Prefeitura de Cacoal - RO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACOAL

ESTADO DE RONDÔNIA

SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO

TESTE SELETIVO SIMPLIFICADO PÚBLICO - EDITAL 001/PMC/2009

Notícia:   Prefeitura de Cacoal - RO oferece 14 vagas de até R$ 2.500,00

TESTE SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO NOS EMPREGOS PÚBLICOS DE: ASSISTENTE SOCIAL; PSICÓLOGO; PROFESSOR DE COMUNICAÇÃO ORAL, ESCRITA E LÍNGUAS; MONITOR DE MATEMÁTICA FINANCEIRA E ADMINISTRAÇÃO; MONITOR DE SAÚDE, SEGURANÇA E ATIVIDADES FÍSICAS; MONITOR DE ATIVIDADES CULTURAIS E CIDADANIA (PROGRAMA PRO-JOVEM); COORDENADOR, ASSISTENTE SOCIAL; PSICÓLOGO; EDUCADOR SOCIAL; ESTAGIÁRIOS; ZELADORA (PAIF); DO QUADRO DE PESSOAL TEMPORÁRIO DO MUNICÍPIO DE CACOAL, A FIM DE ATENDER OS PROGRAMAS FEDERAIS PRO­JOVEM; PAIF (PROGRAMA DE ATENÇÃO E INTEGRAÇÃO DA FAMÍLIA).

A Secretaria Municipal de Administração, no uso de suas atribuições legais, e especialmente pelas Leis n. 2466/PMC/2009 (PRO­JOVEM), pela Lei n. 2133/PMC/2007 (PAIF), e conforme consta nos Processos Administrativos n. 1328/2009 e 1149/2009, faz saber que realizará TESTE SELETIVO SIMPLIFICADO destinado a selecionar candidatos para o exercício de empregos públicos (Regime Estatutário), para atender as necessidades da Administração Pública Municipal dos Programas PRO-JOVEM (Programa Nacional de Inclusão de Jovens); PAIF (Programa de Atenção e Integração da Família), cujos recursos são alocados junto ao Governo Federal, observadas as disposições contidas nos diplomas legais vigentes, mediante às condições estabelecidas neste edital, seus anexos e eventuais retificações, caso existam.

1. DO CARGO

1.1. O cargo, objeto do TESTE SELETIVO SIMPLIFICADO e respectivo número de vagas, escolaridade, requisitos e sínteses das atividades básicas, constam deste Edital.

1.2. O regime jurídico é o estatutário, cujos fundamentos estão contidos nas Leis n.s 1.082/PMC/2000, 2466/PMC/2009, 2133/PMC/2007, bem como, suas alterações.

1.3. O tempo de duração do contrato de trabalho é de 12 (doze) meses, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período, conforme consta o inciso X, § 1º, art. 297 da Lei 1082/PMC/2000.

2. DOS CARGOS E REMUNERAÇÃO:

2.1. O TESTE SELETIVO SIMPLIFICADO destina-se ao provimento de cargos atualmente vagos, bem como dos que venham a vagar ou ser criados no prazo de validade do mesmo, para as seguintes categorias funcionais:

2.1.1. PROGRAMA PRO-JOVEM ADOLESCENTE - SEMAST

Item

Cargo

Vagas

Requisito

Remuneração

Carga h.
Semanal

Valor da
Inscrição

2.1.1.1

Assistente Social

1 (uma)

Nível Superior em Assistência Social e Registro no órgão correspondente.

R$ 1.500,00

40 h

R$ 35,00

2.1.1.2

Psicólogo

1 (uma)

Nível Superior em Psicologia e Registro no órgão correspondente.

R$ 1.500,00

40 h

R$ 35,00

2.1.1.3

Professor de Comunicação Oral e Escrita e Línguas

1 (uma)

Nível Superior em Letras com especialidade em Língua Inglesa.

R$ 1.050,00

40 h

R$ 35,00

2.1.1.4

Monitor de Matemática Financeira e Administração

1 (uma)

Acadêmico de Administração de empresa, Economia ou Ciências Contábeis a partir do 3º ano do curso respectivo

R$ 640,00

40 h

R$ 20,00

2.1.1.5

Monitor de Saúde, Segurança e Atividades Físicas.

1 (uma)

Acadêmico de Educação Física ou Fisioterapia a partir do 3º ano do curso respectivo.

R$ 640,00

40 h

R$ 20,00

2.1.1.6

Monitor de Atividades Culturais e Cidadania

1 (uma)

Acadêmico de Pedagogia ou Psicologia a partir do 3º ano do curso respectivo.

R$ 640,00

40 h

R$ 20,00

2.1.2. PAIF - (PROGRAMA DE ATENÇÃO E INTEGRAÇÃO DA FAMÍLIA) - SEMAST

Item

Cargo

Vagas

Requisito

Remuneração

Carga h. Semanal

Valor da Inscrição

2.1.2.1

Coordenador

1 (uma)

Ensino Superior completo na área de Psicologia, especialização Lato Sensu e Registro no órgão correspondente.

R$ 2.500,00

40 h

R$ 35,00

2.1.2.2

Assistente Social

1 (uma)

Ensino Superior completo em Serviço Social e Registro no órgão Correspondente.

R$ 1.500,00

40 h

R$ 35,00

2.1.2.3

Psicólogo

1 (uma)

Ensino Superior completo na área de Psicologia com registro no órgão correspondente.

R$ 1.500,00

40 h

R$ 35,00

2.1.2.4

Educador Social

2 (duas)

Ensino Superior completo em Pedagogia, Psicologia ou Serviço Social.

R$ 950,00

40 h

R$ 35,00

2.1.2.5

Estagiários

2 (duas)

Estar cursando no mínimo 50% do Curso de Psicologia, Serviço Social ou Pedagogia.

R$ 550,00

40 h

R$ 20,00

2.1.2.6

Zeladora

1 (uma)

Ensino Médio Completo

R$ 500,00

40 h

R$ 20,00

2.2. As atribuições dos empregos estão indicadas no Anexo II - Principais Atribuições do Cargo.

3. DO LOCAL DE EXERCÍCIO

3.1. Os servidores convocados em decorrência desse TESTE SELETIVO deverão se apresentar na Secretaria Municipal de Administração, munidos dos documentos citados nos itens 13.4 e 13.6 deste. Após serão encaminhados a SEMAST situado a Av. Guaporé Nº 3338 Bairro-Jardim Clodoaldo, para posterior lotação nos centros de referência e/ou entidades conveniadas para atender as necessidades dos programas federais (PAIF e PRO-JOVEM).

