IFMT - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - MT

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO - CAMPUS CONFRESA

CONCURSO PÚBLICO EDITAL N° 016/2009

Notícia:   Instituto Federal - MT oferece 127 vagas de até R$ 5.025,65

O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso - Campus São Vicente, no pleno exercício de suas atribuições legais e regulamentares, designado através da Portaria MEC nº. 1.123 de 27-11-2007, publicada no DOU de 28-11-2007 e considerando a autorização ministerial concedida pela Portaria MPOG Nº. 370 de 04 de dezembro de 2008, publicada no D.O.U. de 05 de dezembro de 2008 e Portaria MEC 1.500 de 09 de dezembro de 2.008, publicada no D.O.U. de 10/12/2008, com possibilidade de ocorrer o acréscimo previsto no parágrafo 3°. do art. 1°. do Decreto n°. 4.175, de 27 de março de 2002, e no art. 14 da Portaria no 450, de 06 de novembro de 2002 do MPOG, faz saber que será realizado, em locais, datas e horários estabelecidos no presente Edital, Concurso Público para provimento de vagas de Técnicos Administrativos de Nível Superior e de Nível Médio do quadro de pessoal efetivo do Campus Confresa, o qual reger-se-á de acordo com as Instruções Especiais que ficam fazendo parte integrante deste edital.

1 - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1. O Concurso Público realizar-se-á sob a responsabilidade da empresa Instituto Saber, contratada pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso - Campus São Vicente, sob fiscalização de Comissão de Concurso nomeada para tal fim e obedecidas as normas deste Edital.

1.2. O Concurso destina-se ao provimento dos cargos vagos constantes do Item 2 deste Edital. As nomeações serão feitas de acordo com autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MPOG.

1.3. Os candidatos nomeados estarão subordinados ao Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis da União (Lei 8.112/90 com as alterações posteriores).

1.4. Os candidatos aos cargos do presente concurso ficarão sujeitos à carga horária de 40 (quarenta) horas semanais, na forma do Artigo 19 da lei nº. 8.112/90 e alterações posteriores, salvo disposições em Leis específicas.

1.5. O cargo/área/especialidade, a escolaridade/pré-requisitos, a remuneração inicial, inclusive vantagens e benefícios, e o número de vagas são os estabelecidos no Item 2 deste Edital.

1.6. As provas serão realizadas na cidade de Confresa - MT em local a ser divulgado posteriormente no site www.svc.ifmt.edu.br e no site www.saber.srv.br.

1.7. O candidato, após sua admissão, poderá ter lotação em qualquer dos Núcleos Avançados existentes ou que venham a ser criados.

1.8. O candidato aprovado só poderá solicitar remoção ou redistribuição de seu local de lotação inicial após ter adquirido estabilidade, nos moldes da lei n° 8.112/90.

1.9. O Cronograma de Etapas ou Atividades do Certame é o estabelecido no Anexo I deste Edital.

1.10. A descrição das atribuições básicas dos cargos consta do Anexo II deste Edital.

1.11. O conteúdo programático consta do Anexo III deste Edital.

2 - QUADRO DOS CARGOS/VAGAS/ESCOLARIDADE/VENCIMENTO BÁSICO

2.1. Os cargos, vagas, especialidade, escolaridade/pré-requisitos e a remuneração inicial, inclusive vantagens e benefícios, são os estabelecidos a seguir:

2.2. CAMPUS CONFRESA - Cargos de Nível Superior - NS - Técnicos Administrativos

CARGO

VAGAS

ESCOLARIDADE

VENCIMENTO

PEDAGOGO

02

Licenciatura Plena em Pedagogia, fornecido por Instituição de Ensino Superior, reconhecida pelo MEC.

R$ 1.747,83 + vantagens *

CONTADOR

01

Graduação em Ciências Contábeis, fornecido por Instituição de Ensino Superior, reconhecida pelo MEC, com registro no Conselho dessa categoria.

R$ 1.747,83 + vantagens *

ADMINISTRADOR

02

Graduação em Administração, fornecido por instituição de Ensino Superior, reconhecido pelo MEC, com registro no conselho dessa categoria.

R$ 1.747,83 + vantagens *

ASSISTENTE SOCIAL

01

Graduação de nível superior em Serviço Social, fornecido por Instituição de Ensino Superior, reconhecida pelo MEC, com registro no Conselho dessa categoria.

R$ 1.747,83 + vantagens *

ECONOMISTA

01

Graduação em Ciências Econômicas, fornecida por Instituição de Ensino Superior, reconhecida pelo MEC, com registro no Conselho dessa categoria.

R$ 1.747,83 + vantagens *

BIBLIOTECÁRIO/ DOCUMENTALISTA

01

Graduação em Biblioteconomia, fornecida por instituição de Ensino Superior, reconhecido pelo MEC, com registro no Conselho de sua categoria.

R$ 1.747,83 + vantagens *

JORNALISTA

01

Graduação em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo, fornecida por Instituição de Ensino Superior, reconhecido pelo MEC.

R$ 1.747,83 + vantagens *

* Quando da posse, o servidor receberá os seguintes auxílios: Auxílio-Transporte (de acordo com a localidade) + Auxílio-Alimentação no valor de R$ 126,00 + Auxílio-Creche (quando for o caso).

2.2.1. CAMPUS CONFRESA - Cargos de Nível Intermediário - NI - Técnicos Administrativos

CARGO

VAGAS

ESCOLARIDADE

VENCIMENTO

ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO

07*

Ensino Médio Completo (antigo 2° grau) ou Ensino Médio Profissionalizante

R$ 1.364, 53 + Vantagens **

TÉCNICO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

01

Ensino Médio Completo (Antigo 2º Grau) ou Médio Profissionalizante, acrescido do Diploma de Técnico em Informática, fornecido por Instituição de Ensino Reconhecida pelo MEC.

R$ 1.364, 53 + Vantagens **

TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA

02

Ensino Médio Completo (antigo 2º Grau) ou Médio Profissionalizante, acrescido do Diploma de Técnico em Agropecuária ou Técnico Agrícola - Habilitação Agricultura ou Zootecnia, com registro no conselho competente.

R$ 1.364, 53 + Vantagens **

TÉCNICO EM LABORATÓRIO/ ÁREA QUÍMICA

01

Ensino Médio Completo (Antigo 2º Grau) ou Médio Profissionalizante, acrescido do Diploma de Técnico em Química.

R$ 1.364, 53 + Vantagens **

TÉCNICO EM CONTABILIDADE

01

Ensino Médio Completo (Antigo 2º Grau) ou Médio profissionalizante, acrescido do Diploma de Técnico em Contabilidade.

R$ 1.364, 53 + Vantagens **

TÉCNICO EM ALIMENTOS E LATICÍNIO

01

Ensino Médio Completo (Antigo 2º Grau) ou Médio profissionalizante, acrescido do Diploma do Curso Técnico em Agroindústria ou Curso Técnico Agrícola com habilitação em Agroindústria ou Curso Técnico em Alimentos, com registro no conselho competente.

R$ 1.364, 53 + Vantagens **

ASSISTENTE DE ALUNOS

02

Ensino Médio Completo (antigo 2° grau) ou Ensino Médio Profissionalizante

R$ 1.364, 53 + Vantagens **

* Sendo 01 (uma) vaga destinada a portadores de necessidades especiais.

** Quando da posse, o servidor receberá os seguintes auxílios: Auxílio-Transporte (de acordo com a localidade) + Auxílio-Alimentação no valor de R$ 126,00 + Auxílio-Creche (quando for o caso).

3 - VAGAS DESTINADAS A PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS (PNE)

3.1. Das vagas destinadas a cada cargo/unidade de vaga de que trata este edital e das que vierem a ser criadas durante o prazo de validade do concurso, 5% serão providas na forma do § 2º do artigo 5º da Lei nº. 8.112, de 11 de dezembro de 1990, e do Decreto nº. 3.298, de 20 de dezembro de 1999, e suas alterações.

3.1.1. Somente haverá reserva imediata de vagas para os candidatos portadores de necessidades especiais no cargo/unidade de vaga com número de vagas igual ou superior a 5 (cinco), conforme previsto no § 1º, do art. 37 do Decreto nº. 3.298/99 c/c o § 2º, art. 5º, da Lei nº. 8.112/90.

3.1.2. O candidato que se declarar portador de deficiência concorrerá em igualdade de condições com os demais candidatos.

3.2. Para concorrer a uma dessas vagas, o candidato deverá:

a) no ato da inscrição, declarar-se portador de deficiência;

b) encaminhar cópia simples do CPF e laudo médico original ou cópia autenticada, emitido nos últimos doze meses, atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência e com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID-10).

c) o candidato portador de necessidades especiais poderá solicitar condição especial para realização das provas, indicando as condições de que necessita para as realizações destas.

d) o pedido diferenciado citado na alínea acima será atendido obedecendo a critérios de viabilidade e razoabilidade, e será comunicado ao candidato quando da confirmação da sua inscrição.

e) as solicitações deste tópico deverão ser encaminhadas até o dia 20 de junho de 2009, via SEDEX ou CORRESPONDÊNCIA REGISTRADA, com aviso de recebimento ao: Instituto Saber, sito a Rua Maranhão, 1395 - Centro - Cascavel PR - CEP: 85801-050. Constando nome do candidato, qual cargo deseja concorrer, telefone e/ou endereço eletrônico para contato.

f) o fornecimento simples de cópia do CPF e laudo médico original ou cópia autenticada é de responsabilidade exclusiva do candidato, a Comissão de Concurso Público não se responsabiliza por qualquer tipo de extravio que impeça a chegada da documentação em seu destino.

g) candidatos que se declararem portadores de necessidades especiais e não enviarem os documentos citados na alínea "b" não poderão concorrer às vagas para PNE's, independente de terem assinalado tal opção no requerimento de inscrição.

