Prefeitura de Miguel Pereira (Edital 2) - RJ

PREFEITURA MUNICIPAL DE MIGUEL PEREIRA

ESTADO DO RIO DE JANEIRO

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 002/2008

Notícia:   426 vagas para a Prefeitura de Miguel Pereira - RJ

O Prefeito Municipal de MIGUEL PEREIRA, no uso de suas atribuições legais, e com base em contrato celebrado com a Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt - FUNCAB, torna público o presente EDITAL de Abertura de CONCURSO PÚBLICO destinado a selecionar candidatos para provimento de cargos efetivos constantes no ANEXO I, do Quadro Permanente de Pessoal do Magistério da Prefeitura Municipal de MIGUEL PEREIRA, observadas as disposições contidas nos diplomas legais vigentes.

1- DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1 - Este Edital contém as cláusulas e condições que regem este concurso, conforme a legislação vigente. A realização da inscrição implica a concordância do candidato com as regras aqui estabelecidas, com renúncia expressa a quaisquer outras.

1.2 - O prazo de validade do presente Concurso Público é de 02 (dois) anos, a contar da data da publicação da homologação de seu resultado final, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período, por ato do Chefe do Poder Executivo Municipal, conforme dispõe o Artigo 37, inciso III, da Constituição Federal.

1.3 - As inscrições para este Concurso Público serão realizadas presencialmente nos locais e horários especificados nos itens 3.4 e 3.5.

1.3.1 - Todo o processo de execução deste Concurso Público, com as informações pertinentes, estará disponível no portal www.funcab.org

1.4 - Todos os atos oficiais relativos ao Concurso serão publicados no órgão oficial de imprensa da Prefeitura de Miguel Pereira: Boletim Informativo do Município - BIM, na imprensa local e regional e nos portais www.pmmp.rj.gov.br e www.funcab.org

1.4.1 - O candidato deverá acompanhar as notícias relativas ao Concurso Público nos órgãos de imprensa e portais citados no caput, pois caso ocorram alterações nas normas contidas neste Edital, elas serão neles divulgadas.

1.5 - Serão considerados documentos oficiais de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares (ex-Ministérios Militares), pelos Corpos de Bombeiros e pelas Polícias Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordens, Conselhos e etc.); Certificado de Reservista; Passaporte; Carteiras Funcionais do Ministério Público e Magistratura; carteiras expedidas por órgão público que, por Lei federal, valem como identidade e Carteira Nacional de Habilitação (somente modelo com foto).

1.6 - Os requisitos exigidos para os cargos públicos, em função de sua natureza, os programas mínimos das provas e as sugestões de bibliografia são os que constam do Roteiro do Candidato, que será entregue quando da inscrição, ou retirado pela Internet, fazendo o download no portal www.funcab.org

1.7 - O Concurso Público será eliminatório e classificatório, constando de prova escrita com questões objetivas, valendo um total de 95 (noventa e cinco) pontos e prova de títulos valendo um total de 05( cinco) pontos.

1.8 - Será eliminado do presente concurso o candidato que não obtiver pelo menos 50% (cinqüenta por cento) dos pontos da prova objetiva.

1.9 - Os aprovados que ingressarem no quadro de pessoal do Magistério do Município de Miguel Pereira estarão sujeitos ao regime estatutário e o ingresso nos cargos dar-se-á na classe inicial.

1.10 - Integram o presente Edital: Anexo I - Quadro de Cargos e Vagas; Anexo II - Quadro de Provas;

Anexo III - Cronograma Previsto; Anexo IV - Quadro de Atribuições.

2- DAS VAGAS E DOS REQUISITOS BÁSICOS

2.1 - As vagas definidas pela Prefeitura para este concurso são em número de 60 (sessenta) e estão distribuídas conforme o Quadro de Cargos e Vagas, constante do Anexo I, mediante normas e condições expressas neste Edital. As vagas destinadas aos candidatos portadores de deficiência física estão ali identificadas, de acordo com a Lei Estadual nº. 2.482/95.

2.2 - Somente quando convocados para nomeação, os candidatos apresentarão os documentos comprobatórios do atendimento aos requisitos especificados no Quadro de Cargos e Vagas e o original dos títulos declarados. Caso o candidato não possa comprovar o exigido, serão anulados sumariamente a inscrição e todos os atos dela decorrentes.

2.3 - A convocação dos candidatos aprovados será feita em edital e por correspondência individual, obedecendo rigorosamente à ordem de classificação final do concurso divulgada pela Prefeitura.

2.4 - A nomeação dos candidatos aprovados dentro do limite das vagas deverá ocorrer de acordo com as necessidades da Municipalidade.

2.5 - São requisitos para inscrição: a) ter completado 18 (dezoito) anos até a data da posse; b) ser brasileiro nato ou naturalizado, ou cidadão português que tenha adquirido a igualdade de direitos e obrigações civis e o gozo dos direitos políticos (Decreto nº. 70.43 6/72 e Constituição Federal, parágrafo 1º do Artigo 12); c) ter cumprido o serviço militar ou dele ter sido dispensado, se do sexo masculino; d) ter a situação regularizada perante a legislação eleitoral; e) poder comprovar, até a data da convocação, os pré-requisitos para o cargo a que se candidatou; f) não será considerada, como curso concluído, a hipótese de o candidato estar cumprindo período de recuperação ou dependência.

3- DAS INSCRIÇÕES

3.1 - Para inscrever-se no CONCURSO PÚBLICO, o candidato deverá ter o conhecimento e a tácita aceitação das normas e condições estabelecidas neste Edital, incluindo seus Anexos e o Roteiro do Candidato, partes integrantes das normas que regem o presente Concurso Público das quais não poderá alegar desconhecimento em nenhuma hipótese.

3.2 - Os valores das taxas de inscrição são os seguintes:

NÍVEL DE ESCOLARIDADE

TAXA DE INSCRIÇÃO

Categorias de Nível Superior

65,00

Categorias de Nível Médio

45,00

3.3 - Período de inscrição: 08 a 22 de abril de 2008.

3.4 - Horário de inscrição: 09h às 16h de 2ª a 6ª feira.

3.5 - Locais de inscrição:

a) FENART - Rua Prefeito Manoel Guilherme Barbosa, 375 - ao lado da sede da Prefeitura Municipal de Miguel Pereira - Centro.

b) Biblioteca Municipal de Miguel Pereira - Rua Francisco Antônio Andreiolo, 380 - Conrado 3º Distrito de Miguel Pereira.

c) Museu Ferroviário - Praça da Estação Ferroviária, 305 - Governador Portela - 2º Distrito de Miguel Pereira.

3.6 - Procedimentos para a inscrição:

3.6.1 - Comparecer a um dos locais de inscrição, identificados no item acima, munido de cópia de um dos documentos oficiais citados no item 1.5, que ficará retida.

3.6.2 - Preencher corretamente todos os campos da ficha de inscrição e devolvê-la à atendente, que preencherá o valor da inscrição, destacando e entregando ao candidato o boleto bancário e o comprovante de entrega do formulário de inscrição.

3.6.3 - Pagar a taxa de inscrição, em espécie, em qualquer banco, agência lotérica ou rede conveniada com banco, utilizando o boleto bancário que foi destacado da ficha de inscrição, pela atendente. Não serão aceitos depósitos em cheque ou feitos no caixa rápido.

3.6.4 - Após o pagamento da taxa, o candidato deverá retornar ao local de inscrição, munido de seu comprovante de pagamento, fornecido pelo caixa do banco, para receber o Roteiro do Candidato contendo o Edital e demais orientações sobre o CONCURSO PÚBLICO, ementas e bibliografia.

3.6.5 - Não serão aceitas inscrições condicionais ou extemporâneas, ressalvado o caso previsto na alínea a do Decreto 3.307 de 03 de abril de 2008, por via postal ou por fax, admitindo-se, contudo, inscrição através de procuração. Nesse caso, o candidato assumirá as conseqüências de eventuais erros de seu procurador quando do preenchimento do respectivo Requerimento de Inscrição. O original da procuração e a xerox do documento oficial de identificação do candidato e do procurador ficarão retidos. Deverá ser apresentada uma procuração para cada candidato.

3.6.6 - Antes de efetuar o pagamento da taxa de inscrição, o interessado deverá certificar-se de que preenche os requisitos exigidos neste Edital, pois em hipótese alguma haverá devolução da mesma.

3.6.7 - Não haverá devolução da taxa de inscrição, exceto na hipótese de não ocorrência do concurso.

3.6.8 - As isenções serão condicionadas ao disposto no Decreto 3.307de 03 de abril de 2008 e da Portaria nº. 84 de 01 de abril de 2008.

4- DOS DEFICIENTES FÍSICOS

4.1 - O candidato com deficiência física que pretenda concorrer à vaga reservada, conforme indicado no Anexo I deverá, no ato da inscrição, declarar tal intenção, especificando sua deficiência, assinalando na ficha de inscrição, se necessita de condições especiais para realização da prova.

4.1.1 - Os portadores de deficiência deverão submeter-se a exame médico oficial realizado pela Prefeitura Municipal de MIGUEL PEREIRA, que terá decisão terminativa sobre a qualificação do candidato como deficiente ou não e se o grau de deficiência é compatível com o exercício do cargo.

4.1.2 - O exame médico oficial será realizado, por junta médica constituída para tal fim, indicada pela Secretaria Municipal de Saúde. Os exames serão realizados no dia 28/04/2008, de 08h às 12h, na Perícia Médica do Município no Térreo do Terminal Rodoviário Álvaro Correa - Av. Marechal Rondon, s/n.º - Plante Café.

4.1.3 - Será considerada como deficiência aquela definida pela Lei Estadual 2.298/94, alterada pela Lei Estadual nº. 2.482/95. Não serão considerados como deficiência os distúrbios de acuidade visual ou auditiva passíveis de correção simples pelo uso de lentes ou aparelhos específicos. O candidato que não comparecer ao exame médico não concorrerá às vagas reservadas aos deficientes.

