Prefeitura de Goianá - MG

PREFEITURA MUNICIPAL DE GOIANÁ

ESTADO DE MINAS GERAIS

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N. º 01/2007 PARA CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DA SAÚDE PARA ATENDER AO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA (PSF) E SAÚDE BUCAL

A Prefeitura Municipal de Goianá, através da JCM - Consultoria Municipal Ltda., TORNA PÚBLICO que estarão abertas as inscrições ao PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DA SAÚDE PARA ATENDER AO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA E SAÚDE BUCAL, com sustentação legal na Lei nº 11.350 de 5 de outubro de 2006 e nas leis municipais números: 299/004 de 16 de fevereiro de 2004, 306/04 de 19 de maio de 2004 e 330/2005 de 28 de junho de 2005.

1 – DAS INFORMAÇÕES PRELIMINARES.

1.1 – O prazo do contrato será de 12 (doze) meses, podendo ser prorrogado pelo período compatível com a duração dos programas que trata este Processo Seletivo Público.

1.2 - Todas as datas previstas relativas aos eventos deste processo seletivo estão descritas no Anexo IV – Cronograma Previsto.

1.3 – A contratação do Agente Comunitário de Saúde obedecerá as disposições estabelecidas na Lei nº 11.350 de 5 de outubro de 2006, não se aplicando, portanto, o disposto no item 1.1 deste edital.

2 – DAS FUNÇÕES, DOS REQUISITOS MÍNIMOS, DA REMUNERAÇÃO E DAS VAGAS.

2.1 – As funções, seus respectivos pré-requisitos, remuneração e número de vagas são os constantes do Anexo I.

3 – DAS ATRIBUIÇÕES DOS PROFISSIONAIS

3.1 – As atribuições dos profissionais são as inerentes ao cumprimento do Programa de Saúde da Família e Saúde Bucal.

3.2 – As atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde são aquelas estabelecidas no art. 3º da lei nº 11.350 de 5 de outubro de 2006 e descritas no Anexo III deste processo seletivo.

4 – DO LOCAL DE TRABALHO E DA CARGA HORÁRIA.

4.1 – Regime Jurídico: Estatutário

4.2 – Carga Horária: 40 horas semanais.

4.3 – O horário e o local de trabalho serão determinados pela Prefeitura Municipal de Goianá, à luz dos interesses e necessidades da Administração.

5 – DAS CONDIÇÕES NECESSÁRIAS À INSCRIÇÃO

5.1 – Nacionalidade brasileira;

5.2 – estar em gozo dos direitos políticos;

5.3 – regularidade com as obrigações eleitorais e, se do sexo masculino, com as militares;

5.4 – ter, no momento da contratação, idade mínima de 18 (dezoito) anos completos;

5.5 – condições de saúde física e mental, compatíveis com as funções a serem exercidas pelos profissionais, de acordo com prévia inspeção médica oficial;

5.6 – escolaridade exigida para o desempenho das funções bem como habilitação profissional.

5.7 – Os candidatos à Agente Comunitário de Saúde, além de atender as condições descritas nos itens 5.1 ao 5.6, deverão residir no Município de Goianá, desde a data da publicação deste edital.

6 – DAS INSCRIÇÕES E TAXAS

6.1 – As inscrições deverão ser efetuadas no período de 22 de janeiro a 02 de fevereiro de 2007, pela internet, através do site www.jcmconcursos.com.br ou na Prefeitura Municipal de Goianá, situada na Av. 21 de dezembro, 850 - Centro – Goianá no horário de 8h às 11h e de 12h e 30 min às 17h, exceto sábados, domingos e feriados.

6.1.1 – As inscrições para Agente Comunitário de Saúde serão realizadas somente na Prefeitura Municipal de Goianá, por motivo de comprovação de residência no município para atender a exigência regulamentada na Lei nº 11.350 de 5 de outubro de 2006 onde estabelece como requisito mínimo para o exercício da atividade residir no Município de Goianá, desde a data da publicação do edital do processo seletivo público;

6.1.1.1 – na impossibilidade de apresentação do comprovante de residência em nome do candidato, o mesmo poderá ser substituído por declaração assinada por duas pessoas idôneas que conheçam a residência do candidato, nos moldes do Anexo VI.

6.2 – Para a inscrição na Prefeitura Municipal de Goianá, o candidato deverá apresentar pessoalmente ou através de procurador devidamente habilitado os seguintes documentos:

6.2.1 – Comprovação de depósito do valor equivalente à taxa de inscrição constante do Anexo I deste Edital, na forma do item 6.5.

6.2.2 – Requerimento preenchido em modelo fornecido no ato da inscrição, no qual o candidato deverá declarar seu conhecimento quanto às condições exigidas para a inscrição e que se submete às normas expressas neste Edital;

6.2.3 – CPF

6.2.4 – Documento de identidade que contenha retrato, filiação e assinatura.

6.2.5 – Comprovante de residência em Goiana, para os candidatos a Agente Comunitário de Saúde, conforme o item 6.1.1.

6.3 – A inscrição por procuração deverá ser efetuada através de instrumento específico e individual, acompanhada de cópia do documento de identidade do candidato e do procurador.

6.4 – O candidato inscrito por procuração assume total responsabilidade pelas informações prestadas por seu procurador no requerimento de inscrição, arcando com as conseqüências de eventuais erros que venham a ocorrer nos dados constantes da ficha de inscrição definitiva.

6.5 – O candidato que se inscrever no Posto de Atendimento da Prefeitura Municipal de Goianá deverá efetuar o depósito da taxa de inscrição no Banco Sicoob - CREDIMATA, Agência 3170, Conta Corrente 60.099088-5, de acordo com os valores estipulados no Anexo I deste Edital.

6.5.1 - Não serão aceitos pagamentos de inscrição por meio de transferência bancária.

6.6 – As inscrições via internet, através do site www.jcmconcursos.com.br, poderão ser efetuadas no período de 22 de janeiro até às 22 horas do dia 02 de fevereiro de 2007.

6.7 – Para efetivar a sua inscrição via internet, o candidato deverá efetuar o pagamento da taxa, através de boleto bancário emitido no ato da inscrição, de acordo com os valores estipulados no Anexo I deste Edital.

6.8 – O candidato ao se inscrever estará concordando com as condições exigidas para sua inscrição e se submetendo às normas expressas neste edital.

6.9 – Não serão aceitas inscrições provisórias ou condicionais.

6.10 – O candidato só poderá se inscrever para uma única função.

6.10.1 – O candidato que por algum motivo venha a se inscrever mais de uma vez estará automaticamente invalidando a inscrição anterior, prevalecendo sempre a última.

6.11 – Efetivada a inscrição, não serão aceitos pedidos para alteração de função, bem como não haverá devolução da importância paga, em hipótese alguma.

6.12 – A conferência dos dados do boleto bancário e da ficha de inscrição definitiva são de responsabilidade exclusiva do candidato.

6.13 – A JCM Consultoria Municipal Ltda. e a Prefeitura Municipal de Goianá não se responsabilizam por solicitação de inscrição pela Internet não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores que impossibilitem a transferência de dados.

6.14 – O candidato será responsável por qualquer erro ou omissão, bem como pelas informações prestadas no ato da inscrição. O candidato que fizer quaisquer declarações falsas, inexatas ou, ainda, que não possa satisfazer todas as condições estabelecidas neste Edital, terá sua inscrição cancelada, e como conseqüência, anulados todos os atos dela decorrentes, mesmo que aprovado nas provas e exames, ainda que o fato seja constatado posteriormente.