3.3. Os candidatos que se declararem portadores de deficiência, se aprovados no concurso, serão convocados para se submeter à perícia médica oficial designada pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso - Campus São Vicente, que verificará sobre a sua qualificação como deficiente ou não, bem como, no estágio probatório, sobre a incompatibilidade entre as atribuições do cargo e a deficiência apresentada, nos termos do artigo 43 do Decreto nº. 3.298/99 e suas alterações.

3.4. Os candidatos que se declararem portadores de deficiência, se habilitados e classificados, terão seus nomes publicados em lista separada.

3.5. O candidato que se declarar portador de deficiência, se reprovado na perícia médica oficial, será considerado eliminado do concurso público.

3.6. As vagas definidas no capítulo 2 que não forem providas por falta de candidatos portadores de deficiência aprovados, serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem geral de classificação por unidade de vaga.

4 - DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA INVESTIDURA NO CARGO

4.1. O candidato selecionado neste Concurso Público será investido no cargo se, na data da posse, atender às seguintes exigências:

a) ter nacionalidade brasileira - inclusive naturalizado - ou portuguesa e, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos políticos, nos termos do parágrafo 1º do art. 12 da Constituição Federal e do Decreto nº. 70.436/72;

b) ter idade mínima de dezoito anos completos;

c) estar em pleno exercício de seus direitos políticos;

d) estar quite com as obrigações eleitorais;

e) ter certificado de reservista ou de dispensa de incorporação, em caso de candidato brasileiro do sexo masculino;

f) ter habilitação e requisitos exigidos para o cargo para o qual se inscreveu;

g) não auferir proventos de aposentadoria que caracterizem acumulação ilícita de cargos, na forma do art. 37, inciso XVI, da Constituição Federal de 1.988, ressalvadas suas exceções;

h) não possuir antecedentes criminais ou civis incompatíveis com o exercício do cargo;

i) ter aptidões física e mental para o exercício das respectivas atribuições, comprovadas por meio de perícia médica oficial; e

j) estar aprovado dentro do número de vagas e de acordo com todas as normas deste Concurso Público.

5 - DAS INSCRIÇÕES NO CONCURSO PÚBLICO

5.1. Taxas:

R$ 50,00 (cinquenta reais) para os cargos de nível superior - NS;

R$ 40,00 (quarenta reais) para os cargos de nível intermediário - NI.

5.1.1. Será admitida a inscrição somente via Internet, no endereço eletrônico www.saber.srv.br, solicitada no período entre 08 horas do dia 03 de junho 2009 e 17 horas do dia 24 de junho de 2009, observado o horário oficial de Mato Grosso.

5.2. O Instituto Saber não se responsabilizará por solicitação de inscrição não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores que impossibilitem a transferência de dados.

5.3. O candidato somente poderá efetuar o pagamento da taxa de inscrição apenas em dinheiro e logo após a feitura de sua inscrição por intermédio de boleto bancário gerado no próprio site da organizadora do certame.

5.4. O boleto bancário poderá ser pago em qualquer banco, bem como nas casas lotéricas e Correios, obedecendo aos critérios estabelecidos nesses correspondentes bancários.

5.5. O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até o seu vencimento.

5.6. As inscrições efetuadas somente serão acatadas após a comprovação de pagamento da taxa de inscrição.

5.7. Uma vez paga, a taxa de inscrição não será devolvida sob nenhuma hipótese, salvo em caso de cancelamento do Concurso Público por conveniência da administração pública.

5.8. No momento da inscrição, o candidato deverá optar pelo cargo e Campus que deseja concorrer, ciente de que fará a prova nessa cidade pólo. Não serão aceitos quaisquer pedidos de alteração de cargo e Campus.

5.9. É vedada a inscrição condicional, a extemporânea, a via postal, a via fax ou a via correio eletrônico.

5.10. É vedada a transferência do valor pago a título de taxa, para terceiros ou para outros concursos.

5.11. Para efetuar a inscrição, é imprescindível o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) do candidato.

5.12. As informações prestadas na solicitação de inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato, dispondo a Comissão de Concurso do direito de excluir do concurso público aquele que não preencher o formulário de forma completa e correta, e/ou omití-las ou falseá-las.

6 - DAS ISENÇÕES DA INSCRIÇÃO NO CONCURSO PÚBLICO

6.1. O candidato que se declarar impossibilitado de arcar com o pagamento da taxa e ter renda mensal familiar igual ou menor a 02 (dois) salários mínimos, deverá retirar no endereço eletrônico www.saber.srv.br a partir da data de 03/06/2009 até 05/06/2009, o formulário de solicitação de isenção do pagamento da inscrição e encaminhar ao Instituto Saber, sito a Rua Maranhão, 1395 - Centro - Cascavel PR - CEP: 85801-050, com data máxima de postagem o dia 05/06/2009. O referido formulário deverá estar devidamente preenchido, assinado e sem rasuras com os seguintes documentos:

a) Cópia simples de documentos pessoais: RG e CPF;

b) Comprovante de renda familiar atualizado, como holerite, carteira de trabalho ou declaração de renda com firma reconhecida.

6.2. A falta de assinatura e/ou o não preenchimento integral do Formulário de Solicitação de Isenção, bem como deixar de anexar qualquer um dos documentos aqui solicitados, resultarão no indeferimento da Solicitação de Isenção.

6.3. O candidato ou o seu representante legal responderá civil e criminalmente, pela falsificação das informações apresentadas, além do cancelamento da solicitação de isenção.

6.4. Cada pedido de isenção será analisado e julgado pela Comissão de Concurso.

7 - DAS PROVAS

O concurso constará de uma única etapa com provas objetivas subdivididas em Conhecimentos Gerais, Legislação e Conhecimentos Específicos, num total de 50 (cinqüenta) questões de "múltipla escolha" com 05 alternativas (A, B, C, D e E) cada, dentre as quais apenas uma é verdadeira, conforme discriminado na tabela abaixo

FASE ÚNICA

PROVAS OBJETIVAS

PESO

Natureza

Pontuação Máxima

Pontuação Mínima

Prova Teórica / Objetiva

Língua Portuguesa -15 questões

1,5

Eliminatória e Classificatória

30

20

Informática - 5 questões)

Legislação - 10 questões

1,0

Eliminatória e Classificatória

10

Conhecimentos Específicos - 20 questões

3,0

Eliminatória e Classificatória

60

30

PONTUAÇÃO TOTAL

100

50

7.1. As provas acontecerão no dia 19/07/2009 na cidade de Confresa - MT, e terão duração de quatro horas. Os horários e locais serão divulgados no site www.svc.ifmt.edu.br e no site www.saber.srv.br na data de 01/07/2009.

7.2. As provas teóricas/objetivas serão compostas por questões de múltipla escolha, num total de 100 (cem) pontos possíveis, dos quais o candidato deverá obter no mínimo metade dessa pontuação (50%), conforme quadro descritivo acima.

7.3. O candidato deverá apresentar-se ao local de realização de prova 30 (trinta) minutos antes de sua realização, portando lápis preto, caneta esferográfica preta ou azul e documento oficial com foto e validade em todo território nacional utilizado no ato da inscrição.

7.4. Todos os candidatos terão suas provas objetivas corrigidas por meio de processamento eletrônico.

7.5. Não haverá segunda chamada de provas, em hipótese alguma.

7.6. Após o início das provas, não será permitido o ingresso de candidatos no local de realização de provas.

7.7. Em hipótese alguma, as provas serão aplicadas fora de local pré-determinado.

7.8. O não comparecimento do candidato para realização da prova implicará automaticamente em sua exclusão do concurso público.

7.9. O candidato será sumariamente eliminado do Concurso Público se: lançar mão de meios ilícitos para execução das provas; perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido ou descortês para com qualquer dos aplicadores, seus auxiliares ou autoridades; atrasar-se ou não comparecer a qualquer das provas; afastar-se do local das provas sem o acompanhamento do fiscal, antes de ter concluído as provas; deixar de assinar a Lista de Presença e os respectivos Cartões-Resposta; ausentar-se da sala portando o Cartão-Resposta e/ou o Caderno de Questões; descumprir as instruções contidas na capa das provas; for surpreendido, durante as provas, em qualquer tipo de comunicação com outro candidato ou se utilizando de máquinas de calcular ou similares, livros, códigos, manuais, impressos ou anotações, ou, após as provas, for constatado por meio eletrônico, estatístico, visual ou grafológico, ter-se utilizado de processos ilícitos na realização das provas.

7.10. O candidato só poderá se ausentar-se do recinto decorridos 01 (uma) hora do efetivo início das provas.

7.11. A candidata que tiver a necessidade de amamentar no dia da prova deverá levar um acompanhante que ficará com a guarda da criança em local reservado. A amamentação se dará nos momentos que se fizerem necessários, não sendo dado nenhum tipo de compensação em relação ao tempo de prova utilizado com a amamentação. A ausência de um acompanhante impossibilitará a candidata de realizar a prova.

