Defensoria Pública - TO

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO TOCANTINS

CENTRO DE ESTUDOS JURÍDICOS

EDITAL Nº 022/2010

Notícia:   Defensoria Pública do Tocantins abre 29 vagas para Estagiários de Direito

SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE ESTAGIÁRIOS DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO TOCANTINS

1. O Centro de Estudos Jurídicos da Defensoria Pública do Estado do Tocantins, aos 09 dias do mês de setembro de 2010, nos termos do disposto na Resolução 12, art.3º, inciso XI, do Conselho Superior da Defensoria Pública, TORNA PÚBLICO que no período de 13 a 17 de setembro de 2010, estarão abertas as inscrições para a seleção de estagiários de Direito para os Núcleos Regionais de Araguaína, Araguatins (comarca de Augustinópolis), Colinas do Tocantins, Guaraí, Gurupi, Paraíso do Tocantins e Porto Nacional da Defensoria Pública do Estado do Tocantins, que obedecerá às seguintes disposições:

2. O concurso destina-se à seleção de estagiários de Direito para o preenchimento de 19 (dezenove) vagas, sendo elas:

CURSO

CIDADE

VAGAS

Estagiário de Direito

Araguaína

5

Estagiário de Direito

Alvorada

1

Estagiário de Direito

Augustinópolis

1

Estagiário de Direito

Colinas do Tocantins

2

Estagiário de Direito

Guaraí

2

Estagiário de Direito

Gurupi

3

Estagiário de Direito

Paraíso do Tocantins

3

Estagiário de Direito

Porto Nacional

2

3. Os Estagiários selecionados exercerão as suas atividades sob orientação dos Diretores dos Núcleos Regionais da Defensoria Pública de Araguaína, Araguatins, Colinas do Tocantins, Guaraí, Gurupi, Paraíso do Tocantins e Porto Nacional .

4. O valor da bolsa auxílio correspondente ao estágio será de R$ 600,00 (seiscentos reais) mensais, mais auxílio transporte no valor de R$ 80,00 (oitenta reais) mensais, sendo que a duração dos contratos será de 6 (seis) meses, prorrogáveis por igual período.

5. O estágio terá a carga horária de 30 (trinta) horas semanais, a serem prestadas de acordo com a necessidade da Defensoria Pública.

6. São requisitos para inscrição na seleção:

I - ser brasileiro nato ou naturalizado, ou equivalente, de acordo com a legislação em vigor;

II - declarar, no ato da inscrição, que está matriculado a partir do 3º período até o 8º período do curso de direito;

III - comprovante de residência no município da vaga pleiteada.

7. Para efetuar a inscrição o candidato deverá retirar, gratuitamente, formulário próprio, no endereço eletrônico www.defensoria.to.gov.br. Após o preenchimento do formulário, o mesmo deverá ser entregue pessoalmente ou por meio de procurador habilitado, juntamente com fotocópia dos documentos que comprovem os requisitos exigidos no item 6, no período de 13 a 17 de setembro de 2010, das 09 horas às 13 horas, nos seguintes endereços:

Defensoria Pública de Araguaína -TO

Rua Dom Orione, nº 263. (63) 3421-3965

Defensoria Pública de Augustinópolis - TO

Rua Tiradentes, S/N, centro - CEDIM, (63) 3456-1138

Defensoria Pública de Colinas do Tocantins

Rua Joel Camilo da Silva, Número 1.080, Centro. Fone: (63).3476-3646

Defensoria Pública de Guaraí -TO

Avenida Bernardo Sayão, Número 2860 - Fone (63).3464-2383

Defensoria Pública de Gurupi-TO (Inscritos de Gurupi e Alvorada )

Avenida Rio Grande do Norte, nº 1794, Centro, (63) 3315-3409

Defensoria Pública de Paraíso do Tocantins

Rua Bernardino Maciel, Número 88, Centro. Fone: (63).3602-2511

Defensoria Pública de Porto Nocional - TO

Rua Bartolomeu Bueno, Número 2.119 (entre o Sine e o Procon), Centro. Fone: (63) 3363-7588

7.1. Não serão aceitos formulários enviados pelo correio ou qualquer outro meio de comunicação.

7.2. A inscrição do candidato implicará a aceitação das normas contidas neste edital e eventuais comunicados a serem publicados.

8. O critério para a escolha dos candidatos que preencherão as vagas se dará por meio da realização de prova, de acordo com o conteúdo programático constante do anexo I.

8.1. A prova será composta de 20 questões objetivas, valendo 0,4 pontos cada uma, e 01 questão dissertativa valendo 2,0 pontos, distribuídas da seguinte forma:

PROVA OBJETIVA

Língua Portuguesa

04 questões objetivas

Direito Constitucional

02 questões objetivas

Direito Penal

03 questões objetivas

Direito Processual penal

03 questões objetivas

Direito Civil

03 questões objetivas

Direito Processual Civil

03 questões objetivas

Lei Complementar 55/09

02 questões objetivas

PROVA DISCURSIVA

Direito Constitucional

01 questão discursiva

8.2. Em caso de empate, os critérios desempatadores serão os abaixo discriminados, sendo que o primeiro elimina o segundo, e assim sucessivamente:

a) maior pontuação na prova discursiva;

b) avanço no curso;

c) maior idade.

8.3. Será considerado reprovado o candidato que obtiver nota inferior a 6,0 (seis) pontos.

9. As provas acontecerão em Araguaína, Augustinópolis, Colinas, Guaraí, Gurupi, Paraíso e Porto Nacional, no dia 24 de setembro de 2010, sendo que os locais da realização e o horário serão divulgados, por intermédio do site oficial da Defensoria Pública www.defensoria.to.gov.br.

