Prefeitura de Ribeirão Preto - SP

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO

ESTADO DE SÃO PAULO

SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO

EDITAL DE ABERTURA CONCURSO PÚBLICO Nº 002/2007

A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, no uso de suas atribuições legais, torna pública a abertura de inscrição para o Concurso Público nº 002/2007, para o cargo de Assistente Social, visando o preenchimento de vagas.

INSTRUÇÕES ESPECIAIS:

O Concurso será regido pelas instruções especiais abaixo transcritas:

I - DOS CARGOS:

1.1 - O concurso destina-se ao provimento de cargos atualmente vagos, dos que forem criados, dos que vagarem e forem necessários à Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, durante seu prazo de validade nos termos da Constituição Federal, art. 37, inciso III, conforme segue:

1.2 - Condições Gerais:

Cargo

Nº de vagas

Vencimento

Carga horária

TAXA DE INSCRIÇÃO

Assistente Social

02

R$ 1.416,78 + vale alimentação de R$ 153,00

20 horas semanais

R$ 50,00 (cinqüenta reais)

1.2 - Nos termos da Lei Complementar Municipal nº 361/94, art. 9º, serão destinadas vagas aos candidatos portadores de deficiência física e limitação sensorial, em conformidade com a quantidade de convocações feitas para os cargos, objetos deste concurso.

1.3.1 - Os candidatos portadores de deficiência, quando convocados, serão avaliados, em caráter eliminatório, quanto ao tipo e grau da deficiência por eles apresentados e sua compatibilidade com as tarefas do cargo para o qual prestaram concurso.

1.3.2 - Não havendo candidatos portadores de deficiência aprovados, as vagas serão preenchidas pelos demais, obedecida ordem de classificação para os respectivos cargos.

II - DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS:

2.1 - Definidas no anexo XIX da Lei Complementar nº 361/94, publicada no Diário Oficial do Município de 12/07/1994.

2.1.1 - Assistente Social:

- efetuar levantamento de dados para identificar problemas sociais de grupos específicos de pessoas, como menores, migrantes, estudantes da rede escolar municipal e servidores municipais;

- elaborar e executar programas de capacitação de mão-de-obra e sua integração no mercado de trabalho;

- elaborar ou participar da elaboração e execução de campanhas educativas no campo de saúde pública, higiene e saneamento;

- organizar atividades ocupacionais de menores, idosos e desamparados;

- orientar comportamento de grupos específicos de pessoas, face a problemas de habitação, saúde, higiene, educação, planejamento familiar e outros;

- promover, por meio de técnicas próprias e através de entrevistas, palestras, visitas a domicílios, e outros meios, a prevenção ou solução de problemas sociais identificados entre grupos específicos de pessoas;

- organizar e manter atualizadas referências sobre as características sócio-econômicas dos servidores municipais, bem como dos pacientes assistidos nas unidades de assistência social;

- participar da elaboração, execução e avaliação dos programas de orientação educacional e pedagógicos na rede escolar municipal;

- aconselhar e orientar a população nos postos de saúde, escolas e creches municipais;

- atender servidores da Prefeitura Municipal que se encontrem em situação-problema;

- atuar junto a servidores municipais aposentados;

- realizar visitas de supervisão nas creches, elaborando propostas de trabalho, relatórios de avaliação e, discutindo alternativas e encaminhamentos de questões gerais junto à coordenação da creche;

- programar atividades de integração e treinamento para gerentes, médicos, diretores de escola e servidores em geral das diversas áreas da prefeitura municipal.

- Executar outras atribuições afins.

III - DAS INSCRIÇÕES:

3.1 - As inscrições estarão abertas no período de 26/03/2007, a partir das 09h00 a 09/04/2007, até às 24h00, através da Internet no endereço eletrônico www.ribeiraopreto.sp.gov.br

3.2 - Para inscrever-se o candidato deverá:

a) Preencher na Internet a ficha de inscrição, que estará disponível no endereço eletrônico www.ribeiraopreto.sp.gov.br, link “CONCURSOS”, “CONCURSOS Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto”, escolhendo na tabela, na opção “Concurso Público nº 002/2007”, “inscrição”.

b) No caso do candidato ser portador de deficiência, informar na própria ficha de inscrição, disponibilizada pela Internet, o tipo e grau da deficiência, bem como, se necessita de condições especiais para realização da prova escrita;

c) Imprimir a ficha de inscrição que será o boleto bancário destinado ao recolhimento da taxa de inscrição;

d) Recolher, até o dia 10/04/2007, a taxa correspondente à inscrição através da ficha de compensação impressa para inscrição.

