Prefeitura de São Francisco - MG

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FRANCISCO

ESTADO DE MINHAS GERAIS

Notícia:   Prefeitura de São Francisco - MG

EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO 001/07 DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DO QUADRO DE PESSOAL DO MUNICÍPIO DE SÃO FRANCISCO/ 2007

I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. O Prefeito do Município de São Francisco - MG, JOSÉ ANTÔNIO DA ROCHA LIMA, usando das atribuições legais, faz saber que fará realizar INSCRIÇÕES para o Concurso Público destinando-se ao provimento de cargos vagos de caráter permanente, de acordo com a relação constante do ANEXO I - QUADRO DE CARGOS. Também servirá para provimento, em caráter efetivo, dos cargos que vagarem e dos que forem criados dentro do prazo de validade do concurso, constante do seu quadro de pessoal, de acordo com o disposto na Constituição Federal, em seu art. 37, inciso II.

2. O Concurso Público será organizado sob a responsabilidade da Empresa CÁTEDRA - PROJETOS & EMPREENDIMENTOS CULTURAIS LTDA, situada na Rua Dr. Santos, 256, salas 403, 404, 406, 407, 4° andar, Montes Claros, Minas Gerais, inscrita no CNPJ sob o n°. 07.951.873/0001-29, no município de Montes Claros, que cuidará da elaboração, aplicação e correção das provas, bem como da relação dos aprovados nas provas escrita, de título e prática e da classificação final por componente curricular. Terá o apoio da Comissão Especial do Concurso 001/2007.

3. O presente concurso destina-se ao provimento dos cargos vagos, dos que vierem a vagar dentro do seu prazo de validade. Os candidatos classificados que ficarem excedentes na escolha dos cargos poderão ser convocados à medida que a Prefeitura Municipal de São Francisco necessitar, obedecendo à reserva de vagas, enquanto o Concurso estiver em validade.

a) O presente Edital é complementado nos ANEXOS I, II, III, IV, V, VI, VII e VIII nos quais constam informações relativas aos cargos o objeto do concurso conforme indicação seguinte:

ANEXO I: Quadro de Cargos, constando: cargos, vencimentos, número de vagas, requisitos, carga horária semanal, valor da taxa de inscrição, tipos de provas, número de questões e pontos.

ANEXO II: Descrição das Funções - Exigências para ocupar o cargo.

ANEXO III: QUADRO-1 - Conteúdos programáticos e bibliográficos das provas de múltipla escolha de (Português, Matemática e Noções de Administração Pública): QUADRO-2 - Conhecimentos Específicos: Programa de prova e bibliografia para as questões de múltimas escolha para os vários cargos. QUADRO-3 - Provas Práticas para Auxiliar de Administração I; Monitor de informática; Auxiliar de mecânico; Bombeiro-hidráulico; Eletricista; Motorista; Tratorista).

ANEXO IV : Cronograma do concurso.

ANEXO V : Formulário de Procuração.

ANEXO VI : Formulário para Recurso.

ANEXO VII : Formulário de Requerimento para os portadores de necessidades especiais.

ANEXO VIII: Ficha de Inscrição.

b) Compete à Prefeitura Municipal de São Francisco o necessário apoio logístico para a realização das inscrições nas suas respectivas circunscrições territoriais.

II - DO REGIME JURÍDICO E DO LOCAL DE TRABALHO

O Regime Jurídico dos Servidores Públicos do Município de SÃO FRANCISCO é o Estatutário, nos termos da legislação municipal.

Local de Trabalho: Na Administração Municipal, compreendendo dependências das Secretarias, Setores, Divisões, em todo território do município de São Francisco (zonas urbana e rural), conforme ANEXO I.

III - DO QUADRO DE CARGOS E REQUISITOS

1. O quadro completo com a descrição dos cargos, jornada de trabalho, n° de vagas e requisitos básicos, carga horária e vencimentos, n° de questões e pontuação está disposto no ANEXO I - QUADRO DE CARGOS, como parte integrante deste Edital.

2. O nível de escolaridade e as exigências indicadas deverão ser comprovados e estar plenamente atendidos na data da contratação.

3. A síntese das atribuições, a serem desempenhadas pelos ocupantes dos cargos mencionados, está contida no ANEXO II - DESCRIÇÃO DAS FUNÇÕES. Constam dos atos normativos competentes do município de São Francisco.

4. Os conteúdos e as bibliografias sugeridas das provas encontram-se dispostos no ANEXO III - conforme disposto nos (QUADRO-1; QUADRO-2; QUADRO-3), os quais ficarão à disposição dos interessados no local das inscrições na Prefeitura de São Francisco e no site www.catedraconcursos.com.br

IV - DAS CONDIÇÕES PARA INSCRIÇÃO

1. Ser brasileiro nato ou naturalizado ou cidadão português, na forma da Lei. Conhecer e estar de acordo com as exigências contidas no presente Edital.

a) Ter nacionalidade brasileira; no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, na forma do disposto no art. 12, § 1°, da Constituição Federal/88.

b) Estar em dia com as obrigações militares, se do sexo masculino.

c) Estar em dia com as obrigações eleitorais.

d) Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos, na data da posse.

e) Ter escolaridade exigida para o cargo, na data da posse.

f) Possuir a habilitação legal para exercício de profissão regulamentada, inclusive com registro no respectivo Conselho de Classe, na data da posse, se for o caso.

g) Possuir aptidão física e mental, compatível com o exercício do cargo, comprovada em inspeção médica a ser realizada antes da posse.

h) Atender às exigências especificadas para o cargo pleiteado, estabelecidas na legislação municipal e no Edital.

i) Não ter sido demitido, por justa causa, pela Prefeitura Municipal de São Francisco, nos casos previstos na legislação municipal, se for o caso (na falta de lei municipal, aplicar-se-á, subsidiariamente, a Lei Federal 8.112/90).

j) Não estar condenado, criminalmente, por sentença judicial transitada em julgado.

k) Conhecer e estar de acordo com as exigências contidas neste Edital.

V - DA INSCRIÇÃO

1. A inscrição do candidato implica pleno conhecimento e a aceitação expressa de todas as normas e condições estabelecidas neste Edital, em relação às quais não poderá alegar desconhecimento.

2. Optando por mais de uma inscrição, o candidato deverá pagar pelas duas inscrições, que será de sua inteira responsabilidade, quanto a horário e local de provas.

3. O candidato poderá inscrever-se por procuração.

4. O valor da taxa de inscrição de cada cargo encontra-se no ANEXO I deste Edital.

5. Após o pagamento da taxa de inscrição no Banco credenciado, o candidato ou seu procurador deverá comparecer ao local de inscrição, preencher e assinar a Ficha de Inscrição, que é de sua inteira responsabilidade.

6. Locais de Inscrição:

a) Em SÃO FRANCISCO/MG:

Câmara Municipal, situada na Rua Montes Claros, n° 229, Centro - Telefone: (38) 3631. 1368.

b) Em MONTES CLAROS/MG: Sede da empresa organizadora do concurso, situada na Rua Dr. Santos, 256, salas 403,404,406,407 - 4° andar, Centro - Montes Claros -MG. Telefone: (38) 3082-0575.

7. Período: 21/05/2007 a 04/06/2007, exceto sábados, domingos e feriados.

8. Horário: 7h30min às 12h e 13h 30min às 18h.

9. Os interessados poderão obter o Manual do Candidato (Edital, conteúdo programático, sugestão bibliográfica, cronograma do concurso e outros anexos), por download do arquivo, no endereço eletrônico www.catedraconcursos.com.br

VI - DOS PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÃO PRESENCIAL

1. O candidato interessado em se inscrever no presente concurso (inscrição presencial) deverá, inicialmente, efetuar o pagamento da importância relativa à taxa de inscrição mediante depósito bancário em favor da CÁTEDRA PROJETOS E EMPREENDIMENTOS CULTURAIS LTDA, em um dos seguintes estabelecimentos bancários, sendo:

BANCO BRADESCO
AGÊNCIACONTA CORRENTE
3.490-712.044-8

2. Depois de efetuado o pagamento, o candidato deverá apresentar no local estabelecido para inscrição, pessoalmente ou através de procuração simples (modelo constante do ANEXO V deste Edital), conduzindo também identidade, duas fotos 3/4 e recibo de pagamento da inscrição.

3. O candidato ou seu procurador deverá preencher e assinar o formulário de inscrição no local estabelecido, no qual declare atender às condições exigidas para se inscrever e submeter-se às normas expressas neste edital.

4. A declaração falsa ou inexata dos dados constantes do formulário de inscrição, bem como a apresentação de documentos ou informações falsas ou inexatas, implica o cancelamento da inscrição e anulação de todos os atos decorrentes, em qualquer época.

5. O candidato inscrito por procuração assume total responsabilidade pelas informações prestadas por seu procurador no Formulário de Inscrição, arcando com as conseqüências de eventuais erros de seu representante quando do seu preenchimento.

VII - ATENÇÃO: NÃO HAVERÁ INSCRIÇÃO VIA INTERNET

VIII - OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE AS INSCRIÇÕES

1. O pagamento da importância relativa à taxa inscrição deverá ser efetuado em dinheiro na boca do Caixa ou por transferência.

2. Só o pagamento da taxa de inscrição não significa que o candidato esteja inscrito.

3. A taxa de inscrição, uma vez paga, não será devolvida sob hipótese alguma, salvo no caso de não realização do Concurso.

4. Não serão recebidas inscrições por via postal, fac-símile, correio eletrônico, condicional ou extemporânea.

5. Não serão aceitos pedidos de isenção de pagamento do valor da taxa de inscrição, seja qual for o motivo alegado.

6. Será permitida a inscrição do candidato que estiver cursando a escolaridade mínima exigida como requisito para o cargo, entretanto, caso seja convocado, o candidato deverá apresentar no ato da posse o documento comprobatório de conclusão do curso, sem o qual não terá direito à investidura no cargo pleiteado, além de ser eliminado do presente concurso público.

IX - DAS PROVAS

1. O Concurso Público constará de provas Objetiva de Múltipla Escolha, Títulos e Prática.

1.1 A Prova objetiva de Múltipla Escolha, de caráter eliminatório, será aplicada a todos os candidatos e terá duração máxima de 3 (três) horas.

1.2 O candidato não poderá fazer inscrição em mais de um Cargo, tendo em vista, as provas serem aplicadas todas no mesmo horário, ou seja, no turno matutino.

1.2.1 Cada questão da prova objetiva de múltipla escolha comporta apenas uma resposta dentre 04 (quatro) alternativas oferecidas (A, B, C ou D).

1.2.2 A Prova Objetiva de Múltipla Escolha valerá 100 (cem) pontos. (Conforme o ANEXO I, veja o número de questões e a pontuação).

1.2.3 Será aprovado na 1ª etapa o candidato que totalizar o mínimo de 50% (cinqüenta por cento) dos pontos. Obedecer-se-á a ordem da classificação, de acordo o número de vagas.

1.2.4 O Programa de Prova para as questões de múltipla escolha consta do ANEXO III deste Edital e está disponível, também, no site www.catedraconcursos.com.br

1.3 A Prova Prática, de caráter eliminatório, terá o valor de 100 pontos, e será aplicada aos candidatos inscritos nos cargos de Auxiliar de Administração I , Monitor de Informática, Técnico em Informática, Auxiliar de Mecânico, Bombeiro Hidráulico, Eletricista, Motorista e Tratorista.

1.3.1 A Prova Prática para os cargos de Auxiliar de Administração I será de digitação, realizada no "Word for Windows" e constará de exame de rapidez e correção, apurado mediante texto fornecido no ato da prova e terá a duração de 03 (três) minutos. A prova terá atribuição de notas, conforme Tabela a seguir:

TOQUES LÍQUIDOS POR MINUTO

PONTOS

100e 101

50,0

102 e 103

52,5

104 e 105

55,0

106 e 107

57,5

108 e 109

60,0

110 e 111

62,5

112 e 113

65,0

114 e 115

67,5

116 e 117

70,0

118 e 119

72,5

120 e 121

75,0

122 e 123

77,5

124 e 125

80,0

126 e 127

82,5

128 e 129

85,0

130 e 131

87,5

1.3.1.1 Cada erro cometido implicará na subtração de 02 (dois) toques do total obtido e será atribuída nota 0 (zero) ao candidato que totalizar menos de 100 (cem) toques líquidos por minuto.

1.3.1.2 Será considerado como erro: palavra escrita incorretamente; falta de alinhamento do texto ou frase ou palavra ou título (esquerda, direita, centralizado, justificado), se for o caso; não negritar ou sublinhar o texto ou frase ou palavra ou título, se for o caso.

1.3.2 A Prova Prática para os cargos de Motorista e Tratorista constará de prática de direção, em veículo a ser definido no ato da prova, avaliada por examinador habilitado, consumando em Laudo de Avaliação Técnica, que verificará a capacidade prática do candidato no exercício e desempenho das tarefas do cargo.

1.3.2.1 A Prova Prática para os cargos de Motorista e Tratorista será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos e será aprovado o candidato que obtiver, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) dos pontos, conforme critérios estabelecidos a seguir:

I. FALTA GRAVE - Menos 15 pontos por falta:

· Deixar de observar a sinalização da via, sinais de regulamentação, de advertência e indicação;

· Exceder a velocidade indicada para a via;

· Deixar de usar o cinto de segurança;

· Perder o controle da direção do veículo em movimento.

II. FALTA MÉDIA - Menos 7,5 pontos por falta:

· Apoiar o pé no pedal da embreagem com o veículo engrenado e em movimento;

· Interromper o funcionamento do motor sem justa razão, após o início da prova;

· Arrancar sem soltar o freio de mão;

· Não colocar o veículo na área balizada em, no máximo, três tentativas.

III. FALTA LEVE - Menos 2,5 pontos por falta:

· Provocar movimentos irregulares no veículo, sem motivo justificado;

· Engrenar as marchas de maneira incorreta;

· Não ajustar devidamente os espelhos retrovisores;

· Usar incorretamente os instrumentos do painel.

1.3.2.2 Para submeter-se à Prova Prática para o cargo de Motorista e Tratorista, o candidato deverá apresentar ao examinador a Carteira Nacional de Habilitação exigida para o cargo, conforme estabelecido neste Edital, não sendo aceitos protocolos ou declarações.

1.3.3 A Prova Prática para o cargo de Motorista constará de execução de manobra com equipamento, a ser definido no ato da prova, disponibilizado num canteiro de obras.

1.3.3.1 A Prova Prática para os cargos de Motorista e Tratorista será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos e será aprovado o candidato que obtiver, no mínimo, 50% (Cinqüenta por cento) dos pontos, conforme critérios estabelecidos a seguir: Execução correta da tarefa: no tempo determinado, ou seja, 10 min (70 Pontos); em até 2 min após o tempo determinado (60 Pontos); acima de 2 min e abaixo de 4 min após o tempo determinado (50 Pontos); acima de 4 min e abaixo de 6 min após o tempo determinado (40 Pontos); acima de 6 min e abaixo de 8 min após o tempo determinado (30 Pontos); acima de 8 min após o tempo determinado (10 pontos); não executar a tarefa ou executar a tarefa incorretamente (0 Pontos). Postura pessoal na realização da tarefa: Ótimo (30 Pontos); Bom (20 Pontos); Regular (10 Pontos); Péssimo (0 Pontos).

1.3.3.2 A Prova de Títulos, de caráter classificatório, valerá, apenas, para os cargos de Professores. Será valorizada em até 10 (dez) pontos e obedecerá ao critério de pontuação estabelecido a seguir:

1.3.3.3 . CURSOS NA FUNÇÃO DE PROFESSOR

· Pós-graduação lato sensu (360 h/a) ou curso de treinamento com carga horária superior a (120 h/a), limitado a 01 (um) certificado, 1,0 pontos.

· Mestrado, limitado a 01 (um) certificado, 3,0 pontos.

· Doutorado, limitado a 01 (um) certificado, 6,0 pontos.

1.3.3.4. Os títulos referentes a cursos deverão ser específicos à área correspondente ao cargo a que o candidato tenha se inscrito.

1.3.3.5. Os documentos para a prova de títulos deverão ser protocolados, em envelopes pardos, grandes, subscritos em nome do Concurso Público da Prefeitura Municipal de São Francisco, indicando o nome do candidato e o Curso Específico, no caso de Professores, nos dois dias úteis após o dia da divulgação do resultado das provas eliminatórias.

Local de entrega dos envelopes: no Setor de Inscrições, na Prefeitura Municipal de São Francisco, no horário de expediente.

1.3.3.6. Não serão aceitos títulos entregues fora do prazo estabelecido.

1.3.3.7. Os títulos deverão ser apresentados em fotocópia autenticada do diploma ou certificado, expedido por instituição de ensino ou aperfeiçoamento de Recursos Humanos reconhecida oficialmente.

1.3.3.8. A avaliação dos títulos apresentados será feita pela Comissão Especial de Concurso da Prefeitura de São Francisco e corroborada pela CÁTEDRA PROJETOS & EMPREENDIMENTOS CULTURAIS LTDA.

X - DA REALIZAÇÃO DAS PROVAS

1. A Prova Objetiva de Múltipla Escolha, para todos os cargos, será realizada no Município de São Francisco, no dia 1º/07/2007, em local e horário a ser divulgado no Quadro de Avisos da PREFEITURA DE SÃO FRANCISCO e no site: www.catedraconcursos.com.br.

2. Os portões de acesso aos locais de aplicação da Prova Objetiva de Múltipla Escolha serão fechados pontualmente no horário divulgado para realização das mesmas.

3. As Provas Práticas, para os cargos de Auxiliar de Administração I, Monitor de Informática, Técnico em Informática, Auxiliar de mecânico, Bombeiro-hidráulico, Eletricista, Motorista e Tratorista serão realizadas no Município de São Francisco. O Local e horário estarão publicados em www.catedraconcursos.com.br e no Quadro de Avisos da PREFEITURA DE SÃO FRANCISCO após o resultado da Prova de Múltipla Escolha.

4. O candidato deverá comparecer ao local das provas 30 (trinta) minutos antes do horário fixado para o fechamento dos portões de acesso aos locais de aplicação das provas, considerado o horário de Brasília, munido do comprovante de inscrição, cédula oficial de identidade ou outro documento equivalente (com foto e assinatura), original, e caneta esferográfica azul ou preta.

5. Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Ministérios Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública e pelos Corpos de Bombeiros Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordens, Conselhos, etc); passaporte brasileiro (ainda válido), certificado de reservista, carteiras funcionais do Ministério Público e da Magistratura, carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valem como identidade; carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação (somente o modelo novo, com foto, obedecido o período de validade).

6. Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento ou casamento, títulos eleitorais, carteiras de motorista (modelo antigo ou modelo novo com o período de validade vencido), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade nem documentos ilegíveis, não‑identificáveis e/ou danificados.

7. Os documentos deverão estar em perfeita condições, de forma a permitirem, com clareza, a identificação do candidato e deverão conter, obrigatoriamente, fotografia e data de nascimento.

8. Não será permitido o ingresso de candidatos portando celulares ou bips eletrônicos, em hipótese alguma.

9. O candidato que comparecer ao local das provas sem documento de identidade original não poderá, em nenhuma hipótese, participar de sua realização, e estará automaticamente eliminado do concurso.

10. O candidato deverá assinar na lista de presença, de acordo com aquela constante do seu documento de identidade, vedada a aposição de rubrica.

11. Após identificado e instalado em sala de provas, o candidato não poderá consultar ou manusear qualquer material de estudo ou de leitura enquanto aguardar o horário de início das provas.

12. Em nenhuma hipótese haverá segunda chamada ou repetição de prova, importando a ausência ou retardamento do candidato em sua exclusão no Concurso Público, seja qual for o motivo alegado.

13. Em nenhuma hipótese haverá aplicação de provas fora dos locais e horários preestabelecidos.

14. A prova terá a duração de três horas. O horário de início poderá ser definido dentro de cada sala de aplicação, observado o tempo de duração estabelecido no presente Edital (de 9h às 12h).

15. A inviolabilidade das provas será comprovada dentro de cada sala de aplicação, na presença de, no mínimo, dois candidatos.

16. Não será permitido nenhum tipo de consulta durante a realização das provas.

17. O candidato deverá transcrever suas respostas na folha de respostas, que é o documento válido para correção eletrônica, com caneta esferográfica azul ou preta, vedada qualquer colaboração ou participação de terceiros.

18. Serão de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos das marcações feitas incorretamente na folha de respostas, pois não haverá reposição da Folha de Respostas.

19. Não serão computadas questões não assinaladas na folha de respostas, ou que contenham mais de uma resposta, emenda ou rasura, ainda que legível.

20. Não se poderá substituir a folha de respostas por erro do candidato e a ausência de assinatura na mesma implicará em sua anulação.

21. Ao iniciar a prova, o candidato deverá permanecer na sala pelo tempo mínimo de 30 (trinta) minutos.

22. Serão mantidos, no mínimo, 03 (três) candidatos dentro de sala, até que o último termine a prova, para assinarem juntos a Ata.

23. O candidato, ao terminar a prova, entregará ao fiscal, juntamente com a folha de respostas, seu caderno de questões. Por questões de segurança e de direitos autorais adquiridos, não serão fornecidos exemplares dos cadernos de questões a candidatos ou a instituições públicas ou privadas, mesmo após o encerramento do concurso. Será eliminado do Concurso Público o candidato que não devolver integralmente o material recebido.

24. As questões de prova não serão disponibilizadas após a sua realização, em hipótese alguma.

25. Não haverá revisão de provas sem que haja recurso devidamente fundamentado.

26. Não será permitido, em nenhuma hipótese, o ingresso ou a permanência de pessoas estranhas ao concurso público no estabelecimento de aplicação das provas.

27. Será excluído do Concurso Público o candidato que:

a) Se apresentar após o horário estabelecido;

b) Não comparecer às provas, seja qual for o motivo alegado;

c) Não apresentar a cédula oficial de identidade ou outro documento equivalente;

d) Utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos para obter aprovação própria ou de terceiros, em qualquer etapa do concurso público;

e) Durante a realização das provas for colhido em flagrante comunicação com outro candidato ou com pessoas estranhas, oralmente, por escrito, ou através de aparelhos eletrônicos, máquinas calculadoras (também em relógios), agendas eletrônicas ou similares, BIP, telefone celular, pager, walkman, máquina fotográfica, receptor, gravador etc., ou ainda que venha tumultuar a sua realização;

f) Ausentar-se do recinto da prova, a não ser momentaneamente, em casos especiais e desde que na companhia de um fiscal;

g) Usar de incorreções ou descortesia para com os coordenadores, membros da Comissão Especial de Concurso Público, fiscais de salas, auxiliares e autoridades presentes;

h) Deixar de devolver o Caderno de Provas e a folha de respostas ao fiscal de sala.

XI - DA CLASSIFICAÇÃO FINAL E DESEMPATE

1. A classificação final dos candidatos será ordenada por cargo, em ordem decrescente, de acordo com o total de pontos obtidos nas provas Objetiva de Múltipla Escolha (com indicação de pontos em cada prova) e Prática, contemplando todos os candidatos envolvidos, aprovados e reprovados.

2. Apurado o total de pontos, na hipótese de empate entre os candidatos, será dada preferência, para efeito de classificação, sucessivamente, ao candidato que:

a) Obtiver o maior número de pontos na prova Específica, se houver;

b) Obtiver o maior número de pontos na prova de Português;

c) For o mais idoso.

XII - DOS RECURSOS ADMINISTRATIVOS

1. Caberão recursos à Comissão Especial de Concurso Público do Município de São Francisco, em única e última instância, desde que interposto dentro de 02 (dois) dias úteis, a contar do dia seguinte ao da sua publicação no Quadro de Avisos da Prefeitura, sobre:

a) as inscrições (erro na grafia do nome; omissão do nome; erro no n° de inscrição; erro no número da identidade; erro na nomenclatura do cargo);

b) divulgação do local, sala, data e horário de prova (erro no local e/ou sala; erro na data e/ou horário), após as inscrições.

c) o gabarito da Prova Objetiva de Múltipla Escolha (erro na resposta divulgada);

d) o resultado (erro na pontuação e/ou classificação).

2. Se do exame dos recursos resultar anulação de questão, os pontos a ela correspondentes serão atribuídos a todos os candidatos que prestaram as provas, independentemente da formulação de recurso.

3. Os recursos deverão ser preenchidos e endereçados à Comissão Especial de Concurso Público e protocolados pelos candidatos na PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FRANCISCO, no horário de 8h às 11h e 13h às 17h, conforme modelo de formulário constante do ANEXO VI deste Edital.

4. Serão rejeitados liminarmente os recursos que não estiverem corretamente redigidos ou não fundamentados ou ainda aqueles a que se derem entrada fora dos prazos estabelecidos.

5. Os recursos interpostos serão decididos em única instância.

6. Não serão aceitos recursos interpostos por via postal, via fax, internet ou correio eletrônico.

7. A PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FRANCISCO, através da Comissão Especial de Concurso Público, enviará os recursos protocolados pelos candidatos à Empresa CÁTEDRA Projetos & Empreendimentos Culturais Ltda.

8. Os recursos interpostos serão respondidos pela Empresa CÁTEDRA Projetos & Empreendimentos Culturais Ltda. e a devolutiva será disponibilizada somente aos candidatos recorrentes em, no máximo, até um dia antes do próximo evento, constante do cronograma de concurso.

XIII - DOS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS

1. Às pessoas portadoras de necessidades especiais que pretendam fazer uso das prerrogativas que lhes são facultadas no inciso VIII do artigo 37 da Constituição Federal, é assegurado o direito de inscrição no presente Concurso Público, desde que a necessidade especial de que são portadoras seja compatível com o exercício do cargo.

2. Atendendo o disposto no Decreto Federal n° 3.298/99, ficam reservadas 10 (dez) vagas para a nomeação de portadores de necessidades especiais, conforme especificado no ANEXO I deste Edital.

3. A perícia médica será realizada de acordo com a legislação vigente, conforme estabelecido no item 10 deste edital.

4. O candidato portador de necessidades especiais deverá declarar, no momento da inscrição, essa condição e a deficiência da qual é portador, apresentando Atestado Médico (original) atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID, bem como a provável causa da necessidade especial. Este Laudo ficará retido e será anexado ao formulário de inscrição, conforme ANEXO VII deste Edital.

5. O Laudo Médico (original) valerá somente para este concurso, não podendo ser devolvido ou dele ser fornecida cópia.

6. Caso o candidato não apresente o laudo médico, não será considerado como portador de necessidades especiais apto para concorrer às vagas reservadas, mesmo que tenha assinalado tal opção no formulário de inscrição.

7. O candidato portador de necessidades especiais que, no ato da inscrição, não declarar essa condição, NÃO poderá interpor recurso em favor de sua situação.

8. Caso necessite de condições especiais para se submeter às provas previstas neste Edital, o candidato portador de necessidades especiais deverá solicitá-las por escrito, no ato da inscrição.

9. Se necessário, requerer tempo adicional para a realização das provas, apresentando justificativa acompanhada de parecer emitido por especialista da área de sua necessidade especial.

10. O atendimento diferenciado será atendido obedecendo a critérios de viabilidade e de razoabilidade e será comunicado ao candidato caso seja negado o seu requerimento.

11. Não serão considerados como necessidades especiais os distúrbios de acuidade visual, passíveis de correção simples do tipo miopia, astigmatismo, estrabismo e congêneres.

12. O candidato portador de necessidades especiais, se aprovado, quando de sua posse, será submetido a exames médicos e complementares, por médicos em exercício no município de São Francisco, que terá decisão terminativa sobre a qualificação como portador de necessidades especiais ou não e o grau de deficiência que não o incapacite para o exercício do cargo.

13. Não serão considerados como necessidades especiais os distúrbios passíveis de correção.

14. Após a admissão, os candidatos com necessidades especiais não poderão utilizar-se de sua deficiência para justificar solicitação de concessão de readaptação do cargo ou para requerer aposentadoria por invalidez.

15. Na falta de candidatos aprovados para as vagas reservadas aos portadores de necessidades especiais, estas serão revertidas aos demais concursados, com a estrita observância da ordem de classificação.

16. As pessoas portadoras de necessidades especiais participarão do Concurso em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere ao conteúdo das provas, avaliação e critérios de aprovação, ao horário e ao local de aplicação das provas e à pontuação mínima exigida.

17. Os candidatos que, no ato da inscrição, se declararem portadores de necessidades especiais, se aprovados no Concurso Público, terão seus nomes publicados na lista geral dos aprovados e em lista à parte.

18. Os candidatos portadores necessidades especiais, devidamente aprovados no Concurso Público, serão nomeados com prioridade sobre os demais candidatos, independente da classificação, desde que tenham vagas reservadas, nos termos do presente Edital.

XIV - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

1. Toda informação referente à realização do Concurso será fornecida pela PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FRANCISCO, através da Comissão Especial de Concurso Público, ou pela empresa organizadora do concurso, através do telefone (38) 3082-0575.

2. O prazo de validade do presente Concurso Público é de 02 (dois) anos, contados da data da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Administração, mediante ato do Prefeito Municipal, em conformidade com o Art. 12 da Lei 8.112/99.

3. Ao entrar em exercício, o candidato ficará sujeito ao cumprimento do estágio probatório de 03 (três) anos, durante o qual sua aptidão, e capacidade serão objeto de AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DO CARGO, observados os fatores: assiduidade; disciplina; capacidade de iniciativa; produtividade e responsabilidade.

4. Não serão fornecidos atestados ou certificados ou certidões, relativas à habilitação, classificação ou nota de candidatos, valendo para tal fim a publicação do resultado final e homologação do Concurso Público.

5. A PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FRANCISCO e a CÁTEDRA PROJETOS E EMPREENDIMENTOS CULTURAIS LTDA não se responsabilizam por quaisquer cursos, textos, apostilas e outras publicações referentes a este Concurso Público.

6. O candidato deverá manter junto à PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FRANCISCO, durante o prazo de validade do Concurso Público, seu endereço atualizado, visando eventuais convocações, não lhe cabendo qualquer reclamação caso esta não seja possível, por falta da citada atualização.

7. A aprovação no concurso assegurará apenas a expectativa de direito à nomeação, ficando a concretização desse ato condicionada à observância das disposições legais pertinentes, do exclusivo interesse e conveniência da Administração, da rigorosa ordem de classificação, do prazo de validade do concurso e limites de vagas existentes ou que vierem a vagar ou forem criadas posteriormente.

8. O candidato aprovado, quando nomeado, terá o prazo máximo de 30 (trinta) dias para tomar posse, de acordo com o parágrafo 1°, do Art. 13 da Lei 8.112/1990.

9. Quando a posse do candidato não ocorrer dentro do prazo previsto, sua nomeação será considerada sem efeito.

10. O candidato empossado deverá assumir suas atividades em dia, hora e local definido pela Administração, sendo que somente após esta data, ser-lhe-á garantido o direito à remuneração.

11. No ato da POSSE no cargo o candidato deverá apresentar, obrigatoriamente, os seguintes documentos:

a) fotocópia da certidão de nascimento ou casamento ou averbações, se houver;

b) fotocópia da certidão de nascimento dos filhos, se tiver;

c) fotocópia da Cédula de Identidade ou Carteira de Identidade Profissional e CPF;

d) cartão de cadastramento no PIS/PASEP (se possuir);

e) laudo médico favorável, fornecido por médico do trabalho;

f) 2 fotografias 3x4 recentes;fotocópia do Título de Eleitor com o comprovante de votação na última eleição;

g) fotocópia do Certificado de Reservista, de isenção ou de dispensa (se do sexo masculino);

h) declaração de que não está condenado criminalmente por sentença judicial transitada em julgado;

i) declaração de que nunca foi demitido do serviço público por justa causa, nos casos previstos na legislação municipal, se for o caso (na falta de lei municipal, aplicar-se-á, subsidiariamente, a Lei Federal 8.112/90);

j) declaração de bens;

k) declaração de que não infringe o art 37, inciso XVI da CF/88 (Acumulação de Cargos e Funções) e ainda, quanto aos proventos de aposentadoria, o disposto no art 37, §10, da CF/88, com a redação dada pela Emenda Constitucional n° 20/98;

l) fotocópia do comprovante de capacitação legal para o exercício do cargo (diploma registrado ou certificado de conclusão do curso emitido pela instituição de ensino, carteira de identidade profissional, registro no órgão de fiscalização do exercício profissional competente).

m) Os candidatos convocados que não comparecerem à sessão de escolha do componente em que foram aprovados, ou dela tenham declinado, terão esgotado seus direitos no concurso.

12. Os candidatos aprovados para os Cargos de Auxiliar de Administração I e Auxiliar de Serviços diversos deverão servir em quaisquer das Secretarias, Departamentos e Setores de Divisão, de acordo às demandas da Administração Pública Municipal, à medida das necessidades.

13. A critério da Administração, haverá vagas em regime de RESERVA, após a manifestação de todos os candidatos aprovados e classificados, até o limite de vagas. Respeitado o prazo de validade do concurso, ocorrerá o aproveitamento de candidatos que foram aprovados, além das vagas regulamentadas, à medida que a Administração precisar, no prazo de dois anos, sem que seja necessário perpassar por um novo Processo Seletivo.

14. A aprovação do candidato não lhe assegura, em hipótese alguma, o direito à nomeação, reservando-se a Administração, obedecida rigorosamente a ordem classificatória, o direito de nomear os candidatos aprovados e classificados dentro do número de vagas, de acordo com suas necessidades, conveniência e disponibilidade financeira.

15. Todas as publicações referentes ao concurso estarão disponíveis na sede da PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FRANCISCO e no endereço eletrônico www.catedraconcursos.com.br.

16. Caberá ao Prefeito Municipal a homologação do resultado final.

17. A homologação do concurso será publicada no Jornal da cidade de São Francisco.

São Francisco, 14 de maio de 2007.

JOSÉ ANTÔNIO DA ROCHA LIMA
Prefeito Municipal

ANEXO II

DESCRIÇÃO DAS FUNÇÕES

AUXILIAR DE ADMINISTRAÇÃO I : Executar serviços administrativos em todos os setores da Administração Pública, com a carga horária de 30 horas, de natureza básica, realizando telefonia, recepção, reprografia, apontamentos, registros diversos, serviços de contabilidade, serviços gerais de datilografia e/ou digitação, bem como outras tarefas similares de apoio, para atender às necessidades burocráticas solicitadas por seu superior imediato. Redação: Textos de média complexidade, ordem de serviço, portarias e outros; Manutenção de arquivos; supervisão e orientação de serviços realizados por auxiliares, tais como: registro de leis, decretos, portarias e etc; arquivamento de documentos oficiais; controle sistemático de documentos legados à sua responsabilidade; conservação, zelo. O trabalho consiste em planejar, coordenar e controlar as atividades, processamento da documentação sob sua guarda. Supervisão e orientação de serviços realizados por agentes ou auxiliares administrativos, tais como: operação de calculadoras, preparação de textos dos atos oficiais para imprensa ou a própria Prefeitura; Controle de correspondência recebidas e expedidas. Outras tarefas afins. Cumprir determinações emanadas de ordem superior.

AUXILIAR ESCOLAR: Preparar a merenda escolar dos alunos da Rede Oficial de Ensino; Fazer a limpeza nas dependências da escola; Manter os utensílios e a cantina sempre limpos; Observar a entrada, a saída e a circulação dos alunos dentro da escola. Inspeciona alunos em todas as dependências do estabelecimento de ensino, garantindo a disciplina e segurança dos mesmos. Observar e cumprir as normas de higiene, economia de energia e de água, e segurança do trabalho; Executar outras tarefas correlatas, a critério do superior imediato.

AUXILIAR DE SECRETARIA ESCOLAR: Secretariar reuniões; Redigir atas de reuniões; Preencher fichas de matrículas, históricos escolares dos alunos; Abrir livro de ponto dos funcionários; Preencher os livros de matrícula e ata de resultados finais dos alunos; Distribuir e controlar materiais para os alunos e professores; Organizar os diários de classe das turmas e documentos dos alunos; Receber e controlar os gêneros alimentícios e materiais de limpeza; Participar de eventos promovidos pela escola; Observar e cumprir as normas de higiene e segurança do trabalho; Executar tarefas correlatas, à Critério do superior imediato.

AUXILIAR DE ENFERMAGEM: Desenvolver atividades ligadas à saúde local e na condição comunitária, auxiliando sempre que solicitada os superiores da área de saúde, com relação ao cargo. Incutir hábitos de higiene, prevenindo doenças, assistindo e orientando servidores, pais e filhos e a comunidade, para assegurar o bem estar geral. Executar serviços administrativos genéricos e específicos, levando e classificando dados, analisando e conciliando documentos, realizando trabalhos de digitação, cálculos, registros em geral e outros similares, para assegurar o apoio administrativo. Executar serviços relativos à divulgação pública, falada e escrita de atos administrativos e eventos, sempre que solicitado pelo Prefeito ou à sua ordem. Cumprir ordens superiores.

