Prefeitura de Conceição do Canindé - PI

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONCEIÇÃO DO CANINDÉ

ESTADO DO PIAUÍ

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2008

A Prefeita Municipal de Conceição do Canindé - PI, tendo em vista o Contrato firmado entre a Prefeitura Municipal de Conceição do Canindé - PI e o Instituto Ludus, faz saber que realizará Concurso Público de provas, para provimento de vagas no quadro permanente da Prefeitura Municipal de Conceição do Canindé - PI, de acordo com o disposto na Lei nº 765/2006, que se regerá na forma do presente Edital.

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O Concurso será realizado sob a responsabilidade do Instituto Ludus, obedecidas às normas deste Edital.

1.1. Os cargos, o número de vagas, o requisito, a remuneração e taxa de inscrição estão estabelecidos no quadro a seguir:

1.2. O Regime Jurídico do Município é o Celestista.

GRUPO DE ATIVIDADES - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

item

CARGOS

VAGAS/ LOCALIDADES

REQUISITOS PARA INVESTIDURA *

PNES

VENCIMENTO

CH

TAXA R$

1.

Médico - PSF

Zona Urbana e Zona Rural - 01 vaga

Graduação Superior comprovada por diploma de conclusão do curso de Medicina com inscrição no Conselho Regional de Medicina

X

R$ 2.000,00 + gratificação

40 H

100,00

2.

Cirurgião Dentista - PSB

Zona Urbana e Zona Rural - 01 vaga

Graduação Superior comprovada por diploma de conclusão do curso de Odontologia com inscrição no Conselho Regional de Odontologia

X

R$ 1.100,00 + gratificação

40 H

100,00

3.

Enfermeiro - PSF

Zona Urbana e Zona Rural - 01 vaga

Nível superior comprovado por diploma de Graduação em Enfermagem com o Registro do Conselho Regional de Enfermagem.

X

R$ 1.100,00 + gratificação

40 H

100,00

4.

Médico Plantonista - Clínico Geral - Urgência e Emergência

Sede do Município (Unidade Mista de Saúde - Plantão Noturno) - 01 vaga

Graduação Superior comprovada por diploma de conclusão do curso de Medicina com inscrição no Conselho Regional de Medicina

X

R$ 4.000,00 + gratificação + plantão + Adicional Noturno + Produtividade

24 H semanais "noturno"

100,00

5.

Médico Veterinário

Zona Urbana e Zona Rural - 01 vaga

Graduação Superior comprovada por diploma de conclusão do curso de Medicina Veterinária com inscrição no Conselho Regional de Medicina Veterinária.

X

R$ 900,00 (sem gratificação)

40 H

100,00

6.

Agente de Saúde

Zona Rural (Localidade Santo Antônio) - 01 vaga

Ensino Médio + Curso de Formação em Agente de Saúde

X

R$ 415,00 (sem gratificação)

40H

30,00

7.

Técnico em Enfermagem

Á criterio da Administração (Zona Urbana e Zona Rural) - 02 vagas

Ensino Médio Completo + Curso especifico + inscrição no COREN

X

R$ 415,00 (sem gratificação)

Plantão e 24hs e descanso de 48hs

50,00

GRUPO DE ATIVIDADES - SECRETARIA DE SAÚDE, EDUCAÇÃO E PREFEITURA MUNICIPAL

8.

Assistente Social

Zona Urbana e Zona Rural - 01 vaga

Graduação Superior comprovada por diploma de conclusão do curso de Serviço Social com inscrição no Conselho Regional Competente.

X

R$ 800,00 (sem gratificação)

40H

100,00

9.

Psicólogo

Zona Urbana e Zona Rural - 01 vaga

Graduação Superior comprovada por diploma de conclusão do curso de Psicologia com inscrição no Conselho Regional Competente.

X

R$ 800,00 (sem gratificação)

40H

100,00

10.

Nutricionista

Zona Urbana e Zona Rural - 01 vaga

Graduação Superior comprovada por diploma de conclusão do curso de Nutrição com inscrição no Conselho Regional Competente.

X

R$ 800,00 (sem gratificação)

40H

100,00

11.

Engenheiro Civil

Zona Urbana e Zona Rural - 01 vaga

Graduação Superior comprovada por diploma de conclusão do curso de Engenharia Civil com inscrição no Conselho Regional Competente.

X

R$ 1.000,00 (sem gratificação)

40H

100,00

12.

Total de vagas

12

-

2. REQUISITOS PARA INVESTIDURA NO CARGO

2.1. A investidura no cargo está condicionada ao atendimento das seguintes condições:

· Ter nacionalidade brasileira e no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, na forma do disposto art. 13 do decreto n. º 70.436, de 18 de abril de 1972;

· duas fotos 3x4 (iguais), coloridas e recentes;

· Cópia autêntica da Carteira de Identidade;

· Cópia autêntica do CPF;

· Cópia autêntica do Título de Eleitor e do último comprovante de votação;

· Certificado de Reservista, se do sexo masculino;

· Certidão de Casamento (se casado) ou da Certidão de Nascimento (se solteiro).

· declaração de não exercer cargo/emprego na Administração Pública Direta ou Indireta, inclusive Fundações instituídas ou mantidas pelo Poder Público, Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista Federal, Estadual ou Municipal, excetuados os casos previstos em lei;

· comprovante de residência em seu nome ou nome dos pais, onde conste seu endereço completo, inclusive o CEP.

· Declaração de Bens

· Comprovar os requisitos exigidos para o exercício do cargo, na forma do subitem 1.1 deste Edital;

2.2 As nomeações serão feitas de acordo com as necessidades do Município, mediante decisão administrativa, por intermédio deDecreto e/ou Portaria.

3. O candidato deverá certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos para a participação no Concurso. A falta de comprovação de qualquer um dos requisitos especificados no subitem 2.1 impedirá a posse do candidato.

3. DA INSCRIÇÃO

3.1 As inscrições serão realizadas no período de 10.04.2008 a 30.04.2008, das 8:00 às 13:30 h, na sede da Prefeitura Municipal de Conceição do Canindé - PI, sediada na Praça Central, nº 350.

3.2. Na sede do Instituto Ludus, na Rua Alecrim, 2199, Bairro Jockey Club, Cep: 64.049-130, Teresina-PI, no horário de 08:30 às 18:00.

3.2.0. A boleta de pagamento da inscrição realizada pela internet bem como da inscrição presencial deverá ser paga exclusivamente na REDE PAG CONTAS, para quitação da taxa de inscrição.