3.2.1 - Uma vez, verificadas falsidades de declarações ou irregularidades na prova ou documentos, será anulada, a qualquer tempo, a inscrição ou a prova do candidato, com encaminhamento da questão às autoridades competentes.

3.3 - Os candidatos que não dispuserem de computador conectado à Internet poderão efetuar o preenchimento da ficha nos computadores disponibilizados no local abaixo relacionado:

Local

Endereço

Horário de Atendimento

Poupatempo Ribeirão Preto

Av. Pres. Kennedy n.º 1.500

09h às 19h (2ª à 6ª)
09h às 15h (sábado)

3.4 - Aconselhamos aos candidatos, fazerem suas inscrições o quanto antes, mesmo que deixem o pagamento para o último dia, pois poderá haver congestionamento no sistema dificultando as inscrições de -última hora”.

3.4.1 - Não haverá prorrogação do prazo de inscrições.

3.5 - O candidato antes de confirmar sua inscrição, deverá conferir os seus dados, sendo de sua total responsabilidade a veracidade e correção das informações cadastradas no ato da inscrição, ainda que a mesma tenha sido realizada por atendente no local estabelecido para sua realização, previsto no item 3.3.

IV - DA PROVA:

4.1 - O concurso constará de prova de Conhecimentos Específicos.

4.1.2 - Da prova de Conhecimentos Específicos: serão avaliados os conhecimentos básicos relacionados ao respectivo cargo e consistirá de 50 (cinqüenta) questões de múltipla escolha, de acordo com o programa que segue no Anexo I do presente edital, correspondendo na sua totalidade a 100 (cem) pontos.

4.1.2.1 - Todas as questões terão o mesmo peso, correspondendo a 2 (dois) pontos cada uma delas.

4.1.3 - Serão habilitados na prova de conhecimentos específicos, os candidatos que totalizarem 60 pontos.

V - DA REALIZAÇÃO DA PROVA:

5.1 - A prova realizar-se-á em data, local e horário a serem oportunamente divulgados, através do Diário Oficial do Município, com afixação no local das inscrições e na Secretaria da Administração, sita na Via São Bento s/nº

5.1.1 e A partir da data da publicação destas informações, no Diário Oficial do Município, o candidato também poderá consultar pela Internet o local onde irá realizar a prova através do site www.ribeiraopreto.sp.gov.br, no link -CONCURSOS”, -CONCURSOS Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto”, escolhendo na tabela, na opção -Concurso Público nº 002/2007”, -pesquisa”.

5.1.2 - Para a realização da prova, o candidato deverá estar munido de:

- Protocolo de inscrição,

- Cédula de identidade original (RG),

- Caneta esferográfica, tipo comum, com carga de cor AZUL ou PRETA,

- Lápis e borracha.

5.1.3 - Não será admitido no local de provas, o candidato que se apresentar após o horário estabelecido para o fechamento dos portões, devendo o mesmo comparecer ao local com antecedência de 01h, pois os mesmos serão fechados 15 (quinze) minutos antes do início da prova.

5.1.3.1 - Após o fechamento dos portões, nenhum candidato, sob qualquer hipótese poderá ingressar no local das provas.

5.1.3.2 - O candidato, para ingressar no local de prova, deverá portar documento de identidade original, não lhe sendo permitida a entrada ou entrega do documento após o horário do fechamento dos portões.

5.1.3.3 - Ainda que o candidato esteja no interior do local de provas, se estiver sem seu documento de identidade, será impedido de realizar prova e retirado.

5.1.4 - A duração da prova será de 03 (três) horas, já incluído o tempo para preenchimento da folha de respostas.

5.1.5 - Durante a execução da prova, não será permitida consulta à legislação, livro, revista ou folheto, equipamento eletrônico de comunicação, o uso de máquina calculadora, como também não será admitida a comunicação entre os candidatos.

