Prefeitura de Bastos (Concurso Público) - SP

PREFEITURA MUNICIPAL DE BASTOS

ESTADO DE SÃO PAULO

EDITAL COMPLETO

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2008

O Prefeito do Município de Bastos, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e em consonância com a Legislação Federal, Estadual e Municipal, torna pública a abertura de inscrições ao Concurso Público de Provas, para provimento de cargos vagos, atualmente existente, dos que vagarem e dos que forem criados dentro do prazo de validade do concurso, constante do seu quadro de pessoal, sujeitas ao regime jurídico único dos funcionários públicos do município de Bastos. O concurso será regido pelas instruções especiais constante do presente instrumento e demais legislações pertinentes.

1 INSTRUÇÕES ESPECIAIS

1.1 CARGOS PARA O NÍVEL DE ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO

Cód Cargos Vagas

Ref

Horas / Semana

Salário R$

Requisitos Básicos

Taxa de Inscrição

1

Eletricista de Autos

02

08

44

619,32

Ensino Fundamental Incompleto

20,00

2

Encarregado de Serviços do Gabinete do Prefeito

01

06

44

579,18

Ensino Fundamental Incompleto

20,00

3

Encarregado de Serviços da Divisão Transporte e Máquinas

01

06

44

579,18

Ensino Fundamental Incompleto

20,00

4

Chefe de Serviço de Limpeza Pública

01

17

44

1.094,39

Ensino Fundamental Incompleto

20,00

5

Chefe de Manutenção de Vias Públicas

01

17

44

1.094,39

Ensino Fundamental Incompleto

20,00

6

Encarregado de Serviços da Divisão de Pavimentação

01

06

44

579,18

Ensino Fundamental Incompleto

20,00

7

Encarregado de Serviços da Divisão de Compras

01

06

44

579,18

Ensino Fundamental Incompleto

20,00

8

Encarregado de Serviços da Divisão de Manutenção de Veículos e Máquinas

01

06

44

579,18

Ensino Fundamental Incompleto

20,00

9

Encarregado de Serviços da Divisão da S.E.R.M

01

06

44

579,18

Ensino Fundamental Incompleto

20,00

10

Auxiliar de Supervisor da Divisão de Transportes

01

18

44

1.227,39

Ensino Fundamental Incompleto

20,00

11

Operador de Pavimentadora

01

18

44

1.227,39

Ensino Fundamental Incompleto

20,00

a) Para o cargo de Médico Auditor e Enfermeiro Auditor, possuir ou estar cursando pós -graduação em Auditoria em Serviços de Saúde ou Administração Hospitalar e Serviços de Saúde.

1.3 CARGOS PARA O NÍVEL DE ENSINO SUPERIOR

Cód Cargos Vagas

Ref

Horas / Semana

Salário

Requisitos Básicos

Taxa de Inscrição

14 Enfermeiro Auditor 02

28

40

2.519,33

Graduação em Enfermagem, ser portador ou estar cursando pós graduação em Auditoria em Serviços de Saúde ou Administração Hospitalar e Serviços de Saúde

50,00

15 Medico Auditor 02

25

20

1.824,51

Graduação em Medicina, ser portador ou estar cursando pós graduação em Auditoria em Serviços de Saúde ou Administração Hospitalar e Serviços de Saúde

50,00

2 DAS INSCRIÇÕES

As inscrições serão recebidas no período de 07 de Abril a 18 de Abril de 2008, no horário das 08h30min às 10h30min e das 14h00min às 16h00min Horas, na Prefeitura Municipal, situada a Rua Ademar de Barros, nº 530, Bastos - SP e no endereço eletrônico www.asseconp.com.br

2.1 - No ato da inscrição presencial o candidato deverá apresentar os seguintes documentos:

- Cédula de Identidade - R.G. e Cadastro de Pessoa Física - CPF original e cópia simples;

- Para os candidatos Portadores de Necessidades Especiais, deverá ser especificado na ficha de inscrição e apresentado Laudo Médico Autenticado atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID, bem como a provável causa da deficiência, inclusive para assegurar previsão de adaptação da sua prova.

