SESAU - Secretaria de Estado da Saúde - RO

SESAU - SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

ESTADO DE RONDÔNIA

EDITAL Nº 149/GDRH/SEAD, DE 22 DE ABRIL DE 2009

ALTERADO PELAS RETIFICAÇÕES I, II E III

Notícia:   Secretaria de Estado da Saúde - RO oferece 1.134 vagas

O Secretário de Estado da Administração do Governo de Rondônia, Senhor VALDIR ALVES DA SILVA, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com a Lei Complementar n. 327, de 13 de dezembro de 2005, torna público o Edital de Abertura de Concurso Público para provimento de 1.140 (um mil cento quarenta) vagas, sendo: 590 (quinhentos e noventa) vagas com carga horária de 40 (quarenta) horas semanais, 24 (vinte e quatro) vagas com carga horária de 20 (vinte) horas semanais para os cargos de nível superior; 496 (quatrocentos e noventa e seis) vagas com carga horária de 40 (quarenta) horas semanais para os cargos de nível médio; e 30 (trinta)vagas com carga horária de 40 (quarenta) horas semanais para os cargos de nível fundamental, pertencentes ao Quadro de Pessoal Efetivo da Secretaria de Estado da Saúde - SESAU, mediante as condições estabelecidas neste Edital.

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1. O Concurso Público será regido por este Edital e executado pela Fundação Carlos Augusto Bittencourt - FUNCAB.

1.2. A realização da inscrição implica a concordância do candidato com as regras estabelecidas neste Edital, com renúncia expressa a quaisquer outras.

1.3. O prazo de validade do presente Concurso Público é de até 2 (dois) anos, a contar da data da publicação da homologação de seu resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por até igual período, mediante ato do Chefe do Poder Executivo Estadual, conforme dispõe o Artigo 37, inciso III, da Constituição Federal.

1.4. As inscrições para este Concurso Público serão realizadas via Internet ou presencialmente nas agências credenciadas dos Correios, conforme especificado no item 4.

1.4.1. Para os cargos de Nível Superior, as inscrições, deverão ser realizadas unicamente via Internet.

1.5. Todo o processo de execução deste Concurso Público, com as informações pertinentes, estará disponível no portal www.funcab.org

1.6. Todos os atos oficiais relativos ao Concurso serão publicados no Diário Oficial do Estado de Rondônia, ou na imprensa local e nos portais www.funcab.org e www.rondonia.ro.gov.br.

1.7. O candidato deverá acompanhar as notícias relativas a este Concurso nos órgãos de imprensa e portais citados no item 1.6, pois, caso ocorram alterações nas normas contidas neste Edital, elas serão neles divulgadas.

1.8. Os conteúdos programáticos da Prova Objetiva e as sugestões bibliográficas para os cargos de nível médio e de nível fundamental - ANEXO IV constarão do Manual do Candidato, que será entregue quando da inscrição nos Correios. Os conteúdos programáticos e sugestões bibliográficas para todos os cargos estarão disponíveis nos portais www.funcab.org e www.rondonia.ro.gov.br até o início das inscrições.

1.9. Os aprovados que vierem a ingressar no Quadro de Pessoal Efetivo da SESAU, pertencerão ao regime jurídico estatutário e reger-se-ão pelas disposições da Lei Complementar n. 482, de 11/11/2008, publicada no Diário Oficial do Estado de Rondônia n. 1.121, de 12/11/2008 e, no que couber pelo Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do Estado de Rondônia, das Autarquias e das Fundações Estaduais Públicas, previstos pela Lei Complementar n. 068, de 09 de dezembro de 1992 e suas alterações, bem como as demais normas legais.

1.10. Os cargos, vagas, requisitos e carga horária são os estabelecidos no quadro abaixo (a remuneração informada inclui: VENCIMENTO; GAE/ADIC. PROD. GAD; AUXÍLIO SAÚDE; GDTI/GRT. INC.).

Cargos de Nível Superior - Administrativo (40h semanais)
Cód.CargosRequisitos BásicosVagasLocalidadeRemuneração
ADMAdministrador- Diploma de Curso Superior em Administração;

- Registro no órgão de classe competente.

13Unidades - Porto VelhoR$ 1.197,15
AHOAdministrador Hospitalar- Diploma de Bacharel em Administração Hospitalar ou Diplona de Bacharel em Administração, acrescido de Curso de Especialização em Administração Hospitalar;

- Registro no órgão de classe competente.

5Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
1Hosp. Regional Buritis
1Hosp. Regional Extrema
ANSAnalista de Sistemas- Diploma de Curso Superior em Informática, reconhecido pelo MEC.5Unidades - Porto VelhoR$ 1.293,24
ARUArquiteto Urbanista- Diploma de Curso Superior em Arquitetura e Urbanismo;

- Registro no órgão de classe competente.

3Unidades - Porto VelhoR$ 5.069,59
COMContador- Diploma de Curso Superior em Ciências Contábeis;

- Registro no órgão de classe competente.

7Unidades - Porto VelhoR$ 1.293,24
ECOEconomista- Diploma de Curso Superior em Economia;

- Registro no órgão de classe competente.

5Unidades - Porto VelhoR$ 1.197,15
ENCEngenheiro Civil- Diploma de Curso Superior em Engenharia Civil;

- Registro no órgão de classe competente.

3Unidades - Porto VelhoR$ 5.069,59
ETREngenheiro de Segurança do Trabalho- Diploma de Curso Superior em Engenharia ou Arquitetura;

- Curso de Especialização em Segurança do Trabalho;

- Registro no órgão de classe competente.

4Unidades - Porto VelhoR$ 5.069,59
ENMEngenheiro Mecânico- Diploma de Curso Superior em Engenharia Mecânica;

- Registro no órgão de classe competente.

3Unidades - Porto VelhoR$ 5.069,59
ENQEngenheiro Químico- Diploma de Curso Superior em Engenharia Química;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 5.069,59
ENSEngenheiro Sanitário- Diploma de Curso Superior em Engenharia Sanitária;

- Registro no órgão de classe competente.

3Unidades - Porto VelhoR$ 5.069,59
ESTEstatístico- Diploma de Curso Superior em Estatística;

- Registro no órgão de classe competente.

7Unidades - Porto Velho R$ 1.197,15
FICFísico- Diploma de Curso Superior em Física;

- Curso de Especialização em Física Médica;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 1.293,24
GEOGeógrafo- Diploma de Bacharel em Geografia;

- Curso de Especialização em Geografia Médica ou Saúde Ambiental ou Saúde do Trabalhador;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 5.069,59

 

Cargos de Nível Superior - Saúde (40h semanais)
Cód.CargosRequisitos BásicosVagasLocalidadeRemuneração
ASSAssistente Social- Diploma de Curso Superior em Serviço Social;

- Registro no órgão de classe competente.

24Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
1Hosp. Regional Buritis
2Hosp. Regional Extrema
BIOBiólogo- Diploma de Bacharel em Biologia;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
BMOBiólogo - Biologia Experimental ou Molecular- Diploma de Bacharel em Biologia;

- Curso de Especialização em Biologia Experimental ou Molecular;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
BIMBiomédico- Diploma de Curso Superior em Biomedicina;

- Registro no órgão de classe competente.

5Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
1Hosp. Regional Extrema
CDECirurgião Dentista - Cirurgia Buco-Maxilo Facial- Diploma de Curso Superior em Odontologia;

- Especialização em Cirurgia Buco- Maxilo Facial;

- Registro no órgão de classe competente.

8Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
ENFEnfermeiro- Diploma de Curso Superior em Enfermagem;

- Registro no órgão de classe competente.

78Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
4Hosp. Regional Buritis
6Hosp. Regional Extrema
ENPEnfermeiro - Perfusão- Diploma de Curso Superior em Enfermagem;

- Curso de Especialização em Perfusão;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
FARFarmacêutico- Diploma de Curso Superior em Farmácia;

- Registro no órgão de classe competente.

30Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
FBIFarmacêutico Bioquímico- Diploma de Curso Superior em Farmácia-Bioquímica;

- Registro no órgão de classe competente.

7Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
1Hosp. Regional Extrema
FISFisioterapeuta- Diploma de Curso Superior em Fisioterapia;

- Registro no órgão de classe competente.

18Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
FIPFisioterapeuta - Perfusão- Diploma de Curso Superior em Fisioterapia;

- Curso de Especialização em Perfusão;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
FONFonoaudiólogo- Diploma de Curso Superior em Fonoaudiologia;

- Registro no órgão de classe competente.

7Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
MVTMédico Veterinário- Diploma de Curso Superior em Medicina Veterinária;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
NUTNutricionista- Diploma de Curso Superior em Nutrição;

- Registro no órgão de classe competente.

12Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
1Hosp. Regional Buritis
2Hosp. Regional Extrema
PSIPsicólogo- Diploma de Bacharel em Psicologia;

- Registro no órgão de classe competente.

11Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
1Hosp. Regional Buritis
2Hosp. Regional Extrema
PSPPsicólogo - Psicopedagogia- Diploma de Bacharel em Psicologia;

- Curso de Especialização em Psicopedagogia;

- Registro no órgão de classe competente.

3Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20
TEOTerapeuta Ocupacional- Diploma de Curso Superior em Terapia Ocupacional;

- Registro no órgão de classe competente.

10Unidades - Porto VelhoR$ 2.276,20

 

Cargos de Nível Superior - Médicos (40h semanais)
Cód.Cargos/especialidadesRequisitos BásicosVagasLocalidadeRemuneração
ALEMédico - Alergologista- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

3Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
ANEMédico - Anestesiologista24Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
2Hosp. Regional Buritis
3Hosp. Regional Extrema
MCPMédico - Cirurgião de Cabeça e Pescoço- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

4Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
MCAMédico - Cardiologista- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

7Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
CMHMédico - Cardiologista (Mapa, Holter e Ecocardiografia)- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
MCEMédico - Cardio-Pediatra (Ecocardiografia)- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
CARMédico - Cardiovascular- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

4Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
CIGMédico - Cirurgião Geral13Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
3Hosp. Regional Buritis
3Hosp. Regional Extrema
VIDMédico - Cirurgião Geral (Videolaparascopia)- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

3Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
EDGMédico - Cirurgião Pediátrico- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

4Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
CPLMédico - Cirurgião Plástico- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
CTOMédico - Cirurgião Torácico8Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
MCGMédico - Clínico Geral15Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
4Hosp. Regional Buritis
2Hosp. Regional Extrema
DERMédico - Dermatologista3Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
MTRMédico - do Trabalho2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
ENDMédico - Endocrinologista3Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
MENMédico - Endoscopista- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
EPIMédico - Epidemiologista- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
GASMédico - Gastroenterologista- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

4Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
GERMédico - Geriatra- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

3Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
GINMédico - Gineco- Oncologista3Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
GOBMédico - Gineco-Obstetra5Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
2Hosp. Regional Buritis
3Hosp. Regional Extrema
HEMMédico - Hematologista4Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
INFMédico - Infectologista3Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
INTMédico - Intensivista22Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
MASMédico - Mastologista2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
NEFMédico - Nefrologista (Adulto)- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
NEPMédico - Nefrologista (Pediátrico)- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
NCIMédico - Neurocirurgião- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

7Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
NEUMédico - Neurologista7Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
OFTMédico - Oftalmologista (Cirurgia de Retina)- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

3Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
ONCMédico - Oncologista- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

3Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
CIOMédico - Oncologista (Cirurgia Oncológica)- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
ONPMédico - Oncologista (Oncologia Pediátrica)- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
ONOMédico - Oncologista (Oncologia Ortopédica)- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
OURMédico - Oncologista (Oncologia Urológica)- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
ORTMédico - Ortopedista- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

7Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
2Hosp. Regional Buritis
2Hosp. Regional Extrema
OTOMédico - Otorrino- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

5Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
PATMédico - Patologista- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
PETMédico - Pediatra25Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
2Hosp. Regional Buritis
3Hosp. Regional Extrema
PEDMédico - Pediatra- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
PNEMédico - Pneumologista- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

3Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
PROMédico - Proctologista2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
PSQMédico - Psiquiatra3Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
RADMédico - Radiologista e Diagnóstico por Imagem- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
1Hosp.Regional Extrema
RATMédico - Radioterapeuta- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

5Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
REUMédico - Reumatologista2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
SATMédico - Sanitarista2Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
ULTMédico - Ultrassonografista (Ecografia com Doppler)- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

3Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00
1Hosp. Regional Extrema
UROMédico - Urologista- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

3Unidades - Porto VelhoR$ 9.050,00

 

Cargos de Nível Superior - Médicos (20h semanais)
Cód.Cargos/especialidadesRequisitos BásicosVagasLocalidadeRemuneração
A20Médico - Anestesiologista- Diploma de Curso Superior em Medicina;

- Residência Médica ou Título de Especialista (Convênio CFM/AMB/CNRM) na área a que concorre;

- Registro no órgão de classe competente.

7Unidades - Porto VelhoR$ 4.550,00
C20Médico - Cardiologista2Unidades - Porto VelhoR$ 4.550,00
I20Médico - Cirurgião Pediatra2Unidades - Porto VelhoR$ 4.550,00
T20Médico - Cirurgião Torácico2Unidades - Porto VelhoR$ 4.550,00
S20Médico - Intensivista5Unidades - Porto VelhoR$ 4.550,00
N20Médico - Neurocirurgião3Unidades - Porto VelhoR$ 4.550,00
U20Médico - Neurologista3Unidades - Porto VelhoR$ 4.550,00

 

Cargos de Nível Médio - Técnico Profissionalizante (40h semanais)
Cód.CargosRequisitos BásicosVagasLocalidadeRemuneração
TEFTécnico em Enfermagem- Certificado de Conclusão do Ensino Médio;

- Certificado de Curso Técnico em Enfermagem;

- Registro no órgão de classe competente.

232Unidades - Porto VelhoR$ 1.163,48
10Hosp. Regional Buritis
8Hosp. Regional Extrema
THETécnico em Hemoterapia- Certificado de Conclusão do Ensino Médio;

- Certificado de Curso Técnico em Hemoterapia;

- Registro no órgão de classe competente.

7Unidades - Porto VelhoR$ 1.163,48
THDTécnico em Higiene Dental- Certificado de Conclusão do Ensino Médio

- Certificado de Curso Técnico em Higiene Dental;

- Registro no órgão de classe competente.

5Unidades - Porto VelhoR$ 1.163,48
TLATécnico em Laboratório- Certificado de Conclusão do Ensino Médio;

- Certificado de Curso Técnico em Laboratório;

- Registro no órgão de classe competente.

16Unidades - Porto VelhoR$ 1.163,48
4Hosp. Regional Extrema
TNUTécnico em Nutrição Dietética- Certificado de Conclusão do Ensino Médio;

- Certificado de Curso Técnico em Nutrição Dietética;

- Registro no órgão de classe competente.

10Unidades - Porto VelhoR$ 1.163,48
TOPTécnico em Órtese e Prótese- Certificado de Conclusão do Ensino Médio;

- Certificado de Curso Técnico em Órtese e Prótese;

- Registro no órgão de classe competente.

7Unidades - Porto VelhoR$ 1.163,48
TRATécnico em Radiologia- Certificado de Conclusão do Ensino Médio;

- Certificado de Curso Técnico em Radiologia;

- Registro no órgão de classe competente.

7Unidades - Porto VelhoR$ 1.163,48
3Hosp. Regional Extrema
TERTécnico em Registro e Informações em Saúde- Certificado de Conclusão do Ensino Médio;

- Certificado de Curso Técnico em Registro Informação em Saúde;

- Registro no órgão competente.

10Unidades - Porto VelhoR$ 1.163,48
TVSTécnico em Vigilância em Saúde- Certificado de Conclusão do Ensino Médio;

- Certificado de Curso Técnico em Vigilância em Saúde;

- Registro no órgão competente.

5Unidades - Porto VelhoR$ 1.163,48

 

Cargos de Nível Médio - Administrativo (40h semanais)
Cód.CargosRequisitos BásicosVagasLocalidadeRemuneração
AAAAgente em Atividades Administrativas- Certificado de Conclusão do Ensino Médio Completo.127Unidades - Porto VelhoR$ 833,51
5Hosp. Regional Buritis
10Hosp. Regional Extrema
DECDesenhista/Cadista- Certificado de Conclusão do Ensino Médio Completo;

- Curso Profissionalizante em Auto- CAD.

3Unidades - Porto VelhoR$ 833,51
TEITécnico em Informática- Certificado de Conclusão do Ensino Médio;

- Certificado de Curso Técnico em Informática.

9Unidades - Porto VelhoR$ 893,57
1Hosp. Regional Buritis
2Hosp. Regional Extrema
4Hosp. Regional Buritis
5Hosp. Regional Extrema

 

Cargo de Nível Fundamental Completo (8ª série/9º ano) - Limpeza e Conservação (40h semanais)
Cód.CargoRequisito BásicoVagasLocalidadeRemuneração
ASGAuxiliar de Serviços Gerais- Certificado de Conclusão do Ensino Fundamental.21Unidades - Porto VelhoR$ 634,22
4Hosp. Regional Buritis
5Hosp. Regional Extrema

1.11. O número de vagas ofertadas no Concurso Público poderá ser ampliado durante o prazo de validade do Certame, desde que haja dotação orçamentária própria e disponível, vagas criadas que estejam em aberto e ainda, as que forem criadas por lei.

2. DOS REQUISITOS PARA INVESTIDURA NO CARGO

2.1. Os requisitos para investidura no cargo são os seguintes:

a) Ter nacionalidade brasileira ou gozar das prerrogativas dos Decretos n°. 70.391/72 e 70.436/72 e artigo 12, parágrafo 1º da Constituição Federal.

b) Estar quite com as obrigações eleitorais, para os candidatos de ambos os sexos.

c) Estar quite com as obrigações militares, para os candidatos do sexo masculino.

d) Encontrar-se em pleno gozo de seus direitos políticos e civis.

e) Não estar incompatibilizado para nova investidura em cargo público.

f) Comprovar a escolaridade exigida para o exercício do cargo para o qual se inscreveu.

g) Para os cargos cujo requisito exija registro em conselho profissional, deverá ser apresentado registro no Conselho Regional de Classe do Estado de Rondônia.

h) Ter aptidão física e mental e não apresentar deficiência que o incapacite para o exercício das funções do cargo para o qual concorre.

i) Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos.

j) Declaração negativa de antecedentes criminais.

k) Certidões fazendárias emitidas pela Secretaria de Estado de Finanças e Tribunal de Contas do Estado de Rondônia.

l) Firmar declaração de não estar cumprindo sanção por inidoneidade aplicada por qualquer órgão público e /ou entidade da esfera federal, estadual e/ou municipal.

m) Cumprir na íntegra as determinações previstas no Edital de abertura do concurso.

n) Para os cargos cujo requisito exija registro em conselho profissional, deverá ser apresentada Certidão Negativa do Conselho equivalente, em que tenha sido cadastrado nos últimos 5 (cinco) anos.

3. DAS ETAPAS

3.1. O presente Concurso Público será composto das seguintes etapas:

a) Para os cargos de nível superior:

1ª Etapa: Prova Objetiva, de conhecimentos gerais e específicos, de caráter classificatório e eliminatório;

2ª Etapa: Prova de Títulos, de caráter unicamente classificatório.

b) Para os cargos de nível médio:

Etapa única: Prova Objetiva, de conhecimentos gerais e específicos, de caráter classificatório e eliminatório;

c) Para o cargo de nível fundamental:

Etapa única: Prova Objetiva, de conhecimentos gerais e específicos, de caráter classificatório e eliminatório.

3.2. Ao final de cada etapa, será divulgada a relação dos candidatos aprovados no portal www.funcab.org.

3.3. A Prova Objetiva será aplicada, simultaneamente, nas cidades de Porto Velho, Ariquemes, Ji Paraná, Cacoal, Rolim de Moura, Vilhena e Guajará-Mirim, no Estado de Rondônia, devendo, o candidato, optar pelo local de realização de sua prova e vaga no ato da inscrição.

3.3.1. Para os cargos de Nível Superior - Médico, cujas vagas estão estabelecidas no item 1.10, haverá aplicação de Prova Objetiva nas cidades de Manaus, no Estado do Amazonas, Brasília, no Distrito Federal, Recife, no Estado de Pernambuco e São Paulo, no Estado de São Paulo, desde que o candidato faça opção no ato de sua inscrição.

4. DAS INSCRIÇÕES

4.1. O candidato, ao realizar a sua inscrição, deverá indicar no formulário de inscrição um único código de cargo e a localidade da vaga, bem como a localidade em que deseja realizar a Prova Objetiva.

4.2. Uma vez escolhido o código, o candidato automaticamente estará vinculado ao cargo e terá optado, também pela localidade de sua vaga bem como pelo local onde fará a prova. O candidato concorrerá unicamente àquela(s) vaga(s), não sendo admitida posterior alteração.

4.3. Antes de inscrever-se, o candidato deverá tomar conhecimento das normas e condições estabelecidas neste Edital, incluindo seus Anexos e o Manual do Candidato, partes integrantes das normas que regem o presente Concurso Público, das quais, não poderá alegar desconhecimento em nenhuma hipótese.

4.4. A inscrição no concurso exprime a ciência e tácita aceitação das normas e condições estabelecidas neste Edital.

4.5. As inscrições poderão ser realizadas pela Internet no portal www.funcab.org ou nas agências credenciadas dos Correios relacionadas no ANEXO III, no prazo estabelecido no Cronograma Previsto - ANEXO I.

4.5.1. Para os cargos de Nível Superior, cujas vagas estão estabelecidas no item 1.10 - Quadro de Vagas, as inscrições deverão ser realizadas unicamente via Internet, no portal www.funcab.org.

4.6. As taxas de inscrição serão de:

- R$ 80,00 (oitenta reais) para os cargos de nível superior;

- R$ 65,00 (sessenta e cinco reais) para os cargos de nível médio;

- R$ 50,00 (cinqüenta reais) para o cargo de nível fundamental.

4.7. A importância recolhida relativa à taxa de inscrição não será devolvida em hipótese alguma.

4.8. Efetivada a inscrição, não será aceito pedido de alteração de cargo, nem de localidade da vaga e nem de localidade da realização da Prova Objetiva.

4.8.1. Será facultado ao candidato, inscrever-se para mais de um cargo, desde que não haja coincidência nos turnos de aplicação das Provas Objetivas, a saber:

TURNO DA MANHÃ

Cargos de Nível Superior - Médicos

Cargos de Nível Superior - Administrativo

Cargos de Nível Superior - Saúde

Cargos de Nível Médio - Técnico Profissionalizante

TURNO DA TARDE

Cargos de Nível Médio - Administrativo

Cargo de Nível Fundamental Completo - Limpeza e Conservação

4.8.1.1. Para inscrever-se para mais de um cargo, o candidato deverá preencher a Ficha de Inscrição para cada cargo escolhido e pagar a taxa de inscrição correspondente a cada opção.

4.8.1.2. A possibilidade de efetuar mais de uma inscrição proporcionará maior oportunidade de concorrência aos candidatos, devendo ser observada a lei específica que trata sobre a acumulação dos cargos públicos, no caso de aprovação do candidato em mais de um cargo público.

4.8.1.3. O candidato que se inscrever em mais de um cargo, cujas provas forem aplicadas no mesmo turno, a primeira inscrição, realizada pelo candidato, será automaticamente cancelada, não havendo, neste caso, ressarcimento da taxa de inscrição referente à primeira inscrição.

4.9. Não será concedida isenção total ou parcial da taxa de inscrição, ressalvado o caso de Doadores de Sangue, previsto na Lei Estadual n. 1.134, de 10 de dezembro de 2002, regulamentada pelo Decreto n. 10.709, de 12 de novembro de 2003, publicado no Diário Oficial do Estado de Rondônia n. 5.353, de 12 de novembro de 2003.

4.10. Os interessados em obter a isenção do pagamento da taxa de inscrição, de que trata o subitem acima, por serem Doadores de Sangue, deverão cumprir os critérios constantes no roteiro abaixo:

4.11. Roteiro para solicitação da isenção de pagamento da taxa de inscrição:

I) Protocolar requerimento endereçado à Comissão de Acompanhamento do Concurso Público da SESAU, solicitando a isenção de pagamento da taxa de inscrição, devidamente assinado, que deverá ser anexado à Ficha de Inscrição Específica, devidamente preenchida, a qual poderá ser obtida no Posto de Atendimento - ANEXO II ou no portal www.funcab.org.

II) Anexar Declaração original emitida pela Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Rondônia - FHEMERON.

III) Cópia da Carteira de Identidade, devidamente autenticada em cartório.

IV) A documentação acima deverá ser protocolada impreterivelmente no período estabelecido no Cronograma Previsto - ANEXO I, não havendo prorrogação do período para a entrega.

V) A documentação poderá ser enviada via SEDEX ou Carta Registrada com Aviso de Recebimento (AR) para a Secretaria de Estado da Administração - SEAD - Concurso Público SESAU, destinada ao seguinte endereço: Rua Aparício Moraes, 3869, Bairro: Industrial - CEP: 76.821-094, Porto Velho - RO, devendo ser notificado à FUNCAB seu envio, através de mensagem encaminhada para o correio eletrônico concursos@funcab.org ou via fax (21) 2621- 0966, especificando nome completo do candidato, número da Ficha de Inscrição, data de postagem e o número identificador do objeto ou ainda, ser entregue pessoalmente no Posto de Atendimento - ANEXO II, no horário de 08h às 12h e de 14h às 18h (horário de Rondônia).

VI) A não apresentação de qualquer documento estabelecido, para comprovar a condição de doador de sangue ou a apresentação dos documentos fora dos padrões e formas solicitadas, implicará no indeferimento do pedido de isenção.

VII) A relação das isenções deferidas será divulgada na SEAD, no Posto de Atendimento - ANEXO II e no portal www.funcab.org.

VIII) Os candidatos com isenção deferida terão sua inscrição automaticamente efetivada e poderão retirar seu Manual do Candidato, no Posto de Atendimento - ANEXO II , até 5 (cinco) dias após a divulgação da relação das isenções ou consultar as informações no portal www.funcab.org.

IX) Sendo constatada, a qualquer tempo, como falsa, qualquer documentação entregue será cancelada a inscrição por ventura efetivada e anulados todos os atos dela decorrentes, respondendo ainda, seu autor, pela falsidade, na forma da lei.

X) As doações deverão estar compreendidas nos últimos 24 (vinte e quatro) meses, antes do término da inscrição do Concurso.

4.12. O candidato somente será considerado inscrito neste Concurso, após ter cumprido todas as instruções descritas no item 4 deste Edital e ter sua inscrição homologada pelo Secretário de Estado da Administração e divulgada nos portais www.funcab.org e www.rondonia.ro.gov.br.

4.13. Da inscrição nas agências credenciadas dos Correios

4.13.1. Para efetuar a inscrição nas agências credenciadas dos Correios, o candidato deverá proceder da seguinte forma:

a) comparecer a uma das agências credenciadas dos Correios identificadas no ANEXO III;

b) ler o Manual do Candidato disponível, para consulta, nas agências dos Correios;

c) solicitar e preencher, com letra de forma, a Ficha de Inscrição;

d) pagar a taxa de inscrição, em espécie, recebendo seu comprovante de inscrição, devidamente autenticado e um exemplar do Manual do Candidato.

4.13.2. O candidato deverá, no ato da inscrição, marcar em campo específico da Ficha de Inscrição, sua opção da localidade em que deseja fazer a Prova Objetiva, bem como para a localidade de sua opção de vaga. Depois de efetivada a inscrição, não será aceito pedido de alteração dessas opções.

4.13.3. Antes de efetuar o pagamento da taxa de inscrição, o interessado deverá certificar-se de que preenche os requisitos exigidos neste Edital, pois em hipótese alguma haverá devolução da mesma, salvo em caso de cancelamento do Certame por conveniência da Administração.

4.13.4. O comprovante de inscrição autenticado pelos Correios deverá estar de posse do candidato durante todo o Certame, para eventual certificação e consulta pelos organizadores.

4.13.5. O candidato poderá inscrever-se através de terceiros, mediante procuração específica simples para esse fim, não sendo necessário o reconhecimento de firma. No ato da inscrição, deverão ser anexadas à Ficha de Inscrição, a procuração e uma cópia do documento de identidade do candidato. Nesta hipótese, o candidato assumirá as conseqüências de eventuais erros de seu procurador, o qual deverá datar e assinar a Ficha de Inscrição.

4.13.6. A Ficha de Inscrição não poderá conter emendas, rasuras ou informações incompletas, sob pena de indeferimento da sua inscrição.

4.13.7. A Ficha de Inscrição contendo os dados do candidato deverá ser obrigatoriamente retida pela agência dos Correios, impreterivelmente até o último dia do término das inscrições, não podendo, em hipótese alguma, permanecer com o candidato.

4.13.8. Os candidatos que se inscreverem através das agências credenciadas dos Correios poderão confirmar sua inscrição no portal www.funcab.org, a partir do 8° dia útil após o encerramento das inscrições.

4.13.9. A confirmação da inscrição deverá ser impressa pelo candidato e guardada consigo juntamente com o canhoto da inscrição autenticado.

4.13.10. A FUNCAB não se responsabiliza por quaisquer atos ou fatos decorrentes de informações não verídicas, endereço inexato ou incompleto fornecido pelo candidato ou seu procurador.

4.13.11. A prestação de declaração falsa ou inexata e a não apresentação de qualquer documento exigido importarão em insubsistência de inscrição, nulidade de habilitação e perda dos direitos decorrentes, em qualquer tempo, em qualquer etapa do certame, sem prejuízo das sanções civis e penais cabíveis.

4.13.12. A inscrição feita através das agências dos Correios deverá obedecer ao horário de funcionamento de cada agência, bem como o período estabelecido no Cronograma Previsto - ANEXO I.

4.14. Da inscrição pela Internet

4.14.1. Para se inscrever pela Internet, o candidato deverá acessar o portal www.funcab.org, onde constam o Edital, a Ficha de Inscrição via Internet e os procedimentos necessários à efetivação da inscrição. A inscrição pela Internet estará disponível durante as 24 horas do dia, ininterruptamente, desde às 10 horas do 1° dia de inscrição até às 23h59min do último dia de inscrição, conforme estabelecido no Cronograma Previsto - ANEXO I considerando-se o horário oficial de Brasília.

4.14.2. O candidato deverá ler e seguir atentamente as orientações para preenchimento da Ficha de Inscrição, via Internet, e demais procedimentos, tomando todo o cuidado com a confirmação dos dados preenchidos antes de enviar a inscrição, evitando-se que o botão de rolagem do mouse seja acionado indevidamente e altere os respectivos dados.

4.14.3. Ao realizar a inscrição, via Internet, o candidato deverá imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento da taxa de inscrição, impreterivelmente, até o primeiro dia útil após o encerramento das inscrições, caso contrário, não será considerado inscrito.

4.14.4. As inscrições somente serão confirmadas após o banco ratificar o efetivo pagamento do valor da taxa de inscrição, que deverá ser feito dentro do prazo estabelecido, em qualquer agência da rede bancária, agência lotérica ou rede conveniada com banco, obrigatoriamente, por meio do boleto bancário específico, impresso pelo próprio candidato no momento da inscrição. Não será aceito pagamento feito através de depósito bancário, DOC´s ou similares.

4.14.5. O boleto pago, autenticado pelo caixa do banco ou o comprovante de pagamento deverá estar de posse do candidato durante todo o Certame, para eventual certificação e consulta pelos organizadores.

4.14.6. Para os candidatos que fizerem sua inscrição pela Internet, o Edital e seus Anexos estarão disponíveis no portal www.funcab.org para consulta e impressão.

4.14.7. Os candidatos que se inscreverem pela Internet poderão confirmar sua inscrição no portal www.funcab.org a partir do quinto dia útil após a efetivação do pagamento do boleto bancário.

4.14.8. A confirmação da inscrição deverá ser impressa pelo candidato e guardada consigo juntamente com o canhoto da inscrição autenticado.

4.14.9. O descumprimento de qualquer das instruções para inscrição via Internet implicará no cancelamento da mesma.

4.14.10. A inscrição via Internet é de inteira responsabilidade do candidato e deve ser feita com antecedência, evitando- se o possível congestionamento de comunicação do portal www.funcab.org nos últimos dias de inscrição.

4.14.11. A FUNCAB não será responsável por problemas na inscrição via Internet, motivados por falhas de comunicação ou congestionamento das linhas de comunicação nos últimos dias do período que venha a impossibilitar a transferência e o recebimento de dados.

5. DAS VAGAS RESERVADAS AOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

5.1. Às pessoas portadoras de deficiência, amparadas pelo inciso VIII do artigo 37, da Constituição Federal, na forma da Lei n. 515 de 4 de outubro de 1993 e, nos termos do presente Edital, será reservado o percentual de 10% (dez por cento) das vagas oferecidas no Concurso.

5.2. Caso a aplicação do percentual de que trata o subitem (5.1) resulte em número com fração, este será aproximado ao primeiro número inteiro subseqüente.

5.3. É considerada deficiência, toda perda ou anormalidade de uma estrutura ou função psicológica, fisiológica ou anatômica que gere incapacidade para o desempenho de atividade dentro do padrão considerado normal para o ser humano, conforme previsto em legislação pertinente.

5.4. Ressalvadas as disposições especiais contidas neste Edital, os candidatos portadores de deficiência participarão do Concurso em igualdade de condições com os demais candidatos, no que tange ao local de aplicação de prova, ao horário, ao conteúdo, à correção das provas, aos critérios de avaliação e aprovação, à pontuação mínima exigida e a todas as demais normas de regência do Concurso.

5.5. Os candidatos amparados pelo disposto no subitem (5.1) e que declararem sua condição por ocasião da inscrição, caso nomeados para posse, deverão se submeter à perícia médica realizada por junta médica do Estado de Rondônia, que terá decisão terminativa sobre a qualificação e aptidão do candidato, observada a compatibilidade da deficiência da qual é portador com as atribuições do cargo.

5.6. No caso de não ser aprovado nas provas ou na perícia médica ou de não haver candidatos aprovados em número suficiente para as vagas reservadas aos portadores de deficiência, as vagas remanescentes serão preenchidas pelos candidatos aprovados não portadores de deficiência, observada a ordem de classificação.

6. DA INSCRIÇÃO DO CANDIDATO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA

6.1. A inscrição dos candidatos portadores de deficiência far-se-á de qualquer uma das formas estabelecidas neste item, observando-se o que se segue.

6.2. O candidato portador de deficiência que pretende concorrer às vagas reservadas deverá, sob as penas da lei, declarar esta condição no campo específico da Ficha de Inscrição.

6.3. Os candidatos portadores de deficiência que efetuarem sua inscrição via Internet deverão, até o último dia de inscrição, entregar o laudo médico ORIGINAL, atestando claramente a espécie e o grau ou o nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças - CID, bem como a provável causa da deficiência no Posto de Atendimento ou enviar Carta Registrada, com Aviso de Recebimento (AR), para a FUNCAB - Concurso Público SESAU, Caixa Postal n° 99708 - Cep: 24.020-976 - Niterói/RJ, devendo ser notificado à FUNCAB seu envio, através de mensagem encaminhada para o correio eletrônico concursos@funcab.org ou via fax (21) 2621-0966, especificando nome completo do candidato, número da Ficha de Inscrição, data de postagem e o número identificador do objeto.

6.4. O candidato portador de deficiência que optar por inscrever-se em uma das agências credenciadas dos Correios deverá anexar o laudo médico original, de que trata o item (6.3), à Ficha de Inscrição.

6.5. O candidato portador de deficiência poderá solicitar condições especiais para a realização das provas, conforme previsto no artigo 40, parágrafos 1º e 2º do Decreto n°. 3.298/99, devendo solicitá-las, por escrito, no ato de sua inscrição.

6.5.1 A realização das provas em condições especiais requeridas pelo candidato, conforme disposto no subitem (6.5), ficará sujeita ainda, à apreciação e deliberação da FUNCAB, observados os critérios de viabilidade e razoabilidade.

6.6. O candidato que não declarar a deficiência, conforme estabelecido no subitem (6.2), ou deixar de enviar o laudo médico ORIGINAL ou enviá-lo fora do prazo determinado, perderá a prerrogativa em concorrer às vagas reservadas.

7. DAS PROVAS ESPECIAIS

7.1. Caso haja necessidade de condições especiais para se submeter à Prova Objetiva, o candidato deverá solicitá-la no ato da inscrição, no campo específico da Ficha de Inscrição, indicando claramente quais os recursos especiais necessários, arcando o candidato com as conseqüências de sua omissão.

7.2. A realização da prova em condições especiais ficará sujeita, ainda, à apreciação e deliberação da FUNCAB, observados os critérios de viabilidade e razoabilidade.

7.3. As candidatas lactantes que tiverem necessidade de amamentar durante a realização das provas, além de solicitar atendimento especial para tal fim, deverão levar um acompanhante que ficará em sala reservada para essa finalidade e que será responsável pela guarda da criança.

7.4. A candidata que não levar acompanhante não realizará as provas.

8. DAS CONDIÇÕES PARA REALIZAÇÃO DAS ETAPAS

8.1. As informações sobre os locais e os horários de aplicação das Provas Objetivas e demais etapas serão disponibilizadas no Posto de Atendimento - ANEXO II e no portal www.funcab.org com antecedência mínima de 5 dias da data de suas realizações, conforme consta no Cronograma Previsto - ANEXO I.

8.1.1. A FUNCAB enviará, apenas aos candidatos inscritos através das agências credenciadas dos Correios, como complemento às informações citadas no subitem anterior, Cartão de Confirmação da Inscrição (CCI), nela constando, data, horário e local de realização da Prova Objetiva, destinando-a ao endereço indicado na Ficha de Inscrição.

8.1.2. A Comunicação Individualizada enviada ao candidato não tem caráter oficial, sendo meramente informativa. Assim sendo, o candidato inscrito que não receber a comunicação sobre o local da Prova Objetiva até (03) três dias antes da data prevista para a realização da mesma, deverá obter as informações sobre sua alocação através das formas descritas no item 8.1 ou entrar em contato com a FUNCAB através do telefone / fax (21) 2621-0966.

8.1.3. Os candidatos que realizaram a inscrição pela Internet deverão acessar o Cartão de Confirmação da Inscrição (CCI), constando, data, horário e local de realização da Prova Objetiva no site www.funcab.org.

8.1.4. Não há necessidade de apresentação do CCI para realização das provas, bastando ao candidato dirigir-se ao seu respectivo local de prova de posse do documento oficial de identidade, conforme especificado no item 8.6 e subitem 8.6.1.

8.2. As convocações para as demais etapas serão feitas exclusivamente por meio de ato de convocação, a ser publicado no Diário Oficial do Estado e divulgado no portal www.funcab.org e no Posto de Atendimento - ANEXO II, nas datas estabelecidas no Cronograma Previsto - ANEXO I.

8.3. O candidato é o único responsável pela identificação correta de seu local de realização de cada etapa e pelo comparecimento no horário determinado.

8.4. Os horários das etapas referir-se-ão ao horário de Rondônia.

8.5. O candidato deverá comparecer ao local de realização da Prova Objetiva, com antecedência mínima de 1 (uma) hora do horário estabelecido para seu início, munido de caneta esferográfica azul ou preta.

8.6. Em todas as etapas, o candidato deverá comparecer ao local de prova, portando documento oficial e original de identidade.

8.6.1. Serão considerados documentos oficiais de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares (ex­Ministérios Militares), pelos Corpos de Bombeiros e pelas Polícias Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordens, Conselhos de Classe entre outros), Certificado de Reservista, Passaporte, Carteiras Funcionais do Ministério Público e Magistratura, carteiras expedidas por órgão público que, por Lei Federal, valem como identidade e Carteira Nacional de Habilitação (somente modelo com foto).

8.6.2. Não serão aceitos como documento de identidade: certidões de nascimento, títulos eleitorais, carteiras de motorista (modelo sem foto), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade, documentos ilegíveis, não identificáveis e/ou danificados.

8.6.2.1. O documento deverá estar em perfeitas condições, de forma a permitir, com clareza, a identificação do candidato (retrato e assinatura).

8.6.3. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de realização de qualquer etapa, documento de identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá apresentar documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, 30 (trinta) dias, ocasião em que será submetido à identificação especial, compreendendo coletas de assinaturas em formulário próprio para fins de Exame Grafotécnico e coleta de digital.

8.7. A identificação especial será exigida, também, ao candidato cujo documento de identificação apresente dúvidas relativas à fisionomia ou à assinatura do portador.

8.8. O documento de identidade deverá ser apresentado ao Fiscal de Sala ou responsável pelo local, antes do acesso à sala/local de prova.

8.8.1. Não será permitido, em hipótese alguma, o ingresso nas salas ou no local de realização da Prova Objetiva de candidatos sem documento oficial e original de identidade nem mesmo sob a alegação de estar aguardando que alguém o traga.

8.9. Não será permitido o ingresso de candidato no local de realização da Prova Objetiva, após o horário fixado para o seu início. Os portões de acesso aos locais de realização da prova serão fechados rigorosamente na hora marcada para o início das mesmas. Após o fechamento dos portões, não será permitido o acesso aos candidatos, em hipótese alguma.

8.10. Não será permitida, a permanência de acompanhante no local da prova, bem como de candidatos quando do término da mesma.

8.11. A prova acontecerá em dia, horário e local indicados nas publicações oficiais e no Cartão de Confirmação da Inscrição (CCI) do candidato. Não haverá, sob pretexto algum, segunda chamada, nem justificação de falta, sendo considerado eliminado do concurso o candidato que faltar à prova. Não haverá aplicação de prova fora do horário, data e locais pré-determinados.

8.12. A critério da FUNCAB será realizada coleta de digital de todos os candidatos, objetivando a realização de exame datiloscópico, com a confrontação dos candidatos que venham a ser convocados para nomeação.

8.13. O candidato não poderá ausentar-se da sala de realização da prova após assinatura da lista de presença e recebimento de seu Cartão-Resposta até o início efetivo da prova e, após este momento, somente acompanhado por Fiscal.

8.14. Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para aplicação das etapas em virtude de afastamento do candidato.

8.15. Será automaticamente eliminado do Concurso, o candidato que durante a realização da prova:

a) for descortês com qualquer membro da equipe encarregada da aplicação da prova;

b) for responsável por falsa identificação pessoal;

c) for surpreendido em comunicação com outro candidato durante a realização da Prova Objetiva;

d) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos para obter aprovação;

e) não devolver o Cartão-Resposta ao término da prova, antes de sair da sala;

f) ausentar-se do recinto da Prova Objetiva sem permissão;

g) deixar de assinar listas de presença;

h) não atender às determinações deste Edital;

i) fizer, em qualquer documento, declaração falsa ou inexata;

j) ausentar-se do local da Prova Objetiva antes de decorridas 60 (sessenta) minutos do início das mesmas;

k) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos;

l) for surpreendido em comunicação verbal, por escrito, através de telefone celular (o qual deverá ser mantido desligado) ou de qualquer outra forma;

m) utilizar-se de livros, códigos impressos, máquinas calculadoras e similares ou qualquer tipo de consulta;

n) ausentar-se do local de prova antes de decorrida uma hora do início das mesmas;

o) fizer e/ou utilizar qualquer tipo de anotação em papel ou similar que não tenha sido fornecido pela FUNCAB, na ocasião da realização das provas;

p) e não devolver o Caderno de Questões (se antes do horário determinado no subitem 9.12).

8.16. Durante a Prova Objetiva, não será admitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos, nem a utilização de livros, códigos, papéis, manuais, impressos ou anotações e agendas eletrônicas ou similares, telefone celular, BIP, walkman, gravador, máquina de calcular ou qualquer outro receptor de mensagens.

8.17. Constatando-se que o candidato utilizou processos ilícitos através de meio eletrônico, estatístico, visual ou grafológico, sua prova será anulada e ele será automaticamente eliminado do Concurso.

9. PROVA OBJETIVA - 1ª ETAPA

9.1. A Prova Objetiva terá caráter eliminatório e classificatório e será constituída de 40 (quarenta) questões de múltipla escolha para os cargos de nível fundamental, de 50 (cinqüenta) questões de múltipla escolha para os cargos de nível médio e de 60 (sessenta) questões de múltipla escolha para os cargos de nível superior, conforme tabelas apresentadas no subitem 9.5, cada uma contendo 5 (cinco) opções de resposta (de A a E), das quais, apenas uma única será correta.

9.2. Cada candidato receberá um Caderno de Questões e um único Cartão-Resposta que não poderá ser rasurado, amassado ou manchado.

9.3. A realização da Prova Objetiva, incluindo o preenchimento do Cartão-Resposta, terá duração de 4 (quatro) horas.

9.4. O candidato deverá seguir atentamente as recomendações contidas na capa de seu Caderno de Questões e em seu Cartão-Resposta.

9.5. A organização da prova, seu detalhamento, número de questões por disciplina e valor das questões encontram-se representados nas tabelas abaixo:

I) Para candidatos aos cargos de Nível Superior - Administrativo, Saúde e Médicos:

Disciplinas

Quantidade de questões

Valor de cada questão

Pontuação Máxima

- Língua Portuguesa

15

 

15

- Conhecimentos Regionais (História e Geografia de Rondônia)

06

 

6

- Noções de SUS

10

1

10

- Noções de Informática

05

 

5

Conhecimentos Específicos

24

2,25

54

Totais

60

-

90

II) Para candidatos aos cargos de Nível Médio:

Disciplinas

Quantidade de questões

Valor de cada questão

Pontuação Máxima

- Língua Portuguesa

15

 

 

- Conhecimentos Regionais (História e Geografia de Rondônia)

05

 

 

- Noções de SUS

05

2

60

- Noções de Informática

05

 

 

Conhecimentos Específicos

20

2

40

Totais

50

-

100

III) Para candidatos aos cargos de Nível Fundamental:

Disciplinas

Quantidade de questões

Valor de cada questão

Pontuação Máxima

- Língua Portuguesa

15

3

45

- Conhecimentos Regionais (História e Geografia de Rondônia)

10

1

10

Conhecimentos Específicos

15

3

45

Totais

40

-

100

9.6. Será eliminado do presente Concurso, o candidato que não obtiver, pelo menos, 50% (cinqüenta por cento) dos pontos da Prova Objetiva e/ou obtiver nota 0 (zero) em qualquer uma das disciplinas.

9.7. O candidato deverá transcrever as respostas da Prova Objetiva para o Cartão-Resposta, que será o único documento válido para correção eletrônica.

9.8. A transcrição das alternativas para o Cartão-Resposta e sua assinatura são obrigatórias e serão de inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder em conformidade com as instruções específicas nele contidas, pois a correção da prova será feita somente nesse documento e por processamento eletrônico. Assim sendo, fica o candidato obrigado, ao receber o Cartão-Resposta, verificar se o número do mesmo corresponde ao seu número de inscrição contido no CCI e na Lista de Presença. Não haverá substituição de Cartão-Resposta.

9.8.1 Por motivo de segurança, poderão ser aplicadas provas de mesmo teor, porém com gabaritos diferenciados, de forma que, caberá ao candidato, conferir se a LETRA DO GABARITO OU A COR constante em seu Cartão-Resposta corresponde com o Caderno de Questões recebido. Caso haja qualquer divergência, o candidato deverá, imediatamente, informar ao Fiscal de Sala e solicitar a correção.

9.9. O candidato deverá marcar, para cada questão, somente uma das opções de resposta. Será considerada errada e atribuída nota 0 (zero) à questão com mais de uma opção marcada, sem opção marcada, com emenda ou rasura.

9.10. O candidato só poderá retirar-se definitivamente do recinto de realização da prova, após 1 (uma) hora, contada do seu efetivo início.

9.11. Ao final da prova, os 03 (três) últimos candidatos deverão permanecer na sala até que o último candidato termine sua prova, devendo todos assinar a Ata de Fiscalização, atestando a idoneidade da fiscalização da prova, retirando-se da mesma de uma só vez.

9.12. O candidato só poderá levar o próprio exemplar do Caderno de Questões, se deixar a sala a partir de 1 (uma) hora para o término do horário da prova.

9.13. No dia de realização da prova não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação e/ou pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo da mesma e/ou aos critérios de avaliação.

9.14. Por motivo de segurança, somente é permitido ao candidato fazer qualquer anotação durante a prova em seu Caderno de Questões.

9.15. Ao terminar a prova, o candidato deverá entregar ao Fiscal o Caderno de Questões, se ainda não o puder levar, o Cartão-Resposta, bem como todo e qualquer material cedido para a execução das provas.

9.16. O gabarito oficial da Prova Objetiva será afixado na SEAD e disponibilizado no portal www.funcab.org, no segundo dia útil após a data de realização da prova, considerando-se o horário de Rondônia.

9.17. No dia da realização da Prova Objetiva, na hipótese do nome do candidato não constar nas listagens oficiais relativas aos locais de prova estabelecidos no Edital de Convocação, a FUNCAB procederá à inclusão do candidato, mediante a apresentação do comprovante de inscrição autenticado pelos Correios ou boleto bancário com comprovação de pagamento efetuado dentro do prazo previsto para as inscrições, ambos originais, com o preenchimento e assinatura do formulário de Solicitação de Inclusão.

9.17.1. A inclusão será realizada de forma condicional e será analisada pela FUNCAB, com o intuito de se verificar a pertinência da referida inscrição.

9.17.2. Constatada a improcedência da inscrição, a mesma será automaticamente cancelada sem direito à reclamação, independentemente de qualquer formalidade, considerados nulos todos os atos dela decorrentes.

10. DA PROVA DE TÍTULOS - 2ª ETAPA

10.1. Somente serão convocados para essa etapa, os candidatos aos cargos de nível superior e que obtiverem na Prova Objetiva, classificação igual a, no máximo, três vezes o número de vagas, disponíveis no quadro do item 1.10 para o cargo/localidade aos quais concorre. Caso haja empate na última posição deste quantitativo, todos os empatados serão convocados.

10.1.1. Todos os candidatos que concorrem às vagas destinadas aos portadores de deficiência aprovados na Prova Objetiva serão convocados, mesmo que não alcancem posicionamento definido no item 10.1.

10.1.2. Os candidatos portadores de deficiência que forem convocados e que não estiverem dentro do posicionamento definido no item 10.1, se aprovados no Concurso, constarão somente na classificação à parte e estarão concorrendo apenas às vagas destinadas aos portadores de deficiência, não constando na listagem geral, referente às vagas de ampla concorrência.

10.2. Os títulos para análise deverão ser encaminhados, impreterivelmente, no período definido no Cronograma Previsto - ANEXO I, via SEDEX ou Carta Registrada com Aviso de Recebimento (AR) à FUNCAB - Concurso Público SESAU, Caixa Postal n. 99708 - CEP: 24.020-976 - Niterói/RJ, devendo ser notificado à FUNCAB seu envio, através de mensagem encaminhada para o correio eletrônico concursos@funcab.org ou via fax (21) 2621-0966, especificando nome completo do candidato, número da Ficha de Inscrição, data de postagem e o número identificador do objeto ou entregues no Posto de Atendimento.