5.1.5.1 - Os telefones celulares serão desligados e guardados na bolsa ou sob a carteira do candidato.

5.1.6 - Não será permitido ao candidato, ausentar-se da sala de provas sem estar acompanhado por fiscal.

5.1.6.1 - O uso dos sanitários e da água após o início da prova, somente será permitido após o candidato ter assinado a lista de presença e a sua folha de respostas.

5.1.6.2 - O candidato, quando de sua saída da sala de provas, não poderá levar bolsa, celular ou objeto relacionado à prova.

5.1.6.3 - É assegurado ao fiscal de sala e ao de corredor, o direito e dever, em caso de dúvida, de proceder a verificação.

5.1.7 - O candidato só poderá retirar-se do local de aplicação das provas, após decorrida 01h hora do início das mesmas, devendo entregar ao Fiscal da Sala o caderno de questões e respectiva folha de respostas. Não serão computadas questões não respondidas, que contenham rasuras, que não tenham sido respondidas com esferográfica azul ou preta ou que contenham mais de uma alternativa assinalada.

5.1.7.1 - O candidato ficará desobrigado da entrega do caderno de prova ao fiscal, caso retire-se da sala após 02 (duas) horas do início de sua aplicação.

5.1.8 - O penúltimo e o último candidato que terminarem a prova, sairão juntos da sala devendo acompanhar o processo de lacração das folhas de respostas, assinando como testemunhas.

5.1.9 - Não haverá segunda chamada ou repetição da prova, importando a ausência ou o atraso do candidato, na sua exclusão, seja qual for o motivo alegado, como também sob nenhuma alegação será feita prova fora do local pré-estabelecido.

5.1.10 - O não comparecimento à prova excluirá automaticamente o candidato do Concurso.

5.1.11 - Eventuais recursos sobre questões, poderão ser apresentados em duas vias, na Secretaria Municipal da Administração, na Divisão de Seleção, Recrutamento e Treinamento, sita na Via São Bento s/nº, no horário das 09h às 16h, nos 02 (dois) dias úteis, subseqüentes à realização da prova.

5.1.12 - O gabarito oficial será publicado no Diário Oficial do Município, afixado na Secretaria Municipal da Administração, sita na via São Bento s/nº e disponibilizado na Internet no endereço eletrônico: www.ribeiraopreto.sp.gov.br, no link -CONCURSOS”, -CONCURSOS Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto”, escolhendo na tabela, na opção -Concurso Público nº 002/2007”, - GABARITO”, no prazo de até 05 (cinco) dias úteis após a realização da prova.

5.1.12.1 - Eventuais recursos sobre o gabarito, poderão ser apresentados em duas vias, na Secretaria Municipal da Administração, na Divisão de Seleção, Recrutamento e Treinamento, sita na Via São Bento s/nº, no horário das 09h às 16h, nos 02 (dois) dias úteis, subseqüentes à sua publicação.

VI - DA CLASSIFICAÇÃO:

6.1 - A nota final do candidato habilitado dar-se-á pela soma dos totais de pontos obtidos na prova.

6.1.1 - Os candidatos habilitados serão classificados em ordem decrescente da nota final. 

6.2 - O candidato, inscrito como portador de deficiência será classificado na listagem específica para portadores de deficiência e na listagem geral, podendo ser convocado em qualquer uma delas, na que sua vez chegar primeiro;

6.2.1 - Caso o candidato, inscrito como portador de deficiência, e aprovado no presente concurso público, quando da perícia médica oficial do Município, não se enquadre nos requisitos legais, a fim de que possa ser, nos termos da lei, considerado portador de deficiência, o mesmo terá mantida sua classificação na lista geral de candidatos aprovados, em conformidade com a pontuação obtida e com os critérios de desempate adotados;

6.2.2 - Constatada a má-fé por parte do candidato que tentar valer-se, indevidamente, das prerrogativas exclusivas do portador de deficiência, o mesmo será excluído do concurso público e estará sujeito às medidas administrativas, civis e criminais que couberem, em conformidade com a situação;

6.3 - A inexatidão das afirmativas ou irregularidades de documentos verificados posteriormente, eliminará o candidato do Concurso, anulando os atos decorrentes da inscrição.