7.12. Ao final das provas, os 3 (três) últimos candidatos deverão permanecer em cada sala sendo liberados somente quando todos tiverem concluído ou encerrado o período para realização das provas.

7.13. O candidato deverá assinalar suas respostas na folha própria (Cartão-Resposta) e assinar no espaço próprio com caneta esferográfica de tinta na cor preta ou azul.

7.14. Não serão computadas questões não assinaladas e questões que contenham mais de uma resposta, emendas ou rasuras, ainda que legíveis.

7.15. Os candidatos poderão ser submetidos à revista magnética para a realização do certame, inclusive no ingresso aos banheiros.

7.16. Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas em virtude do afastamento de candidato da sala de provas.

7.17. Nos dias de realização das provas não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação das provas e/ou pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo e aos critérios de avaliação das provas.

7.18. Após resultado da prova objetiva, serão considerados aprovados os candidatos classificados dentro do número de vagas constante do item 2. Os demais candidatos, se não-eliminados, comporão o cadastro de reserva do certame.

8 - DOS RECURSOS

8.1. O candidato que queira contestar alguma questão, poderá fazê-lo, no dia da prova, através do fiscal de sala registrando na folha ATA, a qual será encaminhada à Comissão de Concurso Público;

8.2. Por razões de ordem técnica, de segurança e de direitos autorais adquiridos, a entidade responsável pela execução do Concurso e com anuência da Comissão de Concurso, se reserva o direito de não fornecer exemplares dos Cadernos de Provas a candidatos ou à instituições outras, mesmo após o encerramento do Concurso;

8.3. Se o candidato quiser interpor recursos contra alguma das questões, por não tê-lo feito em ATA no dia da prova, poderá requerer cópia de prova, junto a Comissão de Concurso, solicitando junto ao site www.saber.srv.br - Link "Contato", respeitando sempre os prazos estipulados neste Edital.

8.4. O candidato poderá interpor recurso nos seguintes casos e prazos:

8.4.1. Com relação à homologação das inscrições, no prazo de 02 (dois) dias, a contar do primeiro dia útil subseqüente ao da publicação do edital de homologação das inscrições;

8.4.2. Com relação à prova escrita (questões objetivas), no prazo de 02 (dois) dias úteis a contar do primeiro dia útil subseqüente ao da realização da prova.

8.4.3. Com relação às incorreções ou irregularidades constatadas na execução do concurso, no prazo de 02 (dois) dias úteis, a contar da ocorrência das mesmas;

8.5. O recurso deverá ser individual com a indicação da questão que o candidato se julga prejudicado, e devidamente fundamentado, comprovando as alegações com citação das fontes de pesquisa, páginas de livros, nome dos autores, bibliografia específica, entre outros, juntando cópia dos comprovantes, devendo o mesmo ser dirigido à Comissão de Concurso, enviando via e-mail para institutosaber@gmail.com, respeitando sempre os prazos estipulados neste Edital.

8.6. Será indeferido liminarmente o recurso que não estiver fundamentado ou for interposto fora do prazo, bem como os que contenham erro formal e ou material, em sua elaboração ou procedimentos que sejam contrários ao disposto nesse Edital;

8.7. Se da análise de recursos resultarem anulação de questões, essas serão consideradas como respondidas corretamente por todos os candidatos. Se resultar alteração de gabarito, as provas de todos os candidatos serão corrigidas conforme essa alteração e seu resultado final divulgado de acordo com esse novo gabarito;

8.8. Os recursos indeferidos liminarmente não estão sujeitos à análise do mérito, mesmo que devidamente fundamentados.

8.9. A Banca Examinadora da entidade promotora do presente Concurso Público constitui última instância para recurso ou revisão, sendo soberana em suas decisões, razão porque não caberão recursos ou revisões adicionais.

9 - DO RESULTADO FINAL

9.1. Os candidatos serão classificados em ordem decrescente, de acordo com a média final obtida;

9.2. Serão considerados classificados, os candidatos com Média de Classificação Final igual ou superior a 50 (cinqüenta) pontos;

9.3. Em casos de empate, terá preferência o candidato que, sucessivamente:

a) Tiver idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos até o último dia da inscrição, conforme art. 27, parágrafo único da lei n°. 10.741 de 1° de outubro de 2003 (estatuto do idoso);

b) Maior total de pontos na prova de conhecimentos específicos.

c) Maior total de pontos na prova de legislação.

d) Persistindo o empate, terá preferência o candidato mais idoso, dentre os de idade inferior a 60 anos, até o último dia da inscrição.

10 - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

10.1. O concurso terá validade de um ano, a contar da data da publicação da homologação, podendo ser prorrogado uma vez por igual período, de acordo com Decreto n°. 4.175 de 27 de março de 2002.

10.2. Não serão fornecidos atestados, certificados ou certidões relativos à classificação ou notas de candidatos, valendo para tal fim os resultados publicados no Diário Oficial da União.

10.3. Não serão concedidas vistas ou recontagens de pontos de provas, exames, avaliações ou pareceres, qualquer que seja a alegação do candidato.

10.4. O candidato convocado (através de telegrama com aviso de recebimento) para a posse que não comparecer nos prazos determinados será considerado desistente, sendo automaticamente excluído do Concurso Público.

10.5 O resultado final do Concurso Público, contendo apenas os candidatos classificados, será divulgado por Edital publicado no Diário Oficial da União. Os candidatos constantes no cadastro de reserva do certame poderão ser convocados em caso de desistência de aprovados e caso surjam mais vagas durante a validade do concurso público, conforme conveniência da administração pública e autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MPOG.

10.6. A inscrição importará aceitação das condições contidas neste Edital, incluindo seus Anexos, e no Roteiro do Candidato, que constituem partes integrantes das normas que regem o presente Concurso Público.

10.7. É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar a divulgação de todos os atos, editais e comunicados referentes a este Concurso Público que forem publicados no endereço eletrônico www.svc.ifmt.edu.br e no Diário Oficial da União.

10.8. Todos os atos oficiais relativos a este Concurso Público serão publicados no Diário Oficial da União.

10.9. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Permanente de Concurso Público.

São Vicente da Serra-MT, 02 de junho de 2009.

LEONE COVARI
Diretor Geral IFMT - Campus São Vicente

ANEXO I

CRONOGRAMA DE DATAS DO CONCURSO PARA PROVIMENTO DE CARGO DE TÉCNICO ADMINISTRATIVO NÍVEL SUPERIOR E INTERMEDIÁRIO

ETAPA OU ATIVIDADE

DATA DE REALIZAÇÃO

Publicação do Edital

02/06/2009

Período de Inscrição

03/06/2009 a 24/06/2009

Publicação da relação das inscrições homologadas e divulgação dos locais para realização das provas objetivas

01/07/2009

Prazo para recurso perante a homologação das inscrições

02 e 03/07/009

Prova Objetiva

19/07/2009

Publicação do gabarito da prova escrita

19/07/2009

Recebimento de recurso contra gabarito preliminar

20 e 21/07/2009

Publicação do resultado final da prova objetiva

10/08/2009

Recebimento de recurso contra resultado final da prova objetiva

11 e 12/08/2009

Publicação do resultado de recursos

25/08/2009

Homologação e publicação do resultado final

08/10/2009

ANEXO II

ATRIBUIÇÕES BÁSICAS DOS CARGOS

Nível Superior - NS

DENOMINAÇÃO DO CARGO: ASSISTENTE SOCIAL

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Prestar serviços sociais orientando indivíduos, famílias, comunidade e instituições sobre direitos e deveres (normas, códigos e legislação), serviços e recursos sociais e programas de educação; planejar, coordenar e avaliar planos, programas e projetos sociais em diferentes áreas de atuação profissional (seguridade, educação, trabalho, jurídica, habitação e outras); desempenhar tarefas administrativas e articular recursos financeiros disponíveis. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Orientar indivíduos, famílias, grupos, comunidades e instituições: Esclarecer dúvidas, orientar sobre direitos e deveres, acesso a direitos instituídos, rotinas da instituição, cuidados especiais, serviços e recursos sociais, normas, códigos e legislação e sobre processos, procedimentos e técnicas; ensinar a otimização do uso de recursos; organizar e facilitar; assessorar na elaboração de programas e projetos sociais; organizar cursos, palestras, reuniões. Planejar políticas sociais: Elaborar planos, programas e projetos específicos; delimitar o problema; definir público alvo, objetivos, metas e metodologia; formular propostas; estabelecer prioridades e critérios de atendimento; programar atividades. Pesquisar a realidade social: Realizar estudo sócio-econômico; pesquisar interesses da população, perfil dos usuários, características da área de atuação, informações in loco, entidades e instituições; realizar pesquisas bibliográficas e documentais; estudar viabilidade de projetos propostos; coletar, organizar, compilar, tabular e difundir dados. Executar procedimentos técnicos: Registrar atendimentos; informar situações-problema; requisitar acomodações e vagas em equipamentos sociais da instituição; formular relatórios, pareceres técnicos, rotinas e procedimentos; formular instrumental (formulários, questionários, etc). Monitorar as ações em desenvolvimento: Acompanhar resultados da execução de programas, projetos e planos; analisar as técnicas utilizadas; apurar custos; verificar atendimento dos compromissos acordados com o usuário; criar critérios e indicadores para avaliação; aplicar instrumentos de avaliação; avaliar cumprimento dos objetivos e programas, projetos e planos propostos; avaliar satisfação dos usuários. Articular recursos disponíveis: Identificar equipamentos sociais disponíveis na instituição; identificar recursos financeiros disponíveis; negociar com outras entidades e instituições; formar uma rede de atendimento; identificar vagas no mercado de trabalho para colocação de discentes; realocar recursos disponíveis; participar de comissões técnicas. Coordenar equipes e atividades: Coordenar projetos e grupos de trabalho; recrutar e selecionar pessoal; participar do planejamento de atividades de treinamento e avaliação de desempenho dos recursos humanos da instituição. Desempenhar tarefas administrativas: Cadastrar usuários, entidades e recursos; controlar fluxo de documentos; administrar recursos financeiros; controlar custos; controlar dados estatísticos. Utilizar recursos de informática.

