Marinha do Brasil

COMANDO DA MARINHA

DIRETORIA DE ENSINO DA MARINHA

CONCURSO PÚBLICO

ÍNDICE

1 - DAS INSCRIÇÕES

2 - DA ESTRUTURA DO PROCESSO SELETIVO

3 - DAS PROVAS ESCRITAS (eliminatórias e classificatórias)

4 - DOS RECURSOS DAS PROVAS ESCRITAS

5 - DOS EVENTO S COMPLEMENTARES

6 - DA PROVA DIDÁTICA (eliminatória e classificatória)

7 - DA PROVA DE TÍTULOS (classificatória)

8 - DA HABILITAÇÃO E DA CLASSIFICAÇÃO

9 - DAS VAGAS DESTINADAS AOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

10 - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

ANEXO I - CIDADES DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS ESCRITAS E ORGANIZAÇÕES RESPONSÁVEIS PELA DIVULGAÇÃO E INSCRIÇÃO (ORDI)

ANEXO II - DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS

ANEXO III - INSTRUÇÕES ESPECÍFICAS

EDITAL DE 19 DE DEZEMBRO DE 2006

CONCURSO PÚBLICO

O DIRETOR DE ENSINO DA MARINHA, tendo em vista a autorização concedida pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), exarada na Portaria nº 248, de 31 de agosto de 2006, publicada no Diário Oficial da União (DOU) de 01 de setembro de 2006, observadas as disposições contidas na Portaria n.º 450, de 06 de novembro de 2002, do MP, torna pública a abertura de inscrições para a realização de concurso público destinado ao provimento de cargos efetivos no Quadro de Pessoal do Comando da Marinha, especificados no Anexo II, cujos nomeados serão regidos pelo Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União (Lei nº 8.112/1990).

1 - DAS INSCRIÇÕES

1.1 - Período de inscrições: de 25/01/2007 a 08/02/2007.

1.2 - Taxas de Inscrição:

- Professor de Ensino Superior - Especialização - R$ 37,00

- Professor de Ensino de 1º e 2º Graus (Ensino Fundamental e Médio) - Graduado - R$ 32,00

1.3 - A inscrição será aberta a candidatos de ambos os sexos.

1.4 - Os cargos, as disciplinas, o número de vagas, a escolaridade exigida, a remuneração e a jornada de trabalho estão descritos no Anexo II. As atribuições típicas dos cargos, os conteúdos programáticos e as bibliografias constam do Anexo III.

1.5 - Os candidatos habilitados, convocados para nomeação, terão exercício nas Organizações Militares (OM) de ensino para onde forem designados, nas áreas geográficas contidas no Anexo II, e assim relacionadas: Escola Naval (EN), Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN), Centro de Instrução Almirante Alexandrino (CIAA), Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC), Diretoria de Ensino da Marinha (DEnsM), Hospital Naval Marcílio Dias (HNMD), Colégio Naval (CN), Escola de Aprendizes-Marinheiros do Ceará (EAMCE), Escola de Aprendizes-Marinheiros do Espírito Santo (EAMES), Escola de Aprendizes-Marinheiros de Pernambuco (EAMPE) e Escola de Aprendizes-Marinheiros de Santa Catarina (EAMSC).

1.6 - DOS REQUISITOS PARA A INSCRIÇÃO

1.6.1 - Deverão ser atendidos os seguintes requisitos:

a) ser brasileiro nato ou naturalizado e estar em dia com as obrigações eleitorais, para candidatos de ambos os sexos, e com o serviço militar, para os candidatos do sexo masculino, na conformidade dos incisos I e II do art. 12, da Constituição Federal. Se português, deverá o concorrente comprovar estar amparado pelo Estatuto de Igualdade entre Brasileiros e Portugueses, com o reconhecimento do gozo dos direitos políticos na forma do disposto no parágrafo 1º, do artigo supracitado;

b) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos;

c) não estar incompatibilizado para nova investidura em cargo público federal, nos termos dispostos no art. 137, da Lei nº 8.112/1990; e

d) possuir a escolaridade e/ou formação especializada exigida para ingresso no cargo a que concorrer.

1.6.2 - Os documentos comprobatórios do atendimento aos requisitos acima fixados serão exigidos, apenas, dos candidatos habilitados e convocados para a nomeação.

1.6.3 - A comprovação da escolaridade exigida, quando da convocação para nomeação, far-se-á mediante apresentação de diploma ou certificado original, devidamente registrado, e respectiva cópia legível e sem rasura.

1.6.4 - Anular-se-á, sumariamente, a inscrição e todos os atos dela decorrentes, se o candidato não comprovar, no ato da posse, que atende a todos os requisito s estabelecidos no inciso 1.6.1.

1.6.5 - O candidato deverá inscrever-se somente em um cargo, em face da possibilidade de realização das provas em datas e horários simultâneos. Será de inteira responsabilidade do candidato a escolha do cargo e disciplina a que deseja concorrer e da área geográfica onde ficará lotado, entre os especificados no Anexo II. Não serão aceitos pedidos para a alteração de cargo/disciplina.

1.6.6 - É de inteira responsabilidade do candidato a veracidade dos dados fornecidos pelo mesmo no ato da inscrição.

1.6.7 - A inscrição no processo seletivo implicará na aceitação irrestrita das condições estabelecidas neste Edital, não cabendo ao candidato o direito de recurso para obter qualquer compensação pela sua eliminação, pela anulação da sua inscrição ou pelo não aproveitamento por falta de vagas.

1.7 - DAS INSCRIÇÕES PELA INTERNET

1.7.1 - As inscrições poderão ser realizadas, em nível nacional, na página oficial da DEnsM, no endereço: www.ensino.mar.mil.br, no link “Concursos”, entre 08h do dia 25 de janeiro e 16h30 do dia 08 de fevereiro de 2007, horário oficial de Brasília.

1.7.2 - Será necessária para inscrição o fornecimento do número de registro de CPF e do número do Documento Oficial de Identificação.

1.7.3 - Acessada a página, o candidato digitará os dados no formulário de pré-inscrição e imprimirá o boleto bancário para pagamento da taxa de inscrição.

1.7.4 - No ato da inscrição, o candidato deverá especificar a cidade onde deseja realizar a prova, entre as citadas no Anexo I.

1.7.5 - O pagamento poderá ser efetuado por débito em conta-corrente ou pela apresentação do boleto bancário impresso, em qualquer agência bancária.

1.7.6 - O pagamento da taxa de inscrição por meio do boleto bancário será aceito até o dia 09 de fevereiro de 2007, no horário bancário dos diversos Estados do País.

1.7.7 - As solicitações de inscrição via Internet, cujos pagamentos forem efetuados após a data estabelecida no inciso anterior, não serão aceitas.

1.7.8 - Aceita a inscrição, com a comprovação do pagamento da taxa de inscrição, o candidato será incluído no cadastro de inscritos.

1.7.9 - O candidato deverá verificar a confirmação de sua inscrição na página da DEnsM na Internet, no link “Concursos”, a partir do 5º dia útil subseqüente ao pagamento da inscrição. Nessa ocasião, e caso o pagamento da inscrição tenha sido efetuado, o candidato deverá imprimir o comprovante de inscrição, sendo de sua exclusiva responsabilidade a obtenção desse documento, que será exigido nas diversas etapas do processo seletivo.

1.7.10 - Em caso de erro ou omissão de dados no preenchimento do formulário de pré-inscrição ou da não comprovação do pagamento da taxa de inscrição, a inscrição do candidato não será efetivada, impossibilitando sua participação no processo seletivo e, caso o pagamento tenha sido efetuado, o valor pago não será restituído.

1.7.11 - A DEnsM não se responsabiliza por solicitação de inscrição via Internet não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados.

1.8 - DAS INSCRIÇÕES VIA ORGANIZAÇÕES MILITARES DA MARINHA

1.8.1 - Os candidatos poderão também efetuar suas inscrições nas Organizações Responsáveis pela Divulgação e Inscrição (ORDI) relacionadas no Anexo I.

1.8.2 - As inscrições poderão ser realizadas nos dias úteis entre 25 de janeiro e 08 de fevereiro de 2007, das 8h30 às 16h30.

1.8.3 - Para efetuar a inscrição nas Organizações Militares da Marinha, o candidato deverá:

a) preencher e entregar o formulário fornecido no local de inscrição;

b) apresentar documento oficial de identificação, com fotografia, original;

c) apresentar CPF original;

d) receber o boleto bancário para pagamento da taxa de inscrição;

e) realizar o pagamento da taxa de inscrição, em qualquer agência bancária, por meio do boleto bancário até o dia 09 de fevereiro de 2007, no horário bancário dos diversos Estados do País; e

f) retornar ao local de inscrição, entre o 5º e o 10º dia útil subseqüente ao pagamento, com o boleto bancário pago, para receber o comprovante de inscrição, documento que será exigido nas etapas do processo seletivo.

1.8.4 - No ato da inscrição, o candidato deverá especificar a cidade onde deseja realizar a prova, entre as citadas no Anexo I.

1.8.5 - Aceita a inscrição, com a comprovação do pagamento da taxa de inscrição, o candidato será incluído no cadastro de inscritos.

1.8.6 - Em caso de erro ou omissão de dados no preenchimento do formulário fornecido ou da não comprovação do pagamento da taxa de inscrição, a inscrição do candidato não será efetivada, impossibilitando sua participação no processo seletivo e, caso o pagamento tenha sido efetuado, o valor pago não será restituído.

2 - DA ESTRUTURA DO PROCESSO SELETIVO

2.1 - O processo seletivo será constituído dos seguintes eventos:

a) Prova escrita de conhecimentos profissionais;

b) Prova de expressão escrita (redação); e

c) Eventos complementares constituídos de:

I) Prova didática; e

II) Prova de títulos.

2.2 - A prova escrita de conhecimentos profissionais, a prova de expressão escrita (redação) e a prova didática terão caráter eliminatório e classificatório. A prova de títulos terá caráter classificatório.

2.3 - Será eliminado do processo seletivo o candidato que deixar de comparecer, no dia e hora determinados, a qualquer dos eventos programados.

2.3.1 - Em casos excepcionais, mediante requerimento escrito fundamentado, poderá ser autorizado, a critério da Administração Naval, que o candidato possa realizar quaisquer das etapas dos eventos complementares em data diferente daquela estipulada por ocasião da chamada para os mesmos.

2.4 - É da inteira responsabilidade do candidato inteirar-se das datas, horários e locais de realização dos eventos do processo seletivo, devendo para tanto consultar a página da DEnsM na Internet ou uma das ORDI listadas no Anexo I.

2.5 - As despesas com transporte e hospedagem para a realização das provas escritas e dos eventos complementares, ocorrerão por conta do candidato.

3 - DAS PROVAS ESCRITAS (eliminatórias e classificatórias)

3.1 - As provas escritas serão realizadas nas cidades relacionadas no Anexo I, na data, horário e local a serem divulgados a partir do mês de março de 2007, na página da DEnsM na Internet, e estará disponível aos candidatos nas ORDI listadas no Anexo I. A responsabilidade pela escolha de uma destas cidades é do candidato, sendo feita por ocasião do preenchimento dos formulários de inscrição.

3.2 - A prova escrita de conhecimentos profissionais será objetiva e terá como propósito verificar a formação básica e profissional do candidato e será elaborada de acordo com os programas descritos no Anexo III.

3.3 - A prova escrita de conhecimentos profissionais, apesar de constituída em único caderno, será composta de duas partes distintas:

a) Parte I - Conhecimentos Específicos (30 questões); e

b) Parte II - Português (10 questões).

3.3.1 - A prova escrita de conhecimentos profissionais valerá 100 (cem) pontos, assim distribuídos:

a) Parte I - Valor: 75 (setenta e cinco) pontos;

b) Parte II - Valor: 25 (vinte e cinco) pontos;

3.4 - A prova de expressão escrita terá como propósito verificar a capacidade de expressão escrita do candidato, na língua portuguesa.

3.4.1 - Será constituída de uma redação dissertativa, com idéias claras, coerentes e objetivas, cujo tema versará sobre assunto de importância e digno de registro.

3.4.2 - Sua correção será procedida por Bancas Examinadoras específicas, designadas pelo Diretor de Ensino da Marinha, a quem caberá baixar instruções quanto às suas atribuições e parâmetros de avaliação.

3.4.3 - Não poderá ser escrita em letra de imprensa e deverá ter no mínimo 20 (vinte) linhas contínuas, considerando o recuo dos parágrafos, e no máximo 30 (trinta) linhas. Não poderá conter qualquer marca identificadora ou assinatura, o que implicará na atribuição de nota zero à mesma.

3.4.4 - Serão descontados 5 (cinco) pontos por cada linha não preenchida ou preenchida em excesso, em relação ao número mínimo e máximo de linhas determinado.

3.4.5 - As redações receberão duas notas, atribuídas por 2 (dois) membros da banca, valendo como nota da prova, a média aritmética dessas duas notas.

3.4.6 - Caso as notas atribuídas a uma mesma redação apresentem uma diferença de pontuação maior que 20 (vinte) pontos, esta será submetida à apreciação do Presidente da banca ou membro mais experiente presente, para validação, que, caso necessário, atribuirá uma terceira nota, considerando-a então como final.

3.4.7 - Aspectos a serem considerados na correção da prova de expressão escrita:

a) Estrutura e conteúdo – 50 (cinqüenta) pontos, sendo:

I) Coesão e coerência – até 30 (trinta) pontos; e

II) Tema e assunto – até 20 (vinte) pontos.

b) Expressão – até 50 (cinqüenta) pontos.

3.5 - Serão considerados eliminados nas provas escritas os candidatos que:

a) obtiverem nota inferior a 37,5 (trinta e sete e meio) em uma escala de 0 (zero) a 75 (setenta e cinco) na parte I da prova escrita de conhecimentos profissionais; ou

b) obtiverem nota inferior a 12,5 (doze e meio) em uma escala de 0 (zero) a 25 (vinte e cinco) na parte II da prova escrita de conhecimentos profissionais; ou

c) não se classificarem entre as maiores notas na prova escrita de conhecimentos profissionais, até o limite do número correspondente ao quádruplo das vagas estabelecidas, considerando-se os empates na última posição; ou

d) classificarem-se dentro do limite descrito na alínea c) anterior, mas que obtiverem nota inferior a 50 (cinqüenta) em uma escala de 0 (zero) a 100 (cem) na prova de expressão escrita.

3.6 - A média das provas escritas será obtida pela fórmula:

ME = 4CP + EE
                 5

Onde: ME = média das provas escritas, aproximadas a centésimos;

CP = nota da prova escrita de conhecimentos profissionais; e

EE = nota da prova de expressão escrita.

3.7 - Por ocasião da divulgação da data e locais de realização das provas escritas, serão informados os materiais complementares que poderão ser utilizados pelos candidatos, caso seja necessário, tais como: calculadora, régua de cálculo etc.

3.8 - Não haverá, sob pretexto algum, segunda chamada para as provas escritas, bem como a aplicação dessas fora do horário, data e local pré-determinados.

3.9 - O candidato deverá estar no local de realização das provas escritas, com a antecedência necessária, observando que os portões de acesso aos locais de realização das provas serão abertos às 07:00h e fechados às 08:30 (horários de Brasília). A prova terá início às 09h15 (horário de Brasília) e duração de 4 (quatro) horas. Os candidatos que chegarem ao local de realização das provas após o fechamento dos portões serão considerados eliminados.

3.11 - O candidato deverá portar consigo o comprovante de inscrição e um documento oficial de identificação, original, com fotografia, caneta esferográfica azul ou preta, lápis e borracha.

3.12 - Serão considerados válidos os documentos originais de identidade, com assinatura e fotografia recente, emitidos por qualquer Órgão oficial de identificação do Território Nacional, tais como: carteiras expedidas pela Marinha, Exército e Aeronáutica; pelas Secretarias de Segurança Pública, Institutos de Identificação e Corpos de Bombeiros Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordens, Conselhos etc); passaporte válido; certificado de reservista; carteiras funcionais do Ministério Público; carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valem como identidade; carteira de trabalho e carteira nacional de habilitação (com foto).

3.13 - Não será aceita cópia de documento de identificação, ainda que autenticada, nem protocolo de documento.

3.14 - Não serão aceitos como documentos de identificação: certidões de nascimento, CPF, títulos eleitorais, carteiras de motorista (sem foto), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade, nem documentos ilegíveis, não-identificáveis e/ou danificados.

3.15 - Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia da realização das provas, documento de identificação original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, 30 (trinta) dias, ocasião em que será submetido à identificação especial, compreendendo coleta de assinaturas e fotografia.

3.16 - O candidato que não apresentar documento de identificação ou justificativa, na forma definida, não poderá fazer a prova e será automaticamente eliminado do processo seletivo.

3.17 - Os gabaritos das provas escritas objetivas serão divulgados, a partir do terceiro dia útil após a sua realização, na página da DEnsM na Internet ou nas ORDI relacionadas no Anexo I.

4 - DOS RECURSOS DAS PROVAS ESCRITAS

4.1 - O candidato que desejar interpor recurso disporá de 3 (três) dias úteis contados do dia seguinte ao da divulgação dos gabaritos, disponível aos candidatos na página da DEnsM na Internet e nas ORDI listadas no Anexo I.

4.2 - Caberá recurso contra:

a) questões da prova escrita objetiva; e

b) erros ou omissões nos gabaritos da prova escrita objetiva.

4.3 - O recurso deverá ser:

a) redigido de acordo com o modelo constante na página oficial da DEnsM na Internet e disponível nas ORDI do Anexo I, devidamente fundamentado, incluindo bibliografia pesquisada. Deverá conter todos os dados que informem a identidade do requerente, seu número de inscrição, endereço completo e assinatura;

b) redigido em letra de imprensa, se manuscrito, com caneta esferográfica azul ou preta;

c) apresentado com argumentação lógica e consistente, indicando o processo seletivo, prova (disciplina e cor), número da questão, a resposta marcada pelo candidato e a divulgada pelo gabarito e a sua finalidade;

d) um para cada questão; e

e) entregue pessoalmente em uma das ORDI listadas no Anexo I, observado o prazo estabelecido no subitem 4.1.

4.4 - Não serão aceitos recursos interpostos via fax, correio eletrônico ou enviados pelos Correios diretamente à DEnsM. Também não serão aceitos recursos interpostos fora do prazo.

4.5 - O resultado dos recursos contra questões da prova escrita objetiva, erros ou omissões no gabarito da prova escrita objetiva, será dado a conhecer, coletivamente, pela alteração ou não do gabarito, em caráter irrecorrível na esfera administrativa, disponível aos candidatos nas ORDI, listadas no Anexo I, e na página da DEnsM na Internet.

4.6 - Quando, decorrente de exame dos recursos, resultar anulação de questões, os pontos correspondentes a essas questões serão atribuídos a todos os candidatos, independentemente de os terem requerido.

4.7 - Recursos em desacordo com estas instruções não serão analisados.

5 - DOS EVENTOS COMPLEMENTARES

5.1 - Os candidatos não eliminados nas provas escritas serão dispostos em uma relação pela classificação decrescente da média obtida.

5.2 - Serão convocados para a realização dos eventos complementares de prova didática e prova de títulos, os candidatos não eliminados na quantidade de três vezes o número de vagas estabelecidas, entre aqueles com as maiores médias, considerando-se os empates na última posição.

5.3 - A relação dos candidatos convocados, bem como a data, horário e local de realização de cada evento, será divulgada na página da DEnsM na Internet e estará disponível aos candidatos nas ORDI listadas no Anexo I, em data a ser divulgada oportunamente.

5.4 - O candidato deverá estar no local previsto para a realização de cada evento complementar, pelo menos, uma hora antes do seu início, portando o comprovante de inscrição e documento oficial de identificação, original, com fotografia.

5.5 - Durante a realização dos eventos complementares ou ao seu término, caso o número de candidatos convocados não seja suficiente para o preenchimento do número de vagas, a critério da Administração Naval, poderão ser chamados tantos candidatos não eliminados, quantos forem necessários, respeitando-se a ordem de classificação anteriormente estabelecida.

5.6 - Caso não haja candidatos em condições de serem chamados na forma do subitem acima, o número de candidatos chamados para os eventos complementares ficará limitado ao número de candidatos convocados anteriormente.

6 - DA PROVA DIDÁTICA (eliminatória e classificatória)

6.1 - A prova didática será aplicada pela Diretoria de Ensino da Marinha e destina-se avaliar a capacidade de exposição e transmissão de conhecimentos do candidato, de preparação e condução de aula e aferir conhecimentos referentes à disciplina em concurso, de acordo com o programa divulgado aos candidatos.

6.2 - A prova didática constará de uma aula ministrada pelo candidato perante a Banca Examinadora, com a duração de 30 (trinta) minutos, sobre o assunto sorteado pelo candidato com 24 (vinte e quatro) horas de antecedência e apresentado no nível do cargo para o qual o candidato está concursando e dos alunos a que se destina, sendo permitido o uso de acessórios de ensino.

6.3 - A seqüência em que os candidatos farão suas provas didáticas será determinada por sorteio a ser realizado junto com os sorteios do tema, que será divulgado em época oportuna.

6.4 - A prova didática poderá ser gravada e/ou filmada durante sua realização.

6.5 - O candidato deverá entregar à Banca Examinadora, antes do início de sua prova, uma cópia do Plano de Aula em duas vias.

6.6 - Os candidatos que ainda não tenham feito prova e aqueles que já a fizeram, não poderão assistir às provas dos concorrentes às vagas das mesmas áreas.

6.7 - No julgamento da prova didática, cada membro da Banca Examinadora atribuirá uma nota, de acordo com as pontuações constantes nos quadros abaixo:

ASPECTOS DIDÁTICOS

PONTUAÇÃO

Elaboração do Plano de Aula (Apresentação até 2 pontos – Aplicação até 3 pontos).

Até 5

Informa o assunto e objetivo da aula.

Até 3

Faz incentivação inicial.

Até 4

Utiliza linguagem clara, objetiva e de fácil compreensão.

Até 5

Varia a intensidade de voz durante as explicações.

Até 3

Movimenta–se e gesticula de modo a reforçar suas explicações.

Até 3

Mantém contato visual.

Até 3

Fala com linguagem isenta de erros e vícios.

Até 6

Utiliza adequadamente os RI escolhidos.

Até 3

Recursos selecionados facilitaram entendimento do conteúdo ministrado.

Até 5

Recursos instrucionais estavam bem elaborados.

Até 3

Aplicação da técnica de aula escolhida.

Até 6

Conduz a aula de forma dinâmica.

Até 5

Ressalta os pontos mais importantes da aula.

Até 4

Ministra aula coerente com os objetivos formulados.

Até 6

Execução do contido no Plano de Aula.

Até 6

Total de Pontos

Máximo de 70

 

ASPECTOS DE CONTEÚDO

PONTUAÇÃO

Demonstra domínio do conhecimento e experiência da matéria.

Até 15

Associa e exemplifica de maneira adequada os conteúdos ministrados, enriquecendo suas explicações.

Até 5

Transmite o conteúdo de forma clara e concatenada.

Até 10

Total de Pontos

Máximo de 30

6.8 - A nota da prova didática será o somatório das notas atribuídas pelos membros da Banca Examinadora de acordo com a pontuação obtida pelo candidato nos dois aspectos mencionados nos quadros acima.

6.9 - Serão considerados eliminados na prova didática os candidatos que obtiverem nota inferior a 50 (cinqüenta) em uma escala de 0 (zero) a 100 (cem).

7 - DA PROVA DE TÍTULOS (classificatória)

7.1 - A entrega e avaliação dos documentos comprobatórios dos títulos serão realizados na Diretoria de Ensino da Marinha, situada a Praça Barão de Ladário, s/nº – Edifício Almirante Tamandaré – 5º andar – Centro – Rio de Janeiro/RJ, de acordo com a programação elaborada pela DEnsM e disseminada pelas ORDI listadas no Anexo I e na página da DEnsM na Internet.

7.2 - A avaliação de títulos será realizada por comissão examinadora, para isso especificamente designada pelo Diretor de Ensino da Marinha, e possuirá somente caráter classificatório.

7.3 - No ato da entrega dos documentos comprobatórios dos títulos, o candidato indicará a quantidade de títulos apresentados e receberá documento comprobatório do número de documentos entregues, com assinatura do candidato e do responsável pelo recebimento. Deverão ser apresentadas cópias devidamente autenticadas, de cada título declarado. As cópias apresentadas permanecerão arquivadas.

7.4 - Serão de inteira responsabilidade do candidato a entrega dos títulos na data prevista.

7.5 - Qualquer irregularidade constatada nos documentos entregues implicará na atribuição de nota 0 (zero) ao título apresentado.

7.6 - No caso de apresentação de documentos falsos, o candidato será eliminado do processo seletivo, sendo ainda aplicáveis as sanções devidas à falsidade de declaração, conforme estabelecido no parágrafo único do art. 68 do Decreto-Lei nº 3688/41 - Lei das Contravenções Penais.

7.7 - Somente serão aceitos os títulos abaixo relacionados, expedidos até a data da entrega, observados os limites dos Quadros de Atribuição de Pontos para a Avaliação de Títulos a seguir:

QUADRO – 1

PROFESSOR DE ENSINO SUPERIOR – ESPECIALIZAÇÃO
(Exceto para as disciplinas de Ciências Náuticas (Máquinas) e Ciências Náuticas (Náutica) do CIAGA)

ALÍNEA

TÍTULO

VALOR DA TITULAÇÃO

A

Diploma, devidamente registrado, de curso de pós-graduação stricto‑sensu – nível de MESTRADO OU DOUTORADO – na área pretendida ou afim, ou declaração de conclusão com período de realização e especificação da data de aprovação da dissertação/tese, emitidos por órgão oficialmente reconhecido.

35 pontos

B

Tempo de exercício de magistério no grau de ensino a que concorre, na área pretendida – 3 pontos por ano.

até 30 pontos

C

PRODUÇÃO ACADÊMICO-CIENTÍFICA
a) Artigo em revista indexada – 0,5 ponto por artigo até 3 pontos.
b) Livro, como autor, na área pretendida – 4 pontos por livro até 12 pontos.
c) Livro, como organizador, na área pretendida – 3 pontos por livro até 9 pontos.
d) Capítulo de livro como autor – 2 pontos por livro, até 6 pontos.

até 30 pontos

D

Certificado de participação em congressos, seminários e workshops da área 0,5 ponto por evento.

até 5 pontos

TOTAL

Máximo de 100 pontos

 

QUADRO – 2

PROFESSOR DE ENSINO SUPERIOR – ESPECIALIZAÇÃO
Para a disciplina de Ciências Náuticas (Máquinas) do CIAGA

ALÍNEA

TÍTULO

VALOR DA TITULAÇÃO

A

Diploma, devidamente registrado, de curso de pós-graduação stricto‑sensu – nível de MESTRADO ou DOUTORADO – em Automação Industrial ou em Educação, ou declaração de conclusão com período de realização e especificação da data de aprovação da dissertação/tese, emitidos por órgão oficialmente reconhecido.

30 pontos

B

Certificado, de curso de pós-graduação lato-sensu em Automação Industrial ou declaração de conclusão, acompanhada do histórico escolar, emitidos por órgão oficialmente reconhecido.

20 pontos

C

Certificado, de curso de aperfeiçoamento para Oficial de Máquinas, ou declaração de conclusão, acompanhada do histórico escolar, emitida por órgão oficialmente reconhecido.

15 pontos

D

Diploma de curso de graduação, devidamente registrado ou a respectiva declaração de conclusão, acompanhada do histórico escolar e carga horária, emitidos por órgão oficialmente reconhecido, em uma das seguintes especialidades: Engenharia de Automação; Engenharia Elétrica, com ênfase em Eletrônica; ou Engenharia Mecânica.

10 pontos

E

Tempo de exercício de magistério no grau de ensino a que concorre, na área pretendida ou em automação industrial – 3 pontos por ano.

até 15 pontos

F

Experiência profissional na área da Indústria Marítima e/ou Construção Naval.

10 pontos

TOTAL

Máximo de 100 pontos

 

QUADRO – 3

PROFESSOR DE ENSINO SUPERIOR – ESPECIALIZAÇÃO
Para a disciplina de Ciências Náuticas (Náutica) do CIAGA

ALÍNEA

TÍTULO

VALOR DA TITULAÇÃO

A

Certificado, de curso de pós-graduação lato-sensu – Especialização em Tecnologia de Informação, com carga horária mínima de 360 horas – ou declaração de conclusão, acompanhada do histórico escolar, emitidos por órgão oficialmente reconhecido.

35 pontos

B

Certificado, devidamente registrado, de curso de aperfeiçoamento para Oficial de Náutica, ou declaração de conclusão, acompanhada do histórico escolar, emitidos por órgão oficialmente reconhecido.