2.2 Os candidatos Portadores de Necessidades Especiais que efetuarem a inscrição pela internet deverão encaminhar via SEDEX à ASSECONP ASSESSORIA EM CONCURSOS PÚBLICOS LTDA - EPP, Rua Bernardino de Campos nº. 1108 - Centro, CEP 14.015-130 Ribeirão Preto - SP, o laudo médico autenticado, até o dia 05 de Abril de 2008, sendo considerado para tanto a data da postagem.

2.3 A inscrição presencial constará de preenchimento de requerimento e ficha que será fornecida ao candidato no local da inscrição, bem como o recolhimento de emolumento das seguintes taxas:

NIVEL DE ESCOLARIDADE

VALOR DA TAXA DE INSCRIÇÃO

Ensino Fundamental Incompleto

R$ 20,00

Ensino Superior Completo

R$ 50,00

a) O pagamento das importâncias especificadas acima deverá ser efetuado diretamente a empresa, em dinheiro ou cheque. O pagamento efetuado em cheque somente será considerado quitado após a sua compensação.

2.5 A efetivação da inscrição estará condicionada a apresentação pelo candidato, no ato da mesma dos documentos exigidos e do correto preenchimento do requerimento.

2.6 Ao candidato será atribuída total responsabilidade pelo correto preenchimento da Ficha de Inscrição. Se o numero do Código do cargo não corresponder ao cargo, será considerado o escrito por extenso.

2.7 A inscrição poderá ser feita por procuração devendo a mesma ficar retida junto ao requerimento de inscrição, assim como cópia da Cédula de Identidade (R.G.) do candidato, que também ficará retida junto com a inscrição. O portador da procuração deverá apresentar documento de identidade. O candidato assumirá as conseqüências de eventuais erros cometidos por seu procurador ao efetuar a inscrição.

2.8 Os pedidos de inscrições dos candidatos serão analisados pela Comissão Municipal do Concurso Público que se manifestará pelo deferimento ou indeferimento da inscrição, observado a Legislação Municipal.

2.9 Não serão aceitos pedidos ou reclamações fora do prazo, bem como inscrições por depósito em caixa eletrônico, fax ou de forma condicional a não ser o que estabelece o presente Edital. Verificado, a qualquer tempo, o recebimento de inscrição que não atenda a todos os pré-requisitos fixados, será ela cancelada.

2.10 A qualquer tempo poder-se-á anular a inscrição, prova ou nomeação do candidato desde que seja verificada falsidade de declarações ou irregularidades nas provas ou documentos.

2.11 Não haverá devolução do valor da inscrição, exceto na hipótese de cancelamento do Concurso Público por conveniência ou interesse da administração.

2.12 Efetivada a inscrição, não serão aceitos pedidos para alterações dos Cargos, em hipótese alguma.

3 DAS INSCRIÇÕES PARA CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

3.1 As pessoas portadoras de deficiência que pretendam fazer uso das prerrogativas que lhes são facultadas no inciso VIII do artigo 37 da Constituição Federal e para fins do artigo 1º da Lei nº 160/91, é assegurado o direito de inscrição no presente Concurso Público, desde que a deficiência de que são portadoras seja compatível com o exercício do cargo.

3.2 Consideram-se pessoas portadoras de deficiência aquelas que se enquadrem nas categorias discriminadas no artigo 4º do Decreto nº 3.298/99.

3.3 No ato da inscrição o candidato portador de deficiência deverá apresentar laudo médico com a especificação da deficiência, requerendo e especificando as condições especiais para a realização das provas.

3.4 Fica reservado um percentual de até 5% (cinco por cento) por cargo, para pessoas portadoras de deficiência física e sensorial, no provimento de Cargos públicos, nos órgãos e entidades de Administração Pública Municipal direta, indireta e fundacional, obedecido o princípio do Concurso Público de provas ou de provas e títulos.

3.5 As pessoas portadoras de deficiências, a partir de 18 anos, poderão ocupar Cargos públicos, desde que a intensidade e a extensão da deficiência sejam compatíveis com o exercício das respectivas funções.

3.6 As pessoas portadoras de deficiência, resguardadas as condições especiais previstas no Decreto nº 3.298/99, particularmente em seu artigo nº. 40, participarão do Concurso Público em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere a: conteúdo das provas, avaliação, critério de aprovação, horário, local de aplicação das provas e nota mínima exigida para todos os demais candidatos. Os benefícios previstos no referido artigo nº. 40, parágrafos 1º e 2º, deverão ser requeridos por escrito durante o período das inscrições.