10.3. A Prova de Títulos terá caráter apenas classificatório.

10.4. Os títulos deverão ser apresentados por meio de cópias autenticadas em cartório, anexando formulário próprio para entrega de títulos, disponível no portal www.funcab.org. Fica reservado à Comissão de Acompanhamento do Concurso Público da SESAU o direito de exigir, a seu critério, a apresentação dos documentos originais para conferência.

10.5. Somente serão considerados os títulos obtidos pelos candidatos até a data do envio do formulário dos Títulos, através do portal www.funcab.org, e que se enquadrarem nos critérios previstos neste Edital e que sejam voltados para a área específica do cargo - especialidade.

10.6. Todos os cursos previstos para pontuação na avaliação de títulos deverão estar concluídos.

10.7. Somente serão considerados como documentos comprobatórios diplomas, certificados ou declarações de conclusão do curso, atestando a data de conclusão, a carga horária e a defesa da tese com aprovação da banca.

10.8. Serão considerados os seguintes títulos, para efeitos do presente Concurso:

Título

Valor por Título

A) Pós-Graduação Stricto Sensu - Doutorado

4,5 pontos

B) Pós-Graduação Stricto Sensu - Mestrado

3,5 pontos

C) Pós-Graduação Lato Sensu (mínimo de 360 horas)

2,0 pontos

10.9. Somente será pontuado um título em cada nível de pós-graduação.

10.10. A nota final dos títulos, de caráter classificatório, corresponderá à soma dos pontos obtidos pelo candidato, variando de 0 (zero) a 10 (dez) pontos.

10.11. As listagens com as notas dos candidatos, cujos títulos forem analisados, serão divulgadas no portal www.funcab.org, na data prevista no Cronograma - ANEXO I.

11. DOS RECURSOS

11.1. O candidato poderá apresentar recurso, devidamente fundamentado, a qualquer das questões da Prova Objetiva, informando as razões pelas quais discorda do gabarito ou conteúdo da questão.

11.2. O recurso deverá ser:

a) apresentado em formulário específico, conforme consta no Manual do Candidato e disponível no portal www.funcab.org, sendo necessário, o preenchimento de um formulário para cada questão recorrida;

b) transcrito em letra de forma ou impresso com o preenchimento obrigatório de todos os campos do formulário, contendo a fundamentação das alegações, comprovadas por meio de citação de artigos amparados pela legislação, itens, páginas de livros, nome dos autores e, anexando sempre que possível cópia da documentação comprobatória;

c) assinado pelo candidato;

d) entregue no Posto de Atendimento ou via formulário on line ou via fax (21) 2621-0966, dentro do período previsto no ANEXO I - Cronograma Previsto, contido no Manual do Candidato e disponível na página do Concurso Público no portal www.funcab.org.

11.3. Após o julgamento dos recursos interpostos, os pontos correspondentes às questões da Prova Objetiva, porventura anuladas, serão atribuídos a todos os candidatos, indistintamente.

11.4. Da nota dos Títulos, somente será aceito pedido de revisão, cabendo à Banca Examinadora, exclusivamente, a sua reavaliação.

11.5. O pedido de revisão deverá conter, obrigatoriamente, o nome do candidato, o número de sua inscrição, o cargo - especialidade para o qual concorre e ser encaminhado à FUNCAB, na data definida no Cronograma Previsto - ANEXO I, via formulário on line disponível no portal www.funcab.org ou por fax (21) 2621-0966, até às 18h, horário de Rondônia.

11.6. Será indeferido o recurso e/ou o pedido de revisão feito fora do prazo estipulado no ANEXO I - Cronograma Previsto e/ou aquele que não atender o estabelecido neste item.

11.7. As alterações de gabarito ou das notas, após exame dos recursos e/ou pedido de revisão, serão dadas a conhecer, coletivamente, pela Internet no portal www.funcab.org, na data prevista no ANEXO I - Cronograma Previsto.

11.8. A decisão proferida pela Banca Examinadora será irrecorrível.

12. DA CLASSIFICAÇÃO FINAL DO CONCURSO

12.1. A nota final no Concurso, para candidatos nos cargos de nível superior, será a nota final da Prova Objetiva, somada à nota obtida na Prova de Títulos, perfazendo um total de, no máximo, 100 (cem) pontos.

12.2. A nota final no Concurso, para candidatos nos cargos de nível médio e fundamental, será a nota final da Prova Objetiva, podendo ser obtido, no máximo, 100 (cem) pontos.

13. DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE

13.1. No caso de igualdade de pontuação na classificação final, após observância do disposto no parágrafo único, do art. 27, da Lei 10.741, de 01/10/2003 (Estatuto do Idoso), dar-se-á preferência sucessivamente ao candidato que:

a) obtiver, na Prova Objetiva, o maior número de pontos na disciplina de Conhecimentos Específicos;

b) obtiver, na Prova Objetiva, maior número de pontos na disciplina de Língua Portuguesa;

c) obtiver maior número de pontos em noções de informática ou SUS, quando houver;

d) e tiver mais idade.

14. DISPOSIÇÕES FINAIS

14.1. Os candidatos poderão obter informações gerais referentes ao Concurso Público através do portal www.funcab.org ou por meio dos telefones (21) 2621-0966 e (69) 3224-5460.

14.1.1. Não serão dadas, por telefone, informações a respeito de datas, locais e horários de realização das provas e nem de resultados, gabaritos, notas, classificação, convocações ou outras quaisquer relacionadas aos resultados provisórios ou finais das provas e do Concurso. O candidato deverá observar rigorosamente os editais e os comunicados a serem divulgados na forma definida neste Edital.

14.1.2. Quaisquer alterações nas regras fixadas neste Edital somente poderão ser feitas por meio de outro edital.

14.2. O candidato deverá acompanhar as publicações dos Editais, comunicações, retificações e convocações referentes a este Concurso.

14.3. Caso o candidato queira utilizar-se de qualquer direito concedido por legislação pertinente, deverá fazer a solicitação somente na SEAD, nos primeiros 10 (dez) dias do início da inscrição. Este período não será prorrogado em hipótese alguma, não cabendo, portanto, acolhimento de recurso posterior relacionado a este item.

14.4. O resultado final da Prova Objetiva será divulgado na Internet nos portais www.funcab.org e www.rondonia.ro.gov.br e publicado no Diário Oficial do Estado de Rondônia, em jornais de maior circulação no Estado de Rondônia.

14.5. Acarretará a eliminação do candidato do Concurso Público, sem prejuízo das sanções penais cabíveis, a burla ou a tentativa de burla a quaisquer das normas definidas neste Edital e/ou em outros editais relativos ao Concurso, nos comunicados e/ou nas instruções constantes de cada prova.

14.6. O resultado final do Concurso Público será homologado pela Secretaria de Estado da Administração - SEAD, publicado e divulgado na forma prevista no subitem 14.4.

14.7. A aprovação e a classificação final geram, para o candidato, apenas a expectativa de direito à nomeação. A Administração, reserva-se o direito de proceder às nomeação, em número que atenda ao interesse, à disponibilidade e às necessidades do serviço, considerando as vagas oferecidas no Concurso e/ou as vagas, por ventura, ampliadas.

14.8. O candidato que não atender à convocação para a apresentação dos requisitos citados no item 2 deste Edital, no prazo a ser oportunamente divulgado, será automaticamente excluído do Concurso Público.

14.8.1. Somente será recebido e analisado, pedido de relotação depois de completado o período de estágio probatório de 3 anos.

14.9. Caso não haja candidatos suficientes aprovados e classificados para o preenchimento das vagas, para os cargos de nível superior, oferecidas no presente Concurso Público, candidatos poderão ser convocados, obedecendo-se à ordem de aprovação na Prova Objetiva, para a 2ª etapa (prova de títulos). A nova classificação gerada não interferirá nas classificações anteriores.

14.10. Não serão aceitos protocolos dos documentos exigidos.

14.11. Não será fornecido ao candidato, documento comprobatório de classificação em qualquer etapa do presente Concurso Público, valendo, para esse fim, a homologação divulgada em jornais de circulação no Estado de Rondônia, Internet e Diário Oficial do Estado de Rondônia.

14.12. O candidato deverá manter atualizado o seu endereço junto à FUNCAB, até o encerramento da 1ª etapa do Concurso Público e, após, na Secretaria de Estado da Administração - SEAD, por ocasião da possível posse.

14.13. As legislações com entrada em vigor após a data de publicação deste Edital, bem como alterações em dispositivos legais e normativos a ele posteriores, não serão objetos de avaliação nas provas do presente Concurso Público.

14.14. As sugestões bibliográficas são oferecidas meramente como opções de estudo, podendo outras bibliografias serem consultadas. Outras bibliografias poderão ser adotadas em questões da Prova Objetiva.

14.15. É de inteira responsabilidade do candidato, acompanhar as publicações de todos os atos referentes ao presente Concurso durante todo o prazo de validade do mesmo.

14.16. São fases do processo seletivo: o presente Concurso Público, o Exame Admissional e o Estágio Probatório.

14.17. O Exame Médico Admissional será realizado por profissionais credenciados pelo Estado de Rondônia, para avaliação da capacidade física e mental do candidato classificado, quando convocado para posse e efetivo exercício do cargo. Tem caráter eliminatório e constitui condição e pré-requisito para que se concretize a posse.

14.18. É expressamente proibido fumar no local de realização de provas.

14.19. A administração poderá adotar ao sistema de reconvocação para posse, de candidatos nomeados e não- empossados, por cargo e/ou especialidade e localidade para qual se inscreveu, considerando o não-preenchimento de vagas previstas neste Edital, seguindo aos critérios dispostos nos itens seguintes.

14.20. Somente poderá ser reconvocado o candidato nomeado que não apresentou o comprovante de conclusão de curso, exigido para a posse, com a devida habilitação, legalmente reconhecido pelo Ministério da Educação do Brasil, devendo este protocolar requerimento junto à Secretaria de Estado da Administração, dentro do prazo de 30 (trinta) dias, a contar da data da publicação do ato de sua nomeação, solicitando a possível reconvocação e ainda ter seu pedido deferido.

14.21. Caso seja deferido o pedido do candidato a Administração o reconduzirá, por cargo e/ou especialidade e localidade, nos quais concorreu no certame, para uma relação à parte, que, para a reconvocação, obedecerá à ordem rigorosa de classificação, constante do Edital de homologação do presente Concurso Público.

14.22. A reconvocação dar-se-á com nova nomeação, com posterior convocação para posse, através de Edital publicado no Diário Oficial do Estado de Rondônia e no site www.rondonia.ro.gov.br.

14.23. A reconvocação somente poderá ocorrer depois de todos os candidatos, aprovados no presente Concurso Público, terem sido nomeados.

14.24. O prazo para a reconvocação é o mesmo da validade do presente Concurso Público.

14.25. Não caberá à FUNCAB e nem à Administração, nenhuma responsabilidade com o que possa acontecer ao candidato durante as provas e no decorrer de todo o Concurso.

14.26. As ocorrências não previstas neste Edital serão resolvidas a critério exclusivo e irrecorrível da Comissão de Acompanhamento do Concurso Público e da FUNCAB e, em última instância administrativa, pela Procuradoria Geral do Estado de Rondônia.

14.27 Integram este Edital, os Anexos I, II, III, IV e V.

Porto Velho - RO, 22 de abril de 2009.

VALDIR ALVES DA SILVA
Secretário de Estado da Administração

ANEXO I - CRONOGRAMA PREVISTO

CRONOGRAMA DE ATIVIDADES

DATAS PREVISTAS

Prazo para solicitação de isenção da taxa de inscrição

27/04 a 30/04/2009

Divulgação da relação final das isenções deferidas e indeferidas

20/05/2009

Período das inscrições nas agências dos Correios

30/04 a 28/05/2009

Período das inscrições pela Internet

27/04 a 31/05/2009

Último dia para pagamento do boleto (inscrição feita pela Internet)

01/06/2009

Período para obter informações sobre locais das Provas Objetivas

15/06/2009

Aplicação das Provas Objetivas

21/06/2009

Divulgação dos gabaritos das Provas Objetivas

22/06/2009

Prazo para encaminhamento dos recursos das Provas Objetivas

23/06 a 24/06/2009

Divulgação do resultado dos recursos e das notas da Prova Objetiva Divulgação dos convocados para entrega de títulos

17/07/2009

Prazo para pedido de revisão da nota da Prova Objetiva

20/07/2009

Divulgação do resultado da revisão da nota da Prova Objetiva

22/07/2009

Prazo para entrega dos Títulos

23/07 e 24/07/2009

Divulgação do resultado da Análise e Avaliação dos Títulos

17/08/2009

Data para pedido de revisão das notas atribuídas aos Títulos

18/08/2009

Divulgação do resultado da revisão das notas atribuídas aos Títulos

25/08/2009

Divulgação do resultado final

26/08/2009

ANEXO II - POSTO DE ATENDIMENTO

LOCAL

FUNCIONAMENTO

Shopping Cidadão, Avenida Sete de Setembro, n. 830 - Centro - Porto Velho/RO.

Segunda à sexta-feira (exceto feriados)
Das 08h às 12h e das 14h às 18h (Horário de Rondônia)

ANEXO III - AGÊNCIAS CREDENCIADAS DOS CORREIOS

AGÊNCIAS

ENDEREÇOS

Município

AC Central Porto Velho

Avenida Presidente Dutra, 2701 - Centro

Porto Velho

AC Tancredo Neves

Rua José Amador dos Reis, 3606 - Tancredo Neves

Porto Velho

AC Salgado Filho

Av. Nações Unidas, 294 - N. Srª das Graças

Porto Velho

AC Ariquemes

Av. Tancredo Neves, 1620 - Centro

Ariquemes

AC Buritis

Rua Barretos, 1690 - Centro

Buritis

AC Cacoal

Av. São Paulo, 2775 - Centro

Cacoal

AC Colorado do Oeste

Av. Rio Negro, n.º 4139 - Centro

Colocado do Oeste

AC Jaru

Av. Dom Pedro I, n.º 2903 - Centro

Jaru

AC Guajará Mirim

Av. Presidente Dutra, n.º 576 - Centro

Guajará Mirim

AC Ji-Paraná

Av. Marechal Rondon, n.º 501 - Centro

Ji-Paraná

AC Machadinho do Oeste

Av. São Paulo, n.º 3057 - Centro

Machadinho do Oeste

AC Nova Mamoré

Av. Desiderio Domingos Lopes, n. 3142 - Centro

Nova Mamoré

AC Ouro Preto do Oeste

Av. Santos Dumont s/n.º - Setor 3 - Centro

Ouro Preto do Oeste

AC Pimenta Bueno

Av. Presidente Dutra, n.º 3729 - Centro

Pimenta Bueno

AC Rolim de Moura

Rua Jaguaribe, n° 4493 - Centro

Rolim de Moura

AC Vilhena

Av. Rony de Castro Pereira, 3927 - Centro

Vilhena

ANEXO IV - CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS NÍVEL SUPERIOR (PARA CARGOS ADMINISTRATIVOS, SAÚDE E MÉDICOS) 1° CONTEÚDO: CONHECIMENTOS GERAIS

LÍNGUA PORTUGUESA

Conteúdo Programático: Compreensão e interpretação de textos. Denotação e conotação. Ortografia: emprego das letras e acentuação gráfica. Classes de palavras e suas flexões. Processo de formação de palavras. Verbos: conjugação, emprego dos tempos, modos e vozes verbais. Concordâncias nominal e verbal. Regências nominal e verbal. Emprego do acento indicativo da crase. Colocação dos pronomes átonos. Emprego dos sinais de pontuação. Semântica: sinonímia, antonímia, homonímia, paronímia, polissemia e figuras de linguagem. Funções sintáticas de termos e de orações. Processos sintáticos: subordinação e coordenação.

Sugestões Bibliográficas: BECHARA, Evanildo. Gramática escolar da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna. CARNEIRO, A. Dias. Texto em construção: interpretação de texto. 2 ed. São Paulo: Moderna,. CUNHA, C. & CINTRA, L. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. GARCIA, Othon M. Comunicação em prosa moderna. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas. KURY, A. da Gama. Ortografia, pontuação, crase. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. KURY, A. da Gama. Português básico. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. MACEDO, Walmirio.

Gramática da língua portuguesa. RJ: Presença.

CONHECIMENTOS REGIONAIS (História e Geografia de Rondônia)

Conteúdo Programático: A inserção de Rondônia na Região Norte: aspectos sócio-econômicos e principais problemas regionais. A integração entre Rondônia e demais estados da Região Norte. O impacto do desenvolvimento econômico no meio ambiente. Rondônia. Criação do Estado de Rondônia e processos de povoamento. Núcleos de povoamento. Colonização. Ferrovia Madeira-Mamoré (1ª fase e 2ª fase). Ciclo da borracha (1ª fase e 2ª fase). Relevo, hidrografia, vegetação, clima, solos e degradação ambiental. Questões demográficas, urbanização e atividades econômicas nas suas relações com o espaço nacional e global.

Sugestões Bibliográficas: TEIXEIRA, Marco Antônio Domingues & FONSECA, Dante Ribeiro da. História Regional (Rondônia). 4ª Edição. Ed. Rondoniana. OLIVEIRA, Ovídeo Amélio de. História Desenvolvimento e Colonização do Estado de Rondônia. 4ª Edição. Dinâmica Editora; MEDEIROS, Edílson Lucas. A História da Evolução Sócio-Política de Rondônia, 1ª Edição, 2004, Editora Rondoforms. OLIVEIRA, Ovídeo Amélio de. Geografia de Rondônia. Espaço & Produção. 3ª Edição. Dinâmica Editora. Livros didáticos de geografia do Brasil publicados pelas editoras Ática, Moderna ou Scipione.

NOÇÕES DE SUS

Conteúdo Programático: Evolução das políticas de saúde no Brasil. Sistema Único de Saúde - SUS: conceitos, fundamentação legal, princípios, diretrizes e articulação com serviços de saúde. Participação popular e controle social. A organização social e comunitária. Os Conselhos de Saúde. O Pacto pela Saúde. Sugestões Bibliográficas: BRASIL. Lei 8080, de 19 de setembro de 1990. DOU, 20/09/1990. Brasília - DF. Ano CXXVIII. BRASIL. Ministério da Saúde. NOB-SUS, 1996: Norma Operacional Básica do Sistema de Saúde - SUS. Brasília (DF): Ministério da Saúde. 1ª ed. Publicada no DOU de 06//11/1996. 1997. BRASIL. Ministério da Saúde. O SUS e o controle social: guia de referência para conselheiros municipais. Brasília; Ministério da Saúde. BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria GM/Ministério da Saúde n.095/01-Publicada no DOU de 29/01/2001. Norma Operacional da Assistência a Saúde 01/2001 folha 1-47. BRASIL. Ministério da Saúde. Regionalização da Assistência à Saúde: Aprofundando a Descentralização com Eqüidade no Acesso - NOAS. Disponível em: http://dtr2001.saude.gov.br/. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde. Coordenação de Saúde da Comunidade. Saúde da Família: uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial. Brasília (DF) Ministério da Saúde, 97. BRASIL, Ministério da Saúde, Lei Orgânica da Saúde n°. 8080/90, disponível em: https://www.presidencia.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8080.htm. Constituição da República Federativa do Brasil. 12ª ed. São Paulo: Saraiva. Pacto pela Saúde: 8 volumes. Disponível em:

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume1.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume2.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume3.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume4.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume5.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume6.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume7.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume8.pdf

NOÇÕES DE INFORMÁTICA

Conteúdo Programático: Ambiente operacional Windows (95/98/ME/2000/XP). Fundamentos do Windows, operações com janelas, menus, barra de tarefas, área de trabalho, trabalho com pastas e arquivos, localização de arquivos e pastas, movimentação e cópia de arquivos e pastas e criação e exclusão de arquivos e pastas, compartilhamentos e áreas de transferência; Configurações básicas do Windows: Resolução da tela, cores, fontes, impressoras, aparência, segundo plano e protetor de tela; Windows Explorer. Ambiente Intranet e Internet. Conceito básico de internet e intranet e utilização de tecnologias, ferramentas e aplicativos associados à internet. Principais navegadores. Ferramentas de Busca e Pesquisa. Processador de Textos. MS Office 2003/2007/XP - Word. Conceitos básicos. Criação de documentos. Abrir e Salvar documentos. Digitação. Edição de textos. Estilos. Formatação. Tabelas e tabulações. Cabeçalho e rodapés. Configuração de página. Corretor ortográfico. Impressão. Ícones. Atalhos de teclado. Uso dos recursos. Planilha Eletrônica. MS Office 2003/2007/XP - Excel. Conceitos básicos. Criação de documentos. Abrir e Salvar documentos. Estilos. Formatação. Fórmulas e funções. Gráficos. Corretor ortográfico. Impressão. Ícones. Atalhos de teclado. Uso dos recursos. Correio Eletrônico. Conceitos básicos. Formatos de mensagens. Transmissão e recepção de mensagens. Catálogo de endereços. Arquivos Anexados. Uso dos recursos. Ícones. Atalhos de teclado. Segurança da Informação. Cuidados relativos à segurança e sistemas antivírus. Sugestões Bibliográficas: CANTALICE, Wagner. Manual do Usuário. Brasport, 2006. COSTA, Renato da. Informática para Concursos: guia prático. Érica, 2006. DIGERATTI. 101 Dicas: Microsoft Word, Digeratti Books, 2003. MANZANO, José Augusto N. G. & TAKA, Carlos Eduardo M., Estudo Dirigido: Microsoft Office Word 2003, Érica, 2004. MANZANO, José Augusto N. G. Estudo Dirigido: Microsoft Office Excel 2003, Érica, 2004. SAWAYA, Márcia Regina. Dicionário de Informática e Internet: Inglês/Português, Nobel, 2003. RAMALHO, J. A. Introdução à Informática Teoria e Prática. ED. Futura, 2003. VELLOSO, F. C. Informática Conceitos Básicos. 6 ed. ED. Campus, 2003. Manuais on-line do Sistema Operacional Windows. Manuais on-line do Microsoft Word. Manuais on-line do Microsoft Excel. Manuais on-line do Internet Explorer 6.0 ou superior. Manuals on-line do Outlook Express 6.0 ou superior. Manuals on line do Office 2003.

2° CONTEÚDO: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (CARGOS ADMINISTRATIVOS)

ADMINISTRADOR

Conteúdo Programático: Administração geral: Princípios fundamentais e funções do administrador, Processo administrativo. Processo decisório e resolução de problemas. Conceitos básicos de planejamento. Planejamento e técnicas para o planejamento e tomada de decisão. Conceitos básicos de organização. Funções organizacionais. Modelos de organização. Projeto organizacional. Motivação. Comunicação. Liderança. Processo de controle. Processo de avaliação de desempenho. Controles financeiros e orçamentários. Conceitos de auditoria. Conceitos básicos de administração de projetos. Princípios fundamentais de administração de projetos. Enfoque da qualidade na administração. Métodos estatísticos para a melhoria da qualidade. Administração de materiais: Conceito, atuação e função. Planejamento, aquisição, armazenamento, movimentação, controle e avaliação de materiais. Gestão de fornecedores. Lei 8666/93 e suas alterações. Administração financeira e orçamento: Conceito e função. Papel do administrador financeiro. Conceitos de matemática financeira. Fluxo de caixa. Juros simples e compostos. Desconto racional e comercial (simples e compostos). Taxa de juros. Valor nominal. Valor atual. Valor futuro. Noções básicas de contabilidade em geral e contabilidade pública. Princípios contábeis, operações com mercadorias e o inventário. Lei 4320/64. Conceitos gerais de orçamento. Objetivos e princípios orçamentários. Administração de Recursos Humanos: Interação entre pessoas e organizações. Sistema de administração de recursos humanos. Conceitos, políticas e objetivos. Planejamento de recursos humanos. Recrutamento e seleção de pessoal. Desenvolvimento e treinamento. Desenho, descrição e análise de cargos. Avaliação do desempenho humano. Administração de salários. Planos e benefícios sociais. Higiene e segurança do trabalho. Relações trabalhistas. Sistemas, organização e métodos: Conceitos e função de sistemas, organização e métodos. Sistemas administrativos. Sistemas de informações gerenciais. Conceitos básicos de análise estruturada de sistemas. Estrutura organizacional. Departamentalização. Delegação, descentralização e centralização. Metodologias de diagnóstico organizacional (análise administrativa / análise de sistemas administrativos). Instrumentos e metodologias organizacionais. Técnicas de representação gráfica, formulários, arranjo físico (lay-out), manuais de organização, instrumentos de comunicação, estrutura para a reengenharia de processos. Implementação da reengenharia em processos administrativos. A organização burocrática (teoria da burocracia). Princípios. Elementos fundamentais. O modelo de Max Weber. O administrador da organização burocrática. As disfunções da burocracia. O decreto - Lei 200/67: princípios básicos; as reformas de 67 a 79. Decreto 83.740/79: o programa nacional de desburocratização. A reforma administrativa na transição democrática. Decreto n° 91 .309/85. Sugestões Bibliográficas: BRASIL. Constituição Federal, 1988. _______. Emenda Constitucional n° 19/98. _______. Lei 8666/93 e suas alterações. _______. Lei Complementar n°. 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal). _______. Lei 4320/64 e suas alterações. CARVALHO FILHO, José dos Santos. Manual de direito administrativo. RJ: Lumens Júris, 1999. CHIAVENATO, Recursos Humanos na empresa - Vol.1: Pessoas, organizações, sistemas. SP: Atlas, 1994. _______. Recursos Humanos na empresa - Vol.2: Planejamento, recrutamento, seleção de pessoal. SP: Atlas, 1994. _______. Recursos Humanos na Empresa - Vol.3: Desenho de cargos, descrição e análise de cargos, avaliação do desempenho humano. SP: Atlas, 1996. _______. Introdução à teoria geral da administração. SP: Mc Graw - Hill, 1983. _______. Teoria geral da administração - SP: Mc Graw Hill. Ltda - 1993. COBRA, M. Marketing básico. DIAS, Marco. A Administração de material. Atlas, 1993. ESTADO. Constituição do Estado de Rondônia. FRANCO, Hilário. Contabilidade geral. Atlas. GOUVEA, Nelson. Contabilidade. SP: Mc Graw - Hill. GRAHM Jr, Cole B, HUYS Steven W. Para administrar a organização pública. Trado de Britta Lemos de Freitas. RJ. Jorge Zahar, 1994. KOTLER, P. Princípios de marketing. LUCENA, Maria. Planejamento de recursos humanos. Atlas, 1991. MATHIA & GOMES. Matemática financeira. SP: Atlas. MARTIN, Eliseu. Contabilidade de custos. Atlas. MEGGINSON. Administração: conceitos e aplicações. MEIRELLES, Hely Lopes. Direito administrativo brasileiro. SP: Ed. Revista dos Tribunais. USP. Contabilidade introdutória. Equipe de Prof. da USP. Atlas. WERTHER & DAVIS. Administração de pessoal e recursos humanos. SP: Makron, 1983.

ADMINISTRADOR HOSPITALAR

Conteúdo Programático: Teoria das Organizações; Modelos de Gestão Organizacional; Planejamento e Gestão de Recursos Humanos; Cultura Organizacional, Formação de Grupos e Motivação Humana; Planejamento Estratégico - Formulação e Implementação; Processo Decisório; Sistema de Saúde no Brasil e o desenvolvimento do Setor Hospitalar; Modelos de Gestão nas Organizações de Saúde do Brasil; Gestão da Qualidade em Saúde. Sugestões Bibliográficas: MOTTA, P. R. A ciência e a arte de ser dirigente. 13ª Ed.. Rio de Janeiro: Ed Record, 2002. QUINTO NETO, A.; BITTAR, O. J. N. Hospitais: Administração da qualidade e acreditação de organizações complexas. Porto Alegre: Dacasa Editora, 2004. TAJRA, S. F.; SANTOS, S. A. Tecnologias Organizacionais na Saúde. São Paulo: Ed. Iátria, 2003. MINISTÉRIO DA SAÚDE - Reforma do sistema da atenção hospitalar brasileira. Brasília. MS: 2004.

ANALISTA DE SISTEMAS

Conteúdo Programático: Arquitetura de aplicações. Arquitetura de Sistemas: Sistemas de três camadas; Padrões de projeto; Aplicações distribuídas; Servidores de Aplicação; Interoperabilidade. Arquitetura e Organização de Sistema de computadores. Conceitos básicos. Arquitetura de Processadores. Sistemas de numeração. Modelos de conjunto de instruções. Modos de endereçamento. Bloco operacional. Bloco de controle. Organização de memória e da CPU. Banco de dados: Arquitetura de um SGBD. Fundamentos. Características, componentes e funcionalidades. Normalização. Modelagem entidade-relacionamento. Linguagem SQL: conceitos básicos e características estruturais das linguagens. Conceitos e tecnologias relacionadas à Internet. Protocolos relevantes para aplicações Internet. Princípios e arquitetura da Internet. Linguagens de marcação, transformação e apresentação. Conceito e padrões da tecnologia Web, Intranets e Extranets. Engenharia de software. Conceitos. Ciclos de vida e de desenvolvimento. Análise comparativa de metodologias de desenvolvimento. Técnicas de levantamento de requisitos. Análise de requisitos e técnicas de validação. Gerenciamento de requisitos. Testes. Qualidade do software. Métricas. UML. Ferramentas de desenvolvimento de software. Projeto de interfaces. Análise Essencial e Análise Estruturada. Análise e projeto orientados a objetos. Estrutura de dados e algoritmos. Conceitos básicos de dados. Listas. Árvores. Grafos. Estruturas de armazenagem e métodos de acesso. Alocação e recuperação de memória. Técnicas de ordenação e procura. Gerência de Projetos. Conceitos básicos. Ciclo de vida; Fases do projeto. Alocação de recursos. Cronograma. Estrutura analítica. Paradigmas de linguagens de programação. Conceitos básicos e características estruturais das linguagens de programação. Construção de algoritmos, procedimentos, funções, bibliotecas e estruturas de dados. Programação estruturada. Programação orientada a objetos. Programação orientada a eventos. Raciocínio lógico. Lógica Sentencial e de Primeira Ordem. Enumeração por Recurso. Contagem: princípio aditivo e multiplicativo. Arranjo. Permutação. Combinação Simples e com Repetição. Princípio da Inclusão e da Exclusão. Sistemas Operacionais. Conceitos básicos. Programação concorrente. O núcleo. Os gerentes de processador, de memória, de dispositivos e de informação. Processos e threads. Deadlock. Entrada/saída. Sistemas de arquivos. Gerência de memória, paginação, segmentação e memória virtual. Gerência de Filas. RAID. Segurança da Informação. Conceitos gerais. Segurança em redes de computadores. Vulnerabilidades e ataques a sistemas computacionais. Políticas de segurança. Sistemas de criptografia e aplicações. Redes de computadores. Protocolos, serviços e conceitos de Internet. LAN, MAN e WAN: arquitetura e topologias. Modelo de referência OSI e TCP/IP. Sugestões Bibliográficas: DEITEL, Harvey, Deitel, Paul, Steinbuhler, Kate. Sistemas Operacionais - 3ª edição, Ed Pearson. ELMASRI, Ranmez e Navathe, Shamkant B. Sistemas de Banco de Dados - 4ª edição, Ed Pearson. DATE, Date, C.J. Introdução a Sistemas de Bancos de Dados, 8ª Edição, Editora Campus. HOROWITIZ, Ellis / SAHNI, Sartay - Fundamentos de Estrutura de Dados - Ed. Campus. MONTERIO, L. H. Jacy. Algebra Moderna. São Paulo. IPM. ED. PRESSMAN, R. S. Engenharia de Software. Ed. Makron Books. LOBO, E.J.R. Curso de Engenharia de Software. Digerati Books, 2008. TANENBAUM, Andrew S. Organização Estruturada de Computadores - 5ª Edição, Ed. Pearson. TANENBAUM, Andrew S. Redes de Computadores - 3ª Edição. Ed. Campus. TANENBAUM, Andrew S. Sistemas Operacionais Modernos - 2ª Edição. 2003 Ed. Pearson. MAIA, L.P.; MACHADO, F. B. Introdução à Arquitetura de Sistemas Operacionais. YOURDON, E. Análise Estruturada Moderna. Ed. Campus. HELDMAN, K. Gerência de Projetos. Editora Campus, 3ª edição, 2006. RAMOS, R.A. Treinamento Prático em UML. Digerati Books, 2006. ANÔNIMO. Segurança Máxima. Ed. Campus, 2006. MORAZ, E. Curso Essencial de Hardware. Digerati Books, 2006. SEBESTA, Robert W Conceitos de Linguagem de Programação. Ed. Bookman. SENAC. Guia Internet de Conectividade. 11ª edição, editora Senac, 2004. TURBAN, E.; McLEAN, E.;WETHERBE, J. Tecnologia da Informação para Gestão. Ed. Bookman, 2004. XAVIER, C.; PORTILHO, C. Projetando com Qualidade a Tecnologia em Sistemas de Informação. LTC Editora, 1995. YOURDON, E. Análise Estruturada Moderna. 3 ed. Ed. Campus, 1990.

ARQUITETO URBANISTA

Conteúdo Programático: Urbanismo: conceitos gerais. Equipamentos e serviços urbanos: necessidades, adequação, tipo, dimensionamento e localização. Controle do uso e da ocupação do solo. Serviços públicos e serviços concedidos. Atribuição dos poderes públicos. Legislação de proteção ao patrimônio ambiental. Preservação do meio ambiente natural e construído. Estrutura urbana: caracterização dos elementos, utilização dos espaços, pontos de referência e de encontro, marcos. Projeto de urbanização. Metodologia e Desenvolvimento de Projetos de Arquitetura Hospitalar: elaboração de programa; estudos preliminares; anteprojeto; projeto básico; detalhamento; memorial descritivo; especificação de materiais e serviços. Projeto de Reforma e suas convenções. Projetos de Instalações Prediais: instalações elétricas, hidráulicas, sanitárias. Projeto e Adequação dos Espaços Visando a Utilização pelo Deficiente Físico - NBR 9050. Conforto Ambiental: iluminação, ventilação, insolação e acústica. Topografia. Materiais e Técnicas de Construção. Noções de Resistência dos Materiais, Mecânica dos Solos e Estrutura. Orçamento de Obras: Estimativo e Detalhado (levantamento de quantitativos, planilhas, composições de custos), Cronograma Físico-financeiro. Licitações e Contratos Administrativos (Lei Federal 8.666/93 e suas atualizações). Conhecimento de Código de Obras. Patologia das Edificações. Desenho em AutoCAD 14: menus, comandos, aplicações. Sugestões Bibliográficas: ABBUD, B. Criando Paisagens - Guia de trabalho em arquitetura paisagística. 2ª edição - São Paulo: Editora SENAC, 2006. ASBEA, Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura. Manual de Contratação dos Serviços de Arquitetura e Urbanismo. 2ª edição - São Paulo: Editora PINI, 2000. BAHIA, S. R. Modelo para Elaboração de Código de Obras e Edificações. Rio de Janeiro: IBAM/DUMA, 1997. BAUD, G. Manual de Pequenas Construções. Hemus Editora Ltda. BORGES, A. de C. Topografia. São Paulo, Ed. Edgard Blücher Ltda. BORGES, R. S. e BORGES, W. L. Manual de Instalações Prediais, Hidráulicas, Sanitárias e de Gás. 3ª edição - Minas Gerais: Fumarc - Fundação Mariana Rezende Costa, 1999. BOTELHO, M. H. C. e MARCHETI, O. Concreto Armado eu te amo. Volume 1. 4ª edição - São Paulo: Edgard Blucher, 2006. BOTELHO, M. H. C. Águas de Chuva - Engenharia das Àguas Pluviais nas Cidades. São Paulo: Editora Edgard Blücher LTDA, 1984. CARDÃO, C. Técnica da Construção. Vol. 1 e 2 - Edições Engenharia e Arquitetura, Belo Horizonte. CHING, F. D. K. Dicionário Visual de Arquitetura. São Paulo: Martins Fontes, 1999. CREDER, H. Instalações Elétricas. 14ª edição - Rio de Janeiro: LTC-Livros Técnicos e Científicos Editora S.A, 1999._____. Instalações Hidráulicas e Sanitárias. 3ª edição - Rio de Janeiro: LTC - Livros Técnicos e Científicos Editora S.A, 1984. ESSERE. Catálogo de Produtos da Construção. São Paulo: PINI, 2000. DE MARCO, C. S. Elementos de Acústica Arquitetônica. São Paulo. Ed. Nobel. FROTA, A. B. Manual de Conforto Térmico. São Paulo, Ed. Nobel. GUEDES, M. F.. Caderno de Encargos. 4ª edição - São Paulo: PINI, 2004. GONÇALVES, O. M. at all. Execução e Manutenção de Sistemas Hidráulicos Prediais. São Paulo: PINI, 2000. LAMBERTS, R. DUTRA, L. PEREIRA, F. O. R. Eficiência Energética na Arquitetura, São Paulo, 1997. LEI FEDERAL Nº 8666/93 de 21/06/93 e suas atualizações. Licitações e Contratos da Administração Pública. Lei nº 2.249 de 08/12/1988. MALHEIROS, P. AutoCAD 14 Passo-A-Passo. Market Press Editora, 1998. Manual Técnico de Instalações Hidráulicas e Sanitárias. 2ª edição -Rio de Janeiro- RJ: Editora PINI LTDA, 1987. Reimpressão, dezembro1992. Manual Pirelli de Instalações Elétricas. 2ª edição - São Paulo-SP: Editora PINI LTDA, 1999. MASCARÓ, J. L. Desenho Urbano e Custos de Urbanização. Porto Alegre: D.C.Luzzatto Editores Ltda, 1987. MEIRELLES, H. L. Direito de Construir. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 1983. MONTENEGRO, G. A. Desenho Arquitetônico. Editora Edgard Blucher Ltda. NORMAS DA ABNT. NEUFERT, E. A Arte de Projetar em Arquitetura. 21ª edição - Barcelona: Editora Gustavo Gilli S.A., 1996. RIPPER, E. Manual Prático de Materiais de Construção. 1ª edição - São Paulo: Editora PINI, 1995. SOUZA, R. de e MEKBEKIAN, G. Qualidade na Aquisição de Materiais e Execução de Obras. - São Paulo: PINI, 1996. TCPO 2000. Tabela de Composições de Preços para Orçamentos. 1ª edição - São Paulo: PINI, 1999. THOMAZ, E. Tecnologia, Gerenciamento e Qualidade na Construção Civil. São Paulo: PINI, 2001. TISAKA, M. Orçamento na Construção Civil - Consultoria, Projeto e Execução. São Paulo: PINI, 2006. VERÇOZA, E. J. Patologia das Edificações. 1ª edição - Porto Alegre: DC Luzzato Editores Ltda, 1991. YAZIGI, W. A Técnica de Edificar. São Paulo: PINI: SindusCon-SP, 1998.

CONTADOR

Conteúdo Programático: Contabilidade Geral: Contabilidade: Princípios Fundamentais, Conceito, Objeto, Finalidade, Campo de aplicação. Patrimônio. Situação Líquida. Plano de Contas. Escrituração Contábil. Despesa e Receitas. Fatos Administrativos. Operações com Mercadorias. Operações Contábeis. Teoria das Contas. Balancete de Verificação. Ajustes e Operações de Encerramento. Dividendos. Participações Estatutárias. Demonstrações Contábeis. Constituição e reversão de reservas. Critérios de Avaliação dos Componentes Patrimoniais. Contabilidade Pública: Orçamento Público: Conceito, Tipos e Princípios Orçamentários. Plano Plurianual, Lei de Diretrizes Orçamentárias, Lei de Orçamento Anual. Elaboração, Aprovação, Execução e Avaliação do Orçamento. Classificação Institucional e Funcional-Programática. Contabilidade Pública: Conceito, Campo de Atuação e Regimes Contábeis. Receita Pública: Conceito e Classificação. Receita Orçamentária. Receita Extra-Orçamentária. Codificação. Estágios. Restituição e Anulação de Receitas. Dívida Ativa. Despesa Pública: Conceito e Classificação. Despesa Orçamentária e Despesa Extra- Orçamentária. Classificação Econômica. Classificação Funcional-Programática. Codificação. Estágios. Restos a Pagar. Dívida Pública. Regime de Adiantamento. Créditos Adicionais. Escrituração das operações típicas das Entidades Públicas: do Sistema Orçamentário, Financeiro, Patrimonial e de Compensação. Balanço Orçamentário. Balanço Financeiro. Balanço Patrimonial. Demonstração das Variações Patrimoniais. Lei Complementar no 101/2000. Resolução nº. 750 do Conselho Federal de Contabilidade. Licitações: Conceito, princípios, objeto e finalidade. Obrigatoriedade, dispensa e inexigibilidade. Modalidades. Procedimentos e fases. Revogação e anulação (fundamentos, iniciativa e efeitos decorrentes). Comissão Permanente de Licitações (constituição e responsabilidade). Contratos administrativos: conceito, características e principais tipos: reajuste de preços: correção monetária: reequilíbrio econômico e financeiro. Auditoria: Noções gerais sobre auditoria: conceituação e objetivos. Auditoria interna, externa e fiscal: conceito, objetivos, forma de atuação, responsabilidades e atribuições. Procedimentos de auditoria. Normas de execução dos trabalhos de auditoria. Estudo e avaliação do sistema contábil e de controles internos. Aplicação dos procedimentos de auditoria. Documentação de auditoria. Continuidade normal dos negócios da entidade. Tipos de Parecer do auditor. Fraude e erro. Auditoria das contas de resultado: receitas, despesas e custos. Resolução n°1111/07 do Conselho Federal de Contabilidade. Sugestões Bibliográficas: BRASIL. Lei no 4.320, de 17 de março de 1964. Estatui Normas Gerais de Direito Financeiro para elaboração e controle dos orçamentos e balanços da União, dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal. BRASIL. Lei Complementar no 101/2000. Estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências. BRASIL. LEI nº 8.666/1993, e suas posteriores alterações. KOHAMA, Helio. Contabilidade Pública - Teoria e Prática. 8a ed. São Paulo: Atlas, 2001. KOHAMA, Helio. Balanços Públicos - Teoria e Prática. 2a ed. São Paulo: Atlas, 2000. MACHADO JÚNIOR, J. Teixeira; REIS, Heraldo da Costa. A lei 4.320 comentada. 30a ed. Rio de Janeiro, IBAM, 2000.1. IUDÍCIBUS, Sérgio de, MARTINS, Eliseu, GELBCKE, Ernesto Rubens. SILVA, Lino Martins da. Contabilidade Governamental - Um Enfoque Administrativo. 6ª Ed. São Paulo: Atlas. IUDÍCIBUS, Sérgio de. Análise de Balanços. São Paulo: Atlas. BRASIL. Lei no 6.404, de 15 de dezembro de 1976 e suas alterações. BRASIL, Constituição Federal de 1988. ESTADO. Constituição do Estado de Rondônia.

ECONOMISTA

Conteúdo Programático: Análise microeconômica: determinação da oferta e demanda: curvas de oferta e demanda, individuais e de mercado; elasticidade: preço, cruzada e renda; curvas de indiferença; linha da restrição orçamentária; equilíbrio do consumidor; efeitos preço, renda e substituição; fatores de produção; produtividade média e marginal; lei dos rendimentos decrescentes e rendimentos de escala; curva ou fronteira de possibilidades de produção; custos de produção no curto e longo prazo; custos totais, médios e marginais, fixos e variáveis. Estrutura de mercado: concorrência perfeita, concorrência imperfeita, monopólio, oligopólio; dinâmica de determinação de preços e margem de lucro. Análise macroeconômica: Os agregados macroeconômicos; metas e políticas macroeconômicas; identidades macroeconômicas básicas; sistema de contas nacionais; contas nacionais no Brasil. Conceito de déficit e dívida pública. O balanço de pagamentos no Brasil. Agregados monetários. As contas do Sistema Monetário. Papel do governo na economia: estabilização econômica, promoção do desenvolvimento e redistribuição de renda. O modelo simples e generalizado de Keynes; o modelo IS-LM fechado e aberto. Papel da política fiscal, comportamento das contas públicas. Financiamento do déficit público no Brasil. Política monetária. Relação entre taxas de juros, inflação e resultado fiscal. Relação entre comportamento do mercado de trabalho e nível de atividade, relação entre salários, inflação e desemprego. A oferta e demanda agregada. Economia Brasileira: Desenvolvimento brasileiro no pós-guerra: Plano de metas, o milagre "econômico", o II PND, a crise da dívida externa; evolução do déficit e da dívida pública no Brasil a partir dos anos 80, os planos de estabilização; Economia brasileira no pós-Plano Real: concepções, principais problemas, conquistas e desafios; evolução da economia brasileira e da política econômica desde o período do "milagre econômico". Reformas estruturais da década de 90. O ajuste de 1999. Instrumentos de financiamento à C,T&I (Fundos Setoriais). Parceria Público-Privado (PPP). A economia brasileira contemporânea. Economia Internacional: Instrumentos de política comercial: tarifas, subsídios e cotas; globalização, blocos econômicos regionais e acordos multilateral e bilateral de comércio exterior; o mercado de capital global. Organismos Internacionais: FMI, BIRD, BID, OMC. Economia do setor público: conceito de bem público; funções governamentais; conceitos gerais de tributação; tendências gerais da evolução do gasto público no mundo. Conceitos básicos da contabilidade fiscal: NFSP, conceitos nominal e operacional e resultado primário. Noção de sustentabilidade do endividamento público; evolução do déficit e da dívida pública no Brasil a partir dos anos 80. Organização industrial. Políticas de desenvolvimento. Política industrial; plano plurianual, lei de diretrizes orçamentárias e orçamento anual, receitas e despesas públicas. Desenvolvimento econômico e social: transformações do papel do Estado nas sociedades contemporâneas e no Brasil; desigualdades socioeconômicas da população brasileira. Distribuição da renda: aspectos nacionais e internacionais; distribuição de renda no Brasil, desigualdades regionais. Indicadores sociais. O Índice de Desenvolvimento Humano. Teorias do Bem-Estar Econômico e Social. O papel das principais agências de fomento à C,T&I no Brasil. Lei Complementar nº. 101/2000 (Lei de responsabilidade na gestão fiscal). Lei Federal n°. 4.320/64 e suas alterações (estabelece normas gerais de Direito Financeiro para elaboração e controle dos orçamentos e balanço da União, dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal). Elaboração e gestão de projetos e programas. Sugestões Bibliográficas: BRASIL. Constituição Federal de 1988 e suas emendas. BRASIL. Lei Federal nº 4. 320/64. ESTADO. Constituição do Estado de Rondônia. FERGUSON, C. E. Microeconomia. RJ: Forense Universitária, 1987. FROYEN, Richard T. Macroeconomia. SP: Saraiva, 1999. GIACOMONI, J. Orçamento Público. SP: Atlas, 5º ed. 1994. HIRSCHMANN, A. O. Projetos de desenvolvimento. RJ: Zahar, 1969. LEFTWINCH, R. H. O sistema de preços e a alocação de recursos. SP: Ed. Pioneira de Ciências Sociais, 6ª ed., 1983. MELNICK, J. Manual de Projetos de Desenvolvimento Econômico. RJ: Ed. Forense, 1972. RENATO BAUMANN (Org.). Economia Internacional: teoria e experiência brasileira. RJ: Campus. 2004. SHAPIRO, E. Análise macroeconômica. SP: Atlas 2ª ed. 1996. SILVA, L. Contabilidade governamental. SP: Atlas 3ª ed. 1996. USP. Equipe de professores. Manual e economia. SP: Saraiva 3ª ed. 1998. WESSELS, W. J. Economia. SP: Saraiva, 1998. VASCONCELLOS, M. A. S. Economia: micro e macro. SP: Atlas. 2002. WESSELS, W. J. Economia. SP: Saraiva, 1998. VASCONCELLOS, M.A.S. Economia Contemporânea. S.P: Atlas, 2008.

