Prefeitura de Niterói - RJ

PREFEITURA MUNICIPAL DE NITERÓI

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE SAÚDE

ESTADO DO RIO DE JANEIRO

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2012, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2012

Notícia:   Prefeitura de Niterói - RJ suspende concurso na área da Saúde

A Presidente da Fundação Municipal de Saúde de Niterói - FMS, Estado do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições legais, em conformidade com os dispositivos da Constituição Federal, da Lei Complementar nº 101/2000 - Lei de Responsabilidade Fiscal, da Lei nº 4320/64 e das diversas Deliberações do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, torna público o Edital de Abertura de Concurso Público, para provimento de vagas imediatas e formação de cadastro de reserva para cargos de Nível Fundamental, Nível Médio/Técnico e Nível Superior, visando compor a estrutura organizacional da Fundação Municipal de Saúde de Niterói, de acordo com o Processo 200/1428/2012 e conforme especificado no Quadro de Descrição Sintética dos Cargos - ANEXO I e, no Quadro de Vagas e Vencimentos - ANEXO II mediante as condições estabelecidas neste Edital.

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1. O Concurso Público será regido por este Edital, tendo em vista o disposto e em conformidade com o Termo de Referência, e suas posteriores alterações, e de acordo com o que consta do Processo nº 200/1428/2012, sendo executado pela Fundação Escola Superior do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro - FEMPERJ.

1.2. O presente Concurso Público visa o provimento de vagas imediatas e formação de cadastro de reserva para cargos de Nível Fundamental, Nível Médio/Técnico e Nível Superior, de acordo com o detalhado no Quadro de Vagas e Vencimentos - ANEXO II e, resumido, conforme especificado abaixo:

CARGOS

VAGAS AMPLA CONCORRÊNCIA

VAGAS RESERVADAS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

NÍVEL SUPERIOR

131

13

NÍVEL MÉDIO/TÉCNICO

59

09

NÍVEL FUNDAMENTAL

07

01

TOTAL DE VAGAS OFERECIDAS

197

23

1.2.1. A convocação dos candidatos selecionados para o cadastro de reserva respeitará o percentual mínimo de 10% (dez por cento) previsto no Decreto nº 3.289/99 (Portadores de Deficiência), e em especial na Lei Municipal Nº 1.061 de 29/04/1992, levando-se em consideração o número total de candidatos convocados para o cargo.

1.3. A inscrição do candidato implicará na concordância plena e integral com os termos deste Edital, seus Anexos e eventuais alterações e legislação vigente.

1.4. As inscrições para este Concurso Público serão realizadas via Internet, nos portais www.femperj.org.br e www.saude.niteroi.rj.gov.br, sendo permitida uma única inscrição para cada candidato.

1.5. Todo o processo de execução deste Concurso Público, com as informações pertinentes, estará disponível nos portais www.femperj.org.br e www.saude.niteroi.rj.gov.br.

1.6. Todos os atos oficiais relativos ao Concurso Público serão divulgados nos portais www.femperj.org.br e www.saude.niteroi.rj.gov.br. Os Editais do Concurso Público e da Homologação do Resultado Final serão publicados no Diário Oficial do Município. A FEMPERJ poderá expedir comunicações aos candidatos por mensagens eletrônicas para o email cadastrado pelo candidato no Requerimento de Inscrição.

1.7. O candidato deverá acompanhar as notícias relativas a este Concurso Público nos portais citados no item 1.6., pois, caso ocorram alterações nas normas contidas neste Edital, elas serão neles divulgadas.

1.8. Os aprovados que vierem a ingressar no Quadro de Pessoal Efetivo do Município de Niterói reger-se-ão pelas disposições do Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Niterói/RJ (Lei nº 531/1985), bem como as normas legais específicas para esse cargo.

1.9. Os aprovados que vierem a ingressar no Quadro de Pessoal Efetivo do Município de Niterói estarão sujeitos à jornada de trabalho correspondente ao que este preceitua inclusive com alterações que vierem a se efetivar, bem como poderão ser convocados para trabalhar em regime de plantão para o bom desempenho do serviço. Deverão, ainda, participar de eventuais cursos de formação e aperfeiçoamento que se fizerem necessários.

1.10. O provimento do cargo obedecerá rigorosamente à ordem de classificação final dos candidatos aprovados.

1.11. O prazo de validade do presente Concurso Público é de 02 (dois) anos, a contar da data da publicação da homologação de seu resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por mais 02 (dois) anos, em conformidade com o Inciso III do art. 37 da C.F, mediante conveniência e concordância da Fundação Municipal de Saúde de Niterói - FMS.

1.12. A prova objetiva será aplicada no município de Niterói. Excepcionalmente, em razão da necessidade de locais para aplicação das provas, poderão ser realizadas em outros municípios adjacentes.

1.13. O conteúdo programático - ANEXO IV estará disponível nos portais www.femperj.org.br e www.saude.niteroi.rj.gov.br a partir da publicação do Edital.

2. DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA INVESTIDURA NO CARGO

2.1. O candidato, quando de sua posse, deverá atender às seguintes exigências:

a) ter sido aprovado e classificado no Concurso Público de acordo com as normas estabelecidas;

b) ser brasileiro ou, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos políticos, nos termos do parágrafo 1º, artigo 12, da Constituição Federal e na forma do disposto no artigo 13 do Decreto nº 70.436, de 18 de abril de 1972;

c) estar quite com as obrigações eleitorais, para os candidatos de ambos os sexos;

d) estar quite com as obrigações militares, para os candidatos do sexo masculino;

e) encontrar-se em pleno gozo de seus direitos políticos e civis;

f) não ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade incompatível com nova investidura em cargo público;

g) apresentar diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível Fundamental, Médio/Técnico ou Superior, fornecido por instituição de ensino, reconhecido pelo Ministério de Educação, comprovado através de apresentação de original e cópia do respectivo documento, para o cargo pretendido;

h) estar apto física e mentalmente para o exercício do cargo, não sendo, inclusive, portador de deficiência incompatível com as atribuições do cargo, fato apurado pela Perícia Médica Oficial a ser designada;

i) ter idade mínima de 18(dezoito) anos até a data de nomeação;

j) apresentar declaração negativa de antecedentes criminais;

k) estar registrado e com a situação regularizada junto ao órgão de conselho de classe correspondente a sua formação profissional, quando for o caso;

l) cumprir na íntegra as determinações previstas no Edital do Concurso Público e seus Anexos;

2.2. Todos os requisitos especificados no item 2.1. deste Edital deverão ser comprovados, quando da convocação para posse, por meio da apresentação de documento original ou declaração, juntamente com fotocópia, sendo eliminado do Concurso Público aquele que não os apresentar, assim como aquele que for considerado inapto no exame pré-admissional.

3. DAS ETAPAS

3.1. O presente Concurso Público será composto das seguintes etapas:

a) Para o cargo do Ensino Fundamental:

Etapa: Prova Objetiva de caráter classificatório e eliminatório;

Etapa: Avaliação Física de caráter eliminatório.

b) Para os cargos do Ensino Médio/Técnico:

Etapa (Única): Prova Objetiva de caráter classificatório e eliminatório;

c) Para os cargos do Ensino Superior:

Etapa: Prova Objetiva para todos os cargos, de caráter classificatório e eliminatório;

Etapa: Avaliação de Títulos, de caráter classificatório, para todos os cargos.

3.2. Os resultados da Prova Objetiva, da Avaliação Física e da Avaliação de Títulos serão divulgados nos portais www.femperj.org.br e www.saude.niteroi.rj.gov.br e a homologação do resultado final no Diário Oficial do Município no prazo estabelecido no Cronograma Previsto - ANEXO III.

4. DAS INSCRIÇÕES

4.1. Antes de inscrever-se, o candidato deverá tomar conhecimento das normas e condições estabelecidas neste Edital, incluindo seus Anexos, partes integrantes das normas que regem o presente Concurso Público, das quais não poderá alegar desconhecimento, em nenhuma hipótese.

4.2. A inscrição no Concurso Público exprime a ciência e tácita aceitação das normas e condições estabelecidas neste Edital.

4.3. A inscrição será realizada exclusivamente via Internet nos portais www.femperj.org.br ou www.saude.niteroi.rj.gov.br., no prazo estabelecido no Cronograma Previsto - ANEXO III.

4.4. Taxas de inscrição:

- R$ 20,00 (vinte reais), para os cargos de Nível Fundamental;

- R$ 50,00 (cinquenta reais), para os cargos de Nível Médio/Técnico;

- R$ 70,00 (setenta reais), para os cargos de Nível Superior.

4.5. Antes de efetuar o pagamento da taxa de inscrição, o interessado deverá certificar-se de que preenche os requisitos exigidos neste Edital, pois em hipótese alguma haverá devolução dessa taxa, salvo em caso de revogação por interesse público ou anulação do Certame.

4.6. Para se inscrever, o candidato deverá acessar os portais www.femperj.org.br ou www.saude.niteroi.rj.gov.br, onde constam: o Edital e o Requerimento de Inscrição via Internet. A inscrição pela Internet estará disponível durante as 24 horas do dia, ininterruptamente, desde as 10 horas do primeiro dia de inscrição até às 18h00min horas do último dia de inscrição, conforme estabelecido no Cronograma Previsto - ANEXO III, horário oficial de Brasília/DF.

4.7. O candidato deverá ler e seguir atentamente as orientações para preenchimento do Requerimento de Inscrição via Internet, e demais procedimentos, tomando todo o cuidado com a confirmação dos dados preenchidos antes de efetivar a inscrição, evitando-se que o botão de rolagem do mouse seja acionado indevidamente e altere os respectivos dados.

4.8. Ao efetuar a inscrição, via Internet, o candidato deverá imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento da taxa de inscrição, até a data do seu vencimento. A data-limite de pagamento do boleto será o primeiro dia útil após o encerramento das inscrições. Depois dessa data, qualquer pagamento efetuado será desconsiderado.

4.8.1. O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado, em qualquer agência bancária, obrigatoriamente por intermédio de boleto bancário gerado no ato da inscrição, obtido no próprio endereço eletrônico.

4.8.2. As inscrições somente serão homologadas após o Banco confirmar o pagamento do valor da taxa de inscrição, que deverá ser feito dentro do prazo estabelecido subsequente ao último dia de inscrição. Não será aceito pagamento feito por meio de depósito bancário, doc's ou similares.

4.8.3. O candidato deverá estar de posse do boleto bancário e do comprovante de pagamento contendo autenticação, durante todo o Certame, para eventual certificação e consulta pela FEMPERJ.

4.8.4. Os candidatos poderão confirmar a sua inscrição nos portais www.femperj.org.br ou www.saude.niteroi.rj.gov.br a partir da publicação da Relação de Inscrições Homologadas.

4.9. O descumprimento de qualquer das instruções para o preenchimento do Requerimento de Inscrição implicará no seu cancelamento.

4.9.1. O preenchimento do Requerimento de Inscrição é de inteira responsabilidade do candidato e deve ser feito com antecedência, evitando-se o possível congestionamento dos meios de comunicação dos portais www.femperj.org.br ou www.saude.niteroi.rj.gov.br nos últimos dias previstos no Cronograma - ANEXO III para a realização da inscrição no Concurso Público.

4.9.2. A FEMPERJ não será responsável por problemas com o preenchimento do Requerimento de Inscrição por Internet, motivados por falhas de comunicação ou congestionamento das linhas de comunicação que venha a impossibilitar a transferência e o recebimento de dados, principalmente no último dia para a realização da Inscrição.

4.10. A FEMPERJ não se responsabiliza por quaisquer atos ou fatos decorrentes de informações não verídicas, endereço inexato ou incompleto fornecido pelo candidato.

4.10.1. A prestação de declaração falsa ou inexata e a não apresentação de qualquer documento exigido importarão insubsistência de inscrição, nulidade de habilitação e perda dos direitos decorrentes, em qualquer tempo, em qualquer etapa do Concurso Público, sem prejuízo das sanções civis e penais cabíveis.

5. DA SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DE PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO

5.1. A isenção de taxa de inscrição é um benefício concedido aos que comprovarem insuficiência de recursos financeiros para este pagamento, mediante o atendimento aos critérios estabelecidos, observando-se as condições contidas no presente Edital.

5.2. Não haverá isenção total ou parcial do valor da taxa de inscrição, exceto para o candidato amparado pelo decreto nº 6.593, de 2 de outubro de 2008, publicado no Diário Oficial do Município em 3 de outubro de 2008, que cumulativamente:

a) estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - CadÚnico, de que trata o Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007; e

b) for membro de família de baixa renda, nos termos do Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007.

5.3. A isenção de taxa tratada neste Edital deve ser solicitada mediante preenchimento de campo específico no Requerimento de Inscrição do candidato, contendo:

a) indicação do Número de Identificação Social - NIS, atribuído pelo Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - CadÚnico;

b) confirmação em campo próprio no Requerimento de Inscrição da declaração de que é membro de família de baixa renda, nos termos do Decreto nº 6.135, de 2007, assim compreendida como aquela que possua renda per capita de até meio salário mínimo ou aquela que possua renda familiar mensal de até 03 (três) salários mínimos.

5.3.1. As informações prestadas no Requerimento de Inscrição para solicitação da isenção do pagamento da taxa de inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato, podendo responder este, a qualquer momento, por crime contra a fé pública, o que acarretará sua eliminação do Concurso Público.

5.3.2. Não serão analisados os pedidos de isenção que não tiverem o Número de Identificação Social - NIS e, ainda, aqueles que não contenham informações suficientes para a correta identificação do candidato na base de dados do Órgão Gestor do CadÚnico do Governo Federal - Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome -MDS.

5.3.3. O candidato que solicitar a isenção do pagamento da taxa de inscrição, no período informado no Cronograma Previsto - ANEXO III, não terá o boleto bancário gerado após o envio do Requerimento de Inscrição.

5.3.4. O candidato com pedido de isenção do pagamento da taxa de inscrição indeferido poderá efetuar sua inscrição bastando para tal, acessar os portais www.femperj.org.br ou www.saude.niteroi.rj.gov.br e imprimir o respectivo boleto bancário e efetuar o pagamento da taxa de inscrição dentro do prazo indicado no Cronograma Previsto - ANEXO III.

5.3.5. O candidato cuja solicitação de isenção do pagamento da taxa de inscrição for aprovada, não necessitará efetuar nova inscrição, pois o Requerimento de Inscrição encaminhado será homologado.

5.4. A FEMPERJ aceitará a solicitação de isenção do pagamento da taxa de inscrição, apenas no período estabelecido no Cronograma Previsto - ANEXO III deste Edital.

5.5. O resultado da análise da solicitação apresentada será informado na página do Concurso Público, no período informado no Cronograma Previsto - ANEXO III deste Edital.

5.6. O candidato que não tiver o seu pedido de isenção do pagamento da taxa de inscrição aprovado e que não efetuar o pagamento da taxa de inscrição na forma e prazo estabelecidos no Cronograma Previsto - ANEXO III estará automaticamente excluído do Concurso Público.

5.7. Não será aceita a solicitação de isenção do pagamento da taxa de inscrição via correio, fax e/ou correio eletrônico.

5.8. Constatada qualquer inveracidade, a qualquer tempo, nas informações prestadas no processo aqui definido para obtenção de isenção do pagamento da taxa de inscrição será fato para o cancelamento da inscrição, tornando-se nulos todos os atos dela decorrentes, além de sujeitar-se o candidato às penalidades previstas em lei.

5.9. A FEMPERJ consultará o órgão gestor do CadÚnico - Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome -MDS, para verificar a veracidade das informações prestadas pelo candidato.

5.10. A relação dos pedidos de isenção de taxa de inscrição será divulgada, na data prevista no Cronograma Previsto - ANEXO III, nos portais www.femperj.org.br e www.saude.niteroi.rj.gov.br. O candidato poderá contestar o indeferimento através desse mesmo portal, via Formulário de Recurso, especificando o nome completo e o CPF. O recurso deverá ser enviado até às 18hs, considerando-se o horário de Brasília, obedecidos os prazos constantes no Cronograma Previsto - ANEXO III. Não serão admitidos pedidos de revisão após tal prazo.

5.11. Será desconsiderado o pedido de isenção do pagamento da taxa de inscrição de candidato que, simultaneamente, tenha efetuado o pagamento da taxa de inscrição.

5.12. Não serão acatados os pedidos de isenção de pagamento da taxa de inscrição para os candidatos que não preencham as condições para sua concessão, seja qual for o motivo alegado.

5.13. Será indeferido, liminarmente, o recurso que descumprir as determinações constantes neste Edital, for dirigido de forma ofensiva à FEMPERJ e/ou a Fundação Municipal de Saúde de Niterói - FMS ou for apresentado fora do prazo.

5.14. O resultado da análise de eventuais recursos apresentados será dado a conhecer, via internet, nos portais www.femperj.org.br ou www.saude.niteroi.rj.gov.br, não sendo divulgados individualmente para cada candidato.

6. DAS VAGAS RESERVADAS ÀS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

6.1. Em cumprimento ao disposto na Constituição Federal, artigo 37 inciso IV, Decreto Federal nº. 3.298, de 20 de dezembro de 1999, alterado pelo Decreto Federal nº. 5.296, de 02 de dezembro de 2004, Lei nº 6.944, de 21 de agosto de 2009, e em especial na Lei Municipal Nº 1.061, de 29 de abril de 1992, serão reservados 10% (dez por cento) das vagas às pessoas com deficiência, respeitando o critério de arredondamento preconizado por lei. As vagas reservadas às pessoas com deficiência estão expressamente mencionadas no Quadro de Vagas e Vencimentos - ANEXO II.

6.2. Ressalvadas as disposições especiais contidas neste Edital, os candidatos com deficiência participarão do Concurso Público em igualdade de condições com os demais candidatos, no que tange ao local de aplicação de prova, ao horário, ao conteúdo, à correção das provas, aos critérios de avaliação e aprovação, à pontuação mínima exigida e a todas as demais normas de regência do Concurso Público.

6.3. O Concurso Público disponibilizará vagas à disposição de candidatos com deficiência, em conformidade com o Decreto 3.298, de 20 de dezembro de 1999, observadas o disposto no art. 37 do referido Decreto.

6.4. Serão consideradas deficiências aquelas conceituadas pela medicina especializada, de acordo com o previsto no artigo 4º do Decreto 3.298, de 20 de dezembro de 1999.

6.5. Não havendo candidatos com deficiência aprovados para o atendimento das vagas previstas, estas serão preenchidas por candidatos classificados para as vagas de ampla concorrência, na estrita observância da ordem de classificação.

6.6. No momento da inscrição, o candidato interessado em concorrer às vagas destinadas aos portadores de deficiência deverá declarar essa condição e o tipo de deficiência com o preenchimento de campo específico previsto no Requerimento de Inscrição.

6.7. O candidato com deficiência, classificado na prova objetiva, será submetido à perícia médica, indicada pela Fundação Municipal de Saúde de Niterói - FMS, específica e eliminatória, destinada a verificar a existência da deficiência declarada e sua compatibilidade com o exercício das atribuições funcionais. Esta decisão é terminativa sobre a qualificação e aptidão do candidato, observada a compatibilidade da deficiência com as atribuições da função a ser desempenhada.

6.8. O candidato com deficiência que, no ato do preenchimento do Requerimento de Inscrição, não declarar essa condição, não poderá, posteriormente, postular tal proteção tendo em vista a configuração de renúncia.

6.9. O candidato com deficiência poderá solicitar condições especiais para a realização das provas, conforme previsto no artigo 40, parágrafos 1º e 2º do Decreto nº 3.298/99, devendo solicitá-las, quando do preenchimento do Requerimento de Inscrição.

6.9.1. Prova ampliada (macro tipo): prova impressa com fonte de tamanho 24 e com imagens ampliadas para facilitar a leitura por parte dos candidatos com deficiência visual.

6.9.2. Tradutor-intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras): profissional com certificação específica, habilitado para mediar à comunicação entre candidatos surdos e ouvintes e, no ato da prova, esclarecer dúvidas dos usuários de Libras na leitura de palavras, expressões e orações escritas em Língua Portuguesa.

6.9.3. Auxílio ledor: serviço especializado de leitura da prova para candidatos com deficiência visual, deficiência intelectual, autismo, déficit de atenção ou dislexia. Os ledores atuam em duplas e prestam serviço individualizado. Também podem atuar como transcritores.

6.9.4. Auxílio para transcrição: serviço especializado para candidatos impossibilitados de escrever ou de preencher o Cartão de Resposta.

6.9.5. Sala de fácil acesso: local de prova com acessibilidade aos candidatos com mobilidade reduzida.

6.9.6. O candidato portador de deficiência que necessitar de tempo adicional para realização da prova objetiva deverá solicitá-lo quando do preenchimento do Requerimento de Inscrição, mantendo em sua guarda a justificativa contida no parecer emitido por especialista da área de sua deficiência.

6.10. A solicitação de que trata o item 6.9. deverá especificar claramente os recursos especiais necessários, sendo o candidato responsável em assinalar no seu Requerimento de Inscrição.

6.11. A solicitação incompleta ou incompreensível, ou feita após o prazo estabelecido no Cronograma Previsto - ANEXO III não será atendida.

6.12. A realização da prova objetiva em condições especiais requeridas pelo candidato, conforme disposto no item 6.9, ficará sujeita ainda à apreciação e deliberação da FEMPERJ, observados os critérios de viabilidade e razoabilidade.

6.13. Os candidatos declarados com deficiência e aprovados no Concurso Público serão classificados nas vagas reservadas aos portadores de deficiência e também serão classificados nas vagas destinadas aos candidatos de ampla concorrência.

6.14. Os candidatos com deficiência quando convocados para comparecer à perícia médica, deverão estar munidos de laudo circunstanciado, com validade de emissão de seis meses, que ateste a espécie e o grau de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), bem como a provável causa da deficiência.

6.15. Não sendo comprovada a deficiência do candidato, este será removido da classificação dos candidatos com deficiência, passando a constar somente da classificação dos candidatos as vagas de ampla concorrência.

6.16. Sendo constatada a incompatibilidade da deficiência com as atribuições do cargo, o candidato será eliminado do Concurso Público.

7. DAS CANDIDATAS LACTANTES E GRÁVIDAS

7.1. A candidata lactante que tiver necessidade de amamentar durante a realização da prova objetiva, além de solicitar atendimento especial para tal fim, deverá levar um acompanhante que ficará em sala reservada para essa finalidade e que será responsável pela guarda da criança.

7.2. A candidata que não levar acompanhante adulto não poderá permanecer com a criança no local de realização das provas.

7.3. A FEMPERJ não disponibilizará acompanhante para a guarda de criança.

7.4. As candidatas grávidas e lactantes só serão encaminhadas para efetuar os exames pré-admissionais após a liberação e alta do médico obstetra responsável, porém, receberá uma declaração da Fundação Municipal de Saúde de Niterói - FMS garantindo o seu direito à prestação dos exames pré-admissionais em data futura.

8. DAS CONDIÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA OBJETIVA

8.1. As informações referentes à data, horário, local de realização da prova objetiva constarão em seu Cartão de Confirmação de Inscrição - CCI, que deverá ser impresso pela internet nos portais www.femperj.org.br ou www.saude.niteroi.rj.gov.br dentro do prazo estabelecido pelo Cronograma Previsto - ANEXO III.

