Prefeitura de Araranguá - SC

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ

ESTADO DE SANTA CATARINA

CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2007

Notícia:   Prefeitura e SAMAE de Araranguá - SC: Reabertura das inscrições

REPUBLICAÇÃO DO EDITAL DE CONCURSO N° 01-2007 EM RAZÃO DE ALTERAÇÕES INSERIDAS NO TEXTO ORIGINAL

O PREFEITO MUNICIPAL DE ARARANGUÁ, no uso de suas atribuições, por contrato celebrado com a FUNDAÇÃO DE APOIO À EDUCAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO DA UNISUL - FAEPESUL torna público a abertura das inscrições, no período de 1 ° de agosto a 17 de setembro de 2007, destinado a selecionar candidatos para o provimento de vagas para os cargos do Quadro Permanente de Pessoal da Administração Direta do Município de Araranguá, sob o Regime Celetista, nos termos da Lei Complementar Municipal n° 02, de 22 de agosto de 1997 e Legislação Municipal correspondente, em especial a Lei Complementar Municipal n° 33, de 25 de junho de 2002, com as alterações posteriores.

1 - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1 Este Concurso Público, de acordo com a legislação que trata a matéria, bem como este edital, será executado pela FUNDAÇÃO DE APOIO À EDUCAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO DA UNISUL - FAEPESUL e destina-se a selecionar candidatos para provimento de cargos efetivos da PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ.

1.2 O Concurso Público será realizado na cidade de Araranguá, consoante ao estabelecido no presente edital.

1.3 O Concurso Público constará de prova escrita objetiva, de caráter eliminatório e classificatório para todos os candidatos;

1.3.1 Os candidatos aos cargos de professores realizarão Prova de Proficiência, na forma prevista no item 9 deste edital.

1.3.2 Os candidatos aos cargos vinculados às artes e ofícios serão submetidos à prova prática que avaliará sua proficiência no exercício da respectiva atividade (cfme. Item 6.1.3).

1.3.3 Os candidatos aos cargos de Calceteiro, Gari, Lixeiro e auxiliar de serviços gerais (cfme. Item 6.1.2) serão submetidos à avaliação física com o objetivo de comprovar sua aptidão às especificidades das atividades (ver anexo VIII).

1.3.4 Os candidatos aos cargos de Motorista e Operador de Máquina serão submetidos à avaliação psicológica, de caráter eliminatório;

1.3.5 As provas que tratam os sub-itens (1.3.1, 1.3.2, 1.3.3) terão somente caráter classificatório.

1.4 Os demais procedimentos pré-admissionais pós-concurso, são de responsabilidade da Administração Municipal de Araranguá.

1.5 Os candidatos habilitados em todas as avaliações do Concurso Público serão convocados para ocupar os cargos, em função das vagas existentes e de acordo com as necessidades da PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ, obedecida à ordem de classificação final dos candidatos.

1.6 Os cargos, a carga horária semanal, o vencimento, os requisitos mínimos e o número de vagas estão definidos no Quadro de Vagas. (Anexo II)

1.7 O nível de escolaridade e demais requisitos exigidos no item 1.6 (Anexo II), deverão ser comprovados no ato da admissão.

2 - DAS VAGAS PARA PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS - PNE

2.1 Dos cargos disponíveis para este certame (Anexo VII), é reservado percentual de 5% (Cinco por cento) para pessoas portadoras de deficiência, na conformidade da Lei complementar Municipal nº 05, de 20 de outubro de 1997, e sua admissão condicionada à compatibilidade da deficiência com as atribuições do cargo, nos termos do que preceitua a Lei Federal n° 7.853, de 24 de outubro de 1989, e os Decretos federais n° 3.298, de 20 de dezembro de 1999 e 5.296, de 02 de dezembro de 2004.

2.2 Os candidatos PNE deverão encaminhar o atestado médico contendo a descrição com o respectivo CID, pelos Correios via AR ou SEDEX - Encomenda Expressa da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), ou diretamente, ao Setor de Protocolo da PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ, no prazo e endereço indicado abaixo:

2.2.1 Prazo: do dia 1 ° de agosto a 17 de setembro de 2007, valendo a data que consta na postagem do Correio e/ou entregues no Protocolo da PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ no prazo acima estipulado.

2.2.2 Endereço: Rua Dr.Virgulino de Queirós nº 200 - Bairro Centro, CEP 88900-000 - Araranguá/SC.

2.3 Os candidatos PNE participarão da seleção em igualdade de condições com os demais candidatos, de acordo com a legislação e o previsto neste edital.

2.4 Havendo parecer médico contrário à condição de deficiente, o nome do candidato será excluído da lista correspondente e concorrerá juntamente com os demais candidatos.

2.5 Não ocorrendo a aprovação do candidato PNE em número suficiente para preencher as vagas reservadas, estas serão preenchidas pelos demais candidatos aprovados no respectivo Concurso.

2.6 Os candidatos PNE, que necessitarem de algum atendimento especial, para a realização das provas escritas objetivas, deverão declará-lo no Formulário de Inscrição, no espaço reservado para este fim, para que sejam tomadas as providências cabíveis, com antecedência.

2.7 Se aprovado e classificado para o provimento dos cargos, o candidato PNE será submetido à avaliação a ser realizada pelo Serviço Médico da PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ, ou por terceiros designados pela mesma, na forma da lei, a fim de ser apurada a categoria de sua deficiência e a compatibilidade da deficiência com o exercício das atribuições do cargo, caso não for confirmada a deficiência alegada na inscrição, ou caracterizada a incompatibilidade da deficiência com o exercício das atribuições do cargo para o qual foi aprovado, o candidato será desclassificado do concurso público.

2.8 Serão publicadas duas listas de candidatos aprovados, em ordem classificatória, uma constando os candidatos PNE a outra com todos os candidatos que lograrem êxito no Concurso Público.

2.9 Caso o candidato inscrito com PNE não se enquadre nas categorias definidas na legislação referida no item 2.1 seu nome será excluído da lista dos PNE e passará a constar apenas da lista de classificação final.

3 - DAS INSCRIÇÕES E REQUISITOS

3.1 O candidato, para inscrição deverá possuir os seguintes requisitos:

3.1.1 Ter no mínimo 18 (dezoito) anos completos, na data da posse.

3.1.2 Ser brasileiro nato ou naturalizado, ou cidadão português que tenha adquirido a igualdade de direitos e obrigações civis e o gozo dos direitos políticos (Decreto n° 70.436/72 e Constituição Federal, parágrafo 1 ° do Artigo 12).

3.1.3 Estar em dia com as obrigações eleitorais e, se do sexo masculino e menor de 45 (quarenta e cinco) anos, com o serviço militar obrigatório.

3.1.4 Não estar sujeito a impedimento legal que o impeça de exercer cargo, função ou emprego público.

3.1.5 Atender aos requisitos básicos para o preenchimento do cargo, conforme especificado no Anexo II.

3.1.6 Estar apto física e mentalmente para o exercício do cargo.

3.2 O candidato deverá inscrever-se apenas para um cargo. Será indeferida a inscrição do candidato que deixar de assinar, ou assinalar mais de um cargo, na inscrição.

3.3 Uma vez efetuada a inscrição e pago o boleto bancário, não será aceito pedido de alteração quanto à identificação do candidato ou quanto ao cargo escolhido.

3.4 Conhecer e estar de acordo com as exigências deste edital.

3.5 As inscrições para o Concurso deverão ser realizadas via Internet no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma, no período de 1 ° de agosto de 2007 a 17 de setembro de 2007. Para os candidatos que não possuem acesso à Internet será disponibilizado 1 (um) Posto de Atendimento:

3.5.1 UNISUL Campus Araranguá - situado a Rua Governador Jorge Lacerda, 3201, Jardim das Avenidas, Araranguá/SC, de segunda a sexta-feira, no horário das 08:00 às 18:00 horas.

3.6 A correta interpretação do atendimento aos requisitos do cargo é de inteira responsabilidade do candidato.

3.7 A FUNDAÇÃO DE APOIO À EDUCAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO DA UNISUL - FAEPESUL não se responsabiliza por inscrições, via Internet, não recebidas por motivos de ordem técnica de computadores, falhas na comunicação, congestionamento de linha de comunicação, bem como outros fatores externos que impossibilitem a transferência de dados.

3.8 O candidato, após preencher o formulário eletrônico de inscrição, disponível no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma, deverá imprimir o boleto bancário para pagamento do valor referente à inscrição, até o vencimento, na rede bancária.

3.8.1 Será isento do pagamento da inscrição o doador de sangue que promova a doação a órgão oficial ou entidade credenciada pela União, pelo Estado ou pelo Município. Para comprovar a qualidade do doador, deverá o candidato anexar a uma cópia de seu requerimento de inscrição (boleto não pago), documento expedido pela entidade através do qual comprove as doações realizadas, não podendo estas ser inferiores a pelo menos três vezes no último ano. A isenção está autorizada pela Lei Municipal n° 2016, de 22 de novembro de 2000. A cópia do requerimento de inscrição e o documento que comprova a qualidade de doador deverão ser entregues pelos Correios, via AR ou SEDEX - Encomenda Expressa da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), ou diretamente, ao Setor de Protocolo da PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ sito na Rua Dr. Virgulino de Queiroz, n° 200 - Centro, em Araranguá/SC, do dia 1 ° de agosto até o dia 17 de setembro de 2007, valendo a data que constar na postagem do Correio, ou do protocolo, quando diretamente entregue, A não apresentação do documento que comprova a condição de doador, ou a sua apresentação fora das condições determinadas neste edital, acarretará a nulidade da inscrição do candidato.

3.9 O sistema de inscrição via Internet permite ao candidato, dentro do período de inscrição, emitir a segunda via do seu boleto bancário, se necessário.

3.10 Os valores das inscrições para os cargos previstos neste Edital são os seguintes:

NÍVEL DE ESCOLARIDADE

VALOR DA INSCRIÇÃO

Nível Fundamental

R$ 30,00

Nível Fundamental Incompleto

R$ 30,00

Nível Médio

R$ 50,00

Nível Superior

R$ 100,00

3.11 As inscrições efetivadas somente serão acatadas após a Comissão do Concurso Público da FAEPESUL ser notificada pelo Banco, sobre o pagamento das mesmas, salvo os casos de isenção previstos no item 3.8.1 acima, e após registro no sistema do Concurso Público;

3.12 O valor da inscrição, uma vez pago, não será restituído;

3.13 No caso de pagamento da inscrição com cheque, sendo o mesmo devolvido, a inscrição será considerada nula, independente do motivo da devolução, a qualquer tempo;

3.14 É vedada a inscrição condicional, extemporânea, via postal, via fax, ou por qualquer outra via não especificada neste edital.

3.15 São considerados válidos para inscrição e apresentação no dia da prova objetiva, um dos seguintes documentos: identidade (RG), carteiras expedidas pelos Comandos Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública, pelo Corpo de Bombeiros Militar, pela Polícia Militar, pelos Conselhos e Órgãos Fiscalizadores de exercício profissional, certificado de reservista, carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valham como identidade, carteira de trabalho e carteira nacional de habilitação com foto.

4 - DA DIVULGAÇÃO

4.1 A divulgação oficial de todas as etapas referentes a este Concurso Público se dará através de Editais e/ou avisos publicados nos seguintes meios e locais:

4.1.1 Nos quadros de publicação da PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ, situados à rua Dr.Virgulino de Queirós nº 200 - Bairro Centro, CEP 88900-000 - Araranguá/SC; no site da FAEPESUL (www.faepesul.org.br/concursopma).

4.2 É de responsabilidade exclusiva do candidato o acompanhamento das etapas deste Concurso através dos meios de divulgação acima citados.

5 - CONFIRMAÇÃO DAS INSCRIÇÕES

5.1 A homologação da Inscrição do candidato, após os procedimentos previstos no item 3, estará disponível no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma, a partir de 08 de outubro de 2007, incluindo o local de realização das provas.

5.2 Ao efetuar o pagamento, o candidato estará confirmando automaticamente a inscrição. O candidato poderá imprimir comprovante de inscrição acessando endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma, após prazo de compensação do pagamento.

5.3 As informações prestadas no ato da inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato, cabendo à Comissão do Concurso Público o direito de indeferir a inscrição do candidato que não preencher de forma completa e correta os dados solicitados.

5.4 A relação dos candidatos que tiveram sua inscrição indeferida também estará disponível no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma, a partir do dia 08 de outubro de 2007.

5.5 Os eventuais erros de digitação do nome, número/órgão expedidor ou Estado emitente do documento de identidade, data de nascimento, sexo e outros deverão ser corrigidos, somente, no dia das respectivas provas.

5.6 O não comparecimento do candidato em hora e local aprazados, de realização das Provas, implicará na ELIMINAÇÃO do Concurso Público.

6 - DAS ETAPAS DO CONCURSO PÚBLICO

6.1 O processo de seleção, objeto deste edital será composto das seguintes etapas:

6.1.1 Prova Escrita Objetiva, aplicada para todos os cargos;

6.1.2 Prova Escrita Objetiva e Prova de Avaliação Física aplicada aos cargos de: Calceteiro, Gari, Lixeiro e Auxiliar de Serviços Gerais.

6.1.3 Prova Escrita Objetiva e Prova Prática aplicada aos cargos de: Carpinteiro, Pedreiro, Técnico de Enfermagem, Enfermeiro e Técnico Gessista.

6.1.4 Prova Escrita Objetiva, Prova de Proficiência aplicada aos cargos de: Professores.

6.1.5 Prova Escrita Objetiva, Prova Prática e Avaliação Psicológica aplicada aos cargos de: Motoristas e Operador de Máquina.

7 - PROVA ESCRITA OBJETIVA

7.1 A aplicação da Prova Escrita Objetiva visa avaliar os conhecimentos e/ou habilidades do candidato referente aos conteúdos programáticos relacionados a cada cargo, cujos requisitos fazem parte do Anexo III.

7.2 A prova objetiva terá 50 questões, com 5 (cinco) alternativas de resposta cada uma, sendo apenas 1 (uma) a correta.

7.3 A prova será composta por questões específicas e questões distribuídas entre português e/ou matemática e/ou conhecimentos gerais, conforme composição da prova definida por cargo no Anexo IV.

7.3.1 Cada questão terá o valor de 0,20 (zero vírgula vinte) pontos

7.3.2 O resultado da prova será apurado computando-se o número total de questões respondidas corretamente.

7.3.3 Para ser aprovado, o candidato deverá alcançar a nota mínima no valor igual ou superior a 4,0 pontos.

7.4 A duração da Prova Escrita Objetiva, incluído o tempo para preenchimento do Cartão Resposta, totalizará quatro horas (4h) e será realizada no dia 28 de outubro de 2007.

7.4.1 A hora, período e local da Prova Escrita Objetiva serão publicados no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma e no mural da Prefeitura Municipal de Araranguá, até o dia 08 de outubro de 2007.

7.5 Na hipótese de anulação de questão(ões) da Prova Escrita Objetiva, por parte da Comissão de Coordenação do Concurso, a(s) mesma(s) será(ão) considerada(s) como respondida(s) corretamente pelos candidatos.

7.6 Na Prova Escrita Objetiva, também será considerada com pontuação 0 (zero), a resposta do Candidato contida no Cartão Resposta quando:

a. Contenha(m) emenda(s) e/ou rasura(s), ainda que legível(is);

b. Contenha(m) mais de uma opção de resposta assinalada;

c. Não estiver(em) assinalada(s);

d. For preenchida fora das especificações contidas nas instruções fornecidas.

7.7 O Cartão Resposta deverá ser preenchido com caneta esferográfica preta ou azul.

7.7.1 O Cartão Resposta será personalizado para cada candidato.

7.7.2 O candidato deverá transcrever as respostas das questões objetivas para o Cartão Resposta, que será o único documento válido para a correção dessas questões. O preenchimento do Cartão será de inteira responsabilidade do candidato.

7.8 O Cartão Resposta não será substituído em caso de dano ou equívoco praticado pelo candidato, exceto em casos excepcionais e mediante autorização da Comissão de Coordenação do Concurso Público.

7.9 O candidato somente poderá se retirar do local da Prova Escrita Objetiva, após 1 (uma) hora do início da mesma.

7.10 Os 3 (três) últimos candidatos de cada sala onde for realizada a Prova Escrita Objetiva somente poderão se retirar após o último candidato entregar a prova e todos assinarem a Ata de Enceramento da Prova.

7.11 O candidato, ao encerrar a Prova Escrita Objetiva, entregará ao fiscal de sua sala, o Cartão Resposta devidamente assinado e o Caderno de Provas, podendo reter para si, apenas, a folha do Caderno de Provas onde consta a cópia do Cartão Resposta.

7.12 O Caderno de Provas será entregue ao candidato somente uma hora após o encerramento de todas as Provas Escritas Objetivas do dia, no Local onde, foram realizadas, ficando a disposição para retirada pelo prazo de 01 (uma) hora.