4. DAS VAGAS:

4.1. Serão preenchidas de acordo com os itens 2.1.1. ao 2.1.2., no que trata as disposições de acordo com os Programas Federais (PAIF e PRO-JOVEM), bem como, solicitação da SEMAST.

5. DAS CONDIÇÕES PARA PARTICIPAR DO TESTE SELETIVO

5.1. Ser brasileiro, naturalizado ou gozar das prerrogativas dos Decretos n°. 70.391/72 e 70.436/72 e artigo 12, parágrafo 1º da Constituição Federal;

5.2. Ser maior de 18 anos;

5.3. Ter escolaridade exigida para o cargo conforme descrito no item 2.1.1. e 2.1.2.

6. DAS INSCRIÇÕES

6.1. Data: 28.09.2009 ao 07.10.2009.

6.2. Horário: 07h30min às 12h00min.

6.3. Local: Divisão de Recursos Humanos da Prefeitura de Cacoal.

a) Para a inscrição o candidato ou procurador com poderes especiais devidamente registrados em cartório, deverá comparecer com os documentos de identificação originais de Cédula Oficial de Identidade ou Carteira de Trabalho e Previdência Social e CPF, na divisão de recursos humanos da Prefeitura de Cacoal das 7h 30min às 12h 00min. e solicitar o preenchimento da sua ficha de inscrição;

b) O candidato deverá realizar o pagamento da taxa de inscrições até o último dia de inscrição, ou seja, dia 07.10.2009, sob pena de não homologação da inscrição.

6.4. Taxa de Inscrição: de acordo com tabela constante do item 2.1.1. e 2.1.2.

6.5. A taxa de inscrição não será devolvida ao candidato.

6.6. A taxa de Inscrição deverá ser paga nas agências bancárias conveniadas com a Prefeitura Municipal de Cacoal (Banco do Brasil, Credi-Cacoal e Caixa Econômica Federal).

7 - DOS CANDIDATOS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS

7.1. - Será reservada 1 (uma) vaga, equivalente a 5% (cinco por cento) das vagas colocadas a disposição para o Teste Seletivo, existentes para os cargos deste Edital, às pessoas portadoras de necessidades especiais, exceto nos casos da existência de somente 1 (uma) vaga por cargo .

7.2. - O candidato portador de necessidades especiais deverá apresentar, no ato da inscrição, cópia autenticada do laudo médico atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência e conforme dispõe o Decreto Federal n. 3.298, de 20 de dezembro de 1999, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID. A espécie e grau do nível da deficiência NÃO deverão impossibilitar o candidato de exercer as atribuições do CARGO.

7.3. - As vagas que não forem providas por inexistência de candidatos portadores de deficiência física, serão automaticamente destinadas aos demais candidatos.

7.4. - O candidato portador de necessidades especiais participará do Teste Seletivo em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere ao conteúdo, avaliação, duração, horário e local de aplicação das provas.

7.5. - O candidato portador de necessidades especiais deverá informar, no ato da inscrição, os meios necessários para a realização das provas, bem como, à prorrogação de tempo extra, nos moldes dos §§ 1º. e 2º., do artigo 40, do Decreto 3298/99.

7.6. - Sendo aprovado, o candidato portador de necessidades especiais, será submetido por exame de médico da segurança do trabalho, para verificar a compatibilidade da deficiência com as atribuições e habilidades exigidas para o desempenho das funções do cargo, emitindo parecer conclusivo.

8. HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES - Data 09.10.2009

8.1. Recurso da Homologação das Inscrições - Data: 13 a 14.10.2009

8.2. É obrigação do candidato, conferir a ficha de inscrição com todos os dados fornecidos; pois eventuais erros de digitação do nome, número, órgão expedidor ou estado, sexo, etc., serão corrigidos somente no dia e local das provas, nas atas/listas de presença.

8.3. Caso a inscrição se efetue por procuração, deverá a firma do outorgante ser reconhecida em cartório.

8.4. Efetivada a inscrição, não será aceito pedido de alteração de cargo.

8.5. Não será concedida isenção total ou parcial da taxa de inscrição, ressalvado o caso de doadores de sangue, previsto em Lei.

8.6. Os interessados em obter a isenção do pagamento da taxa de inscrição, de que trata o subitem acima, deverão cumprir os critérios constantes no roteiro abaixo:

8.7. Roteiro para solicitação da isenção de pagamento da taxa de inscrição:

I) Anexar declaração original emitida pela Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Rondônia - FHEMERON.

II) Anexar cópia da carteira de identidade, devidamente autenticada em cartório.

8.7.1 As doações deverão estar compreendidas nos últimos 24 (vinte e quatro) meses, ate a data da inscrição do Processo Seletivo.

8.8. Não haverá inscrições condicionais e extemporânea.

8.9. O candidato somente será considerado inscrito neste Processo Seletivo, após ter cumprido todas as instruções descritas neste Edital e ter sua inscrição homologada.

9. DAS PROVAS

9.1. O TESTE SELETIVO SIMPLIFICADO terá como fase de avaliação uma etapa: PROVA OBJETIVA ESCRITA.

9.2. A PROVA OBJETIVA ESCRITA, será de natureza eliminatória e classificatória. Sendo classificado o candidato que atingir 50% ou mais pontos.

9.3. A prova objetiva terá nota máxima de 100 pontos.

9.4. A prova será aplicada pela Comissão do Teste seletivo nomeada por meio da Portaria n. 840/GABINETE/2009.

9.5. A PROVA OBJETIVA SERÁ REALIZADA NO DIA 18.10.2009, DAS 08H:00MIN AS 12H:00MIN HORÁRIO LOCAL, NA ESCOLA JOSÉ DE ALMEIDA E SILVA - RUA DOS PIONEIROS ESQUINA COM AVENIDA GUAPORÉ - CENTRO DE CACOAL,

9.6. Havendo a necessidade, a critério da Comissão Organizadora do TESTE SELETIVO poderá ser realizado em outro local, sendo divulgado através de aditivo.