20 pontos

C

Experiência em desenvolvimento/aplicação em:
- Exercício para simuladores FMSS/RADAR/ARPA – 10 pontos;
- Sistemas de navegação eletrônica – 10 pontos; e
- Emprego em simuladores – 10 pontos.

até 30 pontos

D

Tempo de exercício de magistério no Ensino Profissional Marítimo – 3 pontos por ano.

até 15 pontos

TOTAL

Máximo de 100 pontos

 

QUADRO – 4

PROFESSOR DE ENSINO DE 1º E 2º GRAUS (ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO) - GRADUADO

ALÍNEA

TÍTULO

VALOR DA TITULAÇÃO

A

Diploma, devidamente registrado, de curso de pós-graduação stricto‑sensu – nível de MESTRADO OU DOUTORADO – na área pretendida ou afim, ou declaração de conclusão com período de realização e especificação da data de aprovação da dissertação/tese, emitidos por órgão oficialmente reconhecido.

35 pontos

B

Certificado, devidamente registrado, de curso de pós-graduação lato‑sensu na área pretendida ou afim, ou declaração de conclusão, acompanhada do histórico escolar, emitidos por órgão oficialmente reconhecido.

25 pontos

C

Tempo de exercício de magistério no grau de ensino a que concorre, na área pretendida – 3 pontos por ano.

até 30 pontos

D

PRODUÇÃO ACADÊMICO-CIENTÍFICA
a) Artigo em revista indexada – 0,2 ponto por artigo até 1 ponto.
b) Livro, como autor, na área pretendida – 2 pontos por livro até 4 pontos.
c) Livro, como organizador, na área pretendida – 1 ponto por livro até 2 pontos.
d) Capítulo de livro como autor – 0,5 ponto por livro, até 2 pontos.

até 9 pontos

E

Certificado de participação em congressos, seminários e workshops da área 0,1 ponto por evento.

até 1 ponto

TOTAL

Máximo de 100 pontos

7.8 - Referente ao tempo de exercício de magistério e/ou experiência profissional:

a) Serão aceitos como documentos comprobatórios: declaração, atestado, certidão de tempo de serviço ou cópia autenticada da carteira profissional de instituição de ensino devidamente reconhecida; e

b) As frações de tempo, igual ou superior a 6 (seis) meses, serão consideradas como 1 (um) ano.

7.8.1 - Referente à Produção Acadêmico-Científica:

a) Artigo em revista indexada: o candidato deverá apresentar a íntegra do(s) artigo(s). Não serão consideradas publicações em jornais ou folders; e

b) Autoria ou organização de capítulo de livro: serão pontuadas somente as obras que forem apresentadas contra-capa, ficha catalográfica e sumário/índice da respectiva obra, em cópia autenticada.

7.9 - Não serão computados no julgamento de títulos, os títulos (diplomas, certidões, declarações, históricos e equivalentes) que comprovem o nível de escolaridade mínimo exigido para ingresso no cargo.

7.10 - Não serão computados documentos que não consignem, de forma expressa e precisa, as informações necessárias à sua avaliação, assim como aqueles cujas cópias estiverem ilegíveis, mesmo que parcialmente.

7.11 - A nota da prova de títulos será a soma dos pontos obtidos com a titulação apresentada.

7.12 - Cada título será considerado uma única vez.

7.13 - Os títulos, após sua entrega, não poderão ser substituídos ou devolvidos e não será permitido acrescentar outros títulos aos já entregues.

7.14 - Independentemente do número de títulos apresentados, atinentes a cada alínea dos Quadros de Atribuição de Pontos para a Avaliação de Títulos, os pontos atribuídos não excederão o valor de pontos discriminado em cada alínea.

8 - DA HABILITAÇÃO E DA CLASSIFICAÇÃO

8.1 - Após a realização dos eventos complementares, será divulgado o resultado final do processo seletivo, mediante publicação no Diário Oficial da União – D.O.U., divulgado na página da DEnsM na Internet e disponível aos candidatos nas ORDI listadas no Anexo I. O resultado constará da relação dos candidatos classificados/habilitados, por área geográfica, cargo e disciplina, e pela ordem decrescente das médias, até o limite de duas vezes o número de vagas previsto, de acordo com a fórmula abaixo discriminada:

MF = 4CP + 3PD + 2PT + 1EE
                            10

Onde: MF = média final, aproximada a centésimos;

CP = nota da prova escrita de conhecimentos profissionais;

PD = nota da prova didática;

PT = nota da prova de títulos; e

EE = nota da prova de expressão escrita.

8.2 - Os candidatos que obtiverem a mesma média final serão posicionados entre si, de acordo com a seguinte ordem de prioridade:

a) maior nota na prova escrita de conhecimentos profissionais;

b) maior nota na prova de expressão escrita;

c) maior nota na prova de títulos;

d) maior nota na prova didática; e

e) maior idade.

9 - DAS VAGAS DESTINADAS AOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

9.1 - Às pessoas portadoras de deficiência é assegurado o direito de inscrição no presente concurso, para concorrer aos cargos cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadoras, para as quais serão reservadas 5% (cinco por cento) das vagas oferecidas, em obediência ao disposto no parágrafo 2º, do art. 5º, da Lei n.º 81 12/1990.

9.2 - Serão reservadas vagas aos deficientes apenas nos cargos cujo número de vagas nas disciplinas seja igual ou superior a 3 (três) por Organização Militar. Na inexistência de candidatos inscritos para essas vagas, ou no caso de não haver habilitados, as supracitadas vagas serão preenchidas pelos demais concursados, com estrita observância da ordem classificatória.

9.3 - Consideram-se pessoas portadoras de deficiência aquelas enquadradas nas categorias discriminadas no art. 4º, do Decreto nº 3.298/1999.

9.4 - Caso seja portador de deficiência, o candidato deverá declarar essa condição no ato da inscrição, especificando a deficiência.

9.5 - O candidato deficiente que for habilitado, quando convocado, será submetido a perícia médica, por Junta de Saúde do Comando da Marinha, que terá decisão terminativa sobre a qualificação do candidato como deficiente ou não e o grau de deficiência capacitante para o exercício do cargo, que será realizada antes da classificação final.

9.6 - A inobservância do disposto no artigo anterior acarretará perda do direito ao pleito das vagas em tais condições.

9.7 - A reserva de vagas para deficientes consta no Anexo II, com distribuição por área geográfica, diferenciada por um asterisco.

10 - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

10.1 - Para a realização da prova escrita de conhecimentos profissionais e dos eventos complementares será levada em conta a opção do cargo/disciplina escolhida no ato da inscrição.

10.2 - Ao entrar em exercício, o servidor nomeado para cargo de provimento efetivo ficará sujeito a estágio probatório por um período de 36 (trinta e seis meses), durante o qual a sua aptidão e capacidade serão objeto de avaliação para o desempenho do cargo.

10.3 - Será excluído do processo seletivo o candidato que:

a) fizer, em qualquer documento, declaração falsa ou inexata;

b) der ou receber auxílio para a execução de qualquer prova;

c) utilizar-se de qualquer material não autorizado;

d) desrespeitar qualquer prescrição relativa à execução das provas;

e) cometer ato de indisciplina;

f) não mantiver atualizado na DEnsM o endereço mencionado no ato da inscrição, e/ou não mencionar qualquer dado naquele ato solicitado, imprescindível para sua localização, quando necessário.

10.4 - A classificação no processo seletivo não assegura ao candidato o direito de ingresso automático no Serviço Público Federal, no cargo para o qual concorreu, mas apenas a expectativa de ser nomeado segundo a rigorosa ordem classificatória. A posse no cargo fica condicionada à aprovação em inspeção médica e ao atendimento das demais condições legais.

10.5 - Observado o número de vagas existentes, o candidato habilitado será convocado para nomeação por edital publicado em D.O.U. e por carta expedida com Aviso de Recebimento (AR), devendo declarar, por escrito, se aceita ou não a nomeação.

10.6 - Havendo desistência de candidatos convocados para nomeação, facultar-se-á à Administração substituí-los, convocando novos candidatos com classificações imediatamente posteriores, procedendo uma nova publicação de edital, para provimento das vagas previstas no concurso, seguindo rigorosamente a ordem de classificação.

10.7 - O não pronunciamento do interessado no prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data da publicação do edital de convocação para nomeação, permitirá à Administração nomear substituto, observando a ordem rigorosa de classificação.

10.8 - O ingresso dar-se-á na Classe de Auxiliar, Nível 1, no cargo de Professor de Ensino Superior; e na Classe C, Nível 1, no cargo de Professor de Ensino de 1º e 2º Graus.

10.9 - A critério da Administração Naval, após o ingresso nos quadros do serviço público, o candidato poderá optar por jornada de trabalho de 40 horas semanais ou dedicação exclusiva, podendo com isso elevar sua remuneração básica.

10.10 - Não será fornecido ao candidato qualquer documento comprobatório de classificação no processo seletivo, valendo, para esse fim, a homologação publicada em D.O.U.

10.11 - A validade do concurso será de um ano, a contar da data da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Administração.

10.12 - Os casos omissos serão resolvidos pelo Diretor de Ensino da Marinha.

ANEXO I

CIDADES DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS ESCRITAS E ORGANIZAÇÕES RESPONSÁVEIS PELA DIVULGAÇÃO E INSCRIÇÃO (ORDI)

Cidades de realização das provas

Locais de inscrição

- Rio de Janeiro - RJ

Diretoria de Ensino da Marinha (DEnsM) - Tel. (21) 2104-6006 - Rua Visconde de Itaboraí, nº 69 - Centro - Rio de Janeiro/RJ - CEP 200 10-060.

- Angra dos Reis - RJ

Colégio Naval (CN) - Tel. (24) 3379-3018 - Avenida Marques de Leão, s/nº - Centro - Angra dos Reis/RJ - CEP 23900-000.

- Vila Velha - ES

Escola de Aprendizes-Marinheiros do Espírito Santo (EAMES) - Tel. (27) 304 1-5417 / 5419 - Enseada de Inhoá, s/nº - Prainha - Vila Velha/ES - CEP 29100-900.

- Olinda - PE

Escola de Aprendizes-Marinheiros de Pernambuco (EAMPE) - Tel. (81) 3412-7615 - Avenida Olinda, s/nº - Complexo de Salgadinho - Olinda/PE - CEP 53110-800.

- Fortaleza - CE

Escola de Aprendizes-Marinheiros do Ceará (EAMCE) - Tel. (85) 3288-4734 - Avenida Filomeno Gomes, nº 30 - Jacarecanga - Fortaleza/CE - CEP 60010-280.

- Florianópolis - SC

Escola de Aprendizes-Marinheiros de Santa Catarina (EAMSC) - Tel. (48) 3244-0306 Ramal 2121 - Avenida Marinheiro Max Schramm, nº 3028 - Estreito - Florianópolis/SC - CEP 88095-0 10.

ANEXO II

DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS

1) ÁREA GEOGRÁFICA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO (GRANDE RIO) - CÓDIGO DA ÁREA GEOGRÁFICA: 101

NÍVEL SUPERIOR - PROFESSOR DE ENSINO SUPERIOR - ESPECIALIZAÇÃO

CÓD. IDENT.

OM

DISCIPLINA

JORNADA DE TRABALHO

ESCOLARIDADE EXIGIDA

VAGA (S)

REMUNERAÇÃO

81008-101

EN

Administração

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Administração e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

81009-101

EN

Engenharia Mecânica / Elétrica / Eletrônica (Ênfase em Controle de Sistemas)

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Engenharia Mecânica/Elétrica/Eletrônica e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

8 1010-101

EN

Economia

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Economia e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

81011-101

EN

Educação Física

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Educação Física e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

81012-101

EN

Eletricidade

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Eletricidade e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

81013-101

EN

Eletrônica (Ênfase em detecção)

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Eletrônica e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

81014-101

EN

Filosofia

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Filosofia e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

81015-101

EN

Física

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Física e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

8 1016-101

EN

Matemática

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Matemática e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

81017-101

EN

Mecânica

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Mecânica e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

81018-101

CIAGA

Ciências Náuticas (Náutica)

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Ciências Náuticas (Náutica) e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

81019-101

CIAGA

Ciências Náuticas (Máquinas)

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Ciências Náuticas (Máquinas) e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

81020-101

CIAW

Engenharia Elétrica (Ênfase em Computação)

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Engenharia Elétrica e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

81021-101

CIAW

Engenharia Mecânica (Ênfase em Automação e Controle)

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Engenharia Mecânica e titulação mínima de especialização na área.

01

R$ 1.496,27

 

NÍVEL SUPERIOR - PROFESSOR DE ENSINO DE 1º E 2º GRAUS (ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO) - GRADUADO

CÓD. IDENT.

OM

DISCIPLINA

JORNADA DE TRABALHO

ESCOLARIDADE EXIGIDA

VAGA (S)

REMUNERAÇÃO

81029-101

CEFAN

Educação Física

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Educação Física com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81025-101

CIAA

Administração

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Administração com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81024-101

CIAA

Ciências Contábeis

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Ciências Contábeis com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81029-101

CIAA

Educação Física

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Educação Física com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

81028-101

CIAA

Física

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Física com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81026-101

CIAA

Informática (**)

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Informática com licenciatura na área.

03 (1*)

R$ 1.291,10

81022-101

CIAA

Língua Inglesa

20 horas semanais

Curso superior de graduação com licenciatura em Letras, com habilitação em Língua Inglesa.

03 (1*)

R$ 1.291,10

81023-101

CIAA

Português

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Português com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

81027-101

CIAA

Matemática

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Matemática com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81029-101

CIASC

Educação Física

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Educação Física com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81029-101

DEnsM

Educação Física

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Educação Física com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81051-101

HNMD

Enfermagem

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Enfermagem com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

2) ÁREA GEOGRÁFICA DA CIDADE DE ANGRA DOS REIS/RJ - CÓDIGO DA ÁREA GEOGRÁFICA: 102

NÍVEL SUPERIOR - PROFESSOR DE ENSINO DE 1º E 2º GRAUS (ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO) - GRADUADO

CÓD. IDENT.

OM

DISCIPLINA

JORNADA DE TRABALHO

ESCOLARIDADE EXIGIDA

VAGA (S)

REMUNERAÇÃO

81031-102

CN

Língua Espanhola

20 horas semanais

Curso superior de graduação com licenciatura em Letras, com habilitação em Língua Espanhola.

01

R$ 1.291,10

81026-102

CN

Informática (**)

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Informática com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

81022-102

CN

Língua Inglesa

20 horas semanais

Curso superior de graduação com licenciatura em Letras, com habilitação em Língua Inglesa.

05 (1*)

R$ 1.291,10

81027-102

CN

Matemática

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Matemática com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

3) ÁREA GEOGRÁFICA DA CIDADE DE FORTALEZA/CE - CÓDIGO DA ÁREA GEOGRÁFICA: 103

NÍVEL SUPERIOR - PROFESSOR DE ENSINO DE 1º E 2º GRAUS (ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO) - GRADUADO

CÓD. IDENT.

OM

DISCIPLINA

JORNADA DE TRABALHO

ESCOLARIDADE EXIGIDA

VAGA (S)

REMUNERAÇÃO

81029-103

EAMCE

Educação Física

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Educação Física com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

81028-103

EAMCE

Física

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Física com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81036-103

EAMCE

História

20 horas semanais

Curso superior de graduação em História com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81027-103

EAMCE

Matemática

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Matemática com licenciatura na área.

03 (1*)

R$ 1.291,10

8 1023-103

EAMCE

Português

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Português com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

4) ÁREA GEOGRÁFICA DA CIDADE DE VILA VELHA/ES - CÓDIGO DA ÁREA GEOGRÁFICA: 104

NÍVEL SUPERIOR - PROFESSOR DE ENSINO DE 1º E 2º GRAUS (ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO) - GRADUADO

CÓD. IDENT.

OM

DISCIPLINA

JORNADA DE TRABALHO

ESCOLARIDADE EXIGIDA

VAGA (S)

REMUNERAÇÃO

81039-104

EAMES

Eletricidade

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Eletricidade com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

81028-104

EAMES

Física

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Física com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

81036-104

EAMES

História

20 horas semanais

Curso superior de graduação em História com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81026-104

EAMES

Informática (**)

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Informática com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

81027-104

EAMES

Matemática

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Matemática com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

5) ÁREA GEOGRÁFICA DA CIDADE DE RECIFE/PE - CÓDIGO DA ÁREA GEOGRÁFICA: 105

NÍVEL SUPERIOR - PROFESSOR DE ENSINO DE 1º E 2º GRAUS (ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO) - GRADUADO

CÓD. IDENT.

OM

DISCIPLINA

JORNADA DE TRABALHO

ESCOLARIDADE EXIGIDA

VAGA (S)

REMUNERAÇÃO

81045-105

EAMPE

Física (Ênfase em

Eletricidade)

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Física com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

81028-105

EAMPE

Física

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Física com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

81026-105

EAMPE

Informática (**)

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Informática com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81027-105

EAMPE

Matemática

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Matemática com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

6) ÁREA GEOGRÁFICA DA CIDADE DE FLORIANÓPOLIS/SC - CÓDIGO DA ÁREA GEOGRÁFICA: 106

NÍVEL SUPERIOR - PROFESSOR DE ENSINO DE 1º E 2º GRAUS (ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO) - GRADUADO

CÓD. IDENT.

OM

DISCIPLINA

JORNADA DE TRABALHO

ESCOLARIDADE EXIGIDA

VAGA (S)

REMUNERAÇÃO

81045-106

EAMSC

Física (Ênfase em Eletricidade)

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Física com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81036-106

EAMSC

História

20 horas semanais

Curso superior de graduação em História com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81027-106

EAMSC

Matemática

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Matemática com licenciatura na área.

01

R$ 1.291,10

81023-106

EAMSC

Português

20 horas semanais

Curso superior de graduação em Português com licenciatura na área.

02

R$ 1.291,10

Observações:

a) (*) - Número de vagas para deficientes, do total de vagas oferecidas.

b) (**) São denominações usuais dos cursos da área de Informática e Computação: Engenharia de Computação, Bacharelado em Sistemas de Informação (tradução do inglês para "Computer Information Systems"), Licenciatura em Computação, Tecnologia em Processamento de Dados, Bacharelado em Informática, Engenharia de Produção, de Software, Bacharelado em Processamento de Dados, Bacharelado em Computação, Bacharelado em Ciências em Informática, Bacharelado em Análises de Sistemas, Bacharelado em Ciências da/de Computação, Tecnologia em Informática, Licenciatura em Informática, Engenharia de Informação, Engenharia de Processamento de Dados, Engenharia de Software.

c) Remuneração inicial dos cargos disponíveis:

- Professor de Ensino Superior: Classe de Auxiliar, Nível 1 - R$ 1.496,27 (Incluídos: vencimento básico/parcela complementar do salário mínimo/GAE/GED/vantagem pecuniária individual e titulação).

- Professor de Ensino de 1º e 2º Graus: Classe C, Nível 1 - R$ 1.291,10 (Incluídos: vencimento básico/parcela complementar do salário mínimo/GAE/GEAD e vantagem pecuniária individual).

ANEXO III

INSTRUÇÕES ESPECÍFICAS

1) CARGO: PROFESSOR DE ENSINO SUPERIOR – ESPECIALIZAÇÃO

I - ATRIBUIÇÕES TÍPICAS DO CARGO - Aos ocupantes dos cargos poderão ser cometidas, entre outras, as seguintes tarefas: planejar programas, projetos e atividades ligadas às disciplinas que lecionar; elaborar planos de aula, folhas-tarefa e guias de estudos necessários ao cumprimento dos programas das disciplinas; elaborar apostilas e folhas de informações necessárias à complementação da bibliografia adotada para as disciplinas; organizar simpósios e seminários nos assuntos relativos a sua disciplina; ministrar as aulas que forem atribuídas, em consonância com as diretrizes das disciplinas e dos cursos; participar de reuniões, conselhos, comissões, conclaves, intercâmbios, bancas elaboradoras de provas e congêneres, em assuntos ligados ao ensino; orientar elaboração de teses, monografias e trabalhos afins; realizar cursos e estágios em instituições extra-Marinha em assuntos relacionados a sua disciplina.

II - CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E BIBLIOGRAFIAS

a) PARTE II DA PROVA ESCRITA DE CONHECIMENTOS PROFISSIONAIS (comum a todas as disciplinas – 10 questões)

PORTUGUÊS

Interpretação, compreensão e reescrita de textos, incluindo domínio das relações morfossintáticas, semânticas e discursivas; Elementos da comunicação, funções, usos e níveis de linguagem em adequação à situação comunicativa; Significação literal e significação contextual; Vocabulário: pertinência e especificidade; Semântica: sinonímia, hiponímia, hiperonímia, antonímia, homonímia, paronímia, polissemia, denotação e conotação; Análise e reconhecimento de tipologias e gêneros textuais; A noção de textualidade: coesão e coerência textuais; A estruturação do sentido: palavra, frase, texto e contexto; Valores semânticos dos conectivos; Sintaxe de concordância, sintaxe de regência/crase, sintaxe de colocação pronominal, sintaxe de pontuação; Ortografia e acentuação; Plural dos nomes compostos; e Emprego de tempos, modos, vozes e aspectos verbais. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: CUNHA, Celso & CINTRA, Luiz F. Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001. FIORIN, José luiz & SAVIOLI, Francisco Platão. Para entender o texto – leitura e redação. São Paulo: Ática, 1990. GARCIA, Othon Moacyr. Comunicação em Prosa Moderna: aprenda a escrever, aprendendo a pensar. Rio de Janeiro: FGV, 2003. HOUAISS, Antônio e VILLAR, Mauro de Salles. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. KOCH, Ingedore Villaça. A Coesão Textual – mecanismos de construção textual, a organização do texto, fenômenos de linguagem. 12. ed. São Paulo: Contexto, 1999. RIBEIRO, Manoel Pinto. Gramática aplicada da língua portuguesa. 16. ed. Rio de Janeiro: Metáfora, 2006. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

b) CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (30 questões)

ADMINISTRAÇÃO (Professor de Ensino Superior)

ADMINISTRAÇÃO GERAL - Conceito de Organização e Administração; Teoria da Administração Científica; Teoria Clássica; Teoria das Relações Humanas; Teoria Neoclássica de Administração; Administração por Objetivos (APO); Teoria da Burocracia; Teoria Estruturalista; Teoria Comportamental; Teoria do Desenvolvimento Organizacional (DO); Teoria de Sistemas; Teoria da Contingência; e Abordagem Contemporânea: Gestão pela Qualidade Total, Reengenharia, Gestão do Conhecimento e Capital Intelectual. GESTÃO DE PESSOAL - Princípios de Administração de Pessoal; Recrutamento e seleção de pessoal; Desenho de cargos; Descrição e análise de cargos; Avaliação de desempenho; Treinamento e desenvolvimento de pessoal; Cultura organizacional: Conceito, Níveis, e Ética; Liderança nas organizações: Conceito, Teorias, e Aplicações; Motivação: Conceito, Teorias, e Aplicações. LOGÍSTICA E ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO - Definição, missão e evolução da logística empresarial; Atividades logísticas; Classificação e codificação de materiais; Gestão de estoques; Aquisição; Armazenamento; Manuseio e acondicionamento; Transporte e distribuição; A logística integrada; Gerenciamento da cadeia de suprimentos (supply chain management); Administração da produção: Planejamento, Análise de processos, Programação, e Controle. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA - Matemática financeira: Conceitos básicos e simbologia, Juros simples e compostos – Conceitos, Juros simples – Fórmulas básicas, Juros compostos – Capitalização e desconto, Taxas de juros, Série uniforme – Prestações iguais, Valor presente líquido e taxa interna de retorno, Equivalência de fluxos de caixa, Fluxos de caixa não homogêneos, Fluxos de caixa e inflação, Métodos de análise de investimentos; Valor Presente Líquido e Orçamento de Capital; Estratégia e análise no uso do Valor Presente Líquido; Avaliação: avaliação de obrigações, avaliação de projetos (Valor Presente Líquido, Taxa Interna de Retorno, Payback, Retorno Contábil Médio e Índice de Rentabilidade. Comparação entre projetos com vidas e montantes desiguais. Risco e incerteza); e Análise financeira de balanços. PLANEJAMENTO - Fundamentos do planejamento; Formulação de objetivos; Tomada de decisão; e Administração estratégica. CONTABILIDADE - Contabilidade geral: Conceito, objetivo e objeto, Regime de caixa e competência, Patrimônio, Dinâmica patrimonial, Escrituração, e Estudo das demonstrações contábeis; Contabilidade de custos: Conceitos gerais, Classificação dos custos, Princípios contábeis aplicados à contabilidade de custos, Elementos do custo, Fluxo dos custos, Métodos de contabilização, e Critérios de avaliação de inventários; Noções de Auditoria: Conceitos básicos, Auditoria interna, Normas de auditoria geralmente aceitas, e Controle interno: princípios fundamentais. CONTABILIDADE E ORÇAMENTO PÚBLICOS - Orçamento público e Estado: Importância do tema – perspectiva atual, e Finanças públicas, política fiscal e orçamento; Orçamento público: Conceito, Evolução do orçamento público, Orçamento-programa, e Orçamento tradicional x orçamento moderno; Orçamento público federal: Sistema de planejamento e orçamento – estrutura, Princípios orçamentários, Atuação do Legislativo e do Executivo, Ciclo da proposta orçamentária (tramitação, limites, prioridades, aprovação), Plano Plurianual, Lei de Diretrizes Orçamentárias e Lei Orçamentária Anual, e Alterações orçamentárias – créditos adicionais; Controle e avaliação da execução orçamentária: Controle externo, Controle interno, e Critérios (eficiência, eficácia, efetividade); Receita pública e despesa pública: Conceitos, Estágios, e Classificação; Licitações: Conceitos, Modalidades, Processo licitatório, e Dispensa e inexigibilidade; Contratos e convênios: Conceitos, Requisitos, e Efeitos jurídicos; Tomadas e prestações de contas: Responsáveis, Processos, e Tipos; Escrituração e contabilização: Sistema orçamentário, Sistema financeiro, Sistema patrimonial, Sistema de compensação. ORGANIZAÇÃO, SISTEMAS E METODOS - Processos organizacionais: Organização, Alcance do controle, Níveis administrativos, Departamentalização e Descentralização, e Estruturas Organizacionais; Métodos e Processos: Análise administrativa, Processos empresariais, Gráficos de processamento. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti. Auditoria: um curso moderno e completo. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2003. BITTENCOURT, Sidney. Pregão passo a passo: uma nova modalidade de licitação. 3. ed. Rio de Janeiro: Temas & Idéias Editora, 2004.______________ . Curso Básico de Licitação. 2. ed. Rio de Janeiro: Temas & Idéias Editora, 2001.__________ . Curso Básico de Contratos Administrativos. Rio de Janeiro: Temas & Idéias Editora, 2000. BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. (atualizada).________ . Decreto-Lei nº 200. DOU, Seção 1, parte 1, Suplemento 39 de 27/02/1967. (atualizada)._________ . Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, DOU, Seção 1, 22/06/1993. (atualizada)._______________ . Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964, DOU, 23/03/1964. (atualizada). CHIAVENATO, Idalberto. Administração nos Novos Tempos. 2. ed. São Paulo: Campus, 2004._____________ . Introdução à Teoria Geral da Administração. 7. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2003. . Recursos Humanos: O capital humano das organizações. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2004. CURY, Antonio. Organização e Métodos: uma visão holística. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2005. EQUIPE PROFESSORES DA FEA/USP. Contabilidade introdutória. 9. ed. São Paulo: Ed. Atlas, 1998. GIACOMONI, James. Orçamento Público. 13. ed. São Paulo: Atlas, 2005. LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL (LRF), Lei Complementar Federal n.º 101 de 04 de maio de 2000. MARTINS, Eliseu. Contabilidade de custos. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2003. MARTINS, Petrônio Garcia, CAMPOS, Paulo Renato. Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais. São Paulo: Saraiva, 2003. MARTINS, Petrônio Garcia, LAUGENI, Fernando Piero. Administração da Produção. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2005. PISCITELLI, Roberto Bocaccio, TIMBÓ, Maria Zulena Farias, ROSA, Maria Berenice [et al.]. Contabilidade pública: uma abordagem da administração financeira pública. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2004. PREGÃO ELETRÔNICO, Decreto n.º 5.450, de 31 de maio de 2005. PUCCINI, Abelardo de Lima. Matemática Financeira: objetiva e aplicada. 7. ed. São Paulo: Saraiva, 2006. ROSA, Marcio Fernando Elias. Direito Administrativo: Sinopses Jurídicas. 7. ed. São Paulo: Saraiva, 2005. v. XIX. STEPHEN, Ross [Et Al.]. Administração Financeira. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2002. A legislação acima relacionada poderá ser consultada na Internet no endereço: www6.senado.gov.br/sicon/PreparaPesquisa.action. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

CIÊNCIAS NÁUTICAS (Máquinas) (Professor de Ensino Superior)

Aplicação da automação nos navios; Tipos de sistemas de controle automático (automação); Normas Técnicas aplicadas ao controle automático de processos industriais; Elementos de controle automático de processos industriais (Controlador, somador, transdutor, transmissor, elemento final de controle, sensor); Diagrama de blocos de sistema de controle automático dos principais processos industriais de navios mercantes; Características gerais dos instrumentos e termos técnicos dos sistemas de medição de processo (perturbação, realimentação, variáveis: controlada, manipulada, de referência, secundária amplitude, alcance, escala de zero suprimido, escala de zero elevado, erro, precisão, zona morta, repetibilidade, resolução, sensibilidade, banda morta, histereses, linearidade e conformidade, tempo morto, tempo constante); Protocolo de comunicação (tipos de sinais de comunicação) empregados no controle automático de processos industriais (pneumático, hidráulico, elétrico, eletrônico analógico e digital); Tecnologias de comunicação de dados (SENSORBUS, DEVICEBUS, DATABUS, PROFIBUS E FIELDBUS); Identificação e símbolos dos instrumentos; Diagrama de P&I de malha de controle; Medição de pressão: conceitos, métodos de medição (coluna de líquido, peso morto, por deformação, por tensão resultante, elemento elástico, Strain gage, resistivo, magnético com variação de indutância, relutância e capacitivo); Medição de temperatura: Conceitos fundamentais, termômetros, sensores elétricos (termopar, termoresistência, termistores) e pirômetro de radiação eletromagnética; Medição de vazão: fatores que afetam a medição da vazão e métodos de medição (placa de orifício, tubo Pitot, eletromagnético, ultra-sônico, rotâmetro, vortex, coreólis e turbina). Medição de nível: fatores que afetam à medição de nível e métodos de medição(bóia magnética, pressão diferencial, condutivo, capacitivo e radioativo); Controlador pneumático; controlador de duas posições (0n/off); Controlador de ação de controle proporcional; Ação de controle proporcional mais integral (PI); Característica da ação de controle derivativa; Controlador de ação de controle PID em um sistema de malha fechada; Portas lógicas; Tabelas verdade dos problemas lógicos propostos, relativos ao controle automático de processos industriais aplicados a navios; Expressões algébricas booleanas dos problemas lógicos propostos, relativos a sistemas de controle automático de processos industriais aplicados a navios; Esquemas de portas lógicas correspondentes aos problemas lógicos propostos, relativos a sistemas de controle automático de processos industriais aplicados a navios; Linguagem de programação utilizada nos controladores lógicos programáveis (CLP); Programação para CLP em linguagem Ladder de: acionamento direto; lógica de inversão; lógica “E”; lógica “OU”, lógica “NÃO” ; lógica “NÃO E”; lógica “NÃO OU”; lógica “ OU EXCLUSIVA”; lógica “NÃO OU EXCLUSIVA”; circuito de retenção; bobina latch; bobina unlatch; circuito de comutação; comutação com dupla pilotagem; temporizadores e contadores; Comando e controle pneumático e eletropneumático: produção e distribuição de ar comprimido de controle; atuadores; válvulas de comando (básicas e elétricas); Normas; simbologia, controle elétrico-pneumático e interpretação e análise de diagramas; Comando e controle hidráulico e eletrohidráulico: características dos óleos; válvulas de comando (básicas e elétricas); Normas; simbologia, e interpretação análise de diagramas. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: BEGA, Egidio Alberto (organizador). Instrumentação Industrial. 2. ed. Rio de Janeiro: Interciência, IBP, 2006. DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS. OLIVEIRA, F. Diocélio Alencar. Curso APMQ - Módulo 5 - Automação. Rio de Janeiro: CIAGA, 2001. FESTO DIDACTIC. Introdução a hidráulica. São Paulo: FESTO DIDACTIC, 1983. FIALHO, Arivelto Bustamante. Instrumentação Industrial. São Paulo: Érica, 2006.__________. Automação Pneumática. 4. ed. São Paulo: Érica, 2003. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradores de provas e para os candidatos.