8.2. Ao imprimir o Cartão de Confirmação de Inscrição - CCI pela internet, o candidato deverá obrigatoriamente fazer a conferência de todos os dados, nele transcritos. Caso haja qualquer erro, ou o comprovante não esteja disponível, deverá acessar, o Fale Conosco, disponível na página do Concurso público e proceder à necessária solicitação da correção.

8.3. É importante que o candidato tenha em mãos, no dia de realização da prova objetiva, o seu Cartão de Confirmação de Inscrição - CCI, disponibilizado na página da Internet, para facilitar a localização de sua sala, sendo imprescindível, que esteja de posse do documento oficial de identidade, cuja relação consta no item 8.7.1.

8.3.1. Nenhum candidato poderá, sob nenhuma hipótese, realizar sua prova objetiva em local diferente do determinado no Cartão de Confirmação de Inscrição - CCI.

8.4. O candidato é o único responsável pela identificação correta de seu local de realização da prova objetiva e pelo comparecimento no horário determinado.

8.4.1. O Cartão de Confirmação de Inscrição - CCI não será enviado, via Correios, ao endereço informado pelo candidato no ato do Requerimento de Inscrição.

8.5. O horário da prova objetiva tem como referência o horário oficial de Brasília/DF.

8.6. O candidato deverá comparecer para a realização da prova objetiva, munido de caneta esferográfica de tinta azul ou preta, portando documento oficial e original de identificação, com antecedência mínima de 1 (uma) hora do horário estabelecido para seu início.

8.6.1. Não será permitido o ingresso de candidato ao local de realização da prova objetiva, após o horário fixado para o fechamento dos portões. Após o fechamento dos portões, não será permitido o acesso de candidatos, em hipótese alguma, mesmo que a prova ainda não tenha sido iniciada.

8.7. O candidato deverá comparecer ao local de prova, portando documento oficial e original de identidade.

8.7.1. Serão considerados documentos oficiais de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares (antigos Ministérios Militares); pelo Corpo de Bombeiros e pela Polícia Militar; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordens, Conselhos de Classe, entre outros); Certificado de Reservista, Passaporte, Carteiras Funcionais do Ministério Público e Magistratura; carteiras expedidas por órgão público que, por Lei Federal, valem como identidade; Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS e Carteira Nacional de Habilitação. Somente será aceito documento oficial com foto.

8.7.2. Não serão aceitos como documento de identidade: certidões de nascimento, títulos eleitorais, carteiras de motorista (modelo sem foto), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade, documentos ilegíveis, não identificáveis e/ou danificados.

8.7.3. O documento deverá estar em perfeitas condições - foto e assinatura, de forma a permitir, com clareza, a identificação do candidato.

8.8. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de realização da prova objetiva o documento de identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá apresentar documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido há no máximo 30 (trinta) dias, ocasião em que será submetido à identificação especial, compreendendo coletas de assinaturas em formulário próprio para fins de exame grafotécnico e coleta de digital.

8.9. A identificação especial será exigida, também, ao candidato cujo documento de identificação apresente dúvidas relativas à fisionomia ou à assinatura do portador.

8.10. O documento de identidade deverá ser apresentado ao fiscal de sala ou responsável pelo local, antes do acesso à sala.

8.10.1. Não será permitido, em hipótese alguma, o ingresso, às salas ou ao local de realização da prova objetiva, de candidatos sem documento oficial e original de identidade, nem mesmo sob a alegação de estar aguardando que alguém o traga.

8.10.2. É expressamente proibido fumar no local destinado à realização da prova objetiva.

8.10.3. Não será permitida a permanência de acompanhante no local da prova objetiva, bem como de candidatos quando do término dessas, ressalvando o contido no item 7.1.

8.11. Não haverá, sob nenhum pretexto, segunda chamada nem justificação de falta, sendo considerado eliminado do Concurso Público o candidato que faltar a prova objetiva. Não haverá aplicação da prova objetiva fora do horário, data e locais pré-determinados.

8.12. A realização da Prova Objetiva terá duração de 4hs (quatro horas) na data provável do Cronograma Previsto - Anexo III no turno da tarde.

8.13. Poderá ser realizada coleta de digital de todos os candidatos, objetivando a realização de exame datiloscópico, com a confrontação dos candidatos que venham a ser convocados para nomeação.

8.14. O candidato não poderá ausentar-se da sala de realização da prova objetiva após assinatura da lista de presença e recebimento de seu Cartão-Resposta até o início efetivo da prova e, após esse momento, somente acompanhado pelo fiscal. Portanto, é importante que o candidato utilize banheiros e bebedouros, se necessitar, antes de sua entrada na sala.

8.15. Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para aplicação da prova objetiva em virtude de afastamento do candidato.

8.16. Será automaticamente eliminado do Concurso Público o candidato que durante a realização de provas:

a) faltar com o respeito com qualquer membro da equipe encarregada da aplicação das provas;

b) for responsável por falsa identificação pessoal;

c) for surpreendido em comunicação com outro candidato;

d) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos para obter aprovação;

e) não devolver o cartão-resposta e o caderno de questões ao término da prova objetiva;

f) ausentar-se da sala da prova sem permissão do fiscal de sala;

g) deixar de assinar as listas de presença e o cartão-resposta;

h) não atender às determinações deste Edital;

i) fizer, em qualquer documento, declaração falsa ou inexata;

j) sair do local da prova objetiva antes de decorrida 1 (uma) hora do seu início;

k) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos;

l) for surpreendido em comunicação verbal, por escrito, através de telefone celular (o qual deverá ser mantido desligado, sem bateria, e guardado dentro do envelope de segurança fornecido pela FEMPERJ, ao entrar em sala) ou de qualquer outra forma;

m) utilizar-se de livros, códigos impressos, máquinas calculadoras e similares ou qualquer tipo de consulta;

n) fizer e/ou utilizar qualquer tipo de anotação em papel ou similar, além do caderno de questões, do cartão-resposta, sendo permitida a anotação do seu gabarito no espaço destinado na capa da prova.

8.17. Não será permitido durante a realização da prova a utilização de livros, códigos, papéis, manuais, impressos ou anotações, agendas eletrônicas ou similares, telefone celular, BIP, walkman, gravador, máquina de calcular, MP3, MP4 ou similares, notebook, palmtop, receptor, máquina fotográfica, controle de alarme de carro ou qualquer outro receptor de mensagens, óculos escuros ou quaisquer acessórios de chapelaria, como chapéu, bonés, gorro, etc.. O candidato deverá guardar seus pertences debaixo de sua cadeira.

8.18. É proibido o porte de arma durante a realização da prova objetiva, devendo o candidato mantê-la em envelope de segurança fornecido pela FEMPERJ lacrado sob sua guarda.

8.19. Constatando-se que o candidato utilizou processos ilícitos por meio eletrônico, estatístico, visual ou grafológico, sua prova objetiva será anulada e ele será automaticamente eliminado do Concurso Público.

9. DA PROVA OBJETIVA

9.1. A Prova Objetiva terá caráter eliminatório e classificatório e será constituída de questões de múltipla escolha, distribuídas por conteúdos, número de questões e valores conforme Quadro de Questões apresentado abaixo. Cada questão terá 5 (cinco) alternativas, sendo apenas uma correta.

A) Cargo de Nível Fundamental Completo - Agente de Controle de Zoonoses

Disciplinas

Quantidade de Questões

Valor de cada Questão

Pontuação Máxima

Língua Portuguesa

10

3

30

Conhecimentos Básicos de Saúde Pública

10

3

30

Matemática

10

2

20

Conhecimentos Gerais

10

2

20

Totais

40

-

100

B) Cargo de Nível Médio/Técnico (Área Administrativa) - Assistente Administrativo

Disciplinas

Quantidade de Questões

Valor de cada Questão

Pontuação Máxima

Língua Portuguesa

10

2

20

Conhecimentos Básicos de Saúde Pública

10

2

20

Noções de Informática

10

2

20

Conhecimentos Específicos

20

2

40

Totais

50

-

100

C) Cargos de Nível Médio/Técnico (Área da Saúde) - Técnico de Enfermagem, Técnico em Saúde Bucal, Técnico de Laboratório-Análises Clínicas, Técnico de Radiologia.

Disciplinas

Quantidade de questões

Valor de cada questão

Pontuação Máxima

Língua Portuguesa

10

2

20

Noções de Informática

10

2

20

Conhecimentos Básicos de Saúde Pública

10

2

20

Conhecimentos Específicos

20

2

40

Totais

50

-

100

D) Cargos de Nível Superior (Área da Saúde) - Assistente Social, Cirurgião-Dentista-Clínico Geral, Cirurgião-Dentista-Buco-maxilofacial, Cirurgião-Dentista-Endodontista, Cirurgião-Dentista-Periodontista, Enfermeiro, Farmacêutico, Farmacêutico-Bioquímico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Psicólogo, Sanitarista, Médico Anatomopatologista, Médico Anestesiologista, Médico Angiologista, Médico Alergologista, Médico Cardiologista, Médico Cirurgião Geral, Médico Cirurgião Plástico, Médico Citopatologista, Médico Clínico Geral, Médico Clínico Geral-Urgência e Emergência, Médico Gastroenterologista, Médico Geriatra, Médico Ginecologista e Obstetra, Médico Hematologista, Médico Infectologista, Médico Intensivista, Médico Intensivista Pediátrico/Neonatal, Médico Mastologista, Médico Neurologista, Médico Ortopedista, Médico Ortopedista-Urgência e Emergência, Médico Otorrinolaringologista, Médico Socorrista, Médico Ginecologista(Patologia Cervical), Médico Proctologista, Médico Pneumologista, Médico Pediatra-Urgência e Emergência, Médico Psiquiatra, Médico Psiquiatra-Urgência e Emergência, Médico Radiologista, Médico Socorrista , Médico Veterinário, Médico Ultrassonografista, Médico Urologista.

Disciplinas

Quantidade de Questões

Valor de cada Questão

Pontuação Máxima

Língua Portuguesa

10

1

10

Conhecimentos Básicos de Saúde Pública

20

1,5

30

Conhecimentos Específicos

30

2

60

Totais

60

-

100

9.2. Será aprovado no presente Concurso Público o candidato que não obtiver nota zero em nenhuma das disciplinas e obtiver no mínimo 50 % (cinquenta por cento) do total de pontos da Prova Objetiva.

9.3. Será eliminado automaticamente do Concurso Público o candidato que não comparecer a prova objetiva, não havendo, em hipótese alguma, segunda chamada.

9.4. Cada candidato receberá um caderno de questões e um único cartão-resposta, que não poderá ser rasurado, amassado ou manchado.

9.5. O candidato deverá seguir atentamente as recomendações contidas na capa de seu caderno de questões e em seu cartão-resposta.

9.6. O candidato deverá transcrever as respostas da prova objetiva para o cartão-resposta, que será o único documento válido para a correção eletrônica com vistas à apuração do resultado final.

9.6.1. A transcrição das alternativas para o cartão-resposta, da frase de identificação de seu gabarito contida no caderno de questões e a sua assinatura são obrigatórios e serão de inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder em conformidade com as instruções específicas nele contidas, pois a correção da prova será feita somente nesse documento e por processamento eletrônico. Assim sendo, fica o candidato obrigado a receber o cartão-resposta, verificar se o número constante de seu cartão-resposta corresponde ao seu número de inscrição contido no cartão de confirmação de inscrição - CCI e na lista de presença. Não haverá substituição de cartão-resposta.

9.6.2. Por motivo de segurança, poderá ser aplicada prova objetiva de mesmo teor de suas questões, porém com gabaritos diferenciados, de forma que caberá ao candidato conferir se a letra do tipo de prova constante em seu cartão-resposta corresponde ao do caderno de questões recebido.

9.6.3. Caso haja qualquer divergência, o candidato deverá, imediatamente, informar ao fiscal de sala e solicitar a correção com a entrega de um novo caderno de questões com o gabarito igual ao contido no cartão-resposta.

9.7. O candidato deverá marcar, para cada questão, somente uma das opções de resposta. Será considerada errada e atribuída nota 0 (zero) à questão com mais de uma opção marcada, sem opção marcada, com emenda ou rasura.

9.8. O candidato só poderá retirar-se definitivamente do recinto de realização da prova, após 1 (uma) hora, contada do seu efetivo início.

9.9. Ao final da prova, os 3 (três) últimos candidatos deverão permanecer na sala até que o último candidato termine sua prova objetiva, devendo todos assinar a ata de fiscalização, atestando a idoneidade da fiscalização da prova objetiva, retirando-se da sala de prova de uma só vez.

9.10. O candidato não poderá levar o caderno de questões, sendo o mesmo disponibilizado na página do Concurso Público quando da divulgação do gabarito preliminar.

9.11. Não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação e/ou pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo acadêmico das questões constantes da prova objetiva.

9.12. Por motivo de segurança, somente será permitido ao candidato fazer qualquer anotação durante a realização da prova objetiva em seu caderno de questões.

9.12.1. O candidato deverá preencher e destacar o Quadro de Respostas contido no Caderno de Questões cujos assinalamentos foram transcritos para o cartão resposta para apoio na formulação de eventual recurso contra o gabarito preliminar da prova objetiva.

9.13. Ao terminar a prova objetiva, o candidato deverá entregar ao fiscal da sala o caderno de questões e o cartão-resposta.

9.14. O gabarito oficial preliminar da prova objetiva será disponibilizado nos portais www.femperj.org.br e www.saude.niteroi.rj.gov.br após a data de aplicação da prova objetiva, a partir das 18 (dezoito) horas, conforme Cronograma Previsto - ANEXO III.

10 - DA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS

10.1. Serão convocados para a Avaliação de Títulos todos os candidatos aprovados na Prova Objetiva para cada um dos cargos de nível Superior.

10.2. Os candidatos deverão observar a escala de entrega dos seus títulos de acordo com a convocação que será disponibilizada nos portais www.femperj.org.br e www.saude.niteroi.rj.gov.br, no período definido no Cronograma Previsto - ANEXO III.

10.3. Os títulos para análise deverão, impreterivelmente, no período definido no Cronograma Previsto - ANEXO III, ser entregues, no HMCT - Hospital Municipal Carlos Tortelly, situado à Rua Desembargador Athayde Parreiras, 266 - Bairro de Fátima, das 9:00hs ás 12:00hs e das 14:00hs às 17:00hs.

10.3.1. A entrega poderá ser feita por procurador, mediante apresentação de procuração simples, assinada pelo candidato.

10.3.2. Não serão aceitos documentos após o prazo de entrega. O candidato deverá guardar consigo o protocolo de entrega para fim de comprovação em eventual necessidade.

10.4. Os títulos deverão ser apresentados por meio de cópias autenticadas em cartório ou por servidor público, anexando formulário próprio para entrega de títulos, disponível nos portais www.femperj.org.br e www.saude.niteroi.rj.gov.br, onde o candidato deverá numerar e descrever todos os documentos que estão sendo entregues. Cada documento deverá ser numerado de acordo com o descrito no formulário da Avaliação de Títulos.

10.4.1. Fica reservado à Comissão Coordenadora do Concurso Público da Fundação Municipal de Saúde de Niterói - FMS e da FEMPERJ, o direito de exigir, a seu critério, a apresentação dos documentos originais para conferência.

10.5. A Avaliação de Títulos terá caráter apenas classificatório.

10.6. Somente serão considerados os títulos que se enquadrarem nos critérios previstos neste Edital e que sejam vinculados com a área específica do cargo - habilitação.

10.7. Todos os cursos previstos para pontuação na avaliação de títulos deverão estar concluídos.

10.8. Somente serão considerados como documentos comprobatórios diplomas e certificados ou declarações de conclusão dos cursos feitos em papel timbrado da Instituição, atestando a data de conclusão, a carga horária e a defesa da monografia/dissertação/tese, com aprovação da banca e carimbo da instituição, quando for o caso.

10.9. Serão considerados os seguintes títulos, para efeitos do presente Concurso Público:

DISCRIMINAÇÃO

VALOR POR TÍTULO

A) Pós-Graduação Stricto Sensu - Doutorado

4,5 pontos

Somente será pontuado um título em cada nível de titulação

B) Pós-Graduação Stricto Sensu - Mestrado

3,5 pontos

C) Pós-Graduação Lato Sensu (360 horas)

1,5 pontos

D) Curso de Aperfeiçoamento (mínimo de 120 horas)

0,5 pontos

10.9.1. Os diplomas de Pós-Graduação qualificados e descritos acima, nos itens A e B, deverão ser reconhecidos pela CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

10.10. Somente será pontuado um único título em cada nível de titulação.

10.11. A nota final dos títulos, de caráter classificatório, corresponderá à soma dos pontos obtidos pelo candidato, variando de 0 (zero) a 10 (dez) pontos.

10.12. Não serão pontuados os títulos exigidos como requisitos ou habilitação para ingresso no emprego público.

10.12.1. Os diplomas de graduação expedidos por universidades estrangeiras somente serão aceitos se revalidados por universidades públicas que tenham curso do mesmo nível e área ou equivalente, respeitando-se os acordos internacionais de reciprocidade ou equiparação, conforme legislação que trata da matéria. O comprovante de validação deve ser apresentado junto com o respectivo título na forma do item 10.3.

10.13. Para os cursos de Mestrado e Doutorado exigir-se-á o certificado no qual conste à comprovação da defesa e aprovação da dissertação/tese.

10.13.1. Os diplomas de Mestrado e Doutorado expedidos por universidades estrangeiras somente serão aceitos se reconhecidos por universidades que possuam cursos de pós-graduação reconhecidos e avaliados, na mesma área de conhecimento e em nível equivalente ou superior, conforme legislação que trata da matéria. O comprovante de validação deve ser apresentado junto com o respectivo título na forma do item 10.3.

10.13.2. Somente serão aceitas para fins de pontuação, declarações de conclusão dos cursos Mestrado e Doutorado, desde que constem do referido documento a comprovação da defesa e aprovação da dissertação/tese.

10.14. Os cursos de especialização lato sensu deverão ser apresentados por meio de certificados acompanhados do correspondente histórico.

10.14.1. Somente serão aceitas para fins de pontuação, declarações de conclusão dos cursos de especialização lato sensu, desde que constem do referido documento o histórico do curso com data de conclusão e aprovação da monografia.

10.15. Somente serão considerados Curso de Aperfeiçoamento onde o candidato estiver na situação de participante.

10.15.1. Curso realizado no exterior só terá validade quando acompanhado de documento expedido por tradutor juramentado.

10.15.2. Não será pontuado qualquer tipo de Curso de Aperfeiçoamento onde seja entregue documento de conclusão, se neste não constar o timbrado ou carimbo de CNPJ da entidade que forneceu o curso, data de conclusão do curso, carimbo e assinatura do responsável pela emissão do documento e data de expedição do mesmo.

10.16. As listagens com as notas dos candidatos, cujos títulos forem analisados, serão divulgadas nos portais www.femperj.org.br e www.saude.niteroi.rj.gov.br, na data constante no Cronograma Previsto - ANEXO III.

11. DA AVALIAÇÃO FÍSICA

11.1. A primeira convocação para a realização da Avaliação Física será dos candidatos aprovados na Prova Objetiva para o cargo de Nível Fundamental e posicionados até dez vezes o número de vagas fixadas no item 1.2 do presente Edital. Para efeito de posicionamento será obedecida rigorosamente a ordem decrescente da Nota Final da Prova Objetiva dos candidatos. Todos os candidatos empatados na última posição desse quantitativo serão convocados.

11.1.1. A relação dos candidatos convocados, constando os locais e horários de realização da Avaliação Física, será disponibilizada no site www.femperj.org.br, de acordo com o Cronograma Previsto - Anexo III.

11.1.2. A Avaliação Física será aplicada coletivamente e exclusivamente na cidade de Niterói.

11.1.3. Quando convocado para a Avaliação Física, o candidato deverá se apresentar com antecedência mínima de 01 (uma) hora, no local e horário estipulado no Edital de Convocação portando o documento de identidade que foi utilizado no ato da inscrição, o comprovante de confirmação de inscrição, usando trajes apropriados (calção de ginástica, tênis, camiseta e sunga de banho ou maiô) tendo em mãos atestado médico nominal ao candidato, emitido com, no máximo, 10 (dez) dias úteis de antecedência da data da Avaliação Física, devidamente assinado e carimbado pelo médico, constando visivelmente o CRM do mesmo, em que certifique especificamente estar o candidato APTO para ESFORÇO FÍSICO.

11.1.4. O candidato que deixar de apresentar o atestado médico ou não apresentá-lo conforme especificado, não poderá realizar a Avaliação Física, sendo eliminado do processo seletivo. O candidato que não comparecer será automaticamente eliminado do processo seletivo.

11.1.5. O candidato assinará termo de responsabilidade, declarando-se responsável pela sua plena capacidade física para a realização da Avaliação Física. A assinatura da declaração não isenta o candidato da entrega do atestado médico.

11.1.6. O Atestado de Capacidade Física e Mental deverá obedecer ao "modelo" constante no Anexo V deste Edital, não se responsabilizando a FEMPERJ nem tão pouco os examinadores por ela indicados para executar as Provas, por acontecimentos decorrentes de informações falsas, incorretas ou incompletas sobre o estado de saúde física e mental do candidato;

11.1.7. Para a realização desta etapa, o candidato deverá comparecer com 01 (uma) hora de antecedência ao local de realização das Provas, munido de calção de ginástica (para o sexo masculino), ou malha (para o sexo feminino), tênis, e camiseta sem manga.

11.1.8. O candidato que ao realizar a Avaliação Física, apresentar sintomas físicos, como por exemplo, indisposições, cãibras, contusões, ou quaisquer outros de causa psíquica ou orgânica, ainda que temporariamente, impossibilitando-o, assim, de realizá-las integralmente, na data estabelecida, será ELIMINADO do Concurso.

11.1.9. Para a realização da prova, recomenda-se ao candidato que faça sua refeição com antecedência de 2 (duas) horas e 2 (duas) horas depois dos testes.

11.1.10. O aquecimento e a preparação são de responsabilidade do próprio candidato, não podendo interferir no andamento do Concurso.

11.1.11. Se, por razões decorrentes das condições climáticas ou força maior, as provas de Avaliação Física forem canceladas ou interrompidas, a prova será adiada para nova data a ser divulgada, devendo o candidato realizar todos os testes, desde o início, desprezando-se os resultados até então obtidos.

11.1.12. Na aplicação da Prova de Avaliação Física não haverá repetição da execução dos exercícios, exceto nos casos em que houver ocorrência(s) de fatores de ordem técnica, não provocados pelo candidato, e que tenham prejudicado o seu desempenho.

11.1.13. O candidato que não conseguir realizar um teste, se assim o desejar, terá direito a mais uma tentativa, no mesmo dia, após o último candidato de sua turma concluí-lo.

11.1.14. O candidato considerado INAPTO na realização de qualquer um dos testes será eliminado do Concurso.

11.1.15. Não caberá a FEMPERJ, nenhuma responsabilidade no tocante a eventuais enfermidades e/ou lesões que possam acometer o candidato no decorrer da realização da Avaliação Física.

11.2. A Prova de Avaliação Física terá por objetivo avaliar a resistência muscular e a resistência aeróbica do candidato, consideradas indispensáveis para o exercício das atividades inerentes ao cargo, e consistirá em submeter o candidato aos seguintes testes físicos:

Prova Masculina

EXERCÍCIO

TEMPO

TENTATIVA(S)

APROVADO maior ou igual a

REPROVADO menor que

Flexão de braços na barra fixa

Livre

02

03 repetições

03 repetições

Impulsão horizontal

Livre

02

1,70

1,70

Flexão Abdominal

01 min.

