Prefeitura de Porto Feliz - SP

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO FELIZ

ESTADO DE SÃO PAULO

CONCURSO PÚBLICO Nº 02/2011

Notícia:   Prefeitura de Porto Feliz - SP prorroga as inscrições do Edital nº 02/2011

CNPJ: 46.634.481/0001 - 98
Comissão de Concursos Públicos
Fone (15) 3261 9000

DISPÕE SOBRE O CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DO QUADRO PERMANENTE DA PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO FELIZ

O Prefeito do Município de Porto Feliz, Estado de São Paulo, usando das atribuições legais, faz saber que fará realizar Concurso Público de Provas e de Provas e Títulos visando o provimento de cargos efetivos do quadro de servidores, regidos pelo Estatuto dos Funcionários Públicos de Porto Feliz (Lei nº 3.182, de 16 de abril de 1992), Constituição Federal e Legislação Municipal pertinente, o qual se regerá de acordo com as Instruções Especiais constantes neste Edital, seus Anexos e eventuais Retificações.

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1 As Etapas serão realizadas sob a responsabilidade da Empresa Confiatta Consultoria e Gestão, obedecidas as normas deste Edital, seus Anexos e eventuais Retificações.

1.2 O Concurso destina-se ao provimento dos cargos vagos criados através de Lei Municipal e daqueles que vierem a vagar dentro do prazo de validade do concurso.

1.3 O Conteúdo Programático consta do Anexo II deste Edital.

1.4 O Concurso Público terá validade de 2 (dois) anos, sendo facultada sua prorrogação por igual período. A Prefeitura estima convocar de imediato a quantidade de candidatos discriminada na coluna "Nº de Vagas" da tabela constante do item 2.1 deste Edital. A Prefeitura poderá, de acordo com suas necessidades, durante a vigência do Concurso Público, convocar candidatos até o limite de vagas criadas para os referidos cargos no Quadro de Pessoal da Prefeitura. Poderá também, durante a vigência do Concurso Público, convocar da lista de aprovados, candidatos para vagas que venham a ser criadas, nos respectivos cargos públicos.

1.5 As vagas em concurso serão destinadas para o local de trabalho que melhor convier à municipalidade, a juízo da Administração municipal.

1.6 A lotação e a fixação do horário de trabalho para os cargos em concurso serão estabelecidas pela Prefeitura Municipal, em escalas que atendam as necessidades dos serviços públicos.

1.7 Fica a critério da Prefeitura Municipal, convocar ou não os candidatos aprovados neste Concurso Público, mediante avaliação do impacto financeiro e orçamentário em folha de pagamento, obedecendo aos limites impostos com gastos de pessoal através da legislação que suporta a matéria.

2. DOS CARGOS PÚBLICOS

2.1 Os cargos públicos a serem providos, a quantidade de vagas, a carga horária de trabalho, os salários e requisitos para preenchimento das vagas são os estabelecidos na tabela a seguir:

Código CargoQtde de VagasCarga Horária Referência/ SalárioRequisitosTaxa de Inscrição
01Agente Operacional de Sistema ViárioCadastro Reserva40 h.s.Ref. 09
R$ 1.071,36
Ensino Fundamental + CNH categoria "A-C"R$ 25,00
02Auxiliar de Apoio de Eventos0140 h.s.Ref. 02
R$ 677,16
Ensino FundamentalR$ 25,00
03Auxiliar Operacional de Estoque0140 h.s.Ref. 01
R$ 648,00
Ensino FundamentalR$ 25,00
04Auxiliar Operacional de Oficina0140 h.s.Ref. 01
R$ 648,00
Ensino FundamentalR$ 25,00
05Balconista / Motorista0140 h.s.Ref. 09
R$ 1.071,36
Ensino Fundamental + CNH categoria "D"R$ 25,00
06Conserveiro de Ponte0240 h.s.Ref. 04
R$ 766,80
Ensino FundamentalR$ 25,00
07Encanador0140 h.s.Ref. 07
R$ 923,40
Ensino FundamentalR$ 25,00
08Funileiro / PintorCadastro Reserva40 h.s.Ref. 08
R$ 988,20
Ensino FundamentalR$ 25,00
09Inspetor de Aluno ItineranteCadastro Reserva40 h.s.Ref. 07
R$ 923,40
Ensino FundamentalR$ 25,00
10Jardineiro0140 h.s.Ref. 02
R$ 677,16
Ensino FundamentalR$ 25,00
11Mecânico de Máquina0240 h.s.Ref. 10
R$ 1.121,04
Ensino FundamentalR$ 25,00
12MotoristaCadastro reserva40 h.s.Ref. 09
R$ 1.071,36
Ensino Fundamental + CNH Categoria "D"R$ 25,00
13Motorista
(Transporte Escolar)
Cadastro Reserva40 h.s.Ref. 09
R$ 1.071,36
Ensino Fundamental + CNH Categoria "D" + Habilitação para Transporte EscolarR$ 25,00
14Pedreiro0140 h.s.Ref. 07
R$ 923,40
Ensino FundamentalR$ 25,00
15Auxiliar de Consultório Dentário / SUS0340 h.s.Ref. 05
R$ 815,40
Ensino Fundamental + Curso Específico de ACD + Registro no CROR$ 25,00
16Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Dança0120 h.s.Ref. 01
R$ 648,00
Ensino Médio + experiência comprovada por certificados ou declaração de participação em encontros de dança (mínimo de 30 horas); ou declaração de trabalho em academias ou projetos socioculturais com expressão corporal.R$ 35,00
17Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Fanfarra0120 h.s.Ref. 01
R$ 648,00
Ensino Médio + experiência comprovada por certificados ou declaração de participação em encontros de bandas e fanfarras (mínimo de 30 horas); ou declaração de trabalho com bandas e fanfarras; ou certificado de formação em escolas de música e/ou conservatórios musicais.R$ 35,00
18Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Musicalização0120 h.s.Ref. 01
R$ 648,00
Ensino Médio + experiência comprovada por certificados ou declaração de participação em encontros de música (mínimo de 30 horas); ou declaração de trabalho com música; ou certificado de formação em escolas de música e/ou conservatórios musicais.R$ 35,00
19Instrutor e Intérprete de Libras0140 h.s.Ref. 18
R$ 1.611,36
Ensino Médio Completo e Qualificação em Curso Específico de Língua Brasileira de Sinais LIBRAS, com carga horária mínima de 160 horas.R$ 35,00
20Professor de Música
(Especialidade Bateria)
0124 h.s.Ref. 10
R$ 1.121,04
Ensino Médio + Curso Específico em Música em Conservatório, com carga horária mínima comprovada de 120 horasR$ 35,00
21Professor de Música
(Especialidade Canto Popular)
0124 h.s.Ref. 10
R$ 1.121,04
Ensino Médio + Curso Específico em Música em Conservatório, com carga horária mínima comprovada de 120 horasR$ 35,00
22Professor de Música
(Especialidade Piano Popular)
0124 h.s.Ref. 10
R$ 1.121,04
Ensino Médio + Curso Específico em Música em Conservatório, com carga horária mínima comprovada de 120 horasR$ 35,00
23Professor de Música
(Especialidade Violino)
0124 h.s.Ref. 10
R$ 1.121,04
Ensino Médio + Curso Específico em Música em Conservatório, com carga horária mínima comprovada de 120 horasR$ 35,00
24Técnico em Segurança do Trabalho0140 h.s.Ref. 09
R$ 1.071,36
Ensino Médio + Curso Técnico em Segurança do TrabalhoR$ 35,00
25Topógrafo0140 h.s.Ref. 24
R$ 2.597,40
Ensino Médio + Curso Técnico de TopografiaR$ 35,00
26Assistente AdministrativoCadastro Reserva40 h.s.Ref. 09
R$ 1.071,36
Ensino MédioR$ 35,00
27Fiscal de Rendas0240 h.s.Ref. 15
R$ 1.380,24
Ensino Médio + CNH Categoria "C"R$ 35,00
28Fiscal de Uso do Solo0240 h.s.Ref. 15
R$ 1.380,24
Ensino Médio + CNH Categoria "C"R$ 35,00
29Monitor de Turismo0240 h.s.Ref. 05
R$ 815,40
Ensino MédioR$ 35,00
30Secretário de EscolaCadastro Reserva40 h.s.Ref. 17
R$ 1.440,72
Ensino MédioR$ 35,00
31Técnico em Agrimensura0140 h.s.Ref. 16
R$ 1.418,04
Ensino Médio + Ensino Técnico em AgrimensuraR$ 35,00
32Orientador de Educação Especial0140 h.s.Ref. 18
R$ 1.611,36
Conclusão do Curso Normal Superior com Habilitação ou Especialização em Educação Especial ou; Conclusão da Licenciatura Plena em Pedagogia com Habilitação ou Especialização em Educação Especial/InclusivaR$ 45,00
33Advogado0140 h.s.Ref. 23
R$ 2.526,12
Nível Superior e registro na entidade de classeR$ 45,00
34Assistente Social / SUS0130 h.s.Ref. 21
R$ 2.033,64
Nível Superior e registro na entidade de classeR$ 45,00
35Enfermeiro Padrão / SUS0340 h.s.Ref. 21
R$ 2.033,64
Nível Superior e registro na entidade de classeR$ 45,00
36Engenheiro Civil0120 h.s.Ref. 22
R$ 2.174,04
Nível Superior e registro na entidade de classeR$ 45,00
37Fonoaudiólogo0120 h.s.Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior e registro na entidade de classeR$ 45,00
38Fonoaudiólogo / SUS0130 h.s.Ref. 18
R$ 1.611,36
Nível Superior e registro na entidade de classeR$ 45,00
39Médico Cardiologista / SUS0215 h.s.Ref. 22
R$ 2.174,04
Nível Superior e registro na entidade de classe e especialização na áreaR$ 45,00
40Médico Cirurgião Vascular / SUS0115 h.s.Ref. 22
R$ 2.174,04
Nível Superior e registro na entidade de classe e especialização na áreaR$ 45,00
41Médico Clínico Geral / SUS07 15 h.s.Ref. 22
R$ 2.174,04
Nível Superior e registro na entidade de classe e especialização na áreaR$ 45,00
42Médico do Trabalho0120 h.s.Ref. 22
R$ 2.174,04
Nível Superior, registro na entidade de classe e especialização na áreaR$ 45,00
43Médico Ginecologista / SUS03 15 h.s.Ref. 22
R$ 2.174,04
Nível Superior e registro na entidade de classe e especialização na áreaR$ 45,00
44Médico Neurologista / SUS01 15 h.s.Ref. 22
R$ 2.174,04
Nível Superior e registro na entidade de classe e especialização na áreaR$ 45,00
45Médico Pediatra / SUS0615 h.s. Ref. 22
R$ 2.174,04
Nível Superior e registro na entidade de classe e especialização na áreaR$ 45,00
46Terapeuta Ocupacional / SUS0130 h.s. Ref. 18
R$ 1.611,36
Nível Superior e registro na entidade de classeR$ 45,00
47Professor Adjunto PEB II
(Ciências)
Cadastro Reserva24 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Licenciatura Plena em Ciências ou Licenciatura Plena em Ciências Biológicas ou BiologiaR$ 45,00
48Professor Adjunto PEB II
(Arte)
Cadastro Reserva24 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Licenciatura Plena em Educação Artística; ou - Licenciatura Plena em Arte(s)R$ 45,00
49Professor Adjunto PEB II
(Geografia)
Cadastro Reserva24 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Licenciatura Plena em Geografia ou Licenciatura Plena em Estudos Sociais com habilitação em Geografia ou Licenciatura Plena em Ciências Sociais com habilitação em GeografiaR$ 45,00
50Professor Adjunto PEB II
(História)
Cadastro Reserva24 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Licenciatura Plena em História ou Licenciatura Plena em Estudos Sociais com habilitação em História ou Licenciatura Plena em Ciências Sociais com habilitação em HistóriaR$ 45,00
51Professor Adjunto PEB II
(Inglês)
Cadastro Reserva24 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Licenciatura Plena em Letras com habilitação em Língua Estrangeira InglêsR$ 45,00
52Professor Adjunto PEB II
(Matemática)
Cadastro Reserva24 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Licenciatura Plena em Matemática; ou Licenciatura Plena em Ciências com habilitação em MatemáticaR$ 45,00
53Professor de Educação Básica II
(Inglês)
0124 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Licenciatura Plena em Letras com habilitação em Língua Estrangeira InglêsR$ 45,00
54Professor de Educação Física
(Atividades de Melhor Idade)
0120 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior com Licenciatura em Educação FísicaR$ 45,00
55Professor de Educação Física
(Atletismo)
0120 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior com Licenciatura em Educação FísicaR$ 45,00
56Professor de Educação Física
(Basquetebol)
0120 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior com Licenciatura em Educação FísicaR$ 45,00
57Professor de Educação Física
(Futebol)
0120 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior com Licenciatura em Educação FísicaR$ 45,00
58Professor de Educação Física
(Futebol de Salão)
0120 h.s.Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior com Licenciatura em Educação FísicaR$ 45,00
59Professor de Educação Física
(Ginástica Artística)
0120 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior com Licenciatura em Educação FísicaR$ 45,00
60Professor de Educação Física
(Ginástica Rítmica)
0120 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior com Licenciatura em Educação FísicaR$ 45,00
61Professor de Educação Física
(Handball)
0120 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior com Licenciatura em Educação FísicaR$ 45,00
62Professor de Educação Física
(Natação)
0120 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior com Licenciatura em Educação FísicaR$ 45,00
63Professor de Educação Física
(Tênis de Mesa)
0120 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior com Licenciatura em Educação FísicaR$ 45,00
64Professor de Educação Física
(Voleibol)
0120 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior com Licenciatura em Educação FísicaR$ 45,00
65Professor de Educação Física
(Xadrez e Damas)
0120 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior com Licenciatura em Educação FísicaR$ 45,00
66Professor de Teatro0124 h.s. Ref. 10
R$ 1.121,04
Nível Superior com Habilitação Específica em Artes CênicasR$ 45,00
67Professor de Educação Física0224 h.s. Ref. 12
R$ 1.272,24
Nível Superior com Licenciatura em Educação FísicaR$ 45,00

2.2 As atividades inerentes aos Cargos ora concursados serão desenvolvidas - conforme demanda - nas diversas dependências ou órgãos da Prefeitura do Município de Porto Feliz, visando atender ao restrito interesse público.

2.3 A Descrição das atribuições dos Cargos e demais requisitos inerentes aos Cargos encontram-se dispostos no ANEXO I - REQUISITOS, DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES, que fazem parte integrante e inseparável deste Edital.

3. DOS REQUISITOS PARA INVESTIDURA DOS CARGOS

3.1 O candidato será investido no cargo se atender às seguintes exigências:

a) ter sido classificado em Concurso Público, na forma estabelecida neste Edital;

b) ser brasileiro, nato ou naturalizado, ou português amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos políticos, nos termos § 1º do art. 12 da Constituição Federal;

c) estar em dia com as obrigações eleitorais, para os candidatos de ambos os sexos, e militares, para os do sexo masculino;

d) estar no pleno exercício de seus direitos civis e políticos;

e) ter idoneidade moral e reputação ilibada;

f) ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, apurada pelo Departamento de Perícias Médicas da Prefeitura Municipal, para o ato da posse;

g) preencher os requisitos específicos do respectivo cargo no qual se inscreveu;

h) apresentar outros documentos que se fizerem necessários, à época da posse.

3.1.1 O cumprimento da exigência prevista na alínea "e" dependerá da apresentação:

a) de certidões dos setores de distribuição dos foros criminais, da Justiça Federal, da Justiça Militar e da Justiça Estadual, dos lugares em que tenha residido nos últimos 05 (cinco) anos, expedidas, no máximo, há seis meses;

b) de folha de antecedentes da Polícia Federal e da Polícia dos Estados onde tenha residido nos últimos 05 (cinco) anos, expedida, no máximo, há seis meses;

c) se servidor público, declaração do órgão a que esteja vinculado de não ter sofrido, no exercício da função pública, penalidade administrativa, expedida, no máximo, há seis meses.

3.1.2 Os documentos comprobatórios de atendimento aos requisitos acima fixados serão exigidos apenas dos candidatos habilitados e nomeados, sendo a apresentação condição para a posse.

3.1.3 Não serão aceitos protocolos dos documentos exigidos nem fotocópias não autenticadas.

3.1.4 As certidões, declarações e outros documentos listados neste Capítulo poderão ser complementados por sindicância realizada pela Comissão do Concurso Público entre a nomeação e a posse.

3.1.5 Não serão considerados períodos de tempo inferiores aos mínimos previstos neste Capítulo e todos os períodos devem ser integrais na data da emissão do documento comprobatório apresentado pelo candidato.

3.1.6 A listagem dos candidatos com a descrição sumária dos períodos de tempo previstos neste Capítulo, que tenham sido apresentados para a posse (identificados o tipo de documento fornecido; o cargo, emprego, função ou atividade desenvolvida; o órgão ou local de prestação e o órgão ou pessoa que o subscreveu), ficará no Setor de Pessoal, tendo qualquer interessado o prazo de 03 (três) dias úteis para impugnar qualquer dos períodos, contados da sua apresentação.

3.1.7 As impugnações referidas no item anterior serão dirigidas à Comissão do Concurso Público, a quem caberá processá-las e que, se encontrar indícios de sua procedência, concederá prazo de 03 (três) dias úteis ao candidato impugnado para defesa, emitindo juízo final sobre as impugnações no prazo máximo de 03 (três) dias úteis seguintes, a ser publicado nos sites oficiais da Confiatta e da Prefeitura, após homologação pelo Prefeito.

3.2 A nomeação será tornada sem efeito quando o candidato:

a) Deixar de comprovar qualquer um dos requisitos especificados anteriormente;

b) Tiver sido demitido a bem do serviço público, ou por justa causa, em quaisquer esferas da Administração Pública;

c) Apresentar declarações falsas.

4. DAS INSCRIÇÕES

4.1 A inscrição do candidato implicará o conhecimento das presentes disposições e a tácita aceitação das condições do Concurso, tais como se acham estabelecidas neste Edital e nas normas legais pertinentes, bem como em eventuais aditamentos, comunicados e instruções específicas para a realização do certame, acerca das quais não poderá alegar desconhecimento.

4.2 Objetivando evitar ônus desnecessário, o candidato deverá recolher o valor da inscrição somente após tomar conhecimento de todos os requisitos e condições exigidas para o Concurso.

4.3 As inscrições para o Concurso serão realizadas exclusivamente pelo site da empresa Confiatta Consultoria e Gestão (www.confiatta.com.br), por meio do Formulário de Inscrição via Internet, no período de 8h do dia 18/07/2011 às 18:00h do dia 29/07/2011 (horário de Brasília), de acordo com as orientações elencadas neste Edital.

4.4 As inscrições poderão ser prorrogadas, por necessidade de ordem técnica e/ou operacional, a critério da Administração.

4.5 A prorrogação das inscrições de que trata o item anterior poderá ser feita sem prévio aviso, bastando, para todos os efeitos legais, a comunicação de prorrogação feita no site (www.confiatta.com.br).

4.6 Para inscrever-se o candidato deverá, no período das inscrições, acessar o endereço eletrônico da empresa Confiatta Consultoria e Gestão (www.confiatta.com.br) e, por meio do link correspondente ao presente Concurso, efetuar sua inscrição, conforme procedimentos a seguir:

4.7 Ler e aceitar o Requerimento de Inscrição, preencher o Formulário de Inscrição, transmitir os dados pela Internet.

4.8 O candidato deverá efetuar o pagamento da importância referente à inscrição por meio de boleto bancário, no valor referente ao cargo pretendido (conforme quadro que especifica), a título de ressarcimento de despesas com material e serviços, de acordo com as instruções constantes no endereço eletrônico da página de inscrições, até o primeiro dia útil após o encerramento das inscrições (01/08/2011).

4.9 O boleto bancário disponível no endereço eletrônico www.confiatta.com.br deverá ser impresso para o pagamento do valor da inscrição, após conclusão do preenchimento do Formulário de Inscrição, em qualquer banco do sistema de compensação bancária.

4.10 O pagamento do valor da inscrição poderá ser efetuado em dinheiro ou cheque do próprio candidato, desde que aceito pelo banco arrecadador.

4.10.2 O pagamento efetuado por meio de cheque somente será considerado quitado após a respectiva compensação.

4.10.3 Em caso de devolução do cheque, qualquer que seja o motivo, considerar-se-á automaticamente sem efeito a inscrição.

4.11 Em caso de feriado ou evento que acarrete o fechamento de agências bancárias na localidade em que se encontra o candidato, o boleto deverá ser pago antecipadamente.

4.12 A partir de 03/08/2011 o candidato deverá conferir no endereço eletrônico da empresa Confiatta Consultoria e Gestão, a regularidade do registro dos dados de inscrição e do recolhimento do valor da inscrição. Detectando irregularidade o candidato deverá entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Candidato - SAC da Confiatta Consultoria e Gestão (0XX15) 3233-8395, de segunda a sexta-feira, úteis, das 08h às 18h (horário de Brasília), para verificar o ocorrido.

4.13 As inscrições somente serão confirmadas após a comprovação do pagamento do valor da inscrição.

4.14 Serão tornadas sem efeito as inscrições cujos pagamentos forem efetuados após a data estabelecida no item

4.8 deste Capítulo, não sendo devido ao candidato qualquer ressarcimento da importância paga após a data de encerramento das inscrições.

4.15 Não será aceito pedido de devolução do pagamento do valor da inscrição, ainda que superior ou em duplicidade.

4.16 O candidato inscrito NÃO deverá enviar cópia do documento de identidade, sendo de sua exclusiva responsabilidade a veracidade dos dados informados no ato de inscrição, sob as penas da lei.

4.17 A empresa Confiatta Consultoria e Gestão e a Prefeitura Municipal não se responsabilizam por solicitações de inscrições não recebidas por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores que impossibilitem a transferência de dados.

4.18 O descumprimento das instruções para inscrição implicará a sua não efetivação.

4.19 Ao inscrever-se no Concurso é recomendado ao candidato observar atentamente as informações sobre a aplicação das provas constantes neste Edital.

4.20 As informações prestadas no Formulário Eletrônico de Inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato reservando-se à Prefeitura Municipal e à empresa Confiatta Consultoria e Gestão o direito de excluir do Concurso Público aquele que não preencher o respectivo documento de forma completa, correta e legível, bem como fornecer dados inverídicos ou falsos.

4.21 A Prefeitura Municipal de Porto Feliz e a empresa Confiatta Consultoria e Gestão eximem-se das despesas com viagens e estada dos candidatos para prestar as provas do Concurso.

4.22 O valor da inscrição não poderá ser transferido a título de pagamento para terceiros.

4.23 Não serão aceitas inscrições por depósito em caixa eletrônico, via postal, fac-símile (fax), transferência ou depósito em conta corrente, DOC, ordem de pagamento, condicionais e/ou extemporâneas ou por qualquer outra via que não as especificadas neste Edital.

4.24 Não serão aceitas as solicitações de inscrição que não atenderem rigorosamente ao estabelecido neste Edital.

4.25.1 O candidato portador de deficiência que necessitar de condição especial para realização da prova deverá solicitá-la até o término das inscrições (29/07/2011), via Sedex ou Aviso de Recebimento (AR), à Confiatta Consultoria e Gestão (A/C Departamento de Concursos e Processos de Seleção - Av. Washington Luiz, 1222, Jardim América - Sala 07 - Sorocaba - SP - CEP 18046-700).

4.25.2 O candidato deverá encaminhar, junto à sua solicitação de condição especial para realização da prova, Laudo Médico (original ou cópia autenticada) atualizado (emitido a menos de 6 meses) que justifique o atendimento especial solicitado.

4.25.3 O candidato que não o fizer até o término das inscrições, seja qual for o motivo alegado, poderá não ter a condição atendida.

4.25.4 O atendimento às condições solicitadas ficará sujeito à análise da legalidade, viabilidade e razoabilidade do pedido.

4.26.1 A candidata lactante que necessitar amamentar durante a realização das provas poderá fazê-lo em sala reservada, desde que o requeira, observando os procedimentos constantes a seguir:

4.26.2 A candidata lactante deverá encaminhar sua solicitação, até o término das inscrições (29/07/2011), via Sedex ou Aviso de Recebimento (AR), à Confiatta Consultoria e Gestão (A/C Departamento de Concursos e Processos de Seleção - Av. Washington Luiz, 1222, Jardim América - Sala 07 - Sorocaba- SP - CEP 18046-700).

4.26.3 Não haverá compensação do tempo de amamentação em favor da candidata.

4.26.4 A criança deverá ser acompanhada, em ambiente reservado para este fim, de adulto responsável por sua guarda (familiar ou terceiro indicado pela candidata).

4.26.5 Nos horários previstos para amamentação, a candidata lactante poderá ausentar-se temporariamente da sala de prova, acompanhada de uma fiscal.

4.26.6 Na sala reservada para amamentação ficarão somente a candidata lactante, a criança e uma fiscal, sendo vedada a permanência de babás ou quaisquer outras pessoas que tenham grau de parentesco ou de amizade com a candidata.

4.27 A qualquer tempo poder-se-á anular a inscrição, prova ou nomeação do candidato, desde que seja verificada falsidade de declarações e/ou irregularidade nas provas ou nos documentos apresentados.

5. DOS CANDIDATOS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS

5.1 Aos portadores de deficiência ou necessidades especiais será reservado o percentual de 5% (cinco por cento) por cargo, em face da classificação obtida, os quais não serão discriminados pela sua condição, exceto para os cargos que não possibilitem as suas contratações pelas características de atribuições e desempenhos, incompatíveis com a sua deficiência possuída. Serão desconsideradas as frações inferiores a 0,5 (meio) e arredondadas para maior as frações iguais ou superiores.

5.2 Será considerada como deficiência àquela conceituada na medicina especializada de acordo com os padrões mundialmente estabelecidos, observados os critérios médicos de capacitação laboral;

5.3 Não serão considerados como deficiência, os distúrbios passíveis de correção, segundo os padrões clinicamente estabelecidos;

5.4 Os deficientes visuais, que se julgarem amparados pelas disposições legais, somente prestarão as provas com o auxílio de acompanhantes, para a marcação da folha de respostas;

5.5 O candidato deficiente visual ou amblíope deverá solicitar, por escrito, à Coordenação do Concurso Público, até o último dia de encerramento das inscrições (29/07/2011), a confecção de prova ampliada, junto, nos casos de ambliopia, atestado médico comprobatório dessa situação (emitido a menos de 6 meses);

5.6 Os deficientes visuais que não solicitarem a prova especial no prazo citado no item anterior, não terão direito a prova especialmente preparada, seja qual for o motivo alegado;

5.7 O candidato portador de deficiência que no ato da inscrição não declarar a condição de deficiência, não poderá impetrar recurso em favor de sua inscrição;

5.8 Aos deficientes visuais amblíopes serão oferecidas provas ampliadas com tamanho da letra correspondente ao corpo 24;

5.9 É condição obstativa a inscrição no concurso, a necessidade de auxiliares permanentes para ajuda na execução das atribuições inerentes ao Cargo ou função a que pretende concursar, ou na realização da prova pelo portador de necessidade especial (exceção feita ao portador de deficiência visual).

5.10 Não obsta à inscrição ou ao exercício do Cargo a utilização de material tecnológico de uso habitual ou a necessidade de preparação de ambiente físico.

5.10.1 No ato da inscrição, o candidato portador de deficiência ou necessidades especiais deverá indicar esta condição e declarar sua intenção de concorrer às vagas reservadas aos deficientes físicos, mencionando a deficiência da qual é portador, apresentando Laudo Médico atestando a espécie, o grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID, bem como a provável causa de deficiência.

5.10.2 O Laudo Médico deverá ser entregue até o término das inscrições (29/07/2011), via Sedex ou Aviso de Recebimento (AR), à Confiatta Consultoria e Gestão (A/C Departamento de Concursos e Processos de Seleção - Av. Washington Luiz, 1222, Jardim América - Sala 07 - Sorocaba- SP - CEP 18046-700).

5.11 O candidato que declarar falsamente a deficiência será excluído do processo, se confirmada tal situação, em qualquer fase deste concurso, sujeitando-se às conseqüências legais pertinentes.

5.12 Os portadores de deficiência participarão deste concurso em igualdade de condições com os demais candidatos no que concerne: a) ao conteúdo das provas; b) à avaliação e aos critérios de aprovação; c) ao horário e ao local de aplicação das provas; d) à nota mínima exigida para todos os demais candidatos.

5.13 Na falta de candidatos aprovados para as vagas reservadas aos portadores de deficiência, essas serão preenchidas pelos demais candidatos, observando-se a ordem de classificação.

5.14 A publicação do resultado final do concurso será feita em duas listas, contendo na primeira, a pontuação de todos os candidatos, inclusive a dos portadores de deficiência, e a segunda, somente a pontuação destes últimos, observada a respectiva ordem de classificação.

5.15 A medida que forem sendo oferecidas as vagas, a Prefeitura do Município de Porto Feliz / SP, convocará, para o seu provimento, os candidatos pela ordem de classificação, devendo iniciar-se pela lista de pontuação geral, seguida da lista de candidatos portadores de deficiência, observando-se a partir de então, sucessiva alternância entre elas até a finalização das vagas reservadas. Em caso de surgimento de novas vagas no decorrer do prazo de validade do Concurso Público, aplicar-se-á a mesma regra e proporcionalidade prevista no item 5.1.

5.16 O candidato portador de deficiência que, no ato de inscrição, não declarar essa condição ou ainda não enviar o Laudo Médico, não será considerado como portador de necessidade especial, apto para concorrer às vagas reservadas, mesmo que tenha assinalado tal opção na Ficha de Inscrição presencial ou on-line. Neste caso não poderá impetrar recurso em favor de sua situação posteriormente.

