbiológica e outras;

Promover atividades educativas e preventivas junto à comunidade;

Realizar perícias e emitir, assinar laudos técnicos e pareceres de acordo com o currículo efetivamente realizado;

Executar outras tarefas afins.

CARGO: MÉDICO PLANTONISTA DESCRIÇÃO SUMÁRIA

Prestar atendimento de Urgência e Emergência em todas as áreas clínicas nas unidades de saúde do Município, a domicilio e na via pública.

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Dirigir a equipe de socorros;

Prestar socorro nas salas de primeiros socorros, a domicílio e na via pública;

Atender nos plantões, com prioridade a todas as pessoas que necessitarem de socorro ou de atendimento ambulatorial, independente de quaisquer outras formalidades que posteriormente, poderão ser realizadas;

Providenciar no tratamento especializado, que se faça necessário para um bom atendimento;

Praticar intervenções cirúrgicas de acordo com a sua especialidade;

Desempenhar de maneira ampla todas as atribuições atinentes à sua especialidade;

Transferir pessoalmente a responsabilidade do atendimento aos titulares de plantão daqueles doentes cujos socorros não possam ser feitos ou complementados nas salas de primeiros socorros, mediante preenchimento de boletim de Socorro Urgente;

Atender os casos de internados no hospital;

Preencher os boletins de socorro, mesmo os provisórios, com diagnóstico provável ou incompleto dos doentes atendidos nas salas de primeiros socorros;

Supervisionar, orientando os trabalhos dos estagiários e internos;

Preencher de forma clara e complexa as fichas dos doentes atendidos a domicílio, entregando-os a quem de direito; preencher relatórios necessários à comprovação de atendimento;

Registrar em livro especial ou dar destino adequado ao espólio ou pertences dos doentes ou acidentados em estado de inconsciência ou que venham a falecer durante o socorro;

Colaborar de forma ativa a fim de que não seja retardada a saída de equipe de socorro, comunicando ao chefe de setor as irregularidades porventura existentes; atender consultas médicas em ambulatórios, hospitais ou outros estabelecimentos públicos municipais;

Examinar funcionários públicos para fins de licença e aposentadoria; examinar candidatos a auxílios; fazer inspeção médica para fins de ingresso no serviço público municipal;

Fazer visitas domiciliares a Servidores Públicos Municipais para fins de controle de faltas por motivo de doença;

Preencher e assinar laudos de exames de verificação;

Fazer diagnósticos e recomendar a terapêutica indicada para cada caso;

Prescrever regimes dietéticos; prescrever exames laboratoriais;

Encaminhar casos especiais a setores especializados;

Preencher a ficha individual do paciente; preparar relatórios mensais relativos às atividades do cargo;

Incentivar a vacinação e indicar medidas de higiene pessoal;

Executar tarefas afins.

CARGO: AGENTE ADMINISTRATIVO

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Controlar, manualizar e atualizar os arquivos administrativos;

Efetivar registros em documentos conforme legislação em vigor;

Efetuar contatos com pessoas de outros Departamentos e fora da Instituição para referendar e operacionalizar programas e agendas, prestar informações sobre conteúdo da legislação e suas implicações;

Elaborar cálculos matemáticos referentes ao nível do segundo grau escolar, tais como: porcentagens, juros, frações e equações de segundo grau;

Preencher mapas de dados, formulários e relatórios administrativos referentes a atividades rotineiras do departamento;

Acompanhar e controlar a movimentação de pessoal, processos, registros, cargos, etc. de acordo com a legislação em vigor;

Conferir lançamentos, registros e documentos referentes a pagamentos, tributos, recebimentos, etc.

Redigir cartas, ofícios, memorandos e outros, segundo padrões pré-estabelecidos;

Classificar contas e registros de acordo com as especificações necessárias e previstas em planos de contas, manuais e legislação;

Receber, encaminhar e expedir correspondências e outros documentos;

Datilografar documentos diversos, através de equipamentos disponíveis;

Desenvolver atividades relacionadas a processos administrativos rotineiros ou não, segundo política administrativa do setor;

Atuar como caixa com política de estabelecimento de preços e cálculos variados;

Contatos freqüentes internos e/ou externos que, requeiram tato e discernimento e certo grau de persuasão;

Realizar o trabalho com responsabilidade, tendo acesso a planos e objetivos de assuntos considerados estritamente confidenciais;

Orientar e proceder a tramitação de processos, orçamentos, contratos e demais assuntos administrativos, consultando documentos em arquivos e fichários, levantando dados, efetuando cálculos e prestando informações quando necessário;

Elaborar estudos e pesquisas que tenham por objetivo o aprimoramento de normas e métodos de trabalho, para o melhor desenvolvimento das atividades no seu setor;

Participar de estudos destinados a simplificar o trabalho e reduzir os custos de operação;

Efetuar o levantamento de necessidades com vistas ao desenvolvimento da programação do setor de trabalho;

Elaborar, sob orientação, planos iniciais de organização, gráficos, fichas, roteiros, manuais de serviços, boletins, formulários e relatórios em geral, nas áreas administrativas de pessoal, material, orçamento, organização e métodos e outras áreas da instituição;

Participar de projetos a serem elaborados e desenvolvidos por técnicos na área administrativa ou outra;

Redigir, revisar, encaminhar e datilografar ou digitar documentos diversos, operando equipamentos como máquinas calculadoras, de datilografia, microcomputadores, processadores de textos, terminais de vídeo e outros;

Atender ao público em geral, prestando informações, orientações e esclarecimentos;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: MARROEIRO

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Executar serviços gerais em setores designados pela chefia, especialmente na Pedreira Municipal;

Atuar como trabalhador braçal, auxiliando nos serviços gerais, preparando e descarregando veículos;

Transportar material de um local para outro, inclusive, carregando e descarregando veículos;