CIÊNCIAS NÁUTICAS (Náutica) (Professor de Ensino Superior)

SISTEMAS DE NAVEGAÇÃO E CONTROLE - Navegação, Meteorologia, Oceanografia Física, Modelagem Veículos Marítimos, Forças Ambientais, Estabilidade e Controle, Dinâmica do Navio, Controle Automático de Navios. SISTEMAS E REDES – Threads e Processos, DeadLocks, Gerenciamento de Memórias, Sistemas de Processamento Distribuído, Topologias de Redes, Protocolo TCP/IP. MECÂNICA DOS FLUIDOS - Cinemática, Princípios de Conservação da Massa e da Quantidade de Movimento; Teoria Linear de Ondas; Camada Limite. PRINCÍPIOS DE ARQUITETURA NAVAL - Estabilidade intacta e avariada do navio. Resistência e propulsão. Movimento do navio em ondas. Controlabilidade e manobrabilidade do navio. SISTEMAS PORTUÁRIOS E REBOCADORES – dinâmica de gerência segura em canais de acesso em função da geometria do navio e do canal de acesso, bacia de evolução, berços de manobra e atracadouros e emprego de rebocadores. GERÊNCIA DE PASSADIÇO – gerência de equipamentos de navegação e recursos humanos. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: BOWDITH, Nathanael. American Practical Navigator. Bethesda, Maryland: Defense Mapping Agency Hydrographic/Topographic Center, 1995. 873p. il. CONVENÇÃO SOBRE REGULAMENTO INTERNACIONAL PARA EVITAR ABALROAMENTO NO MAR, 1972. Incorporando as alterações adotadas pelas resoluções A.464 (XII), A. 626 (15), A.678 (16), A. 736 (18) e A.910 (22), (RIPEAM-72). 5. ed. Rio de Janeiro: DPC, 2003. 109 p. il Texto em Inglês e Português. FOSSEN, Thor I. Guidance and Control of Ocean Vehicles. ISBN 0471941131 [S.l.]: John Wiley & Sons. HENSEN, Captain Henk. TUG USE IN PORT A Pratical Guide the Nautical Institute (Edição atualizada). KUNDU, Pijush K. Cohen, Ira M. Fluid Mechanics. ISBN 0121782514 [S.l.]: Academic Press. LEWIS, Eduard. Principles of Naval Architecture. SNAME (The Society of Naval Architects and. LOBO, Paulo Roberto Valgas; SOARES, Carlos Alberto. Meteorologia e Oceanografia, Usuário Navegante. Rio de Janeiro, CIAGA. 1999. 482 p. MALONEY, Elbert S. Dutton’s Navegation and Piloting. Annapolis, Maryland: Naval Institute Presse, 1978. 910p. il. MIGUENS, Altineu Pires. Navegação: a Ciência e a Arte. Rio de Janeiro: DHN, 1996, 2000. SWIFT, Captain A. J. Bridge Team Management – A Pratical Guide. The Nautical Institute. TANENBAUM, Andrew S. Sistemas Operacionais Modernos. ISBN 8587918575 [S.l.]: Campus.____________________ . Redes de Computadores. ISBN 8535211853 [S.l.]: Prentice Hall Brasil Marine
Engineers, vols. I, II e III. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradores de provas e para os candidatos.

ECONOMIA (Professor de Ensino Superior)

SISTEMA ECONÔMICO: Conceito, funções do sistema econômico; fluxos real e nominal e suas inter-relações; curva de possibilidade de produção e os mercados de fatores e de bens e serviços, eficiência produtiva e alocativa. MICROECONOMIA: introdução à análise microeconômica e seu campo de atuação; restrição orçamentária; teoria do consumidor; equilíbrio do consumidor; obtenção da curva da demanda; teoria de produção, os custos da produção, o equilíbrio na produção e obtenção da curva de oferta; curvas de receita/custo; análise do equilíbrio de mercado, elasticidade da demanda e da oferta; estrutura de mercado (concorrência perfeita e imperfeita); equilíbrio geral de mercado e alocação de recursos; preço de mercado e custo de fator; análise do insumo-produto; excedente do produtor e do consumidor; economia do bem-estar; a tributação na análise do equilíbrio (imposto específico e ad valorem); e Teoria dos Jogos. CONTABILIDADE NACIONAL: sistema de contas nacionais; os agregados macroeconômicos; identidade entre renda, produto e despesa; balanço de pagamento, as contas nacionais do Brasil. MACROECONOMIA: conceitos básicos - teoria da determinação da renda de equilíbrio; variáveis e funções macroeconômicas; o mercado de bens; despesas de consumo, investimento, gastos do governo, exportações e importações e seus efeitos sobre o mecanismo de equilíbrio; os multiplicadores e seus efeitos; o mercado monetário; o equilíbrio IS e LM, obtenção da demanda agregada; a produção, o mercado de mão de obra e a oferta agregada; análise do equilíbrio de demanda e oferta agregada e as alterações de equilíbrio; o mercado externo, o balanço de pagamentos; o equilíbrio entre mercado interno e externo (o equilíbrio entre IS, LM e BP); inflação e desemprego; a curva de Phillips; teoria neoclássica. ECONOMIA INTERNACIONAL: as teorias do comércio internacional; o balanço de pagamentos: - ajustamento automático do BP – políticas de ajustamento; o mercado de câmbio; os mecanismos utilizados no comércio internacional; e sistema monetário internacional. ECONOMIA DO SETOR PÚBLICO: característica do setor público e suas influências na atividade econômica; classificação do dispêndio público, política fiscal, financiamento compensatório e tributação; o orçamento e sua ação como instrumento de controle governamental; fundamentos, formas e funções do governo; atividades financeiras do Estado; déficit público e a política econômica; política orçamentária; processo orçamentário no Brasil; e análise da Lei de Responsabilidade Fiscal. ECONOMIA MONETÁRIA: ajustamento macroeconômico; sistema monetário internacional: moeda (origem, funções e características); a demanda de moeda, a oferta de moeda e o equilíbrio; teoria monetária; objetivos e instrumentos. Inflação (conceito e teoria). ECONOMIA BRASILEIRA: o processo de substituição de importações; planos de desenvolvimento econômico; planos de estabilização econômica; o Brasil e o comércio exterior; desequilíbrios regionais na economia brasileira; o processo inflacionário brasileiro; a experiência brasileira em política econômica. MATEMÁTICA FINANCEIRA: juros; planos equivalentes de financiamento; série uniforme; equivalência de fluxos de caixa; taxa de retorno e valor presente líquido. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: CASTRO, Antônio Barros de; SOUZA, Francisco Eduardo Pires de. A economia brasileira em marcha forçada. 3. ed. [s.l.]: Paz e Terra, 2004. DORNBUSCH, R. & Fischer, S. Macroeconomia. 2. ed. [s.l.]: Mc Graw-Hill, 2003. FERGUSON, C. E. Microeconomia. 20. ed. [s.l.]: Forense Universitária. FURTADO, Celso. Formação Econômica do Brasil. 32. ed. [s.l.]: Nacional, 2003. GONÇALVES, Reinaldo; BAUMAN, Renato; CANUTO, Otaviano e PRADO, Luiz Carlos. A Nova Economia Internacional. [s.l.]: Elsevier Editora Ltda. 1998. GUDIN, Eugenio. Princípios de Economia Monetária. [s.l.]: Ediouro, 1987. KRUGMAN, Paul e OBSTFELD, Maurice. Economia Internacional. 6. ed. [s.l.]: Makron Books. MANKIW, N Gregory. Introdução a Economia. 3. ed. [s.l.]: Thomson Learning Edições. PINDICK, Robert e Rubinfeld Daniel. Microeconomia. 6. ed. [s.l.]: Makron Books. PUCCINI, Abelardo Lima. Matemática financeira: objetiva e aplicada. 7ª ed.[s.l.]: Saraiva, 2004. RIANI, Flávio. Economia do Setor Público. 4. ed. [s.l.]: Atlas. ROSSETI, J. P. e Lopes, J. C. Economia Monetária. [s.l.]: Atlas, 1998. ROSSETI, José Paschoal. Contabilidade Social. 7. ed.[s.l.]: Atlas. . Introdução à Economia. 20. ed. [s.l.]: Atlas. SACHS, Jeffrey e Lorrain FeIipe B. Macroeconomia. [s.l]: Makron Books,1999. VARIAN, Hal. Microeconomia. 7. ed. [s.l.]: Campus. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

EDUCAÇÃO FÍSICA (Professor de Ensino Superior)

ANATOMIA HUMANA: definições, características, classificações e elementos constituintes dos sistemas: esquelético, articular, muscular, circulatório, respiratório e nervoso; origens, inserções e ações musculares. AVALIAÇÃO FÍSICA: conceitos e princípios básicos; avaliação antropométrica – peso corporal, estatura, comprimento tronco-cefálico, envergadura, diâmetro ósseo, perimetria, composição corporal, dobras cutâneas e seus respectivos locais de medidas, protocolos da composição corporal baseados nas dobras cutâneas: Falkner, Katch e McArdle, cálculo do percentual de gordura, peso corporal desejável, índice de massa corporal (IMC), somatograma, estimativa de massa corporal desejável (MCD), interpretação prática dos resultados; somatotipo – conceitos e aplicações práticas, somatotipo de Sheldon, a técnica e o Método Antropométrico do Somatotipo de Heath-Carter, somatocarta, índices, categorias de somatotipo e respectivas escalas de classificação; avaliação: cardiorespiratória, neuromuscular e flexibilidade, aplicações práticas, testes: organização e aplicação; materiais utilizados na avaliação física. BIOMECÂNICA: conceitos e princípios básicos; conceitos cinemáticos e cinéticos para a análise dos movimentos; biomecânica: do crescimento e desenvolvimento dos ossos, das articulações e dos músculos do corpo humano, da extremidade superior, da extremidade inferior, da coluna vertebral; cinemática linear e angular do movimento humano; cinética linear e angular do movimento humano; equilíbrio e movimento humano; movimento humano nos fluidos. FISIOLOGIA HUMANA: morfologia, constituição e fisiologia celular; definições, características, classificações, tipos e funções dos tecidos, órgãos e sistemas: ósteo-articular, muscular, circulatório, respiratório e nervoso. FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO: controle do ambiente interno – homeostasia, sistemas de controle do corpo humano, natureza dos sistemas de controle; bioenergética – transformação biológica de energia, substratos para o exercício, fosfatos de alta energia, produção aeróbica e anaeróbica de ATP, rendimento da produção aeróbica de ATP, eficiência da fosforilação oxidativa, controle da produção de energia, interação entre as formas de produção de ATP; metabolismo do exercício – transição do repouso para o exercício, respostas metabólicas, recuperação do exercício relacionada com a duração e a intensidade, fatores que controlam a seleção do substrato; mensuração do trabalho, potência e gasto energético; respostas hormonais ao exercício; contração muscular e os mecanismos fisiológicos do comportamento dinâmico; adaptações circulatórias, respiratórias e musculares ao exercício; respiração e equilíbrio ácido-básico durante o exercício; regulação da temperatura corporal durante o exercício; fisiologia do treinamento e seus efeitos sobre o consumo máximo de oxigênio, desempenho físico, homeostasia e força; mecanismos e regulações fisiológicas dos sistemas neuromuscular e cardiorrespiratório; testes de esforço físico para avaliar a função cardiorrespiratória, neuromuscular e para a avaliação do desempenho; prescrição de exercícios para a manutenção da saúde e para condicionamento físico; exercícios para indivíduos diabéticos, cardiopatas e hipertensos; fatores que podem afetar o desempenho físico; treinamento para desempenho físico e para mulheres atletas; exercício físico e a influência do meio ambiente; recursos ergogênicos, doping e suas influências sobre o organismo humano. NATAÇÃO: organização e proposta pedagógica, vantagens da organização pedagógica, planejamento e suas fases; conteúdo programático do aprendizado, propriedades da água, aprendizado e aperfeiçoamento dos quatro nados: crawl, costas, peito e golfinho; iniciação ao treinamento: os princípios do treinamento, avaliação, aspectos fisiológicos do treinamento, periodização do treinamento, plano de expectativa, ciclos do treinamento, treinamento técnico dos quatro nados: crawl, costas, peito e golfinho; regras oficiais de natação. NUTRIÇÃO: objetivos nutricionais; padrões da nutrição; classes de nutrientes; composição corporal; dieta, exercício físico, obesidade e controle de peso; alimentação para o treinamento, competição e recuperação; composição corporal e nutrição para a saúde e para o desempenho. ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO ESPORTIVA: organização de torneios e campeonatos; tipos de eliminatórias e rodízios; processos de combinações e escalas; elaboração de chaves, cálculo do número de jogos, rodadas e isentos; conceitos de administração relacionados ao esporte, administração de eventos esportivos; regulamentos e códigos esportivos. PEDAGOGIA DO DESPORTO: definições, conceitos e orientações; das dimensões do desporto; dimensões pedagógicas do desporto; análise e ensino das modalidades desportivas. SOCORROS DE URGÊNCIA: conceitos, prevenção de acidentes, exame físico dos sinais vitais, identificação de estruturas lesadas, procedimentos de socorros de urgência em casos de: ferimentos, hemorragias, insolação e intermação, hipertermia e hipotermia, acidentes causados pelo frio, queimaduras, fraturas e bandagens, entorse, luxação, distensão muscular, envenenamento, mal súbito, vertigem, síncope, desmaio, coma, convulsão e perturbação mental, estado de choque, choque elétrico, corpos estranhos nos olhos, ouvidos e vias aéreas superiores, mordidas de animais raivosos, picadas de animais peçonhentos, paradas respiratórias em casos de afogamentos, asfixia e outras ocorrências, métodos de retirada de líquido ingerido do afogado, parada cardíaca e massagem cardiorespiratória e transporte de acidentados. TREINAMENTO DESPORTIVO: conceitos - princípios científicos; organização; preparação técnico-tática; preparação física: qualidades físicas e suas divisões – definições, hierarquia de treinamento das qualidades físicas, fases e divisões da preparação física, meios e métodos de preparação física, efeitos do treinamento desportivo sobre o organismo humano, controle do treinamento e variáveis que podem influenciar o desempenho esportivo; preparação psicológica. REGRAS ATUALIZADAS DOS DESPORTOS: atletismo, basquete, futebol, natação e voleibol. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: CHIESA, Luiz Carlos. Musculação: aplicações práticas. Rio de Janeiro: Shape, 2002. CORRÊA, Célia Regina Fernandes; MASSAUD, Marcelo Garcia. Natação: da iniciação ao treinamento. 2. ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2003. DANTAS, Estélio, H. M. A prática da preparação física. 5. ed. Rio de Janeiro: Shape, 2003. FATTINI, C. A.; DANGELO, J. G. Anatomia humana sistêmica e segmentar. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2000. FERNANDES FILHO, José. A prática da avaliação física. 2. ed. Rio de Janeiro: Shape, 2002. HALL, Susan J. Biomecânica básica. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. KAMEL, Guilherme. A Ciência da musculação. Rio de Janeiro: Shape, 2004. MAUGHAN, R; GLEESON, M; GREENHAFF, P.L. Bioquímica do exercício e do treinamento. São Paulo: Manole, 2000. MCARDLE, William et al. Fisiologia do exercício: energia, nutrição e desempenho humano. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003. MCARDLE, W.; KATCH, F. I.; KATCH, V. L. Fundamentos de fisiologia do exercício. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002. MOORE, K. L.; DALLEY, A. F. Anatomia orientada para a clínica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. NOVAES, Jefferson da Silva; NOVAES, Geovanni da Silva. Manual de primeiros socorros para eduação física. Rio de Janeiro: Sprint, 1994. POWERS, Scott K.; HOWLEY, Edward T. Fisiologia do exercício: teoria e aplicação ao condicionamento e ao desempenho. 3. ed. São Paulo: Manole, 2000. SPRINT. Organização de competições: torneios e campeonatos. 21. ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2003. TANI, Go; BENTO, J. O.; PETERSEN, R. D. S. Pedagogia do desporto. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006. TUBINO, Manoel J. G.; MOREIRA, Sérgio Bastos. Metodologia científica do treinamento desportivo. 13. ed. Rio de Janeiro: Shape, 2003. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

ELETRICIDADE (Professor de Ensino Superior)

CONCEITOS BÁSICOS E LEIS BÁSICAS: Carga elétrica, corrente, tensão, potência e energia. Conversão passiva de sinais. Elemento de circuito. Fontes de tensão e de corrente independentes ou dependentes (controladas). Associações de fontes independentes e resistências. Lei de Ohm e leis de Kirchoff. Divisores de tensão e corrente. Instalações elétricas DC. CIRCUITOS RESISTIVOS: Métodos das tensões de nó e das correntes de malha ou de laço. Superposição, transformação de fonte, teorema de Thévenin e Norton. Máxima potência transferida. RESISTORES NÃO LINEARES: Curvas características das relações tensão-corrente. Diodos a vácuo, semicondutores e Zenner. Pontos de operação. Retas de cargas. Diodos LED (emissores de luz), fotodiodo e semicondutor a “laser”. ELEMENTOS ARMAZENADORES DE ENERGIA: Capacitâncias e indutâncias. Relações tensão-corrente, potência e energia. Inércias de tensão e corrente. Associações. Respostas dos circuitos RC e RL: livre, a um degrau, ao pulso, ao impulso e senoidal. CIRCUITO DE 2ª ORDEM: Respostas livre e a um degrau dos circuitos RLC série e paralelo e dos seus casos particulares LC respectivos. REGIME PERMANENTE SENOIDAL: Fasores tensão e corrente. Impedâncias e admitâncias complexas. Associações. Triângulo de impedância. Leis de Kirchhoff, divisores de tensão e de corrente, métodos de análise e teoremas de Thévenin e Norton. Ressonância dos circuitos em geral. Curvas de respostas de freqüência dos circuitos RLC série e paralelo. POTÊNCIA E TRANSFORMADOR: Potências instantânea e média. Máxima transferência de potência média. Valores eficazes de correntes e tensões periódicas. Potência aparente e fator de potência. Potências complexa e reativa. Triângulo de potências. Conservação da potência complexa. Instalações elétricas AC monofásicas. Correção do fator de potência. Transformadores real e ideal. Reflexões de impedâncias. Circuitos equivalentes. SÉRIE DE FOURIER: Formas trigonométricas e exponencial. Espectro de freqüência complexo. Respostas de circuitos em regime permanente, circuitos filtros, amplitude e fase de um harmônico de ordem n e potência média. Função de transferência H (jn~o). FUNÇÃO DE TRANSFERÊNCIA: Definição e determinação de H(s). Diagrama de pólos e zeros de H(s). Escala decibel. Diagramas de Bode das funções H(s), com pólos e zeros reais, simples e/ou repetidos. CIRCUITOS MAGNÉTICOS: Analogia com os circuitos elétricos DC. Curva de magnetização B ~ H do material do núcleo do circuito magnético. CIRCUITOS TRIFÁSICOS: Tensões de linhas e fases balanceadas. Seqüência de fases dos geradores estrela e triângulo. Cargas balanceadas estrela e triângulo e transformações estrela-triângulo ou vice-versa.Circuitos dos quatro tipos balanceados. Potência nos circuitos balanceados. GERADOR E MOTOR ELEMENTARES DC: Princípios de funcionamento. Forças eletromotriz e contra-eletromotriz de movimentos e induzidas. Conservação das respectivas potências. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: ALEXANDER, Charles K & SADIKU, Matthew N.O. Fundamentals of Electric Circuits. 3ª rd edition. Rio de Janeiro: Ed. Mc Graw – Hill, 2007. CLOSE, Chares M. Circuitos Lineares. 1. ed. Rio de Janeiro: Ed. LTC, 1975. FLARYS, Francisco. Eletrotécnica Geral (Teoria e exercícios resolvidos). 1. ed. São Paulo: Manole, 2006. NILSON, James W. & RIEDEL, Susan A. Circuitos Elétricos. 6. ed. Rio de Janeiro: Ed. LTC, 2003. IRWIN, J. David. Análise de Circuitos em Engenharia. 4. ed. São Paulo: Ed. Makron Books, 2000. QUEVEDO, Carlos P. Circuitos Elétricos e Eletrônicos. 2. ed. Rio de Janeiro: Ed. LTC, 2000.___________. Eletromagnetismo. 2. ed. São Paulo: Edições Loyola, 1993. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

ELETRÔNICA (Ênfase em Detecção) (Professor de Ensino Superior)

Diodo Semicondutor: Semicondutores, estrutura cristalina e portadores de corrente; Bandas de energia, condutores, isolantes e semicondutores; Dopagem do semicondutor, junção PN e polarização da junção; Fabricação de dispositivos discretos e intregrados; Especificações do diodo semicondutor e limites de operação; e Diodo túnel, diodo emissor de luz, foto-diodo, diodo varicap, célula fotoelétrica, célula solar, termistor, laser e fibras óticas. Aplicações do Diodo em Circuitos Eletrônicos: Circuitos DC; Circuitos limitadores e grampeadores; Retificadores a diodo; Filtro capacitivo e tensão de ondulação (ripple); Regulador de tensão a diodo Zener e reguladores de tensão integrados; e Fonte de alimentação convencional: simulação em computador e prática de laboratório. Transistores: Tipos de transistores; Transistores bipolares. Coeficientes de amplificação; Curvas características e limites de operação; Regiões de operação; e Dissipação de calor. O Transistor em DC: análise qualitativa e quantitativa das técnicas de polarização e estabilização do transistor. O Transistor em Amplificação de Pequenos Sinais: Análise do comportamento do transistor para pequenos sinais e uso do modelo híbrido; Definição dos ganhos de corrente, de tensão e de potência e de impedâncias de entrada e saída; Análise qualitativa e quantitativa do comportamento de um transistor como amplificador; Transistor a Efeito de Campo (FET); Métodos utilizados nos acoplamentos interestágios: e Amplificador a transistor: simulação em computador e prática de laboratório. Amplificação de Grandes Sinais: Análise do comportamento do transistor para grandes sinais e identificação das diversas classes de operação; Análise qualitativa e quantitativa do funcionamento e desempenho dos amplificadores de potência nas diversas classes de operação; Funcionamento e desempenho de um amplificador de áudio típico; e Amplificador de grandes sinais: simulação em computador e prática de laboratório. Amplificadores Diferenciais e Operacionais: funcionamento de um amplificador operacional; Análise qualitativa e quantitativa do desempenho de um amplificador operacional e de sua operação e desempenho em circuitos típicos de malha aberta e malha fechada; e Amplificador operacional: simulação em computador e prática de laboratório. Realimentação e Osciladores Senoidais: feitos e identificação dos diversos tipos de realimentação; Análise qualitativa e quantitativa de um amplificador realimentado; Osciladores senoidais. Circuitos Especiais e Tiristores: análise do funcionamento de Multivibradores; análise do funcionamento de Osciladores de Relaxação; descrição da estrutura, simbologia e curvas características do DIAC, SCR e TRIAC; análise de circuitos de aplicação dos tiristores ; e Circuitos especiais e tiristores: Simulação em computador e prática de laboratório. Fontes Reguladas: Reguladores CC - Fontes estabilizadas; Fonte regulada CC com saída variável, pré-regulação e proteção contra sobrecargas; e Fontes reguladas integradas. Circuitos limitadores e Grampeadores. Circuitos limitadores; Circuitos grampeadores; e Circuito limitador-grampeador. Circuitos Inversores, Multivibradores e Comparadores: Circuitos inversores; Circuitos multivibradores astáveis utilizando componentes discretos e integrados; Circuitos multivibradores monoestáveis utilizando componentes discretos e integrados; Circuitos multivibradores biestáveis utilizando componentes discretos e integrados; e Circuitos comparadores utilizando componentes discretos e a amp-op. Dispositivos de Resistência Negativa: princípio de funcionamento dos dispositivos de resistência negativa; Estados estáveis e não estáveis dos circuitos utilizando dispositivos de resistência negativa; e Circuitos típicos utilizando dispositivos de resistência negativa. Geradores de Base de Tempo: sinal de base de tempo e sua utilização nos circuitos geradores de base de tempo; Circuitos geradores de base de tempo utilizando componentes discretos; e Funcionamento de um temporizador integrado e de sua utilização nos diversos modos de operação. Radar de Pulsos: princípio de operação de um radar de pulso, principais características e fatores que afetam o seu desempenho; funcionamento e características de um transmissor radar de pulso genérico; funcionamento e características de um receptor radar genérico; funcionamento de indicadores radar e principais tipos de apresentação nas telas da VRC; funcionamento das chaves de antena (Duplexadores); linhas de transmissão, guias de onda e antenas utilizadas nos sistemas radar; Controles operacionais de um radar de pulso genérico e os circuitos a eles associados; Funcionamento de um radar de pulso genérico; Alcance radar (Equação radar); e Princípio de operação (varreduras sequencial e monopulso) dos radares de rastreamento. Outros Métodos Radar: Efeito Doppler Eletromagnético e sua utilização na medida da velocidade; princípio de operação de um radar CW - DOPPLER; princípio de operação de um radar CW-FM; e princípio de operação de um radar MTI. Guerra Eletrônica: principais aspectos da guerra eletrônica; princípios de operação dos sistemas e equipamentos usados na Guerra Eletrônica; e princípio de operação de um sistema de IFF. Sonar – Ecobatímetro: características e comportamento da propagação do som no mar; princípios de funcionamento de um sonar em ecotelemetria e em hidrofonia; princípios de operação dos transdutores sonar; funcionamento de um sonar onidirecional genérico; O efeito Doppler aplicado à ecotelemetria; alcance sonar (Equações Sonar); e funcionamento de um ecobatímetro genérico. A corrente elétrica: força eletromotriz e corrente elétrica, Lei vetorial de Ohm, aterramento e pára-raios. Tópicos especiais: atração norte - sul nos ímãs, fita magnética e alto-falante, microfone, odômetro eletromagnético, energia. Equações de Maxwell e vetor de Poynting: corrente de deslocamento, condições de contorno, potência, polarização de campo. Ondas Eletromagnéticas: propagação, reflexão e refração, avião e navio invisíveis, comunicação com submarinos. Linhas de transmissão: parâmetros distribuídos, impedância característica, reflexão, potência, casamento, atenuação. Conceitos básicos de antenas: dipolo curto e de meia onda, ganho; atenuação no espaço livre, Satélite geoestacionário, Equação radar. Tipos de antenas: antenas usadas na Marinha, Resistência de Irradiação, parabólica, rômbica e log - periódica. Guias de onda: guias retangulares, freqüência de corte, cavidade ressonante T mágico. Sistemas Digitais: conceitos básicos; circuitos lógicos combinacionais; Flip-Flop; contadores e registradores; aritmética binária; famílias lógicas; conversores A/D e D/A; microprocessadores; arquitetura básica de sistemas digitais. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: BOYLESTAD e NASHELSKY - Dispositivos Eletrônicos e Teoria dos Circuitos. New Jersey: Prentice Hall, 1982. CHENG, D. K. Field and Wave Eletromagnetics. [S.l.]: Addison Wesley, 1992. CLOSE, C. M. Circuitos Lineares. Rio de Janeiro: LTC, 1975. DESOER, C. E. Teoria Básica de Circuitos. Rio de Janeiro: LTC, 1979. FORTES, Agostinho. Apostila de Circuitos Especiais (CES). Rio de Janeiro: Escola Naval. . Apostila de Detecção. Rio de Janeiro: Escola Naval. HA YT, William. Eletromagnetismo. [S.l.]: Livros Técnicos e Científicos, 1994. H. P. Introductorv Eletromagnetics. [S.l.]: John Wiley & Sons, 1991. JORDAN, E. C. Eletromagnetic Waves and Radiating Svstems. [S.l.]: Prentice Hall, 1980. J. URICK, Robert. Principles of Underwater Sound. [S.l.]: Mc Graw Hill. MALVINO, A. P. Eletronic Principles. 6. ed. [S.l.]: Mc Graw-Hill, 1999. MILLMAN J. e HALKIAS. Eletrônica. [S.l.]: Mc Graw Hill, 1981. MILLMAN and TAUB. Pulse, Digital and Switching Waveforms. [S.l.]: Mc Graw Hill. NEFF, NATHANSON, Fred. Radar Design Principles. [S.l.]: Mc Graw Hill. QUEVEDO, C. P. Circuitos Elétricos. Rio de Janeiro: LTC, 1988. . Circuitos Elétricos e Eletrônicos. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2000.________ . Eletromagnetismo. [S.l.]: Loyola, 1993. RAMO,WHINNERY, VANDUZER. Campos e Ondas em Eletrônica de Comunicações. [S.l.]: Guanabara Dois, 1980. SKOLNIK, Merril. Introduction to Radar Systems. [S.l.]: Mc Graw Hill. TOCCI, RONALD J. Sistemas Digitais: Princípios e Aplicações. 5. ed. Rio de Janeiro: Prentice Hall do Brasil, 1994. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