5.17 Quando da convocação, para preenchimento do cargo, o candidato portador de deficiência passará por avaliação médica a fim de atestar a deficiência alegada e analisar a compatibilidade entre a deficiência do candidato e a função a ser desempenhada.

5.18 Caso fique comprovado que o candidato não é portador de deficiência, o mesmo perderá o direito à vaga, da mesma forma se verificar a incompatibilidade entre a deficiência do candidato e a função a ser desempenhada.

5.19 Não haverá segunda chamada, seja qual for o motivo alegado, para justificar o atraso ou a ausência do candidato portador de deficiência.

5.20 Verificada a incompatibilidade entre a deficiência e as atribuições do cargo postulado, o candidato será eliminado do certame.

5.23 Será eliminado da lista especial o candidato cuja deficiência assinalada, no Formulário de Inscrição, não se

fizer constatada na forma do artigo 4º e seus incisos do Decreto Federal nº 3.298/99 e suas alterações, devendo o mesmo permanecer apenas na lista de classificação geral.

5.24 A não observância, pelo candidato, de qualquer das disposições deste Capítulo implicará na perda do direito a ser nomeado para as vagas reservadas aos portadores de deficiência.

5.25 O laudo médico apresentado terá validade somente para este Concurso Público e não será devolvido.

5.26 Será exonerado o portador de deficiência que, no decorrer do estágio probatório, tiver verificada a incompatibilidade de sua deficiência com as atribuições do cargo.

5.27 Após a investidura do candidato, a deficiência não poderá ser arguida para justificar a concessão de readaptação, licença-saúde ou aposentadoria por invalidez.

6. DO CONCURSO PÚBLICO

6.1 O Concurso Público dos cargos abaixo relacionados terá duas fases, sendo a primeira fase composta de prova teórica (testes de múltipla escolha), de caráter eliminatório e classificatório e, a segunda fase composta de prova prática, de caráter classificatório.

Código

Cargo

05

Balconista / Motorista

12

Motorista

13

Motorista (Transporte Escolar)

19

Instrutor e Intérprete de Libras

20

Professor de Música (Especialidade Bateria)

21

Professor de Música (Especialidade Canto Popular)

22

Professor de Música (Especialidade Piano Popular)

23

Professor de Música (Especialidade Violino)

54

Professor de Educação Física (Atividades de Melhor Idade)

55

Professor de Educação Física (Atletismo)

56

Professor de Educação Física (Basquetebol)

57

Professor de Educação Física (Futebol)

58

Professor de Educação Física (Futebol de Salão)

59

Professor de Educação Física (Ginástica Artística)

60

Professor de Educação Física (Ginástica Rítmica)

61

Professor de Educação Física (Handball)

62

Professor de Educação Física (Natação)

63

Professor de Educação Física (Tênis de Mesa)

64

Professor de Educação Física (Voleibol)

65

Professor de Educação Física (Xadrez e Damas)

66

Professor de Teatro

6.2 Para todos os demais cargos, o Concurso Público consistirá em apenas uma etapa, composta de prova teórica (testes de múltipla escolha), de caráter eliminatório e classificatório.

6.3 A prova teórica (testes de múltipla escolha) será realizada no município de Porto Feliz, com data prevista para o dia 21 de AGOSTO de 2011, domingo, nos horários das 09h:00 e 14h:00, em locais ainda a serem confirmados.

6.4 A confirmação oficial sobre a data, horários e locais da realização da prova será divulgada oportunamente, após o encerramento das inscrições, através de Edital de Convocação para as Provas, a ser afixado no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de Porto Feliz, no site www.confiatta.com.br e publicado, resumidamente, em jornal de circulação local.

6.5 Na eventualidade do número de candidatos superar a capacidade de locais a serem disponibilizados para as provas, a aplicação da prova poderá ser feita em dias diferentes, a critério da Administração.

6.6 O Anexo III do presente Edital contém a divisão dos cargos por períodos de aplicação de prova, separando os cargos cujas provas serão aplicadas na parte da manhã (09h:00) e os cargos cujas provas serão aplicadas no período da tarde (14h:00), a fim de possibilitar àqueles que se interessarem, a inscrição para mais de um cargo, desde que atendidos os requisitos.

7. DA PROVA TEÓRICA

7.1 A prova teórica, de caráter eliminatório e classificatório, visa avaliar o grau de conhecimento teórico do candidato, necessário ao desempenho do cargo público. Essa prova terá duração de 3 (três) horas e será composta de 40 (quarenta) questões de múltipla escolha, de acordo com o conteúdo programático constante do Anexo II deste Edital e pontuadas na seguinte conformidade:

Ensino Fundamental
Para os Cargos de: Agente Operacional de Sistema Viário; Auxiliar de Apoio de Eventos; Auxiliar Operacional de Estoque; Auxiliar Operacional de Oficina; Balconista / Motorista; Conserveiro de Ponte; Encanador; Funileiro / Pintor; Inspetor de Aluno Itinerante; Jardineiro; Mecânico de Máquina; Motorista - Categoria "D"; Motorista 2 - Categoria "D" (Transporte Escolar); Pedreiro:

DISCIPLINA

Língua Portuguesa

Matemática

Conhecimentos Gerais

Conhecimentos Específicos

TOTAL

Nº de Questões

10

10

5

15

40

(x) Peso

2,50

2,00

2,00

3,00

-

(=) Total de
Pontos

25,00

20,00

10,00

45,00

100,00

 

Ensino Fundamental + Curso Específico de ACD + Registro no CRO
Para o Cargo de: Auxiliar de Consultório Dentário / SUS:

DISCIPLINA Língua Portuguesa Conhecimentos Gerais Conhecimentos Específicos TOTAL
Nº de Questões 10 05 25 40
(x) Peso 2,00 1,00 3,00 -
(=) Total de
Pontos
20,00 5,00 75,00 100,00

 

Ensino Médio
Para os Cargos de: Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Dança; Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Fanfarra; Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Musicalização; Instrutor e Intérprete de Libras; Professor de Música (Especialidade Bateria); Professor de Música (Especialidade Canto Popular); Professor de Música (Especialidade Piano Popular); Professor de Música (Especialidade Violino); Assistente Administrativo; Fiscal de Rendas; Fiscal de Uso do Solo; Monitor de Turismo; Secretário de Escola:

DISCIPLINA

Língua Portuguesa

Matemática

Conhecimentos Gerais

Conhecimentos Específicos

TOTAL

Nº de Questões

10

10

5

15

40

(x) Peso

2,50

2,00

2,00

3,00

-

(=) Total de
Pontos

25,00

20,00

10,00

45,00

100,00

 

Ensino Técnico - Nível Médio
Para os Cargos de: Técnico em Segurança do Trabalho; Topógrafo; Técnico de Agrimensura:

DISCIPLINA

Língua Portuguesa

Matemática

Conhecimentos Gerais

Conhecimentos Específicos

TOTAL

Nº de Questões

10

10

5

15

40

(x) Peso

2,50

2,00

2,00

3,00

-

(=) Total de Pontos

25,00

20,00

10,00

45,00

100,00

 

Ensino Superior
Para os Cargos de: Orientador de Educação Especial (Pedagogia - Educação Especial); Assistente Social / SUS; Enfermeiro Padrão / SUS; Engenheiro Civil; Fonoaudiólogo; Fonoaudiólogo / SUS; Terapeuta Ocupacional / SUS; Professor Adjunto PEB II - Ciências; Professor Adjunto PEB II - Arte; Professor Adjunto PEB II - Geografia; Professor Adjunto PEB II - História; Professor Adjunto PEB II - Inglês; Professor Adjunto PEB II Matemática; Professor Educação Básica II - Inglês; Professor de Educação Física - Atividades de Melhor Idade; Professor de Educação Física - Atletismo; Professor de Educação Física - Basquetebol; Professor de Educação Física - Futebol; Professor de Educação Física - Futebol de Salão; Professor de Educação Física - Ginástica Artística; Professor de Educação Física - Ginástica Rítmica; Professor de Educação Física - Handball; Professor de Educação Física - Natação; Professor de Educação Física - Tênis de Mesa; Professor de Educação Física - Voleibol; Professor de Educação Física - Xadrez e Damas; Professor de Teatro; Professor de Educação Física:

DISCIPLINA

Língua Portuguesa

Conhecimentos Gerais

Legislação e Conhecimentos Específicos

TOTAL

Nº de Questões

10

05

25

40

(x) Peso

2,00

1,00

3,00

-

(=) Total de Pontos

20,00

5,00

75,00

100,00

 

Ensino Superior - Advogado
Para o Cargo de: Advogado:

DISCIPLINA

Direito Constitucional

Direito Tributário

Direito Administrativo

Direito Civil

Direito Processual Civil

TOTAL

Nº de Questões

10

10

10

05

05

40

(x) Peso

2,50

2,50

3,00

2,00

2,00

-

(=) Total de Pontos

25,00

25,00

30,00

10,00

10,00

100,00

 

Ensino Superior - Médico
Para os Cargos de: Médico Cardiologista / SUS; Médico Cirurgião Vascular / SUS; Médico Clínico Geral / SUS; Médico do Trabalho; Médico Ginecologista / SUS; Médico Neurologista / SUS; Médico Pediatra / SUS:

DISCIPLINA

Política de Saúde

Clínica Médica

Conhecimentos Específicos

TOTAL

Nº de Questões

15

15

10

40

(x) Peso

2,00

2,00

4,00

-

(=) Total de Pontos

30,00

30,00

40,00

100,00

7.2 O candidato poderá se preparar para as provas utilizando qualquer bibliografia que trate de forma sistematizada dos assuntos selecionados no Anexo II. Na data determinada para a realização das provas os candidatos deverão se apresentar nos locais indicados com antecedência de no mínimo 30 (trinta) minutos do horário previamente determinado para o início das mesmas.

7.3 O ingresso aos locais das provas será permitido apenas aos candidatos que estiverem munidos de documento de identidade original com foto, caneta esferográfica azul ou preta, podendo levar, opcionalmente, lápis e borracha.

7.4 Entende-se por documento de identidade original: Carteiras e/ou cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Cédula de Identidade para Estrangeiros; Cédulas de Identidade fornecidas por Órgãos ou Conselhos de Classe que, por força de Lei Federal valem como documento de identidade (OAB, CRM, CREA, CRC, etc.); Certificado de Reservista; Passaporte; Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como Carteira Nacional de Habilitação na forma da Lei nº 9.503/1997, não sendo admitido no recinto de realização o candidato que não portá-lo.

7.5 A candidata lactante deverá levar acompanhante, que se responsabilizará pela guarda da criança. Não haverá prorrogação de horário da duração da prova para candidata nesta situação.

7.6 Os candidatos médicos, bombeiros, policiais e militares que estiverem em regime de plantão poderão atender a bips ou celulares, desde que comprovem esta condição ao Fiscal de Prova, mediante apresentação da identidade profissional (CRM, identidade policial ou militar) antes do início das provas; neste caso deverão ser acompanhados por um Auxiliar de Coordenação e atender a ligação fora da sala.

7.7 Durante a prova, o candidato não deve levantar-se, comunicar-se com outros candidatos, e nem fumar; será advertido pelo Fiscal de Prova caso perceba-se que busca visualizar prova ou gabarito de outro candidato, sendo-lhe retirada a prova e desclassificado no caso de reiteração da atitude.

7.8 Não serão admitidos nos locais de provas, os candidatos que se apresentarem após o horário estabelecido para início das provas e fechamento dos portões.

7.9 O não comparecimento na data fixada para realização das provas excluirá automaticamente o candidato do Concurso Público.

7.10 Durante a realização da prova não será permitida a consulta de nenhuma espécie de legislação, livro, revista ou folheto, uso de calculadora, telefone celular ou outro equipamento de comunicação, bem como não será admitida comunicação entre os candidatos.

7.11 Caso seja necessária a utilização do sanitário, o candidato deverá solicitar ao Fiscal de Prova, que designará Auxiliar de Coordenação para acompanhá-lo, devendo no percurso manter-se em silêncio, podendo antes e depois da entrada no sanitário sofrer revista.

7.12 A prova constará de 40 (quarenta) questões com testes de múltipla escolha, podendo seu conteúdo variar conforme matérias constantes do conteúdo Programático.

7.13 A duração da prova é de 3 (três) horas, já incluído o tempo destinado ao preenchimento da Folha de Respostas. O candidato somente poderá entregar a prova depois de 30 (trinta) minutos do seu início; os 2 (dois) últimos candidatos a entregarem as provas permanecerão na sala para efetuarem com o Fiscal de Prova a lacração do envelope contendo as Folhas de Respostas.

7.14 A inviolabilidade das Provas será comprovada no local de sua realização, no momento do rompimento do lacre dos envelopes, na presença dos candidatos.

7.15 O candidato deverá assinar Lista de Presença, que lhe será apresentada no início da prova.

7.16 O candidato deverá efetuar a conferência do Caderno de Provas antes de começar a resolução, verificando no cabeçalho de todas as folhas se o mesmo corresponde ao cargo em que se inscreveu; a seguir verificará se o Caderno dispõe de 40 (quarenta) questões objetivas de múltipla escolha; por fim, o candidato deverá verificar se não há falha de impressão que prejudique a leitura do texto, gráficos ou ilustrações; caso a prova não seja referente ao cargo de sua inscrição, ou o Caderno de Provas esteja incompleto, ou tenha qualquer defeito, deverá solicitar ao Fiscal da Prova que o substitua, não cabendo reclamações posteriores neste sentido.

7.17 No decorrer da prova, se o candidato observar qualquer anormalidade gráfica ou irregularidade na formulação de alguma questão, deverá manifestar-se junto ao Fiscal de Sala que anotará em formulário próprio a ocorrência, para posterior análise, o que não substitui a apresentação posterior de eventual recurso contra questões.

7.18 Em razão da reserva de direitos autorais, o candidato não poderá levar consigo, ao final da prova, o Caderno de Provas, podendo levar, tão somente, o rascunho de Folha de Respostas a ser fornecido, para anotação das alternativas que escolher, a fim de subsidiá-lo na correção das questões quando da divulgação do gabarito, ou na eventualidade da interposição de algum recurso contra questão e/ou gabarito.

7.19 As questões deverão ser respondidas na Folha de Respostas, preenchendo-se totalmente o campo indicativo da letra correspondente à opção de resposta escolhida com caneta esferográfica azul ou preta; não deverá ser usado "X" ou outro tipo de marcação; caso o candidato assinale mais de uma alternativa, a questão será considerada errada; a Folha de Respostas não poderá ser rasurada, amassada ou perfurada, caso contrário, a resposta será anulada.

7.20 Os pontos correspondentes às questões porventura anuladas, após análise da Comissão Coordenadora, serão atribuídos a todos os candidatos, independentemente da formulação dos recursos

7.21 A folha de Resposta somente terá validade se estiver assinada pelo candidato no campo indicado.

7.22 Será excluído do Concurso Público o candidato que, durante as provas:

a) Não comparecer para a realização da prova, conforme convocação oficial seja qual for o motivo alegado;

b) Apresentar-se fora de local, data e/ou do horário estabelecidos no Edital de Convocação;

c) Não apresentar o documento de identificação conforme previsto neste Edital;

d) Ausentar-se durante o processo, da sala ou local de provas sem o acompanhamento de um fiscal

e) For surpreendido em comunicação com outro candidato ou terceiros, verbalmente ou por escrito, bem como fazendo uso de material não permitido para a realização da prova ou de qualquer tipo de equipamento eletrônico de comunicação;

f) Lançar meios ilícitos para a realização das provas;

g) Não devolver ao fiscal, seguindo critérios estabelecidos neste Edital, qualquer material de aplicação e de correção das provas;

h) Perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos;

i) Agir com incorreção ou descortesia para com qualquer membro da equipe encarregada da aplicação da prova.

7.23 No primeiro dia útil seguinte ao da aplicação das provas, a partir das 15:00 hs, o candidato poderá consultar o gabarito oficial no site www.confiatta.com.br e também no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de Porto Feliz; não serão informados resultados por telefone ou outro meio de comunicação.

8. DA PROVA PRÁTICA

8.1 A prova prática para os cargos relacionados no item 6.1 visa aferir a aptidão e a capacidade do candidato em executar atividades inerentes ao desempenho das funções e tem data prevista para 11 de SETEMBRO de 2011.

8.2 Somente os candidatos aprovados na prova teórica serão convocados para a realização das provas práticas.

8.3 Para a realização da prova prática serão convocados os candidatos classificados na prova teórica, em número de 05 (cinco) vezes o n° de vagas. Os candidatos empatados na última posição também serão convocados para realizar a prova prática.

8.4 A aprovação na prova prática é pré-requisito para contratação. Na eventualidade da convocação de todos os aprovados dentro do prazo de validade do respectivo Concurso Público, a Prefeitura Municipal de Porto Feliz convocará os candidatos habilitados remanescentes para realização das provas práticas, seguindo os mesmos critérios de avaliação constantes neste edital.

8.5 As provas práticas serão realizadas no município de Porto Feliz, em data, local e horário a ser comunicado através de Edital de Convocação para Provas Práticas, a ser afixado no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de Porto Feliz, no site www.confiatta.com.br e publicado resumidamente em jornal de circulação no município.

8.6 Para participação na Prova Prática, o candidato convocado deverá apresentar-se com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos do horário designado para o início, portando documento de identidade com foto. Entende-se por documento de identidade original: Carteiras e/ou cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança Pública, pelas Força Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Cédula de Identidade para Estrangeiros; Cédulas de Identidade fornecidas por Órgãos ou Conselhos de Classe que, por força de Lei Federal valem como documento de identidade, a exemplo, das carteiras da OAB, do CRM, do CREA, do CRC, etc.; Certificado de Reservista; Passaporte; Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como Carteira Nacional de Habilitação na forma da Lei n° 9.503/1997, não sendo admitido no recinto de realização o candidato que não portá-lo.

8.7 Ao desempenho dos candidatos nas provas práticas será atribuída pontuação de 0 (zero) a 100 (cem) pontos e, terá apenas caráter classificatório.

9. DOS TÍTULOS

9.1 O Concurso Público será de provas com valoração de títulos para os cargos de Nível Superior (quando o Nível Superior for requisito do cargo) e exclusivamente de provas para os demais cargos. Serão considerados os seguintes Títulos:

ESPECIFICAÇÃO DOS TÍTULOS

VALOR

Doutorado

20 (vinte) pontos - máximo um título

Mestrado

15 (quinze) pontos - máximo um título

Pós-Graduação latu sensu com carga horária igual ou superior a 360 (trezentos e sessenta horas).

10 (dez) pontos - máximo um título

9.1.1 O candidato que se inscrever para mais de um cargo deverá entregar os títulos em envelopes separados, não sendo considerados em hipótese alguma os títulos apresentados para cargo diferente daquele descrito no envelope.

9.2 Serão pontuados como títulos, Certificado/Declaração em papel timbrado da instituição, contendo assinatura e identificação do responsável e a respectiva carga horária, que ateste sobre a conclusão do curso.

9.3 A soma total dos títulos não poderá ultrapassar "20 (vinte) pontos".

9.4 Sobre a nota obtida pelos candidatos serão somados os pontos referentes aos títulos, para classificação final.

9.5 Os pontos serão contados apenas para efeito de "classificação" e não de "aprovação".

9.6 Os candidatos deverão apresentar na data das provas teóricas, até 30 (trinta minutos) após o encerramento das mesmas, em salas especialmente designadas, cópia reprográfica autenticada de eventuais títulos que possuam, conforme item 9.1 do presente Edital. Não serão considerados os títulos apresentados, por qualquer forma, fora do dia e horário acima determinados e estes deverão ser apresentados e entregues em envelope identificado com nome, cargo e número de inscrição do candidato, conforme modelo abaixo, que após conferência será fechado, emitindo-se comprovante de recebimento.

Concurso Público: Prefeitura do Município de ............

Cargo:
Nome do Candidato:
Inscrição n°.

9.7 Não serão aceitos protocolos de documentos referentes a títulos. As cópias reprográficas deverão ser autenticadas ou acompanhadas do original, para serem autenticadas pelo receptor e vistadas pelo candidato.

9.8 Não haverá segunda chamada para entrega dos títulos, qualquer que seja o motivo de impedimento do candidato que não os apresentou no dia e horário determinados.

9.9 Em que pese os títulos serem apresentados na data das provas, os pontos somente serão contados se o candidato obtiver a nota mínima para aprovação na prova objetiva.

9.10 Os títulos entregues serão inutilizados após decorrido o prazo de 365 dias corridos, contado da data da homologação do Concurso.

9.11 Quando o título apresentado se constituir em um dos pré-requisitos para o cargo, o outro deverá ser também apresentado, sob pena de ser considerado como pré-requisito e não como título.

10. DA NOTA FINAL E DO CRITÉRIO DE DESEMPATE

10.1. Será considerado aprovado o candidato que obtiver na prova teórica, soma de pontos igual ou superior a 50 (cinqüenta) pontos.

10.2 A nota final dos candidatos que realizarem a prova prática será obtida pela somatória dos pontos obtidos na Prova Teórica e na Prova Prática (Nota Prova Teórica + Nota Prova Prática).

10.3 Sobre a nota obtida pelos candidatos serão somados os pontos referentes aos títulos, para classificação final.

10.4 No caso de empate na nota final, será processado o desempate, tendo preferência, sucessivamente, os candidatos:

a) Com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, nos termos da Lei Federal n° 10.741/2003, entre si e frente aos demais, será dada preferência ao de idade mais elevada;

b) Que obtiver maior n° de acertos nas questões de Conhecimentos Específicos (Legislação e Conhecimentos Específicos para os cargos de nível superior); e de Direito Administrativo para o Cargo de Advogado.

c) Que obtiver maior n° de acertos nas questões de Língua Portuguesa; e de Direito Constitucional para o Cargo de Advogado; e de Clínica Médica para os Cargos de Médico.

d) Mais idoso entre aqueles com idade inferior a 60 anos;

10.5 O critério especificado no item acima também será utilizado no caso de empate nas provas individualizadamente consideradas, tanto na Prova Teórica quanto na Prova Prática.

11. DOS RECURSOS ADMINISTRATIVOS

11.1 Caberá recurso administrativo dos gabaritos e da classificação provisória dos candidatos aprovados, dentro de 2 (dois) dias úteis, a contar do dia seguinte ao da data das respectivas divulgações.

11.2 O recurso administrativo deverá seguir preferencialmente, os moldes do Anexo IV deste Edital e ser protocolizado na sede da Prefeitura Municipal de Porto Feliz, sito à Rua Adhemar de Barros, 340 - Centro - Porto Feliz - SP, das 08h às 17h.

11.2.1 Devem constar do recurso: o nome do candidato, número de inscrição, número do documento de identidade, cargo para o qual se inscreveu, endereço completo, a fundamentação ou o embasamento com as devidas razões do recurso, local, data e assinatura, conforme modelo definido no Anexo IV deste Edital.

11.2.2 Serão indeferidos os recursos interpostos fora da forma e dos prazos estipulados neste Edital, bem como aqueles que não apresentarem fundamentação e embasamento.

11.3 No caso de provimento de recurso interposto dentro das especificações, esse poderá, eventualmente, alterar a nota/classificação inicial obtida pelo candidato para uma nota/classificação superior ou inferior ou ainda ocorrer à classificação do candidato que não obtiver a nota mínima exigida para a habilitação.

11.3.1 Os pontos relativos às questões da prova teórica eventualmente anuladas serão atribuídos a todos os candidatos presentes à prova.

11.4 Havendo provimento de recurso, será divulgado, no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de Porto Feliz publicado em jornal de circulação local e no site www.confiatta.com.br, o edital com as retificações pertinentes ou ratificação do resultado se for o caso.

12. DA ADMISSÃO

12.1 A convocação para admissão do candidato aprovado será feita na ordem de classificação e na medida das necessidades da Prefeitura Municipal, oportunidade em que deverão ser apresentados os documentos necessários, exigidos para comprovação dos requisitos para o cargo, sob pena de perder a vaga.

12.2 A simples aprovação no Concurso Público não gera direito à admissão, pois a Prefeitura Municipal convocará apenas o número de aprovados que, de acordo com seu critério, julgar necessário.

12.3 Por ocasião da admissão, o candidato aprovado no Concurso Público fica sujeito ao regime empregatício adotado pela Prefeitura Municipal e às normas regulamentadoras atinentes aos servidores municipais, condicionando-se a investidura no cargo à aprovação em exame médico admissional a ser realizado por médico do trabalho, o qual servirá de avaliação de aptidão para o desempenho da função.

12.3.1 O candidato cuja deficiência for considerada incompatível com o desempenho das funções inerentes ao cargo, será desclassificado.

12.4 O candidato terá um prazo de 3 (três) dias úteis para manifestar seu interesse e, 30 (trinta) dias corridos para assumir o cargo público em local para o qual será designado, a contar da data do recebimento da notificação que precederá a admissão. A omissão ou a negação do candidato será entendida como desistência de admissão.

12.5. Os candidatos aprovados e admitidos estarão sujeitos a estágio probatório de 3 (três) anos acompanhados por Política Interna de Avaliação de Desempenho.

12.6 A apresentação dos documentos comprobatórios das condições exigidas neste Edital será feita em data a ser fixada, por ocasião da convocação do candidato aprovado para admissão no cargo público.

12.7 A inexatidão das afirmativas e/ou irregularidades de documentos, mesmo que verificadas posteriormente, acarretarão a nulidade da inscrição, desqualificação e desclassificação do candidato, com todas as decorrências, sem prejuízo das medidas de ordem administrativa, civil e criminal.

12.8 O prazo de validade deste Concurso Público é de 2 (dois) anos, a partir da data de sua homologação, e poderá ser prorrogado por uma vez e por igual período, a juízo da Administração Municipal.

13. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E FINAIS

13.1 O candidato, ao inscrever-se, estará aceitando todas as disposições estabelecidas neste Edital e da legislação vigente, não podendo alegar desconhecimento de qualquer natureza.

13.2 Qualquer regra prevista neste Edital poderá ser alterada antes da realização das provas, mediante a divulgação oficial do item atualizado.

13.3 O candidato classificado obrigar-se-á a manter, durante o prazo de validade deste Concurso Público, o seu endereço atualizado para eventuais convocações, junto à Divisão de Administração de Pessoal da Prefeitura Municipal Porto Feliz, não lhe cabendo qualquer reclamação caso não seja possível ao órgão competente convocá-lo por falta da citada atualização.

13.4 Compete ao Prefeito Municipal de Porto Feliz a homologação do resultado do Concurso Público. A homologação deverá ser publicada no órgão oficial de imprensa e no site da empresa Confiatta Consultoria e Gestão (www.confiatta.com.br).

13.5 E facultada a incineração dos gabaritos e cadernos de questões após a homologação do Concurso Público, mantendo-se, porém pelo prazo de validade do Concurso Público, os registros cadastrais e eletrônicos.

13.6 Os casos omissos serão resolvidos pela comissão do Concurso Público, ad referendum do Prefeito Municipal.

13.7 A elaboração das provas, sua aplicação e correção, bem como a classificação dos candidatos aprovados, ficarão sob a coordenação da empresa Confiatta Consultoria e Gestão, devidamente contratada para tal fim.

13.8 O edital deste Concurso Público estará disponível, para consulta, na sede da Prefeitura Municipal de Porto Feliz, sito na Rua Adhemar de Barros, 340 - Centro - Porto Feliz e no site www.confiatta.com.br, sendo publicado na imprensa local de forma resumida.

Porto Feliz, em 18 de julho de 2011.

Prefeitura Municipal de Porto Feliz
Confiatta Consultoria e Gestão

ANEXO I - REQUISITOS, DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES

CARGO 01: AGENTE OPERACIONAL DE SISTEMA VIÁRIO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e CNH categoria "A-C".

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Responsável pela implementação dos projetos de melhoria do Sistema de Trânsito, fazendo a sinalização vertical e horizontal. Distribuir equipamentos e materiais necessários ao bloqueio, canalização e sinalização viária. Auxilia na venda e distribuição de talões de Zona Azul. Zelar pela limpeza e conservação do material de trabalho. Atuar como condutor de veículos sempre que for necessário ao serviço.

CARGO 02: AUXILIAR DE APOIO DE EVENTOS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Efetuar serviços de apoio em organização de eventos esportivos, como serviços internos e externos de entrega e recebimento de materiais e documentos e acondicionamento e transporte de materiais e equipamentos. Auxiliar no controle de estoque de material e equipamento esportivo. Auxiliar em serviços relacionados à divulgação de eventos. Auxiliar os professores de educação física, participando no treinamento de equipes de jogos coletivos. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 03: AUXILIAR OPERACIONAL DE ESTOQUE

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Executar serviço de limpeza geral nas dependências e instalações de equipamentos municipais de estoque, varrendo, lavando, espanando, escovando pisos, portas, janelas, paredes, móveis em geral, instalações sanitárias etc.; Receber, armazenar, controlar e auxiliar na remoção, transporte e distribuição de materiais de consumo e permanentes, relacionando tipos e quantidades para manter os níveis de estoque necessário e informar ao superior imediato a necessidade de reposição; Auxiliar na remoção, transporte e distribuição de móveis, máquinas e outros equipamentos, sob orientação; Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 04: AUXILIAR OPERACIONAL DE OFICINA

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Auxiliar na desmontagem de motor e demais componentes e a montagem através de desenhos ou especificação do veículo. Executar serviços de limpeza de peças. Auxiliar nos serviços de manutenção preventiva e corretiva em motores, máquinas e equipamentos e nos seus componentes diversos, reparando e ajustando. Auxiliar na checagem dos veículos para avaliação do trabalho executado. Executa outras tarefas correlatas.

CARGO 05: BALCONISTA/MOTORISTA

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e CNH categoria "D".