9.7 PUBLICAÇÃO DO GABARITO: Será dia 19.10.2009, publicada no Mural Oficial da Prefeitura de Cacoal e no sitio deste município www.cacoal.ro.gov.br

9.8. HOMOLOGAÇÃO DO RESULTADO FINAL DAS PROVAS - Data 23.10.2009

9.9. Recurso da Homologação do Resultado Final - Data 26.10.2009 ao dia 27.10.2009, conforme instruções contidas no item 12.

9.10. As provas objetivas conterão questões sobre Conhecimentos Específicos, Português e Conhecimentos Gerais.

9.11. O conteúdo programático de cada cargo encontra-se no Anexo I deste edital.

9.12. O candidato deverá comparecer ao local de realização da prova, com pelo menos 30(trinta) minutos de antecedência e só terá acesso ao recinto, mediante apresentação de identidade ou outro documento com fotografia e do comprovante de inscrição, munido de caneta esferográfica azul ou preta.

9.13. Não haverá segunda chamada para realização da prova e não será permitida sua realização fora da data indicada, horário e local estabelecido.

9.14. Será atribuída nota zero à questão com mais de uma resposta assinalada.

9.15. Não será permitido ingressar, na sala onde estará sendo realizadas as provas, o candidato que se apresentar após o horário estabelecido para início da mesma.

9.16. Não será fornecido ao candidato qualquer documento comprobatório de classificação no Teste Seletivo, valendo para esse fim a homologação divulgada.

9.17. Após a assinatura da lista de presença e antes do término da prova e entrega do caderno de respostas, o candidato só poderá ausentar-se da sala de realização da prova acompanhado por um fiscal.

9.18. Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para aplicação da prova, ressalvando os casos previstos no subitem 7.5.

9.19. Durante a Prova Objetiva, não será admitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos, nem a utilização de livros, códigos, papéis, manuais, impressos ou anotações e agendas eletrônicas ou similares, telefone celular, BIP, mp3, gravador, máquina de calcular ou qualquer outro receptor de mensagens, aparelho sonoros fonográficos, de comunicação.

9.20. As provas objetivas terão valor atribuído de 0(zero) a 100(cem) pontos.

9.21. Para todos os cargos exceto o de Zeladora, será aplicada Prova de Conhecimentos Específicos da formação e/ou Programa a ser trabalhado; Prova de Língua Portuguesa e Prova de Conhecimentos Gerais, com a seguinte distribuição.

ÁREA

NR QUESTÕES

VALOR DA QUESTÃO

Conhecimento Específico ou Programa a ser trabalhado

20 (vinte)

2 (dois) pontos

Português

15 (quinze)

2 (dois) pontos

Conhecimentos Gerais

15 (quinze)

2 (dois) pontos

9.22. Para o cargo de Zeladora, será aplicada Prova de Conhecimentos Específicos do Programa a ser trabalhado; Prova de Língua Portuguesa e Prova de Conhecimentos Gerais, com a seguinte distribuição.

ÁREA

NR QUESTÕES

VALOR DA QUESTÃO

Conhecimento Específico ou Programa a ser trabalhado

10 (Dez)

2 (dois) pontos

Português

20 (Vinte)

2 (dois) pontos

Conhecimentos Gerais

20 (Vinte)

2 (dois) pontos

10. DAS PROVAS ESPECIAIS

10.1. Caso haja necessidade de condições especiais para se submeter à Prova Objetiva escrita, o candidato deverá informá-la conforme o subitem 7.5., no ato da inscrição, no campo específico da Ficha de Inscrição, indicando claramente quais os recursos especiais necessários, arcando o candidato com as conseqüências de sua omissão.

10.2. A realização da prova em condições especiais ficará sujeita, ainda, à apreciação e deliberação da Comissão de Realização do Teste Seletivo, observados os critérios de viabilidade e razoabilidade.

10.3. As candidatas lactantes que tiverem necessidade de amamentar durante a realização das provas, além de solicitar atendimento especial para tal fim, deverão levar um acompanhante que ficará em sala reservada para essa finalidade, e que será responsável pela guarda da criança.

11. DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE

11.1. Em caso de empate, a comissão deverá obedecer rigorosamente os critérios de desempate, conforme a seguinte ordem:

a) Maior número de acerto na prova de conhecimento específico;

b) Ser o mais idoso;

c) O que tiver maior número de prole comprovado;

d) Ser casado;

12. DO RECURSO

12.1. Terá o candidato a quaisquer dos cargos ofertados neste edital o prazo de 2 (dois) dias úteis, após a publicação, para interpor recurso, quanto aos resultados das homologações das inscrições e homologações do resultado final da prova, através de requerimento protocolado na sede da PREFEITURA DE CACOAL, Rua Anísio Serrão nº 2100 e endereçado ao Presidente da Comissão do Teste seletivo.

12.2. A decisão relativa ao recurso será dada a conhecer pela Comissão diretamente ao recorrente e, se alterar resultados já homologados, cientificados através de edital e publicado na Imprensa Oficial e em jornal de grande circulação, Mural Oficial da Prefeitura de Cacoal e no sitio www.cacoal.ro.gov.br, a Comissão fará nova publicação dos resultados, abrindo-se novamente prazo para recurso, que será de 01 (um) dia útil.

12.3. Admitir-se-á um único recurso para cada candidato, relativamente aos resultados divulgados desde que devidamente fundamentado e apresentado no prazo máximo de 02 (dois) dias úteis contados a partir da publicação da homologação das inscrições e do resultado final, podendo ser dirigidos à comissão.

12.4. O(s) ponto(s) relativo(s) à(s) questão(ões) eventualmente anulada(s) será(ao) atribuído(s) a todos os candidatos presentes, inscritos nos cargos correspondentes.

13. CONVOCAÇÃO E CONTRATAÇÃO

13.1. Após a homologação dos resultados, os candidatos devidamente aprovados, serão convocados para CONTRATAÇÃO de acordo com as vagas que constam no edital.

13.2. As vagas serão preenchidas por ordem decrescente de classificação, obedecendo ao limite constante do Edital.

13.3. O candidato classificado e convocado para o preenchimento das vagas existentes, apresentar-se-á para posse e exercício na Divisão de Recursos Humanos da Prefeitura de Cacoal.

