Prefeitura de Gravataí - RS

PREFEITURA MUNICIPAL DE GRAVATAÍ

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

EDITAL Nº 71/2007

CONCURSO PÚBLICO Nº 02/2007

O Prefeito Municipal de Gravataí, no uso de suas atribuições legais, faz saber, por meio deste Edital, que estarão abertas as inscrições para o CONCURSO PÚBLICO destinado ao provimento, no seu Quadro de Pessoal, das vagas declaradas para o cargo de GUARDA MUNICIPAL. O processo terá a coordenação técnico-administrativa do INSTITUTO BRASILEIRO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO - IBDH, sendo de competência do MUNICÍPIO DE GRAVATAÍ os procedimentos legais da nomeação dos candidatos aprovados. O Concurso Público reger-se-á pela legislação vigente e pelas normas contidas neste Edital.

1. DO CARGO

O presente concurso destina-se à seleção de candidatos para o provimento das vagas existentes e das que eventualmente vagarem durante o período de sua validade para o cargo de Guarda Municipal.

1.1. O número de vagas no momento da abertura do presente Concurso é de 30 (trinta).

1.2. O vencimento básico do cargo de Guarda Municipal é de R$ 818,23 (oitocentos e dezoito reais e vinte três centavos).

1.3. A carga horária é de 40 (quarenta) horas semanais.

2. ETAPAS DO CONCURSO PÚBLICO

O Concurso Público de que trata o presente edital compreenderá as seguintes etapas, sob a responsabilidade do IBDH:

a) Qualificação técnica, de caráter eliminatório e classificatório, compreendendo a realização de prova teórica-objetiva acerca dos temas identificados no item 7.1 deste Edital;

b) Exame de aptidão física, conforme item 7.2 deste Edital;

c) Exame psicotécnico, conforme item 7.3 deste Edital.

3. DA DIVULGAÇÃO

3.1. A divulgação oficial das informações referentes a este Concurso Público dar-se-á através de Editais publicados na página do IBDH, no Campus da ULBRA, em Gravataí, situado na Avenida Itacolomi, nº 3.600, bairro São Vicente, ou pela Internet, no site: gravatai.ulbra.tche.br/concurso; ou www.ibdh.com.br.

3.2. É de inteira responsabilidade do candidato o acompanhamento da divulgação das informações referentes ao concurso.

3.3. Todas as etapas do Concurso Público de que trata este Edital serão realizadas no Campus da ULBRA, em Gravataí.

4. REQUISITOS PARA A PARTICIPAÇÃO DO CONCURSO PÚBLICO

Para participar do Concurso Público de que trata este Edital, os interessados deverão preencher as seguintes condições, que serão aferidas e comprovadas por ocasião da nomeação:

a) ser brasileiro nato, ou naturalizado de acordo com o artigo 12 da Constituição Federal, cujo processo tenha sido encerrado dentro do prazo das inscrições;

b) possuir a escolaridade mínima exigida para o cargo, que é o ensino fundamental completo, mediante apresentação de Histórico Escolar;

c) estar em dia com as obrigações eleitorais;

d) não ter registros de antecedentes criminais, encontrando-se em pleno gozo de seus direitos civis e políticos;

e) estar regularizada a situação com o serviço militar (para os candidatos do sexo masculino);

f) possuir Carteira Nacional de Habilitação Definitiva de Categoria "A" e "C";

g) possuir curso de Informática (Windows, Word, Excel) de, no mínimo, 40 horas de duração, mediante apresentação de Certificado;

h) possuir idade mínima de 18 (dezoito) anos completos;

i) apresentar boa saúde física e mental, verificada através de exame médico admissional, ocasião esta em que deverá apresentar os seguintes exames atualizados: hemograma, eletrocardiograma de repouso e avaliação cardiológica;

j) o candidato portador de deficiência deverá apresentar atestado médico, carimbado e assinado por profissional médico, atualizado que comprove a patologia;

k) preencher os demais requisitos exigidos para o exercício do cargo;

l) comprovação de requisitos, por ocasião da nomeação, sob a responsabilidade da Prefeitura Municipal de Gravataí, sob pena de ser desclassificado.

5. DAS INSCRIÇÕES

5.1. Período: as inscrições deverão ser efetuadas no período de 17 de outubro de 2007 a 05 de novembro de 2007.

5.2. Local: as inscrições somente poderão ser realizadas pela Internet, no site: gravatai.ulbra.tche.br/concurso ou www.ibdh.com.br. A ULBRA/Gravataí disponibilizará computadores para acesso à internet, caso o candidato necessite, durante o período de inscrições, na sede do campus de Gravataí, localizada na Avenida Itacolomi, nº 3.600, Bairro São Vicente, das 8h30min às 12h, no turno da manhã e das 14h às 18h, no turno da tarde, de segunda-feira a sexta-feira, no Laboratório de Informática nº 03, situado no Prédio 02.

5.2.1. Informações: as informações necessárias para a participação no presente Concurso Público podem ser obtidas na ULBRA Gravataí, localizada na Avenida Itacolomi, nº 3.600, Bairro São Vicente, no Laboratório de Informática nº 03, situado no Prédio 02, das 8h30min às 12h, no turno da manhã e das 14h às 18h, no turno da tarde, de segunda-feira a sexta-feira.

5.3. Pagamento da Taxa de Inscrição: no ato da inscrição será gerado um boleto bancário que deverá ser impresso pelo candidato, efetuando o pagamento na rede bancária até o dia do vencimento indicado no boleto. A inscrição somente será confirmada com o efetivo pagamento/compensação do boleto bancário.

5.4. Procedimentos para as Inscrições:

a) As inscrições serão efetuadas pela Internet, no site gravatai.ulbra.tche.br/concurso ou www.ibdh.com.br, no período de 17 de outubro a 05 de novembro de 2007. A Ulbra disponibilizará computadores para acesso à Internet, caso o candidato necessite, durante o período de inscrições, na sede do campus de Gravataí, no Laboratório de Informática nº 03, localizado no Prédio 02, das 8h30min às 12h, no turno da manhã e das 14h às 18h, no turno da tarde, de segunda-feira a sexta-feira.