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Auxiliar no recebimento dos materiais, acondicionando-os no Almoxarifado, identificando-os e acomodando-os de forma adequada; Efetuar a entrega do material aos setores requisitantes, separando quantidades e tipos, dando baixa nos controles apropriados; Zelar pela guarda e conservação do material estocado, informando o superior imediato à existência de problemas que possam levar à perda ou deterioração do mesmo; Auxiliar na realização de inventários físicos, efetuando contagem, registro, cadastramento e arrumação de itens do almoxarifado ou bens patrimoniais; Efetuar ligações telefônicas e recepção ou transmissão de fax, anotando recados ou prestando informações sobre serviços da área; Recepcionar os que procuram a unidade prestando as informações solicitadas; Zelar pela ordem e limpeza do local de trabalho; Auxiliar nas entregas externas; Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 06: CONSERVEIRO DE PONTE

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Auxiliar na montagem, reparação, conservação de pontes sobre canais de água, depressões de terreno etc.; Auxiliar na construção de rede de manilhas, na execução de canais, colocação de manilhas, vedação etc. Auxiliar na poda de árvores e capina, quando necessário, para construção e/ou manutenção de pontes. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 07: ENCANADOR

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Executar trabalhos de montagem, instalação e conservação ou modificação em sistemas de tubulação de material metálico ou não, de alta ou baixa tensão. Executar projetos de instalação hidráulica sob orientação de plantas, croquis ou ordem de serviço. Efetuar a marcação dos locais onde passarão as tubulações, para efetuar o sistema de canalização, orientando a quebra de parede, muro, piso e abertura de valas. Executar a instalação e manutenção hidráulica de redes de tubulações de distribuição e coleta de água, esgotos e outros, e instalações hidráulicas, bem como, substituição de peças e limpeza de caixas d'água e calhas. Executar reparos em encanamentos, vedando, soldando, regulando etc. Testar o trabalho procedendo a ajustes, se necessário. Testar as redes hidrossanitárias instaladas ou os equipamentos reparados utilizando ferramentas do ofício. Zelar pela manutenção das ferramentas de trabalho. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 08: FUNILEIRO/PINTOR

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Riscar chapas, baseando-se em desenhos ou especificações, confeccionando as peças de acordo com o planejado. Trabalhar a chapa aplicando-lhe golpes de martelo ou outros processos, dando-lhe a forma esperada. Abrir furo nas peças, solda, efetua rebites, elimina imperfeições garantindo a qualidade do serviço. Verificar a exatidão de montagem, consultando desenhos e especificações para introduzir alterações, se necessário. Executar instalações em locais designados, dando acabamento adequado ao trabalho com pintura adequada e polimento. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 09: INSPETOR DE ALUNO ITINERANTE

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Acompanhar os alunos durante o transporte zelando pela disciplina e pelo bem estar dos mesmos e principalmente pela segurança; Avaliar as necessidades existentes nos serviços de transporte escolar dos alunos; Estar presente na unidade escolar orientando os alunos durante as suas atividades no momento em que não estiver ocorrendo o transporte escolar; Relatar a Diretoria de Educação as necessidades pertinentes a mudanças de itinerários e eventuais aumentos de trajeto dos ônibus; Acompanhar os alunos quando saírem de sua unidade escolar com o objetivo de participar de alguma ação educativa complementar; Zelar pela segurança dos alunos nos momentos de embarque e desembarque; Orientar e assistir os alunos nos horários de entrada, saída e recreio, observando o nível comportamental adequado, inclusive nos períodos em que não houver a assistência do professor, sob orientação da direção da unidade. Colaborar com os professores na manutenção da disciplina de classe, na ausência e sob pedido destes. Prestar primeiros socorros em caso de acidente, comunicando à direção da escola, inclusive casos de enfermidade e ocorrência de ordem disciplinar. Participar das reuniões de pais. Participar na elaboração do Plano Escolar. Zelar pelas dependências e instalações da unidade de ensino e pelo material utilizado. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 10: JARDINEIRO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Executar serviços de jardinagem, preparando o terreno e plantando sementes ou mudas de flores, arvores, e outros de acordo com a época de plantio, local e projeto de paisagismo e outros. Efetuar conservação de áreas jardinadas, podando, aparando de acordo com a época, adubando, removendo folhagens secas e matos. Efetuar colocação de grades ou anteparos diversos, conforme orientação do projeto paisagístico. Providenciar a pulverização para eliminar pragas que venham prejudicar as plantas. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 11: MECÂNICO DE MÁQUINA

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Elaborar diagnóstico para determinar o problema existente nos motores, máquinas e equipamentos, bem como, quais as peças necessárias para a tarefa; Efetuar a desmontagem de motor e demais componentes e a montagem através de desenhos ou especificação do veículo, recomendando a sua substituição caso não haja condição de reparo; Realizar serviços de manutenção preventiva e corretiva em motores, máquinas e equipamentos e nos seus componentes diversos, reparando e ajustando. Efetuar a checagem dos veículos para avaliação do trabalho executado. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 12: MOTORISTA

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e CNH categoria "D".

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Dirigir automóveis, obedecendo ao Código Brasileiro de Trânsito, seguindo itinerário determinados e programas estabelecidos; Providenciar a manutenção do veículo, observando cuidados com lubrificação, lavagem, pneus, bateria, combustível e limpeza, para garantir o perfeito funcionamento do veículo e bem estar dos usuários; Efetuar reparos de emergência durante o percurso como troca de pneus, correia e outros; Efetuar o controle diário de viagens, indicando quilometragem e nível de combustível, seguindo norma estabelecida; Responsável pela fiscalização periódica do estado dos pneumáticos e acessórios dos veículos, e atualização dos documentos do veículo, tomando providências ao encontrar irregularidades, acionando a chefia imediata; Atender a viagens internas e externas ao município; Proibido de sair em viagens externas e internas ao município sem os usuários atenderem às determinações do Código Brasileiro de Trânsito quanto á utilização do cinto de segurança, ou de efetuar paradas em locais proibidos pelo referido Código; Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 13: MOTORISTA (TRANSPORTE ESCOLAR)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, CNH categoria "D" e habilitação para Transporte Escolar.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Dirigir automóveis, obedecendo ao Código Brasileiro de Trânsito, seguindo itinerário determinados e programas estabelecidos; Providenciar a manutenção do veículo, observando cuidados com lubrificação, lavagem, pneus, bateria, combustível e limpeza, para garantir o perfeito funcionamento do veículo e bem estar dos usuários; Efetuar reparos de emergência durante o percurso como troca de pneus, correia e outros; Efetuar o controle diário de viagens, indicando quilometragem e nível de combustível, seguindo norma estabelecida; Responsável pela fiscalização periódica do estado dos pneumáticos e acessórios dos veículos, e atualização dos documentos do veículo, tomando providências ao encontrar irregularidades, acionando a chefia imediata; Atender a viagens internas e externas ao município; Proibido de sair em viagens externas e internas ao município sem os usuários atenderem às determinações do Código Brasileiro de Trânsito quanto á utilização do cinto de segurança, ou de efetuar paradas em locais proibidos pelo referido Código; Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 14: PEDREIRO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Estudar as plantas, projetos ou outro documento técnico para selecionar o material e estabelecer as operações a executar; Executar serviço de construção ou manutenção de alvenaria, concreto e outros materiais, mediante plantas ou outras especificações, construindo alicerces, assentando tijolos, pedras, lajotas, cerâmicas e outros, efetuando manutenção corretiva ou preventiva de pedras, calçadas, muro ou outro tipo de edificação; Construir base de concreto ou outro material, baseando-se nas especificações para possibilitar as instalações elétricas e hidráulicas; Dosar e mistura cimento, areia, pedra e água para obter a argamassa, se necessário; Executar revestimentos impermeáveis em reservatórios, canalização de água, pisos, paredes, lajes etc. Efetuar o assentamento de batentes, portas, janelas, utilizando instrumentos pertinentes ao ofício, de acordo com as especificações de projeto e ordens de serviço; Executar serviços de assentamento de azulejos, cerâmicas, aparelhos sanitários e outros de caráter de acabamento; Executa serviços de colocação de telhas e acabamento externo da obra. Controlar o nível do prumo das obras em geral; Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 15: AUXILIAR DE CONSULTÓRIO DENTÁRIO/SUS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino fundamental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Curso regular de Auxiliar de Consultório Dentário devidamente registrado no Conselho Regional de Odontologia de sua jurisdição.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Executar tarefas de apoio ao atendimento do cirurgião dentista; Recepcionar os pacientes organizando e cadastrando os seus dados, averiguando suas necessidades e o histórico clínico, para encaminhá-los ao cirurgião dentista; Controlar a agenda de consulta verificando horários disponíveis e marcações efetuadas; Executa, com orientação técnica, apoio instrumental ao cirurgião dentista no decorrer do tratamento; Proceder à limpeza e esterilização dos instrumentos utilizados, assegurando a higiene e a assepsia cirúrgica; Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 16: INSTRUTOR DE PROJETOS EDUCACIONAIS - MODALIDADE DANÇA

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e experiência comprovada mediante apresentação de certificado ou declaração de participação em encontros de dança (mínimo de 30 horas); ou declaração de trabalho em academias ou projetos socioculturais com expressão corporal.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Elaborar projetos educacionais de dança nas escolas, visando despertar a sensibilidade artística e cultural nos educandos; Participar das atividades culturais internas e externas da escola através de apresentações dos projetos que vierem a ser desenvolvidos; Auxiliar a Coordenadoria Pedagógica da Unidade Escolar no desenvolvimento de calendários culturais que busquem desenvolver ações dentro da Escola e junto à comunidade local; Elaborar projetos culturais de contraturno, procurando integrar a comunidade escolar, como pais, alunos e outros agentes do processo educacional; Desenvolver todas as ações culturais inerentes ao seu cargo em consonância com o Projeto Político Pedagógico da Unidade Escolar onde estiver inserido.

CARGO 17: INSTRUTOR DE PROJETOS EDUCACIONAIS - MODALIDADE FANFARRA

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e experiência comprovada mediante apresentação de certificado ou declaração de participação em encontros de bandas e fanfarras (mínimo de 30 horas); ou declaração de trabalho com bandas e fanfarras; ou certificado de formação em escolas de música e/ou conservatórios musicais.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Elaborar projetos educacionais de fanfarra nas escolas, visando despertar a sensibilidade artística e cultural nos educandos, bem como a integração e espírito de equipe; Participar das atividades culturais internas e externas da escola através de apresentações dos projetos que vierem a ser desenvolvidos; Auxiliar a Coordenadoria Pedagógica da Unidade Escolar no desenvolvimento de calendários culturais que busquem desenvolver ações dentro da Escola e junto à comunidade local; Elaborar projetos culturais de contraturno, procurando integrar a comunidade escolar, como pais, alunos e outros agentes do processo educacional; Desenvolver todas as ações culturais inerentes ao seu cargo em consonância com o Projeto Político Pedagógico da Unidade Escolar onde estiver inserido.

CARGO 18: INSTRUTOR DE PROJETOS EDUCACIONAIS - MODALIDADE MUSICALIZAÇÃO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e experiência comprovada mediante apresentação de certificado ou declaração de participação em encontros de música (mínimo de 30 horas); ou declaração de trabalho com música; ou certificado de formação em escolas de música e/ou conservatórios musicais.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Elaborar projetos educacionais de fanfarra nas musicalização, visando despertar a sensibilidade artística e cultural nos educandos, bem como a integração e espírito de equipe; Participar das atividades culturais internas e externas da escola através de apresentações dos projetos que vierem a ser desenvolvidos; Auxiliar a Coordenadoria Pedagógica da Unidade Escolar no desenvolvimento de calendários culturais que busquem desenvolver ações dentro da Escola e junto à comunidade local; Elaborar projetos culturais de contraturno, procurando integrar a comunidade escolar, como pais, alunos e outros agentes do processo educacional; Desenvolver todas as ações culturais inerentes ao seu cargo em consonância com o Projeto Político Pedagógico da Unidade Escolar onde estiver inserido.

CARGO 19: INSTRUTOR E INTÉRPRETE DE LIBRAS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Qualificação em Curso Específico de Língua Brasileira de Sinais LIBRAS, com carga horária mínima de 160 horas.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Garantir o atendimento às necessidades educacionais especiais de alunos surdos, desde a educação infantil, nas salas de aula e, também, em salas de recursos, em turno contrário ao da escolarização; Apoiar, na comunidade escolar, o uso e a difusão de Libras entre professores, alunos, funcionários, direção da escola e familiares, inclusive por meio da oferta de cursos; Adotar mecanismos de avaliação coerentes com aprendizado de segunda língua, na correção das provas escritas, valorizando o aspecto semântico e reconhecendo a singularidade lingüística manifestada no aspecto formal da Língua Portuguesa; Desenvolver e adotar mecanismos alternativos para a avaliação de conhecimentos expressos em Libras, desde que devidamente registrados em vídeo ou em outros meios eletrônicos e tecnológicos.

CARGO 20: PROFESSOR DE MÚSICA (ESPECIALIDADE BATERIA)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Curso Específico em Música em Conservatório, com carga horária mínima comprovada de 120 horas.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Ministrar aulas de teoria musical e habilitação para instrumento específico; Participar da elaboração do projeto Político-Pedagógico; Elaborar e cumprir seu Plano de Trabalho docente; Zelar pela aprendizagem dos alunos; Cumprir os dias letivos e carga horária de efetivo trabalho escolar, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; Colaborar com as atividades de articulação com as famílias e a comunidade; Executar e manter atualizados os registros relativos às suas atividades específicas.

CARGO 21: PROFESSOR DE MÚSICA (ESPECIALIDADE CANTO POPULAR)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Curso Específico em Música em Conservatório, com carga horária mínima comprovada de 120 horas.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Ministrar aulas de teoria musical e canto popular; Participar da elaboração do projeto Político-Pedagógico; Elaborar e cumprir seu Plano de Trabalho docente; Zelar pela aprendizagem dos alunos; Cumprir os dias letivos e carga horária de efetivo trabalho escolar, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; Colaborar com as atividades de articulação com as famílias e a comunidade; Executar e manter atualizados os registros relativos às suas atividades específicas.

CARGO 22: PROFESSOR DE MÚSICA (ESPECIALIDADE PIANO POPULAR)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Curso Específico em Música em Conservatório, com carga horária mínima comprovada de 120 horas.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Ministrar aulas de teoria musical e habilitação para instrumento específico; Participar da elaboração do projeto Político-Pedagógico; Elaborar e cumprir seu Plano de Trabalho docente; Zelar pela aprendizagem dos alunos; Cumprir os dias letivos e carga horária de efetivo trabalho escolar, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; Colaborar com as atividades de articulação com as famílias e a comunidade; Executar e manter atualizados os registros relativos às suas atividades específicas.

CARGO 23: PROFESSOR DE MÚSICA (ESPECIALIDADE VIOLINO)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Curso Específico em Música em Conservatório, com carga horária mínima comprovada de 120 horas.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Ministrar aulas de teoria musical e habilitação para instrumento específico; Participar da elaboração do projeto Político-Pedagógico; Elaborar e cumprir seu Plano de Trabalho docente; Zelar pela aprendizagem dos alunos; Cumprir os dias letivos e carga horária de efetivo trabalho escolar, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; Colaborar com as atividades de articulação com as famílias e a comunidade; Executar e manter atualizados os registros relativos às suas atividades específicas.

CARGO 24: TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio e Curso Técnico em Segurança no Trabalho devidamente reconhecido pelo MEC, bem como, registro profissional no órgão competente.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Inspecionar locais, instalações e equipamentos da prefeitura, observando as condições de trabalho, para determinar fatores e riscos de acidentes; estabelece normas e dispositivos de segurança, sugerindo eventuais modificações nos equipamentos e instalações e verificando sua observância, para prevenir acidentes; Inspecionar os postos de combate a incêndios, examinando as mangueiras, hidrantes, extintores e equipamentos de proteção contra incêndios, para certificar-se de suas perfeitas condições de funcionamento; Comunicar os resultados de suas inspeções, elaborando relatórios, para propor a reparação ou renovação do equipamento de extinção de incêndios e outras medidas de segurança; Investigar acidentes ocorridos, examinando as condições da ocorrência, para identificar suas causas e propor as providências cabíveis; Manter contatos com os serviços médico e social da prefeitura ou de outra instituição, utilizando os meios de comunicação oficiais, para facilitar o atendimento necessário aos acidentados; Registrar irregularidades ocorridas, anotando-as em formulários próprios e elaborando estatísticas de acidentes, para obter subsídios destinados à melhoria das medidas de segurança; Instruir os funcionários da prefeitura sobre normas de segurança, combate a incêndios e demais medidas de prevenção de acidentes, ministrando palestras e treinamento, para que possam agir acertadamente em casos de emergência; Coordenar a publicação de matéria sobre segurança no trabalho, preparando instruções e orientando a confecção de cartazes e avisos, para divulgar e desenvolver hábitos de prevenção de acidentes; Participar de reuniões sobre segurança no trabalho, fornecendo dados relativos ao assunto, apresentando sugestões e analisando a viabilidade de medidas de segurança propostas, para aperfeiçoar o sistema existente.

CARGO 25: TOPÓGRAFO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio e Curso Técnico de Topografia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Programar a realização de levantamentos topográficos; Efetuar levantamentos topográficos plani-altimétricos, posicionando e manejando teodolitos, estações totais, níveis e outros aparelhos; Elaborar relatórios esboços e plantas sobre traçados a serem feitos; Coletar os diversos dados necessários, anotando-se em planilhas específicas para posteriores cálculos; desenhar plantas baixas e relevos; Conferir a exatidão e o estado de funcionamento dos instrumentos; fornecer informações e elementos técnicos relativos a alinhamento de ruas e construções; Proceder em vistorias para verificar se a pavimentação de ruas está de acordo com o plani­altimétrico; Orientar quando necessário, o trabalho dos ocupantes dos cargos auxiliares; executar tarefas afins.

CARGO 26: ASSISTENTE ADMINISTRATIVO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Datilografar e digitar cartas, memorandos, relatórios e demais documentos da unidade atendendo às exigências das rotinas ou minutas; Atender telefonemas, anotando ou transmitindo recados, recebe e transmite fax; Atender as pessoas que procuram a unidade prestando as informações desejadas, ou verificando suas necessidades para encaminhá-las; Organizar e mantém atualizar o arquivo de documentos da unidade de acordo com as técnicas definidas para facilitar sua localização; Efetuar controles e conferências de requisições de material de consumo, férias, contábil, notas fiscais, gastos de combustível e outros afins, documentos pessoais dos funcionários e todo tipo de controle necessário para o cumprimento de suas tarefas; Efetuar cálculos utilizando formulas apropriadas, de acordo com a necessidade de sua área; Elaborar relatórios mensais de acordo com a necessidade de sua área; Providenciar documentação e material necessário para assegurar o fluxo de trabalho da área; Executar outras tarefas correlatas

CARGO 27: FISCAL DE RENDAS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e CNH categoria "C".

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Fiscalizar o cumprimento da legislação tributária; constituem o crédito tributário mediante lançamento; controlam a arrecadação e promovem a cobrança de tributos, aplicando penalidades; analisam e tomam decisões sobre processos administrativo-fiscais; controlam a circulação de bens, mercadorias e serviços; atendem e orientam contribuintes e, ainda, planejam, coordenam e dirigem órgãos da administração tributária.

CARGO 28: FISCAL DE USO DO SOLO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e CNH categoria "C".

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Efetuar a fiscalização de obras de construção civil no município para verificar o seu enquadramento segundo a legislação em vigor, orientando, informando, propondo modificações e notificando conforme o caso. Efetuar fiscalização nas reformas dos imóveis de construção civil, verificando a existência de documentação e alvarás necessários, tomando as providências pertinentes em caso de não existência. Efetuar vistoria nos imóveis de construção civil em fase de acabamento ou acabado, verificando todas as exigências da legislação vigente, tanto municipal, como estadual ou federal, para a expedição do habite-se. Efetuar atendimento ao publico em geral, informando e esclarecendo sobre a legislação pertinente. Autuar e notificar os contribuintes que cometeram infrações, informando-os sobre a legislação e seu direito de defesa, exigindo a regularização e acompanhando a execução da mesma. Elaborar relatórios de vistorias, informando as irregularidades encontradas e providências tomadas. Manter-se atualizado com relação à legislação pertinente e Código de Obra. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 29: MONITOR DE TURISMO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Atender e recepciona ao público em geral informando sobre solicitações feitas, encaminhando quando necessário para as unidades administrativas adequadas, de acordo com rotinas pré-estabelecidas. Acompanhar o público em geral e particularmente os turistas de outras cidades e paises em visitas monitoradas às atrações turísticas e culturais da cidade. Orientar os turistas e excursionistas geograficamente na cidade.

CARGO 30: SECRETÁRIO DE ESCOLA

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Executar tarefas tais como recepção, registro de informações, triagem de documentos e outros para assegurar o fluxo de trabalho da unidade escolar, organizando e respondendo pelo expediente geral. Computar e classificar dados referentes à organização da escola, preenchendo formulários, mapas estatísticos, relatórios e demais documentos. Organizar e manter atualizados os prontuários e documentos dos alunos, processando o registro e escrituração relativa à vida escolar, tais como, admissões, transferências etc. Realizar ou providenciar a escrituração de atas de reuniões, termos de abertura e encerramento de livros, estatísticas de ocorrências escolares, respondendo perante o órgão de educação municipal, estadual ou federal. Responder pela escrituração e documentação do pessoal docente, técnico e administrativo, possibilitando a verificação de identidade, formação educacional, qualificação profissional e vida profissional. Manter atualizado o registro de demanda escolar não atendida. Atender ao público em geral, corpo discente e docente, na sua área de atuação. Comunicar ao corpo docente os casos de alunos que necessitam regularizar a respectiva vida escolar, no que concerne à falta de documentação, lacunas curriculares, necessidades de adaptação e outros aspectos pertinentes, observados os prazos estabelecidos pela legislação em vigor. Executar demais atribuições delegadas pelo diretor da unidade a que pertence, respeitando a legislação em vigor.

CARGO 31: TÉCNICO EM AGRIMENSURA

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de ensino médio fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Curso Técnico em Agrimensura.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Realizar levantamentos de áreas demarcadas, posicionando e manejando teodolitos, níveis, trenas e outros aparelhos de medição, para determinar altitudes, distâncias, ângulos, coordenadas, referências de nível e outras características da superfície terrestre e de edifícios. Registrar os dados obtidos anotando os valores lidos e cálculos numéricos efetuados, para analisá-los posteriormente. Elaborar plantas com base nos dados obtidos.

CARGO 32: ORIENTADOR DE EDUCAÇÃO ESPECIAL

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso normal de nível superior ou especialização em educação especial ou conclusão da licenciatura plena em pedagogia com habilitação ou especialização em educação especial/inclusiva.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Estabelecer, coordenar e supervisionar a execução das atividades, prestando aos professores informações sobre normas e procedimentos operacionais, relacionados aos trabalhos e produtos da área de educação especial e os resultados esperados; Analisar o funcionamento das diversas rotinas relacionadas à educação especial, efetuando modificações e alterações, se necessário, visando aperfeiçoar procedimentos, para aumentar a eficácia das atividades funcionais da área; Desenvolver projetos educacionais junto aos profissionais da educação e alunos da rede municipal de ensino, acompanhando as ações desenvolvidas nas salas de recursos; Desenvolver e acompanhar todos os projetos relacionados à educação inclusiva, abrangendo todos os tipos de necessidades especiais; Desenvolver projetos relacionados à educação inclusiva que possibilitem a inserção e participação da família no ambiente escolar.

CARGO 33: ADVOGADO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior e registro na entidade de classe.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Participar de audiências em defesa do interesse municipal após discutir a tese de defesa com o assessor jurídico e obter aprovação do procurador jurídico. Acompanhar o Assessor Jurídico nas audiências judiciais, quando necessário. Elaborar pareceres sobre processos administrativos; Apreciar os pareceres elaborados pelo Assessor Jurídico em relação aos processos administrativos submetendo-os à apreciação do Procurador; Responsável pela propositura das ações de Execução Fiscal e outras e acompanha o respectivo trâmite; Redigir ou revisar redações de projetos de lei, decretos, portarias ou outros documentos de natureza jurídica submetendo-os à apreciação do Procurador; Efetuar assistência jurídica em todos os processos de qualquer natureza que esteja envolvido o município; Apreciar e encaminhar para aprovação final do Procurador Jurídico as minutas de projetos de lei, decretos, portarias ou outros documentos de natureza jurídica; Orientar a todos os órgãos do município em questões legais ou processos jurídicos quando. Coligir informações legais, de interesse municipal.

CARGO 34: ASSISTENTE SOCIAL/SUS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior e registro na entidade de classe.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Prestar serviço de âmbito social a indivíduos e grupos, identificando-os e analisando problemas e necessidades materiais, psíquicas e/ou de outra ordem, aconselhando-os e orientando-os para ajustá-los ao meio social. Executar programas de benefícios, tais como bolsa de alimentação, bolsa de estudo, moradia, transporte, identificando, adequando e aplicando critérios sócio econômicos e acadêmicos em processos seletivos da clientela. Integrar equipes clínicas participando da execução e avaliação de programas a serem realizados, responsabilizando-se pelos aspectos relativos ao serviço social. Elaborar e supervisionar programas sociais e educativos para a comunidade, tais como cursos de alfabetização, cursos profissionalizantes, bolsas de emprego, integração de deficientes físicos e outros, atendimento ao trabalhador desempregado. Elaborar levantamento sócio econômico da população a fim de definir necessidades de atuação. Realizar visitas domiciliares para identificar problemas de âmbito social ou acompanhar o desenvolvimento de programas da área. Estabelecer a integração com a rede de recursos sociais existentes para efetuar encaminhamentos e subsidiar propostas de intervenção. Realizar levantamentos pertinentes para elaboração e execução de planos, programas e projetos na área social. Interpretar a problemática social para diagnóstico. Efetuar triagem da população nas solicitações de remédios, gêneros alimentícios, recursos financeiros e outros prestando atendimento na medida do possível atendendo às normas estabelecidas. Acompanhar casos especiais como problemas de saúde, alcoolismo, relacionamento familiar, dependência química e outros, sugerindo o encaminhamento a órgãos competentes de assistência ou montando programas de assistência para possibilitar o atendimento dos mesmos. Efetuar triagem e atendimento a itinerantes e migrantes. Executar outras tarefas correlatas

CARGO 35: ENFERMEIRO PADRÃO/SUS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior e registro na entidade de classe.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Elaborar plano de enfermagem para a unidade, baseando-se nas necessidades identificadas e avaliando as condições existentes, sugerindo medidas corretivas, se necessário. Elaborar estudo de previsão de pessoal e material necessário às atividades da unidade, estabelecendo escalas de serviço e atribuições diárias, especificando e controlando equipamentos materiais permanentes e de consumo, auxiliando na supervisão técnica de pessoal para assegurar o desempenho adequado dos trabalhos de enfermagem, bem como, o funcionamento das rotinas de higienização. Desenvolver treinamento sistemático em serviço, para o pessoal da equipe, avaliando as necessidades e os níveis de assistência prestada. Coordenar os registros para fins estatísticos de acidentes, doenças profissionais, doenças graves, vacinas e outros, de acordo com solicitações. Participar de inquéritos administrativos estudando doenças profissionais, realizando estudos de causa de absenteísmo, análise de fadiga, fatores de insalubridade, riscos e condições de trabalho como apoio à engenharia de segurança para propiciar a integridade física e moral dos funcionários. Executar trabalhos específicos em cooperação com profissionais de outras unidades, em assunto de enfermagem. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 36: ENGENHEIRO CIVIL

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior e registro na entidade de classe.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Projetar, dirigir, executar e fiscalizar a construção de moradias e loteamentos populares; Desenvolver projetos de vias públicas, sistemas de iluminação, captação e abastecimento de água, drenagem, irrigação e saneamento urbano e rural; Executar ou supervisionar trabalhos topográficos; dirigir e fiscalizar a construção e conservação de prédios públicos e obras complementares; Projetar, fiscalizar e dirigir trabalhos de urbanização em geral, realizar perícias, avaliações, laudos e arbitramentos; desenvolver estudos com materiais alternativos; Examinar projetos e proceder em vistorias de construções; exercer atribuições relativas à engenharia de trânsito, executar atividades afins.