3.7 Os candidatos que necessitarem da prova especial (BRAILE ou AMPLIADA), deverão requerê-la no momento da inscrição. Os candidatos que não o fizerem, seja qual for o motivo alegado, não terão a prova especial preparada.

3.8 Os Deficientes Visuais "cegos" somente prestarão as provas mediante leitura através do sistema BRAILE, e suas respostas deverão ser transcritas também em BRAILE. Referidos candidatos deverão levar, para esse fim, no dia da aplicação das provas REGLETE E PUNÇÃO OU MÁQUINA ESPECÍFICA.

3.9 Aos deficientes visuais (amblíopes) serão oferecidas provas ampliadas, com tamanho de letra correspondente a corpo 24.

3.10 Os candidatos portadores de deficiência que não atenderem aos dispositivos, dentro do prazo do período das inscrições, serão considerados como não portadores de deficiência, e não terão a prova preparada, seja qual for o motivo alegado, estando impossibilitado de realizar a prova.

3.11 A publicação do resultado final do Concurso Público será feita em duas listas, contendo a primeira à pontuação de todos os candidatos, inclusive a dos portadores de deficiência, e a segunda, somente a pontuação destes últimos.

3.12 Será eliminado da lista de deficientes o candidato cuja deficiência, assinalada na ficha de inscrição, não seja constatada.

3.13 O candidato portador de deficiência que, no ato da inscrição não declarar essa condição, não poderá impetrar recurso em favor de sua situação.

3.14 Após a investidura do candidato, a deficiência não poderá ser argüida para justificar a concessão de aposentadoria.

4 DAS PROVAS

4.1 As provas realizar-se-ão no dia 18 de Maio de 2008 em local e horário a ser oportunamente divulgados.

4.2 As informações obtidas por meio de contato telefônico junto à Prefeitura Municipal não se revestem em caráter oficial, devendo o candidato utilizar-se dos meios indicados no presente Edital para informar-se sobre datas, locais e horários da realização das provas.

4.3 O Concurso Público constará de provas objetivas com quarenta questões para todos os candidatos.

4.4 As provas de conhecimento específico visam aferir conhecimentos do nível de escolaridade para o cargo, e conterão questões concernentes à área, conforme Anexo III do presente Edital.

4.5 O Concurso Público constará de prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório.

4.6 A Prefeitura Municipal de Bastos e a ASSECONP não se responsabilizarão por eventuais coincidências de datas e horários de provas e quaisquer outras atividades.

5 DA PRESTAÇÃO DAS PROVAS

5.1 Por justo motivo, a critério da Comissão de Concurso Público, a realização de 1 (uma) ou mais provas do presente Concurso Público poderá ser adiada, sem a necessidade de prévio aviso, devendo, no entanto, ser comunicado aos candidatos por novo Edital ou por comunicação direta as novas datas em que se realizarão as provas.

5.2 Não serão admitidos nos locais das provas, os candidatos que se apresentarem após o horário estabelecido para os exames.

5.3 O ingresso nos locais das provas será permitido apenas aos candidatos que apresentarem o protocolo de inscrição, acompanhado de documento de identidade original com foto.

5.4 Durante a realização das provas não será permitido ao Candidato consulta a livros, legislação, uso de qualquer tipo de equipamento eletrônico de comunicação, calculadora, etc.

5.5 Não serão computadas questões não respondidas, com rasuras, que tenham sido respondidas a lápis, ou que contenham mais de uma alternativa assinalada.

5.6 Será automaticamente excluído do Concurso Público o candidato que se ausentar da sala de provas sem autorização do fiscal ou do coordenador.

5.7 Será automaticamente excluído do Concurso Público o candidato que for surpreendido em comunicação com outro candidato ou terceiros, verbalmente, por escrito ou por qualquer outro meio de comunicação sobre a prova que estiver sendo realizada.

5.8 O tempo de duração das provas escritas será de 2 (duas) horas, contadas a partir da autorização do fiscal para início das mesmas.

5.9 As questões serão elaboradas em forma de testes, através de questões de múltipla escolha, levando em consideração as condições específicas de cada cargo.

5.10 O candidato poderá lançar mão de toda e qualquer bibliografia que trate de forma sistematizado os assuntos que desejar a fim de preparar-se para as provas.