ENGENHEIRO CIVIL

Conteúdo Programático: Estruturas - Resolução de estruturas isostáticas e hiperestáticas (reações de apoio, esforços, linhas de estado e de influência); dimensionamento e verificação de estabilidade de peças de madeira, metálicas e de concreto armado e protendido; pontes; resistência dos materiais. Fundações e Obras de Terra - Propriedades e classificação dos solos, movimentos de água no solo, distribuição de pressões no solo, empuxos de terra, exploração do subsolo, sondagem; barragens de terra; fundações superficiais e profundas (estudos de viabilidade e dimensionamento). Hidráulica, Hidrologia e Saneamento Básico - Escoamento em condutos forçados e com superfície livre (canais), dimensionamento; máquinas hidráulicas, bombas e turbinas; ciclo hidrológico, recursos hídricos superficiais e subterrâneos, hidrogramas, vazões de enchente; captação, tratamento e abastecimento de água, redes de esgotos, tratamentos de esgotos, tratamentos de águas residuárias, instalações prediais, sistemas de drenagem pluvial, limpeza urbana. Materiais de Construção, Tecnologia das Construções e Planejamento e Controle de Obras - Madeira, materiais cerâmicos e vidros, metais e produtos siderúrgicos, asfaltos e alcatrões, aglomerantes e cimento, agregados, tecnologia do concreto e controle tecnológico, ensaios; construção de edifícios, processos construtivos, preparo do terreno, instalação do canteiro de obras, locação da obra, execução de escavações e fundações, formas, concretagem, alvenaria, esquadrias, revestimentos, pavimentações, coberturas, impermeabilizações, instalações, pintura e limpeza da obra; licitação, edital, projeto, especificações, contratos, planejamento, análise do projeto, levantamento de quantidades, plano de trabalho, levantamento de recursos, orçamento, composição de custos, cronogramas, diagramas de GANTT, PERT/CPM e NEOPERT, curva S, Código de Obras. Estradas e Transportes - Estudo e planejamento de transportes, operação, custos e técnicas de integração modal, Normas Técnicas (rodovias e ferrovias), fases do projeto, escolha do traçado, projeto geométrico, topografia, desapropriação, terraplanagem, drenagem, pavimentação, obras complementares, sinalização. Equipamentos e instalações hospitalares. Normas técnicas. Norma RDC 50 da ANVISA. Sugestões Bibliográficas: LINSLEY, R. K. & FRANZINI, J. B. Engenharia de Recursos Hídricos. EUSP/ Editora McGraw-Hill do Brasil, 1990. CHAVES, R. Terraplanagem Mecanizada. Rio de Janeiro, Editora LTC, 1999. BRASIL, H. V. Máquinas de Levantamento. Rio de Janeiro, Editora Guanabara, 1992. LEE, S. H. Introdução ao projeto geométrico de rodovias, EdUFSC, , 2002. 418p. CARVALHO, M. P. de. Curso de Estradas. Editora Científica S/A. 1982. FOX & MCDONALD, R. W. & ALAN, T. Introdução à Mecânica dos Fluidos. Rio de Janeiro, LTC Editora, 1998. AZEVEDO NETTO, J. M. e outros. Manual de Hidráulica. 8 ed., 3 reimpressão. São Paulo, Editora Edgard Blücher, 2003. DNER Governo Federal, Brasília. Manual de Hidrologia Básica para Estruturas de Drenagen do D.N.E.R., 1990. SOUZA PINTO, N. L. e outros. Vazão de Dimensionamento de Bueiros. Instituto de Pesquisas Rodoviárias, 1985. MICHELIN, R. G. Drenagem superficial e subterrânea de estradas, Porto Alegre, Editora Multibri, 1985. IBAM - Instituto Brasileiro de Administração Municipal - Aterros Sanitários. Rio de Janeiro, 1999. MOTA, S. Introdução à Engenharia Ambiental. Rio de Janeiro, ABEA, 1999. CONAMA. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Legislação Básica do CONAMA. Brasília, SEMA, 1988b. ANA - Agência Nacional de Águas. Introdução ao Gerenciamento de Recursos Hídricos. 3 ed. Brasília, 2002. MACINTYRE, A. J. Bombas e Estações de Bombeamento. Rio de Janeiro, Editora Guanabara Dois, 1995. MACINTYRE, A. J. Máquinas Motrizes Hidráulicas. Rio de Janeiro, Editora Guanabara Dois, 1990. PESSOA, C. A. e outros. Tratamento de Esgotos Domésticos. 4 ed. Rio de janeiro, ABES, 1995 , v 1. BRAILLE, P. M. e outros. Manual de Tratamento de Águas Residuais Industriais. TIMOSHENKO, S. P. Resistência dos Materiais. Livros Técnicos e Científicos. MACINTYRE, A. J. Instalações Hidráulicas Prediais e Industriais. 4 ed. Rio de Janeiro, Editora LTC, 2000. Carrier International Limited. Manual de Ar Condicionado. 7a Reimpressão. Barcelona, Marcombo Boixareu Editores, 1986. CREDER, H. Instalações Hidráulicas e sanitárias. 10 ed. Rio de Janeiro, Editora LTC, 2001. CREDER, H. Instalações de Ar Condicionado. 4 ed. Rio de Janeiro, LTC, 1998. SILVA TELLES, P. C. Tubulações Industriais- Materiais, projeto e Montagem. 10 ed. Rio de Janeiro, LTC, 2001. CARDÃO, C. Técnica da construção. 3ºed. 1976. 432p. MASON, J. Obras portuárias, 1981. 285p. VILLELA, S. M.; MATTOS, A. Hidrologia aplicada. 1975. 245p. PIZA, F. T. Conhecendo e eliminado riscos no trabalho. CNI, 105P. Instituto de Resseguros do Brasil, Tarifas de Seguros de Incêndio no Brasil. Publicação N.o 49, 25 ed. Rio de Janeiro, março/1997 e recente. ABNT, NBR 5410 (Instalações elétricas), NBR 8160 (Instalações Sanitárias), NBR 10844 (Águas Pluviais), NBR 5626 (Água Fria), NBR 7198 (Água Quente), NBR 13714 (Combate a Incêndio), NBR 10844/89 (Águas Pluviais - edificações e pequenos pátios), NBR12. 214 - (Projeto de Sistema de Bombeamento de Água para Abastecimento Público) etc. CAPUTO, H. P. Mecânica dos Solos. V. 1 e V. 2. Rio de Janeiro, LTC, 2001. Leis, Portarias Resoluções etc.: RESOLUÇÃO CONAMA Nº 20, de 18 de junho de 1986 (Publicado no D.O.U. de 30/07/86); LEI Nº 9.433, de 08 de janeiro de 1997, etc. NRs do Ministério do Trabalho - Algumas: NR 5 - Obras Construção Civil; NR6 - Equipamentos de Proteção Individual; NR 11 - Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais; NR 18 - Condições e Meio Ambiente do Trabalho na Indústria de Construção; Condições e Meio Ambiente do Trabalho na Indústria de Construção; NR 15 - Atividades e Operações Insalubres.

ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHO

Conteúdo Programático: A segurança e saúde no trabalho nos diplomas legais vigentes no país. Prevenção e Controle de Riscos em Instalações. Prevenção e Controle de Riscos em Máquinas e Equipamentos. Temperatura e Carga Térmica. Ruídos e Vibrações. Radiações. Pressão. Iluminação. Ventilação. Agentes Químicos. Legislação trabalhista. A segurança e saúde no trabalho segundo as normas internacionais da organização internacional do trabalho - OIT. A legislação da prevenção social aplicada ao acidente do trabalho. A Saúde do Trabalhador na Legislação do SUS. Psicologia na Engenharia de Segurança. Ergonomia (Ambiente e a doença do trabalho). Avaliação da Qualidade dos Serviços de Saúde e Segurança do Trabalho. Investigação e análise dos acidentes de trabalho - conceito do acidente do trabalho, medidas técnicas e administrativas de prevenção. Metodologia de abordagem: individual e coletiva dos trabalhadores, com o uso de ferramentas epidemiológicas. Sistema de gestão da segurança e saúde ocupacional. Epidemiologia das doenças profissionais no Brasil, aspectos toxicológicos e sua prevenção. Sistemas de proteção contra incêndio e explosões. Ética e Legislação Profissional. Sugestões Bibliográficas: Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988. Consolidação das Leis Trabalhistas - CLT, normas regulamentadoras, aprovadas pela portaria MTB, nº 3214 de 08 de julho de 1978 e suas alterações posteriores. Normas da OIT: convenção nº 139 (decreto nº 157 de 02 de julho de 1991). Convenção nº 148 (decreto nº 93413 de 15 de outubro de 1986); Convenção nº 155 (decreto nº 1254 de 29 de setembro de 1994) e Convenção nº 174. Legislação Social aplicada ao Acidente do Trabalho: lei n° 8212 de 24 de julho de 1991 e o decreto n° 2173 de 05 de março de 1997; lei n° 8213 de 24 de julho de 1991 e o decreto n° 2172 de 05 de março de 1997 e demais publicações que tratem dos temas de interesse.

ENGENHEIRO MECÂNICO

Conteúdo Programático: Materiais de Construção Mecânica e Processos de Fabricação. Resistência dos Materiais e Ensaios Mecânicos. Projeto e Dimensionamento de Elementos de Máquinas. Transmissão por Correias e Engrenagens. Comandos Hidro-Pneumáticos e Automação Industrial. Informática Aplicada à Engenharia Mecânica. Tecnologias CAD e Similares. Conceitos de Modelagem Geométrica de Peças Mecânicas. Termodinâmica Básica. Caldeiras e Vasos de Pressão. Termodinâmica dos Gases. Funcionamento, Manutenção, Componentes e Ciclos Básicos de Refrigeração e Climatização. Projeto e Manutenção de Sistemas de Refrigeração e Ar Condicionado. Cartas Psicrométricas. Funcionamento, Manutenção, Componentes e Ciclos de Motores de Combustão Interna. Operação e Funcionamento de Grupo Geradores Elétricos Acionados por MCI. Lubrificantes e Lubrificação Industrial. Conceitos e Fundamentos Aplicados à Manutenção de Instalações Industriais (Manutenção Preventiva, Corretiva e Preditiva). Planejamento e Controle da Manutenção. Ciências do Ambiente. Segurança e Medicina do Trabalho (Normas em geral). Elaboração de Laudos Periciais. Sugestões Bibliográficas: BRUNETTI, Franco. Mecânica dos Fluídos. 1. ed. Rio de Janeiro.: Prentice Hall Brasil, 2004. CHIAVERINI, Vicente. Aços e Ferros Fundidos. 7. ed. São Paulo: ABM, 2005. HIBBELER, R.C. Dinâmica: Mecânica para Engenharia. 10. ed. Rio de Janeiro: Prentice Hall Brasil, 2004. HIBBELER, R.C. Estática: Mecânica para Engenharia. 10. ed. Rio de Janeiro: Prentice Hall Brasil, 2004. HIBBELER, R.C. Resistência de Materiais. 5 ed. São Paulo: Prentice Hall Brasil, 2004. TELLES, Pedro Carlos da Silva. Materiais para Equipamentos de Processo. 6. ed. Rio de Janeiro: Interciência, 2003. TELLES, Pedro Carlos da Silva. Tubulações Industriais. 9. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1999

ENGENHEIRO QUÍMICO

Conteúdo Programático: Química Fundamental: Química Geral e Inorgânica - Reações químicas: estequiometria, equação na forma iônica, óxido-redução. Soluções: cálculos de concentrações, fatores cinéticos. Equilíbrio químico: equilíbrio ácido-base, solubilidade. Eletroquímica da pilha; eletrólise. Estrutura da Matéria: átomo, propriedades periódicas, ligações química. Metais: beneficiamento de minérios, métodos de obtenção. Não metais: obtenção, propriedades e aplicações. Química Orgânica. Nomenclatura, preparação, propriedades químicas e usos dos alcanos, alcenos, alcinos e hidropardonetos aromáticos, álcoois, éteres, fenóis e áci-dos carboxílicos. Físico-química. Termodinâmica Química: Equações de Estado, desvios da idealidade. Primeira Lei da Termodinâmica. Termoquímica. Segunda Lei da Termodinâmica. Terceira Lei da Termodinâmica: potencial químico, equilíbrio químico. Equilíbrio entre fases. Cinética química. Eletroquímica: células galvânicas e eletrolíticas. Corrosão eletroquímica. Combustão: estequio­metria, cinética e mecanismos de combustão; balanços de energia e de massa na combustão; poder calorífico de combustíveis. Fundamentos e Aplicações da Engenharia Química: Reatores químicos. Cinética das relações químicas. Classi-ficação dos reatores e princípios de cálculos dos reatores ideais. Balanços materiais e energéticos. Associações de reatores em série e paralelo. Parâmetros de rendimento dos reatores. Influência da pressão e temperatura no projeto de reatores. Operações unitárias da indústria química. Transporte de fluidos compreensíveis: equações fundamentais de balanço de energia e massa. Cálculos de perda de carga, distribuída e localizada. Bombas: tipos de bombas; curvas das bombas; curvas dos sistemas de bombeamento; escolha das bombas. Medidores de vazão: manômetros, venturi, rotâmetros. Caracterização de partículas sólidas: análise granulométrica, peneiramento. Filtração: equações fundamentais para obtenção de tortas incompressíveis. Determinação dos parâmetros de filtração. Filtração a pressão constante, a vazão constante e a pressão e vazão variáveis. Sedimentação e centrifugação: equações fundamentais para suspensões diluídas. Transporte de calor: mecanismos, leis básicas e coeficientes de troca de calor. Equações fundamentais. Trocadores de calor: tipos e dimensionamento. Evaporadores: simples e múltiplos efeitos. Psionometria: relações psicométricas ar-vapor d'água; equações fundamentais. Difusão mássica; Lei de Fick; coeficiente de difusão. Destilação: equilíbrio líquido-vapor, diagramas de equilíbrio, separação por flash. Destilação binária: método de Mc Cabe-Thiele para cálculo de estágios. Recursos químicos. Balanços materiais e balanços energéticos com e sem reações químicas. Aplicações de balanços materiais e energéticos aos processos químicos. Fluxograma de processos. Produtos químicos fundamentais: matérias primas e utilidades para a obtenção de alguns produtos químicos orgânicos e inorgânicos: ácido nítrico, ácido sulfúrico, cloro, hidróxido de sódio, eterno, acetileno, polímeros. Águas industriais e potáveis: tratamentos para remoção de cor, turvação, dureza, íons metálicos. Materiais para a indústria química: materiais empregados, seleção, corrosão. Instrumentação e controle de processos: seleção de instrumentos de medidas; tipos de controladores; exemplos de controle em alguns equipamentos de processo. Sugestões Bibliográficas: podem ser consultadas qualquer fonte que trate dos assuntos relacionados ao conteúdo pedido.

ENGENHEIRO SANITÁRIO

Conteúdo Programático: Métodos básicos utilizados pela bioestatística na observação e análise de uma população. O método epidemiológico; distribuição de doenças e agravos à saúde; variações de tempo, espaço e pessoa; endemias e epidemias. Identificação de problemas de saúde; planejamento e programação; avaliação em saúde. A reforma sanitária no Brasil; modelos assistenciais no Sistema Único de Saúde, a 8ª Conferência Nacional de Saúde, a Lei n.° 8.080. Doenças transmissíveis, modos de transmissão e formas de controle. Doenças não transmissíveis de importância para a saúde pública. Vigilância epidemiológica: notificação e controle de doenças. Vigilância sanitária. Educação em saúde e treinamento de pessoal. Hidrobiologia aplicada à engenharia sanitária; características e classificação dos seres vivos: células, tecidos, órgãos, sistemas e funções; organismos aeróbios e anaeróbios; vírus, bactérias, algas, fungos e plantas aquáticas superiores; protozoários, esponjas, celenterados, briozoários, vermes, artrópodes, moluscos e vertebrados. Problemas causados por organismos ao abastecimento de água. Sistemas urbanos de hidráulica aplicada; Sistema de abastecimento de água: captação de águas subterrâneas e superficiais, adução e subadução, tratamento e reservação; redes de distribuição de água: características básicas e critérios de projeto; Sistema de esgotamento sanitário: características básicas das redes coletoras, sistema separador absoluto, critérios para projetos das canalizações; Sistemas de água pluvial: ciclo hidrológico, escoamento superficial, vazões de enchente; drenagem urbana: microdrenagem e macrodrenagem. Sugestões Bibliográficas: ACHA, Pedro N. e SZYFRES, Boris. Zoonosis y Enfermedades Transmisibles Comunes al Hombre y a los Animales / Zoonoses and Communicable Diseases Common to Man and Animal. Washington, D.C.; Oraganización Panamericana de la Salud. (OPS Publicación Científica y Técnica, 580). SILVA JR., Enio Alves. Manual de Controle Higiênico Sanitário em Alimentos. 3 ed. ampliada. Livraria Varela. BRANCO, M. S. Hidrobiologia aplicada à engenharia sanitária. CETESB/ASCE TESB, 3 ed.. NETTO, Azevedo. Manual de hidráulica. Editora Edgard Blücher Ltda. 8 ed. revisada. São Paulo.

ESTATÍSTICO

Conteúdo Programático: Desenvolver estudos e pesquisas; levantar, organizar, sistematizar e avaliar informações; elaborar relatórios, gráficos e tabelas; elaborar textos (analíticos e relatórios técnicos); analisar dados quantitativamente e qualitativamente. Estatística descritiva e análise exploratória de dados: distribuições de freqüências; medidas descritivas de locação e de dispersão. Cálculo de Probabilidades: definições básicas e axiomas, probabilidade condicional e independência, variáveis aleatórias discretas e contínuas, função de distribuição, função de probabilidade, função de densidade de probabilidade, esperança e momentos. Distribuições Especiais. Distribuições condicionais e independência, Esperança condicional, Funções geradoras de momentos, Lei dos Grandes Números, Teorema Central do Limite, Amostras aleatórias, Distribuições amostrais. Estimação Pontual: métodos de estimação, Propriedades dos Estimadores, Estimação por Intervalos; testes de hipóteses. Modelos Lineares: mínimos quadrados, regressão linear simples, inferência na regressão, análise de resíduos, regressão múltipla. Técnicas de Amostragem: amostragem aleatória simples, tamanho amostral, estimadores de razão e regressão, amostragem estratificada, amostragem sistemática, amostragem por conglomerados, métodos de seleção com probabilidades desiguais. Sugestões Bibliográficas: BUSSAB, W. O. e MORETIN, P. A. Estatística Básica. São Paulo. MEYER, P. L. Probabilidade e Aplicações à Estatística. Trad. Ruy Lourenço Filho. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico S.A. SPIEGEL, M.R. Estatística. Trad. Pedro Cosentino. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil Ltda.

FÍSICO

Conteúdo Programático: Histórico da Radioterapia. Dosimetria. Fontes de Radiação: instrumentação; detectores e medidas da radiação; equilíbrio de partículas carregadas; dose e kerma; Teoria Cavitária Bragg-Gray e Spencer-Attix; Testes de Aceite; Controle da Qualidade; Periodicidade e Metodologia; Protocolos de Dosimetria. Planejamento: simulação e aquisição de dados do paciente; conceitos básicos; modificadores de Feixe; Terapia com Campos Estacionários e Móveis; Correção por Falta de Tecido e Heterogeneidades; Campos Irregulares; técnicas especiais; irradiação de Meio Corpo; irradiação de Corpo Inteiro; irradiação Total da Pele; feixes de Elétrons; curvas de Isodose; planejamento tridimensional; IMRT. Braquiterapia: tipos de fontes de Radiação Seladas; implantes; Braquiterapia Ginecológica; Manchester; Fletcher; Paris; Sistema de Afterloading; Obtenção da Distribuição de Isodose; Dosimetria e Controle da Qualidade. Proteção Radiológica: conceitos, grandezas, unidades; Barreiras e Blindagens; levantamento Radiométrico; transporte de Materiais Radioativos; legislação. Radiobiologia: conceitos LET e RBE; os 4 R´s; cinética Tumoral, Celular e Residual; modelos de Sobrevida Celular. Sistemas de Cálculo e Equivalência de Doses (Equação Linear Quadrática). Sugestões Bibliográficas: ANVISA. Resolução RDC nº 20, de 02/02/2006. Disponível: http://e­legis.anvisa.gov.br/leisref/public/showAct.php?id=20741&word. ATTIX, F. H. Introduction to Radiologiacal Physics and Radiation Dosimetry. Ed. John Wiley & Sons Inc, 1986. BENTEL, G. Radiation Therapy Planning. 2.ed., Mc Graw Hill, 1996. Br. J. Radiol. Supplement nº 25: Centrl Axis Depth Dose Data for Use in Radiotherapy. The Instiute of Radiology, 1996. CNEN -Radioproteção - NN-3.01. Diretrizes Básicas de Radioproteção. CNEN -Radioproteção - NE-3.02. Serviços de Radioproteção. CNEN -Radioproteção - NN-3.03. Certificação da Qualificação de Supervisores de Radioproteção. CNEN -Radioproteção - NE-3.06. Requisitos de Radioproteção e Segurança para Serviços de Radioterapia, 1990. CNEN -Transporte - NE-5.01. Transporte de Material Radioativo, 1990. CNEN -Instalações Radiativas - NE- 6.02. Licenciamento de Instalações Radiativas Posição Regulatória 6.02/001. CNEN -Instalações Radiativas - NE- 6.05. Gerência de Rejeitos Radioativos em Instalações Radiativas. CNEN -Instalações Radiativas - NE- 6.06. Seleção e Escolha de Locais para Depósitos de Rejeitos Radioativos. CNEN -Instalações Radiativas - NN- 6.09. Critérios de Aceitação para Deposição de Rejeitos Radioativos de Baixo e Médio Níveis de Radiação. HALL, E J. Radiobiology for Radiologist. 4. ed. USA: J. B. Lippincott Company, 2000. IAEA. Technical Report Series nº 277. Absorbed Dose Determination in Photon and Electron Beams, 1987. IAEA. Technical Report Series nº 381. The Use of Plane Parallel Ionization Chambers in High Energy Electron and Photon Beams, 1997. IAEA. Technical Report Series nº 398. Absorbed Dose Determination in External Beam Radiotherapy: An International Code of Pratice for Dosimetry based on Standards of Absorbed Dose to Water, 2000. IAEA. TecDoc nº 1079. Calibration of Brachytherapy Sources, 1999. IAEA. TecDoc nº 1151. Aspectos Físicos de La Garantia de la Calidad en Radioterapia: Protocolo de Control de Calidad (Tradução para o Português pelo Instituto Nacional do Câncer/MS), 2001. ICRU Report nº 38: Dose and Volume Specification for Reporting Intracavitary Therapy in Gynecology, 1985. ICRU Report nº 42: Use of Computers in External Beam Radiotherapy Procedures with High Energy Photons and Electrons.1985. ICRU Report nº 49: Structural Shielding design and evaluation for medical use of x rays and gamma rays of energies up to 10 MeV, 1976. ICRU Report nº 50: Prescribing Recording and Reporting Photn Beam Therapy, 1993. ICRU Report nº 60: 1990 Recommendations of the International Commission on Radiological Protection, 1990. ICRU Report nº 62: Prescribing, recording and reporting Photon Beam Therapy , 1999. JOHNS, H. E. & CUNNINGHAM, J. R. The Physics of Radiology. 4. ed. USA: Charles Thomas Publisher, 1983. KHAN, F. M. The Physics of Radiation Therapy. 3.ed. Ed. Lippincott Willians & Wilkins, 2003. KHAN, F. M. POTISH, R. A. Treatment Planning in Radiation Oncology. 3.ed., Ed. Lippincott Willians & Wilkins, 2003. SALVAJOLI , SOUHAMI, FARIA. Radioterapia em Oncologia. Rio de Janeiro: MEDSI Editora Médica e Científica Ltda., 1999. SCAFF, L. M. Física da Radioterapia. São Paulo: Ed. Sarvier, 1997.

GEÓGRAFO

Conteúdo Programático: Geografia: sua aplicação na Saúde Pública e na Saúde Ambiental. Utilização do geo‑referenciamento de dados: espaços geográficos e ecossistemas naturais. Diagnóstico de condições sócio-ambientais. Realização de estudos e impactos na área de meio ambiente. Saúde do Trabalhador: elaboração de Relatórios de Impactos de Meio Ambiente do Trabalho - RIMA. Problemas ambientais e exploração dos recursos naturais. A geomorfologia nos estudos integrados do meio ambiente. Uso dos mapas revelando o dinamismo espacial das doenças. Doenças e seu relacionamento com os aspectos geográficos. Interação entre a cartografia, a medicina e a biologia. Padrão geográfico das doenças. Geografia Médica como um vetor para a concepção das Políticas Públicas de Saúde. Produção de Mapas Médicos nos Sistemas de Informações Geográficas (SIG). Importância dos Sistemas de Informações Geográficas (SIG) no monitoramento ambiental e nos problemas de saúde em geral. Sugestões Bibliográficas: KOWARICK, L. A espoliação urbana. 2a edição. São Paulo: Paz e Terra, 1993. LACAZ, C. Introdução à Geografia Médica do Brasil. São Paulo: Editora E. Blücher, 1972. MARTINELLI, M. Curso de Cartografia Temática. São Paulo: Contexto, 1991. McGLASHAN, ND. Medical Geography: an introduction. In Medical Geography: Techniques and Field Studies. London: Methuen & Co., 1972. MEADE, F. FLORIN, J. GESLER, W. Medical Geography. New York: The Guilford Press, 1988. PEREIRA, LMR. Utilização do geoprocessamento como instrumento no estudo da desnutrição protéico-energética. São Paulo; 2000. [Dissertação de Mestrado apresentada ao Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo]. PINA, MFRP. Potencialidades dos Sistemas de Informações Geográficas na Área da Saúde. In: NAJAR AL & MARQUES EC. Saúde e Espaço: Estudos metodológicos e técnicas de análise. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 1998. RIBEIRO H. Geografia Médica e Saúde Pública. Comunicação Pessoal, trabalho apresentado no Encontro Nacional de Geógrafos, Florianópolis, SC, 2000. SORRE M. Les Fondements da la Géographie Humaine. In: Tome Premier: Les Fondements Biologiques: Essai d'une Écologie de l'Homme. Librairie Armand Colin, 1951. GUERRA, Antônio José Teixeira e CUNHA, Sandra Baptista da (organizadores). Geormofologia e Meio Ambiente. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. 3a ed. 2000. GUERRA, Antônio José Teixeira e CUNHA, Sandra Baptista da (organizadores). Geormofologia: uma atualização de bases e conceitos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. 4a ed. 2001.

2º CONTEÚDO: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (CARGOS DA SAÚDE)

ASSISTENTE SOCIAL

Conteúdo Programático: Estado: Construção histórica do papel do Estado e as formas de regulação social. Serviço Social: a instrumentalidade e a prática institucionalizada frente aos desafios da contemporaneidade. Assistência e Serviço Social no Brasil: história e dimensão contemporânea. Serviço Social e ética: dimensão ético-política da profissão. Regulamentação da profissão de Assistente Social no Brasil. Pesquisa Social. Infância: Infância como categoria social e processos de atenção. Legislação: Estatuto da Criança e o do Adolescente (ECA) e Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB). Educação: Determinantes históricos no Brasil e o contexto mundial, principais dilemas na atualidade. Política Social de Educação como campo de atuação do Serviço Social. Família e Serviço social: questões contemporâneas. Sugestões Bibliográficas: Almeida, Ney L.T. de - "Educação pública e Serviço Social" In: Serviço Social e Sociedade n63, Ed. Cortez, SP. Bonetti, D.A. (org) - Serviço Social e Ética - Ed. Cortez, 3 ed, SP. Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) - Lei 8.069/90. Freitas (org), Marcos Cezar de - História Social da Infância no Brasil - Ed. Cortez /Univ. São Francisco, SP. Gentili, Pablo - "Educação para o Desemprego: A Desintegração da Promessa Integradora" In: Frigotto, Gaudêncio (org) - Educação e Crise do Trabalho: Perspectivas de Final de Século - Ed. Vozes, 5 ed, Petrópolis. Germano José W. - "Pobreza e educação: o avesso da cidadania" In: Serviço Social e Sociedade n 57, Ed. Cortez, SP. Iamamoto, Marilda V. - O Serviço Social na Contemporaneidade: trabalho e formação profissional -Ed. Cortez, 4 ed, SP. Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB)- Lei 9.394/96. Minayo (org), Maria Cecília -Pesquisa Social :Teoria, Método e Criatividade - Ed. Vozes, 2 ed, Petrópolis. MIOTO, Regina Célia Tamaso."Família e Serviço social. Contribuições para o debate". In: Serviço Social & Sociedade. nº 55 . Ed. Cortez.Noselle, Paolo - "A Escola Brasileira no final do século: um balanço" In: Frigotto, Gaudêncio(org) - Educação e crise do trabalho: Perspectivas de final de século - Ed.Vozes, 5 ed, Petrópolis, 2001. Pereira, P.A.P. - "Estado, regulação social e controle democrático" In: Bravo, M. Inês e Pereira, P.A.P. (org) - Política Social e Democracia - Ed. Cortez/SP, UERJ/RJ, 2001. Vasconcelos, Ana M. - "Serviço Social e Práticas Democráticas" In: Bravo, M. Inês e Pereira, P.A.P. (org) - Política Social e Democracia - Ed. Cortez/SP, UERJ/RJ. CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL(CFESS). Código de Ética Profissional do Assistente Social. 1993. ________ Lei 8662/93 Regulamentação da Profissão de Assistente Social.________ /CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL. Lei Orgânica da Assistente Social. Lei nº 8.742/93 e Lei 10.741/2003.Toda e qualquer legislação que atualize os assuntos mencionados.

BIÓLOGO

Conteúdo Programático: Taxonomia: caracterização geral dos seres vivos. Classificação: reinos da natureza. Ecologia: ecossistemas, biociclo, talassociclo, limnociclo, epinociclo; dinâmica de populações; ciclos biogeoquímicos; poluição e seus efeitos: tipos de poluição, Bioindicadores de poluição; fluxo de energia; relações ecológicas; eutrofização e seus efeitos; sucessão ecológica; biomas brasileiros; fatores bióticos e abióticos. Endemias; endemias importantes do Brasil; principais verminoses; protozooses e bacterioses brasileiras. Genética; genética de melhoramentos; trangênicos; clonagem; genoma humano; geneterapia humana. Evolução; fatores evolutivos. Biologia celular; proteínas; ácidos nucléicos; bioenergética [fotossíntese - respiração celular - fermentação]. Botânica; diversidade e reprodução; sistemática vegetal; DSTs: doenças sexualmente transmissíveis. Saúde pública; mortalidade infantil e suas causas; lixo; ambiente; sociedade e educação. Sugestões Bibliográficas: BERENGUER, J. G. Atlas de parasitologia. EDUSP. MACHADO, S. Biologia - De olho no mundo do trabalho. Ed. Scipione. BRANCO, S. M. Transgênicos. Ed. Moderna. OLIVEIRA, F. Engenharia genética. Ed. Moderna. MONTANARI, V. & STRAZZACAPA, C. Pelos caminhos da água. Ed. Moderna. TELAROLLI JR., R. Endemias do Brasil. Ed. Moderna. SOARES, J. L. Programas de saúde. Ed. Scipione. PASSOS, M. R. L. D.S.T. Ed. Eventos. TELAROLLI JR., R. Mortalidade infantil. Ed. Moderna. TORNERO, M. Os caminhos da cólera. Ed. Moderna. DARLING, F. F. As florestas e a sobrevivência. Ed. Artenova. SILVA. P. M. da. A poluição. Ed. Difel. HELFRICH, H. W. (Coord.). A crise ambiental. EDUSP. SCARLATO, F. C. & PONTIN, J. A. Do nicho ao lixo. Ed. Atual. MAGOSSI, L. R. & BONACELLA, P. H. Poluição das águas. Ed. Moderna. CAVINATTO, V. M. Saneamento básico. Ed. Moderna. MARCONDES, M. E. Florestas - desmatamentos e destruição. Ed. Scipione. NEIMAN, Z. Ecossistemas brasileiros - era verde. Ed. Atual. ODUM, E. Ecologia. Ed. Guanabara.

BIÓLOGO - BIOLOGIA EXPERIMENTAL OU MOLECULAR

Conteúdo Programático: A Célula e sua Constituição Molecular. Célula Procarionte x Célula Eucarionte. Constituintes moleculares da célula. Água e íons. Polímeros Biológicos. Carboidratos. Lípideos. Esteróides. Proteínas. Ácidos nucléicos. Síntese Protéica. Estrutura dos Ácidos Nucléicos e Replicação. Estrutura primária do DNA. Desnaturação e Renaturação. Tipos de DNA. Topoisomerases. Estrutura do RNA. Replicação do DNA. Mecanismos básicos. Enzimas. Forquilha de replicação. Transcrição e Tradução. Processo de transcrição (iniciação, alongamento e término). Enzimas Polimerases. Transcrição em procariotos. Tradução. Controle da expressão gênica. O operon. Técnica de Biologia Molecular. Extração de DNA. Reação de Polimerização em Cadeia - PCR. Eletroforese em Gel de Agarose. Eletroforese em Gel de Poliacrilamida. Southern Blot. Northern Blot. Western Blot. Seqüenciamento de DNA. Ferramentas de clonagem e subclonagem de genes e expressão de proteínas recombinantes. Técnicas bioquímicas de purificação/análise de proteínas. Técnicas de biologia molecular e microbiologia. Pesquisas sobre endemias no Estado de Rondônia. Orientação de pesquisa de problemas de saúde pública para graduação e pós-graduação. Pesquisas científicas em laboratório, de campo e em escritórios especiais dos seres vivos e suas aplicações nas indústrias de produtos farmacêuticos ou biológicos. Realizar perícias, laudos técnicos e pareceres. Sugestões Bibliográficas: Podem ser consultadas qualquer fonte que trate dos assuntos relacionados ao conteúdo pedido.

BIOMÉDICO

Conteúdo Programático: Imunologia: Resposta imunológica. Enzimo-imuno-ensaio em micropartículas. Enzimo­imunoensaio em microplacas. Metodologia de quimioluminescência. Metodologia de eletroquioluminescência. Metodologia de nefelometria. Síndrome da imunodeficiência humana (AIDS). Diagnóstico sorologicos em doenças infecciosas. Diagnósticos sorológicos em doenças autoimunes. Complexo de histocompatibilidade. Imunologia dos tumores. Marcadores sorológicos tumorais. Hematologia: Coleta, esfregaço e coloração em hematologia; Morfologia de hemácias e leucócitos; Contagem manual em câmara de hemácias e leucócitos; Dosagem de hemoglobina e determinação de hematócrito; Índices hematimétricos e contagem diferencial; Dosagem automatizada de hemácias, leucócitos e plaquetas; Coagulação, tempo de coagulação e tempo de sangramento; Coagulação, tempo de protombina e tempo de tromboplastina parcial ativada; Contagem de reticulócitos e velocidade de hemossedimentação. Bioquímica: métodos aplicados à Bioquímica e Imunoensaios. Sistemas analíticos e aplicação. Princípios básicos: fluorometria, fotometria, turbidime-tria, nefelometria, absorção atômica, eletroforese e imunoeletroforese; Carbohidratos, lipídeos, proteínas e aminoácidos; Eletrólitos e equilíbrio ácido básico; Avaliação da função hepática; Avaliação da função renal; Enzimas cardíacas. Microbiologia: Meios de culturas: classificação e utilização dos mais utilizados em Laboratório de Análises Clínicas; Esterilização em Laboratório de Análises Clínicas; Coleta e transporte de amostras clínicas para o exame microbiológico; Classificação morfológica das bactérias; Princípios da coloração de Gram e Ziehi Neelsen; Processamento das amostras para cultura de bactérias aeróbias; Processamento das amostras para cultura de micobactérias; Processamento das amostras para cultura de fungos; Teste de sensibilidade aos antimicrobianos (disco difusão, macro e microdiluição, E test.). Correlação clínico-laboratorial. Gerenciamento da qualidade laboratorial: validação e padronização de técnicas laboratoriais, coleta e preparação de materiais para análises laboratoriais. Processo de trabalho em laboratório. Administração de materiais em laboratório clínico. Controle de qualidade. Interferências sobre resultados dos exames.Biossegurança no trabalho de laboratório. Ética e responsabilidade do profissional de laboratório. Sugestões Bibliográficas: GOLDIM, J.R. Bioética e Interdisciplinariedade. Disponível em http://www.bioetica.ufrgs.br/biosubj.htm. HENRY, J.B. Clinical Diagnosis and Management by Laboratory Methods. 20.ed. Philadelphia: W.B.Sanders Co., 2001. FERREIRA, A.W., ÁVILA, S.L.M. Diagnóstico laboratorial das principais doenças infecciosas e auto-imunes. 2. ed. Rio de Janeiro:Guanabara Koogan, 2001. STRASINGER, S.K. Uroanálise e Fluídos Biológicos. 3. ed. São Paulo: Premier, 2000. XAVIER, R.M., ALBUQUERQUE, G.C., BARROS, E. Laboratório na prática clínica - Consulta rápida. 1. ed. Porto Alegre: Artmed, 2005. Gerenciamento da Qualidade: "Westegard Rules" e "Quality Requirements" disponível em www.westgard.com e em "Regras Múltiplas de Westegard" disponível em www.control-lab.com.br.

CIRURGIÃO DENTISTA - CIRURGIA BUCO-MAXILO FACIAL

Conteúdo Programático: Hierarquização; Tratamento dos Principais Problemas. Farmacologia e Terapêutica: Mecanismos Básicos de Ação das Drogas; Efeitos sobre o Sistema Nevoso; Psicofarmacologia. Anestesiologia: Dor; Sedação; Anestesia Local. Procedimentos Odontológicos: Cirurgia, Traumatologia Buco-Facial; Periodontia; Radiologia, Disfunsões das Articulações Temporomandibulares, Mioartropatias do sistema estomatognático e dores orofaciais. Emergências Médicas em Odontologia, Assepsia, Anti-sepsia, Esterilização e Biossegurança, Princípios de Técnica Cirúrgica: Diérese, Hemostasia, Síntese, instrumentais, tipos de sutura e fios, Reparação Tecidual, Terapêutica Medicamentosa, Anestésicos e Técnicas de Anestesia Local, Anestesia Geral em Cirurgia Bucomaxilofacial, Exodontias, Cirurgia dos Dentes Inclusos Cirurgias com Finalidade Protética, Neuralgia do trigêmeo, Implantes Osseointegrados, Fraturas, Acessos cirúrgicos, Cirurgia ortognática, Reconstruções, Ética Odontológica. Sugestões Bibliográficas: MOACYR DA SILVA, Compêndio de Odontologia Legal, Ed. Guanabara Koogan, RJ, 1997. JUNQUEIRA E CARNEIRO, Histologia Básica, Ed.Guanabara Koogan, 9ª Ed., RJ, 1999. SIGMAR DE MELLO RODE E SALVADOR NUNES GENTIL, Atualização em Odontologia, Ed. Artes Médicas, SP, 2005. AGNALDO DE FREITAS et col. Radiologia Odontológica, Ed. Artes Médicas, SP, 2000. ANDREASEM & ANDREASEM. Traumatismo Dentário, Ed.Medica Panamericana, SP, 1991. Carranza - Periodontologia Clínica, MICHAEL G.NEWMAN et al. Ed. Elsevier, 10ª Ed., SP, 2006. MITHRIDADE DAVARPANAH et al. Manual de Implantodontia Clínica, Ed.Artmed, SP, 2003. WAGNER DE OLIVEIRA, Disfunções Temporomandibulares - EAP/APCD, Ed. Artes Médicas, SP, 2002. SANDRO PALLA et col. Mioartropatias do sistema mastigatório e dores orofaciais, Artes Médicas, SP, 2002. JOSÉ MONDELLI, Estética e Cosmética em clínica Integrada Restauradora, Ed.Santos, SP, 2003. LARRY J.PETERSON et al. Cirurgia oral e Maxilofacial Contemporânea, 3ª Ed., Ed. Guanabara Koogan, 2000. RONALDO DE FREITAS, Tratado de Cirurgia Bucomaxilofacial, Ed. Santos, SP. LARRY J.PETERSON, Cirurgia oral e maxilofacial. Contemporânea, 3ª Ed.ED. Guanabara Koogan, RJ, 2000. RONALDO DE FREITAS et col. Tratado de cirurgia bucomaxilofacial, Ed.Santos,SP, 2006. EDWART ELLIS III & MICHAEL F.ZIDE, Esqueleto Facial, 2ª Ed. Ed. Santos, 2006.

ENFERMEIRO

Conteúdo Programático: Administração: legislação profissional. Gerenciamento de recursos materiais, físicos e humanos. Planejamento em saúde. Trabalho de equipe e processo grupal. Educação continuada. Cuidados: Sistematização da assistência de enfermagem. Consulta de enfermagem. Procedimentos de maior complexidade. Ações de controle e biossegurança (precauções universais, isolamento, esterilização e desinfecção). Controle de infecção ambulatorial e hospitalar. Saúde Pública: Atenção à saúde da criança, adolescente, mulher e idoso. Programa Nacional de Imunização. Programa de atenção às doenças crônicas degenerativas e doenças transmissíveis. Vigilância Epidemiológica. Vigilância Sanitária. Indicadores de saúde. Assistência de enfermagem no tratamento de feridas. Assistência de enfermagem à urgência e emergência. Sugestões Bibliográficas: BALICK, D. et. al. Segurança e controle de infecção. Rio de Janeiro: Reichmann e Affonso Editores, 2001. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde. Reduzindo as desigualdades e ampliando o acesso à assistência no Brasil, 1998-2002. Brasília, 2002. BRASIL. Ministério da saúde. Coordenação de DST/AIDS. Manual de controle de doenças transmissíveis. Brasília, 1997. BRUNNER, L.S.; SUDDARTH, O.S. Enfermagem médico cirúrgica. 10. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006. CIANCIARULLO, T.I. Instrumentos básicos para o cuidar: um desafio para a qualidade de assistência.São Paulo: Atheneu, 2000. COREN-SP. Documentos básicos de enfermagem. Enfermeiros, técnicos e auxiliares. Principais Leis e resoluções que regulamentam o exercício profissional de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. 1. ed. São Paulo, 2001. COUTO, R.C.; PEDROSA, T.M.; NOGUEIRA, J.M. Infecção hospitalar: e outras complicações não infecciosas da doença - epidemiologia, controle e tratamento. Rio de Janeiro: Medsi, 2003. GARCIA, S.B. Primeiros socorros: fundamentos e práticas na comunidade, no esporte e ecoturismo. São Paulo: Atheneu, 2005. GUALDA, D.M.R.; BERGAMASCO, R.B. Enfermagem, cultura e o processo saúde-doença. São Paulo: Ícone, 2004. KAWAMOTO, E.E.; SANTOS, M.C.H.; MATTOS, T.M. Enfermagem comunitária. São Paulo: E.P.U., 1995. LOWDERMILK, D.L.; PERRY, S.E.; BOBAK, I.M. O cuidado em enfermagem materna. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2002. MARQUIS, B.L. Administração e liderança em enfermagem: teoria e prática. Trad. Regina Garcez. 4. ed. Porto alegre: Artmed, 2005. SILVA, M.J.P. Qual o tempo do cuidado? Humanizando os cuidados de enfermagem. São Paulo: Centro Universitário São Camilo: Loyola, 2004. WONG, DL. Whaley & Wong. Enfermagem pediátrica: elementos essenciais à intervenção efetiva. 5ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1999. BRASIL. Ministério da Saúde. Guia para Controle da Hanseníase. Brasília, 2002. ______. Cadernos de Atenção Básica. HAS. Brasília, 2006. ______. Cadernos de Atenção Básica. Diabetes mellitus. Brasília, 2006. ______. Guia de Bolso: Doenças Infecciosas e Parasitárias. 6ª ed., Brasília, 2006. ROQUAYROL, M. Z. Epidemiologia e Saúde. 6ª ed., Medsi, 2003. _____. COFEN. Resolução 293 de 21 de setembro de 2004. Dimensionamento de Pessoal. BRASIL. Ministério da Saúde. Manual de Condutas. Exposição Ocupacional a Material Biológico: hepatite e HIV. _____. Pré-natal e Puerpério: Atenção qualificada e humanizada, Brasília. 2005. BRASIL, Ministério da Saúde, Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância- AIDPI. Brasília (DF): Ministério da Saúde, 2002. BRASIL, Fundação Nacional de Saúde. Programa Nacional de Imunização. Brasília, 2001 e atualizações. BRASIL, Fundação Nacional de Saúde. Manual de rede de frio. Brasília, 2001 e atualizações.

ENFERMEIRO - PERFUSÃO

Conteúdo Programático: Escovação e Paramentação. Anatomia e Fisiologia do sistema Cardiovascular. Anatomia e Fisiologia do Sistema Respiratório. Anatomia e Fisiologia do Sistema Renal. Fisiologia do sangue, eletrólitos, água e coagulação. Princípios da Resposta Imunológica e Inflamatória. Rotina do Preparo e Entrada em CEC. Hemodinâmica da perfusão. Microbiologia: assepsia e precauções uiversais. Máquina de CEC: montagem e circuito: bombas propulsoras, oxigenadores e reservatório e filtros na circulação extracorpórea. Acidentes em CEC: embolia gasosa - fisiopatologia e tratamento. Perfusão em crianças e Neonatos. Choque Cardiogênico. Reposição Volêmica: soluções colóides e cristalóides; sangue. Alterações Neurológicas em CEC. Anticoagulação: heparina e protamina. Proteção Miocárdica. Transplante Cardíaco. Proteção do miocárdio: bases e métodos. Assistência Ventricular. Perfusão em dissecções e aneurismas da aorta. Sugestões Bibliográficas: SOUZA, M. L.; ELIAS, D. Fundamentos da circulação extracorpórea. 2ª ed. Rio de Janeiro: Alfario, 2006. Disponível em http://perfline.com/livro/download/FdmCECcap00.pdf. Acesso em 12 de abril de 2009. FILHO, G.F.T. e col. Temas Atuais de Circulação Extracorpórea. SBCEC Porto Alegre, 1997. GOMES, O. M. Circulação Extracorpórea. IPSIS - Volta Redonda, 1985. SILVA, M. R. Fisiologia da Circulação. EDART - São Paulo, 1973. GYTON, A. C. Fisiologia Humana e Mecanismos das Doenças. Guanabara Koogan - Rio de Janeiro, 1992. GOMAR, C. et al. Fisiopatologia y Técnicas de Circulation Extracorporea. Barcelona: Associación Española de Perfusionistas, Edide 2003. MORA, C. T. Cardiopulmonary Bypass - Principles and Techniques of Extracorporeal Circulation. New York: Springer-Verlag, 1995. CASTRO, I. Cardiologia: Princípios e Prática. Artemed Editora, 2000.

FARMACÊUTICO

Conteúdo Programático: Boas Práticas de fabricação de Indústrias Farmacêuticas e a Resolução 134 de 13 de Junho de 2001 - ANVISA-Brasil; Documentação de qualidade; Emissão, controle e distribuição. Procedimentos operacionais padrão, cartas de controle em processo, especificações de trabalho e protocolos/relatórios de validação; Validação de metodologias analíticas. Teoria, documentação e prática; Validação de procedimentos de limpeza. Teoria, documentação e prática; Validação de processos de fabricação. Teoria, documentação e prática; Registro de produtos farmacêuticos; medicamentos novos, similares, genéricos, fitoterápicos e medicamentos isentos de registros. Legislação e procedimentos práticos para registro; Química de compostos heterocíclicos farmacologicamente ativos; Vias de administração, absorção eliminação / metabolização de fármacos; Técnicas analíticas utilizadas no estudo de compatibilidade de fármacos e no estudo de compatibilidade fármaco-excipente. Análise Calorimétrica de Varredura, Espectrofotometria de infravermelho, e cromatografia líquida de alta eficiência; A rotina prática da montagem e condução de programas de estabilidade em indústrias farmacêuticas. Condições de teste, preparação de lotes piloto, documentação e ferramentas analíticas utilizadas no monitoramento de decaimento de teor de princípio ativo e formação de produtos de degradação; Desenvolvimento de novas formulações farmacêuticas. Estudos de pré- formulação no desenvolvimento de novos medicamentos; tecnologia de fabricação de produtos farmacêuticos, líquidos, semi-sólidos, sólidos orais, produtos estéreis e produtos cosméticos; Desenvolvimento de novas formulações farmacêuticas. Estudos de funcionalidade de excipientes e o impacto da qualidade de matérias-primas farmacêuticas no desenvolvimento e performance de novos medicamentos; Metodologias analíticas aplicadas à análise de fármacos: Colorimetria e espectrofotometria.; Metodologias analíticas aplicadas à análise de fármacos: Espectrofotometria no Infravermelho; Metodologias analíticas aplicadas à análise de fármacos: Espectrofluorimetria; Metodologias analíticas aplicadas à análise de fármacos: Pontenciometria; Metodologias analíticas aplicadas à análise de fármacos: Condutimetria; Metodologias analíticas aplicadas à análise de fármacos: Cromatografia Líquida de Alta Eficiência e cromatografia líquida em camada fina; Metodologias analíticas aplicadas à análise de fármacos: Análise titrimétrica; Titulações de neutralização, oxi-redução e precipitação; Técnicas de amostragem e estatística aplicada à análise química de medicamentos; e Boas Práticas de Laboratório em Biossegurança. Riscos gerais, estocagem de substâncias químicas e biológicas, segurança no preparo de soluções e meios de cultura e produtos biológicos ou químicos. Descarte de substâncias químicas e biológicas. Informações toxicológicas relevantes. Sugestões Bibliográficas: Collins, C. H; Braga, G. L.; Bonato S. P. Introdução a Métodos Cromatográficos, 3a Edição, Ed. Da Unicamp, São Paulo, 1997. Lachman, L.; Liebreman, H. A.; Kanig, J. L. Teoria e Prática na Indústria Farmacêutica, Ed. Fundação Caluste Gulbenkian, Lisboa, 2001, volume I,capítulo 10 e volume II, capítulos 25, 27 e 28. VOGEL (Org); Análise Química Quantitativa, 5a Edição, Ed. LTC, Rio de Janeiro, 1992. Leite, F., Validação em análise Química, 3a Edição, Ed. Átomo, São Paulo, 1998. Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC 134 de 13 de junho de 2001. Dispõe sobre Boas Práticas de Fabricação de Produtos Farmacêuticos. Brasil. Ministério da Saúde. Lei nº 9.787, de 10 de fevereiro de 1999 - Altera a Lei nº 6.360, de 23 de setembro de 1976, que dispõe sobre a vigilância sanitária, estabelece o medicamento genérico, dispõe sobre a utilização de nomes genéricos em produtos farmacêuticos e dá outras providências. Resolução RE nº 899, de 29 de maio de 2003 - Determina a publicação do "Guia para validação de métodos analíticos e bioanalíticos"; Resolução RE nº 310, de 01 de setembro de 2004 - Determina a publicação do "Guia para realização do estudo e elaboração do relatório de equivalência farmacêutica e perfil de dissolução"; Resolução RE nº 1, de 29 de julho de 2005 - Autoriza ad referendum, a publicação do Guia para a Realização de Estudos de Estabilidade. Resolução RDC nº 48, de 16 de março de 2004 - Dispõe sobre o registro de medicamentos fitoterápicos.

FARMACÊUTICO - BIOQUÍMICO

Conteúdo Programático: Atribuições Profissionais e Noções de Ética Profissional; Higiene e Boas Práticas no Laboratório: Biossegurança; Riscos gerais; Descarte de substâncias químicas e biológicas. Princípios de lavagem e esterilização de material. Vidrarias e equipamentos utilizados no laboratório: pesagem; volumetria; conversões de unidades; abreviaturas e símbolos. Aplicação dos princípios básicos e fundamentos de: enzimoimunoensaio; fluorometria; fotometria; turbidimetria; nefelometria; eletroforese; quimioluminescência; radioimunoensaio e microscopia. Procedimentos pré-analíticos: obtenção; conservação; transporte e manuseio de amostras biológicas destinadas à análise. Procedimentos analíticos aplicados às principais dosagens laboratoriais: Exames bioquímicos; Dosagens Bioquímicas do Sangue; Uroanálise; Métodos parasitológicos e identificação microscópica; Isolamento e identificação de bactérias (meios de cultura, identificação e antibiograma); Imunoglobulinas; Sistema Complemento; Reações sorológicas (aglutinação, precipitação, imunofluorescência), e Rotina hematológica (Hemostasia, Coagulação, Anemias e Hemopatias malignas). Observações Gerais para Todas as Dosagens, Curvas de Calibração; Colorações especiais e Interpretação de Resultados. Sugestões Bibliográficas: ROBBINS e colaboradores, Basic Pathology. 7th ed. LENINGHER, Fundamentos da Bioquímica. WINTROBE'S Clinical Hematology 1 1th ed. FAILACE, Renato. Manual de Interpretação de Hemograma. 3 ed. Editora: Artes Médicas. LIMA, Oliveira A. Métodos de Laboratório Aplicados á Clínica. VALLADA, E.P. Série Manuais Práticos de Exames de Laboratório (5 vols): Editora Atheneu. CAMPBELL, J. M. & CAMPBELL, J.B. Matemática de Laboratório - Aplicações Médicas e Biológicas: 3ª Ed Roca, São Paulo. Leis, portarias e resoluções relacionados à atuação do Farmacêutico Bioquímico.