13.4. Somente serão investidos nos cargos especificados neste edital, os candidatos aptos nos exames de capacidade física e mental, aprovados por Atestado Médico Admissional.

13.5. Preenchidas as vagas oferecidas por este edital, os demais candidatos classificados constarão do Cadastro Reserva para convocação, quando da existência de vagas.

13.6. No momento da contratação, o candidato deverá apresentar os documentos abaixo discriminados em originais com as respectivas cópias ou apenas cópias autenticadas:

a) Comprovante de escolaridade exigido para o cargo conforme discriminado no item 2.1.1. e 2.1.2. deste edital.

b) Carteira de Identidade - RG;

c) Cadastro Nacional de Pessoa Física - CPF;

d) Título de Eleitor e comprovante de votação na ultima eleição;

e) Certidão de nascimento ou casamento;

f) Certidão de nascimento dos filhos menores de 14 anos;

g) Se do sexo masculino, comprovante de quitação com as obrigações militares;

h) Duas fotos 3x4 datadas dos últimos 3 meses;

i) Comprovante de PIS ou PASEP (se houver);

j) Comprovante de Residência;

k) Carteira de Trabalho;

l) Declaração de bens;

m) Declaração que não possui vínculo empregatício com a Administração Pública Municipal, Estadual e Federal (formulário próprio), que configure as vedações constitucionais estabelecidas nos Incisos XVI e XVII da CRFB/88.

n) Atestado Médico Admissional;

o) Certidão negativa cível e criminal;

p) Certidão Negativa de Débitos da Fazenda Pública de Cacoal;

q) Para os cargos cujos requisitos exijam Registro em Conselho Profissional, deverá ser apresentado do Conselho Regional de Classe do Estado de Rondônia.

14. DISPOSIÇÕES FINAIS

14.1. A inscrição do candidato implica no seu conhecimento dos termos deste Edital, com a aceitação tácita das condições estabelecidas e sobre as quais não poderá alegar desconhecimento.

14.2. O candidato, ao terminar a prova, entregará ao fiscal, juntamente com a folha de respostas, o caderno de questões.

14.3. Somente após 30(trinta) minutos, será permito ao candidato a entrega da prova em definitivo.

14.4. Apenas os candidatos que terminarem a prova após 2(duas) horas do início, terá o direito a levar o caderno de provas.

14.5. Ao final da prova, os 03(três) últimos candidatos deverão permanecer na sala até que o último candidato termine sua prova, devendo todos assinar a ata de fiscalização, atestando a idoneidade da fiscalização da prova, retirando-se da mesma de uma só vez.

14.6. Os candidatos aprovados ou classificados comprometem a manter atualizados seus endereços junto a Divisão de Recursos Humanos da Prefeitura e responsabilizam-se por prejuízos decorrentes da não atualização.

14.7. Todas as convocações, avisos e resultados serão publicados em Mural Oficial da Prefeitura Municipal, na Imprensa Oficial e em jornal de grande circulação e no sitio www.cacoal.ro.gov.br, sendo as responsabilidades pela inobservância das publicações afixadas, exclusivas de cada candidato.

14.8. O cumprimento da data prevista para realização da prova dependerá da disponibilidade dos locais adequados, ocorrendo imprevistos na data, horário e local das provas, os candidatos serão informados através da imprensa e no sitio www.cacoal.ro.gov.br.

14.9. Qualquer irregularidade documental do candidato, constatada no decorrer do período de validade do Teste seletivo Simplificado, o eliminará, anulando-se todos os atos decorrentes de sua inscrição e participação.

14.10. A classificação no Teste seletivo Simplificado, não assegura ao candidato o direito de contratação.

14.11. O resultado do Teste seletivo Simplificado será publicado na Imprensa Oficial e em jornal de grande circulação, no Mural Oficial da Prefeitura de Cacoal e no sitio www.cacoal.ro.gov.br, com as respectivas classificações.

14.12. Não haverá justificativa para o não cumprimento dos prazos determinados, nem será aceito documento após os prazos estabelecidos neste Edital.

14.13. O gabarito é nominal e não poderá em qualquer hipótese ser substituído.

14.14. Será excluído do Teste seletivo o candidato que, se tornar culpado de incorreção ou descortesia para com qualquer dos examinadores, executores e seus auxiliares ou autoridades presentes; for surpreendido, durante a realização de qualquer prova, em comunicação com outro candidato, bem como se utilizar dos recursos citados no item 9.19.

14.15. A fraude nas informações ou em qualquer dos documentos apresentados como comprovação dos cargos por especialização, ensejará o cancelamento da inscrição e a responsabilidade criminal correspondente. Devendo a Comissão noticiar o crime.

14.16. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão de Elaboração e Organização do Teste seletivo Simplificado, nomeada pelo Prefeito Municipal, por meio da Portaria n. 840/GABINETE/2009.

Cacoal/RO, 24 de setembro de 2009

JADER MAIA MARQUES
Presidente da Comissão do Teste Seletivo Simplificado
Portaria n. 840/GABINETE/2009.

ANEXO I

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PARA OS CARGOS DO EDITAL 001/PMC/2009