ENGENHARIA MECÂNICA / ELÉTRICA / ELETRÔNICA (Ênfase em Controle de Sistemas) (Professor de Ensino Superior)

Modelagem Matemática de Sistemas Físicos: Equações diferenciais representativas de sistemas físicos; Não linearidades, aproximações lineares de sistemas físicos; Transformada de Laplace, teoremas e propriedades da transformada de Laplace, a transformada de Laplace inversa; Função de transferência e integral de convolução; Modelagem no domínio da freqüência de sistemas mecânicos, elétricos, eletrônicos, sistemas de nível de líquidos, sistemas pneumáticos, hidráulicos e térmicos; Modelos em diagramas de blocos; Modelos em diagramas de fluxo de sinal; Redução de diagramas de blocos, regra de Mason; Variáveis de estado de sistemas dinâmicos, equação diferencial de estado, representação matricial das equações de estado, diagramas de fluxo de sinal das equações de estado, conversão de espaço de estados para função de transferência e vice versa. Características de Sistemas com Retroação: Sistemas de controle malha aberta e malha fechada; Sistemas de primeira e de segunda ordem, sistemas de ordem superior; Sensibilidade a variações de parâmetros; Análise da resposta transitória e do regime estacionário; Realimentação de velocidade; Sinais de perturbação; Efeitos e limitações da realimentação; Efeitos de terceiro pólo ou zero em um sistema de segunda ordem; Localização das raízes do plano s e a resposta transitória: Índices de desempenho. Estabilidade: Conceito de estabilidade; Critério de estabilidade de Routh Hurwitz; Estabilidade relativa de sistemas de controle com retroação, Estabilidade no espaço de estados. Erro de Regime: Erro de estado estacionário com retroação unitária e não unitária; Constantes de erro; Tipo de sistema; Erros estacionários devido a perturbações; Sensibilidade. Lugar Geométrico das Raízes: Conceito, propriedades e procedimento do lugar das raízes; Sensibilidade dos pólos; Análise de sistemas pelo lugar das raízes; Sistemas com realimentação positiva; Lugar das raízes em sistemas com atraso de transporte. PID: Efeitos das ações de controle integral e derivativo no desempenho de sistemas; Controle proporcional; Controle proporcional integral; Controle proporcional derivativo; Controle proporcional integral derivativo; Saturação por ação integral; Sintonia para controle PID; Controle com dois graus de liberdade; Alocação de zeros na melhoria de resposta. Resposta em freqüência: Diagramas de Bode de magnitude e fase; Diagramas de Bode assintóticos; Diagramas polares; Sistemas de fase não mínima; Mapeamento de contorno; Critério de estabilidade de Nyquist; Estabilidade relativa por intermédio de diagramas de Bode e diagramas de Nyquist; Especificações de desempenho no domínio da freqüência; Banda passante; Estabilidade de sistemas com retardo; Características de erro de estado estacionário a partir de resposta em freqüência; Controladores PID no domínio da freqüência. Projeto de Sistemas com retroação: Controladores de avanço, de atraso e de avanço-atraso, pelo método do lugar das raízes; Controladores de avanço, de atraso e de avanço-atraso pelo método de resposta em freqüência; Compensação por retroação; Compensação de sistemas com atraso de transporte. Análise e Projeto de Sistemas por Variáveis de Estado: Teorema de Cayley Hamilton; Matriz exponencial, matriz de transição de estado, solução de equação de estado no domínio do tempo e no domínio da freqüência; Controlabilidade e observabilidade; Forma canônica de variáveis de fase, forma canônica do observador, forma canônica diagonal e forma canônica de Jordan; Autovalores e autovetores; Transformação de similaridade e diagonalização de matrizes; Estabilidade de sistemas no espaço de estados; Estabilidade de entrada limitada - saída limitada; Estabilidade assintótica e estabilidade segundo Liapunov; Erro de estado estacionário de sistemas no espaço de estados; Alocação de pólos usando variáveis de estado; Fórmula de Ackermann; Projeto de controladores; Projeto de servosistemas; Projeto de observadores de estado; Projeto de sistemas reguladores com observadores; Projeto de sistemas de controle com observadores. Controle Digital: Sinais e sistemas discretos; Propriedade dos sistemas discretos; Equações de diferença; Convolução discreta; Transformada z, teoremas e propriedades da transformada z, transformada z inversa; Amostragem, escolha da freqüência de amostragem; Conversão A/D e D/A; Funções de transferência de sistemas de controle discreto; Discretização de equação diferencial de estado; Solução de equação de estado pelo método da transformada z; Lugar das raízes de sistemas discretos; Aplicação do lugar das raízes ao projeto de controladores; Resposta em regime permanente, erros de estado estacionário; Resposta transitória; Estabilidade, critério de Routh e critério de Jury; Critério de Nyquist; Controlabilidade e observabilidade; Imposição de pólos em malha fechada; Realimentação de estado; Realimentação via observador assintótico de estado; Métodos de discretização de sistemas contínuos; Álgebra de diagramas de blocos de sistemas controlados por computador; Reprojeto de analógico para digital; Métodos de projeto de sistemas em tempo discreto; Implementação de controladores digitais. Instrumentação. Teoria e Propagação de Erros: Ferramentas de estudo dos erros; Propagação de erros; método de Kleine e McClintock; Erro em instrumentos analógicos, erro em instrumentos digitais; Medição de temperatura, medição de pressão, medição de forças e torque; Extensiometria e transdutores de força; Medição de nível; Medição de luz. Lógica: Sistemas numéricos e códigos; Álgebra lógica, portas lógicas, circuitos lógicos combinacionais; Contadores, registros; Computadores, controladores lógicos programáveis. Amplificadores Operacionais: Operação diferencial e modo-comum; Amp-op. básico; Circuitos a Amp-Op. prático; Especificações do Amp-Op.; Parâmetros de desequilíbrio DC; Especificações do Amp-Op.; Circuitos de aplicação; Multiplicador de ganho constante; Soma de tensões; Buffer de tensões; Fontes controladas; Circuitos para Instrumentação; Filtros ativos; Comparadores; Aplicações em sistemas de controle e automação. Conversores A/D e D/A: Sinais analógicos e sinais digitais; Conversão Analógico/Digital, aquisição de dados; multiplexação; amostragem, retenção, quantificação e codificação; Tipos de conversores A/D, conversor A/D com comparador, conversor A/D com rampa em escada, conversor A/D de aproximações sucessivas, conversor A/D de rampa única, conversor A/D de dupla rampa; Conversão Digital/Analógico, parâmetros; Tipos de conversores D/A, conversor D/A com resistências ponderadas, conversor D/A de ponderação binária, conversor D/A tipo R-2R; Aplicações em sistemas de controle e automação. Acionamento: Relés; Tiristores; Opto-isoladores; Circuitos eletro-eletrônicos de acionamento. Automação Pneumática: Conceitos e princípios básicos; Atuadores lineares e rotativos; Funções lógicas; Válvulas de comando convencional e elétrico; Circuitos pneumáticos e suas aplicações. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: BOYLESTAD, Robert e NASHELSKY, Louis. Dispositivos Eletrônicos e Teoria de Circuitos. 5. ed. Rio de Janeiro: Prentice-Hall do Brasil. CASTRUCCI , Plinio L. e Sales, R.M. . Controle Digital. 1. ed. São Paulo: Edgard Blucher, 1990. DORF, Richard C. e BISHOP. Robert H. Sistemas de Controle Moderno. 4. ed. Rio de Janeiro: Editora: LTC, 2001. FIALHO, Arivelto B. Automação Pneumática, Projetos, Dimensionamento e Análise de Circuitos. 2. ed. Rio de Janeiro: Érica.__________ . Instrumentação Industrial: conceitos aplicações e análises. 3. ed. São Paulo: Érica Ltda. MARTINS DE CARVALHO, J. L. Sistemas de Controle Automático. 1. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2000. NISE, Norman S. Engenharia de Sistemas de Controle. 3. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2002. OGATA, Katsuhiko. Engenharia de Controle Moderno. 4. ed. São Paulo: Prentice-Hall, 2003. TOCCI, Ronald J. Sistemas Digitais Princípios e Aplicações. 5. ed. Rio de Janeiro: Prentice-Hall do Brasil. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

ENGENHARIA ELÉTRICA (Ênfase em Computação) (Professor de Ensino Superior)

MATEMÁTICA – CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL BÁSICO: Técnicas de derivação e integração de funções de uma ou mais variáveis; Extremos de função de uma variável; Extremos de função de múltiplas variáveis; e Aplicações de derivadas e integrais em problemas físicos. EQUAÇÕES DIFERENCIAIS ORDINÁRIAS: Existência e unicidade da solução; Equações com coeficientes constantes; Polinômios característicos com raízes distintas, repetidas ou complexas; Transformada de Laplace e sua aplicação em problemas de condição inicial; Solução de equações não-homogêneas; e Aplicações em problemas da Física. CÁLCULO VETORIAL E INTEGRAÇÃO MÚLTIPLA: Campos escalares e vetoriais; Integrais de linha e de superfície; Gradiente, divergente, rotacional e laplaciano; Mudança de variáveis; Teoremas de Green, Stokes e Gauss; e Aplicações em problemas da Física. SÉRIES E SEQÜÊNCIAS: Limites e critérios de convergência; Integração e diferenciação de séries; Séries de Potência; Séries de Fourier; e Expansão de funções por séries. EQUAÇÕES DIFERENCIAIS PARCIAIS: Problemas de valor de contorno; Solução através do método da separação de variáveis; e Aplicações em problemas de Física. ÁLGEBRA LINEAR: Espaços vetoriais; Bases Ortonormais e canônicas: Dependência Linear; Transformações Lineares; Transformações de bases; Operações e inversão de matrizes; e Problemas de autovalor e autovetor. CÁLCULO NUMÉRICO: Interpolações; Cálculo numérico de integrais pelos métodos dos trapézios, de Simpson, e das quadraturas; Solução numérica de sistemas de equações lineares; Extração de autovalores e autovetores; e Soluções aproximadas de equações diferenciais ordinárias. PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA: Probabilidade de eventos complementares, dependentes e independentes; Freqüência de eventos aleatórios; Média, moda, variância, desvio padrão; e Distribuição normal. FÍSICA – ESTÁTICA: Sistemas de forças e momentos: resultantes; Condições de equilíbrio, vínculos e diagramas de corpo livre; Centro de massa e centróides de linhas, áreas e volumes, teorema de Pappus; Atrito seco, atrito estático e dinâmico, atrito em máquinas elementares; e Trabalho virtual: equilíbrio de um corpo rígido, sistemas com membros elásticos e sistemas com atrito. DINÂMICA DA PARTÍCULA: Cinemática da partícula: descrição do movimento, movimento retilíneo de uma partícula, movimento angular de uma linha, movimento curvilíneo no plano; movimento relativo; no plano e movimento curvilíneo no espaço; Movimento relativo no espaço: velocidades e acelerações relativas; Dinâmica da partícula: equações do movimento, trabalho e energia, impulso e quantidade de movimento, movimento em campos centrais, movimentos relativos e eixos de coordenadas móveis; e Dinâmica de um sistema de partículas: equações do movimento, trabalho e energia, quantidade de movimento linear e angular, conservação da energia e da quantidade de movimento. DINÂMICA DE SISTEMAS TERMO-FLUIDOS: Escoamento de Fluidos Perfeitos: conservação da massa e energia, equação de Bernoulli; Equação de estado e transformações em gases perfeitos; Primeira Lei da Termodinâmica para um sistema; e Rendimento de máquinas técnicas e o Teorema de Carnot. ELETRICIDADE E ELETROMAGNETISMO: Introdução ao eletromagnetismo, carga elétrica e lei de Coulomb; Campo elétrico, linhas de força e dipolos elétricos; Potencial elétrico, energia potencial elétrica, capacitores e dielétricos, energia no campo elétrico; Força eletromotriz, corrente em circuitos elétricos e diferenças de potencial; Circuitos RC, indutância, circuitos RL e circuitos RLC; Campo magnético, interação de corrente e campo magnético; propriedades magnéticas da matéria; Lei de Ampère, linhas de indução, lei de Biot-Savat, força de Lorentz e princípios de funcionamento do gerador e do motor; Lei de Faraday, lei de Lenz, campos magnéticos variáveis no tempo e princípios de funcionamento do transformador; e Corrente alternada, reatância e impedância. ÊNFASE EM COMPUTAÇÃO – ENGENHARIA DE SOFTWARE: Ciclo de vida de software e noções básicas; Planejamento de sistemas computacionais; Planejamento de software; Análise de requisitos de software; Processo de projeto de software; Conceito de software: modularização, qualidade, medidas; Projeto estruturado de sistemas; Projeto orientado a objetos; e Ferramentas de projeto. ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES: Classificação; Nível de lógica digital; Microprocessadores; Microprogramação; Barramentos; Memória; Periféricos; Arquitetura CISC/RISC/EISC/WISC; I/O por DMA/Endereço; Família Intel; Família Motorola; Subsistemas de entrada/saída; Processador convencional e pipeline; Processadores não-convencionais vetorial/paralelo; Processadores matriciais; e Multiprocessadores. TELEPROCESSAMENTO E REDES: Análise, transmissão e modulação de sinais; Conceito de comunicação digital, métodos físicos de transmissão, topologias e controle de acesso; Modelo de camadas ISO/OSI; Projeto de redes, desenvolvimento de protocolos, software, análise de topologias, taxas de transmissão e tolerância a falha; Redes de alta velocidade; Arquitetura TCP/IP; Gerenciamento de redes; e Segurança de redes. SISTEMAS DE BANCO DE DADOS: Conceitos básicos; Administração de banco de dados; Projeto conceitual de banco de dados; Projeto lógico de banco de dados; Projeto físico de banco de dados; Conceitos de banco de dados cliente/servidor; Conceitos de banco de dados distribuídos; e Conceitos de banco de dados relacional-objeto. SISTEMAS OPERACIONAIS: Conceitos básicos; Estrutura de sistemas operacionais; Gerenciamento de Processos; Sistemas distribuídos; Interfaces gráficas de usuário; Gerenciamento de Memória; Dispositivos, técnicas e mecanismo de E/S; Estrutura de dados; Algoritmos básicos; Organização de arquivos; e Sistemas em tempo real. COMPILADORES: Introdução à compilação; Análise léxica; Análise sintática; Tradução dirigida por sintaxe; Checagem de tipos; Ambiente de execução; Geração de código intermediário; Geração de código; Otimização de Código; Linguagem de montagem; e Linguagens formais e autômatos. PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES: Conceitos; Procedimentos e funções; Recursão; Tipos de dados; Estruturas de controle; Alocação dinâmica de memória; Comandos interativos; Escopo de identificadores; Apontadores; Metodologia de projeto de programas; Desenvolvimento de programas; Programação estruturada; Programação orientada a objetos; e Comandos e conceitos básicos de C, C++ Delphi e Visual Basic. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: ALONSO & FINN. Física: um Curso Universitário. [S.l.]: Blücher, 1972. ANTON, H. & RORRES, C. Álgebra Linear com Aplicações. 8. ed. [S.l.]: Bookman Companhia. BEER & JOHNSON. Mecânica Vetorial para Engenheiros, Cinemática e Dinâmica. 5. ed._________ . Mecânica Vetorial para Engenheiros, Estática. 5. ed. BOLDRINI, José
Luis, COSTA, Sueli I. Rodrigues, FIGUEIREDO, Vera Lúcia, WETZLER. Henry G. Álgebra Linear. [S.l.]: Harbra Ltda. BUSSAB, Wilton O. Estatística Básica. [S.l.]: Atual. CRESPO, Rui Gustavo. Processadores de Linguagens, da Concepção à Implementação. [S.l.]: IST Press, 1998. DATE, C.J. Introdução a Sistemas de Bancos de Dados. Rio de Janeiro: Campus, 2000. GUIDORIZZI, H. Um Curso de Cálculo. Rio de Janeiro: LTC. v. I, II, III e IV. HALLIDAY & RESNICK. Física. 5. ed. [S.l.]: Livro Técnico. sd. HOROWITZ, E. SAHNI, S. Fundamentos de Estruturas de Dados. Rio de Janeiro: Campus, 1987. LEITHOLD, Louis. O Cálculo com Geometria Analítica. 3. ed. [S.l.]: Harbra Ltda., v. I e II. L.F.G. Soares e Outros. Redes de Computadores: Das LAN’S e WAN’S às Redes ATM. [s.l.]: Campus, 1995. Redes LAN’S , WAN’S Soares. MERIAM, JAMES L. Statics. [S.l.]: Wiley International Edition.________ . Dvnamics. 2nd Edition. [S.l.]: Wiley International Edition, 1971. MORETTIN, P. & BUSSAB, W.O. Estatística Básica. 5. ed. São Paulo: Saraiva. PAGE-JONES M. Projeto Estruturado de Sistemas. São Paulo: McGraw-Hill, 1988. PISKOUNOV, N. Cálculo Diferencial e Integral. Porto: Lopes da Silva Editora, 1977. v. I e II. PRESSMAN, R.S. Engenharia de Software. 5. ed. [S.l.]: McGraw Hill do Brasil, 2001. QUEVEDO, Carlos P. Eletromagnetismo. [S.l.]: Loyola, 1993.___________ . Circuitos Elétricos. [S.l.]: Loyola, 1988. RAFIQUZZAMAN, M. Microprocessors and Microcomputer Based System Design. Boca Raton (Fla), RC Press, 1990. RUGGIERO, Márcia A. Gomes, LOPES, Vera Lúcia da Rocha. Cálculo Numérico – Aspectos Teóricos e Computacionais. 2. ed. Makron Books. RUMBAUGH, E. Modelagem e Projeto Baseados em Objetos. Rio de Janeiro: Campus, 1994. SCHIMITZ, E. A. & Teles, A. A. S. Pascal e Técnicas de Programação. [S.l.]: Livros Técnicos e Científicos, 1992. STALLINGS W. Operating Systems. Fourth Edition, New Jersey, Prentice-Hall Inc, 2001. TANENBAUM A. S. Organização Estruturada de Computadores. São Paulo: LTC, 1999._________ . Redes de Computadores. Rio de Janeiro: Campus, 1997.____________ . Sistemas Operacionais Modernos. [S.l.]: LTC, 1996. TAUB. H. Circuitos Digitais e Microprocessadores. [S.l.]: McGraw Hill, 1984. TIPLER, P. Física. [S.l.]: Guanabara Dois, 1984. YOURDON, E. Análise Estruturada Moderna. Rio de Janeiro: Campus, 1992. YOURDON, E. CONSTANTINE, L. L. Projeto Estruturado de Sistemas. Rio de Janeiro: Campus, 1990. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

ENGENHARIA MECÂNICA (Ênfase em Automação e Controle) (Professor de Ensino Superior) MECÂNICA TÉCNICA - Mecânica racional para sistemas de partículas e corpos rígidos: Movimento relativo, Tensor de inércia, Eixos principais de inércia, Momento Cinético, Equações de Euler e Estabilidade de rotação; Mecânica Vibratória: Vibração livre e amortecida em sistemas de 1 grau de liberdade, Vibração forçada e ressonância em sistemas de 1 grau de liberdade e Vibrações em sistemas de 2 graus de liberdade; e Cinemática e Dinâmica dos Mecanismos: Dispositivos articulados, Cames e Trem de engrenagens. RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS E DE PEÇAS MECÂNICAS - Tração, compressão e torção em limites elásticos; Estado plano de tensões e círculo de Mohr; Diagramas de esforços; Treliças isostáticas; Vigas carregadas transversalmente; Cilindros e esferas de parede fina; Flambagem; Dimensionamento de peças à fadiga e teoria de Sodeberg. MECÂNICA DOS FLUIDOS - Escoamento de Fluidos Perfeitos: conservação da massa e energia, equação de Bernoille; Equação de estado e transformações em gases perfeitos; Primeira Lei da Termodinâmica para um sistema; Rendimento de máquinas térmicas e o Teorema de Carnot; Fluidostática; Fluidos Newtonianos; Equações de Navier-Stokes; Balanços de massa, quantidade de movimento, e energia; Escoamento interno; Diagrama de Mood e perda de carga localizada e distribuída; e Escoamento compressível. TERMODINÂMICA E TRANSMISSÃO DO CALOR - Propriedades Termodinâmicas e uso de Tabelas; Calor e Trabalho e o 1º Princípio da Termodinâmica para Sistemas e Volumes de Controle; 2º Princípio da Termodinâmica e Entropia; Ciclos Térmicos Motores e ciclos padrões de ar: Rankine, Brayton, Diesel, Otto; Condução de calor unidimensional nos regimes permanente e transitório; Condução de calor bidimensional; Troca de calor por radiação; Fundamentos da convecção; e Fundamentos de trocadores de calor. TEORIA DE CONTROLE - Conceituação de controle: Circuito aberto e Circuito fechado; Representação utilizando diagrama de blocos: Função de transferência e Álgebra de diagrama em blocos; Principais controles industriais; Projeto de controle: Seleção de tipo e Análise de resposta transitória: Critérios de desempenho e Método dos lugares geométricos das raízes; Estabilidade: Critério de Routh e Análise de resposta em regime permanente: Método de Nyquist e Método de Bode/Nichols; Função descritiva e controle liga-desliga; Introdução ao controle moderno (realimentação de estados): Conceituação, Descrição matemática, Conceito de Otimização e Conceito de controle adaptativo; Controle Ótimo e Controle Multivariável: Desacoplamento, Controle Ótimo, Observadores Ótimos e Projeto de Controle Multivariável; O processo de amostragem: Mecanismos de amostragem e sua implementação, O teorema de amostragem e reconstrução, Aliasing e Critérios de seleção; A transformada Z: Definição, Teoremas principais, A transformada Z inversa e A transformada Z modificada; Descrição Entrada-Saída de sistemas amostrados: Modelos E/S; Pólos e zeros e Estabilidade; Técnica de projeto de compensadores digitais: Aproximação Z/S, PID digital e Modelos de resposta em freqüência. MODELAGEM E ANÁLISE DE SISTEMAS DINÂMICOS - Introdução aos sistemas dinâmicos: Conceitos de sistemas dinâmicos e Aspectos gerais de análise de sistemas dinâmicos; Representação de sistemas dinâmicos no espaço de estados: Variáveis e equações de estado, Solução de equações diferenciais ordinárias, Pontos de equilíbrio, Estabilidade segundo Lyapunov, Linearização de sistemas dinâmicos, Sistemas lineares invariantes no tempo, Critérios de estabilidade e Introdução aos conceitos de controlabilidade e observabilidade; e Análise de sistemas dinâmicos: Funções de transferência, Resposta transitória, Resposta em regime permanente e Resposta no domínio da freqüência. ELETRÔNICA DIGITAL APLICADA - Sistemas Numéricos; Códigos numéricos; Álgebra de Boole, simplificação algébrica; Diagramas de Veitch-Karnaugh; Circuitos combinatórios; e Controlador Lógico Programável. MATEMÁTICA – CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL BÁSICO - Técnicas de derivação e integração de funções de uma ou mais variáveis; Extremos de função de uma variável; Extremos de função de múltiplas variáveis; e Aplicações de derivadas e integrais em problemas físicos. EQUAÇÕES DIFERENCIAIS ORDINÁRIAS - Existência e unicidade da solução; Equações com coeficientes constantes; Polinômios característicos com raízes distintas, repetidas ou complexas; Transformada de Laplace e sua aplicação em problemas de condição inicial; Solução de equações não-homogêneas; e Aplicações em problemas da Física. CÁLCULO VETORIAL E INTEGRAÇÃO MÚLTIPLA - Campos escalares e vetoriais; Integrais de linha e de superfície; Gradiente, divergente, rotacional e laplaciano; Mudança de variáveis; Teoremas de Green, Stokes e Gauss; e Aplicações em problemas da Física. SÉRIES E SEQÜÊNCIAS - Limites e critérios de convergência; Integração e diferenciação de séries; Séries de Potência; Séries de Fourier; e Expansão de funções por séries. EQUAÇÕES DIFERENCIAIS PARCIAIS - Problemas de valor de contorno; Solução através do método da separação de variáveis; e Aplicações em problemas de Física. ÁLGEBRA LINEAR - Espaços vetoriais; Bases Ortonormais e canônicas; Dependência Linear; Transformações Lineares; Transformações de bases; Operações e inversão de matrizes; e Problemas de autovalor e autovetor. FÍSICA – ESTÁTICA - Sistemas de forças e momentos: resultantes; Condições de equilíbrio, vínculos e diagramas de corpo livre; Centro de massa e centróides de linhas, áreas e volumes, teorema de Pappus; Atrito seco, atrito estático e dinâmico, atrito em máquinas elementares; e Trabalho virtual: equilíbrio de um corpo rígido, sistemas com membros elásticos e sistemas com atrito. DINÂMICA DA PARTÍCULA - Cinemática da partícula: descrição do movimento, movimento retilíneo de uma partícula, movimento angular de uma linha, movimento curvilíneo no plano, movimento relativo no plano e movimento curvilíneo no espaço; Movimento relativo no espaço: velocidades e acelerações relativas; Dinâmica da partícula: equações do movimento, trabalho e energia, impulso e quantidade de movimento, movimento em campos centrais, movimentos relativos e eixos de coordenadas móveis; e Dinâmica de um sistema de partículas: equações do movimento, trabalho e energia, quantidade de movimento linear e angular, conservação da energia e da quantidade de movimento. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: ALONSO & FINN. Física: um Curso Universitário. [s.l.]: Ed. Blücher, 1972. BEER, F.P. e JOHNSON, E.R. Resistência dos Materiais, 3. ed. Ed. Makron Books, S.P., 1995.__________ . Mecânica Vetorial para Engenheiros: Estática, 5. ed. Ed. Makron Books, S.P., 1994.___________ . Mecânica Vetorial para Engenheiros: Cinemática e Dinâmica, 5. ed.: Ed. Makron Books, S.P., 1991. BOLDRINI, José Luis, COSTA, Sueli I. Rodrigues, FIGUEIREDO, Vera Lúcia, WETZLER, Henry G. Álgebra Linear. [s.l.]: Ed. Harbra Ltda. CRANDALL, S. An Introduction to the Mechanics of Solids. New York, USA: Ed. McGraw Hill, 1978. DORF, Richard C. e BISHOP, Robert H.. “Sistemas de Controle Moderno”. [s.l.]: Addison-Wesley, 8. ed, 2001. FOX, R. e McDONALD. A . Introdução à Mecânica dos Fluidos, 2. ed.: Rio de Janeiro, Ed. Guanabara Dois. FRANKLIN G., POWELL, J.D., and EMAMI-NAEINI A. “Feedback Control of Dynamic Systems” , [s.l.]: Addison Wesley. 5.Ed. 2005. FRANKLIN G., POWELL, J.D., and WORKMAN M. L. “Digital Control of Dynamic Systems” [s.l.]: Addison Wesley 3.a. Ed. HALLIDAY & RESNICK. Física. Ed. Livro Técnico, 5. ed., sd. IDOETA, I.V., CAPUANO, F.G. "Elementos de Eletrônica Digital", 27a. ed., 1997, Editora Érica. KREITH, Frank. Princípios da Transmissão de Calor, Tradução de 3. ed. Americana. São Paulo: Ed. Blücher, 1977. LEITHOLD, Louis. O Cálculo com Geometria Analítica. 3. ed. [s.l.]: Ed. Harbra Ltda, v. I e II. MERIAM, JAMES L. Statics. Wiley International Edition.__________ . Dynamics. 2nd Edition. [s.l.]: Wiley International Edition., 1971. MIYAGI, P.E. “Controle Programável - Fundamentos do Controle de Sistemas a Eventos Discretos”. São Paulo: Editora Edgard Blücher, reimp., 2001. OGATA, K. Engenharia de Controle Moderno. 4.a d.[sl]: Prentice-Hall, 2003._________ . “Discrete Time Control Systems”,. 2. ed. [s.l.]: Prentice-Hall, 1995._________ . “System Dynamics”. 3. ed. [s.l.]: Prentice-Hall, 1998. PISKOUNOV, N. Cálculo Diferencial e Integral. Lopes da Silva Editora. Porto, 1977, v. I e II. RUGGIERO, Márcia A. Gomes, LOPES, Vera Lúcia da Rocha. Cálculo Numérico – Aspectos Teóricos e Computacionais. 2. ed. [s.l.]: ed. Makron Books. SHIGLEY, J. E. Mechanical Engineering Design. New York : ed. McGraw Hill. THOMSON, Willian. Teoria da Vibração. Rio de Janeiro: Ed. Interciência, 1978. TIPLER, P. Física. [s.l.]: Ed. Guanabara Dois, 1984. VAN WYLEN, G e SONNTAG, R. Fundamentos da Termodinâmica Clássica. 2. ed. São Paulo: ed. Blücher. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