7.13 Durante a realização da Prova Escrita Objetiva é vedada a consulta à livros, revistas, folhetos ou anotações, bem como o uso de máquinas de calcular ou qualquer equipamento elétrico ou eletrônico, inclusive telefones celulares, sob pena de eliminação do candidato do Concurso Público.

7.14 Os materiais e equipamentos mencionados no item anterior deverão ser entregues aos fiscais de sala, antes do início das provas, para serem devolvidos ao seu término.

7.15 Para a entrada nos locais de realização da Prova Escrita Objetiva, o candidato deverá apresentar, obrigatoriamente, documento de identificação, preferencialmente o utilizado no momento da Inscrição e se solicitada, a confirmação de inscrição.

7.15.1 Os documentos de que trata o item anterior acham-se especificados no item 3.15 deste edital.

7.16 Recomenda-se ao candidato comparecer ao local de prova com antecedência mínima de 45 (quarenta e cinco) minutos em relação ao início da mesma.

7.17 Não haverá, em qualquer hipótese, segunda chamada para a Prova Escrita Objetiva, nem a realização de prova fora do horário fixado para todos os candidatos.

7.18 A listagem, com a ordem de classificação dos Candidatos da Prova Escrita Objetiva, será elaborada com base no número de pontos dos candidatos e apresentada em ordem decrescente de pontuação, e divulgada no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma. e no mural da Prefeitura Municipal de Araranguá, até o dia 06 de novembro de 2007.

7.19 Os Gabaritos das Provas Escritas Objetivas serão divulgados até 48 (quarenta e oito) horas após a realização das mesmas no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma e no mural da Prefeitura Municipal de Araranguá .

7.20 A listagem com a ordem dos Candidatos classificados para a Prova de Avaliação Física, Prova Prática, Avaliação Psicológica e de Proficiência será divulgada no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma e no mural da Prefeitura Municipal de Araranguá, até o dia 19 de novembro de 2007.

7.21 Os critérios de desempate para a etapa da Prova Escrita Objetiva são, na ordem:

a. maior número de acertos nas questões de Conhecimento Específico;

b. o mais idoso.

c. maior número de acertos nas questões de Língua Portuguesa.

8 - DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA

8.1 A Avaliação Psicológica terá caráter eliminatório.

8.2 Na Avaliação Psicológica, o candidato será considerado apto ou inapto

8.3 A Avaliação Psicológica consistirá na aplicação e na avaliação de testes e de instrumentos psicológicos, de aptidão, de personalidade, capacidade de relacionamento interpessoal, prudência, bem como os distúrbios de personalidade prejudiciais e restritivos ao desempenho do cargo, podendo também ser realizada entrevista.

8.4 O candidato considerado não-apto na Avaliação Psicológica será eliminado do concurso.

8.5 A data, hora e local da Avaliação Psicológica serão publicadas no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma, e no Mural da Prefeitura Municipal de Araranguá até o dia 19 de novembro de 2007.

8.6 A data de divulgação do resultado da Avaliação Psicológica será informada no dia da Avaliação Psicológica

9 - DA PROVA DE PROFICIÊNCIA

9.1 A Prova de Proficiência consistirá de aula teórica do candidato sobre o tema sorteado.

9.2 A data de realização da Prova de Proficiência será divulgada até o dia 19 de novembro de 2007, no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma e no Mural da Prefeitura Municipal de Araranguá.

9.2.1. Os candidatos serão convocados com antecedência de 24 horas para comparecer ao local da prova, antes da realização da mesma, para participar de sorteio do objeto de avaliação desta prova, bem como a ordem de sua apresentação.

9.3 A Prova de Proficiência terá nota de zero (0) a cinco (5) (Pontos), sendo de caráter classificatório.

9.4 Caberá ao candidato decidir sobre a forma de abordagem e a de apresentação do tema sorteado, sendo facultado o uso dos recursos audiovisuais disponíveis.

9.4.1 Serão disponíveis os seguintes recursos audiovisuais: Data show, retro-projetor e quadro negro.

9.5 A aula da Prova de Proficiência terá a duração de 30 (trinta) minutos.

9.6 Na Prova de Proficiência, a Comissão Examinadora composta de 3 (três) membros, avaliará o candidato quanto:

a) à capacidade de organizar idéias sobre o tema sorteado;

b) à capacidade de expor idéias sobre o tema sorteado ao nível do aluno;

c) à objetividade;

d) ao espírito crítico;

e) ao domínio do tema sorteado;

f) à coerência entre o plano de aula apresentado e o desenvolvimento da aula; g) à adequação da exposição ao tempo previsto.

9.7 A nota final da Prova de Proficiência será a média aritmética das notas individuais atribuídas pelos membros da Comissão Examinadora.

9.8 O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização da Prova de Proficiência com antecedência de uma (1) hora para entrega de três (3) cópias do plano de aula, portando o documento de identidade original e comprovante de inscrição.

9.9 O candidato poderá ser argüido no final de sua exposição por qualquer membro da Comissão Examinadora, com duração da argüição de no máximo de vinte (20) minutos.

9.10 A Prova de Proficiência será aberta ao público, vedada a participação de concorrentes, sendo vedado ao público a argüição aos candidatos.

9.11 A Prova de Proficiência será gravada.

9.12 A data de divulgação do resultado da Prova de Proficiência será informada no dia da Prova de Proficiência.

9.13 Participarão da Prova de Proficiência os candidatos aprovados na Prova Objetiva e classificados até o dobro (2 vezes) do número de vagas estabelecidas para cada cargo que exija uma destas provas, após aplicação dos critérios de desempate estabelecidos no item 7.21.

9.14 A nota final da Prova de Proficiência será a média aritmética das notas individuais atribuída pelos membros da Comissão Examinadora. Esta nota será somada a nota da prova objetiva, resultando em uma nova lista de classificados.

10 - DA PROVA DE AVALIAÇÃO FÍSICA E PROVA PRÁTICA

10.1 O candidato a ser submetido à Prova de Avaliação Física ou Prova Prática deverá apresentar-se para realização dos testes nos dias e horários a serem indicados, conforme relação de convocação a ser divulgada no dia 19 de novembro de 2007 no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma e Mural da Prefeitura Municipal de Araranguá.

10.2 Participarão da Prova de Avaliação Física ou Prova Pratica os candidatos aprovados na Prova Objetiva e classificados até o quíntuplo (5 vezes) do número de vagas estabelecidas para cada cargo que exija uma destas provas, após aplicação dos critérios de desempate estabelecidos no item 7.21.

10.3 Os critérios, data, hora e o local de realização da Prova de Avaliação Física e Prova Prática serão divulgados no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma e no mural da Prefeitura Municipal de Araranguá até o dia 19 de novembro de 2007.

10.4 Receberá melhor avaliação o candidato considerado Apto, conforme critérios a serem divulgados (item 10.3 acima), na Prova de Avaliação Física ou Prova Prática, resultado este condicionado ao candidato que apresentar as condições físicas ou habilidades profissionais solicitadas pelo exame específico a ser realizado, conforme discriminado nas Orientações Gerais para a prova (Anexo V) deste edital. O candidato que, submetido à prova física, for considerado Inapto, receberá a pior avaliação da prova, figurando como último da lista dos classificados para a respectiva prova, e, havendo mais de um (01) candidato considerado inapto, o critério de desempate será o mesmo previsto no item 7.21, alínea b, deste edital.

10.5 A data de divulgação do resultado da Prova de Avaliação Física ou Prova Prática será divulgado no dia da Prova de Avaliação Física ou Prova Prática.

11 - DA CLASSIFICAÇÃO FINAL E HOMOLOGAÇÃO

11.1 A listagem com a ordem final de classificação dos candidatos será apresentada após a conclusão de todas as etapas do processo seletivo a que o cargo esteja vinculado.

11.2 A homologação será realizada para cada cargo após as etapas previstas no Edital e publicada na imprensa oficial do Município e em jornal de grande circulação regional, além de divulgação no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma e no mural da Prefeitura Municipal de Araranguá.

12 - DAS EXIGÊNCIAS PARA ADMISSÃO

12.1 Os candidatos aprovados serão admitidos, obedecendo-se rigorosamente a ordem final da Classificação, por cargo.

12.2 Para fins de admissão serão exigidos dos candidatos, os requisitos citados no item 3, os requisitos constantes no Anexo II e a documentação complementar a ser exigida pela área de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Araranguá.

13 - DOS PEDIDOS DE REVISÃO E DOS RECURSOS

13.1 É admitido recurso interposto no prazo de 24 horas, a respeito :

a) das disposições de edital, após publicação;

b) do indeferimento da inscrição, após publicação;

c) da opção considerada como certa nas respostas das questões da Prova Escrita Objetiva, após publicação do gabarito;

d) da ordem de classificação na Prova Objetiva, após publicação;

e) do resultado final do Concurso Público para cada cargo, após publicação;

13.2 Será admitido recurso quanto à formulação de questões e respectivos quesitos da Prova Escrita Objetiva, até 30 (trinta) minutos após o encerramento da mesma, registrando o candidato em formulário próprio disponibilizado pela Comissão Coordenadora do Concurso, no próprio local de aplicação de prova.

13.2.1 Outros recursos poderão ser interpostos, observado as instruções constantes no Anexo VI.

13.2.2 Os Recursos deverão ser entregues à Comissão Especial da Prefeitura Municipal de Araranguá, sito à Rua Dr. Virgulino de Queirós nº.200 - Bairro: Centro, CEP: 88900-000 - Araranguá/SC, no horário das 8h às 12h e das 13:30 h às 17:30h, observando o Modelo do Anexo VI.

13.2.3 Não será aceito a entrega de recursos por procuração.

13.2.4 O atendimento dos recursos será realizado somente dentro das condições, prazos e local aqui estipulado.

13.3 Não será aceito pedido de recurso de qualquer natureza, via fax, correios eletrônicos ou apócrifos.

13.4 O pedido de recursos apresentado sem indicação de razões que o justifique e/ou inconsistente será indeferido.

13.5 Somente será apreciado o recurso que for expresso em termos convenientes e que aponte as circunstâncias que o justifique, bem como tiver indicado o nome do candidato, número de sua inscrição, cargo e endereço para correspondência e telefone, celular ou e-mail para contato.

13.6 O recurso interposto fora do respectivo prazo não será aceito sendo considerada a data e hora por ocasião do seu protocolo.

14 - DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIA

14.1 Fica delegada competência à FAEPESUL, para:

a) Elaborar o Edital do Concurso;

b) Coordenar o processo de inscrições;

c) Homologar as inscrições;

d) Elaborar, aplicar, julgar, corrigir e avaliar as provas do processo seletivo, bem como divulgar seus resultados;

e) Julgar os recursos previstos neste Edital.

15 - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

15.1 A aprovação neste Concurso Público não implica na admissão do candidato. Todavia a admissão deverá obedecer, rigorosamente, a ordem de classificação dos aprovados, sendo que serão chamados à medida que a necessidade funcional o requerer.

15.2 O Concurso Público terá validade de 02 (dois) anos, a contar da data do ato de homologação do Resultado Final, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Administração Municipal de Araranguá.

15.3 O inteiro teor deste Edital e os decorrentes deste Concurso Público serão disponibilizados no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma, mantendo acessíveis até a sua homologação e opcionalmente em jornais de circulação regional.

15.4 Será excluído do Concurso Público, o candidato que:

a) Tornar-se culpado de incorreções ou descortesias com qualquer membro da equipe encarregada da aplicação das provas;

b) For surpreendido, durante a aplicação das provas, em comunicação com outro candidato, verbalmente, por escrito ou por qualquer outra forma;

c) For apanhado em flagrante, utilizando-se de qualquer meio, na tentativa de burlar a prova, ou for responsável por falsa identificação pessoal;

d) Ausentar-se da sala de prova, em descumprimento aos termos deste Edital; e) Recusar-se a proceder a autenticação digital do cartão resposta ou de outros documentos, nos termos deste Edital.

15.5 O candidato deverá portar caneta esferográfica na cor azul ou preta para preenchimento do cartão resposta conforme item 7.7.

15.6 A inscrição do candidato implicará no conhecimento e na tácita aceitação das condições estabelecidas no inteiro teor deste Edital e das instruções específicas, expedientes dos quais não poderá alegar desconhecimento.

15.7 Os casos não previstos, no que tange à realização deste Concurso Público, serão resolvidos, pela Comissão Coordenadora do Concurso Público Gestora do Processo Seletivo, esta aos cuidados da Fundação de Apoio à Educação, Pesquisa e Extensão da Unisul - FAEPESUL.

16 - DO FORO JUDICIAL

16.1. O foro para dirimir qualquer questão relacionada com o Concurso Público de que trata este Edital é o da Comarca de Araranguá.

Araranguá (SC) 20 de agosto de 2007.

Mariano Mazzuco Neto
Prefeito Municipal de Araranguá

ANEXO I
CRONOGRAMA

DATA / HORA

EVENTO

LOCAL

20/08/2007

Republicação do Edital Completo e Conteúdo Programático das Provas

www.faepesul.org.br/concursopma

Mural da PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ
Rua Dr. Virgulino de Queirós, n° 200 - Bairro Centro, CEP 88900- 000 - Araranguá/SC.

01/08/2007 a 17/09/2007

Período de inscrição pela Internet e pagamento do boleto bancário

www.faepesul.org.br/concursopma

01/08/2007 a 17/09/2007

Recebimento dos requerimentos para atendimento aos Portadores de Necessidades Especiais e/ou comprovante de doador de sangue para efeito de isenção da taxa de inscrição.

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ
Rua Dr.Virgulino de Queirós nº 200 - Bairro Centro, CEP 88900-000 - Araranguá/SC.

A partir do dia 08/10/2007

Homologação das inscrições deferidas, relação de indeferidos e divulgação dos horários e locais para realização da Prova Objetiva.

www.faepesul.org.br/concursopma

Mural da PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ
Rua Dr. Virgulino de Queirós, nº 200 - Bairro Centro, CEP 88900- 000 - Araranguá/SC.

09/10/2007

Data limite para interpor recurso sobre as homologações ou indeferimento publicado.

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ
Rua Dr.Virgulino de Queirós nº 200 - Bairro Centro, CEP 88900-000 - Araranguá/SC.

28/10/2007

Aplicação da Prova Objetiva

Local e horário a ser divulgado até dia 08/10/2007 no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma

Mural da PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ
Rua Dr. Virgulino de Queirós, n° 200 - Bairro Centro, CEP 88900- 000 - Araranguá/SC.

29/10/2007

Data limite para interpor recurso sobre as questões de provas.

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ
Rua Dr.Virgulino de Queirós nº 200 - Bairro Centro, CEP 88900-000 - Araranguá/SC.

Até 30/10/2007

Divulgação do gabarito

www.faepesul.org.br/concursopma

31/10/2007

Data limite para interpor recurso sobre as o gabarito.

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ
Rua Dr.Virgulino de Queirós nº 200 - Bairro Centro, CEP 88900-000 - Araranguá/SC.

Até 06/11/2007

Divulgação da lista de candidatos que realizaram a prova objetiva com o seu respectivo desempenho.

www.faepesul.org.br/concursopma

Mural da PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ
Rua Dr. Virgulino de Queirós, n° 200 - Bairro Centro, CEP 88900- 000 - Araranguá/SC.

Até 07/11/2007

Data limite para interpor recurso sobre a lista de desempenho.

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ
Rua Dr.Virgulino de Queirós nº 200 - Bairro Centro, CEP 88900-000 - Araranguá/SC.

Até 19/11/2007

Divulgação da lista de classificados para a Prova de Avaliação Física, Prova Prática, Avaliação Psicológica e de Proficiência, bem como seus critérios, data, hora e local de realização.

www.faepesul.org.br/concursopma

Mural da PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ
Rua Dr. Virgulino de Queirós, n° 200 - Bairro Centro, CEP 88900- 000 - Araranguá/SC.

ANEXO II
QUADRO DE VAGAS

Os cargos, a carga horária semanal, o vencimento, os requisitos mínimos, e o número de vagas estão definidos no quatro a seguir:

I - NÍVEL SUPERIOR

CARGOS

VAGAS

CARGA HORÁRIA SEMANAL

ESCOLARIDADE E REQUISITOS BÁSICOS (*)

VENCIMENTO (R$)

Analista de sistemas

1

40

Graduação em Sistemas de Informação e/ou Ciências da Computação com Diploma reconhecido pelo MEC.

1.601,49

Assistente Social

1

40

Graduação em Serviço Social com diploma reconhecido pelo MEC.

1.540,65

Enfermeiro

1

40

Graduação em Enfermagem com respectivo registro no Conselho Regional e Curso de habilitação para atuação em sala de vacinação

1.540,65

Farmacêutico

1

40

Graduação em Farmácia com reconhecimento no respectivo Conselho Regional

1.540,65

Medico Cirurgião

2

20

Graduação em Medicina com reconhecimento no respectivo Conselho Regional e residência Médica.

1.601,49

Medico Clinico Geral

1

20

Graduação em Medicina com reconhecimento no respectivo Conselho Regional e residência Médica.

1.601,49

Medico Ortopedista

1

20

Graduação em Medicina com reconhecimento no respectivo Conselho Regional e residência Médica.