OBS: A inscrição só será confirmada com o efetivo pagamento/compensação do boleto bancário que será gerado no ato da inscrição. Após dois dias úteis bancários do pagamento do boleto, o candidato poderá consultar o endereço gravatai.ulbra.tche.br/concurso ou www.ibdh.com.br e confirmar o pagamento de sua inscrição, clicando em "Consulta Pagamento de Inscrição".

5.4.1. Não serão considerados os pedidos de inscrição que deixarem de ser concretizados por falhas de computadores, congestionamento de linhas ou outros fatores de ordem técnica, principalmente nos últimos dias de inscrição. Por isso, a comissão do concurso aconselha aos candidatos não efetuarem sua inscrição nos últimos dias do período citado no item 5.1 deste edital, para que eventuais problemas de congestionamento não ocorram.

5.4.2. O candidato terá responsabilidade exclusiva, sob as penas da Lei, pelas informações cadastrais informadas por ocasião da inscrição.

5.4.3. Para a inscrição no presente concurso o candidato deverá indicar o número do Documento de Identidade que tenha fé pública (Cédula de Identidade Civil ou Militar, Carteira de Trabalho, Carteira de Motorista ou Carteira Profissional emitida por Ordem ou Conselho de Classe legalmente reconhecido). Também deverá ser informado o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF). O candidato que não possuir, deverá solicitá-lo nos postos credenciados, localizados em qualquer agência do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal, dos Correios ou na Receita Federal em tempo hábil, isto é, antes do término do prazo das inscrições. Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento, títulos eleitorais, carteiras de motorista no modelo antigo, carteiras de estudante, carteiras funcionais, Carteiras de Clubes Sociais sem valor de identidade, nem documentos ilegíveis, não-identificáveis ou danificados.

5.4.4. O candidato, após o preenchimento do formulário de inscrição, gerará o boleto bancário pela Internet, deverá imprimi-lo, efetuando o pagamento da taxa de inscrição até a data de vencimento do boleto, em qualquer agência da rede bancária.

5.4.5. Os boletos bancários emitidos no último dia do período de inscrições poderão ser pagos até o primeiro dia útil subseqüente.

5.4.6. A inscrição somente será considerada completa e válida após o pagamento/compensação do respectivo boleto bancário.

5.4.7. O candidato portador de deficiência, além de preencher a inscrição conforme descrito acima, deverá entregar no campus da ULBRA, em Gravataí, nos horários mencionados no subitem 5.2, ou encaminhar pelo Correio, por SEDEX ou AR (Aviso de Recebimento), dirigido à Comissão de Processos Seletivos e Concursos Públicos do IBDH/Ulbra/Gravataí, no endereço Avenida Itacolomi, nº 3.600, bairro São Vicente, Gravataí/RS, CEP 94.170-240, até 3 (três) dias úteis após o término das inscrições, Atestado Médico em receituário próprio e original, devidamente assinado por médico identificado com nome no carimbo contendo o numero do CRM, contendo claramente as seguintes informações: a) Identificação da deficiência da qual o candidato é portador, de acordo com a legislação vigente e a Classificação Internacional de Doenças - CID; b) Se a deficiência da qual o candidato é portador é compatível com as atribuições do cargo para o qual concorre, de acordo com a legislação pertinente.

5.5. Do valor das inscrições

O valor da inscrição será de R$ 40,00 (quarenta reais).

5.6. Da homologação das inscrições

5.6.1. A partir do dia 09 de novembro de 2007, será publicada a relação preliminar dos candidatos inscritos, abrindo-se prazo para recurso, conforme previsão contida no Cronograma - Anexo III. A relação dos candidatos cujas inscrições foram homologadas serão publicadas no mínimo com 8 (oito) dias de antecedência à realização da prova teórica, contendo o nome do candidato, o número de inscrição e o número do documento de identidade.

5.6.2. A lista referida no subitem anterior será publicada no campus da Ulbra/Gravataí, na Avenida Itacolomi, nº 3.600, Bairro São Vicente, Gravataí/RS, bem como na Internet, no endereço gravatai.ulbra.tche.br/concurso ou www.ibdh.com.br.

5.6.3. Da não homologação da inscrição cabe recurso, que poderá ser formulado conforme previsão no item 9 (nove), deste Edital. A não interposição do recurso no prazo estabelecido, bem como o improvimento do interposto acarreta o cancelamento do pedido de inscrição e a conseqüente eliminação do candidato do certame.

5.7. Da regulamentação das inscrições

5.7.1. Não serão aceitas inscrições por via postal ou fac-símile, nem em caráter condicional.

5.7.2. O candidato, ao efetivar sua inscrição, assume inteira responsabilidade pelas informações declaradas no formulário de sua inscrição, estando ciente de que a informação incorreta, falsa ou inexata acerca dos dados determinará o cancelamento da inscrição e anulação de todos os atos decorrentes dela, em qualquer época, não isentando o candidato de responder perante a Lei.

5.7.3. O número do CPF é informação indispensável para a inscrição, conforme o disposto no item 5.4.3.

5.7.4. Não haverá devolução do valor da taxa paga pela inscrição, salvo no caso de cancelamento do certame por conveniência do Município de Gravataí.

5.7.5. Serão canceladas as inscrições pagas com cheque sem a devida provisão de fundos, bem como dos pagamentos com agendamento bancário futuro que tenha data posterior ao término do prazo das inscrições.

5.7.6. É de inteira responsabilidade do candidato decidir sobre sua condição de participar do presente Concurso Público, especialmente quanto ao atendimento da escolaridade e demais requisitos, conforme o disposto no item 4, deste Edital.

5.7.7. Não serão válidas as inscrições realizadas fora do prazo previsto neste edital.

5.7.8. Não será permitido número livre de inscrições.

5.7.9. O candidato, ao inscrever-se para participar do presente Concurso Público, aceita as exigências e condições previstas neste Edital, das quais não poderá alegar desconhecimento.

