CAESB - Companhia de Saneamento Ambiental - DF

COMPANHIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL DO DISTRITO FEDERAL

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS

EDITAL Nº 01/2005 DO CONCURSO PÚBLICO 01/2005 - CAESB,

DE 07 DE OUTUBRO DE 2005 - EDITAL NORMATIVO

A COMPANHIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL DO DISTRITO FEDERAL (CAESB), no uso das suas atribuições legais, torna pública a realização de concurso público para provimento de 480 (quatrocentas e oitenta) vagas e formação de cadastro-reserva, mediante as normas aqui estabelecidas.

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1. O concurso público será regido por este edital e executado pela Fundação Universa.

1.2. O concurso público destina-se a selecionar candidatos às vagas disponíveis nesta data para os cargos de Agente Operacional A, Agente Operacional B, Agente de Suporte B, Técnico em Contabilidade, Técnico em Segurança do Trabalho, Técnico Operacional, Analista de Suporte A, Analista de Suporte B e Analista Operacional, e das vagas que surgirem durante o prazo de validade do concurso público.

1.3. O concurso público oferece 480 (quatrocentas e oitenta) vagas, cujos requisitos de formação, graduação, especialidades e quantitativos por cargos estão especificados no item 2 e no Anexo I deste Edital.

1.4. O concurso público será realizado na cidade de Brasília/DF e consistirá de exame de habilidades e conhecimentos, mediante aplicação de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos, e, ainda:

a) de prova prática de habilidades e conhecimentos específicos, de caráter eliminatório e classificatório, para o cargo de Agente Operacional A, exceto para a Área de Interesse de Apoio à Proteção Ambiental;

b) de prova prática de esforço e resistência física, de caráter unicamente eliminatório, para o cargo de Agente Operacional A, Área de Interesse de Apoio à Proteção Ambiental;

c) de prova prática de microinformática, de caráter eliminatório e classificatório, para o cargo de Agente de Suporte B;

d) de prova de títulos, de caráter unicamente classificatório, para os cargos de Analista de Suporte A, Analista de Suporte B e Analista Operacional.

1.5. Os candidatos aprovados serão convocados para a realização dos procedimentos préadmissionais e dos exames médicos complementares, de caráter unicamente eliminatório, de responsabilidade da CAESB.

1.6. Os candidatos aprovados dentro das vagas específicas para portadores de deficiência física serão convocados para a realização de perícia médica para validação da deficiência física e confirmação ou não da compatibilidade da deficiência com o exercício da função, mediante análise de Junta Médica de responsabilidade da Fundação Universa.

1.7. Os candidatos aprovados e contratados terão exercício nas diversas unidades da CAESB, na forma da Lei Distrital No 3559 de 18/1/2005, designados de acordo com a necessidade e conveniência do serviço.

1.8. Por cadastro-reserva entende-se o conjunto de candidatos aprovados e relacionados na listagem com o resultado final do concurso.

2. DOS CARGOS, QUANTIDADES DE VAGAS DISPONÍVEIS E VALORES DAS TAXAS DE INSCRIÇÃO

2.1. Cargos de Nível Fundamental - 4a Série concluída

2.1.1. Cargo: Agente Operacional A - Estágio I.

2.1.2. Salário Inicial: R$ 399,45 (trezentos e noventa e nove reais e quarenta e cinco centavos).

2.1.3. Formação escolar exigida: 4a Série do Ensino Fundamental.

2.1.4. Jornada de Trabalho: 220 (duzentas e vinte) horas mensais, salvo lei específica disciplinadora.

2.1.5. Regime de Trabalho: CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

2.1.6. Taxa de Inscrição: R$ 16,00 (dezesseis reais).

2.1.7. As vagas disponíveis, separadas por atividade e área de interesse, são:

a) Código 101 - Atividade: Serviços Auxiliares. Área de Interesse: Mecânica Industrial, com 30 (trinta) vagas.

b) Código 102 - Atividade: Serviços Auxiliares. Área de Interesse: Manutenção e Vistoria Hidráulica, com 70 (setenta) vagas.

c) Código 103 - Atividade: Serviços Auxiliares. Área de Interesse: Apoio a Operação e Tratamento, com 4 (quatro) vagas.

d) Código 104 - Atividade: Serviços Auxiliares. Área de Interesse: Eletricidade Industrial, com 11 (onze) vagas.

e) Código 105 - Atividade: Serviços Auxiliares. Área de Interesse: Apoio a Operação e Manutenção - Solda, com 4 (quatro) vagas.

f) Código 106 - Atividade: Serviços Auxiliares. Área de Interesse: Apoio a Operação e Manutenção - Tornearia, com 5 (cinco) vagas.

g) Código 107 - Atividade: Serviços Auxiliares. Área de Interesse: Apoio à Proteção Ambiental, com 5 (cinco) vagas.

2.2. Cargos de Nível Fundamental Completo

2.2.1. Cargo: Agente Operacional B - Estágio I.

2.2.2. Salário Inicial: R$ 973,22 (novecentos e setenta e três reais e vinte e dois centavos).

2.2.3. Formação escolar exigida: Ensino Fundamental completo.

2.2.4. Jornada de Trabalho: 220 (duzentas e vinte) horas mensais, salvo lei específica disciplinadora.

2.2.5. Regime de Trabalho: CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

2.2.6. Taxa de Inscrição: R$ 20,00 (vinte reais).

2.2.7. As vagas disponíveis, separadas por atividade e área de interesse, são:

a) Código 201 - Atividade: Operação e Tratamento. Área de Interesse: Operação e Tratamento, com 45 (quarenta e cinco) vagas.

2.3. Cargos de Nível Médio Completo

2.3.1. Cargo: Agente de Suporte B - Estágio I.

2.3.2. Salário Inicial: R$ 838,99 (oitocentos e trinta e oito reais e noventa e nove centavos).

2.3.3. Formação escolar exigida: Ensino Médio completo.

2.3.4. Jornada de Trabalho: 220 (duzentas e vinte) horas mensais, salvo lei específica disciplinadora.

2.3.5. Regime de Trabalho: CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

2.3.6. Taxa de Inscrição: R$ 20,00 (vinte reais).

2.3.7. As vagas disponíveis, separadas por atividade e área de interesse, são:

a) Código 301 - Atividade: Administração. Área de Interesse: Apoio Administrativo, com 49 (quarenta e nove) vagas.

2.4. Cargos de Nível Médio Completo

2.4.1. Cargo: Técnico em Contabilidade - Estágio I.

2.4.2. Salário Inicial: R$ 1.506,50 (hum mil, quinhentos e seis reais e cinqüenta centavos).

2.4.3. Formação escolar exigida: Ensino Técnico de Nível Médio completo e registro no órgão de classe.

2.4.4. Jornada de Trabalho: 220 (duzentas e vinte) horas mensais, salvo lei específica disciplinadora.

2.4.5. Regime de Trabalho: CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

2.4.6. Taxa de Inscrição: R$ 35,00 (trinta e cinco reais).

2.4.7. As vagas disponíveis, separadas por profissão, são:

a) Código 401 - Profissão: Técnico em Contabilidade, com 2 (duas) vagas.

2.5. Cargos de Nível Médio Completo

2.5.1. Cargo: Técnico em Segurança do Trabalho - Estágio I.

2.5.2. Salário Inicial: R$ 1.506,50 (hum mil, quinhentos e seis reais e cinqüenta centavos).

2.5.3. Formação escolar exigida: Ensino Técnico de Nível Médio completo e registro no órgão de classe.

2.5.4. Jornada de Trabalho: 220 (duzentas e vinte) horas mensais, salvo lei específica disciplinadora.

2.5.5. Regime de Trabalho: CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

2.5.6. Taxa de Inscrição: R$ 35,00 (trinta e cinco reais).

2.5.7. As vagas disponíveis, separadas por profissão, são:

a) Código 402 - Profissão: Técnico em Segurança do Trabalho, com 1 (uma) vaga.

2.6. Cargos de Nível Médio Completo

2.6.1. Cargo: Técnico Operacional - Estágio I.

2.6.2. Salário Inicial: R$ 1.605,34 (hum mil, seiscentos e cinco reais e trinta e quatro centavos).

2.6.3. Formação escolar exigida: Ensino Técnico de Nível Médio completo e registro no órgão de classe.

2.6.4. Jornada de Trabalho: 220 (duzentas e vinte) horas mensais, salvo lei específica disciplinadora.

2.6.5. Regime de Trabalho: CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

2.6.6. Taxa de Inscrição: R$ 37,00 (trinta e sete reais).

2.6.7. As vagas disponíveis, separadas por profissão, são:

a) Código 501 - Profissão: Técnico em Agrimensura (Geomática), com 3 (três) vagas;

b) Código 502 - Profissão: Técnico em Edificações, com 14 (quatorze) vagas;

c) Código 503 - Profissão: Técnico em Eletricidade, com 7 (sete) vagas;

d) Código 504 - Profissão: Técnico em Eletrônica, com 10 (dez) vagas;

e) Código 505 - Profissão: Técnico em Mecânica, com 6 (seis) vagas;

f) Código 506 - Profissão: Técnico de Química, com 17 (dezessete) vagas;

g) Código 507 - Profissão: Técnico em Saneamento, com 51 (cinqüenta e uma) vagas;

h) Código 508 - Profissão: Técnico em Hidrologia, com 3 (três) vagas;

i) Código 509 - Profissão: Técnico Florestal, com 2 (duas) vagas;

j) Código 510 - Profissão: Técnico em Telecomunicações, com 2 (duas) vagas.

2.7. Cargos de Nível Superior

2.7.1. Cargo: Analista de Suporte A - Estágio I.

2.7.2. Salário Inicial: R$ 2.173,03 (dois mil, cento e setenta e três reais e três centavos).

2.7.3. Formação escolar exigida: Graduação completa e registro no órgão de classe.

2.7.4. Jornada de Trabalho: 220 (duzentas e vinte) horas mensais, salvo lei específica disciplinadora.

2.7.5. Regime de Trabalho: CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

2.7.6. Taxa de Inscrição: R$ 46,00 (quarenta e seis reais).

2.7.7. As vagas disponíveis, separadas por profissão, são:

a) Código 601 - Profissão: Advogado, com 6 (seis) vagas;

b) Código 602 - Profissão: Administrador, com 10 (dez) vagas;

c) Código 603 - Profissão: Analista de Sistemas, com 20 (vinte) vagas;

d) Código 604 - Profissão: Arquivista, com 1 (uma) vaga;

e) Código 605 - Profissão: Assistente Social, com 1 (uma) vaga;

f) Código 606 - Profissão: Biblioteconomista, com 1 (uma) vaga;

g) Código 607 - Profissão: Contador, com 15 (quinze) vagas;

h) Código 608 - Profissão: Economista, com 3 (três) vagas;

i) Código 609 - Profissão: Pedagogo, com 2 (duas) vagas;

j) Código 610 - Profissão: Psicólogo, com 2 (duas) vagas.

2.8. Cargos de Nível Superior

2.8.1. Cargo: Analista de Suporte B - Estágio I.

2.8.2. Salário Inicial: R$ 1.940,20 (hum mil, novecentos e quarenta reais e vinte centavos).

2.8.3. Formação escolar exigida: Graduação completa e registro no órgão de classe.

2.8.4. Jornada de Trabalho: 220 (duzentas e vinte) horas mensais, salvo lei específica disciplinadora.

2.8.5. Regime de Trabalho: CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

2.8.6. Taxa de Inscrição: R$ 46,00 (quarenta e seis reais).

2.8.7. As vagas disponíveis, separadas por profissão, são:

a) Código 611 - Profissão: Médico do Trabalho, com 1 (uma) vaga;

b) Código 612 - Profissão: Jornalista, com 1 (uma) vaga;

c) Código 613 - Profissão: Relações Públicas, com 1 (uma) vaga;

d) Código 614 - Profissão: Analista de Marketing, com 1 (uma) vaga.

2.9. Cargos de Nível Superior

2.9.1. Cargo: Analista Operacional - Estágio I.

2.9.2. Salário Inicial: R$ 2.564,16 (dois mil, quinhentos e sessenta e quatro reais e dezesseis centavos).

2.9.3. Formação escolar exigida: Graduação completa e registro no órgão de classe.

2.9.4. Jornada de Trabalho: 220 (duzentas e vinte) horas mensais, salvo lei específica disciplinadora.

2.9.5. Regime de Trabalho: CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

2.9.6. Taxa de Inscrição: R$ 58,00 (cinqüenta e oito reais).

2.9.7. As vagas disponíveis, separadas por profissão, são:

a) Código 615 - Profissão: Arquiteto, com 1 (uma) vaga;

b) Código 616 - Profissão: Biólogo, com 5 (cinco) vagas;

c) Código 617 - Profissão: Engenheiro Agrônomo, com 1 (uma) vaga;

d) Código 618 - Profissão: Engenheiro Ambiental, com 1 (uma) vaga;

e) Código 619 - Profissão: Engenheiro Florestal, com 2 (duas) vagas;

f) Código 620 - Profissão: Engenheiro Civil, com 41 (quarenta e uma) vagas;

g) Código 621 - Profissão: Engenheiro Eletricista, com 6 (seis) vagas;

h) Código 622 - Profissão: Engenheiro Eletrônico, com 3 (três) vagas;

i) Código 623 - Profissão: Engenheiro Mecânico, com 3 (três) vagas;

j) Código 624 - Profissão: Engenheiro Químico, com 4 (quatro) vagas;

k) Código 625 - Profissão: Engenheiro Sanitarista, com 1 (uma) vaga;

l) Código 626 - Profissão: Geógrafo, com 1 (uma) vaga;

m) Código 627 - Profissão: Geólogo, com 1 (uma) vaga;

n) Código 628 - Profissão: Químico, com 3 (três) vagas;

o) Código 629 - Profissão: Veterinário, com 1 (uma) vaga.

3. DAS VAGAS DESTINADAS AOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

3.1. Do total de vagas, 20% (vinte por cento) serão reservadas às pessoas portadoras de deficiência, conforme previsto na Lei Distrital No 160, de 2/9/1991, regulamentada pelo Decreto No 13897, de 14/4/1992.

3.2. Para concorrer a uma dessas vagas, o candidato deverá, no ato da inscrição, declarar-se portador de deficiência e entregar laudo médico original ou cópia autenticada, emitido nos últimos doze meses, atestando o nome da doença, a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência à classificação correspondente do Código Internacional de Doença (CID-10), bem como à provável causa da deficiência, na forma do subitem 3.3 deste Edital.

3.3. O candidato portador de deficiência deverá entregar, durante o período de inscrições, das 10 horas às 17 horas, pessoalmente ou por terceiro, o laudo médico (original ou cópia autenticada) a que se refere o subitem 3.2 deste Edital e o formulário constante no Anexo IV devidamente preenchido e assinado, no local em que realizou a sua inscrição.

3.4. O candidato poderá, ainda, encaminhar, impreterivelmente até o dia 16 de novembro de 2005, o laudo médico, via SEDEX, para a Fundação Universa - Concurso CAESB, Caixa Postal 6149, CEP 70740-971 - Brasília/DF.

3.5. O candidato portador de deficiência poderá requerer, na forma do subitem 5.4.10 deste Edital, tratamento diferenciado, no ato da inscrição, para o dia de realização da prova, indicando as condições de que necessita para a sua realização, conforme previsto no artigo 40, parágrafos 1o e 2o, do Decreto No 3.298, de 20 de dezembro de 1999, publicado no Diário Oficial da União de 21 de dezembro de 1999.

3.6. O laudo médico (original ou cópia autenticada) não será devolvido e não serão fornecidas cópias desse laudo.

3.7. A inobservância do disposto no subitem 3.2 deste Edital ou a reprovação na perícia médica acarretará a perda do direito às vagas reservadas aos candidatos em tais condições e acarretará o não-atendimento às condições especiais necessárias.

3.8. Os candidatos que, no ato da inscrição, declararem-se portadores de deficiência, se aprovados ou classificados no concurso público, terão seus nomes publicados em lista à parte e, caso obtenham classificação necessária, figurarão também na lista de classificação geral.

3.9. Os candidatos que se declararem portadores de deficiência, caso aprovados no concurso público, serão convocados para submeterem-se à perícia médica por Junta Médica Oficial da Fundação Universa, que verificará sua qualificação como portador de deficiência, o grau da deficiência e a capacidade para o exercício do cargo.

3.10. Os candidatos deverão comparecer à perícia médica, munidos de laudo médico que ateste a espécie e o grau ou nível de deficiência, com expressa referência à classificação correspondente do Código Internacional de Doenças (CID-10), bem como à provável causa da deficiência.

3.11. As vagas definidas no subitem 3.1 deste Edital que não forem providas por falta de candidatos portadores de deficiência, por reprovação no concurso público ou na perícia médica, serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem geral de classificação dentro do cargo/perfil.

4. DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA A INVESTIDURA NO CARGO

4.1. Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos políticos, nos termos do parágrafo 1o, artigo 12, da Constituição Federal.

4.2. Estar em dia com as obrigações eleitorais.

4.3. Ter certificado de reservista ou de dispensa de incorporação, em caso de candidato do sexo masculino.

4.4. Possuir os requisitos exigidos para o exercício do cargo, constantes no item 2 e no Anexo I deste Edital.

4.5. Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos na data da contratação.

4.6. Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.

4.7. Não ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade incompatível com nova investidura em cargo público.

4.8. Estar devidamente registrado no órgão profissional competente, quando for o caso, e inexistir incompatibilidade legal para o exercício da profissão.

4.9. Cumprir as determinações deste Edital e ser aprovado no concurso público.

5. DAS INSCRIÇÕES NO CONCURSO PÚBLICO

5.1. As inscrições poderão ser efetuadas em posto de inscrição ou via Internet, conforme procedimentos especificados a seguir.

5.2. DA INSCRIÇÃO NOS POSTOS DE INSCRIÇÃO

5.2.1. PERÍODO: de 24 de outubro a 11 de novembro de 2005 (exceto sábados, domingos e feriados).

5.2.2. LOCAIS: Os locais para inscrição serão os relacionados no Anexo II.

5.2.3. HORÁRIO: das 10 horas às 17 horas (ininterrupto).

5.2.4. TAXAS DE INSCRIÇÃO:

5.2.4.1. Agente Operacional A: R$ 16,00 (dezesseis reais).

5.2.4.2. Agente Operacional B: R$ 20,00 (vinte reais).

5.2.4.3. Agente de Suporte B: R$ 20,00 (vinte reais).

5.2.4.4. Técnico em Contabilidade: R$ 35,00 (trinta e cinco reais).

5.2.4.5. Técnico em Segurança do Trabalho: R$ 35,00 (trinta e cinco reais).

5.2.4.6. Técnico Operacional: R$ 37,00 (trinta e sete reais).

5.2.4.7. Analista de Suporte A: R$ 46,00 (quarenta e seis reais).

5.2.4.8. Analista de Suporte B: R$ 46,00 (quarenta e seis reais).

5.2.4.9. Analista Operacional: R$ 58,00 (cinqüenta e oito reais).

5.2.5. Para efetuar a inscrição no posto, o candidato deverá seguir os passos abaixo:

a) preencher e entregar o formulário de inscrição com os dados pessoais (nome, endereço, CEP, telefones para contato, número do documento de identidade e CPF) e código do cargo a que irá concorrer;

b) receber da Fundação Universa comprovante provisório de inscrição e boleto de cobrança para pagamento na rede bancária;

c) encaminhar-se a uma agência bancária munido do boleto de cobrança correspondente e efetuar o pagamento da taxa de inscrição até o prazo máximo definido no item 5.3.4.

5.2.6. O pagamento da taxa de inscrição sem a devida entrega do formulário no posto de inscrição acarretará o indeferimento da inscrição do candidato

5.2.7. A Fundação Universa enviará o comprovante definitivo de inscrição dos candidatos a partir do dia 30 de novembro de 2005. O comprovante será enviado via correios ou via correio eletrônico, de acordo com a opção do candidato quando do preenchimento do formulário de inscrição.

5.2.8. O candidato também poderá obter o seu comprovante definitivo de inscrição no endereço eletrônico www.funiversa.org.br, a partir do dia 30 de novembro de 2005. O comprovante de inscrição definitivo terá a informação do local e horário de realização da prova, o que não desobriga o candidato do dever de observar o Edital a ser publicado.

5.3. DA INSCRIÇÃO VIA INTERNET

5.3.1. Será admitida a inscrição via Internet, no endereço eletrônico www.funiversa.org.br, solicitada no período entre 12 horas do dia 24 de outubro de 2005 e 18 horas do dia 13 de novembro de 2005, observado o horário oficial de Brasília/DF.

5.3.2. A Fundação Universa não se responsabilizará por solicitação de inscrição via Internet não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados.

5.3.3. O candidato que desejar realizar sua inscrição via Internet poderá efetuar o pagamento da taxa de inscrição por meio de boleto bancário, pagável em toda a rede bancária.

5.3.3.1. O documento de arrecadação e o boleto bancário estarão disponíveis no endereço eletrônico www.funiversa.org.br e deverão ser impressos para o pagamento da taxa de inscrição após a conclusão do preenchimento da ficha de solicitação de inscrição on-line.

5.3.4. O pagamento da taxa de inscrição por meio de boleto bancário ou de documento de arrecadação deverá ser efetuado até o dia 16 de novembro de 2005.

5.3.5. As inscrições efetuadas via Internet somente serão acatadas após a comprovação de pagamento da taxa de inscrição.

5.3.6. O comprovante de inscrição do candidato inscrito via Internet estará disponível no endereço eletrônico www.funiversa.org.br, após o acatamento da inscrição, sendo de responsabilidade exclusiva do candidato a obtenção desse documento.

5.3.7. O candidato inscrito via Internet não deverá enviar cópia do documento de identidade, sendo de sua exclusiva responsabilidade a correção e a veracidade dos dados cadastrais no ato de inscrição, sob as penas da lei.

5.3.8. Informações complementares acerca da inscrição via Internet estarão disponíveis no endereço eletrônico www.funiversa.org.br.

5.4. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SOBRE A INSCRIÇÃO NO CONCURSO PÚBLICO

5.4.1. Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá conhecer o Edital e certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos.

5.4.1.1. É vedada a transferência para terceiros do valor pago da taxa de inscrição.

5.4.2. Será admitida a inscrição por terceiros, mediante a entrega de procuração do interessado, acompanhada de cópia legível do documento de identidade do candidato. Não há a necessidade de reconhecimento de firma na procuração. Esses documentos serão retidos no ato da inscrição.