AUXILIAR DE LABORATÓRIO: Auxiliar nas atividades desenvolvidas nos laboratórios de apoio ao ensino, pesquisa e extensão envolvendo a preparação de materiais e equipamentos, sob orientação. Prestar apoio nas atividades de ensino, pesquisa e extensão, conforme a programação da área de atuação. Preparar instalações/locais, equipamentos, produtos químicos, produtos vegetais e materiais necessários às atividades em desenvolvimento. Proceder a lavagem e a secagem do material de laboratório e a limpeza de instalações e equipamentos. Receber, preparar e distribuir materiais destinados às atividades dos laboratórios. Auxiliar no controle de estoque dos materiais necessários à área de atuação, tomando as providências necessárias para sua reposição. Manter atualizados os arquivos de registros e documentos. Organizar e controlar o almoxarifado. Fazer solicitações de compras. Executar tratamento e descarte de resíduos de materiais provenientes de aulas e experimentos. Executar outras tarefas correlatas, conforme necessidade ou a critério de seu superior.

AUXILIAR DE FARMÁCIA: Realizar atividades básicas de auxílio e ajuda aos profissionais especializados com os quais trabalhem, quer na execução, manutenção e recuperação utilizando ferramentas e materiais apropriados, para auxiliar nos trabalhos que lhe forem solicitados por seu superior imediato. Cuidar da limpeza e da higiene da farmácia. Executar ainda outros trabalhos afins, quando da não existência de serviços correlatos e atendente de farmácia. Cumprir determinações superiores, sempre que solicitadas e que não interfiram no cumprimento de seus deveres determinados por seu superior hierárquico.

AUXILIAR DE BIBLIOTECA: Auxiliar na atividade de classificação e catalogação de documentos, manuscritos, livros, periódicos e outras publicações; Atender aos leitores, prestando informações, consultando fichários, indicando estantes, localizando o material desejado, fazendo reservas ou empréstimos; Controlar o material e devoluções de obras, para evitar perdas e manter a disponibilidade do acervo.

AUXILIAR DE TRAVESSIA: Auxiliar na travessia do rio São Francisco, acompanhando a operacionalização das balsas, embarques e desembarques. Emissão de bilhetes de travessia. Estar atento a posicionamento de risco dos usuários. Cuida para manter na balsa, posicionamento adequando de automóveis e animais. Zelar pelos equipamentos e motor da balsa

AUXILIAR DE MECÂNICO: Auxiliar no desmonte e limpeza do motor, órgãos de transmissão, diferencial e outras partes que requeiram exame, seguindo técnicas apropriadas e utilizando chaves comuns e especiais, jatos de água e ar e substâncias detergentes, para eliminar impurezas e preparar as peças para inspeção e reparação. Proceder auxiliando ajuste ou retificação de peças do motor, como anéis de êmbolo, bomba de óleo, válvula, cabeçote, árvores de transmissão, diferencial e outras, utilizando ferramentas manuais. Executar a substituição, reparação ou regulagem do sistema de freio; sistema de ignição (distribuidor e componentes, fiação e velas), sistema de alimentação de combustível (bomba, tubulações, carburador), sistemas de lubrificação e de arrefecimento. Observar e cumprir as normas de higiene e segurança do trabalho. Executar outras tarefas correlatas, a critério do superior imediato.

AUXILIAR DE SERVIÇOS DE OBRAS DIVERSOS: Executar serviços de limpeza e arrumação nas dependências dos prédios públicos, bem como serviço de monitoria, limpeza de berçários de creches; realizar faxinas; Preparar e servir lanches, sucos e café; selecionar diariamente o lixo e fazer a destinação correta para os pontos de coleta; atender com presteza as demais determinações da chefia imediata. Auxiliar profissionais de mão de obra qualificada no desempenho de suas atividades quando designado pelo superior imediato; Observar e cumprir as normas de higiene e segurança do trabalho; Executar trabalhos de limpeza e conservação em geral, bem como serviços de entrega e recebimento. Efetuar a limpeza e conservação de utensílios, móveis e equipamentos em geral, para mantê-los em condições de uso. Executar atividades de copa; Auxiliar na remoção de móveis e equipamentos; Separar os materiais recicláveis para descarte (vidraria, papéis, resíduos laboratoriais); Atender ao telefone, anotar e transmitir informações e recados, bem como receber, separar e entregar correspondências, papéis, jornais e outros materiais; Reabastecer os banheiros com papel higiênico, toalhas e sabonetes; Controlar o estoque e sugerir compras de materiais pertinentes de sua área de atuação; Desenvolver suas atividades utilizando normas e procedimentos de biossegurança e/ou segurança do trabalho; Zelar pela guarda, conservação, manutenção e limpeza dos equipamentos, instrumentos e materiais utilizados, bem como do local de trabalho.

ASSISTENTE SOCIAL: Executar atividades correspondentes à sua respectiva formação profissional em nível superior, orientando a execução dos trabalhos e desenvolvendo atividades de programação em sua área de atuação profissional, apresentando sugestões e melhorias em seu campo de atividade. Fazer pesquisa e levantar demanda das necessidades básicas das pessoas carentes. Apresentar estudos e projetos voltados ao atendimento e proteção a criança e o adolescente. Fazer palestras nas comunidades, orientando famílias de baixo nível cultural para os cuidados e atenções que se deve ter para manter os filhos nas escolas, prestar todo zelo necessário para se ter uma boa higiene corporal e habitacional. Fazer estudo de risco e abandono de menores de rua, levantando as causas, elaborando e apresentando relatórios para providências das autoridades competentes.

BOMBEIRO HIDRÁULICO: Realizar atividades especializadas de execução manutenção e recuperação de redes de água e outras, bens públicos e máquinas, utilizando ferramentas e materiais apropriados, para auxiliar na edificação ou reforma hidráulica, ou outras tarefas afins que lhe forem atribuídas por superior hierárquico. Resguardar o bem público e zelar por sua manutenção. Executar ainda outros trabalhos afins, quando da não existência de serviços correlatos a ajudante de bombeiro. Cumprir determinações superiores, sempre que solicitadas e que não interfiram no cumprimento de seus deveres, determinados por seu superior hierárquico.

BIOQUÍMICO FARMACÊUTICO: Preparar e realizar estudo de campo e de laboratório acerca da origem, evolução, funções, estrutura, correlações e outros aspectos das diferentes formas de vida; coordenar, analisar e avaliar os dados obtidos e preparar relatórios sobre suas descobertas e conclusões; realiza estudos e experiências de laboratório com espécimes biológicos, empregando técnicas como dessecação, microscopia, coloração por substâncias químicas e fotografia, para obter resultados, analisando sua aplicabilidade; executar tarefas afins. Executar atividades correspondentes à sua respectiva formação profissional em nível superior, orientando a execução dos trabalhos e desenvolvendo atividades de programação em sua área de atuação profissional, apresentando sugestões e melhorias em seu campo de atividade. Executar tarefas diversas relacionadas com a composição e fornecimento de medicamentos e outros preparados; analisar material colhido para exames patológicos, matérias e produtos acabados, valendo-se de técnicas e aparelhos especiais, baseando-se em fórmulas estabelecidas, para atender a receitas médicas, odontológicas e veterinárias. Deverá cumprir determinações no âmbito do trabalho como bioquímico e como farmacêutico.

CALCETEIRO: Pavimentar ruas com pedras e bloquetes; fazer os trabalhos necessários para o assentamento de paralelepípedos ou alvenaria poliédrica, tais como: determinar o alinhamento da obra, preparar o solo, assentar paralelepípedos, pedra irregular, lajes, mosaicos e pedras; fazer rejuntamento de paralelepípedos com asfalto; repor e consertar calçamentos; fazer assentamentos de meio-fio; executar tarefas afins.

COVEIRO: Preparar sepultura, escavando a terra e escorando as paredes de abertura, ou retirando a lápide e limpando o interior das covas já existentes, para permitir o sepultamento; Auxiliar na colocação do caixão, manipulando as cordas de sustentação, para facilitar o posicionamento do mesmo na sepultura; Fechar a sepultura, recobrindo-a de terra e cal ou fixando-lhe uma laje, para assegurar a inviolabilidade do túmulo; Cuidar de limpeza e manutenção de cemitério Municipal; Auxiliar na exumação de cadáveres; Responsabilizar-se pelo material colocado pela Prefeitura para a construção de canteiros e túmulos; Responsabilizar-se pelas ferramentas de uso diário no cemitério Municipal; Transportar restos mortais; Observar e cumprir as normas de higiene e segurança do trabalho; Executar outras tarefas correlatas, a critério do superior imediato.

ELETRICISTA: Realizar atividades básicas quer na execução, manutenção e recuperação de redes elétricas existentes ou não em logradouros públicos, prédios ou máquinas. Executar ainda outros trabalhos afins, quando da não existência de serviços correlatos a ajudante de eletricista. Cumprir determinações superiores, sempre que solicitadas e que não interfiram no cumprimento de seus deveres, determinados por seu superior hierárquico.

ENGENHEIRO AGRÔNOMO: Planejar, coordenar e executar atividades agrossilvipecuárias e do uso de recursos naturais renováveis e ambientais, promover a extensão rural. Prestar assistência e consultoria técnicas. Elaborar documentação técnica e cientifica. Elaborar métodos e técnicas de cultivo de acordo com tipos de solo e clima, efetuando estudos, experiências e analisando os resultados obtidos. Estudar os efeitos da rotatividade, drenagem, irrigação, adubagem e condições climáticas, sobre culturas agrícolas, realizando experiências e analisando seus resultados na fase da semeadura, cultivo e colheita. Elaborar novos métodos de combate às ervas daninhas, enfermidades da lavoura e pragas de insetos, e ou aprimorar os já existentes. Participar de programa de treinamento, quando convocado. Participar, conforme a política interna da Instituição, de projetos, cursos, eventos, convênios e programas de ensino, pesquisa e extensão. Elaborar relatório, parecer e laudo técnico em sua área de especialidade; Trabalhar segundo normas técnicas de segurança, qualidade, produtividade, higiene e preservação ambiental. Executar tarefas pertinentes à área de atuação, utilizando-se de equipamentos e programas de informática.

ENFERMEIRO: Executar atividades correspondentes à sua respectiva formação profissional em nível superior, orientando a execução dos trabalhos e desenvolvendo atividades de programação em sua área de atuação profissional, apresentando sugestões e melhorias em seu campo de atividades. Prestar orientação e todos os cuidados necessários à promoção, prevenção e reabilitação da saúde, visando a prevalência da melhoria da qualidade de vida da população, realizar atividades de planejamento, execução e supervisão de serviços, além de coordenar equipes de enfermagem (técnicos e auxiliares de enfermagem).

ESPECIALISTA EM PATRIMÔNIO HISTÓRICO E MEMÓRIA CULTURAL - Criar projetos e implementar projetos que envolvam o patrimônio cultural material e imaterial de reconhecido valor histórico-cultural. Proteger o patrimônio cultural das danças, das festas e da religiosidade cultural e identitária do povo barranqueiro.Promover ações para preservar o patrimônio histórico e cultural do município de São Francisco. Promover estratégias para preservar e coletar histórias orais, causos, contos e montar antologia para um acervo cultural imaterial do município.

FISIOTERAPEUTA: Tratar do paciente de agravos como: meningites, encefalites, doenças reumáticas, paralisias, seqüelas de acidentes vascular-cerebrais e outros, empregando ginástica corretiva, cinesioterapia, eletroterapia e demais técnicas especiais de reeducação muscular, para obter o máximo de recuperação funcional dos órgãos e tecidos afetados.

FISCAL DE RENDA II - Proceder a fiscalização, visando as arrecadações municipais no que se refere a taxas, impostos, ISS, IPTU, ITBI; outros tributos de competência do município.

FISCAL DE LIMPEZA PÚBLICA: Inspecionar os garis, os coletadores de lixo, fiscalizar áreas externas de fábricas, fabriquetas, hospitais, mercado e vias públicas. Fiscalizar entulhos, terras e sobras de materiais de construção nas ruas; limpeza das vias urbanas, folhagem e resíduos vegetais; resíduos pastosos de qualquer natureza; lotes vagos com sujeiras, pneus velhos; águas paradas dentro da cidade; providenciar para haver a coleta de lixo diariamente. Apurar o não cumprimento das posturas no município.

FISCAL DE OBRAS: Fiscalizar obras particulares, conferindo dimensões, área de circulação e ventilação e outros itens do projeto aprovado, para certificar-se do cumprimento e da legislação pertinente e/ou outras providências, de apoio a ordens superiores. Fiscalizar entulhos e matérias de construção em ruas e passeios, visando preservar o aspecto urbanístico.

FONOAUDIÓLOGO: Executar atividades correspondentes à sua respectiva formação profissional em nível superior, orientando a execução dos trabalhos e desenvolvendo atividades de programação em sua área de atuação profissional, apresentando sugestões e melhorias em seu campo de atividade.

JARDINEIRO: Cuidar dos jardins e áreas verdes das praças da cidade e vilas se precisar; Podar árvores; Molhar os jardins das praças; Tratar e cuidar de mudas, observando a irrigação e o combate às pragas e moléstias que possam aparecer; observar e cumprir as normas de higiene e segurança do trabalho; Zelar pelas praças; Não se ausentar das praças nas horas de trabalho; Executar tarefas correlatas, a critério do superior imediato.

MAESTRO - Trabalhar como regente de bandas. Dar cursos e capacitações a músicos da cidade, infantis, juvenis e seniores. Criar estratégias para revivescer a banda de música da cidade. Montar apresentações culturais e participar como assistente direto do município. Participar de eventos culturais na cidade ou fora dele em épocas cívicas e comemorações fundamentais.

MÉDICO (TODOS): Examinar os pacientes, auscultando, apalpando ou fazendo uso de instrumentos especiais, no sentido de determinar diagnósticos ou, se necessário, receitar exames complementares; analisar e interpretar resultados de exames de raio-x, bioquímicos, hematológicos e outros, comparando-os com padrões normais, para confirmar doenças e proceder diagnósticos; prescrever medicamentos, indicando dosagens e respectiva via de administração, bem como, cuidados a serem observados, para conservar ou restabelecer a saúde dos pacientes; manter ficha médica dos pacientes examinados, anotando a conclusão diagnóstica, evolução das doenças, para efetuar orientação adequada e acompanhamento médico necessário; emitir atestados médicos, de saúde, sanidade, aptidão física e mental, óbito, visando atender determinações legais; realizar exames periódicos dos servidores da Prefeitura, mantendo acompanhamento médico; atender às urgências cirúrgicas ou traumatológicas; participar de reuniões com a Comunidade para desenvolver a consciência de higiene, cuidados básicos e melhorias nas condições de saúde dos munícipes. Trabalhar no Hospital ou em Postos de Saúde. Cumprir determinações emanadas de superior hierárquico.

MONITOR DE INFORMÁTICA: Executar atividades de instrução para crianças e adolescentes; noções gerais de informática, abrangendo conhecimento de hardware, sistema operacional, editor de textos, planilhas eletrônicas; propor atividades práticas e avaliativas; executar atividades correlatas. Trabalhar com diversos programas tais como Word, Excel, Corel, Internet, Power Point.

MOTORISTA: Vistoriar o veículo, verificando o estado dos pneus, o nível de combustível, água e óleo do cárter e testando freios e parte elétrica, para certificar-se de suas condições de funcionamento; Dirigir o veículo, acionando os comandos e observando a sinalização e o fluxo do trânsito, para transportar os passageiros; Zelar pelo bom andamento da viagem, adotando as medidas cabíveis na prevenção ou solução de qualquer incidente, para garantir a segurança dos passageiros, dos transeuntes, e de outros veículos; Zelar pela manutenção do veículo, providenciando limpeza, ajustes e reparos necessários, para assegurar suas condições de funcionamento; Observar e cumprir normas de higiene e de segurança do trabalho; Executar outras tarefas correlatas, à critério do superior.

NUTRICIONISTA: Planejar, orientar e supervisionar a execução das atividades relacionadas à área de alimentação e nutrição, sob sua responsabilidade. Planejar e elaborar os cardápios, de acordo com as necessidades de sua clientela. Orientar o trabalho do pessoal auxiliar, supervisionando o preparo, distribuição das refeições, recebimento dos gêneros alimentícios, sua armazenagem e distribuição. Orientar e supervisionar os serviços nas áreas de cocção dos gêneros alimentícios, de acordo com o cardápio do dia. Planejar e racionar a quantidade de gêneros alimentícios necessários, de acordo com o cardápio preestabelecido. Estimar custo mensal das refeições, por meio de fichas de controle diário; saída de alimentos da despensa, cotação de preços e número de refeições servidas. Elaborar periodicamente tabelas e quadros demonstrativos do consumo de gêneros alimentícios. Elaborar escalas mensais de trabalho, prevendo a disponibilidade de recursos humanos no mês, para atendimento da demanda de consumo prevista. Programar e desenvolver o treinamento do serviço do pessoal da área de nutrição, objetivando racionalizar e melhorar o padrão técnico dos serviços. Orientar a compra de gêneros alimentícios, alimentos semi-preparados, assim como a aquisição de equipamentos, maquinários e materiais específicos. Controlar a qualidade e a quantidade de gêneros alimentícios recebidos. Zelar pela ordem e manutenção de boas condições higiênicas do local e instalações relacionadas com o serviço de alimentação, orientando e supervisionando o pessoal auxiliar, providenciando recursos adequados, para assegurar a confecção de alimentação sadia. Planejar e desenvolver treinamentos, palestras e outros eventos, sobre sua especialização. Participar de equipes multiprofissionais em estudos de sua competência.

PSICÓLOGO: Estudar, pesquisar e avaliam o desenvolvimento emocional e os processos mentais e sociais de indivíduos, grupos e instituições. Diagnosticar e avaliar distúrbios emocionais e mentais e de adaptação social. Planejar estratégias no contexto de gestão de pessoas. Acompanhar paciente durante o processo de tratamento ou cura.. Avaliar comportamento individual, grupal e institucional. Aprofundar o conhecimento das características individuais, situações e problemas. Analisar a influência dos fatores hereditários, ambientais e psicossociais sobre o indivíduo, na sua dinâmica inter e intra-psíquica e suas relações sociais, para orientar-se no diagnóstico e atendimento psicológico. Definir protocolos e instrumentos de avaliação, aplicar e mensurar os resultados. Elaborar e executar estudos e projetos ou rotinas na área de gestão de pessoas. Acompanhar paciente durante o processo de tratamento ou cura, tanto psíquica como física em atendimento individual ou grupal. Proporcionar suporte emocional para paciente internado em hospital e seus familiares, auxiliando-os na elaboração de experiência de doença orgânica, crises e perdas. Realizar acompanhamento terapêutico no pré, peri e pós-cirúrgico.. Participar de equipes interdisciplinares e multiprofissionais, realizando atividades em conjunto, tais como: visitas médicas; discussão de casos; reuniões administrativas; visitas domiciliares etc. Realizar e coordenar atividades educativas e grupos de adesão com pacientes e familiares, especialmente em casos de doenças crônicas.. Elaborar relatórios e laudos técnicos em sua área de especialidade. Participar de programa de treinamento, quando convocado.Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função.