6. DAS VAGAS DESTINADAS A CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

6.1. Às pessoas portadoras de deficiência é assegurado 10% (dez por cento) do número de vagas do cargo em Concurso, previsto neste Edital, desde que a deficiência de que são portadoras sejam compatíveis com as atribuições do cargo, em obediência ao disposto no Decreto Federal nº 3.298/99 , na Lei Estadual nº 10.228/94 e no Decreto Municipal n° 2502/1994.

6.2. Os candidatos deverão encaminhar o atestado médico que indique a espécie, grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente de Classificação Internacional de Doenças - CID. Caso não encaminhe o atestado médico no prazo estabelecido no subitem 6.3, o candidato será considerado como não-portador de deficiência, sem direito à reserva de vaga, no cargo em concurso pretendido.

6.3. O atestado médico deverá ser entregue no campus da ULBRA, em Gravataí, no horário das 08h30min. Às 12h e das 14h às 18h, protocolado na Secretaria do Campus, ou encaminhado pelo Correio, por SEDEX ou AR (Aviso de Recebimento), dirigido à Comissão de Processos Seletivos e Concursos Públicos do IBDH/Ulbra/Gravataí, no seguinte endereço: Avenida Itacolomi, nº 3.600, São Vicente, Gravataí/RS, CEP 94.170-240, até 3 (três) dias úteis após o término das inscrições. Para a verificação desta data, será considerada aquela constante no carimbo de postagem do Correio.

6.4. As pessoas portadoras de deficiência participarão da seleção em igualdade de condições com os demais candidatos de acordo com a legislação e o previsto neste Edital.

6.5. Os candidatos portadores de deficiência, que necessitarem de algum atendimento especial para a realização das provas objetivas, deverão declará-lo no Formulário de Inscrição para que sejam tomadas as providências cabíveis, com antecedência.

6.6. Se aprovado e classificado para o cargo em concurso pretendido, o candidato portador de deficiência será submetido à avaliação a ser realizada pela Junta Médica composta por 3 (três) servidores, do Município de Gravataí, a fim de ser apurada a categoria de sua deficiência e a compatibilidade do exercício das atribuições do cargo com a deficiência de que é portador.

6.7. Na hipótese de não haver compatibilidade do exercício das atribuições do cargo com a deficiência de que é portador, o candidato será eliminado do Concurso, sendo convocado para assumir o cargo o próximo candidato classificado na lista dos portadores de deficiência, caso exista.

6.8. Caso o candidato inscrito como portador de deficiência não se enquadre nas categorias definidas no artigo 4o, incisos I a V, do Decreto Federal 3.298, de 20 de dezembro de 1999, seu nome será excluído da listagem de candidatos portadores de deficiência, do cargo em concurso, e passará a constar apenas da Listagem Geral.

6.9. Não ocorrendo aprovação de candidatos portadores de deficiência para o preenchimento de vagas previstas em cada um dos cargos para as quais há a reserva, elas serão preenchidas pelos demais candidatos aprovados no Concurso Público.

6.10. Serão publicadas duas listas de candidatos aprovados em ordem classificatória. A primeira conterá a classificação geral de todos os candidatos aprovados, em ordem crescente de classificação, incluindo os candidatos portadores de deficiência. E a segunda lista conterá, se houver, estes últimos.

7. DAS PROVAS

7.1. DA PROVA TEÓRICO-OBJETIVA

Os candidatos que se inscreverem para participarem do presente Concurso Público serão submetidos a uma prova teórico-objetiva, uma prova de aptidão física e a um exame psicotécnico.

A prova teórico-objetiva versará sobre os conteúdos a seguir indicados, elaborada com base nos programas previstos no anexo II, deste Edital, nos seguintes termos: a) Língua Portuguesa (20 questões) e b) Conhecimentos Específicos, compreendendo: b.1) Princípios Fundamentais e Direitos e Garantias Individuais, previstos nos artigos 1º a 7º da Constituição Federal (05 questões); b.2) Lei Federal no 10.826, de 22 de dezembro de 2003 - Estatuto do Desarmamento (05 questões); b.3) Lei Federal no 9.503, de 23 de setembro de 1997 - Código de Trânsito Brasileiro (05 questões), e b.4) Lei Municipal de Gravataí no 681, de 26 de dezembro de 1991, que "Institui o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Municipais e dá outras providências" e Lei Municipal de Gravataí nº 1.066, de 07 de setembro de 1996, que "Cria a Guarda Municipal de Gravataí e dá outras providências" (05 questões).

7.1.1. Será considerado aprovado o candidato que obtiver, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) do total de pontos da prova teórica-objetiva. Além disso, é necessário que o candidato obtenha, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) de acertos em cada uma das temáticas de abrangência da prova teórica-objetiva, ou seja, Língua Portuguesa e Conhecimentos Específicos.

7.1.2. As questões da prova teórica-objetiva serão de múltipla escolha, com 5 alternativas (A, B, C, D e E) e 1 (uma) única resposta correta. A pontuação final (grau final) de todos os candidatos será na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos.

7.1.3. A prova teórico-objetiva será realizada em data a ser divulgada oportunamente e terá duração de 03 horas, com início às 8h30min. e término às 11h30min., sendo aplicada no campus de Gravataí da Universidade Luterana do Brasil, situado na Av. Itacolomi, no 3.600, bairro São Vicente, cidade de Gravataí/RS.

7.1.4. Os prédios e as respectivas salas em que ocorrerão as provas serão divulgados, no campus da Ulbra, bem como no site: gravatai.ulbra.tche.br/concurso ou www.ibdh.com.br, com pelo menos 08 (oito) dias de antecedência da data de sua aplicação. Não serão prestadas informações por telefone. É de inteira responsabilidade do candidato à identificação correta de seu local de realização da prova e o comparecimento no horário determinado.

7.1.5. O ingresso na sala de provas será permitido somente ao candidato que apresentar o original do documento hábil de identidade que originou a inscrição, nos termos do subitem 5.4.3. Não serão aceitas cópias de documentos de identidade, ainda que autenticadas, nem protocolos de entrega de documentos, exceção feita à ocorrência policial.