6.4 - A Divisão de Seleção, Recrutamento e Treinamento publicará, no Diário Oficial do Município de Ribeirão Preto, com afixação na Secretaria Municipal da Administração, sita na Via São Bento s/nº, a listagem de classificação final, elaborada mediante a correção das provas. O candidato poderá pesquisar sua classificação na Internet no endereço eletrônico: www.ribeiraopreto.sp.gov.br, no link -CONCURSOS”, - CONCURSOS Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto”, escolhendo na tabela, na opção -Concurso Público nº 002/2007”, - RELAÇÃO DOS APROVADOS”.

6.5 - Em caso de igualdade de classificação terá preferência sucessivamente o candidato que:

6.5.1 - tiver maior idade;

6.5.2 - maior número de filhos menores de 14 (quatorze) anos, conforme declaração no ato da inscrição.

6.6 - No prazo de 02 (dois) dias úteis a contar da data da publicação da classificação final, que discriminará em separado as notas e critérios de desempate, o candidato poderá apresentar recurso na Secretaria Municipal da Administração, na Divisão de Seleção, Recrutamento e Treinamento, no horário das 09h às 16h, desde que devidamente justificado, o que só será admitido para o único efeito de correção de notório erro de fato.

VII - DA NOMEAÇÃO E POSSE:

7.1 - O aproveitamento do candidato será feito respeitando-se a ordem de classificação, de acordo com as necessidades da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, não gerando o fato de sua aprovação, o direito à admissão.

7.2 - Por ocasião da convocação, serão exigidos dos candidatos classificados os seguintes documentos e o atendimento às condições conforme segue:

7.2.1 - Dos documentos:

7.2.1.1 - Certidão de estado civil;

7.2.1.2 - Cédula de Identidade;

7.2.1.3 - Cadastro de Pessoa Física - CPF;

7.2.1.4 - Título de Eleitor e comprovante de quitação eleitoral (comprovante de voto ou justificativa);

7.2.1.5 - Cartão de Inscrição no PIS/PASEP ou pesquisa;

7.2.1.5 - Certificado de Reservista com a respectiva circunscrição militar, para os candidatos do sexo masculino;

7.2.1.6 - Certidão de nascimento dos filhos menores de 18 (dezoito) anos;

7.2.1.7 - Certificado de conclusão da escolaridade, exigido para o respectivo cargo, reconhecido pelo MEC;

7.2.1.8 - Inscrição no Conselho Regional de Assistência Social do Estado de São Paulo (CRAS-SP);

7.2.1.9 - Certidão Criminal, para fins processuais;

7.2.1.10 - Obedecida a ordem de classificação, os candidatos serão submetidos a exames médicos de caráter eliminatório, que avaliará sua capacidade física ao desempenho das tarefas relacionadas ao respectivo cargo;

7.2.1 - Das condições:

7.2.1 - Ser brasileiro nato ou naturalizado ou gozar das prerrogativas previstas na Legislação Vigente;

7.2.2 - Ter idade mínima de 18 anos;

7.2.3 - Gozar de boa saúde física e mental e não ser portador de deficiência incompatível com o exercício das funções que competem ao cargo;

7.2.4 - Estar quites com as obrigações do serviço militar, se do sexo masculino, observado a legislação em vigor;

7.2.5 - Não registrar antecedentes criminais e estar em gozo dos direitos civis, políticos e eleitorais, bem como nada ter que o desabone e torne incompatível o desempenho de suas funções;

7.2.6 - Não ter sido exonerado ou demitido do serviço público por justa causa.

7.2.7 - Não se encontrar aposentado de cargo, emprego ou função público de acumulação proibida com o exercício do novo cargo.

7.3 - O presente concurso terá validade de 02 (dois) anos, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período, conforme interesse e oportunidade da Municipalidade e mediante autorização do Prefeito Municipal.

7.4 - O candidato ou seu procurador, terá um prazo de no máximo 03 (três) dias úteis, a contar da data do recebimento da notificação que precederá a contratação, para manifestar seu interesse em assumir o cargo. A omissão ou negação do candidato ou de seu procurador será considerada como renúncia à nomeação.

7.4.1 - Em casos de excepcional interesse público, o candidato poderá ser convocado em caráter de urgência tendo prazo de 24 (vinte e quatro) horas para a manifestação de seu interesse.