3.3. Candidato apresentará no ato da inscrição:

· Comprovante da taxa de inscrição, em nome do INSTITUTO LUDUS;

· Ficha de inscrição adquirida no local das inscrições, preenchida sem emendas, rasuras ou omissões, e assinada pelo candidato;

· Fotocópia legível da Cédula Oficial de Identidade, ou Cédula de Identidade Profissional ou Carteira de Trabalho e Previdência Social;

3.3.1 Os candidatos portadores de deficiência apresentarão, ainda, a documentação especificada no item 3.15.

3.4 Efetivada a inscrição, não serão aceitos em nenhuma hipótese, pedidos para alteração de cargo ou restituição do valor da taxa de inscrição, seja qual for o motivo alegado.

3.5. Não serão aceitas inscrições por via postal, fac-símile, condicional e/ou extemporâneas, ou por qualquer outra via que não especificada neste Edital. Admitir-se-á, contudo, inscrição por procuração, sendo apresentado o instrumento de mandado, fotocópia legível e autenticada do documento de identidade do procurador e documento relativo ao candidato, constantes no subitem 3.3, que ficarão em poder do INSTITUTO LUDUS.

3.6. As informações prestadas na ficha de inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato e/ou do seu procurador. O INSTITUTO LUDUS terá o direito de excluir do processo seletivo o candidato, cuja ficha for preenchida com dados incorretos, incompletos ou se constatar, posteriormente, que os mesmos são inverídicos.

3.7 O INSTITUTO LUDUS não se responsabiliza por inscrição não recebida por motivo de ordem técnica dos computadores, tais como falhas de comunicação e congestionamento que impossibilitem a transferência de dados.

3.8 As solicitações de inscrições via internet cujos pagamentos forem efetuados após as horas e datas estabelecidas no subitem 3.7 não serão acatadas, e independentemente do motivo da perda do prazo.

3.9. Antes de efetuar o pagamento da taxa de inscrição, o candidato deverá certificar-se de que preenche todas as condições exigidas para o cargo ou emprego pretendido.

3.11. Por ocasião da inscrição o candidato deverá optar por um único cargo para o qual deseja concorrer às vagas ofertadas. No caso de o candidato se inscrever para mais de um cargo, a última inscrição invalida a primeira.

3.10. Serão reservadas às pessoas portadoras de deficiências, em caso de aprovação, 5% (cinco por cento) das vagas determinadas para cada cargo, consideradas as frações. Na falta de candidatos aprovados para as vagas reservadas a deficientes, estas serão preenchidas pelos demais concursados, com a estrita observância da ordem classificatória.

3.11. Consideram-se pessoas portadoras de deficiências, aquelas que se enquadram nas categorias discriminadas no art. 4º do Decreto 3.298/99, de 20/12/1999.

3.12. Nos termos estabelecidos pelo citado Decreto o candidato portador de deficiência deverá identificá-la na ficha de inscrição.

3.13. As pessoas portadoras de deficiência, resguardadas as condições especiais previstas no Decreto 3.298/99, particularmente em seu Artigo n.º 40, participarão do Concurso em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere ao conteúdo das provas, à avaliação e aos critérios de aprovação, horário, local de aplicação das provas e à nota mínima exigida para todos os demais candidatos.

3.14. Os candidatos portadores de deficiência deverão apresentar, no ato da inscrição:

a) laudo médico atestando a especificidade, grau da deficiência, com expressa referência ao código da Classificação Internacional de Doenças - CID e a compatibilidade da deficiência com as atividades do cargo que irá concorrer;

b) solicitação do acompanhamento para realizar prova com monitor ou a confecção da prova ampliada, para os deficientes cegos ou amblíopes;

c) solicitação de tempo adicional para realização da prova, com justificativa de parecer emitido por especialista da área de sua deficiência, para os candidatos, cuja deficiência, comprovadamente, assim o exigir:

3.15. Os candidatos que não atenderem os dispositivos mencionados no subitem 3.9:

· Alínea "a" - serão considerados como não portadores de deficiência;

· Alínea "b" - não terão a prova preparada, seja qual for o motivo alegado.

· Alínea "c" - não terão direito ao tempo adicional.

3.16. O candidato portador de deficiência que no ato da inscrição, não declarar esta condição, não poderá impetrar recurso em favor de sua situação.

3.17. O candidato portador de deficiência aprovado no concurso será submetido à perícia médica do Sistema Único de Saúde - SUS, que decidirá sobre a compatibilidade ou não da deficiência com o exercício das atividades do cargo.

4. DO PROCESSO DO SELETIVO

4.1. Para os Cargos de Nível Superior o Concurso constará de provas escritas objetivas, de caráter eliminatório, valendo 100 (cem) pontos.

4.2. Para o Cargo de Ensino Médio o Concurso constará de prova escrita objetiva, de caráter eliminatório, valendo 100 (cem) pontos.

4.3. A prova escrita objetiva para cada cargo, versará sobre os respectivos conteúdos programáticos, constantes no Anexo III do Edital que será entregue ao candidato no ato da inscrição.

4.4. Serão considerados habilitados na prova escrita objetiva os candidatos que obtiverem, no mínimo, 60% (sessenta por cento) dos pontos válidos para a mesma.

4.5. Em hipótese alguma haverá vista ou revisão de prova, facultada, no entanto, a interposição de recurso na forma do item 6 e seus subitens.

5. DA REALIZAÇÃO DAS PROVAS

5.1. As provas serão aplicadas, em Conceição do Canindé - PI, em local e data de acordo com o Cronograma de Execução - Anexo II.

5.2. A relação dos candidatos por local e sala de aplicação das provas será afixada na Prefeitura Municipal de Conceição do Canindé - PI, situada Praça Central, 350, e no site www.institutoludus.com.br.

5.3. O candidato comparecerá ao local de aplicação das provas, com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos do horário fixado para o início das mesmas, munido de:

a) caneta esferográfica (tinta azul ou preta);

b) comprovante de inscrição;

c) documento de Identidade Civil, Militar ou Profissional original, apresentado no ato da inscrição.

5.3.1. Sem o documento oficial de identificação o candidato não fará prova.

5.4. Não será admitido à sala de aplicação de provas o candidato que se apresentar após o horário estabelecido para o início da prova.

5.5. Será proibido o ingresso, nas salas de realização das provas, do candidato que conduzir máquina calculadora (também em relógio) ou similar, telefone celular, Ipods, BIP, Walkman, gravador ou qualquer outro receptor de mensagem ou portando armas. Durante a realização das provas objetivas não será permitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos.

5.6. As provas escritas objetivas terão duração de 04 (quatro) horas e serão do tipo múltipla escolha, com uma única resposta correta.

5.7. As respostas serão transcritas para o CARTÃO RESPOSTA, que é o único documento válido para a correção eletrônica através de leitura óptica.