5.4.3. O candidato inscrito por procuração assume total responsabilidade pelas informações prestadas por seu procurador, arcando com as conseqüências de eventuais erros de seu representante no preenchimento do formulário de inscrição e em sua entrega.

5.4.4. É vedada a inscrição condicional, fora do prazo de inscrições, via postal, via fax ou via correio eletrônico.

5.4.5. Para efetuar a inscrição, é imprescindível o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) do candidato.

5.4.5.1. O candidato que não possuir CPF deverá solicitá-lo nos postos credenciados, localizados em qualquer agência do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e dos Correios ou na Receita Federal, em tempo hábil, isto é, de forma que consiga obter o respectivo número antes do término do período de inscrição.

5.4.6. As informações prestadas no formulário de inscrição ou na solicitação de inscrição via Internet serão de inteira responsabilidade do candidato, dispondo a Fundação Universa do direito de excluir do concurso público aquele que não preencher o formulário de forma completa, correta e legível.

5.4.6.1. O candidato deverá obrigatoriamente preencher de forma completa o campo referente a nome, endereço e telefone, bem como deverá informar o CEP correspondente à sua residência.

5.4.7. O valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não será devolvido em nenhuma hipótese, salvo em caso de cancelamento do certame por conveniência da Administração Pública.

5.4.7.1. No caso do pagamento da taxa de inscrição ser efetuado com cheque bancário que, porventura, venha a ser devolvido, por qualquer motivo, a Fundação Universa reserva-se o direito de tomar as medidas legais cabíveis, inclusive a não-efetivação da inscrição.

5.4.8. Não haverá isenção total ou parcial da taxa de inscrição, à exceção dos casos previstos em lei.

5.4.9. O comprovante de inscrição deverá ser mantido em poder do candidato e apresentado nos locais de realização das provas.

5.4.10. O candidato, portador de deficiência ou não, que necessitar de atendimento especial para a realização de prova deverá indicar, no formulário de inscrição ou na solicitação de inscrição via Internet, os recursos especiais necessários e, ainda, enviar, até o dia 16 de novembro de 2005, impreterivelmente, via SEDEX, para Fundação Universa - Concurso CAESB, Caixa Postal 6149, CEP 70.740-971 - Brasília/DF, laudo médico que justifique o atendimento especial solicitado. Após esse período, a solicitação será indeferida, salvo nos casos de força maior e nos que forem de interesse da Administração Pública.

5.4.10.1. O laudo médico referido no subitem 5.4.10 poderá, ainda, ser entregue até o dia 16 de novembro de 2005, das 10 horas às 17 horas, pessoalmente ou por terceiro, na Central de Atendimento ao Candidato da Fundação Universa, localizada na SCLN 116 - Bloco G - Sala 205 - Ed. Manacá - Asa Norte - Brasília/DF.

5.4.10.2. A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas deverá, ainda, levar um acompanhante, que ficará em sala reservada para essa finalidade e que será responsável pela guarda da criança. A candidata que não levar acompanhante não realizará a prova.

5.4.10.3. A solicitação de atendimento especial será atendida segundo os critérios de viabilidade e de razoabilidade.

5.4.11. O candidato deverá declarar, no formulário de inscrição ou na solicitação de inscrição via Internet, que tem ciência e aceita que, caso aprovado, deverá entregar os documentos comprobatórios dos requisitos exigidos para o cargo por ocasião da contratação.

5.4.12. Poderão ser aceitas inscrições para mais de um cargo ou profissão, sendo de responsabilidade do candidato a eventual coincidência de datas e horários.

6. DA PROVA OBJETIVA E DOS CRITÉRIOS DE CÁLCULO E PONTUAÇÃO

6.1. Será aplicado exame de habilidades e conhecimentos, de caráter eliminatório e classificatório, abrangendo os objetos de avaliação constantes no item 8 deste Edital e o conteúdo programático constante no Anexo III deste Edital, conforme os quadros a seguir.

6.1.1. Agente Operacional A: 40 (quarenta) questões e pontuação máxima igual a 100 (cem) pontos.

6.1.1.1. Área de Conhecimento: Língua Portuguesa - 10 questões - Peso 2 - 20 pontos.

6.1.1.2. Área de Conhecimento: Matemática - 10 questões - Peso 2 - 20 pontos.

6.1.1.3. Área de Conhecimento: Conhecimentos Gerais - 10 questões - Peso 2 - 20 pontos.

6.1.1.4. Área de Conhecimento: Conhecimentos Específicos - 10 questões - Peso 4 - 40 pontos.

6.1.2. Agente Operacional B: 45 (quarenta e cinco) questões e pontuação máxima igual a 100 (cem) pontos.

6.1.2.1. Área de Conhecimento: Língua Portuguesa - 10 questões - Peso 2 - 20 pontos.

6.1.2.2. Área de Conhecimento: Matemática - 10 questões - Peso 1,75 - 17,5 pontos.

6.1.2.3. Área de Conhecimento: Conhecimentos Gerais - 10 questões - Peso 1,75 - 17,5 pontos.

6.1.2.4. Área de Conhecimento: Conhecimentos Específicos - 15 questões - Peso 3 - 45 pontos.

6.1.3. Agente de Suporte B: 50 (cinqüenta) questões e pontuação máxima igual a 100 (cem) pontos.

6.1.3.1. Área de Conhecimento: Língua Portuguesa - 10 questões - Peso 2 - 20 pontos.

6.1.3.2. Área de Conhecimento: Matemática - 8 questões - Peso 1,5 - 12 pontos.

6.1.3.3. Área de Conhecimento: Microinformática - 8 questões - Peso 1 - 8 pontos.

6.1.3.4. Área de Conhecimento: Conhecimentos Gerais - 8 questões - Peso 1,5 - 12 pontos.

6.1.3.5. Área de Conhecimento: Conhecimentos Específicos - 16 questões - Peso 3 - 48 pontos.

6.1.4. Técnico em Contabilidade, Técnico em Segurança do Trabalho e Técnico Operacional: 50 (cinqüenta) questões e pontuação máxima igual a 100 (cem) pontos.

6.1.4.1. Área de Conhecimento: Língua Portuguesa - 10 questões - Peso 2 - 20 pontos.

6.1.4.2. Área de Conhecimento: Microinformática - 10 questões - Peso 1,5 - 15 pontos.

6.1.4.3. Área de Conhecimento: Conhecimentos Gerais - 10 questões - Peso 1,5 - 15 pontos.

6.1.4.4. Área de Conhecimento: Conhecimentos Específicos - 20 questões - Peso 2,5 - 50 pontos.

6.1.5. Analista de Suporte A, Analista de Suporte B e Analista Operacional: 50 (cinqüenta) questões e pontuação máxima igual a 100 (cem) pontos.

6.1.5.1. Área de Conhecimento: Língua Portuguesa - 10 questões - Peso 2 - 20 pontos.

6.1.5.2. Área de Conhecimento: Matemática e Noções de Estatística - 6 questões - Peso 1 - 6 pontos.

6.1.5.3. Área de Conhecimento: Microinformática - 8 questões - Peso 1,15 - 10 pontos.

6.1.5.4. Área de Conhecimento: Conhecimentos Gerais - 8 questões - Peso 1,25 - 10 pontos.

6.1.5.5. Área de Conhecimento: Conhecimentos Específicos - 18 questões - Peso 3 - 54 pontos.

6.2. Será realizada prova objetiva com questões de múltipla escolha, com 5 (cinco) alternativas em cada questão, para escolha de uma única resposta correta e pontuação total variando entre o mínimo de 0 (zero) e o máximo de 100 (cem) pontos, de acordo com o número de questões e os pesos definidos no item 6.1 deste Edital.

6.3. Para os candidatos a Agente Operacional A, a nota final no concurso público será a soma algébrica da nota final obtida na prova objetiva (de acordo com a pontuação definida no subitem 6.1. deste Edital) e da pontuação obtida na prova prática de habilidades e conhecimentos específicos (de acordo com a pontuação definida no item 10.1 deste Edital).

6.4. Para os candidatos a Agente Operacional B, Técnico em Contabilidade, Técnico em Segurança do Trabalho e Técnico Operacional a nota final no concurso público será a nota final obtida na prova objetiva (de acordo com a pontuação definida no subitem 6.1. deste Edital).

6.5. Para os candidatos a Agente de Suporte B, a nota final no concurso público será a soma algébrica da nota final obtida na prova objetiva (de acordo com a pontuação definida no subitem 6.1 deste Edital) e da pontuação obtida na prova prática de microinformática (de acordo com a pontuação definida no item 10.3. deste Edital).

6.6. Para os candidatos a Analista de Suporte A, Analista de Suporte B e Analista Operacional, a nota final no concurso público será a soma algébrica da nota final obtida na prova objetiva (de acordo com a pontuação definida no subitem 6.1 deste Edital) e da pontuação obtida na prova de títulos (de acordo com a pontuação definida no item 11.1 deste Edital).

6.7. Será considerado aprovado na 1a fase (prova objetiva), o candidato que obtiver, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) da pontuação total definida no subitem 6.1 deste Edital.

6.7.1. Para os candidatos a Técnico em Contabilidade, Técnico em Segurança do Trabalho, Técnico Operacional, Analista de Suporte A, Analista de Suporte B e Analista Operacional, é necessário, ainda, para aprovação na 1a fase (prova objetiva), pontuação igual ou superior a 30% (trinta por cento) dos pontos em disputa no conjunto de questões de Conhecimentos Específicos.

6.8. Todos os candidatos serão ordenados, na 1a fase, de acordo com os valores decrescentes da nota final obtida na prova objetiva, de acordo com a pontuação definida no subitem 6.1 deste Edital.

6.9. O candidato deverá transcrever as respostas da prova objetiva para a folha de respostas, que será o único documento válido para a correção da prova. O preenchimento da folha de respostas será de inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder em conformidade com as instruções específicas contidas neste Edital e na folha de respostas. Em hipótese alguma haverá substituição da folha de respostas por erro do candidato.

6.10. Serão de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos do preenchimento indevido da folha de respostas. Serão consideradas marcações indevidas as que estiverem em desacordo com este Edital e(ou) com a folha de respostas, tais como marcação rasurada ou emendada, campo de marcação não-preenchido integralmente e(ou) mais de uma marcação por questão.

7. DA PRESTAÇÃO DA PROVA OBJETIVA

7.1. A prova objetiva para os cargos de Agente Operacional A e Agente Operacional B terá a duração de 3 (três) horas e será aplicada no dia 11/12/2005.

7.2. A prova objetiva para os cargos de Analista de Suporte A, Analista de Suporte B e Analista Operacional terão a duração de 4 (quatro) horas e será aplicada no dia 11/12/2005.

7.3. A prova objetiva para os cargos de Agente de Suporte B, Técnico em Contabilidade, Técnico em Segurança do Trabalho e Técnico Operacional terá a duração de 4 (quatro) horas e será aplicada no dia 18/12/2005.

7.4. Os locais e o horário de realização da prova objetiva serão divulgados em Edital a ser publicado no Diário Oficial do Distrito Federal e divulgado na Internet, no endereço eletrônico www.funiversa.org.br, a partir da data de 30 de novembro de 2005. São de responsabilidade exclusiva do candidato a identificação correta de seu local de realização das provas e o comparecimento no horário determinado.

7.4.1. Todos os candidatos que fizeram a inscrição, poderão retirar esse comunicado via Internet.

7.5. Não serão dadas, por telefone, fax ou e-mail, informações a respeito de datas, locais e horários de realização das provas. O candidato deverá observar rigorosamente os Editais e os comunicados a serem divulgados na forma prevista no subitem 7.4.

7.6. O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização da prova com antecedência mínima de 1 (uma) hora do horário fixado para o seu início, munido de caneta esferográfica de tinta preta ou azul, do comprovante de inscrição e do documento de identidade original.

7.7. Não será admitido ingresso de candidato no local de realização da prova após o horário fixado para o seu início.

7.7.1. O candidato que se retirar da sala de realização da prova não poderá retornar a ela, em hipótese alguma, exceto se sua saída for acompanhada, durante todo o tempo de ausência, de fiscal ou membro da coordenação da Fundação Universa.

7.8 Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública, pelos Institutos de Identificação e pelos Corpos de Bombeiros Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (ordens, conselhos etc.); passaporte brasileiro; certificado de reservista; carteiras funcionais do Ministério Público; carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valham como identidade; carteira de trabalho; carteira nacional de habilitação (somente o modelo aprovado pelo artigo 159 da Lei no 9.503, de 23 de setembro de 1997).

7.8.1. Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento, CPF, títulos eleitorais, carteiras de motorista (modelo antigo), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade nem documentos ilegíveis, não-identificáveis e(ou) danificados.

7.8.2. Não será aceita cópia do documento de identidade, ainda que autenticada, nem protocolo do documento.

7.9. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de realização da prova, documento de identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, trinta dias, ocasião em que será submetido à identificação especial, compreendendo coleta de dados, de assinaturas e de impressão digital em formulário próprio.

7.9.1. A identificação especial será exigida, também, ao candidato cujo documento de identificação apresente dúvidas relativas à fisionomia ou à assinatura do portador.

7.10. Por ocasião da realização da prova, o candidato que não apresentar documento de identidade original, na forma definida no subitem 7.8 deste Edital, não poderá fazer as provas e será automaticamente eliminado do concurso público.

7.11. Não será aplicada prova em local, data ou horário diferentes dos predeterminados em Edital ou em comunicado.

7.12. Não será permitida, durante a realização da prova, a comunicação entre os candidatos nem a utilização de máquinas calculadoras e(ou) similares, livros, anotações, réguas de cálculo, impressos ou qualquer outro material de consulta.

7.12.1. No dia de realização da prova, não será permitido ao candidato entrar e(ou) permanecer com armas ou aparelhos eletrônicos (bip, telefone celular, relógio do tipo data bank, walkman, agenda eletrônica, notebook, palmtop, receptor, gravador etc.). Caso o candidato leve alguma arma e(ou) algum aparelho eletrônico, estes deverão ser recolhidos pela fiscalização das provas. O descumprimento da presente instrução implicará a eliminação do candidato, constituindo tentativa de fraude.

7.12.1.1. A Fundação Universa não se responsabilizará por perdas ou extravios de objetos ou de equipamentos eletrônicos ocorridos durante a realização da prova, nem por danos neles causados.

7.13. Não haverá 2ª (segunda) chamada para as provas. O não-comparecimento a qualquer uma delas implicará a eliminação automática do candidato.

7.14. O candidato somente poderá retirar-se definitivamente da sala de aplicação da prova após 1 (uma) hora do início da mesma.

7.15. O candidato somente poderá retirar-se do local de realização da prova levando o caderno de prova, no decurso dos últimos 30 (trinta) minutos anteriores ao horário previsto para o seu término.

7.16. Terá sua prova anulada e será automaticamente eliminado do concurso público o candidato que, durante a sua realização:

a) for surpreendido dando e(ou) recebendo auxílio para a execução da prova;

b) utilizar-se de livros, máquinas de calcular e(ou) equipamento similar, dicionário, notas e(ou) impressos e(ou) que se comunicar com outro candidato;

c) for surpreendido portando telefone celular, gravador, receptor, pagers, notebook e(ou) equipamento similar;

d) faltar com o devido respeito para com qualquer membro da equipe de aplicação da prova, com as autoridades presentes e(ou) com os demais candidatos;

e) fizer anotação de informações relativas às suas respostas no comprovante de inscrição e(ou) em qualquer outro meio, que não os permitidos;

f) recusar-se a entregar o material da prova ao término do tempo destinado para a sua realização;

g) afastar-se da sala, a qualquer tempo, sem o acompanhamento de fiscal;

h) ausentar-se da sala, a qualquer tempo, portando a folha de respostas;

i) descumprir as instruções contidas no caderno de prova e(ou) na folha de respostas;

j) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido;

k) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos ou ilegais para obter vantagens para si ou para terceiros, em qualquer etapa do concurso público;

l) descumprir outra instrução deste Edital e de outros que vierem a ser publicados.

7.17. Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação da prova em razão do afastamento de candidato da sala de prova.

7.18. No dia de realização da prova, não serão fornecidas, por nenhum membro da equipe de aplicação desta e(ou) pelas autoridades presentes, informações referentes ao seu conteúdo e(ou) aos critérios de avaliação e de classificação.

7.19. Se, a qualquer tempo, for constatado, por meio eletrônico, estatístico, visual, grafológico ou por investigação policial, ter o candidato utilizado de processos ilícitos, sua prova será anulada e ele será automaticamente eliminado do concurso público.

7.20. O candidato não deve amassar, molhar, dobrar, rasgar ou, de qualquer modo, danificar a sua folha de respostas, sob pena de arcar com os prejuízos advindos da impossibilidade de realização da leitura óptica.

7.21. Não será permitido que as marcações na folha de respostas sejam feitas por outras pessoas, salvo em caso de candidato que tenha solicitado condição especial para esse fim. Nesse caso, se necessário, o candidato será acompanhado por um fiscal da Fundação Universa devidamente treinado.

8. DOS OBJETOS DE AVALIAÇÃO (HABILIDADES E CONHECIMENTOS)

8.1. HABILIDADES:

8.1.1. As questões da prova objetiva poderão avaliar habilidades que vão além de mero conhecimento memorizado, abrangendo compreensão, aplicação, análise, síntese e avaliação, valorizando a capacidade de raciocínio e envolvendo situações relacionadas à descrição sumária do cargo, constante no Anexo I deste Edital.

8.1.2. Cada questão da prova objetiva poderá contemplar mais de uma habilidade e mais de um conhecimento relativo à respectiva área de conhecimento.

8.2. CONHECIMENTOS: Na prova objetiva, serão avaliados, além das habilidades, conhecimentos, conforme especificação do Anexo III deste Edital.

9. DA CONVOCAÇÃO PARA A 2a FASE (PROVA PRÁTICA OU PROVA DE TÍTULOS)

9.1. Serão chamados para a 2a fase (prova prática ou prova de títulos), em conformidade com o estabelecido no item 1.4 do Edital, os candidatos aprovados e com maior pontuação na etapa anterior, nas seguintes quantidades:

a) para os cargos com número de vagas igual a 1 (um): número de candidatos classificados para a 2a fase = número de vagas para o cargo x 20 (vinte);

b) para os cargos com número de vagas de 2 (dois) a 5 (cinco): número de candidatos classificados para a 2a fase = número de vagas para o cargo x 10 (dez);

c) para os cargos com número de vagas de 6 (seis) a 20 (vinte): número de candidatos classificados para a 2a fase = número de vagas para o cargo x 8 (oito);

d) para os cargos com número de vagas igual ou superior a 21 (vinte e um): número de candidatos classificados para a 2a fase = número de vagas para o cargo x 5 (cinco).

9.2. Se houver empate na última posição:

a) os candidatos empatados serão classificados em ordem decrescente das notas no conjunto de questões relativas a Conhecimentos Específicos;

b) serão convocados para a 2ª fase, deste grupo de candidatos empatados, os 50 (cinqüenta) primeiros candidatos que obtiveram maior nota no conjunto de questões relativas a Conhecimentos Específicos;

c) serão respeitados, no caso do item 9.2.b, os empates na última posição.

10. DA PROVA PRÁTICA

10.1. A prova prática de habilidades e conhecimentos específicos para o cargo de Agente Operacional A, exceto para a Área de Interesse de Apoio à Proteção Ambiental, de caráter eliminatório e classificatório, valerá até 20 (vinte) pontos.

10.2. A prova prática de esforço e resistência física para o cargo Agente Operacional A, Área de Interesse de Apoio à Proteção Ambiental, de caráter unicamente eliminatório, constará de corrida de 12 (doze) minutos, devendo o candidato, para ser considerado apto, atingir a performance mínima de 2.200 m, se do sexo masculino, e de 1.800 m, se do sexo feminino.

10.3. A prova prática de microinformática para o cargo de Agente de Suporte B, de caráter eliminatório e classificatório, valerá até 20 (vinte) pontos.

10.4. Outras informações referentes às provas práticas constarão no Edital específico de convocação para tal.

11. DA PROVA DE TÍTULOS

11.1. A prova de títulos, somente para os cargos de Analista de Suporte A, Analista de Suporte B e Analista Operacional, de caráter unicamente classificatório, valerá até 10 (dez) pontos, ainda que a soma dos valores dos títulos apresentados seja superior a este valor.

11.2. Serão convocados para a prova de títulos os candidatos aos cargos de Analista de Suporte A, Analista de Suporte B e Analista Operacional aprovados nas provas objetivas, conforme subitens 9.1 e 9.2.

11.3. Somente serão aceitos os títulos a seguir relacionados, desde que devidamente comprovados e relacionados à profissão do candidato, observados os limites da pontuação do quadro a seguir:

11.3.1. ITEM DE AVALIAÇÃO: Doutorado ou Mestrado.

11.3.1.1. TÍTULO: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de Doutorado ou Mestrado strictu-sensu na área específica a que concorre.

11.3.1.2. PONTUAÇÃO POR ITEM: 2,0 (dois) pontos.

11.3.1.3. PONTUAÇÃO MÁXIMA: 2,0 (dois) pontos.

11.3.2. ITEM DE AVALIAÇÃO: Especialização.

11.3.2.1. TÍTULO: Certificado de curso de pós-graduação lato-sensu na área específica a que concorre, com carga horária mínima de 360 horas.

11.3.2.2. PONTUAÇÃO POR ITEM: 1,0 (um) ponto.

11.3.2.3. PONTUAÇÃO MÁXIMA: 2,0 (dois) pontos.

11.3.3. ITEM DE AVALIAÇÃO: Experiência Profissional.

11.3.3.1. TÍTULO: Ano completo de efetivo exercício na profissão afim do cargo pretendido.

11.3.3.2. PONTUAÇÃO POR ITEM: 0,5 (zero vírgula cinco) pontos.

11.3.3.3. PONTUAÇÃO MÁXIMA: 3,0 (três) pontos.

11.3.4. ITEM DE AVALIAÇÃO: Experiência Profissional Específica.

11.3.4.1. TÍTULO: Ano completo de efetivo exercício na profissão afim do cargo pretendido junto a organizações diretamente relacionadas aos setores de saneamento, meio ambiente, recursos hídricos e energia.