5.11 A inviolabilidade das provas será comprovada no posto de execução, no momento do rompimento do lacre dos malotes na presença dos candidatos.

5.12 Não haverá segunda chamada ou repetição de prova, importando a ausência ou atraso do candidato na sua eliminação, seja qual for o motivo alegado.

5.13 No dia da realização das provas, na hipótese de o candidato não constar das listagens oficiais relativas aos locais de prova estabelecidos no Edital de Convocação, a Asseconp procederá à inclusão do referido candidato, antes do início das provas, fornecendo Folha de Respostas e Caderno de Provas, mediante a apresentação do comprovante de sua inscrição.

5.14 A inclusão de que trata o item 5.13 será realizada de forma condicional, e será confirmada pela Asseconp, na fase do Julgamento das Provas Objetivas, com o intuito de se verificar a pertinência da referida inscrição.

5.15 Considerada a impertinência da inscrição de que trata o item 5.13, a mesma será automaticamente cancelada sem direito a reclamação, independentemente de qualquer formalidade, considerados nulos todos os atos dela decorrentes.

5.16 Ao terminar a prova o candidato entregará ao Fiscal, o caderno de questões (prova) e a folha de respostas (gabarito) e todo e qualquer material cedido para a execução das provas.

5.17 Por razões de ordem técnica, segurança e direitos autorais adquiridos, a ASSECONP não fornecerá exemplares do caderno de questões a candidatos ou a instituições de direito público ou privado, mesmo após o encerramento do Concurso Público.

5.18 O mínimo de permanência do candidato na sala de provas é de 30 (trinta) minutos, após o início da mesma.

5.19 O não comparecimento a qualquer das provas excluirá automaticamente o candidato do Concurso Público.

5.20 O candidato deverá comparecer ao local designado para as provas com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos, munido de caneta azul ou preta, lápis e borracha, apresentando o Protocolo de Inscrição e o Documento de Identidade original com foto.

5.21 No decorrer da prova, se o candidato observar qualquer anormalidade gráfica ou irregularidade na formulação de alguma questão, ou mesmo que não esteja ela prevista no programa, deverá manifestar-se junto ao Fiscal de Sala que, anotará na folha de ocorrências para posterior análise da banca examinadora.

5.22 Os pontos correspondentes às questões porventura anuladas serão atribuídos a todos os candidatos, independentemente da formulação dos recursos.

5.23 Sempre que o candidato observar a anormalidade prevista no item 5.21 deverá manifestar-se, sob pena de não poder apresentar, posteriormente, eventual recurso.

6 DO JULGAMENTO DAS PROVAS

6.1 As provas teóricas serão avaliadas na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos.

6.2 Será considerado habilitado o candidato que obtiver aproveitamento igual ou superior a 50% (cinqüenta por cento) de pontos na prova teórica. O candidato que obtiver aproveitamento inferior a 50% (cinqüenta por cento) na prova teórica, será eliminado.

6.3 Poderá o candidato impugnar qualquer questão constante das provas, desde que o faça por escrito e fundamentadamente, no prazo de dois dias úteis, contados da publicação do Gabarito.

6.4 Não haverá, sob nenhuma hipótese, vista ou revisão de provas, podendo o candidato junto a Comissão de Concurso Público, requisitar a revisão de notas no prazo máximo de 2 (dois) dias úteis a contar da data da publicação da classificação.

7 DA CLASSIFICAÇÃO

7.1 Os candidatos habilitados serão classificados em ordem decrescente da nota final.

7.2 A Prefeitura Municipal de Bastos publicará através de jornal que publica seus atos oficiais, a lista de classificação final por cargo, bem como afixará a listagem no local de inscrição. Os arquivos referentes ao Concurso Público serão disponibilizados no endereço eletrônico www.asseconp.com.br

7.3 No caso de igualdade de nota final, terá preferência sucessivamente:

a) O candidato com maior idade.

b) Persistindo o empate será feito sorteio.

7.4 Os candidatos aprovados poderão requerer Certificado de Aprovação. Para obtê-lo, o candidato deverá efetuar um depósito de R$ 25,00 (vinte e cinco reais) no Banco Banespa, Agência 0257, Conta Corrente 13.002158-4 em nome da Asseconp Assessoria em Concursos Públicos Ltda. - EPP, enviar solicitação via e-mail, que a Empresa fornecerá o nº. do Fax para o encaminhamento do comprovante de depósito, com o nome completo, número de inscrição, RG, cargo a que prestaram o concurso, classificação, cidade e endereço completo para o envio do referido Certificado.