DENOMINAÇÃO DO CARGO: ADMINISTRADOR

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Planejar, organizar, controlar e assessorar as organizações nas áreas de recursos humanos, patrimônio, materiais, informações, financeira, tecnológica, entre outras; implementar programas e projetos; elaborar planejamento organizacional; promover estudos de racionalização e controlar o desempenho organizacional; prestar consultoria administrativa. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO Administrar organizações: Administrar materiais, recursos humanos, patrimônio, informações, recursos financeiros e orçamentários; gerir recursos tecnológicos; administrar sistemas, processos, organização e métodos; arbitrar em decisões administrativas e organizacionais. Elaborar planejamento organizacional: Participar na definição da visão e missão da instituição; analisar a organização no contexto externo e interno; identificar oportunidades e problemas; definir estratégias; apresentar proposta de programas e projetos; estabelecer metas gerais e específicas. Implementar programas e projetos: Avaliar viabilidade de projetos; identificar fontes de recursos; dimensionar amplitude de programas e projetos; traçar estratégias de implementação; reestruturar atividades administrativas; coordenar programas, planos e projetos; monitorar programas e projetos. Promover estudos de racionalização Analisar estrutura organizacional; levantar dados para o estudo dos sistemas administrativos; diagnosticar métodos e processos; descrever métodos e rotinas de simplificação e racionalização de serviços; elaborar normas e procedimentos; estabelecer rotinas de trabalho; revisar normas e procedimentos. Realizar controle do desempenho organizacional: Estabelecer metodologia de avaliação; definir indicadores e padrões de desempenho; avaliar resultados; preparar relatórios; reavaliar indicadores. Prestar consultoria administrativa: Elaborar diagnóstico; apresentar alternativas; emitir pareceres e laudos; facilitar processos de transformação; analisar resultados de pesquisa; atuar na mediação e arbitragem; realizar perícias. Utilizar recursos de informática. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

DENOMINAÇÃO DO CARGO: BIBLIOTECÁRIO/ DOCUMENTALISTA

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Disponibilizar informação; gerenciar unidades como bibliotecas, centros de documentação, centros de informação e correlatos, além de redes e sistemas de informação; tratar tecnicamente e desenvolver recursos informacionais; disseminar informação com o objetivo de facilitar o acesso e geração do conhecimento; desenvolver estudos e pesquisas; promover difusão cultural; desenvolver ações educativas. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Disponibilizar informação: Localizar e recuperar informações; prestar atendimento personalizado; elaborar estratégias de buscas avançadas; intercambiar informações e documentos; controlar circulação de recursos informacionais; prestar serviços de informação on-line; normalizar trabalhos técnico-científicos. Gerenciar unidades, redes e sistemas de informação: Elaborar programas e projetos de ação; implementar atividades cooperativas entre instituições; administrar o compartilhamento de recursos informacionais; desenvolver políticas de informação; projetar unidades, redes e sistemas de informação; automatizar unidades de informação; desenvolver padrões de qualidade gerencial; controlar a execução dos planos de atividades; elaborar políticas de funcionamento de unidades, redes e sistemas de informação; controlar segurança patrimonial da unidade, rede e sistema de informação e a conservação do patrimônio físico da unidade, rede e sistema de informação; avaliar serviços e produtos de unidades, redes e sistema de informação; avaliar desempenho de redes e sistema de informação; elaborar relatórios, manuais de serviços e procedimentos; analisar tecnologias de informação e comunicação; administrar consórcios de unidades, redes e sistemas de informação; implantar unidades, redes e sistemas de informação. Tratar tecnicamente recursos informacionais: Registrar, classificar e catalogar recursos informacionais; elaborar linguagens documentárias, resenhas e resumos; desenvolver bases de dados; efetuar manutenção de bases de dados; gerenciar qualidade e conteúdo de fontes de informação; gerar fontes de informação; reformatar suportes; migrar dados; desenvolver metodologias para geração de documentos digitais ou eletrônicos. Desenvolver recursos informacionais: Elaborar políticas de desenvolvimento de recursos informacionais; selecionar recursos informacionais; armazenar e descartar recursos informacionais; avaliar, conservar, preservar e inventariar acervos; desenvolver interfaces de serviços informatizados; desenvolver bibliotecas virtuais e digitais e planos de conservação preventiva. Disseminar informação: Disseminar seletivamente a informação; compilar sumários correntes e bibliografia; elaborar clipping de informações, alerta e boletim bibliográfico. Desenvolver estudos e pesquisas: Coletar informações para memória institucional; elaborar dossiês de informações, pesquisas temáticas, levantamento bibliográfico e trabalhos técnico-científicos; acessar bases de dados e outras fontes em meios eletrônicos; realizar estudos cientométricos, bibliométricos e infométricos; coletar e analisar dados estatísticos; desenvolver critérios de controle de qualidade e conteúdo de fontes de informação; analisar fluxos de informações. Promover difusão cultural: Promover ação cultural, atividades de fomento à leitura, eventos culturais e atividades para usuários especiais; divulgar informações através de meios de comunicação formais e informática; organizar bibliotecas itinerantes. Utilizar recursos de informática. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional

DENOMINAÇÃO DO CARGO: ECONOMISTA

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Analisar o ambiente econômico, elaborar e executar projetos de pesquisa econômica, de mercado e de viabilidade econômica, dentre outros; participar do planejamento estratégico e de curto prazo; gerir programação econômico-financeira; atuar na mediação e arbitragem; realizar perícias. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Analisar ambiente econômico. Elaborar e executar projetos ( pesquisa econômica, de mercados, viabilidade econômica, entre outros). Participar do planejamento estratégico e de curto prazo. Gerir programação econômico-financeira. Realizar perícias. Analisar os dados econômicos e estatísticos coletados por diversas fontes e diferentes níveis, interpretando seu significado e os fenômenos neles retratados para decidir sua utilização nas soluções de problemas ou políticas a serem adotadas. Fazer previsões de alterações de procura de bens e serviços, preços, taxas, juros, situação de mercado de trabalho e outros de interesse econômico, servindo-se de pesquisas, análises e dados estatísticos para aconselhar ou propor políticas econômicas adequadas à natureza da Instituição às mencionadas situações. Elaborar planos baseando-se nos estudos e análises efetuados e em informes coletados sobre os aspectos conjunturais e estruturais da economia. Utilizar recursos de informática. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

DENOMINAÇÃO DO CARGO: CONTADOR

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Executar a escrituração através dos lançamentos dos atos e fatos contábeis; elaborar e manter atualizados relatórios contábeis; promover a prestação, acertos e conciliação de contas; participar da implantação e execução das normas e rotinas de controle interno; elaborar e acompanhar a execução do orçamento; elaborar demonstrações contábeis e a Prestação de Contas Anual do Órgão; prestar assessoria e preparar informações econômico-financeiras; atender às demandas dos Órgãos fiscalizadores e realizar perícia. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Executar a escrituração através dos lançamentos dos atos e fatos contábeis: Executar a escrituração dos atos e fatos contábeis no sistema financeiro, orçamentário, patrimonial e de compensação, de todas as receitas, despesas, empenhos, convênios, movimentação de recursos financeiros e orçamentários, registros de baixa de contratos e convênios, incorporação e baixa de bens patrimoniais. Elaborar e manter atualizados relatórios contábeis: Elaborar relatórios contábeis em consonância com as áreas de finanças, orçamento, patrimônio, almoxarifado, demonstrado de forma clara e objetiva, os resultados entre as receitas previstas e as arrecadadas e o montante das despesas fixadas com as realizadas. Promover a prestação, acertos e conciliação de contas: Promover a prestação, acertos e conciliação de contas em geral, conferindo saldos, localizando e retificando possíveis erros, para assegurar a correção das operações contábeis. Participar da implantação e execução das normas e rotinas de controle interno, visando atendimento da legislação e dos órgãos de controles. Realizar perícias. Utilizar recursos de informática. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

DENOMINAÇÃO DO CARGO: PEDAGOGO

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Implementar a execução, avaliar e coordenar a (re)construção do projeto pedagógico do ensino médio profissionalizante com a equipe escolar; viabilizar o trabalho pedagógico coletivo e facilitar o processo comunicativo da comunidade escolar e de associações a ela vinculadas. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADE TÍPICAS DO CARGO: Estudar medidas que visem melhorar os processos pedagógicos. Elaborar e desenvolver projetos educacionais. Participar da elaboração de instrumentos específicos de orientação pedagógica e educacional. Executar trabalhos especializados de administração, orientação e supervisão educacional. Participar de divulgação de atividades pedagógicas. Implementar programas de tecnologia educacional. Participar do processo de recrutamento, seleção, ingresso e qualificação de servidores e discentes na instituição. Elaborar e desenvolver projetos de ensino-pesquisa-extensão. Utilizar recursos de informática. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