Executar tarefas manuais e rotineiras que exigem esforços físicos;

Executar serviços de limpeza, manutenção e/ou organização da pedreira;

Auxiliar nos trabalhos relativos à extração e ao transporte de pedras;

Assentar pedras irregulares;

Desempenhar outras atividades correlatas. CARGO: TÉCNICO EM ENFERMAGEM

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Executar e orientar as atividades de saúde, sob supervisão de enfermagem e participação junto a equipe de saúde em seu nível de competência, em atividades de promoção, protetor e recuperação da saúde;

Executar e orientar as ações de enfermagem na unidade de saúde, como triagem dos pacientes na recepção, pré e pós-consulta, verificação de dados vitais e preenchimento de formulários próprios da unidade;

Auxiliar na consulta médica e manter o ambiente de trabalho organizado;

Auxiliar e orientar em exames pré-admissionais, periódicos e demissionais, quando solicitando;

Efetuar curativos, coletas de material para exames laboratoriais, administração de medicamentos, limpeza, preparo e esterilização de materiais;

Participar e organizar os programas de imunização, aplicando vacinas, esclarecendo sobre possíveis reações, agendando doses subseqüentes e reforços, de acordo com as normas vigentes;

Participar e orientar nas ações de vigilância epidemológica, coletando e remetendo notificações, efetuando bloqueios, auxiliando na investigação e controle de doenças transmissíveis;

Orientar a comunidade sobre atenção primária a saúde, efetuando palestras a grupos e fornecendo orientação individualizada;

Realizar e orientar na entrega de medicamentos e solicitar sua reposição;

Realizar e coordenar ações de saúde em atividades externas à unidade de saúde, como creches, unidades escolares, reuniões com a comunidade e atendimento de enfermagem domiciliar, em casos especiais, após avaliação da equipe de saúde;

Realizar terapia de reidratação oral e orientar a continuidade do tratamento;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: ADVOGADO

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Pesquisar, analisar e interpretar a legislação e regulamentação em rigor, referentes as áreas administrativa, fiscal, tributária, recursos humanos, constitucional, civil, processual ambiental, entre outros;

Analisar e elaborar contratos, convênios, petições, contestações, replicas, memoriais e demais documentos de natureza jurídica;

Examinar e revisar processos, de acordo com a área de atuação;

Examinar os anteprojetos de leis, projetos, regulamentos e instruções, emitindo pareceres e elaborando minutas, quando necessário;

Pesquisar a jurisprudência e doutrina, para formação do arquivo jurídico, orientando quanto a organização do mesmo;

Defender o Município em juízo, ou fora dele, em qualquer matéria que lhe diga respeito;

Emitir pareceres sobre assuntos de interesse do Município;

Responsabilizar-se por equipes auxiliares necessárias à execução das atividades próprias do cargo;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: ASSISTENTE SOCIAL

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Atendimento de casos individuais, em grupos, associações , familiares com a comunidade em geral;

Visitas domiciliares com orientações relacionadas a higiene , saúde , educação, relacionamento familiar ;

Visitas para regulamentação de fichas do programa do leite e demais programas encaminhados pelo Serviço social;

Organização de projetos de encaminhamentos para Benefícios de Prestação Continuada ( BPC ) para pessoas portadoras de deficiências , idosos acima de 67 anos de idade e doentes impossibilitados para o trabalho, Assessoramento às Entidades Clube de Vovô, APAE, Creches, Escolas, CEMICs, etc., com atendimento às crianças, pais e funcionários viabilizando treinamentos para monitoras, visitas, reuniões, palestras, campanhas tais como: A eliminação de piolhos, higiene é saúde, saúde bucal, etc.;

Envolvimento nos eventos e festas do município com participação na organização dos trabalhos e desfiles dos idosos, gestantes e entidades;

Atendimento e acompanhamento no Clube de Mães gestantes com visitas domiciliares, liberação de leite, incentivo a participação em palestras mensais e a confecção de enxovais no PROVOPAR - AÇÃO SOCIAL;

Organização da CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL de dois em dois anos no mínimo;

Elaboração do Plano Municipal de Assistência Social anualmente no mês de julho;

Encaminhamentos de pessoas enfermas para o setor de saúde do município ou à outros profissionais da área médica fora do município quando necessário em toda área humana, como também providenciar exames não conveniados e de casos cirúrgicos;

Elaborar, executar e avaliar projetos de natureza social, envolvendo grupos, comunidades, Associações, Organizações Populares e outros;

Visitas e encaminhamentos de pessoas portadoras de necessidades especiais à APAE;

Incentivar às famílias carentes para que levem suas crianças na Creche ou CEMIC e na Pastoral da criança;

Projetos de órteses e próteses (cadeiras de rodas, aparelhos de ouvidos, etc.) fazendo a triagem com acompanhamento necessário;

Preenchimento de parecer social, relatórios de visitas, organização de fichas de atendimentos para arquivos;

Desenvolver ações integradas com outros órgãos e entidades do município, possibilitando a canalização do recolhimento e distribuição de doações a entidades carentes;

Prestar assessoramento aos movimentos sociais, no exercício e defesa dos direitos civis, públicos e sociais da comunidade;

Supervisionar o desempenho de estagiários de serviço social;

Levantar dados e indicadores de apoio aos programas sociais junto a comunidade, para implantação e execução dos mesmos;

Elaborar, executar e avaliar planos, programas e projetos que objetivem a melhora das condições sócio-econômicos dos servidores deste município;

Promover acompanhamento individual de servidores, através de entrevistas com a família, visando detectar a situação sócio-econômicos;

Organizar o cadastro funcional dos servidores atendido, registrando dados referente a doença, afastamentos, problemas apresentados e outros;

Elaborar relatórios, demonstrativos das atividades da unidade;

Acompanhar famílias de servidores que necessitem de atendimento funerário, por ocasião do falecimento de entes queridos, na tentativa de minimizar angústias;

Participar das avaliações da Divisão de Medicina e Segurança do Trabalho, quando solicitado, através da complementação de dados, orientação e acompanhamento de casos.