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO ITEM 2.1.1 PROGRAMA PRO-JOVEM ADOLESCENTE - SEMAST

Cargo

Conteúdo

Assistente Social

Fundamentos, Objetivos e Legislação sobre o Programa de Governo Pro-Jovem; Teoria do Serviço Social: pressupostos; relação sujeito-objeto; objetivos; práxis profissional; Relação teoria-prática. Metodologia do Serviço Social: atendimento individual/familiar; o trabalho com grupos, comunidade e movimentos populacionais emergenciais; alternativas metodológicas; bio ética e ética profissional. Políticas sociais: organização atual dos serviços de saúde no Brasil; SUAS; Organizações Sociais de Saúde, situações de saúde e doença no Brasil; Serviço Social e Família. Serviço Social na Área Hospitalar. Serviço Social e Interdisciplinaridade. Humanização Hospitalar. O código de ética profissional do assistente social. Instituições Públicas e Políticas Públicas. Pobreza e desigualdade social no Brasil. Conselhos e Conferências. Lei Orgânica da Assistência Social, Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Redes de atendimento. Desenvolvimento local: concepção de território, participação no poder local, planejamento participativo, plano diretor, questões sociais urbanas e rurais. Família: As novas modalidades de família, metodologias de abordagem familiar. O Adolescente e a violência. Drogas lícitas e ilícitas. O poder dos grupos de jovens. Estatuto da Criança e do Adolescente. Projeto ProJovem Adolescente: Contextualização e características gerais do ProJovem Adolescente. Concepção metodológica das ações socioeducativas do ProJovem Adolescente: os coletivos juvenis no ProJovem Adolescente, eixos estruturantes do serviço socioeducativo. Síntese dos Ciclos do ProJovem Adolescente. Direitos Humanos e Cidadania: Lei nº. 11.340, de 07 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha). Declaração dos Direitos Humanos. Técnicas e dinâmicas de grupo. Diretrizes Metodológicas do trabalho com famílias e indivíduos; Portaria n. 78 de 8 de Abril de 2004 do Ministério do Desenvolvimento Social e combate a Fome; Assuntos correlatos à Assistência Social, Coordenação, Psicológico entre outros;

Psicólogo

Fundamentos, Objetivos e Legislação sobre o Programa de Governo Pro-Jovem. O código de ética profissional do Psicólogo. Lei Orgânica da Assistência Social, Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Estatuto da Criança e do Adolescente. Projeto ProJovem Adolescente: Contextualização e características gerais do ProJovem Adolescente. Concepção metodológica das ações socioeducativas do ProJovem Adolescente: os coletivos juvenis no ProJovem Adolescente, eixos estruturantes do serviço socioeducativo. Síntese dos Ciclos do ProJovem Adolescente. Direitos Humanos e Cidadania: Lei nº. 11.340, de 07 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha). Declaração dos Direitos Humanos. Técnicas e dinâmicas de grupo. As teorias psicológicas atuais como embasamento de intervenção e encaminhamento das questões sociais:desigualdade, exclusão, violência doméstica. Metodologia de trabalho em grupo e com equipe interdisciplinar. Elaboração de estudo de casos. Desenvolvimento infanto-juvenil. Técnicas de trabalho em relações familiares. Política de saúde mental. Terapias ambulatoriais em saúde mental. Doenças e deficiências mentais. Diagnóstico psicológico: conceitos e objetivos, teorias psicodinâmicas, processo diagnóstico, testes e laudos. Abordagem terapêuticas. Psicopatologia: natureza e causa dos distúrbios mentais. Neurose, psicose e perversão: diagnóstico. Noções de Recrutamento e Seleção e Desenvolvimento de Pessoal. Diretrizes Metodológicas do trabalho com famílias e indivíduos; Portaria n. 78 de 8 de Abril de 2004 do Ministério do Desenvolvimento Social e combate a Fome; Assuntos correlatos à Assistência Social, Coordenação, Psicológico entre outros;

Professor de Comunicação Oral e Escrita e Línguas

Fundamentos, Objetivos e Legislação sobre o Programa de Governo Pro-Jovem. O código de ética profissional do Psicólogo. Lei Orgânica da Assistência Social, Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Estatuto da Criança e do Adolescente. Projeto ProJovem Adolescente: Contextualização e características gerais do ProJovem Adolescente. Concepção metodológica das ações socioeducativas do ProJovem Adolescente: os coletivos juvenis no ProJovem Adolescente, eixos estruturantes do serviço socioeducativo. Síntese dos Ciclos do ProJovem Adolescente. Direitos Humanos e Cidadania: Lei nº. 11.340, de 07 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha). Declaração dos Direitos Humanos. Técnicas e dinâmicas de grupo. Diretrizes Metodológicas do trabalho com famílias e indivíduos; Portaria n. 78 de 8 de Abril de 2004 do Ministério do Desenvolvimento Social e combate a Fome; Assuntos correlatos à Assistência Social, Coordenação, Psicológico entre outros; Inglês: Texto - Reading and Comprehension; General Vocabulary; Grammar; Greetings; Wh -questions (What?, Who?, Where?, etc.); How much / many?; Possessive Adjectives and Pronouns; Personal Pronouns; Objective Pronouns; Reflexive Pronouns; Demonstrative Pronouns; Indefinite / Definite Pronouns; Interrogative Pronouns; Relative Pronouns; Verb Tenses; Regular and Irregular Verbs; Affirmative / Negative / Interrogative Forms; Simple Present Tense; Simple Past Tense; Simple Future; Present / Past Continuous; Present / Past Perfect Tenses; Conditional; going to Future; Modal Auxiliary Verbs; Genitive Case; Degree of Adjectives; Saying Time; Prepositions; Plural of nouns; Adverbs; Numerals; Quantitatives; Verb to be - Presenttense; Articles; Colors; Fruit; Vegetables; Family relationship; Animals; Party; Occupations; TransportationMeans; Toys; School Materials; Same & Different; Parts of the body; Parts of the house; Meals.

Monitor de Matemática Financeira e Administração

Fundamentos, Objetivos e Legislação sobre o Programa de Governo Pro-Jovem. O código de ética profissional do Psicólogo. Lei Orgânica da Assistência Social, Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Estatuto da Criança e do Adolescente. Projeto ProJovem Adolescente: Contextualização e características gerais do ProJovem Adolescente. Concepção metodológica das ações socioeducativas do ProJovem Adolescente: os coletivos juvenis no ProJovem Adolescente, eixos estruturantes do serviço socioeducativo. Síntese dos Ciclos do ProJovem Adolescente. Direitos Humanos e Cidadania: Lei nº. 11.340, de 07 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha). Declaração dos Direitos Humanos. Técnicas e dinâmicas de grupo. Diretrizes Metodológicas do trabalho com famílias e indivíduos; Portaria n. 78 de 8 de Abril de 2004 do Ministério do Desenvolvimento Social e combate a Fome; Assuntos correlatos à Assistência Social, Coordenação, Psicológico entre outros; Parte conceitual e teórica: Adição, subtração, multiplicação, divisão com números inteiros e fracionários; Sistema Métrico Decimal; Divisão proporcional; Juros e descontos simples; Juros e descontos compostos, Médias Aritméticas, e Ponderada; Regra de Três simples e composta; Conjuntos; Teoria dos Conjuntos; Progressão Aritmética e Geométrica; Geometria Plana, Geometria Analítica, Geometria Espacial Relações e Funções; Logaritmos, Equação Logarítmicas; Análise Combinatória; Trigonometria; Matrizes; Binômio de Newton; Números Complexos; Razão e Proporção; Grandezas Proporcionais; Funções; Funções Quadráticas; Problemas Envolvendo Operações, Equação de 1, 2 e 3 graus, Sistema de Equação, Função Exponencial, Trigonométrica e Logarítmicas , Determinantes, Limites e Derivadas, Sistemas Lineares, Função Modular e polinômios

Monitor de Saúde, Segurança e Atividades Físicas.