PSIQUIATRA: Conhecimentos gerais dos transtornos psiquiátricos, a saber: transtornos mentais orgânicos; transtornos mentais e de comportamento decorrentes do uso de substância psicoativa; esquizofrenia e transtornos delirantes; transtornos do humor; transtornos alimentares; transtornos neuróticos, relacionados ao estresse e somatoformes; transtornos mentais de comportamentos associados ao puerpério, não classificados em outros locais; transtornos de personalidade e de comportamentos em adultos; transtornos hipercinéticos (infância e adolescência); transtornos de conduta (infância e adolescência); transtornos mistos de conduta e emoção (infância e adolescência). Ética profissional.

PEDREIRO: Executar serviços de construção ou reparos de obras e edificações públicas; levantar muros, paredes, pilares, vigas, degraus, etc; assentar ladrilhos, manilhas, cerâmicos, pastilhas, azulejos, etc; determinar a mistura de cimento, areia, água, ferro, etc, em quantidades adequadas, assegurando as condições de segurança necessária; utilizar ferramentas e instrumentos próprios da função; requisitar materiais ao almoxarifado; executar tarefas afins relacionadas a todas as áreas da construção civil.

PROFESSOR / PEB I- Regente de turma infantil e fundamental.Trabalhar com magistério das séries iniciais do Ensino Fundamental. Socializar, alfabetizar, ministrar conteúdos de acordo com a legislação vigente, educando e preparando seus alunos para o exercício pleno e consciente da cidadania, despertando nos mesmos o interesse para os trabalhos em equipe através de atividades desenvolvidas da escola e na comunidade como um todo. Elaborar o planejamento de suas atividades diárias, acompanhar e avaliar o desenvolvimento do aluno em seu processo de aprendizagem, registrar a vida escolar do aluno através do diário de classe e relatórios.

PROFESSOR/PEB II - PORTUGUÊS, MATEMÁTICA, GEOGRAFIA, HISTÓRIA, INGLÊS: Prestar trabalho qualificado de magistério de 5ª a 8ª séries do Ensino Fundamental; colaborar com a formação técnica e humana dos alunos; colaborar no planejamento pedagógico da escola; planejar e ministrar aulas; elaborar e aplicar avaliações; fazer a escrituração dos Diários de Classes; realizar outras atribuições e tarefas afins.

PROFESSOR/PEB II-EDUCAÇÃO FÍSICA: Trabalhar com crianças nas escolas do Ensino Fundamental, desenvolvendo recreação, atividades físicas e estimulação precoce; trabalhar com grupos de adolescentes principalmente em atividades esportivas nos Centros Comunitários e Projetos de Esportes. Participar da elaboração e execução da proposta pedagógica da escola, bem como desenvolver projetos, programas e atividades em sua área específica de conhecimento ou afim. Participar de atividades culturais e educativas extra classe, quando for proposta da Escola e da Secretaria Municipal de Educação. Executar e manter em ordem a escrituração pertinente à vida escolar do aluno, à organização da escola e toda aquela referente à própria função. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

PEDREIRO PARA REFORMAS NAS ESCOLAS MUNICIPAIS: Trabalhar nas reformas das escolas do município com alvenaria, tijolos, ladrilhos e materiais afins; Construir alicerces, empregando pedras ou cimento, para formar a base de paredes, muros e construções similares; Assentar tijolos, ladrilhos ou pedras, superpondo-os em fileiras horizontais ou seguindo os desenhos e formas indicadas e unindo-os com argamassa, para levantar paredes, vigas, pilares, degraus de escada e outras partes da construção; Rebocar as estruturas construídas, empregando argamassa de cal ou cimento e areia a atentando para o prumo e nivelamento das mesmas, para torná-las aptas a outros tipos de revestimento; Proceder à aplicação de camadas de cimento ou ao assentamento de ladrilhos ou material similar, utilizando processos apropriados, para revestir pisos e paredes. Executar outras tarefas correlatas, a critério do superior imediato na Secretaria Municipal de Educação.

PEDREIRO: Trabalhar em todos os setores da Administração Municipal. Verificar as características da obra, examinando a planta e especificações, para orientar-se na escolha do material apropriado e na melhor forma de execução do trabalho; Assentamento de alvenaria, tijolos, ladrilhos e materiais afins; Construir alicerces, empregando pedras ou cimento, para formar a base de paredes, muros e construções similares; Assentar tijolos, ladrilhos ou pedras; Proceder à aplicação de camadas de cimento ou ao assentamento de ladrilhos ou material similar, utilizando processos apropriados, para revestir pisos e paredes; Realizar trabalhos de manutenção corretiva de prédios, calçadas e estruturas semelhantes, reparando paredes e pisos, trocando telhas, aparelhos sanitários, manilhas e outras peças e chumbando bases danificadas, para reconstruir essas estruturas; Observar e cumprir as normas de higiene e segurança do trabalho; Executar outras tarefas correlatas, a critério do superior imediato.

RECEPCIONISTA: Recepcionar visitantes, anunciando-os às pessoas ou áreas requisitadas e aguardando a autorização para encaminhamento ou comunicação de dispensa. Prestar serviço de apoio, fornecendo informações gerais e procedendo ao bom encaminhamento dos usuários. Manter controle de todos os atendimentos efetuados. Controlar a entrada e saída de usuários e equipamentos. Ser responsável pela guarda e controle das chaves. Receber e interagir com o público externo à instituição, área de trabalho ou unidade administrativa, de forma agradável, prestar informações para o usuário encaminhando-o ao local desejado. Prestar atendimento telefônico, dando informações ou buscando autorização para a entrada de usuários. Efetuar registro e manter controle de todos os atendimentos efetuados, registrando nome, horários e assunto. Manter-se atualizada sobre a Administração Municipal e todas as Secretarias.

SUPERVISOR PEDAGÓGICO: Executar atividades educacionais de orientação pedagógica aos professores e regentes em pré-escolas e/ou em escolas de 1ª a 4ª e de 5ª a 8ª séries do ensino fundamental e/ ou ensino médio, planejando orientações, acompanhando e avaliando os temas, os métodos, os professores, os alunos, a fim de atender os objetivos pré-estabelecidos. Freqüentar cursos de capacitação e ou reeducação pedagógica. Supervisionar e executar atividades burocráticas e/ou pedagógicas de sua unidade, examinando processos, redigindo e revisando documentos, emitindo pareceres, consultando publicações oficiais e outros instrumentos, para garantir a perfeita operacionalização dos serviços, mantendo contato e cumprindo ordens de seu superior imediato. Executar ainda o processo ensino-aprendizado, efetuando levantamentos, planejando, implementando e avaliando planos de cursos e programas, orientando o corpo docente e intercalando com os demais profissionais da área, a fim de aprimorar os sistema educacional e demais tarefas correspondentes à sua respectiva formação profissional, sugerindo à Chefia imediata, cursos de reciclagem e reeducação pedagógica.

TÉCNICO EM INFORMÁTICA - Dar assistência técnica em computadores, assistência e manutenção em hardware. Executar atividades de instrução para crianças e adolescentes; noções gerais de informática, abrangendo conhecimento de hardware, sistema operacional, editor de textos, planilhas eletrônicas; propor atividades práticas e avaliativas; executar atividades correlatas. Trabalhar com diversos programas tais como Word, Excel, Corel, Internet, Power Point.

TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA: Visão geral tanto da área de zootecnia como da área de agricultura, podendo aplicar na prática, em casos reais, tudo o que aprendeu. Procedimentos relacionados à criação, reprodução, comercialização e tratamento animal. Cuidar de implementar conhecimento de cultivo da terra, técnicas de colheita, utilização de máquinas e implementos agrícolas, entre outras atividades, tanto na Zootecnia quanto na agricultura. Na formação profissional estar qualificado para atuar nas seguintes áreas: Avicultura, Cunicultura, Caprinocultura, Apicultura., Suinocultura, Bovinocultura. Atuar nas áreas rurais e urbanas do município, com o foco na área de produção animal, produção agrícola, agroindustrial ligadas à área ambiental, com foco na preservação, prevenção e recuperação do meio ambiente.

TÉCNICO EM ENFERMAGEM: Desenvolver seu trabalho, profissional na área de saúde, que consiste em: preparar pacientes para consulta, exames e tratamentos; executar tratamento simples de rotina ou especificamente prescritos, tais como: ministrar medicamentos, fazer curativos; aplicar oxigenoterapia, nebulização, vacinas, etc; realizar testes para subsídio a diagnóstico, procedendo a sua leitura; coletar matérias para exame de laboratório, prestar cuidados de higiene e conforto ao paciente, zelando pela segurança; auxiliar em pequenas cirurgias; observar e cumprir as normas de higiene e segurança do trabalho; executar outras tarefas correlatas, a critério do superior imediato.

TÉCNICO EM RADIOLOGIA: Selecionar os filmes a serem utilizados, atendendo ao tipo de radiografia requisitada pelo médico, para facilitar e execução do trabalho; Colocar os filmes no chassi, posicionando-os e fixando letras e números radiopacos no filme, para obter as chapas radiográficas; Preparar o paciente, fazendo-o vestir roupas adequadas e livrando-o de qualquer jóia ou objeto de metal, para assegurar a validade do exame; Colocar o paciente nas posições corretas, medindo as distâncias para focalização da área a ser radiografada, para obter chapas mais nítidas; Acionar o aparelho de raios X, observando as instruções de funcionamento, para provocar a descarga de radioatividade sobre a área a ser radiografada; Encaminhar o chassi com filme à câmara escura, utilizando passa-chassi ou outro meio, para ser feita a revelação do filme; Registrar o número de radiografias realizadas, discriminando tipos, regiões e requisitantes, para possibilitar a elaboração do boletim estatístico; Controlar o estoque de filmes, contrastes e outros materiais de uso no setor, verificando e registrando gastos, para assegurar a continuidade dos serviços; Manter a ordem e a higiene do ambiente de trabalho, seguindo normas e instruções, para evitar acidentes; Observar e cumprir as normas de higiene e de segurança do trabalho; Executar outras tarefas correlatas, à critério do superior imediato.

TÉCNICO DE LABORATÓRIO: Organizar, orientar e participar da supervisão e treinamento de pessoal auxiliar na área ambulatorial; acompanhar o atendimento individual ou em grupo de pacientes, de acordo com programas de ações preventivas e curativas de saúde; efetuar coleta de sangue em pacientes ambulatoriais, conforme prescrição médica; executar tarefas de maior complexidade; auxiliar médicos e enfermeiros em suas atividades específicas; participar nas ações de vigilância epidemiológica, colhendo material, fazendo análise dos mesmos, auxiliando no diagnóstico de doenças; observar e cumprir as normas de higiene e segurança do trabalho e executar outras tarefas correlatas que lhe forem atribuídas.

TÉCNICO EM FARMÁCIA: desenvolver um conjunto diversificado de atividades relacionadas com a prevenção, diagnóstico, terapia e reabilitação pelo uso de medicamentos; desenvolver o seu trabalho com autonomia técnica, variando as suas funções consoante o contexto profissional em que são exercidas. No âmbito de uma farmácia hospitalar, intervir em todas as fases da distribuição dos medicamentos, para que estes sejam utilizados de uma forma mais correta e racional possível, desenvolver tarefas relacionadas com a distribuição dos medicamentos pelos diferentes serviços hospitalares, as suas condições de armazenamento, controlo de validade, aquisição de novos produtos, gestão de stocks.

TÉCNICO EM IMOBILIZAÇÃO ORTOPÉDICA: Executar tarefas como contenção, imobilização, infiltrações, tudo sob prescrição, orientação e supervisão médica. Confeccionar e retirar aparelhos gessados, talas gessadas e enfaixamentos com uso de material convencional e sintético (resina de fibra de vidro). Executar imobilizações com uso de esparadrapo e talas digitais (imobilizações para os dedos). Preparar e executar trações cutâneas, auxiliar o médico ortopedista na instalação de trações esqueléticas e nas manobras de redução manual, preparar sala para pequenos procedimentos fora do centro cirúrgico, como pequenas suturas e anestesia local para manobras de redução manual, punções e infiltrações. Comunicar-se oralmente e por escrito, com os usuários e profissionais de saúde. Executar demais tarefas correlatas afins

TRATORISTA: Conduzir o trator nas operações que se fizerem necessárias, acoplar dispositivos, equipamentos e conexões adaptados ao tipo de serviço a ser executado. Proceder com atenção em todas as atividades como: reboque de máquinas e veículos, coleta de lixo e transporte de diversos matérias bem como outros serviços recomendados pelo seu superior imediato. Cuidar da manutenção da máquina e os equipamentos bem como as ferramentas sob sua responsabilidade.

VAQUEIRO: Manejar bovinos, bubalinos, eqüinos, asininos, ovinos, caprinos, suínos, muares, ou quaisquer animais com o objetivo de evitar a circulação nas vias urbanas; efetuar manutenção nos arreios e instalações, cuidar da alimentação do animal de trabalho.

VIGIA: Ficar de vigília no período noturno, zelando pela integridade dos prédios do patrimônio municipal para cuja guarda estiver designado, tentando impedir a ação de malfeitores que desejam penetrar no imóvel para qualquer fim, inclusive depredar, pixar, etc. Cumprir as normas de segurança do trabalho e executar outras atividades correlatas que lhe forem atribuídas.

ZELADOR DE PRÉDIO ESCOLAR: : Manter-se atento e vigilante durante os períodos em que estiver na escola; Zelar pelo patrimônio e pelas áreas adjacentes da unidade escolar em dias normais e quando da realização de atividades comunitárias, evitando incursões de vândalos ou qualquer pessoa perniciosa no recinto escolar; Adotar as providências cabíveis e legais em ocorrências verificadas no perímetro escolar; Conservar em seu poder as chaves que permitam abrir e fechar o prédio escolar nos horários estabelecidos pelo Diretor da Escola, percorrendo diariamente todas as dependências, após o encerramento das atividades; Cuidar da Escola, ainda quando as dependências da zeladoria se localizarem distantes do prédio escolar; Manter-se atento à necessidade de execução de reparos, consertos de fechaduras, consertos na parte hidráulica, conserto na parte elétrica; manutenção e conservação do prédio escolar ou da zeladoria, solicitando providências ao Diretor da Escola; Dedicar-se exclusivamente, às atividades próprias de ocupante de zeladoria, nos horários definidos para esse fim; Zelar pela horta (caso haja), das árvores frutíferas e plantações, podendo cultivá-las em áreas apropriadas para uso próprio e da escola; Cuidar da vigilância da área interna da unidade escolar.

ANEXO III

QUADRO 1

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E BIBLIOGRÁFICOS DAS PROVAS DE MÚLTIPLA ESCOLHA DE PORTUGUÊS, MATEMÁTICA E NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

NOTA: A bibliografia sugerida tem apenas o propósito de orientar o estudo dos candidatos, não excluindo, em hipótese alguma, outros livros que abranjam a matéria indicada para cada cargo do Concurso.

(ENSINO MÉDIO)

CARGOS - Auxiliar de Administração I; Auxiliar de Biblioteca; Auxiliar de Enfermagem; Auxiliar de Secretaria; Auxiliar Escolar; Auxiliar em Farmácia; Auxiliar de Laboratório; Monitor de Informática; Técnico em Agropecuária; Técnico em Informática; Técnico em Enfermagem; Técnico em Farmácia; Téc. em Imobilização Ortopédica; Técnico de Laboratório; Técnico em Radiologia; Recepcionista; Fiscal de Limpeza Pública; Fiscal de Obras; Fiscal de Rendas II; Maestro;Técnico em Informática.

PROVA DE PORTUGUÊS

CONTEÚDOBIBLIOGRAFIA SUGERIDA

Compreensão de textos literário, informativo ou publicitário. Gêneros textuais que circulam na sociedade. Conhecimentos lingüísticos: Fonética: fonemas, encontros vocálicos e consonantais, dígrafos, tonicidade. Morfologia: a estrutura das palavras, formação das palavras; classes de palavras. Ortografia: emprego das letras, acentuação gráfica. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. Sintaxe: os termos da oração, as orações no período composto, concordâncias verbal e nominal, regências nominal e verbal, ocorrência da crase, colocação pronominal. Semântica: sinonímia, antonímia, homografia, homofonia. Coesão e coerência. Polissemia; paronímia.

· CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática. São Paulo: Editora Nacional..

· INFANTE, Ulisses. Curso de Gramática Aplicada aos Textos. São Paulo: Editora Scipione.

· SAVIOLI, Francisco Platão. Gramática em 44 lições. São Paulo: Editora Ática, 2003.

· FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Para entender o texto - leitura e redação. São Paulo: Ática, 2003.

· FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Lições de texto: leitura e redação. São Paulo: Ática, 1997.

PROVA DE MATEMÁTICA

CONTEÚDO

Conjuntos Numéricos; Funções; Relações; Função polinominal do 1° e 2° grau; Função modular; Função exponencial; Função logarítima; Progressões aritméticas e geométricas; Matrizes; Determinantes; Sistema lineares; Análise combinatória; Binômio de Newton; Conjunto de números complexos; Polinônios; Trigonometria - Aplicação no triângulo retângulo; Funções circulares; Relações e identidades trigonométricas; Transformações trigonométricas; Equações trigonométricas; Inequações trigonométricas;
Relações de triângulos quaisquer.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

· Matemática (Marcondes, Gentil e Sérgio - Ed. Ática).

· Matemática (José Ruy, Giovanni e José Roberto Bonjorno - Ed. FTD).

· Matemática na escola do segundo grau (Machado Antônio dos Santos - Atual Editora).

· Matemática - Temas e Metas (Machado Antônio dos Santos - Atual Editora).

PROVA DE NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

CONTEÚDO

Conceito de Administração Pública. Princípios básicos da administração pública. A probidade na administração pública. Pessoas alcançadas pela Lei da Improbidade Administrativa. A responsabilidade do servidor público. Administração pública municipal. Constituição da República Federativa do Brasil: Artigo 37.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

· CARVALHO FILHO, José dos Santos. Manual de Direito Administrativo. 15 ed. Rio de Janeiro: Lumens Júris, 2006.