CARGO 37: FONOAUDIÓLOGO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior e registro na entidade de classe.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Efetuar atendimento fonoaudiológico, abrangendo triagem, encaminhamento e acompanhamento de casos, para reabilitação de pacientes. Participar de equipes de diagnóstico, realizando a avaliação da comunicação oral, escrita, voz e audição, por meio de exames fonéticos, para estabelecer planos de treinamento ou terapêuticos. Executa atividades relativas à prevenção das deficiências da fala e da audição, orientando e acompanhando a comunidade. Ministrar cursos de treinamento relacionados à sua área de atuação. Planejar e coordenar programas de treinamento do corpo docente e monitor, inclusive realizando estudos de casos de educandos que estão sob acompanhamento psicológico. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 38: FONOAUDIÓLOGO/SUS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior e registro na entidade de classe.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Efetuar atendimento fonoaudiológico, abrangendo triagem, encaminhamento e acompanhamento de casos, para reabilitação de pacientes. Participar de equipes de diagnóstico, realizando a avaliação da comunicação oral, escrita, voz e audição, por meio de exames fonéticos, para estabelecer planos de treinamento ou terapêuticos. Executar atividade relativa à prevenção das deficiências da fala e da audição, orientando e acompanhando a comunidade. Ministrar cursos de treinamento relacionados à sua área de atuação. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 39: MÉDICO CARDIOLOGISTA/SUS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior, registro na entidade de classe e especialização na área.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Realizar programas específicos. Examinar pacientes com problemas cardiológicos. Fazer acompanhamento do diagnostico quando necessário. Solicitar exames para diagnóstico e tratamento. Receitar medicamentos necessários para o tratamento das doenças. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 40: MÉDICO CIRURGIÃO VASCULAR/SUS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior, registro na entidade de classe e especialização na área.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Atender a consultas, efetuando exames médicos, emitindo diagnósticos, prescrevendo medicamentos, realizando intervenções cirúrgicas e outras formas de tratamento, conforme os diversos tipos de enfermidades, aplicando recursos de medicina preventiva ou terapêutica, para promover a saúde e o bem estar do paciente. Participar de equipes de saúde, elaborando e executando programas de prevenção e assistência médica, conforme leis e regulamentos de saúde pública. Avaliar as condições clinica através de resultados laboratoriais, dentro de critérios e técnicas próprias da medicina especializada. Emitir atestados de saúde, laudos periciais e relatórios periciais em atendimento a exigências de órgãos legais competentes. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 41: MÉDICO CLÍNICO GERAL/SUS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior, registro na entidade de classe e especialização na área.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Atender a consultas, efetuando exames médicos, emitindo diagnósticos, prescrevendo medicamentos, realizando intervenções cirúrgicas e outras formas de tratamento, conforme os diversos tipos de enfermidades, aplicando recursos de medicina preventiva ou terapêutica, para promover a saúde e o bem estar do paciente. Participar de equipes de saúde, elaborando e executando programas de prevenção e assistência médica, conforme leis e regulamentos de saúde pública. Realizar autópsias. Emitir atestados de saúde, laudos periciais e relatórios periciais em atendimento a exigências de órgãos legais competentes. Ministrar cursos de treinamento e aperfeiçoamento relacionados à sua área de atuação e especialização se for o caso. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 42: MÉDICO DO TRABALHO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior, registro na entidade de classe e especialização na área.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Atender a consultas, efetuando exames médicos, emitindo diagnósticos, prescrevendo medicamentos, conforme os diversos tipos de enfermidades, aplicando recursos da medicina preventiva ou terapêutica; Executar atividades relacionadas à prevenção de acidentes do trabalho tais como estudos de atividades laborais, avaliação de condições de trabalho, participação em inquéritos sanitários e em programas de treinamento das equipes de atendimento de emergência para melhorar a adaptação ergonômica de funcionários, bem como remover ou atenuar riscos; Realizar exames admissionais, demissionais, periódicos, periciais e especiais, avaliando as condições físicas dos funcionários, clinicamente e através de resultados laboratoriais, dentro de critérios e técnicas próprias da medicina do trabalho; Efetuar pesquisas médicas na área de saúde ocupacional com vistas a beneficiar o funcionário com auxílio-doença auxílio acidente do trabalho e adaptação funcional; Emitir atestados de saúde, laudos e relatórios periciais em atendimento às exigências dos órgãos legais competentes e legislação estatutária municipal; Ministrar cursos de treinamento e/ou aperfeiçoamentos relacionados à área de atuação; Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 43: MÉDICO GINECOLOGISTA/SUS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior, registro na entidade de classe e especialização na área.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Examinar pacientes - mulheres com problemas ginecológicos e gestantes; Realizar exames de pré-natal. Realizar programas de saúde da mulher. Fazer acompanhamento da gestante até o parto da criança. Fazer exames papanicolau. Solicitar exames para diagnóstico e tratamento das mulheres. Receitar medicamentos necessários para o tratamento das doenças. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 44: MÉDICO NEUROLOGISTA/SUS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior, registro na entidade de classe e especialização na área.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Examinar pacientes a ele encaminhados com distúrbio neurológicos. Prescrever medicamentos controlados. Fazer terapia de recuperação e caso necessário encaminha o paciente para ser internado em hospitais. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 45: MÉDICO PEDIATRA/SUS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior, registro na entidade de classe e especialização na área.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Atender a consultas, efetuando exames médicos, emitindo diagnósticos, prescrevendo medicamentos, realizando intervenções cirúrgicas e outras formas de tratamento, conforme os diversos tipos de enfermidades, aplicando recursos de medicina preventiva ou terapêutica, para promover a saúde e o bem estar do paciente. Prescrever medicamentos. Fazer terapia de recuperação ou encaminha o paciente para ser internado em hospitais. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 46: TERAPEUTA OCUPACIONAL/SUS

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior e registro na entidade de classe.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Atender pacientes e clientes para prevenção, habilitação e reabilitação de pessoas utilizando protocolos e procedimentos específicos de terapia ocupacional. Habilitar paciente e clientes. Realizar diagnóstico específico. Analisar as condições dos pacientes. Orientar pacientes, clientes, familiares, cuidadores e responsáveis.

CARGO 47: PROFESSOR ADJUNTO PEB II (CIÊNCIAS)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura Plena em Ciências ou Licenciatura Plena em Ciências Biológicas ou Biologia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Atuar em assistência do Professor de PEB II de Ciências; Acompanhar todos os trabalhos do Professor de PEB II auxiliando nas aulas, aplicando exercícios de coordenação motora, para que as crianças desenvolvam as funções necessárias à aprendizagem da leitura e da escrita, executando programação definida em planejamento específico; Atender às atribuições previstas na legislação educacional vigente, em substituição de docente; Ministrar aulas em substituição ao docente; Auxiliar na execução de todos os Projetos que acompanhar o Docente a elaborar; Acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos do docente diariamente, para que em hipótese de substituição possa dar continuidade aos trabalhos sem prejuízo de conteúdo; Atender às atribuições previstas na legislação educacional vigente.

CARGO 48: PROFESSOR ADJUNTO PEB II (ARTE)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura Plena em Educação Artística ou Licenciatura Plena em Arte(s).

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Atuar em assistência do Professor de PEB II de Arte; Acompanhar todos os trabalhos do Professor de PEB II auxiliando nas aulas, aplicando exercícios de coordenação motora, para que as crianças desenvolvam as funções necessárias à aprendizagem da leitura e da escrita, executando programação definida em planejamento específico; Atender às atribuições previstas na legislação educacional vigente, em substituição de docente; Ministrar aulas em substituição ao docente; Auxiliar na execução de todos os Projetos que acompanhar o Docente a elaborar; Acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos do docente diariamente, para que em hipótese de substituição possa dar continuidade aos trabalhos sem prejuízo de conteúdo; Atender às atribuições previstas na legislação educacional vigente.

CARGO 49: PROFESSOR ADJUNTO PEB II (GEOGRAFIA)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura Plena em Geografia ou Licenciatura Plena em Estudos Sociais com habilitação em Geografia ou Licenciatura Plena em Ciências Sociais com habilitação em Geografia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Atuar em assistência do Professor de PEB II de Geografia; Acompanhar todos os trabalhos do Professor de PEB II auxiliando nas aulas, aplicando exercícios de coordenação motora, para que as crianças desenvolvam as funções necessárias à aprendizagem da leitura e da escrita, executando programação definida em planejamento específico; Atender às atribuições previstas na legislação educacional vigente, em substituição de docente; Ministrar aulas em substituição ao docente; Auxiliar na execução de todos os Projetos que acompanhar o Docente a elaborar; Acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos do docente diariamente, para que em hipótese de substituição possa dar continuidade aos trabalhos sem prejuízo de conteúdo; Atender às atribuições previstas na legislação educacional vigente.

CARGO 50: PROFESSOR ADJUNTO PEB II (HISTÓRIA)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura Plena em História ou Licenciatura Plena em Estudos Sociais com habilitação em História ou Licenciatura Plena em Ciências Sociais com habilitação em História.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Atuar em assistência do Professor de PEB II de História; Acompanhar todos os trabalhos do Professor de PEB II auxiliando nas aulas, aplicando exercícios de coordenação motora, para que as crianças desenvolvam as funções necessárias à aprendizagem da leitura e da escrita, executando programação definida em planejamento específico; Atender às atribuições previstas na legislação educacional vigente, em substituição de docente; Ministrar aulas em substituição ao docente; Auxiliar na execução de todos os Projetos que acompanhar o Docente a elaborar; Acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos do docente diariamente, para que em hipótese de substituição possa dar continuidade aos trabalhos sem prejuízo de conteúdo; Atender às atribuições previstas na legislação educacional vigente.

CARGO 51: PROFESSOR ADJUNTO PEB II (INGLÊS)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura Plena em Letras com habilitação em Língua Estrangeira Inglês.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Atuar em assistência do Professor de PEB II de Inglês; Acompanhar todos os trabalhos do Professor de PEB II auxiliando nas aulas, aplicando exercícios de coordenação motora, para que as crianças desenvolvam as funções necessárias à aprendizagem da leitura e da escrita, executando programação definida em planejamento específico; Atender às atribuições previstas na legislação educacional vigente, em substituição de docente; Ministrar aulas em substituição ao docente; Auxiliar na execução de todos os Projetos que acompanhar o Docente a elaborar; Acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos do docente diariamente, para que em hipótese de substituição possa dar continuidade aos trabalhos sem prejuízo de conteúdo; Atender às atribuições previstas na legislação educacional vigente.

CARGO 52: PROFESSOR ADJUNTO PEB II (MATEMÁTICA)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura Plena em Matemática ou Licenciatura Plena em Ciências com habilitação em Matemática.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Atuar em assistência do Professor de PEB II de Matemática; Acompanhar todos os trabalhos do Professor de PEB II auxiliando nas aulas, aplicando exercícios de coordenação motora, para que as crianças desenvolvam as funções necessárias à aprendizagem da leitura e da escrita, executando programação definida em planejamento específico; Atender às atribuições previstas na legislação educacional vigente, em substituição de docente; Ministrar aulas em substituição ao docente; Auxiliar na execução de todos os Projetos que acompanhar o Docente a elaborar; Acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos do docente diariamente, para que em hipótese de substituição possa dar continuidade aos trabalhos sem prejuízo de conteúdo; Atender às atribuições previstas na legislação educacional vigente.

CARGO 53: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA II (INGLÊS)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura Plena em Letras com habilitação em Língua Estrangeira Inglês.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, coordenar e executar trabalhos de conteúdo cultural e recreativo, organizando jogos, entretenimento e demais atividades, visando desenvolver nas crianças as capacidades de iniciativa, cooperação, criatividade e relacionamento social. Ministrar aulas, aplicando exercícios de coordenação motora, para que as crianças desenvolvam as funções necessárias à aprendizagem da leitura e da escrita, executando programação definida em planejamento específico. Executar e manter atualizado o registro relativo às suas atividades e fornece informações conforme as normas estabelecidas. Proceder à observação dos alunos, identificando necessidades, carências de ordem social, psicológica ou de saúde, que interferem em seu desenvolvimento, encaminhando-os para análise do diretor da unidade e assistência necessária. Desenvolver nas crianças hábitos de limpeza, obediência, tolerância e outros atributos morais e sociais, empregando recursos audiovisuais e outros, para contribuir com a sua educação. Participar das atividades do HTPC-Horas de Trabalho Pedagógico Coletivo. Manter contato com os pais ou responsáveis, informando-os e orientando-os sobre os avanços do educando e obtendo dados de interesse para o processo educativo. Participar das atividades cívicas, culturais e educativas da comunidade. Colaborar com o diretor da unidade na manutenção e preservação do prédio escolar e equipamentos existentes. Comunicar à equipe técnica pedagógica os casos de suspeita ou constatação de doenças infecto-contagiosas, bem como, identifica em conjunto com o diretor da unidade os casos de alunos que apresentem necessidades especiais de atendimento. Executar outras atividades correlatas.

CARGO 54: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA (ATIVIDADES MELHOR IDADE)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura em Educação Física.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, desenvolver, aplicar e avaliar programas esportivos e recreativos, nas diversas modalidades esportivas, visando o desenvolvimento do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. Desenvolver campanhas de patrocínio e campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática de atividades esportivas. Desenvolver atividades físicas para pessoas portadoras de limitações físicas e funcionais. Orientar a aquisição de materiais e equipamentos esportivos e sugere critérios para construção, manutenção e utilização de instalações e equipamentos esportivos. Zelar pela manutenção da disciplina de educação física no currículo escolar. Participar do planejamento e organização do espaço físico e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 55: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA (ATLETISMO)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura em Educação Física.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, desenvolver, aplicar e avaliar programas esportivos e recreativos, nas diversas modalidades esportivas, visando o desenvolvimento do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. Desenvolver campanhas de patrocínio e campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática de atividades esportivas. Desenvolver atividades físicas para pessoas portadoras de limitações físicas e funcionais. Orientar a aquisição de materiais e equipamentos esportivos e sugere critérios para construção, manutenção e utilização de instalações e equipamentos esportivos. Zelar pela manutenção da disciplina de educação física no currículo escolar. Participar do planejamento e organização do espaço físico e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 56: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA (BASQUETEBOL)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura em Educação Física.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, desenvolver, aplicar e avaliar programas esportivos e recreativos, nas diversas modalidades esportivas, visando o desenvolvimento do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. Desenvolver campanhas de patrocínio e campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática de atividades esportivas. Desenvolver atividades físicas para pessoas portadoras de limitações físicas e funcionais. Orientar a aquisição de materiais e equipamentos esportivos e sugere critérios para construção, manutenção e utilização de instalações e equipamentos esportivos. Zelar pela manutenção da disciplina de educação física no currículo escolar. Participar do planejamento e organização do espaço físico e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 57: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA (FUTEBOL)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura em Educação Física.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, desenvolver, aplicar e avaliar programas esportivos e recreativos, nas diversas modalidades esportivas, visando o desenvolvimento do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. Desenvolver campanhas de patrocínio e campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática de atividades esportivas. Desenvolver atividades físicas para pessoas portadoras de limitações físicas e funcionais. Orientar a aquisição de materiais e equipamentos esportivos e sugere critérios para construção, manutenção e utilização de instalações e equipamentos esportivos. Zelar pela manutenção da disciplina de educação física no currículo escolar. Participar do planejamento e organização do espaço físico e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 58: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA (FUTEBOL DE SALÃO)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura em Educação Física.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, desenvolver, aplicar e avaliar programas esportivos e recreativos, nas diversas modalidades esportivas, visando o desenvolvimento do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. Desenvolver campanhas de patrocínio e campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática de atividades esportivas. Desenvolver atividades físicas para pessoas portadoras de limitações físicas e funcionais. Orientar a aquisição de materiais e equipamentos esportivos e sugere critérios para construção, manutenção e utilização de instalações e equipamentos esportivos. Zelar pela manutenção da disciplina de educação física no currículo escolar. Participar do planejamento e organização do espaço físico e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 59: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA (GINÁSTICA ARTÍSTICA)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura em Educação Física.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, desenvolver, aplicar e avaliar programas esportivos e recreativos, nas diversas modalidades esportivas, visando o desenvolvimento do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. Desenvolver campanhas de patrocínio e campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática de atividades esportivas. Desenvolver atividades físicas para pessoas portadoras de limitações físicas e funcionais. Orientar a aquisição de materiais e equipamentos esportivos e sugere critérios para construção, manutenção e utilização de instalações e equipamentos esportivos. Zelar pela manutenção da disciplina de educação física no currículo escolar. Participar do planejamento e organização do espaço físico e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 60: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA (GINÁSTICA RÍTMICA)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura em Educação Física.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, desenvolver, aplicar e avaliar programas esportivos e recreativos, nas diversas modalidades esportivas, visando o desenvolvimento do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. Desenvolver campanhas de patrocínio e campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática de atividades esportivas. Desenvolver atividades físicas para pessoas portadoras de limitações físicas e funcionais. Orientar a aquisição de materiais e equipamentos esportivos e sugere critérios para construção, manutenção e utilização de instalações e equipamentos esportivos. Zelar pela manutenção da disciplina de educação física no currículo escolar. Participar do planejamento e organização do espaço físico e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 61: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA (HANDBALL)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura em Educação Física.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, desenvolver, aplicar e avaliar programas esportivos e recreativos, nas diversas modalidades esportivas, visando o desenvolvimento do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. Desenvolver campanhas de patrocínio e campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática de atividades esportivas. Desenvolver atividades físicas para pessoas portadoras de limitações físicas e funcionais. Orientar a aquisição de materiais e equipamentos esportivos e sugere critérios para construção, manutenção e utilização de instalações e equipamentos esportivos. Zelar pela manutenção da disciplina de educação física no currículo escolar. Participar do planejamento e organização do espaço físico e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 62: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA (NATAÇÃO)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura em Educação Física.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, desenvolver, aplicar e avaliar programas esportivos e recreativos, nas diversas modalidades esportivas, visando o desenvolvimento do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. Desenvolver campanhas de patrocínio e campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática de atividades esportivas. Desenvolver atividades físicas para pessoas portadoras de limitações físicas e funcionais. Orientar a aquisição de materiais e equipamentos esportivos e sugere critérios para construção, manutenção e utilização de instalações e equipamentos esportivos. Zelar pela manutenção da disciplina de educação física no currículo escolar. Participar do planejamento e organização do espaço físico e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 63: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA (TÊNIS DE MESA)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura em Educação Física.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, desenvolver, aplicar e avaliar programas esportivos e recreativos, nas diversas modalidades esportivas, visando o desenvolvimento do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. Desenvolver campanhas de patrocínio e campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática de atividades esportivas. Desenvolver atividades físicas para pessoas portadoras de limitações físicas e funcionais. Orientar a aquisição de materiais e equipamentos esportivos e sugere critérios para construção, manutenção e utilização de instalações e equipamentos esportivos. Zelar pela manutenção da disciplina de educação física no currículo escolar. Participar do planejamento e organização do espaço físico e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 64: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA (VOLEIBOL)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura em Educação Física.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, desenvolver, aplicar e avaliar programas esportivos e recreativos, nas diversas modalidades esportivas, visando o desenvolvimento do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. Desenvolver campanhas de patrocínio e campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática de atividades esportivas. Desenvolver atividades físicas para pessoas portadoras de limitações físicas e funcionais. Orientar a aquisição de materiais e equipamentos esportivos e sugere critérios para construção, manutenção e utilização de instalações e equipamentos esportivos. Zelar pela manutenção da disciplina de educação física no currículo escolar. Participar do planejamento e organização do espaço físico e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 65: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA (XADREZ E DAMAS)

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura em Educação Física.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, desenvolver, aplicar e avaliar programas esportivos e recreativos, nas diversas modalidades esportivas, visando o desenvolvimento do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. Desenvolver campanhas de patrocínio e campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática de atividades esportivas. Desenvolver atividades físicas para pessoas portadoras de limitações físicas e funcionais. Orientar a aquisição de materiais e equipamentos esportivos e sugere critérios para construção, manutenção e utilização de instalações e equipamentos esportivos. Zelar pela manutenção da disciplina de educação física no currículo escolar. Participar do planejamento e organização do espaço físico e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 66: PROFESSOR DE TEATRO

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior com habilitação específica em Artes Cênicas.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Elaborar programas e planos de trabalho dentro da área de Artes Cênicas de acordo com os princípios pedagógicos e políticos culturais do município; Elaborar o plano de aula, selecionando o assunto e determinando a metodologia, ministrando aulas para crianças, jovens e adultos; Desenvolver, aplicar e avaliar atividades relacionadas às Artes Cênicas que proporcionem aos alunos o desenvolvimento da capacidade expressiva e criativa, através da preparação corporal e vocal, a interpretação teatral e o estudo da dramaturgia; Realizar montagens teatrais, responsabilizando-se pela direção teatral, orientando a produção e instruindo os alunos em relação às marcações de cena, a criação de personagens e a interpretação; Diriger espetáculos teatrais realizados com os alunos nos trabalhos de conclusão de níveis dos cursos e demais eventos culturais pertencentes ao município; Desenvolver campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática teatral e formação de público; Executar outras tarefas correlatas.

CARGO 67: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Licenciatura em Educação Física.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: Planejar, desenvolver, aplicar e avaliar programas esportivos e recreativos, nas diversas modalidades esportivas, visando o desenvolvimento do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. Desenvolver campanhas de patrocínio e campanhas educativas e de divulgação de eventos para fomento da prática de atividades esportivas. Desenvolver atividades físicas para pessoas portadoras de limitações físicas e funcionais. Orientar a aquisição de materiais e equipamentos esportivos e sugere critérios para construção, manutenção e utilização de instalações e equipamentos esportivos. Zelar pela manutenção da disciplina de educação física no currículo escolar. Participar do planejamento e organização do espaço físico e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas

ANEXO II - COMPOSIÇÃO DE PROVAS E CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

COMPOSIÇÃO DE PROVAS

 CódCargoDisciplina/Área ConhecimentoNº de Questões
Ensino Fundamental01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
11
12
13
14
Agente Operacional de Sistema Viário
Auxiliar de Apoio de Eventos
Auxiliar Operacional de Estoque
Auxiliar Operacional de Oficina
Balconista / Motorista
Conserveiro de Ponte
Encanador
Funileiro / Pintor
Inspetor de Aluno Itinerante
Jardineiro
Mecânico de Máquina
Motorista - Categoria ―D‖
Motorista 2 - Categoria ―D‖ (Transporte Escolar)
Pedreiro
Língua Portuguesa
Matemática
Conhecimentos Gerais
Conhecimentos Específicos
10
10
5
15
Ensino Fundamental + Curso Específico ACD 15Auxiliar de Consultório Dentário / SUSLíngua Portuguesa
Conhecimentos Gerais
Conhecimentos Específicos
10
5
25
Ensino Médio16
17
18
19
20
21
22
23
26
27
28
29
30
Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Dança
Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Fanfarra
Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Musicalização
Instrutor e Intérprete de Libras
Professor de Música (Especialidade Bateria)
Professor de Música (Especialidade Canto Popular)
Professor de Música (Especialidade Piano Popular)
Professor de Música (Especialidade Violino)
Assistente Administrativo
Fiscal de Rendas
Fiscal de Uso do Solo
Monitor de Turismo
Secretário de Escola
Língua Portuguesa
Matemática
Conhecimentos Gerais
Conhecimentos Específicos
10
10
5
15
Ensino Técnico
Nível Médio
24
25
31
Técnico em Segurança do Trabalho
Topógrafo
Técnico de Agrimensura
Língua Portuguesa
Matemática
Conhecimentos Gerais
Conhecimentos Específicos
10
10
5
15
Ensino Superior 32
34
35
36
37
38
46
47
48
49
50
51
52
53
54
55
56
57
58
59
60
61
62
63
64
65
66
67
Orientador de Educação Especial (Pedagogia - Educação Especial)
Assistente Social / SUS
Enfermeiro Padrão / SUS
Engenheiro Civil
Fonoaudiólogo
Fonoaudiólogo / SUS
Terapeuta Ocupacional / SUS
Professor Adjunto PEB II - Ciências
Professor Adjunto PEB II - Arte
Professor Adjunto PEB II - Geografia
Professor Adjunto PEB II - História
Professor Adjunto PEB II - Inglês
Professor Adjunto PEB II Matemática
Professor Educação Básica II - Inglês
Professor de Educação Física - Atividades de Melhor Idade
Professor de Educação Física - Atletismo
Professor de Educação Física - Basquetebol
Professor de Educação Física - Futebol
Professor de Educação Física - Futebol de Salão
Professor de Educação Física - Ginástica Artística
Professor de Educação Física - Ginástica Rítmica
Professor de Educação Física - Handball
Professor de Educação Física - Natação
Professor de Educação Física - Tênis de Mesa
Professor de Educação Física - Voleibol
Professor de Educação Física - Xadrez e Damas
Professor de Teatro
Professor de Educação Física
Língua Portuguesa
Conhecimentos Gerais
Legislação e Conhecimentos Específicos
10
5
25

 

Ensino Superior Advogado 33 Advogado Direito Constitucional
Direito Tributário
Direito Administrativo
Direito Civil
Direito Processual
10 questões
10 questões
10 questões
5 questões
5 questões

 

Ensino Superior Médico 39
40
41
42
43
44
45
Médico Cardiologista / SUS
Médico Cirurgião Vascular / SUS
Médico Clínico Geral / SUS
Médico do Trabalho
Médico Ginecologista / SUS
Médico Neurologista / SUS
Médico Pediatra / SUS
Política de Saúde
Clínica Médica
Conhecimentos Específicos
15 (peso 1)
15 (peso 1)
10 (peso 2)

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Cargos: Ensino Fundamental - Agente Operacional de Sistema Viário; Auxiliar de Apoio de Eventos; Auxiliar Operacional de Estoque; Auxiliar Operacional de Oficina; Balconista/Motorista; Conserveiro de Ponte; Encanador; Funileiro/Pintor; Inspetor de Aluno Itinerante; Jardineiro; Mecânico de Máquina; Motorista; Motorista (Transporte Escolar); Pedreiro.
Língua Portuguesa- Leitura e Interpretação de textos de diferentes gêneros.
- Ortografia oficial - nova ortografia.
- Pontuação.
- Acentuação.
- Substantivo e adjetivo: flexão de gênero, número e grau.
- Concordância verbal e nominal.
Matemática- Operações básicas com Números naturais: adição, subtração, multiplicação e divisão.
- Regra de três simples.
- Porcentagem.
- Relação entre grandezas e tabelas e gráficos.
- Sistema métrico: medidas de tempo, comprimento, superfície e capacidade.
- Sistema Monetário.
- Raciocínio lógico e resolução de situações problema.
Conhecimentos Gerais- Demonstrar conhecimento sobre assuntos inerentes a vida em sociedade.
- Fatos e notícias locais, nacionais e internacionais veiculados nos últimos 6 (seis) meses, a contar da data de realização das provas, em meios de comunicação de massa, como jornais, rádios, Internet e televisão.
- Cultura e sociedade: música, literatura, artes, arquitetura, transportes, economia, segurança, educação, tecnologia, energia, relações internacionais, rádio, cinema, teatro, jornais, revistas e televisão.
- Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea.
- Meio ambiente e cidadania: problemas, desenvolvimento sustentável e ecologia, suas inter-relações e suas vinculações históricas, políticas públicas, aspectos locais e globais.
- Aspectos fundamentais sobre saúde, qualidade de vida, prevenção de doenças e alimentação saudável.
- Aspectos gerais sobre a história e a geografia brasileira.
- História e aspectos relevantes do município de Porto Feliz.
Conhecimentos Específicos
Agente Operacional de Sistema Viário
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Agente Operacional de Sistema Viário.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- Limpeza e conservação do material de trabalho.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm
- LEI N° 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 que institui o Código de Trânsito Brasileiro.
- Educação para o Trânsito.
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
Conhecimentos Específicos
Auxiliar de Apoio de Eventos
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Auxiliar de Apoio de Eventos.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
. Organização e limpeza do local de trabalho.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm
- Controle de Estoque de materiais esportivos.
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual_primeiros_socorros.pdf
Conhecimentos Específicos
Auxiliar Operacional de Estoque
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Auxiliar Operacional de Estoque.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Técnicas para limpeza, higienização e desinfecção de ambientes.
- Controle de estoque de produtos de consumo e materiais de limpeza.
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual_primeiros_socorros.pdf
Conhecimentos Específicos
Auxiliar Operacional de Oficina
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Auxiliar de Oficina.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Montagem e desmontagem dos principais componentes de um motor e demais componentes de veículos.
- Limpeza de peças.
- Noções básicas de mecânica de veículos e máquinas pesadas.
- Conhecimentos sobre ferramentas e equipamentos de uso na função.
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
Conhecimentos Específicos
Balconista / Motorista
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Auxiliar de Balconista/Motorista.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- LEI N° 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 que institui o Código de Trânsito Brasileiro.
- Organização de almoxarifado e estocagem.
- Rotinas de controle de bens patrimoniais.
. Controle e organização de almoxarifado: entrada e saída de materiais.
- Regras de atendimento ao público pessoalmente e por telefone.
- Organização e limpeza do local de trabalho.
- LEI N° 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 que institui o Código de Trânsito Brasileiro.
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual_primeiros_socorros.pdf
Conhecimentos Específicos
Conserveiro de Ponte
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Auxiliar de Conserveiro de Ponte.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Norma Regulamentadora NR6 - Equipamentos de Proteção Individual - EPI. Acesso em:
http://portal.mte.gov.br/data/files/FF8080812DC56F8F012DCDAB536517DE/NR‑06%20%28atualizada%29%202010.pdf
- Poda de árvores e capina e equipamentos para realização do serviço.
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual_primeiros_socorros.pdf
Conhecimentos Específicos
Encanador
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Encanador.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Uso adequado de materiais, ferramentas, procedimentos e equipamentos próprios da função de encanador.
- Conhecimentos específicos da função de encanador: Instalações Hidrossanitárias. Caminho das águas.
Instalação de água fria. Golpe de aríete. Conexões de Rosca e soldável. Luvas de correr. Esgotos.
Dimensionamento de Esgotos. Instalação de parelhos sanitários. Ralos sifonados. Fossa Séptica. Tubos e Conexões. Caixas Sifonadas. Instalação de Ralos. Águas pluviais. Instalação de calhas. Drenagem.
Instalações de água quente. Instalação de pia de cozinha, com sifão e caixa sinfonada. Ligação de uma moto-bomba. Instalação e limpeza de caixa d'água e limpeza. Instalação e manutenção de calhas.
Reparos.
- Norma Regulamentadora NR6 - Equipamentos de Proteção Individual - EPI. Acesso em: http://portal.mte.gov.br/data/files/FF8080812DC56F8F012DCDAB536517DE/NR‑06%20%28atualizada%29%202010.pdf
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual_primeiros_socorros.pdf
Conhecimentos Específicos
Funileiro / Pintor
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
. Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Funileiro / Pintor.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Noções básicas de funilaria e pintura.
- Organização do local de trabalho e processos de trabalho.
- Noções básicas de primeiros socorros.
- Higiene pessoal.
- Norma Regulamentadora NR6 - Equipamentos de Proteção Individual - EPI. Acesso em: http://portal.mte.gov.br/data/files/FF8080812DC56F8F012DCDAB536517DE/NR‑06%20%28atualizada%29%202010.pdf
- Segurança no trabalho e equipamentos de proteção.
- Prevenção e combate a princípios de incêndio.
- Utilização de equipamentos, ferramentas e materiais utilizados na atividade de funileiro/pintor.
- Tipos de manutenção, plano de manutenção e lubrificação e calibragens, tipo de remendos e recapagens a quente e a frio.
- Conhecimentos em manutenção de recuperação de latarias e peças de automóveis e outros veículos e equipamentos.
- Polimento.
- Funcionamento elétrico e mecânico. Noções de mecânica, elétrica, noções de hidráulica.
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual_primeiros_socorros.pdf
Conhecimentos Específicos
Inspetor de Aluno Itinerante
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Inspetor de Aluno Itinerante.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- LEI N° 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 que institui o Código de Trânsito Brasileiro.
- LEI FEDERAL N° 8.069/90 - Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - com as alterações em vigor - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8069.htm
- O fenômeno Buling.
- Disciplina e Afetividade nas relações escolares.
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual_primeiros_socorros.pdf
Bibliografia:
- LISBOA, Carolina; BRAGA, Luiza de Lima; EBERT, Guilherme. O fenômeno bullying ou vitimização entre pares na atualidade: definições, formas de manifestação e possibilidades de intervenção. IN: Contextos Clínicos, 2(1). RS: Unisinos, janeiro-junho 2009, p. 59-71. Acesso em: http://www.contextosclinicos.unisinos.br/pdf/61.pdf
- SOUZA, Vera Maria Trevisan de; PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza. A interação na escola e seus significados e sentidos na formação de valores. IN: PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO, N° 21. São Paulo: 2° sem. de 2005, p. 53-77. Acesso em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psie/n21/v21a04.pdf
Conhecimentos Específicos
Jardineiro
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Jardineiro.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Finalidade, usos e cuidados com as ferramentas de trabalho do jardineiro.
- Operacionalização de equipamentos necessários de acordo com as atribuições do cargo de jardineiro.
- Execução dos serviços de jardinagem.
- Cuidado do terreno, plantio e cultivo de flores, plantas e árvores.
- Pulverização para eliminação de pragas.
- Poda de árvores.
- Norma Regulamentadora NR6 - Equipamentos de Proteção Individual - EPI. Acesso em: http://portal.mte.gov.br/data/files/FF8080812DC56F8F012DCDAB536517DE/NR‑06%20%28atualizada%29%202010.pdf
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
Conhecimentos Específicos
Mecânico de Máquinas
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Mecânico de Máquinas.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Funcionamento de motores, máquinas e equipamentos pesados (a diesel).
- Montagem e desmontagem de motor e demais componentes através de desenhos ou especificações do veículo.
- Serviços de manutenção preventiva e corretiva em motores, máquinas e equipamentos pesados.
- Mecânica de veículos e máquinas pesadas.
- Revisão de caminhões, máquinas pesadas e motores a diesel.
- Conhecimentos sobre ferramentas e equipamentos de uso na função.
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
Conhecimentos Específicos
Motorista
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Motorista.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 que institui o Código de Trânsito Brasileiro.
- Direção defensiva.
- Controle e manutenção das condições essenciais ao funcionamento de veículos.
- Educação para o Trânsito.
- Reparos emergenciais em veículos.
. Administração de trânsito: regras gerais para a circulação de veículos, sinais de trânsito, registro e licenciamento de veículos, deveres e proibições.
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
Conhecimentos Específicos
Motorista - Transporte Escolar
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Motorista - Transporte Escolar.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- LEI N° 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 que institui o Código de Trânsito Brasileiro.
- LEI FEDERAL N° 8.069/90 - Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - com as alterações em vigor - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8069.htm
- Direção defensiva.
- Controle e manutenção das condições essenciais ao funcionamento de veículos.
- Educação para o Trânsito.
- Reparos emergenciais em veículos.
- Administração de trânsito: regras gerais para a circulação de veículos, sinais de trânsito, registro e licenciamento de veículos, deveres e proibições.
- Cuidados e regras no transporte de Escolares.
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
Conhecimentos Específicos
Pedreiro
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Pedreiro.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Conhecimentos técnicos: Medidas lineares; metro quadrado; ferramentas e materiais utilizados em uma obra; medidas proporcionais; esquadro; alinhamento; argamassa; prumo; revestimento de parede; alvenaria; ferragens; vigas; estruturas e fundações.
- Canteiro de obras.
- Norma Regulamentadora NR6 - Equipamentos de Proteção Individual - EPI. Acesso em: http://portal.mte.gov.br/data/files/FF8080812DC56F8F012DCDAB536517DE/NR‑06%20%28atualizada%29%202010.pdf
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual_primeiros_socorros.pdf