6.15 – A JCM – Consultoria Municipal disponibilizará, no site www.jcmconcursos.com.br, a lista das inscrições indeferidas, se houver.

6.16 – Não será permitida inscrição por via postal, fax, condicional ou fora do prazo estabelecido, admitindo-se apenas os meios disciplinados no item 6.1.

6.17 – A ficha de inscrição definitiva, contendo o local e horário de realização da prova, deverá ser retirada pelo candidato, no período de 14 de fevereiro a 03 de março de 2007, através do site www.jcmconcursos.com.br ou na Prefeitura Municipal de Goianá, no 8h às 11h e de 12h e 30 min às 17h, exceto sábado, domingo, feriado.

7 – DO CONTEÚDO DAS PROVAS:

7.1 – As provas serão objetivas, contendo 40 (quarenta) questões e serão:

7.1.1 – de múltipla escolha;

7.1.2 – compostas de questões com 5 (cinco) opções cada;

7.1.3 – cada questão terá apenas 1 (uma) opção correta, e;

7.1.4 – elaboradas de acordo com os programas, descritos no Anexo II, parte integrante deste Edital.

7.2 – O conteúdo das provas, bem como o número de questões e seu respectivo peso estão descritos na tabela abaixo:

 Função

Número de Questões e Pesos

Específica

Português

Matemática

Informática

Raciocínio Lógico

Saúde Pública

Total de Questões

Agente Comunitário de Saúde

10 (peso 4)

10 (peso 2)

***

***

10 (peso 2)

10 (peso 2)

40

Assistente do Cirurgião

10 (peso 4)

10 (peso 2)

***

***

10 (peso 2)

10 (peso 2)

40

Auxiliar de Enfermagem

10 (peso 4)

10 (peso 2)

***

***

10 (peso 2)

10 (peso 2)

40

Cirurgião Dentista

10 (peso 4)

10 (peso 2)

***

***

10 (peso 2)

10 (peso 2)

40

Enfermeiro

10 (peso 4)

10 (peso 2)

***

***

10 (peso 2)

10 (peso 2)

40

Médico

10 (peso 4)

10 (peso 2)

***

***

10 (peso 2)

10 (peso 2)

40

Técnico em Higiene Dental

10 (peso 4)

10 (peso 2)

***

***

10 (peso 2)

10 (peso 2)

40

8 – DOS PROGRAMAS DE PROVAS

8.1 – Os programas para as provas são os constantes do Anexo II, parte integrante deste edital.

8.1.1 – As sugestões de estudo, onde houver, são para simples referência, devendo o candidato observar os conteúdos programáticos.

9 – DA PRESTAÇÃO DAS PROVAS

9.1 – As provas serão realizadas no dia 04 de março de 2007, sendo que o horário e o local de sua realização serão informados na ficha de inscrição definitiva.

9.2 – Nenhuma prova será realizada fora do local determinado.

9.3 – Não haverá segunda chamada para quaisquer das provas.

9.4 – Para a realização da prova o candidato deverá comparecer no local indicado na ficha de inscrição até 30 (trinta) minutos antes do horário designado, munido de caneta esferográfica azul ou preta, lápis, borracha, ficha de inscrição definitiva e documento de identidade que contenha retrato, filiação e assinatura.

9.4.1 – O documento de identidade deve estar em perfeitas condições, de forma a permitir com clareza a identificação do candidato (fotografia e assinatura), não sendo aceitos protocolos, xerox ou quaisquer outros documentos que impossibilitem a identificação do candidato, bem como a verificação de sua assinatura.

9.4.2 – A não apresentação do documento de identidade pelo candidato implica na sua desclassificação.

9.4.3 – Não haverá tolerância por atraso, seja qual for o motivo alegado, ficando o candidato automaticamente desclassificado.

9.5 – A duração da prova será de 3h (três horas), devendo o candidato permanecer em sala pelo prazo mínimo de 1h (uma hora).

9.6 – Por razões de segurança, velando desde o início pelo sigilo absoluto do certame, somente terá direito de levar consigo o caderno de questões de prova, o candidato que permanecer no local, onde as mesmas estarão sendo aplicadas, pelo prazo de 2h (duas horas).

9.6.1 – O candidato que resolver se retirar do local da prova antes do prazo estipulado no item 9.6, deverá devolver ao monitor ou fiscal, juntamente com o cartão de respostas, o caderno de questões de prova, sendo a ele permitido a retirada da última página (Teste do Cartão de Respostas).

9.6.2 – A partir das 14 h do dia 05 de março de 2007, na Prefeitura Municipal de Goianá, estará à disposição dos candidatos interessados, para eventuais consultas, um exemplar de cada prova.

9.7 – O candidato deverá transcrever suas respostas para o Cartão-Resposta, assinando-o em seguida.

9.7.1 – Cada candidato receberá um único Cartão-Resposta que deverá ser marcado somente com caneta esferográfica azul ou preta.

9.7.2 – O Cartão-Resposta não pode ser rasurado, amassado, manchado ou ser feito uso de borracha e em nenhuma hipótese será substituído, e deverá ser assinado pelo candidato.

9.7.3 – A transcrição correta das alternativas para o Cartão-Resposta é de inteira responsabilidade do candidato e é obrigatória, sendo sua correção por processamento eletrônico de leitura ótica.

9.8 – Não serão computadas questões não assinaladas, questões que contenham mais de uma marcação ou que contenham emenda ou rasura, ainda que legíveis.

9.9 – Os três últimos candidatos deverão permanecer na sala, sendo somente liberados quando o último deles tiver concluído a prova.

9.10 – Será excluído do Processo SELETIVO em qualquer fase o candidato que:

a) fizer, em qualquer documento, declaração falsa ou inexata;

b) for descortês com qualquer membro da equipe encarregada da inscrição, da portaria e da aplicação da prova;

c) for responsável por falsa identificação pessoal;

d) durante a realização da prova, for surpreendido em comunicação com outro candidato, bem como aquele que utilizar livros e impressos não permitidos, máquina de calcular, telefone celular, rádio, ou seja, qualquer utensílio que emita informações, ou ainda, aquele que adotar qualquer atitude buscando informações relativas a respostas da prova;

e) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos para obter aprovação;

f) não devolver o Cartão-Resposta ao término da prova, antes de sair da sala;

g) ausentar-se do recinto da prova sem permissão;

h) deixar de assinar a lista de presença;

i) não atender às determinações deste Edital.

9.11 – É de inteira responsabilidade do candidato o acompanhamento das publicações dos atos e editais pertinentes ao presente processo seletivo.

9.12 – É expressamente proibido fumar durante a prova.

9.13 – O candidato que em virtude de deficiência física necessitar de aplicação de provas em condições especiais deverá solicitar tal providência à JCM Consultoria Municipal Ltda, através de requerimento motivado, fundamentado em atestado médico, que deverá ser enviado para o endereço Largo Marechal Deodoro, nº 06, sala 206, CEP 36.200-054, Barbacena – MG em até 07 (sete) dias úteis após o encerramento das inscrições, observada para este fim a data de postagem do requerimento.

10 – DO CRITÉRIO DE JULGAMENTO DAS PROVAS

10.1. – As provas terão o valor de 100 (cem) pontos.

10.2 – O resultado da prova será encontrado multiplicando-se o número total de acertos em cada disciplina pelo número equivalente ao peso a ela atribuído na tabela constante do item 7.2.

10.2 – Considerar-se-á eliminado do Processo Seletivo o candidato que não obtiver o mínimo de 50% (cinqüenta por cento) dos pontos distribuídos na prova.