4.1.4 - As pessoas portadoras de deficiência participarão do Concurso em igualdade de condições com os demais candidatos no que se refere a: conteúdo, avaliação, duração, horário e local de realização das provas.

4.1.5 - Na falta de candidatos aprovados para as vagas reservadas a deficientes, estas serão preenchidas pelos demais concursados aprovados, com estrita observância da ordem classificatória.

5- DA CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO

5.1 - O CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO - CCI deverá ser retirado na data indicada no cronograma previsto - Anexo III - do concurso, no mesmo local em que o candidato se inscreveu. No cartão de confirmação serão colocados, além dos principais dados do candidato, informados por ocasião da sua inscrição, seu número de inscrição, a categoria funcional para a qual se inscreveu, interesse nas vagas reservadas para deficiente (se for o caso), condição especial de prova (se for o caso), data, horário e local de realização das provas.

5.2 - É obrigação do candidato conferir no CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO - CCI, os seguintes dados: nome, número do documento de identidade, sigla do órgão expedidor e Estado emitente; CPF; data de nascimento; nome do cargo para o qual se inscreveu e, quando for o caso, a informação de ter optado por concorrer às vagas reservadas para deficientes e/ou haver solicitado condição especial para a realização das provas. O CCI pode também ser retirado pela Internet no portal www.funcab.org

5.3 - Caso haja inexatidão na informação relativa à categoria funcional de sua opção e/ou em relação à sua eventual opção por vagas reservadas para deficientes e/ou condição especial de prova, bem como eventuais erros de digitação no nome do candidato, número/órgão expedidor ou estado emitente do documento de identidade, data de nascimento, etc., o candidato deverá entrar em contato com a FUNCAB pelo telefone (21) 2611-9855, ou pelo e-mail: concurso@funcab.org. Convém esclarecer que somente será procedida a alteração no caso em que o dado expresso pelo candidato em seu Requerimento de Inscrição tenha sido transcrito erroneamente para o CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO. Não será admitida troca de opção da categoria funcional indicada no Requerimento de Inscrição. As alterações serão acatadas até às 18 horas do dia 13/05/2008.

5.4 Não serão emitidas segundas vias do CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO, salvo nos casos de retificação de dados constantes no item 5.3.

5.5 - O candidato não poderá alegar desconhecimento dos locais de realização das provas como justificativa de sua ausência. O não comparecimento às provas, qualquer que seja o motivo, será considerado como DESISTÊNCIA e resultará em sua ELIMINAÇÃO do Concurso Público.

6- DAS CONDIÇÕES DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS

6.1 - As provas serão realizadas no Município de Miguel Pereira.

6.2 - Não havendo disponibilidade suficiente para alocação de todos os candidatos em um único domingo, as provas serão realizadas nos domingos subseqüentes.

6.3 - As provas serão realizadas na parte da manhã das 09h às 12h e no período da tarde das 14h às 17h.

6.4 - O candidato deverá comparecer ao local de realização das provas, com antecedência mínima de 1 (uma) hora do horário estabelecido para seu início, munido do Cartão de Confirmação de Inscrição - (CCI), e do original do documento oficial de identidade que consta da inscrição e de caneta esferográfica azul ou preta.

6.4.1 - O documento de identidade deverá estar em perfeitas condições de forma a permitir, com clareza, a identificação do candidato (retrato e assinatura).

6.4.2 - Não será permitida a permanência, no prédio, dos candidatos que não estiverem portando a documentação exigida para a realização da prova.

6.5 - NÃO SERÁ PERMITIDO O INGRESSO DE CANDIDATO NO LOCAL DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS SEM O DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO OFICIAL E ORIGINAL NEM APÓS O HORÁRIO FIXADO PARA O SEU INÍCIO. OS PORTÕES DE ACESSO AOS LOCAIS DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS SERÃO FECHADOS RIGOROSAMENTE NA HORA MARCADA PARA O INÍCIO DAS MESMAS. APÓS O FECHAMENTO DOS PORTÕES NÃO SERÁ PERMITIDO O ACESSO AOS CANDIDATOS, EM HIPÓTESE ALGUMA.

6.6 - Não será permitida a permanência de acompanhante no local das provas, bem como de candidatos quando do término da mesma.

6.7 - Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar no dia de realização das provas, documento de identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial. Neste caso, o candidato será submetido à identificação especial, compreendendo coleta de dados, de assinatura e de impressão digital em formulário próprio.

6.7.1 - A identificação especial será exigida, também, ao candidato cujo documento de identificação apresente dúvidas relativas à fisionomia ou à assinatura do portador.

6.8 - As provas acontecerão em dia, horário e local indicados no Cartão de Confirmação da Inscrição (CCI) do candidato. Não haverá, sob pretexto algum, segunda chamada, nem justificação de falta, sendo considerado eliminado do concurso o candidato que faltar à prova escrita. Não haverá aplicação de provas fora do horário, data e locais pré-determinados.

6.9 - O candidato não poderá ausentar-se da sala de realização das provas após assinatura da lista de presença e recebimento de seu cartão-resposta até o início efetivo da prova, e após este momento, somente acompanhado por fiscal.

6.10 - Será automaticamente eliminado do Concurso o candidato que durante a realização das provas:

6.10.1 - for descortês com qualquer membro da equipe encarregada da aplicação da prova;

6.10.2 - for responsável por falsa identificação pessoal;

6.10.3 - for surpreendido em comunicação com outro candidato;

6.10.4 - utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos para obter aprovação;

6.10.5 - não devolver o Cartão-resposta ao término da prova, antes de sair da sala;

6.10.6 - ausentar-se do recinto da prova sem permissão;

6.10.7 - deixar de assinar a lista de presença;

6.10.8 - não atender às determinações deste Edital;

6.10.9 - fizer, em qualquer documento, declaração falsa ou inexata.

6.10.10 - ausentar-se do local de provas antes de decorridas 60 minutos do início das mesmas.

6.11 - Durante as provas não será admitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos, nem a utilização de livros, códigos, papéis, manuais, impressos ou anotações e agendas eletrônicas ou similares, telefone celular, BIP, walkman, gravador, máquina de calcular ou qualquer outro receptor de mensagens.

6.11.1 - Se, for constatado por meio visual ou grafológico, ter o candidato utilizado processos ilícitos, suas provas serão anuladas e ele será automaticamente eliminado do concurso.

7- DAS PROVAS OBJETIVAS

7.1 - Cada candidato receberá um Caderno de Provas e um único cartão-resposta que não poderá ser rasurado, amassado ou manchado.

7.1.1 - O candidato ao receber seu Caderno de Provas deverá preencher no local apropriado de seu cartão-resposta, a cor do seu Caderno de Provas.

7.2 - A realização das provas e o preenchimento do cartão-resposta terão duração de três horas.

7.3 - As provas objetivas serão constituídas de 40 (quarenta) questões do tipo múltipla escolha, com 4 (quatro) alternativas de resposta.

7.3.1 - A organização da prova, seu detalhamento e valor das questões encontram-se no Anexo II deste Edital.

7.4 - O candidato deverá seguir as recomendações contidas na capa de sua prova e em seu cartão-resposta.

7.5 - A transcrição das alternativas para o cartão-resposta é de inteira responsabilidade do candidato e é obrigatória, pois a correção da prova será feita somente nesse documento e por processamento eletrônico. Assim sendo, fica o candidato obrigado, ao receber o cartão- resposta, verificar se o número do Cartão corresponde ao seu número de inscrição contido no CCI e na lista de freqüência.

7.5.1 - O candidato deverá marcar, para cada questão, somente uma das opções de resposta. Será considerada errada e atribuída nota 0 (zero) à questão com mais de uma opção marcada, sem opção marcada, com emenda ou rasura.

7.6 - Iniciadas as provas, nenhum candidato poderá retirar-se da sala antes de decorridos 60 minutos e transcorrido este tempo, o candidato poderá levar o caderno de provas. Os três últimos candidatos deverão permanecer juntos na sala, sendo somente liberados quando o último deles tiver concluído a mesma.

7.7 - Ao final da prova, o candidato é obrigado a entregar seu cartão-resposta ao fiscal de sala, sob pena de ter sua inscrição cancelada, mesmo que sua assinatura conste da folha de presença. Os cartões-resposta não serão aceitos, sob qualquer pretexto, após a saída do candidato da sala de concurso ou após o encerramento da prova.

7.8 - Será eliminado do presente concurso o candidato que não obtiver o mínimo de 50% (cinqüenta por cento) dos pontos da prova escrita.

7.9 - O gabarito será divulgado no Boletim Informativo do Município - BIM, na imprensa local e regional e nos portais www.pmmp.rj.gov.br e www.funcab.org na data prevista no cronograma.

8 - DA PROVA DE TÍTULOS

8.1 - Além dos pontos que serão atribuídos ao desempenho nas provas objetivas, os candidatos aprovados poderão ter até 05 (cinco) pontos, no máximo, se comprovarem possuir os seguintes títulos:

- pós-graduação lato sensu (mínimo de 360 horas) 03 pontos por curso;

- curso de mestrado ou doutorado 04 pontos por curso.

8.2 - O candidato que possuir tais títulos deverá assinalar na ficha de inscrição a fim de obter a pontuação que fizer jus.

8.3 - Os originais dos títulos declarados em sua ficha de inscrição serão apresentados, no ato da convocação para a posse.

8.4 - Caso não apresente os comprovantes dos títulos declarados, o candidato será sumariamente ELIMINADO DO CONCURSO.

8.5 - Somente serão considerados como títulos os cursos concluídos, emitidos por instituições reconhecidas, cuja avaliação indique sua correlação com a área onde se situa o cargo, denotando contribuição para o aperfeiçoamento de seu exercício.