Cargo: Ensino Fundamental + Curso Específico ACD - Auxiliar de Consultório Dentário / SUS

Língua Portuguesa- Leitura e Interpretação de texto.
- Sinônimos e antônimos.
- Sentido próprio e figurado das palavras.
- Ortografia oficial - Nova Ortografia.
- Crase.
- Acentuação gráfica.
- Pontuação.
- Substantivo e adjetivo: flexão de gênero, número e grau.
- Verbos: regulares, irregulares e auxiliares.
- Emprego de pronomes.
- Preposições e conjunções.
- Concordância verbal e nominal.
- Regência verbal e nominal.
Conhecimentos Gerais- Demonstrar conhecimento sobre assuntos inerentes a vida em sociedade.
- Fatos e notícias locais, nacionais e internacionais veiculados nos últimos 6 (seis) meses, a contar da data de realização das provas, em meios de comunicação de massa, como jornais, rádios, Internet e televisão.
- Cultura e sociedade: música, literatura, artes, arquitetura, transportes, economia, segurança, educação, tecnologia, energia, relações internacionais, rádio, cinema, teatro, jornais, revistas e televisão.
- Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea.
- Meio ambiente e cidadania: problemas, desenvolvimento sustentável e ecologia, suas inter-relações e suas vinculações históricas, políticas públicas, aspectos locais e globais.
- Aspectos fundamentais sobre saúde, qualidade de vida, prevenção de doenças e alimentação saudável.
- Aspectos gerais sobre a história e a geografia brasileira.
- História e aspectos relevantes do município de Porto Feliz.
Conhecimentos Específicos Auxiliar de Consultório Dentário- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal nº 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Auxiliar de Consultório Dentário.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Processamento de radiografias.
- Orientação para a saúde bucal.
- Acolhimento e preparo de paciente para o atendimento.
- Noções da rotina de um consultório dentário.
- Noções de arquivos específicos da odontologia: fichas de pacientes, radiografias, documentações.
- Esterilização de materiais.
- Limpeza e desinfecção do meio de trabalho.
- Conhecimento de todos os instrumentos utilizados nas práticas odontológicas.
- Materiais dentários: indicação, proporção e manipulação.
- Preparo de bandeja.
- Medidas de proteção individual.
- Noções de microbiologia e parasitologia.
- Doenças transmissíveis na prática odontológica.
- Biossegurança, ergonomia e controle de infecção no consultório.
- Normas de desinfecção e esterilização.
- Noções de ergonomia aplicados à odontologia.
- Próteses dentárias.
- LEI Nº 11.889, DE 24 DE DEZEMBRO DE 2008, que regulamenta o exercício das profissões de Técnico em Saúde Bucal - TSB e de Auxiliar em Saúde Bucal - ASB. Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/ Ato2007-2010/2008/Lei/L11889.htm
Referência Bibliográfica:
- BRASIL, Ministério da Saúde. Perfil de competências profissionais do técnico em higiene dental e do auxiliar de consultório dentário. Brasília: Ministério da Saúde, 2004. Acesso em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/LivretoTHDfinal.pdf

 

Cargo: Ensino Médio - Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Dança; Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Fanfarra; Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Musicalização; Instrutor e Intérprete de Libras; Professor de Música (Especialidade Bateria); Professor de Música (Especialidade Canto Popular); Professor de Música (Especialidade Piano Popular; Professor de Música (Especialidade Violino); Assistente administrativo; Fiscal de Uso do Solo; Monitor de Turismo; Secretário de Escola.
Língua Portuguesa- Leitura e Interpretação de texto.
- Sinônimos e antônimos.
- Sentido próprio e figurado das palavras.
- Ortografia oficial - Nova Ortografia.
- Crase.
- Acentuação gráfica.
- Pontuação.
- Substantivo e adjetivo: flexão de gênero, número e grau.
- Verbos: regulares, irregulares e auxiliares.
- Emprego de pronomes.
- Preposições e conjunções.
- Concordância verbal e nominal.
- Regência verbal e nominal.
Matemática- Números naturais: operações, múltiplos e divisores de um número natural, máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum de dois números naturais.
- Noções de Conjunto.
- Números inteiros, operações e propriedades.
- Números racionais, representação fracionária e decimal: operações e propriedades.
- Números decimais e operações com decimais.
- Razão e proporção.
- Regra de três simples e composta.
- Porcentagem.
- Relação entre grandezas e tabelas e gráficos.
- Sistema métrico: medidas de tempo, comprimento, superfície e capacidade.
- Cálculo do perímetro e da área de triângulos, quadriláteros e circunferência.
- Sistema Monetário.
- Raciocínio lógico.
- Resolução de situações problema.
Conhecimentos Gerais- Demonstrar conhecimento sobre assuntos inerentes a vida em sociedade.
- Fatos e notícias locais, nacionais e internacionais veiculados nos últimos 6 (seis) meses, a contar da data de realização das provas, em meios de comunicação de massa, como jornais, rádios, Internet e televisão.
- Cultura e sociedade: música, literatura, artes, arquitetura, transportes, economia, segurança, educação, tecnologia, energia, relações internacionais, rádio, cinema, teatro, jornais, revistas e televisão.
- Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea.
- Meio ambiente e cidadania: problemas, desenvolvimento sustentável e ecologia, suas inter-relações e suas vinculações históricas, políticas públicas, aspectos locais e globais.
- Aspectos fundamentais sobre saúde, qualidade de vida, prevenção de doenças e alimentação saudável.
- Aspectos gerais sobre a história e a geografia brasileira.
. História e aspectos relevantes do município de Porto Feliz.
Conhecimentos Específicos Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Dança - Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Dança.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
- LEI FEDERAL N° 8.069/90 - Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - com as alterações em vigor - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8069.htm
- História da dança: origens ao Barroco na Dança - Século V ao XVIII; o Romantismo e o Neo­romantismo na dança - Século XIX; o Moderno na dança - Século XX.
- A Dança como Meio de Educação.
- A Dança na Arte.
- Os aspectos práticos, rítmica e dinâmica da dança.
- Dança folclórica.
- Dança moderna.
- A Dança Criativa: comunicação através do movimento.
- Os diferentes estilos de dança.
- Significado da expressão corporal e conhecimentos de espaço.
- Consciência corporal, relações corpo-espaço-objeto, corpo e tempo.
- Bases para o trabalho coreográfico: Composição coreográfica e itens básicos para uma coreografia de qualidade.
- Planejamento e a produção de um espetáculo.
- Organização de eventos, elaboração de projetos, planos de curso, aula e treinamento.
Conhecimentos Específicos Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Fanfarra - Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Fanfarra.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
- LEI FEDERAL N° 8.069/90 - Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - com as alterações em vigor - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8069.htm
- Música: Conceitos e generalidades, fatos históricos, sua importância no contexto social e educacional no Brasil e no Mundo. Correntes. Estilos. Correlação da música com as demais disciplinas.
- Teoria da Música - conceitos básicos: notas musicais; divisão rítmica. Cifras, Tablaturas e Partituras.
- Instrumentos Musicais.
- Técnicas para transposição melódica e harmônica.
- Músicas folclóricas, étnicas, populares e sua utilização em aula; música e cultura.
. Procedimentos pedagógicos, recursos, estratégias e metodologia.
Referência Bibliográfica:
- ALVES, Luciano. Teoria Musical - Lições Essenciais. SP: Irmãos Vitale, 2005.
- ADOLFO, Antônio. O livro do músico. Harmonia e improvisação para piano, teclado e outros instrumentos. RJ: Lumiar Editora, 1989.
- ADOLFO, Antônio. Arranjo - um enfoque atual. RJ: Lumiar, 1997.
- ARAÚJO, Samuel; PAZ, Gaspar; CAMBRIA, Vincenzo (orgs). Música em Debate - perspectivas interdisciplinares. RJ: Mauad X: FAPERJ, 2008.
- FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveria. De tramas e fios: um ensaio sobre música e educação. SP: Editora UNESP, 2005.
- FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveira. Diálogo interáreas: o papel da educação musical na atualidade. Revista da ABEM, Porto Alegre, V. 18, 27-33, out. 2007. Acesso em: http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material_didatico/didatica_musica/didatica_b_turma cd/un17/links/fonterrada historia.pdf
Conhecimentos Específicos Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Musicalização - Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal nº 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Musicalização.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
- LEI FEDERAL Nº 8.069/90 - Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - com as alterações em vigor - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8069.htm
- História da Música no mundo e no Brasil.
- Percepção sonora.
- Teoria Musical básica.
- O som-procedência: natural, cultural.
- Qualidades: duração, intensidade, altura, timbre.
- Percepção Musical.
- A música - os elementos: melodia, ritmo, harmonia.
- Tipos: vocal, instrumental, mista.
- Gêneros: erudito, popular, tradicionalista, sertanejo, folclórico.
- Notação musical.
- A voz humana e classificação sonora.
- O coral. As formas e conjuntos vocais.
- Instrumentos musicais.
- Orquestra Sinfônica.
Referência Bibliográfica:
- ALVES, Luciano. Teoria Musical - Lições Essenciais. SP: Irmãos Vitale, 2005.
- ADOLFO, Antônio. O livro do músico. Harmonia e improvisação para piano, teclado e outros instrumentos. RJ: Lumiar Editora, 1989.
- ADOLFO, Antônio. Arranjo - um enfoque atual. RJ: Lumiar, 1997.
- ARAÚJO, Samuel; PAZ, Gaspar; CAMBRIA, Vincenzo (orgs). Música em Debate - perspectivas interdisciplinares. RJ: Mauad X: FAPERJ, 2008.
- FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveria. De tramas e fios: um ensaio sobre música e educação. SP: Editora UNESP, 2005.
- FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveira. Diálogo interáreas: o papel da educação musical na atualidade. Revista da ABEM, Porto Alegre, V. 18, 27-33, out. 2007. Acesso em: http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material_didatico/didatica musica/didatica_b_turma cd/un17/links/fonterrada historia.pdf
Conhecimentos Específicos Instrutor e Intérprete de
Libras
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Instrutor e Intérprete de Libras.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
- LEI FEDERAL N° 8.069/90 - Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - com as alterações em vigor - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8069.htm
- O papel do intérprete de libras.
- Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Acesso em:
http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/politica.pdf
- Educação de Surdos e Programa Nacional de Apoio à Educação dos Surdos:
- QUADROS, R, M.; SCHMIEDT, M. L. P. Ideias para ensinar português para alunos surdos. Brasília: MEC, SEESP, 2006. Acesso em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/port surdos.pdf
- SALLES, Heloísa M. M. L. Ensino de língua portuguesa para surdos : caminhos para a prática pedagógica. Brasília : MEC, SEESP, 2004, volumes 1 e 2.
Acesso em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/lpvol1.pdf
http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/lpvol2.pdf
Legislação Nacional:
- Lei Federal n° 10.436 de 24/04/2002 - Dispões sobre a Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS. Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Leis/2002/L10436.htm
- Lei Federal n° 12.319 de 01/09/2010 - Regulamenta a profissão de Tradutor de Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS. Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/ Ato2007-2010/2010/Lei/L12319.htm
- Decreto n° 5.626 de 22/12/2005 - Regulamenta a lei sobre a Língua Brasileira de Sinais. Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/ Ato2004-2006/2005/Decreto/D5626.htm
Conhecimentos Específicos Professor de Música
(Especialidade Bateria)
- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Professor de Música (Especialidade Bateria).
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
- LEI FEDERAL N° 8.069/90 - Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - com as alterações em vigor - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8069.htm
- História da música. Musicalização.
. Teoria Elementar da Música.
- Parâmetros do som: altura, duração, timbre e intensidade.
- Intervalos melódicos e harmônicos.
- Escalas, Tríades e Tétrades.
- A trajetória da música no Brasil durante as últimas décadas.
- Didática da Música.
- Técnica para segurar baquetas.
- Posição das peças da bateria no pentagrama.
- Rudimentos
- Ritmos Básicos.
- Compositores de destaque na história da música.
Referência Bibliográfica:
- ALVES, Luciano. Teoria Musical - Lições Essenciais. SP: Irmãos Vitale, 2005.
- ADOLFO, Antônio. O livro do músico. Harmonia e improvisação para piano, teclado e outros instrumentos. RJ: Lumiar Editora, 1989.
- ADOLFO, Antônio. Arranjo - um enfoque atual. RJ: Lumiar, 1997.
- ARAÚJO, Samuel; PAZ, Gaspar; CAMBRIA, Vincenzo (orgs). Música em Debate - perspectivas interdisciplinares. RJ: Mauad X: FAPERJ, 2008.
- FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveria. De tramas e fios: um ensaio sobre música e educação. SP: Editora UNESP, 2005.
- FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveira. Diálogo interáreas: o papel da educação musical na atualidade. Revista da ABEM, Porto Alegre, V. 18, 27-33, out. 2007. Acesso em: http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material_didatico/didatica musica/didatica_b_turma cd/un17/links/fonterrada historia.pdf
- GOMES, Sérgio. Novos Caminhos da Bateria Brasileira. SP: Irmãos Vitale, 2008.
- KRAEMER, Rudolf-Dieter. Dimensões e funções do conhecimento pedagógico-musical. Trad.: Jusamara Souza. In: Em Pauta, v. 11, n.16/17, p. 50-73, Porto Alegre, abr/nov. 2000. Acesso em:
http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material_didatico/didatica_musica/didatica_b_turma_cd/un1
6/links/dimensoes_kraemer.pdf
- PLADEVALL, Jayme. Bateria Contemporânea. Técnicas, ritmos. SP: Irmãos Vitale, 2004.
- SOUZA, Jusamara. Educação Musical e práticas sociais. In: Revista da ABEM, v. 10, p. 7-11, mar. 2004. Acesso em:
http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material_didatico/didatica_musica/didatica_b_turma_cd/un1
6/links/sociologia_jusamara.pdf
Conhecimentos Específicos Professor de Música (Especialidade Canto Popular) - Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal nº 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Professor de Música (Especialidade Bateria).
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
- LEI FEDERAL Nº 8.069/90 - Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - com as alterações em vigor - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8069.htm
- História da música. Musicalização.
- Teoria Elementar da Música.
- Parâmetros do som: altura, duração, timbre e intensidade.
- Intervalos melódicos e harmônicos.
. Escalas, Tríades e Tétrades.
- A trajetória da música no Brasil durante as últimas décadas.
- Didática da Música.
- Aparelho Respiratório e Aparelho Fonatório.
- Sistema ressonantal.
- Registros vocais: basal, modal (peito, médio, cabeça), falsete e flauta.
- Vibrato.
- Compositores de destaque na história da música.
Referência Bibliográfica:
- ALVES, Luciano. Teoria Musical - Lições Essenciais. SP: Irmãos Vitale, 2005.
- ADOLFO, Antônio. O livro do músico. Harmonia e improvisação para piano, teclado e outros instrumentos. RJ: Lumiar Editora, 1989.
- ARAÚJO, Samuel; PAZ, Gaspar; CAMBRIA, Vincenzo (orgs). Música em Debate - perspectivas interdisciplinares. RJ: Mauad X: FAPERJ, 2008.
- BAÊ, Tutti. Canto: uma consciência melódica. SP: Irmãos Vitale, 2003.
- FARIA, Nelson. A arte da improvisação: para todos os instrumentos. RJ: Lumiar, 1991. FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveria. De tramas e fios: um ensaio sobre música e educação. SP: Editora UNESP, 2005.
- FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveira. Diálogo interáreas: o papel da educação musical na atualidade. Revista da ABEM, Porto Alegre, V. 18, 27-33, out. 2007. Acesso em: http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material didatico/didatica musica/didatica b turma cd/un17/links/fonterrada historia.pdf
- KRAEMER, Rudolf-Dieter. Dimensões e funções do conhecimento pedagógico-musical. Trad.: Jusamara Souza. In: Em Pauta, v. 11, n.16/17, p. 50-73, Porto Alegre, abr/nov. 2000.
Acesso em:
http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material didatico/didatica musica/didatica b turma cd/un16/links/dimensoes kraemer.pdf
- LIMA, Sonia Albano; ALBINO, César. A improvisação musical e a tradição escrita no Ocidente. IN: Música em Perspectiva. Revista do Programa de Pós-Graduação em Música da UFPR - v. 3, n° 1, março, 2009.
Acesso em: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/musica/article/viewFile/20014/13212
- PACHECO, Claudia; BAÊ, Tutti. Canto: Equilíbrio entre corpo e som. SP: Irmãos Vitale, 2006. - SANDRONI, Clara. 260 dicas para o canto popular. RJ: Limiar, 1998.
- SOUZA, Jusamara. Educação Musical e práticas sociais. In: Revista da ABEM, v. 10, p. 7-11, mar. 2004. Acesso em:
http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material didatico/didatica musica/didatica b turma cd/un16/links/sociologia jusamara.pdf
Conhecimentos Específicos Professor de Música (Especialidade Piano

Popular)

- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Professor de Música (Especialidade Bateria).
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
- LEI FEDERAL Nº 8.069/90 - Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - com as alterações em vigor - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8069.htm
- História da música. Musicalização.
- Teoria Elementar da Música.
. Parâmetros do som: altura, duração, timbre e intensidade.
- Intervalos melódicos e harmônicos.
- Escalas, Tríades e Tétrades.
- A trajetória da música no Brasil durante as últimas décadas.
- Didática da Música.
- Piano Popular.
- Sistema de harmonização popular.
- Sistemas de improvisação.
- Conhecimentos técnicos/teóricos dos sistemas de harmonização, improvisação e interpretação utilizados na música popular e aplicados ao piano.
- Ritmos populares no piano.
- Compositores de destaque na história da música.
Referência Bibliográfica:
- ALVES, Luciano. Teoria Musical - Lições Essenciais. SP: Irmãos Vitale, 2005.
- ADOLFO, Antônio. O livro do músico. Harmonia e improvisação para piano, teclado e outros instrumentos. RJ: Lumiar Editora, 1989.
- ADOLFO, Antônio. Piano e Teclado. RJ: Lumiar Editora, 1989.
- ADOLFO, Antônio. Arranjo - um enfoque atual. RJ: Lumiar, 1997.
- ARAÚJO, Samuel; PAZ, Gaspar; CAMBRIA, Vincenzo (orgs). Música em Debate - perspectivas interdisciplinares. RJ: Mauad X: FAPERJ, 2008.
- COUTO, Ana Carolina Nunes do. Ações Pedagógicas do Professor de Piano Popular. IN: Diversidade Musical e Compromisso Social - O Papel da Educação Musical. SP: VII Encontro Nacional da ABEM, outubro, 2008. Acesso em: http://www.abemeducacaomusical.org.br/Masters/anais2008/P002%20Ana%20Carolina%20Nunes%20do%20Couto.pdf
- FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveria. De tramas e fios: um ensaio sobre música e educação. SP: Editora UNESP, 2005.
- FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveira. Diálogo interáreas: o papel da educação musical na atualidade. Revista da ABEM, Porto Alegre, V. 18, 27-33, out. 2007. Acesso em: http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material didatico/didatica musica/didatica b turma cd/un17/links/fonterrada historia.pdf
- GOMES, Sérgio. Novos Caminhos da Bateria Brasileira. SP: Irmãos Vitale, 2008.
- KRAEMER, Rudolf-Dieter. Dimensões e funções do conhecimento pedagógico-musical. Trad.:
Jusamara Souza. In: Em Pauta, v. 11, n.16/17, p. 50-73, Porto Alegre, abr/nov. 2000. Acesso em: http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material didatico/didatica musica/didatica b turma cd/un16/links/dimensoes kraemer.pdf
- PLADEVALL, Jayme. Bateria Contemporânea. Técnicas, ritmos. SP: Irmãos Vitale, 2004.
- SOUZA, Jusamara. Educação Musical e práticas sociais. In: Revista da ABEM, v. 10, p. 7-11, mar. 2004. Acesso em: http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material didatico/didatica musica/didatica b turma cd/un16/links/sociologia jusamara.pdf
Conhecimentos Específicos Professor de Música (Especialidade Violino) - Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal nº 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Professor de Música (Especialidade Bateria).
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
- LEI FEDERAL Nº 8.069/90 - Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - com as alterações em vigor - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8069.htm
- História da música. Musicalização.
- Teoria Elementar da Música.
- Parâmetros do som: altura, duração, timbre e intensidade.
- Intervalos melódicos e harmônicos.
- Escalas, Tríades e Tétrades.
- A trajetória da música no Brasil durante as últimas décadas.
- Didática da Música.
- História do violino.
- As partes do violino e do arco.
- Técnica de Arco.
- Cuidados com o instrumento (violino)
- Vibrato: diferentes tipos e sua importância na execução do violino
- Acordes e arpejos no violino.
- Articulações e mudanças da mão esquerda.
- Compositores de destaque na história da música.
Referência Bibliográfica:
- ALVES, Luciano. Teoria Musical - Lições Essenciais. SP: Irmãos Vitale, 2005.
- ADOLFO, Antônio. O livro do músico. Harmonia e improvisação para piano, teclado e outros instrumentos. SP: Lumiar Editora, 1989.
- ARAÚJO, Samuel; PAZ, Gaspar; CAMBRIA, Vincenzo (orgs). Música em Debate - perspectivas interdisciplinares. RJ: Mauad X: FAPERJ, 2008.
- CAMPOS, Regina Maria Grossi. Violino: Primeiros Passos. SP: Vitale, 2006.
- FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveria. De tramas e fios: um ensaio sobre música e educação. SP: Editora UNESP, 2005.
- FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveira. Diálogo interáreas: o papel da educação musical na atualidade. Revista da ABEM, Porto Alegre, V. 18, 27-33, out. 2007. Acesso em: http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material didatico/didatica musica/didatica b turma cd/un17/links/fonterrada historia.pdf
- GOMES, Sérgio. Novos Caminhos da Bateria Brasileira. SP: Irmãos Vitale, 2008.
- KRAEMER, Rudolf-Dieter. Dimensões e funções do conhecimento pedagógico-musical. Trad.: Jusamara Souza. In: Em Pauta, v. 11, n.16/17, p. 50-73, Porto Alegre, abr/nov. 2000. Acesso em: http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material didatico/didatica musica/didatica b turma cd/un16/links/dimensoes kraemer.pdf
- PLADEVALL, Jayme. Bateria Contemporânea. Técnicas, ritmos. SP: Irmãos Vitale, 2004.
- SOUZA, Jusamara. Educação Musical e práticas sociais. In: Revista da ABEM, v. 10, p. 7-11, mar. 2004. Acesso em:
http://prolicenmus.ufrgs.br/repositorio/moodle/material didatico/didatica musica/didatica b turma cd/un16/links/sociologia jusamara.pdf
Conhecimentos Específicos Assistente Administrativo- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal nº 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Relações humanas e atendimento ao público.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Assistente Administrativo.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Comunicação: emissor e receptor, noção de recebimento e transmissão de informações, canais de comunicação, memorandos, relatórios e cartas.
- Operação de equipamentos de escritório, organização e utilização do material de escritório, de consumo e permanente.
- Arquivo e sua documentação: organização de um arquivo, técnicas e métodos de arquivamento, modelos de arquivos e tipos de pastas.
- Noções básicas de Informática: Noções sobre Sistema Operacional - Windows; Conhecimentos de Teclado; Conhecimentos sobre: Word, Excel e PowerPoint; Internet; Uso do correio eletrônico; arquivamento de registros informatizados; antivírus.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
Conhecimentos Específicos Fiscal de Uso do Solo- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Fiscal de Uso do Solo.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções básicas de informática: Sistema Operacional, Office, Internet, antivírus.
- LEI N° 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 que institui o Código de Trânsito Brasileiro.
- Lei Complementar n° 123 de 30 de maio de 2011 que institui as normas técnicas e administrativas referentes ao Código de Obras e Edificações do Município de Porto Feliz.
- DECRETO N.° 12.342, de 27 de SETEMBRO DE 1978 que aprova o Regulamento a que se refere o artigo 22 do Decreto-Lei n.° 211, de 30 de março de 1970, que dispõe sobre normas de promoção, preservação e recuperação da saúde no campo de competência da Secretaria de Estado da Saúde.
- Lei N° 10.083, de 23 de setembro de 1998 que dispõe sobre o Código Sanitário do Estado de São Paulo, com as alterações em vigência Acesso em: http://www.al.sp.gov.br/portal/site/Internet/IntegraDDILEI?vgnextoid=2ddd0b9198067110VgnVCM100000590014acRCRD&tipoNorma=9
- Lei Complementar n° 78 de 15 de dezembro de 2006 que institui o Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado do Município de Porto Feliz.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
Conhecimentos Específicos Monitor de Turismo- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Monitor de Turismo.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções básicas de informática: Sistema Operacional, Office, Internet, antivírus.
- Aspectos históricos e culturais do Município de Porto Feliz.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf
Conhecimentos Específicos Secretário de Escola- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Secretário de Escola Municipal.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções básicas de informática: Sistema Operacional, Office, Internet, antivírus, arquivos informatizados.
- Comunicação: emissor e receptor, noção de recebimento e transmissão de informações, canais de comunicação, memorandos.
- Operação de equipamentos de escritório, organização e utilização do material de escritório, de consumo e permanente.
- Preenchimento de formulários.
- Arquivo e sua documentação: organização de um arquivo, técnicas e métodos de arquivamento, modelos de arquivos e tipos de pastas.
- Segurança no trabalho.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf

 

Cargo: Ensino Médio - Fiscal de Rendas
Língua Portuguesa- Leitura e Interpretação de texto.
- Estruturação de texto.
- Sinônimos e antônimos.
- Sentido próprio e figurado das palavras.
- Ortografia oficial - Nova Ortografia.
- Crase.
- Acentuação gráfica.
- Pontuação.
- Substantivo e adjetivo: flexão de gênero, número e grau.
- Verbos: regulares, irregulares e auxiliares.
- Emprego de pronomes.
- Preposições e conjunções.
- Concordância verbal e nominal.
- Regência verbal e nominal.
Matemática- Números naturais: operações, múltiplos e divisores de um número natural, máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum de dois números naturais.
- Noções de Conjunto.
- Números inteiros, operações e propriedades.
- Números racionais, representação fracionária e decimal: operações e propriedades.
- Números decimais e operações com decimais.
- Razão e proporção.
- Regra de três simples e composta.
- Porcentagem.
- Relação entre grandezas e tabelas e gráficos.
- Sistema métrico: medidas de tempo, comprimento, superfície e capacidade.
- Cálculo do perímetro e da área de triângulos, quadriláteros e circunferência.
- Sistema Monetário e atualizações monetárias.
- Geometria.
- Trigonometria
- Cálculo de juros.
- Raciocínio lógico.
- Resolução de situações problema.
Conhecimentos Gerais- Demonstrar conhecimento sobre assuntos inerentes a vida em sociedade.
- Fatos e notícias locais, nacionais e internacionais veiculados nos últimos 6 (seis) meses, a contar da data de realização das provas, em meios de comunicação de massa, como jornais, rádios, Internet e televisão.
- Cultura e sociedade: música, literatura, artes, arquitetura, transportes, economia, segurança, educação, tecnologia, energia, relações internacionais, rádio, cinema, teatro, jornais, revistas e televisão.
- Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea.
- Meio ambiente e cidadania: problemas, desenvolvimento sustentável e ecologia, suas inter-relações e suas vinculações históricas, políticas públicas, aspectos locais e globais.
- Aspectos fundamentais sobre saúde, qualidade de vida, prevenção de doenças e alimentação saudável.
- Aspectos gerais sobre a história e a geografia brasileira.
- História e aspectos relevantes do município de Porto Feliz.
Conhecimentos Específicos Fiscal de Rendas- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal nº 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Fiscal de Rendas.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções básicas de informática: Word, Excel (inserir fórmulas matemáticas nas células e planilhas), Internet - salvar, arquivar e procurar documentos em pastas e na rede interna.
- Noções de Legislação Tributária.
- Cadastramento dos contribuintes, lançamento de cobrança e controle de recebimento dos tributos.
- Tributos municipais.
- Conhecimentos de Direito Administrativo: conceito de Entes da Federação, Direito Público x Direito Privado, relação hierárquica da Constituição, Leis Infraconstitucionais, Decretos e Jurisprudências e Direito Tributário: Sujeito Ativo x Sujeito Passivo, Fato Gerador, Base de Cálculo, Alíquota, Tipos de Lançamentos, Obrigação Tributária Principal e Acessória, Isenção, Anistia, Remissão e Imunidade e Tributos (Impostos x Taxas x Contribuições x Preço Público).
- LEI N° 5.172, DE 25 DE OUTUBRO DE 1966 que dispõe sobre o Sistema Tributário Nacional e institui normas gerais de direito tributário aplicáveis à União, Estados e Municípios, com as alterações em vigência. Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/LEIS/l5172.htm
- LEI COMPLEMENTAR N°. 18 de 09/12/1997 que dispõe sobre o Código Tributário do Município de Porto Feliz.
- Noções de Primeiros Socorros. IN: Manual de Primeiros Socorros da Anvisa. Brasil, Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. FIOCRUZ. Rio de Janeiro. Fundação Oswaldo Cruz, 2003. Acesso em: http://www.anvisa.gov.br/reblas/manual primeiros socorros.pdf

 

Cargo: Ensino Técnico - Técnico de Segurança do Trabalho; Topógrafo; Técnico de Agrimensura
Língua Portuguesa- Leitura, compreensão e interpretação de textos de diferentes gêneros textuais.
- Fonética: acento tônico, sílaba, sílaba tônica; ortoépia e prosódia.
- Ortografia: nova ortografia; divisão silábica; acentuação gráfica; correção ortográfica.
- Morfologia: estrutura dos vocábulos: elementos mórficos; processos de formação de palavras:
derivação, composição e outros processos; classes de palavras: classificação, flexões nominais e verbais, emprego.
- Sintaxe: Teoria geral da frase e sua análise: frase, oração, período, funções sintáticas; concordância verbal e nominal; regência nominal e verbal, crase; colocação de pronomes: próclise, mesóclise, ênclise (em relação a um ou a mais de um verbo).
- Semântica: antônimos, sinônimos, homônimos e parônimos. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação.
. Nova Ortografia.
Matemática- Números naturais: operações, múltiplos e divisores de um número natural, máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum de dois números naturais.
- Noções de Conjunto.
- Números inteiros, operações e propriedades.
- Números racionais, representação fracionária e decimal: operações e propriedades.
- Números decimais e operações com decimais.
- Razão e proporção.
- Regra de três simples.
- Porcentagem.
- Relação entre grandezas e tabelas e gráficos.
- Sistema métrico: medidas de tempo, comprimento, superfície e capacidade.
- Cálculo do perímetro e da área de triângulos, quadriláteros e circunferência.
- Raciocínio lógico.
- Resolução de situações problema.
Conhecimentos Gerais- Demonstrar conhecimento sobre assuntos inerentes a vida em sociedade.
- Fatos e notícias locais, nacionais e internacionais veiculados nos últimos 6 (seis) meses, a contar da data de realização das provas, em meios de comunicação de massa, como jornais, rádios, Internet e televisão.
- Cultura e sociedade: música, literatura, artes, arquitetura, transportes, economia, segurança, educação, tecnologia, energia, relações internacionais, rádio, cinema, teatro, jornais, revistas e televisão.
- Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea. Meio ambiente e cidadania: problemas, desenvolvimento sustentável e ecologia, suas inter-relações e suas vinculações históricas, políticas públicas, aspectos locais e globais.
História e aspectos relevantes do município de Porto Feliz.
Conhecimentos Específicos Técnico em Segurança do Trabalho- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal nº 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Técnico em Segurança do Trabalho.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções básicas de informática: Word, Excel (inserir fórmulas matemáticas nas células e planilhas), Internet - salvar, arquivar e procurar documentos em pastas e na rede interna.
- Conceitos, definições e classificação dos riscos ambientais, riscos químicos, físicos e biológicos.
- Parâmetros e índices utilizados nas avaliações dos riscos.
- Instrumentos e técnicas aplicadas na medição dos riscos ambientais.
- Sistemas de Prevenção e Combate a Incêndios: Teoria do fogo; Equipamentos fixos e móveis de combate a incêndios (tipos, inspeção, manutenção e recarga); Sistemas e equipamentos de alarme e detecção e proteção contra incêndio; Instruções gerais em emergências e Brigadas de incêndio.
- Acidentes do Trabalho: Conceitos, causas e consequências do acidente do trabalho; Investigação e análise do acidente do trabalho; Estatísticas de acidentes do trabalho; Doenças profissionais e doenças do trabalho.
- Prevenção de Acidentes no Trabalho.
- Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC) - Acesso em: http://www.fundacentro.gov.br/dominios/ctn/anexos/cdNr10/Manuais/M%C3%B3dulo02/4 7%20-%20EQUIPAMENTOS%20DE%20PROTE%C3%87%C3%83O%20COLETIVA.pdf
- Equipamentos de Proteção Individual (EPI) - Acesso em:
http://www.fundacentro.gov.br/dominios/ctn/anexos/cdNr10/Manuais/M%C3%B3dulo02/5 8%20-%20EQUIPAMENTOS%20DE%20PROTE%C3%87%C3%83O%20INDIVIDUAL.pdf
- Normas Regulamentadoras (NR's): NR-4, NR-5, NR-6, NR-7, NR-8, NR-9, NR-10, NR-12, NR-15, NR-16, NR-17, NR-18, NR-20 NR-23, NR-24, NR-25, NR-26 e NR-27 - Acesso em:
http://www.mte.gov.br/legislação/normas_regulamentadoras/default.asp
- Biossegurança: esterilização, laboratórios de contenção, gestão de resíduos e biotérios e preparação para uso de equipamentos de proteção.
- Ergonomia.
Conhecimentos Específicos Topógrafo- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Topógrafo.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Noções básicas de informática: Word, Excel (inserir fórmulas matemáticas nas células e planilhas), Internet - salvar, arquivar e procurar documentos em pastas e na rede interna.
- Topografia: objetivo da topografia, definição e divisão, plano topográfico, limite do plano topográfico, sistemas de coordenadas e de medidas.
- Planimetria: características, elementos planimétricos, processos de medição da distância, Processo
de medição de ângulos, Métodos de levantamento planimétrico.
- Cálculo das coordenadas.
- Calculo das áreas.
- Representação gráfica de um levantamento (processos, métodos e instrumentos empregados na reprodução geométrica dos alinhamentos, desenho da planta).
- Altimetria.
- Nivelamento geométrico e Nivelamento com o uso de Sistema de Posicionamento Global.
- Avaliação do erro de nivelamento.
- Planialtimetria.
- Curvas de Nível.
- Perfil longitudinal.
- Greide.
- Terraplanagem.
- Declinação magnétca.
- Geodésia
- Sensoriamento remoto.
- Geoprocessamento.
- Geoestatística.
- LEI N° 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 que institui o Código de Trânsito Brasileiro.
- Lei Complementar n° 123 de 30 de maio de 2011 que institui as normas técnicas e administrativas referentes ao Código de Obras e Edificações do Município de Porto Feliz.
- DECRETO N.° 12.342, de 27 de SETEMBRO DE 1978 que aprova o Regulamento a que se refere o artigo 22 do Decreto-Lei n.° 211, de 30 de março de 1970, que dispõe sobre normas de promoção, preservação e recuperação da saúde no campo de competência da Secretaria de Estado da Saúde.
- Lei N° 10.083, de 23 de setembro de 1998 que dispõe sobre o Código Sanitário do Estado de São Paulo, com as alterações em vigência Acesso em:
http://www.al.sp.gov.br/portal/site/Internet/IntegraDDILEI?vgnextoid=2ddd0b9198067110VgnVCM10000
0590014acRCRD&tipoNorma=9
- Lei Complementar n° 78 de 15 de dezembro de 2006 que institui o Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado do Município de Porto Feliz.
Conhecimentos Específicos Técnico de Agrimensura- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Técnico de Agrimensura.
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Cartografia.
- Desenho de Topografia Digital
- Avaliação de Propriedades Urbanas e Rurais.
- Coleta, Tratamento e Análise de Dados Espaciais.
- Topografia Planialtimetria Cadastral.
- Projeto Geométrico de Vias.
- Elementos de Geodésia.
- Agrimensura Legal.
- Urbanização e Parcelamento do Solo.
- Hidrologia Básica.
- Impacto Ambiental
Geotecnologia
- Desenho Técnico.
- Topografia Planimetria e Planialmetria.
- LEI N° 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 que institui o Código de Trânsito Brasileiro.
- Lei Complementar n° 123 de 30 de maio de 2011 que institui as normas técnicas e administrativas referentes ao Código de Obras e Edificações do Município de Porto Feliz.
- DECRETO N.° 12.342, de 27 de SETEMBRO DE 1978 que aprova o Regulamento a que se refere o artigo 22 do Decreto-Lei n.° 211, de 30 de março de 1970, que dispõe sobre normas de promoção, preservação e recuperação da saúde no campo de competência da Secretaria de Estado da Saúde.
- Lei N° 10.083, de 23 de setembro de 1998 que dispõe sobre o Código Sanitário do Estado de São Paulo, com as alterações em vigência Acesso em: http://www.al.sp.gov.br/portal/site/Internet/IntegraDDILEI?vgnextoid=2ddd0b9198067110VgnVCM100000590014acRCRD&tipoNorma=9
- Lei Complementar n° 78 de 15 de dezembro de 2006 que institui o Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado do Município de Porto Feliz.

 

Cargo: Ensino Superior - Orientador de Educação Especial (Pedagogia - Educação Especial); Assistente Social/SUS; Enfermeiro Padrão/SUS; Engenheiro Civil; Fonoaudiólogo; Fonoaudiólogo/SUS; Terapeuta Ocupacional/SUS; Professor Adjunto PEB II - Ciências; Professor Adjunto PEB II - Arte; Professor Adjunto PEB II - Geografia; Professor Adjunto PEB II - História; Professor Adjunto PEB II - Inglês; Professor Adjunto PEB II Matemática; Professor Educação Básica II - Inglês; Professor de Educação Física - Atividades de Melhor Idade; Professor de Educação Física - Atletismo; Professor de Educação Física - Basquetebol; Professor de Educação Física - Futebol; Professor de Educação Física - Futebol de Salão; Professor de Educação Física - Ginástica Artística; Professor de Educação Física - Ginástica Rítmica; Professor de Educação Física - Handball; Professor de Educação Física - Natação; Professor de Educação Física - Tênis de Mesa; Professor de Educação Física - Voleibol; Professor de Educação Física - Xadrez e Damas; Professor de Teatro; Professor de Educação Física.
Língua Portuguesa . Leitura, compreensão e interpretação de textos de diferentes gêneros como, por exemplo, crônica, notícia, reportagem, editorial, artigo de opinião, texto argumentativo, informativo, normativo, charge, propaganda, ensaio, etc.
- Ortografia: nova ortografia; divisão silábica; acentuação gráfica; correção ortográfica.
- Fonética: acento tônico, sílaba, sílaba tônica; ortoépia e prosódia.
- Ortografia: divisão silábica; acentuação gráfica; correção ortográfica.
- Morfologia: estrutura dos vocábulos: elementos mórficos; processos de formação de palavras:
derivação, composição e outros processos; classes de palavras: classificação, flexões nominais e verbais, emprego.
- Sintaxe: Teoria geral da frase e sua análise: frase, oração, período, funções sintáticas; concordância verbal e nominal; regência nominal e verbal, crase; colocação de pronomes: próclise, mesóclise, ênclise (em relação a um ou a mais de um verbo).
- Semântica: antônimos, sinônimos, homônimos e parônimos. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação.
Conhecimentos Gerais- Demonstrar conhecimento sobre assuntos inerentes a vida em sociedade.
- Fatos e notícias locais, nacionais e internacionais veiculados nos últimos 6 (seis) meses, a contar da data de realização das provas, em meios de comunicação de massa, como jornais, rádios, Internet e televisão.
- Cultura e sociedade: música, literatura, artes, arquitetura, transportes, economia, segurança, educação, tecnologia, energia, relações internacionais, rádio, cinema, teatro, jornais, revistas e televisão.
- Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea. Meio ambiente e cidadania: problemas, desenvolvimento sustentável e ecologia, suas inter-relações e suas vinculações históricas, políticas públicas, aspectos locais e globais.
Conhecimentos Específicos e Legislação
Orientador de Educação Especial
Legislação:
- Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Artigos 37, 38 39 e 41 com as alterações em vigor. Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- LEI FEDERAL N° 8.069/90 - Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - com as alterações em vigor - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8069.htm
- LEI No 10.098, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000 que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências.
Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/LEIS/L10098.htm
- Declaração de Salamanca. Acesso em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf
- Convenção da Guatemala. Acesso em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/guatemala.pdf
- DECRETO N° 3.956, DE 8 DE OUTUBRO DE 2001 que promulga a Convenção Interamericana para a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Pessoas Portadoras de Deficiência. Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/decreto/2001/D3956.htm
- RESOLUÇÃO CNE/CEB N° 2, de 11 de Fevereiro de 2001 que institui Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica.
Acesso em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/res2.pdf
Conhecimentos Específicos:
- Educação Especial e Inclusão na Escola Regular.
- Processos de Educação Inclusiva.
- Transtornos e Dificuldades de Aprendizagem.
- Conceitos, Legislação e Histórico da Educação Inclusiva.
- Bases Genéticas das Deficiências.
- Desenvolvimento Neuropsicomotor.
- Deficiência Mental; Deficiência Auditiva; Deficiência Visual; Deficiência Motora.
- Aspectos Pedagógicos na Escolarização do Deficiente Mental.
- Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS - Conceitos Básicos.
- Estimulação.
- Aspectos Psicológicos das Famílias de Pessoas Portadoras de Deficiências.
Referências Bibliográficas:
- CARVALHO, Rosita Edler Carvalho. Escola Inclusiva - a reorganização do trabalho pedagógico. Porto Alegre: Mediação, 2008.
- GARCIA, Jesus Nicasio. Manual de Dificuldades de Aprendizagem - Linguagem, leitura, escrita e matemática. Porto Alegre: Artmed, 1998.
- MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Inclusão Escolar. O que é? Por quê? Como fazer? SP: Moderna, 2003.
- MARTINS, Lúcia de Araújo Ramos; PIRES, José; PIRES, Gláucia Nascimento da Luz; MELO, Francisco Ricardo Lins Vieira (orgs.) INCLUSÃO - Compartilhando Saberes. RJ: Vozes, 2006.
- PACHECO, José. Caminhos para a inclusão. Porto Alegre: Artmed, 2007.
- RODH, Luis Augusto; MATTOS, Paulo. Princípios e Práticas em TDAH - Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade. Porto Alegre: Artmed, 2003.
- ROTTA, Newra Tellechea; OHLWEILER, Lygia; RIESGO, Rudimar dos Santos. Transtornos da Aprendizagem. Abordagem Neurobiológica e Multidisciplinar. Porto Alegre: Artmed, 2006.
Conhecimentos Específicos e
Legislação
Assistente Social / SUS
Legislação:
- Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Artigos 37, 38 39 e 41 com as
alterações em vigor. Acesso em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constitui%C3%A7ao.htm
- Lei nº 8.8662/93 - Regulamentação da Profissão do Assistente Social - com as alterações em vigor:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8662.htm
- Lei nº 8.742/93 - Lei Orgânica da Assistência Nacional - com as alterações em vigor:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8742.htm
- Código de Ética do/a Assistente Social - aprovado em 13/03/1993, com as alterações introduzidas
pelas Resoluções CFESS nº 290/94, 293/94, 333/96 e 594/11:
http://www.cfess.org.br/arquivos/CEP2011_CFESS.pdf
- Resolução CNAS nº 16, de 05/05/2010 - Define os parâmetros nacionais para a inscrição das
entidades e organizações de assistência social, bem como dos serviços, programas, projetos e
benefícios socioassistenciais nos Conselhos de Assistência Social dos Municípios e do Distrito Federal
- com as alterações das Resoluções CNAS nº 13/011, CNAS nº 10/2011 e CNAS nº 33/2010:
http://www.mds.gov.br/cnas/noticias/prorrogado-o-prazo-para-as-entidades-e-organizacoes-de-
assistencia-social-requererem-inscricao-nos-conselho-de-assistencia-social
- Política Nacional de Assistência Social - PNAS/2004; Norma Operacional Básica - NOB/SUAS:
http://www.mds.gov.br/assistenciasocial/arquivo/Politica%20Nacional%20de%20Assistencia%20Social
%202013%20PNAS%202004%20e%202013%20NOBSUAS-sem%20marca.pdf
- LEI FEDERAL Nº 8.069/90 - Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - com as
alterações em vigor.
- Lei Federal nº 10.741/2003 - Estatuto do Idoso:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/2003/L10.741.htm

Conhecimentos Específicos:
- Assistência Social: do LOAS ao SUAS.
- Assistência Social e Gestão Pública.
- Conselhos de Assistência Social.
- Preconceitos.
- Cidadania.
- Estado, Classe e Movimento Social.
- Desenvolvimento Sustentável.
Política Nacional de Assistência Nacional:
- Castro, Flávio José Rodrigues de. CRAS: a melhoria da estrutura física para o aprimoramento dos
serviços: orientações paragestores e projetistas municipais. Brasília, DF: MDS, Secretaria
Nacional de Assistência Social, 2009.
Acesso em: http://www.mds.gov.br/gestaodainformacao/biblioteca/secretaria-nacional-de-assistencia-social-snas/cadernos/cras-a-melhoria-da-estrutura-fisica-para-o-aprimoramento-dos-servicos-2013-orientacoes-para-gestores-e-projetistas-municipais/cras-a-melhoria-da-estrutura-fisica-para-o-aprimoramento-dos-servicos-o-orientacoes-para-gestores-e-projetistas-municipais - Ministério do Desenvolvimento Social. Cartilha BPC - Benefício de Prestação Continuada de Assistência Social. Brasília, DF: 2009.
Acesso em: http://www.mds.gov.br/gestaodainformacao/biblioteca/secretaria-nacional-de-assistencia-social-snas/cartilhas/conheca-mais-sobre-o-bpc-2013-um-direito-garantido-pela-constituicao-federal/cartilha-bpc-2013-beneficio-de-prestacao-continuada-da-assistencia-social - Brasil. SUAS: Configurando os Eixos de Mudança - volume 1. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Instituto de Estudos Especiais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - 1 ed. - Brasília: MDS, 2008.
Acesso em: http://www.mds.gov.br/gestaodainformacao/biblioteca/secretaria-nacional-de-assistencia-social-snas/cadernos/caderno-suas-volume-1-2013-configurando-os-eixos-da-mudanca/caderno-suas-volume-1-configurando-os-eixos-da-mudanca
- Brasil. SUAS: Desafios da Gestão do SUAS nos municípios e estados - volume 2. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Instituto de Estudos Especiais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - 1 ed. - Brasília: MDS, 2008.
Acesso em: http://www.mds.gov.br/gestaodainformacao/biblioteca/secretaria-nacional-de-assistencia-social-snas/cadernos/caderno-suas-volume-2-desafios-da-gestao-do-suas-nos-municipios-e-estados/caderno-suas-volume-2-desafios-da-gestao-do-suas-nos-municipios-e-estados
- Brasil. SUAS: Planos de Assistência Social: diretrizes para elaboração - volume 3. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Instituto de Estudos Especiais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - 1 ed. - Brasília: MDS, 2008.
Acesso em: http://www.mds.gov.br/gestaodainformacao/biblioteca/secretaria-nacional-de-assistencia-social-snas/cadernos/caderno-suas-volume-3-planos-de-assistencia-social-diretrizes-para-elaboracao/caderno-suas-volume-3-planos-de-assistencia-social-diretrizes-para-elaboracao
Referências Bibliográficas:
- SILVA, Maria das Graças e. Questão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável: um desafio ético-político ao Serviço Social. São Paulo: Cortez.
- MONTÃNO, Carlos; DURIGUETTO, Maria Lúcia. Estado, Classe e Movimento Social. Volume 5. São Paulo: Cortez.
- Revista Serviço Social & Sociedade. Espaço Público, Cidadania, Terceiro Setor. N° 59. São Paulo: Cortez.
- GUIMARÃES, Antônio Sérgio A. Preconceito racial: modos, temas e tempos. Coleção Preconceitos, volume 6. São Paulo: Cortez.
- MÁXIMO, Marco Aurélio; MACHADO, Frederico Viana. Preconceito contra Homossexualidades: a hierarquia da invisibilidade. Coleção Preconceitos, volume 5. São Paulo: Cortez.
Conhecimentos Específicos Enfermeiro Padrão - SUS

- Lei Orgânica do Município de Porto Feliz.
- Estatuto Municipal n° 3182 de 16/04/92.
- Regras de hierarquias no serviço público municipal, regras de comportamento no ambiente de trabalho, regras básicas de comportamento profissional para o trato diário com o público interno e externo e colegas de trabalho.
- Ética profissional.
- Atribuições do cargo de Técnico de Enfermagem - SAMU..
- Conhecimentos sobre atividades específicas de acordo com a descrição do cargo.
- CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988: artigos 37 a 41 - Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Constituicao/Constituicao.htm
- Segurança individual e coletiva no ambiente de trabalho.
- Política Nacional de Atenção Básica. Portarias GM 648, 649, 650, 822, 2133, 1624.
Consultar: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/volume 4 completo.pdf
- Sistematização da Assistência de Enfermagem.
- Programa Nacional de Imunização.
- Administração dos Serviços de Saúde.
- Vigilância Epidemiológica: doenças de notificação compulsória.
- Assistência de Enfermagem e pacientes portadores de doenças do aparelho respiratório, digestivo, urinário, cardiovascular, nervoso, ginecológico, obstétrico e psiquiátrico.
- Métodos de Desinfecção e Esterilização.
- Técnicas de Enfermagem.
- LEI N° 7.498, DE 25 DE JUNHO DE 1986 que dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem. Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/L7498.htm
- Decreto Lei n° 94.406 de 08 de junho de 1987.
- Código de Ética dos Profissionais da Enfermagem.
. LEI N° 8.080, DE 19 DE SETEMBRO DE 1990 que dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Acesso em:
https://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8080.htm
- LEI N° 8.142, DE 28 DE DEZEMBRO DE 1990 que dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS} e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. Aceso em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/Leis/L8142.htm
- Políticas de Saúde.
- Estratégia de Saúde da Família.
- Programas do Ministério da Saúde: Tuberculose, Hanseníase, Saúde do Trabalhador, Saúde da Criança, Saúde da Mulher, Saúde do Homem, Saúde do Adulto, Saúde do Idoso.