10.3 – A correção da prova realizar-se-á por via informatizada, sendo consideradas apenas as respostas transferidas para o cartão de respostas.

11 - DOS TÍTULOS

11.1 - Serão atribuídos pontos por títulos somente aos candidatos as funções de Cirurgião Dentista, Enfermeiro e Médico, na forma prevista no Anexo V.

11.2 - A avaliação dos títulos terá apenas caráter classificatório, uma vez que a análise dos mesmos só será efetivada, caso o candidato obtenha na prova o mínimo de 50% (cinqüenta por cento) dos pontos.

11.3 – Será atribuído ao candidato o número máximo de pontos previsto no Anexo V, independentemente da graduação e do número de títulos apresentados.

11.4 – Os Títulos deverão ser entregues através de fotocópias autenticadas ou fotocópias simples acompanhadas do original que serão autenticadas pelo servidor responsável por seu recebimento, no período de 12 a 16 de fevereiro de 2007, Prefeitura Municipal de Gioaná, situado na Av. 21 de dezembro, 850 - Centro – Goianá, no horário no horário de 8h às 11h e de 12h e 30 min às 17h, em envelope devidamente identificado com nome do candidato, número de inscrição e a função pretendida, e discriminado os documentos contidos no envelope, que será conferido e posteriormente lacrado e protocolado.

11.5 – Os documentos apresentados como títulos serão analisados pela JCM – Consultoria Municipal Ltda e, portanto, a sua apresentação não importará em automática concessão da pontuação fixada neste edital.

12 – DA CLASSIFICAÇÃO

12.1 – A classificação final será efetuada em ordem decrescente de pontos obtidos.

12.2 – Se computados os pontos, houver empate, dar-se-á preferência ao candidato mais idoso.

13 – DOS RESULTADOS

13.1 – Os gabaritos serão divulgados no dia 04 de março de 2007 no local de realização das provas, logo após a conclusão desta fase do Processo Seletivo, e no dia 05 de março de 2007 estarão disponíveis no site www.jcmconcursos.com.br e na sede da Prefeitura Municipal de Goianá.

13.2 – A listagem com o resultado final estará disponível a partir do dia 08 de março de 2007 no site www.jcmconcursos.com.br e será afixada na sede da Prefeitura Municipal de Goianá, conforme estabelecido no Anexo IV (Cronograma Previsto).

14 – DOS RECURSOS

14.1 – Caberá recurso, a ser interposto perante a JCM - Consultoria Municipal Ltda., contra o gabarito oficial ou qualquer questão da prova, através de recurso fundamentado, contendo: o nome do candidato, o número de inscrição e a função pretendida, no prazo máximo de um dia útil após a realização da respectiva prova, conforme Anexo IV.

14.2 – Caberá recurso, a ser interposto perante o Prefeito Municipal, quanto à classificação final, através de recurso fundamentado contendo o nome do candidato, número de inscrição e a função pretendida, no prazo máximo de um dia útil após a publicação da mesma.

14.3 – Os recursos previstos nos itens 14.1 e 14.2 deverão ser protocolados na Prefeitura Municipal de Goianá no horário das 8h às 11h e de 12h e 30 min às 17h.

14.4 – O recurso deverá ser individual, não sendo admitido litisconsorte, devendo o mesmo conter a indicação precisa do item em que o candidato se julga prejudicado, acompanhado de comprovante que fundamente as alegações com citações de artigos de legislação, itens, páginas de livro, nome dos autores; juntando sempre cópia dos comprovantes. Cada recurso objetivará uma única questão.

14.5 – Será indeferido liminarmente o recurso que não estiver fundamentado ou for interposto fora do prazo.

14.6 – Após o julgamento dos recursos, os pontos correspondentes às questões porventura anuladas serão atribuídos a todos os candidatos.

14.7 – O gabarito divulgado poderá ser alterado em função dos recursos impetrados e as provas serão corrigidas de acordo com o gabarito oficial definitivo.

14.8 – Após a divulgação do resultado não caberá mais nenhum recurso contra o gabarito e questões de prova.

14.9 – Na ocorrência do disposto nos itens 14.6 e 14.7, poderá haver, eventualmente, alteração da classificação inicial obtida para uma classificação superior ou inferior ou, ainda, poderá ocorrer a desclassificação do candidato que não obtiver a nota mínima exigida na prova.

14.10 – Não serão aceitos recursos interpostos em prazo destinado a evento diverso do questionado.

15 – DA PUBLICAÇÃO DO PROCESSO SELETIVO

15.1 – Os candidatos poderão acompanhar as publicações oficiais relativas ao processo seletivo que serão feitas da seguinte forma:

15.1.1 – EDITAL:

a) No Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de Goianá.

b) No Local das Inscrições.

c) No site www.jcmconcursos.com.br

15.1.2 – OUTROS ATOS PERTINENTES AO PROCESSO SELETIVO:

a) No Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de Goianá.

b) No site www.jcmconcursos.com.br

.

15.2 – A divulgação referente a este processo seletivo será feita da seguinte forma:

a) No Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de Goianá.

b) Em rádio com audiência local.

c) No Jornal Panorama

d) No site www.jcmconcursos.com.br.

16 – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

16.1 – O ingresso na sala de provas será permitido até o horário estabelecido para o início das mesmas.

16.2 – Os casos omissos, de dúvidas ou controvérsias serão resolvidos pela Comissão Fiscalizadora do Processo Seletivo.

16.3 – As disposições e instruções contidas nas capas das provas também constituem normas que complementam o presente Edital. Sempre que necessário, poderão ser divulgadas outras normas complementares ou avisos oficiais.

16.4 – A não comprovação, pelo candidato aprovado e classificado, quanto aos pré-requisitos deste Edital e demais requisitos legais implicam na sua desclassificação e na convocação do classificado seguinte.

16.5 – O candidato aprovado ao ser convocado deverá apresentar a documentação abaixo descrita, no prazo estipulado pela Administração, a fim de ser contratado/nomeado:

a) Duas fotografias 3x4 atuais.

b) Cópia da Certidão de Nascimento, se solteiro, ou de Casamento, se casado.

c) Cópia da Certidão de Nascimento dos filhos menores de 14 (quatorze) anos.

d) Cópia do Título de Eleitor e comprovante de votação ou justificativa de ausência na última eleição.

e) Cópia do Certificado de Reservista para candidato do sexo masculino.

f) Laudo médico subscrito por profissional credenciado pelo Município, atestando a capacidade física e mental para o desempenho das funções da Função Pública.

g) Cópia do Diploma da habilitação específica da área para a qual se inscreveu.

h) Cópia do Cartão PIS/PASEP, caso já esteja inscrito.

i) Cópia do Cartão de CPF e da Carteira de Identidade.

j) Cópia de comprovante de residência.

l) Certidão do Cartório Eleitoral certificando que o candidato está em pleno gozo e exercício dos direitos políticos

m) Declaração de que não possui impedimento para o exercício de cargo, emprego ou função pública.

16.6 – Os candidatos às funções para os quais a lei determine registro em Conselho de Classe ou órgão competente para o exercício profissional deverão apresentar os documentos comprobatórios de regularidade para fins de contratação.

16.7 – Os candidatos aprovados no limite das vagas para Agente Comunitário de Saúde, serão submetidos a um curso introdutório de formação inicial e continuada, no qual deverão obter aproveitamento satisfatório, nos termos da lei.