11.3.4.2. PONTUAÇÃO POR ITEM: 0,5 (zero vírgula cinco) pontos.

11.3.4.3. PONTUAÇÃO MÁXIMA: 3,0 (três) pontos.

11.4. Receberá nota zero na prova de títulos, o candidato que não entregar os títulos na forma, no prazo e no local estipulados no edital de convocação para a prova de títulos. Não serão aceitos títulos encaminhados via postal, via fax e(ou) via correio eletrônico.

11.5. No ato de entrega de títulos, o candidato deverá preencher e assinar o formulário a ser fornecido pela Fundação Universa, no qual indicará a quantidade de títulos apresentados. Juntamente com esse formulário deve ser apresentada uma cópia, autenticada em cartório, de cada título declarado. As cópias apresentadas não serão devolvidas em hipótese alguma. Não serão recebidos documentos originais.

11.6. Não serão consideradas, para efeito de pontuação, as cópias não-autenticadas em cartório.

11.7. Na impossibilidade de comparecimento do candidato, serão aceitos os títulos entregues por terceiros, mediante apresentação de documento de identidade original do procurador e de procuração simples do interessado, acompanhada de cópia legível de documento de identidade do candidato. Serão de inteira responsabilidade do candidato as informações prestadas por seu procurador no ato de entrega dos títulos, bem como a entrega dos títulos na data prevista no edital de convocação para essa fase, arcando o candidato com as conseqüências de eventuais erros de seu representante.

11.8. Para comprovação de conclusão de curso de pós-graduação em nível de mestrado ou doutorado somente será aceito o diploma, devidamente registrado, expedido por instituição oficial ou reconhecida. Diplomas expedidos no exterior somente serão considerados quando revalidados por instituição de ensino superior no Brasil. Outros comprovantes de conclusão do curso ou de disciplinas não serão aceitos.

11.9. Todo documento expedido em língua estrangeira somente será considerado quando traduzido para a Língua Portuguesa por tradutor juramentado.

11.10. Cada título será considerado uma única vez.

11.11. Os pontos que excederem o valor máximo em cada item do quadro do subitem 11.3, bem como os que excederam os 10 (dez) pontos fixados no subitem 11.1, serão desconsiderados.

11.12. Os pontos alcançados na prova de títulos serão somados ao total da nota da prova objetiva.

11.13. O(s) diploma(s) de Mestre ou Doutor e Especialização deverá(ão) ser expedido(s) por instituição oficial de ensino devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Para comprovação de conclusão de curso de pós-graduação em qualquer nível, deve ser apresentado o diploma/certificado devidamente registrado, expedido por instituição oficial ou reconhecida. Não serão aceitas declarações ou atestados de conclusão do curso ou das respectivas disciplinas.

11.14. Somente serão aceitos certificados de curso de especialização nos quais constem todos os dados necessários à sua perfeita avaliação.

11.15. A comprovação de experiência profissional será feita da forma descrita a seguir:

a) mediante apresentação de cópia de CTPS acrescida de declaração do órgão ou empresa, ou, no caso de servidor público, de certidão de tempo de serviço, ambas emitidas pelo setor de pessoal ou equivalente;

b) mediante apresentação do contrato de prestação de serviços, devidamente firmado entre as partes, ou RPA (Recibo de Pagamento a Autônomo) acrescido de declaração, emitida pela organização tomadora de serviços, que informe detalhadamente o período, o serviço realizado quando autônomo e a qualificação da organização tomadora dos serviços;

c) para comprovação de experiência profissional no exterior, mediante apresentação de cópia de declaração do órgão ou empresa ou, no caso de servidor público, de certidão de tempo de serviço. Esses documentos somente serão considerados quando traduzidos para a Língua Portuguesa por tradutor juramentado.

11.16. A comprovação de experiência profissional deverá ser acompanhada de declaração do empregador em que conste claramente a descrição do serviço e o nível de atuação como profissional.

11.17. A comprovação de experiência profissional junto a organizações diretamente relacionadas aos setores de saneamento, meio ambiente, recursos hídricos e energia deverá ser acompanhada de declaração do empregador em que conste claramente a descrição do serviço, o nível de atuação como profissional e descrição detalhada do ramo de atividade da organização e trabalhos relacionados nestes setores.

11.18. Todo documento apresentado para fins de comprovação de experiência profissional deverá ser emitido pelo setor de pessoal competente e conter o período de início e término do trabalho realizado.

11.19. Não será computado como experiência profissional o tempo de serviços prestados simultaneamente a serviço cujo tempo já tenha sido computado.

11.20. Constatada, em qualquer tempo, irregularidade e(ou) ilegalidade na obtenção de títulos apresentados, o candidato terá anulada a pontuação e, comprovada a culpa do mesmo, este será excluído do concurso.

12. DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE

12.1. Em caso de empate na nota final do concurso, terá preferência o candidato que, na seguinte ordem:

a) obtiver maior pontuação no conjunto de questões relacionadas a Conhecimentos Específicos;

b) obtiver maior pontuação no conjunto de questões relacionadas a Língua Portuguesa;

c) obtiver maior pontuação no conjunto de questões relacionadas a Conhecimentos Gerais;

d) for mais idoso.

12.2. Persistindo o empate, em quaisquer dos casos citados no subitem 12.1, a escolha será feita a partir da realização de sorteio pela Fundação Universa, com convite à presença dos candidatos empatados e da CAESB, que definirá o escolhido.

13. DOS RECURSOS

13.1. O gabarito oficial preliminar da prova objetiva será fixado no mural de avisos da Fundação Universa e divulgado na Internet, no endereço eletrônico www.funiversa.org.br, no dia seguinte ao da realização da prova objetiva.

13.2. O candidato que desejar interpor recursos contra o gabarito oficial preliminar da prova objetiva, o resultado preliminar da prova prática e o resultado preliminar da prova de títulos, disporá de 3 (três) dias úteis, a contar do dia subseqüente ao da divulgação desse gabarito ou do resultado, no horário das 10 (dez) horas às 17 (dezessete) horas, conforme data e modelo correspondente de formulário determinados no gabarito oficial preliminar ou no edital de resultado.

13.2.1. O recurso deverá ser entregue pessoalmente ou por terceiro, na Central de Atendimento ao Candidato da Fundação Universa, localizada na SCLN 116 - Bloco G - Sala 205 - Ed. Manacá - Asa Norte - Brasília/DF.

13.3. O recurso deverá ser individual, devidamente fundamentado, estar digitado ou datilografado e conter as seguintes informações essenciais: nome e número do concurso público, nome e assinatura do candidato, número de inscrição, código do cargo a que está concorrendo, endereço, telefone para contato e questionamento.

13.3.1 Para cada etapa de recursos, o candidato deverá utilizar modelo de formulário específico disponibilizado para essa finalidade.

13.4. O candidato deverá ser claro, consistente e objetivo em seu pleito. Recurso inconsistente ou intempestivo será liminarmente indeferido.

13.5. Se do exame de recursos resultar anulação de questão integrante de prova, a pontuação correspondente a essa questão será atribuída a todos os candidatos, independentemente de terem recorrido. Se houver alteração, por força de impugnações, de gabarito oficial preliminar de questão integrante de prova, essa alteração valerá para todos os candidatos, independentemente de terem recorrido.

13.6. Não será aceito recurso via postal, via fax e(ou) via correio eletrônico. 13.7. Em nenhuma hipótese serão aceitos pedidos de revisão de recursos e recursos de recursos.

13.8. Recursos cujo teor desrespeite a banca serão preliminarmente indeferidos.

13.9. A banca examinadora constitui última instância para recurso, sendo soberana em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos adicionais.

14. DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO

14.1. Os candidatos aprovados e contratados para o cargo de Agente Operacional B - Atividade Operação e Tratamento serão, durante o período de contrato de experiência, submetidos a programa de capacitação, devendo obter desempenho satisfatório para manutenção do vínculo empregatício com a CAESB.

15. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

15.1. A inscrição do candidato implicará a aceitação das normas para o concurso público contidas nos comunicados, neste Edital e em outros a serem publicados.

15.2. O candidato poderá obter informações, exceto quanto ao item 7.4, referentes ao concurso público na Central de Atendimento ao Candidato da Fundação Universa, localizada na SCLN 116 - Bloco G - Sala 205 - Ed. Manacá - Asa Norte - Brasília/DF, por meio do telefone (61) 3963-0808 ou via Internet, no endereço eletrônico www.funiversa.org.br.

15.3. O candidato que desejar relatar à Fundação Universa fatos ocorridos durante a realização do concurso público deverá fazê-lo na Central de Atendimento ao Candidato da Fundação Universa, localizada no endereço citado no subitem 15.2 deste Edital; postar correspondência para a Caixa Postal 6149, CEP 70740-971 - Brasília/DF ou enviar mensagem para o endereço eletrônico atendimento@funiversa.org.br.

15.4. O requerimento administrativo que, por erro do candidato, não for corretamente encaminhado a Fundação Universa, poderá não ser conhecido pela mesma.

15.5. É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar a publicação de todos os atos, editais e comunicados referentes a este concurso público no mural de avisos da Fundação Universa e divulgados na Internet, no endereço eletrônico www.funiversa.org.br.

15.6. A aprovação e a classificação fina no concurso público geram para o candidato apenas a expectativa de direito à contratação. Durante o período de validade do concurso público, a CAESB reserva-se o direito de proceder às contratações em número que atenda ao interesse e às necessidades do serviço, de acordo com a disponibilidade orçamentária e até o número de vagas existente.

15.7. O candidato aprovado no presente concurso público, quando convocado para se manifestar acerca de sua contratação, deverá apresentar-se no prazo máximo de 5 (cinco) dias úteis, munidos dos comprovantes exigidos neste Edital. Nesta ocasião, será encaminhado à avaliação médica pré-admissional e, logo após atestada a aptidão, para a imediata assinatura do contrato de trabalho. A inobservância do disposto neste item implicará a eliminação automática do

candidato.

15.8 A avaliação médica pré-admissional mencionada no item 15.7 acima é de caráter eliminatório.

15.9. No caso de desistência temporária, o candidato renuncia à sua classificação e passa a posicionar-se em último lugar na lista de aprovados do resultado final do concurso, onde ficará aguardando nova convocação, que poderá ou não se efetivar no período de validade do concurso.

15.9.1. O candidato poderá usar a prerrogativa da desistência temporária mencionada no item 15.9 uma única vez.

15.10. O prazo de validade do presente concurso público será de 2 (dois) anos, contados a partir da data de homologação do resultado final do concurso, podendo ser prorrogado por igual período.

15.11. O candidato deverá manter atualizado o seu endereço e telefone na Fundação Universa, enquanto estiver participando do concurso público, e na CAESB, se aprovado e enquanto o concurso estiver dentro do prazo de validade. Serão de exclusiva responsabilidade do candidato os prejuízos advindos da não-atualização de seu endereço.

15.12. Acarretará a eliminação sumária do candidato no concurso, sem prejuízo das sanções penais cabíveis, a burla ou tentativa de burla a qualquer das normas estipuladas no presente Edital.

15.13. Os casos omissos serão resolvidos pela Fundação Universa em conjunto com a CAESB.

15.14. Legislação com entrada em vigor após a data de publicação deste Edital, bem como alterações em dispositivos legais e normativos a ele posteriores não serão objeto de avaliação nas provas do concurso público.

15.15. O resultado final do concurso será homologado pelo Presidente da CAESB e publicado no Diário Oficial do Distrito Federal.

15.16. Quaisquer alterações nas regras fixadas neste Edital somente poderão ser feitas por meio de outro edital.

FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE
Presidente

COMPANHIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL DO DISTRITO FEDERAL

ANEXO I

DOS CARGOS, PERFIS, ATRIBUIÇÕES GENÉRICAS, REQUISITOS ACADÊMICOS E PROFISSIONAIS PARA INVESTIDURA NO CARGO E QUADRO DE VAGAS

1. Cargo: Agente Operacional A - Estágio I.

· CÓDIGO 101 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: MECÂNICA INDUSTRIAL

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão da 4a Série do Ensino Fundamental (antigo 1º grau), expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: auxiliar e(ou) executar atividades sob supervisão, relativas à manutenção mecânica de veículos, máquinas pesadas, subestações e estações de tratamento e elevatórias e demais equipamentos, bem como outras atividades de natureza operacional similar de mesmo grau de complexidade, no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 30 (trinta), sendo 6 (seis) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 102 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: MANUTENÇÃO E VISTORIA HIDRÁULICA

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão da 4a Série do Ensino Fundamental (antigo 1º grau), expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: auxiliar e(ou) executar atividades sob supervisão, relativas à manutenção predial, de redes e ramais de água e de esgotos e de micro e macromedidores de água, vistoria hidráulica, bem como outras atividades de natureza operacional similar de mesmo grau de complexidade, e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 70 (setenta), sendo 14 (quatorze) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 103 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: APOIO A OPERAÇÃO E TRATAMENTO

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão da 4a Série do Ensino Fundamental (antigo 1º grau), expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: auxiliar e(ou) executar atividades sob supervisão relativas à conservação e manutenção dos equipamentos, materiais e vidraria de laboratórios, realização de coletas e controle de qualidade, bem como outras atividades de natureza operacional similar de mesmo grau de complexidade, e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 4 (quatro), sendo 1 (uma) reservada aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 104 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: ELETRICIDADE INDUSTRIAL

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão da 4a Série do Ensino Fundamental (antigo 1º grau), expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: auxiliar e(ou) executar atividades sob supervisão relativas à conservação, operação e manutenção elétrica de equipamentos, manutenção elétrica de subestações, estações elevatórias e de tratamento, bem como outras atividades de natureza operacional similar de mesmo grau de complexidade, e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 11 (onze), sendo 3 (três) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 105 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: APOIO A OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO - SOLDA

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão da 4a Série do Ensino Fundamental (antigo 1º grau), expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC.DESCRIÇÃO

SUMÁRIA DO CARGO: auxiliar e(ou) executar atividades sob supervisão relativa à solda de peças e materiais diversos, bem como outras atividades de natureza operacional similar de mesmo grau de complexidade, e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 4 (quatro), sendo 1 (uma) reservada aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 106 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: APOIO A OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO - TORNEARIA

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão da 4a Série do Ensino Fundamental (antigo 1º grau), expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: auxiliar e(ou) executar atividades sob supervisão relativas à tornearia, bem como outras atividades de natureza operacional similar de mesmo grau de complexidade, e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 5 (cinco), sendo 1 (uma) reservada aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 107 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: APOIO À PROTEÇÃO AMBIENTAL

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão da 4a Série do Ensino Fundamental (antigo 1º grau), expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: auxiliar e(ou) executar atividades sob supervisão relativas à proteção ambiental e dos recursos hídricos sob a responsabilidade da empresa, bem como outras atividades de natureza operacional similar de mesmo grau de complexidade, e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 5 (cinco), sendo 1 (uma) reservada aos candidatos portadores de deficiência.

2. Cargo: Agente Operacional B - Estágio I.

· CÓDIGO 201 - ATIVIDADE: OPERAÇÃO E TRATAMENTO. ÁREA DE INTERESSE: OPERAÇÃO E TRATAMENTO.

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Fundamental (antigo 1º grau), expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar atividades de operação em estações de tratamento e elevatória de água e esgotos, acionando equipamentos e controlando seu funcionamento, seguindo procedimentos e critérios estabelecidos, visando a continuidade operacional e a obtenção dos padrões de qualidade determinados, bem como outras tarefas de natureza operacional similar e de mesmo grau de complexidade, e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 45 (quarenta e cinco), sendo 9 (nove) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

3. Cargo: Agente de Suporte B - Estágio I.

· CÓDIGO 301 - ATIVIDADE: ADMINISTRAÇÃO. ÁREA DE INTERESSE: APOIO ADMINISTRATIVO.

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar tarefas relativas ao atendimento a clientes, programação de serviços e demais rotinas administrativas, básicas ou especializadas, seguindo normas e procedimentos estabelecidos nas diversas unidades da empresa, bem como outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 49 (quarenta e nove), sendo 10 (dez) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

4. Cargo: Técnico em Contabilidade - Estágio I.

· CÓDIGO 401 - PROFISSÃO: TÉCNICO EM CONTABILIDADE.

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), certificado de curso técnico profissionalizante, expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC e registro no órgão profissional competente.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar e(ou) orientar tarefas relativas à escrituração contábil, levantamento e demonstração dos balancetes e balanços, para apurar os elementos necessários ao controle e apresentação da situação patrimonial, econômica e financeira da empresa, bem como executar outras tarefas de natureza técnica similar e de mesmo grau de complexidade, compatíveis com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 2 (duas).

5. Cargo: Técnico em Segurança do Trabalho - Estágio I.

· CÓDIGO 402 - PROFISSÃO: TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO.

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), certificado de curso técnico profissionalizante, expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC e registro profissional no Ministério do Trabalho.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar e(ou) orientar tarefas relativas ao sistema de segurança do trabalho, investigando riscos e causas de acidentes e analisando esquemas de prevenção para garantir a integridade do empregado e dos bens da empresa, bem como executar outras tarefas de mesma natureza e grau de complexidade, compatíveis com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

6. Cargo: Técnico Operacional - Estágio I.

· CÓDIGO 501 - PROFISSÃO: TÉCNICO EM AGRIMENSURA (GEOMÁTICA).

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), certificado de curso técnico profissionalizante, expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC e registro no órgão profissional competente.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar e(ou) orientar tarefas relativas a projetos, gestão e controle ambiental, saneamento, dentre outras, tais como: levantamentos geodésicos e topo-hidrográficos, análise e informações cartográficas, coleta de dados, elaboração e análise de documentos, bem como outras tarefas de caráter técnico similar, compatíveis com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 3 (três), sendo 1 (uma) reservada aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 502 - PROFISSÃO: TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES.

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), certificado de curso técnico profissionalizante, expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC e registro no órgão profissional competente.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar e(ou) orientar tarefas de caráter técnico relativas à execução de projetos de construção, manutenção e reparo de edificações, obras de saneamento, levantamentos topográficos, desenhos técnicos, dentre outras tarefas de mesma natureza e complexidade, compatíveis com a formação e no interesse da CAESB;

conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 14 (quatorze), sendo 3 (três) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 503 - PROFISSÃO: TÉCNICO EM ELETRICIDADE.

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), certificado de curso técnico profissionalizante, expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC e registro no órgão profissional competente.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar e(ou) orientar tarefas relativas à instalação, testagem e manutenção elétrica dos equipamentos e sistemas de água e esgotos, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade de caráter técnico, compatíveis com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 7 (sete), sendo 2 (duas) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 504 - PROFISSÃO: TÉCNICO EM ELETRÔNICA.

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), certificado de curso técnico profissionalizante, expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC e registro no órgão profissional competente.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar e(ou) orientar tarefas relativas à instalação, testagem e manutenção eletrônica dos equipamentos e sistemas de água e esgotos, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade de caráter técnico, compatíveis com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 10 (dez), sendo 2 (duas) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 505 - PROFISSÃO: TÉCNICO EM MECÂNICA.

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), certificado de curso técnico profissionalizante, expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC e registro no órgão profissional competente.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar e(ou) orientar tarefas relativas à instalação, testagem e manutenção mecânica dos equipamentos e sistemas de água e esgotos, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade de caráter técnico, compatíveis com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 6 (seis), sendo 2 (duas) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 506 - PROFISSÃO: TÉCNICO DE QUÍMICA.

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), certificado de curso técnico profissionalizante, expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC e registro no órgão profissional competente.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar tarefas de caráter técnico relativas a análises físico-químicas, biológicas, bacteriológicas e de vazões, controle de qualidade e preservação ambiental, realizar coletas e outras tarefas de caráter técnico de mesma natureza, compatíveis com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 17 (dezessete), sendo 4 (quatro) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 507 - PROFISSÃO: TÉCNICO EM SANEAMENTO.

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), certificado de curso técnico profissionalizante, expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC e registro no órgão profissional competente.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar e(ou) orientar tarefas relativas a projetos de construção, manutenção e reparos de edificações e obras de saneamento; instalações, vistorias e manutenção de equipamentos hidrométricos; realização de análises físicoquímicas e bacteriológicas, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade de caráter técnico, compatíveis com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 51 (cinqüenta e uma), sendo 11 (onze) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 508 - PROFISSÃO: TÉCNICO EM HIDROLOGIA.

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), certificado de curso técnico profissionalizante, expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC e registro no órgão profissional competente.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar e(ou) orientar tarefas relativas à medições e análises de vazão; instalação, vistoria e manutenção de equipamentos hidrométricos; bem como outras tarefas de caráter técnico de mesma natureza e grau de complexidade, compatíveis com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 3 (três), sendo 1 (uma) reservada aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 509 - PROFISSÃO: TÉCNICO FLORESTAL.

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), certificado de curso técnico profissionalizante, expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC e registro no órgão profissional competente.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar e(ou) orientar tarefas relativas ao monitoramento ambiental, preservação e recuperação de áreas degradadas e outras de caráter técnico de mesma natureza e complexidade, compatíveis com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 2 (duas).

· CÓDIGO 510 - PROFISSÃO: TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES.

REQUISITO: comprovante de escolaridade de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), certificado de curso técnico profissionalizante, expedido por instituição oficial de ensino reconhecida pelo MEC e registro no órgão profissional competente.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar e(ou) orientar tarefas relativas a instalação, testagem e manutenção preventiva de sistemas de telecomunicação e outras de caráter técnico de mesma natureza e complexidade, no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 2 (duas).

8. Cargo: Analista de Suporte A - Estágio I.

· CÓDIGO 601 - PROFISSÃO: ADVOGADO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional na Ordem dos Advogados do Brasil.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a assistência jurídica interna e externa; acompanhamento de processos, elaboração de pareceres, petições e outras peças jurídicas, bem como outras tarefas da mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador. VAGAS: 6 (seis), sendo 2 (duas) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 602 - PROFISSÃO: ADMINISTRADOR.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Administração, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Administração.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a recursos humanos, administração geral, planejamento empresarial e outras da mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 10 (dez), sendo 2 (duas) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 603 - PROFISSÃO: ANALISTA DE SISTEMAS.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação na área de informática ou qualquer curso de nível superior com certificado de conclusão de curso de especialização em informática (carga horária mínima de 360h), fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas ao processamento eletrônico de dados, visando assegurar suporte ao sistema e ao usuário, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 20 (vinte), sendo 4 (quatro) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 604 - PROFISSÃO: ARQUIVISTA.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Arquivologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Biblioteconomia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a organização da documentação de arquivos institucionais; conservação de acervos; criação e(ou) implantação de estruturas arquivísticas, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

· CÓDIGO 605 - PROFISSÃO: ASSISTENTE SOCIAL.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Serviço Social.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a educação, mobilização e outras iniciativas de âmbito social, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

· CÓDIGO 606 - PROFISSÃO: BIBLIOTECONOMISTA.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Biblioteconomia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Biblioteconomia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas ao acervo bibliográfico da CAESB, bem como tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

· CÓDIGO 607 - PROFISSÃO: CONTADOR.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Ciências Contábeis, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Contabilidade.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas ao controle e fiscalização de atos e fatos administrativos que demonstrem a situação econômico-financeira da CAESB; realizar auditorias e perícias contábeis, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 15 (quinze), sendo 3 (três) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 608 - PROFISSÃO: ECONOMISTA.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Economia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Economia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas ao ambiente econômico da CAESB, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 3 (três), sendo 1 (uma) reservada aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 609 - PROFISSÃO: PEDAGOGO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Pedagogia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a gestão do conhecimento e do capital intelectual, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 2 (duas).