· JUNIOR, José Cretella. Direito Administrativo Brasileiro 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1995.

PROVA ESPECÍFICA - (Ver abaixo ANEXO III- Quadro 2)

CARGOS: Auxiliar de Biblioteca, Auxiliar de Laboratório; Técnico de Laboratório, Auxiliar de Farmácia; Técnico em Farmácia, Auxiliar de Enfermagem; Técnico em Enfermagem, Técnico em Radiologia, Técnico em Imobilização Ortopédica, Técnico em Agropecuária. Maestro.

PROVA PRÁTICA (Ver abaixo ANEXO III - Quadro 3)

CARGOS: Auxiliar de administração I- Monitor de Informática - Técnico em Informática -

 

(ENSINO 1ª a 4 SÉRIE) CARGOS: Bombeiro hidráulico; Jardineiro.

PROVA DE PORTUGUÊS

CONTEÚDOBIBLIOGRAFIA SUGERIDA

Texto: leitura, compreensão e interpretação de gêneros textuais que circulam na sociedade. Interpretar recursos coesivos na construção do texto: preposição, conjunção, pronome, concordâncias verbal e nominal. Ortografia; Frases; Verbos, Acentuação gráfica. Classes de palavras. Sinônimos e antônimos. Vocabulário.

· CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática. São Paulo: Nacional, 2004.

· INFANTE, Ulisses. Curso de Gramática Aplicada aos Textos. São Paulo: Scipione, 2004.

· FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Para entender o texto - leitura e redação. São Paulo: Ática, 2003.

· Livros didáticos de 1ª a 4ªª série

PROVA DE MATEMÁTICA

CONTEÚDO

Conjunto; Sistema de Numeração: Sistema Romano de Numeração; Adição; Subtração, Multiplicação e Divisão de números naturais; Números Racionais; Números Decimais; Operação com Frações de Mesmo Denominador; Sistema Monetário; Medidas de Comprimento, Massa, Capacidade e Tempo; Perímetro.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

· Matemática (Marcondes, Gentil e Sérgio - Ed. Ática).

· Matemática (José Ruy, Giovanni e José Roberto Bonjorno - Ed. FTD).

· Matemática na escola do segundo grau (Machado Antônio dos Santos - Atual Editora).

· Matemática - Temas e Metas (Machado Antônio dos Santos - Atual Editora).

PROVA PRÁTICA - (Ver ANEXO III- Quadro 3) CARGOS: .Auxiliar de mecânico; Bombeiro-hidráulico; Motorista; Tratorista.

 

(ALFABETIZADO)

CARGOS: Auxiliar de Travessia; Auxiliar de serviços diversos; Coveiro; Calceteiro; Vaqueiro; Tratorista.

PROVA DE PORTUGUÊS
CONTEÚDOBIBLIOGRAFIA SUGERIDA
Texto: leitura, compreensão e interpretação de gêneros textuais que circulam na sociedade. Interpretar recursos coesivos na construção do texto: preposição, conjunção, pronome, concordâncias verbal e nominal. Ortografia; Frases; Verbos, Acentuação gráfica. Classes de palavras. Sinônimos e antônimos. Vocabulário.

. CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática. São Paulo: Nacional, 2004.

· INFANTE, Ulisses. Curso de Gramática Aplicada aos Textos. São Paulo: Scipione, 2004.

· FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Para entender o texto - leitura e redação. São Paulo: Ática, 2003.

· Livros didáticos de 1ª a 4ªª série

PROVA DE MATEMÁTICA

CONTEÚDO

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

Conjunto; Sistema de Numeração: Sistema Romano de Numeração; Adição; Subtração, Multiplicação e Divisão de números naturais; Números Racionais; Números Decimais; Operação com Frações de Mesmo Denominador; Sistema Monetário; Medidas de Comprimento, Massa, Capacidade e Tempo; Perímetro.

· Matemática (Marcondes, Gentil e Sérgio - Ed. Ática).

· Matemática (José Ruy, Giovanni e José Roberto Bonjorno - Ed. FTD).

· Matemática na escola do segundo grau (Machado Antônio dos Santos -Atual Editora).

· Matemática - Temas e Metas (Machado Antônio dos Santos - Atual Editora).

PROVA PRÁTICA - (Ver ANEXO III- Quadro 3)

CARGOS: .Auxiliar de mecânico; Bombeiro-hidráulico; Motorista; Tratorista.

 

(ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO)

CARGOS: Auxiliar de Mecânico; Eletricista; Fiscal de limpeza pública; Fiscal de obras.Motorista; Pedreiro nas Escolas Municipais; Pedreiro; Vigia; Zelador de prédio escolar.

PROVA DE PORTUGUÊS

CONTEÚDOBIBLIOGRAFIA SUGERIDA

Compreensão de textos literário, informativo ou publicitário. Gêneros textuais que circulam na sociedade. Charge, propaganda e cartum. Conhecimentos lingüísticos: Fonética: fonemas, encontros vocálicos e consonantais, dígrafos, tonicidade. Morfologia: a estrutura das palavras, formação das palavras; classes de palavras. Ortografia: emprego das letras, acentuação gráfica. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. Sintaxe: os termos da oração, as orações no período composto, concordâncias verbal e nominal, regências nominal e verbal, ocorrência da crase, colocação pronominal. Semântica: sinonímia, antonímia, homografia, homofonia. Coesão; Coerência; polissemia; paronímia.

· CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática. São Paulo:
Editora Nacional.

· INFANTE, Ulisses. Curso de Gramática Aplicada aos Textos. São Paulo: Editora Scipione.

· FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Para entender o texto - leitura e redação. São Paulo: Ática, 2003.

· Livros didáticos de 5ª a 8ª série.

PROVA DE MATEMÁTICA

CONTEÚDOBIBLIOGRAFIA SUGERIDA

Sistema de Medida; Sistema Métrico Decimal; Unidade de Comprimento, unidades usuais de tempo; Razão, Proporção; Grandeza direta e inversamente proporcional; Regra de três simples e composta, Porcentagem, Juros; Conjuntos Numéricos; MDC e MMC; Equações e inequações de 1º grau; Sistema de equações; Pontos Notáveis; Fatoração: Razões trigonométricas no triângulo retângulo.

· Matemática (Marcondes, Gentil e Sérgio - Ed. Ática).

· Matemática (José Ruy, Giovanni e José Roberto Bonjorno - Ed. FTD).

· Matemática na escola do segundo grau (Machado Antônio dos Santos - Atual Editora).

· Matemática - Temas e Metas (Machado Antônio dos Santos - Atual Editora).

PROVA PRÁTICA - (Ver ANEXO III- Quadro 3) CARGO: Eletricista; Motorista; Auxiliar de mecânico.

 

(CURSO SUPERIOR)

CARGOS: Assistente Social; Bioquímico-farmacêutico; Enfermeiro; Engenheiro Agrônomo; Especialista em Patrimônio Histórico e Memória Cultural; Fisioterapeuta; Fonoaudiólogo; Psicólogo; Psiquiatra; Nutricionista.Médicos (todas as especialidades).

PROVA DE PORTUGUÊS

CONTEÚDOBIBLIOGRAFIA SUGERIDA

Compreensão e Interpretação de textos literário, informativo ou publicitário. Gêneros textuais que circulam na sociedade. Crônica, reportagem, notícia, editorial, artigo de opinião, charge, cartum, propaganda. Coesão e coerência. As questões de gramáticas serão baseadas em textos e abordarão: Fonética: fonemas, encontros vocálicos e consonantais, dígrafos, tonicidade. Morfologia: a estrutura das palavras, formação das palavras; classes de palavras. Ortografia: emprego das letras, acentuação gráfica. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. Sintaxe: os termos da oração, as orações no período composto, concordâncias verbal e nominal, regências nominal e verbal, ocorrência da crase, colocação pronominal. Semântica: sinonímia, antonímia, homografia, homofonia. Coesão; Coerência; polissemia; paronímia.

· CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática. São Paulo: Editora Nacional.

· INFANTE, Ulisses. Curso de Gramática Aplicada aos Textos. São Paulo: Editora Scipione.

· FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Para entender o texto - leitura e redação. São Paulo: Ática, 2003.

PROVA DE NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

CONTEÚDOBIBLIOGRAFIA SUGERIDA

Conceito de Administração Pública. Princípios básicos da administração pública. A probidade na administração pública. Pessoas alcançadas pela Lei da Improbidade Administrativa. A responsabilidade do servidor público. Administração pública municipal. Constituição da República Federativa do Brasil: Artigo 37.

· CARVALHO FILHO, José dos

Santos. Manual de Direito Administrativo. 15 ed. Rio de Janeiro: Lumens Júris, 2006.

· JUNIOR, José Cretella. Direito Administrativo Brasileiro 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1995.

PROVA ESPECÍFICA
(Ver abaixo ANEXO III- Quadro 2)

 

(CURSO SUPERIOR - NA EDUCAÇÃO)

CARGOS: PEB I- Regente de turma infantil e fundamental; PEB II Português; PEB II - Matemática; PEB II - Geografia; PEB II - História; PEB II - Educação Física; PEB II - Inglês; Supervisor Pedagógico.

PROVA DE PORTUGUÊS
CONTEÚDOBIBLIOGRAFIA SUGERIDA

Compreensão e Interpretação de textos literário, informativo ou publicitário. Gêneros textuais que circulam na sociedade. Crônica, reportagem, notícia, editorial, artigo de opinião, charge, cartum, propaganda. Coesão e coerência. As questões de gramáticas serão baseadas em textos e abordarão: Fonética: fonemas, encontros vocálicos e consonantais, dígrafos, tonicidade. Morfologia: a estrutura das palavras, formação das palavras; classes de palavras. Ortografia: emprego das letras, acentuação gráfica. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. Sintaxe: os termos da oração, as orações no período composto, concordâncias verbal e nominal, regências nominal e verbal, ocorrência da crase, colocação pronominal. Semântica: sinonímia, antonímia, homografia, homofonia. Coesão; Coerência; polissemia; paronímia.

· CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática. São Paulo: Editora Nacional, 2004.

· INFANTE, Ulisses. Curso de Gramática Aplicada aos Textos. São Paulo: Editora Scipione, 2004.

· FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Para entender o texto - leitura e redação. São Paulo: Ática, 2003

PROVA DE NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PARA O CARGO DE PROFESSOR DE PORTUGUÊS

CONTEÚDO

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

Conceito de Administração Pública. Princípios básicos da administração pública. A probidade na administração pública. Pessoas alcançadas pela Lei da Improbidade Administrativa. A responsabilidade do servidor público. Administração pública municipal. Constituição da República Federativa do Brasil: art 37.

· CARVALHO FILHO, José dos Santos. Manual de Direito Administrativo 15 ed. Rio de Janeiro: Lumens Júris, 2006.

· JUNIOR, José Cretella Direito Administrativo Brasileiro 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1995.

PROVA DIDÁTICA

Conteúdo: Fundamentos didático-metodológicos da Educação: Tendências pedagógicas na prática escolar; Planejamento, metodologia e avaliação do processo ensino/aprendizagem; Projeto Político Pedagógico; Escola Cidadã. Ensino e aprendizagem de questões sociais; Linguagem na escola; História da Educação; Pedagogia da inclusão; A relação professor/aluno; Conhecimento sobre ciclos de formação; Estrutura e funcionamento do ensino de 1° grau; Reorganização do Ensino; Democratização do ensino; Avaliação; Planejamento Participativo. Fundamentos legais da Educação. Constituição Federal de 1988 (Atualizada): Título VIII, Capítulo III, Seção I - Da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei n° 9.394/96); Parâmetros Curriculares Nacionais da Educação Básica; Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8.069/90); Lei 10.172/2001 - Plano Nacional de Educação.

Bibliografia sugerida: LDB. ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - Lei n° 8.069, de 13/07/1.990: Constituição e Legislação relacionada - São Paulo: Cortez, 1.991.Constituição da República Federativa do Brasil - Capítulo III: Da Educação, da Cultura e do Desporto. Parâmetros Curriculares Nacionais - Pluralidade Cultural e Orientação Sexual. FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: Um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro. Paz e Terra, 1.992. 14 ed. São Paulo: Paz e Terra, 2000. LUCKESI, Cipriano Carlos. Filosofia da Educação. São Paulo. Cortez, 1.994. GADOTTI, Moacir. Educação e Poder: Introdução à Pedagogia do conflito. 6ª edição. São Paulo. Cortez - Autores Associados, 1985. DALMÁS, Ângelo. Planejamento Participativo na Escola: Elaboração, Acompanhamento e Avaliação. 5ª Edição. Editora Vozes. Petrópolis, 1977. PERRENOUD, Philippe. 10 Novas Competências para Ensinar. Tradução: Patrícia C. Ramos. Porto Alegre. ARTMED - Artes Médicas. Sul, 2000. PERRENOUD, Philippe. Avaliação - Excelência à Regulação das Aprendizagens entre duas Lógicas. Tradução: Patrícia C. Ramos. Porto Alegre. ARTMED - Artes Médicas. Sul, 2000. E outros livros que abranjam o programa proposto.

 

(CURSO SUPERIOR - MÉDICOS)

CARGOS: Médico Pediatra; Médico Anestesista; Médico Cirurgião Geral; Médico Neurologista; Médico Ortopedista; Médico Clínico Geral; Médico Radiologia; Médico Cirurgião Gineco-Obstetra.

PROVA DE PORTUGUÊS

CONTEÚDOBIBLIOGRAFIA SUGERIDA

Compreensão e Interpretação de textos literário, informativo ou publicitário. Gêneros textuais que circulam na sociedade. Crônica, reportagem, notícia, editorial, artigo de opinião, charge, cartum, propaganda. Coesão e coerência. As questões de gramáticas serão baseadas em textos e abordarão: Fonética: fonemas, encontros vocálicos e consonantais, dígrafos, tonicidade. Morfologia: a estrutura das palavras, formação das palavras; classes de palavras. Ortografia: emprego das letras, acentuação gráfica. Pontuação: emprego dos sinais de pontuação. Sintaxe: os termos da oração, as orações no período composto, concordâncias verbal e nominal, regências nominal e verbal, ocorrência da crase, colocação pronominal. Semântica: sinonímia, antonímia, homografia, homofonia. Coesão; Coerência; polissemia; paronímia.

· CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática. São Paulo: Editora Nacional.

· INFANTE, Ulisses. Curso de Gramática Aplicada aos Textos. São Paulo: Editora Scipione.

· FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Para entender o texto - leitura e redação. São Paulo: Ática, 2003

PROVA DE NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO PUBLICA

CONTEÚDOBIBLIOGRAFIA SUGERIDA

Conceito de Administração Pública. Princípios básicos da administração pública. A probidade na administração pública. Pessoas alcançadas pela Lei da Improbidade Administrativa. A responsabilidade do servidor público. Administração pública municipal. Constituição da República Federativa do Brasil: Artigo 37.

· CARVALHO FILHO, José dos Santos. Manual de Direito Administrativo. 15 ed. Rio de Janeiro: Lumens Júris, 2006.

· JUNIOR, José Cretella . Direito Administrativo Brasileiro. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1995.

PROVA ESPECÍFICA
(Ver ANEXO III - Quadro 2)

QUADRO 2
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

PROGRAMA DE PROVA e BIBLIOGRAFIA PARA AS QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA PARA OS VÁRIOS CARGOS ABAIXO ESPECIFICADOS

CARGO: Auxiliar de Biblioteca.

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Acervo de uma biblioteca; vários tipos de documentos: livros, folhetos, periódicos, filmes, fitas, slides ou diapositivos, discos, CD-ROM e DVD, fotografias, gravuras, mapas, atlas, globos. Circulação, catalogação e serviço de referência de livros e revistas. Pesquisa. Tipos de Pesquisas.

Bibliografia sugerida: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Referências bibliográficas. Procedimento, NBR 6023. Rio de Janeiro, 1989. 9 p. MILANESI, Luis. O que é biblioteca? 4. ed. São Paulo: Brasiliense, 1986. 107 p. PRADO, Heloísa de Almeida. Organização e administração de bibliotecas. 2.ed.rev. São Paulo: T.A.Queiroz, 1992. 209 p. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGOS: Auxiliar de Laboratório; Técnico de Laboratório.

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Fundamentos Básicos: Materiais utilizados; Medidas de volume; Coleta de material para exames; Preparo de soluções diversas; Limpeza e esterilização; Registro de resultados e organização do material de consumo e permanente. Hematologia: Confecção e coloração de esfregaços; Execução de exames rotineiros: hematócrito, hemoglobina, hemossedimentação, contagem de hemácias e leucócitos, tempo de sangria e coagulação; Bioquímica: Dosagens bioquímicas de rotina: glicose, colesterol, uréia, creatinina, ácido úrico, triglicérides, transaminases. Imunologia: Sistema ABO, RH, DU, COOMBS; Sorologia - AEO, PCR, LATEX, VDRL; Teste imunológico da gravidez. Urina rotina: Caracteres gerais; Pesquisa de elementos anormais - tiras relativas e reações específicas; Obtenção do sedimento urinário. Parasitologia: Métodos para exames de fezes - HPJ, Bauman Moraes, Kato e Graham; Parasitas intestinais e extra-intestinais de interesse médico.

Bibliografia sugerida: NEVES, David Pereira - Parasitologia Humana. CARVALHO, Willian de Freitas - Técnicas Médicas de Hematologia e Imunohematologia. LIMA, A. Oliveira - Métodos de laboratório aplicados à clínica. PESSOA, S.B. e Martins A.V. Parasitologia Médica - 2 ed.Rio de Janeiro, Guanabara e Koogan 1982/872 p. MOURA, R.A. Wada C.S.Purchid A. .Almeida - T.V. Técnicas de Laboratórios 3 ed. R.J. Atheneu 1987, 511 p. KAMOUN, P. Frejaville J.P. Manual de Exames de Laboratório 500 exames, Rio de janeiro Atheneu, 1989. 701p. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGOS: Auxiliar de Farmácia; Técnico em Farmácia

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: 1) A farmácia hospitalar e suas funções; 2) Sistemas de distribuição de medicamentos; 3) Gestão de estoques na farmácia hospitalar; 4) Germicidas hospitalares (noções de produção e fracionamento); 5) Farmacotécnica hospitalar (fracionamento de medicamentos e RDC 33/00); 6) Noções sobre técnica asséptica e preparo de misturas intra­venosas; 7) Noções básicas de controle de infecção hospitalar. 8) Conhecimentos gerais sobre a legislação de medicamentos genéricos; 9) Portaria 344/98 (medicamentos sujeitos a controle especial); 10) Cálculos aritméticos básicos para farmácia (conversão de unidades, volumes e concentrações).