16.8 – Verificada inexatidão ou irregularidade de qualquer documento, serão anulados todos os atos decorrentes da inscrição.

16.9 – O candidato deverá manter junto à Prefeitura Municipal de Goianá, seu endereço atualizado, visando eventuais convocações, não lhe cabendo qualquer reclamação caso não seja possível a sua convocação por falta do endereço atualizado.

16.10 – Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos enquanto não consumada a providência ou evento que lhe disser respeito, até a data da convocação dos candidatos para provas, circunstância que será mencionada em Edital ou aviso a ser publicado.

16.11 – Este Edital será afixado, em seu inteiro teor, no Quadro de Avisos da Prefeitura, não se responsabilizando a Prefeitura Municipal de Goianá e/ou a JCM Consultoria Municipal Ltda, por quaisquer cursos, textos, apostilas e outras publicações alusivas ao presente processo seletivo.

Prefeitura Municipal de Goianá, 19 de janeiro de 2007. José Loures Ciconeli Prefeito Municipal

= ANEXO I =

= QUADRO GERAL=

Função

Nº Total de Vagas

Requisito Mínimo

Remuneração R$

Taxa de Inscrição

Agente Comunitário de Saúde

08

Residir no Município de Goianá, desde a data da publicação do edital do processo seletivo público

Ensino Fundamental

Não se aplica a exigência da conclusão do ensino fundamental para os candidatos que estavam exercendo atividades próprias de Agente Comunitário de Saúde na data de publicação da Medida Provisória nº 297, de 9 de junho de 2006.

350,00

15,00

Assistente do Cirurgião

01

Ensino Fundamental

Certificado de conclusão de curso devidamente registrado no CRO

425,85

34,00

Auxiliar de Enfermagem

01

Ensino Fundamental Completo e curso de Auxiliar de Enfermagem com registro no COREN

425,85

34,00

Cirurgião Dentista

01

Superior em Odontologia e Registro CRO

2.640,00

100,00

Enfermeiro

01

Superior em Enfermagem com registro no COREN

2.011,00

100,00

Médico

01

Superior de Medicina e registro no CRM

3.785,41

100,00

Técnico em Higiene Dental

01

Ensino Médio Certificado de conclusão de curso devidamente registrado no CRO

660,00

53,50

= ANEXO II =

= PROGRAMAS DE PROVAS =

 I – Língua Portuguesa Ensino Fundamental

Cargos:

Agente Comunitário de Saúde

Auxiliar de Enfermagem

Assistente do Cirurgião

01. Leitura e compreensão de texto

- Identificação de elementos do texto: tema, idéia central, idéias secundárias, relações de sentido entre palavras e frases, relações entre parágrafos.

- Estudo de palavras: sinônimos, antônimos, homônimos, parônimos, sentido literal e sentido figurado.

- Tipos de texto: narração, descrição e dissertação.

- Estilos de texto: técnico, científico e literário.

02. Conhecimentos lingüísticos

- Pontuação

- Morfologia: identificação e emprego das seguintes classes de palavras: substantivo, adjetivo, pronome e verbo.

- Sintaxe: identificação de termos da oração, orações coordenadas e orações subordinadas.

- Casos gerais de concordância verbal e concordância nominal.

 SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- ANDRÉ, Hildebrando A. de. Gramática ilustrada. Editora Moderna.

- FARACO & MOURA. Gramática. Editora Ática.

- GRANATIC, Branca. Técnicas básicas de redação. Editora Scipione.

- INFANTE, Ulisses. Curso de gramática aplicada aos textos. Editora Scipione.

II – Língua Portuguesa Ensino Médio

Cargos:

Cirurgião Dentista

Enfermeiro

Médico

Técnico em Higiene Dental

01. Leitura e compreensão de texto

- Identificação de elementos do texto: tema, idéia central, idéias secundárias, relações de sentido entre palavras e frases, relações entre parágrafos.

- Estudo de palavras: sinônimos, antônimos, sentido literal e sentido figurado.

- Aspectos do texto dissertativo: ponto-de-vista, argumentos e relações de causa-conseqüência.

- Estilos de texto: técnico, científico, literário e jornalístico.

- Coesão e coerência textuais.

02. Conhecimentos lingüísticos

- Pontuação.

- Morfologia: identificação e emprego das seguintes classes de palavras: substantivo, adjetivo, pronome e verbo.

- Sintaxe: identificação de termos da oração, orações coordenadas, orações subordinadas e períodos simples, compostos e mistos.

- Ordem direta e ordem inversa de sentenças.

- Relações lógico-semânticas entre orações.

- Concordância verbal e nominal.

- Aspectos estilísticos e semânticos relacionados à estruturação de sentenças.

 SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- ANDRÉ, Hildebrando A. de. Curso de redação. Vol. 3. Editora Moderna.

- CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima gramática da língua portuguesa. Editora Nacional.

- GRANATIC, Branca. Técnicas básicas de redação. Editora Scipione.

- INFANTE, Ulisses. Curso de gramática aplicada aos textos. Editora Scipione.

- VIANA, Antônio Carlos (coord.) e outros. Roteiro de redação: lendo e argumentando. Editora Scipione.

III – Raciocínio Lógico

Cargos:

Agente Comunitário de Saúde

Assistente do Cirurgião

Auxiliar de Enfermagem

Cirurgião Dentista

Enfermeiro

Médico

Técnico em Higiene Dental

Visa avaliar processos intelectuais, explorando as operações de análise e integração envolvidas nos processos mentais tais como: memória, percepção, atenção e concentração, raciocínio lógico, raciocínio abstrato.

 SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- A critério do candidato, observando-se os conteúdos programáticos.

IV – Saúde Pública

Cargos:

Agente Comunitário de Saúde

Assistente do Cirurgião

Auxiliar de Enfermagem

Cirurgião Dentista

Enfermeiro

Médico

Técnico em Higiene Dental

01. Vigilância Epidemiológica e Sanitária.

02. Assistência Domiciliar na Atenção Básica.

03. Saúde Pública/Saúde Coletiva.

04. Sistema de Informação na Atenção Básica – SIAB.

05. A Saúde Pública no Brasil – Sua História e Atualidades.

06. Programas do Ministério da Saúde na Atenção Básica.

07. Programa da Saúde da Família – PSF

08. Planejamento Familiar.

09. Humanização e Acolhimento na Atenção Básica.

10. Assistência Primária no Brasil.

11. Sistema Único de Saúde – Sua História; Diretrizes; Princípios; Normas; Objetivos; Leis Orgânicas.

12. Visita Domiciliar.

13. SIM e SINASC para profissionais do PSF.

14. Sistema Nacional de Imunização – Vacinas e Cartões; Conservação; Dados Estatísticos.

15. Doenças Transmissíveis.

16. Atendimento de Urgência e Emergência na Atenção Básica.

17. Assistência à Saúde da Criança.

18. Assistência à Saúde da Mulher.

19. Assistência à Saúde do Adulto.

20. Atuação à Saúde Mental.

21. Assistência ao Idoso.

22. Fundamentos Epidemiológicos em Saúde Pública.

23. Prevenção e Promoção à Saúde na Rede Básica.

24. Reforma do Setor da Saúde/Regulação da Assistência na Rede Básica.

25. Saúde Bucal – Atenção a Saúde Bucal; Prevenção do câncer Bucal.

26. Autorização de Internação Hospitalar – AIH

27. Tratamento Fora de Domicílio.

28. Lei nº 8.080 de 19 de setembro de 1990.

29. Lei nº 8.142 de 28 de dezembro de 1990.

30. Portaria nº 1.886 de 18 de dezembro de 1997.

SUGESTÕES DE ESTUDO:

- DUNCAN, Bruce B. et al. Medicina Ambulatorial: Condutas Clínicas em Atenção Primária. 3ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2004.