OBS: As despesas postais estão incluídas no valor do Certificado para o Estado de São Paulo, candidatos de outros Estados pagarão a diferença da postagem.

O Certificado não é de aquisição obrigatória, uma vez que o órgão no qual o candidato prestou exame de seleção não é o emissor do mesmo.

O Certificado não é exigido quando da convocação e posse pela instituição a qual o candidato foi selecionado.

8 DOS RECURSOS APÓS APLICAÇÃO DA PROVA OBJETIVA

8.1 Somente serão apreciados os recursos interpostos dentro do prazo de 02 (dois) dias úteis a contar da data de publicação do gabarito e da classificação. O candidato poderá apresentar um único recurso, individualmente, digitado ou datilografado, endereçado à Comissão de Concurso Públicos, devidamente fundamentado, constando número de inscrição, nome do candidato, número do documento de identidade e opção de cargo a que prestou o Concurso Público, e enviar via SEDEX à Asseconp Assessoria em Concursos Públicos, sito à Rua: Bernardino de Campos nº. 1108 - Centro - Ribeirão Preto - SP, CEP 14015-130, o que será admitido para o único efeito de correção de notório erro de fato.

8.2 O recurso interposto fora do respectivo prazo e ou de outra forma, a não ser o mencionado no item 8.1 deste Edital não será aceito, sendo considerada, para tanto, a data de postagem.

8.4 A Banca Examinadora constitui última instância para recurso, sendo soberana em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos adicionais.

8.5 Não serão aceitos recursos interpostos por fax, telex, telegrama, Internet ou outro meio que não seja o estabelecido neste Edital.

Modelo

Concurso Público:

Nº Inscrição:

Nome:

Cargo:

Nº da Questão Divulgada:

Resposta divulgada pela Asseconp:

Questionamento:

Endereço:

Data:

Assinatura:

9 DA CONVOCAÇÃO PARA ADMISSÃO

9.1 A convocação para admissão dos candidatos habilitados obedecerá à ordem decrescente de classificação final por cargo, far-se-á, pela Prefeitura Municipal de Bastos, obedecido ao limite de vagas existentes, durante o prazo de validade deste Concurso Público, não gerando o fato de sua aprovação o direito de nomeação.

9.2 Após a convocação, no prazo de 3 (três) dias, os candidatos aprovados deverão submeter-se á perícia médica do Município, para avaliação física e mental, para verificação da compatibilidade com o exercício das atribuições do cargo.

9.3 O candidato, cuja avaliação for considerada incompatível com a função a ser desempenhada, será desclassificado, não cabendo qualquer recurso da decisão proferida pela junta médica.

9.4 Após a convocação, no prazo de 3 (três) dias, os candidatos deficientes aprovados deverão submeter-se á perícia médica do Município, para verificação da compatibilidade de sua deficiência com o exercício das atribuições do cargo.

9.5 A perícia será realizada no órgão médico do Município, preferencialmente, por especialista na área de deficiência de cada candidato, devendo o laudo ser proferido no prazo de 3 (três) dias contados do respectivo exame.

9.6 O candidato, cuja deficiência não for configurada, ou quando esta for considerada incompatível com a função a ser desempenhada, será desclassificado, não cabendo qualquer recurso da decisão proferida pela junta médica.

9.7 O candidato, ou seu procurador terá um prazo máximo de 03 (três) dias úteis a contar da data do recebimento da notificação, o que precederá a nomeação para manifestar seu interesse em assumir o cargo para o qual será designado. A omissão ou negação do candidato ou seu procurador, será entendido como desistência da nomeação, o mesmo deverá assinar o termo de desistência, sendo excluído do referido Concurso Público.