1.601,49

Medico Ginecologista

1

20

Graduação em Medicina com reconhecimento no respectivo Conselho Regional e residência Médica na área específica de atuação e ou especialização em Ginecologia com diploma reconhecido pelo MEC.

1.601,49

Médico Psiquiatra

1

20

Graduação em Medicina com reconhecimento no respectivo Conselho Regional e residência Médica na área específica de atuação e ou especialização em Psiquiatria com diploma reconhecido pelo MEC.

1.601,49

Médico Veterinário

1

20

Graduação em Medicina Veterinária com reconhecimento no respectivo Conselho Regional

1.601,49

Professor de Artes

8

20

Graduação em licenciatura plena, na área especifica de atuação.

398,65

Professor de Geografia

2

20

Graduação em licenciatura plena, na área especifica de atuação.

398,65

Professor de História

2

20

Graduação em licenciatura plena, na área especifica de atuação.

398,65

Professor de Matemática

1

40

Graduação em licenciatura plena, na área especifica de atuação.

797,30

Professor de Português e Espanhol

4

20

Graduação em licenciatura plena, na área especifica de atuação.

398,65

Professor de Português e Inglês

1

40

Graduação em licenciatura plena, na área especifica de atuação.

797,30

Professor de Português e Inglês

4

20

Graduação em licenciatura plena, na área especifica de atuação.

398,65

Professor Educação Física

2

40

Graduação em licenciatura plena, na área especifica de atuação.

797,30

Professor Educação Física

2

20

Graduação em licenciatura plena, na área especifica de atuação.

398,65

Professor Educação Religiosa

2

20

Graduação em licenciatura plena, na área especifica de atuação.

398,65

Professor I (ENSINO FUNDAMENTAL E INFANTIL)

15

40

Graduação em licenciatura plena em pedagogia ou normal superior.

797,30

Professor I (ENSINO FUNDAMENTAL E INFANTIL)

4

20

Graduação em licenciatura plena em pedagogia ou normal superior.

398,65

Psicólogo

1

40

Graduação em Psicologia, com diploma reconhecido pelo MEC.

1.540,65

(*) Para as atividades profissionais que exijam credenciamento no órgão de fiscalização profissional, deverá ser apresentado registro respectivo.

II - ENSINO MÉDIO

CARGOS

VAGAS

CARGA HORÁRIA SEMANAL

ESCOLARIDADE E REQUISITOS BÁSICOS (*)

VENCIMENTO (R$)

Auxiliar Administrativo

5

40

Ensino Médio Completo

600,13

Auxiliar de Ensino

10

40

Curso de magistério em nível médio.

481,80

Auxiliar de Laboratório

1

40

Ensino médio completo e registro no conselho regional da área de atuação

600,13

Fiscal Procon

1

40

Ensino médio completo

600,13

Recepcionista

1

40

Ensino médio completo

500,84

Técnico de Enfermagem

4

40

Ensino médio completo e registro no conselho regional da área de atuação

700,68

Técnico de Informática

2

40

Ensino médio completo com formação em informática

797,30

Técnico de Raio X

1

20

Ensino médio completo e registro no conselho regional da área de atuação

797,30

Tecnico Gessista

1

40

Ensino médio completo com formação técnica em gesso com registro no respectivo conselho.

700,68

Telefonista

1

36

Ensino médio completo

500,84

(*) Para as atividades profissionais que exijam credenciamento no órgão de fiscalização profissional, deverá ser apresentado registro respectivo.

III - ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO

CARGOS

VAGAS

CARGA HORÁRIA SEMANAL

ESCOLARIDADE E REQUISITOS BÁSICOS (*)

VENCIMENTO (R$)

Calceteiro

1

40

Ensino Fundamental Incompleto

440,14

Auxiliar de Serviços Gerais

20

40

Ensino Fundamental

357,98 respeitado o valor do salário mínimo vigente.

Carpinteiro

1

40

Ensino Fundamental Incompleto

562,56

Gari

3

40

Ensino fundamental incompleto

420,12

Lavador e Lubrificador

1

40

Ensino fundamental incompleto

420,12

Lixeiro

4

40

Ensino fundamental incompleto

500,84

Motorista I (AUTOMÓVEL)

1

40

Ensino fundamental incompleto e portador de CNH categoria B, C, D ou E.

623,82

Motorista II (ONIBUS E CAMINHÃO)

4

40

Ensino fundamental incompleto e portador de CNH categoria D.

737,84

Operador de Máquina I (MAQUINA RODOVIÁRIAS DE GRANDE PORTE. RETROESCAVEDEIRA, CARREGADEIRAS).

2

40

Ensino fundamental incompleto e portador de CNH categoria C, D ou E.

797,30

Operário

7

40

Ensino fundamental incompleto

357,98 respeitado o valor do salário mínimo vigente

Operário de Tribulação

3

40

Ensino fundamental incompleto

357,98 respeitado o valor do salário mínimo vigente

Pedreiro

2

40

Ensino fundamental incompleto

562,56

(*) Para as atividades profissionais que exijam credenciamento no órgão de fiscalização profissional, deverá ser apresentado registro respectivo.

ANEXO III

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. LÍNGUA PORTUGUESA

1.1 CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

Cargos:

ANALISTA DE SISTEMAS, ASSISTENTE SOCIAL, ENFERMEIRO, FARMACÊUTICO, MÉDICOS (todos), PROFESSORES (todos), PSICÓLOGO.

Conteúdo:

I - LÍNGUA E LINGUAGEM: Linguagem, língua e fala. A comunicação e seus elementos. Signo lingüístico: significante e significado. Discurso ou fala - Língua e Discurso. Linguagem e Língua: funções da linguagem. A linguagem e os tipos de discurso. Norma culta. Regionalismo e dialetos. Conceito de erro em língua. Língua escrita e língua falada. Níveis de língua. A gíria.

II - FONOLOGIA E FONÉTICA: Letra, fonema e sílaba. Variantes combinatórias ou alofones. Neutralização e Arquifonema. Sistema vocálico: classificação das vogais: zona de articulação, timbre, papel das cavidades bucal e nasal, elevação da língua, encontros vocálicos, ditongos decrescentes e crescentes, tritongos. Sistema Consonântico: modo de articulação, ponto de articulação, papel das cordas vocais, papel das cavidades bucal e nasal, encontros consonantais. Sílaba: estrutura silábica e padrões silábicos, acento tônico, sílaba e tonicidade, monossílabos e tonicidade, dissílabos e tonicidade, vocábulos tônicos e átonos. Vocábulos rizotônicos e arrizotônicos. Ortoepia e prosódia. Ortografia. Acentuação tônica e gráfica.

III - ESTRUTURA MORFOLÓGICA: Estrutura das palavras: elementos mórficos e alomórficos. Radical, afixos, vogal temática, tema, desinência, interfixos. Formação de palavras: derivação e composição, parassíntese e hibridismo. Classes de palavras: flexões nominais e verbais. Pronomes: substantivos/adjetivos/advérbios, pessoais, possessivos, demonstrativos, interrogativos, relativos. Flexão do pronome. Verbo e flexões. Verbos regulares e irregulares. Conjugação dos verbos com os pronomes oblíquos O, A, OS, AS.

IV - ESTRUTURA SINTÁTICA: Análise sintática: relações e sentidos entre orações, períodos e funções sintáticas dos termos. Frase, oração e período. Termos essenciais da oração. Termos integrantes da oração. Termos acessórios da oração. Coordenação e Subordinação.

V - SINTAXE DE CONCORDÂNCIA: Concordância verbal e nominal. Concordância gramatical e concordância ideológica (silepse).

VI - SINTAXE DE REGÊNCIA: Regência verbal e predicação dos verbos (transitivos, intransitivos e verbos de ligação). Regência verbal e nominal, crase.

VII - SINTAXE DE COLOCAÇÃO: Colocação de pronomes: próclise, mesóclise e ênclise.

VIII - SEMÂNTICA: Significante e significado. Significado das palavras. Linguagem literária e não literária: denotação e conotação. Emprego dos porquês e dos pronomes demonstrativos este, esse, aquele e aquilo. Figuras de linguagem: metáfora, metonímia, prosopopéia, antítese, pleonasmo catacrese, antonomásia. Figuras de sintaxe: elipse, pleonasmo, anacoluto e silepse. Homonímia, sinonímia, antonímia, paronímia e polissemia.

IX - PONTUAÇÃO: Vírgula, ponto-e-vírgula, dois pontos, ponto de exclamação, ponto de interrogação e ponto final, travessão. Parágrafo.

X - VÍCIOS DE LINGUAGEM: Ambigüidade, barbarismo, cacofonia, eco, plenonasmo, solecismo, obscuridade, preciosismo ou perífrase, hiato, redundância, plebeísmo.

XI - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

Bibliografia:

CEGALLA, Domingos Paschoal. NOVÍSSIMA GRAMÁTICA DA LÍNGUA PORTUGUESA. 46º ed. São Paulo: Editora Nacional, 2005. 693 páginas.

LUFT, Celso Pedro. Novo manual de português. 13º ed. São Paulo: Editora Globo, 1990.

NICOLA, José de; INFANTE, Ulisses. Gramática contemporânea da língua portuguesa. 9º ed. São Paulo: Editora Scipione, 1992.

KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Ler e compreender os sentidos do texto. São Paulo: Editora Contexto, 2006.

LAROCA, Maria de Nazaré de Carvalho. Manual de morfologia do Português. 2º ed. Campinas,SP: Editora Pontes, 2001.

MUSSALIM, Fernanda; BENTES, Anna Christina (Orgs.). Introdução à lingüística: domínios e fronteiras. Volume 1 - 2 e 3. São Paulo: Editora Cortez, 2001.

ROSA, Maria Carlota. Introdução à morfologia. São Paulo: Editora Contexto, 2005.

SACCONI, Luiz Antônio. Nossa gramática - teoria e prática. 25º ed. São Paulo: Atual Editora, 1999.

SILVA, CRISTÓFARO Silva. Fonética e fonologia do português - roteiro de estudos e guia de exercícios. São Paulo: Editora Contexto, 2001.

SCLIAR-CABRAL, Leonor. Princípios do sistema alfabético do português do Brasil. São Paulo: Editora Contexto, 2003.

_____ . Guia prático de alfabetização. São Paulo: Editora Contexto, 2003.

VANOYE, Francis. Usos da linguagem - problemas e técnicas na produção oral e escrita. São Paulo: Editora Martins Fontes, 2003.

1.2 CARGOS DE NÍVEL MÉDIO

Cargos:

AUXILIAR ADMINISTRATIVO, AUXILIAR DE ENSINO, AUXILIAR DE LABORATÓRIO, FISCAL PROCON, RECEPCIONISTA, TÉCNICO DE ENFERMAGEM, TÉCNICO EM INFORMÁTICA, TÉCNICO DE RAIO X, TECNICO GESSISTA, TELEFONISTA.

Conteúdo:

I - LÍNGUA E LINGUAGEM: Linguagem, língua e fala. A comunicação e seus elementos. Signo lingüístico: significante e significado. Discurso ou fala - Língua e Discurso. Linguagem e Língua: funções da linguagem. A linguagem e os tipos de discurso. Norma culta. Regionalismo e dialetos. Conceito de erro em língua. Língua escrita e língua falada. Níveis de língua. A gíria.

II - FONOLOGIA E FONÉTICA: Letra, fonema e sílaba. Variantes combinatórias ou alofones. Neutralização e Arquifonema. Sistema vocálico: classificação das vogais: zona de articulação, timbre, papel das cavidades bucal e nasal, elevação da língua, encontros vocálicos, ditongos decrescentes e crescentes, tritongos. Sistema Consonântico: modo de articulação, ponto de articulação, papel das cordas vocais, papel das cavidades bucal e nasal, encontros consonantais. Sílaba: estrutura silábica e padrões silábicos, acento tônico, sílaba e tonicidade, monossílabos e tonicidade, dissílabos e tonicidade, vocábulos tônicos e átonos. Vocábulos rizotônicos e arrizotônicos. Ortoepia e prosódia. Ortografia. Acentuação tônica e gráfica.

III - ESTRUTURA MORFOLÓGICA: Estrutura das palavras: elementos mórficos e alomórficos. Radical, afixos, vogal temática, tema, desinência, interfixos. Formação de palavras: derivação e composição, parassíntese e hibridismo. Classes de palavras: flexões nominais e verbais. Pronomes: substantivos/adjetivos/advérbios, pessoais, possessivos, demonstrativos, interrogativos, relativos. Flexão do pronome. Verbo e flexões. Verbos regulares e irregulares. Conjugação dos verbos com os pronomes oblíquos O, A, OS, AS.

IV - ESTRUTURA SINTÁTICA: Análise sintática: relações e sentidos entre orações, períodos e funções sintáticas dos termos. Frase, oração e período. Termos essenciais da oração. Termos integrantes da oração. Termos acessórios da oração. Coordenação e Subordinação.

V - SINTAXE DE CONCORDÂNCIA: Concordância verbal e nominal. Concordância gramatical e concordância ideológica (silepse).

VI - SINTAXE DE REGÊNCIA: Regência verbal e predicação dos verbos (transitivos, intransitivos e verbos de ligação). Regência verbal e nominal, crase.

VII - SINTAXE DE COLOCAÇÃO: Colocação de pronomes: próclise, mesóclise e ênclise.

VIII - SEMÂNTICA: Significante e significado. Significado das palavras. Linguagem literária e não literária: denotação e conotação. Emprego dos porquês e dos pronomes demonstrativos este, esse, aquele e aquilo. Figuras de linguagem: metáfora, metonímia, prosopopéia, antítese, pleonasmo catacrese, antonomásia. Figuras de sintaxe: elipse, pleonasmo, anacoluto e silepse. Homonímia, sinonímia, antonímia, paronímia e polissemia.

IX- PONTUAÇÃO: Vírgula, ponto-e-vírgula, dois pontos, ponto de exclamação, ponto de interrogação e ponto final, travessão. Parágrafo.

X - VÍCIOS DE LINGUAGEM: Ambigüidade, barbarismo, cacofonia, eco, plenonasmo, solecismo, obscuridade, preciosismo ou perífrase, hiato, redundância, plebeísmo.

XI - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

Bibliografia:

CEGALLA, Domingos Paschoal. NOVÍSSIMA GRAMÁTICA DA LÍNGUA PORTUGUESA. 46º ed. São Paulo: Editora Nacional, 2005. 693 páginas.

LUFT, Celso Pedro. Novo manual de português. 13º ed. São Paulo: Editora Globo, 1990.

NICOLA, José de; INFANTE, Ulisses. Gramática contemporânea da língua portuguesa. 9º ed. São Paulo: Editora Scipione, 1992.

KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Ler e compreender os sentidos do texto. São Paulo: Editora Contexto, 2006.

LAROCA, Maria de Nazaré de Carvalho. Manual de morfologia do Português. 2º ed. Campinas,SP: Editora Pontes, 2001.

MUSSALIM, Fernanda; BENTES, Anna Christina (Orgs.). Introdução à lingüística: domínios e fronteiras. Volume 1 - 2 e 3. São Paulo: Editora Cortez, 2001.

ROSA, Maria Carlota. Introdução à morfologia. São Paulo: Editora Contexto, 2005.

SACCONI, Luiz Antônio. Nossa gramática - teoria e prática. 25º ed. São Paulo: Atual Editora, 1999.

SILVA, CRISTÓFARO Silva. Fonética e fonologia do português - roteiro de estudos e guia de exercícios. São Paulo: Editora Contexto, 2001.

SCLIAR-CABRAL, Leonor. Princípios do sistema alfabético do português do Brasil. São Paulo: Editora Contexto, 2003.

_____ . Guia prático de alfabetização. São Paulo: Editora Contexto, 2003.

VANOYE, Francis. Usos da linguagem - problemas e técnicas na produção oral e escrita. São Paulo: Editora Martins Fontes, 2003.

1.3 CARGOS DE NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

Cargos:

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, CALCETEIRO, CARPINTEIRO, GARI, LAVADOR E LUBRIFICADOR, LIXEIRO, MOTORISTAS (TODOS), OPERADOR DE MÁQUINA, OPERÁRIO, OPERÁRIO DE TUBULAÇÃO, PEDREIRO.

Conteúdo:

I - FONOLOGIA: Fonema e letra. Classificação dos fonemas: vogais, consoantes e semivogais. Sílaba. Encontros vocálicos e consonantais. Dígrafos. Divisão silábica. Ortografia. Acentuação gráfica. Emprego dos porquês. Crase.

II - MORFOLOGIA: Processo de formação de palavras: derivação e composição. Processos secundários.

III - CLASSES GRAMATICAIS: Classificação do substantivo. Flexão do substantivo: gênero, número e grau. Adjetivo: flexão do adjetivo: gênero, número e grau. Artigo e numeral. Pronomes: pessoais, possessivos, demonstrativos, indefinidos, relativos, interrogativos. Verbos: flexão de número, pessoa, modo e tempo. Conjugações. Verbos regulares e irregulares.