02

25 repetições

25 repetições

Corrida de meio fundo

15 min.

01

2.000 m

2.000 m

Prova Feminina

EXERCÍCIO

TEMPO

TENTATIVA(S)

APROVADO maior ou igual a

REPROVADO menor que

Flexão isométrica na barra fixa

10 seg.

02

10 seg. em suspensão

10 seg. em suspensão

Impulsão horizontal

Livre

02

1,20

1,20

Flexão Abdominal

01 min.

02

20 repetições

20 repetições

Corrida de meio fundo

15 min.

01

1.600 m

1.600 m

11.2.1. A Prova de Avaliação Física constará de um conjunto de Testes Físicos, sendo considerado INAPTO o candidato que não alcançar o desempenho exigido em qualquer um dos seguintes quesitos:

TESTES FÍSICOS

NÚMERO DE TENTATIVAS

Flexão de braços na barra fixa (só masculino)

02

Flexão isométrica (só feminino)

02

Impulsão horizontal (masculino e feminino)

02

Flexão Abdominal (masculino e feminino)

02

Corrida de 15(quinze) minutos (masculino e feminino)

01

11.2.1.1. Flexão de braços na barra fixa.

O teste de flexão de braços na barra fixa será aplicado somente aos candidatos do sexo masculino, seguindo a seguinte metodologia:

a) Posição Inicial: O candidato deverá dependurar-se na barra, segurando-a com as mãos em posição de pronação, mantendo seu corpo em suspensão com os membros superiores totalmente estendidos;

b) Execução: Após assumir a posição e quando autorizado pelo avaliador, deverá elevar seu corpo até que seu queixo ultrapasse o nível horizontal da barra, retornando a posição inicial, sendo assim, considerado um movimento completo.

Não será permitido ao candidato qualquer movimento pendular do quadril ou das pernas, com o objetivo de auxiliar o exercício, tocar com o(s) pé(s) no solo após o inicio do exercício, utilizar luvas ou qualquer outro artifício para proteção das mãos, e, apoiar o queixo na barra, somente sendo considerado valido o exercício executado corretamente.

11.2.1.2. Flexão isométrica na barra fixa.

O teste de flexão isométrica na barra fixa será aplicado somente aos candidatos do sexo feminino, seguindo a seguinte metodologia:

a) Posição Inicial: A candidata deverá dependurar-se na barra, segurando-a com as mãos em posição de pronação ou supinação, mantendo seus braços flexionados e o queixo acima da parte superior da barra, podendo receber ajuda para atingir esta posição;

b) Execução: Após assumir a posição inicial o avaliador iniciara, imediatamente, a cronometragem do tempo, devendo a candidata permanecer na posição até expirar o tempo mínimo estipulado para a execução do exercício.

Não será permitido a candidata utilizar luvas ou qualquer outro artifício para proteção das mãos, após o inicio da cronometragem, receber qualquer tipo de ajuda física para a execução do exercício, ceder à sustentação, deixando o queixo ficar abaixo da parte superior da barra, antes do tempo mínimo estipulado, e apoiar o queixo na barra, somente sendo considerado valido o exercício executado corretamente.

11.2.1.3. Impulsão horizontal.

O teste de impulsão horizontal será aplicado aos candidatos do sexo masculino e do sexo feminino, seguindo a seguinte metodologia:

a) Posição Inicial: Em pé, parado, com os pés paralelos entre si e atrás da linha de medição inicial marcada no solo, sem tocá-la;

b) Execução: Quando autorizado pelo avaliador, o(a) candidato(a) saltará à frente, devendo ultrapassar, com os dois pés, a distância mínima exigida que estará demarcada sobre o solo.

O local de aplicação do teste terá superfície plana, com o piso apto a prática de atividades desportivas, como por exemplo, quadra de esportes, etc.

Não será permitido aos candidatos solicitar ou receber qualquer tipo de ajuda, utilizar equipamento, aparelho ou outro qualquer material que possa auxiliar na sua impulsão.

O(A) candidato(a) invalidará o salto caso venha a pisar nas linhas demarcatórias, não sendo permitida outra tentativa além das estipuladas neste Edital.

11.2.1.4. Flexão Abdominal.

O teste de flexão abdominal será aplicado aos candidatos do sexo masculino e do sexo feminino, seguindo a seguinte metodologia:

a) Posição Inicial: O(A) candidato(a) na posição deitado(a) em decúbito dorsal, com as pernas unidas e estendidas e braços também estendidos atrás da cabeça, tocando o solo;

b) Execução: Quando autorizado pelo avaliador, o(a) candidato(a) flexionara, simultaneamente, o tronco e os membros inferiores na altura do quadril, lançando os braços a frente de modo que a sola dos pés se apóie totalmente no solo e a linha dos cotovelos coincida com a dos joelhos e, em seguida, voltara à posição inicial (decúbito dorsal), completando assim uma repetição.

Deverá ser realizado o número mínimo de repetições, do correto movimento acima descrito dentro do período de tempo de 01 (um) minuto, sendo que os movimentos incompletos não serão computados pelo avaliador.

11.2.1.5. Corrida de 15(quinze) minutos.

O teste de corrida de 15(quinze) minutos será aplicado aos candidatos do sexo masculino e do sexo feminino, e consistirá em o(a) candidato(a) percorrer a distância mínima exigida, ou seja, 2.000 (dois mil) metros para candidatos do sexo masculino e 1.600 (mil e seiscentos) metros para candidatos do sexo feminino, correndo ou andando, no período de 15 (quinze) minutos, podendo inclusive, parar e depois prosseguir. O início e o término do teste se farão através de um silvo longo de apito executado pelo avaliador, que controlará o tempo através do acionamento de um cronômetro, iniciando e encerrando o teste em concordância com o tempo mencionado.

Não será permitido ao candidato depois de iniciado o teste, abandonar o circuito antes da liberação do avaliador, dar ou receber qualquer auxílio para a execução do exercício, devendo ao sinal do término da prova (silvo longo de apito), interromper a trajetória, parando no local, não abandonando a pista ou ultrapassar a linha de chegada, somente se ausentando do seu local de parada, após a autorização do avaliador. A não obediência a esta orientação acarretará na eliminação do(a) candidato(a) do Concurso.

11.3. O Resultado Oficial da Prova de Avaliação Física será divulgado de acordo com o Cronograma Previsto - ANEXO III.

11.3.1. O resultado da Prova de Avaliação Física será disponibilizado no site www.femperj.org.br onde constará a menção APTO, INAPTO ou ELIMINADO, de acordo com o resultado obtido pelo(a) candidato.

11.3.2. Será considerado APTO o candidato que alcançar os índices físicos mínimos exigidos em todos os testes da Prova de Avaliação Física, conforme as Tabelas constantes do item 11.2 deste Edital.

12. DOS RECURSOS

12.1. O candidato poderá apresentar recurso, devidamente fundamentado, em relação a qualquer questão da prova objetiva, informando as razões pelas quais discorda do gabarito preliminar e/ou conteúdo da questão.

12.2. O candidato que desejar interpor recurso contra o gabarito preliminar da prova objetiva com data prevista no Cronograma Previsto - ANEXO III deverá fazê-lo através do Formulário Eletrônico disponibilizado na página do Concurso Público nos portais www.femperj.org.br ou www.saude.niteroi.rj.gov.br. O formulário estará disponível a partir das 8:00 horas do primeiro dia até às 18hs horas do último dia do prazo previsto conforme Cronograma Previsto - ANEXO III.

12.3. A interposição de recurso contra o gabarito preliminar poderá ser feita somente via Internet, através do Sistema Eletrônico de Interposição de Recursos, com acesso pelo candidato com o fornecimento de dados referentes à sua inscrição, dentro do prazo recursal, conforme disposições contidas nos portais www.femperj.org.br ou www.saude.niteroi.rj.gov.br na página correspondente ao Concurso Público.

12.4. Não estará disponível ao candidato a consulta da imagem do seu cartão resposta para apoio na formulação de eventual recurso contra o gabarito preliminar devendo o mesmo utilizar-se do Quadro de Respostas previsto no item 9.12.1..

12.5. Após o julgamento dos Recursos, a Banca Examinadora divulgará o Gabarito Definitivo nos portais www.femperj.org.br ou www.saude.niteroi.rj.gov.br. Não será divulgado nenhum resultado individual a qualquer candidato sobre a análise de seu recurso.

12.6. Não será aceito recurso via postal, via fax, via e-mail, e outros diferentes do que determina o item 12.2 deste edital.

12.7. O recurso deverá ser individual, por questão, com a indicação do motivo em que o candidato se julgue prejudicado, e devidamente fundamentado, comprovando as alegações com citações de artigos, de legislação, itens, páginas de livros, nomes dos autores etc., e ainda, a exposição de motivos e argumentos com fundamentações circunstanciais, conforme referenciado.

12.8. No caso de interposição de mais de um recurso pelo mesmo candidato, o mesmo deverá ao término da argumentação de cada recurso, clicar o comando "ADICIONAR", conforme orientações dispostas no link correlato ao Concurso Público.

12.9. O candidato deverá ser claro, consistente e objetivo em seu pleito. Recurso inconsistente ou intempestivo será preliminarmente indeferido.

12.10. Serão rejeitados também liminarmente os recursos enviados fora do prazo improrrogável, conforme Cronograma Previsto - ANEXO III, a contar da publicação de cada etapa.

12.11. A decisão da Banca Examinadora será irrecorrível, consistindo em última instância para recursos, sendo soberana em suas decisões, razões pela qual não caberão recursos administrativos adicionais, exceto em casos de erros materiais, havendo manifestação posterior da Banca Examinadora.

12.12. Em nenhuma hipótese serão aceitos pedidos de revisão de recursos, recursos de recursos e/ou recurso de gabarito definitivo, exceto no caso previsto no item anterior.

12.13. O recurso cujo teor desrespeite a Banca Examinadora será preliminarmente indeferido.

12.14. Se a Banca Examinadora decidir pela anulação de questão integrante da prova objetiva, a pontuação correspondente a essa questão será atribuída a todos os candidatos, independentemente de terem encaminhado recurso sobre a mesma.

12.15. Se houver alteração da alternativa correta da questão da prova objetiva, por força de impugnações, do gabarito oficial preliminar, essa alteração será atribuída a todos os candidatos, independentemente de terem encaminhado recurso sobre a mesma.

12.16. A apuração do resultado final será realizada por processo eletrônico, sendo permitido ao candidato a vista do seu cartão-resposta, para dissipar eventual dúvida sobre as alternativas assinaladas, através da imagem digitalizada do cartão-resposta, a ser feita somente via internet, quando da divulgação da nota preliminar de acordo com o Cronograma Previsto - ANEXO III. Para realizar este acesso o candidato deverá fornecer os dados referentes à sua inscrição, conforme orientações contidas nos portais www.femperj.org.br ou www.saude.niteroi.rj.gov.br na página do Concurso Público.

13. DA CLASSIFICAÇÃO FINAL DO CONCURSO PÚBLICO

13.1. A classificação final no Concurso Público dar-se-á mediante a ordem decrescente da nota final obtida na Prova Objetiva para os cargos de Nível Fundamental e de Nível Médio/Técnico e do somatório da nota final obtida na prova Objetiva e na Avaliação de Títulos para os cargos de Nível Superior.

13.2. Havendo empate na nota final na Prova Objetiva, serão usados os critérios de desempate, sucessivamente, conforme a seguir:

13.2.1. - maior idade dentre os de idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, de acordo com o Estatuto do Idoso;

13.2.2. - maior pontuação na disciplina de Conhecimentos Específicos;

13.2.3. - maior pontuação na disciplina de Língua Portuguesa;

13.2.4. - maior pontuação na disciplina de Conhecimentos Básicos de Saúde Pública (excetuando-se para o cargo de Nível Fundamental);

13.2.5. - maior idade.

13.3. O resultado final, contendo a relação dos candidatos classificados em ordem decrescente de pontos, será disponibilizado nos portais www.femperj.org.br ou www.saude.niteroi.rj.gov.br e no Diário Oficial do Município.

14. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

14.1. Os candidatos poderão obter informações gerais referentes ao Concurso Público por meio dos portais www.femperj.org.br ou www.saude.niteroi.rj.gov.br, ou através da nossa Central de Atendimento ao Candidato pelos telefones: (21) 2220-2350 ou 2224-3925.

14.1.1. Não serão fornecidas, por telefone, informações a respeito de datas, locais e horários de realização das provas e nem de resultados, gabaritos, notas, classificação, convocações ou outras quaisquer relacionadas aos resultados provisórios ou finais da prova objetiva e do Concurso Público. O candidato deverá observar rigorosamente o Edital e os comunicados a serem divulgados na forma definida neste Edital.

14.2. O candidato é responsável pelo acompanhamento das publicações dos Editais, comunicações, retificações e convocações referentes a este Concurso Público na página do Concurso Público disponibilizada nos portais www.femperj.org.br ou www.saude.niterwww.saude.niteroi.rj.gov.broi.rj.gov.br.

14.3. Está prevista, como medida preventiva com vistas à segurança do Concurso Público, a utilização do detector de metais nos locais onde serão aplicadas as Provas Objetivas.

14.4. Será de competência da Fundação Municipal de Saúde de Niterói - FMS a homologação do Concurso Público, que será publicada e divulgada na forma prevista no item 13.3.

14.5. A Fundação Municipal de Saúde de Niterói - FMS reserva-se o direito de proceder às contratações, em número que atenda ao interesse e às necessidades do serviço público, de acordo com a disponibilidade orçamentária, dentro do prazo de validade do Concurso Público.

14.6. O candidato que não atender, no ato da contratação, aos requisitos do item 2 deste Edital, será considerado desistente, sendo automaticamente excluído do Concurso Público, perdendo seu direito à vaga.

14.7. Não será fornecido ao candidato, documento comprobatório de classificação em qualquer etapa do presente Concurso Público, valendo, para esse fim, a homologação divulgada na Internet e no Diário Oficial do Município.

14.8. O candidato deverá manter atualizado o seu endereço junto à FEMPERJ, até a publicação do resultado final do Concurso Público e, após, na Fundação Municipal de Saúde de Niterói - FMS, por ocasião da possível contratação. È de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos decorrentes da não atualização de seu endereço.

14.9. As legislações com entrada em vigor após a data de publicação deste Edital, bem como alterações em dispositivos legais e normativos a ele posteriores, não serão objeto de avaliação nas provas objetivas do presente Concurso Público.

14.10. É de inteira responsabilidade do candidato, acompanhar as publicações de todos os atos referentes ao presente Concurso Público, durante todo o prazo de validade deste.

14.10.1. Caberá recurso ao Edital do Concurso Público contra erros materiais ou omissões de cada etapa, constituindo as etapas: publicação do edital, homologação das inscrições dos candidatos, divulgação do gabarito oficial, divulgação da pontuação provisória na prova objetiva, divulgação do resultado final, incluído o fator de desempate estabelecido no Edital.

14.11. Os candidatos classificados serão convocados para contratação por meio de Ato Convocatório publicado no Diário Oficial do Município, por correspondência que será enviada para o endereço indicado no Requerimento de Inscrição e no site www.saude.niteroi.rj.gov.br.

14.11.1. É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar os atos convocatórios publicados após a homologação do Concurso Público.

14.12. O candidato convocado para a Perícia Médica e para o Ato de Contratação que não comparecer na data estabelecida pela Fundação Municipal de Saúde de Niterói - FMS para quaisquer dos atos citados será excluído do Concurso Público, sendo facultado a este a convocação, se for o caso, de candidato com classificação subsequente.

14.13. Não caberá à FEMPERJ e nem à Fundação Municipal de Saúde de Niterói - FMS, a responsabilidade com o que possa acontecer ao candidato durante a prova objetiva e no decorrer de todo o Concurso Público.

14.14. As ocorrências não previstas neste Edital serão resolvidas a critério exclusivo e irrecorrível da FEMPERJ.

Niterói, 30 de novembro de 2012.

Gisela Motta de Miranda
Presidente da Fundação Municipal de Saúde de Niterói - FMS

ANEXO I - DESCRIÇÃO SINTÉTICA DOS CARGOS

CARGO/FUNÇÃO

DESCRIÇÃO SINTÉTICA

Assistente Social

Planejar, supervisionar, desenvolver, coordenar e avaliar planos, programas e projetos nas áreas de atuação profissional (saúde); elaborar e executar programas de assistência e apoio a grupos específicos de pessoas, visando seu desenvolvimento e integração na comunidade.

Cirurgião-Dentista - Clínico Geral

Realizar atendimento odontológico, periodontia básica, endodontia pediátrica, ortodontia (diagnóstico), dentística, semiologia, patologia bucal, cirurgia oral menor; dar assistência bucodentária aos estabelecimentos psiquiátricos e atuar na área de prevenção odontológica.

Cirurgião-Dentista - Buco-maxilofacial

Desenvolver atividades que se destinam à cirurgia e traumatologia buco-maxilofacial, com conhecimentos em fixação rígida e experiência na especialidade em emergência.

Cirurgião-Dentista - Endodontista

Desenvolver atividades que se destinam a preservação do dente por meio de prevenção, diagnóstico, prognóstico, tratamento e controle das alterações da polpa e dos tecidos peri-radiculares; executar procedimentos conservadores da vitalidade pulpar, procedimentos cirúrgicos no tecido e na cavidade pulpares, procedimentos cirúrgicos para­endodônticos e tratamento dos traumatismos dentários.

Cirurgião-Dentista - Periodontista

Desenvolver atividades que se destinam ao estudo, diagnóstico, prevenção e tratamento das doenças gengivais e periodontais, visando à promoção e ao restabelecimento da saúde periodontal.

Enfermeiro

Planejar, supervisionar e executar serviços de enfermagem, empregando processos de rotina ou específicos para possibilitar a promoção, proteção e recuperação da saúde individual e coletiva; participar do programa de assistência integral à saúde individual e de grupos específicos, bem como da aplicação das medidas destinadas à prevenção de doenças; assumir responsabilidade técnica na respectiva área e junto ao respectivo Conselho de Classe, a critério da FMS de Niterói e de acordo com a necessidade do serviço.

Farmacêutico

Desenvolver atividades na área dos medicamentos e correlatos alopáticos:processo de planejamento, aquisição, manipulação, recebimento, armazenagem, controle de estoque e de qualidade, e de distribuição, farmacovigilância; atuar nas áreas de análises toxicológicas, produção e controle dos domissaniantes; realizar o controle e avaliação e emitir pareceres sobre matéria de interesse da área; orientar e executar atividades de vigilância sanitária referentes principalmente a farmácias, farmácias de manipulação, ervanários, drogarias, farmácias homeopáticas, dispensários de medicamentos e outros estabelecimentos que comercializem, distribuam, armazenem ou transportem medicamentos, kits diagnósticos, correlatos e congêneres; assumir responsabilidade técnica na respectiva área e junto ao respectivo Conselho de Classe a critério da FMS de Niterói e de acordo com a necessidade do serviço.

Farmacêutico- Bioquímico

Realizar atividades de supervisão, programação, gerência, coordenação ou execução de trabalhos relativos a métodos e técnicas de produção, controle e análise clínica e toxicológica; orientar e executar atividades de vigilância sanitária referentes principalmente a serviços de laboratórios de análises clínicas e postos de coleta, estabelecimentos que comercializem, distribuam, armazenem kits diagnósticos, correlatos e congêneres; assumir responsabilidade técnica na respectiva área e junto ao respectivo Conselho de Classe a critério da FMS de Niterói e de acordo com a necessidade do serviço.

Fisioterapeuta

Construir diagnóstico dos distúrbios cinéticos funcionais (Diagnóstico Cinesiológico Funcional), prescrever condutas fisioterapêuticas, ordená-las e induzi-las no paciente, bem como, acompanhar a evolução do quadro clínico funcional e as condições para alta do serviço. Supervisionar, coordenar, programar ou executar ações relativas à utilização de métodos e técnicas fisioterapêuticas, para a reabilitação física do indivíduo. Realizar atendimento fisioterapêutico em âmbito ambulatorial e/ou hospitalar.

FonoaudiólogoPrestar assistência, através da utilização métodos e técnicas fonoaudiológicas a fim de desenvolver e/ou restabelecer a capacidade de comunicação dos pacientes, além das seguintes atribuições: avaliar as deficiências dos paciente, realizando exames fonéticos, da linguagem, audiometria, além de outras técnicas para estabelecer plano de tratamento ou terapêutico; elaborar plano de tratamento; desenvolver trabalho de prevenção na área de comunicação escrita e oral, voz e audição; desenvolver trabalhos de correção de distúrbios da palavra, voz, linguagem e audição, objetivando a reeducação, neuromuscular e a reabilitação do paciente; promover ações de saúde; elaborar pareceres, informes técnicos e relatórios, realizando pesquisas e observações para atividades em sua área de atuação. Participar de grupos de trabalho multiprofissional; apto a reabilitação de paciente na rede de saúde e domiciliar.
NutricionistaPrestar assistência e educação nutricional especializada a coletividade ou indivíduos (sadios ou enfermos) para todos os ciclos de vida, no âmbito da Atenção básica e Hospitalas (Unidades de Alimentação, Lactários, etc.) através de ações, programas, pesquisas relacionados à alimentação e nutrição, visando à prevenção de doenças, promoção, manutenção e recuperação da saúde.

Saúde Coletiva: Consolidar, analisar e avaliar fados de Vigilância Alimentar e Nutricional, coletados em nível local, propondo ações de resolutividade, para situações de risco nutricional; promover ações de educação alimentar e nutricional; prestar atendimento nutricional individual, elaborando o diagnóstico nutricional, adequando evolução do estado nutricional do cliente; promover, participar e divulgar estudos e pesquisas na sua área de atuação, promovendo intercâmbio técnico-científico; avaliar o impacto das ações de alimentação e nutrição na população assistida; executar tarefas relacionadas ao cargo/perfil.

Área Hospitalar: Planejar, organizar, coordenar, supervisionar e avaliar o serviço de alimentação da UAN; realizar o diagnóstico nutricional, com base nos dados clínicos, bioquímicos, antropométricos e dietéticos; elaborar a prescrição a dietética (durante período de internação, pós-alta ou a nível ambulatorial), com base nas diretrizes do diagnóstico nutricional e da anamnese alimentar; registrar em prontuário do paciente, a prescrição dietética e a evolução nutricional, de acordo com protocolos pré-estabelecidos pelo Serviço e aprovado pela instituição; orientar e supervisionar a distribuição de dietas nas enfermarias; promover educação nutricional para pacientes, familiares ou responsáveis durante a internação ou em ambiente ambulatorial; executar outras tarefas ao cargo/perfil.