VIII - DA COMISSÃO:

8.1 - Ficam designados os seguintes membros, sob a presidência da primeira, para comporem a comissão organizadora do presente concurso:

- Liana Garcia Palma

- Telma Sanches Vendrúscolo

- Marilda Cardoso de Almeida Lara

IX - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS:

9.1 - A inscrição do candidato importará no conhecimento das presentes instruções e na aceitação tácita das condições do concurso, tais como se acham estabelecidas neste edital e nas normas legais pertinentes.

9.2 - A inexatidão das afirmativas e/ou irregularidades de documentos, mesmo que verificadas posteriormente, implicará na nulidade de inscrição e desqualificação do candidato, com todas as suas decorrências, sem prejuízo das medidas de ordem administrativa, civil e criminal.

9.3 - O candidato classificado obriga-se a manter atualizado seu endereço perante a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto.

9.4 - Os casos omissos serão resolvidos pela Secretaria Municipal da Administração.

9.5 - Caberá ao Prefeito Municipal a homologação dos resultados finais.

Ribeirão Preto, 20 de março de 2007

ANTONIO NAMI
Secretário Municipal da Administração

JOSÉ ANTÔNIO PESSINI
Diretor do Departamento de Recursos Humanos

THOMAZ PERIANHES JÚNIOR
Chefe da Divisão de Seleção, Recrutamento e Treinamento

ANEXO I

PROGRAMA:

1 - Principais correntes filosóficas do século XX e sua influência no Serviço Social: marxismo, neotomismo, neo-positivismo, fenomenologia.

2 - O processo de trabalho e relações sociais na sociedade contemporânea. Crise capitalista e transformações no mundo do trabalho. Os impactos no Serviço Social brasileiro.

3 - Questão social e defesa de direitos no horizonte da ética profissional. O Código de Ética Profissional: valores éticos, morais e profissionais.

4 - As instituições de direito no Brasil: direitos e garantias fundamentais da cidadania. Constituição Federal, LOAS, ECA, SUAS, Estatuto do Idoso e Estatuto da Pessoa Portadora de Deficiência.

5 - Papel do Estado e da Sociedade civil. Políticas brasileiras de seguridade social. Conselhos. Redes sociais e redes locais. Famílias e políticas públicas. Formulação e gestão de políticas sociais.

6 - O Serviço Social como especialização do trabalho coletivo. A inserção do assistente social nos processo de trabalho: questão social, políticas e movimentos sociais, a dinâmica institucional.

7 - Processos interventivos do Serviço Social: estratégias, procedimentos, instrumental técnico-operativo. Concepção, desenvolvimento, monitoramento e avaliação de projetos sociais.

8 - Concepção, elaboração e realização de projetos de pesquisa. A pesquisa quantitativa e qualitativa e seus procedimentos. Leitura e interpretação de indicadores sócio-econômicos. Estatística aplicada à pesquisa em Serviço Social.

9 - As teorias do desenvolvimento humano e de grupos sociais. A construção das identidades sociais e das subjetividades.

BIBLIOGRAFIA:

ACOSTA, A. R., VITALE, M. A. F. (ORG.) Família: Redes, Laços e Políticas Públicas. São Paulo: Cortez/IEE-PUC, 2005.

AGUILAR, M.J. e ANDER-EGG, E. Avaliação de serviços e programas sociais. 2ed. Petrópolis: Vozes, 1994.

ANTUNES, Ricardo L. C. Adeus ao Trabalho? Ensaio sobre as Metamorfoses e a Centralidade do Mundo do Trabalho. São Paulo: Cortez, 1995.

AZEVEDO, M. A. & GUERRA, V. N. A Crianças Vitimizadas: a síndrome do pequeno poder São Paulo: Iglu, 1989.

BARROCO, M.L.S. Ética e Serviço Social. Fundamentos Ontológicos. 2ed. São Paulo: Cortez, 2003.

BOCK, A., FURTADO, O., TEIXEIRA, M. L. Psicologias: uma introdução ao estudo de psicologia. São Paulo: Saraiva, 1992.

BONETTI, D. A. (org) Serviço Social e Ética: convite a uma nova práxis. 3ed. São Paulo: Cortez, 2000.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. São Paulo: Jalovi, 1988.