FILOSOFIA (Professor de Ensino Superior)

A FILOSOFIA GREGA – O PENSAMENTO CLÁSSICO - Thales de Mileto (600 a.C); Anaximandro de Mileto (575 a.C); Anaxímenes de Mileto (550 a.C); Heráclito (500 a.C); Empédocles (500 a.C); e Demócrito (500 a.C). TEMAS E ÁREAS DA FILOSOFIA: CONCEITOS E DELIMITAÇÕES – Metafísica; Ética; Política; Epistemologia; Teoria do conhecimento; Lógica; e Estética. SÓCRATES - A maiêutica Socrática; e O conhecimento e a indagação Socrática. PLATÃO - A teoria das idéias; A construção da cidade justa na República. ARISTÓTELES - Os princípios da: Metafísica, Ética e Política. A PATRÍSTICA E A ESCOLÁSTICA - A filosofia cristã: Antiguidade Tardia à Idade Média; As releituras de Platão e Aristóteles; As relações entre Fé e Razão; A questão do livre Arbítrio; e As sistematizações e especificidades da Patrística e da Escolástica. PENSADORES DO PERÍODO MODERNO (séc XV a XVIII): Maquiavel, Morus, Erasmo, Montaigne, Bacon, Campanella, Galileu, Hobbes, Descartes, Espinosa, Leibniz, Locke, Hume, Voltaire, Montesquieu, Rousseau. O antropocentrismo; O humanismo; As revoluções científicas; A emergência do individuo e do sujeito do conhecimento; Os procedimentos da razão; e As teorias Políticas do Período. PENSADORES DO PERÍODO CONTEMPORÂNEO (séculos XIX e XX): Kant, Hegel, Comte, Marx, Engel, Nietzsche, Husserl, Benjamin, Sartre, Heidegger, Wittgenstein. Relações entre a razão e a natureza; Relações entre a razão e a moral; As críticas à moral racionalista; A indagação sobre as técnicas; A noção de ideologia; A inserção das questões econômicas e sociais; Os questionamentos da filosofia da existência; e A linguagem e a comunicação. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: ARRUDA, Mara Lima e MARTINS, Maria Helena Pires. Introdução à Filosofia. São Paulo: Moderna, 1986. BERTEN. A. Filosofia Política. São Paulo: Paulus, 2004. BOEHNER, Philotheus & GILSON, Etiene. História da Filosofia Cristã. Petrópolis, RJ, 2004. BROWN, Colin. Filosofia e Fé Cristã. São Paulo: Vida Nova, 1999. CHAUÍ, Marilena. Filosofia. São Paulo: Ática, 2002. CHAUÍ, Marilena. Introdução à História da Filosofia: dos pré-Socráticos a Aristóteles. São Paulo: Companhia das Letras, 2002, v. I. DESCARTES, René. Discurso do Método. São Paulo: Paulus, 2002. Dicionário Patrístico e de Antigüidade Cristãs. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002. GILSON, Etiene, A Filosofia na Idade Média. São Paulo: Martins Fontes, 2001. MOLINARO, Aniceto. Metafísica. São Paulo: Paulus, 2002. MONDIN, Batista. Curso de Filosofia., São Paulo: Paulus, 1981. v. I a II. . Introdução à Filosofia. São Paulo: Paulus, 1980. NICOLA ABBAGNANO, Dicionário de
Filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2000. PIERRETORREL, Jean, São Paulo: Loyola, 1999. REALE, Giovani & ANTISERI, Dário. História da Filosofia. São Paulo: Paulus, 2004. v. I a VII. SPINELI, Miguel. Filosofia Pré-Socrática. Porto Alegre: Edipueris, 2003. VERGNIÈRES, Solange. Ética e Política em Aristóteles. São Paulo: Paulus, 1998. WEFFORT, F.C. Os Clássicos da Política. 13. ed. São Paulo: Ática, 2000. YES LELOUP, Jean. Introdução aos verdadeiros filósofos. São Paulo: Vozes, 2003. ZANLORENZI, Ivo. Lições de Filosofia. Curitiba: Vicentina LTDA, 1982. ZILLE, Urbano. Teoria do conhecimento e teoria da ciência. São Paulo: Paulus, 2005. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

FÍSICA (Professor de Ensino Superior)

MECÂNICA - Cinemática uni, bi e tridimensional; Leis de Newton; Trabalho de força e energias – conservação da energia; Sistema de partículas – centro de massa – momento linear – conservação do momento linear; Colisões mecânicas uni e bidimensional; Impulso de força; Rotação – cinemática e dinâmica rotacional – momento de inércia; Rolamento, torque e momento angular – conservação do momento angular; Equilíbrio estático e elasticidade; Oscilações – M.H.S. linear e angular – movimento harmônico amortecido; Gravitação universal – Leis de Newton e Kepler – Movimento planetário; e Fluidos – hidrostática e hidrodinâmica. MOVIMENTO ONDULATÓRIO - Ondas em cordas; Energia e potência de ondas progressivas; Interferência de ondas; Ondas estacionárias; Ondas sonoras – intensidade e nível sonoro; e Efeito Doppler. TERMODINÂMICA - Temperatura – escalas termométricas; Dilatação térmica; Calorimetria; 1ª Lei da termodinâmica; Teoria cinética dos gases – calores molares – eqüipartição de energia; e 2ª Lei da termodinâmica – máquinas térmicas – refrigeradores – ciclo de Carnot – entropia. ELETROMAGNETISMO - Carga elétrica – lei de Coulomb; Campo elétrico – distribuições discreta e contínua de carga; Lei de Gauss; Potencial elétrico – distribuições discreta e contínua de carga; Capacitância – capacitor a vácuo e com dielétrico; Carregamento e descarga do capacitor – regime transiente; Campo magnético – força magnética - movimento de carga no interior de um campo magnético; Lei de Biot-Savart – lei de Ampère – lei de Ampère-Maxwell; Solenóide e toróide; Indução eletromagnética – lei de Faraday-Lenz – campo elétrico induzido; Indutores – auto-indutância e indutância mútua; Equações de Maxwell – campo magnético induzido – corrente de deslocamento; e Ondas eletromagnéticas – transporte de energia e o vetor de Poynting. FÍSICA MODERNA - Relatividade restrita – transformação de Lorentz - cinemática e dinâmica; Introdução à teoria quântica – efeito fotoelétrico – efeito Compton - quantização da energia; Átomo de hidrogênio – modelo de Bohr; Onda de De Broglie; e Princípio da incerteza. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: HALLIDAY, RESNICK e WALKER – Fundamentos de Física. 6. ed. [S.l.]: Ed. L.T.C. 2003. vols. I, II, III e IV. PAUL A. Tipler. Física. 4. ed. [S.l.]: Ed. L.T.C. 2000. vols. I, II e III. YOUNG e FREEDMAN. Física. 10. ed. [S.l.]: Ed. Addison Wesley. 2003. vols. I, II, III e IV. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradores de provas e para os candidatos.

MATEMÁTICA (Professor de Ensino Superior)

Funções de uma Variável Real: limite, continuidade e continuidade uniforme, diferenciação, máximos e mínimos, sucessões, séries numéricas, séries de potências, séries de Taylor, séries de Fourier, integração, aplicações da integral, coordenadas polares e funções analíticas. Funções de Várias Variáveis Reais: superfícies, cálculo diferencial de funções de várias variáveis, máximos e mínimos, séries de Taylor, integrais múltiplas e aplicações, funções definidas implicitamente, funções vetoriais de uma e mais variáveis, integrais de linha, integrais de superfície, teoremas de Green, Stokes e Gauss. Equações Diferenciais Ordinárias: métodos de resolução elementares, soluções por séries, sistemas de equações diferenciais ordinária, transformada de Laplace. Álgebra Linear: polinômios e matrizes, determinante de uma matriz, sistemas lineares, vetores no lRn, espaços vetoriais, espaços vetoriais gerados, dependência e independência linear, base e dimensão de um espaço vetorial, transformações lineares, autovalores, autovetores, diagonalização e triangulação de matrizes, teorema espectral, formas bilineares e hermitianas, produto interno e ortogonalidade. Análise numérica. Erros. Aritmética de Ponto Flutuante. Resolução Numérica de Equações Algébricas e Transcendentes. Resolução Numérica de Sistemas Lineares (Métodos diretos e Métodos Iterativos). Interpolação numérica. Integração Numérica. Métodos numéricos para Equações Diferenciais. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: APOSTOL, T. M, Cálculo [S.l]: . Ed. Reverte. BOULOS. P, Camargo e Oliveira. Geometria Analítica. [S.l]: Ed. Mc. Graw-Hill. BURDEN, R.L. e Saires Douglas. J. Análise Numérica. [S.l.]: Ed Thonson. COURANT, R. Introdution Calculus and Analysis. [S.l.]: Ed. Intercience. GUIDORIZZI L.G. Um Curso de Cálculo. [S.l.]: Ed. Livros Técnicos e Científicos S.A. KOLMAN, Bernard Álgebra Linear com Aplicações. [S.l.]: Ed. Pretence – Hall da Brasil. LANG, Serge. Álgebra Linear. [S.l.]: Ed. Mc. Graw-Hill. LIMA, Elon. Análise Real. [S.l.]: Ed. Matemática Universitária. QUARTERONI, A Sacco, R. Fausto, S. Numerical Mathematics. [S.l.]: Ed. Springer . RUGGIERO. Marcia A Gomes , Lopes .R. Vera Lúcia . Cálculo Numérico –Aspectos Teóricos e Computacionais . [S.l.]: Ed. Mc. Graw-Hil.l. THOMAS, B. George. Cálculo. A.BDR, São Paulo. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

MECÂNICA (Professor de Ensino Superior)

ESTÁTICA - Redução de sistemas de forças. Sistemas equivalentes. Condições de equilíbrio dos corpos rígidos. Diagrama de corpo livre. Vínculos. Reações de apoio. Baricentro e centróide de figuras planas e tridimensionais. Teoremas de Pappus-Guldin. Figuras compostas. Momentos de inércia de superfícies planas. Momento polar de inércia. Raio de giração. Momentos de inércia de superfícies planas compostas. Momento de inércia de volumes e massas. Momento de inércia de corpos compostos. Teorema dos eixos paralelos. CINEMÁTICA - Cinemática da partícula. Vetores velocidade e aceleração. Componentes: cartesianas, polares e normal-tangencial à trajetória. Cinemática dos corpos rígidos. Movimento plano, caracterização. Composição de movimentos: velocidades e acelerações . Movimento relativo. Movimento em relação a sistema em rotação: aceleração de Coriolis. Movimento tri-dimensional, caracterização. Composição de movimentos: velocidades e acelerações. Movimento relativo. DINÂMICA - Dinâmica da partícula. Equações de movimento. Quantidade de movimento linear e quantidade de movimento angular. Conservação. Movimento sob a ação de força central. Leis de Newton para a gravitação. Leis de Kepler para o movimento dos planetas. Princípio do trabalho e da energia. Forças conservativas. Conservação da energia. Princípio do impulso e da quantidade de movimento de um corpo rígido em movimento plano. Forças de D’Alembert. Princípio do trabalho e da energia. Energia cinética e potencial. Conservação da energia. Sistemas de corpos rígidos. Movimento do corpo rígido em três dimensões. Movimento polar em preces são estacionária. Momento giro scópico. VIBRAÇÕES MECÂNICAS - Vibrações de sistemas mecânicos com um grau-de-liberdade, em movimento plano oscilatório. Vibrações não-amortecidas sem forçamento e com forçamento. Equação do movimento. Freqüência natural. Ressonância. Vibrações amortecidas livres e forçadas. Equações de movimento. Freqüência natural. Analogia eletro-mecânica. MECÂNICA DOS FLUIDOS - Vazão e fluxo de massa. Campo de velocidades. Trajetórias e linhas de corrente. Vorticidade. Equações da continuidade, da quantidade de movimento e da energia. Hidrostática. Forças em superfícies submersas. Princípio de Archimedes. Fluidos ideais. Equações de Euler e de Bernouilli. Perda de carga. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: BEER, Ferdinand P., JOHNSTON, E. Russel. Mecânica Vetorial para Engenheiros-Estática, 5. ed. São Paulo: Makron-McGraw-Hill, 1990.__________ . Mecânica Vetorial para Engenheiros-Dinâmica, 5. ed.. São Paulo: Makron-McGraw-Hill, 1990. FOX R.W., McDonald, A. T., Pritchard, P. J., Introdução à Mecânica dos Fluidos, 6. ed. [s.l]: LTC-John Wiley & Sons. MERIAN, J.L., Estática, 2. ed. [s.l]: LTC-John Wiley & Sons, 1994.___________ . Dinâmica, 2. ed.[s.l.]: LTC-John Wiley & Sons, 1994. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

2) CARGO: PROFESSOR DE ENSINO DE 1º E 2º GRAUS - GRADUADO

I - ATRIBUIÇÕES TÍPICAS DO CARGO - Aos ocupantes dos cargos poderão ser cometidas, entre outras, as seguintes tarefas: planejar programas, projetos e atividades ligadas às disciplinas que lecionar; elaborar planos de aula, folhas-tarefa e guias de estudos necessários ao cumprimento dos programas das disciplinas; elaborar apostilas e folhas de informações necessárias à complementação da bibliografia adotada para as disciplinas; organizar simpósios e seminários nos assuntos relativos a sua disciplina; ministrar as aulas que forem atribuídas, em consonância com as diretrizes das disciplinas e dos cursos; participar de reuniões, conselhos, comissões, conclaves, intercâmbios, bancas elaboradoras de provas e congêneres, em assuntos ligados ao ensino; orientar elaboração de teses, monografias e trabalhos afins; realizar cursos e estágios em instituições extra-Marinha em assuntos relacionados a sua disciplina.

II - CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E BIBLIOGRAFIAS

a) PARTE II DA PROVA ESCRITA DE CONHECIMENTOS PROFISSIONAIS (comum a todas as disciplinas – 10 questões)

PORTUGUÊS

Interpretação, compreensão e reescrita de textos, incluindo domínio das relações morfossintáticas, semânticas e discursivas; Elementos da comunicação, funções, usos e níveis de linguagem em adequação à situação comunicativa; Significação literal e significação contextual; Vocabulário: pertinência e especificidade; Semântica: sinonímia, hiponímia, hiperonímia, antonímia, homonímia, paronímia, polissemia, denotação e conotação; Análise e reconhecimento de tipologias e gêneros textuais; A noção de textualidade: coesão e coerência textuais; A estruturação do sentido: palavra, frase, texto e contexto; Valores semânticos dos conectivos; Sintaxe de concordância, sintaxe de regência/crase, sintaxe de colocação pronominal, sintaxe de pontuação; Ortografia e acentuação; Plural dos nomes compostos; e Emprego de tempos, modos, vozes e aspectos verbais. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: CUNHA, Celso & CINTRA, Luiz F. Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001. FIORIN, José luiz & SAVIOLI, Francisco Platão. Para entender o texto – leitura e redação. São Paulo: Ática, 1990. GARCIA, Othon Moacyr. Comunicação em Prosa Moderna: aprenda a escrever, aprendendo a pensar. Rio de Janeiro: FGV, 2003. HOUAISS, Antônio e VILLAR, Mauro de Salles. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. KOCH, Ingedore Villaça. A Coesão Textual – mecanismos de construção textual, a organização do texto, fenômenos de linguagem. 12. ed. São Paulo: Contexto, 1999. RIBEIRO, Manoel Pinto. Gramática aplicada da língua portuguesa. 16. ed. Rio de Janeiro: Metáfora, 2006. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

b) CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (30 questões)

ADMINISTRAÇÃO (Professor de ensino de 1º e 2º Graus)

ADMINISTRAÇÃO GERAL - Conceito de Organização e Administração; Teoria da Administração Científica; Teoria Clássica; Teoria das Relações Humanas; Teoria Neoclássica de Administração; Administração por Objetivos (APO); Teoria da Burocracia; Teoria Estruturalista; Teoria Comportamental; Teoria do Desenvolvimento Organizacional (DO); Teoria de Sistemas; Teoria da Contingência; e Abordagem Contemporânea: Gestão pela Qualidade Total, Reengenharia, Gestão do Conhecimento e Capital Intelectual. GESTÃO DE PESSOAL - Princípios de Administração de Pessoal; Recrutamento e seleção de pessoal; Desenho de cargos; Descrição e análise de cargos; Avaliação de desempenho; Treinamento e desenvolvimento de pessoal; Cultura organizacional: Conceito, Níveis, e Ética. Liderança nas organizações: Conceito, Teorias, e Aplicações. Motivação: Conceito, Teorias, e Aplicações. LOGÍSTICA E ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO - Definição, missão e evolução da logística empresarial; Atividades logísticas; Classificação e codificação de materiais; Gestão de estoques; Aquisição; Armazenamento; Manuseio e acondicionamento; Transporte e distribuição; A logística integrada; Gerenciamento da cadeia de suprimentos (supply chain management); Administração da produção: Planejamento, Análise de processos, Programação, e Controle. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA - Matemática financeira: Conceitos básicos e simbologia, Juros simples e compostos – Conceitos, Juros simples – Fórmulas básicas, Juros compostos – Capitalização e desconto, Taxas de juros, Série uniforme – Prestações iguais, Valor presente líquido e taxa interna de retorno, Equivalência de fluxos de caixa, Fluxos de caixa não homogêneos, Fluxos de caixa e inflação, e Métodos de análise de investimentos. Valor Presente Líquido e Orçamento de Capital; Estratégia e análise no uso do Valor Presente Líquido; Avaliação: avaliação de obrigações, avaliação de projetos (Valor Presente Líquido, Taxa Interna de Retorno, Payback, Retorno Contábil Médio e Índice de Rentabilidade. Comparação entre projetos com vidas e montantes desiguais. Risco e incerteza); e Análise financeira de balanços. PLANEJAMENTO - Fundamentos do planejamento; Formulação de objetivos; Tomada de decisão; e Administração estratégica. CONTABILIDADE - Contabilidade geral: Conceito, objetivo e objeto, Regime de caixa e competência, Patrimônio, Dinâmica patrimonial, Escrituração, e Estudo das demonstrações contábeis; Contabilidade de custos: Conceitos gerais, Classificação dos custos, Princípios contábeis aplicados à contabilidade de custos, Elementos do custo, Fluxo dos custos, Métodos de contabilização, e Critérios de avaliação de inventários; Noções de Auditoria: Conceitos básicos, Auditoria interna, Normas de auditoria geralmente aceitas, e Controle interno: princípios fundamentais. CONTABILIDADE E ORÇAMENTO PÚBLICOS - Orçamento público e Estado: Importância do tema – perspectiva atual, e Finanças públicas, política fiscal e orçamento; Orçamento público: Conceito, Evolução do orçamento público, Orçamento-programa, e Orçamento tradicional x orçamento moderno; Orçamento público federal: Sistema de planejamento e orçamento – estrutura, Princípios orçamentários, Atuação do Legislativo e do Executivo, Ciclo da proposta orçamentária (tramitação, limites, prioridades, aprovação), Plano Plurianual, Lei de Diretrizes Orçamentárias e Lei Orçamentária Anual, e Alterações orçamentárias – créditos adicionais; Controle e avaliação da execução orçamentária: Controle externo, Controle interno, e Critérios (eficiência, eficácia, efetividade); Receita pública e despesa pública: Conceitos, Estágios, e Classificação; Licitações: Conceitos, Modalidades, Processo licitatório, e Dispensa e inexigibilidade; Contratos e convênios: Conceitos, Requisitos, e Efeitos jurídicos; Tomadas e prestações de contas: Responsáveis, Processos, e Tipos; Escrituração e contabilização: Sistema orçamentário, Sistema financeiro, Sistema patrimonial, e Sistema de compensação. ORGANIZAÇÃO, SISTEMAS E METODOS - Processos organizacionais: Organização, Alcance do controle, Níveis administrativos, Departamentalização e Descentralização, e Estruturas Organizacionais; Métodos e Processos: Análise administrativa, Processos empresariais, e Gráficos de processamento. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti. Auditoria: um curso moderno e completo. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2003. BITTENCOURT, Sidney. Pregão passo a passo: uma nova modalidade de licitação. 3. ed. Rio de Janeiro: Temas & Idéias Editora, 2004. . Curso Básico de Licitação. 2. ed. Rio de Janeiro: Temas & Idéias Editora, 2001. Curso Básico de Contratos Administrativos. Rio de Janeiro: Temas & Idéias Editora, 2000. BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. (atualizada).___________ . Lei Complementar Federal n.º 101 de 04 de maio de 2000. Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).__________ . Decreto-Lei nº 200. DOU, Seção 1, parte 1, Suplemento 39 de 27/02/1967. (atualizada).________ . Decreto n.º 5.450, de 31 de maio de 2005. Pregão Eletrônico._______ . Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, DOU, Seção 1, 22/06/1993. (atualizada).___________ . Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964, DOU , 23/03/1964. (atualizada). CHIAVENATO, Idalberto. Administração nos Novos Tempos. 2. ed. São Paulo: Campus, 2004.___________ . Introdução à Teoria Geral da Administração. 7. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2003._____________ . Recursos Humanos. 7. ed. Compacta. São Paulo: Atlas, 2002. CURY, Antonio. Organização e Métodos: uma visão holística. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2005. EQUIPE PROFESSORES DA FEA/USP. Contabilidade introdutória. 9. ed. São Paulo: Ed. Atlas, 1998. GIACOMONI, James. Orçamento Público. 13. ed. São Paulo: Atlas, 2005. MARTINS, Eliseu. Contabilidade de custos. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2003. MARTINS, Petrônio Garcia, CAMPOS, Paulo Renato. Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais. São Paulo: Saraiva, 2003. MARTINS, Petrônio Garcia, LAUGENI, Fernando Piero. Administração da Produção. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2005. PISCITELLI, Roberto Bocaccio, TIMBÓ, Maria Zulena Farias, ROSA, Maria Berenice [ET AL.]. Contabilidade pública: uma abordagem da administração financeira pública. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2006. PUCCINI, Abelardo de Lima. Matemática Financeira: objetiva e aplicada. 7. ed. São Paulo: Saraiva, 2004. ROSA, Marcio Fernando Elias. Direito Administrativo: Sinopses Jurídicas. 7. ed. São Paulo: Saraiva, 2005. v. XIX. STEPHEN, Ross [Et Al.]. Administração Financeira. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2002. A legislação acima relacionada poderá ser consultada na Internet no endereço: www6.senado.gov.br/sicon/PreparaPesquisa.action. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

CIÊNCIAS CONTÁBEIS (Professor de ensino de 1º e 2º Graus)