- STARFIELD, Bárbara. Atenção Primária, equilíbrio entre necessidades de saúde, serviços e tecnologia. Brasília: UNESCO, Ministério da Saúde, 2002. 726p.

- Renovação da Atenção Primária em Saúde nas Américas – Documento de Posicionamento da OPAS/OMS. Agosto de 2005.

- Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde – NOB 01/96.

- SIAB: Manual do Sistema de Informação da Atenção Básica.

- Sistema de Informação da Atenção Básica - Indicadores 2005/2006.

- SIM e SINASC para profissionais do PSF.

- Saúde Brasil 2005: uma análise da situação de saúde. Ministério da Saúde. Brasília – DF, 2005.

- Guia de Vigilância Epidemiológica. 6ed. Ministério da Saúde. 2005.

- Pré-Natal e Puerpério – Atenção Qualificada e Humanizada. Ministério da Saúde. Brasília. 2005.

- Cadernos da Atenção Básica – Diabetes Mellitus. Cadernos da Atenção Básica nº 16. Ministério da Saúde. Brasília. 2006.

- Cadernos da Atenção Básica – Controle dos Cânceres do Colo Uterino e da Mama.

- Cadernos da Atenção Básica nº13. Ministério da Saúde. Brasília. 2006

- Cadernos da Atenção Básica – HIV, Hepatites e outras DSTs. Cadernos da Atenção Básica nº 18. Ministério da Saúde. Brasília. 2006.

- Estatuto da Criança e do Adolescente. Lei Federal n°8069 de 13 de julho de 1990.

- Estatuto do Idoso. Lei Federal n°10741 de 1° de outubro de 2003.

- Assistência em Planejamento Familiar – Manual Técnico. 4 ed. Ministério da Saúde. Brasília. 2002.

- Urgências e Emergências Maternas – Guia para diagnóstico e conduta em situações de risco de morte materna. Ministério da Saúde/FEBRASGO. 2ed.

- DUNCAN, Bruce B. et al. Medicina Ambulatorial: Condutas Clínicas em Atenção Primária. 3ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2004.

- McWHINNEY. A Textbook of Family Medicine. 2ed. Oxford: University Press, 1997. 448p.

- WONCA. A Definição Européia de Medicina Geral e Familiar. Justin Allen et al., WONCA, 2002.

V – Específicos

Cargo:

Agente Comunitário de Saúde

01. Reforma do Setor de Saúde – Atenção da Saúde Familiar;

02. PSF / PACS – definição / metas / plano de ações;

03. Saúde Ambiental:

- Definições de Saneamento Básico;

- Ações e Atividades (água, esgoto, dejetos, lixo);

04. Prevenção Primária:

- Promoção e Educação em Saúde Pública;

- Prevenção Específica (Secundária e Terciária);

05. “O SUS no Brasil” / “Leis Orgânicas”:

- Antecedentes dos Sistemas de Saúde;

- Classificação dos Sistemas de Saúde;

- Organização e Princípios do SUS;

06. Visitas Domiciliares / Cadastramentos / SIAB (Sistema de Informação de Atenção Básica);

07. Saúde da Mulher:

- Controle de Gestantes (Promoção de Saúde);

- Prevenção de Afecções (CA de Colo de Útero);

- Auto Exame de Mamas;

- Planejamento Familiar;

08. Saúde da Criança:

- Cartão de Vacinas (Controle de Peso / Desenvolvimento);

- Higiene Corporal (Afecções);

- Verminoses;

- Desnutrição / Diarréia;

- Infecções Respiratórias Agudas;

09 Adolescentes / Adultos / Terceira Idade:

- DST / AIDS / Planejamento Familiar;

- Drogas;

- Hipertensão;

- Diabetes;

- Tuberculose;

- Hanseníase;

- Hepatites;

- Meningites;

10. Saúde Bucal:

- Atenção a Saúde Bucal (Gestantes e Menores de 05 anos);

- Prevenção do Câncer Bucal;

11. Noções de Primeiros Socorros.

12. Lei 11.350 de 5 de outubro de 2006.

13. Assistência Domiciliar na Atenção Primária à Saúde.

14. Atenção Primária – Sua História e a Situação Atual.

15. Saúde Pública/Saúde Coletiva.

16. Sistema Único de Saúde – História; Normas; Diretrizes; Objetivos; Situação Atual.

17. Teoria das necessidades humanas básicas.

18. Vigilância epidemiológica e Sanitária.

19. Ética / Bioética.

20. Humanização e Acolhimento na Rede Básica.

21. Programas do Ministério da Saúde na Rede Básica.

22. Trabalho em Equipe

23. Comunicação – Tipos e as Barreiras.

24. Atuação em Saúde Mental.

25. Assistência ao Idoso.

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- Manuais do Programa de Saúde da Família – Ministério da Saúde;

- Manuais de Procedimentos para Atividades de Controle da Tuberculose / Assistência Integral à Saúde da Mulher e da Criança – Ministério da Saúde;

- Manual de Normas Técnicas para o Programa de Educação e Controle da Hipertensão e Diabetes – Ministério da Saúde;

- STARFIELD, Bárbara. Atenção Primária, equilíbrio entre necessidades de saúde, serviços e tecnologia. Brasília: UNESCO, Ministério da Saúde, 2002. 726p.

- Renovação da Atenção Primária em Saúde nas Américas – Documento de Posicionamento da OPAS/OMS. Agosto de 2005.

- Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde – NOB 01/96.

- Lei 11.350 de 5 de outubro de 2006.

- SIAB: Manual do Sistema de Informação da Atenção Básica.

- Sistema de Informação da Atenção Básica - Indicadores 2005/2006.

- SIM e SINASC para profissionais do PSF.

- Saúde Brasil 2005: uma análise da situação de saúde. Ministério da Saúde. Brasília – DF, 2005.

Cargo:

Auxiliar de Enfermagem

01. Primeiros Socorros.

02. Administração de medicamentos (Métodos, vias, responsabilidades).

03. AIDS – Vírus – Como evitar – Fatores de Risco.

04. SUS – Função do Sistema Único de Saúde; Diretrizes; Objetivos; Normas.

05. Sinais Vitais – Verificação – Termos Técnicos – Tabelas.

06. Métodos de Esterilização.

07. Isolamento – Tipos e Critérios.

08. Cuidados na manipulação, uso e guarda de materiais e medicamentos.

09. Classificação de artigos e unidades segundo o risco potencial de transmissão de infecções.

10. Sistema Nacional de Imunização – Vacinação; Conservação; Calendário de vacinação (crianças, adolescentes, adultos, idosos).

11. Técnicas básicas de enfermagem.

12. Curativos e Feridas.

13. Higiene e Profilaxia.

14. Teoria das necessidades humanas básicas.

15. Doenças transmissíveis.

16. Vigilância epidemiológica.

17. Consulta e diagnóstico de enfermagem

18. Cuidados de enfermagem com o paciente crítico e terminal.

19. EPI (equipamentos de proteção individual).

20. Técnicas de enfermagem e assistência.

21. Enfermagem na Saúde Pública.

22. Enfermagem na Saúde Coletiva.

23. Ética / Bioética.