FISIOTERAPEUTA

Conteúdo Programático: Fisioterapia: conceituação, recursos e objetivos. Reabilitação: conceituação, objetivos, sociologia, processo e equipe técnica. Papel dos serviços de saúde. Modelos alternativos de atenção à saúde das pessoas deficientes. Processo de fisioterapia: semiologia; exame e diagnóstico, postura, diagnósticos das anomalias posturais (patomecânica e correção). Processos incapacitantes mais importantes (processo de trabalho, problemas de atenção à saúde pré, peri, pósnatal e na infância, doenças infecto-contagiosas, crônico-degenerativas e as condições de vida); papel dos serviços de saúde. Trabalho multidisciplinar em saúde; papel profissional e as instituições de saúde. Fisioterapia em Traumato-Ortopedia. Fisioterapia em Neurologia. Fisioterapia em Pneumologia. Fisioterapia nas Afecções Reumáticas. Fisioterapia em Queimaduras. Fisioterapia em Cardiologia e Angiologia. Fisioterapia em Ginecologia e Reeducação Obstétrica. Fisioterapia em Geriatria. Reabilitação profissional: conceito, objetivos, processo e equipe técnica. Recursos terapêuticos em Fisioterapia. Prevenção: modelos alternativos de atenção à saúde. Fisioterapia em Geriatria. Sugestões Bibliográficas: AZEVEDO, C. A. C. Fisioterapia Respiratória no Hospital geral. 1 ed., Manole. HOPPENFELD. Propedêutica Ortopédica - Colunas e extremidades. Atheneu. STOCKMAM. Tratamento de casos difíceis em Pediatria. 1 ed., Manole. MACHADO, C. M. Eletrotermoterapia Prática. 1 ed. Pancast Editorial. SHEPHERAL, R. B. Fisioterapia em Pediatria. 3 ed. Ed. Santos. CAMBIER, J.; MASSON M. E DEHEN, H. Manual de Neurologia. 2 ed. Atheneu. GALHARDO, I. Propedêutica Neurológica Essencial. Pancast Editorial. LELMKUHL, L. D. e SMITH, L. K. Cinesiologia Clínica de Brunnstrom. 4 ed., Manole. THOMSON, A. SKINNER, Al. e PIERCY, J. Fisioterapia de Tidy. 12 ed., Ed. Santos. KNOPLICH, J. Enfermidades da coluna vertebral. 2 ed., Panamed Editorial. KNOBEL, E. Condutas no Paciente Grave. Atheneu. FARBER, R. Patologia. Interlivros. YOKOSHI, R. Anatomia Humana. 3 ed., Manole. OKAMOTO. Medicina Física e Reabilitação. Manole, 1990. ERHART, E. A. Elementos de Anatomia Humana. Atheneu. DINIZ, E. M. de A e VAZ, F. A. C. Revista de Pediatria Moderna. Grupo Editorial Moreira Jr., Volumes XXXIII, 1997, e XXXVI, 2000.

FISIOTERAPEUTA - PERFUSÃO

Conteúdo Programático: Escovação e Paramentação. Anatomia e Fisiologia do sistema Cardiovascular. Anatomia e Fisiologia do Sistema Respiratório. Anatomia e Fisiologia do Sistema Renal. Fisiologia do sangue, eletrólitos, água e coagulação. Princípios da Resposta Imunológica e Inflamatória. Rotina do Preparo e Entrada em CEC. Hemodinâmica da perfusão. Microbiologia: assepsia e precauções uiversais. Máquina de CEC: montagem e circuito: bombas propulsoras , oxigenadores e reservatório e filtros na circulação extracorpórea. Acidentes em CEC: embolia gasosa - fisiopatologia e tratamento. Perfusão em crianças e Neonatos. Choque Cardiogênico. Reposição Volêmica: soluções colóides e cristalóides; sangue. Alterações Neurológicas em CEC. Anticoagulação: heparina e protamina. Proteção Miocárdica. Transplante Cardíaco. Proteção do miocárdio: bases e métodos. Assistência Ventricular. Perfusão em dissecções e aneurismas da aorta. Sugestões Bibliográficas: SOUZA, M. L.; ELIAS, D. Fundamentos da circulação extracorpórea. 2ª ed. Rio de Janeiro: Alfario, 2006. Disponível em http://perfline.com/livro/download/FdmCECcap00.pdf. Acesso em 12 de abril de 2009. FILHO, G.F.T. e col. Temas Atuais de Circulação Extracorpórea. SBCEC Porto Alegre, 1997. GOMES, O. M. Circulação Extracorpórea. IPSIS - Volta Redonda, 1985. SILVA, M. R. Fisiologia da Circulação. EDART - São Paulo, 1973. GYTON, A. C. Fisiologia Humana e Mecanismos das Doenças. Guanabara Koogan - Rio de Janeiro, 1992. GOMAR, C. et al. Fisiopatologia y Técnicas de Circulation Extracorporea. Barcelona: Associación Española de Perfusionistas, Edide 2003. MORA, C.T. Cardiopulmonary Bypass - Principles and Techniques of Extracorporeal Circulation. New York: Springer-Verlag, 1995. CASTRO, I. Cardiologia: Princípios e Prática. Artemed Editora, 2000.

FONOAUDIÓLOGO

Conteúdo Programático: Desenvolvimento Global da Criança: fatores que interferem no Desenvolvimento infantil. Motricidade Orofacial: Anatomia e Fisiologia dos Órgãos Fono-Articulatórios. Desenvolvimento das Funções Estomatognáticas. Alterações Fonoaudiológicas. Avaliação, diagnóstico e prognóstico do ponto de vista fonoaudiológico. Voz: Anatomia e fisiologia da laringe. Avaliação, diagnóstico, prognóstico e terapia fonoaudiológica. Patologias laríngeas. Linguagem: Aquisição e desenvolvimento. Anatomofisiologia. Lingüística: fonética e fonologia aplicados à fonoaudiologia. Alterações fonoaudiológicas: conceituação, classificação e etiologia. Avaliação e tratamento. Distúrbios de leitura e escrita. Processamento auditivo Central. Audiologia: Anatomia e fisiologia da audição. Audiologia clínica: Avaliação, diagnóstico e prognóstico. Saúde Coletiva: Avaliação, diagnóstico e intervenção fonoaudiológica em Neonatologia (recém-nascido de alto-risco, aleitamento materno, prematuridade), UTI pediátrica, CTI de adultos, disfagias no leito hospitalar. Sugestões Bibliográficas: BEHLAU, M. e PONTES, P. Avaliação e Tratamento das Disfonias. São Paulo, Lovise, 1995. FERREIRA, L. BEFI-LOPES, Dé. LIMONGI, S. Tratado de Fonoaudiologia. São Paulo, Edit. Roca, 2004. FLEHMIG, I. Desenvolvimento Normal e seus Desvios no Lactente. Rio de Janeiro: Atheneu, 1987. GOLDFELD, M. Fundamentos em fonoaudiologia - Linguagem. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1998. JACOBI, J. LEVY, D. SILVA, L. da Disfagia - Avaliação e Tratamento. Revinter, 2004. MARCHESAN, I. Fundamentos em Fonoaudiologia - Motricidade Oral. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1998. PINHO, S. Fundamentos em Fonoaudiologia - Voz. Koogan, 1998. SANTOS, M. T. M. dos e NAVAS, A. L. Distúrbios de Leitura e Escrita. São Paulo: Manole, 2002.

MÉDICO VETERINÁRIO

Conteúdo Programático: Inspeção e fiscalização dos estabelecimentos industriais e comerciais. Doenças de animais transmissíveis ao homem e de interesse sanitário; zoonoses; toxinfecções e envenenamentos alimentares e por animais peçonhentos; doenças vinculadas à água ou alimentos; epidemiologia e investigação epidemiológica. Medidas de controle. Deontologia.

Sugestões Bibliográficas: ACHA, P.N. e SZYFRES, B. Zoonoses e enfermidades transmissibles comunes al hombre e los animales. OPS, Washington; BEHMER, M.L.A. Tecnologia do leite. BIER, O. N. Bacteriologia e imunologia. Ed. Melhoramentos, 24ª. ed., CORRETI, K. A. CONNEL, J.J. Control de la callidad del pescado. CORRETI, K. A. Embutidos elaboracion e defectos. CORRETI, K. A. Código de Deontologia de Medicina Veterinária, Lei 5.517, de 23.10.68; Ministério da Agricultura - SIPA, Inspeção de carnes, padronização de técnicas, instalação de equipamentos. Bovinos, Brasília, Ministério da Agricultura - SIPA, Lei 1.283 de 18.12.50, regulamentada pelo Decreto 30.691, de 20.03.52 e alterado pelo Decreto 1.255, de 25.06.62 - Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal - RIISPOA; Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) - Instrução Normativa no. 20, de 21 de julho de 1999 (www.agricultura.gov.br); ANVISA - Resolução no. 12, de 02 de janeiro de 2001 (www.anvisa.gov.br); MAPA - Instrução Normativa no. 20, de 31 de julho de 2000 (www.agricultura.gov.br); Pardi, M.C. et al. Ciência, higiene e tecnologia da carne, 2ª. Ed., Volume I. Ed. UFG, 2001; SIMÃO, A.M. Aditivos para alimentos sobre o aspecto toxicológico. SOUNIS, E. N. Epidemiologia - Geral e Aplicada. Ateneu. Toda e qualquer legislação que atualize os assuntos citados.

NUTRICIONISTA

Conteúdo Programático: Nutrição Fundamental: Digestão, biodisponibilidade, absorção e metabolismo de macronutrientes e micronutrientes. Necessidades nutricionais e deficiências. Avaliação Nutricional: Indicadores antropométricos, bioquímicos, dietéticos e clínicos. Dietoterapia e patologia dos sistemas gastrointestinal, circulatório, endócrino, respiratório e renal. Desnutrição e Obesidade. Nutrição Materno-infantil. Nutrição do Idoso. Alimentos: propriedades físico-químicas; tecnologia de alimentos, higiene, microbiologia e controle de qualidade. Técnica Dietética: planejamento e aquisição de gêneros alimentícios; pré-preparo e preparo. Administração de Serviços de Alimentação e Nutrição: planejamento, organização, controle e recursos humanos. Legislação de alimentos: boas práticas de fabricação, rotulagem, informação nutricional obrigatória, informação nutricional complementar e alimentos funcionais. Política Nacional de Alimentação e Nutrição. Legislação Profissional. Sugestões Bibliográficas: ACCIOLY, E. et al. Nutrição em Obstetrícia e Pediatria. Rio de Janeiro: Cultura Médica. BOBBIO, F.; BOBBIO, P. Introdução à Química de Alimentos. São Paulo: Varela. OLIVEIRA, J. E. D. de, MARCHINI, J. S. Ciências Nutricionais. São Paulo: Sarvier. EVANGELISTA, J. Tecnologia de Alimentos. São Paulo: Atheneu. EVANGELISTA, J. Alimentos: Um Estudo Abrangente. São Paulo: Atheneu. GANDRA, Y.et al. Avaliação de Serviços de Nutrição e Alimentação. São Paulo: Sarvier. MAHAN, L. K. Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. São Paulo: Roca, 11. ed. MEZOMO, I. B. Serviços de Alimentação: Planejamento e Administração. São Paulo: Manole. ORNELLAS, A.; LIESELOTTE, H. Técnica Dietética: Seleção e Preparo de Alimentos. São Paulo: Atheneu. PHILIPPI, S. T. Nutrição e Técnica Dietética. São Paulo: Manole, 2.ed. SHILS, M. et al. Tratado de Nutrição Moderna na Saúde e na Doença . São Paulo: Manole, V. I e II. WAITZBERG, D. L. Nutrição Oral, Enteral e Parenteral na Prática Clínica. São Paulo: Atheneu. SILVA JÚNIOR, E. A. da Manual de controle higiênico-sanitário em alimentos. 6.ed. São Paulo: Varela. SOUZA, T. C. de Alimentos: propriedades físico-químicas. Rio de Janeiro: Cultura Médica. ENGSTROM, E. M. (org.) SISVAN: instrumento para o combate aos distúrbios nutricionais em serviços de saúde: o diagnóstico nutricional. 2. ed. Rio de Janeiro: FIOCRUZ. www.cfn.org.br / www.anvisa.gov.br/; / www.saude.gov.br/.

PSICÓLOGO

Conteúdo Programático: Psicologia na Saúde e Comunidade. Trabalhadores da Saúde mental. Análise Institucional: a dimensão institucional e suas implicações humanas. Espaço psicossocial. Limitações da abordagem institucionalista. Psicologia Organizacional: liderança. Motivação no trabalho. Relações interpessoais e intergrupais. Comunicação e desempenho humano nas organizações. Globalização: as conseqüências humanas. Processos de subjetivação e clínica. Psicopatologia. Subjetividade, política e exclusão social. Psicologia do desenvolvimento: fases evolutivas do desenvolvimento da criança. A adolescência, Idade adulta e a velhice; Abordagem cognitiva, afetiva, lingüística e social. Processos cognitivos: aprendizagem, memória, percepção, pensamento e linguagem. Família: Imagens e Dialética. Transtornos de Personalidade. Dependência Química. Gravidez e Maternidade na Adolescência. Distúrbios de Nutrição e de Alimentação na Adolescência. Sugestões Bibliográficas: ALMEIDA, A. M. de O. & CUNHA, G.G. (2003) "Representações Sociais do Desenvolvimento Humano". IN Psicologia: Reflexão e Crítica, 2003, 16 (1), pp. 147- 155. ARIÈS, P. (1986) História social da criança e da família. Rio de Janeiro, Guanabara. BAREMBLITT, G. Compêndio de análise Institucional e outras correntes: teoria e prática. Rio de Janeiro: Rosa dos Ventos, 1992. BASTOS, C. L. Manual do Exame Psíquico: uma introdução prática à psicopatologia. 2ª Ed. Revinter, 2000. BAUMAN, Z. Globalização: as conseqüências humanas. RJ. Jorge Zahar, 1999, pp. 85-136. BECK, A.T.; FREEMAN, A.; DAVIS, D. D. (2005) trad. Maria Adriana V. Veronese. Terapia cognitiva dos transtornos da Personalidade. Porto Alegre: Artmed. BERNARDES, A. G. & GUARESCHI, N.M.de F. (2003) "Trabalhadores da Saúde mental : tecendo identidades e diferenças." IN GUARESCHI, N.M.de F & BRUSCHI, M.E. (ORGS) Psicologia Social nos estudos culturais. Rio de Janeiro: Vozes. BERNARDES, N.M.G. & NEVES, S.M. (1998) "Psicología Social e comunidade". IN STREY, M.N. et all Psicología Social Contemporânea. Petrópolis: Vozes. BOCK, A. M.B. & AGUIAR, W. M. J de. (2003) "Psicologia da Educação: em busca de uma leitura crítica e de uma atuação compromissada". IN BOCK, A. M.B (org.) A perspectiva sócio-histórica na formação em psicologia. Petrópolis: Vozes. DAVIS, K. & NEWSTROM, J.W. (1992). Comportamento humano no trabalho: uma abordagem psicológica. SP: Pioneira. DELGALARRONDO, P. Psicopatologia e semiologia dos transtornos alimentares. Porto Alegre: Artes Médias do Sul, 2000, p. 209-211. EDWARDS, Griffith; MARSHALL, E.J. e COOK, Christopher C.H. (2005) O tratamento do alcoolismo: um guia para profissionais da saúde. Porto Alegre: Artmed. FREUD, S. Três ensaios sobre a teoria da sexualidade, Obras Completas, Vol 7, Ed. Imago, RJ,1972. GAHAGAN, J. Comportamento Interpessoal e de Grupo. Traduzido por Eduardo D´Almeida.RJ. Zahar Editores, 1975. Tradução de: Interpersonal and Group Behavior. HABERMAS, J. (1985) "A família burguesa e a institucionalização de uma esfera privada referida à esfera pública" IN CANEVACCI, M. (org.). Dialética da Família: gênese, estrutura e dinâmica de uma instituição repressiva. SãoPaulo: Brasiliense. KAHHALE, E.M.P. (2003) "Psicologia na Saúde: em busca de uma leitura crítica e de uma atuação compromissada" IN BOCK, A. M.B (org.) A perspectiva sócio-histórica na formação em psicologia. Petrópolis: Vozes. HARDT, M. e NEGRI, A. Império. RJ. Record, 2001, Partes I-II, pp. 19-224. PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. (2006) Trad. Daniel Bueno. Desenvolvimento humano. Porto Alegre: Artmed. PASSOS E. & BARROS, R. Clínica e biopolítica na experiência do contemporâneo. Revista Psicologia Clínica, Pós-Graduação e Pesquisa (PUC-RJ), PUC-RJ, v. 13, n. 1, 2001, pp. 89-99. PIAGET, J. Seis Estudos de Psicologia; tradução Maria Alice Magalhães D'Amorim e Paulo Sérgio Lima Silva. 23ª edição, Rio de Janeiro: Forence Universitária,1998. RODRIGUES, H. de B. C. (Org.); ALTOE, S. (Org.). Análise Institucional - SaúdeLoucura volume 8. 1. ed. SP: Hucitec, 2004. v. 1. STERNBERG, Robert J. Psicologia Cognitiva. Porto Alegre, Artmed, 2000. VYGOTSKY, L. S. A Formação Social da Mente. SP, Martins Fontes, 1991. WEISINGER, Hendrie. Inteligência Emocional no Trabalho.Trad. Eliana Sabino. RJ. Campus, 1997. ZANELLA, A V. (1998) "Psicología Social e escola". IN STREY, M.N. et all Psicología Social Contemporânea. Petrópolis: Vozes.

PSICÓLOGO - PSICOPEDAGOGIA

Conteúdo Programático: O processo de aprendizagem no mundo contemporâneo. Identificação e articulação teórico-prática dos diversos aspectos que incidem sobre a aprendizagem: sociais, culturais, históricos, afetivos, cognitivos e biológicos. Relações entre desenvolvimento e aprendizagem. As teorias construtivistas. As teorias do déficit cultural. As teorias da mediação cultural. As teorias centradas no sujeito. As teorias sociológicas da Educação. As teorias reprodutivistas. A relação professor-aluno. Identificação e articulação das principais dimensões presentes na relação professor-aluno. Os processos identificatórios. Os elementos emocionais e a aprendizagem. Contribuições da psicanálise para o processo de aprendizagem e desenvolvimento. A relação com o saber. As contribuições dos principais teóricos da aquisição do conhecimento, com ênfase para as relações do discente com o saber. A educação especial A educação inclusiva: suas possibilidades e limites, analisados a partir da interface entre a teoria e a prática. Identificação e articulação das dimensões presentes no contexto da Educação Especial, com destaque para os aspectos intra e inter-subjetivos dos alunos, dos professores e familiares. Sugestões Bibliográficas: ALMEIDA, A. Ultrapassando o pai - herança cultural restrita e competência escolar. In: NOGUEIRA, M.A., ROMANELLI, G. & ZAGO, N.(orgs.) Família e Escola. Petrópolis: Vozes Ed., 2000. BETTO, Frei. Essa Escola chamada Vida- Paulo Freire. BOCK, A. M., FURTADO, O. & TEIXEIRA, M. L. Psicologias: uma introdução ao estudo da Psicologia. São Paulo: Saraiva, 1996. BOURDIEU, P. A escola conservadora: desigualdades frente à escola e à cultura. (1966) In: NOGUEIRA, M. A. & CATANI, A. Escritos de Educação. Petrópolis: Vozes, 1999. ______ . Os três estados do capital. (1979) In: NOGUEIRA, M. A. & CATANI, A. Escritos de Educação. Petrópolis: Vozes, 1999. ______ . Futuro de classe e causalidade do provável. (1974) In: NOGUEIRA, M. A. & CATANI, A. Escritos de Educação. Petrópolis: Vozes, 1999. . Os excluídos do interior. (1992) In: NOGUEIRA, M. A. & CATANI, A. Escritos de Educação. Petrópolis: Vozes, 1999. BRUNET, L. & LÉZINE, I. Desenvolvimento psicológico da Primeira Infância. Porto Alegre: Artes Médicas, 1986. CHARLOT, B. Da relação com o saber. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000. DOLTO, F. A causa dos adolescentes. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990. ______. Tudo é linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1998. ______. Caminhos da Educação. São Paulo: Martins Fontes, 1998. FREITAS, Maria Teresa de Assunção. Vygotsky & Bakhtin - Psicologia e Educação: Um Intertexto. 2ª. ed. Juiz de Fora: Ática/Universidade Federal de Juiz de Fora, 1995. MANNONI, M. A criança atrasada e a mãe. São Paulo: Martins Fontes. 1977. MORIN, E. Os sete saberes necessários a educação do futuro. São Paulo: Cortez, 2000. PAIN, S. A função da ignorância. Vols. 1 e 2. Porto Alegre: Artes Médicas, 1991. VIANNA, M. J. B. Longevidade escolar em famílias de camadas populares. In: NOGUEIRA, M. A., ROMANELLI, G. & ZAGO, N.(orgs.) Família e Escola. Petrópolis, Vozes Ed., 2000. VYGOTSKY, L. S. A Formação Social da Mente. São Paulo: Martins Fontes, 1996. . Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1993. WOOD, D. Como as Crianças Pensam e Aprendem. São Paulo: Martins Fontes, 1996. WINNICOTT, D. Tudo começa em casa. São Paulo: Martins Fontes, 1999. . Os bebês e suas mães. São Paulo: Martins Fontes, 1996. ZAGO, N. Processos de escolarização nos meios populares. In: NOGUEIRA, M. A., ROMANELLI, G. & ZAGO, N. (orgs.) Família e Escola. Petrópolis, Vozes Ed., 2000.

TERAPEUTA OCUPACIONAL

Conteúdo Programático: Legislação da Terapia Ocupacional; Terapia Ocupacional Geral: Atividades de Vida Diária, Atividades da Vida Prática, Análise de Atividades, Próteses, Órteses, Adaptações, Avaliações. Terapia Ocupacional Neurológica. Terapia Ocupacional Neuropediátrica. Terapia Ocupacional Traumato-ortopédica. Terapia Ocupacional Reumatológica. Terapia Ocupacional Geriátrica. Terapia Ocupacional na Saúde Mental. Sugestões Bibliográficas: BARTALOTTI, C. C. e DE CARLO, M. M. R. P. (org). Terapia Ocupacional no Brasil, Fundamentos e Perspectivas. São Paulo: Plexus Editora, 2001. BELLO, S. Pintando sua Alma - Método de Desenvolvimento da Personalidade Criativa, capítulo 3. Brasília: Editora Centro de Criação, 1996. CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL - 2ª Região - Legislação, RJ, 1997. DAVIES, PATRICIA M. Passos a Seguir. São Paulo, Editora Manole, 1996. DAVIES, PATRICIA M. Recomeçando Outra Vez. São Paulo, Editora Manole, 1997. DONALD MAC, E. M. Terapia Ocupacional em Reabilitação - São Paulo, Livraria e Editora Santos, 1990. EDWARDS, BETTY. Desenhando com o Lado Direito do Cérebro, capítulos 2 e 3, Rio de janeiro, Ediouro, 1984. FIGUEIREDO, A. C. e FILHO, J. F. da S. (org). Ética e Saúde Mental. Rio de Janeiro, Topbooks, 1996. GARDNER, E. GRAY, D. e O'RAHILLY, R. Anatomia - Estudo Regional do Corpo Humano. Rio de Janeiro, Editora Guanabara Koogan, 1978. JORGE, R. C. O Objeto e a Especificidade da Terapia Ocupacional. Belo Horizonte, Universidade Federal de Minas Gerais, Imprensa Universitária, 1990. MINAYO, MARIA CECÍLIA DE SOUZA. O Desafio do Conhecimento - Pesquisa Qualitativa em Saúde, Introdução. São Paulo - Rio de Janeiro, HUCITEC - Abrasco, 1996. MONTAGU, ASHLEY. Tocar - O Significado Humano da Pele, capítulo 4, São Paulo, Summus Editorial , 1988. WINNICOTT, D. W. O Brincar e a Realidade, capítulos 1 e 11, Rio de Janeiro, 1975.

2º CONTEÚDO: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (CARGOS DE MÉDICO)

MÉDICO - ALERGOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Alergologia: Alergia e imunologia básica. Mecanismos imunes (antígenos, complexo maior de histocompatibilidade, imunogenética, imunoglobulinas, receptores de célula T, interação ligante-receptor, sistema cinina/complemento, imunidade inata). Anatomia e elementos celulares do sistema imune. Imunimodulação: estrutura funcional das citocinas e mecanismos de ação, mediadores inflamatórios, imunomoduladores (drogas, anticorpos, moléculas recombinantes). Resposta imune: mediada por IGE, IGA, IGM, complexo imune, por células e outras (Natural Killer). Imunidade de mucosa (específica e não-específica). Imunologia dos transplantes. Imunologia tumoral. Imunorregulação (tolerância, interação célula-célula, rede idiotípica apoptose). Alergia e imunologia clínica. Doenças alérgicas: trato respiratório superior (rinite, sinusite, polipose nasal e otite perosa bacteriana), disordens laríngeas. Testes cutâneos, citometria nasal, raio-x de seios da face, tomografia computadorizada, ressonância magnética. Doenças oculares (conjuntivites alérgicas). Doenças dermatológicas (urticária, angiodema, dermatite atópica, urticária pigmentosa, erupção cutânea por drogas, eritema multiforme, eritema nodoso e outras disordens imunológicas). Trato respiratório inferior (asma, aspergiloso broncopulmonar alérgica, pneumonia de hipersensitividade, doença pulmonar obstrutiva crônica. fibrose cística, síndrome do cílio imóvel, sarcaidoso). Reações adversas a ingestas (alergia alimentar, intolerância alimentar, sensibilidade secundária ao glúten. Outras reações adversas a alimentos. Anafilaxia. Alergia a picada de inseto. Imunodeficiências primárias e adquiridas (HIV). Desordens imunorregulatórias (Lupus eritematoso sistêmico, vasculitos, transplate e reação enxerto-hospedeiro, imunomodulação). Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. Podem ser consultadas qualquer fonte que trate dos assuntos relacionados ao conteúdo pedido.

MÉDICO - ANESTESIOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Anestesiologia: Física e anestesia. Fármaco-cinética e fármaco-dinâmica da anestesia inalatória. Farmacologia dos anestésicos locais. Farmacologia dos anestésicos venosos e inalatórios. Ventilação artificial. Anestesia em pediatria. Anestesia em urgências. Anestesia em obstetrícia e ginecologia. Anestesia em neurocirurgia. Anestesia em cirurgia pulmonar e cardio-vascular. Parada cardíaca e reanimação. Monitorização em anestesia. Sistema nervoso autônomo. Complicação da anestesia. Sugestões Bibliográficas: BRAUNWALD FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. BARASW, P.G. Cullen, B.F. Stoelting, R.K. Anestesia Clínica. 4a. Ed. MORGAN, G.E. Mikhail, M.S. Anestesiologia Clínica. 2a. Edição.STOELTING, R.K. Manual de Farmacologia e Fisiologia na Prática Anestésica.

MÉDICO - CIRURGIÃO DE CABEÇA E PESCOÇO

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Cirurgia de Cabeça e Pescoço: Princípios da cirurgia. Propedêutica e avaliação do paciente cirúrgico. Transfusão. Controle hidroeletrolítico e nutricional do paciente cirúrgico. Antimicrobianos em cirurgia geral. Anestésicos locais. Anestesia loco-regional. Pré e pós-operatório em cirurgias eletivas e de urgência/emergência. Complicações cirúrgicas trans e pós-operatórias. Anatomia da laringe. Anatomia de cabeça e pescoço. Lesões congênitas da laringe e do pescoço. Paralisias da laringe. Tumores benignos e malignos da laringe. Propedêutica em patologias da cabeça e pescoço. Anatomia da cavidade oral, orofaringe, cavidade nasal e seios da face. Tumores da cabeça e pescoço. Lesões malignas e benignas das glândulas salivares maiores. Diagnóstico e tratamento dos tumores malignos e benignos das glândulas tireóide e paratireóide. Corpos estranhos das vias aéreas e digestivas. Estenoses de laringe, traquéia e esôfago. Traqueostomia. Broncoscopia: indicações. Esofagoscopia: indicações. Sugestões Bibliográficas: BRAUNWALD FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. Podem ser consultadas qualquer fonte que trate dos assuntos relacionados ao conteúdo pedido.

MÉDICO - CARDIOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Cardiologia: Anatomia, Fisiologia e Semiologia do Aparelho Cardiovascular. Métodos Diagnósticos: Eletrocardiografia, Ecocardiografia, Medicina Nuclear, Hemodinâmica, Ressonância Magnética, Cardiopatias Congênitas Cianóticas e Acianótica: Diagnóstico e Tratamento. Hipertensão Arterial. Doença Coronariana. Doença Reumática. Valvulopatias: Diagnóstico e Tratamento. Miocardiopatias: Diagnóstico e Tratamento. Insuficiência Cardíaca Congestiva. Doença de Chagas. Arritmias Cardíacas: Diagnóstico e Tratamento. Marca passos Artificiais. Endocardite Infecciosa. Hipertensão Pulmonar. Sincope. Doenças do Pericárdio. Doença da Aorta. Embolia Pulmonar. Cor pulmonale. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. BRAUNWALD. Tratado de Medicina Cardiovascular - 5. ed. Ed. Rocca - Vol. I e II - SOCESP- Manual de Cardiologia - Ed. Atheneu - CRUZ,F.; MAIA,I. G. - Eletrocardiografia Atual - 1. ed. - editores Ari Timerman e Luis Antonio Machado César.

MÉDICO - CARDIOLOGISTA (Mapa, Holter e Ecocardiografia)

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Cardiologia: Anatomia, Fisiologia e Semiologia do Aparelho Cardiovascular. Métodos Diagnósticos: Eletrocardiografia, Ecocardiografia, Medicina Nuclear, Hemodinâmica, Ressonância Magnética, Cardiopatias Congênitas Cianóticas e Acianótica: Diagnóstico e Tratamento. Hipertensão Arterial. Doença Coronariana. Doença Reumática. Valvulopatias: Diagnóstico e Tratamento. Miocardiopatias: Diagnóstico e Tratamento. Insuficiência Cardíaca Congestiva. Doença de Chagas. Arritmias Cardíacas: Diagnóstico e Tratamento. Marca passos Artificiais. Endocardite Infecciosa. Hipertensão Pulmonar. Sincope. Doenças do Pericárdio. Doença da Aorta. Embolia Pulmonar. Cor pulmonale. Realização e interpretação dos métodos gráficos - mapa e holter e do ecocardiograma. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. BRAUNWALD. Tratado de Medicina Cardiovascular - 5. ed. Ed. Rocca - Vol. I e II - SOCESP- Manual de Cardiologia - Ed. Atheneu - CRUZ,F.; MAIA,I. G. - Eletrocardiografia Atual - 1. ed. - editores Ari Timerman e Luis Antonio Machado César. OTTO, C. M. Fundamentos de Ecocardiograma Clínica. Ed. Elsevier. FEIGENBAUM, H. ARMSTRONG, W. F. & RYAN, T. Ecocardiografia. Ed. Guanabara Koogan, 2007. GHORAYEB, N. & MENEGHELO, R. S. Métodos Diagnósticos em Cardiologia Clínica. Editora Atheneu, 2008.

MÉDICO - CARDIO-PEDIATRA (Ecocardiografia)

Conteúdo Programático: Pediatria Geral: Puericultura. A criança com baixo peso ao nascer. Nutrição da criança e do adolescente. Crescimento e desenvolvimento. Promoção da segurança da criança e do adolescente. Imunização da criança e do adolescente. Deficiência de ferro na infância e adolescência. Afecções gastro-intestinais. Afecções respiratórias da criança e do adolescente. Febre em crianças. Maus-tratos a crianças. Afecções do trato urinário da criança e do adolescente. Afecções infecciosas da criança e do adolescente. Reconhecimento de situações de risco à saúde e risco de morte na criança e no adolescente. Questões éticas, bioéticas e legais na assistência à saúde. Relação entre o médico e o paciente pediátrico. Saúde do feto e perinatal. Ensino e produção de conhecimento médico em pediatria. Abordagem de problemas neuro-psiquiátricos na criança e no adolescente. Cardiopediatria: Epidemiologia das enfermidades cardiovasculares congênitas e adquiridas do feto ao adolescente. Genética e enfermidades cardiovasculares. Anatomia do coração normal. Fisiologia cardiovascular normal. Análise segmentar das cardiopatias congênitas. Exame clínico cardiovascular normal e nas cardiopatias adquiridas e congênitas. Eletrocardiograma normal e nas cardiopatias adquiridas e congênitas. Radiografia de tórax normal e nas cardiopatias adquiridas e congênitas. Ecocardiografia doppler normal e nas cardiopatias adquiridas e congênitas (pulsada, colorida, tecidual) e as diversas técnicas de estudos ecocardiográficos doppler (transtorácico, ecocardiografia de stress, fetal e transesofágica). Outras modalidades de obtenção de diagnóstico por imagem: ressonância magnética, radioisótopos. Hemodinâmica diagnóstica e intervencionista: indicações para o estudo hemodinâmico angiográfico nas cardiopatias adquiridas e congênitas; posições angiográficas no estudo das enfermidades cardiovasculares; principais indicações para intervenção por cateteres nos defeitos cardiovasculares congênitos. Teste ergométrico na criança. Fisiopatologia dos curtos circuitos esquerdo > direita. Fisiopatologia dos curtos circuitos direito > esquerda. Enfermidades estruturais congênitas (incidência, anatomia, fisiopatologia, exame clínico, exames complementares para diagnóstico tratamento seguimento). Enfermidades estruturais adquiridas: incidência, anatomia, fisiopatologia, exame clínico, exames complementares para diagnóstico, tratamento, seguimento. Farmacologia das drogas cardiovasculares de uso na criança e no adolescente. Sugestões Bibliográficas: MURAHOVSCHI, J. Pediatria - Diagnóstico Diferencial e Tratamento, 6ª Ed., Sarvier, 2006. MURAHOVSCHI, J. Pediatria, Urgência + Emergência, 6ª Ed., Sarvier. MARCONDES, E. Pediatria Básica, 9ª Ed., Tomo I, II e III, Sarvier, 2002. LOPEZ F. A. e CAMPOS J. D. Tratado de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria. 1ª Edição. Manole, 2006. Podem ser consultadas qualquer fonte que trate dos assuntos relacionados ao conteúdo pedido.

MÉDICO - CARDIOVASCULAR

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Cirurgia Cardiovascular: Princípios da cirurgia. Propedêutica e avaliação do paciente cirúrgico. Transfusão. Controle hidroeletrolítico e nutricional do paciente cirúrgico. Antimicrobianos em cirurgia geral. Anestésicos locais. Anestesia loco-regional. Fios de sutura: aspectos práticos do seu uso. Curativos: técnica e princípios básicos. Pré e pós-operatório em cirurgias eletivas e de urgência/emergência. Complicações cirúrgicas trans e pós- operatórias. Imunologia e transplantes. Mecanismos de rejeição. Anatomia cirúrgica do coração e dos grandes vasos da base. Circulação extracorpórea. Reanimação cardiopulmonar. Hemorragias e complicações trombóticas em cirurgia cardiovascular. Cirurgia para correção das doenças valvares. Cirurgia da doença arterial coronariana - cardiopatia isquêmica. Tratamento cirúrgico das complicações do infarto do miocárdio. Tratamento cirúrgico das arritmias por estimulação com marca-passo cardíaco artificial. Dissecção da aorta. Cirurgia dos aneurismas da aorta torácica. Tratamento cirúrgico das arritmias. Transplante cardíaco. Cirurgia do pericárdio. Cirurgia da endocardite infecciosa. Circulação extra-corpórea na cirurgia cardíaca. Procedimentos paliativos nas cardiopatias congênitas. Tratamento cirúrgico das cardiopatias congênitas. Proteção ao miocárdio. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. SABISTON, D.C. & LYERLY, H.K. Textbook of Surgery: The Biological Basis of Modern Surgical Practice, 15ed. W. B. Saunders Company. BRAUNWALD. Tratado de Medicina Cardiovascular - 5. ed. Ed. Rocca - Vol. I e II - SOCESP- Manual de Cardiologia - Ed. Atheneu - CRUZ,F.; MAIA,I. G. - Eletrocardiografia Atual - 1. ed. - editores Ari Timerman e Luis Antonio Machado César. OTTO, C. M. Fundamentos de Ecocardiograma Clínica. Ed. Elsevier. FEIGENBAUM, H. ARMSTRONG, W. F. & RYAN, T. Ecocardiografia. Ed. Guanabara Koogan, 2007. GHORAYEB, N. & MENEGHELO, R. S. Métodos Diagnósticos em Cardiologia Clínica. Editora Atheneu, 2008. Podem ser consultadas qualquer fonte que trate dos assuntos relacionados ao conteúdo pedido.

MÉDICO - CIRURGIÃO GERAL

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Cirurgia Geral: Considerações fundamentais: pré e pós-operatório; resposta endócrina e metabólica ao trauma; reposição nutricional e hidroeletrolítica do paciente cirúrgico. Trauma; politraumatismo; choque; infecções e complicações em cirurgia. Cicatrização das feridas e cuidados com drenos e curativos. Lesões por agentes físicos, químicos e biológicos; queimaduras. Hemorragia interna e externa; hemostasia; sangramento cirúrgico e transfusão. Noções importantes para o exercício da Cirurgia Geral sobre oncologia; anestesia; cirurgias pediátrica, vascular periférica e urológica; ginecologia e obstetrícia. Antibioticoterapia profilática e terapêutica; infecção hospitalar. Tétano; mordeduras de animais. Cirurgia de urgência; lesões viscerais intra-abdominais. Abdome agudo inflamatório, traumático penetrante e por contusão. Sistemas orgânicos específicos: pele e tecido celular subcutâneo; tireóide e paratireóide; tumores da cabeça e do pescoço; parede torácica, pleura, pulmão e mediastino. Doenças venosa, linfática e arterial periférica. Esôfago e hérnias diafragmáticas. Estômago, duodeno e intestino delgado. Cólon, apêndice, reto e ânus. Fígado, pâncreas e baço. Vesícula biliar e sistema biliar extra-hepático. Peritonites e abcessos intra-abdominais. Hérnias da parede abdominal. Parede abdominal; epíplon; mesentério; retroperitônio. Sugestões bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. BEAUCHAMP, Evers. Mattox. Sabiston. Tratado de Cirurgia. As Bases Biológicas na Prática da Cirurgia Moderna. Ed. Guanabara Koogan. 16a. Ed. TINTINALLI, J.E. Ruiz, E. Krome, R.L. Emergências Médicas. American College Of Emergency Physicians. 4a. Ed. VIEIRA, O.M. Clínica Cirúrgica. Ed. Atheneu. 1a. Ed.

MÉDICO - CIRURGIÃO GERAL (Videolaparascopia)

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Cirurgia Laparoscópica: Abdômen agudo inflamatório. Abdômen agudo obstrutivo. Trauma abdominal. Apendicite aguda. Colecistite aguda. Icterícia obstrutiva. Perfuração de víscera oca abdominal. Urgências vasculares abdominais e periféricas. Urgências cirúrgicas do tórax. Urgências urológicas não traumáticas. Infecção de partes moles. Hemorragia digestiva. Cirurgia videolaparoscópica. Cirurgia bariátrica. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. COELHO, J. C. U. Aparelho Digestivo: Clínica e Cirurgia. 3. ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 2005. (2 volumes). SABISTON, D.C. & LYERLY, H.K. Textbook of Surgery: The Biological Basis of Modern Surgical Practice, 15ed. W. B. Saunders Company. ROHDE, L. Rotinas em Cirurgia Digestiva. 1. ed. Porto Alegre: Artmed, 2005. VINHAES, J. C. Clínica e Terapêutica Cirúrgica. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003. VIEIRA, O. M. Clínica Cirúrgica. 2. ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 2000. (2 volumes). ZUCKER, K. A. Surgical Laparoscopy. Philadelphia, PA. Lippincott Williams & Wilkins, 2001. Greenfield's surgery: scientific principles and practice. 3rd ed. Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins, 2001.

MÉDICO - CIRURGIÃO PEDIÁTRICO

Conteúdo Programático: Pediatria Geral: Puericultura. A criança com baixo peso ao nascer. Nutrição da criança e do adolescente. Crescimento e desenvolvimento. Promoção da segurança da criança e do adolescente. Imunização da criança e do adolescente. Deficiência de ferro na infância e adolescência. Afecções gastro-intestinais. Afecções respiratórias da criança e do adolescente. Febre em crianças. Maus-tratos a crianças. Afecções do trato urinário da criança e do adolescente. Afecções infecciosas da criança e do adolescente. Reconhecimento de situações de risco à saúde e risco de morte na criança e no adolescente. Questões éticas, bioéticas e legais na assistência à saúde. Relação entre o médico e o paciente pediátrico. Saúde do feto e perinatal. Ensino e produção de conhecimento médico em pediatria. Abordagem de problemas neuro-psiquiátricos na criança e no adolescente. Cirurgia Pediátrica: Pré, trans e pós-operatório em cirurgia pediátrica. Cirurgia do recém-nascido. Diagnóstico pré-natal de malformações. Resposta endócrina e metabólica ao trauma cirúrgico. Suporte nutricional. Acesso vascular. Anestesia pediátrica. Trauma na infância e adolescência. A criança espancada. Tumores abdominais da criança. Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA): relação paciente/cirurgião pediátrico. Cistos e fístulas cervicais. Torcicolo congênito. Hemangiomas e linfangiomas. Anomalias congênitas do esôfago. Hérnias diafragmáticas: congênitas e adquiridas. Tumores do mediastino. Refluxo gastroesofágico. Lesões congênitas do pulmão. Empiema pleural e bronquiectasias. Pneumotórax. Peritonite meconial. Enterocolite necrosante. Estenose hipertrófica do piloro. Atresias e estenoses congênitas do intestino. Íleo meconial. Invaginação intestinal. Polipose gastrointestinal. Apendicite aguda. Megacólon congênito. Anomalias anorretais. Defeitos de rotação e duplicações do tubo digestivo. Defeitos congênitos da parede abdominal. Afecções cirúrgicas da região inguinal. Distopias testiculares. Afecções escrotais agudas. Patologia cirúrgica da região umbilical. Atresia das vias biliares. Dilatações congênitas das vias biliares. Doenças hematológicas que implicam em tratamento cirúrgico. Afecções cirúrgicas do pâncreas. Afecções genitourinárias cirúrgicas. Cirurgia videolaparoscópica pediátrica. Sugestões Bibliográficas: MURAHOVSCHI, J. Pediatria - Diagnóstico Diferencial e Tratamento, 6ª Ed., Sarvier, 2006. MURAHOVSCHI, J. Pediatria, Urgência + Emergência, 6ª Ed., Sarvier. MARCONDES, E. Pediatria Básica, 9ª Ed., Tomo I, II e III, Sarvier, 2002. LOPEZ F. A. e CAMPOS J. D. Tratado de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria. 1ª Edição. Manole, 2006. O'NEILL, J.A et alli. Pediatric Surgery. 5ª ed., Mosby-Year Book, Inc. 1998. MAKSOUD, J.G. Cirurgia Pediátrica. 1ª ed., Livraria e Editora Revinter Ltda. 1998. JESUS, L. E. Cirurgia Pediátrica para o Pediatra, Cirurgião Geral e Cirurgião Pediátrico. 1ª ed., Livraria e Editora Revinter Ltda. 2003. KELALIS, P.P; King, L.R. e Belman, A. Clinical Pediatric Urology, 2a ed.,W. B. Saunders Co. 1985.

MÉDICO - CIRURGIÃO PLÁSTICO

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Cirurgia Plástica: Princípios da cirurgia. Propedêutica e avaliação do paciente cirúrgico. Transfusão. Controle hidroeletrolítico e nutricional do paciente cirúrgico. Antimicrobianos em cirurgia geral. Anestésicos locais. Anestesia loco regional. Fios de sutura: aspectos práticos do seu uso. Curativos: técnica e princípios básicos. Pré e pós-operatório em cirurgias eletivas e de urgência/emergência. Complicações cirúrgicas trans e pós- operatórias. Imunologia e transplantes. Meca-nismos de rejeição. Cirurgia plástica geral: Anatomia e fisiopatologia da pele. Transplantes de tecidos e Implantes. Retalhos musculares: músculo-cutâneos e fasciocutâneos. Cicatrização das feridas: queloides e cicatri-zes hipertróficas. Tumores cutâneos: benígnos e malígnos. Embriologia das malformações congênitas. Microcirurgia: princípos gerais. Queimaduras: conceitos e classificação; fisiopatologia - resposta metabólica do queimado; queimado: fase aguda; queimado: fase crônica; tratamento local; técnicas e táticas cirúrgicas; seqüelas; queimaduras complexas; queimaduras em criança; queimaduras da face; queimaduras da mão. Cabeça e pescoço: anatomia básica; tumores da cabeça e pescoço em geral; reconstrução das diferentes regiões da cabeça e pescoço; traumatismos de partes moles; fraturas de maxilares; fraturas dos molares e assoalho de órbita; fratura dos ossos nasais; fraturas múltiplas e complexas da face; fissuras faciais e palatinas; o preparo do paciente fissurado; fissura labiais - queiloplastias; fissura palatina - palatoplastias; seqüela das queiloplastias e palatoplastias; deformidades congênitas e adquiridas do pavilhão auricular - reconstrução de orelha; paralisia Facial; a microcirurgia na reconstrução da cabeça e pescoço. Região nasal: o nariz do paciente fissurado; rinosseptoplastias e laterorrinias; nariz negróide; tumores nasais e rinofima; reconstrução parcial e total do nariz. Região peri-orbitária: a importância da cirurgia peri­orbitária; noções anatômicas e funcionais; ptose palpebral; reconstrução parcial e total das pálpebras; ectrópio - entrópio e lagoftalmo; tratamento cirúrgico das exoftalmias; deformidades congênitas das pálpebras; reconstrução de fundos de saco conjuntivais. Mão: anatomia funcional e cirúrgica da mão; propedêutica da mão; princípios gerais do tratamento da mão; tratamento das seqüelas de traumatismo da mão; confratura de Dupuytren e Volkmann; lesões neuro-tendinosas do membro superior; tumores de mão: princípios básicos; a microcirurgia na reconstrução da mão. Tronco e membros inferiores: anatomia cirúrgica do tronco e do membro inferior; conduta nos grandes esmagamentos de membro inferior; úlceras de decúbito (pressão) e úlceras neurovasculares; reconstrução de membros inferiores. Aparelho uro-genital; reconstrução do aparelho genital feminino; genética médica aplicada à cirurgia plástica; reconstrução da bolsa escrotal; cirurgia do intersexualismo. Região mamária; ginecomastia - amastia e polimastia; tumores da mama; deformidades da glândula mamária; reconstrução imediata da mama pós-mastectomia; reconstrução tardia da mama pós-mastectomia. Região abdominal: reconstrução da parede abdominal; reconstrução de umbigo. Face e pescoço: anatomia aplicada a ritidoplastia; ritidoplastia facial; procedimentos ancilares; ritidoplastia frontal; ritidoplastia cervical; "peeling" químico; dermabrasão - ritidoplastia facial; blefaroplastia; ritidoplastia secundária e ritidoplastia em homens; osteotomias estética da face; rinoplastia: princípios gerais e técnicas. Lipodistrofias e lipoaspiração; lipoaspiração - princípios gerais; lipoaspiração - evolução técnica e conceitos atuais; lipodistrofias superiores e inferiores; lipodistrofias da face, tronco e do abdome. Glândula mamária: ptose mamária - correção cirúrgica; mastoplastia de aumento; mastoplastia redutora. Abdome: abdominoplastias; plástica umbilical. Aspectos complementares da cirurgia plástica; cirurgia plástica na criança; tumores malignos e seus problemas; queloides e seus problemas; instalações e funcionamento de unidade de tratamento de queimados; seqüelas cirúrgicas de fissuras lábio-palatinas - tratamentos complementares; conceitos de foniatria e reabilitação da voz; calvície e métodos de correção; expansores cutâneas; anestesia em cirurgia plástica; intersexualismo - indicações cirúrgicas; cirurgias múltiplas; substâncias aloplásticas em cirurgia plástica - princípios básicos; enxertos dérmicos. Próteses. Transplante de dedos. Transplante de retalho neurovascular. Transplante de articulação. Transplante de retalho osteocutâneo. Transplante de retalho osteomiocu-tâneo. Transplante de retalho ósseo. Retalho fascial e fascio-cutâneo sem microcirurgia. Retalho cutâneo sem microcirurgia. Reimplantes. Métodos de fixação óssea. Paralisias traumáticas e obstétricas do plexo braquial. Lesões dos nervos periféricos. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. SABISTON, D.C. & LYERLY, H.K. Textbook of Surgery: The Biological Basis of Modern Surgical Practice, 15ed. W. B. Saunders Company. Podem ser consultadas qualquer fonte que trate dos assuntos relacionados ao conteúdo pedido.

MÉDICO - CIRURGIÃO TORÁCICO

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Cirurgia Torácica: Princípios da cirurgia. Propedêutica e avaliação do paciente cirúrgico. Transfusão. Controle hidroeletrolítico e nutricional do paciente cirúrgico. Antimicrobianos em cirurgia geral. Anestésicos locais. Anestesia loco-regional. Fios de sutura: aspectos práticos do seu uso. Curativos: técnica e princípios básicos. Pré e pós-operatório em cirurgias eletivas e de urgência/emergência. Complicações cirúrgicas trans e pós- operatórias. Imunologia e transplantes. Mecanismos de rejeição. Anatomia cirúrgica do tórax e órgãos torácicos. Avaliação pré-operatória da função pulmonar. Manuseio pré, per e pós-operatório em cirurgia torácica. Métodos de diagnóstico em cirurgia torácica. Métodos de drenagem em cirurgia torácica. Afecções do diafragma, do estreito superior e parede do tórax. Neoplasias pulmonares e árvore traqueobrônquica. Doenças broncopulmonares supurativas. Tratamento cirúrgico do enfisema bolhoso e difuso. Cirurgia das malformações broncopulmonares. Cirurgia na tuberculose pulmonar e seqüelas. Patologia cirúrgica das pleuras. Afecções cirúrgicas do mediastino. Patologia cirúrgica do esôfago. Traumatismo torácico. Transplante pulmonar. Princípios básicos da oncologia torácica. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. SABISTON, D.C. & LYERLY, H.K. Textbook of Surgery: The Biological Basis of Modern Surgical Practice, 15ed. W. B. Saunders Company. Podem ser consultadas qualquer fonte que trate dos assuntos relacionados ao conteúdo pedido.