Realizar ações educativas junto a servidores e chefias;

Realizar visitas aos locais de trabalho;

Prestar atendimento direto aos servidores e chefias na própria unidade, no ambiente de trabalho, em Instituições Hospitalares ou no domicílio;

Realizar entrevistas com familiares de servidores;

Avaliar e orientar os servidores, acompanhando-os aos setores especializado, quando necessário;

Realizar pesquisas na área de saúde ocupacional;

Assessorar os superiores em assuntos de sua competência;

Prestar assistência às crianças na creche, participando de projetos;

Promover a organização de grupos de famílias na comunidade para discussão de problemas relativos a prevenção de excepcionalidade, identificação, atendimento, encaminhamento e integração social das pessoas portadoras de necessidades especiais;

Atuar nos postos de saúde, colaborar no tratamento de doenças orgânicas e psicossomáticas, atuando na remoção dos fatores psicossociais e econômicos que interferem no tratamento, para facilitar a recuperação da saúde;

Promover a participação consciente dos indivíduos em grupos, desenvolvendo suas potencialidades e promovendo atividades educativas, recreativas e culturais, para assegurar o progresso coletivo e a melhoria do comportamento individual;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

COM ATUAÇÃO EM ALMOXERIFADO

Auxiliar no carregamento e descarregamento de mercadorias de veículos no próprio município;

Auxiliar no controle de estoque de mercadorias conferindo pedidos, organizando estantes, repondo estoques, verificando prazos de validade, peso e preços;

Efetuar a pesagem de alimentos etiquetando, quando necessário, os dados referente à validade, peso e preço;

Auxiliar na entrega de mercadorias, conferindo as notas de pedidos e as caixas de acondicionamento;

Efetuar o controle de câmara fria, mantendo a temperatura adequada à conservação dos alimentos;

Desempenhar outras atividades correlatas.

ATUAÇÃO COMO SERVENTE

Executar tarefas de limpeza nas dependências de unidades, varrendo e encerando assoalhos, espanando e polindo móveis, limpando carpetes, paredes, vidros e outros, utilizando materiais próprios;

Realizar a limpeza de banheiros, varrendo, limpando e desinfetando pias e sanitários, promovendo a substituição de toalhas e papéis, para manter a higiene necessárias;

Controlar o consumo de material de limpeza, solicitando a reposição quando necessário;

Desempenhar outras atividades correlatas.

ATUAÇÃO COMO COPEIRO

Preparar café, chá e outros, utilizando ingredientes próprios, para servir aos funcionários e visitantes;

Realizar a distribuição de café, chá, água e outros nas diversas dependências da unidade, em horários pré-determinados ou quando solicitado;

Promover a limpeza de utensílios e equipamentos de cozinha, zelando pela conservação dos mesmos;

Controlar a quantidade de consumo de café, chá, açúcar e outros, solicitando reposição quando necessário;

Zelar pelas condições de manipulação, conservação e distribuição dos produtos;

Desempenhar outras atividades correlatas.

ATUAÇÃO COMO CANTINEIRO

Confeccionar lanches manualmente ou através de maquinário adequado;

Auxiliar no preparo das refeições, utilizando ingredientes e alimentos, observando as condições de higiene, quantidades e aproveitamento;

Servir as refeições em horários preestabelecidos ou quando solicitado;

Promover a limpeza de pratos, talheres, copos, xícaras e demais instrumentos e equipamentos de cozinha zelando pela conservação dos mesmos;

Embalar e selar pacotes de lanches, utilizando-se de máquinas, para manter a higiene dos alimentos;

Zelar pela condições de manipulação, conservação e distribuição dos alimentos;

Desempenhar outras atividades correlatas.

ATUAÇÃO COMO AUXILIAR DE COZINHA

Auxiliar no preparo das refeições, utilizando ingredientes e alimentos, observadas as condições de higiene, quantidades e aproveitamento;

Servir as refeições em horários preestabelecidos ou quando solicitado;

Promover a limpeza dos instrumentos e equipamentos de cozinha;

Zelar pelas condições de manipulação, conservação e distribuição dos alimentos;

Desempenhar outras atividades correlatas.

ATUAÇÃO COMO FRENTISTA

Realizar o abastecimento de veículos, operando bomba de combustível;

Registrar em fichas própria, a quantidade de combustível, de entrada e saída, preenchendo os formulários necessários;

Fazer relatório periódico para prestação de contas do combustível utilizado;

Executar a limpeza da lataria e do motor de veículos leves e pesados, utilizando produtos adequados;

Manter o local de trabalho limpo e organizado;

Desempenhar outras atividades correlatas.

ATUAÇÃO EM JARDINAGEM

Preparar mudas para plantio, conforme orientação superior;

Plantar árvores, arbustos, folhagens, flores, plantas e forração e cobertura em canteiros, talhões e embalagens;

Realizar podas e desbrotas, adubação, plantio e tutoramento das mudas, deixando-as prontas para o plantio definitivo em logradouros públicos;

Preparar caixas e embalagens em geral para o plantio, enviveiramento e transporte de mudas;

Preparar e confeccionar vasos com flores e folhagens utilizando plantas adequadas, conforme orientação superior;

Carregar e descarregar veículos com vasos, caixa, ferramentas e insumos agrícolas para transporte quando da realização de serviços de jardinagem;

Realizar serviços de abertura de valetas para drenagem e canalização em geral, sempre que necessário;

Aplicar defensivos agrícolas com autorização e orientação do técnico responsável;

Transportar/substituir vasos em floreiras seguindo determinações superior;

Efetuar a irrigação de plantas em geral;

Extrair, preparar e embalar mudas para arborização pública;

Desempenhar outras atividades correlatas.