Bibliografia sugerida: BIER, Otto. Bacteriologia e Imunologia. 16. ed. São Paulo: Melhoramentos, 1975. Decreto 85.878/1981. Degrau Cultural. Série Médica. 1. ed. Rio de Janeiro, 2001. Farmacopéia Brasileira, edições I, II, III e IV. KOROLKOVAS, Andrejus. Análise Farmacêutica. 1. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Dois, 1988. KOROLKOVAS, Andrejus. Química Farmacêutica, 1. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Dois, 1982. LE MIR, A. Noções de Farmácia Galênica. 6. ed. São Paulo: Organização Andrei Editora Ltda , 1977. Legislação Sanitária: Lei 5.991/1973, Lei 7.787/1999. Portaria do Ministério da Saúde. (ANVISA) no 344/1998. OLIVEIRA LIMA, A. Métodos de Laboratório Aplicados à Clínica. 6. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan ,1995. STEDMAN, Thomas Lathrop. Dicionário Médico, 25. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996. USP. The United States Pharmacopeia and National Formulary. 1980. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGOS: Técnico em Enfermagem

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Imunização: conceito, importância, tipos, principais vacinas e soros utilizados em saúde pública (indicação, contra-indicações, doses, vias de administração, efeitos colaterais), conservação de vacinas e soros (cadeia de frio). Doenças transmissíveis: agente, forma de transmissão, prevenção, sinais e sintomas, assistência de enfermagem e vigilância epidemiológica das principais doenças transmissíveis. Assistência de enfermagem à mulher: na prevenção do Câncer cérvico-uterino e de Mama, no Pré-natal no planejamento familiar. Assistência de enfermagem à criança: no controle do crescimento e desenvolvimento, no controle das doenças diarréicas, no controle das infecções respiratórias agudas (pneumonia, otites, amigdalites, infecções das vias aéreas superiores), no controle das principais verminoses (ascaradíase, oxioríase, estrogiloidíase, giardíase, amebíase e esquitossomose), na alimentação da criança (aleitamento materno e orientação para o desmame). Assistência de enfermagem ao adulto. Conceito, causas, sinais e sintomas, tratamento e assistência de enfermagem das patologias dos seguintes sistemas: Sistema cardiovascular, insuficiência cardíaca congestiva e hipertensão arterial; Sistema respiratório: asma e pneumonias; Sistema digestivo: gastrites e úlceras pépticas; Sistema andócrino: diabetes mellitus; Sistema músculo-esquelético: traumatismos (distensão, entorços, subluxação e fraturas); Procedimentos básicos de enfermagem: verificação da pressão arterial, pulso, temperatura e respiração, curativos (técnicas, tipos de curativos), administração de medicamentos (diluição, dosagem, vias e efeitos colaterais); Legislação em Enfermagem.

Bibliografia sugerida: BRUNNER, Enfermagem Médica Cirúrgica. 7 edição, Interamericana, Rio de Janeiro. NEVES, Jaime. Diagnóstico e tratamento das doenças infecciosas e parasitárias. 2 edição, Guanabara Koogan, Rio de Janeiro. SHULL, Patrícia Dwyer. Enfermagem básica - Teoria e prática. 1 edição, Rideel, São Paulo. Ministério da Saúde. Cadernos da IX Conferência Nacional da Saúde. Brasília, 1992. Ministério da Saúde. Doenças Evitáveis por Imunização. Brasília, 1993. Ministério da Saúde, Programa de assistência integral à saúde da mulher. Bases de ação programática. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Técnico em Informática

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Hardwares: soft; Word, excel, internet, atalhos, corel, sistema operacional, editor de s, planilhas eletrônicas; propor atividades práticas e avaliativas; executar atividades correlatas. alhar com diversos programas tais como Word, Excel, Corel, Internet, Power Point.

Bibliografia sugerida: Bibliografia a escolha do candidato, desde que perpasse às noções de inform´TIC, principalmente atalhos, e hardwares.

CARGO: Técnico em Radiologia

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Realização, processamento e revelação de exames radiológicos dos aparelhos: digestivo, urinário, cardiovascular, esquelético, pediátrico, tórax, ginecológico-obstétrico, abdome agudo, exames radiológicos (diversos): abdome; tórax; coluna vertebral; membros; C.V.B. (com contraste). Exames radiológicos do crânio: pontos de referência; linhas e planos; posições fundamentais do crânio; posições especiais do crânio; posições especiais da face. Técnicas radiológicas do crânio: sela turcica; canal óptico; seios da face; temporomandibular; cavum; arcos zigomáticos; órbitas; rochedo. Técnicas radiológicas: articulações, pulmões, arcos costais, esterno (técnica de Cahoon), coluna cervical, coluna torácica, coluna lombar, coluna lombo-sacra, abdome simples, abdome agudo, aparelho urinário, membros inferiores e superiores, bacia (escanometria).

Bibliografia sugerida: Kenneth L. Bontragek. Tratado de Técnica Radiológica e Base Anatômica. 3.ed. Lothar Wicke. Atlas de Anatomia Radiológica. 4 edição. Jorge do Nascimento. Temas de Técnica Radiológica. Luiz Fernando Boisson. Técnica Radiológica. Robert Bayer. Diagnóstico Radiológico de Medicina Interna. Editora Manole Ltda. Osvandré Lech. Diagnóstico por Imagem. Charles A. Rockwood. Elizabeth A. Szalay. Stephen P. Kay. X­Ray Evalution of Shoulder Problems. E outros livros que tratam dos assuntos.

CARGO: Técnico em Imobilização Ortopédica

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Aparelhos gessados, talas gessadas (goteiras, calhas) e enfaixamentos com uso de material convencional e sintético (resina de fibra de vidro). Imobilizações com uso de esparadrapo e talas digitais (imobilizações para dedos). Trações cutâneas, auxiliam o médico ortopedista na instalação de trações esqueléticas e nas manobras de redução manual. Preparo da sala para pequenos procedimentos fora do centro cirúrgico, como pequenas suturas e anestesia local para manobras de redução manual, punções e infiltrações, bem como realizar curativos ortopédicos. Aparelhos gessados: Toracobraquial, Braquiomanual, Braquiomanual pendente, Braquiomanual em cartucho, Antebraquiomanua, Antebraquiopalmar, Calção gessado, Minerva, Colete gessado, Hemipelvipodálico, Pelvipodálico, Inguinopodálico, Inguinomaleolar, Suropodálico, Imobilizações para outras articulações, Leito gessado, Outras imobilizações: Na escoliose, No pé torto congênito, No joelho Valgo ou Varo, Nas fraturas e luxações, Calção de contratação, Enfaixamentos; Imobilizações Definitivas Especiais: No esporte; Imobilizações para as mãos; Imobilizações para os pés.

Bibliografia sugerida: Robert B. Salter. Distúrbios e lesões do sistema musculo-es quelético. 2° edição. Orthopaedics. Campbell's Operative. Ligth edition. vol. 1, 2, 3 e 4. Fraturas e Traumatismos das Articulações. Watson - Jones. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Técnico em Agropecuária

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Mecanização Agrícola e Gestão. Produção Animal: Criação de Animais de Pequeno Porte; Criação de Animais de Médio Porte e Criação de Animais de Grande Porte.Os conhecimentos nas áreas de: Zootecnia, Construções e Instalações, Gestão e Agroindústria; A diversidade sócio-econômica e cultural do país, considerando diferentes tipos de solo, clima, fauna, flora, diversidade de produção e processamento de produtos agropecuários; direcionamento para instrumentos voltados à modernização, Empresas rurais e industriais, com o foco na área de produção animal, produção agrícola, agroindustrial, conhecimentos ligados à área ambiental, com foco na preservação, prevenção e recuperação do meio ambiente.

Bibliografia sugerida: MARIOT, Edson J. Ápostilas para o Curso de Ágropecuária. UFSC. Disponível em www. Bu. Ufsc.br/cac/apostilas cac.html. Engenharia na Agricultura, Viçosa, MG, v.14, n.3, 156-169, Jul./Set, 2006 169. EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema Brasileiro de classi.icaçâo de solos. Brasília, 1999. 412p. Outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Assistente Social

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: O Serviço Social na contemporaneidade: as novas exigências do mercado de trabalho. Análise da questão social. Fundamentos históricos, teóricos e metodológicos do Serviço Social. Aspectos gerais das atividades cotidianas do Assistente Social: planejamento, supervisão e coordenação de programas e serviços sociais.; mobilização, implantação e avaliação de programas sociais; encaminhamentos e orientações. O Serviço Social com indivíduos: procedimentos metodológicos. 3. Intervenção em crise com famílias e grupos: abordagem orientada para a crise; trabalho com famílias e o Serviço Social e trabalho com grupos e o Serviço Social. O serviço social nas relações sociais: política de assistência; a assistência social no Brasil. Questões éticas na atuação profissional.

Bibliografia sugerida:VIEIRA, B. O. Serviço Social - Processos e Técnicas. 6ª edição, Rio de Janeiro, Editora Agir, 1988. BRASIL. Ministério do Bem Estar Social. Lei 8.742, de 07/12/93 - Lei Orgânica da Assistência Social. Brasília. ROBERTS, R. W. e NORTHEN, H. (Org.). Teorias de Serviço Social de Grupo. Capítulo 10 - Intervenção em Crise em Famílias e Grupos - Pp. 320-347. Editora Agir, 1984. Código de Ética - Resolução do Conselho Federal de Assistente Social. N° 273/93. IAMAMOTO, M. V. e CARVALHO, R. Relações Sociais e Serviço Social no Brasil: Esboço de uma Interpretação Histórico-Metodológica. Editora São Paulo Cortez/Lima - Peru CELATS, 1a Edição, 1983. SPOSATI, A. O . et al. E outros livros que abrangem o programa proposto.

CARGO: Engenheiro Agrônomo

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Importância da água na Agricultura. Efeito de deficiências ou excessos hídricos nas plantas. O Ciclo Hidrológico. Bacia Hidrográfica. Precipitação. Infiltração. Escoamento Superficial. Armazenamento e manejo da água no solo. Relação solo-água-planta. O solo e o balanço hídrico. Os sólidos. Minerais e o espaço poroso. O solo como reservatório de água para as plantas. Demandas de irrigação para projeto. Qualidade de água para irrigação. Legislação de Recursos Hídricos. Mecanização agrícola e gestão de agroindústria. A diversidade sócio-econômica cultural do país, considerando diferentes tipos de solos, clima, fauna e flora. Diversidade de produção e processamento de produtos agropecuários, direcionamento voltado para instrumentos de modernização. Produção agroindustrial, com foco na preservação, prevenção e recuperação do meio ambiente.

Bibliografia Básica: Engenharia de Irrigação. 2 edição. Universidade Federal da Paraíba Campina grande, 1997. Hidrologia Ciência e Aplicação.Carlos E. M. Tucci (org). P. Alegre. Editora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. ABRH: EDUSP, 1993. Gestão de recursos Hídricos aspectos Legais,econômicos, administrativos e sociais Brasília DF, Demetrius David da Silva ed. UFV, ABRH, 2000. 659p. A água no Sistema Solo-Planta- Atmosfera - Klar A. E.. Ed. Nobel, 1984. Reichardt. K. Processo de transferência no sistema solo-água-planta­atmosfera, 1975 São Paulo. Manual de Irrigação. Salassier Bernardo. Universidade Federal de Viçosa, 1989.

CARGO: Bioquímico-Farmacêutico

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Matemática e Estatística no Laboratório; Fotometria - Lei de Lambert-Beer; Espectrofotometria; Absorção Atômica; Nefelometria; Turbidimetria; Fluorimetria; Citometria de fluxo; Eletroquímica -Blosensores; Osmometria; Eletroforese - Acetato de celulose; Gel de agar e agarose; Gel de amido; Gel de poliacrilamida; Cromatografia - Princípios básicos; Tipos de separação; Radioatividade - Detecção e Medida; Autorradiografia; Princípios de Imunologia e Imunoquímica - Imunidade inata; Imunidade celular; Imunidade humoral; Sistema HLA; Reação antígeno-anticorpo; Métodos qualitativos; Métodos quantitativos; Imunoensaios; Marcadores virais; Automação no Laboratório; Química e Bioquímica dos ácidos nucleicos; Análise dos ácidos nucleicos. Enzimas e Enzimas de restrição; Marcadores tumorais; Outros Analitos - carbohidratos; Lipidios, lipoproteínas e Apolipoproteínas; Monitoramento de Drogas Terapêuticas; Aspectos Bioquímicos da Hematologia - Glóbulos vermelho; Glóbulos brancos; Plaquetas; Plasma; Aspectos Bioquímicos do Metabolismo - Hídrico; Mineral; hormônio; Lipídios; Proteínas; Carbohidratos; Doenças de estoque dos lisossomas; Biossegurança no Laboratório - Epidemiologia e controle das infecções, químicos, tóxicos e carcinogênicos associados ao laboratório; Práticas de biossegurança; Barreiras primárias e equipamentos protetores; Descontaminação, Esterelização, Desinfecção e Antissepsia; Tratamento do lixo laboratório: Estoque, Acondicionamento, Descarte; Prevenção dos acidentes de laboratório; Normas e condutas de emergência nos acidentes de laboratório. Legislação Farmacêutica e Ética Farmacêutica; Assistência Farmacêutica e Políticas de Saúde: Sistema Único de Saúde (SUS), Farmacovigilância, Estudos de utilização de medicamentos, políticas de medicamentos, farmacovigilância; Farmacologia e Farmacoterapia: medicamentos que atuam nos vários sistemas e aparelhos, grupos de medicamentos (antiinflamatório, antipiréticos, anestésicos, antibióticos, antihipertensivos, antidiuréticos, hormônios etc...) - reações adversas, interações medicamentosas; Farmacotécnica: Classificação dos medicamentos, formas farmacêuticas, vias de administração, conservação, dispensação, acondicionamentode medicamentos, Preparo de soluções estéreis e não estéreis; Farmácia Hospitalar: Conceito, objetivo e atribuições, seleção e sistemas de distribuição de medicamentos, atenção farmacêutica, inserção da farmácia nas ações do serviço de controle de infecção hospitalar; Analise e controle de qualidade de medicamentos: bioequivalência, estabilidade, concentrações de soluções, equivalentes e miliequivalentes.

Bibliografia sugerida: HENRY, J.B. - Clinicqal diagnosis and Managemont by Laboratory methods, 9.ed.. Savier. S.P. Paulo,1996. KEREN, D.F. e WARREN, J.S. - Diagnostic Immunologym, 1a Edição, 1992. Williams e Wiltins, Baltimore; NOGUEIRA, L.C.- Gerenciamento pela Qualidade Total na Saúde, Fundação Cristiano Ottoni, 1996; ____- BLPC­Boas Práticas de Laboratórios Clínicos e Lista de Verificação para Avaliação Inmetro, Ed. Quality Mark, 1998. ;KAPLAN, L.A. e PESCE, A. J., Clinical Chemistry, Mosby Ed, 1996; HENRY, J.- Diagnósticos Clínicos e tratamento por métodos laboratoriais, 18a edição, 1995, Ed. Manole; STRASINGER, S.K..- Uroanálise e Fluídos Biológicos, 3a ed, 1996; SANAZARRO, C.A.- Administração de Laboratórios de Análises Químicas, Ed Grafipress, 1998; BURTIS, C. e ASHWOOD, E.R.- Tietz Fundamentos da Química Clínica, Ed. Asiliada, 4a Edição, 1998; ROITT, Ivan, Imunologia. Atheneu, 5a Edição, 1999. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Enfermeiro

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Técnicas básicas de enfermagem. Assistência de enfermagem na atenção integral à mulher no ciclo grávido-puerperal. Assistência de enfermagem na atenção integral à criança. Crescimento e desenvolvimento. Controle das infecções respiratórias agudas. Controle das doenças diarréicas e prevenção a acidentes e intoxicações. Assistência de Enfermagem ao adulto. Conceito, causas, sinais e sintomas de patologias: insuficiência cardíaca congestiva, hipertensão arterial, infarto agudo do miocárdio, asma, pneumonias, hemorragias digestivas, diabetes mellitus, acidentes vascular cerebral. Traumatismos. Imunização. Cadeia de Frio. Doenças Transmissíveis, doenças sexualmente transmissíveis, doenças parasitárias, doenças transmissíveis imunizáveis e não imunizáveis: agente, forma de transmissão, prevenção, sinais e sintomas, assistência de enfermagem e vigilância epidemiológica. Primeiros Socorros. Lei do Exercício profissional.

Bibliografia sugerida: BRUNNER, Enfermagem Médica Cirúrgica 7.ed. Interamericana, Rio de Janeiro. NEVES, Jaime. Diagnóstico e Tratamento das doenças infecciosas e parasitárias. 2.ed., , Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. SHULL, Patrícia Dwyer. Enfermagem básica teoria e prática. São Paulo: Rideel. Sociedade Brasileira de Pediatria. Manual de acidentes e intoxicações na infância e adolescência. Rio de Janeiro. Ministério da Saúde. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Fisioterapeuta

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Fundamentos de Medicina Física e de reabilitação. Atendimentos de pessoas com incapacitações. Avaliações em reabilitação. Avaliação eletrodiagnóstica. Reabilitação de doenças sistêmicas: cardíaco, pulmonar, circulatório. Sistema nervoso. Sistema límbico; Articulações. Coluna vertebral. O paciente com dor crônica. Modalidades físicas. Ortose e prótese. Fisioterapia em pré e pós-operatório nas seguintes áreas: fisioterapia em ortopedia e traumatologia, fisioterapia em neurologia, fisioterapia em pediatria, fisioterapia cardiovascular e fisioterapia respiratória; Fisioterapia na saúde do trabalhador.

Bibliografia sugerida: STIENS, Steven A. Segredos em Medicina Física e de reabilitação. Porto Alegre: Artmed, 2000. AZEREDO, Carlos Alberto Caetano; MACHADO, Maria da Glória Rodrigues. Fisioterapia respiratória moderna. 4. ed., ampl. e rev. São Paulo: Manole, 2002. BARBOSA, L. G. Fisioterapia preventiva nos distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho - DORTs. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002. BOBATH, Berta; BOBATH, Karel. Desenvolvimento motor nos diferentes tipos de paralisia cerebral. São Paulo: Manole, 1978. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Fonoaudiólogo

Conteúdo: Promoção e Proteção Específica À Saúde Fonoaudiológica; Diagnósticos e Tratamentos Precoces em Fonoaudiologia; Limitação das Seqüelas, Incapacidades e Reabilitação Fonoaudiológica; Fonoaudiologia Escolar; Legislação da Profissão de Fonoaudiólogo.