IV - SINTAXE: Frase, oração e período.Tipos de frases. Período simples e composto. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal.

V - SIGNIFICAÇÃO DAS PALAVRAS: Significação das palavras: sinonímia e antonímia.

VI - PONTUAÇÃO: Ponto final, interrogação, parágrafo, reticências, dois-pontos, ponto-de­interrogação, ponto-e-vírgula, travessão, parênteses, vírgula.

VII - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO.

Bibliografia:

LIVROS DIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA DE 1ª A 4ª SÉRIE. AMARAL, Emília et al. Nossas palavras: português, volume único: livro do professor. 2º ed. São Paulo: FTD, 2003.

CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima gramática da língua portuguesa. 46º ed. São Paulo: Editora Nacional, 2005. 693 páginas.

KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Ler e compreender - os sentidos do texto. São Paulo: Editora Contexto, 2006.

NICOLA, José de; INFANTE, Ulisses. Gramática contemporânea da língua portuguesa. 9º ed. São Paulo: Editora Scipione, 1999.

SACCONI, Luiz Antônio. Nossa gramática - teoria e prática. 25º ed. São Paulo, 1999.

2. MATEMÁTICA

2.1 CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

Cargos:

ANALISTA DE SISTEMAS, PROFESSOR DE MATEMÁTICA, PROFESSOR I (ensino fundamental e infantil).

Conteúdo:

Conjuntos. Conjuntos Numéricos. Funções. Funções do 1º e 2º graus. Funções Exponenciais. Funções logarítmicas. Noções de estatística. Progressões Aritméticas. Progressões Geométricas. Razões e Proporções. Análise Combinatória. Matrizes. Operações. Determinantes. Cálculo de determinantes. Sistemas lineares. Sistema de Medidas: comprimento, superfície, massa, capacidade, tempo e volume. Tópicos de Matemática Financeira.

Bibliografia:

BEZERRA, Manoel Jairo. Questões de matemática. São Paulo: Ed. Nacional, 2004.

BEZERRA, Manoel Jairo. Matemática para o ensino médio - volume único. São Paulo: Ed. Scipione, 2005.

KARMEL, Peter Henry; M. Polasek. Estatística geral e aplicada à economia. São Paulo: Ed. Atlas, 1977.

MAYER, Raymond Richard. Análise financeira de alternativas de investimento. Tradução de Antônio Zoratto Sanvicente. São Paulo: Ed. Atlas, 1977.

MURAKAMI, Carlos; IEZZI, Gelson. Fundamentos de matemática elementar. Coleção. São Paulo: Ed. Atual, 2004.

IEZZI, Gelson et al. Matemática: ciências e aplicações. Ensino Médio. São Paulo: Ed. Atual, 2004.

FILHO, Benigno Barreto e Silva, Cláudio Xavier da. Matemática aula por aula. Ensino Médio. São Paulo: Ed. FTD, 2000.

BIANCHINI, Edwaldo e PACCOLA, Herval. Matemática. Ensino Médio. São Paulo: Ed. Moderna, 2004.

Livros Didáticos do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

2.2 CARGOS DE NÍVEL MÉDIO

Cargos:

AUXILIAR ADMINISTRATIVO, AUXILIAR DE ENSINO, AUXILIAR DE LABORATÓRIO, FISCAL PROCON, RECEPCIONISTA, TÉCNICO DE ENFERMAGEM, TÉCNICO EM INFORMÁTICA, TÉCNICO DE RAIO X, TÉCNICO GESSISTA, TELEFONISTA.

Conteúdo:

Aritmética e álgebra. Razão e proporção. Regra de três simples e composta. Percentagem. Juros. Juros simples. Juros compostos. Noções de estatística. Média aritmética. Média ponderada. Operações com números fracionários, inteiros e decimais. Potenciação. Radiciação. Produtos notáveis. Fatoração. Frações algébricas. Problemas envolvendo equações de 1 . º e 2.º graus. Sistema de Medidas: comprimento, superfície, massa, capacidade, tempo e volume.

Bibliografia:

GIOVANNI, José Ruy & GIOVANNI JÚNIOR, José Ruy. Matemática pensar e descobrir: novo - 5ª a 8ª séries. Editora FTD, 2000.

SCIPIONE, Di Pierro Netto. Pensar matemática: para o ensino fundamental. 5ª a 8ª séries. Ed. Scipione. 1 ª edição, 2001.

BEZERRA, Manoel Jairo.Matemática para o ensino médio - volume único. São Paulo: Ed. Scipione, 2005.

MURAKAMI, Carlos.; IEZZI, Gelson. Fundamentos de matemática elementar. Coleção. São Paulo: Ed. Atual, 2004.

IEZZI, Gelson et al. Matemática: ciências e aplicações. Ensino Médio. São Paulo: Ed. Atual, 2004.

KARMEL, Peter Henry; M. Polasek. Estatística geral e aplicada à economia. São Paulo: Ed. Atlas, 1977.

FILHO, Benigno Barreto e Silva, Cláudio Xavier da. Matemática aula por aula. Ensino Médio. São Paulo: Ed. FTD, 2000.

BIANCHINI, Edwaldo e PACCOLA, Herval. Matemática. Ensino Médio. São Paulo: Ed. Moderna, 2004.

2.3 CARGOS DE NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO Cargos:

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, CALCETEIRO, CARPINTEIRO, GARI, LAVADOR E LUBRIFICADOR, LIXEIRO, MOTORISTAS (TODOS), OPERADOR DE MÁQUINA, OPERÁRIO, OPERÁRIO DE TUBULAÇÃO, PEDREIRO.

Conteúdo:

Sistema de numeração. Base de contagem. Posição dos algarismos. Relação de ordem (maior, menor, diferente, etc.). Números Naturais. Operações fundamentais. Problemas. Números

Racionais. Frações e decimais. Operações fundamentais (números positivos). Problemas. Sistema de medidas - comprimento, área, tempo e volume. Sistema monetário brasileiro.

Bibliografia:

Livros didáticos de 1ª a 4ª série do ensino fundamental.

GIOVANNI, José Ruy & GIOVANNI JÚNIOR, José Ruy. Matemática pensar e descobrir: novo - 5ª a 8ª séries. Editora FTD, 2000.

SCIPIONE, Di Pierro Netto. Pensar matemática: para o ensino fundamental. 5ª a 8ª séries. Ed. Scipione. 1 ª edição, 2001.

3. CONHECIMENTOS GERAIS

3.1 CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

Cargos:

ANALISTA DE SISTEMAS, ASSISTENTE SOCIAL, ENFERMEIRO, FARMACÊUTICO, MÉDICOS (todos), PROFESSORES (todos), PSICÓLOGO.

Conteúdo:

Acontecimentos sociais, políticos, econômicos e culturais no âmbito estadual, nacional e internacional.

Araranguá: história da colonização;

História político administrativa;

Poderes constituídos.

Lei Orgânica Municipal

Título I:

Título II: Capítulos I e III;

Título IV: Capítulos I, II e III;

Símbolos nacionais e municipais.

Bibliografia:

Revistas semanais e mensais de circulação nacional. Jornais catarinenses de circulação estadual e jornais de circulação nacional do ano de 2007.

HOBOLD, Paulo. A História de Araranguá, complementada e atualizada por Alexandre Rocha. Araranguá: 2005.

DAL'ALBA, Pe. João Leonir. CAMPOS, Bernardino de Senna. Memórias do Araranguá. 1989.

Lei Orgânica Municipal está disponível em www.ararangua.net

3.2 CARGOS DE NÍVEL MÉDIO

Cargos:

AUXILIAR ADMINISTRATIVO, AUXILIAR DE ENSINO, AUXILIAR DE LABORATÓRIO, FISCAL PROCON, RECEPCIONISTA, TÉCNICO DE ENFERMAGEM, TÉCNICO EM INFORMÁTICA, TÉCNICO DE RAIO X, TÉCNICO GESSISTA, TELEFONISTA.

Conteúdo:

Acontecimentos sociais, políticos, econômicos e culturais no âmbito estadual e nacional. Araranguá: história da colonização;

História político administrativa; Poderes constituídos.

Lei Orgânica Municipal

Título I:

Título II: Capítulos I e III;

Título IV: Capítulos I, II e III; Símbolos nacionais e municipais.

Bibliografia:

Revistas semanais e mensais de circulação nacional. Jornais catarinenses de circulação estadual e jornais de circulação nacional do ano de 2007.

HOBOLD, Paulo. A História de Araranguá, complementada e atualizada por Alexandre Rocha. Araranguá: 2005.

DAL'ALBA, Pe. João Leonir. CAMPOS, Bernardino de Senna. Memórias do Araranguá. 1989.

Lei Orgânica Municipal está disponível em www.ararangua.net

3.3 CARGOS DE NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

Cargos:

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, CALCETEIRO, CARPINTEIRO, GARI, LAVADOR E LUBRIFICADOR, LIXEIRO, MOTORISTAS (todos), OPERADOR DE MÁQUINA, OPERÁRIO, OPERÁRIO DE TUBULAÇÃO, PEDREIRO.

Conteúdo:

Acontecimentos sociais, políticos, econômicos e culturais no âmbito estadual e nacional. Araranguá: história da colonização.

Bibliografia:

Revistas semanais e mensais de circulação nacional. Jornais catarinenses de circulação estadual e jornais de circulação nacional do ano de 2007.

HOBOLD, Paulo. A História de Araranguá, complementada e atualizada por Alexandre Rocha. Araranguá: 2005.

DAL'ALBA, Pe. João Leonir. CAMPOS, Bernardino de Senna. Memórias do Araranguá. 1989.

4.CONTEÚDOS ESPECÍFICOS (SUS)

Cargos:

ASSISTENTE SOCIAL, ENFERMEIRO, FARMACÊUTICO, MÉDICOS (todos, com exceção do Médico Veterinário), PSICÓLOGO.

Conteúdo:

As políticas de Saúde no Brasil. Sistema Único de Saúde - SUS. Lei Orgânica da Saúde: Lei 8.080/90; Lei 8.142/90. O SUS como política social. Diretrizes para modelos de atenção e gestão do SUS. O modelo assistencial no SUS. Determinantes das condições de saúde e problemas prioritários no país. Fortalecimento dos princípios do SUS: o caráter público, a integralidade, a eqüidade, humanização e o controle social. Fortalecimento dos princípios organizacionais do SUS e seus mecanismos de gestão: descentralização, regionalização e hierarquização: Planejamento, acompanhamento, avaliação, controle e auditoria; Normas Operacionais Básicas - NOB. Organização da atenção à saúde: atenção básica: Rede, PSF e PACS; média e alta complexidade. Políticas específicas: Saúde da mulher; Saúde na infância e adolescência; Saúde do trabalhador; Saúde mental; Saúde bucal; Medicamentos e assistência farmacêutica; Sangue, hemoderivados e transplantes; Vigilância sanitária e epidemiológica. Política nacional de recursos humanos para o SUS: Perfil e atuação das equipes e profissionais; Formação de pessoal para a saúde; Capacitação; Educação permanente e continuada.

Bibliografia:

BRASIL. Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dos princípios e diretrizes do SUS. Diário Oficial da União Dos princípios e diretrizes. 20-09-1 990.

BRASIL. Lei Nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências.

DUNCAN BB; SCHIMIDT MI; GIUGLIANE ERJ et al. Medicina Ambulatorial: Condutas de Atenção Primária Baseadas em Evidências. 3ª Ed. Artmed, 2004.

MENDES EV. Os Grandes Dilemas do SUS. Tomo I. Casa da Qualidade, 2000.

BRASIL. Ministério da Saúde. O SUS de A a Z. Disponível em http://dtr2004.saude.gov.br/susdeaz/topicos/topico.php. Acesso em: 20 janeiro 2007.

LAURENTI R. O Atestado de Óbito. Centro da OMS para Classificação de doenças em português. Série Divulgada, nº 1, 1996.

MONTEIRO CA. Velhos e novos males da saúde no Brasil: a evolução do país e de suas doenças.

HUCITEC/NUPENS/USP, 1995.

Cohn A; Elias PE. Saúde no Brasil: políticas e organização de serviços.

CORTEZ/CADEC, 1996.

SUS - O que você precisa saber sobre o Sistema Único de Saúde - Associação Paulista de Medicina - Atheneu, 2004.

SCHRAIBE LB. et al. Saúde do Adulto: programas e ações na Unidade Básica. HUCITEC, 1996.

5 . CONTEÚDOS ESPECÍFICOS

5.1 CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

5.1.1 - Cargo de Analista de Sistemas

Conteúdo:

Conceitos de sistemas de computação; Organização de Computadores; Sistemas de numeração e representação de dados; SISTEMAS OPERACIONAIS: conceitos básicos; sistemas de arquivos; gerenciamento de dispositivos. REDES DE COMPUTADORES: conceitos básicos; redes locais e de longa distância; Arquitetura OSI da ISO; TCP/IP; topologias; protocolos; segurança. Arquitetura distribuída: principais conceitos e componentes; Modelo cliente/servidor. Conceitos de Internet,Intranet,Extranet; ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS: análise e projeto estruturado de sistemas; modelagem funcional; modelagem dinâmica; modelagem de dados; Análise e projeto orientado a objetos. BANCO DE DADOS: conceitos básicos; administração de dados; sistemas de gerência de banco de dados (SGBD); arquitetura de banco de dados; Banco de dados relacionais. Modelagem de dados. Conceitos de Data Warehouse, estruturas e aplicações. ENGENHARIA DE SOFTWARE: princípios de engenharia de software; processos de software; engenharia de sistemas e da informação; gerenciamento de projetos de software. Gerenciamento de Projetos: conceitos básicos; planejamento, acompanhamento e controle.

Bibliografia

BOOCH, Grady, JACOBSON, I., RUMBAUGH, J., UML. Guia do usuário. São Paulo: Ed. Campus, 2000

CLELAND, D.I., IRELAND, L.R. Gerência de Projetos. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso Editores, 2002

DATE, C.J. Introdução a Sistemas de Banco de Dados. Rio de Janeiro: Ed. Campus. 2004

FIORINI, Soeli T.; STAA, Arndt von; BAPTISTA, Renan M. Engenharia de Software com CMM. Rio de Janeiro : Brasport Livros e Multimidia. 1998.

PRESSMAN, Roger S. Engenharia de Software. 5a ed. São Paulo: McGraw-Hill Interame, 2002

ROCHA, A. R. C. da; MALDONADO, J. C.; WEBER, K. C. Qualidade de Software:Teoria e Prática. São Paulo: Pearson Education, 2001.

SOMMERVILLE, Ian. Engenharia de Software. 6a ed. São Paulo: Addison Wesley, 2003.

ISBN 85-88639-07-6.

TANENBAUM, Andrew. S. Organização estruturada de computadores. Rio de Janeiro : Livros Técnicos e Científicos, 2001

TANENBAUM, Andrew. S. Sistemas operacionais modernos. Rio de Janeiro: Prentice-Hall do Brasil, 2003.

TANENBAUM, Andrew. S. Redes de Computadores. Rio de Janeiro: Campus. 2003

YOURDON, Edward. Análise Estruturada Moderna. São Paulo: Campus. 1990

5.1.2 - Cargo de Assistente Social

Conteúdo:

História e reconceituação do Serviço Social. O Serviço Social no Brasil. Fundamentos históricos, teóricos e metodológicos do Serviço Social. Trabalho e Serviço Social. Panejamento e Serviço Social. O código de ética profissional do assistente social. Instituições Públicas e Políticas Públicas. Relação Estado / Sociedade. Pobreza e desigualdade social no Brasil. Etapas/fases do processo de política pública: formulação , implementação , execução , acompanhamento, monitoramento, avaliação. Gestão social das Politicas Públicas: elaboração, implementação , monitoramento e avaliação de programas e projetos sociais.Pesquisa em Serviço Social. Família: As novas modalidades de família, metodologias de abordagem familiar. Redes de atendimento .Conselhos e Conferências. Desenvolvimento local: concepção de território, participação no poder local, planejamento participativo, plano diretor,questôes sociais urbanas e rurais.Lei Orgânica da Saúde, Sistema Ùnico de Saúde- SUS, Lei Orgânica da Assistência Social,Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Estatuto da Criança e do Adolescente. Política Nacional do Idoso, Estatuto do Idoso.

Bibliografia:

- DAWBOR, L. A reprodução social: proposta para uma gestão descentralizada. Petrópolis: Vozes, 1998.

- MOTA, A. E. Cultura da crise e seguridade social: um estudo sobre as tendências da previdência e da assistência social brasileira nos anos 80 e 90. São Paulo: Cortez, 1995.

- RAICHELIS, R. Esfera pública e conselhos de assistência social: caminhos da construção democrática. São Paulo: Cortez, 1998.

- RICO, E. de M. e RAICHELIS (Org), Raquel. Gestão social: uma questão em debate. São Paulo: EDUC, 1999.

- OLIVEIRA,Heloísa Maria José de. Cultura política e assistência social: uma análise das orientações de gestores estaduais. São Paulo: Cortez,2003.

- PEREIRA, Potyara A.P. Necessidades humanas: subsídios à crítica dos mínimos sociais.São Paulo: Cortez,2000.