7.1.6. O documento de identidade deverá estar em perfeitas condições de uso, inviolado e com foto recente que permita o reconhecimento do candidato.

7.1.7. O candidato deverá comparecer ao local designado, com antecedência mínima de 40 minutos, munido de documento de identidade, caneta tipo esferográfica com tinta azul ou preta de ponta grossa.

7.1.8. Não será permitida a entrada no prédio de realização das provas ao candidato que se apresentar depois de dado o sinal sonoro indicativo de início de prova. Estando no interior do prédio, o candidato só poderá ingressar na sala de provas, se acompanhado por fiscal da coordenação.

7.1.9. Em hipótese alguma haverá segunda chamada, seja qual for o motivo alegado, tampouco será aplicada prova fora do local e horário designado por Edital. Também não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a realização da prova.

7.1.10. Durante a realização da prova, não serão permitidas consultas de espécie alguma, bem como o uso de quaisquer máquinas calculadoras, fones de ouvido, gravadores, pagers, notebooks, telefones celulares ou quaisquer aparelhos similares de equipamentos que permitam o armazenamento ou a comunicação de dados e informações. O candidato que se apresentar no local da prova com qualquer tipo de aparelho eletrônico deverá, ao entrar na sala, logo após a identificação, desligá-lo e entrega-lo ao fiscal de sala. O IBDH não se responsabilizará por perdas ou extravios de objetos e equipamentos eletrônicos ocorridos durante a realização das provas.

7.1.11. O candidato só poderá retirar-se do recinto da prova, portando o caderno de provas, após 1 (uma) hora do seu início.

7.1.12. Ao término da prova o candidato entregará ao fiscal da sala a grade de respostas devidamente preenchida, podendo levar consigo o caderno de provas, respeitado o item anterior.

7.1.13. O candidato deverá assinalar suas respostas na grade de respostas com caneta esferográfica de tinta azul ou preta de ponta grossa. A grade de respostas será o único documento válido para a correção. O preenchimento da grade de respostas é de inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder de acordo com as instruções específicas contidas neste Edital, na prova e na grade de respostas.

7.1.14. Em hipótese alguma haverá substituição da grade de respostas por erro ou desatenção do candidato.

7.1.15. Serão consideradas incorretas as questões não assinaladas na grade de respostas, bem como as questões que contiverem mais de uma resposta, emenda ou rasura, ainda que legível.

7.1.16 Não será permitida a permanência de acompanhante do candidato, ou de pessoas estranhas ao Concurso Público, nas dependências do local onde for aplicada a prova.

7.1.17. Será excluído do Concurso Público o candidato que: a) for culpado por incorreção, ou descortesia para com quaisquer dos examinadores, executores, fiscais ou autoridades presentes; b) for surpreendido, durante a realização da prova, comunicando-se com outro candidato, bem como consultando objetos não permitidos; c) ausentar-se da sala de provas sem o acompanhamento do fiscal, antes de ter concluído a prova e entregue a grade de respostas; d) usar ou tentar usar meios fraudulentos ou ilegais para a sua realização; e) for surpreendido dando ou recebendo auxílio para a execução de quaisquer das provas; f) utilizar-se dos equipamentos referidos no item 7.10 deste edital; g) ausentar-se da sala, a qualquer tempo, portando a folha de respostas; h) descumprir as instruções contidas no caderno de provas e na folha de respostas; i) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos.

7.1.18. Não será permitido ao candidato fumar na sala de provas e nos locais de circulação dos prédios em que ocorrerá a prova.

7.1.19. No dia de realização das provas, não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação das provas ou pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo das questões.

7.1.20. Poderá ser responsabilizado criminalmente o candidato que fraudar o presente Concurso Público.

7.2. DO EXAME DE APTIDÃO FÍSICA

O Exame de Aptidão Física, de caráter eliminatório e classificatório, visa avaliar a capacidade do candidato para suportar, física e organicamente, as exigências da prática de atividades físicas e demais exigências próprias do cargo de Guarda Municipal.

7.2.1. O candidato deverá comparecer na data, no local e no horário determinado em Edital, com roupa apropriada para a prática de atividades físicas, munido somente de documento de identidade original e de atestado médico original específico para tal fim, conforme modelo disponível no Anexo IV.

7.2.1.1. Não será permitida a permanência de acompanhantes nos locais de prova, bem como os candidatos não poderão permanecer com objetos, tais como: aparelhos telefônicos, fotográficos, radiofônicos, etc., podendo ser eliminado do concurso, caso o candidato descumpra tal preceito.

7.2.2. O atestado médico deverá conter, expressamente, a informação de que o candidato está apto, na data de realização do exame, a realizar os testes de barra fixa, de flexão abdominal e de corrida de doze minutos do exame de capacidade física do concurso público da Prefeitura Municipal de Gravataí.

7.2.3. O atestado médico deverá ser entregue no momento da identificação do candidato para o início do exame. Não será aceita a entrega de atestado médico em outro momento ou em que não conste a autorização expressa nos termos do subitem anterior.

7.2.4. O candidato que deixar de apresentar o atestado médico será impedido de realizar os testes, sendo, conseqüentemente, eliminado do concurso.