Bibliografia sugerida: ALMEIDA, K. & IÓRIO, M.C.. Próteses Auditivas; Aplicação Clínica.São Paulo,Lovise, 1996; ANDRADE, C.R.F. (org) Fonoaudiologia preventiva. São Paulo: Lovise,1996; AZEVEDO, Marisa Frasson de; VIEIRA Raymundo Manno; VILANOVA, Luiz Celso Perreira. Desenvolvimento Auditivo de Crianças Normais e de Alto Risco. São Paulo; Editora Plexus,1995. BEHLAU.M. Fonoaudiologia hoje. São Paulo: Ed. Lovise, 1995. CHAPMAN,R. Processos e Distúrbios na Aquisição da Linguagem. Porto Alegre, Artes Médicas, 1995; GARCIA, J. N. Manual de Dificuldades de Aprendizagem. Porto Alegre, Artes Médicas, 1998. GIOTO, Claudia Regina Mosca. Perspectivas atuais da Fonoaudiologia na escola. São Paulo, Ed. Plexus, 1999. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Psicólogo

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Teorias e técnicas psicoterápicas e teorias e técnicas psicoterápicas de fundamentação psicanalítica (infância, adolescência, idade adulta e velhice). O processo psicodiagnóstico e as técnicas projetivas (infância e adolescência). Modelos de psicoterapia. Aplicações clínicas das psicoterapias. Avaliação, métodos e técnicas psicoterápicas. Manejo clínico das técnicas psicoterápicas. Conhecimentos gerais e específicos dos conceitos clínicos e terapêuticos fundamentais na psiquiatria e na saúde mental. Modelos de Psicologia do Desenvolvimento, Psicanalítico, Piagetiano, Aprendizagem Social. Cidadania, classes populares e doença mental. Política de saúde mental no Brasil: visão histórica; Medicina, psiquiatria, doença mental; Epidemiologia social das desordens mentais; Considerações sobre terapêuticas ambulatoriais em saúde mental; Perspectivas da psiquiatria pós-asilar no Brasil; Saúde mental e trabalho.

Bibliografia sugerida: CORDIOLI, Aristides V. (org.) e colaboradores. Psicoterapias e Abordagens Atuais. 2 ed.: Porto Alegre, Artes Médicas, 1998. CUNHA, Jurema Alcides (org.) e colaboradores. Psicodiagnóstico-R. 4 ed. rev. Porto Alegre. Artes Médicas, 1993. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Nutricionista

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Noções gerais sobre Nutrição e alimentação normal. Introdução a Orientação Nutricional. Noções gerais sobre alimentos - Alimentos e Saúde. Nutrição e sua relação com a saúde da Comunidade. Nutrientes. Utilização de Nutrientes: Digestão, Absorção e Metabolismo. Dietoterapia. Dietoterapia nas anemias. Dietoterapia nos estudos patogênicos que modificam o peso. Desnutrição. Dietoterapia na desnutrição proteico-energética. Nutrição para crianças e adolescentes. Nutrição e doença - Moléstias Carenciais. Relação da Nutrição com o processo de crescimento e desenvolvimento Humano. Microbiologia dos Alimentos. Transmissão de doenças pelos alimentos. Estocagem de alimentos e combate a insetos e roedores. Envenenamento e Toxicologia Alimentar.

Bibliografia sugerida: GUILHERME, F. Tabela de composição química dos alimentos. 8 Ed. Tadeu. 1989. MAHAN, L.K. STUMP, S. E. KRAUSE. Alimentos, Nutrição & Dietoterapia. São Paulo: Roca, 1998. OLIVEIRA, J. E. D.; MARCHINI, J. S. Ciências Nutricionais. São Paulo: Sarvier, 1998. RIEDEL, G. Controle Sanitário dos alimentos. São Paulo: Loyola 1987. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Médico Psiquiatra

Conteúdo: Diagnóstico e classificação em psiquiatria. Noções básicas de psicopatologia. Princípios epidemiológicos psiquiatria. Aspectos clínicos e terapêuticos dos distúrbios psíquicos de base orgânica. Autuações psiquiátricas associadas à epilepsia. Esquizofrenia. Distúrbios afetivos. Neuroses. Distúrbios ansiosos, somatoformes e dissociativos. Dependência do álcool e outras drogas. Distúrbios de personalidade. Diagnósticos de emergência psiquiátrica. Noções básicas sobre a organização dos serviços de saúde mental.

Bibliografia sugerida: BERCHERIF, Paul. Los Fundamentos de la clínica. s.l.; Manantial, 1986. VIGANO, Carlo, Saúde mental: psiquiatria e psicanálise s.l:; ISM/AMP, 1997. LOBOSQUE, Ana Marta. Princípios para uma clínica antimanicomia. São Paulo: HUCITEC, 1997. Tratado de Psiquiatria (Kaplan e Sadock) - 6. ed.1 999. Classificação e Transtornos Mentais e Comportamento da CID-10. Psicopatologia e Semiologia dos Transtornos Mentais(Dalgalarrondo), 2000. Psiquiatria Psicodinâmica (Gabbard). 2.ed. São Paulo, 1998. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Médico Pediatra

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Patologias comuns de ambulatório de cuidados primários. Neonatologia. Patologias de ambulatório de emergência. Puericultura. Diagnóstico de saúde da população infantil de uma comunidade. Planejamento e execução de programas de atenção à saúde da criança (CD, IRA, TRO, Imunização, aleitamento materno). Organização médico-mãe-criança. Medicina do adolescente. Problemas dermatológicos na infância. Infecção do trato urinário. Doenças exantemáticas. Epidemiologia.

Bibliografia sugerida: LEÃO, E Correa, E.J: Viana, M.B.; Mota, J.A.C. Pediatria. ambulatorial. 3 edição., Belo Horizonte: COOPMED 1998. Behrman, R.E.: Kliegman, R.M.; Arvin, A.M. Nelson Textbook of Pediatrics. 15 edição, W. B. Sauderns, London, 1996. CINTRA DO PRADO et alls. Atualização Terapêutica 2001. 20 edição - Ed. Artes Médicas, 2001. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Médico Anestesista

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Analgesia e anestesia peridural. Anestesia regional; espinhal. Preparação para a anestesia. Anestesia e doença sistêmica. Bases do manejo com os pacientes. Sistema nervoso autônomo. Problemas perioperatórios. Cuidados intensivos.

Bibliografia sugerida: DUKE, James; ROSENBERG, Stuart G. Segredos em Ánestesiologia. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Médico Cirurgião Geral

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Cirurgia Geral com ênfase em Trauma. Resposta endócrina e metabólica ao trauma. Distúrbios hidro-eletrolíticos. Choque. Avaliação do paciente no pré e pós-operatório. Infecção em cirurgia. Cicatrização. Queimaduras. Hemostasia e princípios de hemoterapia. Traumatismo torácico. Traumatismo abdominal. Atendimento ao politraumatizado. Traumatismo da região cervical. Complicações em cirurgia. Afecções cirúrgicas em tireóide e paratireóide. Afecções cirúrgicas do esôfago. Afecções cirúrgicas do estômago e duodeno. Afecções cirúrgicas do diafragma e hérnias diafragmáticas. Afecções cirúrgicas do intestino delgado. Afecções cirúrgicas do cólon, reto e ânus. Afecções cirúrgicas do fígado. Afecções cirúrgicas das vias biliares. Afecções cirúrgicas do baço. Afecções cirúrgicas do pâncreas. Afecções cirúrgicas das supra-renais. Afecções cirúrgicas do retro-peritônio. Afecções cirúrgicas do mesentério. Abdômen agudo. Hérnias da parede abdominal. Peritonites e abscessos intra-abdominais.

Bibliografia sugerida: SWARTZ, Princípios de Cirurgia. Guanabara, 1996. SABISTON. Tratado de Cirurgia. Saunders, 2000. MARQUES VIEIRA. Clínica Cirúrgica. Atheneu, 2000. FREIRE. Trauma. Atheneu, 2002. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Médico Cirurgião Gineco-Obstetra

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Ginecologia. Amenorréias. Climatério. Consulta ginecológica. Doenças da mama. Doenças sexualmente transmissíveis e SIDA. Dor pélvica. Endocrinopatia ginecológica. Endometriose. Ginecologia infanto-juvenil. Infecções genitais. Neoplasias genitais. Planejamento familiar. Reprodução humana. Sangramento genital. Sexologia. Tensão pré-menstrual. Uroginecologia. Violência sexual. Obstetrícia. Abortamento. Amamentação. Assistência ao parto. Assistência pré-natal. Diabete gestacional. Diagnóstico de gestação. Doença hipertensiva. Fórcipe e cesariana. Gemelaridade. Gestação de alto risco. Gestação ectópica. Incompatibilidade sangüínea maternofetal. Indução do parto. Infecções. Intercorrências clínico-cirúrgicas na gestação. Medicina fetal. Neoplasia trofoblástica. Pós-maturidade. Prematuridade. Puerpério. Ruptura prematura de membranas. Sangramento do terceiro trimestre. Semiologia obstétrica. Uso de drogas durante a gestação e a amamentação. Incontinência urinária de esforço. Neoplasias ovarianas. Endometriose. Doença inflamatória pélvica. Hemorragias ginecológicas. Prolapso uterino. Endocrinologia ginecológica. Neoplasias uterinas. Climantério. OBSTETRÍCIA: Hemorragia do 1°/3° trimestre da gravidez. Gravidez ectópica. Diagnóstico de gravidez. Toxemia da gravidez. Hipertensão arterial associada à gravidez. Trabalho de parto (Fisiologia). Infecção puerperal. Gravidez múltipla. Cirurgia.

Bibliografia sugerida: Ginecologia e Obstetrícia: WOLFGANG, HH. Tratado de Ginecologia. FREITAS, F. Rotinas em Ginecologia. DE PAULO, G. Colscopia e Patologia do Trato Inferior. Como bibliografia serão admitidas obras didáticas e paradidáticas, dicionários, periódicos e serão usadas informações veiculadas pelos meios de comunicação. E outros livros que atendem o programa proposto.

CARGO: Médico Neurologista

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Semiologia Neurológica; Acidente vascular cerebral; Doenças neuromusculares; Expressão neurológica das doenças sistemáticas; Cefaléias; Epilepsia; Doenças desmielinizantes; Doenças degenerativas; Distúrbios da consciência; Síndrome liquóricas; Tumores cerebrais ; Hidrocefalias; Traumatismo craniano; Doenças dismetabólicas; Prodedêutica armada em neurologia; Doenças Extrapiramidais.

Bibliografia sugerida: ADAMS R D, VICTOR M. Principle ofNeurology. Editora MacGraw­Hill. CANELAS, H. ASSIS, J L. SCAF, M.fisiopatologia do SNC. Editora Sarvier. DE JONG R. The Neurologic Examination. Editora Harper & Row Publishers. DIAMENT A. CYPEL S. Neurologia Infantil. Editora Atheneu FISHMAN, R. Cerebrospinal Fluid in diseases of the Nervous System. Philadelphia, W. B. Saunders Company. HOPPENFELD. Neurologia para Ortopedista. Cultura Médica. SANVITO W L. Propedêutica Neurologia Básica. Editora Atheneu YACUBIAN, E. M. Tratamento medicamentoso das Epilepsias. Editora Lemos. E outros livros que atendam o programa proposto.

CARGO: Médico Ortopedista

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Condições associadas à postura. Lombalgias. Tumores Ósseos. Osteoartrose. Patologias do joelho. Lesões meníscais e dos ligamentos do joelho. Lesões Neurológicas. Lesões Ósteo-Metabólicas. Neoplasias. Fraturas em geral. Patologias do pé. Patologias do ombro. Osteomielite. Exame do paciente ortopédico. Exames complementares em ortopedia.

Bibliografia sugerida : Robert B. Salter. Distúrbios e lesões do sistema musculo-esquelético. 2º edição. Orthopaedics. Campbell's Operative. Ligth edition. vol. 1, 2, 3 e 4. Fraturas e Traumatismos das Articulações. Watson - Jones. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Médico Clínico Geral

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Endocrinologia: diabetes melitus tipo 1 e 2, doenças da tireóide, distúrbios do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal; Nefrologia: malformações e infecções do trato urinário, litíase urinária; Cardiologia: hipertensão arterial sistêmica, insuficiência cardíaca congestiva, endocardite infecciosa, taquiarritmias, bradiarritmias, doença arterial coronariana; Dermatologia: infecções e neoplasias cutâneas, doenças auto-imunes que acometem a pele e anexos; Imunologia: doenças reumáticas; Pneumologia: infecções e neoplasias do trato respiratório, doença pulmonar obstrutiva crônica, asma brônquica; Infectologia: doenças sexualmente transmissíveis, vacinação, profilaxia anti-rábica; Hematologia: anemias carenciais, anemias hemolíticas, leucoses; Nutrologia: obesidade, anorexia nervosa, bulimia, desnutrição; Gastroenterologia: doenças pépticas, neoplasias do trato digestivo, hepatites, etilismo; Intoxicação e envenenamento; Adinamia circulatória aguda; Insuficiência respiratória aguda; Restauração Hemodinâmica; Politraumatismo; Abdômen agudo; Estado de inconsciência; Queimaduras; Distúrbios hedroeletrolíticos e ácidos-básicos; Enfermidades do aparelho geritourinário; Doenças reumáticas; Doenças Sexualmente transmissíveis; Doenças infecto-contagiosas e parasitórias; Doenças neurológicas; Avitaminoses; Ortopedia; Noções gerais de Epidemiologia das doenças infecto-contagiosas; Noções gerais de Epidemiologia das doenças crônico-degenerativas; Diretrizes básicas do Sistema Único de Saúde; Diretrizes do programa saúde na família; Norma Operacional Básica de 1996 - NOB; Norma Operacional de Assistência à Saúde - NOAS 2001; Constituição Federal - Capítulo da Saúde; Lei Federal 8080/90.

Bibliografia Sugerida: HARRISON. Medicina Interna. Editora Guanabara/Coogan. 13a edição, 2003. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Médico Radiologista

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Fundamentos da Anatomia Radiológica; A natureza física dos Raios-X; A produção dos Raios-X; ;Os efeitos das propriedades dos Raios-X no diagnóstico; Os acessórios radiográficos e suas funções; As técnicas radiográficas; Radiologia normal e patológica; Medidas radiográficas: Análise das distorções das imagens radiográficas; Padrões normais das medidas radiográficas; Padrões patológicos das medidas radiográficas. Aspectos radiológicos normais e patológicos do: Sistema músculo-esquelético; Sistema respiratório; Sistema circulatório; Sistema digestivo; Sistema nervoso; Sistema endócrino; Sistema metabólico; Sistema Hematopoético; Sistemas gênito-urinários masculino e feminino.

Bibliografia sugerida: MESHAN, I. Na atlas of anatomy basic to radiology. W. B. Saunders Company U.S.A. LUSTED, L. B. e KEATS, T. E. Atlas ofroentgenografic measurement. Yer book medical publishers. U.S.A. MESHAN, I. Analysis ofroentgen singns in general radiology. W. B. Saunders Company U.S.A. REEDER M. M. e FELSON, B. Gumuts in radiology. Interpretação radiológica. Guanabara Koogan, Brasil. CAFFEY, J. Pediatric X- Ray Diagnosis. Yer book medical publishers. U.S.A. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Professor- PEB II- Educação Física

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Métodos e técnicas da Educação Física. Didática específica da Educação Física. Educação Física e Aprendizagem social. Educação Física e contexto social. As novas tendências da Educação Física: Educação Física Humanista, Educação Física Progressista e a Cultura Corporal. Educação Física Escolar: diferentes abordagens. Desportos: técnicas fundamentais e regras oficiais. Recreação e lazer: conceito e finalidades. Fisiologia do exercício.

Bibliografia sugerida: BRACHT, Valter. Educação Física e aprendizagem social. Porto Alegre: Magister, 1992; BRUHNS, Heloisa T. O corpo parceiro e o corpo adversário. Campinas: Papirus,1993; COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 1992, JUNIOR, Paulo Guiraldelli. Educação Física Progressista - a pedagogia crítico-social do conteúdos e a educação física brasileira. São Paulo: Loyola, 1988; MEDINA, J. P. Á educação física cuida do corpo e... "mente". Campinas:Papirus,1987. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Professor- PEB II- História

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Construindo o pensamento histórico: Reflexões sobre os papéis do professor de História e do historiador e sobre as suas relações com as grandes correntes da produção do conhecimento histórico. Brasil contemporâneo: República Brasileira: aspectos gerais da vida política; desenvolvimento de políticas públicas; as políticas neoliberais e seus reflexos na economia e no desenvolvimento social do país; distribuição da riqueza nacional, trabalho, salário e concentração de renda ; aspectos gerais da sociedade brasileira: formação cultural, muticulturalismo, cultura popular; questão étnico cultural do povo brasileiro; meios de comunicação e cultura de massa; a questão agrária e o meio ambiente: uma visão histórica do processo: ocupação da terra e a questão indígena; concentração da propriedade rural, política agrária, reforma agrária e função social da propriedade rural; trabalho rural e os Movimentos dos Trabalhadores Rurais Sem Terra; agricultura e degradação ambiental; o ambiente urbano e as cidades; fluxos migratórios e concentração populacional, precariedade de habitações e dos transportes, crescimento da violência e do desemprego, degradação social; atividades econômicas e meio ambiente, educação e saúde.

Bibliografia sugerida: BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: História. Brasília: MEC/SEF, 1997 (5a a 8a séries). CARDOSO, Ciro Flamilion Vainfas, Ronaldo (Organizadores). Domínios da história: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 1997. CITROEM, Suzanne. Ensinar a história hoje a memória perdida e reencontrada. Livros Belo Horizonte, 1990. FONSECA, Silva Guimarães. Caminhos da história ensinada. Campinas: Papiros, 1993 GOFF, Jacques D. História: novos problemas. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, 1974. SILVA, Marcos A. (Org). História - o prazer em ensino e pesquisa. São Paulo: Brasiliense, 1985. ZAIDAN, Michel. Á crise da razão histórica. São Paulo: Papiros, 2000. DAYRELL, Juarez. Múltiplos olhares sobre a educação e cultura. Belo Horizonte. Editora UFMG. 1996. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Especialista em Patrimônio Histórico e Memória Cultural

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural. Gerações atuais e futuras. Formas específicas de acautelamento, preservação e tombamento. Construindo o pensamento histórico: Reflexões sobre os papéis da História e do historiador e sobre as suas relações com as grandes correntes da produção do conhecimento histórico. Brasil contemporâneo: República Brasileira: aspectos gerais da vida política; desenvolvimento de políticas públicas; as políticas neoliberais e seus reflexos na economia e no desenvolvimento social do país; distribuição da riqueza nacional, trabalho, salário e concentração de renda; aspectos gerais da sociedade brasileira: formação cultural, muticulturalismo, folclore regional e local; cultura popular; festas religiosas; questão étnico cultural do povo brasileiro; meios de comunicação e cultura; o ambiente urbano e as cidades; atividades econômicas e meio ambiente cultural.Diversidade Cultural. Temas transversais dos PCNs.