5.8. O preenchimento do CARTÃO RESPOSTA será de inteira responsabilidade do candidato, que procederá de acordo com as instruções contidas no Caderno de Questões.

5.9. Na correção do CARTÃO RESPOSTA será atribuída nota 0 (zero) às questões não assinaladas, questões que contiverem mais de uma alternativa marcada, emenda ou rasura, ainda que legível, ou que a questão não seja reconhecida pela leitura eletrônica por marcação imprecisa ou insuficiente da questão pelo candidato.

5.10. Será eliminado do concurso o candidato que pintar a parte superior do cartão resposta (inscrição e cargo).

5.11. Ao terminar a prova escrita objetiva, o candidato entregará ao fiscal da sala o CADERNO DE QUESTÕES e O CARTÃO RESPOSTA devidamente assinado. A assinatura no cartão devera ser igual a que contar no documento de identificação do candidato. Será eliminado o candidato que rubricar o cartão resposta.

5.11. Em nenhuma hipótese haverá segunda chamada para as provas, nem substituição do CARTÃO RESPOSTA por erro do candidato, seja qual for o motivo alegado.

5.12. O candidato não poderá levar o caderno de questões, pois as provas estarão disponibilizadas no site www.institutoludus.com.br no 01 (primeiro) dia útil após a prova.

5.13. O Gabarito Oficial das provas escritas objetivas será divulgado na data constante no Cronograma de Execução - Anexo II.

6. DO RECURSO

6.1. Será admitida a interposição de recurso pelo candidato que se achar prejudicado na prova escrita ou em qualquer fase do Concurso regido por este Edital.

6.1.1 Os prazos para os respectivos recursos são aqueles explicitados no Anexo III, que define o CRONOGRAMA do Concurso.

6.2. O recurso somente será conhecido, para efeito de julgamento, se devidamente fundamentado.

6.3. Compete ao Instituto Ludus julgar, em instância única, administrativa, no prazo definido no Anexo III, os recursos interpostos de acordo com o edital.

6.3.1. Será aceito recurso via postal, via fax e por e-mail.

6.3.1.1 No caso de recurso via postal, a data para atestar a tempestividade deste é a do recebimento do recurso interposto, e não a data da postagem.

6.3.1.2 O Instituto Ludus não se responsabiliza por atraso e nem por falhas na transmissão de recursos via fax ou por e-mail.

6.3.1.3. No caso de recurso via e-mail será o seguinte endereço: ludus@institutoludus.com.br

6.4. Os pontos (s) relativos(s) à (s) questão (ões) eventualmente anulada (s) serão atribuídos(s) a todos os candidatos.

6.5. Caso haja provimento de recursos, este poderá gerar, eventualmente, alteração na pontuação obtida pelo candidato, modificando sua posição para uma classificação superior ou inferior, e ainda, a sua desclassificação, se não atender os itens 7 e 8 e seus subitens, deste Edital.

6.6. A decisão proferida pela Banca Examinadora tem caráter irrecorrível na esfera administrativa, razão pela qual não caberão recursos adicionais.

6.7. Os recursos intempestivos serão desconsiderados e os inconsistentes serão indeferidos.

7.CRITÉRIOS DE APROVAÇÃO

7.1. Será considerado habilitado e aprovado no concurso o candidato que, cumulativamente, atender às seguintes exigências:

a) tiver obtido, no mínimo, 60% (sessenta por cento) do total de pontos da prova escrita objetiva;

b) tiver sido classificado até o limite de vagas determinadas para os cargos constantes no subitem 1.1 deste Edital.

8. DA CLASSIFICAÇÃO FINAL

8.1. A classificação final dos candidatos para cada cargo dar-se-á em ordem decrescente do total de pontos da prova escrita objetiva (observado o percentual mínimo exigido), até o limite de vagas determinado para cada cargo neste Edital.

8.2. Ocorrendo igualdade de pontos para fins de classificação final, o desempate será em prol do candidato que, sucessivamente:

· Obtiver maior número de pontos na Prova Escrita - Conhecimento Específico.

· Tenha mais idade.

9. DO RESULTADO FINAL E DA HOMOLOGAÇÃO

9.1. Decorridos os prazos para recursos, previstos no item 6 e no Cronograma de Execução - Anexo II, o Resultado Final do concurso será encaminhado pelo INSTITUTO LUDUS à Prefeitura Municipal de Conceição do Canindé - PI, para homologação e publicação no Diário Oficial dos Municípios.

10. DO PRAZO DE VALIDADE

10.1. O prazo de validade será 01 (um) ano, contado da data de publicação do Edital de Homologação do Resultado Final no Diário Oficial dos Municípios, podendo ser prorrogado por igual período.

11.DA NOMEAÇÃO

11.1. A nomeação do candidato aprovado fica condicionada à comprovação dos requisitos, para investidura no cargo especificado no subitem 2.1 e será feita pela Prefeitura Municipal de Conceição do Canindé - PI de acordo com o número de vagas previstas para cada cargo no subitem 1.1, obedecida a estrita ordem de classificação do candidato no concurso.

12. DA POSSE E EXERCÍCIO

12.1. A posse e o exercício dos candidatos nomeados será de acordo com o que determina a Lei Orgânica do Município.

13. DISPOSIÇÕES GERAIS E FINAI S

13.1. A falta de comprovação de qualquer requisito para investidura no cargo, prática de falsidade ideológica, procedimento indisciplinar ou descortês para com os membros da Comissão, coordenadores, auxiliares e autoridades presentes, durante a realização das provas, acarretará cancelamento da inscrição do candidato, sua eliminação do Concurso e anulação de todos os atos com respeito a ele praticados, ainda que já tenha sido publicado o Edital de homologação do resultado final do concurso, sem prejuízo das sanções penais aplicáveis à falsidade da declaração.

13.2. Não será fornecido ao candidato qualquer documento ou certidão comprobatória de classificação no Concurso, valendo para este fim, o Edital de Homologação publicado no Diário Oficial dos Municípios.

13.3. A inscrição do candidato implicará no conhecimento das presentes instruções e no compromisso tácito de aceitar as condições do Concurso, tais como se acham estabelecidas no presente Edital e seus Anexos.

13.4. A aprovação no Concurso assegurará, apenas, a expectativa de direito à nomeação no limite de vagas oferecidas para cada cargo no presente Edital, ficando a concretização deste ato condicionada à observância das disposições legais pertinentes, de exclusivo interesse e conveniência da Prefeitura Municipal de Conceição do Canindé - PI.

13.5. Qualquer alteração nas datas do Cronograma de Execução - Anexo II, será divulgado no site do INSTITUTO LUDUS, www.institutoludus.com.br, Prefeitura Municipal de Conceição do Canindé - PI e Diário Oficial dos Municípios.