7.2.5. As avaliações, os índices e as notas do exame de capacidade física obedecerão ao previsto nos itens a seguir:

TESTE DE BARRA FIXA

7.2.5.1. Os procedimentos para a execução do Teste de Barra Fixa para os candidatos do sexo masculino obedecerão aos aspectos a seguir:

a) Ao comando "em posição", o candidato deverá dependurar-se na barra com pegada livre e braços estendidos, podendo receber ajuda para atingir esta posição, devendo manter o corpo na vertical e sem contato com o solo.

b) Ao comando "iniciar", o candidato tentará elevar o corpo até que o queixo ultrapasse o nível da barra; em seguida, estenderá novamente os cotovelos até a posição inicial.

c) O movimento é repetido tantas vezes quanto possível, sem limite de tempo.

d) Será contado o número de movimentos completados corretamente, em voz alta pelo fiscal, não sendo computado os que não forem contados pelo fiscal.

e) Não será permitido: movimentação adicional de quadril ou pernas como forma auxiliar na execução da prova; encostar os pés no chão durante o teste; utilizar luvas ou apoiar o queixo na barra.

f) Caso o candidato não atinja a marca mínima, será permitida uma segunda e última tentativa.

g) A pontuação do Teste de Barra Fixa masculino será dada conforme tabela a seguir:

Masculino

Número de Flexões

Pontos

1 ou menos

0,0 (eliminado)

2

1,0 (eliminado)

3

2,0

4

3,0

5

4,0

6 ou mais

5,0

7.2.5.2. Os procedimentos para a execução do Teste de Barra Fixa para as candidatas do sexo feminino obedecerão aos aspectos a seguir:

a) Ao comando "em posição", a candidata deverá dependurar-se na barra com pegada livre, mantendo os braços flexionados e o queixo acima da parte superior da barra, podendo receber ajuda para atingir esta posição.

b) Ao comando "iniciar", depois de tomada a posição pela candidata, o fiscal da prova inicia imediatamente a cronometragem do tempo, devendo a candidata permanecer na posição; o fiscal avisará o tempo decorrido na execução.

c) Não será permitida movimentação adicional de quadril ou pernas como forma de auxiliar na execução da prova nem utilizar luvas ou apoiar o queixo na barra.

d) Não será permitido que a avaliada encoste os pés no chão durante o teste.

e) Caso a candidata não atinja a marca mínima, será permitida uma segunda e última tentativa.

f) A pontuação do Teste de Barra Fixa feminino será dada conforme tabela a seguir:

Feminino

Tempo em Suspensão

Pontos

3 segundos ou menos

0,0 (eliminada)

De 4 a 6 segundos

1,0 (eliminada)

De 7 a 9 segundos

2,0

De 10 a 12 segundos

3,0

De 13 a 15 segundos

4,0

16 segundos ou mais

5,0

TESTE DE FLEXÃO ABDOMINAL COM REALIZAÇÃO DE 1 MINUTO

7.2.5.3. Os procedimentos para a execução do Teste de Flexão Abdominal para os candidatos de ambos os sexos obedecerão aos aspectos a seguir:

a) Ao comando "em posição", o(a) candidato(a) deverá deitar-se em decúbito dorsal (de costas para o chão), em uma prancha horizontal, com os joelhos flexionados (de modo que as plantas dos pés, afastados na largura dos ombros, mantenham contato total com a prancha horizontal), pés presos no prendedor da prancha horizontal e os braços cruzados (de modo que fiquem rentes ao peito).

b) Ao comando "iniciar", o(a) candidato(a) deverá flexionar o tronco em direção às pernas até que o antebraço toque a coxa, quando o fiscal imediatamente acusará uma repetição, em voz alta, liberando o candidato para que retorne à posição inicial, repetindo-se o ciclo até que sejam decorridos 60 segundos.

c) Não será permitida a flexão das pernas em direção ao tronco, de modo que o candidato deverá manter os pés presos na prancha durante o período de execução do teste.

d) Caso o(a) candidato(a) não atinja a marca mínima, será permitida uma segunda e última tentativa.

e) A pontuação do Teste de Flexão Abdominal será dada conforme tabela a seguir:

Masculino

Feminino

Número de Flexões

Pontos

Número de Flexões

Pontos

9 ou menos

0,0 (eliminado)

9 ou menos

0,0 (eliminado)

De 10 a 19

1,0 (eliminado)

De 10 a 19

1,0 (eliminado)

De 20 a 29

2,0

De 20 a 24

2,0

De 30 a 39

3,0

De 25 a 29

3,0

De 40 a 49

4,0

De 30 a 39

4,0

50 ou mais

5,0

40 ou mais

5,0

TESTE DE CORRIDA DE DOZE MINUTOS

7.2.5.4. Os procedimentos para a execução do Teste de Corrida de 12 minutos para os candidatos de ambos os sexos obedecerão aos aspectos a seguir:

a) O teste será realizado em uma pista atlética com 200 metros de extensão e 4 raias, nas quais os candidatos serão alocados segundo uma escala crescente de 1 a 4 ordenada alfabeticamente pelos nomes dos candidatos.

b) Ao comando "em posição", o(a) candidato(a) deverá postar-se de pé na raia apontada pelo fiscal junto à linha de largada, sem sobrepô-la.

c) Ao comando "iniciar", o candidato deve caminhar ou correr pela pista em qualquer ritmo, podendo inclusive parar e prosseguir, no intuito de alcançar a máxima distância possível em 12 minutos cronometrados pelo fiscal desde o comando inicial.

d) Não será permitida a troca de raias durante o decorrer do teste, devendo o candidato iniciá-lo e concluí-lo na mesma raia.

e) Não será permitido qualquer tipo de comunicação entre um candidato e outro durante o Teste, seja para estimular, desestimular, puxar, empurrar, carregar, ou ter outra atitude similar relativamente ao concorrente.

f) Não será permitido ao(à) candidato(a), após iniciar o teste, abandonar a pista antes do consentimento do fiscal.

g) O término do tempo de 12 minutos do teste será anunciado pelo fiscal com um silvo de apito audível em qualquer ponto da pista, devendo o candidato parar imediatamente, permitindo ao fiscal que aponte a distância exata percorrida.

h) Caso o(a) candidato(a) não atinja a marca mínima, será permitida uma segunda e última tentativa.

i) A pontuação do Teste de Corrida de 12 Minutos será dada conforme tabela a seguir:

Masculino

Feminino

Distância (metros)

Pontos

Distância (metros)

Pontos

1400 ou menos

0,0 (eliminado)

1000 ou menos

0,0 (eliminado)

De 1401 a 1600

0,5 (eliminado)

De 1001 a 1200

0,5 (eliminado)

De 1601 a 1800

1,0 (eliminado)

De 1201 a 1400

1,0 (eliminado)