· CÓDIGO 610 - PROFISSÃO: PSICÓLOGO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Psicologia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar

tarefas relativas a seleção, avaliação e acompanhamento dos empregados, gestão de carreiras, remuneração, diagnósticos e ações compatíveis com processos de desenvolvimento profissional, de mobilização comunitária e outras iniciativa de âmbito social, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 2 (duas).

9. Cargo: Analista de Suporte B - Estágio I.

· CÓDIGO 611 - PROFISSÃO: MÉDICO DO TRABALHO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Medicina, fornecido por instituição de ensino credenciada pelo MEC certificado de conclusão de curso de especialização em Medicina do Trabalho com carga horária mínima de 360 horas, reconhecido pelo MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Medicina.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a saúde ocupacional, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

· CÓDIGO 612 - PROFISSÃO: JORNALISTA.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a comunicação social, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

· CÓDIGO 613 - PROFISSÃO: RELAÇÕES PÚBLICAS.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Comunicação Social, com habilitação em Relações Públicas, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a comunicação social, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

· CÓDIGO 614 - PROFISSÃO: ANALISTA DE MARKETING.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Comunicação Social, com habilitação em Marketing ou Publicidade e Propaganda, ou curso de Administração, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a comunicação social e administração de marketing, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

10. Cargo: Analista Operacional - Estágio I.

· CÓDIGO 615 - PROFISSÃO: ARQUITETO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Arquitetura, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Engenharia, Agronomia e Arquitetura.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da arquitetura, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

· CÓDIGO 616 - PROFISSÃO: BIÓLOGO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Biologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Biologia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da biologia, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 5 (cinco), sendo 1 (uma) reservada aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 617 - PROFISSÃO: ENGENHEIRO AGRÔNOMO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Engenharia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da engenharia agronômica, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

CÓDIGO 618 - PROFISSÃO: ENGENHEIRO AMBIENTAL.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Engenharia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da engenharia ambiental, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

· CÓDIGO 619 - PROFISSÃO: ENGENHEIRO FLORESTAL.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Engenharia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da engenharia florestal, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 2 (duas).

· CÓDIGO 620 - PROFISSÃO: ENGENHEIRO CIVIL.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Engenharia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da engenharia civil, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 41 (quarenta e duas), sendo 9 (nove) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 621 - PROFISSÃO: ENGENHEIRO ELETRICISTA.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Engenharia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da engenharia elétrica, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 6 (seis), sendo 2 (duas) reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 622 - PROFISSÃO: ENGENHEIRO ELETRÔNICO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Engenharia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da engenharia eletrônica, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 3 (três), sendo 1 (uma) reservada aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 623 - PROFISSÃO: ENGENHEIRO MECÂNICO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Engenharia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da engenharia mecânica, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 3 (três), sendo 1 (uma) reservada aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 624 - PROFISSÃO: ENGENHEIRO QUÍMICO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Engenharia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da engenharia química, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 4 (quatro), sendo 1 (uma) reservada aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 625 - PROFISSÃO: ENGENHEIRO SANITARISTA.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Engenharia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da engenharia sanitária, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

· CÓDIGO 626 - PROFISSÃO: GEÓGRAFO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Geografia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da geografia, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

· CÓDIGO 627 - PROFISSÃO: GEÓLOGO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Geologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da geologia, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

· CÓDIGO 628 - PROFISSÃO: QUÍMICO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Química, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Química.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da química, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 3 (três), sendo 1 (uma) reservada aos candidatos portadores de deficiência.

· CÓDIGO 629 - PROFISSÃO: VETERINÁRIO.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Medicina Veterinária, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC, e registro profissional no Conselho Regional de Medicina Veterinária.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: executar, planejar, implementar, orientar e(ou) coordenar tarefas relativas a projetos e trabalhos especializados no campo da veterinária, bem como outras tarefas de mesma natureza e complexidade, em consonância com a formação e no interesse da CAESB; conduzir veículos da empresa, quando habilitado e autorizado, no exercício das funções; operar computador.

VAGAS: 1 (uma).

ANEXO II

POSTOS DE INSCRIÇÃO PRESENCIAL

1. PLANO PILOTO (ASA NORTE) - Universidade Católica de Brasilia - Campus II (Pós-Grad.) - SGAN 916 - Av. W5 Norte - Asa Norte - Brasília

2. PLANO PILOTO (ASA SUL) - Centro Educacional La Salle - SGAS 906 Conj. E - Asa Sul- Brasília

3. SOBRADINHO - Centro Educacional La Salle - Quadra 14 Área Especial Lote 24/27 - Sobradinho

4. TAGUATINGA - Centro Educacional Champagnat Marista - QSD Área Especial 01 - Taguatinga Centro

ANEXO III

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. CARGO: AGENTE OPERACIONAL A - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES (CÓDIGOS DE 101 A 107)

1.1. Conhecimentos comuns a todas as Áreas de Interesse

LÍNGUA PORTUGUESA: 1. Compreensão de textos. 2. Ortografia oficial: acentuação, emprego de letras e separação de sílabas. 3. Pontuação: ponto-final, ponto de exclamação, ponto de interrogação, vírgula, dois-pontos. 4. Classes de palavras. 5. Gênero e número dos substantivos. 6. Coletivos. 7. Significação das palavras: sinônimos e antônimos.

MATEMÁTICA: 1. Conjuntos e operações com conjuntos. 2. Números naturais e operações com números naturais. 3. Múltiplos e divisibilidade. 4. Fatoração e números primos, máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum. 5. Frações e operações com frações. 6. Números decimais e operações com números decimais. 7. Porcentagem. 8. Noções de geometria. 9. Sistemas de medidas: tempo, massa, comprimento, área e volume.

CONHECIMENTOS GERAIS: 1. Domínio de tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como desenvolvimento sustentável, ecologia, tecnologia, energia, política, economia, sociedade, educação e segurança, e suas vinculações históricas. 2. Código de Defesa do Consumidor e suas aplicações.

1.2. Conhecimentos específicos a cada uma das Áreas de Interesse

CÓDIGO 101 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: MECÂNICA INDUSTRIAL

1. Noções de manutenção de equipamentos industriais e de produção, adução e tratamento de águas. 2. Noções de funcionamento e manutenção de motores elétricos. 3. Noções do funcionamento de bombas de óleo. 4. Noções de manutenção de sistemas de refrigeração de motores elétricos. 5. Noções de manutenção de grupos de válvulas direcionais e válvulas reguladoras de pressão e fluxo. 6. Noções de manutenção preventiva e corretiva de equipamentos industriais: registros em geral, comportas, redutoras, tubulações, juntas, motores, bombas em geral, sistema pneumáticos e hidráulicos, pórticos rolantes, talhas manuais e elétricas e válvulas em geral. 7. Noções de manutenção de sistemas de refrigeração, sistema de dosagem de produtos químicos, bombas submersas de poços profundos, compressores, misturadores, correios transportadores, sopradores, exaustores, grupos geradores de energia elétrica, sistema de desidratação de iodo, decantadores, reatores biológicos, sistema de flotação. 8. Noções de lubrificação e alinhamento de equipamentos. 9. Noções de metrologia. 10. Noções de desenho mecânico, hidráulico e pneumática,

CÓDIGO 102 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: MANUTENÇÃO E VISTORIA HIDRÁULICA

1. Noções de manutenção de redes de água, redes de esgoto, de instalações prediais hidráulicas e sanitárias. 2. Noções de escavação de valas e reaterros. 3. Noções de serviços de pedreiro. 4. Detecção de vazamentos de água. 5. Instalação de acessórios hidráulicos e acabamentos. 6. Conhecimento das peças, equipamentos, materiais usados nas atividades de manutenção e vistoria hidráulica.

CÓDIGO 103 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: APOIO A OPERAÇÃO E TRATAMENTO

1. Lavagem e esterilização de material de laboratório. 2. Coleta de amostras de água bruta, tratada, esgoto. 3. Noções de análises físico-químicas e bacteriológicas. 4. Noções de segurança de laboratório. 5. Noções de análise de águas e esgoto. 6. Noções estequiometria (concentração de reagentes, densidade e molaridade). 7. Noções de higiene, organização e segurança em laboratório.

CÓDIGO 104 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: ELETRICIDADE INDUSTRIAL

1. Noções de instalação de motores, dispositivos de partida, dispositivos de proteção, quadros de comando, transformadores, sistemas de iluminação e sistemas de alimentação elétrica. 2. Noções de manutenção preventiva e corretiva de equipamentos elétricos de baixa tensão: motores, quadros elétricos, disjuntores, reatores, inversores de freqüência, chaves de partida suave e sistemas de iluminação. 3. Noções de manutenção preventiva e correta de equipamentos elétricos de média e alta tensão: disjuntores, transformadores, quadros e cubículos elétricos, motores. 4. Noções de eletricidade industrial (comando, controle e proteção elétrica). 5. Noções de metrologia.

CÓDIGO 105 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: APOIO A OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO - SOLDA

1. Noções de execução de serviços de soldagem. 2. Noções de cortes com máquinas de solda elétrica e oxi-acetilênica. 3. Noções de confecção e recuperação de peças e equipamentos. 4. Noções de montagem e instalação de equipamentos. 5. Noções de metrologia.

CÓDIGO 106 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: APOIO A OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO - TORNEARIA

1. Noções de ajuste de peças e equipamentos. 2. Noções de confecção e recuperação de peças. 3. Noções de usinagem de peças em geral. 4. Noções de embuchamento de mancais e rolamentos. 5. Noções de confecção de rasgos de chavetas. 6. Noções de confecção de eixos para motores, bombas, redutores, e demais equipamentos. 7. Noções de metrologia. 8. Leitura e interpretação de desenhos mecânicos. 9. Máquinas operatrizes. 10. Materiais para construção mecânica (ferro fundido, aço carbono, aço liga, cobre, bronze, latão, alumínio).

CÓDIGO 107 - ATIVIDADE: SERVIÇOS AUXILIARES. ÁREA DE INTERESSE: APOIO À PROTEÇÃO AMBIENTAL

1. Noções de fiscalização e proteção de mananciais hídricos de captação. 2. Monitoramento de fatores que impactam a captação hídrica. 3. Noções de legislação de proteção ao meio ambiente. 4. Noções de política nacional de educação ambiental (Lei Nº 9.795/99). 5. Noções sobre criação e funcionamento da Agência Nacional de Águas (ANA). 6. Noções sobre legislação relativa a proibição da pesca.

2. CARGO: AGENTE OPERACIONAL B - ATIVIDADE: OPERAÇÃO E TRATAMENTO - ÁREA DE INTERESSE: OPERAÇÃO E TRATAMENTO (CÓDIGO 201)

LÍNGUA PORTUGUESA: 1. Compreensão de textos. 2. Sintaxe da oração. 3. Classes e emprego de palavras. 4. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, denotação e conotação. 5. Concordância nominal e verbal. 6. Pontuação. 7. Gênero e número dos substantivos. 8. Coletivos. 9. Ortografia oficial: acentuação, emprego de letras e divisão silábica.

MATEMÁTICA: 1. Conjuntos numéricos: números naturais, inteiros, racionais e reais; operações com conjuntos; intervalos. 2. Fatoração e números primos: divisibilidade, máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum. 3. Razões e proporções: divisão proporcional; regras de três simples e compostas. 4. Porcentagem. 5. Interpretação de gráficos e tabelas. 6. Equações e inequações do 1º grau e do 2º grau. 7. Sistemas lineares. 8. Noções de geometria plana: retas, ângulos, paralelismo e perpendicularismo, triângulos e quadriláteros; Teorema de Pitágoras. 9. Conhecimentos básicos sobre perímetro e área de figuras planas. 10. Conhecimentos básicos sobre volumes de sólidos. 11. Sistemas de medidas: tempo, massa, comprimento, área e volume.

CONHECIMENTOS GERAIS: 1. Domínio de tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como desenvolvimento sustentável, ecologia, tecnologia, energia, política, economia, sociedade, educação e segurança, e suas vinculações históricas. 2. Código de Defesa do Consumidor e suas aplicações.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: 1. Noções de operação de unidades de tratamento de água e esgoto. 2. Noções de operação e controle de válvulas, registros e equipamentos em geral. 3. Noções de preparo de soluções de produtos químicos para tratamento de água e esgoto. 4. Noções de operação de equipamentos de processo de tratamento de água e esgoto. 5. Noções de operação de mesas de comando dos sistemas automatizados. 6 Noções de limpeza de equipamentos e unidades operacionais. 7. Noções de leitura e registro de dados operacionais. 8. Noções de zeladoria de máquinas e equipamentos. 9. Noções básicas de elétrica, mecânica, hidráulica e eletrônica a nível de diagnóstico de manutenção.

3. CARGO: AGENTE DE SUPORTE B - ATIVIDADE: ADMINISTRAÇÃO - ÁREA DE INTERESSE: APOIO ADMINISTRATIVO (CÓDIGO 301)

LÍNGUA PORTUGUESA: 1. Compreensão, interpretação e reescritura de textos e de fragmentos de textos, com domínio das relações morfossintáticas, semânticas, discursivas e argumentativas. 2. Tipologia textual. 3. Paráfrase, perífrase, síntese e resumo. 4. Processos de coesão textual. 5. Coordenação e subordinação. 6. Significação literal e contextual de vocábulos. 7. Estrutura, formação, classe e emprego de palavras. 8. Pontuação. 9. Concordância nominal e verbal. 10. Regência nominal e verbal. 11. Acentuação gráfica. 12. Emprego do sinal indicativo de crase. 13. Ortografia oficial.

MATEMÁTICA: 1. Conjuntos numéricos: números naturais, inteiros, racionais e reais; operações com conjuntos. 2. Fatoração e números primos, máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum. 3. Operações com números reais, intervalos. 4. Razões e proporções: grandezas diretamente proporcionais; grandezas inversamente proporcionais; porcentagem; regras de três simples e compostas. 5. Equações, inequações e sistemas de equações. 6. Progressões aritméticas e progressões geométricas. 7. Funções. 8. Polinômios. 9. Sistemas de medidas. 10. Perímetro e área de figuras planas. 11. Volumes. 12. Noções de geometria plana e de geometria espacial. 13. Probabilidade e análise combinatória. 14. Noções de matemática financeira.

MICROINFORMÁTICA: 1. Sistema operacional Windows XP. 2. Microsoft Word 2003. 3. Microsoft Excel 2003. 4. Conceitos, serviços e tecnologias relacionados à Internet e a correio eletrônico. 5. Internet Explorer 6 e Outlook Express 6. 6. Noções relativas a softwares livres. 7. Noções de hardware e de software para o ambiente de microinformática. CONHECIMENTOS GERAIS: 1. Domínio de tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como desenvolvimento sustentável, ecologia, tecnologia, energia, política, economia, sociedade, educação e segurança, e suas vinculações históricas. 2. Noções de meio ambiente: noções de ecologia; poluição do ar; água e solo; ciclo da água na natureza; distribuição de água no planeta; contaminação da água e origem dos resíduos sólidos. 3. Código de Defesa do Consumidor

e suas aplicações.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: 1. Administração de pessoal e recursos humanos: as organizações e as pessoas que nelas trabalham; funções gerais e atividades de rotina. 2. Qualidade em prestação de serviços: as dimensões da qualidade pessoal e profissional; fatores que determinam a qualidade de um serviço; normalização técnica e qualidade; qualidade no atendimento ao público interno e externo; comunicação e relações públicas. 3. Administração financeira: objetivo, funções e estrutura; finanças; patrimônio; liquidez; rentabilidade e capital de giro. 4. Agentes auxiliares do comércio: operações bancárias e cartórios. 5. Manutenção, planejamento, controle e movimentação de estoques de mercadorias e(ou) materiais; inventário (de materiais e físico); armazenamento e movimentação de mercadorias e(ou) materiais. 6. Arquivo e protocolo: arquivo e sua documentação; organização de um arquivo; técnicas e métodos de arquivamento; modelos de arquivos e tipos de pastas; arquivamento de registros informatizados. 7. Noções de uso de equipamentos de escritório. 8. Controle patrimonial. 9. Noções de Administração Pública. 10. Noções de licitação: Lei 8666/93.

4. CARGOS: TÉCNICO EM CONTABILIDADE, TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO E TÉCNICO OPERACIONAL (CÓDIGOS 401, 402 E DE 501 A 510)

4.1. Conhecimentos comuns a todos os Cargos/Profissões

LÍNGUA PORTUGUESA: 1. Compreensão, interpretação e reescritura de textos e de fragmentos de textos, com domínio das relações morfossintáticas, semânticas, discursivas e argumentativas. 2. Tipologia textual. 3. Paráfrase, perífrase, síntese e resumo. 4. Processos de coesão textual. 5. Coordenação e subordinação. 6. Significação literal e contextual de vocábulos. 7. Estrutura, formação, classe e emprego de palavras. 8. Pontuação. 9. Concordância nominal e verbal. 10. Regência nominal e verbal. 11. Acentuação gráfica. 12. Emprego do sinal indicativo de crase. 13. Ortografia oficial.

MICROINFORMÁTICA: 1. Sistema operacional Windows XP. 2. Microsoft Word 2003. 3. Microsoft Excel 2003. 4. Conceitos, serviços e tecnologias relacionados à Internet e a correio eletrônico. 5. Internet Explorer 6 e Outlook Express 6. 6. Noções relativas a softwares livres. 7. Noções de hardware e de software para o ambiente de microinformática.

CONHECIMENTOS GERAIS: 1. Domínio de tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como desenvolvimento sustentável, ecologia, tecnologia, energia, política, economia, sociedade, educação e segurança, e suas vinculações históricas. 2. Noções de meio ambiente: noções de ecologia; poluição do ar; água e solo; ciclo da água na natureza; distribuição de água no planeta; contaminação da água e origem dos resíduos sólidos. 3. Código de Defesa do Consumidor e suas aplicações.

4.2. Conhecimentos específicos a cada um dos Cargos/Profissões

CÓDIGO 401 - CARGO: TÉCNICO EM CONTABILIDADE - PROFISSÃO: TÉCNICO EM CONTABILIDADE.

1. CONTABILIDADE GERAL. 1.1. A escrituração contábil: as contas, as partidas simples e as partidas dobradas. As contas patrimoniais. As contas de receitas, despesas e custos. As contas de compensação. A equação patrimonial básica. O regime de caixa e o de competência. Os lançamentos e suas retificações. 1.2. Os registros contábeis na constituição de entidades: os tipos de entidades. A constituição do capital. A subscrição e a integralização do capital no caso de sociedades anônimas. A realização de capital com bens e direitos. As despesas de constituição. 1.3. Medidas preliminares à elaboração de balanços: o balancete de verificação. As conciliações e retificações de saldos de contas. As provisões e os diferimentos. O inventário de mercadorias e de materiais. Os créditos de liquidação duvidosa. 1.4. A elaboração das demonstrações contábeis: o Balanço Patrimonial e as suas notas explicativas. A apuração do resultado e a Demonstração do Resultado do Exercício. A demonstração de Lucros e Prejuízos Acumulados. A Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido. A Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos. A Demonstração de Fluxo de Caixa. A consolidação de balanços.

2. CONTABILIDADE DE CUSTOS. 2.1. Elementos conceituais: O fluxo de valores no ciclo operacional interno das entidades. A inserção da Contabilidade de Custos na contabilidade e sua obediência aos princípios fundamentais da Contabilidade. A diferenciação entre os custos e as despesas. O conceito de portador dos custos. 2.2. As possíveis classificações dos custos: as espécies de custos. Os custos e o grau de ocupação da empresa. O princípio da causação e os

custos diretos e indiretos. Os custos necessários e desnecessários. 2.3. Os objetivos da Contabilidade de Custos: a apreensão das variações patrimoniais havidas e a avaliação dos estoques de produtos e serviços. Os preços de venda e o resultado dos produtos e(ou) serviços. O controle da economicidade das operações. A análise de alternativas quanto aos produtos e processos de produção, administração e comercialização.

3. LEGISLACÃO E ÉTICA PROFISSIONAL.

3.1. Legislação profissional: a regulamentação profissional do Contabilista: o Decreto-Lei nº 9.295/46. As prerrogativas profissionais, especialmente a Resolução CFC nº 560/ 83. Os órgãos de classe na profissão contábil. A formação profissional, o exame de suficiência e a educação continuada. Infrações técnicas. Possíveis alterações ocorridas ou inclusões até sessenta dias antes da realização do exame.

4. PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DE CONTABILIDADE E NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE.

4.1. Princípios fundamentais de contabilidade: Resolução CFC Nº 750/93.

5. MATEMÁTICA COMERCIAL E FINANCEIRA. 5.1. Juros simples: definição. Generalidades. Cálculo dos juros. Taxa de juro e prazo de aplicação. Montante: definição, conceito. 5.2. Juros compostos: definição. Cálculo do montante a juro composto; determinação do fator de capitalização; cálculo do capital, da taxa e do tempo; taxas proporcionais; taxas equivalentes; taxa nominal; taxa efetiva; taxa real e taxa aparente; montante por períodos não-inteiros.

CÓDIGO 402 - CARGO: TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - PROFISSÃO: TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO.