13.6. É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar pelo Diário Oficial dos Municípios, a publicação dos Atos e Editais referentes a este Processo Seletivo, bem como informações relativas aos subitens 5.1, 5.2 e 13.5 que serão afixadas na Prefeitura Municipal de Conceição do Canindé e no site www.institutoludus.com.br

13.7. Será entregue ao candidato, no ato da inscrição, um exemplar deste Edital contendo os anexos I, II, III, IV e V.

14. Será eliminado do concurso o candidato que pintar a parte superior do cartão (inscrição e cargo).

15. Serão publicados no Diário Oficial dos Municípios, somente os resultados dos candidatos que lograram aprovação no Concurso até o número de vagas determinado para cada cargo neste Edital.

16. Os casos omissos serão resolvidos, em primeira instância, pela Comissão do Concurso.

17. Para todos os cargos serão aplicadas somente provas objetivas e o concurso se restringirá a uma única fase.

Conceição do Canindé - PI, 10 de abril de 2008.

Gláucia Ruth Moreira Campos
Prefeita Municipal de Conceição do Canindé - PI

ANEXO - I

COMPOSIÇÃO DA PROVA

CARGOS: MÉDICO-PSF, CIRURGIÃO DENTISTA - PSB, Enfermeiro - PSF, MÉDICO PLANTONISTA, MÉDICO VETERINÁRIO, ASSISTENTE SOCIAL, PSICÓLOGO, NUTRICIONISTA, ENGENHEIRO CIVIL.

DISCIPLINA

Nº QUESTÕES

PESO

PONTOS

PORTUGUÊS

20

1,0

20

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

40

2,0

80

TOTAL

60

 

100

 

CARGOS: agente de SAÚDE e TÉCNICO DE ENFERMAGEM.

DISCIPLINA

Nº QUESTÕES

PESO

PONTOS

PORTUGUÊS

10

1,0

10

MATEMÁTICA BÁSICA + CONHECIMENTOS DE INFORMÁTICA

10

1,00

10

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

40

2,0

80

TOTAL

60

 

100

ANEXO - II

CRONOGRAMA

ETAPAS

DATA

LOCAL

Publicação do Edital

10.04.2008

Diário Oficial dos MUNICÍPIOS E PREFEITURA MUNICIPAL
www.institutoludus.com.br

Inscrições

10 a 30.04.2008

PREFEITURA MUNICIPAL
www.institutoludus.com.br

Divulgação do local de aplicação das Provas Escritas Objetivas

09.05.2008

PREFEITURA MUNICIPAL
www.institutoludus.com.br

Aplicação da Prova Escrita Objetiva

18.05.2008

A ser divulgado

Divulgação do Gabarito da Prova Escrita Objetiva

20.05.2008

PREFEITURA MUNICIPAL
www.institutoludus.com.br

Prazo para Recurso do Gabarito

21.05.2008

INSTITUTO LUDUS
Prefeitura Municipal

Resultado após Julgamento de Recursos do Gabarito

27.05.2008

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONCEIÇÃO DO CANINDÉ
www.institutoludus.com.br

Prazo para Recursos do Resultado Final

28.05.2008

INSTITUTO LUDUS / Prefeitura Municipal

Resultado Final após Julgamento de Recursos

30.05.2008

PREFEITURA MUNICIPAL
www.institutoludus.com.br

Homologação do Resultado Final

02.06.2008

Diário Oficial dos Municípios

ANEXO III

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

PORTUGUÊS COMUM PARA TODOS OS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

LÍNGUA PORTUGUESA: ANÁLISE TEXTUAL: Meio Ambiente, Cidadania e Participação Popular. FONÉTICA: Fonemas e letras - Classificação dos fonemas: vogal, semivogal e consoante; Encontro vocálicos: ditongo, tritongo e hiato; Encontros consonantais: dígrafos; Acentuação Gráfica: monossílabos, oxítonas, paroxítonas, proparoxítonas, ditongos e hiatos. MORFOLOGIA: Verbo - flexões (número, pessoa, modo, tempo e vozes) e conjugações; Advérbios: classificação e emprego; locução adverbial; Conjunções: coordenativas e subordinativas; Pronomes: pessoais, possessivos, demonstrativos, indefinidos, interrogativos e relativos. SINTAXE: Oração e período; Tipos de períodos: simples e composto (coordenação e subordinação); Sinais de pontuação: ponto, ponto e vírgula, vírgula, dois pontos, ponto de interrogação, ponto de exclamação e travessão; Sintaxe de concordância: concordância verbal e concordância nominal; Sintaxe de regência: regência verbal e regência nominal.

CONHECIMENTO ESPECIFICO:

Psicólogo: A Psicologia e a Saúde: o papel do psicólogo na equipe multidisciplinar; concepções de saúde e doença. Psicologia Hospitalar: teoria e prática; intervenções do psicólogo nos programas ambulatoriais do Hospital Geral. Saúde Mental: conceito de normal e patológico; contribuições da psiquiatria, psicologia e psicanálise. Psicopatologia: produção de sintomas, aspectos estruturais e dinâmicos das neuroses e perversões na clínica com crianças, adolescentes e adultos. Psicodiagnóstico: a função do diagnóstico, instrumentos disponíveis e suas aplicabilidades (entrevistas, testes), diagnóstico diferencial. Modalidades de tratamento com crianças, adolescentes e adultos: intervenções individuais e grupais; critérios de indicação; psicoterapia de grupo, grupos operativos, psicoterapia individual, atendimento à família. Abordagem psicanalítica do tratamento individual e grupal. Políticas de Saúde (SUS) e propostas para a Saúde Mental. Ética Profissional.