Bibliografia sugerida: BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: História. Brasília: MEC/SEF, 1997 (5a a 8a séries). CARDOSO, Ciro Flamilion Vainfas, Ronaldo (Organizadores). Domínios da história: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 1997. CITROEM, Suzanne. Ensinar a história hoje a memória perdida e reencontrada. Livros Belo Horizonte, 1990. FONSECA, Silva Guimarães. Caminhos da história ensinada. Campinas: Papiros, 1993 GOFF, Jacques D. História: novos problemas. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, 1974. SILVA, Marcos A. (Org). História - o prazer em ensino e pesquisa. São Paulo: Brasiliense, 1985. ZAIDAN, Michel. Á crise da razão histórica. São Paulo: Papiros, 2000. DAYRELL, Juarez. Múltiplos olhares sobre a educação e cultura. Belo Horizonte. Editora UFMG. 1996. MARTINS, Saul. Folclore em Minas.Belo Horizonte: UFMG, 2000. SOUTO, Maria Generosa Ferreira. A questão folclorística à luz da Escola. Montes Claros: Giordani, 1999. E outros livros que abranjam o programa proposto do ponto de vista do patrimônio histórico e memória cultural.Bibliografia do IPHAN.

CARGO: Professor- PEB II- Geografia

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Teoria da Geografia: objetos de estudo e Geografia; Conceitos e categorias básicas da interpretação geográfica; métodos e interpretação geográfica. História do pensamento geográfico; As correntes da produção científica na produção geográfica; As correntes do pensamento na produção geográfica brasileira; geografia escolar e geografia acadêmica. A aquisição das Relações Espaciais: as relações topológicas elementares, projetivas e euclidianas; A aquisição das relações espaciais e o desenvolvimento do raciocínio geográfico. As Habilidades Básicas do Raciocínio Geográfico: localização, orientação e representação espacial; escala, pensamento escalar e geografia escolar. As Linguagens da Interpretação Geográfica: as principais linguagens da interpretação geográfica utilizadas na geografia escolar; a cartografia como linguagem especial para a geografia escolar. Natureza e paisagem: abordagem geográfica da natureza; Características gerais da dimensão natural dos grandes conjuntos paisagísticos do globo; Especificidades da inter-relação dos elementos naturais nas paisagens tropicais. Natureza e Sociedade: conceituação básica; Os elementos naturais na estruturação da paisagem; A natureza para a sociedade; sociedade e ambiente. Espaço e Recursos Naturais: conceituação básica; Os recursos minerais e a economia; Recursos energéticos e recursos hídricos. Espaço e Industrialização/Espaço Agropecuária. Espaço, Urbanização, Circulação e Redes. Espaço, Tecnologia e Globalização. Espaço e Cultura, Espaço e Poder.

Bibliografia sugerida: BRANCO, S. M. O meio ambiente em debate. São Paulo: Moderna, 1998. BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Geografia. Brasília: MEC/SEF, 1997 (5a a 8a séries). Almeida, Rosangela Doin de. O espaço geográfico: ensino e representação. São Paulo: Contexto, 1998. VERRIÉRE, J. Ás políticas de população. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1991. VESENTINI, J. W. Geografia, natureza e sociedade. São Paulo, 1989. CARLOS, Ana Iani A. Á geografia em sala de aula. 2ª ed. São Paulo. Contexto. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Professor- PEB II - Matemática

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Conjuntos e operações; Operações em R; M.M.C. e M.D.C.; Números primos; Critérios de divisibilidade Equações; Inequações; Sistemas de medidas (comprimento, massa, capacidade e tempo); Sistema de equações; Cálculo literal (soma, subtração, multiplicação e divisão de polinômios); Produtos notáveis e fatoração de expressões algébricas; Relações; Funções (do primeiro grau, quadrática, modular, exponencial, logarítmica); Progressão aritmética e geométrica; Matrizes e determinantes; Análise combinatória; Sistemas lineares; Binômio de Newton; polinômios; Números complexos; Área, perímetro, volume; Simetria de figuras planas; Ângulos; Polígonos - classificação e propriedades; Semelhanças; Circunferência; Teorema de Tales; Teorema de Pitágoras; Relações métricas nos polígonos regulares; Relações métricas no triângulo retângulo; Construção e interpretação de gráficos : histogramas, gráficos de barras, de setores, de linhas poligonais e curvas; Trigonometria; Geometria Analítica; Geometria Plana; Geometria Espacial.

Bibliografia sugerida: BIANCHINI, Edwaldo. Matemática 1 grau. SP: Moderna. BONGIOVANNI, Vincenzo et al. Matemática e vida. 1 grau. SP: Ática. _________. 2 grau. SP: Ática. BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais v.3: Matemática. Brasília, MEC, 1997. GIOVANNI, José Rui. Aprendizagem e educação matemática 1 grau. SP: FTD. GUELLI, Oscar. Matemática: uma aventura do pensamento. 1 grau. SP: Ática. MORI, Iracema. ANAGA, Dulce Satiko. Idéias e desafios, lº grau. SP: Saraiva. SAMPAIO, José Luiz P. CAVALCANTE, Sidney Luiz. Conjuntos e funções , 2º grau. SP: Moderna. YOSSEF,Antonio Nicolau. Matemática; conceitos fundamentais 2º grau. SP: Moderna. E outros livros que tratam dos assuntos.

CARGO: Professor- PEB II- Português

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Períodos literários - Barroco, Arcadismo, Romantismo, Realismo, Parnasianismo, Simbolismo, Pré-modernismo, Modernismo. MORFOLOGIA: Estrutura e Formação das Palavras - Radicais Gregos e Latinos; Prefixos e Sufixos; Substantivo e Adjetivo - Classificação, Flexão e Grau; Verbo -Classificação e Conjugação; Artigo; Pronome; Numeral; Preposição; Advérbio; Conjunção; Interjeição. SINTAXE: de Concordância; de Regência; de Colocação; do Período; Processo de Coordenação e Subordinação. SEMÂNTICA: Significação das Palavras - Sinônima, Antinomia, Hiperonímia. Conotação e Denotação. Pontuação. Acentuação. Ortografia. LEITURA: Análise, Compreensão e Interpretação de Textos. Coesão, Coerência; Polifonia; Intertextualidade, Metalinguagem. Vozes do texto. Funções da Linguagem. Gêneros textuais que circulam na sociedade: propaganda, cartum, charge, reportagem, notícia,etc.

Bibliografia sugerida: BOSI, A. História concisa da literatura brasileira. 2. Ed. São Paulo: Cultrix, 1975. BRANDÃO, H. N. Gêneros do discurso na escola. São Paulo: Cortez, 2000. CEREJA, W. R. in MAGALHÃES, T. C. Literatura brasileira. 2. Ed. São Paulo: Atual, 2002. COUTINHO, Afrânio. Introdução à literatura no Brasil. 3. ed. São Paulo: Global, 2004. INFANTE, U. Curso de literatura da língua portuguesa. São Paulo: Scipione, 2000. PLATÃO e FIORIN. Lições de texto. São Paulo: Ática, 1997. MOISÉS, M. A literatura brasileira através dos textos. 8. Ed. São Paulo: Cultrix, 1980. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Professor Regente de turma infantil e fundamental

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Concepções de Educação e Escola. Função social da escola e compromisso social do educador. Ética no trabalho docente. Tendências educacionais na sala de aula: correntes teóricas e alternativas metodológicas. A construção do conhecimento: papel do educador, do educando e da sociedade. Visão interdisciplinar e transversal do conhecimento. Projeto político-pedagógico: fundamentos para a orientação, planejamento e implementação de ações voltadas ao desenvolvimento humano pleno, tomando como foco o processo ensino-aprendizagem. Currículo em ação: planejamento, seleção e organização dos conteúdos. Avaliação. Organização da escola centrada no processo de desenvolvimento do educando. Educação inclusiva. Gestão participativa na escola.

Bibliografia sugerida: ANTUNES, Celso. A construção do afeto: como estimular as múltiplas inteligências de seus filhos. São Paulo: Augustus, 1999. CAVALLEIRO, Eliane (org.). Racismo e anti-racismo na educação - repensando a nossa escola. São Paulo: Summus/ Selo Negro, 2001. LIBANEO, J.C. Didática. São Paulo: Cortez Editora (Série Formação Geral), 1994. LUCKESI, C. Filosofia da Educação. São Paulo: Cortez, 1994, cap. 2 a 5, 7 a 9. PERRENOUD, Philippe. Dez competências para ensinar. Porto Alegre, Artes Médicas - Sul 2000, cap. 2 a 6. PIMENTA, Selma, G.A. A Construção do Projeto Pedagógico na Escola de 1º Grau. Idéias nº 8. 1.990, p 17-24. RIOS, Teresinha Azeredo. Compreender e ensinar: por uma docência de melhor qualidade. São Paulo, Cortez, 2001. SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão: construindo uma sociedade para todos. Rio de Janeiro. Editora WVA, 1997. WEIZ, T. E outros livros que abranjam o programa proposto.

CARGO: Professor PEB-II - Inglês

PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Conteúdo: Leitura, análise e interpretação de texto. Substantivo: número, gênero, caso possessivo. Artigo: definido, indefinido.Adjetivo: formação, graus. Numeral: cardinais, ordinais. Pronome: pessoais, possessivos, possessivo-adjetivos, reflexivos, objetivos, interrogativos, recíprocos, indefinidos, relativos. Conjugação verbos: tempos verbais - Presente (Simple Present, Present Continuous, Present Perfect tense - Present Perfect continuous, Present Subjuntive, Imperative-affirmative, negative), Passado (Simple Past, Past continuous tense, Past Perfect Continuous tense, Past Subjuntive, Past Perfect Subjuntive), Futuro (Simple Future, Future Perfect, Future Continuous, Continuous tense); Expressões Condicionais (Past conditional, Present conditional; Future conditional). Verbos anômalos ou modais, verbos auxiliares, verbos infinitivo, gerúndio. Uso S. Advérbios: classificação. Preposição: Preposições, locuções conjuntivas, expressões idiomáticas.

Bibliografia sugerida: BRITTO, Marisa M; JENKINS ; GREGORIN, Clóvis. Michaelis - Inglês Gramática Prática. São Paulo: Melhoramentos, 2005. SWAM, M. Practical English Usage. Oxford: University Press, 1989. THOMPSON e MARTINET. A Practical English Grammar. Oxfor University Press. Livros didáticos do Ensino Fundamental e Médio, Gramáticas e Dicionários. E outros livros que abranjam o programa proposto.

QUADRO -3
PROVAS PRÁTICAS

CARGOS: Auxiliar de Administração I- Monitor de Informática

PROVA: A Prova Prática para os cargos de AUXILIAR DE ADMINISTRAÇÃO I e MONITOR EM INFORMÁTICA será de digitação, realizada no "Word for Windows" e constará de exame de rapidez e correção, apurado mediante texto fornecido no ato da prova e terá a duração de 03 (três) minutos.

A Prova Prática para o cargo de AUXILIAR DE ADMINISTRAÇÃO I será avaliada conforme tabela a seguir, aplicada à atribuição de notas, sendo:

TOQUES LÍQUIDOSPOR MINUTO PONTOS
100 e 10150,0
102 e 10352,5
104 e 10555,0
106 e 10757,5
108 e 10960,0
110 e 11162,5
112 e 11365,0
114 e 11567,5
116 e 11770,0
118 e 11972,5
120 e 12175,0
122 e 12377,5
124 e 12580,0
126 e 12782,5
128 e 12985,0
130 e 13187,5
132 e 13390,0
134 e 13592,5
136 e 13795,0
138 e 13997,5
Acima de 139100,0

a) Cada erro cometido implicará na subtração de 02 (dois) toques do total obtido e será atribuída nota 0 (zero) ao candidato que totalizar menos de 100 (cem) toques líquidos por minuto.

b) Será considerado como erro: palavra escrita incorretamente; falta de alinhamento do texto ou frase ou palavra ou título (esquerda, direita, centralizado, justificado), se for o caso; não negritar ou sublinhar o texto ou frase ou palavra ou título, se for o caso.

CARGO: Auxiliar de Mecânico

PROVA PRÁTICA - Reconhecer e nomear ferramentas. Reconhecer e nomear peças do motor e de engrenagens de automóveis.

CARGO: Bombeiro Hidráulico

PROVA PRÁTICA - Realizar uma instalação de água, envolvendo as complexidades que requer a profissão; ou reparo em vazamentos.

CARGO: Eletricista

PROVA PRÁTICA - Realizar instalações elétricas no âmbito das complexidades que requer a profissão.

CARGOS: Motorista e Tratorista

PROVA PRÁTICA MOTORISTA - Constará de prática de direção, em veículo a ser definido no ato da prova, avaliada por examinador habilitado, consumando em Laudo de Avaliação Técnica, que verificará a capacidade prática do candidato no exercício e desempenho das tarefas do cargo.

PROVA PRATICA TRATORISTA - Constará de execução de manobra com equipamento, a ser definido no ato da prova, disponibilizado num canteiro de obras.

· A Prova Prática para o cargo será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos e será aprovado o candidato que obtiver, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) dos pontos, conforme critérios estabelecidos a seguir:

I. FALTA GRAVE - Menos 15 pontos por falta (50 Pontos); acima de 4 min e abaixo de 6 min após o tempo determinado (40 Pontos); acima de 6 min e abaixo de 8 min após o tempo determinado (30 Pontos); acima de 8 min após o tempo determinado (10 pontos); não executar a tarefa ou executar a tarefa incorretamente (0 Pontos). Postura pessoal na realização da tarefa: Ótimo (30 Pontos); Bom (20 Pontos); Regular (10 Pontos); Péssimo (0 Pontos).

· Deixar de observar a sinalização da via, sinais de regulamentação, de advertência e indicação;

· Exceder a velocidade indicada para a via;

· Deixar de usar o cinto de segurança;

· Perder o controle da direção do veículo em movimento.

II. FALTA MÉDIA - Menos 7,5 pontos por falta:

· Apoiar o pé no pedal da embreagem com o veículo engrenado e em movimento;

· Interromper o funcionamento do motor sem justa razão, após o início da prova;

· Arrancar sem soltar o freio de mão;

· Não colocar o veículo na área balizada em, no máximo, três tentativas.

III. FALTA LEVE - Menos 2.5 pontos por falta:

· Provocar movimentos irregulares no veículo, sem motivo justificado;

· Engrenar as marchas de maneira incorreta;

· Não ajustar devidamente os espelhos retrovisores;

· Usar incorretamente os instrumentos do painel.

Para submeter-se à Prova Prática para o cargo de Motorista e Tratorista, O CANDIDATO DEVERÁ APRESENTAR ao examinador a Carteira Nacional de Habilitação exigida para o cargo, conforme estabelecido neste Edital, não sendo aceitos protocolos ou declarações.

ANEXO IV

CRONOGRAMA DO CONCURSO

DATA

HORÁRIO

EVENTO

LOCAL

Até 14/05/ 2007

-

- Publicação do Edital (site e Prefeitura) - Publicação extrato em mídia impressa.

- www.catedraconcursos.com.br

- Jornal "HOJE EM DIA".

Durante 02 dias úteis, após divulgação do evento anterior

8h às 11h e 13h às 17h

Prazo para interposição de recurso sobre o Edital de abertura do Concurso Público.

Sede da Câmara Municipal de São Francisco, situada na Rua Montes Claros, 299 - Centro - São Francisco/MG.

21/05 /2007 a 04/06/2007, exceto sábados, domingos e feriados

8h às 12h e 13h 30 min às 18 h

Período para INSCRIÇÃO

PRESENCIAL dos candidatos ao Concurso Público.

Em SÃO FRANCISCO/MG: Sede da Câmara Municipal, situada na Rua Montes Claros, n° 299, Centro - São Francisco Telefone: (38) 3631- 1368

Em MONTES CLAROS/MG: Sede da empresa organizadora do concurso, situada na Rua Dr. Santos, n° 256/4° andar, salas 403, 404, 406, 407-Centro - Telefone: (38) 3082- 0572.

Até 12/06/2007

18 h

Divulgação da relação de candidatos inscritos e do local, data e horário de realização das provas (Objetiva de Múltipla Escolha e Prática)

Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de São Francisco e no site www.catedraconcursos.com.br

1°/07/2007

A divulgar

Realização da Prova Objetiva de Múltipla Escolha.

A divulgar no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de São Francisco(MG) e no site: www.catedraconcursos.com.br

02/07/2007

18 h

Divulgação do gabarito da Prova Objetiva de Múltipla Escolha.

Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de São Francisco(MG) e no site: www.catedraconcursos.com.br

Durante 02 dias úteis, após divulgação do evento anterior

8h às 11h e 13h às 17h

Prazo para interposição de recurso sobre a realização das Provas e divulgação do gabarito.

Sede da Câmara Municipal de São Francisco, situada na Rua Montes Claros, n° 299, Centro, São Francisco/MG.

Até 10/07/2007

18h

Divulgação do resultado parcial (em ordem de classificação).

Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de São Francisco e no site: www.catedraconcursos.com.br

15/07/2007

14 h

Realização da Prova Prática para os candidatos inscritos no cargo de Auxiliar de Administração I, Tratorista, Motorista, Eletricista, Bombeiro-hidráulico, Auxiliar de mecânico.

A divulgar no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de São Francisco(MG) e no site: www.catedraconcursos.com.br

Durante 02 dias úteis, após divulgação do evento anterior

8h às 11h e 13h às 17h

Prazo para interposição de recurso sobre o resultado final.

Sede da Câmara Municipal de São Francisco, situada na Rua Montes Claros, 299, Centro, São Francisco/MG.

23/07/2007

18h

Resultado final

Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de São Francisco e no site: www.catedraconcursos.com.br

A partir de 25/07/2007

18h

Homologação do resultado final, após terem sido ultimadas todas as etapas editalícias / Publicação de seu extrato em mídia impressa.

Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de São Francisco / Jornal local ou regional.

85040

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231