PsicólogoRealizar atendimento na área de Psicologia, acompanhar pacientes e executar atividades de supervisão e coordenação, relativas ao estudo do comportamento humano e da dinâmica da personalidade, com vistas à orientação psicopedagógica e ao ajustamento individual; planejar, programar, coordenar e desenvolver projetos de capacitação de recursos humanos (educação continuada e educação permanente).
SanitaristaCoordenar, planejar, programar, orientar e executar ou fazer executar, sob sua supervisão direta, atos no campo de vigilância epidemiológica, sanitária e ambiental; participar de atividades de educação em saúde; participar do desenvolvimento tecnológico e da gestão, planejamento e desenvolvimento institucional e ambulatorial na assistência.
Médico AnatomopatologistaRealizar diagnóstico anatomopatológico macro e microscópico de biópsias e espécimes cirúrgicos, e diagnóstico intra-operatório através de exames por congelação, bem como supervisionar os serviços técnicos em sua área especializada de atuação.
Médico AnestesiologistaVerificar exames e condições gerais dos pacientes no pré-operatório; responsabilizar-se pelo ato anestésico-cirúrgico durante a intervenção cirúrgica e no pós-operatório; monitorar as condições gerais do paciente e executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico AngiologistaRealizar atendimento de pacientes portadores de patologia de origem arterial, venosa e linfática, incluindo assistência clínica e tratamento cirúrgico, e executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico AlergologistaRealizar atendimento na área de alergologia; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico, terapêutica e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico CardiologistaRealizar atendimento na área de cardiologia; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico, terapêutica e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico Cirurgião GeralRealizar atendimento na área de cirurgia, urgência e emergência, desempenhando funções da medicina preventiva e curativa; atendimentos, exames, diagnóstico, terapêutica e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e área.
Médico Cirurgião PlásticoRealizar consultas, exames físicos, emitir diagnósticos, prescrever medicamentos, realizar outras formas de tratamento, fazer cirurgias aplicando recursos de medicina preventiva ou terapêutica, de acordo com a especialidade.
Médico CitopatologistaRealizar estudo de material colhido para secreção, através de exames microscópicos, fazer diagnósticos de doenças, verificando alterações das células/tecidos, emitindo laudos e pareceres; assumir responsabilidade técnica na respectiva área e junto ao respectivo Conselho de Classe a critério da FMS de Niterói e de acordo com a necessidade do serviço.
Médico Clínico GeralExecutar procedimentos buscando a prevenção primária, definida como a promoção da saúde e a prevenção da ocorrência de enfermidades ou profilaxia; a prevenção secundária, definida como a prevenção da evolução das enfermidades ou execução de procedimentos diagnósticos ou terapêuticos; e a prevenção terciária, definida como prevenção da invalidez ou reabilitação dos enfermos.
Médico Clínico Geral / Urgência e Emergência Atuar em unidades de pronto atendimento, no tratamento e acompanhamento de pacientes em situação de urgência e emergência, e em condições físicas e patológicas que necessitem de cuidados, realizando procedimentos para manutenção de funções vitais e, se necessário, referenciar para atendimento de maior complexidade.
Médico GastroenterologistaRealizar atendimento na área de endoscopia digestiva; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico, terapêutica, acompanhamento dos pacientes e executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico GeriatraExecutar trabalhos no âmbito da medicina com compreensão das doenças prevalecentes no envelhecimento e seu tratamento; possuir competência para gerenciar a assistência ao idoso no âmbito domiciliar, ambulatorial e hospitalar.
Médico Ginecologista e ObstetraRealizar atendimento na área de ginecologia e obstetrícia; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico, terapêutica e acompanhamento das pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico HematologistaRealizar atendimento na área de HEMOTERAPIA; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, terapêutica e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e área.
Médico MastologistaRealizar atendimento na área de Mastologia; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico InfectologistaPrestar atendimento nas áreas hospitalar e clínica, na vigilância em saúde, no diagnóstico e enfrentamento das epidemias, no estudo das doenças emergentes e reemergentes, entre outras frentes.
Médico IntensivistaRealizar ações na área de atendimento intensivo; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar consultas, exames, diagnóstico, terapêutica acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico Intensivista Pediátrico/NeonatalRealizar ações na área de atendimento intensivo em pediatria e neonatologia; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar consultas, exames, diagnóstico, terapêutica acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico NeurologistaRealizar atendimento na área de neurologia; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico, terapêutica e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico OrtopedistaRealizar atendimento na área de ortopedia; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico, terapêutica e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico Ortopedista / Urgência e EmergenciaAtuar em unidade de pronto atendimento urgência ortopédica; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico, terapêutica e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico OtorrinolaringologistaRealizar atendimento na área de otorrinolaringologia; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico, terapêutica e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico GinecologistaRealizar atendimento na área de Patologia Cervical; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico, terapêutica e acompanhamento das pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico ProctologistaRealizar atendimento na área de proctologia; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico PneumologistaRealizar atendimento na área de pneumologia, pneumologia sanitária desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico Pediatra / Urgência e EmergênciaAtuar em unidade de pronto atendimento, no tratamento e acompanhamento de pacientes menores de 18 anos, em situação de urgência, e em condições físicas e patológicas que necessitem de cuidados, realizando procedimentos para manutenção de funções vitais e, se necessário, referenciar para atendimento de maior complexidade.
Médico PsiquiatraRealizar atendimento na área de psiquiatria; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico, terapêutica e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico Psiquiatra / Urgência e EmergênciaRealizar atendimento na área de urgência Psiquiátrica e realizar intervenções clínicas em situações de crise; solicitar exames, diagnóstico, terapêutica e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico RadiologistaRealizar diversos exames de imagens e execução de laudos - raios-X simples e contrastado, mamografia, ultrassonografia, tomografia computadorizada e ressonância nuclear magnética.
Médico SocorristaRealizar ações de pronto atendimento, urgência e emergência, regulação e intervenção; realizar consultas, exames, diagnóstico, terapêutica e acompanhamento dos pacientes, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico VeterinárioPromover ações de vigilância sanitária nos estabelecimentos, bens e serviços de saúde, na área de medicina veterinária, fiscalizando e prestando orientações técnicas relativas às condições higiênico-sanitárias, processos e procedimentos necessários ao funcionamento dos hospitais, clínicas, consultórios e outros serviços de medicina veterinária; realizar inspeção sanitária em estabelecimentos, bens, serviços, e ambientes de interesse à saúde com fins de identificar riscos sanitários para o controle e prevenção da ocorrência de danos e agravos à saúde; realizar a inspeção sanitária e a fiscalização sob o ponto de vista sanitário, higiênico e tecnológico dos locais de produção, manipulação, armazenagem e comercialização de alimentos; executar ações e atividades técnicas específicas da área de medicina veterinária preventiva, em especial nos setores da saúde pública, controle de vetores e zoonoses; atuar em educação sanitária, visando à prevenção, controle e erradicação de doenças prevalentes comuns aos animais e aos homens; exercer o controle de animais peçonhentos e sinantrópicos quando estes possam vir a causar danos às populações; desenvolver ações de vigilância de eventos adversos e queixas técnicas relacionados aos alimentos; verificar a realização e respectivos registros de procedimentos relacionados à área de Vigilância Sanitária e Ambiental que objetivam o controle de riscos à saúde e das condições de funcionamento dos serviços de saúde e outros de interesse à saúde e realizar ações de controle de zoonoses no que se refere à denúncia de criatório ilegal de animais e ambientes que ofereçam riscos à saúde; realizar a análise de processos e documentações inerentes à área de Vigilância Sanitária e Ambiental que objetivam o controle de riscos à saúde e das condições de funcionamento dos serviços de saúde e outros de interesse à saúde. Realizar atividades clínicas e cirúrgicas relacionadas a controle da população animal. Promover ações de bem-estar animal.
Médico Ultrassonografista Realizar exames de ultrassonografia, atender os pacientes, prestar orientações médicas e elaborar laudos, bem como executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área.
Médico UrologistaRealizar procedimentos para diagnóstico e terapêutica (clínica e/ou cirúrgica) nas patologias de bexiga, próstata, cálculo renal, sistema urogenital, tumores do trato geniturinário, reprodução e disfunção sexual masculina e DST.
Técnico de EnfermagemDesempenhar atividades técnicas de enfermagem em hospitais, clínicas e outros estabelecimento de assistência médica, unidades pré-hospitalares moveis e fixas, e domicílios; atuar em cirurgia, terapeia, puericultura, pediatria, psiquiatria, obstetrícia, saúde ocupacional e outras áreas; prestar assistência ao paciente, atuando sob supervisão de enfermeiro; organizar o ambiente de trabalho, dar continuidade aos plantões; realizar registros; comunicar-se com pacientes e familiares e com a equipe de saúde; trabalhar em conformidade às boas práticas, normas e procedimentos de biossegurança. Assumir responsabilidade técnica na respectiva área e junto ao respectivo Conselho de Classe.
Técnico em Saúde BucalAuxiliar o cirurgião-dentista nos procedimentos clínicos; executar as etapas relativas à esterilização de instrumentais; executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições inerentes ao cargo e à área.
Técnico de Laboratório - Análises ClínicasRealizar atividades de natureza repetitiva, envolvendo orientação e execução qualificada, de trabalhos de laboratório relativos a determinações, transporte de material biológico, dosagens, análises bacteriológicas, hematológicas, bacterioscópicas e químicas em geral; realizar análises em geral para fins de diagnóstico complementar; executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e à área, obedecendo as normas de biossegurança.
Técnico de RadiologiaExecutar atividades de natureza repetitiva, envolvendo trabalhos de operação qualificada, sob supervisão, verificação e aferição de equipamentos de radiodiagnóstico e radioterapia, empregados na medicina e odontologia, compreendendo, ainda, controle da radioproteção e orientação de equipes auxiliares.
Agente de Controle de ZoonosesVisitar imóveis e logradouros, identificando, corrigindo e controlando fatores ambientais como focos de vetores, roedores e animais sinantrópicos, água, solo, ar; manipular e aplicar larvicidas, inseticidas e raticidas, coletar amostras de água; manejar animais (contenção e aplicação de vacinas e
medicamentos) sob supervisão; interagir com a população transmitindo, de
uma maneira clara e segura, mensagens, informações e conhecimentos relativos à prevenção, controle e eliminação de zoonoses, doenças de transmissão vetorial e outras questões relacionadas ao ambiente, como solo, água e ar; realizar a análise de processos e documentações inerentes à área de Vigilância Sanitária e Ambiental que objetivam o controle de riscos à saúde e das condições de funcionamento dos serviços de saúde e outros de interesse à saúde.
Assistente AdministrativoExecutar tarefas auxiliares de administração em geral de relativa complexidade; programar, orientar e controlar as atividades de recebimento e guarda de materiais e sua distribuição; executar a digitação de dados e informações; executar tarefas contábeis auxiliares de conferência, classificação, registro e emissão de documentos; executar atividades auxiliares pertinentes à área administrativa, jurídica e financeira.

ANEXO II - QUADRO DE VAGAS E SALÁRIOS

C
Ó
D
I
G
O
 
D
O
 
C
A
R
G
O
 
P
A
R
A
 
I
N
S
C
R
I
Ç
Ã
O
CARGOREQUISITOS (ESCOLARIDADE/ FORMAÇÃO)T
O
T
A
L
 
D
E
 
V
A
G
A
S
vagas reservadas aos candidatos portadores de deficiênciasJORNADA DE TRABALHO (HORAS SEMANAIS) VENCIMENTO - BASE
NÍVEL SUPERIOR
001ASSISTENTE SOCIALDiploma de graduação específica para o cargo, devidamente registrado no MEC e respectivo registro no Conselho de Classe.02 - 32,5h1.474,91
002CIRURGIÃO-DENTISTA - Clínico Geral Diploma de graduação específica para o Cargo, devidamente registrado no MEC, e respectivo registro no Conselho de Classe.03 - 20h
003CIRURGIÃO-DENTISTA - Buco-maxilofacial Diploma de graduação específica para o Cargo, devidamente registrado no MEC, com especialização na área de atuação e respectivo registro no Conselho de Classe.01- 20h
004CIRURGIÃO-DENTISTA - Endodontista Diploma de graduação específica para o cargo, devidamente registrado no MEC, com especialização na área de atuação e respectivo registro no Conselho de Classe.01- 20h
005CIRURGIÃO-DENTISTA - Periodontista Diploma de graduação específica para o cargo, devidamente registrado no MEC, com especialização na área de atuação e respectivo registro no Conselho de Classe.01- 20h
006ENFERMEIRODiploma de graduação específica para o cargo, devidamente registrado no MEC, e respectivo registro no Conselho de Classe.090132,5h1474,91
007FARMACÊUTICODiploma de graduação específica para o cargo, devidamente registrado no MEC, e respectivo registro no Conselho de Classe.040132,5h
008FARMACÊUTICO-BIOQUÍMICODiploma de graduação específica para o cargo, devidamente registrado no MEC, e respectivo registro no Conselho de Classe.01- 32,5h
009FISIOTERAPEUTADiploma de graduação específica para o cargo, devidamente registrado no MEC, e respectivo registro no Conselho de Classe.04- 32,5h
010FONOAUDIÓLOGODiploma de graduação específica para o cargo, devidamente registrado no MEC, e respectivo registro no Conselho de Classe.02- 32,5h1474,91
011UTRICIONISTADiploma de graduação específica para o cargo, devidamente registrado no MEC, e respectivo registro no Conselho de Classe.02- 32,5h
012PSICÓLOGODiploma de graduação específica para o cargo, devidamente registrado no MEC, e respectivo registro no Conselho de Classe.040132,5h
013SANITARISTADiploma de graduação específica para o cargo, devidamente registrado no MEC, e respectivo registro no Conselho de Classe. Título de especialista em Saúde Pública reconhecido pelo MEC.040132,5h
014MÉDICO ANATOMOPA- TOLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.02- Diarista 20h
015MÉDICO ANESTESIOLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.0501 Plantão 24h1.474,91
016MÉDICO ANGIOLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.01- Diarista 20h
017MÉDICO ALERGOLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.01- Diarista 20h
018MÉDICO CARDIOLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.0701 Diarista 20h
019MÉDICO CIRURGIÃO GERALDiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade04- Plantão 24h1.474,91
020MÉDICO CIRURGIÃO PLÁSTICODiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de01- Diarista 20h
021MÉDICO CITOPATOLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de01- Diarista 20h
022MÉDICO CLÍNICO GERALDiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de1102 Diarista 20h
023MÉDICO CLÍNICO GERAL / Urgência e Emergência Diploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.061 Plantão 24h1.474,91
024MÉDICO GASTROENTE- ROLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade. Certificado de área de atuação em Endoscopia Digestiva registrado.01- Diarista 20h
025MÉDICO GERIATRADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.03- Diarista 20h
026MÉDICO GINECOLOGISTA E OBSTETRA Diploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.051 Plantão 24h
027MÉDICO HEMATOLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.01- Diarista 20h1.474,91
028MÉDICO INFECTOLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.03- Diarista 20h
029MÉDICO INTENSIVISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.01- Plantão 24h
030MÉDICO INTENSIVISTA PEDIÁTRICO/NEONATAL Diploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.01- Plantão 24h
031MÉDICO MASTOLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.02- Diarista 20h
032MÉDICO NEUROLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.01- Diarista 20h
033MÉDICO ORTOPEDISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.02- Diarista 20h1.474,91
034MÉDICO ORTOPEDISTA / Urgência e Emergência Diploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.02- Plantão 24h
035MÉDICO OTORRINO- LARIGOLOGISTA Diploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.01- Diarista 20h
036MÉDICO SOCORRISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.0401 Plantão 24h 
037MÉDICO GINECOLOGISTA (PATOLOGIA CERVICAL) Diploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.02- Diarista 20h1.474,91
038MÉDICO PROCTOLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.01- Diarista 20h
039MÉDICO PNEUMOLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.0301 Diarista 20h
040MÉDICO PEDIATRA / Urgência e Emergência Diploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.03- Plantão 24h
041MÉDICO PSIQUIATRA Diploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.071 Diarista 20h1.474,91
042MÉDICO PSIQUIATRA/ Urgência e Emergência Diploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.03- Plantão 24h
043MÉDICO RADIOLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.01- Diarista 20h
044MÉDICO VETERINÁRIODiploma de graduação especifica para o cargo, devidamente registrado no MEC, e respectivo registro no Conselho da Classe.01- Diarista 20h
045MÉDICO ULTRA- SONOGRAFISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.03- Diarista 20h1.474,91
046MÉDICO UROLOGISTADiploma devidamente registrado no MEC, de conclusão de curso de medicina, e registro no CRM. Residência Médica concluída na especialidade ou Título de Especialista concedido pela Sociedade da especialidade.03- Diarista 20h 
  TOTAL DE VAGAS NÍVEL SUPERIOR13113  

OBS:

Benefícios concedidos conforme legislação específica: Gratificação por Tempo de Serviço, Progressão por Desenvolvimento Funcional, Auxílio-Transporte, Gratificação de Difícil Acesso, Gratificação de Emergência, Gratificação de Urgência e Abono Refeição.

C
Ó
D
I
G
O

 
D
O
 
C
A
R
G
O
 
P
A
R
A
 
I
N
S
C
R
I
Ç
Ã
O
CARGOREQUISITOS (ESCOLARIDADE/ FORMAÇÃO)TOTAL DE VAGAS vagas reservadas aos candidatos portadores de deficiências JORNADA DE TRABALHO (HORAS SEMANAIS) VENCIMENTO- BASE
NÍVEL MÉDIO
047ASSISTENTE ADMINISTRATIVOEnsino médio completo.080232,5h920,86
048TÉCNICO DE ENFERMAGEMCurso Técnico de nível médio em Enfermagem e respectivo registro no Conselho de Classe.360432,5h
049TÉCNICO EM SAÚDE BUCALCurso Técnico de nível médio em Saúde Bucal e respectivo registro no Conselho de Classe.05132,5h
050TÉCNICO DE LABORATÓRIO - ANÁLISES CLÍNICAS Curso Técnico de nível médio em Laboratório em instituição reconhecida pelo MEC e registro no respectivo Conselho de Classe.080232,5h
051TÉCNICO DE R A D I O L O G I ACurso Técnico de nível médio em Radiologia em instituição reconhecida pelo MEC e registro no respectivo Conselho de Classe.02- 32,5h
  TOTAL DE VAGAS NÍVEL MÉDIO599 

OBS:

Benefícios concedidos conforme legislação específica: Gratificação por Tempo de Serviço, Progressão por Desenvolvimento Funcional, Auxílio-Transporte, Gratificação de Difícil Acesso, Gratificação de Emergência, Gratificação de Urgência e Abono Refeição.

CÓDIGO DO CARGO PARA INSCRIÇÃO CARGOREQUISITO S (ESCOLARIDADE/ FORMAÇÃO) TOTAL DE VAGASvagas reservadas aos candidatos portadores de deficiênciasJORNADA DE TRABALHO (HORAS SEMANAIS) VENCIMENTO- BASE
NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO
52AGENTE DE CONTROLE DE ZOONOSESEnsino fundamental completo e aptidão física.07 132,5h740,16

CR = Cadastro de Reserva

Benefícios concedidos conforme legislação específica: Gratificação por Tempo de Serviço, Progressão por Desenvolvimento Funcional, Auxílio-Transporte, Gratificação de Difícil Acesso, Gratificação de Emergência, Gratificação de Urgência e Abono Refeição.

ANEXO III - CRONOGRAMA PREVISTO

EVENTOS

DATAS PROVÁVEIS

Publicação do Edital do Concurso Público

01/12/2012

Período de Inscrições pela Internet

05/12/2012 a 05/02/2013

Período de Solicitação de Isenção de Pagamento da Taxa de Inscrição

06/12/2012 a 12/12/2012

Divulgação das Isenções Deferidas e Indeferidas

21/12/2012

Prazo para Recurso contra Indeferimento da Solicitação de Isenção de Pagamento da Taxa de Inscrição

26/12/2012 e 27/12/2012

Divulgação do Resultado da Análise após Recurso

08/01/2013

Cartão de Confirmação de Inscrição e Divulgação dos Locais da Prova Objetiva

A partir de 06/03/2013

Aplicação da Prova Objetiva

17/03/2013

Divulgação do Gabarito Preliminar da Prova Objetiva (a partir das 18 horas)

18/03/2013

Prazo para interposição dos Recursos contra os Gabaritos Preliminares

19/03/2013 e 20/03/2013

Divulgação do Gabarito Definitivo da Prova Objetiva

Divulgação da Imagem do Cartão-Resposta

Divulgação das Notas Preliminares da Prova Objetiva (a partir das 18 horas)

03/04/2013

Prazo de Recursos contra a Nota Preliminar da Prova Objetiva

04/04/2013 e 05/04/2013

Divulgação da Nota Definitiva da Prova Objetiva (a partir das 18 horas)

09/04/2013

Convocação para Avaliação Física para o cargo de Nível Fundamental

09/04/2013

Realização da Avaliação Física para o cargo de Nível Fundamental

14/04/2013

Resultado Preliminar da Avaliação Física para o cargo de Nível Fundamental

15/04/2013

Prazo para recurso contra o Resultado Preliminar da Avaliação Física

16/04/2013 e 17/04/2013

Divulgação do Resultado Definitivo da Avaliação Física (a partir de 18 horas)

22/04/2013

Convocação para entrega de Títulos para os cargos de Nível Superior

09/04/2013

Prazo para entrega dos Títulos

11/04/2013 a 15/04/2013

Resultado das Notas Preliminares da Avaliação de Títulos

22/04/2013

Prazo para recurso contra as Notas Preliminares da Avaliação de Títulos

23/04/2013 e 24/04/2013

Divulgação da Nota Definitiva da Avaliação de Títulos (a partir de 18 horas)

30/04/2013

Divulgação da Classificação Final (a partir das 18 horas)

30/04/2013

ANEXO IV - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

ATENÇÃO: TODA A LEGISLAÇÃO CITADA NOS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS SERÁ UTILIZADA PARA ELABORAÇÃO DE QUESTÕES LEVANDO-SE EM CONSIDERAÇÃO AS ATUALIZAÇÕES VIGENTES ATÉ A DATA DE PUBLICAÇÃO DO EDITAL.

CARGO: AGENTES DE CONTROLE DE ZOONOSES:

NÍVEL DE ESCOLARIDADE: ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO LÍNGUA PORTUGUESA:

Compreensão de texto. Sinônimos e antônimos de palavras do texto. Grafia de palavras de uso frequente. Uso das iniciais maiúsculas e minúsculas. Separação de sílabas. Acentuação gráfica. Pontuação. Gênero, número e grau dos substantivos e adjetivos. Regras elementares de concordância. Emprego dos pronomes pessoais. Verbos regulares de uso frequente.

CONHECIMENTOS BÁSICOS DE SAÚDE PÚBLICA:

1. Noções sobre o Sistema Único de Saúde. 2. Conceitos básicos de biossegurança. 3. Legislação em Vigilância Sanitária. 4. Noções de Saúde Pública. 5. Noções de Saneamento Básico e Meio Ambiente. 6. Noções sobre zoonoses: raiva; leptospirose. 7. Doenças transmitidas por vetores: dengue, febre amarela, malária, leishmaniose e doença de chagas.

MATEMÁTICA:

Medidas. Sistema monetário nacional. Sistema de numeração. Conjuntos numéricos: números naturais, inteiros. Números reais: adição, subtração, divisão e multiplicação. Problemas envolvendo situações da vida prática.

CONHECIMENTOS GERAIS:

Principais aspectos geográficos, históricos, ambientais e ecológicos do Estado do Rio de Janeiro e do Município de Niterói.

CARGO: ASSISTENTE ADMINISTRATIVO

NÍVEL DE ESCOLARIDADE: ENSINO MÉDIO COMPLETO

LÍNGUA PORTUGUESA:

Compreensão de textos. Denotação e conotação. Ortografia: emprego das letras e acentuação gráfica. Classes de palavras e suas flexões. Processo de formação de palavras. Verbos: conjugação, emprego dos tempos, modos e vozes verbais. Concordâncias nominal e verbal. Regências nominal e verbal. Emprego do acento indicativo da crase. Colocação dos pronomes. Emprego dos sinais de pontuação. Semântica: sinonímia, antonímia, homonímia, paronímia, polissemia e figuras de linguagem. Coletivos. Funções sintáticas de termos e de orações. Processos sintáticos: subordinação e coordenação.

