Aulas de Português - Diferenciação morfológica

3. Diferenciação morfológica:

Algumas palavras podem apresentar classes diferentes em função do contexto. Seguem, abaixo, algumas palavras e suas características para diferenciação.

A (artigo definido, antes de um substantivo, concordando com ele, exemplo: A saudade dói / pronome demonstrativo, antes do pronome relativo QUE ou da preposição DE, sendo substituível por AQUELA, exemplo: Esta é a casa a que estimo. - Comprei uma boa roupa, mas a de Maria é melhor. / Antes do pronome relativo QUE o A também pode ser preposição, mas não será substituível por AQUELA. / pronome pessoal oblíquo, junto a um verbo e corresponde a ela, exemplo: Amo-a / preposição essencial, pode ser trocado por outra preposição como forma de teste e não equivale a o no masculino, exemplo: Embarcação a remo - Estou a vender / substantivo comum, quando representa a letra do alfabeto, exemplo: Este a é pequenininho. / numeral ordinal, quando corresponde a primeiro em uma enumeração, exemplo: Capítulo a.);

(advérbio de lugar, quando quer dizer nesse lugar, exemplo: Deixa o livro aí. / advérbio de tempo, quando quer dizer nessa ocasião, exemplo: Chegou a noiva; aí lhe atiraram flores. / palavra ou partícula de realce, exemplo: Aí pelas 11 horas vieram as crianças.);

Algo (advérbio de intensidade, quando quer dizer um tanto, exemplo: Ela é algo modesta. / pronome indefinido, quando quer dizer alguma coisa, exemplo: Ela sabia algo dessa menina.);

Atrás (advérbio de lugar, exemplo: Nós caminhamos atrás. / palavra expletiva, exemplo: Há anos atrás as coisas não eram assim.);

Bastante (adjetivo, exemplo: Isso era bastante. / pronome adjetivo indefinido, exemplo: Comprei bastantes roupas. / advérbio de intensidade (invariável), exemplo: Eram bastante ricos.);

Bem (advérbio de intensidade, quando corresponde a muito, exemplo: Joana é bem inteligente. / advérbio de modo, exemplo: Esmeralda fala bem. / substantivo comum, exemplo: Meu bem está longe. / interjeição, exemplo: Bem! Ainda assim estou certa.);

Certo (adjetivo quando determinando um substantivo e com significado de verdadeiro - exemplo: É um homem certo. / pronome adjetivo indefinido antes de um substantivo, concordando com ele - exemplo: Vi certo livro. / advérbio de afirmação quando quer dizer certamente - exemplo: Certo, não queres brincar.);

Como (advérbio interrogativo de modo em perguntas diretas e indiretas - exemplo: Como estás, menina?, Não sei como consegui este resultado. / advérbio de intensidade quando se pode mudar para quanto ou quão - exemplo: Como brilham teus cabelos. / conjunção subordinativa comparativa quando vindo no segundo termo de uma comparação - exemplo: Era tão vermelho como sangue. / conjunção subordinativa conformativa equivalente a conforme - exemplo: Era trabalhador, como disse o patrão / conjunção subordinativa causal - exemplo: Como tivesse chovido muito, a terra estava molhada. / advérbio interrogativo de quantidade quando no início de uma frase interrogativa, precedido de preposição - exemplo: A como vende o chá? / substantivo próprio quando significando divindade mitológica ou nome de lugar - exemplo: Como presidia às festas noturnas. Como é a terra natal de meus ancestrais. / verbo comer - exemplo: Como muito bem / preposição acidental quando quer dizer na qualidade de - exemplo: Como deputado tenho direito de falar / palavra explicativa - exemplo: O estabelecimento vende muitos objetos, como: portas, janelas, piso.

Diferente (adjetivo - exemplo: São de cores diferentes. / pronome adjetivo indefinido - exemplo: Diferentes cores ele tem.

Certo, vários e diversos, modificando substantivo, têm as mesmas classificações, conforme venham antes ou depois do substantivo a que se referem.