ÁREA DE PODA

Realizar corte, poda e remoção de árvores utilizando máquinas e equipamentos, sempre que for recomendado e possível, seguindo orientação técnica;

Realizar poda de raízes (mudas), observando as condições e consequências para executar o serviço;

Executar podas em árvores com galhos próximos à rede elétrica para evitar acidentes;

Remover árvores já tombadas por intempéries, utilizando equipamentos adequados para a libertação do espaço físico;

Utilizar adequadamente máquinas e equipamentos (moto serra, moto poda, serrote, tesoura e tesourão de poda e triturador de resíduos vegetais) seguindo orientações técnicas;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: BIOQUÍMICO

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Programar, orientar, supervisionar, executar e responder tecnicamente pelo desempenho das atividades laboratoriais nas áreas de análises clínicas;

Supervisionar e realizar testes e análises, investigando amostras, preparando e observando lâminas, para isolar e identificar bactérias e outros microorganismos;

Promover o controle de qualidade dos exames laboratoriais realizados;

Supervisionar, realizar e analisar dosagens bioquímicas no sangue e outros líquidos corporais;

Inspecionar e executar análises técnicas hematológicas, fazendo a contagem específica dos elementos do sangue para fornecer diagnósticos da composição sangüínea;

Supervisionar e executar análises técnicas sorológicas, verificando as alterações no soro sangüíneo mediante a aplicação de métodos imunólogicos, flurimétricos e turbidimétricos;

Supervisionar e executar provas bioquímicas de sangue, líquor e outros líquidos corporais, fazendo as dosagens específicas para auxilio diagnóstico;

Promover o controle da requisição e a guarda de medicamentos, drogas e matérias-primas, preparação e a esterilização de vidros e utensílios de uso nos laboratórios e farmácias;

Promover o registro de psicotrópicos requisitados, receitados, fornecidos ou utilizados no aviamento das fórmulas manipuladas;

Participar no desenvolvimento de ações de investigação epidemiológica, organizando e orientando na coleta, acondicionamento e envio de amostras para análise laboratorial;

Supervisionar a apresentação de mapas e balanças periódicos dos medicamentos utilizados e em estoque, verificando prazos de validade;

Proceder a ensaios físicos e físico-químicos, necessários ao controle de substâncias ou produtos utilizados na área de saúde pública;

Realizar estudos e pesquisas microbiológicas e imunológicas, químicas, físico-químicas e físicas relativas a quaisquer substâncias ou produtos que interessem a saúde pública;

Colaborar na realização de estudos e pesquisas farmacodinâmicas e em estudos toxicológicos;

Examinar e controlar do ponto de vista microbiológico ou imunológico, a esterilidade, pureza, composição ou atividade de qualquer produto de uso parenteral, vacinas, anatoxinas, antitoxinas, antibióticos, fermentos, alimentos, saneantes, produtos de uso cirúrgico, plásticos e quaisquer outros de interesse da saúde pública;

Participar os exames e controle de qualidade de drogas e medicamentos, produtos biológicos, químicos, odontológicos e outros que interessem à saúde humana;

Participar na promoção de atividades de informações e de debates com a população, profissionais e entidades representantes de classe sobre temas de saúde pública;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: ODONTÓLOGO

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Realizar exames estomatológicos para identificação de problemas no processo saúde-doença, dentro dos princípios da odontologia integral, visando a promoção, proteção, recuperação ou reabilitação do indivíduo no seu contexto social;

Participar de equipes multidisciplinar, conduzindo e desenvolvendo programas de saúde e participando de ações comunitárias, visando elevar os níveis de saúde bucal da população;

Propor normas, padrões e técnicas aplicáveis à odontologia integral, a partir da realização e colaboração em pesquisas científicas operacionais;

Desenvolver atividades relativas à vigilância sanitária e epidemológica em odontologia;

Realizar perícias odonto-legais, emitir laudos e pareceres, atestados e licenças sobre assuntos de sua competência;

Prescrever e administrar medicamentos conforme diagnósticos efetuados;

Encaminhar e orientar pacientes que apresentam problemas mais complexos, sem resolubilidade na rede, a outros níveis de especialização;

Realizar controle de material odontológico, racionalizando a sua utilização, solicitando reposição para continuidade dos serviços;

Realizar e/ou encaminhar e interpretar radiografias odontológicas;

Utilizar medidas que visem o controle de infecção ao profissional e pacientes;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: ELETRICISTA

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Realizar a inspeção da rede elétrica de instalações físicas da Prefeitura Municipal, utilizando instrumentos próprios para detectar causas de funcionamento inadequado;

Fazer reparos e consertos de chaves de luz, fios, disjuntores e outros componentes elétricos;

Realizar a manutenção das instalações elétricas, substituindo ou reparando peças defeituosas;

Promover testes de instalações elétricas, através de instrumentos e ferramentas próprias, para o perfeito funcionamento;

Fazer a montagem e recuperação de controladores eletromecânicos, quando necessário;

Fazer a inspeção nos controladores eletromecânicos, detectando falhas e providenciando reparos;

Realizar a implantação e remanejamento de semáforos e componentes (colunas, braços, port-focos, tubulação e fiação), colocando-os em perfeito funcionamento;

Realizar trabalho de alta precisão utilizando máquinas e equipamentos adequados;

Realizar a inspeção, implantação e manutenção do sistema de iluminação, calibragem de relés, reatores de 80 a 400 watts, montagem e desmontagem de controladores eletromecânicos;

Efetuar a montagem, desmontagem, calibragem e testes de equipamentos energizados;

Realizar a substituição de fiação, energizada ou não;

Realizar a manutenção dos equipamentos de segurança e ferramental, lavando, lixando, objetivando sua preservação, proteção e prevenção quanto aos riscos de periculosidade;

Desempenhar outras atividades correlatas.