MÉDICO - PSF: LEGISLAÇÃO DO SUS: Saúde Pública: aspectos evolutivos e conceituais. Atenção Primária de Saúde; Conferência Internacional de Promoção da Saúde; Ações Integradas de Saúde-AIS /SUDS/ SUS. Lei Orgânica da Saúde: 8.808/1990 e alei 8.142/1990. Financiamento do setor saúde Municipalização do setor saúde. NOB-SUS 91, NOB­SUS 93, NOB-SUS 96 - NOAS-SUS 2002. Controle Social: Conferências (municipal, estadual, nacional) de Saúde; Conselhos (local, municipal e estadual e nacional) de Saúde. Papel do Ministério Público no Controle Social. Programas Agentes Comunitários de Saúde e Programa Saúde da Família. Política Nacional de Atenção Básica (Portaria n.° 648, de 28 de março de 2006). Pacto pela Saúde 2006 (Portaria n.° 399/GM de 22 de fevereiro de 2006). Política de Humanização no SUS. Sistema de Informação em Saúde-SIAB. Sistema de Vigilância em Saúde; Agencia Nacional de Vigilância em Saúde (ANVISA). Educação em Saúde, Educação Popular em Saúde e Educação Permanente em Saúde para o SUS. CONTEÚDO: Abordagem da Família (a criança, o adolescente, o adulto, o idoso no contexto familiar). Promoção a Saúde. A Educação em Saúde na Prática da Estratégia de Saúde da Família (ESF). Sistema de Informação da Atenção Básica. Noções Básicas de Epidemiologia. Vigilância Epidemiológica. Epidemiologia das Doenças Transmissíveis. Abordagem Ambulatorial do Paciente com: Enfermidades do Aparelho Digestivo (alterações da cavidade oral, sintomas dispéticos, esofagites, gastrite, úlceras, câncer); Enfermidades do Aparelho Cardiovascular (cardiopatia isquêmica, Insuficiência cardíaca, Arteriosclerose, Hipertensão arterial, tramboflelites); Enfermidades do Aparelho Respiratório (Doenças do Trato Respiratórias Superior, Insuficiência Respiratória, Asma Brônquica, Doença Pulmonar Obstrutiva. Pneumonias, Câncer de Pulmão); Enfermidades dos Rins e Vias Biliares (Litíase Renal, GNDA, Infecção Urinária); Enfermidades do Sistema Nervoso Central (Acidente Vascular Cerebral, Meningites, Epilepsia, Vertigens, Cefaléia); Enfermidades Hematológicas (Anemias, Distúrbios da Hemostasia, Leucemia); Enfermidades Metabólicas e Endócrinos (Diabetes Melitus, Hipotireoidismo, Hipertireoidismo, Dislipidemias, Obesidade, Hipoavitaminose, Desnutrição); Doenças Infecciosas e Parasitárias, Doenças Sexualmente Transmissíveis; Enfermidades Reumáticas (Artrite Reumática, Febre Reumática); Enfermidades Ostroarticulares (Dores musculoesqueléticos, Afecção da Coluna Cervical, Lombalgia, Osteoporose); Enfermidades Dermatológicas (Micose da Pele, Dermatites, Eczema, Escabiose, Pediculose, Urticária); Enfermidades Psiquiátricas (Transtornos Ansiosos, Depressão). Atenção do Médico nos Programas de Saúde Pública: Tuberculose, Hanseníase, Atenção a Saúde da Criança e do Adolescente, Atenção a Saúde da Mulher, Atenção a Saúde do Adulto e do Idoso. Vacinação na Criança e no Adulto. Tabagismo, Alcoolismo, Dependência às Drogas. Saúde do Trabalhador. Saúde da Família na busca da Humanização e da Ética na Atenção a Saúde. Atenção do Médico da ESF nas Emergências: Cardiovasculares, Respiratórias, Ginecológicas, Obstétricas, Neurológicas, Metabólicas, Endocrinológicas e Gastroenterológicas, das Doenças Infecciosas, dos Estados Alérgicos, dos Politraumatizados.

CIRURGIÃO DENTISTA - PSB: Modelos de Atenção Odontológica (promoção de saúde e prevenção em saúde bucal, programas em serviços públicos odontológicos). Saúde Pública: Organização dos Serviços de Saúde no Brasil - SUS: legislação, princípios, diretrizes, estrutura e características. Indicadores de saúde, sistema de notificação e de vigilância epidemiológica e sanitária. PSF - Programa Saúde Família (objetivos, funções e atribuições). Anestesiologia; Biossegurança no Trabalho; Cariologia; Cirurgia; Código de Ética Profissional; Dentística; Diagnóstico e Plano de Tratamento; Emergências no Consultório Odontológico; Endodontia; Esterilização e Desinfecção; Flúor (mecanismo de ação, farmacocinética, uso, tipos e toxicidade); Noções básicas de atendimento a pacientes especiais; Oclusão e Articulação Temporomandibular (sinais, sintomas e princípios de tratamento das disfunções temporomandibulares, ajuste oclusal, movimentos oclusivos, posições: relação cêntrica, máxima intercuspidação habitual, dimensão vertical, relação de oclusão cêntrica); Odontopediatria; Patologia (lesões de mucosa, cistos, tumores, lesões cancerizáveis, processos proliferativos); Periodontia (prevenção e tratamento das doenças periodontais); Prótese; Semiologia e Tratamento das Afecções dos Tecidos Moles Bucais; Terapêutica e farmacologia (analgésicos, antiinflamatórios, antibióticos, antidepressivos, anti-hipertensivos, hemostáticos, anticoagulantes).

ENFERMEIRO-PSF: SUS. Legislação e Portarias. Modelos de Atenção a Saúde. Prevenção e Promoção a Saúde. Estratégia do Programa Saúde da Família. A enfermagem e o cuidado na saúde da família. Processo saúde doença das famílias e do coletivo. SIAB como instrumento de trabalho da equipe no Programa Saúde da Família: a especificação do enfermeiro. A visita domiciliar no contexto da Saúde da Família. Fases do planejamento, organização e controle do serviço de enfermagem. Planejamento estratégico como instrumento de gestão e assistência. Promoção da saúde e segurança no trabalho. Saúde da Criança: Ações de enfermagem na promoção da Saúde infantil. Parâmetros de crescimento e desenvolvimento infantil nas diferentes faixas etárias. SISVAN. RN de risco e de crianças de baixo peso. Condutas de enfermagem em pediatria. Aleitamento materno. Transtornos comuns da infância. Assistência de enfermagem à criança com diarréia aguda e desidratação. Transtornos mais comuns na infância. Saúde da Mulher: Sistematização da assistência de enfermagem no pré -natal. Distúrbios ginecológicos da puberdade até o climatério. Sexualidade da mulher e autocuidado. Saúde da Mulher no curso da vida. Temas Relacionados à Saúde do Adulto e do Idoso: Educação para o auto -cuidado. Cuidados de Enfermagem no atendimento das necessidades básicas do cliente /paciente. Ações que visam à prevenção, tratamento e controle de doenças infecto contagiosas e/ou crônicas. Necessidades nutricionais nos diferentes períodos da vida. Tratamento de feridas. O processo de envelhecimento nos aspectos fisiológicos, sociais e patológicos. Temas relacionados à Vigilância Epidemiológica: A prevenção e o controle das doenças transmissíveis no PSF. Atuação da equipe na Vigilância epidemiológica. Perfil epidemiológico da comunidade. Aspectos gerais das imunizações. Temas relacionados a Saúde Mental: Saúde Mental no PSF. Reconhecer as categorias de transtornos mentais e de comportamento. Legislação e Portaria: Portaria 1886/GM 1997* Lei 8080 de 19/09/1990.