CONHECIMENTOS BÁSICOS DE SAÚDE PÚBLICA:

Constituição da República Federativa do Brasil - Saúde. Evolução das políticas de saúde no Brasil. Sistema Único de Saúde - SUS: conceitos, fundamentação legal, financiamento, princípios, diretrizes e articulação com serviços de saúde (Lei nº 8080/90 e Lei nº 8142/90). Decreto nº 7.508 de 28 de junho de 2011, que regulamenta a Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, para dispor sobre a organização do Sistema Único de Saúde - SUS, o planejamento da saúde, a assistência à saúde e a articulação interfederativa. Lei nº 12.401, de 28 de abril de 2011, que altera a Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, para dispor sobre a assistência terapêutica e a incorporação de tecnologia em saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS. Lei nº 12.466, de 24 de agosto de 2011, que acrescenta arts. 14-A e 14-B à Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, que "dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências", para dispor sobre as comissões intergestores do Sistema Único de Saúde (SUS), o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e suas respectivas composições. Epidemiologia, história natural e prevenção de doenças. Vigilância em Saúde. Indicadores de nível de saúde da população. Doenças de notificação compulsória (Portaria GM/MS nº. 104/2011). Participação popular e controle social. A organização social e comunitária. Os Conselhos de Saúde. O Pacto pela Saúde. Sistema de Informação em Saúde. Processo de educação permanente em saúde. Noções de planejamento em Saúde e Diagnóstico situacional.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA:

Ambiente operacional Windows (95/98/ME/2000/XP). Fundamentos do Windows, operações com janelas, menus, barra de tarefas, área de trabalho, trabalho com pastas e arquivos, localização de arquivos e pastas, movimentação e cópia de arquivos, pastas, criação e exclusão de arquivos e pastas, compartilhamentos e áreas de transferência; Configurações básicas do Windows: resolução da tela, cores, fontes, impressoras, aparência, segundo plano e protetor de tela; Windows Explorer. Ambiente Intranet e Internet. Conceito básico de internet e intranet e utilização de tecnologias, ferramentas e aplicativos associados à internet. Principais navegadores. Ferramentas de busca e pesquisa. Processador de textos. MS Office 2003/2007/XP - Word. Conceitos básicos. Criação de documentos. Abrir e salvar documentos. Digitação. Edição de textos. Estilos. Formatação. Tabelas e tabulações. Cabeçalho e rodapé. Configuração de página. Corretor ortográfico. Impressão. Ícones. Atalhos de teclado. Uso dos recursos. Planilha Eletrônica. MS Office 2003/2007/XP - Excel. Conceitos básicos. Criação de documentos. Abrir e Salvar documentos. Estilos. Formatação. Fórmulas e funções. Gráficos. Corretor ortográfico. Impressão. Ícones. Atalhos de teclado. Uso dos recursos. Correio eletrônico. Conceitos básicos. Formatos de mensagens. Transmissão e recepção de mensagens. Catálogo de endereços. Arquivos anexados. Uso dos recursos. Ícones. Atalhos de teclado. Segurança da Informação. Cuidados relativos à segurança e sistemas antivírus.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

1. Município e poder local: O Município na Federação; Autonomia municipal e competências; Funções da Prefeitura e da Câmara Municipal. Funcionamento da Câmara Municipal. Órgãos de Administração Direta e Indireta e órgãos de participação e representação popular. 2. Administração e Organização administrativa: Estruturas organizacionais: atos constitutivos, organogramas, critérios de departamentalização, tipos de atividades segundo os órgãos da estrutura. Ética e Responsabilidade Social na organização. Desafios da Administração Contemporânea. Ambiente nas organizações. Mudança e inovação e cultura organizacional. Funções de Planejamento, Organização, Direção e Controle. 3. Finanças Municipais: Fontes e composição das receitas municipais; tributos municipais. Planejamento municipal e seus instrumentos básicos: Orçamento Municipal: princípios, classificações, componentes e instrumentos - Plano Plurianual, Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual. Programação orçamentária. Programação financeira. Cronograma de Desembolso. Fases da Execução Orçamentária. Lei de Responsabilidade Fiscal: princípios e impactos na gestão fiscal do Município. Programação e execução orçamentária. Controle interno e externo, responsabilidade dos gestores. 4. Gestão de arquivos e documentos. Tipos de arquivos, procedimentos e rotinas de protocolo, expedição, movimentação e arquivamento. Classificação de documentos e correspondência; Conceitos sobre Processos. Classificação, conceito e utilização de atos administrativos. Atos Administrativos de competência do Prefeito de Niterói e suas finalidades.

CARGOS: TÉCNICO DE ENFERMAGEM, TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL, TÉCNICO DE LABORATÓRIO - ANÁLISES CLÍNICAS E TÉCNICO DE RADIOLOGIA.

NÍVEL DE ESCOLARIDADE: ENSINO MÉDIO COMPLETO TÉCNICO

LÍNGUA PORTUGUESA:

Compreensão de textos. Denotação e conotação. Ortografia: emprego das letras e acentuação gráfica. Classes de palavras e suas flexões. Processo de formação de palavras. Verbos: conjugação, emprego dos tempos, modos e vozes verbais. Concordâncias nominal e verbal. Regências nominal e verbal. Emprego do acento indicativo da crase. Colocação dos pronomes. Emprego dos sinais de pontuação. Semântica: sinonímia, antonímia, homonímia, paronímia, polissemia e figuras de linguagem. Coletivos. Funções sintáticas de termos e de orações. Processos sintáticos: subordinação e coordenação.

CONHECIMENTOS BÁSICOS DE SAÚDE PÚBLICA:

Constituição da República Federativa do Brasil - Saúde. Evolução das políticas de saúde no Brasil. Sistema Único de Saúde - SUS: conceitos, fundamentação legal, financiamento, princípios, diretrizes e articulação com serviços de saúde (Lei nº 8080/90 e Lei nº 8142/90). Decreto nº 7.508 de 28 de junho de 2011, que regulamenta a Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, para dispor sobre a organização do Sistema Único de Saúde - SUS, o planejamento da saúde, a assistência à saúde e a articulação interfederativa. Lei nº 12.401, de 28 de abril de 2011, que altera a Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, para dispor sobre a assistência terapêutica e a incorporação de tecnologia em saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS. Lei nº 12.466, de 24 de agosto de 2011, que acrescenta arts. 14-A e 14-B à Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, que "dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências", para dispor sobre as comissões intergestores do Sistema Único de Saúde (SUS), o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e suas respectivas composições. Epidemiologia, história natural e prevenção de doenças. Vigilância em Saúde. Indicadores de nível de saúde da população. Doenças de notificação compulsória (Portaria GM/MS nº. 104/2011). Participação popular e controle social. A organização social e comunitária. Os Conselhos de Saúde. O Pacto pela Saúde. Sistema de Informação em Saúde. Processo de educação permanente em saúde. Noções de planejamento em Saúde e Diagnóstico situacional.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA:

Ambiente operacional Windows (95/98/ME/2000/XP). Fundamentos do Windows, operações com janelas, menus, barra de tarefas, área de trabalho, trabalho com pastas e arquivos, localização de arquivos e pastas, movimentação e cópia de arquivos, pastas, criação e exclusão de arquivos e pastas, compartilhamentos e áreas de transferência; Configurações básicas do Windows: resolução da tela, cores, fontes, impressoras, aparência, segundo plano e protetor de tela; Windows Explorer. Ambiente Intranet e Internet. Conceito básico de internet e intranet e utilização de tecnologias, ferramentas e aplicativos associados à internet. Principais navegadores. Ferramentas de busca e pesquisa. Processador de textos. MS Office 2003/2007/XP - Word. Conceitos básicos. Criação de documentos. Abrir e salvar documentos. Digitação. Edição de textos. Estilos. Formatação. Tabelas e tabulações. Cabeçalho e rodapé. Configuração de página. Corretor ortográfico. Impressão. Ícones. Atalhos de teclado. Uso dos recursos. Planilha Eletrônica. MS Office 2003/2007/XP - Excel. Conceitos básicos. Criação de documentos. Abrir e Salvar documentos. Estilos. Formatação. Fórmulas e funções. Gráficos. Corretor ortográfico. Impressão. Ícones. Atalhos de teclado. Uso dos recursos. Correio eletrônico. Conceitos básicos. Formatos de mensagens. Transmissão e recepção de mensagens. Catálogo de endereços. Arquivos anexados. Uso dos recursos. Ícones. Atalhos de teclado. Segurança da Informação. Cuidados relativos à segurança e sistemas antivírus.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

TÉCNICO DE ENFERMAGEM: 1. Fundamentos de enfermagem: Técnicas básicas de enfermagem: sinais vitais, peso e altura, exame físico e registro em enfermagem orientado para os problemas dos clientes; preparo e administração de medicamentos; preparo do cliente para realização de exames; coleta de material para exame e oxigenioterapia; cuidados de enfermagem no tratamento de feridas e realização de curativos. 2. Princípios legais e éticos do exercício profissional: Legislação e ética para o desenvolvimento do exercício profissional em enfermagem. 3. Saúde Pública: Imunização e profilaxia antitetânica para o indivíduo adulto e mulher durante o ciclo gravídico-puerperal; ações de vigilância epidemiológica e de conservação de vacinas; cuidados de enfermagem na atenção ao indivíduo portador de doença crônico-degenerativa, doenças sexualmente transmissíveis, doenças infecciosas, atenção primária e educação para a saúde; programas especiais de saúde voltados à assistência da criança, do adolescente, da mulher, do adulto, do idoso, do trabalhador e da família. 4. Enfermagem médicocirúrgica: Cuidados de enfermagem ao indivíduo portador de distúrbios clínicos, cirúrgicos e psiquiátricos; cuidados de enfermagem, relacionados à prevenção e tratamento das infecções hospitalares; procedimentos de enfermagem relacionados ao processamento de materiais hospitalares; cuidados de enfermagem em situações de urgência e emergência. 5. Enfermagem materno-infantil: Cuidados de enfermagem à mulher durante o ciclo gravídico-puerperal e às portadoras de patologias específicas da gravidez, ao recém-nascido normal, à criança e ao adolescente.

TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL: 1. Dispor os instrumentos odontológicos sobre local apropriado, colocando-os na ordem de utilização para passá-los ao Cirurgião Dentista durante a consulta ou ato operatório. 2. Preparar o paciente para consultas ou cirurgias, posicionando-o de forma apropriada na cadeira, bem como proceder à assepsia da região bucal com substâncias químicas apropriadas, para prevenir contaminação. 3. Passar os instrumentos ao Cirurgião Dentista, posicionando peça por peça na mão do mesmo, à medida que forem solicitados, para facilitar o desempenho funcional. 4. Proceder à esterilização da bandeja de instrumental, limpando e esterilizando o local e os instrumentais, para ordená-los para o próximo atendimento e evitar contaminações. 5. Manipular materiais e substâncias de uso odontológico, segundo orientação do Cirurgião Dentista. 6. Orientar os pacientes sobre higiene bucal. 7. Fazer demonstrações das várias técnicas de escovação. 8. Verificar os sinais vitais dos pacientes. 9. Ter noções dos malefícios dos Raios X. 10. Ter noções da anatomia da cabeça e dental e das funções dos dentes. 11. Ter conhecimento das doenças que podem ser transmitidas no consultório odontológico, principalmente o HIV. 12. Manipular corretamente instrumentais, principalmente os perfurocortantes. 13. Executar ou auxiliar na aplicação de substâncias para prevenção da cárie dental. 14. Confeccionar modelos em gesso, bem como selecionar e preparar moldeiras. 15. Fazer tomada e revelar radiografias intra-orais. 16. Realizar profilaxia oral. 17. Remover suturas. 18. Zelar pelo estado de conservação e manutenção dos equipamentos e instrumentos postos sob sua guarda. 19. Manter estoque de medicamentos, observando a quantidade e o período de validade dos mesmos.

TÉCNICO DE LABORATÓRIO - ANÁLISES CLÍNICAS: 1. Limpeza e cuidados com aparelhagem, utensílios e instalações do laboratório. 2. Esterilização, conservação, recolhimento e guarda de materiais de exame. 3. Métodos de colheita de material para os diversos exames de laboratório: sangue, urina, fezes, secreções e líquidos biológicos. 4. Preparo de material para exame: centrifugação; aliquotagem; pré-preparo analítico de fezes, urina e secreções; medição de volumes. 5. Preparo de soluções, reagentes, corantes e meios de cultura. 6. Cuidados com meio ambiente e saúde em trabalho. 7. Cuidados com descarte de material. 8. Controle Interno da qualidade. 9. Normas da Vigilância Sanitária. 10. Organização e comportamento laboratorial. 11. Controle Externo e Interno da Qualidade. 12. Normas da Vigilância Sanitária. 13. Cuidados pré-analíticos. 14. Amostragem e preparo de material para análise. 15. Processos de análise laboratorial - fotometria, microscopia ótica e fluorescente, precipitação, aglutinação, fracionamento, bioquímica, automação, enzimologia, imunoensaios, biologia molecular. 16. Análise de urina e cálculos. 17. Análises de líquidos, efusões e secreções. 18. Métodos microbiológicos de flora aeróbia e anaeróbia, preparo e seleção de meios de cultura, esterilização, antibiograma, vacinas. 19. Hematologia laboratorial manual, automação, microscopia, hemostasia. 20. Parasitologia - métodos de detecção, diagnóstico microscópico. 21. Micoses superficiais, profundas e sistêmicas - colheita, técnicas de diagnóstico. 22. Provas funcionais.

TÉCNICO DE RADIOLOGIA: 1. Física e química dos raios X. 2. Fatores radiográficos. 3. Métodos de exames radiológicos. 4. Contrastes radiográficos. 5. Anatomia humana. 6. Anatomia radiográfica. 7. Técnicas radiográficas gerais e especiais. 8. Câmara escura: técnicas e manutenção. 9. Equipamentos radiológicos: componentes básicos.

CARGOS: ASSISTENTE SOCIAL, CIRURGIÃO-DENTISTA-CLÍNICO GERAL, CIRURGIÃO-DENTISTA-BUCOMAXILOFACIAL, CIRURGIÃO­DENTISTA-ENDODONTISTA, CIRURGIÃO-DENTISTA-PERIODONTISTA, ENFERMEIRO, FARMACÊUTICO, FARMACÊUTICO-BIOQUÍMICO, FISIOTERAPEUTA, FONOAUDIÓLOGO, NUTRICIONISTA, PSICÓLOGO, SANITARISTA, MÉDICO ANATOMOPATOLOGISTA, MÉDICO ANESTESIOLOGISTA, MÉDICO ANGIOLOGISTA, MÉDICO ALERGOLOGISTA, MÉDICO CARDIOLOGISTA, MÉDICO CIRURGIÃO GERAL, MÉDICO CIRURGIÃO PLÁSTICO, MÉDICO CITOPATOLOGISTA, MÉDICO CLÍNICO GERAL, MÉDICO CLÍNICO GERAL-URGÊNCIA E EMERGÊNCIA, MÉDICO GASTROENTEROLOGISTA, MÉDICO GERIATRA, MÉDICO GINECOLOGISTA E OBSTETRA, MÉDICO HEMATOLOGISTA, MÉDICO INFECTOLOGISTA, MÉDICO INTENSIVISTA, MÉDICO INTENSIVISTA PEDIÁTRICO/NEONATAL, MÉDICO MASTOLOGISTA, MÉDICO NEUROLOGISTA, MÉDICO ORTOPEDISTA, MÉDICO ORTOPEDISTA-URGÊNCIA E EMERGÊNCIA, MÉDICO OTORRINOLARINGOLOGISTA, MÉDICO SOCORRISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA(PATOLOGIA CERVICAL), MÉDICO PROCTOLOGISTA, MÉDICO PNEUMOLOGISTA, MÉDICO PEDIATRA-URGÊNCIA E EMERGÊNCIA, MÉDICO PSIQUIATRA, MÉDICO PSIQUIATRA-URGÊNCIA E EMERGÊNCIA, MÉDICO RADIOLOGISTA, MÉDICO VETERINÁRIO, MÉDICO ULTRASSONOGRAFISTA, MÉDICO UROLOGISTA.

NÍVEL DE ESCOLARIDADE: ENSINO SUPERIOR COMPLETO

LÍNGUA PORTUGUESA:

Compreensão de textos. Denotação e conotação. Ortografia: emprego das letras e acentuação gráfica. Classes de palavras e suas flexões. Processo de formação de palavras. Verbos: conjugação, emprego dos tempos, modos e vozes verbais. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Emprego do acento indicativo da crase. Colocação dos pronomes átonos. Emprego dos sinais de pontuação. Semântica: sinonímia, antonímia, homonímia, paronímia, polissemia e figuras de linguagem. Funções sintáticas de termos e de orações. Processos sintáticos: subordinação e coordenação.

CONHECIMENTOS BÁSICOS DE SAÚDE PÚBLICA:

Constituição da República Federativa do Brasil - Saúde. Evolução das políticas de saúde no Brasil. Sistema Único de Saúde - SUS: conceitos, fundamentação legal, financiamento, princípios, diretrizes e articulação com serviços de saúde (Lei nº 8080/90 e Lei nº 8142/90). Decreto nº 7.508 de 28 de junho de 2011, que regulamenta a Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, para dispor sobre a organização do Sistema Único de Saúde - SUS, o planejamento da saúde, a assistência à saúde e a articulação interfederativa. Lei nº 12.401, de 28 de abril de 2011, que altera a Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, para dispor sobre a assistência terapêutica e a incorporação de tecnologia em saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS. Lei nº 12.466, de 24 de agosto de 2011, que acrescenta arts. 14-A e 14-B à Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, que "dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências", para dispor sobre as comissões intergestores do Sistema Único de Saúde (SUS), o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e suas respectivas composições. Epidemiologia, história natural e prevenção de doenças. Vigilância em Saúde. Indicadores de nível de saúde da população. Doenças de notificação compulsória (Portaria GM/MS nº. 104/2011). Participação popular e controle social. A organização social e comunitária. Os Conselhos de Saúde. O Pacto pela Saúde. Sistema de Informação em Saúde. Processo de educação permanente em saúde. Noções de planejamento em Saúde e Diagnóstico situacional.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

ASSISTENTE SOCIAL: 1. Estado e Políticas Sociais - desenvolvimento histórico no Brasil. 2. A questão social no contexto da globalização e da reestruturação produtiva. 3. Seguridade Social: saúde, previdência e assistência. 4. Legislação social: direitos sociais na atual conjuntura brasileira. 5. Serviço Social e Realidade Brasileira: trajetória histórica, debate contemporâneo, desafios ético-políticos e demandas à profissão. 6. Planejamento e trabalho profissional: objetivos e avaliação. 7. Pesquisa social e processo investigativo. 8. Ética profissional do assistente social e regulamentação da profissão.

CIRURGIÃO - DENTISTA - CLÍNICO GERAL: 1. Promoção de saúde oral: conceitos de saúde e estratégias nos níveis coletivo e individual. 2. Medidas de controle de infecção no consultório dentário. 3. Anatomia oral: conhecimento básico das estruturas. 4. Procedimentos gerais de exame do paciente. Procedimentos gerais de exame do paciente. 5. Cárie dentária: etiologia, métodos de prevenção e controle. 6. Semiologia das lesões de mucosa bucal e exames complementares. 7. Lesões hiperplásicas e neoplásicas da cavidade bucal. 8. Manifestações orais de doenças sistêmicas. 9. Portadores de vírus HIV. 10. Tratamento das urgências e emergências em odontologia. 11. Uso de fármacos: analgésicos, antimicrobianos e anti-inflamatórios. 12. Anestesia local: Principais técnicas, tipos de anestésicos, uso de vasoconstritores e complicações. 13. Princípios gerais do preparo cavitário: técnica operatória e restauradora. 14. Princípios básicos de restabelecimento da função mastigatória e da estética do paciente. 15. Materiais odontológicos restauradores: indicações e técnicas de uso. 16. Exame radiológico dentário. 17. Princípios de implantodontia: indicações. 18. Patologia bucal. 19. Oclusão. 20. Traumatismo dental. 21. Diagnóstico bucal.

CIRURGIÃO- DENTISTA - BUCO-MAXILOFACIAL: 1. Anatomia: Ossos do crânio, músculos da cabeça e pescoço, vascularização e drenagem venosa da cabeça e pescoço, nervos cranianos, anatomia aplicada à propagação das infecções odontogênicas, articulação temporomandibular, anatomia aplicada à anestesia local. 2. Anestesiologia: Técnicas anestésicas de maxila e mandíbula, farmacologia dos anestésicos locais, farmacologia dos vasoconstrictores, complicações locais e sistêmicas. 3. Farmacologia: Administração, absorção, biotransformação e eliminação dos medicamentos. Analgésicos, anti-inflamatórios, ansiolíticos, antibióticos. 4. Patologia: Alterações de desenvolvimento da região maxilofacial, alterações pulpares e periapicais, infecções bacterianas, virais e micóticas, patologia das glândulas salivares, hiperplasias e neoplasias benignas, neoplasias malignas, cistos e tumores odontogênicos e não odontogênicos, desordens hematológicas e ósseas, manifestações orais de doenças sistêmicas. 5. Cirurgia: Pré e pós-operatório, exodontia, dentes inclusos, complicações bucossinusais, diagnóstico e tratamento das infecções odontogênicas, hemorragia e hemostasia, diagnóstico e tratamento das fraturas faciais, traumatismo dento-alveolar, traumatismo de tecidos moles, cirurgia da articulação temporomandibular, cirurgia pré­protética, cirurgia ortognática.

CIRURGIÃO - DENTISTA - ENDODONTIA: 1. Morfologia dentária: topografia da cavidade pulpar. 2. Acesso aos canais radiculares: preparos da cavidade de acesso. 3. Instrumentos endodônticos: tipos de instrumentos utilizados para o preparo e obturação dos canais radiculares. 4. Instrumentação: objetivos e técnicas de instrumentação. 5. Microbiologia endodôntica: vias de infecção da polpa,dinâmica da infecção e ecologia da microbiota. 6. Medicação intracanal: objetivos e tipos de soluções utilizadas. 7. Soluções irrigadoras: objetivos e tipos de soluções utilizadas. 8. Obturação: objetivos técnicas e materiais. 9. Retratamento: técnicas e materiais utilizados. 10. Radiologia: requisitos e técnicas. 11. Reabsorção dentária: mecanismo de ação e classificação. 12. Cirurgia para-endodôntica: indicações, técnicas e materiais utilizados. 13. Clareamento de dentes endodonticamente tratados: causas da alteração de cor,materiais e técnicas utilizadas. 14. Patologia periapical: diagnóstico, classificação e tratamento. 15. Traumatismo dental: classificação e tratamento. 16. Lesões endoperiodantais: etiopatogenia, classificação e tratamento.

CIRURGIÃO - DENTISTA - PERIODONTIA: 1. Anatomia do periodonto, 2. Epidemiologia da doença periodontal. 3. Placa e cálculo dentais. 4. Microbiologia da doença periodontal. 5. Patogênese da doença periodontal. 6. Classificação da doença periodontal. 7. Diagnóstico e tratamento da doença periodontal. 8. Tratamento periodontal cirúrgico e regenerativo. 9. Tratamento de lesões de furca. 10. Terapia periodontal de suporte. 11. Trauma de oclusão. 12. Inter-relação: Endodontia - Periodontia; Periodontia - Prótese; Ortodontia - Periodontia. 13. Antissépticos e antibióticos na terapia periodontal.