Fundamentos, Objetivos e Legislação sobre o Programa de Governo Pro-Jovem. O código de ética profissional do Psicólogo. Lei Orgânica da Assistência Social, Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Estatuto da Criança e do Adolescente. Projeto ProJovem Adolescente: Contextualização e características gerais do ProJovem Adolescente. Concepção metodológica das ações socioeducativas do ProJovem Adolescente: os coletivos juvenis no ProJovem Adolescente, eixos estruturantes do serviço socioeducativo. Síntese dos Ciclos do ProJovem Adolescente. Direitos Humanos e Cidadania: Lei nº. 11.340, de 07 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha). Declaração dos Direitos Humanos. Técnicas e dinâmicas de grupo. Corpo, sociedade e a construção da cultura corporal de movimento; Nutrição e atividade física; Socorros de urgência aplicados à Educação Física; Educação Física no currículo da Educação Básica: significados e possibilidades; As diferentes tendências pedagógicas da Educação Física na escola; Educação Física escolar e cidadania; Os objetivos, conteúdos, metodologia e avaliação na Educação Física Escolar; Esporte e jogos na escola: competição, cooperação e transformação didático-pedagógica; Crescimento e desenvolvimento motor; Concepções de Educação e Escola; Ética no trabalho docente; Organização da escola centrada no processo de desenvolvimento do educando; Desenvolvimento das capacidades inerentes ao rendimento esportivo; Abordagens da educação física escolar; Motricidade humana; Biodinâmica da atividade humana; Atividade física e qualidade de vida; Histórico da educação física no Brasil; Condicionamento físico e performance humana; Esportes, lutas e danças - histórico e regras; Anatomia Humana.

Monitor de Atividades Culturais e Cidadania

Fundamentos, Objetivos e Legislação sobre o Programa de Governo Pro-Jovem. O código de ética profissional do Psicólogo. Lei Orgânica da Assistência Social, Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Estatuto da Criança e do Adolescente. Projeto ProJovem Adolescente: Contextualização e características gerais do ProJovem Adolescente. Concepção metodológica das ações socioeducativas do ProJovem Adolescente: os coletivos juvenis no ProJovem Adolescente, eixos estruturantes do serviço socioeducativo. Síntese dos Ciclos do ProJovem Adolescente. Direitos Humanos e Cidadania: Lei nº. 11.340, de 07 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha). Declaração dos Direitos Humanos. Técnicas e dinâmicas de grupo. Noções básicas sobre Psicologia; Noções básicas sobre Pedagogia;

 

LÍNGUA PORTUGUESA DO ITEM 2.1.1 PROGRAMA PRO-JOVEM ADOLESCENTE - SEMAST
CargoConteúdo
Assistente Social, Psicólogo, Professor de Comunicação Oral e Escrita e Línguas, Monitor de Matemática Financeira e Administração, Monitor de Saúde, Segurança e Atividades Física, Monitor de Atividades Culturais e CidadaniaInterpretação de texto. Pontuação. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem. Vozes verbais: ativa e passiva. Colocação pronominal. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Crase. Sinônimos, antônimos e parônimos. Sentido próprio e figurado das palavras.

 

CONHECIMENTOS GERAL DO ITEM 2.1.1 PROGRAMA PRO-JOVEM ADOLESCENTE - SEMAST
CargoConteúdo
Assistente Social, Psicólogo, Professor de Comunicação Oral e Escrita e Línguas, Monitor de Matemática Financeira e Administração, Monitor de Saúde, Segurança e Atividades Física, Monitor de Atividades Culturais e CidadaniaHistória de Rondônia: A conquista e colonização da Amazônia e a submissão do indígena a Exploração, conquista e ocupação da Amazônia no contexto do antigo regime; O processo de ocupação e expropriação indígena na área da História e criação do Rondônia e Cacoal e Atualidades. Construção e crise do "socialismo real"; Globalização e neoliberalismo; Escravidão e abolição no Brasil; Formação da classe operária no Brasil ; Populismo e trabalhismo no Brasil

Geografia de Rondônia: Aspectos sobre o relevo e planícies do Brasil; Sociedade e economia Brasileira, Aspectos gerais do Estado; Região Norte do Brasil; Brasil político; Limites do Estado; Estado de Rondônia (Evolução Político-Administrativa, Evolução Econômica, Setores Produtivo da Agropecuária Hidrografia); Área e População do Estado e do Município de Cacoal; Zoneamento Sócio-Econômico-Ecológico e Cidades de Rondônia.

Atualidades em geral.

 

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO ITEM 2.2.1 PAIF -
(PROGRAMA DE ATENÇÃO E INTEGRAÇÃO DA FAMÍLIA) - SEMAST

Cargo

Conteúdo

Coordenador

Fundamentos, Objetivos e Legislação sobre o Programa de Governo de Atenção e Integração da Família - PAIF; O código de ética profissional do Psicólogo. Lei Orgânica da Assistência Social, Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Estatuto da Criança e do Adolescente. Projeto PAIF: Contextualização e características gerais do PROJETO. Direitos Humanos e Cidadania: Lei nº. 11.340, de 07 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha). Declaração dos Direitos Humanos. Técnicas e dinâmicas de grupo; Teoria do Serviço Social: pressupostos; relação sujeito-objeto; objetivos; práxis profissional; Relação teoria-prática. Metodologia do Serviço Social: atendimento individual/familiar; o trabalho com grupos, comunidade e movimentos populacionais emergenciais; alternativas metodológicas; bio ética e ética profissional. Políticas sociais: organização atual dos serviços de saúde no Brasil;