NA ÁREA DE VEÍCULOS

Realizar a inspeção das instalações elétricas dos veículos, leves e pesados, utilizando instrumentos e ferramentas próprias, para detectar causas de funcionamento inadequado;

Fazer reparos, consertos e substituição de lâmpadas, relés, distribuição elétrica e outros componentes;

Promover testes da instalação elétrica dos veículos, através de instrumentos e ferramentas próprias, para o perfeito funcionamento;

Fazer regulagens de faróis e outros instrumentos elétricos;

Fazer a distribuição elétrica quanto a instalação de motores de arranque, alternadores e motores elétricos;

Montar e desmontar painéis com a finalidade de efetuar ligações elétricas;

Constatar ou detectar possíveis desligamentos quanto ao não funcionamento de lanternas de sinalização, faróis, limpadores de pára-brisa e ignição eletrônica;

Trocar e instalar fusíveis, injetor de gasolina, bóia dos tanques e outros;

Confeccionar chicote de fios elétricos para acionar o funcionamento elétrico da instalação geral do veículo;

Construir e projetar a instalação elétrica de veículos leves e pesados;

Fazer adaptação de peças elétricas quanto a instalação de baterias utilizando-se de voltímetros e amperímetros;

Fazer a limpeza do local de trabalho;

Desempenhar outras atividades correlatas.

NA ÁREA PREDIAL

Coordenar todo o trabalho envolvido ao sistema a ser realizado, consultando plantas, especificações e outros, para definir o roteiro das tarefas e a escolha do material necessários;

Desempenhar projetos elétricos;

Providenciar orçamentos e croquis;

Realizar reparos dos sistemas elétricos como: aparelhos transmissores receptores de sinais, eletrodoméstico, bitolas de cabos, fios e outros;

Cumprir as tarefas conforme planejamento prévio;

Seguir orientações sobre o uso apropriado de cada peça, a fim de evitar acidentes;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: ENFERMEIRO

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Executar as ações de assistência de enfermagem de maior complexidade e orientar os procedimentos de saúde desenvolvidos pela equipe de enfermagem nas unidades de saúde;

Atender pacientes, em casos de emergência, ministrando-lhes os primeiros socorros até a chegada do médico;

Ministrar os medicamentos previamente estabelecidos pelo médico e programas de saúde pública e em rotina aprovada pela instituição pública;

Participar de equipe multidisciplinar na discriminação de ações de saúde a serem prestadas ao indivíduo, família e comunidade, na elaboração de projetos e programas, na supervisão e avaliação de serviços, na capacitação e treinamento dos recursos humanos;

Realizar e/ou colaborar em pesquisa científica na área da saúde;

Opinar tecnicamente nos processos de padronização, aquisição e distribuição de equipamentos e materiais utilizados pela enfermagem;

Participar da elaboração e execução de medidas de prevenção e controle sistemático de danos que possam ser causados aos pacientes durante a assistência de enfermagem;

Coordenar e/ou participar de prevenção e controle de infecção em unidades de saúde;

Participar e/ou elaborar atividades educativas aos trabalhadores para prevenção de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, tanto através de campanhas, quanto de programas de duração permanente;

Realizar consulta de enfermagem através de identificação de problemas no processo-saúde-doença, prescrevendo e implantando medidas que contribuam para a promoção, proteção, recuperação ou reabilitação do indivíduo, família ou comunidade;

Planejar, executar, coordenar e controlar as atividades de enfermagem em exames de saúde ocupacional, emergências e tratamentos diversos;

Participar em conjunto com a equipe do serviço de saúde ocupacional, no registro de dados de acidente de trabalho doenças ocupacionais e agentes insalubres referentes a saúde do servidor;

Dar apoio técnico ao médico do trabalho nas atividades gerais de enfermagem;

Prever, prover e controlar o material da unidade de saúde;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: ENGENHEIRO CIVIL

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Elaborar, coordenar, reformular, acompanhar e/o fiscalizar projetos, preparando plantas e especificações técnicas da obra, indicando o tipo e qualidade de materiais e equipamentos, indicando a mão-de-obra necessária e efetuando cálculos dos custos, para possibilitar a construção, reformar e/ou manutenção de obras edificadas;

Analisar projetos de engenharia, de loteamento de áreas urbanas e outros, verificando os padrões técnicos e a sua adequação a legislação urbanística vigente, para informar e dar pareceres em processos e outros correlatos;

Atender o público em geral, realizando consultas em leis, decretos, normas, memorandos, informações técnicas, tabelas, cartas topográficas, dados cadastrais, plantas e outros visando a atender a solicitações e demandas;

Avaliar a documentação dos imóveis verificando a validade e a adequação as exigências estabelecidas em Legislação;

Realizar vistorias "in loco" em áreas visando conferir as características e topográficas;

Elaborar laudos, pareceres técnicos, instruções normativas e relatórios inerentes às atividades de engenharia civil;

Organizar e promover as atividades relacionadas com projetos, construção, reconstrução, adaptação, reparo, ampliação, conservação, melhoria, manutenção e implantação do sistema viário;

Pesquisar e propor métodos de construção e material a ser utilizado, visando a obtenção de soluções funcionais e econômicas para o município;

Organizar e supervisionar as atividades inerentes a pesquisas de mercado e composição de custos de obras e/ou serviços;

Acompanhar as licitações e contratos de obras e/ou serviços afetos a Prefeitura;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: MÉDICO

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Prestar atendimento médico e ambulatorial, solicitando e interpretando exames complementares, prescrevendo e orientando tratamento, acompanhando a evolução, registrando a consulta em documentos próprios e encaminhando-os aos serviços de maior complexidade, quando necessário;