1. Conhecimento da Lei Nº 6.514, de 23/12/1977, da Portaria Nº 3.214, de 8/6/1978. 2. Segurança do trabalho. 3. Higiene do trabalho. 4. Meios de comunicação, recursos audiovisuais e promocionais, dinâmica de grupo. 5. Psicologia das relações humanas e do trabalho. 6. Proteção contra incêndio. 7. Administração aplicada. 8. Normalização e legislação. 9. Estatísticas de acidentes. 10. Arranjo físico. 11. Movimentação e armazenamento de materiais. 12. Agentes ambientais. 13. EPI e EPC. 14. Primeiros socorros. 15. Desenho técnico. 16. Ergonomia. 17. Princípios de tecnologia industrial. 18. Doenças profissionais. 19. Emissão de CAT, elaboração de relatório técnico.

CÓDIGO 501 - CARGO: TÉCNICO OPERACIONAL - PROFISSÃO: TÉCNICO EM AGRIMENSURA (GEOMÁTICA).

1. Desenho topográfico: conceito, normas gerais NB-8 da ABNT; desenhos de plantas topográficas planimétricas e plani-altimétricas - processos gráficos e processos analíticos (interpolação e obtenção de curvas de nível, desenho e interpretação de perfil topográfico do terreno, conhecimento de softwares utilizados em desenhos topográficos - Topograph, AutoCad, etc., noções de elaboração de plantas de loteamentos, cálculo de áreas por meio de processos gráfico e(ou) analítico). 2. Topografia: conceito; planimetria e altimetria, topologia; unidades de medidas - lineares, angulares, superfície; prática instrumental. prática de campo (caderneta de campo, croquis, teodolito, trena e balisas); avaliação de superfícies; cálculo analíticos de coordenadas - altimétrico e plani-altimétrico; triangulação topográfica; conhecimentos de equipamentos para topografia automatizada; cálculo de poligonais em softwares específicos de topografia; declinação magnética; transformação de rumo magnético em rumo verdadeiro. 3. Elementos de astronomia e geodésia: sistemas e coordenadas; posição geográfica por satélite; determinação do norte geográfico; identificação das aplicações e restrições do sistema utm; transporte de coordenadas planas retangulares (utm); transformação de coordenadas e sistemas geográficos; diferença entre equipamentos GPS de navegação, topográfico e geodésico e suas aplicações; entendimento das etapas de campo necessárias para um levantamento GPS; identificação dos principais sistemas de projeção, suas aplicações e seus sistemas de referência. 4. Urbanização: posicionamento das vias: da rede de água potável, esgoto sanitário, pluvial, energia elétrica e telefone, cruzamento em nível; projeto e locação de loteamentos; levantamento cadastral; desmembramento e remembramento; loteamento rural. 5. Legislação de terras: direitos reais sobre coisas alheias: conceito, divisão, servidões/limites/perícia judicial; conceito e classificação dos diferentes tipos de posse; conceito de propriedade, com conhecimento dos respectivos modos de aquisição e perda; identificação dos tipos de sucessões; conhecimento sobre: inventário e partilha, condomínios (divisão de terras). 6. Avaliação de terras: noções gerais de avaliação de terras (origem, conceitos, objetivos principais); noções de valores da terra: modalidade, valor venal, valor fiscal; tipos de imóveis: urbano e rurais (fatores de valorização); tipos e natureza de benfeitorias. 7. Introdução à ciência do solo: noções de geologia (conceitos básicos, geomorfologia, minerais, rochas, intemperismo); aspectos da ação geológica das águas subterrâneas e de superfície; solos (conceitos básicos, formação do solo, pedogênese); morfologia do solo; aspectos morfológicos que caracterizam o perfil do solo; noções físicas do solo (densidade, porosidade, compactação, etc.); classificação do solo (conceito e tipo de solo); noções de edafologia. 8. Educação ambiental: conceito básico de ecologia; climas (conceitos gerais e estações do ano); ciclos e fenômenos naturais (chuvas, vento, etc.); cerrado (situação geográfica, clima, solo, fauna e vegetação); interferência humana na natureza; ecologia urbana e saneamento básico; noções de legislação ambiental (CONAMA, Agência Ambiental, IBAMA, outras instituições); reserva legal, área de preservação permanente, uso do solo urbano. 9. Informática aplicada: introdução de dados e cálculo de cadernetas de campo em softwares específicos; desenho (definição de camadas, carregar e criar pontos e espessuras etc.); altimétria (parâmetros e configurações para interpolação de curvas de nível).

CÓDIGO 502 - CARGO: TÉCNICO OPERACIONAL - PROFISSÃO: TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES.

1. Montagem de programa de necessidade: levantamento de áreas especiais e edifícios; levantamentos de equipamentos, mobiliários, etc. 2. Projetos arquitetônicos: plantas, cortes, elevação, locações, urbanização/paisagismo, detalhamento, layout, maquetes, desenhos em perspectivas e detalhes executivos. 3. Instalações prediais: dimensionamento de instalações hidro-sanitárias; dimensionamento de instalações elétricas. 4. Concreto armado: elementos estruturais (lages, vigas e pilares), comportamento, tipos e detalhes; cálculo de volume de concreto; detalhamento de armadura, ferragens; detalhamento e interpretação de geotecnia: fundações, escadas e reservatórios; 5. Instalações especiais de edifícios: dimensionamento de instalações (ar-condicionado, incêndio, lógica, gás, etc.). 6. Orçamento de obras: composição de BDI, composição de cronograma físico e físico-financeiro, composição de orçamento quantitativo e financeiro, custo unitário básico (CUB), orçamento estimativo 7. Canteiro de obras: interpretação de levantamento topográfico; layout; locação de fundações, baldrames e pilares. 8. Especificações de serviços e materiais. 9. Características e propriedades dos materiais de construção. 10. Conhecimentos básicos em: técnicas de restauração e conservação; representação gráfica de arquitetura; simbologia e convenções técnicas; desenho geométrico; geometria descritiva; código de obras; leis e posturas locais; legislação e normas técnicas de desenho; programação visual; patologia das construções e recuperação estrutural.

CÓDIGO 503 - CARGO: TÉCNICO OPERACIONAL - PROFISSÃO: TÉCNICO EM ELETRICIDADE.

1. Eletroeletrônica: desenho computacional (desenho assistido por computador AutoCAD), circuitos elétricos (circuitos de corrente contínua e alternada), medidas elétricas (instrumentos de medidas de tensão, corrente, potência e energia em CC e CA e sistemas de medição em AT e BT), tecnologia de máquinas elétricas (princípios de eletromagnetismo, aspectos de funcionamentos de transformadores, motores CC e CA), eletrônica analógica (semicondutores, circuitos com diodo e transistor funcionando como chave). 2. Instalações elétricas: instalações elétricas prediais (projetos de instalações elétricas prediais e industriais, normas técnicas), instalações elétricas industriais: (luminotécnica, aterramento elétrico, sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA), subestação de consumidor, técnicas de eficiência energética), máquinas elétricas especiais (máquinas elétricas, acionamento de máquinas, equipamentos eletro-eletrônicos aplicados às instalações elétricas), manutenção de instalações elétricas (gestão da manutenção, medidas elétricas, detalhes construtivos das instalações elétricas), instalação de redes de comunicação: (projeto telefônico, projeto de cabeamento estruturado). 3. Automação industrial: eletrônica analógica (transistor operando como amplificador, amplificadores operacionais), eletrônica digital (sistema numérico binário, álgebra de Boole, circuitos lógicos combinacionais, memórias), instrumentação industrial (sensores e transdutores), sistemas de controle e instrumentação (sistemas de controle analógico, sistema de controle digital, algoritmos de controle, sintonia de controladores PID), eletrônica de potência (circuitos conversores e fontes chaveadas), comandos industriais (máquinas elétricas, comandos eletromagnéticos e acionamento de máquinas), microcontroladores (arquitetura de microcontroladores 8051, programação em assembler), programação de CLPs (comandos básicos, programação em diagrama de ladder, instruções de controladores). 4. Sistemas de potência: manutenção de sistemas elétricos de potência (manutenção; máquinas elétricas e transformadores), subestação (dimensionamento de equipamentos e componentes de subestação, comandos elétricos, eletrônica de potência). 5. Máquinas elétricas e ensaios: inspeção, testes e ensaios elétricos para recebimento de equipamentos eletromecânicos (motores, transformadores, bombas hidráulicas, painéis elétricos, motores (teste de tensão aplicada, isolamento, corrente de partida e funcionamento, rotor bloqueado), transformadores (teste de rigidez dielétrica, relação de transformação, tensão aplicada, isolação e carga), bombas hidráulicas (teste de vazão, corrente de funcionamento, isolamento), quadros de comando (testes de isolação, simulação de funcionamento). 6. Manutenção preditiva: medição de temperatura, nível de vibração em motores e bombas; alinhamento. 7. Conservação de energia: definição de perfil de unidades consumidoras de energia, correção de fator de potência, contratos de demanda com concessionárias de energia, legislação pertinente à área de energia.

CÓDIGO 504 - CARGO: TÉCNICO OPERACIONAL - PROFISSÃO: TÉCNICO EM ELETRÔNICA.

1. Eletricidade básica: grandezas elétricas, circuitos série e paralelo de corrente contínua, lei de Ohm, leis de Kirchhoff, análise de malha e análise nodal, linearidade e superposição, teorema da máxima transferência de potência, teorema de Thévenin, teorema de Norton, formas de onda e constante de tempo em circuitos RC e RL série, princípios de corrente alternada, comportamento de resistores, indutores e capacitores em excitação senoidal, circuitos RC, RL e RLC em série, paralelo e série-paralelo, filtros RC passa-baixa e passa-alta, potência e fator de potência, ressonância série e paralela, teoremas de Thévenin e Norton em CA. 2. Sistemas digitais: introdução à lógica digital (comportamento analógico e comportamento digital, microeletrônica e comunicações), variáveis e funções lógicas (notações, proposições lógicas, conectivos lógicos, tabela da verdade, representação algébrica, circuitos lógicos combinacionais e seqüenciais), blocos lógicos de decisão e interligações elementares (inversor (não, not), bloco lógico E (And), bloco lógico OU (Or), operação Não-E (NE, NAND), operação Não-Ou (NOU, NOR), lógica positiva e negativa, equivalência entre blocos lógicos), blocos lógicos especiais - OU Exclusivo (OU-EX, XOR), coincidência (NOU-EX, NXOR). Relações circuito-expressão. Tabela - diagramas de blocos, levantamento de tabelas, diagramas de tempo (expressões equivalentes, complementares e duais), postulados, propriedades e identidade (teoremas), funções booleanas, sistemas de numeração, circuitos lógicos combinacionais. 3. Fundamentos de projetos eletrônicos: componentes básicos de circuitos - (fios, interruptores e chaves, resistores, capacitores, diodos retificadores, LEDs), desenho esquemático (simbologias e normas, composição de esquemas, testes de continuidade), circuitos impressos: (elaboração, confecção artesanal), projetos (configurações, amplificadores com transistores bipolares), técnicas de soldagem e montagem). 5. Eletrônica geral: física dos semicondutores, formação e funcionamento da junção pn, diodos (características básicas, diodos retificadores, diodos de sinais, diodos especiais: zener, LED, varicap, Schottky, diodos comerciais), transistores bipolares (construção, efeito transistor, características básicas de corrente, tensão e potência), regiões de operação, tipos (sinal, potência, RF), transistores comerciais, principais fabricantes, interpretação da folha de dados. 6. Fundamentos de medidas: grandezas elétricas e unidades fundamentais, Princípio de funcionamento dos instrumentos de bobina móvel, polaridade e sensibilidade, ampliação da escala amperimétrica, amplificação da escala voltimétrica, ohmímetro com instrumento de bobina móvel, medições das grandezas fundamentais, construção de um multímetro rudimentar, instrumentos de ferro móvel, wattímetro: princípios e ligações. 7. Automação industrial: eletrônica analógica (transistor operando como amplificador, amplificadores operacionais), eletrônica digital (sistema numérico binário, álgebra de Boole, circuitos lógicos combinacionais e seqüenciais, memórias), instrumentação industrial: (sensores e transdutores), sistemas de controle e instrumentação (sistemas de controle analógico, sistema de controle digital, algoritmos e controle, sintonia de controladores PID), eletrônica de potência (circuitos conversores e fontes chaveadas), comandos industriais (máquinas elétricas, comandos eletromagnéticos e acionamento de máquinas), comandos industriais eletropneumáticos, microcontroladores (arquitetura de microcontroladores 8051, programação em assembler), programação de CLPs (comandos básicos, programação em diagrama Ladder, instruções de controladores). 8. Sistemas microcontrolados: eletrônica digital (sistema numérico binário, álgebra de Boole, circuitos lógicos combinacionais e seqüenciais, memórias ROM, PROM, EPROM, EEPROM e FLASHE EPPROM; memórias RAM, DRAM e SDRAM; circuitos integrados TTL e CMOS), algoritmos estruturados e linguagem de programação C (comandos de entrada e saída, estruturas condicionais, estruturas de repetição, funções, vetores e matrizes, ponteiros manipulação de arquivos), eletrônica analógica e instrumentação eletrônica (sensores, transdutores, relés, LCR e TRIAC; amplificadores operacionais), microcontroladores (arquiteturas internas da família PIC Microchip, montadores e simuladores de programas em assembly para os microcontroladores PIC, conjunto de instruções dos microcontroladores PIC, projetos de sistemas microcontrolados). 9. Manutenção de microcomputadores: sistemas operacionais, sistemas de energia (qualidade da energia, filtros de linha, estabilizadores, nobreaks), sistema de aterramento e proteção, arquitetura de computadores, administração de redes locais (conceitos básicos).

CÓDIGO 505 - CARGO: TÉCNICO OPERACIONAL - PROFISSÃO: TÉCNICO EM MECÂNICA.

1. Produção mecânica: operações de usinagem, tornearia. 2. Desenho técnico: conceito de desenho técnico. Normas. Construções geométricas. Sistemas Representativos. Cotação de desenho. Sinais convencionais. Cortes. Secções. Rupturas. Representação de roscas externas e internas. Vistas auxiliares. Representação de uniões. Representação de rodas dentadas. Desenho de órgãos e conjuntos mecânicos. Desenho assistido por computador: AutoCad. 3. Tecnologia mecânica: materiais metálicos ferrosos. Materiais metálicos não-ferrosos. Materiais não-metálicos. ratamentos térmico e termoquímico. Fundição. Processos de conformação mecânica. 4. Metrologia: conceito. Instrumentos e aparelhos. Unidades dimensionais. Unidades dimensionais lineares. Unidades não-oficiais: Sistemas inglês e americano. Conversão de sistemas: polegadas x milímetros, milímetros x polegadas. Regras de arredondamento - ABNT. Leituras de escala: sistema métrico e inglês. Paquímetro: tipos, aplicadores, conservação e princípio de Vernier. Micrômetros: tipos, aplicações, conservação. Instrumentos de controle. Ajuste mecânico: intercambilidade e tolerância. 5. Mecânica técnica e resistência dos materiais: reações de apoio, tipos de apoio e suas solicitações. Centro de gravidade. Momentos de inércia. Módulo de resistência. Perfis mais encontrados no mercado. Teoria das solicitações tipos e tração. Compressão. 6. Hidráulica e pneumática: introdução à mecânica dos fluidos. Geração do ar-comprimido. Unidade de condicionamento. Válvulas. Cilindros. Circuitos básicos. Métodos e montagens de circuitos. Sistema de geração hidráulica. Circuitos hidráulicos básicos. Válvulas de controle auto-operadas. 7. Produção mecânica: fresagem. Retificação. 8. Eletrotécnica: noções e conceitos. Tensão. Corrente. Esquemas de motores elétricos. Fechamentos. Chaves de partida de motores. Análise de esquemas elétricos. Semicondutores. Noções de CLP e aplicações. 9. Elementos de máquinas: uniões permanentes, rebites e soldas. Uniões desmontáveis. Parafusos, eixos e árvores. Chavetas. Molas. Acoplamentos. Mancais. Transmissão de movimento. 10. Tecnologia mecânica: soldagem. 11. Manutenção industrial: conceito e manutenção. Análise de falha dos elementos mecânicos. Manutenção de órgãos de máquinas. Manutenção de máquinas e equipamentos mecânicos. Lubrificação. 12. Máquinas térmicas: fundamentos sobre máquinas térmicas. Motores. Geradores. Compressores. 13. Eletrônica: noções de eletrônica. Diodo. Transistor. Pontes retificadoras.

CÓDIGO 506 - CARGO: TÉCNICO OPERACIONAL - PROFISSÃO: TÉCNICO DE QUÍMICA.

1. Noções de realização de análises físico-químicas e biológicas de água bruta, tratada, esgoto e produtos químicos utilizados no processo. 2. Conhecimentos de metodologia de análise de água e esgoto. 3. Noções de controle de qualidade analítica. 4. Química geral. 5. Conhecimentos de processos de água e esgoto. 6. Noções de elaboração de relatórios. 7. Conhecimentos de cálculos, preparo e dosagem de soluções de processos de água e esgoto. 8. Legislação ambiental. 9. Conhecimentos em higiene, organização e segurança em laboratórios. 10. Conhecimentos em instrumentação de laboratório. 11. Conhecimento em calibração de vidrarias e equipamentos. 12. Noções de cromatografia e espectofotometria. 13. Conhecimentos em microbiologia. 14. Química: amostragem, exatidão e precisão; erros. 15. Aparelhagem e vidraria de laboratório químico em geral. 16. Técnicas básicas de laboratório. 17. Reagentes e soluções-padrão. 18. Titimetria. 19. Potenciometria. 20. Colorimetria. 21. Espectrofotometria. 22. Segurança em laboratório. 23. Determinações analíticas de água e esgoto. 24. Saneamento: processos de tratamento de água e esgoto. 25. Microbiologia: descontaminação e descarte de resíduos contaminados, esterilização, exame bacteriológico de água e esgoto.

CÓDIGO 507 - CARGO: TÉCNICO OPERACIONAL - PROFISSÃO: TÉCNICO EM SANEAMENTO.

1. Noções de análises biológicas (bacteriologia, limnologia e parasitologia) de águas e esgoto. 2. Controle de qualidade analítica. 3. Preparação e padronização de soluções. 4. Aferição de equipamentos de laboratório. 5. Análises físico-químicas e bacteriológicas de água bruta, tratada e esgoto. 6. Coleta de amostras de água e esgoto. 7. Conhecimento em processo de tratamento de água e esgoto. 8. Conhecimento em hidráulica básica. 9. Legislação ambiental. 10. Conhecimentos básicos em certificação ISO 9001/2000, 14.00 18.001 (OHSAS). 11. Noções básicas de eletricidade e mecânica. 12. Noções físicas em estatísticas. 13. Conhecimentos de análise físico-química e bacteriológica de água e esgoto. 14. Conhecimento de leitura de plantas de projetos (hidráulico, mecânico, elétrico, etc.). 15. Princípios básicos de: sistemas de água e esgotos e de sistema condominial de esgotamento sanitário. 16. Processos de tratamento de água e esgotos. 17. Peças e tipos de materiais para sistema de água e esgotos. 18. Abastecimento público de água: importância e conceitos de: saúde, saúde pública, saneamento, doenças de veiculação hídrica. 19. Ciclo hidrológico e recursos hídricos naturais. 20. Características físicas, químicas e biológicas da água. 21. Padrões de potabilidade; controle da qualidade da água; análises de água: físico-química, bacteriológica e hidrobiológicas. 22. Consumo per-capita, fatores que afetam o consumo, variações de consumo. 23. Projeções de consumo: projeções de população, distribuição demográfica. 24. Captação de água subterrânea; captação em fontes de afloramento de água e captação de águas superficiais. 25. Estações de bombeamento, adutoras, estação de tratamento de água potável, processos de tratamento de água, reservação, subadução, rede de distribuição, ramais prediais, micro e macromedição, perdas. 26. Manutenção preventiva e corretiva nos serviços de água e esgoto. 27. Controle de qualidade de materiais. 28. Noções de hidráulica básica para sistemas de abastecimento de água. 29. Esgotamento sanitário: sistema de coleta de águas residuárias: ramais prediais, redes coletoras, coletores-tronco, interceptores, estações elevatórias, emissários, estação de tratamento; tratamentos: preliminar, primário, secundário e terciário. 30. Disposição final das águas residuárias. 31. Reúso. 32. Estação de condicionamento de lodo de esgoto sanitário. 33. Noções de hidráulica básica para sistemas de coleta de esgotos. 34. Prevenção e controle de poluição das águas e do meio ambiente. 35. Sistemas de medição aplicadas ao saneamento. 36. Tarifas de serviços de saneamento. 37. Segurança em serviços de saneamento. 38. Construção e(ou) de fiscalização de obras; tubulações empregadas na construção em sistemas de distribuição de água, coleta de esgoto e drenagem. 39. Locação de condutos em planta e perfil. 40. Execução de valas. 41. Classificação de material de escavação, reaterro, esgotamento, segurança de pedestres. 42. Assentamento de tubulações. 43. Obras de proteção: escoramento, revestimentos anti-corrosão, blocos de ancoragem. 44. Reservatórios. 45. Estações de tratamento de água e(ou) esgoto. 46. Casa de bombas: fundações, poço de sucção, leito filtrante, montagem de materiais e equipamentos; tubulações, conjuntos elevatórios, válvulas e outros equipamentos hidráulicos. 47. Quadros elétricos, transformadores e proteção contra incêndios. 48. Organização de canteiros de obras. 49. Retirada em geral de vazamentos em canalização de água e(ou) fugas em tubulações de esgoto. 50. Limpeza e desinfecção de tubulações. 51. Ligações prediais de água e(ou) esgoto. 52. Conhecimentos gerais sobre eletrotécnica e mecânica. 53. Controle de materiais de obras. 54. Suprimento para operação e manutenção de água e(ou) esgoto. 55. Noções de construção civil, concreto, terraplenagem e pavimentação. 56. Interpretação de projetos gráficos. 57. Topografia. 58. Interpretação de desenhos e plantas. 59. Levantamentos planialtimétricos, perfis e curvas de nível. 60. Determinação de níveis de máxima enchente. 61. Noções de corte, aterro e proteção de taludes. 62. Conhecimentos práticos de trabalho em teodolito e níveis de levantamentos topográficos. 63. Cálculos de áreas e volumes por meio de métodos topográficos e aritméticos. 64. Cálculo de coordenadas. 65. Operação de aparelhos de GPS (Sistema de Posicionamento Global). 66. Conhecimento básico de normas ABNT para desenvolvimento técnico e cartografia.

CÓDIGO 508 - CARGO: TÉCNICO OPERACIONAL - PROFISSÃO: TÉCNICO EM HIDROLOGIA.