MÉDICO - CLÍNICO GERAL

Conteúdo Programático: Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Doenças coronarianas; Doença valvular cardíaca. Doenças da Aorta. Doença arterial periférica. Doença venosa periférica. Asma brônquica. Enfisema pulmonar. Bronquite crônica. Doença pulmonar ocupacional. Doença intersticial pulmonar. Pneumonias. Tuberculose pulmonar - extra pulmonar. Câncer de pulmão. Tromboembolia pulmonar. Insuficiência respiratória aguda. Choque. Insuficiência renal aguda. Insuficiência renal crônica. Infecção urinária. Doenças glomerulares. Nefrolitíase. Doenças da próstata. Hemorragia digestiva. Doenças do esôfago. Doença úlcero-péptica. Gastrites. Doenças funcionais do tubo digestivo. Doença inflamatória intestinal. Má absorção intestinal. Parasitoses intestinais. Diarréia. Câncer do estômago. Câncer do cólon. Câncer do pâncreas. Pancreatites. Icterícias. Hepatites. Cirroses e suas complicações. Hepatopatia alcoólica. Hepatopatia induzida por drogas. Tumores hepáticos. Doenças da vesicula e vias biliares. Anemias. Linfomas. Leucemias. Hipertireoidismo. Hipotireoídismo. Diabetes mellitus. Febre reumática. Osteoporose. Osteoartrite. Artrite reumatóide. Vasculites. Lúpus eritematoso sistêmico. AIDS. Meningoencefalites. Doença de Parkinson. Acidente vascular cerebral. Doenças sexualmente transmissíveis. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. FARRERAS P. Medicina Interna, 15 ed, Madrid: Elsevier.TIERNEY JR L M - Current Medical Diagnosis and Treatment, New York: Lange Medical Books / McGraw-Hill, 44 ed.

MÉDICO - DERMATOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Dermatologia: Entidades dermatológicas mais comuns: aspectos estiopatogênicos, meios de diagnóstico e tratamento. Lesões elementares; equizemas; piodermites; dermatozoonoses; dermatoviroses; micoses superficiais e profundas; micose de Lutz. Doenças sexualmente transmissíveis. Hanseníase. Leshimaniose. Bubose. Colagenose. Tumores cutâneos. Linfomas. Pré canceroses. Dermatoses paraneoplásicas. Farmacodermias. Terapêuticas. Semiologia cutânea e métodos complementares. Procedimentos cirúrgicos básicos em dermatologia. Inflamação, prurido e prurigos. Imunopatologia cutânea. Dermatites e dermatoses. Doenças de hipersensibilidade. Doenças: queratinização, cartilagem, ulcerosas, atróficoescleróticas, fibrosantes, metabólicas, de depósito, da cavidade oral, do couro cabeludo, das mãos e dos pés. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. AZULAY, Ruben David. Dermatologia. RJ: Guanabara Koogan. KORTING, Gunter. Dermatologia Clínica. SP: Manole. PASSOS, Mauro Romero. Doenças sexualmente transmissíveis. RJ: Cultura Médica, 1989. SAMPAIO, Sebastião. Dermatologia básica. SP: Artes Médicas, 1989. VERONESI, Ricardo. Doenças infecciosas e parasitárias. RJ; Guanabara Koogan.

MÉDICO DO TRABALHO

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Medicina do Trabalho: Conceito de Medicina do Trabalho, Saúde Ocupacional e Saúde do Trabalhado. Legislação sobre Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho da CLT. Principais Convenções e Recomendações da OIT ratificadas pelo Brasil. Portaria 3.214 e textos complementares. Estrutura institucional da Saúde Ocupacional no Brasil: entidades e Serviços de Medicina do Trabalho: finalidade, organização e atividades. Legislação Previdenciária (Leis 8.212 e 8.213 e Decreto 3.048). Acidentes do Trabalho: conceito, aspectos legais, registros, taxas de freqüência e gravidade, custos, prevenção. Aposentadoria Especial: Critérios para concessão. Comissão interna de Prevenção de Acidentes - CIPA. Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO: diretrizes, responsabilidades e implantação. Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - PPRA: estrutura, desenvolvimento e responsabilidades. Doenças profissionais: conceito, causas, aspectos legais, registro e medidas preventivas. Princípios básicos da identificação, avaliação e controle dos agentes físicos das doenças profissionais: ruído, calor, radiações ionizantes e não-ionizantes, pressões anormais, vibrações, etc. princípios básicos da identificação, avaliação e controle dos agentes químicos das doenças profissionais; gases, vapores, aerodisperóides, metais tóxicos e poeiras orgânicas e minerais. Princípios básicos da identificação, avaliação e controle dos agentes biológicos das doenças profissionais. Fisiopatologia: diagnóstico, tratamento e prevenção das doenças profissionais causadas por agentes físicos, químicos e biológicos. Ambiente e condições insalubres: aspectos legais, limites de tolerância, avaliações ambientais quantitativas e qualitativas, enquadramento etc. Higiene dos ambientes de trabalho e instalações acessórias (sanitários, vestiários, refeitórios, etc.). Processos de Trabalho mais comuns nos meios industriais: pintura, soldagem, galvanoplastia, usinagem de metais, operações de fundição, limpeza ácida e alcalina de metais, processamento de produtos químicos etc. Agrotóxicos: principais grupos, mecanismos tóxicos, riscos ao trabalhador e a população, prevenção e tratamento das intoxicações agudas. Controle médico de grupos de trabalhadores especiais (menores, deficientes, portadores de doenças crônicas etc.). A fadiga profissional; fisiopatologia e medidas de prevenção. Câncer ocupacional: classificação dos carcinógenos, mecanismos, principais substâncias e processos de trabalho que implicam em carcinogenicidade potencial. Conceito de biossegurança em laboratórios e hospitais. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. FOCAULT, M. Microfísica do Poder. Rio de Janeiro: Editora Gaal, 1988. LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA E ACIDENTÁRIA. Leis 8.121 e 8.213 de julho de 1991. Decreto 3.048 de 06/05/99. MENDES, R e DIAS, E, C. Da Medicina do Trabalho à Saúde do Trabalhador - Revistas de Saúde Pública. São Paulo, 1991, 25 (05), pg. 3-11. MENDES, R. Patologia do Trabalho. São Paulo: Editora Atheneu, 1998. OLIVEIRA, S.G. Proteção Jurídica à Saúde do Trabalhador. São Paulo: LTr, 1996. Portaria 3.214 Do Ministério Do Trabalhado E Emprego De 08/06/78 e Textos Complementares. SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO. Editora Atlas, 43. ed., 2000. TEIXEIRA, P & VALLE, S. (org.). Biossegurança - uma abordagem multidisciplinar. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 1996. VIEIRA, Sebastião Ivone (org.). Medicina Básica do Trabalho. Vol.III. Editora Genesis, 1995, Cap. 1, 2, 6, 7, 8, 9 e 10.

MÉDICO - ENDOCRINOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Endocrinologia: Neuroendocrinologia: tumores hipofisários; hipopituitarismo; hiperprolactinemia; acromegalia; diabetes insipidus; síndrome de secreção inapropriada de ADH. Crescimento e desenvolvimento: testes diagnósticos para deficiênia de hormônio do crescimento; investigação da criança com baixa estatura; puberdade atrasada; puberdade precoce. Tireopatias: Nódulos tireoideanos; câncer da tireóide; hipotireoidismo; hipertireoidismo; bócio nodular tóxico; tireoidites; emergências tireoideanas. Doenças adrenais: incidentalomas: insuficiência adrenal; síndromes hipercortisolêmicas; Feocromocitoma; hiperaldosteronismo; hiperplasia adrenal congênita; Sistema reprodutivo: Hipogonadismo; criptorquidismo; micropênis; ginecomastia; amenorréia; climatério e menopausa. Pâncreas endócrino: diabetes mellitus; diagnóstico, classificação, tratamento, complicações crônicas, cetoacidose diabética, estado hiperosmolar, diabetes mellitus na gravidez; hipoglicemias. Dislipidemias e obesidade.Doenças osteometabólicas: hiperparatiroidismo primário e secundário. Hipoparatiroidismo; osteoporose; doença de Paget. Outros temas: hiperandrogenismo;distrúrbios endócrinos na SIDA; neoplasias endócrinas múltiplas; princípios e aplicações de testes hormonais em endocrinologia. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. FELIG, P; BAXTER, JD; FROHMAN, LA. Endocrinology and Metabolism. McGraw - Hill, NY. WAJCHENBERG, BL Tratado de endocrinologia Clínica. Ed Roca. SP. VILAR, L Endocrinologia Clínica. Medsi. RJ.

MÉDICO - ENDOSCOPISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Endoscopia: Limpeza e desinfecção de aparelhos. Sedação, anestesia e medicamentos em endoscopia digestiva. Manejo e controle de sedação. Suporte avançado à vida e tratamento de complicações clínica do exame endoscópico. Noções básicas de equipamentos e tecnologias em endoscopia digestiva. Técnicas básicas do exame endoscópico - endoscopia digestiva alta, colonoscopia, colangiopancreatografia endoscópica retrógrada. Enteroscopia e suas variantes. Cápsula endoscópica (aplicações, indicações e contra- indicações). Endoscopia pediátrica e suas particularidades. Cromoendoscopia do tubo digestivo, conhecimento de sistemas de magnificação de imagens. Noções básicas dos sistemas FICE e NARROW-BAND. Ultrassonografia endoscópica. Biópsias e citologias. Hemorragia digestiva alta e baixa. Doença do refluxo gastroesofagiano. Esofagites infecciosas e medicamentosas. Esofagites cáusticas. Varizes esofagogástricas. Corpos estranhos no tubo digestivo. Divertículo de Zenker. Tumores do esôfago (benignos e malignos). Megaesôfago e acalasia. Esôfago de Barrett. Doença ulcero-peptica. Helycobacter pylori e doenças associadas. Gastrites. Cardites Tumores do estômago (benignos e malignos). Gastrostomia e jejunostomias endoscópicas. Tumores do intestino delgado. Tumores do cólon (benignos e malignos). Doenças diverticular do tubo digestivo. Disfagia. neoplasias da papila duodenal (benignas e malignas). Diagnóstico e tratamento endoscópicas das estenoses de vias biliares. Diagnóstico e tratamento endoscópico das estenoses do tubo di9gestivo. Doenças inflamatórias intestinais. Colites infecciosas e inflamatórias específicas. Colopatia isquêmica. Lesões vasculares do tubo digestivo. Alterações ileais na colonoscopia e correlações clínicas. Endoscopia digestiva nas doenças sistêmicas. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. Sobed. Endoscopia Digestiva Diagnóstica e Terapêutica. Rewvinter. 2005. Podem ser consultadas qualquer fonte que trate dos assuntos relacionados ao conteúdo pedido.

MÉDICO - EPIDEMIOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Epidemiologia: Políticas de Saúde no Brasil: Programa de Saúde da Família - PSF. Sistema Único de Saúde (SUS) e Municipalização. Normas Operacionais de Assistência à Saúde - NOAS. Determinações Sociais do Processo Saúde/Doença e Aspectos Epidemiológicos. Indicadores de Saúde Gerais e Específicos. Situação da Saúde no Brasil e, particularmente no estado de Rondônia. Código de Ética Médica. Preenchimento da Declaração de Óbito. Doença Notificação Compulsória. Princípios do Atendimento Clínico: anamenese no diagnóstico e na orientação. Epidemiologia e Vigilância Sanitária à Saúde. Epidemiologia descritiva: variáveis de tempo, lugar e pessoal; padrões de distribuição das doenças; endemia, epidemia-diagrama de controle. Modelos explicativos da determinação do processo Saúde - doença. Multicausalidade. História natural da doença. Modelo ecológico. Determinação social. Estatística vital. Fontes de registros de dados. Coeficientes e índices mais utilizados em saúde pública. Mortalidade. Epidemilogia Analítica: principais modelos de estudos epidemiológicos - estudos transversais; estudos de coortes; estudos de casos e controles; estudos ecológicos. Epidemiologia das doenças transmissíveis. Sistema de Vigilância Epidemiológica. Doenças de Notificação Compulsória no Estado. Doenças infecto- contagiosas: fisiopatogenia, diagnóstico, tratamento e complicações das patologias. Meningites bacterianas. Doenças meningocócicas. Leptospirose. AIDS. Paracoccidioidomicose. Histoplasmose. Leishmaniose. Calazar. Doenças exantemáticas. Hepatites infecciosas. Coqueluche. Arbovirose. Malária. Febre tifóide. Esquistossomose. Cólera. Ricketisioses. Raivas. Tétano. Febre purpúrica. Enterovi roses. Estafilococcias. Estreptococcias. Hansen íase. Parasitoses Intestinais. Neurocisticercose. Tuberculose. Myooplasma. Micoses superficiais e profundas. Parotidite epidêmica. Infecções Herpéticas. Toxoplasmose. Doenças sexualmente transmissíveis. Aspectos Gerais: infecção hospitalar; choque séptico; febre de origem indeterminada; síndrome Mononucleose. Características gerais: distribuição; domportamento epidemiológico; dedida de controle empregadas. Programa Nacional de Imunização - calendário, efeitos adversos. Epidemiologia das doenças não transmissíveis: principais trabalhos, tendências e perspectivas do estudo de epidemiologia das doenças cardiovasculares, neoplásias, hipertensão, diabetes. Epidemiologia Ocupacional: o trabalho enquanto determinante do processo saúde doença; metodologias de abordagem da questão do trabalho e o processo saúde doença. Epidemiologia dos principais problemas de saúde ocupacional no Brasil: o acidente do trabalho; saúde ambiental e vigilância à saúde. Saneamento do meio: sistemas de abastecimento de água; disposição de esgotos e resíduos sólidos; poluição ambiental. Controle de Fauna sinantrópica e Zoonoses. Vigilância sanitária de alimentos. Vigilância sanitária de produtos relacionados à saúde. Vigilância sanitária dos serviços de atenção e assistência à saúde. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. Podem ser consultadas qualquer fonte que trate dos assuntos relacionados ao conteúdo pedido.

MÉDICO - GASTROENTEROLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Gastroenterologia: Hemorragia digestiva. Abdome agudo. Doença do refluxo gastroesofagiano. Esofagites. Tumores do esôfago (benignos e malignos). Doença ulcero-peptica. Helycobacter pylori e doenças associadas. Gastrites. Tumores do estômago (benignos e malignos). Má absorção intestinal. Doença celíaca. Diarréia aguda. Diarréia crônica. Tumores do intestino delgado. Enteroparasitoses. Tumores do cólon (benignos e malignos). Doenças diverticular do tubo digestivo. Pancreatite aguda. Pancreatite crônica. Tumores do pâncreas. Cistos e pseudocistos do pâncreas. Colelitíase e suas complicações. Câncer da vesícula biliar. Hepatites agudas. Hepatite crônica. Hepatite autoimune. Cirrose hepática. Carcinoma hepatocelular. Disfagia. Odinofagia. Ascite. Hipertensão porta. Icterícia. Constipação intestinal. Distúrbios funcionais do tubo digestivo. Doenças inflamatórias intestinais. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. SCHIFF ER, et al. Diseases of the liver, 10ª ed. Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins, 2007. CASTRO LP & COELHO LGV, Gastroenterologia, 1 ª ed. Belo Horizonte: Medsi, 2004. SLEISENGER MH, FRIEDMAN SL & FELDMAN M. Gastrointestinal and liver disease: Pathophysiology, Diagnoses e Management, 7 nd. Philadelphia: Saunders, 2002.

MÉDICO - GERIATRA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Geraitria: Biologia do envelhecimento. Aspectos metabólicos e estruturais. Aspectos psicológicos, demográficos e sociais do envelhecimento populacional. Clínica do idoso. Patologias prevalentes no idoso. Medidas preventivas. Sexualidade no idoso. Relação médico - paciente - família. Farmacologia Geriátrica. Violência e iatrogenia na 3ª. idade. Instabilidade política de atenção ao idoso. Aposentadoria, lazer, finitude e morte. Equipe multidisciplinar. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. FREITAS, E.V; PY, L. e cols. Tratado de geriatria e gerontologia. 1. ed. Guanabara Koogan, 2002. KATZ, P. Geriatria prática. 3. ed. Revinter, 2002. -GALLO, R. Assistência ao idoso: aspectos clínicos do envelhecimento. 5.ed. Guanabara Koogan, 2001. CARVALHO FILHO, E & PAPALEO, M. Geriatria: fundamentos, clínica e terapêutica. Atheneu, 1999.

MÉDICO - GINECO-ONCOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Infecções urinárias. Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Ginecologia: Princípios da assistência à paciente. Anatomia e Embriologia. Dismenorréia e Tensão Pré-Menstrual. Hemorragia Uterina Disfuncional. Doenças Sexualmente Transmissíveis e AIDS. Amenorréias. Endometriose. Síndrome dos Ovários Policísticos. Doença Inflamatória Pélvica. Incontinência Urinária. Prolapso Genital e Distúrbios do Assoalho Pélvico. Contracepção. Climatério. Doenças Benignas e Malignas da Mama. Neoplasias Malignas do colo e corpo uterino, Vagina e Ovários. Oncologia: Epidemiologia do câncer. Prevenção do câncer. Princípios de quimioterapia e farmacologia dos agentes quimioterápicos. Princípios de radioterapia. Princípios de cirurgia oncológica. Princípios de terapia biológica. Desenvolvimento de novas drogas. Prevenção do câncer. Avaliação e opções. Diagnóstico e estadiamento em oncologia. Genética do câncer. Biologia molecular do câncer. Doenças Benignas e Malignas da Mama. Oncologia Mamária: Carcinogênese mamária. História natural do câncer de mama. Biologia celular e molecular no câncer de mama. Genética e câncer de mama. Imunologia do câncer de mama. Epidemiologia e fatores de risco do câncer de mama. Sinais e sintomas do câncer de mama. Prevenção primária do câncer de mama. Detecção precoce do câncer de mama. Lesões não palpáveis de mama. Tumor filodes e sarcomas. Carcinoma in situ de mama. Estadiamento do câncer de mama. Fatores prognósticos do câncer de mama. Cirurgia do câncer de mama. Linfonodo Sentinela. Hormonioterapia do câncer de mama. Princípios de quimioterapia. Quimioterapia do câncer de mama. Carcinoma inflamatório. Câncer de mama na gravidez e lactação. Câncer oculto de mama. Doenças de Paget. Citologia e Histopatologia do câncer de mama. Câncer de mama nas jovens e idosas. Câncer de mama bilateral. Princípios de Radioterapia. Radioterapia no câncer de mama. Recidivas locais após cirurgia. Seguimento após câncer de mama. Reabilitação e suporte: Linfedema de membro superior: prevenção e tratamento. Fisioterapia no câncer de mama. Aspectos psicosociais do câncer de mama. Tratamento Paliativo. Câncer genito-urinário feminino. Neoplasias Malignas do colo e corpo uterino, Vagina e Ovários. Neoplasias ginecológicas benignas e malignas. Tumores endocrinológicos. Tratamento do câncer metastático.Princípios de terapia celular (células tronco). Síndromes paraneoplásicas. Carcinomas sem sítio primário conhecido. Neoplasias em SIDA. Cuidados de suporte em pacientes oncológicos. Emergências em oncologia. Complicações dos tratamentos oncológicos. Efeitos adversos do tratamento oncológico. Aspectos psicológicos do paciente com câncer. Reabilitação do paciente com câncer. Novidades do tratamento do câncer. Métodos de tratamento do câncer não aprovados. Acompanhamento e recuperação pós-tratamento do câncer. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. DE VITA, V.T. HELMAN, S. & ROSEMBERG, S.A. Cancer: principles & practice of oncology. Philadelphia: Lippincott. NOVAK. Tratado de ginecologia. RJ, Guanabara Koogan. RONGUAYROL, M. Z. Medicina preventiva-epidemiológica e saúde. RJ: Ed. Medsi. ABELOFF, M. ARMITAGE, J. LICHTER, A. e NIEDERHUBER, J. Clinical Oncology. 3. ed. Pensilvania: Churchil Livingstone, 2004. DE VITA, V. T.; HELLMAN, S.; ROSENBERG, A. S. Câncer: Principles and Practice. 7. ed. Philadelphia: Lippincott Willians & Wilkins, 2004. JOURNAL OF CLINICAL ONCOLOGY (Publicações). American Society of Clinical Oncology. Disponível em www.jco.org. SEMINARS IN ONCOLOGY (Publicações). W.B. Saunders. Disponível em www2.us.elsevierhealth.com/scripts/om.dll/. THE NEW JOURNAL OF MEDICINE (Publicações). Massachusetts Medical Society. Disponível em http://content.nejm.org

MÉDICO - GINECO-OBSTETRA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Ginecologia: Princípios da assistência à paciente. Anatomia e Embriologia. Dismenorréia e Tensão Pré-Menstrual. Hemorragia Uterina Disfuncional. Doenças Sexualmente Transmissíveis e AIDS. Amenorréias. Endometriose. Síndrome dos Ovários Policísticos. Doença Inflamatória Pélvica. Incontinência Urinária. Prolapso Genital e Distúrbios do Assoalho Pélvico. Contracepção. Climatério. Doenças Benignas e Malignas da Mama. Neoplasias Malignas do colo e corpo uterino, Vagina e Ovários. Obstetrícia: Assistência pré natal. Assistência ao parto. Patologia Obstétrica: Abortamento; prenhez ectópica; neoplasia trofoblástica gestacional; inserção baixa de placenta; descolamento prematuro de placenta; hiperemese gravídica; doença hemolítica peri-natal; doença hipertensiva específica da gravidez; incompetência istmo-cervical; amniorrexe prematura; prematuridade; gravidez prolongada; crescimento intra-uterino retardado; oligodramnia e polidramnia; distócias; rotura uterina; tocotraumatismo (materno e fetal); infecção no parto e puerpério; mastite puerperal; sofrimento fetal (na gestação e no parto); mortalidade materna; mortalidade perinatal e neonatal; psicose puerperal. Intercorrências clínico-cirúrgicas no ciclo gravídico-puerperal: Hipertensão arterial; endocrinopatias e obesidade; diabetes; tromboembolismo; patologia venosa e coagulopatia; cardiopatias; alergopatias; pneumopatias; nefropatias; neuropatias; hepatopatias e colecistopatias; distúrbios gastro­intestinais; pancreatites; hematopatias; dermatopatias; oftalmopatias; otorrinolaringopatias; parasitoses; viroses; infecção urinária; DST/AIDS; neoplasias ginecológicas benignas e malignas; abdomen agudo; traumas; síndrome HELLP. Propedêutica fetal: Ultra-sonografia; cardiotocografia; dopplervelocimetria; amniocentese; perfil biofísico fetal; cordocentese; punção de vilosidades coriônicas; TORCH. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. NOVAK. Tratado de ginecologia. 13ª ed. Guanabara Koogan. FREITAS, F. Menke e C.H. et al. Rotinas e Ginecologia. 5ª edição - Editora Artemed. SOGIMIG - 3ª ed. - Editora MEDSI - Guanabara Koogan. FREITAS, F. Menke e C.H. et al. Rotinas em Obstetrícia. 5ª ed. REZENDE, J. Obstetrícia. Editora Guanabara Koogan 10ª ed. SOGIMIG - 3ª ed. - Editora MEDSI - Guanabara Koogan. Ministério da Saúde. Assistência Pré-natal - Manual Técnico, 3ª ed..Ministério da Saúde. Gestação de Alto Risco - Manual Técnico, 3ª ed. Ministério da Saúde/Febrasgo. Urgências e Emergências Maternas - Guia para diagnóstico e conduta em situações de risco de morte materna. Zugaib, M. Medicina Fetal, Atheneu.

MÉDICO - HEMATOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Hematologia: Hematopoiese e fisiologia das células sanguíneas. Análise e interpretação de hemograma completo e mielograma. Estudo das anemias: anemia hemolítica; anemia de doença crônica; anemias carenciais; anemia microangiopática; hemoglobinopatias; mielodisplasia; anemia aplástica; anemia na insuficiência renal crônica; metahemoglobinemia. Leucocitose e leucopenia. Linfocitose e linfopenia. Diagnóstico e tratamento das: leucemias agudas; doenças mieloproliferativas crônicas; doenças linfoproliferativas crônicas; leucemia mielóide crônica; gamopatias monoclonais. Classificação, estadiamento e tratamento na Doença de Hodgkin e nos Linfomas não Hodgkin. Distúrbios das plaquetas. Coagulopatias hereditárias e adquiridas. Medicina transfusional: Programa Nacional de Sangue; identificação e tratamento dos eventos adversos à transfusão. Indicações e complicações do transplante de células tronco alogenêico e autólogo. Febre no paciente neutropênico. Manifestações hematológicas na AIDS. Complicações agudas e tardias dos quimioterápicos. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. LICHTMAN, M. A. et al. (eds). Williams Hematology. 7th ed. New York, McGraw-Hill, 2006. HOFFMAN, R. et al. (eds). Hematology - Basic Principles and Practice. 4th ed. New York, Churchill Livingstone, 2004. LORENZI, T. F. Atlas de Hematologia: Clínica Hematológica Ilustrada. Rio de Janeiro, Ed. Guanabara Koogan, 2007. ANVISA. Incidentes Transfusionais. Disponível no site: www.anvisa.gov.br/sangue/hemovigilancia/index.htm. Programa Nacional de Sangue: RESOLUÇÃO - RDC Nº 153, DE 14 DE JUNHO DE 2004. Disponível no site: http://e-legis.anvisa.gov.br/leisref/public/showAct.php?id=11662. American Society of Hematology - Education Program Book. Disponível no site: http://asheducationbook.hematologylibrary.org/

MÉDICO - INFECTOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Infectologia: Epidemiologia das doenças infecciosas. Modos de transmissão. Vigilância epidemiológica. Solicitação e interpretação de exames. Métodos de confirmação diagnóstica. Microbiologia clínica. Imunodiagnóstico. Métodos biomoleculares. Sensibilidade aos antimicrobianos. Manifestações clínicas das doenças infecciosas e tratamento. Antibióticos e quimioterápicos antiinfecciosos: classificação, mecanismos de ação, resistência, efeitos colaterais, princípios de uso, associações, uso profilático. Introdução à infectologia clínica - fatores de virulência microbiana, mecanismos imunes de defesa, epidemiologia clínica aplicada a doenças infecciosas, avaliação imunológica, agentes imunoterápicos, interferons, tratamento antimicrobiano, princípios básicos no uso de antibióticos, guia de terapêutica antimicrobiana. Doenças causadas por vírus - AIDS, arboviroses, caxumba, citomegalia, coxsackioses, dengue, doenças exantemáticas, enteroviroses, exantema súbito, febre aftosa, febre amarela, hepatites virais, herpes simples, HTLV, mononucleose, neuroviroses, poliomielite, raiva, rubéola, sarampo, varicela, herpes zoster, varíola. Rickettsioses. Microplasmas. Clamídias. Doenças causadas por bactérias - bartonelose, botulismo, brucelose, cólera, coqueluche, difteria, doença meningocócica, endocardite infecciosa, estafilococcias, estreptococcias, hanseníase, infecções por pseudomonas, infecções por escherichia, infecções diarréicas agudas e persistentes em pediatria, diarréia persistente, meningites bacterianas, salmoneloses, sepses, shigeloses, tétano, tuberculose, tularemia. Mordedura de animais. Complicações infecciosas dos queimados. Infecções hospitalares. Doenças emergentes. Urgências. Isolamento. Quarentena. Normas de biossegurança. Cuidados com materiais biológicos. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. BARTLETT, J. G. & GALLANT, J. E. Tratamento clínico pela infecção pelo HIV. RJ: Viterbo's Computação Gráfica, 2000/01. CASTELO, A. Sesso R.& ATALLAH, A. Epidemiologia clínica: uma ciência básica para o clínico. J. Pneumol., 15 (2): 89-98, l989. FARHAT, K. Fundamentos e prática das imunizações em clínica médica e pediatria. 3ª ed. SP: Atheneu, 1988. MINISTÉRIO DA SAÚDE. FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE. Manual de diagnóstico e tratamento de acidentes por animais peçonhentos. Brasília, 1998. . SECRETARIA DE POLÍTICAS DE SAÚDE. COORDENAÇÃO NACIONAL DE DST E AIDS. Recomendações para a terapia antiretroviral em adultos e adolescentes infectados pelo HIV - 2000 (www.aids.gov.br/consensonovo.pdf). . Atualização das recomendações para tratamento do co-infecções HIV tuberculose em adultos e adolescentes - 2000 (www.aids.gov.br/assistencia/antiretrov.pdf). PEREIRA, M. G. Epidemiologia. Teoria e Prática. RJ: Guanabara Koogan, 1995. REY, L. Parasitologia. RJ: Guanabara Koogan, 1991. SHECHTER, M & MARANGONI, D. V. Doenças Infecciosas: conduta diagnóstica e terapêutica. RJ: Guanabara Koogan, 1998. TAVARES, W. Antibióticos. 3ª ed. SP: Atheneu, 1988. VERONESI. Tratado de infectologia. SP: Atheneu. 1996.

MÉDICO - INTENSIVISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Medicina Intensiva: Procedimentos em terapia intensiva: incubação orotraqueal e manutenção das vias aéreas; caracterização de veias profundas; instalação de marca-passo provisório; toracocentese; traqueostomia; cardioversão e desfibrilação; punção arterial. Problemas cardiovasculares em UTI: arritmias; crise hipertensiva; parada cardiorespiratória; tromboembolismo pulmonar; dissecção aórtica; infarto agudo do miocárdio; angina instável; insuficiência cardíaca; choque. Problemas respiratórios em UTI: insuficiência respiratória; edema agudo de pulmão; cor pulmonale; pneumotórax; derrame pleural; ventilação mecânica; hemoptise. Problemas renais em UTI: insuficiência renal aguda; métodos de depuração extra-renal; distúrbios hidroeletrolíticos; uso de diurétricos; distúrbio acidobásico. Problemas gastroenterológicos em UTI: hemorragia digestiva; insuficiência hepática; pancreatite aguda. Problemas endocrinológicos em UTI: cetoacidose diabética; tireotoxicose. Problemas neurológicos em UTI: coma, traumatismo craneoencefálico e raquimedular; acidentes vasculares cerebrais; crise convulsiva; síndrome de Guillain‑Barré; miastenia gravis; sedação. Problemas hematológicos em UTI: coagulopatias; púrpura trombocitopênica trombótica; reação transfusional; tromboembolismo; hemólise. Intoxicação exógena, envenenamentos: álcool; narcóticos; sedativos e hipnoindutores; estimulantes do SNC e alucinógenos; hidrocarbonetos; salicilatos; anticolinérgicos; plantas; animais peçonhentos. Doenças infectocontagiosas em UTI: infecção hospitalar; antibioticoterapia; endocardite bacteriana; septicemia; pneumonias; AIDS; tétano; infecções abdominais; meningites. Problemas cirúrgicos em UTI: cirurgias cardíacas; abdome agudo; queimados. Nutrição: enteral; parenteral; nas diversas patologias. Sugestões Bibliográficas: BARRETO, M; SALDANHA, S. e cols. Rotinas em Terapia Intensiva. 3ª ed, ARTMED. FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN, Cecil. Tratado de Medicina Interna. 21ª ed, Guanabara Koogan. KNOBELL, E. Condutas no Paciente Grave. 2ª ed, Atheneu.

MÉDICO - MASTOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Mastologia: Anatomia e Embriologia da Mama. Histologia e Fisiologia da mama. Anomalias do desenvolvimento mamário. Fundamentos de estatística aplicada. Interpretação de ensaios clínicos. Propedêutica: Anamnese e exame físico. Diagnóstico clínico das alterações mamárias. Métodos diagnósticos complementares. Técnica e interpretação de mamografias. Imaginologia mamária. Propedêutica invasiva. Lactação: Fisiologia da lactação. Patologia da lactação. Patologias benignas: Alterações funcionais benignas da mama. Histopatologia das lesões benignas da mama. Neoplasias benignas. Doencas infecciosas da mama. Dor mamária. Necrose gordurosa da mama. Fluxos papilares. Cirurgias das alterações benignas da mama. Patologia mamária na infância e na adolescência. Patologia mamária no homem. Oncologia Mamária: Carcinogênese mamária. História natural do câncer de mama. Biologia celular e molecular no câncer de mama. Genética e câncer de mama. Imunologia do câncer de mama. Epidemiologia e fatores de risco do câncer de mama. Sinais e sintomas do câncer de mama. Prevenção primária do câncer de mama. Detecção precoce do câncer de mama. Lesões não palpáveis de mama. Tumor filodes e sarcomas. Carcinoma in situ de mama. Estadiamento do câncer de mama. Fatores prognósticos do câncer de mama. Cirurgia do câncer de mama. Linfonodo Sentinela. Hormonioterapia do câncer de mama. Princípios de quimioterapia. Quimioterapia do câncer de mama. Carcinoma inflamatório. Câncer de mama na gravidez e lactação. Câncer oculto de mama. Doenças de Paget. Citologia e Histopatologia do câncer de mama. Câncer de mama nas jovens e idosas. Câncer de mama bilateral. Princípios de Radioterapia. Radioterapia no câncer de mama. Recidivas locais após cirurgia. Seguimento após câncer de mama. Reabilitação e suporte: Linfedema de membro superior: prevenção e tratamento. Fisioterapia no câncer de mama. Aspectos psicosociais do câncer de mama. Tratamento Paliativo. Cirurgia plástica das mamas: Reconstrução mamária. Princípios de cirurgia estética das mamas. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. NOVAK. Tratado de ginecologia. 13ª ed. Guanabara Koogan. FREITAS, F. Menke e C.H. et al. Rotinas e Ginecologia. 5ª edição - Editora Artemed. SABISTON, D.C. & LYERLY, H.K. Textbook of Surgery: The Biological Basis of Modern Surgical Practice, 15ed. W. B. Saunders Company. ABELOFF, M. ARMITAGE, J. LICHTER, A. e NIEDERHUBER, J. Clinical Oncology. 3. ed. Pensilvania: Churchil Livingstone, 2004. DE VITA, V. T.; HELLMAN, S.; ROSENBERG, A. S. Câncer: Principles and Practice. 7. ed. Philadelphia: Lippincott Willians & Wilkins, 2004. RONGUAYROL, M. Z. Medicina preventiva­epidemiológica e saúde. RJ: Ed. Medsi.

MÉDICO - NEFROLOGISTA (Adulto)

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Nefrologia: Exame Físico, Estrutura e Função Renal. Métodos Diagnósticos. Distúrbios Hidro Eletrolíticos e do Metabolismo Ácido-Básico. Insuficiência Renal, Aguda e Crônica. Diálise. Transplante Renal. Distúrbios Glomerulares. Doença Túbulo-intersticial do Rim. Litíase Renal. Diabetes. Infecção Urinária. Distúrbio Vascular Renal. Cisto Renal. Anomalias do Trato Urinário. Hipertensão Arterial. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN- Cecil - Tratado de Medicina Interna - 21. Ed. Guanabara Koogan - RIELLA, M.C.; Princípios de Nefrologia e Equilíbrio Hidro­Eletrolítico - 3. Ed. Guanabara Koogan.

MÉDICO - NEFROLOGISTA (Pediátrico)

Conteúdo Programático: Pediatria Geral: Puericultura. A criança com baixo peso ao nascer. Nutrição da criança e do adolescente. Crescimento e desenvolvimento. Promoção da segurança da criança e do adolescente. Imunização da criança e do adolescente. Deficiência de ferro na infância e adolescência. Afecções gastro-intestinais. Afecções respiratórias da criança e do adolescente. Febre em crianças. Maus-tratos a crianças. Afecções do trato urinário da criança e do adolescente. Afecções infecciosas da criança e do adolescente. Reconhecimento de situações de risco à saúde e risco de morte na criança e no adolescente. Questões éticas, bioéticas e legais na assistência à saúde. Relação entre o médico e o paciente pediátrico. Saúde do feto e perinatal. Ensino e produção de conhecimento médico em pediatria. Abordagem de problemas neuro-psiquiátricos na criança e no adolescente. Nefrologia pediátrica: Doenças glomerulares: glomerulopatias primárias; glomerulopatias secundárias; acometimento túbulo-intersticial: diabetes e doença renal e relação com hipertensão arterial e insuficiência renal crônica. Hipertensão arterial: primária; secundária; avaliação cárdio-vascular. Insuficiência renal aguda: laboratório e tratamento intensivo. Insuficiência Renal Crônica: tratamento conservador; doença óssea. Tratamento dialítico: hemodiálise, CAPD e peritoneal. Nutrição. Nefrologia Intensiva: distúrbios metabólicos e ácido base. Insuficiência renal aguda. Litíase e Infecção Urinária. Doença Cística. Doenças Túbulo-intersticiais. Erros Metabólicos. Transplante Renal: acompanhamento pré e pós-transplante. Laboratório e Patologia Renal: laboratório de Análises Clínicas; histologia das doenças renais. Treinamento Nefro­urológico: diagnóstico por imagem; processos obstrutivos; tumores renais. Nefrologia pediátrica. Síndrome hemolítico­urêmica. Síndrome hepato-renal. Síndrome nefrótica. Colageneses. Nefrites intersticiais. Sugestões Bibliográficas: MURAHOVSCHI, J. Pediatria - Diagnóstico Diferencial e Tratamento, 6ª Ed., Sarvier, 2006. MURAHOVSCHI, J. Pediatria, Urgência + Emergência, 6ª Ed., Sarvier. MARCONDES, E. Pediatria Básica, 9ª Ed., Tomo I, II e III, Sarvier, 2002. LOPEZ F. A. e CAMPOS J. D. Tratado de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria. 1ª Edição. Manole, 2006.

MÉDICO - NEUROCIRURGIÃO

Conteúdo Programático: (ARRAIAL) Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Neurocirurgia: Traumatismos cranioencefálicos e raquimedulares. Anatomia funcional do sistema nervoso central e periférico. Semiologia neurológica do adulto e da criança. Exames complementares em Neurologia: EEG, EMG, liquor, tomografia computadorizada e ressonância magnética do crânio e coluna vertebral. Distúrbios da consciência. Hipertensão intracraniana. Tumores cerebrais e medulares. Doenças infectoparasitárias do sistema nervoso. Doenças vasculares do sistema nervoso. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. ADAMS, R. D. VICTOR, M. Principias of neurology. McGran. BACARINNI PIRES, M.T. Erazo. Manual de urgências em pronto-socorro. SP: Ed. Médico-Cirúrgica, 1993. BRODAL, A. Anatomia neurológica com correlações clínicas. SP, Ed. Roca. CAMBIER, J.et al. Manual de Neurologia. RJ: Masson do Brasil. DUUS, P. Diagnóstico topográfico em neurologia. Ed. Cultura Médica. MACHADO, A. Neuroanatomia funcional. RJ: Atheneu. RESENDE ALVES, J. B. Cirurgia Geral e Especializada, MG: Ed. Vega.

MÉDICO - NEUROLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Neurologia: Anatomia e Fisiologia do Sistema nervoso Central e periférico. Patologia e Fisiopatologia dos transtornos do Sistema Nervoso Central e P eriférico. Semiologia neurológica. Grandes categorias das afecções neurológicas: demências e distúrbios da atividade cortical superior, comas e outros distúrbios do estado da consciência; distúrbios do movimento; distúrbio do sono. Doença cérebro-vascular. Doenças neuromusculares - nervos, músculos e junção mio-neural; doenças tóxicas e metabólicas; tumores; doenças desmielinizantes; doenças infecciosas do sistema nervoso; doença neurológica no contexto da infecção pelo HIV; epilepsias; hidrocefalias e transtornos do fluxo liquórico; cefaléias; disgenesias do sistema nervoso; manifestações neurológicas das doenças sistêmicas; neurologia do trauma e urgências em neurologia. Indicações e interpretações da propedêutica armada em neurologia: liquor, neuroimagem, estudos neurofisiológicos - eletroencefalograma, eletroneuromiografia e potenciais evocados, medicina nuclear aplicada à neurologia. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. ADAMS R D, VICTOR M. Principle of Neurology. Editora MacGrawHill . CANELAS, H. ASSIS, J L. SCAF, M. Fisiopatologia do SNC. Editora Sarvier.DE JONG R. The Neurologic Examination. Editora Harper & Row Publishers. DIAMENT A. CYPEL S. Neurologia Infantil. Editora Atheneu.FISHMAN, R. Cerebrospinal Fluid in diseases of the Nervous System. Philadelphia, W. B. Saunders Company.HOPPENFELD. Neurologia para Ortopedista. Cultura Médica. SANVITO W L. Propedêutica Neurologia Básica. Editora Atheneu.YACUBIAN, E. M. Tratamento medicamentoso das Epilepsias. Editora Lemos.

MÉDICO - OFTALMOLOGISTA

(Cirurgia de Retina)

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Oftalmologia: Anatomia do Olho e Anexos e Vias Ópticas. Fisiologia do Olho e Anexo. Fisiologia da Visão. Farmacologia Oftalmológica. Semiologia Lógica. Doenças das Pálpebras e Conjuntiva. Doenças das Vias Lacrimais. Doenças da Córnea. Doenças do Cristalino, Cataratas. Doenças da Úvea. Doenças da Retina Vítreo. Doenças do Nervo Óptico e Vias Ópticas. Glaucomas. Distúrbios Motores do Olho - Estrabismo e Forias. Refração Ocular e Lentes de Contato. Doenças Neurofarmacológicas. Manifestações Oftalmológicas de Doenças Sistêmicas. Oncologia em Oftalmologia. Emergências Oftalmológicas. Terapêutica Clínica e Cirúrgica em Patologia Ocular. Oftalmologia Pediátrica. Senilidade Ocular. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. DANTAS, A. M. Anatomia Funcional do Olho e seus Anexos. 2ª edição. ORÉFICE, F. e cols. Biomicroscopia e Gonioscopia. Ciências Clínicas. 2ª edição. ALBERT & JACOBIEC. Tasmann-Duane's Clinical Ophthalmology ou Principals and Practice of Ophthalmology, 6 vols., 2ª edição . BELFORT, JR. R. & KARA-JOSÉ, N . Córnea - Clínica - Cirúrgica. RODRIGUES, M. de L. V. e DANTAS, A. M. (Org). Oftalmologia Clínica. 2ª edição. ALVES, A. de A. Refração. 3ª edição. MOREIRA, S. M. B. Lentes de Contato. 3ª edição. YAMANE, R. Semiologia Ocular. 2ª edição. RITCH, R. SHIELDE, B. & KRUPLN, T. Glaucoma 3º vols. 3ª edição Clinical Ophthalmology, fifth edition. MOREIRA JR, C. A. FREITAS. D. de e KIKUTA, H. S. Trauma Ocular. 2ª edição. ORÉFICE, F. Uveites Clínica e Cirúrgica, Texto & Atlas. 1ª edição. DIAS, J. F. P. e ALMEIDA, H. G. Glaucoma. 2ª edição. REZENDE, F. Cirurgia de Catarata. 2ª edição. DANTAS, A. M. e MONTEIRO, M. L. R. Doenças da Órbita. 1ª edição. ABREU, G. e cols. Ultra-sonografia ocular. 3ª edição. ABUJAMRA, S. Retina e Vítreo: Clínica e Cirurgia. Ed. Roca. 1ª Ed. s/ data. SIQUEIRA, R. C., ORÉFICE, F. e ROCHA, I. M. L. da. Guia para o Cirurgião do Segmento Anterior - Retina e Uveíte. Editora: Cultura Médica. SIQUEIRA R. C. e ORÉFICE, F. Mapeamento de Retina, Oftalmoscopia Binocular Indireta e Biomicroscopia do Segmento Posterior. Editora: Revinter. SIQUEIRA R. C. e DANTES D. Angiografia da Retina, Fluoresceína e Indocianina Verde. Editora: Revinter.