8.6 - Não serão considerados os documentos ilegíveis, com rasuras ou emendas, sem carga horária expressa, nem os que não atenderem às especificações contidas neste Edital.

9 - DOS RECURSOS

9.1 - O recurso, dirigido à FUNCAB, deverá ser interposto no dia seguinte à publicação dos gabaritos.

9.2 - Admitir-se-á para cada candidato um único recurso por questão, em formulário específico, conforme consta no Roteiro do Candidato e disponível no portal www.funcab.org, e entregue devidamente preenchido, no mesmo local onde o candidato realizou a inscrição, no horário de 09h às 16h.

9.2.1 - O recurso deve conter a fundamentação das alegações comprovadas por meio de citação de artigos, amparados pela legislação, itens, páginas de livros, nome dos autores e anexando, sempre que possível, cópia da documentação comprobatória.

9.2.2 - Será indeferido liminarmente o recurso que descumprir as determinações constantes neste Edital; for dirigido de forma ofensiva à FUNCAB e/ou ao Município de Miguel Pereira; for apresentado fora do prazo, fora de contexto.

9.2.3 - Não serão aceitos recursos interpostos por via postal, fax-símile e e-mail ou apresentado fora do prazo previsto.

9.3 - A Banca Examinadora constitui a última instância para recurso, sendo soberana em suas decisões, razão porque não caberão recursos adicionais.

9.4 - As alterações de gabarito resultantes das decisões dos recursos deferidos serão publicadas na data prevista no cronograma o do concurso.

9.5 - A pontuação relativa à(s) questão (ões) eventualmente anulada(s) será atribuída a todos os candidatos. 9.6 - As provas serão corrigidas de acordo com o novo gabarito oficial após o resultado dos recursos.

9.7 - Não haverá recurso para a prova de títulos.

10 - DA CLASSIFICAÇÃO E DO RESULTADO FINAL

10.2 - O desempate dos candidatos às categorias de nível superior e médio obedecerá aos seguintes critérios, nessa ordem e sucessivamente:

a) ter obtido maior nota na prova de conteúdos específicos da prova escrita;

b) ter obtido maior nota na prova de Língua Portuguesa;

b) ser mais idoso, a teor do § 1º do artigo 27 do Estatuto do Idoso.

11 - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

11.1 - São fases do processo seletivo: o presente concurso público, o exame admissional e o estágio probatório.

11.2 - Não será fornecido ao candidato qualquer documento comprobatório de classificação no Concurso Público, valendo para este fim a homologação divulgada no órgão oficial de Imprensa do Município.

11.3 - O candidato convocado para a nomeação que não comparecer nos prazos determinados será considerado desistente, sendo automaticamente excluído do Concurso Público, convocando-se o candidato seguinte na lista de classificação.

11.4 - A classificação no presente Concurso Público não assegura ao candidato direito ao ingresso automático no cargo para o qual concorreu, mas apenas a expectativa de ser admitido, seguindo a rigorosa ordem de classificação.

11.5 - A inexatidão de declarações e/ou a irregularidade de documentos, ainda que verificadas posteriormente, importarão insubsistência de inscrição, nulidade da aprovação ou habilidade e perda dos direitos decorrentes, sem prejuízo das cominações legais aplicáveis.

11.6 - Os candidatos habilitados deverão manter atualizados seus endereços na Secretaria Municipal de Administração da Prefeitura Municipal de MIGUEL PEREIRA pelo prazo de validade do concurso, constante do item 1.2 deste edital, no momento em que ocorrer qualquer alteração em seu endereço, sob pena de não o fazer e comprovado por meio de carta A.R. (Aviso de Recebimento) ou telegrama com Aviso de Recebimento, ser desclassificado do concurso. A Secretaria Municipal de Administração não se responsabilizará pelo extravio ou não entrega da correspondência pelos Correios, mediante o endereço fornecido.

11.7 - O candidato classificado, quando convocado, deverá submeter-se a exame médico admissional, realizado por profissionais credenciados pelo Município, para avaliação de sua capacidade física e mental para exercício do cargo, exame este de caráter eliminatório e que constitui condição e pré-requisito para que se concretize sua nomeação.

11.8 - O candidato que prestar declarações falsas, inexatas ou que não atender todas as condições estabelecidas neste Edital, terá sua inscrição cancelada e, por conseqüência, serão anulados todos os atos daí decorrentes, mesmo que o candidato tenha sido aprovado e que o fato seja constatado posteriormente.

11.9 - A nomeação dos candidatos ficará condicionada à aprovação de todas as etapas e avaliações do processo seletivo público e à não acumulação de cargo de provimento efetivo em órgão da Administração Pública, ressalvados os casos previstos na Constituição Federal e em leis extravagantes.

11.10 - É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar as publicações de todos os atos referentes ao presente concurso durante todo o prazo de validade do mesmo.

11.11 - É expressamente proibido fumar no local de realização de provas.

11.12 - Não caberá a FUNCAB nem à Prefeitura de Miguel Pereira nenhuma responsabilidade com o que possa acontecer ao candidato durante as provas e no decorrer de todo o concurso.

11.13 - As ocorrências não previstas neste Edital serão resolvidas a critério exclusivo e irrecorrível da Comissão Supervisora do Concurso e da FUNCAB.

Em, 04 de abril de 2008.

Roberto Daniel Campos de Almeida
Prefeito Municipal

ANEXO I - QUADRO DE CARGOS E VAGAS

PROFESSOR I

Código inscrição

Cargo

Vagas

Vaga Deficiente

Requisitos

C. H. Semanal

Vencimento Base (R$)

MM001

Professor I (Ed.Infantil ao 5º ano, Ed. Especial, EJA)

38

2

Curso Normal (concluído até 31/12/2007) ou Curso Superior de Pedagogia

25 h

724,56

TOTAL

38

2

 

 

PROFESSOR II

Código
inscrição

Cargo

Vagas

Vaga Deficiente

Requisitos

C. H. Semanal

Vencimento Base (R$)

MS001

Professor II - Ciências

1

-

Curso Superior na Área Específica com Licenciatura Plena

25 h

1.206,91

MS002

Professor II - Ed. Artística

1

-

Curso Superior na Área Específica com Licenciatura Plena

25 h

1.206,91

MS003

Professor II - Ed. Física

5

-

Curso Superior ma Área Específica com Licenciatura Plena e Registro no CREFI

25 h

1.206,91

MS004

Professor II - Geografia

1

-

Curso Superior na Área Específica com Licenciatura Plena

25 h

1.206,91

MS005

Professor II - História

1

-

Curso Superior na Área Específica com Licenciatura Plena

25 h

1.206,91

MS006

Professor II - Inglês

3

-

Curso Superior na Área Específica com Licenciatura Plena

25 h

1.206,91

MS007

Professor II - Lingua Portuguesa

3

-

Curso Superior na Área Específica com Licenciatura Plena

25 h

1.206,91

MS008

Professor II - Matemática

3

-

Curso Superior na Área Específica com Licenciatura Plena

25 h

1.206,91

MS009

Professor Inspetor Escolar

2

-

Curso Superior de Pedagogia com Habilitação em Administração ou Inspeção Escolar

25 h

1.206,91

TOTAL

20

0

 

ANEXO II - QUADRO DE PROVAS

PROFESSOR I

Código inscrição

Cargo

Tipo de Prova

Disciplinas

Nº de Questões

Valor das Questões

Máximo Pontos

MM001

Professor I (Edinfantil ao 5ª ano, Ed. Especial, EJA)

Objetiva

Lingua Portuguesa

Conhecimentos Pedagógicos

Conhecimentos Específicos

10

10

20

2

1.5

3

20

15

60

 

40

 

95

 

PROFESSOR II

Código inscrição

Cargo

Tipo de Prova

Disciplinas

Nº. de Questões

Valor das Questões

Máximo Pontos

MS001

Professor II - Ciências

Objetiva

Lingua Portuguesa

10

2

20

MS002

Professor II - Ed. Artística

MS003

Professor II - Ed. Física

MS004

Professor II - Geografia

Conhecimentos Pedagógicos

10

1,5

15

MS005

Professor II - História

MS006

Professor II - Inglês

MS007

Professor II - Lingua Portuguesa

Conhecimentos Específicos

20

3

60

MS008

Professor II - Matemática

MS009

Professor Inspetor Escolar

 

 

 

 

40

 

95

ANEXO III - CRONOGRAMA PREVISTO

Eventos

Data / Período

Período de inscrições

08 a 22/04 (10 dias úteis)

Exame médico para candidatos portadores de deficiência

28/04

Distribuição de C.C.I.