ENFERMEIRO: Fundamentos de enfermagem: exame físico. Técnicas de enfermagem. Preparo e administração de medicações/soluções. Processo de enfermagem. Conduta profissional: aspectos éticos e legais da prática de enfermagem; exercício profissional. Enfermagem médicocirúrgica; prevenção e controle de infecção hospitalar. O enfermeiro e o paciente médicocirúrgico; atuação em centro cirúrgico e em situações emergenciais. Assistência de enfermagem aos pacientes no pré, trans e pós-operatório. Assistência de enfermagem aos pacientes com problemas que afetam os diversos sistemas. Assistência de enfermagem à criança hospitalizada. Princípios de administração: hospital e serviços de enfermagem. Enfermagem em saúde pública: assistência de enfermagem na prevenção e controle de doenças infectocontagiosas, respiratórias, crônicas degenerativas e sexualmente transmissíveis. Calendário de imunização. Atuação do enfermeiro na prática de saúde pública. Participação na educação dos portadores de hipertensão arterial e diabetes. Educação e saúde. Enfermagem materno infantil: assistência de enfermagem ao recém-nascido, pré-escolar e escolar na rede básica de saúde. Planejamento familiar. Assistência de enfermagem à mulher no ciclo gravídico puerperal e nutriz. Climatério. Reforma sanitária. Programa Nacional de Imunizações: vacinas e soros heterólogos. Saúde do trabalhador: perfurocortantes

FARMACÊUTICO: 1. Farmacocinética. Interações medicamentosas. 2. Fármacos anestésicos locais. 3. Fármacos analgésicos (opióides e não opióides), antitérmicos e anti-inflamatórios (esteroides e não esteroides). Fármacos imunossupressores. Farmacologia do sistema nervoso autônomo (drogas adrenérgicas, anti-adrenérgicas, colinérgicas e anticolinérgicas). 4. Farmacologia do sistema nervoso central: fármacos hipnóticos, sedativos, ansiolíticos, antidepressivos, antipsicóticos, anticonvulsivantes, antiparkinsonianos e fármacos usados no tratamento da Doença de Alzheimer. 5. Fármacos diuréticos. Fármacos que atuam no sistema cardiovascular: cardiotônicos, antiarrítmicos, antianginosos e anti-hipertensivos. Fármacos antidiabéticos. 6. Farmacologia do sistema digestório: antissecretores, antieméticos e antidiarreicos. 7. Farmacologia do sistema reprodutor: hormônios, antagonistas hormonais e fármacos que atuam na musculatura uterina. 8. Fármacos antimicrobianos (Penicilinas, cefalosporinas, sulfonamidas, cloranfenicol, aminoglicosídeos, quinolonas, trimetoprima, metronidazol, rifamicinas, macrolídeos e lincomicinas e tetraciclinas). 9. Fármacos antiparasitários. 10. Fármacos antifúngicos. Fármacos hemostáticos e anticoagulantes. 11. Farmacotécnica - formas farmacêuticas para uso parenteral, formas farmacêuticas obtidas por divisão mecânica, formas farmacêuticas obtidas por dispersão mecânica. 12. Legislação - Código de Ética Farmacêutica. 13. Política Nacional de Medicamentos - Políticas de Saúde e de Medicamentos, regulamentação e qualidade, seleção de medicamentos, disponibilidade e acesso, educação, informação e comunicação. 14. Assistência farmacêutica: Ciclo de assistência farmacêutica - dispensação de medicamentos. 15. Uso racional de medicamentos, assistência farmacêutica na atenção básica. 16. Assistência farmacêutica no SUS: Medicamentos disponibilizados e programas aos quais se destinam - Saúde Mental; Excepcionais; Hipertensão e Diabetes, Estratégicos, AIDS. 17. Princípios da ética profissional. 18. Conceitos de essencialidade de medicamentos. 19. Orientações da OMS sobre o tema. 20. Relação Nacional de Medicamentos Essenciais - RENAME e suas atualizações. 21. Vigilância Sanitária, medicamento genérico, utilização de nomes genéricos em produtos farmacêuticos. 22. Noções sobre atenção farmacêutica. 23. Higiene e boas práticas no laboratório: biossegurança; riscos gerais. 24. Descarte de substâncias químicas e biológicas. 25. Princípios de lavagem e esterilização de material. 26. Vidrarias e equipamentos utilizados no laboratório: pesagem; volumetria; conversões de unidades; abreviaturas e símbolos. 27. Princípios básicos e fundamentos de: enzimoimunoensaio; fluorometria; fotometria; turbidimetria; nefelometria; eletroforese; quimiluminescência; radioimunoensaio e microscopia e responsabilidade técnica.

FARMACÊUTICO BIOQUÍMICO: 1. Molaridade, normalidade. 2. Padronização de técnicas e controle de qualidade. 3. Imunologia: Propriedades gerais da resposta imune; Antígenos; Anticorpos; Imunidade humoral; Imunidade celular; Sistema complemento; Imunologia nas doenças infecciosas; Métodos para detecção de antígenos e anticorpos: reações de precipitação, aglutinação, hemólise, imunofluorescência, testes imunoenzimáticos. 4. Testes sorológicos para diagnóstico de sífilis, doença de Chagas, toxoplasmose, citomegalovírus, rubéola, hepatites virais, HTLV e HIV. Microbiologia - técnicas de esterilização, coleta, transporte e processamento de amostras para exames microbiológicos. Métodos de coloração utilizados em microbiologia. 5. Características morfotintoriais das bactérias. 6. Diagnóstico de estafilococos, estreptococos, enterobactérias, bacilos gram negativos não fermentadores. Neisseria, Haemophilus, hemocultura, coprocultura, exame microbiológico do liquor. 7. Testes de sensibilidade aos antimicrobianos. 8. Parasitologia: Ciclo vital dos principais parasitos de importância para o homem; Métodos para diagnóstico de protozoários intestinais, helmintos intestinais e parasitos do sangue e tecidos. 9. Hematologia: Realização e interpretação do hemograma; Alterações da série eritroide; Principais anemias; Hemoglobinopatias mais frequentes; Aspectos hematológicos nas infecções bacteriana e viral; Leucemias; Testes diagnósticos da coagulação plasmática; Classificação sanguínea ABO/Rh. Teste de Coombs; Prova cruzada. 10. Citologia de líquidos biológicos. 11. Bioquímica: Valores de referência; Função renal; Equilíbrio hídrico, eletrolítico e acidobásico; Gasometria. 12. Carboidratos: Classificação dos carboidratos; metabolismo e métodos de dosagem da glicose. 13. Lipídeos: Metabolismo e métodos de dosagem; Lipoproteínas: classificação e doseamento. 14. Proteínas específicas: Classificação e métodos de dosagem. 15. Função hepática: Correlação com enzinas séricas, metabolismo da bilirrubina, métodos laboratoriais, correlações clínico-patológicas. 16. Enzimologia clínica: Princípios, correlações clínico-patológicas. 17. Função endócrina: Hormônios tireoidianos e hormônios sexuais. 18. Compostos nitrogenados não proteicos. Eletrólitos: Cálcio, fósforo, magnésio e ferro; Métodos de dosagem, correlações clínico-patológicas. 19. Urinálise: Coleta, testes químicos, testes físicos, procedimentos de análise, exame microscópicodosedimento. 20. Farmacologia: Interações medicamentosas, agonistas, antagonistas, bloqueadores neuromusculares, anestésicos, anti-inflamatórios, cardiotônicos, anti-hipertensivos e antibióticos.

FISIOTERAPEUTA: 1. Técnicas, indicações, contraindicações e efeitos fisiológicos em mecanoterapia, hidroterapia, termoterapia, crioterapia, massoterapia, eletroterapia e cinesioterapia. 2. Diagnósticos clínicos das seguintes patologias: poliomielite, paralisia braquial obstétrica, luxação congênita do quadril, paralisia cerebral, doenças neuromusculares, síndrome de Down, acidente vascular encefálico, lesão medular, doenças reumáticas, lesões traumatortopédicas, politraumatismos, diabetes, doenças do aparelho respiratório e cardiovasculares, e desvios da coluna vertebral. 3. Métodos de avaliação fisioterapêutica: avaliação da amplitude articular, da força muscular e da postura. Métodos de avaliação da função respiratória. 4. Elaboração de programa de tratamento em fisioterapia. 5. Tratamento fisioterapêutico das patologias do item 2, treino de marcha, adaptação de órteses, fisioterapia respiratória, exercícios corretivos posturais, fisioterapia em pré e pós-operatório. 6. O Fisioterapeuta e a equipe de reabilitação. 7. Anatomia e fisiologia dos sistemas musculoesquelético, nervoso e vascular. 8. Métodos de interpretações, avaliações e tratamento das doenças cardiopulmonares e neurológicas nos doentes internados na UTI.

FONOAUDIÓLOGO: 1. Mecanismos físicos da comunicação oral. 2. Desenvolvimento da linguagem infantil, aspectos teóricos e anatomofisiológicos. 3. Distúrbios e alterações da linguagem oral e escrita, fala, voz, audição, fluência e deglutição. 4. Avaliação, classificação e reabilitação dos distúrbios da voz, fluência, audição, transtornos da motricidade oral, linguagem oral e escrita. 5. Aperfeiçoamento e/ou reabilitação das condições dos órgãos do aparelho fonador, condições auditivas periféricas e centrais, vestibulares e cognitivas. 6. Processamento Auditivo Central. 7. Atuação fonoaudiológica no âmbito hospitalar e em neonatologia. 8. Transtornos motores e de linguagem associados às lesões neurológicas. 9. Classificação acústica e psico-acústica dos sons da fala e bases físicas da audição. 10. Estudo Fonético e Fonológico do Português.

NUTRICIONISTA: 1. Nutrição Fundamental: Digestão, biodisponibilidade, absorção e metabolismo de macronutrientes e micronutrientes. 2. Necessidades nutricionais e deficiências. 3. Avaliação Nutricional: indicadores antropométricos, bioquímicos, dietéticos e clínicos. 4. Dietoterapia e patologia dos sistemas gastrointestinal, circulatório, endócrino, respiratório e renal. 5. Desnutrição e Obesidade. 6. Nutrição Materno-infantil. 7. Nutrição do Idoso. 8. Alimentos: Propriedades físico-químicas; tecnologia de alimentos, higiene, microbiologia e controle de qualidade. 9. Técnica Dietética: Planejamento e aquisição de gêneros alimentícios; pré-preparo e preparo. 10. Administração de Serviços de Alimentação e Nutrição: Planejamento, organização, controle e recursos humanos. 11. Legislação de alimentos: Boas práticas de fabricação, rotulagem, informação nutricional obrigatória, informação nutricional complementar e alimentos funcionais. 12. Política Nacional de Alimentação e Nutrição.

PSICÓLOGO: 1. Aspectos Teóricos e Práticos da Atuação do Psicólogo nas Instituições Hospitalares e Caps. 2. Novos Modelos de Atenção em Saúde Mental 3. Modalidades de Atuação do Psicólogo Clínico: individual, grupal e institucional. 4. A Entrevista Psicológica como Instrumento de Avaliação. 5. Intervenção do Psicólogo junto ao Paciente, à Família e a Equipe. 6. Teorias e Técnicas Psicoterápicas. 7. Diferentes Abordagens Teóricas nas Psicoterapias de Grupo. 8. Novas Formas de Subjetividade e a Sociedade Contemporânea. 9. Psicopatologias: neuroses, psicoses e perversões. 10. Código de Ética Profissional do Psicólogo e Legislação. 11. Gestão de Recursos Humanos na Área de Saúde. 12. A saúde mental no SUS: níveis de assistência e sua integração; Saúde mental na atenção primária, atenção básica à saúde. 13. Psicopatologia: entrevista e avaliação psicológica, anamnese, exame do estado mental. 14. Clínica e atenção a problemas na área do uso de álcool e outras drogas. Clínica e atenção psicossocial aos transtornos mentais da infância e adolescência. Clínica e atenção psicossocial aos transtornos neuróticos e ligados ao estresse. Clínica e atenção psicossocial aos transtornos psicóticos e aos transtornos do humor. Clínica e atenção psicossocial voltada à população idosa. Diagnóstico estrutural e direção do tratamento dos transtornos mentais.

SANITARISTA: 1. Conceitos, Definições, Aspectos Institucionais, Planejamento e Gestão Operacional: 1.1 Modelos de prestação de serviços em saneamento ambiental - Execução direta; execução indireta; contratações; concessões. 1.2. Atenção primária à saúde (conceitos, características, estratégias). 1.3. Planejamento, Organização, Direção e Gestão. Planejamento e gestão em saúde, nas três esferas governamentais. 1.4. Doenças de notificação obrigatória. 1.5. Desenvolvimento de programas sanitários. 1.6. Clínica médico veterinária; Fiscalização de produtos de uso veterinário: soros, vacinas e antígenos (biológicos), antimicrobianos, antiparasitários e quimioterápicos. Controle da produção de soros, vacinas e antígenos para salmonelose, microplasmose, newcastle, brucelose, raiva, peste suína e febre aftosa. 1.7. Saúde da comunidade (conceito, participação popular em saúde). Atuação prática nos serviços de saúde (visita domiciliar, coleta de materiais,educação sanitária). 1.8. Noções de Direito Sanitário e Legislação Sanitária Brasileira. 2. Epidemiologia: 2.1. Fundamentos de vigilância à saúde: vigilância epidemiológica, sanitária e ambiental. 2.2. A vigilância epidemiológica como política de saúde. Construção e operacionalização do sistema de vigilância epidemiológica. 2.3. Estrutura epidemiológica; processo saúde e doença; imunização, vigilância epidemiológica, análise epidemiológica. 2.4. Mecanismos de transmissão e prevenção das doenças e medidas de controle. 2.5. Métodos epidemiológicos. Principais tipos de estudos epidemiológicos. Uso da epidemiologia na caracterização e investigação de surtos. 2.6. Epidemiologia das doenças transmissíveis e não transmissíveis. 2.7. Epidemiologia analítica. Construção de indicadores epidemiológicos; Indicadores de saúde: morbidade e mortalidade; demografia e indicadores de saúde. 2.8. Investigação Epidemiológica, Sistemas de Notificação e a epidemiologia no planejamento em saúde. 2.9. Epidemiologia clínica, das doenças infecciosas, das doenças crônico-degenerativas e ocupacionais. 3. Meio Ambiente - Preservação Ambiental e Controle da Poluição: 3.1. A importância da água, do solo e do ar como componentes dos ecossistemas na natureza; 3.2. A importância do saneamento no controle da poluição, proteção da saúde das populações e preservação ambiental; 3.3. A importância da vigilância sanitária, da educação e do monitoramento ambiental na gestão do saneamento; 3.4. Doenças de veiculação hídrica; modos de transmissão; medidas de controle; 3.5. Doenças de origem fecal; modos de transmissão e medidas de controle; 3.6. Características físicas, químicas e biológicas dos esgotos sanitários; 3.7. Emissão de gases provenientes da decomposição da matéria orgânica; Protocolo de Kioto. 4. Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental: 4.1. Política Nacional de Recursos Hídricos; Política Estadual de Recursos Hídricos; legislação ambiental federal, estadual e municipal; 4.2. Ciclo hidrológico; bacias hidrográficas; águas superficiais; águas subterrâneas; Conceituação de macro e micro drenagem; 4.3. Sistemas de Abastecimento de Água: Consumo de água; sistemas de abastecimento de água; adução de água; adutoras por gravidade em condutos livres e forçados; adutoras por recalque; tratamento de água; características físicas, químicas e biológicas da água; padrões de potabilidade; principais processos de tratamento; estação de tratamento de água; Reservatórios de distribuição de água; Redes de distribuição de água; 4.4. Sistemas de Esgotamento Sanitário: Privadas higiênicas; fossas sépticas; sumidouros; filtros anaeróbios; redes coletoras de esgotos; processos de tratamento de esgotos; estações de tratamento de esgotos; autodepuração de cursos d'água; carga orgânica; demanda bioquímica de oxigênio; redução da concentração bacteriana. 4.5. Gestão dos Resíduos Sólidos: Características físicas, químicas e biológicas dos lixo; Acondicionamento, coleta, transporte e destinação final adequado; Limpeza pública; Aterro Sanitário; Coleta seletiva e reciclagem. Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde; descarte de frascos de vacinas e medicamentos, embalagens de agrotóxicos, resíduos dos laticínios e frigoríficos. 5. Controle de Vetores: 5.1. Fundamentos biológicos do saneamento (características gerais dos seres vivos: bactérias, algas, fungos, protozoários, amebas e vermes). 5.2. Biologia e controle dos artrópodos: Generalidades; importância sanitária; importância econômica; principais artrópodos de importância sanitária; doenças transmitidas; características dos criadouros; métodos de controle. 5.3. Controle de roedores: importância econômica e sanitária; aspectos da biologia e comportamento dos roedores; medidas de controle. 5.4 Noções de saúde animal: doenças de animais que são transmitidas ao homem; 5.5. Zoonoses - Doenças de animais transmissíveis ao homem e de interesse sanitário; 5.6. Medidas de controle da população de morcegos. 6. Higiene e Controle Sanitário dos Alimentos: 6.1 Noções de higiene dos alimentos e de segurança alimentar. 6.2. Inspeção de produtos alimentares, embalagens, rótulos, certificação de produtos etc; 6.3. Doenças transmitidas por alimentos; 6.4. Inspeção e noções de análises microbiológicas e físico-químicas em produtos de origem animal e de alimentos para animais; 6.5. Inspeção de produtos veterinários; 6.6. Processamento tecnológico de produtos de origem animal: tecnologia de carnes e derivados (bovinos, suínos e aves): cuidados no abate; processos físicos e químicos de conservação; 6.7. Tecnologia de pescados e derivados: métodos de conservação e prevenção; 6.8. Tecnologia de leite e produtos lácteos: cuidados na obtenção higiênica do leite; fases tecnológicas do beneficiamento; 6.9. Higiene nas indústrias; inspeção dos produtos conservados e preservados;

MÉDICO:

ANATOMOPATOLOGISTA: 1. A organização laboratorial em anatomia patológica: A gestão da qualidade em patologia, A fase pré - analítica e pós-analítica - técnicas e cuidados operacionais, A segurança laboratorial e do meio ambiente, Arquivo e memória do laboratório, Informatização, Normas da Vigilância Sanitária. 2. Técnicas laboratoriais em anatomia patológica: O microscópio ótico, Preparação de corantes e reagentes, Preparação de cortes histológicos, Fixação e transporte do material biológico, As colorações de rotina e especiais, Montagem e armazenamento, Imunohistoquímica, Aparelhos e instrumentos operacionais, Descarte de material, Cuidados com meio ambiente. 3. Patologias envolvendo múltiplos órgãos: Doenças infecciosas, Doenças imunologicamente mediadas, Lesões iatrogênicas. 4. Doenças neoplásicas e não neoplásicas dos órgãos e sistemas: Aparelho genital feminino e mama, Trato genital masculino, Trato gastrointestinal, Pulmão, Pele, Rim e trato urinário inferior, Fígado, trato biliar e pâncreas, Coração e vasos sanguíneos, Sistema endócrino, Hematopatologia, Cabeça e pescoço, Ossos e partes moles, Sistema nervoso periférico e central.

ANESTESIOLOGISTA: 1. Ressuscitação cardiorrespiratória cerebral. 2. Farmacologia, fisiologia e anestesia. 3. Anestésicos locais. 4. Relaxantes musculares. 5. Anestesia e o pré-operatório. 6. Princípios básicos da anestesia geral. 7. Anestesia, monitorização e venóclise. 8. Intubação traqueal, avaliação, anatomia, técnica e complicações. 9. Anestesia inalatória. 10. Anestesia venosa. 11. Anestesia regional. 12. Equilíbrio ácido - base. 13. Reposição de líquidos - cristaloides. 14. Terapêutica com sangue, componentes sanguíneos, coloides e autotransfusão. 15. Anestesia nas diferentes especialidades. 16. Anestesia para casos especiais. 17. Tratamento de dor. 18. Anestesia em urgência e emergência. 19. Anestesia, S. Nº C. e S. Nº A. 20. Anestesia ambulatorial. 21. Bloqueios periféricos. 22. Complicações da anestesia. 23. Choque. 24. Anestesia e hipertermia maligna. 25. Anestesia para transplantes.

ANGIOLOGISTA: 1. Semiologia e Anatomia Vascular. 2. Escleroterapia de microvarizes: técnicas, indicações, substâncias esclerosantes. 3. Aterosclerose Humana: Fatores de risco, placas de carótidas, femorais, aterosclerose aórtica e formação de aneurismas. 4. Métodos Diagnósticos Não Invasivos para o Sistema Vascular Periférico: noções de análise espectral por Ecodoppler, indicações, elementos indicativos de isquemia e de trombose venosa. 5. Arteriografias e Meios de Contraste: indicações, técnicas, tipos de contrastes vasculares. 6. Anticoagulantes, trombolíticos, anti-agregantes plaquetários, drogas hemorreológicas mais prescritas. 7. Oclusão Arterial Aguda: etiologia, diagnóstico, tratamento. 8. Doença Arterial Oclusiva Periférica (DAOP): sinais, sintomas, tratamento. 9. Aneurismas Arteriais: prevalência, métodos diagnósticos, indicações de tratamento cirúrgico, aneurismas não ateroscleróticos, dissecções aórticas e aneurismas tóraco-abdominais. 10. Doenças Neurovasculares Envolvendo os Membros Superiores e Arteriopatias Funcionais: diagnóstico e tratamento. 11. Fístulas arteriovenosas: congênitas, traumáticas, para hemodiálise e exame físico. 12. Cirurgia Endovascular: noções de angioplastias, stents e endopróteses. 13. Isquemia Visceral: isquemia mesentérica aguda e crônica, hipertensão renovascular. 14. Isquemia Cerebral de Origem Extracraniana: tratamento clínico e/ou tratamento cirúrgico das estenoses de carótida, síndrome do "roubo de subclávia". 15. Insuficiência Venosa Crônica e Sistema Linfático: varizes, diagnóstico diferencial das úlceras de perna, tromboflebite superficial, linfangites. 16. TVP, Embolia Pulmonar e Filtros de Cava: profilaxia e tratamento das tromboses e embolia pulmonar, tipos e indicações dos filtros. 17. Arterites e Trombofilias: diagnóstico e tratamento. 18. Pé Diabético: medidas preventivas e condutas terapêuticas. 19. Dislipidemias: diagnóstico e tratamento. 20. Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP). 21. Doença Venosa e Linfática.