- POLÍTICA SOCIAL E DEMOCRACIA/Maria Inês Souza Bravo,Potyara Amazoneida Pereira Pereira (organizadoras) - 2ª ed. - São Paulo: Cortez; Rio de Janeiro: UERJ,2002.

- PROTEÇÃO SOCIAL: Dilemas e desafios! Ana Luiza d'Ávila Viana, Paulo Eduardo M. Elias e Nelson Ibañez, organizadores.- São Paulo: Hucitec, 2005.

- PROTEÇÃO SOCIAL DE CIDADANIA: inclusão social de idosos e pessoas com deficiência no Brasil, França e Portugal!Aldaíza Sposati,(organ.) - São Paulo: Cortez,2004.

- CARVALHO, Maria do Carmo Brant de.A família Contemporânea em debate.São Paulo: Educ!Cortez, 2002.

- BAPTISTA, Myrian Veras. Planejamento Social: intencionalidade e instrumentação. São Paulo: Veras Editora, 2000.

- COLETÂNEA DE LEIS. Conselho Regional de Serviço Social 12ª. Região Santa Catarina. 1999.

- GHIZZOTI, Antonio. Pesquisa em Ciências Humanas e Sociais. São Paulo: Cortez, 1991.

- IAMAMOTO, Marilda Villela. O Serviço Social na Contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo, Cortez, 1988.

Revistas de Serviço Social e Sociedade.

SISTEMA DESCENTRALIZADO E PARTICIPATIVO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL. Ministério da Previdência e Assistência Social. Secretaria de Estado de Assistência Social. Brasília, 2000.

5.1.3 - Cargo de Enfermeiro

Conteúdo:

Administração de medicamentos. Assepsia. Assistência de Enfermagem em Clínica Médico-Cirúrgica. Assistência de Enfermagem em Ginecologia e Obstetrícia. Assistência de Enfermagem em Pediatria. Assistência Domiciliar. Conceitos Básicos de Epidemiologia. Enfermagem em Psiquiatria. Dimensões de saúde e doença mental; Classificação dos distúrbios mentais, tratamento de doenças mentais e Assistência de Enfermagem. Epidemiologia, Imunização, saúde da mulher, doenças sexualmente transmissíveis, doenças crônico-degenerativas e neoplásicas, visitas domiciliares, consulta de Enfermagem e educação em saúde. Enfermagem Materno-Infantil. Afecções do aparelho cardiovascular. O recém-nascido patológico e!ou prematuro. Afecções do aparelho geniturinário; afecções gastrintestinais; afecções oculares e auditivas. Distúrbios hematológicos; distúrbios metabólicos; Problemas neurológicos e Problemas oncológicos. Metodologia da Assistência de Enfermagem. Métodos de desinfecção, esterilização e limpeza. Nutrição e Hidratação. Modelos de atenção à saúde, em especial o Programa de Saúde da Família. Princípios básicos aplicados à prática da enfermagem. Processo e diagnóstico em Enfermagem (Sistematização da Assistência de Enfermagem). Fundamentos de Enfermagem (Conhecimentos!Princípios que fundamentam as técnicas e os procedimentos de Enfermagem). Ética - Legislação Aplicada à Enfermagem. Lei nº. 8.967, de 28!12!94 e Decreto nº. 94.406, de 08!06!87, que dispõem sobre a Lei do Exercício Profissional. Resolução. COFEN-159. Regulação Térmica. Saúde e Sociedade. Técnicas de curativos. Vigilância Epidemiológica.

Bibliografia:

HARGROVE-HUTTEL RA. Enfermagem Médico-Cirúrgica. 2ª Ed. Guanabara Koogan, 1998.

HARRISON BR; STRIGHT BR. Enfermagem Materna e Neonatal. 2ª Ed. Guanabara Koogan, 1998.

OGUISSO T; ZOBOLI ELCP. Ética e Bioética: Desafios para a Enfermagem e a Saúde. 1ª Ed. Manole, 2006.

CARPENITO LJ. Diagnóstico de Enfermagem. 8ª Ed. Artmed, 2002.

POTTER PA; PERRY AG. Fundamentos de Enfermagem. 6ª Ed. Elsevier, 2006.

5.1.4 - Cargo de Médico Cirurgião

Avaliação e tratamento de politraumatizados Queimaduras

Vias biliares e fígado

Doença do refluxo gastroesofágico e doença péptica

Câncer colorretal e afecções colorretais

Bibliográficas:

Clínica cirúrgica - Fundamentos teóricos e práticos- Orlando Marques Vieira Advanced trauma life support do colégio americano de cirurgiões, 1997.

Fígado e vias biliares - Clínica e cirurgia - Antonio N. Kalil - 2001.

Tratado de cirurgia - David Sabiston 1999.

5.1.5 - Cargo Médico Clínico Geral Conteúdo:

Código de Ética Médica; Preenchimento da Declaração de Óbito; Doenças de Notificação Compulsória; Princípios do Atendimento Clínico - anamenese, no diagnóstico e na orientação; Cuidados gerais com o paciente em medicina interna. Doenças cardiovasculares: hipertensão arterial, cardiopatia isquêmica, insuficiência cardíaca, miocardiopatias e valvulopatias, arritmias cardíacas. Doenças pulmonares: asma brônquica e doença pulmonar obstrutiva crônica; embolia pulmonar; pneumonias e abscessos pulmonares; doença pulmonar intersticial; hipertensão pulmonar. Doenças gastrintestinais e hepáticas: úlcera péptica, doenças intestinais inflamatórias e parasitárias, diarréia, colelitíase e colecistite, pancreatite, hepatites virais e hepatopatias tóxicas, insuficiência hepática crônica. Doenças renais: insuficiência renal aguda e crônica, glomerulonefrites, síndrome nefrótica, litíase renal. Doenças endócrinas: diabetes mellitus, hipotireoidismo e hipertireoidismo, tireoidite e nódulos tireoidianos, distúrbios das glândulas supra-renais, distúrbios das glândulas paratireóides. Doenças reumáticas: artrite reumatóide, espondiloartropatias, colagenoses, gota. Doenças infecciosas e terapia antibiótica. Distúrbios hidroeletrolíticos e acido-básicos. Exames complementares invasivos e não invasivos de uso corriqueiro na prática clínica diária. Emergências clínicas.

Bibliografia:

DUNCAN BB; SCHIMIDT MI; GIUGLIANE ERJ. et al. Medicina Ambulatorial: Condutas de Atenção Primária Baseadas em Evidências. 3ª Ed. Artmed, 2004.

GOLDMAN L; AUSIELLO D; CECIL RL. Cecil Textbook of Medicine, 2V. 22ª Ed. W B Saunders, 2004.

FAUCI AS; BRAUNWALD E; KASPER D. et al. Harrison's Principles of Internal Medicine. 16ª Ed. McGraw-Hill Professional, 2004.

MCPHEE SJ; PAPADAKIS MA; TIERNEY JR LM. Current Medical Diagnosis and Treatment (CMDT) 2007. 46ª Ed. McGraw-Hill, 2007.

5.1.6 - Cargo de Médico Ortopedista

Conteúdo:

Infecções osteoarticulares.

Fraturas em adultos.

Fraturas em crianças.

Síndromes do compartimento.

Coluna Vertebral.

Tumores.

Fraturas

Bibliografia:

Tachdjian, M.O., Ortopedia Pediátrica, segunda edição; Editora Manole.

Rockwood, C.A., Green, D.P., quarta edição, 1996.

Crenshaw, A.H., Cirurgia Ortopédica de Campbell, oitava edição; Editora Manole

Ruedi, T.P., Murphy, W.M., Princípios AO do Tratamento de Fraturas, 2002.

5.1.7 - Cargo de Médico Ginecologista Conteúdo:

Ginecologia: Dor pélvica. Síndrome pré-menstrual. Sangramento uterino anormal. Endometriose. Doença sexualmente transmissível. Doença inflamatória pélvica. Anticoncepção. Urgência em ginecologia e obstetrícia. Violência sexual._Lesões do colo uterino. Carcinoma de colo, útero, vulva e vagina. Patologia benigna e maligna de mama. Ciclo menstrual. Alterações no desenvolvimento sexual. Puberdade precoce. Anovulação crônica. Amenorréias. Infertilidade. Climatério. Hiperandrogenismo. Obstetrícia: Prénatal. Medicina fetal. Morte fetal. Aborto. Nascimento pré-termo. Gestação póstermo. Ruptura prematura das membranas. Doença hemolítica perinatal. Crescimento intra-uterino restrito. Gemelaridade. Avaliação da saúde fetal. Avaliação da maturidade pulmonar fetal. Infecções pré-natais. Assistência ao trabalho de parto. Indução ao parto. Fórcipe. Cesariana. Apresentação pélvica. Parto disfuncional. Puerpério. Amamentação. Doença hipertensiva na gestação. Diabete Mellitus gestacional. Gestação e HIV. Droga e gestação. Hemorragia ante-parto e pós-parto. Gestação ectópica. Doença trofoblástica gestacional.

Bibliografia:

CUNNINGHAM F. et al. Willians Obstetrics. 21ª Ed. McGraw Hill, 2001.

FREITAS F. et al. Rotinas em Ginecologia. 4ª Ed. Artmed, 2001.

FREITAS F. et al. Rotinas Obstetrícia. 4 ª Ed. Artmed, 2001.

PASSOS EP. et al. Rotinas em infertilidade e contracepção. 1 ª Ed. Artmed, 2002.

REZENDE J; MONTENEGRO CAB. Obstetrícia Fundamental. 10ª Ed. Guanabara Koogan, 2006.

DECHERNEY AH; NATHAN L. Current Ginecologia e Obstetrícia: Diagnóstico e Tratamento. 9ª Ed. McGraw-Hill, 2004.

5.1.8 - Cargo de Médico Psiquiatra Conteúdo:

Bases da Psiquiatria: o funcionamento da mente, mecanismos de defesa do ego, bases biológicas dos transtornos psiquiátricos, epidemiologia e psiquiatria e bioética e psiquiatria. Avaliação do Paciente Psiquiátrico: entrevista psiquiátrica, exame do estado mental,sinais e sintomas típicos de doença mental. Transtornos Mentais: Classificação, Delirium, Demência, Conceitos Fundamentais de Dependências de Drogas, Álcool e outras drogas depressoras, Cocaína e outros psicoestimulantes, Cannabis e alucinógenos, Nicotina. Esquizofrenia, Transtornos Delirantes, Transtorno psicótico breve e outros transtornos psicóticos, Transtornos do humor, Transtorno do Pânico e Agorafobia, Transtorno de ansiedade generalizada, Fobias Específicas, Fobia Social, Transtorno Obsessivo Compulsivo, Transtornos Conversivos, Transtornos Dissociativos, Disfunções Sexuais, Bulimia, Anorexia Nervosa, Transtorno do Comer Compulsivo, Transtornos do sono. Transtornos de Personalidade: paranóide, esquizóide, Borderline, Histriônica, Obsessivacompulsiva, Esquiva, e Anti-social. Psicose Puerperal, Abuso sexual e maus tratos na Infância, Transtorno de Déficit de atenção e hiperatividade. Suicídio: avaliação de risco e manejo. O Paciente Violento, O Paciente Intoxicado. Abordagens Psicoterapêuticas: prescrição farmacológica, antipsicóticos, antidepressivos, ansiolíticos, estabilizadores do humor, eletroconvulsoterapia, interações medicamentosas, Prescrição de Psicoterapia, Transferência, Contratransferência, Psicoterapia de Apoio, Psicoterapia de Orientação Analítica, Psicanálise, Psicoterapia Cognitiva, Terapia Comportamental, Terapia Familiar, Psicoterapia de Grupo, Psiquiatria Comunitária e Internação Psiquiátrica. Interconsulta psiquiárica: aspectos gerais.

Bibliografia:

CORDIOLI AV. et al. Psicofármacos. 2ª Ed. Artmed, 2000.

EBERT MH; LOOSEN PT; NURCOMBE B. Psiquiatria - Diagnóstico e Tratamento. 1ª Ed. Artmed, 2001.

NETO AC; GAUER GJC; FURTADO NR. Psiquiatria para estudantes de Medicina. EDIPUCRS, 2003.

KAPLAN HI; SADOCK BJ. Tratado de psiquiatria 3 V. 6ª Ed. Artmed, 1999.

5.1.9 - Cargo de Farmacêutico Conteúdo:

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA E USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS: Conceito. O setor de medicamentos no Brasil. O ciclo da Assistência Farmacêutica. Papel do farmacêutico na Assistência Farmacêutica. SELEÇÃO DE MEDICAMENTOS: Conceito, Metodologia para Seleção de Medicamentos e correlatos, Comissão de Farmácia e Terapêutica, Fatores que influenciam a seleção, Listas de medicamentos essenciais. Formulário Farmacoterapêutico, Protocolos terapêuticos. Medicina Baseada em Evidência (MBE). ARMAZENAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE MEDICAMENTOS E CORRELATOS (PRODUTOS PARA SAÚDE): Conceitos, Objetivos, Estruturação e Dimensionamento de Área Física; Fluxo de Materiais, Técnicas e Condições de Armazenamento, Sistemas de Distribuição, Controles. INFORMAÇÃO SOBRE MEDICAMENTOS: Tipos de informações. Fontes de Informação. Critérios de seleção de fontes. Centro de Informação sobre Medicamentos. Interações medicamentosas. ATENÇÃO FARMACÊUTICA: Dispensação de medicamentos. Orientação Farmacêutica. Atendimento Farmacêutico. Seguimento Farmacoterapêutico de Pacientes. Problemas Relacionados com Medicamentos. Noções de farmacologia básica e clínica. ÉTICA E LEGISLAÇÃO DA PROFISSÃO FARMACÊUTICA: Princípios bioéticos. Aviamento de receituário especial. Deontologia. FARMACOVIGILÂNCIA: Definições, Mecanismos e classificação de reações adversas a medicamentos (RAM), desvios de qualidade e erros de medicação. Métodos de busca, identificação e notificação de RAM, desvios de qualidade e erros de medicação.

Bibliografia:

SCHENKEL, E. P.; MENGUE, S.S., PETROVICK, P.R. Cuidado com os medicamentos. 4.ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2004. 224p.

BARROS, J.A.C. Políticas Farmacêuticas: a serviço dos interesses da saúde? Ed. Unesco/AN VISA. Brasília. 2004.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº. 338. Política Nacional de Assistência Farmacêutica. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Poder Executivo, Brasília, 20 de maio de 2.004.

BRASIL. Ministério da Saúde, Secretaria de Políticas de Saúde, Departamento de Formulação de Políticas de Saúde. Portaria nº. 3.916/MS/GM, de 30 de outubro de 1998. Aprova a

Política Nacional de Medicamentos; determina que os órgãos e entidades do Ministério da Saúde, cujas ações se relacionem com o tema objeto da política agora aprovada, promovam a elaboração ou a readequação de seus planos, programas, projetos e atividades na conformidade das diretrizes, prioridades e responsabilidades nela estabelecidas. Brasília, 1998. BRASIL. Ministério da Saúde. Organização Pan-Americana da Saúde - OPAS/Organização Mundial da Saúde - OMS. Avaliação da Assistência Farmacêutica no Brasil: estrutura, processo e resultados. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2005. BRASIL. Ministério da Saúde. Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2002. BRASIL. Ministério de Previdência e Assistência Social. Almoxarifados Centrais de Medicamentos. Brasília: CEME, 1984.

BRASIL. Sociedade Brasileira de Vigilância de Medicamentos - SOBRAVIME.

O que é Uso Racional de Medicamentos? São Paulo: SOBRAVIME, 2001.

FUCHS, F.D; WANNMACHER, L. FERREIRA, MBC Farmacologia Clinica -

Fundamentos da Terapêutica Racional. 3.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.

MARIN, N. et al. Assistência Farmacêutica para Gerentes Municipais. Rio de Janeiro: Opas/ OMS, 2003.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Departamento de Medicamentos Essenciais e Outros Medicamentos. A importância da Farmacovigilância.

Organização Mundial da Saúde. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2005. 48p.

Título original: The importance of phamacovigilance.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Segurança dos medicamentos: um guia para detectar e notificar reações adversas a medicamentos. Por que os profissionais de saúde precisam entrar em ação / Organização Mundial da Saúde. Brasília: OPAS/OMS, 2004.

WHO Model Formulary 2004. Geneva: World Health Organization, 2004.

Brunton LL, Lazo JS, Parker KL (eds). Goodman & Gilman's the pharmacological basis of therapeutics. 11 ed. New York: McGraw-Hill, 2006.

Sites para consulta:

www.cff.org.br

www.opas.gov.br

5.1.10 - Cargo de Médico Veterinário Conteúdo:

Clínica Médica de animais de produção. Doenças Infecto-contagiosas. Parasitologia e doenças e parasitárias dos animais domésticos. Toxicologia e plantas tóxicas. Saúde pública e controle de zoonoses. Inspeção de produtos de origem animal. Reprodução animal. Doenças das Aves. Sanidade de suínos. Nutrição de ruminantes e de monogástricos. Manejo de bovinos de leite e corte, suínos e aves.