07/05

Aplicação das provas

18/05 ou 2 5/05

Publicação dos gabaritos

19/05 ou 26/05

Pedido recurso de gabarito

20/05 ou 27/05

Resposta recursos de gabarito

03/06 ou 06/06

Publicação e Homologação do resultado final

05/06 ou 09/06

ANEXO IV - QUADRO DE ATRIBUIÇÕES

PROFESSOR I, II e PROFESSOR INSPETOR ESCOLAR

Cargo

Atribuições

Professor I (Ed. Infantil ao 5º ano, Ed. Especial, EJA)

Professor II Professor Inspetor Escolar

1 - Quanto às atividades docentes: 1.1 - Responsabilizar-se pelo bom andamento do trabalho dos alunos; 1.2 - Participar do planejamento curricular da escola; 1.3 - Planejar suas atividades como regente de turma, visando o bom desenvolvimento funcional; 1.4 - Acompanhar e avaliar o desempenho do aluno, propondo estratégias que favoreçam o processo ensino-aprendizagem. 1.5 - Manter atualizado o material de registro de desempenho do aluno, obedecendo a normas e prazos estabelecidos; 1.6 - Utilizar as horas complementares em atividades pedagógicas inerentes à sua função de docente; 1.7 - Atender as determinações da escola quanto à observância do horário e convocação; 1.8 - Manter-se em permanente atualização pedagógica, visando o aperfeiçoamento profissional; 1.9 - Executar quaisquer outros encargos semelhantes, pertinentes ã categoria funcional; 2 - Quanto às atividades administrativas: 2.1 - Prestar serviços de apoio técnico-administrativo aos diversos órgãos da Secretaria; 2.11 - Elaborar informações e despachos em processos; 2.2 - Operacionalizar os procedimentos administrativos em toda a rede municipal, no que tange a Secretaria; 2.3 - Uniformizar procedimentos necessários à tramitação das correspondências entre unidades de ensino e a Secretaria; 2.4 - Elaborar documentos de apoio técnico-administrativo pedagógico; 2. 5 - Manter atualizados levantamentos referentes a professores e demais profissionais da Secretaria e Unidades; 2. 6 - Prestar assistência técnica as unidades escolares; 2. 7 - Viabilizar a integração das Secretarias, dentro da Prefeitura nos assuntos interdependentes; 2. 8 - Manter integradas e informadas, em amplo aspecto, as redes de ensino estadual, municipal e particular no Município; 2. 9 - Confeccionar cartazes, quadros, gráficos ou similares, quando solicitado pela Administração; 2.10 - Manter atualizado cadastro de pessoal ligado à Secretaria; 2.11 - Operacionalizar e dinamizar o processo de comunicação das informações advindas dos diversos órgãos educacionais do País; 2.12 - Manter atualizados os arquivos quanto as informações legais e as ocorrências da Secretaria; 2.13 - Redigir e encaminhar correspondências, mantendo o processo de comunicação atualizado; 2.14 - Fornecer subsídios aos especialistas de educação, para elaboração de projetos; 2.15 - Participar de reuniões, seminários, cursos, atividades de dinamização ou outros, quando designado; 2.16 - Equacionar e resolver problemas ligados ã sua área de ação; 2.17 - Realizar levantamentos de dados diversos, quando solicitados; 2.18 - Zelar pela obtenção e registro das informações aplicáveis ã educação e á cultura; 2.19 - Atender ao público e à clientela escolar, fornecendo informações, dando orientação devida a cada caso e cumprindo solicitação; 2.20 - Manter em dia documentação sob sua responsabilidade, o arquivo das Leis, Resoluções, Ordens de Serviço, Circulares. Ofícios, Memorandos e diversos, que digam respeito às atividades da Secretaria e seus respectivos órgãos; 2.21 - Organizar e, manter atualizadas as tarefas relativas à escrituração, digitação, expedição de correspondências, arquivo, fichário, cadastro e outras atividades existentes e relacionadas à Secretaria; 2.22 - Zelar pelos equipamentos e pelo controle dos materiais utilizados nas tarefas inerentes aos serviços próprios da função; 2.23 -Manter o funcionamento dos órgãos ligados a Secretaria com programações pré-estabelecidas, que possibilitem o enriquecimento dos espaços educativo-culturais do Município; 2.24 -Harmonizar os procedimentos dos órgãos ligados a Secretaria com as instituições, os grupos, pessoas, agencias de comunidade, despertando neles suas possibilidades de solidariedades e de ação participativas conscientes, bem como criando condições para efetivação de objetivos fixados pêlos órgãos da Secretaria; 2.25 - Zelar pela constante melhoria das condições ambientados órgãos da Secretaria inclusive nos aspectos de conservação, manutenção e limpeza; 2.26 - Organizar a agenda da Secretaria dando ciência dos eventos, cursos, seminários e outros compromissos, ao Secretário e Assistentes, preparando os subsídios a cada um necessários e a cada data específica; 2.27 - Criar situações que facilitem a adesão de elementos de diversos grupos da comunidade, aos projetos desenvolvidos pelos órgãos ligados à Secretaria; 2.28 - Promover encontros e reuniões em que os responsáveis pelos órgãos da Secretaria digam aos elementos da comunidade o que os órgãos citados oferecem; 2.29 - Coordenar e supervisionar atividades e/ou programações, agilizando o desenvolvimento da ocorrência e/ou evento; 2.30 - Realizar e participar de eventos que promovam a cultura local; 2.31 - Executar quaisquer outros encargos semelhantes, pertinentes à categoria funcional;

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

A indicação da bibliografia tem apenas o propósito de orientar o candidato, não excluindo assim, outros livros alternativos que tratem da matéria contida na ementa.

PROFESSOR I

Compreensão e interpretação de texto. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônomos, parônimos. Noções de Fonética e Fonologia: relação fonema/grafema. Ortografia oficial; emprego das letras, acentuação gráfica, emprego da crase. Morfossintaxe: classes de palavras e seu emprego e flexões nominais e verbais. Flexão de gênero, número e grau dos substantivos e dos adjetivos. Estrutura e formação de palavras. Período. Oração. Termos oracionais. Emprego da coordenação e da subordinação. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Sintaxe de colocação ou de ordem. Figuras de palavras, de sintaxe e de pensamento. Semântica: adequação vocabular. Denotação e conotação. Polissemia e ambigüidade. Pontuação.

Sugestão bibliográfica:

-BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. 37ª ed. rev. ampl. RJ. Lucema, 1999.

-FERREIRA, Aurélio B.de Holanda. Novo dicionário da língua portuguesa. RJ. Nova Fronteira.

-PLATAO E FIORIN. Para entender o texto. 3ª ed. SP: Ática, 1992.

-SACONNI, Luiz Antonio. Nossa Gramática: teoria e prática. 22ª ed. rev. e aum. SP Atual, 1997.

-GARCIA, Othon Moacir. Comunicação em prosa moderna. 2ª ed. RJ Fundação Getúlio Vargas, 1973.

FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO / DIDÁTICA

Organização da educação brasileira. Legislação educacional: LDB Lei nº 93 94/96. Parâmetros curriculares Nacionais (PCN). Avaliação. Currículo. Filosofia da Educação: concepções liberais e progressistas da educação: contribuições e limites, ética e cidadania. Sociologia da Educação; a democratização da escola; função social da escola; escola e comunidade. Psicologia da Educação: Teoria do desenvolvimento humano e suas distintas concepções. Construtivismo. Piaget e Vygotsky. Alfabetização. História da Educação: interdições e tensões ontem e hoje. Didática. Qualidade e educação. Educação de jovens e adultos

Sugestão bibliográfica:

-AQUINO, Júlio Groppa (org). Indisciplina na escola. SP: Summus, 1996.

-_______ . Erro e fracasso na escola. SP: Summus, 1997.

-BARBERÁ, Elena(org). O construtivismo na prática. Porto Alegre: Artmed.

-BARROS, Célia Silva Guimarães. Pontos de psicologiado desenvolvimento. SP: Ática. 2002.

-BRASIL. Lei nº 9394/96.

-BRASIL. MEC. Parâmetros Curriculares Nacionais.

-BRASIL, MEC. Parecer CNE / CEB n° 11 / 2000. Diretrizes Curriculares Nacionais para Jovens e Adultos.

-BRASIL. MEC. Referência Curricular Nacional. Vol. I, II e III - Educação Infantil.

-CARRAHER, Teresinha N. Aprender pensando. Petrópolis: Vozer, 1991.

-COLL, Cesar. O construtivismo na sala de aula. SP. Ed. Ática. 1998.

-CÓRIA - Sabini, Maria Aparecida - Psicologia do desenvolvimento. SP: Ática, 1998.

-DAVIS, Claudia e OLIVEIRA, Zilma. A psicologia na educação. SP: Cortez, 1994.

-ESTADO. RJ. CEE - Deliberação nº291/04. Legislação atualizada sobre Educação Especial na Educação Básica e Educação de Jovens e Adultos.

-FALCÃO,Gerson Marinho. Psicologia da Aprendizagem. São Paulo. Ed. Ática. 1999.

-HAYDT, Regina Célia Cazaux - Avaliação do processo ensino aprendizagem. SP: Ática. 2002.

-HOFFMANN, Jussara. Avaliação - Mitos e Desafio. Uma perspectiva Construtivista.

-LIBÂNEO, José Carlos. Didática. SP. Ed. Cortez, 1994.

-LUCKESI, Cipriano Carlos. Filosofia da Educação. Ed. Vozes.

-GADOTTI, Moacir e Romão, José E. Educação de Jovens e Adultos. Teoria, prática e proposta.

-MANTOAN, Maria Teresa Eglér - Pensando e fazendo educação de qualidade. SP: Moderna, 2002.

-MARETTO, Vasco Pedro. Prova: Um momento privilegiado de estudo não um acerto de contas. Editora DP e A.

-MORTATTI:, Maria do Rosário Longo. Atuação de professores: propostas para a ação reflexiva no ensino fundamental. Araraquara. TM Editora. 2003.

-PATTO, Mª Helena. Introdução à Psicologia Escolar. SP: T.A. Queiroz.

-PIAGET, Jean. Psicologia e Pedagogia. SP: Florense.

-PILLETI, Nelson. Estrutura e Funcionamento do Ensino Fundamental. Ed. Ática.

-QUELUZ, Ana Gracinda (org). O trabalho docente. SP: Pioneira, 2003.

-RAMOS, Cosete. Excelência na educação. RJ: editora Qualitymark

-REGO, Cristina Tereza - Vygostsky: Uma perspectiva, histórico cultural de educação. Ed. Vozes. 13ª ed. Petrópolis 2002.

-SEBER, Mª da Glória. Piaget: o diálogo com a criança e o desenvolvimento do raciocínio. SP: Scipione,1997.

-_______ . Construção da inteligência na criança. SP: Scipione, 1990.

-TÁPIA, Jesús Alonso e FITA, Enrique. A motivação em sala de aula. SP: Loyola, 2004.