E (conjunção coordenativa aditiva - exemplo: Ele e ela chegaram. / conjunção coordenativa adversativa quando equivale a mas - exemplo: Fala, e não faz. / numeral ordinal quando corresponde a quinto em uma enumeração - exemplo: capítulo e.

Logo (advérbio de tempo equivalente a imediatamente ou daqui a pouco - exemplo: Vou logo. / conjunção coordenativa conclusiva quando quer dizer portanto - exemplo: Ela estuda muito, logo aprende.

Mais (pronome adjetivo indefinido antes de substantivo - exemplo: Vendi mais livros / pronome substantivo indefinido quando quer dizer mais coisa - exemplo: É pouco, quero mais. / palavra de adição que pode ser mudada para e - exemplo: João mais Maria brincam juntos. / advérbio de intensidade quando modifica adjetivo, verbo ou outro advérbio - exemplo: Ele estava mais alto. Parecia mais recordar do que aprender. / advérbio de tempo - exemplo: Saudades que os anos não trazem mais. / substantivo comum quando vem com artigo determinando-o - exemplo: Os mais não vieram.

Meio (advérbio de intensidade equivalente a um pouco - exemplo: Ela está meio triste hoje. / numeral fracionário significando metade de uma divisão - exemplo: Comprei meio cento de laranjas. / substantivo comum - exemplo: Estamos buscando outro meio de resolver o problema.

Melhor (advérbio de modo no grau comparativo de superioridade querendo dizer mais bem - exemplo: Este rapaz canta melhor. / adjetivo no grau comparativo de superioridade querendo dizer mais bom - exemplo: O vinho é melhor que a uva. / substantivo comum - exemplo: O melhor do negócio é o segredo.

Menos (pronome adjetivo indefinido acompanhando um substantivo - exemplo: Tenho menos revistas. / pronome substantivo indefinido quando quer dizer menos coisa - exemplo: Tenho menos do que ele. / advérbio de intensidade junto a um verbo ou a um adjetivo, modificando-o - exemplo: Passeia menos e sê menos gastador. / preposição acidental quando quer dizer exceto - exemplo: Todos brincam menos ela.

Mesmo (pronome adjetivo demonstrativo quando designa identidade, equivale a em pessoa, próprio - exemplo: Estivemos na mesma casa. Era Cristo a mesma inocência. / substantivo comum precedido de artigo definido, quer dizer a mesma coisa - exemplo: Façam o mesmo que eu fiz. / palavra de inclusão quando vale até - exemplo: Mesmo o pai caiu neste erro. / advérbio de afirmação equivalendo a realmente - exemplo: Canta mesmo como um passarinho. / palavra de concessão correspondente a ainda que - exemplo: Mesmo doente sairei.

Muito (pronome adjetivo indefinido que acompanha um substantivo concordando com ele - exemplo: Muito trabalho me cansa. / pronome substantivo indefinido quando quer dizer muita coisa - exemplo: Muito se faz nesta casa. / advérbio de intensidade quando modifica verbo, adjetivo ou advérbio - exemplo: Ele é muito inteligente.

Na (contração da preposição em com o artigo a - exemplo: na rua da amargura. / contração da preposição em com o pronome demonstrativo a - exemplo: Estou em minha casa e você na que ele vendeu. / pronome pessoal oblíquo a depois de verbo terminado em vogal ou ditongo nasal - exemplo: Viram-na todos.

O (artigo definido quando vem antes de substantivo, determinando-o - exemplo: O homem e o cantar. / pronome demonstrativo antes do pronome relativo que, da preposição de ou junto a um verbo, sendo substituível por aquele/aquilo/isso - exemplo: Ela era bonita e sabia que o era. O que eu disse. / pronome pessoal oblíquo quando vem junto a um verbo e corresponde a ele - exemplo: O patrão estima-o. / substantivo comum quando representa a letra do alfabeto - exemplo: Este o está torto.