1. Noções de instalação, operação e manutenção de equipamentos destinados à medição de níveis e vazão em rios, lagos e estuários. 2. Noções de instalação e manutenção de estações meteorológicas. 3. Coleta de dados para monitoramento ambiental de bacias hidrográficas. 4. Noções de levantamentos topográficos. 5. Levantamento das características batimétricas e morfológicas de cursos de água. 6. Técnicas de coleta a campo de dados para análise de qualidade de água. 7. Técnicas de coleta, interpretação e análise de sedimentos. 8. Instalação, operação e manutenção de equipamentos para registro de correntes, marés, ondas e outras características marítimas. 9. Implantação e controle de sistemas de irrigação. 10. Execução de ensaios de bombeamento em poços. 11. Noções de projetos de obras hidráulicas e execução de estudos em modelos reduzidos. 12. Noções de topografia. 13. Abastecimento e Saneamento. 14. Sedimentometria. 15. Hidrometria. 16. Hidrologia. 17. Hidrogeologia. 18. Irrigação e drenagem. 19. Estruturas e Máquinas Hidráulicas. 20. Hidráulica. 21. Hidrometeorologia.

CÓDIGO 509 - CARGO: TÉCNICO OPERACIONAL - PROFISSÃO: TÉCNICO FLORESTAL.

1. Conceitos fundamentais de ecologia. 2. O ambiente antrópico, sistema urbano, agroecossistema e poluição. 3. Ecossistemas: componentes e sua representação; aspectos estruturais e funcionais e classificação dos ecossistemas. 4. O ambiente físico-químico das massas de água (gases dissolvidos, pH e potencial redox, balanço iônico, salinidade, condutividade elétrica, carbono orgânico e inorgânico da água, principais nutrientes da água). 5. Os ambientes de águas continentais (lagos, rios, reservatórios, zonas úmidas). 6. Os compartimentos dos organismos aquáticos (fitoplâncton, zooplâncton, bentos e necton). 7. Comunidades vegetais: principais tipos de formações vegetais do cerrado; problemas ambientais referentes às comunidades vegetais: expansão da fronteira agrícola, ocupação humana, desmatamentos e queimadas; matas ciliares e sua importância ecológica. 8. Comunidades animais: padrões de distribuição dos principais grupos taxonômicos e ecológicos da fauna de vertebrados do cerrado e principais processos determinantes; interações animais-plantas e a importância da fauna como um elemento estruturador da comunidade. 9. Licenciamento e legislação ambiental: influência antrópica nos ecossistemas (poluição e impacto ambiental). 10. Poluição hídrica: avaliação, efeitos ambientais e monitoramento. 11. Poluição do ar: avaliação, efeitos ambientais e monitoramento. 12. Poluição do solo: avaliação, efeitos ambientais e monitoramento.

CÓDIGO 510 - CARGO: TÉCNICO OPERACIONAL - PROFISSÃO: TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES.

1. Eletricidade básica: grandezas elétricas, circuitos elétricos, teoremas da eletricidade, técnicas de resolução de circuitos elétricos, filtros. 2. Sistemas digitais: comportamento analógico e comportamento digital, variáveis e funções lógicas, blocos lógicos de decisão e interligações elementares, relações circuito/expressão/tabela, diagramas de bloco, expressões equivalentes, postulados, propriedades e identidades (teoremas), funções booleanas, sistemas de numeração, circuitos lógicos combinacionais, circuitos lógicos seqüenciais. sistemas baseados em microprocessadores/microcontroladores, aplicações em microcontroladores. 3. Eletrônica geral: física dos semicondutores, formação e funcionamento da junção pn, diodos, transistores bipolares, amplificadores de pequenos sinais e de potência, classes de amplificação, transistores FET, transistores MOSFET, tiristores. 4. Análise de circuitos: amplificadores operacionais, filtros ativos, integradores, diferenciadores, dispositivos optoeletrônicos. 5. Comutação: infra-estrutura civil, cabeamento estruturado, rede telefônica externa, canal de voz, aparelho telefônico, comutação telefônica, transmissão digital, comutação digital, sinalização, sistemas multiplex, telefonia IP, redes de transporte, convergência. 6. Redes de computadores: topologia de rede de computadores, redes locais (LAN), tecnologia Ethernet, arquitetura cliente/servidor, modelo de referência OSI/ISSO, modelo TCP/IP, Internet, intranet e extranet, equipamentos de rede, WLAN, redes de longo alcance (WAN), arquitetura X-25, arquitetura frame-relay, arquitetura ATM. 7. Administração de redes locais: sistemas de arquivos, criação e gerenciamento de ontas de usuários, implantação do serviço de impressão em rede, gerenciamento do servidor de rede, instalação do servidor de rede, política de segurança em rede, gerenciamento de rede. 8. Operação de sistemas de dados e voz. 9. Manutenção preventiva e corretiva de sistemas de dados e voz. 10. Programação de centrais e sistemas de dados e voz. 11. Execução de infraestrutura de sistemas de dados e voz (cabeamento estruturado, eletrodutos, calhas, caixas e quadros). 12. Leitura e interpretação de projetos e sistemas de dados e voz. 13. Configuração de elementos ativos de rede. 14. Noções de sistemas de comunicação via rádio. 15. Conhecimentos de centrais telefônicas. 16. Noções de tecnologia wirelless. 17. Noções de segurança de redes. 18. Conhecimento de equipamentos de rede. 19. Sistemas de telemetria. 20. Conhecimentos de sistemas telefônicos e de cabeamento estruturado. 21. Conhecimentos de protocolos de rede. 22. Conhecimentos de telefonia IP. 23. Conhecimentos de sistemas de dados e voz.

5. CARGOS: ANALISTA DE SUPORTE A, ANALISTA DE SUPORTE B E ANALISTA OPERACIONAL (CÓDIGOS DE 601 A 629)

5.1. Conhecimentos comuns a todos os Cargos/Profissões

LÍNGUA PORTUGUESA: 1. Compreensão, interpretação e reescritura de textos e de fragmentos de textos, com domínio das relações morfossintáticas, semânticas, discursivas e argumentativas. 2. Tipologia textual. 3. Paráfrase, perífrase, síntese e resumo. 4. Processos de coesão textual. 5. Coordenação e subordinação. 6. Significação literal e contextual de vocábulos. 7. Estrutura, formação, classe e emprego de palavras. 8. Pontuação. 9. Concordância nominal e verbal. 10. Regência nominal e verbal. 11. Acentuação gráfica. 12. Emprego do sinal indicativo de crase. 13. Ortografia oficial.

MATEMÁTICA E NOÇÕES DE ESTATÍSTICA: 1. Conjuntos numéricos: números naturais, inteiros, racionais e reais; operações com conjuntos. 2. Fatoração e números primos, máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum. 3. Operações com números reais, intervalos. 4. Razões e proporções: grandezas diretamente proporcionais; grandezas inversamente proporcionais; porcentagem; regras de três simples e compostas. 5. Equações e sistemas de equações. 6. Sistemas de medidas. 7. Perímetro e área de figuras planas. 8. Volumes. 9. Probabilidade e análise combinatória. 10. Noções de matemática financeira. 11. Noções de estatística: média, mediana, moda e desvio-padrão.

MICROINFORMÁTICA: 1. Sistema operacional Windows XP. 2. Microsoft Word 2003. 3. Microsoft Excel 2003. 4. Microsoft PowerPoint 2003. 5. Conceitos, serviços e tecnologias relacionados à Internet e a correio eletrônico. 6. Internet Explorer 6 e Outlook Express 6. 7. Noções relativas a softwares livres. 8. Noções de hardware e de software para o ambiente de microinformática.

CONHECIMENTOS GERAIS: 1. Domínio de tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como desenvolvimento sustentável, ecologia, tecnologia, energia, política, economia, sociedade, educação e segurança, e suas vinculações históricas. 2. Noções de meio ambiente: noções de ecologia; poluição do ar; água e solo; ciclo da água na natureza; distribuição de água no planeta; contaminação da água e origem dos resíduos sólidos. 3. Código de Defesa do Consumidor e suas aplicações.

5.2. Conhecimentos específicos a cada um dos Cargos/Profissões

CÓDIGO 601 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE A - PROFISSÃO: ADVOGADO.

1. DIREITO CONSTITUCIONAL. 1.1.Constituição: conceito; tipos e princípios fundamentais. 1.2. Poder Constituinte. 1.3. Inconstitucionalidade das leis e atos normativos. 1.4. Sistemas de controle. 1.5. Direitos e garantias fundamentais. 1.6. Direitos e deveres individuais e coletivos. 1.7. Direitos sociais. 1.8. A nacionalidade. 1.9. Os direitos políticos. 1.10. Organização do Estado. 1.11. Administração Pública. 1.12. A segurança pública. 1.13. As finanças públicas. 1.14. Noção de orçamento. 1.15. Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar Nº 101, de 04 de abril de 2000).

2. DIREITO AMBIENTAL. Noções básicas. Legislações federais, defesas e recursos no âmbito administrativo, como também na esfera judicial; implicações penais. Legislação sobre saneamento básico.

3. DIREITO ADMINISTRATIVO. 3.1. A Administração Pública e os poderes estatais. 3.2. Função administrativa. 3.3. O modo de submissão da Administração Pública brasileira ao direito. 3.4. O regime jurídico administrativo. 3.5. Princípios do direito administrativo e da Administração Pública Brasileira. 3.6. Poderes da Administração Pública: hierárquico; disciplinar; de polícia; regulamentar. 3.7. Limites de sua atuação. 3.8. Ato administrativo. 3.9. Licitações Públicas: conceito, princípios, competência para legislar, dispensa e inexigibilidade, modalidades, procedimentos, recursos administrativos. 3.10. As Leis Federais Nos 8.666/93 e 8.883/94. 3.11. Contratos administrativos. 3.12. Espécies: contrato de obra pública e prestação de serviços; contratos de fornecimento; concessão de serviço e obras públicas. 3.13. Contrato de gestão. 3.14. Consórcios e convênios. 3.15. Serviços Públicos. 3.16. Órgãos públicos. 3.17. Processo administrativo. 3.18. Controles da Administração.

4. DIREITO CIVIL. 4.1. Lei: espécies, eficácia no tempo e no espaço, retroatividade e irretroatividade das leis, revogação, interpretação. 4.2. Das pessoas: conceito, espécies, capacidade, domicílio, desconsideração da personalidade jurídica. 4.3. Dos bens: classificação, bem de família. 4.4. Fatos jurídicos. 4.5. Negócios jurídicos. 4.6. Da responsabilidade civil por danos causados ao meio ambiente, ao patrimônio artístico e cultural e ao consumidor. 4.7. Da prescrição e da decadência. 4.8. Da posse e sua classificação. 4.9. Das obrigações por atos ilícitos. 4.10. Da responsabilidade civil. 4.11. Dos contratos e das várias espécies de contrato.

5. DIREITO DO TRABALHO. 5.1. Fontes do Direito do Trabalho. 5.2. Responsabilidade solidária. 5.3. Contrato individual de trabalho. Caracterização. Celebração. Execução. Suspensão. Interrupção. 5.4. Particularidades em relação ao Poder Público. 5.5. Remuneração, salário mínimo, piso salarial, salário profissional, proteção, décimo-terceiro salário, adicionais, irredutibilidade e equiparação salarial. 5.6. Duração do trabalho, jornada de trabalho, períodos de descanso, remuneração do serviço extraordinário, trabalho noturno, repouso semanal remunerado e normas especiais de proteção ao trabalho da mulher. 5.7. Licença a gestante e estabilidade. 5.8. Órgãos da Justiça do Trabalho. 5.9. Direito coletivo do trabalho. 5.10. Convenção e acordo coletivo de trabalho. 5.11. Processo trabalhista.

6. DIREITO COMERCIAL. 6.1. Do direito de empresa: da sociedade, espécies. 6.2. Das sociedades comerciais: conceito, personalidade jurídica, tipos. 6.3. Sociedades por quota de responsabilidade limitada: formação de seu nome, limite de responsabilidade dos sócios, poderes de gerência e sua delegação, posição dos sócios dissidentes. 6.4. Sociedades por ações: formação de capital, limite da responsabilidade dos acionistas, órgãos societários.

7. DIREITO PENAL. 7.1. Dos crimes contra a Administração Pública. 7.2. Crimes praticados por funcionário público. 7.3. Noções gerais sobre peculato, emprego irregular de verbas ou rendas públicas, concussão, corrupção passiva, prevaricação, condescendência criminosa, advocacia administrativa, abandono de função, exercício funcional ilegal, violação de sigilo funcional. 7.4. Dos crimes contra a Administração Pública: crimes praticados por particular. 7.5. Noções gerais sobre usurpação de função, resistência, desobediência e desacato, exploração de prestígio, corrupção ativa, inutilização de livro ou documento. Improbidade Administrativa.

8. DIREITO PROCESSUAL CIVIL. 8.1. Da jurisdição civil: conceito, jurisdição contenciosa e jurisdição voluntária, distinções, da competência, critérios determinativos da competência. 8.2. Do processo civil: natureza jurídica do processo, teorias, do processo como relação jurídica. 8.3. Da ação civil: natureza jurídica, classificação das ações, elementos de ação, condições da ação. 8.4. Dos atos processuais: atos das partes, atos do juiz e dos auxiliares, do tempo e lugar dos atos processuais, dos prazos, preclusão. 8.5. Nulidade dos atos processuais. 8.6. Da comunicação dos atos processuais: citação, intimação. 8.7. Do procedimento: procedimento comum ordinário e sumário, dos procedimentos especiais, procedimentos cautelares, procedimentos executivos, procedimentos de jurisdição voluntária. 8.8. Da petição inicial. 8.9. Da formação, suspensão e extinção do processo. 8.10. Da revelia. 8.11. Da prova, objeto e fins. 8.12. Da sentença. 8.13. Recursos. 8.14. Da coisa julgada.

9. DIREITO TRIBUTÁRIO.

9.1. Poder tributário. 9.2. Sistema tributário. 9.3. Discriminação das rendas tributárias. 9.4. Limitações constitucionais ao poder de tributar: princípios da legalidade e anterioridade. 9.5. Imunidades. 9.6. Espécies tributárias: impostos, taxas, contribuição de melhoria e contribuições especiais. 9.7. Preço público. 9.8. Obrigação tributária. 9.9. Espécies e elementos.

10. DIREITO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. Normas aplicáveis nos âmbitos federal e do Distrito Federal, bem como procedimentos processuais.

CÓDIGO 602 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE A - PROFISSÃO: ADMINISTRADOR.

1. Teorias Administrativas. 1.1. Evolução do pensamento administrativo: as principais escolas, características básicas e contribuições de cada escola. 2. As Grandes Funções Administrativas. 2.1. Planejamento: importância e significado. 2.2. Princípios e elementos do planejamento: tipos de planos; limitações do planejamento; logística e estratégia. 2.3. O processo de tomada de decisão. 2.4. Planejamento eficaz. 3. Organização. 3.1. A natureza e a finalidade da organização. 3.2. Os fundamentos da organização formal. .4. Divisão do trabalho: especialização, responsabilidade, autoridade e alcance de controle. 4.1. Departamentalização básica: critérios; delegação; princípios e técnicas; funções de linha e assessoria. 5. Tipos de estrutura: linha, linha-staff, funcional e matricial. 6. A organização informal: característica e implicações. 7. Motivação, coordenação, comunicação e liderança. 8. Controle. 8.1. Conceitos e objetivos do controle. 8.2. O processo de controle. 8.3. Premissas para institucionalização de controle. 8.4. Técnicas de controle. 8.5. Controle geral do desempenho. 8.6. Controle eficaz. 9. Organização e Métodos. 9.1. Áreas de atuação: estrutura, funcionamento, tipos de projetos de O&M; fases de um projeto de O&M. 9.2. Instrumentos (questionários, entrevistas, organogramas e fluxogramas) utilizados em cada etapa (planejamento, coleta de dados e informações, análise e interpretação, criação de soluções, relatórios, implantação e acompanhamento). 9.3. Análise da distribuição do trabalho: quadro de distribuição do trabalho, análise e conclusões; manuais; objetivo, tipo, raios de ação e atualização; aspectos de resistência à mudança, críticas e atuação em trabalhos de O&M. 9.4. Elaboração de relatórios: técnicas; tipos de relatórios; uniformizações. 10. Administração de material. 10.1. As funções básicas de um sistema de administração de material. 11. Leis Nos 8.666/93 e 8.883/94 e instrumentos complementares aplicados a compras. 12. Planejamento e organização do relacionamento com fornecedores. 13. Instrumentos e processos de licitação. 14. Recursos Humanos. 14.1. As pessoas e as organizações. 14.2. O sistema e a administração de recursos humanos. 14.3. Avaliação de desempenho: objetivos, responsabilidade, características dos principais métodos. 14.4. Manutenção de recursos humanos: compensação: salários, administração de salários, avaliação e classificação de cargos e pesquisa salarial. 14.5. Desenvolvimento de recursos humanos: treinamento de desenvolvimento de pessoal, desenvolvimento organizacional, controle de recursos humanos. 15. Noções de matemática financeira. 16. Manualização de procedimentos. 17. Reengenharia de processos. 18. Gestão da qualidade. 19. Gestão por competências. 20. Gestão do Conhecimento.

CÓDIGO 603 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE A - PROFISSÃO: ANALISTA DE SISTEMAS.

1. Administração e programação de bancos de dados. 2. Análise orientada a objetos. 3. Noções de linguagem de programação Java para ambiente web. 4. Lógica de programação. 5. SQL. 6. Ferramentas CASE. 7. Segurança de redes (IDS/SNIFFE), topologias de rede. 8. Configuração de equipamentos de rede: switch, roteador, servidor e storage. 9. Noções de criptografia. 10. Servidor de aplicação e de banco de dados. 11. Projeto de sistemas de informação: conceitos fundamentais, planejamento das atividades de análise, controle de sistemas, implementação de sistemas. 12. Modelagem conceitual da informação. 12.1. Modelagem conceitual e semântica. 12.2. Modelo de entidades e relacionamentos. 12.3. Aspectos de representação do conhecimento. 13. Orientação a objetos. 13.1. Principais conceitos de orientação a objetos: classes, subclasses, herança e composição, polimorfismo. 13.2. Conceitos de modelagem em orientação a objetos. 13.3. UML. 13.4. Identificação de classes primárias: classes derivadas, mensagens e seus tratadores, representação, diagramas de classe, casos de uso, interação e de estado. 14. Arquitetura Cliente Servidor e Internet. 15. Bancos de dados: arquiteturas e paradigmas de sistemas de bancos de dados, sistema relacional (teoria, estrutura, linguagens, normalização,operações, integridade). 16. Sistemas operacionais: conceitos básicos relativos a sistemas operacionais: Windows 2000, Windows NT, Windows 9x, Windows XP, LINUX e AIX.

CÓDIGO 604 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE A - PROFISSÃO: ARQUIVISTA.

1. Conceitos fundamentais de arquivologia: teorias e princípios. 2. Técnicas de arquivo. 3. Resoluções do CONARQ: 3.1. Resolução Nº 1, de 18/10/95 - Dispõe sobre a necessidade da adoção de planos e(ou) códigos de classificação de documentos nos arquivos correntes, que considerem a natureza dos assuntos resultantes de suas atividades e funções. 3.2. Resolução Nº 2, de 18/10/95 - Dispõe sobre as medidas a serem observadas na transferência ou no recolhimento de acervos documentais para instituições arquivísticas públicas. 3.3. Resolução Nº 3, de 26/12/95 - Dispõe sobre o Programa de Assistência Técnica do Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ). 3.4. Resolução Nº 4, de 28/3/96 - Dispõe sobre Código de Classificação de Documentos de Arquivo para a Administração Pública: Atividades-Meio, a ser adotado como modelo para os arquivos correntes dos órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Arquivos (SINAR), e aprova os prazos de guarda e a destinação de documentos estabelecidos na Tabela Básica de Temporalidade e Destinação de Documentos de Arquivo Relativos às Atividades-Meio da Administração Pública. 3.5. Resolução Nº 5, de 30/9/96 - Dispõe sobre a publicação de editais para eliminação de documentos nos Diários Oficiais da União, Distrito Federal, Estados e Municípios. 3.6. Resolução Nº 6, de 15/5/97 - Dispõe sobre diretrizes quanto à terceirização de serviços arquivísticos públicos. 3.7. Resolução Nº 7, de 20/5/97 - Dispõe sobre os procedimentos para a eliminação de documentos no âmbito dos órgãos e entidades integrantes do Poder Público. 3.8. Resolução Nº 8, de 20/5/97 - Atualiza o Código de Classificação de Documentos de Arquivo para a Administração Pública: Atividades-Meio e a Tabela Básica de Temporalidade e Destinação de Documentos de Arquivo Relativos às Atividades-Meio da Administração Pública, aprovados pela Resolução Nº4 do CONARQ. 3.9. Resolução Nº 9, de 1/7/97 - Dispõe sobre o regimento interno do Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ). 4. Tipologias documentais e suportes físicos. 5. Noções de Gerenciamento Eletrônico de Documentos. 6. A microfilmagem aplicada aos arquivos: políticas, planejamento e técnicas.

CÓDIGO 605 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE A - PROFISSÃO: ASSISTENTE SOCIAL.

1. Fundamentos históricos e teórico-metodológicos do Serviço Social. 2. O Estado e as Políticas Sociais: concepção de Política Social; o Serviço Social como instrumento de Política Social; a Política Social nos setores: saneamento, saúde, trabalho, criança/adolescente e idoso. 3. A Instituição e o Serviço Social: a prática profissional do Assistente Social na instituição: possibilidades e limites. 4. Metodologia do Serviço Social: métodos utilizados na ação direta com indivíduos, grupos e segmentos populacionais; instrumentos e técnicas utilizadas na prática do Serviço Social. 5. Interdisciplinaridade; o Serviço Social e as relações de trabalho. 6. Ética e Serviço Social: os valores universais da profissão e seus aspectos éticos normativos; os preceitos éticos enquanto princípios e diretrizes norteadores da prática profissional. 7. Lei Nº 8.662/93 (Competências e atribuições do Assistente Social).

CÓDIGO 606 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE A - PROFISSÃO: BIBLIOTECONOMISTA.