24. Clínica médica e fisiopatologia.

25. Noções de farmacologia.

26. Anotações e relatórios de enfermagem.

27. Portarias: 72 de 23/01/1992, Ministério da saúde; Lei COREN 7496/86; Portaria 1886 de 18 de dezembro de 1997; Normas e Diretrizes do programa de saúde da família.

28. Assistência de Enfermagem em Saúde da Criança.

29. Assistência de Enfermagem em Saúde da Mulher.

30. Assistência de Enfermagem à Saúde do Adulto e do Idoso.

31.Assistência de Enfermagem em Situações de Emergência e Trauma.

32. Atuação de Enfermagem em Saúde Mental.

33. O Programa de Saúde da Família.

34. Sistema de Informação de Atenção Básica (SIAB).

35. Programas do Ministério da Saúde na Atenção Básica.

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- Manual de Procedimentos para Vacinação - Ministério da Saúde.

- Manual de Controle de Infecção Hospitalar - Ministério da Saúde.

- Portaria nº 224 de 29 de janeiro de 1992 - Ministério da Saúde.

- VEIGA. Manual do Técnico e Auxiliar de Enfermagem 9a Edição – 2000.

- KOCH. Técnicas Básicas de Enfermagem 17a Edição – 2000.

- CASSIANI. Enfermagem Administração de Medicamentos. Editora EPU, 2000.

- AME: Administração de Medicamentos na Enfermagem, 2004/2005 – Editora Guanabara Koogan, 2005 edição 05.

- Anamnese e Exame Físico: Avaliação Diagnóstica de Enfermagem no Adulto, Editora Artmed, 2002.

- BISU. Black Book: Pediatria, – Black Book, 2005.

- O Cuidado em Enfermagem Materna, Editora Artmed, 2002.

- CARPERITO, Lynda Juall. Diagnóstico de Enfermagem, Editora Artmed, 2003.

- Enfermagem Básica, Editora Rideel, 2004.

- MOURA, Maria Lucia Pimentel de Assis. Enfermagem de Material e Esterilização, SENAC.

- ARONE, Evanisa Maria; ELISABETE, Marta. Enfermagem em Doenças Transmissíveis, SENAC.

- GONÇALVES, Helcye. Enfermagem em Oncologia, SENAC.

- REICHMANN; AFONSO. Enfermagem Materno Infantil, Editora Reichmann e Afonso, 2002.

- Ética e Bioética em Enfermagem, Editora AB, 2000.

- ASPERHEIM, Mary Kaye. Farmacologia para Enfermagem, Editora Guanabara Koogan, 1994.

- LIMA, Idelmina Lopes de. Manual do Técnico e do Auxiliar de Enfermagem, Editora AB, 2000.

- Moshy: Dicionário de Enfermagem, Editora Roca, 2001.

- NELTINA, Sandra M.. Prática de Enfermagem, Editora Guanabara, 1998.

- Urgência e Emergência para Enfermagem, Editora Iátria, 2003.

- Lei nº 8.080 de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências.

- MINISTÉRIO DA SAÚDE. Incentivo à participação popular e controle social no SUS. Brasília.

- MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Assistência à Saúde. Coordenação de Saúde da Comunidade. Saúde da família: uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial. Brasília.

- MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Assistência à Saúde. Manual do Sistema de Informação de Atenção Básica. Brasília

- Assistência em Planejamento Familiar – Manual Técnico. 4 ed. Ministério da Saúde. Brasília. 2002.

- Estatuto da Criança e do Adolescente. Lei Federal n°8069 de 13 de julho de 1990.

- Cadernos da Atenção Básica – HIV, Hepatites e outras DSTs. Cadernos da Atenção Básica nº 18. Ministério da Saúde. Brasília. 2006.

- Cadernos da Atenção Básica – Controle dos Cânceres do Colo Uterino e da Mama. Cadernos da Atenção Básica nº13. Ministério da Saúde. Brasília. 2006.

- Pré-Natal e Puerpério – Atenção Qualificada e Humanizada. Ministério da Saúde. Brasília. 2005.

- Guia de Vigilância Epidemiológica. 6ed. Ministério da Saúde. 2005.

- Saúde Brasil 2005: uma análise da situação de saúde. Ministério da Saúde. Brasília – DF, 2005.

- SIAB: Manual do Sistema de Informação da Atenção Básica. Disponível em dtr2001.saude.gov.br/editora/produtos/livros/pdf/03_1543_M.pdf.

- Sistema de Informação da Atenção Básica - Indicadores 2005. Disponível em dtr2004.saude.gov.br/dab/caadab/documentos/siab2005.pdf.

- SIM e SINASC para profissionais do PSF. Disponível em dtr2004.saude.gov.br/dab/caadab/documentos/importancia_sim_sinasc.pdf.

Cargo:

Auxiliar do Cirurgião

01. Preparação de pacientes para o atendimento

02. Instrumentais em odontologia

03. Esterilização de instrumentos e materiais odontológicos

04. Área de atuação do Auxiliar de Consultório Dentário (ACD)

 SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- A critério do candidato, observando-se os conteúdos programáticos.

Cargo:

Técnico em Higiene Dental

01. Instrumentais em Odontologia;

02. Classificação dos preparos cavitários;

03. Procedimentos restauradores;

04. Esterilização de instrumentais e materiais odontológicos;

05. Área de atuação do T. H. D.;

 SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- A critério do candidato, observando-se os conteúdos programáticos.

Cargo:

Enfermeiro

01. Teoria das necessidades humanas básicas.

02. Processo de enfermagem.

03. Vigilância epidemiológica das infecções hospitalares.

04. Esterilização, desinfecção e anti-sepsia.

05. Doenças transmissíveis.

06. Conservação de vacinas.

07. Vigilância epidemiológica e Sanitária.

08. Sistema de Imunização Nacional.

09. Assistência de enfermagem à gestante.

10. Assistência de enfermagem a recém-natos.

11. Administração de medicamentos e preparo de soluções.

12. Assistência de enfermagem médico-cirúrgica.

13. Sistema Único de Saúde – História; Normas; Princípios; Diretrizes; Objetivos; Situação Atual.

14. Politraumatizado

15. Primeiros socorros.

16. Curativo e feridas.

17. Urgência e emergência.

18. Classificação das feridas.

19. Exame físico (semiologia).

20. Consulta e diagnóstico de enfermagem.

21. Cuidados de enfermagem com o paciente crítico e terminal.

22. EPI (equipamentos de proteção individual).

23. Técnicas de enfermagem e assistência.

24. Calendário de vacinação (crianças, adolescentes, adultos, idosos).

25. Administração de enfermagem – Trabalho em Equipe; Liderança; Normas; Rotinas; Regimento Interno; Protocolos; Escala de Trabalho.

26. Enfermagem na: Psiquiatria; IRA (insuficiência renal aguda) e IRC (insuficiência renal crônica: prevenção, cuidados de enfermagem, métodos dialíticos).

27. Saúde Pública / Saúde Coletiva.

28. Ética / Bioética.

29. Clínica médica e fisiopatologia.

30. Noções de farmacologia.

31. História da enfermagem.

32. Noções gerais de exames laboratoriais e diagnósticos.

33. Termos Técnicos.

34. Anotações e relatórios de enfermagem.

35. Procedimentos especializados de enfermagem.

36. Portarias: 72 de 23/01/1992, Ministério da saúde; Lei COREN 7496/86; Portaria 1886 de 18 de dezembro de 1997; Normas e Diretrizes do Programa de Saúde da Família.