MÉDICO - ONCOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Oncologia: Epidemiologia do câncer. Prevenção do câncer.Princípios de quimioterapia e farmacologia dos agentes quimioterápicos. Princípios de radioterapia. Princípios de cirurgia oncológica. Princípios de terapia biológica. Desenvolvimento de novas drogas. Prevenção do câncer. Avaliação e opções. Diagnóstico e estadiamento em oncologia. Genética do câncer. Biologia molecular do câncer. Câncer de cabeça e pescoço. Câncer de pulmão. Câncer do trato gastrintestinal. Câncer genito-urinário feminino e masculino. Câncer de mama. Tumores endocrinológicos. Melanomas, sarcomas e mesoteliomas. Neoplasias do sistema nervoso central. Neoplasias hematológicas e linfoproliferativas. Tratamento do câncer metastático.Princípios de terapia celular (células tronco). Síndromes paraneoplásicas. Carcinomas sem sítio primário conhecido. Neoplasias em SIDA. Cuidados de suporte em pacientes oncológicos. Emergências em oncologia. Complicações dos tratamentos oncológicos. Efeitos adversos do tratamento oncológico. Aspectos psicológicos do paciente com câncer. Reabilitação do paciente com câncer. Novidades do tratamento do câncer. Métodos de tratamento do câncer não aprovados. Acompanhamento e recuperação pós-tratamento do câncer. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. DE VITA, V.T. HELMAN, S. & ROSEMBERG, S.A. Cancer: principles & practice of oncology. Philadelphia: Lippincott. AUT. DIVERSOS. Clínica médica: raciocínio e conduta. SP: E.P.U. BEESSON, P. MC DERMOTT, W. Tratado de medicina interna. RJ: Interamericana. DE GOWIN & DE GOWIN. Diagnóstico clínico. RJ: MEDSI. SABISTON, D.C. & LYERLY, H.K. Textbook of Surgery: The Biological Basis of Modern Surgical Practice, 15ed. W. B. Saunders Company. NOVAK. Tratado de ginecologia. RJ, Guanabara Koogan. RONGUAYROL, M. Z. Medicina preventiva-epidemiológica e saúde. RJ: Ed. Medsi. ABELOFF, M. ARMITAGE, J. LICHTER, A. e NIEDERHUBER, J. Clinical Oncology. 3. ed. Pensilvania: Churchil Livingstone, 2004. DE VITA, V. T.; HELLMAN, S.; ROSENBERG, A. S. Câncer: Principles and Practice. 7. ed. Philadelphia: Lippincott Willians & Wilkins, 2004. JOURNAL OF CLINICAL ONCOLOGY (Publicações). American Society of Clinical Oncology. Disponível em www.jco.org. SEMINARS IN ONCOLOGY (Publicações). W.B. Saunders. Disponível em www2.us.elsevierhealth.com/scripts/om.dll/. THE NEW JOURNAL OF MEDICINE (Publicações). Massachusetts Medical Society. Disponível em http://content.nejm.org

MÉDICO ONCOLOGISTA (Cirurgia Oncológica)

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Cirurgia Oncológica: Considerações fundamentais: pré e pós-operatório; reposição nutricional e hidroeletrolítica do paciente cirúrgico; sangramento cirúrgico e transfusão. Bases do tratamento cirúrgico Cirurgia paliativa e cirurgia radical. Noções importantes para o exercício da Cirurgia Geral na oncologia: anestesia; cirurgias pediátrica, vascular periférica e urológica; ginecologia e obstetrícia. Antibioticoterapia profilática e terapêutica. Infecção hospitalar. Conceito de neoplasia, hiperplasia, hipertrofia, metaplasia e displasia. Bases de classificação histológica das neoplasias. Carcinogênese: etapas; carcinogênese física; química e biológica. Fatores genéticos e familiares. Evolução das neoplasias. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. SABISTON, D.C. & LYERLY, H.K. Textbook of Surgery: The Biological Basis of Modern Surgical Practice, 15ed. W. B. Saunders Company. ABELOFF, M. ARMITAGE, J. LICHTER, A. e NIEDERHUBER, J. Clinical Oncology. 3. ed. Pensilvania: Churchil Livingstone, 2004. DE VITA, V. T.; HELLMAN, S.; ROSENBERG, A. S. Câncer: Principles and Practice. 7. ed. Philadelphia: Lippincott Willians & Wilkins, 2004. JOURNAL OF CLINICAL ONCOLOGY (Publicações). American Society of Clinical Oncology. Disponível em www.jco.org. SEMINARS IN ONCOLOGY (Publicações). W.B. Saunders. Disponível em www2.us.elsevierhealth.com/scripts/om.dll/. THE NEW JOURNAL OF MEDICINE (Publicações). Massachusetts Medical Society. Disponível em http://content.nejm.org

MÉDICO ONCOLOGISTA

(Oncologia Pediátrica)

Conteúdo Programático: Pediatria Geral: Puericultura. A criança com baixo peso ao nascer. Nutrição da criança e do adolescente. Crescimento e desenvolvimento. Promoção da segurança da criança e do adolescente. Imunização da criança e do adolescente. Deficiência de ferro na infância e adolescência. Afecções gastro-intestinais. Afecções respiratórias da criança e do adolescente. Febre em crianças. Maus-tratos a crianças. Afecções do trato urinário da criança e do adolescente. Afecções infecciosas da criança e do adolescente. Reconhecimento de situações de risco à saúde e risco de morte na criança e no adolescente. Questões éticas, bioéticas e legais na assistência à saúde. Relação entre o médico e o paciente pediátrico. Saúde do feto e perinatal. Ensino e produção de conhecimento médico em pediatria. Abordagem de problemas neuro-psiquiátricos na criança e no adolescente. Oncologia: Medidas preventivas contra o câncer. A eliminação ou proteção contra carcinogênicos conhecidos ou suspeitos. Fatores de risco para o câncer. Registro de câncer. Tipos de estudos epidemiológicos sobre o câncer. Aspectos epidemiológicos das neoplasias malignas infantis mais freqüentes no Brasil. Mortalidade e incidência do câncer infantil no Brasil e no mundo. Programas de controle do câncer no Brasil. Conceito de neoplasia, hiperplasia, hipertrofia, metaplasia e displasia. Bases de classificação histológica das neoplasias. Carcinogênese Etapas, carcinogênese física, química e biológica. Fatores genéticos e familiares. Procedimentos de diagnóstico, estadiamento e seguimento. Evolução das neoplasias. Diagnóstico precoce do câncer: prevenção, detecção. Lesões precursoras (pré-cancerosas). Estadiamento clínico. Aspectos histopatológicos como fatores de prognóstico. Biópsias: tipos, métodos de fixação. O exame citológico. Tratamentos: cirurgia, quimioterapia, radioterapia e sintomáticos. Manuseio do pré, per e pós-operatório. Vias de acesso venoso central. Bases gerais do tratamento irradiatório. Uso da radioterapia em tratamento combinados. Complicações da radioterapia. Bases do tratamento cirúrgico. Estadiamento cirúrgico. Princípios da quimioterapia antineoplásica. Princípios e aplicação da terapêutica biológica: imunologia tumoral, anticorpos monoclonais imunoterapia. Leucemias agudas e crônicas. Tratamento de apoio na doença neoplásica. Farmacologia das drogas antiblásticas. Emergências Oncológicas Tratamento da dor oncológica. Complicações do tramento quimioterápico. Tratamento de suporte em oncologia. Tumores sólidos da infância (tumor de Wilms, neuroblastoma, rabdomiosarcoma, carcinoma supra-renal, tumores hepáticos, linfomas e outros). Abordagem multidisciplinar na assistência à criança. Sugestões Bibliográficas: MURAHOVSCHI, J. Pediatria - Diagnóstico Diferencial e Tratamento, 6ª Ed., Sarvier, 2006. MURAHOVSCHI, J. Pediatria, Urgência + Emergência, 6ª Ed., Sarvier. MARCONDES, E. Pediatria Básica, 9ª Ed., Tomo I, II e III, Sarvier, 2002. LOPEZ F. A. e CAMPOS J. D. Tratado de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria. 1ª Edição. Manole, 2006. BERHMAN, KLIEGMAN & ALVIN Nelson. Tratado de Pediatria, 15 ed. Guanabara Koogan S. A. DE VITA, V.T. HELMAN, S. & ROSEMBERG, S.A. Cancer: principles & practice of oncology. Philadelphia: Lippincott. SABISTON, D.C. & LYERLY, H.K. Textbook of Surgery: The Biological Basis of Modern Surgical Practice, 15ed. W. B. Saunders Company. RONGUAYROL, M. Z. Medicina preventiva-epidemiológica e saúde. RJ: Ed. Medsi. . ABELOFF, M. ARMITAGE, J. LICHTER, A. e NIEDERHUBER, J. Clinical Oncology. 3. ed. Pensilvania: Churchil Livingstone, 2004. DE VITA, V. T.; HELLMAN, S.; ROSENBERG, A. S. Câncer: Principles and Practice. 7. ed. Philadelphia: Lippincott Willians & Wilkins, 2004. JOURNAL OF CLINICAL ONCOLOGY (Publicações). American Society of Clinical Oncology. Disponível em www.jco.org. SEMINARS IN ONCOLOGY (Publicações). W.B. Saunders. Disponível em www2.us.elsevierhealth.com/scripts/om.dll/

MÉDICO ONCOLOGISTA (Oncologia Ortopédica)

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Oncologia: Epidemiologia do câncer. Prevenção do câncer.Princípios de quimioterapia e farmacologia dos agentes quimioterápicos. Princípios de radioterapia. Princípios de cirurgia oncológica. Princípios de terapia biológica. Desenvolvimento de novas drogas. Prevenção do câncer. Avaliação e opções. Diagnóstico e estadiamento em oncologia. Genética do câncer. Biologia molecular do câncer. Tumores ósseos e de partes moles: Osteossarcoma; Condrossarcoma; Sarcoma de Ewing; rabdomiossarcomas; lipossarcomas; fibrossarcoma. Tratamento do câncer metastático.Princípios de terapia celular (células tronco). Síndromes paraneoplásicas. Carcinomas sem sítio primário conhecido. Neoplasias em SIDA. Cuidados de suporte em pacientes oncológicos. Emergências em oncologia. Complicações dos tratamentos oncológicos. Efeitos adversos do tratamento oncológico. Aspectos psicológicos do paciente com câncer. Reabilitação do paciente com câncer. Novidades do tratamento do câncer. Métodos de tratamento do câncer não aprovados. Acompanhamento e recuperação pós- tratamento do câncer. Sugestões Bibliográficas: (CLÍNICA MÉDICA - ARRAIAL) FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. (ESPECÍFICO) DE VITA, V.T. HELMAN, S. & ROSEMBERG, S.A. Cancer: principles & practice of oncology. Philadelphia: Lippincott. AUT. DIVERSOS. Clínica médica: raciocínio e conduta. SP: E.P.U. BEESSON, P. MC DERMOTT, W. Tratado de medicina interna. RJ: Interamericana. DE GOWIN & DE GOWIN. Diagnóstico clínico. RJ: MEDSI. SABISTON, D.C. & LYERLY, H.K. Textbook of Surgery: The Biological Basis of Modern Surgical Practice, 15ed. W. B. Saunders Company. RONGUAYROL, M. Z. Medicina preventiva­epidemiológica e saúde. RJ: Ed. Medsi. ABELOFF, M. ARMITAGE, J. LICHTER, A. e NIEDERHUBER, J. Clinical Oncology. 3. ed. Pensilvania: Churchil Livingstone, 2004. DE VITA, V. T.; HELLMAN, S.; ROSENBERG, A. S. Câncer: Principles and Practice. 7. ed. Philadelphia: Lippincott Willians & Wilkins, 2004. JOURNAL OF CLINICAL ONCOLOGY (Publicações). American Society of Clinical Oncology. Disponível em www.jco.org. SEMINARS IN ONCOLOGY (Publicações). W.B. Saunders. Disponível em www2.us.elsevierhealth.com/scripts/om.dll/. THE NEW JOURNAL OF MEDICINE (Publicações). Massachusetts Medical Society. Disponível em http://content.nejm.org

MÉDICO ONCOLOGISTA (Oncologia Urológica)

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Oncologia: Epidemiologia do câncer. Prevenção do câncer.Princípios de quimioterapia e farmacologia dos agentes quimioterápicos. Princípios de radioterapia. Princípios de cirurgia oncológica. Princípios de terapia biológica. Desenvolvimento de novas drogas. Prevenção do câncer. Avaliação e opções. Diagnóstico e estadiamento em oncologia. Genética do câncer. Biologia molecular do câncer. Câncer genito-urinário feminino e masculino: tumores do Rim do adulto e da criança; tumores da bexiga; tumores da próstata e hiperplasiaprostática benigna. Tratamento do câncer metastático.Princípios de terapia celular (células tronco). Síndromes paraneoplásicas. Carcinomas sem sítio primário conhecido. Neoplasias em SIDA. Cuidados de suporte em pacientes oncológicos. Emergências em oncologia. Complicações dos tratamentos oncológicos. Efeitos adversos do tratamento oncológico. Aspectos psicológicos do paciente com câncer. Reabilitação do paciente com câncer. Novidades do tratamento do câncer. Métodos de tratamento do câncer não aprovados. Acompanhamento e recuperação pós- tratamento do câncer. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. DE VITA, V.T. HELMAN, S. & ROSEMBERG, S.A. Cancer: principles & practice of oncology. Philadelphia: Lippincott. AUT. DIVERSOS. Clínica médica: raciocínio e conduta. SP: E.P.U. BEESSON, P. MC DERMOTT, W. Tratado de medicina interna. RJ: Interamericana. DE GOWIN & DE GOWIN. Diagnóstico clínico. RJ: MEDSI. SABISTON, D.C. & LYERLY, H.K. Textbook of Surgery: The Biological Basis of Modern Surgical Practice, 15ed. W. B. Saunders Company. RONGUAYROL, M. Z. Medicina preventiva-epidemiológica e saúde. RJ: Ed. Medsi. ABELOFF, M. ARMITAGE, J. LICHTER, A. e NIEDERHUBER, J. Clinical Oncology. 3. ed. Pensilvania: Churchil Livingstone, 2004. DE VITA, V. T.; HELLMAN, S.; ROSENBERG, A. S. Câncer: Principles and Practice. 7. ed. Philadelphia: Lippincott Willians & Wilkins, 2004. JOURNAL OF CLINICAL ONCOLOGY (Publicações). American Society of Clinical Oncology. Disponível em www.jco.org. SEMINARS IN ONCOLOGY (Publicações). W.B. Saunders. Disponível em www2.us.elsevierhealth.com/scripts/om.dll/. THE NEW JOURNAL OF MEDICINE (Publicações). Massachusetts Medical Society. Disponível em http://content.nejm.org

MÉDICO - ORTOPEDISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Ortopedia: Anatomia do sistema musculoesquelético e Articular. Exame físico e semiologia ortopédica. Fraturas, luxações e lesões ligamentares do esqueleto axial: mecanismo causal, classificação, diagnóstico e tratamento. Fraturas do membro superior no adulto e na criança: mecanismo causal, classificação, diagnóstico e tratamento. Fraturas do membro Inferior no adulto e na criança: mecanismo causal, classificação, diagnóstico e tratamento. Afecções Infecciosas do aparelho osteomioarticular. Patologias congênitas do esqueleto axial, membros superiores e membros inferiores, na criança e no adulto. Vias de acesso em cirurgia traumato­ortopédica. Lesões tumorais e pseudo tumorais na criança e no adulto, que afetam o aparelho osteomioarticular. Desordens adquiridas acometendo a cartilagem de crescimento. Embriologia, fisiologia do aparelho osteomioarticular. Propedêutica e tratamento das deformidades angulares e rotacionais, que acometem o esqueleto axial e apendicular. Radiologia convencional e avançada: TC, RM, US. Navegação. Propedêutica e tratamento das afecções degenerativas que acometem o esqueleto axial e apendicular. Doenças Ocupacionais Relacionadas ao Trabalho-DORT (ex. L.E.R.). Afecções da Coluna Vertebral-Cervicobraquialgias,Dorsalgias,Lombalgias e Lombociatalgias Agudas e Crônicas. Urgências em Traumato-Ortopedia e Emergências Traumato-Ortopédicas. Doenças Osteometabólicas. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. BARROS FILHO e LECH. Exame físico em ortopedia. OPERATIVE Orthopaedics Campbell's. 10. ed. REIS, F. B. dos. Fraturas. ROCKWOOD-REEN-BUCHOLZ. Tratamento das fraturas em adulto.

MÉDICO - OTORRINO

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Otorrinolaringologia: A Orofaringe: anatomia, malformações congênitas, fisiologia, propedêutica, doenças: diagnóstico, tratamentos, intervenções. Tumores benignos e malignos. A Laringe: anatomia, malformações congênitas, fisiologia, propedêutica, doenças: diagnóstico, tratamento e intervenções.Tumores benignos e malignos.O nariz e os seios paranasais: anatomia, malformações congênitas, fisiologia, propedêutica, doenças:diagnóstico, tratamento e intervenções.Tumores benignos e malignos.O ouvido externo: anatomia, malformações congênitas, fisiologia, propedêutica, doenças, diagnóstico e intervenções. O ouvido interno: anatomia, malformações congênitas, fisiologia, propedêutica, doenças, diagnóstico e intervenções labirintopatias vasculares e metabólicas. Fisiologia e semiologia da função auditiva. Interpretação dos audiogramas Fisiologia e semiologia da função vestibular, interpretação dos testes e audiogramas. Urgências em otorrinolaringologia. Próteses auditivas: tipos e indicações. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. Campos, Carlos A.H, Costa, Henrique. O Tratado de Otorrinolaringologia. São Paulo. Ed. Roca Ltda. BECKER, NAUMANN E PFALTZ. Otorrinolaringologia prática. Otacílio e campo. Tratado de Otorrinolaringologia.

MÉDICO - PATOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Anatomia Patológica - Pele: tumores epiteliais mais frequentes da pele, carcinoma baso celular e carcinoma epidermóide; ceratose seborreica e ceratose actínica; dematites liquenóides; nevos e melanomas; dermatofibromas e dermatofibrossarcoma protuberans. Patologia da Cabeça e do Pescoço: lesões tumorais do nariz e rinofaringe; tumores de laringe; bócios e neoplasias tireoidianas; tumores das gândulas salivares maiores e menores; tumores da boca e língua. Aparelho Respiratório: pneumonias intersticiais; doenças granulomatosas; tumores neuroendócrinos e não-neuroedócrinos do pulmão; broncopneumonias e peneumonias bacterianas; enfisema e doença pulmonar obstrutiva crônica; pulmão de choque. Aparelho Digestivo: esofagites e esôfago de Barrett; carcinomas do esôfago; gastrites por H. pylori e gastrites autoimunes; gastropatia reativa; carcinomas precoces e avançados do estômago. Aparelho Genitoruninário: doenças infecciosas do rim; nefroeclerose e repercussãoes renais da hipertensão; lesões renais do diabetes melitus; glomerulonefrites; tumores do Rim do adulto e da criança; tumores da bexiga; tumores da próstata e hiperplasiaprostática benigna. Aparelho Genital Feminino: lesões e precussoras e malignas do colo uterino; hiperplasia e câncer do endométrio; leiomioma e leiomiossarcoma do corpo uterino; tumores do ovário; exame anatomopatológico da placenta e principais afecções que acometem a placenta. Fígado, Pâncreas e vias biliares: hepatites virais; cirrose e lesões do álcool no fígado; hepatocarcinoma; pancreatites; colecistites; tumores de vias biuliares extra-hepáticas. Aparelho Cardiovascular: efeitos da hipertensão no coração e vasos; coronariosclerose e infarto do miocárdio; valvulopatias; vasculites de vasos de pequeno e médio calibre. Mediastino: tumores do mediastino; doenças do timo. Órgãos Hematopéticos: linfomas Hodgkin e não-Hodgkin; anemia falciforme; mielodisplasia e leucemias; linadenopatias reacionais e infecciosas. Ossos, Articulações e partes moles: Doença reumática e suas repercussões ósteo-articulares; sinovites e tumores da bainha do tendão; oseossarcoma e condrossarcoma; Sarcoma de Ewing; rabdomiossarcomas; lipossarcomas; fibrossarcoma e fibromatoses. Sistema nervoso central: neoplasia gliais e meníngeas. Generalidades: uso da imuno-histoqúimica na rotina anatomopatológica; imunomarcadores de uso mais freqüente; protocolo de exame macroscópico e de clivagem das principais peças cirúrgicas; protocolo e técnicas de necropsia; uso da citopatologia como método diagnóstico. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. ROSAI, J & ACKERMAN'S. Surgical Pathology CV Mosby Company, 2004. COTRAN, R. S. KUMAR, V. & COLLINS T. Robbins Patologia Estrutural e Funcional. 6ª Ed. Guanabara Koogan, 2000.

MÉDICO - PEDIATRA

Conteúdo Programático: Pediatria Geral: Puericultura. A criança com baixo peso ao nascer. Nutrição da criança e do adolescente. Crescimento e desenvolvimento. Promoção da segurança da criança e do adolescente. Imunização da criança e do adolescente. Deficiência de ferro na infância e adolescência. Afecções gastro-intestinais. Afecções respiratórias da criança e do adolescente. Febre em crianças. Maus-tratos a crianças. Afecções do trato urinário da criança e do adolescente. Afecções infecciosas da criança e do adolescente. Reconhecimento de situações de risco à saúde e risco de morte na criança e no adolescente. Questões éticas, bioéticas e legais na assistência à saúde. Relação entre o médico e o paciente pediátrico. Saúde do feto e perinatal. Ensino e produção de conhecimento médico em pediatria. Abordagem de problemas neuro-psiquiátricos na criança e no adolescente. Clínica Pediátrica: Aspectos preventivos da puericultura pré concepcional, pré-natal, natal e pós-natal. Avaliação da idade gestacional. Estudo da morbidade e mortalidade do recém-nascido. Exame físico do recém-nascido. Prematuridade. Pós-maturidade. Primeiros cuidados. Anoxia perinatal. Perturbações respiratórias. Síndrome da Insuficiência Respiratória. Distúrbios hidroeletrolíticos do RN. Hipoglicemia (filho de diabética). Toco-traumatismos. Icterícia neonatal. Incompatibilidade sanguínea feto-materna. Infecções congênitas. Infecções pós-natais. Terapêutica neonatal. Sinais clínicos e neurológicos do RN. Desenvolvimento pondo-estatural do RN e lactente. Alimentação do prematuro, RN normal, patológico e lactente. Alimentação no 1o ano de vida. Equilíbrio hidroeletrolítico. Desidratação Desnutrição. Diarréias. Hipovitaminoses. Protozooses e helmintíases. Viroses comuns na infância. Coqueluche, difteria, tétano e insuficiência renal aguda. Hematúrias. Asma brônquica e bronquiolite. Tuberculose. Pneumopatias. Febre reumática. Artrite reumatóide. Tumores na infância. Anemias. Coagulopatias. Neuropatias. AIDS. Intoxicações exógenas. Pediatria Social: etiologia geral da morbidade e mortalidade. Acidentes na infância. Crescimento e desenvolvimento infantil. Imunizações. Sugestões Bibliográficas: MURAHOVSCHI, J. Pediatria - Diagnóstico Diferencial e Tratamento, 6ª Ed., Sarvier, 2006. MURAHOVSCHI, J. Pediatria, Urgência + Emergência, 6ª Ed., Sarvier. MARCONDES, E. Pediatria Básica, 9ª Ed., Tomo I, II e III, Sarvier, 2002. LOPEZ F. A. e CAMPOS J. D. Tratado de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria. 1ª Edição. Manole, 2006. FILGUEIRA, F. Pediatria. 3ª ed. Editora Medsi. Guanabara Koogan, 2004. - BRASIL. Ministério da Saúde. Manual de Conduta Médica. Programa de Saúde da Família. USP. Disponível em: www.ids.saude.org.br. TROSTER. Manual de Terapia Intensiva Pediátrica. Ed. Atheneu. FUHRMAN, B., ZIMERMMAN J. Pediatric critical care 3 rd. Mosby. MERENSTEINS, G. B. GARDNER, S. L. Handbook of neonatal intensive care. Mosby, 2006. AULER, J. A. C. OLIVEIRA, A. S. Pós-operatório de cirurgia torácica e cardiovascular. Ed. Artmed, 2004. MOSS and ADMS. Heart Disease in Infants, Children and adolescents: Including the fetus and the Young adult. Lippincott Williams & Wilkins. KIRKLIN & BARRATT-BOYES. Cardiac Surgery. Churchill Livingstone. DONN & FAIX. Emergências Neonatais, 1ª ed. Revinter. BITTENCOURT. Infecções Congênitas Transplacentárias, 1ª ed. Revinter. BERHMAN, KLIEGMAN & ALVIN. Nelson Tratado de Pediatria, 17. Ed. Rio de Janeiro: Editora Elsevier. BEHRMAN, R.R. e WAUGHAM, V.C. Textbook of Pediatrics. Filadélfia, Saunders. FIORI, R. Prática pediátrica de urgência. RS: Medsi. KLAUS, M. H. e FANAROFF, A. A. Care of the high-risk neonate. Filadélfia, Saunders. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Manual de Normas de Vacinação. Ministério da Saúde, Brasília - DF. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Cadernos de Atenção Básica. Nº. 11. Saúde da criança: acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil. Brasília/DF. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Guia de tratamento clínico da infecção pelo HIV em crianças. Brasília/DF. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Calendário básico de vacinação da criança e do adolescente.

MÉDICO - PEDIATRA (Broncoscopia)

Conteúdo Programático: Pediatria Geral: Puericultura. A criança com baixo peso ao nascer. Nutrição da criança e do adolescente. Crescimento e desenvolvimento. Promoção da segurança da criança e do adolescente. Imunização da criança e do adolescente. Deficiência de ferro na infância e adolescência. Afecções gastro-intestinais. Afecções respiratórias da criança e do adolescente. Febre em crianças. Maus-tratos a crianças. Afecções do trato urinário da criança e do adolescente. Afecções infecciosas da criança e do adolescente. Reconhecimento de situações de risco à saúde e risco de morte na criança e no adolescente. Questões éticas, bioéticas e legais na assistência à saúde. Relação entre o médico e o paciente pediátrico. Saúde do feto e perinatal. Ensino e produção de conhecimento médico em pediatria. Abordagem de problemas neuro-psiquiátricos na criança e no adolescente. Endoscopia respiratória: Anatomia de vias aéreas inferiores e superiores, variantes anatômicas e relação com estruturas adjacentes, vasos e linfonodos. Relações anatômicas nas diversas faixas etárias (diferencial entre adulto e crianças). Patologias do trato respiratório da criança e seu diagnóstico diferencial, com ênfase no exame endoscópico. Indicações, contraindicações e complicações da broncoscopias. Anestesia e sedação em broncoscopia. Lavado Broncoalveolar. Biópsia transbrônquica. Broncoscopia e infecções pulmonares. Manejo da hemoptise. Retirada de corpo estranho com instrumental flexível e rígido. Sugestões Bibliográficas: MURAHOVSCHI, J. Pediatria - Diagnóstico Diferencial e Tratamento, 6ª Ed., Sarvier, 2006. MURAHOVSCHI, J. Pediatria, Urgência + Emergência, 6ª Ed., Sarvier. MARCONDES, E. Pediatria Básica, 9ª Ed., Tomo I, II e III, Sarvier, 2002. LOPEZ F. A. e CAMPOS J. D. Tratado de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria. 1ª Edição. Manole, 2006. PRAKASH, BSU. Bronchoscopy. New York, Haven Press, 1994. HOLINGER, LD. Pediatric Laryngology & Bronchoesophagology. Philadelphia, Lippincott-Raven Publishers, 1997. MILWARD, G. Endoscopia respiratória. In: Silva MGD & Milward G. Endoscopia pediátrica. Seção II Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2004. DE BLIC, J, MIDULLA, F et al. Bronchoalveolar lavage in children. ERS Task Force on bronchoalveolar lavage in children. "European Respiratory Society." Eur Respir J 15(1): 217-31, 2000.

MÉDICO - PNEUMOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Pneumologia: Anatomia e Fisiologia do Sistema Respiratório. Farmacologia do Sistema Respiratório. Métodos de: diagnostico clinico, radiológico, tomografico e de ressonância magnética e de ultra- sonografia do tórax. Métodos de diagnostico bioquímico, bacteriológico, imunológico citopatologico, histopatologico. Métodos funcionais-espirometria. Micobacterias. Pneumonias e broncopneumonias, supurações pulmonares. Asma. Doenças Pulmonares Obstrutivas Crônicas - Bronquite Crônica, Enfisema, Bronquiectasias e Fibrose Cística. Cor Pulmonale e Hipertensao Pulmonar. Manifestações pulmonares na Síndrome de Imunodeficiência Adquirida. Micoses pulmonares. Pneumopatias Intesticiais. Sarcoidose. Doenças da pleura. Câncer de Pulmão. Tumores Pleurais, costais e de partes moles. Doenças do Medastino. Doenças do Diafragma. Poluição e Doenças ocupacionais. Ma Formação Congênita Pulmonares. Anomalias da Caixa Torácica. Pneumopatias de Hipersensibilidade. Disturbios do Sono. Traumatismo Torácico. Insuficiencia Respiratória Aguda. Síndrome da Angustia Respiratoria Aguda. Ventilação Mecânica. Risco Cirúrgico em Pneumologia. Tromboembolismo Pulmonar. Afogamento. Endoscopia brônquica. Cirurgia Redutora Pulmonar. Transplante Pulmonar. Emergências em Pneumologia. Tabagismo. Programa Nacional de Controle da Tuberculose (PNCT). Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. SOPTERJ. Pneumologia. Aspectos Práticos e Atuais. 1ª. ed., Ed. Revinter. TARANTINO, A. B. Doenças Pulmonares. Guanabara Koogan. TEIXEIRA, L. C. Compêndio de Pneumologia. 3ª. ed., vol. I e II, Ed. Revinter . GOLDMAN, CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21ª. ed. Guanabara Koogan. Programa Nacional de Controle da Tuberculose (PNCT). Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/visualizartexto.cfm?idtxt=28055.

MÉDICO - PROCTOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Proctologia: Anatomia cirúrgica do cólon, reto e canal anal. Fisiologia colônica e ano- retal (técnicas de investigação e aplicação clínica). Anestesia local na cirurgia ano-retal. Cicatrização das feridas. Infecção em cirurgia. Antibióticos. Pré e Pós-operatório. Equilíbrio hidro-eletrolítico e ácido- básico. Complicações respiratórias, abdominais e vasculares. Nutrição em cirurgia. Alimentação enteral e parenteral. Transtornos hemorrágicos. Mecanismos de hemostasia. Transfusão de sangue e derivados. Técnica geral das laparotomias. Incisões abdominais. Cirurgia vídeo-laparoscópica. Diagnóstico das doenças do cólon, reto e canal anal. Exame abdominal e proctológico. Colonoscopia. Exame radiológico simples e contrastado. Tomografia computadorizada, Ressonância magnética, Ultrassonografia endo-retal, Pet-scan. Doença hemorroidária. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Terapêutica. Criptite e papilite. Abscesso ano-retal. Etiopatogenia e classificação dos abscessos. Quadro clínico. Terapêutica. Fissura anal. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico diferencial. Terapêutica. Fístula anal. Etiopatogenia. Classificação. Quadro clínico. Diagnóstico diferencial. Terapêutica. Hidroadenite supurativa. Etiopatogenia. Quadro clínico. Diagnóstico diferencial. Terapêutica. Doença pilonidal sacro-coccígea. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico diferencial. Terapêutica. Prurido anal. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Terapêutica. Doenças sexualmente transmissíveis. Síndrome da imunodeficiência adquirida. Prolapso e procidência de reto. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico diferencial. Terapêutica. Doenças dermatológicas perianais. Incontinência anal. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Terapêutica. Abdomen agudo em coloproctologia. Aspectos gerais do diagnóstico e tratamento. Obstrução intestinal. Etiopatogenia e fisiopatologia. Terapêutica. Traumatismo abdominal. Lesões do cólon, reto, canal anal e períneo. Quadro clínico, diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. Princípios fundamentais de oncologia. Bases da cirurgia oncológica. Quimioterapia, radioterapia, imunoterapia no câncer do cólon, reto, canal anal e margem anal. Neoplasia maligna do cólon, reto e canal anal. Tumores neuro endócrinos e estromais. Quadro clínico. Diagnóstico. Conduta terapêutica. Prevenção e seguimento. Megacólon congênito e adquirido. Etiopatogenia e fisiopatologia. Quadro clínico e diagnóstico diferencial. Complicações. Conduta terapêutica. Enterocolopatias parasitárias. Helmintíases, protozooses. Epidemiologia, quadro clínico e diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. Doenças inespecíficas do cólon e do reto. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico diferencial. Complicações e conduta terapêutica. Doenças específicas do cólon e do reto. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico diferencial. Complicações e conduta terapêutica. Doença isquêmica do cólon e do reto. Fisiopatologia. Quadro clínico e diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. Doença diverticular dos cólons. Etiopatogenia. Fisiopatologia. Quadro clínico e diagnóstico diferencial. Complicações. Conduta terapêutica. Ectasias vasculares do cólon. Hemorragia digestiva baixa. Diagnóstico diferencial. Condutas terapêuticas. Alteração do hábito intestinal. Síndrome do intestino irritável. Aspectos clínicos e terapêuticos. Dietas em colopatias. Vólvulo do cólon. Etiologia e patogenia. Apresentação clínica e tratamento. Complicações actínicas no intestino delgado, cólon e reto. Fístula Reto-vaginal. Etiopatogenia, classificação, terapêutica. Tumores retro-retais. Classificação, patologia, apresentação clínica, terapêutica. Procedimentos ambulatoriais. Preparação pré-operatória, manejo cirúrgico e pós- operatório. Videolaparoscopia colo-retal. Indicações, equipamento, cuidados pós-operatório, resultados, complicações e sua prevenção. Síndrome da Ulcera solitária do reto. Etiopatogenia, diagnóstico e terapêutica. Endometriose. Diagnóstico e conduta terapêutica. Proctalgia Fugax. Etiopatogenia, diagnóstico e terapêutica. Sugestões Bibliográficas: (CLÍNICA MÉDICA - ARRAIAL) FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. Podem ser consultadas qualquer fonte que trate dos assuntos relacionados ao conteúdo pedido.

MÉDICO - PSIQUIATRA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Psiquiatria: Semiologia psiquiátrica. Psicopatologia. Psiquiatria clinica. Delirium. Demências. Intoxicações. Dependências a drogas. Esquizofrenia. Transtornos delirantes. Transtornos de humor. Transtornos de ansiedade. Transtornos do pânico. Distúrbios alimentares e distúrbios do sono. Distúrbios da personalidade. Deficiência mental. Urgências em psiquiatria. Psiquiatria geriátrica. Psicoterapias. Psicofarmacoterapia. Terapêuticas biológicas. Legislação em saúde mental. Reforma Psiquiátrica. Sugestão bibliográfica: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. Cadernos IPUB n. 13. Psicofarmacoterapia - Instituto de Psiquiatria da UFRJ. BUENO, João Romildo; NARDI, Antonio Egidio. Diagnóstico e Tratamento em Psiquiatria. Ed.Medsi. KAPLAN, H. I., SADOCK, B. J. Manual de Psiquiatria Clinica. 2. Ed. Artes Médicas. Porto Alegre. KAPLAN, H. I., SADOCK, B. J. Farmacologia Psiquiátrica. Ed. Artes Médicas. LEI FEDERAL, 10216 de 06/04/2001. Ministério da Saúde site www.saude.gov.br. MELLO Filho, Júlio. Concepção psicossomática. RJ: Tempo brasileiro. 1991. VERSIANI, M. Terapêutica III - Antipsicóticos, princípios gerais. . IV - Tratamento farmacológico da esquizofrenia. ___________ . __________ V - Efeitos indesejáveis dos antipsicóticos. ___________ . ________ IV - Ansiolíticos benzodiazepínicos. Reforma Psiquiátrica. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/relatorio15anoscaracas.pdf.

MÉDICO - RADIOLOGISTA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Radiologia: Conhecimentos básicos sobre eletricidade e física das radiações. Formação da imagem radiológica. Efeitos da radiação e meios de proteção. Equipamentos radiológicos e acessórios. Câmara escura e clara. Meios de contrastes (tipos e utilização específica). Técnicas radiográficas e diagnósticos: do crânio, da face e pescoço; da coluna vertebral; dos ossos e articulações; dos aparelhos gênito-urinário e digestivo; do tórax e abdome. Sistema cardiovascular. Aparelho digestivo e abdome. Aparelho gênito-urinário. Técnicas radiográficas e diagnóstico em pediatria. Conhecimentos gerais de anatomia radiográfica e sobre a organização de um serviço de Raio X. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. CAFFEY. Diagnóstico radiológico em pediatria. EDEIKEN H. Diagnóstico radiológico de las enfermidades de los huesos. PAUL-JUHL. Interpretação radiológica. RJ: Guanabara Koogan, 1977. SHINZ, H. R. Tratado de roentgendiagnóstico. Barcelona, Científico-Médica.

MÉDICO - RADIOTERAPEUTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Radioterapeuta: Bases físicas da radioterapia. Radiobiologia. 3. Sistema de imobilização em radioterapia externa. 4. Radioterapia conformacional. 5. Braquiterapia. 6. Radio-cirurgia e radioterapia estereotáxica. 7. Radioterapia a volumes alargados. 8. Radioterapia em medicina nuclear. 9. Interações entre radioterapia e quimioterapia. 10. Radioterapia intra-operatória. 11. Efeitos tardios da irradiação. 12. Emergência em radioterapia. 13. Estadiamento do câncer e análise de sobrevida. 14. Tumores de pele. 15. Câncer de cabeça e pescoço. 16. Tumor de pulmão, mediastino e pleura. 17. Tumores de esôfago. 18. Tumores gastro-intestinais. 19. Tumores de pâncreas, vias biliares e duodeno. 20. Tumores colo-retais e de canal anal. 21. Tumor de bexiga, rim e ureter. 22. Tumores de próstata. 23. Tumores do aparelho genital masculino. 24. Tumores ginecológicos. 25. Tumor epitelial do ovário. 26. Tumor de mama. 27. Linfomas malignos. 28. Tumores do sistema nervoso central do adulto. 29. Tumores oculares. 30. Sarcomas de partes moles do adulto. 31. Tumores ósseos. 32. Tumores de infância. 33. Radioterapia em lesões benignas. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. DEVITA, V. T.; HELLMAN, S. ROSENBERS, S. Principles and Practice Of Oncology. 7. ed. Philadelphia: Lippincott, 2005. FERREIRA, P. R. e col. Terapia Combinada em Oncologia. 1. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007. KHAN, F. M. The Physics of Radiation Therapy. 3. ed. Philadelphia: Lippincott, 2003. NCCN - Clinical Practice Guidelines Online. Disponível em www.nccn.org/professionals. PEREZ, C. A.; BRADY, L. W.; HALPERIN, E. C.; SCHMIDT-ULLRICH, R. K. Principles and Practice of Radiation Oncology. 4. ed. Philadelphia: Lippincott, 2004. PDQ-NCI. Physicians Data Query. Disponível em www.nci.nih.gov/cancerinfo/pdq.

MÉDICO - REUMATOLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitíase e coledocolitíase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Reumatrlogia: Introdução ao estudo da Reumatologia. Anatomofisiopatologias das bursas, tendões e articulações. Osteoartrites. Gota. Artrite reumatóide I e II. Espondiloartropatias sero-negativas. Esclerose sistêmica progressiva. Lupus eritematoso sistêmico. Polidermatomiosites. Angeítes necrosantes. Artrites infecciosas. Osteopatias: osteoporose, osteomalácia. Doença de Paget. Febre Reumática. Reumatismos de partes moles. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. KELLEY. Textbook of Rheumatology. 5ª ed. 1997.

MÉDICO - SANITARISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Sanitarismo: Políticas públicas em saúde. Formulação e implementação de políticas públicas de saúde. Sistemas de saúde comparados. Legislação Sanitária. Epidemiologia. Fundamentos da epidemiologia. Epidemiologia analítica. Construção de indicadores epidemiológicos. Indicadores de saúde: morbidade e mortalidade. Métodos epidemiológicos. Principais tipos de estudos epidemiológicos. Vigilância epidemiológica e controle de doenças. Fundamentos de vigilância à saúde: vigilância epidemiológica, sanitária e ambiental. A vigilância epidemiológica como política de saúde. Construção atribuição e operacionalização do sistema de vigilância epidemiológica nos seus diversos níveis. Uso da epidemiologia na caracterização e investigação de surtos. Sistema de informação em saúde (SIS). Características e papel do SIS no sistema de saúde. SIM, SINAN, SINASC e SIH/SUS. Uso do SIS na construção de indicadores nos diversos níveis de gestão. Bases de EPI-INFO para diagnóstico rápido de situação de saúde. Análise de dados epidemiológicos analíticos com EPI-INFO. Avaliação de resultados do sistema. Indicadores de avaliação. Definição e detalhamento de parâmetros. Saneamento ambiental. Abastecimento de água. Doenças relacionadas com a água. Esgotamento sanitário. Doenças relacionadas com os esgotos. Vigilância epidemiológica e medidas de controle. Resíduos sólidos. Legislação e normas técnicas para os resíduos de sólidos. Vigilância Sanitária: Conceito, histórico, objetivos, funções; importância na Saúde Pública. Noções de Direito Sanitário. Educação em Saúde. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. Legislação Sanitária: Lei 6437/77 - Dispõe sobre infrações à Legislação Sanitária Federal. Legislação Epidemiológica: Lei nº 6258/75 - Dispõe sobre a criação do sistema nacional de Vigilância Epidemiológica; Decreto nº 78.231/76 - Regulamenta o sistema nacional de Vigilância Epidemiológica; Portaria nº 1943/01 - Define as doenças de notificação compulsória.

MÉDICO - ULTRASSONOGRAFISTA (Ecografia com Doppler)

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Ultrassonogra fia: A natureza do ultrassom, princípios básicos. Técnica e equipamentos. Indicações da ultrassonografia. Doppler. Obstetrícia e ginecologia. Anatomia ultrassonográfica do saco gestacional e do embrião. Anatomia ultrassonográfica fetal. Anatomia da idade gestacional. Anatomias fetais, propedêutica e tratamento pré-natal. Crescimento intra-uterino retardado. Gestação de alto risco. Gestação múltipla. Placenta e outros anexos do concepto. Anatomia e ultrassonografia da pélvis feminina. Doenças pélvicas inflamatórias. Contribuições do ultrassom nos dispositivos intra-uterinos. Princípios no diagnóstico diferencial das massas pélvicas pela ultrassonografia. Ultrassonografia nas doenças ginecológicas malignas. Endometriose. Estudo ultrassonográfico da mama normal e patológico. Estudo ultrassonográfico do ovário normal e patológico. Ultrassonografia e esterilidade. Medicina interna. Estudo ultrassonográfico do: crânio, olho, órbita, face e pescoço, tórax, escroto e pênis, extremidades, abdome superior, cavidade abdominal, vísceras ocas, coleções e abscessos peritoneais, rins, vesícula seminais, próstata e bexiga. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. CERRI GG; Oliveira IRS. Ultrassonografia abdominal. ed Revinter. SERNIK RA; Cerri GG. Ultrassonografia do sistema músculo-esquelético ed sarvier. Pastore AR; Cerri G. Ultrassonografia em obstetrícia e Ginecologia. ed Sarvier.Abraão N; Amaro Jr E; Cerri GG.Atlas de Neurossonografia. ed Savier. Salto OC; Cerri GG. Ultrassonografia de pequenas partes ed Sarvier.

MÉDICO - UROLOGISTA

Conteúdo Programático: Clínica Médica: Fundamentos básicos: Interpretação do exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares básicos. Aparelho hemolinfopoiético: Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das anemias, leucopenías, policitemías, leucemias e linfomas. Diagnostico diferencial das linfadenopatias e esplenomegalias. Aparelho respiratório: Asma brônquica. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumotórax. Pneumonias. Câncer de pulmão. Síndrome de insuficiência respiratória. Aparelho Digestivo: Parasitoses intestinais. Câncer Gástrico. Diagnostico diferencial das diarréias e da síndrome disabsortiva. Colelitiase e coledocolitiase. Doenças inflamatórias do intestino. Câncer dos Cólons. Pancreatites. Diagnóstico diferencial das icterícias e cirrose hepática. Tabagismo e alcoolismo. Aparelho circulatório: Arritmias. Insuficiência cardíaca. Hipertensão arterial. Diagnostico diferencial das cardiomiopatias (restritiva, congestiva e hipertrófica). Urologia: Aparelho Urinário: Avaliação clinica da função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Insuficiência renal aguda e crônica. Infecções urinárias. Nefrolitíase (uropatia obstrutiva). Endocrinologia: Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Obesidade e desnutrição. Doenças infectoparasitárias: S.I.D.A. e suas complicações. Tuberculose. DST. Dengue e verminose. Dermatologia: Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas. Exame urológico e técnicas diagnósticas; fisiopatologia da obstrução urinária e da bexiga neurogênica; infertilidade e função sexual masculina; infecções e inflamações do trato genital e urinário; litíase urinária; anomalias congênitas; trauma e tumores geniturinários; patologia cirúrgica da supra-renal; hipertensão reno-vascular; insuficiência renal e transplante; cirurgias do trato urinário e genital. Sugestões Bibliográficas: FAUCI, A. S. e outros (eds). HARRISON - Medicina Interna. 17ª. ed. New York, McGraw Hill, 2008. GOLDMAN. CECIL. Tratado de Medicina Interna. 21. Ed. Guanabara Koogan. LAWRENCE, W. W. Cirurgia, Diagnóstico e Tratamento, 9ª ed. LÁZARO DA SILVA, Alcino. Cirurgia de Urgência / Alcino Lázaro da Silva, 2ª ed. RJ: MEDSI. RESENDE ALVES, J. B. Cirurgia Geral e Especializada, MG: Ed. Vega. WALSH, RETIK, VAUGHAN & WEIN. Campbell's Urology Study Guide, 7ªed. Philadelphia: Saunders Company.

NÍVEL MÉDIO (CARGOS TÉCNICO-PROFISSIONALIZANTES E ADMINISTRATIVOS)

1° CONTEÚDO: CONHECIMENTOS GERAIS

LÍNGUA PORTUGUESA

Conteúdo Programático: Compreensão e interpretação de textos. Ortografia: emprego das letras e acentuação gráfica. Classes de palavras e suas flexões. Processo de formação de palavras. Verbos: conjugação, emprego dos tempos, modos e vozes verbais. Regras gerais de concordância nominal e verbal. Regras gerais de regência nominal e verbal. Emprego do acento indicativo da crase. Colocação dos pronomes átonos. Funções sintáticas. Sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. Emprego dos sinais de pontuação. Sugestões Bibliográficas: BECHARA, Evanildo. Gramática escolar da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna. CARNEIRO, A. Dias. Texto em construção: interpretação de texto. 2 ed. São Paulo: Moderna. CUNHA, C. & CINTRA, L. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. GARCIA, Othon M. Comunicação em prosa moderna. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas. KURY, A. da Gama. Ortografia, pontuação, crase. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. KURY, A. da Gama. Português básico. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. MACEDO, Walmirio. Gramática da língua portuguesa. RJ: Presença.

CONHECIMENTOS REGIONAIS (História e Geografia de Rondônia)

Conteúdo Programático: Bacias hidrográficas. Geomorfologia: Planície Amazônica, Encosta Setentrional do Planalto Brasileiro, Chapada dos Parecis e Vale do Guaporé. Aspectos políticos, econômicos e sociais, agricultura e pecuária. Criação do Estado de Rondônia e processos de povoamento. Núcleos de povoamento. Colonização. Ferrovia Madeira­Mamoré (1ª fase e 2ª fase). Ciclo da borracha (1ª fase e 2ª fase). Sugestões Bibliográficas: OLIVEIRA, Ovídeo Amélio de. Geografia de Rondônia. Espaço & Produção. 3ª Edição. Dinâmica Editora. TEIXEIRA, Marco Antônio Domingues & FONSECA, Dante Ribeiro da. História Regional (Rondônia). 4ª Edição. Ed. Rondoniana. OLIVEIRA, Ovídeo Amélio de. História Desenvolvimento e Colonização do Estado de Rondônia. 4ª Edição. Dinâmica Editora; MEDEIROS, Edílson Lucas. A História da Evolução Sócio-Política de Rondônia, 1ª Edição, 2004, Editora Rondoforms.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA

Conteúdo Programático: Ambiente operacional Windows (95/98/ME/2000/XP). Fundamentos do Windows, operações com janelas, menus, barra de tarefas, área de trabalho, trabalho com pastas e arquivos, localização de arquivos e pastas, movimentação e cópia de arquivos e pastas e criação e exclusão de arquivos e pastas, compartilhamentos e áreas de transferência; Configurações básicas do Windows: Resolução da tela, cores, fontes, impressoras, aparência, segundo plano e protetor de tela; Windows Explorer. Ambiente Intranet e Internet. Conceito básico de internet e intranet e utilização de tecnologias, ferramentas e aplicativos associados à internet. Principais navegadores. Ferramentas de Busca e Pesquisa. Processador de Textos. MS Office 2003/2007/XP - Word. Conceitos básicos. Criação de documentos. Abrir e Salvar documentos. Digitação. Edição de textos. Estilos. Formatação. Tabelas e tabulações. Cabeçalho e rodapés. Configuração de página. Corretor ortográfico. Impressão. Ícones. Atalhos de teclado. Uso dos recursos. Planilha Eletrônica. MS Office 2003/2007/XP - Excel. Conceitos básicos. Criação de documentos. Abrir e Salvar documentos. Estilos. Formatação. Fórmulas e funções. Gráficos. Corretor ortográfico. Impressão. Ícones. Atalhos de teclado. Uso dos recursos. Correio Eletrônico. Conceitos básicos. Formatos de mensagens. Transmissão e recepção de mensagens. Catálogo de endereços. Arquivos Anexados. Uso dos recursos. Ícones. Atalhos de teclado. Segurança da Informação. Cuidados relativos à segurança e sistemas antivírus. Sugestões Bibliográficas: CANTALICE, Wagner. Manual do Usuário. Brasport, 2006. COSTA, Renato da. Informática para Concursos: guia prático. Érica, 2006. DIGERATTI. 101 Dicas: Microsoft Word, Digeratti Books, 2003. MANZANO, José Augusto N. G. & TAKA, Carlos Eduardo M., Estudo Dirigido: Microsoft Office Word 2003, Érica, 2004. MANZANO, José Augusto N. G. Estudo Dirigido: Microsoft Office Excel 2003, Érica, 2004. SAWAYA, Márcia Regina. Dicionário de Informática e Internet: Inglês/Português, Nobel, 2003. RAMALHO, J. A. Introdução à Informática Teoria e Prática. ED. Futura, 2003. VELLOSO, F. C. Informática Conceitos Básicos. 6 ed. ED. Campus, 2003. Manuais on-line do Sistema Operacional Windows. Manuais on-line do Microsoft Word. Manuais on-line do Microsoft Excel. Manuais on-line do Internet Explorer 6.0 ou superior. Manuais on-line do Outlook Express 6.0 ou superior. Manuais on-line do Office 2003.

NOÇÕES DE SUS

Conteúdo Programático: Evolução das políticas de saúde no Brasil. Sistema Único de Saúde - SUS: conceitos, fundamentação legal, princípios, diretrizes e articulação com serviços de saúde. Participação popular e controle social. A organização social e comunitária. Os Conselhos de Saúde. O Pacto pela Saúde. Sugestões Bibliográficas: BRASIL. Lei 8080, de 19 de setembro de 1990. DOU, 20/09/1990. Brasília - DF. Ano CXXVIII. BRASIL. Ministério da Saúde. NOB-SUS, 1996: Norma Operacional Básica do Sistema de Saúde - SUS. Brasília (DF): Ministério da Saúde. 1ª ed. Publicada no DOU de 06//11/1996. 1997. BRASIL. Ministério da Saúde. O SUS e o controle social: guia de referência para conselheiros municipais. Brasília; Ministério da Saúde. BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria GM/Ministério da Saúde n.095/01-Publicada no DOU de 29/01/2001. Norma Operacional da Assistência a Saúde 01/2001 folha 1-47. BRASIL. Ministério da Saúde. Regionalização da Assistência à Saúde: Aprofundando a Descentralização com Eqüidade no Acesso - NOAS. Disponível em: http://dtr2001.saude.gov.br/. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde. Coordenação de Saúde da Comunidade. Saúde da Família: uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial. Brasília (DF) Ministério da Saúde, 97. BRASIL, Ministério da Saúde, Lei Orgânica da Saúde n°. 8080/90, disponível em: https://www.presidencia.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8080.htm. Constituição da República Federativa do Brasil. 12ª ed. São Paulo: Saraiva. Pacto pela Saúde: 8 volumes. Disponível em:

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume1.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume2.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume3.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume4.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume5.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume6.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume7.pdf;

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume8.pdf

2° CONTEÚDO: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (CARGOS TÉCNICO-PROFISSIONALIZANTES)

TÉCNICO EM ENFERMAGEM

Conteúdo Programático: A inserção dos Serviços de enfermagem no Sistema Único de Saúde (SUS). Código de Ética e Lei do Exercício Profissional. Funcionamento dos sistemas: locomotor, pele e anexos, cardiovascular, linfático, respiratório, nervoso, sensorial, endócrino, urinário e órgãos genitais. Agentes infecciosos e ectoparasitos (vírus, bactérias, fungos, protozoários e artrópodes). Doenças transmissíveis pelos agentes infecciosos e ectoparasitos. Saneamento básico. Promoção da saúde e modelos de vigilância. Estratégia de Saúde da Família. Atuação nos programas do Ministério da Saúde. Educação em saúde. Conceito e tipo de imunidade. Programa de imunização. Doenças de notificação compulsória. Noções básicas sobre administração de fármacos: efeitos colaterais e assistência de enfermagem. Procedimentos técnicos de enfermagem. Assistência integral de enfermagem à saúde: da criança e do adolescente, da mulher, do adulto, do idoso e mental. Assistência ao indivíduo, família e comunidade com transtornos: agudos, crônicos degenerativos, mentais, infecciosos e contagiosos. Assistência de enfermagem no pré, trans e pós- operatório. Assistência de enfermagem em urgência e emergência. Biossegurança: conceito, normas de prevenção e controle de infecção. Classificação de artigos e superfícies hospitalares aplicando conhecimentos de desinfecção, limpeza, preparo e esterilização de material. Noções de administração e organização dos serviços de saúde e de enfermagem. Sugestões Bibliográficas: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENFERMAGEM. A "nova" lei do exercício profissional da enfermagem. Caderno de legislação. Documento I. Comissão de Legislação, Brasília, 1987. BRASIL. Ministério da Saúde. Projeto de Profissionalizante dos trabalhadores da área de Enfermagem. Profissionalização de auxiliares: cadernos do aluno. Brasília: Ministério da Saúde, Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2001, Disponível em: www.ministerio.saude.bvs.br/html/pt/pub_assunto/enfermagem.html. COFEN/COREN-RJ. Código de ética e legislações mais utilizadas no dia a dia da Enfermagem. Rio de Janeiro: COREN, 2005. LIMA, Idelmina Lopes de. Manual do Técnico e do Auxiliar de Enfermagem, 7ª ed. Goiânia: Editora AB, 2007. PASSOS, V. Cristina dos Santos et al. Técnicas básicas de Enfermagem. São Paulo: Martinari, 2007. SOARES, G. N. Administração de Medicamentos na Enfermagem, 6ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

TÉCNICO EM HEMOTERAPIA

Conteúdo Programático: Biossegurança em Hemoterapia e Boas práticas de laboratório. Realizar exames laboratoriais e provas de compatibilidade sangüínea pré-transfusional: sistema ABO e sub grupos, sistema Rhesus e demais sistemas eritrocitários. Técnicas Imunohematológica: noções de reações transfusionais imunológicas. Compatibilidade Sanguínea. Doença Hemolítica do recém-nato.Pesquisa e Identificação de anticorpos irregulares. Realizar coleta de sangue em doadores e/ou pacientes. Proceder o fracionamento de sangue em hemocomponentes. Controle de qualidade e estoque de hemocomponentes. Noções de reações adversas à doação de sangue. Técnica de punção venosa em doadores: cuidados e complicações. Cuidado Humanizado. Sugestões Bibliográficas: BRASIL. Ministério da Saúde. Resolução - RDC nº 153, de 14/07/2004. Disponível em: http://e‑legis.anvisa.gov.br/leisref/public/showAct.php?id=11662&word. ________ . Secretaria Executiva. HumanizaSUS: Política Nacional de Humanização. Disponível em: http://dtr2001.saude.gov.br/editora/produtos/impressos/folheto/040923fl.pdf. Manuais técnicos da ANVISA: Disponíveis em: www.anvisa.gov.br/sangue/publica/manualtecnicohemovigilancia08112007.pdf; www.anvisa.gov.br/sangue/publica/manuais.htm; www.anvisa.gov.br/sangue/hemovigilancia/indexhtm. COVAS, D.T. LANGHI JUNIOR, D.M.; BORDIN, O. Hemoterapia: Fundamentos e Prática. São Paulo: Editora Atheneu, 2007.