DENOMINAÇÃO DO CARGO: JORNALISTA

DESCRIÇÃO SUMARIA DO CARGO: Recolher, redigir, registrar através de imagens e de sons, interpretar e organizar informações e notícias a serem difundidas, expondo, analisando e comentando os acontecimentos, fazer seleção, revisão e preparo definitivo das matérias jornalísticas a serem divulgadas em jornais, revistas, televisão, rádio, internet, assessorias de imprensa e quaisquer outros meios de comunicação com o público. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Informar ao público: elaborar notícias para divulgação; processar a informação; priorizar a atualidade da notícia; divulgar notícias com objetividade e ética respeitando a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas; adequar a linguagem ao veículo de comunicação. Iniciar o processo de informação: fazer reunião da pauta; elaborar, distribuir e executar pauta; orientar a produção; assegurar o direito de resposta. Coletar informação: definir, buscar e entrevistar fontes de informação; selecionar e confrontar dados, fatos e versões; apurar e pesquisar informações. Registrar informação: redigir textos jornalísticos; fotografar e gravar imagens jornalísticas; gravar entrevistas jornalísticas; ilustrar matérias jornalísticas; revisar os registros da informação; editar informação. Qualificar a informação: questionar, interpretar e hierarquizar a informação; contextualizar fatos; organizar matérias jornalísticas; planejar a distribuição das informações no veículo de comunicação; formatar a matéria jornalística; abastecer e acessar bancos de dados, imagens e sons. Utilizar recursos de informática. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

Nível Intermediário - NI

DENOMINAÇÃO DO CARGO: ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Dar suporte administrativo e técnico nas áreas de recursos humanos, administração, finanças e logística; atender usuários, fornecendo e recebendo informações; tratar de documentos variados, cumprindo todo o procedimento necessário referente aos mesmos; preparar relatórios e planilhas; executar serviços áreas de escritório. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Tratar documentos: Registrar a entrada e saída de documentos; triar, conferir e distribuir documentos; verificar documentos conforme normas; conferir notas fiscais e faturas de pagamentos; identificar irregularidades nos documentos; conferir cálculos; submeter pareceres para apreciação da chefia; classificar documentos, segundo critérios pré-estabelecidos; arquivar documentos conforme procedimentos. Preparar relatórios, formulários e planilhas: Coletar dados; elaborar planilhas de cálculos; confeccionar organogramas, fluxogramas e cronogramas; efetuar cálculos; elaborar correspondência; dar apoio operacional para elaboração de manuais técnicos. Acompanhar processos administrativos: Verificar prazos estabelecidos; localizar processos; encaminhar protocolos internos; atualizar cadastro; convalidar publicação de atos; expedir ofícios e memorandos. Atender usuários no local ou à distância: Fornecer informações; identificar natureza das solicitações dos usuários; atender fornecedores. Dar suporte administrativo e técnico na área de recursos humanos: Executar procedimentos de recrutamento e seleção; dar suporte administrativo à área de treinamento e desenvolvimento; orientar servidores sobre direitos e deveres; controlar freqüência e deslocamentos dos servidores; atuar na elaboração da folha de pagamento; controlar recepção e distribuição de benefícios; atualizar dados dos servidores. Dar suporte administrativo e técnico na área de materiais, patrimônio e logística: Controlar material de expediente; levantar a necessidade de material; requisitar materiais; solicitar compra de material; conferir material solicitado; providenciar devolução de material fora de especificação; distribuir material de expediente; controlar expedição de malotes e recebimentos; controlar execução de serviços gerais (limpeza, transporte, vigilância); pesquisar preços. Dar suporte administrativo e técnico na área orçamentária e financeira: Preparar minutas de contratos e convênios; digitar notas de lançamentos contábeis; efetuar cálculos; emitir cartas convite e editais nos processos de compras e serviços. Participar da elaboração de projetos referentes a melhoria dos serviços da instituição. Coletar dados; elaborar planilhas de cálculos; confeccionar organogramas, fluxogramas e cronogramas; atualizar dados para a elaboração de planos e projetos. Secretariar reuniões e outros eventos: Redigir documentos utilizando redação oficial. Digitar documentos. Utilizar recursos de informática. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Desenvolver sistemas e aplicações, determinando interface gráfica, critérios ergonômicos de navegação, realizar manutenção de computadores e redes, montagem da estrutura de banco de dados e codificação de programas; projetar, implantar e realizar manutenção de sistemas e aplicações; selecionar recursos de trabalho, tais como metodologias de desenvolvimento de sistemas, linguagem de programação e ferramentas de desenvolvimento. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIMINAÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS CARGO: Realizar manutenção de computadores e redes; Desenvolver sistemas e aplicações: desenvolver interface gráfica; aplicar critérios ergonômicos de navegação em sistemas e aplicações; montar estrutura de banco de dados; codificar programas; prover sistemas de rotinas de segurança; compilar programas; testar programas; aplicativos para instalação e gerenciamento de sistemas; documentar sistemas e aplicações. Realizar manutenção de sistemas e aplicações: alterar sistemas e aplicações; alterar estrutura de armazenamento de dados; atualizar informações gráficas e textuais; converter sistemas e aplicações para outras linguagens ou plataformas; atualizar documentações de sistemas e aplicações; fornecer suporte técnico; monitorar desempenho e performance de sistemas e aplicações; implantar sistemas e aplicações; instalar programas; adaptar conteúdo para médias interativas; homologar sistemas e aplicações junto a usuários; treinar usuários; verificar resultados obtidos; avaliar objetivos e de projetos de sistemas e aplicações. Projetar sistemas e aplicações: coletar dados; desenvolver leiaute de e relatórios; elaborar anteprojeto, projetos conceitual, lógico, estrutural, físico e gráfico; definir critérios ergonômicos e de navegação em sistemas e aplicações; definir interface de comunicação e interatividade; elaborar croquis e desenhos para geração de programas; projetar dispositivos, ferramentas e posicionamento de em máquinas; dimensionar vida útil de sistema e aplicações; modelar estrutura de banco de dados. Selecionar recursos de trabalho: selecionar metodologias de desenvolvimento de sistemas; selecionar linguagem de programação; selecionar ferramentas de desenvolvimento; especificar configurações de máquinas e equipamentos (hardware); especificar máquinas, ferramentas, acessórios e suprimentos; compor equipe técnica; especificar recursos e estratégias de comunicação; solicitar consultoria técnica. Planejar etapas e ações de trabalho: definir cronograma de trabalho; reunir-se com equipe de trabalho; definir padronizações de sistemas e aplicações; especificar atividades e tarefas; distribuir tarefas. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

DENOMINAÇÃO DO CARGO: ASSISTENTE DE ALUNO

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Assistir e orientar os alunos no aspecto de disciplina, lazer, segurança, saúde, pontualidade e higiene, dentro das dependências escolares. Auxiliar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Orientar aos alunos nos aspectos comportamentais. Assistir os alunos nos horários de lazer. Zelar pela integridade física dos alunos. Encaminhar os alunos à assistência médica e odontológica emergenciais, quando necessário. Zelar pela manutenção, conservação e higiene das dependências da IFE. Assistir o corpo docente nas unidades didático-pedagógicas com os materiais necessários e execução de suas atividades. Utilizar recursos de informática. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente

DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Prestar assistência e consultoria técnicas, orientando diretamente produtores sobre produção agropecuária, comercialização e procedimentos de biosseguridade; executar projetos agropecuários em suas diversas etapas; planejar atividades agropecuárias; promover organização, extensão e capacitação rural; fiscalizar produção agropecuária; desenvolver tecnologias adaptadas à produção agropecuária. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES TÍPICAS DESENVOLVIDAS: Orientar: sobre escolha do local para atividade; sobre preservação ambiental; coleta de amostras para análises e exames; sobre preparo, correção e conservação de solo; sobre época de plantio, tratos culturais e colheita; na definição e manejo de equipamentos, máquinas e implementos; construções e instalações agropecuárias; na escolha de espécies e cultivares; sobre técnicas de plantio; sobre tratamento da água a ser utilizada na produção agropecuária; sobre formas e manejo de irrigação e drenagem; manejo integrado de pragas e doenças; sobre uso de equipamentos de proteção individual (EPI); no beneficiamento de produtos agropecuários; podas, raleios, desbrotas e desbastes; sobre padrão de produção de sementes e mudas; na legalização de empreendimentos agropecuários; orientar sobre técnicas de reprodução animal e vegetal; escolha e manejo de pastagem e forrageiras; alimentação e manejo de animais; sobre formulações de rações; manejo do desenvolvimento animal; sobre pequenas intervenções cirúrgicas em animais; no controle de animais transmissores de doenças; pré-abate; recomendar compra e venda de animais; na recuperação de áreas degradadas. Executar projetos agropecuários: Executar levantamento do custo-benefício para o produtor; verificar disponibilidade e qualidade da água a ser utilizada na produção agropecuária; coletar amostras para análise (sangue, solos, rações, plantas, forragens, e outros); locar curva em nível, canais para irrigação, tomadas d'água e outros; acompanhar construção de curva em nível; interpretar análises de solo e resultados laboratoriais; regular máquinas e equipamentos; elaborar relatórios, laudos, pareceres, perícias e avaliações; coletar dados meteorológicos; coletar dados experimentais; conduzir experimentos de pesquisa; levantar dados de pragas e doenças; supervisionar atividades agropecuárias; manejar reprodução de animais; realizar cruzamento de cultivares; auxiliar nas intervenções cirúrgicas em animais; formular rações de animais; auxiliar partos em animais; participar da realização de necropsias em animais. Planejar atividades agropecuárias: Verificar infra-estrutura (máquinas, equipamentos, instalações e outros); levantar dados sobre a área a ser trabalhada; planejar rotação de culturas; disseminar produção orgânica. Fiscalizar produção agropecuária e produção de mudas e sementes; enviar amostras de produtos agropecuários para análises laboratoriais; classificar produtos vegetais; inspecionar sanidade de produtos agropecuários; fiscalizar vacinação de animais; fiscalizar aplicação de agrotóxicos; inspecionar cumprimento de normas e padrões técnicos; fiscalizar documentação de produtos agropecuários. Recomendar procedimentos de biosseguridade; quanto ao uso racional de agrotóxicos e medicamentos veterinários; sobre isolamento de área de produção e acesso de pessoas e animais; sobre destino de embalagens de agrotóxicos e medicamentos veterinários; sobre técnica de quarentena de plantas e animais; sobre limpeza e desinfecção de máquinas, equipamentos e instalações; orientar destino de animais mortos; orientar manejo de dejetos; orientar técnicas sanitárias. Desenvolver tecnologias: Adaptar tecnologias de produção; criar técnicas alternativas para plantio, aplicação de agrotóxicos e outros; adaptar instalações e equipamentos conforme necessidade. Utilizar recursos de informática. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM CONTABILIDADE