Bibliografia:

Lucci, C. S. Nutrição e Manejo de Bovinos Leiteiros. São Paulo: Editora Manole. 1997. 169 p. Rouquayrol, M. Z.; Almeida Filho, N. de,. Epidemiologia & saúde. 6.ed. Ed. MEDSI. 2003. 708p.

Quin, P.J. Microbiologia veterinária e doenças infecciosas. Ed. Artmed. 2005. 51 2p.

Radostostits, O.M. et al. Clínica veterinária : um tratado de doenças dos bovinos, ovinos, suínos, caprinos e ovinos. Ed. Guanabara Koogan. 2002. 1 737p.

Berchieri Jr.; Macari, M. Doenças das aves. FACTA. 2000. 490p.

Back, A. Manual de doenças das aves. Coluna do Saber. 2006. 21 9p.

Forte, E. Parasitologia Veterinária. 3 ed. Ed. Ícone. 1997. 696p.

Hafez, B.; Hafez, E. S. E.. Reprodução animal. 7. ed. São Paulo: Manole, 2004. 513 p

Sobestiansky, J. et al. Suinocultura intensiva: produção, manejo e sanidade. EMBRAPA/CNPSA. 1998. 388p.

Hafez, B.; Hafez, E. S. E.. Reprodução animal. 7. ed. São Paulo: Manole, 2004. 513 p

BRASIL. Regulamento da inspeção industrial e sanitária de produtos de origem animal: aprovado pelo Decreto n.30.691 de 29 de março de 1952.. Rio de Janeiro: Ministério da Agricultura, Serviço de Informação. 342p

BRASIL. Instrução Normativa n°. 51, de 20 de setembro de 2002. Aprova os regulamentos técnicos de produção, identidade, qualidade, coleta e transporte de leite. Diário Oficial da União, Brasília, Seção I, p.13, 21 set. de 2002.

Santos, I.F. et al. Ciencia, higiene e tecnologia da carne. 2.ed. Goiania: UFG, 2001. 2v

Lana, R.P. Nutrição e alimentação animal (mitos e realidades). Viçosa: UFV, 2005. 344p.

Andriguetto, J.M. et al. Nutrição animal. Ed. Nobel. 1990. 2v.

Cotta, T. Frangos de Corte - Criação, Abate e Comercialização. Aprenda Fácil Editora. 2003. 238 p.

Cotta, T. Galinha: produção de ovos. Aprenda Fácil Editora. 2002. 280p.

Tokarnia, C.,H. et al. Plantas tóxicas no Brasil. Ed. Helianthus. 2000. 310p.

Rezende, C.A.P. Bovinocultura de corte. Ed. UFLA. 2000. 60p.

Rovira M.J. Manejo nutritivo de los rodeos de cría en pastoreo. Montevideo: Hemisferio Sur. 1996.

5.1.11 - Cargo de Professor de Artes

Conteúdo:

Leitura e Representação das Formas e do Espaço: Ponto, linha, cor, luz e volume; Textura; Estudo das formas geométricas e orgânicas; Estilização; Simetria e Assimetria; Equilíbrio e Unidade; Formas bidimensionais e tridimensionais.

Leitura e representação de Imagens: Ilustração; Cartaz; História em quadrinhos.

Contextualização: História da arte; Arte brasileira: indígena, barroca, rococó, neoclássica, moderna; Obras de arte catarinense; Arte Moderna; Arte Contemporânea; Folclore Catarinense; Corrente estilística naturalista: préhistória e impressionismo; Corrente estilística idealista: grega, renascentista e neoclássica; Corrente estilística expressionista: helenismo, barroco, romântico e expressionismo (figurativo e abstrato).

Aspectos artísticos e culturais do litoral catarinense: Willy Zumblick

Produção Artística: Elaboração de técnicas variadas; Desenho; Representação através da expressão plástica.

Teatro: O teatro na escola; O jogo; Produção teatral; Elementos do teatro.

Bibliografia:

BARBOSA, Ana Mae. Arte-educação: conflitos e acertos. São Paulo: Max Limonad, 1988.

BRASIL. Ministério da educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental.

Parâmetros curriculares nacionais. Brasília: MEC/SED, 1998.

______ . Parâmetros curriculares nacionais. 1º e 2º ciclo do ensino fundamental. Brasília: MEC/SED, 1998.

CANTELLE, Bruna Renata; LEONARDI, Angela Cantelle. Arte & habilidade.

IBEP. v. 1, 2, 3 e 4.

CAUDURO, Vera Regina Pilla. Iniciação musical na idade pré-escolar. Porto Alegre: Sagra, 1989.

DUTRA, Dilza Délia. Teatro é educação. Florianópolis: A Nação, 1973.

GOMBRICH, E. H. A história da arte. 1 6ª ed. São Paulo: L. T. C.

HADDAD, Denise Akel; MORBIN, Dulce Gonçalves. A arte de fazer arte. São Paulo: Saraiva, v.5, 6, 7 e 8.

MARCHESI JÚNIOR, Isaias. Atividades de educação artística. São Paulo: Ática, v.1, 2, 3 e 4.

____________ . Desenho geométrico. São Paulo: Ática, v. 1, 2, 3 e 4.

MOURA, Ieda Camargo de et al. Musicalizando crianças. São Paulo: Ática, 1989.

NUNES, Zélia Pereira da Silva; NUNES, Ruth Vieira. Entre penas e pincéis: manuscritos do artista plástico Willy Alfredo Zumblick. Tubarão: Editora da Universidade.

PROENÇA, Graça. História da arte. São Paulo: Ática, 1998.

SANTA CATARINA. Secretaria de Estado da Educação e do Desporto. Proposta curricular de Santa Catarina: temas multidisciplinares. Florianópolis: COGEN, 1998.

5.1.12 - Professor de Português e Espanhol

Conteúdo:

Português: Linguagem Escrita: Vocabulário; Ortografia; Pontuação; Sílabas; Acentuação gráfica; Classes gramaticais; Conjugação de verbos usuais; Regência; Concordância, Fonética, Formação de Palavras, Linguagem Figurada, Discurso Direto e Indireto, Análise Sintática; Emprego de pronomes; Formas de tratamento; Interpretação de textos; Redação, Versificação. Espanhol: Classes gramaticais; Interpretação de Textos; Vocabulário; Gramática.

Bibliografia:

CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

FARACO, Carlos Alberto; TEZZA, Cristovão. Oficina de texto. Curitiba: Livraria do Eleotério, 1999.

LUFT, Celso Pedro. Novo guia ortográfico. São Paulo: Globo, 1991. Diccionario para la enseñanza de la lengua española para brasileños-SEÑAS, 2000, Dicionário de falsos cognatos em Espanhol e Português - Editora Moderna (286p.)

GÓMEZ TORREGO, Leonardo. Gramática didática del español. Madrid: SM, 1998. (543)

MASIP, Vicente. Gramática española para brasileños. Tomo I: Morfosintasis. Barcelona: Difusión, 1999

MILANI, Esther Maria. Gramática de Espanhol para brasileiros. São Paulo: Saraiva, 2000.

RINALDI. S. Vasques M. C " ARRIBA!" Vol 1 ,2,3 e 4, São Paulo: Editora Santillana, 2004.

5.1.13 - Cargo de Professor de Geografia

Conteúdo:

A Geografia e o homem: As mudanças ocorridas na sociedade e sua influência sobre o pensamento e ensino da Geografia: A Revolução Francesa. O desenvolvimento da Geografia Física na Escola alemã. A importância da Geografia na formação dos Estados-Nações. As linhas do pensamento geográfico segundo seus principais pensadores. O pensamento geográfico e a realidade brasileira. Novos desafios da Geografia Contemporânea. As paisagens geográficas. A organização do espaço geográfico. O homem como transformador das paisagens: os impacos ambientais, origens e conseqüências.

A Terra no sistema solar: A teoria do Big-Bang. A Vila Láctea. O sistema solar. Os planetas. Cometas, meteoros e meteoritos. Os movimentos da Terra. A Lua. A importância do Sol para a vida na Terra.

Lugar, representação e localização no espaço geográfico: Orientação no espaço. A representação do espaço geográfico: noções sobre cartografia. Meridianos e paralelos. As coordenadas geográficas. Os fusos horários. O globo terrestre. Mapas, projeções e escalas. O clima: Os elementos do clima - temperatura, precipitação, pressão atmosférica. A atmosfera. Tempo e clima. Tipos de clima. A previsão do tempo. Mudanças climáticas atuais e pretéritas. Chuva ácida. A influência da ação humana sobre o clima. O clima das cidades.

Climas e as formações vegetais: Formações vegetais da Terra. Relações da vegetação com o clima, o relevo e os solos. A degradação das formações vegetais e as suas conseqüências para o homem e para a fauna.

Hidrosfera: Oceanos, mares, ilhas. Os ambientes marinhos. Os movimentos do mar: erosão, maremotos, tsunamis. Recursos naturais dos oceanos. Os oceanos e os climas mundiais. As águas continentais. O trabalho dos rios. O aproveitamento dos rios. A importância dos rios no povoamento dos países.

Litosfera e o relevo terrestre: A estrutura interna da Terra. Rochas, solos, erosão. O relevo da Terra. Vulcanismo. Terremotos. O relevo submarino. Agentes que modificam o relevo. A ação do homem com agente modelador do relevo.

As fontes de energia: Recursos renováveis e não-renováveis. A água e a sua importância para a sociedade e para a natureza.

A utilização das fontes de energias e os impactos provocados. A importância da água para a sociedade: Recursos naturais renováveis e não renováveis: mineração, silvicultura, pesca. As fontes de energia à disposição do homem. A água como recurso natural. A energia nuclear. O Sol: fonte primária de energia. A degradação da natureza: poluição do solo, do ar e da água. Os desmatamentos e as suas conseqüências.

A utilização do espaço: agricultura, pecuária. O agronegócio. Reforma agrária. Indústrias: a indústria moderna, a indústria tradicional. O comércio: a troca de mercadorias. Os meios de transporte e de comunicação. O uso das tecnologias modernas.

O espaço urbano e a relação campo-cidade: A urbanização. Problemas sociais urbanos: pobreza, riqueza. Mudanças nas relações campo-cidade. A nova hierarquia urbana.

Paisagens e diversidade territorial brasileira: Formação política e territorial. Paisagens naturais e sua transformação. A população brasileira: a ocupação do território. Brasil: de país agrário a urbano: a industrialização e a modernização da agricultura. As regiões brasileiras, segundo o IBGE. Os desequilíbrios sociais: o êxodo rural. O problema social nas cidades: as favelas, a violência, as drogas. A imigração estrangeira.

O capitalismo e a formação do espaço mundial: As conseqüências da expansão do capitalismo para o mundo. Capitalismo e socialismo. A guerra fria. A globalização.

Continente Americano: As paisagens americanas: relevo, clima, vegetação, hidrografia. A construção do território americano: os primeiros habitantes americanos. A chegada dos europeus. Diversidade natural, social, econômica e cultural. Problemas sócio-econômicos e políticos contemporâneos e a sua origens históricas.

O mundo e muitos cenários geográficos: Geopolítica e economia mundial do século XX ao atual. A interligação econômica e financeira num mundo desigual. Os principais fluxos da globalização.

Sociedade e trabalho: O trabalho como agente modificador do espaço. Relações de trabalho. As mudanças no mercado de trabalho atual. Divisão do trabalho.

Santa Catarina: Aspectos do clima, geologia, relevo, solos. Vegetação. Formação do território e colonização. Os recursos naturais do Estado. Imigração estrangeira. O espaço rural e o espaço urbano de Santa Catarina. A indústria em Santa Catarina. As paisagens catarinenses e as modificações introduzidas pela população.

Bibliografia:

AB'SÁBER, Aziz. Os domínios de Natureza no Brasil. Potencialidades paisagísticas. 3ª ed. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

ANDRADE, Manuel C. de - Geografia. Ciência da socieade. São Paulo, Atlas, 1987.

CARVALHO, Marcos Bernardinho, PEREIRA, Diamantino Alves Correia. Geografia do mundo. 1ª ed. São Paulo: FTD, 2005.

COIMBRA, Pedro, Tibúrcio, José Arnaldo M. O espaço geográfico no limiar do ano 2000. Ed. Harbra: São Paulo, 2000.

IGOR, Moreira. O espaço geográfico. Geografia geral e do Brasil. 47ª ed. São Paulo: Ática, 2002.

LAGO, Paulo F. - Santa Catarina. A transformação dos espaços geográficos. Florianópolis, Verde Água Prod. Culturais, 2000, 592 p.

LUCCI, Elian Alabi, BRANCO, Anselmo Lázaro. Geografia. Homem & Espaço. 19ª ed. São Paulo, 2002

MORAES, Antonio Carlos Robert. A gênese da Geografia moderna. 2ª ed. São Paulo: Hucitec, 2002.

MOREIRA, Igor, AURICCHIO, Elizabeth. Construindo o espaço. 4ª ed. São Paulo: Ática, 2006.

Parâmetros Curriculares Nacionais - PCN de Geografia.

PEREIRA, Raquel Maria Fontes do Amaral. Da Geografia que se ensina à gênese da Geografia Moderna. Florianópolis: Editora da UFSC, 1989.

SANTA Catarina - Atlas de Santa Catarina. Florianópolis, Gabinete de Planejamento e Coordenação Geral (GAPLAN), 1986.

SANTA Catarina - Atlas Escolar de Santa Catarina. Florianópolis, Secretaria de Estado de Coordenação Geral e Planejamento, 1991.

SANTOS, Milton. Novos rumos da geografia brasileira. São Paulo: HUCITEC, 1982.

SANTOS, Milton. Por uma Geografia Nova. São Paulo: Hucitec, 1978.

SENE, Eustáquio, MOREIRA, João Carlos. Geografia geral e do Brasil. Série parâmetros. 1 Lled. Ed. Scipione, 2000.

SENE, Eustáquio, MOREIRA, João Carlos. Trilhas da Geografia. 1ª ed. São Paulo:Sciopione, 2000.

SODRÉ, Nelson Werneck. Introdução à Geografia: Geografia e Ideologia. Petrópolis: Vozes, 1974.

VESENTINI, J. William. Sociedade & espaço. Geografia geral e do Brasil. 43ª ed. São Paulo: Ática, 2003.

VESENTINI, J. William. Geografia. Série Brasil. 1ª ed. São Paulo: Ática, 2003.

5.1.14 - Cargo de Professor de História

Conteúdo:

História Geral (moderna e contemporânea). História do Brasil. Ensino de História.

Bibliografia:

BITTENCOURT, Circe. Ensino de História: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2004.

CARVALHO, José Murillo de. A formação das almas: o imaginário da república no Brasil. SP: Cia das Letras, 2000.

CHALHOUB, Sidney. Visões da liberdade: uma história das últimas décadas da escravidão na corte. São Paulo: Cia das Letras, 1990.

HOBSBAWM, Eric J. Era dos Extremos: o breve século XX, 1914-1991. S.Paulo: Companhia das Letras, 1996.

HOBSBAWM, Eric. A era do Capital. Rio de janeiro: Paz e Terra, 1979.

ALENCASTRO, Luiz Felipe de. História da vida privada no Brasil, 2. Império: a corte e a modernidade nacional. São Paulo: Cia. das Letras, 1997.

MEC/SEF. Parâmetros Curriculares Nacionais - História e Geografia. Secretaria do Ensino Fundamental - Brasília: MEC/SEF, 1997.

ORTIZ, Renato. A moderna tradição brasileira. SP: Brasiliense, 1994.

REIS Filho, Daniel Aarão. O século XX - v. III: O tempo das dúvidas - do declínio das utopias às globalizações. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

5.1.15 - Professor de Matemática

Conteúdo: Matemática:

Números Naturais e Sistema de Numeração Decimal:

- Operações com números naturais (adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e radiciação) e suas propriedades, expressões numéricas e resolução de problemas;

- Múltiplos e divisores, divisibilidade, números primos e compostos, decomposição de um número em fatores primos, mínimo múltiplo comum, máximo divisor comum.

Frações e números decimais:

- Leitura, identificação, representação, comparação, equivalência, simplificação, forma mista, transformações de frações em números decimais e vice-versa, operações, expressões e resolução de problemas.

Probabilidade ou medida da chance.

Números inteiros e números racionais:

- Identificação, representação, comparação, operações (adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e radiciação), propriedades, expressões e resolução de problemas.

- Equações de 1 ° e 2° graus, sistemas de equações, gráficos, resolução e problemas.

Razões, proporções e porcentagem:

- Razão, escalas, proporções, grandezas direta e inversamente proporcionais, regra de três simples, regra de três composta, cálculos envolvendo porcentagens e resolução de problemas.

Medidas:

- De tempo, comprimento, capacidade, massa, perímetro, área de figuras planas, volume de sólidos geométricos;

- Unidade padrão, transformações e resolução de problemas.

Ângulos:

- Medida, classificação, operações com medidas de ângulos.