1. Biblioteconomia, documentação e ciência da informação: conceitos, princípios, evolução e relações com outras áreas do conhecimento. 2. Tipologia documental. 3. Representação descritiva do documento: princípios de catalogação; conceitos de autoria; entrada principal; entradas secundárias; códigos de catalogação; tabelas de notação de autor; catalogação dos diferentes tipos de materiais e suportes. 4. Representação temática do documento: princípios de classificação; sistemas de classificação bibliográfica - histórico e evolução; classificação decimal de Dewey (CDD); classificação decimal Universal (CDU). 5. Indexação: conceitos e mecanismos básicos, características, linguagens e medidas; indexação manual e automática; descritores, metadados; resumo - tipos, redação e funções; sistemas de recuperação da informação. 6. Formação e desenvolvimento de coleções: estudos e necessidades de informação; políticas de seleção, aquisição e descarte - procedimentos/tabela de temporalidade, intercâmbio - empréstimo entre unidades de informação; avaliação, seleção e aquisição de material bibliográfico. 7. Serviço de referência: conceitos e técnicas; usuários reais e potenciais; processo de negociação; disseminação seletiva da informação (DSI); fontes de informação especializada; atendimento presencial e à distância - perfis de interesses/estudo de usuários; treinamentos formais e informais; pesquisa bibliográfica. 8. Redes e Sistemas de Informação: conceitos e características; produtores, provedores e usuários das redes e dos sistemas de informação; automação de bibliotecas/arquivos - avaliação de software gerenciador de serviços de unidades de informação; bibliotecas virtuais e digitais. 9. Unidades de Informação: planejamento, organização e administração de recursos materiais, financeiros, informacionais e humanos; marketing de serviços e produtos. 10. Normalização: conceitos e funções; Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT); Comitê Brasileiro de Documentação (CBD); normas brasileiras de documentação. 11. Documentação Jurídica: conceito e instrumentalização; noções de técnicas legislativas; tratamento adequado dos atos jurídicos (projetos, leis, decretos-leis, medidas provisórias, resoluções legislativas, atos, portarias e outros). 12. Documentação de Engenharia: conceitos e características da massa, documental; técnicas de tratamento/arquivamento - projetos em meio digital e em papel. 13. Profissão do Bibliotecário: legislação e órgãos de classe; ética profissional; atuação profissional. 14. Noções de GED (Gerenciamento Eletrônico de Documentos).

CÓDIGO 607 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE A - PROFISSÃO: CONTADOR.

1. Lei No 6.404 e legislação complementar. 2. Contabilidade Pública: plano de contas único para os órgãos da Administração Direta. 3. Registros contábeis de operações típicas em unidades orçamentárias ou administrativas (sistemas: orçamentário, financeiro, patrimonial e de compensação). 4. Balanço e demonstrações das variações patrimoniais exigidas pela Lei Nº 4.320/64. 5. Contabilidade comercial: elaboração de demonstrações contábeis pela legislação societária e pelos princípios fundamentais da contabilidade. 6. Consolidação de demonstrações contábeis. 7. Análise econômico-financeira. 8. Orçamento público: elaboração, acompanhamento e fiscalização. 9. Créditos adicionais, especiais, extraordinários, ilimitados e suplementares. 10. Projeto de Lei Orçamentária Anual: elaboração, acompanhamento e aprovação. 11. Princípios orçamentários. 12. Diretrizes orçamentárias. 13. Processo orçamentário. 14. Métodos, técnicas e instrumentos do orçamento público. 15. Normas legais aplicáveis. 16. Receita pública: categorias, fontes, estágios; dívida ativa. 17. Despesa pública: categorias, estágios. 18. Suprimento de fundos. 19. Restos a Pagar. 20. Despesas de exercícios anteriores. 21. Tomadas e prestações de contas. 22. Efeitos inflacionários sobre o patrimônio das empresas. 23. Avaliação e contabilização de investimentos societários no país. 24. Imposto de renda de pessoa jurídica, IRRF, ICMS, Contribuição Social Sobre o Lucro, PASEP, COFINS. 25. Sistemas de custos e informações gerenciais. 26. MATEMÁTICA FINANCEIRA. 26.1. Regra de três simples e composta, percentagens. 26.2. Juros simples e compostos: capitalização e desconto. 26.3. Taxas de juros: nominal, efetiva, equivalentes, real e aparente. 26.4. Rendas uniformes e variáveis. 26.5. Planos de amortização de empréstimos e financiamentos. 26.6. Cálculo financeiro: custo real efetivo de operações de financiamento, empréstimo e investimento. 26.7. Avaliação de alternativas de investimento. 26.8. Taxas de retorno, taxa interna de retorno. 27. Lei N° 8.666/93 e suas alterações posteriores. 28. Lei Complementar Nº 101/00 (Lei de Responsabilidade Fiscal).

CÓDIGO 608 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE A - PROFISSÃO: ECONOMISTA.

1. Noções básicas de economia: escassez, sistemas econômicos, regime, estrutura e sistema econômico; curva de possibilidades de produção (curva de transformação); organização econômica; argumentos positivos versus argumentos normativos; inter-relação da economia com outras áreas do conhecimento; divisão do estudo econômico. 2. Noções gerais microeconomia: conceito, teoria do consumidor (teoria da utilidade e teoria da escolha). 3. Demanda, Oferta, Equilíbrio e Alterações no Equilíbrio de Mercado: Determinações do preço e Quantidade de Equilíbrio. 4. Elasticidade: conceito, preço da demanda, renda da demanda, preço cruzada da demanda, preço da oferta. 5. A produção e seus custos: conceitos básicos, função da produção, análise de curto prazo, análise de longo prazo, teoria dos custos , os custos totais de produção (custos de curto e de longo prazo). 6. Estruturas de Mercado: Concorrência Perfeita e Inperfeita; Estruturas do Mercado de Fatores de Produção ; Ação Governamental e Abusos de Mercado; Grau de Concentração Econômica no Brasil. 7. Noções Gerais de Macroeconomia: Fluxo Circular da Atividade Econômica: Produto e Renda (Fluxo Básico da Economia, Fluxo da Atividade Econômica, Fluxo Circular da Renda). 8. Noções De Contabilidade Nacional. 9. Teoria da determinação da renda: consumo, investimento, poupança, equilíbrio macroeconômico, multiplicador keynesiano de gastos, vazamentos e as injeções, política fiscal, monetária e cambial. 10. Inflação: conceitos, efeitos da inflação, tipos de inflação, visão monetarista e estruturalista 11. Desemprego: conceito , tipos de desemprego. 12. Setor externo: teorias do comércio internacional, política comercial internacional, balanço de pagamentos, taxas de câmbio. 13. Setor Público: funções econômicas do setor público, estrutura tributária, déficit público: conceitos e formas de financiamento, aspectos institucionais do orçamento público: orçamento público, princípios orçamentários, orçamento público no Brasil. 14. Crescimento e desenvolvimento econômico. 15. Indicadores econômicos (produto interno bruto; índice de preço - deflator do PIB, índice de preço ao consumidor , índice de preços por atacado- e dados de séries temporais), números indices para dados econômicos (construção de índices simples, construção de índices agregados de preços - índices de laspeyres e índice de paasche). 16. Matemática financeira: juros simples e capitalização (conceitos , capital e taxa de juros, cálculos, montante e valor atual, método hamburguês), capitalização composta (montante e valor atual para pagamento único, equivalência de taxas), descontos (conceitos, descontos simples - bancário ou comercial , valor atual comercial, desconto composto, análise comparativa entre juro simples, juros compostos e descontos simples), juros compostos (conceito, taxas equivalentes - taxas nominais, taxa de juros efetiva, taxa real e taxa aparente), sistemas de amortização (sistema francês de amortização - tabela price, sistema de amortização constante e sistema de amortização misto), séries de pagamento (noções sobre fluxo de caixa, séries de pagamentos, termos postecipados fator de acumulação de capital, fator de formação de capital, fator de valor atual, fator de recuperação de capital e termos antecipados - fator de acumulação de capital, fator de formação de capital, fator de valor atual, fator de recuperação de capital). 17. Métodos de avaliação de fluxos de caixa: valor presente líquido, taxa interna de retorno.

CÓDIGO 609 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE A - PROFISSÃO: PEDAGOGO.

1. Conceito e papel de Recursos Humanos nas organizações. 2. Visão sistêmica de Recursos Humanos. 2.1. Atividades e estruturas básicas. 2.2. Estratégias de Recursos Humanos. 2.3. Teorias Organizacionais e de Administração. 2.4. Processos de Mudanças/Agentes de Mudança. 3. Teorias do Comportamento Humano. 4. Qualidade. 4.1. Principais Teorias. 5. Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento. 5.1. O Processo de Treinamento e Desenvolvimento. 5.2. O Processo Ensino-Aprendizagem. 5.3. Etapas de elaboração e execução de programas de Treinamento e Desenvolvimento. 5.4. Métodos e Técnicas em Treinamento e Desenvolvimento. 5.5. O papel de multiplicadores em Treinamento e Desenvolvimento. 6. O papel das relações pessoais na educação. Educação e vida em grupo. 7. Avaliação: possibilidades, limites, processos e técnicas.

CÓDIGO 610 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE A - PROFISSÃO: PSICÓLOGO.

1. Relações humanas. 2. Ética no serviço público. 3. Qualidade no atendimento ao público. 4. Trabalho em equipe. 5. Ética profissional. 6. Teorias da personalidade. 7. Psicopatologia. 8. Técnicas psicoterápicas. 9. Psicodiagnóstico. 10. Psicoterapia de problemas específicos. 11. Noções de psicologia organizacional. 12. Rotação de pessoal. 13. Absenteísmo. 14. Recrutamento de pessoal: fontes de recrutamento e meios de recrutamento. 15. Seleção de pessoal: planejamento, técnicas, avaliação e controle de resultados. 16. Avaliação de desempenho: objetivos, métodos, implantação e acompanhamento. 17. Análise de cargos: objetivos e métodos. 18. Treinamento: levantamento de necessidades, planejamento, execução e avaliação. 19. O papel do psicólogo na equipe de cuidados básicos à saúde.

CÓDIGO 611 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE B - PROFISSÃO: MÉDICO DO TRABALHO.

1. Processo de trabalho e organização do trabalho. 2. Ergonomia no trabalho. 3. Globalização e reestruturação produtiva: introdutiva de novas tecnologias, automação e riscos à saúde. 4. Trabalho e empresa: modelos de gestão. 5. Vida psíquica e organização. 5.1. Psicopatologia do trabalho. 5.2. Organização do trabalho e sofrimento psíquico. 5.3. Assédio moral, estresse, ansiedade, depressão e droga-adição. 6. Atividade e carga de trabalho. 6.1. Atividade física e riscos à saúde. 6.2. Trabalho sob pressão temporal e riscos à saúde. 6.3. Trabalho noturno e em turnos: riscos à saúde, noções de cronobiologia. 7. Papéis e responsabilidades de empregadores e trabalhadores e de suas organizações representativas, com respeito à Segurança e Saúde no Trabalho no Brasil. 8. Legislação em Saúde, Trabalho e Previdência. 9. A Segurança e a Saúde no trabalho nos diplomas legais vigentes no país: Constituição da República Federativa do Brasil. 10. Noções de legislação trabalhista. 11. Normas Regulamentadoras, aprovadas pela portaria MTb Nº 3214, de 08.06.1978 e suas alterações posteriores. 12. Lei Orgânica de Saúde: Lei Nº 8.080 de 19/9/90. 13. Legislação Complementar: Lei Nº 8.142 de 28/12/90. 14. Política Nacional de Saúde do Trabalhador. 15. A Segurança e a Saúde no Trabalho nas Normas Internacionais da Organização Internacional do Trabalho - OIT, especificamente as convenções Nº 81 - Inspeção do Trabalho do (Decreto Nº 95.461, de 11/12/87); Nº 139 - Prevenção e o Controle de Riscos Profissionais causados pelas Substâncias ou Agentes Cancerígenos (Decreto Nº 157, de 02/7/91); Nº 148 - Proteção dos Trabalhadores contra os Riscos Profissionais devidos à Contaminação do Ar, ao Ruído, às Vibrações no Local de Trabalho (Decreto Nº 93.413, de 15/ 10/86); Nº 155 - Segurança e Saúde dos Trabalhadores (Decreto Nº 1.254, de 29/9/94); Nº 161 - Serviços de Saúde do Trabalho (Decreto Nº 127, de 22/5/91). 16. Noções de legislação previdenciária: benefícios, aposentadoria, acidentes de trabalho (Leis Nº 8212 e Nº 8213 de 24/ 7/91; Decreto Nº 3048/99 e alterações posteriores (Nos112/99, 3265/99, 3298/99, 3452/00, 3668/00, 4079/00 e 4729/03). 17. Saúde e trabalho: relação saúde e trabalho: aspectos conceituais e evolução histórica do conhecimento. 17.1. Investigação da relação saúde e trabalho. 17.2. Métodos de abordagem: individual e coletiva dos trabalhadores, com as ferramentas clínicas e epidemiológicas. 17.3. Estudo dos ambientes e das condições de trabalho, com as ferramentas da higiene do trabalho, da ergonomia e da psicologia do trabalho. 17.4. Impacto do trabalho sobre a segurança e saúde dos trabalhadores: indicadores de saúde - grupos de risco e doenças dos trabalhadores. 18. Epidemiologia ocupacional: tipos de estudos epidemiológicos, métodos quantitativos, coeficientes e taxas: incidência, prevalência, gravidade, letalidade, mortalidade e risco relativo. 19. Vigilância em saúde do trabalhador: anamnese ocupacional. 20. Programa de controle médico em saúde ocupacional; avaliação laboratorial; atestado de saúde ocupacional; avaliação da capacidade laborativa. 21. Conceito, classificação e epidemiologia das doenças profissionais no Brasil: aspectos clínicos, toxicológicos, diagnóstico, prevenção, prognóstico e reabilitação das doenças profissionais mais freqüentes no Brasil; relação de doenças profissionais no âmbito da Previdência Social. 22. Acidentes do trabalho: conceito, epidemiologia, técnicas e métodos de investigação, medidas e técnicas administrativas de prevenção; emissão de CAT e de laudo médico. 23. Noções de toxicologia ocupacional: toxicocinética e toxicodinâmica. 24. Agentes químicos, físicos, biológicos, ergonômicos e mecânicos: vigilância, riscos à saúde, mecanismos de prevenção e controle e patologias associadas. 25. Programa de prevenção de riscos ocupacionais; limites de tolerância, nível de ação. CIPA e mapa de riscos. 26. Condutas administrativas, éticas e legais. 27. O ato médico pericial. 28. A responsabilidade legal do médico do trabalho. 29. Registro de dados, arquivos e documentação médica em saúde do trabalhador.

CÓDIGO 612 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE B - PROFISSÃO: JORNALISTA.

1. Princípios de comunicação social e comunicação de massa. 2. Técnicas de jornalismo: redação de material informativo; noções de fotojornalismo e telecinejornalismo; noções de comunicação visual para veículos impressos. 3. Comunicação de massa. 4. Linguagem dos meios de comunicação. 5. Conceitos gerais de comunicação e informações. 6. O Jornalismo e a editoração na popularização do conhecimento. 7. Gêneros Jornalísticos. 8. Jornalismo especializado e científico. 9. Diferentes veículos de comunicação. 10. Papel da informação para o desenvolvimento social. 11. Uso de meios de comunicação social: rádios, jornais, emissoras de televisão, revistas. 12. Características específicas para o uso dos meios de comunicação. 13. Uso dos meios de comunicação social: publicações, expositivos e folhetos. 14. Redação de artigos técnicos e científicos (estrutura, estilo de linguagem, normas técnicas). 15. Redação de boletins informativos, comunicados, matéria jornalística. 16. Estrutura; normas convencionais; características de linguagem. 17. Ética Jornalística. 18. Legislação Jornalística. 19. Crimes de imprensa. 20. Planejamento editorial: ilustrações, cores, técnicas de impressão, redação do texto, visual da publicação.

CÓDIGO 613 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE B - PROFISSÃO: RELAÇÕES PÚBLICAS.

1. Princípios de comunicação social e comunicação de massa. 2. Técnicas de jornalismo: redação de material informativo; noções de fotojornalismo e telecinejornalismo; noções de comunicação visual para veículos impressos. 3. Relações Públicas: comunicação com diversos públicos de uma empresa; realização de eventos em geral. 4. Linguagem dos meios de comunicação. 5. Conceitos gerais de comunicação e informações. 6. Uso dos meios de comunicação social: expositivos, folhetos e banners. 7. Retórica e persuasão nas mensagens de Relações Públicas, com ênfase nas técnicas de redação. 8. Conhecimento técnico em press release, publicação interna e outros. 9. Veiculação, atendimento e avaliação do feedback possível. 10. Técnicas de produção gráfica e de utilização de recursos áudio visuais de cerimonial e protocolo. 11. Planejamento e execução de atividades de Relações Públicas, tais como elaboração de eventos, campanhas e reuniões. 12. Análise do comportamento social do comunicador social e suas responsabilidades éticas no exercício da profissão. 13. Técnicas administrativas aplicadas a Relações Públicas. 14. Análise do mercado para posicionar os elementos de Relações Públicas na sociedade de consumo. 15. Caracterização dos veículos de comunicação, rádio e televisão, como estudo de linguagem do som e imagem. 16. Conhecimento no planejamento de mensagens de entretenimento educacionais e de divulgação científica. 17. Técnicas de composição de mídia impressa, de produção de anúncios e planejamento de campanhas. 18. Legislação Brasileira dos Meios de Comunicação.

CÓDIGO 614 - CARGO: ANALISTA DE SUPORTE B - PROFISSÃO: ANALISTA DE MARKETING.

1. Teoria da comunicação. 2. Publicidade e propaganda: história da publicidade no Brasil, merchandising, promoções, administração de propaganda e publicidade, publicidade legal. 3. Imprensa alternativa. 4. Planejamento gráfico. 5. Teoria da informação e opinião pública. 6. Pesquisa de mercado. 7. Planejamento publicitário. 8. Mídia. 9. Técnicas de redação em publicidade e propaganda. 10. Técnica de produção gráfica em publicidade e propaganda. 11. Endomarketing. 12. Marketing de relacionamento. 13. Marketing de serviços. 14. Marketing Estratégico. 15. Noções de gestão por competências. 16. Noções de gestão do conhecimento. 17. Noções de gestão de pessoas.

CÓDIGO 615 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: ARQUITETO.

1. Metodologia do projeto de arquitetura: pesquisa, programa de necessidades, organograma funcional, fisiograma e fluxograma, estudo preliminar, anteprojeto e projeto executivo, fatores condicionantes da arquitetura. 2. Projetos complementares de engenharia e suas relações com o projeto de arquitetura: instalações hidrosanitárias e combate a incêndio, instalações elétricas e eletrônicas, instalações telefônicas, fundações e estruturas, ar-condicionado, especiais (gás, ar comprimido, etc.). 3. Conforto ambiental: insolação, iluminação natural e artificial, ventilação, acústica. 4. Comunicação visual: comunicação interna, comunicação visual urbana. 5. Paisagismo e espaços exteriores urbanos: estacionamento, superfícies pavimentadas e não-pavimentadas, mobiliário urbano, geometria viária, dimensionamento de vias, parqueamento e rótulas. 6. Deficientes físicos: normas e procedimentos nas edificações 7. O território (espaço) do saneamento: planejamento físico, características dos edifícios de saneamento, áreas especiais de saneamento, tratamento, reservação e captação. 8. Normas de Desenho: ABNT, padronização gráfica, codificações, arquivamento. 9. Execução e fiscalização de obras: materiais de construção, especificações, orçamentos, cronogramas físico-financeiros.

CÓDIGO 616 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: BIÓLOGO.

1. Ecologia: funcionamento dos ecossistemas, nicho ecológico e redes tropicais, dinâmica de populações e seus métodos de amostragem; ecologia de comunidades; ecologia de peixes. 2. Poluição Ambiental. 3. Biogeografia. 4. Agroecologia. 5. Noções de: pedologia, química geral, biologia geral, hidrogeologia e hidrologia. 6. Limnologia. 7. Legislação: Lei Nº 4.771, de 15/9/ 1965 (Código Florestal). 8. Medida provisória Nº 2.166/001 (altera o Código Florestal). 9. Lei Nº 5.197, de 3/1/1967. 10. Lei Nº 7.653, de 12/2/1988. 11. Lei Nº 6.938, de 31/8/1981 (Política Nacional do Meio Ambiente). 12. Lei Nº 7.802, de 12/7/1989 (Agrotóxicos). 13. Lei Nº 9.605, de 12/2/1998 (Crimes Ambientais). 14. Decreto n.º 3.179/99 (regulamenta a Lei n.º 9.605/98). 15. Lei n.º 9.985, de 18/7/2000 (Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza). 16. Lei n.º 7.661/88. Art. 225 da Constituição Federal do Brasil de 1988. 17. Artigo 4.º da Lei n.º 10.410/02. Resolução CONAMA n.º 001/86 (EIA / RIMA). 18. Resolução CONAMA n.º 237/97 (Licenciamento Ambiental). 19. Resolução CONAMA 020/96 (Controle da Qualidade de Água Bruta). 20. Portaria 1.469/2000 (Controle da Qualidade de Água Tratada). 21. Técnicas de laboratório; higiene, organização e segurança em laboratório. 22. Conhecimentos de aparelhos, instrumentos e utensílios para análises. 23. Análises bacteriológicas e parasitológicas de água, esgoto e lodo ativado. 24. Noções de processos de tratamento de água e de esgotos. 25. Noções sobre parâmetros físico-químicos de água e de esgotos, tais como cor, pH, turbidez e alcalinidade DBO, DQO, OD. 26. Gestão e manejo dos recursos ambientais. 27. Gestão e manejo em unidades de conservação. 28. Instrumento de controle e licenciamento. 29. Conhecimento de epidemiologia e doenças de veiculação hídrica. 30 Noções relativas às normas ISSO 9001/2000, 14.001 e 18.001.

CÓDIGO 617 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: ENGENHEIRO AGRÔNOMO.

1. Elaboração de projetos agronômicos com utilização de biossólidos. 2. Acompanhamento de desenvolvimento agronômico. 3. Elaboração de projetos de recuperação de áreas degradadas. 4. Gerenciamento de equipes de campo. 5. Avaliação de áreas em projetos agronômicos. 6. Orientação de obras de proteção dos recursos ambientais (regularização topográfica, drenas, taludes, terraços). 7. Execução de levantamentos topográficos. 8. Elaboração de mapas temáticos georeferenciados. 9. Avaliação econômica de projetos. 10. Dimensionamento do uso de fertilizantes. 11. Emissão de pareceres e relatórios técnicos. 12. Características de solo, aspectos físico-químicos e biológicos. 13. Impactos ambientais devido ao uso de biossólidos, fertilizantes e fontes de matéria orgânica em geral. 14. Estrutura hidrogeológica. 15. Ciclos de nutrientes: benefícios e impactos ambientais. 16. Legislação ambiental. 17. Distinção das atribuições próprias de engenharia agronômica e da florestal. 18. Topografia, equipamentos de campo (GPS, motoniveladora, teodolito, arados, implementos, etc.). 19. Geoprocessamento. 20. Noções de saneamento.