Pior (advérbio de modo no grau comparativo de superioridade querendo dizer mais mal - exemplo: Este autor escreve pior do que eu. / adjetivo no grau comparativo de superioridade querendo dizer mais mau - exemplo: Antônio é pior que Paulo.

Pois (conjunção subordinativa causal relacionada a uma oração principal - exemplo: Não vi nada, pois estava dormindo. / conjunção coordenativa explicativa, quando pensamento em seqüência justificativa, anteposta ao verbo da oração que participa - exemplo: Cedo se arrependerá, pois é o que acontece aos desavisados. / conjunção coordenativa conclusiva posposta ao verbo e equivalente a portanto - exemplo: mande os livros, pois, pelo portador. / palavra de situação quando traduz um sentimento - exemplo: Pois vá saindo daqui logo! / palavra de realce seguida de sim ou não - exemplo: Pois sim que você vai sair.

Porque (conjunção subordinativa causal relacionando causa da oração principal - exemplo: Não veio porque não quis. / conjunção coordenativa explicativa, quando a segunda frase explica a razão de ser da primeira - exemplo: Isso não é razão, porque , afinal de contas, os negócios têm ido bem. / conjunção subordinativa final equivalente a para que - exemplo: Não veio porque lhe acontecesse alguma desgraça. / advérbio interrogativo de causa em perguntas diretas e indiretas - exemplo: Por que vieste tarde?, Perguntei-te por que não falaste nada. No fim de frase ou de período interrogativo, escreve-se por quê. Preposição por e pronome relativo que, quando substitui-se o pronome relativo por o qual (a/s) - exemplo: Não conheço o caminho por que devo passar (= caminho pelo qual...) / substantivo comum - exemplo: Ele deve me dizer o porquê de tanta confusão.

Pouco (pronome adjetivo indefinido quando acompanha um substantivo - exemplo: Ele teve pouco trabalho hoje. / pronome substantivo indefinido quando significa pouca coisa - exemplo: Pouco não quero. / advérbio de intensidade - exemplo: Ele sempre fala pouco. Ele é pouco inteligente.

Próprio (adjetivo significando peculiar, privativo, adequado, digno - exemplo: Essa atitude não é própria de alguém de sua importância. / pronome adjetivo possessivo - exemplo: Moro em casa própria. / pronome adjetivo demonstrativo equivalente a mesmo (a/s) - exemplo: Ele cortou a si próprio com a faca. / substantivo comum - exemplo: O senhor é o próprio?

Se (pronome pessoal oblíquo reflexivo referente ao sujeito do verbo, equivalente a si mesmo, a si próprio - exemplo: O menino feriu-se. / Também pode ter valor de reciprocidade, se puder ser substituído por a sim mesmos (as) a si próprios (as) - Eles cortaram-se. / pronome apassivador quando a ação recai sobre o sujeito paciente na voz passiva sintética - exemplo: Rasgou-se a carta (= A carta foi rasgada). / conjunção subordinativa integrante responsável por introduzir orações substantivas que completam sintaticamente a oração principal - exemplo: Não sei se choverá. / conjunção subordinativa condicional equivalente a caso - exemplo: Se saíres agora, verás onde ele está. / palavra de realce que pode ser retirada da frase sem prejuízo - exemplo: Foram-se embora os convidados.);

Segundo (numeral ordinal, exemplo: Fevereiro é o segundo mês do ano. / substantivo comum, indica fração de hora (tempo), exemplo: Gastou um segundo para resolver a questão. / conjunção subordinativa conformativa, equivale a conforme, exemplo: Segundo fui informado, ele não virá);

Todo (pronome adjetivo indefinido, quando se pode mudar para cada, qualquer, exemplo: Todo homem deve trabalhar. / adjetivo, equivalente a inteiro, exemplo: O campo todo queimou-se. / substantivo comum, exemplo: O todo é maior do que qualquer parte. / advérbio de modo, quando quer dizer completamente, exemplo: Ele estava todo zangado.).

Política de Privacidade 2000-2014 PCI Concursos Telefone (11) 2122-4231