CONTABILIDADE PÚBLICA – Conceito; Campo de atuação; Sistemas: orçamentário, financeiro, patrimonial e de compensação; Regimes Contábeis: conceito; princípios; Regimes: de caixa, de competência e misto; Orçamento Público: definição; processo de planejamento-orçamento; Plano Plurianual; Lei de Diretrizes Orçamentárias; Lei de Orçamento Anual; Princípios Orçamentários: programação, unidade, universalidade, anualidade, exclusividade, clareza, e equilíbrio; Ciclo Orçamentário: elaboração, estudo e aprovação, execução, avaliação, Orçamento por Programas e Classificação Institucional e Funcional-Programática; Receita Pública: conceito, classificação, receita orçamentária e extra-orçamentária, escrituração contábil da receita, fontes da receita, vinculação da receita ao orçamento, codificação, estágios da receita e sua escrituração, restituição e anulação de receitas e sua escrituração, e dívida ativa e sua escrituração; Despesa Pública: conceito, classificação, despesa orçamentária e extra-orçamentária, escrituração contábil da despesa, classificação funcional programática, codificação, e estágios da despesa e sua escrituração; Restos a Pagar: conceito e escrituração contábil; Dívida Pública: conceito, dívida flutuante e fundada, e escrituração contábil; Regime de Adiantamento: conceito, finalidades, operacionalização, controle e escrituração contábil, Programação e Execução Financeira; Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal – (SIAFI): noções gerais; Patrimônio Público: conceito, bens, direitos e obrigações das entidades públicas, consolidação do patrimônio público, variações patrimoniais ativas e passivas, escrituração contábil das variações; Créditos Adicionais: conceito, classificação, créditos suplementares, especiais e extraordinários; Inventário: material permanente, material de consumo, reaproveitamento, movimentação, alienação e outras formas de desfazimento de material; Contabilização dos Serviços Industriais: plano de contas e escrituração contábil; Plano de Contas: estrutura do plano de contas, sistema financeiro, sistema patrimonial, sistema de compensação, sistema orçamentário, elenco de contas; e Levantamento de Balanços: conceito; Balanços: Orçamentário, Financeiro, Patrimonial, e Demonstração das Variações Patrimoniais. CONTABILIDADE GERAL – Princípios fundamentais de contabilidade (aprovados pelo Conselho Federal de Contabilidade, pela Resolução CFC nº 750/93; Componentes Patrimoniais: Ativo, Passivo e Situação Líquida (ou Patrimônio Líquido); Diferenciação entre Capital e Patrimônio; Equação Fundamental do Patrimônio; Representação Gráfica dos Estados Patrimoniais; Fatos Contábeis e Respectivas Variações Patrimoniais; Contas: Conceito, Débito, Crédito e Saldo – Teorias, Função e Estrutura das Contas – Contas Patrimoniais e de Resultado; Apuração de Resultados; Sistemas de Contas; Plano de Contas; Provisões em Geral; Escrituração: Conceito e Métodos – Lançamento Contábil: Rotina e Fórmulas; Processo de Escrituração; Escrituração de Operações Financeiras; Livros de Escrituração: Obrigatoriedade, Funções e Formas de Escrituração; Erros de Escrituração e suas correções; Sistema de Partidas Dobradas; Balancete de Verificação; Balanço Patrimonial: Obrigatoriedade e apresentação; Conteúdo dos Grupos e Subgrupos; Classificação das Contas, Critérios de Avaliação do Ativo e Passivo e Levantamento do Balanço de acordo com a Lei nº 6.404/76 (Lei das Sociedades por Ações); Demonstração do Resultado do Exercício: Estrutura, Características e Elaboração de acordo com Lei nº 6.404/76 e alterações posteriores; Apuração da Receita Líquida, do Custo das Mercadorias ou dos Serviços Vendidos e dos Lucros: Bruto, Operacional e Não-Operacional do Exercício, do Resultado do Exercício antes e depois da Provisão para o Imposto sobre a Renda e para a Contribuição Social sobre o Lucro. CONTABILIDADE DE CUSTOS - Definições, Terminologia, Classificações de Custos: definições de gastos, custos, despesas, investimento e perda; custos diretos e indiretos; custos fixos, variáveis, semivariáveis (ou semifixos); Princípios Fundamentais de Contabilidade e Convenções Contábeis Aplicadas a Custos: realização da receita; confrontação entre despesas e receitas; custo histórico como base de valor; consistência; conservadorismo; materialidade; Métodos de Análise do Comportamento de Custos e Despesas: da análise das contas, da engenharia industrial, da entrevista, dos pontos alto-baixo, da análise de regressão; Apuração de Custos: separação entre custos e despesas; apropriação dos custos diretos; alocação dos custos indiretos; contabilização dos custos; Departamentalização; Critério de Rateio dos Custos Indiretos: análise dos critérios de rateio; custos comuns; rateio dos custos dos departamentos; influência dos custos fixos e dos custos variáveis; importância da consistência nos critérios; Taxa de Aplicação de Custos Indiretos de Fabricação (CIF): previsão da taxa de aplicação de CIF; contabilização dos CIF aplicados; variação entre CIF aplicados e reais; uso dos CIF aplicados durante o exercício; análise das variações entre CIF aplicados e reais; considerações acerca da previsão do volume; previsão das taxas de serviços; Custeio Baseado em Atividades (ABC): identificação das atividades relevantes; atribuição de custos às atividades; identificação e seleção dos direcionadores de custos; atribuição dos custos das atividades aos produtos; Materiais Diretos e Mão-de-Obra Direta: critérios de avaliação dos materiais; tratamento contábil das perdas de materiais; tratamento contábil dos subprodutos e das sucatas; o que integra o custo da mão-de-obra direta; tempo não produtivo da mão-de-obra direta; adicional de horas-extras e outros adicionais; outros gastos decorrentes da mão-de-obra; apontamento da mão-de-obra direta; Métodos de Acumulação de Custos “Por Ordem” e “Por Processo”: distinção entre produção por ordem e produção contínua; diferenças no tratamento contábil; contabilização na produção por ordem – danificações; encomendas de longo prazo de execução; equivalente de produção; variações nas quantidades de produção; contabilização e problema das quantidades físicas; Custos Conjuntos: distinção entre co-produtos, subprodutos e sucatas; apropriação dos custos conjuntos aos co-produtos; critérios de apropriação dos custos conjuntos; Custo Fixo e Margem de Contribuição: problema da alocação dos custos indiretos fixos; conceito de margem de contribuição (MC) e sua aplicação; MC e limitações na capacidade de produção; Métodos de Custeio dos Estoques: custeio variável e custeio por absorção; Fixação do Preço de Venda e Decisão sobre Compra ou Produção; Custo de Oportunidade, Custos Imputados e Custos Perdidos; Análise Custo/Volume/Lucro: efeitos das alterações de preço, dos custos e despesas fixos e variáveis e da composição das vendas; cálculo dos pontos de equilíbrio contábil, econômico e financeiro; margem de segurança e alavancagem operacional; estruturas diferenciadas e relações custo/volume/lucro; representações gráficas de alterações no PE; limitações ao uso da análise custo/volume/lucro; e Controle dos Custos e Custo-Padrão: significado de controle; problemas comportamentais decorrentes de custos para controle; custos por produto versus custos por departamento; custos por responsabilidade; custos controláveis; bases de comparação; estimativas de custos; conceitos de custo-padrão; finalidades e utilidades do custo-padrão; fixação do padrão; custo-padrão e orçamento; contabilização do custo-padrão; análise da variação do custo padrão versus real. CONTABILIDADE GERENCIAL – Contabilidade para o Planejamento e o controle; Orçamentos flexíveis e padrões de controle; Demonstrativos contábeis básicos e o sistema de informação contábil; Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos; Aplicações do capital circulante líquido; análise de balanço; comparabilidade; tendências e contabilidade gerencial; Fundamentos; indicadores e técnicas básicas; Análise vertical; Análise horizontal; Indicadores econômico-financeiros; Consolidação de balanços; Consolidação de balanços para fins gerenciais; Eliminação da equivalência patrimonial; Gerenciamento contábil especifico; Análise do custo, volume e lucro; custo padrão e análise das variações. AUDITORIA - Normas de Auditoria Independente: Normas relativas à pessoa do auditor; Normas relativas à execução do trabalho. Normas relativas ao Parecer; Normas emanadas pela CVM – Comissão de Valores Mobiliários; CFC – Conselho Federal de Contabilidade e IBRACON – Instituto Brasileiro dos Auditores Independentes do Brasil e demais órgãos regulamentadores de auditoria; Ética profissional e responsabilidade legal; Normas Brasileiras para o Exercício de Auditoria Interna: independência, competência profissional, âmbito de trabalho, execução do trabalho e administração da área de auditoria interna; Planejamento dos Trabalhos; Execução dos Trabalhos de Auditoria: Programas de Auditoria; Papéis de trabalho; Testes de auditoria; Contingências; Amostragem estatística em auditoria; Avaliação dos controles internos; Materialidade, relevância e risco em auditoria; Evidência em auditoria; Eventos ou transações subseqüentes; Revisão analítica; Técnicas e procedimentos de Auditoria; Auditoria Interna: Normas Brasileiras para o Exercício de Auditoria Interna; Função da auditoria Interna; Auditoria no Setor Público Federal: controle externo; O Tribunal de Contas da União (Lei nº 8.443/92 e IN nº 47/04): natureza, competência, jurisdição e julgamento de contas; Processo de TC e PC; O Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Federal: finalidades, atividades, organização e competências (Lei nº 10.180/2001, Decreto n.º 3.591/2000 e suas alterações). BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti. Auditoria: curso moderno e completo. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2003. ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti; PADOVEZE, Clovis Luis, Contabilidade Gerencial: Um enfoque em sistema de informação contábil, 3. ed. São Paulo: Atlas, 2000. ATTIE, Wilian. Auditoria – conceitos e aplicações. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1998. FERRARI, Ed Luiz. Contabilidade Geral. Rio de Janeiro: Impetus, 2001. FERREIRA, Ricardo J. Contabilidade avançada e intermediária. 2. ed. Rio de Janeiro: Ferreira, 2005. FRANCO, Hilário; MARRA, Hernesto. Auditoria Contábil. 4. ed. São Paulo: ATLAS, 2001. HANSEN, Don R. Gestão de Custos: Contabilidade e Controle. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001. HORNGREN, Charles T; DATAR, Srikant e FOSTER, George. Contabilidade custos. 11. ed. Rio de Janeiro. Pearson Education do Brasil, 2004. v. I e II. HORNGREN, Charles T. Introdução à Contabilidade Gerencial. 5. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2005. JUNG, Sérgio. Auditoria – conceitos, normas, técnicas e procedimentos. 4. ed. Rio de Janeiro: Impetus, 2002. KOHAMA, Hélio. Contabilidade pública: teoria e prática. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2003. Lei Nº 6.404/76 e suas alterações. LEONE, George Sebastião Guerra. Custos – planejamento, implantação e controle. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2000. MARTINS, Eliseu. Contabilidade de custos. 9. ed. São Paulo:Atlas, 2003. NEVES, Silvério das; VICECONTI, Paulo E. V. Contabilidade Avançada 14. ed. São Paulo: Frase, 2005. NEVES, Silvério das; VICECONTI, Paulo E. V. Contabilidade Básica. 13. ed. São Paulo: Frase, 2006. SILVA, Antônio César Valério da. Contabilidade Avançada. 2. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2005. SILVA, Lino Martins da. Contabilidade governamental: um enfoque Administrativo. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2004. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

EDUCAÇÃO FÍSICA (Professor de ensino de 1º e 2º Graus)

ANATOMIA HUMANA: definições, características, classificações e elementos constituintes dos sistemas: esquelético, articular, muscular, circulatório, respiratório e nervoso; origens, inserções e ações musculares. AVALIAÇÃO FÍSICA: conceitos e princípios básicos; avaliação antropométrica – peso corporal, estatura, comprimento tronco-cefálico, envergadura, diâmetro ósseo, perimetria, composição corporal, dobras cutâneas e seus respectivos locais de medidas, protocolos da composição corporal baseados nas dobras cutâneas: Falkner, Katch e McArdle, cálculo do percentual de gordura, peso corporal desejável, índice de massa corporal (IMC), somatograma, estimativa de massa corporal desejável (MCD), interpretação prática dos resultados; somatotipo – conceitos e aplicações práticas, somatotipo de Sheldon, a técnica e o Método Antropométrico do Somatotipo de Heath-Carter, somatocarta, índices, categorias de somatotipo e respectivas escalas de classificação; avaliação: cardiorespiratória, neuromuscular e flexibilidade, aplicações práticas, testes: organização e aplicação; materiais utilizados na avaliação física. BIOMECÂNICA: conceitos e princípios básicos; conceitos cinemáticos e cinéticos para a análise dos movimentos; biomecânica: do crescimento e desenvolvimento dos ossos, das articulações e dos músculos do corpo humano, da extremidade superior, da extremidade inferior, da coluna vertebral; cinemática linear e angular do movimento humano; cinética linear e angular do movimento humano; equilíbrio e movimento humano; movimento humano nos fluidos. FISIOLOGIA HUMANA: morfologia, constituição e fisiologia celular; definições, características, classificações, tipos e funções dos tecidos, órgãos e sistemas: ósteo-articular, muscular, circulatório, respiratório e nervoso. FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO: controle do ambiente interno – homeostasia, sistemas de controle do corpo humano, natureza dos sistemas de controle; bioenergética – transformação biológica de energia, substratos para o exercício, fosfatos de alta energia, produção aeróbica e anaeróbica de ATP, rendimento da produção aeróbica de ATP, eficiência da fosforilação oxidativa, controle da produção de energia, interação entre as formas de produção de ATP; metabolismo do exercício – transição do repouso para o exercício, respostas metabólicas, recuperação do exercício relacionada com a duração e a intensidade, fatores que controlam a seleção do substrato; mensuração do trabalho, potência e gasto energético; respostas hormonais ao exercício; contração muscular e os mecanismos fisiológicos do comportamento dinâmico; adaptações circulatórias, respiratórias e musculares ao exercício; respiração e equilíbrio ácido-básico durante o exercício; regulação da temperatura corporal durante o exercício; fisiologia do treinamento e seus efeitos sobre o consumo máximo de oxigênio, desempenho físico, homeostasia e força; mecanismos e regulações fisiológicas dos sistemas neuromuscular e cardiorrespiratório; testes de esforço físico para avaliar a função cardiorrespiratória, neuromuscular e para a avaliação do desempenho; prescrição de exercícios para a manutenção da saúde e para condicionamento físico; exercícios para indivíduos diabéticos, cardiopatas e hipertensos; fatores que podem afetar o desempenho físico; treinamento para desempenho físico e para mulheres atletas; exercício físico e a influência do meio ambiente; recursos ergogênicos, doping e suas influências sobre o organismo humano. NATAÇÃO: organização e proposta pedagógica, vantagens da organização pedagógica, planejamento e suas fases; conteúdo programático do aprendizado, propriedades da água, aprendizado e aperfeiçoamento dos quatro nados: crawl, costas, peito e golfinho; iniciação ao treinamento: os princípios do treinamento, avaliação, aspectos fisiológicos do treinamento, periodização do treinamento, plano de expectativa, ciclos do treinamento, treinamento técnico dos quatro nados: crawl, costas, peito e golfinho; regras oficiais de natação. NUTRIÇÃO: objetivos nutricionais; padrões da nutrição; classes de nutrientes; composição corporal; dieta, exercício físico, obesidade e controle de peso; alimentação para o treinamento, competição e recuperação; composição corporal e nutrição para a saúde e para o desempenho. ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO ESPORTIVA: organização de torneios e campeonatos; tipos de eliminatórias e rodízios; processos de combinações e escalas; elaboração de chaves, cálculo do número de jogos, rodadas e isentos; conceitos de administração relacionados ao esporte, administração de eventos esportivos; regulamentos e códigos esportivos. PEDAGOGIA DO DESPORTO: definições, conceitos e orientações; das dimensões do desporto; dimensões pedagógicas do desporto; análise e ensino das modalidades desportivas. SOCORROS DE URGÊNCIA: conceitos, prevenção de acidentes, exame físico dos sinais vitais, identificação de estruturas lesadas, procedimentos de socorros de urgência em casos de: ferimentos, hemorragias, insolação e intermação, hipertermia e hipotermia, acidentes causados pelo frio, queimaduras, fraturas e bandagens, entorse, luxação, distensão muscular, envenenamento, mal súbito, vertigem, síncope, desmaio, coma, convulsão e perturbação mental, estado de choque, choque elétrico, corpos estranhos nos olhos, ouvidos e vias aéreas superiores, mordidas de animais raivosos, picadas de animais peçonhentos, paradas respiratórias em casos de afogamentos, asfixia e outras ocorrências, métodos de retirada de líquido ingerido do afogado, parada cardíaca e massagem cardiorespiratória e transporte de acidentados. TREINAMENTO DESPORTIVO: conceitos - princípios científicos; organização; preparação técnico-tática; preparação física: qualidades físicas e suas divisões – definições, hierarquia de treinamento das qualidades físicas, fases e divisões da preparação física, meios e métodos de preparação física, efeitos do treinamento desportivo sobre o organismo humano, controle do treinamento e variáveis que podem influenciar o desempenho esportivo; preparação psicológica. REGRAS ATUALIZADAS DOS DESPORTOS: atletismo, basquete, futebol, natação e voleibol. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: CORRÊA, Célia Regina Fernandes; MASSAUD, Marcelo Garcia. Natação: da iniciação ao treinamento. 2. ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2003. CHIESA, Luiz Carlos. Musculação: aplicações práticas. Rio de Janeiro: Shape, 2002. DANTAS, Estélio, H. M. A prática da preparação física. 5. ed. Rio de Janeiro: Shape, 2003. FATTINI, C. A.; DANGELO, J. G. Anatomia humana sistêmica e segmentar. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2000. FERNANDES FILHO, José. A prática da avaliação física. 2. ed. Rio de Janeiro: Shape, 2002. HALL, Susan J. Biomecânica básica. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. KAMEL, Guilherme. A Ciência da musculação. Rio de Janeiro: Shape, 2004. MCARDLE, William et al. Fisiologia do exercicio: energia, nutrição e desempenho humano. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003. MCARDLE, W.; KATCH, F. I.; KATCH, V. L. Fundamentos de fisiologia do exercício. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002. MAUGHAN, R; GLEESON, M; GREENHAFF, P.L. Bioquímica do exercício e do treinamento. São Paulo: Manole, 2000. MOORE, K. L.; DALLEY, A. F. Anatomia orientada para a clínica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. NOVAES, Jefferson da Silva; NOVAES, Geovanni da Silva. Manual de primeiros socorros para eduação física. Rio de Janeiro: Sprint, 1994. POWERS, Scott K.; HOWLEY, Edward T. Fisiologia do exercício: teoria e aplicação ao condicionamento e ao desempenho. 3. ed. São Paulo: Manole, 2000. SPRINT. Organização de competições: torneios e campeonatos. 21. ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2003. TANI, Go; BENTO, J. O.; PETERSEN, R. D. S. Pedagogia do desporto. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006. TUBINO, Manoel J. G.; MOREIRA, Sérgio Bastos. Metodologia científica do treinamento desportivo. 13. ed. Rio de Janeiro: Shape, 2003. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

ELETRICIDADE (Professor de ensino de 1º e 2º Graus)

Circuitos Elétricos: Conceitos básicos e leis básicas: Carga elétrica e corrente, tensão, potência e energia, elementos de circuitos. Leis de Ohm, Leis de Kirchoff, associações de fontes e resistores. Instalações elétricas, divisores de tensão e de corrente. Circuitos resistivos: métodos de análise e teoremas: Método dos nós e método das malhas. Superposição, transformação de fonte, teorema de Thévenin e Norton. Máxima transferência de energia. Circuitos de 1º ordem: Elementos armazenadores de energia. Inércia de tensão e corrente. Resposta livre e a um degrau dos circuitos RC e RL. Resposta a uma excitação senoidal. Circuitos de 2º ordem: Resposta livre e a um degrau dos circuitos RLC série e paralelo. Análise em regime senoidal: Fasores. Impedância e Admitância. Associações. Leis de Kirchoff. Métodos de análise e teoremas. Ressonância série e paralelo. Curvas de respostas de freqüência dos circuitos RLC. Análise de potência em AC: Potências Instantâneas e média. Valor eficaz. Potência aparente e fator de potência. Potências complexa e reativa. Conservação da potência AC: Correção do fator de potência. Circuitos trifásicos: Sistemas polifásicos, Circuitos Delta-Estrela, conversão estrela-triângulo. Transformada de Laplace: Pares de transformadas conhecidas e da função impulso. Função de transferência H(s). Curvas de respostas de freqüência dos circuitos RL e RC. Escala decibel. Aplicações de circuitos sem e com condições iniciais. Série de Fourier: formas trigonométrica e exponencial. Espectro de Freqüência complexo. Respostas de circuito permanente. Função de transferência H(jnw0).Potência média. Eletrotécnica: Circuitos Magnéticos: Magnetismo-Conceitos fundamentais. Campo Magnético produzido por corrente elétrica. Grandezas magnéticas: Intensidade de campo, densidade e fluxos magnéticos. Permeabilidade e ferromagnetismo – Materiais ferromagnéticos. Curva de magnetização: saturação e histerese; Cálculo de circuitos magnéticos. Excitação CC e CA: perdas magnéticas. Transformadores – transformador ideal e transformador real. Circuito Equivalente. Capacidade. Avaliação do desempenho. Testes em transformadores: Ensaios em vazio e curto-circuito. Aplicações. Fundamentos de conversão eletromecânica - fundamentos: Gerador e motor máquina elétrica fundamental. Força eletromotriz e torque; Expressões. Máquinas elétricas. Conceitos básicos: estator e rotor; enrolamentos. Limites das máquinas elétricas, valores nominais. Capacidade e potência. Sistemas Geradores: geradores de CC. Curva de saturação. Tipos de excitação. Modelagem. Desempenho: Rendimento e regulação. Alternadores trifásicos: Descrição, ligações internas. Alternadores sobre carga. Potência. Desempenho: rendimento e regulação. Controle de alternadores. Paralelismo e divisão de carga. Transformadores trifásicos, ligações, capacidade e rendimento. Chaves de transferência Automática. Motores de CC Partida e controle de velocidade. Motores trifásicos, Motores de indução e síncronos; Formação do torque, Partida e controle de velocidade. Tipos e Aplicações. Motores monofásicos. Tipos de motores; métodos de partida. Aplicações. Máquinas especiais: Sincros: fundamentos; sistemas sincros; sincros diferenciais; sincros de controle. servomecanismos: amplidyne e Ward Leonard. Sistemas de armazenamento de energia. Baterias Pb-Ácidas princípio de funcionamento, condução e manutenção. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: ALEXANDER, Charles K.& sadikv,Mathew N.O. Fundamentals of Eletric Circuits. Mc Graw- Hill Companies, 3. ed. 2005. BOYLESTAD. R.L. Introdução à Análise de Circuitos, 8. ed., Rio de Janeiro: Prentice-Hall do Brasil. DEL TORO. Fundamentos de Máquinas Elétricas. 1.ed. LTC,1999. EDMINISTER,Joseph. Circuitos Elétricos, 2. ed.: Artmed-Bookman, 2005. FITZGERALD, A.E.,KINGSLEY Jr., Charles, e KUSKO, Máquinas Elétricas. Mc Graw-Hill, 6. ed., Bookman, 2006. GRAY, Alexander, WALLACE, George A. Eletrotécnica: princípios e aplicações. Rio de Janeiro: LTC, 1986. IRWIN,J. David. Analise de Circuitos em Engenharia, 4. ed., São Paulo: Makron Books 2000. KOSOW, Irving L. Máquinas elétricas e transformadores. Porto Alegre Globo, 2000. MARTIGNONI, Alfonso. Máquinas Elétricas de Corrente Contínua. Porto Alegre 5. ed. Globo, 1978. NILSSON, James W & RIDIEL, Susan A. Circuitos Elétricos, 6. ed. Rio de janeiro: LTC, 2003. QUEVEDO, Carlos Peres. Circuitos elétricos, Rio de Janeiro: LTC 2000.________________ . Máquinas Elétricas de Corrente Alternada. Porto Alegre 6.ed. Globo,1978. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

ENFERMAGEM (Professor de ensino de 1º e 2º Graus)

FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM - Metodologia Científica em Enfermagem; Teorias de Enfermagem; História e evolução da profissão; Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE); Processo de Enfermagem: coleta de dados, diagnóstico de enfermagem, planejamento, implementação e avaliação da assistência de Enfermagem, documentação e registro; Consulta de enfermagem; Técnicas básicas de enfermagem; Cuidados de Enfermagem relacionados à terapêutica medicamentosa, por todas as vias; Responsabilidade da equipe de enfermagem na guarda e no controle de medicamentos; Observação dos efeitos esperados e dos efeitos indesejáveis e adversos; Interações medicamentosas. ENFERMAGEM MÉDICO-CIRÚRGICA - Assistência de Enfermagem nas alterações clínicas, cirúrgicas, em situações de urgência e emergência, em obstetrícia e doenças infecciosas - normas, resoluções, legislações e protocolos associados aos: Cuidados de enfermagem aos pacientes com problemas: digestivos, cardiovasculares, sanguíneos, linfáticos, renais, endócrinos, brônquio-pulmonares, neurológicos, músculo-esqueléticos e oncológicos; Procedimentos de: pesquisa de glicose (sangue e urina), insulinoterapia, nebulização, drenagem postural, punção e drenagem pleural, sonda de Black Moore, paracentese abdominal, preparo do paciente para endoscopia, clister opaco e outros exames de Raio-X, biópsia renal, nutrição parenteral, quimioterapia e balanço hídrico; Cuidados de enfermagem em unidade de tratamento intensivo: o paciente neurológico e neurocirúrgico, afecções cárdio-respiratórias, diálise peritonial e hemodiálise, pós-operatório de cirurgia cardíaca e manuseio de aparelhos próprios de UTI; Cuidados de enfermagem pré-hospitalares e hospitalares nas situações de urgência e emergências traumáticas e clínicas, manobras de transporte e imobilização: intoxicações, hemorragias, acidentes alérgicos, desidratação, queimaduras, acidentes ofídicos, afogamento, comas, traumatismos crânio-encefálicos, traumatismos abdominais, torácicos, raqui-medulares e de membros, insuficiência respiratória, angina pectoris, infarto agudo do miocárdio, parada cárdiorespiratória (RCP), Crise Hipertensiva; Regulamentação do atendimento às situações de urgências e emergências (Portaria GM Saúde nº. 2048); Suporte Básico e Avançado de Vida e Cadeia de Sobrevivência; Cuidados de enfermagem nas afecções cirúrgicas: pré, trans e pós-operatório, complicações, planejamento e organização do Centro Cirúrgico; Cuidados de enfermagem na unidade de recuperação pós-anestésica; Cuidados de enfermagem no pré-natal, pré-parto, sala de parto e puerpério. Cuidados com o recém-nato sadio e de alto risco: berçário, alojamento conjunto e UTI neonatal. Assistência de enfermagem em pediatria: cuidados com a criança portadora de patologias hematológicas, oncológicas, renais, digestivas, desidratação. Emergências pediátricas; e Assistência de Enfermagem na prevenção e controle de infecção hospitalar. ENFERMAGEM EM SAÚDE COLETIVA - Políticas públicas em saúde e sua evolução histórica; Lei orgânica de saúde a partir da Constituição de 1988; Processo social de mudança das práticas sanitárias no SUS e na enfermagem; Lei n.º8.080/90 e Lei n.º 8.142/90 (Sistema Único de Saúde). Constituição Brasileira, do art. 196 ao 200; Programa Nacional de Imunização; Programas de Saúde Coletiva e Atenção Básica; e Epidemiologia Geral - Processo de saúde-doença. Freqüência e distribuição das principais doenças na população brasileira. Medidas gerais de profilaxia, controle, eliminação erradicação das doenças. Doenças emergentes. ENFERMAGEM EM SAÚDE MENTAL - Políticas de Saúde Mental: a experiência brasileira e os modelos internacionais. Saúde Mental e Atenção Básica. A articulação das equipes de saúde mental e PSF. A gestão da rede de dispositivos na atenção em saúde mental e suas articulações no SUS; As estratégias de intervenções terapêuticas em saúde mental; Assistência de enfermagem nas patologias: neuroses, psicoses, alcoolismo, toxicomania e gerontopsiquiatria; Assistência de enfermagem nas emergências psiquiátricas; Substâncias psicoativas: conceito, classificação e efeitos produzidos. Assistência de Enfermagem aos indivíduos usuários / dependentes de substâncias psicoativas; e O aspecto ético e legal no cuidado de enfermagem prestado aos indivíduos com transtornos mentais. ADMINISTRAÇÃO APLICADA À ENFERMAGEM - Administração dos serviços de enfermagem, Enfermeiro como líder e agente de mudança; Administração de materiais e enfermagem; Normas, rotinas e manuais, elaboração e utilização na enfermagem; Teorias administrativas e enfermagem, Organização dos serviços de enfermagem; Estrutura e funcionamento dos serviços de enfermagem; Planejamento na administração e na assistência de enfermagem em nível ambulatorial; Enfermagem e recursos humanos - recrutamento e seleção; e Enfermagem em equipe - dimensionamento dos recursos humanos. DEONTOLOGIA E ÉTICA DE ENFERMAGEM - Fundamentos e exercício da enfermagem: Lei do exercício profissional - análise crítica, Código de Ética - análise crítica; Política de Humanização; Bioética: histórico, definição, campos, domínios e enfoques; princípios e temas de bioética, comitês de ética em pesquisa; protocolos e normas associadas ao tema. FUNDAMENTOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS E POLÍTICO-FILOSÓFICOS DA EDUCAÇÃO - Fundamentos legais da educação brasileira: perspectiva histórica das diretrizes nacionais da educação brasileira, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº. 9394/96) e instrumentos complementares posteriores; Fundamentos teóricos da Educação: perspectiva histórica da educação e da cultura escolar, concepções do desenvolvimento humano na Psicologia e na Sociologia, teorias da aprendizagem, aspectos filosóficos da Educação e da prática docente, Projeto Político Pedagógico, Tendências pedagógicas na prática escolar e de saúde; e Fundamentos teóricos do ensino-aprendizagem: currículo, planejamento, avaliação e relações de ensino. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: ALVARES, Fernando Suarez et al. “CBMERJ – Protocolos de atendimento pré-hospitalar do técnico em emergências médicas”. Rio de Janeiro. Editora Atheneu, 2004. . “CBMERJ – Protocolos Médicos Avançados de Atendimento Pré-hospitalar do GSE/CBMERJ”. Rio de Janeiro. Editora Atheneu, 2003. ASPERHEIM, Mary Kaye. Farmacologia para Enfermagem. 9. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan , 2004. BANTON, Jane et al. Terapia Intravenosa. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. BOLICK, Dianna et al. Segurança e controle de Infecção - Enfermagem prática. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso Editores, 2005. BONFIM, Érica. Guia de Medicamentos em Enfermagem. São Paulo: Atheneu, 2005. BORK, Anna Margherita Told. Enfermagem baseada em evidências. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. BOUNDY, Janice et cols. Enfermagem Médico-Cirúrgica. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso Editores, 2004. v. 1, 2 e 3. BRANDEN, Pennie Sessler. Enfermagem materno-infantil. 2.ed. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso Editores, 2000. BRUNNER & SUDDARTH. Tratado de Enfermagem Médico-cirúrgica. 10. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. v. 1 e 2. BRUNO, Paulo; Oldenburg, Cyntia. Enfermagem em pronto socorro. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2005. CARVALHO, Geraldo Mota de. Enfermagem em Obstetrícia. São Paulo: E.P.U., 1990. CINTRA, Eliane de Araújo et al. Assistência de enfermagem ao paciente gravemente enfermo. São Paulo: Atheneu, 2003. COLOMBRINI, Mª Rosa Ceccato et al. Enfermagem em Infectologia / Cuidados com o paciente internado. São Paulo: Atheneu, 2006. DIEPENBROCK, Nancy H. Cuidados intensivos. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. ENGEL, Joyce. Avaliação em Pediatria 3. ed. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso Editores, 2002. FIGUEIREDO, Nebia Maria Almeida de. Administração de Medicamentos / revisando uma prática de Enfermagem. São Caetano do Sul, São Paulo: Yendis, 2005. FIGUEIREDO, Nébia Maria de Almeida (org) et col. Ensinando a cuidar em Saúde Pública. São Caetano do Sul, São Paulo: Yendis, 2005. FORTES, P. A. C. Ética e saúde: questões éticas, deontológicas e legais, tomada de decisão, autonomia e direitos do paciente, estudo de casos. São Paulo: EPU, 1998. GELAIN, Ivo. Deontologia e Enfermagem. 3. ed. 1. reimp. São Paulo: EPU/EDUSP, 2002. GEORGE J.B. Teorias de enfermagem: os fundamentos à prática profissional. Porto Alegre: Artmed, 2000. GIOVANINI, T.; MOREIRA A.; DORNELES, S.; e MACHADO W.C.A. História da Enfermagem - Versões e Interpretações. Rio de Janeiro: Revinter, 1995. GUYTON, Arthur C. e HALL, John E. Tratado de Fisiologia Médica, 10. ed Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002. HARGROVE-HUTTEL, Ray A. Enfermagem Médico-Cirúrgica. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 1998 - Série de Estudos em Enfermagem. HERMANN,H. & PEGORARO. A Enfermagem em Doenças Transmissíveis. 1. ed. 3. reimp. São Paulo: EPU, 2001. ISAACS, Ann. Saúde Mental e Enfermagem Psiquiátrica / série de estudos de enfermagem. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1998. JUNGES, J. R. Bioética; perspectivas e desafios. São Leopoldo: Unisinos,1999. Segre, M. (org.) A questão ética e a saúde humana. São Paulo: Atheneu, 2006. KAPLAN, Harold I.; SADOCK, Benjamin J. & GREBB, Jack A. Compêndio de Psiquiatria. 7. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997. KATHRYN A Melson et al. Enfermagem. Materno Infantil - Planos de cuidados. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso Editores, 2002. KATZUNG, Bertram G. Farmacologia: básica & clínica. 9. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. KURCGANT, P. (coord.). Gerenciamento em Enfermagem. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. LIBÂNEO, J. C. Didática. São Paulo: Cortez, 1994 (Coleção magistério 20 grau. Série formação do professor). LUCKESI, Cipriano Carlos. Filosofia da Educação. São Paulo: Cortez, 1994. (Coleção magistério 2º grau. Série formação do professor). MARQUIS, Bessie & HUSTON, Carol J. Administração e Liderança em Enfermagem. Teoria e prática. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2005. MEERKER, Margaret Huth; ROTHROCK, Jane C. Cuidados de Enfermagem ao paciente cirúrgico. 10 .ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1997. MELTZER, Lawrence E.; PINNEO, Rose & KITCHELL, J. Roderock. Enfermagem na Unidade Coronária. 3. ed. 3. reimp. Rio de Janeiro: Atheneu, 2000. METZER, Lawrence E. et al. Enfermagem na Unidade Coronária - bases, treinamento prático. São Paulo: Atheneu, 2000. MORElRA, Antônio Flávio (org.). Currículo, Cultura e Sociedade. São Paulo: Cortez, 1995. NETTINA, Sandra M. Prática de Enfermagem. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000. OLIVEIRA, Adriana Cristina. Infecções Hospitalares - Epidemiologia, prevenção e controle. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. OLIVEIRA, Beatriz Ferreira Monteiro et al. Trauma: Atendimento pré-hospitalar. São Paulo: Atheneu, 2004. OMAN, Katheleen S. Segredos em Enfermagem de Emergência: respostas necessárias ao dia a dia. Porto Alegre: Artmed, 2003. PHILLIPS, Lyann Dianne. Manual de terapia intravenosa. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2001. POLIT, D. F. BECK, C.T.; HUNGLER, B.P. Fundamentos de Pesquisa em Enfermagem. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004. REZENDE, Jorge de. Obstetrícia. 9. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002. ROACH, Sally. Introdução à Enfermagem Gerontológica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003. ROCHA, Ruth Mylius. Enfermagem em Saúde Mental. 2. ed atualizada e ampliada. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2005. ROUQUAYROL, Maria Zélia. Epidemiologia & Saúde. 6 ed. Rio de Janeiro: Medsi, 2003. SANTOS, Iraci et al. Enfermagem fundamental: realidade, questões, soluções. São Paulo: Atheneu, 2001. (Série atualização em enfermagem; v. 1).__________ . Enfermagem assistencial no ambiente hospitalar: realidade, questões, soluções. São Paulo: Atheneu, 2004. (Série atualização em enfermagem; v. 2). SANTOS, Raimundo Rodrigues. Manual de Socorro de Emergência - Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro. São Paulo: Atheneu, 2005. SILVA, Lolita Dopico da. Assistência ao paciente crítico – fundamentos para a enfermagem. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2001.___________ . Cuidados ao Paciente Crítico: fundamentos para a enfermagem. 2. ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2003.____________ . Procedimentos de Enfermagem - semiótica para o cuidado. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004. SMITH­TEMPLE, Jean. Guia para procedimentos de enfermagem. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2000. SOUZA, Márcia de. Assistência de Enfermagem em infectologia. São Paulo: Atheneu, 2000. STRIGHT, B. R. & HARRISON, L. O. Enfermagem Materna e Neonatal. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1998. STUART, Gail Wiscarz. Enfermagem psiquiátrica. 4. ed. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso Editores, 2002. SWEARINGEN, Pámela L. Atlas Fotográfico de Procedimentos de Enfermagem. 3. ed. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2001. TAMEZ, Rafael Nascimento & Silva, Maria Jones Pantoja. Enfermagem na UTI neonatal: assistência ao recém-nascido de alto risco. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002. TAYLOR, Cecília Monat. Fundamentos de Enfermagem psiquiátrica de Merinen. 13. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1992. VICKY R Bowden, Cindy Smith Greenberg. Procedimentos de Enfermagem Pediátrica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. WHALEY & WONG, L. Donna. Enfermagem Pediátrica / Elementos Essenciais à Intervenção Efetiva. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1999. WILLIAMS, L & WILKINS. Enfermagem psiquiátrica / série incrivelmente fácil. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. ZUÑIGA, Quênia Gonçalves Pinheiro. Ventilação Mecânica Básica para Enfermagem. São Paulo: Atheneu, 2004. Sites indicados: www.cadiol.br, www.virtual.epm.br/material/sbv/, www.unifesp.br/comunicacao/jpta/ed172/pesq4.htmwww.socerj.org.br, www.americanheart.org, www.trauma.org, www.gse.rj .gov.br, www.szpilman.com, www.circulationaha.org, www.ccs. saude.gov.br, www.planalto.gov.br, www.portalcofen.com.br/_novoportal/, portal.mec.gov.br/, portal.saude.gov.br/saude/, www.psicosite.com.br, www.psiqweb.med.brwww.virtualpsy.localweb.com.br, gballone.sitesuol.com.br. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

FÍSICA (Professor de ensino de 1º e 2º Graus)

FUNDAMENTOS DA FÍSICA - Grandezas e Medidas Físicas: grandezas físicas escalares e vetoriais, soma vetorial, subtração vetorial, produto escalar, produto vetorial, representação e interpretação de gráficos relativos a funcionais físicos, medição de grandezas físicas, algarismos significativos, desvios e erros, sistemas de unidades coerentes e transformações de unidades, Sistema Internacional de Unidades (SI), equações dimensionais e homogeneidade. MECÂNICA - Noções básicas: Movimento, repouso, trajetória, referencial, ponto material e corpo extenso; Cinemática vetorial: vetores posição e deslocamento, aspecto escalar e vetorial da velocidade e da aceleração, velocidade média e velocidade instantânea, aceleração média e aceleração instantânea, representação e interpretação de gráficos cinemáticos, funções horárias de posição, velocidade e de aceleração, movimentos retilíneos e curvilíneos, movimentos uniformes e uniformemente variados, movimento circular uniforme (MCU) e uniformemente variado (MCUV), movimento harmônico simples (MHS), relação entre o MHS e o MCU, superposição de movimentos harmônicos simples de mesma direção e de direções perpendiculares, pêndulo simples, movimento com aceleração variável, composição de movimentos, lançamento de projéteis no vácuo; Forças: conceito de força, composição e decomposição do vetor força, forças elásticas, força de atrito, forças variáveis. Leis de Newton. Gravitação: Lei da Gravitação Universal - campo gravitacional, Leis de Kepler - movimento planetário. Impulso de uma força, quantidade de movimento de uma partícula. Princípio da Conservação da Quantidade de Movimento em um sistema isolado, Trabalho de uma força qualquer (exemplo: força gravitacional, força elástica, força elétrica, ...). Teorema do Trabalho e Energia. Forças conservativas e energia potencial. Teorema da Conservação da Energia Mecânica. Choques Mecânicos: choques unidimensionais, choques bidimensionais, coeficiente de restituição de uma colisão. Choques elásticos, parcialmente elásticos e inelásticos. Condição de equilíbrio de uma partícula. Momento angular e Torque. Sistema de partículas: centro de massa de um sistema - localização e movimento do centro de massa, condição de equilíbrio de um corpo rígido. Conservação da Energia Cinética e do Momento Angular de um sistema de partículas. Cinemática rotacional. Dinâmica da rotação: energia cinética rotacional do corpo rígido. Sistemas não-inerciais de referência – força centrífuga. HIDROSTÁTICA - Hidrostática: Densidade e massa específica, pressão - pressão hidrostática e pressão atmosférica - Princípio de Pascal - Princípio de Arquimedes. TERMOLOGIA - Termologia: temperatura - escalas termométricas, Princípio Zero da Termodinâmica, dilatação térmica dos sólidos e dos líquidos, dilatação anômala da água, calor específico, capacidade térmica, Equação Fundamental da Calorimetria, mudanças de estado físico, propagação do calor, equivalente mecânico do calor - Teoria Cinética dos Gases, Lei Geral dos Gases Perfeitos, Equação de Clapeyron - transformações gasosas - 1ª Lei da Termodinâmica, a Lei de Joule dos Gases Perfeitos - transformações cíclicas, 2ª Lei da Termodinâmica, conversão de calor em trabalho, máquinas térmicas - Ciclo de Carnot. ÓPTICA - Óptica Geométrica: Princípios Básicos da Óptica Geométrica (Propagação Retilínea dos Raios de Luz, Reversibilidade dos Raios de Luz e Independência dos Raios de Luz), Princípio de Fermat, Leis dos Fenômenos da Reflexão e da Refração, índice de refração, reflexão total, objetos e imagens reais e virtuais, espelhos planos e esféricos, dioptros - lâminas de faces paralelas - prismas, dispersão da luz, lentes delgadas - vergência de uma lente, aparelhos ópticos. ONDAS - Fenômenos Ondulatórios: ondas mecânicas - ondas eletromagnéticas, ondas transversais e longitudinais, propagação de pulso em meios unidimensionais e multidimensionais, propagação de uma onda senoidal em um meio não dispersivo, comprimento de onda, freqüência, período e velocidade de propagação, superposição de ondas - reflexão - refração - difração, ondas progressivas - ondas estacionárias; Ondas Sonoras: natureza e propagação, comprimento de onda, freqüência, período e velocidade de propagação, qualidades fisiológicas do som (altura, intensidade e timbre), tubos sonoros - cordas vibrantes, ressonância, efeito Doppler; Onda Luminosa: modelos ondulatório e corpuscular da luz, índice de refração de um meio, velocidade de propagação, reflexão - refração - o Princípio de Huygens, interferência - difração - polarização - Experiência de Young. ELETROMAGNETISMO - Eletrostática: constituição da matéria (estrutura do átomo) – carga elétrica elementar, processos de eletrização, íon, quantização da carga elétrica, propriedades fundamentais dos condutores e dos isolantes (dielétricos), a carga elétrica e sua conservação, Lei de Coulomb, o campo elétrico e as linhas de força, campo elétrico gerado por cargas puntiformes, Lei de Gauss e diferença de potencial elétrico, condutores em equilíbrio eletrostático-trabalho e energia no campo eletrostático, capacitores e capacitância, associação de capacitores, energia armazenada em capacitores, movimento de carga elétrica puntiforme no campo elétrico; Eletrodinâmica: corrente elétrica e intensidade de corrente elétrica, diferença de potencial elétrico (ddp), condutores e isolantes (dielétricos), resistividade elétrica, variação da resistividade com a temperatura, resistência elétrica e resistores, associação de resistores, Lei de Ohm - Efeito Joule, geradores, associação de geradores, receptores, circuitos elétricos, Leis de Kirchhoff, Ponte de Wheatstone, energia e potências elétricas, amperímetros, voltímetros e ohmímetros; Magnetismo: Experiência de Oersted,ímãs, campo magnético produzido por corrente elétrica e por ímã, o vetor campo magnético, Lei de Biot-Savart - Lei de Ampère, cálculo do campo magnético de um condutor retilíneo, de uma espira circular, de uma bobina chata e de um solenóide (bobina) quando percorridos por uma corrente elétrica, força magnética, movimento de cargas elétricas em um campo eletromagnético, Indução Eletromagnética: correntes elétricas e FEM induzidas, fluxo do vetor campo magnético, indução eletromagnética, Lei de Lenz , Lei de Faraday, movimento de um condutor retilíneo em um campo magnético uniforme, transformadores, auto-indução, campo elétrico induzido. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: CALÇADA, Caio Sérgio e SAMPAIO, José Luiz. Universo da Física. São Paulo: Atual. v. I, II e III. MÁXIMO, Antônio e ALVARENGA, Beatriz. Curso de Física. São Paulo: Scipione. v. I, II e III. NUSSENZVEIG, Herch Moisés. Curso de Física Básica. São Paulo: Edgard Blücher. v. I, II, III e IV. RAMALHO JR., Francisco et al. Os Fundamentos da Física. São Paulo: Moderna. v. I, II e III. RESNICK, Robert; HALLIDAY, David; WALKER, Jearl. Fundamentos de Física. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos. v. I, II, III e IV. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

FÍSICA (Ênfase em Eletricidade) (Professor de ensino de 1º e 2º Graus)

FUNDAMENTOS DA FÍSICA - Grandezas e Medidas Físicas: grandezas físicas escalares e vetoriais, soma vetorial, subtração vetorial, produto escalar, produto vetorial, representação e interpretação de gráficos relativos a funcionais físicos, medição de grandezas físicas, algarismos significativos, desvios e erros, sistemas de unidades coerentes e transformações de unidades, Sistema Internacional de Unidades (SI), equações dimensionais e homogeneidade. MECÂNICA - Noções básicas: Movimento, repouso, trajetória, referencial, ponto material e corpo extenso. Cinemática vetorial: vetores posição e deslocamento, aspecto escalar e vetorial da velocidade e da aceleração, velocidade média e velocidade instantânea, aceleração média e aceleração instantânea, representação e interpretação de gráficos cinemáticos, funções horárias de posição, velocidade e de aceleração, movimentos retilíneos e curvilíneos, movimentos uniformes e uniformemente variados, movimento circular uniforme (MCU) e uniformemente variado (MCUV), movimento harmônico simples (MHS), relação entre o MHS e o MCU, superposição de movimentos harmônicos simples de mesma direção e de direções perpendiculares, pêndulo simples, movimento com aceleração variável, composição de movimentos, lançamento de projéteis no vácuo. Forças: conceito de força, composição e decomposição do vetor força, forças elásticas, força de atrito, forças variáveis. Leis de Newton. Gravitação: Lei da Gravitação Universal - campo gravitacional, Leis de Kepler - movimento planetário. Impulso de uma força, quantidade de movimento de uma partícula. Princípio da Conservação da Quantidade de Movimento em um sistema isolado, Trabalho de uma força qualquer (exemplo: força gravitacional, força elástica, força elétrica, ...). Teorema do Trabalho e Energia. Forças conservativas e energia potencial. Teorema da Conservação da Energia Mecânica. Choques Mecânicos: choques unidimensionais, choques bidimensionais, coeficiente de restituição de uma colisão. Choques elásticos, parcialmente elásticos e inelásticos. Condição de equilíbrio de uma partícula. Momento angular e Torque. Sistema de partículas: centro de massa de um sistema - localização e movimento do centro de massa, condição de equilíbrio de um corpo rígido. Conservação da Energia Cinética e do Momento Angular de um sistema de partículas. Cinemática rotacional. Dinâmica da rotação: energia cinética rotacional do corpo rígido. Sistemas não-inerciais de referência – força centrífuga. HIDROSTÁTICA - Hidrostática: Densidade e massa específica, pressão - pressão hidrostática e pressão atmosférica - Princípio de Pascal - Princípio de Arquimedes. TERMOLOGIA - Termologia: temperatura - escalas termométricas, Princípio Zero da Termodinâmica, dilatação térmica dos sólidos e dos líquidos, dilatação anômala da água, calor específico, capacidade térmica, Equação Fundamental da Calorimetria, mudanças de estado físico, propagação do calor, equivalente mecânico do calor - Teoria Cinética dos Gases, Lei Geral dos Gases Perfeitos, Equação de Clapeyron - transformações gasosas - 1ª Lei da Termodinâmica, a Lei de Joule dos Gases Perfeitos - transformações cíclicas, 2ª Lei da Termodinâmica, conversão de calor em trabalho, máquinas térmicas - Ciclo de Carnot. ÓPTICA - Óptica Geométrica: Princípios Básicos da Óptica Geométrica (Propagação Retilínea dos Raios de Luz, Reversibilidade dos Raios de Luz e Independência dos Raios de Luz), Princípio de Fermat, Leis dos Fenômenos da Reflexão e da Refração, índice de refração, reflexão total, objetos e imagens reais e virtuais, espelhos planos e esféricos, dioptros - lâminas de faces paralelas - prismas, dispersão da luz, lentes delgadas - vergência de uma lente, aparelhos ópticos. ONDAS - Fenômenos Ondulatórios: ondas mecânicas - ondas eletromagnéticas, ondas transversais e longitudinais, propagação de pulso em meios unidimensionais e multidimensionais, propagação de uma onda senoidal em um meio não dispersivo, comprimento de onda, freqüência, período e velocidade de propagação, superposição de ondas - reflexão - refração - difração, ondas progressivas - ondas estacionárias. Ondas Sonoras: natureza e propagação, comprimento de onda, freqüência, período e velocidade de propagação, qualidades fisiológicas do som (altura, intensidade e timbre), tubos sonoros - cordas vibrantes, ressonância, efeito Doppler. Onda Luminosa: modelos ondulatório e corpuscular da luz, índice de refração de um meio, velocidade de propagação, reflexão - refração - o Princípio de Huygens, interferência - difração - polarização - Experiência de Young. ELETROMAGNETISMO - Eletrostática: constituição da matéria (estrutura do átomo) – carga elétrica elementar, processos de eletrização, íon, quantização da carga elétrica, propriedades fundamentais dos condutores e dos isolantes (dielétricos), a carga elétrica e sua conservação, Lei de Coulomb, o campo elétrico e as linhas de força, campo elétrico gerado por cargas puntiformes, dipolos elétricos, Lei de Gauss (simetrias: plana, esférica e cilíndrica, aplicadas a condutores e dielétricos (isolantes), relação entre força elétrica e campo elétrico, potencial elétrico e diferença de potencial elétrico (ddp), determinação do campo elétrico a partir do potencial elétrico, superfícies eqüipotenciais, condutores em equilíbrio eletrostático, Poder das Pontas, Gerador de Van de Graff, trabalho e energia no campo eletrostático, capacitores (placas planas paralelas, cilíndrico e esférico) e capacitância, associação de capacitores, energia armazenada em capacitores com ou sem dielétricos, movimento de carga elétrica puntiforme no campo elétrico. Eletrodinâmica: corrente elétrica e intensidade de corrente elétrica, diferença de potencial elétrico (ddp), condutores e isolantes (dielétricos), resistividade elétrica, variação da resistividade com a temperatura, resistência elétrica e resistores, associação de resistores, Lei de Ohm - Efeito Joule, geradores, associação de geradores - força eletromotriz - receptores, circuitos elétricos, Leis de Kirchoff (circuitos com uma só malha e circuitos com várias malhas), Circuito RC, Ponte de Wheatstone, energia e potências elétricas, amperímetros, voltímetros e ohmímetros. Magnetismo: Experiência de Oersted, campo magnético produzido por corrente elétrica e por ímã, o vetor campo magnético, Lei de Biot-Savart - Lei de Ampère, cálculo do campo magnético de um condutor retilíneo muito longo ou infinito, de uma espira circular, de uma bobina chata e de um solenóide (bobina) quando percorridos por uma corrente elétrica, força magnética sobre carga elétrica móvel em campo magnético uniforme, movimento de cargas elétricas em um campo magnético uniforme, Medição q/m dos Elétrons por J. J. Thomson, Espectrômetro de Massa, força magnética sobre um condutor reto em campo magnético uniforme, força magnética sobre um condutor de formato arbitrário em campo magnético uniforme, torques sobre espiras percorridas por corrente elétrica, Princípio de Funcionamento do Motor Elétrico, movimento de cargas elétricas em um campo eletromagnético, força magnética entre condutores paralelos, propriedades magnéticas da matéria. Indução Eletromagnética: correntes elétricas e FEM induzidas, fluxo do vetor campo magnético, indução eletromagnética, Lei de Lenz - Lei de Faraday, movimento de um condutor retilíneo em um campo magnético uniforme, transformadores, auto-indução, campo elétrico induzido. Circuitos de Corrente Alternada. Circuitos RL, LC e RLC. Noções sobre ondas eletromagnéticas. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: CALÇADA, Caio Sérgio e SAMPAIO, José Luiz. Universo da Física. São Paulo: Atual. v. 1, 2 e 3. MÁXIMO, Antônio e ALVARENGA, Beatriz. Curso de Física. São Paulo: Scipione. v. 1, 2 e 3. NUSSENZVEIG, Herch Moisés. Curso de Física Básica. São Paulo: Edgard Blücher. v. 1, 2, 3 e 4. RAMALHO JR., Francisco et al. Os Fundamentos da Física. São Paulo: Moderna. v. 1, 2 e 3. RESNICK, Robert; HALLIDAY, David; WALKER, Jearl. Fundamentos de Física. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos. v. 1, 2, 3 e 4. SEARS e ZEMANSKY. Física III (Eletromagnetismo). São Paulo: Addison Wesley. TIPLER, Paul A. Física (Eletricidade e Magnetismo, Ótica). Rio de Janeiro:Livros Técnicos e Científicos, v. 2. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

HISTÓRIA (Professor de ensino de 1º e 2º Graus)

HISTÓRIA GERAL - Formação e Expansão da civilização Ocidental: O uso do mar e dos rios na Antigüidade e na Idade Média, o modelo antigo do crescimento econômico e o feudalismo; Os Estados Nacionais, o mercantilismo, a expansão marítima européia e o colonialismo; O Renascimento e a Reforma. Revoluções Inglesa, Americana e Francesa; e A Revolução Industrial e suas conseqüências marítimas e militares. O Mundo Contemporâneo: O século XIX, expansão da economia ocidental, o colonialismo e seus conflitos, a crise da sociedade liberal, principais movimentos revolucionários e propostas ideológicas. Evolução dos meios bélicos; Primeira Guerra Mundial; Revolução Russa; O período entre guerras, o fascismo e o comunismo; Segunda Guerra Mundial; e Problemas Políticos e novas relações de poder - a Guerra Fria e seus conflitos localizados, a Descolonização e a Evolução dos meios bélicos. HISTÓRIA DO BRASIL - O Brasil Colônia: As Navegações Portuguesas e o Descobrimento do Brasil; Exploração, defesa e expansão da colônia; Organização social: usos e costumes; Administração e Economia; e O processo de Independência. O Brasil Império: Independência, processo de organização e consolidação do estado e conflitos internos; Relações exteriores; Organização militar e guerras externas; e Economia, administração, política e organização social. O Brasil República: A "República Velha" (1889-1930) - sociedade, política e economia, conflitos internos e política externa; O Tenentismo e a Revolução de 1930; O período de 1946 a 1964; e Os Governos de 1964 a 1985. HISTÓRIA NAVAL BRASILEIRA - Independência e Império: Administração Joanina e a Marinha; Formação da Marinha do Brasil; Papel da Marinha na Independência (Cochrane, Taylor e outros); Ação da Marinha do Brasil na Consolidação do Império; e Campanha Oriental e a Guerra da Tríplice Aliança. Guerras Platinas: Operações navais, construção naval e progresso tecnológico. A República: A Revolta da Armada; Programas Noronha e Alexandrino; e Revolta dos Marinheiros. A participação da Marinha do Brasil nas duas Guerras Mundiais: Primeira Guerra Mundial: D.N.O.G; e Segunda Guerra Mundial: comboios e patrulhamento. O após-guerra: A Industrialização Naval nas décadas de 1930, 70 e 80; e O Programa Antártico Brasileiro. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: ALBUQUERQUE, A. L. Porto e. História Geral do Ocidente. Rio de Janeiro: Serviço de Documentação Geral da Marinha, 1985. 294p. . História do Brasil. Rio de Janeiro: Serviço de Documentação Geral da Marinha, 1985. ALBUQUERQUE, A. L. Porto, SILVA, Léo Fonseca e. Fatos da história naval. 2. ed. Rio de Janeiro: Serviço de Documentação da Marinha, 2006. 184 p. BITTENCOURT, Armando de Senna. Visitando Riachuelo e revendo controvérsias, 132 anos depois. In: Revista Marítima Brasileira, v. 117, n. 7/9, Rio de Janeiro: Serviço de Documentação da Marinha, 1997. BURNS, Edward McNall. História da civilização ocidental. 3. ed. Porto Alegre: Editora Globo, 1974. 2 v. CAMINHA, Herick Marques. Organização e Administração do Ministério da Marinha na República. Rio de Janeiro: FUNCEP, Serviço de Documentação Geral da Marinha, 1989. 513p.____________ . Organização e Administração do Ministério da Marinha no Império. Rio de Janeiro: FUNCEP, Serviço de Documentação Geral da Marinha, 1986. 479p. COSTA, Emília Viotti da. Da Monarquia à República: momentos decisivos. São Paulo: Editora Brasiliense, 1987. 361p.________________ . Da Senzala à Colônia. 3. ed. São Paulo: Fund. Ed. da UNESP, 1998. DUROSELLE, J. A. Europa de 1815 aos nossos dias. São Paulo: Pioneira, 1976. 337p. FALCON, Francisco e MOURA, Gerson. A formação do mundo contemporâneo. 4. ed. Rio de Janeiro: Editora Campus, 1981. 1 30p. HOBSBAWN, Eric. J. Da revolução industrial inglesa ao imperialismo. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1978. 325p._______________ . A Era das Revoluções: Europa 1789 - 1848. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977/1996 (10. reimpressão)._____________ . A Era dos Impérios: 1875 - 1914. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988/1992._____________ . A Era dos Extremos. O breve século XX 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. HUBERMAN, Leo. História da riqueza do homem. 21. ed. Rev. Rio de Janeiro: Guanabara, 1986. KEEGAN, John. Uma História da Guerra. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. LIDDELL HART, Basil Henry. As Grandes Guerras da História. IBRASA, 1991. MAIA, João do Prado A Marinha de Guerra do Brasil na Colônia e no Império: tentativa de reconstituição histórica. 2. ed. Rio de Janeiro: Cátedra, 1975. 340p. MARTINS, Helio Leoncio. A estratégia naval brasileira da Guerra do Paraguai (com algumas observações sobre ações táticas e o apoio logístico). In: Revista Marítima Brasileira. v. 117, n. 7/9, Rio de Janeiro: Serviço de Documentação da Marinha, 1997. MOTA, Carlos Guilherme (org.). Brasil em perspectiva. São Paulo: DIFEL, 1977. O Brasil monárquico. In: História geral da civilização brasileira. Direção de Sérgio Buarque de Holanda. 4. ed. São Paulo: DIFEL, 1985. t.II v.4. REMOND, René. O século XX – de 1914 aos nossos dias. São Paulo: Editora Cultrix, s/d. SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO DA MARINHA. HISTÓRIA Naval Brasileira. Rio de Janeiro, 1975- 2003. 10 v. SKIDMORE, Thomas. E. Brasil: de Castelo e Tancredo, 1964-1985. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988. 608p.____________ . Brasil: de Getúlio a Castelo, 1930-1964. 8ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982. 512p. VIDIGAL, Armando Amorim Ferreira. A evolução tecnológica no setor naval na segunda metade do século XIX e as conseqüências para a Marinha do Brasil. In: Revista Marítima Brasileira., n. 10/12. Rio de Janeiro: Serviço de Documentação da Marinha, 2000. vol.120. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