10. DAS CONDIÇÕES DE NOMEAÇÃO

As condições para nomeação exigirão do candidato:

b) Ser Brasileiro, nato ou naturalizado, cidadão português a quem foi deferida a igualdade nas condições previstas pelo Decreto Federal 70.436/72, ou estrangeiro nos termos da Emenda Constitucional n° 19/98;

c) Ter no mínimo 18 (dezoito) anos completos, na data da nomeação;

d) Conhecer e estar de acordo com as exigências contidas no Edital;

e) Estar quites com o serviço militar, quando do sexo masculino;

f) Estar quites com a Justiça Eleitoral;

g) Estar em gozo de seus direitos políticos e civis;

h) Não registrar antecedentes criminais;

i) Gozar de boa saúde física e mental;

j) Para o cargo de Médico Auditor e Enfermeiro Auditor, possuir ou estar cursando pós -graduação em Auditoria em Serviços de Saúde ou Administração Hospitalar e Serviços de Saúde.

k) Não ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade por prática de atos desabonadores;

l) Possuir, na data de nomeação habilitação para o cargo a que concorre;

m) Não ter aderido ao PDV - Programa de Desligamento Voluntário dessa Prefeitura nos últimos 02 (dois) anos;

10.1 Se aprovado e contratado, o candidato por ocasião da posse deverá atender às condições exigidas conforme Item 10 do presente Edital, e o não cumprimento dessas exigências, o candidato perderá o direito da vaga.

10.2 O candidato não poderá ser aposentado por invalidez ou ter aposentadoria especial para o mesmo cargo, na administração ou fundacional, que possibilite acumulação de Cargos, salvo nos casos do dispositivo do artigo 37, inciso XVI letras A, B, C da Constituição Federal.

11 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

11.1 A inscrição do candidato importará no conhecimento e na aceitação tácita das condições do Concurso Público, estabelecidas nesse edital em relação às quais não poderá alegar desconhecimento de qualquer natureza.

11.2 A nomeação dos candidatos, observada a ordem de classificação final, por cargo, far-se-á pelo Prefeito Municipal, obedecendo ao limite de vagas existentes, durante o prazo de validade deste Concurso Público a seu exclusivo critério e necessidade do serviço público.

11.3 Cabe exclusivamente a Prefeitura Municipal de Bastos o direito de aproveitar os candidatos habilitados em número que julgar conveniente e de acordo com o interesse público, não estando obrigada ao provimento de todas as vagas existentes.

11.4 Será excluído do Concurso Público, por ato da Comissão, sem prejuízo das medidas de ordem administrativa, civil e criminal, o candidato que:

a) Fizer, em qualquer documento, declaração falsa ou inexata;

b) Agir com incorreção, violência, descortesia para com qualquer membro de equipe encarregada da aplicação das provas e demais atividades, ou mesmo, por qualquer razão tentar tumultuá-la;

c) For surpreendido utilizando-se de meios proibidos por este Edital;

d) For responsável por falsa identificação pessoal;

e) Utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos para obter aprovação própria ou de terceiros, em qualquer etapa do Concurso Público;

f) Não devolver integralmente o material recebido, exceto programa de provas;

g) Efetuar inscrições fora do prazo previsto;

h) Deixar de atender a convocação ou qualquer outra orientação da Comissão de Concurso Público.

11.5 Qualquer regra prevista neste edital poderá ser alterada antes da realização das provas, mediante republicação do item ou itens atualizados.

11.6 O candidato classificado obrigar-se-á a manter atualizado seu endereço perante a Prefeitura Municipal de Bastos.

11.7 O Concurso terá o seu prazo de validade por 2 (dois) anos, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período.

11.8 Caberá ao Prefeito Municipal a homologação dos resultados finais.

11.9 Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Municipal de Concurso Público.

Prefeitura Municipal de Bastos, 24 de Março de 2008.

NATALINO CHAGAS
Prefeito Municipal

ANEXO I

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Ensino Fundamental Incompleto: Eletricista de Autos, Encarregado de Serviços do Gabinete do Prefeito, Encarregado de Serviços da Divisão Transporte e Maquinas, Chefe de Serviço de Limpeza Pública, Chefe de Manutenção de Vias Públicas, Encarregado de Serviços da Divisão de Pavimentação, Encarregado de Serviços da Divisão de Compras, Encarregado de Serviços da Divisão de Manutenção de Veículos e Maquinas, Encarregado de Serviços da Divisão da S.E.R.M, Auxiliar de Supervisor da Divisão de Transportes e Operador de Pavimentadora.

PORTUGUÊS: Substantivos (Gênero, número e grau), Artigos, Preposição, Pronomes, Adjetivos, Verbos - conjugação, Comparação de palavras entre si: sinônimo e antônimo, Acentuação e sinais gráficos, Ortografia, Sinais de pontuação, Análise e interpretação de textos.