Conhecimentos Específicos e Legislação
Engenheiro Civil
Legislação:
- Lei Federal n° 11.445, de 05/01/2007 - Diretrizes Nacionais para o saneamento básico. Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/ ato2007-2010/2007/lei/l11445.htm
- Lei Federal n° 10.257, de 10/07/2001 - Estatuto da Cidade. Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/LEIS/LEIS 2001/L10257.htm
- Medida Provisória n° 2.220, de 4/09/2001. Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/MPV/2220.htm
- LEI N° 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 que institui o Código de Trânsito Brasileiro.
- Lei Complementar n° 123 de 30 de maio de 2011 que institui as normas técnicas e administrativas referentes ao Código de Obras e Edificações do Município de Porto Feliz.
- DECRETO N.° 12.342, de 27 de SETEMBRO DE 1978 que aprova o Regulamento a que se refere o artigo 22 do Decreto-Lei n.° 211, de 30 de março de 1970, que dispõe sobre normas de promoção, preservação e recuperação da saúde no campo de competência da Secretaria de Estado da Saúde.
- Lei N° 10.083, de 23 de setembro de 1998 que dispõe sobre o Código Sanitário do Estado de São Paulo, com as alterações em vigência Acesso em: http://www.al.sp.gov.br/portal/site/Internet/IntegraDDILEI?vgnextoid=2ddd0b9198067110VgnVCM100000590014acRCRD&tipoNorma=9
- Lei Complementar n° 78 de 15 de dezembro de 2006 que institui o Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado do Município de Porto Feliz.
Conhecimentos Específicos:
- Fiscalização de obras.
- Medição, aplicação de recursos, controle de materiais e estoques, análise de contratos para execução de obras.
- Projetos civis, arquitetônico, estruturais (em madeira, aço e concreto).
- Projetos de fundações: Tipos de fundações suas aplicações e execução das mesmas.
- Projetos e execução de instalações elétricas e Hidraúlicas em canteiros de obras e edificações (inclusive noções de segurança).
- Planejamento Urbano e Regional.
- Planejamento de Engenharia de Infra-Estrutura, Projetos Dimensionamentos e execução de obras de Saneamento Básico; Alvenaria; Revestimento; Pinturas e pisos (tipos, aplicações e execução).
- Especificação de materiais e serviços.
- Orçamentos: Composição de custos e quantitativos de materiais. Elaboração de cronogramas físico-financeiros.
- Canteiros de obras; construção e organização.
- Execução de estruturas em concreto, madeira e aço (inclusive noções de impermeabilização de calhas e telhados).
- Execução de instalações de água, esgoto, eletricidade e telefone.
- Noções de tratamento de esgotos, construção de fossas sépticas, sumidouros e valas de infiltração (segundo normas da CPRH).
- Noções de projetos e execução de pavimentos graníticos (paralelepípedos).
- Vistorias e elaboração de laudos.
- Planejamento e elaboração de orçamentos públicos.
Conhecimentos Específicos e FonoaudiólogoLegislação:
- Código de Ética da Fonoaudiologia.
Acesso em: http://www.fonoaudiologia.org.br/paginas_internas/pdf/codeport.pdf
- Código de Processo Disciplinar. Conselho Federal de Fonoaudiologia.
Acesso em: http://www.fonoaudiologia.org.br/paginas_internas/pdf/CPD_.pdf
Conhecimentos Específicos:
- Saúde coletiva, Sistema Único de Saúde e a Fonoaudiologia .
- Fases e níveis de prevenção em fonoaudiologia, epidemiologia ,ações coletivas, triagens e encaminhamentos específicos, auditivo e de linguagem oral e escrita, fonoaudiologia educacional, legislação e normas fonoaudiologicas, a interdisciplinaridade na formação do Fonoaudiologo, atuação
coletiva, prevenção de patologias específicas.
- Noções gerais de audiologia.
- Patologias específicas da linguagem oral e escrita na primeira infância.
- Prevenção auditiva, vocal e do sistema estomatognatico pra a terceira idade.
Prevenção e atuação junto a Apae, centros de especialidades, escolas desenvolvendo atuações inclusivas.
Referência Bibliográfica:
- PINHO, Silvia Maria Rebelo Pinho. Fundamentos em Fonoaudiologia - Tratando os distúrbios da voz. Editora Guanabara Koogan - 1998.
- PINHO, Silvia Maria Rebelo Pinho/ PONTES, Paulo. Músculos Intrínsecos da Laringe e Dinâmica
Vocal; Editora Reinvinter 2008;
- BAPTISTA, C. R. , BOSA C. Autismo e educação: reflexões e propostas de intervenção. Porto Alegre: Artmed, 2002.
- FREIRE, R. M. A linguagem como processo terapêutico - sócio-construtivismo: interações eficazes. São Paulo: Plexus, 1997.
- HAGE, S. R. de V. Avaliando a Linguagem na Ausência da Oralidade: estudos psicolinguísticos. Bauru, SP, EDUSC, 2001.
- JAKUBOVICZ, R. & BARROS, C. M. Exercícios práticos para habilitação e reabilitação da linguagem. Rio de Janeiro: Revinter, 1999.
- JAKUBOVICZ, R. & MEINBERG, R. Introdução à Afasia: Elementos para diagnóstico e terapia.
Rio de Janeiro: Revinter, 1992.
- MURDOCH, B. E. Desenvolvimento da Fala e Distúrbios da Linguagem: Uma Abordagem Neuroanatômica e Neurofisiológica. Rio de Janeiro: Revinter, 1997.
- RUSSO, I. P. Intervenção fonoaudiológica na terceira idade. Rio de Janeiro: Revinter, 1999.
- ALTMANN, E.B.C. Fissuras labiopalatinas. São Paulo: Pró-fono. Departamento Editorial, 1994.
- GANZALEZ, Nidia Zambrana Toledo; LOPES, Lucy Dalva. Fonoaudiologia e Ortopedia Maxilar na Reabilitação Orofacial. São Paulo: Santos, 1a edição, 2000.
- GUERRA,G.R. et al. Distúrbios de motricidade oral. IN: SACALOSKI, M. et al. Fonoaudiologia na escola. São Paulo: Lovise, 2000, Cap. 12 - JUNQUEIRA, Patricia. Amamentação, hábitos orais e mastigação -orientação, cuidados e dicas.
Rio de Janeiro: Revinter, 1999.
- MARCHESAN, Irene Queiroz; ZORZI, Jaime Luiz; GOMES, Ivana C. Dias. Tópicos em Fonoaudiologia volume III. São Paulo: Lovise, 1996.
- MARCHEZAN, Irene Queiroz. Fundamentos em Fonoaudiologia - aspectos clínicos da motricidade oral. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan AS, 1998.
- SCHOCHAT, E. - Processamento Auditivo. Editora Lovise. São Paulo, 1996.
- PEREIRA, LD & SCHOCHAT, E. - Processamento Auditivo Central - Manual de Avaliação.
Editora Lovise, São Paulo, 1997.
- FERRAZ, M.C. Manual Prático de Motricidade Oral: Avaliação e Tratamento. Rio de Janeiro, 5º edição, ed. Revinter: 2001.
- FURKIN, A. M. & SILVA, R,G. Programas de Reabilitação em Disfagias Neurogênicas. São Paulo, ed. Frôntis editorial: 1999.
- MACHADO, A. Neuroanatomia Funcional. São Paulo, ed. Atheneu: 1993.p. 250 -253.
- Azevedo, M. F.; Vieira, R. M. e Vilanova, L. P. C. - Desenvolvimento auditivo de crianças normais
e de alto risco. Plexus, 1995.
- BRITO, Lucinda Ferreira. Integração Social & Educação de Surdos. Babel editora, 1993.
- BOSCH, M. J. Fonoaudiologia e Escola. In: PEÑA-CASANOVA e col. Manual de Fonoaudiologia. 2ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.
Conhecimentos Específicos e Fonoaudiólogo/SUSLegislação:
- Código de Ética da Fonoaudiologia.
Acesso em: http://www.fonoaudiologia.org.br/paginas_internas/pdf/codeport.pdf
- Código de Processo Disciplinar. Conselho Federal de Fonoaudiologia.
Acesso em: http://www.fonoaudiologia.org.br/paginas_internas/pdf/CPD_.pdf
Conhecimentos Específicos:
- Ética: legislação e código de ética
- Voz: anatomia e fisiologia, tratamento das disfonias em crianças, adultos e terceira idade, saúde vocal.
- Disfagias: Patologias específicas, reabilitação das disfagias mecânicas e neurológicas, intervenção e
prevenção, atuação com cirurgias de cabeça e pescoço.
- Gagueira: prevenção e intervenção.Linguagem : aquisição e desenvolvimento da linguagem oral e
escrita. Distúrbios gerais da linguagem oral, transtornos e distúrbios de aprendizagem, incluindo
dislexia, discalculia, e outros.
- Patologias correlacionadas, autismo, síndromes.
- Audiologia: reabilitação de surdos crianças, adultos e terceira idade, fisiologia e anatomia da audição ,
habilitação e reabilitação dos distúrbios da audição, processamento auditivo central, patologias
otoneurologicas,reabilitação vestibular.
- Motricidade oral, anatomofisiologia e do órgãos Fono articulatorios , bem como a reabilitação e
intervenções no sistema estomatognatico: respiração, deglutição e fala. Métodos de intervenção
terapêutica dos transtornos de motricidade oral.
Referência Bibliográfica:
- PINHO, Silvia Maria Rebelo Pinho. Fundamentos em Fonoaudiologia - Tratando os distúrbios da
voz. Editora Guanabara Koogan - 1998.
- PINHO, Silvia Maria Rebelo Pinho/ PONTES, Paulo. Músculos Intrínsecos da Laringe e Dinâmica
Vocal; Editora Reinvinter 2008;
- BAPTISTA, C. R. , BOSA C. Autismo e educação: reflexões e propostas de intervenção. Porto
Alegre: Artmed, 2002.
- FREIRE, R. M. A linguagem como processo terapêutico - sócio-construtivismo: interações
eficazes. São Paulo: Plexus, 1997.
- HAGE, S. R. de V. Avaliando a Linguagem na Ausência da Oralidade: estudos psicolinguísticos.
Bauru, SP, EDUSC, 2001.
- JAKUBOVICZ, R. & BARROS, C. M. Exercícios práticos para habilitação e reabilitação da
linguagem. Rio de Janeiro: Revinter, 1999.
- JAKUBOVICZ, R. & MEINBERG, R. Introdução à Afasia: Elementos para diagnóstico e terapia. Rio de Janeiro: Revinter, 1992.
- MURDOCH, B. E. Desenvolvimento da Fala e Distúrbios da Linguagem: Uma Abordagem
Neuroanatômica e Neurofisiológica. Rio de Janeiro: Revinter, 1997.
- RUSSO, I. P. Intervenção fonoaudiológica na terceira idade. Rio de Janeiro: Revinter, 1999.
- ALTMANN, E.B.C. Fissuras labiopalatinas. São Paulo: Pró-fono. Departamento Editorial, 1994.
- GANZALEZ, Nidia Zambrana Toledo; LOPES, Lucy Dalva. Fonoaudiologia e Ortopedia Maxilar na Reabilitação Orofacial. São Paulo: Santos, 1a edição, 2000.
- GUERRA,G.R. et al. Distúrbios de motricidade oral. IN: SACALOSKI, M. et al. Fonoaudiologia na escola. São Paulo: Lovise, 2000, Cap. 12
- JUNQUEIRA, Patricia. Amamentação, hábitos orais e mastigação -orientação, cuidados e dicas.
Rio de Janeiro: Revinter, 1999.
- MARCHESAN, Irene Queiroz; ZORZI, Jaime Luiz; GOMES, Ivana C. Dias. Tópicos em Fonoaudiologia volume III. São Paulo: Lovise, 1996.
- MARCHEZAN, Irene Queiroz. Fundamentos em Fonoaudiologia - aspectos clínicos da motricidade oral. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan AS, 1998.
- SCHOCHAT, E. - Processamento Auditivo. Editora Lovise. São Paulo, 1996.
- PEREIRA, LD & SCHOCHAT, E. - Processamento Auditivo Central - Manual de Avaliação.
Editora Lovise, São Paulo, 1997.
- FERRAZ, M.C. Manual Prático de Motricidade Oral: Avaliação e Tratamento. Rio de Janeiro, 5º edição, ed. Revinter: 2001.
- FURKIN, A. M. & SILVA, R,G. Programas de Reabilitação em Disfagias Neurogênicas. São Paulo, ed. Frôntis editorial: 1999.
- MACHADO, A. Neuroanatomia Funcional. São Paulo, ed. Atheneu: 1993.p. 250 -253.
- Azevedo, M. F.; Vieira, R. M. e Vilanova, L. P. C. - Desenvolvimento auditivo de crianças normais e de alto risco. Plexus, 1995.
- BRITO, Lucinda Ferreira. Integração Social & Educação de Surdos. Babel editora, 1993.
- BOSCH, M. J. Fonoaudiologia e Escola. In: PEÑA-CASANOVA e col. Manual de Fonoaudiologia. 2ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.
Conhecimentos Específicos e Legislação

Terapeuta Ocupacional

Legislação:
- LEI 8.080 19 DE SETEMBRO DE 1990 que dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes. Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8080.htm
- LEI 8.142 28 DE DEZEMBRO DE 1990 que dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde.
Acesso em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/l8142.htm
Conhecimentos Específicos:
- Aspectos Gerais da psicopatologia.
- Avaliação do paciente e funções psíquicas alteradas.
- As grandes síndromes psiquiátricas.
- Modelos de Terapia Ocupacional.
- Processo avaliativo em Terapia Ocupacional.
- Atividades e recursos terapêuticos.
- Análise de atividade.
- Considerações gerais sobre vínculo terapêutico.
- Considerações gerais sobre grupos terapêuticos com pacientes portadores de doença mental.
- A reforma psiquiátrica no Brasil.
- Mecanismos de defesa; transferência e contratransferência; relação terapêutica.
Referência Bibliográfica:
- DALGALARRONDO P. Psicopatologia e Semiologia dos Transtornos Mentais. 2 ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2008.
- KAPLAN & SADOCK - Tratado de Psiquiatria. Artmed. 3 vols.
- ROSA, B Terapia Ocupacional Campinas: Papirus, 2001.
- NEISTANDT, ME, CREPEAU, EB Willard & Spackman Terapia Ocupacional 9ª ed Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2002
- HAGEDORN, R Fundamentos da prática em Terapia Ocupacional Dynamis Editorial, SP, 1999 CAVALCANTI, Alessandra, SALVÃO, Claudia (Org) Terapia Ocupacional - Fundamentação & Prática Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan, 2007.- HAGEDORN, Rosemary Ferramentas para a Prática em Terapia Ocupacional: Uma Abordagem Estruturada aos Conhecimentos e Processos Centrais São Paulo: Editora Roca 2007.
- DE ANDRADE, Érima. O Terapeuta Ocupacional como agente da saúde Mental. 1ª Edição. 2010.
Conhecimentos Específicos e Legislação
Professor Adjunto PEB II Ciências
Conteúdos Específicos:
- Concepção e Ensino de Ciências no Ensino Fundamental.
- Práticas Pedagógicas para o Ensino de Ciências.
- A Ciência como produção humana.
- Conceitos específicos da área: ecossistema, sustentabilidade, biodiversidade, natureza, ambiente, ecologia, tecnologia, nanotecnologia, biotecnologia. Noções de legislação ambiental.
- Educação Ambiental e problemas atuais.
- Seres Vivos e Ambiente.
- Conteúdos de Ciências para o Ensino Fundamental.
- Princípios e Fundamentos dos Parâmetros Curriculares Nacionais.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental - Introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - Temas Transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - Ciências Naturais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- DIMENSTEIN, Gilberto. O mistério das bolas de gude. Histórias de humanos quase invisíveis. Campinas, SP: Papirus, 2006.
- BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
Conhecimentos Específicos e Legislação
Professor Adjunto PEB II Arte
Conteúdos Específicos:
- História da Arte.
- A Arte e a Educação no Brasil.
- Diversidade cultural no ensino e na prática da Arte.
- A Arte em suas diferentes manifestações: artes visuais, dança, música e teatro.
- Conteúdos de Arte para o Ensino Fundamental.
- Princípios e Fundamentos dos Parâmetros Curriculares Nacionais.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental - Introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - Temas Transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - Arte. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- FERREIRA, Sueli. O Ensino das Artes - construindo caminhos. Campinas, SP: Papirus, 2001. HOLM, Anna Marie. Fazer e Pensar Arte. SP: Museu de Arte Moderna, MAM de São Paulo, 2005.
Conhecimentos Específicos e Legislação

Professor Adjunto PEB II Geografia

Conteúdos Específicos:
- Natureza e Sociedade - sistemas naturais e influência humana.
- O espaço geográfico brasileiro e mundial.
- Globalização e geopolítica.
- Princípios e conteúdos do ensino de Geografia no Ensino Fundamental.
- Noções cartográficas.
- Princípios e Fundamentos dos Parâmetros Curriculares Nacionais.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental - Introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - Temas Transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - Geografia. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- DIMENSTEIN, Gilberto. O mistério das bolas de gude. Histórias de humanos quase invisíveis.
Campinas, SP: Papirus, 2006.
BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
Conhecimentos Específicos e Legislação
Professor Adjunto PEB II História
Conteúdos Específicos:
- O Processo de ensino e aprendizagem de História no Ensino Fundamental.
- Conhecimentos Históricos, História do Brasil, História das Américas, História do Mundo Ocidental e História Africana, afro-brasileira e indígena.
. Princípios e conteúdos do ensino de História no Ensino Fundamental.
- Documentação Histórica.
- Princípios e Fundamentos dos Parâmetros Curriculares Nacionais.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental - Introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - Temas Transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - História. Brasília: MEC/SEF, 1998.
BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
Conhecimentos Específicos e Legislação

Professor Adjunto PEB II - Inglês

Professor Educação Básica II - Inglês

Conteúdos Específicos:
- Ensino da Língua Estrangeira, Metodologia e Aprendizagem.
- Proposta Curricular de Língua Estrangeira.
- O Ensino de Inglês e os processo de comunicação.
- Construção da leitura e da escrita em Língua Estrangeira.
- O Mundo multilíngue e multicultural em que vivemos.
- Conteúdos de Inglês para o Ensino Fundamental. Princípios e Fundamentos dos Parâmetros Curriculares Nacionais.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental - Introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - Temas Transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - Língua Estrangeira. Brasília: MEC/SEF, 1998.
SÃO PAULO. Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. Proposta Curricular do Estado de São Paulo: Inglês. São Paulo: SEE, 2008.
Conhecimentos Específicos e Legislação

Professor Adjunto PEB II Matemática

Conteúdos Específicos:
- O professor e o saber matemático.
- Aprender e ensinar matemática no Ensino Fundamental.
- Resolução de problemas e aprendizagem matemática.
- Teoria Cognitiva e Aprendizagem Significativa. Conteúdos matemáticos para o Ensino Fundamental.
- Princípios e Fundamentos dos Parâmetros Curriculares Nacionais.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental - Introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - Temas Transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - Matemática. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- MOREIRA, Marco Antonio; MASINI, Elcie F. Salzano. Aprendizagem Significativa. A teoria de David Ausubel. São Paulo: Centauro, 2001.
- LORENZATO, Sergio. Para Aprender Matemática. Campinas, SP: Autores Associados, 2006.
FIORENTINI, Dario.; CRISTOVÃO, Elaine Matesco. Histórias e Investigações de/em Aulas de Matemática. Campinas, SP: Alínea, 2006.
Conhecimentos Específicos e Legislação
Professor Educação Física
Atividades Melhor Idade
Conteúdos Específicos:
- A história da Educação Física e sua função social e escolar.
- Desenvolvimento Infantil e desenvolvimento humano.
- Metodologia para o ensino de Educação Física.
- Prática esportiva e qualidade de vida.
- Nutrição e saúde.
- Teoria do Envelhecimento.
- Alterações Estruturais e Celulares no Envelhecimento.
- Atividade Física e o Idoso.
- Treinamento Aeróbico e o Envelhecimento.
- Flexibilidade e o Envelhecimento.
- Idoso, Osteoporose e Atividade Física.
- Idoso, Hipertensão e Qualidade de Vida.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
- FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como Prática Corporal. São Paulo:
Scipione, 2003.
- MOREIRA, Wagner Wey (org.). Século XXI - A Era do Corpo Ativo. Campinas: SP, 2006.
- OKUMA, Silene Sumire. O idoso e a atividade física: fundamentos e pesquisa. Campinas, SP: Papirus, 1998.
- PORTO, Jeferson Corrêa. Longevidade: atividade física e envelhecimento. Maceió: EDUFAL, 2008.
- SABA, Fabio. Mexa-se: atividade física, saúde e bem-estar. SP: Takano Editora, 2003.
- SPIRDUSO, Waneen. Dimensões Físicas do Envelhecimento. Barueri, SP: Manole, 2005.
Conhecimentos Específicos e Legislação Professor Educação Física
Basquetebol
Conteúdos Específicos:
. A história da Educação Física e sua função social e escolar.
. Desenvolvimento Infantil e desenvolvimento humano.
. Metodologia para o ensino de Educação Física.
. Prática esportiva e qualidade de vida.
. Nutrição e saúde.
. Histórico e origem do Basquetebol.
. Características do Basquetebol.
. Normas e regras do Basquetebol.
. Benefícios adquiridos com a prática.
. Manejo de Bola, modo de segurar e recepção da bola.
. Passes: Peito, ombro, acima da cabeça, picado, baixo, gancho.
. Dribles: Alto e baixo.
. Rebotes: Defensivo e Ofensivo.
. Arremesso: Bandeja.
. Arremessos: Peito, Parado, Gancho, Jump.
. Defesa por Zona.
. Sistema Ofensivo contra defesa zona.
. Jogo Dirigido: treinamento básico e especifico.
. Jogo Dirigido: Com observações de técnicas e táticas.
. Competições nacionais e internacionais.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
. BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO,
Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
. DARIDO, Suraya Cristina; SOUZA Jr., Osmar Moreira de. Para Ensinar Educação Física. Campinas,
SP: Papirus, 2007.
. DUARTE, Orlando. História dos Esportes. SP: SENAC, 2003.
. FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como Prática Corporal. São Paulo:
Scipione, 2003.
. MOREIRA, Wagner Wey (org.). Século XXI - A Era do Corpo Ativo. Campinas: SP, 2006.
. RUBIO, Katia (org.). Psicologia do Esporte Aplicada. SP: Casa do Psicólogo, 2003.
. TENROLLER, Carlos Alberto.; MERINO, Eduardo. Métodos e Planos para o Ensino dos Esportes.
Canoas: Ed. ULBRA, 2006.
Conhecimentos Específicos e
Legislação
Professor Educação Física
Futebol
Conteúdos Específicos:
. A história da Educação Física e sua função social e escolar.
. Desenvolvimento Infantil e desenvolvimento humano.
. Metodologia para o ensino de Educação Física.
. Prática esportiva e qualidade de vida.
. Nutrição e saúde.
. História do Futebol.
. As regras do Futebol.
. A prática do Futebol.
. Técnica do Futebol.
. Hidratação no Futebol.
. Futebol Feminino.
. A Copa do Mundo.
. Campeonato Brasileiro.
. Competições Esportivas de Futebol.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
. BARROS, Turibio Leite de ; GUERRA, Isabela. Ciencia do Futebol. Barueri, SP: Manoel, 2004.
. BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
. DARIDO, Suraya Cristina; SOUZA Jr., Osmar Moreira de. Para Ensinar Educação Física. Campinas, SP: Papirus, 2007.
- FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como Prática Corporal. São Paulo: Scipione, 2003.
- MOREIRA, Wagner Wey (org.). Século XXI - A Era do Corpo Ativo. Campinas: SP, 2006.
- TENROLLER, Carlos Alberto.; MERINO, Eduardo. Métodos e Planos para o Ensino dos Esportes. Canoas: Ed. ULBRA, 2006.
- VOSER, Rogério da Cunha. Futebol: história, técnica e treino do goleiro. Porto alegre: EDIPUCRS, 2006.
Conhecimentos Específicos e Legislação Professor Educação Física
Futebol de Salão
Conteúdos Específicos:
- A história da Educação Física e sua função social e escolar.
- Desenvolvimento Infantil e desenvolvimento humano.
- Metodologia para o ensino de Educação Física.
- Prática esportiva e qualidade de vida.
- Nutrição e saúde.
- História do Futsal.
- As origens do Futsal.
- O Futsal nas escolas.
- Os campeonatos de Futsal.
- As regras do Futsal.
- A história, a técnica e a tática do Futsal.
- Fundamentos táticos do Futsal.
- Ataque e contra ataque no Futsal.
- A ética no esporte.
- Aspectos pedagógicos das atividades físico-desportivas aplicadas à criança.
- Os métodos mais utilizados para o ensino do Futsal.
- Planejamento das aulas de Futsal.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
- FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como Prática Corporal. São Paulo: Scipione, 2003.
- MOREIRA, Wagner Wey (org.). Século XXI - A Era do Corpo Ativo. Campinas: SP, 2006.
- VIEIRA, Silva; FREITAS, Armando. O que é Futsal. História, Regras e Curiosidades. RJ: Casa da Palavra: COB, 2007.
- VOSER, Rogério da Cunha. Futsal: princípios, técnicas e táticas. Canoas: Ed ULBRA, 2003.
- TENROLLER, Carlos A. Futsal: Ensino e Prática. Canoas: Ed. ULBRA.
- TENROLLER, Carlos Alberto.; MERINO, Eduardo. Métodos e Planos para o Ensino dos Esportes.
Canoas: Ed. ULBRA, 2006.
Conhecimentos Específicos e Legislação Professor Educação Física
Ginástica Artística
Conteúdos Específicos:
- A história da Educação Física e sua função social e escolar.
- Desenvolvimento Infantil e desenvolvimento humano.
- Metodologia para o ensino de Educação Física.
- Prática esportiva e qualidade de vida.
- Nutrição e saúde.
- A história da ginástica.
- Movimento e ginástica.
- Ginástica como ferramenta operativa: desenvolvimento corporal, do movimento e das noções de tempo, espaço e objeto.
- Concepção das ginásticas.
- Diversidade na ginástica.
- Normas e regras em ginástica artística.
. Fundamentos da ginástica artística.
- Ginástica Artística de Solo.
- Aparelhos masculinos e femininos.
- Regulamentação e regras da ginástica artística.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
- DALLO, Alberto R. A Ginástica como Ferramenta Pedagógica: o movimento como agente de formação. SP: USP, 2007.
- FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como Prática Corporal. São Paulo: Scipione, 2003.
- MOREIRA, Wagner Wey (org.). Século XXI - A Era do Corpo Ativo. Campinas: SP, 2006.
- VIEIRA, Silva; FREITAS, Armando. O que é Ginástica Artística. História, Regras e Curiosidades. RJ:
Casa da palavra: COB, 2007..
Conhecimentos Específicos e

Legislação Professor Educação Física

Ginástica Rítmica

Conteúdos Específicos:
- A história da Educação Física e sua função social e escolar.
- Desenvolvimento Infantil e desenvolvimento humano.
- Metodologia para o ensino de Educação Física.
- Prática esportiva e qualidade de vida.
- Nutrição e saúde.
- A história da ginástica.
- Movimento e ginástica.
- Ginástica como ferramenta operativa: desenvolvimento corporal, do movimento e das noções de tempo, espaço e objeto.
- Concepção das ginásticas.
- Diversidade na ginástica.
- Fundamentos da ginástica rítmica.
- Ginástica rítmica popular.
- Elementos corporais fundamentais da ginástica rítmica.
- Manejo dos aparelhos oficiais da ginástica rítmica.
- Regulamentação da ginástica rítmica.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
- DALLO, Alberto R. A Ginástica como Ferramenta Pedagógica: o movimento como agente de formação. SP: USP, 2007.
- FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como Prática Corporal. São Paulo: Scipione, 2003.
- MOREIRA, Wagner Wey (org.). Século XXI - A Era do Corpo Ativo. Campinas: SP, 2006.
- VIEIRA, Silva; FREITAS, Armando. O que é Ginástica Artística. História, Regras e Curiosidades. RJ: Casa da Palavra, COB, 2007..
Conhecimentos Específicos e Legislação Professor Educação Física
Handball
Conteúdos Específicos:
- A história da Educação Física e sua função social e escolar.
- Desenvolvimento Infantil e desenvolvimento humano.
- Metodologia para o ensino de Educação Física.
- Prática esportiva e qualidade de vida.
- Nutrição e saúde.
- História do handball.
- Técnicas no handball.
- Manejo do corpo e da bola.
- Recepção.
. Passe.
- Arremesso.
- Defesa, ataque e contra-ataque.
- Dribles.
- Bloqueio.
- Goleiro.
- Cruzamentos.
- Arbitragem.
- Regras do jogo de handball.
- Competições.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
- FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como Prática Corporal. São Paulo: Scipione, 2003.
- MOREIRA, Wagner Wey (org.). Século XXI - A Era do Corpo Ativo. Campinas: SP, 2006.
- TENROLLER, Carlos Alberto.; MERINO, Eduardo. Métodos e Planos para o Ensino dos Esportes. Canoas: Ed. ULBRA, 2006.
- VIEIRA, Silvia; FREITAS, Armando. O que é handebol. História, Regras e Curiosidades. RJ: Casa da Palavra: COB, 2007.
Conhecimentos Específicos e

Legislação

Professor Educação Física

Natação

Conteúdos Específicos:
- A história da Educação Física e sua função social e escolar.
- Desenvolvimento Infantil e desenvolvimento humano.
- Metodologia para o ensino de Educação Física.
- Prática esportiva e qualidade de vida.
- Nutrição e saúde. História da Natação.
- Modalidades/ Estilos de nado.
- Competições.
- Normas e regras na natação esportiva.
- Vocabulário específico da natação.
- Piscina e equipamentos.
- Aquecimento.
- Natação, psicomotricidade e desenvolvimento.
- Princípios gerais do treinamento fundamental de natação: adaptação, sobrecarga, progressão, especificidade.
- Flutuação.
- Respiração.
- Movimentos básicos.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:

- BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
- DAMASCENO, Leonardo Graffius. Natação - Psicomotricidade e Desenvolvimento. Campinas, SP: Autores Associados, 1997.
- FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como Prática Corporal. São Paulo: Scipione, 2003.
- MOREIRA, Wagner Wey (org.). Século XXI - A Era do Corpo Ativo. Campinas: SP, 2006.
- THOMAS, David G. Natação - Etapas para o sucesso. SP: Manole, 1999.
- VIEIRA, Silvia; FREITAS, Armando. O que é Natação. História, Regras e Curiosidades. RJ: Casa da Palavra: COB, 2006.

Conhecimentos Específicos e Legislação Professor Educação Física
Tênis de Mesa
Conteúdos Específicos:
- A história da Educação Física e sua função social e escolar.
- Desenvolvimento Infantil e desenvolvimento humano.
- Metodologia para o ensino de Educação Física.
- Prática esportiva e qualidade de vida.
- Nutrição e saúde.
- Historia do tênis de mesa.
- Regras do tênis de mesa.
- Movimentos e estratégias no tênis de mesa.
- Competições.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
- FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como Prática Corporal. São Paulo: Scipione, 2003.
- MOREIRA, Wagner Wey (org.). Século XXI - A Era do Corpo Ativo. Campinas: SP, 2006.
Conhecimentos Específicos e Legislação Professor Educação Física
Voleibol
Conteúdos Específicos:
- A história da Educação Física e sua função social e escolar.
- Desenvolvimento Infantil e desenvolvimento humano.
- Metodologia para o ensino de Educação Física.
- Prática esportiva e qualidade de vida.
- Nutrição e saúde.
- Conteúdos da Educação Física para o Ensino Fundamental.
- Princípios e Fundamentos dos Parâmetros Curriculares Nacionais.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
- FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como Prática Corporal. São Paulo: Scipione, 2003.
- MOREIRA, Wagner Wey (org.). Século XXI - A Era do Corpo Ativo. Campinas: SP, 2006.
- VIEIRA, Silvia; FREITAS, Armando. O que é Vôlei. História, Regras e Curiosidades. RJ: Casa da Palavra: COB, 2007.
- TENROLLER, Carlos Alberto.; MERINO, Eduardo. Métodos e Planos para o Ensino dos Esportes.
Canoas: Ed. ULBRA, 2006.
Conhecimentos Específicos e Legislação Professor Educação Física
Xadrez e Damas
Conteúdos Específicos:
- A história da Educação Física e sua função social e escolar.
- Desenvolvimento Infantil e desenvolvimento humano.
- Metodologia para o ensino de Educação Física.
- Prática esportiva e qualidade de vida.
- Nutrição e saúde.
- Regras dos jogos de damas e xadrez.
- O xadrez, a dama e a educação.
- Movimentação da peças e estratégias do jogo de xadrez e do jogo de damas.
- O jogo de xadrez e o jogo de damas na Educação matemática.
- Xadrez, Damas e raciocínio lógico.
- Estratégias de jogo.
- Competições.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BECKER, Idel. Manual de Xadrez. SP: Nobel, 2002.
- BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
. FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como Prática Corporal. São Paulo: Scipione, 2003.
- KLEIN, Ednan C. Xadrez: a guerra mágica. Canoas: Ed ULBRA, 2003.
- MOREIRA, Wagner Wey (org.). Século XXI - A Era do Corpo Ativo. Campinas: SP, 2006.
Conhecimentos Específicos e Legislação
Professor de Teatro
Conteúdos Específicos:
- Princípios Pedagógicos do Teatro.
- O ensino do Teatro.
- Linguagem Teatral.
- Jogo Teatral.
- Interpretação.
- Espaço cênico.
- Elementos cenográficos.
- Ritmo, projeção de voz e movimento corporal.
- Construção corporal de personagens.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- CARREIRA, André; CABRAL, Biange; RAMOS, Luiz Fernando; FARIAS, Sérgio Coelho (org.). Metodologia de Pesquisa em Artes Cênicas. RJ: 7Letras, 2006.
- JAPIASSU, Ricardo Ottoni Vaz. Metodologia do ensino de teatro. Campinas, SP: Papirus, 2001.
- JAPIASSU, Ricardo Ottoni Vaz. A linguagem teatral na escola. Campinas.SP: Papirus, 2007.
Conhecimentos Específicos e Legislação

Professor de Educação Física

Conteúdos Específicos:
- A história da Educação Física e sua função social e escolar.
- Desenvolvimento Infantil e desenvolvimento humano.
- Metodologia para o ensino de Educação Física.
- Prática esportiva e qualidade de vida.
- Nutrição e saúde.
- Conteúdos da Educação Física para o Ensino Fundamental.
- Princípios e Fundamentos dos Parâmetros Curriculares Nacionais.
Sugestão de Bibliografia e Publicações Institucionais:
- BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental - Introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - Temas Transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- . Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro quarto ciclos do Ensino Fundamental - Educação Física. Brasília: MEC/SEF, 1998.
- BUSQUETS, Maria D.; CAINZOS, Manoel; FERNÁNDEZ, Teresa; LEAL, Aurora; MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva. Temas Transversais em Educação. São Paulo: Ática, 1998.
- DARIDO, Suraya Cristina. Para ensinar Educação Física: Possibilidades de intervenção na escola. SP: Papirus, 2007.
- FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como Prática Corporal. São Paulo: Scipione, 2003.
- GAMBOA, Sílvio Sánchez. Epistemologia da Educação Física: as inter-relações necessárias. Maceió: EDUFAL, 2007.
- MARCO, Ademir de (org.). Educação Física: Cultura e sociedade. Campinas: SP: Papirus, 2006.
- MATTHIESEN, Sara Quenzer. Atletismo: se aprende na escola. Jundiaí, SP: Editora Fontoura, 2004.
- MOREIRA, Wagner Wey (org.). Século XXI - A Era do Corpo Ativo. Campinas: SP, 2006.
- RUBIO, Katia (org.). Psicologia do Esporte Aplicada. SP: Casa do Psicólogo, 2003.
- SANTOS, Edmilson Santos dos. Olho mágico: o cotidiano, a debate e a crítica em educação física escolar. Canoas: Ed. ULBRA, 2001.