ASSISTENTE SOCIAL: Teoria do Serviço Social: pressupostos e fundamentos, relação sujeito-objeto; objetivos. A práxis profissional; relação teoria-prática; a questão de mediação. Vertentes de pensamento (materialismo histórico, positivismo, fenomenologia). Metodologia em Serviço Social: Alternativas metodológicas. Instrumentação; o atendimento individual e o atendimento multiprofissional na área; movimentos emergenciais; a questão das técnicas, o cotidiano como categoria de investigação. Documentação. Política Social e Planejamento: A questão Social e a conjuntura brasileira, Instituição e Estado. A Questão Social: exclusão, desigualdade e violência doméstica. Pesquisa Social. Interdisciplinariedade. Trabalho coletivo com grupos, famílias e redes sociais. A prestação de serviços e a Assistência Pública. Projetos e programas em Serviço Social. LOAS - Lei Orgânica da Assistência Social. Código de Ética Profissional. Sistema Único de Saúde. Estatuto da Criança e do Adolescente.

NUTRICIONISTA: Básico: Alimentos e nutrientes. Fisiologia e metabolismo da nutrição. Fundamentos básicos em nutrição humana. Microbiologia dos alimentos, saúde pública e legislação. Alimentos dietéticos e alternativos. - Produção: Administração de serviços de alimentação: a) Planejamento do serviço de nutrição e dietética; b) Aspectos físicos do serviço de nutrição e dietética; c) Sistema de distribuição de refeições; d) Serviços de alimentação hospitalar. - Critérios para elaboração de cardápios. - Saneamento e segurança na produção de alimentos e refeições. - Gestão de estoque: curva ABC. - Controle higiênico- sanitário dos alimentos. - Análise de perigos e pontos críticos de controle (APPCC). -Dietoterapia/Saúde Pública: - Avaliação nutricional hospitalar e ambulatorial. - Dietoterapia nas patologias do tubo gastrointestinal e órgãos anexos (fígado, pâncreas, endócrino e exócrino e vias biliares). - Dietoterapia nas patologias renais. - Dietoterapia nas patologias cardiovasculares. - Dietoterapia na obesidade e magreza. - Dietoterapia nas cirurgias digestivas. - Detoterapia na gravidez e lactação. - Atenção nutricional ao idoso. - Avaliação e internação de exames laboratoriais de rotina. - Internação droga-nutrientes. - Deitoterapia pediátrica: Avaliação nutricional, Orientação nutricional nas síndromes diarréicas, Orientação nutricional na recuperação do desnutrido, Orientação nutricional nas afecções renais, Orientação nutricional na obesidade, nas doenças gastroentestinais, nas cirurgias digestivas, nas pneumopatias, nas errosmatos do metabolismo. - Terapia nutricional parenteral e enteral. Ética profissional.

MÉDICO VETERINÁRIO: Processamento tecnológico de produtos de origem animal: Tecnologia de carnes e derivados (bovinos, suínos e aves): cuidados "ante-mortem"; alterações "post-mortem"; cuidados no abate; processos físicos e bioquímicos de conservação. Tecnologia de leite e produtos lácteos: cuidados na obtenção higiênica do leite; fases tecnológicas do beneficiamento; produtos lácteos - fases tecnológicas. Inspeção Sanitária de produtos de Origem Animal: inspeção sanitária de carnes e derivados (bovinos, suínos e aves); técnica de inspeção "ante e post-mortem"; critérios de julgamento na inspeção; higiene das operações de matança; inspeção e julgamento de carcaças e vísceras; particularidades da inspeção sanitária; inspeção de óvulos; alterações das carnes e derivados; matança de emergência; higiene nas indústrias e do pessoal; higiene da água de abastecimento. Inspeção sanitária de pescados e derivados: higiene no manuseio do pescado a bordo; higiene na manipulação na indústria e comércio; composição química e alterações do pescado; inspeção dos produtos conservados e preservados; legislação e julgamento tecnológico e sanitário. Inspeção sanitária de leite e produtos lácteos: cuidados higiênicos-sanitários na obtenção; cuidados no beneficiamento e demais operações; flora microbiana patogênica e alterações ­classificação e funcionamento dos estabelecimentos; mérito higiênico-sanitário dos processos de conservação; rotina de inspeção sanitária; fraudes e adulterações; legislação e critérios de julgamento. Controle Físico - Bioquímico e Microbiológico: Higiene e Saúde Pública Veterinária: inspeção e fiscalização dos estabelecimentos industriais e comerciais. Doenças de animais transmissíveis ao homem e de interesse sanitário: zoonoses; toxinfecções e envenenamentos. Epidemiologia, diagnóstico e controle de zoonoses: tuberculose, brucelose, leptospirose, raiva, hantavirose, toxoplasmose, Doença de Chagas, cisticercose, hidatidose. Epidemiologia, diagnóstico e controle de doenças de etiologia bacteriana e viral e ecto- e endoparasitoses em bovinos, ovinos, caprinos, suínos e eqüinos. Classificação, funcionamento e higiene dos estabelecimentos de alimentos de origem animal. Inspeção e tecnologia do abate de bovinos, ovinos, caprinos, suínos e eqüinos. Práticas de manejo visando o aumento de produção do rebanho. Ginecologia, andrologia, biotécnicas e fisiopatologia da reprodução de bovinos, ovinos, caprinos, suínos e eqüinos.

MÉDICO PLANTONISTA - CLINICO GERAL: Reanimação Cárdio respiratório, Insuficiência Cardíaca, Arritmias cardíacas, Hipertensão Arterial, Insuficiência Renal Crônica, Síndrome Nefrótica, Glomerulonofrites, Infecção Urinária, Diabetes Mollitus, Doenças Sexualmente Transmissíveis, Doenças Infecciosas e parasitárias, Diarréia e má absorção, Distúrbios hidroeletrolíticos e ácido básico, Ioterícias, Abdome agudo, Úlcera Péptica, Anemias, Distúrbios hemorrágicos, Doenças pulmonares obstrutivas crônicas, Pneumonias, Comas, Distúrbios cerebrais.