CONTEÚDOS / METODOLOGIA

Língua portuguesa: o texto: apreensão de idéias básicas e acessórias. Interpretação de idéias sugeridas por imagens. Metodologia da linguagem: objetivos do trabalho com a linguagem verbal na escola. Usos, funções e valores sociais da linguagem oral e da escrita. Linguagem: variação lingüística; interlocução. O professor, o aluno e o processo de elaboração de textos escritos. A construção da leitura e da escrita pela criança. A arte na escola. Matemática: a construção dos conceitos matemáticos. Sistema de numeração em diferentes bases. Situações problemas envolvendo as quatro operações e suas propriedades. Conjuntos numéricos: naturais, inteiros, racionais,

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MIGUEL PEREIRA 9

CONCURSO PÚBLICO 02/2008 MAGISTÉRIO

irracionais e reais. Medidas de comprimento: superfície, volume, massa, capacidade. Tratamento de informações. Múltiplos e divisores. Metodologia do ensino de matemática. Ciências: água, ar e solo - características físicas, químicas e biológicas e suas relações nos ecossistemas. Sol - fontes de energia e processos energéticos vitais na natureza. Transformações dos materiais na natureza. Seres vivos - suas relações e interações ambientais, cadeia e teia alimentar. Corpo humano: higiene, alimentação, estrutura, funções, reprodução e sexualidade. Meio ambiente. Impactos ambientais - manejo e conservação. Lixo. Poluição. Metodologia fundamentada nos parâmetros curriculares. Estudos sociais: Economia e política no Brasil colônia, no Império e na República - colônia, império, república. Principais problemas sócios-econômicos, desigualdades regionais no Brasil de hoje. Brasil: principais aspectos geográficos e econômicos. Estado do Rio de Janeiro: aspectos históricos, geográficos e econômicos. Município: aspectos históricos, geográficos e econômicos. Meio ambiente. Espaço e tempo: localização, organização, representação. Tempo físico. Linha de tempo. Educação Infantil: Características da criança de 0 a 6 anos. Objetivos da educação infantil. Espaço físico e recursos materiais. Contribuições de Piaget e de Vygotsky. Construtivismo. Etapas do desenvolvimento psico-motor. Processo de aprendizagem da leitura a da escrita. A criança e o número. Jogos, brincadeiras e psicomotricidade. Trabalhando com histórias. Desenho infantil. A arte na escola. Trabalhando em sala de aula. Avaliação. Lei nº 93 94/96 e a Educação Infantil.

Sugestão bibliográfica:

-ANTUNES, A. Trindade. & PANGANELLI, T. Estudos Sociais: teoria e prática. RJ: ACCESS, 1993.

-ANTUNES, Aracy do Rego. et alii. O estado do Rio de Janeiro. RJ. Ed. Access, 2000.

-BADE, Aloysio. et alii. Meu Estado: Rio de Janeiro. SP. Ed.Scipione, 1997.

-BARROS, Carlos e Wilson. Ciências no 1ºgrau. SP: Ática.

-BRASIL, MEC.; Parâmetros curriculares nacionais. 1997.

-BRASIL. MEC. Referência Curricular Nacional. Vol. I, II e III - Educação Infantil.

-CAGLIARI, L. C. Alfabetização e lingüística. SP: Scipione, 1993.

-CARVALHO, Dione L. Metodologia do ensino de matemática. SP: Cortez.

-CESAR & SEZAR. Biologia. Volume único. SP. Editora Saraiva. 2003.

-CRAIDY, Carmen Mª(org.) Convivendo com criança de 0 a 6 anos. Porto Alegre: Ed. Mediação, 1998.

-CUBERES, Maria Tereza Gonzáles. Educação Infantil e Séries Iniciais. Articulação para a Alfabetização. Artmed Ed.

-CUNHA, Celso & CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. RJ: Nova Fronteira.

-FERREIRO, Emília. Com todas as letras. SP: Cortez, 1993.

-_______________ . Alfabetização em Processo. SP: Cortez, 1986.

-HOFFMANN, Jussara. Avaliação mediadora. P. Alegre: Educação & Realidade, 1993.

-KAMII, Constance. Reinventando a aritmética. SP: Papirus.

-LIBÂNEO, José Carlos. Didática. SP: Cortez, 1994.

-LIVROS de matemática do ensino fundamental.

-MUNICÍPIO. Revistas e publicações.

-PIMENTA, Selma Garrido (org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. SP: Cortez, 2000.

-PERRONI, M.Cecília. O lingüístico e o não lingüístico no desenvolvimento do discurso narrativo.Unicamp. IEL 1980.

-POLYA, C. A arte de resolver problemas. SP: Interciência.

-REGO, Cristina Tereza - Vygostsky: uma perspectiva histórico cultural da Educação. Editora Vozes. 9ª edição - Petrópolis 2000.

-SARIEGO, José Carlos. Educação ambiental: as ameaças ao planeta azul. SP: Scipione.

-SARAIVA, Juracy Assmamm. Literatura e alfabetização: do plano do choro ao plano da ação. SP: Artmed, 1999.

-SMOLKA, Ana Luiza Bustamente. A criança na fase inicial da escrita. A alfabetização como processo discursivo. Cortez.

-SOARES, Magda. Linguagem e escola - uma perspectiva social. SP: Ática, 1987.

-SILVA, Maria Alice S. Construindo a leitura e a escrita. SP: Ática, 2000.

-VYGOTSKY, L. S. Pensamento e linguagem. SP: Martins Fontes, 1989.

PROFESSOR I I

A indicação da bibliografia tem apenas o propósito de orientar o candidato, não excluindo assim, outros livros alternativos que tratem da matéria contida na ementa.

PARTE COMUM

LÍNGUA PORTUGUESA

Compreensão e estruturação de textos. Ortografia: emprego das letras e acentuação gráfica. Substantivos e adjetivos: gênero, número e grau. Pronomes: emprego, formas de tratamento, colocação pronominal. Verbos: flexão, emprego dos tempos e modos verbais; vozes do verbo. Advérbios. Formação de palavras. Prefixos e sufixos. Valores semântico-sintáticos das preposições e das conjunções. Correspondências semântico-estruturais na construção de períodos e orações. Regência nominal e verbal. Concordância nominal e verbal. Colocação dos termos na frase. Emprego do acento indicativo da crase. Semântica: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos, denotação e conotação; sentido figurado. Emprego dos sinais de pontuação.

Sugestões Bibliográficas:

-BECHARA, Evanildo. Gramática escolar da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.

-CARNEIRO, A. Dias. Texto em construção: interpretação de texto. 2 ed. São Paulo: Moderna, 1996.

-CUNHA, C. & CINTRA, L. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

-FIORIN, J. Luiz & SAVIOLI, F. Platão. Lições de texto: leitura e redação. São Paulo: Ática, 1996.

-KURY, A. da Gama. Ortografia, pontuação, crase. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

-KURY, A. da Gama. Português básico. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1991.

-LUFT, C. Pedro. Dicionário prático de regência verbal. São Paulo, Ática, 1987.

-LUFT, C. Pedro. Dicionário prático de regência nominal. 3 ed. São Paulo, Ática, 1998.

-RIBEIRO, Manoel. Gramática aplicada da língua portuguesa. 12 ed. Rio de Janeiro, Metáfora, 2002. Livros didáticos de português de Ensino Médio.

FUNDAMENTOS E DIDÁTICA

Organização da educação brasileira. Legislação educacional: LDB Lei nº 9394/96. Parâmetros curriculares Nacionais (PCN). Filosofia da Educação: concepções liberais e progressistas da educação: contribuições e limites. Ética e cidadania. Sociologia da Educação; a democratização da escola; educação e sociedade. Função social da escola. Qualidade na Educação. Psicologia da Educação. Teoria do desenvolvimento humano e suas distintas concepções, teorias da aprendizagem. História da Educação: interdições e tensões ontem e hoje. Sistema educacional brasileiro. Didática. Avaliação. Métodos e Técnicas de Ensino. Planejamento.

Sugestão bibliográfica:

-AQUINO, Júlio Groppa(org). Indisciplina na escola. SP: Summus, 1996.

-______ . Erro e fracasso na escola. SP: Summus, 1997.

-BARROS, Célia Silva Guimarães. Pontos de Psicologia do Desenvolvimento. SP: Ed. Ática, 2002.

-BRASIL. Lei nº 9394/96.

-BRASIL. MEC. Parâmetros Curriculares Nacionais.

-COLL, Cesar. Psicologia e Currículo. Ed. Ática.

-DAVIS, Claudia e OLIVEIRA, Zilma. A Psicologia na Educação. SP: Cortez, 1994.

-GADOTTI, Moacir e Romão, José E. Educação de Jovens e Adultos. Teoria, prática e proposta.

-HAIDT, Regina Célia Cazausa. Curso de Didática Geral. Ed. Ática, 2000.

-_______ . Avaliação do Processo Ensino Aprendizagem. Ed. Ática, 2002.

-HOFFMANNN, Jussara. Avaliação - Mitos e Desafio. Uma perspectiva Construtivista.

-LIBÂNEO, José Carlos. Didática. SP. Ed. Cortez, 1994.

-LIPMAN, Matthew. A filosofia vai à Escola. SP. Ed. Summus, 1990.

-LUCKESI, Cipriano Carlos. Filosofia da Educação. Ed. Vozes.

-MORTATTI, Mª do Rosário Longo(org.). Atuação de Professores: proposta para ação reflexiva no ensino fundamental. J.M. Editora, 2003.

-PATTO, Mª Helena. Introdução à Psicologia Escolar. SP. T.A. Queiroz.

-PIAGET, Jean. Psicologia e Pedagogia. SP. Forense.

-PILLETI, Claudino. Filosofia da Educação. SP. Ed. Ática, 2002.

-RAMOS, Conte. Excelência na educação. RJ: editora Qualitymark.

-REGO, Cristina Tereza - Vygostsky: Uma perspectiva, histórico cultural de educação. Ed. Vozes. 13ª ed. Petrópolis 2002.

-SABINI, Maria Aparecida Cória. Psicologia do Desenvolvimento. SP. Ed. Ática, 1998.