De 1801 a 2000

1,5 (eliminado)

De 1401 a 1600

1,5 (eliminado)

De 2001 a 2200

2,0

De 1601 a 1800

2,0

De 2201 a 2400

2,5

De 1801 a 2000

2,5

De 2401 a 2600

30,

De 2001 a 2200

30,

De 2601 a 2800

3,5

De 2201 a 2400

3,5

De 2801 a 3000

4,0

De 2401 a 2600

4,0

De 3001 a 3200

4,5

De 2601 a 2800

4,5

3201 ou mais

5,0

2801 ou mais

5,0

7.2.5.5. Observações gerais sobre o exame de aptidão física

a) O candidato será considerado classificado ou eliminado no exame de capacidade física.

b) Será considerado eliminado no exame de capacidade física e, conseqüentemente, eliminado do concurso público o candidato que:

b.1) deixar de realizar algum dos testes;

b.2) obtiver pontuação menor que 2 (dois) pontos em qualquer um dos testes;

b.3) não obtiver 3,0 pontos na média aritmética dos três testes;

b.4) não comparecer para a realização dos testes.

c) O candidato será considerado classificado no exame de capacidade física se, submetido a todas as avaliações, atingir a performance mínima de 2,0 (pontos) para cada avaliação e média aritmética de 3,0 (pontos) no conjunto das avaliações.

d) Os casos de alteração psicológica e/ou fisiológica temporários (gravidez, estados menstruais, indisposições, cãibras, contusões, luxações, fraturas etc.) que impossibilitem a realização dos testes ou diminuam ou limitem a capacidade física dos candidatos não serão levados em consideração, não sendo concedido qualquer tratamento privilegiado, respeitando-se o princípio da isonomia.

e) O candidato que obtiver pontuação menor que 2 (dois) pontos em qualquer dos testes não poderá prosseguir na realização dos demais testes, sendo logo considerado eliminado e, conseqüentemente, eliminado do concurso, não podendo permanecer no local das provas.

f) Será atribuída aos candidatos classificados a Nota Final no Exame de Capacidade Física (NFCF), que será a média aritmética das pontuações obtidas nos três testes.

7.3. DO EXAME PSICOTÉCNICO

Os candidatos aprovados na prova teórico-objetiva e classificados no exame de capacidade física serão submetidos a exames de sanidade psíquica e de aptidão psicológica, de caráter eliminatório.

7.3.1. A avaliação de aptidão psicológica será realizada por profissionais da área de psicologia, designados pela Comissão de Concurso, cujos laudos enunciarão as condições de habilitação do candidato ao cargo de Guarda Municipal, considerando-o apto ou inapto.

7.3.2. A avaliação consistirá na aplicação e na avaliação de técnicas psicológicas psicométricas e projetivas visando analisar a adequação do candidato ao perfil profissiográfico do cargo de Guarda Municipal, identificando nível mental, capacidade de atenção e rapidez, raciocínio lógico, memória, controle emocional, e características de personalidade.

7.3.3. A avaliação poderá ser complementada através de entrevista individual de caráter informativo.

7.3.4. Na avaliação de aptidão psicológica, o candidato será considerado apto ou inapto para o cargo de Guarda Municipal. O candidato considerado inapto (não recomendado para o cargo) será eliminado do Concurso.

7.3.5. Em respeito ao princípio da isonomia, não serão consideradas como razões de recurso os casos em que o candidato alegar alteração física ou patológica como sendo a desencadeadora do rendimento apresentado durante as testagens (efeito de substancia medicamentosa; luto; cansaço excessivo; tensão extrema, etc.).

8. DA PUBLICAÇÃO DOS RESULTADOS E DO PRAZO PARA RECURSOS

Todos os resultados do Concurso serão divulgados oficialmente pelo site gravatai.ulbra.tche.br/concurso ou www.ibdh.com.br, e no Campus da ULBRA de Gravataí.

9. DOS RECURSOS

O candidato a qualquer cargo em Concurso poderá interpor recurso:

a) Referente às inscrições não homologadas, no prazo de 03 (três) dias úteis, a contar do primeiro dia útil subseqüente ao da publicação de Edital contendo a lista preliminar das inscrições na internet gravatai.ulbra.tche.br/concurso ou www.ibdh.com.br, e no Campus da ULBRA de Gravataí;

b) Referente às questões da Prova teórico-objetiva e aos seus gabaritos, no prazo de 03 (três) dias úteis, a contar do primeiro dia útil subseqüente ao da publicação do Edital de divulgação dos gabaritos, na internet gravatai.ulbra.tche.br/concurso ou www.ibdh.com.br, Campus da ULBRA de Gravataí;

c) Referente aos resultados das provas teórico-objetivas no prazo de 03 (três) dias úteis, a contar do primeiro dia útil subseqüente ao da publicação do Edital dos seus resultados, na internet gravatai.ulbra.tche.br/concurso ou www.ibdh.com.br, e no Campus da ULBRA de Gravataí;

d) Referente ao resultado das provas que compõem o exame de capacitação física, no prazo de 03 (três) dias úteis a contar da publicação da relação com os candidatos classificados e desclassificados, na internet gravatai.ulbra.tche.br/concurso ou www.ibdh.com.br, e no Campus da ULBRA de Gravataí;

e) Referente ao resultado das provas que compõem o exame psicotécnico, no prazo de 03 (três) dias úteis a contar da publicação da relação com os candidatos aptos e inaptos, na internet gravatai.ulbra.tche.br/concurso ou www.ibdh.com.br, e no Campus da ULBRA de Gravataí;

f) Referente às incorreções ou irregularidades constatadas na execução do Concurso Público, no prazo de 03 (três) dias úteis, a contar da sua ocorrência.

9.1. O recurso deverá ser dirigido à Comissão de Concursos e Processo Seletivo do IBDH/Ulbra Gravataí, entregue e protocolado na Secretaria do Campus da ULBRA de Gravataí, no horário compreendido entre 8h30min às 12h e das 14h às 18h.