Executar atividades médico-sanitárias exercendo atividades clínicas, procedimentos cirúrgicos de pequeno porte desenvolvendo ações que visem a promoção, prevenção e recuperação da saúde da população;

Participar de equipe muldisciplinar na elaboração de diagnóstico de saúde na área, analisando dados de morbidade, verificando os serviços e a situação de saúde da comunidade em geral, para o estabelecimento de prioridades nas atividades a serem implantadas;

Desenvolver as atividades médicas, acompanhando e avaliando as ações desenvolvidas, participando do estudo de casos, estabelecendo planos de trabalho, visando prestar atendimento integral ao indivíduo;

Participar na elaboração e/ou adequação de programas, normas e rotinas visando a sistematização e melhoria da qualidade das ações de saúde;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: MOTORISTA I

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Dirigir motocicletas, automóveis, camionetas e caminhões com capacidade de carga de até 3.500kg e demais veículos de passageiros;

Transportar pessoas, materiais e documentos;

Verificar, diariamente, as condições de funcionamento do veículo, antes de sua utilização;

Comunicar a chefia imediata a necessidade de reparos no veículo;

Zelar pela segurança de passageiros e de terceiros;

Orientar e auxiliar na carga e descarga de materiais;

Registrar dados, pré-estabelecidos, sobre a utilização diária do veículo;

Zelar pela limpeza e conservação do veículo sob sua responsabilidade.

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: MOTORISTA II

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Dirigir veículos automotores de transporte de cargas pesadas, acima de 3.500 kg, ônibus e ambulâncias;

Transportar pessoas, materiais e documentos;

Verificar, diariamente, as condições de funcionamento do veículo, antes de sua utilização;

Comunicar a chefia imediata a necessidade de reparos no veículo.

Zelar pela segurança de passageiros e de terceiros;

Orientar e auxiliar na carga e descarga de materiais;

Registrar dados, pré-estabelecidos, sobre a utilização diária do veículo;

Zelar pela limpeza e conservação do veículo sob sua responsabilidade;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: OPERADOR DE MÁQUINA RODOVIÁRIA

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Inspecionar e trocar filtros, velas, óleo e abastecer a máquina quando necessário;

Conduzir a máquina até a garagem da Prefeitura, após o término de cada obra;

Zelar pela conservação da máquina, informando quando detectar falhas e solicitando sua manutenção;

Efetuar o abastecimento da máquina, lubrificando-a e executando pequenos reparos para assegurar seu bom funcionamento durante a execução do serviço;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: OPERARIO

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Executar serviços gerais em setores designados pela chefia.

Atuar como trabalhador braçal, abrindo valas para finalidades definidas, montando e desmontando andaimes, conservação de estradas, auxiliando em serviços de sinalização, preparando e descarregando veículos;

Transportar material de um local para outro, inclusive, carregando e descarregando veículos;

Executar serviços de jardinagem, podas de árvores, cultivo de hortas, viveiros de mudas, limpezas de pátios e outros;

Executar tarefas manuais e rotineiras que exigem esforços físicos;

Realizar todos os tipos de movimentação de móveis, equipamentos e outros elementos;

Executar serviços de limpeza e/ ou manutenção em geral, providenciando produtos e materiais necessários para manter as condições de conservação e higiene;

Escavar valas, fixar piquetes e movimentar terras;

Auxiliar nos trabalhos relativos a obras de construção civil ou similares, produção industrial e outros;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: PSICÓLOGO

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Reunir, interpretar e aplicar dados científicos relativos ao comportamento humano e aos mecanismos mentais;

Fazer observações, exames e experiências para medir certas capacidades físicas e mentais;

Analisar os efeitos da herediatariedade e do ambiente , a vinculação com grupos sociais e outros fatores sobre a mentalidade e o comportamento do indivíduo;

Definir e avaliar características afetivas, intelectuais, sensoriais e motoras para a orientação, seleção e treinamento;

Planejar e executar planos programas, visando estimular uma maior produtividade no trabalho, realização e satisfação pessoal , envolvendo indivíduos e grupos;

Orientar e encaminhar indivíduos para o atendimento curativo e/ou preventivo, no âmbito da saúde e mental;

Orientar pais e responsáveis, sobre processos de integração em unidades sociais e programas de atendimento específico de crianças e adolescentes;

Atender crianças, adolescentes e adultos que necessitem de atendimento psicológico;

Planejar e coordenar grupos operativos entre funcionários e/ou comunidade, visando a resolução de problemas referentes ao convívio sociocultural;

Orientar familiares quanto à sua responsabilidade no desenvolvimento da saúde mental do grupo ao qual pertencem;

Realizar avaliação psicológica em candidatos ao ingresso no quadro de pessoal da Prefeitura via Concurso Público, bem como em servidores, utilizando instrumentos e técnicas específicas;

Elaborar laudos psicológicos de candidatos e servidores , envolvendo diagnósticos e prognósticos, sugerindo avaliações complementares e psiquiátricas, com a finalidade de informar sobre as condições psicológicas;

Assessorar os profissionais médicos na análise e interpretação de laudos e diagnósticos de serviços;

Realizar o encaminhamento de candidatos e servidores a instituições especializadas, indicando as necessidades terapêuticas, quando houver;

Elaborar diagnósticos da capacidade laborativa residual de servidores, analisando em conjunto com profissionais da equipe multidisciplinar, os indicadores necessários à readaptação, recapacitação funcional, bem como indicar as funções compatível com as condições do servidor a ser reabilitado;

Realizar ações preventivas na área de saúde do servidor;

Realizar avaliação, orientação, encaminhamento e acompanhamento de servidores, com problemas referentes à ingestão de álccol e outras drogas ;