 

Cargo: Ensino Superior - Advogado
Direito Constitucional- Conceito. Tipos de Constituição. Elementos. Interpretação e Integração da Constituição. Reforma da
Constituição. Supremacia da Constituição. Controle de Constitucionalidade das leis e atos normativos. Modalidades: difuso e concentrado. Inconstitucionalidade face à Constituição Estadual. O município na Constituição Federal e na Constituição Estadual. Princípios de organização e competências municipais. Lei Orgânica do Município. Constituição Federal de 1988 e suas emendas: a) Dos princípios
fundamentais; b) Dos Direitos e Garantias Fundamentais; c) Da Organização do Estado; d) Da Organização dos Poderes; e) Da Defesa do Estado e das Instituições Democráticas; f) Da Tributação e do Orçamento; g) Da Ordem Econômica e Financeira; h) Da Ordem Social; i) Das Disposições Constitucionais Gerais e Ato das Disposições Constitucionais Transitórias. Mandado de Segurança e Ação Popular.
Direito Tributário- Tributo: conceito, classificação, espécies e preço público. Princípios gerais do direito tributário. Código Tributário Nacional. Sistema Constitucional Tributário - poder de tributar - competência tributária - princípios constitucionais - repartição de receitas. Legislação tributária - vigência no tempo e no espaço - aplicação - hermenêutica tributária - interpretação e integração. Obrigação Tributária - hipótese de incidência e fato imponível - elementos - sujeição passiva - responsabilidade tributária. Crédito Tributário - conceito - natureza jurídica - características - efeitos - constituição - modalidades de lançamento e alterabilidade. Suspensão da Exigibilidade do Crédito - moratória - depósito do montante integral - reclamações e recursos - mandado de segurança. Extinção do Crédito Tributário - pagamento - consignação em pagamento - compensação - transação - remissão - conversão do depósito em renda - pagamento antecipado e homologação do autolançamento - decisão administrativa - decisão judicial - decadência - prescrição. Exclusão do Crédito Tributário - isenção - anistia - institutos afins. Garantias e privilégios do Crédito Tributário - preferência - cobrança judicial - concurso de credores - falência - recuperação judicial e extrajudicial - inventário ou arrolamento - liquidação de sociedade - dívida ativa - certidão negativa. Imposto Municipal sobre Serviços (ISS). Fato gerador e base cálculo. Sujeito ativo e sujeito passivo. Conceito de serviço. Serviços compreendidos na competência municipal. Contribuição de Melhoria. ITBI. IPTU e TAXAS.
Direito Administrativo- Conceito - princípios explícitos e implícitos. - Administração Pública - atividade e estrutura
administrativa - princípios básicos da Administração - poderes e deveres do administrador público - uso e abuso do poder - organização administrativa brasileira. Poderes administrativos - vinculado -

discricionário - hierárquico - disciplinar e de polícia - Processo Disciplinar Administrativo. Atos administrativos - conceito - atributos - classificação - espécies - anulação e revogação. Licitação e contratos. Serviços públicos - administração direta e administração indireta - serviços delegados - convênios e consórcios. Servidores Públicos - regime jurídico - direito - deveres - responsabilidades. - Domínio público - terras e águas públicas - jazidas, florestas, fauna - espaço aéreo - proteção ambiental - tombamento. Intervenção na propriedade (desapropriação, requisição, servidão administrativa, ocupação temporária e limitação administrativa) - social da propriedade. Intervenção no domínio econômico - repressão ao abuso do poder econômico. Controle da Administração Pública - administrativo - legislativo - controle externo do cargo do Tribunal de Contas - controle de legalidade e Fazenda Pública em juízo. Responsabilidade Civil do Estado. Mandado de Segurança. Ação Civil Pública. Ação por Improbidade Administrativa. Ação Popular.

Direito Civil- Lei - interpretação, eficácia temporal (retroatividade e irretroatividade). Pessoas - identificação,
personalidade, estado, capacidade, incapacidade, representação, assistência, pessoas naturais, pessoas jurídicas, registro, domicílio. Bens Públicos. Ato jurídico. Prescrição e decadência. Direitos reais - posse, propriedade, servidão, enfiteuse. Direitos reais de garantia. Obrigações - modalidades, cláusula penal, extinção, inexecução, juros, correção monetária. Pagamento - sujeitos, objeto, tempo e lugar, mora, pagamento indevido. Formas de pagamento - consignação, sub-rogação, ação em pagamento,
compensação, novação, transação. Contrato - normas gerais e classificação - compra e venda - empréstimo - mandato - locação. Responsabilidade civil.
Direito Processual- Princípios gerais do Direito Processual - fontes - eficácia da lei processual. Jurisdição - conceito - princípios - espécies - limites. Competência - espécies - perpetuação - modificações - incompetência - conflito de competência. Ação - conceito - teoria - condições - classificação - elementos - cumulação de ações. Processo e procedimento - conceito - princípios - espécies - procedimentos sumário e ordinário - pressupostos processuais - formação, suspensão e extinção do processo. Sujeitos da relação processual - o juiz - órgãos auxiliares - partes - capacidade - representação - substituição processual - litisconsórcio e suas espécies - assistência - intervenção de terceiros. - Atos processuais - forma - tempo - lugar - prazo - comunicação - nulidades. - Petição inicial - pedido, formas - causa de pedir - modificações do pedido - indeferimento da inicial. - Resposta do réu - contestação - exceções - reconvenção - revelia. Providências preliminares e julgamento conforme o estado do processo. A prova -espécies - objeto - ônus - valoração. Sentença e coisa julgada - estrutura, requisitos, classificação e defeitos da sentença. Recursos - generalidades - duplo grau - pressupostos - recurso adesivo - apelação - agravo - embargos de declaração - embargos infringentes - representação e correição. Processo de execução. Execuções especiais: execução fiscal - execução de título extrajudicial - execução contra a Fazenda Pública. Processo cautelar - estrutura - espécies - liminar - peculiaridades - execução - recurso. Procedimentos especiais de jurisdição contenciosa: ação de consignação em pagamento - ação de depósito - ação de anulação e substituição de títulos ao portador - ação de prestação de contas - ações possessórias - embargos de terceiro - habilitação - restauração de autos - ação monitória. Mandado de segurança - ação popular - ação civil pública - desapropriação - usucapião.

 

Cargo: Ensino Superior - Médico
Política de Saúde- Sistema Único de Saúde. Legislação do SUS - Sistema Único de Saúde: princípios, diretrizes e normas; conjuntura atual da saúde no Brasil; modelos e estratégias de atenção à saúde.
- Estatística aplicada à saúde coletiva: classificação das variáveis; medidas de tendência central e de dispersão; distribuição de frequências; interpretação de gráficos e tabelas; índices, razões, proporções e coeficientes.
- Epidemiologia: conceitos fundamentais; mensuração da morbimortalidade; indicadores de saúde; Epidemias e endemias.
- Epidemiologia das doenças infecciosas: conceitos fundamentais do processo de transmissão de doenças relativos ao agente, hospedeiro e ambiente; Vigilância, prevenção e controle de doenças transmissíveis.
- Vigilância epidemiológica: conceitos fundamentais; etapas do processo de trabalho; níveis de prevenção.
- Vacinação: fundamentos básicos da imunização; tipos de agentes imunizantes; programa nacional de imunização; calendário vacinal; planejamento e reações adversas; avaliação de eficácia e cobertura vacinal. Epidemiologia aplicada à administração e ao planejamento dos serviços de saúde: enfoque de risco; diagnóstico sanitário; estabelecimento de prioridades; avaliação de programas; serviços e sistemas locais de saúde.
- Planejamento e gestão em saúde; aspectos históricos do planejamento em saúde no Brasil; métodos de planejamento e programação em saúde; parâmetros gerais para cálculo de recursos; gestão de recursos humanos. Programas de saúde; criança; mulher; adolescente; idoso; controle de hipertensão e diabetes; saúde bucal; DST-AIDS; tuberculose; hanseníase e saúde mental.
Clínica Médica- Relação médico-paciente.
- Código de Ética Médica.
- Cuidados preventivos de saúde.
- Prontuário Médico.
- Vacinação.
- Enfermidades do estômago e do esôfago (Síndromes dispépticas. Úlcera péptica. Gastrites.
Esofagites de refluxo).
- Enfermidades dos intestinos (Transtornos diarréicos. Cólon Irritável. Parasitoses Intestinais).
- Enfermidades do Pâncreas comuns na prática clínica.
- Enfermidades do fígado e vias biliares (Cirrose. Hepatite. Colecistopatias.)
- Enfermidades do aparelho circulatório (Cardiopatia Isquêmica. Infarto agudo do miocárdio. Insuficiência Cardíaca. Arritmias. Cardiopatias oro-valvulares. Arteriosclerose. Hipertensão Arterial. Cor Pulmonale. Insuficiência Venosa. Insuficiência Arterial Periférica. Tromboflebite).
- Enfermidades Respiratórias (Insuficiência Respiratória. Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica. Asma Brônquica. Enfisema. Pneumonias. Tuberculose Pulmonar. Pleurites).
- Enfermidades dos rins e vias urinárias (Litíase renal. Infecção Urinária. Cistites).
- Enfermidades do Sistema Nervoso Central (Acidentes Vasculares Cerebrais. Doença de Parkinson. Meningites. Epilepsia. Vertigens. Cefaléias).
- Enfermidades Hematológicas (Anemias. Leucemias).
- Enfermidades Metabólicas e Endócrinas (Diabetes Mellitus. Hipertireoidismo.
Hipotireoidismo. Hipoglicemias. Obesidade. Gota. Dislipidemias. Hiopovitaminoses. Desnutrição).
- Doenças infecciosas e doenças sexualmente transmissíveis (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. Hanseníase. Cólera. Raiva. Leptospirose. Dengue. Rubéola. Tétano. Parotidite. Estreptococcias. Estafilococcia. Sinusite. Amigdalite).
- Enfermidades Reumáticas (Artrite Reumatóide. Febre reumática. Lupus Eritematoso Sistêmico. Osteoporose. Osteoartrose. Bursites. Lombalgias. Lesões por Esforços Repetidos).
- Enfermidades Dermatológicas (Micoses de pele. Dermatites. Eczema. Urticária. Escabiose. Pediculose).
- Enfermidades psiquiátricas (Ansiedade. Depressão).
- Enfermidades comuns na infância (Esquema básico de imunização. Negligência e maus tratos na infância).
- Alcoolismo e Tabagismo.
- Planejamento Familiar. Métodos contraceptivos. Aleitamento Materno.
- Atuação em Ginecologia: Gravidez, Parto, Puerpério.
- Atuação em Geriatria: envelhecimento normal e doenças da senilidade.
- Antibioticoterapia.
Conhecimentos Específicos - Cardiologista/SUSSemiologia cardiovascular. Métodos complementares em cardiologia. Insuficiência cardíaca congestiva: fisiopatologia, clínica, tratamento. Arritmias cardíacas, síncope, morte súbita: fisiopatologia, diagnóstico, tratamento, marcapassos. Hipertensão pulmonar, tromboembolismo pulmonar e cor pulmonale. Hipertensão arterial: fisiopatologia, diagnóstico, terapia. Cardiopatias congênitas em adultos e crianças. Valvopatias. Endocardite bacteriana. Dislipidemias.
Coronariopatia: fisiopatologia, angina estável e instável, infarto agudo do miocárdio. Cardiomiopatias. Tumores cardíacos, doenças do pericárdio, doenças da aorta. Avaliação préoperatória. Acometimento cardíaco por doenças reumatológicas, hematológicas, neurológicas. Gravidez e cardiopatia.
Conhecimentos Específicos - Cirurgião Vascular/SUSO exame clínico do paciente vascular. Métodos não invasivos no diagnóstico das doenças vasculares. Angiografias. Insuficiência arterial crônica das extremidades. Arteriopatias vasomotoras. Aneurismas. Síndromes do desfiladeiro cervical. Insuficiência vascular cerebral extra - craniana. Insuficiência vascular visceral. Pé diabético. Hipertensão renovascular. Doença tromboembólica venosa. Varizes dos membros inferiores. Insuficiência venosa crônica. Vasculites. Linfangite e erisipela. Linfedemas. Úlceras de perna. Angiodisplasias. Oclusões arteriais agudas. Trauma vascular. Terapêutica anticoagulante, fibrinolítica e antiplaquetária. Terapêutica vasodilatadora, hemorreológica e venotônica.
Conhecimentos Específicos - Clínico Geral/SUSEpidemiologia, fisiopatologia, diagnóstico, clínica, tratamento e prevenção das doenças cardiovasculares: insuficiência cardíaca, insuficiência coronariana, arritmias cardíacas, doenças reumáticas, aneurisma de aorta, insuficiência arterial periférica, tromboses venosas, hipertensão arterial, choque. Pulmonares: insuficiência respiratória aguda, bronquite aguda e crônica, asma, doença pulmonar obstrutiva crônica, pneumonias, tuberculose, tromboembolismo pulmonar, pneumopatia intersticial. Gastrointestinais: neoplasias do sistema digestivo, gastrite e úlcera péptica, colecistopatias, diarréia aguda e crônica, pancreatites, hepatites, insuficiência hepática, parasitoses intestinais, doenças intestinais, inflamatórias, doença diverticular do cólon. Renais: insuficiência renal aguda e crônica, glomerulonefrites, distúrbios hidroeletrolíticos e do sistema ácido/base, nefrolitíase, infecções urinárias.
Metabólicas e do Sistema Endócrino: hipovitaminoses, desnutrição, diabetes melito, hipotireoidismo, hipertireoidismo, doenças da hipófise e da adrenal. Reumatológicas: osteoartrose, osteoporose, doença de Paget, doença reumatóide, gota, lúpus eritematoso sistêmico, artrite infecciosa, doenças do colágeno. Neurológicas: coma, cefaléias, epilepsias, acidente vascular cerebral, meningites, neuropatias periféricas, encefalopatias. Psiquiátricas: alcoolismo, abstinência alcoólica, surtos psicóticos, pânico, depressão, reações agudas ao stress. Infecto-contagiosas: sarampo, varicela, rubéola, poliomielite, difteria, tétano, coqueluche, raiva, febre tifóide, hanseníase, doenças sexualmente transmissíveis, AIDS, doença de Chagas, esquistossomose, leishmaniose, leptospirose, malária, tracoma, estreptococcias, estafilococcias, febre maculosa, dengue, doença meningocócica, infecções por anaeróbios, toxoplasmose. Dermatológicas: escabiose, pediculose, dermatofitoses, eczema, dermatite de contato, onicomicoses, infecções bacterianas. Imunológicas: doença do soro, edema angioneurótico, urticária, anafilaxia. Ginecológicas: doença inflamatória pélvica, câncer ginecológico, leucorréia, câncer de mama, intercorrências no ciclo gravídico. Hematológicas: anemias, talassemias e neoplasias. Noções básicas de urgência/emergência na prática médica. A abordagem inicial ao paciente traumatizado. Identificação e tratamento do choque hemorrágico. Trauma cranioencefálico e raquimedular. Trauma de tórax. Trauma abdominal. Trauma de extremidades. Reanimação cardiorrespiratória-cerebral. Urgência e emergência hipertensiva. Infarto agudo do miocárdio. Arritmias cardíacas paroxísticas. Insuficiência cardíaca. Edema agudo de pulmão. Insuficiência respiratória. Pneumonias. Insuficiência renal aguda. Urgências urológicas: cólica nefrética, retenção urinária, hematúria e infecções. Hemorragia digestiva. Síndromes diarréicas agudas. A abordagem ao paciente etilista crônico nas urgências. Intoxicação alcoólica aguda. A abordagem ao paciente com abdome agudo. Ingestão de corpos estranhos. A abordagem ao paciente com descompensação hepática aguda. Meningites virais e bacterianas. Septicemias. Descompensações no paciente diabético. Acidente vascular encefálico. A abordagem ao paciente com crise convulsiva. Toxicologia: conduta geral nas intoxicações. Acidentes por animais peçonhentos. Choque séptico. Acesso vascular: indicações e técnicas. Distúrbios do equilíbrio ácido-básico: interpretação de gasometria arterial. Desequilíbrio hidroeletrolítico. Conduta quanto a ferimentos superficiais: indicação de sutura, antibioticoterapia, profilaxia antitetânica e anti-rábica. Doenças infecto-contagiosas: DST e AIDS. Sinusites, amigdalites, diagnóstico diferencial de hiperemias oculares. Doenças da pele e tecido celular subcutâneo: processos alérgicos agudos, abscessos. Ortopedia: avaliação inicial de fraturas; entorses; mialgias; lombalgias. Urgências em psiquiatria: avaliação inicial, síndrome de abstinência de álcool.
Conhecimentos Específicos - Médico do TrabalhoOrganização dos Serviços de Higiene e Medicina do Trabalho. Epidemiologia Aplicada a Saúde do Trabalhador. Bioestatística. Toxicologia Aplicada a Saúde do Trabalhador. Doenças relacionadas ao trabalho. Legislação relacionada à Saúde Ocupacional. Higiene do Trabalho. Segurança do Trabalho. Saúde e Saneamento do Meio. Fisiologia do Trabalho. Ergonomia do Trabalho. Processo saúde-doença e trabalho. Doenças profissionais (pneumocomioses, mielopatias ocupacionais, saturnismo e outras intoxicações por metais, intoxicações por agrotóxicos, patologias causadas pelo ruído, lesões por esforços repetitivos, dermatoses ocupacionais). Trabalho e desgaste operário. Trabalho e Saúde Mental. Vigilância em ambientes de trabalho. Epidemiologia e Saúde do Trabalhador. Comunicação de Acidente de Trabalho - Fundamentação legal e usos possíveis. Legislação - Tópicos específicos de saúde do trabalhador (Portaria n° 3.214. Ministério do Trabalho, Leis 8.080, 8.212 e 8.213 e Decreto n°2.172 de 05/03/97). Estruturação e serviços de saúde o trabalhador a nível municipal. Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO (Portaria n° 24/12/94). Saúde e Segurança no Trabalho (normas regulamentadoras - MTb). Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP). Redação de laudos (LTCAT)
Conhecimentos Específicos - Ginecologista/SUSGinecologia: Propedêutica Ginecológica. Ciclo menstrual. Endocrinologia Ginecológica. Reprodução Humana, Planejamento familiar. Patologias benignas e malignas dos genitais externos e internos. Patologias mamárias. Distopia genital. Doença Inflamatória pélvica, DST. Endometriose. Infertilidade. Climatério. Obstetrícia: Anatomia da pelve e estática fetal. Assistência ao Pré-Natal de baixo risco e alto risco, cardiopatias, pneumopatias, endocrinopatias, doenças autoimunes, hipertensão arterial, doenças sexualmente transmissíveis e AIDS. Mecanismo do trabalho de parto. Assistência ao parto normal. Hemorragias da primeira e da segunda metade da gravidez. Prematuridade. Gemelaridade. Cesariana. Pré-eclampsia e eclampsia. Doença hemolítica perinatal. Sofrimento fetal (agudo e crônico). Doença Trofoblástica gestacional. Emergência em obstetrícia e ginecologia.
Conhecimentos Específicos - Neurologista/SUS. NEUROANATOMIA E NEUROFISIOLOGIA BÁSICAS: Estrutura do Sistema Nervoso Central. Estrutura do Sistema Nervoso Periférico. Anatomia e fisiologia dos músculos esqueléticos e dos nervos. Neurônios e glia. Potenciais de ação e potenciais póssinápticos. Transmissão sináptica. Neurotransmissão e neuromodulação. Eletrogênese. Anatomia e fisiologia do sistema motor. Controle motor. Junção neuromuscular. Sistema gama e fisiologia do tônus; fisiologia do movimento. Anatomia e fisiologia sômato-sensitiva. Anatomia e fisiologia dos sistemas visual e auditivo. Organização anatômica e funcional do córtex cerebral.
Anatomia e fisiologia do ciclo vigília-sono. Mecanismos de consciência. Semiologia Neurológica.
- NEUROLOGIA CLÍNICA: Neuropatologia básica. Síndrome piramidal. Distúrbios do movimento. Síndromes medulares. Doenças do neurônio motor inferior. Mononeuropatias, polineuropatias, plexopatias e radiculopatias. Comas. Síndrome demencial. Epilepsia.
Envolvimento dos pares cranianos. Doenças da junção neuromuscular. Doenças dos músculos, placa degenerativa e da junção neuromuscular. Esclerose múltipla. Distúrbios do sono. Cefaléias. Doenças do sistema nervoso periférico. Distúrbios da atividade nervosa superior. Disgenesias do sistema nervoso, distúrbios do estado de consciência. Indicações e interpretações de: eletroencefalograma, líquido cefalorraqueano, neuroimagem, potências evocados. Doenças vasculares do sistema nervoso. Doenças tóxicas e metabólicas. Manifestações neurológicas e das doenças sistêmicas. Neurologia do trauma. Tumores do sistema nervoso, urgência em neurologia.
- ELETRONEUROMIOGRAFIA (ENMG): Técnicas e achados normais em eletromiografia. Neurocondução motora e sensitiva: técnicas e aplicações. Reflexo ―H‖ e onda ―F‖: técnicas e aplicações. Reflexo do piscamento, masseteriano e bulbocavernoso. ENMG nas doenças dos motoneurônios, raízes e plexos. ENMG nas polineuropatias periféricas. ENMG nas mononeuropatias e síndromes compressivas de nervos periféricos. ENMG na miastenia gravis e outras patologias da transmissão neuromuscular. ENMG nas miopatias. ENMG nas doenças musculares caracterizadas por atividade muscular anormal (miotonia, paralisias periódicas, neuromiotonia, síndrome de Schwarts-Jampel, miokimia, hemiespasmo facial, tétano, síndrome do homem rígido, cãibras e contraturas). Neuronopatias sensitivas.
Conhecimentos Específicos -

Pediatra/SUS

Anamnese e Exame Físico da criança e do adolescente. Crescimento e desenvolvimento da criança e do adolescente: normalidade e distúrbios mais comuns. Alimentação: aleitamento materno e alimentação no primeiro ano de vida: necessidades nutricionais. Atenção integral à criança em idade escolar, assistência individual e ações coletivas na escola e na creche. Adolescência: principais necessidades e problemas de saúde. Imunizações. Doença diarréica aguda e crônica: aspectos epidemiológicos, etiologia, diagnóstico e tratamento. Procedimentos diante de situações epidemiológicas. Terapia de rehidratação oral. Doenças respiratórias: aspectos epidemiológicos, diagnóstico, tratamento e propostas de intervenção na morbimortalidade. Acidentes: prevenção, morbimortalidade e tratamento. Desnutrição. Obesidade: prevenção e tratamento. Anemia: diagnóstico e tratamento. Distúrbios hidroeletrolíticos e do equilíbrio ácido-básico. Choque: diagnóstico e tratamento. Parasitoses intestinais: aspectos epidemiológicos, diagnóstico, tratamento e prevenção. Viroses comuns na infância. Dengue. Abdômen agudo. AIDS: diagnóstico, formas clínicas e condutas terapêuticas. Problemas oftalmológicos mais comuns na infância. Tuberculose: aspectos epidemiológicos, manifestações clínicas, diagnóstico e terapêutica. Infecções do Trato Urinário. Síndrome Nefrítica e Nefrótica. Cardiopatias congênitas, Miocardite e Pericardite. Insuficiência Cardíaca. Hipotireoidismo Congênito. Diabetes Melittus. Anemias: diagnóstico diferencial e tratamento. Distúrbios da Coagulação. Púrpuras. Diagnóstico precoce das neoplasias mais comuns da infância. Convulsões, meningites e encefalites. Artrites e Artralgias: principais etiologias e diagnóstico diferencial na infância e adolescência. Dores recorrentes: cefaléia, dor abdominal e dor em membros. Hepatite. Colestase. Afecções das vias biliares. Patologias cirúrgicas mais comuns da criança e adolescência. Problemas dermatológicos e ortopédicos mais comuns na infância e adolescência. Violência na infância e adolescência: aspectos psicossociais, diagnóstico e tratamento. TCE: abordagem diagnóstica e terapêutica. Intoxicação exógena.

ANEXO III - DISTRIBUIÇÃO DAS PROVAS POR PERÍODOS

Provas do Período da Manhã - 09h:00

Provas do Período da Tarde - 14h:00

01
02
04
07
09
10
12
15
16
18
19
21
23
24
26
27
25
32
33
34
35
36
37
46
47
48
49
51
54
55
57
59
61
62

Agente Operacional de Sistema Viário
Auxiliar de Apoio de Eventos
Auxiliar Operacional de Oficina
Encanador
Inspetor de Aluno Itinerante
Jardineiro
Motorista - Categoria "D"
Auxiliar de Consultório Dentário/SUS
Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Dança
Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Musicalização
Instrutor e Intérprete de Libras
Professor de Música (Especialidade Canto Popular)
Professor de Música (Especialidade Violino)
Técnico em Segurança do Trabalho
Assistente Administrativo
Fiscal de Rendas
Topógrafo
Orientador de Educação Especial
Advogado
Assistente Social / SUS
Enfermeiro Padrão / SUS
Engenheiro Civil
Fonoaudiólogo
Terapeuta Ocupacional / SUS
Professor Adjunto PEB II - Ciências
Professor Adjunto PEB II - Arte
Professor Adjunto PEB II - Geografia
Professor Adjunto PEB II - Inglês
Professor de Educação Física - Atividades de Melhor Idade
Professor de Educação Física - Atletismo
Professor de Educação Física - Futebol
Professor de Educação Física - Ginástica Artística
Professor de Educação Física - Handball
Professor de Educação Física - Natação

03
05
06
08
11
13
14
17
20
22
28
29
30
31
38
50
52
53
56
58
60
63
64
65
66
67
39
40
41
42
43
44
45

Auxiliar Operacional de Estoque
Balconista / Motorista
Conserveiro de Ponte
Funileiro / Pintor
Mecânico de Máquina
Motorista 2 - Categoria "D" (Transporte Escolar)
Pedreiro
Instrutor de Projetos Educacionais - Modalidade Fanfarra
Professor de Música (Especialidade Bateria)
Professor de Música (Especialidade Piano Popular)
Fiscal de Uso do Solo
Monitor de Turismo
Secretário de Escola
Técnico de Agrimensura
Fonoaudiólogo / SUS
Professor Adjunto PEB II - História
Professor Adjunto PEB II Matemática
Professor Educação Básica II - Inglês
Professor de Educação Física - Basquetebol
Professor de Educação Física - Futebol de Salão
Professor de Educação Física - Ginástica Rítmica
Professor de Educação Física - Tênis de Mesa
Professor de Educação Física - Voleibol
Professor de Educação Física - Xadrez e Damas
Professor de Teatro
Professor de Educação Física
Médico Cardiologista / SUS
Médico Cirurgião Vascular / SUS
Médico Clínico Geral / SUS
Médico do Trabalho
Médico Ginecologista / SUS
Médico Neurologista / SUS
Médico Pediatra / SUS

ANEXO IV - MODELO DE FORMULÁRIO DE RECURSO

Ao Presidente da Comissão do Concurso Público da Prefeitura Municipal de Porto Feliz

Nome:______________________________________________________________________________

N° de Inscrição: ____________________ Número do Documento Identidade:_______________________

Concurso Público n°__________________ Cargo:____________________________________________

Endereço Completo: ___________________________________________________________________

Questionamento:_______________________________________________________________________

Embasamento:________________________________________________________________________

Requerimento:________________________________________________________________________

Data:_______________________________________________________________________________

Assinatura:__________________________________________________________________________