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Identificar documentos e informações, atender à fiscalização, executar a contabilidade geral, operacionalizar a contabilidade de custos e efetuar contabilidade gerencial; realizar controle patrimonial. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Identificar documentos e informações: distinguir os atos dos fatos administrativos, encaminhar os documentos aos setores competentes; classificar os documentos fiscais e contábeis; enviar documentos para serem arquivados; eliminar documentos do arquivo após prazo legal. Executar a contabilidade: desenvolver plano de contas; efetuar lançamentos contábeis; fazer balancetes de verificação; conciliar contas; analisar contas patrimoniais; atender a obrigações fiscais acessórias; assessorar auditoria. Realizar controle patrimonial: controlar a entrada de ativos imobilizados; depreciar bens; reavaliar bens; corrigir bens; calcular juros sobre patrimônio em formação; amortizar gastos e custos incorridos; proceder à equivalência patrimonial: dar baixa ao ativo imobilizado; apurar o resultado da alienação; inventariar o patrimônio. Operacionalizar a contabilidade de custos: levantar estoque; relacionar custos operacionais e não operacionais; demonstrar custo incorrido e ou orçado. Identificar custo gerencial e administrativo; contabilizar custo orçado ou incorrido; criar relatório de custo. Efetuar contabilidade gerencial: compilar informações contábeis; analisar comportamento das contas; preparar fluxo de caixa; fazer previsão orçamentária; acompanhar os resultados finais da empresa; efetuar análises comparativas; executar o planejamento tributário; fornecer subsídios aos administradores da empresa. Atender à fiscalização: disponibilizar documentos e livros; prestar esclarecimentos; preparar relatórios; auxiliar na defesa administrativa. Utilizar recursos de informática. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM LABORATÓRIO/ ÁREA - QUÍMICA.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Executar trabalhos técnicos de laboratório relacionados com a área de atuação, realizando ou orientando coleta, análise e registros de material e substâncias através de métodos específicos. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Preparar reagentes, peças e outros materiais utilizados em experimentos. Proceder à montagem de experimentos reunindo equipamentos e material de consumo para serem utilizados em aulas experimentais e ensaios de pesquisa. Fazer coleta de amostras e dados em laboratórios ou em atividades de campo relativas a uma pesquisa. Proceder à análise de materiais em utilizando métodos físicos, químicos, físico-químicos e bioquímicos para se identificar qualitativo e quantitativamente os componentes desse material, utilizando metodologia prescrita. Proceder à limpeza e conservação de instalações, equipamentos e materiais dos laboratórios. Proceder ao controle de estoque dos materiais de consumo dos laboratórios. Responsabilizar-se por pequenos depósitos e/ou almoxarifados dos setores que estejam alocados. Gerenciar o laboratório conjuntamente com o responsável pelo mesmo. Utilizar recursos de informática. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM ALIMENTOS E LATICÍNIO

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Realizar tarefas de caráter técnico relativos à produção de alimentos, executando experiências e ensaios de laboratórios, para cooperar no desenvolvimento e controle de fabricação desses produtos.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Realizar estudos e experiências relativas à fabricação e transformação de alimentos. Analisar e testar processos, produtos novos ou aperfeiçoados. Determinar as misturas e fórmulas experimentais, obedecendo à instrução da direção técnica especializada. Acompanhar as diferentes etapas de fabricação, comprovando o produto final. Efetuar testes de laboratórios e outros específicos. Assegurar a observância aos padrões estabelecidos. Operar equipamentos no campo da tecnologia de alimentos de acordo com a necessidade da Instituição. Efetuar levantamento dos materiais necessários ao serviço. Assistir aos pesquisadores e docentes, na área de sua especialidade. Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

ANEXO III

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

1. Compreensão e interpretação de textos 2. Modos e tipos textuais: descrição, narração e argumentação 3. Ortografia oficial: emprego de letras e sinais gráficos 4. Acentuação gráfica e tônica 5. Emprego e identificação das diversas classes de palavras 6. Concordância nominal e verbal; regência nominal e verbal 7. Emprego do sinal indicativo de crase 8. Pontuação 9. Reescritura de frases: correção, clareza e precisão 10. Variação lingüística 11. Significação das palavras: antônimos, sinônimos, parônimos, hiperônimos e hipônimos 12. Coesão e coerência nos textos 13. A intertextualidade 14. Funções de linguagem 15. Figuras de linguagem 16. Noções gerais de norma culta 17. Redação de comunicações (Manual de Redação da Presidência da República).

Observação: NÃO serão objeto de questões as alterações introduzidas na ortografia pelo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, uma vez que as duas grafias (a antiga e a nova) continuarão valendo até dezembro de 2012.

PROVA DE INFORMÁTICA

Sistema Operacional Windows 98, ME, 2000/XP e GNU/LINUX. Conhecimento sobre o pacote Microsoft Office 2000, XP, 2003 e 2007 (Word, Excel, PowerPoint), Internet; Anti-vírus.

PROVA DE LEGISLAÇÃO

1. Lei nº. 8.112, de 11 de dezembro de 1990 - Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos da União, das Autarquias e das Fundações Públicas Federais e as alterações estabelecidas pela Lei n.° 9.527/97 e outros diplomas legais): Do Provimento, Vacância, Remoção, Redistribuição e Substituição. Dos Direitos e Vantagens. Do Regime Disciplinar. Do Processo Administrativo Disciplinar. Da Seguridade Social do Servidor.

Decreto nº 1171, de 22/06/1994: Dos principais deveres do servidor público e das vedações ao servidor público.

Constituição Federal - Da Administração Pública (Art. 37 à 43).

Observação: Considerar-se-á a legislação vigente até a data da publicação do Edital de Abertura das Inscrições.

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CARGO: ADMINISTRADOR

1. Teoria Geral da Administração: Abordagem Clássica da Administração; Abordagem humanística da administração; Abordagem neoclássica da administração; definição, objetivos e conceitos básicos em administração; Gestão da Qualidade; Gestão financeira e de projetos; Gestão de pessoas; Análise Financeira e Orçamentária; elaboração de planilhas de custos; elaboração e análise de projetos. 2. Direito Administrativo:Princípios básicos da Administração Pública. Atos Administrativos; conceito, requisitos, atributos, discricionariedade, vinculação, classificação, espécies, anulação, revogação, prescrição. Contratos Administrativos: conceito, peculiaridades, controle, formalização, execução e inexecução (Lei nº 8.666/1993 e suas alterações). Licitações: princípio, obrigatoriedade, dispensa, exigibilidade, procedimentos e modalidades (Lei nº 8.666/1993 e suas alterações). Lei nº 10.520/2002 (Pregão), Decreto nº 3.555/2000 (Pregão Presencial), Decreto nº 5.450/2005 (Pregão Eletrônico) e Decreto nº 3.931/2001 (Sistema de Registro de Preços). Lei nº 9.784/1999 (Processo Administrativo): disposições gerais, dos direitos dos administrados, dos deveres da administração, fases, incidentes, extinção, recursos. Bens Públicos. Controle da Administração Pública. Organização Administrativa: administração direta e indireta, centralizada e descentralizada, autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista. Responsabilidade Civil da Administração. Lei nº 8.429/1992 ( Lei de Improbidade Administrativa); dos atos de improbidade administrativa; das penas. Poderes e deveres do Administrador Público. Uso e abuso de poder. 3. Direito Financeiro: Orçamento público; conceito e natureza jurídica; elementos essenciais; classificação; princípios orçamentários; Lei Orçamentária Anual; Lei de Diretrizes Orçamentárias e Plano Plurianual. Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964; lei de orçamento; proposto orçamentária; exercício financeiro; execução do orçamento. Lei Complementar nº 101, de 04/05/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal) planejamento; receita pública; despesa pública; dívida e endividamento; gestão patrimonial; transparência; controle e fiscalização.