- Expressões algébricas, operações, produtos notáveis, fatoração de produtos notáveis, equações fracionárias;

- Semelhanças de triângulos;

- Teorema de Tales;

- Relações métricas no triângulo retângulo;

- Teorema de Pitágoras e suas aplicações.

Polígonos regulares inscritos na circunferência, Trigonometria:

- Seno, co-seno e tangente;

- Medição indireta de alturas.

Idéia de função:

- Função constante, funções de 1 ° e 2° graus, exploração de gráficos, máximos e mínimos.

Bibliografia:

CENTURIÓN, M; JAKUBOVIC, J; LELLIS, M. Nova Matemática na medida certa. Coleção de 5ª a 8ª série/Ensino Fundamental. São Paulo: Scipione, 2003.

DANTE, Luiz Roberto. Tudo é Matemática. Coleção de 5ª a 8ª série/Ensino Fundamental. São Paulo: Ática, 2002.

GIOVANNI, J; CASTRUCCI, B; GIOVANNI, Jr. A conquista da Matemática: a mais nova. Coleção de 5ª a 8ª série/Ensino Fundamental. São Paulo: FTD, 2002.

IEZZI, G; DOLCE, O; MACHADO, A. Matemática e Realidade. Coleção de 5ª a 8ª série/Ensino Fundamental. São Paulo: Atual, 2000.

5.1.16 - Cargo de Professor de Português e Inglês

Conteúdo:

Português: Linguagem Escrita: Vocabulário; Ortografia; Pontuação; Sílabas; Acentuação gráfica; Classes gramaticais; Conjugação de verbos usuais; Regência; Concordância, Fonética, Formação de Palavras, Linguagem Figurada, Discurso Direto e Indireto, Análise Sintática; Emprego de pronomes; Formas de tratamento; Interpretação de textos; Redação, Versificação. Inglês: Classes gramaticais; Interpretação de Textos; Vocabulário; Gramática.

Bibliografia:

CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

FARACO, Carlos Alberto; TEZZA, Cristovão. Oficina de texto. Curitiba: Livraria do Eleotério, 1999.

LUFT, Celso Pedro. Novo guia ortográfico. São Paulo: Globo, 1991. Brennan, Dave K. English at Hand. São Paulo: Editora FTD, 2002.

Dixon, Robert J. Graded Exercises in English. Rio de Janeiro : Ao Livro Técnico, 2002.

Martins, Elisabeth Prescher. Coleção Base Inglês - Graded English - Volume Único. São Paulo : Editora Moderna,2003.

Rocha, Analuiza Machado. Take Your Time - Volumes 1, 2, 3 e 4 - 5ª à 8ª série. 3 ed. São Paulo: Editora Moderna, 2004.

5.1.17 - Cargo de Professor de Educação Física

Conteúdo:

Aspectos Históricos da Educação Física e dos Esportes. Formação Profissional e Prática Pedagógica em Educação Física. Fundamentos didático-pedagógicos em Educação Física para o Ensino Fundamental: Currículo, Abordagens de Ensino, Planejamento, Objetivos, Clientela, Conteúdos e Avaliação. Fundamentos Fisiológicos da Educação Física e dos Esportes para Crianças e Adolescentes: Aptidão Física, Composição Corporal, Estilo de Vida, Lesões e Alterações Osteomioarticulares. Crescimento, Desenvolvimento e Aprendizagem Motora em Educação Física do Ensino Fundamental. Higiene e Saúde Escolar em Educação Física. Legislação Básica em Educação Física, Esportes e Lazer. O Jogo, a Recreação e o Lazer na Educação Física para o Ensino Fundamental. Inclusão de Alunos com Necessidades Educacionais Especiais na Educação Física do Ensino Fundamental.

Bibliografia:

CASTELLANI FILHO, L. Educação física no Brasil: A história que não se conta. Campinas: Papirus, 1991.

FOX, E. L.; BOWERS, R. W. e FOSS, M. L. (et al.) Bases fisiológicas da Educação Física e dos desportos. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1991.

FREIRE, J. B. S. Educação Física de Corpo Inteiro: Teoria e prática da Educação Física. Campinas: Scipione, 1992.

HURTADO, J. G. G. M. O Ensino da Educação Física: Uma abordagem didático-metodológica. Porto alegre: Prodil, 1998.

NAHAS, M. V. Atividade física, saúde e qualidade de vida: Conceitos e sugestões para um estilo de vida ativo. 2 ed. Londrina: Midiograf, 2001.

ROSA NETO, F. Manual de avaliação psicomotora. Porto Alegre: Artmed, 2002.

ROSADAS, S. de C. Atividade física adaptada e jogos esportivos para o deficiente: Eu posso, vocês duvidam? São Paulo: Atheneu, 1989.

5.1.18 - Cargo de Professor de Educação Religiosa

Conteúdo:

A origem do mundo e do homem, dentro de uma perspectiva ecumênica; Presença de Deus em nossa Vida; Minha relação com Deus e sua manifestação concreta na relação com outro; Definindo Igreja e religião dentro de uma perspectiva ecumênica; Deus criador - homem criatura com potencial criador; Questionamentos existenciais; Significados dos rituais, símbolos e verdades de fé nas tradições religiosas; Família e Igreja; homem e sua significação na história: Quem sou? De onde vim? Pra onde vou? Para que vivo? A questão da transcedentalidade humana como essência do fenômeno religioso; Homem - um ser racional; Relação consigo mesmo, como outro, com a natureza e com Deus; Qualidade nas relações a partir da consciência espiritual Culturas e Tradições Religiosas: Uma discussão sobre o contexto local; Dogmas, rituais, símbolos, crença; História das religiões situada nas mais variadas culturas fenômeno religioso e a opção por uma religião; Superando os mitos e buscando a prática da Ética no exercício da Cidadania plena; Sociedade; família; Instituições.

Bibliografia:

ARANHA,M.L.A. Filosofando: Introdução à Filosofia.São Paulo,Moderna,1994.

SANTA CATARINA, Secretaria de Estado da Educação e do Desporto .

Proposta Curricular de Santa Catarina: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio: Disciplinas Curriculares. Florianópolis: COGEM, 1998, p.232-243

CONER/SC, Boletim Informativo/nº 1

____________ ,Boletim Informativo/ nº 2

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL - 1988

LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO NACIONAL 9394/96

DECRETO ESTADUAL Nº 13692 DE 14 DE ABRIL DE 1981

PUCRS - Religião e Cristianismo - manual de Cultura Religiosa - Instituto de

Teologia e Ciências Religiosas, Porto Alegre: 1999

SANTA CATARINA. Secretaria de estado da Educação e do Desporto.

Currículo: Ensino Religioso. Florianópolis, SED,2001 .60p.

5.1.19 - Cargo de Professor I (Ensino Fundamental e Infantil)

Conteúdo:

Educação e didática. Didática e processo educacional. Sistematização da prática educativa. Planejamento e Projeto Pedagógico. Metodologia de ensino. O Professor e a prática pedagógica. PCN (Temas Transversais). Lei Federal 9.394/1996. Lei Federal 11.274/2006.

Bibliografia:

BRASIL, Ministério da Educação. LDB nº 9394/96. BRASIL, Ministério da Educação. Lei nº 11.274/06.

BRASIL, Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

DEMO, Pedro. Desafios Modernos da Educação. 10ª ed. Petrópolis. R.J: Vozes, 2000.

HOFMAN, Jussara. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré-escola à universidade. Porto Alegre; Educação e Realidade, 1993.

HERNANDEZ, Fernando. A organização do currículo por projetos de trabalho: Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

KRUPPA, Sonia M. Portella. Sociologia da Educação. São Paulo; Cortez, 1993.

LIBÂNEO, José Carlos et al. (Org.). Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia; Alternativa, 2004.

LUCK, Heloísa. Pedagogia Interdisciplinar: fundamentos teóricometodológicos. Petrópol is, J: Vozes, 1994.

PIMENTA, Sema G. (org). Didática e formação de professores: percurso e perspectivas no Brasil e em Portugal. São Paulo: Cortez, 1996.

TOSI, Maria R. Didática Geral: um olhar para o futuro. Campinas, SP: Alínea, 2001.

VASCONCELLOS. Celso dos S. Planejamento: projeto de ensinoaprendizagem e projeto político pedagógico - elementos metodológicos para elaboração e realização. São Paulo: Libertad, 1999.

ZABALA, Antonio. A prática educativa: como ensinar. Trad. Ernani F. da F. Rosa. Porto alegre: Artes Médicas, 1998.

5.1.20 - Cargo de Psicólogo

Conteúdos:

Processos psicológicos básicos: sensação, percepção, atenção, memória, consciência, inteligência, pensamento, emoção e sentimento. Psicologia do desenvolvimento: o infante, o adolescente, o adulto e o idoso. O comportamento desajustado e as suas várias abordagens de tratamento. Psicoterapia Breve. Os procedimentos de diagnóstico e intervenções psicológicas. Práticas grupais com procedimentos terapêuticos. O diagnóstico em equipes m u ltid iscipl i nares.

Bibliografia:

ANCONA-LOPEZ, Marília (Org.). Psicodiagnóstico: Processo de intervenção. 2 ed. São Paulo : Cortez, 1998.

BRAIER, Alberto E. Psicoterapia Breve de Orientação Psicanalítica. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

BRAGHIROLLI, Elaine; RIZZON, Luiz A.; Nicoletto, Ugo. Psicologia Geral. 25ª ed. Petrópolis: Vozes, 2003.

CUNHA, Jurema A. Psicodiagnóstico 5.5 ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.

DAVIDOFF, Linda L. Introdução à Psicologia. Trad. Lenke Perez. 3 ed. São Paulo : Makron Books, 2001.

JUNG, C. G. Tipos psicológicos. Petrópolis: Vozes, 1991.

KAPLAN, Sadock. Tratado de Psiquiatria. Porto Alegre: Artes Médicas, 1999.

LEMBRUGER, Vera B. Psicoterapia Breve: a técnica focal. Porto Alegre: Artes Médicas, 1984.

OSORIO, Luiz Carlos. Grupos: teorias e práticas - acessando a era da globalidade. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

SIQUEIRA, Ana M.; KAPEZINSKI, Flávio; EIZIRIK, Cláudio. O Ciclo da Vida Humana. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001.

5.2 CARGOS DE ENSINO MÉDIO

Conteúdos:

Informática nas Organizações, Administração e Organização, Atos Administrativos. Atos do Poder Executivo, Redação Técnica: aspectos gerais (conceitos e elementos estruturais). Serviços Públicos: conceitos, elementos de definição, princípios, classificação. Relações Humanas no trabalho.

Bibliografia:

Administração de Recursos Humanos - Antonio Vieira de Carvalho, Luiz Paulo do Nascimento. Relações Humanas - Agostinho Minicucci

Redação Empresarial - SENAC

Organização e Técnica Comercial - Sinclayr Luiz

5.2.2 - Cargo de Auxiliar de Ensino

Conteúdo:

Educação e didática. Didática e processo educacional. Sistematização da prática educativa. Planejamento e Projeto Pedagógico. Metodologia de ensino. O Professor e a prática pedagógica. PCN (Temas Transversais). Lei Federal 9.394/1996. Lei Federal 11.274/2006.

Bibliografia:

BRASIL, Ministério da Educação. LDB nº 9394/96.

BRASIL, Ministério da Educação. Lei nº 11.274/06.

BRASIL, Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

DEMO, Pedro. Desafios Modernos da Educação. 10ª ed. Petrópolis. R.J: Vozes, 2000.

HOFMAN, Jussara. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré-escola à universidade. Porto Alegre; Educação e Realidade, 1993.

HERNANDEZ, Fernando. A organização do currículo por projetos de trabalho: Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

KRUPPA, Sonia M. Portella. Sociologia da Educação. São Paulo; Cortez, 1993.

LIBÂNEO, José Carlos et al. (Org.). Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia; Alternativa, 2004.

LUCK, Heloísa. Pedagogia Interdisciplinar: fundamentos teóricometodológicos. Petrópolis, J: Vozes, 1994.

PIMENTA, Sema G. (org). Didática e formação de professores: percurso e perspectivas no Brasil e em Portugal. São Paulo: Cortez, 1996.

TOSI, Maria R. Didática Geral: um olhar para o futuro. Campinas, SP: Alínea, 2001.

VASCONCELLOS. Celso dos S. Planejamento: projeto de ensinoaprendizagem e projeto político pedagógico - elementos metodológicos para elaboração e realização. São Paulo: Libertad, 1999.

ZABALA, Antonio. A prática educativa: como ensinar. Trad. Ernani F. da F. Rosa. Porto alegre: Artes Médicas, 1998.

5.2.3 - Cargo de Auxiliar de Laboratório

Conteúdo:

Noções gerais de coleta de amostras biológicas (sangue, fezes, urina e secreções em geral). Anticoagulantes e tubos utilizados nas coletas de sangue. Noções básicas de biossegurança. Noções básicas para fracionamento e obtenções de amostras para exames. Preparo de amostras biológicas para exames. Limpeza e Esterilização de materiais diversos. Noções básicas de microscopia (partes componentes de um microscópio; focalização) Identificação das principais vidrarias de laboratório Identificação dos diversos equipamentos de Laboratório Finalidades e utilização das vidrarias e equipamentos do Laboratório.

Bibliografia:

CARVALHO, William de Freitas. Técnicas médicas de hematologia e imunohematologia. 7. ed. Belo Horizonte: Coopmed , 2002.

STRASINGER, Susan King. Uroanálise e fluidos biológicos. 3. ed. São Paulo: Premier, 2000.

NEVES, David Pereira. Parasitologia humana. 11. ed. São Paulo: Atheneu, 2005.

5.2.4 - Cargo de Fiscal Procon

Conteúdos:

Direito do Consumidor; Ética e Postura.

Bibliografia:

Legislação do Código de Defesa do Consumidor (lei 8.078, de 11 de setembro de 1990 e decreto 2.181, de 20 de março de 1997 e alterações) e ainda a Lei Complementar Municipal n. 65, de 25 de abril de 2006.

5.2.5 - Cargo de Recepcionista e Telefonista

Conteúdos:

Comunicação escrita: recados, anotações e bilhetes. Percepção interpessoal. Capacidade de empatia. compreensão mútua. Relacionamento interpessoal: colegas e superiores. Imagem da recepcionista: linguagem, apresentação pessoal e comportamento profissional. Recepção e encaminhamento de pessoas. Formas de atendimento: atendimento diferenciado, atendimento em lugares específicos. Procedimentos profissionais e padrões de atendimento. A telefonista e o controle de qualidade: dicção, calma, cortesia, interesse, agilidade, assiduidade e pontualidade, raciocínio lógico, iniciativa, decisão, atenção concentrada e o sigilo das comunicações. Fraseologia usual para a telefonista. A voz e as suas funções. O telefone: sistemas telefônicos, canal, circuitos, troncos e tráfego. Listas telefônicas: tipos, áreas de abrangência, vigência e periodicidade. Como consultar a lista telefônica ; telefones úteis. Ligações e operações telefônicas. A telefonista, a informática e a automação de escritórios.

Bibliografia:

NEIS, Ignácio Valentim. Telefonista & recepcionista - manual teórico e prático. Porto Alegre: I. V. Neis, 1999.

PILARES, Nanci. Atendimento ao cliente, o recurso esquecido. São Paulo: Nobel, 1989.

SENAC, DN. Maura Cristina Barata; Márcia Borges. Técnicas de recepção. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 1998.

. Lenira Alcure; Maria Ferraz; Rosane Carneiro. Comunicação verbal e não-verbal. Rio de Janeiro: Senac, 1996.

LISTEL Lista Telefônica. Orientação ao Cliente - páginas introdutórias. Edição 2001/2002, Porto Alegre - RS.

5.2.6 - Cargo de Técnico de Enfermagem

Conteúdo:

Fundamentos históricos, éticos e o papel do auxiliar e técnico de enfermagem nas equipes de trabalho; Procedimentos de enfermagem: sinais vitais, curativo, internação, alta, transferência, medicação oral e parenteral, tricotomia, alimentação, entre outros procedimentos; Procedimentos de enfermagem na assepsia médica e cirúrgica e no controle das infecções; Suporte Básico da Vida; O papel do auxiliar técnico na assistência à criança, ao adolescente, à mulher, ao adulto, ao idoso e ao trabalhador; Transmissão e controle de doenças; Doenças transmissíveis: aspectos epidemiológicos, prevenção e controle; Medidas de saneamento básico e suas repercussões sobre a saúde; O papel do auxiliar técnico de enfermagem no atendimento ambulatorial: visita e internação domiciliar; participação na comunidade.

Bibliografia:

27.REIBNIZ, K. S.; SOUZA, M. L.; HORR, L. (org.). Fundamentando o exercício profissional do técnico em Enfermagem. Florianópolis: Editora Insular, 2001. (Auxiliar de Enfermagem)

7.ZANON.Uriel. Qualidade da Assistência Médico - Hospitalar. Conceito, Avaliação e Discussão dos Indicadores de Qualidade.Médica e Científica Ltda.Rio de Janeiro: 2001.