TÉCNICO EM HIGIENE DENTAL

Conteúdo Programático: As Funções do Técnico em Higiene Dental na Odontologia. Primeiros Socorros em Urgências Odontológicas. Controle e Prevenção de Doenças Bucais (Cárie e Doenças Periodontais). Anatomia Dental e do Periodonto. Características dos Materiais Restauradores Dentais, Restaurações Dentais (amálgama, ionômero de vidro, resina restauradora e cimento de silicato). Biossegurança em Odontologia, Dieta e Cárie. A Cavidade Bucal (Anatomia e Funcionamento). Ergonomia em Odontologia, Utilização do Flúor (selantes). Fundamentos de Radiologia. Oclusão Dental. Relação entre a Restauração e a Periodontia. Manuseio dos Equipamentos. Sugestões Bibliográficas: Guia Curricular para Formação do Atendente de Consultório para atuar na Rede Básica do SUS. Vol. 1, 2 e 3. Ministério da Saúde. Técnico em Higiene Dental. Brasília 1994. Secretaria de Política de Saúde.

TÉCNICO EM LABORATÓRIO

Conteúdo Programático: Controle de microorganismos: esterilização e desinfecção; Principais métodos físicos e químicos. Preparo de soluções. Fundamentos básicos da microscopia ótica e sua aplicação. Técnicas de coleta; Anticoagulantes; Punção venosa e arterial. Soro e plasma; Valores normais e interpretação clínica dos principais exames laboratoriais. Hematologia: Elementos figurados do sangue: morfologia, função, alterações; Coagulograma; hemograma completo, vhs, grupo sanguíneo e fator Rh, coombs direto e indireto, pesquisa de hematozoários. Bioquímica: glicose, uréia, creatinina, ácido úrico, colesterol, triglicerídios, proteínas totais e frações, bilirrubinas e enzimas. Uroanálise: Principais analitos bioquímicos na urina. Função renal: clearences. Metodologias de análise. Microbiologia: Coleta e transporte de material em bacteriologia; Culturas: urina, fezes, sangue, secreção e líquidos biológicos; Isolamento e identificação de microorganismos; Morfologia e métodos de coloração. Parasitologia: Coleta de material: conservação e transporte. Principais métodos utilizados para helmintos e protozoários de importância médica. Noções preliminares de Higiene e Boas Práticas no Laboratório; Equipamentos de Proteção Individual e de Proteção Coletiva: Tipos principais e utilização adequada. Notificações SIAB. Vigilância em Saúde. Assistência Farmacêutica. Sistemas e Serviços. Dengue. Sugestões Bibliográficas: OLIVEIRA LIMA, A. e colaboradores. Métodos de Laboratório aplicados à Clínica: Ed. Guanabara Koogan. Última edição. Rio de Janeiro. MOURA, R.A.A. Colheita de Material para exames de laboratório: Ed. Atheneu. MOURA, R.A.A. Técnicas de Laboratório: 3ª ed. Editora Atheneu. VALLADA, E.P. Série Manuais Práticos de Exames de Laboratório (5 vols): Editora Atheneu. CAMPBELL, J.M.& CAMPBELL, J.B. Matemática de Laboratório - Aplicações Médicas e Biológicas: 3ª Ed Roca, São Paulo. VERRASTRO, T e colaboradores. Fundamentos de Hematologia e Hemoterapia: última edição. LORENZI, F.T. Manual de Hematologia Propedêutica e Clínica: 2ªed Medsi. Notificações SIAB. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/se/datasus/area.cfm?idarea=743. Vigilância em Saúde. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/Gestor/area.cfm?idarea=962#. Assistência Farmacêutica. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/profissional/area.cfm?id_area=1000. Dengue. Disponível em: www.combatadengue.com.br/profissionalsaude.php. Sistemas e Serviços: PLANEJASUS - Sistema de Planejamento do Sistema Único de Saúde; SIA - Sistema de Informações Ambulatoriais / Consulta de Crédito a Prestadores; SIGTAP - Sistema de Gerenciamento da Tabela Unificada de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do Sistema Único de Saúde; SIPAR - Sistema Integrado de Protocolo e Arquivo do Ministério da Saúde; TABNET - Programa de Tabulação do Ministério da Saúde; SIM - Sistema de Informações sobre Mortalidade; SINASC - Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos; SINAN - Sistema de Informação de Agravos de Notificação; SIGMALÁRIA - Sistema de Informações Gerenciais de Malária; SI-PNI - Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações. Disponíveis em: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/area.cfm?idarea=1515.

TÉCNICO EM NUTRIÇÃO DIETÉTICA

Conteúdo Programático: Nutrição e dietética: Metabolismo energético. Macro e micronutrientes. Água, eletrólitos e equilíbrio ácidobásico. Alimentação saudável nos ciclos de vida. Nutrição materno-infantil: Alimentação nos dois primeiros anos de vida. Nutrição na gestação e lactação. Dietoterapia: Dietas modificadas e especiais. Nutrição e carências. Nutrição e doenças crônicas não transmissíveis. Nutrição e saúde coletiva: Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional. Políticas públicas que visem garantir a Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável. Alimentação coletiva: Resto ingestão. Manual de boas práticas. Análise dos pontos críticos de controle. Produção de refeições para coletividade sadia e refeições hospitalares, creches, clínicas, SPAs, geriatrias e cantinas escolares. Higiene de alimentos: Noções básicas de microbiologia de alimentos e doenças transmitidas por alimentos. Recebimento, armazenamento, conservação e controle de alimentos. Procedimentos de higiene e sanitização (pessoal, ambiente, alimento). Técnica dietética: Técnicas de peso e medidas. Fator de correção, cocção e desidratação. Grupos alimentares: seleção, pré-preparo, preparo e apresentação. Técnicas de congelamento e descongelamento. Técnicas de conservação e armazenamento racional.

Sugestões Bibliográficas: BRASIL. Resolução N° 216, de 15 de setembro de 2004. Dispõe sobre Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação. Disponível em http://e­legis.bvs.br/leisref/public/showAct.php?id=12546. Resolução do Conselho Federal de Nutricionistas n°333, de, 03 de fevereiro de 2004. Dispõe sobre o Código de Ética Profissional dos Técnicos em Nutrição e Dietética e de outras providências. Disponível em www.cfn.org.br/legislacao/resolucao/res333.htm. EVANGELISTA, José, Tecnologia dos Alimentos. 2.ed. São Paulo: Editora Atheneu, 1998. KRAUSE, Marie V. Alimentos, nutrição e dietoterapia. 10.ed. São Paulo: Rocca, 2002. MARTINS, Cristina et al. Manual de dietas hospitalares - NUTROCLÍNICA. Curitiba: Nutroclínica, 2003. ORNELLAS, Lieselotte H. Técnica dietética: seleção e preparo de alimentos. 7.ed. São Paulo: Atheneu, 2001. PHILIPPI, Sonia Tucunduva. Nutrição e Técnica Dietética. 1.ed. São Paulo: Editora Manole, 2003. SILVA JUNIOR, Eneo Alves da. Manual de controle higiênico-sanitário em alimentos. 6.ed. São Paulo: Varela, 2005.

TÉCNICO EM ÓRTESE E PRÓTESE

Conteúdo Programático: Fundamentos de anatomia, fisiologia e fisiopatologia humanas. Mecânica. Eletrônica. Materiais e ligas. Promoção e prevenção em saúde. Técnicas de manutenção. Exames e avaliação física para fins de medidas para órteses e próteses humanas. Projeto, confecção, ajuste e avaliação de órteses e próteses. Avaliação e utilização de materiais e componentes relativos à produção de órteses e próteses. Ajustes ou adaptação de órteses e próteses. Sugestões Bibliográficas: Podem ser consultadas qualquer fonte que trate dos assuntos relacionados ao conteúdo pedido.

TÉCNICO EM RADIOLOGIA

Conteúdo Programático: Noções gerais de técnica radiológica, anatomia e fisiologia. Física das radiações. Técnicas radiológicas do crânio. Técnicas radiográficas dos ossos e articulações. Tomografia linear e computadorizada. Imagem por ressonância magnética. Linhas e planos. Mamografia. Exames contrastados. Fatores radiológicos. Equipamento de radiodiagnóstico. Outros procedimentos e modalidades diagnósticas. Câmara escura. Câmara clara - seleção de exames, identificação; exames gerais e especializados em radiologia. Radioproteção. Princípios básicos e monitorização pessoal e ambiental. Sugestões Bibliográficas: AMÉRICO, Carlos. Técnica Radiográfica. BOISSON, Luiz Fernando. Técnica Radiológica Médica. BONTRAGER, Kennth L. Tratado de Técnica Radiológica e Base Anatômica. 3ª edição. EASTMAN KODAK COMPANY. Fundamentos da Radiografia. MOSCA, Lídio G. & Lídio E. Técnica Radiológica Teoria y Prática. MONNIER, J.P. Manual de Diagnóstico Radiológico. 2ª edição. NASCIMENTO. Jorge do. Temas de Técnica Radiológica. 2ª edição, 1992. SCAFF, Luiz A.M. Bases Físicas da Radiologia. WICKE, Lothar. Atlas de Anatomia Radiológica. 4ª Edição.

TÉCNICO EM REGISTRO E INFORMAÇÕES EM SAÚDE

Conteúdo Programático: Anatomia e Fisiologia do Corpo Humano. Patologias mais comuns e suas principais características. Aspectos Éticos e Legais do Paciente. Classificação Internacional de Doenças - CID 10. Humanização do Atendimento. Planejamento e Gestão em Saúde. Políticas de Saúde. Produção das Informações em Saúde. Registros de Saúde, Prontuários e Arquivos Médicos. Terminologia Médica. Conceitos Básicos de Informação e Saúde: planejamento, organização, administração e coordenação. Gestão de Documentos e Arquivos. Arquivo de Prontuários e o Setor de Estatística dos Serviços de Saúde. Biblioteca. Comunicação e Saúde. Tecnologias da Informação e da Comunicação. Padrões éticos: as relações e práticas profissionais humanizadas. Sugestões Bibliográficas: Conselho Federal de Medicina. Resolução nº 1638 / 2002. Disponível no site: www.portalmedico.org.br/resolucoes/cfm. Ministério da Saúde. Brasília. Glossário do Ministério da Saúde: projeto de terminologia em saúde. 2004. 142p. (Série F. Comunicação e Educação em Saúde). Disponível no site: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes. André de Oliveira Carvalho, Maria Bernadete de Paula Eduardo. Sistemas de Informação em Saúde para Municípios, volume 6. São Paulo: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, 1998. (Série Saúde & Cidadania). Disponível em www.bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes. Sistemas de Informações: Autorização de Internação Hospitalar (AIH); Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES); Centro Nacional de Epidemiologia (Cenepi); Departamento de Informática do SUS (Datasus); Indicadores de saúde; Prontuário médico; Sistema de Informação de HIV Soropositivo Assintomático; Sistema de Informação sobre Vigilância Alimentar e Nutricional; Sistema de Informações Ambulatoriais (SIA-SUS); Sistemas de Informações Hospitalares do SUS (SIH-SUS); Sistema de Informações da Atenção Básica (Siab); Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização; Sistema de Informações sobre Agravos de Notificação Compulsória; Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM); Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasvi). FIOCRUZ. LIRES: publicações disponíveis em: http://www.epsjv.fiocruz.br/index.php?Area=LabPub&MNU=LIRES&IDAreaTematica=29&nInicio=1&quant=9

TÉCNICO EM VIGILÂNCIA EM SAÚDE

Conteúdo Programático: Aspectos Éticos e Legais do Paciente. Classificação Internacional de Doenças - CID 10. Humanização do Atendimento. Planejamento e Gestão em Saúde. Políticas de Saúde. Produção das Informações em Saúde. Registros de Saúde, Prontuários e Arquivos Médicos. Terminologia Médica. As ferramentas de trabalho do VISAU - análise da situação de saúde e condições de vida. Novas práticas em saúde - estratégia e ações. O processo de trabalho do VISAU - concepções e metodologias. Planejamento e programação Local. Produzindo informações, desvelando o território. Promover saúde no espaço local. Saberes e práticas para produção social da saúde. Saúde, políticas públicas e o SUS. Território, sujeito e sociedade. Vigilância em Saúde: novo pensar e fazer sanitários. Sugestões Bibliográficas: Publicações nas áreas da vigilância em saúde: sanitária (saúde do trabalhador, os serviços de saúde e os produtos - alimentos e medicamentos), epidemiológica (Sistema de Informações em Saúde (SIS) e de imunização) e ambiental (fatores bióticos - vetores, hospedeiros e reservatórios e fatores abióticos - contaminantes da água, do solo e do ar). Sistemas de Informações: Autorização de Internação Hospitalar (AIH); Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES); Centro Nacional de Epidemiologia (Cenepi); Departamento de Informática do SUS (Datasus); Indicadores de saúde; Prontuário médico; Sistema de Informação de HIV Soropositivo Assintomático; Sistema de Informação sobre Vigilância Alimentar e Nutricional; Sistema de Informações Ambulatoriais (SIA-SUS); Sistemas de Informações Hospitalares do SUS (SIH-SUS); Sistema de Informações da Atenção Básica (Siab); Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização; Sistema de Informações sobre Agravos de Notificação Compulsória; Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM); Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasvi). FIOCRUZ. LAVSA. Temas em: www.epsjv.fiocruz.br/index.php?Area=GlossarioTematico&MNU=LAVSA&IDAreaTematica=32. FIOCRUZ. LAVSA. Publicado: www.epsjv.fiocruz.br/index.php?Area=LabPub&MNU=LAVSA&ID_AreaTematica=32&nInicio=1&quant=9

2º CONTEÚDO: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (CARGOS ADMINISTRATIVOS)

AGENTE EM ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS

Conteúdo Programático: Redação oficial: aspectos gerais, características fundamentais, padrões, emprego e concordância dos pronomes de tratamento, ofícios, requerimentos, pareceres e outras correspondências. Noções de arquivologia: informação, documentação, classificação, arquivamento, registros, tramitação de documentos, cadastro, tipos de arquivos, organização e administração de arquivos, técnicas modernas. Administração de material: aquisição, cadastros, registros, controle e movimentação de estoques, armazenamento, transporte, reposição, segurança. Juros simples e compostos. Sugestões Bibliográficas: ARNOLD, J. R. Tony. Administração de Materiais. Atlas. BRASIL. Presidência da República. Manual de redação da presidência da república/Gilmar Ferreira Mendes e Nestor José Forster Júnior. Presidência da República. Atlas. FERNANDES, J. C. Administração de material. Atlas LOPES, Luís Carlos. A informação e os arquivos. Teorias e práticas. EDUFF PAES, M. L. Arquivo: teoria e prática. FGV Editora. SCHELLENBERG, T. R. Arquivos modernos - princípios e técnicas. FGV Editora. Qualquer livro de matemática de Ensino Médio.

DESENHISTA/CADISTA

Conteúdo Programático: Desenho básico de projeto: formatos, escalas, símbolos e convenções. Normas ABNT. Representação de projetos. Projetos de modificação e acréscimos. Elementos básicos do projeto: etapas de projeto, plantas baixa e de situação, fachadas, cortes e detalhes. Noções de topografia. Levantamento arquitetônico e urbanístico. Locação de obras. Tecnologia das construções. Conhecimento do sistema AUTOCAD. Sugestões Bibliográficas: Normas ABNT. Representação de projetos de arquitetura (NBR 6492 e outras). BORGES, Alberto Campos. Prática de pequenas construções. Ed Edgard Blücher. FRENCH, Thomas E. Desenho técnico. Ed Globo. Manuais que tratem dos assuntos mencionados no conteúdo programático.

TÉCNICO EM INFORMÁTICA

Conteúdo Programático: Memória do computador: Utilização; bit, bytes e palavras; tamanho e posições da memória; memórias internas e auxiliares; programas em memória ROM; memória virtual; cache de memória e tempo de acesso e ciclo de memória. Unidade Central de Processamento: Execução das instruções; velocidade de processamento; registradores; clock; barramentos; microcomputadores; sistemas operacionais em microcomputadores; instalação de microcomputadores. Unidades de Entrada/Saída e Periféricos: introdução; tipos de dispositivos de entrada, tipos de dispositivo de saída e dispositivos de entrada/saída. Sistemas Operacionais e Linguagens de Programação: Apresentação e conceitos fundamentais; a evolução dos computadores; o software; as linguagens de programação; linguagens da WEB; programas compilados e programas interpretados; ferramentas do escritório moderno; linguagens orientadas a objeto. Organização da Informação: Arquivos e registros; organização dos arquivos; procedimentos nos diversos arquivos; bancos de dados e bancos de dados orientado a objetos. Funcionamento do Computador: O suporte do processamento; a carga do sistema; os programas; instruções; multiprogramação e multiprocessamento; conceitos básicos em relação à configuração de setup e montagem do microcomputador. Introdução à Lógica de Programação: Algorítimos, tipos de lógica, instrumentos da lógica de programação, fluxogramas, lógica estruturada, árvores e tabelas de decisão. Concepção e programação: Conceitos, construção de algoritmos, procedimentos, funções, bibliotecas e estruturas de dados. Programação orientada a objetos. Linguagens de programação (Delphi, Visual Basic, Java, C++, ASP, PHP, AJAX, HTML, XML): Conceitos. Redes Locais e Teleprocessamento: Redes de comunicação de dados, meios de comunicação, Internet (definição, funcionamento, serviços e protocolos), elementos de uma rede, conectividade, utilização de microcomputador em rede, estruturas de rede (topologia), padrões e interfaces, conceituação de redes locais, arquiteturas e topologias de redes, modelo físico; sistemas operacionais de rede, protocolos e segurança nas redes. principais componentes: hubs, "switches", pontes, amplificadores, repetidores e gateways. Meios físicos de transmissão: par trançado, cabo coaxial, fibra ótica, wireless, outros meios de transmissão, ligação ao meio, ligações ponto a ponto, ligações multiponto, ligações em rede de fibra ótica; sistemas operacionais de rede: servidores de aplicações, servidores de arquivos e sistemas de arquivos, discos e partições; Sistemas Operacionais Windows NT/2000, Novell e Linux: Conceitos. Utilitários Microsoft em português: MS Access 2000: implementação de banco de dados, criação e manutenção de tabelas, conceitos da linguagem SQL, uso da barra de ferramentas, atalhos e menus; MS Word 2000; MS Excel 2000; MS Power Point 2000 - Conceitos básicos. Sistema Operacional Windows: MS Windows 95/98/ME/XP/2000, em português: uso de ambiente gráfico; execução de programas, aplicativos e acessórios; conceitos de pastas, diretórios, arquivos e atalhos; uso dos recursos de rede; área de trabalho; configuração do ambiente gráfico; área de transferência; manipulação de arquivos e pastas; uso dos menus; interação com o conjunto de aplicativos MS Office; instalação e desinstalação de aplicativos e periféricos. Sistema Operacional Linux: Conceitos e principais comandos. Sugestões Bibliográficas: Arquivos de Ajuda do MS Office 2000 em português. Arquivos de Ajuda do MS Windows 95/98/ME/XP/2000 em Português. ANÔNIMO. Segurança Máxima. 2 ed. Ed. Campus. CARMONA, T. Treinamento Profissional em Redes. Digerati Books (Universo dos Livros Ltda), 2006. FERREIRA, R. E. Linux Guia do Administrador de Sistema. Editora Novatec, 2003. HAYAMA, M. Montagem de Redes Locais, Ed. Érica, 5ª edição, 2001. MACHADO, F.B. ; MAIA, L. P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. Ed. LTC, São Paulo, 1992. MAGRIN, M.H. Guia do Profissional Lixux. Digerati Books, 2ª edição, 2006. MONTEIRO, M. A. Introdução à Organização de Computadores. Ed. LTC, 3ª edição, 1999. MORAZ, E. Curso Essencial de Hardware. Digerati Books, 2006. MORAZ, E. Treinamento Profissional Anti-hacker. Digerati Books, 2006. SEBESTA, Robert W Conceitos de Linguagem de Programação. Ed. Bookman. SENAC. Guia Internet de Conectividade. 11ª edição, editora Senac, 2004. SENAC. Elementos do Microcomputador, 7ª Reimpressão, 2004. SENAC. Estrutura de Dados. Editora Senac, 3ª reimpressão, 2003. SOARES, L. F. G.; LEMOS, G.; COLCHER, S. Redes de Computadores: Das LANs, MANs e WANs às Redes ATM. Ed. Campus, Rio de Janeiro, 1995. TANENBAUM, A. S. Organização Estruturada de Computadores. Ed. LTC, 4ª edição, 2001. TORRES, G. Montagem de Micros - Série Curso Básico & Rápido, Ed. Axcel Books, 4ª edição, 2002. TORRES, G. Hardware - Curso Completo. Ed. Axcel, 4ª edição, 2001. TURBAN, E., McLEAN, Ephraim e WETHERBE, J. Tecnologia da Informação para Gestão. 3ª Edição, Editora Bookman, 2004. VELLOSO, F. C. Informática Conceitos Básicos. Ed. Campus, 7ª edição, 2003.

NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO (8ª SÉRIE/9° ANO) - LIMPEZA E CONSERVAÇÃO

1° CONTEÚDO: CONHECIMENTOS GERAIS

LÍNGUA PORTUGUESA

Conteúdo Programático: Interpretação de texto. Ortografia: emprego de letras, divisão silábica, acentuação. Reconhecimento das classes das palavras; flexão de gênero, número e grau dos substantivos e dos adjetivos; coletivos; flexão e emprego dos pronomes de tratamento; flexão e emprego de verbos de uso freqüente. Regência e concordância nominal e verbal. Sinônimos e antônimos. Sugestões Bibliográficas: ANDRÉ, Hildebrando. Gramática ilustrada. SP: Moderna. NICOLA, José de. Gramática contemporânea da língua portuguesa. SP: Scipione.

CONHECIMENTOS REGIONAIS (História e Geografia de Rondônia)

Conteúdo Programático: Bacias hidrográficas. Geomorfologia: Planície Amazônica, Encosta Setentrional do Planalto Brasileiro, Chapada dos Parecis e Vale do Guaporé. Aspectos políticos, econômicos e sociais, agricultura e pecuária. Criação do Estado de Rondônia e processos de povoamento. Núcleos de povoamento. Colonização. Ferrovia Madeira­Mamoré (1ª fase e 2ª fase). Ciclo da borracha (1ª fase e 2ª fase). Sugestões Bibliográficas: OLIVEIRA, Ovídeo Amélio de. Geografia de Rondônia. Espaço & Produção. 3ª Edição. Dinâmica Editora. TEIXEIRA, Marco Antônio Domingues & FONSECA, Dante Ribeiro da. História Regional (Rondônia). 4ª Edição. Ed. Rondoniana. OLIVEIRA, Ovídeo Amélio de. História Desenvolvimento e Colonização do Estado de Rondônia. 4ª Edição. Dinâmica Editora; MEDEIROS, Edílson Lucas. A História da Evolução Sócio-Política de Rondônia, 1ª Edição, 2004, Editora Rondoforms.

2° CONTEÚDO: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS

Conteúdo Programático: 1. Noções de higiene e limpeza. 2. Destinação do lixo. 3. Equipamentos para a segurança e higiene. 4. Normas de segurança. 5. Ética profissional. 6. Noções básicas de administração pública. Sugestões Bibliográficas: Podem ser consultadas qualquer fonte que trate dos assuntos relacionados ao conteúdo pedido.

ANEXO V - ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

NÍVEL SUPERIOR

ADMINISTRADOR (Área: Administrativa)

Supervisionar e controlar a política de recursos humanos, avaliando planos, programas e normas, propondo políticas, estratégias e base teórica, para definição de legislação referente a administração de recursos humanos; Coordenar os trabalhos de levantamento de cargos e salários da instituição, comparando dados e avaliando resultados, para propor a elaboração de planos de classificação e reclassificação de cargos; Elaborar planos de classificação e reclassificação de cargos, propondo políticas e diretrizes referentes a avaliação de desempenho dos servidores da instituição; Avaliar resultados de programas na área de recursos humanos, identificando os desvios registrados, para estabelecer ou propor as correções necessárias; Estudar e propor diretrizes para registro e controle de lotação, desenvolvimento, métodos e técnicas de criação, alteração, fusão e supressão de cargos e funções; Propor políticas, estratégias e base teórica para elaboração de normas e instruções referentes a administração de material e patrimônio; Organizar e controlar as atividades de órgão de material e patrimônio, orientando os trabalhos específicos e supervisionado o desempenho do pessoal, para assegurar o desenvolvimento normal do trabalho; Supervisionar os serviços relativos a compra, recebimento, estocagem, distribuição, registro e inventário de materiais, observando as mornas pertinentes, para obter o rendimento e a eficácia necessários; Supervisionar e acompanhar o trabalho de recebimento, distribuição, movimentação e alienação de bens patrimoniais, coordenando o tombamento e registro de bens permanentes, a fim de manter atualizado o cadastro de patrimônio; Participar da elaboração do orçamento anual e plurianual, verificando a aplicação de vendas orçadas e empenhadas, para fazer cumprir as exigências legais e administrativas; Promover e coordenar estudos referentes aos sistemas financeiros e orçamentários, formulando estratégias de ação adequadas a cada sistema; Colaborar no planejamento dos serviços relacionais à previsão orçamentária, receita e despesa, baseando-se na situação financeira da instituição e nos objetivos, viando, para definir prioridades, rotinas e sistema s relacionados a esses serviços; Analisar as características da instituição, colhendo informações de pessoas e em documentos, para avaliar, estabelecer ou alterar práticas administrativas; Fazer cumprir as normas e ordens de serviço, organizando, distribuindo e orientando os trabalhos a serem executados, para assegurar a regularidade dos serviços; Estudar e propor métodos e rotinas de simplificação e racionalização dos serviços, utilizando organogramas, fluxogramas e outros recursos para operacionalizar e agilizar referidos serviços; Analisar os resultados da implantação de novos métodos, efetuando comparações entre as metas programas e os resultados alcançados, para corrigir distorções, avaliar desempenhos e planejar o serviço; Orientar no desenvolvimento de atividades inerentes a operacionalização de políticas, estratégias e normas e a aplicação da legislação vigente; Estabelecer padrões de desempenho para o cumprimento de prazos e qualidades dos trabalhos desenvolvidos; Elaborar relatórios periódicos, fazendo as exposições necessárias, para informar sobre o andamento do serviço; Executar outras tarefas correlatas.

ADMINISTRADOR HOSPITALAR (Área: Saúde)

Elaborar orçamento, parecer, relatórios e projetos, planejar, organizar, coordenar, supervisionar, controlar os serviços técnico-administrativos, recrutamento, seleção e administração de pessoal, administração de materiais, financeira, organização, métodos e programas de trabalho, administração hospitalar, utilizando as técnicas da administração científica, estabelecendo princípios e normas para assegurar a correta aplicação, produtividade, eficiência e eficácia nos serviços e desenvolver atividades de ensino e pesquisa; Assessorar tecnicamente no desempenho das atividades administrativas hospitalares; Analisar relatórios de supervisão, participando de reunião de equipe multiprofissional, para avaliação de desempenho das unidades hospitalares; Implantar contabilidade de custo hospitalar, efetuando levantamentos e analisando dados necessários; Estabelecer valores de prestação de serviço de terceiros, encaminhando proposta para assessoria jurídica, visando à realização do contrato; Supervisionar as unidades hospitalares definidas no plano anual de trabalho, realizando visitas de avaliação técnica; Participar na elaboração e implantação de projetos institucionais, articulando a administração de recursos às necessidades da prestação de serviço de saúde junto à população; Elaborar normas e rotinas de serviços, relatórios, pareceres e laudos, em situações que requeiram conhecimento e técnicas de administração hospitalar, analisando e propondo, para decisão superior, considerando os aspectos de saúde; Participar de Comissão de Sindicância e procedimentos administrativo-hospitalares por determinação superior; Planejar, elaborar, implantar e acompanhar planos, programas e projetos, com base nas necessidades hospitalares, compatibilizando metas e avaliando os resultados; Propor soluções e mudanças à sistematização e operacionalização de projetos do sistema hospitalar, integrando a equipe multiprofissional; Executar outras tarefas correlatas.

ANALISTA DE SISTEMAS (Área: Administrativa)

Planejar, analisar, implementar e acompanhar projetos de sistemas de processamento de dados e treinamento de informações, adaptando-os a realidade da organização, bem como solucionar problemas técnicos da área, para assegurar a exatidão e rapidez dos diversos tratamentos de informações; Planejar, com todos os órgãos envolvidos, os recursos para desenvolvimento, implantação, operação e modificação de sistemas; Analisar, implantar e acompanhar sistemas de informações, levantando suas necessidades, custos e operacionalidade, adaptando-os a dinâmica organizacional e ao processo evolutivo dos recursos computacionais; Realizar assessoramento técnico na área dos indicadores para o planejamento de órgãos ou entidades no que se relaciona a política e desenvolvimento de projetos; Definir etapas de sistemas e programas, preparar diagramas dos sistemas, descrever as operações lógicas dos programas; Planejar, coletar, processar, analisar, armazenar e disseminar informações de caráter global e setorial da realidade econômica, social, política e administrativa do Estado; Gerar projetos estratégicos e metodológicos específicos e instrumentos técnicos indispensáveis ao aperfeiçoamento e expansão dos sistemas de informações; Elaborar, coordenar, orientar, implantar e acompanhar manuais de utilização e operação dos sistemas; Elaborar procedimentos de controle de qualidade dos sistemas desenvolvidos, observando eficiência, racionalidade e segurança, realizando testes e simulações, analisando e solucionando problemas técnicos; Orientar servidores da classe anterior, quando for o caso, sobre as atividades que deverão ser desenvolvidas; Executar outras tarefas correlatas; Executar outras tarefas correlatas.

ARQUITETO URBANISTA (Área: Administrativa)

Planejar as plantas e especificações do projeto, aplicando princípios arquitetônicos, funcionais e estéticos, para integrar elementos estruturais dentro de um espaço físico; Elaborar o projeto final, segundo sua capacidade criativa e obedecendo as normas, regulamentos de construção vigente e estilos arquitetônicos do lugar, para orientar os trabalhos de construção ou reforma de edificações, conjunto urbano e outras obras; Preparar previsões detalhadas das necessidades de construções, determinando e calculadas materiais, mão-de-obra e seus respectivos custos, tempo de duração e outros elementos para análise quanto a realização do projeto; Prestar assistência técnica as obras em construção, mantendo contatos com projetistas, empreiteiros, fornecedores e demais responsáveis pelo andamento das mesmas, para assegurar a coordenação de todos os aspectos do projeto e a observância às normas e especificações contratuais; Planejar, orientar e fiscalizar os serviços de reforma e reparo de edificações, de recomposição paisagística e de outras obras arquitetônicas, distribuindo e acompanhando os trabalhos, para garantir a observância das especificações e prazos previstos; Projetar e paisagem, harmonizando o traçado com as características do terreno dos edifícios existentes e levando em conta as obras previstas para assegurar a preservação dos monumentos naturais e o equilíbrio ecológico do meio ambiente; Efetuar vistorias, perícias, avaliação de imóveis, emitir laudos e pareceres técnicos, de acordo com sua experiência, conhecimento e critérios específicos, para fornecer orientação segura segundo a natureza do fato gerador; Consultar especialistas nas áreas de arquitetura, engenharia e outras, discutindo o arranjo geral das estruturas e a distribuição dos diversos equipamentos, com vistas ao equilíbrio técnico-funcional do conjunto, para determinar a viabilidade técnica e financeira do projeto; Planejar a construção, com todas as minúcias, fazendo os projetos, maquetes e orçamento, pesquisando o material a ser utilizado, para possibilitar a orientação, acompanhamento e fiscalização do desenvolvimento da obra; Executar outras tarefas correlatas.

CONTADOR (Área: Administrativa)

Planejar, organizar, supervisionar, orientar e dirigir a execução das atividades contábeis, de acordo com as exigências legais e administrativas, para apurar os elementos necessários e elaboração orçamentária e ao controle de situação patrimonial e financeiro da instituição; Executar outras tarefas correlatas. Planejar o sistema de registro e operações, atendendo as necessidades administrativas e as exigências legais, para possibilitar o controle contábil e orçamentário; Supervisionar os trabalhos de compatibilização dos documentos, analisando-os e orientando seu processamento, para assegurar a observação do plano de contas adotado; Inspecionar regularmente a escrituração dos livros comerciais e fiscais, verificando se os registros efetuados correspondem aos documentos que lhes deram origem, para fazer cumprir as exigências legais e administrativas; Controlar e participar dos trabalhos de análise e conciliação de contas, conferindo os saldos apresentados, localizando e eliminando os possíveis erros, para assegurar a correção das operações contábeis; Proceder ou orientar a classificação e avaliação de despesas, examinando sua natureza, para apropriar custos de bens e serviços; Supervisionar os cálculos de reavaliação do ativo e de depreciação de veículos, máquinas, móveis, utensílios e instalações ou participar desses trabalhos, adotando os índices apontados em cada caso, para assegurar a aplicação correta das disposições legais pertinentes; Organizar e assinar balancetes, balanços e demonstrativos de contas, aplicando as normas contábeis, para apresentar resultados parciais e gerais da situação patrimonial, econômica e financeira da Instituição; Preparar declaração do Imposto de Renda da Instituição, segundo a legislação que rege a matéria, para apurar o valor do tributo devido; Elaborar relatório sobre a situação patrimonial, econômica e financeira da Instituição, apresentando dados estatísticos e pareceres técnicos, para fornecer os elementos contábeis necessários ao relatório da Diretoria; Assessorar a Direção da Instituição em problemas financeiros, contábeis, administrativos e orçamentários, dando pareceres a luz da ciência e das práticas contábeis, a fim de contribuir para a correta elaboração de políticas e instrumentos de ação; Examinar livros contábeis, verificando os termos de abertura e encerramento, número e data do registro, escrituração, lançamento em geral e documentos referentes à receita e despesas; Verificar os registros de classificação de materiais adquiridos, orientando quanto aos procedimentos para baixa e alienação de bens; Examinar a documentação referente à execução do orçamento, verificando a contabilidade dos documentos de comprovação de despesas e se os gastos com investimentos ou custeio se comportam dentro dos níveis autorizados pela autoridade competente; Orientar servidores da classe anterior, quando for o caso, sobre as atividades que deverão ser desenvolvidas; Executar outras tarefas correlatas.

ECONOMISTA (Área: Administrativa)

Planejar, analisar e estudar as previsões de natureza econômica, financeira e administrativa, aplicando os princípios e teoria da economia no tratamento de assuntos referentes a produção, incremento e distribuição de bens; Realizar estudos e pesquisas destinados a identificar as causas determinantes da produção e a forma de promover uma distribuição satisfatória dos seus resultados pela coletividade, de acordo com a contribuição de cada um; Pesquisar, analisar e interpretar dados econômicos e estatísticos, procurando, através do uso de modelos matemáticos, uma representação do comportamento dos fenômenos econômicos da realidade; Elaborar estudos destinados ao planejamento global, regional e setorial de atividades a serem desempenhadas pelo sistema econômico; Analisar dados coletados relativos a política econômica, financeira, orçamentária, comercial, cambial, de crédito e outras, para formular estratégias de ação adequadas a cada caso; Traças planos econômicos, baseando-se nos estudos e analises efetuados e em informes coletados sobre os aspectos conjunturais da economia; Organizar e dirigir pesquisas sobre o mercado consumidor, elaborando questionários e outros instrumentos necessários a coleta de informações, para investigar a reação do consumidor com relação a determinados produtos e serviços; Selecionar amostras representativas da população em setores locais, regionais ou nacionais, empregando técnicas estatísticas adequadas, para possibilitar a sua utilização em investigação sobre o mercado; Examinar o fluxo de caixa durante o exercício considerado, verificando documentos pertinentes, para certificar-se da correção dos balanços; Planejar e elaborar os programas financeiros e orçamentários, calculando e especificando receitas e custos durante o período considerado, para permitir o desenvolvimento equilibrado da Instituição na área financeira; Dirigir as atividades rotineiras e especiais de sua área, dividindo, ordenando e orientando as tarefas, para assegurar a observância dos prazos e a qualidade dos serviços; Identificar os meios adequados para uma distribuição mais equilibrada de rendas entre os indivíduos de uma coletividade; Realizar estudos e análises financeiros a respeito de investimentos de capital, rentabilidade e projetos, instalações e obtenção de recursos financeiros necessários a consecução dos projetos; Providenciar o levantamento de dados e informações indispensáveis as justificativas econômicas de novos projetos ou a modificação dos existentes; Analisar os dados econômicos e estatísticos coletados por diversas fontes e diferentes níveis, interpretando seu significado e os fenômenos retratados, para decidir sobre sua utilização na solução de problemas ou políticas a serem adotadas; Eaborar projetos de financiamento para captação de recursos, acompanhando suas negociações; Oientar servidores da classe anterior, quando for o caso, sobre as atividades que deverão ser desenvolvidas; Executar outras tarefas correlatas.

ENGENHEIRO CIVIL (Área: Administrativa)

Planejar e elaborar projetos de engenharia civil, estudando traçados e especificações, preparando plantas, orçamentos, técnicas de execução e outros dados, para possibilitar e orientar o traçado, a construção; Proceder a uma avaliação geral das condições requeridas para a obra, estudando o projeto e examinando as características do terreno disponível, para determinar o local mais apropriado para a construção; Preparar o programa de trabalho, elaborando plantas, croquis, cronogramas e outros subsídios que se fizerem necessários, para possibilitar a orientação e fiscalização de desenvolvimento das obras; Dirigir a execução de projetos, acompanhando e orientando as operações a medida que avançam as obras, visando assegurar o cumprimento dos prazos e dos padrões de qualidade e segurança recomendados; Examinar os projetos e realizar estudos necessários para a determinação do local mais adequado para construção, calculando a natureza e o volume de circulação de ar, da terra e da água, a fim de determinar as suas conseqüências em relação ao projeto; Estudar, projetar, fiscalizar e supervisionar os trabalhos relacionados com a construção de estradas, pontes, pontilhões, bueiros, túneis, viadutos, edifícios e a instalação, o funcionamento e a conservação de redes hidráulicas de distribuição de esgotos e de águas, observando plantas e especificações, para assegurar a execução dos serviços de higiene e saneamento dentro dos padrões técnicos exigidos; Calcular os esforços e deformações previstas na obra projetada ou que afetem a mesma, consultando tabela e efetuando comparações, levando em consideração fatores como carga calculada, pressões de águas, resistências aos ventos e mudanças de temperatura, para apurar a natureza dos materiais que deverão ser utilizados na construção; Consultar os outros especialistas, como engenheiros mecânicos, eletricistas e químicos, arquitetos de edifícios e paisagistas, trocando informações relativas ao trabalho a ser desenvolvido, para decidir sobre as exigências técnicas e estéticas relacionadas a obra a ser executada; Preparar previsões detalhadas das necessidades de fabricação, montagem, funcionamento, manutenção e reparo das instalações e equipamentos sanitários, determinando e calculando materiais, seus custos e mão-de-obra, para estabelecer os recursos indispensáveis a execução do projeto; Realizar projetos de construção de esgotos, sistemas de água servidas e demais instalações sanitárias, examinando-os minuciosamente, efetuando cálculos, comparando dados, para assegurar-se de que os mesmos satisfazem os requisitos técnicos e legais; Inspecionar poços, fossos, rios, drenos, águas estagnadas em geral, examinando a existência de focos de contaminação, para estabelecer a necessidade de canais de drenagem e obras de escoamento de esgotos; Analisar bacias hidrográficas, verificando o comportamento do regime de precipitação pluvial, com a finalidade de elaborar projetos de drenagem e rodovias; Desenhar plantas baixas com cadastro, marcação das curvas horizontais e outros elementos necessários a localização, recorrendo a colaboração de outros especialistas, para elaboração de projetos de rodovias e terminais rodoviários; Participar de projetos-pilotos de construção, visitando os trabalhos, promovendo treinamentos e aconselhando quanto a utilização correta das técnicas e processos, para assegurar o cumprimento dos padrões de qualidade a segurança recomendados; Fornecer orientação técnica e revisão teórica e prática a profissionais e auxiliares, no desenvolvimento de projetos e detalhes complementares, acompanhando a sua execução, para possibilitar o atendimento as normas e especificações técnicas; Orientar servidores da classe anterior, quando for o caso sobre as atividades que deverão ser desenvolvidas; Executar outras tarefas correlatas.

ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHO (Área: Administrativa)

Supervisão da equipe de Segurança do Trabalho e Segurança Patrimonial; - Responsável pela manutenção predial da empresa. -Conhecimento de máquinas, equipamentos e obras; Implementar medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores em estabelecimentos de assistência à saúde, bem como daqueles que exercem atividades de promoção e assistência à saúde em geral, conforme Portaria n°. 3.214 de 8 de junho de 1978 MTE e Normas Regulamentadoras instituídas; Colaborar na elaboração de normas e medidas técnico-preventivas de acidentes de trabalho ou de doenças ocupacionais, de modo a proteger eficazmente os riscos profissionais porventura existentes no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde; Participar de ações visando à orientação quanto ao cumprimento do disposto nas NR's aplicáveis às atividades executadas pelas Unidades de Saúde; Colaborar, na implantação de projetos e na implantação de novas instalações físicas e tecnológicas da Unidade de Saúde, conforme Portaria n°. 3.214 de 8 de junho de 1978 do MTE; Promover eventos de sensibilização, conscientização, educação e orientação aos profissionais de saúde, para a prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais, através de palestras e seminários, que visem à melhoria e atenção à saúde do servidor da Secretaria; Executar outras tarefas correlatas.

ENGENHEIRO MECÂNICO (Área: Administrativa)

Estudar os requisitos operacionais de instalações e equipamentos mecânicos, examinando esboços e necessidades técnicas, para organizar sua execução ou aperfeiçoamento; Elaborar normas, definir prioridades, dirigir e fiscalizar os serviços de montagem, manutenção, conservação e reparos de máquinas e equipamentos, para assegurar melhores níveis de aproveitamento de materiais; Projetar, orientar e fiscalizar a adaptação de equipamentos mecânicos e hidráulicos, para conseguir melhor rendimento e segurança desses equipamentos; Opinar sobre máquinas operatrizes, equipamentos, veículos, peças e acessórios a serem adquiridos ou sujeitos a alienação, utilizando conhecimentos técnicos e observando qualidade, adequação, peça e tipo de material; Calcular os custos do projeto, preparando esboços e especificações, compondo orçamento, indicando os materiais a serem utilizados, o método de fabricação a ser seguido e determinando cronograma das etapas de trabalho, para orientar sua implantação; Especificar e requisitar, de acordo com as normas, diretrizes e instruções, os materiais, ferramentas e demais recursos necessários a execução dos serviços de manutenção, discriminando os dados essenciais para sua aquisição e fornecimento; Efetuar "in loco" o acompanhamento técnico e o controle funcional das atividades de manutenção de equipamentos a cargo do órgão competente, com a finalidade de verificar a observância de normas, bem como a implantação de rotinas especiais; Orientar servidores da classe anterior, quando for o caso, sobre as atividades que deverão ser desenvolvidas; Executar outras tarefas correlatas.

ENGENHEIRO QUÍMICO (Área: Administrativa)

Realizar estudos e experiências em todos os campos da química, utilizando seus conhecimnetos de química pura e aplicada e das técnicas de análise e síntese, para criar ou aprimorar processos de transformação de materiais e meios químicos; Estudar a estrutura das substâncias, empregando princípios, métodos e técnicas conhecidas, para determinar a composição, propriedades e alterações das substâncias e suas reações diante de transformações de temperatura, luz, pressão e outros fatores físicos; Determinar métodos de análise, baseando-se em estudos, ensaios e experiências efetuadas em todos os campos da química, para possibilitar o controle de qualidade dos produtos e processos de fabricação; Realizar pesquisas no campo da química orgânica, inorgânica, física e analítica, efetuando estudos para incrementar o conhecimento científico nesses campos; Efetuar o controle de qualidade de matérias-primas, produtos em elaboração e acabados, realizando análises de laboratório, para assegurar-se de que os mesmos atendam às especificações propostas; Acompanhar processos de fabricação de produtos químicos e seus derivados, orientando e determinando as correntes que se fizerem necessárias, para garantir a observância das normas técnicas; Desenvolver processos novos ou aprimorados, por meio de testes de laboratório, físicos, físico-quimico e outros para determinar fórmulas, normas, métodos e procedimentos para o tratamento das águas impuras; Examinar amostras de diferente tipo de água, analisando suas propriedades, composição, estrutura celular, molecular, grau de pureza e de contaminação, para decidir sobre o tratamento a ser aplicado; Desempenhar atividades cintificas e técnicas no campo da química, realizando pesquisas aplicadas e efetuando estudos, para testar, desenvolver e melhorar matérias, produtos e processos em todas as áreas da química; Emitir laudos e pareceres sobre assuntos de sua competência; Desenvolver outras atividades relativas ao controle da qualidade do meio ambiente; Executar outras tarefas correlatas.

ENGENHEIRO SANITÁRIO (Área: Administrativa)

Supervisionar equipe que atue na vigilância epidemiológica; Realizar diagnóstico detalhado das condições ambientais, quando da implantação de projetos antes de sua implantação. Considerando as condições do solo, do subsolo, do ar, da água, do clima, das formas de vida, os ecossistemas naturais e o meio sócio-econômico; Atuar no controle de doenças, como prevenção, controle, monitoramento e erradicação das mesmas; Realizar procedimentos de gerenciamento, supervisão, prevenção e coordenação dos sistemas de vigilância sanitária em saúde; Coletar, processar e analisar os dados epidemiológicos, transformando-os em indicadores para melhorar as ações de saúde; Executar outras tarefas correlatas.

ESTATÍSTICO (Área: Administrativa)

Realizar pesquisas, levantamento e estudos estatísticos, planejando e orientando a coleta e tratamento dos dados, analisando e interpretando os dados obtidos para determinar correlações, quadros comparativos, tabelas e padrões constantes do comportamento de determinados fenômenos; Executar outras tarefas correlatas.

FÍSICO (Área: Administrativa)

Participação direta na elaboração dos tratam radioterápicos, tanto no cálculo da dose, como na garantia do controle de qualidade desse tratamento; Calibração dos feixes terapêuticos em termos de dose absorvida; Desenvolvimento e execução dos programas para testes de aceitação e controle da garanti da qualidade; Organizar e apoiar o planejamento de programas de treinamento e formação de recursos humanos; Desenvolvimento e execução de programas e proteção radiológica; Executar outras tarefas correlatas.

GEÓGRAFO (Área: Administrativa)

Promover, coordenar e orientar estudos e pesquisas na área de meio ambiente e saúde do trabalhador; Realizar estudos e impactos na área de meio ambientes - Relatórios de Impactos de Meio Ambiente do Trabalho - RIMA; Atuar na área de geo-referenciamento de dados; Realizar diagnóstico detalhado das condições sócio-ambientais quando da implantação de projetos antes de sua implantação, considerando as condições do espaço geográfico; Executar outras tarefas correlatas.

ASSISTENTE SOCIAL (Área: Saúde)

Planejar, coordenar, supervisionar, executar e avaliar planos, programas e projetos na área do serviço social nos diferentes setores da comunidade, visando contribuir para a solução de problemas sociais; Planejar e operacionalizar planos, programas e projetos na área do serviço social, realizando ações adequadas à solução dos problemas e dificuldades surgidas em seu campo de atuação; Elaborar, executar e avaliar pesquisas no âmbito do serviço social, visando ao conhecimento e a análise dos problemas e da realidade social e ao encaminhamento de ações relacionadas a questões que emergem na prática do serviço social e que se articulem com os interesses da comunidade; Realizar estudos de casos e emitir parecer sobre os fenômenos sociais que estão a interferir nos mesmos, sugerindo alternativas de encaminhamento para solução da problemática social, através de entrevistas, visitas, contatos pessoais e/ou colaterais; Acompanhar, orientar e encaminhar indivíduos, grupos e populações para análise e solução de problemas sociais, utilizando instrumental técnico adequado às diversas abordagens; Mobilizar indivíduos, grupos e comunidades para participar da elaboração e do controle dos programas de Política Social nas diversas áreas: Saúde, Habilitação, Educação, Menor, Seguridade Social, Assistência Social, Trabalho, Movimentos Sociais Organizados e outros; Realizar, coordenar e assessorar reuniões com grupos e comunidades, no sentido de prestar orientação social no atendimento das aspirações pessoais, grupais e comunitárias; Prestar apoio a indivíduos e grupos, mediante técnicas de redução de tensões, leitura e análise dos problemas pessoais e coletivos, tendo em vista a supervisão de situações conflitivas do cotidiano, decorrentes do alcoolismo, do desequilíbrio emocional, de problemas financeiros e outros; Discutir com indivíduos, grupos e comunidades os problemas sociais que marcam seu dia a dia, objetivando o conhecimento crítico da realidade, com o fim de descobrir alternativas para enfrentar tais situações; Encaminhar indivíduos, grupos e comunidades, além de outros segmentos sociais, como associações e movimentos sociais, objetivando a utilização dos recursos institucionais existentes, seja em nível estadual, municipal ou federal; Prestar assistência social a indivíduos e grupos das diversas instituições, bem como às comunidades envolvidas com a problemática social, abrangendo menores, idosos, mulheres, doentes, incapazes psicológica e fisicamente, mendigos, encarcerados, educandos, trabalhadores, desabrigados e migrantes, visando garantir o direito de cidadania; Executar os programas de política social nas diversas instituições sociais, mediante ação educativa, no sentido de ampliar o nível de consciência social dos indivíduos, grupos e comunidades acerca dos problemas sociais que enfrentam, assim como das alternativas existentes para a sua solução; Emitir pareceres como subsídio para instrução de processos judiciais, penais, administrativos e sociais, remanejamento, lotação, readaptação e reabilitação de pessoal, objetivando a concessão de licenças, benefícios, complementação de salários, aposentadorias e outros; Participar de organização, assessorar e coordenar atividades desenvolvidas através de equipes interprofissionais, para análise e planejamento de ações que se refiram a problemática social de indivíduos, grupos e comunidades; Documentar sistematicamente as atividades realizadas pelos profissionais de serviço social, através de relatórios estatísticos e processuais, a fim de possibilitar a síntese da relação teoria-prática, bem como avaliação, sistematização e acompanhamento do trabalho desenvolvido; Supervisionar estagiários de serviço social nas atividades de aprendizagem profissional, nas áreas de atuação; Treinar e orientar profissionais de serviço social, bem como outras categorias, tendo em vista a atualização e o aperfeiçoamento dos mesmos, visando um desempenho eficaz de suas atividades; Assessorar chefias hierarquicamente superiores em assuntos de sua competência; Orientar servidores da classe anterior, quando for o caso, sobre as atividades que deverão ser desenvolvidas; Executar outras tarefas correlatas.