BRASIL. Estatuto da criança e do adolescente: lei federal n. 8069 de 13 de julho de 1990.

BRASIL. Estatuto do Idoso: lei federal n. 10.741 de 1 de outubro de 2003.

BRASIL. Lei orgânica da assistência social: lei federal nº 8.742 de 7 de dezembro, 1993. Brasília: MPAS/Secretaria de Estado de Assistência Social, 1999.

BRASIL. MPAS. Normas Operacionais Básicas da Assistência Social. Brasília: MPAS, SEAS, 2005.

BRASIL. Política Nacional da Assistência Social: Resolução 145. Brasília: MDS/CNAS, 2004.

BRASIL. Política Nacional da Pessoa Portadora de Deficiência: lei federal nº 7.853/89 e Decreto nº 5296/04. Brasília: MPAS/Secretaria de Estado de Assistência Social, 1999.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. Tradução Roneide Venâncio Majer. A era da informação: economia, sociedade e cultura. 2. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999. V. 1.

CHIZZOTTI, A. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 2 ed. São Paulo: Cortez, 1995.

CLAPIER-VALLADO, S. Teorias da Personalidade. São Paulo: Martins Fontes, 1988.

COSTA, C. SOCIOLOGIA: introdução a ciência da sociedade. São Paulo: Moderna, 2004.

DEMO, P. Charme da Exclusão Social. Campinas: Autores Associados, 1998.

DESSEN, M. A., COSTA JÚNIOR, A. L. A ciência do desenvolvimento humano. Porto Alegre: Artmed, 2005.

DOUWBOR, L; IANNI, O; REZENDE, P.E.(org) . Desafios da Globalização. Petrópolis: Vozes, 1997.

FALEIROS, Vicente de Paulo. Estratégias em Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1999.

GRAMSCI, A. Os intelectuais e a organização da cultura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968.

GUERRA, Yolanda. A instrumentalidade do serviço social. São Paulo: Cortez.

HORKHEIMER. M., ADORNO, T. (org). Temas básicos da sociologia. São Paulo: Cultrix, 1973.

IAMAMOTO, Marilda Villela. Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo: Cortez, 2000.

LESBAUPIAN, Ivo. Poder local X exclusão social: a experiência das prefeituras democráticas no Brasil. Petrópolis: Vozes, 2000.

MARTINELLI, M.L. Identidade e Alienação. São Paulo: Cortez, 1998.

MARX, K. e ENGELS, F. A Ideologia Alemã: introdução de Jacob Gorender. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

MINAYO, M. C. de S. O desafio do conhecimento.7 ed Pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo-Rio de Janeiro: HUCITEC-ABRASCO, 2000.

MINAYO, M. de S. (org.). Pesquisa Social. R. J.: Vozes, 2002.

OSÓRIO, L. C. Grupos – teorias e práticas: acessando a era da grupalidade. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.

PONTES, R. Mediação em Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1995.

RAICHELIS, Raquel. Esfera Pública e Conselhos de Assistência Social: caminhos da construção democrática. São Paulo: Cortez, 1998.

SÁ, Janete L. Matins de. Serviço Social e Interdisciplinaridade: dos fundamentos filosóficos à prática interdisciplinar no ensino, pesquisa e extensão. São Paulo: Cortez, 2000.

SILVA, Maria Ozanira Silva e (Coord.) O serviço social e o popular: resgate teórico-metodológico do projeto profissional de ruptura. São Paulo: Cortez, 1995.

SOUZA, M.L. Desenvolvimento de Comunidade e Participação. 8 ed. São Paulo: Cortez, 2004.

YASBEK, M.C. Classes subalternas e assistência social. São Paulo: Cortez, 2003.

WANDERLEY, M.B. Metamorfoses do Desenvolvimento de Comunidade. São Paulo: Cortezs, 1998.

ZIMMERMAN, D.E., OSÓRIO, L.C. (org). Como trabalhamos com grupos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

REVISTA SERVIÇO SOCIAL E SOCIEDADE. São Paulo. Editora Cortez. ANO XV - AGO. 1994 A ANO XXVII NOV. 2006. (N. 45 A 88)

83091

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231