ENGENHEIRO CIVIL: A construção civil fundamental e novidades interessantes. Serviços preliminares, canteiro de obras, movimento de terra, contenção de encostas, fundação, estrutura, alvenaria, revestimentos, pavimentação, circulação vertical, coberturas e telhados, impermeabilização, esquadrias, pintura e complementação da obra. Ensaios correntes. Estudos geotécnicos. Saneamento básico, urbano e rural. Instalações eletro-mecânicas. Materiais de Construção: aglomerantes, agregados, argamassas, concretos, pedras artificiais, madeiras, tintas e acessórios. Elementos de Construção: alvenaria, madeira, metálicos e de concreto armado. Qualidades do concreto que interessam ao estudo do concreto armado. Execução de obras: formas e escoramentos, armadura, amassamento do concreto, concretagem, cura, retirada das formas e do escoramento, prova de carga. Capacidade de carga dos solos. Compactação dos solos. Muros de arrimo. Fundações superficiais, estacas, tubulões e caixões. Terraplenagem e pavimentação de vias. Esgotamento, saneamento básico, água potável, drenagem subterrânea e pluvial. Irrigação: Sistemas de bombeamento. Patologia de Edificações. Planejamento, viabilidade, controle e orçamento de Obras. Prevenção e combate a incêndio. Licitações e contratações na Administração Pública. Concessões e Permissões no serviço Público. Parcelamento do solo urbano - Estatuto da Cidade. Regulamento do exercício das profissões de Engenheiro, Arquiteto e Engenheiro Agrônomo. Código de Ética Profissional. Aspectos legais, normativos e éticos do exercício da profissão. Legislação Ambiental: Lei Federal nº. 4.771 de 15 de setembro de 1965 - Institui o Código Florestal Federal, alterada pela MP n° 2.166/2001, Política Nacional do Meio Ambiente - Lei n° 6.938/81, alterada pelas leis 7.804/89 e 10.165/2000; Lei Federal nº. 9605 de 12 de fevereiro de 1998 - Dispõe sobre as Sanções Penais e Administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente; Decreto Federal nº. 3179 de 21 de setembro de 1999 - Dispõe sobre a especificação das sanções aplicáveis às condutas e atividades lesivas ao meio ambiente; Lei Federal nº. 9.433 de 08 de janeiro de 1997 - Institui a Política Nacional de Recursos Hídricos; Lei Estadual nº. 10.350 de 30 de dezembro de 1994 - Institui o Sistema Estadual de Recursos Hídricos; Lei Federal nº. 6.766 de 19 de dezembro de 1979 - Dispõe sobre o Parcelamento do Solo Urbano; Lei Federal nº. 10.932 de 03 de agosto de 2004 - Altera o artigo 4º da Lei nº. 6.766/79; Lei Estadual nº. 10.116 de 23 de março de 1994 - Institui a Lei de Desenvolvimento Urbano; Lei Estadual nº. 9.921 de 27 de julho de 1993 - Dispõe sobre a gestão dos resíduos sólidos; Decreto Estadual nº. 38.356 de 01 de abril de 1998 - Aprova o regulamento da Lei nº. 9.921/93; Lei Estadual nº. 10.099 de 07 de fevereiro de 1994 - Dispõe sobre os resíduos sólidos provenientes de serviços de saúde; Lei nº. 11.445/2007 - Estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico; Resolução CONAMA nº. 001 de 23 de janeiro de 1986 - Os critérios básicos e as diretrizes gerais para o uso e implementação da Avaliação de Impacto Ambiental como um dos instrumentos da Política Nacional do Meio Ambiente; Resolução CONAMA nº. 237 de 19 de dezembro de 1997 - Dispõe sobre a regulamentação de aspectos do licenciamento ambiental estabelecidos na Política Nacional de Meio Ambiente; Resolução CONAMA nº. 307 de 05 de julho de 2002 - Dispõe sobre os critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil, Resolução CONAMA nº. 335, de 03 de abril de 2003 - Dispõe sobre o licenciamento ambiental de cemitérios; Resolução CONSEMA nº. 04 de 28 de abril de 2000 - Dispõe sobre os critérios para o exercício de competência do Licenciamento Ambiental Municipal; Resolução CONSEMA nº 102, de 24 maio de 2005 - Dispõe sobre os critérios para o exercício da competência do Licenciamento Ambiental Municipal, no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul; Resolução CONSEMA n º 110 de 21 de outubro de 2005 - Amplia o rol de atividades da Resolução CONSEMA nº 102/05; Resolução CONSEMA nº. 111 de 21 de outubro de 2005 - Altera Resolução 102/2005 e estabelece critérios; Lei nº. 1.349/77 - Código de Posturas do Município de Gravataí; Lei nº. 1.541 de 06 de julho de 2000 - Institui o plano Diretor de Desenvolvimento Urbano da Sede do Município de Gravataí e suas alterações; Lei nº. 2.736 de 27 de novembro de 2007 - Dispõe sobre o instalação de Estações Rádio Bases - ERBs, mini-ERBs, torres, sistemas de radiotransmissão e equipamentos afins no Município de Gravataí; Lei Municipal nº. 2437 de 14 de dezembro de 2005 - Cria Taxa de Licenciamento ambiental e dá outras providências; Código Estadual de Meio Ambiente - Lei nº. 11.520/00.

TÉCNICO DE ENFERMAGEM: CONTEÚDO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 1. LEITURA E ANÁLISE DO TEXTO: Compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões. Vocabulário. 2. FONÉTICA. 3. MORFOLOGIA: Classe de palavras: classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases. 4. ORTOGRAFIA: Acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras. 5. PRINCÍPIOS NORMATIVOS DA LÍNGUA: Uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal. 6. SINTAXE: Análise sintática: período simples. Sintaxe de colocação. Emprego de classes de palavras (artigo, adjetivo, advérbios, numeral, pronomes, o pronome se, emprego dos pronomes). 7. Figuras de Linguagem. Vícios de linguagem. CONTEÚDO DE MATEMÁTICA BÁSICA + CONHECIMENTOS EM INFORMÁTICA: Números naturais: comparação, ordenação, seriação e organização em agrupamentos. Sistema de numeração decimal, operações fundamentais. Análise, interpretação e resolução de problemas a partir dos diversos significados das operações. Aplicação das propriedades operatórias nas técnicas de cálculo mental e estimativas. Divisibilidade: Noções de divisores, múltiplos, número primo, mmc, mdc e aplicações na resolução de problemas do cotidiano. Equações do 1.o e 2.o graus. Números racionais: operações, representações e exploração dos diferentes significados dos racionais em situações problemas. Sistema monetário brasileiro. Geometria: figuras planas, sólidos geométricos e suas propriedades. Composição e decomposição de figuras planas e espaciais, planificações. Medidas: cálculos com unidades de medida de comprimento, massa, superfície e capacidade. Perímetros, áreas e volumes. Raciocínio lógico. Noções básicas de: Computadores (Discos Flexíveis, Discos Removíveis, Hard Disc, Memória ROM, Memória RAM, CD-ROM, CPU), Editor de Textos (MS-Word), Editor de Planilha Eletrônica (MS-Excel) e Noções de Internet (Internet Explorer). CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: 1. Técnicas Básicas de Enfermagem: sinais vitais, higienização, administração de medicamentos via oral e parenteral, cuidados especiais, coleta de material para exame 2. Ética Profissional: comportamento social e de trabalho, sigilo profissional 3. Introdução as Doenças Transmissíveis: terminologia básica, noções de epideminologia, esterilização e desinfecção, doenças de notificação compulsória, isolamento, infecção hospitalar, vacinas 4. Socorros de Urgência: parada cardio- respiratória, hemorragias, ferimentos superficiais e profundos, desmaio, estado de choque, convulsões, afogamento, sufocamento, choque elétrico, envenenamento, mordidas de cobras, fraturas e luxações, corpos estranhos, politraumatismo, queimaduras 5. Pediatra: a criança: o crescimento e o desenvolvimento infantil, alimentação, doenças mais comuns, berçários e lactários 6. Centro Cirúrgico: terminologia cirúrgica, cirurgias mais comuns.