INFORMÁTICA (Professor de ensino de 1º e 2º Graus)

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES E SISTEMAS OPERACIONAIS - Aritmética Computacional: operações com números binários e hexadecimais. Lógica Digital: conceito de portas lógicas; conceitos de operações de álgebra booleana. Unidades básicas de um computador: memória; unidade central de processamento; formatos de instruções; modos de endereçamento; tipos de instruções; fluxo de controle; unidade aritmética e lógica. Representação dos tipos de dados; Representação de instruções; Métodos de execução de programas: montagem e compilação, Linkdição; Interpretação. Entrada e saída de dados: transmissão de dados serial paralela; Placas controladoras e interfaces: tipos e respectivas funções, tipos de barramentos; Dispositivos de entrada e saída; Operação de entrada e saída. Processadores: características da arquitetura; aspectos gerais da evolução dos processadores; comparação entre arquiteturas. Sistemas Operacionais: histórico e conceitos de sistema operacional; Gerenciamento de Processador: comunicação entre processos; escalonamento de processos; alocação de recursos e "deadlocks"; Windows XP: Prompt do Windows e suas funcionalidades; Compartilhamento e segurança; Integridade; Administração, organização e hierarquia de memória; Registros do Windows; Memória virtual; Administração do sistema dos arquivos de log; Internet Explorer suas funcionalidades; Política de segurança e suas funcionalidades; Recuperação de desastre. Linux: Instalação e compilação de programas; Comandos e editores de texto (vi); Gerenciamento de arquivos e dispositivos; Permissões e quotas de disco; Gerenciamento de processos; Expressões regulares; Administração do sistema dos arquivos de log; Fundamentos e serviços de rede. ALGORITMOS E ESTRUTURA DE DADOS - Definição e requisitos de um algoritmo; Linguagem para descrição de algoritmo; Noções de complexidade de algoritmos; Algoritmos ótimos; Programação estruturada: Propriedades de um programa estruturado; Estruturas básicas de controle. Estrutura de dados: Definição e utilização; Exemplos: Vetor, matriz, listas, pilhas, filas, árvores: descrição algoritmos de manipulação. LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO - Evolução das linguagens de programação; Conceitos básicos de linguagens de programação: Abstração de dados controle. Sintaxe e Semântica de linguagens de programação; Tipos de dados: tipos embutidos; tipos agregados; tipos abstratos; e conversão de tipos. Estruturas de controle: estruturas de controle a nível de comando; estruturas de controle a nível de unidades. Linguagem orientada a objeto. ANÁLISE DE SISTEMAS - Conceitos da UML; Modelagem e desenvolvimento de sistemas utilizando diagramas da UML. BANCO DE DADOS - Fundamentos de banco de dados: definição de banco de dados, definição de sistema de informação apoiado em banco de dados e definição de sistema gerenciador de banco de dados; Níveis de abstração; Independência de dados; conceito de transação. Projeto conceitual de banco de dados: Requisitos do projeto conceitual de dados; Utilização do modelo entidade-relacionamento como ferramenta para o projeto conceitual de dados. Projeto lógico de banco de dados: utilização do modelo relacional como ferramenta para o projeto lógico de dados; Normalização; Projeto físico de banco de dados; Linguagem de definição e manipulação de banco de dados: linguagem SQL padrão SQL-92. Administração de banco de dados: Fundamentos, atividades, ferramentas, monitoração e planejamento de capacidade; Controles operacionais: recuperação de falhas, concorrência, integridade, segurança, desempenho, otimização. Conceitos de banco de dados cliente/servidor; tópicos avançados em banco de dados: conceitos de bancos de dados distribuídos; conceitos de bancos de dados orientados a objetos; conceitos de bancos de dados relacional-objeto; conceitos de Data Warehouse. REDES DE COMPUTADORES - Meios de Transmissão; Tecnologias e topologias de rede; conceitos de Comunicações: Local, assíncrona de longa distância; Pacotes, quadros e detecção de erros. Padrões IEEE 802: Padrão ETHERNET; Protocolo CSMA-CD; Equipamentos de conectividade. O modelo de referência OSI/ISO: camada física, sub-camada de acesso ao meio, camadas de enlace, rede, transporte, sessão, apresentação e aplicação. Protocolos TCP/IP: Camadas de rede e transporte; Endereçamento IP; Sub-redes e Super-redes; Roteamento IP; Camada de aplicação: Serviços e protocolos; Internet e intranet. Sistemas operacionais de rede: e servidores de aplicações; e Servidores de arquivos. Segurança em redes de computadores. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: BOOCH, t al. UML Guia do Usuário.[s.l.]: Campus,2000.ISBN 85-352-0562-4. CASAD, Joe e WILLSEY, Bob. Aprenda em 24 horas TCP/IP, Campus, 1999. ISBN 85-352-0430-X. COMER, D.E. Redes de Computadores Internet. 2.ed. [s.l.]: Bookman,2000.ISBN 85-730-7778-6.___________ . Redes de Computadores e Internet, Bookman, 2001. ISBN 85-7307-778-6. DATE, C.J. Introdução a Sistemas de Bancos de Dados. 8. ed. [s.l.]:Campus, 2000.ISBN 85-352-0560-8. ELMAZRI, R.; NAVATHE,S.B. Sistemas de Banco de Dados . 4. ed. [s.l.]: Addison Wesley, 2000. ISBN 08-053-1755-4. F.; SILBERSCHATZ, A. Sistema de Banco de Dados.3. ed. [s.l.]: Makron Books,1999.ISBN 85-352-1273-6. FERREIRA, Rubem E. Linux – Guia do Administrador do Sistema. [s.l.]: Novatc, 2003.ISBN 85-7522-038-1. J. L. MARKENZON, L. Estruturas de Dados e seus Algoritmos. 2. ed. [s.1.]: LTC, 1994.ISBN 85-216-1014-9. KUROSE, James F. ROSS, Keith. Redes de Computadores e a Internet – Uma nova Abordagem. [s.l.]: Addison Wesley, 2003. MENDES, A. Programando com XML. [s.l.]: Campus,2004.ISBN 85-352-1308-2. KORTH, H. NAKAMURA, E. T.; GEUS,P.L; Segurança de Redes em Ambientes Cooperativos. [s.l.]: Futura, 2003. OGLETREE, Terry W. Dominando Microsoft Windows XP. [s.l.]: Makron books, 2002.ISBN 85-3461-4601. RIBEIRO, Uirá. Certificação Linux. [s.l.]: Axcel Books, 2004. ISBN 85-7323-2323. TANENBAUM, A.S. Redes de Computadores. [s.l.]: Campus, 1997. ISBN 85-352-0157-2. TANENBAUM, A.S. Organização Estruturada de Computadores. 4. ed. [s.l.]:LTC, 2001.ISBN 85-216‑1253-2. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

MATEMÁTICA (Professor de ensino de 1º e 2º Graus)

NOÇÕES DE LÓGICA - Definição de proposição ou sentença; Construção de tabelas verdade de negação, dos conectivos condicionais; Tautologia e proposições logicamente falsas; Emprego dos quantificadores em sentenças abertas e em ligações de proposições quantificadas; e Eliminação de parênteses. CONJUNTOS - Tipos de conjuntos; Elementos e subconjuntos de um conjunto dado; e Operação entre conjuntos. MÓDULO - Módulo de um número real; Propriedades do módulo de um número real; e Equações e inequações modulares. RELAÇÕES - Produto cartesiano de conjuntos; Relação de um conjunto com outro; Domínio, contradomínio e imagem de uma relação; Gráfico de uma relação; e Relações de ordem e de equivalência. FUNÇÕES - Função de um conjunto em outro; Domínio, contradomínio e imagens de funções algébricas; Principais tipos de funções algébricas; Classificação das funções; Inversão das funções; Composição das funções; e Gráficos de funções elementares. SUCESSÕES E SÉRIES - Termo geral de uma série ou sucessão dada; Cálculo de um somatório; Representação por somatório de uma expressão dada; e Teoremas pelo princípio da indução finita. SUCESSÕES ARITMÉTICAS - Sucessão aritmética e seu tempo geral; Emprego das fórmulas e propriedades das sucessões aritméticas na resolução de problemas; e Resolução de problemas que dependam dessas sucessões. SUCESSÕES GEOMÉTRICAS - Sucessão geométrica e seu tempo geral; Emprego das fórmulas e propriedades das sucessões geométricas na solução de problemas; e Resolução de problemas que dependam dessas sucessões. LOGARITMO - Logaritmo de um número positivo em uma determinada base; e Aplicação das propriedades dos logaritmos. LOGARITMOS DECIMAIS - Logaritmo na base dez, de um dado número; Aplicação das propriedades da característica e da mantissa de logaritmos decimais; e Resolução de problemas com o emprego da tábua de logaritmos. EQUAÇÕES EXPONENCIAIS - Resolução dos principais tipos de equações exponenciais. EQUAÇÕES LOGARÍTMICAS - Resolução dos principais tipos de equações logarítmicas. FUNÇÃO EXPONENCIAL - Função exponencial, domínio e imagem; e Gráficos da função exponencial e daquelas que dela derivam. FUNÇÃO LOGARITMO - Função logaritmo, domínio e imagem; e Gráficos da função logaritmo e daquelas que dela derivam. INEQUAÇÕES EXPONENCIAIS - Resolução dos principais tipos de inequações exponenciais. INEQUAÇÕES LOGARÍTMICAS - Resolução dos principais tipos de inequações logarítmicas. ARCOS E ÂNGULOS - Arcos e ângulos em graus, grados e radianos; Comprimento de um arco; Razões trigonométricas no triângulo retângulo; e Razões trigonométricas de 30º, 45º e 60º. CIRCUNFERÊNCIA TRIGONOMÉTRICA - Arco trigonométrico e círculo trigonométrico; Arcos côngruos; Razões trigonométricas no círculo trigonométrico; Redução ao Primeiro Quadrante; Relação das razões trigonométricas; e Resolução de equações trigonométricas simples. FÓRMULAS TRIGONOMÉTRICAS - Seno, cosseno e a tangente dos arcos soma e diferença; e Aplicação das fórmulas de transformação em produtos. EQUAÇÕES E INEQUAÇÕES TRIGONOMÉTRICAS - Resolução dos tipos clássicos de equações trigonométricas; e Resolução dos tipos clássicos de inequações trigonométricas. RESOLUÇÃO DE TRIÂNGULOS - Aplicação das leis do seno e cosseno na resolução de triângulos; e Resolução de problemas sobre triângulos. FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS - Domínio e contradomínio de funções trigonométricas; Gráficos das funções trigonométricas; e Gráficos das funções trigonométricas inversas. ANÁLISE COMBINATÓRIA - Resolução de problemas, utilizando-se o princípio fundamental da contagem; Grupamentos de objeto; Fatorial de um número natural; e Resolução de problemas, usando as fórmulas de arranjos, permutações e combinações simples e com repetição. BINÔMIO DE NEWTON - Aplicação da fórmula de Newton e as suas propriedades; e Triângulo aritmético de Pascal. PROBABILIDADE - Probabilidade de um evento em um espaço amostral; Resolução de problemas sobre a probabilidade condicional; Eventos independentes; e Aplicação da Lei Binominal da Probabilidade. MATRIZES - Matrizes e suas representações; e Operações de adição, multiplicação por um escalar e de multiplicação de matrizes. DETERMINANTES - Determinante de uma matriz de ordem n; Aplicação das propriedades dos determinantes em situações problemáticas; e Matriz inversa de uma matriz. SISTEMAS LINEARES - Resolução de sistemas lineares pelo método do escalonamento; Representação matricial de um sistema linear; Resolução de sistemas lineares pela regra de Cramer; e Discussão de sistemas lineares pela regra de Rouche-Capelli. COORDENADAS CARTESIANAS NO PLANO - Plano cartesiano; Distância entre dois pontos; e Cálculo das coordenadas do ponto que divide um segmento numa razão dada. ESTUDO DA RETA NO PLANO - Alinhamento de três pontos; Área de um polígono, dados os seus vértices; Gráfico de uma reta no plano com a equação nas suas diversas formas; Posições relativas entre duas retas; e Ângulo entre duas retas. DISTÂNCIA DE PONTO A RETA - Translação e rotação de sistemas de coordenadas cartesianas; Aplicação, em situações problemáticas, da fórmula de distância de um ponto à reta; e Representação gráfica de uma inequação do 1º grau. ESTUDO DA CIRCUNFERÊNCIA NO PLANO - Equação de uma circunferência no plano; e Posições relativas entre uma circunferência e um ponto, uma reta e uma outra circunferência. ESTUDO DAS CÔNICAS NO PLANO - Relação entre uma cônica e sua equação cartesiana; e Resolução de problemas sobre cônicas no plano. RETAS E PLANOS NO ESPAÇO - Retas no espaço e suas posições; Planos no espaço; e Resolução de problemas que impliquem a aplicação dos teoremas e propriedades das retas e planos no espaço. ÂNGULOS - DIEDROS – TRIEDROS - Ângulos entre retas e entre retas e planos; Diedros, sua classificação e suas propriedades; e Triedros, sua classificação e suas propriedades. POLIEDROS CONVEXOS - Poliedros convexos e regulares e suas propriedades; Resolução de problemas sobre áreas, ângulos e diagonais; e Resolução de problemas sobre o teorema de Euller. PRISMAS - Os prismas e seus diferentes tipos; Resolução de problemas sobre áreas, volume, diagonal, seções dos prismas regulares e paralelepípedos; e Troncos de prismas e cálculos de suas medidas. PIRÂMIDES E TRONCOS DE PIRÂMIDES - Pirâmides, seus troncos e elementos; e Resolução de problemas sobre áreas, volumes e relações entre as dimensões das pirâmides e seus troncos. CILINDROS E TRONCOS DE CILINDROS - Geração da superfície cilíndrica; Resolução de problemas sobre área e volume dos cilindros; Tronco do cilindro; e Cálculo do volume do cilindro. CONE E TRONCO DE CONE - Geração da superfície cônica; Resolução de problemas sobre áreas, volume e relações entre os elementos de um cone de revolução; Tronco de cone e Cálculo das medidas de um cone. ESFERA E SUAS PARTES - A esfera, suas gerações e partes; Resolução de problemas sobre área, volume e relações na superfície esférica e na esfera; Cálculo da área e o volume das partes da esfera e de sua superfície; e Cálculo das distâncias polares e seções de uma esfera. CONCEITO DE LIMITE - Gráficos de funções descontínuas nos seus diversos casos, reconhecendo os tipos limites; Condições que definem um limite geral; e Conseqüências gráficas dos tipos de descontinuidade. CÁLCULO DE LIMITES - Gráficos; Propriedades dos limites; e Infinitésimos. INTRODUÇÃO À DERIVADA - Cálculo da derivada de qualquer função algébrica; e Cálculo da subtangente e a subnormal de uma função. APLICAÇÃO DE DERIVADAS - O crescimento de uma função; O gráfico de uma função em conseqüência de seus máximos e mínimos, crescimento e descontinuidade; Resolução de problemas objetivos de máximos e mínimos e problemas geométricos, por meio de derivadas; Resolução de problemas de concavidade e pontos de inflexão de uma função; e Interpretação geométrica e cinemática das derivadas. DERIVADAS DAS FUNÇÕES TRANSCENDENTES - Cálculo da derivada de qualquer função transcendente; Gráficos; Resolução de problemas práticos sobre as funções transcendentes; Regra de Lhopital; e Assíntotas. INTEGRAL - Cálculo de uma integral por processos imediatos, substituição e partes; e Uma integral definida como medida de área. NÚMEROS COMPLEXOS - A necessidade da existência dos números complexos; Representação dos números complexos nas formas algébrica, geométrica, trigonométrica e exponencial; Operações usuais com números complexos nas suas diversas formas; e Resolução de equações binômias e trinômias com raízes complexas. POLINÔMIOS - Definição de polinômios, polinômios idênticos e identicamente nulos; Operações usuais entre polinômios; e Emprego do dispositivo de Briot-Ruffini. EQUAÇÕES POLINOMIAIS - Relações entre os coeficientes e as raízes de uma equação polinomial; e Aplicação dos métodos de pesquisa de raízes complexas, reais e racionais de uma equação polinomial. TRANSFORMAÇÕES - Transformações multiplicativa, aditiva ou recíproca em uma equação polinomial dada; Transformações na resolução de equações polinomiais; e Resolução de equações recíprocas. RAÍZES MÚLTIPLAS E RAÍZES COMUNS - Derivada de uma função polinomial, pela definição; e Raízes múltiplas e comuns de duas funções polinomiais. COORDENADAS CARTESIANAS NO R3 - Ponto de R3 às suas coordenadas cartesianas; Cálculo da distância entre dois pontos no R3; e Equação de uma superfície esférica. ÁLGEBRA VETORIAL - Definição de vetor: geométrica e analiticamente; Operações de adição, subtração e de multiplicação por um escalar; Espaços e subespaços vetoriais; Vetores linearmente dependentes ou independentes; e Base de um espaço vetorial. PRODUTO ESCALAR - Definição de produto escalar entre dois vetores: geométrica e analiticamente; e Aplicação do produto escalar no cálculo do ângulo entre dois vetores. PRODUTO VETORIAL E MISTO - Definição de produto vetorial e misto, geométrica e analiticamente; Interpretação, geometricamente do módulo do produto vetorial e do produto misto; e Aplicação do produto vetorial e misto em situações problemáticas. ESTUDO DA RETA NO R3 - As diversas formas da equação da reta R3; Cálculo da distância de um ponto a uma reta no R3; e Resolução de problemas clássicos sobre retas no R3. ESTUDO DO PLANO NO R3 - As diversas formas da equação do plano no R3; Cálculo da distância de um ponto a um plano no R3; e Resolução de problemas clássicos sobre o plano no R3. TRANSFORMAÇÕES - Dentre as transformações, distinção daquelas que são lineares; Matriz de uma transformação linear; e Os diversos tipos de transformações lineares. BIBLIOGRÁFIA SUGERIDA: IEZZI, Gelson e Outros. Fundamentos de Matemática Elementar. São Paulo: Atual, Vol.I, II, III, IV, VI, VII e VIII. DOLCE, Osvaldo Pompeo. Fundamentos da Matemática. São Paulo: Vol. X. HAZZAN, Samuel. Fundamentos de matemática elementar. São Paulo: Atual, Vol. V. MACHADO, Antonio dos Santos. Álgebra Linear e Geometria Analítica. [S.l.]: Atual. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

PORTUGUÊS (Professor de ensino de 1º e 2º Graus)

Compreensão e interpretação de textos literários e não literários; Análise interpretativa de fenômenos relativos aos diversos níveis constitutivos do português: fonético-fonológico, prosódico, morfológico, sintático, semântico, pragmático e semiótico; Valor nocional das categorias gramaticais; Os processos de formação de palavras; Aspectos funcionais e padrões estruturais; Abordagem funcional dos termos da oração; Processos de coordenação e de subordinação: valores semânticos; Os processos sintáticos, o paralelismo semântico; Fatores de textualidade: intertextualidade, interdiscursividade, intencionalidade, informatividade e situacionalidade; A heterogeneidade lingüística: variantes e variáveis lingüísticas; Análise do discurso: língua, discurso e ideologia; A linguagem em uso: enunciado e enunciação; Os pressupostos e as inferências; Os elementos de referenciação textual e extratextual; Figuras e vícios de linguagem; Reconhecimento de textos escritos e orais, literários e não literários como corpus adequado para o estudo da língua, segundo as perspectivas sincrônica e diacrônica, nos aspectos gramaticais, discursivos e estilísticos; e Literatura Brasileira: estilos, contexto histórico, temas, formas, tendências, características, representantes e obras. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: AZEREDO, José Carlos de. Fundamentos de Gramática do Português. 2. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2002. BOSI, Alfredo. História concisa da literatura brasileira. 41. ed. São Paulo: Cultrix, 1994. CEREJA, William Roberto. & MAGALHÃES, Thereza Cochar. Literatura brasileira: ensino médio. 2. ed. São Paulo: Atual, 2000. HENRIQUES, Claudio Cezar. Sintaxe portuguesa para a linguagem culta contemporânea. 4. ed. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2005. KOCH, Ingedore Villaça & TRAVAGLIA, Luiz Carlos. Texto e coerência. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2002. MOISÉS, Massaud. A literatura brasileira através dos textos. 17. ed. São Paulo: Cultrix, 1997. RANAURO, Hilma. Significação e Relação: a carga semântica dos elementos conectivos. Rio de Janeiro: Gráfica Universal, 2004. SAMUEL, Rogel(org.). Novo Manual de Teoria Literária. 3. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005. SANT’ANNA, Nilce. Introdução à estilística. São Paulo: EDUSP, 2002. TRAVAGLIA, Luiz Carlos. Gramática e Interação: uma proposta para o ensino de gramática no 1º e 2ºgraus. 8. ed. São Paulo: Cortez, 1995. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

LÍNGUA ESPANHOLA (Professor de ensino de 1º e 2º Graus)

Formação do professor: ensino-aprendizagem de espanhol como língua estrangeira no Ensino Médio: pressupostos teórico-metodológicos básicos (Lingüística Aplicada, Sociolingüística, Análise de Discurso); os PCNs; Concepções de linguagem: suas relações com os métodos de aprendizagem de Espanhol/Língua Espanhola e implicações no ensino-aprendizagem; Leitura crítica e seu papel na formação do cidadão: compreensão leitora como processo de interação; principais correntes teóricas, estratégias de leitura; Gênero de discurso e os processos de descrição, narração e argumentação no ensino de Espanhol/Língua Espanhola; Marcadores discursivos, coesão e coerência: papel na compreensão leitora; Sintagma verbal: significados e empregos de pessoas, modos e tempos verbais em diferentes contextos sociais e de discurso; Marcas de pessoa e de impessoalidade e sua relação com os pronomes pessoais; Aspecto cultural no ensino de Espanhol/Língua Espanhola: enriquecendo a visão de mundo e contextualizando o conhecimento na sala de aula; Variedade do espanhol no mundo: unidade e diversidade; e Aspectos de fonética e fonologia hispânicas aplicadas ao ensino de Espanhol/Língua Espanhola. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: AMIGUES, René. Trabalho do professor e trabalho de ensino. In: MACHADO, Anna Rachel. O ensino como trabalho: uma abordagem discursiva. Londrina: Eduel, 2004 p. 35-53. ANDIÓN HERRERO, Maria Antonieta. Variedades del español de América: una lengua y diecinueve países. Brasilia: Embajada de España. Consejería de Educación, 2004. BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (PCNEM) [internet] portal.mec.gov.br/seb/index.php?option=content&task=view&id =265&Itemid=255. CORACINI, Maria José (org.). O jogo discursivo na sala de leitura: língua materna e língua estrangeira. Campinas: Pontes, 1995. DAHER, Maria del Carmen F. González & SANT'ANNA, Vera Lucia de Albuquerque. Reflexiones acerca de la noción de competencia lectora: aportes enunciativos e interculturales. In: Hispanista n. 11 [Internet] www.hispanista.com.br/revista/artigo95esp.htm. GILI GAYA, Samuel. Curso superior de sintaxis española. Barcelona: Vox, 2000. GARCÍA NEGRONI, María Marta, TORDESILLAS COLADO, Marta. La enunciación en la lengua: de la deixis a la polifonía. Madrid: Gredos, 2001. KLEIMAN, Ângela B., MORAES, Silvia E. Leitura e interdisciplinaridade: tecendo redes nos projetos da escola. Campinas: Mercado das Letras. 1999. MARTÍN ZORRAQUINO, María Antonia, MONTOLÍO DURÁN, Estrella (org.). Los marcadores del discurso: teoría y análisis. Madrid, Arco Libros, S.L, 1988. MOITA LOPES, Luiz Paulo. Oficina de Lingüística Aplicada. Campinas: Mercado das Letras, 1996. MORILLAS, José M. Martín. La enseñanza de la lengua: Un instrumento de unión entre culturas. ( jmartinm@ugr.es ) Universidad de Granada. www.ub.es/filhis/culturele/morillas.html. PARAQUETT, Marcia. Uma integração interdisciplinar: artes plásticas e ensino de línguas estrangeiras. In: MOTA, K. e SCHEYERL, D. Recortes Interculturais na Sala de Aula de Línguas Estrangeiras. Salvador: EDUFBA, 2004, ISBN 85-232-0325-7, p. 193-220. ROJO, Roxane (org.). A prática de linguagem em sala de aula: praticando os PCN's. Campinas: Mercado das Letras, 2000. SERRANI, Silvana. Discurso e cultura na aula de língua / currículo - leitura - escrita. Campinas: Pontes, 2005. SOUZA-E-SILVA, Maria Cecília. O ensino como trabalho. In: MACHADO, Anna Rachel . O ensino como trabalho: uma abordagem discursiva. Londrina: Eduel, 2004 pp. 8 1-104. RICHARDS, Jack C., RODGERS, Theodore S. Enfoques y métodos en la enseñanza de idiomas. Madrid: Cambridge University Press. 2001. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos.

LÍNGUA INGLESA (Professor de ensino de 1º e 2º Graus)

Leitura e compreensão de textos em língua inglesa - Combinação de mensagens e criação de textos: coordenação e subordinação. Coerência e coesão: inferência, substituição e referência contextual. Conteúdos lingüístico-gramaticais da língua inglesa - As estruturas gramaticais e suas implicações para a construção do significado: Substantivos - Tipos de substantivo: contáveis e não contáveis, próprios e comuns, concretos e abstratos, gêneros dos substantivos, número dos substantivos, genitive case. Artigos – definidos e indefinidos, outros determinantes. Pronomes - pessoais, oblíquos, reflexivos, possessivos, relativos, interrogativos, demonstrativos e indefinidos. Numerais - cardinais e ordinais. Adjetivos – tipos de adjetivos, grau comparativo e superlativo. Advérbio – tipos de advérbio, grau comparativo e superlativo. Verbos e auxiliares – tipos de verbos: regulares e irregulares, anômalos; auxiliares primários: o emprego de be, have e do; auxiliares modais; tempo, modo e aspecto; vozes verbais; concordância verbal; phrasal verbs. Conectivos: preposições e locuções prepositivas; conjunções e locuções conjuntivas. Discurso direto e indireto. Função sintática dos elementos na frase. Expressões idiomáticas. O processo de ensino/aprendizagem de língua estrangeira e principais métodos utilizados (com ênfase na abordagem comunicativa); Noções de fonologia: fonemas e “word stress”. BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: ALEXANDER, L.G. Longman English Grammar. [s.l]: Longman, 1997. COLLINS COBUILD. English Language Dictionary. [s.l.]: Collins, 1987. HEWINGS, Martin. Advanced Grammar in Use. [s.l.]: Cambridge University Press, 2002. HORNBY, A.S. Oxford Advanced Learner’s Dictionary. Oxford: Oxford University Press, 2005. LARSEN-FREEMAN, Diane. Techniques and principles in language teaching. Oxford: Oxford University Press, 1986. QUIRK, Randolph and GREENBAUM, Sydney. A University Grammar of English. [s.l.]: Longman, 1980. RICHARDS, Jack C. & RODGERS, Theodore S. Approaches and methods in language teaching. Cambridge: Cambridge University Press, 1995. UR, P. A Course in Language Teaching: practice and theory. Cambridge: Cambridge University Press, 1996. OBSERVAÇÃO: A bibliografia sugerida não limita nem esgota o programa. Serve apenas como orientação para as bancas elaboradoras de provas e para os candidatos

LUIZ FERNANDO PALMER FONSECA
Contra-Almirante
Diretor

81080

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231