Elaborar análise profissiográfica de funções do quadro da Prefeitura, determinando os requisitos psicológicos necessários para as mesmas;

Realizar projetos e pesquisas na área de saúde ocupacional e recrutamento e seleção;

Avaliar crianças, através de aplicação de testes psicológicos de inteligência, maturidade psicomotora, sensório-motor, bem como testes informais utilizando-se de entrevista operativa centrada na aprendizagem, diagnósticos operatório, aquisição da linguagem escrita e provas acadêmicas, conforme encaminhamentos;

Orientar pais e professores sobre processos de integração de crianças em salas de aulas, escolas especiais e outros;

Acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos dos professores junto as crianças , através de orientações , visando a melhoria da qualidade do ensino especial ;

Promover a prevenção da excepicionalidade, através de cursos nas escolas e comunidade para fins de repasse de informações de medidas preventivas;

Elaborar e executar planos e programas de trabalho referentes à educação especial, através de levantamentos de necessidades, pesquisas e outros;

Desenvolver diagnósticos psico-social no setor em que atua visando a identificação de necessidades e da clientela alvo de sua atuação;

Planejar, desenvolver, executar, acompanhar, validar e avaliar estratégias de intervenções psicossociais diversas a partir das necessidades e clientelas identificadas;

Participar, dentro de sua especialidade, de equipes multidisciplinares e programas de ação comunitária visando a construção de uma ação integrada;

Desenvolver ações de pesquisas e aplicações práticas da psicologia no âmbito da saúde, educação, trabalho social, etc.

Desenvolver outras atividades que visem a preservação, promoção, recuperação, reabilitação da saúde mental e valorização do homem;

Assessorar, prestar consultoria e dar pareceres dentro de uma perspectiva psicossocial;

Desenvolvimento de atividades correlatas.

CARGO: SERVENTE

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Efetuar a limpeza e manter em ordem, prédios, pátios, laboratórios e outros locais, varrendo, tirando o pó e encerando, limpando e lustrando móveis, lavando vidraças, utensílios, providenciando o material e produtos necessários, para manter as condições de conservação e higiene requeridas;

Proceder a higienização e desinfecção em áreas e equipamentos sob sua responsabilidades, conforme normas técnicas estabelecidas na área de saúde;

Zelar pelas condições de acondicionamento e destino do lixo, conforme normas de vigilância sanitária.

Coletar o lixo, recolhendo-o e depositando-o na lixeira;

Lavar, secar e passar peças de roupas, quando necessário;

Mudar a posição dos móveis e equipamentos, colocando-se nos locais designados;

Preparar e servir café, chá, sucos, lanches, merendas e outros;

Guardar e manter o controle no gasto de materiais e produtos utilizados na desinfecção e higiene;

Desempenhar outras tarefas correlatas.

CARGO: TÉCNICO EM HIGIENE DENTAL

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Participar de desenvolvimento de programas educativos e de saúde bucal;

Participar na realização de levantamentos epidemiológicos;

Orientar os pacientes individualmente ou em grupos sobre saúde bucal;

Fazer demonstração de técnicas de escovação;

Orientar e promover a prevenção da cárie através de aplicação de métodos e produtos adequados;

Executar a remoção de indutos, placas e cálculos dentários;

Participar do treinamento e supervisionar o trabalho dos auxiliares de consultório dentário;

Instrumentar o odontólogo junto a cadeira operatória;

Realizar profilaxia bucal;

Inserir, condensar, esculpir e dar polimento em substâncias restauradoras;

Proceder a limpeza e antissepsia do campo antes e após atos cirúrgicos;

Remover suturas;

Preparar materiais de forromento e restauradores;

Cuidar da manutenção e conservação do equipamento odontólogico;

Executar revelação de placa bacteriana;

Fazer controle de material permanente e de consumo das clínicas odontológicas;

Realizar visitas domiciliares na comunidade;

Fazer levantamento de número de pacientes atendidos, local, faixa etéria a fim de realizar mapeamento dos locais; Desempenhar outras atividades correlatas. CARGO: TELEFONISTA

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Operar mesas e aparelhos telefônicos;

Operar a mesa telefônica, observando os sinais emitidos, movimentando chaves, teclas e outros dispositivos, para estabelecer ligações internas e externas, completando a ligação com o ramal solicitado;

Prestar informações e localizar pessoas através de chamada, consulta de lista telefônica e de servidores e rol de números úteis para o órgão;

Zelar pelo equipamento, comunicando defeitos e solicitando seu conserto;

Realizar controle das ligações telefônicas efetuadas, anotando dados em formulários apropriados;

Executar tarefas de apoio administrativo referente a sua área de trabalho;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: VETERINÁRIO

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Supervisionar e coordenar a execução de programas que envolvem a orientação e controle de práticas concernentes à defesa sanitária animal e à aplicação de medidas de saúde pública no tocante às doenças de animais transmissíveis ao homem;

Praticar a clinica veterinária em todas suas modalidades;

Coordenar e prestar assistência técnica, sanitária e alimentar a animais;

Supervisionar e fazer inspeção, sob o ponto de vista sanitário, tecnológico e de segurança no zoológico municipal;

Realizar outros trabalhos ligados à Biologia Geral, à Zoologia, à Zootecnia, bem como à Bromatologia animal;

Coordenar e promover a peritagem em animais identificando defeitos, vícios, doenças, acidentes, exames técnicos para intercâmbio nacional e internacional, bem como necropsia;

Participar da padronização de normas, métodos e técnicas de inquérito epidemiológico de zoonoses de interesse para saúde humana, doenças de origem bacteriana ou virótica e às intoxicações produzidas por animais peçonhentos;

Promover medidas de controle contra a brucelose, peste, febre amarela silvestre e cólera;