PROFESSOR II DE CIÊNCIAS

Conteúdo de Biologia: Química celular: água e sais minerais; açúcares e gorduras; proteínas; ácidos nucléicos; vitaminas. Citologia: tipos de células; as membranas celulares e suas especializações; o citoplasma e suas organelas; o núcleo celular; a divisão celular; as enzimas e o metabolismo; síntese protéica; fermentação e respiração; fotossíntese; o metabolismo de controle. Virologia: estrutura viral; mecanismo de ação dos bacteriófagos; retrovírus. Histologia animal: embriologia; tecidos conjuntivos; tecidos conjuntivos de sustentação; tecido sangüíneo e hemopoético; tecido epitelial; tecido muscular; tecido nervoso. Taxonomia: reinos simples: Bacteria (monera), Protoctista (protista) e Fungi; reino animalia: poríferos, celenterados, plantelmintos, nematelmintos, anelídeos, moluscos, equinodermos, artrópodes, cordados, ciclóstomos e peixes, anfíbios, répteis, aves, mamíferos; reino Plantea: clorófitas, rodófitas, feófitas, briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas. Fisiologia humana: homeostase e proteção; metabolismo e nutrição; a digestão; a circulação; a respiração; a excreção; o sistema nervoso; o sistema endócrino; os sentidos; a locomoção; a reprodução; o sistema imunológico. Morfofisiologia vegetal: grupos vegetais e reprodução; flor, fruto e semente; raiz, caule e folha; tecidos vegetais; anatomia microscópica das espermatófitas; a água na planta; a energia na planta; crescimento e desenvolvimento nas plantas. Hereditariedade: primeira lei de Mendel; genética e probabilidades; cromossomos e alelos múltiplos; segunda lei de Mendel; linkage; interação gênica e herança quantitativa; anomalias genéticas na espécie humana. Evolução: teorias da evolução: Lamarck e Darwin; seleção natural; causas genéticas da variação: mutação; formação de novas espécies; genética de populações; as origens da espécie humana. Ecologia: ecossistemas e nichos ecológicos; energia e matéria nos ecossistemas; níveis tróficos; populações e comunidades; interações biológicas na comunidade: relações entre os seres vivos; biomas e a fitogeografia do Brasil; o impacto da atividade humana sobre a biosfera.

Conteúdo de Física: Sistemas de unidades: o sistema internacional. Mecânica: partícula; posição, deslocamento, velocidade média escalares; movimento retilíneo uniforme; velocidade instantânea escalar; aceleração média escalar; movimento retilíneo uniformemente acelerado; queda livre; 1a lei de Newton; forças colineares e concorrentes; equilíbrio de forças; forças peso, normal e de atrito; 3a lei de Newton; 2a lei de Newton; torque; equilíbrio de corpos rígidos; máquinas simples; trabalho e energia cinética; energia potencial gravitacional; conservação de energia mecânica; hidrostática; empuxo; pressão atmosférica e vácuo. Termologia: energia térmica, calor e temperatura; termometria; dilatação de sólidos e líquidos; calor específico; trocas de calor; calor latente; mudança de fase; comportamento anômalo da água; propagação de calor. Ótica geométrica: fontes puntiformes e extensas; sombra e penumbra; reflexão; refração. Física ondulatória: amplitude, freqüência e comprimento de onda; velocidade de propagação; ondas longitudinais e transversais; natureza ondulatória do som; natureza ondulatória da luz; a luz e as cores (composições cromáticas positivas e negativas). Eletricidade e magnetismo: ímãs; campo magnético e linhas de campo; pólos magnéticos; geomagnetismo; cargas elétricas; isolantes e condutores; eletrização por atrito, por contato e por indução; força entre cargas puntiforme: lei de Coulomb; campo elétrico; energia potencial elétrica; potencial elétrico e linhas equipotenciais; capacitância de condutores e equilíbrio eletrostático; fontes DC e AC: pilhas e geradores; corrente elétrica; resistores; circuitos elétricos resistivos; potência elétrica. Conteúdo de Química: Tabela periódica: notação e classificação dos elementos químicos. Substâncias simples e compostas. Fórmula química. Equação química. Misturas homogêneas e heterogêneas. Separação de misturas. Soluções. Modelo atômico: número atômico, número de massa, íons, cátions e ânions, isótopos, isóbaros e isótonos. Massa atômica e molecular. Ligações químicas: regra do octeto, camada de valência, tipos de ligações. Reações químicas: velocidade de um reação, lei de Lavoisier, lei de Proust. Funções químicas: ácidos, bases, indicadores, sais, reação de neutralização, óxidos. Conteúdo de Geociências: Água: aspectos físicos, químicos e biológicos; poluição; obtenção, purificação e tratamento. Ar: camadas atmosféricas e suas composições; camada de ozônio; poluição. Solo: composição da crosta terrestre; origens e tipos de solo; erosão; desertificação; poluição.

Sugestão bibliográfica:

-CÉSAR e SEZAR. Biologia, vols. 1, 2 e 3. SP: Saraiva, 2003.

-CÉSAR e SEZAR. Biologia - volume único. SP: Saraiva, 2003.

-SOARES, José Luis. Biologia no terceiro milênio, vols. 1, 2 e 3. SP: Scipione, 2000.

-SOARES, José Luis. Biologia - volume único. SP: Scipione, 1997.

-CARRON, W. e GUIMARÃES, O.. As Faces da Física - volume único. SP: Moderna, 2003.

-RAMALHO, NICOLAU e TOLEDO. Os Fundamentos da Física, vols 1, 2 e 3. SP: Moderna, 2000.

-CÉSAR, SEZAR e BEDAQUE. Ciências - Entendendo a Natureza, vol. 4. SP: Saraiva, 2002.

-SARDELLA, A.. Química - volume único. SP: Ática, 2003.

-CÉSAR, SEZAR e BEDAQUE. Ciências - Entendendo a Natureza, vol. 1. SP: Saraiva, 2002.

-SOARES, José Luis. A terra: ar, água e solo. SP: Moderna, 1993.

-CRUZ, Daniel. Ciências e Educação Ambiental. SP: Ática, 1997.

-BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais, v.4 e 9.: Brasília, MEC, 1997.

PROFESSOR II DE EDUCAÇÃO ARTÍSTICA

História da arte. Movimentos artísticos. Arte no Brasil. O lúdico na obra de arte. Arte - educação. Psicologia da arte. Processo de criação. Percepção. Cor, disco cromático, espectro. Criatividade: conceito, originalidade, criatividade e desenvolvimento, inibição, processo e produto. Percepção: o mundo sonoro, o visual, o tátil. Aspectos formais da Educação Artística: linha, forma, superfície, volume, espaço, tempo, movimento, som, ruído, intensidade, timbre, altura, duração, ritmo, dinâmica. Integração através da arte. Recursos materiais. Técnicas de expressão. Conceitos básicos da música. Períodos da história da arte musical. Evolução da música no Brasil. Instrumentos musicais. Cultura musical brasileira. Folclore do Brasil. Hinos oficiais. Evolução das artes cênicas. Papel das artes cênicas no processo educacional. Fundamentos básicos das artes cênicas na educação. Parâmetros curriculares.

Sugestão bibliográfica:

-ALALEONE, Domingos. História da música. SP: Vitale, 1960.

-ANDRADE, Mário. Aspectos da música brasileira. SP: Martins.

-ARAÚJO, Hilton. Educação através do teatro. RJ: Editex, 1972.

-ARNHEIM, Rudolf. Arte e percepção visual. SP: Ed. Ênio Guazzeli, 1989.

-BARBOSA, Ana Mae. Arte - educação: conflitos/acertos. SP: Max Limonad, 1984.

-_________ . Teoria e Prática da Educação Artística. SP: Cultrix.

-BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais v.6: Arte. Brasília, MEC, 1997.

-DUARTE J.R, João Francisco. Porque arte-educação. Campinas: Papírus.

-GAGNARD, Madeleine. Iniciação musical dos jovens. SP: Perspectivas.

-LANGLEBEN, M.M. A música e a linguagem natural. RJ: Tempo Brasileiro.

-MARTINS, R. Educação musical: conceitos e preconceitos. RJ: FUNARTE.

-OSTROWER, Fayga. Criatividade e processo de criação. RJ: Vozes, 1977.

-_________________ . Universo da Arte. RJ: Campus.

-PENTEADO, José. Comunicação visual e expressão. SP: Nacional, 1977.

-SOARES, Paulo. O mundo das cores. SP: Ed. Moderna, 1991.

-XAVIER, Natália. Viver com arte. SP: Ática, 1984.

-ZANINI, Walter. História geral da arte no Brasil. SP: Instituto Walter Moreira Salles.

PROFESSOR II DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Objetivos e conteúdos da Educação Física em função do nível de desenvolvimento e aprendizagem da criança e do adolescente. Fases do desenvolvimento. Psicomotricidade. Aprendizagem motora e cognitiva. Organização desportiva: torneios, campeonatos, competições, colônia de férias. Didática e Prática de Ensino específica da disciplina. Educação para o lazer. Recreação: conceito e finalidades. Jogo: conceito e valor. Desportos: técnicas fundamentais e regras oficiais. Técnicas e instrumentos de medida e avaliação em Educação Física. Métodos e técnicas da Educação Física. As novas tendências da Educação Física: Educação Física Humanista, Educação Física Progressista e a Cultura Corporal. Jogos Cooperativos. Educação Física Escolar: diferentes abordagens. Fisiologia do exercício.

Sugestão bibliográfica:

-ALBERTI, Heinz. Ensino de jogos esportivos. RJ: Ao Livro Técnico.

-BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - LDB. Lei nº 9.394 de 20 / 12 / 1996. Brasília, 1996.

-BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Educação Física/Secretaria de Educação Fundamental. (1º e 2º Ciclos). Brasília: MEC/SEF, 1997.