9.2. O recurso deverá conter:

a) Nome completo, número de inscrição, número e nome do cargo em Concurso do candidato;

b) Objeto do pedido de recurso;

c) Exposição dos motivos para o seu provimento.

9.3. O recorrente deverá utilizar 01 (um) formulário para cada questão ou parte da prova física e psicotécnica recorrida. Não serão considerados os recursos formulados fora de prazo ou que não contenham os elementos indicados no item anterior.

9.4. Não serão aceitos recursos por "fac-simile" ou outros serviços de postagem.

9.5. Na hipótese de anulação de questões da prova teórico-objetiva, essas serão consideradas como respondidas corretamente por todos os candidatos. Se houver alteração de algum gabarito, as provas teórico-objetivas de todos os candidatos serão corrigidas conforme essa alteração e seu resultado final divulgado de acordo com esse novo gabarito.

9.6. A Comissão Examinadora do presente Concurso Público é a última instância para a apreciação dos recursos, sendo soberana em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos adicionais.

10. DA CLASSIFICAÇÃO

Serão classificados somente os candidatos aprovados nas três provas.

10.1. Na prova teórica-objetiva, serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) do total de pontos da prova e que tenham obtido, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) de aproveitamento em cada uma das temáticas de abrangência da prova teórica-objetiva, ou seja, Língua Portuguesa e Conhecimentos Específicos. A classificação observará a ordem numérica decrescente da pontuação individualmente alcançada, atribuindo-se o primeiro lugar ao candidato que obtiver a maior soma de pontos, e assim sucessivamente.

10.2. No exame de aptidão física serão aprovados os candidatos não eliminados, na forma prevista no item 7.2.5.5.

10.3. No exame psicotécnico, serão aprovados os candidatos considerados aptos para o exercício do cargo.

10.4. A classificação final dos candidatos será obtida pela média aritmética dos pontos obtidos na prova teórico-objetiva e no exame de aptidão física.

11. DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE

No caso de haver candidatos que obtenham igual número de pontos na classificação, serão utilizados, sucessivamente, os seguintes critérios de desempate:

a) a maior pontuação obtida na prova de Conhecimentos Específicos e o candidato mais idoso;

b) para as hipóteses em que, utilizados os critérios previstos na alínea anterior deste item, persistir o empate, será realizado sorteio público, nas dependências da ULBRA/Gravataí e comunicado aos candidatos através de Edital ou Aviso, com antecedência mínima de 3 (três) dias úteis.

12. DA HOMOLOGAÇÃO E DA VALIDADE DO CONCURSO PÚBLICO

12.1 O Resultado Final será divulgado em Edital, que conterá o nome dos candidatos classificados, obedecendo à estrita ordem de classificação.

12.2 O Concurso Público terá a validade de 2 (dois) anos, a contar da data da homologação dos resultados finais, podendo este prazo ser prorrogado por igual período, a critério do Município de Gravataí.

13. DO PROVIMENTO DOS CARGOS

13.1. A nomeação dos candidatos aprovados obedecerá rigorosamente à ordem de classificação.

13.2. Os aprovados deverão apresentar, como condição para a posse no cargo, os documentos referidos no item 4 deste Edital, além de serem considerados aptos nos exames clínicos e complementares e, se pessoa portadora de deficiência, apresentar o atestado médico da deficiência da qual é portador e atender os requisitos do item 6 do Edital.

13.3. Os candidatos nomeados e que vierem a ingressar no quadro de servidores efetivos do Município de Gravataí estarão submetidos às disposições da Lei Municipal no 681, de 26 de dezembro de 1991, que "Institui o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Municipais e dá outras providências".

13.4. Os candidatos nomeados e que tomarem posse no cargo de Guarda Municipal poderão ser convocados a participarem de curso de formação sobre as respectivas atribuições e o manejo de arma de fogo.

13.5. O candidato aprovado, seguindo a ordem de classificação, será convocado exclusivamente por meio de telegrama com aviso de recebimento, para comparecer à Secretaria Municipal de Administração - Diretoria de Recursos Humanos para receber as orientações e entrega dos documentos, no prazo de 10 dias.

14. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

14.1. A inscrição a esse Concurso Público implicará no conhecimento dos termos deste Edital, e o compromisso tácito do candidato em aceitar todas as condições nele estabelecidas.

14.2. As alterações de endereço do candidato devem ser atualizadas mediante protocolo dirigido à Comissão de Processos Seletivos e Concursos Públicos do IBDH/Ulbra/Gravataí, no seguinte endereço: Avenida Itacolomi, nº 3.600, São Vicente, Gravataí/RS, CEP 94.170-240 , durante toda a realização do Concurso Público, sob pena de, não sendo encontrado, ser excluído do evento.

14.3. A inexatidão e/ou irregularidade constatada nas informações, no pagamento da taxa de inscrição e nos documentos apresentados pelos candidatos, ainda que verificadas posteriormente, tornarão nula a sua inscrição em qualquer momento do Concurso Público.

14.4. Os Editais referentes ao presente Concurso Público serão divulgados e estarão disponíveis no Campus da ULBRA de Gravataí e na internet, no site gravatai.ulbra.tche.br/concurso ou www.ibdh.com.br. O extrato do Edital de Abertura será divulgado em jornais locais de Gravataí, bem como no Diário Oficial do Estado. As provas serão realizadas no Campus da ULBRA de Gravataí, conforme Cronograma Oficial do Evento, a ser divulgado.

14.5. A aprovação e classificação final geram para o candidato apenas a expectativa de direito à admissão. O Município de Gravataí reserva-se o direito de proceder às nomeações em número que atenda ao interesse e às suas necessidades, de acordo a disponibilidade orçamentária e o número de vagas existentes ou que vierem a serem criadas, respeitado o prazo de validade deste Concurso Público.

14.6. O candidato aprovado obriga-se a manter atualizado seu endereço junto ao Setor de Recursos Humanos do Município de Gravataí.

14.7. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão do Concurso, ad referendum do Prefeito Municipal de Gravataí.