ALERGOLOGISTA: 1. Código de Ética. 2. Alergia e imunologia básica: Mecanismos imunes (antígenos, complexo maior de histocompatilidade, imunogenética, imunoglobulinas, receptores de célula T, interação ligante-receptor, sistema cinina/complemento, imunidade inata). 3. Anatomia e elementos celulares do sistema imune. 4. Imunimodulação: Estrutura funcional das citocinas e mecanismos de ação, mediadores inflamatórios, imunomoduladores (drogas, anticorpos, moléculas recombinantes). 5. Resposta imune: Mediada por IGE, IGA, IGM, complexo imune, por células e outras (Natural Killer). Imunidade de mucosa (específica e não específica). 6. Imunologia dos transplantes. Imunologia tumoral. 7. Imunorregulação (tolerância, interação célula-célula, rede idiotípica apoptose). 8. Alergia e imunologia clínica: Doenças alérgicas: Trato respiratório superior. (Rinite, sinusite, polipose nasal e otite serosa bacteriana), desordens laríngeas. 9. Testes cutâneos, citometria nasal, raios- x de seios da face, tomografia computadorizada, ressonância magnética. 10. Doenças oculares (conjuntivites alérgicas). 11. Doenças dermatológicas (urticária, angioedema, dermatite atópica, urticária pigmentosa, erupção cutânea por drogas, eritema multiforme, eritema nodoso e outras desordens imunológicas. 12.Trato respiratório inferior (asma, aspergiloso broncopulmonar alérgica, pneumonia de hipersensibilidade, doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, síndrome do cílio imóvel, sarcoidose). 13. Reações adversas a ingestantes (alergia alimentar, intolerância alimentar, sensibilidade secundária ao glúteo, reações, outras adversas a alimentos. 14 Anafilaxia. Alergia a picada de inseto. 15. Imunodeficiências primárias e adquiridas (HIV): Desordens imunorregulatórias (Lúpus eritematoso sistêmico, vasculites, transplante e reação enxerto-hospedeiro, imunomodulação).

CARDIOLOGISTA: 1. Fundamentos Básicos de Medicina: Interpretação do exame físico. 2. Valor da História Clínica. 3. Interpretação de exames complementares básicos. 4. Relação médico paciente. 5. Ética médica. 6. Conhecimentos na área de formação: Anatomia, fisiologia e semiologia do aparelho cardiovascular. 7. Métodos diagnósticos: Eletrocardiografia, ecocardiografia, medicina nuclear, hemodinâmica, ressonância magnética. 8. Cardiopatias congênitas cianóticas e acianóticas: Diagnóstico e tratamento. 9. Hipertensão arterial. 10. Doença coronariana. 11. Doença reumática. 12. Valvulopatias: Diagnóstico e tratamento. 13. Miocardiopatias: Diagnóstico e tratamento. 14. Insuficiência cardíaca congestiva. 15. Doença de Chagas. 16. Arritmias cardíacas: Diagnóstico e tratamento. 17. Marca passos artificiais. 18. Endocardite infecciosa. 19. Hipertensão pulmonar. 20. Síncope. 21. Doenças do pericárdio. 22. Doença da aorta. 23. Embolia pulmonar.

CIRURGIÃO GERAL: 1. Fundamentos Básicos de Medicina: Interpretação do exame físico. Valor da História Clínica. Interpretação de exames complementares. Relação Médico paciente. Ética médica. 2. Conhecimentos na área de formação: 2.1. Pré e pós-operatório aparelho digestivo. 2.2. Manuseio de sondas, drenos, punção venosa e instalação de PVC. 2.3. Hérnias de parede abdominal: epigástricas, umbilical e incisional. 2.4. Metabolismo: água, sódio e potássio; Equilíbrio acidobásico. 2.5. Choque. 2.6. Classificação e fisiopatologia, conduta e tratamento: Divertículos do esôfago; Megaesôfago. 2.7. Hérnias de parede abdominal: inguinal, crural e hérnias especiais. 2.8. Agentes etiológicos das doenças infecciosas intestinais. 2.9. Nutrição em cirurgia. 2.10. Helicobacter pilori na doença gástrica. 2.11. Úlcera péptica; Indicações Cirúrgicas e Tratamento da úlcera péptica e suas Complicações. 2.12. Aspectos cirúrgicos da doença do refluxo gastresofágico. 2.13. Câncer do esôfago. 2.14. Câncer gástrico. 2.15. Tumores Hepáticos. 2.16. Câncer das Vias Biliares. 2.17. Câncer do Pâncreas. 2.18. Colecistite Crônica Calculosa; Coledocolitíase e Papilite; Infecção das Vias Biliares: Colecistite Aguda e Colangites Agudas. 2.19. Pancreatite Aguda e Crônica. Indicações e Tratamento Cirúrgico. 2.20. Abdome Agudo: Noções gerais; Abdome Agudo: inflamatório, perfurativo, apendicite, peritonite, hemorrágico, obstrutivo e vascular. 2.21. Princípios de Assepsia e antissepsia. 2.22. Hemostasia, diurese e síntese. 2.23. Anestesia local; bloqueios regionais; Anestesia geral inalatória e venosa. 2.24. Acesso venoso central e periférico. 2.25. Pequena cirurgia: suturas, extração de corpos estranhos, paroniquia, abscessos e foliculites. 2.26. Vias de acesso cirúrgico ao tórax e abdome. 2.27. Exame proctológico. 2.28. Pré e pós-operatórios em cirurgias do colo e reto. 2.29. Cisto pilonidal. 2.30. Traumatismos Colorretais. 2.31. Derivações Intestinais. 2.32. Doença Diverticular. 2.33. Tumores Benignos do Colo e Reto. 2.34. Tumores Malignos do Colo e Reto. 2.35. Hemorragia Digestiva Alta e Baixa. 2.36. Traumatismo Vascular. 2.37. Semiologia do pescoço e lesões nodulares do pescoço. 3. Trauma: 3.1. ATLS (Advanced Trauma Life Support). 3.2. Atendimento inicial do politraumatizado. 3.3. Cinemática do trauma. 3.4. Abordagem da via aérea no trauma. 3.5. Circulação: Choque e hemorragia. 3.6. Fraturas: Conceitos, manobras fundamentais no paciente traumatizado. 3.7. Avaliação radiográfica do tórax. 3.8. Trauma abdominal. 3.9. Trauma na gestante. 3.10. Traumatismos do anel pélvico. 3.11. Trauma geriátrico. 3.12. Trauma pediátrico. 3.13. Estabilização e transporte. 3.14. Hematoma retroperitonial. 3.15. Trauma duodenal e pancreático. 3.16. Trauma Otorrinolaringológico. 3.17. Traumas de vísceras maciças do abdome. 3.18. Traumas de vísceras ocas do abdome. 3.19. Iatrogenias e complicações do trauma. 3.20. Índices de Trauma. 3.21. Lesões provocadas pelo frio e calor. 3.22. Ética nas Emergências.

CIRURGIÃO PLÁSTICO: 1. Patologias das cicatrizações (cicatrizes hipertróficas e queloides): incidência e etiologia, fases do processo de cicatrização normal, fatores que afetam a contração cicatricial, características clínicas, patologia, incidência e etiologia dos queloides, tratamento conservador e cirúrgico das cicatrizes e queloides; 2. Enxertos de Pele: anatomia da pele, métodos de obtenção, indicações clínicas, imobilização do enxerto, cuidados pós-operatórios e complicações; 3. Retalhos cutâneos: fisiologia, classificação, desenhos, métodos de obtenção, indicações clínicas e complicações; 4. Retalhos musculares, miocutâneos e fasciocutâneos: fisiologia, classificação, desenhos, métodos de obtenção, indicações clínicas e complicações; 5. Transplante de pele, fáscia, cartilagem e osso: métodos de obtenção, indicações clínicas e complicações; 6. Queimaduras: incidência e etiologia, classificação e diagnóstico, morbidade e mortalidade, fisiopatologia e tratamento clínico do grande queimado, tratamento geral, tratamento local imediato do grande queimado, tratamento cirúrgico e tratamento das sequelas do grande queimado, queimaduras complexas; 7. Tumores benignos e malignos de pele: incidência e etiologia, classificação, sinais e sintomas, diagnósticos e tratamento; 8. Fissuras de lábio e palato: embriologia da cabeça e pescoço, etiologia, patogenia, classificação, técnicas operatórias, complicações pós-operatórias, cirurgias secundárias do lábio e do palato; 9. Traumatismo de face: cuidados imediatos no traumatismo da face, cuidados com as vias aéreas superiores; 10. Fraturas do terço médio da face, fraturas nasais, fraturas orbitárias e fraturas da mandíbula: classificação, quadro clínico, tratamento, complicações e sequelas; 11. Mão: anatomia, anestesia, patologias congênitas, fraturas, lesões do tendão extensor e flexor, lesões nervosas, contratura de Dupuytren's, tumores; amputação, reimplante e reconstrução de polegar; 12. Cirurgia reparadora dos membros inferiores e superiores; 13. Cirurgia reparadora do tórax; 14. Cirurgia reparadora da parede abdominal; 15. Úlceras de pressão: fisiopatologia, prevenção, tratamento cirúrgico, cuidados pós-operatórios, complicações; 16. Princípios básicos de microcirurgia reconstrutora.

CITOPATOLOGISTA: 1. A organização laboratorial em citopatologia: O controle de qualidade em citopatologia, A fase pré-analítica, analítica e pós-analítica do exame citológico, A segurança operacional, Arquivo e memória do laboratório, Informatização, Causas de erro em citopatologia. 2. O microscópio ótico, Preparação de corantes e reagentes, Preparação de esfregaços, Fixação e transporte do material biológico, As colorações de rotina e especiais, Montagem e armazenamento, Imunocitopatologia, Aparelhos e instrumentos operacionais, Descarte de material, Cuidados com meio ambiente, 3. Citopatologia Geral: componentes celulares em microscopia ótica e eletrônica, classificação de células e tecidos, processos patológicos benignos que afetam as células : lesão e morte celular; alterações celulares reacionais reparativas e regenerativas, agentes agressores : biológicos, físicos e químicos, alteração do crescimento celular, oncogênese, citopatologia em neoplasias e tumores. 4. Citopatologia Ginecológica: trato genital feminino em condições normais: anatomia, embriologia, fisiologia, citopatologia e histologia, cuidados de colheita do material citológico, citopatologia hormonal, classificações e nomenclatura em citopatologia ginecológica, vulvites, colpites e cervicites, agentes agressores, citopatologia endometrial, alterações benignas não relativas à inflamação: eversão, hiperplasia, deficiências nutricionais, efeitos de drogas e de terapias, tumores benignos de vulva, vagina, cérvice e corpo uterino, oncogênese cervical, as lesões pré-cancerosas em epitélio escamoso e glandular, carcinoma invasor de vulva, vagina, colo e corpo uterino, outras neoplasias malignas em trato genital inferior. 5. Citopatologia especial (não ginecológica): métodos de colheita de material biológico para exame citológico, punção aspirativa de órgãos superficiais e profundos, cuidados de fixação e transporte, citopatologia do aparelho respiratório, citopatologia do trato gastrintestinal, citopatologia do trato urinário e próstata, citopatologia das efusões (pleural, ascítico e pericárdico) e líquidos biológicos (liquor, sinovial, hidrocele, amniótico), citopatologia de mama, citopatologia de linfonodos, citopatologia de glândulas endócrinas.

CLÍNICO GERAL: 1. Fundamentos Básicos de Medicina: Interpretação do exame físico. Valor da História Clínica. Interpretação de exames complementares básicos. Relação Médico paciente. Ética médica. 2. Conhecimentos na área de formação: Interpretação clínica do hemograma, diagnóstico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenias, policitemias, leucemias e linfomas. 3. Diagnóstico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. 4. Arritmias. Diagnóstico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Doenças coronarianas. Doença valvar cardíaca. Doenças da aorta. 5. Doença arterial periférica. Doença venosa periférica. 6. Asma brônquica. Enfisema pulmonar. Bronquite crônica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Tabagismo. Pneumotórax. Doença pulmonar ocupacional. Doença intersticial pulmonar. Pneumonias. Síndrome de insuficiência respiratória. Tuberculose pulmonar - extrapulmonar. Câncer de pulmão. 7. Tromboembolia pulmonar. Insuficiência respiratória aguda. 8. Avaliação clínica da função renal. Importância clínica do exame simples de urina (EAS). Choque. Insuficiência renal aguda. Insuficiência renal crônica. Infecções urinárias. Doenças glomerulares. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Doenças da próstata. 9. Hemorragia digestiva. Doenças do esôfago. Doença ulceropéptica. Gastrites. Doenças funcionais do tubo digestivo. Doença inflamatória intestinal. Má absorção intestinal. Diagnóstico diferencial das diarreias e da síndrome disabsortiva. Parasitoses intestinais. Diarreia. Câncer do estômago. Câncer do cólon. Câncer do pâncreas. Pancreatites. 10. Hepatites. Cirroses e suas complicações. Hepatopatia alcoólica. Hepatopatia induzida por drogas. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tumores hepáticos. Doenças da vesícula e vias biliares. 11. Diabetes mellitus. Diagnóstico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Hipertireoidismo. Hipotireoidismo. Alcoolismo. 12. Doenças infectoparasitárias. AIDS e suas complicações. Doenças sexualmente transmissíveis. Dengue. 13. Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. 14. Osteoporose. Osteoartrite. Febre reumática. Artrite reumatoide. Vasculites. Lúpus eritematoso sistêmico. Meningoencefalites. 15. Doença de Parkinson. Acidente vascular cerebral. Intercorrências clínicas dos pacientes oncológicos.

CLÍNICO GERAL - URGÊNCIA E EMERGÊNCIA: 1. Edema agudo de pulmão. 2. Síndrome coronariana aguda. 3. Crise hipertensiva. 4. Tamponamento cardíaco. 5. Arritmias cardíacas. 6. Oclusão arterial aguda. 7. Trombose venosa profunda dos membros inferiores. 8. Embolia pulmonar. 9. Asma brônquica. 10. Pneumonias. 11. Pneumotórax. 12. Hemoptise. 13. Insuficiência respiratória. 14. Hemorragia digestiva. 15. Abdômen agudo. 16. Encefalopatia hepática. 17. Obstrução intestinal. 18. Isquemia mesentérica. 19. Pancreatite aguda e suas complicações. 20. Colecistite aguda e suas complicações. 21. Colangite aguda. 22. Diarreias. 23. Coma. 24. Convulsões. 25. Acidente vascular encefálico. 26. Meningites. 27. Mielite transversa aguda. 28. Infecção urinária. 29. Cólica renal. 30. Insuficiência renal aguda. 31. Distúrbio hidroeletrolítico e acidobásico. 32. Infecção das vias aéreas superiores. 33. Epistaxe. 34. Estados hiperglicêmicos e hipoglicêmicos agudos. 35. Crise tireotóxica. 36. Coma mixedematoso. 37. Insuficiência Adrenal aguda. 38. Artrites. 39. Lombalgia. 40. Cervicobraquialgia aguda. 41. Infecções de partes moles. 42. Sepses. 43. Leptospirose. 44. Dengue. 45. Tétano. 46. AIDS. 47. Acidente com material biológico. 48. Acidentes com animais peçonhentos e venenosos.

GASTROENTEROLOGISTA: Fundamentos Básicos de Medicina: Interpretação do exame físico. Valor da História Clínica. Interpretação de exames complementares básicos. Relação Médico paciente. Ética médica. Conhecimentos na área de formação: Hemorragia digestiva. Abdome agudo. Doença do refluxo gastroesofagiano. Esofagites. Tumores do esôfago (benignos e malignos). Doença ulceropéptica. Helycobacter pylori e doenças associadas. Gastrites. Tumores do estômago (benignos e malignos). Má absorção intestinal. Doença celíaca. Diarreia aguda. Diarreia crônica. Tumores do intestino delgado. Enteroparasitoses. Tumores do cólon (benignos e malignos). Doença diverticular do tubo digestivo. Pancreatite aguda. Pancreatite crônica. Tumores do pâncreas. Cistos e pseudocistos do pâncreas. Colelitíase e suas complicações. Câncer da vesícula biliar. Hepatites agudas. Hepatite crônica. Hepatite autoimune. Cirrose hepática. Carcinoma hepatocelular. Disfagia. Odinofagia. Ascite. Hipertensão porta. Icterícia. Constipação intestinal. Distúrbios funcionais do tubo digestivo. Doenças inflamatórias intestinais.

GERIATRA: 1. Demência, delirium, depressão. 2. Distúrbio do sono. 3. Distúrbio do movimento. 4. Cardiologia geriátrica. 5. Imobilidade. 6. Desequilíbrio, vertigem, tonteira, síncope. 7. Prevenção em geriatria. 8. Cuidados paliativos. 9. Quedas. 10. Doenças ósseas. 11. Doenças metabólicas. 12. Doenças endócrinas. 13. Prevenção em geriatria. 14. Fragilidade. 15. Farmacologia. 16. Câncer em geriatria. 17. Úlcera de pressão. 18. Negligência e maus-tratos. 19. Avaliação geriátrica. 20. Fisiologia do envelhecimento. 21. Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa.

GINECOLOGISTA E OBSTETRA: 1. Fundamentos Básicos de Medicina: 1.1. Interpretação do exame físico. 1.2. Valor da História Clínica. 1.3. Interpretação de exames complementares. 1.4. Relação Médico paciente. 1.5. Ética médica. 2. Conhecimentos na área de formação: 2.1. Ginecologia: Embriologia, anatomia e fisiologia do aparelho genital feminino; Ciclo menstrual e seus distúrbios; Hemorragia uterina disfuncional; Amenorreias; Patologias benignas e malignas do corpo uterino; Patologias benignas e malignas do colo uterino; Patologias benignas e malignas do ovário; Patologias benignas e malignas da trompa uterina; Patologias benignas e malignas da vulva e vagina; patologias benignas e malignas da mama; Urologia ginecológica; Endometriose; Doenças Sexualmente Transmissíveis; Doença inflamatória pélvica; Infertilidade e esterilidade; Contracepção. Climatério e seus distúrbios; Ginecologia infantopuberal; Cirurgia ginecológica. 2.2. Obstetrícia: Embriologia, anatomia e fisiologia do aparelho genital feminino; Diagnóstico de gravidez; Diagnóstico diferencial de gravidez; Assistência pré-natal; Assistência ao parto; Assistência ao puerpério normal e patológico. 2.3. Patologia obstétrica: Hemorragias da primeira metade da gestação; Hemorragias da segunda metade da gestação; Prenhez ectópica; Neoplasia trofoblástica gestacional; Hiperemese gravídica; Doença hemolítica perinatal; Diabetes gestacional; Doença hipertensiva específica da gravidez; Incompetência istmo-cervical; Amniorrexe prematura; Prematuridade; Gravidez prolongada; Crescimento; Intrauterino retardado; Patologia do líquido amniótico; Distócias; Tocotraumatismo materno e fetal; Sofrimento fetal; Mortalidade materna; Mortalidade perinatal e neonatal; Psicose puerperal. 2.4. Intercorrências clínico-cirúrgicas no ciclo gravídico-puerperal: Hematológicas; Cardiovasculares; Endocrinopatias e obesidade; Alergopatias; Pneumopatias; Nefropatias; Neurológicas; Hepatopatias e colecistopatias; Distúrbios gastrointestinais; Pancreatites; Dermatológicas; Oftalmológicas; Otorrinolaringológicas; Infecciosas e parasitárias; Infecção urinária; DST/AIDS; Neoplasias ginecológicas benignas e malignas; Abdome agudo; Traumas; síndrome HELLP. 2.5. Propedêutica fetal: Ultrassonografia; Cardiotocografia; Dopplervelocimetria; Amniocentese; Perfil biofísico fetal; Cordocentese; Punção de vilosidades coriônicas; TORCH. Incompatibilidade do sistema Rh. 2.6. Câncer de mama e colo uterino na gravidez.

GINECOLOGISTA - PATOLOGIA CERVICAL: 1. Histologia do trato genital inferior. 2. Citologia oncológica. 3. Biologia molecular. 4. Técnica e classificação do exame colposcópico. 5. Infecções genitais. 6. Patologias benignas do trato genital inferior. 7. Alterações não neoplásicas da vulva. 8. DST. 9. Lesões induzidas pelo HPV no trato genital inferior. 10. Procedimentos terapêuticos nas lesões precursoras no trato genital inferior. 11. Cirurgia de alta frequência. 12. Câncer do trato genital inferior.

HEMATOLOGISTA: 1. Bases celulares, imunológicas e moleculares da hematologia. 2. Hematopoese e seu controle. 3. Anemias. 4. O baço, suas funções imunes e hematológicas. 5. Dor. 6. Infecção em pacientes imunossuprimidos. 7. Coagulação intravascular disseminada (CID). 8. Mielodisplasias. 9. Leucemias agudas. 10. Síndromes mieloproliferativas e linfoproliferativas crônicas. 11. Linfomas de Hodgkin e não Hodgkin. 12. Paraproteinemias. 13. Terapêutica antineoplástica. 14. Hemostasia, trombose e trombofilias. 15. Coagulopatias hereditárias e adquiridas. 16. Síndromes purpúricas. 17. Histiocitose. 18. Síndrome de imunodeficiência adquirida e suas complicações hematológicas. 19. Diagnóstico diferencial das esplenomegalias e linfonodomegalias. 20. Sistema HLA. 21. Indicações dos hemocomponentes em patologia hematológica primária. 22. Indicação de transfusão em medicina intensiva. 23. Medicina transfusional em transplante de medula óssea. 24. Manifestações hematológicas de doença sistêmica. 25. Reações transfusionais imediatas e tardias. 26. Lipidoses. 27. Transplante de medula óssea: alogeneico, autotransplante e transplante de células do cordão. 28. Técnicas moleculares no diagnóstico e acompanhamento do paciente hematológico.

INFECTOLOGISTA: 1. Relação Parasita Hospedeiro. 2. Infecção, Inflamação, Imunidade. 3. Antimicrobianos. 4. Doenças causadas por Vírus. 5. Doenças causadas por Rickettsias. 6. Doenças causadas por Mycoplasma. 7. Doenças causadas por Chlamydia. 8. Doenças causadas por cocos e bacilos Gram positivos e negativos, aeróbios e anaeróbios (esporulados e não esporulados). 9. Doenças causadas por Micobacterias. 10. Doenças causadas por Espiroquetas. 11. Doenças causadas por Protozoários. 12. Doenças causadas por Helmintos. 13. Doenças causadas por Prions. 14. Micoses Sistêmicas. 15. Zoonoses. 16. Acidentes por animais peçonhentos. 17. Imunizações. 18. Infecções Hospitalares.

INTENSIVISTA: 1. Ressuscitação cardiopulmonar. 2. Estenose aórtica crítica. 3. Insuficiência aórtica aguda. 4. Insuficiência mitral aguda. 5. Tamponamentos pericárdicos. 6. Arritmias. 7. Choques. 8. Tromboembolismo pulmonar. 9. Angina instável. 10. Infarto agudo do miocárdio. 11. Crise hipertensiva. 1ª Edema agudo de pulmão. 13. Síndrome da angústia respiratória do adulto. 14. Crise asmática. 15. DPOC 16. Insuficiências respiratórias. 17. Hemoptises maciças. 18. Hipertensão pulmonar. 19. Corpulmonale. 20. Síndromes pulmonares restritivas. 21. Distúrbios do equilíbrio acidobásico. 22. Distúrbios hidroeletrolíticos. 23. Insuficiência renal aguda e crônica. 24. Meningoencefalites. 25. Infecções do trato urinário. 26. Endocardites. 27. Pneumonias. 28. Flebites. 29. Colangites. 30. Sepses. 31. Tuberculose. 32. AIDS. 33. Infecções no hospedeiro imunocomprometido. 34. Hemorragia digestiva aguda. 35. Insuficiência hepática. 36. Pancreatites. 37. Avaliação e terapias nutricionais. 38. Colites. 39. Diabetes. 40. Insuficiência suprarrenal. 41. Tireotoxicose. 42. Anemias. 43. Pancitopenias. 44. Coagulopatias. 45. Trombose venosa profunda. 46. Insuficiências artérias periféricas. 47. Vasculites. 48. Intoxicações exógenas. 49. Pós-operatório na UTI. 50. Traumatismos cranioencefálicos. 51. Traumatismos raquimedulares. 52. Traumatismos torácicos. 53. Traumatismos abdominais. 54. Morte cerebral. 55. Acidente vascular encefálico. 56. Crises convulsivas. 57. Hipertensão craniana. 58. Procedimentos na UTI.