13_______. _________. Saúde da Família: uma estratégia para a reorganização do modelo assistencial. Brasília, 1997.

17.BURROUGHS, Arlene. Uma introdução à enfermagem materna. 6. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

19.GEORGE, Julia B. et al. Teorias de enfermagem: os fundamentos à prática profissional. 4. ed. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

Lei do Exercício Profissional e o Código de Ética da Categoria: Direitos Humanos, Primeiros Socorros, Princípios da dietética.

5.2.7 - Cargo de Técnico de Informática

Conteúdo:

Conceitos de Hardware e Software. Características e Componentes físicos/lógicos dos Computadores. Manutenção de Microcomputadores. Dispositivos de Entrada e Saída. Periféricos. Tipos de Sistemas Operacionais. Estrutura do Sistema Operacional. Processos. Gerência do Processador. Gerência de Memória. Organização de Arquivos. Instalação, atualização e configuração dos sistemas operacionais: Windows XP, Windows 2003, Windows Vista e Linux. Tipos de Software. Instalação, configuração e utilização de softwares de edição de texto, planilha eletrônica e apresentação. Antivírus. Instalação, atualização e verificação de vírus e semelhantes. Instalação e desinstalação de Programas e Drivers. Gravação de CD e DVD. Tecnologia da Web. Ferramentas e Recursos da Internet. Classificação das redes de computadores. Estrutura e Topologia de Redes. Cabos. Conectores. Placa de rede. Protocolos. Roteadores. Modens. Redes Ethernet. Cabeamento Estruturado. Redes sem fio. Monitoramento. Segurança de redes. Montagem e manutenção de redes. Conceitos e Arquitetura do Sistema de Banco de Dados. Modelagem de Dados. Índices em Chaves com mais de um atributo. Modelo de Dados Relacional. Linguagem SQL. Ferramentas de Análise Estruturada. Ciclo de vida do Projeto de Sistemas. Dicionário de Dados. Ferramentas de Modelagem. Educação e didática. Didática e o processo educacional. Sistematização da prática educativa. Planejamento e Projeto Político-Pedagógico. Metodologia de ensino. Teorias educacionais. O professor, o currículo e a prática pedagógica.

Bibliografia:

- LAUDON, Keneth e LAUDON, Jane Price. Sistemas de Informação. Ed. LTC, 4ª Ed., 1999.

- STAIR, Ralph M. e REYNOLDS George W. Princípios de Sistemas de Informação. Ed. Thomson, 6ª Ed., 2006.

- WEBER, Raul Fernando. Fundamentos de Arquitetura de Computadores. Ed. Sagra Luzzatto: Porto Alegre, 2000.

- MONTEIRO, Mário A.. Introdução à Organização de Computadores. Ed. LTC: Rio de Janeiro, 4ª ed., 2001.

- TANENBAUM, Andrew. Organização Estruturada de Computadores. Ed. Prentice Hall do Brasil, 1990.

- TANENBAUM, Andrew. Sistemas Operacionais Modernos. Ed. Prentice Hall do Brasil, 1995.

- PRESSMAN, R. Engenharia de Software. Ed. Makron Books, 1996.

- REZENDE, Denis Alcides. Engenharia de Software e Sistemas de Informação. Ed. Brasport, 1999.

- COMER, Douglas E. e STEVENS, David L. Interligação em Rede com TCP/IP - Volume II. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 1999.

- TANENBAUM, Andrew. Redes de Computadores. Ed. Campus, 4ª Ed., 2003.

- COUGO, Paulo. Modelagem Conceitual - Projeto de Bancos de Dados. Ed. Campus: Rio de Janeiro, 1997.

DEMO, Pedro. Desafios Modernos da Educação. 10ª ed. Petrópolis. R.J: Vozes, 2000.

HERNANDEZ, Fernando. A organização do currículo por projetos de trabalho: Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

LIBÂNEO, José Carlos et all (Org.). Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia; Alternativa, 2004.

LUCK, Heloísa. Pedagogia Interdisciplinar: fundamentos teóricometodológico. Petrópolis, J: Vozes, 1994.

PERRENOUD, Philippe. A prática reflexiva no ofício do professor: profissionalização e razão pedagógica. Porto Alegre: Artmed, 2002.

PIMENTA, Sema G. (org). Didática e formação de professores: percurso e perspectivas no Brasil e em Portugal. São Paulo: Cortez, 1996.

5.1.8 - Cargo de Técnico Gessista

Conteúdo:

Citologia: características gerais e componentes químicos da célula; membrana plasmática; citoplasma; respiração celular; núcleo e ácidos nucléicos; divisão celular. Histologia animal: tecidos epitelial, conjuntivo, adiposo, cartilaginoso, ósseo, muscular, sanguíneo, nervoso. Os vírus. Os protozoários. Anatomia e Fisiologia Humana: nutrição, respiração, circulação, excreção, sistema endócrino, sistemas nervoso e sensorial, revestimento, sustentação e movimentos. Genética: As Leis de Mendel, polialelia, grupos sanguíneos. Evolução: as teorias evolutivas. Ecologia: conceitos básicos, cadeias e teias alimentares, ciclos biogeoquímicos. Primeiros Socorros.

Bibliográfica:

CRUZ, Daniel.Ciências e Educação Ambiental - O Corpo Humano. 33 ed. São Paulo. Editora Ática. 2003.

GEWANDSNAJDER, Fernando; LINHARES, Sergio. Biologia - Programa Completo. 18 ed. São Paulo. Editora Ática. 2004.

5.1.9 - Cargo de Técnico de Raios-X

Anatomia: Estudo anatômico, função fisiológica de orgãos e aparelhos do corpo humano. Esqueleto humano, ossos e articulações, crânio, coluna vertebral e membros superiores e inferiores, aparelhos digestivo e urinário, aparelhos circulatório e respiratório e sistema glandular. fígado, pâncreas, baço e tecido mielóide. - Técnica Radiológica: Equipamentos de Raios-X. Fatores radiográficos, acessórios e complementos. Tomógrafos: tomógrafo linear e computadorizado. Princípios da tomografia. Angiógrafos e seriógrafos. Incidências específicas e técnicas rotineiras para exames gerais e específicos. Física atômica elementar, Física das radiações. Eletricidade e eletrônica. Física e eletrônica aplicada à produção de Raio-X, ampola de Raio-X, transformadores e retificadores. Aparelhos de Raio-X, equipamentos e acessórios. Estudo das propriedades físicas dos Raio-X e suas aplicações práticas no campo de radiologia. - Higiene das Radiações secundárias, meios de proteção das radiações ionizantes, efeitos biológicos das radiações.

Bibliografia:

CORNE, Jonathan. BROWN, Ivan. Descomplicando os raios X. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

KENNETH L BONTRAGER. Tratado de técnica radiológica e base anatômica. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1999.

NASCIMENTO, Jorge. Temas de técnica radiológica com tópicos sobre tomografia computadorizada e ressonância magnética. 3. ed. Rio de Janeiro: Revinter, 1996.

SCAFF, Luís A. M. Bases físicas da radiologia, diagnóstico e terapia. São Paulo: Sarvier. 1970.

SQUIRE, Lucy Frank e outros. Fundamento de radiologia. 4. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1992.

ANEXO IV

COMPOSIÇÃO DA PROVA OBJETIVA POR CARGO

CARGOS:

Analista de Sistemas.

Composição da Prova

Parte I

Língua Portuguesa (10 questões)

Parte II

Conhecimentos Gerais (10 questões)

Parte III

Matemática (10 questões)

Parte IV

Conhecimentos Específicos da Atividade Profissional (20 questões)

CARGOS:

Assistente Social, Enfermeiro, Farmacêutico, Médicos (todos, com exceção do Médico Veterinário), Psicólogo.

Composição da Prova

Parte I

Língua Portuguesa (10 questões)

Parte II

Conhecimentos Gerais (10 questões)

Parte III

Conhecimentos Específicos (30 questões)

· Atividade Profissional

· Legislação do SUS

CARGOS:

Médico Veterinário

Composição da Prova

Parte I

Língua Portuguesa (10 questões)

Parte II

Conhecimentos Gerais (10 questões)

Parte III

Conhecimentos Específicos (30 questões)

CARGOS:

Professor de Artes, Professor de Português e Espanhol, Professor de Geografia, Professor de História, Professor de Educação Física, Educação Religiosa, Professor de Português e Inglês.

Composição da Prova

Parte I

Língua Portuguesa (10 questões)

Parte II

Conhecimentos Gerais (10 questões)

Parte III

Conhecimentos Específicos (30 questões)

· Atividade Profissional

· Legislação Específica - Lei do Sistema Municipal de Ensino (Lei Complementar Municipal n° 61, de 27 de novembro de 2005) e Resoluções do

· Conselho Municipal de Educação (Resoluções n. 01 e 02/2006).

CARGOS:

Professor de Matemática, Professor I (ensino fundamental e infantil). Composição da Prova

Parte I

Língua Portuguesa (10 questões)

Parte II

Conhecimentos Gerais (10 questões)

Parte III

Matemática (10 questões)

Parte IV

Conhecimentos Específicos (20 questões)

· Atividade Profissional

· Legislação Específica - Lei do Sistema Municipal de Ensino e Resoluções doConselho Municipal de Educação (Lei Complementar Municipal n° 61, de 27 de novembro de 2005) e Resoluções do Conselho Municipal de Educação (Resoluções n. 01 e 02/2006).

CARGOS:

Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Ensino, Auxiliar de Laboratório, Fiscal Procon, Recepcionista, Técnico de Enfermagem, Técnico de Informática, Técnico de Raio X, Técnico Gessista, Telefonista.

Composição da Prova

Parte I

Língua Portuguesa (10 questões)

Parte II

Conhecimentos Gerais (10 questões)

Parte III

Matemática (10 questões)

Parte IV

Conhecimentos Específicos da Atividade Profissional (20 questões)

CARGOS:

Auxiliar de Serviços Gerais, Calceteiro, Carpinteiro, Gari, Lavador e Lubrificador, Lixeiro, Motoristas (todos), Operador de Máquina, Operário, Operário de Tubulação, Pedreiro.

Composição da Prova

Parte I

Língua Portuguesa (15 questões)

Parte II

Conhecimentos Gerais (15 questões)

Parte III

Matemática (20 questões)

ANEXO V

ORIENTAÇÕES PARA AS PROVAS DE AVALIAÇÃO FÍSICA E PROVA PRÁTICA

O candidato a ser submetido à Prova de Avaliação Física ou Prova Prática deverá apresentar-se para realização dos testes nos dias e horários a serem indicados, conforme relação de convocação a ser divulgada no dia 19 de novembro de 2007 no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma e no Mural da Prefeitura Municipal de Araranguá.

1. Os candidatos aprovados na etapa de Prova Objetiva nos cargos abaixo relacionados, serão submetidos a Prova de Avaliação Física que terá caráter classificatório:

1.1 Cargos: Calceteiro, Gari, Lixeiro e Auxiliar de Serviços Gerais.

1.2 Para realização da Prova Física os candidatos deverão comparecer no dia, horário e local indicados com roupas leves e calçados adequados a exercícios físicos.

1.3 A Prova Física se constituirá de exercícios físicos específicos para cada cargo, destinados a avaliação do desempenho e a suficiência para exercer as atividades da função.

1.4 O candidato deverá apresentar atestado médico, exatamente nos moldes apresentados na figura 1 (abaixo), no qual deverá estar consignada a sua Aptidão para realização dos testes físicos. O atestado médico citado deverá constar o nome do cargo o qual o candidato está inscrito, o nome do Médico (por extenso), a sua assinatura e o número do seu registro no Conselho Regional de Medicina e deverá ter sido emitido a no máximo 30 dias da data marcada para realização dos testes físicos. O candidato que deixar de apresentar o atestado médico de acordo com o previsto acima, no momento de sua identificação, será impedido de realizar os testes, submetendo-se apenas ao resultado da classificação obtida na prova objetiva.

FIGURA 1

ATESTADO MÉDICO

Declaro, que o Sr(a) _____________________________________, documento de identidade nº ___________________ e CPF _____________________, encontra-se em pleno gozo de sua saúde física e mental, capacitando-se desta forma a submeter-se aos testes físicos, exigidos e discriminados no Edital do Concurso Público Nº xxx/ xxxxx, para o cargo de _________________________ da Prefeitura Municipal de Araranguá.

_____________________, _____ de ____________ de _______.

Nome:
CRM do Médico:
Assinatura:

1.5 Para ser considerado APTO na Avaliação Física, o Candidato, conforme o sexo, deverá obter pontuação mínima estabelecida e apurada por comissão destinada para esta avaliação física.

2. Os candidatos aprovados na etapa de Prova Objetiva nos cargos abaixo relacionados, serão submetidos a prova prática que terá caráter classificatório:

2.1 Cargos: Carpinteiro, Pedreiro, Técnico de Enfermagem, Enfermeiro e Técnico Gessista.

2.2 A Prova Prática se constituirá na execução de exercícios específicos, para avaliação do desempenho e a suficiência para exercer a função.

2.3 Para obter classificação na Avaliação Prática, o Candidato, deverá demonstrar durante a execução :

· Conhecimento prático e destreza na execução das tarefas

· Habilidade em manusear os equipamentos comuns a função

· Agilidade na execução das tarefas

· Raciocino lógico e de percepção

· Modo correto de utilização dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual)

3. A Comissão Coordenadora do Concurso público nomeará Comissões Especiais para julgar a suficiência nas Provas de Avaliação Física e Prova Prática.

4. O não comparecimento do candidato à Prova o sujeitará apenas à classificação obtida no resultado da prova objetiva do Concurso Público, e seus respectivos critérios.

5. Os resultados das Provas de Avaliação Física e Prova Pratica serão divulgados no endereço eletrônico www.faepesul.org.br/concursopma e no mural da Prefeitura Municipal de Araranguá.

ANEXO VI

Modelo de formulário para a interposição de recurso

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ
CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 01/2007

Código para uso da FAEPESUL:_______________

SOLICITAÇÃO: À Comissão Organizadora.

Como candidato à vaga de cargo de ( ) Nível Superior, ( ) Nível Médio, ( )Nível Fundamental Completo, ( )Nível Fundamental Incompleto, solicito revisão:

[ ] da formulação da questão No.__________ .

[ ] do gabarito oficial preliminar da Prova Objetiva, questão(ões) ____

[ ] da ordem de classificação

[ ] da pontuação da prova de títulos

[ ] do resultado final do Concurso Público

[ ] ______________________________

conforme especificações anexas.

________________________, ______ de __________________________ de 2007.

Assinatura do Candidato: _____________________________________

Nome: ___________________________________________________

Número de inscrição: ________________________________________

Cargo: ___________________________________________________

Endereço: ________________________________________________

Telefones de contato: ___________________________ e-mail: _______________________________________
 

INSTRUÇÕES - O candidato deverá:

· Entregar dois conjuntos idênticos de recursos (original e uma cópia), sendo que cada conjunto deverá ter todos os recursos e apenas uma capa.

· Datilografar, digitar ou em letra de forma, com letra legível, o recurso e entregá-lo de acordo com as especificações estabelecidas neste Edital.

· Usar formulário de recurso individual para cada questão.

· Identificar-se apenas nas capas de cada um dos conjuntos.

· No caso de recurso contra o gabarito oficial preliminar, e este se referir a mais de uma questão, as questões sob contestação deverão ser agrupadas e colocada uma capa de recurso para cada conjunto de questões de uma mesma disciplina.

· Apresentar argumentação lógica e consistente.

· O Recurso deverá ser entregue na Prefeitura, sito na Rua Dr. Virgulino de Queiroz, n° 200 - Centro, em Araranguá - Santa Catarina

Atenção! O desrespeito a qualquer uma das instruções acima resultará no indeferimento do recurso.

ANEXO VII

QUADRO DE VAGAS PARA PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS (PNE)

Os cargos, a carga horária semanal, o vencimento, os requisitos mínimos, e o número de vagas estão definidos no quatro a seguir:

I - NÍVEL SUPERIOR

CARGOS

VAGAS

CARGA HORÁRIA SEMANAL

ESCOLARIDADE E REQUISITOS BÁSICOS (*)

VENCIMENTO (R$)

Professor I (ENSINO FUNDAMENTAL E INFANTIL)

1

40

Graduação em licenciatura plena em pedagogia ou normal superior.

797,30

II - ENSINO MÉDIO

CARGOS

VAGAS

CARGA HORÁRIA SEMANAL

ESCOLARIDADE E REQUISITOS BÁSICOS (*)

VENCIMENTO (R$)

Auxiliar de Ensino

1

40

Curso de magistério em nível médio.

481,80

III - ENSINO FUNDAMENTAL

CARGOS

VAGAS

CARGA HORÁRIA SEMANAL

ESCOLARIDADE E REQUISITOS BÁSICOS (*)

VENCIMENTO (R$)

Auxiliar de Serviços Gerais

1

40

Ensino Fundamental

357,98 respeitado o valor do salário mínimo vigente.

...TEXTO INCOMPLETO

87162

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231