AGENTE DE SAÚDE: LÍNGUA PORTUGUESA: CONTEÚDO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 1. LEITURA E ANÁLISE DO TEXTO: Compreensão do texto, significado contextual de palavras e expressões. Vocabulário. 2. FONÉTICA. 3. MORFOLOGIA: Classe de palavras: classificação, formação, flexão, ajuste e harmonia nas frases. 4. ORTOGRAFIA: Acentuação gráfica, divisão silábica, crase, grafia das palavras. 5. PRINCÍPIOS NORMATIVOS DA LÍNGUA: Uso dos sinais de pontuação, uso dos porquês, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal. 6. SINTAXE: Análise sintática: período simples. Sintaxe de colocação. Emprego de classes de palavras (artigo, adjetivo, advérbios, numeral, pronomes, o pronome se, emprego dos pronomes). 7. Figuras de Linguagem. Vícios de linguagem. Matemática: Números naturais: comparação, ordenação, seriação e organização em agrupamentos. Sistema de numeração decimal, operações fundamentais. Análise, interpretação e resolução de problemas a partir dos diversos significados das operações. Aplicação das propriedades operatórias nas técnicas de cálculo mental e estimativas. Divisibilidade: Noções de divisores, múltiplos, número primo, mmc, mdc e aplicações na resolução de problemas do cotidiano. Equações do 1.o e 2.o graus. Números racionais: operações, representações e exploração dos diferentes significados dos racionais em situações problemas. Sistema monetário brasileiro. Geometria: figuras planas, sólidos geométricos e suas propriedades. Composição e decomposição de figuras planas e espaciais, planificações. Medidas: cálculos com unidades de medida de comprimento, massa, superfície e capacidade. Perímetros, áreas e volumes. Raciocínio lógico. CONHECIMENTO ESPECÍFICO: 1. Processo saúde-doença e seus determinantes/condicionantes; 2. Princípios e Diretrizes do Sistema Único de Saúde e a Lei Orgânica da Saúde; 3. Conhecimentos geográficos da área/região/município de atuação; 4. Cadastramento familiar e territorial: finalidade e instrumentos; 5. Interpretação demográfica; 6. Conceito de territorialização, micro-área e área de abrangência; 7. Indicadores epidemiológicos; 8. Técnicas de levantamento das condições de vida e de saúde/doenças da população; 9. Critérios operacionais para definição de prioridades: indicadores sócioeconômicos, culturais e epidemiológicos; 10. Conceitos de eficácia, eficiência e efetividade em saúde coletiva; 11. Estratégia de avaliação em saúde: conceitos, tipos, instrumentos e técnicas; 12.Conceitos e critérios de qualidade da atenção à saúde: acessibilidade, humanização do cuidado, satisfação do usuário e do trabalhador, equidade, outros; 13. Sistema de informação em saúde; 14. Condições de risco social: violência, desemprego, infância desprotegida, processo migratórios, analfabetismo, ausência ou insuficiência de infra-estrutura básica, outros; 15. Promoção da saúde: conceitos e estratégias; 16. Principais problemas de saúde da população e recursos existentes para o enfrentamento dos problemas; 17. Intersetorialidade: conceito e dinâmica político-administrativa do município; 18. Informação, educação e comunicação: conceitos, diferenças e interdependência; 19. Formas de aprender e ensinar em educação popular; 20. Cultura popular e sua relação com os processos educativos; 21. Participação e mobilização social: conceitos, fatores facilitadores e/ou dificultadores da ação coletiva de base popular; 23. Lideranças: conceitos, tipos e processos de constituição de lideres populares; 24. Pessoas portadoras de necessidades especiais; abordagem, medidas facilitadoras de inclusão social e direito legais; 25. Saúde da criança, do adolescente, do adulto e do idoso; 26. Estatuto da criança e do adolescente e do idoso; 27. Noções de ética e cidadania.

ANEXO IV

FORMULÁRIO DE RECURSOS

CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL DA PREFEITURA DE CONCEIÇÃO DO CANINDÉ

Nº DE PROTOCOLO: ______________

Nº DE INSCRIÇÃO: _______________

NOME: ____________________________________________________

CARGO: ___________________________________________________

TIPO DE RECURSO - (Assinale o tipo de Recurso)

( )

( )

( )

CONTRA INDEFERIMENTO DE INSCRIÇÃO

CONTRA GABARITO DA PROVA OBJETIVA

CONTRA O RESULTADO

Justificativa do candidato - Razões do Recurso
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

Data: ____/____/____

Assinatura do candidato _____________________________

Assinatura do Responsável p/ recebimento ___________________________

ANEXO V

REQUERIMENTO DE NECESSIDADES ESPECIAIS

Concurso Público: ____________________________________ Município/Órgão: ______________________

Nome do candidato: ______________________________________________________________________

Nº da inscrição: ___________________ Cargo: _________________________________________________

Vem REQUERER vaga especial como PORTADOR DE NECESSIDADES ESPECIAIS, apresentou LAUDO MÉDICO com CID (colocar os dados abaixo, com base no laudo):

Tipo de deficiência de que é portador: ________________________________________________________

Código correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID ______________________________

Nome do Médico Responsável pelo laudo: ____________________________________________________

(OBS: Não serão considerados como deficiência os distúrbios de acuidade visual passíveis de correção simples do tipo miopia, astigmatismo, estrabismo e congêneres)

Dados especiais para aplicação das PROVAS: (marcar com X no local caso necessite de Prova Especial ou não, em caso positivo, discriminar o tipo de prova necessário)

( ) NÃO NECESSITA DE PROVA ESPECIAL e/ou TRATAMENTO ESPECIAL

( ) NECESSITA DE PROVA ESPECIAL (Discriminar abaixo qual o tipo de prova necessário)
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

É obrigatória a apresentação de LAUDO MÉDICO com CID, junto a esse requerimento.

__________________ , _____ de _______________________ de _________

_____________________________