______ . Parâmetros Curriculares Nacionais: Educação Física/Secretaria de Educação Fundamental. (3º e 4º Ciclos) Brasília: MEC/SEF, 1998.

-BROTTO, Fábio Otuzi. Jogos Cooperativos. Santos - SP: Edª. Re-Novada. 1997.

-BRUHNS, Heloisa T. Conversando com o corpo. Campinas: Papirus.

-CAPINUSSU. Tratado de organização da Educação Física e Desportos.

-CASTELLANI FILHO, Lino. Educação Física no Brasil: a história que não se conta. Campinas, SP: Papirus, 1988.

-COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

-CHARLES, C.M. Piaget ao alcance dos professores. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1975.

-DIECKERT, Jurgen et alii. Elementos e princípios da Educação Física. RJ: Ao Livro Técnico.

-FARIA, Jr. Alfredo. Pratica de Ensino em Educação Física. RJ: Interamericana, 1986.

-FREIRE, João Batista. Educação de corpo inteiro. SP: Scipione.

-GUIRALDELLI JR, Paulo. Educação Física progressista: a pedagogia crítico-social dos conteúdos e a educação física brasileira. 2ª ed. São Paulo: Loyola, 1989.

-LE BOUCHE. A educação pelo movimento. RS: Artes Médicas, 1983.

-MEINEL, Kurt. Motricidade. RJ: Ao Livro Técnico.

-MATHEWS & FOX. Bases fisiológicas da educação física e dos desportos.Rio de Janeiro: Interamericana.

-OLIVEIRA. Vitor Marinho, Educação Física humanista. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1985.

-REGRAS OFICIAIS (voleibol, natação, handebol, basquetebol etc.)

-WEINECK, Jurgen. Treinamento ideal. 9ª ed. São Paulo: Manole, 1999.

-TEIXEIRA, Hudson. Aulas de educação física. SP: IBRASA/MEC.

-TEIXEIRA, Hudson Ventura. Educação Física e desportos. 4ª ed. São Paulo: Saraiva.1999.

PROFESSOR II DE GEOGRAFIA

Análise geográfica da conjuntura atual: desvendando o mundo sob a ótica científica. Uma visão geográfica da educação e suas relações com a globalização. O valor educativo da Geografia: um saber essencial na construção da cidadania. Os caminhos e trajetórias no ensino fundamental e médio - suas implicações para a Geografia. A ciência geográfica, o meio natural e as tecnologias. O mapa do mundo e o mundo dos mapas. Um planeta azul ameaçado: suas formas, águas continentais e oceânicas, climas, vegetação, biodiversidade e poluição. A ocupação humana do planeta: diversidade das dinâmicas demográficas e o fenômeno urbano. As sociedades organizam o espaço: ambiente e política internacional. O urbano, o rural e as implicações nas atividades econômicas e na qualidade de vida, especialmente no território brasileiro. A transformação do espaço mundial: da Guerra Fria à nova ordem; as diferenças socioeconômicas (desenvolvimento/subdesenvolvimento); o processo de globalização e seus efeitos. Um novo cenário: a economia globalizada e a inserção do Brasil nesse processo. Os grandes blocos econômicos e o papel das organizações político-econômicas internacionais. Os principais atores: os EUA, a União Européia (EU), o Japão, a Austrália e a China. A Rússia e as transformações recentes no antigo Leste Europeu. A América Latina e a África. O Oriente Médio e os conflitos na Ásia. O mundo pós-atentados terroristas aos EUA. O Brasil no contexto atual: dificuldades; as relações com o mercado; a ação do Estado; as transformações no mundo do trabalho e investimentos externos. O Brasil e sua modernização: o verso e o reverso; a infra-estrutura de energia, transportes, telecomunicações: o processo de industrialização - sua concentração e dispersão - e a dependência do capital externo. A população brasileira e os indicadores socioeconômicos do último Censo (2000). A urbanização brasileira e a marginalização: a ocupação irracional do espaço geográfico, os principais problemas urbanos, a poluição ambiental e a importância do comércio e dos serviços na absorção da força de trabalho. Os espaços regionais com ênfase na Região Sudeste. O espaço fluminense: caracterização do quadro natural; a infra-estrutura territorial; aspectos demográficos; o processo de urbanização com ênfase na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Sugestão bibliográfica:

-Ana Fani Alessandri CARLOS e Ariovaldo Umbelino de OLIVEIRA (orgs.) Reformas no mundo da educação: parâmetros curriculares e geografia. SP: Contexto, 2000.

-ALMANAQUE ABRIL. SP: Abril, 2001 (ou 2002).

-ALMEIDA, Rosângela Doin de. Do desenho ao mapa. SP: Contexto, 2001.

-BRASIL/MEC/CNE. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio: ciências humanas e suas tecnologias. Brasília: MEC, 2000.

-CARLOS, Ana Fani Alessandri (org.).Novos Caminhos da Geografia. SP: Contexto, 2001.

-_______ . A Geografia em Sala de aula. SP: Contexto, 2002.

-COELHO, Marco de Amorim. Geografia Geral: o espaço natural e socioeconômico. SP: Moderna, 2001.

-MAGNOLI, Demétrio. Geografia Paisagem e Território: geral e do Brasil. SP: Moderna, 2001.

-MAGNOLI, Demétrio e ARAÚJO, Regina. Projeto de Ensino de Geografia: natureza, tecnologias, sociedades: geografia geral. SP: Moderna, 2001.

-MORAES, Paulo Roberto. Geografia Geral e do Brasil: SP: Harbra, 2001.

-MENDONÇA, Francisco. Geografia e Meio Ambiente. SP: Contexto, 2001.

-MUNICÍPIO. Lei Orgânica.

-OLIVA, Jaime Tadeu. Espaço e Modernidade: temas de Geografia Mundial. SP: Ática, 2001.

-OLIVEIRA, Umbelino et alii. Para onde vai o ensino de Geografia. SP: Contexto, 2001.

-PITTE, Jean - Robert (coord.). Geografia: a natureza humanizada. SP: FTD. 2001.

-SCALZARETTO, Reinaldo. Geografia Geral: nova geopolítica. SP: Scipione, 2001.

-SENE, Eustáquio de & MOREIRA, João Carlos. Geografia Geral e do Brasil: espaço geográfico e globalização. SP: Scipione, 1999.

-SOUZA, Maria Adélia A. de et alii (orgs.). Natureza e Sociedade de Hoje: uma leitura geográfica. SP: Hucitec -Anpur, 1993.

-VESENTINI, José William. Para uma Geografia Crítica na Escola. SP: Ática, 1992.

-_________ . Brasil: Sociedade & Espaço. 3 1a. ed. SP: Ática, 2002.

-VICENTINO Cláudio & SCALZARETTO, Reinaldo. O Mundo atual: da Guerra Fria à Nova Ordem Internacional. SP, Scipione, 2000.

PROFESSOR II DE HISTÓRIA

Teoria, metodologia e correntes historiográficas / Formação e crise do mundo medieval / Monarquias Nacionais / Renascimento / Expansão marítima e comercial européia / Mercantilismo / Sistema Colonial / Reforma Protestante e Absolutismo Monárquico; Colonização Portuguesa da América (XVI-XVIII)/América Espanhola / trabalho, escravidão e mercado Atlântico; Revolução Inglesa do século XVII / Ilustração / Revolução Americana / Revolução Industrial / Revolução Francesa Império Napoleônico / Reação absolutista / As ondas revolucionárias do século XIX; Brasil: de Colônia à Império - processo de emancipação política e formação do Estado Imperial./ Movimento Operário/socialismo e marxismo / Pós-48: cientificismo, democracia e transformações na estrutura do capitalismo - capitalismo monopolista / Nacionalismo e Estados Nações no século XIX / Imperialismo e Neocolonialismo e 1a guerra mundial. Brasil: da estabilidade à crise da Monarquia / Proclamação e Primeiros Anos da República no Brasil / Século XX: A 1a guerra e seus desdobramentos políticos, econômicos e sociais para a Europa / Revolução Russa / Crise de 29 / Totalitarismo/2a guerra / O Brasil da República Velha: política oligárquica, movimentos sociais e movimento operário / Crise / Revolução de 30 e Estado Novo / Guerra Fria e a Nova expansão do Capitalismo / Descolonização afro-asiática / O Novo Oriente Médio / Revoluções do período / Brasil: do Pacto Populista ao Golpe Militar - economia, política, sociedade e cultura do período 1937-1964 / Anos 70-90: a crise do império soviético e do leste europeu / A nova crise do capitalismo / O Pós-guerra Fria, Neoliberalismo e Globalização da economia / Brasil: da Transição para a democracia à atualidade.

Sugestão bibliográfica:

-BAUMAN, Zygmunt. Globalização: as conseqüências humanas . RJ, Jorge Zahar Ed., 1999.

-BENEVIDES, Maria Vitória. O Governo Kubitschek: desenvolvimento econômico e estabilidade política 1956-1961. 3a.ed., RJ, Paz e Terra, 1975.

-BRENNER, Jayme. Ferida Aberta: o Oriente Médio e a Nova Ordem Mundial. SP, Atual. 1993.

-BERBEL, Márcia e Valladares, Eduardo. Revoluções do século XX. SP, Ed. Scipione, 1994.

-BRENER, Jayme. O Mundo Pós Guerra-Fria. SP, Ed. Scipione, 1994.

-BURKE, Peter. A Escola dos Annales - 1920-1989. SP, Unesp, 1991.

-FAUSTO Boris. História Concisa do Brasil. SP, Edusp, 2001.

-FREITAS, Marcos Cezar de. (org) Historiografia Brasileira em Perspectiva. 2a.ed; SP, contexto, 1998.

-HOBSBAWN, Eric. A Era das Revoluções. RJ, Paz e Terra, 1989.

-______________ . Era dos Extremos. SP, Cia das Letras, 1995.

-_____________ . A Era dos Impérios. RJ, Paz e Terra, 1988.