9.1. As provas terão duração de 4 (quatro) horas.

10. Os candidatos aprovados deverão, no ato da assinatura do contrato, apresentar ao Centro de Estudos Jurídicos - CEJUR da Defensoria Pública do Estado do Tocantins, os seguintes documentos:

I - cópia reprográfica da cédula de identidade;

II - cópia do CPF;

III - cópia reprográfica do certificado de reservista ou documento equivalente, que comprove a quitação com o serviço militar, em caso de sexo masculino;

IV - declaração, fornecida pela secretaria da instituição de ensino superior, que comprove estar cursando o período exigido no item 6, nº II;

V - comprovante de que reside no município em que irá exercer suas funções;

VI - Comprovante de conta bancária.

11. Caso o candidato não efetue as comprovações referidas no item anterior, a inscrição será declarada insubsistente, com a conseqüente nulidade de todos os atos praticados.

12. O resultado da seleção será publicado na imprensa oficial e no site oficial da Defensoria Pública, www.defensoria.to.gov.br, contendo a classificação de todos os candidatos. O prazo para recurso será de dois dias úteis, contados da divulgação do resultado.

13. Caberá ao Defensor Público Geral a homologação do resultado do Concurso, após a análise dos documentos apresentados.

14. Todos os atos praticados pertinentes ao Concurso, convocações, avisos e resultados, serão publicados no site www.defensoria.to.gov.br.

14.1. É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar os atos, editais e comunicados referentes a esta seleção, os quais serão publicados no Diário Oficial do Estado e(ou) divulgados na Internet por meio do site oficial da Defensoria Pública do Tocantins.

15. A aprovação e classificação no Concurso geram para o candidato apenas expectativa de direito ao credenciamento.

16. O processo seletivo terá validade de 01(um) ano, a contar da data da divulgação do resultado final, prorrogável por igual período.

17. Em caso de alteração dos dados pessoais (nome, endereço, telefone para contato) constantes do formulário de inscrição, o candidato deverá dirigir-se à Defensoria Pública onde realizou a inscrição, para a devida atualização.

18. É de responsabilidade do candidato manter seu endereço e telefone atualizados para viabilizar os contatos necessários, sob pena de, em caso de não ser localizado, quando da assinatura do contrato, perder a vaga para o classificado na ordem subseqüente.

19. Os casos omissos ou duvidosos serão decididos pela Comissão designada para o Concurso.

20. São designados componentes da Comissão:

Presidente: Dra. Ítala Graciella Leal de Oliveira - Defensora Pública;

Membros: Dra. Lara Gomides de Souza - Defensora Pública e Dra. Denize Sousa Leite - Defensora Pública;

Secretária: Lyss Dayanne Rodrigues de Azevedo, servidora do Centro de Estudos Jurídicos da Defensoria Pública (CEJUR).

Palmas, 09 de setembro de 2010.

ÍTALA GRACIELLA LEAL DE OLIVEIRA
Coordenadora do CEJUR

ANEXO I

Conteúdo a ser explorado:

I - Língua Portuguesa

01 - Compreensão e interpretação de textos.

02 - Ortografia oficial.

03 - Acentuação gráfica.

04 - Emprego do sinal indicativo de crase.

05 - Pontuação.

06 - Concordância nominal e verbal.

07 - Regência nominal e verbal.

08 - Reforma Ortográfica (acordo ortográfico).

II - Direito Constitucional

1 - Conceito, objeto e elementos da Constituição.

2 - Classificação das constituições.

3 - Dos princípios fundamentais.

4 - Dos direitos e garantias fundamentais.

4.1 - Dos direitos e deveres individuais e coletivos.

5 - Das funções essenciais à justiça.

5.1 - Da Advocacia e da Defensoria Pública.

III - Direito Civil

1- Das pessoas Naturais.

1.1- Da Personalidade e da Capacidade.

1.2 - Dos direitos da personalidade

2- Dos fatos jurídicos.

2.1 - Do Negócio Jurídico

3 - Da prescrição e da decadência.

IV. Direito Penal

1 - Parte Geral do Código Penal. Da aplicação da lei penal. Do crime. Da imputabilidade penal. Do concurso de pessoas. Da extinção da punibilidade.

2 - Parte Especial. Crimes contra a pessoa: Homicídio, art. 121, CP. Lesões corporais, art. 129, CP. Crimes contra o patrimônio: Do furto, art. 155 e 156, CP. Do roubo, art. 157, CP. Do estelionato. 171, CP

V. Direito Processual Civil

1- Norma processual no tempo e no espaço.

2 - Da jurisdição e da ação

3 - Das partes e dos procuradores

4 - Da petição inicial

5 - Da resposta do réu

VI. Direito Processual Penal

1 - Processo Penal. Garantias constitucionais do processo penal. Princípios. Fontes.

2 - Aplicação do Direito Processual Penal. A lei processual penal no tempo, no espaço e em relação às pessoas.

3 - Jurisdição. Competência. Competência absoluta e relativa.

4 - Ação penal pública incondicionada e condicionada. Ação penal privada. Denúncia e queixa. Renúncia. Decadência. Perempção e desistência. Perdão do ofendido.

5 - Sujeitos Processuais. Juiz. Ministério Público. Acusado. Defensor Público.

VII. Lei Complementar Estadual nº 55\09.

Palmas, 09 de setembro de 2010.

ÍTALA GRACIELLA LEAL DE OLIVEIRA
Coordenadora do CEJUR

124368

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231