BIÓLOGO (Área: Saúde)

Atividade de supervisão, planejamento, programação, coordenação, execução especializada relacionadas na área biológica, microbiológica e pesquisas científicas na área; Investigar e estudar a vida orgânica dos seres vivos, através de pesquisas de laboratório, de campo e em escritórios especiais, classificando os organismos vivos, vegetais e animais, analisando o meio em que vivem e classificando-os de acordo com a distribuição geográfica; Desenvolver estudos e pesquisas sobre bactérias e microorganismos, a fim de adquirir conhecimento acerca da saúde dos seres vivos e suas aplicações nas indústrias de produtos farmacêuticos ou biólogos e as alterações que estes elementos podem causar nas funções fisiológicas dos seres vivos; Realizar perícias, emitir e assinar laudos técnicos e pareceres de análises efetuadas, documentando-os e encaminhando-os a instituição competente visando à fiscalização e o controle dos produtos; Pesquisar todas as formas de vida, efetuando estudos e experiências com espécies biológicas, para incrementar os conhecimentos científicos e descobrir suas aplicações nos campos de medicina, agricultura e outros; Organizar os serviços de intercâmbio, filiando-se a organismos, federações, associações, centros de documentação do Brasil e do estrangeiro, e a outras, para tornar possível a troca de informações e ampliação do acervo bibliográfico; Pesquisar e fornecer legislação, jurisprudência, doutrina e outros, quando solicitado, para facilitar a execução de determinados trabalhos; Executar outras tarefas correlatas.

BIÓLOGO - BIOLOGIA EXPERIMENTAL OU MOLECULAR (Área: Saúde)

Realizar atividades com ferramentas de clonagem e subclonagem de genes e expressão de proteínas recombinantes; Desenvolver atividades que envolvam conhecimentos gerais sobre técnicas bioquímicas de purificação/análise de proteínas, técnicas de biologia molecular e microbiologia de uma forma geral; Participar de projetos de pesquisa associado às endemias de nosso Estado; Participar de atividades de orientação/co-orientação de estudantes de graduação ou pós-graduação que desenvolvam seus trabalhos associados ao tema da pesquisa que envolva problemas de saúde pública; Fornecer dados e apresentar relatórios de suas atividades; Atividade de supervisão, planejamento, programação, coordenação, execução especializada relacionadas na área biológica, microbiológica e pesquisas científicas na área; Investigar e estudar a vida orgânica dos seres vivos, através de pesquisas de laboratório, de campo e em escritórios especiais, classificando os organismos vivos, vegetais e animais, analisando o meio em que vivem e classificando-os de acordo com a distribuição geográfica; Desenvolver estudos e pesquisas sobre bactérias e microorganismos, a fim de adquirir conhecimento acerca da saúde dos seres vivos e suas aplicações nas indústrias de produtos farmacêuticos ou biólogos e as alterações que estes elementos podem causar nas funções fisiológicas dos seres vivos; Realizar perícias, emitir e assinar laudos técnicos e pareceres de análises efetuadas, documentando-os e encaminhando-os a instituição competente visando à fiscalização e o controle dos produtos; Pesquisar todas as formas de vida, efetuando estudos e experiências com espécies biológicas, para incrementar os conhecimentos científicos e descobrir suas aplicações nos campos de medicina, agricultura e outros; Organizar os serviços de intercâmbio, filiando- se a organismos, federações, associações, centros de documentação do Brasil e do estrangeiro, e a outras, para tornar possível a troca de informações e ampliação do acervo bibliográfico; Pesquisar e fornecer legislação, jurisprudência, doutrina e outros, quando solicitado, para facilitar a execução de determinados trabalhos;; Executar outras tarefas correlatas.

BIOMÉDICO (Área: Saúde)

Atividades de supervisão, planejamento, programação, coordenação, execução especializada relacionadas com análises físico-químicas microbiológicas e pesquisas científicas na área; Realizar pesquisas na área de sua especialização; Investigar e procurar resolver os enigmas dos males humanos, através de atentas observações, exames e testes feitos nos organismos, identificar as origens desses males e os meios para combatê-los; Realizar análises clínicas, no sangue, urina, fezes, etc; Trabalhar em conjunto com equipes médicas, na realização de exames e interpretação de resultados; Responsabilizar-se por laboratórios e dirigir o pessoal técnico; Realizar outras atividades voltadas à Medicina, que sirvam de elo entre medicina clínica e medicina científica; Realizar análises físico-químicas e microbióticas de interesse para o saneamento do meio ambiente; Realizar serviços de radiografia, excluída a interpretação; Atuar, sob supervisão médica, em serviço de hemoterapia, de radiagnóstico e outros para os quais esteja habilitado; Estudar a origem, evolução, funções, estrutura, distribuição, meio, semelhanças e outros aspectos das diferentes formas da vida, para conhecer todas as características, comportamento e outros dados importantes referentes aos seres vivos; Preparar informes sobre suas descobertas e conclusões, anotando, analisando, avaliando informações obtidas e empregando técnicas estatísticas, para possibilitar a utilização destes dados na medicina, agricultura, fabricação de produtos farmacêuticos e outros campos ou para auxiliar futuras pesquisas; Estudar a composição, funções e processos químicos do organismo humano, do organismo animal e dos microorganismos, utilizando as suas descobertas na prevenção de doenças em seres humanos e nos animais, na proteção da saúde e da boa condição física, assim como na seleção de animais para sua exploração econômica; Realizar análise de águas e alimentos, utilizando técnicas preestabelecidas, realizando exame laboratorial, para controle da qualidade desses produtos; Orientar programas de educação em saúde à comunidade, utilizando folhetos ilustrativos, explicando os métodos de tratamento de água, esclarecendo sobre a necessidade de novo exame para o controle do tratamento realizado; Participar de equipe multiprofissional no desenvolvimento de programas que visem combater as fontes de infecção e vetores das protozoonoses; Executar outras tarefas correlatas.

CIRURGIÃO DENTISTA - BUCO MAXILO-FACIAL (Área: Saúde)

Planejar, coordenar, executar, supervisionar e avaliar atividades e ações de odontologia no âmbito da assistência, pesquisa e docência, nos diferentes níveis de complexidade das ações de saúde, e participar de processos educativos, de formação e de ações coletivas e de vigilância em saúde; Diagnosticar e tratar afecções da boca, dentes e região maxilofacial utilizando processo clínico ou cirúrgico, para promover e recuperar a saúde bucal em geral; Efetuar restaurações, extrações, limpeza dentária, aplicação de flúor, pulpectomia e demais procedimentos necessários ao tratamento, devolvendo ao dente sua vitalidade, função e estética; Atender pacientes de urgência odontológica, prescrevendo medicamentos de acordo com as necessidades e tipo de problema detectado; Realizar pequenas cirurgias de lesões benignas, remoção de focos, extração de dentes inclusos, semi-inclusos, suturas e hemostasias; Efetuar as limpezas profiláticas dos dentes e gengivas, extração de tártaro, para eliminar a instalação de focos de infecção; Substituir ou restaurar partes da coroa dentária, colocando incrustações ou coroas protéticas, para completar ou substituir o dente, a fim de facilitar a mastigação e restabelecer a estética; Produzir e analisar radiografias dentárias; Tratar de afecções da boca, usando procedimentos clínicos, cirúrgicos e/ou protéticos, para promover a conservação de dentes e gengivas; Retirar material para biópsia, quando houver suspeita de lesões cancerígenas; Realizar sessões educativas, proferindo palestras a comunidade, enfatizando a importância da saúde oral e orientando sobre cuidados necessários com a higiene bucal; Participar de equipes multiprofissionais, orientando e treinando pessoal, desenvolvendo programas de saúde, visando contribuir para a melhoria da saúde da população; Relacionar, para fins de pedidos ao setor competente, o material odontológico e outros produtos utilizados no serviço, supervisionando-os para que haja racionalização no uso dos mesmos; Supervisionar tratamento odontológico, orientando quanto a execução do serviço; Participar de reuniões com os profissionais da área, analisando e avaliando problemas surgidos no serviço, procurando os meios adequados para solucioná-los; Planejar as ações a serem desenvolvidas, a nível de Estado, para promoção da saúde oral; Participar de atividades de capacitação e treinamento de pessoal de nível elementar, médio e superior, na área de sua atuação; Planejar, elaborar e implantar projetos de saúde bucal, acompanhando a sua execução; Realizar Cirurgias corretivas de trauma facial, fendas palatinas, lábios leporinos e cirurgias ortognáticas; Executar outras tarefas correlatas.

ENFERMEIRO (Área: Saúde)

Planejar, organizar, coordenar, supervisionar, avaliar e executar atividades e ações de enfermagem; Participar de processos educativos, de formação e de ações coletivas e de vigilância em saúde; Participar no planejamento, execução e avaliação dos programas de prevenção de acidentes em serviço, de doenças ocupacionais e não ocupacionais, do estudo das causas de absenteísmo, de estudos epidemiológicos, de programas de imunização de interesse ocupacional e do Programa de Reabilitação Profissional; Organizar, administrar e controlar o Setor de Enfermagem no Trabalho e de suas atividades técnicas e auxiliares; Treinar e reciclar pessoal de enfermagem do trabalho; Realizar consulta de enfermagem e prescrever a assistência de Enfermagem do Trabalho e participar de atividades de ensino e pesquisa; Colaborar na investigação epidemiológica e sanitária; Planejar, implantar, coordenar, dirigir e avaliar órgãos de enfermagem nas instituições de saúde e/ou outras que desenvolvam atividades de enfermagem; Planejar, organizar, coordenar, executar e avaliar planos de assistência e cuidados de enfermagem; Prestar assessoria, consultoria, auditoria e emitir parecer sobre assuntos, temas e/ou documentos técnicos e científicos de enfermagem e/ou de saúde; Prestar cuidados de enfermagem de maior complexidade técnica, como aqueles diretos a pacientes graves, com risco de vida, e/ou aqueles que exijam capacidade para tomar decisões imediatas; Fazer prescrição de medicamentos, de acordo com esquemas terapêuticos padronizados pela instituição de saúde; Participar do planejamento, execução e avaliação de planos, projetos e ações de prevenção e controle sistemático da infecção hospitalar, para diminuição dos agravos a saúde; Participar de projetos de higiene e segurança do trabalho e doenças profissionais do trabalho, fazendo análise da fadiga, dos fatores de insalubridade, dos riscos e das condições de trabalho, para assegurar a preservação da integridade física e mental no trabalho; Participar dos programas e atividades de assistência integral a saúde individual e de grupos específicos, particularmente aqueles prioritários e de alto risco; Coordenar e supervisionar o trabalho da equipe de enfermagem, observando e realizando reuniões de orientação e avaliação, para manter os padrões desejáveis de assistência em enfermagem; Participar do planejamento, execução e avaliação de planos, projetos e programas de saúde pública e educação em saúde, nas instituições e comunidades em geral, estabelecendo necessidades, definindo prioridades e desenvolvendo ações, para promover, proteger e recuperar a saúde da coletividade; Desenvolver atividades de recursos humanos, participando do planejamento, coordenação, execução e avaliação das atividades de capacitação e treinamento nos níveis superior, médio e elementar de eventos, jornadas, oficinas, Integração Docente-Assistencial (IDA), pesquisa e outros, observando técnicas e métodos de ensino- aprendizagem, para contribuir na organização da instituição e melhoria técnica da assistência; Cadastrar, licenciar e inspecionar empresas destinadas a prestação de assistência e/ou cuidados de enfermagem, através do órgão competente, para assegurar o cumprimento das disposições que regulam o funcionamento dessas empresas; Participar em projetos de construção e/ou reforma de unidades de saúde, propondo modificações nas instituições e nos equipamentos em operação, para assegurar a construção ou reforma dentro dos padrões técnicos exigidos; Fazer registros e anotações de enfermagem e/ou outros, em prontuários e fichas em geral, para controle da evolução do caso e possibilitar o acompanhamento de medidas de prevenção e controle das doenças transmissíveis em geral; Participar do planejamento, coordenação, execução e avaliação de campanhas de vacinação e/ou programas e atividades sanitárias de atendimento a situações de emergência e calamidade pública; Executar ações de prevenção e controle do câncer ginecológico e de planejamento familiar, participando da equipe de saúde pública envolvida com trabalhos nessas áreas; Executar outras tarefas correlatas.

ENFERMEIRO - PERFUSÃO (Área: Saúde)

Coordenar e administrar as atividades do serviço de Perfusão; Planejar a previsão, requisição e controle dos materiais e equipamentos utilizados nos procedimentos de circulação extracorpórea, especialmente oxigenadores, circuitos, reservatórios, filtros, cânulas, termômetros, fluxômetros, e demais acessórios; Examinar e testar os componentes da máquina coração-pulmão, controla sua manutenção preventiva e corretiva, conservando-a permanentemente em condições de uso; Obter informações no prontuário e com a equipe médica sobre a história clínica do paciente; verifica a existência de doenças ou condições que possam interferir na execução, ou requerer cuidados especiais com a condução da circulação extracorpórea, tais como diabetes, hipertensão arterial, doenças endócrinas, uso de diuréticos, digitálicos e anticoagulantes; Obter os dados biométricos do paciente (idade, peso, altura e superfície corpórea) para cálculo dos fluxos de sangue, gases, composição e volume dos líquidos do circuito; Calcular as doses de heparina para a anticoagulação sistêmica de protamina, para sua posterior neutrallização; Fornecer ao cirurgião os calibres mínimos das cânulas aórtica e venosas, adequadas aos fluxos sanguíneos a serem utilizados; Obter do anestesista os parâmetros hemodinâmicos do paciente, desde a indução anestésica, para a sua manutenção durante a perfusão; Executar a circulação do sangue e sua oxigenação extracorpórea, sob o comando do cirurgião monitoriza as pressões arteriais e venosas, diurese, tensão dos gases sanguíneos, hematócrito, nível de anticoagulação e promove as correções necessárias; Induzr o grau de hipotermia sistêmica determinado pelo cirurgião, através do resfriamento do sangue no circuito do oxigenador, para preservação metabólica do sistema nervoso central e demais sistemas orgânicos; reaquece o paciente ao final do procedimento; Preparar e administrar as soluções destinadas à proteção do miocárdio, através de equipamentos e circuitos especiais para aquela finalidade; Administrar os medicamentos necessários ao paciente no circuito extracorpóreo, sob a supervisão do cirurgião ou do anestesista, como inotrópicos, vasopressores, vasodilatadores, diuréticos e agentes anestésicos; Encerrar o procedimento, retornando a ventilação ao anestesista, após o coração reassumir as suas funções, mantendo a volemia do paciente e as condições hemodinâmicas necessárias ao bom funcionamento cardio-respiratório; Controlar a presença de anticoagulante residual e administra o seu antagonista, para neutralizar completamente as suas ações; Preencher a ficha de perfusão que contém todos os dados relativos ao procedimento, bem como os balanços hídrico e sanguíneo, para orientação do tratamento pós-operatório; Ministrar, com o mesmo equipamento, assistência circulatória mecânica temporária, quando necessária; Participar das atividades de ensino e treinamento dos demais elementos da equipe, inclusive estudantes, internos, residentes e estagiários; Participar das reuniões clínicas de discussão dos casos a serem operados, para conhecimento dos pacientes e suas patologias; Organizar e armazena os dados colhidos para sua experiência acumulada; Participar de pesquisas clínicas, básicas ou de experimentação; Participar de cursos, reuniões, palestras, simpósios, grupos de trabalho e congressos, para sua educação continuada e aperfeiçoamento profissional. Executar outras tarefas correlatas.

FARMACÊUTICO (Área: Saúde)

Todas as atribuições referentes aos Farmacêuticos; Atividades de supervisão, planejamento, programação, coordenação, ou execução especializada relacionadas com análises bioquímicas, pesquisas de tóxico, análise microbiológica e imunoquímica; Estudos, pesquisas, análises e interpretações laboratoriais nas áreas de Parasitologia, Bacteriologia, Urinálise, Virologia, Microbiologia, Imunologia e Hematologia, Histologia, Citologia, Patologia, Anatomia, Genética, Bioquímica, Biofísica, Embriologia, Fisiologia Humana, e outros, valendo-se de técnicas específicas; Execução dos exames citopatológicos em todas as suas modalidades, com emissão e assinatura de laudos e pareceres técnicos; Na área de Biologia Molecular, incluindo coleta, análise, interpretação, emissão e assinatura dos laudos e pareceres técnicos; Na área de análises toxilógicas, incluindo coleta e a realização de análises, utilizando metodologia específica para identificação e quantificação dos agentes tóxicos, poluentes, fármacos e drogas de abuso com finalidade de controles ocupacional, ambiental, alimentar, terapêutico, de doping, de farmacodependência, diagnóstico de intoxicação aguda, análises forenses e avaliação toxicológica; Atuação na área de auditoria do SUS nos processos dos laboratórios de análises clínicas conveniados; Atuação em Bancos de Sêmen e bancos de leite; Bromatologia e tecnologia de alimentos; Realizar determinações laboratoriais no campo da citogenética; Preparar reagentes, soluções, vacinas, meios de culturas e outros para aplicação em análises clínicas, realizando estudos para implantação de novos métodos; Efetuar análise bromatológica de água e alimentos, através de métodos próprios, para garantir a qualidade, pureza, conservação e homogeneidade, com vistas ao resguardo da saúde pública; Efetuar e/ou controlar exames toxicológicos e de peritagem na medicina legal; Todas as atividades regulamentadas pelo Conselho Federal de Farmácia; Executar outras tarefas correlatas.

FARMACÊUTICO BIOQUÍMICO (Área: Saúde)

Realizar e interpretar exames de análises clínicas hematologia, parasitologia, bacteriologia, urinálise, virologia, micologia e outros, valendo-se de técnicas específicas; Realizar determinações laboratorias no campo da citogenética; Preparar reagentes, soluções, vacinas, meios de culturas e outros para aplicação em análises clínicas, realizando estudos para implantação de novos métodos; Efetuar análise bromatológica de água e alimentos, através de métodos próprios, para garantir a qualidade, pureza, conservação e homogeneidade, com vistas ao resguardo da saúde pública; Efetuar e/ou controlar exames toxicológicos e de peritagem na medicina legal; Executar outras tarefas correlatas.

FISIOTERAPEUTA (Área: Saúde)

Planejar, coordenar, orientar e executar atividades fisioterápicas, elaborando diagnóstico e indicando os recursos adequados a cada caso, utilizando equipamentos e instrumentos próprios, para reabilitação física do indivíduo; Colher, observar e interpretar dados para a construção de um diagnóstico dos distúrbios da cinesia funcional; Identificar os distúrbios cinéticos-funcionais prevalentes; Solicitar, executar, analisar e interpretar metodologicamente os devidos exames complementares no diagnóstico e controle evolutivo clínico da demanda cinética-funcional; Estabelecer níveis de disfunções e prognósticos fisioterapêuticos; Elaborar a programação progressiva dos objetos fisioterapêuticos; Eleger e aplicar os recursos e técnicas mais adequadas, com base no conhecimento das reações colaterais adversas previsíveis, inerentes à plena intervenção fisioterapêutica; Decidir pela alta fisioterapêutica provisória ou definitiva; Planejar, supervisionar e orientar intervenções fisioterapêuticas preventivas, mantenedoras e de reabilitação, ou de atenção primeira, segunda e terceira de saúde; Encaminhar com bases clínicas científicas, os pacientes/clientes para intervenções profissionais de competência específica; Prestar consultorias; Emitir laudos, pareceres e atestados; Participar de projetos e programas oficiais de saúde voltados à educação e à prevenção de demandas de saúde funcional na comunidade; Ministrar aulas, conferências e palestras no campo da Fisioterapia e da saúde em geral; Desenvolver e executar projetos de pesquisas científicas em saúde; Identificar e executar projetos de pesquisas científicas em saúde; Identificar, quantificar e qualificar as intercorrências decorrentes de princípios químicos, físicos e mecânicos que possam interferir positiva ou negativamente na saúde; Identificar e sanear intercorrências na qualidade e segurança da saúde; Atuar multiprofissionalmente ou interprofissionalmente, com extrema produtividade na promoção de saúde baseado na convicção científica de cidadania e ética; Acompanhar e incorporar inovações tecnológicas (informática, biotecnologia e novas metodologias) no exercício da profissão; Vigilância em Saúde; Executar tratamento de afecções reumáticas, osteoartroses, seqüelas de acidentes vascular-cerebrais, poliomielite, meningite, encefalite, de traumatismos raqui-medulares, de paralisias cerebrais motoras, neurógenias e de nervos periféricos, miopatias e outros, utilizando-se de meios físicos especiais, para reduzir ao mínimo as conseqüências dessas doenças; Desenvolver exercícios corretivos de coluna, defeitos dos pés, afecções dos aparelhos respiratórios e cardiovasculares, orientando e treinando o paciente em exercício, ginásticas especiais, para promover correção de desvios posturais e estimular a expansão respiratória e a circulação sangüínea; Acompanhar o desenvolvimento do paciente, aplicando novas técnicas, de acordo com a evolução do seu quadro clínico, para ajudar o desenvolvimento do programa e apressar a reabilitação; Avaliar o paciente, nos aspectos fisioterápicos, com o objetivo de definir o tratamento adequado, levando em consideração a situação do mesmo; Participar de grupos de estudos, analisando os casos em tratamento, para melhorar a qualidade das técnicas utilizadas e a reabilitação do indivíduo; Supervisionar e avaliar atividades do pessoal auxiliar de fisioterapia, orientando-os na execução das tarefas, para possibilitar a realização correta de exercícios físicos e a manipulação de aparelhos mais simples; Controlar o registro de dados, observando as anotações das aplicações e tratamentos realizados, para elaborar boletins estatísticos; Esclarecer e orientar a família sobre as necessidades de continuidade do tratamento em casa ou em clínica especializada, a fim de garantir e agilizar a reabilitação do paciente; Orientar servidores da classe anterior, quando for o caso, sobre as atividades que deverão ser desenvolvidas; Executar outras tarefas correlatas.

FISIOTERAPEUTA - PERFUSÃO (Área: Saúde)

Coordenar e administrar as atividades do serviço de Perfusão; Planejar a previsão, requisição e controle dos materiais e equipamentos utilizados nos procedimentos de circulação extracorpórea, especialmente oxigenadores, circuitos, reservatórios, filtros, cânulas, termômetros, fluxômetros, e demais acessórios; Examinar e testar os componentes da máquina coração-pulmão, controla sua manutenção preventiva e corretiva, conservando-a permanentemente em condições de uso; Obter informações no prontuário e com a equipe médica sobre a história clínica do paciente; verifica a existência de doenças ou condições que possam interferir na execução, ou requerer cuidados especiais com a condução da circulação extracorpórea, tais como diabetes, hipertensão arterial, doenças endócrinas, uso de diuréticos, digitálicos e anticoagulantes; Obter os dados biométricos do paciente (idade, peso, altura e superfície corpórea) para cálculo dos fluxos de sangue, gases, composição e volume dos líquidos do circuito; Calcular as doses de heparina para a anticoagulação sistêmica de protamina, para sua posterior neutrallização; Fornecer ao cirurgião os calibres mínimos das cânulas aórtica e venosas, adequadas aos fluxos sanguíneos a serem utilizados; Obter do anestesista os parâmetros hemodinâmicos do paciente, desde a indução anestésica, para a sua manutenção durante a perfusão; Executar a circulação do sangue e sua oxigenação extracorpórea, sob o comando do cirurgião monitoriza as pressões arteriais e venosas, diurese, tensão dos gases sanguíneos, hematócrito, nível de anticoagulação e promove as correções necessárias; Induzr o grau de hipotermia sistêmica determinado pelo cirurgião, através do resfriamento do sangue no circuito do oxigenador, para preservação metabólica do sistema nervoso central e demais sistemas orgânicos; reaquece o paciente ao final do procedimento; Preparar e administrar as soluções destinadas à proteção do miocárdio, através de equipamentos e circuitos especiais para aquela finalidade; Administrar os medicamentos necessários ao paciente no circuito extracorpóreo, sob a supervisão do cirurgião ou do anestesista, como inotrópicos, vasopressores, vasodilatadores, diuréticos e agentes anestésicos; Encerrar o procedimento, retornando a ventilação ao anestesista, após o coração reassumir as suas funções, mantendo a volemia do paciente e as condições hemodinâmicas necessárias ao bom funcionamento cardio-respiratório; Controlar a presença de anticoagulante residual e administra o seu antagonista, para neutralizar completamente as suas ações; Preencher a ficha de perfusão que contém todos os dados relativos ao procedimento, bem como os balanços hídrico e sanguíneo, para orientação do tratamento pós-operatório; Ministrar, com o mesmo equipamento, assistência circulatória mecânica temporária, quando necessária; Participar das atividades de ensino e treinamento dos demais elementos da equipe, inclusive estudantes, internos, residentes e estagiários; Participar das reuniões clínicas de discussão dos casos a serem operados, para conhecimento dos pacientes e suas patologias; Organizar e armazena os dados colhidos para sua experiência acumulada; Participar de pesquisas clínicas, básicas ou de experimentação; Participar de cursos, reuniões, palestras, simpósios, grupos de trabalho e congressos, para sua educação continuada e aperfeiçoamento profissional. Executar outras tarefas correlatas.

FONOAUDIÓLOGO (Área: Saúde)

Identificar problemas ou deficiências ligadas à comunicação oral, empregando técnicas próprias de avaliação e fazendo o treinamento fonético, auditivo, de dicção, impostatação da voz e outros, para possibilitar o aperfeiçoamento e/ou reabilitação da fala; Participar de processos educativos de atividades de ensino, pesquisa e de vigilância em saúde; Avaliar as definições do paciente, realizando exames fonéticos, da linguagem, adiometria, gravação e outras técnicas próprias, para estabelecer o plano de treinamento ou terâpeutico; Promover a reabilitação de problemas de voz, realizando exercícios com os pacientes, ensinando-lhes a maneira correta de usar o aparelho fonador, com a impostação da voz, dicção e pronúncia; Participar de programas, a fim de detectar e prevenir os recém-nascidos quer efetuando pesquisas sobre a audição de escolares, facilitando o diagnóstico dos problemas e evitando o agravamento de doenças do aparelho auditivo; Aplicar os testes audiológicos necessários para que se faça diagnóstico de problemas auditivos; Dedicar-se ao estudo específico dos processos de aprendizagem da linguagem escrita pela criança e a orientação do professor sobre seu comportamento verbal, principalmente com relação à voz; Realizar entrevistas com pacientes, obtendo dados específicos, para que possa traçar programa Terapêutico que visará à recuperação do indivíduo; Programar, desenvolver e supervisionar o treinamento de voz, fala, linguagem, expressão e compreensão do pensamento verbalizado e outros, orientando e fazendo demonstração de respiração funcional, impostação de voz, treinamento fonético, auditivo, de dicção e organização do pensamento em palavras, para reeducar e/ou reabilitar o paciente; Realizar diagnóstico prévio, objetivando detectar as condições fonatórias e auditivas do paciente, através de exames de técnicas de avaliação e específica, para possibilitar a seleção profissional ou escolar; Participar de equipes multiprofissionais, para identificação de distúrbios de linguagem em suas formas de expressão e audição, emitindo parecer, para estabelecer o diagnóstico e tratamento; Preparar informes e documentos em assuntos de fonoaudiologia, a fim de possibilitar subsídios para elaboração de ordens de serviço, pareceres e outros; Encaminhar o paciente ao especialista, orientando e fornecendo a este as indicações necessárias, para solicitar parecer quanto à possibilidade de melhora ou reabilitação do paciente; Emitir parecer quanto ao aperfeiçoamento ou a praticabilidade da reabilitação fonoaudiológica, elaborando relatório, para completar o diagnóstico; Executar outras tarefas correlatas.

MÉDICO VETERINÁRIO (Área: Saúde)

Planejar e desenvolver campanhas e serviços de fomento e assistência técnica, relacionados com a pecuária e a saúde pública, valendo-se do levantamento de necessidades e do aproveitamento de recursos orçamentários existentes, para favorecer a sanidade e a produtividade do rebanho; Elaborar e executar planos, programas e projetos agropecuários e os referentes ao crédito rural, prestando assessoramento, assistência e orientação, fazendo acompanhamento dos mesmos, para garantir a produção racional e lucrativa dos alimentos e o atendimento aos dispositivos legais quanto a aplicação dos recursos oferecidos; Fazer profilaxia e tratamento de doenças dos animais, realizando exames clínicos e laboratoriais, para estabelecer diagnóstico terapêutico, tendo por fim assegurar a sanidade individual e coletiva desses animais; Promover o melhoramento dos rebanhos, procedendo inseminação artificial, orientando a seleção das espécies, aclimatação e cruzamento de raças, fixando os caracteres mais vantajosos, para assegurar a reprodução e o seu aproveitamento; Realizar pesquisas sobre genética animal, métodos aperfeiçoados de criação e outros problemas conexos; Efetuar o controle sanitário de produção animal destinada a indústria, realizando exames clínicos, anátomo­patológicos, laboratoriais ante e post-mortem, para proteger a saúde individual e coletiva da população; Promover a fiscalização sanitária nos locais de produção, manipulação, armazenamento e comercialização dos produtos de origem animal, bem como de sua qualidade, determinando visita "in loco", para fazer cumprir a legislação pertinente; Proceder ao controle das zoonoses, efetivando levantamento de dados, avaliação epidemiológica, programação, execução, supervisão e pesquisas, para possibilitar a profilaxia destas doenças; Realizar pesquisas no campo da biologia aplicada a veterinária, realizando estudos, experimentações, estatísticas, avaliações de campo de laboratório, pra possibilitar o maior desenvolvimento tecnológico da ciência veterinária; Realizar experiências testando diferentes condições de alimentação, habitar, higiene e outros aspectos referentes a animais, para garantir os padrões de qualidade na produção de carne e outros produtos de origem animal; Aperfeiçoar métodos de combate a parasitas, realizando pesquisas pertinentes para evitar proliferação de doenças; Efetuar levantamento da população canina e felina existente na comunidade, para subsidiar a elaboração e implantação de ações de controle da raiva e outras zoonozes, nas áreas urbanas e rurais; Atender a pessoas atingidas por animais suspeitos ou raivosos, orientando-as e encaminhando-as para tratamento especializado e acionando a vigilância epidemiológica nos casos de abandono de tratamento; Estudar, planejar e aplicar medidas de educação em saúde pública, no tocante as doenças transmissíveis ao homem; Participar de campanhas de vacinação, planejando, coordenando e executando as atividades inerentes as mesmas; Realizar estudos ecológicos e ambientais, com vistas a conhecer os ecossistemas e definir a realização das ações de prevenção, controle e erradicação de focos e surtos de zoonozes, preservando o equilíbrio ecológico; Elaborar relatórios da atividades executivas na área veterinária; Orientar servidores da classe anterior, quando for o caso, sobre as atividades que deverão ser desenvolvidas; Executar outras tarefas correlatas.

NUTRICIONISTA (Área: Saúde)

Planejar, organizar, controlar, supervisionar, executar e avaliar os serviços de alimentação, nutrição e dietética para indivíduos ou coletividade; Planejar, executar e avaliar políticas, programas e cursos relacionados com alimentação e nutrição; Prestar assistência dietoterápica hospitalar e ambulatorial; Desenvolver atividades de ensino e pesquisa; Supervisionar a equipe de trabalho e participar de programas de educação em saúde e de vigilância em saúde; Participar de programas de saúde pública, realizando inquéritos clínico-nutricionais, bioquímicos e somatrométricos; Colaborar na avaliação dos programas de nutrição e saúde pública; Desenvolver projetos-piloto em áreas estratégicas, para treinamento de pessoal técnico e auxiliar; Preparar informes técnicos para divulgação; Elaborar cardápios normais e dieteterápicos; Verificar, no prontuário dos doentes, a prescrição da dieta, dados pessoais e resultados de exames de laboratório, para estabelecimento do tipo de dieta, distribuição e horário da alimentação de cada um; Fazer a previsão do consumo dos gêneros alimentícios e providenciar a sua aquisição, de modo a assegurar a continuidade dos serviços de nutrição; Inspecionar os gêneros estocados e propor os métodos e técnicas mais adequadas à conservação de cada tipo de alimento; Opinar sobre a qualidade dos gêneros alimentícios adquiridos e, se necessário, impugná-los; Adotar medidas que assegure preparação higiênica e a perfeita conservação dos alimentos; Orientar cozinheiros, copeiros e serviçais na correta preparação e apresentação dos cardápios; Supervisionar o abastecimento da copa e dos refeitórios, a limpeza e a correta utilização dos utensílios; Emitir pareceres em assuntos de sua competência; Executar outras tarefas correlatas.

PSICÓLOGO (Área: Clínica)

Estudar e proceder à formulação de hipóteses e a sua comprovação experimental observando a realidade e efetuando experiências de laboratório, para obter elementos relevantes nos processos de crescimento, inteligência, aprendizagem, personalidade e outros aspectos do comportamento humano; Analisar a influência dos fatores hereditários, ambientais e de outras espécies, que atuam sobre o indivíduo, aplicando testes, elaborando psico-diagnósticos e outros métodos de verificação, para orientar-se no diagnóstico e tratamento psicológico dos distúrbios emocionais e de personalidade; Elaborar, aplicar e analisar testes, utilizando métodos psicológicos do seu conhecimento, para determinar o nível de inteligência, faculdades, aptidões, traços de personalidade e outras características pessoais, desajustamento ao meio social ou ao trabalho e outros problemas de ordem psíquica, para indicar a terapia adequada; Prestar atendimento psicológico a pessoas hospitalizadas, reunindo informações a respeito de pacientes, transcrevendo os dados psicopatológicos obtidos em testes e exames, para fornecer subsídios indispensáveis ao diagnóstico e tratamento das respectivas enfermidades; Visitar pacientes hospitalizados para serem mastectomizados, dando apoio individual e familiar, estabelecendo vínculo com a equipe de profissionais que dará a continuidade ao tratamento, para estabelecer o tratamento e a conduta a serem adotados; Diagnosticar a existência de problemas na área de psicomotricidade, disfunções cerebrais mínimas, disritmias, dislexias e outros distúrbios psíquicos, para aconselhar o tratamento adequado; Realizar atendimentos psicoterápicos individuais e em grupo, utilizando-se de métodos e técnicas adequadas a cada caso, para auxiliar o indivíduo no seu ajustamento ao meio social; Realizar atendimento, perícias e emitir pareceres no sentido de enquadrar os examinadores de acordo com as situações previstas na lei; Executar outras tarefas correlatas.

PSICÓLOGO - PSICOPEDAGOGIA (Área: Clínica)

Todas as atividades referentes aos Psicólogos; realizar estudos para melhoria da aprendizagem dos pacientes em idade escolar que se encontram internados nas unidades de saúde. Planejar atividades com equipe multidisciplinar, visando implantar ações interdisciplinares e transdisciplinares voltadas aos pacientes internados em idade escolar; Desenvolver ações com foco na prevenção e tratamento dos problemas de aprendizagem; Elaborar em grupo de projeto de intervenção na realidade clínica (hospitais e consultórios). Executar outras tarefas correlatas.

TERAPÊUTA OCUPACIONAL (Área: Saúde)

Avaliar pacientes quanto as suas capacidades e deficiências, observando suas condições gerais através de exames físicos, neurológicos e psicossociais; Organizar programas ocupacionais destinados a pacientes com deficiências físicas e mentais, baseando-se nas tendências pessoais, visando propiciar a esses pacientes uma terapeuta que possa desenvolver seu interesse por determinadas ocupações; Planejar atividades individuais ou em pequenos grupos, como trabalhos criativos, manuais de mecanografia, horticultura e outros, estabelecendo as tarefas de acordo com as prescrições médicas, para possibilitar a redução ou cura das deficiências do paciente, desenvolvendo-lhes as capacidades remanescentes, procurando melhorar o seu estado psicológico; Acompanhar os pacientes na execução das atividades prescritas, para ajudar no desenvolvimento dos programas e acelerar a reabilitação; Desenvolver tratamento psicopedagógica e de psicomotricidade, tendo por objetivo o crescimento, a sociabilidade, atenção concentrada, coordenação e apreensão, diminuindo a ociosidade dos pacientes; Encaminhar pacientes as oficinas, de acordo com a patologia, quando da inexistência de instrumentais próprios, a fim de agilizar a sua recuperação; Orientar o responsável pelo paciente quanto a necessidade de continuidade do tratamento domiciliar; Acompanhar pacientes, observando a evolução apresentada no decorrer do tratamento, fazendo as devidas anotações nos respectivos prontuários; Orientar servidores da classe anterior, quando for o caso, sobre as atividades que deverão ser desenvolvidas; Executar outras tarefas correlatas.

MÉDICO (PARA TODAS AS ESPECIALIDADES)

Realizar exames médicos, compreendendo análise, exame físico, solicitando exames complementares quando for necessário, emitir diagnósticos, acompanhar pacientes internados, prescrever e ministrar tratamento para as diversas doenças, perturbações e lesões do organismo humano, aplicar os métodos de medicina preventiva, definir instruções, praticar atos cirúrgicos e correlatos, emitir laudos, pareceres e guias de internação hospitalar/ambulatoriais; Aplicar as leis e regulamentos da saúde pública, desenvolver ações de saúde coletiva, participar de processos educativos, de ensino, pesquisa e de vigilância em saúde; Investigar casos de doenças de notificação compulsória, fazendo exames clínicos, laboratoriais e epidemiológicos de paciente, avaliando-o com a equipe, para estabelecer o diagnóstico definitivo da doença; Participar da investigação epidemiológica de agravos inusitados, levantando esclarecimentos sobre a doença, diagnosticando a sua natureza, a fonte de proliferação e os meios de transmissão, para orientar sobre as medidas de prevenção e controle adequados; Analisar o comportamento das doenças, a partir da observação de dados clínicos, laboratoriais e epidemiológicos, analisando registros, dados complementares, investigações em campo e fazendo relatórios, para adoção de medidas de prevenção e controle; Participar do planejamento, execução e avaliação dos planos, projetos e programas do setor de saúde; Participar dos programas de capacitação e reciclagem do pessoal envolvido nos assuntos ligado a área de saúde; Participar do planejamento, execução e avaliação de campanhas de vacinação, segundo as necessidades e a divisão de trabalho da coordenação local; Desenvolver atividades de educação em saúde no serviço e na comunidade, através de grupos e/ou movimentos da sociedade civil organizada, sobre temas e assuntos de interesses da população e considerados importantes para a saúde; Elaborar projetos e participar da execução, análise e avaliação de pesquisa e elaboração de trabalhos científicos na área de saúde; Orientar servidores da classe anterior, quando for o caso, sobre as atividades que deverão ser desenvolvidas; Supervisionar, avaliar e emitir parecer sobre o credenciamento de clínicas, hospitais e laboratórios; Assessorar superiores para autorização de prorrogação de internações; Realizar visitas hospitalares diariamente, emitindo relatórios pertinentes; Revisar e liberar o ressarcimento de despesas médico-hospitalares, de acordo com as tabelas vigentes; Revisar os procedimentos médicos nos processos de internação; Executar outras tarefas correlatas.

NÍVEL MÉDIO - TÉCNICO PROFISSIONALIZANTE

TÉCNICO EM ENFERMAGEM (Área: Saúde)

Atividades de médio, de relativa complexidade, envolvendo a assistência complementar a clientes e o desenvolvimento de ações de enfermagem sob supervisão e orientação do enfermeiro; Participar da equipe de enfermagem; Auxiliar no atendimento a pacientes nas unidades hospitalares e de saúde, sob supervisão; Orientar e revisar o autocuidado do cliente, em relação à alimentação e higiene pessoal; Executar a higienização ou preparação dos clientes para exames ou atos cirúrgicos; Cumprir as prescrições relativas aos clientes; Zelar pela limpeza, conservação e assepsia do material e do instrumental; Executar e providenciar a esterilização de salas e do instrumento adequado às intervenções programadas; Observar e registrar sinais e sintomas e informar a chefia imediata, assim como, o comportamento de clientes em relação a ingestão e excreção; Manter atualizado o prontuário dos pacientes; Verificar temperatura, pulso e respiração e registrar os resultados no prontuário; Ministrar oxigênio por sonda nasal com prescrição; Ministrar medicamentos, aplicar injeções e/ou imunizantes e fazer curativos; Participar dos cuidados de clientes monitorizados sob supervisão; Administrar soluções parenterais previstas; Alimentar, mediante sonda gástrica; Realizar sondagem vesical, enema e outras técnicas similares, sob supervisão; Orientar clientes em nível de ambulatório ou de internação a respeito das prescrições de rotina; Fazer orientação sanitária de indivíduos, em unidades de saúde; Colaborar com os enfermeiros nas atividades nas atividades de promoção e proteção específica da saúde; Executar outras tarefas correlatas.

TÉCNICO EM HEMOTERAPIA (Área: Saúde)

Participar dos processos de trabalho de unidades hemoterápicas (bancos de sangue), atuando no ciclo do sangue e em procedimentos de infusão de hemocomponentes e derivados para fins terapêuticos; Realizar os processos de captação e triagem clínica de doadores de sangue; Realizar a coleta e o processamento do sangue, o controle do armazenamento e da expedição e as provas sorológicas; Re e preparar e Processar amostras biológicas sangüíneas e auxilia as equipes de saúde nos procedimentos hemoterápicos; Atuar no controle da qualidade de reagentes, produtos, insumos e equipamentos. Executar outras tarefas correlatas.

TÉCNICO EM HIGIENE DENTAL (Área: Saúde)

Participar do treinamento de auxiliares e atendentes odontológicos; Colaborar nos programas educativos de saúde bucal; Realizar testes de vitalidade pulpar; Fazer a tomada e revelação de radiografias infra-orais; Realizar a remoção de indultos, placas e tártaro supragengival; Executar a aplicação tópica de substâncias para a prevenção de cárie dental; Fazer a demonstração de técnicas de escovagens; Inserir e condenar substâncias restauradoras; Polir restaurações; Remover suturas; Educar e orientar os pacientes ou grupos de pacientes sobre higiene, prevenção e tratamento das doenças orais; Responder pela administração da clínica; Colaborar nos levantamentos a estudos epidemiológicos como coordenador, monitor, anotador; Supervisionar, sob delegação, o trabalho dos auxiliares de higiene dental e dos atendentes odontológicos; Preparar substâncias restauradoras e de moldagens; Preparar moldeiras; Proceder à conservação e manutenção do equipamento odontológico; Instrumentar o cirurgião-dentista junta à cadeira operatória (odontologia e quatro mãos); Proceder à limpeza e anti-sepsia do campo operatório, antes e após os atos cirúrgicos; Executar outras tarefas correlatas.

TÉCNICO EM LABORATÓRIO (Área: Saúde)

Atividades de nível médio de relativa complexidade, envolvendo a execução de análises e pesquisas de laboratório, bem como a preparação de vacinas, soluções e reativos; Fazer leitura de lâminas de citopatologia dentro dos procedimentos técnicos, bem como arquivar as lâminas depois de lidas; Executar trabalhos técnicos de laboratório relacionados a dosagens e análises bacteriológicas, bacterioscópicas e químicas, realizando ou orientando exames, testes de cultura de microorganismo, por meio de manipulação de aparelho de laboratório e por outros meios para possibilitar diagnósticos, tratamento ou prevenção de doenças; Coletar material e amostras para diversos exames de laboratórios-bromatológicos, sorológicos, urológicos e outros, conforme as especificações contidas nas requisições; Proceder à execução e análise de exame de laboratório, tratando as amostras através de aparelhagem e reagentes adequados; Zelar pela assepsia e conservação de equipamentos e instrumentos utilizados nos exames de laboratório; Enquadrar os resultados, baseando-se em tabelas, e encaminhá-los para elaboração de laudos; Auxiliar na realização de exames anatomopatológicos, preparando amostras, lâminas microscópicos, meios de cultura, soluções e reativos; Preparar dados para a elaboração de relatórios; Executar outras tarefas correlatas.

TÉCNICO EM NUTRIÇÃO DIETÉTICA (Área: Saúde)

Auxiliar o Nutricionista nas seguintes tarefas: Compras, armazenamento, custos, quantidades, qualidades, etc..., dos alimentos; Coordenar as equipes de trabalho do Setor de Nutrição; Supervisão de manutenção dos equipamentos e do ambiente; Treinamento do pessoal do Setor de Nutrição e Dietética; Presta assistência relacionada com a sua especialidade ao técnico de nível superior; Responsabiliza-se por projeto de sua especialidade, desde que compatível com sua formação profissional; Executar outras tarefas correlatas.

TÉCNICO EM ÓRTESE E PRÓTESE (Área: Saúde)

Realizar exames e avaliação física para fins de medidas para órteses e próteses humanas, sob supervisão médica; Participar de projetos, confecção, ajuste e avaliação de órteses e próteses; Avaliar e utilizar materiais e componentes relativos à produção de órteses e próteses; Acompanhar os resultados do trabalho executado nos pacientes, atendendo a eventuais necessidades de ajustes ou adaptação, por solicitação médica; Executar outras tarefas correlatas.

TÉCNICO EM RADIOLOGIA (Área: Saúde)

Atividades de nível médio de natureza especializada relacionada com a execução de serviços de radiologia e orientação de trabalhos auxiliares; Operar aparelho de RX na realização dos diversos tipos de exames, manuseando soluções químicas e substâncias radioativas; Revelar filmes e zelar pela conservação dos equipamentos radiográficos e auxiliar na assistência ao paciente; Executar todas as técnicas de exames gerais e especiais de competência do técnico, excetuadas as que devam ser realizadas pelo próprio radiologista; Fazer radiografias, revelar e ampliar filmes e chapas radiográficas; Preparar pacientes a serem submetidos a exames radiográficos, usando a técnica específica para cada caso; Fazer levantamentos torácicos, através do sistema de abreugrafias; Anotar na ficha própria todos os dados importantes relativos aos radiodiagnósticos, informando ao radiologista quaisquer anormalidades ocorridas; Operar com aparelhos de Raios X para aplicar tratamento terapêutico; Trabalhar nas câmaras claras e escuras, identificando os exames; Orientar, coordenar e supervisionar trabalhos a serem desenvolvidos por auxiliares; Executar outras tarefas correlatas.

TÉCNICO EM REGISTRO E INFORMAÇÕES EM SAÚDE (Área: Saúde)

Atuar na organização do conteúdo e do arquivo de prontuários, na organização das fontes de dados e no registro destes para os sistemas de informações em saúde, contribuindo para a continuidade do atendimento, o planejamento e a avaliação das ações; Desenvolver procedimentos de guarda, catalogação, pesquisa e manutenção de registros e dados em saúde; Executar outras tarefas correlatas.

TÉCNICO EM VIGILÂNCIA EM SAÚDE (Área: Saúde)

Desenvolver ações de inspeção e fiscalização sanitárias aplica normatização relacionada a produtos, processos, ambientes, inclusive o do trabalho e serviços de interesse da saúde; Investigar, monitorar e avaliar riscos e os determinantes dos agravos e danos à saúde e ao meio ambiente; Compor equipes multidisciplinares de planejamento, execução e avaliação do processo de vigilância sanitária, epidemiológica, ambiental e saúde do trabalhador; Atuar no controle do fluxo de pessoas, animais, plantas e produtos em portos, aeroportos e fronteiras. Desenvolver ações de controle e monitoramento de doenças, endemias e de vetores; Executar outras tarefas correlatas.

NÍVEL MÉDIO - ADMINISTRATIVO

AGENTE EM ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS (Área: Administrativa)

Atividades de nível médio, de grande e média complexidade, cujo desempenho envolve com muita freqüência, a necessidade de solução para situações novas, bem como constantes contatos com autoridades de média hierárquica, com técnicos de nível superior, ou eventualmente, com autoridade de alta hierarquia, abrangendo: planejamento em grau auxiliar e pesquisas preliminares sob supervisão indireta, predominantemente técnica, com vistas à implantação das leis, regulamentos e normas técnicas, referentes a administração geral e específicas, supervisão de trabalhos que envolvam a aplicação de técnicas de pessoal, orçamento, organização e métodos, e material executados por equipes auxiliares; chefia de secretária de unidade, supervisão dos trabalhos administrativos desenvolvidas por equipamentos; Executar outras tarefas correlatas.

DESENHISTA CADISTA (Área: Administrativa)

Desempenhar tabelas, diagramas, quadros estatísticos, gráficos, mapas, plantas e outros, utilizando o softwere CAD baseando-se em rascunhos ou orientações fornecidas; Reduzir ou ampliar desenhos, guiando-se por croquis, esboços ou instruções, seguindo a escala requerida; Efetuar desenho em perspectiva e sob vários ângulos, observando medidas, características e outras anotações técnicas; Desenhar cartazes informativos, dispondo adequadamente os letreiros e ilustrações, para conseguir os efeitos visuais de acordo com o objetivo fixado; Copiar desenhos já estruturados, segundo a forma, dimensões e demais especializações dos originais; Submeter os esboços elaborados à apreciação superior, fornecendo as explicações oportunas, para possibilitar correções e ajustes necessários; Elaborar os desenhos definitivos do projeto, definindo suas características e determinando os estágios de execução e outros elementos técnicos; Realizar reduções de plantas e projetos, baseando-se em originais; Executar outras tarefas correlatas.

TÉCNICO EM INFORMÁTICA (Área: Administrativa)

Rever especificações dos sistemas e selecionar configuração mais adequad, em íntima ligação com o pessoal de análise; Organizar a programação para os projetos e distribuir tarefas aos subordinados; Realizar estimativas de tempo e gasto de programação; Projetar os sistemas de programação; Analisar as especificações do sistema para determinar a adequação e implicações da programação; Determinar os controles do sistema, juntamente com o pessoal de análise de sistemas; Avaliar os resultados dos testes de programas, com a finalidade de determinar se o programa é ou não operacional; Analisar os problemas de natureza operacional de programação juntamente com o supervisor de operações; Coordenar e controlar a revisão de programas operacionais; Preparar o computador, para cada programa, de acordo com as instruções de operações; Realizar manutenção preventiva e corretiva nos equipamentos de informática. Executar outras tarefas correlatas.

NÍVEL FUNDAMENTAL

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS (Área: Limpeza e Conservação)

Supervisionar e executar os serviços de limpeza e conservação das instalações do prédio; organizar pedidos de material necessários ao funcionamento dos serviços sob sua responsabilidade; executar os serviços de limpeza e conservação; realizar serviços relacionados com cozinha e copa do órgão; executar outras atividades compatíveis com o cargo.

108311

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231