MATEMÁTICA: As quatro operações, Medidas de tempo, Noções de: dúzia, arroba, dezena, centena, milhar, etc., Problemas sobre: as quatro operações, Problemas sobre: peso, tempo, medidas de: massa, tempo, área etc., Problemas sobre: sistema métrico, Sistema monetário Nacional: (Real).

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

ELETRICISTA DE AUTOS: Baterias; Voltagens; Água Destilada; Pólos; Fios; Fiação; Luzes; Fuzis; Conhecimentos práticos e teóricos da função.

CONHECIMENTOS GERAIS: - Historia -Geografia E Atualidades.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

AUXILIAR DE SUPERVISOR DA DIVISÃO DE TRANSPORTES: Conhecimento de teclado; Noções elementares do sistema Operacional do Windows; Word; Excel; Access; Internet.

OPERADOR DE PAVIMENTADORA: Operação; Manutenção; Equipamentos; O funcionamento da máquina; Normas de segurança.

MÉDICO AUDITOR: Conhecimentos específicos: Organização do DATASUS: Papel do fomento no SUS; Papel do fomento no MS: Sistemas desenvolvidos: Potencialidades dos sistemas. Controle no SUS: SIH:SAI; TAB/SAI; NOB/96. Sistema Único de Saúde(SUS) e Municipalização. Aspectos Jurídicos do SUS na Constituição Federal e nas principais normas infraconstitucionais. A Constituição e a Saúde; Fixação da competência constitucional para cuidar da saúde; Responsabilidades comum da União, Estados e Municípios; A saúde na Seguridade Social; Descentralização, atendimento integral a participação na sociedade; Execução dos serviços de saúde diretamente pelo poder público; Participação complementar da iniciativa privada; Controle do Sistema de Saúde; Lei 8.080/90 - Lei orgânica da Saúde; Lei 8.142/90(complementação a L.O.S); Portaria MS 2.203/96; Competência dos Gestores; Auditoria no SUS; Sistema Nacional de Auditoria; Fundamentos legais e componentes do SNA; Tabela do SUS: Estrutura da tabela; OPM; Alto custo; Procedimentos. Noções de Auditoria Operativa do SAI; Auditoria operativa do SIH; Auditoria na aplicação de recursos; Aplicação de recursos do SUS; Despesas permitidas na execução de ações e serviços de saúde; Noções básicas de auditoria de gestão; Planos de saúde, Relatório de gestão. Auditoria da qualidade: técnicas e procedimentos. Indicação de procedimentos de alto custo; Pacto de gestão do SUS; Código de Ética Médica.

ENFERMEIRO AUDITOR: Conhecimentos específicos: Organização do DATASUS: Papel do fomento no SUS; Papel do fomento no MS: Sistemas desenvolvidos: Potencialidades dos sistemas. Controle no SUS: SIH:SAI; TAB/SAI; NOB/96. Sistema Único de Saúde(SUS) e Municipalização. Aspectos Jurídicos do SUS na Constituição Federal e nas principais normas infraconstitucionais. A Constituição e a Saúde; Fixação da competência constitucional para cuidar da saúde; Responsabilidades comum da União, Estados e Municípios; A saúde na Seguridade Social; Descentralização, atendimento integral a participação na sociedade; Execução dos serviços de saúde diretamente pelo poder público; Participação complementar da iniciativa privada; Controle do Sistema de Saúde; Lei 8.080/90 - Lei orgânica da Saúde; Lei 8.142/90(complementação a L.O.S); Portaria MS 2.203/96; Competência dos Gestores; Auditoria no SUS; Sistema Nacional de Auditoria; Fundamentos legais e componentes do SNA; Tabela do SUS: Estrutura da tabela; OPM; Alto custo; Procedimentos. Noções de Auditoria Operativa do SAI; Auditoria operativa do SIH; Auditoria na aplicação de recursos; Aplicação de recursos do SUS; Despesas permitidas na execução de ações e serviços de saúde; Noções básicas de auditoria de gestão; Planos de saúde, Relatório de gestão. Auditoria da qualidade: técnicas e procedimentos. Indicação de procedimentos de alto custo; Pacto de gestão do SUS; Código de Ética Enfermagem.

95320

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231