37. Programa da Saúde da Família – Sua história e a Situação Atual.

38. Programas do Ministério da Saúde na Atenção Básica.

39. Assistência de Enfermagem em Saúde da Criança.

40. Assistência de Enfermagem em Saúde da Mulher.

41. Assistência de Enfermagem à Saúde do Adulto.

42. Atuação de Enfermagem em Saúde Mental.

43. Assistência ao Idoso.

44. Fundamentos Epidemiológicos em Saúde Pública.

45. Sistema de Informação de Atenção Básica – SIAB

46. Administração de Enfermagem nos Serviços de Atenção Básica.

47. Atenção Primária no Brasil – História e Atualidades.

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- Administração e Liderança em Enfermagem: Teoria e Aplicação, Editora: Artmed, ano 2005.

- AME: Administração de Medicamentos na Enfermagem, 2004/2005 – Editora Guanabara Koogan, 2005 edição 05.

- Anamnese e Exame Físico: Avaliação Diagnóstica de Enfermagem no Adulto, Editora Artmed, 2002.

- BISU. Black Book: Pediatria, – Black Book, 2005.

- O Cuidado em Enfermagem Materna, Editora Artmed, 2002.

- CARPERITO, Lynda Juall. Diagnóstico de Enfermagem, Editora Artmed, 2003.

- Enfermagem Básica, Editora Rideel, 2004.

- MOURA, Maria Lucia Pimentel de Assis. Enfermagem de Material e Esterilização, SENAC.

- ARONE, Evanisa Maria; ELISABETE, Marta. Enfermagem em Doenças Transmissíveis, SENAC.

- REICHMANN; AFONSO. Enfermagem Materno Infantil, Editora Reichmann e Afonso, 2002.

- Enfermagem na UTI Neonatal: Assistência ao Recém Nascido, Editora Guanabara Koogan, 2002.

- Enfermagem nos Métodos Dialíticos em UTI, Editora Koogan.

- Enfermagem Psiquiátrica, Editora Reichmann e Afonso, 2002.

- Ética e Bioética em Enfermagem, Editora AB, 2000.

- ASPERHEIM, Mary Kaye. Farmacologia para Enfermagem, Editora Guanabara Koogan, 1994.

- PARADISO, Catherine. Fisiopatologia, Editora Guanabara Koogan, 1998.

- POLER. Fundamentos de Enfermagem: Conceitos, Processos e Prática, Editora Guanabara Koogan, 2005.

- RIZZOTO, Maria Lúcia Frizon. História da Enfermagem e Sua Relação com a Saúde Pública, Editora AB, 1999.

- Manual de Enfermagem: Exames Laboratoriais e Diagnósticos, Editora Guanabara Koogan, 2002.

- PHILLIPS, Lynn Dianne. Manual de Terapia Intrravenosa, Editora Artmed, 2001.

- MARY, Telma Elisa Canaro. Metodologias para a Assistência de Enfermagem, Editora AB, 2001.

- Moshy: Dicionário de Enfermagem, Editora Roca, 2001.

- NELTINA, Sandra M.. Prática de Enfermagem, Editora Guanabara, 1998.

- ROGANTE, Maria Marilene. Procedimentos Especializados de Enfermagem, Editora Atheneu, 2000.

- Urgência e Emergência para Enfermagem, Editora Iátria, 2003.

- DUNCAN, Bruce B. et al. Medicina Ambulatorial: Condutas Clínicas em Atenção Primária. 3ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2004.

- STARFIELD, Bárbara. Atenção Primária, equilíbrio entre necessidades de saúde, serviços e tecnologia. Brasília: UNESCO, Ministério da Saúde, 2002. 726p.

- Renovação da Atenção Primária em Saúde nas Américas – Documento de Posicionamento da OPAS/OMS. Agosto de 2005.

- Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde – NOB 01/96.

- Lei 11.350 de 5 de outubro de 2006.

- SIAB: Manual do Sistema de Informação da Atenção Básica.

- Sistema de Informação da Atenção Básica - Indicadores 2005/2006.

- SIM e SINASC para profissionais do PSF.

- Saúde Brasil 2005: uma análise da situação de saúde. Ministério da Saúde. Brasília – DF, 2005.

- Guia de Vigilância Epidemiológica. 6ed. Ministério da Saúde. 2005.

- Pré-Natal e Puerpério – Atenção Qualificada e Humanizada. Ministério da Saúde. Brasília. 2005.

- Cadernos da Atenção Básica – Diabetes Mellitus. Cadernos da Atenção Básica nº 16. Ministério da Saúde. Brasília. 2006.

- Cadernos da Atenção Básica – Controle dos Cânceres do Colo Uterino e da Mama.

- Cadernos da Atenção Básica nº13. Ministério da Saúde. Brasília. 2006

- Cadernos da Atenção Básica – HIV, Hepatites e outras DSTs. Cadernos da Atenção Básica nº 18. Ministério da Saúde. Brasília. 2006.

- Portaria 597/GM de 8 de abril de 2004. Disponível em dtr2001.saude.gov.br/sas/PORTARIAS/Port2004/GM/GM-597.htm.

- Estatuto da Criança e do Adolescente. Lei Federal n°8069 de 13 de julho de 1990.

- Estatuto do Idoso. Lei Federal n°10741 de 1° de outubro de 2003.

- Assistência em Planejamento Familiar – Manual Técnico. 4 ed. Ministério da Saúde. Brasília. 2002.

- Urgências e Emergências Maternas – Guia para diagnóstico e conduta em situações de risco de morte materna. Ministério da Saúde/FEBRASGO. 2ed.

- Goldim JR, Francisconi CF. Bioética e Informação - Informação, Privacidade e Confidencialidade.

- Lei nº 7498 de 25 de junho de 1986.

Cargo:

Médico

01. Propedêutica cardiológica

02. Insuficiência cardíaca congestiva

03. Valvopatias

04. Febre reumática

05. Arritmias cardíacas

06. Insuficiência respiratória

07. Pneumonias

08. Supurações pulmonares

09. Doenças da Pleura

10. Asma

11. Diabetes mellitus

12. Dislipidemias

13. Erros inatos do metabolismo

14. Glomerulopatias

15. Diarréias agudas

16. Hepatites virais

17. Cirrose

18. Pancreatite

19. Parasitoses intestinais

20. Síndrome de má absorção

21. Hérnia de hiato

22. Abdome agudo

23. Artrite reumatóide

24. Gota

25. Esclerodermia

26. Traumatismo crânio encefálico

27. Distúrbios extra-piramidais

28. Lesão de nervos cranianos

29. Síndrome de compressão medular

30. Síndromes de desmielinização

31. Alcoolismo

32. Hipertensão intracraniana

33. Doenças sexualmente transmissíveis

34. Doenças exantemáticas

35. Neuroviroses

36. Toxoplasmose

37. Caxumba

38. Difteria

39. Cólera

40. Antimicrobianos

41. Imunizações

42. Vigilância epidemiológica

43. Tuberculose

44. Piodermites

45. Hanseníase

46. Dermatoviroses

47. Micoses

48. Psoríase

49. Infecções respiratórias – vias aéreas superiores

50. Rinite alérgica

51. Urticária

52. Choque anafilático

53. Avitaminoses

54. Afogamentos

55. Intoxicação exógena

56. Lesões por eletricidade

57. Plaquetoses

58. Embolia aérea

59. Hematopoiese

60. Acidentes ofídicos

61. Hipotireoidismo e Hipertireoidismo

62. Doença hipertensiva específica da gravidez

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- BENNETT, J.Claude, PLUM, F.(ED.) Cecil: tratado de medicina interna. 20. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1997.2v

Cargo:

Odontólogo

01. Prontuário Odontológico:

- Anamnese.