Assistente Social

Fundamentos, Objetivos e Legislação sobre o Programa de Governo de Atenção e Integração da Família - PAIF; Teoria do Serviço Social: pressupostos; relação sujeito-objeto; objetivos; práxis profissional; Relação teoria-prática. Metodologia do Serviço Social: atendimento individual/familiar; o trabalho com grupos, comunidade e movimentos populacionais emergenciais; alternativas metodológicas; bio ética e ética profissional. Políticas sociais: organização atual dos serviços de saúde no Brasil; SUAS; Organizações Sociais de Saúde, situações de saúde e doença no Brasil; Serviço Social e Família. Serviço Social na Área Hospitalar. Serviço Social e Interdisciplinaridade. Humanização Hospitalar. O código de ética profissional do assistente social. Instituições Públicas e Políticas Públicas. Pobreza e desigualdade social no Brasil. Conselhos e Conferências. Lei Orgânica da Assistência Social, Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Redes de atendimento. Desenvolvimento local: concepção de território, participação no poder local, planejamento participativo, plano diretor, questões sociais urbanas e rurais. Família: As novas modalidades de família, metodologias de abordagem familiar. O Adolescente e a violência. Drogas lícitas e ilícitas. O poder dos grupos de jovens. Estatuto da Criança e do Adolescente. Direitos Humanos e Cidadania: Lei nº. 11.340, de 07 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha). Declaração dos Direitos Humanos. Técnicas e dinâmicas de grupo.

Psicólogo

Fundamentos, Objetivos e Legislação sobre o Programa de Governo de Atenção e Integração da Família - PAIF; O código de ética profissional do Psicólogo. Lei Orgânica da Assistência Social, Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Estatuto da Criança e do Adolescente. Projeto PAIF: Contextualização e características gerais do PROJETO. Direitos Humanos e Cidadania: Lei nº. 11.340, de 07 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha). Declaração dos Direitos Humanos. Técnicas e dinâmicas de grupo; Teoria do Serviço Social: pressupostos; relação sujeito-objeto; objetivos; práxis profissional; Relação teoria-prática. Metodologia do Serviço Social: atendimento individual/familiar; o trabalho com grupos, comunidade e movimentos populacionais emergenciais; alternativas metodológicas; bio ética e ética profissional. Políticas sociais: organização atual dos serviços de saúde no Brasil;

Educador Social

Fundamentos, Objetivos e Legislação sobre o Programa de Governo de Atenção e Integração da Família - PAIF; O código de ética profissional do Psicólogo. Lei Orgânica da Assistência Social, Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Estatuto da Criança e do Adolescente. Projeto PAIF: Contextualização e características gerais do PROJETO. Direitos Humanos e Cidadania: Lei nº. 11.340, de 07 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha). Declaração dos Direitos Humanos. Técnicas e dinâmicas de grupo; Teoria do Serviço Social: pressupostos; relação sujeito-objeto; objetivos; práxis profissional; Relação teoria-prática. Metodologia do Serviço Social: atendimento individual/familiar; o trabalho com grupos, comunidade e movimentos populacionais emergenciais; alternativas metodológicas; bio ética e ética profissional. Políticas sociais: organização atual dos serviços de saúde no Brasil; Didática: Educação, escola e professor; Ensinar e aprender; Planejamento de Ensino; Os Objetivos; Como ensinar; Avaliação; Pedagogia da autonomia, pratica educativa, Lei de Diretrizes e Bases (LDB), Reflexão crítica da prática pedagógica, estética e ética, criticidade.

Estagiários

Fundamentos, Objetivos e Legislação sobre o Programa de Governo de Atenção e Integração da Família - PAIF; O código de ética profissional do Psicólogo. Lei Orgânica da Assistência Social, Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Estatuto da Criança e do Adolescente. Projeto PAIF: Contextualização e características gerais do PROJETO. Direitos Humanos e Cidadania: Lei nº. 11.340, de 07 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha). Declaração dos Direitos Humanos. Técnicas e dinâmicas de grupo; Teoria do Serviço Social: pressupostos; relação sujeito-objeto; objetivos; práxis profissional; Relação teoria-prática. Metodologia do Serviço Social: atendimento individual/familiar; o trabalho com grupos, comunidade e movimentos populacionais emergenciais; alternativas metodológicas; bio ética e ética profissional. Políticas sociais: organização atual dos serviços de saúde no Brasil;

Zeladora

Fundamentos, Objetivos e Legislação sobre o Programa de Governo de Atenção e Integração da Família - PAIF;

 

LÍNGUA PORTUGUESA DO ITEM 2.2.1 PAIF - (PROGRAMA DE ATENÇÃO E INTEGRAÇÃO DA FAMÍLIA) - SEMAST

Cargo

Conteúdo

Coordenador, Assistente Social, Psicólogo, Educador Social e Estagiários.

Interpretação de Textos, Preposição, Verbo, Advérbio, Conjunção, Numeral, Substantivo, Sílaba Tônica, Sujeito, Concordância verbal e nominal, ortografia, pontuação e acentuação gráfica, regência nominal e verbal, pronome, crase, orações subordinadas e coordenadas.

Zeladora

(Interpretação de Textos, Ditongos, Tritongos e Hiatos, Coletivos, Conceitos de Gramáticas, Conceito de texto, Acentuação Tonica, acentuação gráfica, analise sintáticas, Sinônimo, Antônimo, Preposição, Verbo, Advérbio, Conjunção, Numeral, Substantivo, Sílaba Tônica, Sujeito, Concordância verbal e nominal, ortografia.)

 

CONHECIMENTOS GERAL DO ITEM 2.2.1 PAIF - (PROGRAMA DE ATENÇÃO E INTEGRAÇÃO DA FAMÍLIA) - SEMAST

Cargo

Conteúdo

Coordenador, Assistente Social, Psicólogo, Educador Social e Estagiários.

História de Rondônia: 1. A conquista e colonização da Amazônia e a submissão do indígena a Exploração, conquista e ocupação da Amazônia no contexto do antigo regime; O processo de ocupação e expropriação indígena na área da História e criação do Rondônia e Cacoal e Atualidades. Construção e crise do "socialismo real"; Globalização e neoliberalismo; Escravidão e abolição no Brasil; Formação da classe operária no Brasil ; Populismo e trabalhismo no Brasil

Geografia de Rondônia: Aspectos sobre o relevo e planícies do Brasil; Sociedade e economia Brasileira, Aspectos gerais do Estado; Região Norte do Brasil; Brasil político; Limites do Estado; Estado de Rondônia (Evolução Político-Administrativa, Evolução Econômica, Setores Produtivo da Agropecuária Hidrografia); Área e População do Estado e do Município de Cacoal; Zoneamento Sócio-Econômico-Ecológico e Cidades de Rondônia.