Promover a vigilância zoosanitária para impedir a introdução de doenças exóticas nos zoológicos, compreendendo o controle e fiscalização do recebimento de animais,

medicamentos e demais produtos e materiais de uso médico-veterinário, além da quarentena dos animais importados;

Supervisionar e estabelecer normas e padrões do ponto de vista sanitário, relacionados com a fiscalização e controle dos animais em cativeiro, controle e avaliação de efeciência de produtos de uso médico-veterinário, trabalhos de escritório e de campo, relativos as campanhas de erradicação, controle e prevenção das doenças dos animais;

Supervisionar e coordenar estudos e trabalhos sobre economia e estatística ligados à medicina veterinária, em conjunto com profissionais da área;

Emitir laudos e pareceres sobre assuntos de sua especialidade, fornecendo dados estatísticos;

Programar, coordenar e executar atividades relativas à higiene, vigilância e registro de alimentos, bebidas e embalagens, participando de equipe multidisciplinar desenvolvendo projetos de pesquisa, estabelecendo normas e procedimentos quanto a industrialização e comercialização, para assegurar a qualidade e condições sanitárias de consumo, visando previnir surtos de doenças transmitidas por alimentos, em defesa da saúde pública;

Desenvolver programas e deles participar, visando a investigação epidemiológica de surtos de doenças transmitidas por alimentos, detectando e controlando focos epidêmicos e orientando entidades que manipulam produtos alimentícios, visando a redução da morbimortalidade causada por essas doenças;

Coordenar, desenvolver, promover e executar a educação sanitária na comunidade, treinando e supervisionando pessoal técnico e auxiliar da área de inspeção, proferindo palestras e orientando a população em geral e grupos específicos quanto a industrialização, comercialização e consumo de alimentos, bem como controle e profilaxia de zooneses para prevenir doenças;

Organizar e coordenar as atividades desenvolvidas em biotérios;

Proceder análise laboratorial de espécimes e de amostras de alimentos, bebidas e embalagens, apoiando os programas de zooneses, de higiene e controle de alimentos;

Efetuar estudos quanto as condições de "habitat" e sobrevivência da fauna e flora, em conjunto com a equipe técnica, visando a implantação de parques, bosques e outros;

Subsidiar criadouros com amostras e cobaias na área de experiências científicas, objetivando solucionar a depredação natural e coibir extinções de espécimes animais no minicípio;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: VIGIA

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Efetuar rondas de inspeção pelo prédio e imediações, examinando portas, janelas e portões, para assegurar-se de que estão devidamente fechados, atentando para eventuais anormalidades;

Impedir a entrada, no prédio ou áreas adjacentes, de pessoas estranhas e sem autorização, fora do horário de trabalho, convidando-as a se retirarem, como medida de segurança;

Comunicar à chefia imediata irregularidades ocorridas durante seu plantão, para que sejam tomadas as devidas providências;

Zelar pelo prédio e suas instalações - jardim, pátio, cercas, muros, portões, sistemas elétricos e hidráulicos tomando as providências que fizerem necessárias para evitar roubos, prevenir incêndios e outros danos;

Controlar movimentações de pessoas, veículos, bens, materiais, etc;

Atender e prestar informações ao público;

Atender e efetuar ligações telefônicas e/ou rádio quando necessário;

Registrar sua passagem pelos Postos de Controle, acionando o relógio especial de ponto, para comprovar a regularidade de sua ronda;

Deter elementos suspeitos, com uso de tóxicos, tentativa de furto, atos obscenos, vandalismo, segurando os mesmos até a chegada da autoridade competente, ou ainda, encaminhar até a delegacia de policia;

Tomar providência preliminares no caso de incêndios, tentando controlar o fogo até a chegada do Corpo de Bombeiro;

Deter menores infratores, encaminhando-os ao Conselho Tutelar, via Polícia Militar ou Civil;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: PROFESSOR NÍVEL A

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Participar do planejamento, em conjunto com a equipe pedagógica-administrativa, dos conteúdos do currículo escolar, bem como proceder avaliação continua do mesmo, a fim de adequá-lo às necessidades do contexto escolar;

Participar de reuniões pedagógico-administrativas, conselho de classe, conselho de escolas e outros, contribuindo para a efetivação da proposta pedagógica;

Utilizar recursos didáticos existentes na escola, para enriquecimento das atividades pedagógicas;

Realizar avaliação contínua e diversificada do processo ensino-aprendizagem;

Ministrar aula de acordo com o currículo escolar;

Participar de atividades de assessoramento pedagógico, além de elaborar instrumentos de avaliação e material de apoio didático utilizando o horário de permanência;

Efetivar em conjunto com os demais profissionais da escola a proposta pedagógica;

Participar de encontros, cursos, debates e troca de experiências nas áreas de conhecimento do currículo escolar;

Orientar e acompanhar os alunos em suas dificuldades escolares, procedendo encaminhamento daqueles cujas soluções estejam fora de sua área de competência;

Proceder o registro do histórico escolar do aluno em documentação apropriada, conforme rotinas pré-estabelecidas;

Manter os pais atualizados sobre a vida do aluno;

Desempenhar outras atividades correlatas.

CARGO: MERENDEIRA

ATRIBUIÇÕES TÍPICAS

Preparar e confeccionar refeições e lanches de acordo com o cardápio pré-estabelecidos, segundo técnicas de culinária e higiene;

Receber, conferir e controlar os gêneros necessários ao preparo de refeições e lanches;

Distribuir entre as pessoas que a auxiliam, as tarefas de preparo dos alimentos;

Distribuir e controlar as refeições e lanches a serem servidos, observando os horários pré-estabelecidos;

Zelar pela conservação, acondicionamento adequado e segurança dos alimentos;

Manter higienizado e limpo as áreas da cozinha, o refeitório, os equipamentos e utensílios;