-LINHARES, Maria Yeda (org) História Geral do Brasil. RJ, Campus, 1990.

-LOPEZ, Luiz Roberto. História da América latina. PA., Mercado Aberto, 1986.

-MATOS, Ilmar R. de. O Tempo Saquarema. 2a ed., SP, Hucitec, 1990.

-MENDONÇA, Sônia Regina. Estado e Economia no Brasil; opções de desenvolvimento.RJ, Graal, 1986.

- e Fontes Virgínia. História do Brasil Recente - 1964-1980. SP, Ática, 1988.

-REIS FILHO, Daniel. Rússia: anos vermelhos. SP, Ed. Brasiliense, 1987.

-REIS, João José e Silva, Eduardo. Negociação e conflito: a resistência negra no Brasil escravista. SP, Cia das Letras, 1989.

-RICARDO-ADHEMAR-FLÁVIO. História. BH. Ed. Lê, 1998.

-SEVCENKO, Nicolau. O Renascimento. 4a. ed., SP, Atual, 1986.

-SILVA, Francisco Carlos Teixeira da. Sociedade Feudal. 2ª ed, SP, Brasiliense, 1984.

PROFESSOR II DE INGLÊS

Estratégias de leitura: identificação de palavras cognatas ou transparentes; inferência de significado; referência pronominal; compreensão geral do texto; reconhecimento de informações específicas; capacidade de análise e síntese; falsos cognatos. Estratégias discursivas: tipo de texto; marcadores de discurso; coerência e elementos de coesão. Aspectos gramaticais: tempos e modos verbais; modais; substantivos, adjetivos, artigos e advérbios; graus comparativo e superlativo; preposições; concordância nominal e verbal; formação de palavras, prefixos e sufixos; conjunções; coordenação e subordinação; ‘question tags'; ‘relative clauses'; ‘conditional sentences'; ‘hypothetical and unreal tenses'; ‘subjuntive'; ‘inversion'; ‘passive voice'; ‘reported speech'; ‘phrasal verbs'; ‘collocations'; principais expressões idiomáticas. Noções de métodos e abordagens para o ensino de inglês como língua estrangeira (EFL).

Sugestão bibliográfica:

-HOLDEN, Susan & ROGERS, Mickey. English Language Teaching. Delti, 1997.

-HEWINGS, Martin. Advanced Grammar in Use. Cambridge University Press, 1999.

-MATTHEWS, Alan; SPRATT, Mary & DANGERFIELD, Les. At the Chalkface. Practical Techniques in Language Teaching. Nelson, 1985.

-McCARTHY, Michael & O'DELL, Felicity. English Vocabulary in Use - Advanced. Cambridge University Press, 2003.

-VINCE, Michael. First Certificate Language Practice. Heinemann, 1996.

-VINCE, Michael. Advanced Language Practice. Heinemann, 1994.

PROFESSOR II DE LÍNGUA PORTUGUESA

Noções de cultura, arte e literatura. O texto literário e o não-literário. Aspectos básicos do texto literário: denotação e conotação; principais recursos expressivos. Gêneros literários: lírico, narrativo/épico, dramático. Principais aspectos da versificação. Elementos estruturais da narrativa. Formas narrativas: crônica, conto e romance. Texto: condições de leitura e produção textual: a enunciação. Coesão e coerência textuais. Intertextualidade. Tipologia textual. Modos de organização do discurso: narrativo, descritivo e dissertativo/argumentativo. Semântica: sinonímia, antonímia, homonímia, paronímia, polissemia. Sistema fonológico do português. Sistema ortográfico vigente. Morfossintaxe: classes de palavras. Formação de palavras. Morfologia nominal. Morfologia verbal. Morfologia pronominal. Processos sintáticos: subordinação e coordenação. Constituintes da oração e orações no período. Frase e discurso. Valores semântico-sintáticos dos conectivos. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Colocação dos termos na frase. Emprego do acento da crase. Normas de pontuação.

Sugestões Bibliográficas:

-BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. Lucerna.

-CÂMARA JR., J. Mattoso. Estrutura da língua portuguesa. Vozes.

-CARNEIRO, A. Dias. Texto em construção: interpretação de texto. Moderna.

-____________ . Redação em construção: a escritura do texto. Moderna.

-CUNHA, Celso & CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. Nova Fronteira.

-FIORIN, J. Luiz & PLATÃO, Francisco. Lições de texto: leitura e redação. Ática.

-GARCIA, O. Moacir. Comunicação em prosa moderna.

-F. G. V. KURY, A. da Gama. Português básico. Nova Fronteira.

-LUFT, C. Pedro. Dicionário prático de regência verbal e Dicionário prático de regência nominal. Ática.

PROFESSOR II DE MATEMÁTICA

Sistema de numeração. Conjuntos numéricos. Operações, múltiplos, divisores. Frações. Números decimais. Medidas: área, perímetro, comprimento, capacidade, volume. Simetria. Função de 1º e 2º Grau. Porcentagens. Possibilidades e estatística. Tabelas e Gráficos. Ângulos. Proporcionalidade. Equações e inequações de 1o e de 2o grau. Sistema de equações. Polígonos. Funções e relações. Trigonometria. Análise combinatória, logarítimos, exponencial. Semelhança. Congruência. Teoremas: Tales e Pitágoras. Círculos. Noções de probabilidade. Geometria plana e espacial. Tópicos de matemática financeira. Fatoração. Polinômios (operações). Lógica. Parâmetros curriculares.

Sugestão bibliográfica:

-BIANCHINI, Edwaldo e PACCOLA, Herval. Matemática. SP: Moderna.

-BIGODE, A. J. Lopes. Matemática Atual. Editora Atual.

-BOLDRINI, J. L. et al. Álgebra Linear. Editora Harbra.

-BONGIOVANNI, Vincenzo et al. Matemática e vida. 1º grau. SP: Ática.

-______ . 2º grau. SP: Ática.

-BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais. Matemática. Brasília, MEC.

-IMENES, Márcio. Matemática de 1º Grau. SP: Scipione.

-GIOVANNI, José Rui. Aprendizagem e educação matemática, 1º grau. SP: FTD.

-GUELLI, Oscar. Matemática: uma aventura do pensamento. 1º grau. SP: Ática.

-LEITHOLD. Cálculo. Editora Harbra.

-MORI, Iracema. ANAGA, Dulce Satiko. Matemática: idéias e desafios, 1º grau. SP: Saraiva.

-SAMPAIO, José Luiz P. CAVALCANTE, Sidney Luiz. Conjuntos e funções, 2º grau. SP: Moderna.

-YOSSEF, Antonio Nicolau. Matemática; conceitos fundamentais. 2º grau. SP: Moderna.

-ZAMBUZZI, Orlando A . et al. Matemática, 2º grau. SP: Ática.

PROFESSOR INSPETOR ESCOLAR

A Educação básica e profissional na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9394/96), de 20 de dezembro de 1996. Legislação Federal Complementar: Resoluções do Conselho Nacional de Educação. Legislação Estadual Regulamentar: Deliberações do Conselho Estadual de Educação. A Ação do Inspetor na Escola e no Sistema de Ensino: Atributos Pessoais e Profissionais necessários ao exercício da função; Atribuições e competências do Inspetor Escolar no Sistema de Ensino do Município e responsabilidade legal da função; Regimento Escolar e Projeto Político-Pedagógico; Planejamento Curricular, Planejamento de Ensino, Planejamento Escolar; Avaliação da aprendizagem Escolar; Inspeção e Avaliação Institucional. A Ação do Inspetor com a Documentação Escolar: Principais Registros dos fatos relativos à vida escolar do aluno e da instituição de ensino (matricula, transferência, classificação, reclassificação, adaptação, aproveitamento de estudos, avanços progressivos, aproveitamento de estudos); Documentos de registros dos fatos relativos à vida escolar do aluno e da instituição de ensino (Certificado, Diplomas, Transferência, Histórico Escolar, Atas, Relatórios, Relatório Anual); Critérios de promoção e freqüência, progressão total, progressão parcial, recuperação; Calendário Escolar - dias letivos, carga horária, jornada diária de trabalho. Parâmetros Curriculares Nacionais.

Sugestão bibliográfica:

-ALVES, Nilda (coordenadora). Educação e Supervisão: o trabalho coletivo na escola. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1991.

-ALVES, Nilda. GARCIA, Regina Leite (orgs.). O Fazer e o Pensar dos Supervisores e Orientadores Educacionais. São Paulo: Edições Loyola, 1991.

-BRASIL. Lei nº 9394/96.

-BRASIL. MEC. Parâmetros Curriculares Nacionais.

-BRASIL. MEC. Referência Curricular Nacional. Vol. I, II e III - Educação Infantil.

-BRASIL, MEC. Parecer CNE / CEB n° 11 / 2000. Diretrizes Curriculares Nacionais para Jovens e Adultos.

-________ . CEB. Parecer nº 3 1/02 - Educação Especial.

-RIO DE JANEIRO. CEE. Legislação Regulamentar: Deliberações.

-CARNEIRO, Moaci Alves. LDB fácil. Editora Vozes: 2003.

-ESTEBAN, Tereza Maria(org). Avaliação: uma prática em busca de nossos sentidos.

-GANDIN, Danilo. A prática do planejamento participativo. Editora Vozes: 1994.

-LUCKESI, Cipriano. Avaliação da Aprendizagem Escolar. São Paulo: Cortez, 2002.

-LÜCK, Heloísa. Ação Integrada: Administração, Supervisão e Orientação Educacional. Petrópolis/RJ: Vozes 2002.

-NISKIER, Arnaldo. LDB: A Nova Lei da Educação. Rio de Janeiro: Consultor, 1986.

-VEIGA, Ilma Passos Alencastro Veiga (Org.) Projeto Político-Pedagógico da Escola: uma Construção Possível. Campinas/SP: Papirus, 1998.

95398

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231