CARGO: PEDAGOGO

1. A escola pública: os antigos e os novos desafios mediante a formação discente. 2. A organização e a gestão das instituições educacionais: a educação profissional de nível técnico. 3. A legislação e os currículos oficiais para a Educação Profissional e Tecnológica. 4. A avaliação da aprendizagem: princípios, pressupostos, desafios, procedimentos e instrumentos. 5. O trabalho docente e as demandas didático-pedagógicas: o planejamento, os planos, os projetos de trabalho, o projeto político-pedagógico. 6. A educação sistematizada e as características cognitivas, afetivas e sociais dos adolescentes, dos jovens e dos adultos. 7. A educação inclusiva na rede pública de ensino. 8. A formação de professores (continuada e em serviço): a relação teoria-prática, a identidade e a profissionalização docente.

CARGO: BIBLIOTECÁRIO/DOCUMENTALISTA

1. Planejamento e gestão de bibliotecas: organização e marketing, política e desenvolvimento de coleções, avaliação, seleção e aquisição de acervos.; 2. Automação de Bibliotecas: sistemas de gerenciamento de bibliotecas, formato MARC, redes cooperativas de bibliotecas, OPACS, protocolo Z39.50.; 3. Representação temática e descritiva: indexação, controle bibliográfico, AACR2, FRBR, classificação decimal de Dewey - CDD e classificação Decimal Universal - CDU; 4. Serviço de Referência: estudo de usuários, DSI, comutação bibliográfica, bases de dados, bibliotecas virtuais e digitais. 5. Normalização de documentos, elaboração de referências, apresentação de trabalhos acadêmicos, resumos, projetos de pesquisa, citações, sumários, numeração progressiva, guias de unidades informacionais.; 6. Conservação preventiva de acervos. 7. Lei 9610, de 19 de fevereiro de 1998- Altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá outras providências. 8. Código de ética do profissional Bibliotecário.

CARGO: CONTADOR

1. Contabilidade Geral; 1.1 Princípios Fundamentais de Contabilidade e Normas Brasileiras de Contabilidade; 1.2 Conceitos Gerais: finalidades, objeto, campo de aplicação e áreas de especialização da contabilidade.; 1.3. Patrimônio: estrutura, configurações, fatos contábeis: conceitos, fatos permutativos, modificativos e mistos. ; 1.4. A escrituração contábil: as contas, as partidas simples e as partidas dobradas. 1.5. As contas patrimoniais: As contas de receitas, despesas e custos. As contas de compensação. A equação patrimonial. O regime de caixa e o de competência. Os lançamentos e suas retificações. Depreciação, amortização e exaustão.; 1.6 Demonstrações Financeiras (contábeis) segundo a legislação societária.; 1.7 Conhecimentos Básicos de Legislação Tributária (Imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza, PIS, COFINS e CSLL) e impostos e contribuições incidentes sobre folha de pagamento.; 2. Contabilidade Pública.; 2.1 Conceito, objeto, objetivo e campo de aplicação.; 2.2 Legislação básica (Lei nº. 4.320/64 e Decreto nº. 93.872/86).; 2.3 Sistema Orçamentário Brasileiro: Plano Plurianual, Diretrizes orçamentárias e Orçamento anual.; 2.4 Receita e Despesa Pública.; 2.5 Plano de Contas Único do Governo Federal.; 2.6 Contabilização dos principais fatos contábeis.; 2.7 Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal - SIAFI.; 2.8 Demonstrações Contábeis definidas no campo da contabilidade aplicada ao setor público.; 2.9 Suprimento de Fundos e Cartão de Pagamentos do Governo Federal (CPGF).; 2.10 Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público (NBC T 16).; 3. Ética Profissional e Administração Pública.; 3.1 Código de Ética Profissional do Contabilista, Resolução CFC nº. 803/96 e suas alterações.; 3.2 Atribuições e prerrogativas profissionais do Contador.; 3.3 Constituição Federal - Arts. 70 a 75 - Da Fiscalização Contábil, Financeira e Orçamentária; Arts. 145 a 169 - Do Sistema Tributário Nacional.; 3.4 Lei Complementar nº. 101/2000 (Lei de responsabilidade na gestão fiscal).; 3.5 Lei nº. 8666/93 e 10.520/02 e suas alterações - Licitações e contratos públicos.; 3.6 Convênios na Administração Pública Federal - IN STN nº. 01/97.

CARGO: JORNALISTA

1. Assessoria de Comunicação - conceitos, delimitação da área, relação com áreas afins: organograma e estrutura da Assessoria de Comunicação; jornalismo - Comunicação Institucional Interna e Externa; relações Públicas; publicidade e Propaganda (Perfil da propaganda institucional e educativa, produtos e serviços). 2. Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação: produtos (press-kit; release; clipping; house-organ; artigos jornalísticos; fotografia jornalística; mailing; manual de procedimentos da Assessoria; comunicado oficial; notas e releases para mídia impressa, radiofônica, televisiva e eletrônica - site; relatório interno de atividades); serviços (planejamento e acompanhamento de entrevistas/visitas; atendimento à imprensa; levantamento de pautas; planejamento, produção, avaliação e monitoramento de produtos impressos jornalísticos, gerenciais e científicos). 3. A Assessoria de Comunicação e as Novas tecnologias: site Institucional (produção, avaliação e monitoramento de informações jornalísticas, gerenciais e científicas); internet (pesquisa de sites, blogs e outras meios de comunicação eletrônica da área intranet educacional; produção e monitoramento de informações jornalísticas); (produção e monitoramento de informações jornalísticas, gerenciais e científicas);softwares de produção e edição de texto e imagens e suas características (microsoft office; pagemaker; corel draw; photoshop; linux). 4. O Código de Ética dos Jornalistas Profissionais; 5. O Manual Nacional de Assessoria de Imprensa da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ); 6. Linguagem e redação jornalística. 7. Jornalismo de interpretação, de opinião e de informação. 8. Principais teorias do jornalismo. 9. Jornalismo público/cívico.

CARGO: ASSISTENTE SOCIAL

1. Serviço Social na contemporaneidade: formação e trabalho profissional. 2. Serviço Social e questão social. 3. Os espaços sócio-ocupacionais do assistente social: educação, seguridade social, saúde mental. 4. Exercício profissional do Assistente Social: dimensão técnico-operativa. 5. Estado, políticas públicas e legislação social. 6. Intervenção na área social: planejamento participativo, planos, programa, projetos, gestão social e atividades de trabalho, projeto de intervenção profissional. 7. Estratégias, instrumentos e técnicas de intervenção: abordagem individual, trabalhos com grupos, atividades coletivas e de mobilização e educação popular, trabalho em redes/SUAS. Trabalho com famílias e comunidades. Trabalho em equipe interdisciplinar. 8. Visitas domiciliares e técnicas de entrevistas. 9. Atuação profissional: veiculação de informações, mobilização social, educação popular e fortalecimento do coletivo. Pesquisa social. Recursos institucionais e de comunidade. 10. Instrumentos técnicos: socialização de informações, estudo social, elaboração de documentação, parecer social, perícias e laudos. 11. Dimensão ético-política. Código de Ética profissional do assistente social. Projeto ético-político do Serviço Social. As implicações ético-políticas do exercício profissional. Regulamentação da profissão.

CARGO: ECONOMISTA

1. Microeconomia: teoria do comportamento do consumidor; demanda individual e de mercado; elasticidade, efeito renda e efeito substituição; teoria da produção e do custo; estruturas de mercado - concorrência perfeita, monopólio, concorrência monopolística, oligopólio: modelo de Bertrand, Cournot, Stackelberg; os Mercados de fatores de produção em concorrência perfeita e monopólio. 2. Contabilidade Social e Macroeconomia: o sistema de cotas nacionais do Brasil (as contas econômicas integradas e a tabela de recursos e usos). O modelo IS-LM; o modelo de crescimento de Solow; política fiscal e monetária; a economia aberta (mercados de bens, serviços e financeiro). 3. Economia brasileira: a política de substituição de importações e o Plano de Metas; o Plano de Metas (1955-1959( e o PAEG (1964-1967); a economia brasileira nos anos 70 - o milagre econômico, o choque do petróleo e o II PND; a crise da dívida nos anos 1980 e os anos de estabilização; os anos 1990 - a abertura comercial; o Plano Real. 4. Economia monetária: funções da moeda; oferta de moeda e demanda de moeda; instrumentos de política monetária; o sistema financeiro brasileiro. 5. Economia internacional: a teoria da vantagem absoluta; a teoria das vantagens comparativas; taxa de câmbio (definição e importância); regimes cambiais e modalidade de capital; o balanço de pagamentos do Brasil. 6. Economia do setor público: orçamento público (princípios orçamentários e classificação das receitas e despesas); elaboração da proposta orçamentária; execução da proposta orçamentária; definição de déficit primário, operacional e nominal; o ajuste fiscal do setor público entre 1999 e 2005; Lei da Responsabilidade Fiscal. 7. Administração pública: contratos e convênios; elaboração e avaliação de projetos; controle interno e externo.

ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO

DIREITO ADMINISTRATIVO: Princípios básicos da Administração Pública. Atos Administrativos: conceito, requisitos, atributos, discricionariedade, vinculação, classificação, espécies, anulação, revogação, prescrição. Contratos Administrativos: conceito, peculiaridades, controle, formalização, execução e inexecução (Lei nº. 8.666/1993 e suas alterações). Licitações: princípio, obrigatoriedade, dispensa, exigibilidade, procedimentos e modalidades (Lei nº. 8.666/1993 e suas alterações). Lei nº. 10.520/2002 (Pregão), Decreto nº. 3.555/2000 (Pregão Presencial), Decreto nº. 5.450/2005 (Pregão Eletrônico) e Decreto nº. 3.931/2001 (Sistema de Registro de Preços). Lei nº. 9.784/1999 (Processo Administrativo): disposições gerais, dos direitos dos administrados, dos deveres da administração, fases, incidentes, extinção, recursos.

ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO: Decreto nº. 1.171/94 (Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal).

ELABORAÇÃO DE CORRESPONDÊNCIAS OFICIAIS: 1. Redação de expediente 2. Correspondência Oficial (Atas, Memorandos, Ofícios, etc) 3. Comunicação oficial.

NOÇÕES DE ARQUIVOLOGIA: 1. Conceito de Arquivologia 2. Arquivos 3. Tipos de arquivos 4. Protocolo 5. Arquivamento 6. Conservação dos arquivos.

TÉCNICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

1. Linguagens de programação: PHP, JavaScript e JAVA. 2. Construção de algoritmos: algoritmos estruturados; itens fundamentais: constantes, variáveis, comentários, expressões, estrutura seqüencial, estrutura condicional e estrutura de repetição; estrutura de dados: variáveis compostas homogêneas e heterogêneas, arquivos; modularização. 3. Estruturas de dados: listas lineares; árvores binárias de busca; árvores balanceadas; lista de prioridades; estruturas auto-ajustáveis; tabelas de dispersão; busca digital; processamento de cadeia. 4. Banco de Dados: conceitos; modelo entidade-relacionamento; normalização; modelo relacional; definição de tabelas; tipos de chaves; mapeamento do modelo entidade-relacionamento para o modelo relacional; implementação de um banco de dados; linguagem SQL: comandos básicos, MySQL, PostgreSQL e SQL Server 2000. 5. Sistemas operacionais: conceitos; multiprogramação; programação concorrente; gerência do processador; entrada e saída; gerência de memória; memória virtual; sistema de arquivos; segurança; Linux; Windows XP. 6. Manutenção e Configuração de Software e Hardware nos Equipamentos de Informática: reconhecimento, configuração e forma correta de conexão de componentes; instalação de periféricos, tais como: modem, kit multimídia, impressora, scanner, webcam, pen drive, entre outros; formatação e particionamento do disco rígido para a instalação e configuração dos sistemas operacionais Windows e Linux Fedora/Debian/Ubuntu; manutenção básica de impressoras. 7. Conhecimentos básicos de aplicativos para edição de textos, planilha eletrônica e editor de apresentação utilizando software(s) livre e software(s) comercial(is). 8. Conceito de Internet e Intranet: visão geral da arquitetura OSI; visão geral de LANs e WANs; visão geral da arquitetura TCP/IP; camada de aplicação da arquitetura TCP/IP; camada de transporte da arquitetura TCP/IP - TCP e UDP; camada interface de rede da arquitetura TCP/IP - ARP; endereçamento da arquitetura TCP/IP; camada Internet da arquitetura TCP/IP - IP; operação de protocolos de comunicação; organização de informação para uso na Internet; transferência de informação e arquivos; aplicativos de áudio, vídeo, multimídia. 9. Redes de Dados: histórico; classificação; padrões e protocolos; placa de rede; cabeamento; topologia de rede; servidores e estações de trabalho; interconexão; ferramentas e materiais; instalação de placas de rede, rack, hub/switch e patch panel; preparação de patch cords; instalação de cabos; cabos crossover; testes; configuração de sistemas operacionais Windows XP e Linux Fedora/Debian/Ubuntu. 10. Normas da ABNT aplicáveis ao cargo.

CARGO: TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA

1. Solos: preparo e conservação do solo; correção e adubação do solo; amostragem de solo; interpretação de análises de solos. 2. Fundamentos de irrigação e drenagem. 3. Conhecimentos gerais do cultivo de plantas anuais, semi-perenes e perenes (do preparo do solo à colheita). 4. Conhecimentos gerais de fruticultura e olericultura (culturas de maior importância econômica no Brasil). 5. Noções de fitossanidade (manejo de pragas, doenças e plantas daninhas; uso correto de defensivos agrícolas). 6. Princípios da agricultura orgânica. 7. Noções de agrometereologia. 8. Construções rurais (materiais de construção, técnicas construtivas, instalações agrícolas e zootécnicas). 9. Mecanização agrícola (máquinas e implementos agrícolas, regulagem e manutenção). 10. Avicultura, suinocultura e bovinocultura de corte e de leite: aspectos gerais. 11. Propagação de plantas.

CARGO: ASSISTENTE DE ALUNOS

1. Adolescência. 1.1 Características da adolescência. 1.2 Aspectos físicos e psicossociais. 2. Sexualidade. 2.1 Conceitos básicos. 2.2 Educação Sexual na Escola. 2.3 Postura do educador. 2.4 Prevenção de problemas 3. Drogas. 3.1. Conceitos. 3.2. Prevenção e abuso. 3.3 Percepção sobre usuário. 3.4 Modelos de Intervenção. 4. Disciplina escolar. 4.1 Conceito. 4.2 Ética e postura profissional. 4.3 Agressividade, limites e violência. 4.4 Autonomia e obediência. 4.5 A implicação das condutas éticas na consolidação dos valores e o desenvolvimento da responsabilidade humana, institucional e social. 5. Qualidade de vida do adolescente. 5.1 Cidadania. 5.2 Saúde e lazer. 6. Relações humanas no trabalho. 6.1 Trabalho em equipe. 6.2 níveis de interação 7. Noções de primeiros socorros. 8. Legislação Educacional: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.394 de 20/12/1996; Decreto nº 5.154 de 23 de julho de 2004. 9. Lei nº 8.069/ 1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente. Política da Pessoa Portadora de Deficiência. Lei nº 11.340 de 07/08/2006 (Lei Maria da Penha).

CARGO: TÉCNICO EM CONTABILIDADE

I - CONTABILIDADE GERAL. 1. Normas, Princípios e Convenções Contábeis. 2. Patrimônio. 3. Fatos contábeis. 4. Contas patrimoniais e de resultado. 5. Demonstrativos Contábeis. 6. Lei n.° 6.404/76 e alterações.

II - CONTABILIDADE APLICADA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E ORÇAMENTO PÚBLICO: 1. Conceito, objeto e campo de aplicação. 2. Legislação básica (Lei n.° 4.320/64, Decreto n.° 93.872/86, Lei Complementar n.° 101/00, Decreto n.° 3.590/00, Lei n.° 10.180/ 01, Decreto Lei n ° 200/67 e Lei n.° 8.666/93 e alterações). 3. Receita e despesa pública. 4. Receitas e despesas orçamentárias e extra-orçamentárias. 5. Execução Orçamentária e Financeira. 6. Variações Patrimoniais. 7. Contabilização de Fatos Contábeis Típicos. 8. Análise das Demonstrações Contábeis. 9. Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal - SIAFI. 10. Plano de Contas e Tabela de eventos: conceito, estrutura e fundamentos lógicos. 11. Orçamento Público: conceito, e princípios orçamentários. 12. Orçamento segundo a Lei 4.320/64, a Constituição Federal de 1988 e a Lei de Responsabilidade Fiscal. 13. Ciclo Orçamentário: Elaboração, metodologia, codificação, execução e acompanhamento do Orçamento Federal.

CARGO: TÉCNICO EM ALIMENTOS E LATICÍNIO

1. Ferramentas de controle de qualidade na indústria de alimentos - BPF, PPHO, APPCC. 2. Microrganismos de importância em alimentos. 3. Fatores que influenciam no desenvolvimento de microrganismos nos alimentos. 4. Processamento de carnes e derivados. 5. Processamento de leite e derivados. 6. Processamento de frutas e hortaliças. 7. Influência do processamento na qualidade nutricional dos alimentos. 8. Uso de aditivos em alimentos; embalagens e acondicionamento de produtos alimentícios.

CARGO: TÉCNICO EM LABORATÓRIO/ÁREA QUÍMICA

Propriedades Gerais da Matéria; Substância pura e mistura; Densidade, ponto de fusão e ponto de ebulição; Estrutura Eletrônica da Matéria; Distribuição eletrônica; Estrutura da atual da classificação periódica; Propriedades periódicas dos elementos; Reações químicas; Estequiometria; Ligações Químicas; Geometria molecular; Forças intermoleculares; Funções inorgânicas; Estudo Geral dos Gases; Termoquímica; Soluções; Propriedades coligativas; Oxidação e redução; Eletroquímica; Cinética Química; Equilíbrio Químico; Estudo do carbono e cadeias carbônicas; Funções Orgânicas; Isomeria; Biomoléculas; Química do meio ambiente; Química analítica qualitativa; Química analítica quantitativa; Preparo e padronização de soluções aquosas; Principais técnicas de purificação de compostos químicos (destilação, recristalização e cromatografia); Extração de óleos e gorduras e óleos essenciais; Higiene e sanificação microbiológica; Conhecimentos básicos de operação, funcionamento, limpeza e calibração de equipamentos, instrumentos e vidrarias de uso rotineiro em laboratórios; Ambiente laboratorial, tipos de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e de Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC) e suas utilizações; Estocagem de substâncias químicas; Gases comprimidos; Controle de incêndios, Segurança no preparo de soluções e de materiais biológicos, Descarte de substâncias, Resíduos e materiais biológicos.

109247

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231