Atualidades em geral.

Zeladora

História Brasil de Rondônia, e Geografia de Rondônia; História e criação do Rondônia e Cacoal;

Atualidades em geral.

*O conteúdo programático poderá sofrer alterações.

ANEXO II

PRINCIPAIS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

ASSISTENTE SOCIAL -Execução das atividades inerentes ao Centro de Referência de Assistência Social - CRAS, de acordo com as instruções do Sistema Único de Assistência Social, visando propiciar condições de inclusão e promoção social, bem como o fortalecimento dos vínculos de pertencimento comunitário e familiar; reconhece possibilidades de articulação da rede sócio-assistencial e de outras políticas setoriais; fortalece os órgãos e instâncias de mobilização, deliberação e de pactuação da política de assistência social; identifica situações de vulnerabilidade e risco social local; propicia atendimento sócio-assistencial e psicológico ás pessoas individualmente, aos grupos sociais e famílias, considerando a situação social diagnosticada, a rede de proteção instalada e as potencialidades locais identificadas; inseri e promove as famílias de adolescentes em conflito com a lei em programas sociais; preveni situações de abandono, negligência, violência ou marginalização e criminalidade, potencializados pela pobreza, exclusão social e baixa estima; fortalece as relações familiares e comunitárias, por meio de orientação sócio-educativa; integra programas sociais para melhorar o impacto social, reduzir o custo operacional e permitir uma ampliação do acesso da população excluída; produzir e analisar informações sobre a população, rede social e situação social local; monitorar ações sócio-assistenciais e melhorar a efetividade dos programas, serviços e ações, bem como, da rede instalada para a prestação dos serviços; realizar estudos e pesquisas. Superior Serviço Social. 40 (quarenta) horas semanais.

PSICÓLOGO - Realiza o atendimento individual e grupal de adolescentes, bem como de suas famílias no CRAS - Centro de Referência de Assistência Social -, utilizando-se dos instrumentos técnico-operativos próprios de sua profissão; executa atividades grupais nas diversas modalidades e temáticas programadas pelo projeto técnico do PAIF, com adolescentes e famílias, compondo a equipe multiprofissional; procede a visitas, contatos e reuniões institucionais e eventos com a comunidade para articulação de recursos visando a intersetorialidade e a participação no PAIF; elabora laudos técnicos solicitados pela Coordenação, por outras autoridades referentes a atendidos do Programa, observando as normas técnicas e parâmetros éticos profissionais; realiza os encaminhamentos e acompanhamentos para a rede de atendimento, defesa e responsabilização de acordo com as orientações técnicas e operacionais estabelecidas. Superior Psicologia. 40 (quarenta) horas semanais.

PROFESSOR DE COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA E LÍNGUAS: Coordenar programas com crianças e adolescentes; organizar arquivos em geral inerentes a sua função, prestar orientações e informações em geral sobre os programas, projetos e serviços no local de trabalho; prestar acompanhamento e assessoria a organizações comunitárias e populares. Elaborar, coordenar e executar capacitações a partir das tendências pedagógicas; elaborar plano pedagógico social que norteia as ações com crianças e adolescentes atendidas em projetos, programas sócio-educativos. Fazer parte de equipe multi-disciplinar para implementação da política de assistência social; executar tarefas afins, de acordo com a LDB 93 94/96.

MONITORES: Orientações e informações em geral; organizar cadastros e solicitações de materiais; controlar e emitir relatórios; realizar trabalhos de ordem administrativa; participar administrativamente de reuniões sócio-educativas; sistematizar acompanhamentos; auxiliar na realização de eventos municipais; trabalhar com oficinas de artesanato nos programas sociais; trabalhar em oficinas de informática, datilografia, música, teatro nos programas sociais; preencher formulários; participar administrativamente de atividades de organização social e comunitária; auxiliar no transporte de crianças e adolescentes portadoras de necessidades especiais; participar de oficinas sócio-educativas com crianças em situação de rua bem como encaminha-las para os programas; participar com famílias, mulheres, idosos, portadores de necessidades especiais, crianças, adolescentes e indígenas; desenvolver oficinas de dança, teatro e cidadania; prestar orientação em oficinas profissionalizantes;

COORDENADOR: Execução das atividades inerentes ao Centro de Referência de Assistência Social - CRAS, técnicos, no desempenho de atividades administrativas, registro das atividades, sistemas de informação que subsidiam seu trabalho e organização das informações e dados sobre as famílias referenciadas ao CRAS e o território onde estão localizadas, bem como para o planejamento das atividades relacionadas aos serviços desenvolvidos na unidade.

EDUCADOR SOCIAL: Planejar, coordenar, supervisionar, executar e analisar planos, programas e projetos na área de Pedagogia da Secretaria; Atuar no Departamento de Pedagogia, analisando e exarando diagnósticos da área de pedagogia; Realizar atividades dentro da área de sua formação específica; Prestar apoio pedagógico a pacientes e familiares com os meios necessários ou disponíveis no Hospital, Centro de Saúde, etc; Assessorar autoridade de nível superior em assuntos de sua competência; Executar outras atividades correlatas.

ESTAGIÁRIO: Orientações e informações em geral; organizar cadastros e solicitações de materiais; controlar e emitir relatórios; realizar trabalhos de ordem administrativa; participar administrativamente de reuniões sócio-educativas; sistematizar acompanhamentos; auxiliar na realização de eventos municipais; trabalhar com oficinas de artesanato nos programas sociais; trabalhar em oficinas de informática, datilografia, música, teatro nos programas sociais; preencher formulários;

ZELADORA: Supervisionar e executar os serviços de limpeza e conservação das instalações do prédio; Organizar pedidos de material necessários ao funcionamento do serviços sob sua responsabilidade; Executar o serviço de limpeza e conservação; Realizar serviços relacionados com cozinha e copa do órgão; Executar outras atividades compatíveis do cargo.