- Exame clínico.

- Exames complementares.

- Diagnóstico.

- Plano de tratamento.

02. Patologia:

- Lesões da mucosa bucal.

- Infecções viróticas, bacterianas e fúngicas.

- Alterações ósseas.

- Alterações patológicas da língua.

- Alterações patológicas das glândulas salivares.

- Alterações patológicas da A.T.M..

- Tumores buco-maxilares.

- Manifestações orais de doenças gerais.

- Anomalias dentárias.

- Alterações patológicas da polpa e pericemento.

- Cárie dentária.

- Periapicopatias.

- Tratamento odontológico de pacientes especiais.

03. Farmacologia e Terapêutica:

- Analgésicos.

- Antinflamatórios.

- Antibióticos.

- Hemostáticos.

- Receituário.

04. Odontopediatria:

- Crescimento e desenvolvimento da face.

- Cronologia da erupção dentária.

- Psicologia aplicada à odontopediatria.

- Endodontia em decíduos.

05. Dentística:

- Restauraçoes em dentes fraturados

- Preparo de restaurações

- Proteção do complexo dentina-polpa.

- Materiais restauradores.

06. Periodontia:

- Anatomia do periodonto.

- Doenças periodontais.

- Placa bacteriana e cálculo dental.

- Profilaxia em periodontia.

- Urgência em processos periodontais agudos.

07. Endodontia:

- Diagnóstico em endodontia.

- Normas gerais do tratamento dos canais radiculares.

- Instrumentos e medicamentos.

- Emergências em endodontia.

- Traumatismo dentário

- Antibiótico em endodontia

08. Prótese Dental:

- Preparo de dentes com finalidade protética.

- Preparo para coroa total

- Estudo da oclusão e disfunção mandibular.

- Coroas e pontes fixas.

- Preparo para coroa parcial

- Preparo de núcleo.

09. Cirurgia:

- Anatomia de cabeça e pescoço.

- Anestesia.

- Procedimentos cirúrgicos de pequeno e médio porte.

- Urgências e emergências.

10. Odontologia Preventiva e Social:

- Problemas e Métodos.

- Profilaxia individual e comunitária.

- Prevenção da cárie e periodontopatias.

- Organização e administração de serviços odontológicos.

- Política Nacional de Saúde Bucal: Programa Saúde da Família

11. Biossegurança

- Biossegurança

- Esterelização

- Técnicas de acondicionamento

- Doenças ocupacionais

- Controle de infecção e medicamentos

12. Odonto Legal

- Ética em odontologia

- Trabalho em equipe

SUGESTÃO DE ESTUDOS:

- RIBEIRO, Adair. Terapêutica Aplicada à Clínica Odontológica.

- SHAFER. Tratado de Patologia Bucal.

- SHILLINGBURG, Jr.hebert T . Fundamentos da Prótese Fixa.

- PINTO, Guedes. Odontopediatria.

- LINDHE, Tratado de Periodontologia Clínica.

- LOPES,Hélio Pereira. Endodontia- Biologia e Técnica.

- OKESON. Fundamentos de Oclusão e Dist. da A.T.M..

- BARATIERI. Dentística - Procedimentos Preventivos e Restauradores.

- CHAVES, Mario. Odontologia Social.

- PETERSON. Cirurgia Oral e Maxilo-facial Contemporânea.

- BRASIL, Ministério da Saúde, A política nacional de saúde bucal no Brasil: resgate de uma conquista histórica. 2006. Disponível em dtr2004.saude.gov.br/dab/saudebucal/publicacoes/serie_tecnica_11_port.pdf

- BRASIL, Ministério da Saúde, Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal, 2004 Disponível em dtr2004.saude.gov.br/dab/saudebucal/brasil_sorridente.php

- BRASIL. Ministério da Saúde. Guia Prático do Programa Saúde da Família: manual de orientação sobre o programa de saúde da família. Departamento da Atenção Básica. Brasília, 2001.

- BRASIL, Ministério da Saúde. Serviços Odontológicos. Prevenção e Controle de Risco. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Brasília: Editora Anvisa. 2006 Disponível em dtr2004.saude.gov.br/dab/saudebucal/publicacoes/manual_odonto.pdf.

- Código de Ética Odontológico

- GUIMARAES Junior, J. Biossegurança e Controle de Infecçao Cruzada em Consultório Odontológico

= ANEXO III =

= ATRIBUIÇÕES = FUNÇÃO: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

ATRIBUIÇÕES:

- A utilização de instrumentos para diagnóstico demográfico e sociocultural da comunidade;

- A promoção de ações de educação para a saúde individual e coletiva;

- O registro, para fins exclusivos de controle e planejamento das ações de saúde, de nascimentos, óbitos, doenças e outros agravos à saúde;

- O estímulo à participação da comunidade nas políticas públicas voltadas para a área da saúde;

- A realização de visitas domiciliares periódicas para monitoramento de situações de risco à família; e

- A participação em ações que fortaleçam os elos entre o setor saúde e outras políticas que promovam a qualidade de vida.

= ANEXO IV =

= CRONOGRAMA PREVISTO = 

Data

Ocorrência

19 de janeiro

Publicação do Edital (Quadro de Avisos da Prefeitura, jornal de Circulação regional e rádios da região)

22 de janeiro a 02 de fevereiro

Período de inscrições.

Local: www.jcmconcursos.com.br ou

Prefeitura Municipal de Goianá

Horário: 8h às 11h e de 12h e 30min às 17h.

12 a 16 de fevereiro de 2007

Entrega dos Títulos

Local :Prefeitura Municipal de Gioaná, situado na Av. 21 de dezembro, 850 - Centro – Goianá,

Horário: 8h às 11h e de 12h e 30min às 17h

14 de fevereiro a 03 de março

Prazo para retirada das inscrições definitivas.

04 de março

Aplicação das provas

Divulgação dos Gabaritos.

05 de março

Prazo de recursos quanto ao gabarito e questões de provas.

08 de março

Divulgação do Resultado.

09 de março

Prazo de recursos quanto ao resultado das provas.

12 de março

Divulgação do Resultado Final

= ANEXO V =

= QUADRO DE CLASSIFICAÇÃO DOS TÍTULOS E CONTEÚDOS DE AVALIAÇÃO =

FUNÇÕES

TÍTULO

COMPROVAÇÃO

PONTUAÇÃO

PONT. MÁXIMA

Cirurgião Dentista

Enfermeiro

Médico

Especialização ou cursos de pós-graduação

Certificado emitido pela Instituição do Ensino Superior, conforme Resoluções do Conselho Federal de Educação

1

2

Mestrado

Certificado emitido pela Instituição do Ensino Superior, conforme Resoluções do Conselho Federal de Educação

1,5

3

Doutorado

Certificado emitido pela Instituição do Ensino Superior, conforme Resoluções do Conselho Federal de Educação

2

4

= ANEXO VI =

= MODELO DE DECLARAÇÃO =

Declaro, para fins de comprovação junto à Prefeitura Municipal de Goianá, que resido neste município à _________________________________________, nº ____, Bairro _______________.

Declaro ainda estar ciente que qualquer falsidade ou inexatidão de minhas informações, acarretará minha exclusão do Processo Seletivo Público nº 01/2007.

Goianá, ___ de __________________2007.

_________________________________
Nome do Candidato
CPF do Candidato

__________________________________
Nome da Testemunha
CPF da Testemunha

__________________________________
Nome da Testemunha
CPF da Testemunha