INTENSIVISTA - PEDIÁTRICO/NEONATAL: 1. Código de Ética. 2. Assistência diária de rotina e monitorização mínima básica na terapia intensiva. 3. Ressuscitação de sistemas e órgãos vitais após parada cardiorrespiratória. 4. Estado epiléptico. 5. Hipertensão intracraniana. 6. Insuficiência respiratória aguda. 7. Insuficiência cardíaca congestiva. 8. Choque. 9. Anafilaxia. 10. Distúrbio hidroeletrolítico e acidobásico. 11. Insuficiência renal aguda. 12. Insuficiência hepática aguda. 13. Coagulação intravascular disseminada. 14. Síndrome de Reye. 15. Síndrome de Guillain-Barré. 16. Complicações neurológicas da hipoxemia. 17. Afogamento. 18. Asma aguda severa. 19. Epiglotite. 20. Apneia. 21. Doença da membrana hialina. 22. Síndrome de aspiração meconial. 23. Asfixia neonatal. 24. Policitemia neonatal. 25. Persistência do padrão fetal pulmonar. 26. Doença cardíaca congênita cianótica. 27. Sepses. 28. Síndrome do choque tóxico. 29. Encefalites e meningites. 30. Peritonites. 31. Doença supurativa óssea e articular. 32. Síndrome hemolítico-urêmica. 33. Crise da falsificação. 34. Cetoacidose diabética. 35. Insuficiência adrenocortical. 36. Secreção inapropriada do ADH. 37. Crise tireotóxica. Diabetes insípidos central. 38. Queimaduras. 39. Enterocolite Necrotizante. 40. Atresia de esôfago. 41. Gastroquise e onfalocele. 42. Atresia intestinal e anus imperfurado. 43. Hérnia diafragmática. 44. Sangramento gastrointestinal. 45. Hiperbilirrubinemia. 46. Intoxicações. 47. Ventilação assistida, administração de oxigênio. 48. Estubação.

MASTOLOGISTA: 1. Fundamentos Básicos de Medicina: 1.1. Interpretação do exame físico. 1.2. Valor da História Clínica. 1.3. Interpretação de exames complementares. 1.4. Relação Médico paciente. 1.5. Ética médica. 2. Conhecimentos na área de formação: 2.1. Desenvolvimento, Anatomia e fisiologia das mamas. Exame clínico da mama. 2.2. Exames complementares: mamografia, ultrassonografia, cintilografia, ressonância magnética, citologia e histopalogia, punção aspirativa com agulha fina, punção aspirativa com agulha grossa: core­biopsy e mamotomia, biópsia incisional ou excisional. 2.3. Alteração funcional benigna da mama. 2.4. Patologias benignas e malignas da mama (epidemiologia, diagnóstico, estadiamento, tratamento cirúrgico e clínico, acompanhamento do câncer de mama).

NEUROLOGISTA: 1. Fundamentos Básicos de Medicina: Interpretação do exame físico. 2. Valor da História Clínica. 3. Interpretação de exames complementares básicos. 4. Relação médico paciente. 5. Ética médica. 6. Conhecimentos na área de formação: Anatomia e fisiologia do sistema nervoso central e periférico. 7. Patologia e fisiopatologia dos transtornos do sistema nervoso central e periférico. 8. Semiologia neurológica. 9. Grandes categorias das afecções neurológicas: Demências e distúrbios da atividade cortical superior, comas e outros distúrbios do estado da consciência; distúrbios do movimento; distúrbio do sono. 10. Doença cerebrovascular. 11. Doenças neuromusculares: Nervos, músculos e junção mio neural; doenças tóxicas e metabólicas; tumores; doenças desmielinizantes; doenças infecciosas do sistema nervoso; doença neurológica no contexto da infecção pelo HIV; epilepsias; hidrocefalias e transtornos do fluxo liquórico; cefaleias; disgenesias do sistema nervoso; manifestações neurológicas das doenças sistêmicas; neurologia do trauma e urgências em neurologia. 12. Indicações e interpretações da propedêutica armada em neurologia: liquor; neuroimagem; estudos neurofisiológicos: eletroencefalograma, eletroneuromiografia e potenciais evocados, medicina nuclear aplicada à neurologia.

ORTOPEDISTA: 1. Afecções ortopédicas comuns na infância. 2. Epifisiólise proximal do fêmur. 3. Poliomielite: fase aguda e crônica. 4. Tuberculose osteoarticular. 5. Paralisia obstétrica. 6. Osteomielite aguda e crônica. 7. Pioartrite. 8. Ortopedia em geral: branquialgias, artrite degenerativa da coluna cervical; síndrome do escaleno anterior e costela cervical. 9. Ombro doloroso. 10. Lombociatalgias: Artrite degenerativa da coluna lombo sacra; hérnia de disco; espondilose. 11. Tumores ósseos benignos e malignos. Fraturas e luxações da coluna cervical, dorsal e lombar. 12. Fratura da pélvis. Fratura do acetábulo. 13. Fratura e luxação dos ossos dos pés. 14. Fratura e luxação do joelho. 15. Lesões meniscais e ligamentares. 16. Fratura diafisária do fêmur. 17. Fratura transtrocanteriana. 18. Fratura do colo do fêmur; do ombro; da clavícula e extremidade superior e diáfise do úmero; da extremidade distal do úmero. 19. Luxação do cotovelo e fratura da cabeça do rádio. 20. Fratura e luxação da Monteggia. 21. Fratura diafisaria dos ossos do antebraço. 22. Fratura de Colles e Smith. Luxação do carpo. 23. Fratura do escafoide carpal. 24. Traumatologia da mão: fratura metacarpiana e falangeana; ferimento da mão. 25. Tendinite e fraturas exposta em geral.

ORTOPEDISTA - URGÊNCIA E EMERGÊNCIA: Traumatologia: fraturas e luxações da coluna cervical, dorsal e lombar, fratura da pélvis, fratura do acetátulo, fratura e luxação dos ossos dos pés, tornozelo, joelho, lesões meniscais e ligamentares, fratura diafisária do fêmur, fratura transtocanteriana, fratura do colo do fêmur, fratura do ombro, fratura de clavícula e extremidade superior e diáfise do úmero, fratura da extremidade distal do úmero, luxação do cotovelo e fratura da cabeça do rádio, fratura e luxação da monteggia, fratura diafisária dos ossos do antebraço; fratura de Colles e Smith, luxação do carpo, fratura do escafóide capal. Traumatologia da mão: fratura metacarpiana e falangiana, ferimentos da mão, lesões dos tendões flexores e extensores dos dedos. Anatomia e radiologia em ortopedia e traumatologia, anatomia do sistema osteoarticular. Radiologia. Tomografia. Ressonância magnética. Ultra-sonografia do sistema osteoarticular. Anatomia do sistema muscular. Anatomia dos vasose nervos. Anatomia cirúrgica: vias de acesso, traumatologia e anomalias congênitas

OTORRINOLARINGOLOGISTA: 1. Código de Ética. 2. BOCA - embriologia, anatomia, fisiologia. Estomatites. Patologia das glândulas salivares. Tumores benignos e malignos. Manifestações orais das doenças sistêmicas. 3. ORELHA - embriologia, anatomia, fisiologia. Malformações. Patologia do aparelho auricular e da orelha externa. Patologia da orelha média. Patologia da orelha interna. Tumores benignos e malignos da orelha externa, média e interna. Disacusias. Labirintopatia. Paralisia facial. 4. NARIZ E SEIOS PARANASIAS - embriologia, anatomia, fisiologia. Rinites: alérgicas, vasomotoras e infecciosas. Obstrução nasal. Distúrbios de olfação. Epistaxe. Sinusites agudas e crônicas. Micoses. Granulomas nasais. Complicações de sinusite. Tumores benignos e malignos do nariz e seios paranasais. Apneia do sono. 5. FARINGE - embriologia, anatomia, fisiologia. Anginas e amigdalites. Granulomas. Tumores benignos e malignos. Adeniodite. 6. LARINGE - embriologia, anatomia e fisiologia. Malformações. Disfonias. Tumores benignos e malignos. Paralisias laríngeas. Granulomas. 7. Tumores benignos e malignos em Otorrinolaringologia.

SOCORRISTA: 1. Reanimação, reanimação cardiopulmonar e cerebral: suporte básico de vida e suporte avançado de vida; transfusões de sangue e terapêutica com hemoderivados; estados de choque; dispneia; dor torácica; dor abdominal. 2. Emergências traumáticas: controle de lesões, tratamento de emergência do politraumatizado, traumatismos da cabeça, traumatismos raquimedulares, traumatismos da face, traumatismos de tórax, traumatismos abdominais, traumatismos musculoesqueléticos, traumatismo ocular, traumatismos na gestante, traumatismos geniturinários, amputações traumáticas, cuidados com as feridas na urgência; 3. Emergências ambientais: afogamento, queimaduras, hipotermia, lesões por eletricidade, inalação de fumaça, distúrbios provocados pela exposição ao calor. 4. Toxicologia, overdoses, intoxicações e envenenamentos, síndromes de abstinência. 5. Emergências cardiovasculares: morte súbita, diagnóstico e tratamento das arritmias cardíacas, infarto agudo do miocárdio e angina instável, choque cardiogênico, edema pulmonar, emergências e urgências hipertensivas, drogas anti-hipertensivas, farmacoterapia cardiovascular, procedimentos cardiológicos de emergência (cardioversão sincronizada, pericardiocentese e uso do marca-passo). 6. Emergências respiratórias: insuficiência respiratória aguda, procedimentos respiratórios: permeabilização das vias aéreas e assistência ventilatória, embolia pulmonar, asma aguda, hemoptise, pneumonia, pneumotórax, aspiração pulmonar. 7. Emergências neurológicas: acidentes vasculares cerebrais, ataque isquêmico transitório, hipertensão intracraniana. 8. Emergências neuromusculares: infecções do sistema nervoso central, estados de coma, estados confusionais agudos, convulsões. 9. Emergências gastrointestinais: apendicite, perfuração de vísceras ocas, hemorragias digestivas altas e baixas, insuficiência hepática, pancreatite aguda, colecistite aguda e colangite. 10. Emergências endócrinas e metabólicas: emergências em diabéticos, distúrbios hidroeletrolíticos e acidobásicos. 11. Emergências obstétricas: doença inflamatória pélvica, torção do ovário, hemorragia vaginal na mulher não grávida, assistência de emergência ao parto e ao recém-nato, parto pré-termo, prenhez ectópica, doença hipertensiva da gravidez. 12. Emergências pediátricas: reanimação cardiopulmonar em pediatria, emergências respiratórias agudas em crianças, choque no paciente pediátrico, manejo das vias aéreas em pediatria, traumatismos em pacientes pediátricos. 13. Emergências do sistema imunológico: reações anafiláticas. 14. Emergências infecciosas: sepse, HIV-AIDS e suas doenças oportunistas. 15. Emergências nefrológicas: insuficiência renal aguda e crônica, terapias dialíticas (hemodiálise, diálise peritoneal).

PROCTOLOGISTA: 1. Anatomia e fisiologia do ânus e reto. 2. Exame proctológico. Retossigmoidoscopia. 3. Infecções perianais. 4. Fissuras perianais. 5. Fístulas perianais. 6. Malformações anorretais. 7. 8. Prurido anal. 9. Doença hemorroidária. 10. Neoplasias do ânus, do reto e intestinos. 11. Doença inflamatória dos intestinos. 12. DST - Doença Sexualmente Transmissível. 13. Colonoscopia e exame radiológico. 14. Megacólon. 15. Doença diverticular do colón. 16. Procidência do reto. 17. Síndromes poliposas. 18. Angiodisplasia e hemangioma. 19. Conhecimentos gerais de Clínica Médica. 20. Do Sistema Único de Saúde.

PNEUMOLOGISTA: 1. Código de Ética. 2. Fundamentos Clínicos: Etiologia; epidemiologia; fisiopatologia, diagnóstico clínico e por exames subsidiários; tratamento; prognóstico e profilaxia das seguintes afecções pleuro-pulmonares: 3. Asma Brônquica e outras doenças que cursam com Hiper-reatividade Brônquica (Sinusobronquite, Refluxo Gastresofágico); 4. Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; 5. Pneumonias Adquiridas na Comunidade e Nosocomiais; 6. Tuberculose e outras Microbacterioses; 7. Paracoccidioidomicose e outras Micoses Pulmonares; 8. Doenças Intersticiais; 9. Doenças Ocupacionais; 10. Tromboembolismo Venoso e outras Doenças da Circulação Pulmonar; 11. Neoplasias; 12. Insuficiência Respiratória Aguda. 13. Ventilação Mecânica Invasiva e Não Invasiva. 14. Síndrome da Apneia do Sono. 15. Tabagismo e outros Poluentes Ambientais. 16. Oxigenioterapia Domiciliar. 17. Endoscopia Peroral e Afecções Pleurais.

PEDIATRA - URGÊNCIA E EMERGÊNCIA: 1. Reanimação cardiopulmonar; distúrbios hidreletrolíticos e acidobásicos; choque. 2. Princípios básicos de respiração mecânica. 3. Acidentes; violência contra a criança e o adolescente. 4. Analgesia e sedação. 5. Tratamento da asma aguda; anafilaxia; urticária e angioedema; eritema multiforme major; insuficiência cardíaca; crise cianótica; arritmias cardíacas; miocardite aguda viral; endocardite infecciosa; sepse; meningite bacteriana aguda. 6. Infecção pelo vírus da imunodeficiência humana. 7. Tétano. 8. Profilaxia da raiva humana. 9. Dengue. 10. Piodermites. 11. Cetoacidose diabética. 12. Hipoglicemia. 13. Insuficiência adrenal. 14. Diarreia aguda. 15. Hemorragia digestiva. 16. Insuficiência hepática aguda. 17. Abordagem e manuseio do hepatopata crônico na emergência. 18. Indicação de componentes e derivados de sangue. 19. Reações hemolíticas transfusionais. 20. Doença falciforme. 21. Emergências oncológicas. 22. Neutropenias. 23. Púrpura trombocitopênica imunológica. 24. Infecção urinária. 25. Hematúria. 26. Síndrome hemolítico­urêmica. 27. Glomerulonefrite difusa aguda. 28. Hipertensão arterial. 29. Síndrome nefrótica. 30. Insuficiência renal aguda. 31. Crise convulsiva. 32. Traumatismo cranioencefálico, coma e hipertensão intracraniana. 33. Síndrome de Guillain-Barré. 34. Ataxia. 35. Morte encefálica. 36. Encefalites. 37. Pneumonias agudas, bronquiolite viral aguda, obstrução respiratória alta e insuficiência respiratória. 38. Tuberculose. 39. Febre reumática. 40. Quadros inflamatórios do sistema osteoarticular. 41. Púrpuras. 42. Doença de Kawasaki. 43. Abdome agudo. 44. Trauma de tórax e abdome. 45. Politraumatismo. 46. Febre sem foco.

PSIQUIATRA: 1. Fundamentos Básicos de Medicina: Interpretação do exame físico. 2. Valor da História Clínica. 3. Interpretação de exames complementares básicos. 4. Relação médico paciente. 5. Ética médica. 6. Conhecimentos na área de formação: Semiologia psiquiátrica; Psicopatologia; Psiquiatria clínica; Delirium; Demências; Intoxicações; Dependências a drogas; Esquizofrenia; Transtornos delirantes; Transtornos de humor; Transtornos de ansiedade; Transtornos do pânico; Distúrbios alimentares e distúrbios do sono; Distúrbios da personalidade; Deficiência mental. 7. Urgências em psiquiatria. 8. Psiquiatria geriátrica. 9. Psicoterapias. 10. Psicofarmacoterapia. 11. Terapêuticas biológicas. 12. Legislação em saúde mental. 13. Reforma Psiquiátrica e Programa do Ministério da saúde em Saúde Mental.

PSIQUIATRA - URGÊNCIA E EMERGÊNCIA: 1. Diagnóstico e Classificações em psiquiatria. 2. Transtornos mentais orgânicos, inclusive os sintomáticos. 3. Transtornos mentais e comportamentais devidos ao uso de substância psicoativa. 4. Esquizofrenia, transtornos esquizotípicos e transtornos delirantes. 5. Transtornos do humor (afetivos) 6. Transtornos neuróticos, transtornos relacionados com o "stress" e transtornos somatoformes. 7. Síndromes comportamentais associadas a disfunções fisiológicas e a fatores físicos. 8. Transtornos da personalidade e do comportamento do adulto. 9. Retardo mental. 10. Psicoterapias. 11. Psicofarmacologia e outras terapias biológicas. 12. Medicina Psiquiátrica de emergência. 13. Reabilitação psicossocial.

RADIOLOGISTA: 1. Radiologia Geral: 1.1. Bases físicas. Interação radiação/matéria. Radioproteção. Filmes/ecrans. Processamento. 1.2. Cabeça e Pescoço. Malformações. Traumas. Doença inflamatória. Tumores. 1.3. Coluna vertebral. Malformações. Traumas. Doença inflamatória. Doença degenerativa. Tumores. Escoliose. 1.4. Tórax. Malformações. Traumas. Doença inflamatória pulmonar/pleural. DPOC. Tumores. Aumento das cavidades cardíacas. 1.5. Abdome/pelve. Malformações. Traumas. Doença inflamatória gastrintestinal. Pneumoperitônio. Abdome agudo. Tumores. 1.6. Musculoesquelético. Malformações. Traumas. Doença inflamatória e degenerativa. Tumores. 1.7. Mama. Doença benigna. Doença maligna. Procedimentos invasivos. 2. Tomografia Computadorizada: 2.1. Bases físicas. Produção da imagem. Interação radiação/matéria. Radioproteção. 2.2. Tomografia computadorizada da cabeça e do pescoço. Traumas. O cérebro. Transtornos vasculares. Malformações. Doenças inflamatórias. Tumores. Doença inflamatória do pescoço. Tumores cervicais. 2.3. Tomografia computadorizada da coluna vertebral. Malformações. Traumas. Doença degenerativa. Doença inflamatória. Tumores. 2.4. Tomografia computadorizada do tórax. Malformações. Doença inflamatória pulmonar e pleural. DPOC. Tumores do mediastino. Aumento do coração. 2.5. Tomografia computadorizada do abdome e pelve. Malformações. Traumas. Doença inflamatória. Tumores. Aneurismas. 2.6. Tomografia computadorizada do sistema musculoesquelético. Traumas. Doença inflamatória. Tumores. 3. Ressonância Magnética: 3.1. Princípios físicos qualidades da Imagem em ressonância magnética. 3.2. Meios de contraste para RM do cérebro. 3.3. Infarto, Traumatismo e Hemorragia. 3.4. Enfermidades inflamatórias do cérebro. 3.5. Transtornos degenerativos e demência. 3.6. Neoplasias craniais e intracranianas. 3.7. RM da região selar e paraselar. 3.8. Anomalias cerebrais congênitas. 3.9. RM das órbitas. 3.10. RM em Otorrinolaringologia. 3.11. Coluna Vertebral - Imagem de Ressonância Magnética em coluna vertebral normal, RM das enfermidades degenerativas, Traumatismo espinhal, Cistos pós-traumáticos da medula espinhal, Disrafismo espinhal. 3.12. RM do Abdome. 3.13. RM do sistema músculo esquelético. 4. Ultrassonografia.

VETERINÁRIO: 1. Contribuições do médico veterinário nas atividades de saúde pública. 2. Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Pública. 3. Epidemiologia: Cadeia epidemiológica, formas de ocorrência de doenças em populações, profilaxia geral e prevenção, investigação de surtos, fatores ambientais, relação parasita-hospedeiro, vias de transmissão e eliminação de patógenos. 4. Zoonoses de importância em saúde pública: Conceituação, classificação, etiologia, patogenia, sintomatologia, epidemiologia, profilaxia, controle e programas sanitários oficiais. 5. Executar ações de Educação Sanitária. 6. Higiene veterinária e inspeção sanitária de produtos de origem animal. 7. Vigilância e fiscalização de alimentos. 8. Boas práticas de fabricação e o sistema APPCC na produção, manipulação, transporte, armazenamento e comercialização de alimentos. 9. Controle físico-químico e microbiológico de produtos de origem animal. 10. Doenças transmitidas por alimentos. 11. Vigilância e Fiscalização Sanitária em estabelecimentos, serviços e bens de interesse à saúde e de serviços veterinários. 12. Clínica e cirurgia para o controle da população animal e conceitos de bem-estar animal. 13. Legislação Sanitária Municipal, Estadual, e Federal pertinente à Vigilância Sanitária.

ULTRASSONOGRAFISTA: 1. A natureza do ultrassom: princípios básicos. 2. Técnica e equipamentos. 3. Indicações de ultrassonografia; Doppler em obstetrícia e ginecologia: anatomia ultrassonográfica do saco gestacional e do embrião; anatomia ultrassonográfica fetal; anatomia da idade gestacional. 4. Anomalias fetais: propedêutica e tratamento pré-natal; crescimento intrauterino retardado. 5. Gestação de alto risco. 6. Gestação múltipla. 7. Placenta e outros anexos do concepto. 8. Anatomia e ultrassonografia da pélvis feminina. 9. Doenças pélvicas inflamatórias. 10. Contribuição do ultrassom nos dispositivos intrauterinos. 11. Princípios do diagnóstico diferencial das massas pélvicas pela ultrassonografia. 12. Ultrassonografia nas doenças ginecológicas malignas. 13. Endometriose. 14. Estudo ultrassonográfico do útero normal e patológico. 15. Estudo ultrassonográfico do ovário normal e patológico. 16. Ultrassonografia e esterilidade. 17. Estudo ultrassonográficos das patologias da primeira metade da gestação. 18. Medicina interna. 19. Estudo ultrassonográfico do: crânio, olho, órbita, face e pescoço, tórax, escroto e pênis, extremidades, abdômen superior (fígado, vias biliares, pâncreas e baço), retroperitônio. 20. Estudo ultrassonográfico da cavidade abdominal: vísceras ocas, coleções e abcessos peritoneais, rins e bexiga, próstata e vesículas seminais.

UROLOGISTA: 1. Fundamentos Básicos de Medicina: Interpretação do exame físico. 2. Valor da História Clínica. 3. Interpretação de exames complementares básicos. 4. Relação médico paciente. 5. Ética médica. 6. Conhecimentos na área de formação: Aparelho Urinário: avaliação clínica da função renal. Importância clínica do exame simples de urina (EAS). 7. Insuficiência renal aguda e crônica. 8. Infecções urinárias. 9. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). 10. Exame urológico e técnicas diagnósticas; fisiopatologia da obstrução urinária e da bexiga neurogênica; infertilidade e função sexual masculina; infecções e inflamações do trato genital e urinário; litíase urinária; anomalias congênitas; trauma e tumores geniturinários; patologia cirúrgica da suprarrenal; hipertensão renovascular; insuficiência renal e transplante; cirurgias do trato urinário e genital. 11. Vasectomia.