14.8. Fica delegada ao INSTITUTO BRASILEIRO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO - IBDH competência para elaborar, aplicar, julgar, corrigir, avaliar, rever as provas realizadas e analisar os pertinentes recursos interpostos.

Gravataí, 15 de outubro de 2007.

Sérgio Luis Stasinski
Prefeito Municipal de Gravataí

ANEXO I - ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE GUARDA MUNICIPAL (DESCRIÇÃO EXEMPLIFICATIVA)

a) promover a vigilância dos logradouros públicos, realizando policiamento diurno e noturno;

b) promover a vigilância dos próprios do Município;

c) promover a fiscalização da utilização adequada dos parques, jardins, praças e outros bens do domínio público, evitando sua depredação;

d) promover a vigilância das áreas de preservação do patrimônio natural e cultural do Município, bem como preservar mananciais e a defesa da fauna, flora e meio ambiente;

e) colaborar com a fiscalização da Prefeitura na aplicação da legislação relativa ao exercício do poder de polícia administrativa do Município;

f) coordenar suas atividades com as ações do Estado, no sentido de oferecer e obter colaboração;

g) promover a fiscalização das vias públicas municipais, bem como a organização do tráfego de veículos no perímetro urbano do Município.

ANEXO II - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA PROVA TEÓRICO-OBJETIVA

I. LÍNGUA PORTUGUESA

Ortografia: uso de S e Z. Emprego de SS, C, Ç, CH, EX, J e G. Divisão silábica: separação e partição de sílabas. Classificação das palavras quanto ao número de sílabas. Acentuação gráfica: Princípios básicos (regras), classificação das palavras quanto à posição da sílaba tônica.Classe de palavras (classes gramaticais). Flexões: gênero, número e grau do substantivo e adjetivo. Tempos e modos do verbo. Crase. Frase e oração: termos principais e acessórios da oração. Tipos de sujeito. Sinônimos e antônimos. Interpretação de texto. Sufixos e Prefixos. Tipos de predicado. Pronomes de Tratamento. Vozes do verbo.

II. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

II.1) Princípios Fundamentais, previstos nos artigos 1º ao 4º, da Constituição Federal; Direitos e Garantias Individuais previstos nos artigos 5º, 6º e 7º da Constituição Federal;

II.2) Lei Federal no 10.826, de 22 de dezembro de 2003 - Estatuto do Desarmamento;

II.3) Lei Federal no 9.503, de 23 de setembro de 1997 - Código de Trânsito Brasileiro, especialmente:

a) REGRAS GERAIS DE CIRCULAÇÃO: Normas gerais de circulação e conduta; Regra de Preferência; Conversões; Classificação de Vias;

b) LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO: Dos equipamentos obrigatórios; Dos Documentos de Porte Obrigatório; Da Habilitação; Das Infrações;

c) SINALIZAÇÃO DE TRÂNSITO: Sinalização de Trânsito; Gestos e Sinais Sonoros; Conjunto de Sinais de Regulamentação; Sinais de Advertência; Placas de Indicação;

d) REGRAMENTO: Normas legais (CTB, Resoluções e Portarias) como instrumento de cidadania. Órgãos de trânsito e suas competências. DETRAN/RS - objetivos organização e estrutura. Educação no trânsito e para o trânsito. Regras de circulação. Sinalização de trânsito. Habilitação: formação e documentos obrigatórios. Curso de reciclagem para infratores. Veículo: equipamentos e documentos obrigatórios. Infrações, penalidades e medidas administrativas.

II.4) Lei Municipal de Gravataí no 681, de 26 de dezembro de 1991, que "Institui o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Municipais e dá outras providências" e Lei Municipal de Gravataí nº 1.066, de 07 de setembro de 1996, que "Cria a Guarda Municipal de Gravataí e dá outras providências".

ANEXO III

CRONOGRAMA OFICIAL DA REALIZAÇÃO DO CONCURSO PÚBLICO 002/2007 - PREFEITURA MUNICIPAL DE GRAVATAÍ

CRONOGRAMA

DATA

PRIMEIRA FASE - Eliminatória e Classificatória

Publicação do Edital.

15/10/2007

Início das Inscrições.

17/10/2007

Encerramento das inscrições.

05/11/2007

Último dia para pagamento da taxa de inscrição.

06/11/2007

Publicação da listagem preliminar dos inscritos.

09/11/2007

Prazo para interposição de recurso.

12 a 14/11/2007

Publicação das respostas aos recursos, publicação de Edital com as inscrições homologadas e convocação para as provas (com data, horário e local).

19/11/2007

Realização da Prova Teórico-Objetiva.

02/12/2007

Divulgação do gabarito.

03/12/2007

Prazo para interposição de recursos quanto ao gabarito preliminar.

04 a 06/12/2007

Divulgação das respostas aos recursos, do gabarito, das notas preliminares, dos aprovados e reprovados e da classificação.

11/12/2007

SEGUNDA FASE - Eliminatória e Classificatória
Prova de Aptidão Física - Esforço Físico.

13 a 15/12/2007

Publicação dos Aprovados e Reprovados.

18/12/2007

Prazo de Recurso.

19 a 21/12/2007

Publicação das respostas aos recursos e lista homologada dos aprovados e reprovados.

27/12/2007

TERCEIRA FASE - Eliminatória
Exame Psicotécnico.

03 a 05/01/2008

Publicação dos Aprovados e Reprovados.

07/01/2008

Prazo de Recurso.

08 a 10/01/2008

Publicação das respostas aos recursos e lista homologada dos candidatos aptos e inaptos.

14/01/2008

Publicação da Classificação Final

14/01/2008

ANEXO IV - MODELO DE ATESTADO MÉDICO

Atesto, a fim de fazer prova junto à Prefeitura Municipal de Gravataí, que o(a) Sr.(a) ____________________________________________ encontra-se em perfeitas condições de saúde, estando apto(a) a participar do Exame de Aptidão Física constante do Concurso _____________________,

Gravataí, _____de ____________ de 2007.

_________________________________
Nome do Médico
CRM ____________
CARIMBO

90127

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231