CÓDIGO 618 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: ENGENHEIRO AMBIENTAL.

1. Acompanhamento de licenciamento ambiental de empreendimentos ligados a saneamento. 2. Avaliação de impactos ambientais causados por obras e operação de sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário. 3. Avaliação de contaminação atmosférica, de solo, de águas superficiais e subterrâneas, considerando parâmetros físicos, químicos e microbiológicos. 4. Avaliação de planos de gestão de bacias hidrográficas. 5. Elaboração de planos de gestão de resíduos sólidos de ETEs e ETAs. 6. Elaboração de estudos ambientais. 7. Vistoria ambiental. 8. Elaboração de pareceres e relatórios técnicos. 9. Educação ambiental. 10. Legislação ambiental (distrital e federal). 11. Processo de tratamento de água e esgotos. 12. Parâmetros legais de qualidade de água de abastecimento, lançamento de efluentes e corpos receptores. 13. Conhecimentos de ecologia e topografia. 14. Noções de geoprocessamento. 15. Processos de autodepuração de recursos hídricos. 15. Conhecimentos de sistemas de gestão ambiental e auditoria ambiental. 16.Noções de gerenciamento integrado de recursos hídricos.

CÓDIGO 619 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: ENGENHEIRO FLORESTAL.

1. Proteção, recuperação de mananciais. 2. Emissão de pareceres e relatórios técnicos. 3. Elaboração, acompanhamento e monitoramento de projetos de reflorestamento com espécies nativas do cerrado, em áreas degradadas e bacias de captação. 4. Fiscalização e acompanhamento de impactos provocados por obras sobre o ambiente. 5. Execução de vistorias ambientais. 6. Elaboração e interpretação de mapas temáticos com uso de geoprocessamento. 7. Execução de levantamentos florísticos. 8. Manejo florestal. 9. Elaboração de estudos ambientais. 10. Educação ambiental. 11. Conteúdos próprios da área de engenharia florestal. 12. Conhecimentos em vegetações do cerrado. 13. Planos de manejo. 14. Planos de gestão de bacias hidrográficas. 15. Legislação ambiental (distrital e federal). 16. Uso de biossólidos em projetos de reflorestamento e recuperação de áreas degradadas. 17. Noções de geoprocessamento. 18. Noções de saneamento. 19. Conhecimentos de ecologia e topografia. 20. Conhecimentos de técnicas de conservação de solos. 21. Práticas de extensão rural. 22. Noções de gerenciamento integrado de recursos hídricos.

CÓDIGO 620 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: ENGENHEIRO CIVIL.

1. Hidráulica: escoamento nos encanamentos e condutos livres e forçados. 2. Hidrostática: pressões e empuxos; transientes hidráulicos; fórmulas para cálculos de encanamentos: perdas de carga em tubulações e condutos livres, fórmula universal; rugosidade; instalações de recalque; hidrometria: medidores, velocímetros (hidrômetros), venturis, medidores Parshall, placas de orifícios; vertedores e ressaltos hidráulicos. 3. Sistemas urbanos de abastecimento de água: mananciais; ciclo hidrológico; consumo de água; captação de águas subterrâneas e superficiais; adutoras, reservação; redes de distribuição; dimensionamento de blocos de ancoragem. 4. Sistemas urbanos de esgotos: sistemas de esgotamento; características bacteriológicas dos efluentes; emissários; interceptores; coletores; redes de esgotos. 5. Saneamento: conceitos básicos de qualidade da água; tratamento de efluentes de esgotos e águas residuárias. 6. Topografia: aplicação da topografia na construção civil. Noções de eletricidade: sistemas monofásicos e trifásicos; motores de indução e síncronos; tipos de aplicação de transformadores. 7. Noções de mecânica dos solos e fundações. 8. Geologia aplicada a engenharia; classificação e propriedade dos solos; compactação dos solos; compressibilidade dos solos. 9. Especificação de materiais e serviços. 10. Programação de obras. 11. Orçamento e composição de custos unitários, parciais e totais: levantamento de quantidades. 12. Planejamento e cronograma físico-financeiro: PERT-CPM. 13. Acompanhamento de obras. 14. Construção. 15. Organização do canteiro de obras: execução de fundações (sapatas, estacas e tubulões). 16. Alvenaria. 17. Estruturas e concreto. 18. Aço e madeira. 19. Coberturas e impermeabilização. 20. Esquadrias. 21. Pisos e revestimentos. 22. Pinturas, instalações (água, esgoto, eletricidade e telefonia). 23. Fiscalização. 24. Acompanhamento da aplicação de recursos. 25. Controle de materiais. 26. Controle de execução de obras e serviços. 27. Vistoria e elaboração de pareceres. 28. Princípios de planejamento e de orçamento público. 29. Noções de segurança do trabalho. 30. Noções de irrigação e drenagem.

CÓDIGO 621 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: ENGENHEIRO ELETRICISTA.

1. Proteção elétrica utilizada em subestações elétricas em tensões de 13,8 kV a 230 KV. 2. Transformadores de potência nas tensões de 13,8 a 230 KV; motores de indução com rotor em gaiola, em baixa e média tensão, de potência nominal até 5.000 HP. 3. Dimensionamento de: transformadores de potência nas tensões de 13,8 e 69 KV; motores elétricos de baixa e média tensão acoplados a bombas centrífugas; quadros de comando, controle, proteção de motores de indução, com rotor em gaiola. 4. Operação e manutenção de sistemas elétricos de distribuição: conceitos e fundamentos aplicados à manutenção de instalações industriais (manutenções preventiva e corretiva). 5. Administração de materiais técnicos de consumo. 6. Planejamento e controle da manutenção (planejamento anual de atividades; sistema de ordem de serviços; histórico de intervenções em equipamentos, componentes principais e em instalações; custos aplicados à manutenção). 7. Programação e execução de serviços de manutenção. 8. Organização da manutenção em sistemas produtivos contínuos. 9. Administração de contratos. 10. Liderança e gerenciamento de recursos. 11. Noções de automação de sistemas. 12. Elementos de controle e automação de processos industriais. 13. Fundamentos de sistemas SCADA e suas aplicações. 14. Redes e sistemas de transmissão de dados; fundamentos de sistemas de telecomunicação. 15. Instrumentação industrial e analisadores de processo. Técnicas de intertravamento e proteção por árvores de falhas. 16. Fundamentos de metrologia. 17. Protocolos de comunicação. 18. Sistemas digitais de controle com aplicativos básicos para ambiente Windows. 19. Noções de soft-starters e inversores de freqüências: dimensionamento e operação. 20. Coordenação de equipes de manutenção. 21. Elaboração de projetos elétricos de unidades industriais. 22. Controle de custos de sistemas. 23. Emissão de pareceres e laudos técnicos sobre sistemas elétricos. 24. Fiscalização de obras e projetos de sistemas elétricos. 25. Medição e testes em equipamentos e sistemas elétricos. 26. Comissionamento em equipamentos e sistemas elétricos. 27. Elaboração de especificações técnicas de equipamentos e materiais elétricos. 28. Segurança do trabalho. 29. Noções de legislação ambiental.

CÓDIGO 622 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: ENGENHEIRO ELETRÔNICO.

1. Dispositivos e circuitos eletrônicos: descrição física dos semicondutores; junção pn: diodos semicondutores: diodos (zener, fotodiodo, túnel, LED, PIN): transmissor de junção bipolar; tenções reversas e de ruptura em transistores; configurações de transistores; classes de amplificadores; corte e saturação em transistores; transistor multiemissor; fototransistor; transistor de efeito de campo; multivibradores; Schmitt trigger; amplificadores operacionais; circuitos com amplificadores operacionais (básicos); características do 741; e circuitos integrados básicos. 2. Circuitos digitais: variáveis lógicas; circuitos lógicos com diodos e transistores; família de circuitos integrados (TTL, ECL, DTL e DCTL); lógica seqüencial (dois níveis, flip-flop); estados internos, equações de estado: tabela de fluxo; análise de circuitos seqüenciais; contadores básicos (incrementador e decrementador); multiplexadores; demultiplexadores; e temporizadores. 3. Circuitos de potência: diodos e transistores de chaveamento; fontes chaveadas; transistores bipolares de potência e mosfet de potência; inversores; fontes reguladas; nobreaks; choppers; tiristores de potência (SCR,TRIAC, DIAC, IGBT); osciladores; circuitos de disparo de tiristores; circuitos de acionamentos de relés; e relés de sobrecorrente. 4. Sistema de controle: circuitos básicos de controle utilizando o CI 555; introdução à realimentação. 5. Microprocessadores: visão geral do computador; conjunto de instruções de máquina; pilhas de memória; microprocessadores do tipo 8086 e 8088; estrutura e endereçamento do 8086 a 8088; noções do chip's 8282, 8286, 8284 A, 2716 e 2142; redes de computadores, topologias e características.

CÓDIGO 623 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: ENGENHEIRO MECÂNICO.

1. Resistência dos materiais, hidráulica, elementos de construção de máquinas, tecnologia dos materiais, ensaios mecânicos, desenho técnico mecânico, máquinas operatrizes, eletrotécnica geral e tecnologia de soldagem. 2. Conhecimento de sistemas de automação, válvulas de controle, aparelhos e instrumentos. 3. Legislação ambiental. 4. Segurança do trabalho. 5. Ciclo de Carnot. 6. Conhecimentos de mecânica. 7. Dimensionamento de equipamentos mecânicos, bombas, motores, compressores, redutores e geradores. 8. Engenharia de manutenção de equipamentos. 9. Materiais de construção mecânica. 10. Rotação, velocidade e potência. 11. Conceito de TPM (Manutenção Produtiva Total). 12. Noções de segurança industrial. 13. Manutenção preditiva. 14. Gestão de manutenção: relatórios, índices e controle. 15. Conhecimentos e noções de operação de bombas e estações elevatórias. 16. Motores elétricos e de combustão interna. 17. Noções de eletricidade: centro de comando de motores, motores de indução trifásicos e motores síncronos trifásicos, transformadores. 18. Coordenação de equipes de manutenção. 19. Planejamento de serviços de manutenção preventiva e corretiva. 20. Configuração e ajuste de dispositivos e equipamentos de proteção de sistemas mecânico. 21. Dimensionamento e configurações de equipamentos de acionamentos de máquinas rotativas. 22. Elaboração de projetos mecânicos de unidades industriais. 23. Controle de custos de sistemas. 24. Emissão de pareceres e laudos técnicos sobre sistemas mecânicos. 25. Fiscalização de obras e projetos de sistemas mecânicos. 26. Medição e testagem em equipamentos e sistemas mecânicos. 27. Comissionamento em equipamentos e sistemas mecânicos. 28. Elaboração de especificações técnicas de equipamentos e materiais mecânicos.

CÓDIGO 624 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: ENGENHEIRO QUÍMICO.

1. Escoamento de fluidos; manometria; fator de atrito e perda de carga; potência de bombeamento e cavitação. 2. Transferência de calor: condução, convecção e radiação; condensação e ebulição; trocadores de calor; métodos de projetos LMTD e NTU. 3. Termodinâmica: 1ª e 2ª leis; transformações e ciclos; equilíbrios de fases e químico; máquinas térmicas, cinética química; taxas e ordem de reação; conversão; lei de Arrhenius. 4. Catálise química e enzimática; reatores químicos. 5. Sistemas particulados: tamanhos e formas de partículas; diâmetro médio de Santes; interação sólido-fluido; velocidade terminal, centrifugação; filtração; sedimentação; fluidização. 6. Águas: tratamento, parâmetros físicos, químicos e físico-químicos de controle de qualidade. 7. Esgoto: tratamento; parâmetros físicos, químicos e físico-químicos de controle. 8. Ecologia. 9. Ecologia de populações. 10. Agroecologia. 11. Noções de: pedologia, química geral, biologia geral, hidrogeologia, hidrologia e limnologia. 12. Gestão e manejo dos recursos ambientais. 13. Manejo de bacias hidrográficas. 14. Manejo florestal sustentável. 15. Gestão e manejo em unidades de conservação. 16. Estudo e interpretação de resultados de análises físico-químicas e biológicas para gerenciamento dos processos de tratamento de água e esgoto. 17. Gerenciamento dos processos em unidade operacionais de água e esgoto. 18. Previsão, controle e gerenciamento de insumos empregados nos processos. 19. Acompanhamento e análise de projetos e obras de unidades operacionais de água e esgoto. 20. Controle operacional e de eficiência dos processos de água e esgoto. 21. Gestão administrativa e de custos. 22. Conhecimentos em controle de qualidade. 23. Elaboração de relatórios e pareceres técnicos. 24. Dimensionamento de unidades operacionais e de equipamentos. 25. Conhecimentos em legislação ambiental específica para a área de saneamento. 26. Conhecimentos em tratamento de resíduos de água e esgoto.

CÓDIGO 625 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: ENGENHEIRO SANITARISTA.

1. Hidráulica: escoamento nos encanamentos e condutos livres e forçados. 2. Hidrostática: pressões e empuxos; transientes hidráulicos; fórmulas para cálculos de encanamentos: perdas de carga em tubulações e condutos livres, fórmula universal; rugosidade; instalações de recalque; hidrometria: medidores, velocímetros (hidrômetros), venturis, medidores Parshall, placas de orifícios; vertedores e ressaltos hidráulicos. 3. Sistemas urbanos de abastecimento de água: mananciais; ciclo hidrológico; consumo de água; captação de águas subterrâneas e superficiais; adutoras, reservação; redes de distribuição; dimensionamento de blocos de ancoragem. 4. Sistemas urbanos de esgotos: sistemas de esgotamento; características bacteriológicas dos efluentes; emissários; interceptores; coletores; redes de esgotos. 5. Saneamento: conceitos básicos de qualidade da água; tratamento de efluentes de esgotos e águas residuárias. 6. Topografia: aplicação da topografia na construção civil. Noções de eletricidade: sistemas monofásicos e trifásicos; motores de indução e síncronos; tipos de aplicação de transformadores. 7. Noções de mecânica dos solos e fundações. 8. Geologia aplicada à engenharia; classificação e propriedade dos solos; compactação dos solos; compressibilidade dos solos. 9. Planejamento e elaboração de estudos e projetos, execução de obras e serviços técnicos associados ao abastecimento de água, esgotamento sanitário, resíduos sólidos e drenagem urbana. 10. Operação de sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário. 11. Execução e fiscalização de obras de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário. 12. Noções de geoprocessamento. 13. Código de obras, parâmetros legais de qualidade de água de abastecimento, lançamento de efluentes e corpos receptores. 14. Técnicas e processos de tratamento de água e esgoto. 15. Processos de autodepuração de recursos hídricos. 16. Noções de gerenciamento integrado de recursos hídricos.

CÓDIGO 626 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: GEÓGRAFO.

1. Sensoriamento remoto: conceitos e tipos de sensores. 2. Intemperismo. 3. Processos fluviais e aluviais. 4. Conceitos de bacia hidrográfica e cálculos afins. 5. Padrões de drenagem e divisores de bacias. 6. Relevo: formas e tipos. 7. Faixa de proteção nas áreas de preservação ambiental. 8. Resolução CONAMA: classificação das águas doces. 9. Responsabilidade penal ambiental. 10. Planejamento ambiental, macro e micro bacias, unidades territoriais e conceitos. 11. Planejamento e execução de projetos especializados no campo da Geografia relacionados às atividades de abastecimento de água, de tratamento de esgostos e de esgotamento sanitário.

CÓDIGO 627 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: GEÓLOGO.

1. Elaboração e análise de projetos de abastecimento de água por poços tubulares profundos. 2. Elaboração de editais para licitações. 3. Fiscalização de obras. 4. Análise para licenciamento de projetos de abastecimento de água e de esgotos sanitários. 5. Inspeção de barragens. 6. Monitoramento ambiental de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário. 7. Leitura, interpretação e confecção de mapas de ambientes georeferenciados. 8. Orçamentação de projetos geológicos. 9. Supervisão de operação e manutenção técnica de sistemas de abastecimento de águas e de esgotamento sanitário, em atividades inerentes à geologia. 10. Fiscalização de mananciais superficiais e subterrâneos. 11. Monitoramento hidrogeológico. 12. Análise para licenciamento ambiental. 13. Elaboração, operacionalização, supervisão de programas de educação ambiental. 14. Elaboração de planos de monitoramento e proteção ambiental. 15. Sistemas de informação geográfica. 16. Legislação ambiental de recursos hídricos e ambiental. 17. Legislação relativa a crimes ambientais. 18. Aplicações hídricas de geomorfologia. 19. Fundamentos mecânicos de geologia. 20. Cenários geológicos - distribuição e organização dos elementos químicos. 21. Formação dos minerais - propriedades físicas e químicas. 22. Geologia dos recursos hídricos. 23. Geologia de poço. 24. Erosão. 25. Águas nos maciços rochosos. 26. Recursos hídricos. 27. Geologia de água subterrânea. 28. Leitura de mapas geológicos, topográficos, seções geológicas, fotografias aéreas. 29. Relação biosfera x litosfera x hidrosfera. 30. Fundamentos de topografia. 31. Noções de mineralogia. 32. Aplicações de geofísica para exploração dos recursos naturais, preservação ambiental e obras de engenharia. 33. Tipos e propriedades das rochas sedimentares. 34. Origem e evolução de bacias sedimentares. 35. Análise e interpretação das estruturas geológicas. 36. Princípios básicos do sensoriamento remoto e suas aplicações na geologia. 37. Aplicações e problemas práticos de fluxo instantâneo: exploração, contaminação e preservação de recursos hídricos. 38. Hidráulica de poços e testes de bombeamento em aqüíferos livres, confinados e semi-confinados. 39. Noções de meio ambiente: noções de ecologia; poluição do ar; água e solo; ciclo da água na natureza; distribuição de água no planeta; contaminação da água e origem dos resíduos sólidos.

CÓDIGO 628 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: QUÍMICO.

1. Conhecimentos de técnicas de tratamento de água de abastecimento e de esgotos. 2. Técnicas de laboratório. 3. Conhecimentos sobre parâmetros físico-químicos de água e de esgoto, tais como: cor, pH, turbidez, alcalinidade, DBO, DQO, OD e noções de coliformes totais e fecais, termotolerantes e organismos heterotróficos. 4. Análises físico-químicas da água: conhecimentos dos princípios e fundamentos das metodologias e interpretação de resultados. 5. Processos de tratamento de água e esgotos. 6. Legislação ambiental: Lei Federal n.º 9.433/97, Lei Federal n.º 4.777/65. 7. Portaria 1.469/2000 (Controle de Qualidade de Água Tratada). 8. Resolução CONAMA 020/86 (Controle de Qualidade de Água Bruta). 9. Segurança do trabalho. 10. Implantação de metodologias e execução de análises físico-químicas e bacteriológicas de água, esgoto, biosólidos, cursos d'água (rios, lagos). 11. Calibração de equipamentos analíticos de bancada e de processos. 12. Implantação de sistemas de controle de qualidade analítica. 13. Coordenação de atividades de laboratório. 14. Interpretação de dados laboratoriais. 15. Elaboração de relatórios técnicos. 16. Gerenciamento de insumos, custos e resíduos de laboratório. 17. Conhecimentos de controle de qualidade. 18. Conhecimentos de ecologia e biologia sanitária e epidemiologia. 19. Conhecimentos da legislação ambiental relativas a saneamento. 20. Gestão administrativa e de custos. 21. Conhecimentos de dimensionamento de equipe, unidades operacionais. 22. Educação ambiental.

CÓDIGO 629 - CARGO: ANALISTA OPERACIONAL - PROFISSÃO: VETERINÁRIO.

1. Assistência técnica e sanitária e inspeção e fiscalização de pescado. 2. Orientação higiênicosanitária a pescadores e consumidores de pescado. 3. Processamento de pescado. 4. Elaboração de programas sanitários de prevenção de doenças. 5. Cultivo e manejo de peixes. 6. Monitoramento da qualidade da água para fins agrícolas. 7. Aproveitamento de resíduos para produção animal. 8. Noções de piscicultura. 9. Noções de limnologia. 10. Ecologia. 11. Noções de biologia pesqueira. 12. Legislação, normas e procedimentos de inspeção de produtos de origem animal, com ênfase em pescado e derivados. 13. Noções de ictiopatologias.

ANEXO IV

MODELO DE REQUERIMENTO - PORTADOR DE DEFICIÊNCIA OU DE NECESSIDADES ESPECIAIS

REQUERIMENTO DE VAGA COMO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA

O(A) candidato(a)________________________________________________________________________, CPF Nº _______________________________________, candidato(a) ao emprego de _____________
 7 de outubro de 2005, da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal, para o ingresso na primeira etapa do cargo de __________________________________________________________, vem REQUERER vaga especial como PORTADOR DE DEFICIÊNCIA e apresentou LAUDO MÉDICO com CID (colocar os dados abaixo, com base no laudo):

Tipo de deficiência de que é portador: _____________________________________________________

Código correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID: _________________________

Nome do Médico Responsável pelo laudo: _________________________________________________

OBSERVAÇÃO: Não serão considerados como deficiência os distúrbios de acuidade visual passíveis de correção simples, tais como miopia, astigmatismo, estrabismo e congêneres.

REQUERIMENTO DE PROVA ESPECIAL E(OU) DE TRATAMENTO ESPECIAL

Marcar com X no quadrículo caso necessite, ou não, de prova especial e(ou) tratamento especial.

NÃO NECESSITA DE PROVA ESPECIAL E(OU) TRATAMENTO ESPECIAL.

NECESSITA DE PROVA OU TRATAMENTO ESPECIAL (Discriminar abaixo qual o tipo de prova e(ou) tratamento especial.).

Discriminação: ____________________________________________________________________

Brasília/DF, ______ de _____________________ de 2005.

_________________________
Assinatura do(a) candidato(a)

==> EDITAL Nº 02 - RETIFICAÇÃO (clique aqui)

==> EDITAL Nº 03 - RETIFICAÇÃO (clique aqui)

66113

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231